Page 1

EXPRESSO REGIONAL

2 a 8 de junho de 2013

R$ 0,70

Ano Número 398

Vereador Amaro Luiz, quer mais agilidade na concessão de licenças para obras em Macaé. Ele teme crise no setor 03

REGIÃO

Estoques de Sangue chegam ao nível crítico no Hemocentro de Campos 06

UM BANHO DE CULTURA NAS AREIAS DE RIO DAS OSTRAS FOTOS: JORGE RONALD E IMPACTO PRODUÇÕES

SUCESSO — Velozes e Furiosos 5 supera a bilheteria de “Se beber não case” nos cinemas 11

MACAÉ

População da Piracema reclama por mais atenção do 06 poder público

ARMADOS, MAS NÃO PERIGOSOS – Guarda Municipal de Casimiro experimenta armamento não-letal 06

ESPORTES

Seleção Brasileira empata e não empolga torcedor em jogo contra a Inglaterra 08

UM GRANDIOSO SUCESSO — Quem imaginava que o Rio das Ostras Jazz & Blues repetiria o sucesso das últimas edições se enganou: o evento foi ainda melhor. Da estrutura à programação, festivals superou até as mais otimistas das expectativas 04 e 05


2 BALTHAZAR Leia mais em: www.velhobalthazar.com

m”

EXPRESSO REGIONAL 2 a 8 de junho de 2013

Artigo

Arnaquinópolis 3 - A sucessão Capítulo CXCIII (193) Em nosso último e confuso capítulo, você talvez tenha lido (ou não) que nosso amado ex-príncipe Filomeno via seu sonho de voltar ao trono de Arnaquinópolis cada vez mais distante, uma vez que faltava dinheiro para alimentar o seu pequeno, porém leal exército formado pelos 24 membros excomungados da igreja da Divina Ação Salvadora (DAS). No entanto, em seu peito e em sua churrasqueira ainda ardia aquela velha chama. Enquanto isso, nosso herói, príncipe Bonitinho calças quadradas acompanhava de perto as movimentações de seus adversários, aliados (sei lá), principalmente Zé Praga, que acabara de formar uma nova dupla sertaneja com o ex-governador “Erezinho”. Veja o que aconteceu em seguida. A dupla Zé Praga e Erezinho preparava a gravação de seu primeiro LP (Loucos por prata), que prometia ser um sucesso absoluto. Para isso, milhões seriam investidos numa mega-ação de marketing envolvendo jornais, rádios e até o apoio do louco messiânico “Goiabada” que ganharia uma grana para ficar gritando o dia todo no calçadão central de Arnaquinópolis. Enquanto isso, a equipe do SSFC (Serviço Secreto de Fofoca do Calçadão) liderada pelo agente 00-Noki investigava as razões da união, seus propósitos e quanta gente estava envolvida. Dr. Bonitinho e sua equipe de aspones também estavam acompanhando de perto a movimentação. No entanto, o príncipe tinhas problemas mais sérios para se preocupar. No parlamento uma briga iniciou-se entre os parlamentares “Juquinho do Aerofório” e Pastel Fulano (membro e seguidor da tribo xiíta dos “Ivanistas Ribeirenses”). Acontece que Juquinho fez um discurso inflamado afirmando que a líder tribal dos ivanistas, “Falsanta Berreiro” não estava fazendo nada. Logo, Pastel irritou-se e fez um agressivo discurso afirmando que as palavras de Juquinho eram mentiras, que “Falsanta” era a reencarnação afrodescendente de Madre Tereza de Calcutá e que ninguém tinha o direito de falar de tão imaculada e inocente pessoa. Para piorar, Pastel acusou Juquinho de estar com saudades da Igreja da Divina Ação Salvadora (DAS). O clima esquentou. Juquinho não se intimidou com o radicalismo dos ivanistas ribeirentes e continuou criticando, para o desespero do adversário que teve que correr ao consultório de Dr. Bonitinho para tomar uma injeção de Diazepam. Nervosa, “Falsanta Berreiro” saiu ligando para as redações de todos os jornais do principado xingando todos os jornalistas, coagindo editores e, logicamente, berrando, berrando e berrando. Dr. Bonitinho também teve que acalmá-la. Porém, só conseguiu com um coquetel de Diazepam, Rivotril, Fenobarbital e Roupinal. Foi um momento muito tenso. Exasperado com tantos problemas, Dr. Bonitinho, coitado, sentiu saudades do tempo em que ele era apenas um amado médico. Não imaginava ele que, no governo, teria que cuidar de mais malucos do que no consultório...

* AVISO * “ARNAQUINÓPOLIS 2 — A SUCESSÃO” é uma novela, portanto, uma obra de ficção. Qualquer semelhança com fatos ou personagens da “vida real” não passará de mera coincidência.

Os dias são maus Efésios 5:16 - Remindo o tempo; porquanto os dias são maus.

Agora já passou dos limites Esta semana uma propaganda das cuecas Lupo, estreada por Neymar causou a maior polêmica. Na peça publicitária, o jogador aparece numa loja de cueca se exibindo para as mulheres como um manequim vivo. Porém, quando chega um homem na loja e pergunta sobre as cuecas, o craque sai “de fininho”. Agora vejam: você acredita que diversos grupos de homossexuais criaram o maior barulho afirmando que a propaganda era homofóbica? A Lupo se justificou afirmando que a peça apenas era humorística. E era! Vi e revi a propaganda várias vezes para encontrar algo de homofóbico nela. E não vi! Esta palhaçada de achar que tudo é homofobia está passando dos limites. Daqui a pouco, uma pessoa vai levar uma cantada de um homossexual e, caso diga não ao flerte, vai ser chamada de homofóbica. Gente, vamos parar com isso!

Tá quase pronto... Já está no forno o mais aguardado livro (por mim, pelo menos): “As Crônicas de Arnaquinópolis”. Este será o primeiro volume da trilogia que reconstitui, desde a infância, a história do protagonista “Filomeno, o Boneco de Olinda” e seus diversos antagonistas, como Tucanossauro Aposentásio, Dr. Bonitinho Calças Quadradas entre outros. O objetivo do autor, no caso eu mesmo, é dar vida a um personagem que, ao longo de cinco anos em que é publicada a novela, se tornou ainda maior que a própria história.

Filomeno, o (anti) herói A estrutura do texto está ficando bastante interessante. Ela não reproduz ipsis literis os capítulos da novela (218 da primeira fase e 193 da segunda) mas se inspira nela, com a história toda orbitando em torno dos personagens-chaves já conhecidos dos leitores da novela. O objetivo é traçar um retrato falado universal da política brasileira, através da trajetória de nosso (anti) herói Filomeno. Vocês vão gostar. O lançamento nacional está previsto para o fim deste ano.

Frase da semana

“ A senhora Presidente deve um pedido de desculpas formal “ Flavio Dino, presidente da Embratur,sobre as tarifas abusivas dos hotéis brasileiros

Pr. Olavo Feijó

Aconteceu...

AE

FIFA QUER BARRAR JUIZADOS EM ESTÁDIOS E OFERECE BARRACAS A Fifa tenta barrar a instalação de juizados dos torcedores dentro dos estádios que serão usados para a Copa das Confederações. A federação alegou ao Conselho Nacional de Justiça (CNJ) que não teria espaço para as audiências e poderia também prejudicar o esquema de segurança, uma vez que é necessária a presença de advogados, defensores públicos, juízes e promotores nas audiências. As exigências não foram bem recebidas pelo judiciário. Segundo os relatos, na última reunião que teve no CNJ, a entidade máxima do futebol chegou a oferecer barracas no lado de fora das instalações para atender a demanda. A proposta revoltou integrantes da Justiça envolvidos na organização, pois todas as arenas do torneio têm espaços destinados para os juizados. Nas últimas semanas, inclusive, os juízes que deverão trabalhar durante a competição haviam visitado as novas instalações. A posição da Fifa vai de encontro ao Estatuto do Torcedor, pois os juizados dentro dos estádios estão previstos em lei. Os órgãos funcionam durante as partidas para solucionar rapidamente casos de delitos de menor gravidade com aplicação de penas sem privação de liberdade, prestação de serviços comunitários ou pagamento de multas. Em ocorrências mais graves, a pessoa deixa o estádio denunciado e o processo corre nas varas comuns. Oficialmente, o conselho não dá mais detalhes sobre as exigências feitas pela Fifa. Nos bastidores, no entanto, o impasse entre a federação e o CNJ deve ser resolvido nos próximos dias.

