Page 1

R E V I S TA

impacto Campo Grande - MS

R$ 10,00 ‡$QR,,,‡Nº 53 ‡2XWXEUR1RYHPEUR2013  Integrando Mato Grosso do Sul

QUEDA DE BRAÇO:

Quem perde é o povo!

A César o que é de César...

A Bernal o que é de Bernal.


R


RÁDIOS PARCEIRAS DIAMANTE FM A RÁDIO QUE BRILHA.

COXIM SE LIGA NA BAND.

A RÁDIO QUE TODO O ESTADO OUVE.

CAMPO GRANDE E REGIÃO OUVEM TRANSAMÉRICA HITS!

RÁDIO AM EM COXIM É PANTANAL.

A RÁDIO DA CIDADE E DO HOMEM DO CAMPO.

A RÁDIO QUE TODO MUNDO OUVE EM ÁGUA CLARA. EM SONORA VOCÊ OUVE CIDADE FM.

EM CORGUINHO SÓ DÁ FM VITÓRIA.

EM RIBAS DO RIO PARDO SINTONIZE 90,7 FM.

PEDRO GOMES E REGIÃO SINTONIZA A 94,3 Mhz

EM BANDEIRANTES SINTONIZE A 98,5 FM

EM RIO NEGRO SINTONIZE 87,9 FM.

EM SÃO GABRIEL D’OESTE A RÁDIO QUE A CIDADE OUVE.


11 de Outubro

Nos 36 anos de MS, Campo Grande soma

N

o últimodia 11 de outubro, o Estado de Mato Grosso do Sul celebrou os 36 anos da assinatura da Lei Complementar número 31, documento que dividiu o então gigantesco Estado de Mato Grosso em duas unidades federativas, criando, por meio do decreto presidencial assinado pelo então presidente da República, general Ernesto Geisel, o Estado de Mato Grosso do Sul. O Estado surgiu com 44 municípios e sua Capital, Campo Grande, que já se destacava pela condição de maior cidade do até então Mato Grosso indiviso, passou por um boom desenvolvimentista que não parou e, hoje, conta mais de 830 mil habitantes, o que faz com que os bairristas mais afoitos somem os habitantes de Cuiabá e Várzea Grande, cidades mato-grossenses contíguas, e cheguem a números muitos próximos da população estimada da Cidade Morena.

Campo Grande, Cidade Morena

tem 569.830 e Várzea Grande 262.880 moradores, totalizando, juntas, 832.710 habitantes. Característica parecida entre os dois estados refere-se ao número de municípios com mais de 100 mil habitantes: quatro. No Mato Grosso do Sul, além de Campo Grande, apenas Dourados, com 207.498 habitantes; Três Lagoas, com109.633 moradores e Corumbá, com 107.347 cidadãos ultrapassaram a barreira dos 100 mil viventes. Em Mato Grosso, além de Cuiabá e Várzea Grande, romperam essa mesma barreira as cidades de Rondonópolis

Campo Grande com seus 832.354 habitantes, segundo dados de 1º de julho deste ano, divulgados pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas), tem apenas 356 habitantes menos que a soma dos moradores das duas maiores cidadesmato-grossenses juntas. Pelos dados do IBGE, Cuiabá

com 208.019 habitantes e Sinop, com 123.634 moradores. Em termos econômicos, enquanto o Mato Grosso do Sul busca diversificar suas matrizes históricas da bovinocultura e da agricultura com a implantação de núcleos industriais potentes na Capital, região do Bolsão e Grande Dourados, o Estado que cedeu o território para a existência do “do Sul” se destaca como um dos maiores produtores de grãos e de bovinos do país. HISTÓRIA - O maior evento histórico que ocorreu nas terras do atual Estado de Mato Grosso do Sul foi a Guerra do Paraguai, evento em que os exércitos Brasileiro, Argentino e Uruguaio combateram juntos os Paraguaios. Esse combate praticamente destruiu o Paraguai, potência econômica durante o período da guerra (Século XIX). A REVOLUÇÃO DE 32 E O ESTADO DE MARACAJU - Na década de 1930, quando já existiam as forças políticas divisionistas do sul de maneira mais organizada, estas passaram a realizar pressões junto ao Governo Federal exigindo a criação do Estado “do Sul”. Quando da Revolução Constitucionalista de 1932, a região sul aderiu ao movimento sob a condição de que, em caso de vitória dos revoltosos, obteria

Município de Corumbá

8

Out/Nov de 2013


IMPACTO ESPECIAL

ma a população de Cuiabá e Várzea Grande

Município de Dourados

a separação do norte. Os militares rebelados, sob o comando do general Bertoldo Klinger, comandante da Circunscrição Militar de Mato Grosso, que funcionava em Campo Grande, instalaram no sul um governo dissidente sob comando de Vespasiano Martins, então prefeito de Campo Grande. Após três meses de luta, em que o sul do estado de Mato Grosso autodenominou-se “Estado de Maracaju”, os divisionistas (constitucionalistas) foram derrotados, não se cumprindo, assim, a promessa de divisão. Esta revolução, no entanto, divulgou o movimento divisionista, tendo Campo Grande se tornado o centro político do mesmo com cidades como Três Lagoas e o Bolsão sul-mato-grossense apoiando-o. A DIVISÃO - Já na década de 1950, era inquestionável o aumento da importância do leste do estado, uma vez que o Bolsão Sul-mato-grossense já começava a exercer influência política ao nível estadual, tanto no norte, quanto no sul. Essas demonstrações de poder se iniciaram com a candidatura de Filadelfo Garcia à Câmara dos Deputados do Brasil e se confirmaram com a eleição de Pedro Pedrossian ao governo de Mato Grosso em 1965. O governo federal com base na lei complementar

nº 20, estabeleceu, em 1974, a legislação básica para a criação dos estados e territórios brasileiros, reascendendo, assim, a campanha pela autonomia dos sul mato-grossenses. De fato, em 11 de outubro de 1977, o presidente Ernesto Geisel assinou a Lei Complementar 31, que criou o Estado de Mato Grosso do Sul, em área desmembrada do Estado de Mato Grosso. Já em 1 de janeiro de 1979, tomaram posse os deputados eleitos, em 15 de novembro de 1978, para a Assembleia Legislativa e Constituinte de Mato Grosso do Sul, conforme previsto na LC 31. O primeiro

governador, o engenheiro gaúcho Harry Amorim Costa, servidor público do Departamento Nacional de Obras de Saneamento (DNOS), autarquia federal hoje extinta, foi nomeado pelo presidente Geisel, de acordo com a mesma Lei Complementar. ETIMOLOGIA - A origem do termo Mato Grosso é incerta. Acredita-se que o seja originário da palavra guarani Kaagua’zú (Kaa bosque, mata e Guazú grande, volumoso), que significaria literalmente Mato Grosso. Linguisticamente, o nome Mato Grosso do Sul se faz acompanhar por artigo definido, como acontece com nomes geográficos derivados de termos genéricos: “o Mato Grosso do Sul”, “o Rio de Janeiro”, “o Espírito Santo”. Entretanto, este uso é contestado e há quem prefira eliminar o artigo definido e utilizar “em Mato Grosso”. PRIMÓRDIOS - A ocupação humana do Estado de Mato Grosso do Sul iniciou-se por volta de 10.000 a.C. através dos primeiros habitantes indígenas, ancestrais dos ameríndios contemporâneos dos Guaranis, Terenas, Caiouás e Caiapós, tendo, através dos anos, novos povos se estabelecido na região, como por exemplo os Ofaiés.

Município de Três Lagoas

9

Out/Nov de 2013


TEREZA NAME

Bruna Loiola

Aos 22 anos de idade, Bruna Aparecida Loiola realmente é uma Garota que causa Impacto por onde passa. Do signo de Câncer (nascida em 21 de julho), Bruna tem medidas de modelo: 59 quilos distribuídos num corpo escultural de 1,71 m de altura, manequim 38, com 89 de bustos, 59 de cintura e 99 de quadril.

52

Desportistas campo-grandenses agora tem Arena Vip Tereza Name e seu esposo Jamil

Pedagoga, natural de Campo Grande, Tereza Laurice Domingos Name, ou simplesmente Dona Tereza Name, é uma personalidade cultuada pelas camadas sociais mais humildes da Cidade Morena

21

seções

Inaugurado quinta-feira (24) à noite, com a realização de um torneio de futebol society, o Complexo Esportivo Arena Vip, localizado no Jardim Veraneio, região do Parque dos Poderes, em Campo Grande, atraiu cerca de mil pessoas. A partir de agora a sociedade campo-grandense passou a dispor de um dos mais modernos e amplos espaços para a prática esportiva.

34

LEGISLATIVO X 38 EXECUTIVO

Organizadores anunciam mais de 20 mil pessoas em Coxim

24........................................Impacto Homenagem 26.......................................... Impacto Municípios 30................................................. Impacto Beleza 33................................................. Impacto Social

08.............................................. Impacto Especial

34............................................. Impacto Destaque

11............................................... Rosildo Barcelos

36................................................... Impacto Capa

12........................................................... Editorial

38................................................ Impacto Evento

13............................................. Impacto Dia-a-Dia

40........................................... Impacto Municípios

14............................................ Impacto Momento

43................................................... Roberto Costa

15............................................... Impacto Olhares

46................................................ Impacto Cultura

16............................................... Fernando Soares

48................................................. Manoel Afonso

18......................................... Impacto Assembleia

50........................................... Creginaldo Câmara

19................................................ Impacto Estado

51............................................. Impacto Culinária

20.......................................... Impacto Legislativo

52................................................. Garota Impacto

21..............................................Impacto Especial

54............................................... Impacto Brasília

10 Out/Nov de 2013

Literalmente uma disputa empolgante. Assim pode ser definido o embate travado entre o bloco de vereadores eleitos pela oposição e o prefeito Alcides Bernal (PP), a despeito das consequências nefastas que esta queda de braço tem trazido para o desenvolvimento de Campo Grande e mesmo para o bemestar coletivo.

36

espaço do leitor

Queremos saber sua opinião! Mande-nos sugestões, críticas, elogios e dicas de matérias. Anote o e-mail redacaorevistaimpacto@gmail.com. Assim você pode nos ajudar a fazer a Revista Impacto.


RosildoBARCELLOS * Articulista e autor do livro Histórias e Estórias que a vida nos faz contar

Andando de moto...abuse da segurança!

P

ara minimizar os danos decorrentes dos acidentes automotivos, é imprescindível o uso de todos os itens de segurança precípuamente quando se trata de uma motocicleta. O de maior destaque, sem dúvida, é o capacete, que quando utilizado corretamente minimiza os efeitos causados por impactos contra a cabeça do usuário da via e que está naquele momento motorizado. Com a experiência de tanto tempo envolvido com as questões de trânsito, posso afirmar que de maneira geral em zona urbana e rural, para os acidentes em veículos de duas rodas o principal causador é a falha humana (80% dos casos). Estatísticamente são homens com idade média de 30 anos com o ensino médio e com renda de até 3 salários mínimos.Deste grupo 73% usam o veículo como meio de transporte e apenas 23% eram motofretistas ou mototaxistas. Em termos de autuação o Estado de Mato Grosso do Sul, por exemplo teve 795 motociclistas autuados por estarem com a viseira levantada (de janeiro a agosto de 2013). Por isso, urge ressaltar que desde 27 de setembro de 2013, o uso do capacete está razoavelmente disciplinado e hoje é obrigatório, para circular nas vias públicas o devido uso do capacete motociclístico para condutores e passageiros de.motocicletas, motonetas, ciclomotores, triciclos e quadriciclos motorizados. Evidentemente,com o sobredito equipamento devidamente afixado à cabeça pelo conjunto formado pela cinta jugular e engate por debaixo do maxilar inferior. A fiscalização vai efetivamente a partir de agora observar se o capacete utilizado está certificado pelo INMETRO, através da existência do selo

de conformidade, (capacetes fabricados a partir de agosto de 2007) ou seja,cuidado com os importados (Bell, Suomy, Schuberth); além do que, será cobrado se o capacete motociclístico está devidamente afixado e se existe a aposição de dispositivo retrorrefletivo de segurança nas partes laterais e traseira do capacete e sobretudo se o capacete apresenta alguma avaria ou dano. A novidade fica por conta de que se, por ventura, o veículo estiver imobilizado na via, independente do motivo, a viseira poderá a critério do cidadão,estar totalmente levantada, e logicamente; assim que o automotor retomar seu movimento, esta deverá ser imediatamente restabelecida à posição frontal aos olhos. Lembro apenas, que nos casos de capacetes modulares, além da viseira, a queixeira deverá estar totalmente abaixada e travada. Outros dois detalhes importantes são que no período noturno se tornou obrigatório

11 Out/Nov de 2013

o uso da viseira no padrão cristal e se tornou proibida expressamente a aposição de película na viseira do capacete.Por derradeiro lembro que tais procedimentos implicarão nas sanções previstas no CTB, que por exemplo e em conformidade ao artigo 244 da lei 9503/97 Conduzir motocicleta, motoneta e ciclomotor com os faróis apagados e sem usar capacete de segurança com viseira ou óculos de proteção e vestuário de acordo com as normas já elencadas acima; ensejam infração gravíssima e suspensão do direito de dirigir. Temos a plena certeza da eficácia do uso de capacetes,posto que demonstraram que, o seu uso pode prevenir cerca de 69% dos traumatismos crânioencefálicos e 65% dos traumatismos da face. E em função dos enormes problemas que uma acidente acarreta tanto familiares, psicológicos, previdenciários e na própria vida em si, não devemos arriscar.


Expediente

Revista impacto www.impactonewsms.com.br Publicação de I3 Editora e Comunicação LTDA ME CNPJ 13.822.654/0001-42 Rua Jamil Félix Nagles, 589 - Parque dos Poderes Campo Grande/MS CEP 79036-110 - Fone: (67) 3026-6162 revistaimpactoms@hotmail.com redacaorevistaimpacto@gmail.com

Diretor Eli Sousa Editores Jornalista Jota Menon - DRT 180/MS Jornalista Roberto Costa - DRT Gerente Administrativa Luzia Helena Fonseca Coutinho Assessoria Jurídica Wellington Coelho Souza Júnior Colunistas Fernando Soares, Roberto Costa, Wellington Coelho Júnior, Rosildo Barcelos e Creginaldo Câmara Diagramação e Arte Final Clayton Marcondes André Dornelles Supervisão Geral Eli Sousa Circulação Hotéis, agências de viagens, aeroportos de Mato Grosso do Sul, órgãos públicos da Capital, prefeituras, Câmaras do Estado e Brasília Assinatura: (67) 3043-0044 -3043-0055 Tiragem: 10.000 exemplares Impressão Gráfica e Editora Rossi Rua José Lacava, 411 - Jacy Guanandy Campo Grande/MS CEP 79086-050 Fone/Fax: (67) 3386-7910

A Revista Impacto não interfere nas avaliações publicadas por colaboradores. Opiniões emitidas em artigos assinados não refletem necessariamente a opinião da revista, que pode ser contrária.

Editorial

A edição de Impacto!

