Page 1

R E V I S TA

impacto Campo Grande - MS

R$ 10,00 • Ano III • Nº 50 • Julho 2013

Integrando Mato Grosso do Sul

O GIGANTE ACORDOU!


IMPACTO ENTREVISTA

WILSON JOAQUIM DA SILVA, O WILSON DALLAS

“Estamos fazendo um trabalho com vistas ao crescimento do partido na próxima eleição”

Jota Menon

M

ineiro de Governador Valadares, o empresário Wilson Joaquim da Silva, popularmente conhecido como Wilson Dallas, deixou sua terra natal com destino ao Estado do Paraná e, de lá, migrou para o Mato Grosso do Sul, onde chegou há 31 anos e adotou como se sua terra natal fosse. Na última sexta-feira, Wilson Dallas visitou a redação do Grupo Impacto de Comunicação, sendo recebido pelo empresário e jornalista Eli Sousa, a quem concedeu entrevista, veiculada pela Rádio Diamante FM, de Rochedo/Corguinho, falando um pouco sobre sua vida, sua atuação com empresário ligado ao Grupo Trigo Dallas e, claro, em relação á sua atuação política, como presidente regional do

Partido Social Cristão – o PSC. TRIGO DALLAS – Inicialmente, Wilson abordou a questão empresarial falando sobre o Trigo Dallas, que deixou de ser uma empresa regional para extrapolar não apenas as divisas estaduais, mas, inclusive, as fronteiras nacionais, já que exporta seus produtos para várias regiões do mundo. Conforme Wilson, o Grupo Dallas atua em Mato Grosso do Sul há cerca de 22 anos e, hoje, além de estar presente em todos os Estados Brasileiros, também chega às mesas da famílias dos Estados Unidos e da África. Com cinco unidades industriais em Nova Alvorada do Sul e uma sexta unidade recém-inaugurada em Cabreuva, Estado de São Paulo, o Grupo Dallas se consolidou como uma das maiores indústrias de alimentos do Brasil. Embora seja conhecida como “Trigo Dal-

8

JULHO 2013

las”, pelo fato de o trigo ter sido o primeiro produto industrializado pela empresa, a indústria atua, hoje, na produção e empacotamento de farinha, arroz e biscoitos, gerando 800 empregos diretos e mais de 4.000 empregos indiretos. Considerada uma das empresas que mais geram riquezas para o Mato Grosso do Sul, o Grupo Dallas diversifica a sua área de atuação e começa a investir na produção de canade-açúcar – cerca de 25 mil hectares de área cultivada – e de eucalipto, segmento em que dá os primeiros passos. POLÍTICA – Na área política, Wilson Dallas também é considerado figura de proa, comandando há mais de uma década o Partido Social Cristão – PSC -, legenda que vem crescendo gradativamente tanto em nível estadual quanto em nível nacional. “Costumo chamar o PSC de ‘partido doce’, porque é um partido que


IMPACTO ENTREVISTA não tem rejeição e que vem crescendo muito”. Wilson relata que o partido tem uma programação extensa para os próximos meses em Mato Grosso do Sul, notadamente no se refere à sua participação no pleito eleitoral de 2014. “Estamos fazendo um trabalho com vistas ao crescimento do partido na próxima eleição”, conta Wilson ao relatar que, na atualidade, o PSC conta com 15 vereadores, sendo uma cadeira na Câmara de Campo Grande, três vice-prefeitos e o primeiro suplente de senador, o professor Pedro Chaves {suplente de Delcídio do Amaral}. Quando se fala sobre Pedro Chaves, Wilson deixa claro que o PSC trabalha com o viés da eleição de Delcídio do Amaral, do PT, para o Governo do Estado, na eleição do ano que vem, o que garantiria um mandato de senador à legenda pelo período de quatro anos. “Temos quase convicção de que teremos o nosso primeiro senador da República a partir de 1º de janeiro de 2015” arrisca Wilson Joaquim da Silva. Ele ainda citou que o PSC está presente em várias administrações municipais, ocupando secretárias e diretorias e registrou a presença do vereador licenciado Herculano Borges, no comando da Secretaria de Juventude do Governo de Mato Grosso do Sul. Por sinal , com a licença de Herculano, quem assumiu a cadeira de vereadora foi Juliana Zorzo, filha de Wilson Dallas. Sobre ela, Wilson, como todo bom pai, fala com muito orgulho: “É uma menina de garra, que vem fazendo um grande trabalho no município de Campo Grande”. OBJETIVO – Sobre as metas pra 2014, Wilson diz que uma delas – talvez a principal – é a eleição de um deputado federal,

o que garantirá, por consequência, a eleição de dois ou três deputados estaduais. “Com os 15 vereadores que temos, os vice-prefeitos, secretários municipais e a eleição de um representante na Câmara Federal, bancada na Assembleia Legislativa e bem provavelmente com a cadeira de senador senado ocupada pelo professor Pedro Chaves, o PSC será um dos partidos que registrará o maior crescimento no nosso estado” avaliou. Presente em 70 dos 79 municípios de Mato Grosso do Sul, a meta do Diretório Regional do PSC é chegar a todos os municípios até o final do ano. “Com diretórios e comissões provisórias funcionando em todo o Estado, será mais fácil atingirmos a meta de crescimento estabelecida para a eleição de 2014” afirma o presidente da legenda que, segundo ele, se encontra, inclusive, organizada nos municípios de Rochedo, Corguinho e Rio Negro. Atuando no meio político há mais de 10 anos, Wilson nunca disputou eleição. Na eleição passada, apoiou os candidatos do partido, que reelegeu Herculano Borges e lançou a filha, Juliana Zorzo, que ficou na primeira suplência da coligação com o PSDC e o PSB. Agora, pela primeira vez, ele admite que pode entrar na disputa direta. “Tenho pensado seriamente em sair candidato a deputado federal, mas isto vai depender do partido e do momento, pois se tiver um nome em melhores condições, abro mão e o apoio, até mesmo porque sou um soldado do partido e trabalho pelo seu crescimento e sua consolidação no cenário estadual” afirma com a humildade que lhe é peculiar. “Se o partido entender que posso ser candidato, disputo a eleição tentando ocupar uma cadeira na Câmara Federal”.

9

JUNHO 2013

AVALIAÇÃO – Na eleição passada o PSC se alinhou ao Governo do Estado e Wilson Dallas foi conclamado a fazer uma avaliação do Governo de André Puccinelli (PMDB), que sempre teve o apoio do PSC, ocupando, inclusive, a Secretaria da Juventude, com o vereador licenciado Herculano Borges. Ele não titubeia ao abordar a questão: “A minha avaliação é de que o governador André vem fazendo um trabalho muito bom. É um homem muito trabalhador. Uma pessoa que faz as coisas acontecerem. É um político fantástico, um administrador público de ponta, mesmo”. Wilson avaliou também o atual momento brasileiro em que o povo está indo às ruas reivindicar mudanças comportamentais na política. Para ele, é importante o momento atravessado pela Nação, porque o povo quer e precisa de mais saúde, mais segurança pública, melhor qualidade do ensino, sem falar que “a corrupção é muito grande nos meios políticos e algo precisa ser feito pra mudar essa realidade”. “O povo tem que gritar, tem que reivindicar, tem que protestar. Os juros são elevadíssimos em nosso país; os impostos são impagáveis. Então, creio que o povo está fazendo o certo ao pressionar para que as mudanças ocorram” analisa. Finalizando, Wilson Joaquim da Silva deixou uma mensagem de otimismo e cristã ao povo de Mato Grosso do Sul e se comprometeu a estar em Rochedo no próximo dia 20 de julho quando estará acontecendo a Festa Julina do Clube da Melhor Idade de Rochedo. “Faremos um esforço especial para estar lá juntamente com todos os integrantes da nossa Executiva Estadual {do PSC} nessa grande festa dos jovens da melhor idade de Rochedo” finalizou.


Empresário aborda questões políticas e empresariais “Estamos fazendo um trabalho com vistas ao crescimento do partido na próxima eleição”. Mineiro de Governador Valadares, o empresário Wilson Joaquim da Silva, popularmente conhecido como Wilson Dallas, deixou sua terra natal com destino ao Estado do Paraná e de lá, migrou para o Mato Grosso do Sul, e adotou como sua terra natal. Inicialmente, Wilson abordou a questão empresarial falando sobre o Trigo Dallas, que deixou de ser uma empresa regional para extrapolar não apenas as divisas estaduais, mas, inclusive, as fronteiras nacionais, já que exporta seus produtos para várias regiões do mundo.

08 Vereadores de MS participam de seminário em Ponta Porã

Lei proíbe frisagem de pneus em MS

Maracaju a Capital da Lingüiça

18

A Lei é de autoria do Deputado Márcio Fernandes (PTdoB), Vice-Líder do Governo. A promulgação está publicada no DOE (Diário Oficial do Estado de Mato Grosso do Sul).

É conhecida como a Capital da linguiça onde, todo ano, é realizada a Festa da Linguiça tradicional de Maracaju. Com receita especial, o embutido ficou famoso ao entrar no Livro Guinness dos Recordes como a maior linguiça contínua do mundo.

Seções

08......................................................... Impacto Entrevista 11.............................................................. Rosildo Barcelos 12.............................................................................. Editorial 14............................................................ Impacto Dia-a-Dia 15................................................................. Impacto Saúde 16............................................................. Fernando Soares 18.......................................................... Impacto Assembleia 19.............................................................. Impacto Estado 20........................................................... Impacto Atualidade 21.............................................................Impacto Especial 26.............................................................Impacto Destaque

43

O Presidente da UCVMS, Vereador Jeovani Vieira dos Santos visitou a Câmara Municipal de Ponta Porã sendo recebido pelo Presidente da Casa de Leis, Vereador Caio Augusto (PSD.

Sindicato Rural de Inocência promove cursos

Nesse ano a agenda do Sindicato é de 50 cursos em todos os seguimentos desses 3 cursos de Doma Racional.

39

21 33.................................................................. Impacto Giro 34..................................................... Impacto Municípios 39.............................................................. Impacto Rural 40.............................................................. Manoel Afonso 41............................................................ Impacto Política 42...................................................... Impacto Legislativo 44......................................................... Impacto Culinária 46................................................................. Impacto Capa 48...................................................... Creginaldo Câmara 50............................................................. Impacto Brasília 53......................................................... Impacto Educação 54............................................................. Garota Impacto 56............................................................... Impacto Social 58.................................................................. Impactantes

10

JULHO 2013

Lúpus em crianças requer tratamento certo

Como a criança ainda está em fase de se desenvolver física e intelectualmente, os médicos são cuidadosos na hora de prescrever os remédios para que eles não comprometam seu crescimento.

15

André autoriza obras em Naviraí

Com investimentos que somam R$ 5,8 milhões o governo do Estado e a Sanesul vão ampliar a rede de abastecimento de água e de tratamento de esgoto no município de Naviraí.

espaço do leitor

19

Queremos saber sua opinião! Mande-nos sugestões, críticas, elogios e dicas de matérias. Anote o e-mail redacaorevistaimpacto@gmail.com. Assim você pode nos ajudar a fazer a Revista Impacto.


RosildoBARCELLOS *Articulista e Autor do livro Histórias e Estórias que a vida nos faz contar

A

QUO VADIS

nação clama por mudanças e estas ações estão sendo acompanhadas pelo mundo todo.Os mais conhecidos veículos de comunicação do mundo estampam as manifestações brasileiras desta semana.Desde o jornal argentino “El Clarin” passando pelo britânico “The Guardian”, o conhecido jornal francês “Le Monde” e até no site da rede árabe “Al Jazzera” tratam do assunto.Este último com a manchete”manifestações contra o alto custo do transporte público e com a Copa do Mundo de 2014 refletem a insatisfação com as politicas do governo”. O resultado por enquanto é que doze capitais brasileiras reduziram a tarifa do transporte coletivo das quais nove de aplicação “incontinenti” beneficiando sem demora a população. Em Campo Grande,/MS e Fortaleza/CE, a decisão entrará em vigor somente no começo de julho. Infelizmente em algumas cidades houve confronto com a Polícia, pedras,vidros quebrados e atropelamentos; o que ofuscou um pouco a grandeza dos atos. Entretanto a continuidade dos movimentos nas ruas revigora o fato de que a pauta de reinvindicações é ampla incluindo solicitações por melhorias nas mais diversas áreas além de transparência dos gastos públicos,análise de supefaturamentos nas obras da copa,e combate a corrupção.Em suma são recados claros a classe política e ao poder público instituído. As ruas dizem que o governo precisa realizar com eficiência sua lição de casa, comunicar que está fazendo e como está fazendo e ainda explicar os óbices que o impedem de fazer mais e melhor. Hoje o Brasil tem 80.9 milhões de usuários de internet.Na zona rural, apenas 10% dos domicílios estão conectados mas também mostrou a força que outrota não existia do Facebook, Twitter, Instagram e WhatsApp .Isto posto negligenciar demandas populares e movimentos sociais, é temeroso. Há uma necessidade imperiosa de se ter em mente estar sempre consultando as prioridades das pessoas e que tem faltado aos governos pastas que tratem das articulações com a sociedade civil .É um equívoco governar perdendo a interlocução com as lideranças sociais. E é preciso lembrar que existe um outro grupo da população barsileira que neste momento se encontra silencioso momentaneamente, mas que certamente, seu grito será ouvido com extrema clareza nas urnas. Nós deixamos o país solto, acreditando ingenuamente na bondade e nos discursos doces daqueles que lideraram até aqui. Mas saibam todos que nós articulistas empunharemos a mesma bandeira. Os preços altos estão prejudicando o planejamento familiar e a vida das pessoas. O ano começou difícil com a alta dos alimentos (cerca de 15%), problemas de safra, seca no Nordeste e

gargalos nos portos. Já estava difícil fechar o mês e para a classe média o reajuste das passagens foi a gota d´água. Aliado a isso o valor dos aluguéis subiu acima das expectativas e projeções. Faltam médicos em 41% das cidades do nordeste, faltam remédios e falta merenda na escola e comida na mesa.São muitos motivos mas um só objetivo: viver com um mínimo de conforto e segurança para nossas famílias. (*) Quo vadis? é uma frase latina que significa “Para onde vais?” ou “Aonde vais?”. O uso moderno da frase refere-se a uma tradição cristã aonde São Pedro encontra Jesus quando fugia de uma provável crucificação em Roma. Pedro pergunta a Jesus “Quo Vadis”, e Jesus lhe responde, “Eu estou indo a Roma para ser crucificado de novo.” (Roman vado iterum crucifigi.); prontamente Pedro ganha coragem para continuar seu ministério e a partir daquele momento torna-se um mártir e se transforma na personagem mais importante para o crescimento da fé cristã na época.Também é título de um filme épico americano de 1951.

11

JULHO 2013


Expediente

Revista impacto www.impactonewsms.com.br

Publicação de I3 Editora e Comunicação LTDA ME CNPJ 13.822.654/0001-42 Rua Jamil Félix Nagles, 589 - Parque dos Poderes Campo Grande/MS CEP 79036-110 - Fone: (67) 3026-6162 revistaimpactoms@hotmail.com redacaorevistaimpacto@gmail.com

Diretor Eli Sousa Editor Chefe Comunicólogo Carlos Domingues (John Lennon) Gerente Administrativa Luzia Helena Fonseca Coutinho Assessoria Jurídica Wellington Coelho Souza Júnior Editor Jornalista Jota Menon - DRT 180/MS Colunistas Fernando Soares, Roberto Costa, Wellington Coelho Júnior, Rosildo Barcelos e Creginaldo Câmara Fotógrafo Junior Acosta - DRT/MS 901 Diagramação e Arte Final Clayton Marcondes André Dornelles Supervisão Geral Eli Sousa Circulação Hotéis, agências de viagens, aeroportos de Mato Grosso do Sul, órgãos públicos da Capital, prefeituras, Câmaras do Estado e Brasília Assinatura: (67) 3043-0044 -3043-0055 Tiragem: 10.000 exemplares Impressão Gráfica e Editora Rossi Rua José Lacava, 411 - Jacy Guanandy Campo Grande/MS CEP 79086-050 Fone/Fax: (67) 3386-7910

A Revista Impacto não interfere nas avaliações publicadas por colaboradores. Opiniões emitidas em artigos assinados não refletem necessariamente a opinião da revista, que pode ser contrária.

