Relatório Anual 2021 - Fundação Estudar

Page 1

2021 Gente Boa que age grande para transformar o Brasil


2 • Relatório Anual – 2021


Sumário 04

MENSAGEM DE ABERTURA

06

TRANSFORMAÇÕES GERANDO TRANSFORMAÇÕES

18

GENTE BOA QUE TRANSFORMA O BRASIL

26

CONHEÇA A NOVA GERAÇÃO DE LÍDERES ESTUDAR

46

GENTE BOA PELO MUNDO

56

INFORMANDO E DESENVOLVENDO GENTE BOA EM ESCALA

62

SUSTENTABILIDADE FINANCEIRA

64

DOADORES, PARCEIROS E BOLSISTAS

70

MENSAGEM DO CONSELHO

2021 – Relatório Anual • 3


1. MENSAGEM DE ABERTURA

Precisamos reverberar

4 • Relatório Anual – 2021


AS 3 DÉCADAS DE CONSTRUÇÃO DA FUNDAÇÃO ESTUDAR GERARAM UMA ORGANIZAÇÃO SÓLIDA E RELEVANTE PARA O BRASIL.

APOIAMOS 760 LÍDERES ESTUDAR para que seus potenciais se transformassem em alto impacto. Hoje, vários estão em posições de alta relevância e compartilham da responsabilidade e giveback em levar nossos valores adiante. Auxiliamos mais de 1 mil jovens a estudarem fora e hoje nossa rede representa 25% dos brasileiros que estudam nas melhores 40 universidades nos Estados Unidos. Com informação, orientação e mais exemplos de inspiração, o Brasil subiu no ranking dos países que mais enviam estudantes para o exterior. Inspiramos 60 milhões e despertamos o potencial de liderança de 80 mil jovens, que passaram a ter confiança de que podiam sonhar maior e mudar suas realidades. Impulsionados pela ambição de manter e aumentar nossa relevância, criamos novos programas para apoiar talentos de tecnologia, evoluímos na experiência digital dos programas, transformamos líderes de ponta em professores de cursos online e conquistamos um resultado histórico na seleção do programa de bolsas. Nos últimos 10 anos, exponenciamos nosso alcance e impacto, e diversificamos nossas fontes de financiamento para construir uma Fundação Estudar mais sustentável e perene. Uma organização que só conquistou todos esses resultados porque tem gente boa, muita gente boa, que acredita e está disposta a trabalhar por um sonho grande. O legado que a Estudar já deixou no Brasil é grande.

Completar 30 anos é raro – menos de 5% das organizações brasileiras chegam lá. Essa história nos dá orgulho, mas também traz junto mais poder, que deve ser usado de forma positiva, e responsabilidade, para contribuir com o que está ao redor. Líderes capazes de avançar nesta história precisam ter: • Força, porque a perenidade da Fundação é consequência do esforço de cada dia; • Humildade, para reconhecer os limites do nosso impacto e que ainda é possível fazer muito mais e melhor; • Consciência, para lembrar que não importa quão bem sucedido cada um está, ainda há tantas pessoas sofrendo ao nosso redor; • Responsabilidade, porque o Brasil precisa de muito mais líderes competentes, comprometidos e íntegros. Nos próximos 30 anos, precisamos continuar evoluindo para sermos melhores líderes e, acima de tudo, melhores transformadores. Porque o futuro depende do que a nossa geração está construindo hoje. Que nossas transformações gerem ainda mais transformações.

ANAMAÍRA SPAGGIARI Diretora Executiva da Fundação Estudar

2021 – Relatório Anual • 5


2. 30 ANOS DE FUNDAÇÃO ESTUDAR

Transformações gerando Transformações


CELEBRAR O PASSADO E PROJETAR O FUTURO. AS COMEMORAÇÕES DE 30 ANOS DA FUNDAÇÃO ESTUDAR FORAM PENSADAS A PARTIR DESSES DOIS OBJETIVOS PRINCIPAIS.

OLHANDO PARA AS HISTÓRIAS que criamos e para os números que conquistamos fica evidente nosso legado. “A Fundação Estudar transformou pessoas – e elas agiram grande e inspiraram várias outras a também fazerem a diferença. Isso criou um efeito de rede que vai muito além do que a gente consegue imaginar ou até mensurar. É isso que estamos chamando de transformações gerando transformações”, comenta Anamaíra Spaggiari, Diretora Executiva. Os fios que aparecem na identidade visual desses trinta anos remetem justamente à capacidade de reverberar nosso impacto, empoderando alguns; desses alguns para vários outros e então para muitos tantos mais. O uso da cor roxa representa a potência de todas as nossas iniciativas colaborando entre si para nos ajudar na missão que deu origem à Fundação. Enquanto nas primeiras duas décadas, as oportunidades de desenvolvimento eram limitadas às bolsas de estudo e à Comunidade de Líderes, a última foi marcada pelo crescimento de programas de informação sobre estudo, carreira e desenvolvimento de liderança que estimulam milhares de jovens brasileiros a irem além. “Um marco importante dessa transição foi a transformação dos critérios de seleção do Programa de Líderes em uma metodologia de Educação. Se sabemos avaliar os fatores críticos

para talentos serem bem sucedidos, também temos ciência do que precisam aprender. Com isso, conseguimos criar programas de estudo e carreira em escala”, complementa Anamaíra. Essa mesma trajetória também traz a responsabilidade de aumentarmos a nossa relevância no futuro. E é pensando na expansão desse impacto em um país com dimensões continentais com tantos desafios e em um mundo em constante mudança que precisamos estar em evolução e nos atualizar. Uma ambição continua a mesma: a busca por talentos capazes de conduzir transformações relevantes – conscientes de que, diante de um mundo volátil, incerto e complexo, devem estar em constante desenvolvimento e evolução individual. Nosso papel é inspirar, orientar e estimular que, cada vez mais, esses jovens tenham uma trajetória de alto impacto, sonhem grande, queiram deixar um legado e executem muito, embasados com conhecimento. Que sejam protagonistas íntegros. No evento de aniversário de 30 anos, idealizamos uma agenda robusta para que nossos líderes se engajem em se tornar ainda melhores e cada vez mais preparados para as desafiantes próximas décadas. Com esse olhar, as comemorações de 30 anos da Fundação Estudar foram baseadas em 4 pilares: Legado, Visão de futuro, Educação, e Ação.

2021 – Relatório Anual • 7


I. LEGADO

Reforçar a missão e os valores que construíram o passado é essencial para o futuro Ao longo de 30 anos, construímos uma história sólida e de impacto, com 760 líderes que formamos ocupando posições relevantes de organizações privadas e públicas no Brasil e no mundo, em diversos setores, e conduzindo transformações importantes. Depois de mais de uma década, Beto Sicupira, Jorge Paulo Lemann e Marcel Telles se reúnem para a comemoração dos 30 anos da Fundação Estudar. O trio protagonista na construção da Fundação Estudar tem sido relevante durante toda nossa história. Para perenizar a Estudar, estimulam agora o protagonismo dos talentos que apoiaram. Sabendo que, desde sempre, nossos fundadores são instigados a entender (para alavancar) o que faz um jovem brilhante gerar transformações concretas, neste momento do evento, eles não apenas respondem a perguntas de bolsistas, mas também entrevistam essas lideranças em ascensão. São 4 jovens Líderes representando a comunidade em suas áreas de atuação, na ciência, tecnologia, política, mercado financeiro e empreendedorismo: Giovani Rocha, Líder Estudar

8 • Relatório Anual – 2021

2018; Pedro Franceschi, Líder Estudar 2014; Tabata Amaral, Líder Estudar 2013; e Tatiana Rezende, Líder Estudar 2007. Trata-se de uma conversa sobre como olhar com conhecimento e novas perspectivas para o mundo que temos à nossa frente. Na década de 1990, um desses jovens expoentes foi Carlos Brito. Considerado o “bolsista número 0”, hoje ele é doador do endowment e tem uma fellowship para apoiar e mentorar Líderes Estudar. Brito conta como o seu estilo de liderança evoluiu ao longo dos últimos 30 anos e o que pensa sobre a relação entre negócios, governo e sociedade no mundo atual. Sabendo que nossos valores são aplicáveis a toda e qualquer área de atuação, vamos nos aproximar de grandes exemplos do esporte olímpico brasileiro: Formiga, a única jogadora a ter participado de 7 edições dos Jogos; Mayra Aguiar, tri-medalhista olímpica; e Fernanda Garay, medalhista de ouro em Londres e de prata em Tóquio.


Beto Sicupira, Jorge Paulo Lemann e Marcel Telles

Giovani Rocha

Formiga

Pedro Franceschi

Mayra Aguiar

Carlos Brito

Tabata Amaral

Tatiana Rezende

Fernanda Garay

2021 – Relatório Anual • 9


II. VISÃO DE FUTURO

Ampliar a perspectiva em relação ao mundo é o melhor caminho Uma liderança que de fato transforma possui visão ampla e conhecimento atualizado sobre o futuro. Só assim é capaz de olhar para esse futuro com a ambição adequada ao contexto para criar soluções potentes que contribuam para o desenvolvimento do Brasil e do mundo. Desde o início da Fundação Estudar, nossos fundadores afirmam que um dos benefícios de estudar fora, nas melhores universidades norte-americanas, é que temos a chance de experimentar o futuro em um país mais desenvolvido que o Brasil e essa experiência amplia nossa visão e possibilidades. Muito se pode copiar e adaptar para cá a partir do que já foi criado lá. Nossa comunidade conhece e vive bastante a cultura norte-americana, seja porque a maioria estudou nas melhores universidades, que hoje se concentram ainda nos Estados Unidos, seja porque o mundo como um todo é pautado pela maior potência. Agora, acreditamos que é preciso se abrir e entender para o que a China está construindo. Por isso, o Ricardo Geromel, sócio investidor da 3G Radar e autor do livro O poder da China, vai dar uma aula sobre como o país

10 • Relatório Anual – 2021

saiu da pobreza e está caminhando para se tornar uma potência mundial em apenas 40 anos, a partir de um forte ecossistema empreendedor.

Ricardo Geromel

Uri Levine

Nitin Nohria

Cláudio Fernández-Aráoz

Sendo o empreendedorismo um dos grandes motores para a criação de sociedades mais prósperas, teremos Uri Levine, empreendedor israelense e cofundador do Waze. Ele detalha como criou um dos apps mais baixados do mundo, focado em resolver o problema e não apaixonado pela solução. Além disso, traz a sua visão sobre o empreendedorismo no Brasil e um comparativo com o cenário em Israel. Para além do empreendedorismo, são necessárias lideranças competentes, íntegras em diversos setores. Mas que tipo de liderança é necessária para esse futuro? Contando com dois professores de Harvard Business School de grande renome, Nitin Nohria, que também é ex-Reitor da Instituição, e Cláudio Fernández-Aráoz, sócio da Egon Zehnder e classificado pela Bloomberg como um dos consultores mais influentes do mundo em talentos, vão compartilhar seus aprendizados sobre a potencialização máxima de talentos, após terem contribuído com a formação de milhares de executivos globais.


COMO SERÁ O MUNDO EM 2051, DAQUI 30 ANOS? Em consonância com os nossos objetivos de desenvolvimento, para educar e construir visão de futuro, um grupo de Líderes, equipe e Conselho escolheu temas críticos para aulas especiais que acontecem ao longo do ano. São eles: Saúde, Liderança, Tecnologia, Meio Ambiente e Democracia. Todos impactam diretamente no que almejamos construir para o futuro e são transversais para toda e qualquer LIDERANÇA TRANSFORMADORA.

1.

2.

3.

4.

Convidamos Líderes Estudar para imaginar o futuro dessas áreas críticas, que precisam de importantes transformações nos próximos 30 anos. A partir desses debates cheios de insights, 4 artistas diferentes ilustraram as gravuras ao lado. Agradecemos aos Líderes Estudar e artistas que contribuíram para transformar a visão de futuro de áreas tão relevantes para a sociedade em arte.

2021 – Relatório Anual • 11


1. DEMOCRACIA Por Zansky Líderes que participaram do debate: Claudia Vergueiro Massei, Líder 2010 // Alfredo Sandes Sampaio, Líder 2008 // Ana Paula Pellegrino, Líder 2019 // Michael Cerqueira de Oliveira, Líder 2021 // Eduardo Vasconcelos Goyanna Filho, Líder 2021 // Ana Luísa Moura de Souza, Líder 2021 // Caio César Vieira Machado, Líder 2021

2. SAÚDE Por Camila Gray Líderes que participaram do debate: Fabio Futoshi Katayama, Líder 2008 // Mario Minor Murakami Junior, Líder 2019 // Vinicius Gaby Vieira Rego, Líder 2016 // Miriã Ferreira da Silva, Líder 2021 // Lysandra Golhath Knopp Alves, Líder 2013

3. MUDANÇA CLIMÁTICA Por Marcel Lisboa Líderes que participaram do debate: Fabio Luiz Guido, Líder 2008 // Emmanuel Gantois Longa Filho, Líder 2016 // Ricardo Silva Buarque, Líder 2018

4. TECNOLOGIA Por Davi Augusto Líderes que participaram do debate: Samuel de Souza Carvalho, Líder 2007 // Raul Gallo Dagir, Líder 2017 // Felipe Bomfim Pinheiro de Meneses, Líder 2018 // Fernanda Ferreira Bastos Buhatem, Líder 2006 // Gabriela Dias de Souza, Líder 2021 // Leonardo Moutinho Caffarello, Líder 2021

12 • Relatório Anual – 2021

III. EDUCAÇÃO

Aprofundar com conhecimento de ponta para evoluirmos enquanto lideranças Depois de ampliar a nossa visão de futuro, é necessário estudar com profundidade sobre estes temas críticos. Pela complexidade de sua natureza, estes desafios do futuro exigem de nós modelos de abordagem e solução mais inovadores, diferentes dos que usamos até agora. Mas para isso precisamos acessar o que há de melhor em pesquisa. Para ter conhecimento de excelência, convidamos professores destaques das melhores universidades do mundo, que prepararam aulas interativas, com o método de case study, para turma formada por Líderes Estudar, Fellows Tech, Prep, doadores, parceiros, conselheiros e equipe. Se, quando estamos nas salas de aula das universidades de ponta, já nos sentimos privilegiados, com acesso aos professores autores de vários livros que lemos e em debates interessantes, acreditamos que uma turma formada por talentos brasileiros da nossa rede, promete debates de alta qualidade.

