Page 1

Paróquia São José Trabalhador - Campina do Siqueira - Março.2014

1 SANTO DO MÊS

Acesse os sites do Jornal: www.saojosetrabalhador.org - www.facebook.com/psjtcuritiba

Informativo da Paróquia São José Trabalhador - Campina do Siqueira - Curitiba - PR - Brasil Ano XI - No 128 - Março de 2014 - Distribuição Gratuita

Leia nesta edição Editorial Palavra do Pároco Página 2

Atividades do Mês Aniversariantes da Paróquia Página 3

Intenções do Apostolado da Oração 2014 Página 5

A Vida ao Ritmo da Palavra Página 7

Festa de Nossa Senhora da Misericórdia Página 8

Festa Litúrgica do Beato Giácomo Cusmano Página 9

Os Dogmas de Nossa Senhora (Parte 2) Página 11

Ano Missionário 2015 Página 13

Destaque Pastoral Página 14

Momento do Dízimo Página 15

São Domingos Sávio Página 15


2

Paróquia São José Trabalhador - Campina do Siqueira - Março.2014

Acesse os sites do Jornal: www.saojosetrabalhador.org - www.facebook.com/psjtcuritiba

Palavra do Pároco

EDITORIAL Prezado leitor, Durante o longo desses 13 anos, conduzimos nosso jornal sempre com muito carinho e dedicação. De nossa equipe antiga, poucos ainda continuam fazendo o jornal que você lê. Outros, por motivos pessoais, se desligaram das atividades e outros, saudosamente, faleceram. Mas, estamos renovando o elenco que trabalhará para compor a nova equipe do Jornal. E ainda este ano, será criada em nossa Paróquia a Pastoral da Comunicação, já que o Jornal é apenas um ramo disso. Portanto, junte-se a nós e venha contribuir com ideias e artigos, afinal O Trabalhador pertence à comunidade. Não poderíamos deixar de acrescentar que o Jornal é feito também com algum sacrifício e que é pago por nossos anunciantes. Sustentamos durante vários anos os sucessivos reajustes que vem por conta de uma economia debilitada mundialmente. O papel que é confeccionado o jornal tem sua cotação feita em dólar, portanto que cada vez que existe alta no dólar, o jornal sofre os seus reajustes e que ultrapassamos o limite, mesmo porque o Jornal O Trabalhador não visa lucro, e para continuarmos produzindo nosso exemplar, fomos obrigados a reajustar os preços. Ciente de que os empresários entendem essa cruel matemática da inflação, agradecemos aqueles que ainda quiserem e puderam continuar nesta árdua caminhada e convidamos a outros empresários que em tendo interesse em divulgar o seu estabelecimento comercial, bem como em auxiliar nesta caminhada, que entrem em contato com este redator através do telefone celular 9151-5535 ou com o Sr. Cândido, cujo telefone se encontra no expediente. Também frisamos o nosso e-mail para contatos: jornalotrabalhador@yahoo.com.br. Esperançoso que este ano de 2014 seja um ano profícuo e lucrativo a todos os empresários e mais uma vez reiteramos o mais profundo e sincero agradecimento.

Caros irmãos e irmãs, neste mês de março iniciamos o ciclo litúrgico da Páscoa, com o tempo da Quaresma. É tempo de penitência, de revisão de vida, de conversão, de reconciliação com Deus e com os irmãos. Neste tempo quaresmal seguiremos o itinerário promovido pelos textos bíblico-litúrgicos do ano A, cujo objetivo é proporcionar-nos um grande retiro de quarenta dias de cunho catecumenal, a fim de que a comunidade cristã possa, acompanhando os escrutínios e as purificações próprias realizadas pelos catecúmenos ao longo deste tempo, chegar às festas pascais e renovar suas promessas batismais na Vigília Pascal, juntamente com aqueles que serão batizados naquela Noite Santa. Com este tempo da quaresma refletiremos também o tema da Campanha da Fraternidade deste ano que será: Fraternidade e Tráfico Humano. O lema será: “É para a liberdade que Cristo nos libertou” (Gl 5,1). “Desejando que os cristãos e todas as pessoas de boa vontade se somem a essa luta contra o tráfico de pessoas, a CF

EXPEDIENTE Informativo

R. Major Heitor Guimarães, 1525 - Campina do Siqueira - Curitiba - PR -(41) 33369550 / Tiragem: 1.500 exemplares / Diretor responsável: Pe. Carlos Marson / Presidente Pascom S. J. Trabalhador: Adolfo Rosevics Filho / Redator e Jornalista: Leônidas A. R. Dias - DRT 234/02/18v-PR / Diagramação e Arte: Editora Exceuni Ltda - 3657-2864 9983-3933 / Publicidade: Natalina - 3339-1036 Distribuição: Cândido Aleixo do Nascimento -Tel.: 3336-8810

Os textos são de responsabilidade de seus autores. A Paróquia São José Trabalhador não se responsabiliza pelo conteúdo dos artigos assinados. Os textos poderão ser reduzidos por questão de espaço. Colabore e envie artigos para o jornal pelo e-mail: jornalotrabalhador@yahoo.com.br - Nosso Site: www.psjtrabalhador.com.br

de 2014 propõe Padre Carlos e assume o se- Donizete guinte objetivo: Marson, Identificar as prá- s.d.P. ticas de tráfico humano em suas várias formas e denunciá-las como violação da dignidade e da liberdade humanas, mobilizando cristãos e pessoas de boa vontade para erradicar este mal com vista ao resgate da vida dos filhos e filhas de Deus. E para que este objetivo chegue a ações concretas, propõe e assume os seguintes objetivos específicos: 1. Identificar as causas e modalidades do tráfico humano e os rostos que sofrem com essa exploração. 2. Denunciar as estruturas e situações causadoras do tráfico humano. 3. Reivindicar, dos poderes públicos, políticas e meios para a reinserção das pessoas atingidas pelo tráfico humano na vida familiar e social. 4. Promover ações de prevenção e de resgate da cidadania das pessoas em situação de tráfico. 5. Suscitar, à luz da Palavra de Deus, a conversão que conduza ao empenho transformador dessa realidade aviltante da pessoa humana. 6. Celebrar o mistério da morte e ressurreição de Jesus Cristo, sensibilizando para a solidariedade e o cuidado às vítimas deste mal.” (Manual da CF 2014) Em nossa paróquia esta sensibilização acontecerá não apenas nas celebrações dominicais, mas sobretudo nos pequenos grupos que se reúnem para meditar a Palavra de Deus, com o subsídio arquidiocesano “Caminhando” e, também, com as celebrações da Vias-Sacras na igreja e nos grupos de reflexão. Caberá a cada paroquiano, em particular, a responsabilidade pessoal de inteirar-se desta temática e ficar alerta contra as situações de risco à liberdade humana que, possam, de uma forma ou de outra, manifestarse furtivamente também em nossa realidade territorial. Todos somos corresponsáveis por um mundo mais justo, livre e fraterno.

VOCÊ.. Está preocupado com sua maneira de beber? Não tem controle sobre a bebida? Não acha que está na hora de pedir ajuda? Venha participar dos A. A. Alcoólicos Anônimos. É anônimo. Você não precisa se identificar nem se apresentar. Reuniões toda segunda-feira, 20 horas.


Paróquia São José Trabalhador - Campina do Siqueira - Março.2014

Acesse os sites do Jornal: www.saojosetrabalhador.org - www.facebook.com/psjtcuritiba

PSICOLOGIA ATENDIMENTO PSICOLÓGICO DENTRO DA PARÓQUIA Lembramos a todos que a Paróquia São José Trabalhador conta com um serviço de psicologia clínica, realizado por profissionais voluntários, que atendem crianças, adolescentes e adultos. Quem necessitar de atendimento, basta agendar um horário na Secretaria da Paróquia.