EXPRESSO REGIONAL

Hoje, como no tempo de Paulo, vivemos cercados e pressionados pelo mal. O apóstolo, então, recomenda: “Os dias em que vivemos são maus, por isso aproveitem bem todas as oportunidades que vocês têm.” (Efésios 5:16). Desde a queda do primeiro casal, os dias têm sido contaminados pela maldade. É até uma ousadia, quando afirmamos que algum determinado século foi pior ou melhor. Biblicamente, o que podemos dizer é que, nas vésperas do juízo final, “a maldade se multiplicará”. Só que a data dos últimos dias o Senhor não nos revelou: mesmo quando os apóstolos perguntaram a Jesus. Em todo este contexto, ao invés de discutir quantitativamente o nível da maldade do mundo, Paulo resolveu nos dar uma orientação prática e espiritualmente construtiva. Que atitude devemos ter, quando nos vemos cercados pelos “dias maus”? A resposta do apóstolo: “aproveitem bem todas as oportunidades que vocês tem”. Nosso desafio é “vencer o mal com o bem”. Nosso privilégio é nos dedicar à obra do Senhor, vendo os campos “que estão prontos para a ceifa”. Por isso, “hoje, se ouvirdes a voz do Senhor, não endureçais o coração”. Os dias são maus, mas “hoje é o dia aceitável” para fazer as obras do Reino.

TUNÍSIA: ATIVISTAS SÃO DETIDAS NA 1ª AÇÃO DE TOPLESS NO MUNDO ÁRATrês ativistas do grupo feminista Femen foram detidas em Túnis nesta quarta-feira, na primeira ação topless nos países árabes, para exigir a libertação de uma tunisiana e denunciar a condição das mulheres no país. Diante de uma multidão de jornalistas reunidos diante do Palácio de Justiça, as três jovens - duas francesas e uma alemã protestaram aos gritos de “libertem Amina”, a ativista tunisiana que está detida à espera de julgamento na quinta-feira em Kairuan por posse ilegal de um spray de autodefesa, um crime que pode ser punido com seis meses de prisão. “Uma investigação foi aberta e as três serão detidas e levadas à justiça”, declarou à AFP o porta-voz do ministério da Justiça, Adel Riahi, sem especificar as acusações. Na Tunísia, os atentados ao pudor podem ser punidos com seis meses de prisão. A ação do Femen irritou advogados e pedestres no local. Eles agrediram os jornalistas presentes e alguns repórteres foram detidos. EFE

ENCONTRADO NA ITÁLIA MANUSCRITO DA TORÁ MAIS ANTIGO DO MUNDO

A Universidade de Bolonha (Itália) encontrou o que pode ser o manuscrito da Torá mais antigo do mundo, segundo um professor italiano que afirma que o texto sagrado foi escrito no século XII. O valioso pergaminho de pele de cordeiro foi catalogado de modo equivocado por um arquivista da biblioteca universitária em 1889, que acreditou que pertencia ao século XVII. Mas o professor de estudos hebraicos Mauro Perani constatou que o texto era anterior às normas de escrita da Torá adotadas no século XII. “Imediatamente, percebi que era muito mais antigo”, disse. O professor explicou que o texto contém letras e sinais proibidos pelo erudito e filósofo judeu Moisés Maimônides no século XII. “Este pergaminho é muito raro porque quando os manuscritos estragam, perdem sua santidade e não podem ser mais utilizados. Então, são enterrados”, explicou Perani. “Seu estado de conservação é excelente”, completou. “Os nazistas na Europa central e os fascistas na Itália destruíram dezenas de milhares de rolos. Aconteceu uma incrível destruição no século XX”, disse.

Expresso Regional Editora e Revista Ltda. CNPJ: 07.338.963/0001-49. Campos: Avenida Gilberto Cardoso, 299, Turfe Clube Macaé: Avenida Rui Barbosa, 1.043, Edifício Heitor Diniz, sala 505, Centro — Macaé-RJ. Cep: 27915-011 Telefone: (22) 2772-2753. e-mail: expressonf@yahoo.com.br; Circulação: Campos, Macaé, Carapebus, Rio das Ostras, Quissamã, Conceição de Macabu e Casimiro de Abreu

Diretor Administrativo: Joel Martins Filho Editor: André Luiz do Amaral Cabral (Registro Profissional: JP MTB 28.656/RJ) Colaboradores: Luiz Flávio Gomes, Anthony Garotinho, Balthazar Schneider Impressão: Jornal do Commercio Tiragem: 15.000 exemplares

Acesse: www.jornalexpressoregional.com.br


Convocados mais 200 professores

Público do Jazz doa livros

A rede municipal de Macaé vai ganhar o reforço de mais 200 professores. O Prefeito de Macaé, Dr. Aluízio, convocou nesta quarta-feira (22) 211 candidatos aprovados no Concurso Público do Magistério realizado em 2011 (edital 001/2011). A convocação visa suprir a falta de professores nas salas de aula do município e melhorar a qualidade de ensino.

O público do Rio das Ostras Jazz & Blues Festival atendeu ao chamado da Prefeitura e já doou mais de 1 mil livros, batendo a meta prevista. Até o início da noite desta sábado, 1 de junho, já foram 1082 títulos arrecadados no estande temático ao lado da entrada da Cidade do Jazz, em Costazul. O prefeito Sabino também contribuiu, trazendo livros para doação.

3

EXPRESSO REGIONAL 2 a 8 de junho de 2013

MACAÉ NÃO PODE PARAR Amaro Luiz busca mais agilidade na liberação de licenças para obras

O

mercado imobiliário em Macaé vive um momento apreensivo na cidade. Mesmo com um crescimento no saldo empregatício, o cenário é de pouco desenvolvimento para a construção civil. Por este motivo, o vereador Amaro Luis (PSL) esteve reunido com empresários do setor para tentar encontrar um meio de aquecer os negócios e também a geração de emprego, já que a construção civil é o quinto setor que mais emprega em Macaé. “Vou marcar uma reunião com o prefeito Dr. Aluízio e secretários para que meios de incentivar a construção civil possam ser realizados e a economia da cidade de Macaé possa continuar se desenvolvendo”, afirmou o vereador Amaro Luiz. Segundo parlamentar, um dos motivos para a desaceleração do setor em Macaé é a falta de agilidade para o licenciamento e liberação de novas por parte da Prefeitura. “Esta demora está fazendo grandes obras ficarem paradas. Isso faz as empreiteiras dispensarem trabalhadores o que acaba gerando um efeito dominó, prejudicando diversos setores da economia”, frisa o vereador. A preocupação, mesmo com bons números em Macaé, tem motivo: uma possível bolha imobiliária. Com muitos empreendimentos com a pré-venda lançada, porém sem a capacidade de cumprir os prazos de entrega (devido a demora para a liberação de certidões e habite-se), o setor pode entrar em crise. Segundo a Sondagem Indústria da Construção divulgada pela Confederação Nacional da

ANDRÉ CABRAL

Divulgado resultado do Bolsa-estágio

Segundo Amaro, o atraso para a liberação de licenças e habite-se pode prejudicar todo o setor da construção civil

Indústria (CNI) na semana passada mostra que a atividade do setor apresentou piora no mês de abril, com 45,5 pontos, média das indústrias de pequeno, médio e grande porte. Em março, esse número foi de 48,9 pontos. Vale lembrar que os indicadores variam de zero a 100. Valores abaixo de 50 indicam queda da atividade ou atividade abaixo do usual. Segundo a CNI, as grandes empresas do segmento foram as responsáveis pelo mau resul-

Piracema precisa de atenção em Macaé

Moradores do bairro reclamam falta de pavimentação em Rua

Macaé, além dos graves problemas que atormentam a população, como a falta de saneamento básico e água encanada em boa parte da cidade, agora, a falta de asfalto em algumas ruas é o problema que vive famílias, mais carentes. Em tempos chuvosos, moradores do Bairro Piracema padecem com ruas sem pavimentação. Há lamas e barro em várias partes do local. Na Rua 3, a situação está pior que nas outras ruas. O pedreiro Marcelino Santos contou a equipe do Expresso Regional que a lama é tanta, que os próprios moradores fecham a rua como medida preventiva para não atolar os carros. “A situação está precária. Temos muitas famílias morando nesta rua, que nos oferece a melhor

saída”, disse o trabalhador que mora há nove anos em Piracema. Há muitos comércios nas adjacências. Os trabalhadores se arriscam ao atravessar a Rua 3 para chegar ao centro. O pedreiro disse ainda que o local está muito perigoso com as chuvas. Ainda mais que os pedestres que moram ali, se arriscam e atravessam correndo o risco de cair e fraturar um membro. A rua lembra zona rural. Mas há outras ruas que podem ser contornadas para entrar no bairro. Mas, na 3, o acesso é mais viável para os moradores. Essa foi uma das promessas durante a campanha de Dr. Aluízio. No entanto, moradores de Piracema aguardam uma solução imediata. A rua não é muito grande. Mas, chama atenção em alguns trechos mais decadentes. A foto ilustra um dos moradores atravessando o local. Veja FRANCINE MARCELLA

