Page 1

Ano 10 - nº 55

NSI

NÚCLEO DE SERVIÇOS INTEGRADOS

CARROS ELÉTRICOS SAIBA MAIS SOBRE ESSA TECNOLOGIA

• Test drives: Jeep Renegade e Fiat Cronos • Conheça ações sociais no setor de autopeças • Vida dura: os desafios enfrentados pelos caminhoneiros TABELA DE SEMINOVOS


EDITORIAL

Auto Revista Pernambuco

autorevista_pe

O futuro bate à porta Como o setor automotivo está se preparando para o futuro? Auto Revista Pernambuco cita algumas tendências do setor. A mais interessante delas é, sem dúvida, o uso de motores elétricos. Embora o Brasil esteja muito atrasado nessa área, com poucos (e caros) modelos disponíveis, é preciso que os integrantes de toda o segmento, sejam montadoras, fábricas, distribuidores e lojas de autopeças e prestadores de serviços comecem desde já a se preparar para a nova realidade. Quantos e quais componentes tem um veículo elétrico ou híbrido e quais as principais diferenças em relação ao total que equipa os modelos com motor a combustão? Como se faz a manutenção de carro desse tipo? E em relação à instalação de acessórios, há diferenças? São questões que, embora não tenham urgência no Brasil de hoje, merecem ser estudadas.Além disso, merece destaque a abordagem, nesta edição, para iniciativas de responsabilidade social de empresas do setor de autopeças, que estão realizando ações de capacitação e obras sociais para melhorar a realidade do meio onde estão inseridas. Esta edição de Auto Revista Pernambuco ajuda a promover esse debate. Boa leitura! O Editor

TEST-DRIVE: JEEP RENEGADE Com conforto e robustez, modelo mostra porque é um dos mais vendidos em seu segmento

22 CARROS ELÉTRICOS Saiba mais sobre essa tecnologia que está se consolidando em vários países

64

TABELA DE SEMINOVOS Veja a cotação regional dos modelos mais procurados pelos consumidores

EXPEDIENTE

16

AÇOES SOCIAIS Veja exemplos de como o setor de autopeças está investindo em iniciativas para beneficiar a sociedade

30

CAMINHONEIROS Categoria prossional enfrenta muitas dificuldades e perigos nas estradas brasileiras

TABELA

PERNAMBUCO

PREÇOS SEMINOVOS

68

Diretor: Ariel Ricciardi Editor e jornalista responsável: Silvio Mauro Diagramação: Marcos Aurelio Colaboradores - Textos: Alexandre Costa, ArnóbioTomaz, Flávio Portela, Silvanery Anjos e Dayanne Jeneffer Impressão/Halley S/A Gráfica e Editora Contato para anunciar na AUTO REVISTA PERNAMBUCO: (85) 3038.5775 ou através do e-mail autorevistape@gmail.com Fale com a gente, envie e-mail, fotos, notícias para a redação. A sua opinião é fundamental para a melhoria de nosso produto. A revista AUTO REVISTA PERNAMBUCO é uma publicação bimestral da Editora Núcleo de Serviços Integrados Ltda. As opiniões dos artigos assinados não representam necessariamente as adotadas pela revista. Não é permitida a reprodução parcial ou total dos textos.


Conta-giros Dayco participou da Expopartes A Dayco, fornecedora de produtos para motores e sistemas de transmissão, participou da feira Expopartes 2019 que ocorreu em Bogotá, na Colômbia, entre os dias 5 e 7 de junho último. O evento, que é um dos principais do setor da América do Sul, é reconhecido por centenas de profissionais de negócios como um encontro especializado para empresas do setor automotivo e de autopeças e contou com a participação de mais de 420 expositores nacionais e internacionais e mais de 26 mil visitantes profissionais.