Atividades do Mês MISSAS Todos os dias da semana de segundaà sexta-feira às 19h30. Aos sábados: 19h. Domingo: 8h, 10h e 19h Nas quartas-feiras também há missa às 7h30 Novena de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro: Toda quarta-feira, após as missas. Na primeira sexta-feira do mês: Missas do Apostolado da Oração: 15h CURSO DE BATISMO: Personalizado Agende encontros na Secretaria da Paróquia. LEGIÃO DE MARIA: Toda terça-feira da semana, às 14h30, e sábado às 9h GRUPO DE ORAÇÃO – RCC Às terças-feiras, com a missa: 19h30 GRUPO DOS ALCOÓLICOS ANÔNIMOS: Toda segunda-feira: 20h toda quinta, das 20 às 22h reunião dos NA Narcóticos Anônimos BOCADO DO POBRE: Reuniões 2a. segunda-feira de cada mês: 20h. Missas do bocado: aos terceiros domingos de cada mês Traga o seu quilo de alimento neste dia. CATEQUESE: Aos sábados: das 9h às 10h30 ATENDIMENTOS DO PÁROCO De terça a sexta-feira das 14h às 16h30 para a comunidade Às sextas-feiras e sábados das 09h às 11h para os noivos

Atividades do Mês 01 01

sábado - 9h - Não haverá catequese (recesso de carnaval) sábado - 15h - Terço da Misericórdia Divina e Novena de São José Trabalhador 05 quarta-feira - 8h e 19:30 - Missa de Cinzas 05 quarta-feira - 20h - Reunião da Equipe Pastoral Familiar 06 quinta-feira - 20h - Formação litúrgica aberta a toda a comunidade. 07 sexta-feira - 15h - Missa e Hora Santa do Apostolado da Oração. 07 sexta-feira - 20:30 - Reunião do Movimento de Irmãos 08 sábado - 9h - Encontro de catequese e Reunião catequistas 08 sábado - 9h - Reunião Pastoral da Comunicação 08 sábado - 14h - Encontro de formação litúrgica sobre o Ano Litúrgico e o Tempo da Quaresma, no salão paroquial, aberto as equipes de liturgia e canto e toda a comunidade 10 segunda-feira - 14:30 - Reunião das Mensageiras de Maria 10 segunda-feira - 19:30 - Início da Via Sacra nos setores dos grupos de reflexão 10 segunda-feira - 20h - Reunião do Bocado do Pobre 10 segunda-feira - 20h - Formação Catequistas 11 terça-feira - 20h - Noite de formação com EMM (Encontro Matrimonial Mundial) aberto a comunidade, no salão paroquial 12 quarta-feira - 20h - Encontro equipe Missionária 13 quinta-feira - 20h - Formação litúrgica aberta a toda a comunidade. 14 sexta-feira - 19h - Início da Via Sacra na Paróquia (todas as sextas, 19h) 14 sexta-feira - 19:30 - Festa litúrgica Beato Giácomo Cusmano 14 sexta-feira - 20h - Reunião dos festeiros para a Festa do Padroeiro 15 sábado - 9h - Retiro Espiritual Missionário, aberto a comunidade, Chácara Bom Pastor 15 e 16 sábado e domingo - As missas serão do Bocado do Pobre. Traga seu quilo de alimento e um produto de higiene. 18 segunda-feira - 20h - Reunião do CAEP 19 quarta-feira - 19:30 - Missa solene em honra a São José 20 quinta-feira - 20h - Formação litúrgica aberta a toda a comunidade. 22 sábado - 9h - Reunião dos pais dos catequizandos "Catequese Familiar", seguido de café 22 sábado - 19h - Missa e Reunião festiva do Movimento de Irmãos 25 segunda-feira - 20h - Reunião dos MESC´s 27 quinta-feira - 20h - Reunião do CPP 29 sábado - 9h - Não haverá catequese, feriado aniversário de Curitiba

15h 17h

TODOS OS SÁBADOS TEMOS: Grupo de adolescentes Grupo de jovens

PARTICIPEM! TODO DIA 1 O DE CADA MÊS, NOVENA DE SÃO JOSÉ, ÀS 15H E TTOD OD A QU AR TA , 7 :30 E 1 9:30 MISSA E NO VENA ODA QUAR ART 7:30 19:30 NOVENA DE NOSSA SENHORA DO PERPÉTUO SOCORRO

3

Mensageiras de Maria ANIVERSARIANTES DE MARÇO Leonilda M. da Silva (auxiliar) ........................... 03 Vera E. de Amaral Maia ...................................... 11 Elfrida Hachemberg ............................................ 15 Marciarita Salvão ................................................ 21 Ivani Rocha .......................................................... 24

Apostolado da Oração ANIVERSARIANTES DE MARÇO Rosa Voitck Figurski ......................................... 01 Catarina Sprada ................................................ 04 Teófilo Pampuche ............................................. 05 Marlene Terezinha da Silva .............................. 06 Aparecida Campos ............................................ 06 David Lau ........................................................... 07 Noemia Basso ................................................... 10 Lindomir Ricetti ................................................ 13 Elfrieda Hackemberg ........................................ 15 Ilde Batista ......................................................... 16 Maria da Luz Pietrzak ....................................... 19 Nilse Genari ...................................................... 20 Alzira Zancanaro de Almeida ........................... 21 Marcianita Salvão ............................................. 21 Niucéria Cavichiolo .......................................... 21 Edenir Correia ................................................... 23 Lúcia Oidek Bezerra .......................................... 24 Luiz Sikora ......................................................... 31

SAGRADO CORAÇÃO DE JESUS, FAZEI O NOSSO CORAÇÃO SEMELHANTE AO VOSSO

DIZIMISTAS ANIVERSARIANTES 01 01 03 03 03 04 04 05 05 05 06 08 08 09 09 10 11 12 13 14 14 15 17 17 18 19 20 20 20 21 21 21 23 25 25 25 26 27 28 31

MARÇO Irineu João Spizewski Rosa Voitkiv Figurski Luciana Sokoloski Fábio Zancanaro Leonilda V ieira Passaura Trajano Almeida Reginolo Amanda São João Moura Fabiana Mariani Benitez Claudia Regina Kay Vera Lucia Andrade Rubens da Silva Filho Ubirajara Cabeda Eliana Casagrande Andretta Maria Lidia Gerhardt Tominaja Conceição de Melo Noemia Basso Denise Cristina Bigaiski Marlene Mermer Altair José Dellagranna Luiz Augusto Panek Orides Antunes de Melo Elfrieda Hackenberg Heleno Penteado Lopes Alceu Tippa Dalton Luis Sokoloski José Gorski Mauro Brustolin Iplinski José Emanuel Ferreira Nello José Smolareck Marcianite Marcondes Salvão Alzira Zancanaro de Almeida Lineu Spiewski Vanizaro Garcia de Moura Alfredo Mildemberger Marino José Beuren Tânia Mara Liesenberg Beuren Eadna Pereira Regina Roberta Libenti Tippa Denise Pereira Thiago Astorga Martins


4

Paróquia São José Trabalhador - Campina do Siqueira - Março.2014

Acesse os sites do Jornal: www.saojosetrabalhador.org - www.facebook.com/psjtcuritiba

Profissão Religiosa No dia 23 de Fevereiro de 2014, durante a concelebração eucarística, realizada na Paróquia "São José Trabalhador" em Curitiba, emitiram a Primeira Profissão os noviços Antonio Carlos Duarte e Mauricio Sangaletti. Durante a mesma celebração os irmãos Juniores do Brasil renovaram os votos e dois seminaristas entraram no Postulantado. A Eucaristia foi presidida pelo Delegado Pe. Hélio Meira Augusto.

Ir. Antônio assinando a fórmula de profissão

Irmãos Gleison, Felipe, Genival, Márcio e Thalisson renovando seus votos religiosos

Apresentação dos professandos

Ir. Maurício assinando a fórmula de profissão sobre o Altar

Entrega da Cruz aos novos Missionários Servos dos Pobres

Início do postulantado dos seminristas Bergson Marconi e Laionel Flores

11. Religiosos Servos dos Pobres em foto oficial após a celebração

Irmão Antonio

Irmão Maurício

Entrega dos terços aos neo-professos

Frei Messias renovando devocionalmente seus votos, celebrando 44 anos de Vida Religiosa

Ir. Maurício e Ir. Antônio Carlos ladeando seu Mestre de Noviciado, Pe. Hélio


Paróquia São José Trabalhador - Campina do Siqueira - Março.2014

Acesse os sites do Jornal: www.saojosetrabalhador.org - www.facebook.com/psjtcuritiba

5

Apostolado da Oração

Rezemos com o Papa - Intenções do Apostolado da Oração 2014 Para que o Espírito Santo sustenha o serviço dos leigos que anunciam o Evangelho nos países mais pobres.