Caros leitores: no Editorial desta edição da Revista Impacto poderíamos abordar os 36 anos de criação de Mato Grosso do Sul, comemorados no último dia 11 de outubro, mas temos reportagem nas páginas internas para mostrar que, ao contrário do que muitos dizem, o MS não é o patinho feio em relação ao nosso irmão (ou pai) do Norte, o Mato Grosso. Crescemos muito, inclusive com a Capital, Campo Grande, somando o número de habitantes das duas maiores cidades de Mato Grosso, Cuiabá e Várzea Grande, juntas. Somos, hoje, o quarto maior produtor de grãos do país e o Norte, o primeiro. Porém, há que levar em conta peculiaridades regionais, como, por exemplo, a extensão territorial e, consequentemente, as áreas agricultáveis de cada um. O mesmo vale para a produção pecuária, cujo rebanho mato-grossense ultrapassou, em número de cabeças, o rebanho sul-mato-grossense. Na divisão, o ‘Norte” ficou com quase o dobro de extensão territorial em relação ao Sul que, de quebra, tem ao menos 40% de suas terras inadequadas ao cultivo agrícola, parte por imposição legal (terras pantaneiras e peri-pantaneiras) e as localizadas ao longo da Serra de Maracaju que corta o Estado de Norte (Alcinópolis) a Sul (Bela Vista). Poderíamos abordar, então, a crise política que toma conta de Campo Grande e faz com que o povo da Cidade Morena seja o grande prejudicado, eis que a administração municipal está estagnada à espera de uma decisão no embate travado entre Câmara Municipal e Poder Executivo. Mas, este é um assunto difícil de ser abordado, eis que, como disse o saudoso Teotônio Vilela, a política é tão dinâmica quanto as nuvens que povoam os céus. Você olha para cima e uma nuvem tem formato de um elefante. Alguns segundos depois, você olha de novo e a nuvem lembra um carneirinho. Talvez se abordássemos a temática em foco, correríamos o risco de chegar às suas mãos e o cenário ter mudado por completo ou até

12 Out/Nov de 2013

já ter um desfecho final. Fiquem, pois, com o material veiculado na edição. Enfim, poderíamos abordar outros temas relevantes, como o sentimento emancipacionista que se apossa de lideranças políticas de vários distritos sul-mato-grossenses que se sentem aptos a caminharem de forma independente, mas esbarram na legislação esdrúxula que impõe enormes dificuldades para se criar um novo município. Não o faremos para não ferirmos susceptibilidades, principalmentedos prefeitos que se sentem ameaçados com a perda de um bom bocado do que arrecadam e que é proveniente dos distritos, cujos moradores só querem investir no local o que é produzido pela força produtiva local. Esta é outra matéria disponibilizada aos nossos leitores nesta edição de Impacto. Enfim, são vários temas importantes abordados na presente edição da sua revista e que, ao invés de apresentá-los ou comentá-los neste espaço, deixamos para que você, leitor, página a página, desfrute de uma leitura agradável e que contribuirá, ainda que minimamente, com a ampliação de seu conhecimento sobre a realidade desse jovem e pujante Estado de apenas 36 anos de idade. Eli Sousa - Diretor de Impacto


Impacto DIA-A-DIA

Sancionado Projeto de Lei do Vereador Carlão que cria licenciamento do comércio varejista óptico qualidade dos serviços oferecidos no ramo óptico.

F

oi sancionado ontem pelo prefeito Alcides Bernal o Projeto de Lei Complementar nº 375/13, de autoria do vereador Carlão, que dispõe sobre comercialização de produtos ópticos e licenciamento do comércio varejista e de prestação de serviços de produtos ópticos e afins no

Município de Campo Grande. O vereador Carlão ressaltou que a lei visa resguardar a saúde dos olhos da população campo-grandense que muitas vezes adquire óculos de grau sem qualidade e em estabelecimentos inadequados. Além de regular o setor, criando mecanismos que garantam a qualidade dos produtos oferecidos aos campo-grandenses e, ainda, a

“Com a sanção da lei nenhum estabelecimento de venda ao varejo e serviços ópticos poderá instalar-se e funcionar sem prévia licença do órgão de vigilância competente. A responsabilidade técnica dos estabelecimentos de venda ao varejo e serviço de produtos ópticos compete a óptico devidamente habilitado e registrado no órgão fiscalizador competente”, detalhou Carlão. O vereador ressaltou que esse tipo de lei se faz necessária para coibir os abusos e a venda indiscriminada de produtos pirateados. “Devido a proximidade geográfica com a fronteira muito produto pirata chega em nosso comércio e os consumidores acabam comprando sem saber que colocam em risco a saúde dos olhos”, concluiu, comemorando a aprovação unanime pela Câmara Municipal e sanção do prefeito.

MASTER INFORMÁTICA

Em Rochedo e Corguinho, você encontra material para escritório em geral, equipamentos de informática, manutenção de computadores, instalação de internet e muito mais. Na Masters Informática o cliente está em primeiro lugar. Conheça as facilidades de comprar equipamentos de informática e o computador que você precisa. Rua Bahia, 249 - Centro Rochedo - Fone (67) 3289 1412 Av. Paulo Vieira Barbosa, 553 Corguinho - Fone: (67) 3250 1578

13 Out/Nov de 2013


IMPACTO MOMENTO

Corguinho

No Grupo Impacto, Dalton fala das conquistas de sua administração Prefeito ressaltou ainda que muitos benefícios foram alcançados desde o início de 2013 Jornal Impacto MS

O

prefeito de Corguinho Dalton de Souza Lima (PMDB) e a primeira-dama e secretária de Assistência Social, Eoclênia da Cruz (Fiinha) visitou esta semana a sede do Grupo Impacto de Comunicação, onde foi recebido pelo diretor da empresa, o jornalista e empresário Eli Sousa. Durante o encontro, o prefeito Dalton Lima comentou as principais conquistas obtidas por sua administração que entra nos dois últimos meses do primeiro ano, afirmando que, apesar das dificuldades em administrar o município, devido à falta de recursos, as obras e ações estão acontecendo gradativamente.

“Tenho economizado para cumprir com os compromissos assumidos perante os fornecedores e funcionários. Sou cauteloso na hora de gastar o dinheiro público” disse o chefe do Executivo corguinhense acrescentando que,com estas ações, “muitas vezes sou mal compreendido por alguns que não entendem que um prefeito precisa ter responsabilidade com o erário”. O prefeito ressaltou ainda que muitas conquista foram alcançadas desde o início de 2013. Entre os fatos positivos registrados em sua administração, Dalton citou o pagamento dos funcionários e fornecedores rigorosamente em dia. “Em

14 Out/Nov de 2013

nossa administração honramos o compromisso de o funcionário público ser pago antes mesmo do final do mês trabalhado, ou seja, todo dia 30 de cada mês” diz ele lembrando que pela lei a administração tem até cinco dias uteis do mês seguinte para efetuar o pagamento. Dalton também citou que já conseguiu empenhar em Brasília, através do Governo Federal, mais de 10 milhões de reais, recursos que serão investidos em obras de infraestrutura, saúde, educação e área social para melhorar ainda mais a vida do cidadão corguinhense. Em bate-papo com o diretor de IMPACTO, o prefeito Dalton afirmou que está preparando uma grande festa para o aniversário do municípío de Corguinho, que acontece em dezembro. Dentre as ações que estão sendo preparadas, destaca-se a entrega de obras como a tão sonhada rodoviária, creche, ampliação do posto de saúde do distrito de Taboco e reforma do prédio da prefeitura. Dentro das comemorações alusivas ao aniversário de Corguinho estão também ações como a revitalização da Praça Central, entras realizações. Uma das marcas da atual administração é a transparência administrativa. “Fazemos questão de prestar contas de todas as ações da Municipalidade para que o povo de Corguinho possa saber para onde está indo o dinheiro que ele paga em impostos” disse o prefeito.


OLHARES DA IMPACTO PÔR-DO-SOL DE BONITO-MS

Mato Grosso do Sul é um dos estados brasileiros de maior potencial turístico. Suas belezas são imensuráveis. De Norte a Sul e de Leste a Oeste é possível se encontrar obras criadas pela Mãe Natureza e que encantam a todos quantos tenham o privilégio de contemplá-las. E, com a filosofia de difundir essas belezas indescritíveis, a partir desta edição você, caro leitor, terá a oportunidade ímpar de conferir neste espaço - Olhares de Impacto – fotos de lugares e pontos turísticos de Mato Grosso do Sul, captadas pelas lentes impactantes do jornalista Eli Sousa. Conheça aqui, sem perder, contudo, a oportunidade de conhecer in loco!

IPÊ ROXO, REGIÃO DO PANTANAL CORUMBÁ-MS

TRADICIONAL ROMARIA EM ROCHEDO - MS

IPÊ AMARELO, REGIÃO DO PANTANAL RIO NEGRO-MS IMPLOSÃO DA SERRA DE MARACAJU, RIO NEGRO - MS

15 Out/Nov de 2013


Antenada

Esposa do político que as pesquisas apontam como favorito para a sucessão estadual em 2014, Maika do Amaral é uma mulher sempre à frente das coisas de seu tempo e transita com desenvoltura e naturalidade nos diferentes círculos sociais e políticos. Não por acaso, é admirada até por adversários de seu amado, o senador Delcídio do Amaral, que a projetam como poderosa cabo eleitoral no próximo ano.

Pesquisa

Segundo pesquisa realizada pela Secretaria da Aviação Civil da Presidência da República, o aeroporto de Cuiabá foi eleito como um dos piores do País. O levantamento, feito em 15 aeroportos, avaliou aspectos como conforto e acessibilidade nas cidades que serão sedes da Copas do Mundo. Campo Grande não foi avaliada, mas, se fosse, teria sido apontada como pior que Cuiabá.

Na pista Chamada de “a mais sexy DJ do País”, a sul-mato-grossense Thay Pires luta para firmar-se no olimpo das celebridades nacionais do gênero. Com cinco anos de carreira, reconhecido talento nas pickups e explorando sua exuberante anatomia, a moça está no trecho lutando para abrir espaços no concorrido eixo Rio-SP. O “house tribal” é um de seus gêneros prediletos.

Esporte

Um novo complexo voltado para o esporte marcará Campo Grande. Trata-se do Arena Vip, da querida Lyandra Domingos. O espaço é composto de duas quadras society, feitas com a melhor grama sintética do Brasil, as mesmas usadas nos estádios recém-construídos no Paraná e Rio de Janeiro para a Copa do Mundo, miniquadra infantil e um enorme espaço gourmet, com churrasqueira e cozinha regional. Fica atrás do Comando Geral da Polícia Militar.

Festa de máscara

Pelo convite, já dá para imaginar o tamanho da festa. O empresário Zeca Lopes do frigorífico Peri vai completar

seus 60 anos e comemorar com os amigos, no próximo dia 02/11, às 22 horas, no Yotedy, numa festa temática.

Tragédia Brutal fatalidade: a gaúcha Jéssica Paola Kunrath, que tinha família em Maracaju e morava em Pedro Juan Caballero, morreu porque não conseguiu livrar-se das ferragens, após ter seu carro atingido por outro veículo na MS-164, que liga a Ponta Porã. Tinha 22 anos e era aluna da Universidade del Pacífico Paraguay, onde cursava Medicina.

Carinho

Auristela Machado Vidal ainda bastante emocionada pela enxurrada de afagos e manifestações carinhosas pela despedida do cargo de corregedora-geral na Defensoria Pública de Mato Grosso do Sul. Foram dois anos de profícua atuação em favor das faixas carentes da sociedade que precisam de assistência jurídica.

Doutor

Roberto Durães derrama-se de tanto júbilo: acaba de receber sua carteira provisória de advogado das mãos do presidente estadual da OAB, Júlio César Rodrigues, em cujo gabinete prestou o solene juramento.

Ana, a única Única do Centro-Oeste escolhida para concorrer ao Prêmio “Mulheres nas Artes Visuais”, da Funarte, Ana Ruas foi classificada entre as 10 melhores desta seleta e nobre safra da produção cultural brasileira. “Entre Vários Olhares, da Pintura à Intervenção”, o projeto de Ana levou 25 exaustivos dias para ser elaborado. Concorriam ao prêmio do Ministério da Cultura nada menos que 900 projetos.

Para refletir

Em profunda e sublimada entrega à poesia, Fátima di Giorgio lembra Cora Coralina e proclama: “O bem traz o bem, um sorriso abre outro sorriso”. Taí!

Submundo

Marta Freire Audi indignadíssima com o “ranking” nacional do crime: o terceiro maior “exército” do PCC está sediado em Mato Grosso do Sul.

Saudade Depois de uma semana de descanso, estamos de volta! Já não aguentava mais ficar longe dos meus leitores!

16 Out/Nov de 2013

Pressinha

Alguns vereadores da “oposição sistemática”, por provocação ou só para ironizar, já chamam de prefeito o vice Gilmar Olarte. Apressados que só. Se o santo é de barro, devagar com o andor.


Gabriel Santos

Família Zamlutti festeja aniversário de princesa para Beatriz Zamutti

A

expectativa começava antes mesmo de entrar na festa. O convite, um cartão da Disney, já anunciava a noite que se realizaria no reino para festejar os quatro aninhos da Beatriz Zamlutti, para ficar na memória de todos. Ela é filha de Alfredo Zamlutti Neto com Luciana Bandeira. Ao longo de muitos dias, Alfredinho e Luciana se empenharam em construir no Yotedy uma réplica de um castelo para acomodar os amiguinhos das aniversariantes, que compareceram em peso com suas mamães e papais. Um imenso painel reproduzia o castelo e os bonecos da Branca de Neve, Bela, Aurora, Margarida, Pato Donald, Pluto, Mickey, Mini, Alice, Bela Adormecida e Ariel encantavam a todos. No salão principal, balões imensos adornavam o local, que tinha também os personagens reais da Disney. Para reproduzir o mundo mágico da Disney, a festa foi distribuída em várias estações, todas com as trilhas sonoras dos contos de fadas. Cada uma ilustrava o universo particular das princesas. Era só escolher em qual delas o convidado queria mergulhar. Um sonho real. Beatriz Zamulitti, linda, estava, claro, vestida de princesa. Seu vestido vermelho com bolinhas brancas, com laços, era fofo. Envolvida, ela incorporou o aniversário dos sonhos e se divertiu

Luciana Bandeira com a filha, Beatriz, e o pai, Alfredinho Zamlutti Neto

a valer. A decoração by Piro, de Ana Maria Wenzel, foi minuciosamente planejada juntamente com os pais, Luciana e Alfredo Zamlutti Neto, que participaram desde o início dos preparativos para realizar o sonho da filha. “Ela ama a princesa, principalmente a Aurora e a Branca de Neve. E, claro, eu e o Alfredinho queríamos transformar o sonho dela em realidade”, conta Luciana. A mesa de doces estava repleta de gostosuras assinadas pela Milla Cate. Já o bolo, feito pelo Yotedy, foi a perdição da meninada. No salão, as crianças podiam escolher entre as barraquinhas de hot dog, sanduíches, crepe de palito, pipoca, churros e pizza. Já os adultos recarregavam as energias com Veuve Clicquot geladíssima e, escocês 15 anos. Além do pula-pula, cama elástica, bungee trampolim e do tobogã, a criançada podia se deleitar entre cinco oficinas temáticas. Uma delas era o Camarim, onde as meninas diziam com qual princesa queriam ficar parecidas e tinham seus cabelos e unhas transformados. Na outra, os pequenos aprendiam a preparar massinha e modelá-las. Antes dos parabéns, a surpresa da noite: os palhaços Patati e Patatá, chegaram e cantaram todos os

Aniversariante Beatriz Zamlutti e os palhaços Patati e Patatá seus sucessos. A criançada não escondia tamanha felicidade e achavam que estavam sonhando acordados. As pequenas ficaram até o fim da festa. As famílias Zamlutti e Bandeira, acolhedoras e animadas, exalavam carinho. Estavam ali para compartilhar com os 400 convidados a imensa alegria de ver a pequena Beatriz celebrando mais um aninho de vida. Confira alguns flashes...

