Page 1

14 de DEZEMBRO de 2013 ANO 22 - Nº 783

> Editorial

> Agricultura

Prefeitura adere ao Programa de Aquisição de Alimentos

Punição a quem? Página 2

> Educação

Escolas elegem Página 3 novos diretores Dayana Estevam/PMC

Eleição para diretores aconteceu nas 40 escolas municipais.

Página 5

> Suburbana

Trieste conquista o 12° título do futebol amador de Curitiba Página 7 > Júnior

Vantagem de campeão Nacional joga contra o Banderiantes e pode perder por dois gols de diferença que fica com o primeiro lugar na categoria Júnior.

Previsão é de que parceria entre Prefeitura e Governo Federal atenda mais de cinco mil pessoas, e auxilie mais de 90 instituições.

C

om a adesão do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA), programado para começar em janeiro de 2014 e que destina os produtos a ações de alimentação empreendidas por entidades da rede socioassistencial, estima-se que mais de 35 mil caixas de hortaliças chegarão à mesa dos colombenses todos os anos. O número de instituições cadastradas

Prefeitura estima que Programa de Aquisição de Alimentos subsidie anualmente em torno de 35 mil caixas de hortaliças, 68 agricultores estão cadastrados.

> Série Ouro

Para entrar na história

XV de Novembro e Bandeirantes se enfrentam em partida decisiva neste domingo, enquanto o XV tenta o primeiro título da série Ouro o adversário quer o bicampeonato. Página 7

Imperial reverteu à vantagem do União e ficou com o caneco do Sênior 45.

Página 8

Página 6

> Sênior 45 Imperial é o campeão do Sênior 45

Valor do IPVA terá baixa em 2014 > Votação

XV de Novembro e Bandeirante jogam de olho no título da série Ouro.

Proerd forma mais uma turma

Com o objetivo de alertar as crianças sobre o risco das drogas e voltado para incentivar a cultura da paz, programa reuniu mais de 900 alunos para a formatura.

Página 7

> Imposto

Página 3

> Proerd No primeiro encontro o Nacional ganhou por 2 a 0, e agora joga com o regulamento a favor para ser campeão.

para receber o subsídio alimentar passa de 90, com uma previsão de atender de atender mais de cinco mil pessoas todos os meses. Para abastecer o programa 68 agricultores se cadastraram, o município trabalha agora para se estrutura no processo de organização, embalagem e distribuição dos hortifrutigranjeiros e distribuição. Página 3

Impasse adia votação do Plano Nacional de Educação Página 5

> Exposições

Exposição Babel revela os bastidores do processo de criação teatral Página 6

> Saúde

Alunos de escolas municipais se formam no curso do Proerd

Brasil produzirá novos itens de saúde Página 6

> Colombo

Associação Banestado vai ser transformada em parque

Página 3


> Editorial

D

Punição a quem?

e tempo em tempo os apaixonados pelo futebol, e toda a sociedade assistem a verdadeiras barbaridades que acontecem nas arquibancadas dos estádios brasileiros, é claro este não é um fenômeno exclusivamente regional, e do futebol, mas sim, atinge a todas as nações e modalidades. No entanto, a proximidade dos fatos nos preocupa com maior intensidade e questionamento, sobre quem são os verdadeiros culpados em deixar tantas agressões passarem praticamente despercebidas. O Ministério Público do Paraná decidiu que a torcida organizada Os Fanáticos são os responsáveis direto na briga ocorrida em Joinville, contra os vascaínos, e proibiu a entrada dela em jogos do time até 10 de junho de 2014. Uma resposta à altura para tentar conter novas agressões entre torcedores, e tentar limitar o encontro de grupos que praticam brigas sob o argumento de defensores das agremiações. No entanto é uma punição um tanto quanto vazia, uma vez que os brigões não deixarão de frequentar os estádios, grande parte destes são associados do clube e acompanham o time inclusive em partidas fora das fronteiras estaduais. Tirar Os Fanáticos de cena, ou qualquer outra organizada, não representa nenhuma garantia de paz e tranquilidade para quem vai aos campos. A punição deveria ser repensada com a Justiça mais atenta e participativa, a pena precisa ser individual, cada qual tem de responder pelo próprio ato, colocar a culpa em uma instituição que muitas vezes é contrária a tal ação, é alimentar ainda mais a sensação de impunidade, requisito para novas práticas. Exemplo é os torcedores do Vasco, imagens confrontadas de uma briga em Brasília contra corintianos, apontaram vários membros novamente na confusão em Santa Catarina. É incompreensivo, apesar da identificação dos desordeiros, como nada é feito para eliminar tais sujeitos deste ambiente que deveria ser de diversão e lazer para todas. É preciso entender que a torcida organizada é parte da festa do futebol, a grande maioria gosta do incentivo dado ao time por ela, contudo alguns representantes não estão ali com o mesmo princípio, e devem identificados e banidos do meio. Quem frequenta os estádios sabe que a maioria das brigas acontece nas ruas, inclusive no bairro onde são moradores. Para tentar encontrar os torcedores a polícia Civil de Santa Catariana criou uma conta de e-mail para quem reconhecer os participantes denunciar. É necessário rigor e principalmente vontade para mudar a situação atual, imagens não faltam da violência ocorrida em Joinville, basta agora achar os agressores, caso contrário continuaremos a culpar somente um nome, o da torcida organizada, o modo mais fácil.

Diagramação: Exceuni - Aldemir Batista - 3657-2864 Impressão: Press Alternativa - 3047-4511

○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○

COLOMBO, 14 DE DEZEMBRO DE 2013

>

N

O

T

A

SESSÃO ORDINÁRIA Com apenas quatro votos contrários de Professora Micheli (PT), Anderson Prego (PT), Hélio feitos (PSC) e Clodoaldo Camargo (PTN) a Câmara de vereadores aprovou o projeto n° 37/2013 do executivo que autoriza o empréstimo de R$ 12 milhões para asfaltar as ruas da cidade. Segundo os vereadores a justificativa para votar contrário e que o empréstimo será pago pelos próprios moradores assim como aconteceu há 10 anos, quando todos foram surpreendidos com a notificação da conta. Prego defende que deveria se fazer um plano comunitário de asfaltamento com um orçamento participativo, onde o cidadão decide o quer na frente de sua casa.