JANEIRO Universal – Desenvolvimento económico: Para que seja promovido um autêntico desenvolvimento económico, respeitoso da dignidade de todas as pessoas e de todos os povos. Pela Evangelização – Unidade dos cristãos: Para que os cristãos das diversas confissões caminhem em direcção à unidade desejada por Cristo. FEVEREIRO Universal – Idosos na Igreja e na sociedade: Para que a sabedoria e experiência de vida dos idosos sejam reconhecidas na Igreja e na sociedade. Pela Evangelização – Colaboração na missão: Para que os sacerdotes, religiosos e leigos colaborem com generosidade na missão de evangelizar. MARÇO Universal – Direitos da mulher: Para que todas as culturas respeitem os direitos e a dignidade da mulher. Pela Evangelização – Jovens evangelizadores: Para que muitos jovens acolham o convite do Senhor a consagrar a vida ao anúncio do Evangelho. ABRIL Universal – Ecologia e justiça: Para que os governantes promovam o respeito pela criação e uma justa distribuição dos bens e dos recursos naturais.

AGOSTO Universal – Acolher os refugiados: Para que os refugiados, obrigados a abandonar as suas casas por causa da violência, sejam acolhidos com generosidade e vejam respeitados os seus direitos. Pela Evangelização – Cristãos na Oceânia: Para que os cristãos na Oceânia anunciem com alegria a fé aos povos do continente.

Pela Evangelização – Esperança para quem sofre: Para que o Senhor Ressuscitado encha de esperança o coração daqueles que experimentam a dor e a doença. MAIO Universal – Meios de comunicação: Para que os meios de comunicação sejam instrumentos ao serviço da verdade e da paz. Pela Evangelização – Maria, guia para a missão: Para que Maria, Estrela da Evangelização, guie a missão da Igreja no anúncio de Cristo a todos os povos. JUNHO Universal – Apoio aos desempregados: Para que os desempregados consigam o apoio e o trabalho de que necessitam para viver

com dignidade. Pela Evangelização –Raízes cristãs da Europa: Para que a Europa reencontre as suas raízes cristãs através do testemunho de fé dos crentes. JULHO Universal – Desporto e humanização: Para que a prática do desporto seja sempre oportunidade de fraternidade e crescimento humano. Pela Evangelização – Missionários leigos:

SETEMBRO Universal – Portadores de deficiência mental: Para que os portadores de deficiência mental recebam o amor e a ajuda que necessitam para levar uma vida digna. Pela Evangelização – Serviço aos pobres: Para que os cristãos, inspirados pela Palavra de Deus, se comprometam com o serviço aos pobres e aos que sofrem. OUTUBRO Universal – Paz nos países em conflito:

Para que o Senhor conceda a paz às regiões do mundo mais afectadas pela guerra e pela violência. Pela Evangelização – Dia Mundial das Missões: Para que o Dia Mundial das Missões desperte em cada cristão a paixão e o zelo por levar o Evangelho a todo o mundo. NOVEMBRO Universal – Pessoas em solidão: Para que as pessoas que sofrem a solidão sintam a proximidade de Deus e o apoio dos irmãos. Pela Evangelização – Formadores do clero e dos religiosos: Para que os seminaristas, os religiosos e as religiosas jovens tenham formadores sábios e bem preparados. DEZEMBRO Universal – Natal, esperança para a humanidade: Para que o nascimento do Redentor traga paz e esperança a todos os homens de boa vontade. Pela Evangelização – Pais evangelizadores: Para que os pais sejam autênticos evangelizadores, transmitindo aos filhos o dom precioso da fé.

Deus, nosso Pai, eu te ofereço todo o dia de hoje: minhas orações e obras, meus pensamentos e palavras, minhas alegrias e sofrimentos, em reparação de nossas ofensas, em união com o Coração de teu Filho Jesus, que continua a oferecer-se a Ti, na Eucaristia, pela salvação do mundo. Que o Espírito Santo, que guiou a Jesus, seja meu guia e meu amparo neste dia, para que eu possa ser testemunha do teu amor. Com Maria, Mãe de Jesus e da Igreja, rezo especialmente pelas intenções do Santo Padre para este mês.


Paróquia São José Trabalhador - Campina do Siqueira - Março.2014

Acesse os sites do Jornal: www.saojosetrabalhador.org - www.facebook.com/psjtcuritiba

PASSATEMPO

○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○

6

MEIO AMBIENTE

Australianos criam máquina que vai salvar milhões de árvores

É difícil não ficar apaixonado pelo engenho que a empresa australiana Vicroads criou para transportar árvores que, por algum motivo, precisam sair de um ponto para outro. Neste caso, as obras entre duas estradas em Berwick, nos arredores de Melbourne, obrigava à recolocação de algumas árvores. De

forma rápida e eficaz, e sem agredir o ambiente, a Vicroads tratou do assunto. O trabalho consiste em levar o caminhão, com um equipamento especial, para junto da árvore, cavar em volta e levá-la sem danificar as raízes. Depois o caminhão se desloca para o novo lugar e faz a cova onde ela será plantada.

O trabalho foi feito como parte das obras pra atualização da estrada entre Clyde High Street e Kangan Drive, na Austrália. Essa máquina poderia ser capaz de evitar o corte de diversas árvores, que muitas vezes acabam sendo derrubadas para realização de obras pela impossibilidade de serem transportadas.

Formas de combater enxaqueca sem tomar remédio A enxaqueca - dor de cabeça que pode vir acompanhada de uma série de sintomas, como náusea, vômito e sensibilidade à luz - atinge entre 2% e 3% da população brasileira. Entre essas pessoas, uma em cada dez sofre com a forma crônica do problema: crises em pelo menos metade dos dias de um mês. A enxaqueca é uma dor de cabeça primária, o que significa que ela não acusa uma doença séria de saúde, mas

pode ser incapacitante ou prejudicial ao cotidiano das pessoas. Não existe cura para a enxaqueca, como explica o neurologista Antônio Galvão, coordenador do departamento de dores da Academia Brasileira de Neurologia. "A única coisa que parece curá-la é a idade. Ainda não se sabe o motivo, mas, na maioria das vezes, as pessoas deixam de apresentar o problema conforme envelhecem, especialmente após os 60 anos", diz.

SAÍDA Existem, porém, formas de diminuir a prevalência de crises e de atenuar as dores. "Quando as crises são intensas e o problema se torna crônico, os medicamentos são fundamentais. Em casos menos graves, muitas vezes é possível combater o problema sem a ajuda de remédios", diz Galvão. O primeiro passo para prevenir enxaqueca é identificar o fator que desencadeia as crises e evitá-los.

Chocolate, vinho tinto e comidas gordurosas são causadores comuns do problema, mas isso não quer dizer que todo mundo precise evitar esses alimentos. "Cada pessoa apresenta um fator desencadeante. Um indivíduo pode ter crises quando come chocolate, mas não sente dor depois de tomar muito vinho, por exemplo", explica o neurologista. Caso a crise se instale, há práticas aconselháveis para reduzir a dor - fazer compressas de gelo,

deitar em um ambiente escuro e consumir (pouca) cafeína são algumas das principais. Tais medidas evitam o excesso de analgésicos e isso é benéfico, pois, quanto mais remédios do tipo uma pessoa toma, mais o seu corpo se tornará tolerante e dependente dele. Com isso, o indivíduo deixará de responder aos efeitos do medicamento e pode transformar a enxaqueca em um problema crônico.