Barro e lama ainda são duras realidades do bairro

tado. Considerando apenas as maiores empresas, o índice de evolução do nível de atividade foi ainda menor: 44,9 pontos. Já o nível de atividade em relação ao usual para o mês de abril, por sua vez, registrou 43,7 pontos, menor índice da série histórica iniciada em dezembro de 2009. A Utilização da Capacidade de Operação (UCO) caiu de 70%, em março, para 66%, em abril. A CNI aponta que esse é o pior resultado desde janeiro de 2012

e que a redução foi mais intensa entre as grandes empresas - que passaram de 73% em março para 67% no mês passado. A construção civil, que foi nos últimos anos um dos setores mais responsáveis pela redução da taxa de desemprego, dispensou 104 mil trabalhadores em abril na comparação com o mês mesmo de 2012 e "surpreendeu" pelo resultado negativo durante o ano em toda a região sudeste. Entre janeiro e abril, o nú-

mero de vagas encolheu 3,2% na comparação com o mesmo período do ano passado. Nos quatro primeiros meses de 2012, o setor tinha apresentado alta de 6,5% na mesma base de comparação. Diante deste cenário, os empresários macaenses já querem garantir que essa queda geral na construção civil não alcance Macaé e possa atingir o número de empregos no setor. (Douglas Chaves)

A Prefeitura de Macaé divulgou nesta quarta-feira (22) o resultado final do Programa de Estágio Remunerado da Administração Municipal. O processo seletivo incluiu provas de acesso para os estudantes que cursam o Ensino Técnico e Universitário de todas as áreas. O objetivo é dar transparência ao processo seletivo, obedecendo os princípios da legalidade, além de atender as pessoas que realmente necessitam do estágio e contemplar os alunos que mais se destacam. As vagas são destinadas ao cadastro de reserva do município e os aprovados poderão ser convocados de acordo com as necessidades da administração pública, considerando-se os percentuais destinados aos candidatos portadores de deficiência. A carga horária semanal será de 20 horas: quatro horas diárias compatíveis ao horário escolar dos estagiários. Estagiários de Medicina e Odontologia vão receber dois salários mínimos. Para as outras áreas de nível universitário, o valor é de um salário e meio e, para os cargos técnicos, o valor será de um salário mínimo. As provas foram realizadas no dia 5 deste mês, com 50 questões objetivas: 20 questões de Português, 20 questões de Matemática e dez questões de conhecimentos gerais. Cada questão valia dois pontos.

IMPRENSA (AINDA) LIVRE Dia 7 é o Dia da Liberdade de Imprensa. Mas a opinião é realmente livre? O Dia Nacional da Liberdade de Imprensa é comemorado no dia sete de junho. A Liberdade de Imprensa é o direito dos profissionais da mídia de fazer circular livremente as informações. É um pressuposto para a democracia. O contrário dela é a censura, própria dos governos ditatoriais, mas que, às vezes, acaba ressurgindo, mesmo nos governos ditos democráticos. No Brasil, a nível nacional, a reputação não está muito boa. Segundo um levantamento da organização Repórteres sem Fronteiras, que tem sede em Paris, na França, o Brasil não vai bem no ranking da liberdade de imprensa internacional. De acordo com a publicação, Brasil passou da 99ª posição em 2012 para a 108ª posição da lista, que é composta por 179 países. Na lista do ano passado, o país já havia caído 41 posições em relação a 2011. Segundo o relatório divulgado junto com a lista, os jornalistas têm dificuldade em atuar no país. "Fortemente dependente de autoridades políticas no nível estadual, a mídia regional está exposta a ataques, violência física contra seus profissionais e censura provocada por ordens judiciais, que também atingem a blogosfera", diz o texto do relatório sobre o Brasil. Na América Latina e no Caribe, Jamaica aparece na melhor posição, no 13º lugar (avanço de três posições), e a Costa Rica, em 18º lugar, subiu uma posição. Entre os sul-americanos, o país com a melhor colocação foi o Uruguai, que ocupa o 27º lugar. O Brasil ficou atrás ainda do Suriname (31º), dos Estados Uni-

AMARILDO CHARGES

A liberdade de imprensa é uma responsabilidade não só dos jornalistas, mas de toda a sociedade dos (32º), de El Salvador (38º), de Trinidad e Tobago (44º), Haiti (49º), da Argentina (54º), do Chile (60º), da Nicarágua (78º), da República Dominicana (80º), do Paraguai (90º), da Guatemala (95º) e do Peru (105º). Ficou à frente da Bolívia (109º), da Venezuela (117º) e do Equador (119º). Em um período onde a internet difunde as notícias com facilidade a imprensa tem perdido o prestígio de veículo formador de opinião para pessoas comuns, que com acesso a internet pode gerar um conteúdo específico ou até exclusivo. Por este motivo, alguns casos que ferem a

liberdade de imprensa são verificados em todos os níveis do jornalismo. Durante o período da ditadura instaurada no país nas décadas de 60, 70 e 80, a voz da imprensa brasileira era abafada pelo autoritarismo militar. Pensando trazer a tona crimes praticados pelos articuladores do regime militar durante a ditadura, foi instaurada a Comissão da Verdade em nível federal, para revelar documentos históricos que podem trazer informações relevantes a esse período histórico. Em Macaé foi aprovado o Projeto de Lei de autoria do

vereador Luciano Diniz sobre a criação da Comissão Municipal da Verdade de Macaé, que irá para a sanção do Prefeito Aluízio Júnior. O projeto de Lei que visa instituir no município a Comissão Municipal da Verdade tem por finalidade acompanhar e subsidiar a Comissão Nacional instituída pelo Governo Federal e também a Comissão Estadual. A Comissão foi criada em uma parceria dos poderes executivo, legislativo, da 15ª subseção da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) de Macaé e da Associação dos Ferroviários de Macaé. (Douglas Chaves)


26 de maio a 1º de junho de 2013

2A8d

EXPRESSO REGIONAL

A SEMANA EM QUE A REGIÃ

Festival de Jazz & Blues supera expectativas em recorde de público nos cinco

A

prefeitura de Rio das Ostras (RJ) mais uma vez surpreendeu os amantes da boa música. Léo Gadelman, Arthur Maia, Charlie Hunter, BYU Synthesis, Christian Scott, Victor Wooten, além das belas canções do “mago da fender”, relembradas através de tributo, foram algumas seletas atrações que abrilhantaram a 11ª edição do “Rio das Ostras Jazz & Blues Festival”. A cidade já está consolidada no circuito internacional de cultura pela qualidade deste espetáculo, já apontado como um dos maiores festivais do gênero no mundo. Além disso, o evento tem importância por fomentar a economia e o turismo local. Um dos shows de maior repercussão foi do multinstrumentista, Diego Figueiredo. A “estrela em ascensão”, considerado um dos maiores talentos da guitarra mundial, já se apresentou em mais de cinquenta países e mostrou seu talento em Rio das Ostras, na noite de quinta-feira (31). O estilo original do renomado artista, lendário e ícone do jazz, embalaram o público com repertórios que destacaram a música popular brasileira, principalmente, ao tocar a canção “Carinhoso”, de Pixinguinha. Lá se vão onze anos de boa música na “capital do Jazz & Blues” em um dos espaços mais democráticos do Brasil. Muitos grupos de jovens estavam lá, à vontade, acomodados até no chão. O professor Bruno Horta nunca perdeu uma só edição do

evento. “Há onze anos eu participo do Jazz & Blues. Sem dúvidas é o maior evento da região, o melhor do Brasil e um dos melhores do mundo. Mas, vale ressaltar que a prefeitura tem investido cada vez melhor em infraestrutura e na seletiva de artistas. Aqui, temos a oportunidade de assistir grandes nomes do Jazz gratuitamente”, disse. Este ano a Prefeitura inovou a infraestrutura do evento. Foram quatro palcos distribuídos em diferentes pontos da cidade somando mais de 20 horas de shows. O cenário da Costazul lembrava Nova Orleans. Além disso, um piso sintético (desmontável), feito de material reciclável foi acoplado ao chão oferecendo mais conforto aos amantes do jazz & blues. Um estande foi reservado somente para a doação de livros. O objetivo é doar os exemplares a bibliotecas e escolas públicas. A jornalista Herika Pacheco veio prestigiar o evento de Niterói, com a família, o esposo, André Gomes e o filho de um ano. “A cidade do Jazz nunca teve uma infraestrutura tão bonita e eficiente. Gostamos muito do piso colocado nesta edição. Como trouxe o carrinho do bebé, este piso facilitou muito o acesso. É um evento muito familiar. Já viemos em outras edições, mas nesta, achamos os restaurantes um pouco mais caro”, comentou. O prefeito Sabino, relatou a importância em investir na economia da cidade. “A realização do Festival contribui para con-

solidar Rio das Ostras como um destino turístico. A cada ano, segundo pesquisas, o município vem recebendo mais visitantes especialmente para o festival. Em 2011, recebemos 20 mil pessoas por dia durante o evento e em 2012, esse número subiu para 25 mil pessoas por dia. A ocupação hoteleira da cidade chega a 100% e hotéis de toda a região também se beneficiam. O Festival é notícia nos principais veículos de imprensa do país e na mídia especializada internacional, projetando Rio das Ostras no Brasil e exterior”, destacou. Pela primeira vez no evento, os cariocas Gabriel Bernardo e Fred Hartije, prestigiaram o festival. “Sou um dos amantes do jazz & blues. Já ouvi falar muito neste evento, mas só agora tive a oportunidade de vir do Rio exclusivamente para curtir o jazz. Me supreendi com a excelente estrutura. Além disso, tive a oportunidade de conhecer melhor o cenário de belezas naturais de Rio das Ostras”, disse Hartije, afirmando ainda que não perderá outras edições do evento. Os comerciantes comemoram as vendas durante o festival. Os bares, restaurantes e pousadas ficaram lotados durante os quatro dias de evento. Os trabalhadores da renda alternativa também venderam mais que o esperado. Só no sábado, mais de mil camisas customizadas do jazz haviam sido vendidas. E o melhor: parte dessa venda será revertida para projetos da Fundação Rio das Ostras de Cultura. (Francine Marcella)