MEDIDA SOCIAL Acontece que alguns bairros dificilmente os moradores teriam condições de bancar o asfalto, contrapartida da Prefeitura é usar sua capacidade de endividamento e obter o empréstimo, se o morador não tem condições e nem o município de tem arcar com o investimento nada melhor que contrair o empréstimo e melhorar as condições de vida do colombense já.

SESSÃO EXTRAORDINÁRIA O projeto foi aprovado em 2° votação em uma sessão extraordinária no mesmo dia, terça-feira, logo após sessão ordinária.

RECESSO Depois das sessões extraordinárias a Câmara de Colombo entra em recesso, retornando em fevereiro de

S

P

O

L

Í

2014 para analisar novos projetos. E no ano da Copa e de eleições as sessões prometem esquentar.

ATENDIMENTO O vereador Sidinei Campos (PRP) está de acordo com o projeto e falou que todos querem o asfalto. Marquinho Berlesi (PSDB) esclareceu que o empréstimo de R$ 12 milhões será destinado somente para o asfalto e será pago pelos moradores.

"GO SKATE DAY" COLOMBO Aprovado o projeto do vereador Gilgera (PSDB) que institui no calendário oficial do município de Colombo, o Dia do Skate. O Vereador agradeceu o apoio e relatou a satisfação de ter conseguido a aprovação do projeto e os benefícios que ele trará para a cidade, uma vez que possui um grande número de praticantes da modalidade. O vereador Ratinho parabenizou, e acrescentou que poderia ter incluído também as ações que a prefeitura deve promover neste dia.

SEM CESTA O Tribunal de Contas (TC) ratificou o veto que suspendeu o pagamento de 13° salário aos vereadores de Curitiba. Conforme o TC a suspensão do pagamento representa economia de R$ 513 mil reais por ano aos cofres da capital.

SUSPENSA O juiz Roger Vinícius Pires de Camargo Oliveira acatou a ação popular impetrada pelo vereador de Castro, Edson Benedito Teixeira Strickert (DEM), que questionou o quórum, e anulou a eleição de Fábio Camargo,

T

I

C

A

S

02 <

para Conselheiro do TC. Camargo recebeu 27 votos, o que contraria o Regimento Interno da Assembleia Legislativa que prevê quórum qualificado, metade mais um, o que significa 28 votos. Camargo perde pela segunda vez, antes a desembargadora Regina Portes, do Tribunal de Justiça, concedeu liminar a um mandado de segurança impetrado por Max Schrappe, que havia disputado a eleição, sob a defesa que Camargo não apresentou certidões negativas de ações judiciais necessárias, um dos requisitos para inscrição.

ME CHAME QUE EU VOU Para o Senador Roberto Requião (PMDB) o destino do partido está diretamente ligado à candidatura própria em eleições majoritárias. O senador ainda acrescentou que caso não entre na disputa o PMDB vai desaparecer assim como PFL. "Partido que não disputa eleição sai da memória do povo" falou o senador, que ainda acrescentou "se o partido quiser um candidato prá ganhar a eleição pode contar comigo. Me chame que eu vou".

BICICLETA PARA TODOS Segundo o IBGE, 40% daqueles que se utilizam da bicicleta como meio de transporte no Brasil têm renda familiar de até R$ 1.200. São estes os brasileiros mais afetados pela alta tributação, que tolhe o acesso a um produto de mais qualidade e com valores mais justos, favorecendo a migração para outros meios de transporte, especialmente os motorizados.

> Economia

Brasil é o penúltimo no ranking de competitividade Dos países pesquisados o Brasil ficou apenas na frente da Argentina no ranking de competitividade, que avaliou África do Sul, Argentina, Austrália, Canadá, Chile, China, Espanha, Colômbia, Coreia do Sul, Índia, México, Polônia, Rússia e Turquia. Encomendada pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) pesquisa aponta que o Brasil ocupa a penúltima posição em um ranking de competitividade entre 15 países com características socioeconômicas semelhantes. A posição brasileira é a mesma verificada no relatório divulgado em 2012, a variação de 13° para 14° se deve à inclusão da Turquia no levantamento, e ficou à frente apenas da Argentina. O Canadá continua na liderança da lista, o estudo Competitividade Brasil 2013 adota como critério de competitividade oito fatores. Em cinco deles, o Brasil ocupou posições no terço inferi-

or (entre o 11° e 15° lugar); e nos três restantes, ocupou o terço intermediário (entre 6° e 10° lugar). A pior situação, segundo o estudo, é a que avalia o peso dos tributos. Neste quesito, o Brasil aparece como 14° colocado mesma posição que ocupa no item que avalia disponibilidade e custo de capital. Nos quesitos infraestrutura e logística e ambiente microeconômico, o Brasil está em 13°; no relativo a ambiente macroeconômico, em 10°; em educação, está em 9°. Em tecnologia e inovação, ocupa o 8°; e no relativo à disponibilidade e custo de mão de obra, o país ficou em 7°.

Na comparação com o estudo de 2012, o Brasil subiu posições em dois aspectos: disponibilidade e custo de capital, passando de último para penúltimo colocado; e ambiente macroeconômico, item no qual o país passou da última colocação para a 10ª. Por outro lado, perdeu posições em três aspectos avaliados: disponibilidade e custo de mão de obra, de 4° para 7°; infraestrutura e logística, de 12° para 13°; e tecnologia e inovação, item no qual o Brasil perdeu uma posição para a Índia, passando de 7° para 8° no ranking. Para o diretor de Desenvolvimento Industrial da CNI, Carlos Eduardo Abijaodi, apesar das posições desfavoráveis, o cenário futuro deve apresentar melhoras devido aos investimentos que têm sido feitos em infraestrutura, especialmente as concessões no setor. A expectativa é de "ganhos de produtividade na área de infraestrutura". Mas para isso, acrescenta, será necessário que tanto o atual governo como o próximo "joguem tudo" nessa área.


