Page 1

Previs천es para 2013 T창nia Ferraz

Sugest천es de presentes Atibaia mais forte!

Com a palavra, o prefeito eleito de Atibaia

www.revistaenfase.com.br


Editorial Ano Novo: renovam-se as esperanças

Ano Novo, renovam-se as esperanças. Uma nova aurora a cada dia. Para os otimistas, essas frases refletem a realidade. Para os pessimistas, parecem exageradas ou dentro do clima natalino que reveste esse período. Na verdade, vivemos em ciclos. Nascimento, juventude, vida adulta e envelhecimento, as quatro estações, as fases de expansão e retração da economia, os períodos históricos e muitos outros. Ao longo da história da humanidade, estamos sempre mudando de eras, de calendários. Neste final de 2012, os espiritualistas acreditam que a Terra passará a operar em novo eixo existencial. Isso significa transformação nos paradigmas, nos modelos que nos servem de padrão para a vida cotidiana. Acreditamos que, sejam quais forem as alterações, a qualidade, a excelência, a dedicação e o compromisso continuarão características e valores enaltecidos e reconhecidos. Em nosso trabalho aqui na Ênfase, no comércio de Atibaia, com amigos empresários e profissionais, constatamos esse anseio de melhoria. Podemos avançar mais nesse novo ciclo, na direção de degraus mais altos da evolução. Sabemos, muito bem, que nada acontece da noite para o dia. Tudo é engendrado, alimentado, sonhado e elaborado ao longo do tempo, de preferência sem pressa. Assim, preparamos mais uma edição de Ênfase, especialmente para você, leitor. São matérias e anúncios que renovam as esperanças. Agradeçemos a todos parceiros, amigos e clientes pelo ano de 2012 desejamos um feliz Natal e um maravilhoso 2013 Rogério Pereira

Diretoria Rogério Pereira Maria Regina N. Pereira Publicidade Lu Satiko Saeda Marcio Feliciano Rogério Pereira Jornalista responsável Luiz Gonzaga Neto MTB 11.336

Colunista Ana Gouvêa MTB 56.918 Fotos Alê Marques Fotografia Arte e diagramação: Editora Ênfase Regina C.T.T. Cardoso Tiragem: 3.000 exemplares

Editora Ênfase Avenida Santana 880 - V. Helena Atibaia - São Paulo

Telefone: 11 4402-4220

vendas@revistaenfase.com.br www.revistaenfase.com.br Conceitos ou opiniões emitidos em artigos assinados, bem como logotipos e imagens inseridos em anúncios, não são da responsabilidade desta Editora

S

umário capa: Foto: Licença Shutterstock Copyright: Subbotina Anna

Autorização do(a) modelo arquivada na Shutterstock, Inc.

06 16 26 32

Sugestões de presentes O encanto do Natal Previsões para 2013 Método PEI Dra. Heloisa Beazim

36

Atibaia mais forte!

Com a palavra, o prefeito eleito de Atibaia Saulo Pedroso

48 52 60

Um museu para corações partidos Centro de informações turísticas Os cães enxergam as cores?

A Revista é distribuída nos seguintes condomínios: Atibaia Aclimação Água Verde Ana Augusta Chácara Pedra Grande Clube da Montanha Dom Daniele Estância Atibaia Estância Park Atibaia Figueira Garden Flamboyant Grêmio Lince Horto Ivan Maison dos Gamez Mansão Parque Nova Atibaia Palavra da Vida Panorama Parque Residencial Parque das Garças I

Parque das Garças II Parque das Garças III Parque dos Manacás Paulista Garden Pedra Grande Portal das Hortências Portal dos Nobres Portal Gamez Porto Atibaia Quintas de Sta. Helena Recanto dos Ipês Residencial Altos da Floresta Residencial Atibaia Residencial Bella Vita Residencial Floresta Park San Felipe Santa Mônica Saua

Serra da Estrela Shambala I Shambala II Vila Fiorita Vila Rosato Vila Santa Tereza Villaggio Conde Passadori Villagio Daniele Villaggio de Cesare Villagio Floresta Villagio Miramonte Villagio Montecarlo

Bom Jesus dos Perdões Alpes Douro Vale do Sol Marf

Caso não tenha recebido a revista entre em contato conosco: (11) 4402.4220 - email: vendas@revistaenfase.com.br Ênfase - dezembro 2012

3


Hanna Gouvêa Jornalista, apresenta o programa COTIDIANA nas emissoras Altiora e Mantiqueira.

1

cotidiana@cotidiana.com.br

Esta coluna destaca eventos, ações e profissionais que foram notícia no trimestre.

1-Sheila Tintore em família durante a inauguração da Estilo Tintore. 2-A artista plástica Silvia Contardi lançou o livro “ Cores da Vida”, uma pictografia psicopedagógica. 3-Angel Sousa, diretor de comunicação da FAAT, e Professor Ms. Elias Reis, Coordenador dos cursos ADM, RH e Logística, durante divulgação do processo seletivo da instituição.

2

4-Felipe, Fátima e Andressa durante gravação na Luiz Felipe Interiores em Bragança Paulista. 5-Monique Bourganos e suas modelos florais durante a inesquecível noite que marcou a abertura do ateliê A FLORISTA. 6-Um click em Paulo Alex e na equipe da nova loja Festinha Chocolate no Alvinópolis . 7-Mari Malpighi ao lado das modelos Amanda e Luana durante tarde de moda. 8-Claudinei Pereira e Carina Germano durante evento na Item Garden e Decor. 9-Maria Eduarda recebeu no Harmonia, a pedagoga e arte-terapeuta Cibele Folegatti e sua Oficina de Artes . 10-Leylah Navarro Lins durante lançamento da marca Huit. 11-Lissandra Negrini apresentou aos telespectadores do Cotidiana a linha Pet Dalissa. 12-Roseli Lousada participou da gravação do programa Cotidiana no Itapetinga Plaza Hotel divulgando a tarde solidária do Lions Clube Atibaia.

4

Ênfase - dezembro 2012

3 4


6 5

7

10

www.cotidiana.com.br

8

9 11

12 ĂŠnfase - dezembro 2012

5


Sugestões de presentes

fotos e tratamento de imagens: Alê Marques fotografia

Pulseira, anel e brincos em prata importados da Tailândia da Rishikesh Importados do Oriente Al. Lucas Nogueira Garcêz, 2049 fone: 4402.2444

6

Fragrância Shakti by Monique Bourganos da A Florista www.afloristamb.com.br bourganos@uol.com.br fone: 99759.3072

Lançamento: Perfume Noir Sabrina Sato Linha completa da Sol de Janeiro da Água de Cheiro R. José Alvim, 291 fone: 4418.4932 Ênfase - dezembro 2012


Vestido tomara que caia de paetê

Regata de paetê

Regata estampada Morena Rosa

Saia de paetê Blusa ombro caído - R$ 29,90 * não acompanha regata Bermuda Zinco com cinto Camisa Morena Rosa

Camisa Tie Dye Morena Rosa

fotos e tratamento de imagens: Alê Marques fotografia

Camisa de seda estampada

Saia Bandage R$ 29,99 Calça curta confort Morena Rosa

Rua José Alvim, 456 - Centro

4412.5280

Biquinis Morena Rosa

Ênfase - dezembro 2012

7


Sugestões de presentes

fotos e tratamento de imagens: Alê Marques fotografia

Conjunto de camiseta e bermuda da Estação 253 Conjunto de blusa e saia com laço removível da Nato e Nanda Vestido xadrez da Essência Viva Tênis Marisol da Adoleta Praça Guilherme Gonçalves, 129 fone: 4411.9144 / 4412.5344

8

Camisetas Rik Will Vestido modelo panicat da UP- Wear Rua Thomé Franco, 324 fone: 4412.5929 Ênfase - dezembro 2012


Espartilho Very Chic, completo - R$ 80,00 Biquini Superação - R$ 99,00 Camisola de liganet - R$ 65,00 da Mitiê Lingerie Rua José Alvim, 54/56 fone: 4411.4151/2427.8151

Fantasia Mamãe Noel do Sex Shop Boutique Sensual R. Padre Francisco R. dos Santos, 75 fone: 4413.0668

Vestido em algodão e elastano com renda - R$ 29,99 Colete de renda - R$ 19,99 Saia 100% algodão, várias cores - R$49,99 da Mary Carmen Praça Miguel Vairo, 31 fone: 9 7113.1151

10

Ênfase - dezembro 2012

fotos e tratamento de imagens: Alê Marques fotografia

Sugestões de presentes


fotos e tratamento de imagens: Alê Marques fotografia

Sugestões de presentes

Bermuda Assédio Shorts Assédio Calça jeans Assédio da Viviane Modas Rua José Bim, 55 fone: 3402.0119

Ênfase - dezembro 2012

11


Óculos solar Look Óculos solar Óculos solar Ray Ban da Óticas Look Rua José Bim, 605 fone: 4412.9060

12

Ênfase - dezembro 2012

fotos e tratamento de imagens: Alê Marques fotografia

Sugestões de presentes


fotos e tratamento de imagens: Alê Marques fotografia

Sugestões de presentes

Biquini com bojo da Sol Pleno Shortdoll em microfibra Conjunto calcinha e soutien Charmeuse c/ guipure e renda da Intimus Lingerie Av. Lucas N. Garcêz, 3050 - 4413.5975 Rua José Alvim, 148 - 4411.1875

Ênfase - dezembro 2012

13


Bambu da Sorte Orquídea Miltonia Orquídea Odontocidium catatante da Flor e Cia Praça Guilherme Gonçalves, 41 fone: 4412.0260

14

Ênfase - dezembro 2012

fotos e tratamento de imagens: Alê Marques fotografia

Sugestões de presentes


Sugestões de presentes

fotos e tratamento de imagens: Alê Marques fotografia

Bota country Tucson Shorts feminino Tassa da Selaria Mundial Avenida São João, 445 fone: 4411.6598

Jogos de cestas p/ pães ou frutas da Indonésia Relógio de estação dupla face da Arte com Arte Avenida da Saudade, 43 fone: 2427.0096 / 9 7164.7352

Ênfase - dezembro 2012

15


O

encanto do Natal e o desafio de evitar os desencantos

Como a data festiva mais importante do ano, o Natal representa encanto e grande desafio para se evitar os desencantos. As casas, as lojas, ruas e shoppings exibem suas decorações cheias de cores. É possível ver o brilho e a alegria nos olhinhos dos pequenos. Em casa querem logo escrever suas cartinhas ao bom e velhinho Papai Noel. Acreditar no bom velhinho faz parte do universo infantil e a fantasia é parte fundamental da percepção da realidade. O Natal tem mesmo vários aspectos, que vão do universo do consumidor, ávido das novidades, ao do religioso que quer lembrar a maravilhosa história de Jesus. A festa transmite renascimento, renovação, sabedoria, alegria, união. As pessoas ficam deslumbradas e tentam melhores atitudes. As famílias se encontram e procuram preservar sua harmonia.

