Page 1

junho/julho 2010 nº 197

A Copa da integração Assistir aos jogos fora de seus países não é problema para os intercambistas que buscam se aperfeiçoar e aprender outro idioma

PUC na Copa: saiba como ganhar camisas oficiais da Seleção revista.indd 1

01/06/2010 15:49:25


revista.indd 2

01/06/2010 15:49:29


índice

A final do 8° Festival Revele seu Talento aconteceu no dia 19 de maio. Na foto, o ganhador da categoria Instrumento, Henrique de Oliveira Kumm, do curso de Engenharia Mecânica, o organizador do evento, professor Péricles Varella Gomes, o músico e convidado especial, Tiago Iorc, a vencedora da categoria Voz, Amanda Pacífico Cordeiro, do curso de Publicidade e Propaganda, e a vencedora da categoria Instrumento e Voz, Mariana de Carvalho, do curso de Engenharia Ambiental.

08 Filhos da PUC

22 Reportagem

12 Capa

Sempre aqui

Ex-aluno do curso de Teologia é assessor do presidente Lula em projetos sociais

Alunos buscam no intercâmbio um diferencial para a vida

16 Mercado de trabalho Conheça as possibilidades para os profissionais formados em Direito

revista.indd 3

Curso Tecnólogo em Gastronomia da PUCPR forma a primeira turma

6. Um toque 18. Raio X 27. No mundo 32. Vem aí 34. O que faz a sua cabeça?

01/06/2010 15:49:36


Cidadãos do mundo

A globalização é um processo complexo, surpreendente e incontestável. Não é exagero afirmar que, hoje, somos todos cidadãos do mundo. Com os recursos de comunicação, atualmente disponíveis, e os avanços constantes da tecnologia, as distâncias parecem mais curtas, o tempo é relativizado e o espaço ganha redefinições. Ao cabo de uma geração, num piscar de olhos, o mundo ficou diminuto.

editorial

Neste contexto globalizado, também o mercado de trabalho passa por mudanças profundas. O universo profissional apresenta oportunidades e exigências bem específicas, naturalmente diferentes de épocas anteriores. Mais competitivo e seletivo, é também inovador: oferece oportunidades inéditas, seja no Brasil ou no exterior. Da mesma forma, exige profissionais bem preparados, capazes de integrar habilidades e competências técnico-cognitivas com capacidade de trabalhar em equipe, criatividade e liderança, visão

4

empreendedora, entre outros requisitos. Numa palavra: exige-se pessoas preparadas de modo integral, com cabeça, coração e mãos trabalhando de modo sinérgico e harmônico. Isso inclui, evidentemente, a conduta pessoal e o compromisso social de cada um. Portanto, a cidadania planetária, à qual somos convidados, é muito mais um compromisso pessoal e coletivo do que um mero benefício gratuito. Neste sentido, espera-se que saibamos integrar diferentes (e complementares) realidades: conhecimento e sabedoria, habilidades técnicas e sensibilidade humana, desenvolvimento e sintonia social, tecnologia e ética. O mundo global precisa ser, também, um mundo melhor para nós e para as futuras gerações. Boa leitura! Clemente Ivo Juliatto Reitor

expediente

revista.indd 4

Vida Universitária é uma publicação mensal da Editora Ruah*, sob licença da Pontifícia Universidade Católica do Paraná. Registrada sob o nº 01, do livro B, de Pessoas Jurídicas, do 4º Ofício de Registro de Títulos, em 30/12/85 - Curitiba, Paraná

PUCPR Rua Imaculada Conceição, 1155 - 2º andar Prado Velho - Curitiba - Paraná Caixa Postal 17.315 - CEP: 83.215-901 Fone: (41) 3271-1515 www.pucpr.br

Editora Ruah* Rua Casemiro José Marques de Abreu, 706. Ahú - Cep: 82.200-130 - Curitiba - Paraná (41) 3018-8805 www.editoraruah.com.br

Publisher Luís Fernando Carneiro Editor Brisa Teixeira Redação Fernanda Jacometti Editor de Arte Natália Sábio Fotos João Borges Agradecimento Loja Camisa Futebol Clube shopping Omar | (41) 3598-4440 www.camisafutebolclube.com.br

Tiragem 15.000 exemplares

Para anunciar, ligue: (41) 3018-8805 Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução sem autorização prévia e escrita. Todas as opiniões são de responsabilidade dos respectivos autores.

01/06/2010 15:49:38


revista.indd 5

01/06/2010 15:49:40


V

Para aprender a ter sucesso “Os Segredos dos Campeões”, de Roberto Shinyashiki

Encontre um trabalho que lhe dê prazer e você nunca terá de trabalhar na vida. Para as pessoas que aprenderam a viver, o trabalho nunca será uma dura rotina em busca de dinheiro. Elas conseguem dar ao trabalho uma dimensão que extrapola salários, pagamentos. Recebem aumentos e são promovidas porque têm o prazer de construir algo que as dignifica. Transformam a profissão em instrumento de realização pessoal.”

Sugestão de

Vinicius Bilange Mota Montenegro

um toque

Vinícius tem 24 anos e é formado em Jornalismo pela PUCPR. Trabalha no Clube Atlético Paranaense e gosta da leitura porque traz novas visões de mundo que o ajudam a expandir seus conhecimentos sobre os assuntos que lhe interessam.

6

Qual a história do livro? Este livro mostra como criar uma carreira de sucesso e quais caminhos devem ser seguidos para ser bem sucedido no seu trabalho. Conta também que, para ser um campeão no que faz, não é preciso superar o outro, mas conseguir realizar os seus talentos no nível mais alto da sua existência.

O que você aprendeu? Aprendi a traçar objetivos para o que eu queria na minha vida profissional. Esse livro me ajudou muito a crescer dentro do trabalho que tenho hoje. Abriu a minha mente para coisas que eu não conseguia enxergar e até aceitar. Porém, resolvi fazer um teste e acreditar na estratégia que o livro propõe e felizmente deu certo. Hoje em dia sou mais organizado, mais estratégico e mais comprometido com o meu trabalho.

Uma curiosidade? O segredo do verdadeiro campeão não é apenas amar o que faz, mas sim amar ao próximo. Muitas pessoas acham que, para serem bem sucedidas no trabalho, precisam apenas amar o que fazem, e por mais que isso pareça mentira, é sempre importante lembrar que o primeiro compromisso do profissional é com o outro e não com o salário que ganha.

revista.indd 6

Magdal Frigotto, sócio-diretor da Phil Young’s English School

Não lembro exatamente quando começou, sei apenas que tem quase minha própria idade, é um dom natural. Falo de planejamento. Planejamento de uma forma genérica mesmo. Algumas pessoas de meu convívio se acostumaram a me ouvir falar: “vamos fazer assim ou assado porque daqui a 10 ou 20 anos acontecerá isto ou aquilo na nossa empresa ou nas nossas vidas”. Até certa idade, planejei coisas de uma forma instintiva. Se eu soubesse, na época, o quanto planejar aumenta a chance de acontecer, como tem ocorrido na minha vida pessoal e na profissional, teria sido ainda mais incisivo e criterioso. Quando aliei conhecimento teórico ao que já praticava, tive a certeza de que não dá para deixar as coisas acontecerem, é preciso fazer com que aconteçam. Se os jovens que hoje frequentam nossas escolas e obtém resultados cada vez mais expressivos soubessem, ficariam tranquilos com o quanto estão acertando no planejamento do futuro. Certamente, serão eles que conduzirão os mais importantes setores da economia do país. Certamente, serão eles que terão uma qualidade de vida cada vez melhor e, certamente, serão eles que conceberão uma mobilidade social cada vez mais abrangente.

D H L E P

01/06/2010 15:49:45

AF an 21x


VIII

Festival Universitário Interno de Música

ConCerto FInal revele o seu talento

Data: 19 de maio de 2010 Horário: 20h Local: TUCA PUCPR ENTRADA FRANCA Participação: Orquestra de Câmara da PUCPR Thiago Iorc revista.indd 7 AF an 21x28 Revele Seu Talento - Concerto Final.indd 1

01/06/2010 15:49:47 19.04.10 14:50:24


“Sonho e busco construir o que acredito ser algo muito próximo do inédito viável de Paulo Freire. Um mundo menos feio, onde não haja a separação entre os que sabem e os que não sabem. Um lugar onde não haja sábios absolutos nem ignorantes absolutos, mas homens e mulheres que sabem saberes diferentes e trocam estes saberes.”

filhos da puc

João Santiago

8

Ajudar o país a crescer oferecendo oportunidade às comunidades menos favorecidas. Esta é a missão de João Santiago, formado no curso de Teologia do Câmpus Curitiba da PUCPR em 2005. Trabalha, atualmente, como assessor especial do presidente Lula. Sua função é preparar equipes que atuam no programa Recid - Rede de Educação Cristã. Com base na pedagogia de Paulo Freire, este projeto conta com o trabalho e a adesão voluntária de mais de 500 educadores. O objetivo é promover nas comunidades a educação cidadã para que participem ativa e conscientemente na formulação e controle social das políticas públicas. Também ajudam as famílias a encontrar alternativas para a geração de renda, sempre reforçando a autoestima dos participantes. Isto é realizado por meio de oficinas, com o acompanhamento das equipes orientadas por Santiago. Ele começou seu trabalho como

revista.indd 8

educador em 2000, no Centro de Formação Urbano Rural Irmã Araújo - Cefuria, em Curitiba, que tem a mesma missão do Recid. Na entrevista, ele conta sua trajetória, as dificuldades de seu trabalho e como é ser um educador.