SAÚDE Durante a pandemia de COVID-19, ficou muito claro que a saúde não deveria ser só de interesse dos cientistas ou dos médicos. A partir de conhecimento baseado em fontes confiáveis, é preciso falar sobre o que aprendemos no enfrentamento da pandemia de COVID-19, entender como aconteceu o recorde em produção de vacinas e a interação de governos, academia e setor privado para que isso acontecesse. Com cada vez mais valorização da ciência, esperamos enfrentar melhor as próximas crises sanitárias, conseguindo gerir melhor as consequências e os desequilíbrios que doenças podem ocasionar para populações vulneráveis, na economia e na educação.


AULAS TEMÁTICAS

LIDERANÇA E EMPREENDEDORISMO Você se considera uma mente brilhante? E você se considera uma pessoa transformadora? O que transformou até agora? Mais do que liderar, é preciso transformar. E transformar passa por empreender. Seja empreendendo um negócio ou liderando uma política pública, os princípios do pensamento sistêmico podem te ajudar a delimitar melhor o seu impacto. Antes de fazer uma intervenção para resolver um problema ou aproveitar uma oportunidade, você precisa compreender o sistema, fazer o diagnóstico de suas causas e consequências. Quando visualizamos sistematicamente um problema, ficam também mais claros os tipos de transformações necessárias, sua profundidade e abrangência, na esfera micro e macro. E, aí sim, chega o momento de desenhar uma solução. Só é possível promover transformações reais se você delinear o impacto que quer ter e sua contribuição para todo o sistema.

TECNOLOGIA

DEMOCRACIA

MEIO AMBIENTE

O mundo está em evolução acelerada, e parte disso, se deve ao surgimento de tecnologias avançadas, como inteligência artificial, machine learning, ciência de dados, realidade aumentada, automação e robótica. Seus usos estratégicos colocam empresas e governos em posição de liderança. E, independentemente da área de atuação, incentivar iniciativas e talentos tecnológicos será, além de essencial, uma grande oportunidade de evolução exponencial para o mercado de trabalho brasileiro.

Participação pública e reformas responsáveis são alguns dos pilares para a evolução da Democracia. Mas são diversos os tipos de democracia, seus desdobramentos e benefícios, e, quando se trata desses temas, nem sempre a teoria e a prática são as mesmas.

Nos próximos 30 anos, como estará o mundo para nós, para os nossos filhos e para os filhos dos nossos filhos? O que precisamos fazer enquanto indivíduos, líderes públicos e privados para construir um mundo mais sustentável? Quais modelos econômicos já existem e precisaremos criar para esse equilíbrio?

Com alto impacto na sociedade, surgem também discussões éticas que questionam os desdobramentos de tecnologia e seus limites. Se essas questões já levantam dúvidas e polêmicas agora, no futuro isso será ainda mais forte – devemos buscar conhecimento para respondê-las e lidar com esses trade-offs.

Governos mais transparentes, justos e eficazes formam sociedades melhores. Por isso, é preciso discutir políticas, práticas e design institucional que fortaleçam e aprofundem a qualidade da governança democrática. Mas é importante lembrar que essa democracia só é completa quando cidadãos e líderes aprendem a aplicar práticas democráticas de forma mais efetiva em suas vidas política e social.

Cada vez mais, as várias decisões que teremos que tomar como lideranças do futuro passarão por considerar os trade-offs entre sustentabilidade e crescimento econômico. Precisamos refletir e entender o potencial de impacto e influência que o conceito ESG pode ter dentro dos negócios daqui para frente e as maneiras pelas quais a estrutura básica de uma indústria e as relações das empresas com o governo e os consumidores moldam as possibilidades de conciliar sustentabilidade e lucro.

2021 – Relatório Anual • 13


Conheça os professores e as professoras das Aulas Especiais

Da descoberta de doenças infecciosas à imunização: aprendizados do passado, COVID e o risco de novas epidemias SUE ANN CLEMENS Pesquisadora chefe brasileira que liderou os estudos da vacina de Oxford no Brasil e consultora sênior na Gates Foundation.

JAY BHATTACHARYA

MÁRCIA CASTRO

Diretor do Center for Demography and Economics of Health and Aging da Universidade de Stanford. A pesquisa do Dr. Bhattacharya foca a saúde e o bem-estar das populações vulneráveis, com ênfase particular no papel dos programas governamentais, inovação biomédica e economia. Recentemente, ele pesquisou a epidemiologia do COVID-19, bem como uma avaliação das respostas políticas à epidemia.

Demógrafa, professora da Escola de Saúde Pública, e chefe do Departamento de Global Health and Population da Universidade de Harvard.

Liderança e Empreendedorismo

14 • Relatório Anual – 2021

Meio ambiente

BRIAN TRELSTAD

FOREST REINHARDT

Professor da Harvard Business School, sócio e conselheiro da Bridges Fund Management, um fundo de investimento que levantou e investiu US$1 bilhão em ativos sustentáveis ​​ e de impacto. Também é copresidente da Impact Capital Managers, uma rede de mais de 60 investidores de impacto nos Estados Unidos.

É o chefe da unidade de Negócios, Governo e Economia Internacional da Harvard Business School. Também é Presidente do corpo docente da Harvard Business School’s Asia-Pacific Research Center e do HBS Executive Education Asia-Pacific Region.


Tecnologia FLÁVIO CALMON Professor Assistente de Engenharia Elétrica na Harvard’s John A. Paulson School of Engineering and Applied Sciences, PhD em Engenharia Elétrica e Ciência da Computação pelo MIT e vencedor do prêmio Amazon Research Award em 2020 pela sua pesquisa que aborda os processos de construção para uma base de machine learning democrática e justa.

KARIM R. LAKHANI Professor na Harvard Business School, ele é especialista em gestão de tecnologia, inovação, transformação digital e inteligência artificial. É fundador e codiretor do Laboratory for Innovation Science em Harvard e conduz pesquisas com grandes organizações como NASA, Harvard Medical School, The Broad Institute, TopCoder, The Linux Foundation e várias outras instituições privadas.

Democracia

JOHN HENNESSY Diretor do Knight-Hennessy Scholars, o maior programa de bolsas 100% financiadas de pós-graduação do mundo; Presidente do Conselho da Alphabet Inc. e ganhador do prêmio Turing (ACM A.M. Turing Prize) em 2017. Ele foi o décimo Presidente da Stanford University, e liderou a universidade durante 16 anos.

Poder ARCHON FUNG

JULIE BATTILANA

Lidera projetos de governança democrática no Ash Center for Democratic Governance and Innovation na Harvard Kennedy School. Com PhD em Ciências Políticas pelo MIT, ele também é membro do Board Advisors do Boston Review, consultor externo da Apple, autor de 5 livros e mais de 50 artigos publicados em periódicos profissionais.

Professora na Harvard Business School e na Harvard Kennedy School, onde é fundadora e diretora de Social Innovation and Change Initiative. Ela também ministra o curso de Poder e Influência e é autora do livro Power, for All: How It Really Works and Why It’s Everyone’s Business.

2021 – Relatório Anual • 15


IV. AÇÃO

Para transformar potencial em potência e conhecimento em realidade Só a execução viabiliza transformações. Mais do que mergulhar nos maiores desafios do Brasil e do mundo no campo intelectual, é tempo de colocar a mão na massa para fazer acontecer. Como líderes mais preparados para o futuro, é importante que executemos ações a nível individual, organizacional e institucional, para conseguirmos maximizar o impacto.

PARA O INDIVÍDUO Queremos provocar a reflexão sobre o seu papel enquanto profissional, cidadão e membro da sociedade, já que o líder do futuro precisa tomar as melhores decisões não só para si, mas pensando de forma sistêmica. O objetivo é que você seja protagonista para transformar o conhecimento que adquiriu em ações práticas no seu dia a dia. Por isso, te convidamos para refletir, se questionar, se provocar e, mais importante, agir.

PARA AS ORGANIZAÇÕES E EMPREENDIMENTOS Se a maior parte da nossa vida é dedicada ao trabalho, que usemos nossas organizações como canais para que essa transformação positiva aconteça. Se os tempos são desafiadores, somos chamados mais do que nunca a inovar, tirar projetos do papel e alavancar resultados. Por isso, te convidamos novamente para refletir, se questionar e se provocar, mas agora com foco em sua organização e no papel que ela cumpre na transformação do Brasil.

PARA A COMUNIDADE DA ESTUDAR Pensando no papel e no potencial de transformação da Comunidade, formamos grupos temáticos de Líderes, os grupos especiais, para fomentarmos a discussão de aspectos relevantes e complementares às aulas magnas dentro da agenda da Comunidade. Além da agenda das aulas com professores de Harvard e Stanford, nos próximos meses teremos bate-papos e discussões entre a comunidade e pessoas referências nos temas complexos do futuro. Já que para transformar é preciso compreender o sistema, entender nosso papel, causas e consequências e, de fato, empreender, os grupos especiais também são chamados a agir para usar todo esse conhecimento adquirido e o potencial humano para realizar transformações concretas na Saúde, Tecnologia, Meio Ambiente e Democracia no Brasil do futuro. No fechamento das comemorações de 30 anos, esses grupos poderão dividir com a Comunidade e Fundação Estudar seus aprendizados e visão de futuro para cada um dos quatro temas complexos.

16 • Relatório Anual – 2021


PODCAST LIDERA ESPECIAL 30 ANOS Criado em 2019 para levar conteúdo inspirador para mais pessoas e protagonizado por grandes especialistas, o Lidera já conta com mais de 10 mil reproduções. Esta edição reúne painéis que fazem parte das comemorações de 30 anos, com líderes acadêmicos e do mercado.

PODCAST PROBLEMAS COMPLEXOS PARA MENTES CURIOSAS

PARA O INSTITUCIONAL É nossa responsabilidade, enquanto Fundação Estudar, fazer com que todo o conhecimento gerado para nossa rede ao longo das comemorações de 30 anos se torne material que inspire, informe e influencie milhões de pessoas Brasil afora. Democratizar e disseminar esse conhecimento de excelência ajuda a formar essa nova geração de jovens. Com conteúdo multimídia focado em trazer informação e diferentes perspectivas para o líder do futuro, concebemos uma série de podcasts.

Instigar a curiosidade e a vontade de saber mais sobre a realidade, buscando novas abordagens para grandes problemas. Queremos compartilhar o que

Com lançamento para o final de 2021, este podcast traz um conteúdo aprofundado em formato narrativo sobre temas relevantes para a sociedade atual, que também serão discutidos em aulas exclusivas para a comunidade Estudar. Seu objetivo é destrinchar os desafios que enfrentamos e incentivar o movimento para a ação e a transformação. I​ remos reunir todos os conteúdos no Site Oficial de 30 anos. Acesse:

sabem os professores das melhores universidades do mundo, assim como as visões dos líderes globais cujos olhos estão com a sociedade e cabeça com a ciência. Acreditamos que disseminar informação de qualidade é parte fundamental do nosso trabalho. Anna Valenzuela, Gerente de Produto, Tecnologia, Comunicação, Conteúdo Educacional e Editorial.

2021 – Relatório Anual • 17


3. LÍDERES ESTUDAR

Gente Boa que transforma o Brasil


ATUALMENTE, 760 PESSOAS FAZEM PARTE DA REDE DE LÍDERES ESTUDAR – UMA COMUNIDADE ENGAJADA E TRANSFORMADORA, CAPAZ DE GERAR AS MUDANÇAS DE QUE O BRASIL PRECISA.