Paróquia São José Trabalhador - Campina do Siqueira - Março.2014

Acesse os sites do Jornal: www.saojosetrabalhador.org - www.facebook.com/psjtcuritiba

7

A Vida ao Ritmo da Palavra

Leitura orante - tema 10

Mt. 10.5-13 De graça recebestes, de graça dai.... Sede prudentes como a serpente e sem malicia como as pombas. Te xt o Mt. 1 0, 5-1 xto 10, 5-13. 3. Jesus enviou esses doze, com estas recomendações; não tomeis o caminho dos gentios, nem entreis em cidade dos samaritanos, dirigi-vos antes, as ovelhas perdidas da casa de Israel; dirigindo-vos a elas. Proclama que o reino dos céus está próximo. Cura doentes, ressuscitou mortos, purificai os leprosos expulsai os demônios, de graça recebestes de graça deveis dar não leveis ouro nem prata nem cobre nos vossos cintos nem alforje para o caminho, nem duas túnicas nem sandálias, nem cajado, pois o operário e digno de seu sustento quando entrardes numa cidade ou povoado, procurai de alguém que seja digno e permanecei ali até retirardes do lugar, ao entrardes na casa , saudai-a e se for digna desça a vossa paz sobre ela se não for digna, volte a vós a vossa paz.

graça também é muito importante para a comunidade primitiva cf, 2 Cor,11,7) o reino se anuncia com palavras e testemunho. Os sinais da presença do reino são antes de tudo, gestos concretos, realizados de graça; curem os doentes, ressuscitem os mortos... Receberam de graça deem também de graça. Ao contrario dos outros missionários os discípulos e as discípulas de Jesus não podem levar nada; não levem nos cintos moedas de ouro, de prata. ou de cobre... Isto significa que devem confiar na hospitalidade do povo, pois o discípulo vá sem nada levando apenas a paz. Mc. 10.13) o pregador merece o seu sustento cf<mt,10,10) mas não deve cobrar os benefícios feitos à comunidade no exercício de sua missão, basta o necessário para a subsistência cf,mt,10,9-10) compare com 1 cor,9,3-13) os enviados devem conduzir sua missão sem despesas para seus beneficiários, para assegurar acesso aos pobres, 5,3 não tirando proveito do trabalho imitam assim a pratica de Jesus para com eles cf, 4,18-22) 9,9-10)

Situando o texto contexto A narrativa de Mateus 10,5-13 está emoldurada como terceira parte do discurso apostólico ou discurso de missão propriamente dito. O texto destaca as instruções concretas de como realizar a missão, o agir dos doze é interpretado com a continuação do agir messiânico de Jesus MT, 11.5 que coloca o agir de Jesus na linha messiânica anunciada em is, 61,1 depois de ter enumerado os nomes dos doze, Jesus envia os discípulos com algumas recomendações não devem tomar o caminho dos pagãos; não devem entrar nas cidades dos samaritanos e devem ir por primeiro as ovelhas perdidas da casa de Israel, anunciem que o reino de Deus está próximo o evangelista procura acentuar quem são os interlocutores da missão. A quem eles devem anunciar; a proposta do reinado de Deus vai além dos da casa de israel. O apostolo Paulo afirma em suas cartas este principio de abertura da proposta cristã aos pagãos. A boa nova trazida por Jesus devia ser anunciada primeiro aos judeus e depois aos pagãos cf. Rm 9, 113,36 cf at. 1,8;11,3;13,46; 15, 15,23-29) mas adiante o próprio evangelista, na conversa com Jesus com a mulher cananeia situa o mesmo contexto de abertura aos pagãos ( cf. Mt, 15, 21-29) aos discípulos é dada também a recomendação de não andar de casa em casa , mas devem procurar uma pessoa de paz e permanecer nesta casa, por meio desta nossa prática do império romano anunciam) Jesus faz uma critica á cultura de acumulação que marcava a politica do império romano

Interpretação O texto nos aponta o caminho do resgate dos valores comunitários do passado, a hospitalidade, a partilha, a comunhão, de mesa, a acolhida aos excluídos tudo implica numa revisão de nossas estruturas em vista de uma causa maior, o reinado de Deus. Por quem nos optamos colaborar em sua edificação. A forma pedagógica com que Jesus ensina nos abre os horizontes para acolher o diferente E conviver comunitariamente de forma harmoniosa e preciso reconstruir verdadeiras comunidades, Renovar a aliança primeira e dar novos passos a missão.

e anunciam um novo modelo de convivência a novidade do ensinamento é fazer o povo perceber a presença do reinado de Deus no meio deles, no tempo de Jesus cada grupo religioso tinha uma noção de reino os fariseus por exemplo, pensavam que o reino só chegaria quando a observância da lei fosse perfeita, para os essênios quando o país fosse purificado; Jesus pensa diferente, ele tem outra maneira de ler os fatos, ele diz que o prazo já se esgotou mc,1,15) e que o reino está próximo ou que o reino chegou. O texto. No versículo 5 temos uma reformulação da autoridade de Jesus, a estrutura comunitária (estes doze) e a extensão da missão para eles (envio) os versículos 5b-6 contêm uma proibição desconhecida em Marcos e Lucas, e que contradiz mt,28, 18-20 ) cf, at.8,5-26 este logo foi certamente, introduzido pelo redator com a finalidade teológica em acentuar que Deus não abandonou Israel, nos é dada uma informação tríplice, não tomeis o caminho dos gentios, nem entreis em cidade dos samaritanos, dirigi-vos antes ás ovelhas perdidas da, casa de Israel. O anúncio do evangelho devera ser por primeiro às ovelhas perdidas da casa de Israel,v.66) Essas ovelhas perdidas da casa de Israel formarão agora o novo povo de Deus (cf.MT,21,31-32) o conteúdo do ensinamento de Jesus é determinado está próximo o reinado dos céus (v7) A ordem dada no v, 8b; recebestes de graça, dai de

-

PASSOS DE UM CAMINHO Leitura o que diz o texto? Leitura repetida do texto.

Repetir palavras ou frases, ampliar a compreensão do texto. MEDIT AÇÃO MEDITAÇÃO O que o texto diz para nós? Oração o que o texto nos faz dizer a Deus? Canto oração... Contemplação. - O que mudou em nosso jeito de ser a partir desta leitura orante? -

O senhor nos ilumine e conserve na alegria da esperança, na paz. Ir,, Amélia Duar t e Durán - ser servva dos pobres Ir

Você Já participa de alguma pastoral? Já pensou em participar da pastoral familiar? Junte-se a nós! Venha ser Igreja conosco!


8

Paróquia São José Trabalhador - Campina do Siqueira - Março.2014

Acesse os sites do Jornal: www.saojosetrabalhador.org - www.facebook.com/psjtcuritiba

Festa de Nossa Senhora da Misericórdia

Fotos: Zecleide

Procissão de entrada na celebração de N. Sra. da Misericórdia (21/02)

"No último dia 21 de fevereiro de 2014, às 19,30h celebrou-se em nossa comunidade a Festa de Maria Imaculada Mãe da Misericórdia. À celebração, concelebrada por Pe. Hélio Meira

Augusto - delegado dos Missionários Servos dos Pobres e o Pároco, Pe. Carlos, participaram os membros da Associação Giácomo Cusmano, também conhecida como Bocado do Pobre, que

Celebrante Pe. Carlos, ao centro, com Concelebrante Pe. Hélio à direita e Diác. Bento à esquerda

celebra neste dia a sua fundação. Durante a celebração os associados renovaram suas promessas de adesão à Associação, segundo o espírito de caridade do seu fundador, o Beato Giá-

Foto oficial com todos os associados diante do Altar

Momento da renovação das promessas dos associados: todos diante do Altar

como Cusmano. Publicamente se consagraram ao serviço dos pobres, seguindo o projeto apostólico de "caridade sem limites", em louvor à Santíssima Trindade e a serviço da Igreja. Ao

Comunidade das Irmãs Servas dos Pobres presentes à celebração (Ir. Claudete, Ir. Amélia, Ir. Lucila e Ir. Maria)

término da celebração foi apresentada a nova diretoria da Associação e, logo após, nas dependências das salas de catequese, foi realizada uma partilha fraterna."

