Issuu on Google+

Maio/2009

Revista Expans達o |

1


2

| Revista Expans達o

Maio/2009


Maio/2009

Revista Expans達o |

3


4

| Revista Expans達o

Maio/2009


Maio/2009

Revista Expans達o |

5


[ Index ]

20 ENTREVISTA

Ivo Nesralla, o cirurgião cardíaco pioneiro no Estado e no País, fala direto ao coração

26 Nossa Capa

A Makrovision oferece a tecnologia do conforto e da segurança a um clique

28 Especial

Centro Clínico Regina, o shopping da saúde no Vale do Sinos completa cinco anos

38 Reportagem Especial

Histórias de filhos que estão à espera de uma mãe e o mapa da adoção no Rio Grande do Sul

50 Fashion

Diego Oliveira, o modelo deixou o sonho dos campos de futebol para ganhar as passarelas e os flashes

SEÇÕES 10 12 14 36 44 46 52 56 90 91 92 118 120 128 132 134

Cartas Frases Visitas Crônica - Osvino Toillier No Provador - Silvana Homrich Estilo & Atitude - Maggda Rammé Mombach Comportamento - Cris Manfro Casa & Estilo - Jaqueline Fischer Zapelini Golfe Classic - Luis Carlos Baumgarten São Leopoldo Tênis Clube Pensando Bem - César A. C. da Silva Práticas Empresariais - Gilberto Mosmann Cada Vez Melhor - Daniel Müller Sobre Nós e Outras Coisas - César A. Pessin Departamento Jurídico - Jair Canalle Ponto de Vista - Ana Amélia Lemos

96 Sounds

Os dez anos de sucesso da banda gaúcha Reação em Cadeia, que conquistou o Brasil inteiro

98 Sem Fronteiras

A arquiteta Carla Stumpf revela a magia dos traços da capital inglesa

106 Personality

A irreverência no jornalismo ditada pelo ímpar Antonio Sacomory, repórter da Rede Record

110 Lazer

Empório de Canela, um recanto para o conhecimento e para degustar as boas coisas da vida

114 Vida & Saúde

A estação fria é a melhor época para tratar fungos em unhas, especialmente as dos pés

6

| Revista Expansão

COLUNAS 64 69 70 72 74 76 77 78 80 82 84 85 86

Zita Pereira Night Forte - Roberta Pletsch Flash Society - Gelaina Barbieri São Leopoldo - Letícia de Oliveira Sapiranga - Cleber Arnhold Campo Bom - Juraci Reichert Paranhana - Renata Martins Encosta da Serra - Sandra Hess Gramado - Tela Tomazeli Canela - Fabiane Michaelsen Nova Petrópolis - Kassandra Dorneles Santa Cruz do Sul - Ana C. dos Santos e Sandro Viana

Maio/2009


Maio/2009

Revista Expans達o |

7


[ Carta ao Leitor ]

A voz do

coração S

e pudéssemos eleger algo que simbolizasse esta edição, certamente a figura de um coração seria a mais adequada. Estamos no mês de maio, época em que a imagem das mães nos remete ao aconchego e ao amor que só elas são capazes de dar. É disso que fala nossa Reportagem Especial. Para celebrar o Dia das Mães, fomos em busca de histórias de mulheres que escolheram ser mães independentemente do laço biológico. Você vai saber um pouco mais sobre o contexto da adoção no Estado e do processo demorado para que crianças e adolescentes encontrem um lar. O coração também é o personagem principal de nossa Entrevista. Conversamos com uma das personalidades mais queridas e respeitadas no Rio Grande do Sul, o cirurgião cardíaco e presidente da Orquestra Sinfônica de Porto Alegre (Ospa), Ivo Nesralla. Ele nos recebeu naquela que pode ser considerada sua segunda casa, o Instituto de Cardiologia, em Porto Alegre. Lá, entidade que também preside, em seu aconchegante escritório, Nesralla nos contou boa parte de sua trajetória de vida. Uma figura ímpar.

Capa: Carlos Fink e Geovane Schell, proprietários da Makrovision

8

| Revista Expansão

Maio/2009


Aline de Melo Pires/Especial

lvo Nesralla é exemplo de vida, de formação e de pioneirismo, apaixonado pela cirurgia cardíaca, é a personalidade da Entrevista nesta edição

Já que estamos falando de aconchego, de conforto e segurança, uma bela dica para agradar às mães é oferecer o que de melhor existe quando se trata de automação residencial. Os diretores da Makrovision, Carlos Fink e Geovane Schell, dão as dicas para quem quer um lar seguro e aconchegante. Confira na matéria da Nossa Capa. E não há dúvida alguma de que o coração é o que move cada um de nós na preparação de cada edição. Seguindo a cartilha de Nesralla, somos apaixonados pelo que fazemos e desejamos, do fundo do coração, perceber o resultado de nosso desejo em cada página produzida. Foi a paixão que nos moveu a mudar, a se aperfeiçoar e a buscar resultados cada vez mais próximos da perfeição, por isso, desde a edição passada, você notou que nosso visual está diferente, o projeto gráfico foi todo remodelado. Para nossa grande satisfação, e prova de que estamos no caminho certo, estas mudanças estão sendo bem aceitas por leitores e anunciantes. Só temos a agradecer, mas sempre com a consciência de que a responsabilidade aumenta. Como nas mais doces e sólidas relações, marcamos mais um encontro. Até o mês que vem. Boa leitura!

Coordenadora de Redação

Foto: Fábio Winter | Fábio Winter Fotografia | (51) 3066-0949 / 9331-6426 Direção de fotografia: Ana Conti | Conti Comunicação | (51) 3066-3320 Maquiagem: Lu Freitas | Fábio Winter Fotografia | (51) 9305-5838 Tratamento de imagem: Fábio Winter Fotografia | www.fabiowinter.com.br

Maio/2009

Revista Expansão |

9


[ cartas ]

Queridos amigos Ana e Sérgio Jost e toda equipe da Revista Expansão. Parabéns, mais uma vez, pela nova diagramação e projeto gráfico da revista. Acompanho o crescimento deste belíssimo veículo de comunicação desde a sua criação e afirmo que vocês são um grande exemplo de gestão na busca da excelência. Tenho certeza de que em breve teremos mais novidades, pois esta é a essência da Equipe Expansão: nunca parar no tempo. Parabéns! Fatima Daudt Presidente da ACI Novo Hamburgo

Caro Sérgio, tua revista está há dez anos melhorando, e por isto fica muito fácil criar hábito agradável de ler. A cada edição vemos novidades, o mote dos X anos é a marca deste sucesso. Cara nova, projeto gráfico moderno e clean, com muita qualidade. A Expansão conquistou a maturidade de mais de 100 edições, com a mesma energia e agilidade de uma primeira edição. Parabéns para toda a Equipe Expansão. Leonardo Hauschild da Silveira Empresário e presidente da CDL Novo Hamburgo        Sérgio, Ana e equipe! Parabéns pela edição de abril da Revista Expansão, pela nova “cara” - projeto gráfico super de bom gosto. Adorei também ver que a Graziela Dannenhauer está com vocês, excelente profissional. Recebi a revista no domingo, dia 5, na minha casa, bem certinho e comecei a ler à noite mesmo. Gostei muito de tudo! Maria Helena Fleck Mídia - Y Propaganda Novo Hamburgo Parabéns Revista Expansão pelos dez anos. Hoje temos uma revista mais clean e com um design mais moderno, o que permite uma leitura muito mais agradável. Podemos compará-la com revistas de circulação nacional. Naira Sauter Seibt Presidente da Associação Comercial e Industrial Nova Petrópolis

Entrevista

Cada vez melhor

Graziela, agradecemos a linda mensagem de Páscoa. Também solicitamos um exemplar da edição de abril da Revista Expansão, onde foi feita a entrevista com a presidente do Cedica, Luciane Escouto. Soubemos que a entrevista ficou muito boa. Zenir Silva Secretária Executiva do Cedica Porto Alegre Nota da redação: Cara Zenir, agradecemos o carinho, os exemplares da edição já foram enviados.

Olá Daniel. Sou assinante da Revista Expansão e adoro sua coluna, é a primeira que leio. Identifiquei-me com essa história do seu amigo Braulio. Também uso essa expressão “cada vez melhor”, e realmente as pessoas olham com a cara de “que mundo você vive”, é muito interessante, mas já me acostumei. Com certeza seu amigo era ou é participante da Filosofia Seicho-no-ie, que também ouço muito falar que é uma lavagem cerebral, mas é maravilhosa, se 2% da população conhecesse a Seicho-no-ie não existiria mais guerra no mundo, viveríamos, como se diz, no paraiso terrestre. Um dia chegaremos lá. Um grande abraço e muito sucesso! Ronize Maria Möller da Silva Assinante Gramado

À moda da casa Errata: Diferente do que foi publicado na edição de abril, na página 71, o crédito da foto de Ariadne Decker é do fotógrafo Luiz Bispo.

10

| Revista Expansão

Estou escrevendo para agradecer a matéria da Revista Expansão, publicada na edição de abril, na seção À Moda da Casa. Ficou muito legal e a foto do prato está muito bonita. Obrigado Ricardo Rodrigues Dall´Olmo Professor São Leopoldo Maio/2009

Raquel Braz Ribeiro/Especial

Novo projeto gráfico


Museus

Crescimento em todos os sentidos

Aproveito o ensejo para cumprimentá-los pela excelente qualidade da Revista Expansão. Em especial, destaco a matéria sobre os museus da edição 113, de abril último. Parabéns e muito sucesso. Nestor Raschen Diretor do Colégio Mauá Santa Cruz do Sul

Caros colegas da Revisa Expansão: há algum tempo não folheava as páginas dessa revista. Neste domingo, porém, adquiri um exemplar em São Leopoldo, minha terra natal, e me deparei com a agradável surpresa de ver o quanto essa publicação cresceu em todos os sentidos. Fico feliz em perceber fatos desta ordem, na medida em que quando um veículo cresce fora do eixo formado pelas chamadas grandes redes, isso precisa ser assinalado como um feito extraordinário. Atrás desse sucesso, certamente existe um enorme esforço. Parabéns pelo trabalho! Flavio Pereira Jornalista, colunista político e comentarista da Rede Pampa Porto Alegre

Cumprimentos Ana Maribel Pacheco, cumprimentos pela beleza da Revista Expansão de março e a matéria da Aline de Melo Pires, onde Ricardo Michaelsen demonstra sua capacidade e projetos presidindo a Fenac, notadamente na última Fimec, esta a segunda maior feira mundial do setor. Vemos colunas bem elaboradas, enfatizando, inclusive, vários municípios e a Encosta da Serra. Já pensaram numa coluna Vale do Caí, destacando vários municípios, empresários bem sucedidos e a UCS (Universidade de Caxias do Sul, núcleo Vale do Caí - aqui instalada)? Aliás, uma coluna mensal poderia muito bem retratar estas importâncias, aliadas à sociedade e à publicidade do Vale do Caí. Édio Otto Trein Empresário São Sebastião do Caí Nota da redação: Caro Édio, obrigado pelo carinho e pela dica. Estamos analisando tua sugestão.

Todo sucesso Ana e Sérgio: desejo a vocês todo o sucesso que eu sei que vocês merecem através da Revista Expansão, que está prestes a completar dez anos de circulação. Vocês são exemplos para muitos, de trabalho sério e comprometido com a qualidade. Com carinho, de quem os admira de mais (e amiga). Mirela Manfro Psicóloga Novo Hamburgo

Ernani Reuter Oi Aline! Ainda que com um mês de atraso, quero agradecer a matéria feita com meu pai, Ernani Reuter, na Revista Expansão 112, de março de 2009. Excelente texto, ratificando a seriedade e qualidade da revista. Mais pessoas nos falaram que concordaram com o texto quanto ao pensamento de que quando se quer homenagear alguém dando o nome para alguma obra, rua, etc, é muito mais grandioso quando isso é feito com a pessoa ainda em vida. Enviamos alguns exemplares para a Faculdade de Agronomia e ao prefeito de Chapadão do Sul, no Mato Grosso do Sul. Rosane Schell Empresária Campo Bom

Editorial de moda Oi Márcia! Ficou lindo o editorial de outono da Revista Expansão publicada na edição de abril. Fiquei feliz por ter podido anunciar e também pelo fato de ter tido a oportunidade de participar do mesmo com uma peça da nossa coleção. A revista, como sempre, está um show! Abraços e sucesso. Carla Spier Roese Empresária - Rosa Tatuada Novo Hamburgo

Encosta da Serra

Maio/2009

Juliana de Jesus/Especial

Oi Sérgio. Quero, através deste, elogiar a colunista Sandra Hess pela sua dedicação às causas da nossa região, inclusive dando destaque para os assuntos sociais da cidade. Acredito que, em breve, ela precise de mais uma página. Um grande abraço. Fábia da Silva Empresária Dois Irmãos Nota da redação: Prezada Fábia, já acatamos sua sugestão e nesta edição ela terá duas páginas. Obrigado pela sugestão. Estamos sempre à disposição.

Revista Expansão |

11


[ Frases ]

Diretoria de Anais? Hahahaha! Tem que rir para não chorar. Álvaro Dias, senador (PSDB-PR), ao saber que uma das 181 diretorias do Senado é a Diretoria de Anais

Fotos: Divulgação

Eu amo esse cara. Ele é o político mais popular do mundo. Barack Obama, presidente dos

Estados Unidos, sobre o presidente Lula, na reunião do G-20, em Londres.

Estou feliz do jeito que sou, baixa e gorda. Susan Boyle, escocesa de 47 anos que ficou famosa

no mundo todo por sua voz afinada e sua aparência fora do padrão das celebridades.

Eu não posso acreditar que deixei minha linda menina para trás. Isso não está certo. Eu amo aquela garotinha e ela precisa ficar comigo. Madonna, cantora americana, depois de ter viajado com os três filhos até o Malauí e ter feito uma festa para comemorar a entrada de Mercy James para família, teve o pedido de adoção negado pela Justiça local. Como se não bastasse, a cantora, agora, irá enfrentar mais um longo e decisivo processo. De acordo com o jornal “Daily Mail”, um homem chamado James Kambewa, de 24 anos, alega ser o pai de Mercy.

12

| Revista Expansão

Maio/2009


Maio/2009

Revista Expans達o |

13


[ Visitas ]

Sempre de portas abertas

Quando temos novidades, a tendência é querer anunciálas, mostrá-las. Você tem acompanhado nossas mudanças pelo visual da revista, na busca por mais aprofundamento em textos e imagens. Mas, também, no ano de nosso aniversário de uma década de circulação, estamos de portas abertas para que estas mudanças, da mesma forma, sejam percebidas aqui, junto à nossa equipe. A Revista Expansão quer receber o leitor, o anunciante, o colaborador, todos aqueles a quem ela é feita com muito prazer. E esperamos que você sinta a mesma satisfação que temos ao planejar cada edição. Sejam todos bem-vindos!

1 – Angela de Paula Oliveira, diretora da Prepara Cursos Profissionalizantes, de São Leopoldo | 2 – Cláudio José Bender e George Wick, presidente e diretor jurídico do São Leopoldo Tênis Clube | 3 – Adriana Kayser, agente de Cultura e Lazer do Serviço Social do Comércio (Sesc), de Novo Hamburgo | 4 – Ariadne Decker, diretora de Cultura, e Anita Lucas, secretária de Cultura de Novo Hamburgo | 5 – Irmã Selma Becker e Irmã Generosa Wittmann, vice-diretora e diretora do Hospital Regina | 6 – Alessandra Becker, do Centro de Natação e Reabilitação Golfinho | 7 – Denise Zaca Bandini, fisioterapeuta da Prodonto | 8 – Cláudia Gressler e Angela Valadares, da Sinosseg | 9 – Luiz Carlos Huyer, arquiteto | 10 – Rodrigo Steffen, da Origem, e Valcir Klein, da Comline’s

Fotos: Redação Revista Expansão/Especial

14

| Revista Expansão

Maio/2009


Informe Especial

Um condomínio com vista para a tranqüilidade Reserva de Hamburgo privilegia espaço para moradia confortável e contato com a natureza

  Basta cruzar os portões para ser conquistado: o Reserva de Hamburgo, um condomínio diferenciado de casas em alvenaria da Klima Incorporações, tem causado essa sensação. Localizado nos altos do bairro Rondônia, em Novo Hamburgo, oferece acesso aos principais serviços a menos de dez minutos. O empreendimento chama a atenção das famílias e casais interessados em viver com qualidade e segurança.   A arborização, a vista da cidade,

a privacidade e ainda a possibilidade de adaptar o projeto interno da casa têm sido fatores decisivos na hora de escolher esse endereço para morar. “Buscamos agregar a segurança que um apartamento oferece com terrenos amplos, num ambiente funcional”, informa o diretor da incorporadora, Jorge Köche. “A topografia do terreno permitiu também que reduzíssemos ao máximo a interferência na privacidade de cada família e garantiu uma bela vista panorâmica”, completa.

15


Informe Especial

Ampla arborização   O nome do condomínio já identifica a proposta do empreendimento. É um espaço preservado, com uma intensa arborização – dentro dos 8.400 metros quadrados e nos arredores. Esse foi um dos principais motivos para o casal Tiago Spengler, de 31 anos, e Miriam Raquel Nilson Backes Spengler, 31, elegerem o Reserva de Hamburgo para viver. Morando em apartamento no Centro, eles procuravam uma casa, até que Miriam descobriu o Reserva. A mudança ocorreu em dezembro de 2008. “É silencioso, muito alto e com uma intensa vegetação, além de ser um ambiente de comunidade. A impressão é de que não temos fronteiras”, define Miriam.   Um dos passatempos preferidos do casal é brincar no playground com o filho Vitor, prestes a completar três anos. O filho Gabriel, de seis meses, é levado no carrinho. “Inicialmente, achávamos que os condomínios tivessem custos elevados, ficassem longe da cidade e que as casas fossem unidas umas nas outras”, lembra Tiago. Quando conheceram o Reserva, no entanto, mudaram de opinião. “Foi amor à primeira vista”, indica a mestranda em Educação. “O que nos agradou também foi a possibilidade de fazer a casa do nosso jeito”, explica Miriam. O convívio com os vizinhos é outro ponto que surpreendeu. O filho Vitor, aliás, costuma brincar com todas as crianças. O próximo projeto da família é fazer uma horta e um novo ajardinamento. “Poder mexer na terra é outra vantagem”, completa Tiago.

A caminho da nova moradia   A expectativa é grande para a família Berger, que está prestes a fazer a mudança para a casa de número nove. Descer de elevador para o playground será apenas uma lembrança do casal Juliano, 46, e Aline, 37, e das filhas Caroline Helena, 5, e Letícia Helena, 2. A bela vista que tinham do oitavo andar será substituída por uma de igual beleza. “Há cinco anos estávamos procurando uma moradia que reunisse segurança, espaço e privacidade. Até que encontramos este condomínio”, destaca a psicóloga. A arborização é outro diferencial. “O som dos pássaros lembra a minha infância. O silêncio é outra característica. Nem parece que estamos perto do Centro”, diz o gerente comercial. “Quando entramos pela primeira vez no condomínio, nos apaixonamos”, define Aline.   Outra vantagem apontada pelo casal foi a possibilidade de adequar o projeto interno às necessidades da família. “Fizemos do jeito que queríamos, diferente de um apartamento”, afirma Juliano. O pátio interno garante a instalação de uma piscina, o que ainda não está nos planos da família. Algo que já foi previsto é o ‘chimarródromo’ e a casinha de bonecas das filhas. “Elas adoram correr, basta abrir a porta de casa”, brinca o pai.

Bom convívio e liberdade   O chimarrão também acompanha a rotina da família de Israel Dilkin, 36, e de Rebeca Diefenbach Dilkin, 32, que assistem, da sua varanda, à bela paisagem proporcionada, seja durante o dia ou à noite. Todas as casas têm uma vista privilegiada. Eles foram os primeiros

16


moradores e acompanharam a chegada dos vizinhos. “Há uma amizade entre nós até porque a maioria possui a mesma faixa etária e têm filhos novos”, conta Rebeca.   Sentadas no skate do marido, a foto registra um dos momentos em que Rebeca e a filha Carolina, hoje com 4 anos, aproveitam a rua do condomínio para se divertir. João Pedro, com apenas um mês de vida, também irá usufruir do espaço em breve. “Nossas famílias também gostam de vir aqui porque as crianças têm espaço para brincar”, comentam.   O representante comercial Marcos Henrique Macedo, 42, e a financeira Leila Macedo, 41, também escolheram o Reserva de Hamburgo como a sua moradia. Ao lado das filhas Taís, 16, e Camila, 12, eles desfrutam da segurança de um edifício - já que viviam em apartamento há cerca de 20 anos – e da liberdade de uma residência. Para Marcos, a vista panorâmica e a arborização foram os diferenciais do Reserva.  

Características   O Condomínio Horizontal Reserva de Hamburgo terá 17 unidades, em três modelos distintos, com tamanhos variando entre 177 e 278 metros quadrados de área privativa, em amplos terrenos “Ao adquirir a unidade, discutimos com o cliente o projeto para adequar às suas necessidades e gosto”, informa Jorge Köche, da Klima Incorporações. A construção da casa está em harmonia com a natureza. “Buscamos o equilíbrio, utilizando elementos que se identificam com a proposta do condomínio, como madeira e detalhes em reboco rústico”, exemplifica. “Procuramos identificar as necessidades do nosso público e constatamos que a piscina e o fitness coletivo, por exemplo, são serviços pouco aproveitados e ainda elevam os custos com manutenção”, acrescenta Jorge. Um belo salão de festas cercado de muito verde, junto ao playground foram privilegiados na implantação.   Localizado num dos pontos mais altos de Novo Hamburgo, Jorge aponta uma tendência. “Esta é a região para onde a cidade está crescendo. Basta observar que a Prefeitura, o Foro e vários hipermercados foram aqui instalados”. O acesso é facilitado pelas principais vias da cidade.

Incorporadora   A Klima Incorporações nasceu de uma satisfação em construir e transformar. Assim define o sócio-proprietário, Jorge Köche, à frente do negócio com o filho Rafael. A empresa tem sede em São Leopoldo e foca a atenção em empreendimentos que dêem qualidade de vida para os clientes. “Sempre buscando um diferencial”, completa.

SAIBA MAIS O Reserva de Hamburgo está próximo ao Parque Floresta Imperial e à sede da Comusa. São 8.400 m² de área arborizada e vista panorâmica de parte de Novo Hamburgo e de São Leopoldo. O declive do terreno favorece a insolação de todas as residências. O complexo é formado por 17 unidades, distribuídas nas laterais do terreno e formando uma alameda arborizada em seu eixo central. Mais informações no site: www.reservadehamburgo.com.br ou pelos fones (51) 3037-2408 e 8158-0185.

Maio/2009

Revista Expansão |

17


[ Cobertura Especial ]

Inauguração em grande estilo A noite de 16 de abril foi especial para os representantes da marca Criare em Novo Hamburgo. Luciane Lorenzini e Ilvonei Carvalho receberam amigos e clientes com um coquetel para apresentar os projetos diferenciados e a qualidade dos produtos da marca. O enfoque está, além da qualidade dos produtos, na excelência no atendimento e no custo-benefício, atrativos para conquistar o cliente do Vale do Sinos. A cidade de Novo Hamburgo foi escolhida depois de uma pesquisa em outros municípios da região. Foram avaliadas as fábricas de móveis planejados do mercado e a qualidade dos produtos Criare foi item fundamental na escolha da marca. As novidades podem ser conferidas na Av. Dr. Maurício Cardoso, 1120, bairro Hamburgo Velho.

18

| Revista Expansão

Maio/2009


Fotos: Fábio Winter/Especial

A equipe da Criare: Marcelle (à esquerda), Pâmela, Suellen, Luciane, Ilvonei, Andréia e Jhulye e, na foto à direita, a loja que fica na Av. Dr. Maurício Cardoso, 1120, bairro Hamburgo Velho, em Novo Hamburgo

Maio/2009

Revista Expansão |

19


[ ENTREVISTA ]

Fotos: Aline de Melo Pires/Especial

20

| Revista Expans達o

Maio/2009


Ivo

Nesralla Símbolo do amor e dos sentimentos mais nobres do ser humano, o coração é o guia na trajetória de vida de uma das maiores personalidades gaúchas Por Aline de Melo Pires

F

Aqui todos são tratados de maneira igual. O médico tem um compromisso social que o difere das outras profissões. Meu compromisso é com a vida.

Maio/2009

amília, carreira, amigos, lazer. Para equilibrar e fazer andar esta engrenagem que chamamos de vida, o denominador comum é o coração. Nas suas mais variadas facetas, seja ela física, muscular ou romântica, o órgão, idealizado e eternizado em poemas e histórias de amor, é o guia na vida de Ivo Nesralla. O presidente do Instituto de Cardiologia (IC) e da Orquestra Sinfônica de Porto Alegre (Ospa), aos 70 anos, é norteado pela mesma paixão que desencadeou toda a sua trajetória de vida, a enorme dedicação à cirurgia cardíaca. Ele opera todos os dias, de manhã e de tarde, é um exemplo de pioneirismo e de formação. Um verdadeiro orgulho para os gaúchos. Nesralla já realizou mais de 30 mil operações cirúrgicas e é professor da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (Ufgrs). “A juventude me oxigena”, comenta o médico, que vem de família de origem libanesa. No ano em que se completam 25 anos da retomada dos transplantes de coração no Brasil, Nesralla conta, com exclusividade, os principais pontos de sua trajetória. A partir desta deliciosa conversa, podemos entender por que ele tem essa história tão brilhante, tão cheia de conquistas. O segredo, diz, é o amor. Sua sala é uma mostra do que a vida de Nesralla é – um homem apaixonado. Paixão esta que se traduz na exibição das obras de arte, das fotos da família e dos objetos que remetem à profissão. O moderno e o clássico se completam com muito bom gosto naquele ambiente. Quando ainda estudava no Colégio Nossa Senhora do Rosário, em Porto Alegre, o pequeno Nesralla foi conquistado pela arte e pela música clássica. Fugia na hora do recreio para assistir aos ensaios da Ospa na PUC, que funcionava no pátio da escola. Mas, jamais imaginou, naquela época, um dia estar na presidência da orquestra. Pai do advogado Carlos, do publicitário Ivo Júnior e da cardiologista Paula – que segue seus passos na cirurgia cardíaca – Ivo Nesralla aponta, com muito orgulho, a figura da esposa Paulita como uma das grandes responsáveis pelo sucesso de sua vida. Apesar da grande paixão pela profissão, o médico afirma que é o amor da família que faz seu coração bater mais forte.

Revista Expansão |

21


[ ENTREVISTA ]

Ivo Nesralla

Como surgiu a paixão pela medicina? Fui influenciado por um livro que contava as histórias de grandes personalidades da Ciência. Dentre elas, as que eram ligadas à Medicina, na época, como Pasteur, foram as que mais me impressionaram. Eu sempre fui muito fascinado por tudo ligado à biologia, à vida. Foi uma decisão irreversível... Fiz só um vestibular em toda a minha vida. Era “caxias”. Esse é o primeiro ponto do segredo da vida, a gente tem de ter paixão pelo que faz. Sempre digo isso aos alunos na faculdade. Não se pode fazer as coisas somente pelo dinheiro. Em primeiro lugar, temos de fazer o que se gosta com amor, com paixão. Como a cirurgia cardíaca passou a ser tão importante em sua vida profissional? A cirurgia cardíaca me fascinou desde o primeiro ano de Medicina. Era aluno de Anatomia, e, em um congresso de cardiologia, em 1957, foi apresentado um filme sobre a cirurgia do coração. Aquilo me fascinou de uma maneira que não tem adjetivo e, por essa razão, aquilo ficou dentro de mim, como uma chama, só que não se falava muito disso na época. Botei na minha cabeça que o que eu queria mesmo fazer era cirurgia do coração. Muito Em 1961, no quinto ano da universidade, o doutor Cid Nogueira chegou importante é a à capital, com o objetivo de estruturar prática religiosa. a cirurgia do coração e me convidou Aqueles que para trabalhar com ele.

acreditam em alguma religião, têm uma incidência menor de enfarto agudo do miocárdio.

Quem foi o seu primeiro paciente operado do coração? Foi um jovem estudante de Direito, que tinha uma doença do pericárdio, uma membrana que envolve o coração. Ele já foi prefeito de Jaguarão e apareceu aqui nestes dias, quando completou 40 anos de sua operação.

O senhor foi pioneiro na cardiologia no Estado... Eu digo nós, a instituição. Nós fomos pioneiros em muitas coisas no Estado. Em 1970, começamos com a cirurgia para colocação de ponte de safena. Em 1973, operamos a primeira criança com defeito congênito, uma criança de baixo peso, usando uma técnica de congelamento chamada hipotermia profunda e parada circulatória. É uma história de pioneirismo que, em 1984, culminou com a retomada dos transplantes no Brasil. Sua atuação na área de transplantes de coração também foi um marco na história da cardiologia? A história dos transplantes diz que o primeiro no mundo foi feito em dezembro de 1967, na África do Sul. Em maio de 1968, o professor Zerbini, em São Paulo, realizou o primeiro na América Latina. Depois houve

22

| Revista Expansão

um hiato grande nos transplantes porque a rejeição levava os pacientes à morte. Na década de 80, nos Estados Unidos, surgiu a cyclosporina, uma droga ideal para conter a rejeição. Com isso, estamos comemorando neste ano os 25 anos da retomada dos transplantes no Brasil. E depois destes, vieram outros transplantes como de pulmão, pâncreas, fígado. E o que significa fazer parte desta história? É a mesma emoção que eu tive quando li o livro que falava dos grandes vultos da Medicina. É de quem plantou uma árvore que está dando muitos frutos. Extremamente gratificante. E quais têm sido os maiores desafios de sua profissão nestes anos todos? O primeiro é se manter humilde. O cirurgião, em primeiro lugar, tem de ter a noção de que não é Deus. A humildade é uma virtude que tem de nos acompanhar sempre, senão perdemos o foco da vida, a relação com o paciente, que é a coisa mais importante para o médico. E as maiores recompensas? Tantas! Muitas vezes encontro alguém que lembra que eu o operei. Não tem recompensa maior que essa, nada que recompense tanto quanto a atividade médica em si, que o reconhecimento do paciente que entregou toda a sua vida nas mãos do cirurgião. Qual sua avaliação do progresso da Medicina e dos recursos existentes hoje? Houve uma evolução que não tem adjetivo que a coloque. Nunca sonhei, um dia, operar usando um robô, e nós fizemos a introdução da cirurgia robótica no Brasil. O progresso da tecnologia é fantástico. Às vezes ouço reclamarem de que o dinheiro gasto com esta tecnologia poderia ser empregado para salvar crianças que morrem de diarréia, de que poderia ser usado na medicina preventiva. Mas uma coisa não invalida a outra, as duas são necessárias. A ida do homem à Lua trouxe uma enorme tecnologia na área eletrônica e da informática que é usada na Medicina. E que é muito cara. O que não mudou, nem pode mudar, é a relação do médico com seu paciente, o fato de que estamos tratando de um ser frágil porque está doente. É este o sentido de tudo. Os avanços tecnológicos que facilitam a recuperação e a cura estão ao alcance de todos no campo da cardiologia? Sim. Um dos grandes triunfos do IC é poder dizer isso: aqui todos são tratados de maneira igual. É claro que o rico vai ficar num apartamento melhor, mas do ponto de vista de assistência médica, ele é igual para todos. O médico tem um compromisso social que o difere das outras profissões e este compromisso fica exacerbado a partir do momento em que eu me formei em uma universidade pública e não paguei nada por isso. Meu compromisso é com a vida.

Maio/2009


Maio/2009

Revista Expans達o |

23


[ ENTREVISTA ]

Ivo Nesralla

O senhor foi presidente da Orquestra Sinfônica de Porto Alegre (Ospa) em um momento bem delicado, em que a estrutura estava precária. Como aconteceu isso? Em 1983, o governador Jair Soares me chamou, tinham soprado a ele que eu seria um bom presidente. E ele me perguntou o que eu entendia de música. Eu disse: governador, não precisa entender de música, tem é que gostar da orquestra e fazer funcionar. Era um momento difícil porque o maestro tinha entrado com um processo contra a orquestra, que não se defendeu, então o prédio estava em perigo. Eu disse, “olha sou um cirurgião acostumado a coisas complicadas, não é isso que vai me travar”. E começou minha vida na Ospa. Foi neste instante que eu consegui levar a orquestra para o, então, Teatro Leopoldina. E agora meu novo desafio é a construção do Teatro da Ospa. Qual sua análise do cenário cultural gaúcho hoje? O cenário sempre vai depender de verba. É muito complicado e agora principalmente com esta crise mundial que se reflete em todas as áreas do conhecimento humano e na arte não é diferente. Mas eu acredito que as pessoas que estão liderando isso tudo vão conseguir contornar. Não sou pessimista quanto ao desenvolvimento cultural. O Rio Grande do Sul tem uma história muito profunda. E o que o deixa mais orgulhoso quando se trata da cultura de nosso Estado? Fico muito entusiasmado quando vejo as bienais, é uma mostra do crescimento e do desenvolvimento cultural da população. A música deixou de ser ensinada nas escolas. Então, a Ospa está tentando ocupar este espaço, partindo do princípio de que a música erudita é para todos. Qual é o denominador comum entre o presidente do Instituto de Cardiologia e o presidente da Ospa? É o coração, um órgão que está envolvido com a história, com a emoção e com a arte. O coração médico também está envolvido com isso, assim como o coração romântico, é um coração só. Sou movido pelas emoções que o cérebro provoca no coração e faz com que ele bata mais forte, mais rápido, mais lento. Sou um emocional, essa emoção é muito importante porque ela nos dá força interior para enfrentar os problemas. A vida é assim. A gente não pode nunca desistir diante das dificuldades. Uma das minhas características é a persistência, eu nunca descanso enquanto não alcanço o topo do morro que estou escalando. Como o senhor cuida do seu coração e qual o segredo para se ter uma vida tranqüila com o seu coração? Ouvindo música. Opero ouvindo Bach ou Vivaldi. É uma música sem patologia, sem altos e baixos, traduz uma calma interior a todo o grupo da sala de cirurgia. E, claro, sigo tudo que digo aos meus pacientes. Pratico esportes e tenho convívio com amigos. E uma coisa muito importante é a prática religiosa. Está demonstrado em vários trabalhos, que aqueles que acreditam em alguma religião, tem uma incidência menor de enfarto agudo do miocárdio. Isso é importante e mostra que devemos acreditar em valores superiores, que nos orientem, que sejam nossos guias.

24

| Revista Expansão

Maio/2009


Maio/2009

Revista Expans達o |

25


[ Nossa Capa ]

O futuro é o estado da arte na

Makrovision

S

e você já assistiu aos filmes Inteligência Artificial e Minority Report vai concordar que muitos equipamentos sugestionados pelos autores, em suas obras de ficção científica, já existem. O negócio deixou de ser ficção e está aí, nas vitrines de algumas lojas. Você já pode notar que os conceitos “a vida imita a arte” e o “futuro invade a sua casa” estão tomando conta de sua vida ano a

ano. Muitas novidades tecnológicas no ano passado já são antigas neste ano. Se você não é freqüentador de salas de cinema, nem leitor assíduo, pode simplesmente usufruir do que a tecnologia pode lhe oferecer em termos de conforto, prazer e conveniência. A Makrovision, no Vale do Sinos, oferece uma verdadeira viagem ao futuro, com tecnologias que podem ser trazida para o seu dia-a-dia, tornando sua vida ainda mais gostosa de viver.