SEJA NA POLÍTICA, com bolsistas eleitos em diferentes regiões do país e com atuação expressiva; no Setor Privado, conduzindo empresas líderes de mercado; no Empreendedorismo e na Tecnologia, à frente de startups que se tornaram unicórnios ou construindo o robô que vai para a lua; na Saúde, coordenando pesquisas para a cura do câncer ou trabalhando no primeiro coração artificial para transplante do mundo; no Meio Ambiente, por meio de iniciativas que já contribuíram para a não emissão de mais de 885 toneladas de carbono na atmosfera; no Terceiro Setor, formando talentos para gestão pública ou em tantas outras áreas de atuação... Ao longo de 30 anos de história, sempre buscamos trajetórias acima da média e um alto potencial de impacto. Aprendemos a expandir a nossa presença e nos tornamos mais plurais. Amadurecemos para sermos capazes de entender os problemas complexos que o mundo enfrenta (e enfrentará) e identificar como podemos contribuir, de maneira sistêmica. “Enquanto organização, também precisamos estar sempre em evolução quando se trata da busca pelos talentos mais promissores do Brasil. Por isso, no último ciclo, implantamos várias melhorias no processo de recrutamento e seleção

do programa de Líderes, aumentando a régua e tornando o processo ainda mais eficiente”, explica Patrícia Aguiar, Líder 2007 e Gerente de Redes e Seleção na Fundação Estudar. Entre as principais mudanças, está a preparação da banca para uma melhor avaliação de jovens de diferentes áreas de atuação e uma maior profundidade na entrevista de cada aplicante. Patrícia destaca que nesse processo contínuo de melhorias, foi importante olhar para fora e aprender: “Organizamos treinamentos com o Google e com a Brex para entender como poderíamos aproveitar as suas boas práticas no processo de seleção de novos bolsistas. Tivemos insights que trouxeram mudanças essenciais, como um processo decisório baseado em mais informações e com mais investimento em deliberação.” O resultado foi perceptível: 34 novos Líderes foram selecionados – número recorde nos últimos 11 anos! “Entre eles, temos 12 aprovações em Top Schools norte-americanas, com maior participação de Harvard, com 6 bolsistas. A maior parte desses novos Líderes demonstrou interesse em seguir carreira no setor privado ou empreendendo”, conta Patrícia.

2021 – Relatório Anual • 19


Números do processo Líderes 2021

50.867

ESTADOS DE ORIGEM Bolsistas de 11 estados, concentrados na região Sudeste.

2 Ceará

Total de inscrições

1 Amazonas

3.424 Finalizados

1 Pernambuco

1 Goiás

1 Minas Gerais

1 Distrito Federal

1 Espírito Santo

15 São Paulo 1 Paraná

1.377 Vídeo

560

Entrevista individual 8 entrevistadores

34

8 Rio de Janeiro 1 Santa Catarina

44,12%

55,88%

LÍDERES

227

Painel com ex-bolsistas Apoio de 46 bolsistas

76

Comitê de Leitura

42

Candidatos

20 • Relatório Anual – 2021

15

mulheres

11

Preps de 50 candidatos (22%)

6

Ismart de 43 candidatos (14%)


sendo que Harvard e Northwestern são as mais representadas

6

ÁREA DE ATUAÇÃO

16 19 – No Exterior

23

DIFERENTES UNIVERSIDADES

Harvard University Northwestern University

2

POLI-USP

2

FGV

2

Oxford

2

Georgia Tech

Empreendedorismo e gestão privada

1

Harvey Mudd

1

Dartmouth

1

University of Vermont

1

Minerva

1

Swarthmore

1

MIT

1

ITA

1

NYU Abu Dhabi

1

British Columbia

1

University of Chicago

1

UFJF

1

Duke

1

Brown

1

Columbia

1

Stanford

1

Tsinghua

1

CalTech

4 Graduação

Governo e gestão pública

6

1

3 – MBA

2 Saúde

1

1

Pós-graduação

3 – Doutorado

Pesquisa acadêmica

TIPO DE CANDIDATURA

1 – LLM

Direito

1

1 – MPP

1

1 – Master

15

9

6 – No Brasil

3

2021 – Relatório Anual • 21


Giveback de Comunidade Gente Boa buscando Gente Boa O engajamento da Comunidade de Líderes em recrutamento e seleção de novos bolsistas tem crescido ano após ano. Em 2021, tivemos mais um recorde histórico, com aproximadamente 20% da rede participando ativamente desta etapa: 2 .389 HORAS DOADAS 152 BOLSISTAS ENVOLVIDOS

2.043h dedicadas em outras atividades

2.451h dedicadas na atração e seleção de novos bolsistas para o Programa de Líderes

632h dedicadas aos Grupos de Interesse

Gente Boa que se conecta por meio de diferentes oportunidades Os Grupos de Interesse e os Grupos de Trabalho são iniciativas que têm como foco disseminar conhecimentos, facilitar a troca de experiências entre os Líderes Estudar e promover discussões e ações concretas para endereçar as oportunidades de melhoria da Comunidade de Líderes e Fundação Estudar.

GRUPOS DE INTERESSE

Desde a sua criação, os Grupos de Interesse têm se destacado pela sua atuação consistente, fomentando conteúdos sobre temas relevantes na atualidade em diferentes formatos, como: lives, publicações e rodas de conversa.

ENGAJAMENTO PARA ALÉM DO PROGRAMA DE LÍDERES Entre julho de 2020 e julho de 2021, a participação ativa da Comunidade em outras iniciativas da Fundação Estudar resultou em 7.426h de engajamento, sendo:

Durante a pandemia, houve ainda uma intensificação das atividades, que só foi possível pela adesão das atividades online. 36 ENCONTROS AO VIVO

223h dedicadas aos Grupos de Trabalho 364h na facilitação dos Cursos do Na Prática

22 • Relatório Anual – 2021

1.276h apoiando o Prep Estudar Fora 437h em mentorias de times e de outros bolsistas

27 LÍDERES ESTUDAR NA ORGANIZAÇÃO 468 PARTICIPAÇÕES TOTAIS DE LÍDERES ESTUDAR


GRUPOS DE TRABALHO

Os Grupos de Trabalho surgem a partir de demandas em comum de Líderes Estudar, que sugerem e passam a trabalhar em cima de um tema de melhoria. A partir disso, fazem propostas e colocam em prática soluções que contribuam para o desenvolvimento da Fundação Estudar e, consequentemente, da própria Comunidade. Durante o último ano, destacamos o trabalho feito pelos seguintes Grupos:

A.

B.

C.

GRUPO DE TRABALHO DE DIVERSIDADE RACIAL Tem atuado ativamente para a implementação de um processo mais diverso no Programa de Líderes, trazendo um melhor entendimento de como captamos talentos de diferentes contextos e de como tornamos nosso processo mais justo.

GRUPO DE TRABALHO DE ACADÊMICOS Mapeou a jornada do bolsista acadêmico, traçando as suas alavancas de sucesso e as oportunidades de suporte específicas para essa carreira. Além disso, tem trabalhado na disseminação de conteúdo de pesquisa e no fortalecimento do grupo de acadêmicos dentro da comunidade.

GRUPO DE APROXIMAÇÃO Trabalhou em 2020 para facilitar a conexão entre membros da Comunidade, através de bate-papos de Líder Estudar para Líder Estudar. Realizou 12 conversas conectando 24 Líderes.

CONECTE-SE COM OUTROS LÍDERES ESTUDAR Em 2021, começamos a usar a plataforma Salesforce para reunir as informações principais de cada Líder, permitindo que todos se conectem de maneira simples e rápida, em momentos oportunos. Se você faz parte da Comunidade, pode acessá-la por meio do QR Code ao lado.

2021 – Relatório Anual • 23


Líderes premiados 2021 CLÁUDIO ANDRADE Líder de 1993

LUIS HEITOR GONÇALVES Líder de 1994

ANA MARTINEZ Líder de 1995

VERONICA SERRA Líder de 2005

RENATO MAZZOLA Líder de 2003

PRÊMIO LÍDER DOADOR DO ANO

Este prêmio vai para Líderes que se destacaram como apoiadores financeiros da Fundação Estudar. Além disso, este grupo traz outras contribuições essenciais, dando visibilidade do nosso impacto para potenciais doadores e ampliando a nossa rede de apoio.

24 • Relatório Anual – 2021


RALF TOENJES Líder de 2013

PRÊMIO LÍDER DO ANO

A premiação que reconhece o bolsista que teve grande destaque em sua trajetória, gerando transformações relevantes no último ano. Indicado como um dos jovens mais promissores do Brasil na lista Forbes Under30, premiado como Empreendedor Social do Ano pela Folha de São Paulo e Fundação Schwab. Recentemente foi reconhecido pela ONU como um dos 17 jovens líderes pelo Desenvolvimento Sustentável, processo que contou com 7 mil inscrições de 172 países.

CAROLINA GUIMARÃES Líder de 2016

PRÊMIO LÍDER MAIS ENGAJADA

Este prêmio é oferecido para Líderes que se destacaram por doar tempo para a Fundação Estudar. 116 HORAS DEDICADAS AO PREP ESTUDAR FORA

Para mim, a rede de Líderes da Fundação Estudar é uma constante fonte de inspiração, apoio e oportunidade que me mantém motivada a continuar fazendo a diferença. Sou apaixonada por educação e, por isso, os programas da Fundação, como o Prep Estudar Fora, me dão o espaço perfeito para gerar impacto nessa área, podendo ajudar outros jovens a irem atrás de seus objetivos e ser inspirada por eles a renovar os meus próprios sonhos grandes.

2021 – Relatório Anual • 25


4. LÍDERES ESTUDAR 2021

Conheça a nova geração de Líderes Estudar


PÓS-GRADUAÇÃO

Caio César Vieira Machado

29 ANOS, ESTUDOS SOCIOLEGAIS – OXFORD

NATURAL DE CAMPINAS, Caio já se destacava no Ensino Médio, quando ganhou o President’s Award for Educational Excellence – reconhecimento mais prestigiado do sistema de ensino norte-americano. Apesar de ter tido a oportunidade de cursar a graduação fora do país, optou por ficar no Brasil e estudar Direito na USP. Foi lá que se apaixonou pelo campo de direito e internet, decidindo se aprofundar no tema. Depois de concluir com sucesso dois mestrados focados em internet, Caio agora se dedica ao doutorado na Universidade de Oxford, promovendo a educação digital crítica e o combate à desinformação. Seu objetivo é contribuir para a conscientização da sociedade brasileira sobre o assunto e incentivar a apropriação das pautas de internet como instrumento de desenvolvimento nacional.

2021 – Relatório Anual • 27


Catarina Carvalho 26 ANOS, MBA – HARVARD

DESDE CRIANÇA, a pernambucana Catarina foi ensinada a correr atrás dos seus objetivos. Aos 14 anos, decidiu sair de casa sozinha para conquistar o seu sonho: estudar no ITA. Hoje, ela é Engenheira Mecânica-Aeronáutica e Mestra em Econometria Aplicada. Durante a sua trajetória, Catarina foi eleita líder de turma pelos 5 anos da graduação e fundou uma rede de mentoria para alunas do ITA. Mas sua missão não acabou por ali: ela quer transformar a realidade financeira de brasileiros e de brasileiras com dívidas e empoderar pessoas marginalizadas a realizarem seus sonhos, redefinindo suas visões de sucesso.

Dayene de Assis Fernandes Caldeira 27 ANOS, MEDICINA – VERMONT

NASCIDA NA CIDADE DE NILÓPOLIS (RJ), Dayene decidiu pela área da Saúde depois de presenciar várias graves crises de asma da avó. Ela se candidatou a uma das principais universidades públicas de pesquisa em doenças pulmonares do país e foi a única aluna aceita. Também conquistou bolsa para o mestrado, publicou em periódicos científicos internacionais e se dedicou a estudar mais sobre o pulmão. No doutorado, ela foca em transferência mitocondrial na asma grave, mesma condição da avó, e durante a pandemia chegou a pesquisar tratamentos para a pneumonia induzida por SARS-CoV-2. Seus planos futuros envolvem desenvolver novas terapias para as doenças pulmonares que mais afetam o sistema público de saúde.

28 • Relatório Anual – 2021


Jean Pontes 28 ANOS, DIREITO – HARVARD

BOLSISTA DE DESTAQUE no Ensino Médio, o carioca Jean já mostrava sua forte liderança nessa época, quando foi eleito presidente do Grêmio Estudantil e orador da sua turma. Decidiu estudar Direito na UFRJ e se formou com grandes honras pelo seu papel como monitor acadêmico e sua dedicação a grupos de pesquisa, além da participação em um projeto de auxílio a imigrantes ilegais. Apaixonado pela lei, Jean fez mestrado na UERJ e se tornou professor substituto do Departamento de Direito do Estado, sendo aprovado em primeiro lugar no concurso de provas e títulos. Agora, ele se dedica ao mestrado em Harvard e, em seguida, deseja se dedicar ao seu escritório de advocacia para contribuir com a elaboração de projetos de reforma democrática das instituições.

João Loula

25 ANOS, CIÊNCIAS COGNITIVAS E NEUROCIÊNCIA – MIT

FOI INSPIRADO PELO AVÔ que o carioca João começou a se interessar pela ciência e se tornou o primeiro cientista da família. Com afinidade pelo campo das Exatas, ele escolheu cursar Engenharia Elétrica na USP. Por lá, participou da equipe de robótica, do clube de biologia sintética, e também ministrou aulas de álgebra. No meio da graduação, ganhou uma bolsa para estudar na França e se formou em ciência da computação e matemática aplicada. Fez seu mestrado também em solo francês, com estágios de pesquisa no Collège de France e em Harvard. João foi aceito no doutorado de renomadas universidades norte-americanas, escolhendo o MIT para realizar suas pesquisas sobre inteligência artificial e neurociência. No futuro, ele quer se tornar professor e criar um instituto de pesquisa em inteligência artificial no Brasil.

2021 – Relatório Anual • 29


Michael Cerqueira

27 ANOS, POLÍTICAS PÚBLICAS – HARVARD KENNEDY

FILHO DE NORDESTINOS, o paulistano Michael cresceu com a ideia de que a educação é o caminho mais efetivo para superar as barreiras sistêmicas de pobreza. Ele foi aprovado em quatro concorridos vestibulares em Economia (USP, Unicamp, UFRJ e Unesp) e em Administração Pública na FGV, com bolsa integral por mérito. Durante a graduação, participou de programas de liderança, pesquisas aplicadas em todo Brasil e fez um intercâmbio acadêmico em Londres. Desde 2015, quando iniciou a sua carreira na Vetor Brasil, Michael atua no setor público promovendo inovações e modernização na gestão governamental. Em 2021, foi aprovado para o mestrado em Harvard, com bolsa integral de tuition da Jorge Paulo Lemann Fellowship. No futuro, ele sonha em se tornar Ministro do Planejamento para liderar mudanças sistêmicas na gestão de pessoas no Brasil.