Foto com todos os membros da Família Cusmaniana (Associados, religiosos e religiosas e seminaristas) diante do Altar

Ao final da celebração, apresentação da nova diretoria do Bocado: Pe. Carlos - Diretor Espiritual; Bernadete Bontorin - Segunda Secretária; Geni Cordoni - Presidente; Marcelo Cordoni - Vice-presidente; Valdemir Brancaglion - Tesoureiro; Miriam Elizabeth Costa Gaiotto - Vice-teroureira; Jair Alves da Silva - Secretário


Paróquia São José Trabalhador - Campina do Siqueira - Março.2014

Acesse os sites do Jornal: www.saojosetrabalhador.org - www.facebook.com/psjtcuritiba

9

Festa Litúrgica do Beato Giácomo Cusmano: Dia 14 de março Missa Solene às 19h30. Elevemos nossa ação de graças a Deus por este santo sacerdote, fundador da obra do Bocado do Pobre, que nos inspira como modelo de caridade e fé e de doação aos irmãos mais necessitados. ORAÇÃO A O BEA TO GIÁCOMO CUSMANO AO BEAT Amabilíssimo Pe. Giácomo Cusmano, que consumaste tua vida no amor e no serviço a Jesus Cristo na pessoa dos Pobres, ensina-nos a praticar na nossa vida o "Mandamento Novo" do Senhor, mediante a prática amorosa das Obras de Misericórdia. Ajuda-nos a descobrir a alegria do serviço, para atingirmos a "Fé por meio da Caridade". Livranos de sentir-nos tão pobres de não poder dar nada, ou tão ricos de não poder receber nada. Torna-nos capazes de condividir com os outros aquilo que temos e somos, em espírito de autêntica comunhão. Intercede por nós para que, amando e servindo, sob teu exemplo, a Cristo escondido no mistério dos Pobres, possamos um dia contemplá-Lo e possui-Lo para sempre contigo na Casa do Pai. Amém

Os cônjuges estão vinculados um ao outro da maneira mais profundamente indissolúvel. A sua pertença recíproca é a representação real, através do sinal sacramental, da mesma relação de Cristo com a Igreja. (EXORTAÇÃO APOSTÓLICA FAMILIARIS CONSORTIO DE SUA SANTIDADE JOÃO PAULO II )

Produtos Canção Nova Evangelização Porta a Porta Autorizada: Elza Dias Lugnani TEL: 3336-9280 e-mail: elzalugnani@hotmail.com

ANUNCIE AQUI ENTRE EM CONT ATO CONTA COM NA ARIA SECRET SECRETARIA DA P ARÓQ UIA PARÓQ ARÓQUIA E DIVUL GUE DIVULGUE SUA EMPRESA!


10

Paróquia São José Trabalhador - Campina do Siqueira - Março.2014

Acesse os sites do Jornal: www.saojosetrabalhador.org - www.facebook.com/psjtcuritiba

CUIDADOS COM A SAÚDE Perceba possíveis doenças pelas unhas Olhe para as mãos e veja como estão as suas unhas. Percebe manchas diferentes? Estão quebradiças? A espessura está normal? Qual a coloração delas? Caso note algo incomum, atenção! O seu corpo talvez esteja sinalizando possíveis enfermidades associadas. "Alterações devem ser observadas com rigor, pois podem significar desde falta de nutrientes, estresse e micoses até problemas mais sérios, como diabetes, disfunções hormonais ou insuficiência renal", alerta Angélica Pimenta, dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD). Veja como identificar esses e outros possíveis problemas. - Manchas esbranquiçadas: estão relacionadas à anemia, à carência de zinco e proteínas, a dermatites de contato (alergias a esmaltes, sabões, detergentes), à psoríase, a micoses, à intoxicação por metais pesados ou à insuficiência renal. O uso de determinados medicamentos, como os remédios quimioterápicos e alguns antibióticos, também pode causar esses sinais, assim como tirar demais as cutículas (http:// www.portalvital.com/beleza/unhas/atencao-para-

-

-

-

os-cuidados-ao-fazer-asunhas-em-casa) sem os cuidados de higiene, deixando a porta aberta para outras doenças. Manchas amareladas: essa característica é bem frequente em pessoas que fumam, pois a nicotina do cigarro muda a coloração das pontas dos dedos, assim como em quem usa esmaltes escuros com frequência. Se nenhum dos dois for o seu caso, a causa pode vir do consumo de antibióticos, da ingestão em excesso de betacaroteno (precursor da vitamina A, encontrado na cenoura, na beterraba e no mamão, entre outras frutas e verduras de tonalidade alaranjada), de diabetes, de micoses, de males do fígado ou de infecção fúngica. Totalmente amareladas, espessas e sem crescimento: pode haver algum problema ligado a distúrbios pulmonares. Pontos arroxeados ou azulados: em alguns casos, significa que há falta de oxigenação no corpo o que indica uma possí-

Se você sofre pelo uso de DROGAS de um familiar ou amigo compartilhe conosco

LINHA DE AJUDA (41) 8 8 5 2 - 8 7 7 4 E-mail: naranon.curitiba@hotmail.com

-

-

-

-

-

vel infecção nos pulmões. Também vale investigar a existência de micoses, tumores, ingestão de remédios coagulantes, problemas cardíacos ou lúpus eritematoso. Metade branca, metade avermelhada: sinal de possíveis problemas renais. Esverdeadas ou com inchaços, vermelhidão e dor que se expande ao redor dos dedos: sugerem alguma infecção bacteriana ou micose. Faixas escuras: se surgirem essas linhas, procure o médico o mais rápido possível, pois pode ser câncer de pele. Em alguns casos, pode ser também disfunções hormonais e micoses. Ondulações: geralmente são consequência de traumas causados pelo uso da espátula de empurrar cutícula com muita força. Caso não tenha ido à manicure recentemente, atenção! Esse sinal aponta anemia, doença cardíaca ou pulmonar. Fragilidade, sequidão e tendência à descamação: são indicações de falta de cálcio, de zinco e de vitaminas A, B e E (nutrientes presentes na unha) ou de carência de ferro. Em casos mais graves, apontam anemia ou hipotireoidismo.

DÍZIMO

O dízimo não é caridade, é generosidade. Dou a quem tem muito mais: Deus. E porque Ele tem muito e vê minha generosidade me devolve mais.

E DEUS NUNCA SE DEIXA VENCER EM GENEROSIDADE!

Evite o sedentarismo, pratique atividade física O excesso de peso e a obesidade aumentaram nos últimos seis anos no Brasil, é o que aponta o mais recente levantamento realizado pelo Ministério da Saúde. A obesidade é um forte fator de risco para saúde e tem forte relação com altos níveis de gordura e açúcar no sangue, excesso de colesterol e casos de prédiabetes. Pessoas obesas também têm mais chance de sofrer com doenças cardiovasculares, principalmente isquêmicas (infarto, trombose, embolia e arteriosclerose), além de problemas ortopédicos, asma, apneia do sono, alguns tipos de câncer, esteatose hepática e distúrbios psicológicos. O sedentarismo é definido como a falta ou a grande diminuição da atividade física. O sedentarismo é considerado a doença do próximo milênio. Com a evolução da tecnologia e a tendência cada vez maior de substituição das atividades ocupacionais que, demandam gasto energético por facilidades automatizadas, o ser humano adota cada vez mais a lei do menor esforço reduzindo assim, o consumo energético de seu corpo. DOENÇAS ASSOCIADAS À VIDA SEDENTÁRIA O sedentarismo é a principal causa do aumento da incidência de várias doenças como: - Hipertensão Arterial; - Diabetes; - Obesidade; - Ansiedade; - Aumento do Colesterol; - Infarto do Miocárdio. Esses são alguns dos exemplos das doenças às quais o indivíduo sedentário se expõe. O sedentarismo é considerado o principal fator de risco para a

morte súbita, estando na maioria das vezes associado direta ou indiretamente às causas ou ao agravamento da grande maioria das doenças. OS BENEFÍCIOS DE DEIXAR O SEDENT ARISMO E SEDENTARISMO PRA TICAR A TIVID ADES PRATICAR ATIVID TIVIDADES FÍSICAS REGULARES Melhoram a saúde como um todo, o bem estar e a auto-estima, além de: - Reduz o risco de morrer prematuramente; - Reduz o risco de morrer de doença cardiovascular; - Diminui o risco de desenvolver diabetes; - Reduz o risco de desenvolver pressão alta; - Ajuda a diminuir a pressão sanguínea em pessoas que já têm pressão alta; - Reduz o risco de desenvolver câncer de cólon. - Diminui os sentimentos de ansiedade e depressão; - Ajuda a controlar o peso corporal; - Ajuda a manter ossos, músculos e articulações saudáveis; - Ajuda os idosos a serem mais fortes e mais capazes de se mover ao cair; - Promove o bem-estar psicológico.


