Page 1

Relatรณrio

2018

- RUMO ร€ MATURIDADE -


Índice 05

ABERTURA

06

RESULTADOS DOS INVESTIMENTOS INSTITUCIONAIS 07 08 09 10 11 12 13 14 15

16 19

38

39 56 58 60 64

- Novo Site - Elos: nova marca, mesmo propósito - Folder - Convênio com Instituto FEFIG - Transformadores - CEBAS - Certificado da Secretaria de Direitos Humanos - Indicadores Elos - Caderno de Sustentabilidade Espaço Elos

66 68 69 70 71 74

ÁREAS DE ATUAÇÃO EM 2018

76

I) ASSESSORIA TÉCNICA PARA MOVIMENTOS SOCIAIS, ORGANIZAÇÕES, GRUPOS POPULARES E DE USUÁRIOS 20 - Prefeitura de Sobral 22 - AMAR - Associação de Moradores do Residencial Abaeté e Região na Construção do Espaço Multiuso Comunitário 23 - Grupos comunitários - Festival Comunidades Empreendedoras junto à FEAC 24 - FEAC Sirius - MISC 2018 25 - Programas de Educação 26 - Instituto GEA - Ética e Meio Ambiente 28 - Instituto Votorantim - Campestrinho 2018 30 - Instituto Votorantim - Legado das Águas 2018 32 - Instituto Votorantim - Rosário de Limeira 2018 34 - Horta Bons Frutos - Rotary 36 - Mobilização Comunitária - Convênio Fundação Renova

II) CAPACITAÇÃO E FORMAÇÃO DE LIDERANÇAS

78 80 81

82

- Guerreiros Sem Armas (GSA 2018) - Instituto Votorantim - Alumínio - 2018 - Escola de Transformação DIST II Campinas - Elos Novos Líderes - Mobilização Comunitária no Programa PVE Instituto Votorantim - Capacitação KOÇ University Turquia - Palestra SENAC - SECOVITALKS - POTENCIAR 2018 - Capacitação e Formação para Cidadania – Instituto Renner - Oficina de capacitação técnica – PAF - Associação Monte Azul - Formação política e cidadã de grupos populares, incluindo capacitação de conselheiros e lideranças populares - Caravana Seja Digital - Participação no CMDU como representante do terceiro setor - Promotoria Comunitária - MPSP

III) AÇÃO INTERNACIONAL 83 - Oasis Heuvel 84 - Go Deep

86 88 89

BALANÇO FINANCEIRO EQUIPE FICHA TÉCNICA

03


2018 não foi um ano fácil para ninguém. Transformar a crise em oportunidade não significa dizer que não sofremos a crise, mas sim que nos dispusemos a nos transformar para passar por esse momento e sairmos não apenas vivos, mas também fortalecidos, ainda que com ferimentos e perdas. Vivemos no Brasil e no mundo uma crise econômica, social e política, que está gerando uma grande falta de confiança nas instituições. Em períodos de desconfiança, nossa resposta foi apostar na transparência. Para nós foi um ano de reestruturação, de pensar profundamente na sustentabilidade financeira, de fazer investimentos para atualizar nossa gestão, melhorar nossa prestação de contas. A reestruturação está acontecendo por meio do apoio e orientação do Instituto FEFIG, que veio para reestruturar e implementar novos procedimentos em nossa área financeira e contábil. Todo esse trabalho, junto da consultoria da Rede Papel Solidário, nossa parceira de muitos anos, permitiu que recebêssemos a Certificação de Entidade Beneficente de Assistência Social - CEBAS. Trata-se de uma certificação concedida pelo Governo Federal às entidades sem fins lucrativos reconhecidas como entidades beneficentes de assistência social que prestem serviços nas áreas de educação, assistência social ou saúde.

foi ainda mais fácil, sermos quem somos, Elos. Foi estar na rua, em Santos, pelo Brasil e pelo mundo conhecendo e promovendo conexões, construindo pontes afetivas entre pessoas diferentes, conversando sobre nossos sonhos em comum e, como sempre, colocando a mão na massa juntos para fazer dos sonhos realidade. Falando em sonho, o nosso maior agora é mobilizar pessoas que queiram e possam doar recursos financeiros para a causa do Elos, que é promover uma educação social que fortalece a capacidade das pessoas de transformar sua própria realidade de forma dialogada e cooperativa. Com isso, vamos constituir um fundo que garanta o crescimento e a perpetuidade do Guerreiros Sem Armas, pois já alcançamos a maturidade para percebemos que nós passaremos, mas este é um trabalho que ainda deve continuar por muitas gerações. Parte deste sonho inclui a construção do Espaço Elos, nosso centro de educação social em Santos que vai irradiar transformação para o mundo. RODRIGO RUBIDO ALONSO DIRETOR EXECUTIVO DO INSTITUTO ELOS

Em paralelo, durante 2018 passamos pelo processo de certificação da Phomenta e conquistamos o selo de transparência para as Organizações da Sociedade Civil (OSCs), que contribui para desenvolver todo o ecossistema das OSCs para que possam melhorar a gestão e a transparência. O processo é totalmente focado em identificar as melhorias que a OSC pode implementar para aumentar seu impacto social. Um aspecto forte da crise é a polarização. Para isso, nossa resposta 05


RESULTADOS DOS INVESTIMENTOS INSTITUCIONAIS

01


NOVO SITE Comunicação mais simples foi o norte da edição do novo site do Instituto Elos. Foram definidas 3 áreas centrais de atuação: Educação para quem quer saber sobre aprender-fazendo; Solução para quem quer contratar os serviços do Elos; Movimento notícias da Rede de Guerreiros e das comunidades parceiras do GSA. Além disso, temos o MENU o “Sobre o ELOS” (Propósito, Ação, Posicionamento, Resultados, Filosofia Elos, Equipe, História), bem como uma parte dedicada, a Transparência, que traz a documentação que comprova nosso foco e estrutura de trabalho. No blog trazemos as notícias e histórias que fazem parte do nosso universo de ação.

07


ELOS: NOVA MARCA, MESMO PROPÓSITO Uma mandala composta por dois anéis, um dentro do outro. Esse símbolo representa o poder do trabalho em círculo, onde cada integrante tem algo para oferecer para o grupo, e a força de comunidade e das conexões entre as pessoas. A definição de “elo” no dicionário é “união ou relação construída entre pessoas ou coisas; conexão.” As duas cores do logo são o amarelo e o verde claro, que trazem as características solar e da natureza para a marca, além da forte presença do círculo. A junção das duas cores sugere que sempre estamos em busca da luz para resolver situações difíceis e assim poder transformar realidades em nossa volta. “O círculo nos remete à nossa ancestralidade, trazendo a lembrança dos povos primitivos, dos índios, dos xamãs. O círculo 08

nos tira do tempo linear, cartesiano, e nos envolve nas curvas dos mantos, nos remete às entrelinhas, nos abre possibilidades. Nos desvela e nos revela segredos”. Heloisa Esteves. O logotipo utiliza a fonte DIN Round, criada por Albert-Jan Pool, e tem como principal característica a suavidade e simplicidade, sendo desenhada com curvas suaves e amigáveis. Estes dois elementos mantêm sempre uma distância fixa entre si. A marca foi originalmente desenvolvida pelo artista plástico Fernando Velázquez e recebeu contribuições do artista plástico Renato Leal. A marca atual foi atualizada pela Ariane Lopes Mates, designer do Elos.


FOLDER Material de comunicação sobre o Instituto Elos que contém os sete passos da nossa filosofia, nosso posicionamento, ação, resultados, nossa rede e depoimentos. É usado, em especial, em reuniões de captação. Disponível em português e inglês.

09


CONVÊNIO COM O INSTITUTO FEFIG

DESAFIO FINANCEIRO 3000

2500

2000

1175

1500

2841 150

1289

500

10

2841

150

1000 783

A parceria firmada com a FEFIG envolve apoio técnico e financeiro na reestruturação da área administrativa com contratação de profissional, implantação de sistema de gestão financeira e contábil e implementação de novos procedimentos financeiros do Elos, de modo a garantir rigor e precisão na mensuração de resultados com alto grau de transparência.

975

275

975

1289

1219 306

306

PROJETOS INSTITUCIONAIS

PROJETOS SOLUÇÕES

PROJETOS AUTORAIS

REAL RECEITAS

PROJETOS SOLUÇÕES

IDEAL CUSTOS DIRETOS

EQUIPE FIXA

DESPESAS FIXAS


TRANSFORMADORES Consultoria de Silvia Lacaze com vídeo e arte de Fausto Uehara e Fernanda Serejo (F2 LAB). Conclusão da campanha e estratégia para a mobilização de grandes doadores A campanha Transformadores é algo novo na trajetória do Elos e trata-se de uma maneira de conquistar indivíduos doadores que possam nos prover maior estabilidade financeira e liberdade para realização do trabalho do Elos, que se dá através de diversos programas, sem depender tanto de patrocínios de empresas. Para isso, nasce a campanha para conquistar pessoas que têm alto potencial de investimento, mas ainda não conhecem o nosso trabalho. A ideia é que elas se identifiquem com o sentido de ser um transformador, e façam isso principalmente através da doação. A proposta vai além do financeiro porque elas também serão convidadas a se envolver com o trabalho em outros níveis.

11


CEBAS Um dos resultados desta reestruturação foi receber a Certificação de Entidade Beneficente de Assistência Social (CEBAS). Trata-se de uma certificação concedida pelo Governo Federal às entidades sem fins lucrativos reconhecidas como entidades beneficentes de assistência social que prestem serviços nas áreas de educação, assistência social ou saúde. No nosso caso, é o reconhecimento de que o trabalho do Instituto Elos acontece de forma continuada, permanente e planejada, e que estamos prestando serviços e executando programas voltados prioritariamente para o fortalecimento dos movimentos sociais e das organizações de usuários, formação e capacitação de lideranças, dirigidos ao público da política de assistência social, de forma gratuita.

12


CERTIFICADO DA SECRETARIA DE DIREITOS HUMANOS Um reconhecimento importante foi o Certificado de Entidade Promotora de Direitos Humanos da Secretaria da Justiça e da Defesa da Cidadania do Governo do Estado de São Paulo. Para a obtenção do Certificado, é preciso provar que a entidade não tem fins lucrativos e que tem a defesa dos direitos humanos, mediante a difusão, promoção e ação dos direitos fundamentais da pessoa humana como atividade principal.