A entrada do Yotedy anunciava que a Entrada de uma das estações, o castelo Disney veio a Campo Grande da Cinderela e a Fada Madrinha

A mesa de bombons e do bolo era inimaginável

Avós da aniversariante, Alfredo Zamlutti Jr. e a esposa, Sônia

Consultor empresarial Caio Dias e a esposa, secretária de Produção, Tereza Cristina Corrêa da Costa Dias

Suplente de senador, Pedro Chaves dos Santos Filho, com o avô da aniversariante, Alfredo Zamlutti Filho, e o empresário José Carlos Bumlai

Em cada estação, um personagem da Disney, como o Mickey

Avó da aniversariante, Vanessa Bandeira, com as filhas, Luciana e Juliana Bandeira

Paula e o marido, Paulo Horto, com Darlene Serra

Terezinha Mandetta, Ana Cristina Soares e Andréa Pereira

Nira Leão, Fernanda Zahran e Soraia Dibo Faria

17 Out/Nov de 2013


IMPACTO ASSEMBLEIA

Gratuidade

Projeto ilimitando viagens intermunicipal vai à votação

A

pesar de ter sido rejeitado pela maioria dos membros, o Projeto de Decreto Legislativo 012/13, apresentado pelo deputado estadual Pedro Kemp (PT), segue para votação em plenário e ainda pode se tornar realidade. A matéria pretende modificar o texto da lei que garante aos deficientes físicos e idosos o direito de viajar de graça no sistema rodoviário intermunicipal 20 vezes por ano. A limitação é preconizada no 6º parágrafo do artigo 5º do Decreto 13.646, de 6 de junho de 2013, que dispõe sobre a concessão de gratuidade ou de desconto, no Sistema de Transporte Rodoviário Intermunicipal de Passageiros do Estado de Mato Grosso do Sul. O projeto, que tramita na Casa de Leis, pretende dar fim à limitação. Apresentado pelo deputado estadual Zé Teixeira (DEM), acompanhado das deputadas Mara Caseiro (PTdoB) e Dione Hashioka (PSDB), o projeto de lei 183/13, que institui o mês “Outubro Rosa”, foi aprovado pela CCJR. O período será dedicado à reali-

zação de ações preventivas à integridade da saúde da mulher. Por meio de profissionais qualificados, a população receberá informações sobre a importância da prevenção e diagnóstico precoce do câncer de mama. Acadêmicos de diversos cursos de graduação também terão oportunidade de realizar trabalhos de campo junto à comunidade, em conjunto com os voluntários das várias instituições participantes. Encaminhado pelo Poder Judiciário, o projeto 173/13, que visa modificar dispositivos da lei 3.310, de 14 de dezembro de 2006, que dispõe sobre o Estatuto dos Servidores Públicos do Poder Judiciário do Estado, e também o anexo da lei 3.687, de 9 de junho de 2009, que versa a respeito do Plano de Cargos, Carreira e Remuneração do quadro de pessoal do Poder Judiciário com o intuito de reestruturar e modificar a tabela de cargos foi aprovado. Pela nova determinação da lei 3.310, fica estabelecido o limite de até dois servidores para o fim exclusivo de prestar auxílio direto aos gabinetes dos desembargadores, no que se refere à virtualização dos processos

judiciais, observada a jornada de 40 horas semanais. O projeto de lei 184/13, de autoria do deputado estadual Lauro Davi (PROS), que denomina Demétrio Damas Inácio a rodovia MS-142, no trecho compreendido entre região da Pólvora e o distrito de Jauru, em Coxim, também recebeu parecer favorável. Já o trecho do distrito de Nova Casa Verde a Ribas do Rio Pardo, que faz parte da MS-134, em Nova Andradina, receberá o nome de Iuki Abe, graças ao projeto 164/13, de autoria da deputada estadual Dione Hashioka. A matéria foi aprovada. Apresentado pelo deputado Pedro Kemp, o projeto de lei 186/13, que propõe alteração na lei estadual 3.498, de 13 de fevereiro de 2006, que dispõe sobre o processo legislativo de Declaração de Utilidade Pública das entidades e disciplina o processo administrativo de registro das mesmas e o seu cancelamento, com o intuito de padronizar dos documentos que comprovam a idoneidade dos diretores, recebeu parecer favorável de todos os membros da comissão e segue agora para votação em plenário.

A maioria dos membros da CCJR optou pela

18 Out/Nov de 2013

Roberto Higa

rejeição do projeto


IMPACTO estado

Centro-Oeste

Puccinelli defende incentivos

fiscais e ressarcimento da Lei Kandir

José Paulo Lacerda

Falando em nome dos demais governadores, André destacou as potencialidades da região

O

governador André Puccinelli defendeu durante encontro com o setor produtivo para discussão de projetos de logística que é preciso convalidar e manter os benefícios e incentivos fiscais de ICMS para os estados da região CentroOeste, bem como o ressarcimento das perdas com a desoneração tributária nas exportações estipuladas na Lei Kandir. Para ele, estes são requisitos importantes para que seja colocado em prática o Projeto Centro-Oeste Competitivo, apresentado pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) e Confederação Nacional da Agricultura (CNA), em Brasília. Falando em nome dos demais governadores, André destacou as potencialidades da região. Lembrou que os Estados que compõem o Centro-Oeste formam a segunda maior região do Brasil - que com pouco mais de 15 milhões de pessoas é responsável pela produção de 41% de toda produção de grãos do país. São 78 milhões de toneladas na última safra, de acordo com os dados da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), de um total brasileiro de 185 milhões de toneladas. “Temos ainda o maior rebanho bovino de todas as outras regiões. Em Mato Grosso temos um quantitativo de bois de 28 milhões, Mato Grosso do Sul com 22 milhões e

A fórmula defendida por Puccinelli agradou a maioria dos governadores

Goiás tem em torno de 21 milhões de cabeças de gado. O Centro-Oeste ainda possui a maior capacidade de abate, é o segundo maior produtor de carne, possui a segunda maior mina de minério, mas a produção é incipiente justamente por falta de logística”, disse o governador, elencando algumas potencialidades da região. Em meio à discussão sobre os investimentos em logística, André lembrou que é preciso também respaldar a política de atração de investimentos praticada pelos estados da região. Os governos da região Centro-Oeste têm proporcionado atrativos tributários para as empresas que se instalarem nos quatro Estados. “Por isso que nós, ao longo deste tempo, procuramos defender e fizemos os incentivos fiscais e tributários. Venham à nossa região. Ve-

19 Out/Nov de 2013

nham para Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Goiás e terão os maiores incentivos fiscais e tributários de todos os estados brasileiros”, declarou o governador. O governador elencou também os incentivos fiscais e tributários para os empreendimentos já conquistados para essas regiões. Citou a fábrica de fertilizantes da Petrobras, duas fábricas de celulose (Fibria e Eldorado Brasil), empresas instaladas no município de Três Lagoas, bem como uma fábrica de medicamentos e sua primeira montadora de automóveis no estado de Goiás e uma fábrica da Seara em Lucas do Rio Verde, em Mato Grosso. “Longe dos centros consumidores precisamos ter competitividade para vender nossos produtos, por isso os incentivos são maiores para compensar os fretes”, afirmou André.


IMPACTO LEGISLATIVO

Glória de Dourados

Cristiane Amaral Klen recebe prêmio de vereadora atuante

A

vereadora Cristiane Amaral Klen (PSB) recebeu prêmio de “Vereadora Atuante” oferecido pela Câmara Municipal de Glória de Dourados, onde exerce o mandato legislativo. Ela se destaca pela preocupação em desenvolver um trabalho de grande alcance social e que é apontado pela comunidade com de grande importância para o bem estar da coletividade. Para a vereadora Cristiane Klen, as agendas cumpridas fora do município aumentam, à medida que as demandas chegam em seu conhecimento. Nas várias agendas em Campo Grande, a vereador enfatiza sua peregrinação em busca de recursos e serviços para o município. É desta forma que ela busca contemplar todos os munícipes glória-douradenses de uma forma global. "Fico feliz que em meu primeiro mandato, seja reconhecida pelo trabalho e pelos frutos desse trabalho" afirma a vereadora. No último final de semana, com o objetivo de aprimorar ainda

mais seus conhecimentos e, desta forma,ter melhores condições de bem representar os eleitores que lhe outorgaram o mandato de vereadora, Cristiane Amaral Klen esteve na cidade de Camapuã, onde participou do Seminário de Vereadores da Região Norte de Mato Grosso do Sul com presença de colegas de ao menos sete

municípios sul-mato-grossenses. Na ocasião ela teve a oportunidade de acompanhar atentamente importante palestra proferida por Antenor de Oliveira, técnico do Tribunal de Contas, esclarecendo pontos importantes no desempenho cotidiano da função de vereador ou vereadora em nosso Estado.


TEREZA NAME Pedagoga, natural de Campo Grande, Tereza Laurice Domingos Name, ou simplesmente Dona Tereza Name, é uma personalidade cultuada pelas camadas sociais mais humildes da Cidade Morena, segmento para o qual é considerada uma espécie de “mãezona” pelas ações sociais que vem desenvolvendo ao longo de toda sua vida. Casada com o empresário Jamil Name e mãe de dois filhos (dos quais, um falecido precocemente), Tereza Name sempre tem o nome lembrado nos momentos que antecedem o processo eleitoral. Foi assim na eleição passada, quando chegou a ser anunciada como pré-candidata a vice-prefeita na chapa de Alcides Bernal (PP), mas recursou o convite por fidelidade ao irmão, Jerson Domingos (PMDB), deputado estadual e presidente da Assembleia Legislativa.

Atualmente, Tereza é apontada como candidata a deputada estadual, para ocupar o espaço a ser aberto com a provável ida do seu irmão, Jerson, para o Tribunal de Contas do Estado. “Eu não estou indo porque ele {Jerson} está saindo. Eu estou indo porque existe um clamor da população. Aonde eu vou as pessoas me afirmam: ““A senhora tem que voltar; tem que voltar; tem que voltar”’ afirma Tereza ao ser questionada se assumiria o “espólio eleitoral” de Jerson. Em longa entrevista concedida ao jornalista Jota Menon, Tereza Name contou um pouco de sua vida (que será publicado em reportagem na próxima edição) e abordou questões políticas atuais, especialmente quanto ao que sonha realizarquando eleita para a cadeira de deputada estadual. Confira a entrevista...

“Sou candidata porque existe o clamor da população”


Tereza Name e seu esposo Jamil

I

MPACTO – O deputado Jerson Domingos anunciou o desejo de não mais disputar a reeleição ao cargo de deputado estadual e indicou a senhora para “herdar” o seu espólio eleitoral. As pressões já começaram? TEREZA NAME – Olha, se começaram as pressões eu não sei, mas o assédio, sim. Quanto a espólio, entendo que não é isto que o Jerson quer, nem o que eu quero. O meu coração diz que quem deveria permanecer na Assembleia Legislativa era ele. Mas, o fato de eu ser candidata, não significa que os votos se passam de pai para filho, de irmão para irmã. Não vivemos mais a época das capitanias hereditárias. Eu estou estudando a possibilidade de ir à disputa por clamor da população. Chegaram a mim e me disseram: “Nós vamos ficar sem o pai”, se referindo ao Jerson, e complementaram: “Nós queremos pelo menos a mãe”. Ainda brinquei com eles lembrando que o coração da mãe é maior, sempre cabe mais um. Então, não é uma questão do Jerson estar passando o bastão a mim. A questão é que o presidente percebeu que está cansado. Não foi fácil para ele o trabalho durante todo esse período. Eu tenho muito orgulho dele. Um orgulho incomensurável da postura dele durante estes oito anos como presidente da Assembleia Legislativa. Eu sempre disse que o Jerson foi um

magistrado para todos os segmentos da sociedade. Com os funcionários públicos, polícia, magistratura e a própria Assembleia, onde nunca havia tido um Plano de Cargos, e ele implantou. E, hoje, os funcionários da Assembleia são extremamente gratos a ele. O que ele fez em relação ao combate ao câncer também é louvável. Durante estes 20 anos na Assembleia Legislativa, o que ele fez não é qualquer um que se dispõe a fazer. Não foi um projeto politiqueiro. Tanto que ele foi homenageado pela Rede Feminina de Combate ao Câncer novamente. No caso do Jerson, o que mais me orgulha é que ele não divulga o que ele faz. Ele podia, como presidente do Poder por oito anos, ser destaque nos jornais todos os dias. Mas você não vê o Jerson todos os dias nos jornais. Ele é na dele. É uma pessoa que é muito sensível. Um dia ele me ‘convocou’ para fazer um jantar de Natal, na véspera de Natal, para todos os catadores de lixo do lixão de Campo Grande. Fui lá e não achei lugar onde coubessem 1.000, talvez 1.500 pessoas e então propus ao Jerson montarmos uma cesta de natal e entregarmos para cada uma das famílias. Fizemos. Uma cesta completa com tudo para uma farta ceia de natal. E na hora da entrega, centenas de famílias pegando sua cesta, cadê o Jerson? Procurei e o achei num cantinho chorando. E eu lhe perguntei se ele não ia lá falar, cumprimentar as pessoas. E ele me respondeu: “Você acha, minha irmã, que este é lugar para discurso?”.