Rafaella Mazza 27 ANOS, MBA – HARVARD

A PAULISTA RAFAELLA se formou como a melhor aluna no Ensino Médio, ganhando várias medalhas em olimpíadas de matemática e português. Na graduação, Rafaella escolheu estudar Engenharia Agronômica na USP e recebeu diversas bolsas de estudo durante a faculdade: de iniciação científica, de monitoria e para um curso de Bioeconomia na Universidade de Hohenheim, na Alemanha. Em 2015, foi contratada como Trainee de Valuation & Business Modeling pela EY, e teve a oportunidade de trabalhar visitando fazendas para auditar e avaliar ativos biológicos de grandes clientes do agronegócio do Brasil, da Guatemala e da Itália. Atualmente, trabalha na startup norte-americana Vayda Farms, desenvolvendo sistemas agrícolas regenerativos de alta tecnologia. Seu sonho é transformar a agricultura brasileira na mais sustentável do mundo.

30 • Relatório Anual – 2021


Samuel Veloso 30 ANOS, MBA – STANFORD

O CEARENSE SAMUEL sempre apostou na educação para transformar a sua realidade. Desde cedo, competiu em diversas feiras de ciências, chegando a ganhar mais de 10 prêmios, entre eles o 1º lugar na Feira Brasileira de Ciências e Engenharia. Na graduação, cursou a faculdade de Engenharia Civil na UFC, onde foi Presidente da Empresa Júnior do seu curso. Em seguida, foi aprovado no Insper com bolsa integral de estudos, onde conquistou o 1° lugar no CFA Challenge Brasil e foi semifinalista nas Américas. Na vida profissional, Samuel já alcançou resultados expressivos em diferentes áreas, como RH e Vendas. Atualmente, é CEO da BRTC, uma empresa de uniformes que já cresceu a receita em 20 vezes desde a sua chegada e em meio à pandemia do COVID-19. Nos seus planos, estão fundar uma empresa que usa a tecnologia para resolver grandes problemas e uma gestora de investimentos para ajudar empreendedores a escalarem seus negócios.

Susana Sakamoto Machado 22 ANOS, ASSUNTOS GLOBAIS – TSINGHUA

SUSANA TEVE A SUA TRAJETÓRIA acadêmica marcada por muitas conquistas. No Ensino Médio, ganhou 4 prêmios em simulações, como o Harvard Model Congress, e aos 17 anos, foi selecionada para cursar o Programa de Estudos Avançados em Relações Internacionais e Política na Oxford University e representou o Brasil na ONU. Em paralelo, dedicou-se a diversos projetos sociais, como uma iniciativa que preparava órfãos para o mercado de trabalho e na inclusão de jovens marginalizados nas assembleias da ONU. Já no início da graduação em Relações Internacionais na Unesp, juntou-se a um grupo de pesquisa e presidiu o maior evento de simulação a nível universitário de São Paulo. A missão de Susana é contribuir para que jovens em vulnerabilidade não tenham seu futuro limitado pela condição econômica, reduzindo assim as desigualdades não só no Brasil mas no mundo.

2021 – Relatório Anual • 31


GRADUAÇÃO

Abidan Henrique da Silva 23 ANOS, ENGENHARIA CIVIL – USP

NO ENSINO MÉDIO, Abidan foi considerado o melhor aluno da turma, ganhou uma medalha de bronze nas Olímpiadas de Física e foi selecionado para a Harvard Summer School pela bolsa Robert Wong. No vestibular, passou em 5 faculdades: POLI, Unicamp, Unesp, Mackenzie e PUC, escolhendo a POLI. Já na graduação, conquistou uma bolsa do Instituto Semear e fez um curso de liderança na Jordânia. Em 2020, Abidan foi eleito vereador de Embu das Artes, sendo a 2ª pessoa mais jovem da história a ocupar o cargo. Seus planos são permanecer na política para conseguir fazer com que todos os jovens do Brasil tenham acesso à educação de qualidade.

32 • Relatório Anual – 2021


Ana Luísa Moura

18 ANOS, POLÍTICA SOCIAL – NORTHWESTERN

DESTAQUE NA ESCOLA, Ana ganhou o Prêmio Mulheres para a Química e diversas outras medalhas na área. Além disso, apaixonou-se pelos debates e simulações da ONU, que a inspiraram a moderar um debate com candidatos a vereador e também a debater em conferências internacionais em Harvard e Stanford. Em 2019, ela se tornou cofundadora de um cursinho popular com uma metodologia de ensino própria, liderando mais de 25 mentores, responsáveis por 124 estudantes. Sua excelência acadêmica fez com que ela fosse aprovada em Direito no Insper e em 4 universidades norte-americanas, decidindo cursar Política Social em Northwestern. No futuro, ela quer transformar o Brasil em uma referência mundial na educação básica e como instrumento para o combate à violência de gênero.

Ana Studart

19 ANOS, BIOLOGIA MATEMÁTICA E COMPUTACIONAL – HARVEY MUDD

A CEARENSE ANA STUDART foi apresentada ao mundo das olimpíadas no Ensino Médio e, logo na primeira competição, ficou em segundo lugar na de matemática. Encantada por esse universo, Ana chegou a ganhar 36 de medalhas distribuídas entre competições de astronomia, física, informática, matemática e robótica. Os resultados garantiram que ela fosse selecionada para 5 olimpíadas internacionais, ganhando 2 pratas e 1 bronze na Olimpíada Europeia Feminina de Matemática. Essa experiência inspirou Ana a cofundar o Projeto Sem Parar, que tem o conceito de meninas ensinando ciências para outras meninas. Estudando Biologia Matemática e Computacional, ela pretende contribuir para melhorias no tratamento e diagnóstico do câncer e continuar fomentando a participação de meninas nas ciências.

2021 – Relatório Anual • 33


Beatriz da Silva Falcão 18 ANOS, CIÊNCIAS POLÍTICAS – DARTMOUTH

NA ESCOLA, Beatriz se envolveu em várias atividades, incluindo simulações da ONU. Sua dedicação fez com que ganhasse 6 menções honrosas, incluindo 3 prêmios de melhor delegação, e 4 bolsas completas para representar seu colégio em competições nacionais e na Harvard Model United. Ela também desenvolveu um projeto científico sobre educação inclusiva, premiado em 3 feiras nacionais, incluindo a FEBRACE; venceu 6 concursos literários e obteve a maior nota entre 140 alunos durante 5 anos consecutivos. Agora, ela se prepara para iniciar a graduação em Ciências Políticas em Dartmouth College, onde foi aprovada com bolsa. Beatriz sonha em realizar uma reforma nas carreiras docentes para valorizar a profissão, analisando modelos educacionais de sucesso no exterior e trazendo-os para o Brasil.

Bianca Freire

18 ANOS, ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA – FGV

SUA DISCIPLINA E HABILIDADE para ser autodidata fizeram com que Bianca conquistasse uma bolsa de estudos integral no programa do Ismart aos 12 anos, depois de ser selecionada entre 11 mil candidatos. Em 2019 e 2020, foi semifinalista da Olimpíada Nacional de História do Brasil. Ao prestar vestibular, foi aprovada na PUC-SP, no Mackenzie, na FGV-EPPG, no Insper, e na FGV-EAESP, tendo conseguido bolsas integrais altamente concorridas nas três últimas. Hoje, cursa Administração Pública na FGV. Bianca também foi selecionada como Deputada Federal Jovem pelo Parlamento Jovem Brasileiro, formulando um projeto de lei para capacitação de lideranças periféricas, e para o programa Crossroads Emerging Leaders, de Harvard. Inspirada por suas experiências e origens, Bianca sonha em construir políticas de impacto ao lado de comunidades da periferia.

34 • Relatório Anual – 2021


Carolina Bartunek 18 ANOS, ECONOMIA – HARVARD

AINDA NO ENSINO FUNDAMENTAL , Carolina conquistou o prêmio de melhor desempenho acadêmico em 8 matérias. Ela também participou como grupo mais novo da história da sua escola da competição de Wharton de investimentos (KWHS) e ganhou o segundo lugar na final Brasil. No Ensino Médio, conquistou uma medalha de bronze na competição britânica de matemática (UKMT). Além disso, Carolina também foi reconhecida pelo seu desempenho em ciência da computação. Em um estágio no BTG Pactual descobriu a sua paixão pela educação financeira e pelo mundo dos investimentos. Desde então, tem se dedicado a aprender mais sobre esse mercado para entender como incluir a educação. No futuro, ela sonha em abrir sua própria empresa e capitalizar o assunto de educação financeira para jovens.

2021 – Relatório Anual • 35


Daniele Gavetti de Mari

21 ANOS, NEUROCIÊNCIA – GEORGIA INSTITUTE OF TECHNOLOGY

DURANTE A INFÂNCIA, Daniele perdeu sua avó e seu melhor amigo para o câncer. Essas experiências fizeram com que ela começasse a se interessar pela área da Saúde, em especial, por tecnologias que pudessem contribuir para o tratamento de pessoas doentes. Focada nessa missão, Daniele foi destaque nos estudos e participou das principais feiras de ciências do Brasil. Ela recebeu diversas bolsas por suas pesquisas em Neurociência e fundou uma startup de neurotecnologia, que integra a mais antiga incubadora de startups dos Estados Unidos, a ATDC. No futuro, ela sonha em ter o maior Instituto de Neurologia do Brasil, contribuindo para que ele seja referência em pesquisa e desenvolvimento de terapias para o tratamento de doenças neurológicas.

Eduardo Emilio Costa Trunci

21 ANOS, MATEMÁTICA E CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO – GEORGIA INSTITUTE OF TECHNOLOGY

FILHO DE ENGENHEIROS, Eduardo demonstrou aptidão para Exatas e tecnologia desde muito jovem. Ele participou de olimpíadas de matemática, física e química e conquistou medalhas em diversas competições. Chegou a ser selecionado para a Olimpíada Internacional de Física e se classificou como TOP 40 no Harvard-MIT Math Tournament. Eduardo também se dedicou à iniciação científica, ganhando vários prêmios. Em sua curta trajetória profissional, acumula passagens pela Rolls Royce, Ambev e McKinsey & Company, em Boston. Seu próximo passo é passar uma temporada no Facebook, na Califórnia. Olhando para o futuro, a ambição de Eduardo é empreender para mostrar ao mundo que empresas brasileiras são capazes de criar tecnologia de ponta com a mesma qualidade oferecida por grandes players do mercado.

36 • Relatório Anual – 2021


Eduardo Vasconcelos Goyanna Filho 18 ANOS, ECONOMIA E GOVERNO – HARVARD

DURANTE SEUS ESTUDOS, Eduardo recebeu diversos prêmios e menções honrosas por trabalhos escritos e pela participação em Modelos de Simulação de Organismos Internacionais. Ele representou o Brasil pela 1ª vez no Mundial de Debates e trouxe ao país o prêmio inédito de Melhor Debatedor de Nações Estreantes. Além disso, atuou como deputado no Parlamento Jovem Brasileiro, sendo considerado o 6º melhor escritor legislativo dentre 1.068, por uma PL de Socioeducação. Aprovado em Harvard, ele também faz parte do RenovaBR e, como líder político, sonha em tornar a criminalidade infantil do DF a menor do país.

Felipe Nuti

18 ANOS, CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO – OXFORD

COM FORTE VOCAÇÃO para a área de Exatas, Felipe começou a se destacar na escola ao participar de olimpíadas no início do Ensino Fundamental. Ele conquistou mais de 15 medalhas, distribuídas entre diversas disciplinas. Seu bom desempenho acadêmico também foi visto em vestibulares. Felipe obteve a maior nota na 1ª fase da Fuvest no último ano do seu Ensino Médio, além de ter sido aprovado para o ITA, USP, Unicamp, College London, Oxford, Georgia Tech e UIUC. Ele também venceu a competição BRASA Summer Journey com uma solução para um problema do time de suporte da empresa. Atualmente, trabalha em uma startup de Tecnologia analisando padrões de comportamento dos usuários. Seu objetivo é deixar um legado tecnológico expressivo por meio de pesquisa, desenvolvimento e empreendedorismo.

2021 – Relatório Anual • 37


Fellipe Couto

21 ANOS, CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO E NEGÓCIOS – MINERVA SCHOOLS AT KGI

O GRANDE INTERESSE de Fellipe por Tecnologia fez com que, no Ensino Médio, ele fundasse o grupo de robótica de sua escola, que chegou a vencer a Olimpíada Brasileira de Robótica. Além da Tecnologia, ele também tinha muita afinidade com a área da Saúde. Unindo as duas paixões, ele realizou uma pesquisa de fármacos para combater a dengue com a Fiocruz e criou o primeiro robô autônomo de desinfecção hospitalar reconhecido na América Latina. Além disso, Fellipe também desenvolveu um protótipo de exploração espacial, que ganhou 2 medalhas internacionais inéditas para o Brasil. Hoje, ele trabalha como cientista de dados e faz um estágio no Facebook. Seu sonho é se tornar referência em desenvolvimento empresarial e tecnológico, transformando o Brasil em uma potência de inovação.