Fotos: Fábio Winter/Especial

26

| Revista Expansão

Maio/2009


Carlos Fink e Geovane Schell tem verdadeira obsessão pela tecnologia e por antecipar o que o futuro tem de melhor para facilitar a vida. Por isso, há dez anos criaram a Makrovision que tem na sua missão, foco de negócio, princípios e valores, uma única e simples frase: proporcionar prazer e conforto aos seus clientes, que está na casa dos milhares. Os equipamentos da Makrovision já “decoram” as residências e ambientes profissionais mais cotados da grande Porto Alegre, Serra Gaúcha, Vale do Sinos e até mesmo São Paulo. De acordo com Carlos, esse crescimento não se deu de graça. “Com links profissionais na Europa, Estados Unidos e Ásia, eles procuram estar em dia, com o que acontece no  planeta inteiro  em termos de som, imagem, automação sem fio e electronic massage chairs.”   São mais de 2.200 configurações de home-theater que a Makrovision disponibiliza para satisfazer construtoras, arquitetos de interiores, decoradores e clientes de alto nível de demanda técnica, estratégia que eles definem como uma saída comercial, em um mundo infestado pelas grandes redes de eletroeletrônicos. “Tudo conectado ao sistema de  automação sem fio, wireless, o que permite aos clientes um múltiplo e completo controle sobre todos os equipamentos interligados”, saliente Geovane. Uma equipe técnica altamente qualificada, treinada e permanentemente aperfeiçoada e atualizada por Carlos, atravessa estradas gaúchas todos os dias, valorizando residências e apartamentos, e inclusive escritórios, com o estado da arte em tecnologia de automação residencial sem fio. Este processo permite que você, em viagem pela Europa, por meio da Internet, com o seu iPhone, desligue a luz da varanda da sua casa de praia em horários que despistem eventuais intrusos que julgam a residência desabitada.  Para Fink, o controle absoluto, com qualidade total e tecnologia de última geração, que os equipamentos e os serviços garantidos  da Makrovision proporcionam ao mercado, só deixam saudade da cena em que Stanley Kubrick, em 2001 - Uma Odisséia no Espaço, mostra o supercomputador Al revoltando-se contra o comando do astronauta e tomando conta da nave, subvertendo o poder. Ele salienta que, nos tempos em que estamos vivendo, os valores que envolvem aquisições deste tipo surpreendem às  vezes por serem bem palatáveis.

A cadeira dos sonhos A Dr. Stuhl, marca própria da Makrovision,  é uma cadeira eletrônica de massagem, que une desde fisioterapia da coluna, bacia e pernas,  shiatsu, ayurvédica com toques de quiropraxia,em uma única solução, que permite relaxar o corpo depois de uma estressante jornada de trabalho. E o que é melhor, curtindo o seu CD de música predileto, e com a vantagem da total privacidade. Schell lembra que um cliente depois de testar a cadeira no estúdio de sua casa ligou para reservar uma segunda Dr. Stuhl para a esposa, porque queria que ela pudesse usufruir junto com ele, ao mesmo tempo, das delícias de uma máquina que não tem opinião, apenas a sua própria. “Você pode programar o tipo de massagem, o alcance dela, a duração e a intensidade da ação”, salienta Geovane.

Makrovision Rua Joaquim Nabuco, 1552 Centro – Novo Hamburgo (51) 3582-2321

Maio/2009

Revista Expansão |

27


[ especial ]

Centro Clínico

5 anos em saúde Por Graziela Dannenhauer

28

| Revista Expansão

Graziela Dannenhauer/Especial

Benefícios médicos situados em um único ambiente esteticamente construído para melhor acolher o paciente

Maio/2009


A

o completar cinco anos de existência no próximo dia 27, o Centro Clínico Regina comemora a data com seus colaboradores, médicos e pacientes. Será realizada uma pequena cerimônia para se brindar ao que se tem de melhor na região em centralização médica, situada ao lado do Hospital Regina, com a disponibilidade de mais de 150 médicos e serviço especializados. O síndico, o anestesista Anderson Kieling, salienta que melhorias são feitas constantemente no espaço para melhor atender aos usuários. “Os administradores e médicos estão sempre se atualizando sobre tecnologias e serviços que qualifiquem ainda mais o Centro”, destaca Kieling. Para este ano ainda, será instalada uma casa de vacinas no Centro Clínico. Todos os espaços são locados, mas se mantém a fiscalização dos serviços. “Queremos o melhor e para isso temos que cuidar muito bem”, frisa o síndico. Além disso, um ambiente para recuperação física também será implantado no local. “Todos os benefícios em um só lugar”, afirma Kieling.

Maio/2009

São consultórios e toda uma infraestrutura que facilita a vida dos pacientes, médicos e funcionários do local. São nove andares: dois de serviços de diagnósticos, um boulevard, seis de consultórios médicos, além de estacionamento privativo. Os consultórios são construídos conforme o projeto pessoal de cada médico. Por exemplo, há salas divididas por dez profissionais. Eles utilizam o mesmo espaço, com turno diferenciados, porque não necessitam do ambiente durante todo o seu turno. Enquanto que outros médicos utilizam uma única sala apenas para si.

A administração do Centro é constituída pelo síndico e o vice-síndico, o advogado Juarez Dieter e, até no ano passado, estava sendo feita pela Associação Congregação Santa Catarina. Hoje, as irmãs fazem parte do Conselho Consultivo, formado pela dermatologista Fatima Sertorio, pelo colo-proctologista Amauri Zimermann, pela contadora Ivoni Ferreira dos Passos, pela vice-diretora do Hospital Regina, irmã Selma Becker, pela investidora Inês Solange Mosmann e pelo investidor Carlos Meine. O conselho delibera sobre as melhorias no Centro Clínico.

Revista Expansão |

29


[ especial ]

30

Especialidades

Doutores

Acupuntura, Pilates CRM 14979

Vera Sant’ Ana Hauschild

Andrologia, Urologia CRM 26190

Fernando Bastos Duarte

Angiologia, Cirurgia Cardio Vascular, Cirurgia Vascular

Mario Frederico Chagas Pereira

Angiologia, Cirurgia Cardio Vascular, Cirurgia Vascular CRM 25199

Rogério Biancon

Angiologia, Cirurgia Vascular CRM 18051

Luciano Alberto Strelow

Angiologia, Cirurgia Vascular CRM 25620

Alexandre Horn

Angiologia, Cirurgia Vascular CRM 29004

Geovani Luiz Fernandes

Aparelho Digestivo, Cirurgia Geral CRM 25387

João Couto

Botox, Carboxiterapia, Depilação Definitiva Laser, Medicina Estética, Rejuvenescimento Flacidez e Facial CRM 18724

Adriana Corrêa Weissheimer

Cardiologia CRM 8314

Luiz Fernando Benini

Cardiologia CRM 14631

Ricardo Beuren

Cardiologia CRM 19233

Oscar Ludwig Neto

Cardiologia CRM 22539

Manoel Meine

Cardiologia Pediátrica CRM 171718

Stelamaris Luchese

Cardiologia Pediátrica CRM 25764

Marcelo Brandão da Silva

Cardiologia, Medicina Interna CRM 26340

Eduardo La Falce

Cir. Ambulatorial, Medicina Estética CRM 21523

Kelen Lopes Poganski

Cir. Colo-proctologia, Colonoscopia, Vídeo Cirurgia CRM 7798

Valdir Natalício da Silva

Cirurgia Cardio Vascular CRM 19806

Paulo Moreno

Cirurgia da Coluna Vertebral, Neurocirúrgica CRM 14609

Fernando Schmidt

Cirurgiã Dentista CRO 17218

Camila Martins

Cirurgia Geral CRM 28600

Tiago Luis Dedavid e Silva

Cirurgia Geral, Obesidade, Vídeo Cirurgia CRM 19239

Carlos Frota Dillenburg

Cirurgia Geral, Vídeo Cirurgia CRM 14582

Edivaldo Cordova

Cirurgia Geral, Vídeo Cirurgia CRM 19006

Julio Cesar Barra

Cirurgia Geral, Vídeo Cirurgia CRM 9708

Luis Carlos Galleano de Melo

Cirurgia Geral, Vídeo-Laparascopia CRM 19509

Fernando Schuler

Cirurgia Pediátrica CRM 23488

Sabrina Picolli da Silva

Cirurgia Plástica CRM 24729

André Rosenhaim Monte

Cirurgia Plástica, Crâneomaxilofacial CRM 24316

Ciro Paz Portinho

Cirurgia Plástica, Estética, Reconstrutiva

Gregorio Daniel Waizman Perera

Cirurgia Plástica, Estética, Reconstrutiva CRM 18770

Rogér Corrêa Dias

Cirurgia Plástica, Medicina Estética CRM 16879

Veimar Roberto Zortéa

Cirurgia Torácica CRM 24613

Leandro Pretto Orlandini

Cirurgia Torácica, Fibrobroncoscopia CRM 15254

Maria Madalena Klein

Cirurgia Torácica, Fibrobroncoscopia CRM 16180

Paulo Ricardo S. Kraemer

Cirurgião da Cabeça e Pescoço CRM 19212

Marclei Brites Luzardo

Cirurgião da Cabeça e Pescoço CRM 19537

Fabio José Zell

Cirurgião da Cabeça e Pescoço, Otorrinolaringologia CRM 14595

José Henrique Müller

Clínica Médica CRM 7575

José Luiz Kraemer

| Revista Expansão

O shopping da saúde Pouco antes da década de 80, a Comunidade Médica de Novo Hamburgo já discutia a possibilidade e o desejo de constituir um Centro Clínico, um shopping de saúde, onde o cidadão entraria e teria disponível todo um leque de exames necessários para um chek up ou diagnóstico. A partir dos anos 80, houve várias tentativas, até que, em 1995, foi elaborado um projeto, que não passou disso. “Não tínhamos condições para executá-lo”, diz a vice-diretora do Hospital Regina, irmã Selma Becker (foto). Em janeiro de 1998, os então diretores médicos trouxeram uma proposta clara e objetiva, visando uma parceria com o hospital. A amplitude do projeto exigia a avaliação da mantenedora, a Associação Congregação Santa Catarina (ACSC). O Centro Clínico começou a se tornar realidade a partir de fevereiro de 1998, quando a associação avaliou a proposta como viável, considerando a necessidade do mesmo para o Vale do Sinos. Os membros da direção e do conselho do Hospital Regina, constituído pelo diretor-técnico Raul Seibert, pelo diretor-clínico Antônio Lopes, pelo administrador Gilmar Madeira, pela vicediretora Hedi Exner, e pela conselheira irmã Ivone Mossmann, se reuniram para discutir a realização do projeto. Eles alegaram que a centralização dos consultórios, serviços de diagnóstico e tratamento em um só lugar e a proximidade do hospital oportunizaria maior agilidade, facilidade ao médico e ao usuário no atendimento. Conforme irmã Selma, foi considerado ainda o aumento da população, a necessidade de concentrar a área de diagnóstico com seu avanço tecnológico e científico, o aumento do número de médicos e de especialidades, a dificuldade de acesso a Porto Alegre, a escassez de estacionamento e a oferta de segurança e conforto para médicos e clientes. “Sobretudo o sonho de um centro de referência da medicina na região era o que se buscava.”

A comercialização Vencida a primeira etapa, iniciou-se a formatação do projeto, autorização na Vigilância Sanitária e permuta do terreno, propriedade da ACSC, com a Incorporadora Construtora Mosmann, por área construída. Do início de janeiro de 1998 até a aprovação final do projeto, em fevereiro de 2000, foram dois anos de grandes preocupações, estudos, ajustes e expectativas. A divulgação e a comercialização imediatas ocuparam os meses de março, abril e maio de 2000. Junho e julho foram meses dos preparativos para começar a trabalhar o local onde o edifício seria erguido, com a demolição das capelas mortuárias, desativadas em 1997, a remoção do estacionamento e da horta, mantida para atender ao hospital. A definição do nome Regina para o Centro Clínico aconteceu desde a idealização do projeto. Foi consenso entre os médicos, a direção do hospital, a ACSC e a incorporadora. Todos perceberam a solidez que o nome Regina possui na cidade de Novo Hamburgo e em toda a região.

Maio/2009


Maio/2009

Revista Expans達o |

31


[ especial ]

32

Especialidades

Doutores

Clínica Médica, Medicina de Família CRM 22509

Jocinei Santos de Arruda

Clínica Médica, Terapia Intensiva CRM 20893

Luciano Furlanetto

Clínica Neurocirúrgica, Neurocirurgia, Neurologia CRM 06514

Alcides Brandalise Júnior

Clínica Neurocirúrgica, Neurocirurgia, Neurologia CRM 10667

Ivan Hack

Clínica Psicossomática CRM 14889

Cleide Teresinha Piccoli Brunchi

Clínico Geral, Geriatria CRM 29040

Ricardo Rohde

Clínico Geral, Geriatria CRM 13213

Paulo Roberto Luchesi Soares

Colo-Proctologia CRM 11397

Amauri Gilson Zimmermann

Colposcopia, Ginecologia Clínica e Cir., Obstetrícia CRM 26342

Guisella de Latorre

Dermato Funcional , Estética facial e Corporal, Fisioterapia Crefito 84218

Daniela M. Rosa da Silva

Dermatologia CRM 20006

Fátima Helena Maldaner Sertorio

Dermatologia CRM 24946

Luciane Allgaier

Dermatologia CRM 29537

Nathália C. Matas Solés Masiero

Diabetes CRM 11178

Amaury Leopoldino de Freitas

Endoscopia Digestiva, Gastroenterologia CRM 20864

Luciane da Silva Pereira

Endoscopia Digestiva, Gastroenterologia CRM 24270

Gilmara Coelho Meine

Endoscopia Digestiva, Gastroenterologia CRM 25326

Alexandro de Lucena Theil

Espirometria CRM 16148

Carlos Schmitt

Espirometria, Pneumologia Pediátrica CRM 24898

Gustavo Menezes Lannes

Estética, Medicina Ortomolecular CRM 27648

Gianna Zaffari Frey

Estética, Medicina Preventiva, Nutricionista

Clínica Zaffy - Medicina Preventiva e Estética

Fitoterapia, Nutricionista, OrtoMolecular CRN 1110

Mônica Werkmeister Schneider

Fonoaudiologia

Maria José Vontobel Gentil

Fonoaudiologia CRF 7115

Ana Paula Lehnen Schuster

Fonoaudiologia CRF 0346

Maria José Vontobel Gentil

Fonoaudiologia CRF 7828

Tatiana Lehnen de Almeida

Gastroenterologia CRM 18120

João Batista Pinheiro

Gastroenterologia CRM 31224

Katia Simone Cezário de Barros

Gastroenterologia Pediátrica CRM 25214

Aline Friedrichs de Souza

Geriatria CRM 13748

Eliane Beuren

Ginecologia CRM 22016

Fernando Filipsen

Ginecologia, Mastologia CRM 21265

Rafael Duarte Andrade

Ginecologia, Obstetrícia

Marcos Wengrouer Rosa

Ginecologia, Obstetrícia CRM 13064

Walter Guilherme Geist

Ginecologia, Obstetrícia CRM 13624

Amadeu Simoni Röhnelt Filho

Ginecologia, Obstetrícia CRM 14006

Liane Hopf de Barros

Ginecologia, Obstetrícia CRM 15714

Marcos Medeiros Souza

Ginecologia, Obstetrícia CRM 17093

Leila Anair Nerbas

Ginecologia, Obstetrícia CRM 19109

Marilene S. de Corvelo

Ginecologia, Obstetrícia CRM 20040

Ursula Jaeger

Ginecologia, Obstetrícia CRM 21730

Cecy de Conto Capp Kopper

Ginecologia, Obstetrícia CRM 21732

José Alexandre Sfair

| Revista Expansão

Lopes idealizou a central médica Há dez anos, o urologista Antônio Lopes (foto acima) foi um dos médicos que prospectou os benefícios que a criação do Centro Clínico Regina traria para a comunidade. Ele tomou a causa como própria e estimulou outros médicos a apoiarem-na. Referência no Vale do Sinos, o estabelecimento médico surgiu da necessidade de mais profissionais estarem próximos ao Hospital Regina, onde fazem atendimentos e cirurgias. “Em casos de emergências, a distância para um médico atender seu paciente é menor e facilita a locomoção. Você vai a pé ao hospital”, salienta. A idéia surgiu a partir dos serviços prestados pelo Moinho de Ventos, em Porto Alegre, e em outros países. “Quando você viaja para outros países verifica essa centralização. Também estamos em constante atualização, buscando sempre nos aperfeiçoar para melhor atender aos pacientes”, ressalta Lopes. Essa centralização auxilia os médicos a salvarem vidas ou ainda evitarem que seqüelas causem maiores estragos no corpo humano. “É uma satisfação ver tudo isso funcionando muito bem. É um projeto que deu certo. E para a cidade também foi importante porque somos referência para outros municípios”, destaca.

Os registros da construção do prédio

Maio/2009


Os equipamentos utilizados pelos laboratórios e empresas de exames são de primeiro mundo e atendem a várias áreas. Lopes adianta que será implantado um sistema digital que permitirá que os médicos do Centro Clínico possam acessar simultaneamente o resultados dos exames. “Assim que o paciente fizer o exame, eu já vou poder saber o que deu e encaminhar o tratamento correto. Isso é inovador.” O terreno ao lado do hospital, onde antigamente ficavam as capelas mortuárias (foto), desativadas, e também parte da horta, foi utilizado para a construção do Centro. A negociação para a construção durou dez anos e a obra de fato, três anos. “Nos primeiros quatro anos, a administração ficou com a Associação Congregação Santa Catarina e, neste ano, passou a ser feita por conselho consultivo e síndicos”, conta. Como diretor-técnico do Hospital Regina, o médico salienta que a casa de saúde está se qualificando cada vez mais para atender aos pacientes em virtude dos serviços prestados pelo Centro Clínico. “Como os serviços ficaram mais exigentes, o hospital tem que se adequar. Uma das melhorias é a construção de dez novas salas de cirurgias neste ano.”

Maio/2009

Revista Expansão |

33


[ especial ]

34

Especialidades

Doutores

Ginecologia, Obstetrícia CRM 24372

Luciana Andréia Vitale

Ginecologia, Obstetrícia CRM 26733

Ticiana de A. Rech

Ginecologia, Obstetrícia CRM 27536

Patrícia Weycamp Steinmetz

Ginecologia, Obstetrícia CRM 27827

Carolina Schuck

Ginecologia, Obstetrícia, Reprodução Humana, Vídeo Cirurgia CRM 11131

Nora Lena Schneider

Hematologia, Medicina Interna CRM 18819

Natalício Kern Filho

Homeopatia CRM 15820

Maria de Lourdes Jäger

Homeopatia CRM 19957

Loreci Pereira Durgante

Intensivismo Pediátrico, Pediatra CRM 22743

Angela Wink

Medicina Anti Envelhecimento , Obesidade CRM 18536

José Fernando Weissheimer

Medicina Estética CRM 27919

Minéia Alves

Medicina Interna CRM 13746

Julio Cesar A. Ibarra

Medicina Interna CRM 18791

Gustavo Henemann

Nefrologia Pediátrica CRM 25847

Andréa Proença de Oliveira

Neonatologia, Pediatra CRM 24019

Pierre Silva Prunes

Neonatologia, Pediatra CRM 28297

Juliana F. Etchegoefen Lehnen

Neonatologia, Pediatra CRM 25383

Kátia Segala Zilles

Neurocirurgia, Neurologia CRM 23532

Valter Felau

Neurocirurgia, Neurologia CRM 25903

Ricardo Gurgel Rebouças

Neurocirúrgica, Neurologia CRM 19563

Ericson Sfreddo

Neurocirúrgica, Neurologia CRM 23996

Felipe M. L. Cecchini

Neurologia CRM 26405

Roberto Jardim Gallo

Neurologia Pediátrica CRM 24224

Fernanda da Silva Gonçalves

Nutricionista

Marcia Illana Kopschina

Nutricionista

Rodolfo Becker

Nutricionista CRN 28370

Roberta Felario de Paula

Nutricionista CRN 22731

Claudia Denicol Winter

Nutricionista CRN 22762

Maria Salete C. Ceccon

Nutricionista CRN 24716

Aline Kautzmann Meurer

Nutricionista CRN 5554

Ana Cristina da Rosa Müller

Nutricionista CRN 6576P

Tanara Stumpf Trenz

Nutricionista CRN 8124

Alice Müller

Nutrologia Pediátrica CRM 30335

Berenice Lempek dos Santos

Oftalmologia CRM 16114

Diógenes Franco

Oftalmologia, Oftalmologia Adultos e Crianças CRM 26286

Carlos Henrique Muniz

Oftalmologia, Oftalmologia Adultos e Crianças CRM 26223

João Arthur Trein Junior

Oftalmologia, Oftalmologia Adultos e Crianças CRM 28452

Ediane Gonçalves Àvila

Oncologia, Quimioterapia CRM 14659

Ricardo Vitiello

Oncologia, Quimioterapia CRM 15574

Andrey Manfro

Ortopedia, Traumatologia CRM 11720

Jorge Luiz Siebel

Ortopedia, Traumatologia CRM 23341

Bernardo Pydd

Ortopedia, Traumatologia CRM 2952

Rodolfo Xaubet Oliveira

Ortopedia, Traumatologia CRM 5345

Airton Marcos de Araújo

Otorrinolaringologia CRM 12256

Maria Beatriz P. S. Zimmermann

| Revista Expansão

Serviços agilizam diagnósticos A localização dos serviços de diagnósticos para os pacientes do Centro Clínico Regina nos subsolos agilizam os atendimentos médicos. O paciente faz a consulta e depois desce para esses ambientes para solicitar os exames, sem precisar se deslocar até outro endereço. A comodidade facilita também a retirada. Ao consultar, novamente, o paciente busca o resultado e logo, em seguida, pega o elevador e sobe para a sua consulta. A secretária de posto do Hospital Regina, Angelita Birk (foto), utiliza diariamente a passarela entre a casa de saúde e o Centro para encaminhar serviços médicos. “Para mim, facilita muito porque não preciso andar pela rua”, salienta. O mesmo espaço é usado pelos mais de 150 médicos do estabelecimento. Essa facilidade é destaca pelo síndico do Centro Clínico, o anestesista Anderson Kieling. “Em muitos casos, o paciente desce e já faz o exame, levando o resultado no mesmo dia para o seu médico”, explica. Por exemplo, ao fazer um ecocardiograma, o paciente pode em seguida levar o resultado do diagnóstico para avaliação. A eficiência médica aumenta com essa facilidade, sem a necessidade de marcar outro dia e horário para apenas ter a ciência do exame. E são nos subsolos que se encontram os serviços de diagnósticos, oferecidos por empresas terceirizadas do Centro Clínico: medicina nuclear, contolografias e tratamento para hipertireoidismo, ecocardiograma, cardiologia, eletrocardiograma, teste de esforço, atendimento para obesos, laser, topografia corneana, ecografia ocular, consultas oncológicas, quimioterapia, mapeamento cerebral, hemograma, DNA, pezinho, BHCG, PSA, avaliação urodinâmica, litotripsia extracorpórea, litotripsia ortopédica, anatomia patológica, cito patológico e imuno histoquímico.

Luciano Strelow “Não é pelo status, mas pelas facilidades. Eu estou com o consultório no Centro Clínico Regina em virtude da praticidade. Saio de casa, passo no hospital, vejo meus pacientes e venho para cá, que é do lado. Cada vez mais, a gente preserva a nossa qualidade de vida. Não apenas para nós, os médicos, mas para os pacientes também. A gente os atende nos consultórios, eles descem, fazem os exames necessários nos subsolos, onde ficam os serviços de diagnóstico, e voltam com o resultado nas mãos, logo em seguida. Isso não tem preço.”

Maio/2009


Outros serviços A estrutura médica do Centro Clínico ainda possui um boulevard, ambiente para lanches, farmácia, atendimento bancário, além de estacionamento, para melhor acolher o usuário, a infra-estrutura necessária para um centro com a referência que se tem na região. Para cuidar de todo este espaço, uma equipe de limpeza atua, diariamente, em todos os nove andares do Centro Clínico. De acordo com o síndico, o lixo é recolhido todos os dias e encaminhado para seu destino correto. “Estamos lidando com resíduo que não é doméstico e que exige cuidados especiais”, explica Kieling. Rodrigo Ortiz, 22 anos, e Sonia Dorneles (foto à esquerda), 30, trabalham na equipe de limpeza. Ortiz faz, além da limpeza, consertos e reparos eletrônicos. Ambos mantêm durante o dia o Centro Clínico cheiroso. Já na madrugada, outra equipe assume o posto. “Temos equipes de limpeza por 24 horas aqui. É necessário esse cuidado sempre”, afirma Kieling. Além disso, cada andar possui aparelhos de ar-condicionado nos corredores para melhor atender aos pacientes. “Fizemos um investimento necessário. Queremos que a pessoa, ao chegar aqui, sinta-se bem acolhida (foto à direita)”, acrescenta o síndico.

Maio/2009

Especialidades

Doutores

Otorrinolaringologia CRM 19680

Carlos Alberto Lehnen Junior

Otorrinolaringologia CRM 27691

Eduardo Homrich Granzotto

Otorrinolaringologia CRM 3253

Carlos Alberto Lehnen

Pediatra CRM 13063

Maria Emilia L. B. Geist

Pediatra CRM 21422

Ellen Marcia G. Manfro

Pediatra CRM 7128

Ieda L. A. Miranda

Pilates

Rosane Hack

Pneumologia CRM 10969

Siegrid Janke

Pneumologia CRM 12853

Margit Stoffel

Pneumologia CRM 20309

Rodrigo T. Sertorio

Pneumologia Pediátrica CRM

Daniela Drehmer Weck

23968 Pneumologia Pediátrica CRM

Cinthia Scherer Vieira

25255 Proctologia CRM 20637

Pitágoras Kieling Junior

Protética

Liamar de Ataydes Martins

Psicanálise, Psiquiatria CRM

Ângela Fleck Wirth

7178 Psicologia

Arlete Kautzmann Rohde

Psicologia

Soraya Mª P. Koch Hack

Psicologia CAP 07103238

Ivana Elia Schneider Panosso

Psicologia CRP 07/16780

Fernanda Jaeger

Psiquiatria CRM 13912

João Steffen Trois

Psiquiatria CRM 30213

Lívia Nora Brandalise

Reprodução Humana CRM

Marcelo Oliveira Ferreira

16677 Reumatologia CRM 2722

Adriano Barbiero

Urologia CRM 15494

André Kruse

Urologia CRM 8740

Antônio de Oliveira Lopes

Revista Expansão |

35


[ CRÔNICA ]

osvino toillier

Professor, escritor e palestrante osvino@sinepe-rs.org.br

A enfermidade talvez tenha a condição de tirar o ser humano da esteira de produção e da corrida desenfreada para acalmálo e mostrarlhe que, na verdade, é um ser minúsculo do universo.

36

| Revista Expansão

Vida e saúde L embro que minha mãe nos contava uma frase da bisavó: “Se tiver saúde, fique satisfeito com uma xícara de café preto e um pedaço de pão seco”. Pode parecer exagerado aos olhos do mundo de hoje, tão focado em conforto e alimentação em abundância, mas esta é a verdade: a saúde é um bem de valor incalculável. A doença talvez, como nada neste mundo, tenha a condição de colocar o ser humano na verdadeira dimensão: um ser limitado, que precisa recolher-se à condição de dependência e mirar-se no espelho de sua fragilidade. Esta circunstância abre espaço generoso para reflexão sobre a pequenez da existência humana, que não tem nenhuma razão para encher-se de orgulho e arrogância para dominar os outros. Com minha convalescença, tenho tido tempo para assistir a programas de televisão e vejo, tristemente, o jogo que fazem políticos e governantes para manter e ampliar o poder, sem preocupação com os valores e a consciência que deveriam reger as relações humanas. E também atendimento às necessidades básicas da população, especialmente a mais carente. A enfermidade talvez tenha a condição de tirar o ser humano da esteira de produção e da corrida desenfreada para acalmá-lo e mostrar-lhe que, na verdade, é um ser minúsculo do universo e que necessita cuidado e atenção desde a mais tenra idade, nos momentos de fragilidade e também na velhice. Por que se encher de sentimento de prepo-

tência, quando nossa vida deveria estar comprometida com o amor ao próximo, amabilidade com as pessoas, afeto com os familiares, cuidado com a natureza e respeito com a diversidade da vida? Cresci com este sentimento como criança e jovem, ensinado pelos pais para que a dignidade e respeito fizessem parte da formação. Nos tempos do primário, se sobrava algo da merenda que se levava de casa, jamais era posto fora, por isto até hoje não consigo colocar pão no lixo. E sempre trabalhei isto fortemente com os alunos. Da mesma forma, quando íamos para a lavoura, às vezes sozinho, e passava um cortejo fúnebre, os pais nos ensinaram que tínhamos de parar a carroça, tirar o chapéu e dar prioridade de passagem. Reflexões de quem está meio fragilizado por causa da convalescença, dirão. Pode até ser, mas estou cada vez mais sensível à necessidade de trabalharmos pela humanização, no respeito ao ser humano em sua essência mais bela. O Evangelho do amor tem de ser nossa pregação e vivência, sob pena de ficar retido no púlpito em belas homilias. Só tem um jeito de salvar a humanidade do rancor, do ódio e do caos: o amor, aquele que o Mestre pregou até último momento na cruz, quando rogou ao Pai pelo perdão aos seus algozes. Vida e saúde não se absolutizam em si mesmas como um bem supremo de alguém, mas só assumem sentido pleno quando associadas à preocupação pela dignidade de vida também dos outros.

Maio/2009


Maio/2009

Revista Expans達o |

37


[ Reportagem Especial ]

Fotos: Graziela Dannenhauer/Especial

À espera de uma

mãe 38

| Revista Expansão

Maio/2009


N

ão quero mais ficar com essa criança, ela tem defeito.” A declaração ouvida pela psicóloga da Casa de Passagem Anjo da Guarda e integrante do Conselho Regional de Psicologia do Rio Grande do Sul, Eduarda Coelho Torres, relata a triste realidade de algumas crianças e adolescentes que esperam pela adoção. A casa de passagem fica no bairro Rio Branco, em Novo Hamburgo, e acolhe mais de 20 crianças. Ali mesmo, Eduarda lembrou de situações alegres e tristes e disse que a preferência pela faixa etária acaba dificultando a maioria das adoções. Outro problema enfrentando é a adaptação, como no caso da história contada por Eduarda, na qual a mulher voltou ao abrigo dizendo que não queria a criança porque tinha defeito, como se fosse um produto no mercado. Ela poderia ser condenada como as mães que abandonam seus filhos por motivos fúteis. Mas, enquanto se desdenham crianças, como tomate feio em feira, há mulheres, que mesmo não podendo ter filhos biológicos, lutam e esperam poder adotar uma criança e realizar A espera pela seu sonho de ser mãe. Isabeadoção demora la* tem 33 anos e vai passar mais que uma seu primeiro Dia das Mães, gestação e que será comemorado neste mês, com a pequena Saem alguns manta*, 7. casos pode Isabela sempre quis demorar de um ser mãe, mas, até adotar Saa cinco anos, manta, não imaginou que isso como em aconteceria um dia. “Eu queNovo ria ter o meu filho biológico. Hamburgo. Mas quando conheci a meni-

Maio/2009

No Estado, 4.494 candidatos tem preferência por crianças com menos de um ano, mas há apenas quatro aptas à adoção nesta faixa Por Graziela Dannenhauer

na, com dois anos de idade na época, me apaixonei”, lembra. Isabela teve que esperar por mais quatro anos pela adoção, porque a destituição da família demorou. “Ela tinha irmãos nos abrigos e, como se tenta reintegrar a criança na sua família, tive que esperar.” Durante esse período, Isabela se apadrinhou de Samanta e, em junho do ano passado, foi aprovada a sua tutela. Samanta passou o Dia dos Pais, com sua nova família, e neste mês vai passar o primeiro Dia das Mães. A mãezona Isabela está ansiosa porque, se fecha os olhos e imagina o filho que gostaria de ter, ela só vê Samanta. “É uma alegria imensa e não quero perder isso. Eu posso até ter outros filhos, mas o sentimento que tivemos uma pela outra é tão forte que ouvir ela me chamar de mãe é maravilhoso”, diz Isabel. A luta de Isabel é a mesma de mais de 5.043 pessoas interessadas em adotar uma criança no Estado. No entanto, há 733 crianças e adolescentes aptos à adoção porque a rede de atendimento primeiro tenta a reinserção dessas crianças antes de encaminhá-las a outra família. O número de crianças e adolescentes abrigados é de 4.080, mas apenas 17,96% podem ser adotados. O tempo de espera na fila por uma adoção é variado. Não existe tempo definido porque depende da reação da família ao acompanhamento psicológico para reinserção da criança em seu seio. E a demora não é jurídica, mas pela decisão da família e parentes de receber novamente essa criança ou não. A espera pela adoção demora mais que uma gestação e em alguns casos pode demorar de um a cinco anos, como em Novo Hamburgo. Um dos casos mais recentes na mídia de adoção é do casal Carla e Antônio Rodrigues, de Viamão. Eles acompanharam a gestação da mãe biológica, compraram o quarto da criança e a levaram para casa depois de seu nascimento. A Justiça concedeu a adoção e eles esperaram mais de um ano pela adoação.

Revista Expansão |

39


[ Reportagem Especial ] Cuidado com a família De acordo com Eduarda, todo o processo de abandono, de maus-tratos ou de violência em crianças é, na sua maioria, demorado porque a família é tratada antes de destituir os filhos e colocá-los para adoção. Em Novo Hamburgo, há situações, na Casa de Passagem Anjo da Guarda, onde ficam crianças pequenas, em que nenhuma está pronta para adoção no momento. “E quando uma criança é destituída, a gente chama o primeiro interessado, que está no topo da lista de espera. Já aconteceu de um casal branco ter preferência por um bebê recém nascido e de cor branca, mas quando uma menina morena de quatro anos foi destituída de sua família foi apresentada a eles, foi paixão à primeira vista. E a pequena foi adotada por eles”, conta a psicóloga. Em muitos outros casos, com um olhar estadual, Eduarda fala que a rede de atendimento às crianças e aos adolescentes abrigados não é tão bem organizada em alguns municípios como em Novo Hamburgo. “Investimos primeiro na família porque muitas crianças são abandonaEles das no hospital mesmo”, salienta Eduarda. Há também as crian(adolescentes) ças com necessidades especiais não foram para adoção. “Todos se apaixoadotados nam, mas ninguém quer adotar e passam porque é preciso muita dedicaesses anos ção e acompanhamento médico todos em e emocional para o desenvolviabrigos mento dessa criança”, esclarece. As crianças e adolescentes são porque a estimulados a freqüentar a sala preferência é de aula, a participarem de ativipor pequenos. dades lúdicas e artísticas, além de passeios a museus, exposições e cinemas. Há adolescentes que participam dessas atividades durante toda a sua vida. “Eles não foram adotados e passam esses anos todos em abrigos porque a preferência é por pequenos”, lamenta Eduarda. Infelizmente, existe essa realidade e o número de adolescentes aptos para adoção, entre 11 e 18 anos, é bem alto no

40

| Revista Expansão

Psicóloga Eduarda Coelho Torres

Estado – 461. Quem estiver nos abrigos terão o Dia das Mães com suas educadoras. Elas que passam o dia com eles, todos os dias. Eduarda diz que as cuidadoras são orientadas a explicar o que é o Dia das Mães e que elas não são suas mães, mas que cuidam deles com muito amor e carinho. E para essa data comemorativa as educadoras são homenageadas por suas crianças e seus adolescentes. “Na escola são realizados os trabalhos e cada um escolhe a sua preferida para presenteá-la”, explica Eduarda.

*Os nomes das mães e filhos adotivos foram trocados para preservar a identidade das famílias, conforme a Justiça

Maio/2009


Quem ama, cuida A mãe Ana Maria de Matos Soares (foto abaixo), 83 anos, natural de Encruzilhada do Sul, é um exemplo de que mãe só tem uma. Perante todas as dificuldades que enfrentou na sua vida, não se abalou em criar seus 11 filhos. Ela teve 12, mas um morreu ainda bebê. Todos de parto normal e os 11 ainda vivos. O mais velho tem 66 anos e o mais novo 43. Morando em Santa Cruz do Sul, próxima da maioria dos filhos, a progenitora está com dificuldade de enxergar nos últimos anos, seu único problema de saúde. “Eu fico triste porque não consigo mais ver meus filhos”, lamenta. Ela não fala muito de seus sentimentos. Fala de ações. “Sempre cuidei muito dos meus filhos e quem é mãe cuida”, diz. E, exatamente, por cuidar dos filhos, além de netos, que diz com orgulho que todos são pessoas de bom caráter e justas. Ana salienta que sempre deu muito amor e carinho, mas que nas horas que era preciso ela pegava a varinha e dava nas perninhas para que aprendessem o que é certo e errado. Aos 49 anos, ficou sozinha depois da morte do marido. Ser mãe para ela é cuidar, falar, educar e dizer o que é certo para os filhos. “A gente sempre deve falar a verdade para eles desde pequenos.” Sobre adoção Ana fala que não acha ruim. “Acho que a pessoa que dá seu filho para os outros é uma pessoa sem juízo. A gente faz, a gente tem que criar da maneira que der.” E sua melhor homenagem para o Dia das Mães é ter seus 11 filhos sempre ao seu redor, todos os dias. “Agradeço a Deus por isso todos os dias.”