03 COLOMBO, 14 DE DEZEMBRO DE 2013 > Agricultura

Programa de Aquisição de Alimentos será implementado em Colombo A prefeitura aderiu ao Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) do Governo Federal, que tem por objetivo a compra de alimentos de agricultores familiares, com isenção de licitação, a preços compatíveis aos praticados nos mercados regionais. O Programa destina os produtos a ações de alimentação empreendidas por entidades da rede socioassistencial; Equipamentos Públicos de Alimentação e Nutrição como Restaurantes Populares, Cozinhas Comunitárias e Bancos de Alimentos e para famílias em situação de vulnerabilidade social. O PAA entrará em vigor

em janeiro de 2014 e estima-se que mais de 35 mil caixas de hortaliças chegarão à mesa dos colombenses todos os anos através do Programa. A Prefeitura, por meio da Secretaria da Agricultura e Abastecimento, aderiu ao programa cujo principal objetivo é fortalecer a agricultura familiar e promover o acesso à alimentação de qualidade, garantindo a segurança alimentar do cidadão. Com a adesão agora a prefeitura, que ficará responsável por todo o processo de organização, embalagem e distribuição dos hortifrutigranjeiros e trabalha para se estrutu-

Cleber Ribeiro e Dayana Moreira/PMC

Parceria entre Prefeitura e Governo Federal tem como objetivo a colocação para os produtos e enfrentamento à insegurança alimentar.

Município vai beneficiar 90 instituições com o programa atender mais de cinco mil pessoas por mês rar para distribuir o alimento. Ao todo estão cadastradas para receber o subsídio alimentar mais

de 90 instituições, previsão é de que mais de cinco mil pessoas sejam beneficiadas todos os meses com uma alimentação de qualidade, vinda direto da roça para a mesa. Para fazer parte desta iniciativa, o primeiro passo do município foi realizar o cadastramento dos agricultores que irão fornecer os alimentos. Entre os 68 produtores cadastrados, está Geovane Strapasson, que agora vai poder contar com mais esta fonte de renda ajudando, inclusive, a dar um novo destino à produção excedente, que por vezes ficava sem colocação no mercado. "É uma iniciativa im-

portante por que nós, às vezes, voltávamos do Ceasa com uma parte da produção que acabava sobrando, ou se perdia, ou vendia por um preço muito abaixo, e com este incentivo, vamos ter a garantia de dar um destino a esta parte da produção, além de poder contar com uma fonte de renda a mais", garante Strapasson. DIRETO DO CAMPO A dinâmica do Programa de Aquisição de Alimento propõe que o município cadastre os agricultores que irão vender os alimentos e também as instituições sociais que receberão a compra. Em

Colombo elas foram referenciadas pelo Conselho Municipal de Segurança Alimentar (Comsea) e são parte dos projetos da Secretaria da Ação Social e Trabalho. A secretária da pasta, Maria da Silva Souza, se disse satisfeita com a parceria. "Vamos poder mostrar para cada um dos beneficiados dos Pró-Criandos e dos Centros de Convivência, a autonomia de Colombo, que produz um alimento de qualidade para alimentar ao próprio colombense, e isto é uma grande lição de vida para todos nós, pois nos ensina a valorizar o que nós mesmos produzimos", ressaltou Maria.

Área da Associação Banestado vai virar parque municipal

A região do Roça Grande vai ganhar um novo espaço para prática de lazer e esporte, trata-se das instalações da antiga sede da Associação Banestado localizada no bairro, que foi desapropriada pela prefeitura de Colombo. Nesta semana a prefeita Beti Pavin, acompanhada da secretária de Desenvolvimento Urbano e Habitação, Tania Mara Tosin, assinou a escritura do terreno juntamente com os representantes da Associação. Na área de 55 mil m² passa a fazer parte do município e será

transformada em benefício para a comunidade, com a implementação de um parque e outros equipamentos, que ainda serão programados. Segundo a prefeita Beti o local vai ajudar a cidade a oferecer mais conforto para o colombense que procura por um espaço de descanso e lazer e encontro para esportistas. “Vamos tornar esta área para utilidade coletiva oferecendo um local para o bem estar e a qualidade de vida da nossa gente”, destacou a prefeita. A secretária Tania desta-

Foto: João Senechal/PMC

Espaço de 55 mil m² da antiga sede no Roça Grande passa a ser do município, que vai implementar um parque com área de lazer e esporte

Prefeita, a secretária Tania e os representantes da Associação Banestado durante a assinatura de desapropriação da área para o município

> Imposto

Governo publica a tabela de valores para cálculo do IPVA Reprodução Gráfico

Valor do IPVA em 2014 terá uma baixa de 4% para automóveis, para caminhões a queda foi de 5,6% e para motos de 3,4%.

A publicação da tabela de valores venais, utilizada para o cálculo do Imposto Sobre Propriedade de Veículos Automotores (IPVA), mostrou uma baixa no preço médio cobrado no imposto em relação a 2013. Em 2014 o imposto ficará, em média, 4% mais baixo para os donos de automóveis em relação a 2013, para caminhões a queda foi de 5,6% e para motos de 3,4%, na média. O também manteve o desconto de 5% para o contribuinte que quitar o imposto a vista, normalmente em fevereiro. O Estado utiliza a pesquisa no mercado feita pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe) como referência

para estabelecer o valor do IPVA a ser recolhido. A alíquota se mantém em 1% do valor do veículo para ônibus, microônibus, caminhões e carros movidos a gás natural. Para motocicletas e similares, automóveis e caminhonetes o índice de cálculo é de 2,5%. A frota paranaense soma atualmente 6,1 milhões de veículos. Deste total, 4,2 milhões devem recolher o IPVA - cerca de 7% a mais do que em 2013. Estão isentos veículos com mais de 20 anos de uso, taxis e os usados para o transporte escolar, registrados em nome de particular. A Receita Estadual estima uma arrecadação de R$ 1,95 bilhão com o re-

colhimento do IPVA em 2014. O valor é aproximadamente 15% maior do que o previsto para este ano, deste total, 50% são destinados para os municípios. O imposto pode ser quitado em fevereiro para garantir o desconto de 5%. Entre março e julho, o recolhimento também pode ser feito à vista (sem desconto) ou em quotas, de acordo com o final da placa. O proprietário de um carro popular modelo VW/Gol 1.0 (referência 11574400), ano 2012, pagou em 2013 R$ 646,75 de IPVA. No ano que vem o imposto deste tipo de automóvel cai 4,62% e o valor a ser recolhido fica em R$ 616,90.

ca que além do parque que será elaborado a cidade também ganha economicamente, uma vez que pode utilizar os barracões existentes no local e desonerar o cofre da prefeitura de alugueis. “Nesta área, além do parque e do lazer, tem barracões que poderão livrar o município dos aluguéis que são pagos atualmente, servindo para arquivos, depósitos, entre diversas utilidades que podem ser dadas para estes espaços”, enfatizou a secretária municipal. A área, que tem os dois barracões, ainda conta com

ginásio de esportes com mais de 2 mil m², oito quiosques, churrasqueira coberta com vestiário e churrasqueira do lago. IFPR Outra área da antiga Associação Banestado, também de 55 mil m², já foi desapropriada pela prefeitura e doada ao Instituto Federal do Paraná (IFPR) para a implantação de um campus que irá atender mais de 1000 alunos em cursos de nível médio profissionalizante até pós-graduação.