Este é o irmão que eu tenho e que eu queria que permanecesse na Assembleia. Mas, eu entendo que ele esteja cansado. Agora, eu não estou indo porque ele está saindo. Eu estou indo porque existe um clamor da população. Aonde eu vou as pessoas me afirmam: “A senhora tem que voltar; tem que voltar; tem que voltar”. IMPACTO – Assumindo essa cadeira de deputada estadual a senhora dá continuidade ao trabalho de Jerson e implementa os seus projetos? TEREZA NAME – Sim, principalmente implementar as minhas ações. Eu acho que o político tem de trabalhar pensando única e exclusivamente no povo que o elegeu e aqui é o povo de Mato no coração e, em segundo, gostar do povo. O político não pode pensar nele. Tem de pensar no que é bom para a população. Para ser político você tem que se colocar no lugar da pessoa que vai ser afetada diretamente por suas ações, por seus projetos. Se seu projeto vai ser bom para você, para seus filhos, para sua família, para as pessoas que você quer bem, este projeto será bom para a sociedade. Porém, ao se colocar no lugar do povo e ver que o projeto o prejudica enquanto cidadão, prejudica às pessoas que lhe são caras, então você terá que este projeto não será bom para a coletividade. Essa é a postura do verdadeiro político: colocar-se do lado de lá. Para aprovar ou recusar alguma coisa que venha do Executivo

Empresária Tereza Name, há décadas, faz um excelente trabalho social em Campo Grande

22 Out/Nov de 2013


IMPACTO ESPECIAL ou do próprio Legislativo. Porque, leis nós não precisamos mais fazer. Nós temos a Constituição mais moderna do mundo. O que precisamos é de eficácia legislativa, fazer valer as leis. Aplicar as leis na sua essência. Precisamos da eficácia legislativa. Essa história de candidato ao Legislativo que vai ao povo e fala que vai construir escolas, asfalto, casas populares, creches... é tudo mentira e o povo tem de ter consciência disto. O legislador não executa. Quem executa é o Executivo, o próprio nome já diz. Legislador legisla, fiscaliza, cria leis, sugere, apresenta emendas, você pode negociar com o chefe do Executivo, o prefeito ou o governador, casos que sejam de interesse da comunidade. Por exemplo, quando eu assumi o cargo de vereadora, a região Norte de Campo Grande, do Colúmbia ao Jardim Talismã, era totalmente desprovida de infraestrutura, nem a linha de ônibus era asfaltada. O único asfalto era o da Matel e eu tinha compromisso com aquela população. O que fiz? Negociei com o prefeito, coloquei no orçamento e todas as linhas de ônibus e algumas ruas paralelas foram pavimentadas. Isso o Legislativo pode fazer. O povo está cansado de escutar promessas inócuas. A saúde vai mal? Vai mal, está ruim. Cadê a eficácia legislativa para fazer funcionar? Porque dinheiro, o Governo Federal tem de monte. Você vai lá no São Julião e vê o que é exemplo de um hospital mantido pelo SUS {Sistema Único de Saúde}. É referência na Região Centro Oeste. Se você quiser pagar uma consulta lá, você não paga. Você pode usar seus convênios. Mas pagar, não. No São Julião não existe diferenciação social. Todos são tratados iguais. O que falta então na saúde brasileira? Falta gerenciamento. Só isso que falta. IMPACTO – O papel do Legislativo, então... TEREZA NAME - ... Fiscalizar. Não adianta você ir lá, fazer um auê, denunciar no jornal. Nada disso adianta. Adianta você ter postura de legislador. Cobrar, cobrar, cobrar. Aí, a coisa vai acontecer. IMPACTO – Vamos falar um pou-

quinho de André Puccinelli. E o governador, como a senhora vê o governador André Puccinelli, lembrando que ele foi prefeito oito anos, dos quais em quatro a senhora foi vereadora e, agora, oito anos como governador do Estado? TEREZA NAME – Olha, eu sempre falo que o André foi o maior prefeito que Campo Grande já teve. É um eterno prefeito. Tem os defeitos dele. É truculento? Mas tem que ser assim. Porque, do contrário, não teria sido o prefeito que foi para Campo Grande. Agora, como governador: recentemente fui a Ponta Porã, por Maracaju e Vista Alegre {via fazenda Itamaraty} e quando estava entrando na cidade ele me ligou e eu aproveitei para cumprimenta-lo. Disse: “Parabéns governador” e ele me perguntou o porquê. Respondi que estava chegando a Ponta Porã pela MS-164 que Ponta Porã à BR-267 e o cumprimentava pela qualidade do asfalto. É um homem trabalhador, visionário. Eu não conheço com profundidade as obras dele no interior do Estado, mas eu tenho pelo André o orgulho de ter convivido com o maior prefeito da minha cidade. Foi e será, por certo, muitos anos ainda insuperável. IMPACTO – Já que o assunto é prefeito, vamos falar de prefeito um pouquinho: e o Bernal? TEREZA NAME – O Bernal? Eu conversei com ele uma vez. Não o conheço. Pouco antes das convenções ele veio aqui para me convidar para ser vice-prefeita dele. Eu disse a ele que tenho um irmão no PMDB, que ia apoiar o candidato do PMDB, não importando que fosse o candidato. E eu, por cargo nenhum do mundo, trairia meu irmão. Inclusive, agradeci o convite, mas por questões familiares eu sempre estive e sempre estarei ao lado do meu irmão. Agora, o que acho que está acontecendo, aliás, o que eu por cima, com base no que vejo na imprensa? Eu entendo que as coisas poderiam ter sido resolvidas de outra forma. Por quê? Porque no momento a gente tem que pensar em Campo Grande. Não se pode mais

23 Out/Nov de 2013

Tereza Name e seu irmão, presidente da Assembleia Legislativa, Jerson Domingos

pensar em questões partidárias. Ele foi eleito com uma quantidade enorme de votos. E a gente tem que respeitar a população. Não sei se houve desvio, se houve corrupção nesse período que ele está à frente do Executivo Municipal. Eu acredito que não tenha dado nem tempo de haver corrupção. Estou vendo algo parecido com o que fizeram com o Fernando Collor de Mello. Não conheço o Bernal com profundidade e , logo, não me sinto preparada para julgá-lo. Quem sou eu para julgar alguém? Mas, eu espero que as coisas sejam resolvidas da melhor forma possível e em benefício de Campo Grande. Sem foco em Bernal, em fulano ou ciclano ou nessa CPI que fizeram. Em nada disso. Se houve erros, corrupção, tem que se punir. Mas, primeiro, tem que se comprovar. Eu sou gato escaldado. Participei de uma CPI quando vereadora e lá na frente as pessoas {condenadas na Câmara} foram absolvidas. IMPACTO – Talvez esteja faltando diálogo entre as partes envolvidas? TEREZA NAME – Creio, sim, que seja absoluta falta de diálogo. Acho que o Bernal tem de ceder pelo seu lado, os vereadores pelo lado deles. Tem que haver uma conversa civilizada tanto por parte do Legislativo quanto do Executivo. Não quero julgar quem está certo e quem está errado. O que espero é o bom sendo de ambas as partes.


Personalidades

Instituto Delta pesquisa e apresenta d

Delta colocou sua equipe nas ruas e chegou aos homens e mulheres que destacam na sociedade

O

uvir a população e por meio dela definir quais são personalidades sociais, políticos e empresariais que se destacam em seu meio. Com essa filosofia o Instituto Delta colocou sua equipe nas ruas de São Gabriel do Oeste e chegou aos homens e mulheres que destacam na sociedade são-gabrielense. Os resultados foram tornados públicos em evento que reuniu os expoentes do município que se destaca em todo o Mato Grosso do Sul pela sua grande produção agropecuária e pelo IDH – Índice de Desenvolvimento Humano – de seus moradores, que é um dos mais elevados do Estado. Foi a seguinte a lista das personalidades homenageadas por outorga da população ouvida pelo Instituto Delta, em São Gabriel do Oeste: Cirurgião Dentista - Dr. Roberto Yudi Mori; Rádio Mais Ouvida: FM 87,9 com direção de Fernando Napp Rocha e presidência de Ana Paula Vieira Laira; Jornalista e Repórter Fotográfico - Victor Luiz Martins Currales; Locutor de Rádio - Helton Barbosa; Cirurgiã - Dra. Elaine Maria

Zamignan Henrique; Farmácia - Farmácia São Pedro sob direção de Edenir Marcon e Solange Cassimiro; Jornal de circulação regional - Folha de São Gabriel sob direção de Wagnee; Ótica Ótica Vitória direção de Pedro Prestes de Oliveira; Taxista - Arnaldo Felix da Silva; Serviços de Manutenção de Ar Condicionado e Compressores - TEC AR sob direção de Jaiso Bruschi; Distribuidora de Bebidas – Falcão Serv Fest com direção de Antônio Henrique Pontedura; Loja de Instalação de Som Automotivo – Pankada Sound Car do senhor André Lizot; Loja de Vendas e Consignação de Veículos - Gabriel Veículos direção de Jair Grasel e gerência de Roselaine de Lima; Loja de Calçados – Via Bella Calçados sob direção de Marcelo Augusto Martin; Chaveiro – Chaves e Segurança S. A. de Arnaldo Felix da Silva; Funilaria e Martelinho de Ouro Stete Car Martelinho de Ouro, de Jurandir Cordeiro de Souza (Didi); Loja de Informática – Ponto Digital Informática de Bruno Henrique Zemolin; Bicicletaria – Paraná Bike Center de Edgar Faria; Floricultura e Paisagismo - Narts Floricultura de Ze-

24 Out/Nov de 2013

naira Margarete Scheffer; Auto Elétrica – Auto Elétrica Kiko de Edna Aparecida Bellei; Serviço de Publicidade Volante; Lava Rápido – Lava Jato do Ceni de Natalino Ceni Neto e Débora Ceni; Loja de Roupas Infantis - Drops Fashion de Renata Salomão Laureto; Empresa de Comunicação Revista e Jornal - Grupo Impacto de Comunicação sob direção de Eli Sousa; Loja de Variedades –Di Tudo Variedades de Luceli Nogueira e Marilene de Almeida; Loja de Assistência Técnica em Celulares – Via Celulares de Jobson Simenes Mesa e Silvana de Alencar Meza; Panificadora e Confeitaria – A Caseira Panificadora de Clacir Somavilla Sr.Fabio; Imobiliária – Máxima Soluções Imobiliárias de Carmem Regina Hamera e Ivo; Oficina de Motos - Ronaldo Motos de Ronaldo Batista de Souza; Auto Mecânica – Clinicar Veículos de Ailton Lordano; Serviços de Instalações Elétrica e Manutenção de Alta e Baixa Tensão – Jerfeson Instalações Elétricas de Jeferson Ribeiro; Sorveteria - Suprema Sorveteria de Eliza Giovana Ceni e Carmem e; Loja de Presentes - Deyse Presentes de Deysiane Dalzoti Rolin.


IMPACTO HOMENAGEM

a destaques em S達o Gabriel do Oeste

25 Out/Nov de 2013


EMANCIPAÇÃO JÁ... O

sonho de deixar a condição de distrito; tornar-se município e gerir os próprios destinos parece ter ficado mais distante para a quase totalidade das comunidades que almejam a emancipação em Mato Grosso do Sul. Esta passou a ser a realidade para moradores dos distritos de Anhandui, em Campo Grande, Quebra-coco, em Sidrolândia, Nova Casa Verde, em Nova Andradina, Agrovila Pana, em Nova Alvorada do Sul, Vista Alegre, em Maracaju, Itahum, em Dourados, Nova América e Cristalina, em Caarapó, Taboco, em Corguinho; Fazenda Itamaraty, em Ponta Porã, Montese, em Itaporã, enfim, em várias localidades do interior do Estado, o sonho da emancipação vai se desfazendo tal e qual as nuvens se desfazem no horizonte. Nova lei aprovada pelo Senado estabelece um critério específico para a criação de novos municípios, o qual se torna obstáculo difícil de ser transporto pelos distritos sul-mato-grossenses. Trata-se da regionalização do número mínimo de habitantes para habilitar uma localidade a requerer a emancipação. Pela nova lei, a criação de município nos três Estados da região Centro Oeste precisa respeitar um número mínimo de 6.273 habitantes. No caso específico de MS, não há um distrito sequer que, na atualidade, atenda a esse requisito preliminar. Segundo levantamentos iniciais, dentre os distritos que pleiteiam formalmente a emancipação, apenas o campo-grandense Anhandui, chegaria mais próximo ao exigido pela lei. Pelo Censo 2010, a comunidade contaria

Assentamento Itamaraty já pleiteia emancipação

com 4.267 moradores. O distrito de Vista Alegre, em Maracaju, talvez atendesse essa exigência mínima se somados os moradores das usinas Vista Alegre e MR e dos assentamentos Cantagalo e Santa Guilhermina. Mas, enfrentaria dura resistência da sede que alegaria a inviabilização do município caso venha a perder todas essas “minas de ouro” para o novo município. RECURSO - O senador Waldemir Moka (PMDB-MS) participou da votação do projeto, no Congresso Nacional, e tenta trazer um alento aos que se decepcionaram com a nova fórmula aprovada em Brasília. Ele diz que os distritos candidatos à emancipação que não atendam ao número mínimo de habitantes podem solicitar a recontagem do número de habitantes. “Em tese, o distrito tem condição de tentar a emancipação”, diz.

26 Out/Nov de 2013

O processo de emancipação leva em consideração também o desenvolvimento econômico do distrito, além da sua capacidade para a administração própria. Neste caso, a maioria dos distritos sul-mato-grossenses está dentro do exigido pela lei. NANOMUNICÍPIOS – Quando o assunto é criação de novos municípios, Mato Grosso do Sul e Mato Grosso acabam falando a mesma língua. No caso de Mato Grosso, por exemplo, a classe dirigente política critica duramente as autoridades brasileiras que criam entraves ao surgimento de novos municípios, fazendo vistas grossas, contudo, a casos gritantes de municípios já existentes e que não se habilitariam a serem transformados sequer em distritos, caso ainda não tivessem atingido essa condição. São casos como o de Borá, situado no interior de São Paulo, considerado o menor município do Brasil em


IMPACTO MUNICÍPIOS

.. mas nem tanto! termos populacionais já que conta comapenas 805 habitantes pelo censo 2010 ou, ainda, de Serra da Saudade, em Minas Gerais, com 810 habitantes. Nas sequência dos 10 menores municípios do Brasil aparecem Anhanguera, situado no Estado de Goiás, com 1.020 habitantes; Oliveira de Fátima, no Estado do Tocantins com 1.035 habitantes; Araguainha, no Estado do Mato Grosso, com 1.096 habitantes; Nova Castilho, no interior do Estado de São Paulo, com 1.125 habitantes; Cedro do Abaeté, no Estado de Minas Gerais, com 1.212 habitantes; André da Rocha, no estado do Rio Grande do Sul, com 1.216 habitantes (Censo 2010). Uru, em São Paulo, com 1.251 habitantes e Miguel Leão, no Piauí, o 10º menor município do Brasil com 1.253. Todos estes números são do Censo Demográfico do IBGE de 2010. MÁ DIVISÃO TERRITORIAL Sobre a má divisão territorial brasileira, basta usar os dados da Associação Mato-grossense das Áreas Emancipandas e Anexandas (Amaea), entidade criada para defender a criação de novos municípios e a anexação daqueles considerados inviáveis. Segundo seu presidente, Nelson Salim Abdala, oEstado de Mato Grosso “é extremamente mal dividido”. Ele compara Mato Grosso a Minas Gerais: os mais de 903 mil quilômetros quadrados (km²) do território matogrossense são compartilhados por 141 municípios enquanto os pouco mais de 586 mil km² mineiros concentram 853 municípios. Quanto ao “mal dividido”, Abdala dá exemplos de municípios de enormes extensões, como São Félix do Araguaia, a 1.159 km de Cuiabá. O distrito de Espigão do Leste, com mais de 120

No distrito de Anhandui, produção artesanal de pimenta tem forte presença na economia

Inauguração do asfalto entre Sidrolândia e Quebra-coco, onde população almeja independência

mil hectares de plantação de soja, se localiza a mais de 200 km da sede do município. Lá, a prefeitura tem dificuldades para fazer chegar os benefícios do FPM e para estender serviços essenciais. Em Peixoto de Azevedo, a 692 km

27 Out/Nov de 2013

da capital, o distrito de União do Norte concentra cerca de 11 mil habitantes, mas a área teria dificuldade para emancipação devido à falta de homologação dos títulos de terra por parte do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra).