Gabriel Checchinato 21 ANOS, ENGENHARIA MECATRÔNICA – USP

EXTREMAMENTE CURIOSO E CRIATIVO, Gabriel desenvolveu cedo uma paixão por ciência e engenharia. O jovem gostava de realizar experimentos científicos na escola e brincar com inventos inusitados. Durante o 3º ano do Ensino Médio, inventou um sistema capaz de tornar autônomos dispensers de líquidos, como filtros e purificadores de água. Com esse projeto, recebeu o 1º lugar em Engenharia na FEBRACE e foi selecionado para representar o Brasil na Intel ISEF, voltando com um 3º lugar em Sistemas Embarcados. As invenções de Gabriel também renderam a vitória no reality de competição Batalha Makers Brasil, quando tinha apenas 18 anos. Hoje, ele cuida de todo o desenvolvimento de software de uma startup e quer continuar se envolvendo com a criação de outros produtos inovadores com propósito.

38 • Relatório Anual – 2021


Gabriela Dias de Souza 22 ANOS, ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS – FGV

ENTUSIASTA DA EDUCAÇÃO, Gabriela busca consolidar sua carreira em Tecnologia, combinada com Gestão. Durante a sua trajetória, conquistou bolsas de estudo nas melhores instituições do Brasil, ganhando prêmios na Maratona de Redação e nos Modelos das Nações Unidas. Ela foi aprovada para estudar Administração de Empresas na FGV e entrou para o Diretório Acadêmico, para a Consultoria Júnior de Economia, além de se tornar professora assistente de gestão de projetos. Durante a faculdade, aprendeu a programar em um dos melhores bootcamps do Brasil, ganhou o maior desafio universitário da América Latina Latina (TETRIX), entre 70 mil participantes, e se tornou presidente da entidade de tecnologia da FGV. Atualmente, trabalha com projetos de educação na área de Tecnologia e planeja utilizar o conhecimento adquirido na construção da HackZone, a escola de programação que fundou.

Helena Werneck

18 ANOS, ESTUDOS EDUCACIONAIS E PSICOLOGIA – SWARTHMORE

DESDE CRIANÇA, Helena desenvolveu uma grande afinidade com a área de Humanas. Aos 14 anos, ela fundou a ONG Projeto Veredas, que já impactou mais de 3 mil pessoas e tem como objetivo promover o desenvolvimento sustentável da região da Serra da Capivara (PI). Os seus eventos de arrecadação já contaram com artistas como Gilberto Gil e Nando Reis, e em 2020, o projeto recebeu um apoio de 320 mil reais da Embaixada Francesa para dar continuidade ao trabalho durante a pandemia. Helena decidiu estudar nos Estados Unidos para aprender mais sobre inovação em educação e foi aprovada em 7 universidades norte-americanas, incluindo Berkeley, UCLA e NYU. Sua meta é desenvolver metodologias educacionais criativas e baseadas em evidências, além de apoiar a implementação dessas inovações nas escolas públicas.

2021 – Relatório Anual • 39


José André

19 ANOS, ENGENHARIA DA COMPUTAÇÃO – ITA

CURIOSO E APLICADO, José deixou a casa da sua família para estudar aos 15 anos de idade. Seu esforço na área de Exatas foi reconhecido e ele ganhou mais de 10 prêmios, entre eles uma medalha de ouro na Olimpíada Paulista de Matemática e uma menção honrosa na Olimpíada Matemática RioPlatense, na Argentina. No último ano do Ensino Médio, o estudante foi aprovado no vestibular da AFA, do IME, do ITA e da Unicamp. Já na faculdade, José foi selecionado entre mais de mil candidatos para um summer job na Navi Capital. A experiência fez com que ele saísse do nível básico de Python para o avançado e ganhasse mais interesse por tecnologia. No futuro, ele deseja ocupar um cargo de liderança e levar o estudo da tecnologia para o ensino básico.

Kaio Kumagai

17 ANOS, ENGENHARIA BIOMÉDICA – NORTHWESTERN

DESCENDENTE DE UM ANTIGO CLÃ SAMURAI, Kaio herdou da família fortes valores éticos e a disciplina para se aprimorar por meio dos estudos. Aos 11 anos, conquistou uma medalha de ouro na Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica e, desde então, dedicou-se a diversas outras competições, chegando a ganhar mais de 30 premiações em diversas áreas do conhecimento. Essas conquistas fizeram dele o primeiro (e até hoje o único) estudante a receber uma bolsa por mérito da história de sua escola. Kaio participou de renomados programas de mentoria, chegando a desenvolver um projeto sobre o uso de nanomicelas para transporte de fármaco de Alzheimer diretamente em áreas afetadas do cérebro. No futuro, quer trabalhar no desenvolvimento de uma tecnologia chamada NBM-Nano BioMechatronics, tecnologia pioneira cuja combinação de distintas ciências irá promover inúmeras aplicações para a humanidade.

40 • Relatório Anual – 2021


Lara Campos

18 ANOS, CIÊNCIAS POLÍTICAS – NORTHWESTERN

LARA JÁ CONQUISTOU BOLSAS de estudo em instituições como a Cambridge University, a Latin America Leadership Academy e a National Flight Academy. Também é alumni da Fundação Estudar, da BRASA e da Junior Achievement. Empreendedora Social, fundou duas startups, tornando-se finalista do Desafio Tack de Inovação e Tecnologia, vencedora do Innovation Camp da KPMG e 3º lugar no JA Startup. Inquieta e com desejo de mudança, fez trabalho voluntário no Acredito Rio, movimento de renovação política, e no Agbara, coletivo de mulheres negras que buscam impacto social. Em 2021, ela foi aceita com bolsa de quase 2 milhões de reais na Northwestern University, no processo seletivo mais competitivo da história da universidade. Sua missão é transformar a educação brasileira através de políticas públicas de inclusão, empreendendo e criando oportunidades para a população afro-brasileira.

Leonardo Dias de Jesus 17 ANOS, ECONOMIA – NYU ABU DHABI

DEPOIS DE CONQUISTAR DUAS MENÇÕES HONROSAS na Olimpíada Brasileira de Matemática, o paulista Leonardo percebeu que o seu potencial acadêmico poderia fazer com que ganhasse uma bolsa de estudo em colégios particulares. Foi, então, selecionado e apoiado pelo Ismart. Mais tarde, conseguiu uma bolsa de estudo completa em uma das universidades mais concorridas do mundo, a NYUAD, além de ser aprovado em 9 universidades brasileiras de alto nível. Focado na educação, ele participou do Movimento Mapa Educação como líder, onde pôde investigar as circunstâncias da educação básica de sua cidade. Indo estudar fora do país, Leonardo quer aprender como funciona o ensino básico em outras nações e ajudar o Brasil a se tornar líder em rankings como o PISA.

2021 – Relatório Anual • 41


Leonardo Caffarello 22 ANOS, FÍSICA – BRITISH COLUMBIA

APAIXONADO PELO ESPAÇO, Leonardo entendeu que a união da Engenharia e da Física era a solução ideal para saciar a sua curiosidade e conseguir aplicar a sua criatividade em projetos com potencial para impactar a vida de pessoas ao redor do mundo. Depois de se formar no Ensino Médio, foi aprovado em um programa de mentoria e participou da Google Science Fair com um projeto de células a combustível microbianas. Já na faculdade, liderou um projeto de um detector de raios cósmicos que voou em um balão estratosférico disponibilizado pela Agência Espacial Canadense, participou de pesquisas e projetos acadêmicos no departamento de Engenharia Elétrica e teve seu projeto aprovado para um segundo voo estratosférico, organizado por cinco agências espaciais, na Suécia em 2022. Com seu conhecimento, ele sonha em ajudar a humanidade a pisar em Marte e impulsionar uma startup brasileira para ser referência do setor espacial.

Lucas Lelis Graciliano 19 ANOS, ECONOMIA – UCHICAGO

QUÍMICA, ASTRONOMIA, HISTÓRIA… Lucas coleciona medalhas em olimpíadas de diversas áreas. Sua dedicação nos estudos, fez com que conquistasse bolsas em colégios particulares e recebesse menções honrosas por se destacar academicamente. Na prova do Enem, ficou entre o 1% com a melhor nota na redação. Aprovado na Universidade de Chicago para Economia, foi vencedor de um desafio sobre investimentos de impacto, apresentando sua pesquisa a políticos europeus, e finalista do Constellation Challenge. Mesmo com pouca idade, já estagiou em gestoras do mercado financeiro e no RenovaBR. No futuro, quer fundar uma empresa focada em investimentos de impacto para investir no sonho de outras pessoas.

42 • Relatório Anual – 2021


Miriã Ferreira da Silva 23 ANOS, MEDICINA – UFJF

NATURAL DE PETRÓPOLIS, Miriã foi aprovada no concorrido vestibular de Medicina estudando por conta própria. Ela se tornou a primeira mulher negra de sua comunidade a ter essa conquista. Durante a faculdade, participou de atividades de pesquisa, extensão, monitorias, representação estudantil e iniciação científica. Atualmente, é estagiária de Práticas Médicas em uma healthtech voltada para suporte remoto de pacientes oncológicos. Lá, auxilia a desenvolver e melhorar protocolos de atendimento. O sonho de Miriã é oferecer acesso à saúde de qualidade para a população brasileira por meio da inovação.

2021 – Relatório Anual • 43


Murilo Calegari

19 ANOS, CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO – DUKE

NASCIDO NO INTERIOR DO ESPÍRITO SANTO, Murilo teve na sua família uma forte inspiração para sua carreira acadêmica. O estudante construiu um longo histórico de participações em olimpíadas científicas, conquistando medalhas nas disciplinas de Matemática, Física, Ciências, Astronomia e Geografia. Além disso, recebeu prêmios na Olimpíada Internacional de Matemática da Ásia e no World Mathematics Games Open, e foi convidado para o London International Youth Science Forum 2020. Seus bons resultados também renderam a Murilo aprovação em 5 universidades norte-americanas com bolsa integral. O jovem já se envolveu com diversos projetos de tecnologia, educação e liderança e está criando uma startup própria de consultoria pedagógica apoiada nos microdados do Enem. Seu objetivo é tornar a educação mais cativante com a ajuda da tecnologia e transformar a vida das pessoas usando a computação.

Natan Rodrigues Ferreira 18 ANOS, CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO – BROWN

O CARIOCA NATAN desenvolveu cedo uma paixão pelas áreas de Robótica, Debate, Design e Matemática. Ele estava na primeira equipe brasileira a participar do Mundial de Debates WSDC, no qual ganhou o prêmio de Melhor Nova Nação. Ele fundou uma organização para incentivar a prática de conceitos de Exatas e é presidente de uma associação focada em estimular debates no Brasil. Também já participou de cursos e eventos em Yale e Harvard e atualmente faz uma graduação completa na Universidade de Brown. Agora, Natan planeja explorar áreas ligadas à Robótica Social, Inteligência Artificial e outros campos das Ciências da Computação por meio de estágios. Seu sonho é utilizar conhecimentos para expandir a Robótica Social no Brasil, usando-a como resposta a desafios como desigualdade racial, tornando-se um exemplo para jovens negros periféricos.

44 • Relatório Anual – 2021


Nicole Pires

18 ANOS, FÍSICA E CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO – COLUMBIA

APAIXONADA PELA ÁREA DE EXATAS, a goiana Nicole foi medalhista de bronze na Copa do Mundo de Física, prata na Mostra Brasileira de Foguetes e ouro no Campeonato Brasileiro de Xadrez. Enquanto cientista, ela foi a única aluna do Ensino Médio de Goiás a fazer Iniciação Científica na UFG, tornando-se uma dos 300 finalistas, entre mais de 7.000, na FEBRACE. Além disso, Nicole foi selecionada para o programa de verão de Stanford e foi fundadora e presidente do núcleo Girl Up Meninas Cientistas, apoiado e patrocinado pela ONU. Ela também escreve artigos sobre astrofísica para democratizar a ciência de ponta no Brasil e, antes mesmo de chegar à faculdade, prepara-se para publicar o seu primeiro livro. No futuro, Nicole quer ser a primeira brasileira a ir ao espaço.

Vinícius Névoa 19 ANOS, FÍSICA – CALTECH

O INTERESSE DE VINÍCIUS POR JOGOS desafiadores, como xadrez, fez com que ele desenvolvesse um gosto por resolução de problemas e pela ciência desde muito cedo. No Ensino Médio, recebeu dezenas de medalhas em competições nacionais e internacionais, entre elas 4 ouros na Olimpíada Brasileira de Física – competição em que tem um histórico invicto. Vinícius se tornou o capitão do time Brasil em dois torneios internacionais, dos quais saíram com a medalha de prata e o melhor resultado da história do país. Seu envolvimento com os torneios o inspirou a cofundar um Campeonato de Física e a apoiar o desenvolvimento de outros jovens da área de Exatas. No futuro, ele pretende trabalhar com tecnologia quântica e trazer para o Brasil uma iniciativa nacional de desenvolvimento tecnológico robusta, nos moldes da NASA.

2021 – Relatório Anual • 45


5. ESTUDAR FORA

Gente Boa pelo mundo


ATUALMENTE, NOSSA REDE REPRESENTA 25% DOS BRASILEIROS QUE ESTUDAM NAS MELHORES 40 UNIVERSIDADES DOS ESTADOS UNIDOS. O RESULTADO É FRUTO DE DIVERSAS INICIATIVAS QUE INFORMAM E CAPACITAM O JOVEM PARA QUE ELE REALIZE O SONHO DE ESTUDAR FORA!