COLOMBO, 14 DE DEZEMBRO DE 2013

04


05 COLOMBO, 14 DE DEZEMBRO DE 2013 > Educação

Plano Nacional de Educação gera impasse e votação é adiada Sem acordo entre a base governista e a oposição novamente o Senado adia a votação do PNE. Bruto (PIB) para educação. Segundo o ministro da Educação Aloizio Mercadante, a questão de financiamento ainda não está assegurada com a destinação de 75% dos royalties do petróleo para o setor. O PNE estabelece 20 metas para melhorias na educação que devem ser cumpridas nos próximos dez anos. Entre elas, a universalização do ensino fundamental e do ensino médio e a oferta de creches e ensino integral. O plano prevê ainda a participação dos tribunais de Contas da União,

dos estados, do Distrito Federal e dos municípios no acompanhamento da meta de ampliação do investimento público em educação e estabelece ainda que a autoridade que não gastar no setor o que está previsto no Orçamento poderá responder por crime de responsabilidade.

Pedro França/Senado

Os parlamentares não chegam a um senso comum a transferem para a próxima terça-feira (17) a votação do Plano Nacional de Educação (PNE), Dentre as divergências entre os Senadores está à universalização do atendimento de estudantes com deficiência, transtornos globais do desenvolvimento e altas habilidades na rede regular de ensino, e não em escolas especiais, é uma das metas do PNE que permanece sem consenso. Outro ponto polêmico do plano é a destinação de 10% do Produto Interno

Para o líder do governo Eduardo Braga (PMDB-AM), relator do PNE, plano está "acima de questões partidárias e ideológicas"

CRÍTICAS Cristovam Buarque criticou a decisão do relator do PNE no Plenário de rejeitar o texto apresentado por ele. Cristovam propôs, entre outros pontos, a fe-

deralização da educação em todo o país, além da implantação da jornada integral em toda a rede pública. Um plano para os próximos 20 anos. Álvaro Dias não gostou da forma proposta pelo governo. O parlamentar tucano lamentou a supressão de diversas estratégias. Ele insistiu na importância da fiscalização permanente do plano, na responsabilização dos gestores no cumprimento das metas e na aprovação de uma proposta de Lei de Responsabilidade Educacional.

> Proerd

Proerd forma mais 900 alunos Aproximadamente 900 alunos de 12 escolas participaram da formatura do Programa Educacional de Resistência às Drogas e à V iolência (Proerd), que buscou alertar as crianças e adolescentes para os riscos das drogas, além de incentivar práticas para a cultura da paz e distanciamento de situações que envolvam as diversas situações de violência. Realizado em parceria entre a Secretaria Municipal da Educação, Cultura e Esporte de Colombo e a Polícia Militar do Paraná (PMPR) o programa atende alunos do 5° ano das escolas municipais, ao todo, são 30 turmas que participaram

durante o segundo semestre. A secretária da pasta, Aziolê Cavallari Pavin, lembrou aos jovens a importância de levar o aprendizado consigo e como o programa pode ajudar a criança desenvolver um senso crítico sobre as drogas e a violência. "Hoje temos mais uma leva de alunos que puderam adquirir experiência de vida de forma segura, aprenderam a lidar com situações de risco sem ter que realmente passar por elas, e isto mostra o tamanho do sucesso desta parceria, que traz para os alunos, ensinamentos que eles devem e vão levar con-

Valdemir da Luz/PMPR

Alunos de 12 escolas municipais participaram do curso que tem como objetivo alertar as crianças e adolescentes para os riscos das drogas, e incentivar práticas para a cultura da paz.

Alunos entre nove e 12 anos das escolas municipais participam da formatura do curso do Proerd sigo para toda a vida", ressaltou Aziolê. Para a secretária, porém a maior parceria deve ser entre os pais e a escola, está fundamental para não deixar as crianças tomarem outro rumo. "Os papéis, da escola através dos professores, e da família no fortalecimento

dos vínculos sociais, são de suma importância para esta fase e é este trabalho que vai manter as crianças longe das drogas," lembrou a secretária. O Cabo Dirlei da Silva, responsável pela ministração das aulas, elenca como a receptividade das instituições de ensino

contribui para que os alunos consigam absorver todas as lições que o Programa oferece. "Nosso objetivo é que, ao final do curso, eles sejam cidadãos ainda mais conscientes, que saibam discernir o certo e o errado. Em Colombo, a recepção das escolas é excelente, o que resulta, também, no nosso sucesso", destacou o cabo Dirlei da Silva. O Programa é aplicado para crianças na faixa etária de nove a 12 anos, quando a criança está em fase de descobrimento mais profundo de si, inserida no todo. O cabo Dirlei explica que esta é a idade da curiosidade, da pu-

berdade, onde as crianças iniciam a pré-adolescência. É nesta fase que a intervenção e o alerta, a respeito dos males que as drogas e a violência podem causar no indivíduo e na família, serão absorvidos com maior facilidade pelo jovem. A formatura aconteceu com os alunos das Escolas Municipais João José Gasparin, Antônio Costa, Vitório Manoel Franceschi, Isolina Ceccon, Padre Durval Secchi, Jovino do Rosário, Dr. Manoel Costacurta, Angelo Falavinha Dalprá, Pedro Viriato Parigot de Souza, José Frederico Paulo Weigert e Barão de Mauá.