1) Como começou o seu envolvimento em ações sociais? Desde cedo, aprendi a ser um militante, o que entendo como sinônimo de profeta. Antes de tudo, depois de ser menino e adolescente, lá no Cariri (Ceará), minha terra natal, fui metalúrgico em São Paulo. Fiz meus estudos e formação profissional no Senai, onde, entre outros cursos, formei-me em torneiro mecânico. Além disso, tornei-me técnico em Mecânica pela Escola Técnica Federal de São Paulo. Quando cheguei à PUCPR, para fazer o curso de Teologia, já sabia muito bem o que queria.

2) Quando começou o seu trabalho com a formação de equipes para atender às comunidades? Em 2003. Era funcionário do Cefuria como educador popular na área de

formação. Esta foi minha principal escola de metodologia de educação popular. Lá, conheci a obra de Paulo Freire e pude estudá-la, sobretudo a pedagogia do oprimido, da esperança, da autonomia. A partir do Cefuria, coordenei o Projeto Talher, no Estado do Paraná, e fui convidado para compor a equipe de assessores do presidente Lula, em 2006.

3) A princípio, imagina-se que o curso de Teologia é voltado para religiosos. Como ele pode ajudar em outras áreas? É preciso dar um novo significado ao papel que se dava à Teologia e a PUCPR soube fazer isso. O século XXI precisa cada vez mais se reinventar, recriar, como insistiu em toda a sua obra o professor Paulo Freire. A Teologia é a ciência deste século e este século precisa de fé e esperança, sem deixar a ciência de lado. É ela que contribuirá para um mundo cada vez mais humano, cada vez menos feio, como dizia Freire. É preciso uma Teologia libertadora e humanizadora para uma época de exigências como esta.

01/06/2010 15:49:48


vida universitária

Um sonho

possível

9

Ex-aluno da PUCPR investe na educação como primeiro passo para o fim das desigualdades sociais do país

4) Como a Graduação ajuda em seu trabalho atualmente? Aprendi a sistematizar melhor meus pensamentos e desenvolvi muito minha curiosidade epistemológica. Fazer Teologia mudou grandemente não só a minha vida, mas o meu jeito de viver e de ver a vida.

5) Como é o seu trabalho no dia a dia? É uma loucura santa. Por mais que tenhamos as melhores condições de trabalho, estamos falando do Brasil. São 26 estados e o Distrito Federal, totalizando 5.564 municípios. Todos estão articulados em um pacto federativo, mas cheios de vícios administrativos e, sobretudo, com uma diversidade cultural, política e religiosa incrível. É preciso ter muita convicção, sobretudo metodológica, para não cair na tentação de um ativismo assistencialista e, por isso mesmo, estéril. São milhares de oficinas, em milhares de municípios, com milhares de comunidades. Conta-se nos dedos os finais de semana livres durante o ano.

6) Qual a maior dificuldade encontrada em campo?

revista.indd 9

Atribuo ao assistencialismo uma das grandes dificuldades. É ele quem deturpa aquilo de mais sagrado nos seres humanos, que são as relações. Estas ainda são autoritárias, intimidantes e impedem aquilo que acho mais fantástico em Paulo Freire, na pedagogia do oprimido, à vocação ontológica de ser mais. Ser mais não é, contudo, uma questão apenas filosófica, mas econômica e de justiça social. O assistencialismo reduz a relação humana ao eu versus isto, e não chega, nem permite chegar, ao eu versus tu. No máximo chega à solidariedade, jamais à fraternidade.

7) E o que é mais importante ser trabalhado com as equipes que lidam diretamente com as comunidades? A humildade. Emociono-me cada vez que releio Paulo Freire, quando ele diz: “a liderança que não sabe ser humilde deveria ser proibida de se aproximar do povo”. Aqui, humildade é mais do que um conceito filosófico, é um imperativo ético. Sem humildade você não faz com o outro, faz para ele, porque não acredita nele e, sem acreditar no ser humano, não há libertação verdadeira. Mas, é preciso também estudar, escutar, dialogar, apren-

der a se perguntar: por quê? É importante lutar contra o excesso de certezas que às vezes a academia nos transmite. Dois pontos que repito e insisto são o diálogo e a educação. Educação é um ato de amor, diz Paulo Freire. E, somente quem ama é capaz de dialogar.

8) Quais os pontos mais enfatizados durante os treinamentos? Na educação popular freireana não existe treinamento. Esta é a grande crítica que faz Paulo Freire à educação bancária, autoritária, desumanizadora, coisificadora. É o fato de ela não ir além de um treinamento. Às vezes de um adestramento. Uma pretensa transferência de conhecimento de quem sabe para quem não sabe. Sou discípulo de um mestre que diz que ninguém sabe mais e ninguém sabe menos. Nós sabemos saberes diferentes. Sonho e busco construir o que acredito ser algo muito próximo do inédito viável de Paulo Freire. Um mundo menos feio, onde não haja a separação entre os que sabem e os que não sabem. Um lugar onde não haja sábios absolutos nem ignorantes absolutos, mas homens e mulheres que sabem saberes diferentes e trocam estes saberes.

01/06/2010 15:49:48


Futebol 3D Uma parceria envolvendo a Rede Globo, Fifa, Golden Goal e Cinemark vai trazer para Curitiba a transmissão dos jogos do Brasil da Copa do Mundo em cinemas no formato 3D. Você iria?

“Eu não iria porque o melhor é ver o jogo no bar com os amigos, assim você pode descontrair. Futebol combina mais com bar e amigos. O fato de ser 3D chama a atenção, mas não a ponto de trocar um pelo outro. Acho que para quem gosta de ficar em casa, com a família, seria interessante. ”

O iPad foi lançado há pouco mais de um mês e já deu o que falar. Mas, qual é a do novo aparelho da Apple? Não tem entradas USB, nem câmera e teclado e possui um sistema operacional unitarefa (como o do iPhone). O que, de cara, o diferencia é a tela de 9,7 polegadas que, embora seja ofuscada pela luz do sol em ambientes externos, permite uma experiência de leitura, visualização de fotos e de vídeos dentro de casa que compensa. A bateria dura o suficiente para você não se preocupar com ela. A navegação online pelo Safari é veloz, apesar da limitação da ausência de flash. Para isso, é melhor do que um notebook, pois é bem mais leve. Da data do lançamento no Brasil (4 de abril) para cá, foram vendidas 1 milhão de unidades, a um preço que varia de US$ 500 a US$ 700.

Tecnologia

Felipe Neves, 24 anos, 6° período do curso de Medicina

iPad

10

“Iria ver pelo menos uma partida, deve ser interessante. Com a tela grande e o 3D você deve ter uma noção boa da dinâmica do jogo, melhor do que se estivesse no estádio. Também deve ser bem emocionante. O lado ruim seria se ficasse o clima do cinema, porque no futebol é bom interagir. O clima teria que ser mais descontraído.” Krissia Wallbach, 22 anos, 11° período do curso de Medicina

revista.indd 10

Turbine seu Twitter Você usa bastante o Twitter? Então, conheça alguns aplicativos que oferecem mais recursos ao serviço. Para dar um novo visual à sua página, acesse o www.twitrbackgrounds.com. Ele tem diversos tipos de layouts e é simples de usar: basta escolher o visual e digitar o usuário e a senha do Twitter. Para quem gosta de compartilhar músicas com os amigos, o www.tinysong.com é excelente. Integrado ao Grooveshark, o Twisten.FM tem um serviço eficiente de busca de músicas eficiente. Também é possível compartilhar fotos no www.twitpic.com e, se você esquece todos os compromissos, o www.twittelembra.com pode te ajudar. Basta entrar no site e marcar a hora e o dia do compromisso. Na data certa, o Twittelembra manda uma mensagem de alerta. No www.yfrog.com você pode publicar vídeos, como no YouTube. A diferença é que é gerada uma URL curta para ser publicada no Twitter.

Av O

01/06/2010 15:49:53

AF an 21x


QUANDO O ASSUNTO É SAÚDE, A ATENÇÃO TEM QUE SER COMPLETA. CENTRO MÉDICO DO HOSPITAL CAJURU. AgORA COM ATENDIMENTO EM CARDIOLOgIA.

O Centro Médico do Hospital Cajuru está com uma novidade. Agora os pacientes contam com atendimento cardiológico integrado com as demais especialidades médicas oferecidas, além de protocolos médicos completos (exames e diagnósticos), incluindo exames complementares como o eletrocardiograma. Tudo isso para oferecer a atenção completa que você merece: • Horários flexíveis de consulta; • Exames e internações em um único local; • Uma das melhores estruturas hospitalares do sul do país; • Atendimento exclusivo a convênios e particulares.

Agende sua consulta pelo

(41) 3271-2880 de segunda a sexta-feira

Av. São José, 300 – Cristo Rei O Hospital Cajuru oferece pronto atendimento 24h para pacientes de convênios e particulares.

revista.indd 11 AF an 21x28 Centro Médico 2010.indd 1

Agilidade no atendimento e rapidez na solução.

01/06/2010 15:49:54 18.05.10 10:40:28


capa

Sabrina Hui Wang, Jérémy Bigon e Rodrigo Seleme.