O ANO FOI DE NOVIDADES e bons resultados para o Estudar Fora – frente que engloba iniciativas que ajudam os jovens a estudarem nas melhores universidades do mundo, a partir de conteúdo digital, um preparatório especializado e, mais recentemente, bolsas para jovens da área de Tecnologia. Entre os destaques, tivemos o Prep registrando o maior número de inscritos da sua história, mesmo em meio à pandemia; consolidamos o programa Fellowship Tech, focado em talentos da área de Tecnologia e escalamos o impacto por meio da tradução de um curso gratuito de Ciência da Computação de Harvard.

RESULTADOS DO PREP ESTUDAR FORA EM 2020

Número de inscritos

5.906

2019

* 28%

75 Finalistas 46 Aprovados 43 Jovens Prep

Participaram da nossa preparação ao longo de 10 meses de 2020

35 aprovados

81%

dos alunos Prep foram aprovados em universidades norte-americanas

58%

foram aprovados em Top Schools**

7.561*

2020

foi o aumento aproximado em comparação com o maior número de inscritos alcançado anteriormente, de 5.906 em 2019, mesmo com os impactos da pandemia.

** TOP SCHOOLS 31 universidades norte-americanas, selecionadas como as melhores universidades dos rankings em diferentes especializações (majors).

2021 – Relatório Anual • 47


113

45

APROVAÇÕES

delas nas seguintes Top Schools:

1 Harvard University

#2 MELHOR ANO #2 melhor ano em % de aprovações em Top Schools apesar da taxa de aceitação das universidades terem atingido record low. Dois grandes fatores parecem ter influenciado para a queda na taxa de aceite das universidades:

6 Northwestern University 3 Columbia University 3 University of Pennsylvania 3 University of California–Berkeley 3 Yale University 3 Georgia Institute of Technology 3 Dartmouth College 2 Massachusetts Institute of Technology 2 Brown University 2 University of Chicago

1.

Muitas universidades se tornaram testoptional, o que acabou encorajando mais pessoas a aplicarem para universidades competitivas;

2 Duke University 2 University of Notre Dame 2 Amherst College 1 Johns Hopkins University 1 University of California 1 New York University 1 Williams College 1 Swarthmore College 1 Bowdoin College 1 Carleton College 1 Rice University

48 • Relatório Anual – 2021

2.

As universidades tinham um menor número de vagas disponíveis, dado o grande número de estudantes que pediram gap year no ano passado.


4

2017 - 2018

2018 - 2019

2019 - 2020

2020 - 2021

2017

2018

2019

2020

54 38

40

43

Número de alunos aprovados

37

30

36

35

Número de aprovações totais

117

80

120

113

Média de aprovações por aluno

3,2

2,7

3,3

3,2

% de alunos aprovados

79%

79%

90%

81%

Número de alunos aprovados

20

11

25

25

Número de aprovações totais

29

26

55

45

Média de aprovações por aluno

1,5

2,4

2,2

1,8

% de alunos aprovados

43%

29%

63%

58%

ANOS DE RESULTADO DO PREP

Número de alunos preparados TOTAL SCHOOLS

TOP SCHOOLS

2021 – Relatório Anual • 49


Perfil turma Prep 2020 30 MASCULINO

16 FEMININO

TIPO DE ESCOLA

1 Rio Grande do Norte

4 Ceará

6

Pública

6

Técnica

4

Militar

29

Privada

ESPECIFICAÇÃO 16

3 Goiás 3 Distrito Federal 1 Mato Grosso do Sul

1 Bahia 2 Minas Gerais

2 Paraná 3 Rio Grande do Sul

16

JOVENS QUE VIVEM COM ATÉ 2 SALÁRIOS mínimos por pessoa foram aprovados em universidades no exterior, sendo que 11 deles foram aprovados em Top Schools.

50 • Relatório Anual – 2021

11

Escola privada com 100% de bolsa

6

Escola privada com bolsa de 50% a 99%

5

Escola privada com bolsa de 25% a 49%

5

Escola privada sem bolsa

2

Não informou

1 Pernambuco 1 Espírito Santo 6 Rio de Janeiro

18 São Paulo 1 Santa Catarina

97%

Escola pública, Técnica ou Militar

dos JOVENS APROVADOS receberam algum tipo de bolsa.


Novidades para a Turma de 2021 Enquanto 43 alunos recebem acompanhamento personalizado, como poderíamos ajudar os mais de 7.500 jovens inscritos que também têm o sonho de estudar fora? Essa foi a pergunta que nos desafiou e motivou algumas mudanças no último ciclo. “Agora, a partir do momento em que o jovem inicia a sua inscrição, já começa a receber conteúdos com dicas importantes e orientações sobre o application para que consiga realizar o sonho de fazer a sua graduação completa no exterior. Também é importante destacar que as próprias etapas do processo seletivo do Prep replicam o processo de application das universidades norte-americanas, justamente para já começar a auxiliar o jovem a se preparar para esse momento”, explica Juliana Kagami, Coordenadora do Prep Estudar Fora. Além disso, todo jovem interessado em estudar fora pode se informar e conhecer em detalhes o passo a passo para o seu application através do portal estudarfora.org.br e, em breve, também terão acesso a um curso gravado que dará orientações e exercícios para que o estudante aumente suas chances.

8.403

inscritos

47

aprovados*

*

maior número desde 2017

Todo esse impacto fica ainda mais tangível quando olhamos para as histórias por trás dos números. Uma delas é a de Matheus Coutinho, de 19 anos, que passou pelo Prep e hoje estuda Biologia e Neurociência no Amherst College, em Massachusetts.

MATHEUS COUTINHO Amherst College Class of 25

Ele nasceu na zona oeste do Rio de Janeiro e é o primeiro de sua família a entrar em uma instituição de Ensino Superior. No futuro, Matheus sonha em seguir estudando até conquistar o título de PhD e em abrir o seu próprio laboratório, focado em pesquisas sobre doenças neurológicas.

Foi no Prep que eu aprendi a contar melhor as minhas histórias; conheci pessoas incríveis e inspiradoras; aprendi a ter confiança na minha própria trajetória; tive a chance de melhorar meu inglês e outras habilidades necessárias para as provas requeridas pelas universidades. Isso me possibilitou ter a oportunidade de conquistar o que eu tenho hoje: a minha tão sonhada vaga nas universidades estadunidenses.

2021 – Relatório Anual • 51


Tecnologia como pilar essencial para o futuro Os dados da Associação Brasileira das Empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação (Brasscom) não deixam nenhuma dúvida: precisamos formar mais profissionais de Tecnologia – e só o Ensino Superior não vai dar conta de suprir a demanda. Mesmo com todos os jovens formados na área se empregando no Brasil, ainda teríamos um gap de 72 mil vagas não preenchidas até 2023. Mas os riscos são ainda maiores: além de formar pouco, segundo dados do BCG, 87% desses profissionais estão dispostos a mudar de país para terem melhores oportunidades de carreira. A grande lacuna na formação de talentos na área é evidente e preocupante, já que a tecnologia é uma das principais áreas propulsoras para o desenvolvimento de qualquer país do mundo. Visando a contribuir diretamente na solução desse problema, a Fundação Estudar criou a frente Tech, que vem ganhando cada vez mais espaço dentro do pilar Estudar Fora, e tem como objetivo apoiar o desenvolvimento de talentos do setor.

DIVISÃO DOS FORMANDOS POR CURSO ESPECÍFICO EM TI

11% Gestão de tecnologia da informação

19% Ciência da computação

5% Engenharia da computação

46.000

20% Sistemas de informação

Fonte: Brasscom

52 • Relatório Anual – 2021

PESSOAS SE FORMAM POR ANO EM TI NO BRASIL

5% Outros

8% Redes e internet

32% Análise e desenvolvimento de sistemas


Fellowship Tech

QUANTIDADE DE PROFISSIONAIS DE TI QUE SERÃO REQUISITADOS POR ANO

33.019

2019

46.841

2020

56.693

2021

68.918

Para que os grandes desafios do Brasil sejam resolvidos por meio da Tecnologia, precisamos de profissionais capacitados, tanto tecnicamente quanto em habilidades de gestão e liderança. “Todos os benefícios do programa foram criados para alavancar jovens que desejam ter uma carreira de impacto em tecnologia. Vamos auxiliar financeiramente seus estudos formais e contribuir ativamente para o desenvolvimento de habilidades fundamentais para que estejam capacitados para liderar as revoluções tecnológicas dos próximos anos”, explica Ailton Cunha, coordenador da frente de Tecnologia da Fundação Estudar.

O PROCESSO SELETIVO do Fellowship Tech 2020 considerou tanto competências ligadas à liderança quanto experiências relevantes com desenvolvimento e programação.

2022

18

8

89.171

125.710

2023

MÉDIA DE 70 MIL NOVAS VAGAS DE TI POR ANO

2024

420.351

aprovados

aprovações de jovens do curso de Ciência da Computação, e com idades entre 19 e 21

125% de aumento 2020

2021

total

2021 – Relatório Anual • 53


ANDRÉ GOMES

DANILO SILVA

Universidade de São Paulo (USP)

Worcester Polytechnic Institute

DANIELA HAIDAR

Brown University

DAVI COSCARELLI

Florida Institute of Technology

ELISEU KLOSTER

Northwestern University LEONARDO NERONE

LUISA ESCOSTEGUY

Carleton College

FELLOWSHIP TECH TURMA 2021

LUCCA BAZZO

Minerva Schools at KGI

FELLOWSHIP TECH TURMA 2020

University of Pennsylvania

GABRIEL SILVA SIMÕES

University of Notre Dame

GABRIELLE ARRUDA

Universidade Federal do ABC (UFABC)

ITAMAR ROCHA

Universidade Federal da Paraíba (UFPB)

PEDRO LOPES

University of Notre Dame

JOÃO VITOR BOTELHO

Duke University

ROBSON AMORIM

Minerva Schools at KGI

SAMUEL PRIETO

Massachusetts Institute of Technology - MIT

54 • Relatório Anual – 2021

KALYANE BEZERRA

Minerva Schools at KGI

LETÍCIA SCHETTINO

Harvard University


LUIZ FERNANDO VALLE

Columbia University

LUIZA VOSS

Technical University Munich

MATHEUS HOFSTEDE

Universidade Federal da Bahia (UFBA)

CC50 – o Curso deCiência da Computação de Harvard, no Brasil Gratuito e online, o CC50 foi produzido e traduzido por Gabriel Guimarães, Líder Estudar 2015, formado em Harvard e assistente de ensino do professor David Malan – que desenvolveu o conteúdo do curso para que cada vez mais jovens entendam desde os números binários até as aplicações mais complexas, permitindo que explorem mundo dos algoritmos de diferentes formas – dos jogos à criptografia.

MATHEUS SANTOS

Georgia Institute of Technology

Todo o material das aulas e dos Sets de Problemas foi traduzido diretamente do material original (CS50 2011), permitindo que os inscritos aprendessem o mesmo que os alunos de Harvard.

MATHEUS SILVA

Tufts University

NICOLAS PEREZ

University of Southern California

RAFAELA BASTOS

Minerva Schools at KGI

120 mil inscritos

no curso de computação de Harvard traduzido pelo Estudar Fora

DISSEMINANDO CONTEÚDO GRATUITO para jovens que desejam estudar no exterior

STEFANO DELMANTO

Stanford University

2 milhões

4,4 milhões

THIAGO VELÔSO

Massachusetts Institute of Technology - MIT

de visualizações no canal Estudar Fora, no Youtube

de acessos únicos no portal estudarfora.org

2021 – Relatório Anual • 55


6. NA PRÁTICA

Informando e desenvolvendo Gente Boa em escala


O ANO DE 2020 IMPULSIONOU A DIGITALIZAÇÃO E A EXPANSÃO DO MERCADO DE EDUCAÇÃO. E, DURANTE OS PRÓXIMOS ANOS, A TENDÊNCIA É DE UM CRESCIMENTO AINDA MAIS ACELERADO. JOVENS IMPACTADOS 2020

8.748 Cursos gravados

SEGUNDO ANÁLISE FEITA pela Heartman House, consultoria pro bono que vem trabalhando junto com a Fundação Estudar, até 2025 a expectativa é de que a procura por cursos faça o faturamento do setor aumentar 19%. Já quando falamos especificamente de soft skills, a alta deve ser de 23%. Com mais de 8 milhões de universitários, existem muitas oportunidades para aumentar o nosso próprio impacto por meio de cursos e conteúdo digital.

3.667 Cursos ao vivo

Mas, para isso, precisamos seguir nos adaptando ao novo contexto, revisando programas para que sejam assertivos em relação aos desafios que os jovens têm enfrentado na atualidade, coerentes no formato e tenham uma alta qualidade de entrega.

2021 JAN-JUL

Em 2020, com todo o portfólio migrando para o formato online, aprendemos a ser mais eficientes. Nas edições ao vivo, melhoramos em 29% a taxa de ocupação e zeramos a taxa de cancelamento. Apesar da queda de receita por edição durante a pandemia, a redução de despesas tornou os cursos mais sustentáveis e com melhor resultado financeiro, quando comparados a 2019.