Novos diretores eleitos para escolas municipais de Colombo Novos diretores assumirão gestão 2014/2017 e serão os responsáveis por coordenar equipes visando atender a educação do município Foram eleitos nesta segunda-feira, 09, os diretores das 40 Escolas Municipais de Colombo, que irão estar à frente dos trabalhos das instituições de ensino na gestão 2014/2017. A votação aconteceu durante todo o dia e contou com o voto de alunos maiores de 16 anos, um voto por família que possui um ou mais filhos matriculados na rede municipal de ensino. A eleição mobilizou o departamento de Educação, que faz parte da Secretaria da Educação, Cultura e Esporte. Das 40 escolas, 24 realizaram a eleição com candidato único, e nas demais teve dois ou três candidatos concorrendo à direção. O cargo de diretor de uma escola é de extrema importância para a condução do sistema educacional aplicado em cada instituição, como destaca a responsável pela pasta, secretária Aziolê

Cavallari Pavin. “Os diretores atuam coordenando as equipes de cada escola, planejando ações e desenvolvendo projetos que vão de encontro às diretrizes da secretaria, que pretende desenvolver cada vez mais a educação do município”, conta Aziolê. Segue abaixo a listagem completa dos diretores gestão 2014/2017: - Escola Municipal Agripino João Tosin - diretora Marilia Grein - Escola Municipal Angelo Falavinha Dalprá - diretora Telma Lopes - Escola Municipal Antonio André Johnsson diretora Adriana Milek - Escola Municipal Antonio Cavassin - diretora Alexandra Pereira Galvâo - Escola Municipal Antonio Costa - diretora Valdirene do Rocio Buzato - Escola Municipal Arlindo Andretta - diretora Elizabete Maria Kusma

-

-

-

-

-

-

-

-

Escola Municipal Barão de Mauá - diretora Terezinha Nunes de Souza Escola Municipal Carlos Fontoura Falavinha - diretora Dalva Regina Simião Escola Municipal Cristóvão Colombo - diretora Vera Lúcia do Rocio Busato Escola Municipal Dr. Manoel Costacurta diretora Claudia Mara Muniz Escola Municipal Elvira Nodari Alberti - Maria da Glória F de Souza Escola Municipal Gabriel D'Anncio Strapasson - diretora Amaura Bessa da Silva Escola Municipal Heitor Villa Lobos - diretor Robson Bueno Escola Municipal Isolina Ceccon - diretora Rita de Fátima Straioto Escola Municipal Jardim Ana Maria - diretora Diana do Rocio Biz

-

-

-

-

-

-

-

-

-

Paim Escola Municipal Jardim das Flores - diretora Giane Maria Andreassy da Silva Escola Municipal Jardim das Graças - diretora Vanda Aparecida de Oliveira Escola Municipal Jardim Guarujá - diretora Anália dos Anjos Vincentin Escola Municipal João Batista Stocco diretora Sandra Maria Carvalho Oliveira Escola Municipal John Kennedy - diretora Maria Tereza Francisco Souza Escola Municipal José Frederico Paulo Weigert - diretora Maria Elizabete Strapasson Escola Municipal Jovino do Rosário - diretora Mara Solange Santos R Zonta Escola Municipal Jucondo D'Agostin - diretora Luciane da Neves da Silva Escola Municipal Jus-

-

-

-

-

-

-

-

-

celino Kubitschek - diretora Marialva Batistão Escola Municipal Monteiro Lobato - diretora Dionice Ribeiro Stier de Oliveira Escola Municipal Nossa Senhora de Fátima - diretora Dalva Inácio Cerino da Silva Escola Municipal Padre Angelo Alegrini - diretora Rosana Aparecida Vane Escola Municipal Padre Durval Secchi - diretora Andréia de Espíndola Escola Municipal Padre Jones J.Tibolla - diretora Maria Judite da Silva Leme Escola Municipal Parque Monte Castelo diretora Nelice Aparecida da Cruz Escola Municipal Parque Santa Terezinha diretora Katty Mariel G Rausis Escola Municipal Pedro Viriato Parigot de Souza diretora Devani

-

-

-

-

-

-

Scheremeta Escola Municipal Presidente Castelo Branco - diretora Catarina do Rocio Sheraiber Escola Municipal Santa Fé - diretora Maria de Jesus Glir Escola Municipal Santa Isabel - diretora Marina Aparecida Motin Escola Municipal Severo Ribeiro de Camargo - diretora Lurdes Ines Pasternak Machado Escola Municipal Ver. André Nadolny diretora Eliane Mazon Escola Municipal Vitório Manoel Franceschi - diretora Renata Maria Socher de Lara Escola Municipal Rural Imbuial da Roseira - diretora Noemi Aparecida Strapasson Escola Municipal Rural João José Gasparin - diretora Ana Paula Magalhães Strapasson


COLOMBO, 14 DE DEZEMBRO DE 2013

> Exposições

06

> Cinema

Entrou em cartaz nesta semana na Biblioteca Pública do Paraná a exposição Babel, que foi concebida a partir da encenação de uma peça de teatro homônima.

Para comemorar o Dia do Arquiteto, dia 15 de dezembro, o Conselho de Arquitetura e Urbanismo realiza a Mostra de Cinema e Arquitetura e a exposição fotográfica Arquitetura da Resistência, que acontecem na Cinemateca de Curitiba.

Concebida a partir do espetáculo teatral, encenado entre 17 de outubro a três de novembro de 2013 em um espaço alternativo da Universidade Tecnológica Federal do Paraná, a mostra retrata os bastidores da peça. A exposição Babel: o processo de criação do espetáculo teatral começou nesta semana na Biblioteca Pública do Paraná, a exposição e a peça foram desenvolvidas por dois programas de extensão da UTFPR realizados ao longo deste ano. O objetivo da exposição é aproximar o público do processo de criação de uma peça teatral, trazendo à tona os diferentes elementos que compõem um espetáculo. A exposição é composta de fotografias do processo de criação da estrutura cenográfica, da maquiagem, dos figurinos e da iluminação da peça Babel, bem como de croquis, desenhos artísticos e técnicos, maquetes e descrições sobre os nove meses de preparação do espetáculo, além de figurinos e objetos originais utilizados em cena. A peça que deu origem à exposição tem texto e direção de Ismael Scheffler e foi encenada por alunas e ex-alunas da UTFPR, contando com a participação da cantora e atriz Patrícia Goulart e da bailarina Caroline Pellegrini, ambas formadas pela Faculdade de Artes do Paraná (FAP).