Krystal Peterson e Victor Wooten emocionaram o público da Cidade do Jazz IMPACTO PRODUTORS

ESTEVÃO MACHADO

Trinta e cinco mil pessoas lotaram a cidade do Jazz

Público recorde de 35 mil pessoas superlotou a Cidade do Jazz

O advogado Atreu Boena e seu grupo de amigas cariocas vieram do Rio de Janeiro ESTEVÃO MACHADO

Fred, Keline, Gabriel e Erline também vieram de fora para curtir o evento

A última noite do Rio das Ostras Jazz & Blues Festival foi inesquecível para as mais de 35 mil pessoas que lotaram a Cidade do Jazz, neste sábado, 1º de junho. Apresentações arrebatadoras. Instrumentistas de primeira. Final de show: público eufórico, sorrisos pra todos os lados. Alegria compartilhada. Após uma apresentação devastadora do showman, o guitarrista Lucky Peterson, a Cidade do Jazz apaga as luzes para esta edição, que com certeza deixará saudades. Amanhã, dia 2, os fãs de jazz e blues terão a última chance desta edição de curtir Fernando Vidal Trio, às 11h15, na Praça São Pedro, Scott Handerson Trio, às 14h15, na Lagoa da Iriry e Vernon Reid & Masque, com Maya Azucena, no palco da Tartaruga, a partir de 17h15. SHOWS – Quem curtiu os shows usou as redes sociais para compartilhar as emoções, que poderiam ser resumidas

na frase de uma espectadora transmitida no telão: “quando você acha que já viu um show incrível, espera que vem mais. Isso é #riodasostrasjazzeblues”. E foi assim, desde a primeira apresentação. Will Calhoun Ensemble subiu ao palco, com a participação do saxofonista Donald Harrisson, para enfeitiçar o público. Exintegrante do Living Colour, Calhoun mostrou todo o seu talento para delírio da plateia. Show incrível. Mas não ficou só nisso. O Scott Henderson Trio apresentou seu repertório com som pesado e melódico, agitando o público. O power trio liderado pelo guitarrista veterano, sacudiu as estruturas da Cidade do Jazz. Show espantoso. E a noite seguiu com mais emoções. As credencias dizem muito sobre o baixista Victor Wooten: vencedor de cinco Grammys e três vezes eleito melhor baixista do mundo pela revista bass player. No palco, o

músico apresentou todo o seu talento ao lado de Steve Bailey (baixo), Anthony Welington (baixo), Dave Welsch (teclado e trompete), Derrico Watson (bateria) e a cantora Krystal Peterson, que com sua beleza e voz encantou a plateia com uma homenagem a Michael Jackson. Apresentação fantástica. Arrebatadora. Para fechar a noite, ainda faltava o último grande show. Faltava ainda Lucky Peterson. O guitarrista, organista e cantor incendiou a Cidade do Jazz, para delírio da multidão. Uma performance cheia de energia que contagiou o público, que não parou um minuto ao som de clássicos do blues e do rock. Eufórico, o showman desceu e tocou no meio da plateia. Para depois receber a mulher, Tamara, no palco. Peterson tocou por duas horas e meia sem que o público deixasse o local do show. Uma apresentação inesquecível, para ficar na história do Festival.


de junho de 2013

PÁGINA 5

EXPRESSO REGIONAL

ÃO RESPIROU BOA MÚSICA

o dias de evento e mais de R$ 12 milhões de lucro para a economia da cidade MAURÍCIO ROCHA

MAURÍCIO ROCHA

GABRIEL SALES

Lucky Peterson incendiou a Cidade do Jazz tocando no meio do público ESTEVÃO MACHADO

Lotadas, as praças de alimentação representaram um grande lucro para os empresários locais

Comerciantes satisfeitos Leo Gandeman foi um show à parte na segunda noite ESTEVÃO MACHADO

O brasileiro Diego Figueiredo foi um dos grandes destaques do festival

Praças de alimentação lotadas, vendas a todo o vapor. Os comerciantes instalados na Cidade do Jazz, durante o 11º Rio das Ostras Jazz & Blues Festival, comemoram a movimentação financeira do evento. Os bares e restaurantes chegam a vender seis vezes mais do que em dias normais. Todos elogiam a estrutura, que atraiu mais público e ofereceu melhores condições de atendimento aos consumidores. E não são só os comerciantes das praças de alimentação que se beneficiam. A rede hoteleira chegou a 100% de ocupação e restaurantes e lojas da cidade aumentaram o movimento. A Secretaria de Turismo está realizando uma pesquisa durante o festival para identificar a movimentação financeira na cidade durante o festival. Os dados serão divulgados ao final do levantamento, mas a expectativa da Prefeitura, diante do sucesso do festival, é superar os R$ 8,5 milhões previstos para este ano. Reginaldo das Chagas, dono do Feijão e Cia, um dos 17 restaurantes instalados na Cidade do Jazz, disse que nunca participou de um evento tão bom. “É nosso quinto festival. Este

ano a estrutura está espetacular, recebemos todas as condições para atender ao público. Estamos vendendo cinquenta pratos por noite, fora as bebidas. E a procura é muito grande pelos vinhos”, comemora. Um super aumento no volume de vendas. Essa foi a experiência do Hanatake durante esta edição do evento. Segundo o gerente Cristóvão Caetano, a estrutura do festival contribuiu para isso. “Em dias normais vendemos uns 25 pratos. No festival estamos vendendo cerca de 150. A estrutura do festival é imensa, sem dúvidas foi o melhor de que participamos”, diz o gerente. Os ambulantes também têm no festival uma oportunidade única de aumentar a renda. Letícia da Silva, vendedora de pipoca, participa pela segunda vez. Ela também elogia as novidades desta edição, principalmente o piso. “Melhorou em tudo! O ambiente está mais limpo, a estrutura está ótima”, comemorou. ARTE E RENDA – No Espaço Solidário, o Grupo de Artesãos expõe, todos os anos, peças temáticas para venda durante o festival. “Essa participação contribui muito com o nosso rendimento; podemos comprar mais matéria prima.

Estamos todos os anos no Festival. Já temos um público fiel, que nos procura. Participamos de diversos eventos, mas esse sem dúvida é o melhor”, explica a artesã Ivana Moreira. O artista Damião Silva, que normalmente expõe suas peças na Feira de Artesanato, no Centro de Rio das Ostras, destaca a visibilidade que passa a ter em um evento desse porte. “É a primeira vez que participo do festival e estou achando muito bom. A gente tem um contato direto com as pessoas. Esse evento tem o mesmo públicoalvo do meu trabalho”, fala Damião, elogiando a estrutura e o profissionalismo na execução. CAMISAS – Como é tradição, os visitantes puderamcomprar a camisa do evento durante os shows. Neste sábado, já haviam sido vendidas mais de mil camisas e restam poucas para comprar. Parte da renda será revertida para a Fundição Escola de Artes e Ofícios da Fundação Rio das Ostras de Cultura. A Fundação comercializou uma camisa da Casa do Jazz, que se mostrou um sucesso de vendas – todos os 500 exemplares produzidos se esgotaram ainda no início do evento.

R$ 12 milhões injetados na economia local Única mídia de Macaé presente, o Expresso Regional realizou a cobertura da coletiva, na manhã de sábado (1), no Vilarejo Praia Hotel. O prefeito Alcebíades Sabino, a Secretaria de Turismo, Carla Ennes; e o organizador do evento, Stênio Mattos, passaram detalhes sobre os impactos do "Jazz & Blues Festival" ao município. De acordo com o prefeito, R$ 3 milhões foram gastos para realização do evento que gera R$12 milhões em receita para a economia local. Ele disse ainda que o ganho financeiro deste festival é mais importante que a receita gerada pelo carnaval. Sabino ficou admirado com a presença em massa da juventude prestigiando o festival. "Fiquei muito surpreso com tantos jovens vindo a Rio das Ostras com objetivo exclusivo de curtir