IMPACTO MUNICÍPIOS pação. Trata-se da Agrovila Pana, em Nova Alvorada do Sul, elevada à condição de distrito pelo projeto de lei 009/2011 de autoria dos vereadores Cleunir Pedro Brunetto e MoizesNeres de Souza. Localizado a cerca de 65 km da sede do município, o agora Distrito, conta com uma população total de 3,4 mil moradores. A partir da criação do distrito, no final do ano passado, os moradores da localidade passaram a sonhar com a emancipação, que agora fica mais difícil. Porém, com a elevação à condição de distrito, inicialmente, ao menos a localidade poderá angariar e receber recursos para a aplicação em obras próprias, já que alguns Serra da Saudade, Minas Gerais, segundo menor município brasileiro

No caso de Mato Grosso do Sul, as distâncias não são tão acentuadas como ocorre em Mato Grosso, mesmo porque o Estado, ao ser criado, ficou com apenas um terço do antigo território do estado indiviso. Porém, aqui se verifica o mesmo problema do Norte quando o assunto é fazer chegar aos distritosobras e serviçosem valores equivalentes ao menos à metade do que se produz em tais comunidades. NOVO DISTRITO – O mais novo distrito de Mato Grosso do Sul já surgiu com o sonho de emanci-

Borá, interior paulista, menos município do Brasil

Vereador Moises Neres e senhor Jorge, presidente da Agrovila Pana, com o jornalista Eli Sousa

28 16 28 Out/Nov de 2013

recursos deixarão de entrar nos pacotes de verbas destinados à Prefeitura de Nova Alvorada do Sul. No final de outubro, o vereador Moizes Neres de Souza, atual presidente da Câmara Municipal de Nova Alvorada do Sul, acompanhado do presidente da Agrovila Pana, senhor Jorge, visitou a sede do Grupo Impacto de Comunicação, ocasião em que falou da meta dos moradores de Pana de obter a emancipação, reconhecendo, entretanto, que a nova legislação cria empecilhos difíceis de serem transpostos.


IMPACTO MUNICÍPIOS

Paraíso das Águas

Prefeitura investe em infraestrutura rural

C

onhecedor da realidade que mostra a economia de Paraíso das Águas ainda dependente quase que exclusivamente da produção rural, o prefeito Ivan da Cruz, o popular Xixi (PMDB), tem dispensado atenção especial à área rural, investindo em melhorias principalmente da malha viária o que, por consequência, garante tranquilidade ao produtor rural no momento de escoar a produção agropecuária e oriunda da silvicultura. Dentro dessa filosofia, no último dia 1º, na sede da Fazenda Mutuca, aconteceu a solenidade de inauguração da recuperação da estrada vicinal que leva o nome da propriedade rural. O evento foi comandado pelo prefeito de Paraíso das Águas Ivan Xixi, contando ainda com a presença de todos os vereadores do município, dos secretários municipais, do deputado estadual Júnior Mochi (PMDB), prefeito de Costa Rica, Waldeli dos Santos Rosa (PMDB), do proprietário da fazenda, Delano de Oliveira Huber, representantes da COB – Central de Operações do Bolsão - e representante das 41 famílias moradoras da região beneficiada com a recuperação da estrada. O prefeito Ivan Xixi falou na importância da recuperação da estrada da Mutuca que se encontrava em péssima condição de tráfego, o que prejudicava

também os alunos que usam o transporte escolar. “Os R$700.000,00(setecentos mil reais) gastos pela prefeitura poderiam ser investidos em outros setores como nas calçadas. Fiz questão em priorizar a recuperação dessa estrada devido a urgência em atender antigas solicitações. Fico feliz com o resultado e com a satisfação que vocês demonstraram quando cumprimentei cada um dos presentes” afirmou Xixi. O presidente da Câmara, vereador Anísio Sobrinho Andrade, ressaltou a importância da parceira da Prefeitura com a Câmara na tomada de decisões que visam o bem público. O deputado Junior Mochidestacou a competência da administração do prefeito Ivan Xixi. “Um bom administrador sabe apro-

E-Mail: zefotograforochedo@gmail.com

29 Out/Nov de 2013

veitar as oportunidades para bem administrar o dinheiro público” afirmou. O anfitrião, senhor Delano de Oliveira, fez uma carta de agradecimento ao prefeito Ivan da Cruz que comoveu todos os presentes. Nela ele citou o sofrimento dos moradores devido a então péssima condição da estrada e ressaltou a gratidão de todos com o sua recuperação. “O prefeito Ivan Xixi trouxe dignidade às família desta região. Nos dez anos que tenho a minha propriedade aqui eu nunca tinha visto um prefeito que investisse o que foi investido agora em sua administração. Sempre usávamos as máquinas das fazendas para fazer pequenos reparos na estrada” finalizou Sr. Delano.


CABELO

Mudar o tom depois de ser ruiva é t Você sabe qual a palavra de ordem quando o assunto é retirar a tinta ruiva dos fios? Paciência. Conforme a hairstylist Alexandre Lapaz, do Walter’s Academy, no Rio de Janeiro, para se livrar por completo do vermelho sem comprometer a saúde dos fios requer tempo: de seis meses a um ano.

Ela afirma que é preciso ter cuidado com medidas drásticas, que prejudicam muito os fios. “Impossível não é! Somente requer tempo. Principalmente se for um vermelho usado há muito tempo, pois o cabelo estará impregnado com o pigmento”, explica. Duas soluções – Há duas formas de

retirar a tinta sem prejudicar os fios. “Utilizar o método de decapagem que é feito após o clareamento. Com o fundo revelado aproveita-se para neutralizar”, detalha. A outra alternativa, conforme a profissional, é usar uma coloração para camuflar os fios ruivos. Ela indica,

CUIDADOS ESPECIAIS

Rejuvenesça a pele aos 50 a A

os 50 anos, a queda dos níveis hormonais logo se reflete na qualidade da pele, deixando-a mais fina, ressecada e sem brilho, evidenciando as rugas de média profundidade. Com a diminuição da vascularização e da produção das fibras elásticas, a

flacidez e a perda do contorno facial também ficam mais evidentes. Para reverter estes sinais típicos da idade, a mulher pode apostar em tratamentos potentes que evitam o bisturi. “Luminosidade, uniformidade, volume e contornos definidos, em conjunto, dão ao rosto uma aparência Fotos: Shutterstock

Por meio do aquecimento da derme, a radiofrequência e o infravermelho agem ativando a produção de colágeno e contraem o pré-existente, garantindo um efeito lifting imediato

30 Out/Nov de 2013

jovem. Assim, deve-se buscar em cada tratamento o melhor benefício e sempre considerar o rosto em sua totalidade”, explica Ana Cristina Trench, da Clínica Clinderm, em São Paulo. Conheça, abaixo, os tratamentos mais recomendados para mulheres nessa faixa etária. Skinboosters Indicação: ameniza a desidratação, a perda de viço e as rugas finas, especialmente ao redor dos olhos. Também trata o envelhecimento do colo, pescoço e mãos. Como funciona: substâncias injetáveis à base de acido hialurônico estimulam duas camadas da pele: a epiderme e a derme. Desta forma, provocam a síntese de colágeno, revigoram a pele e propiciam uma hidratação profunda, além de melhorarem a firmeza e a elasticidade. Quantidade de sessões: três sessões mensais e manutenção semestral. Custo médio: R$ 900 reais por aplicação. Radiofrequência Tripolar (Maximus) e Infravermelho (NIR)


Shutterstock

Impacto Beleza

é tarefa difícil

neste caso, cores na altura do tom que está o cabelo, com a nuance mate acrescido, podendo fazer, inclusive, mechas. “Combinando com o perfil de cada cliente, claro”. (Portal Terra) O vermelho pode demorar até um ano para sair do cabelo sem prejudicar a sua saúde dos fios

0 anos sem cirurgia plástica Indicação: flacidez e perda da definição do contorno facial. Como funciona: por meio do aquecimento da derme, a associação de tratamentos incita a produção de novas fibras de colágeno, melhorando a flacidez e a espessura da pele. Há um efeito lifting imediato, pela contração do colágeno pré-existente. Quantidade de sessões: entre quatro e oito sessões semanais ou quinzenais, com manutenção semestral. Custo médio: R$ 2.150 reais, pacote com quatro sessões. Sculptra Indicação: combate a flacidez e melhora o contorno facial. Como funciona: a injeção de uma substância faz os fibroblastos produzirem novas fibras de colágeno, proteína responsável pela jovialidade. Quantidade de sessões: três sessões mensais para o rosto. Custo médio: R$ 1.300 a 1.500 por aplicação. Laser de CO2 fracionado Indicação: trata rugas médias e

profundas, flacidez na pálpebra e culo que provoca a ruga, e não direrugas ao redor dos lábios. tamente na linha de expressão, pois Como funciona: técnica cria micronão tem o efeito de preenchimento. perfurações e aquece profundamente As rugas na área são bastante amea derme. O dano térmico estimula a nizadas ou desparecem. produção de novas fibras de colágeno Quantidade de sessões: uma a para reparar a área de tecido danificada cinco meses. cado, o que gradualmente leva à meCusto médio: R$ 1.200 a 1.500 por lhora da flacidez, rugas e textura da aplicação. (Agência Hélice) pele. Os resultados são visíveis após a primeira sessão. Quantidade de sessões: varia de acordo com o grau de flacidez e profundidade das rugas. Custo médio: R$ 1.500 a R$ 2.500. Toxina botulínica Indicação: suaviza linhas de expressão, rugas frontais e ao redor dos lábios. Também contribui para o rejuvenescimento do pescoço e ameniza o aspecto de olhos caídos, quando não há um excesso de flacidez nas pálpebras. Como funToxina botulínica é injetada no ciona: por meio músculo por meio de agulhas e de agulhas bem finas, a toxina é suaviza linhas de expressão, rugas frontais e ao redor dos lábios injetada no mús-

31 Out/Nov de 2013


32

Setembro de 2013


impacto SOCIAL

1

2

3

4

5

6

7

8

9

10

11

12

1- Quem está sorrindo de orelha a orelha é a empresária Lyandra Domingos que, ao lado paizão, o deputado estadual Jerson Domingos (PMDB), inaugurou um dos maiores e mais sofisticados espaços de lazer da nossa Capital, o Arena Vip. De parabéns a empresária e os desportistas campo-grandenses que agora tem mais um point para passar horas agradáveis! 2.3 - Os aniversariantes de impacto são o jornalista Jota Menon e o consultor de vendas Adão Rodrigues. Ambos ficaram mais experientes no finalzinho de outubro. Receberam cumprimentos pela idade nova nodia 26 e, no dia seguinte, 27 de outubro, foi a vez de Jota Menon. Parabéns, em dose dupla. Na foto, Adão com a sua esposa Silvana, aniversariante do dia 2/11 e sua filhota, Valentini! 4- Pela primeira vez na história, a UCVMS consegue promover verdadeira integração entre os seus vereadores associados. Já foram realizados vários seminários no interior e o seminário final será na Capital Morena. Parabéns ao presidente, vereador Jeovani Vieira, e à sua equipe pela competência e o dinamismo imprimido na nova gestão da UCVMS. 5- O governador André Puccinelli (PMDB) está abrindo as contas do seu Governo para a população. É a lei da transparência sendo levado a sério pelo nosso governador. O povo agradece! 6- As polêmicas da Estância Diamante: empresária Karina Alves, ladeada por Elizandra Danda, Yvone Guardiano, Neusa da Maia e Ana Almeida. São polêmicas mesmo! 7- Depois de muitos pedidos está de volta a página mais badalada da nossa revista: a “GAROTA IMPACTO”. Nesta edição, destaque para a modelo Bruna Loyola, da sempre apaixonada cidade de Aparecida to Taboado. 8- Por falar em “Garota Impacto”, não podemos deixar de registrar que a beleza e a sensualidade da mulher sul-mato-grossense serão retratadas na revista pelas lentes da competente e sensível Fernanda, reconhecida nacionalmente como uma das melhores fotógrafas do país. Ele tem estúdio em Campo Grande e São Paulo. As imagens captadas por suas lentes serão, com certeza, impactantes... 9- O grupo Impacto de Comunicação mais uma vez foi homenageado por promover a integração entre os Municípios do interior a capital sul-mato-grossense. O evento ocorreu em São Gabriel do oeste no mês de outubro e foi realizado pelo Instituto Delta de Pesquisas que homenageou, também, as personalidades o mundo político, econômico e social do município. 10- O colunista social mais badalado do Estado, Fernando Soares, o juiz Federal, Dr. Odilon de Oliveira e o jornalista e empresário Eli Sousa clicados em momento de descontração na inauguração do mais novo e badalado espaço de lazer e esporte de Campo Grande, o Arena Vip. 11- Quem aniversariou dia 24 de outubro foi o “faz-tudo”, o Da Silva, homem de confiança do deputado estadual Jerson Domingos. Aliás, o presidente da Assembleia Legislativa fez questão de homenageá-lo durante a inauguração do espaço “Arena VIP. O grande churrasqueiro da noite foi efusivamente cumprimentado por todos os presentes ao evento. 12- Prefeito de Corguinho Dalton de Souza Lima (PMDB) e a primeira-dama, Dona Fiinha, em visita ao Grupo Impacto, anunciaram que farão uma grande festa dia 11 de dezembro para celebrar o aniversário da cidade. Dentre outras ações, destaque para a entrega e lançamento de obras. É Corguinho no trilho do desenvolvimento.

33 Out/Nov de 2013


IMPACTO DESTAQUE

Desportistas campograndenses agora tem

Arena Vip I

34 Out/Nov de 2013

naugurado quinta-feira (24) à noite, com a realização de um torneio de futebol society, o Complexo Esportivo Arena Vip, localizado no Jardim Veraneio, região do Parque dos Poderes, em Campo Grande, atraiu cerca de mil pessoas. A partir de agora a sociedade campo-grandense passou a dispor de um dos mais modernos e amplos espaços para a prática esportiva. Sob inspiração da empresária Lyandra Domingos, filha do presidente da Assembleia Legislativa, deputado estadual Jerson Domingos, a Cidade Morena ganhou de presente a ARENA VIP, um complexo poliesportivo até então só existente nas maiores metrópoles brasileiras. Localizado no Jardim Veraneio, numa das regiões mais badaladas da Capital, a do Parque dos Poderes, o torneio de futebol society, que marcou sua inauguração, foi prestigiado por cerca de mil pessoas da sociedade campo-grandense. Inicialmente, conforme explicações da empresária Lyandra, o espaço Arena Vip vai funcionar com duas quadras de futebol society. “Oportunamente iremos inaugurar uma quadra de areia de vôlei, outra quadra infantil, além de um play-


IMPACTO DESTAQUE

ground que certamente será a alegria das crianças” acrescentou a empresária. O presidente da Assembleia Legislativa não continha o semblante de pai orgulhoso pelo sucesso do empreendimento da filha e fazia questão de explanar aos amigos presentes que Lyandra cuidou minimamente para que detalhe a detalhe formassem um conjunto capaz de propiciar ao desportista a mescla do esporte com o lazer. “Aqui se construiu um ambiente em que se pode trazer a família para se divertir com muita segurança e, acima de tudo, num espaço capaz de unir o útil e o agradável” explanou. Sobre o piso das quadras, Jerson explicou que a grama sintética utilizada é importada da Europa, com um acabamento de pó de borracha e uma camada de areia. “É a mesma grama utilizada nos grandes estádios europeus e sul-americanos” continuou o pai orgulhoso do sucesso da filha. O Complexo Esportivo Arena Vip, estálocalizado à Rua Lise Rose, esquina com a Rua Getulina (Jardim Veraneio), região do Parque dos Poderes, ficandobem próximo ao Comando Geral da Polícia Militar de Mato Grosso do Sul, logo atrás da Associação Médica.