Editorial

O SONHO E O PESADELO

Depois de conquistarem a sociedade e alcançarem os primeiros ganhos, as manifestações de rua não podem permitir que o vandalismo se sobreponha às boas intenções. Há um contraste evidente entre o protagonismo jovem de quem sai às ruas com cartazes criativos, orgulhoso de participar de um momento histórico do país, e a fúria destruidora de anarquistas e radicais, que estão comprometendo o movimento com atos delinquentes. Ao rejeitar a presença de partidos políticos e ao gritar contra a violência, os verdadeiros manifestantes demonstram que querem soluções novas para o país. Já os vândalos infiltrados no movimento, alguns dos quais a serviço de ideologias fundamentalistas usam a multidão para perpetuar ações covardes contra alvos indefesos e mesmo contra as forças policiais que tentam proteger a população, o patrimônio público e a propriedade privada. Felizmente, os mesmos meios massificados de comunicação dos quais a população dispõe hoje para se informar tanto sobre as mobilizações quanto para saber o que está em jogo no momento contribuem também para um discernimento claro sobre quem está nas ruas. De um lado, estão multidões dispostas a lutar por demandas a muito represadas, além da passagem de ônibus _ de mais atenção à saúde e à educação até uma mudança radical na forma como instituições e partidos políticos se relacionam hoje com a sociedade. De outro, militantes de organizações que, sob a mesma alegação de não se sentirem representados pelos partidos políticos, optam por formas radicais de atuação, como a de partir direto para o quebra-quebra. O que torna essa estratégia ainda mais preocupante é a particularidade de atrair arruaceiros e como demonstram as imagens que muitos deles se irritam ao ver disseminadas, até mesmo saqueadores e ladrões. O resultado concreto, é que, num número cada vez maior de cidades pelo Ppaís, os votos por um Brasil melhor gritados nos refrãos dos manifestantes e expostos em cartazes marcados pela criatividade juvenil vêm sendo abafados em parte pelos efeitos da selvageria. Por mais solidários que sejam ao movimento

12

JULHO 2013

e às causas, os brasileiros não têm como se conformar com prédios públicos depredados e invadidos, inclusive os de valor histórico, com bancos e casas de comércio saqueados, com muros pichados, carros danificados e incendiados, com confrontos desgastantes e onerosos com as forças policiais. São atos de alto custo financeiro para os brasileiros e que acabam impactando mobilizações democráticas como as espalhadas pelo País. Depois de uma conquista histórica como a volta atrás nas tarifas de ônibus urbanos por parte de um número cada vez maior de administradores públicos, mas também preocupadas com a violência, algumas organizações começam a se retirar das ruas. A primeira a tomar a decisão foi o Movimento Passe Livre (MPL), de São Paulo, também uma das pioneiras nos protestos pelo país. Hostilizados, integrantes de partidos políticos começam a rever sua forma de atuação nesses atos. Depois de conquistar a sociedade e alcançar os primeiros ganhos, as manifestações de rua não podem permitir que o vandalismo se sobrepusesse às boas intenções. O País já vem arcando com um custo elevado em consequência das mobilizações, que interferem nas decisões dos investidores e afetam compromissos assumidos internacionalmente, incluindo os de caráter polêmico relacionados à Copa. O direito de discordar, porém, não dá margem a qualquer tipo de agressão que venha a pôr em risco um sonho sonhado por tantos brasileiros.


13

JULHO 2013


IMPACTO DIA-A-DIA

VEREADOR CARLÃO ASSINA REQUERIMENTO PARA CRIAÇÃO DE CPI EM DEFESA DE TRABALHADORES

D

urante Sessão Ordinária, o Vereador Carlos Augusto Borges (Carlão PSB) assinou o requerimento para criação da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) do “calote”. Carlão justificou que sua defesa deve-se aos funcionários das empresas que prestam serviços à Prefeitura de Campo Grande e que estão sem receber a mais de quatro meses. Embora a criação da CPI está suspensa porque o Secretário de Planejamento, Finanças e Controle, Wanderley Ben Hur, chegou no fim da sessão com os documentos solicitados pela Câmara. “Não estou defendendo empresários, até porque não conheço nenhum dos que são proprietários de empresas que atendem a prefeitura. Mas conheço um monte de profissionais da área da construção civil que trabalham nessas empresas e que devido ao calote da prefeitura estão correndo o risco de perderem

seus empregos. E que estão sem receber seus salários. Se existem suspeitas sobre falta de qualidade na prestação dos serviços que sejam feitas as devidas exigências e adequações. Como os secretários trouxeram os documentos exigidos pela Câmara, vamos avaliar para ver se devemos ou não abrir a CPI, porque também não existe proveito na abertura de um monte de CPI’s. Mas se necessário for com certeza o Legislativo Municipal cumprirá seu papel”, ponderou. O Vereador Carlão também comentou o discurso do colega Vereador Delei sobre a situação da Empresa Municipal de Habitação (EMHA) e a dificuldade que os mutuários estão encontrando para efetuar os pagamentos das prestações de seus imóveis devido a quebra de contrato com a RDM. “O setor da habitação e assuntos fundiários não avançou muito nas ultimas administrações, mas parece que está piorando. Não podemos permitir que piore, porque a população carente necessita deste setor bem administrado. Se as casas e lotes fossem regularizados a prefeitura teria um ganho em arrecadação”, avaliou. PARTIDO -O vereador usou, ainda, a palavra de liderança para reforçar a boa fase do Partido Socialista Brasileiro (PSB MS) e a disposição da sigla em se fortalecer para o processo eleitoral de 2014. Carlão disse que a executiva regional está filiando lideranças políticas em todo interior e deverá apresentar candidaturas próprias para o Governo do Estado, Senado, Câmara Federal e Assembléia Legislativa. “Em 2014 não seremos coadjuvantes de ninguém, vamos mostrar em todo Mato Grosso do Sul porque fomos o partido que mais cresceu no País”, disse.

MASTERS INFORMÁTICA Em Rochedo e Corguinho, você encontra material para escritório em geral, equipamentos de informática, manutenção de computadores, instalação de internet e muito mais. Na Masters Informática o cliente está em primeiro lugar. Conheça as facilidades de comprar equipamentos de informática e o computador que você precisa. Masters Informática - Rua Bahia, 249 - Centro - Rochedo Fone (67) 3289 1412 Av. Paulo Vieira Barbosa, 553, Centro - Corguinho Fone: (67) 3250 1578

14

JULHO 2013


IMPACTO SAÚDE

Lúpus em crianças requer tratamento adequado Lidar com a doença na infância exige paciência e comprometimento da família, mas o diagnóstico precoce e tratamento correto permitem aos pacientes levar uma vida normal

P

aulinha, personagem de Klara Castanho na novela Amor à Vida, está vivendo um drama por conta do lúpus — uma doença autoimune em que um desequilíbrio do sistema imunológico o leva a atacar tecidos do próprio corpo. A enfermidade causou um problema em seu fígado e ela terá que passar por um transplante. A situação que Paulinha enfrenta não é comum – a maior parte das crianças recebe o diagnóstico da doença antes que ela cause falência de órgãos. Não há estimativas sobre o número de crianças com lúpus no Brasil, mas com base em dados internacionais, estima-se que haja 1 caso a cada 100 mil. Segundo Claudio Len, reumatologista pediátrico e professor do departamento de pediatria da Unifesp, cerca de 10% dos casos de lúpus se manifestam durante a infância. O diagnóstico nem sempre é fácil, pois boa parte dos sintomas podem ser confundidos com outras doenças. Porém, geralmente basta um exame de sangue para confirmar a suspeita. Mesmo que isso aconteça, os pais não precisam achar que o mundo acabou. “O avanço das possibilidades de tratamento faz com que a maioria dessas crianças leve uma vida normal. O tratamento é complexo, mas os pais não devem perder a esperança nem entrar em pânico”, explica Claudio. A seguir, esclarecemos as principais dúvidas sobre o assunto. O lúpus, quando aparece na infância, é diferente do lúpus em adultos? De modo geral, as manifestações da doença e o diagnóstico são semelhantes. Na infância, porém, há duas particularidades. Primeiro, o comprometimento do rim é mais comum e se dá de maneira mais grave. Por isso, quando a criança é diagnosticada o reumatologista logo vai se preocupar com esse órgão. A segunda particularidade é que as crianças com lúpus podem ficar muito abatidas e apresentar perda significativa de peso, o que nem sempre acontece com adultos. Quais são os sintomas?O lúpus é uma doença autoimune caracterizada por uma inflamação generalizada crônica e difusa em todo o corpo, decorrente da reação imunológica contra tecidos do próprio organismo. Órgãos vitais como coração, rins, fígado e cérebro podem ser acometidos. Febre e “rash” cutâneo (vermelhidão na pele, especialmente na face) estão entre os sintomas mais comuns na infância. Algumas crianças também têm dor articular, inchaço nas juntas, anemia, queda de cabelo, emagrecimento e apatia. Se o rim já estiver prejudicado, pode haver sangue na urina. Como é feito o diagnóstico? O diagnóstico pode ser difícil, porque os sintomas do lúpus podem se confundir com o diagnóstico de outras doenças. Se o médico desconfia, pede um exame de sangue. Como o lúpus é uma doença autoimune (quando o próprio corpo começa a se atacar), há a formação excessiva de anticorpos que, em situações normais, não estariam no sangue. Além disso, há diminuição no número de glóbulos brancos e plaquetas, que também são detectadas no exame de sangue. E o tratamento?Como a criança ainda está em fase de se desen-

volver física e intelectualmente, os médicos são cuidadosos na hora de prescrever os remédios para que eles não comprometam seu crescimento. O tratamento geralmente é feito com medicamentos imunosupressores, que fazem o organismo parar de lutar contra si mesmo. Esse tipo de remédio tem dois problemas: o primeiro é que, ao suprimir o sistema imunológico, deixa a porta mais aberta para outras doenças e infecções. O segundo é que ele traz efeitos colaterais. É por isso que as crianças com lúpus costumam tomar vários remédios ao mesmo tempo. Um ataca diretamente a doença enquanto outros previnem consequências ruins do primeiro remédio – gastrite, osteoporose, entre outros. Há crianças que chegam a tomar 10 remédios ao mesmo tempo. Além dos medicamentos, a criança é orientada a seguir uma alimentação saudável, pois o lúpus, a longo prazo, pode causar alterações cardiovasculares. Os esportes e atividades de lazer são indicados. Ela também deve abusar do protetor solar, já que a radiação desencadeia as reações na pele. É importante frisar que o tratamento é muito individualizado, dependendo da idade da criança e do grau da doença. Outro fator importante é o suporte e a paciência da família. Isso porque a criança deve fazer consultas periódicas com o reumatologista pediátrico e exames. Os pais devem se informar sobre como a doença se comporta e envolver os filhos no tratamento, explicando-lhes o que está acontecendo. Os professores também devem estar cientes. A criança precisará tomar remédios sempre? A duração do tratamento depende de quanto o organismo da criança está comprometido. Primeiro o médico controlará os sintomas. Depois, ela ainda precisa ser tratada por cerca de dois anos para evitar que o problema volte. Aos poucos, a dose dos remédios diminui. Em algumas situações pode haver a suspensão, mas mesmo que a criança fique livre dos remédios ela continua realizando consultas regulares pra detectar qualquer alteração.

15

JULHO JULHO2013 2013


No braço

Se verdadeira a versão divulgada pela mídia, com base nas declarações de uma das partes, foi péssimo o exemplo dado pelo presidente do Sindicato dos Proprietários de Farmácia, Roberto Martins Rosa, que teria agredido com um soco o farmacêutico Lucas Marques Pereira de Rezende, durante um bate-boca na manifestação da categoria por melhores salários, em frente à Superintendência Regional do Trabalho e Emprego. E o diálogo, fica onde?

Vice e versa

Normal: de um lado, o da galera, cheia de razão, atacando Beatriz Dobashi, que deixou a Secretaria de Saúde após a divulgação de conversas em contexto mais que suspeito. De outro lado, porém, chovem manifestações solidárias, com direito às lágrimas do governador André e à compreensão do deputado e presidente da Assembleia Legislativa, Jerson Domingos, para quem, a Bia, apelido dado pelos íntimos, é pessoa séria e responsável.

No trecho

Secretário de Planejamento e principal mentor da gestão tecnocrática do governo de Harry Amorim, o primeiro de Mato Grosso do Sul, Jardel Barcellos de Paula curte a sua aposentadoria com a família no Rio de Janeiro. Por suas teses sobre a sistêmica gerencial, ganhou do jornalista José Pinheiro Tolentino, do Jornal da Cidade, o apelido de “Professor Pardal”.

Pavor

Já tem gente apavorada com um simples resfriado. Tudo por causa das notícias dando conta da proliferação de casos de pessoas contaminadas pela chamada gripe suína, que pode levar à morte.

Derrapada

Causou perplexidade o escorregão do deputado federal Henrique Mandetta. Num segundo traiçoeiro de incontinência verbal ele sugeriu, em inflamado discurso na Câmara, que os mortos produzidos pelos médicos importados de Cuba fossem depositados às portas do Palácio do Planalto. Os próprios colegas de profissão arregalaram os olhos.

Bola fora

Depois da bonança vem a tempestade. As críticas mais ácidas agora substituem os elogios que antes eram endereçados à diretoria do Naviraiense. A heróica e festejada classificação em campo virou passado. O presente é amargo: o time, por utilizar atletas sem atender exigências do regulamento, foi eliminado da Copa do Brasil pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva.

Na fila

Dois suplentes que saíram das urnas em outubro do ano passado não escondem a ansiedade e a convicção de que vão assumir em breve as vagas titulares. Precisam ver a pose com que andam desfilando ultimamente nos corredores da política. Quem sabe de onde vem tanta certeza?

Auê no paraíso

Bonito, o paraíso ecológico, receberá um público recorde em seu 14º Festival de Inverno, de 31 deste mês a 4 de agosto. A grade de shows musicais será a grande responsável, graças ao frisson provocado por uma das estrelas do programa, a baiana Daniela Mercury, na crista da onda depois que assumiu sua relação com outra mulher. Mas os palcos terão outras atrações imperdíveis: Sandra de Sá, Renato Teixeira, Diogo Nogueira, Paralamas do Sucesso, a banda Dazaranha e os guaicurus Rivers, Forrozen, Lucas Brandão, Caio Ignácio e Marcelo Loureiro.

16

JULHO 2013

Montagem

Dizem por aí que os decanos gurus de-putado estadual Londres Machado e João Leite Schimidt já estão trançando as teias do PR e do PDT, para 2014. Será que tem a mão do italiano nessa?

Mudança

O prefeito de Campo Grande, Alcides Bernal não manda recado. Ele está cobrando “olho no olho” os assessores que, a seu ver, ainda precisam mostrar melhores resultados. Especula-se que vem mudança por aí.

Mimos no harém

No Dia dos Namorados um poderoso do circuito político-empresarial presenteou a segunda-dama com um carro do ano. A terceira-dama ficou sabendo e ameaçou contar tudo à primeira. Acabou ganhando outro zero km. E o harém agora é só festa.

Cerejas

Nossos votos de felicidades com as bênçãos divinas vão para os aniversariantes: Agnol Garcia Neto, Aires Noronha Adures Neto, Alessandra Graciele Piroli, Alinor Vieira da Silva, Elaine Maria da Fonseca, Freud Jacques Teixeira, Gilcleide Maria dos Santos Alves, Lourdes Rondon Santos Pereira, Roberto Orro, Virgínia Bataglin Kerkhoff e Wilson Martinelli.


Gabriel Santos

Momento Feijoada Fernando Soares 2013

A

coluna começa a mostrar a grande festa que foi a Feijoada, no Golden Class, numa mistura de feijoada, grande confraternização e exposição de artes plásticas, envolvendo os artistas Humberto Espíndola e Jonir Figueiredo. Mas o que arrasou mesmo foi a décor de Eliane Oliveira, da California Mudas, indo além da imaginação. Ela simplesmente transformou o Golden, usando bambu mossô, pimentas, vasos raros e peças rústicas na entrada do Club, numa decoração moderna e de bom gosto. O Buffet Paladar era só elogios. Tudo per-

feito e cuidado o tempo todo pela Regina e o Fernando Caneppele, que não deixaram faltar nada. Os elogios não param de chegar para a feijoada de lombo de bacalhau. Uma festa pouco vista na Capital. A todo instante, tudo era reabastecido para atender as 800 pessoas presentes. Estávamos preparados com muita estrutura. A mesa de doces era de mais de 20 metros. O grande público pirou também com a feijoada de frutos do mar, com camarões gigantes da Escócia. E como é muito raro nas festas da ci-

dade servirem Johnnie Walker Gold Label 18 anos, champanhe Veuve Clicquot Brut e vinho chileno Haras Character Cabernet Sauvignon, muitos não acreditavam no que viam. Foram consumidas 120 garrafas desse uísque, 86 de champanhe e outras 90 de vodka Absolut. Cerveja Original e outros drinks a perder de conta. A entrega do Troféu Cidadania aconteceu às 13 horas e, em seguida, o grande show do grupo Fundo de Quintal com sua banda. Tudo perfeito e só elogios. O Canal Zero fez a sonorização e o Zé

Du entrou com seu enorme painel de led fazendo a diferença no palco. O Dj Danilo Bachega continuou com a festa, que foi até as 19 horas. Por isso que digo que sou uma pessoa feliz e tenho que agradecer a Deus, em todos os momentos de minha vida, as graças recebidas e as oportunidades que se renovam a todo momento. Essa festa que faço todos os anos, é fruto de uma coluna séria que fazemos, onde registramos tudo o que consideramos importante para conhecimento da sociedade. Confiram...