Nesse clima, montar a árvore de Natal e os demais detalhes da decoração, ao lado das crianças (filhos e netos), é uma das experiências mais encantadoras. No filme “O Encanto do Natal”, Jack Clayton (Tony Danza) é um expresidiário que arma um assalto - que não dá certo - e acaba se disfarçando de Papai Noel para conseguir fugir da polícia. Porém, Sarah Gibson (Lea Thompson), dona de uma plantação de árvores de Natal, pensa que Jack é o Papai Noel que ela contratou. A confusão está só começando. Jack percebe que pode ficar na pequena cidade onde Sarah tem o seu comércio e planejar o roubo do banco local, que acontecerá na noite de Natal. Só um milagre para mudar o caráter deste homem. Mas milagres costumam acontecer no Natal. Para evitar que os milagres se transformem em pesadelos, o consumidor deve estar alerta e atento. Rizzatto Nunes, desembargador aposentado, escreveu que, no Natal, “a compra é compulsória e emocional. Por isso, penso que vale a pena relembrar algumas dicas que podem envolver as dificuldades para a escolha, a

necessidade de testar brinquedos, os problemas das trocas, etc”. Ele recomendou que o comprador pesquise preços, verifique as condições para troca, os testes e a adequação de brinquedos e as propagandas enganosas. Por último, recomendou: “Dar livros é fundamental, também levando em consideração a idade da criança. O mercado está repleto de excelentes livros para todas as idades e alguns são bem baratos. É um presente de total utilidade. Pode-se, claro, dar outros presentes, mas um livro junto deles nunca deve faltar”. Pelo lado da alimentação, o Natal e o Ano Novo são momentos festivos conhecidos por proporcionarem um conjunto de exageros, sendo um deles o excesso de alimentos e bebidas. “Sendo uma época celebrada em família e na maior parte do tempo à mesa, a tentação de petiscar este ou aquele alimento é maior. Tendo em conta que a maioria dos alimentos nesta são ricos em açúcares e gorduras, o seu consumo em excesso pode levar a um ganho de peso não desejado. Contudo, também você pode ter cuidados alimentares nesta época, sem excluir os prazeres alimentares dos sabores de Natal”, alertou a nutricionista Ana Vaz. No mundo do trabalho, com a proximidade do final do ano as empresas começam a avaliar os resultados e passam a buscar ações diferenciadas para presentear seus colaboradores, de modo a agradecer pelo empenho e, também, como incentivo para a nova etapa que se inicia e melhora do clima organizacional. Cestas de Natal, recesso para descanso, festas de fim de ano, vale-presente: tudo isso faz parte dos benefícios oferecidos para os funcionários como forma de agradecimento, e algumas empresas oferecem ações diferenciada, apontou o boletim online da consultoria Catho.

16

Ênfase - dezembro 2012


ĂŠnfase - dezembro 2012

17


C

rendices e superstições de Ano Novo Acredita-se que comer lentilha traz sorte pois, como é um alimento que cresce, faz a pessoa crescer também. Uma das simpatias mais comuns feitas nesta época do ano para atrair dinheiro é a da romã - recomendam-se sete sementes na noite de Réveillon, embrulhadas todas num papel e guardado o pacotinho na carteira para ter dinheiro o ano inteiro. O consumo de aves, como o peru e o frango, e o de caranguejo não é indicado na ceia de Ano Novo. Como esses animais ciscam ou andam para trás, acredita-se que quem comê-los regride na vida.

Veja outras superstições: guardar uma folha de louro na carteira durante o ano inteiro para ter sorte; comer três uvas à meia-noite, fazendo um pedido para cada uma delas; jogar moedas da rua para dentro de casa para atrair riqueza; dar três pulinhos com uma taça de champanhe na mão, sem derramar nenhuma gota, e jogar todo o champanhe para trás para deixar tudo o que for ruim no passado. Mas há muito mais: passar as 12 badaladas em cima de uma cadeira ou banquinho e depois descer com o pé direito; pular num pé só (o direito), à meia-noite, para atrair coisas boas; não passar a virada do ano de bolsos vazios para não continuar o ano inteiro com eles vazios; colocar uma nota no sapato para chamar dinheiro. No dia 31, recomenda-se fazer uma boa limpeza na casa, varrendo-a de trás para frente. Colocar para fora todo lixo, objetos quebrados e lâmpadas queimadas. Não guardar as roupas do avesso. Para evitar energias ruins, muitas pessoas lavam os batentes das portas com sal grosso e água e borrifam água benta nos quatro cantos da casa. Na primeira noite do ano, importante que sejam usados lençóis limpos. À meia-noite, para ter sorte no amor, deve-se cumprimentar em primeiro lugar uma pessoa do sexo oposto. Quem pretende viajar bastante no ano que se aproxima, deve pegar uma mala vazia e dar uma volta dentro de casa.

Não se cansou? Então, leia mais: abrir as portas e janelas da casa e deixar as luzes acesas e um alerta: o primeiro negócio do ano nunca deve ser fiado nem com pessoa pobre. Fonte: Guia dos Curiosos

18

Ênfase - dezembro 2012


ĂŠnfase - dezembro 2012

19


R

osa, a rainha das flores

Considerada por muitos a rainha das flores. Talvez por ser a flor de cultivo mais antigo. É de origem asiática e foi introduzida na Europa pelos romanos que as usavam em seus túmulos e jardins. Cantada em verso e prosa pelos tempos, faz parte de várias lendas. Em 600 a.C, os chineses já extraiam seu óleo que só podia ser usado pelos nobres. Também é a flor que faz parte do emblema real da Inglaterra. Como podemos ver é uma flor de ”status” nobre ! Hoje temos a partir de pesquisas e cruzamentos uma infinidade de cores e nosso municipio é um grande pro-

20

Ênfase - dezembro 2012

dutor dessas flores. Pessoalmente, gosto muito delas! São flores que se adaptam muito bem a vários estilos de arranjo sempre com seu toque “nobre”. E vamos falar sério: qual a mulher que resiste ao lindo bouquet de rosas?!!

Um abraço! Monique Bourganos A Florista


ĂŠnfase - dezembro 2012

21


P

rofessora de Atibaia ganha prêmio de excelência da ABED

A pesquisa de doutorado aplicada à inclusão de jovens no mundo do trabalho resultou no Prêmio de Excelência em Pesquisa Científica, concedido pela Associação Brasileira de Educação a Distância (ABED) e Editora Pearson à professora da FAAT, Flavia Amaral Rezende. A tese de doutorado “Desvelando a Estéti-

24

Ênfase - dezembro 2012

ca em Ambientes Construcionistas de Ensino e Aprendizagem uma experiência de inclusão” foi defendida no Instituto de Artes da Universidade de Campinas – Unicamp, em 2011. O Projeto Acreditar Jovem, cuja teoria e metodologia foram construídas pela pesquisadora, foi realizado com cerca de 30 adolescentes moradores do bairro Caetetuba, em Atibaia, de 2009 a 2010. Os jovens utilizaram tecnologias de informação e comunicação (gravadores, máquinas fotográficas e filmadoras digitais, computadores conectados à internet), participaram de oficinas artísticas e construíram um protótipo de incubadora juvenil para desenvolver competências gerenciais deman-

dadas pelo mundo do trabalho. A pesquisa recebeu apoio da FAAT e da ONG Comunidade Solidária. A pesquisadora, que comemora o segundo prêmio por suas pesquisas realizadas, destacou o reconhecimento pela metodologia pedagógica inovadora que contribui para formar o ser humano em suas múltiplas dimensões como indicado pela UNESCO desde 1996. A tese revelou ser possível compatibilizar aprendizagem, trabalho e empoderamento dos jovens em um ambiente de liberdade com responsabilidade, criatividade por meio das tecnologias. E pode ser replicada em outros cenários. Mais detalhes sobre a pesquisa acesse o site do Jornal da Unicamp: http://www.unicamp.br/unicamp/ unicamp_hoje/ju/maio2011/ju496_ pag4.php#.


V

eja as previsões para 2013

Por Tânia Ferraz

O ano promete muitas transformações. E mudar não é fácil, é preciso querer. O processo pode ser lento, porém é permanente. Tomar consciência da própria excelência exige um voltar para dentro de si mesmo e perguntar: estou feliz da forma como estou vivendo? É isso que quero para a minha vida? Como vou estar daqui a 2, 3, 4 ou 10 anos? O que posso fazer?

zes. Não aceitar as mudanças agora, nesse nosso novo despertar, é perder a oportunidade de renascer. Saber fazer escolhas e se adaptar a elas é uma arte das mais dignas. Implica um amadurecimento em que você é o responsável pelos seus atos. Enquanto não conseguimos nos definir, somos “mortos vivos”

A dica é vencer seu medo irreal. Além de ser ele a causa de muitas doenças, é também motivo de infelicidade. Uma vez que você decidiu por suas mudanças, o universo irá conspirar a seu favor. Tenha certeza disso.

Representa a família, o amor incondicional. A generosidade será recompensada a todo o momento. Um sentimento de fraternidade com o nosso próximo será a centelha desse ano. A compreensão das emoções se fará presente para aqueles que se dispuserem a ouvir o coração. A intuição será a nossa maior aliada neste ano. A força virá para enfrentar as pedrinhas no caminho. Na hora certa, o conhecimento se fará presente, indicando o caminho. As sementes que foram plantadas nos anos anteriores germinarão, dando frutos bons ou não, dependendo de sua qualidade.

2013 promete ajudar a todos que estiverem dispostos a enfrentar uma transformação interna. Nos próximos seis meses, já ocorrerão muitas alterações em todos os setores (agricultura, construção, política e mais). O nosso planeta está pedindo socorro por ter enfrentado muitos desafios. É triste ver os noticiários. Está acontecendo de tudo, como mortes, guerras, terremotos, tsunamis. Às vezes, as pessoas me perguntam: em 2012, de acordo com o calendário maia, o mundo vai acabar? Eu me faço a pergunta: será que nós, humanos, é que estamos acabando com ele? Pode ter certeza que sim. Principalmente quando esquecemos que todos nos somos filhos de a energia Deus, que nos presenteou com esta Terra para que pudéssemos ser fel-

26

Ênfase - dezembro 2012

2013 tem a vibração do número 6

6. Quem ainda não fez aniversário, soma o número 5 referente a 2012. Exemplo: uma pessoa que faz aniversário em 5 de março .Quando ela fizer seu aniversário em 2013, irá somar 5 + 3 + 6 = 14; 1+ 4 = 5. Ano Pessoal 1 - Novo ciclo Novas possibilidades estão presentes. Veja o que você realmente quer para sua vida. Tenha bem claros os seus objetivos. Uma transformação é necessária, na vida afetiva, no trabalho e até mesmo na saúde. Conselho: “Quem sabe o que quer, quando acha sabe o que faz”. Ano Pessoal 2 - Decisões importantes Seja fiel para com você. Procure cuidar das sementes que plantou no ano anterior. Dê atenção aos detalhes. Bom para os relacionamentos. Conselho: aprenda a separar o joio do trigo. Essa é a melhor forma de fazer boas escolhas

Sábios serão os conselhos dos que buscam a verdade. Realizações em vários setores, principalmente os da saúde e educação. Os assuntos sociais ganham o seu lugar. O apoio será pedido como também será recebido. Os casamentos serão muitos, como também os divórcios e algumas perdas de pessoas queridas.