13


INDICADORES ELOS Consultoria de Carol Zanoti (DH Ziper) Como ter nossos próprios indicadores de sucesso, alinhados à nossa causa? Esta pergunta nos levou à Carol Zanoti, teóloga e filósofa graduada pela FAI/SP. Há mais de 25 anos na área social, já atuou em organismos sociais nacionais e internacionais do Terceiro Setor e tem especialidade em desenvolvimento, acompanhamento e avaliação de projetos, capacitação socioeducacional, arquitetura institucional e planejamento estratégico. O processo de elaboração de projetos tem grande importância instrumental, técnica-administrativa e de avaliação econômica – tanto do ponto de vista privado como do social. Por isso, instituições governamentais, bancos e órgãos de desenvolvimento que administram os programas de incentivo generalizam a exigência do projeto como condição para o recebimento desses recursos, transformando-o no principal instrumento para a validação dos benefícios.

14

Nesta consultoria, Carol Zanoti aborda temas importantes para o Terceiro Setor, tratando das principais etapas de um projeto – da criação à fase final de avaliação. São eles: Como elaborar as diversas etapas de um projeto e participar de editais empresariais, de governos ou fundações; Quem deve participar da elaboração do projeto; Que indicadores de avaliação são importantes para serem apresentados aos financiadores; Orçamento e cronograma na prática; Quem são os agentes financeiros nacionais e internacionais. "Projetos são protótipos de metodologia diante de uma causa, ou seja, são como vc consegue fazer uma tradução daquilo que a instituição faz de bom", comenta Carol.


CADERNO DE SUSTENTABILIDADE ESPAÇO ELOS Consultoria do Centro de Tecnologia de Edificações (CTE) Núcleo de Smart Cities e Infraestrutura Sustentável Coordenadoria de Myriam Tschiptschin Consultoria de Projeto de Patricia Eiko Aguchiku Estagiária: Alicia Lerner Entrega do produto para caderno de captação a partir do compromisso com a sustentabilidade do Espaço Elos. Desta forma, nosso futuro centro de formação nasce com a premissa de buscar impacto zero no meio ambiente e de promover saúde e bem-estar de todas as pessoas que vão se beneficiar do local, bem como o desenvolvimento das comunidades vizinhas e parceiras. O CTE, uma empresa de consultoria e gerenciamento especializada em qualidade, tecnologia, gestão, sustentabilidade e inovação para o setor da construção, desenvolveu um estudo com as estratégias

de sustentabilidade do projeto do Espaço Elos. São 6 categorias: Mobilidade e Acessibilidade, Ecossistema e Biodiversidade, Gestão da Água, Conforto e Gestão de Energia, Materiais e Resíduos, Governança e Desenvolvimento Local, formando, assim, nosso compromisso com a sustentabilidade e nos tornando aptos para receber o Certificado Leed. A empresa realiza consultoria Green Building para mais de 140 projetos Certificados Leed no Brasil, sendo a primeira empresa brasileira e a primeira fora dos Estados Unidos a alcançar o título Leed® Proven Provider, concedido pelo USGBC (U.S. Green Building Council) e GBCI (Green Building Certification Institute). Este título é concedido às empresas que demonstram, ao longo do tempo, um desempenho bem-sucedido e consistente na submissão de documentos de Certificação Leed de alta qualidade e livres de erros, ou seja, pela excelência na qualidade da documentação de Certificação Leed de seus projetos.

15


ÁREAS DE ATUAÇÃO EM 2018

01


Ações em

38

municípios de 06 estados do Brsil

115

Created by MRFA from the Noun Project

oficinas

1095 Created by MRFA from the Noun Project

participações em formações

2

Formações específicas para juventude

7403 participações em eventos abertos

Guerreiros Sem Armas 2018:

38 jovens de 10 países

40mil

Caminho da Expansão 2017:

45

13 Vivências Oasis que impactaram

jovens 14 oasis + 20 intervenções

pessoas

Futuro do rio Doce:

90

jovens + 23 projetos com alcance regional

17


De acordo com a Resolução CNAS 27/2011 o Instituto Elos atua com os seguintes tipos de assessoramento: 1. Assessoramento político, técnico, administrativo e financeiro através do fortalecimento da participação, autonomia e protagonismo de movimentos sociais, organizações e grupos populares e de usuários; Através da aplicação da Filosofia Elos e suas metodologias tem-se identificação das potencialidades, mobilização e organização de grupos e lideranças para protagonismo comunitário e a cidadania ativa nas instâncias e espaços de participação democrática. 2. Sistematização e disseminação de projetos inovadores de inclusão cidadã, que possam apresentar soluções alternativas para enfrentamento da pobreza, a serem incorporadas nas políticas

18

públicas. Através de tecnologia social JOGO OASIS e demais metodologias que fomentam e apoiam projetos de inclusão cidadã, com base nas vulnerabilidades e riscos identificados no diagnóstico socioterritorial, e, enfrentam a pobreza e o desenvolvimento social e econômico. 3.Estímulo ao desenvolvimento integral sustentável das comunidades através de ações que potencializam o desenvolvimento do empreendedorismo e da capacidade de autogestão, na perspectiva da economia solidária. 7. Capacitação e formação para cidadania através da formação político cidadã de grupos populares, nela incluindo capacitação de conselheiros/as e lideranças populares para sua atuação na defesa e garantia de direitos.


I) ASSESSORIA TÉCNICA PARA MOVIMENTOS SOCIAIS, ORGANIZAÇÕES, GRUPOS POPULARES E DE USUÁRIOS


A prefeitura de Sobral contratou a prestação de serviços do Instituto Elos em parceria com Bem Estar Urbano para as seguintes ações: ETAPA 1: Preparação da ação através do diagnóstico de estado de conservação de 18 centros de convivência no residencial Minha Casa Minha Vida Nova Caiçara. ETAPA 2: Formação para servidores públicos da Prefeitura de Sobral ETAPA 3: Avaliação e Planejamento PÚBLICO-ALVO Servidores públicos municipais, moradores do residencial Minha Casa Minha Vida Nova Caiçara. CAPACIDADE DE ATENDIMENTO Formação: 80 servidores públicos

PREFEITURA DE SOBRAL

20

ABRANGÊNCIA TERRITORIAL Municipal: Sobral (CE) DEMONSTRAÇÃO PARTICIPAÇÃO ETAPA 1 Preparação da ação: visita prévia de articulação local para reconhecimento do território, apresentação da iniciativa e definição do primeiro espaço de intervenção: entrevistas com pessoas, organizações públicas e privadas, com o objetivo de reconhecer a motivação pessoal para realizar ações e projetos coletivos. Visitas a moradores, organizações, associações, comércio, passeios pelos diferentes pontos da localidade. Busca de


referências culturais e geográficas; talentos, recursos locais (físicos e institucionais), lideranças; matérias primas e estrutura. Visitas e Encontro de apresentação da Vivência Oasis e do Plano de Ação para a comunidade com participação das principais lideranças e formadores de opinião da cidade. RESULTADOS: Documento técnico entregue para a Prefeitura Municipal de Sobral ETAPA 2 Formação de 8 dias para a preparação dos agentes públicos para o desenvolvimento de ações de fortalecimento das dinâmicas do território Nova Caiçara. RESULTADOS: Formação de 80 profissionais da Sedhas, do Instituto ECOA, da Secretaria do Urbanismo e Meio Ambiente (Seuma) e da Secretaria da Cultura, Juventude, Esporte e Lazer (Secjel) que atuam no local. ETAPA 3 Avaliação e Planejamento do novo Ciclo de Desenvolvimento, Reunião de avaliação com o grupo de todo o processo, colheita de aprendizados e desafios. RESULTADOS: Documento técnico entregue para a Prefeitura Municipal de Sobral com as diretrizes feitas a partir das indicações de moradores para os 18 centros comunitários. Projeto de arquitetura para 18 projetos dos centros comunitários.


Assessoria e apoio para execução do projeto e obra de espaço multiuso com 69 m2, praça , áreas de brincar externa e paisagismo no Residencial Vila Abaeté, em Campinas, com parceria da FEAC. PÚBLICO-ALVO Moradores do Residencial Minha Casa Minha Vida Vila Abaeté, em Campinas CAPACIDADE DE ATENDIMENTO O território possui 1888 famílias residentes no Minha Casa Minha Vida

AMAR - ASSOCIAÇÃO DE MORADORES DO RESIDENCIAL ABAETÉ E REGIÃO NA CONSTRUÇÃO DO ESPAÇO MULTIUSO COMUNITÁRIO 22

ABRANGÊNCIA TERRITORIAL Local: bairro Abaeté, Campinas (SP) DEMONSTRAÇÃO DE FORMA DE PARTICIPAÇÃO Aprovação do projeto arquitetônico, acompanhamento da construção, aquisição de mobiliários e evento de inauguração.


A parceria com a Fundação FEAC para viabilização de projetos comunitários iniciou em 2016. O Elos solicitou aditivo em 2018 para prorrogação de prazo para as ações do Termo de Parceria com apoio técnico para os projetos comunitários: - Gerando Vidas - Projeto de Jiu Jitsu no MCMV Sirius - Projeto Cooperativa Vitória – Projeto de reciclagem no MCMV Jardim Bassoli PÚBLICO-ALVO E CAPACIDADE DE ATENDIMENTO - Gerando Vidas – 50 crianças do MCMV Sírius - Projeto Cooperativa Vitória – 30 catadores do MCMV Jardim Bassoli ABRANGÊNCIA TERRITORIAL Local: Campinas (SP)

GRUPOS COMUNITÁRIOS FESTIVAL COMUNIDADES EMPREENDEDORAS JUNTO À FEAC

DEMONSTRAÇÃO DE FORMA DE PARTICIPAÇÃO Assessoria Técnica na contratação de produtos e serviços, reuniões de articulação de parcerias e prestação de contas à FEAC. A comunidade define suas prioridades de atividades e investimento dos recursos.