Luxo do luxo. Fernando Soares e Fernando Caneppele, do Buffet Paladar, provando a feijoada de bacalhau, acompanhada de champanhe Veuve Clicquot

O empresário Ueze Elias Zahran e a filha, Ana Karla Zahran

O presidente do Tribunal de Justiça, Joenildo de Souza Chaves, e a esposa, Clarice Maciel

Rosana e o empresário do Canal do Boi, Cláudio Godoy

O superintendente da Polícia Federal, Edgar Marcon, e sua Telma

A advogada Tatiana Ujacow com o querido empresário Carlos Eduardo Naegele

A charmosa Lilian Ilgenfritz e o filho, João

Delegado aposentado Carlos Farnezi e a empresária da comunicação, Adiles do Amaral

A ambientação do Golden Class teve assinatura da décor de Eliane Oliveira, da Califórnia Mudas

A feijoada de frutos do mar trazia camarões gigantes da Escócia

A mesa de doces passou de 20 metros e mais de 60 tipos diferentes

Champanhe Veuve Clicquot servida a tarde inteira

O luxo do Golden Class ficou assim

Taís Maria com a irmã, Regina Eleusis, e o PhD em solos, Iberê Lins

17

JULHO 2013

O empresário Roberto Bigolin e sua Mirian

A desembargadora Tânia Borges e o procurador de Justiça, Paulo Alberto Oliveira


IMPACTO ASSEMBLEIA

Lei de Marcio Fernandes que proíbe frisagem em pneus é promulgada pela ALMS

A

Marco Miatelo

Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul promulgou o projeto de Lei nº 4.362 que proíbe a prática de frisagem em pneus no âmbito em MS. A Lei é de autoria do Deputado Márcio Fernandes (PTdoB), vice-líder do governo. A promulgação está publicada na edição do DOE (Diário Oficial do Estado de Mato Grosso do Sul). “O procedimento potencializa os riscos de causar um acidente, já que a frisagem pode inclusive expor a trama de arame dos pneus podendo causar acidentes fatais. Espero que com essa Lei possamos salvar mais vidas”, disse Marcio Fernandes. Segundo o parlamentar, a frisagem é muito utilizada por proprietários de oficinas, borracharias e similares, com o objetivo de reaproveitar os pneus para comercialização. A frisagem é muito utilizada por proprietários de oficinas, borracharias e similares, com o objetivo de reaproveitar os pneus para comercialização. “Esse procedimento consiste em dar um aspecto de novo a um pneu careca, diferente da ressolagem, quando é acrescentada uma nova camada de borracha”, explica Fernandes.

Márcio Fernandes adverte que quem infringir a lei receberá multa no valor de 2.000 UFERMS (Unidade Fiscal Estadual de Referência de Mato Grosso do Sul). “A multa será aplicada em dobro em caso de reincidência. Nos precisamos com urgência de medidas que ajudem na conscientização para aumentar a segurança na vias e preservar a vida”, comenta.

Wagner Guimarães

Deputados e contabilistas discutem implantação de curso na UFMS

Deputados, estudantes, representantes do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) e de órgãos ligados aos contabilistas em Mato Grosso do Sul participaram de audiência pública, na Assembleia Legislativa, e debateram a “Implantação do Curso de Ciências Contábeis na Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS. A solenidade foi proposta pelo Deputado Estadual, Professor Rinaldo (PSDB). “Esta é uma discussão de grande importância porque também é o desejo de muitos

jovens, que é o de cursar uma universidade pública, e vamos nos somar à luta pela implantação deste curso em uma universidade pública em Campo Grande”, afirmou o parlamentar. Segundo o Presidente do Conselho Regional de Contabilidade de Mato Grosso do Sul (CRC), Carlos Rubens de Oliveira, os 6,8 mil profissionais que atuam no Estado não atendem a crescente demanda, principalmente em empresas sediadas em Campo Grande. “Hoje, precisaríamos de pelo menos mais 2 mil profissionais, mas quem quer fazer a graduação não encontra respaldo nas universidades públicas”, disse. Segundo o Pró-Reitor de ensino de graduação da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS), Henrique Mongelli, cabe justamente à União acelerar esse processo. “A sociedade nos cobra e quer mais, mas temos a velocidade do Governo Federal”, afirmou. Segundo o Deputado Professor Rinaldo, os argumentos apresentados pelos participantes serão reunidos em um relatório a ser enviado para a Bancada Federal de Mato Grosso do Sul. “Vamos solicitar que nossos deputados federais e senadores façam as gestões necessárias junto ao MEC para garantir a estrutura necessária para a implantação do curso de Ciências Contábeis tanto na UFMS como na Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS)”, informou.

18

JULHO 2013


IMPACTO ESTADO

André autoriza licitação de obras no valor de R$ 5,8 mi e duplica cobertura de esgotamento sanitário em Naviraí

C

om investimentos que somam R$ 5,8 milhões o governo do Estado e a Sanesul vão ampliar a rede de abastecimento de água e de tratamento de esgoto no município de Naviraí. O processo licitatório foi autorizado pelo governador André Puccinelli durante a entrega da premiação aos melhores alunos na Escola Estadual Vinícius de Moraes. As obras de ampliação do sistema de esgotamento sanitário no valor de mais de R$ 4,1 milhões são oriundos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC 2) por meio da Fundação Nacional de Saúde (Funasa). Com estes investimentos, a cidade ganha 35 mil metros de rede coletora. André Puccinelli autorizou também a licitação de obras para a execução de 8.251 metros de rede coletora de esgoto, 278 ligações domiciliares, construção de estação elevatória e ainda 592 metros de linha de recalque. Serão aplicados mais de R$ 1,3 milhão de recursos próprios da Sanesul e de emenda parlamentar federal. Outra licitação autorizada por André Puccinelli vai auxiliar nos trabalhos rotineiros de limpeza das redes de esgoto. Com recursos no valor de R$ 349,5 mil a Sanesul vai adquirir um equipamento hidrojateador. Conforme o Diretor-Presidente da Sanesul, José Carlos Barbosa a assinatura da ordem de serviço no valor de R$ 4,1 milhões vai ampliar a coleta e tratamento de esgoto e que somada a mais R$ 1,3 milhão resulta em mais de duas mil casas conectadas à rede de esgoto. “Tudo isso é fruto do trabalho de recuperação de uma nova Sanesul e que anda por todos os municípios levando os recursos provenientes da Bancada Federal. É preciso ainda ter bons projetos e a Sanesul vem alavancando o Estado com quase R$ 900 milhões em investimentos”, ressaltou. Mais do que obras, o Prefeito de Naviraí, Léo Matos destacou os investimentos da Sanesul com foco principal na saúde. “Isso significa um marco para gente porque há muitos anos não recebíamos um investimento no sistema de esgotamento sanitário. Tudo isso vai diminuir os problemas nas unidades do Programa de Saúde da Família. Vai interligar ruas que antes não tinham esgoto dando mais qualidade de vida para a população”, disse. Com as novas obras, o município praticamente dobra a cobertura do sistema de esgotamento sanitário chegando a um índice de 30%. Entre os anos de 2000 e 2006 a cidade de Naviraí recebeu investimentos de R$ 2,4 milhões. Somente nesta administração, a Sanesul já investiu R$ 9,4 milhões em obras concluídas, em andamento e a executar no que se refere ao sistema de abastecimento de água, coleta e tratamento de esgoto. Para o Governador André Puccinelli investir em saneamento é

Lenix Barbosa

garantir saúde. “Captar e tratar o esgoto sanitário representa a diminuição das doenças infectocontagiosas e parasitas que estão nos alimentos que não são bem lavados”, disse. O objetivo conforme André é garantir uma boa média de captação e tratamento do esgoto até o fim de 2014. “Os investimentos em saneamento farão com que tenhamos uma média geral, no término do nosso mandato, de não menos de 60% de captação e tratamento do esgoto”, informou. Na Escola Estadual Vinícius de Moraes, o Governador André Puccinelli e o Diretor-Presidente da Sanesul, José Carlos Barbosa premiaram os estudantes ganhadores do Concurso de Redação 2013. O tema “A Sanesul protege o Pantanal. Eu também faço a minha parte” foi trabalhado pelo aluno Lucas Agostini Ribeiro, de 14 anos por meio de pesquisas e de discussões em sala de aula. “Escrevi em 28 linhas como é importante preservar o meio ambiente e como o esgoto coletado e tratado é devolvido ao Pantanal com este trabalho da Sanesul”, informou. O aluno conquistou a segunda colocação no concurso. A experiência do aluno na redação também trouxe uma consciência maior sobre a preservação do meio ambiente. “A gente tem que cuidar da natureza e diminuir o consumo da água”, salientou Lucas. Para a professora de Português que auxiliou não só o aluno, mas um grupo de 70 estudantes, o concurso de redação estimulou a pesquisa e a discussão sobre o assunto em sala de aula. “Trabalhamos a importância da água, a preservação do meio ambiente e tivemos um resultado muito bom. Os alunos adquiriram mais conhecimento e hoje a argumentação deles melhorou muito com estas dissertações”, admitiu Maria Conceição de Sousa.

19

JULHO 2013


IMPACTO ATUALIDADE

Calendário Eleitoral: normas para pesquisas e condutas vedadas valem a partir de 1º de janeiro de 2014

A

partir do dia 1º de janeiro de 2014, as entidades ou empresas que realizarem pesquisas de opinião pública relativas às eleições ou aos possíveis candidatos, para conhecimento público, ficam obrigadas a registrar, no tribunal ao qual competem fazer o registro das respectivas candidaturas, várias informações previstas na legislação eleitoral. E a partir do 15º dia anterior até às 18h do dia do pleito, fica proibida a divulgação de pesquisas eleitorais, por qualquer meio de comunicação. As regras estão previstas no Calendário Eleitoral para as Eleições Gerais, aprovado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Para conhecimento público, essas empresas de opinião são obrigadas, para cada pesquisa, a registrar, até cinco dias antes da divulgação, as seguintes informações: quem contratou a pesquisa; o valor e origem dos recursos gastos no trabalho; a metodologia e o período de realização da pesquisa; plano de apresentação e informações quanto a sexo, idade, grau de instrução, nível econômico e área física de realização do trabalho, intervalo de confiança e margem de erro; sistema interno de controle e verificação, conferência e fiscalização da coleta de dados e do trabalho de campo; questionário completo aplicado ou a ser aplicado; e o nome de quem pagou pela realização do trabalho. Condutas vedadas

Também a partir de 1º de janeiro, fica proibida a distribuição gratuita de bens, valores ou benefícios por parte da Administração Pública, exceto nos casos de calamidade pública, de estado de emergência ou de programas sociais autorizados em lei e já em execução orçamentária no exercício anterior, casos em que o Ministério Público Eleitoral (MPE) poderá promover o acompanhamento de sua execução financeira e administrativa. A medida busca não afetar a igualdade de oportunidades entre os candidatos.

Sonegação de impostos é de R$ 349,8 bi

A sonegação de impostos chega a 23,9% da arrecadação federal, estadual e municipal, segundo informações do jornal Valor Econômico com base em cálculos feitos por economistas a pedido do Sindicato

Menino de 11 anos engravida mulher de 36, mãe de um colega

Nacional dos Procuradores da Fazenda Nacional. Segundo os cálculos, a sonegação de Imposto de Renda chegou a 30,3%, enquanto a do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) foi a mais alta de todas, de 33,4%. Conforme o jornal, isso representa 8,4% do Produto Interno Bruto (PIB) ou R$ 349,8 bilhões que deixaram de ser recolhidos aos cofres públicos no ano de 2011, segundo os dados mais recentes da Receita Federal.

Um menino de 11 anos de idade engravidou a mãe de um colega de escola, uma mulher de 36 anos, em Auckland, na Nova Zelândia. O diretor da escola contou à publicação que ficou chocado quando a criança revelou os detalhes. Ele lembrou que o menino disse “você não ficará feliz comigo”. “Ele então disse que tinha tido relações sexuais com a mãe do seu amigo e me disse que aquilo precisava parar”. De acordo com o jornal, a revelação de abuso sexual levou os conselheiros a pedir reforma nas leis de estupro no país. A lei da Nova Zelândia diz apenas que um homem pode ser acusado de estupro quando força o sexo. Já as mulheres que forçam a relação sexual podem ser acusadas de violação sexual. Ambos os crimes tem pena máxima de 20 anos. O estudante e o bebê estão aos cuidados da Ministra da Justiça, Judith Collins, que afirmou que vai lutar para que a legislação atual, a qual não prevê que a mulher seja acusada de estupro, seja revista.

20

JULHO JULHO 2013 2013


21

JULHO 2013


IMPACTO ESPECIAL

MARACAJU D

epois do afastamento dos jesuítas espanhóis que tiveram as suas reduções desmanteladas por ação dos bandeirantes paulistas a principiar por Antônio Raposo Tavares, nos albores do século XVI, a região de vacaria, no planalto da serra de Maracaju, onde se localiza o município, somente voltou a ser povoado, quando no primeiro lustro do século passado, Gabriel Francisco Lopes e seus irmãos Joaquim e José, redescobriram aqueles campos, procedendo da então província de Minas Gerais, atravessando a região de Paranaíba, fundando os núcleos que receberam a denominação de Água Fria e Santa Gertrudes. Data de 1.923 a fundação do núcleo que hoje é a cidade de Maracaju. Espírito esclarecedor e empreendedor, João Pedro Fernandes compreendeu a necessidade de instalar uma escola que preenchesse a lacuna então existente. Contando com o apoio dos moradores da região, organizou a “Sociedade Incentivadora da Instrução de Maracaju” instalada em 25 de dezembro de 1.923. O crescente desenvolvimento da

localidade em poucos anos de vida, determinou a sua elevação a categoria de Município com território desmembrado do de Nioaque, pela Lei nº 987 de 07 de julho de 1.928, sendo instalada precisamente dois meses depois, isto é 07 de setembro de 1.928. A mesma lei nº 987 transferiu para Maracaju a sede da comarca de Nioaque, ficando o município que dava nome reduzido a termo da mesma comarca. É conhecida como a Capital da

22

JULHO 2013 2013 JULHO

linguiça onde, todo ano, é realizada a Festa da Linguiça tradicional de Maracaju. Com receita especial, o embutido ficou famoso ao entrar no Livro Guinness dos Recordes como a maior linguiça contínua do mundo. No ano de 2005 foram produzidas 20 toneladas desta iguaria. O evento já ultrapassou as fronteiras estaduais e teve seu lançamento em Brasília, com a participação de diversas autoridades e ministros do Governo federal.


IMPACTO ESPECIAL

MAURÍLIO FERREIRA AZAMBUJA - Prefeito de Maracaju

“Trocamos a palavra dificuldade por trabalho e planejamento”

N

ascido em Campo Grande, o médico Maurílio Ferreira Azambuja, o Dr. Maurílio, passou praticamente toda sua vida em Maracaju, onde cursou o ensino fundamental. Filho de proprietários rurais maracajuenses, ele tem Maracaju como sua cidade natal. Pai de três filhos, Maurílio é casado pela segunda vez com Leila Azambuja. Do primeiro casamento, cuja esposa faleceu em um acidente, ele tem dois filhos, Thaís e Thiago. No segundo, a pequena Amanda, nascida ainda quando da sua primeira administração frente ao Executivo Municipal de Maracaju. Amante de uma boa música sertaneja, vascaíno de coração e admirador do governador André Puccinelli e do senador Moka, Dr. Maurílio comanda a Prefeitura de Maracaju pela segunda vez. Foi eleito em 2004 e administrou a cidade até 2008, quando não conseguiu se reeleger, perdendo o pleito para Celso Vargas. Em 2012, deu a volta por cima e derrotou o mesmo Celso Vargas nas urnas. No dia 11 de junho, data em que o município comemorou 89 anos de fundação, Dr. Maurílio inaugurou diversas obras, entre as quais a Concha Acústica “Délio e Delinha”. Após a cerimônia, ele recebeu a equipe de IMPACTO e concedeu a seguinte entrevista: IMPACTO – O senhor inaugura a

concha acústica de Maracaju e homenageia a dupla Délio e Delinha. Qual o motivo? DR. MAURÍLO – São personalidades artísticas nascidas e criadas em Maracaju. São artistas que sempre estiveram presentes em Maracaju. Contam e cantam a história de Maracaju. Em nossa administração, homenageamos aquelas pessoas que tem o passado ligado à História de Maracaju, porque um povo que não reverencia a própria história não tem futuro. IMPACTO - Prefeito, o senhor voltou nos braços do povo para administrar Maracaju. O que o senhor já conseguiu realizar nos primeiros seis meses de sua administração?

23

JULHO JULHO2013 2013

DR. MAURÍLIO – Na nossa primeira administração tínhamos um projeto para Maracaju. Porém, a população entendeu que não era aquilo que ela queria. E nós entendemos o recado. Temos nossa profissão. Somos médico e sempre prestamos

‘‘

O Délio e a Delinha, como foi contado aqui nesta cerimônia, nasceram no distrito de Vista Alegre. Foram para São Paulo, fizeram sucesso. Voltaram e sempre se fizeram presentes em nossa cidade. É, portanto, uma homenagem mais do que justa.

‘‘


serviços à comunidade. Perdemos a eleição. Voltamos à nossa profissão. Continuamos trabalhando e esperamos o momento, o chamamento do povo e voltamos pra administrar Maracaju. Assumimos num momento de grandes dificuldades. Porém, trocamos a palavra dificuldade por trabalho, planejamento. Formamos uma equipe técnica de alto nível, por entendermos que o município, hoje, precisa mais de atenção técnica do que política. Fomos buscar o lado político com os nossos parceiros, o governador do Estado, a secretária de Produção, Tereza Cristina, os nossos deputados federais, o senador Moka e outros líderes políticos que assumiram uma parceria conosco por entender as demandas de Maracaju hoje. E estamos no caminho certo. Organizado a administração, pagando as dívidas herdadas e

‘‘

A coleta de lixo custava em torno de 200 mil reais por mês. Sob o comando da Prefeitura, vamos executar esse mesmo serviço por algo em torno de 70mil reais. Então, com determinação, planejamento e parcerias estamos recolocando Maracaju nos trilhos.