Ano Pessoal 3 - Descobrindo seus dons

Previsões - Basta somar o dia mais o mês do seu aniversário, e o numero

Ano Pessoal 4 - Estabilidade e segurança

Momento de colher os frutos das sementes plantadas nos dois últimos anos. Centralize seus pensamentos. Procure ser coerente em todos os sentidos, evitando atrasos. Conselho: não se deixe levar pelas aparências.


Organização. Quanto mais prático você for, melhor. Seja fiel em relação à sua realidade. Preste atenção à sua rotina .Veja o que precisa ser mudado. Mude! Conselho: a transformação é a base de todo processo de mudança. Ano Pessoal 5 - Renovação Novas oportunidades surgem no seu caminho. Seja responsável pelos seu atos. Muitos elogios estão reservados para você. Evite os excessos. Conselho: a impulsividade nem sempre é a melhor conselheira . Ano Pessoal 6 – Aprendendo a amar Um ano de responsabilidades. Pessoas da família podem pedir sua ajuda de alguma forma. Ajude, dentro do que for possível. Existe uma atmosfera de alegria que facilita os acordos. Conselho: olhe o lado positivo de cada situação. Seja feliz!. Ano Pessoal 7 - Buscando a espiritualidade Este é um período em que o aperfeiçoamento é essencial para sua

vida. O conhecimento faz parte do seu desenvolvimento profissional e espiritual. Desenvolva a sua intuição. Conselho: permita sua conexão com Deus e o milagre acontecerá. Ano Pessoal 8 - Realizações Tudo que você plantou no ano 1, traz resultados evidentes no ano 3 e, principalmente, no ano 8. Acordos são possíveis, uma transformação interior também. Seu sucesso está dependendo da sua determinação e paciência, o que lhe permite uma visão dos acontecimentos possíveis. Conselho: agradeça àqueles que o ajudaram na conquista do seus objetivos. Ano Pessoal 9 - Finalizações Nada como fechar o ano com chave de ouro. Quando isso não for possível, faça um exame de consciência e busque o seu aperfeiçoamento, o que é importante para sua vida. Esqueça o passado, se desprenda de tudo que não faz mais sentido para você. Conselho: busque seu espaço e se prepare para um novo inicio.

Tânia Ferraz é psicóloga e consultora da Arte dos Números, com vários trabalhos publicados pela Editora Abril (revistas Bons Fluídos, Contigo, TiTiTi, Casa Cláudia, Saúde) e no site do bebê. Participou de vários programas de TV (“Mais Você”, na Rede Globo, “Mulheres” na Tv Gazeta, “A casa é sua” na Rede Tv, Rede Mulher, Canal de São Paulo, Tv Altiora, Tv Mundi, Programa Cotidiana). Atualmente, mantém atendimento em Atibaia com a numerologia, apometria quântica e florais. fones: 4412-5651 / 4402-3959 celular: 9 9939-5192

Ênfase - dezembro 2012

27


R

etiro Astrológico

“O conhecimento e o método são inseparáveis para que possamos voar mais alto... ver... e ir mais longe”. Vivemos numa época de muitas buscas, de exigentes decisões e de necessárias mudanças. O autoconhecimento passou a ser uma prática também necessária para que se conheçam as motivações de nossas escolhas e sentir-se em paz com elas. Descobrimos que a confiança interior é um “bem” que se pode praticar, desenvolver e até contagiar os outros... Nunca tantos em tantos lugares desejaram calma interior e realização no mundo, seja no trabalho ou nas relações afetivas. Muitas escolas de conhecimento reaparecem e outras surgem com novas abordagens e psicotecnologias; caminhos e mais caminhos de autorealização... qual trilhar? Como discernir aquela que, neste momento, me é mais propícia? A Astrologia é uma arte-ciência

28

Ênfase - dezembro 2012

com “ferramentas” capazes de nos oferecer os recursos necessários para empreender a jornada interior e, assim, fazer a diferença não só nas escolhas, mas na descoberta de potenciais internos que necessitam de um caminho de expressão no mundo. Uma qualidade marcante na astrologia é sua plasticidade, uma qualidade fundamental de atualizar-se constantemente com sua época. Assim, ela pode ser utilizada em abordagens psicológicas, educacionais, ou em áreas como a da medicina, cinema, propaganda, empresas, economia, política, religiosidade, jóias, magia, moda, agricultura, meteorologia, na estratégia ou naquilo que nosso espírito ousa investigar. No entanto, além dessa interação com tantas áreas do conhecimento, um fator em sua abordagem se torna essencial para nós hoje em dia: a prática!

Perguntamos “como” ser, “como” mudar e “como” fazer. O RETIRO ASTROLÓGICO é esse estudo prático do como, aonde e por que. Um convite ao mundo da ação no qual descobriremos porque na prática, a teoria é outra. Compreendendo nossa singularidade pessoal, estaremos mais aptos para apreciar a aventura de relacionarmo-nos com as singularidades do mundo. Nada melhor que iniciarmos o ano, com o retiro astrológico que tratrá um novo olhar para o novo que se apresenta sempre... dentro e fora de nós... No primeiro trimestre de 2013, no Espaço Namandu. Informações: 99938.0005 / 4412.5949 Profissional facilitador Benter Oliveira benter-astrologiaeautonomia.blogspot.com


N

ova tecnologia garante segurança na transfusão de sangue

A qualidade do sangue é hoje um dos itens indispensáveis para os hospitais que têm o serviço de hemoterapia, tanto na área pública quanto na rede privada. Nesse sentido, o Hospital Novo Atibaia está acompanhando a nova fase dos programas técnico-científicos voltados para essa realidade. Com sangue fornecido pela Colsan de Jundiaí (instituição ligada a UNIFESP), o HNA conta com uma nova tecnologia, conhecida como NAT (sigla em inglês para Teste de Ácidos Nucleicos), que reforça o registro de material seguro para as transfusões, diminuindo as possibilidades de contaminação por doenças como AIDS e hepatites. Para operar esses serviços, o HNA conta com Agência Transfusional,

30

Ênfase - dezembro 2012

unidade hemoterápica que tem como função armazenar os hemocomponentes, realizar exames imunohematológicos pré-transfusionais, além de liberar e transportar os produtos sanguíneos para as transfusões nos setores do complexo hospitalar, obedecendo criteriosamente aos padrões de qualidade exigidos e a todas as normas estabelecidas pelo Ministério da Saúde e ANVISA. Com o NAT, a janela imunológica ou o tempo em que o vírus permanece indetectável por testes sorológicos convencionais, cai de 22 para 7 dias, no caso do vírus transmisssor da AIDS; é de 35 para 12 dias, em relação ao vírus da hepatite C. Segundo o Dr. Isolmar Schettert, hematologista e hemoterapeuta do HNA, as políticas públicas relaciona-

das ao sangue evoluíram bastante no país, passando-se a seguir padrões de qualidade e segurança. O controle via exames prévios acurados melhorou a detecção de doenças. Atualmente, o que se busca é a validação de protocolos de indicação para a transfusão. “O objetivo é o uso correto dos componentes do sangue. Para isso, a Agência Transfusional trabalha com o corpo clínico, captando informações e consolidando o conhecimento na área. Afinar esse uso do sangue, através mesmo da educação continuada, é um processo mundial. O resultado é detectar precocemente as reações e agir com rapidez em seu controle”, comentou o Dr. Isolmar. Fonte: Assessoria de Imprensa do HNA


M

edicina Natural em Atibaia

A Medicina natural, hoje altamente difundida e reconhecida nos grandes centros, chega também em Atibaia, baseada em estudos científicos e ao mesmo tempo com um olhar humanizado. Surge uma ciência na área da saúde chamada Naturologia, trazendo a possibilidade de tratar o individuo de forma integral, equilibrando a saúde do corpo, da mente e das emoções. Enquanto a medicina convencional focaliza em eliminar os sintomas (algumas vezes com efeitos colaterais indesejados), a Naturologia oferece tratamento atuando na causa da doença, com baixo efeito colateral. Os tratamentos utilizados são sempre personalizados, de acordo com o tipo de organismo, estilo de vida e necessidade de cada pessoa. Entre as técnicas utilizadas podemos citar: Iridologia - observamos toda a estrutura genética, através da foto

ampliada dos olhos, sendo possível verificar os padrões de desequilíbrios físicos e psicológicos bem como o seu tipo de personalidade. Medicina Ayurvédica (indiana) - oferece um tratamento baseado na constituição biológica (doshas), utilizando como recursos para promover a saúde as desintoxicações, nutrição do organismo e orientação para uma melhor qualidade de vida. Fitoterapia e o Florais - utilizando remédios naturais, é realizada a indicação terapêutica de plantas medicinais para o auxilio ao tratamento de doenças e as essências vibracionais das flores para o equilíbrio emocional. Orientação alimentar - é possível alcançar o bem-estar e o equilíbrio do peso, por meio de alimentação saudável, ajustada para o organismo e o estilo de vida.

Auriculoterapia - é um tratamento complementar de diversas doenças com base na acupuntura, utilizando pontos específicos localizados no pavilhão auricular. Massagem Ayurvédica terapêutica - promove alivio das tensões físicas e psíquicas, atuando na purificação dos canais de energia, na eliminação de toxinas e na melhora postural. Para saber mais: Divya 11 9533 4022 (vivo) ou 11 8197 6488(Tim)

www.naturezamedicinal.com.br naturezamedicinal@gmail.com

Ênfase - dezembro 2012

31


O

Método PEI e sua visão dinâmica da aprendizagem

O PEI se fundamenta na Teoria da Modificabilidade Cognitiva Estrutural e na Experiência de Aprendizagem Mediada de Reuven Feuerstein, que nos oferecem uma visão dinâmica das capacidades cognitivas do ser humano. Esclarecem como os processos de aprendizagem ocorrem e como é possível, através de mediação adequada, expandir o potencial para aprender, aumentando a eficiência do funcionamento intelectual dos indivíduos.