Dana conquista Prêmio Benchmarking Brasil 2019 com reciclagem de 100% de borracha

ZF Aftermarket lança programa Amigo Bom de Venda O sucesso do Programa Amigo Bom de Peça, lançado pela ZF Aftermarket em abril de 2017 como um canal de comunicação e treinamento para mecânicos, resultou na criação de mais um programa de relacionamento e qualificação, desta vez voltado para balconistas e vendedores de autopeças. Trata-se do “Amigo Bom de Venda”. O programa será semelhante ao Amigo Bom de Peça, com um site de conteúdos e destaque para vídeos curtos e práticos, desta vez com dicas criadas para os vendedores de autopeças.

A Dana, uma das principais empresas do setor automotivo brasileiro e com mais de 70 anos de atividades, acaba de conquistar pela terceira vez, o Prêmio Benchmarking Brasil. A fabricante ficou em primeiro lugar com o case de Reciclagem de 100% de toda a borracha utilizada em seus processos produtivos, “O nosso case de reciclagem de borracha ser o vencedor do Prêmio Benchmarking Brasil é motivo de muito orgulho. O ineditismo do nosso programa já havia sido reconhecido, em 2015, quando alcançamos a reciclagem de 50% de toda a borracha processada. Mesmo sem que existisse uma cadeia de suprimento desenvolvida como a de pneus para reciclar a borracha, os profissionais da Dana buscaram por anos uma solução que nos permitisse chegar mais perto dos nossos objetivos. Isto nos inspira e fortalece em nosso caminho”, enfatiza e comemora Raul Germany, Presidente da Dana Brasil.

Novo gerente de produto A Pro Automotive, fabricante de componentes para rodas, motor e suspensão informa seu novo gerente de produto: Maurício Ferreira, profissional com vasta experiência no setor de autopeças. “Vamos trabalhar a divulgação da marca com a introdução de novas linhas para suspensão, direção e transmissão para o ano de 2020”, afirma o novo gestor. Atualmente a Pro Automotive conta com aproximadamente 1.800 itens para veículos nacionais e importados, atendendo utilitários e as linhas leve, pesada e agrícola.

4 - Auto Revista Pernambuco


Conta-giros Hipper Freios lança disco com nióbio O Niobium Steel é um disco com o elemento químico Nióbio, utilizado para fortalecer ligas de aço de produtos que exigem alta resistência mecânica e térmica. Segundo a Hipper Freios, testes realizados no laboratório Link, um dos mais conceituados do mundo para testes em freios para montadoras, compararam discos com nióbio e discos convencionais. “Os resultados comprovaram uma grande diferença de desempenho”, afirma a empresa.

NGK: uma das mais admiradas no Ranking AutoData Especialista em sistemas de ignição, a NGK conquistou a terceira colocação no Ranking AutoData de Qualidade e Parceria 2018/2019. Em sua sexta edição, o prêmio é concedido aos fornecedores das montadoras instaladas no Brasil que mais se destacaram nas premiações do setor automotivo, no período de agosto de 2016 a junho de 2019. O terceiro lugar, automaticamente, classificou a NGK para concorrer ao Prêmio AutoData – Melhores do Setor Automotivo, na categoria Qualidade e Parceria.

Otimização de sistemas de rolamentos Fornecedora de mais de 15 diferentes linhas de produtos e sistemas para motores, a Schaeffler – detentora das marcas LuK, INA e FAG – oferece o serviço de otimização dos sistemas de rolamentos dos virabrequins dos motores de combustão interna. Em um motor 1.0, por exemplo, a mudança de um dos corpos rolantes reduz em 1,1% o consumo de combustível. O serviço já está sendo prestado a montadoras do Brasil, em virtude da necessidade do aumento da eficiência energética dos veículos com o Programa Rota 2030.

Motorservice apresenta lançamentos A Motorservice, divisão da Rheimentall Automotive (empresa responsável pela comercialização das marcas KS Kolbenschmidt, Pierburg e BF no mercado de reposição), lançou novos itens nas linhas de anéis de segmento, bombas de óleo, conjunto motor, válvulas e bronzinas de mancal para veículos leves, pesados e agrícolas. Os produtos atendem inúmeros modelos e marcas do mercado nacional.