35 Out/Nov de 2013


LEGISLATIVO X

A César o que é de César... a

L

iteralmente uma disputa empolgante. Assim pode ser definido o embate travado entre o bloco de vereadores eleitos pela oposição e o prefeito Alcides Bernal (PP), a despeito das consequências nefastas que esta queda de braço tem trazido para o desenvolvimento de Campo Grande e mesmo para o bem-estar coletivo. De um lado um aparente bloco de concreto, formado por 21 vereadores, dos quais 19 eleitos pela oposição e dois que se integraram aos oposicionistas no decorrer dos primeiros meses de mandato de Bernal. Os vereadores Wanderley Chocolate, do mesmo PP do prefeito, e Rose Modesto, do PSDB, alegando independência, foram “para o outro lado” na hora da votação. De outro, o prefeito, tal e qual Dom Quixote, com seus oito fieis Sancho Pança que, contudo, se tornam impotentes diante de adversário tão bem armado, mas, ao mesmo tempo, não se curvam e não desistem do embate. Neste grupo, constam dois vereadores que deixaram a oposição para somar ás bases de Bernal: Carlão (PSB) e Gilmar da Cruz (PRB). Quem vencerá essa queda de

braço? Uma disputa que, como pano de fundo, tem fortes segmentos da imprensa aliados aos vereadores da oposição e que quase utilizam manchetes vibrantes a cada percalço do prefeito, numa nítida demonstração de que, se Bernal ainda mantém respaldo na periferia da cidade, nos segmentos formadores de opinião a avaliação de sua administração despencou e chegou a níveis tão baixos que dificilmente se recuperará nos próximos três anos. Nos últimos meses foram disputados vários rounds e a quase totalidade foi vencida pelo bloco liderado presidente da Câmara Municipal, vereador Mário César que tem como principais auxiliares os vereadores Paulo Siufi (PMDB) e Elizeu Dionízio (PSL), integrantes da “bancada bíblica”, o primeiro, católico fervoroso, o segundo evangélico, filho do pastor presidente da Igreja Assembleia de Deus Missões. Quem vencerá es O golpe mais viobraço? Uma dispu lento, sentido por pano de fundo, Alcides Bernal, foi a instalação da segmentos da impr Comissão Procesaos vereado sante (CP) que investigará os atos oposiç


IMPACTO CAPA

X EXECUTIVO

.. a Bernal o que é de Bernal

do Poder Executivo nos oito meses desse primeiro ano de mandato progressista frente à Prefeitura Municipal. Fala-se, inclusive, que a referida comissão teria condições de pedir o afastamento imediato do prefeito ou até de cassar o mandato que lhe foi outorgado por mais de 270 mil campograndenses. A instalação da CP, em si, não magoou tanto Bernal quanto a forma com que a vitória da oposição se concretizou. Dois votos importantíssimos para a sua instalação saíram da minúscula bancada de Bernal, um deles de seu próprio partido, como já citado acima. Porém, Bernal não parece preocupado ante os riscos que alguns órgãos de comunicação lardeiam a todo instante nas mídias instantâneas. Em síntese, ou a carta da manga de Bernal é Zape ou ele está chamando truco e aumentando para seis com mísero “sete de ouros” e pode pagar caro erá essa queda de pelo blefe. a disputa que, como De objetivo undo, tem fortes tem-se que algo está errado em da imprensa aliados Campo Grande ereadores da e alguém vai acabar pagando oposição

caro pelo ano perdido em termos administrativos. Se Bernal cometeu todas as mazelas propagadas pelos vereadores de oposição que até agora nada mais fizeram do que apresentar denúncias e mais denúncias contra o prefeito, protagonizando nunca antes visto na história da Cidade Morena, com certeza ela pagará com o mandato e a cassação de seus direitos políticos. Porém, se restar provada a inocência de Bernal e a má-fé dos senhores legisladores, acusados por seguidores do prefeito de estarem a serviço dos inconformados com a derrota eleitoral imposta pelo pepista ao candidato peemedebista, Edson Giroto, em outubro do ano passado, então serão os vereadores quem com certeza, serão cobrados de forma dura pelos eleitores no pleito eleitoral de 2016 quando a maior parte deles deve tentar renovar o mandato. Enquanto não se tem “the grand finale”, aproveitem e façam suas apostas em quem acreditem que vá vencer a grande queda de braço pelo pleno poder em campo Grande.


Festa do Peixe

Organizadores anunciam mais d

Neste ano, ao chegar à sua 30ª edição, realizada entre os dias 10 e 13 de outubro, o tradicional evento q de diversões foi a grande estrela da festa. No período noturno ocorreu a famosa “Moagem Pantaneira” com a apresentação de vários artistas pratas da casa e, logo após, foi a vez de show com Wendel Felipe e Banda. No encerramento, a programação constou de show com a cantora Maria Isabel que encantou os presentes. Segundo avaliação dos promotores do evento, durante os quatro dias e as quatro noites da Festa, circularam pelo local pelo menos 20 mil pessoas, o que foi considerado como um excelente público. Ao final, ficou a promessa dos organizadores de que para a festa do próximo ano, muitas novidades serão apresentadas no sentido de tornar o evento ainda melhor.

C

om o intuito de divulgar e promover a culinária, o artesanato e os artistas locais e, com isto, atrair turistas para a cidade de Coxim, foi criada a Festa do Peixe no ano de 1983. Com o passar dos anos a festa foi crescendo tornando-se necessárias a introdução de algumas modificações para adequá-la à sua grandeza. Neste ano, ao chegar à sua 30ª edição, realizada entre os dias 10 e 13 de outubro, a já tradicional Festa do Peixe de Coxim, que aconteceu na Praia do Michel, foi um evento de grande sucesso com maciça participação popular. A abertura do evento foi saudada com a realização de um show musical com Max Moura e Cristiano e Lourenço e Adriano, contando com a presença de diversas autoridades. O anfitrião, senhor Antônio Carlos

José ofereceu aos convidados uma peixada, acompanhada de bons vinhos. Dentre os convidados ilustres, destaque para o deputado federal Vander Loubet (PT), deputado estaqdual Júnior Mochi (PMDB), prefeito de Rio Verde de Mato Grosso, Mário Kruger (PT), bispo de Coxim, Antônio Migliori e o prefeito municipal de Coxim, Aluízio São José. Na segunda noite da festa houve a exposição da Feira do Caju e artesanato. No palco, a apresentação da Banda Los Divinos e show com Fábio Costa e Gilson e Gilmar. Já no sábado, a atração ficou por conta do concurso Garota da Praia, evento que atraiu uma verdadeira multidão, algo em torno de 5.000 pessoas. O show ficou, mais uma vez, por conta de Gilson e Gilmar. No domingo, encerramento da festa, foi organizada uma programação dedicada às crianças, sendo que o parque

38 Out/Nov de 2013

O anfitrião, senhor Antônio Carlos José ofereceu aos convidados uma peixada, acompanhada de bons vinhos.


IMPACTO EVENTO

s de 20 mil pessoas em Coxim Site F5MS

vento que aconteceu na Praia do Michel, foi um evento de grande sucesso com maciça participação popular

39 Out/Nov de 2013


Nova Alvorada do Sul

Bairro Vacílio Dias terá investimento de R$ 2,6 milhões em pavimentação Município com 22 anos de existência e projetando um futuro cada vez melhor para os 17.410 habitantes, Nova Alvorada do Sul, ainda está comemorando a data de sua criação 27 de outubro

M

unicípio com 22 anos de existência e projetando um futuro cada vez melhor para os 17.410 habitantes, Nova Alvorada do Sul – localizada a 120 km de Campo Grande – ainda está comemorando a data de sua criação – 27 de outubro. A confiança no amanhã é fruto da escolha do novo administrador, Juvenal de Assunção Neto, do PSDB. Mesmo tendo iniciado o mandato com vários problemas, inúmeras dificuldades, o prefeito tucano tem sido enfático quando questionado sobre o assunto. “Graças a Deus estamos conseguindo empreender uma gestão de resultado, destacando aqui a efetiva participação, o engajamento de toda a equipe compromissada com a construção somente do melhor para as famílias que habitam o município”.

Dentre os investimentos previstos para mudar a imagem das regiões central e periférica, de acordo com o prefeito, está confirmada a execução de asfalto conforme manifestação da população. “Asfalto significa melhoria na qualidade de vida e valorização dos imóveis”, acentuou o administrador. Com recursos próprios, o prefeito Juvenal de Assunção Neto tem dito que o compromisso de promover a modernização em todos os setores (saúde, educação, moradia digna, etc.) será honrado. “Iremos inicialmente investir R$ 1.300.000,00 somente no Bairro Vacílio Dias”. Quando da campanha eleitoral o então candidato a prefeito participou de inúmeras reuniões com os moradores em busca de informações sobre que o era prioritário. O asfalto foi men-

40 Agosto Out/Novdede2013 2013

cionado pela maioria. “As obras que estão começando aparecer atendem aos anseios da comunidade”, destacou. Ainda conforme o programa de obras colocado em prática no município, mais R$ 830 mil, conforme emenda apresentada pelo deputado federal Vander Loubet, do PT, além de R$ 500 mil de emenda proposta pelo senador Delcídio do Amaral, do PT, somam R$ 1.330.000,00 que complementarão o programa de asfaltamento do Vacílio Dias. Com recursos próprios e verbas oriundas do Governo Federal (via Vander e Delcídio), moradores do Bairro Vacílio Dias já estão comemorando a execução de 18 mil metros quadrados de asfalto. “É um volume e tanto”, enfatizou o prefeito, anun-


Impacto MUNICÍPOS ciando que os investimentos serão permanentes. Obras e serviços – Com base nos resultados iniciais o prefeito acredita que até o final de novembro e início de dezembro, projetos consistentes serão anunciados citando como exemplo a construção de um Posto de Saúde, indispensável para a população de Nova Alvorada do Sul. “Tivemos a grata satisfação de sermos contemplados pelo PAC II – Ministério das Cidades com recursos no valor de R$ 10 milhões. Creio que, apesar das dificuldades iniciais, conseguiremos fechar o ano com saldo altamente positivo. Estamos empreendendo uma administração de acordo com a vontade do povo que nos colocou no cargo de prefeito”, disse Juvenal de Assunção Neto, prevendo que em 2014, Nova Alvorada do Sul dará um salto de qualidade como jamais experimentou nos seus 22 anos de existência. “A melhor resposta às criticas é o trabalho” finalizou o prefeito. Apoio - Trabalhando em regime de parceria com o Poder Legislativo Municipal, a administração de Nova Alvorada do Sul tem conseguido resolver problemas apontados pelos moradores. Através do presidente da Câmara, Moizes Neres de Souza, do PT, o trabalho em conjunto beneficia diretamente as comunidades que procuram o apoio dos vereadores. Apoiando a administrativa participativa e realizadora do prefeito Juvenal de Assunção Neto, a Câmara tem sido partícipe aprovando indicações, requerimentos e projetos que considerados importantes para a comunidade. Recentemente o Legislativo procedeu a entrega de títulos de Cidadão de Nova Alvorada do Sul para 10 personalidades, pessoas que estão participando de forma ativa do crescimento da cidade. “São colaboradores do nosso Município”, justificou o presidente, sem deixa de exaltar o modelo administrativo que o município passou a experimentar na gestão do prefeito Juvenal.

Mensagem Assessoria

Ao completar no dia 27 de outubro (domingo), vinte e dois anos de emancipação político-administrativa, administrador que representou o sentimento de mudança – 5.591 eleitores confirmaram seu nome nas urnas eletrônicas –, o prefeito Juvenal de Assunção Neto, consciente da responsabilidade que lhe fora outorgada por 55,34% dos eleitores, reputa como sendo imprescindível realizar uma gestão participativa, de resultado. “Eu quero dizer a toda a população sul-nova-alvoradense que, a nossa cidade é uma das que mais crescem no Estado. O desenvolvimento devemos às pessoas Prefeito de Nova Alvorada do Sul, Juvenal de Assunção Neto que forjam com o suor do participando da construção do Mato Grosso seu trabalho um Município, do Sul. Nós sabemos que o futuro aqui já fraterno, amigo, acolhedor, começou. Parabéns, progressista Município de Nova uma terra de oportunidades Alvorada do Sul por sua gente, brava no senpara todos. Nós sabemos que o tido de construir o amanhã com trabalho, deamanhã somente se tor- dicação e respeito aos poderes constituídos. nará realidade sob a pro- Todos nós sul-nova-alvoradenses amamos a teção de Deus e projetado terra que, mesmo ainda jovem, tem responpelos homens e mulheres sabilidade para com seus filhos”. Juvenal de Assunção Neto da nossa região com os Prefeito Municipal pés no chão. São 22 anos

41 Out/Nov de 2013


Impacto MUNICÍPOS

Costa Rica

Ministro assina outorga e prefeito confirma aeroporto O prefeito de Costa Rica, Waldeli dos Santos Rosa, assinou na quarta-feira (30), na Secretaria de Aviação Civil da Presidência da República, em Brasília, a outorga para exploração do aeródromo no município. Waldeli estava acompanhado do senador Waldemir Moka (PMDB). O ministro Moreira Franco confirmou que a proposta de reforma e ampliação do aeródromo está incluída no Programa de Investimento em Logística: Aeroportos, já anunciado pela presidente Dilma Rousseff, que abrange oito aeródromos em Mato Grosso do Sul. De acordo com a informação do ministro, em dezembro serão contratadas as empresas projetistas. Em maio do próximo ano serão abertos os processos de licitação. A previsão é que as obras comecem até julho. Aviação regional – O projeto

de reforma e ampliação de aeroportos alcança cerca de 270 equipamentos em todo o país e faz parte da política de fortalecimento da aviação

A revitalização do aeroporto incrementará o turismo em Costa Rica

40 42 Agosto Out/Novdede2013 2013

regional, já definida como uma das prioridades no setor de transporte aéreo do país. De acordo com o prefeito Waldeli, a confirmação feita pelo ministro satisfaz a expectativa da população de Costa Rica e de toda a região onde o município fica situado, “o que trará benefícios enormes à economia local, com destaque para o turismo e o agronegócio”. Moka também revelou sua satisfação com a informação sobre a ampliação do aeródromo de Costa Rica, projeto visto pelo parlamentar como “de fundamental importância para a região e para e a interligação do transporte de Mato Grosso do Sul com o restante do país”. Os demais aeródromos que serão reformados em Mato Grosso do Sul estão localizados em Bonito, Coxim, Corumbá, Dourados, Naviraí, Nova Andradina e Três Lagoas.