Maio/2009

OS NÚMEROS NO ESTADO Crianças e adolescentes a adoção: 733 Idade: menos de um ano – 4 1 ano – 16 2 anos – 10 3 anos – 14 4 anos – 14 5 anos – 15 6 anos – 23 7 anos – 37 8 anos – 42 9 anos – 38 10 anos – 44 entre 11 e 14 anos – 260 entre 15 e 18 anos – 201

Número de pretendentes a adoção: 5.403 Preferência por idade: menos de um ano – 4.494 1 ano – 3.109 2 anos – 2.243 3 anos – 1.378 4 anos – 756 5 anos – 463 6 anos – 188 7 anos – 94 8 anos – 65 9 anos – 51 10 anos – 44 entre 11 e 14 anos – 24 entre 15 e 18 anos – 3 Fonte: Tribunal de Justiça do Estado/2009

Revista Expansão |

41


[ Reportagem Especial ] Juíza expõe dificuldades adotivas A juíza da Vara da Infância e Juventude de São Leopoldo, Camila Luce Madeira, fala da dificuldade de adoção. Na comarca de São Leopoldo, existem 95 habilitados em lista para adotar. A maioria dos candidatos tem preferência por bebês ante a facilidade da adaptação, sendo este critério um dos maiores obstáculos para a concretização das adoções de forma rápida. “Quanto maior a idade da criança mais difícil a colocação em adoção, o que acaba determinando que a criança ou adolescente permaneça no abrigo até atingir a maioridade, sendo impedido de conviver em ambiente familiar”, diz a juíza. Para a magistrada, o que hoje se percebe é uma lacuna entre o tipo de criança desejada pelos habilitados e as efetivamente disponíveis para adoção. “Não somente a idade, mas ainda a cor da criança também é fator que inviabiliza a concretização das adoções. São poucos ainda os habilitados que aceitam irmãos ou crianças com necessidades especiais.” A situação ainda é pior para os adolescentes, com chances muito reNão é motas de aceitação em processo de adoção por somente causa dos critérios de escolha especificados pea idade, los habilitados. De acordo com a magistrada, o tempo de mas ainda espera na lista de adoção varia de comarca para a cor comarca, sendo maior para quem restringe a idada criança de da criança para recém nascido. “No caso de que também aceitação apenas de bebês pode haver espera suinviabiliza perior a três anos. Outro empecilho é a exigência a adoção. de criança com situação jurídica totalmente definida, ou seja, já destituída do poder familiar mediante decisão judicial transitada em julgado.” O processo de destituição do poder familiar pode durar mais de um ano pelo volume de trabalho nas varas da Infância e Juventude, mas uma das maiores dificuldades é encontrar os pais biológicos para que assinem um termo de destituição de seus filhos.

A destituição Um dos principais fatores de demora é a necessidade da produção de prova testemunhal que demonstre o desinteresse da família pela criança e de que pais biológicos venham a juízo concordar com a adoção do filho. Nestes casos, os processos são rápidos, podendo ser julgados em menos de um ano. Entretanto, se os pais biológicos não concordam com a destituição do poder familiar, mas a situação dela já se prolonga, a produção de provas também se faz necessária. “Poucas vezes, o juiz baseado na prova inicial autorizou antecipadamente a colocação de menor em família substituta, ainda que não exista verdadeira sentença, destituindo os pais biológicos do poder familiar. Entendo que a maior agilização das adoções dependeria da implantação de varas especializadas na Infância e Juventude nas comarcas, com competência exclusiva para decisão dos referidos processos, sem acúmulo de jurisdição sobre outras matérias que também chegam ao Judiciário, como por exemplo, processos criminais, de família, cível”, diz a magistrada. Ela afirma que a colocação pelo magistrado de uma criança ou adolescente abrigado em família substituta é a gratificação de um trabalho profissional marcado por inúmeras vivências de desrespeito a direitos fundamentais de crianças e adolescentes que passam por situações de vida tristes. “Trata-se a adoção de uma verdadeira mudança de destino, não somente para o adotado, mas também para o adotante. Ser verdadeiramente mãe, ser verdadeiramente pai, não significa necessariamente a concepção de uma criança, mas sim ato de amor, aprendizado e crescimento. São de pura bondade e coragem, raros, mas ainda existentes na atualidade.” Juíza Camila Luce Madeira

42

| Revista Expansão

Maio/2009


Orientações de como adotar Para se adotar uma criança ou adolescente no Brasil, o candidato deve comparecer no Foro da cidade de seu domicílio e preencher formulário padrão existente nas varas da Infância e Juventude. É preciso especificar seus dados pessoais e características da criança ou adolescente cuja adoção se pretende. O procedimento não exige advogado. No local, serão informados quais documentos são necessários para a habilitação (certidão de nascimento ou casamento, certidão de antecedentes, atestado de sanidade física e mental, dentre outros). Posteriormente, será realizado estudo social por assistente do Poder Judiciário, seguindo parecer do Ministério Público e decisão judicial favorável ou não à habilitação do pretendente. Habilitado, o pretendente passa a figurar na lista disponível na comarca, no Estado e em vias de implantação nacional, sendo consultado caso exista criança ou adolescente no perfil escolhido e inexistindo habilitado que lhe preceda na lista. O Rio Grande do Sul possui sistema de informática que localiza habilitados em todo o Estado, com possibilidade de pesquisa de acordo com critérios diversos, inclusive baseado nas características das crianças. Somente é acessado o Cadastro Estadual caso não localizado interessado na comarca onde a criança está para adoção.

Maio/2009

Como auxiliar aos abrigos A melhora dos abrigos passa pela maior disponibilização de recursos públicos ou privados às referidas instituições, o que possibilita melhor estruturação do espaço físico, a concretização de projetos e aperfeiçoamento profissional. A previsão legal de destinação do Imposto de Renda ao Fundo da Criança e do Adolescente é fonte de recursos que deve ser divulgada e incentivada. Essa ferramenta permite que qualquer pessoa física que pague imposto de renda destine parte do tributo a pagar para ações que visem melhorar a área da Infância e da Juventude. É uma destinação do imposto do próprio contribuinte para aplicação em áreas sociais de seus municípios. Para melhor entendimento sobre o procedimento basta consultar os sites www.saoleopoldo.rs.gov.br ou www.portoalegre.rs.gov. br na parte que trata do Fundo da Criança e do Adolescente.

Revista Expansão |

43


Forum

[ No Provador ]

Silvana Homrich

Acerte

Consultora de Moda silvanahomrich@terra.com.br

nos volumes

O

volume reina absoluto na temporada fria. Tendência marcante nas passarelas, a modelagem ampla remete aos anos 80 e, mesmo já tendo sido usada por muitas de nós, aparece em uma roupagem bem diferenciada. Vamos ao novo, então! As peças volumosas estão mais limpas do que em coleções passadas. Calças, como pantalonas e a estilo cenoura, blusas com babados, saias, e bermudas prometem fazer sucesso entre as modernas. Mas são nos ombros e no pescoço superenrolado, com cachecóis, lenços e pashiminas, que as proporções exageradas ganham ainda mais força.

44

| Revista Expansão

São nos ombros e no pescoço que as proporções exageradas ganham ainda mais força

Maio/2009


Claudia Simões

Graça Ottoni

Juliana Jabour

Maria Bonita Mara Mac

A tendência também está presente em roupas com cortes mais retos ou arredondados, jabôs e babados. Se preferir não investir em uma peça inteira com detalhes, compre um jabô destacável e use com muitas blusas diferentes. Uma golona esticada até os ombros ou franzida também é linda. Para combinar a forma de usar é mais ou menos assim: quem prefere usar calças largas tem que ajustar as blusas e quem prefere volume na parte de cima, tem que ajustar a parte de baixo. Certo?

Maio/2009

Revista Expansão |

45


[ Estilo & Atitude ]

Cantor: Ed Motta

Maggda Rammé Mombach

Empresária E-mail e msn: maggdamombach@hotmail.com

Som: iPhone

Paixão: Família

Não vivo sem: Mule-Bule

Hobby: Corrida, mergulho, montanhismo

Fotos: Raquel Braz Ribeiro/Especial

Bebida: Cerveja

Perfume: Ferrari Black, Bvlgari Aqga

NELSON RAMALHO

Com 44 anos, casado com Lisiara Camargo Simon, é pai do Arthur, 2, e empresário do ramo da gastronomia. Seu envolvimento com o público vem de berço, pois seu pai era representante comercial e as viagens de ambos eram uma constante em sua infância e juventude. Sua carreira gastronômica começou em 1991, em Novo Hamburgo, e hoje coPeque por falar, manda o Mule-Bule, o Bistrô do Bourbon Shopping, além mas não peque das lojas de conveniência e o segmento de gastronomia empor se omitir. presarial – a saber, a líder no Sul do País, atendendo clien(autor desconhecido) tes das mais diversas áreas, como Vivo, General Motors, Brasken, Arezzo, apenas para citar alguns. Comida predileta Frutas. Mal necessário Celular. Emoção inigualável O nascimento do Arthur. Sucesso é Viver de acordo com o que se acredita. Site predileto Google. Uma grande mulher Almerina Ramalho, sua mãe. Férias dos seus sonhos Viajar, viajar, viajar. Indispensável Família, amigos, equipe de trabalho, saúde e fé.

Estilo & Atitude By Nelson Foco nos objetivos 46

| Revista Expansão

Maio/2009


Informe Especial

Sicredi chegou em Canudos

Cooperativa de crédito inaugurou no dia 22 de abril na Bartolomeu de Gusmão   O Sicredi inaugurou a sua unidade de atendimento número 517 no Rio Grande do Sul. Trata-se da unidade de Canudos, instalada na Rua Bartolomeu de Gusmão, 420. Em um evento que reuniu mais de 180 pessoas, estiveram presentes diversas autoridades como o prefeito de Novo Hamburgo, Tarcísio Zimmermann, o presidente da Sicredi Pioneira RS, Édio Spier, o presidente da Central Sicredi Sul, Gerson Seefeld, e presidentes de entidades de classes como ACI, CDL e Sindilojas.   Para Spier, “a inauguração desta unidade de atendimento, em Canudos, se deve ao grande número de associados deste bairro em nossa unidade no Centro de Novo Hamburgo. Houve a

Maio/2009

necessidade de proporcionamos maior comodidade a esta grande parcela de associados”.   O Sicredi parece um banco, mas não é. Tem todos os produtos e serviços de uma instituição financeira e ainda proporciona os diferenciais de quem se associa à cooperativa, tornase dono do negócio e participa do resultado proporcionalmente à rentabilidade que gerou. Em 2008, a Sicredi Pioneira RS, cooperativa de crédito do Sistema Sicredi que tem Novo Hamburgo em sua área de ação, gerou R$ 10,8 milhões de resultado e distribuiu R$ 5,4 milhões aos associados. O telefone da unidade de Canudos é (51) 3587-8046 e da unidade Centro é (51) 3593-1254.

Revista Expansão |

47


[ Sapatos & cia ]

Sapatilhas

Flexíveis, confortáveis e super charmosas. Essas são as características das sapatilhas da coleção outono 2009 da Via Marte. A marca preparou diversos modelos, ora apresentando misturas inusitadas, ora retratando estilos mais tradicionais ou românticos. Entre os coloridos e divertidos, estão modelos como a sapatilha em tecido xadrez vermelho e verde com acabamentos em roxo.

Conforto

A Stéphanie Classic está com 25 linhas de produtos, que são compostas de sapatos, scarpins, sandálias, sapatilhas, peep-toes e botas em saltos baixos, médios e super altos. Os bicos são para todos os gostos e a cartela de cores inclui opções bem invernais. Em todos os modelos, os calçados receberam couros ainda mais macios no cabedal, palmilhas confortáveis e solados aderentes.

Country

Calçados femininos e acessórios em couro são as especialidades da Via Uno. Nesta temporada, a linha Country Life traz as tendências mais marcantes, com inspiração na montaria inglesa, onde surgem muitos estilos de xadrez e botas de montaria. A influência folk traz franjas e estampas paisley. O minimalismo tem sua continuidade em duas vertentes: a Arquitetural e a Menswear.

Charme e versatilidade

Elegância, modernidade e sofisticação convergiram para a coleção outono/inverno 2009 Antonielle. Em uma atmosfera feminina e arrojada, os modelos da temporada se revelam em detalhes de bom gosto, muita qualidade e o que há de mais recente nas tendências de moda. São botas, sapatos, peep-toes e demi-boots que transitam com facilidade no trabalho e em compromissos sociais, garantindo diferenciação, charme e versatilidade em qualquer ocasião.

48

| Revista Expansão

Água a toda prova

Não importa o ambiente. Pode ser na montanha ou na cidade. A necessidade de calçados impermeáveis é sentida pelos aventureiros nas mais diversas situações. Investindo em tecnologia e no aprimoramento de seus produtos, a Bull Terrier traz em sua nova coleção couros que impedem a entrada de água por meio do sistema waterproof.

Maio/2009


Maio/2009

Revista Expans達o |

49


[ FASHION ]

Fernando Engllert/Divulgação

Perfil

Nome: Diego Oliveira Idade: 27 anos Natural de: Porto Alegre Signo: Touro Altura: 1,89 m Peso: 89 kg Irmãos: Sheila e Marcio Hobby: Estar na companhia de amigos, esporte e um bom poker Agência: Vibe Model

50

| Revista Expansão

Maio/2009


Diego Oliveira E ele queria ser jogador de futebol...

Por Aline de Melo Pires

O

editorial de moda outono publicado na edição de abril da Revista Expansão fez muito sucesso. Uma produção caprichada, equipe competente e preparada para realizar este belo trabalho. Agora, estamos trazendo de volta um dos responsáveis por este sucesso todo. Você vai conhecer um pouco mais de um dos modelos que arrasaram na produção e deixaram nossas páginas ainda mais belas. Diego Oliveira, 27 anos, conquista também pela simpatia e pelo sorriso aberto, daqueles que, apesar da simplicidade, revelam uma personalidade forte.

Achei o desfile de apresentação muito legal. Mas na época eu era muito novo, só queria saber de jogar futebol.

Maio/2009

Natural de Porto Alegre, onde mora atualmente, ele começou a se interessar pelo mundo da moda depois de ver os irmãos Sheila e Marcio concluírem o curso de modelo. “Achei o desfile de apresentação muito legal. Mas na época eu era muito novo, só queria saber de jogar futebol”, diz, ao ressaltar que a decisão por ser modelo chegou pouco tempo depois, há seis anos.

Musculação e esportes Diego passou três anos fora do País e há quatro meses está de volta ao circuito nacional. No entanto, antes de decidir encarar câmeras e passarelas, ele atuou em uma empresa no setor administrativo. Hoje, diz que pretende conciliar a carreira de modelo com algo na área comercial. Para manter o corpo em forma, Diego não abre mão da musculação e de esportes que exijam bastante esforço físico e o maior desafio é conciliar tudo isso com a alimentação, mas ele garante que dá. Aliás, persistência, segundo ele, é a palavra de ordem no universo da moda. Aliado a isso, o modelo diz que manter os bons relacionamentos e acreditar no próprio potencial é fundamental para que o caminho do sucesso possa ser trilhado. Entre os maiores desafios da profissão, ele cita ainda o esforço para encarar os testes e as seleções. “Nestes casos, o detalhe é que faz a diferença”, comenta Diego.

Revista Expansão |

51


[ Comportamento ]

Suspeitas mentais Cris Manfro

Psicóloga clínica, terapeuta de família e mediadora familiar acmanfro@terra.com.br

A tristeza é a marca registrada de quem vive um relacionamento com suspeitas mentais. A angústia acaba por tirar o brilho da relação.

52

| Revista Expansão

É

engraçado que com o passar dos anos se descobre coisas muito antigas que, na época, a gente não valorizava ou nem percebia. Foi assim com uma música do Elvis Presley. Quando garota nunca fui muito chegada nas canções dele. A exceção, era ouvi-las nos filmes, que eu assistia nas sessões das tardes de domingo. Pois, não é que recentemente vi um especial do Elvis num canal a cabo e fiquei encantada com as músicas, ou melhor, com a letra das mesmas? Dentre elas uma em especial me chamou a atenção, ela dizia: “We can´t go on together with suspicious mind”, o que significa “nós não podemos seguir em frente juntos com suspeitas mentais”. Fiquei pensando no horror que é viver com suspeitas de quem se quer bem ou sob suspeitas de quem se quer bem. É claro, que na maioria das vezes, quando existem suspeitas é por que de alguma forma as pessoas estimulam ou já estimularam tais suspeitas. Estimular não significa ter feito alguma coisa de concreto. Pode ser insinuar com o intuito de causar ciúme ou apreensão, sem pensar nas conseqüências, criando suspeitas sobre si mesmo e sobre o valor da relação. Quando as suspeitas crescem, o relacionamento se torna totalmente pesado, angustiante e, pior, triste. A tristeza é a marca registrada de quem vive um relacionamento com suspeitas mentais. A angústia acaba por tirar o brilho da relação. Têm pessoas que entram num círculo de paranóia sem motivos. Mas, há também aquelas que realmente passaram por uma situação de se sentirem enganadas ou lesadas, passando, então, a ter a companhia de fantasmas em todos os lu-

gares em que vão, em todas as pessoas que enxergam. Certa vez, uma pessoa me disse que não conseguia nem ir ao supermercado porque via em todas as pessoas que passavam uma possibilidade de ser o “outro”, aquele cara com quem a mulher o teria traído. Senti uma profunda dor por ele. Creio que a frase “não desejo nem a um inimigo” vale nessa circunstância. O problema é sabermos o que é cuidado, o que é suspeita e, o que já virou paranóia. Viver sob suspeita também não é nada fácil. Imagine você ter que conviver com alguém que está o tempo todo desconfiando de você ou controlando tudo o que você faz, as ligações que recebe, a roupa que está usando. E tem algo pior ainda, que são as piadinhas (de mau gosto), que insinuam o tempo todo o seu envolvimento com outras pessoas ou questionam as suas amizades, ou mesmo a forma como se relaciona com os outros. Em algumas situações, como na música do Elvis, nem afirmando “Because I love you to much, baby”, que quer dizer “porque eu te amo muito, querida” resolve. A pessoa só ouve o que vem de dentro de sua mente, da dor de se sentir perseguida por si mesma e, amaldiçoada por duvidar constantemente do quanto é amada ou querida. Se você vive sob suspeitas ou se você as provoca, mesmo sem querer, procure ajuda. Não deixem que suspeitas que não representem “nada de concreto”, transformem a vida de vocês num inferno. Impeça que você meta os pés pelas mãos. Dê oportunidade para que você siga em frente, junto com quem você quer bem, mas, sem suspeitas na mente. Porque, voltando a Elvis, sem suspeitas mentais, vocês ainda podem se amar muito.

Maio/2009


Maio/2009

Revista Expans達o |

53


[ Estética & Beleza ] Dorothea Redmond/Divulgação

Era uma vez

um pé feio... Q

uem saberia dizer qual a reação do príncipe encantado, em Cinderela, quando, ao colocar o sapato de cristal, tivesse visto um enorme fungo no pé dela ou sentido um odor horrível de chulé? Toda a mulher gostaria de ser uma Cinderela e ser perfeita, principalmente, ter os pés lindos para que o seu príncipe tenha vontade de beijá-los antes de colocar seu sapato de cristal. Mas a realidade é outra. Os cuidados exigem limpeza diária, mas a atenção pode ser também médica. Há quem tenha fetiche por pés e daí, quem sacia sua vontade, deve tê-los maravilhosamente lindos. Semanalmente, os salões de beleza e profissionais autônomos recebem dezenas de jovens, mulheres e homens que procuram esses cuidados, feitos por meio da pedicure. Se os queremos macios, uma esfoliação é recomendada para renovar a pele e potencializar a ação dos hidratantes. E para quem tem problemas nos pés e quer deixá-los bonitos e cheirosos, a melhor época do ano para tratá-los é depois do verão, quando começa a esfriar. E o tratamento mais procura-

54

| Revista Expansão

Estação fria pode ser aliada no tratamento de doenças, como fungos nas unhas Por Sandra Hess/ Free-lancer

do é o para a onicomicose, o tradicional fungos nas unhas, que também atinge as unhas das mãos. De acordo com a manicure e podóloga Deise Dhein Knaczinski, eles são responsáveis pelos pés e mãos feias da maioria da população. Ela orienta que a mudança na coloração da unha é um indicativo de que algo não vai bem com as unhas. Ela trabalha há 11 anos como manicure e há nove anos como podóloga. Outros problemas comuns, mas não tão dissiminados, é a velha unha encravada, as calosidades e as fissuras. “De cada dez casos, sete são fungos nas unhas”, estima Deise.

Maio/2009


Sandra Hess/Especial

Pessoas cada vez mais buscam cuidados em seus pés por causa da estética

Do incômodo estético à dor Tem pessoas que tem fungos por causa da genética e outros adquirem o problema por freqüentar ambientes propícios a criação deles, como lugares públicos. E a pessoa deve cuidar em frenqüentar ambientes com umidade e calor excessivo porque são condições ideais. Depois que se pega fungos nas unhas, a pessoa quer curar por uma questão de estética. É o primeiro motivo da procura pelo profissional. Dependendo do caso, no entanto, a doença causa desconforto e dor. “O número de casos tem aumentado porque usamos cada vez mais calçados fechados”, avalia Deise. Ao constatar a unha esbranquiçada ou descolada da pele, a pessoa deve procurar pelo dermatologista, que fará o diagnóstico e poderá solicitar exames de raspagem da unha ou do sangue para identificar o tipo de fungo. O podólogo – que deve ter formação técnica até o final deste ano -, faz a limpeza. “Não se trata da retirada da unha, mas sim do corte, raspagem e limpeza da parte infectada.” Por isso, a melhor época Devido à para visitar o podólogo é a partir do outono. “Não se demora no deve colocar esmalte, principalmente na cor escura, pois cria um ambiente propício para a proliferação”, crescimento indica a podóloga. da unha, o O paciente completa o tratamento, devendo tratamento dura, manter as unhas totalmente secas após o banho, troem média, car de calçado a cada dia, aplicar cremes e ingerir mede seis meses dicamento indicado pelo profissional, se necessário. a um ano, Outro cuidado é o uso de meias de algodão e instrumentais esterilizados. Devido à demora no crescimenconforme to da unha, o tratamento dura, em média, de seis meo caso. ses a um ano, conforme o caso. A persistência, para tanto, é a maior aliada para a recuperação. Sentada numa grande poltrona branca, a contadora Vera Kunrath, de 52 anos, realiza a visita mensal à sua podóloga Deise. O tratamento chega no quinto mês, mas ela não reclama porque percebe o resultado. “A unha está praticamente curada”, diz Vera, que achava ser uma sessão muito dolorida. “O tratamento evoluiu com o passar dos anos, de forma a criar procedimentos para diminuir a dor do cliente”, informa Deise.

Maio/2009

Revista Expansão |

55


[ casa & Estilo ]

Jaqueline Fischer Zapelini Arquiteta jaque@zapelini.com.br

Paredes de

Com gamas e intensidades diferentes, os tecidos trazem dinamismo, projetando beleza e felicidade para a casa.

56

| Revista Expansão

cara nova C

omo uma das tendências mais marcantes dos últimos tempos e com infinita variedade, os revestimentos de parede vieram com força total e para ficar um bom tempo. Com suas cores e estampas, eles alegram e transformam os ambientes residenciais como copas,  gabinetes, dormitórios, lavabos, circulações, bibliotecas ou comerciais, cafeterias, lojas, bares, academias, etc. Os tecidos, presentes nos estofados, na mobília, cortinas, acessórios, aparece agora também nas paredes renovando o ambiente. Estampas, cores e texturas ajudam a criar cenários e dão um toque especial na composição dos espaços. Mudar a cara de um ambiente não significa trocar todos os móveis ou peças decorativas. Alguns detalhes podem dar um novo up ao espaço sem que a pessoa precise fazer um grande investimento. Mudar uma parede pode produzir esse efeito. Adesivos, papéis de parede, revestimentos em tecidos ou pinturas são soluções práticas e que podem ser econômicas. No momento de explorar essas possibilidades nas paredes o importante é avaliar o estilo e o equilíbrio entre os elementos decorativos do ambiente para não deixar o espaço poluído. Se os móveis são neutros, pode-se explorar cores mais fortes em uma das paredes ou brincar com os florais. Já se os sofás são estampados, as listras são interessantes.

Maio/2009


Fotos: Divulgação

Papel de parede Cores, estampas, texturas e acabamentos embelezam e alegram, tornando temáticos os ambientes e em certos momentos resolvem irregularidades das paredes. Sua manutenção é simples e pouca, nos papéis normais sem proteção de vinil, ou de palha, basta aspirar ou espanar, estes não podem receber umidade na sua superfície externa (de exposição). Já os de vinil, podem ser limpos com um pano pouco úmido.

Tecidos Revestir a parede com tecido torna o ambiente elegante. Uma opção que pode ter um baixo custo a depender da escolha e traz um belo resultado estético. A idéia de que a durabilidade é baixa é apenas um mito. Podem se aplicados em quartos, livings, salas de almoço e até mesmo em lavabos, produzindo um efeito surpreendente. O tecido é bastante versátil na hora de trocar quadros de lugar e de removê-lo por conta de problemas de umidade.

Inove revestindo seus ambientes e tornando sua casa mais moderna e alegre!

Maio/2009

Pinturas Na lista de possibilidades as pinturas são a opção mais econômica. Uma dica é utilizar uma cor mais forte em uma única parede do ambiente. Os tons terrosos como marrom, verde, cáqui, continuam em alta junto aos cinzas e o preto. Listras na parede não são sinônimo de papel ou tecido. Tintas foscas podem ser utilizadas em composições de listras horizontais ou verticais e qualquer bom pintor faz esse trabalho.

Adesivos Os adesivos, conquistam a decoração dos ambientes modernos. Cheios de estilo e bem característicos da praticidade da vida moderna, os adesivos de vinil conquistam espaço na decoração. Em paredes, eles renovam o visual do ambiente. Nos mais diversos estilos e motivos eles são criados por designers e as peças não custam muito. A natureza é um tema bastante explorado na criação dos adesivos, como em pássaros e árvores. Mas há opções de grafismos, linhas barrocas, juvenis e mais próximas ao grafismo. Traz soluções diferenciadas para quem tem o pique de mudar a decoração a qualquer momento.

Revista Expansão |

57


INFORME ESPECIAL

Eccostone/Projeto Angela Kuhn

Sossego

para corpo e alma Vem chegando o outono e com ele a necessidade de preparar nossos lares para o frio do inverno e é pensando em aquecê-lo que nos deixamos envolver pelo clima e pela criatividade! Folhas caindo...temperaturas baixas... É...o outono está aí para nos apresentar o inverno, e o que tem de mais aconchegante do que transformar nossa casa em um lugar perfeito para passar bons momentos com a família e amigos? Nada melhor do que uma lareira, um estar convidativo, um sofá para podermos nos espreguiçar! As lareiras aquecem, integram ambientes e as pessoas, e são destaque em projetos externos e internos! Nas fachadas a renovação transforma nosso lar num refúgio envolvente. Um toque especial no revestimento da fachada traz novos ares e modernidade à edificação. Podemos dar destaque a volume de chaminés, churrasqueiras, painéis e até mesmo revestir grandes vãos em alvenaria. O revestimento é o que dá vida e acabamento na maioria dos projetos. A Eccostone é um exemplo de revestimento versátil, ecológico, prático e resistente, pois tem como matéria prima argila expandida, cimento e pigmentos, é resis-

58

| Revista Expansão

tente tanto ao calor quanto ao frio, além de ser de prática instalação e manutenção, aceitando desde produtos de limpeza a lava jatos. Os vários modelos e suas cores permitem uma combinação das peças de forma que cada projeto permaneça único e suas emendas não sejam percebidas! Deixe a criatividade sonhar com um visual ecológico que ajuda a espantar o friozinho que vem chegando!

Maio/2009


Deise Soares & Giorgia Cecconello Arquitetas

deise.giorgia@hotmail.com

As cores que dão o tom da sua vida Já escolheu a cor? Esta é a primeira pergunta que fazemos ao pensar em pinturas prediais ou decorativas, afinal, a decoração começa pela cor Fotos: Idea Cor/Divulgação

Maio/2009

Quando falamos em renovação, a primeira idéia é pintura nova! Quando falamos em cores, de sensações, em tons, luz, combinações, enfim uma infinidade de idéias e é claro, sempre buscando as novidades! É no conceito de tendências, tanto em cores quanto em materiais ecológicos, que encontramos produtos com diferenciais. A maioria das pessoas está preocupada com a construção sustentável, que respeite o meio ambiente e atenda nossas expectativas em relação à sua função, logo, altíssima tecnologia e sistemas inteligentes estão sendo utilizados para buscar soluções ecologicamente eficientes. Outra tendência é a nova paleta de cores, que apresenta tons suaves, vindas da natureza, que são avivadas e refletidas por verdes tecnológicos, azuis do mar e tons arquitetônicos mais profundos, sem contar com os novos brancos, sombreados e sutis. Encontramos também os tons vibrantes e saturados, em contrastes com tons mais suaves e rebaixados, em combinações das mais expressivas e inesperadas.

A IdeaCor, loja especializada em Novo Hamburgo, nos ajuda a escolher o melhor tipo e marca em tintas, claro que nos ajudam nas cores também, apresentando o que há de mais atual na cartela de cores e suas magníficas combinações! Além de uma variedade imensa em material, um atendimento diferenciado, mostrando estar sempre atualizada. Dê um tom renovado ao seu lar!

Revista Expansão |

59


[ à Moda da Casa ]

60

| Revista Expansão

Maio/2009


Inspiração

portuguesa Fotos: Aline de Melo Pires/Especial

Estimulada pela arte de bem receber, a empresária Cláudia Araújo ensina uma receita prática e deliciosa

Risoto de Camarão ·

PREPARO 20min COZIMENTO APROXIMADO 20min RENDIMENTO 4 PORÇÕES

Ingredientes • • • • • • • • • • • • •

Preparo •

Por Aline de Melo Pires

Q

uando planejava sua mudança para a casa onde mora, a empresária Cláudia Araújo, 33 anos, “exigiu” da arquiteta que criasse um ambiente onde fosse possível que, ao atuar na cozinha, pudesse estar em contato com amigos e família na sala de estar, queria um ambiente aberto. A paixão por cozinhar está ligada à importância de estar entre as pessoas que gosta. “Minha mãe me ‘obrigou’ a entrar na cozinha aos dez anos, acabei gostando mesmo”, conta a empresária de Novo Hamburgo, ao falar de dona Maria Fernanda. Filha de portugueses, a preferência por frutos do mar é mais intensa. Hoje, além de atuar na companhia de exportação da família, ela é braço direito do pai, Rui Araújo, na administração do Restaurante Tasca Portuguesa, em Novo Hamburgo. Mãe de Maria Manuella, 9, Cláudia tem na pequena a inspiração para criar pratos práticos e deliciosos. No mês das mães, ela sugere um fantástico Risoto de Camarão, rápido de preparar e muito gostoso.

Maio/2009

400 gramas de camarão limpo 3 xícaras de arroz arbóreo 1 tomate sem semente picado em cubos pequenos cheiro verde picado 2 colheres de extrato de tomate 2 dentes de alho 1 colher (sopa) azeite sal ½ limão pimenta 1 cebola 100 gramas de manteiga 100 gramas de queijo grana padano ou formagio

• •

Tempere o camarão no limão, sal e pimenta e reserve por dez minutos, enquanto isso faça o arroz, fritando ele muito bem Em seguida, coloque a água suficiente para cobrir o arroz na panela, sobrando uns dois centímetros a mais do que o arroz no fundo da panela. Coloque um pouco de sal, pois o molho da calda do camarão já leva sal. Cozinhe em fogo baixo até que toda água se seque Retire do fogo e deixe a tampa da panela aberta (para o arroz não passar do ponto) Numa frigideira grande que caiba todo camarão, doure o alho e a cebola, coloque todo camarão, sem o suco de limão. Junte o cheiro verde e a calda de camarão Adicione um pouco de calda de camarão, que tenha molho o suficiente para cobrir o camarão na frigideira. Adicione o arroz arbóreo junto a este molho, retire do fogo, coloque uma colher de manteiga com queijo grana padano ou grana formagio e sirva bem quente

Revista Expansão |

61


[ Evento ]

WJF Tecnologia

Para saber mais sobre a empresa acesse o site www.wjf.com.br A loja fica na rua 25 de Julho, 664, bairro Rio Branco, em Novo Hamburgo

62

| Revista Expans達o

Maio/2009


Fotos: Fábio Winter/Especial

WJF em grande noite Os diretores da WJF Tecnologia reuniram amigos e convidados especiais no coquetel de lançamento da Revista Expansão. O encontro na noite de 9 de abril foi no restaurante Hell´s Kitchen, em Novo Hamburgo quando Fabrício Gardin e Wagner Rodakovski (foto ao lado) puderam apresentar ainda mais novidades sobre a empresa que cresce para ser líder em seu setor. O foco da empresa é o conhecimento de ponta em soluções de informática voltado, especialmente, para a área corporativa.

Maio/2009

Revista Expansão |

63


[ ZITA PEREIRA ] Zita Pereira

Colunista social zitapereira@revistaexpansao.com.br

Todos vêem o que pareces; poucos sabem o que és. (Nicolau Maquiavel)

Negócio certo Gustavo Vara/PressPhoto/Divulgação

Novo Hamburgo agora conta com serviço especializado de Motorista Executivo. Com manobristas de eventos, seguranças de automóveis em eventos, motorista particular para ocasiões festivas, a empresa liderada por André Blauth conta com equipe especializada e competente. Agora, casamentos e outras festas especiais ganham glamour extra com a contratação destes serviços. Pertencente a família conceituada na cidade, André tem experiência e fino trato. Investiu no negócio certo.

Caixinha de surpresa

Uma pesquisa feita pela Natura revelou o que cinco gaúchas de destaque carregam na bolsa. Uma delas, a atriz portoalegrense Ingra Liberato, mostrou sua caixinha de surpresas e dela saíram celular, bolsinha para guardar dinheiro, biscoito, barrinhas de cereal, pastilhas, batom, pó compacto, protetor solar e chás. De quebra, além do kit básico, havia também um anel e um colar.

Fotos: Divulgação

Marco: Júlio Bondan, Edson Dorr e Flávio Bondan integraram as festividades em torno da bem sucedida trajetória da empresa

Uma questão de DNA

Satisfação: Enoré Bondan Filho, Rafael Baptista, Luciane e José Carlos Schorr em momento de confraternização pelas quatro décadas da Himaco

64

| Revista Expansão

Os dias 24, 25 e 26 de março foram especiais para a Himaco, que comemorou com tudo a que teve direito os 40 anos de fundação e pioneirismo. Com jantares à base de cardápios típicos regionais, já que grande parte dos convidados vieram de diversas partes do mundo devido à Fimec, Luciane Bondan Schorr e Enoré Bondan Filho receberam na sede da empresa para erguer brindes ao feito de seus pais Enoré e Angelina que deixaram um legado de seriedade, visão e profissionalismo. Talvez numa visão futurista, Enoré e Angelina, prepararam bem seus filhos, que trilham com maestria os caminhos deixados por eles. A herança profissional é genética e a empresa vai muito bem, obrigada. Sucesso é o que eles têm, é o que eles merecem!