6 - Auto Revista Pernambuco


Conta-giros Crescimento na América Latina em 2018 A Bosch, empresa de fornecimento de tecnologias e serviços, fechou o ano fiscal de 2018 com vendas totais de 6,5 bilhões de reais na América Latina, incluindo as exportações e as vendas das empresas coligadas. Isso representou um crescimento em torno de 12%, quando comparado a 2017. “Nosso crescimento consistente no ano anterior mostra a importância da América Latina para o Grupo Bosch e todos os nossos setores de negócios contribuíram positivamente para esse resultado”, ressalta Besaliel Botelho, presidente da Robert Bosch América Latina.

TMD Friction tem novo CEO Uma das principais fabricantes mundiais de materiais de atrito para freios, a TMD Friction será liderada por David Baines, nomeado CEO e presidente da empresa. Ele possui mais de 30 anos de experiência com a TMD Friction em diversas funções e áreas de gerenciamento, além de acumular amplo conhecimento no mercado automotivo global. Durante os últimos 15 anos de sua carreira na empresa, David Baines ocupou vários cargos voltados para o cliente, desde gestão regional até planejamento estratégico e marketing, e nos últimos 5 anos foi responsável global pela unidade de negócios independente de pós-venda.

LÍDER MUNDIAL EM CABEÇOTES PARA MOTORES DIESEL E GASOLINA (11) 98108 6785

www.amc.es

amc.brasil@amc.es


Fernando Fernandes é o novo embaixador da Webmotors A Webmotors, plataforma de negócios e soluções para o setor automotivo, anunciou que o atleta tetracampeão paraolímpico de canoagem Fernando Fernandes é o novo embaixador da empresa. A escolha faz parte da estratégia da marca, que reforça a sua visão de mobilidade com o lema “Para você se mover do melhor jeito. O seu jeito”. “Quebrando as barreiras das limitações, o carro para o Fernando é a liberdade que a Webmotors quer dar a todos os seus clientes. O atleta reflete a essência de inconformismo e ousadia, pilares que fazem parte do nosso DNA”, comenta Eduardo Jurcevic, CEO da Webmotors.

Nova fábrica da Gauss na China A Gauss inaugurou, em maio último, sua nova fábrica na China. A planta da unidade é quase três vezes maior que a da anterior: 19 mil metros quadrados, sendo 14 mil m² de fábrica e 5 mil m² de armazenagem e escritório. Além da maior dimensão, a nova fábrica conta com instalações mais modernas e permitirá à empresa investir em equipamentos e linhas de produção, aumentando não apenas a capacidade como a produtividade e a qualidade dos produtos da empresa.


Conta-giros Amortecedor inteligente A Monroe, empresa global de amortecedores e sistemas para suspensão, fornecerá a tecnologia de suspensão inteligente para a quinta geração do cupê esportivo Toyota Supra GR. A suspensão Semi-Ativa Continuamente Variável (CVSAe) equipará o cupê, que estará disponível no mercado a partir do segundo semestre de 2019 nos Estados Unidos. Com base em um projeto de tubo triplo, a tecnologia de suspensão CVSAe detecta continuamente as condições da estrada e da direção e ajusta de forma independente cada amortecedor, em tempo real.

Freudenberg-Corteco: nova linha de coxins

Logística reversa de embalagens A fabricante GT-OIL, produtora de lubrificantes para motores leves e pesados, motocicletas, transmissões e linha industrial, informa sua participação no programa Jogue Limpo, de reciclagem de embalagens usadas. A iniciativa, que existe desde 2005, já deu destinação correta a 600 milhões de unidades com o sistema de logística reversa. O sistema de reciclagem funciona em postos ou revendas GT-OIL cadastrados. A cada troca de óleo do veículo nesses locais, as embalagens plásticas de lubrificantes usadas são drenadas e armazenadas em sacos plásticos transparentes. Posteriormente, essas embalagens são entregues ao sistema de recebimento ou às centrais contratadas pelo Jogue Limpo.

