{' '} {' '}
Limited time offer
SAVE % on your upgrade.

Page 1

LIXO ZERO na FEA-RP um guia prรกtico


EXPEDIENTE Universidade de São Paulo – USP Reitor: Prof. Dr. Vahan Agopyan Vice-Reitor: Prof. Dr. Antônio Carlos Hernandes Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade – FEA-RP Diretor: Prof. Dr. André Lucirton Costa Vice-Diretor: Prof. Dr. Fábio Augusto Reis Gomes Comissão USP Recicla da FEA-RP Prof. Dr. Tabajara Pimenta Junior Profa. Dra. Adriana Cristina Ferreira Caldana Denise Alessandra Defina Sandro Roberto Alarcon de Morais Danielli Milan Monti Marco Aurélio Martins Gelfuso Gabriel Romero de La Cruz Design & Publicação Assessoria de Comunicação da FEA-RP


GUIA LIXO ZERO NA FEA-RP: UM GUIA PRÁTICO Lixo Zero é um conceito que se refere ao melhor e maior aproveitamento, além da adequada destinação dos resíduos recicláveis e orgânicos. A aplicação regular das recomendações deste guia prático visa alcançar uma meta ética, econômica e eficiente no que tange a postura das pessoas de nossa Unidade para incentivar os ciclos naturais sustentáveis, com o uso de materiais que permitam sua recuperação e uso pós-consumo, evitando ao máximo a geração de lixo não reaproveitável e poluente. “O assunto do lixo é absolutamente urgente e fica cada vez mais claro o papel do Brasil. O recente estudo Solucionar a Poluição Plástica: Transparência e Responsabilização, promovido pela World Wide Fund for Nature (WWF), coloca o Brasil como o quarto país no mundo que mais produz lixo plástico. Geramos 11,3 milhões de toneladas desse resíduo por ano e apenas 1,28% dele é oficialmente reciclado. Só estamos atrás dos Estados Unidos (1º lugar), da China (2º) e da Índia (3º). E nosso problema vai muito além do plástico. Cada brasileiro gera em média 1 quilo de lixo por dia, ou seja, 365 quilos por ano, segundo o Panorama dos Resíduos Sólidos no Brasil 2017, da Associação Brasileira de Empresas de Limpeza Pública e Resíduos Especiais (Abrelpe). Isso resulta, só na cidade de São Paulo, em 18 mil toneladas diárias de resíduos que custam aos cofres públicos mais de 1,5 bilhões anuais para coleta, transporte e serviços de limpeza urbana – recursos que poderiam ser direcionados a outras finalidades como saneamento básico e educação. Mais grave ainda: somente 3% dos resíduos encaminhados para reciclagem é de fato aproveitado. Riqueza sendo enterrada indevidamente, aterros sanitários saturados, empresas em desacordo com a Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS) – sancionada em 2010 -, população desinformada sem capacidade para pressionar por mudanças. São 80 milhões de toneladas de resíduos sólidos por ano no nosso país, o que seria suficiente para encher 200 estádios de futebol. É hora de buscar a responsabilidade compartilhada pregada na PNRS, atuando junto aos diversos setores econômicos, engajando a sociedade civil e o poder público.”

Trecho da entrevista dada por Luciana Annunziata, uma das fundadoras da Casa Causa, coordenadora da Semana do Lixo Zero em São Paulo, para o Grupo de Institutos Fundações e Empresas – GIFE, em 26/08/19. Disponível em: https://gife.org.br/semana-lixo-zero-2019-acontece-em-outubro/


GUIA LIXO ZERO NA FEA-RP: UM GUIA PRÁTICO Este Guia Prático visa adequar os procedimentos adotados no dia-a-dia de nossa Unidade, bem como aqueles adotados na realização de reuniões e eventos em geral, às leis e normas vigentes, a saber: Política Nacional de Resíduos Sólidos (Lei no. 12305/2010) Política ambiental da USP (Resolução no. 7465/2018) Diretrizes do Programa USP Recicla Diretrizes das Comissões de Resíduos e Sustentabilidade Diretrizes da Superintendência de Gestão Ambiental Diretrizes da Coordenadoria de Administração Geral da USP (Circular 028/2015) Programa agenda Ambiental na Administração Pública Agendas de Desenvolvimento Sustentável da Organização das Nações Unidas


Para produzir o mínimo possível de lixo, tome atitudes orientadas pelos

8 Rs do consumo sustentável:

REDUZIR

REPLICAR

REUTILIZAR

REPENSAR

RECICLAR

RESPEITAR

RESPONSABILIZAR-SE

RECUSAR

Reduzir o uso e o desperdícios de recursos naturais; Reduzir o uso de produtos poluentes.