O PEI pode ser utilizado em grupo ou individualmente em crianças na idade escolar e em adultos de vários níveis de funcionamento. O programa está traduzido em 12 línguas e é utilizado em diversos países. Pode ser aplicado em diferentes áreas:

O programa completo é composto de 14 instrumentos (14 conjuntos de tarefas de diversos conteúdos e modalidades, contendo 20 a 30 páginas cada). Seu crescente nível de complexidade favorece a construção sistemática e estrutural de funções cognitivas e operações mentais necessárias à aprendizagem.

Área clínica – com todos os indivíduos a partir de 8 anos que necessitem de uma abordagem cognitiva para superar suas dificuldades de aprendizagem e/ou de comportamento.

32

Ênfase - dezembro 2012

Área educacional - para alunos do ensino regular, de sala de recursos, superdotados e na educação de adultos.

Área empresarial – em programas de treinamento das habilidades

de pensamento e de aprendizagem e na promoção da produtividade. Área institucional e social – como uma ferramenta adicional para ajudar indivíduos que necessitam socializar-se, praticar atividades intelectuais, recuperar a autoestima e melhorar suas capacidades cognitivas.


tivação intrínseca pela tarefa; criação do insight e pensamento reflexivo; e mudança de um papel passivo e reprodutor para um papel ativo e gerador de novas informações.

Objetivos do PEI O objetivo central do PEI é a produção de modificações nas estruturas cognitivas dos indivíduos, expandindo o potencial de aprendizagem, aumentando a eficiência mental e melhorando a qualidade do desempenho intelectual. Para ajudar a promover este objetivo central, seis subobjetivos foram formulados: correção da funções cognitivas deficientes; aquisição de vocabulário, rótulos diferenciados e conceitos relevantes às tarefas do PEI assim como para a resolução de problemas em geral; suscitação da motivação intrínseca; criação da mo-

O segundo subobjetivo consiste em equipar o aprendiz com linguagem e ferramentas através da formação de hábitos verbais necessárias para a análise do processo mental internalizado, facilitando, consequentemente, o controle e o insight de seu funcionamento cognitivo. Além do domínio de conteúdo e linguagem da tarefa, o PEI visa

equipar o aprendiz com repertório linguístico rico e diferenciado de conceitos espaço-temporais, definições acuradas e rótulos verbais precisos que representem as diferentes relações, operações mentais e funções cognitivas que formam a base de qualquer habilidade de resolver problemas. O sexto subobjetivo do PEI se refere à necessidade de mudança da autoimagem do aluno, que frequentemente se percebe capaz apenas de registrar e reter informações, de fonte externa e de forma passiva. Assim, ele poderá conceber-se como pensador ativo, capaz de gerar novas informações com base numa adequada coleta e elaboração de dados. Heloisa Beazim Psicologia Clínica Cognitivo Comportamental Avaliação Neuropsicológica CRP 06 54504-4

Ênfase - dezembro 2012

33


Z

umbido?!

Definição

Acufeno, tinnitus, tinido (zumbido) são termos médicos para ruídos nos ouvidos quando não há fonte externa de sons. Essa percepção está relacionada com o aumento dos impulsos elétricos que a via auditiva envia ao córtex cerebral, geralmente como consequência da perda auditiva. Os ruídos ouvidos podem ser altos ou baixos. Eles podem ter som de campainha, sopro, rugido, zunido, assobio, sussurro, ou chiado. O portador de zumbido pode chegar a pensar que está ouvindo o vento, água corrente, o interior de uma concha ou notas musicais. O zumbido é comum. A maioria das pessoas apresenta alguma forma de zumbido moderado de vez em

34

Ênfase - dezembro 2012

quando, que dura apenas alguns minutos. O zumbido causa sofrimento? Cerca de 17% da população mundial apresenta zumbido. A maioria relata o zumbido apenas como incômodo, outros dizem que certas funções como sono e concentração são prejudicados. Causas mais comuns Ainda não foi determinado ao certo o que faz com que uma pessoa ouça sons sem que haja uma fonte sonora externa. Até o momento não se tem certeza absoluta de nenhuma causa específica para o zumbido. São conhecidos alguns fatores que causam zumbido ou podem piorá-lo: -Acúmulo de cera nas orelhas,

alergias, ansiedade, depressão, estresse, certos medicamentos, doenças cardiovasculares, exposição ao barulho excessivamente alto, infecção nas orelhas ou seios paranasais, oclusão dental, otosclerose, problemas na articulação temporomandibular, hipotireoidismo, traumatismo na cabeça e pescoço, perda auditiva... Na maioria das ocasiões, o zunido é um sinal de perda auditiva. Cuidados - O zumbido pode ser mascarado com uso de aparelho auditivo; - Evite cafeína, álcool e cigarro; - Aprenda novas formas de relaxar; - Proteja as orelhas de lugares barulhentos, use protetores. Por Rosimeiry Gabriel Pero Centro Auditivo Audi-Pró


P

ilates

Tratamento de Fibromialgia associado ao método Pilates resulta em benefícios para a maioria dos pacientes. O nome Fibromialgia nasceu da junção de três termos: o latim fibra (ou tecido fibroso), prefixo grego mio que diz respeito aos músculos e originário do grego algia (algos) que significa dor. O comitê do Colégio Americano de Reumatologia (ACR) define como uma síndrome dolorosa de etiopatogenia desconhecida, sendo caracterizada por dores musculoesqueléticas difusas, locais dolorosos específicos à palpação, associados frequentemente a distúrbios do sono, fadiga, cefaleia crônica e distúrbios psíquicos e intestinais funcionais. O metabolismo muscular é normal apesar de haver redução na oxigenação nos locais dos pontos dolorosos, provavelmente resultante da falta de condicionamento físico. Tem uma frase de Goldenberg (2008) que diz que a Fibromialgia é insuportável para quem tem... incompreensível para quem acompanha de fora. Para ela, é uma doença real, de-

bilitante, que provoca dores persistentes e generalizada pelo corpo. Em geral, os pacientes têm dificuldades para localizar a dor, sem especificar se a origem é muscular, óssea ou articular. O frio, umidade, mudança climática, tensão emocional ou por esforço físico podem agravar os sintomas. Existe também a dificuldade para adormecer, outros para manter o sono na madrugada e há outros que dormem a noite toda, mas acordam cansados como se não tivessem dormido. Para complementar o tratamento medicamentoso, podem ser usados os meios físicos como calor, a eletroterapia, a acupuntura, as infiltrações dos pontos dolorosos, a massagem, a cinesioterapia e o condicionamento físico.

As medidas não farmacológicas dependem sobretudo do paciente. Segundo uma pesquisa norte-americana cerca de 80% dos pacientes com fibromialgia não se exercitam regularmente. Mas estudos já mostram que com a prática de exercícios físicos o paciente obtém benefícios na quebra do ciclo da dor, o próprio descondicionamento, melhora na resistência física geral, melhora também na capacidade car-

diovascular, fortalecimento da musculatura, sono de melhor qualidade, melhora na coordenação motora para as atividades diárias, redução da depressão, alivio das instabilidades de humor e melhora da autoestima.

Para um programa de exercício físico ser bem tolerado e eficaz, a intensidade e a periodicidade devem ser adequadas ao paciente. Com o método Pilates, é possível trabalhar o condicionamento físico e mental, aumentar a flexibilidade, tonificar o corpo, definir os músculos, corrigir a postura, aumentar a capacidade respiratória, além de proporcionar relaxamento físico e mental, coordenação, concentração, controle e equilíbrio. É um método holístico que trabalha o corpo como um todo. E as aulas mesmo quando feitas em grupos são individualizadas, seguindo o objetivo de cada aluno e sempre priorizando o bem-estar e qualidade de vida. Profª Leila Oliveira do Padma Studio Pilates

Ênfase - dezembro 2012

35


E

ntrevista

Atibaia mais forte! É isso que desejamos. Por Hanna Gouvea

Atibaia provou nas urnas que quer mudança! Elegeu Saulo Pedroso do PSD com 20.809 votos, o que equivale a 30,99% do total de votos válidos. A expectativa é grande e o desejo de que tudo mude para melhor toma conta dos munícipes. Atibaia é uma cidade de interior com problemas de cidade grande e vive o grande desafio de crescer com infraestrutura, sem perder as características que a tornam uma cidade agradável e amada. O prefeito eleito nos recebeu no escritório regional do Deputado Federal Roberto Santiago, de onde está comandando a equipe de transição. Com a palavra, o prefeito eleito de Atibaia Saulo Pedroso. Hanna Gouvêa: Já tive oportunidade de parabenizá-lo pela vitória, mas agora o parabenizo em nome da Ênfase e aproveito para perguntar o que mudou na vida do cidadão Saulo Pedroso após a vitória. Saulo Pedroso: A tranquilidade. (risos) Eu já atuo no poder público como vereador e presidente da Câmara, então minha rotina já é intensa. Neste período de transição a intensidade está ainda maior e já estou acumulando funções. Ao mesmo tempo que estou concluindo questões da Câmara, me preparo e preparo a equipe para assumir o governo a partir do dia 1º de janeiro. O lado um pouco negativo é que tenho deixado a vida pessoal um pouco de lado. Eu tenho uma empresa, que estou organizando para que as coisas funcionem sem a minha presença, e uma família. Até tirei uns dias para poder ficar um maior tempo dedicado à família. Eu sou preocupado com o resultado das coisas que eu assumo então eu estou correndo muito, com uma agenda intensa.

36

Ênfase - dezembro 2012

Hanna Gouvêa: Como você interpretou este percentual de 30,99% do total de votos válidos? Saulo Pedroso: O resultado mostrou o desejo de mudança da população. Se somarmos o resultado dos três candidatos de oposição chegamos a quase 49 mil votos. Este resultado era exatamente o que eu precisava para me eleger, a população me escolheu para a mudança. Hanna Gouvêa: Politicamente estamos na chamada “fase de transição”. Como tem sido o trabalho da equipe de transição junto à atual administração? Saulo Pedroso: Estamos conduzindo da maneira mais tranquila possível, sem enfrentamentos, sem desgaste. Há uma troca de comando político e é natural que tenham alguns problemas, afinal, foram 12 anos de um mesmo grupo no comando da cidade. Mas estamos tirando a “armadura” do partido para deixar de lado todo o enfrentamento que tivemos na eleição. Atibaia é uma cidade muito grande, a Prefeitura é complexa e esta transição tem que ser feita de maneira responsável. Estamos avaliando os contratos (são muitos), os serviços prestados e não queremos que a população sinta a transição do comando político. Hanna Gouvêa: Assumir uma prefeitura após uma administração

“continuada” representa um desafio ainda maior? Saulo Pedroso: Representa. A sistemática de trabalho, a rotina, a parte administrativa e o modo como as decisões são tomadas parecem “intocáveis”. Há uma dificuldade de impor um novo ritmo, que é justamente o que a população está pedindo. A população pediu um contexto diferente e eu tenho esta missão. Além de trocar toda a equipe, eu precisarei mudar a sistemática de trabalho implantada na Prefeitura ao longo desses 12 anos. Há um comodismo e esta é uma barreira que teremos que quebrar. Hanna Gouvêa: Enchentes, ruas esburacadas, falta de segurança, insatisfação em relação ao trânsito, asfalto pago e não colocado, drogas... São tantos os problemas e desafios! O que a população pode esperar destas questões em seu primeiro ano de mandato? Saulo Pedroso: O que tem que ficar claro é que eu assumo a Prefeitura com um orçamento e planejamento aprovados pelo governo passado. O primeiro ano de todo mandato é o último ano de planejamento do governo anterior. Neste primeiro ano eu vou focar no trabalho de gestão. Vamos reduzir os excessos de cargos políticos da atual Administração, concentrar investimentos naquilo que for mais importante para a cidade e realizar um trabalho mais próximo à


população. Este trabalho de gestão é um desafio.

a Prefeitura e os vereadores que assumirão a Câmara em 2013?