12

revista.indd 12

01/06/2010 15:49:57


vida universitária

13

Surpreendente como a

Copa

Com a globalização, nem mesmo a ideia de passar a Copa do Mundo fora do país de origem desanima os estudantes que buscam no intercâmbio um diferencial para a carreira No futebol, o Brasil é o país que alcançou mais títulos e é o único que participou de todas as Copas do Mundo. Em outros quesitos, ainda está distante das nações mais desenvolvidas, mas já é visto como um país promissor. Em 2001, o economista Jim O’Nill criou o termo Bric para se referir aos quatro países que apresentarão as maiores taxas de crescimento econômico até 2050. O Brasil está entre eles, junto com Rússia, Índia e China. Além dos negócios, esta classificação está atraindo estudantes estrangeiros que, pensando no futuro, buscam aprender nosso idioma e conhecer nossa cultura. Foi por isso que a chinesa Hui Wang, que aqui adotou o nome Sabrina, escolheu o Brasil para completar seus estudos. Ela tomou a decisão quando participou de uma feira de cursos, em Nanquim, cidade onde morava na

revista.indd 13

China. Entre várias opções de graduação, havia um stand de intercâmbio. “Tinha interesse em conhecer o Brasil porque na China é difícil alguém que fale português. Eles pensam que aqui só tem futebol e praia. Imaginei que seria um diferencial ter estes conhecimentos”, diz. Assim que chegou em Curitiba, Sabrina procurou uma escola de português para estrangeiros, pois não sabia falar nem uma palavra do idioma. “Foi difícil”, confessa. Depois de três anos e meio morando aqui, fala e entende muito bem a nossa língua. Com a mesma dedicação, prestou vestibular para o curso de Administração da PUCPR e, hoje, está no 4° período. De lá para cá, visitou sua família somente uma vez. “A saudade é grande, mas a vida aqui é mais tranquila do que na China”, comenta Sabrina, que começa a pensar em viver no Brasil e trabalhar em alguma multinacional na área de finanças.

01/06/2010 15:49:59


O próximo passo para concretizar seu plano é encontrar um estágio e começar a trabalhar, porque o amor pelo país ela já tem. “Os chineses gostam muito do povo brasileiro. Como nossa seleção não foi classificada para a Copa, vamos torcer pelo Brasil. Até damos palpites na escalação dos jogadores”, conta.

Futebol, samba e desenvolvimento

capa

Pena que os franceses não pensem da mesma forma que os chineses. Jérémy Bigon, da cidade de Magnanville, na França, está estudando na PUCPR desde julho do ano passado, e só pensa nas cores azul, vermelho e branco.

14

Mesmo assim, como vai passar a Copa do Mundo aqui, está empolgado, e quer ver o país parar para assistir aos jogos da seleção brasileira. “Na França não temos o costume de parar o trabalho para assistir aos jogos. Só se for uma final”, explica. E, se na final der Brasil contra a França, ele não tem medo da rivalidade que já tirou nossa seleção de três Copas. “É tudo uma brincadeira. Já combinei com meus amigos daqui. Vamos torcer juntos em um bar, cada um pelo seu time, claro”. Diferente de Sabrina, quando Jérémy veio para cá, tinha uma visão bastante estereotipada do Brasil. “Achava que iria encontrar um monte de gente nas ruas jogando futebol e sambando. Quando cheguei, vi outra realidade”, confessa. Ele percebeu que no Brasil tudo muda muito rápi-

revista.indd 14

do, ao contrário dos países da Europa. Também se deu conta de que um país com as dimensões e as riquezas do Brasil tem grande peso geopolítico e pode ajudar o mundo a melhorar. Para compreender isso, as viagens que fez e a experiência na Universidade foram essenciais. Conheceu Florianópolis, Blumenau, Ilha do Mel, Salvador, Rio de Janeiro, São Paulo, Vitória e o Pantanal. Na PUCPR, estudou algumas disciplinas do curso de

pois, volta para o Brasil, forma-se aqui e consegue a dupla diplomação. “Assim terei um diploma válido na União Europeia. Na minha área, no mercado brasileiro, isso não faz tanta diferença. Mas, como meu plano é morar em outro país, é importante,” explica. Rodrigo possui outras experiências internacionais. Estudou inglês no Canadá, aos 19 anos, e, no ano seguinte, voltou para lá para trabalhar. Quando en-

Achava que iria encontrar um monte de gente nas ruas jogando futebol e sambando. Quando cheguei, vi outra realidade. " Jérémy Bigon

Engenharia Civil e Engenharia Ambiental para complementar a faculdade que cursa na França, de Engenharia de Materiais. Agora, está fazendo estágio no laboratório de materiais de construção civil da PUCPR.

Daqui para lá Jérémy volta para sua terra natal no final de julho, próximo da data em que Rodrigo Seleme embarca para lá. Brasileiro e aluno do 5° período do curso de Engenharia Civil da PUCPR, já está com tudo pronto para o intercâmbio. Irá estudar no Instituto Nacional de Ciências Aplicadas (Insa), na cidade de Lyon. A princípio, vai ficar um ano e três meses. Caso seu desempenho acadêmico seja bom, pretende estudar na universidade francesa por mais um ano para ter direito de se formar lá. De-

trou na PUCPR, já conhecia os programas de intercâmbio que a Universidade oferece e, desde o início do curso, queria aproveitar a oportunidade. “Estudei muito para atingir todas as qualificações e conseguir a bolsa. A média geral do histórico escolar tem que estar acima de sete pontos e não pode ter nenhuma reprovação. Também precisa ter proficiência intermediária no idioma do país de destino”, completa. O que o levou a procurar o intercâmbio? A vontade de vivenciar outras culturas, buscar novos conhecimentos, ver paisagens e pessoas diferentes. Porém, esta é uma experiência imprevisível que pode mudar visões de mundo e, até mesmo, o rumo da vida de alguém. Descobrir outra nação para viver ou um país cheio de oportunidade fazem parte das surpresas desta “aventura”, na qual só não vale torcer pelo time adversário.

01/06/2010 15:49:59


Com tantos torcedores simpatizantes, a seleção brasileira terá mais chances de ganhar. É o que mostra uma pesquisa inédita que comprovou que o incentivo dos torcedores aumenta o rendimento dos jogadores durante uma partida de futebol. O estudo foi realizado na PUCPR pelos professores do curso de Farmácia, Sérgio Surugi de Siqueira e Vivian Mara Cortes, com a participação das alunas do curso de Fisioterapia, Ana Carina Santana, Ana Claudia Barbosa e Priscila de Oliveira, e da aluna do curso de Farmácia, Aline Kalucz. Os pesquisadores avaliaram os níveis de testosterona salivar de dez atletas amadores durante dois jogos de futsal, realizados em dias diferentes, porém, no mesmo local e horário. A primeira partida aconteceu sem a presença de torcida e, a segunda, com torcedores incentivando apenas um dos times. No primeiro jogo,

revista.indd 15

vida universitária

Torcedores fazem a diferença, sim!

15

nem jogadores do banco de reserva e treinadores puderam se manifestar para incentivar os times. Nos dois jogos, foram recolhidas amostras da saliva dos jogadores no início, meio e fim da partida. O exame revelou que houve aumento de até 36% do nível de testosterona nas amostras da saliva dos jogadores que foram incentivados pelos torcedores na segunda partida. Segundo Sérgio Surugi de Siqueira, a testosterona é um hormônio que está relacionado diretamente com o rendimento muscular dos atletas. “Sempre se soube que uma equipe esportiva competindo sob incentivo de sua torcida leva vantagens sobre o adversário, porém, nenhum estudo havia levantado esta evidência”, explica. A pesquisa será ampliada este ano, com a realização de mais partidas de futebol.

01/06/2010 15:50:01


Direito no mercado de trabalho

mercado de trabalho

Por Maristela Denise Marques de Souza

16

O mercado de trabalho para os bacharéis em Direito é amplo, repleto de oportunidades e de bons salários, quer na iniciativa privada, quer na iniciativa pública. No primeiro caso, por meio de concursos públicos, o profissional pode ingressar na carreira de advogado público, defensor público, juiz federal ou estadual, promotor de justiça, procurador, delegado de polícia, entre outras funções públicas que exijam o diploma de bacharel em Direito. Quanto ao mercado de trabalho da advocacia privada, mesmo as áreas mais saturadas, como Direito do Trabalho e Direito Penal, carecem de profissionais especializados. Cito como exemplo dois campos de atuação de extrema importância: advogados especializados em dissídio coletivo, na área trabalhista, e advogados especializados em crimes do colarinho branco, na área penal. Outras áreas do Direito que abrem oportunidades excepcionais são: Direito Privado Internacional, Direito Tributário, Bio Direito, Direito Econômico, Direito Ambiental e Sustentável, Direito

do Consumidor, Direito Previdenciário, dentre outros negócios jurídicos que requerem a interveniência ativa dos profissionais do Direito. Para se colocar nesse mercado de trabalho, é importante que o advogado integre associações de classe, redija artigos para publicações especializadas e se faça presente em debates e palestras para seu constante aperfeiçoamento, em razão da dinâmica das leis e da ciência do Direito. Todo o trabalho realizado pelo colegiado do curso da PUCPR, pelo Núcleo Docente Estruturante e pelo diretor do curso, busca alcançar os objetivos propostos com o fim de que o bacharel apresente o seguinte perfil: profissional do Direito capaz de aprender a conhecer, a fazer, a viver junto e a ser. Em última instância busca-se a formação de um bacharel em Direito com domínio teórico, técnico-jurídico e visão crítica, capaz de intervir na realidade socioeconômica, norteado pelos princípios de justiça como valor humano.

quem

Maristela Denise Marques de Souza é diretora do curso de Direito do Câmpus Curitiba da PUCPR

revista.indd 16

01/06/2010 15:50:03


㄰ 㤵

 

㈵ 㔀  

revista.indd 17

01/06/2010 15:50:03


Aproveite a Universidade

Farmácia

Pesquisa

v

Na Farmácia Universitária da PUCPR você pode mandar manipular medicamentos dermatológicos, em cápsulas, homeopáticos e odontológicos. Também encontra remédios industrializados de marca e genéricos. Caso precise verificar pressão, aplicar injeção, fazer inalação ou de orientações sobre o uso correto de medicamentos, pode consultar um dos atendentes. O serviço é aberto a todos. O atendimento é realizado de segunda a sexta-feira, das 9h às 19h. Mais informações pelo telefone (41) 3271-5885.