23


Viabilização de atividades de cidadania usando a música como ferramenta para mobilizar causas ambientais em Campinas no Residencial Sírius através de oficinas musicais, mutirões e eventos. PÚBLICO-ALVO Moradores do Residencial Sírius - Minha Casa Minha Vida Sirius, em Campinas CAPACIDADE DE ATENDIMENTO O território possui 2.640 famílias residentes no Minha Casa Minha Vida. ABRANGÊNCIA TERRITORIAL Local: bairro Sírius, Campinas (SP)

FEAC SIRIUS - MISC 2018

24

DEMONSTRAÇÃO DE FORMA DE PARTICIPAÇÃO Contratação de Profissionais, serviços e materiais. Gestão do contrato e prestação de contas.


Ações educativas gratuitas realizadas no Espaço Elos para o fortalecimento do desenvolvimento pessoal. PÚBLICO-ALVO Lideranças comunitárias, empreendedores locais, jovens e interessados nas temáticas das atividades. CAPACIDADE DE ATENDIMENTO Até 50 pessoas ABRANGÊNCIA TERRITORIAL Intermunicipal: Santos e Região DEMONSTRAÇÃO DE FORMA DE PARTICIPAÇÃO Os moradores escolhem as atividades que tem interesse de participar gratuitamente. Anualmente, 2 organizações comunitárias realizam atividades próprias fazendo uso das instalações do Espaço Elos sem custos. Atividades gratuitas realizadas: EVENTO: Conversa sobre Zegg- Forum DATA: 23/ 01/ 2018 das 18 às 21 horas PÚBLICO: 50 Pessoas

PROGRAMAS DE EDUCAÇÃO

EVENTO: Encontro de Guerreiros Sem Armas DATA: 18 a 21 de janeiro das 9 às 22 horas PÚBLICO: 20 Pessoas EVENTO: Encontro EM MOVIMENTO DATA: 15 de março de 2018 das 9 às 18 horas PÚBLICO: 20 Pessoas EVENTO: Roda de capoeira DATA: 28 de outubro das 14h30 às 18h PÚBLICO: 20 Pessoas EVENTO: Encontro comunitário Vila dos Pescadores DATA: 1 de dezembro das 14 às 18 horas PÚBLICO: 08 pessoas da comunidade

25


O Instituto GEA, organização ambiental para o desenvolvimento de projetos da área convênio com a Transpetro, o projeto “Faixa da Faixa de Dutos da Transpetro Barueri Jaqueline”. O objetivo do projeto é promover melhorias, renda a partir de ações de educação ambiental. PÚBLICO-ALVO 200 famílias do Jardim Jaqueline CAPACIDADE DE ATENDIMENTO 20 participantes na formação 200 participantes em eventos abertos gratuitos ABRANGÊNCIA TERRITORIAL Local: bairro de São Paulo - SP DEMONSTRAÇÃO DE FORMA DE PARTICIPAÇÃO Oficina gratuita de mobilização comunitária para 20 lideranças locais e participação de 200 pessoas nos eventos abertos e gratuitos.

O INSTITUTO GEA ÉTICA E MEIO AMBIENTE

26

RESULTADOS Fortalecimento de vínculo e convivência no território, com a articulação e união das diversas lideranças que compõem as associações de bairro. Um exercício de ocupação de espaços públicos da comunidade (CRESAN, CCA Clarisse) e o estímulo à ação coletiva para transformação de espaços de uso comum.


INFRAESTRUTURA Para as atividades foram utilizados os dois espaços: - Salão, cozinha e banheiros do organização local Centro de Capacitação Clarisse utilizado para as reuniões comunitárias e apoio aos dias de mutirão. - Sala de aula e banheiros para as atividades com o grupo de participantes no Centro de Segurança Alimentar e Nutricional. “Participação Comunitária”. Perceberam uma grande mudança no olhar para a gestão pública, perceberam que é possível estabelecer parcerias, desde que o diálogo esteja sempre presente. Sentem que a ação que realizaram na entrada da cidade foi uma sementina plantada e teve repercussão entre os moradores da cidade. “Isso é o melhor que esse curso nos deu: relação com a Prefeitura” Adolfo Jara Mendez - Associação de Artesãos. MIRACATU: Somente duas participantes do grupo estiveram presentes. Por motivo de saúde outros compromissos, os demais não puderam participar. Tana, uma das principais lideranças, nos recebeu na sua pousada. Ela foi a principal articuladora da ação na horta do Lar de Idosos de Miracatu. Mobilizando muitas pessoas e recursos. Além disso, devido sua participação na igreja local tem abertura e contato com muitas pessoas que estão interessadas em seguir realizando ações para o desenvolvimento da cidade. No preenchimento da régua perceberam que precisam articular mais e melhor as diversas iniciativas que já existem na cidade.


Em 2017, finalizamos as ações presenciais do trabalho de participação comunitária deixando como legado um grupo intergeracional diversos e coeso, com clareza de um propósito comum (a infância) e vontade e disposição para reunir-se quinzenalmente para seguir materializando juntos. OBJETIVOS PARA 2018: Mobilizar a comunidade de Campestrinho a partir de seus talentos, recursos e sonhos; - Fortalecer vínculos entre os integrantes do grupo; - Desenvolver capacidades em temas que interessam os integrantes e apoiam o desenvolvimento de projetos e/ou ações comunitárias; - Impulsionar ações de mão na massa para materializar em curto espaço de tempo iniciativas locais e fortalecer relações de parceria. PÚBLICO-ALVO Lideranças locais com faixa etária entre 22 e 60 anos, presença de homens e mulheres, com renda em torno de 1-2 salário mínimo.

INSTITUTO VOTORANTIM CAMPESTRINHO 2018

28

CAPACIDADE DE ATENDIMENTO Acompanhamento de 13 lideranças ; Formação gratuita para 17 alunos; 25 participações em eventos abertos gratuitos. ABRANGÊNCIA TERRITORIAL Local: Distrito de Campestrinho, Divinolândia (SP)


DEMONSTRAÇÃO DE FORMA DE PARTICIPAÇÃO A aferição dos resultados da ação foi feita pela Régua de Maturidade do contratante. Acompanhamento do grupo de 4 lideranças femininas e 13 participantes do grupo mobilizador. Mapa Afetivo com turma de 17 alunos do 9º ano da EMEB Prof. Germinal Ferrari, um instrumento usado para mapear recursos e talentos locais. Feira de Inspiração 'O Melhor de Campestrinho' que apresentou talentos do bairro e contou com a participação de 25 pessoas entre crianças e adultos.


A Votorantim Reservas é gestora da Reserva Legado das Águas, localizada na região do Vale do Ribeira, em São Paulo, com interação com 3 municípios: Juquiá, Miracatu e Tapiraí. Os três municípios vêm recebendo via investimento social, nos últimos anos, uma série de projetos que visam o desenvolvimento dessa região. A assessoria visa a construção de um grupo de participação comunitária para reunir as lideranças atuantes mapeadas nestes projetos para que atuem como multiplicadores de desenvolvimento local junto aos seus grupos de base que sejam uma instância de controle social no território PÚBLICO ALVO Lideranças locais dos municípios de Juquiá, Miracatu e Tapirai CAPACIDADE DE ATENDIMENTO Formação gratuita para 60 lideranças locais

INSTITUTO VOTORANTIM LEGADO DAS ÁGUAS 2018

30

ABRANGÊNCIA TERRITORIAL Intermunicipal: Juquiá, Miracatu e Tapiraí (SP) DEMONSTRAÇÃO DE FORMA DE PARTICIPAÇÃO Aplicação de Régua de Maturidade do contratante.


A CBA é um braço da Votorantim localizado em Miraí. Em 2014, com a realização de vários encontros e fóruns foi fundada a agência de desenvolvimento ECOS DA MATA. Por muitas questões não continuou com seus trabalhos. Em 2017, o Instituto Elos foi chamado para se relacionar com as comunidades do entorno, e realizou uma Vivência Oasis no município de Rosário da Limeira. A execução dos trabalhos em 2017 foi marcada por protestos do movimento contra a mineração no município, que advém de conflitos já existentes no local. No entanto, o relacionamento com alguns membros da comunidade gerou resultados significativos, como a instalação do centro cultural e reforma do parquinho da Escola Integral. Após esse período, viu-se a possibilidade de trabalhar com as escolas locais, trabalhando com professores e gestores usando a Metodologia Elos.

AO INSTITUTO VOTORANTIM - ROSÁRIO DE LIMEIRA 2018

32

OS OBJETIVOS DESTA ASSESSORIA FORAM: - Construir com gestores locais da CBA e parceiros alinhamento e diretrizes para as ações a serem realizadas em 2018 em Rosário da Limeira; - Mobilizar unidades escolares da cidade de Rosário da Limeira para construir fisicamente sonhos coletivos, e usar esta experiência como impulsionadora de novas ações no território a partir do protagonismo dos participantes envolvidos no processo; - Propiciar aos participantes (gestores educacionais, professores, jovens e moradores em geral) uma inspiração real em um contexto que lhes permitirá desenvolver novos projetos e empreendimentos, além do exercício da criatividade e do olhar apreciativo.


PÚBLICO-ALVO Comunidade Escolar Municipal Maria Auxiliadora – 400 alunos CAPACIDADE DE ATENDIMENTO 4 lideranças locais 400 alunos na oficina gratuita do Jogo Oasis ABRANGÊNCIA TERRITORIAL Local: Rosário de Limeira (MG) DEMONSTRAÇÃO DE FORMA DE PARTICIPAÇÃO O método para aferição dos resultados da ação foi feito pela Régua de Maturidade do contratante. . No Jogo Oasis foram realizadas: a pintura da quadra de esportes e arquibancada, pintura do palco, reforma da sala de jogos, melhoria da sala de vídeo, criação da sala de ciências, melhoria dos banheiros, criação da brinquedoteca e construção do parquinho. Foi um grande desafio envolver os alunos e professores em toda a aplicação do Jogo Oasis, e foi muito especial ver as estratégias criadas para garantir que todos os alunos tivessem a oportunidade de participar do mutirão. Todos sem exceção, participaram do mutirão na escola (manhã, tarde e noite).


O Elos é o apoio técnico na relação da Horta Bons Frutos com o Rotary Club Santos Boqueirão, de Santos (SP). A assessoria do Instituto Elos tem como objetivos fortalecer a geração de renda através de melhoria na produtividade da Horta e de novas formas de geração de renda com receptivo de Turismo Comunitário. No projeto 2018, as metas foram: - Articular parceiro de turismo (Expedições Caiçaras) para operação de grupos de visita para a horta; - Apoiar a continuidade da horta através de investimento em manutenção e infraestrutura básica: reposição de ferramentas, terra, substrato e mudas; - Melhoria na infraestrutura: execução de banheiro; execução de abrigo (cobertura) e piso para a máquina trituradora Papagalhos; manutenção da caixa d água da cisterna; bancos de madeira e utensílios para o receptivo dos visitantes; - Utilizar a rede do Rotary Club Boqueirão na divulgação de atividades educativas para roteiros com escolas particulares.