Paróquia São José Trabalhador - Campina do Siqueira - Março.2014

Acesse os sites do Jornal: www.saojosetrabalhador.org - www.facebook.com/psjtcuritiba

11

Os Dogmas de Nossa Senhora (Parte 2) DOGMA MÃE DE DEUS THEO TÓK OS THEOTÓK TÓKOS A proclamação deste dogma, se deu no Concílio de Éfeso em 421. Discutia-se a humanidade de Jesus. Também houve uma conclusão a respeito de Maria. O dogma nos vem dizer que Maria é a mãe não de uma parte de Jesus, mas da pessoa toda. No Novo Testamento, Maria é chamada de Mãe 25 vezes e de Virgem 2 vezes. A fala de Isabel confirmou a proclamação do dogma: "...Donde me vem esta honra de vir a mim a mãe de meu Senhor?"(Lc 1, 43). O que ilumina o dogma hoje? Ela é Mãe de Deus Filho, não há aqui uma relação com o Pai e o Espírito Santo. O ser humano é um todo. Desfaz-se o dualismo grego: corpo (matéria imperfeita) e alma (espírito transcendente). Deus assumiu o todo da história humana e se fez um conosco. Tomou a carne como a nossa no ventre de uma mulher. Símbolo do povo que crê, espera e experimenta a chegada de Deus. Deus que pertence a nossa raça. Desvela a grandeza do mistério da mulher: abertura, geradora de vida, nova Eva, mãe da vida. O rosto de Deus já pode ser visto em cada homem e mulher que guarda a esperança e a fé na vida. A serva do Senhor, Maria, está na linha dos servos de Javé. O que a Igreja, especialmente na AL é chamada a ser: serviço aos que sofrem enfermidades, injustiças, perda de sentido da vida, expressão de boa nova e libertação. Deus se "inclina" sobre os fracos, os po-

bres... Ele fez opção pelos pobres e continua a fazer até hoje. Maria de Nazaré é pobre e historicamente insignificante. Em termos sociais mostra a grandeza da missão dos pobres na história da salvação. A mulher do Apocalipse sintetiza a identidade misteriosa entre Maria e a comunidade pobre perseguida; em termos de missão, ambas, em dores de parto geram na história o Messias vencedor da mesma história. O dogma diz que mãe foi Maria e como a sua missão ajudou o Filho: Mãe amorosa: que provou no corpo, nos sentimentos e na mente, uma gravidez normal. Na gravidez comunicou ao feto sentimentos de amor, paz e acolhimento. Depois amamentou o bebê e o tomou nos braços. Educadora: Jesus não precisou de uma super mãe, mas

de uma mulher que desde o útero o acolheu e o fez crescer como gente. Na adolescência ela soube mostrar sua autoridade de mãe. Seguidora: passou pela crise de perceber que o Filho crescido se importava mais com a família dos seguidores. Ela logo achou o seu lugar, porque fez da maternidade um serviço, não privilégio. Ama sem reter: Em Cana seu serviço é de companheira e amiga dos servos de Jesus. Na cruz ela é confirmada como irmã e mãe da comunidade. Maria ensina às mães que mãe não é padecer num paraíso, mas é vocação que prova a vida e que ela tem de bonito e desafiador. A potencialidade da humanidade "gerar Deus". Na medida em que a humanidade: "faz a vontade de Deus", ela se torna "Mãe de Deus". Deus se incorpora na história no seu plano divino e a humanidade responde com a fé e a obediência, com a mediação da Igreja. Orígenes dizia: "O que adianta dizer que Jesus veio na carne tomada de Maria, se não mostro que veio na minha carne?" São Francisco de Assis: "Somos mães de Cristo, quando o levamos em nosso coração e em nosso corpo (...) nós o geramos por uma vida santa, que deve brilhar como exemplo para os outros." Ela praticou a Palavra ouvida. "Ela fez Deus baixar à terra", através da Palavra que encarnou. "Gerou antes no coração pela fé e pela Palavra, só depois no ventre". (Sto Tomás de Aquino). O desafio para nós é fazer acontecer a encarnação social da Palavra, porque Jesus se encarnou em todas as realidades. A solenidade da Mãe de Deus, é celebrada no dia 1° de Janeiro.

ACESSE OS SITES DO JORNAL Você pode vver er o nosso Jornal e saber mais da P aróq uia nos sit es Paróq aróquia sites es:: www .saojose trabalhador .org - www .f acebook .com/psjtcuritiba www.saojose .saojosetrabalhador trabalhador.org www.f .facebook acebook.com/psjtcuritiba

Ir Ir.. Antônio Carlos Duar t e


12

Paróquia São José Trabalhador - Campina do Siqueira - Março.2014

Acesse os sites do Jornal: www.saojosetrabalhador.org - www.facebook.com/psjtcuritiba

Projeto Eco-Solidariedade PROJETO ECO-SOLIDARIEDADE EM NÚMEROS: 15 ENTIDADES BENEFICIADAS 80 EMPRESAS COLABORADORAS POSTOS DE ARRECADAÇÃO 1.625.000.000 de litros de água livres da contaminação de óleo de fritura: É o resultado atual do projeto eco-solidariedade. Segundo a sabesp - cada litro de óleo de fritura contamina 25.000L de água. Já coletamos 65.000L de óleo de fritura doados ao projeto. Já arrecadamos 68.300,00 com a venda do material. Destes valores, parte está sendo usado à gestão auto-sustentável do projeto e parte sendo repassado às entidades sociais beneficiadas. "COLABORE COM O ECO-SOLIDARIEDADE, DOANDONOS ÓLEO DE FRITURAS USADO. ASSIM VOCÊ PRESERVA A NATUREZA E COLABORA COM AS OBRAS SOCIAIS APOIADOS PELO PROJETO". MAIORES INFORMAÇÕES: www.ecosolidariedade.org.br

Nossa Paróquia também está participando da Campanha. Traga seu óleo usado e entregue ao sr. Adão.

ACESSE OS SITES DO JORNAL VOCÊ PODE VER O NOSSO JORNAL E SABER MAIS D A P ARÓQUIA NOS SITES: DA PARÓQUIA

www .saojose trabalhador .org - www .f acebook .com/psjtcuritiba www.saojose .saojosetrabalhador trabalhador.org www.f .facebook acebook.com/psjtcuritiba


Paróquia São José Trabalhador - Campina do Siqueira - Março.2014

Acesse os sites do Jornal: www.saojosetrabalhador.org - www.facebook.com/psjtcuritiba

13

Projeto Ano Missionário 2015

(Parte 2) “O que vimos e ouvimos, isso vos anunciamos” (1 Jo 1,3)

PAR TE 2 ARTE ESTRUTURA DO PROJETO O presente projeto pretende ser inspirador, não impositivo. A intenção é animar e envolver todas as estruturas eclesiais de Curitiba na reflexão, elaboração e execução de projetos específicos para o ano de 2014 e 2015 e em cada instância arquidiocesana. Há um objetivo geral, a ser inspirador para todos, porém, as formas de execução das atividades irão variar de acordo com a realidade de cada uma das forças vivas da arquidiocese, que são convidadas a ler o presente projeto e verificar como será possível a sua execução, seguindo as pistas aqui apresentadas, ou, inspiradas nelas, escolhendo outras ações que melhor respondam aos apelos da realidade que lhes foi confiada. Organizamos o projeto em dois momentos: - animação, escuta e preparação (ano de 2014), com pistas de ação para cada instância arquidiocesana (Paróquias, Setores, 12 Comissões, atividades em nível arquidiocesano). - realização (ano de 2015 em diante), apresentando urgências, que chamaremos “Linhas de Ação”. Para cada uma das linhas, elencamos diversas pistas de ação para cada uma das instâncias arquidiocesanas. LINHAS DE AÇÃO: As linhas de ação são como que quatro eixos ao redor dos quais se articulam as ações dos próximos dois anos. Elas se inspiram nas quatro exigências da Ação Evangelizadora: serviço, diálogo, anúncio e testemunho de comunhão. Colocadas sob a ótica da missão, são os trilhos pelos quais a Igreja de Curitiba irá se inspirar para sair de si e ir ao encontro dos que precisam receber a mensagem evangélica. Seguem:

cada dia lhes ajuntava outros que estavam a caminho da salvação.” (At 2,44.46-47). Realizamos missão para edificar o Reino de Deus. Este Reino que pode ser resumido na palavra “comunhão” – comunhão de Deus com a humanidade e dos seres humanos entre si. O ano missionário precisa ser a oportunidade para ajudarmos nossa Igreja a ser verdadeiramente “Comunidade de Comunidades”. Nosso intuito será ajudar todas as estruturas de nossa Arquidiocese a formarmos diversos núcleos de vivencia da fé, em comunhão entre si, a fim de que o mundo creia e deseje fazer parte de nossa vida fraterna. Pistas de ação: Para cada uma das Linhas de Ação são propostas várias pistas de ação, de acordo com as diversas instâncias arquidiocesanas. São apenas “pistas”. Seu intuito é iluminar a ação de cada instância, mas não necessariamente precisem ser todas executadas. Elas podem ser completadas pelas comunidades, que deverão executar ações que correspondam à sua realidade. pulo que sai em missão. Não somos impositores da verdade, mas apresentamos uma proposta de vida. Apresentamos Jesus Cristo, o Senhor que nos ensinou, em primeiro lugar, a amar até mesmo os inimigos. Nossa sociedade é marcada por pensamentos que divergem dos princípios da fé. Precisamos organizar atividades para travar diálogo, especialmente, nos ambientes que formam o pensamento atual. Precisamos também organizar ações de diálogo com outras crenças, em especial os outros cristãos, a fim de dirimir o escândalo proporcionado pelas divisões entre nós. Os nossos fiéis deverão aprender a arte da escuta atenta e a acolhida das dores e sofrimentos, expectativas e sonhos dos homens e mulheres de nosso tempo.