‘‘

trabalhando com muita seriedade e determinação. IMPACTO – Quanto o senhor herdou de dívidas? DR. MAURÍLIO – Só das folhas de pagamento cerca de oito milhões de reais. Mais sete a oito milhões de reais com fornecedores, além da dívida com a Prevmmar (Previdência dos servidores públicos municipais).

Primeira-dama Leila e prefeito de Maracaju, Maurílio Azambuja

24

JULHO 2013

IMPACTO ESPECIAL Somando tudo, mais de 20 milhões de reais em dívidas. Hoje já pagamos as folhas da nossa administração mais o mês de dezembro e o 13º deixado pela administração passada. Em cinco meses, pagamos sete folhas. Isto foi possível com planejamento, trabalho, determinação e seriedade. Assumimos a responsabilidade de fazer com que os serviços essenciais sejam tocados pela prefeitura. Cortamos todos os serviços terceirizados. Assumimos tudo. Inclusive, a limpeza pública. Aliás, a Câmara tem nos ajudado muito, vez que temos tomado medidas enérgicas e a Câmara tem sido nossa parceira. O futuro de Maracaju está garantido. Na minha primeira gestão, eu trouxe uma usina que gerou 1.400 empregos diretos e mais 3.500empregos indiretos. Hoje, em parceria com o governador André Puccinelli e com a secretária de Produção, Tereza Cristina, estamos buscando um grande empreendimento chinês, que é uma indústria esmagadora de milho. Este polo industrial vai melhorar nosso PIB e agregar valor ao que nossos produtores produzem no campo. Os nossos produtores são fortes, determinados, competentes e usa muita tecnologia. Fui ao lançamento da colheita do milho e me apresentei como um dos prefeitos felizes deste Estado, porque ali estava uma classe que não depende do município para crescer. O que o prefeito tem que fazer é não atrapalhar e fazer estradas para o escoamento da produção. Só isso. Para isto, o governador nos deu duas motoniveladores, nós alugamos uma e reformamos a outra e esta patrulha


mecanizada já está em ação, trabalhando pra quem trabalha e gera riquezas em nossa terra. IMPACTO – O município de Maracaju recebeu alguma emenda do Governo Federal? DR. MAURILIO – Recebemos sim. Uma emenda do senador Moka (PMDB),uma do deputado federal Reinaldo (PSDB) que nos possibilitou receber dois ônibus. Estamos lançando nesta festa de aniversário de Maracaju a construção de 215 casas populares, que é uma parceria com os governos Federal e do Estado. IMPACTO – Que mensagem o senhor deixaria para a população de Maracaju neste momento que o município comemora 89 anos de emancipação?

‘‘

Então, o nosso momento é de trabalho. As dificuldades ficaram ara trás. Eu tenho a felicidade de ter uma equipe técnica de alto nível que só pensa em trabalho, só pensa em Maracaju.

‘‘

IMPACTO ESPECIAL DR. MAURÍLIO – Uma mensagem de confiança, de que a população pode confiar em nossa gestão. E a certeza do futuro garantido, porque Maracaju cresce sozinha. Os produtores fazem com que ela cresça. Ao poder público, apenas não atrapalhar e ser parceiro deles.

Prefeito recebe das mãos do governador as chaves das máquinas

25

JULHO JULHO 2013 2013


IMPACTO DESTAQUE

Sanesul realiza o maior programa de saneamento de toda a história

Investimentos devem chegar a R$ 1 bilhão até 2014

N

o Dia Mundial do Meio Ambiente, o Presidente da Sanesul, José Carlos Barbosa, reafirmou o compromisso da empresa de implantar o maior programa de saneamento de toda a história de Mato Grosso do Sul. “Hoje, os nossos investimentos já ultrapassam os R$ 820 milhões, mas a nossa meta é fechar R$ 1 bilhão até o ano que vem, levando água para as 123 localidades de atendemos e uma cobertura de esgoto de, no mínimo, 50%” assinalou. Mato Grosso do Sul é um Estado rico em águas. Aqui estão duas das grandes bacias hidrográficas do país, formadas pelos rios Paraná e Paraguai, e um dos mais importantes Patrimônios naturais da Humanidade: o Pantanal, a maior planície alagável do mundo, habitat de duas mil espécimes de seres vivos. Estender a rede de esgoto e tratá-lo antes de devolver à natureza é vital para a proteção do meio ambiente. “Mato Grosso do Sul é rico em águas e todos nós precisamos valorizar e aprender a cuidar de nossos rios e mananciais – eles são fontes de vida, a nossa vida”, adverte Barbosa. A Sanesul eleva de R$ 84 milhões para R$ 1 bilhão os investimentos em sistemas de água e de esgoto e implanta o maior programa de saneamento da história do Estado. Os investimentos somam R$ 1 bilhão - são 3.700 quilômetros de novas redes, elevando a cobertura de água para 98% e a cobertura média estadual de esgoto para, no mínimo, 50%, em 2014. Nas maiores cidades, o investimento é mais representativo. Dourados passa de 25 para 85% de cobertura de rede de esgoto, Três Lagoas chega a 97%, Ponta Porã vai a 95% e Corumbá alcança 80%. Corumbá, na beira do rio Paraguai, não tinha um metro sequer de rede de esgoto e despejava todos os dejetos da população no rio. Agora tem, duas estações de tratamento e mais de 200 quilômetros

de rede coletora. Dourados - Dourados também recebe o maior investimento de toda a sua história em água e esgoto, obras que representam saúde, qualidade de vida e proteção ao meio ambiente. A Sanesul e os governos estadual e federal aplicam R$ 135 milhões no município. Serão 752 quilômetros de rede de coleta e tratamento de esgoto, elevando a cobertura de esgoto em Dourados de 25% para 85%. Além de evitar doenças, valorizar os imóveis e embelezar a cidade, o tratamento de esgoto evita a poluição da água de rios e córregos que abastecem as cidades, dessedentam o gado e irrigam o agronegócio na região. O saneamento favorece o meio ambiente, tanto que a qualidade das fontes de água está diretamente relacionada com o saneamento. A eliminação adequada dos dejetos humanos protege a qualidade da água e os recursos naturais, e, portanto, a toda a saúde das pessoas. Principais investimentos da Sanesul A Sanesul constrói redes, estação de tratamento, reservatórios, moderniza a frota e os equipamentos, instala escritórios e capacita os servidores, garantindo serviços de excelência que beneficiam toda a população. 1.000% - investimentos passam de R$ 84 milhões (1999/2006) para R$ 1 bilhão (20007/2014). 1.370 km de redes de água – garantem conforto para todas as famílias de 123 localidades. 95 poços tubulares – mais 69 reservatórios e melhorias em nove ETAs; 2.304 km de redes de esgoto – cobertura média de esgoto passa de 14% para 50%. 30 novas ETEs e 28 obra de ampliações e melhorias 263 veículos – em seis anos a frota foi renovada e aumentou 150%

26

JULHO 2013


IMPACTO DESTAQUE

Com protesto nas ruas e abaixo-assinado Anastácio diz ‘não’ ao fechamento da Comarca

V

árias pessoas com faixas, pranchetas e panfletos nas mãos invadiram as ruas de Anastácio protestando contra o fechamento da Comarca. Os manifestantes fizeram pedágios nas pontes Roldão de Oliveira (Ponte Velha) e Ponte Coronel Antonio Trindade (Ponte Nova) para coleta de assinaturas ao abaixo-assinado contra a desativação da Comarca, que será entregue pelo prefeito e presidente da Assomasul, Douglas Figueiredo ao Governador Andre Puccinelli e ao Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul juntamente com uma petição pública. A manifestação pacífica durou cerca de uma hora e milhares de assinaturas foram coletadas. Inclusive, moradores de Aquidauana se solidarizaram à ação e assinavam o documento, sabendo que se a Comarca de Anastácio for fechada, a de Aquidauana também será prejudicada, pois, a demanda de processos aumentará e, com isso, os juízes e servidores ficarão sobrecarregados e os processos levarão mais tempo para serem julgados. Em Anastácio, o clima é de insatisfação e insegurança entre a comunidade e o Poder Público Municipal. Prova disto foi que durante a manifestação o prefeito de Anastácio e a Primeira-Dama, Cynthia Figueiredo acompanhados de servidores municipais, secretários e vereadores ‘vestiram a camisa’ e foram coletar assinaturas ao abaixo-assinado. “O que querem fazer com as comarcas da nossa região, com Anastácio é uma injustiça. O fechamento desta comarca irá gerar um transtorno muito grande para a comunidade anasta-

ciana e para Aquidauana. Irá ser um caos, a Comarca de Aquidauana não dará conta de suprir a demanda, pois terão que atender também Anastácio e Dois Irmãos do Buriti. Protestamos contra a desativação da nossa comarca, não temos nada haver com a briga do Tribunal de Justiça com o Governo do Estado na questão do duodécimo, pois, justiça não é para ter lucro, é para atender o cidadão”, afirmou o prefeito.

27

JULHO 2013


IMPACTO DESTAQUE

Delcídio diz que próximos passos do Congresso são reforma política e a redução da carga tributária

O

senador Delcídio do Amaral (PT/MS) não tem dúvida de que o Congresso Nacional continuará dando prioridade nas próximas semanas a apreciação e votação de projetos que atendam vários anseios da sociedade, como a reforma política e a redução da carga tributária. “Nos últimos dias o Senado e a Câmara votaram vários projetos que tramitavam havia meses , e até mesmo anos, sem que houvesse conclusão. No Senado, aprovamos a inclusão da corrupção na relação dos crimes hediondos e os novos critérios para partilha do FPE (Fundo de Participação dos Estados) . A Câmara aprovou a destinação de 75 % dos recursos dos royalties do petróleo para investimentos em educação e 25 % para a saúde, além de ter rejeitado a PEC 37. Isso demonstra que a voz do povo, ouvida nas extraordinárias manifestações democráticas que acontecem em todo o país, está levando os parlamentares a fazer a lição de casa. Temos que aproveitar esse momento único da nossa história para continuar avançando. Vamos fazer a reforma política, dar um choque de gestão no serviço público através da desburocratização e tomar medidas no sentido de reduzir a carga tributária, que tanto dificulta a vida dos cidadãos e das empresas”, propõem Delcídio. Financiamento de campanhas - Para o senador, o Congresso “tem que mostrar a cara” e fazer a reforma política. “A reforma política vem se arrastando há muitos anos. Chegou a hora de a gente colocar um basta nisso porque esse desenho com dezenas de agremiações e os problemas que ele traz , mais do que nunca , exige mudanças”, pontua.

Em relação a reforma política, Delcídio defende, além do financiamento público das campanhas eleitorais, “que dá oportunidade para que candidatos que não tenham as mesmas facilidades de outros tenham reais condições de fazer uma boa disputa”, a discussão do voto distrital . “O voto distrital é importante porque ele aumenta o controle social, ou seja, todos os detentores de mandatos tem que prestar contas para a região onde foi votado”. Outra discussão , segundo Delcídio, será sobre o voto em lista para fortalecer os partidos. “Tenho ouvido falar até em candidaturas avulsas, mas essa é uma experiência muito ruim, que resultou no fascismo na Itália e no nazismo na Alemanha. Nunca é demais lembrar que em todos os regimes democráticos política se faz com os partidos”, acentua. Carga tributária – De acordo com Delcídio, existe clima no Congresso para se avançar também na questão da reforma tributária. “Na próxima segunda-feira os secretários de Fazenda de todo o Brasil vão apresentar uma proposta ao Ministério da Fazenda para unificar as alíquotas do ICMS que reflete bem essa nova realidade. O assunto está sendo tratado diretamente pela Comissão de Assuntos Econômicos do Senado, da qual faço parte. O poder público tem que cobrar menos impostos para que tudo fique mais barato. Vamos voltar a debater também a renegociação da dívida dos estados e reduzir as taxas de juros , até porque a diferença entre os que os estados pagam atualmente e o que pagarão no futuro poderá ser aplicada em educação e infraestrutura. E vamos regulamentar, de uma vez por todas, a questão da cobrança de impostos sobre o comercio eletrônico, uma proposta minha, considerada prioridade em todo o Brasil. Só para se ter uma idéia, a arrecadação com as vendas pela Internet, sendo feita de forma mais justa, vai gerar, a curto prazo, mais R$ 100 milhões para Mato Grosso do Sul, sem onerar os contribuintes”, destaca. Desburocratização – Para o senador, outro problema que o Brasil deve atacar com urgência é a burocracia que atrasa e muitas vezes impede a melhoria dos serviços públicos e da infraestrutura. “Não adianta liberar R$ 50 bilhões para investimentos em mobilidade urbana sem que haja um resultado imediato e prático para a população. Os procedimentos burocráticos em torno da feitura de um projeto básico, do projeto executivo da operação e do licenciamento ambiental , além da própria sistemática de liberação dos recursos da União, congestionam ainda mais a mobilidade urbana. O desafio do governo é acelerar a tomada das decisões, sem prejuízo à legalidade e à qualidade dos projetos nos aspectos ambientais e de custos. O ideal é ter um sistema de execução semelhante ao procedimento ‘fast-track’, ou seja, tomada de decisões rápidas e execução de projetos de maneira ágil”, diz.

28

JULHO 2013


IMPACTO DESTAQUE

Cassems entrega unidade de saúde em Coxim

A

Cassems (Caixa de Assistência dos Servidores do Estado de Mato Grosso do Sul) inaugurou sua 8ª. Unidade de Saúde, com a entrega do Hospital Cassems e o Centro Odontológico em Coxim, município a 250 km da capital do Mato Grosso do Sul. De acordo com Flávio Stival, diretor das unidades hospitalares, o hospital atenderá cerca de 8 mil beneficiários da região norte do Estado. Além dos beneficiários de Coxim, atenderá aos servidores de Sonora, Pedro Gomes, Figueirão, Rio Verde, Rio Negro, Alcinópolis e Camapuã que antes precisavam se deslocar até a Santa Casa de Rio Verde, onde está localizado o hospital mais próximo. Já a nova sede do centro odontológico contará com dois consultórios, além das salas de RX e de esterilização. Com este segundo consultório foi ampliada a rede própria para melhor atender os beneficiários Cassems da região, seguindo a mesma estrutura e organização dos demais Centros Odontológicos: onde serão realizados tratamentos e atendimentos das urgências e emergências. Ricardo Ayache, presidente da Cassems, explica que o hospital possui uma estrutura bem preparada, que irá atender seus beneficiários e que, além disso, vai continuar recebendo novos equipamentos para melhorar cada vez mais o atendimento aos servidores. Ayache disse, emocionado, que entregar hospital é um momento especial, e em Coxim há um simbolismo diferenciado para ele, que é neto de libaneses. “Assim como aqui existe o pé de cedro, também há uma árvore de cedro na bandeira do Líbano, que se tornou símbolo do país. E nós queremos que o hospital de Coxim se transforme em um símbolo, de eficiência em saúde, com atendimento caloroso e humanizado para as pessoas se sintam acolhidas,

no momento em que mais necessitam de atendimento”, conclui o presidente. Beneficiários investiram para o sonho de Coxim transformar-se em realidade. De acordo com a diretora de finanças da Cassems, Maria Antônia Rodrigues foram investidos cinco milhões de reais na reforma, ampliação do prédio e com a aquisição dos equipamentos médicos. A diretora explica que o governo estadual cedeu o prédio e celebrou com a Cassems um termo de permissão de uso para utilização do prédio da antiga Santa Casa que antes pertencia ao Estado. “Acho importante dizer que a Santa Casa foi toda reformada e ampliada pela Cassems, para que pudesse receber as adequações para a instalação do hospital de Coxim. E tudo foi feito com recursos provenientes das mensalidades pagas pelos servidores públicos”, declara Maria Antonia. A cerimônia de inauguração do hospital contou com a presença de inúmeros beneficiários e beneficiárias de toda região norte. Compareceram também o vice-presidente, diretoras e diretores, membros dos conselhos Administrativo e Fiscal da Cassems, sindicalistas, autoridades municipais e estaduais, como deputado federal Antônio Carlos Biffi (PT), o deputado estadual Lauro Davi (PSB), deputado estadual Junior Mochi (PMDB) que representou o governador André Puccinelli e o deputado estadual Amarildo Cruz (PT). O prefeito de Coxim, Aluizio São José (PSB), e os prefeitos de São Gabriel do Oeste, Rio Verde, Pedro Gomes, bem como Moacir Kohl, ex vice-governador de MS e a presidente da Câmara de Coxim, vereadora Marilene Gasperin (PSB) também participaram da inauguração.