Os Grupos de Pesquisa são importantes fontes de dados para a comunidade científica. Eles devem ser aprovados e cadastrados no Diretório de Grupos de Pesquisa do CNPq por um líder e, todo ano, deve ser realizada uma atualização. Os grupos são formados por professores da Instituição, pesquisadores e alunos que se interessam pelo tema. Cada departamento possui grupos específicos. Informe-se sobre o programa pelo telefone (41) 3271-2582 e participe. É uma forma de adquirir novos conhecimentos.

raio x

Novos aparelhos

Ir à Universidade não significa, somente, assistir às aulas. Quando bem aproveitada, ela oferece suporte para o aperfeiçoamento profissional e uma melhor qualidade de vida. Na PUCPR você também pode fazer exercícios, comprar medicamentos manipulados e se aprofundar em um tema com a ajuda de grupos de pesquisa. Todos estes serviços são oferecidos na Universidade. Conheça mais e veja como aproveitá-los.

i

A e e

18 A academia de ginástica do Câmpus Curitiba foi reformada e conta com novos aparelhos para as aulas de musculação, ginástica e spinning. As inscrições podem ser realizadas na secretaria do ginásio. O serviço é aberto para qualquer pessoa, alunos da instituição ou não. Além da academia, o setor de esportes oferece aulas de natação (em piscina coberta) e uma pista de atletismo indoor, na qual é permitida a prática de caminhada e corrida. Confira os horários no site www.pucpr.br/esportes

revista.indd 18

01/06/2010 15:50:10

AF an 21x


Os Núcleos de Pastoral da PUCPR dos Câmpus Londrina e Maringá promoveram, entre os dias 14 e 16 de maio, uma peregrinação ao Santuário de Nossa Senhora Aparecida, interior de São Paulo. Participaram da atividade 42 pessoas. O objetivo foi possibilitar aos alunos uma oportunidade de viver mais intensamente a fé em Maria e o amor da Boa Mãe na imagem de Nossa Senhora Aparecida.

encarte.indd 1

O curso de Direito do Câmpus Maringá da PUCPR participou da organização do IV Conjuri, promovido pela Ordem dos Advogados do Brasil (OAB). O evento aconteceu entre os dias 17 e 19 de maio, no Teatro Marista, com a participação de aproximadamente mil estudantes de Direito de várias instituições de ensino superior da cidade. Também foi promovido pelo curso, em abril, o 1º Congresso Nacional de Direito da PUCPR de Maringá (Conadi/ PUCPR-MGA). A temática do evento foi Biocombustíveis e contou com a presença de alunos dos cursos de Direito, Biologia e Agronomia.

Londrina

O Câmpus Toledo da PUCPR participou, nos dias 14 e 15 de maio, da 1ª Feira de Máquinas, Automação e Indústria (Femai). A Universidade apresentou 19 projetos de pesquisa, desenvolvidos por alunos de Graduação, Mestrado e Doutorado de Curitiba, principalmente nas áreas de mecânica, mecatrônica e eletrônica. Os trabalhos são voltados ao setor industrial, nos segmentos alimentício, farmacêutico, de automação e de confecção. O objetivo do evento foi apresentar soluções, tecnologias e novas práticas em diversas frentes, como gestão estratégica de desempenho, gestão de qualidade, de produção e em linha de montagem.

Palestras de Direito

Maringá

Novas tecnologias

Toledo

Em ação

Fazendo a diferença No dia 15 de maio, dez alunos do Câmpus Londrina da PUCPR participaram do Mutirão “Fazendo a Diferença”, no Asilo São Vicente de Paula. Pela manhã, foram realizados torneios de sinuca, baralho, dominó, dama e oficinas de artes com desenhos e pinturas. As alunas coordenaram um momento de beleza para as senhoras. Durante a tarde foi realizado o Dia da Madrinha, no qual voluntários da instituição promoveram uma pequena comemoração, com salgados, doces, bolos, refrigerantes, músicas e também a entrega de presentes. Os acadêmicos doaram prendas para o bingo e dançaram com os moradores da casa.

31/05/2010 17:16:30


Toledo

Parceria com o Câmpus Toledo da PUCPR também beneficia os funcionários da Prati Donaduzzi, que fazem MBA na Instituição.

Vagas abertas Parceria entre o Câmpus Toledo e o grupo farmacêutico Prati Donaduzzi abre portas para o mercado de trabalho A parceria firmada entre a PUCPR, Câmpus Toledo, e o grupo farmacêutico Prati Donaduzzi tem criado oportunidades de emprego e desenvolvimento profissional para estudantes de Engenharia de Produção, Administração, Ciências Biológicas, Enfermagem e Psicologia. Desde 2007, o programa de estágios já beneficiou 34 alunos. “A parceria é uma forma de vermos nosso aluno mostrando o que aprendeu, e de a empresa encontrar mão de obra qualificada”, analisa a coordenadora do curso, Cláudia Dell Agnolo Petry.

encarte.indd 2

Esta oportunidade foi aproveitada pelos estudantes do 5º período de Engenharia de Produção, Andréia Monteiro Alves, 30 anos, e Pedro Lopes Muniz Filho, 19. Eles entraram na empresa no final de 2009 e, hoje, contratados, respondem pelas áreas de Produção e de Desenvolvimento de Processos, respectivamente. Andréia foi efetivada um mês depois de começar o estágio, em novembro do ano passado. Hoje, supervisora de cinco linhas de produção, ela afir-

31/05/2010 17:16:35


Visita técnica Fruto dessa parceria, os alunos do curso de Engenharia de Produção tiveram dois dias de aulas práticas, em março, na Prati Donaduzzi. Eles conheceram toda a linha de produção da empresa – o processo de produção de sólidos, incluindo a moldagem e a coloração de comprimidos, de semi-sólidos e de líquidos, desde a mistura dos componentes até o envase da medicação. De acordo, com Cláudia a ação foi importante porque permitiu aos alunos vivenciar o aprendizado de sala de aula. Para muitos, foi o primeiro contato com a linha de produção. ma que o curso, o apoio dos professores e a estrutura da Universidade foram, e ainda são, fundamentais para seu sucesso profissional. “A PUCPR dá o direcionamento, mas cabe a cada pessoa ir atrás do seu crescimento. Ainda tenho muito a descobrir até terminar o curso, e isso vai ajudar meu desenvolvimento profissional”, avalia. Já Pedro começou a estagiar na Prati em setembro de 2009, sendo efetivado seis meses depois. Atualmente, ele trabalha como analista, no setor de Desenvolvimento de Processos. Segundo ele, ser estudante da PUCPR “foi primordial” para conseguir o emprego. “Nunca havia trabalhado antes, e consegui este emprego. Isso mostra que o aprendizado na PUCPR abre portas no mercado”, afirma.

encarte.indd 3

Alunos do 5º período de Engenharia de Produção, Pedro e Andréia, já foram contratados pela empresa farmacêutica.

Funcionários da Prati fazem MBA no Câmpus Toledo A parceria entre o Câmpus Toledo e a Prati beneficia também os funcionários da empresa, que começaram, em fevereiro, a primeira turma de Pós-Graduação – MBA em Gestão Industrial. O curso é fechado para a Prati e atende 44 funcionários da produção, farmacêuticos, biólogos e administradores. O MBA tem duração de um ano e seis meses, com previsão de término em agosto/2011. Apesar de os funcionários terem apenas alguns meses de curso, a gerente de Desenvolvimento de Processo de Líquidos e Semi-sólidos da Prati, Rubia Porsch, conta que já nota resultados. “Eles estão motivados, querendo aprender cada vez mais. Isso faz toda a diferença”, avalia. E a gerente acrescenta: “o curso agrega conhecimento e eles trazem este aprendizado para o dia a dia do trabalho, com ideias que trarão retorno a médio e longo prazos”, diz.

31/05/2010 17:16:44


Os alunos da escola Municipal Ana Moro Dissenha que participaram das atividades do PUC Solidária.

Juristas do bem São José dos Pinhais

Iniciativa do curso de Direito do Câmpus São José dos Pinhais leva conhecimento aos alunos e alegria a muitas crianças Aliar aprendizado com solidariedade. Esta é a ideia do projeto “Juristas do Bem”, cujo objetivo é levar para os alunos palestras com profissionais de escritórios de advocacia especializados em troca de alimentos, que são doados a instituições que atendem pessoas menos favorecidas.

e acredita que estes eventos são importantes para ajudar os estudantes a definir a área de atuação que desejam seguir. “A prática é diferente da teoria, e os palestrantes contam como é o dia a dia do trabalho. Assim, fica mais fácil identificar qual especialidade é mais adequada ao nosso perfil”, diz.

Promovido pelo curso de Direito do Câmpus São José dos Pinhais, a inspiração para criar o programa surgiu da proposta de um grupo de dentistas de São Paulo, os “Dentistas do Bem”, que prestam serviços para crianças que não possuem dinheiro para pagar um tratamento. “Queríamos transpor esta ação para o nosso curso. Pensamos em várias formas de fazer isto e a melhor foi a das palestras, pois oferece atividades extracurriculares aos nossos alunos e, com as doações, outras pessoas são beneficiadas”, explica Roberto Oresten, diretor do curso de Direito.