ESTEVÃO MACHADO

O prefeito Alcebíades Sabino, a Secretaria de Turismo, Carla Ennes; e o organizador do evento, Stênio Mattos, passaram detalhes sobre os impactos do "Jazz & Blues Festival o festival. A identidade do nosso município hoje, é o turismo. E, esta, é uma maneira de fomentá-lo na cidade. Temos outros bons eventos durante o

ano. Mas, o jazz & blues já se tornou uma tradição. A presença da juventude foi destaque", comentou. Na ocasião, o prefeito disse que dará início ao festival

de bossa nova ainda este ano. A realização será junto ao festival de frutos do mar. Sobre a possibilidade da perda de royalties afetar de

alguma forma o festival, Sabino disse que fez cortes substanciais na prefeitura, como a redução de quatro secretarias. "Rio das Ostras ficará cada vez menos dependente de royalties. Isso porque estamos investindo. Temos uma Zona Especial de Negócios (ZEN) e estamos buscando cada vez mais parceiros para gerar emprego e aumentar a receita da cidade. Enxugamos quatro secretarias e conseguimos diminuir bastante as despesas", explicou. Uma das novidades nesta edição do evento, foi à colocação do piso. O organizador do evento disse que foram investidos R$ 150 mil. "Além do conforto, nos preocupamos muito com acessibilidade". Em relação à segurança, a prefeitura fez uma parceria com a Polícia Militar aumentando o número de policiais durantes os shows. Além disso, cerca de 80 Guardas Municipais foram postos a mais, de plantão, exclusiva-

mente para o evento. PRÓXIMA EDIÇÃO: Mal acabou o evento e os apreciadores do jazz já estão ansiosos com a 12ª edição. Para o próximo ano, haverá um cruzeiro marítimo de jazz & blues vindo para Rio das Ostras. O organizador não passou mais informações sobre o assunto. A área do evento será ampliada. Haverá mais worshop. O prefeito dará suporte aos catadores de sucatas e aos microempresários. Este ano, o evento foi transmitido via internet. Os resultados foram mais de 25mil acessos de 32 países. O jazz se tornou um grande desafio para a prefeitura de Rio das Ostras. A cada ano, mais pessoas se interessam pelo legado promissor fundado, pelo próprio prefeito, há onze anos. (Francine Marcella)


Obras de infraestrutura no Rio Preto

Encontro com prefeitos da região

A localidade de Rio Preto, em Campos, vem recebendo melhorais, dentre elas, construção de Escola Modelo, reformas, obras de infraestrutura, entre outras intervenções. Em várias ruas, estão sendo realizadas obras de drenagem, instalações de rede de água e esgoto, além de uma ponte que também será construída no local. O local está recebendo uma infraestrutura de excelente qualidade.

O Prefeito de Macaé, Dr. Aluízio, e prefeitos, vice-prefeitos e representantes de municípios da região Norte Fluminense participaram do “Encontro Regional com Prefeitos e Prefeitas”, promovido pelo Sebrae-RJ, nesta terça-feira (28), no Gloria Garden Suítes, no bairro dos Cavaleiros. O objetivo é apresentar aos gestores como o Sebrae-RJ pode apoia-los no desenvolvimento.

ATIRA MAS NÃO MATA Guarda de Casimiro adota uso de armamento não-letal

Z

elar pelo patrimônio público e pela segurança tem sido uma das grandes preocupações da Prefeitura Municipal de Casimiro de Abreu (RJ). Portanto, gestores municipais estão investindo cada vez mais em ações que visam prevenir certos delitos que possam lesar à população. Um desses investimentos começou em setembro do ano passado quando 20 armas não-letais foram adquiridas para melhor atuação da Guarda Municipal de Casimiro. Ceca de R$ 120 mil foram gastos na compra dessas 20 armas - modelo Spark disparo elétrico incapacitante, que emite ondas que sobrepõe o cérebro fazendo com que o indivíduo perca momentaneamente os movimentos. O Diretor do Departamento de Operações e Instrutor de Técnicas e Tecnologias, Marco Accioli, explicou que este tipo de armamento só pode ser adquirido com autorização do Exército Brasileiro. Os 150 Guardas de Casimiro passaram por um treinamento especial para aprender a manusear a arma não-letal. "O manuseio é bem simples. No entanto, precisamos ratificar bem a forma e o momento adequado para o uso. Existem algumas técnicas importantes para que não haja nenhum risco de lesão", completou Accioli. De acordo com o Diretor Técnico, todos precisam obedecer ao tempo máximo de cinco segundos de disparo. O equipamento

ASILDON DOS SANTOS

De acordo com o Secretario , Luiz Schinkado (E), a ideia surgiu através de uma visita técnica de um representante da marca alcança uma distância máxima de oito metros. "A intenção é prevenir. Trata-se de um ato intimidatório. A Guarda também precisa estar sempre equipada", explicou. O equipamento nunca precisou ser usado. Mas, como a cidade comporta milhares de turistas em festas durante todo o ano, a Prefeitura preferiu optar pela prevenção. A Guarda Municipal de Casimiro é única da região a possuir esse armamento. Além dele, eles também possuem Srapy de pimenta, munição de borracha, granada de efeito moral e

lacrimogene, nove cães farejadores, colete a prova de balas e lançadores. De acordo com o Secretario de Segurança Pública, Luiz Schinkado, a ideia surgiu através de uma visita técnica de um representante da marca, que mostrou o equipamento através de um folder e ele achou viável apresentar a proposta ao Prefeito. "Nosso objetivo é reforçar a segurança. Todos os equipamentos serão utilizados no último momento", disse. A Prefeitura conta ainda com nove viaturas que são distribuídas em diferentes pontos da

cidade. Além de Barra de São João. Vale ressaltar que só no carnaval, as estatísticas, de acordo com o responsável pela pasta, diminuiu muito com essa nova iniciativa. O gestor disse ainda que avalia mensalmente os locais onde houveram maior índice de ocorrências e consegue, desta maneira, distribuir as viaturas e a Guarda com arma não-letal a estes locais. Os pontos principais são escolas e hospitais. Vale ressaltar que a Guarda passa por treinamentos e cursos periódicos para o exercício da profissão. (Francine Marcella)

6

EXPRESSO REGIONAL 2 a 8 de junho de 2013

Estoque de sangue chega a ponto crítico

Hemocentro Regional de Campos faz alerta por novos doadores

O Hemocentro Regional de Campos, instalado no Hospital Ferreira Machad, é o único que atende as regiões Norte e Noroeste Fluminense e, ainda, os hospitais públicos e privados da região. Com isso, é grande a necessidade de um expressivo número de pessoas doando sangue. Considerada um ato de amor, a doação é necessária para que a saúde pública funcione e para que possa trabalhar para a própria população, maior beneficiada. O município tem um baixo estoque de sangue, frequentemente, em destaque na mídia. Devido ao feriado de Corpus Christi, grande parte da população viaja, o que aumenta o fluxo de veículos nas estradas e rodovias, aumentando os riscos de acidentes. O Hemo-

centro funciona de segunda a domingo, das 7h às 18h. No dia 14 de junho, é comemorado o Dia Mundial da Doação de Sangue. "O nosso estoque de sangue vive praticamente no limite. Trabalhamos sempre na linha do estoque crítico, pois atendemos a Campos e mais 17 municípios da região Norte e Noroeste Fluminense. Além disso, também, atendemos hospitais públicos e privados. ", informa a diretora do Hemocentro, Daniela Tudesco, que é hematologista e hemoterapeuta. Ela também fala sobre a média de doações. “Temos tido uma media razoável: 1.030 doações, que ainda é muito pouco, tendo em vista a grande demanda de sangue do nosso município e região. Por dia, o número de pessoas que passam por aqui, em termos de doadores, tem sido baixo”, informa Daniela Tudesco. ROGÉRIO AZEVEDO

O Hemocentro Regional de Campos precisa reforçar estoque

O trem terá vagões que podem transportar até 300 passageiros


2 a 8 de junho de 2013

Em Campos, a Saúde bate à porta de casa População aprova entrega de medicamentos perto de casa em Campos Com a descentralização dos medicamentos da Farmácia Básica para as 72 UBSs, a Prefeitura de Campos beneficiou toda população de Campos - em especial as pessoas que moram nas regiões mais afastadas da área central. É o caso dos moradores de Campelo, localidade situada a mais de 40 quilômetros do Centro. “Só temos a agradecer. Para nós, do interior, não poderia acontecer coisa melhor. A gente pega o remédio com facilidade e o atendimento é ótimo”, disse Paulo Alves Bahia, 60 anos. “Não tem tumulto e o pessoal que trabalha aqui não deixa faltar remédios na UBS. Isso facilitou muito a nossa vida”, completou Manoel Souza,

71 anos. Ante o aumento significativo da demanda de medicamentos sujeitos a processos administrativos e mandados judiciais, a dispensação desses remédios continua sendo feita somente na Farmácia Municipal. Porém a descentralização dos demais itens também favoreceu a humanização e celeridade do atendimento aos usuários que recorrem a esses procedimentos. “Pego os medicamentos básicos na UBS do meu bairro, perto da minha casa; mas faço uso de remédios especiais, que só posso retirar aqui, na farmácia da Secretaria de Saúde. Mas não vejo problema nisso, porque agora o atendimento está bem melhor, sem aquelas filas enormes” -, destacou Fredson Luis dos Santos, morador do Parque Guarus. ROGÉRIO AZEVEDO

A descentralização dos medicamentosa beneficiou toda população

a

EXPRESSO REGIONAL

Aécio: “Cabral está parecendo encosto” Dia 28 Aécio Neves fez questão de desmentir a nota “plantada” por Cabral na imprensa, de que ele poderia ser o vice da chapa de Aécio Neves. O senador tucano disse que é amigo de Cabral, mas que alianças só no ano que vem. Foi uma forma sutil de deixar claro para os partidos que vem procurando em busca de apoio, que essa história de Cabral, usada para chantagear Dilma e o PT, é conversa fiada. Na verdade Cabral, que não tem o menor escrúpulo, usou seu amigo Aécio para mais uma ameaça aos petistas. Um deputado tucano me fez rir comentando a história de Cabral, que só serve para atrapalhar futuras alianças de Aécio: “Cabral tá parecendo encosto”.