Hanna Gouvêa: Projetos culturais de sucesso foram criados ao longo da antiga administração. Haverá uma continuidade?

Saulo Pedroso: Apesar de termos vereadores eleitos em outras coligações, convivemos bem, tanto no aspecto profissional quanto no pessoal. A mudança radical que também houve na Câmara deixa claro que a população quer uma postura diferente também do Poder Legislativo. Eu e o Emil Ono tentamos, e até acho que em determinados momentos conseguimos, atuar de maneira mais transparente, mais responsável e imparcial na avaliação dos projetos que passaram pela Câmara. Vereador não pode ser refém do prefeito e nem o prefeito refém da Câmara Municipal. Tem que haver debate, independente de ser base ou não. Eu não estou interferindo na escolha do presidente da Câmara de 2013. Claro que buscamos fortalecer o nosso projeto político, mas para isso não posso usar a Prefeitura como ferramenta. Eu bati muito nisso enquanto vereador e não faz sentido agora que serei prefeito atuar de maneira diferente.

Saulo Pedroso: Haverá. Eu reconheço que um dos pontos fortes da atual administração foi o setor cultural. Investiram muito, resgataram, potencializaram e não faz sentido nenhum brecarmos projetos que estão dando certo. Muito pelo contrário, vamos potencializar os investimentos, diversificar e buscar trabalhar em segmentos da cultura que não estão sendo atendidos. Queremos descentralizar e levar cultura aos bairros. Apesar da existência de bons projetos, na minha opinião, eles estão, em sua maioria, elitizados. Hanna Gouvêa: O que você tem a dizer em relação às secretarias existentes? As Secretarias de Cultura, Esporte, Turismo, Educação continuarão separadas? Saulo Pedroso: Em um primeiro momento sim, até porque cada uma tem sua importância, apesar de atuarem juntas em alguns momentos. Cada Secretaria precisa ter seu orçamento, sua prioridade, seus projetos... Para que os projetos sejam elaborados e implantados é importante que elas tenham “status” de Secretaria. O que é preciso é ter uma equipe enxuta, composta por profissionais capacitados, com experiência e competência técnica. Hanna Gouvêa: Os futuros secretários já foram definidos? Já podemos saber quem são? Saulo Pedroso: O nosso foco, nesse momento, ainda é a equipe de transição. Posso adiantar que a jornalista Viviane Cocco assumirá a Secretaria de Comunicação e o Dr.Torricelli será o chefe de Gabinete. Hanna Gouvêa: Como você acha que será a relação política entre

Hanna Gouvêa: Gostaria que você falasse de três questões que envolvem o centro histórico de Atibaia: a retirada do coreto, a reforma do Cine Itá e a interminável obra que envolve a José Lucas. Saulo Pedroso: Eu gostaria de não falar muito sobre a obra da José Lucas porque isso reflete um problema até de competência e de capacidade técnica e fica difícil falar disso sem criticar o atual governo. Para mim, o Centro Histórico da cidade merecia algo muito melhor do que aquilo, com uma qualidade melhor. O projeto pode até ser bonito no papel, mas, na prática, ficou horrível: mal implantado, mal fiscalizado, mal monitorado. Quanto ao coreto, eu descobri o quanto ele é querido durante a campanha... (risos) Nós até temos também este sentimento por sermos da cidade, mas a população pede muito por isso. Fizeram até uma campanha no Facebook “Saulo queremos o coreto de volta” (risos). Eu ainda vou me in-

formar sobre a real situação do coreto e vamos ver o que podemos fazer. Em relação ao Cine Itá, as obras estão caminhando e vamos concluir, ao que tudo indica, no ano que vem. É um espaço maravilhoso. Mas eu ainda não vi o contrato e vou me inteirar mais sobre a questão de prazos. Tenho certeza que o Cine Itá ficará maravilhoso e irá atender o segmento cultural da cidade. Inclusive, outro ponto que eu quero mudar é a postura do poder público em relação aos prazos que são estabelecidos nos contratos com as empresas. Quando a Prefeitura empenha uma obra, ela já tem o recurso garantido e hoje o corpo técnico da Prefeitura determina um edital com prazos extensos para o cumprimento das obras, e isso é ruim. Eu vou rever isso. Quero estipular prazos menores para as empreiteiras que prestam serviço para a Prefeitura. Hanna Gouvêa: Obrigada pela entrevista. Desejamos que sua Administração seja maravilhosa, pois nós merecemos uma Atibaia mais forte! Por favor, deixe uma mensagem aos leitores da Revista Ênfase. Saulo Pedroso: Quero agradecer a oportunidade deste bate-papo e estou totalmente aberto para o que precisar. Quero fazer um governo de proximidade, uma gestão participativa, uma administração transparente. Eu acho importante este tipo de espaço para que a população possa conhecer nosso posicionamento e espero continuar com essa possibilidade durante o governo, para mostrar o que estaremos fazendo pela cidade. Eu vou me empenhar muito para fazer o melhor governo que a Atibaia pode ter. Atibaia é uma cidade muito bonita, amigável, confortável, que recepciona bem as pessoas e precisa de uma atenção especial. Precisa de uma definição de identidade, e eu vou buscar isso em conjunto com a população e os seus diferentes segmentos. Eu quero fazer um governo bem próximo, bem aberto, para construir junto com a população o caminho e o futuro da nossa cidade. Obrigada.

Ênfase - dezembro 2012

37


F

ique por dentro Pacto prevê formação para 360 mil professores alfabetizadores

O Ministério da Educação informou que serão investidos R$ 2,7 bilhões até 2014 na formação dos professores de classes de alfabetização em escolas públicas. A 360 mil alfabetizadores em todo o país serão concedidas bolsas para cursos de formação. Além disso, o governo oferecerá prêmios em dinheiro a professores e escolas que obtiverem os melhores resultados. Os recursos se estenderão à compra de livros didáticos e de literatura e à avaliação do aprendizado das crianças nos três primeiros anos do ensino fundamental. Essas iniciativas fazem parte do Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa (Pnaic). A informação é de que 15% das crianças com oito anos de idade não conseguem interpretar um texto ou fazer as contas básicas. O pacto pela alfabetização na idade certa foi lançado neste mês. O objetivo é atrair para a alfabetização os melhores professores das escolas públicas. Os melhores resultados (melhores práticas educacionais, os melhores professores e as escolas mais bem-sucedidas) serão premiados; já foi reservado o valor de R$ 500 milhões para essa premiação. Microcrédito habitacional terá investimento de R$ 105,8 milhões O Governo do Estado anunciou a implantação do programa de microcrédito habitacional Casa Paulista Microcrédito/Banco do Povo Paulista para toda a Região Metropolitana de São Paulo (RMSP). Serão disponibilizados R$ 105,8 milhões, dos quais R$ 5,8 milhões serão liberados ainda este ano. O programa será executado por meio do Banco do Povo, que vai realizar empréstimos aos mutuários adimplentes da CDHU (Companhia de Desenvolvimento Habitacional Urbano) que desejam reformar, ampliar ou fazer adequações nas unidades habitacionais. Na primeira etapa do programa, os empréstimos variam de R$ 200 a R$ 7,5 mil. O valor pode ser parcelado em até 24 vezes, com taxa de juros a 0,5% ao mês. Para participar, é preciso morar no imóvel que será foco do financiamento, ter renda familiar de até cinco salários mínimos, não ter restrições cadastrais e apresentar fiador.

38

Ênfase - dezembro 2012


D

ia da Consciência Negra Consciência Negra foi marcada por reflexão sobre violência

Racismo e violência caminham juntos. Metade das vítimas de homicídios no Brasil tem entre 15 e 29 anos e sete de cada dez jovens assassinados são negros, sendo mais de 90% do sexo masculino. Os dados, divulgados em novembro, revelam o grau de desproteção da juventude negra, “tragédia nacional” na avaliação de especialistas que participaram de audiência pública na Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa (CDH), do Senado, em Brasília. O evento foi organizado para lembrar o Dia da Consciência Negra, celebrado em 20 de novembro. É como se a cada mês no Brasil caíssem oito aviões lotados de jovens, a maioria negros – comparou Severine Macedo, secretária nacional da Juventude, da Presidência da República. A morte de tantos jovens revela a inexistência de políticas para formação, profissionalização e inclusão social, na avaliação do professor Antônio Flávio Testa, da Universidade de Brasília. Dados apresentados por Mário Theodoro, secretário executivo de Promoção de Políticas da Igualdade Racial (Seppir), confirmam que a violência vitima negros no país como um todo. A preocupação foi compartilhada por Marivaldo de Castro, secretário de Assuntos Legislativos, do Ministério da Justiça. Conforme informou, são os negros as maiores vitimas da ação policial que resulta em lesão corporal grave e morte. Na percepção da psicanalista Maria de Lourdes Teodoro, da Sociedade de Psicanálise de Brasília (SPB), o preconceito também permearia os órgãos responsáveis pela definição de penas a esses jovens infratores. Maria de Lourdes Teodoro observa que a sociedade brasileira é despreparada para lidar com o processo de transformação que marca a adolescência, o que agrava situações de conflito. Para o filósofo Ruy dos Santos Siqueira, os governos precisariam ampliar os esforços para eliminar o racismo entre os agentes públicos, especialmente os policiais. Para isso, precisamos de mais educação, consciência e fiscalização.