* Jornalista

Contrapartida zero I – O dialogo entre o presidente do diretório regional do Partido Trabalhista Brasileiro, Ivan Louzada, e o prefeito Alcides Bernal, do PP, não foi satisfatório para ambas as partes por falta de comprometimento. ** Contrapartida zero II – Ivan teria colocado o partido a disposição do prefeito entendendo que “apoio é via de mão dupla”. O problema é que o líder progressista é árduo defensor da mão única. ** Contrapartida zero III – O ato incondicional que Bernal andou anunciando do vereador Edson Shimabukuro deixou de existir exatamente quando o prefeito esperava que lhe fosse arremessada uma boia. ** Contrapartida IV – Outra agremiação política que anda as turras com o prefeito Bernal é o PSDB. Até

o presente momento as lideranças tucanas não foram procuradas para integrar a base situacionista. ** Contrapartida V – O presidente do diretório municipal, Carlos Alberto de Assis, usou um programa de rádio para, mais uma vez, mostrar ao prefeito que “no ninho tucano sempre cabe mais um”. ** Contrapartida VI – O recado foi dado. O PSDB conta com dois vereadores, quatro deputados estaduais e um federal. Se o Bernal exercitar a inteligência vai acabar compreendendo que “mais vale dois tucanos...”. ** Contrapartida VII – Delcídio, Vander e Zeca do PT, experientes que são em fazer política à época em que o partido não tinha a maioria, praticamente desistiram de orientar o prefeito campo-grandense. ** Contrapartida VIII – Temendo

ver sua bancada na Câmara reduzida a uma única representação, Bernal andou dizendo que “vai acatar algumas sugestões da cúpula política petista”. ** Contrapartida IX – Parte dos problemas políticos criados por Bernal deixará de existir quando ele nomear alguém com experiência para ocupar o cargo de Chefe de Gabinete. O PT tem o nome. ** Inexplicável – Se o lucro da Petrobrás sofreu uma redução de 47% fica difícil imaginar de onde é que a estatal irá tirar os 7 bilhões de reais que precisa para honrar a exploração do Pré-Sal. ** ??? – Assim que os bilhões de litros de petróleo forem extraídos das profundezas do mar, alguém já teve a coragem de esclarecer a população o que é que irá ocupar o referido espaço? **

Restaurante e Churrascaria do

Cardápio da Semana

Borges Segunda – Lasanha Terça – Dobradinha Quarta – Frango Caipira Quinta – Peixe Sexta – Feijoada Sábado – Churrasco Todos os dias – Saladas, arroz, feijão e bife

Fone: (67) 3286-4766 / 9962-5054 / 9642-5902 - Rua Pedro Celestino, 2940 - Próximo a AABB - Camapuã-MS


Impacto saúde Divulgação

Mais Médicos

2.167

estrangeiros começam a chegar aos estados

T

odas as capitais brasileiras recebem, neste fim de mês, os 2.167 médicos estrangeiros que participam da segunda etapa do programa Mais Médicos. Esses profissionais atuarão, a partir do dia 4 de novembro, em Unidades Básicas de Saúde de todo o País. Este grupo se junta aos 1.499 médicos que já estão atuando em regiões carentes do País, sendo 819 brasileiros e 680 estrangeiros, elevando a cobertura do programa de 5 milhões para 13 milhões de brasileiros. Todos estes profissionais foram avaliados por três semanas por universidades federais que testaram seus conhecimentos em Língua Portuguesa e nos protocolos de atenção básica do SUS. Do total de participantes, 1.947 foram aprovados, 14 terão mais duas semanas de avaliação e outros 220 realizarão a prova neste sábado. Esta etapa ocorreu simultaneamente em quatro capitais – Brasília, Fortaleza, Belo Horizonte e Vitória. Com exceção destas cidades, onde permanecerão os profissionais que atuarão no Distrito Federal, no Ceará, em Minas Gerais e no Espírito Santo, todas as capitais receberão médicos do programa.

Grupo será encaminhado aos municípios onde atuarão a partir de 4 de novembro; com novos médicos, já serão 13 milhões os brasileiros beneficiados pelo programa

Antes de irem às cidades onde atenderão à população, os médicos estudarão, durante uma semana, os problemas de saúde mais comuns de cada região e conhecerão a rede de saúde daquele estado. Este acolhimento é fundamental para que os médicos saibam a que hospitais, clínicas ou outras unidades de saúde encaminhar pacientes que necessitem de atendimento especializado, como cirurgias. DISTRIBUIÇÃO REGIONAL – A região Nordeste é a mais atendida com os médicos desta etapa do programa, com 928 profissionais. Em seguida vêm o Sudeste (517), o Norte (358), o Sul (244) e o Centro-Oeste (120). O grupo que chega neste fim de semana às capitais contém os dois mil médicos cubanos que participam do programa Mais Médicos por meio de cooperação entre o Ministério da Saúde e a Organização Pan-americana de Saúde (OPAS). Estes profissionais ocuparam vagas que não foram preenchidas por médicos brasileiros ou estrangeiros que aderiram ao edital de chamamento individual. PROGRAMA JÁ SURTE EFEITOS - Só em setembro, foram registradas 320 mil consultas realizadas pelos médicos participantes do programa.

44 Out/Nov de 2013

Cada profissional do programa atua 40 horas por semana e realiza, diariamente, entre 20 e 30 consultas nas Unidades Básicas de Saúde, ampliando a capacidade de atendimento nas comunidades, sem necessidade de deslocamento desta população aos grandes centros. A presença deles nas cidades impacta ainda no acesso aos medicamentos. Neste período, 13,8 mil pacientes retiraram medicamentos das farmácias populares com receitas emitidas por médicos do programa. REGISTRO PROFISSIONAL – Durante a tramitação da MP, o Congresso Nacional decidiu que cabe ao Ministério da Saúde emitir as autorizações especiais provisórias para que os médicos estrangeiros atuem no Brasil, exclusivamente no âmbito do Mais Médicos. No decorrer do mês, já receberam este aval os 680 médicos da primeira fase do programa, entre eles 196 que ainda não tinham obtido registro provisório junto aos conselhos regionais de Medicina. Na segunda etapa, a emissão já ocorrerá diretamente pelo Ministério da Saúde. Com o documento, os médicos com diplomas do exterior ficam aptos a exercer a Medicina por três anos.


Impacto CULTURA

Talentos

João Haroldo & Betinho,

a primeira dupla sertaneja universitária do Brasil Com nova roupagem a dupla tem marcado presença nos melhores shows, eventos e casas noturnas

U

m gostinho de quero mais, cada vez mais e melhor que está encantando a população sul-matogrossense e de outros estados brasileiros. Este é o trabalho desenvolvido há 15 anos por João Haroldo e Betinho, a primeira dupla sertaneja Universitária do Brasil. Com nova roupagem a dupla tem marcado presença nos melhores shows, eventos e casas noturnas. O estilo diferenciado de cantar e encantar o público com belas canções românticas e alegres, já emplacou grandes sucessos como “Coração Idiota”, “Cai na Real”, “Coração Profano” e “Pode voltar Paixão”. A geração internet tem contribuído sobremaneira para aumentar o posicionamento da

dupla no mundo artístico. Eficiente e carismática, o trabalho de João Haroldo & Betinho nas redes sociais reflete positivamente na projeção da dupla por todo o Brasil. Com a “Turnê 2013 Novos Caminhos”, a dupla está desbravando novos horizontes, conquistando com talento e muita competência profissional os grandes centros urbanos, enfim, o Brasil. Se você ainda não conhece – o que é quase improvável – o trabalho de João Haroldo & Betinho, os maiores sucessos da dupla estão disponíveis em

46 Out/Nov de 2013

CDs, DVDs e, principalmente, na internet. Contato para shows: 99570841, Sávio.


47


E

LEIÇÕES Nem sempre os resultados se repetem, ainda que os candidatos sejam os mesmos. Isso se aplica em todos os níveis, mostrando o comportamento imprevisível do eleitor, sujeito as influências diversas, inclusive no seu bolso. PREVISÕES Para 2014 o exercício da imaginação já começou. Mas nunca é demais um mergulho nos pleitos passados para refrescar a memória e colher subsídios preciosos visando construir um horizonte mais palpável ou menos nebuloso. PERGUNTO: O que mudou no cenário político de MS? Saíram Pedro e Wilson, entrando Zeca e André. É verdade que colégio eleitoral aumentou mas é insuficiente para sairmos da velha polarização e solidificar a chamada terceira via. RESULTADOS Mostram a margem pequena de votos entre vencedores e perdedores. A exceção ficaria por conta do pleito de 1986 – (efeito do Plano Cruzado) - quando Marcelo obteve 412 mil votos contra apenas 243 mil votos de Lúdio. 1-MEMÓRIA Em 2002 Zeca se reelegeu contra Marisa: diferença de 62 mil votos no 1º turno e 81 mil votos no 2º. Lula fez carreata em Dourados e reverteu a situação na cidade. Até hoje se comenta os ‘fatos’ ocorridos no final da campanha. FATORES Além dos poderes que o governo proporcionava, Zeca alinhavou apoio decisivo de Schimidt e Londres na reta final. Marisa ficou desamparada pelos padrinhos políticos e sem combustível sucumbiu. Mas deu muito trabalho. Se deu! 2-MEMÓRIA Em 2006, bem avaliado como prefeito, André obteve 726 mil votos contra 450 mil de Delcídio. Já em 2010, André teve como adversário Zeca e obteve 704 mil votos (56%) contra 534 mil votos (42%) do postulante petista. 1-FORÇAS Lembra o deputado Paulo Correia: o PR tem um cacife de 100 mil votos e a liderança respeitável de Londres. O PDT,

apesar do notório desgaste de Dagoberto, ajuda mais com seu espaço na telinha do que com os poucos redutos. 2-FORÇAS Ainda como coadjuvantes aparecem o DEM, PPS e Mandetta, alinhados ao PSDB de Azambuja. Estão saindo da sombra do guarda chuva de André para viabilizar apoio a Delcídio. Uma aposta interessante e até contraditória. OUTROS Na contabilidade também há de se levar em conta o PSB de Murilo, o PSD, PT do B e outras agremiações com alinhamento segundo os seus interesses. Anote: aquela famosa ‘sopa de letrinhas partidárias’ voltará ao cardápio eleitoral. A CONTA que se faz: Sem os antigos aliados o candidato do PMDB conseguirá vencer Delcídio apoiado por ex-fiéis de André? O governador é bem avaliado hoje, mas ele não é o candidato que enfrentará Delcídio. Até onde prestígio se transfere? DELCÍDIO Uma estratégia inteligente: Amaina a questão partidária e valoriza sua imagem pessoal atrelando-a à renovação, atingindo adversários e até o próprio Zeca. Prefere falar de rock & futebol que discutir questões partidárias e afins. RESISTÊNCIA? Não existe mais contra Delcídio no PT. Os ex-radicais não querem ficar sem assento neste ônibus. Cada qual ao seu estilo revendo as críticas ao senador. Alguns poucos ainda fingem em resistir na esperança de colher vantagens. ELEITORADO As maiores fatias – (23,65%) com 420 mil eleitores na faixa etária entre 25 a 34 anos e aquela com 34,79% - 618 mil eleitores com ensino fundamental incompleto que terão importância para decidir as eleições em 2014. ATENÇÃO! Dois contingentes podem fazer a diferença influenciando familiares e amigos: : os 280 mil eleitores, ou seja - 15,77% com idade entre 18 a 24 anos; os 236 mil eleitores (13,29%) que já concluíram o curso do ensino médio. Concorda? AS CONTAS Dos atuais 1.775.651 elei-

48 Out/Nov de 2013

tores, deverão sobrar 1.500 mil votos válidos em 2014. O coeficiente eleitoral para deputado estadual será em torno de 50 mil votos e para a Câmara Federal poderá ultrapassar os 180 mil votos. Dose pra leão. ANDRÉ X AZAMBUJA? No saguão da AL os observadores de plantão já questionam num eventual embate para o Senado pesará a comparação dos seus currículos, a formação cultural compatível ao cargo ou só a capacidade de atrair apoios? NANICOS Seus integrantes não podem ser vistos como heróis da resistência contra o modelo político. Muito pelo contrário! A maioria dos políticos escolhe esses partidos para viabilizar a candidatura, negociando com o candidato majoritário. EXCRESCÊNCIA Não é por falta de partidos que as soluções dos problemas não ocorrem. Nos parlamentos as situações inusitadas; o parlamentar é líder dele próprio. Convém não perguntar sobre o programa do partido. Não saberiam responder. MOKA Duas boas notícias contra o câncer: foi relator do projeto aprovado no Senado obrigando os planos de saúde a cus-

tear o tratamento da quimioterapia oral na casa do doentes. A matéria segue logo para a sanção presidencial. O SENADOR a também conseguiu da Anvisa a reavaliação do uso da substância lenalidomida contra o mieloma múltiplo ( tipo de câncer na medula óssea), já liberada em 78 países, inclusive nos EUA, mas estranhamente proibida aqui. Pode? ‘ENCURRALADOS’ Lembra inclusive o título de filme, mas a inusitada situação do prefeito da capital e do presidente da OAB/MS é bem isso. Ambos conseguem desagradar até seus próprios eleitores; sangram de dar dó. Um quadro patético. “Se você está atravessando o inferno... não pare!” ( Winston Churchill)


49 Out/Nov de 2013


câmara de corguinho

Creginaldo CÂMARA Advogado e Jornalista “Strizzare i limone” – “exprema os limões, nos lugar de corruptos e corruptores com devolução do dinheiro e cadeia para sentir como é o sistema penitenciário.”

O

BINDES FÁ

ex-bilionário EIKE BATISTA quem no mês de setembro de 2013, teve o seu pedido de mais crédito recusado pelo Banco SANTANDER e pelo BRADESCO também. Quem diria, os tempos mudaram. Os aliados da Presidente DILMA (PT) e nos últimos dias o próprio ex-presidente LULA (PT) estão em verdadeira pressão sobre a mesma, caso ela chegue ao início de 2014, com percentílico inferior a 30%, os aliados querem LULA, e o próprio tem afiançado que vai para o embate no lugar da mesma, se a situação piorar, ele não pretende entregar a rapadura, tão fácil, dizem que o nome MARINA SILVA (PSB) incomoda o sono de qualquer um mortal. Em MATO GROSSO DO SUL, cada um vai usar a arma que pode, senão vejamos: o Governador

ANDRÉ PUCINELLI (PMDB/MS) joga tudo mesmo no respaldo do MS-FORTE, que conta com mais de R$ 3 bilhões, chegando quase aos R$ 4 bilhões no momento em obras de infra-estrutura dando uma nova cara para o Estado. Já o Senador DELCÍDIO DO AMARAL (PT/MS) que pretende consolidar o seu 1º lugar nas pesquisas, quer ir de ex-presidente LULA (PT) a tiracolo nas suas andanças. O outro Deputado Federal REINALDO AZAMBUJA (PSDB/MS) quer ir de “povão” desde as consultas populares, ao andar no meio dos mesmos, vai usar ao máximo a figura do novo nesse pleito. O PARTIDO TRABALHISTA BRASILEIRO (PTB) pretende surpreender lançando na majoritária o nome EDUARDO BOTTURA sendo considerada uma “arma secreta” com apoio de alguns partidos até agora silentes quanto ao nome ao Governo do

50 48

JULHO 2013 Setembro de 2013

Estado. Os colunistas sociais acham pelo que ouvem que o Senador DELCÍDIO DO AMARAL leva a eleição para o Governo do Estado no 1º Turno. É um dado a ser considerado pelos apostadores. O PTN mais uma vez pretende botar um timão na rua, no tocante a Assembléia Legislativa do Estado, esse é o seu foco em 2014. TATIANA UJACOW agora no PSB, dependendo do cargo a postular, pode vir a brilhar, virá com uma retórica pujante. A indagação persiste e o Deputado Estadual LONDRES MACHADO (PR/MS) vai para a reeleição ou entrega o bastão para a sua filha Vereadora GRACIELE? Ninguém tem certeza de nada, o “chinês” anda muito alegre, ninguém consegue descobrir o motivo.