De acordo com Oresten, participar das palestras também é uma oportunidade para fazer contato com profissionais da área. “Para quem está procurando estágio, esta é uma chance de mostrar o interesse e aumentar a networking. No futuro, pode ser a porta de entrada para o mercado de trabalho”, coloca. As palestras devem acontecer durante todo o ano, sempre aos sábados, das 9h às 12h. A atividade vale três horas complementares e alunos do Câmpus Curitiba também podem participar.

O primeiro evento foi promovido no dia 24 de abril, com o tema Direito Tributário. O palestrante foi o advogado Dalton Luiz Dallazem, do escritório Perin & Dallazem Advogados Associados. A aluna do 10° período do curso, Karmen Luiza Triaca, assistiu à palestra

encarte.indd 4

Entre os 30 alunos que colaboraram com o evento, estava Priscila Daiane Lopes, aluna do 4° período do curso de Direito e uma das ouvintes da palestra do “Juristas do Bem”. Ela conta que não imaginava a alegria das crianças ao receber os chocolates. “Parece algo muito simples, mas não temos noção do quanto faz bem para o outro e para nós mesmos. As crianças que receberam os bombons se sentiram valorizadas e nós também, por ver a alegria no rosto de cada uma”, revela. Além da doação, foram realizadas, no PUC Solidária, atividades de pintura, poda das árvores e folhagens, plantio de grama, flores, folhagens e diversas oficinas, como artesanato, dobradura e bijuteria.

Doações Na primeira edição do “Juristas do Bem,” foram arrecadadas caixas de chocolate que, em parceria com o Núcleo de Pastoral do Câmpus São José dos Pinhais, foram entregues na Escola Municipal Ana Moro Dissenha, no dia 15 de maio, como parte do PUC Solidária.

Da esquerda para direita, em 5º lugar: Priscila Daiane Lopes ajuda a distribuir os bombons.

31/05/2010 17:16:46


Estética e sabor

Maringá

Receita de bacalhau de aluno do curso de Turismo do Câmpus Maringá é premiada no Festival Brasil Sabor Além de saber combinar ingredientes, criar uma receita exige conhecer técnicas de preparo, respeitar tradições e levar em consideração as lembranças e as sensações despertadas pelos temperos. É o que conta Leandro Jorge da Silva, aluno do 4° ano do curso de Turismo da PUCPR Câmpus Maringá e o chefe de cozinha responsável pela criação do “Bacalhau Pascoal”, receita premiada na 5° edição do Festival Brasil Sabor. Promovido em todo o país, o evento, realizado pela Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel), elege o prato que melhor representa cada cidade. De acordo com Leandro, precisavam criar um prato específico para o Festival, que não fizesse parte do cardápio habitual do restaurante. Como o início do evento coincidiu com a Páscoa, a ideia era fazer algo que pudesse ser apreciado pelos consumidores neste período. O bacalhau foi eleito por ser o mais tradicional. A receita leva batata, brócolis, tomate cereja, azeitona, cebola,

encarte.indd 5

entre outros temperos. “Para escolher os ingredientes, temos que nos basear no que já existe. Não encontramos nenhuma receita de bacalhau, dos grandes chefes, que não levasse batata, por isso não tinha como deixá-la de fora. O brócolis e o tomate foram escolhidos mais pela estética, pois o cliente também come com os olhos”, explica Leandro.

Passo a passo Além de pesquisar o que já é feito por outros profissionais, a experiência conta muito na hora de comandar uma cozinha. No caso de Leandro, são quase dez anos de trabalho na área. Ele começou aos 19 anos, quando saiu do sítio para buscar uma oportunidade de trabalho e estudo em Maringá. Assim que chegou, fez um curso de Turismo e Hotelaria na área de cozinha, no Senac, e já foi contratado como auxiliar de cozinha do restaurante Pavan Fast Grill. Saiu de lá como cozinheiro do restaurante Baco, onde trabalha atualmente. “No início tinha medo de assumir o posto porque é

preciso ter muita agilidade. No momento de pico do funcionamento da casa você tem que se desdobrar ao máximo e, se não tiver muita firmeza no que faz, não aguenta”. Neste meio tempo, queria realizar seu segundo sonho, estudar. A princípio, pensou em Gastronomia, mas, por incentivo de uma amiga, resolveu fazer o curso de Turismo. “Fui me apaixonando pelas aulas. Foi no curso que aprendi a dar valor para nosso patrimônio histórico, cultural e ambiental. Além disso, ele considera importante a relação entre turismo e culinária, já que a primeira é, muitas vezes, a atração principal de passeios turísticos. “Em Campo Mourão, por exemplo, é famosa a festa do ‘Carneiro no Buraco.’ Vem gente até de outros países para experimentar a receita”, completa. Dedicação, estudo, experiência e talento são importantes na hora de criar e preparar os pratos, mas o maior segredo de Leandro é o amor. “Quando fazemos as coisas com amor, tudo sai bem feito”, diz.

31/05/2010 17:16:48


Negócio

expresso

Londrina

Alunos do Câmpus Londrina montam a empresa Café Personalité e, em menos de 3 meses, já têm retorno do investimento

encarte.indd 6

31/05/2010 17:16:48


Márcio Andrade, Rafael Bizarro e Márcio Machado aplicam na própria empresa o que aprendem em sala da aula.

Sair dos bancos escolares direto para a administração de uma empresa é o sonho e também o receio de muitos jovens recém-formados. Deixar o “conforto” do mundo acadêmico e se aventurar pelo mundo real, tendo que enfrentar a concorrência de mercado e o risco de prejuízos. Foi isso que três acadêmicos do Câmpus Londrina resolveram fazer. A diferença é que ainda estão cursando o 5º período de Administração. Márcio Andrade, Rafael Sitta Bizarro e Márcio de Paula Machado conheceramse durante o 3º período. O primeiro, já tem experiência empresarial, pois possui outra empresa há sete anos. Rafael, por ser presidente do Centro Acadêmico, tem experiência em negociações e relacionamento com o público. Mas foi a vivência de Márcio Machado que ajudou a definir o rumo da empresa. Ele já conhecia a negociação de compra e venda de grãos de café. Juntos, são sócios do Café Personalité, empresa que comercializa café moído ou em grãos apenas para clientes empresariais. A experiência começou em outubro do ano passado, quando decidiram montar o negócio. O primeiro passo foi definir o ponto de torra do café e, para

encarte.indd 7

isso, contaram com a família e amigos que degustaram o produto. Ao mesmo tempo, foram providenciando toda a parte burocrática do empreendimento. Rafael explica que os professores ajudaram nesse processo, orientando e explicando todas as vertentes de cada tipo de empresa, para que os alunos pudessem decidir o que era melhor. Foram aplicados R$ 10 mil como capital inicial, que hoje, três meses após o início das atividades, já retornou para os sócios. Eles optaram por não fazer retiradas ainda, reinvestindo tudo na empresa. “O importante é que hoje a Café Personalité já se paga”, afirma Rafael. Para concorrer com as grandes marcas, optaram por baixa margem de lucro e estoques pequenos. Também investem no pós-venda. Todo o processo, da torra até o empacotamento e contato com clientes, é feito pelos três sócios. No entanto, com o crescimento das vendas, já começam a prever a necessidade de contratação de um funcionário.

Teoria ajuda a prática Os três consideram o apoio dos professores fundamental para a abertura e gerenciamento da empresa. “Já

estamos usando os conceitos ensinados no curso”, afirmam. Abrir a própria empresa também mudou o comportamento em sala de aula. Cada disciplina é avaliada sob o ponto de vista dos empresários, que prestam atenção no que pode ser aplicado futuramente. Mesmo com a correria do dia a dia, a faculdade se tornou fundamental. “Não deixamos de fazer nada do que fazíamos. Mesmo cansados, temos que vir para a Universidade no fim do dia. E, na manhã seguinte, o escritório precisa estar funcionando”, explica Rafael. A diretora do curso de Administração do Câmpus Londrina, Anais Saldanha, explica que a empresa serve como laboratório, onde os alunos podem associar os conhecimentos das aulas com a prática diária. “Admiro a coragem deles em abrir a empresa”, afirma, explicando que esta é uma tendência. “Por falta de emprego, os jovens estão sendo preparados para criar sua forma de sustento. Grande parte das empresas é aberta por jovens de 20 a 25 anos,”conta. A professora explica também, que as disciplinas e os exercícios da Graduação podem ajudar os alunos a evitar erros na gestão da empresa e, assim, os novos empreendedores percebem como a teoria é importante.

31/05/2010 17:16:51


encarte.indd 8

31/05/2010 17:16:53


vestibulAr de

inverno PuC A diferençA entre ouvir e ser ouvido

Inscrições: 10/maio a 13/junho

R$ 75 a partir de 01/junho

Inscreva-se pelo www.pucpr.br

revista.indd 19 AF an 21x28cm_2.indd 1

01/06/2010 15:50:13 01.06.10 10:41:31


dna

Alunos do CCET participam do PUC Identidade na Fazenda Experimental Gralha Azul.