Reutilizar itens que seriam decartados no lixo; Reutilizar produtos que possam ser reparados.

Reciclar tudo que for possível; Reciclar o máximo possível.

Responsabilizar-se por suas ações de consumo; Responsabilizar-se por suas atitudes.

Replicar essa ideia; Replicar essa postura.

Repensar os hábitos de consumo; Repensar suas necessidades de consumo.

Respeitar o meio ambiente; Respeitar a legislação vigente.

Produtos que prejudiquem o meio ambiente; Atitudes que prejudiquem o meio ambiente.


Nos eventos realizados em nossa unidade e mesmo no dia-a-dia procure seguir as seguintes orientações:

Não use copos, talheres, pratinhos, mexedores, canudos ou recipientes descartáveis.

Prefira alimentos frescos e não industrializados e recipientes reutilizáveis.


De forma mais detalhada, as orientações são as seguintes:

Use água filtrada! Evite o consumo de água mineral engarrafada ou em copos plásticos; Use copos, canecas e xícaras de vidro ou louça! Evite usar os descartáveis;

Use colheres de metal ou mexedores de madeira para o cafezinho! Evite usar estes itens que sejam feitos de plástico e descartáveis;


Use pratos, bandejas, travessas e recipientes em geral que sejam feitos de vidro, louça, alumínio ou outro material que não seja descartável. Evite usar itens descartáveis que sejam feitos de plástico ou isopor; Se tiver que usar descartáveis, prefira pratinhos de papelão e talheres de madeira e, sempre que possível, use apenas guardanapos; Caso não seja possível evitar o uso de descartáveis, procure usar itens descartáveis biodegradáveis, que são feitos de papel, madeira, celulose, bioplástico entre outros materiais atualmente existentes; Prefira oferecer bebidas e alimentos frescos, saudáveis, não industrializados e que sejam, sempre que possível, fáceis de manipular, evitando o uso de talheres, pratos e outros itens; Não use canudinhos plásticos! Não use filme plástico para embalar alimentos! Não use sacolinhas plásticas! Não use embalagens PET!


Nos eventos realizados em nossa unidade e mesmo no dia-a-dia procure ainda seguir as seguintes orientações:

Evite usar impressos Ofereça acesso a documentos por mídias eletrônicas; Disponibilize documentos em nuvem; Use sempre meios digitais para quaisquer arquivos. Não desperdice papel Se não puder evitar impressões, faça em frente-e-verso; Sintetize ao máximo as impressões e evite as coloridas; Reaproveite papéis impressos como rascunho e para impressão no verso.


Colete os resíduos Colete corretamente pilhas, baterias e resíduos eletrônicos; Separe e colete os resíduos recicláveis nos recipientes adequados; Separe e colete o lixo comum nos recipientes adequados. Recicláveis

lixeira ou saco de lixo azul

Papel, latinhas, garrafas, plásticos; Caixinhas longa vida, isopor, alumínio; Tente retirar os resíduos organicos dos recicláveis! Lixo Comum

lixeira ou saco de lixo preto

Restos de comida, guardanapos sujos; Copos e pratos de papel com resíduos; Materiais orgânicos em geral.


Universidade de São Paulo Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade de Ribeirão Preto Av. Bandeirantes, 3900. CEP 14040-905 Ribeirão Preto, SP. Brasil. www.fearp.usp.br

Profile for Leonardo Costa Rezende

Lixo Zero na FEA-RP: Um Guia Prático  

Este Guia Prático visa adequar os procedimentos adotados no dia-a-dia de nossa Unidade, bem como aqueles adotados na realização de reuniões...

Lixo Zero na FEA-RP: Um Guia Prático  

Este Guia Prático visa adequar os procedimentos adotados no dia-a-dia de nossa Unidade, bem como aqueles adotados na realização de reuniões...

Profile for fearpusp
Advertisement