29

JULHO 2013


IMPACTO ESPECIAL

Líder do Governo, Júnior Mochi conhece inst

Na ocasião, ele foi recepcionado pelo empresário e jornalista, Eli Sousa e falo

O

deputado estadual, Júnior Mochi (PMDB), presidente estadual do partido e líder do governador André Puccinelli (PMDB) na Assembleia Legislativa, visitou a sede do Grupo Impacto de Comunicação na manhã do dia 2 de julho, ocasião em que foi recepcionado pelo diretor da empresa, empresário, jornalista e radialista, Eli Sousa. Na oportunidade, depois de conhecer as instalações da empresa onde funciona o jornal Impacto MS Diário, a Revista Impacto e o jornal on line impactonewsms.com. br, Júnior Mochi concedeu entrevista ao Grupo Impacto de Comunicação, através das ondas sonoras da Rádio Diamante FM abordando questões políticas e administrativas de Mato Grosso do Sul. Eis a entrevista: IMPACTO – Deputado, recentemente o senhor assumiu o comando do PMDB em Mato Grosso do Sul. Como está o partido em nosso Estado? JÚNIOR MOCHI – O PMDB sem sobra de dúvidas ainda é o maior partido deste Estado. O partido que mais agrega lideranças políticas. Temos diretórios constituídos nos 79 municípios do estado. Temos, hoje, mais de 54 mais filia-

dos, o que representa mais que o dobro de filiados do segundo colocado. Nós temos 23 prefeitos, 146 vereadores, um grupo grande vice-prefeitos. Temos a maior bancada na Assembleia Legislativa, metade da bancada federal, um senador e nós temos o governador André Puccinelli, que tem realizado uma extraordinária administração, com resultados expressivos em todas as áreas de atuação do governo. Isto faz com que o PMDB tenha sua unidade, fortalecimento. Nosso trabalho tem sido direcionado neste sentido. Desde que assumimos temos a meta de fazer com que o PMDB lá de Mundo Novo, no Sul do estado, de Três Lagoas, no Leste, de Corumbá, no Oeste do Estado, possam estar falando na mesma linguagem, que é simples, objetiva, mas da essência. Nós estamos mostrando aos peemedebistas nos encontros que estamos fazendo – já fizemos três e temos mais quatro pela frente – estamos mostrando os resultados das políticas públicas estaduais. Estamos mostrando como pegamos o Estado e como ele está agora na saúde, na educação, na segurança pública, na infraestrutura, na área social, com os programas sociais. Temos procurado mostrar aos filiados, aos membros dos diretórios municipais, aos prefeitos, o que esse Governo fez e que proporcionou que MS desse um salto realmente de melhoria qualitativa e quantitativa em termos de políticas públicas, principalmente se comparadas com os oito anos do governo anterior. O resultado da diferença é expressiva em favor do atual governo. Mostramos isso, discutimos com os nossos membros até para que ele saiba e tenha argumentação para mostrar o que o governo do PMDB vem fazendo por Mato Grosso do Sul. Com isto estamos despertando esse sentimento de unidade nos nossos filiados para que possamos enfrentar, unidos e fortes, o processo eleitoral de 2014. IMPACTO – Ano que vem é ano de eleição geral, renovando Assembleia Legislativa, bancada federal, governos estaduais e uma cadeira de senador. O PMDB tem candidatura própria? JÚNIOR MOCHI – Essa é uma discussão que já nem existe mais no âmbito interno do PMDB. Nós a certeza da candidatura própria. Temos dois nomes e estamos trabalhando para que o nome que emergir da vontade da maioria do nosso partido será o nome indicado e estamos trabalhando para que isto aconteça até o final do mês de agosto, quando do último encontro regional do partido que será em Campo Grande. Nessa ocasião estaremos apresentando a todo o PMDB quem será o candidato à sucessão do governador André Puccinelli em 2014. Ou será o Nelsinho Trad ou será a Simone Tebet. Os dois estão indo juntos aos

30

JULHO JULHO 2013 2013


IMPACTO ESPECIAL

talações do Grupo Impacto de Comunicação

ou na programação da Rádio Diamante FM, emissora pertencente ao grupo encontros e se apresentando como pré-candidatos. Quem for o indicado terá, incondicionalmente, o apoio do outro. IMPACTO – Um seria o vice do outro ou o não indicado seria apresentado para ocupar outro posto na chapa majoritária, como o Senado, por exemplo? JÚNIOR MOCHI – Eles devem compor a chapa majoritária, um governador (a) o outro senador (a), vice-versa. Ou então, como temos na majoritária três cargos, governador, vice-governador e senador da República, temos de aguardar uma decisão importante do governador André Puccinelli se ele concorre ou não ao Senado. Ele tem dito que não é candidato, mas, ao mesmo tempo, podemos afirmar que esta não é uma decisão definitiva. Ele tem a preferência, o apoio e a vontade do PMDB de que ele seja o candidato ao senado. Se o governador for candidato ao Senado, por exemplo, a nossa vice-governadora Simone se torna governadora no ano de 2014. Então, há todas essas vertentes para serem analisadas e definidas até agosto desse ano. Queremos estar com essas definições até começo de setembro para que nossos candidatos possam discutir com outras legendas as melhores coligações para o pleito do ano que vem. É preciso ter essa definição para que os candidatos possam discutir com os demais dirigentes partidários as melhores coligações tanto da majoritária quanto da chapa proporcional. IMPACTO – O PMDB pode negociar uma aliança com o PSDB, antigo parceiro que agora está meio que apartado da legenda? JÚNIOR MOCHI – Nós estaremos abertos a todos os partidos. Não ao PSDB e ao PDT que foram parceiros nas últimas eleições. Ao PR, parceiro de primeira hora nas últimas eleições. Vamos conversar com o PSB, PTdoB, ao PPS e ao próprio PT, se quiserem compor a chapa conosco, estaremos abertos ao diálogo. O que estamos fazendo primeiro? Definindo nossa chapa, porque não adianta corrermos atrás de alianças se temos que fortalecer o nosso time, para que ele esteja coeso e que as decisões tomadas representem a vontade do PMDB. Aí, com a candidatura ungida terá apoio do partido para montar aliança e compor a chapa para chegarmos com competitividade ao pleito de 2014. IMPACTO – O deputado Júnior Mochi tenta a reeleição ou vai buscar um cargo mais alto? JÚNIOR MOCHI – Eu sou candidato á reeleição. Dentro desse projeto político nós temos vários nomes colocados para serem deputados federais que entendo terem precedência em relação ao meu nome como são os casos do Edson Giroto, deputado federal licenciado e que deve

disputar a reeleição; do deputado estadual licenciado Carlos Marun, que deve ser candidato a deputado federal; os deputados Fábio Trad, Geraldo Resende e Marçal Filho, que devem tentar a reeleição. Esses são candidatos potenciais que o PMDB tem à Câmara Federal e desse modo creio que devemos construir uma chapa forte, competitiva para a Assembleia Legislativa. É possível que o atual presidente da Assembleia Legislativa, o deputado Jerson Domingos, diante da possibilidade de ocupar um espaço no Tribunal de Contas, nem saia candidato e aí temos de formar uma chapa forte para a Assembleia. IMPACTO - O PMDB em nível nacional apoia a reeleição da presidente Dilma. E aqui no MS? O PMDB vai apoiar a reeleição da presidente Dilma ou a outra candidatura? JÚNIOR MOCHI – O governador tem dito reiteradamente que, independente da posição do partido, ele tem o compromisso de apoiar a reeleição da presidente Dilma. O partido também avalia essa possibilidade, mesmo porque já é quase que um encaminhamento do Diretório Nacional. É bem possível que o PMDB de MS siga a orientação nacional do partido. Obviamente essa não é uma decisão fechada. Tem muitas discussões dentro desse cenário nacional e serão estas discussões que pesarão na decisão do Diretório Regional quanto às eleições de 2014. IMPACTO – Como o senhor está vendo toda essa movimentação em nível nacional pedindo renovação na política? É possível dizer que o gigante adormecido acordo? JÚNIOR MOCHI – Eu diria até que mais que isto. Eu diria que a população, com essa movimentação, está manifestando seu inconformismo, sua insatisfação, sua inquietude em relação ao descaso governamental com suas políticas públicas, quais sejam, a saúde, a educação e cobrando políticas mais eficazes no combate à corrupção, porque o dinheiro que vem se desviando poderia ser usado na melhoria da qualidade da educação, da saúde pública, da segurança do cidadão. É importante salientar que toda manifestação política tem de ter continuidade, desfecho, um encaminhamento das reivindicações. E isto se faz através de ações políticas que movem o país. Quando falamos em melhorias da saúde pública, o que precisa? De decisões políticas que permitam a melhoria da eficiência e da qualidade dos serviços. A melhoria, com mais investimentos na qualidade da educação, depende de decisões políticas. O combate à corrupção, que o povo reivindica nas ruas, com muita propriedade, também depende de decisões políticas.

31

JULHO 2013


IMPACTO ESPECIAL IMPACTO – O senhor participa de uma audiência pública amanhã {hoje}, em Rio Negro, sobre a BR-419. Esta rodovia é uma realidade para nosso Estado? JÚNIOR MOCHI – Espero que em pouco tempo tenhamos a licitação e a obra começando. Isto é um sonho. Você liga o Norte com o Sudoeste e o Oeste, saindo da BR-163 e atingindo Aquidauana. É uma estrada turística, porque você anda pela borda do Pantanal e ao mesmo tempo consegue incorporar ao processo produtivo toda uma extensa área que sai de Rio Verde, passa por Rio Negro, por Taboco... É uma área que em função da inexistência de logística e de estrutura ficou muitos anos relegadas a um plano secundário, sem perspectivas no seu desenvolvimento. Para se ter uma ideia de como o desenvolvimento está batendo às portas dessa portentosa região, basta citar que Rio Negro está interligada a Campo Grande pela MS-080. Está ganhando a MS-430 que ligar o município a São Gabriel do Oeste. Com a BR-419, Rio Negro vai virar um entroncamento rodoviário. Assim, o governador possibilita com estas rodovias que o Estado incorpore novas áreas no processo produtivo, gerando pra os municípios afetados uma nova perspectiva de desenvolvimento e atratividade para se desenvolver. IMPACTO – Tais obras beneficiam também a Rochedo e Corguinho que ficam próximos de Rio Negro? JÚNIOR MOCHI – Com certeza. Porque uma boa parcela do tráfego da BR-163 vai se desviar por ali. Aumenta uns poucos quilômetros no trajeto, mas se o fará em uma rodovia nova e de fluxo menor de veículos pesados. Isso já se verifica na região de Alcinópolis, onde uma boa parcela do tráfego da BR-163 está se desviando pela BR-359 que dá acesso a Figueirão, Costa Rica, Camapuã, Chapadão do Sul. IMPACTO – Os três municípios localizados ao longo da MS080 foram eleitos pelo PMDB. O Impacto já fez a brincadeira propondo a mudança do nome da mesma para rodovia MS-015. Há possibilidade. JÚNIOR MOCHI – (Gargalhadas)... Não. São coincidências interessantes. Os três foram candidatos em 2008 e perderam e

agora elegem-se os três prefeitos do PMDB. Perderam as eleições, mas mantiveram-se persistentes, trabalhando, não deixando de atuar politicamente junto à população. A sociedade reconheceu esse trabalho e deu a eles a oportunidade de trabalhar por seus municípios e dignifiquem a confiança que receberam da população. João Cordeiro, em Rochedo, Dalton de Souza Lima, em Corguinho, e o Gilson, em Rio Negro são batalhadores e, inclusive, temos acompanhado o empenho do seu Grupo Impacto de Comunicações para levar o desenvolvimento a estas comunidades. Creio que com o somatório de esforços, dos empresários e da classe política, nós haveremos de contribuir para que esses municípios, ainda, pequenos, tenham condições de se desenvolver e de serem referência no nosso Estado. IMPACTO – Agora vamos falar um pouquinho da sua cidade natal, Coxim, onde o senhor já foi prefeito e que ganhou ontem (segunda-feira) um hospital da Cassems. Será uma obra para atender Coxim e toda a região, não deputado? JÚNIOR MOCHI – Hoje nós temos o Hospital Regional, que é referência. Aproveitamos a estada lá para fazer uma reunião e conhecer a estrutura de saúde de Coxim. Mas, posso dizer: temos muito ainda por avançar. Mas, com certeza, eu tenho andado, percorrido o Estado e conhecendo o sistema de saúde dos municípios, posso afirmar com firmeza que Coxim está bem à frente de quase todos os municípios do interior de Mato Grosso do Sul. Tinha o seu hospital muito bem instalado e agora ganha o Hospital da Cassems, que está localizado no prédio da antiga Santa Casa de Coxim. A Cassems investiu mais de R$ 4 milhões num hospital belíssimo e agora temos duas unidades hospitalares, o Regional e o da Cassems que atenderão a população de toda a região. O Hospital da Cassems deve atender em torno de 7 a 8 mil pessoas, desafogando o Regional que poderá melhorar a qualidade do seu atendimento que é 100% gratuito e custeado pelo SUS.

32

JULHO 2013


IMPACTO GIRO

Garota engorda propositadamente para se tornar a obesa mais bonita da internet

J

ovem resolveu tentar se tornar modelo “gordinha” para ganhar o equivalente a R$ 3 mil por mês. Uma adolescente de 23 anos de idade resolveu investir “pesado” para fazer sucesso na web. Tammy Jung teve a ideia de se tornar gordinha para conquistar o título de “Obesa Mais Bonita na Internet”. A garota, que pesava 51 kg antes de começar a engordar, sempre se sentiu insegura, mesmo tendo o corpo esbelto. Em um determinado dia ela resolveu mudar sua dieta, e agora se entope com frangos e batatas fritas, donuts, pizza e muitos outros alimentos com alta taxa calórica. O namorado de Tammy, Johan Ubermen, de 28 anos, ajuda a moça para que ela ganhe peso. Ele até mesmo despeja milkshake através de um cano na boca dela para conseguir atingir a dieta de 5 mil calorias diárias. Agora, a cada seis meses, Tammy engorda aproximadamente 22 kg. Hoje em dia ela pesa 105 kg, 54 a mais do que quando

Isis Valverde posta foto fazendo pilates

iniciou a nova dieta. A moça espera ganhar o título para faturar o equivalente a R$ 3 mil por mês, se tornando uma modelo “plus size”.

Acessório têm mais micróbios que sanitário

Isis Valverde postou uma foto inusitada em seu perfil no Instagram. Na imagem, a atriz aparece fazendo um exercício da modalidade com o Corpo erguido por barras e elásticos no alto. “Para cima”, escreveu ela na legenda do registro. Apesar da preocupação com a saúde, Ísis também é boa de garfo. Recentemente ela foi vista jantando em um restaurante na companhia do namorado, Tom Rezende.

33

JULHO 2013

O professor do Instituto de Microbiologia da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), Maulori Cabral, confirmou à “Agência Brasil” que bolsas femininas têm mais micróbios do que na maioria dos vasos sanitários, como é apontado por estudo da empresa Initial Washroom Hygiene, do Reino Unido, especializada em limpeza de banheiros públicos. “Tem mais micróbios na superfície das bolsas das mulheres do que na superfície dos vasos sanitários. As mulheres colocam a bolsa em tudo que é lugar. Pegam na bolsa o tempo todo e ficam passando micróbios da mão para a bolsa. E ninguém passa água sanitária na bolsa”, diz. O estudo feito pela companhia britânica revela que o creme de mãos, batons e estojos de maquiagem são os itens mais sujos que as mulheres carregam nas bolsas. Maulori Cabral concorda com a pesquisa. “É o que ela [mulher] toca mais, mas, pelo lado de fora”. Ele explicou que os batons, sozinhos, já têm agentes antimicrobianos. O mesmo ocorre em relação ao creme para mãos. Já os frascos que contêm o creme estão a todo momento sendo segurados pelas mãos femininas. Maulori Cabral esclareceu que quando uma pessoa segura algum objeto, transfere para ele parte da sua microbiota. “Todo bicho vivo que você conhecer tem uma população de micróbios associada ao próprio corpo. Cada pessoa tem as suas populações bacterianas. Esse conjunto de populações bacterianas que está associada ao corpo denomina-se microbiota”, disse. Cabral descartou, entretanto, que o fato de as bolsas femininas apresentarem mais micróbios que a superfície de vasos sanitários põe em risco a saúde humana. “De maneira nenhuma. Isso tudo é injeção de pânico”.


IMPACTO MUNICÍPIOS

Bataguassu tem o quarto melhor salário para professores municipais de MS

C

om o reajuste salarial de 6% e a incorporação de 5% de regência aplicada no mês de maio pelo prefeito municipal Caravina (PSDB), o município de Bataguassu alcançou o quarto melhor piso salarial de todo o Mato Grosso do Sul. A informação foi divulgada no ranking salarial do estado criado pela Federação dos Profissionais em Educação de Mato Grosso do Sul (Fetems). Conforme os dados apresentados, a cidade de Bataguassu paga aos professores R$1.977,00 de piso salarial, maior que o piso mínimo que é de R$ 1.567,00. O Sindicato Municipal dos Trabalhadores em Educação (SIMTED) de Bataguassu expressou um agradecimento em um ofício enviado ao prefeito Caravina (PSDB), pela negociação que realizou com a comissão de negociação salarial do sindicato, destacando que apesar de vários problemas encontrados

Sindicato Municipal dos Trabalhadores em Educação de Bataguassu expressou um agradecimento em um ofício enviado ao prefeito Pedro Caravina pela negociação que realizou com a comissão de negociação salarial no começo da administração, o executivo reajustou o salário dos servidores públicos municipais da educação, valorizando os profissionais. De acordo com os dados apresentados pela Federação, apenas 40 municípios e a

rede estadual de ensino de MS pagam o valor do piso nacional, que é de R$ 1.567,00, deste total, apenas 25 superam o piso nacional, também foi divulgado que 33 prefeituras cumprem o 1/3 de horaatividade para o planejamento de aulas.