Exposição Babel apresentar ao público todo o processo de criação de uma peça teatral

SERVIÇO Exposição: "Babel: o processo de criação do espetáculo teatral" Local: Hall Térreo da Biblioteca Pública do Paraná Endereço: Rua Cândido Lopes, 133, Centro, Curitiba. Mais informações: (41) 3221-4900 / (41) 3225-6883 Período expositivo: de 09 de dezembro de 2013 a 31 de janeiro de 2014 Horário: De segunda a sexta-feira, das 8h30 às 20h e aos sábados das 8h30 às 13h. Entrada franca.

Até o próximo domingo a Cinemateca de Curitiba vai apresentar a mostra Cinema e Arquitetura, que marca o Dia do Arquiteto e Urbanista, comemorado em 15 de dezembro, à programação faz parte da "I Semana da Arquitetura e Urbanismo do Paraná". Na programação o documentário Traço Concreto, dos diretores Danilo Pschera e Eduardo Baggio que apresenta a arquitetura moderna de Curitiba, e também Oscar Niemeyer: A vida é um sopro, de Fabiano Maciel, no filme o diretor busca a questão estética e poética de Niemeyer para construir a história do maior ícone da Arquitetura Moderna Brasileira. Além dos filmes também acontece à exposição fotográfica Arquitetura da Resistência. Traço Concreto, documentário de longa-metragem, é sobre arquitetura moderna em Curitiba. Do nascimento de um projeto até a demolição da obra, a linha temporal seguida é a da vida de três casas. O filme propõe uma interpretação inédita e particu-

Divulgação

Cinema e arquitetura têm mostra na Cinemateca

Divulgação

Exposição mostra os bastidores do processo de criação teatral

Reprodução do filme "Oscar Niemeyer - A Vida É Um Sopro" de Fabiano Maciel lar de diferentes períodos bilidades de utilização do do movimento modernista. concreto armado. Fala Antes do longa, haverá a também sobre sua vida, exibição do curta "Fredeseu ideal de uma sociedarico", com abordagem da de mais justa e de quesCasa (Frederico) Kirchgästões metafísicas como a sner. insignificância do Homem Oscar Niemeyer: A Vida diante do Universo. é Um Sopro também é um Serviço: documentário longa-meMostra Cinema e Artragem que procura se quitetura pautar na clareza de suas Traço Concreto - até 14 linhas e na poética de suas de dezembro formas, para (re)construir Oscar Niemeyer: A Vida a história do maior ícone é Um Sopro - até 15/12/ da Arquitetura Moderna 2013 Brasileira. No documentáHorário: 18h rio o arquiteto conta, de Exposição "Arquitetuforma descontraída, como ra da Resistência" concebeu seus principais V isitação até 18/12, projetos. Mostra como redas 14h às 22h. volucionou a Arquitetura Local: Cinemateca de Moderna, com a introduCuritiba (R. Presidente ção da linha curva e a exCarlos Cavalcanti, 1174). ploração de novas possiEntrada franca.


07 COLOMBO, 14 DE DEZEMBRO DE 2013 > Série Ouro

XV tenta quebrar tabu contra o Bandeirantes No primeiro encontro entre as equipes o placar permaneceu 1 a 1, com o resultado o XV, que tem a melhor campanha, joga por um empate para conquistar o inédito título de campeão de Colombo. A decisão da série Ouro de Colombo marca dois opostos entre os finalistas, o jovem Bandeirantes, com apenas oito anos de existência é o atual campeão e precisa de uma vitória para levantar pela segunda vez o caneco. Do outro lado o tradicional XV de Novembro, fundado em 1979, busca o título da Divisão principal de Colombo pela primeira, na partida decisiva o alvinegro, que tem melhor campanha, joga por um empate para quebrar o tabu. O jogo de volta acontece neste domingo (15) no Estádio do Atuba às 16h, logo após a final do Junior entre Nacional e Bandeirantes. Na partida de ida o XV se organizou taticamente para aproveitar o regula-

mento a favor, com isso conseguiu segurar o resultado e continuar com a vantagem para decidir em casa. Com um posicionamento bem definido pelo técnico Gabriel, a equipe soube jogar mais na defensiva e saia com perigo nos espaços deixados pelos anfitriões. Diferente do Bandeirantes, que jogou na ofensiva os 90 minutos, incomodou bastante o goleiro Eron, mas não conseguiu reverter à vantagem do XV e vai precisar da vitória na casa do adversário para levar o bicampeonato. O Bandeirantes começou na pressão e criou uma boa oportunidades, a primeira veio com Alan aos oito minutos, depois do cruzamento de Wallysson por baixo a bola pas-

XV de Novembro e Bandeirantes de lançam em busca do título da série Ouro neste domingo sa por tudo mundo na área e sobra para o meia, que bate firme, mas o goleiro Eron faz linda defesa a queima roupa e salva o XV. Alan ainda tem mais uma

> Suburbana

Trieste leva o título da Suburbana em uma decisão histórica O título do futebol amador de Curitiba mais uma vez foi comemorado no ritmo italiano, em um jogo memorável o Trieste marca o gol da vitória no último minuto da prorrogação e é campeão da Suburbana.