Maio/2009


Carnaval levado a sério

Anelise Gehlen e Cristiano Luvizon, sobrenomes tradicionais da cidade, casaram com toda pompa e circunstância, quando o bom gosto da noiva, arquiteta, foi notado por todos os ambientes montados no Espaço Tao. Detalhista, Anelise fez de seu casamento vitriAs duas famílias foram impecáveis anfitriãs: ne de modernidade a felicidade de Renaldino e Claudete e Marisa e Evanir com toques clássicos. A ao lado de seus bem-casados filhos cerimônia, na Igreja Nossa Senhora da Piedade, oficializada pelo padre Günther, que batizou o noivo, foi tão singular quanto a decoração e tudo que cercou a agenda da boda. Pout-pourri de flores e cores conferiram ares provençais à sofisticada comemoração que teve jantar servido à inglesa, mesa de finos doces, bem-casados embalados com tecido em motivo floral e um leve toque carnavalesco, com máscaras venezianas, para lembrar que tudo começou em um carnaval. Noiva linda, Anelise adentrou a nave com véu encobrindo o rosto, de braço dado com o garboso pai Renaldino Gehlen e sob os olhares da mãe Claudete, elegante e jovial usando vestido leve e estampado, de Cristiano e de seus pais, Marisa e Evanir Luvizon, que igualmente formaram elegante par, e das centenas de convidados. A lua-de-mel foi na República Dominicana, o lugar mais fashion do momento. Todas as escolhas que cercaram o casamento foram do fashion ao chique. Tudo mais que demais!

Maio/2009

Papo rápido

Fotos: Joel e Isa Reichert/Divulgação

Eu te recebo Cris: Anelise beija a aliança em sinal de seu amor

Guri dos bons

Martin Behrend e Juliana Land ficaram pais. Para alegria geral da nação gremista e dos Behrend e Land, o guri nasceu lindo e saudável como seus cults pais e deixou os avós Cláudio e Miriam Behrend e Silvano Roncolato e Edela Land em estado de graça. Max Land Behrend é o novo pop-star das famílias de tenistas do pai e de empresários da mãe. Max chegou – já quase com uma raquete na mão - e arrasou! Grande beijo para esta nova família!

À moda da casa

Marina Cezar, a bela filha de Mai e Mário Cezar, formada em moda e professora na Feevale em sua área, fez parte do maior congresso de moda do País que ocorreu pela primeira vez no Rio Grande do Sul. Marina, além de linda é inteligente e super do bem, tal qual seus pais.

Bolo e velinhas

Lisiane Richter e Rubem Berlitz também foram aniversariantes de abril. Risoto de funghi e de camarão, obras de arte dela, que além de exímia estilista em couro é também expert na arte da culinária, fizeram o deleite a mesa para poucos e bons amigos. A dupla está em preparativos para a mudança rumo à nova e ampla casa que construíram à sua imagem e semelhança: linda, transparente, imponente e chique.

Revista Expansão |

65


Está tudo pronto para os festejos aos 15 anos de Mariana Schmidt, a única e esperada menina entre a prole composta por Marquinho, João e Francisco, os três mosqueteiros de Aninha e Marco. Família de atletas, a noite terá o estilo esportivo e informal deles como marca registrada. A cor predominante da festa, por enquanto, é segredo, mas tem tudo a ver com o punhobol, um dos esportes favorito entre o clã. Mariana, o pai e os irmãos são campeões em várias categorias. O début de Mariana será na noite de 16 de maio, na segunda casa da família: a Sociedade Ginástica. Vai ser uma festa super original.

Eles são pop

A Páscoa foi intensa e extensa para Cristina Körbes. Depois de comemorá-la por aqui, voou para o Rio de Janeiro para estender o feriado com a família dela. O marido, Vitão, ficou na cidade e, longe da mulher, recebeu cumprimentos mil pelo aniversário. No retorno dela, comemoração informal e restrita não deixou a data ser esquecida. Popular como é, a data não podia mesmo passar em branco para o famoso Vitão. Ele, conhecido no meio empresarial/ calçadista e bon vivant, ela, advogada e juíza leiga, formam par cult e popular.

66

| Revista Expansão

Kaco Hübner/Divulgação

Princesa

Papo rápido

[ ZITA PEREIRA ]

Poderosa Deise!

Deise Lopes, que comanda o setor de eventos do Ok Center, coordena as datas com rigor para não deixar ninguém ficar de fora na agenda dos salões do clube da RS 239, fundado pelo saudoso e visionário Carlos Lau. Com o único herdeiro dele e de Tânia Lau, Nicholas, Deise mantêm a ordem certa e os eventos têm suporte total dela. Ela respira Ok Center. Deise É 100% Ok Center.

Bela e competente: Deise comanda com mãos de ferro a agenda de eventos do OK e sempre por dentro de tudo, aderiu ao lenço no pescoço. Última moda

Vai de skinny

Os jeans superskinny estão com tudo neste inverno. As coleções se reciclam a cada ano, mas a estrela da temporada continua sendo o jeans. Com modelagens renovadas, lavagens diversas, cós alto, ou não, as vedetes desta estação são o skinny e o superskinny. O corte reto, as pantalonas – será que pega?- e a boyfriend pants, ou melhor, a calça do namorado, usada solta, com fundilhos caídos, largada e displicente, também estão na parada. Mas a queridinha da temporada, retrazida da famosa cigarrete dos anos 50, a skinny continua em alta, limpa e simples, hiper contemporânea e atualizada.Os coletes também estão com tudo. Dão aquele up ao visual. Com jeans então, faz par perfeito. As calças podem ser de qualquer jeito. Justa, justíssima, larga, solta, etc...que o colete cai bem com qualquer uma delas. Então, vai de skinny...,e, colete...

Maio/2009


Fotos: Divulgação

Aquele abraço: big friends, Mariah e Gabriel, bem juntinhos na festa dele, tomando uma gelada

Língua de sogra

Gabriel Thoen fez aniversário e o dia dele foi pra lá de especial. A cervejada rolou solta entre os big friends do filho de Neca e Biguá Thoen e as gurias congestionaram a linha do celular do bonitão. Bem cotado entre a moçada, Gabriel não deixou por menos e, solícito, mostrou porque é tão querido entre boys and girls. Amiga de sempre, a toda bela Mariah Saldanha foi a primeira a cantar o parabéns pra ele, seguida por outro bonitão da família, Guilherme, o único irmão do aniversariante e por Neca e Biguá. PS: a perguntinha que não quer calar vai para Gabriel e uma queridinha - é namoro ou amizade?

Um brinde ao novo

Adequados aos novos tempos e sabendo que uma boa taça de champanhe é excelente companhia para altos papos, a trupe de comando da Mais Pastel inova e incorpora em seu menu de bebidas o espumante em taças. A novidade mostra que os donos da casa estão adequados às necessidades de seus freqüentadores. Às vezes são rápidos encontros, ou apenas uma reunião de negócios, que não requerem uma garrafa da bebida mas, sim, apenas uma taça para descontrair ou selar a parceria, seja profissional ou pessoal. Achei um luxo a iniciativa. Tim-tim!

Maio/2009

Revista Expansão |

67


Estado de choque

Superenxuta

Com convite superbacana e original Rosana Sperb sinalizou a festa de seus 50 anos, em 2008, marco que festejou no American Bowling cercada de amigas. No convite, supercriativo, com fotos dela quando criança foram reprisadas as cenas com a Rosana atual nas mesmas poses. Fazendo careta, com dedo na boca, puxando as orelhas, etc, as fotos retrataram a molecona que ela era e sempre será. Recentemente recebeu parabéns de novo, agora pelos 51. Em ambas as datas o marido, Mauro, fiel escudeiro e companheiro de longa data, e os filhos, Daniel e André, orgulhosos dela, lideraram o cordão dos puxa-sacos. Eles são seus maiores fãs.

Fotos: Divulgação

Chocada. Assim a cidade se encontra. Assim todos estamos. Como uma pessoa aparentemente calma, refinada e comedida se transforma e, num dia – ou seria ato? - de fúria, sai matando com uma frieza sórdida? Matou marido, irmã, sobrinha e escandalizou a cidade, o Estado, o País. Tenho familiares em Mato Grosso e a notícia repercutiu lá. Me ligaram para saber se era verdade. É difícil acreditar que esta tragédia, quase grega, tenha acontecido aqui, numa cidade tão pequena, de interior, com gente conhecida e mutilado uma família. Será que não tinha outra saída para tanta proteção? Inconcebível tirar a vida de alguém, principalmente dos que nos são queridos. Daí soa estranho. Amava tanto, queria proteger tanto... e mata! Amor, estranho amor...

Para refletir

[ ZITA PEREIRA ]

Sem nexo

Nós, da minha família aqui em Novo Hamburgo, Rio de Janeiro, Cuiabá, Dois Irmãos e Montenegro e São Gabriel também choramos a perda da sobrinha querida que partiu muito cedo. Ângela Benedetti Gama Seelig, aos 35 anos, foi sem aviso prévio. Também foi assassinada junto com outros dois - um sobrinho e uma irmã - só que no trânsito, na Paraíba. Deixou desolado o marido, André, os filhos Andressa e João Victor, a família dela de casa e todos nós. Essa que tanto amava e preservava a família e a vida foi e deixou imensa saudade. A outra, daqui, que queria (?) morrer - com uma facada ?-, não morreu. Dá pra entender?

68

| Revista Expansão

Salve simpatia: o entusiasmo do prefeito e da primeira-dama Silvia em representar o município e ver in loco o baita sucesso da feira e da Himaco

Otimismo

O prefeito Tarcísio Zimmermann, o diretor-presidente da Fenac, Ricardo Michaelsen, a presidente da ACI, Fatima Daudt, o presidente da Assintecal, Luís Amaral, o presidente do IBTeC, Rui Guerreiro, entre outros líderes de entidades ligados ao setor coureiro-calçadista, participaram da cerimônia de abertura da Fimec, que nesta edição reuniu mais de 1.200 expositores nacionais e internacionais e deixou uma marca de otimismo. O prefeito Tarcísio, a primeira-dama Silvia Zimmermann, o diretor-presidente da Fenac e Magali Elise Scheidt foram presenças notadas na festa da Himaco. Levaram seus votos de cada vez mais êxito a Luciane e Enoré Filho.

Maio/2009


[ Night forte ] roberta Pletsch

Fábio Winter/Divulgação

Colunista relacionamento@merkatorfeira.com.br

Se você participou daquela festa inesquecível e quer aparecer nesse espaço envie sua foto para betapletsch@hotmail.com

Homero Schuch/Divulgação

Show da Cachorro Grande no iLBrasco no dia 16 de abril

Leonardo Travi e Tamara Rodriguez

Eventos

Patrícia Orsi e Iara Dahmer

Rolou

AQUARIUM CLUB

CAFÉ SEGREDO

o pub se confunde com casa noturna. O espaço oferece deck com mesas e cadeiras na frente do local para happy hour, lounge com bar estendido, pista de dança, estrutura de palco e camarotes em ambiente aconchegante, além de ser temático, com decoração baseada no poder das águas, tendo quedas d’água nas paredes com muita tecnologia e modernidade. O novo point localiza-se na Rua 24 de Outubro,1.537, em Porto Alegre.

variados como Som Brasil, Pop Rock e House Music agitam o amplo ambiente, com direito a lounge, camarotes e pub com som ao vivo. O espaço climatizado foi projetado para acolher até mil pessoas, de segunda a sábado, voltado para o público na faixa etária de 21 a 45 anos. Quem vai de carro pode ainda usufruir de um estacionamento totalmente coberto junto ao estabelecimento, o que facilita e muito para os baladeiros. Vale a pena conferir, fica na Rua Lima e Silva, 560, em Porto Alegre.

>> Assinado pela De Bem Produtora,

Fábio Winter/Divulgação

Homero Schuch/Divulgação

Christine Beck

>> Uma casa noturna inovadora, onde estilos

Hype

>>

Em 4 de abril, ocorreu o coquetel de lançamento da coleção de inverno 2009 da Loja Hype, em Novo Hamburgo. Para brindar a nova coleção, a loja recebeu o público com uma super festa sob o comando do som dos DJs Jeff Oliver e Federico Barco.

É Hot + Vagão

>>

A consagrada festa no Vagão, patrocinada por Iara Dahmer, proprietária das boutiques É Hot e É Art, foi um sucesso.


[ Flash ] Fotos: Divulgação

Realização matrimonial

O casamento de Nicolas Huasta, 22 anos, e Juline Passini, 21, se realizou no dia 27 de março, na Pousada Suíça, na província São Miguel Del Monte, em Buenos Aires, na Argentina. Na foto, os pais Everton e Mari Passini com a filha Juline. A celebração aconteceu em clima de bastante alegria e entusiasmo pela locação do lugar às margens de uma belíssima lagoa. Os noivos residem no litoral gaúcho.

Felicidades e animação

Vanessa Drehmer/Divulgação

A tarde ensolarada e quente do dia 12 de abril colaborou muito para que fosse tudo perfeito para o aniversário da pequena Amanda de Lima Ribeiro. Ela completou um aninho de vida no dia 10 de abril. A festa ocorreu em Estância Velha e teve como tema Moranguinho. Na ocasião, exibiu seus primeiros passos. Os pais Benhur Braz Ribeiro e Mara Seewald de Lima Ribeiro foram excelentes anfitriões. As manas Nátalie e Kálita estavam muito contentes ao lado da pequena Amanda na animada festa, rodeada de amigos. Adriana Benito da Silva, Marcelo M e Keil, Gabriela Rosali dos Santos e Ciro Paz Portinho, principais anfitriões na inauguração

Cenário

Inauguração

A Clínica Integrada da Mulher (CIM) foi inaugurada no dia 14 de abril em Novo Hamburgo. Houve intensa movimentação no prédio das Nações Unidas por conta do evento. Marcelo M e Keil foi o principal anfitrião, juntamente com outros profissionais de várias especializações, voltadas aos interesses do mundo feminino.

Sandra Maia/Divulgação

Apenas três aninhos Roberta Carolina, filha de Diene Marindia e Gil Jesus, completou 3 anos no dia 10 de março deste ano. A festa, em Estância Velha, foi comemorada junto com familiares.

Foto: Zardo/Divulgação

Em clima de luau A Igreja Evangélica da Ascensão, em Novo Hamburgo, foi cenário para a linda cerimônia de casamento de Cristina Morganti e Rudinei dos Santos, filhos de Antônio Carlos dos Santos (in memorian) e Luiza dos Santos e Paulo Renato Morganti e Isabel Cristina Morganti, no final de março. O vestido usado por Cristina foi da Inês Noivas Eternity, cabelo e maquiagem de João Zalenski Júnior e decoração de Celso Hartmann.

70

| Revista Expansão

Márcia Fernanda da Costa e Eduardo Fiori disseram o “sim” em 18 de abril em uma linda cerimônia ao ar livre, em clima de luau, nos jardins da Wallau, em Novo Hamburgo. A cerimônia foi embalada pelo som acústico de Karen Wolkmann e Federico Trindade. Os noivos e seus familiares receberam os convidados na WHouse.

Maio/2009


Maio/2009

Revista Expans達o |

71


[ SOCIETY ] Gelaina Barbieri Fotos: Joel Reichert/Divulgação

Relações públicas Conrerp 2523 - RS/SC gela@terra.com.br

Coreografia

Mônia Fritsch e Adriano Engelke casaram-se em elegante momento no Villa Itália Hotel, em Nova Hartz. O hotel foi fechado e cuidadosamente preparado para celebração e recepção das bodas, e o ambiente foi decorado em amarelo e marrom. Com celebração ao ar livre, no entardecer do sábado de 4 de abril, às 17 horas, os noivos receberam especial benção do Pastor Garlip. Os 200 convidados curtiram o amplo espaço que se dividia entre celebração, coquetel, jantar e pista de dança. Os noivos surpreenderam com coreografia de salsa, show de fogos e ricos detalhes...

Sandra Wagner/Divulgação

Eventos

Elegante e lúdica

Luciano Barreto/Divulgação

Cristiane e Cristian Armbrust receberam amigos e familiares para comemorar o primeiro aniversário do pequeno Matheus. A festa temática de fazenda mostrou o bom gosto e empenho dos pais em receber de forma elegante, mas principalmente lúdica. Matheus surpreendeu pela alegria e pelo tempo em que se manteve entre os convidados...

Ao ar livre

O elegante jardim do Porto Alegre Country Club, foi o local escolhido para o especial momento do sim entre os noivos Letícia Reichert e Miguel Vieira. Com celebração  ao ar livre, e a recepção em toldos, especialmente montados para o evento, a comemoração teve decor em tons marron e branco. A noiva, natural de Campo Bom, vestia a griffe Sérgio Pacheco.

Fotos: Divulgação

Seleto grupo

Koca Schroeder recebeu seleto grupo de clientes, as mais elegantes da cidade, para apresentar os lançamentos multimarcas Outuno / Inverno, além dos elegantes calçados Miezko.

72

| Revista Expansão

Três amigos

A administradora, Priscila Tomiello, de 28 anos, o programador de informática, André Hugendobler, de 24 anos, e a também administradora, Camila Hugendobler de 27 anos, festejaram, juntos, seus aniversários. Em momento especial preparado por Davi dos Santos, namorado de Camila, os três amigos receberam seleto grupo para brindes e muito agito em Novo Hamburgo.

Maio/2009


Fotos: Divulgação

Conceito Giovanella

Joseima Kroth, Carlos Gerhardt e Elisângela Brando, da Conceito, e Dirceu e Olga Scheffel, da Cospirato, receberam convidados especiais para conhecerem e terem a oportunidade de comprar os modelos da  coleção 2009. Entre os convidados João Dau Filho e João Dau.

Fotos: Fábio Martins/Divulgação

15 Anos

A Festa de 15 anos de Isadora Schlindwein foi um evento curtido detalhe a detalhe, por toda  família, pelos pais Rose e Luiz, e pela irmã Milena. Pierrôs, pompons e tecidos finos remeteram a um elegante tema circense, que ficou ainda mais perfeito com a atuação do Grupo Tholl.

Premiação

Marconi e Patricia Comazzetto, da Art Windows, durante entrega da Premiação da Art Windows / Luxaflex Talent à Arquitetos, em evento no Dado Bier em Porto Alegre.

Novidades

A diretora operacional,  Gabriela Schwan Poltronieri,  apresentou as novidades de Central de Eventos, em momento especial de comemorações dos 16 anos do Swan Tower Hotel.

Maio/2009

Revista Expansão |

73


[ são leopoldo ] Letícia de Oliveira

Relações públicas Conrerp 2494 - RS/SC leticia@revistaexpansao.com.br Letícia de Oliveira/Especial

Noite de sonhos

Uma bela cerimônia marcou o casamento de Raul e Sara. Com uma recepção muito charmosa o casal recebeu familiares e amigos para celebração da sua união. Num clima muito aconchegante a comemoração foi marcada pela participação dos convidados que acenderam velas no maior símbolo de luz, prosperidade e afeto. Fotos: Divulgação

Elisa e Aidê unem a magia da viagem e a interação cultural em um só lugar

Sempre com destino

A dupla Aidê Stürmer e Elisa Heinemann são sócias da agência de viagens Paralelo 30 e da cafeteria Café de Bordo. Lado a lado, os dois locais se completam oferecendo cultura, entretenimento e diversão. A agência e a cafeteria completam, em 2009, 10 e 4 anos, respectivamente e o segundo semestre do ano será marcado por uma programação que movimentará a cultura da cidade em comemoração aos 10 anos da agência.

O começo

Empreendedoras, se uniram e começaram a agência com viagens de grupos para Israel e Egito, desde lá a Paralelo 30 se destaca pelas viagens culturais que organiza. Por falar no assunto, a Café de Bordo é outro ponto de encontro pra quem gosta de ter contato com diferentes culturas através de diversificada e criativa programação cultural e gastronômica. No cardápio o nome dos pratos é inspirado em locais do Brasil e do Mundo. Uma das programações destaque foi Em Busca do Tempo Perdido. Em cada encontro, Fabrício Carpinejar e Frank Jorge apresentavam os melhores (e piores) textos de uma época. Em clima descontraído, faziam um revival a partir da cena literária e musical.

A dupla

Um pouco de cada uma: Aidê é leopoldense e se forma em Licenciatura em História pela Unisinos no final deste ano. Elisa é natural de Teutônia e morou muitos anos em São Leopoldo. As duas têm em comum a paixão pelo turismo e tudo que envolve a intrigante e revigorante arte de descobrir novos roteiros para os mais variados gostos de seus clientes viajantes.

74

| Revista Expansão

Além de toda a administração a dupla se divide em viagens com os grupos e a programação cultural. Aidê cuida da organização cultural da Café de Bordo e dos grupos de turismo. Elisa fica com as vendas.

Viagem

A dica de destino turístico para Elisa é aproveitar cada viagem que sempre é válida, não importa a distância. Ressalta que conhecer lugares, pessoas e culturas diferentes é rico em detalhes e aproveitar cada momento é importante para o enriquecimento pessoal. Para Aidê, destinos em destaque são a Turquia, Dubai e Israel. Tudo pelo desenvolvimento cultural, o investimento em turismo e o choque entre as culturas. As duas são unânimes quando o assunto se refere ao local, pois cada lugar tem suas particularidades e pode agradar mais ou menos as pessoas, tudo depende do estado de espírito de cada um, do que busca em termos de turismo naquele momento e o quanto está aberto às novidades. Existe uma única certeza, tem o destino certo para cada pessoa em qualquer tempo.

Os noivos Raul Sander e Sara Soares eram só felicidade no dia do sim

Dia das Mães

A mamãe coruja Ana Haubert e seus dois filhos Luan de 8 anos e Pedro Henrique de 9 meses fazem uma homenagem neste mês tão especial para todas as mães.

Maio/2009


Fotos: Divulgação

Iniciativas

Três iniciativas sociais da cidade estão entre as selecionadas para concorrer ao Prêmio Parceiros Voluntários, que será realizado no próximo dia 25, no Teatro do Bourbon Country, em Porto Alegre. Os três finalistas leopoldenses: o Instituto Lenon Joel Pela Paz, a Associação Mantenedora Pandorga e a Rede São Léo em Ação. Ainda dois finalistas da região fazem parte da seleção: AACRA, de Esteio e o Projeto Se Essa Rua Fosse Minha, de Canoas. Cada região selecionou 5 trabalhos, sendo que serão reconhecidos até 11 iniciativas.

70 anos

Fundada pelos membros da Igreja de Confissão Luterana no Brasil (IECLB), a Casa Matriz de Diaconisas comemora 70 Anos neste mês. Formada por uma irmandade de mulheres vocacionadas, desenvolve em várias partes do país trabalhos na área da saúde, educação e de assistência social. Além de ser sede da Irmandade a Casa Matriz abriga o Centro de Retiros e o Lar Moriá.

Maio/2009

Com estilo

Enfeitar a casa, colorir, mudar o visual de cada ambiente é tarefa fácil quando se pode contar com um lugar feito a Espaço e Cor. A loja que tem no seu comando Silvana Mainieri traz a cada mês novidades de decoração, entre elas cortinas, persianas e papéis de parede.

Adesivos importados são novidade na Espaço e Cor

Exposição Arte 15

Até 10 de maio é possível conferir a exposição de duas integrantes do Grupo Arte 15, Márcia Alves, com Acessórios em Seda, que leva a pintura para lenços, echarpes, bolsas e necessaires, e Neiva Oliveira, com Mulheres do Mundo, que retrata várias nacionalidades por meio da pintura em acrílico. A exposição é na sede do grupo, que fica na Rua Bento Gonçalves, 767.

Engenheiros e Arquitetos

Este ano é de comemoração para a Associação dos Engenheiros e Arquitetos do Vale do Sinos, a AEA. O jantar que festejou os 30 anos da entidade reuniu muitos associados na Sociedade Orpheu. Durante a noite, o presidente da entidade, o arquiteto Gerson Luiz Kauer, declarou que a data simboliza conquistas e alegrias. “Conquista de uma sede, de reconhecimento da classe junto à comunidade e, sobretudo de novas e duradouras amizades”.

Intercâmbio cultural Os alunos do Instituto de Formação de Professores de Língua Alemã - IFPLA retornaram da Alemanha e contaram suas experiências durante a viagem de estudos para aprimoramento do idioma. O IFPLA integra a Rede Sinodal de Educação e forma professores de línguas Portuguesa e Alemã desde 1976, sua estrutura está junto a Unisinos.

Revista Expansão |

75


[ sapiranga ] cleber arnhold Ana Paula Lenz/Divulgação

Os 15 anos de Leticia

O salão social do 19 de Julho mais uma vez foi palco de comemorações.  Desta vez foi para festejar os 15 anos da jovem Letícia Gossler, no dia 21 de março. Ela é filha de Roberto e Nadir Gossler, que estavam felizes e radiantes, com a festa da filha, preparada por Clea Koch, de Parobé.

Leticia Gossler com os dançarinos

Colunista clar9@terra.com.br

Altero 30 anos

A Metalúrgica Altero acaba de completar 30 anos. Na semana de comemorações, a empresa, especializada em acessórios para vestuário, calçados e bolsas, além de maçanetas, chuveiros, cubas, torneiras, puxadores, acessórios para cozinhas e banheiros, ofereceu delicioso coquetel, organizado pelo Design Vinícius Prado que se empenhou ao máximo para que tudo ocorresse de modo descontraído e elegante, numa noite regada a champanhe. Tudo o que vem da é com muita dedicação, procurando sempre inovar até porque de arroz e feijão o mercado está cheio.

De Fortaleza Fotos: Divulgação

Motivo de alegria

Isadhora Luiza da Silva é filha de Luis e Fabiane Silva, ela é motivo de muita alegria para  eles. Há pouco comemoraram a troca de idade de Isadhora, em bonita recepção no salão de festas Satriany.

17ª Feira do Livro

Esse ano a feira do livro aconteceu no Parque do Imigrante entre os dias 23 e 25 de abril. A feira recebeu  destaque maior em suas ultimas edições, pois trouxe nomes importantes como: Ziraldo, Annie Muller e Ingrid Biesemeyer. Este ano teve como atração maior Maurício de Souza, criador da Turma da Mônica, onde fez uma palestra e uma tarde de autógrafos. O escritor e cozinheiro José Antônio Pinheiro Machado, do Anonymous Gourmet, também esteve presente. O objetivo da feira é incentivar e colocar o hábito de leitura em primeiro lugar.

A empresária  Alderice Soares, da Couro Fino, de Fortaleza, veio à região especialmente para fazer negócios na Fimec e aproveitou para visitar amigos em Sapiranga. Sempre muito elegante e bonita, dita moda na capital do Ceará com muita simpatia.

Primeiro aniversário

Laura Zimer da Silva comemorou, em 22 de março, seu primeiro ano de vida em bonita festa organizada pela mãe Michele, no salão de festas do Cairú. O motivo foi os Backyardigans, desenho sensação do momento, que muitos baixinhos curtem. Na ocasião, o encontro de quatro bonitas gerações.

76

| Revista Expansão

Maio/2009


[ campo bom ] Juraci Reichert Click Fotografias/Divulgação

Colunista juraci_tr@yahoo.com.br

Aniversário de Sandra

Em 31 março, Sandra Atkinson comemorou a passagem do seu aniversário com muita alegria. A festa foi em sua residência com a presença de familiares a amigos.

Formatura de Ana Paula Fotos: Divulgação

Bruno Pedron, Mariane Feltes, Isabella Raupp, Silvia Barrionuevo, Vera Faresin, Bernardo Guedes e Marina Andreazza

Reinauguração do Yázigi

Um coquetel, com a presença de convidados vips, pais e alunos, na noite de 19 de março, marcou a grande reinauguração da escola Yázigi Internexus Campo Bom.  Na mesma noite houve os lançamentos da campanha de Ecoeficiência e exposição de fotos da África do Sul, realizada pelos alunos intercambistas do Yázigi Travel. O evento contou ainda com atrações como perna de pau, cuspidor de fogo e DJ. Durante a tarde, a Open Arena disponibilizou jogos on-line para a diversão da garotada.

Espaço Corpus Clean

Esta é  Ana Paula Wickert, comemorando a recente formatura em Medicina Veterinária na Ulbra, para a felicidade de seus pais, Luis Antonio Wickert e Ingrid Grubert. Parabéns!

Roberto Mattes, Raquel Milão, Juliana Blos, Ana Paula Caramori e Cristiano Wuttke

Lions Clube auxilia LFCC

O Clube 15 de Novembro mais uma vez acolheu grande número de pessoas para saborear um gostoso chá e assistir ao desfile da Leca Modas, que contou com a Musa e as Madrinhas da Festa do Sapato 2009 desfilando suas roupas sociais do evento de junho. O chá promovido pelo Lions Clube Pequeno Gigante teve seu lucro revertido para a Liga Feminina de Combate ao Câncer.

Maio/2009

Em 8 de abril, a Dental Clean Cínica Odontológica promoveu um coquetel onde seus proprietários, Juliana Lopes Blos, Cristiano Wuttke e Roberto Mattes, receberam os convidados para brindar o seu mais novo empreendimento, o Espaço Corpus Clean, novo segmento de atividades que envolvem Saúde e Estética Corporal, complementando seus trabalhos em Saúde e Estética Bucal. Na ocasião, as dermatologistas Ana Paula Caramori e Raquel Milão, explanaram sobre as avançadas tecnologias para os tratamentos estéticos faciais e corporais que estão usando no Espaço Corpus Clean, dentre os quais, os lasers para rejuvenescimento da pele e depilação definitiva, e as vedetes do momento, o Accent e o Ultracontour, que combatem celulite, flacidez e gordura localizada.

Revista Expansão |

77


[ Paranhana ] Taquara | Rolante | Igrejinha Três Coroas | Parobé

renata Martins

Jornalista renata.paranhana@gmail.com

12 anos de beleza

Fotos: Divulgação

A competente equipe de trabalho do salão Beleza e Cia, de Rolante: Camila Durandes (colorista) , Marileia da Silva (estética corporal), Fernanda Dias Oliveira (manicure), Regina Durandes (cabelereira) , Thais Lino (recepcionista), Rosane Rischter (manicure) e Renata Mathias (maquiadora). São 12 anos sob a direção da experiente profissional Regina Durandes.

Amor no ar

A coluna deste mês está cheia de casais que se amam. Não se trata de um especial de Dia dos Namorados, que seria adequado para a próxima edição. As pessoas estão se amando muito, unindo-se em matrimônio cada vez mais e querendo que todos saibam deste sentimento lindo e forte. Por isso, não há mês certo para registrar o que ocorre, felizmente, durante o ano todo.

Equipe da Estética Sandra e Carla esteve em São Paulo buscando valiosas informações no Hair Brasil. Ótimo para as clientes de toda a região, que confiam e buscam nestas profissionais mais do que um resultado mas a realização de sonhos.

Alexandre Hackmann/Divulgação

Hair Brasil

Papel como testemunha

A jornalista Magda Rabie e o fotógrafo Mateus Portal realizaram um ensaio fotográfico em 4 de abril, data comemorativa ao 1º ano de casamento. As fotos foram feitas no estúdio do próprio fotógrafo, em Canela, recebendo na decoração folhas em papel jornal, retratando, além das profissões do casal, a data celebrada: Bodas de Papel.

78

| Revista Expansão

Momento especial do casal Daniela Maciel e Filipe de Azevedo, de Três Coroas, eternizado pela fotógrafa Letícia Wolff.

Maio/2009


Fotos: Divulgação

Tecnologia para facilitar vidas

Consciente da importância de se relacionar com o mercado onde atua a Pináculo, industria eletrônica de Taquara, participou em março do Digistar IP Partners Meeting – primeira edição, realizado em Porto Alegre. O evento contou com a participação de aproximadamente 70 revendedores. Na ocasião, a empresa lançou quatro modelos de Interfaces, com novo design e mais funções. A Pináculo é uma empresa eletrônica com foco em telefonia. Capaz de transformar seu telefone em um poderoso instrumento de marketing, a Pináculo vem há mais de 12 anos desenvolvendo e fabricando diversos acessórios de telefonia, esperas telefônicas e respondedores automáticos. Em 2005, a empresa lançou um equipamento capaz de integrar a telefonia móvel GSM ao sistema fixo de empresas de qualquer porte. Para o futuro, a empresa busca a ampliação do setor de engenharia e a entrada no segmento de equipamentos para deficientes visuais. Por se tratar de uma necessidade latente do mercado desprovido de meios tecnológicos que facilitem a vida dos deficientes visuais, a empresa aposta no desenvolvimento de produtos pesquisados e tecnicamente viabilizados.

Gabriela dos Santos não é uma menina comum. Linda, alegre, divertida, cheia de vida são algumas das expressões que a definem. Para viver ao seu lado, escolheu Flávio Theófilo, igualmente simpático e cativante. O casamento dos dois marcou os convidados pela alegria incomparável do casal e de todos que foram prestigiar a união. Na foto eles estão com o segundon traje da noite, com o qual fizeram a festa e apresentaram uma coreografia de samba-rock elaborada por Lena Diehl.

Adélia Renck/Divulgação

Sobrenome alegria

Poder feminino

A banda The Houd Dogs existe desde 1995, mas com a chegada de uma diva da voz, Marieane Marques, a coisa mudou de rumo e os shows não param mais. Ela está ao lado de Junior (guitarra solo e vocal), Alemão (baixo), Pedrão (bateria) e Wilson (percussão) interpretando canções dos anos 60 com um timbre de voz super característico, uma atitude rock-n’-roll com a delicadeza de uma garota cheia de sonhos musicais a realizar. E preparem-se para ouvir muito falar desta banda bacana demais e desta garota taquarense com sua voz grave e olhar marcante.

Antes de nascer ele já esteve nesta coluna, no barrigão da mamãe Edna Cardoso, jornalista de Rolante. O gatinho Pedro Cardoso de Borba, filho de Edna e Elton, comemorou seu primeiro aniversário no dia 12 de abril

Maio/2009

Revista Expansão |

79


[ Encosta da serra ] Dois Irmãos | Estância Velha | Ivoti | Lindolfo Color Morro Reuter | Picada Café | Presidente Lucena Santa Maria do Herval

Sandra Hess

Jornalista sandrahess2003@yahoo.com.br

Fotos: Divulgação

Mágico de Morro Reuter

O francês Eric Chartiot escolheu Morro Reuter para morar e o Brasil para fazer mágicas. Com formação na Noruega, o também ator, palestrante e escritor, tira da cartola um diferente olhar sobre os mistérios da vida, com emoção e muitas histórias.

Festas

Os gaúchos poderão vivenciar ainda mais a cultura e a economia dos municípios que compõem a Encosta da Serra neste mês. Santa Maria do Herval realiza a Kartoffelfest (Festa da Batata) de 9 a 12, 16 e 17, nos fundos da Prefeitura. Já Ivoti promove a Feira do Mel, Rosca e Nata, de 21 a 24, no Núcleo de Casas Enxaimel da Feitoria Nova. A Fest Feira, de Dois Irmãos, ocorrerá de 22 a 31 de maio, no Clube União. O Festival de Kerb de Estância Velha (foto) iniciou os festejos ainda em abril, nas ruas centrais.

O prefeito de Picada Café, Luciano Klein (PTB), ao lado da noiva Deisy Peters, recebeu os visitantes para a Kaffeschneis, no Parque Histórico Municipal, mesmo local onde foi inaugurado o Museu do Açougue, em março.

Mãe, mulher, empresária: a ivotiense Márcia Regina Lippert, com os filhos Alexandre Luis, 12, e Camille Giovanna, 4. Síntia Weber/Divulgação

Sandra Hess/Divulgação

Festas 2

Mãe

Diretoria da Associação da Rota Romântica

O sócio-proprietário do Union Hotéis, Heitor Luiz Borella, de Novo Hamburgo, foi eleito o presidente da Associação Rota Romântica (ARR), antiga Associação dos Municípios da Rota Romântica. O empresário assume no lugar de Cláudio José Weber, de Nova Petrópolis. Com sede em Picada Café, a entidade elegeu a diretoria para a gestão 2009-2013. Seu vice é Luis Alexandre Sebastiani, de Gramado.