HORTA BONS FRUTOS ROTARY CLUB SANTOS BOQUEIRÃO

34

PÚBLICO-ALVO 4 empreendedoras da Horta 100 crianças e adolescentes da rede pública de ensino do bairro 30 voluntários


CAPACIDADE DE ATENDIMENTO 4 grupos de turismo por mês de até 40 pessoas RECURSO FINANCEIRO UTILIZADO Rotary Clube Santos Boqueirão ABRANGÊNCIA TERRITORIAL Municipal: Santos (SP) DEMONSTRAÇÃO DE FORMA DE PARTICIPAÇÃO Assessoria Técnica na elaboração do plano de trabalho, orçamentos, contratação de produtos e serviços, mobilização de pessoas e organização de mutirões comunitários, acompanhamento da obra, reuniões de articulação de parcerias e prestação de contas ao Rotary Club Santos Boqueirão.


Convênio estabelecido entre o Instituto Elos e a Fundação Renova, com a finalidade de impulsionar e engajar lideranças e moradores para materializar ações locais nas localidades Revés do Belém e Santo Antônio do Rio Doce, de novembro de 2018 a junho de 2019. PÚBLICO-ALVO Lideranças comunitárias, empreendedores locais, jovens e moradores em geral. CAPACIDADE DE ATENDIMENTO Revés do Belém (Bom Jesus do Galho – MG) FORMADOS 30 PARTICIPANTES Encontro de projeto: 80 participantes Mutirão: 115 pessoas Encontro de Futuro: 60 pessoas ABRANGÊNCIA TERRITORIAL Local: Revés do Belém (2018-2019) e Santo Antônio do Rio Doce (2019)

MOBILIZAÇÃO COMUNITÁRIA

- CONVÊNIO FUNDAÇÃO RENOVA

36

DEMONSTRAÇÃO DE FORMA DE PARTICIPAÇÃO Os moradores de Revés do Belém vivenciam na prática o resgate das histórias da comunidade, o mapeamento de recursos e talentos e, principalmente, os sonhos coletivos. A ideia do mutirão é a realização de um dos sonhos coletivos, seguido de uma celebração e do planejamento dos próximos passos para a realização de novos sonhos. O objetivo é o fortalecimento da comunidade como um todo. Todas as etapas são documentadas por relatório de atividades e de evidências, com fotos, depoimentos e lista de presença.


RESULTADOS ALCANÇADOS construção de uma praça com pista de caminhada, parquinho, academia ao ar livre, área de piquenique, mural, palco e bicicletário, cercamento e plantio de grama no terreno para a futura construção da quadra da escola Estadual que é adjacente ao terreno da praça e pintura da quadra poliesportiva do bairro. Formação do grupo comunitário Amigos da Praça COMPROMISSOS FIRMADOS Iluminar a praça, fazer a área de calçada e palco com concreto, instalação de ponto de água na praça, melhorar o espaço da quadra para a escola, implantar mais equipamentos de ginástica e realizar atividades na praça, tais como aula de dança, feira de trocas, comemoração do dia da mulher com uma feira da beleza e festa do dia das crianças. Para além da praça os moradores querem pintar e realizar uma melhoria na paisagem do posto de saúde, limpeza das ruas do distrito, colocação de cobertura para os pontos de ônibus e plantio de árvores, iniciar projeto de saneamento básico em uma parte do distrito e calçamento de ruas. Para o próximo mês a comunidade pretende celebrar muito e já deixou marcado para o próximo ano uma festa de inauguração da praça para a primeira quinzena de janeiro e farão um bingo para arrecadar fundos para melhorias da praça.

04


II) CAPACITAÇÃO E FORMAÇÃO DE LIDERANÇAS


O Guerreiros Sem Armas é um programa internacional de formação de jovens em liderança e transformação social, que tem um ano de duração e contou nesta edição com 5 módulos. ROTA DO AUTOCONHECIMENTO A seleção do Guerreiros Sem Armas é um processo de autoconhecimento que se dá através de uma avaliação pessoal sobre seus pontos fortes e sobre quais precisam de mais atenção. A Rota está dividida em três partes: Visão Apreciativa, Carta de Intenção e Apresentação em Vídeo.

GUERREIROS SEM ARMAS (GSA 2018)

Foram 653 inscrições de 43 países diferentes: África do Sul, Alemanha, Argentina, Áustria, Bélgica, Brasil, Bulgária, Canadá, Chile, Colômbia,Congo, Costa Rica, Curaçao, Grécia, Holanda, Egito, Estados Unidos, Espanha, Estônia, França, Grécia, Índia, Irã, Irlanda, Itália, Reino Unido, Turquia, Quênia, Malta, México, Moçambique, Nepal, Nigéria, Peru, Portugal, República Tcheca, Ruanda, Senegal, Suíça, Tanzânia, Trindade e Tobago, Uruguai, Zâmbia, Zimbábue. Destas, 249 pessoas se inscreveram para a Rota, 124 finalizaram e 89 foram selecionadas.

39


CAMINHO DO SIM A metodologia do Caminho do Sim se apoia em três níveis de relação: eu comigo, eu com as outras pessoas, eu com o mundo. Com isso, é possível aprender a desenvolver um olhar apreciativo sobre si e sobre as outras pessoas, valorizar o desenvolvimento de projetos coletivos, e perceber que ninguém precisa estabelecer uma atitude competitiva, mas sim colaborativa para transformar o mundo no lugar que sonhamos. 81 pessoas começaram o Caminho do Sim, 47 finalizaram e 38 foram para a etapa de imersão. Ao todo, foram 28 ações realizadas e cerca de 3000 pessoas impactadas. JOGO DA ABUNDâNCIA Processo de capacitação individual e coletiva, construído a partir de uma série de estratégias voltadas para financiar os custos do Programa e servir de base para projetos futuros. O objetivo é reconhecer os melhores talentos e recursos para viabilizar iniciativas, usando as redes de conexão e construindo outras pontes a partir de uma relação de confiança.

40

Valores captados por participantes: R$ 269.300,00 Valores captados pelo coletivo: R$ 36.145,00 Captação coletiva foi usada para: Passagens aéreas: R$ 29.898,80 Divisão entre 8 bolsas parciais: R$ 5.844,06 IMERSÃO GSA O encontro presencial, em uma vivência de 32 dias, envolve teoria e prática da Filosofia Elos. Empregamos diferentes tecnologias sociais a serviço da mobilização de pessoas para materializar sonhos coletivos de três comunidades da Baixada Santista, com a garantia de resultados concretos. Ao final deste módulo, participantes montam um plano de ação para aplicar os aprendizado em projetos próprios. CAPACIDADE DE ATENDIMENTO 38 participantes do programa 16 encontros comunitários 1480 participações diretas 13 parcerias


CAMINHO DOS PILÕES, CUBATÃO

VILA DOS PESCADORES, CUBATÃO

MONTE SERRAT, SANTOS

41


CAMINHO DOS PILÕES, CUBATÃO Pense numa pequena jóia encravada na Serra do Mar, ali em Cubatão, que ganhou características que combinam muito com seu entorno. Uma comunidade muito tranquila, com características rurais, que já sofreu muito com enchentes e aprendeu a se proteger, com um sinal de alerta que avisa quando as chuvas estão chegando, assim como seu grau de intensidade. Isso é um dos resultados de quem acumula conhecimentos profundos vindos da convivência com a Mata Atlântica. Assim é o Severino Herminio da Silva, Seu Biu, que conhece todas as trilhas e nascentes do lugar. Assim são as crianças tão comprometidas em nos receber todas as manhãs, e dizer tchau todo fim de tarde.

42


Mão Na Massa

Nos mutirões, temos 4 dias para construção dos sonhos coletivos nas comunidades parceiras, a partir dos recursos e talentos existentes.

300

Show de Talentos

105

PESSOAS

Durante o Olhar e o Afeto, os participantes encontram moradores que sabem cantar, dançar, cozinhar, jogar, desenhar. Esse encontro junta todo mundo numa celebração para lá de especial, onde a comunidade mostra aquilo que sabe fazer melhor.

Encontro De Projeto

70

PESSOAS

Em cada comunidade parceira os sonhos que vão ser construídos, são decididos coletivamente. As maquetes ajudam a visualizar os projetos.

SONHOS DA COMUNIDADE PILÕES:

- espaço para crianças (lazer e segurança): creche, parquinho, campinho, escola. - atividades em comunidade (união e aprendizado): aulas, cursos, encontros, espaços comuns. - infra-estrutura (governo): rede elétrica, saneamento básico, asfaltamento. - embelezamento: pintura de casas, remoção de lixo.

PARTICIPAÇÕES

4

DIAS

5

SONHOS REALIZADOS

ÁREA 1: Parquinho infantil, Paisagismo, Academia e mobiliário, Pintura e embelezamento.

ÁREA 2: 5 balanços, 2 gangorras, 1 casinha com escorregador, 1 escorregador, 2 trepa-trepa de bambu, 1 oca de bambu. ÁREA 3: Limpeza do local, criação do jardim principal, floreiras de pneus, plantio de mudas de raízes rasteiras, caminho de circulação com pedrinhas ÁREA 4: Mesa de piquenique, 2 sofás de paletes,

1 mesa com mosaico, 5 bancos de pneus, 2 bancos de madeira, 4 equipamentos de academia (prancha abdominal, alongamento, 1 barra, tríceps, circuito de pneus)

ÁREA 5: Mosaico do nome Pilões, pintura da mureta, pintura dos brinquedos e pneus, muralismo, estêncil na fachada da sede, painel dos moradores. 43


SONHOS REALIZADOS NO MÃO NA MASSA

Jardim de flores e plantas medicinais

Parquinho Campinho de futebol

Pintura de muretas

6 5

Área de Estar

4

4 Área do Parquinho Antes

2 3

1

7

Academia ao ar livre

Detalhes de pintura e plantas

2 Área do Jardim Antes

7 Sociedade de Melhoramentos Antes


4 Parquinho + Campinho Depois

5 Mesa de Piquenique na Área de Estar

5 Mesa de Mosaico na Área de Convivência

2 Mureta e Jardim Depois

5 Mureta e Área de Convivência

3 Academia ao ar livre

7 Sociedade de Melhoramentos Depois

2 Jardim com Bancos, Flores e canteiro com ervas medicinais

3 Parquinho Infantil


MONTE SERRAT, SANTOS Uhu é perna dura! Uhu é perna dura! Foi o grito escolhido por participantes do Guerreiros Sem Armas no Monte Serrat por causa das centenas de degraus que tem por lá e o único caminho para se movimentar de um lado para outro. Alguns dos sonhos realizados têm a ver com isso: criar um percurso mais colorido em alguns pontos, ter um espaço de lazer e estar na “voltinha” e dar uma repaginada na Associação de Capoeira Mestre Bahia - Monte Serrat, o grande homenageado da ação. Aprendemos muito com tanta cultura, porque além da Capoeira, tem Sarau, tem Reisado, tem religião, história, gente tão muito talentosa, como não amar o Monte Serrat?