40

Ênfase - dezembro 2012


O

s sonhos de uma vida

Por Marcos Govoni Psicólogo clínico

A mulher sugeriu ao marido que a sala fosse pintada pois receberiam visita.Uma semana depois as paredes da sala estavam forradas com a nova pintura. - Ficou lindo! Nossa casa! Nem acredito! - disse a mulher. No dia seguinte abordou novamente o marido com a sutileza própria das mulheres: pouco antes de dormirem, no sossego da cama, na quietude da noite... - Você reparou como o sofá ficou mais velho depois das paredes pintadas? Eu não tinha percebido como ele estava desgastado. Você não acha? Na semana seguinte um sofá novinho decorava a sala nova. - Ficou lindo! - bradou a mulher. - Seria uma sala maravilhosa se não fosse este piso antigo. - murmurou a mulher horas depois. Debruçada sobre a própria fantasia, imaginava uma sala toda revestida com porcelanato moderno combinando com as paredes e o sofá. Passou horas na internet alimentando o sonho de um piso digno do sofá novo. Para não se sentir abusando, aproveitou-se de uma ausência mais prolongada do marido, por motivos de trabalho, e alegando para si mesma uma surpresa a ele, mandou revestir o piso da sala com o tal porcelanato. Dançou sozinha sobre o novo piso. Sapateou e até cantou sua ventura de ter uma sala novinha. Faltava mesmo só trocar as cortinas, que não combinavam mais com aquele ambiente elegante. Afinal, as cortinas eram apenas um detalhe diante de tudo que já tinha sido feito. Detalhe este que no dia seguinte já estava resolvido. Bem... Os lustres e os quadros novos ficariam para o mês que vem. Pois era hora de pegar as crianças no colégio, dar comida, ver lição de casa, e já ir pensando no jantar. Passaram-se os anos... As paredes pediam novo revestimento, o sofá já estava esgarçando, o piso sem brilho, e as cortinas rotas. As crianças... Quais crianças...? Agora adultas estavam formadas e vivendo fora de casa. E num dia, ela olhouse no espelho do banheiro pouco antes de se deitar. Viu toda sua mobília interna, teve vontade de chorar e rir ao mesmo tempo. O que tinha ficado de valor de tudo que havia vivido até então? A lágrima não contida rolou em sua face vagarosamente, pareceu levar mais de cinquenta anos para chegar ao piso de porcelanato que revestia todo o banheiro... Naquele momento iluminado compreendeu para si o movimento da vida.

42

Ênfase - dezembro 2012


A

tecnologia e a sala de aula

Colégio de Atibaia dá exemplo de como a tecnologia pode ser aliada e transformadora dentro da sala de aula.

É evidente que com a popularização de dispositivos como tablets e smartphones a tecnologia tem dominado a sala de aula. O assunto, que ainda é tratado como tabu em diversas escolas, é cada vez mais discutido nas instituições de ensino com o objetivo de entender e propor formas de aliar esse advento a prática pedagógica. Trabalhos acadêmicos e casos sobre o assunto viram destaque na mídia nacional e dividem opiniões, como é o caso da escola de Samambaia, situada no Distrito Federal, que iniciou testes de monitoramento de alunos através de chips inseridos nos uniformes escolares. Entretanto, poucos sistemas têm chamado tanta atenção como o

Edros, um software de gestão acadêmica que tem revolucionado a aplicação de simulados direcionados aos alunos do Ensino Fundamental II e Ensino Médio. Desenvolvido pelo Poliedro, sistema de ensino tradicional em aprovações nos vestibulares mais concorridos do Brasil, tem mostrado que é o mais completo na área. O software ganhou atenção por ser o único a apresentar o mais completo relatório estatístico que analisa cada questão de um simulado, delimitando o desempenho da escola ou de um curso específico. Permite análises localizadas para os professores e para a equipe de coordenação para que estas tenham a possibilidade de tratar problemas pontuais no conteúdo trabalhado com os alunos além de comparar o desempenho do aluno com a rede de escolas parceiras do Poliedro e apresenta o posicionamento nacional de cada aluno.

Para o ano letivo de 2013, o colégio Externato São José substituiu o sistema de ensino para o Poliedro, oferecendo um novo material pedagógico. De acordo com a coordenadora do Ensino Médio do colégio, Elizabeth Bustamante, “a tecnologia na educação passou a ser mais um recurso estratégico que procura agregar uma ação pedagógica diferenciada. Este cenário tecnológico requer novos hábitos, como a consulta no Edros para visualização de resultados de desempenho nos simulados, que inclusive é de perfil individual, pois cada aluno tem acesso pela sua senha de forma exclusiva”. “Com esta análise, o aluno vai conseguir observar suas deficiências e traçar um plano de estudo conforme suas reais necessidades e também traz a possibilidade de adequar melhor as nossas diretrizes pedagógicas”, complementou Elizabeth.

Ênfase - dezembro 2012

43


V

ida acadêmica

Estudantes dedicam até 10 horas/semana aos estudos É relativamente alta a escolaridade dos pais dos estudantes universitários brasileiros, em relação ao total da população. Dois terços do total de jovens (64,6%) consultados em pesquisa do Ipea têm pelo menos um dos pais que chegaram ao ensino superior – 12,3% dos pais de universitários têm pós-graduação e, entre as mães, o percentual é de 15,4%. Os dados estão no relatório de pesquisa Estudo comparado sobre a juventude brasileira e chinesa – Dados preliminares do Brasil, apresentado por Eduardo Luiz Zen, técnico de Planejamento e Pesquisa da Disoc/Ipea (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada), e por Ana Maria Nogales, professora do Departamento de Estatística da UnB e doutora em Demografia. A maior parte dos estudantes, 71,5%, declara que dedica até 10 horas semanais aos estudos fora da sala de aula. Neste grupo, a parcela de quem investe menos de cinco horas por semana para esse fim é alta: 37,1%. Apenas 7,2% utilizam 16 horas ou mais na semana para estudar fora de sala. A maioria dos estudantes também trabalha: 52% têm atividade remunerada, ao passo que 13,3% estão desempregados. Os que não trabalham representam 27,1% da amostra e 6,3% exercem trabalhos sem remuneração. Quanto à escolha do curso, 82,8% dos estudantes afirmam que não trocariam de curso se pudessem, mas 16,7% fariam a troca, enquanto 24,1% apresentam trajetória não linear entre a saída do ensino fundamental e o ingresso na universidade, devido à dificuldade na seleção de vestibulares muito concorridos ou de desistência de outros cursos superiores. Quando o assunto é a manutenção da paz entre os povos, as opiniões são muito equilibradas na maior parte das respostas: apenas 36,2% acreditam que a contribuição é pequena, enquanto 29,3% avaliam como média e 32,9% como alta. No quesito integração e cooperação entre os povos, há predomínio de respostas positivas. O estudo é resultado de uma parceria do Ipea com a Sociedade Brasileira de Sociologia (SBS), o China Youth and Children Research Center – CYCRC (Centro de Pesquisa em Infância e Juventude da China) e a China Youth and Children Research Association – CYCRA (Associação de Pesquisa em Infância e Juventude da China).

44

Ênfase - dezembro 2012


G

ratidão é sinal de saúde!

Durante o mês de novembro, é celebrado o Dia de Ação de Graças em várias partes do mundo. A história dos puritanos que chegaram ao território norte-americano serve, até hoje, como inspiração para superarmos desafios. Gretchen Rubin comenta em seu livro “Happier at Home” sobre uma síndrome que ela chama de “Síndrome da Carteira Perdida”. Não importa o que está acontecendo em sua vida, se você perder a carteira, o pensamento que vem à sua mente é: “Como eu ficaria feliz se eu pudesse encontrar a minha carteira. Eu seria feliz para sempre!” Porém, quando você a encontra, você fica feliz por dois minutos e volta às mesmas coisas de antes de perdê-la. Muito frequentemente, é necessária uma catástrofe para nos fazer apreciar aquilo que temos. Um dos projetos da escritora acima mencionada é o de apreciar o que tem, enquanto pode. A escritora francesa Colette escreveu: “Que vida maravilhosa eu tive. Gostaria de ter percebido isso mais cedo”. A sugestão de Gretchen é encontrar alegria nos pequenos detalhes do dia a dia e apreciá-los. Vários estudos indicam que a atitude de gratidão é a chave para uma vida feliz. As pessoas que cultivam a gratidão são inspiradas e otimistas, sentem-se mais conectadas com outras pessoas, são mais amistosas, têm mais amigos e são mais inclinadas a ajudar o próximo. Elas dormem melhor e têm menos dores de cabeça. Pensamentos mais otimistas tendem a tomar o lugar de emoções negativas e destrutivas, como irritabilidade e mágoas. Somos tão abençoados de diferentes maneiras que parece um paradoxo o fato de esquecermos aquilo que recebemos. Mas é possível e acontece com frequência em nossas vidas. Nós queremos uma atmosfera de alegria, tranquilidade, paz e bom convívio em nossas casas, mas percebemos o quão difícil e desafiador essa meta pode ser. Não é comum agradecermos pelo país onde vivemos, a casa onde nos abrigamos, a cama onde dormimos, o ar condicionado num dia de calor, uma comida diferente a cada dia, as roupas que temos para vestir, a saúde de nossa família, o trabalho que desenvolvemos a cada dia, os projetos concluídos e os alvos alcançados. Torna-se um desafio ainda maior agradecer pelo sol ou pela chuva a cada manhã, por mais um dia de vida e pelo ar que respiramos. Cada dia que se inicia é uma excelente oportunidade para praticar a gratidão a Deus, ao seu cônjuge, seus filhos e todas as pessoas que estão ao seu redor diariamente. Não sabemos quantos dias de vida teremos. Aproveitemos, então, todas as oportunidades!

Priscila Gatz Simões Diretora Executiva Escola Internacional Preparando Gerações

48

Ênfase - dezembro 2012

U

m museu para

Se você teve seu coração quebrado e, agora, só pensa em quebrar tudo ao redor, principalmente os presentes dados por seu (a) ex, calma. É possível que tal objeto que marcou algum momento de sua relação passada tenha sua próxima morada no Museum of Broken Relationships que, se não fosse situado em Zagreb, Croácia, ousaria dizer que sua localização seria lá na Boulevard of Broken Dreams, aquela cantada por Tony Bennett. Nada mais seria tão pertinente. Mas, supondo que você não seja tão violento: convenhamos, é uma tarefa árdua se desfazer desses mimos, não é? Eu mesmo ganhei de minha ex-namorada o raríssimo “Cartas a Nora Bernacle”, do James Joyce, e tive que tocar fogo. Não sabia se chorava pela obra ou pela garota. Era um choro duplo. Porém, felizmente, há gente mais criativa que eu ou você nesse mundo. Um exemplo disso são os croatas, e ex-namorados, Olinka Vistina e Drazen Grubisic que, em 2006, romperam e deram-se por conta de quão incômoda era toda aquela tralha que sobrara dos dias de glória e, como bons artistas que são, decidiram criar um museu com ela, agregando também itens doados. Deu certo. O museu percorreu o mundo até assentar-se no país de origem do ex-


S corações partidos casal tornando-se o primeiro museu privado daquele país e sendo, hoje, até ponto turístico.