80

| Revista Expansão

Maio/2009


Ricardo de Moraes/Divulgação

Em abril, Ivoti recebeu o Conselho Estadual de Educação do RS, que realizou sessão no Instituto de Educação Ivoti (IEI) por ocasião do centenário da instituição. O diretor do IEI e 2º vice-presidente do CEED, Ruben Werner Goldmeyer (de paletó), recebeu homenagens do secretário de Ivoti, Marcelo Augusto Fröhlich (na foto, segurando a placa). Na ocasião, também estiveram a presidente do conselho estadual, Cecília Farias, a Camerata Ivoti e a presidente do conselho municipal de Educação, Dóris Gerber.

Fotos Divulgação

Delícias de Morro Reuter

Um posto de informações turísticas de dar água na boca. Renato Schneider Junior e Cladis Hansen sempre auxiliam os visitantes a conhecer os belos pontos de Morro Reuter. Mas, quem resiste ao sabor do appfel strudel (foto) da sua padaria Michel und Hansen Marichen? O artista Flávio Scholles é um dos apreciadores. Outro sucesso é a cuca, considerada a melhor da região, segundo inúmeros clientes, além, é claro, do café e do chocolate quente.

No Showbar de Dois Irmãos Sandra Hess/Divulgação

As amigas Kamila Eich e Marília Klein, de Dois Irmãos, conferiram o recém inaugurado espaço da cidade. O Showbar Pub & Danceteria oferece desde o café, almoço e jantar a la carte até o happy hour bem no clima de Outono. A música é para todos os gostos: noite gauchescha (quartas), pagode (quintas), country rock (sextas), pop rock e dance (sábados) e pagode no happy hour dos domingos.

Maio/2009

Agenda

Ivoti recebe Conselho Estadual de Educação

Em 13 de maio, o Rotary Club de Ivoti comemora 29 anos de fundação. Recentemente, o clube inaugurou o Marco Rotário junto ao pórtico da cidade. Em Picada Café, de 4 a 6 de junho, a prefeitura realiza o III Seminário Nacional de Leitura, Patrimônio Histórico e Meio Ambiente. O “Sempre Alerta!” volta a ser o grito de moradores de Ivoti que apreciam o Escotismo. O Grupo Escoteiro Germânia tem encontros nas tardes dos sábados, na Escola Estadual Mathias Schütz. A escolha da Rainha da Schmierfest de Presidente Lucena será em 15 de maio. A garota entre 15 e 25 anos irá divulgar o evento, que ocorre em novembro. Em 5 de junho, ocorrerá o tradicional chá da Liga Feminina de Combate ao Câncer de Ivoti.

Marcando presença

Casal presidente

Elton e Clarisse Schuster, da Sociedade de Canto União, de Estância Velha.

As peças em cerâmica da artista plástica Anelise Bredow, de Morro Reuter, garantem a beleza de parte do cenário da série Tudo Novo de Novo, que estreou na Globo, em abril. O prédio do Cinema Rialto, construído na década de 1940, em Estância Velha, está sendo restaurado. A iniciativa é dos proprietários da CR Die Mentz, loja que encerrou atividades na década de 1990 devido a um incêndio no local.

Revista Expansão |

81


[ Gramado ] Tela tomazeli

Everton Rosa/Divulgação

Fotos Tela Tomazeli/Especial

Dora Perini, Susana Bertolucci e Silvia Zorzanello

Bacharel em Turismo tela@telatomazeli.com.br

Gino Perini e Enoir Zorzanello

Mariana Koetz Perini e Raphael Mendes de Andrade, em celebração matrimonial no Hotel Serra Azul

Festas Karla Haas e o filho Rodrigo Haas Campos

Gramado foi palco de celebrações neste mês de abril de 2009. Entre os movimentados feriados nacionais, Mariana Koetz Perini e Raphael Mendes de Andrade colocaram aliança de casamento nos salões do Hotel Serra Azul, dia 18 de abril. Na mesma noite, o estilo gótico foi tema do aniversário de 15 anos de Júlia Stürmer Sfreddo, na Fornellone Gramado. Nas fotos, vemos as ocasiões que movimentaram a socidade da Serra Gaúcha.

Duda Ferreira em visita ao Gabinete do Prefeito Municipal de Gramado para apresentar projeto de Turismo do Luxo, para Gramado. Junto com uma equipe de vipados, a filha de Amaury Jr. ficou encantada com a cidade. Foto Bety Sulbach/Divulgação

Marilúcia e Luis Rogério Kulsczinski

Fornellone Gramado, à beira do Lago Joaquina Rita Bier está sendo o mais cotado dos locais pra a realização de memoráveis festas

82

| Revista Expansão

Maio/2009


Fotos Bety Sulzbach/Divulgação

Valentina Peccin, Izadora Bozza e Julia Sfreddo

Julia Stürmer Sfreddo comemorou 15 anos à beira do Lago Joaquina Rita Bier, em Gramado. Na foto, ela e os amigos que lhe fizeram homenagem na festa. Julia Sfreddo com o tio Chico Stürmer e a esposa Ana. Os filhos Benjamin, Inácio, Giorgia e Catarina

Maio/2009

André Sfreddo e Fernanda Stürmer com os filhos Júlia e Lorenzo

Revista Expansão |

83


[ Canela ] Fabiane Michaelsen Fotos: Divulgação

Festa de Caravaggio

A governadora Yeda Crusius recebeu o convite para a Romaria e Festa de Caravaggio que acontece nos dias 23, 24 e 26 de maio. Ganhou do pároco Padre Edson Batista de Mello uma imagem da Santa de Caravaggio.

Jornalista fabimicha@yahoo.com.br

Cavalgada da Serra

A XVI Cavalgada da Serra acontece de 14 a 17 de maio, com saída de São Francisco de Paula, passando por Canela e encerramento em Picada Café.

Semana do bebê

A governadora Yeda Crusius e o pároco Padre Edson Batista de Mello

Adriana Fávero e Nádia Pagno amigas presentes nos eventos da cidade

A 10ª Semana do Bebê de Canela ocorre de 10 a 16 de maio no Hotel Continental. No evento serão abordadas questões ligadas aos direitos e à saúde do bebês. Neste ano a atriz convidada a participar do evento é a bela Isabel Fillardis.

Freio de Ouro

Uma das classificatórias do Freio de Ouro será em Canela, em junho. Os vencedores de Canela vão para o concurso, que ocorrerá na Expointer, em Esteio. O evento ocorre na Fazenda da Serra que abriga uma infraestrutura de primeira linha.

As belíssimas Bruna Oliveira e Samanta Vasques são nomes vips das baladas de Canela

Miss RS

O Miss RS de 2010 já está programado e será em Canela no dia 6 de junho, no Hotel Laje de Pedra. O Hotel é um ícone dos cinco estrelas da região e está passando por uma ampla reforma.

Priscila Madeira foi clicada por Ernani Marques

Calendário

O Publicitário Cau Broilo - Ver Comunicação, desenvolveu recentemente uma calendário de mesa para uma empresa da cidade. Ate aí, tudo bem. Mas para uma cidade turística como Canela, o calendário surpreende pelo designer, cores, qualidade tudo de muito bom gosto. Além disso, a cada mês traz uma dos principais eventos realizados na cidade. Uma idéia que pode ser adotada por muitas empresas. Esta é mais uma forma de divulgar a cidade.

Mônica Debacco é só sorriso em noite de festa

Mães

Oito de maio é Dia das Mães. Para todas elas, um super beijo, pois, este, dia é somente um, mas vocês são presentes em todos os dias de nossas vidas.

84

| Revista Expansão

Eduardo Port e Patricia Raymundi formam o casal de sucesso

Maio/2009


[ Nova Petrópolis ] Kassandra Dorneles Diogo Mascarenhas/Divulgação

Jornalista kassykassandra@hotmail.com

Mestres em Taekwondo

Thiago Augusto Haugg e Valdemar Zummach foram diplomados Mestres – 4º DAN na arte marcial. O presidente da Federação de Taekwondo Tradicional do Rio Grande do Sul, Grão Mestre Te Bo Lee, examinou-os em prova teórica e prática. Os Mestres Zummach e Haugg integram a Academia Tchon Ji – Taekwondo e Hap Ki Do, em Nova Petrópolis. Roberto Rodenbusch/Divulgação

Autoridades municipais, representantes do Cooperativismo e deputados durante a celebração

Capital Nacional do Cooperativismo

O título de Capital Nacional do Cooperativismo concedido em esferas municipal, estadual e federal a Nova Petrópolis foi comemorado no final de março. Celebração ecumênica, inauguração do Monumento ao Padre Amstad com as peças originais no interior da Igreja, reinauguração do Monumento na Praça, a inauguração do Museu Padre Amstad, local onde foi a terceira sede da primeira cooperativa de crédito da América Latina e almoço festivo pontuaram a programação.

Agenda

Mestres em Taekwondo

Mural

O 20º Festimalha prossegue até 31 de maio, de quintas a domingos, no Centro de Eventos de Nova Petrópolis. A moda outono-inverno 2009 é apresentada em desfiles de moda malha e nas 66 malharias presentes no evento.

Registro

A Festa Geração 80 – Edição 3 foi realizada dia 18 de abril e consagrou-se um sucesso absoluto de público, produção, atrações e o melhor som da década de 80. “Os seis”, promotores do evento, já anunciam um Halloween de assombrar.

Conceito A

Inauguração do Museu Comunitário Cônsul da República Federal da Alemanha em Porto Alegre, Herbert Staudt; a antropóloga Maria Helena Nunes e o presidente da Associação de Moradores de Pinhal Alto, Claudio José Weber em recente inauguração do Museu Comunitário da localidade.

Kassandra Dorneles/Especial

Arquivo Pessoal/Divulgação

A advogada Susana Cordenonsi Andreola (foto) obteve máxima aprovação na defesa da sua dissertação de Mestrado em Direito pela Universidade Federal do RS. “Os fundos marinhos e sua regulamentação pelo Direito Internacional” foi o tema dissertado sob orientação da professora doutora Martha Lucía Olivar Jimenez.

Maio/2009

Sabrina Schuster/Divulgação

Dos sonhos

Eliane Corbelini e Rafael Hillebrand (foto) uniram-se em matrimônio no dia 28 de março, em cerimônia religiosa. A data foi eternizada em uma festa dos sonhos realizada ao ar livre, no alto do Propert e iluminada pelas estrelas. Ao casal, felicidades sempre.

Presentes na inauguração do Museu Comunitário de Pinhal Alto

Revista Expansão |

85


[ Santa Cruz do sul ] Sandro Viana e Ana C. dos Santos

FOUR Comunicação assessoria@fourcomunicacao.com.br

A dupla Junior e Marcel recebeu a imprensa, em 15 de abril, no Pinus Parque Hotel para o lançamento do CD, produzido nos estúdios Mosh, em São Paulo. Os irmãos nasceram em berço alemão, são músicos profissionais da Banda Ghermania, cantam e tocam todos os ritmos, mas buscam reconhecimento no estilo Sertanejo Universitário. A produção do novo trabalho é assinada por Luciano Barreto (Maceió), que já produziu Zezé di Camargo & Luciano, compôs arranjos para Bruno & Marrone, Alcione entre muitas outras celebridades da música brasileira. Junior é músico profissional há mais de 15 anos e produtor de várias bandas de baile do Rio Grande do Sul. Marcel é cabo saxofonista do 7º Batalhão de Infantaria Blindado (BIB).

Fotos: Divulgação

Sangue novo no Sertanejo Universitário

Junior e Marcel em noite de lançamento

Em clima indiano

No início de abril, com assessoria de Invitare Birô de Eventos, Liane Schuh Pauli, juntamente com o marido Sérgio e os filhos Guilherme e Gustavo, recebeu familiares e amigos para comemorar seu aniversário. O evento, realizado na sede festiva da Viação União Santa Cruz, foi no clima indiano, com a aniversariante vestindo uma elegante criação da estilista Zaira Alves. Logo na chegada, a mulheres foram encaminhadas a um estúdio de produção, onde receberam, além de maquiagem, adereços especiais, como pulseiras e véus, para entrarem  no clima do tema da festa. A decoração, em estilo hindu, foi assinada pelo flower designer Carlinhos Weiss. Andre Sheffer/Divulgação

Tricolor relembrou a conquista homenageando dirigentes, atletas e comissão técnica

Evento relembra título

Um grande evento, na noite de 17 de abril, marcou a passagem dos 15 anos da conquista do título da Liga Nacional de Basquete pelo Corinthians Sport Club. Com a presença de personalidades, como o técnico Ary Vidal, o jantar realizado na sede do clube foi marcado por muita emoção. A atual diretoria homenageou alguns dos campeões, além de Vidal: o gerente Fernando Larralde, o preparador físico Leandro Burgos, o médico Tibitiça Segala, o presidente Benjamim  Coelho, o vice Milton Fischer, o presidente do Conselho Deliberativo Ilmor Vianna, o diretor  Romário Haas, os atletas Cruxen,  Poll e Paulinho e o mordomo Luciano Hillesheim. Foi uma façanha, pois nunca um clube fora do eixo São Paulo havia conseguido alcançar um título. Este encontro serviu para ressuscitar o basquete tricolor. Podemos ter novidades, quem sabe ainda este ano.

86

| Revista Expansão

Liane Pauli ao lado do marido Sérgio

Maio/2009


Fotos: Divulgação

Ana Julia, a nova rainha

Viagem para Dubai será sorteada em dezembro

CDL sorteia viagens

A Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Santa Cruz do Sul lançou, no final de março, sua nova promoção de vendas: A CDL realiza a viagem dos seus sonhos. A campanha prevê o sorteio de uma viagem para recantos turísticos do Brasil em cada uma das datas especiais para o comércio, a cada 30 reais em compras. No Dia das Mães os consumidores concorrem a uma viagem a Maceió, em Alagoas; no Dia dos Namorados, para Gramado e Canela; no Dia dos Pais, para Recife, em Pernambuco, e no final do ano, para Dubai, nos Emirados Árabes.

143 anos de história

Um jantar-baile marcou a comemoração dos 143 anos do Clube União, um dos mais tradicionais da cidade. O evento, realizado em 4 de abril, no Salão dos Espelhos da sede social do clube, contou com a presença de centenas de associados e convidados. Com animação da Atração Banda Show e decoração em tema indiano, a comemoração teve como momentos marcantes a apresentação da nova rainha do clube, Ana Julia Fischer (foto), e o tradicional “Parabéns a Você”, com a presença de ex-presidentes, soberanas e integrantes da atual diretoria.

Maio/2009

Revista Expansão |

87


[ Esporte ] Divulgação

Gabriel Feiten, o segundo da esquerda para a direita na primeira fila, exemplo de superação

Gabriel Feiten na Paraolímpica O Rio Grande do Sul tem representação garantida na Copa do Mundo Paraolímpica. Nadador pela categoria S2, Gabriel Feiten, 28 anos, tetraplégico, foi um dos cinco selecionados para a competição que ocorrerá em Manchester, na Inglaterra, entre os dias 20 e 25 deste mês. Com o apoio da Prefeitura de Três Coroas, Feiten começou a treinar em 2006 e já acumula 46 medalhas entre ouro, prata e bronze. Nas últimas Paraolimpíadas, ele ficou entre os cinco melhores do mundo e elevou o nível de competição no Brasil. É o primeiro do ranking nacional na categoria S2, nono na classificação geral brasileira e sexto no mundo na prova dos 200 metros livres. Contando com a parceria da prefeitura, o nadador já está engajado nos treinamentos que ocorrem em Novo Hamburgo. Além de Feiten, outros quatro atletas brasileiros foram convidados para a Copa. Ao todo, mais de 400 disputarão medalhas na Paraolímpica. Criada em 2005, Feiten explica que a competição mundial surgiu com a proposta de se tornar um campeonato em que atletas de alto nível técnico competissem em busca dos melhores resultados.

88

| Revista Expansão

Três-coroense é um dos cinco nadadores brasileiros convidados para o mundial na Inglaterra de 20 a 25 de maio Por Graziela Dannenhauer

Atualmente, Feiten estuda Psicologia nas Faculdades de Taquara (Faccat). Ele sofreu um acidente automobilístico, quando voltava de van escolar, em 2002, da Ulbra, em Canoas, onde cursava Educação Física. “A van capotou e eu acabei quebrando o pescoço e sofri uma lesão medular, o que resultou na minha tetraplegia. Consigo mexer um pouco dos meus braços”, diz. Para encarar a Copa, conta com o apoio dos pais Dilceu e Maria Anjelica Feiten e dos irmãos Fernanda e André. “São essenciais, sem eles com certeza não faria a metade do que faço hoje, mas também tenho a ajuda de amigos e colegas.”

Maio/2009


Como você se tornou nadador? Comecei a nadar em 2005 por indicação dos professores de Educação Física do Hospital Sarah, em Brasília, no programa de reabilitação para pessoas com deficiência. Como surgiu a paixão pela natação e qual a dificuldade que enfrentas? Sempre gostei de natação, mas me despertou muito interesse após as Paraolimpíadas de Atenas, onde vi o Clodoaldo Silva conquistar seis medalhas de ouro. A maior dificuldade para a prática é a estrutura de locais. São poucos os lugares, onde se têm uma piscina com boa metragem e aquecida, tanto que tenho que viajar sempre de Três Coroas a Novo Hamburgo para treinar. O que mais lhe comove nesta Copa? Ser um dos cinco brasileiros convidados a ir, pois essa copa é muito seletiva, só os melhores atletas que vão e também me sinto honrado em estar representando meu País. E de onde você tira forças para lutar? Acredito que só poderemos ter sucesso e felicidade na vida se estivermos dispostos a encarar desafios e com a cabeça erguida. Fácil eu

Maio/2009

sei que não é, mas o verdadeiro vencedor é aquele que está disposto a fazer o que os outros não fazem. Quem é o seu exemplo de vida? Tenho vários, começando por alguns na minha família, mas considero um grande ídolo o Clodoaldo Silva, que me inspirou a começar a nadar e hoje é um grande amigo. Qual a sua rotina de treino e as dificuldades que enfrenta para realizá-la? Treino na piscina quatro vezes por semana durante duas horas; faço uma hora de musculação três vezes por semana, e duas horas de fisioterapia com Pilates duas vezes por semana. A minha maior dificuldade é conciliar o tempo como estudante e atleta.

Fácil eu sei que não é, mas o verdadeiro vencedor é aquele que está disposto a fazer o que os outros não fazem.

Já tem patrocinador? Está à procura de outros? Tenho a Faccat, Leme, a Fisiocenter, a On Line Pio XII e a Prefeitura de Três Coroas, que sempre foi parceira, mas estou atrás de pelo menos um patrocinador que possa custear meus treinos. Já tenho um projeto de treinamento que vai ate 2012 para as paraolimpíadas de Londres. O que você busca na Copa? Quebrar meu próprio recorde sul-americano nos 50 metros costa. Pois meu objetivo é quebrar o recorde mundial nas próximas paraolimpíadas.

Revista Expansão |

89


[ Golfe Classic ] Fotos: Divulgação

Luis Carlos Baumgarten

Empresário e vice-presidente da Confederação Brasileira de Golfe royal.golfe@terra.com.br

Meeting Internacional Brasil x USA

Pelo segundo ano consecutivo a Federação Riograndense de Golfe organiza e realiza o Meeting Internacional Brasil x EUA, sempre no mês de março em Miami, na Florida. Neste ano, levamos 28 jogadores brasileiros para atuar contra 30 atletas americanos. O campeonato foi disputado nos campos do The Breakers Golf Club, em West Pal Beach; no Pólo Trace Golf Club, em Boca Raton, e no Miami Gol Club, em Miami Beach. O Meeting foi um sucesso também na programação social, com grandes coquetéis e excelentes jantares de confraternização entre os jogadores. Os campeões deste ano foram: na categoria até 15 de handicap – Ademir Mazon (gaúcho radicado em São Paulo); na categoria de 16 a 32 de handicap – Gregory Gurrant (sócio do Pólo Trace). A delegação gaúcha aproveitou sua estada em Miami para participar de uma palestra com o profissional de golfe mais conceituado dos Estados Unidos, Jim McLean, dono da Jim McLean Golf Scholls, reconhecida internacionalmente como a escola do golfe número um das Américas. Um agradecimento muito especial ao nosso diretor internacional André Medina pela organização impecável deste campeonato e ao nosso amigo Leslie Corley, que recebeu a todos nós neste grande Meeting!

Torneio em Punta Cana

Agenda

Foi realizado de 25 a 31 de março o 2º Anual Punta Cana Open Spring de Golf, na Republica Dominicana, que contou com a presença de dois representantes gaúchos. Representantes de 12 países marcaram presença no campeonato, jogado em 72 buracos e em quatro diferentes campos: Cocotal Golf Club, La Cana Golf Club, Roco Ki Golf Club e no magnífico Punta Espada (Capcana) atualmente ranqueado entre um dos dez melhores campos do mundo e sem dúvida nenhuma o mais lindo e competitivo (foto). Tive a honra de sagrar-me campeão geral do campeonato e ainda a satisfação de fazer um hole-in-one (acertar o buraco com apenas uma tacada) no primeiro dia de jogo! Com certeza eu, na companhia de outros gaúchos, estarei de volta no próximo ano, para defender o título conquistado!

1º a 3 de Maio 59º Aberto Sulbrasileiro – Credit Suisse Hedging – Griffo Golf Tour 2009 no Porto Alegre Country Club – válido para ranking nacional

6 e 17 de Maio Aberto do Cantegril Clube de Bagé – ranking gaúcho

30 e 31 de Maio Aberto de Duplas de Caxias – torneio festivo

90

| Revista Expansão

Maio/2009


[ São Leopoldo Tênis Clube ] Piscina térmica

O SLTC, que conta hoje com técnicos de destaque no meio tenístico, estuda projetos para desenvolver-se também no esporte aquático. Através de parceria firmada em 2007 com a Unisinos, o clube adequou seu espaço de piscina com montagem de uma cobertura vinílica e sistema de aquecimento da água visando utilizar esta estrutura o ano inteiro. Agora, abre suas portas e busca parcerias para proporcionar aos associados e comunidade local a prática da natação e utilização da piscina para atividades afins, como a hidroginástica, hidro-bike, fisioterapia, etc. A entidade busca parcerias com profissionais.

Parceiro

SLTC na Copa Itaú Escolar

O São Leopoldo Tênis Clube (SLTC), por meio de suas ações, vem alcançando notoriedade junto aos diversos setores da comunidade com projeções nacionais, inclusive, pelos eventos esportivos realizados e pelos resultados e conquistas dos pequenos atletas, com destaque para os projetos ora em atividade. Dentre estes, destacam-se o da Escola de Tênis e Tênis para Todos onde crianças de escolas públicas da comunidade, recebem aulas gratuitas nas dependências do SLTC. Especificamente ao projeto social, trata-se de trabalho ímpar de alcance social que, além das atividades esportivas, traz no seu contexto, aspectos importantes de valores e cidadania como entretenimento, sociabilização e inclusão social.

Para popularizar cada vez mais a prática do tênis, associando-o à necessidade da valorização do estudo, o SLTC abre turmas especiais para crianças e adolescentes que queiram a aprender a jogar. Em turmas de até oito tenistas alunos matriculados em escolas e indicados por estas poderão aprender a jogar tênis a partir de apenas 60 reais mensais. Informações pelos telefones 3591-8011 e 8209-2675.

Maio/2009

Fotos: Divulgação

Turmas especiais para escolas

Os tenistas da Escola de Tênis do SLTC fizeram bonito na disputa da Copa Itaú de Tênis Escolar. Representando o Colégio Sinodal, destacaram-se nos 12 anos, João P. Ostermayer (vice-campeão simples); Pietro Silva (4ªs simples e semi-duplas); nos 14 anos Stefano Blatt (4ªs simples e semi-duplas); Leonardo Buffon (semi-simples e duplas) e Nicole Feltes (vice-simples e campeã duplas). Parabéns, aos jovens tenistas!

Copa Máxima Veículos

Após 20 dias de grandes partidas, a 6ª Copa Máxima Veículos/BV Financeira, 1ª etapa do Ranking VS/09, encerrou consagrando campeões de cinco cidades. Classe 1ª

CAMPEÃO Mateus Oliveira, CAN

VICE Jonathas Severo, SL

Orlando Abel, NH

Ricardo Petry Fº, SL

Nando Matzenbacher, SAP

Sérgio Lemke, SAP

Masters A

Alberto Ledur, SL

Nelson Scherer, SL

Masters B

Édson Birck, D.IRM.

Ademir Port, EST

A próxima etapa ocorrerá no final de maio, em Novo Hamburgo. Em julho, o ranking volta ao SLTC com a Copa Pontocom Informática.

Revista Expansão |

91


[ Pensando Bem ]

César augusto corrêa da Silva Empresário cesarcor@terra.com.br

O amor é um combustível para todo o ser humano, sem ele tudo falta, até vergonha na cara. Aprendamos com os bons exemplos.

92

| Revista Expansão

Sede de família

A

sociedade está com sede de família. Parece que é como a água, um artigo cada vez mais raro, que quanto mais falta menos se dá a devida importância. Anunciam-se uma série de preocupações, mas em ações práticas e efetivas observamos muito pouco em relação ao tamanho da demanda. A droga está cada vez mais presente na rotina de um número cada vez maior de famílias, além da violência, da desinformação e, principalmente da indiferença. Essa é a pior das chagas! Ela é alicerçada no egoísmo e no despreparo em ser pai e mãe, além da escala de valores cada vez mais voltada à aquisição de coisas e não de amores. Quando alguém quebra o braço é fácil vislumbrar. Diferentemente de quando se quebram em vários pedaços o entusiasmo em viver é quase imperceptível. Parece que está faltando um porto seguro, um tempo ao diálogo. São questões subliminares vindo à tona escancaradamente. De que adianta nossos filhos ou filhas serem ótimos na nossa frente e aprontarem o máximo na rua? É no lar que se molda o caráter! Há uma grande preocupação na educação básica e infantil para preparar a geração do futuro. E a presente? Será

que não seria o momento de uma escola de Paternidade e Maternidade? Uma escola de relacionamento humano avançado que ensine as pessoas a terem paciência e aprenderem a respeitar as diferenças entre os seres? Ninguém tem paciência com nada, nem capacidade de vencer os sofrimentos da vida, inerentes à evolução e ao desenvolvimento de um senso de justiça e humanidade. Parece que uma simples mudança de ponto de vista é mais difícil do que a mudança de endereço, de roupa ou carro. Não se tem mais tempo para nada, ou melhor, se tem tempo para o superficial e não para o realmente necessário: a educação através do exemplo. Aí é que está a questão. Passamos de geração em geração cobrando resultados e sucessos de nossos filhos e esquecemos de fazer a lição de casa. Pois por melhor que seja o professor (a) na sala de aula, nada substitui a matriz de ensinamentos em nosso lar. Nada mais frustrante para uma família do que antagonismo beirando a hipocrisia. Está na hora de a família assumir sua responsabilidade com a sociedade, pois é em seu seio que nascem desde os simples desordeiros até os maiores assassinos, desde os simples benfeitores até os maiores missionários. É uma questão de calamidade pública ou talvez de epidemia. Se cada família cumprisse seu papel de forma madura, eficaz, amável e disciplinadora não teríamos tanta animosidade no mundo. Uns dizem que é inerente à evolução e outros afirmam que é falta de atenção, mas prefiro acreditar que é falta de um sentimento, há muito enfatizado: o sentimento de comunidade, de aldeia global, de respeito. O amor não foi entendido na sua plenitude, se fosse, teríamos uma sociedade mais paciente, humilde, calma, apaixonada, criativa, com grande autoestima, com senso de justiça, amiga, perseverante, caridosa e que perdoa mais do que acusa. Deveríamos analisar a nossa consciência e não deixar para depois a autotransformação, pois não há sede que resista a tanta falta da família, mesmo que ela seja de coração e não sangüínea. O amor é um combustível para todo o ser humano, sem ele tudo falta, até vergonha na cara. Aprendamos com os bons exemplos.

Maio/2009


[ MULTIMÍDIA ]

Coletivo rock pop

Homem desconhecido

Fal Azevedo é uma escritora paulistana que tem o coração doce e o dom da escrita. O terceiro de seus livros - o primeiro romance, Minúsculos Assassinatos e Alguns Copos de Leite é um tapa na cara, um soco no estômago, um sorriso no rosto, uma lágrima nos olhos. Ela narra a trajetória sofrida de Alma, que passou por dores, mortes, tristezas sem fim e sobreviveu. A dor dela transborda das páginas de Minúsculos e nos faz querer ler mais. E não se trata de algo masoquista.

Julia Car é um corpo orgânico eletrônico coletivo com um trabalho caracterizado por uma atitude rock de alma pop. Estes paulistanos fazem arte para mover e grudar idéias, conceitos e sensações. Fazem parte da banda a vocalista Julli Pop, Tatá Muniz e Rob Cox. O grupo está promovendo o seu primeiro cd intitulado “Urbano”, e desponta como novidade contemporânea da música nacional. Vale a pena conferir o site www.juliacar.com e www.myspace.com/juliacar.

Sugiro o livro O Vendedor de Sonhos, de Augusto Cury, da Editora Academia de Inteligência, 296 páginas, R$ 29,90. Este livro é o relato de um homem, ilustre desconhecido, que tenta salvar da morte um suicida. Augusto Cury é psiquiatra, psicoterapeuta e escritor conhecido e reconhecido. Publicado em muitos países, suas histórias cativam e levam à reflexão, ferramentas básicas para alimentar o espírito.

Patrícia Linden, 37 anos jornalista Porto-alegrense em Brasília

Cláudia Kunst, 30 anos Jornalista e produtora cultural Ivoti

Livro: Minúsculos Assassinatos e Alguns Copos de Leite

Maio/2009

Sites: www.juliacar.com e www.myspace.com/juliacar

Fotos: Divulgação

Experiência e dor

Dilson Jahn, 43 anos Secretário de Educação, Cultura, Desporto e Turismo de Picada Café Livro: O Vendedor de Sonhos

Revista Expansão |

93


[ lado b da publicidade ]

redacao@revistaexpansao.com.br

dez afirmações de... As

Coletiva.net, 10 anos de história

17º Festival de Publicidade e Propaganda >> Seis mil pessoas é o público estimado para o 17º Festival de Publicidade e Propaganda de Gramado para os três dias do encontro. A mudança no comportamento do consumidor e das ferramentas para conquistá-lo serão o foco do festival, que está inspirado no compromisso com a inovação e com a vanguarda, como afirmou o publicitário e presidente do Festival Alexandre Skowronsky. No início do mês passado, ele divulgou a agenda do evento que é organizado pela Associação Latino-Americana de Agências de Publicidade (Alap). >> Personalidades importantes do mundo da comunicação

participam do vídeo de divulgação do 17º Festival Mundial de Publicidade e Propaganda de Gramado. Neal Davies, da Naked Nova York, Washington Olivetto, da W/Brasil, e Bárbara Oceanlight, que fez a campanha de Barack Obama, entre outros nomes conhecidos internacionalmente, dão destaque ao vídeo que promove o evento. A peça foi produzida pela Globalcomm e será reproduzida nas telas digitais da Elemidia espalhadas pelo Brasil. A empresa especializada em mídia digital out of home conta com mais de três mil monitores no País, que servirão como ferramenta de divulgação do evento. O 17º Festival Mundial de Publicidade ocorre nos dias 3, 4 e 5 de junho no Serra Park, em Gramado.

94

Fotos: Divulgação

O Coletiva.net completou, em 12 de abril, dez anos de sua fundação. Ao longo desta década, o portal consolidou-se como uma importante referência nas áreas de comunicação, propaganda, marketing e business no sul do País. Tem audiência superior a 550 mil visitantes ao mês, um número significativo para o mundo web em se tratando de uma publicação regional segmentada. A atualização é diária e, com isso, o portal ampliou seu espaço no mercado e mudou alguns paradigmas, transformando os profissionais de comunicação em fontes de informação. Para marcar os 10 anos, uma série de iniciativas e promoções será realizada ao longo de 2009. A primeira delas estreou no começo de abril, o blog em que jornalistas e publicitários destacam fatos que marcam a história da comunicação no Estado. Acesse www.coletiva.net.

... Márcia Fernanda da Costa, diretora de Operações da Balística Propaganda, de Novo Hamburgo, tem 31 anos e é formada em Publicidade e Propaganda pela Unisinos. Natural de Novo Hamburgo, atua na área desde que entrou na faculdade. Participou do concurso Publicitário do Futuro e passou a trabalhar em uma grande agência. Fundou a Balística Propaganda, prestes a completar cinco anos. Dentre os principais clientes destaca: Florauto Veículos, Firezzi Calçados, Computech Tecnologia, Insano Sandals, Virginia Imóveis, Wizard Idiomas. Eu admiro o publicitário da: nossa terra. O gaúcho é criativo e muito competente. Eu queria ter criado o slogan: o primeiro sutiã a gente nunca esquece. A alma do negócio é: relacionamento. O melhor da publicidade é: ver as idéias criativas da Balística gerarem excelentes resultados aos seus clientes e ao mercado de uma forma geral. O ruim da publicidade é: os empresários que não acreditam no poder da propaganda, julgando-a um gasto e não um investimento. Minha cidade dos sonhos para morar é: gosto muito de Novo Hamburgo.

Jopa na direção da QG Sul

Nunca me convide para jantar com: pessoas deselegantes.

A QG Sul tem novo diretor-geral. É o publicitário João Paulo Dias, o Jopa. A contratação do executivo e ex-presidente da Associação Riograndense de Propaganda (ARP) foi anunciada para cerca de 50 pessoas durante almoço no mês passado com a participação do sócio e diretor da QG Propaganda, Paulo Zoéga. Prestes a completar 30 anos de carreira, Jopa tem como meta fortalecer a identidade regional da agência. A contratação integra o projeto de expansão da atuação da QG Sul para os mercados de Santa Catarina e Paraná, como forma de dar sustentação ao crescimento de 15% ao ano da unidade gaúcha nos próximos 5 anos. Jopa já dirigiu importantes agências de propaganda, como Novacentro e Paim. Também foi responsável pela implantação da Elemidia no Estado.

Se não trabalhasse com publicidade, eu seria: estilista ou escritora.

| Revista Expansão

Na minha mesa de trabalho preciso ter: organização. Nunca esqueço que extravasei ou perdi o rebolado quando: ao adquirir um novo cliente e sempre perco o rebolado ao saber da corrupção dos nossos políticos.

Maio/2009


Foto Sandra Wagner Maio/2009

Revista Expans達o |

95


[ Sounds ]

Reação

em Cadeia Há dez anos, o nome da banda anunciava o sucesso que estava por vir

H

Por Aline de Melo Pires

á dez anos eles começavam a trilhar um caminho que não é fácil. Batalharam seu lugar ao sol no mundo da música, em um mercado cada vez mais competitivo e difícil. Pois os guris de Novo Hamburgo trabalharam duro para mostrar seu talento e se tornaram um de nossos maiores orgulhos. Ao completar uma década de estrada, os integrantes da banda Reação em Cadeia se envaidecem do público fiel que conquistaram e do crescimento do trabalho, que a cada dia ganha mais reconhecimento. Em meados de 2003, a música Me Odeie, se transformou em um verdadeiro fenômeno, tocava incessantemente nas rádios e, naquela época, prestes a lançarem o segundo CD, sabiam que manter o foco no trabalho sério e comprometido era o segredo para continuar o caminho do sucesso. Não demorou muito para que a música de Jonathan, Vini, Maurício e Daniel invadisse as rádios dos três Estados do Sul. E a região ficou pequena para o som da Reação. Outros Estados conheceram o trabalho da banda e o público cresceu. Mas não foi só isso. Ao serem questionados sobre os grandes shows que já fizeram, eles não hesitam em lembrar da participação no festival

Cosquín Rock, em Córdoba, na Argentina. “Foi um Woodstock diferente”, comenta Jonathan, o vocalista da banda, ao falar da projeção internacional da Reação em Cadeia. Além disso, esta participação também teve um outro significado bem especial para os meninos. Eles estiveram ao lado de grandes ídolos seus, como Charly Garcia. E continuam a ser fãs. Aliás, diz Jonathan, ser fã é condição fundamental para que continuem a serem músicos. Isso faz com que eles tenham referências, busquem melhorar, se aperfeiçoar.