46


Mão Na Massa

Nos mutirões, temos 4 dias para construção dos sonhos coletivos nas comunidades parceiras, a partir dos recursos e talentos existentes.

325

Show de Talentos

65

PESSOAS

“Imagine o que significa para essas pessoas um monte de gente de outros países que chega lá para ouvi-los e apreciá-los. É revolucionário para a autoestima”, resume Rodrigo Rubido Alonso, co-fundador do Elos.

Encontro De Projeto

65

PESSOAS

Em cada comunidade parceira os sonhos que vão ser construídos, são decididos coletivamente. As maquetes ajudam a visualizar os projetos.

SONHOS DA COMUNIDADE MONTE SERRAT:

Centro Cultural Móvel / Melhoria nas escadas / Mobilidade no morro / Área de lazer / Organização comunitária / Creche / Parquinho / Comércio Local / Eventos / Geração de Renda / Espaços coletivos / Pista de Caminhada e Ciclovia / União / Infraestrutura / Saúde para humanos e animais / Unicórnio, Águia, Leão

PARTICIPAÇÕES

4

DIAS

5

SONHOS REALIZADOS

VOLTINHA: limpeza, pintura da escadaria,

pintura de chão, banco de bambu, rede de proteção, placas, paisagismo na lateral das escadas, jardins e placas de sinalização na lixeira.

ESPAÇO TRIANGULAR: limpeza, cerca de bambu,

hortinha, banco de bambu e bancos de troncos Muros: limpeza, reboco, cal, pintura de mural com motivos da flora local, pintura com poesia sobre o Monte Serrat, pintura geométrica e painel de lousa

ASSOCIAÇÃO DE CAPOEIRA DO MONTE SERRAT - MESTRE BAHIA: no salão principal: limpeza,

pintura, catalogação e exposição do acervo de documentos e imagens numa linha do tempo, estantes, bancos e sapateira de madeira.

BIBLIOTECA: limpeza, reboco, pintura, estantes de madeira e jardim suspenso em tudo: instalação da rede elétrica no externo: pintura e instalação de jardim vertical.

47


SONHOS REALIZADOS NO MÃO NA MASSA

2 Escada da Voltinha Antes

Pintura da escadaria 2

5

Biblioteca

4 6

Área de estar

Reforma Centro cultural

3

1

Pintura de chão e muretas

Pintura de murais 4 Centro Cultural Antes

3 Muros Antes


2 Escada da Voltinha Depois

4 Centro Cultural Depois

4 Centro Cultural Depois

5 Biblioteca Antes

3 Muros Depois

6 Ă rea de estar

5 Biblioteca Depois

5 Biblioteca Depois


VILA DOS PESCADORES, CUBATÃO Descobrimos que existem muitos sonhos na Vila dos Pescadores. Em comum, a grande preocupação com o futuro das crianças. Um lugar para que elas possam brincar. Um lugar onde elas possam ler. Um lugar onde elas possam aprender muitas coisas na hora que não estão na escola. É em torno delas que todas as pessoas se unem e partem para construir hoje um futuro que sonharam. Tem tanta gente talentosa por lá, com verdadeiras histórias de pescadores, uma cozinha que brilha muito feita de muitos caldos, um mais gostoso que outro. Lá a gente aprende como andar nas passarelas que levam até as palafitas e vimos como construir uma. No final descobrimos que cabe um mundo por lá.

50


Mão Na Massa

Nos mutirões, temos 4 dias para construção dos sonhos coletivos nas comunidades parceiras, a partir dos recursos e talentos existentes.

280

Show de Talentos

60

PESSOAS

Para @s guerreir@s sem armas, esse é o primeiro momento de realização. Além de descobrir os talentos, el@s são responsáveis pelos convites, pelo roteiro do show, por montar e decorar o local da apresentação, escolher quem vai apresentar e colocar tudo em ordem para funcionar.

Encontro De Projeto

51

PESSOAS

Em cada comunidade parceira os sonhos que vão ser construídos, são decididos coletivamente. As maquetes ajudam a visualizar os projetos.

SONHOS DA COMUNIDADE VILA DOS PESCADORES:

PARTICIPANTES

4

DIAS

6

SONHOS REALIZADOS

Revitalização da quadra e parquinho, com criação de novos brinquedos, como parede de som, escorregador e trepa-trepa de pneus. Embelezamento da entrada da Vila, com a limpeza e pintura da pracinha da frente e instalação de uma placa de "Bem-Vindos à Vila dos Pescadores". Conquista de um container para espaço de oficinas e brinquedoteca.

Espaço para as crianças com atividades de artes, cultura e lazer. / Bazar comunitário com artesanato e comida com toda a renda revertida para a comunidade / Lugar para os jovens se capacitarem para abrir oportunidades de trabalho / Mais tinta e cor na comunidade, com atividades de ensino às crianças / Escola filiada ao Teatro Ambiental / Curso de alfabetização para adultos e jovens

51


SONHOS REALIZADOS NO MÃO NA MASSA

3 Parquinho antes

2 Parquinho antes

Revitalização da quadra

Centro Cultural 1

2

Revitalização do parquinho

3

4

Placa bem-vindos

3 Quadra antes


3 Parquinho depois

2 Centro Cultural

1 Centro Cultural

2 Parquinho depois

2 Parquinho depois

1 Centro Cultural

3 Quadra depois

2 Parquinho depois

2 Parquinho depois


CAMINHO DA EXPANSÃO O Caminho da Expansão está desenhado para fortalecer a atuação de participantes na construção do melhor mundo que podemos sonhar. O objetivo é aprofundar os conhecimentos da Filosofia Elos através de vídeos e artigos, consolidar sua prática de transformação em comunidade, receber mentorias, interagir com o Elos e integrantes de outras edições, bem como compartilhar as experiências que cada pessoa a partir de sua realidade. 240 participações online de 45 guerreiros 14 Jogos Oasis realizados 20 intervenções ou oficinas realizadas em comunidade sobre a Filosofia Elos 80 horas de coaching pessoal

54


O objetivo do trabalho é a formação de um grupo para atuar de forma coletiva na comunidade, aumentando controle social. PÚBLICO-ALVO Representantes dos 3 setores da sociedade (privado, público e sociedade civil), com homens e mulheres entre 14 a 65 anos. CAPACIDADE DE ATENDIMENTO Grupo de 20 participantes 100 participações em eventos gratuitos ABRANGÊNCIA TERRITORIAL Municipal: Alumínio (SP) DEMONSTRAÇÃO DE FORMA DE PARTICIPAÇÃO

CAPACITAÇÃO E FORMAÇÃO

INSTITUTO VOTORANTIM ALUMÍNIO - 2018

56

ETAPA 1: Análise de Viabilidades • Análise do contexto de participação social da localidade e conversas com pessoas, organizações públicas e privadas, com o objetivo de reconhecer a motivação pessoal para realizar ações e projetos coletivos. Visitas a moradores, organizações, associações, comércios e passeios pelos diferentes pontos da localidade. Observamos as pessoas envolvidas e o contexto em busca de referências culturais e geográficas; talentos, recursos locais (físicos e institucionais), lideranças; matérias primas e estrutura. • Reuniões com equipe responsável da CBA; • Reunião com voluntários da empresa para entender o planejamento de ações na cidade. RESULTADOS: Apresentação de relatório e Marco Zero do projeto, contendo informações sobre os 9 bairros diagnosticados e reuniões técnicas com a empresa CBA, representantes do Desenvolvimento Social e CRAS, Secretaria de Cultura, Representantes da Educação Municipal, Escola Municipal em Itararé, Grupo JTS.


ETAPA 2 Vivência Oasis Realizada ao longo 8 dias com a formação de um time de mobilizadores comunitários. RESULTADOS: Relatório e Régua de Maturidade intermediária. Não existia grupo antes da realização da Vivência OASIS Alumínio. A mobilização realizada pela equipe Elos para compor o grupo de participantes provocou o surgimento de um grupo durante a realização da Vivência Oasis. Este grupo apresentou diversidade e legitimidade de participantes, com representantes dos 3 setores da sociedade (privado, público e sociedade civil), de gênero e etária (com homens e mulheres e faixa etária de 14 a 65 anos). ETAPA 3 Avaliação e Planejamento do novo Ciclo de Desenvolvimento Reunião de avaliação com o grupo de todo o processo, colheita de aprendizados e desafios. Aplicação da régua de maturidade. Reunião de planejamento de ação para o novo ciclo. RESULTADOS: Relatório e Régua de Maturidade final. Observou-se que 19 participantes têm boa frequência e participam ativamentes das discussões. Grupo se mobilizou para conseguir recursos físicos, financeiros e humanos, com visão de planejamento para cumprimento de metas. Há parcerias desenvolvidas mas sem uma visão de longo prazo para manutenção ou prospecção de novas.


Escola de Transformação é uma oportunidade de capacitação e formação para o desenvolvimento para pessoas interessadas em contribuir com a melhoria do seu bairro aprenderem na prática sobre como podemos transformar o bairro que vivem no bairro que sonham! A ideia é fortalecer o senso de comunidade através de cursos, oficinas, encontros e projetos comunitários, em dois anos de atividades (2017 e 2018). A Escola de Transformação DIST Campinas é uma parceria do Elos com a Demacamp, apoiado pelo Fundo Socioambiental da Caixa Econômica Federal dentro da estratégia Desenvolvimento Integrado e Sustentável dos Territórios (DIST). Agradecemos a participação efetiva no projeto da Fundação FEAC e da Prefeitura de Campinas.