20

PUC Identidade Primeira edição voltada aos alunos promove autoconhecimento, integração e reflexão sobre o sentido da existência O PUC Identidade, evento promovido pelo Núcleo de Pastoral desde 2002 para os professores da PUCPR, começou este ano a ser realizado também para os alunos da Universidade. O objetivo do encontro é proporcionar convivência e integração entre estudantes de diversos cursos e um momento de reflexão sobre o sentido da

revista.indd 20

existência e dos projetos de vida. Também procura tornar conhecida a identidade institucional cristã e Marista. A programação acontece durante todo o dia. Começa às 9h, com um café da manhã, depois o grupo assiste a uma palestra e à tarde são realizadas dinâmicas. Os en-

01/06/2010 15:50:20


contros acontecerão durante todo o ano para os alunos do Câmpus Curitiba e São José dos Pinhais, sempre na Fazenda Experimental Gralha Azul (Fega), no município de Fazenda Rio Grande. A intenção é que a partir do ano que vem o PUC Identidade seja oferecido a todas as unidades da PUCPR. Stefanie Voss, 20 anos, aluna do 7° período do curso de Engenharia Mecânica, participou do evento que reuniu os estudantes do Centro de Ciências Exatas e Tecnológicas (CCET) do Câmpus Curitiba. Ela diz que as atividades trabalharam aspectos da personalidade, como confiança no outro e em si próprio, o autoconhecimento e a reflexão sobre os objetivos para o futuro. O que mais chamou a atenção de Stefanie foi a proposta de refletir

sobre qual a característica de sua personalidade mais marcante e que a diferencia das outras pessoas. “Isto pode ser útil quando eu participar de um processo de seleção, para uma vaga de emprego ou estágio. Hoje, o currículo dos candidatos contém praticamente as mesmas formações e experiências, o que diferencia é o perfil”, explica. Interagir com estudantes de outras turmas e cursos também é um ponto positivo do evento, conforme aponta Lauro Gabriel Garmatter, 20 anos, aluno do 5° período do curso de Engenharia Mecânica. Ele conheceu estudantes de Arquitetura, Desenho Industrial e de outras Engenharias, além de calouros de seu próprio curso. “A interação já começou no ônibus, que saiu de Curitiba às 7h30 para a Fazenda”.

Programação No Câmpus Curitiba, as datas dos encontros foram organizadas por centros. Em abril, foi realizado para o Centro de Ciências Jurídicas e Sociais, em maio para o Centro de Ciências Biológicas e da Saúde. No dia 11 de setembro será realizada para o Centro de Ciências Sociais Aplicadas e, no dia 2 de outubro, para o Centro de Teologia e Ciências Humanas. O Câmpus São José dos Pinhais optou por unir os alunos de todos os cursos. Uma turma participou da edição do dia 22 de maio, e os interessados podem escolher a melhor opção entre as datas: 12 de junho, 18 de setembro e 16 de outubro.

revista.indd 21

Virtudes de São Marcelino Champagnat Por Ir. Luciano Menezes

São Marcelino Champagnat, canonizado em 18 de abril de 1999, fundou na França, em 1817, o Instituto dos Pequenos Irmãos de Maria, hoje conhecidos como Irmãos Maristas. O sonho de Champagnat ainda está vivo. Ele leva aos cincos continentes, em quase 80 países, a evangelização e a educação integral. Para isso, deixou como legado as chamadas “pequenas virtudes”. Elas são: a compreensão, que perdoa sem ressentimento e reconhece que o erro é condição humana; a discrição, que parece não perceber as mancadas do outro, com isso evita constrangimentos públicos; a compaixão, que é a comunhão com o sofrimento do ser humano e visa à proteção da natureza; a paciência, que é capaz de persistir, mesmo diante das dificuldades; a polidez, que demonstra educação e delicadeza no trato das palavras e ações; a solicitude, que evita o constrangimento do outro de pedir ajuda; a afabilidade, que escuta sem demonstrar cansaço; a flexibilidade, que ouve e compreende as razões alheias; a solidariedade, que abomina o individualismo e o egoísmo; o caráter, porque mostra autenticidade; e a alegria, que é a força que contagia as pessoas e melhora o ambiente de trabalho. Acreditamos que estas virtudes legadas por São Marcelino Champagnat são pontos de luz que devem brilhar em nossa ação cotidiana da vida acadêmica e profissional. Desse modo, preparamos um mundo novo e cheio de paz e harmonia.

01/06/2010 15:50:32


Direto

forno

reportagem

do

22

Gustavo Possas Pereira se forma em julho e jĂĄ ocupa cargo de gerĂŞncia no restaurante Guega.

revista.indd 22

01/06/2010 15:50:35


vida universitária

Tecnólogo em Gastronomia forma a primeira turma este ano e os novos profissionais já têm espaço no mercado de trabalho Selecionar produtos, fazer compras, treinar e gerenciar funcionários, receber clientes, promover campanhas de marketing. Estas, definitivamente, não são atividades específicas de um chefe de cozinha. Mas, para exercê-las é preciso ter profundo conhecimento sobre o funcionamento de um restaurante. Este é o objetivo do curso Tecnólogo em Gastronomia do Câmpus Curitiba da PUCPR, que forma a primeira turma em julho deste ano. Um dos formandos é Gustavo Possas Pereira, 30 anos, que descobriu na profissão a paixão pelo trabalho. Ele também é graduado em Odontologia, desde 2004, e fez até uma especialização na área. Porém, descobriu que aquele não era o seu caminho. “Não gostava da rotina. É muito solitário, passava o dia em atendimento e não podia nem

conversar com o paciente, que precisa ficar com a boca aberta”, diz. À procura de uma atividade mais adequada ao seu perfil, comprou uma franquia de restaurante. No mesmo ano, a PUCPR abriu o curso e Gustavo enxergou oportunidade para se aperfeiçoar neste ramo de negócio. Durante o curso, ele elaborou um projeto de horta sustentável e participou de alguns trabalhos em parceria com o chefe de cozinha e consultor do curso da PUCPR, Celso Freire. Também organizou o evento culinário Gastronomix, que reúne os mais importantes chefes de cozinha de Curitiba. Todo o esforço resultou em sua contratação como gerente do restaurante Guega, de Celso Freire.

23

Rotina Gustavo é responsável por toda a gestão do restaurante, desde a compra da matéria-prima, elaboração do cardápio, formação de preços, até o destino final do lixo. Para isso, deve estar atento às tendências de mercado, saber o custo de cada ingrediente conforme a época do ano, entre outros detalhes. “Por isso é importante o curso superior, que não forma chefe de cozinha, mas gestores e empreendedores. O chefe se faz com o tempo e a experiência”, conta.

% ,5 %

Tantas atribuições fazem com que a rotina seja bastante puxada. Gustavo tem um dia de folga durante a semana, e, muitas vezes, fica mais de 10 horas no restaurante. Por isso, ele ressalta a importância de gostar muito da área e não se iludir com o glamour da profissão, que, segundo ele, não existe. “É importante que o aluno seja comprometido, tenha interesse em aprender e, claro, vá atrás do que gosta”, aconselha.

Gastronomia em expansão A perspectiva para o profissional formado em Gastronomia é bastante positiva. De acordo com a diretora do curso, Helena Maria Simonard Loureiro, a área está em crescimento. “Cada vez abrem mais negócios relacionados à culinária, sejam restaurantes ou casas especializadas em queijos, vinhos, cervejas, entre outros produtos”, destaca. Ela lembra ainda que, atualmente, as pessoas não têm tempo para fazer comida em casa e a principal alternativa para se alimentar bem são os restau-

revista.indd 23

rantes. “Durante uma crise, a única coisa que as pessoas não deixam de fazer é comer”, brinca. Os restaurantes mais requintados, com o objetivo de conquistar espaço no paladar dos consumidores, estão adequando o cardápio e colocando preços mais baixos. “Estes estabelecimentos perceberam que, se cobram um valor acessível, o movimento aumenta. Por isso, estão revendo os pratos para atender às necessidades da população”, acrescenta.

01/06/2010 15:50:35


Arquitetura em Língua Portuguesa No dia 20 de abril, em Lisboa (Portugal), foi criada a Academia de Escolas de Arquitetura e Urbanismo de Língua Portuguesa. A proposta é intensificar o intercâmbio de cultura, educação e experiências na área de Arquitetura entre as escolas dos países de Língua Portuguesa.

drops

Liga Acadêmica de Psiquiatria

24

A Liga Acadêmica de Psiquiatria, vinculada ao curso de Medicina da PUCPR e ao Hospital Nossa Senhora da Luz, deu início às atividades no dia 12 de abril com aula inaugural aberta ao público. No evento, o psicanalista Jaime Bieler falou sobre “Encontro e desencontro do médico com seu paciente”. As atividades da Liga se estendem até o final do semestre com palestras todas as segundasfeiras, às 20h, no Salão Nobre do Hospital. Podem participar estudantes interessados na especialidade. Confira a programação no site

A PUCPR é sócio-fundadora da nova instituição, que organizou, na mesma ocasião, seu 1° Seminário Internacional. Para estrear o evento com o pé direito, o professor da PUCPR, Câmpus Curitiba, e presidente do Instituto de Arquitetos do Brasil (IAB), João Virmond Suplicy Neto, fez uma palestra sobre a obra de Oscar Niemeyer.

Saúde no Mundo Promover a qualidade de vida é uma preocupação mundial. Para discutir o tema, foi realizado no mês de maio o III International Congress on Physical Activity and Public Health, em Toronto (Canadá). O coordenador do Grupo de Pesquisas em Atividades Físicas e Qualidade de Vida da PUCPR (GPAQ/PUCPR), Rodrigo Reis, representou o Brasil no Congresso e foi palestrante em conferências.

www.ligadepsiquiatria.blogspot.com.

Lançamentos Em maio, a Editora Champagnat lançou os dois primeiros títulos em parceria com a Livraria Saraiva. Os livros são “Cultura, religião e sociedade”, de Luiz Alexandre Solano Rossi e Cesar Kuzma, e “Ética: abordagens e perspectivas”, de Cesar Candiotto.

revista.indd 24

01/06/2010 15:50:40


vida universitária

30 anos de teatro na Universidade 25

Qual a importância do teatro nas universidades? Este foi o tema da mesa-redonda promovida pelo Grupo de Teatro Tanahora, da PUCPR, no Câmpus Curitiba. O evento, realizado no dia 8 de junho, faz parte das comemorações dos 30 anos do Grupo, que vai estrear, em outubro, a peça “Miguilin” – conto de Guimarães Rosa adaptado pelo ator e dramaturgo de Curitiba, Edson Bueno.