Experiência Um marco importante foi em março deste ano, quando gravaram o primeiro DVD da banda num show ao vivo. Contam que foi uma experiência diferente, mas não menos prazerosa. A idéia de gravar o que seria reproduzido também em imagens os deixou um pouco apreensivos. Mas, quando o show começou, sentiram que só deveriam fazer o que sempre fizeram: tocar. Apesar do sucesso e do reconhecimento, o caminho da banda não é fácil. As pedras surgem. “Ainda temos uma certa dificuldade com a crítica especializada, que, às vezes, não entende nossa trajetória e acha que surgimos do dia para a noite. Mas não é isso. Fomos banda de garagem, de boteco, tivemos de carregar muito instrumento nas costas, somos todos de origem humilde. O que colhemos hoje é fruto, unicamente, de muito trabalho”, completa o vocalista. Quem quiser saber mais sobre o trabalho da banda pode acessar o site www.reacaoemcadeia.com.

Da esquerda para a direita: Maurício, Daniel, Vini e Jonathan

Raquel Braz Ribeiro/Especial

96

| Revista Expansão

Maio/2009


[ Exposição ] Divulgação

Gravuras

retratam paisagens

A

artista plástica leopoldense Fernanda Brauner Soares, 42 anos, está com a exposição Paisagens na Modernidade Galeria e Arte Aplicada, em Novo Hamburgo. Dez peças em tamanhos grandes serão expostas dentro da galeria a partir do dia 7 deste mês até 30 de maio. Gravuras com um metro e meio de altura e 80 centímetros de largura fazem parte da mostra que homenageia os 10 anos da Revista Expansão neste ano. Fernanda é leopoldense, mas mora em Porto Alegre, com o marido e o filho. Formou-se em Artes Plásticas pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (Ufgrs) e é mestre em Artes Visuais, com ênfase em Poéticas Visuais, também pela universidade federal. De acordo com ela, a exposição é um conjunto dos trabalhos desenvolvidos para o mestrado que foi concluído em maio do ano passado. O trabalho desenvolvido por Fernanda reúne gravuras de repetição e multiplicação. Elas foram feitas com técnicas em pedra (litografia), madeira (xilografia) e gravura digital. “Cada peça, com sua técnica, reproduzindo árvores, caminhos e paisagens”, explica Fernanda. A mostra também apresenta os trabalhos em cores diferenciadas. “Nenhuma peça é igual. As gravuras possibilitam a repetição e a multiplicação e transmitem um resultado interessante quando reunidas”, salienta a artista. A proposta de apre-

Maio/2009

Dez peças de Fernanda Soares compõem a mostra na Modernidade Galeria Por Graziela Dannenhauer

sentar em Novo Hamburgo partiu da proprietária da galeria, Ana Hauschild. “Ela gostou do meu trabalho com gravuras que desenvolvo desde 2005. Depois do meu mestrado, essa será a minha primeira exposição individual. Já participei de outras mostras e três individuais”, esclarece Fernanda. Algumas peças dela já foram comercializadas por Ana. A mostra pode ser visitada de segundas às sextas-feiras, das 9 horas ao meio-dia e das 14 horas às 18h30min, e aos sábados das 9 horas ao meio-dia. A entrada é gratuita. A galeria está situada na Rua Casemiro de Abreu, 153. Criada em 1990, o estabelecimento apresenta um espaço múltiplo valorizando e divulgando a produção de novos talentos, além de trazer artistas consagrados contemporâneos. Conforme a proprietária, o espaço atua ativamente no mercado, formando um público apreciador e consumidor de arte por meio de exposições individuais, encontros com artistas, palestras e lançamentos de livros.

Revista Expansão |

97


[ Sem Fronteiras ]

Arquitetura confere formas diferenciadas a prĂŠdios da capital inglesa

98

| Revista ExpansĂŁo

O brilho ousado de Londres Maio/2009


O amor pela capital da Inglaterra nasce aos poucos e conquista como raros lugares em todo o mundo

L

Por Carla Stumpf Fotos Arquivo pessoal e Divulgação

ondres é uma cidade na Inglaterra, onde o inovador e o ousado caminham na mesma calçada, onde o tradicional e o imutável parecem conviver em paz. De um lado, o poste da estação de metrô Westminster, a mais moderna da cidade, que dá acesso a um mundo subterrâneo de alta tecnologia. Do outro lado, a torre do Big Ben, que há 150 anos permanece marcando as horas da mesma forma, com as mesmas monótonas badaladas e a mesma melodia. Em um lugar com tantos contrastes, é impossível ficar indiferente ao que ocorre à sua volta. Uma caminhada por Londres revela cabelos de todas as cores, roupas de todos os estilos, executivos de cartola e guarda-chuva no braço, soldados vestidos como no tempo de Henrique VIII, carruagens reais, indianos, árabes, tribos punks, darks e simpáticas velhinhas, que se reúnem para o tradicional Chá das Cinco. A capital inglesa não é uma cidade que cause amor à primeira vista, nasce aos poucos, sem você se dar conta, e que, de repente, quando você percebe não sai mais de seu pensamento. Londres não tem largas avenidas, o trânsito é terrível, e o clima não é, exatamente, ensolarado. Mas, quem se dispuser a conhecê-la vai descobrir um lugar de vida pulsante, superanimada, repleta de boas atrações. Os prédios do parlamento e a torre do Big Ben, os ingleses gostam de dizer que é o relógio mais fotografado do mundo, são duas das imagens mais conhecida desta incrível cidade. Todo o passeio em Londres deve incluir a Oxford Street; o centro do Centro; o coração comercial de Londres, com lojas de todo tipo A arquiteta Carla Stumpf foi conquistada pelas peculiaridades londrinas e um movimento frenético.  O detalhe que a torna ainda mais especial são as filas dos tradicionais ônibus vermelhos, que vão para todos os pontos da cidade, e são unanimidade na preferência dos turistas. As passagens devem ser compradas antecipadamente e os tickets semanais de metrô dão direito a viajar também nestes ônibus, sem custo adicional. London Tower é a mais famosa atração turística e histórica de Londres. E viajar para a cidade das luzes, sem visitá-la, significa que o tour não está completo. Neste ambiente está em exibição permanente a maior exposição de armas e armaduras medievais do mundo. Também está em exposição as brilhantes jóias da coroa inglesa, o maior diamante do mundo e as peças em ouro maciço imensas. 

Maio/2009

Revista Expansão |

99


[ Sem Fronteiras ]

Cabines vermelhas

No alto, à esquerda, Catedral St. Paul´s; ao lado a irreverência do City Hall; abaixo, à esquerda, a magia do Big Ben e o charme das cabines vermelhas; acima, a elegância do Natural History Museum

100

| Revista Expansão

Em 1920, surgiram as primeiras cabines telefônicas vermelhas, em Londres, e com o passar dos anos elas se transformaram em um dos ícones mais conhecidos da cidade. Hoje, é quase impossível para um turista pensar em visitar a Inglaterra sem  bater uma foto ao lado de uma delas. Londres é repleta de excelentes museus. Comece pelo British Museum, um dos mais famosos do mundo. Depois vá até o Imperial War Museum, onde há sempre exposições históricas. Não deixe de visitar também o incrível Museu de Cera de Madame Tussaud, onde estão figuras de cera de diversas personalidades conhecidas. As tradicionais construções feitas totalmente de tijolos são uma das marcas registradas da cidade, e podem ser vistas em todo lugar, com suas janelinhas e cortinas de renda branca. Em certos bairros você tem a nítida impressão de ter voltado no tempo e estar passeando no século 19. The Royal Guard (Guarda Real) é o regimento mais conhecido do exército inglês, devido ao famoso uniforme composto de jaquetão vermelho e chapéu de veludo preto. Esta unidade é responsável pela guarda dos palácios de Buckingham e Saint James e do castelo de Windsor, todos residências oficiais da família real. O melhor momento para vê-los em ação é durante a tradicional troca da guarda, evento que se tornou uma concorrida atração.

Maio/2009


Harrods, a loja de departamentos mais famosa do mundo, fica em Londres

Comércio Quem gosta de compras vai encontrar um paraíso em Londres. Apesar da alta cotação da moeda inglesa, procurando bem é possível encontrar artigos interessantes e de bom preço. A principal área comercial da cidade fica próxima às Ruas Oxford, Regent e Picadilly, na região conhecida como West End. Não deixe de visitar também a Hamley´s, considerada a maior loja de brinquedos do mundo. O Chá das Cinco é uma das maiores tradições britânicas e ninguém pode passar pela capital da Inglaterra sem conhecer este ritual tão centenário quanto delicioso. A Harrods é a loja mais famosa de Londres e do mundo, uma autêntica instituição britânica. Seu prédio de sete andares ocupa todo um quarteirão. Lá eles se orgulham de vender praticamente de tudo. Existem também outras atrações arquitetônicas, como o prédio escuro em formato de disco voador, ou de um charuto, ou até de um ovo de avestruz, que é uma das mais recentes audácias da cidade, o City Hall. Por ironia, foi construído ao lado da O Chá das Cinco margem norte do Rio Thames, a pouca distância da é uma maiores milenar e clássica London Tower. Quase em frente ao tradições prédio do Gherkin, na margem sul do Thames, situase outro prédio que parece destoar da tradicional arbritânicas quitetura londrina, a prefeitura, com dez andares, âne ninguém gulo de inclinação de 31 graus, e está aberta à visitapode passar ção pública durante os dias úteis. pela capital Às margens do Thames e de frente para o Big da Inglaterra Ben, tem a imensa roda gigante London Eye que forsem conhecer nece o visual mais fantástico de toda a cidade. Com este ritual tão altura de um prédio de 45 andares, no topo dela é permitido ver a uma distância de até 40 quilômetros. Uma centenário. volta nela é a melhor maneira de ver Londres!

Maio/2009

Revista Expansão |

101


[ Cinema ]

Inspirados

pelo medo

Conto do escritor Henrique Schneider vira curta-metragem e disputa festivais pelo Brasil em 2009 Por Felipe de Oliveira/Free-lancer

C

inema e literatura sempre andaram lado a lado. Exemplos de sucesso não faltam. Entre os mais recentes, Ensaio sobre a cegueira. Livro de José Saramago, filme adaptado pelo cineasta brasileiro Fernando Meirelles. Baseada nessas experiências, a recém formada cineasta Cris Presti Werle decidiu tornar curta-metragem um dos contos do escritor hamburguense Henrique Schneider. O monstro debaixo da cama serviu como inspiração para Dormindo no Escuro, trabalho de conclusão do curso de Realização Audiovisual da Unisinos. O monstro debaixo da cama é um dos textos produzidos por Schneider para o espaço Vida Breve, publicado desde 2003 por um jornal dominical de circulação regional no Vale do Sinos. Como o próprio nome indica, são breves crônicas do diaa-dia que abordam com bom humor e inteligência os principais dilemas da humanidade. Nos últimos anos, o escritor promoveu um projeto de leituras públicas e gratuitas dos contos patrocinado pelo Centro Universitário Feevale, que percorreu cidades como São Paulo, Rio de Janeiro e Buenos Aires.

102

| Revista Expansão

Atores e direção Dormindo no escuro é dirigido por Cris Presti Werle e foi produzido no final de 2008 com a participação de outros formandos em Realização Audiovisual. Os atores são profissionais e aceitaram o convite apostando na qualidade do projeto, sem remuneração. Entre eles, Marcos Verza, do longa gaúcho Valsa para Bruno Stein, e Carolina Sudati, melhor atriz no Festival de Cinema de Gramado, em 2008, por Um dia como hoje. Com recursos escassos da universidade, a produção recebeu apoio da Padaria do Horto, Westphalen Móveis e Art Windows. O curta-metragem tem 19 minutos e aborda o medo de dormir no escuro. Uma livre adaptação do conto de Henrique Schneider. “Meu conto é apenas um breve ponto de partida. A partir da idéia, a garotada construiu sua própria história”, avalia o escritor. “Literatura deve ser sempre ponto de partida, nunca de chegada. Deve começar a discussão, nunca fechá-la”. Ao falar sobre o conto, Cris explica os motivos que a fizeram escolhê-lo. “A literatura do Henrique tem característica cinematográfica. Quando escreve, ele descreve muito bem.”

Maio/2009


Fotos: Divulgação

O interesse de Cris Werle pelo cinema começou cedo. Ainda no ensino médio e por acaso. Mal sabia ela que, anos depois, estaria prestes a disputar prêmios com um filme de sua autoria. A cineasta estudava na Escola de Aplicação Feevale, onde participou do projeto Cinemachado, que propunha a adaptação de um conto de Machado de Assis. O resultado foi um curta-metragem, roteirizado por ela com apoio do namorado Lucas Oliveira. “Juntos, decidimos encarar o curso de cinema na Unisinos”, lembra Cris. Lucas também participa de Dormindo no Escuro, como diretor de fotografia.

Festivais Em maio, Cris começa uma peregrinação por festivais de cinema do circuito nacional disputando prêmios com Dormindo no Escuro. Não descarta nenhum que aceite curta-metragem. “Pretendo participar do festival de Recife, Brasília...”, explica. O trabalho passa também por avaliação dos coordenadores do curso de Realização Audiovisual e pode representar a Unisinos no Festival de Gramado. “Surpreendi-me positivamente. Vai bem além de um trabalho de conclusão, tem uma cara muito profissional. Os cuidados de direção, produção, o texto... Tudo está bem medido, bem pesado, prendendo a atenção do espectador”, elogia Henrique Schneider.

Literatura deve ser sempre ponto de partida, nunca de chegada. Deve começar a discussão, nunca fechá-la.

Maio/2009

Curta vai disputar prêmios em festivais nacionais

Sinopse Renato desapareceu. O detetive Marcos ouve três testemunhas tentando encontrá-lo: Suzana, colega de trabalho e amante; doutor Pedro, terapeuta que o atendia; dona Maria, a mãe. Todos suspeitos até o final da trama. Suzana tem outro amante ciumento; Doutor Pedro, o sumiço de um paciente no currículo, e dona Maria, única beneficiária do seguro de vida do filho. Flashes remontam à luta de Renato contra um trauma de infância. Depois de ouvir de uma tia que o bicho-papão poderia pegá-lo, nunca mais dormiu no escuro. Nos depoimentos, Suzana, doutor Pedro e dona Maria relatam passagens em que Renato falara sobre a angústia. Enfim, ele decide superar o medo. Apaga as luzes e vai para a cama. Conseguirá dormir?

Revista Expansão |

103


[ Cultura ] Fotos: Paulo Rodrigo/Divulgação

Aliança Cultural Uma das mais tradicionais sociedades de Novo Hamburgo abre as portas para a cultura e recebe circuito de espetáculos para 2009 Por Felipe de Oliveira/Free-lancer

104

| Revista Expansão

Maio/2009


S

abe aquela desculpa para dar um pulinho a Porto Alegre e assistir a um espetáculo de teatro, música ou dança? Ela não pode ser mais usada pelos moradores do Vale do Sinos, especialmente os hamburguenses. Pelo menos não entre os que procuravam uma opção de lazer e entretenimento mais perto de casa. Desde o mês passado, Novo Hamburgo conta com as atrações do projeto Aliança Cultural. O circuito foi aberto em 4 de abril com La Magia del Tango, prevê ainda Guri de Uruguaiana, em 9 de maio, e mais quatro espetáculos até o final de 2009. O embrião do projeto organizado pela Um Cultural foram as peças Homens de Perto e Inimigas Íntimas, que subiram ao palco da Sociedade Aliança no ano passado. O sucesso levou a produtora a propor o Aliança Cultural. Quem explica o motivo da decisão por abraçá-lo é o presidente da sociedade. “A cultura em Novo Hamburgo foi abandonada. Essa parceria tem a intenção de resgatá-la”, argumenta Delmo José Gerhard Filho, que participa da direção há 11 anos. “Sempre apoiamos a cultura por acreditar que ela pode melhorar a qualidade de vida das pessoas e esse é um excelente projeto.”

As pessoas passam a ter o hábito de ficar esperando o próximo espetáculo. A Um Cultural e a Sociedade Aliança estão fazendo o dever de casa.

Maio/2009

Para Daniel Henz, um dos diretores da Um Cultural, além do fomento à cultura, o projeto representa o fortalecimento da economia local. “É uma ótima oportunidade para empresas com negócios em Novo Hamburgo, por meio dos benefícios diretos e indiretos trazidos pelo marketing cultural”, garante. O primeiro espetáculo teve o patrocínio e apoio de cinco empresas da cidade e os organizadores aguardam uma participação ainda maior neste sentido. Por isso, empresários interessados em apoiar ou patrocinar os espetáculos podem entrar em contato pelo e-mail contato@umcultural.com.br ou pelo telefone (51) 8407-1446.

Resgate histórico Ninguém melhor para falar sobre o resgate histórico que o projeto Aliança Cultural representa do que Alaor, o contador de histórias. Um dos personagens mais famosos do ator hamburguense Alex Riegel é atração confirmada. “O teatro da nossa cidade praticamente nasceu no palco da Sociedade Aliança”, conta Riegel. Ele comemora a iniciativa na perspectiva de um artista local com mais de 20 anos de carreira que sente na pele a falta de espaços culturais. Destaca também o caráter de formação de público que o projeto carrega. “As pessoas passam a ter o hábito de ficar esperando o próximo espetáculo. A Um Cultural e a Sociedade Aliança estão fazendo o dever de casa.”

La Magia del Tango No palco, La Magia del Tango emocionou os amantes da música latina. Foi a primeira apresentação depois que Milena Vasconcellos ganhou o prêmio Açorianos 2009, de Melhor Figurino. Ao lado de Paulo Pinheiro, primeiro bailarino de salão indicado ao Açorianos, ela forma o casal protagonista. “O clima em Novo Hamburgo foi muito legal. A estrutura também estava perfeita”, elogia a bailarina. O público que lotou o salão social saiu encantado com a dança que mescla romantismo e sensualidade. O uruguaio Hugo Peñaloza e a brasileira Lilia Dreschler abrilhantaram o espetáculo com canções em espanhol, acompanhados pela orquestra do flautista Plauto Cruz.

Revista Expansão |

105


[ Personality ] Cláudio Pato/Divulgação

106

| Revista Expansão

Maio/2009


A irreverência de

Sacomory Ele quebra o paradigma do jornalismo com humor e descontração, mas com qualidade na informação. Seu principal alvo: a política e quem a faz. Por Graziela Dannenhauer

Maio/2009

A

ntonio Sacomory, ele não diz a idade, ator, radialista, jornalista e humorista, se destaca no meio jornalístico com sua irreverência na televisão. Ele quebra o paradigma do repórter mauricinho ao entrevistar autoridades e celebridades sem papas na língua. “Pergunto tudo que os demais jornalistas não podem perguntar”, afirma Sacomory, que tem como inspiração os Três Patetas e o Bobo da Corte, personagens que estão moldados em cima de sua mesa. Repórter da Rede Record, suas inserções são no programa Balança Rio Grande, que vai ao ar de segunda à sexta-feira, e duram, em média, dez minutos. Sacomory tem se revelado um jornalista humorista de primeira ao entregar o troféu abacaxi para a governadora Yeda Crusius sobre as obras da Avenida Baltazar de Oliveira Garcia, em Porto Alegre. Também por ser o único repórter, em cadeia nacional, a obter uma entrevista com jogadores da seleção brasileira, que jogou no Beira-Rio, na capital, no mês passado. “Fui jogado dentro da piscina, com roupa e tudo. Mas essa era a proposta: de brincarmos juntos. E todo o Brasil assistiu.” Ele conta que foi contratado em 2007 pela Rede Record e que a proposta surgiu de uma brincadeira. “Eu tinha o projeto infantil do Bob&Mau que não deu certo por falta de verba. Daí, na época, o Marcos Martinelli, que era gerente de Jornalismo, me propôs a colocar o personagem do Bob como repórter”, conta Sacomory.

Revista Expansão |

107


[ Personality ] Graziela Dannenhauer/Especial

Antonio Sacomory se inspira no Bobo da Corte e nos Três Patetas para trazer a notícia para o povo. Na foto, uma réplica dele de camisa vermelha

Currículo Outros rumos Depois que viu que não era brincadeira e que o pessoal de São Paulo também aprovou o piloto, que ele fez sobre os buracos na Avenida Baltazar de Oliveira Garcia, o negócio foi baixar a cabeça e tocar ficha. “Bah, quando vi, a proposta ganhou outros rumos, eu disse pro Martinelli: Cara, se colocar o Bob como jornalista, ele vai ser eu”, destaca. O seu trabalho irreverente é produzido pela Iniciativa Produções, empresa de Sacomory. Ele diz que é pautado pelos editores da Record, mas a produção fica por sua conta. “Até comparam o meu trabalho com o do CQC, mas eu já tinha começado e já fazíamos tudo que o CQC faz”, frisa Sacomory. Ele salienta que recebeu esse ano uma liberdade mais incisiva. “Faz o quê você quer e diga o quê você quer dizer, eu tenho tudo que você gostaria de ter e publicar. Isso dá uma segurança muito grande de trabalho”, acrescenta o humorista. Ele acha que no jornalismo tem-se dizer aquilo que as pessoas gostariam de perguntar. “Esse é o básico e, às vezes, com gravata e a postura formal você não consegue obter as respostas. Essas fantasias das pessoas de dizerem para os políticos, que muitos não falam. É o prisma do Bobo da Corte, era ele que fazia o rei pensar, trazia as coisas para ele. A idéia é cumprir o papel deste personagem. Co-

108

| Revista Expansão

Repórter e humorista da Rede Record TV Diretor artístico da Iniciativa Produções desde 1989 20 anos de Publicidade e Jornalismo 23 anos de Rádio, Cinema e TV 2 filmes longa-metragem - direção - prêmios 2 anos de mercado europeu - roteirista e diretor Mestrado em Comunicação Social - A construção da Imagem Política Pós-graduação, especialização em jornalismo Especialização: Metodologia do Ensino Superior Bacharel em Publicidade e Propaganda Ator e locutor de chamadas e dublador Professor universitário da área de TV Autor de obras didáticas para o ensino de TV nas universidades

brar das autoridades e ajudar as pessoas. Fazer uma corrente do bem. Não é fácil. Me defronto com muitas pessoas. Têm políticos que me vêem e fogem. Eu recebo ameaças por Internet.” A coragem e a realização do trabalho é mais que tudo para ele. O humorista quer com a irreverência questionar o que os políticos fazem, mostrar a qualidade de seus trabalhos e mostrar a cara deles. “A gente sempre teve vontade de fazer isso, mas nunca se pôde, em nenhum veículo e de jeito nenhum, embora me custe caro, agora estou podendo.” Sacomory, recentemente, fez um trabalho sobre a reforma dos banheiros da Câmara de Vereadores de Novo Hamburgo e todos os seus vídeos estão no You Tube.

A gente sempre teve vontade de fazer isso, mas nunca se pode, em nenhum veículo e de jeito nenhum. Maio/2009


Maio/2009

Revista Expans達o |

109


[ Lazer ] Fotos: Graziela Dannenhauer/Especial

Um lugar para

aflorar sensações M uitos que vêem de fora não imaginam a diversidade que existe dentro, do Empório Canela. Você sobe a escadinha, se depara com uma sala com muitos livros e um balcão no fundo. Ao lado dela, um restaurante; do outro, uma sala com mesas e cadeiras. Até aqui, tudo trivial. Entretanto, quando você entra no estabelecimento parece que atravessou um portal, onde tudo sugere algum sentimento ou sensação, em que o antigo, o requinte, o rústico, o comum, o clássico e o contemporâneo se misturam – todos os gostos, em um lugar único. Essa é a idéia que mantém acessa a paixão do casal Fernanda Chies, 22 anos, e Rafael Kroeff, 30, o Kiko, pelo espaço que administram há dois anos. O Empório Canela satisfaz o gosto de muitos: seja pelos livros, pela antigüi-

110

| Revista Expansão

O Empório Canela convida para uma viagem maravilhosa que estimula os sentidos e massageia a alma Por Graziela Dannenhauer

dade, pelo artesanato, pelo paladar, pela modernidade. Atendendo a todas as sensações, o lugar é literalmente, o contrário do ditado “não se pode agradar a gregos e troianos”. O ambiente conquista a todos e faz a pessoa sentir-se em casa, como se fosse a extensão da sala de estar ou de jantar. Junto com a comercialização dos livros e sebos, há móveis e utensílios antigos, fuxicos, quadros, vidros, artigos decorativos, imãs, chaveiros; e você pode verificar cada objeto, degustando um delicioso cappuccino ou um chá. A maioria do artesanato vendido é produzido pelos artesãos canelenses. Algumas peças são adquiridas em brique pelo casal.

Maio/2009


Também se pode ler um livro do sebo ou um que acabou de chegar na loja, sentado em uma poltrona, próximo a uma vitrola com todo ar de um armazém de interior, com aquele balcão de madeira rústica enorme e um armário maior ainda atrás. As duas salas, que têm mesas e cadeiras também remetidas à antiguidade, com suas cristaleiras, servem de espaço para reuniões empresariais, familiares ou casuais. Uma delas pode ser fechada para que o ambiente fique restrito e as conversas ocorram no sigilo, entre quatro paredes. Ao entrar neste novo mundo, além dos cheiros que se sente das velas, incensos, perfumes, aromas das comidas e cafés preparados, você escuta um som ambiente que casa com toda a atmosfera do local.

A vida é a variedade. Assim como o paladar pede sabores diversos, assim a alma exige novas impressões. Coelho Neto

Maio/2009

Revista Expansão |

111


[ Lazer ]

Cardápio

É necessário abrir os olhos e perceber que as coisas boas estão dentro de nós, onde os sentimentos não precisam de motivos nem os desejos de razão. O importante é aproveitar o momento e aprender sua duração, pois a vida está nos olhos de quem sabe ver. Gabriel Garcia Marquez

O Empório funciona de quartasfeiras a segundas-feiras, a partir das 11 horas até as 23h30min. Há pratos executivos para o almoço; a vovó pode ir com seu neto tomar um chá e deixá-lo brincar com jogos de resta um ou banco imobiliário, entre outros à disposição do cliente em uma prateleira no restaurante, os amigos podem fazer um happy hour ou ainda a família pode ir jantar. “Depois da aula na faculdade, pode-se fazer um lanche e tomar umas cervejas com a galera. O ambiente é propício para qualquer reunião ou encontro”, destaca Kiko. O cardápio do Empório é entregue ao cliente em formato de jornal em cor sépia (efeito envelhecido), para também remeter-se ao passado, ao antigo. Os pratos variam entre sopas, massas, risotos, carnes e peixes, além de petiscos, bebidas, chocolates, sucos, cafés e sobremesas.

112

| Revista Expansão

Fernanda e Kiko não criaram o estabelecimento. Ele existe há cinco anos e já passou por outros donos. “Manter o Empório apenas com a livraria não dá. Incorporamos o cardápio do nosso restaurante para podermos manter esse lugar maravilhoso”, diz Fernanda. E, realmente, parece um mundo encantado situado no Centro de Canela, na Região das Hortênsias. Ao comer uma à la minuta, prato simples de fazer, você sente um gosto diferente. Não sei se é o ambiente afrodisíaco; ou se é o feijão ou o entrecot, que tem um tempero saboroso. Parece que tudo que está ao redor influência no gosto. Há paladares para todas as idades e os pratos são reforçados.

À esquerda, fachada do Empório Canela, situado no Centro de Canela, na Região das Hortênsias, a menos de 50 menos da Catedral de Pedras. No centro, o casal Fernanda Chies e Rafael Kroeff, o Kiko, no balcão de madeira com o tradicional armário de armazém, antiquários que impressionam. O espaço é usado para administrar toda a comercialização dos utensílios, artigos decorativos e refeições no estabelecimento. Fernanda salienta que, entre todos os ambientes do Empório, é atrás do balcão que eles podem verificar o que está acontecendo na casa. À direita, peças decorativas que também são vendidas, como galos e telefones antigos, quase todas as peças no local são comercializadas.

No menu, além de pequenas informações da cidade e do estabelecimento, há um editorial que diz: “O Empório abriu suas portas procurando proporcionar algo mais do que livros, comidas e cafés. Surgiu para promover encontros. No restaurante, você encontra muito sabor, e também amigos. Nos livros, encontra muitas histórias, e um tempo para você. No antiquário, obras incríveis, e um pouco da nossa cultura. Nas revistas, você pode encontrar o mundo, e quem sabe sua próxima viagem. Nos cafés, encontre o gostinho de Canela, ou um pedacinho de chocolate. Fique, então, à vontade para se encontrar, encontrando o que você mais gosta.”

Maio/2009


[ Educação ]

Aluno é ouro em Matemática A Escola Cardeal Leme desenvolve educação diferenciada com Projeto Verde é Vida Por Luciana Jost/Afubra

Luciana Jost/Afubra

lexander André Schoeninger, 13 anos, é o campeão da 4ª Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (Obmep) 2008, nível 1. Estudante da Escola Municipal Cardeal Leme, de São Martinho, interior de Santa Cruz do Sul, ele faz parte da proposta de Educação Diferenciada para o Meio Rural, desenvolvida desde o início do ano letivo de 2008 pela escola em parceria com a Associação dos Fumicultores do Brasil (Afubra), por meio do projeto Verde é Vida. O estudante recebeu a premiação no dia 15 do mês passado no auditório Greenhalgh, da Escola Naval do Rio de Janeiro. Alexander foi recebido no saguão da Secretaria Municipal de Educação e Cultura (Smec), de Santa Cruz do Sul, para homenagens. O coordenador do Projeto Verde é Vida, Adalberto Huve, ao parabenizar o estudante, seus pais e professores, falou sobre o orgulho que esta conquista proporciona à Afubra. “Comemoramos estas realizações e, principalmente, as parcerias que temos com a Secretaria de Educação e as escolas”, enfatizou. O jovem, com a recém recebida medalha de ouro, não vê a hora de começar a quinta edição da olimpíada: ele já estuda e se prepara para as próximas provas, desta vez, no nível 2. “Sempre gostei de Matemática e de cálculos e recebi muito incentivo dos professores e dos meus pais”, explicou. Depois das homenagens, o medalha de ouro em Matemática participou de uma carreata pelas ruas de Santa Cruz do Sul.

Para saber A Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas é uma promoção dos Ministérios da Ciência e Tecnologia (MCT) e da Educação (MEC) e coordenada pelo Instituto Brasileiro de Matemática Pura e Aplicada (Impa) e pela Sociedade Brasileira de Matemática (SBM). A edição de 2008 teve a participação de mais de 18 milhões de alunos e com 98% dos municípios brasileiros representados. É destinada aos alunos de quinta a oitava séries do ensino fundamental e do ensino médio das escolas públicas municipais, estaduais e federais.

Maio/2009

Alexander com os colegas e professores da escola Cardeal Leme

Revista Expansão |

113


[ Vida & Saúde ]

Síndrome de

Burnout Quando o estresse tira a graça do trabalho e interfere nos relacionamentos do ambiente laboral Por Aline de Melo Pires

O

corre-corre do cotidiano, o excesso de responsabilidade, problemas e tarefas têm, cada vez mais, provocado no ser humano uma série de complicações não somente físicas, como dores ou cansaço, mas também psicológicas, como o estresse. Este último, resultado de uma reação do organismo em resposta a fatores externos invasivos e desagradáveis, que pode desencadear uma série de problemas de saúde que vão desde doenças conhecidas e sérias, como o câncer, a dificuldades nos relacionamentos profissionais. É o que se denomina de Síndrome de Burnout, um quadro clínico mental extremo de esgotamento no trabalho. A psicóloga Sonia Maria de Wallau, doutoranda em Psicologia Clínica e da Saúde no estresse laboral nos profissionais da área da saúde, destaca que é importante a pessoa saber o que é estresse para depois compreender a síndrome. Ela que já escreveu o livro Estresse Laboral e Síndrome de Burnout – Uma Dualidade em Estudo. O termo estresse já foi muito popularizado, mas há cada vez mais estudos e pesquisas sobre isto. Como primeira resposta ou reação do organismo a uma situação estressora (desemprego, perdas, desastres, etc), na “fase de alarme”, ocorre a descarga da adrenalina sobre o sistema cardiorespiratório, acelerando os batimentos cardíacos e ocorrendo uma diminuição do tamanho dos vasos periféricos, podendo haver quadros hipertensivos agudos. Neste momento, afirma a psicóloga, o indivíduo necessita de recursos próprios para adaptar-se às situações; por isso, suas respostas são fundamentais. “Caso contrário, poderá ocorrer o esgotamento ou a instalação do estresse crônico, que corresponde à fase da exaustão - momento propício para a aquisição do Burnout”, considera.

114

| Revista Expansão

Maio/2009


Aline de Melo Pires/Especial

tando as pessoas que o rodeiam como objetos em seu ambiente de trabalho; baixa auto-estima; sentimentos de inadequação, e fracasso. Surge a desilusão.” Pode ocorrer tanto na área da saúde, onde esta síndrome foi diagnosticada, inicialmente, no final do século passado, como também em outros segmentos cada vez mais estressados, em função do comprometimento inevitável, com as novas e as exigências do mundo globalizado. Quando o indivíduo sentese burnig-out, pode ser que seja possível o seu entendimento nas dificuldades de criação de vínculos sociais, afetivos e relacionaDesempenho laboral mentos interpessoais, deparandoPor sua vez, o distresse, ou se com suas fragilidades. “Mas há estresse negativo, além de causar um consenso entre os estudiosos danos ao indivíduo, dá oportunidaSonia fala do estresse a partir de do Burnout, de que aos primeiros de para a Síndrome de Burnout se estudos feitos com agentes em saúde indícios da síndrome já é possível criar. Ele poderá desenvolver atituidentificar a doença e preveni-la. O des, sentimentos e reações que reindivíduo e as organizações precisultarão em prejuízo em sua saúsam se preocupar com os agentes que causam o estresse e o de e qualidade de vida, com reflexos altamente negativos em Burnout para auxiliar na prevenção e tratamento.” seu desempenho laboral. “Em nível empresarial, poderão ocorrer faltas e atrasos com queda da produtividade com sinais da criação do estresse crônico e, muitas vezes, o Burnout”, observa Sonia. O termo Burnout tem sua origem nos Estados Unidos, em 1970. Literalmente a palavra Burnout significa “queimar-se” pelo trabalho. Em função do esgotamento, ocorre a perda do significado do mesmo, a destruição do prazer e do interesse pelas atividades e a vida psíquica fica reduzida a execução do que está É o que se denomina prescrito; o mundo afetivo passa a ser de infelicidade, pois está de Síndrome de Burnout, em descompasso com a motivação e a criatividade, capacidaum quadro clínico mental de e desejos do ser humano. “O sintoma mais característico do extremo de esgotamento Burnout é a despersonalização, ou seja, a rigidez afetiva; a frieza em relação aos demais; a incapacidade de demonstrar afeto trano trabalho.

No entanto, conforme Sonia, constata-se que estar em situação de estresse, ocasionalmente, não é considerado prejudicial ao organismo, pois este tem recursos para adaptar-se a estes casos, quando não prolongados. Por exemplo, uma entrevista para uma vaga de emprego e a ansiedade. “No momento em que nos afastamos desta situação, nosso organismo volta a adaptar-se a normalidade. Neste caso, é a mola propulsora do sucesso por meio do enfrentamento de situações desafiadoras”, explica Sonia, ao apresentar o estresse positivo, ou eustresse.