3.322 Cursos gravados

913 Cursos ao vivo

2021 – Relatório Anual • 57


As mudanças já começaram… A revisão dos cursos do Na Prática é parte importante do processo de reposicionamento de mercado que vem sendo conduzido. Os focos principais são o aumento da desejabilidade a partir do posicionamento do diferencial competitivo dos cursos da Estudar. “Vamos nos diferenciar usando de forma estratégica aquilo que só a Fundação Estudar tem: acesso a uma rede de Líderes, doadores e parceiros que podem contribuir com muito conteúdo excelente e inspiracional”, explica Anna Valenzuela, Gerente de Produto, Tecnologia, Comunicação, Conteúdo Educacional e Editorial. Em 2021, o primeiro curso a ganhar uma cara nova foi o Liderança 16h, que já tinha impactado mais de 18 mil alunos em 8 anos presencialmente em mais de 300 cidades no Brasil. Agora no formato de curso gravado, também ganhou outro nome: “Faça Acontecer”. Com maior dinamicidade no conteúdo e a preocupação em ter cenários transmitindo muita qualidade e modernidade, as gravações ficaram em padrão cinematográfico. Mas a grande novidade foi a inclusão de uma Masterclass com Jorge Paulo Lemann como parte do curso. Neste novo formato, Lemann ajudou a disseminar Brasil afora ensinamentos sobre nível de tomada de risco, inovação em um mercado digital e diversidade para formar times que de fato sejam bem sucedidos. “Conversamos muito com o Jorge sobre como fazer com que mais jovens sonhem grande, despertem seu potencial e saiam de sua zona de conforto. E a resposta dele para isso é incrível: quando alguém

58 • Relatório Anual – 2021

VOCÊ PODE ACESSAR O TRAILER DA MASTERCLASS PELO QR CODE AO LADO


O OBJETIVO DAS MASTERCLASSES É TORNAR O NOSSO CURSO MAIS ATRATIVO PARA OS JOVENS. QUEREMOS QUE ELES TENHAM ACESSO A PESSOAS QUE SÃO GRANDES NOMES DO MERCADO E LIDERAM TENDÊNCIAS EM SUAS ÁREAS DE ATUAÇÃO, PARA QUE APRENDAM POR MEIO DESSAS EXPERIÊNCIAS PRÁTICAS. ENTRE OS NOSSOS PRÓXIMOS PASSOS, ESTÃO AS GRAVAÇÕES DE NOVAS AULAS COM ESSE FORMATO PARA O RESTANTE DO PORTFÓLIO. Anna Valenzuela, Gerente de Produto, Tecnologia, Comunicação, Conteúdo Educacional e Editorial.

ACESSE O QR CODE E ASSISTA AO VÍDEO TEASER DO CURSO FAÇA ACONTECER

experimenta o sucesso, mesmo que seja bem pequeno, essa pessoa passa a confiar que é capaz e querer viver aquele sucesso de novo, e isso só vai aumentando com o tempo”, conta Anamaíra Spaggiari, diretora executiva, que entrevistou Jorge Paulo e acompanhou as gravações. Entre as mudanças trazidas para o Faça Acontecer, também está a facilitação do conteúdo por profissionais de nível mais sênior. São eles: Nathalia Bustamante, ex-Coordenadora de Educação da Fundação Estudar e mestranda em Harvard; e Wellington Vitorino, Líder Estudar, empreendedor social e MBA no MIT. Além desses facilitadores experientes, o curso conta com a participação de 7 Líderes Estudar, referências em suas áreas de atuação e que compartilham as suas experiências em diferentes áreas de atuação. São eles: Ana Paula Pereira, CEO do Instituto Sonho Grande; Marcos Antônio Oliveira Júnior, CEO e Fundador da Fiuke; Felipe Rigoni, Deputado Federal pelo Espírito Santo; Joice Toyota, Cofundadora e Diretora Executiva do Vetor Brasil; Gabriel Bayomi, Cofundador na Unbox; Larissa Maranhão, Tech Business Partner GM Brex e Ralf Toenjes, Presidente e Cofundador da Renovatio e CEO da VerBem. Nota: agradecemos todas as pessoas que foram facilitadoras do curso Liderança 16h e contribuíram ativamente para a nossa expansão, fazendo com que o conteúdo da Fundação Estudar chegasse a diversas cidades do Brasil!

2021 – Relatório Anual • 59


Programa de Voluntariado Ao mesmo tempo em que proporciona maior sustentabilidade financeira e aumento do impacto da Fundação Estudar, o programa de voluntariado também é uma oportunidade de desenvolvimento para quem doa parte do seu tempo. As possibilidades são muitas: ser voluntário de vendas, mentor de 3 outros voluntários ou ainda atuar na facilitação dos cursos ao vivo do Na Prática. Em cada uma delas, o jovem encontra uma experiência e uma trilha de desenvolvimento diferentes:

Diversidade em formatos e temáticas Grande aliado do jovem na busca por conteúdos de desenvolvimento, carreira e mercado, o Na Prática vem mantendo os seus resultados em canais já tradicionais como o portal e o Youtube, além de explorar diferentes plataformas.

879 voluntários

Ao longo de 2020 e 2021, conseguimos aproveitar a tendência de alta dos podcasts para formalizar parcerias de conteúdo e lançar novos programas, como o “Em Diversa Companhia”, em conjunto com a AB InBev, o “Visão Panorâmica” com a Fundação Lemann e o “Crack the Case”, com episódios assinados por Stone, EDP Brasil e AB InBev. Além dos podcasts, as parcerias também foram destaque nos lançamentos de e-books focados em setores e temáticas específicas. Alguns exemplos são as edições Carreira em Impacto Social, também com a Fundação Lemann; Carreira no Mercado Financeiro, com a Votorantim e Desafios e Habilidades para o Advogado do Futuro, com o escritório VPBG - Vella Pugliese Buosi e Guidoni Advogados.

60 • Relatório Anual – 2021

77.876 horas dedicadas

2020

Total de horas

136.256

581 voluntários 2021 JAN-JUL

58.380 horas dedicadas


CICLO DO VOLUNTARIADO DE VENDAS

1.

PROJETO MÃO NA MASSA É a etapa inicial do ciclo, onde o voluntário aprende o primeiro passo de qualquer processo de vendas: a pré-prospecção, por meio de um projeto prático.

2.

FORMAÇÃO

OUTRAS OPORTUNIDADES DE CARREIRA APÓS O CICLO DO VOLUNTARIADO DE VENDAS

1.

VOLUNTÁRIOS MENTORES Quem passou pela experiência de voluntariado de vendas, pode continuar se desafiando ao liderar uma equipe de até 5 pessoas, atuando como mentor.

EXPERIÊNCIA DO VOLUNTARIADO DE FACILITAÇÃO

1.

SELEÇÃO E FORMAÇÃO INICIAL Para selecionar nosso time de facilitadores buscamos pessoas com trajetórias que demonstrem protagonismo, autonomia, autoconhecimento, autoliderança e, claro, uma conexão com propósito da Fundação Estudar.

2.

ATUAÇÃO NOS CURSOS AO VIVO O time de facilitadores representa a Fundação Estudar, sendo a principal interface com os jovens. Para conduzir cada encontro com excelência, é preciso: comunicação efetiva, domínio do conteúdo e capacidade de se autogerir.

Uma série de treinamentos em vendas para capacitação.

a.

MEMBRO DO COMITÊ DE VOLUNTÁRIO

AVALIAÇÃO E FEEDBACK

3.

Após a experiência como mentor, o voluntário pode fazer parte do comitê, participando do ciclo como um consultor externo.

A rede de facilitadores é avaliada através de: devolutiva dos participantes dos cursos; troca de feedback entre pares e autoavaliação. Depois da facilitação, o voluntário recebe um relatório com critérios qualitativos e quantitativos.

CICLO DE VENDAS Durante 6 semanas, o voluntário tem a oportunidade de colocar o que aprendeu em prática, divulgando e vendendo os cursos da Fundação Estudar e sendo um multiplicador do nosso impacto.

4.

ENCERRAMENTO Ao final do ciclo de vendas, o voluntário tem acesso a feedbacks do seu desempenho e premiações.

b.

ENTREVISTADOR OU APOIO AO PROCESSO SELETIVO Outra opção é participar ativamente do processo de recrutamento e seleção de novos voluntários como entrevistador.

3.

4.

FORMAÇÃO CONTINUADA Acreditamos na mentalidade de crescimento e no processo de melhoria da rede. Por isso, investimos em formações continuadas baseadas nas avaliações dos facilitadores e nos pontos de desenvolvimento mapeados.

5.

PREMIAÇÕES E ENGAJAMENTO Para devolver aos facilitadores um pouco do tempo e da energia que nos doam, temos uma política robusta de reconhecimento e premiação. Ela leva em conta os resultados obtidos pelos facilitadores e o engajamento de cada um.

2021 – Relatório Anual • 61


7. IMPACTO EM ESCALA

Sustentabilidade Financeira


6% Outros

Perenidade e impacto EM 2017, a Fundação Estudar se tornou uma organização híbrida, atingindo a sustentabilidade financeira por meio de fontes de financiamento diversas, como doações de pessoas físicas e jurídicas, além da monetização de produtos para empresas e jovens. Contamos com o apoio de muita gente que acredita que a Educação pode transformar o Brasil e nossa prioridade é sempre alocar os recursos para escalar o impacto, mantendo a qualidade e a excelência de todos os programas.

15% Doadores Tech

23% Empresas

DE ONDE VÊM NOSSOS RECURSOS

19% Fundadores 6% Jovens

31% Doadores

1% Outros

23% Doações institucionais

20% Doações para inovação

R$

FONTES DE FINANCIAMENTO

20.571.030 RECEBIDOS

19% Doações para bolsas de estudo de Líderes Estudar

37% Receita de clientes dos programas

COMO APLICAMOS NOSSOS RECURSOS R$ 6.563.025 Líderes

R$ 2.360.348 Conferências

R$ 2.070.103 Portais

R$ 3.544.437 Cursos

R$ 3.316.871 Frente Tech

R$ 962.729 Outros

R$ 1.303.690 Prep

2021 – Relatório Anual • 63


Doadores e parceiros NOSSOS DOADORES E PARCEIROS trazem os recursos e o suporte necessários para que o impacto da Fundação Estudar possa tornar-se, a cada ano, maior e mais sustentável. Entre as doações, desde 2018, temos trabalhado na estratégia de pledge de longo prazo, o que nos ajuda a aumentar a previsibilidade de nossa receita de Captação. Os pledges podem ser de 3, 5 ou 10 anos, com doações a partir de R$ 10.000. Como este é um compromisso de longo prazo, é importante que os doadores estejam muito bem alinhados com o nosso planejamento estratégico. Sendo assim, ao se comprometer com um pledge, a pessoa terá direito a participar em três fóruns de discussões: 1. Planejamento estratégico de longo prazo. 2. Discussões de estratégia de captação de recursos com pessoas físicas. 3. Discussões de estratégia de captação de recursos B2B. Já as parcerias institucionais operam de duas formas principais: através de apoio financeiro, trazendo uma das maiores fontes de receita da Fundação Estudar; ou com o apoio a projetos, trazendo sua expertise para melhorias melhorias estratégicas e/ou operacionais. Em contrapartida, oferecemos diferentes tipos de benefícios, que incluem mas não se limitam ao acesso às nossas redes, divulgação de marca e marca empregadora, e participação em eventos. Por fim, nossos parceiros da Frente Tech são grandes apoiadores filantrópicos cuja doação é majoritariamente destinada às bolsas do Fellowship Tech, além de projetos de criação e engajamento de jovens na área de tecnologia.

64 • Relatório Anual – 2021

Parceiros Institucionais Apoio Financeiro MAJOR | FRENTE TECH A PARTIR DE R$ 1.000.000,00 Fundação Behring Fundação Brava Stone Telles Foundation Torto Family Foundation

PLATINA ACIMA DE R$ 300.000,00 Ambev Fundação Lemann Itaú Stone

OURO ENTRE R$ 100.000,00 - 299.999,99 Eleva Educação Enel Instituto Credit Suisse Hedging-Griffo

PRATA ENTRE R$ 50.000,00 - 99.999,99 Apply Prep B3 BTG Pactual Cora EHL - École hôtelière de Lausanne Grupo Boticário Inspira Rede de Educadores Lojas Renner S.A. SaltPay Turim MFO Votorantim


Parceiros Institucionais Apoio a Projetos

Doadores Pessoa Física ENDOWMENT Carlos Brito e família Janaína e Bernardo Hees e família

MAJOR A PARTIR DE R$ 1.000.000,00 Bain & Company Heartman House

MAJOR DONORS

OURO ENTRE R$ 100.000,00 - 299.999,99 BETC VPBG - Vella Pugliese Buosi e Guidoni Advogados

PRATA ENTRE R$ 50.000,00 - 99.999,99 Boston Consulting Group (BCG) ID_BR - Instituto Identidades do Brasil

Estrela Pledge de 3 anos de doação

Estrelas Pledge de 5 anos de doação

Estrelas Pledge de 10 anos de doação

A PARTIR DE R$ 75.000,00 Alberto Leite Ana Luiza e Ary Zanetta Ana Paula Martinez Associação IEP Bianca Fischer de Moraes Claudio J. Carvalho de Andrade Florian Bartunek Henrique V. Dubugras Lilian Feuer Stuhlberger Luciana Hall – Cezar Coelho Luis Heitor Gonçalves Luis Stuhlberger e Mariana e Ricardo Fernandez Paulo Thiago Passoni Pedro Franceschi Renato Bromfman Renato Mazzola Ricardo Ermírio de Moraes Rogerio Pessoa Salo Davi Seibel TNA Gestão Patrimonial Veronica Allende Serra

DIAMANTE ENTRE R$ 50.000,00 E R$ 74.999,99 Antonio Brennand Brasil Doce Lar – David e Robyn Beck Cláudio Haddad Daniella Raimundo Eduardo Brenner Eduardo Edmond Farhat Enio Shinohara Eugênio Mattar Flavia Buarque de Almeida Gustavo Pimenta