10 - Auto Revista Pernambuco

A Freudenberg-Corteco, divisão de reposição automotiva da FreudenbergNOK Sealing Technologies, lançou nova linha de coxins no mercado brasileiro. “Aprimoramos nossa linha de coxins e reforçamos os estoques para oferecer aos consumidores uma gama de itens que atendam às suas necessidades”, comenta Plínio Fazol, gerente de vendas e marketing da Freudenberg-Corteco para a América do Sul.

SKF lança kits com produtos para motocicletas Praticidade para o mecânico e economia para o motociclista, que substituirá os rolamentos de rodas em uma só visita à oficina. “Se um dos rolamentos de rodas precisa ser substituído, logo o outro também precisará”, afirma o consultor comercial da SKF, Robson Azevedo. Ao monitorar tendências, discussões do setor e o comportamento dos clientes, a SKF identificou a oportunidade de desenvolver soluções completas para a reposição de peças. “Acreditamos que podemos entregar melhores experiências aos consumidores. Ao abrirem um de nossos kits, eles encontrarão praticidade e economia, além de produtos de primeira linha”, endossa Daniel Leite, diretor comercial automotivo da SKF.


Conta-giros ZF apresenta airbag lateral externo As colisões de impacto lateral estão entre os tipos mais perigosos de acidentes de trânsito, contabilizando cerca de 700 fatalidades por ano e aproximadamente um terço de todas as mortes de ocupantes nas estradas alemãs. Com base em dados estatísticos como esse, a ZF desenvolveu um novo protótipo de sistema de segurança pré-colisão com um airbag lateral externo que pode ser acionado em milissegundos antes de uma colisão. Trata-se de uma tecnologia que proporciona uma zona de deformação lateral adicional no veículo e pode reduzir a gravidade das lesões dos ocupantes em até 40%.

Arteb projeta crescimento de 35% “Comparando os números atuais de 2019 com o mesmo período do ano anterior, registramos o crescimento de 31% nas vendas e nossa previsão é obter crescimento de 35% até o final do ano”, revela Emerson Brasil, gerente comercial da Arteb, uma das principais fabricantes mundiais de sistemas de iluminação para o setor automotivo. Em 2018, a companhia registrou aumento de 15% nas exportações, especialmente para países da América Latina como Argentina, Uruguai e México, onde conta com agentes de vendas que possibilitam ampliar os negócios.

Fras-le e Fremax nas pistas da Stock Car Com uma sequência de três etapas nos meses de inverno, duas delas na região sul do país, a disputa pelo título da temporada 2019 da Stock Car vai contar com as pastilhas de freio Fras-le e os discos de freio Fremax. Os produtos prometem proporcionar melhorias no feeling de pedal de freio (maior modulação do pedal de freio), maior atrito na fase inicial da frenagem (Bite inicial) e melhor dissipação térmica do material de atrito (reduzindo a formação de trincas térmicas na superfície do disco de freio).

Meritor conquista prêmio de qualidade A Meritor, fabricante de eixos e sistemas de drivetrain para veículos comerciais, conquistou o certificado 10 PPM, prêmio de qualidade global concedido pela DAF Caminhões aos seus melhores fornecedores. No total, foram contemplados 337 empresas de 26 países. Dentre elas destacaram-se 21 companhias brasileiras que cumpriram as exigências de entrega de peças sem defeito e nas quantidades e prazos estabelecidos pela montadora. O termo PPM (partes por milhão) é um índice de qualidade que resulta da divisão entre peças rejeitadas pelas peças fornecidas, multiplicada por um milhão.