Na capital, Alcinópolis recebe Plano de Resíduos Sólidos

O Pprefeito de Alcinópolis, Ildomar Carneiro Fernandes, esteve em Campo Grande (MS) e recebeu do Governo do Estado o Plano de Gestão Integrada de Resíduos Sólidos da Bacia do Rio Taquari. Alcinópolis está entre as demais cidades localizadas na Bacia do Rio Ta-

quari que também receberam o plano. Com este estudo, as prefeituras têm condições para captar recursos para a construção de aterros sanitários, programas de coleta seletiva e aquisição de equipamentos para a gestão correta dos resíduos sólidos.

34

JULHO 2013

O Governador do Estado de Mato Grosso do Sul, André Puccinelli, destacou que ao cuidar da gestão correta dos recursos hídricos, não poluindo as águas e dando destinação correta ao lixo, aos resíduos sólidos, podemos participar da preservação da nossa natureza e deixar para as gerações futuras um meio ambiente conservado e preservado. . O Presidente do Consórcio Intermunicipal da Bacia do Taquari (Cointa) e prefeito de São Gabriel do Oeste, Adão Rolim, disse que a elaboração deste estudos, além de ser fundamental para o controle de resíduos em uma das bacias que mais impactam o meio ambiente de Mato Grosso do Sul, foi um reconhecimento do porte do Governo do Estado em auxiliar os Municípios a lidarem com um assunto tão importante. Texto: Rodrigo Gordincom acréscimo de Nathalia Barbosa


IMPACTO MUNICÍPIOS

Garoto e Garota Country 2013 é realizado pela Escola Estadual José Ferreira Lima

O

concurso de beleza mais charmoso e esperado da cidade conheceu Garoto e Garota Country 2013, da Escola Estadual José Ferreira Lima Todos mostraram charme, elegância e esbanjaram simpatia na passarela que foi montada na quadra da escola. “A representante do executivo disse que está de parabéns pela excelente organização do evento. É motivo de orgulho participar como jurada e, ao mesmo, um momento oportuno para somar forças e reafirmar a parceria entre prefeitura e escolas”, destacou Servidora Luciana Fernandes. Para o Vereador José Messias “é gratificante poder participar desta bela festa que dá as boas vindas a 1ª Edição. Estamos torcendo para que as outra edições seja também um grande sucesso, assim como a eleição da Garota e Garoto Country 2013”, desejou. Quando os candidatos começaram a ser chamadas, foram aclamadas com palmas e mais palmas. Os chapéus as enalteciam, as camisas as caracterizavam, as calças as definiam: simpatia e estilo, a bota alinhava os passos, e no rosto de cada uma um sorriso, um olhar que conquistavam e encantavam todos que estavam no local. Segundo Nislaine Ribeiro “É uma emoção inexplicável. Uma sensação de realização e de alegria imensa. Estou muito satisfeita por ter cativado os jurados para que me elegessem a esse título de Garota Country 2013 tanto sonhado e esperado”, comemorou. A difícil tarefa de eleger a Garota e Garoto Country 2013 ficou na responsabilidade dos jurados que analisavam cada detalhe. “As meninas e meninos transbordavam beleza, alegria e encanto. Não foi fácil escolher os melhores, a Garota e o Garoto Country, pois cada uma trazia ao palco sua peculiaridade. Contudo, foi preciso analisar os detalhes e eleger. Avaliamos este concurso de forma muito positiva, aliás, bons candidatos não

faltaram. Concurso Garota e Garoto Country na Escola Estadual José Ferreira Lima, teve a seguinte organização Organização: Professoras Patricia Loren e Patricia Caparroz Apoio: Coordenação pedagógica e Direção e site santadopardonews Colaboração: Todos os professores do Ensino Fundamental e Médio Agradecimentos aos patrocinadores: Cantinho da Moda Nalvinha Cosméticos Valdevino Cabeleleiros e Loja São Judas Tadeu Papelaria Santa Rita Loja Pantanal Ed Modas Loja da Josefina Diretora Cida Le Modas Confira os ganhadores Categoria Infantil:

35

JULHO 2013

1º Lugar: Masculino: Diogo Jacques Teixeira dos Santos 2º Lugar: Masculino: Luiz Gustavo Gregorio 3º Lugar: Masculino: Arthur Carvalho Correa de Oliveira 1º Lugar: Feminino: Eduarda Leite dos Santos 2º Lugar: Feminino: Daniele Aguiar 3º Lugar: Feminino: Emilli Souza de Oliveira Categoria Juvenil: 1º Lugar: Masculino: Antonio Luiz Moreira Dias Ferreira 1º Lugar: Feminino: Nislaine Ribeiro de Souza 2º Lugar: Feminino: Maria Odilaiane Gonçalves Pereira 3º Lugar: Feminino: Paula Sâmela Viana de Souza Participaram do evento diretora da escola Maria Aparecida, os vereadores Cleudenide Ferreira de Freitas, José Messias de Souza, Sérgio Antonio Braghin,


IMPACTO MUNICÍPIOS

Prefeitura de Bela Vista garante transporte a acadêmicos

E

m reunião com comissão de estudantes universitários, o Prefeito de Bela Vista, Jair Bispo garantiu que vai contribuir com o transporte de acadêmicos, principalmente a cidade de Ponta Porã. A intenção é cobrir pelo menos a metade do custo de locomoção de cada aluno contemplado. De acordo com Bispo, essa e uma medida que tem como objetivo dar apoio através do transporte escolar para os alunos que freqüentam faculdades em Ponta Porá. Bispo afirmou ainda que e fundamental se investir na educação e garantiu dar suporte as iniciativas estudantis, que são jovens que no futuro estarão contribuindo no município. Segundo Bispo o estudo e importante e essa parceria vem com o anseio da comunidade acadêmica, pois ira oferecer oportunidade a todos cursarem a faculdade e ganharem conhecimento para serem bons profissionais no futuro. De acordo com a Vice-Presidente da Associação dos Acadêmicos de Ponta Porá, Walquiria Vareiro, vários estudantes, utilizam o serviço de transporte escolar. “O encontro foi positivo para resolver a situação do transporte universitário. Com o repasse de recursos da prefeitura para pagar o transporte com ônibus e fundamental, pois muito alunos estavam querendo

Enivaldo Costa

parar por falta de condições, com esse apoio iremos continuar nossos estudos”, disse Walquiria. Segundo a universitária, essa atitude demonstra a preocupação do gestor em relação ao público “carente”, parece ser algo insignificante, mas somente eu e minha família sabemos os esforços econômicos que fazemos para honrar meus compromissos, afirmou à declarante.

Prefeito e secretário reúnem-se com empresários Tania Fuka/Elis Amador

Recentemente o Prefeito Municipal de Selvíria, Jaime Soares Ferreira e o Secretário Municipal de Indústria e Comércio, Jayme de Brito, em viagem ao interior de São Paulo, estiveram reunidos com Manoel Esteves, Diretor da em-

presa Tec Fuse da cidade de Birigui e com Nivaldo, Diretor da empresa VTRACK no Município de Louveira. A visita faz parte da agenda positiva do Município dentro do cronograma de trabalho do projeto de desenvolvimento socioeconômico, que compreende desde reuniões pontuais, visitas estratégicas e encontros para viabilizar novos empreendimentos em Selvíria. Jayme de Brito comentou as visitas, “a Administração Municipal de Selvíria, por meio da Secretaria de Indústria e Comércio, tem propiciado oportunidade de diálogo com o empresariado e ofertado incentivos para que os mesmos venham instalar unidades no Município. Em todas as visitas e tratativas, tenho percebido grande interesse de empresas dos mais diversos seguimentos, em estabelecer unidades em Selvíria. Neste encontro, senti grande disposição tanto da Tec Fuse, quanto da VTRACK”, disse. A VRACK VALUEPART é a marca de excelência em peças e equipamentos agrícolas. Fornece aos seus clientes soluções de qualidade e produtos competitivos para o mercado sucroalcooleiro, mineração, gestão de resíduos e indústrias florestais.

36

JULHO 2013


37

JULHO 2013


IMPACTO MUNICÍPIOS

Audiência pública reúne prefeitos, deputados, vereadores e representantes do Governo em Rio Negro

A

conteceu em Rio Negro, cidade distante 140 mm da Capital Campo Grande, a Audiência Pública para discutir a pavimentação da BR-419, rodovia que ligará a cidade de Anastácio à cidade de Rio Verde de MT, passando pelo entroncamento do Posto do Braulino e Distrito de Nova Esperança (Perdigão), no Município de Rio Negro. O Prefeito de Rio Negro, Gilson Antônio Romano (PMB) realizou a abertura oficial da solenidade dizendo que “nossos sonhos estão se realizando, graças a um governo sério que pensa na população como um todo. Graças a este governo, temos hoje asfalto até a Capital. É um governo que fala e cumpre. É por este motivo que tenho orgulho de ser do PMDB”. Na opinião de Gilson Romano, para Rio Negro foi muito importante receber a visita de ilustres autoridades, entre as quais o deputado federal licenciado e atual Secretário de Obras do Governo do Estado, Edson Giroto, os Deputados Estaduais, Junior Mochi e Felipe Orro, além de seus colegas Prefeitos, João Cordeiro, de Rochedo e Dalton Lima, de Corguinho.”Acreditamos que a união faz a força e é nessa força que nos agarramos pra buscar o desenvolvimento” disse. Para ele, “Rio Negro, bem como toda a região, vai desenvolver e ficar ainda melhor, pois, o sonho da pavimentação da BR-419 está muito próximo de se tornar real” enfatizou para, em seguida, agradecer a todos pela presença e reafirmar a confiança de que “desenvolvimento se faz com um governo sério”. Durante a audiência pública, também usaram da palavra, o Vereador por Aquidauana, Paulo Reis, um dos proponentes das audiências realizadas, os Prefeitos de Rochedo, João Cordeiro e de Corguinho, Dalton Lima. O chefe do Executivo de Corguinho afirmou acreditar que “nosso momento é agora, pois, estamos saindo de um sonho para viver uma realidade, eis que o asfaltamento da BR-419 será possível graças ao trabalho e união de muita gente comprometida com nosso Mato Grosso do Sul”. Também discursou o Prefeito de Porto Murtinho, Heitor Miranda dos Santos, que explanou sobre a importância para toda a região da realização da obra.

O deputado Felipe Orro disse acreditar que a BR-419 é o verdadeiro desenvolvimento desta região, enquanto que o Secretário de Administração de Rio Negro, Antônio Holsbach (Toninho) também relatou a importância da obra. Júnior Mochi, Líder do Governador André Puccinelli disse que a pavimentação da referida rodovia será a redenção dos Municípios cortados pela estrada. Encerrando, o Secretário de Obras, Edson Giroto disse que quando começou o atual Governo de André Puccinelli, “Rio Negro estava isolado, mas o sonho de um governador que visava um futuro melhor para todo o Mato Grosso do Sul fez surgir grandes obras e quase 2.000 km de asfalto foram executados por todo o Estado, inclusive aqui através da MS-080”, rodovia que liga Rio Negro a Campo Grande. “Mas não podíamos parar por ai e estamos ligando Rio Negro à São Gabriel do Oeste e vamos pavimentar a BR-419 que será, com certeza, a grande ligação de toda uma região, que trará desenvolvimento e melhor qualidade de vida a todos”. Finalizando, Giroto parabenizou o Prefeito Gilson pela grandiosa audiência pública. “Diria que foi gigantesca a reunião de pessoas interessadas em um futuro melhor. É assim que se faz: união para vencer, parabéns, Rio Negro”.

38

JULHO 2013


IMPACTO RURAL

Sindicato Rural de Inocência ministra curso de doma racional e adestramento de equíneos

O

Sindicato Rural Patronal de Inocência em parceria com Sistema Famasul/Senar durante o ano de 2013 desenvolve cursos os quais tem como objetivo atender os produtor rural e seus funcionários. Nesse ano a agenda do Sindicato é de 50 cursos em todos os seguimentos desses 3 cursos de Doma Racional que terão em sequência o curso de adestramento de Equineos (rédeas), para executar os Cursos o Sindicato busca parcerias com produtores rurais para disponibilidade das propriedades onde os cursos serão ministrados. O curso de Doma racional tem como conteúdo: - Técnica racional para o primeiro contato com o cavalo; - Técnica de cabresteamento; - Técnica de aproximação e aceitação; - Técnica de flexionamento lateral com cabresto; - Técnica racional para encilhamento e monta; - Desenvolvimento da andaduras do animal; - Temas transversais: medidas de segurança, meio ambiente, novas exigências profissionais e mercado de trabalho. O curso Adestramento de Equineos trabalha os seguintes itens - O trabalho de rédeas; - Equipamentos utilizados; - Avaliação da conduta do animal; - Técnica de arqueamento lateral; - Técnica de flexionamento de nuca e elevação de espáduas do cavalo; - Técnica de arco ao reverso; - Técnica de flexionamento do posterior; - Técnica de galope na mão de apoio; - Técnicas básicas de manobras; - Exercícios e acompanhamento das técnicas aplicadas; - Temas transversais: medidas de segurança, meio ambiente, novas exigências profissionais e mercado de trabalho.

E-mail: zefotograforochedo@gmail.com

39

JULHO 2013


ManoelAFONSO

AMPLA VISÃO BOBAGEM - Equiparar corrupção a crime hediondo (crime contra a pessoa) não funcionará. Os processos continuarão em câmera lenta e os acusados beneficiando-se de recursos no judiciário. Esse pessoal precisa respeitar nossa inteligência. ‘POP STAR’ - O pessoal do MP se reciclará adotando postura mais sóbria com a PEC 37 rejeitada? A exemplo das cinematográficas operações da PF, certas ações do MP ensejam críticas. Portanto, seus defeitos ofuscam suas virtudes. SEM ILUSÕES - No fundo, no fundo, essa batalha da PEC na mídia é mais disputa de poder & vantagens , do que obstinação pelo combate sem tréguas às praticas ilegais. Mas na hora de pegar o bandido no morro, ‘sobrará’ para o delegado. PERDEDORES - Perdeu Maluf, perderam o governo e sua base aliada. Acuados os congressistas não resistiram a pressão das ruas. Aliás esse Congresso pífio tem trabalhado muito mais em causa própria do que em prol da Nação. DAY AFTER - Se o furacão das ruas não tem previsão para terminar, ainda é cedo para avaliação segura dos estragos no cenário local. Evidente: os políticos admitem postura de cautela (ou temor?) e monitoram a repercussão que vem das ruas. PROGNÓTISCOS - Ouço muitos, alguns inclusive de teor catastrófico para muitos políticos. Mas o problema: a oposição não tem discurso contundente, unidade e nem musculação necessária. Será que os novos líderes estariam aí nas ruas? Sei não. COMPARANDO - Os efeitos das manifestações nas classes beneficiadas pelos ‘Bolsas da Vida’ é incerto. É como jogar aquele balde de água com sabão na porta da frente da casa e esperar com que intensidade ela chegará à porta dos fundos. DILMA - acaba de dar R$5 mil para o pessoal da “Minha Casa…” comprar móveis e eletrodomésticos. Mas essa gente terá memória de gratidão em 2014? Será que essa turma (da ‘porta dos fundos’) está pagando em dia as prestações da casa?

Jornalista www.manoelafonso.com.br

CALDEIRÃO-1 O impasse das demarcatórias continua! Os produtores querem o preço justo das terras, não aceitam títulos do governo. É muito pouco perto dos gastos da Copa, Transposição do São Francisco e perdão das dívidas dado a vários países. CALDEIRÃO-2 O episódio do lanche na câmara da capital rendeu na mídia. Ficou a dúvida: alguns vereadores levavam as sobras para casa ou para o gabinete? Esse pode ser apenas a pontinha da linha de um ‘interessante novelo’. A conferir. LEMBRETE - Os dizeres das faixas e placas nas passeatas da Afonso Pena retratam o olhar da opinião pública também sobre a Câmara. Essa Lei da Ficha Limpa aprovada não sanará os ‘vícios’ e nem revelará os seus segredos guardados a 7 chaves. TUCANOS - Com exceção de Figueiró, os demais continuam sem bico no MS. Na Assembleia e Câmara, seus parlamentares se portam como alienados à realidade e surdos as vozes das ruas. Uma postura incompatível que decepciona. Francamente... AZAMBUJA - Teria tanto crédito assim junto ao PSDB a ponto do partido liberá-lo para ser o candidato ao senado na chapa de Delcídio? Onde fica a postura dele relação aos problemas nacionais? Até aqui não ouvi uma palavra dele analisando a reação do povo nas ruas. PERGUNTA-SE -Seria coerente PT-PSDB, antagônicos em nível nacional, se unindo numa ‘composição branca’ em MS? Apesar dos desmentidos, algumas questões pontuais reforçam os rumores neste sentido. Como se diz por aí: depois eles reclamam das ruas! MANDETTA - Lula teve 5 ministros da saúde, marcados por corrupção, máfia das ambulâncias e vampiros. 50% das cidades não tem raio X e não faz exames de fezes. Pagar bem o médico não é tudo: onde está a estrutura da saúde? O DEPUTADO lembra - a saúde é reprovada por 74% dos brasileiros. Como o médico espanhol cuidará da Malária? Trabalhar em Ipanema é diferente do Vale do Jequitinhonha. A importação de médicos não sanará os problemas.