Trieste vence o Santa Quitéria é o campeão da Suburbana 2013 para cabecear e fazer 1 a da área e o árbitro marca A final da Suburbana 0. O Santa Quitéria tenta a pênalti. Na cobrança o gode 2013 vai entrar para a reação, aos 25 minutos leiro Jonas bate, deixa história do futebol amaDinda tabela e recebe dentudo igual e leva a decisão dor de Curitiba, Trieste e tro da área, mas bate para para a prorrogação. Santa Quitéria fizeram um fora. Prorrogação jogo para deixar o torceAos 45 o Quitéria quaCom um a mais em dor extasiado nas arquise empata, Feijão faz boa campo todos esperavam bancadas. Na terceira jogada, toca para o Harolque o Santa virasse o plapartida somente a vitória do que da entrada da área car, e tudo indicava para interessava para ambos, chuta para fora. No lance isso, aos cinco minutos um empate levaria a deciseguinte o Trieste consegue Jhonatan acerta uma pansão para a prorrogação e puxar um rápido contra cada na trave, mas a prespênaltis, o Trieste mostrou ataque com Elton, ele faz são parou neste lance. O o mesmo desempenho da um belo lançamento e coTrieste conseguiu segurar partida anterior a abriu 2 loca Pequi livre para tirar o anfitrião com um a mea 0, o determinado Santa do goleiro Jonas e de Flanos, e quando todos aposQuitéria reagiu e aos 47 do marion para fazer 2 a 0. tavam uma decisão por segundo tempo fez 2 a 2 de Aos 48 o Quitéria ainda pênaltis, o árbitro marca pênalti. Na prorrogação o acerta o travessão. falta para o visitante. Na Trieste entrou com um joNa segunda etapa o cobrança Marquinhos gador a menos, e parecia Santa Quitéria se lançou bate com perfeição no canque novamente não resisao ataque para buscar o to do goleiro Jonas e martiria à pressão do anfiempate, e logo aos oito ca o gol do título do Triestrião e levaria a virada, minutos Dinda tem boa te, que comemorou muito como no encontro anterichance, ele recebe na área, a conquista com direito a or, mas resistiu, e no últimas bate fraco para defevolta olímpica e champamo minuto do confronto sa de Diego. O Trieste não nhe. Marquinhos acerta uma ficou atrás, queria aprobela cobrança de falta e da FICHA TÉCNICA veitar o espaço deixado o título ao time de Santa SANTA QUITÉRIA pelo Quitéria, com isso Felicidade. 2X3 TRIESTE Pequi tem boas chances, Com o estádio MauriSANTA QUITÉRIA: Jonas, aos nove recebe sozinho cio Fruet completamente André (Leandrinho), Zico (Edifica de frente com Jonas, lotado, a torcida do Santa naldo), Haroldo, Djonatan, mas na conclusão tenta Quitéria fez a festa para Flamarion, Jhonatan, Massai, por cobertura para fora. apoiar o time, foguetes, Feijão, Cristiano (Maicon), Aos 13 minutos o Santa bandeiras, sinalizadores e Dinda. Ainda: Fábio, Vagner, desconta Djonatan, ele reo principal, o grito de SanNenê, Nábio. Técnico: Luizicebe livre e de frente com ta Quitéria ecoou durante nho. o Jonas bate e marcar, 2 a o tempo inteiro. Mas toda TRIESTE: Diego, Alisson, Car1. Aos 38 minutos o Triesa movimentação não aslinhos, Muriel, Bezerra, Anderte tem mais um jogador sustou o visitante, que aos son, Fernando (Geraldinho), expulso, o Santa se lança 11 minutos de jogo abriu Danilo, Pequi (Willian), Elton (Marcelo), Marquinhos. Aininteiro ao ataque, e aos 45 o placar, o capitão Alisson da: Ricardo, Alex, Alessandro, minutos Feijão faz boa joaproveita a cobrança de Romarinho. Técnico: Ivo Petry. gada e é derrubado dentro escanteio e sobe sozinho

boa chance, ele bate de puxeta e balo passa perto do gol de Eron. No segundo tempo o esquema tático pouco se altera, apenas com o XV

saindo mais ao ataque. Mas foi o Bandeirantes que novamente incomodou, Alan tem mais uma chance, depois de um toque preciso de Buiu ele fica de frente com Eron e na conclusão bate por cima do gol. Para deixar o técnico Perninha mais apreensivo, o XV consegue um pênalti a favor aos 29 minutos, Xuxinha faz boa jogada passa pelo zagueiro que derruba o lateral dentro da área. Na cobrança Deivith bate e faz 1 a 0 para o XV. No entanto não deu nem tempo para o alvinegro comemorar, no primeiro ataque no Bandeirante Pita também sofre pênalti, Wallysson bate e deixa tudo igual, placar que seguiu até o final da partida.

FICHA TÉCNICA BANDEIRANTE 1X1 XV DE NOVEMBRO BANDEIRANTES: Rogerio, Zé (Edinho), Jean (Marcelinho), Daniclei, Willian, Elton, Murilo, Alan (Celso), Valdemir (Pita), Buiu, Wallyson. Técnico: Perninha. XV DE NOVEMBRO: Eron, Cezar, Yggor, Athos, Adilson, Xuxinha (Anderson), Thiago Fabricio (Fernando), Vanderson (Edivaldo), Cascão (Wilker), Deivith (Agnaldo), Thiago Almeida. Técnico: Gabriel Pereira. FINAL SÉRIE OURO JOGO DE VOLTA XV DE NOVEMBRO X BANDEIRANTES DATA/HORÁRIO: 15/12/ 2013, ás 16h. LOCAL: Estádio Municipal do Atuba - Rua: Thomas Liss, 10 - Atuba.

> Júnior

Nacional joga com a mão na taça A vitória por 2 a 0 contra o Bandeirantes deixou o Nacional com boa vantagem para o jogo de volta, o time pode perder por dois de diferença que fica com o caneco na categoria Júnior. O Nacional entrou em campo com a vantagem de jogar por dois resultados iguais devido a melhor campanha, e soube aproveitar a condição de favorito e ampliou o beneficio para a partida decisiva. Com uma vitória por 2 a 0 o time pode perder por até dois gols de diferença que leva o caneco para casa, o Bandeirantes terá a difícil missão de fazer três gols para tirar o título das mãos do Nacional. O confronto derradeiro acontece neste domingo (15), às 13h45, no Estádio do Atuba, antes da final da série Ouro entre XV de Novembro e Bandeirantes. No primeiro jogo o Nacional mostrou que não vai ser fácil para o Bandeirantes superar a equipe, principalmente pela consistente na defesa, a começar pelo goleiro Garça, que fez belas defesas e foi fundamental no resultado. O time tem a zaga menos vazada do campeonato, e é o único invicto, na primeira fase teve cem porcento de aproveitamento, na semifinal foram dois empates. No entanto, do outro lado o Bandeirantes tem o segundo melhor ataque, e aposta no retrospecto da semifinal,

Na final do Júnior, o Nacional pode perder pela diferença de dois gols para o Bandeirantes que leva o título quando venceu o XV por 6 a 1. Em um jogo bastante equilibrado, tanto tecnicamente com fisicamente, o Nacional abriu o placar aos 20 minutos, depois de uma boa troca de passes a bola sobra para Rafinha que bate bonito para fazer 1 a 0. O segundo gol foi anotado aos 37 minutos, bate rebate na área e Dentinho coloca para as redes. Na etapa final o Nacional apostou no contra ataque, foi pressionado pelo Bandeirantes que criou várias chances, mas passar pelo bloqueio do adversário e pelo goleiro Garça, que fez duas defesas seguidas a queima rupo e ajudou a segurar o resultado.