12 - Auto Revista Pernambuco


Evento

4ª edição da Semana do Mecânico

A

Quarta edição da semana do mecânico, evento promovido pelo Clube Mecânico Parceiro (Clube de Benefícios das lojas Centrocar e Megapeças) aconteceu no período de 20 a 24 de maio de 2019 na cidade do Recife- PE. O evento contou novamente com a participação de cinco parceiros do setor automotivo: Takao: Montagem e desmontagem de motor. Magneti Marelli: Câmbio automatizado e suas derivações. Nakata: Sistema de suspensão automotiva. Continental-Contitech: Correias e kits automotivos-instalação, manutenção e solução de problemas. Valeo: Sistemas elétricos e tecnologia on star e start stop. Na opinião de Galvão Júnior, Técnico Valeo,que fechou a quarta edição da semana do mecânico, a semana do mecânico da Centrocar é um evento inovador, em que os clien-

14 - Auto Revista Pernambuco

tes mecânicos e colaboradores tem oportunidade de atualizar seus conhecimentos, trocar informações, dar e receber feedback de produtos com fabricantes convidados nas palestras. A interação dos mecânicos na palestra foi algo muito importante para nós, para ouvir o que eles esperam dos nossos produtos e atendimento. Parabéns a Centrocar pela iniciativa e esperamos participar dos próximos”. Para Marcos Santana, diretor de operações do Grupo JHM do qual as lojas Centrocar e Megapeças fazem parte, “o objetivo do evento é agregar valor à cadeia produtiva do setor automotivo e estreitar o relacionamento entre fabricante, revendedor e aplicador. Isso vem sendo atingido a cada nova edição do evento. Somos muito gratos pela receptividade e colaboração das indústrias em apoio ao nosso projeto e buscamos honrar isso com muito trabalho e foco nos resultados.”


Ações sociais A partir desta edição, Auto Revista Pernambuco abre espaço e convida as empresas do setor de autopeças e serviços para mostrarem suas iniciativas e projetos de áreas como saúde, educação, formação profissional e quaisquer outras que possam melhorar a vida de comunidades no Brasil. Começamos expondo três dessas ações.

Hipper Desafio de Matemática

Projeto Abraça Brasil A Mobensani, fabricante de metais e borrachas, anunciou, durante a Automec 2019, seu investimento no projeto “Abraça Brasil”, que visa potencializar o bem estar e promover o crescimento pessoal dos beneficiários. A iniciativa será concretizada através de doações mensais de 1% do lucro obtido pela indústria em suas atividades. Os recursos serão destinados a instituições de diferentes regiões do Brasil indicadas pelos próprios clientes da Mobensani, que serão convidados a participar diretamente do projeto.

16 - Auto Revista Pernambuco

A fábrica, que atua no fornecimento de cubos de roda, discos e tambores de freio, realiza em Sangão, município no sul de Santa Catarina no qual ela iniciou suas atividades e onde se localiza sua sede, ações sociais voltadas para crianças e jovens da região. Além do Hipper Natal Solidário, que acontece há quatro anos e distribui mais de dois mil presentes em todos os bairros do município, a marca lançou o projeto “Hipper Desafio de Matemática”. Em sua terceira edição, ele já conseguiu reunir mais de 550 alunos das escolas municipais e estaduais de Sangão. Os prêmios incluem pacotes de livros para as escolas e viagens para Curitiba, notebooks, tablets, smartphones, medalhas e certificados de participação para os alunos. Com o desafio de matemática, a Hipper Freios recebeu por duas vezes consecutivas (em 2017 e 2018) o Prêmio Empresa Cidadã da Associação dos Dirigentes de Vendas e Marketing de Santa Catarina (ADVB/SC), na categoria Desenvolvimento Cultural.

Sgarioni de olho no futuro Desde 2017 a Sgarioni, fabricante de balancins, promove o projeto “SGA - De olho no futuro”. A ação recruta jovens entre 16 e 18 anos do município de Flores da Cunha, no Rio Grande do Sul, para uma experiência prática no setor industrial. A empresa disponibiliza cursos de desenho técnico, Planejamento e Controle de Produção (PCP) e da ferramenta Solidworks. O objetivo é capacitar os alunos para atuação em cargos nas áreas administrativa, de recursos humanos e de Engenharia. Mensalmente, quatro jovens ingressam na instituição, encaminhados pelo Senai ou através de seleção de currículos. Eles são acompanhados durante 90 dias pelo supervisor da área, podendo haver a renovação do contrato. Hoje 20% dos funcionários que compõem a empresa são frutos desse projeto.