O PLANALTO - joga pesado para manter sob seu controle as camadas sociais lá de baixo. Essa conta está cada vez mais salgada para quem produz. Vai desonerando aqui e acolá, mas a inflação aumenta e as famílias cada vez mais endividadas.

TACADA - Esportes com equinos envolvem 21 mil pessoas no MS. 5 mil laçadores e 1.500 no hipismo. O trânsito com os animais prejudicado pela burocracia da Agenfa, circunstâncias e horário de atendimento. Enfim um velho problema.

REFORMAS - Para realizá-las não é preciso constituinte ou plebiscito. Esse modelo trazido da Venezuela é inconstitucional. O Planalto deve ter se socorrido do doutor (honoris causa). Lula da Silva, ‘imperador das ruas’, amigo de Chávez.

A SOLUÇÃO - Após ouvir os reclamos, o deputado Márcio Fernandes conseguiu abolir a emissão da nota fiscal de trânsito, substituindo-a pelo ‘passaporte’ do animal. Assim o Governo sanou um drama penoso do pessoal sem perda financeira.

CONTRADIÇÕES - Dilma fala em combater a corrupção mas demitiu (sem punir) 7 ministros em 2011 graças à pressão da imprensa. Reabilitou (pasmem!) A. Nascimento (PR) e Lupi (PDT) e manteve Fernando Pimentel no Governo.

PENSO EU… - Os detentores de mandatos não devem ‘reinventar a roda’ e os eleitores nem esperem que eles sejam ‘gênios da lâmpada’. Medidas simples podem ter efeitos práticos de longo alcance social a custo mínimo para o poder público.

40

JULHO 2013


IMPACTO POLÍTICA

Presidente do PTB Estadual confirma candidatura para 2014

E

m meio aos trabalhos envolvendo a Presidência do Partido Trabalhista Brasileiro (PTB) Estadual, e a presidência da Fundação Instituto Getúlio Vargas (FIGV), Ivan Louzada confirma seu ingresso para as disputas eleitorais em 2014. “Desde o início do ano, membros da Comissão Executiva Nacional e Estadual do PTB, cogitam sobre minha candidatura a deputado federal em 2014, sempre me coloquei a disposição do partido, e no que depender de mim, vamos trabalhar muito e intensificar ainda mais as viagens para o interior do Estado levando a doutrina que nós do PTB acreditamos”, ressaltou Louzada. Segundo o Presidente do PTB Estadual, a meta é trabalhar a nível Nacional, “estive reunido com o presidente do PTB nacional Benito Gama, o presidente licenciado do partido Roberto Jefferson, o primeiro secretário Norberto Martins, o Secretário de Comunicação Honésio Pimenta e o primeiro tesoureiro Luiz Rondon, a conversa foi muito boa, vamos trabalhar para fortalecer o PTB a nível Estadual e Nacional, elegendo um deputado federal em cada Estado”, diz Louzada. Louzada se mostrou muito entusiasmado com a decisão, e garante se doar para as eleições de 2014, “meu trabalho é voltado para o PTB, e para fortalecer o partido, desde que

confirmei a minha candidatura para 2014 recebi muitos telefonemas, amigos me parabenizando pela minha decisão, e com muito trabalho nós petebistas vamos conseguir um excelente resultado nas próximas eleições”, diz Louzada

Há quase um ano na Presidência da Fundação Instituto Getúlio Vargas (FIGV), Ivan Louzada vem promovendo cursos e formação política em vários estados brasileiros. “Começamos nosso trabalho na cidade de Nova Iguaçu no Rio de Janeiro, Brasília e seguindo para São Borja”. “É preocupante o atual nível de desinteresse da população brasileira sobre a atividade política no País. Com as palestras, a FIGV mostra a sua preocupação em esclarecer sobre a importância das eleições do ano que vem, quando os eleitores brasileiros escolherão seus representantes em todo o País”, diz Louzada. Louzada esteve reunido com a direção do Instituto Getúlio Vargas, a Diretora Administrativa, Rita Leite; Diretora Financeira, Marli Iglesias; o advogado Dr. Renato Barros; os contadores, Bonfim Cardoso e Carlos César para definir o calendário do segundo semestre de 2013. “Por hora ficou definido um simpósio sobre orientação política na cidade de Dourados no dia 24 de agosto, data em que se é relembrado à morte de Getúlio Vargas.” Ainda não ficou definido o nome dos palestrantes, conversei com o Presidente do PTB Municipal , João Carneiro e com o Vereador Raphael

Matos para acertamos o local do evento”, explica o presidente. De acordo com Louzada, serão convidados todas as entidades e todos os partidos políticos, “os cursos de formação política serão ministrados conforme a solicitação dos Estados”, explicou destacando que esse trabalho está sendo desenvolvido com o aval de toda a Diretoria do Instituto. Getulio Vargas “Logo após o simpósio no dia 24 de Agosto vamos nos reunir junto à estátua do ex-presidente Getúlio Vargas, em Dourados, relembrando a morte do líder maior e fundador do PTB (Partido Trabalhista Brasileiro), que governou o País por quase 20”, confirma Louzada. “Getúlio foi um idealizador, e nada mais justo concretizar esta homenagem, cultuando sua memória”. O encontro acontecerá junto da estátua de Getúlio Vargas, que foi mandada construir pelo ex-prefeito Braz Melo, na rotatória localizada no cruzamento das avenidas Joaquim Teixeira Alves e Presidente Vargas, no centro de Dourados. A estátua é uma das homenagens ao presidente que comandou a implantação da CAND (Colônia Agrícola Federal de Dourados), em 28 de Outubro de 1943.

FIGV confirma simpósio em Dourados para agosto

41

JULHO 2013


IMPACTO LEGISLATIVO

Édio Antônio faz críticas ao Governo Federal por perdão de dívidas

Hosana de Lourdes

O

vereador Édio Antônio Resende de Castro (PSDB) criticou a posição do governo brasileiro que, contrariando todas as normas de Direito Internacional de preservar as garantias de pessoas que precisam respeitar a democracia, perdoou uma dívida de (R$ 2.000.000.000,00), bilhões de reais com 12 países africanos. Em discurso na tribuna da Câmara, Édio Antônio lembrou que a presidenta do Brasil, Dilma Rousseff, antes de ajudar

os países em crise é necessário primeiro fazer o dever de casa é preciso investir nas necessidades do Brasil. Èdio Antônio classificou de “falsa ideia propagandista” a transferência de recursos e o perdão de dívidas junto a esses países. “Nós não estamos transferindo dinheiro para a África; nós estamos tirando o dinheiro de brasileiros para um ditador, que está lá no poder há quase 30 anos”, protestou o parlamentar. Com necessidades básicas deficitária no país o vereador lembrou que a Presidenta Dilma Rousseff poderia usar esses dois bilhões de reais (R$ 2.000.000.000,00), para construir milhares de casas populares, hospitais, rodovias, portos e aeroportos e muito mais obras que nosso rico e pobre Pais precisa. O vereador Bruno Barros, em aparte contou que leu em reportagem que o povo brasileiro vive 159 somente para pagar impostos, declarou que o Brasil tem que se por no seu lugar, “hoje o Brasil quer ser pais de primeiro mundo é um pais de segundo mundo e está longe de ser ainda,” disse. O primeiro secretário do poder legislativo Laudo Sorrilha lembrou o Brasil vive de inflação maquiada, descontrolada, mostra que o Governo Federal algo fora da realidade, resolvem os problemas existentes. “Esse perdão não foi mencionado como indenização, dos países africanos, mas, para justificar contratos que empresas financiadoras de campanhas impedidas de estarem fazendo contratos por inadimplentes, declarou. Édio Antônio lembrou que é preciso pensar em crescimento e desenvolvimento com medidas alternativas que atendam as necessidades da população.

42

JULHO 2013


IMPACTO LEGISLATIVO

Ponta Porã recebeu vereadores de todo Estado

E

ntre os dias 26 a 28 deste mês aconteceu em Ponta Porã o ‘Seminário de Estudos Legislativos Municipais’, promoção da União das Câmaras de Vereadores do Mato Grosso do Sul, em parceria com a Câmara Municipal e a prefeitura de Ponta Porã, tendo como foco principal o aprimoramento dos trabalhos dos parlamentares. O Presidente da UCVMS, Vereador Jeovani Vieira dos Santos visitou a Câmara Municipal de Ponta Porã, quando foi recebido pelo Presidente da Casa de Leis, Vereador Caio Augusto (PSD) e o Vice-Presidente da União das Câmaras, Marcelino Nunes (PSB). Durante a reunião, foi delineada a programação do evento, bem como detalhes do seminário. O Presidente da Câmara, Vereador Caio Augusto disse que o Poder Legislativo de Ponta Porã foi parceiro do evento como forma de apoiar a integração e a melhoria dos serviços prestados, tanto administrativa como funcionalmente. O vice-presidente da UCVS, Vereador Marcelino Nunes destacou a importância do seminário. Ao lado do presidente da entidade, Vereador, Jeovani Vieira dos Santos ressaltou a participação dos parlamentares de todo o Mato Grosso do Sul. O Seminário foi aberto com o credenciamento em seguida a abertura oficial, que contou com a presença de autoridades estaduais. No segundo dia do evento, aconteceram palestras. Os painéis tiveram temas debatidos como “o papel institucional do vereador e o perigo de não verear”, “sistema de controle das contas públicas”, “atribuições constitucionais do Poder Legislativo e do Tribunal de Contas”, ‘O vereador na defesa dos cidadãos e função fiscalizadora da Câmara’, ‘A relação das Câmaras com o Tribunal de Contas’, ‘O vereador e o controle social e judicial da administração pública’ e ‘A complexa relação entre o Poder Legislativo e a comunidade’.

Presidente da Casa de Leis, Vereador Caio Augusto (PSD) O Vereador Caio Augusto (PSD) reiterou que Ponta Porã teve intensa movimentação nos dias do evento, movimentando sobremaneira diversos setores como de hotelaria e gastronomia. O prefeito Ludimar Novais, apoiou à realização do evento, que atraiu vereadores de todo o Mato Grosso do Sul.

NOSSA MISSÃO

Prestar serviços garantindo agilidade, por meio de um atendimento familiar que supere expectativas

O Respeito pela Vida O respeito pela dor A valorização do ser humano

• Plantão 24 horas • Capela climatizada • Traslado • Serviços particulares • Convênios

Av. Bandeirantes, 226 - Campo Grande - MS - Fone (67) 3325 4849 / 9102 5081

43

JULHO 2013 2013 JULHO


IMPACTO culinária

Caldo Erótico Ingredientes:

Modo de preparo:

1 kg de mandioca

Descasque a mandioca, lave bem corte em pedaços

300 g de músculo

pequenos. Coloque em uma panela o óleo, o alho, a

100 g de bacon 1 cebola 2 dentes de alho 2 litros de água 1 maço de cebolinha 1 maço de salsinha 2 colheres de sopa de óleo sal a gosto

cebola, a mandioca, o músculo, cortado em pedaços pequenos, e o sal. Frite e acrescente 2 litros de água. Deixe cozinhar por mais ou menos 40 minutos. Depois de pronta acrescente o cheiro verde e o bacon picado (já frito), sirva com torradas.

Tempo de preparo: 1 hora Rendimento: 5 poções Dificuldade: moderada

44

JULHO 2013


45

JULHO 2013


IMPACTO CAPA

Manifestações: o gigante de

A

pós tanto tempo adormecido, o povo brasileiro sai às ruas para reclamar, reivindicar, exigir seus direitos, uma vez que, tem feito até agora somente cumprir deveres, sem as mínimas condições de atendimento, atenção e respeito às próprias normas constitucionais. Contudo, as manifestações espalhadas pelo país são a representação do mundo digital. Para o pesquisador da Fundação Getulio Vargas (FGV), Luiz Antonio Joia, que estuda e participação (ação política pela rede social) e cidadão mediado por tecnologias, o fenômeno dos protestos brasileiros é algo inédito no país graças à internet e às redes sociais. “Esse movimento é a cara da web. Ele é anárquico, sem dono e impessoal, que se autorregula e suporta qualquer coisa. É a transposição do World Wilde Web [o sistema da internet] para o mundo real. É surpreendente e imprevisível”, ponderou. A rede mudou a concepção de tempo e de espaço das pessoas e as relações sociais, tornando-se um ator no processo de reivindicações. “Você passa a saber tudo o que acontece em tempo real, o que faz com que as pessoas se engajem numa ve-

locidade absurda. A tecnologia não gera o fenômeno, ela o amplifica”, comentou. Ele se lembrou do movimento Diretas Já, que demorou cerca de um mês para ser organizado, enquanto o movimento atual, com o que chama de “boca a boca digital”, levou dias para ser orquestrado. A internet permitiu que vários fatores, como o aumento de preço do ônibus, os gastos do País com a Copa das Confederações, a Proposta de Emenda Constitucional (PEC) 37 (que retira poderes de investigação do Ministério Público) e o Projeto da “Cura Gay”, contribuíssem para a união de grupos insatisfeitos com questões diferentes e que hoje saem as ruas. “Os R$ 0,20 foram apenas o que disparou o gatilho, tudo isso mediado pela tecnologia da informação e da comunicação”, explicou. Se, por um lado, a característica anárquica dos movimentos é surpreendente, a falta de liderança e de pauta do movimento cria uma questão complexa. “Você pode ter na mesma passeata duas pessoas lutando por coisas totalmente opostas. Diferentemente da Primavera Árabe e de movimentos na Europa, no Brasil não há uma pauta”, lembrou. De acordo com o pesquisador, esse

46

JULHO 2013 2013 JULHO

cenário pode apresentar risco para o movimento. “O perigo da falta de foco é que oportunistas e partidos políticos podem apropriar-se desse movimento. É importante que as pessoas digam o que querem e, sobretudo, como querem, como implantar esse projeto”. Como acadêmico, Joia se diz entusiasmado com os recentes acontecimentos. “Não dá para prever o que vai acontecer, pode não dar em nada, mas deixará uma semente. São sinais que devemos acompanhar e depois tirar lições que sirvam para nossos alunos e para a sociedade”.


IMPACTO CAPA

esperta da inércia e reclama

47

JULHO 2013


câmara de corguinho

Creginaldo CÂMARA Advogado e Jornalista “A saúde é um direito de todos e dever do Estado, garantido mediante políticas sociais e econômicas que visam à redução do risco de doença e de outros agravos e ao acesso universal e igualitário às ações e serviços para promoção, prestação e recuperação.” FRANCISCO CARLOS BARLANI defensor público do Estado de MATO GROSSO DO SUL A cada dia que passa cresce pelo BRASIL a fora diversas categorias profissionais, contra a tal da PEC 37, e moção de favorabilidade pela manutenção do poder de investigação do Ministério Público. A última delas foi às dos policiais federais. Num primeiro momento a Presidente DILMA ROUSSEF (PT) se mostrou acuada, com a inusitada onda de protestos que tomou conta das ruas pelo país. Buscou agilizar o mais rápido possível as rédeas da fala política: “O povo está nos dizendo que quer mais cidadania. Quer uma cidadania plena”. Junto com ela estão em sintonia com o discurso atualizado do segmento Católico no BRASIL por “mais cidadania”. No último Encontro Regional do PMDB em AMAMBAI/MS, no dia 21 de junho de 2013, a Vice-governadora e ex-prefeita de três Lagoas, SIMONE TEBET (PMDB/MS) não compareceu, o outro pré-candidato do partido a governador em 2014, o exprefeito de CAMPO GRANDE/MS, NELSINHO TRAD correu leve e solto. Agora a estrela que brilhou no evento, foi a figura do irmão do ex-prefeito de Campo Grande, NELSINHO, o Deputado Federal FÁBIO TRAD (PMDB/MS) ele ganhou a simpatia daqueles que não o conheciam pessoalmente, essas pessoas saíram dizendo que votariam no mesmo em 2014, quando da sua reeleição.

Pontual como sempre foi na sua atuação parlamentar e política, o Senador RUBEN FIGUEIRÓ (PSDB/MS), desta vez asseverou que uma Constituinte no BRASIL deve ser eleita por cidadãos, e não políticos, para não conter vícios. Corre solto o papo em BANDEIRANTES/MS, que seu atual Prefeito MÁRCIO FAUSTINO (PSD) pode vir a ser mais um candidato a deputado estadual no próximo pleito eleitoral, dependendo de que seja o seu padrinho, pode incomodar. O Deputado Estadual ZÉ TEIXEIRA (DEM/MS) quer mesmo é ser o vice do pré-candidato a governador Senador DELCÍDIO DO AMARAL (PT/MS). ZÉ é um bom nome, dizem que decola nesse projeto, se filiar no PSB. Impecável as contas de campanha do Deputado Federal REINALDO AZAMBUJA (PSDB/MS) nas últimas eleições municipais de CAMPO GRANDE. É considerada uma verdadeira carta de apresentação política do deputado. Foi aprovada sem ressalvas. O político que segue inatingível, caso opte por vir a ser candidato a senador em 2014, é o Governador ANDRÉ PUCCINELLI (PMDB/MS), mas no seu encalço, segue o nome do Deputado Federal REINALDO AZAMBUJA (PSDB/MS). ANDRÉ segue sem dar um pio, nem sim, nem não.