Bolo caipira de mandioca e coco Bata as claras em neve e adicione as gemas, uma a uma. Acrescente o açúcar, a mandioca, o coco e o leite, misturando delicadamente. Junte a margarina, o sal e o fermento. Coloque em uma forma média untada e asse em forno, preaquecido, a 180 ºC por cerca

de 30 minutos. Desenforme e decore com tiras de coco. Tipo de prato: Sobremesa Preparo: Médio (de 30 a 45 minutos) Rendimento: 12 porções Dificuldade: Fácil Categoria: Bolo Calorias: 387 por porção

Ingredientes

Divulgação

Prato do Dia:

Impacto Culinária

4 ovos 2 xícaras (chá) de açúcar 1 kg de mandioca crua ralada 1 coco médio triturado 1/2 xícara (chá) de leite morno 100 g de margarina derretida 1 colher (chá) de sal 1 colher (sopa) de fermento em pó Tiras de coco para decorar


GAROTA IMPACTO

52 Out/Nov de 2013


Bruna Loiola Aos 22 anos de idade, Bruna Aparecida Loiola realmente é uma Garota que causa Impacto por onde passa. Do signo de Câncer (nascida em 21 de julho), Bruna tem medidas de modelo: 59 quilos distribuídos num corpo escultural de 1,71 m de altura, manequim 38, com 89 de bustos, 59 de cintura e 99 de quadril. Torcedora da equipe do Santos Futebol Clube, Bruna é vem reabrir o espaço GAROTA IMPACTO diretamente de Aparecida do Taboado, onde nasceu e reside até hoje. Nas horas vagas, ela adora ver filmes, ler revistas, escutar músicas, bater papo com as amigas e curtir a família. Ao longo de seus 22 anos, Bruna diz que a vida lhe ensinou que o tempo pode ser um grande aliado quando, desde que seja bem aproveitado. Por isto, aproveita cada minuto que tem de vida para passar ao lado de pessoas especiais que, com certeza, acrescentarão coisas boas para seu crescimento espiritual. Eclética quando o assunto é música (gosta de todos os gêneros), Bruna possui o Ensino Médico completo e seu sonho, agora, é graduar-se em Nutrição ou Publicidade.

53 Out/Nov de 2013

Consultor de Beleza Feminina: Heller Nogueira - 8126-1990 CABELO E MAQUIAGEM: STYLE NAIL BAR Edição: Grupo Impacto Studio: Fernanda Vianna Apoio: Revista Impacto


Para Figueiró medidas para aperfeiçoar Mais Médicos serão implantadas em breve

O senador Ruben Figueiró (PSDB-MS) afirmou da tribuna do Senado acreditar que o governo garantirá a infraestrutura e o corpo profissional, necessários ao atendimento básico da população na segunda fase do programa Mais Médicos. “Entendo que as medidas para aperfeiçoar o programa serão implantadas com a emergência necessária”, disse o senador lembrando as dificuldades enfrentadas pela população devido à escassez de médicos à época em que nasceu, em 1931, na pequena cidade de Rio Brilhante, ainda Mato Grosso uno.

Delcídio apresenta PECs para melhorar educação

O senador Delcídio do Amaral (PT/MS) apresentou, no Congresso, duas Propostas de Emenda à Constituição (PEC) que têm como objetivo melhorar a qualidade da educação no país. Uma das PECs institui gratificação de até 60% da remuneração total dos professores do ensino básico das redes públicas estaduais e municipais, contratados no regime de 40 horas semanais, com dedicação exclusiva comprovada em uma única escola. A proposta de Delcídio prevê que o governo federal arcará com o aumento das despesas proveniente da criação da gratificação. Já a outra PEC amplia de 10 para 20 % o percentual de complementação da União ao Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (FUNDEB).

Ponta Porã recebe verba de R$ 2,15 milhões para obras de infraestrutura

A Superintendência do Desenvolvimento do Centro-Oeste (Sudeco) liberou R$ 2,15 milhões para obras de infraestrutura em Ponta Porã. Os recursos foram viabilizados pelo senador Waldemir Moka (PMDB).O dinheiro será aplicado em obras de drenagem no município, que totalizam R$ 6,45 milhões. A expectativa é que os serviços alcancem ao menos 20 ruas e avenidas, em diversos bairros da cidade. Até o momento foram liberados R$ 4,3 milhões.

Proposta de Marçal define surdez de um ouvido como deficiência

Pessoas com deficiência auditiva em apenas um dos ouvidos poderão ter os mesmos direitos dos que têm perda de audição total. A medida está prevista no Projeto de Lei 3653/12, do deputado Marçal Filho (PMDB-MS), e valerá principalmente para a reserva de vagas em concursos públicos e no mercado de trabalho. Atualmente a deficiência auditiva é definida como perda moderada ou acentuada da percepção de sons nos dois ouvidos.

Trad garante R$ 500 mil para ampliação do hospital de Sidrolândia

O deputado federal Fábio Trad (PMD B-MS) garantiu uma emenda parlamentar de R$ 500 mil para obras de ampliação do Hospital Elmiria Silvério Barbosa. O anúncio foi feito nesta sexta-feira pelo deputado que recebeu em seu gabinete na Capital uma delegação de Sidrolândia chefiada pelo prefeito Ari Basso, integrada por vereadores e pelo presidente do hospital, Jair do Nascimento. A destinação da emenda foi intermediada junto ao deputado pelo vereador Nélio Paim. Os recursos alocados junto ao Ministério da Saúde serão liberados em 2014 e com aprovação do orçamento impositivo, não há risco de contingenciamento que trava os repasses de emendas.

Akira discute com vereadores investimentos para Aparecida do Taboado

Os vereadores Carlos Antônio Socorro da Silva, Gilson Antônio de Barros e José Rodrigues de Matos, de Aparecida do Taboado, solicitaram ao deputado federal Akira Otsubo (PMDB/MS) que ele destine emendas ao Orçamento da União para atender as demandas da cidade. Durante o encontro, os vereadores aproveitaram para enfatizar a importância de viabilizar o projeto do prefeitoda cidade, José Robson Samara Rodrigues de Almeida (Robinho), no valor de R$ 19,2 milhões para asfaltamento de 24 quilômetros de ruas e avenidas em oito bairros do município. O pleito – que vai beneficiar 14 mil moradores - foi apresentado no mês passado ao parlamentar federal.

54 Out/Nov de 2013


IMPACTO BRASÍLIA

Deputado Biffi recebe o título de Cidadão Sul-mato-grossense

O deputado federal Antonio Carlos Biffi recebeu o título de Cidadão Sul-mato-grossense em Sessão Solene na Assembleia Legislativa, que aconteceu no Plenário Júlio Maia.A entrega do Título Honorífico de Cidadão Sul-mato-grossense foi feita pelo deputado Lauro Davi (PSB). Para Biffi, a homenagem representa o reconhecimento pelo trabalho desenvolvido em Mato Grosso do Sul, estado que escolheu para viver e lutar na defesa de uma educação de qualidade, uma sociedade justa e igual para todos e todas.

Câmara aprova “Mais Médicos” e Vander defende o programa

O Plenário da Câmara dos Deputados concluiu a votação da Medida Provisória 621/13, que cria o programa Mais Médicos com o objetivo de aumentar o atendimento do Sistema Único de Saúde (SUS) em cidades onde há carência de profissionais. Participarão do programa médicos brasileiros e estrangeiros, que receberão bolsa por, no máximo, seis anos. A matéria, aprovada na forma do projeto de lei de conversão, será votada ainda pelo Senado.Para o deputado federal Vander Loubet (PT-MS), são compreensíveis as manifestações e reações da classe médica nacional, mas acima de qualquer posicionamento devem prevalecer os interesses e direitos da sociedade brasileira.

Geraldo e Marta entregam asfalto e UBS em Eldorado

O deputado federal Geraldo Resende (PMDB-MS) e a prefeita Marta Araújo (PT) entregaram obras em Eldorado. A programação se iniciou com a inauguração da Unidade Básica de Saúde (UBS) do Bairro Cerâmica. Para esta obra o deputado destinou recursos de R$ 200 mil.Na reforma da UBS Dr. Fernando Sampaio Conti foram usadosde recursos de R$ 300 mil obtidos por meio de emenda do deputado. A equipe técnica da administração municipal também cadastrou o projeto para atender a ação de reformas de Unidades Básicas de Saúde com serviços de saúde bucal, demanda de Eldorado já apresentada pelo parlamentar ao Ministério da Saúde. O deputado e a prefeita também entregam a pavimentação asfáltica no Jardim dos Ipês.

Saúde é o maior problema para 96% da população, anuncia Reinaldo

No âmbito do projeto Pensando Mato Grosso do Sul, a região de Aquidauana compreende, além desse município, Anastácio, Bodoquena, Miranda e Dois Irmãos do Buriti. Para 96% da população desses municípios, o problema mais grave refere-se à saúde, é o que aponta dados preliminares do projeto, apresentados pelo deputado federal Reinaldo Azambuja (PSDB), com base em mais de 6 mil entrevistas.Aquidauana sediou o primeiro de uma série de nove encontros regionais, ou seminários, do projeto que visa ouvir a população do Estado para, a partir de então, elaborar um projeto de governo que contemple as potencialidades regionais, bem como proponha soluções para as demandas em cada região.

Mandetta fala sobre os desafios de Mato Grosso do Sul

Ao saudar o aniversario de criação do Estado de Mato Grosso do Sul, que completou 36 anos no dia 11 passado, o deputado Luiz Henrique Mandetta (DEM) chamou a atenção para a reflexão necessária perante aos desafios impostos pela agenda mundial da sustentabilidade e do meio ambiente. “Nós, que somos os guardiões do Pantanal, temos uma responsabilidade muito grande ao manter o nosso santuário ecológico da maneira como estamos mantendo”, afirmou. Ele assinalou que a criação do Estado obedeceu a uma lógica cultural, uma vez que as diferenças culturais eram, e continuam sendo, muito grandes.

55 Out/Nov de 2013


Binacional

Dilma Rousseff inaugura linha de 500 kV de Itaipu

A

Sistema fortalece Mercosul, dizem presidentes do Brasil e do Paraguai

inauguração do sistema de 500 kV, entre a usina de Itaipu e a subestação de Villa Hayes, em Assunção, ocorrida no último dia 29, marca uma nova relação bilateral entre Brasil e Paraguai. Durante a solenidade, na margem direita da binacional, em Hernandárias, na fronteira com Foz do Iguaçu, a presidente Dilma Rousseff afirmou que a obra representa o fortalecimento do Mercosul e abre caminhos para novas parcerias entre os dois países. “Essas parcerias não se restringem apenas ao comércio, mas a uma relação solidária com o nosso querido vizinho, que inclui o desenvolvimento e a promoção social”, disse Dilma. “Essa obra [sistema de 500 kV] é a prova de que o Mercosul é forte e de que, na nova América do Sul que estamos construindo,

nossas economias serão mais interdependentes e colaborativas, em uma relação de ganha-ganha e com uma integração baseada no interesse recíproco.” O presidente Horácio Cartes agradeceu pelo apoio e reforçou o compromisso de irmandade entre os dois países, ressaltando os vários interesses entre Brasil e Paraguai, não só na área de eletricidade - ambos são sócios da maior usina em operação de energia limpa e renovável do planeta - mas também nos mais diferentes segmentos, sobretudo o social. Cartes lembrou que, no país vizinho, vivem mais de 300 mil brasileiros, os chamados brasiguaios, que ajudaram na transformação econômica do Paraguai. A obra de 500 kV, segundo o presidente, representa um marco histórico para a transformação do Paraguai rumo ao

56 Out/Nov de 2013

desenvolvimento industrial. “A linha de 500 kV é um feito tão impactante para nós, quanto foi a construção de Itaipu, símbolo da integração do Brasil e do Paraguai.” CRESCIMENTO POTENCIALIZADO - Segundo Dilma, com o novo empreendimento, as empresas latino-americanas terão mais interesse em investir no Paraguai, com reflexo no comércio entre os dois países. A presidente lembrou ainda que as empresas brasileiras e paraguaias instaladas a partir do linhão gerarão empregos, pagarão impostos e potencializarão a taxa de crescimento paraguaio, “o que é bom para todo o Mercosul”. O potencial econômico do Paraguai é enorme. O país deverá liderar o crescimento da região em 2013, com uma expressiva taxa de 11%, segundo estimativa do FMI. O forte crescimento será puxado pelo setor


IMPACTO BRASÍLIA

agrícola. Com a entrada em operação do sistema de transmissão de 500 kV, o país deverá atrair o interesse do empresariado local e estrangeiro. Nos últimos anos, os empresários brasileiros vêm demonstrando crescente interesse em investir no Paraguai. Isso porque, em alguns setores da economia, os custos de produção no Paraguai chegam a ser até 40% menores que no Brasil. É o caso da indústria têxtil, por exemplo. Para o diretor-geral brasileiro da Itaipu, Jorge Samek, a inauguração do linhão é um marco histórico na integração do Brasil e do Paraguai.

Ele lembrou que a obra foi executada pela Itaipu. O investimento total até agora é da ordem de 330 milhões de dólares, sem contar com a contrapartida do governo paraguaio, beneficiado pela obra, que deve chegar a 150 milhões de dólares. Com a linha, o Paraguai deve dobrar o aproveitamento da energia de Itaipu. Hoje o país vizinho usa menos de 10% da energia a que tem direito. A disponibilidade energética do Paraguai será ampliada em até 1.200 megawatts (MW), equivalente à demanda de energia, somada, dos Estados do Amazonas, Rondônia,

Dilma e Cartes: integração construída com Itaipu, reforçada com empreendimento inaugurado no 29

Roraima e Tocantins. O aumento será gradual. A solenidade contou com a presença de autoridades dos dois países. A ministra-chefe da Casa Civil, Gleisi Hoffmann, e o ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, acompanharam a presidente Dilma Rousseff. Também estiveram no evento autoridades do Paraguai e do Brasil, parlamentares, diretores e membros do conselho de Itaipu.


Revista impacto edição 53  

Revista impacto edição 53

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you