ESCOLA DE TRANSFORMAÇÃO DIST II CAMPINAS

58

Continuação do Ciclo III: Realização - colocar na prática, fazer acontecer e tornar realidade o sonho unindo os saberes locais e os recursos disponíveis, ampliando os resultados em cada ação. Esta etapa permeia todo o processo porque as atividades de formação apoiam diretamente os projetos comunitários e sua evolução. PÚBLICO-ALVO Moradores dos residenciais Minha Casa Minha Vida em Campinas, estudantes, moradores de Campinas, lideranças comunitárias, representantes de organizações, representantes do setor público.


CAPACIDADE DE ATENDIMENTO Diretamente 1000 pessoas Indiretamente 20000 pessoas ABRANGÊNCIA TERRITORIAL Municipal: Campinas (SP) Demonstração da forma de participação - Acompanhamento, reuniões e orientações com 8 projetos em andamento - Oficinas de vídeos para crianças e adolescentes dos 3 residenciais - Aplicação do Jogo Oasis com foco em mutirão nos 3 residenciais - Contratação e supervisão de consultorias externas


O Elos Novos Líderes é uma vivência intensiva de 5 dias, concebida para provocar o desenvolvimento das competências necessárias para agir em ambientes complexos. O programa é marcado pelo aprendizado através da ação, e proporciona que os participantes interajam com os jovens do programa Guerreiros Sem Armas e moradores de comunidades locais.

ELOS NOVOS LÍDERES

60

PÚBLICO-ALVO - Gestores de organizações que buscam ter o melhor das pessoas e querem formar equipes engajadas, com gosto por desafios e que coloquem a mão na massa para fazer acontecer. - Profissionais das áreas de Responsabilidade Social e Sustentabilidade que trabalham para se relacionar com comunidades de forma saudável, promovendo o desenvolvimento com autonomia sem cair nas práticas assistencialistas que acabam gerando dependência. - Profissionais de Recursos Humanos interessados no desenvolvimento de competências como escuta, empatia, cocriação, planejamento, cooperação e materialização – sair da ideia para a ação. - Gestores de Institutos e Fundações preocupados em como promover transformação social de forma efetiva, interessados em descobrir como empoderar e engajar comunidades na solução dos seus próprios desafios, saindo da lógica de provedor e beneficiários para estabelecer relações de parceria e cooperação onde a responsabilidade é compartilhada. - Gestores públicos e pessoas da área política que querem descobrir como fazer política com as pessoas, como ter uma cidadania


engajada que não apenas reivindique seus direitos, mas que também se co-responsabilize pela realização e manutenção das transformações que sonham ver.

emocionada)... e como foi bom ouvir sua experiência, que me apontou para algumas coisas na minha vida. Durante o mutirão eu fiquei em dúvida se as coisas iam dar certo ou não, depois descobri que não era isso o que importava”.

CAPACIDADE DE ATENDIMENTO 36 participantes

Outra história interessante foi contada pelo Gustavo Paraiso, que ficou muito cansado no mutirão, e foi acolhido nas casas de moradores que ofereciam um lugar para ele descansar. “Como engenheiro eu olhava para o mutirão e entendi aquilo como obra - simplesmente a tarefa era entregar uma obra. Vendo as pessoas trabalhando pelos sonhos, até anteontem eu era um engenheiro nada humano. Hoje, vejo que até anteontem por detrás de toda construção tem o suor das pessoas”.

ABRANGÊNCIA TERRITORIAL Intermunicipal: Santos e Cubatão DEMONSTRAÇÃO DE FORMA DE PARTICIPAÇÃO Relatório com avaliação final com coordenadores e participantes. “A diversidade do grupo foi um dos pontos altos desta edição, porque é importante estar com pessoas que pensem diferente de você, com histórias diversas, que fazem com que seja possível repensar seus modelos mentais”, comentou Aser Cortines, um dos organizadores do programa. Carolina Magalhães, do Pará, que trabalhou conosco na Vivência Oasis Benevides compartilhou: “eu me formei em Administração, e me chamou muita atenção a organização e como as coisas fluíram no mutirão. Muitas vezes eu olhava para alguma coisa que tinha que ser feita, mas era levada para outra frente de trabalho, e quando eu voltava àquele lugar, alguém já tinha feito o que era preciso. Eu pintei um muro com uma senhora de idade e queria acabar rápido a pintura, mas ela conversava sobre sua vida (pausa

A aprendizagem em ação conduz os participantes a vivenciarem a Filosofia Elos e seu poder de sensibilização para o desenvolvimento de uma cultura de abundância e de colaboração impulsionando mudanças positivas nas pessoas e nos locais. “Eu já lidei com muitas metodologias, mas o que aconteceu na comunidade veio de um tipo de liderança muito sutil que nossa sociedade reconhece. O conflito que estava acontecendo por lá foi resolvido por pessoas que você normalmente não reconhece, não vê. A gente só deu conta disso por causa do Afeto”, compartilha Fernanda Mendes de Carvalho. Dentro da formação que o Elos Novos Líderes propõe, a fase do mutirão é importante porque demonstra como é necessário mudar

61


o senso do que é possível dentro de uma organização. É a hora de ampliar os limites. “No meu trabalho com regularização fundiária eu tenho muitas situações difíceis de lidar. Quando a gente chega em lugares com situação irregular, as pessoas pensam: 'vão me tirar daqui'. O que enxergo aqui é uma outra possibilidade de se aproximar das pessoas para promover mudanças, abordar as pessoas que estão nesta situação por um outro viés”, disse Andrea Santos de Deus. Rodrigo Rubido, cofundador do Elos, explica que muito do nosso trabalho “é criar um espaço de diálogo, afeto e confiança, para que a comunidade mostre sua melhor versão, que está lá, que sempre existiu. Não trabalhamos para a comunidade, e sim, com a comunidade”. Nossa metodologia tem sido aplicada com sucesso em diferentes contextos, e envolve questões de gestão, estratégia e liderança compartilhada.

62


O objetivo desta capacitação de 2 dias é ampliar os conhecimentos de mobilização comunitária, com ênfase na articulação de ações coletivas, através da Filosofia Elos e Jogo Oasis aplicados em diferentes contextos. PÚBLICO-ALVO Vencedores na categoria Mobilização Comunitária do programa Parceria Votorantim pela Educação (PVE) CAPACIDADE DE ATENDIMENTO O grupo vencedor composto por uma representante da sociedade civil - Elia Matos de Oliveira dos Santos, uma representante da Secretaria de Educação - Tais Lima Gonçalves Amorim da Silva, uma professora - Albertina Conceição de Jesus e a mobilizadora PVE - Sheyla Monteiro de Oliveira vieram a Santos para conhecer a Filosofia Elos e a tecnologia social Jogo Oasis. ABRANGÊNCIA TERRITORIAL Local: Santos

CAPACITAÇÃO E FORMAÇÃO EM

MOBILIZAÇÃO COMUNITÁRIA NO PROGRAMA PVE INSTITUTO VOTORANTIM 64

DEMONSTRAÇÃO DE FORMA DE PARTICIPAÇÃO Introdução à Filosofia Elos e ao Jogo Oasis. Visitas de inspiração: - Horta Bons Frutos pela experiência de ser um espaço de aprendizado não convencional e integrar atividades com as creches e escola do bairro; - Associação Pedagógica Waldorf Santos para conhecer a Pedagogia Waldorf na Educação infantil;


- A Creche da Tia Nilda por tratar-se de uma experiência comunitária de educação infantil; - A Brinquedoteca dos Sonhos no morro Santa Maria por tratar-se de experiência comunitária para o brincar da primeira infância. Foram convidadas e interagiram nesta programação representantes da Secretaria de Educação de Santos (Departamento Pedagógico / Escola Total e Diretora da UME Azevedo Júnior), uma representante da Associação Pedagógica Waldorf Santos, uma representante da Creche da Tia Nilda e a liderança comunitária Valfran dos Santos.


A Vivência Oasis José Menino contou com 18 participações, sendo 10 estudantes da Koc University da Turquia e 8 brasileiros, que foi coordenado pela Clarissa Borges Müller, com a co-facilitação da Hannah Needleman (GSA2015) e da Aline Bento (GSA2018). Na primeira noite, Rodrigo Rubido Alonso fez a apresentação da Filosofia do Elos e teve um jantar de recepção para interação de participantes, feito pela Rosane Kerman. No dia seguinte, na parte da manhã aconteceu a parte do OLHAR. "Foi uma grande experiência onde comecei com os olhos vendados. Eu podia sentir o amor sem ver o amor. Segurei a mão de uma senhora idosa e pude sentir a conexão e senti a felicidade fluindo. Talvez, por estar vendada, poderia ser um momento de medo, mas na verdade eu estava tão feliz e curiosa quanto poderia ser, confiei no meu amigo e também em mim mesmo, e queria me comunicar com todas as pessoas e fazer parte delas, e senti que fazia parte do Brasil”, Deniz, participante da Turquia.

CAPACITAÇÃO

KOÇ UNIVERSITY TURQUIA

66

Na parte da tarde aconteceu a etapa do AFETO, um momento para escutar as histórias das pessoas do local. Assim como no Guerreiros Sem Armas, que temos participantes que não falam português, cuidamos para ter integrantes para ajudar na tradução. “Nós conhecemos uma mulher e ela disse 'venha conversar com meu neto'. Aparentemente, ele quer seguir uma carreira musical, ser um rapper. Ele faz suas próprias músicas com seu grupo e elas estarão no Spotify e no Google Play. Seu nome artístico é muito interessante, "NS", que por coincidência é um nome turco. Temos a assinatura dele e somos como suas primeiras fãs. Agora ele é uma estrela do Rap internacional! Ele nos apresentou a sua namorada via WhatsApp e disse que a comunidade é realmente unida. Quando você precisa fazer algo, todo mundo vem para fazer isso


juntos”, Deniz Ceren e Maria Gabriella Manchini. moradores e participantes tiveram a oportunidade de juntos mapearem talentos, recursos e sonhos coletivos para que moradoras e moradores decidissem o que queriam construir no mão na massa de um final de semana. "Sonhos coletivos são mais realizáveis." Meryem Duygu Acikalin estudante de Engenharia Química da Koç University Nos dois dias de mutirão cerca de 150 pessoas c fizeram acontecer: limpeza do terreno, conserto da rede de proteção do campinho, instalação de cerca de bambu no campinho, construção de brinquedos de pneus e bambus, plantio de jardins, pintura do muro, decoração de mosaico nas mesas de alvenaria e conserto do balancê.