Maio/2009

Revista Expansão |

115


[ Política ]

Gleno Scherer, o presidente da constituinte Marco Couto/Agência Assembléia Legislativa/ Divulgação

Por Andrei Fialho/Agência de Notícias AL

R

eger a Assembléia Legislativa (AL), na elaboração da Constituição do Rio Grande do Sul. Este foi o desafio assumido pelo ex-deputado Gleno Scherer (PMDB). Presidente da AL, em 1989, Scherer atuou como o  maestro do processo constituinte,  coordenando os trabalhos dos deputados na consolidação da Carta Magna do Estado, que neste ano completa 20 anos. Colega de classe, no Colégio Rosário, de Pedro Simon e de outras personalidades políticas nos anos 50, o cirurgião-dentista Gleno Scherer acumulou uma bagagem política que lhe garantiu em 1989 a presidência do parlamento do Estado, ano da construção e publicação da constituição gaúcha, e se manteve no cargo até janeiro de 1991. Além disso, tomou posse por nove vezes como governador, substituindo Simon como chefe-maior do Executivo rio-grandense. A carreira de Scherer começou em Venâncio Aires, sua cidade natal. No ano de 1958, foi eleito vereador pelo antigo PTB. Em 1978, assumiu como vice-prefeito da cidade, sendo seu pai, Alfredo Scherer, prefeito eleito para o quarto mandato. Em 1982, se elegeu como suplente de deputado estadual pelo PMDB, assumindo como titular em 2 de janeiro de 1986. No mesmo ano foi eleito deputado, e reelegeu-se por mais dois mandatos, até janeiro de 1998, quando renunciou para assumir uma vaga no conselho do Tribunal de Contas do Estado (TCE). Como foi o processo para a sua eleição à presidência ? Fui escolhido como candidato de consenso. Na verdade, os deputados do PMDB Cezar Schirmer e Germano Rigotto pleiteavam a presidência da Casa. Neste processo de obtenção de votos, os dois parlamentares geraram divisão dos colegas de partido, criando uma situação desconfortável. Foi então que fui ao gabinete de Rigotto, e lá estavam reunidos os dois candidatos. Quando entrei na sala, Rigotto disse: “Acabou de chegar o meu candidato”, e Schirmer respondeu: “E o meu também”. O PMDB era o partido de maior expressão política no Estado e no País. Houve interferência ou participação do Executivo na escolha da presidência e na formulação de emendas? Em nenhum momento. Sempre defendi a autonomia dos poderes, e isso era claro entre eu e Simon. Conversávamos e trocávamos idéias, mas nunca nos intrometemos no espaço um do outro. Na Constituinte, o governador sabia que as emendas

116

| Revista Expansão

Maio/2009


eram para além de seu mandato, com isso não interviu no processo. Pensávamos as questões de relação política. Concordamos que era fundamental a participação do deputado Jarbas Lima (PDS) na mesa diretora da AL. Ele tinha e tem muito talento, e eu precisava dele como aliado. Por isso, Jarbas Lima ficou como presidente da Comissão de Sistematização. Como o senhor destaca os trabalhos na formulação da Constituinte, e que fatos lhe chamaram atenção? Assumi o trabalho iniciado pelo meu antecessor, o ex-presidente da Assembléia, deputado Algir Lorezon (PMDB). Tenho orgulho de dizer que os parlamentares eram muito presentes, todos apresentaram propostas, e os servidores eram bem dedicados e zelosos. Em um dia que estava aqui na Assembléia, reencontrei uma servidora que trabalhava naquela época, e relembrou que eu mandava lanches ou jantas a todos, pois entrávamos noite adentro construindo a constituição. Devido ao volume de votações, compramos o primeiro painel eletrônico do plenário. E essa compra foi motivo de momentos de humor. Aproveitando uma viagem em que acompanhei o então governador Pedro Simon a Rio Grande, o ex-deputado Jauri Oliveira (PSB), sempre muito alegre e engraçado, espalhou entre os colegas parlamentares o rumor de que todos teriam de contribuir para pagar o painel, pois a Assembléia não teria como bancar esta despesa. Isso gerou, nos mais crédulos, descontentamento e até a desistência do ex-deputado estadual Adão Pretto (PT) de comprar uma sanfona. E o processo de construção das emendas? Tivemos mais de 600 audiências catalogadas, e 1.200 emendas propostas e analisadas. Todas as entidades e organizações sociais que procuravam a Assembléia eram atendidas, ou por mim ou pelos deputados e comissões que os representavam, e muitas fizeram propostas de acordo com seus anseios, mas nem todas puderam ser contempladas.

Devido ao volume de votações, compramos o primeiro painel eletrônico do plenário. E essa compra foi motivo de momentos de humor.

O senhor destacaria alguma proposta sua? Apresentei em torno de 40 propostas, entre elas as que se tornaram lei no artigo número cinco da Constituição, que trata da definição dos Poderes Legislativo, Judiciário e Executivo; e no artigo 22, que trata sobre as regras de venda do patrimônio do Estado.

Como se deu o trabalho de redação final? Contamos com a colaboração do deputado federal gaúcho Nelson Jobim (PMDB), que foi relator da Constituição Nacional. Ele dava orientações para que os artigos ficassem, em sua redação final, de acordo com a constitucionalidade. Isto facilitou o trabalho do deputado Mendes Ribeiro Filho (PMDB), que foi o relator-geral da nossa constituição. Também contratamos dois professores de português, os lingüistas Celso Luft e Adalberto José Kaspari, para revisarem e ajudarem a elaborar os textos, garantindo uma redação clara e correta, de fácil compreensão.

Clínica e Cirurgia da Coluna Vertebral - Cirurgia Ambulatorial da hérnia de disco sem necessidade de internação - Bloqueios da dor no próprio consultório - Tratamento clínico e cirúrgico da escoliose - Cirurgia da artrose e desgaste discal - Cirurgias por vídeo - Cirurgia por laser e radiofreqüência, sem corte e com anestesia local - Tratamento das lesões traumáticas ligamentares - Fraturas da coluna - Deformidades torácicas residuais - Dor residual pós-cirurgia O dr. Evandro Porto possui ampla experiência em cirurgias da coluna, tendo formação e sendo membro titular da Academia Brasileira de Neurocirurgia e da Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia. Atende em horário a ser marcado na Clínica e Ortopedia Marcílio Dias.

Passados 20 anos, qual o seu sentimento sobre o trabalho? Aquele período foi um momento singular na história da Assembléia. Tenho certeza que foi importante para todos os envolvidos, pois escrevemos uma parte importante da história do Rio Grande, com a consolidação dos direitos e deveres dos cidadãos.

Maio/2009

Revista Expansão |

117


[ Práticas Empresariais ] Fotos: Divulgação

Gilberto Mosmann

Consultor de Negócios redacao@revistaexpansao.com.br

Caixa

A gestão do caixa é hoje um dos pontos cruciais. Com menores volumes de pedidos em carteira, com o faturamento conseqüentemente menor, com a inadimplência mais elevada e frente ao elevado grau de seletividade praticado pelos bancos na concessão de financiamentos para capital de giro, os gestores financeiros têm um nó bem mais apertado para desatar. Sem esquecer que as margens de resultados andam comprometidas.

Dicas

O recomendável é agir logo, na linha do possível, perante bancos, fornecedores e clientes.

Às empresas, alcanço três dicas: (1ª) o relacionamento com os bancos deve obedecer ao princípio da não pulverização de contas, isto é, deve-se operar com poucos bancos – dois, no máximo três, de maneira a poder estabelecer uma relação de efetiva parceria com essas fontes de recursos; (2ª) injeção de recursos na empresa, desfazendo-se de ativos não produtivos dela mesma, e seus mesmos (particulares), para oxigenar o giro (percam anéis, mas não dedos), e (3ª) os próprios donos do negócio devem fazer contato pessoal com seus principais clientes, não deixando isso apenas para a equipe de vendas, negociem brechas para vender-lhes mais e para poder repassar pelo menos parte de aumentos de seus insumos e materiais.

Negociações

Sucesso

VAPT-VUPT

Com a peculiar tendência de achar que “isso não vai dar certo”, muitos ficam inertes, sem nada fazer, esperando por milagres. Tais empresas tornam-se fortes candidatas a se inviabilizar. O recomendável é agir logo, na linha do possível, perante bancos, fornecedores e clientes.

118

Assim como há pessoas acanhadas, há empresas tímidas. Elas relutam em abrir-se, particularmente perante os bancos. Deixam as coisas para o último instante, quando sempre é mais difícil negociar recomposições de débitos e injeção de novos recursos. Pois, já há especialistas que fazem esse trabalho para as empresas. Eles se inteiram da situação em suas minúcias e negociam com os bancos, em nome da empresa, isentas do nervosismo próprio de quem deve e que não quer mostrar o rombo das calças. Geralmente, são remuneradas mediante um fixo mais um valor de risco, ou seja, só aplicável no caso de êxito dessas negociações.

Por que o Vale do Sinos não imita o exemplo de Santa Cruz do Sul, com seu planejamento estratégico instituído pela própria comunidade, tão dependente do fumo, como nós do calçado?

| Revista Expansão

Por que vários dos novos prefeitos da região ainda não aderiram à iniciativa de serem boladas e desenvolvidas ações conjuntas, em prol da retomada do desenvolvimento econômico do Vale?

Por que as empresas em dificuldade relutam em buscar a ajuda de bons consultores, tal como as pessoas recorrem a bons médicos quando têm algum problema de saúde?

Maio/2009


[ Economia & Negócios ] Divulgação

Sindilojas

Associados discutem melhorias para Canudos

ACI Com Você vai a Canudos

O Conselho de Micro e Pequenas Empresas da Associação Comercial, Industrial e de Serviços de Novo Hamburgo, Campo Bom e Estância Velha (ACI) promoveu no dia 7 de abril a segunda edição do ACI Com Você. Com o objetivo de aproximar a entidade com as micro e pequenas empresas dos diversos bairros e regiões do Vale do Sinos, mais de 60 empreendedores compareceram ao Restaurante Pisagri, no bairro Canudos. Essa edição teve como palestrante o diretor do Instituto de Ciências Sociais Aplicadas do Centro Universitário Feevale, o professor Juarez Buriol. Ele abordou o tema novas técnicas para o crescimento empresarial na crise. “Temos uma grande satisfação cada vez que vimos até vocês, pois os sócios e os futuros associados são a força da ACI. Cada vez que vamos até um governante estamos representando 1.200 empresas, e isso abre portas e cria possibilidades para nossas reivindicações”, ressaltou Fatima. Moisés Fernando da Silva, da AM Contabilidade, deu seu depoimento sobre a história de sua empresa, em Canudos, e a importância de pertencer a ACI. O encontro é patrocinado pela CaixaRS, governo do Estado, Secretaria Estadual do Desenvolvimento e dos Assuntos Internacionais, Exame Laboratório de Análises Clínicas, Nemauro Contabilidade, Restaurante O Bifão e Revista Expansão.

A vitrine é o cartão de visitas da loja. Se não encantar o consumidor, ele provavelmente não entrará e o comerciante perderá a oportunidade de venda, sobretudo a chamada compra por impulso. O curso tem por objetivo sensibilizar o gosto estético e crítico do lojista e equipe, desmistificando a subjetividade do tema e colocando-o num contexto atual de marketing, atendendo a uma nova dinâmica nos conceitos visuais de apresentação dos produtos dentro da vitrine assim como no interior da loja. No curso que ocorreu nos dias 27, 28 e 29 de abril, o aluno encontrou novas maneiras de trabalhar o visual de sua loja, por meio de técnicas e exercícios aplicados a partir de sua realidade, enquanto empresa tendo como ponto de partida a sua cultura local. Com o curso de vitrinismo, intitulado “Encantar para vender”, o aluno ou promotor de vendas entenderá que dentro dessa cultura global a estética não só é necessária, mas uma grande aliada na hora da venda. Cada participante terá a disposição uma hora de consultoria gratuita no seu estabelecimento. O Procon Novo Hamburgo explicou os efeitos práticos da lei sobre afixação de preços. A parceria tem de orientar o lojista para se adequar a lei e evitar qualquer problema de reclamação do consumidor.


[ Cada vez melhor ]

Daniel Müller

Palestrante motivacional daniel@dalecarnegiers.com.br

Q

[ Economia & Negócios ]

Pavio curto

120

| Revista Expansão

Moda Container Sandra Hess/Divulgação

uantas vezes reagimos por “impulso” a determinadas situações e minutos depois nos arrependemos de ter agido assim? Era tarde da noite, quando Luciano recebeu em sua casa o chamado técnico de um hotel, pois uma hóspede não estava conseguindo acessar a internet em seu quarto. Acompanhado por um dos funcionários do hotel, Luciano se dirigiu até a habitação, mas foi recebido de maneira nada amigável: – Puxa! Até que em fim alguém para arrumar essa m.... Deve ser porque estou hospedada num hotel de m...., numa cidadezinha de m.... Luciano tentou várias soluções, mas estava difícil resolver o problema, com aquela senhora berrando sem parar em seus ouvidos. Então, o funcionário do hotel sugeriu trocar de quarto. – O que?! Eu não vou mudar de quarto! Tu achas que a essa hora da noite eu vou tirar minhas coisas daqui? Nem morta! Vocês resolvam! Luciano tinha ainda uma alternativa: ir até o seu escritório àquela hora da noite, abrir o laboratório, pegar alguns metros de cabo e reinstalar a conexão da internet naquele quarto. Mas diante de tanto destrato e palavrões, ele sentenciou: – Pois é senhora, a única alternativa é trocar de quarto... Quando você trata bem as pessoas, elas colaboram com você. Caso contrário, não encontram motivo para agir ao seu favor. Digo isso porque Luciano é o tipo de pessoas que seria capaz de atravessar o planeta para ajudar alguém. Há várias formas de você aumentar o seu pavio e desenvolver a paciência. A idade traz naturalmente a maturidade e com ela a paciência. A meditação é uma excelente forma de você equilibrar suas emoções e evitar agir por impulsos. Eu, por exemplo, me curei usando uma “bengala”, uma espécie de lembrete. Era um cartão que ficava sempre em minha frente, onde estava escrito “para, respira, conta até dez”. Por incrível que pareça, toda vez que estou prestes a explodir, me lembro daquelas palavras e pratico o auto-controle. Por isso recomendo: controle seus impulsos aumentando o seu pavio e trate as pessoas como você gostaria de ser tratado. Desta maneira elas sempre irão colaborar com você.

Permanência de fábrica

O vereador Leonardo Hoff, vice-presidente da Câmara de Vereadores de Novo Hamburgo, acompanhado do secretário de Desenvolvimento Econômico de Novo Hamburgo, Carlos Finck, e do também vereador Jesus Maciel Martins, visitou o Grupo Automação. Eles se reuniram com o diretor da empresa, Roberto Jaeger, para discutir a inclusão da Automação no Programa de Incentivos para o Desenvolvimento Socioeconômico de Novo Hamburgo (PID). Para Hoff, que é presidente da Comissão de Competitividade, Economia, Finanças, Orçamento e Planejamento do Legislativo, o primeiro ponto positivo a partir do encontro é que Finck sinalizou avanços para que a Automação não deixe o Município. Hoff, que intermediou a visita entre Jaeger e Finck. Eldorado do Sul, Cachoeira do Sul e São Paulo demonstraram interesse em sediar o Grupo com incentivos fiscais mais atraentes, o que tiraria 130 postos de trabalho da cidade. “Sou natural daqui, gosto de viver aqui e não quero ir embora. Mas preciso de investimentos para que possa ganhar em competitividade”, declarou Jaeger.

As roupas da Container estão expostas em dois containeres marítimos. Dois Irmãos foi a primeira cidade do Vale do Sinos a receber a loja com um formato inovador e curioso. Com 12 metros de comprimento, 2,5 metros de largura e 15 metros de altura, a Container Concept Store quer reciclar idéias, apresentando as tendências da moda e inovando na arquitetura e design da loja. O novo espaço já faz grande sucesso desde março junto ao estacionamento do Shopping Portal da Serra. Neste mês, apresenta a proposta em Novo Hamburgo, seguindo com Porto Alegre, Caxias do Sul e Bento Gonçalves. O outro container seguirá para Nova Petrópolis e para filiais em Santa Catarina. A loja também conta com objetos e materiais totalmente reciclados em seu interior, como os puxadores retirados de ônibus. Já se encontram lojas em Xangri-lá, Nova Petrópolis, Florianópolis e Balneário Camboriú. A loja abre diariamente, das 10 às 19 horas.

Maio/2009


Maio/2009

Revista Expans達o |

121


[ Economia & Negócios ] Aline de Melo Pires/Especial

Presidentes de CDLs da região e representantes

Saiba mais

| Revista Expansão

Sleeper fiscaliza

As cadeirinhas de bebê que são adaptadas para os veículos são itens que devem ter a supervisão e a aprovação do Inmetro. A diretora da Loja Sleeper, de Novo Hamburgo, Bibiana Kipper, chama a atenção para este cuidado, que todo o consumidor deve ter e de, principalmente, ter conhecimento de que a cadeirinha é um dos itens com garantia assegurada. “Todas as cadeirinhas que recebemos aqui já vêm com o selo de segurança, mas é importante que o consumidor tenha isso em mente”, frisa Bibiana. Ela sugere o site criança www.criancasegura.org.br, que apresenta diversas dicas para garantir a segurança dos bebês. Aline de Melo Pires/Especial

122

Divulgação

CDLs da região na mira do varejo Cinco Câmaras de Dirigentes Lojistas (CDLs) da região realizam uma parceria inédita para melhorar as vendas no varejo. O foco é a capacitação do empreendedor, tendo como parceiro o Senac. As entidades envolvidas na iniciativa são de Novo Hamburgo, Sapiranga, Campo Bom, Estância Velha, Ivoti e Dois Irmãos. A proposta é oferecer um curso de Gestão no Varejo, onde serão abordados temas como pensar o negócio, planejamento e estratégia do varejo, gestão financeira e comportamento organizacional. A coletiva de imprensa de lançamento ocorreu no dia 23 de abril, na sede da CDL de Novo Hamburgo. O curso é aberto a todas as empresas, de qualquer área, e não é necessário ser associado às CDLs, e começa neste mês, sem data definida ainda. Conforme o presidente da CDL hamburguense, Leonardo Hauschild da Silveira, esta parceria é de extrema importância diante do momento de crise mundial. “Nota-se que nem todas as empresas estão focalizando a gestão como um todo. Este é um processo de união de forças destas CDLs para dar apoio às empresas na busca de mais clientes, novos mercados. É preciso capacitação”, conclui Silveira. O diretor distrital das CDLs, que engloba as cinco entidades envolvidas na parceria inédita, Flávio Barth, ressalta que “a idéia é inovadora e será um sucesso”. O gerente do Núcleo de Operações do Senac, Joel Mello, enfatiza que, diante da crise mundial, este é o momento para >> O curso objetiva o preparo de adaptações e mudança de profissionais nos processos de gesprocessos. O curso vai protão do varejo, por meio de inforporcionar entender como o mações, dados, conceitos e análivarejo se comporta. ses de situações vivenciais neste “É um produto noambiente. vo, que quebra paradigmas. >> A duração é de 180 horas, senÉ uma ferramenta para o pedo 24 presenciais e 156 à distância, queno e o grande lojista. Um via Internet. projeto ousado, inovador e >> O período é maio a outubro. As de grande importância para aulas presenciais serão uma vez por mês, conforme calendário, ala capacitação do empreenternadamente em cada cidade, das dedor”, afirma o presidente 19 às 23 horas. da Federação de CDLs do >> O conteúdo contempla markeRio Grande do Sul, Vitor Auting e ambiente do varejo; gestão, gusto Koch. Ele acrescenta capacitação e desenvolvimento de que a iniciativa está de acorpessoas; planejamento e previsão do com uma das metas da de vendas; logística, finanças e cusfederação, que é a profissiotos do varejo; novas fontes de nenalização do varejo. “Precigócios, inteligência de mercado; e samos avaliar até onde vai transformação de potenciais cliena nossa competitividade.” tes em clientes.

H Lar lança residencial

A H Lar Construções, empresa do Grupo Herval, lança o residencial Principado de Mônaco em Novo Hamburgo. O empreendimento marca a estréia da empresa criada em 2007 e chega para atender uma demanda de mercado, cujo principal diferencial é o amplo espaço interno. As obras iniciaram em novembro de 2007 e a entrega das chaves está programada para janeiro de 2010. Considerado o maior espaço interno da categoria dois dormitórios no município, o empreendimento conta com 36 apartamentos distribuídos em nove andares. Cada unidade possui suíte, cozinha americana, e sacada com churrasqueira. O prédio tem ainda salão de festas, dois elevadores, playground e guarita, além de uma localização privilegiada – está situado na Rua Luiz de Camões, no bairro Vila Nova. Para marcar a chegada, a H Lar contratou o jogador de vôlei André Heller como garoto-propaganda. A revelação foi feita no dia 14 de abril.

Bibiana destaca o selo de garantia do Inmetro

Maio/2009


Maio/2009

Revista Expans達o |

123


[ Economia & Negócios ]

Sicc tem aumento de

20% em área locável Feira que apresenta lançamentos primavera/verão ao setor calçadista movimenta a Serra em junho Por Aline de Melo Pires

124

| Revista Expansão

Fotos: Divulgação

L

ojistas poderão conhecer as novidades e tendências da moda em calçados e acessórios de 2 a 4 de junho. O Salão Internacional do Couro e do Calçado (Sicc), que ocorre em Gramado, na Região das Hortênsias, é fortalecido para esta edição, especialmente, pela presença de marcas expressivas. A afirmação é do diretor comercial da Merkator Feiras e Eventos, promotora da mostra, Frederico Pletsch (foto). “Podemos dizer que as principais indústrias de calçados do País vão estar presentes na feira. Esta será a grande atração ao lado da visitação de praticamente todos os estados brasileiros”, diz. O diretor ressalta que já há reserva dos varejistas que lideram o ranking das compras de calçados no Brasil. Nesta edição, a feira abre com um aumento de 20% na área locável, são esperados de nove a 11 mil visitantes para 172 expositores, em um total de 680 marcas. O atual contexto econômico mundial faz com que o setor esteja bem atento a toda a movimentação do mercado, principalmente para a realidade do mercado interno, segundo Plestch. No entanto, ele garante que o Sicc vive um de seus melhores momentos. “Após o acordo firmado com os sindicatos das indústrias de calçados da região, passamos a atender as necessidades dos fabricantes e por conseqüência dos lojistas e acre-

ditamos que estamos colocando em prática os anseios da cadeia produtiva”, comenta. Todas as decisões da feira são aprovadas pelas direções e associados destas entidades. Com este colegiado, afirma Pletsch, são decididos os horários da mostra, as datas de futuras edições e lista de lojistas convidados.

Maior temporada O Sicc tem apresentado um crescimento significativo nos últimos anos e este ano abre com um aumento de 20% da área locável. A direção se mostra satisfeita com este número, pois acredita mostrar ao mercado que a feira conquistou um nicho importante, o de lançar a moda primavera/verão, que é a maior temporada de venda do segmento. No começo deste ano, com o início da nova gestão na Prefeitura, começou-se a discutir uma possível parceria do Sicc com a Fenac, em Novo Hamburgo. Sobre isso, Pletsch diz que cada promotora está direcionada às suas próprias feiras. “Acredito que a nova direção da Fenac esteja trabalhando para melhorar e ampliar o negócio da promotora. E nós estamos executando o planejamento construído em conjunto com os sindicatos para fazer a nossa feira crescer. Já me encontrei informalmente com os novos diretores da Fenac Ricardo Michaelsen e Elivir Desiam, que são meus amigos, mas estamos focados em nossos negócios”, observa o diretor da Merkator.

Maio/2009


[ Economia & Negócios ]

10ª Expoagro Afubra: março de 2010

Marketing facilitado

A 10ª Expoagro Afubra já está com sua data definida para o ano que vem. Nos dias 3, 4 e 5 de março de 2010, os visitantes têm encontro marcado com os mais diversos expositores no Parque de Exposições da Associação dos Fumicultores do Brasil, na localidade de Rincão Del Rey, município de Rio Pardo. A data foi definida no mês passado pela entidade. Segundo o coordenador geral da feira, engenheiro agrônomo Marco Antonio Dornelles, a definição da data dá a partida no planejamento da próxima feira. “Alguns pontos já ficaram definidos durante a última edição, como a continuação do Fórum de Diversificação. Mas, agora iremos manter contato com municípios, órgãos e entidades para vermos a necessidade dos produtores. E, durante o ano, a próxima feira será decidida, em conjunto, para trazermos o que há de mais novo no setor agropecuário”, explica Dornelles. Segundo a pesquisa efetuada pela LJM Instituto de Pesquisas, com 436 entrevistados, 64,91% dos visitantes da feira desse ano são produtores rurais. O levantamento mostra que 30,28% visitaram a feira pela primeira vez e 75,09% tem como principal renda, o tabaco. Do público, 51,15% são homens e 34,17% estão na faixa etária de 45 a 59 anos. Marco Dornelles diz que esta pesquisa será analisada e os resultados levados em consideração para o próximo ano. “Temos muitas sugestões e críticas que iremos estudar para que, cada vez mais, a Expoagro atinja os anseios e necessidades dos visitantes”, garante o engenheiro agrônomo.

A Maxxi Dom, empresa de serviços na Internet com escritório em Sapiranga, desenvolveu o Maxxi Mailer, um ferramenta inteligente de envio de e-mails. O sistema garante a entrega do e-mail com a vantagem de não ser classificado por spam pelo provedor ou servidor do destinatário, e ainda, por meio de relatórios é possível identificar quantas pessoas abriram o e-mail, quantas clicaram, encaminharam ou deletaram e qual o horário de acesso. As empresas de pequeno porte e profissionais liberais também podem pegar carona nesta tendência lançada pela novela global Caminho das Índias, onde grandes empresas utilizam a ferramenta, que aqui na região está disponível para facilitar qualquer tipo de negócio. Informações no site maxxidom.com.br ou pelo telefone 3039-1430 e e-mail contato@maxxidom.com.br.

Wood Form de aniver

Marqueteiros se reúnem em Bento Fotos: Divulgação

Funcionários do setor de marketing da Costaneira e da direção da Bentec se reuniram no dia 27 de março, no parque fabril da Bentec, em Bento Gonçalves, para mais uma etapa do treinamento dos futuros gerentes. O dia começou com a explanação do diretor Adriano Fontana sobre política de preços e condições oferecidas pela Costaneira aos clientes. Depois a Wind Comunicação apresentou o planejamento de comunicação da empresa e explicaram a importância da publicidade no posicionamento da marca e construção da imagem corporativa junto ao mercado. A tarde foi marcada pela visita à fábrica, onde os futuros gerentes puderem ver de perto a linha de produção.

Couro em recuperação

A Wood Form, empresa especializada em móveis residenciais e comerciais, focada em inovação e design, fez um ano de casa no mês passado no mercado mobiliário. A loja situada na BR-116, 6.481, bairro Rincão, em Novo Hamburgo, tem como princípio oferecer aos seus clientes a realização de projetos por meio de matérias-primas de alta qualidade, combinadas com materiais nobres e acabamentos perfeitos. A Wood Form vem crescendo e conquistando seu espaço entre as lojas mais sofisticadas e requintadas da região. Comprometida em satisfazer as necessidades dos clientes, a empresa tem como filosofia o atendimento de excelência desde o primeiro contato até a conclusão dos projetos, para isso conta com colaboradores qualificados e comprometidos. O showroom trabalha com completa linha de estofados, poltronas, cadeiras, decorações, eletrodomésticos. A Wood Form oferece aos clientes soluções completas e exclusivas.

As exportações brasileiras de couro seguem trajetória de forte declínio. De janeiro a março deste ano, comparando com o primeiro trimestre de 2008, a redução foi de 18% em termos físicos e de 57% em faturamento. A queda mais acentuada foi para os Estados Unidos, que registrou queda de 73% em termos monetários e de 60% em volume. Boa parcela do couro que se destina ao mercado norte-americano tem como destino a indústria automobilística, fortemente afetada pela crise. Como a queda é mais forte em São Paulo do que no Rio Grande do Sul, os gaúchos recuperaram a condição de maior exportador brasileiro de couro. Os gaúchos responderam por 27,2% da receita com exportações no primeiro trimestre deste ano, enquanto as empresas de São Paulo ficaram com 24,2%. Paulo Griebeler, diretor-executivo da AICSul, explica que, neste cenário de crise, as dificuldades são menores para quem agrega maior valor ao couro, ponto forte da indústria do couro gaúcha.

126

| Revista Expansão

Maio/2009


Fotos: Divulgação

antonio Marcelo Caleffi

Advogado

Antonnio de Souza fala que não existe gestão para a crise

Prato Principal da ACI

“Independente de época, as empresas sempre têm seus objetivos traçados, e isso depende muito de como as pessoas se comportam. Todos têm seu lugar na organização e devem ser valorizados pelo seu esforço. Não existe uma gestão para tempos de crise, pois essa área deve ser pensada e bem executada sempre, o tempo todo”. A afirmação do palestrante Jose Antonnio de Souza, diretor da PlaceRH, abriu o Prato Principal promovido pela  Associação Comercial, Industrial e de Serviços de Novo Hamburgo, Campo Bom e Estância Velha, no dia 23 de abril. Falando sobre o tema “Gestão de pessoas em época de crise”, Souza citou os conflitos interpessoais, o que ele considera bastante naturais. “As pessoas são diferentes, porém o interesse de cada uma, independente de sua qualificação técnica, não pode prejudicar o todo. Isso é muito comum, pois as pessoas são contratadas pelas suas qualificações técnicas e demitidas por suas imperfeições pessoais. Temos que saber avaliar muito bem caso a caso “, ensinou o palestrante. Para a presidente da ACI, Fatima Daudt, a importância de cuidar das pessoas em todas as organizações é fundamental.

Jacuzzi lança três novas linhas A Jacuzzi, pioneira em spas no mundo, mais uma vez inova no mercado e lança no Brasil  três novos produtos – J315, J480 e J-355. A banheira compacta, o J315, é para pequenos ambientes externos, ideais para terraços ou jardins. Objeto de desejo para quem almeja conforto e bem-estar, a novidade une design e sofisticação. O J315 é dividido em dois lados, sendo um deles com espaço para duas pessoas sentadas e o outro, com uma chaise long. O modelo possui 13 jatos de hidroterapia. O modelo J480 estimula três sentidos do corpo humano: visão, audição e tato. Com capacidade para seis pessoas, o lançamento possui 48 jatos de hidroterapia mais potentes do mercado. O modelo possui áudio system e sistema profissional de som, subwoofer ativo, com controle remoto. O J-355, com capacidade para seis pessoas, propõe o máximo de entretenimento entre a família e amigos. O novo modelo possui cascata com sistema de cromoterapia, 40 jatos de hidroterapia, áudio system.

Maio/2009

VOCÊ ENTENDE O QUE O SEU ADVOGADO FALA?

U

ma das principais responsabilidades do advogado em relação ao seu cliente, nos dias atuais, é a informação. O advogado tem o dever de informar a seus clientes a respeito das leis, dos trâmites judiciais e das condutas juridicamente legítimas.

O dever de informação, no entanto, não se confunde com a mera explanação a respeito dos procedimentos legais. No exercício da advocacia, pode-se dizer que o dever de informação apenas será cumprido quando o profissional priorizar em sua conduta a máxima da transparência. Portanto, não basta informar para cumprir uma mera formalidade, mas, ao contrário, importa repassar a informação de tal modo que o seu interlocutor, cliente ou não, compreenda verdadeiramente o conteúdo da mensagem. Essa tarefa passa, muitas vezes, pela decodificação de termos jurídicos, pela simplificação de expressões, pela explanação de procedimentos e, acima de tudo, pela constante tarefa de abertura da atividade jurídica à sociedade. Deve o advogado, assim, aproximar cliente e sociedade das realidades criadas nos processos judiciais, diminuindo as assimetrias existentes pela falta de informação, sem, contudo, afastar-se da técnica jurídica. É certo que a diminuição do distanciamento entre a realidade dos processos judiciais e do conteúdo das leis e a compreensão dos cidadãos em geral faz crescer a sociedade como um todo. A atividade do advogado, mais do que em qualquer outra época, inclui a tarefa de falar a língua do cliente.

“Dica do Sócio” Com a Instrução Normativa INSS/PRES nº 31, de 10 setembro de 2008, cresceu em 500% (dados publicados no site da Previdência Social) o número de concessões de auxílio doença em espécie acidentária. Os Empresários devem ficar atentos aos prazos de defesa, pois cabe a eles, a prova de que a queixa ou patologia desenvolvida pelo Segurado, e que deu origem ao pedido de auxílio doença, não decorrem necessariamente das atividades ou funções exercidas pelo trabalhador. Maria Christina Argenti Konrath

Revista Expansão |

127


[ Sobre nós e outras coisas ]

[ Mix ]

Nova presidente na Liga

César A. Pessin

Adm. de empresas cesar.pessin@hotmail.com

O

O sobrevivente

Graziela Dannenhauer/Especial

dia não poderia estar mais lindo no final daquela manhã e eu, distraído, entrei na garagem da minha casa sem perceber um vulto à minha direita. Quando deixei o carro, minha vizinha me aguardava na grade, aos prantos, porque acabara de ser assaltada. Com a naturalidade de quem vai a um supermercado, os dois motoqueiros entraram calmamente pelo portão principal e renderam toda a família, em pleno meio-dia, e saíram sem pressa e sem-cerimônia, caminhando até a moto deixada um pouco mais abaixo, na sombra de um belíssimo flamboyan. Claro! Até faz sentido, pois o dia estava escaldante. Estranho foi não terem pedido uma limonada! Meio aparvalhado e sem saber o que dizer, fiquei balbuciando algumas interjeições de surpresa enquanto, mental e inutilmente, tentava encontrar alguma palavra de consolo que não parecesse tão patética. Estagnei nas interjeições, mas a elas somei um rosto atento, taciturno e respeitoso. Metido numa saia justa, não consegui pensar em nenhuma outra idéia brilhante. E assim, num exercício de pouco esforço, lembrei-me de outros vizinhos, de colegas de trabalho, de amigos, conhecidos, familiares e afins, também incorporados às estatísticas de contatos indesejados à mão armada. E aí, assustado, descobri-me um sobrevivente. E a pergunta pertinente: como será a minha primeira vez? Perdi o sossego, pois subitamente percebi que posso ser o único ainda não assaltado na minha rua e olha que não foi por falta de esforço. Dói, contudo, perceber que a exposição sistemática ao risco termina por banalizar aquilo que deveria nos causar repúdio. E assim, passamos a considerar a agressão normal e natural e deixamos de reagir por não ver mais nisso motivo para indignação. Não seria jogar na latrina o último fiapo de respeito que temos por nós mesmos ao deixarmos a violência incorporar-se aos nossos hábitos diários com a mesma naturalidade com que vamos a um supermercado? Será que um dia chegaremos ao ponto de classificar um assalto como prosaico? Ou patético? Ora, não duvide, pois não faz muito que destacaram um ladrão de carros como herói e chegaram ao cúmulo de classificá-lo de ético e exemplar! Pode? Assim, não consigo deixar de pensar sobre até quando conseguirei manter-me entre os sobreviventes, ou você acha que é fácil estar sempre no lugar errado na hora certa?

Marie Traude Schneider é a nova presidente da Liga Feminina de Combate ao Câncer de Novo Hamburgo. O cargo foi passado pela ex-presidente Carmen Gerhardt em março deste ano. Uma das novidades de seu trabalho é o novo logotipo da Liga. “Agora mais maduro e mais estilizado em comemoração aos 25 anos da entidade que serão completados em 27 de setembro deste ano”, explica Traude. Atualmente, a Liga atende cerca de 320 pacientes por mês em sua sede, situada no Hospital Regina, no bairro Hamburgo Velho, em Novo Hamburgo. A nova diretoria ainda conta com as vice-presidentes Iria Loesch e Maria Regina Strack Dau e glamour 2008, Jéssica Sperb. E para comemorar os 25 anos, a Liga está com uma intensa programação neste ano. No dia 28 deste mês, será realizado o Jantar Sintaliga, a partir das 19h30min, na Sociedade Aliança. Os cartões custam 50 reais por pessoa. E no dia 27 de junho, vão realizar o baile da Liga, no NH Hall, com o resgate de todas as glamours.

Liga lança novo selo para comemorar seus 25 anos

Almoço para jornalistas

O Centro Universitário Feevale ofereceu no dia 7 de abril um almoço para jornalistas em comemoração ao Dia do Jornalista. A atividade contou com a presença de cerca de 100 profissionais da Comunicação Social e com a presença do reitor da Feevale, Ramon Fermando da Cunha (foto), e do presidente do Sindicato dos Jornalistas do Rio Grande do Sul, José Maria Rodrigues Nunes. O encontro também marcou os dez anos do curso de Jornalismo da Feevale e dos 40 anos da Aspeur/Feevale, mantenedora da instituição. Na ocasião, foi proposta a realização de encontros para os jornalistas para que se discuta assuntos importantes para a categoria. Divulgação

128

| Revista Expansão

Maio/2009


Em Alta Performance

A Carburgo recebeu o Prêmio Alta Performance da Volkswagen. A cerimônia que ocorreu em março deste ano contou com a presença dos diretores da Carburgo Carlos Stelzer e Jacson Drews. “Fomos premiados devido a superação dos objetivos em venda de peças, serviços, veículos e também pelo alto índice de qualidade no atendimento (leia-se satisfação de clientes) prestado no ano de 2008”, justifica Drews. Conforme Stelzer, a empresa ficou entre as 20 melhores concessionárias do Brasil.