1 ) Uma Igreja q ue sai para ser vir: “Todo aqueque servir: le que quiser tornar-se grande entre vós, se faça vosso servo.” (Mt 20, 26). O serviço é a primeira exigência da ação evangelizadora da Igreja e precisa ser a primeira atitude do discípulo que se coloca em missão. Não podemos realizar este projeto pensando apenas em engrossar as nossas fileiras. Sair em missão significa desejar tornar evangélicas as realidades que ainda são marcadas pela injustiça, de modo especial, as periferias empobrecidas e as periferias existenciais. Aqueles que estão marcados por situações de morte precisam ser os primeiros para os quais somos enviados.

3 ) Uma Igreja que sai para anunciar: “Sereis minhas testemunhas em Jerusalém, em toda a Judéia e Samaria e até os confins do mundo.” (At 1,8). O anúncio explícito da pessoa e da mensagem de Jesus Cristo é uma exigência da atividade missionária. Como Igreja Arquidiocesana, não podemos nos furtar a dizer aquilo que nos tem dado vida e felicidade. Precisaremos organizar ações que tornem explícita a nossa esperança, indo ao encontro das famílias, dos meios de comunicação, dos novos areópagos, utilizando-se de diversos recursos que tornem eficaz nosso testemunho.

2 ) Uma Igreja que sai para dialogar: “Onde está o sábio? Onde o erudito? Onde o argumentador deste mundo? Acaso não declarou Deus por loucura a sabedoria deste mundo? Mas nós pregamos Cristo crucificado, escândalo para os judeus e loucura para os pagãos” (1Cor 1,20.23). O diálogo é a postura principal do discí-

4 ) Uma Igreja que sai para testemunhar comunhão: “Todos os fiéis viviam unidos e tinham tudo em comum. Unidos de coração frequentavam todos os dias o templo. Partiam o pão nas casas e tomavam a comida com alegria e singeleza de coração, louvando a Deus e cativando a simpatia de todo o povo. E o Senhor

Instâncias Arquidiocesanas: São os diversos agentes das atividades do Ano Missionário. As atividades podem ser concatenadas entre si, a fim de que, desde as bases até os diversos organismos arquidiocesanos coloquem-se em Estado Permanente de Missão. São elas: 1) Paróquias e Comunidades de Base (Atividades locais) 2) 15 Setores Pastorais (Atividades setoriais) 3) 12 Comissões (Atividades arquidiocesanas organizadas pelas diversas expressões e organizações de nossa Igreja Local). Vale ressaltar a fundamental importância da participação das expressões católicas de nível arquidiocesano e que nem sempre tem incidência direta na paróquia, mas exercem grande influência no povo católico, como movimentos, novas comunidades e outros. 4) Arquidiocese (Atividades realizadas por todos em comum, ou auxílio arquidiocesano para qualificar as demais instâncias) OBJETIVO GERAL A partir do encontro com a pessoa de Jesus Cristo, animar as forças vivas da Arquidiocese de Curitiba a se colocarem em estado permanente de missão, indo ao encontro de todos os que necessitam ser inflamados pela vida que brota do Evangelho, em especial os que se encontram nas periferias existenciais, servindo-os, dialogando com eles, anunciandolhes a Boa-Nova que transforma, e testemunhando a comunhão fraterna que nos sustenta, a fim de que sejamos uma Igreja Arquidiocesana comunidade de pequenas comunidades de fé. Continua

[1] Papa Francisco, em diversos discursos, nos apresenta o desafio do cultivo da cultura do encontro, em contraposição ao individualismo reinante em nossos dias. [2] De acordo com longa tradição do Magistério Episcopal Brasileiro, que define as quatro exigências da Ação Evangelizadora: serviço, diálogo, anúncio e testemunho de comunhão.


14

Paróquia São José Trabalhador - Campina do Siqueira - Março.2014

Acesse os sites do Jornal: www.saojosetrabalhador.org - www.facebook.com/psjtcuritiba

DESTAQUE PASTORAL

Movimento das Capelinhas - Mensageiras de Maria

Como no ano de 2012, no ano de 2013 tivemos junto às comunidades as Novenas de Natal, da qual 9 comunidades e 20 setores fizeram as novenas nas residências dos setores. No dia 13-12-

2013 foi o encerramento com o Auto de Natal, com a Missa e também uma apresentação de uma dinâmica com a Cláudia, coordenadora da Catequese, junto com algumas pessoas que participaram da Missa e um Coral forma-

PASSATEMPO

do pelos seminaristas e o Pe. Carlos e um professor de cantos como maestro. Foi uma missa para sempre ser lembrada e focou no coração das pessoas que participaram. Em seguida, tivemos uma confraterni-

zação no salão paroquial, com a partilha de alimentos. As Novenas de Natal são a preparação em nosso coração que transformamos em uma manjedoura para o nascimento de Jesus que está para nascer; e junto nos

confraternizamos. Os agradecimento em primeiro lugar a Deus, à Maria Santíssima, também os seminaristas que fizeram um trabalho missionário junto às famílias nas comunidades. Coordenadoras de

Capelinha e de modo especial ao Pe. Carlos que é o nosso pastor. Deus abençoe todos nós e que neste ano de 2014 possamos continuar a nossa caminhada. Por Maria, com Maria, sempre Maria.

CULINÁRIA

Frango Xadrez INGREDIENTES - 2 colher(es) (sopa) de shoyu - quanto baste de pimenta-do-reino branca - quanto baste de sal - 4 colher(es) (sopa) de Óleo de soja - 2 colher(es) (sopa) de amido de milho - 2 unidade(s) de peito de frango desossado em cubos médios - 1 unidade(s) de cebola picada(s) - 1 unidade(s) de pimentão verde em cubos pequenos - 1 unidade(s) de pimentão vermelho em cubos pequenos - 1 dente(s) de alho amassado(s) - 1/2 colher(es) (chá) de gengibre ralado(s) - 2 colher(es) (sopa) de cebolinha verde

em rodelas - 1/2 xícara(s) (chá) de amendoim torrado(s) MODO DE PREPARAR: Misture o shoyu, a pimenta branca, 1 colher (sopa) de óleo e 1 colher (sopa) de amido de milho. Com essa mistura tempere o frango. Deixe tomar gosto por 30 minutos. Em uma panela, doure a cebola picada em 2 colheres (sopa) de óleo. Adicione os pimentões e deixe até o pimentão dourar leve-

mente. Coloque em um prato e conserve quente. Na mesma panela, frite o alho e o gengibre. Junte o óleo restante e acrescente o frango com o tempero. Frite, mexendo algumas vezes. Acrescente a cebola, os pimentões, a cebolinha, o restante do amido de milho dissolvido em 1/2 xícara (chá) de água e o amendoim e mexa bem até engrossar. Prove e corrija o sal se necessário. Sirva o Frango Xadrez a seguir.