Maria Fernanda Resende Quartiero Mauricio Luis Luchetti Ramiro Lopes de Oliveira Stephanos Velissaropoulos Victor Lazarte Victor Paolillo Neto

PLATINA ENTRE R$ 25.000,00 E R$ 49.999,99 Anderson Ferminiano Rodrigues Andre Caldas Oliveira Antônio Bonchristiano Bridge One Investimentos Eduardo de Pereira Vaz Eduardo Mufarej Fábio Kapitanovas Fábio Tran Fernando Mattar Beyruti Gustavo Pierini Hugo Barra Isabel Lustosa e Ricardo Veirano Joaquim Pedro Andrés Ribeiro Leonardo Prado Damião Maurício Nogueira Soufen Patrick de Picciotto Pedro de Albuquerque Pedro Palma Rodrigo Peixoto Galvão Rogério Melzi Rosiane Pecora Vinícius Guimarães Barbosa Wolff Klabin Yago Rosa da Silva

2021 – Relatório Anual • 65


OURO

PRATA

ENTRE R$ 10.000,00 E R$ 24.999,99 Alexandre de B. Cruz e Guião Allan Aguiar Bastos Aly Tarek Farahat André Luís Bannwart André Reginato Antonio Ermirio de Moraes Neto Bruno Levacov Carlos Gambôa Carlos Watanabe Carolina de Moraes Claudia Elisa de Pinheiro Soares Colin Butterfield Duda Falcão Gabriel Felzenszwalb Geraldo Guanaes e Beatriz Cavalieri Geraldo Moura Guilherme Medeiros Bastos Gustavo Ioschpe João Eduardo de Paula Machado José Matheus Silva Gomes Leonardo Reis Longo Luana Bichuetti Makoto Yokoo Marcelo Lyra Machado de Carvalho Marcos Faria Gomes Marcos Toledo Marcus Fontes Mário Carlos Fernandes Filho Martha Campos de Castilho Max Fontes Pedro Drevon Pierre Moreau Ricardo Almeida Rodolfo Aranha Alves Barreto Thiago Picolo

ENTRE R$ 1.000,00 E R$ 9.999,99 Adelmo Hideyoshi Inamura Adilon V. A. de Aquino Garcia Affonso Parga Nina Alex Leitão Ana Buchaim André Luiz Merlino de Freitas Antonia Beatriz Mendes de Almeida Silva Antonio Augusto Barboza Pinto Antônio Vicente La Camera Beatriz Vidal Benevity Plataforma Bruno Brizida Dreux Bruno Zanini Cassiano Carla Diniz dos Santos da Silva Carlos Henrique Lobão Pegurier Carlos Jun Yamamoto Catia Calmon Coelho Daniel Ichiro Okuda Daniel Sonder Daniela Fusco Alcaro Daniela Paula Sousa Andérez Deborah Pontual Diego Estrela Leal Eduardo Faria de Carvalho Eduardo Pinter Eduardo Vasconcellos Silva Emerson Ferreira Leite Fabio Futoshi Katayama Fabio Kenji Arai Fernando Quintana Merino Frederico Arieta da C. Ferreira Gabriel Feijó Oliveira Gilberto dos Santos Giuzio Giselle Oliveira de Barros Gustavo Cellet Marques Gustavo N. Athayde França Henrique Cordeiro Guerra Neto Isadora Rocha de M. Liberalino Iuri Miranda Jayme Chataque de Moraes

66 • Relatório Anual – 2021

João Lucas de Lima Pinheiro João Pedro Maya João Pedro Salgado Joice Toyota Júlio César Attílio Leandro Cavalcanti Silva Leticia Lazaridis Goldberg Levi Clemente dos Santos Lucas M. Zomignani Mendes Luiz Carlos Gomes Marcelo Setubal Carramaschi Marco Kheirallah Marcos Chaves Ladeira Mateus Ivar Carneiro Matheus Eduardo Martins Michel Zelazny Milena Aloisi Patrik Wälchli Paulo Cezar Aragão Paulo Mordehachvili Pedro de Freitas A. Bueno Vieira Priscilla Achur Coscarelli Rafael de Simone Martines Rafael Souza Raphael Mendes Guimaraes Roberto Cossi Roberto O. C. Perroni Rodolfo Magno de C. Coelho Ronaldo Benevides Veloso Rubens Silva Moreira Sérgio Vailati Filho Stanley Ting Thiago Freire Feijão Moreira Valéria Leal M. de A. Freundt Victor Valadão Bicalho Vitor Mota Rodrigues da Silva Viviane Teixeira L. de Alencar Wesley Lúcio Cavalcante Melo


Líderes que restituíram sua bolsa NOME COMPLETO

GRAU

UNIVERSIDADE

ANO BOLSA

Allison Massao Hirata

Pós-graduação

Stanford University

2014

Ana Paula Romero Manzalli

Pós-graduação

Columbia University

2017

Andre Hamra

Graduação

University of Pennsylvania

2017

André Mendes da Silva

Pós-graduação

New York University

2015

Bernardo Villaça Renault Penteado

Graduação

University of Pennsylvania

2014

Bruna Favoretto

Intercâmbio

École Centrale de Paris

2015

Camilla Matias Morais

Graduação

ITA

2012

Carolina Lorentz Bartunek

Graduação

Harvard University

2021

Christiana Lucena de Mello Pinheiro

Graduação

EAESP - FGV

1997

Djalma Pereira Rezende Junior

Pós-graduação

Stanford University

2018

Eduardo Vasconcellos Silva

Pós-graduação

Stanford University

2014

Emmanuel Gantois Longa Filho

Intercâmbio

Technische Universität München

2016

Fabio Kenji Arai

Graduação

Caltech

2014

Felipe Alex Hofmann

Graduação

MIT

2015

Felipe Mendes dos Santos

Graduação

IME

2014

Gabriel Toneatti Vercelli

Graduação

Princeton University

2016

Gabriela Weiss Lemes

Pós-graduação

Harvard University

2016

Georgia Gabriela da Silva Sampaio

Graduação

Stanford University

2015

Giuliana Caroline Lopes dos Reis

Pós-graduação

University of Chicago

2014

Gustavo Moreira de Castro

Graduação

University of California Berkeley

2019

Jaqueline Tortora

Graduação

ITA

2014

João Pedro Maya

Graduação

IBMEC - RJ

2004

Joice Toyota

Pós-graduação

Stanford University

2013

Leonardo Silva Brito

Graduação

Harvard College

2017

Letícia Cruvinel de Queiroz

Pós-graduação

Harvard University

2016

2021 – Relatório Anual • 67


Líderes que restituíram sua bolsa NOME COMPLETO

GRAU

UNIVERSIDADE

ANO BOLSA

Lucas Giannini Mendonça Abreu

Pós-graduação

Stanford University

2016

Lucas Martins Zomignani Mendes

Pós-graduação

Stanford University

2013

Maiara Folly Gomes

Pós-graduação

University of Oxford

2018

Martina Laukant Ehrenberg Müller

Pós-graduação

Harvard University - Kennedy

2017

School of Government Paulo Victor da Conceição Monteiro

Intercâmbio

École des Mines de Douai

2010

Pedro Barreto Vinhas Abreu

Graduação

ITA

2008

Pedro Luis Cunha Farias

Graduação

Harvard University

2018

Pedro Pires Goulart Guimarães

Pós-graduação

MIT

2015

Pedro Thomas Vilela Hermann

Intercâmbio

University of California

2014

Rafael de Simone Matioli

Graduação

EAESP - FGV

2011

Rafael Magalhães Braga de Souza

Graduação

UFRJ

2010

Renan Ferreirinha Carneiro

Graduação

Harvard University

2013

Rodolfo Bonatti

Graduação

USP

2015

Thaís Fernandes Lori

Graduação

USP

2008

Wellington Trindade Vitorino

Graduação

IBMEC

2015

DOAÇÃO DE BOLSAS

via Endowment de Universidades Hans Lin MIT Sloan School of Management

Roberto Sallouti The Wharton School of the University of Pennsylvania Estrela Pledge de 3 anos de doação

68 • Relatório Anual – 2021

COMITÊ DE CAPTAÇÃO INTERNACIONAL

COMITÊ DE CAPTAÇÃO BRASIL

Ana Gabriela Pessoa Enio Shinohara Janaina Hees Luis Heitor Gonçalves Paulo Thiago Passoni

Hans Lin Renato Mazzola Ricardo Veirano Rosiane Pecora Veronica Allende Serra


Conselho, Comitê Executivo e Equipe PRESIDENTE DO CONSELHO

GERENTES

Florian Bartunek

Anna Valenzuela Erik Kenji Miyoshi Giuliana C. L. Reis Mariana Souza Panisi Patricia Silva Aguiar

VICE-PRESIDENTE Renato Mazzola

CONSELHEIROS VITALÍCIOS Carlos Alberto da Veiga Sicupira Jorge Paulo Lemann Marcel Hermann Telles

CONSELHO André Street de Aguiar Cecília de Paula Machado Sicupira Duda Falcão Jean Jereissati Joice Toyota Lara Lemann Larissa Maranhão Makoto Yokoo

COMITÊ EXECUTIVO Daniela Paula Sousa Andérez João Miranda de Oliveira Rebouças Brandão Makoto Yokoo Renato Mazzola

AGRADECIMENTOS Paulo Aragão e Antonio Bonchristiano pelos anos de dedicação ao Conselho.

DIRETORA EXECUTIVA Anamaíra Pereira Spaggiari Souza

EQUIPE Aaron Yuno Saiki Ailton Arantes Cunha Ana Carolina Laudares Andressa Mirely da Silva Anita Fernandes Andere Ardiles Montenegro Beatriz Siqueira Lobo Vianna Beatriz Vilhena Alvarenga Bruna Aparecida Candido Camila Mika Sassai Sato Cindyneia Ramos Cantanhêde Cleice Tabita Bispo de Oliveira Débora Dietrich Ribeiro Deborah Setera Kövesi Diogo Viana da Silva Driele Piva Fábio Alexandre Gomes Felipe de Morais Dalosto Flavio Fernandes da Silva Gabriela Matone Ejchel Gabriella Lalli Martins Giulia Azevedo Guilherme Silva Lemos José Eduardo Villela Juliana Kagami Kelvin Romero Kenia Saraiva Ribeiro Laura Vitor Resende Layse Cristina Silva Garcia Letícia Pires Moraes Lorena Bernardes

Lucas D’nillo Silva Sousa Lucas Rodrigues Lomelino Luís Gustavo Batista Leite Maraí Fernandes Gomes Maria Clara Corrêa Mariane Roccelo Bonvicini Marina Machado Oliveira Matheus Guedes da Cruz Michele Puga Sarubbi Michelle Paula Berte Nogueira Natalia Rosa Muniz Sierpinski Nathalia Rosa Pamela Cristina Soares Pedro Eletherio Pedro Henrique Conegundes Carraro Arsenio Rita Reis Rodrigo de Mata Marangon Suria Moustapha Barbosa Thais Cardoso de Oliveira Tito Ferraz Ribeiro Vitor Soares Freitas Yasmim Sumitani Yasmin Makhamid

2021 – Relatório Anual • 69


Mensagem do Conselho SÓ OS DOIS ÚLTIMOS ANOS já seriam suficientes para refletirmos sobre o quanto o mundo mudou. Prova disso são as inúmeras vezes em que ouvimos a expressão “novo normal” ou que conversamos sobre as expectativas da vida “pós-pandemia”. Imagine, então, se formos olhar para as transformações que aconteceram desde 1991. Passaríamos horas falando sobre tudo o que mudou na sociedade, nos negócios e nos governos ao longo dos últimos 30 anos. Só para dar alguns exemplos, podemos mencionar o surgimento da internet como elemento fundamental do nosso dia a dia, a democratização da informação, a criação de tecnologias disruptivas que alteraram a nossa maneira de consumo e que revolucionaram mercados inteiros. Em cenários tão diferentes, seria incoerente pensar que o nosso conceito de Liderança também não precisa evoluir para acompanhar as tendências do que acontece ao nosso redor. Líderes existem para gerar transformações e engajar a sociedade na busca por soluções para problemas complexos Isso significa que precisamos ser flexíveis diante da mudança. Temos de encarar este presente cada vez mais desafiador, com a ambição de sermos contemporâneos do nosso próprio

70 • Relatório Anual – 2021

tempo. Não há mais espaço para abraçar uma única perspectiva ou visão de mundo porque a inteligência coletiva é maior que a individual. Enquanto parte do todo, precisamos nos atualizar, ressignificar conceitos e aprender de maneira contínua. Só assim será possível garantir a relevância do impacto que geramos. Por isso, a comemoração de 30 anos da Fundação Estudar é, acima de tudo, um convite para compartilharmos conhecimento e debatermos a realidade, com foco em temáticas-chave, como Saúde, Tecnologia, Meio Ambiente e Democracia, pensando no futuro que queremos criar. Esse é o único caminho para sermos os Líderes do futuro, aqueles que realmente irão gerar as transformações de que o Brasil precisa. Sendo assim, a quem faz parte dessa rede de pessoas que está em constante evolução na busca por um país mais próspero, nosso muito obrigado!

FLORIAN BARTUNEK Presidente do Conselho da Fundação Estudar




Issuu converts static files into: digital portfolios, online yearbooks, online catalogs, digital photo albums and more. Sign up and create your flipbook.