A princípio, claro, a ideia parece bizarra, mas, refletindo mais um pouco, ela é genial, pois nos mostra um sintoma de uma nova era, onde nem todos museus são mais apenas para ícones, mas também para cidadãos comuns, com toda sua riqueza prosaica. Ao observar o melancólico barquinho que certamente fora dado numa ocasião especial, talvez numa marina, regada a beijos e champanhe, nos identificamos: sabemos que, em outro lugar, numa outra época, nós sentimos exatamente a mesma coisa e que, ao final, nossa tragédia foi exatamente igual. O Museum of Broken Relationships trata-se, antes de qualquer coisa, de um museu de espelhos. Mas bizarros mesmo são alguns itens do seu acervo que destoam dos tradicionais Teddy bears, das fotografias, dos relógios e das algemas cor-de-rosa. Há lá, por exemplo, um machado, um par de roupas de baixo comestíveis e até a parte inferior de uma perna mecânica que teria sido um presente dado por uma enfermeira a seu ex-namorado. Portanto, tendo em face esse último ítem, se pensa em doar algo inusitado, fique tranqüilo, eles não devem investigar a procedência do objeto.

erviço, Sustento e Satisfação

Recentemente, tive a oportunidade de pescar pela primeira vez no Pantanal. Foi uma experiência única e repleta de ensinamentos. Em meio a tantas variedades de aves, répteis e peixes, pude observar algumas garças, paradas às margens do Rio Miranda, com suas asas e pernas compridas, aguardando o momento preciso para mergulhar seu bico pontudo e apanhar um peixe que lhes serviriam de refeição. Aprendi que todas as características físicas daquela ave foram criadas por Deus para sobrevivência daquela espécie. Serviço- Ao colocar suas habilidades, talentos e dons à disposição e a serviço de Deus, você vai servir a todas as pessoas que Deus coloca diariamente na sua vida. Tenho feito esta declaração em minhas palestras para jovens e profissionais: “Descubra algo que você gosta de fazer, que até faria de graça. Mas, porque você o faz tão bem, as pessoas vão lhe pagar por isso.” Você já descobriu o que sabe fazer? Sustento–O seu sustento está diretamente relacionado com o serviço que você presta à sociedade. Quando você está servindo as pessoas, você está a serviço de Deus e, portanto, Deus assume a responsabilidade de sustentar a sua vida! O seu sustento está vindo através do seu melhor serviço? Satisfação - Existem milhões de pessoas que trabalham em algo que não gostam de trabalhar, ou fazem algo que não gostam de fazer. Elas simplesmente vão para o trabalho e consequentemente acabam dando trabalho para os outros! O Rei Salomão disse: “Descobri que não há nada melhor para o homem do que ser feliz e praticar o bem enquanto vive. Descobri também que poder comer, beber e ser recompensado pelo seu trabalho é um presente de Deus... Por isso concluí que não há nada melhor para o homem do que desfrutar do seu trabalho, porque esta é a sua recompensa.” Ecl. 3:12-13, 22 Você se sente realizado no seu trabalho? Imagine o que seria daquelas garças, se imitassem as demais aves ao seu redor, que ficam bicando e ciscando por insetos e minhocas no chão... Elas morreriam, pelo simples fato de não usarem as características peculiares que Deus as criou. E você, está ciscando ou pescando? Não fique “sem garça”... Lembre-se:“O serviço é a sua maneira de conviver. O sustento é o modo de você sobreviver. A satisfação é o resultado do seu modo de viver.” Mário Kaschel Simões Conviva, sobreviva e viva para Deus e para as pessoas! Um grande abraço e muito sucesso! Mário K. Simões Empresário, Palestrante, Escritor e Conferencista internacional. contato@preparando.com.br www.vidacomsucesso.com Ênfase - dezembro 2012

49


C

IT ajudará a receber mais turistas em Atibaia

Com o intuito de atender turistas, as cidades que compõem o Circuito Entre Serras e Águas ganharam um Centro de Informações Turísticas. Já em atividade, o CIT oferece suporte e informações para que os visitantes conheçam e aproveitem melhor sua estadia em qualquer das 13 cidades da região. A inauguração do CIT Regional faz parte da estratégia do ARC&VB em promover os atrativos turísticos da região. “A nossa região espera receber um número crescente de turistas nos próximos anos. Este aumento no fluxo de turistas já vem sendo sentido em todo o país e tende a aumentar ainda mais com a realização futura de grandes eventos, como a Copa do Mundo de 2014. Por isso, é preciso que nossa região se prepare já para receber, e bem, esses turistas. O CIT

52

Ênfase - dezembro 2012

será uma ferramenta importantíssima neste sentido”, explicou o presidente do ARC&VB, Jaime Santos. O coquetel de abertura oficial do

CIT aconteceu contou com a presença do prefeito de Atibaia Dr. José Bernardo Denig, do vice-prefeito professor Ricardo dos Santos, dos secretários


de Turismo de Piracaia e Mairiporã David Carvalho e Jorge Chamma respectivamente, de Bruno Perrota Leal, presidente da AHAR (Associação de Hoteis de Atibaia e Região), de Nicoli Kubli, presidente do Comtur de Atibaia, de representantes da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e de Turismo de Atibaia, representante do deputado estadual Beto Tricoli e do deputado federal Roberto Santiago. “É uma alegria muito grande estarmos inaugurando este espaço, que é destinado ao Convention Bureau.

Atibaia cresceu nos últimos tempos e hoje contamos com duas entradas oficiais da cidade e possuímos dois CITs próximos a estas entradas. Hoje, contamos com o reconhecimento do Circuito das Frutas e do Circuito Entre Serras e Águas pela Secretaria de Turismo Estadual, pois temos uma região muito rica em termos de turismo e oferecemos diversos tipos de turismo, como o de aventura, religioso, ecológico, empresarial. A tendência é aumentar o fluxo de visitantes com a chegada de 2014 e a Copa do Mundo, e evidentemente por estarmos próximos a São Paulo seremos muito procurada por turistas de outros países, ajudando o desenvolvimento turístico da região. Vida longa ao espaço”, desejou Denig. O Atibaia e Região Convention&Visitors Bureau é a entidade representativa do setor turístico de Atibaia, Bragança Paulista, Jarinu, Joanópolis,

Nazaré Paulista, Mairiporã, Piracaia, Pinhalzinho, Pedra Bela, Bom Jesus dos Perdões, Vargem e Tuiuti. O Centro de Informações Turísticas Regional – CIT fica na rua Clóvis Soares com avenida Carvalho Pinto (canteiro central). O fone é o (11) 4412-0671. Horário de Funcionamento: de segunda a sábado e feriados das 9h às 18h, domingos, das 9h às 14h. O site é: www.atibaiaeregiao.com.br

Ênfase - dezembro 2012

53


A

s diversas faces das Relações Públicas

por Patricia Espejo Atibaia foi palco do Encorp – Encontro de Conhecimento de Relações Públicas – em sua 7ª edição. O evento buscou divulgar a profissão por meio das experiências profissionais dos palestrantes convidados. A organização do encontro foi idealizada pelos alunos do 3º ano de Relações Públicas da FAAT Faculdades. O início do encontro foi realizado no Clube Recreativo Atibaiano e contou com a palestra de Rodrigo Abecia, produtor artístico de músicos como Sergio Britto (Titãs), Andreas Kisser (Sepultura) e de Marina de La Riva, cantora brasileira que mistura elementos das músicas brasileira e cubana. Em seu primeiro CD, Marina conquistou o prêmio APCA de revelação feminina na categoria de música popular e foi indicada ao prêmio Tim

54

Ênfase - dezembro 2012

de Música para disco de língua estrangeira na categoria especial. Com bom público presente, Rodrigo mostrou aos presentes em estilo de bate-papo, outro universo da profissão, as “Relações Públicas na Produção Artística”. E elogiou a iniciativa do evento. “É importante que os novos formandos se habituem ao real universo da profissão, pois nem sempre o que vemos na academia condiz com

Rodrigo Abecia produtor artistico no 7º Encorp

a realidade, mas é de suma importância que os conhecimentos adquiridos sejam aproveitados e atualizados ao máximo”, declarou Rodrigo. No Campus Dom Pedro, a Professora Ms. Ana Cristina Piletti, coordenadora do curso de Relações Públicas da Universidade de Sorocaba, falou sobre seu recente artigo publicado, “Relações Públicas: dos bastidores da imagem ao palco do mercado de trabalho”. Questionada se a profissão de RP é a mesma coisa que o profissional de marketing, jornalismo ou publicidade e propaganda? Ela enfatiza que não. “Embora todos esses profissionais trabalhem com comunicação e devam pensar e agir de forma integrada e estratégica, empregando, algumas vezes, as mesmas técnicas e ferramentas. Somente os profissionais de Relações Públicas tem como foco principal estabelecer relaciona-


mentos de longo prazo para criar ou fortalecer a imagem de uma organização ou pessoa”. Ainda sobre o tema, a coordenadora fez uma comparação entre o escultor e o pintor. “Embora todos os profissionais de comunicação sejam pintores ao acrescentarem elementos para gerir ou agregar valor a uma marca, informação ou relacionamento, apenas o RP é um escultor, porque tem a competência para esculpir cada relacionamento extraindo os melhores ingredientes para a formação de vínculos efetivos e duradouros que levarão a reputação da organização ou da pessoa ao estado de excelência e arte.” Por fim as representantes da Diretoria de Relações Públicas da TV Bandeirantes, Brunna Jonhsson e Ana Carolina Regatieri, mostraram aos alunos e convidados “O dia-a-dia de um Relações Públicas na Band”, e que dedicação, bom humor, responsabili-

Organizadores do Encorp, no Clube Recreativo Atibaiano

dade e atenção aos pequenos detalhes são vitais para se manter no mercado de trabalho. Leni Calderaro Pontinha, coordenadora do curso de RP da FAAT, durante o encerramento, agradeceu a presença da atual presidente do Conrerp – Conselho Regional dos Profissionais de Relações Públicas – Elaine

Lina, e a todos os presentes, e declarou: “Tivemos a oportunidade este ano de apresentar a todos algumas das atividades do profissional de Relações Públicas, que tem por objetivo integrar, mobilizar e difundir ideias, instituições e principalmente valorizar o material humano”.

Ênfase - dezembro 2012

55


D

ica: não pule o café da manhã

Os médicos e nutricionistas não se cansam de avisar: o jejum pela manhã é extremamente prejudicial à saúde. Entenda por que isso acontece. Você passou horas adormecidas e seu corpo continua gastando energia para manter as funções básicas. Com isso, utiliza o açúcar acumulado durante o dia. Ao levantar, é necessário fornecer energia para repor as que foram perdidas antes de iniciar as tarefas do dia. É muito importante dar o que seu organismo precisa logo pela manhã. Pular essa refeição diminui nossa capacidade de concentração, o metabolismo fica lento, o estômago começa a doer e sentimos mais fome no almoço. Isso é prejudicial para quem está fazendo reeducação alimentar para manter ou perder peso. O ideal

56

Ênfase - dezembro 2012

é combinar um carboidrato integral e proteína, na refeição mais importante do dia. O que comer no café da manhã? Recomenda-se leite desnatado com duas fatias de pão integral com margarina vegetal e ½ unidade de mamão

papaia. Mais sugestões: leite desnatado com granola sem açúcar e banana; duas fatias de pão integral com queijo branco e suco de caju batido com linhaça; uma xícara de café com leite desnatado, mais torradas com creme de ricota e uma fatia de melão.