Mais uma pedra no caminho de Eike Batista Como se não bastasse os negócios irem muito mal, Eike Batista sofreu mais dois revés. As obras do Porto do Açu foram suspensas pelo Justiça do Trabalho por não cumprimento dos direitos dos operários, e a Justiça mandou cancelar o contrato de Eike com a Prefeitura do Rio para explorar a Marina da Glória. Recentemente Eike chamou uma consultora esotérica que falou que o sol da logomarca do grupo EBX estava girando para o lado errado. Ela mudou a rotação do sol, mas a situação só faz piorar.

PÁGINA 7

Ronaldo Caiado vai ter que explicar

REPRODUÇÃO

Corrida da Paz em meio ao tiroteio. Que vexame!

A Corrida da Paz do Complexo do Alemão foi marcada por corredores em pânico desistindo antes da largada por conta de dois tiroteios, um que durou 10 minutos e levou as pessoas ao desespero se protegendo nos muros, se agachando. Seria cômico, se não fosse trágico. Corrida da Paz? Mas o pior foi o papelão do secretário Beltrame. Mais de 200 policiais militares cercaram toda a área do percurso por conta dos tiroteios ocorridos esta semana. Só que Beltrame, que disse que a corrida podia acontecer, por via das dúvidas, não confiou no policiamento e mobilizou 20 seguranças para correrem em volta dele, à frente, atrás, para criar um cinturão de proteção. Deu para perceber como ele confia na pacificação. Que vexame, Beltrame!

Tiririca será candidato à reeleição Em reunião da Executiva Nacional do Partido da República, o deputado federal Tiririca (PR-SP), disse que continua na vida pública, e assumiu o compromisso de realizar 50 encontros em cidades do estado de São Paulo até as eleições de 2014. Apesar de ser discreto, Tiririca tem se revelado um deputado atuante, assíduo nas sessões plenárias, e autor de projetos, entre eles, o que reconhece a atividade circense como manifestação cultural. Eu sei que muita gente tem preconceito contra o deputado Tiririca, mas olhem, era melhor a Câmara dos Deputados ter outros iguais a ele, do que certos deputados que usam o mandato para fazer negócios privados e sujos. Em tempo: Alguns leitores devem ter percebido que hoje o blog saiu do ar, além de que estamos demorando a postar novas matérias. Trata-se de um problema técnico. Na segundafeira estaremos mudando de provedor para garantir mais qualidade.

No dia em que denunciei a presença de lobistas no plenário da Câmara fazendo conversas nada republicanas com deputados federais para aprovar a “emenda Tio Patinhas”, o deputado Ronaldo Caiado (DEM - GO) subiu à tribuna da Câmara e fez ofensas pessoais a mim. Como não sou injusto e acho que o mandato popular dá ao político legitimidade para falar com provas aquilo que ele sabe, afirmei ao deputado naquela oportunidade que suas palavras eram falsas, aliás, a sua expressão era de ódio e não de quem procurava a verdade. No dia seguinte subi à tribuna da Câmara e fiz algo que surpreendeu a todo o plenário da Câmara. Ofereci espontaneamente o meu sigilo bancário, meu sigilo fiscal e patrimonial para que o deputado pudesse provar as afirmações que fez, ou então se não conseguisse provar nada, que se retratasse. Esperei por 10 dias. O deputado Ronaldo Caiado não teve a humildade de reconhecer que fez acusações sem provas contra mim. Repetiu as tolices que meus adversários políticos e a Globo vêm tentando à anos incutir na cabeça do povo. Não me restou outra alternativa senão pedir ao Conselho de Ética uma posição contra as ofensas que foram feitas pelo deputado Ronaldo Caiado.

Leia mais em: www.blogdogarotinho.com.br


EXPRESSO REGIONAL

2 a 8 de junho de 2013

PÁGINA 8

GRAZIELLE QUEIRÓS

Um empate com sabor de derrota no Maraca

Seleção Brasileira faz boa partida mais não empolga diante a Inglaterra

Com a Vitória, Maurício Ricardo assume a liderança do campeonato

STOCK CAR: MAURÍCIO RICARDO GANHA A ETAPA DE SALVADOR

A seleção brasileira estreou o Maracanã no último domingo (3) e o amistoso contra a Inglaterra terminou empatado em 2 a 2. Jogando na formação 4-3-3, o Brasil teve um primeiro tempo bastante movimentado, porém sem conseguir fazer gols. Já a Inglaterra jogava encolhida no campo de defesa esperando encaixar um contra-ataque. Na torcida, 57.820 pagantes foram para ao Maracanã para incentivar o time comandado pelo Felipão e também para ver como ficou o tradicional estádio após a reforma que demorou três anos para acabar e custou R$1,12 bilhão aos cofres públicos. O que se viu em campo, principalmente no segundo tempo foi uma partida mais

equilibrada do que no primeiro tempo. Fred esteve um tanto sumido no início da partida. Porém, aos 13 minutos do segundo, um chute de Hernanes, que entrara no lugar de Luiz Gustavo, encontrou o travessão de Hart. No rebote, apareceu o goleador para fazer o gol. O camisa 9 bateu direto, de primeira: 1 a 0. Aos 21 minutos, a mudança de postura teve resultado pelo lado inglês. Após boa tabela, Chamberlain bateu forte, no canto de Julio Cesar. Era o empate. Em seguida chegou a virada inglesa. Rooney acertou um belo chute de fora da área e marcou um golaço. Quando a vitória da Inglaterra parecia ser o resultado definitivo do jogo, Lucas, que entrou no lugar do Hulk, fez boa jogada pela direita, cruzou para Paulinho que acertou um belo chute empatando e dando números finais ao jogo.

Na mesma prova, Rubens Barrichello fica em segundo lugar

N

a manhã de domingo (19), a chuva torrencial que caiu sobre Salvador, quase atrapalhou a quinta edição do GP Bahia Stock Car. O espetáculo aguardado por inúmeros baianos terminou com a vitória de Ricardo Maurício, novo líder do campeonato, seguido por Rubens Barrichello, que conquistou seu primeiro pódio na categoria, e por Thiago Camilo, que largou em 23º lugar e fez uma corrida excepcional de recuperação. A largada inicialmente prevista para as 10h30 foi adiada três vezes em função da pista escorregadia, mas as 11h20, finalmente,

a bandeira quadriculada pode ser tremulada no Centro Administrativo da Bahia (CAB). O safety car permaneceu na pista molhada até que São Pedro, na terra de todos os santos, resolveu colaborar e um tímido sol apareceu para que o trajeto ficasse parcialmente seco, mas em função de um acidente, logo retornou e alguns pilotos aproveitaram para trocar os pneus. Ricardo Maurício, Rubens Barrichello e Rafa Matos, os três primeiros, optaram por arriscar e permaneceram com os pneus de chuva, que se desgastam bastante sem água no traçado. Thiago Camilo, um dos primeiros a colocar pneus para pista seca,

fazia seguidas ultrapassagens e se aproximava dos líderes. No entanto, um novo acidente entre Ricardo Zonta e Marcos Gomes levou a mais uma entrada do safety car e, consequentemente, economia de pneus, o suficiente para que Ricardinho, campeão de 2008, e Rubinho levassem seus carros até final. Rubens Barrichelo ao subir no pódio deu à famosa sambadinha e levou o público a loucura. "Eu estou muito feliz com a nova oportunidade que tive na Stock Car e mais ainda, por ter tido o meu primeiro resultado positivo na categoria. Espero que seja apenas o começo", afirmou o piloto.

Ricardinho, que conquistou seu sexto pódio consecutivo na principal categoria do automobilismo brasileiro, não vencia desde 2010, quando terminou em primeiro lugar na Corrida do Milhão. Agora ele tem 10 vitórias na categoria. Os pilotos, em forma de agradecimento aos 50 mil fanáticos torcedores baianos, que esgotaram os ingressos, lotaram as arquibancadas do CAB e aguardaram pacientemente as condições ideais da pista para largada, após o termino da corrida, deram uma volta no caminhão da Policia Militar pelo percurso para agradecê-los. (Grazielle Queirós)

CBF

Fred foi o autor do primeiro gol da seleção


Cursos e atendimentos à população

Ações regionais na área de saúde

As três unidades do Macaé Facilita – Barra, Córrego do Ouro e Sana – oferecem vários atendimentos da Prefeitura para facilitar o acesso da população a diversos serviços. Nas unidades da serra, além de concentrar a prestação de serviços, também são oferecidos cursos para a população por meio do Centro de Educação Tecnológica e Profissional (Cetep).