Paróquia São José Trabalhador - Campina do Siqueira - Março.2014

Acesse os sites do Jornal: www.saojosetrabalhador.org - www.facebook.com/psjtcuritiba

Momento do Dízimo

Diácono P o Scandian P.. Bent Bento

Noé apos o diluvio Gen 8,20-21: "E Noé levantou um altar ao Senhor: tomou de todos os animais puros e de todas as aves puras, e ofereceu-os em holocausto ao Senhor sobre o altar. O Senhor respirou um agradável odor, e disse em seu coração: Doravante não mais amaldiçoarei a terra por causa do homem - porque os pensamentos do seu coração são maus desde a sua juventude -,e não ferirei mais todos os seres vivos como o fiz.

Santo do Mês

São Domingos Sávio 10 de março

Breve histórico do Dízimo no Antigo Testamento

Muito antes da Lei Mosaica, que instituiu o dizimo como norma jurídica no A.T. , já encontramos ações concretas do homem oferecendo à Deus parte do que havia recebido da bondade de Deus através do dizimo ou ofertas. Assim temos a oferta de Caim e Abel em: Gen 4,3-4 "passado algum tempo, ofereceu Caim frutos da terra em oblação ao Senhor. Abel de seu lado, ofereceu dos primogênitos do seu rebanho e das gorduras dele; e o Senhor olhou com agrado para Abel e para sua oblação.

15

Abrão Gen. 14, 18-20 após derrotar seus adversários: Melquisedec, rei de Salém e sacerdote do Deus Altíssimo, mandou trazer pão e vinho, e abençoou Abrão, dizendo: Bendito seja Abrão pelo Deus Altíssimo, que criou o céu e a terra! Bendito seja o Deus Altíssimo, que entregou os teus inimigos em tuas mãos ! E Abrão deu-lhe o dizimo de tudo.

Jacó Gen. 28,20-22 fez então esse voto: "Se Deus for comigo, se Ele me guardar durante esta viajem que empreendi, e me der pão para comer e roupa para me vestir e me fizer voltar em paz à casa paterna, então o Senhor será o meu Deus. Esta pedra da qual fiz uma estela será uma casa de Deus, e pagarei o dizimo de tudo que me derdes. Percebemos assim que é da essência do ser humano querer honrar a Deus com seus pertences. No próximo número daremos continuidade ao tema historiando o dizimo a partir da Lei Mosaica.

Com apenas 15 anos de idade atingiu a plenitude dos dons e da graça de Deus. Domingos ofereceu à Igreja, isto é, aos cristãos, um modelo de vida simples e acessível a todos: colaborar com a graça de Deus, cumprir com alegria os deveres do próprio estado e dedicar-se com amor aos outros. Foi canonizado por Pio XII em 1957. Provinha de família humilde. Filho de um ferreiro com uma costureira. Quando fez a primeira comunhão, aos sete anos, traçou um programa de vida que seguiu escrupulosamente: "Antes morrer que pecar." Seu biógrafo São João Bosco, que o teve entre seus alunos por três anos, reconstruiu o perfil dessa alma cândida como um mosaico feito de gestos significativos e iluminados. Aos 10 anos se responsabilizou por um ato que não havia praticado para salvar um colega. Quando o professor teve conhecimento da verdade perguntou-lhe porque havia feito aquilo. Ele respondeu: " Aquele colega tinha muitos precedentes e certamente teria sido expulso da escola, mas eu podia contar com o perdão." Aos doze anos pediu a Dom Bosco que o levasse a Turim, entre seus alunos. Dom Bosco lhe disse: "Parece que você tem um bom tecido para se fazer uma túnica e oferecer ao Senhor." Domingos respondeu: "eu entro com o tecido e você faz o trabalho do alfaiate." Em outra ocasião disse: " Se não conseguir santidade, nada

terei feito neste mundo." Mas: " Como a conseguirei?" São João Bosco responde: " Você necessita mais coragem do que idade." Um dia entrou no meio de dois jovens que iam começar uma briga de pedras: " A primeira pedrada atirem em mim." Manifestou o desejo de ser padre, mas pressentia que ia morrer antes. Tendo ficado doente, ao deixar os colegas do colégio disse: "Tornaremos a ver-nos quando estivermos para sempre com o Senhor." Um dia, apenas o médico saiu, após muitas visitas, ele convidou o pai para rezar as orações da boa morte. Terminando disse: " Adeus, querido papai, o pároco ainda queria falar comigo, não lembro o quê. Estou tendo uma linda visão. Que lindo!." Era 10 de março de 1857. Fonte: Um Santo para cada dia; Mario Sgarbossa e Luigi Giovannini

Avisos - Mensageiras de Maria Reunião de Mensageiras dia 1 0/03 às 1 4h30 10/03 14h30 MISSAS NA COMUNIDADE - 19H30 11/03 - Comunidade Bom Menino - Setor 40 - residência de Marilei Aparecida Maia 18/03 - Comunidade São José - Setor 38B - residência Ivani Rocha 25/03 - Comunidade Pe. Giacomo Cusmano - setor 28 - residência de Nair de Lurdes Veiga


16

Paróquia São José Trabalhador - Campina do Siqueira - Março.2014

Acesse os sites do Jornal: www.saojosetrabalhador.org - www.facebook.com/psjtcuritiba

E a FAMÍLIA como vai? Por isso, deixará o homem pai e mãe e se unirá à sua mulher; e os dois não serão senão uma só carne. Assim, já não são dois, mas uma só carne. (Mc 10, 7-8) A família começa no matrimônio, e o matrimônio começa em DEUS. São Paulo nos mostra a grandiosidade desse mistério quando compara o matrimônio com a união entre CRISTO e a IGREJA (Ef cap. 5). A dimensão do matrimonio é tão grande que Paulo faz esta comparação tão significativa. CRISTO morreu pela sua IGREJA, e ele nos

aconselha: Maridos amem vossas mulheres como CRISTO amou a sua IGREJA, e se entregou por ela, para santifica-la purificando-a pela água do batismo com a PALAVRA. Quando incorporamos a Palavra de DEUS na nossa união matrimonial, fica mais fácil viver a fidelidade àqueles valores que constituem o fundamento do instituto familiar. Isso vai nos dar a consciência de que o matrimónio e a família constituem um dos bens mais preciosos da humanidade. (EXORTAÇÃO APOSTÓLICA FAMILIARIS CONSORTIO DE

SUA SANTIDADE JOÃO PAULO II) Acolher o evangelho é acolher JESUS, O VERBO encarnado, que nos liberta do poder das trevas e nos revela a LUZ que nos ilumina para viver a fidelidade do matrimônio. Conhecereis a VERDADE e a VERDADE vos libertará - aí encontraremos esta realização plena de toda esperança que nós Cristãos, colocamos no matrimônio e na família. O matrimônio fundamentado em JESUS e no seu Evangelho, é a base de sustentação da família. A sociedade moderna nos leva a

preocuparmos com tantas coisas relacionadas à educação de nossos filhos, que, muitas vezes, esquecemonos do essencial - pais, criai vossos filhos na doutrina do SENHOR ( Ef. 6, 4). A criança é formada pelas influências do ambiente em que ela vive - em primeiro lugar, precisamos conhecer essa doutrina, e, para conhecêla, precisamos estudar e ter o costume de ler a PALAVRA de DEUS regularmente. É preciso educar pelo exemplo, visto que as crianças se espelham nos pais. Então! O que fazer para

que nossa família se mantenha firme e seja luz neste mundo? Uma receita importante é: Construir nossa casa sobre a rocha, e esta rocha é JESUS! O tripé, a Palavra de DEUS, a Oração e a Eucaristia é que dá vigor à nossa fé para perseverar e acreditar que tem jeito sim de viver os valores cristãos no mundo de hoje. Vamos seguir o convite de Josué: Eu e a minha casa serviremos ao Senhor" (Josué 24:15) Valdemir Brancaglion/ Maria Filomena Brancaglion Pastoral Familiar

ofundar: FFAMILIARIS AMILIARIS CONSOR TIO http://www .v atican.v a/holy_f ather/john_paul_ii/apost_e xhor tations/documents/hf_jpP ara apr aprofundar: CONSORTIO http://www.v .vatican.v atican.va/holy_f a/holy_father/john_paul_ii/apost_e ather/john_paul_ii/apost_exhor ii_exh_19811122_familiaris-consortio_po.html

Qual é a base de sua família? Construa sua casa sobre a Rocha que é JESUS, que nenhuma tempestade abalará!

Otrabalhador marco2014  

Jornal O Trabalhador - Edição março 2014