Test drive Cronos

Moderno, bonito e bom de espaço interno com seu porta-malas generoso, o Fiat Cronos merecia posição melhor no ranking de vendas do mercado nacional

V

ersão sedan do Fiat Argos, o Cronos é um caso curioso do mercado nacional. Enquanto seu “irmão” hatch é o sétimo carro mais vendido (considerando todos os modelos), ele ocupa a 30ª posição no mesmo ranking. Não se trata nem de desempenho dentro do seu segmento de sedans compactos, já que o Chevrolet Prisma, por exemplo, é o 4º carro mais comercializado do Brasil. Fazendo um test-drive com o modelo, é difícil entender esse desempenho. O Cronos, assim como o Argo, é um projeto esteticamente muito bem acabado, tanto interna quanto externamente. O modelo

18 - Auto Revista Pernambuco

que guiamos, o top de linha Precision 1.8 automático equipado com os opcionais Kit Tech (principais componentes: retrovisores com rebatimento elétrico, ar condicionado digital, quadro de instrumentos de alta resolução de 7” e sensores de chuva e crepuscular) e câmera de ré, é um carro bastante agradável de andar na cidade. A suspensão tem uma certa rigidez característica dos compactos da Fiat, mas o nível de ruído interno é baixíssimo, o motor é bem discreto e os bancos são bastante confortáveis. Associadas estas características ao câmbio automático de seis velocidades, o resultado é um carro

que não cansa o motorista mesmo após um dia inteiro enfrentando o trânsito. A transmissão vale, ressaltar, tem passagens compassadas que levam a um comportamento comedido, ou seja, o carro embala suave. Mas no trânsito lento da cidade, com o som ligado, ninguém sente falta de uma condução esportiva. Um bom recurso é o sistema Start Stop, que desliga o carro automaticamente a cada parada e o religa assim que o motorista tira o pé do freio. É de se perguntar porque todos os modelos brasileiros não vêm de série com câmbio automático e o Start Stop. Deviam ser itens obrigatórios, para estressar e cansar


menos os motoristas. No caso do Cronos Precision que guiamos, essa combinação é muito boa, porque além da sensação de que está economizando combustível, o motorista sabe que está contribuindo um pouco mais para reduzir a emissão de poluentes na cidade. Além das comodidades já citadas, o Cronos que guiamos também tinha recursos como o ESC (Controle Eletrônico de Estabilidade), que melhora a dirigibilidade em situações de perda de aderência dos eixos, o TC (Controle de Tração), que evita a derrapagem das rodas ao acelerar em subidas ou pisos molhados, e o HH (Hill Holder), que segura o veículo como se fosse um freio de mão automático, em ladeiras. Como um bom Fiat, o Cronos dá muita sensação de robustez para o motorista. Não há medo de enfrentar, com ele, os buracos cotidianos da cidade - só foi preciso um pouco de cuidado com a parte de baixo do parachoque dianteiro em desníveis mais acentuados, mas o comportamento predominante é mesmo de robustez. Em relação a espaço, o porta-malas do Cronos, com 525 litros, é o maior entre os principais concorrentes. Além disso, a abertura da tampa é bem projetada, permitindo a colocação e a retirada de grandes objetos sem muita dificuldade. Já a distância entre-eixos, medida importante para garantir o conforto dos passageiros do banco de trás, é a terceira melhor do seu segmento, só perde para o Prisma e para o Logan. O Cronos é bem mais bonito e moderno que o Voyage, e seu porta-malas tem mais de 70 litros que o do Ka Sedan, para citar dois de seus concorrentes que vendem mais. Além disso, é um Fiat, marca conhecida por carros duráveis e com uma boa rede de concessionárias. É mesmo difícil entender porque seu desempenho no mercado não é melhor.