Bolsa na França Eduardo Oliveira Augustinho, professor da PUCPR e aluno do Programa de Pós-Graduação em Direito da PUCPR, foi aceito como pesquisador visitante na Universidade Sorbonne (França). Augustinho está, atualmente, em bolsa sanduíche na Suíça. Possui graduação em Direito e especialização em Direito Empresarial pela PUCPR. Também possui mestrado em Integração LatinoAmericana pela Universidade Federal de Santa Maria.

Exposição futurista A exposição do artista futurista italiano Mino Delle Site estará aberta para visitação, no Museu Universitário da PUCPR, Câmpus Curitiba, até 11 de junho. O evento é uma homenagem ao Dia Internacional dos Museus, comemorado em 18 de maio. A exposição é promovida pela PUCPR e pelo Consulado Geral da Itália em Curitiba em parceria com o Instituo Italiano di Cultura São Paulo.

Pesquisa em Medicina A turma 56 do 9° período do curso de Medicina da PUCPR, Câmpus Curitiba, apresentou, pela primeira vez, estudos científicos como Trabalho de Conclusão de Fase Clínica. Com a mudança, os alunos terminam a Graduação sabendo como fazer e publicar uma pesquisa, ao mesmo tempo em que se aproximam da dinâmica da Pósgraduação. Os trabalhos desenvolvidos utilizaram diversos tipos de pesquisa, como de campo, com cobaias, meta-análises, revisão bibliográfica, entre outros métodos.

revista.indd 25

01/06/2010 15:50:45


Sintonia social

Edu Baggio, aluno do 7º período do curso de Jornalismo

mundo melhor

Para diminuir o estresse O estresse intenso causa inúmeras doenças, como hipertensão e depressão. A irritação é um dos sintomas e, além de fazer mal para o próprio organismo, prejudica as pessoas com quem você convive. Uma dica para aliviar o estresse é relaxar em um momento do dia: ouvir uma música, praticar um esporte, ler uma poesia, uma piada, conversar com amigos ou qualquer outra atividade que você gosta.

No começo, a obrigatoriedade do voluntariado me incomodou um pouco. Mas o show de apresentação do Projeto Comunitário me conquistou. Como fotógrafo, estava em busca de um tema para documentar e o projeto veio em boa hora. Fui apresentado a diversas opções de trabalho e a que mais me chamou a atenção foi o autismo e seu mistério. Quando comecei o voluntariado e a fotografia fiquei encantado. O autista, em seu silêncio, faz gritar dentro de nós um forte apego à vida. Por fim, o que deveria durar apenas 32 horas estendeu-se por três meses, resultando em 1.300 imagens. A partir daí, criei o projeto de fotojornalismo “Artista Autista”, que continua aberto e será concluído como um livro fotorreportagem e um vídeo audiofotografico. Aprendi que o jornalismo se faz pelo ser humano e para o ser humano. Creio, portanto, que o Projeto Comunitário é essencial para que o aluno da PUCPR sinta o mundo e perceba que a ciência significa muito mais do que teorias e metodologias: somos um organismo vivo.

Infos A partir do mês de junho, as notícias sobre o Projeto Comunitário serão divulgadas também pelo twitter. Ao seguir o twitter.com/pcomunitario, os acadêmicos terão acesso, em primeira mão, às informações sobre os dados do Projeto Comunitário: atividades, capacitações, planejamentos, prazo para as inscrições, além de informações sobre sustentabilidade, responsabilidade social, entre outros temas.

26

O que você faz para um mundo melhor? Toda forma de arte promove uma mudança no ser humano. Sem arte somos desprovidos de história, cultura, costumes, valores e, principalmente, inspiração. Comecei escrevendo poesias porque eram importantes para o meu crescimento pessoal, pois me ajudavam a expressar minhas emoções. Com o tempo, comecei a receber comentários de pessoas próximas. Percebi que o que eu escrevia lhes trazia inspiração e reflexão, o que as ajudava a ver o mundo de outra forma e a compreender os próprios sentimentos.

Eduardo Luciano Braune,

aluno do 7º período do curso de Psicologia

revista.indd 26

01/06/2010 15:50:53


vida universitária

27

História nas ruas Danuza Ravaglio, 21 anos, é aluna do 8° período do curso de Arquitetura e Urbanismo da

no mundo

PUCPR e está estudando na universidade Politecnico di Torino, na cidade de Turim, na Itália.

“No primeiro dia em que andei por Turim, senti que a cidade era bem diferente das que eu conhecia no Brasil. Os edifícios são pequenos, a maioria medieval, um encostado ao outro. As ruas são estreitíssimas, por onde passam raros carros e com muita dificuldade. Para mim, a maravilha de morar aqui é estar passeando e, de repente, encontrar um castelo, uma catedral, coisas que normalmente via só nos livros. Grande parte das pessoas é mais fechada do que no Brasil. Em estabelecimentos comercias, por exemplo,

enquanto nossos atendentes procuram agradar o cliente, aqui eles são super secos. Com relação à comida, aqui tem muitos pratos gostosos (pizzas e massas), mas carne bovina é raridade, porque é muito caro. Sinto muita saudade das nossas churrascarias. Durante o tempo que estou aqui, pude conhecer outras cidades da Itália e outros países da Europa. Nestas andanças, percebi que em nenhum lugar se come bem como no Brasil. Em Curitiba, por exemplo, você encontra comidas típicas de várias regiões do mundo, como japonesa, indiana, mexicana, tailandesa, entre outras. É tudo muito saboroso e não custa caro. Com relação à faculdade, senti algumas dificuldades, principalmente no desenvolvimento dos trabalhos. O método aqui é muito diferente do utilizado no Brasil. Porém, o interessante dessa experiência é justamente aprender a lidar com as dificuldades e adquirir novos conhecimentos, que serão importantes para minha vida acadêmica e, principalmente, profissional”.

Infos

Top 3 Automóveis e museus Turim foi a capital da Itália entre 1861 e 1864. Hoje, a cidade é uma grande área industrial, conhecida particularmente como a sede da companhia de automóveis da Fiat e de uma de suas principais fábricas. Também é sede de importantes museus, como o Museo Egizio, a Galleria Sabauda, a Galleria d’Arte Moderna e, recentemente, a Pinacoteca Agnelli al Lingotto.

revista.indd 27

Quais os três idioma mais falados no mundo Mandarim

Hindi

Inglês

A PUCPR enviará, no segundo semestre de 2010, sete alunos de Graduação, um aluno de Doutorado e dois professores do Strictu Senso no programa de intercâmbio financiado pelo Programa Erasmus Mundus, da Comunidade Europeia. As candidaturas foram feitas via PUCPR diretamente para a instituição coordenadora do consórcio, o Instituto Politécnico de Torino (Itália), e a seleção foi realizada pelas oito instituições de ensino superior europeias para as quais os alunos solicitaram a candidatura.

01/06/2010 15:50:55


Juntos na PUC

você na puc

Fábio, Rodrigo, Geovane e Vinícius, alunos do curso de Medicina Veterinária do Câmpus Toledo.

28

Victor Modanesi e Jaqueline Naomi Fujimura, alunos do 7º e 5º período, respectivamente, do curso de Nutrição da PUCPR Câmpus Curitiba. Ambos são estagiários de Nutrição em Nefrologia no Instituto do Rim do Paraná.

Aline, Elisângela, Vanessa, Elen, Jéssica e Elisa, alunas do 2° período do curso de Direito do Câmpus Curitiba.

revista.indd 28

01/06/2010 15:51:04


vida universitária

29

Professor Alfredo Richart e alunos Juliano Paludo, Geovani Dal Ponte, Ricardo Vendrame, Anderson Bueno, Ramon Severgnini e Cid Renan Menezes, na Fazenda Experimental do curso de Agronomia do Câmpus Toldedo.

Gilmar, Élcio, Clayton e Enéas, alunos do curso de Teologia do Câmpus Londrina.

PARTICIPE Lúcio Cardoso, aluno do 3° período do curso de Arquitetura e Urbanismo do Câmpus Curitiba e funcionário do parque tecnológico.

revista.indd 29

Participe desta seção. Mande fotos suas em qualquer Câmpus da PUCPR para o e-mail vida@ pucpr.br. Este é seu espaço, aproveite!

01/06/2010 15:51:21


revista.indd 30

01/06/2010 15:51:28


vida universitária

PUCPR e MP do PR firmam convênio

Olympio de Sá Sotto Maior Neto, Márcia Helena Lopes e Clemente Ivo Juliatto.

A PUCPR e Ministério Público do Paraná vão elaborar ações conjuntas para fiscalizar e garantir o cumprimento dos direitos dos cidadãos de acesso às políticas públicas. O termo de cooperação técnica, científica e educacional foi assinado em 17 de maio, em Curitiba, pelo reitor Clemente Ivo Juliatto, pela ministra do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, Márcia Helena Lopes, e pelo procurador-geral do Paraná, Olympio de Sá Sotto Maior Neto.

31

Reconhecimento da Universidade

Monumento inaugurado em comemoração aos 50 do reconhecimento da Universidade Católica do Paraná.

Em comemoração ao cinquentenário de reconhecimento da Universidade Católica do Paraná pelo Governo Federal, o reitor da PUCPR, Clemente Ivo Juliatto, inaugurou, em 17 de maio, em Curitiba, o monumento “Tecnologia para o Desenvolvimento com Sustentabilidade e Respeito ao Meio Ambiente”. A obra foi criada pelo arquiteto Manoel Coelho com espécies nativas de pinheiro do Paraná e mogno da Amazônia, apreendidas pela fiscalização do Ibama, e troncos de eucalipto vindos de reflorestamento.