48

JULHO 2013


49

JULHO 2013


IMPACTO BRASÍLIA

Projeto de Figueiró fixa em 4% a comissão nas vendas do comércio

A regulamentação do pagamento de percentual mínimo de 4% sobre as vendas para os trabalhadores do comércio foi tema de audiência, da Comissão de Assuntos Sociais (CAS) do Senado. O benefício está previsto em Projeto de Lei do Senador Ruben Figueiró (PSDB-MS) e tem o aval do movimento sindical ligado aos comerciários. A proposta que altera a Consolidação das Leis do Trabalho, ainda prevê que o valor das comissões, que somado com o salário e demais vantagens, ultrapassar o teto do salário contribuição do Regime Geral da Previdência Social, seja considerado como parcela indenizatória.

Delcídio homenageado pela Comissão de Assuntos Econômicos do Senado

A foto do senador Delcídio do Amaral (PT-MS) integra a partir desta terça-feira a galeria de ex-presidentes da Comissão de Assuntos Econômicos do Senado (CAE). A imagem do parlamentar sul-mato-grossense foi fixada na sala da Comissão que ele comandou no biênio 2011/2012, período em que foram realizadas 56 audiências públicas, 1.356 reuniões e analisadas 515 matérias, entre projetos, requerimentos e sabatinas. Depois de ouvir elogios dos colegas, Delcídio agradeceu a homenagem e lembrou que os parlamentares e a assessoria da CAE contribuíram decisivamente para a qualidade do trabalho.

Procurador defende emenda de Moka sobre áreas em conflitos em MS

O procurador da República Marco Antonio Delfino defende emenda apresentada pelo senador Moka (PMDB) ao Orçamento da União deste ano para pagamento de indenizações a detentores de títulos de posse que tiverem suas áreas desapropriadas pelo Governo. Moka considera “irrisório” o valor da emenda, principalmente levando em conta o tamanho das áreas em discussão. “Não adianta fazer reunião, audiência pública no Congresso Nacional e nas assembleias legislativas se não houver recurso no orçamento. Sem dinheiro, esse conflito não vai acabar nunca”, declarou.

Marçal Filho quer reajuste real para aposentados

“Não podemos deixar que o Governo esquecesse essa dívida que tem com os aposentados do nosso País”foi com essa frase que o Deputado Federal, Marçal Filho (PMDB) defendeu o Projeto de Lei de sua autoria que apresentou à Câmara. O projeto é só mais uma, segundo ele, das iniciativas que encabeça na defesa dos aposentados e pensionistas do País que sofrem com a falta de um dispositivo legal que obrigue o Governo a reajustar as aposentadorias de quem se aposentou recebendo mais de um salário mínimo.“Trabalhamos muito no Congresso pela valorização do salário mínimo, mas este trabalho não pode ir à contramão daqueles que recebem mais de um salário”, aponta.

Fabio Trad ainda acredita em acordo sobre a PEC 37

Entram na reta final as negociações sobre o texto que será levado ao Plenário da Câmara sobre a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 37/11, que coloca as investigações criminais como competência exclusiva das polícias federal e civis e na prática, impede o Ministério Público (MP) de atuar na área. Policiais e procuradores, que travam uma batalha desde que a PEC foi apresentada, ainda debatem a proposta apresentada na semana passada como solução para o impasse.

Akira defende protesto dos produtores rurais contra demarcação de terras O Deputado Federal, Akira Otsubo (PMDB/MS) afirmou durante a sessão ordinária da Câmara dos Deputados, que a mobilização dos produtores rurais é um marco contra a forma como estão sendo conduzidos pela Fundação Nacional do Índio (FUNAI) os processos de demarcação e ampliação de terras indígenas no país. Em seu pronunciamento, Otsubo afirmou “esperamos que o Governo Federal tenha uma decisão firme, com autoridade, para resolver este impasse para sempre”.

50

JULHO 2013


IMPACTO BRASÍLIA

Biffi participa das Conferências Intermunicipais de Educação em MS

As conferências regionais fazem parte do calendário da Conferência Nacional de Educação, que ocorrerá em 2014. O deputado federal Antonio Carlos Biffi (PT/MS) da abertura da Conferência Intermunicipal de Educação, realizada no município-sede de São Gabriel do Oeste, que recebeu representantes de Rio Verde do Mato Grosso, Camapuã, Rio Negro e Bandeirantes. Durante o encontro, o parlamentar apresentou as 20 metas do Plano Nacional de Educação (PNE) e o Orçamento e Financiamento Público para a Educação no Brasil e no estado de Mato Grosso do Sul.

Vander contribui para desoneração do gás de cozinha provisória

O Plenário da Câmara dos Deputados aprovou a Medida Provisória (MPV) 609/13, que isenta itens da cesta básica da incidência de PIS/PASEP e de COFINS. Foi incluído no texto o conteúdo aprovado pelos deputados para a MPV 605/13 para garantir a redução na conta de luz. A desoneração da cesta básica inclui carnes (bovina, suína, aves, peixes, ovinos e caprinos), café, óleos vegetais, manteiga, margarina, açúcar, papel higiênico, pasta de dente e sabonete. As renúncias fiscais da União previstas para 2013, 2014 e 2015 são estimadas em R$ 5,1 bilhões, R$ 7,5 bilhões e R$ 8,3 bilhões, respectivamente.

Geraldo cobra do Ministério da Saúde equipamentos para radioterapia

O parlamentar solicitou da Pasta aceleradores lineares para contemplar a capital e municípios do interior. O deputado Geraldo Resende (PMDB) esteve no Ministério da Saúde, em audiência com Luiz Odorico Monteiro, secretário de Gestão Estratégica e Participativa. Na reunião, foi reiterada a solicitação de aparelhos para radioterapia de pacientes com câncer em Campo Grande, Dourados,Três Lagoas e Corumbá. O objetivo do parlamentar é contemplar os hospitais com aceleradores lineares previstos no Plano de Expansão lançado no dia 10 de maio de 2012.

Embalagem de bebida alcoólica poderá ter foto de acidente de trânsito

Todas as embalagens de bebidas alcoólicas poderão ter fotografias de acidentes automobilísticos e mensagens de advertência sobre o risco do consumo de álcool associado à direção. A medida está prevista no projeto de lei 5050/13, do deputado Reinaldo Azambuja (PSDB). Azambuja acredita que as mensagens devem diminuir o número de acidentes no trânsito.“É dever do Poder Público zelar pela segurança da população e um dos meios de fazê-lo é a propaganda com conteúdo de advertência quanto aos males que a combinação álcool-volante ocasiona às famílias, à sociedade e aos cofres públicos”, aponta.

MS poderá ter um novo rito de demarcação das terras indígenas

“Isso deve fazer de Mato Grosso do Sul um estado-piloto para o novo rito de demarcação de terras indígenas, que eu tenho chamado novo pacto indígena do século XXI”, disse Mandetta. O Estado de Mato Grosso do Sul poderá ser usado como estado-piloto para a aplicação de novo rito de demarcação de terras indígenas que está sendo elaborado pelo Governo Federal, informou o Deputado Federal, Luiz Henrique Mandetta (DEM-MS).

51

JULHO 2013


IMPACTO BRASÍLIA

Protestos pelo Brasil deixam governo atônito

‘‘O

Manifestantes invadem espelho d´água do Congresso em Brasília

O deputado federal Natan Donadon (PMDBRO) não cumpriu o acord o firmado com a PF – Polícia Federal de se entregar. Diante disso, homens da PF estão nas ruas com a determinação de cumprir a ordem de prisão. A Inteligência da PF foi acionada para monitorar todos os possíveis pontos em que o deputado possa estar. As informações são do “R7”. Postos da PRF – Polícia Rodoviária Federal em estradas e também equipes em aeroportos já foram avisadas da ordem. A PF trabalha neste momento considerando que Donadon ainda esteja em Brasília. Mais cedo, policiais do Núcleo de Inteligência da PF estiveram no apartamento do parlamentar, na capital federal. Em Rondônia, policiais também foram acionados para tentar localizar o deputado.

O STF – Supremo Tribunal Federal determinou ontem a prisão imediata do deputado, condenado a 13 anos, 4 meses e 10 dias, em regime inicialmente fechado, pelos crimes de formação de quadrilha e peculato. No final da tarde desta quarta-feira, a ministra do STF Cármen Lúcia expediu mandado de prisão imediata de Donadon. O mandado foi remetido para a PF, que deverá realizar a detenção do parlamentar. O parlamentar foi condenado em definitivo a 13 anos de prisão pelos crimes de formação de quadrilha e peculato. A execução da sentença vinha se arrastando desde 2010 por meio de recursos interpostos pela defesa do político. Se for preso, Donadon deve ser o primeiro deputado federal preso no exercício do cargo. O parlamentar foi considerado culpado do desvio de milhões de reais quando era diretor da Assembleia Legislativa de Rondônia na década de 1990. Antes do julgamento, Donadon renunciou ao cargo para perder a prerrogativa de foro, forçando o caso a migrar para a primeira instância. Os ministros do Supremo entenderam que o parlamentar fez uma manobra e mantiveram a competência do Supremo no caso. A Câmara iniciou o processo de cassação do parlamentar na tarde desta quarta-feira, porque, neste caso, o STF não decidiu sobre a perda de mandato. A questão foi ignorada em 2010 porque o parlamentar havia renunciado ao cargo.

Breno Fortes

Palácio do Planalto está atônito diante das manifestações que acontecem em todo o Brasil”. Clima está tenso, muito tenso, onde milhares de manifestantes em Brasília invadiram o espelho d´água e houve confronto entre policiais e manifestantes que tentaram invadir a sede da Câmara e do Senado. A PM usou spray de pimenta e gás lacrimogêneo. Líderes da “Marcha do Vinagre” tentaram conter um grupo de “punks” que fechou pistas do Eixo Monumental. Conforme informaçòes, a PM soltou bombas de gás lacrimogêneo para conter uma confusão envolvendo manifestantes e um grupo do Partido Socialista dos Trabalhadores Unificados (PSTU) que acabou sendo retirado do protesto. As manifestações pedem investimento no transporte, saúde e na educação, a não aprovação da PEC 37 e da PL 728/2011, investigação das obras do estádio Mané Garrincha e a luta contra a remoção das famílias das áreas de interesse econômico em nome da Copa das Confederações e do Mundo.

David Ribeiro

Deputado condenado descumpre acordo e não se entrega à PF

52

JULHO 2013


IMPACTO EDUCAÇÃO

“Nunca teremos educação de qualidade sem tempo integral”, garante Aloizio Mercadante O ministério da Educação revelará em julho um plano para reorganizar o Ensino Médio em quatro áreas e aproximá-lo do Enem

‘‘É

no nono andar do prédio do Ministério da Educação (MEC) que o ministro Aloizio Mercadante despacha, mas ultimamente tem sido visto com frequência no Palácio do Planalto, em reuniões com a presidente Dilma Rousseff. É figura constante também nas viagens presidenciais. Sua projeção junto ao staff de Dilma é recente. No começo do governo, Mercadante ocupava o ministério da Ciência e Tecnologia, mas à frente da pasta colocou em pé o programa Ciência sem Fronteiras, hoje uma das joias do governo. É Mercadante quem vem costurando os apoios à reeleição de Dilma, sendo responsável direto pelo retorno do PR e do PTB ao governo. Embora seja a articulação política que o seduza, Mercante mantém um estilo professoral quando o assunto é educação. Municiado de dados — brinca que a presidente gosta de números com nove casas depois da vírgula —, mantém ao lado de seu gabinete um totem com um programa com todas as informações do ministério. A situação de uma creche no Interior do país está ao alcance de um clique no mouse. Apesar da desenvoltura, é a discrição que tem feito o ministro galgar degraus no coração da presidente. Hoje, comenta-se, que é o único com coragem de discordar de Dilma, mas jamais em público. É essa lealdade que o projeta como o futuro ministro da Casa Civil na próxima reforma. Mas, até lá, toca o ministério com a ajuda do gaúcho José Henrique Paim, o secretário-executivo, a quem não cansa de elogiar. Antes de embarcar com Dilma para um périplo por Portugal e Uruguai, recebeu a reportagem para uma conversa que durou uma hora. Era um dia tenso de mais uma das coletivas sobre dados do Enem. A fórmula para acalmar o ministro, contudo, a secretária do MEC já descobriu — todos os dias, no final da tarde, ela serve chá de maracujá com gergelim. A seguir, os principais trechos da entrevista: Pergunta — O governo pretendia concluir um plano para o Ensino Médio ainda no início de junho. Qual é a perspectiva de lançá-lo? Aloizio Mercadante — Estamos trabalhando fortemente com secretários estaduais e municipais para concluir no máximo em julho. O Ensino Médio é a maior dificuldade que temos na educação brasileira. É onde o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) mostra certa estagnação. Temos cerca de 8,5 milhões no Ensino Médio. E nos últimos 15 anos trouxemos cerca de 5 milhões de estudantes a mais. A inclusão é fantástica, mas há ainda 3,5 milhões de jovens de 15 a 17 anos que estão com a idade/série defasada, não estão no Ensino Médio como deveriam estar. Então o pacto que estamos fazendo com os secretários é: não deixar nenhum jovem para trás. Temos que buscar quem está fora da escola. DEFASAGEM NO ENSINO MÉDIO: Em 2011, foram reprovados 13,1% dos alunos de Ensino Médio no Brasil, e outros 9,5% aban-

Edilson Alves

donaram a escola. O 1º ano do EM registrou a maior proporção de reprovações, com 18%. Pergunta — Qual é o gatilho para que o jovem não deixe a escola? Mercadante — Em 2000, 54,9% dos jovens estavam atrasados. Hoje, 31,1%. Evoluímos bastante, e continuamos com uma curva descendente. O abandono também está ligado à relação idade/série. Ele está estudando, aí começa a constituir família, a competir no mercado de trabalho, acaba abandonando a escola. Então, uma das opções que estamos oferecendo aos Estados é o telecurso. É um modelo consagrado que ajuda a atingir esse público. Pergunta — Como está o programa de inclusão digital nas escolas? Mercadante — Precisamos oferecer ferramentas para fortalecer as redes estaduais, onde estão 88% dos alunos do Ensino Médio. Por exemplo, 600 mil professores de Ensino Médio estão recebendo tablets com material didático em PDF, aulas em vídeo, mais de 2 mil objetos pedagógicos, como mapas, tabela periódica, corpo humano... Incluem as aulas traduzidas do professor Khan (O professor Salman Khan, que se tornou popular entre estudantes e educadores após divulgar na internet seu método). Teremos também projetores digitais em todas as salas de aula. É um ambiente de internet em sala de aula com conteúdo digital embarcado. Pergunta — Certa vez, o senhor disse que tínhamos quadros negros do século 18, professores do século 20 e estudantes do século 21. Segue assim? Mercadante — Os alunos são digitais e a geração de docentes, em geral, é analógica. A gente está começando pelo professor porque nada acontece em sala de aula sem o professor. À medida que o professor liderar o processo de inclusão digital, os resultados vão ser melhores. No caso do Rio Grande do Sul, por exemplo, já entregamos 2.608 projetores digitais e 22.591 tablets.

53

JULHO 2013


GAROTA IMPACTO

i l e h c i M hels c i M Modelo: Micheli Michels Peso: 60. Altura: 1,78. Busto: 86. Quadril: 87. Cintura: 82.Calçado: 38 Fotos: Estúdio Fotográfico Dallaphoto Agência de modelo FOCOMS. 67 3029-90559 / 9676 6623 / 9254 4714 dallaphoto@hotmail.com / www.dallaphoto.com.br Cabelo Elvis Hair 67-3025-7013 / 67-9114-7414 Fotógrafos: Junior Acosta / Juliana Dalla Pria Diagramação e Photoshop: Clayton Marcondes Junior Acosta

54

JULHO 2013


55

JULHO 2013


Por Junior Acosta (Fotógrafo)

IMPACTO SOCIAL

FOCOMS agora é Agência de Modelo

Atendendo a inúmeros pedidos, das lojas clientes e parceiras, e o sonho de inúmeras jovens, na ânsia de se tornarem modelos, o fotógrafo Júnior, do Estúdio fotográfico Dallaphoto e do Site FOCOMS,criou uma Agência de Modelo para atender a todos. Confira em nosso site www.focoms. com.bro casting de alguns modelos e venham também fazer parte do nosso casting. FOCOMS, Agência de Modelo. 3029-9059 - 9676-6623

O casal Gerson & Neuza comemoraram Bodas Ouro entre familiares e amigos. O Estúdio Fotográfico Dallaphoto fez a cobertura deste evento. Acesse: www.dallaphoto.com.br ou ligue 67-3029-9059 / 9676-6623 / 9254-4714

56

JULHO 2013


57

JULHO JULHO 2013 2013


IMPACTANTES FATOS & FOTOS

Mensaleiro é quem recebemensal? Beijo do gordo!

Ponto turístico do Rio de Janeiro, Pão de Açúcar, aliás, não só do Rio

E puros....quer mais?

E tava sem fundos!

Esperança é a última que morre

Funcionária dedicada e eficaz

Polêmica: fazer ou não fazer, eis a questão!

Buraco apertado ou estava gordo?

Afinal, seguro morreu de velho!

58

JULHO 2013

Gaúcho macho, barbaridade tchê!


Revista Impacto julho/2013  

Revista Impacto julho/2013

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you