"Foi muito bom tê-los aqui porque eu acho que renovou, é um recomeço pra gente. E uma forma nova da gente estar vendo o quanto somos capazes de fazer quando há união." Denise Andrade, moradora do Morro do José Menino e membra da Sociedade de Melhoramentos do Morro do José Menino Agradecemos a Sociedade de Melhoramentos do Morro do José Menino pelo convite de retornarmos ao bairro e a todas as moradoras e moradores que nos receberam com muito carinho e acolhimento.

Além do que é materialmente visível, esta ação fortalece uma estrutura comunitária que vem se construindo ao longo dos anos. "Celebro mais uma vitória. O fato do Elos estar próximo ao José Menino é viver de novo o que fizemos juntos em 2015 e nos incentiva a acender essa luz que estava quase apagando. E deixa a gente da Sociedade de Melhoramentos mais corajosos a continuar o trabalho de conversar frente a frente com a comunidade." Genivaldo Capela, morador do Morro do José Menino e membro da Sociedade de Melhoramentos do Morro do José Menino Uma ação como esta marca o final do encontro entre participantes e moradores e abre uma nova etapa, onde moradores fortalecidos pelas recentes realizações olham para o futuro próximo com novo ímpeto realizador. 67


foto:

Thais Polydoro Ribeiro fez uma palestra para 90 educadores do Senac de Santo André, São Bernardo, Santos, Bertioga e Jundiaí, que estão sendo inspirados pela metodologia da Escola da Ponte. Vale saber que José Pacheco, educador e pedagogo português, idealizador da Escola da Ponte, considera este modelo como “ruptura com uma tradição de educação hierárquica e burocrática. São escolas que ousam reconfigurar as suas práticas, que viabilizam uma educação integral para todos”. Nossa participação foi na mesa redonda de abertura sobre gamificação como ferramenta de aprendizagem. Thais apresentou o Jogo Oasis. O Senac está realizando encontros unindo as unidades para refletir e inovar seu sistema de ensino. Esperamos ter deixado muita inspiração para todas as pessoas presentes

CAPACITAÇÃO

PALESTRA SENAC

68


Aprender a se relacionar com um ambiente cada vez mais dinâmico e colaborativo é a chave para que as empresas do nosso setor possam oferecer soluções inovadoras e conectadas com essa nova realidade. Este foi o chamado do #secovitalks, que aconteceu dia 19 de outubro. foto:

Rodrigo Rubido Alonso foi falar sobre “Um novo senso de comunidade”. De fato, o centro do nosso proposta de mudança do mundo se dá através do trabalho em conjunto com as outras pessoas. Levamos sempre conosco uma frase da Margareth Wheatley que faz muito sentido: “Para qualquer que seja o problema, a comunidade é a solução”.

CAPACITAÇÃO/ PALESTRA

SECOVITALKS

69


Thais Polydoro Ribeiro e Fernando Conte foram representar o Elos no evento do programa Potenciar 2018, que reuniu 83 talentos de empresas investidas pela Votorantim de diversas áreas e com experiências de vida diferentes. O objetivo é desenvolver habilidades em três contextos: EU (protagonismo), NÓS (compreensão dos parceiros e empresas investidas) e TODOS (visão sistêmica de tudo o que está a volta da organização). foto: Fernando Conte

Compartilhamos nossa trajetória, os projetos em parceria desses últimos dois anos e realizamos uma oficina prática do JOGO OASIS com as lideranças. Foi um dia inspirador, e que teve também a participação de duas pessoas de Alumínio que fazem parte do projeto que realizamos lá: Ricardo Vieira, que posteriormente participou do GSA 2018, e Marta Martins, liderança comunitária do bairro Vila Paraíso que nos recebeu para a realização da Vivência Oasis em maio.

CAPACITAÇÃO/ PALESTRA

POTENCIAR 2018

70


Fomentar a mobilização e o desenvolvimento comunitário no bairro de Bom Jesus, localizado em Porto Alegre (RS), designado pelo Instituto Lojas Renner, a partir do estímulo a ações que fortaleçam as relações de parceria e cooperação entre diferentes atores presentes no território escolhido, com foco em impulsionar iniciativas que expressem os sonhos dos moradores. PÚBLICO-ALVO Voluntários Renner, lideranças comunitárias, empreendedores locais, jovens e moradores em geral. fotos:

CAPACIDADE DE ATENDIMENTO 30 participantes, sendo 20 voluntários da Renner e 10 moradoras da comunidade 460 participações em eventos abertos e gratuitos ABRANGÊNCIA TERRITORIAL Local: Bairro Bom Jesus, em Porto Alegre (RS)

CAPACITAÇÃO E FORMAÇÃO

PARA CIDADANIA – INSTITUTO RENNER

DEMONSTRAÇÃO DE FORMA DE PARTICIPAÇÃO Entrega de relatório para o Instituto Lojas Renner, com descrição das atividades, resultados, compromissos acordados com moradoras e moradores para o futuro, aplicação de avaliação qualitativa dos participantes

71


RESULTADOS: Revitalização da Praça dos Anjos com plantio de árvores e jardins, construção de calçadas, instalação de lixeiras, construção de calçada/pista de caminhada, construção de quiosque, encanamento do esgoto e manutenção dos brinquedos do parquinho.

72


Oficina de oito horas para apresentar os conceitos e o passo a passo para a mobilização de comunidades utilizando as metodologias Elos e Oasis. A ideia foi Inspirar os participantes a partir de casos bem sucedidos de mobilização comunitária em diferentes lugares do Brasil e do mundo, bem como permitir aos participantes experimentar elementos das práticas da Filosofia Elos em grupo e em formato de laboratório. fotos: Patrícia Ledo

PÚBLICO-ALVO Agentes do Programa Ambientes Verdes e Saudáveis (PAVS) da região Monte Azul.

OFICINA DE CAPACITAÇÃO TÉCNICA – PAVS ASSOCIAÇÃO MONTE AZUL

74

CAPACIDADE DE ATENDIMENTO 14 agentes PAVS ABRANGÊNCIA TERRITORIAL Local: Região de Monte Azul (SP)


RESULTADO Agentes animados de utilizar o Jogo Oasis como ferramenta no PAVS. “Gratidão por terem compartilhado o conhecimento e as experiências de vocês conosco. Mesmo sendo em formato de capacitação foi possível sentir como são as ações reais, in loco, na comunidade com a população. INSPIRAÇÃO, foi o resumo deste dia e o sentimento absorvido por todos”, escreveu Murilo Viana – PAVS | Monte Azul


Mobilização e Formação de Jovens da Bacia do Rio Doce, fruto do convênio entre o Instituto Elos e a Fundação Renova, que trabalha com o engajamento de jovens lideranças na construção de uma visão de futuro para a Bacia do Rio Doce e na execução de projetos protagonizados por eles mesmos. PÚBLICO ALVO Jovens de 16 a 25 anos de 22 cidades atingidas na Bacia do Rio Doce.

foto: Gabriel Sossai

CAPACIDADE DE ATENDIMENTO 1080 jovens mobilizados 90 jovens formados ABRANGÊNCIA TERRITORIAL Interestadual: cidades que estão nas margens do Rio Doce entre Minas Gerais e Espírito Santo

FORMAÇÃO POLÍTICA-CIDADÃ DE GRUPOS POPULARES, NELA INCLUINDO CAPACITAÇÃO DE CONSELHEIROS/AS E LIDERANÇAS POPULARES

FUTURO DO RIO DOCE 76

DEMONSTRAÇÃO DA FORMA DE PARTICIPAÇÃO DOS USUÁRIOS Etapa 1: Detalhamento do Plano de Ação de mapeamento do território através de pesquisas, ida a campo, entrevistas. RESULTADO: 22 municípios visitados, 101 reuniões, visitas e atividades de mobilização, 392 lideranças e organizações contactadas, 1080 jovens mobilizados


Etapa 2: Mobilização de Jovens: convites para escolas, universidades, associações, prefeituras, eventos e palestras. Seleção de 45 a 60 jovens, via plataforma de jogos do Instituto Elos. Medição via Salesforce. RESULTADO: 761 inscrições, 562 inscrições válidas, 457 concluíram a etapa 1, 122 concluíram a etapa 1 e 2. Etapa 3: encontros de integração em 3 cidades para os jovens selecionados. 3 Vivências Oasis. Medição através de depoimentos, listas de presença, fotos, ações realizadas. RESULTADO: 102 jovens presentes nas Vivências Oasis de 112 participantes, 763 participações em eventos abertos e gratuitos, 24 projetos concluídos em 1 final de semana. Etapa 4: Encontro de jovens com consultores e construção de uma visão de futuro para o Rio Doce. Medição através de depoimentos, listas de presença, fotos. Resultado: 77 jovens presentes de 112 participantes, 10 palestras inspiradoras, 14 horas de ateliê de projetos, 27 projetos apresentados.


Ao enfrentar o desafio de preparar a população brasileira para migrar para o sinal digital, a Seja Digital percebeu que mais do que um projeto de mudança tecnológica, este é de fato um projeto de inclusão social, ao levar uma TV de melhor qualidade e com muito mais recursos para a casa de todos os cidadãos.

foto: Thais Polydoro

Com isso em mente, entre as várias frentes de trabalho da Seja Digital nesse processo, foi relevante focar uma delas na atuação junto às comunidades. Nasce, assim, a Gerência de Mobilização Social da Seja Digital, com o objetivo de que ninguém seja deixado para trás e fique sem o direito de ver TV. Na região metropolitana de São Paulo e outras do interior do Estado, foram desenvolvidos diversos projetos de mobilização e para os municípios, cujo desligamento ocorrerá em 28 de novembro, serão realizadas Caravanas da TV Digital. A convite da Seja Digital, trazemos a experiência do Elos em desenvolvimento e mobilização comunitária organizada em um plano de ação para a Caravana de Botucatu e Jaú, com foco em territórios de baixa renda destas cidades.