ĂŠnfase - dezembro 2012

57


G

raça, teu nome é Camille

Por Otávio Augusto Martínez Dizer que a voz de Camille é tão somente versátil não é suficiente, é necessário dizer que sua voz é elástica, camaleônica, mas que, mesmo assim, nunca perde sua identidade de timbre delicado, facilmente identificável mesmo quando ela imita um trompete com surdina. Essa extensão da voz de Camille, que inclusive já participou de gravações do Nouvelle Vague, não serviria de nada se não fosse seu preciso senso harmônico, seu grande conhecimento sobre a literatura musical lírica e latina (em especial a bossa nova), moderna e antiga, sua ousadia em botar pra fora, com todo bom-senso, a emoção, a irreverência de seu espírito brincalhão, sem, no entanto, limitar-se a ser

58

Ênfase - dezembro 2012

uma mera beat box. A cantora já foi chamada de “Björk francesa” por ser avant-garde (classificação dada a um artista extremamente original), mas as semelhanças param por aí. Camille é luz, Björk é trevas. Conheci essa francesinha linda formada, vejam só!, em ciência política, em Londres, no programa do Jools Holland, quando ela cantou, descalça e com um vestido branco completamente despretensioso, a inesquecível Au Port, um bolero que, mesmo fazendo uso intenso de equipamentos eletrônicos, é aquilo que eu chamaria de extrema expressão orgânica. A música de Camille é a música do corpo, algo sem limites, assim como a interminável linha que ela desenha

em si mesma enquanto canta – isso mesmo, ela se rabisca enquanto canta. Enfim, quando a ouço, tenho vontade de sair por aí pulando em poças d’água.


T

erapia de vidas passadas

A TVP (Terapia de vidas passadas) é reconhecida como terapia rápida, objetiva e muito eficiente, baseada na técnica de regressão de memória. Tem como finalidade encontrar a verdadeira raiz dos nossos problemas que podem ter origem em vidas passadas. Relembrando o passado, podemos viver melhor nossa vida atual, que é apenas um capítulo de uma longa história que teve início há muitos séculos atrás.

Exemplos de sintomas que podem ser tratados: - depressão - ansiedade - problemas de relacionamento - medos e fobias - problemas sexuais - transtornos alimentares (compulsão por comida, anorexia, bulimia)

- dores e sintomas físicos que não melhoram (enxaquecas, etc) A TVP é indicada para todas as idades, a partir dos 5 anos.

Terapeuta: Dra. Mariangela M. Vieira Rua Clóvis Soares, 387 sala1 - 2º andar 11 97587.8014

Ênfase - dezembro 2012

59


O

s cães enxergam as cores?

O que já estamos cansados de saber é a grande habilidade que os cães têm em farejar as coisas. O seu olfato extremamente apurado e a possibilidade de perceber certas coisas que nós nem imaginamos, fazem desse pet um ser de grandes habilidades. Um cão, só de cheirar um sapato de um recém-chegado, descobre informações valiosas como, por exemplo, onde a pessoa andou e com que frequência esteve naquele lugar, se teve contato com outros animais, se fez sexo recentemente, se está tomada pelo medo ou pela ansiedade. Também é capaz de prever chuva, como se acredita tradicionalmente e ainda alguns novos estudos demonstram sua capacidade em perceber se uma pessoa sofre de câncer ou não. O homem, que tem a visão como

60

Ênfase - dezembro 2012

seu sentido mais aguçado, sonha com imagens, enquanto os cães as sentem. Com um nariz tão desenvolvido, eles se valem de olhos e ouvidos como sentidos complementares e aí que entra nossa grande dúvida: os cães enxergam as cores? A ciência já tem essa resposta e é bem simples, a gama de cores que os cães percebem varia entre o azul, o verde e o amarelo, com menos nuances de tons que as captadas pelo olho humano. Eles não têm receptores para o vermelho e com um número menor de fotorreceptores que o olho humano, sentem dificuldade em ver de perto, podem não perceber objetos a centímetros do seu focinho e avistar você chegando a grandes distâncias. No entanto, a visão periférica pode ser sensacional em certas raças, che-

gando a 270 graus enquanto que a nossa é de apenas 180 graus. Outro fator importante está na velocidade com que seus olhos captam as imagens, é bem mais rápida que o nossa, portanto, uma simples televisão não tem a mínima graça para eles. Se vemos em torno de 60 quadros por segundo, eles veem 80 e aí a tela da TV mostra imagens com quadros parados intercalando telas pretas. Hoje, alguns pesquisadores, desenvolveram até mesmo filmes e programas de TV exclusivos para eles, prendendo muito mais a atenção e deixando a imagem mais interessante. Dê um olhada abaixo e entenda melhor como o seu cãozinho vê o mundo.


A

tibaia perdeu Hiranaka, líder da Festa das Flores

Ele era chinês, mas foi criado no Japão. Formou-se em curso técnico de agronomia muito jovem e logo se interessou pelas flores. Em Atibaia, começou sua vida de pesquisador, considerado como “pai de orquídeas”, e grande apoiador dos produtores de flores. Tinha excelentes contatos japoneses e tornou-se líder inconteste da colônia. Sempre muito discreto, sem querer aparecer, Nobuyuki Hiranaka (1944-2012) deixou saudade para a família - esposa e dois filhos - e para a cidade. Sua morte, em decorrência de câncer aos 68 anos, provocou emoção, palavras de elogio e reconhecimento na classe empresarial e no mundo político de Atibaia. O velório e o sepultamento, no Parque Flores Atibaia, com dezenas de coroas de flores, demonstraram sua importância para a história dos japoneses na região, especialmente quando se fala em Festa das Flores. Neste ano, ainda participou do lançamento da pedra fundamental do parque que sediará o evento, provavelmente a partir de 2014. Hiranaka nasceu em 18 de fevereiro de 1944 na Manchúria, China. Filho de japoneses, retornou ao Japão ainda bebê. A família fixou residência em Ube, província de Yamaguchi. Após formar-se em colégio técnico de agronomia aos 18 anos de idade, chegou ao Brasil em julho de 1962, onde se empregou na fazenda de Setsuo Yamaguchi, no bairro do Maracanã, especializada na produção de flores. Em 1968, adquiriu terras no bairro da Usina. Neste mesmo ano, casou-se com Miyoko Yokomizo. Por volta de 1966, uma praga assolava as plantações de cravos do Brasil, que usavam mudas importadas muito caras. Hiranaka decidiu consultar produtores argentinos, que utilizavam as técnicas mais avançadas da época. Além disso, solicitou ajuda da JICA (órgão de cooperação de governo japonês) da Argentina, onde estagiou no laboratório de biotecnologia e, após muitas viagens de estudo, montou um laboratório próprio. Entre pesquisa, ajuda aos produtores e organização da Festa das Flores, ele cumpriu bela trajetória.

62

Ênfase - dezembro 2012


ĂŠnfase - dezembro 2012

63


V

iola Caipira Formação em Viola Caipira teve continuidade em 2012

Cinco dias antes de completar sete anos de fundação, a Orquestra de Viola Brasileira de Atibaia (OVBA) comemorou em 31 de outubro mais uma realização: a conclusão do 5º Curso “Formação em Viola Caipira - 10 Cordas”. A iniciativa, que teve início no dia 28 de março, formou 14 violeiros com excelência no instrumento. Foram 30 inscritos, masculinos e femininos na faixa etária entre 22 e 71 anos, que puderam aprender com o violeiro e solista da OVBA, Samuel Bueno de Oliveira, técnicas e teorias sobre a viola, como sequência de acordes, ritmos, solos de músicas e simulados com tablatura. “Promovido gratuitamente, o curso é o resultado do crescimento técnico da OVBA que, mergulhada na música raiz e MPB, leva para o público simpatizante da boa música espetáculos cada vez mais contagiantes e emotivos, movidos pelo dedilhar da viola”, disse o presidente Roberto Moraes. Para a conclusão da Formação, os alunos se apresentaram no dia 31 de outubro, juntamente com os integrantes da Orquestra e visitantes na Casa da Cultura “Jandira Massoni”,que fica ao lado da Biblioteca Municipal, unidade do centro, onde a OVBA ensaia todas as segundas-feiras.

Os alunos que se formaram são: Roberto Franco, Edson Luis Bertolani, Claudinei Doratioto, Danilo Rodrigues Moreira, Luce Lea Moura Pereira, Francisco Eugênio Pimenta. Batista, João Batista Pereira, João Geraldo Fabricio dos Santos, João Ricardo Dahi, José Maria Félix, Luis Antonio Barboza, Ricardo José Arruda, Ana Pereira de Oliveira e Guilhermino Manoel César.

64

Ênfase - dezembro 2012


ĂŠnfase - dezembro 2012

65


R

eceita

Panetone O Panetone é um dos maiores símbolos do Natal. Trata-se de um doce de origem italiana, com frutas secas e um leve sabor de baunilha. Segundo a lenda, um padeiro italiano chamado Toni havia criado um pão diferente para poder impressionar seu sogro, a partir daí, surgiu o pão do Toni (panetone). O Panetone é submetido a um processo de fermentação natural, fator responsável por deixar o doce com uma consistência bastante macia. Existem algumas variações da receita original do Panetone, como o Chocotone, o Sorvetone e a Colomba Pascal. Ingredientes: 1 kg de farinha de trigo 100g de fermento biológico 200g de manteiga 200g de açucar 15g de mel 8 gemas 10g de sal 250g de frutas cristalizadas 150g de uvas passas 1 pitada de aroma de baunilha raspas e suco de laranja água Preparo: Misture 100g de farinha, o fermento e um pouco da água em um recipiente, deixando a massa com aparência de uma esponja. Deixe a massa descansar por 15 minutos e logo após adicione o restante dos ingredientes. Deixe para colocar as frutas cristalizadas e as uvas sempre por último, formando uma massa bem macia. Coloque um pano sobre todo o panetone e deixe por aproximadamente 20 minutos. Em seguida, faça os modelos, coloque nas formas e deixe descansar outra vez até que a massa dobre de volume. Coloque para assar em uma assadeira ou forma de papel, em forno pré-aquecido, a uma temperatura média de 180ºC.

66

Ênfase - dezembro 2012


ĂŠnfase - dezembro 2012

67


68

ĂŠnfase - dezembro 2012


ĂŠnfase - dezembro 2012

69


Ênfase ed 25  

Revista Ênfase edição 25-dezembro de 2012

Advertisement