Macaé sediou nesta quarta-feira (29) a 4º Reunião Ordinária da Comissão Intergestores Regional Norte – CIR/Norte, no Paço Municipal da prefeitura. O CIR/Norte é um fórum colegiado em que representantes – secretários de Saúde e suplentes – decidem ações regionais para o setor. Macaé é município polo e referência de gestão e assistência. e São Francisco do Itabapoana.

SOCIEDADE ENGAJADA

9

EXPRESSO REGIONAL 2 a 8 de junho de 2013 FRANCINE MARCELLA

Conferência das Cidades integra divrersos setores em Quissamã

F

oi realizada na última semana a 5ª Conferência Municipal da Cidade em Quissamã. Com as demandas sobre o plano urbanístico da cidade, o evento contou com a participação de especialistas da Prefeitura, bem como a sociedade civil organizada para poder deliberar sobre a evolução do município e de como esse crescimento será incorporado à cidade. Com o tema “Quem muda a cidade somos nós. Reforma urbana já!”, o evento organizado pela secretaria de Desenvolvimento Econômico e Urbanismo foi aberto às entidades da sociedade civil organizada, estudantes, empresários e governo. A Conferência faz parte da Política Nacional de Desenvolvimento Urbano do Ministério das Cidades e os resultados práticos poderão ser verificados após a conferência estadual e, posteriormente, federal. A secretária de Desenvolvimento Econômico e Urbanismo, Carla Cabral, destaca a importância da participação popular na conferência. “Temos de ouvir a população e trazer os eventuais problemas para a área técnica e discutir as questões em conjunto para encontrar as melhores soluções para o nosso município”, frisou. As propostas de melhorias apresentadas durante as etapas municipal, estadual e nacional serão encaminhadas para o

ESTEVÂO MACHADO

Segundo o prefeito Octávio Carneiro, todos os pedidos realizados durante a conferência serão acatados

Sistema Nacional de Desenvolvimento Urbano. A partir daí, serão transformadas em lei para aplicação em todos os municípios do Brasil. Segundo o prefeito de Quissamã, Octávio Carneiro, todos os pedidos realizados durante a conferência serão acatados. “Essa

conferência tem como função auxiliar no crescimento da nossa cidade, então, todos os pedidos e conhecimento aqui gerados e que estejam dentro das possibilidades, vamos acatar”, disse. Na opinião de Carla Cabral, o evento foi oportuno para o estudo de ações que possam

CAMPOS

alavancar o desenvolvimento do município dentro dos critérios que são fomentados durante a Conferência. “Todos estão empenhados em contribuir nesse momento favorável de Quissamã para que a base das novas diretrizes de crescimento da cidade possam

ser construídas”, disse Carla Cabral. Durante a conferência, foram eleitos os delegados de Quissamã. Representando os Movimentos Populares está o Delegado – José Borba Pessanha (Assoc. de Moradores da Praia de João Francisco e adjacências); Suplente – Célio Manhães Wagner (Assoc. de Moradores de Barra do Furado e São Miguel do Furado). Delegado – Enildo Azeredo Silva (Assoc. de Moradores de Caxias); Suplente – Fernanda de Pinho Barboza (Nea – BC); Delegado – Carlos Melo Pessanha (Assoc. de Moradores de Recreio e olhos D' àgua). Suplente – Alda Cristina Gomes Gonçalves (Assoc. de Moradores da Penha). Representando os empresários está o delegado – Djamim Ferreira de Souza; Suplente – Odilon Corrêa Rangel. Já as entidades profissionais, acadêmicas e de pesquisa, o delegado – Renato Gomes Sobral Barcellos (IFF); Suplente – Helianna Barcellos de Oliveira (Espaço Cultural José Carlos de Barcelllos). Por fim, representando os trabalhadores de suas entidades sindicais o Delegado – José Carlos Gonçalves (Colônia de Pescadores Z-37); Suplente – Rosemary F. ferreira (Colônia de Pescadores Z-37). (Douglas Chaves)

Casa Abrigo é construída em Guarus

Preparada com o intuito de oferecer uma melhor qualidade de vida às crianças que se encontram em situação de risco ou que já tiveram seus vínculos familiares e comunitários rompidos, a Casa Institucional para menores, que está sendo construída na Avenida Carmem Carneiro, em Guarus, irá comportar cerca de 30 crianças e adolescentes (até 17 anos). O projeto da prefeitura de Campos, através da Fundação Municipal da Infância e Juventude (FMIJ), contará também com quadra poliesportiva, sala de informática e multiuso, entre outros benefícios. De acordo com o presidente da FMIJ, Thiago Ferrugem, a instituição, depois de pronta, será a moradia dessas crianças, cuja família já perdeu a guarda das mesmas e, por isso, serão acolhidas institucionalmente. “A nossa expectativa é de que a vinda dos menores seja temporária, para que nós possamos estar integrando-os novamente à família ou a uma família extensa (avô, avó, tio, tia)”, explicou Thiago, informando que se o juiz entender que nenhuma dessas pessoas tiver condições de ficar com o menor, o mesmo será encaminhado para adoção. O presidente explica que essa casa, de acordo com o Ministério Público, será referência em acolhimento em todo o Brasil.


Capacitação para professores

Sensibilização contra o tabaco

“Competências Básicas sobre as Políticas Públicas do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE)”. Este foi o tema debatido nesta terça-feira (28) para 25 profissionais da rede municipal que fizeram parte do segundo encontro presencial ministrado no Núcleo de Tecnologia Municipal (NTM) da secretaria de Educação.

A sede da Prefeitura de Macaé foi palco na tarde desta quartafeira (29) de um “adesivaço”, com o objetivo de sensibilizar servidores e a população sobre os malefícios do tabaco. A ação foi promovida pela Coordenadoria de Políticas sobre Drogas, em parceria com a área técnica de prevenção e controle do tabagismo da secretaria de Saúde, e integra as iniciativas da Prefeitura.

10

EXPRESSO REGIONAL 2 a 8 de junho de 2013

ISSO É UM PARAÍSO?

DIVULGAÇÃO

Bairro macabuente, tem nome sugestivo mas realidade bem diferente

C

onceição de Macabu (RJ) foi contemplada com o “Esgoto Zero” do Governo Federal, no último ano. O projeto tem o propósito levar o saneamento básico a todos os bairros que padecem com o esgoto in natura. No entanto, as obras estão gerando grandes transtornos para os moradores do Bairro Paraíso, principalmente para os que vivem na Rua Bento A Lemos. As obras prosseguem em ritmo de tartaruga. Sem previsão de término. Com isso, os moradores estão respirando muita poeira, há muitos vazamentos de água nas ruas, lama, barro, restos de materiais usados nas obras. Indignado com a situação, o aposentado Luciano Orlando procurou a equipe do Expresso Regional para mostrar o problema. “O asfalto está demorando muito para ser colocado. Somos obrigados a respirar essa poeira. E não adianta ir ao hospital caso dê algum problema, pois não há médicos. Muitos comerciantes foram obrigados a fechar as portas. Além disso, presumo que algumas casas não serão beneficiadas pelo fato de não estarem mal localizadas”, disse. Há alguns cartazes pregados em postos dizendo que há poeira tóxica no local. Quem está tendo prejuízos com estas obras é a vendedora, Hosana Santos. Ele trabalha em uma loja de moveis e disse que

ESTEVÃO MARTINS

Adrian defende ampliação de atribuição da guada

Indignado com a situação, o aposentado Luciano Orlando procurou a equipe do Expresso Regional para mostrar o problema

o movimento ficou muito fraco desde que as obras tiveram início. “Nossos moveis estão acabando. Toda hora temos que tirar a poeira. Nosso movimento nunca este tão fraco. Uma colega de trabalho tem bronquite, ela já deixou de vir trabalhar algumas vezes em função de tanta poeira”, enfatizou.

Alguns moradores entraram em contato com a prefeitura, mas eles não falaram sobre o assunto. Outro problema é a falta de placas sinalizando a obra. Isso pode causar acidentes com carros e motos que passam acelerados próximos a trechos onde há materiais que estão sendo usados. Sem contar

que as ruas estão sendo perfuradas para colocar as manilhas. Os comerciantes são os mais afetados com o asfalto que ainda não foi colocado e com o entulho. No Paraíso, falta água. Esta é outra reclamação constante dos moradores. Segundo informações, o caminhão pipa parou

de passar. A própria loja de moveis que mencionamos está há dias sem água. No entanto, eles se vêem obrigados a carregar água e estão estudando uma maneira de emendar uns canos para que tenha água no comércio. (Francine Marcella)

O deputado Federal Adrian (PMDB-RJ) defende a imediata votação da PEC 534, que permite aos municípios constituir a guarda municipal destinada à proteção também de sua população, e não apenas de seus bens, serviços, instalações e logradouros públicos municipais, conforme dispuser lei federal. Segundo ele, em conversa ontem com o presidente da Câmara Henrique Alves conseguiu do mesmo que, a PEC seja enviada para votação no segundo semestre. Segundo o parlamentar federal, é necessário que se estenda as atribuições das guardas municipais para oferecer segurança aos cidadãos e não apenas ao patrimônio público como hoje acontece, segundo a lei que rege esse trabalho. Essa informação foi feita pelo deputado Adrian na abertura do II Seminário Regional de Segurança Pública e Guardas Municipais do Estado do Rio de Janeiro. “Até hoje o projeto, que tem dez anos de proposto, não foi votado. Até quando o Brasil vai continuar registrando aumento no índice negativo na segurança pública e não poder contar com um grande e capaz contingente da guarda municipal para oferecer apoio nesse segmento? Indagou o parlamentar.