Convênio com Universidade da Itália

Dario Bortolini, Bruno Piccole, Ruddy Facci e Clemente Ivo Juliatto.

A PUCPR assinou, no dia 18 de maio, um convênio com a Universidade Católica de Sacro Cuore, da Itália, para a realização de pesquisas, projetos em conjunto e intercâmbio entre alunos e professores. O convênio veio assinado pelo reitor da Universidade italiana, Lorenzo Ornaghi, representado pelo professor Bruno Piccole, da Escola de Medicina da Instituição. Na solenidade, realizada na PUCPR, o termo foi assinado pelo presidente da Associação Paranaense de Cultura, APC, Irmão Dario Bortolini, pelo Reitor, Clemente Ivo Juliatto, e pelo presidente do Insat– Instituto Internacional de Saúde do Trabalho, Ruddy Facci.

registro

Escola de Negócios

Abertura da Semana Acadêmica da Escola de Negócios.

revista.indd 31

A Escola de Negócios da PUCPR promoveu, entre os dias 24 e 26 de maio, em Curitiba, a 4ª Semana Acadêmica de Negócios. A programação contou com apresentação de palestras, workshops, minicursos e mesas-redondas. Além disso, foi realizada a Feira de Negócios, na qual empresas de diferentes ramos fizeram a exposição de seus produtos e serviços e levaram oportunidades de vagas de estágio e emprego. Participaram empresas como Sebrae-PR, PricewaterhouseCoopers, Omar Camargo Investimentos e Águas Ouro Fino. A Vivo, de telecomunicações, apoiou o evento.

01/06/2010 15:51:39


Divulgação

Novo Fies As inscrições para o Fundo de Financiamento ao Estudante do Ensino Superior (Fies) estão abertas. Em maio, o programa passou a funcionar em um novo formato. Agora, o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) é o novo Agente Operador e os juros caíram para 3,4% ao ano. Além disso, o financiamento poderá ser solicitado em qualquer período do ano.

Destaque-se na seleção O PUC Talentos oferece cursos de extensão em Curitiba com orientações para quem está procurando uma vaga no mercado de trabalho e participando de processos de seleção. É divido em módulos independentes, sendo que cada um aborda um tema. No dia 1° de julho, o foco do curso será em técnicas de apresentação. As inscrições podem ser feitas até 25 de junho. O próximo módulo, no dia 14 de julho (inscrições até o dia 9), é um preparatório para programas de trainee. O último acontece em 21 de julho (inscrições até o dia 16) e o objetivo é desenvolver competências como liderança e controle emocional. Mais informações no site www.pucpr.br/extensao, seção Humanas.

Curso da Anec Show no TUCA Mallu Magalhães fará apresentação no TUCA, em Curitiba, no dia 12 de junho, às 20h. Ingressos na PUC Store e pelo Alô Ingressos www.aloingressos.com.br ou (41) 3042-6262. Confira mais informações no site www.pucpr.br.

32

A Associação Nacional de Educação Católica (Anec) promove, em Brasília, de 21 a 23 de julho, o Congresso Nacional de Educação Católica 2010 – Educação, Inovação e Empreendedorismo Global. O evento é voltado para profissionais que trabalham em instituições de ensino. As inscrições podem ser feitas até o dia 15 de julho. Mais informações e programação no site www.anec.org.br.

Missionários

vem aí

Dublagem para Cinema

revista.indd 32

Os cursos de Artes Cênicas e Comunicação Social da PUCPR promovem, de 28 de junho a 2 de julho, em Curitiba, o curso de extensão em Dublagem para Cinema. Serão aulas teóricas e práticas que visam desenvolver a leitura dramática, a interpretação de texto e a prática de estúdios. As inscrições estão abertas. Acesse www.pucpr.br/extensao, seção Humanas, e participe. Mais informações pelos telefones (41) 32711643 e (41) 3271-2281.

Estão abertas as inscrições para o Projeto Missionário Ir. Henri Vergès Chapecó. O projeto será realizado entre os dias 4 e 11 de julho, na Cidade de Chapecó, SC. O objetivo é viabilizar viabilizar aos participantes uma experiência missionária, de modo que o contato com outras realidades desperte para o desenvolvimento de valores humanos e cristãos e contribua para a formação de agentes sociais transformadores. Podem participar acadêmicos, professores e colaboradores da PUCPR Câmpus Toledo, Maringá e Londrina. Mais informações e inscrições pelos telefones da Pastoral de Toledo (45) 3277-8622, de Maringá (44) 3026-2322 e de Londrina (43) 3372-6027.

01/06/2010 15:51:44


33

Divulgação

A Banda Rosa de Saron apresenta o show do álbum “Horizonte Distante”, em 18 de julho, às 20h, no Curitiba Master Hall. O grupo traz os novos sucessos “Menos de 1 Segundo” e “O Sol da Meia Noite”. O primeiro lote de ingressos custa R$ 40 e, a meia-entrada, R$ 20. Podem ser adquiridos na bilheteria do local do evento, nos quiosques do Disk Ingressos (shoppings Estação, Müeller e Total) e pelo telefone (41) 3315-0808.

vida universitária

Divulgação

Rosa de Saron

Quem é o Homem do Sudário? Vai até o dia 30 de junho, no Palladium Shopping Center, a exposição científica sobre uma das mais belas e intrigantes peças da história: o santo sudário. A exposição conta com réplicas dos flagelos, coroas de espinho e hologramas em tamanho natural produzidos pelo cientista holandês Petrus Soons.

Divulgação

A exposição fica aberta de segunda a sexta-feira, das 9h às 22h; sábados, das 10h às 22h; e domingos, das 14h às 20h. Mais informações no site www.shoppingpalladium.com.br.

programação

Rita Lee

revista.indd 33

Comédia no teatro A comédia “Entre Risos e Improvisos” está em cartaz até o dia 19 de junho, no Teatro Barracão Encena. A peça interativa é baseada em técnicas de improvisação instantânea. Cinco atores se revezam em cenas e jogos de improvisação, com a participação da plateia, que sugere lugares, situações e alterações das cenas. Os ingressos custam R$ 30 e R$ 15 a meia-entrada. Estão sendo vendidos na bilheteria do teatro. Mais informações no site oficial do evento www.teatrobarracaoencena.com.br.

Rita Lee traz à Curitiba seu novo show, no qual apresenta todas as fases de seus 40 anos de carreira. O espetáculo está marcado para o dia 19 de junho, às 21h, no Teatro Guaíra. O repertório conta com sucessos que há bastante tempo a cantora não apresenta ao vivo, como “Bwana” (em nova versão, “Obama”) e “Cor de Rosa Choque”. Os ingressos custam R$ 140 - plateia, R$ 100 - 1° balcão e R$ 80 - 2° balcão. A meiaentrada é R$ 70, R$ 50 e R$ 40, respectivamente. Podem ser adquiridos na bilheteria do teatro, nos quiosques do Disk Ingressos e pelo telefone (41) 3315-0808.

01/06/2010 15:51:54


Divulgação

quem Ariel Mujica Músico, marido, honesto por malandragem e pai de Ana Clara. Cantor, semipercussionista e gaitista da banda Milagrosos Decompositores e do grupo cubano El Merekumbé.

Programa de televisão:

o que faz a sua cabeça?

Gosto do programa Enfoque (Paraná Educativa) e algumas tiradas do CQC (Band) a respeito da dura realidade brasileira. Futebol em qualquer canal, por pior que seja a partida.

34

Sou fã das casas em que me apresento regularmente, por isso aí vão elas de cara: Empório São Francisco, Corcovado, Novo Zapata, Matriz e Filial. Não posso desprezar o Wonka nas quintas do “Jazz Project”, e o Don Max, sempre que possível.

Disco:

Sempre que posso paro para ouvir Jazz, principalmente a onda brasileira e a música cubana. Nessa última, eu indico a coletânea “Sonero Mayor”, de Benny Moré. No Brasil, o CD “Luz das Cordas”, de Hamilton de Holanda, um monstro de nossa música instrumental. E, o CD que mais toca lá em casa: “Samba, Funk, Soul Sim!”, dos Milagrosos Decompositores. Tem alguma coisa aqui: http://www.myspace.com/decompositores

O que faz para relaxar:

Quando não estou envolvido em algum som por aí, aproveito para brincar com minha filhona, ver algum filme com a patroa, viajar, passar umas horas com os velhos amigos, ler, etc.

revista.indd 34

Bares e restaurantes de Curitiba:

Livro:

Li recentemente a “Crônica de Um amor Louco”, de Charles Bukowski, que também é nome de um filme baseado nos textos desse autor. Agora, estou começando o célebre “O Jardim das Cerejeiras”, de Anton P. Tchékhov.

Filme:

Sempre o mesmo: “Cinema Paradiso” (Nuovo Cinema Paradiso, no original). Marcou a minha infância e velhice antecipada.

Blogs:

O http://balazequinha.blogspot.com/ tem ótimas referências sobre nossa cidade. Também o YouTube é fonte inesgotável de tudo (inclusive para rever meus trabalhos musicais).

01/06/2010 15:51:56

AF an 21x


revista.indd 35 AF an 21x28 Mallu Magalhaフテs.indd 1

01/06/2010 15:51:58 20.05.10 18:29:50


revista.indd 36 AnuncioPUC.indd 1

01/06/2010 5/31/1015:51:58 8:04 PM

Vida Universitária ed 197  

Edição de junho/julho 2010 da revista Vida Universitária - A Copa da integração.

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you