CARAVANA SEJA DIGITAL

A proposta consiste em conceber e realizar o projeto Caravana da TV Digital, a partir da Filosofia Elos, de modo a mobilizar e orientar a população sobre o desligamento do sinal analógico. PÚBLICO ALVO Residentes do territórios de baixa renda de Botucatu e Jaú. CAPACIDADE DE ATENDIMENTO BOTUCATU 380 participações entre adultos e crianças 300 agendamentos

78


JAÚ: 450 participações entre adultos e crianças 170 agendamentos ABRANGÊNCIA TERRITORIAL Intermunicipal: Botucatu e Jaú DEMONSTRAÇÃO DA FORMA DE PARTICIPAÇÃO DOS USUÁRIOS Relatório das atividades com evidências BOTUCATU: JARDIM SANTA MARIA: 120 participações de adultos, 180 participações de crianças ao longo dos finais de semana 45 agendamentos, 25 cadastramentos, 70 mobilizações porta a porta O Show de Talentos contou com 11 apresentações, assistidas por 30 crianças e 22 adultos Atuação na praça: 100 mudas plantadas, entre frutíferas e ornamentais, 6 brinquedos infantis, 5 bancos novos instalados na praça, 3 lixeiras feitas com madeira reciclada. CAIMÃ: 50 participações de adultos, 31 participações de crianças ao longo do final de semana 31 cadastros, 85 agendamentos, 108 mobilizações porta a porta O Show de Talentos teve 8 apresentações assistidas por 17 crianças e 22 adultos Atuação na praça: plantio de 400 mudas de hortaliças e temperos, 100 mudas entre ornamentais e frutíferas, 4 bancos novos instalados na praça, 2 lixeiras feitas com madeira reciclada.

JARDIM BRASIL: 30 participações de adultos, 60 participações de crianças ao longo do final de semana 80 cadastros e 50 agendamentos, 100 mobilizações porta a porta O Show de Talentos contou com 6 apresentações, que foram assistidas por 20 crianças e 17 adultos Atuação na praça: Pintura e marcação da pista de caminhada, plantio de mudas de paisagismo, Instalação de gangorras novas e reforma dos brinquedos: balanços, escorregador e brinquedo de rampas JAÚ: Jardim Maria Luiza IV 80 participações de adultos 117 participação de crianças 65 agendamento e cadastramentos Mobilização de grupos da cidade: 20 pessoas de diversas organizações e instituições da cidade Atuação na praça: quadra revitalizada pelos moradores e parque infantil. POTUNDUVA: 48 participações nas Oficinas 30 agendamentos e 22 cadastramentos 50 participações no Show de Talentos 30 participações na Feira de Trocas FREI GALVÃO: 40 participações de adultos 60 participação de crianças 50 agendamento e cadastramentos Mobilização de grupos da cidade: 10 pessoas de diversas organizações e instituições Atuação na praça: execução da calçada, limpeza e instalação de alambrado, pintura, instalação de bancos e lixeiras.

79


CMDU

Conselho Municipal de Desenvolvimento Urbano

Os Conselhos de Direitos são órgãos de participação popular na gestão pública, consagrados na Constituição Federal de 1988, cujo sentido é a partilha do poder decisório e o controle social das ações e políticas para assegurar a garantia dos direitos conquistados. Assim, os Conselhos de Direitos são instâncias de representação da sociedade civil e do governo na definição, deliberação e controle de ações e políticas públicas que assegurem os direitos sociais do segmento que lhe compete. O Elos inscreveu-se no Conselho Municipal de Desenvolvimento Urbano para o Biênio de 2018 – 2020 com atuação voluntária

PARTICIPAÇÃO NO CMDU COMO REPRESENTANTE DO TERCEIRO SETOR

80


O Elos apoia a Promotoria Comunitária instaurada em parceria com o Ministério Público e a Universidade Católica de Santos, sendo a ponte junto a diversas comunidades da Baixada Santista. As atividades ocorrem toda última quinta-feira do mês na Universidade Católica de Santos. PÚBLICO ALVO Moradores de Santos e região que tenham alguma causa coletiva para melhorar na cidade. ABRANGÊNCIA TERRITORIAL Municipal: Santos

PROMOTORIA COMUNITÁRIA MPÚBLICO DE SÃO PAULO 81


III) AÇÃO INTERNACIONAL


26 participantes - 85 pessoas envolvidas A mão na massa teve as seguintes frentes: Limpeza, lixo e reciclagem; Criação de bancos para espaço de encontro Ocupar e embelezar o espaço comunitário Criação do Jornal Comunitário Foram feitas 6 oficinas no total e 50 horas de mentoria sobre a formação do espaço de comunitário.

OASIS HEUVEL EM BREDA, NO SUL DA HOLANDA

83


No início de 2016, o Instituto Elos e Elos Foundation fizeram um projeto piloto para descobrir o poder de reunir as metodologias Elos, Jogo Oasis, Process Work e Deep Democracy. A história começou depois de uma reunião de Guerreiros Sem Armas europeus, em 2014, para fazer uma proposta para a Erasmus+, da União Europeia, que foi escrita e aprovada com o apoio da organização italiana Xena. Com esse apoio, a rede reuniu-se em fevereiro de 2016 no Field Studies Centre - FSC na Escócia, para receber um treinamento de Process Work. Pat Back e Andy Smith foram os incríveis facilitadores e parceiros do projeto que abriram nossos olhos para o poder que esta metodologia pode trazer para o Jogo Oasis, em especial no processo de Re-Evolução. Nossos representantes foram Paulo Farine Milani e Niels Koldewijn Os resultados esperados do programa GO DEEP são usarmos metodologias e a experiência para construir uma ferramenta que inclua aplicação e jogo (off-line e on-line) para o desenvolvimento de comunidades voltadas para os jovens.

GO DEEP

Em 2018, as aplicações do jogo foram feitas em comunidades com imigrantes e refugiados, sendo: Go Deep training na Escócia (Edinburgh) - 20 participantes, 90 pessoas mobilizadas, 2 linhas do Go Deep e ações realizadas

84


Go Deep training em Atenas (Grécia) 35 participantes de 7 países, 85 pessoas mobilizadas, 3 linhas de Go Deep e ações realizadas Go Deep training em Setúbal (Portugal) - 35 participantes de 7 países, 200 pessoas mobilizadas, 3 linhas de Go Deep e ações realizadas GO DEEP NA HOLANDA: Go Deep Robijnhof (Leiden) - 15 participantes locais, 50 pessoas envolvidas, 1 linha de Go Deep jogada com ação focada no visão do comunidade Go Deep Kansenfabriek (Schiedam) - 20 participantes locais, 80 pessoas envolvidas, 2 linhas de Go Deep jogadas com ação focada no 'fazer junto' e diversidade da comunidade AS ORGANIZAÇÕES PARCEIRAS DO PROJETO SÃO: Xena (Itália), Altekio (Espanha), Comunicazione Italy (Itália), Diversity Matters (Escócia), Elos e Elos Foundation. Saiba mais: https://godeepproject.wordpress.com/methods/ process-work/


Balanço Financeiro 0,01%

0,2%

RECEITAS FINANCEIRAS

6,4%

CONVÊNIOS E PATROCÍNIOS

0,4%

RECEITAS NÃO OPERACIONAL

17%

RECEITAS DOAÇÕES

DESPESAS TRIBUTÁRIAS

0,5%

DEDUÇÕES DA RECEITA BRUTA (ISS)

7%

0,4%

DESPESAS FINANCEIRAS

5%

DESPESAS COM PESSOAL

DESPESAS GERAIS

87%

29%

CUSTOS DE PROJETOS

RECEITAS DE SERVIÇOS

46%

CONVÊNIOS

2018

86

ORIGEM DE RECURSOS/ RECEITAS

2018

APLICAÇÃO DE RECURSOS/DESPESAS


Balanço Financeiro 3.500.000 3.148.748 2.936.872

3.000.000

2.538.999

2.518.999

2.500.000

1.027.897

1.027.897

2.000.000

1.500.000

1.500.000

1.427.000

700.000

1.059.970

1.000.000 513.949 GSA

500.000

RECEITAS

95.000 253.000

SOLUÇÕES

INST

INST

47.623 171.300 20.554

ATUAL

EQUIPE FIXA

350.000

306.544

INSTITUCIONAL + GSA

1.258.102

GSA

1.258.102 790.261

CUSTOS OPERACIONAIS

250.000

233.000

32.000

INSTITUCIONAL + GSA

SOLUÇÕES

META

CUSTOS ADMINISTRATIVOS

87


Equipe André Pascoal Ariane Lopes Mates Ariane Santos Bruna Perchiavalli Bruno Matinata Carla Cristina Cardoso Clarissa Muller Fernando Bispo de Almeida Fernando Conte Henrique Mafra Herbert Lima de Santo Lia D'Amico Luiza de Sá Márcia Rodrigues Mariana Felippe Mariana Gauche Motta Natasha Mendes Gabriel Niels Koldewijn Nininha Galdino dos Santos Patricia Ledo Paulo Farine Renata Minerbo Ricardo Oliveros Rodrigo Rubido Silvana Contreras Thais Polydoro Val Rocha Yasmin Nascimento da Silva

88


Agradecemos a todas as pessoas e organizações que nos apoiaram em 2018 para impulsionar o movimento de fazer acontecer já o mundo que todos sonhamos!

Ficha Técnica Realização da publicação e projeto editorial INSTITUTO ELOS

INSTITUTO ELOS Rua Marechal Hermes, 37 Boqueirão, Santos - SP, Brasil CEP: 11025-040 institutoelos.org

Coordenação

RICARDO OLIVEROS

Fotografia

BANCO DE IMAGENS DO INSTITUTO ELOS

Projeto e Produção Gráfica ARIANE LOPES MATES

Texto e Edição

RICARDO OLIVEROS

Revisão

MARIANA FELIPPE

Esta obra está licenciada por Creative Commons; Atribuição de uso-não-comercial; Não-a-obras-derivadas. Este material foi criado pelo Instituto Elos para fins específicos. Fique à vontade para utilizar para o seu próprio aprendizado e para compartilhar conhecimento com outras pessoas, reconhecendo a autoria. Qualquer dúvida entre em contato conosco através do e-mail elos@institutoelos.org.

Profile for ELOS

Relatório Elos 2018  

Relatório Elos 2018  

Profile for elos
Advertisement