CAMPOS: PROGRAMA DE COMBATE ÀS DROGAS É IMPLEMENTADO A área de segurança também receberá reforços R$

566,93

Disk-redação (22) 2772-2753

Com ações conjuntas e complementares de combate às drogas e tratamento dos usuários, o município teve adesão ao Programa do Governo Federal “Crack, é possível vencer” e receberá R$ 520 mil/mês para ações ligadas à saúde. A área de segurança também receberá reforços com equipamentos, como central móvel de monitoramento, 20 câmeras, dois carros, duas motos e armas de taser. Na saúde, ainda serão construídas seis novas unidades de acolhimento para os dependentes químicos: quatro infantis e duas adultas. Os recursos serão repassados para o município a partir do próximo mês e todas as medidas serão implementadas até o final de 2014. O recurso foi adquirido através de ações da Fundação Municipal da Infância (FMIJ) que, com o lançamento do edital pelo Governo Federal, deu partida para

a aderência do município no programa. Além da Fundação, também estão envolvidos no processo de combate às drogas e tratamento dos usuários, as secretarias de Saúde, Família e Assistência Social, Justiça e Assistência Judiciária, além da coordenadoria de Segurança e Ordem Pública e Guarda Civil Municipal. Atualmente no município, somente no Centro de Assistência Psicossocial direcionado a Álcool e Drogas (Caps AD II) são atendidos cerca de 50 dependentes químicos/dia. Com os recursos de R$75 mil advindos do Governo Federal, será reformulada a estrutura do atual Caps AD II- que efetua o atendimento dos dependentes cerca de 12 horas por dia- sendo substituídos pelo aporte de um Caps AD III, com atendimento 24 horas. Para a manutenção deste espaço, os recursos girarão em torno de R$ 78 mil/mês. Além da reformu-

lação do atendimento Caps AD II, ainda haverá a construção de nova sede para recebimento de outro Caps AD III, com recurso de R$ 150 mil reais. A área da saúde ganhará ainda a “Clínica de Rua”, onde uma equipe multiprofissional fará abordagens às pessoas em situação de rua e dependência química. Este trabalho será vinculado aos Caps ad3 e receberá R$18 mil para sua manutenção. Ainda haverá as “Comunidades Terapêuticas”, que são espaços de tratamentos para dependentes químicos com a não utilização de remédios. Esta ação poderá atender 90 pessoas, sendo este atendimento dividido por módulo. Cada módulo haverá 15 vagas, que receberão do programa R$ 15 mil reais para cada grupo de 15 pessoas. O programa “Crack, é possível vencer” consiste ainda na criação de mais 20 leitos nos

hospitais gerais destinados aos dependentes com tendência a fortes crises de abstinência. Para a construção deste espaço será destinado o valor de R$ 67 mil reais ao ano para cada leito implantado. O espaço ainda está em fase de viabilidade técnica para sua construção. Na área de segurança, além dos aparatos de monitoramento e ação nos locais onde houver maior incidência de uso de drogas, ainda haverá a capacitação de 30 Guardas Civil Municipais e 10 Policiais Militares para ação efetiva nestes pontos. Segundo o presidente da Fundação Municipal da Infância e Juventude, Thiago Ferrugem, hoje em dia, as ações de abordagem aos usuários são feitas pela secretaria de Família e Assistência Social e a partir da implementação do programa, o trabalho será potencializado pelo trabalho da GCM e Polícia Militar.


2 a 8 de maio de 2013

EXPRESSO REGIONAL

DIVULGAÇÃO

ROCK IN RIO ANUNCIA SHOW DE BON JOVI NO DIA 20 DE SETEMBRO Bon Jovi fará sua terceira apresentação no Rock in Rio, anunciou neste dominngo (3) a organização do festival. A banda, que encerrará a noite da sexta-feira, dia 20 de setembro, iniciou em 2012 BON JOVI Because We Can - The Tour, pelos Estados Unidos. Nessa turnê, eles relembram sucessos e antecipam alguns hits de What About Now, o novo álbum que será lançado em 2013 e fará sua estreia no Brasil no Rock in Rio. Será a terceira participação do grupo liderado por Jon Bon Jovi no Rock in Rio, mas a primeira na edição brasileira. O grupo já esteve nas edições do festival de Lisboa e Madri. Também neste domingo, o Fantátisco exibiu uma entrevista com o cantor. “Fazer o Rock in Rio vai ser muito bom. O Brasil fica longe dos Estados Unidos, mas vale a viagem”, disse o vocalista.

GAROTA DE 15 ANOS FAZ SUCESSO COM COVER NO YOUTUBE Uma versão acústica da cantora amadora Mariana Nolasco para a música “Meiga e abusada”, de Anitta, passou de 300 mil visualizações no YouTube em três dias. No vídeo caseiro lançado no sábado (25), ela transforma o funk em balada apenas com voz e violão. Veja a versão acústica de “Meiga e abusada”.

PÁGINA 11

EMMA WATSON SE SENTE “INADEQUADA” NA PROFISSÃO DE ATRIZ Emma Watson disse em entrevista que se sente “inadequada” na profissão de atriz e que tem a impressão de que a qualquer momento alguém descobrirá que ela é uma fraude. As informações são do Daily Mail. Famosa pelo papel de Hermione Granger na saga Harry Potter, Emma contou que a sua “síndrome do impostor” começou ainda antes de filmar Harry Potter e as Relíquias da Morte, em 2010. “Melhorou um pouco quando fui chamada para dar vida à Sam de As Vantagens de Ser Invisível no ano seguinte, mas é realmente muito difícil”. Ela disse ainda que luta para emplacar seu nome como atriz e não ficar marcada como a eterna bruxinha da série protagonizada por Daniel Radcliffe. “Eu não estou reclamando, porque as pessoas realmente me deram permissão para evoluir junto com a história de Harry Potter, mas às vezes eu me sInto um pouco constrangida por essa ideia de que eu estou destinada a ser Hermione para sempre e só fazer papéis nesse sentido. Eu quero mais.

DIVULGAÇÃO

TERCEIRO ROMANCE DE BRIGET JONES CHEGA AS LIVRARIAS O terceiro romance sobre as aventuras de Bridget Jones, da escritora britânica Helen Fielding, será publicado em outubro com o título de Mad About The Boy, informou nesta terça-feira (28) a editora Jonathan Cape. O romance se passará nos tempos atuais, nos quais Bridget será uma quarentona solteira com os mesmos contratempos de sempre, revelou a editora. Este é o terceiro livro de Fielding desde que lançou O Diário de Bridget Jones, em 1996, e Bridget Jones - No limite da razão, em 1999. Os dois livros foram levados ao cinema com a interpretação de Renée Zellweger, como Bridget, o ator britânico Colin Firth, como Mark Darcy, e Hugh Grant no papel de Daniel Cleaver, e foram muito bem recebidos pelo público. Com seus esforços para parar de fumar, suas contínuas dietas sempre interrompidas pela ansiedade e suas típicas gafes, Bridget Jones conquistou um milhão de leitores no mundo todo e chegou a vender mais de 15 milhões de cópias em 40 países.

DIVULGAÇÃO

VELOZES E FURIOSOS SUPERA BILHETERIA DE “SE BERBER NÃO CASE 3”

O sexto filme da franquia de ação “Velozes e furiosos” desbancou a comédia “Se beber, não case 3” e liderou as bilheterias no fim de semana nos Estados Unidos e Canadá. “Velozes e furiosos 6”, uma continuação da franquia de corridas de rua estrelada por Vin Diesel e Paul Walker, arrecadou US$ 98,5 milhões nos cinemas da América do Norte entre sexta-feira (24) a domingo. O filme caminha para alcançar US$ 122,2 milhões esta segunda-feira, segundo projeção da distribuidora Universal Pictures. O terceiro “Se beber, não case” arrecadou US$ 42,4 milhões de sexta a domingo, de acordo com estimativas do estúdio, e deve terminar o fim de semana com US$ 52 milhões. O filme é estrelado por Bradley Cooper, Ed Helms e Zach Galifianakis como amigos que são atraídos de volta a Las Vegas, local de uma despedida de solteiro que saiu de controle no primeiro filme da série. Em terceiro lugar ficou a sequência de ficção científica “Star Trek: Além da escuridão”, que obteve US$ 38 milhões durante seu segundo fim de semana nos cinemas e deve adicionar mais US$ 10 milhões na segunda-feira.


2 a 8 de junho de 2013

EXPRESSO REGIONAL

PÁGINA 12

Ed 398  

Leia agora a edição 398 virtual do Expresso em Flipping. É muito fácil: basta clicar e folhear as páginas...

Advertisement