FICHA TÉCNICA BANDEIRANTES 0X2 NACIONAL BANDEIRANTES: Alan, Gui (Tiago), Joãozinho, Leo, Nicolas, Michael, João Manoel, Vando, Ronaldo (Alaf), Eric (Lucas), Allysson. Técnico: Jean Pinheiro NACIONAL: Garça, Gago, Dudu, Murilo (Thiago Mota), Jean, Elton (Helinho), Bananinha (Giovani), Rafinha, Dentinho, Luiz Fernando (Erivelton), Tiago Cardoso (Douglas). Técnico: Paraíba. FINAL SÉRIE OURO JOGO DE VOLTA NACIONAL X BANDEIRANTES Data/Horário: 15/12/2013, ás 13h45h. Local: Estádio Municipal do Atuba - Rua: Thomas Liss, 10


COLOMBO, 14 DE DEZEMBRO DE 2013

08

> Sênior 45

Imperial reverte vantagem e é campeão do Sênior 45 Clube venceu por 1 a 0, reverteu à vantagem do União Guaraituba e conquistou o título inédito da categoria Sênior 45, pela Liga de Colombo.

Com o campo molhado e de baixo de muita chuva, o Imperial derrubou o pseudo favoritismo do União Guaraituba, campeão de 2012, que atuava em casa e precisava só empatar, para levantar o bicampeonato da categoria Sênior organizado pela Liga de Colombo. Mesmo com as condições desfavoráveis a equipe do Imperial teve a seu favor, a raça e determinação dos seus jogadores, além da sorte que acompanha um campeão, e venceu o União Guaraituba por 1 a 0, gol de Luiz. A vitória garantiu um título histórico e inédito para o clube do presidente João Leitão, que até agora tinha apenas três títulos oficiais da Liga, Aspirantes (2002), Máster invicto (2006). Jogo Ímpar A decisão do Sênior 45 aconteceu no Estádio da Porteira, casa do União, mas foi o Imperial que saiu na pressão para tentar tirar a vantagem do adversário no começo do jogo. No entanto o União equilibrou as forças e conseguiu segurar o empate no primeiro tempo. Com o campo bastante molhado e escorregadio os times tiveram mais dificuldade nos lances, mas o esforça deixou as complicações de lado e as equipes desempenharam um bom futebol. Na segunda etapa os times voltaram com mais movimentação, e mostraram muita habilidade para os torcedores, apesar do gramado bastante molhado. Aos 18 minutos o lance que definiu o jogo, o Imperial consegue avançar em velocidade e com Valdair, ele toca para Luiz, que bate firme sem chance de defesa para o goleiro Paulo para fazer 1 a 0 Imperial. Como o resultado bastava para ficar com o título o Imperial se fechou e passou a jogar nos contra ataques. Ao União restou atacar para tentar o empate, prin-

cipalmente nas jogadas com Jair, mas a defesa do visitante bem postada não deu espaço e segurou o resultado. Na melhor oportunidade do anfitrião, Chimarru desmarcado e em baixo da trave não aproveita, a bola sobrou após cruzamento, mas ele não conseguiu empurrar para as redes, para o desespero do torcedor, que assistiu o Imperial levantar o caneco e fazer a festa nos domínios do União.

Imperial fica com o título do Sênior 45

Taxinha entregou prêmio disciplina para o presidente Abrão, do Alto do da Cruz

O vice-presidente da Liga, Ratinho, e o diretor do Juventus Zezão, entregam o troféu de vice-campeão ao capitão Jair, do União

PREMIAÇÃO DOS MELHORES Depois do apito final, atletas, dirigentes e torcedores do União vibraram muito com a conquista, e o vice-presidente da Liga, Ratinho, comandou a premiação dos melhores da competição. O artilheiro do campeonato foi Davis do Juventus que fez oito gols, enquanto o goleiro menos vazado foi Paulo do União. O Bola de Ouro terminou em terceiro, o Gralha Azul acabou em quarto, a equipe do Alto da Cruz recebeu o troféu disciplina. O capitão Jair, do União, recebeu o troféu de segundo colocado do vice-presidente da Liga, Ratinho, e do diretor do Juventus Zezão. O diretor municipal de Esportes, Pacheco, juntamente com a presidente da Liga entregaram o troféu de campeão ao capitão Buss do Imperial. FICHA TÉCNICA

O presidente do Gralha Azul Abel recebeu o troféu de 4º lugar da presidente da Liga Rosangela

Paulo foi o goleiro menos vazado da competição, Zezão entregou o troféu

O diretor do departamento de Esportes Pacheco e a presidente da Liga, Rosangela, entrega o troféu de campeão ao capitão do Imperial, Milton Buss

Deivid do Juventus foi o artilheiro da competição com oito gols

Marquinho recebeu o caneco de terceiro lugar do Bola de Ouro, entregue pela delegada da Liga, Kelly

UNIÃO GUARAITUBA 0X1 IMPERIAL IMPERIAL: Marcão, V ina, Graveto, Danilo, Gilmar, Buss, Luiz (Carlos), Wilson, Adilson, Lauro, Valdemir (Edemilson). Suplentes: Marcos, Casão, Lando, Zé Luiz, Valmir, Amarildo, Davi, Detti, Adir, Dani. Técnico: Mano. Auxiliar: Batista. UNIÃO GUARAITUBA: Paulo, Teo (Chimarru), Luizão, Flávio, França (Gilson), Benvindo (Braca), Bino, Cizo, Irlan, Jair, Baiano. Suplentes: Claudio, Genivaldo, Lando, Maé, Vino. Técnico: Bacana. Auxiliar: Cascata.

Folhadecolombo783  

Folha de Coplombo - edição 783

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you