Ademir na Magia

O presidente da Sulgás, Ademir Schneider, visitou a Magia da Páscoa de Nova Petrópolis, na Região das Hortênsias. Junto com ele, estava o prefeito de Nova Petrópolis, Luiz Irineu Schenkel. A visita de Schneider foi apenas para parabenizar o prefeito pelo evento. “Estamos sempre em contato com a nossa região para sabermos o que cada uma necessita”, explica Schneider. A Sulgás patrocinou outros eventos na cidade.

Frituras

A preocupação com a preservação ambiental junto com os estudos já em desenvolvimento sobre a produção de biodiesel levou a Associação dos Fumicultores do Brasil (Afubra), de Santa Cruz do Sul, a implantar um novo trabalho. Trata-se do Programa de Reciclagem de Óleos Saturados (óleo de fritura), que será desenvolvido junto ao projeto de produção de biodiesel a partir do girassol, realizado pela entidade há cerca de três anos. Criado para ser desenvolvido junto aos demais trabalhos do Projeto Verde é Vida, em um primeiro momento o novo projeto será realizado nas Regiões de Atuação (RAs) de Santa Cruz do Sul, de Camaquã e de São Lourenço do Sul, e Canguçu.

PP realiza convenção

O Partido Progressista realizou no dia 18 de abril, na Câmara de Vereadores de Novo Hamburgo, sua convenção anual, com eleição do Diretório Municipal, Movimento do Trabalhador Progressista e da Juventude Progressista. Valmor da Silva permanecerá na presidência do partido, tendo Jenoíldo Fragata e Romeu Haas, respectivamente, como 1º e 2º vice-presidentes. No Movimento do Trabalhador, Angelo Teixeira foi aclamado presidente, enquanto a Juventude será liderada por Filipe Oliveira. Silva acredita que poderá manter um trabalho forte na presidência do PP. “As pessoas têm depositado confiança em nossas propostas”, diz Silva.

Maio/2009

Boscato

A Boscato Vinhos Finos foi premiada na 17° edição do Concurso Enológico Internacional, considerado um dos mais rigorosos e importantes do mundo. O Merlot Gran Reserva Safra 2005 recebeu Grande Menção, na categoria Vinhos Tintos das safras de 2003 a 2005.  O concurso foi promovido pela Vinitaly 2009, uma das maiores feiras do mundo no setor.

Poesia no Ônibus

O Departamento de Cultura de Santa Cruz do Sul, em parceria com o Grupo de Poetas Santacruzenses, irá fixar neste mês poesias do Projeto Poesias nos Ônibus nos veículos do transporte coletivo urbano municipal. A primeira etapa reuniu artistas que contaram ou recitaram poesias nos ônibus.

Minha Casa

Revista do Iergs

O Instituto Educacional do Rio Grande do Sul (Iergs) lançou oficialmente no mês passado a sua revista Teoria e Ação. O projeto surgiu da necessidade de integrar os cursos de graduação e pós-graduação da instituição. A primeira edição publica matérias com temas como crise financeira, ensino à distância, gestão ambiental e a saga dos afrobrasileiros. A publicação terá uma tiragem de 8 mil exemplares trimestral, distribuída gratuitamente, e é confeccionada pela Age Comunicação.

A Caixa Econômica Federal disponibiliza, desde o dia 13 de abril, o termo de adesão ao Programa Minha Casa, Minha Vida. O banco também fornece o modelo de instrução de doação de terreno às prefeituras. As construtoras e os movimentos sociais interessados em participar, já podem apresentar as propostas nas 78 superintendências regionais da Caixa. O cadastramento para pessoas físicas com renda mensal de zero a três salários mínimos será realizado pelos estados e municípios e as datas e os locais serão divulgados. O Programa do governo federal tem por meta a construção de 1 milhão de casas. Serão priorizadas as cidades com mais de 100 mil habitantes e, eventualmente, com mais de 50 mil habitantes. O investimento estimado é de R$ 60 bilhões. As inscrições são gratuitas.

Caminhada em Portão

O Comitê Municipal de Trânsito de Portão, a Prefeitura de Portão e o Movimento Gaúcho pelo Trânsito Seguro (MGTS) realizaram a 2ª Caminhada da Comunidade Portonense pela Paz no Trânsito no dia 18 de abril. A atividade estimulou a reflexão e potencializou ações para a construção de uma cultura do trânsito seguro.

Revista Expansão |

129


[ Mix ]

Feevale comemora 40 anos de fundação

Festa do Sapato terá Campo Bom faz

Divulgação

A Festa do Sapato de Campo Bom ocorre de 11 a 15 de junho, no Largo Irmãos Vetter. Nos cinco dias de evento, das 10 às 22 horas, os visitantes poderão conferir as novidades e os serviços na área calçadista do município. Para valorizar e fortalecer ainda mais as empresas desse segmento, a festa está realizando a Multifeira de Negócios Campo Bom Faz, que integra a programação. De acordo com o coordenador do Comitê de Indústria, Comércio e Serviços da Festa do Sapato, César Ramos, a proposta é mostrar a maior diversidade possível de segmentos, apresentando aos visitantes umas mostra expressiva do talento econômico local além do setor calçadista. “O evento contará com representantes de segmentos como, construção civil, tecnoReuter (E) e Ramos: organizadores da Festa do Sapato logia, rural, entre outros”, acrescenta Ramos. De acordo com a coordenadora do Comitê de Comunicação da Festa, Débora Kehl Trieweiler, a Campo Bom Faz ocorria na década de 60 e era uma feira fortalecida. “Buscamos resgatar essa proposta”, salienta. “Certamente será um excelente ponto de partida para futuros negócios”, ressalta Ramos. O coordenador enfoca que ainda existem espaços disponíveis para locação. Todos os expositores que participarem da feira Campo Bom Faz receberão treinamento organizado pelo Sebrae/RS. O presidente da Festa do Sapato é Ernani Reuter.

130

| Revista Expansão

Padaria Jamaica Graziela Dannenhauer/Especial

O Centro Universitário Feevale e a Aspeur, mantenedora da instituição, comemoram 40 anos no dia 28 de junho. A comemoração é feita com muita alegria pelo reitor Ramon Fernando da Cunha. Desde de junho do ano passado, a instituição já está celebrando a data com a circulação do seu selo de 40 anos. Da esquerda para a direita: Joelma, Ramon, Ana Maribel e Solange A entidade tem se destacado nos últimos dois anos com mais de 50 títulos e prêmios no País e por seus trabalhos sociais, buscando uma melhor qualidade de vida para sua região e quadro de cerca de 18 mil acadêmicos e profissionais, além de contribuir significamente para o desenvolvimento econômico regional. A Feevale aguarda obter a autorização do governo para a realização de doutorado e outros cursos que a darão o título de universidade. Em 1999, obteve o título de Centro Universitário. A instituição oferece três mestrados e mais de 30 cursos de especializações. E seu quadro funcional, constituído por mais de 1,5 mil funcionários e professores, recebe formação e atualização. O seu principal curso é o de Administração que atende uma demanda de 2 mil alunos. Em visita à Revista Expansão, Cunha foi recepcionado pela diretora-geral da revista, Ana Maribel Pacheco, que lhe apresentou a recente pesquisa de público. Estiveram com ele também a responsável pelo Núcleo de Assessoria da Feevale, Solange Corrêa, e a gerente de Marketing, Joelma Maino.

Tradicional estabelecimento de Santa Cruz do Sul, fundada em 1952, a Padaria Jamaica é a primeira da Região do Vale do Taquari e Rio Pardo a receber o certificado de Boas Práticas de Fabricação do Senai/RS. A empresa que se qualificou, adotando boas práticas de fabricação e seguindo as orientações do Programa de Apoio à Panificação (Propan) teve, com o apoio do Sebrae/RS, um aumento no seu faturamento de 30% na comparação entre os anos de 2008 e 2007, além de uma ampliação no quadro de funcionários.

Deputada Manuela

A deputada federal Manuela D’Avilla visitou o Esporte Clube Novo Hamburgo em 6 de abril. A visita foi para conhecer a estrutura do clube e firmar apoio para que a cidade seja uma das quatro sub-sedes para a Copa do Mundo de 2014 e para que o estádio do Nóia seja escolhido como centro de treinamentos de uma das seleções. A deputada foi recebida pelo vice-presidente de Administração, Fábio Gomes, que apresentou o Estádio do Vale e a infraestrutura. “Vamos conversar com o prefeito de Novo Hamburgo, Tarcísio Zimmermann, para reforçar esta possibilidade concreta” destacou.

Raul Cassel lança site

O vereador Raul Cassel lançou, no mês passado, seu site oficial. Cercado de amigos, colegas e imprensa, o parlamentar escolheu a sede do Sindicato dos Médicos de Novo Hamburgo para falar da novidade. A proposta é lançar um canal de comunicação permanente com a comunidade. No site, o eleitor vai acompanhar todas as ações de Cassel, podendo dar sugestões, fazer questionamentos e estar atualizado com notícias da região. Para quem quiser saber mais do vereador, a newsletter é uma forma. É só se cadastrar. Desenvolvido pela Catânia Studio, o site foi criado para ser o mais simples e acessível possível e, ao mesmo tempo, completo. Para conhecer, acesse www.raulcassel.com.br.

Maio/2009


Aliança quer retomar seu glamour

Bebê Fotos: Graziela Dannenhauer/Especial

Passados dez anos de superação nas dívidas, a Sociedade Aliança Novo Hamburgo quer resgatar o seu glamour e seu requinte. De acordo com o presidente do clube, Delmo José Gerhard, foi contratada a Banca 7 – Assessoria em Comunicação Social para promover a marca Aliança e realizar eventos que atraiam novos sócios. “Queremos divulgar Da esquerda para a direita: a sociedade porque estávamos Janaína, Gerhard, Cristine e Luciane há dez anos preocupados em pagar as contas e dívidas e hoje somos um dos únicos clubes do Estado com suas contas em dia”, frisa Gerhard. Melhorias na estrutura da sociedade foram feitas ao longo dos anos, como a climatização do salão social. Este ano, a sociedade está fazendo 121 anos de existência. A Banca 7 é formada pelas relações públicas Cristine Schneider da Rocha e Luciane Hennemann Porto. Ambas mais o presidente e a gerente-administrativa do clube, Janaína Mineiro, estiveram em visita à Revista Expansão.

Festa Social no Madre Regina

A 1ª Festa Social de Madre Regina ocorre no dia 27 de junho, no Centro Social Madre Regina, antigo Colégio Sagrado Coração de Jesus, no bairro Santo Afonso. A atividade e as ações realizadas no Centro recebem o apoio do Rotary Clube de Novo Hamburgo. O integrante Ubiricí Pottes de Mello (foto) esclarece que a mostra vai apresentar os trabalhos sociais realizados pela entidade. A entrada é franca e as visitas podem ser feitas das 13 às 18 horas. Conforme Mello, cerca de 30 entidades estarão mostrando o que fazem na comunidade hamburguense. “Cada uma vai doar 5 quilos de alimentos não-perecíveis que serão repassados para famílias dos projetos sociais que atendem a todas as faixas etárias”, explica Mello. O apoio do Rotary é oferecido por meio do projeto Selo Verde, que promove ações de cunho ambiental. “Todas as atividades do Centro têm essa proposta e; por isso, a apoiamos.” No dia 5 de junho, o Rotary entrega o Selo Verde às entidades.

Assemae realiza assembléia nacional em maio

Divulgação

A Associação Nacional dos Serviços Municipais de Saneamento (Assemae) pretende levar mais de 2 mil pessoas de todos os cantos do Brasil para a 39.ª Assembléia Nacional da Assemae, que ocorre de 24 a 29 de maio, na Faurgs, em Gramado. O tema será “Saneamento Ambiental: ferramenta para integrar a gestão da cidade”. Segundo o presidente nacional da Assemae e diretor geral da Comusa de Novo Hamburgo, Arnaldo Luiz Dutra (foto), o debate vai ser em torno de propostas que tragam soluções imediatas para os problemas de saneamento que há muito tempo afligem a vida nas cidades brasileiras. Nesta edição, a Feira de Saneamento também terá mais de 70 estandes que irão mostrar o que de mais atual está disponível em produtos, equipamentos e serviços, além dos estandes institucionais divulgando o que está sendo realizado no País. Dos 200 trabalhos inscritos para a Assembleia, 150 foram selecionados. Entre os aprovados, três são de profissionais da Comusa - os engenheiros Arlindo Soares Räder, Márcio Martinez Kutscher e André Torres Petry.

Maio/2009

A vice-prefeita de Canela, Lesli Serres de Oliveira, é a coordenadora geral da 10ª Semana do Bebê que ocorre de 10 a 16 de maio com o tema “Bebê e suas circunstâncias”. A atriz Isabel Fillardis, o senador Pedro Simon, o secretário estadual da Saúde, Osmar Terra, deputados estaduais e outras personalidades de renomes nacionais e internacionais devem participar do evento. A presidente do Comitê de Ação Solidária, Tarsila Crusius, deverá participar da abertura oficial do evento que acontece dia 10. A Semana do Bebê de Canela tem o propósito de discutir a saúde dos bebês, assistir o meio familiar, defender os direitos das crianças e adolescentes, orientar e educar para a prevenção e criar canais de comunicação que divulguem a importância da infância.

Palha de milho

Artesãs de Três Coroas participaram de um curso que ensina técnicas para usar a palha de milho como matéria-prima. Durante as aulas, as artesãs criaram objetos como bonecas, cestas, enfeites e de utilidades. As aulas ocorreram por meio da parceria entre a Prefeitura de Três Coroas e o Sindicato Rural do Vale do Paranhana, e foram desenvolvidas no Centro Municipal de Cultura, com duração de 30 horas. O curso de Artesanato em Palha de Milho foi conduzido pela instrutora do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar/RS), Teresinha Silveira.

Arte Postal

A abertura da exposição de cartõespostais que chegaram a Novo Hamburgo a partir da 1ª Convocatória de Arte que ficou aberta à visitação durante todo o mês de abril, foi um encontro muito especial. Amantes da arte, políticos, representantes de entidades e instituuições da cidade e da região, além da comunidade em geral, prestigiaram a noite de 7 de abril, no Espaço Cultural Albano Hartz. Os cartões foram confeccionados por alunos e personalidades hamburguenses.

Revista Expansão |

131


[ Departamento Jurídico ]

Jair Canalle

Advogado sneladv@pro.via-rs.com.br

Alienação

parental

O A alienação parental ocorre quando se dificulta o direito de convivência familiar regulamentada, quando se dificulta o contato da criança ou adolescente com o genitor.

132

| Revista Expansão

deputado federal Régis de Oliveira apresentou o projeto de lei 4.053 de 2008, que se revela conveniente ao passo que atende boa parte da população e, possui possibilidade de influir no contexto social. A proposição do legislador busca atribuir maior efetividade ao artigo 227 da Constituição Federal de 1988, bem como ao artigo terceiro do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA). Estes mandamentos legais, teoricamente, deveriam assegurar aos adolescentes e às crianças um adequado desenvolvimento mental, físico, moral e social, consorciado a condições de dignidade e liberdade. Assim, com vistas a tornar mais efetivos os citados preceitos, o deputado federal propôs o projeto de lei que valora juridicamente o que denomina de Alienação Parental, cuja definição jurídica, segundo o projeto, seria “a interferência na formação psicológica da criança ou adolescente, promovida ou induzida por um dos genitores, pelos avós ou pelos que tenham a criança ou adolescente sob sua autoridade, guarda ou vigilância, para que repudie genitor ou que cause prejuízos à manutenção ou estabelecimento de vinculo com este”. Em outros termos, geralmente em caso de divórcio, a alienação parental ocorre quando se dificulta o direito de convivência familiar regulamentada, quando se dificulta o contato da criança ou adolescente com o genitor, omitir do genitor informações relevantes sobre a criança ou adolescente; apresentar falsa denúncia contra genitor; mudar de domicilio para local distante, sem justificativa, entre outras condutas de pessoa que possui a guarda ou vigilância da criança ou do adolescente e de qualquer forma busca aniquilar, destruir os vínculos de afetividade que estes possuem com o genitor. A situação juridicamente valorizada se caracterizaria quando comprovado que, por

exemplo, o pai ou a mãe provoca na criança ou no adolescente sentimento de repúdio ao outro genitor. Esta conduta, embora atente contra saúde psicológica da criança e do adolescente, atualmente é reprovada somente no campo da moralidade, ou seja, não há efetiva conseqüência àquele que com seus atos cause prejuízo ao estabelecimento de laços afetivos da criança ou adolescente com seu pai ou com sua mãe. O relato no projeto aduz que a conduta citada pode causar na criança ou no adolescente distúrbios psicológicos irreparáveis, tais como depressão crônica, transtornos de identidade, sentimento incontrolável de culpa, sentimento de isolamento, entre outros. O relator do projeto revela que o pleito envolve sim questão de interesse público e, com isso, estaria plenamente justificada a intervenção do Estado por meio do Poder Judiciário. Em caso do projeto ser aprovado e convertido em lei, o juiz poderia, sem prejuízo de aplicação das legislações já existentes, utilizar como instrumentos processuais para inibir ou atenuar os efeitos dos atos prejudiciais à criança e ao adolescente, a declaração de alienação parental e advertir o genitor alienador; ampliar o convívio familiar em favor do genitor alienado; estipular multa ao alienador; determinar a intervenção psicológica monitorada; determinar a alteração da guarda compartilhada ou a sua inversão e, por fim, estaria legalmente autorizado a declarar a suspensão ou perda da guarda parental. Embora possa se considerar difícil ser efetiva na prática a matéria do projeto de lei, entende-se, por oportuno, que cuidar da saúde mental dos cidadãos no nascedouro do problema com o fim até, numa interpretação mais abrangente, evitar crimes oriundo de distúrbios emocionais, cuja discussão tornou-se relevante pelo último e trágico acontecimento em nossa cidade.

Maio/2009


[ Mix ]

Couro é tema para AICSul

A governadora Yeda Crusius recebeu no mês passado, no Palácio Piratini, em Porto Alegre, representantes dos Lions do Estado que a convidaram para a 10ª Convenção do Distrito Múltiplo LD, que ocorre nos próximos dias 21, 22 e 23, no Hotel Serra Azul, em Gramado. O evento está sendo organizado pelos Lions Clubes de Gramado e Canela, com o apoio das prefeituras. De acordo com o diretor-geral da convenção, Pedro Góis Viezzer, a atividade reunirá mais de 2 mil participantes do Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná. A comitiva que levou o convite à governadora era formada por Viezzer, o governador do Distrito LD2, Jose Zagonel, o diretor-adjunto da convenção, Remi Pereira Dias, o secretário do Distrito Múltiplo LD, Elmo Prade, o relações públicas do Distrito Múltiplo LD, Helço Weber de Oliveira, e o governador do Distrito LD3, Artur Araide de Moura. Antônio Paz/Palácio Piratini/Divulgação

Abril/2009

Yeda Crusius recebe Lions

Divulgação

O diretor de Veículos Segmentados do Grupo Sinos, Ricardo Gusmão, foi o palestrante da reunião de associados da Associação das Indústrias de Curtume do Rio Grande do Sul (AICSul) realizada no dia 15 de Gusmão fala sobre a crise econômica março. Ele recordou que há 30 anos também se falava em crise, mas que, de lá para cá, muitas mudanças aconteceram sempre acompanhadas de crises. Ele destacou que uma das grandes mudanças do setor foi o crescimento da importância dos produtos sintéticos, que conquistaram espaço, principalmente, por meio de uma forte estratégia de marketing, gerando desejo e, por conseguinte, consumo. Gusmão acrescentou que o setor deve explorar mais o mercado interno e não ficar restrito a um segmento ou poucos clientes. Não se pode esquecer de que o couro agrega valor aos produtos e todos querem isto. Mas alertou para a necessidade de investir em imagem. As possibilidades de uso do couro são praticamente ilimitadas, sublinhou o diretor. “É um potencial quase inesgotável a ser explorado”, observou. Porém, advertiu que não se deve cometer o erro de atender estes nichos apenas no curto prazo, abandonando quando a crise passa.

Representantes de entidades foram até o Palácio Piratini

Revista Expansão |

133


[ Ponto de Vista ]

Ana Amélia Lemos

Jornalista e colunista ana.amelia@gruporbs.com.br

Recentemente a dona da Daslu, Eliana Tranchesi, em São Paulo, foi condenada a 94 anos de prisão pelos crimes de formação de quadrilha, descaminho consumado e falsidade ideológica. Muitos brasileiros se admiraram diante da decisão ao analisarem situações de outros criminosos, como políticos que desviam dinheiro público e seguem em liberdade, outros condenados que deixam de cumprir penas por “brechas” na lei. Muitos se questionam se realmente Eliana vai cumprir a pena, pois no Brasil, a crença é de que rico não permanece muito tempo na cadeia. Qual a visão da situação hoje no País? Onde estão as dificuldades em aplicar penas e fazer com que elas sejam cumpridas? Por que no Brasil esse “folclore” é tão forte?

A condenação

da Dona da Daslu

A

Fato vergonhoso, no Brasil, é que são raríssimos os casos em que os acusados de grandes desfalques, roubos e delitos de toda ordem, não pagam com a perda do patrimônio, auferido ilegalmente.

134

| Revista Expansão

pena aplicada a Eliana Tranchesi foi  exagerada. Tanto examinando-se o caso em si, quanto comparativamente a outras decisões tomadas pela Justiça. A condenação, nesse caso, resultou da soma das penas atribuídas a cada um dos delitos cometidos pela ré. Parece que faltou ao juiz o sentido prático da pena que é, a um só tempo, uma satisfação à sociedade e a oportunidade de regeneração da apenada. No caso, não acontecerá nem uma coisa, nem outra. Ninguém acredita que ela cumprirá pena tão severa no todo, ou em parte. Aparentemente a condenação pretendeu demonstrar que a justiça é severa, não importando a posição social da ré. Estamos assistindo a um espetáculo verdadeiramente constrangedor no qual pessoas de alta posição no mundo dos negócios e na política deixam de ser condenadas mesmo cometendo delitos da mais alta gravidade. Não só políticos, como se costuma dizer, mas homens de negócios que conquistaram grande evidência social. Não se pode, entretanto, debitar apenas ao Judiciário esta situação, pois aos juízes compete aplicar a lei, seja a que define o crime, como a que estabelece o processo, o rito de apreciação do fato delituoso. A Justiça comete o escandaloso pecado da  morosidade. Mas há, também, os chamados recursos ou expedientes processuais que prolongam o processo até a prescrição legal ou o esquecimento da sociedade e que

resultam da lei feita pelos parlamentares. Essa é a realidade determinada pelas instituições democráticas. Existem países nos quais a lei é aplicada com mais eficácia e as penas são cumpridas, embora nem sempre com restrição da liberdade. Fato vergonhoso, no Brasil, é que são raríssimos os casos em que os acusados de grandes desfalques, roubos e delitos de toda ordem, não pagam com a perda do patrimônio, auferido ilegalmente. O caso mais vistoso nesse processo envolveu a advogada Jorgina Freitas que provocou um dos maiores rombos na previdência social brasileira. Foi para o exterior e, extraditada, cumpriu pequena pena. Tomaram-lhe de volta, importâncias insignificantes comparada com os valores roubados. A situação atual não favorece a uma boa e eficaz justiça. É preciso reformar a legislação penal e processual para dinamizar a Justiça e propiciar sentenças mais rápidas dos magistrados. Por outro lado, é urgente a modernização administrativa do Poder Judiciário com a informatização em todas as instâncias. Isso dará condição para que as partes, ou mesmo, a sociedade possam acompanhar o andamento dos processos de seu interesse ou aqueles que têm grande apelo popular. Justiça tardia é injustiça. Penso que a vigilância que o Conselho Nacional de Justiça está promovendo, em todo o País, é um passo seguro na melhoria do desempenho do Poder Judiciário brasileiro.

Maio/2009


Fenac com foco no Carbono Zero

Maio/2009

De Zotti Comunicações/Divulgação

A apresentação do balanço completo do Projeto Fimec Carbono Zero,  promovido durante a recente edição da feira realizada nos pavilhões da Fenac, vai integrar a proAvaliação prévia do projeto ocorreu na seda da Fenac gramação da Semana do Meio Ambiente de Novo Hamburgo, que ocorre no início de junho. A decisão foi tomada após encontro de avaliação prévia que aconteceu no dia 15 de abril, reunindo o diretor-presidente da Fenac, Ricardo Michaelsen, o diretor-executivo, Elivir Desiam, o gerente de Marketing, Claudio Azevedo Filho, o Fufa, o secretário de Meio Ambiente, Ernani Ignacio Galvão, o diretor da Hack Soluções Ambientais, Ubiratan Hack, e o diretor da Rufatto Promoções e Eventos, Luciano Rufatto. O projeto Carbono Zero foi lançado para compensar as emissões de Gases de Efeito Estufa (GEE) decorrentes da realização da 33ª edição da Fimec, despertando a consciência ambiental junto aos expositores de um dos maiores eventos mundiais do complexo coureiro-calçadista. O estudo técnico desenvolvido pela Hack Soluções Ambientais apontou a necessidade do plantio de aproximadamente 2 mil mudas de árvores, atividade que ocorrerá na primeira quinzena de setembro próximo à área onde está localizado o Aterro Municipal de Resíduos Sólidos Urbanos, no bairro Roselândia, e também junto à área do antigo depósito de resíduos, na chamada Vila Kroeff, ambos em Novo Hamburgo. De acordo com Michaelsen, o Carbono Zero será uma ação desenvolvida também nas demais feiras programadas para este ano, começando já pela Festa Nacional do Calçado, que ocorre de 7 a 13 de setembro. “O plantio relativo à Fimec já tem data marcada e será feito por estudantes da rede de ensino, que receberão a devida orientação.”

Cairon&Gustavo na Garagem do Faustão

A dupla Cairon&Gustavo, respectivamente de Campo Bom e São Leopoldo, no Vale do Sinos, participa da Garagem do Faustão. Eles foram selecionados no mês passado para que seus dois vídeos sejam veiculados pela Internet. Durante o programa Domingão do Faustão, são divulgados os músicos e aqueles que têm os seus vídeos mais acessados fazem a apresentação ao vivo no programa do Fausto Silva. Cairon&Gustavo já participaram de programas de rede nacional nas principais emissoras de televisão do País, gravaram o CD Sertanejo Universitário Ao Vivo, na São Leopoldo Fest 2008, em São Leopoldo, e têm suas músicas executadas entre as mais pedidas em várias rádios. Isso tudo com apenas um ano de estrada. Quem quiser contribuir é só acessar o site www.globo.com/faustao e procurar por Cairon & Gustavo.

Revista Expansão |

135


[ Expediente ]

[ Mix ] Divulgação

A Revista Expansão é uma publicação mensal da Editora Pacheco Ltda. Rua Santos Pedroso, 219 - Hamburgo Velho Novo Hamburgo - RS - CEP 93510-170 Fones: (51) 3065-6380, 3036-6380 ou 3036-6381 revistaexpansao@revistaexpansao.com.br www.revistaexpansao.com.br

Execução Editorial Diretora Geral

Editora Pacheco Ltda. Ana Maribel Pacheco ana@revistaexpansao.com.br

Diretor Comercial

Sérgio Luiz Jost sergio@revistaexpansao.com.br

Gerente Comercial

Márcia Boniatti marcia@revistaexpansao.com.br

Gerente de Expansão Conselho Consultivo Redação Coordenadora de Redação Secretária de Redação

Laerte Santos laerte@revistaexpansao.com.br Ana Conti, Ana Maribel Pacheco, Angelo Reinheimer, Daniel Müller, Laerte Santos, Márcia Boniatti, Sérgio Luiz Jost e Zita Pereira redacao@revistaexpansao.com.br Aline de Melo Pires aline@revistaexpansao.com.br Graziela Dannenhauer graziela@revistaexpansao.com.br

Colaboradores

César A. Pessin, César Silva, Cleber Arnhold, Cris Manfro, Estêvão Trentz, Fabiane Michaelsen, Four Comunicação, Gelaina Barbieri, Gilberto Mosmann, Jaqueline Fischer Zapelini, Juraci Reichert, Kassandra Dorneles, Letícia de Oliveira, Luis Carlos Baumgarten, Maggda Rammé Mombach, Osvino Toillier, Renata Martins, Roberta Pletsch, Sandra Hess, Silvana Homrich, Tela Tomazeli e Zita Pereira

Editora de Arte

Raquel Braz Ribeiro raquel@revistaexpansao.com.br

Comunicação e Marketing

Ana Conti - Conti Comunicação ana@conticom.com.br

Atendimento ao Cliente

Ana Cristina Pires atendimento@revistaexpansao.com.br

Circulação Assinaturas Comercial Vendas Impressão Cidades de Circulação

circulacao@revistaexpansao.com.br assinaturas@revistaexpansao.com.br comercial@revistaexpansao.com.br vendas@revistaexpansao.com.br Gráfica e Editora Coan Grande Porto Alegre, Vale do Sinos, Vale do Paranhana, Região das Hortênsias, Vale do Rio Pardo

Filiado à

Os artigos assinados não representam, necessariamente, o pensamento da revista. Não é permitida a reprodução parcial ou total dos artigos publicados na revista sem prévia autorização do editor.

136

| Revista Expansão

Juíza Mônica salientou a importância do projeto

Justiça Federal doa R$ 300 mil às entidades

A Justiça Federal de Novo Hamburgo divulgou, no dia 6 de abril, as entidades que receberão recursos decorrentes de prestações pecuniárias. O anúncio foi feito em uma solenidade no auditório da Superintendência da Caixa Econômica Federal de Novo Hamburgo, presidida pela juíza da Vara Criminal, Mônica Aparecida Canato. O encontro contou com as presenças do diretor do Foro da Seção Judiciária do Rio Grande do Sul, Hermes Siedler da Conceição Júnior, e do juiz Gustavo Schneider Alves. Foram destinados aproximadamente R$ 300 mil a 27 instituições conveniadas. Estas entidades recebem apenados para cumprir prestação de serviços. Nesta parceria, o poder judiciário disponibiliza recursos financeiros às instituições. Os valores são provenientes das prestações pecuniárias pagas por réus que tiveram a pena restritiva de direito substituída. As entidades beneficiadas são Abefi, Aevas, Associação Evangélica de Ação Social em Novo Hamburgo, Apaes de Novo Hamburgo e Três Coroas, Apromin de Taquara, Associação de Bem-Estar da Criança e do Adolescente de Novo Hamburgo (Asbem), Associação Vida Nova de São Leopoldo, Brigada Militar de Novo Hamburgo, Cáritas da Paróquia Nossa Senhora da Piedade de Novo Hamburgo, Cáritas da Paróquia Santa Teresinha de Campo Bom, Escola Estadual Antônio Vieira de Novo Hamburgo, Escola Estadual José de Oliveira Neto de Araricá, Escola Municipal A Bela Adormecida de Novo Hamburgo, Escola Municipal Branca De Neve de Novo Hamburgo, Escola Municipal Nova Parobé de Parobé, Escola Municipal Professora Mariazinha de Parobé, Escola Municipal Professor Ernest Sarlet de Novo Hamburgo, Escola Municipal São João Batista de Taquara, Escola Municipal Doutor Antônio Bemfica de Novo Hamburgo, Escola Municipal Imigrante de Nova Hartz, Liga Feminina de Combate ao Câncer de Araricá, Prefeitura de Novo Hamburgo, Presídio Estadual de Novo Hamburgo, Projeto Vida “Semeando Esperança”, Sociedade Civil Corpo de Bombeiros Voluntários de Rolante e União Beneficente e Cultural de Campo Bom.

Maio/2009


Graziela Dannenhauer/Especial

Tucanos são batizados no Zoológico

Divulgação

Três tucanuçus (espécie de tucano ameaçado de extinção), dois  nascidos em janeiro deste ano e um em novembro de 2007, foram batizados no Zoológico de Sapucaia do Sul. Com direito a pedaços de bolo especialmente preparados pelas veterináKilling (C) faz carinho nos pássaros rias Márcia Weber e Maria do Carmo Both, os tucanos receberam o carinho de seu padrinho, Celestino Killing, fundador da Killing S/A Tintas e Adesivos, empresa com sede em Novo Hamburgo e que tem o tucano identificado como imagem principal de sua logomarca. “É um dos animais mais lindos, é impossível não ficar encantado com sua beleza”, observa Celestino, que brincou com os pássaros dentro da gaiola, onde são preservados e cuidados. Na ocasião, o diretor do Zoológico, João Carlos Jardim, entregou a Celestino Killing e à esposa Laide Zorgetz o certificado de batismo dos três tucanos, que a partir de agora levam os nomes de Tuko, Tuka e Tuki. Esta é a maior espécie de tucano. O bico é a sua  principal característica, útil para apanhar e descascar frutos e para intimidar outros animais. Os tucanos vivem em bandos, porém separam-se aos pares na época da reprodução. Fazem seu ninho em ocos de árvores ou em galerias de barrancos. Quando alimentamse de frutos, os tucanos regurgitam a semente e, com isso, ajudam no plantio de árvores de mata nativa.

Arte na Expansão

A artista Ilka Maria Bonzanini Prates cria quadros há dez anos e entre suas preferências estão as rosas. Em sua exposição no hall da revista Expansão, as flores estão pintadas em aquarela, em tons claros. Para ela, as rosas transmitem a beleza e a tranqüilidade. Há seis anos, a pintora está atuando com a técnica aquarela.

Fale conosco

Três Coroas em Festa Aline de Melo Pires/Especial

Envie seu recado à seção Cartas. São duas opções: >> No site www.revistaexpansao.com. br, clique no link Atendimento, escolha o campo Redação e mande sua mensagem; >> Por e-mail, para o endereço redacao@revistaexpansao.com.br. Coloque seu nome completo, telefone e cidade. A Revista Expansão reserva-se o direito de resumir as cartas e e-mails.

Newsletter

Maccarini e as soberanas divulgam o evento

Desde o início do mês a cidade de Três Coroas movimenta-se em torno dos eventos que fazem parte do 9º Três Coroas em Festa. A abertura foi com um grande show aberto à comunidade da Família Lima, em 1º de maio, para marcar o Dia do Trabalhador. Um dos pontos mais altos da festa será em 12 de maio quando se comemora o aniversário da cidade, que completa 50 anos. A programação é intensa e oferece shows para todos os estilos como Papas da Língua, Chitãozinho&Xororó, Tchê Garotos, entre outras atrações nacionais e locais. Os destaques foram comentadas pelas soberanas Vanessa Müller (primeira princesa), Dienifer dos Santos (segunda princesa) e pela rainha Paula Mendes, que, ao lado do diretor de Esportes, Carlos Maccarini, fizeram um convite especial em visita à Revista Expansão.

Maio/2009

O cadastro requer apenas seu endereço de e-mail. Acesse o site www. revistaexpansao.com.br e insira seu endereço de e-mail no cabeçalho do site no campo Newsletter. Você receberá mensalmente a newsletter com as novidades da Revista Expansão. O serviço é gratuito e também disponível para não-assinantes.

Quer assinar a Revista Expansão?

São duas opções: >> Por e-mail assinaturas@revistaexpansao.com.br; >> E pelo telefone: (51) 3065-6380. Revista Expansão |

137


[ Em Cena ]

Mãe

Palavra tão pequenina, Bem sabem os lábios meus Que és do tamanho do céu E apenas menor que Deus!

Foto: Juliana de Jesus Rodrigo e Izabela Lehn Duarte antes da chegada de Alexandre Augusto, nascido em 23 de abril de 2009.

Mário Quintana 138

| Revista Expansão

Maio/2009


Maio/2009

Revista Expans達o |

139


140

| Revista Expans達o

Maio/2009


Revista Expansão - Edição 114