20 - Auto Revista Pernambuco

Ficha técnica Motor Número de cilindros 4 Cilindrada total 1.747 cm³ Taxa de compressão 12,5:1 Potência 135 cv (gasolina) /139 cv (etanol) a 5.750 rpm Torque máximo 18,8 kgfm (gasolina) / 19,3 kgfm (etanol) a 3.750 rpm Câmbio Automático de seis velocidades Freios Dianteiro A disco ventilado Traseiro A tambor Direção Tipo Elétrica com pinhão e cremalheira Diâmetro mínimo de curva 10,5 m Rodas 6” x 16” de liga leve Pneus 195/55 R16” Dimensões Peso em ordem de marcha 1.271 kg Capacidade de carga 400 kg Comprimento 4.364 mm Largura 1.726 mm Altura 1.516 mm Distância entre-eixos 2.521 mm Volume do porta-malas 525 litros Tanque de combustível 48 litros Desempenho Velocidade máxima 195 km/h (gasolina)/ 196 km/h (etanol) Aceleração 0 a 100 km/h 10,8 s (gasolina)/ 9,9 s (etanol) Valor do modelo guiado (montado no site da Fiat)

R$ 80.928,00


Test drive Renegade

Muito agradável de dirigir Com poucas mudanças visuais ou de motor, o Renegade bicombustível segue um bom carro urbano que remete a todo o poder off road da Jeep

U

m carro alto, bom para rodar na cidade e que, apesar de não ser um 4x4, passa uma impressão de robustez necessária até para enfrentar trilhas. Assim é o Renegade na versão Limited, que tivemos oportunidade de guiar. Desde seu lançamento, em 2015, o modelo tem apostado nessas características, mudando pouco no visual externo, no design interno e no motor. Essa fórmula, como mostra o mercado, está funcionando: o carro segue sendo bom de vendas e fechou o primeiro quadrimestre de 2019 como líder em seu segmento. No caso específico da versão que guiamos, itens como o câmbio automático, o ar condicionado Dual

22 - Auto Revista Pernambuco

Zone, rodas de liga leve aro 19 e sistema de áudio com uma generosa tela de 8,4 polegadas são de série e ajudam ainda mais a gostar do modelo. Considerando os concorrentes, o Renegade talvez seja o veículo que melhor consegue associar a ideia de que o motorista guia, ao mesmo tempo, um carro com os confortos de um modelo urbano, mas com “DNA” de off road. É bem verdade que a versão Limited tem tração 4x2, mas as rodas são grandes (só para efeito de comparação, a versão de entrada do Renegade, a Sport, tem rodas com aro 16) e por todo o carro, internamente, a gente encontra, impressa em baixo relevo, a lendária marca que reme-

te ao Jeep original, que são os farois redondos e as linhas verticais da entrada de ar frontal. Extremamente silencioso, o motor 1.8 bicombustível, que equipa a versão guiada, se encarrega de lembrar que, realmente, mesmo com todo o apelo visual, o carro é essencialmente urbano. Não é um motor de torque forte e para fazê-lo trabalhar bem em uma arrancada, é preciso pisar forte no acelerador. Há rumores de que isso pode mudar com um motor 1.3 turbo que dará ao Renegade com motor bicombustível a agilidade que o movido com o motor 2.0 a diesel, disponível nas versão Longitude e Trailhawk, dá a ele. A conferir. Mas também é fato


que com o 1.8 atual, em se tratando de um grande leque de consumidores (e consumidoras) que querem apenas um carro alto, imponente e robusto para rodar na cidade, o modelo já agrada. Falando em imponência, sempre que temos oportunidade de guiar o Renegade (seja qual for a versão, mas especialmente as que têm pneus maiores e, por isso são mais altas), chama a atenção o comportamento dos motoristas ao redor. Difícil explicar se é pela “cara de mau” que o lendário visual da Jeep transparece, mas o fato é que os condutores cearenses, que não são nenhum exemplo de cordialidade ou educação, não se atrevem muito a entrar na frente do Renegade, quando o vêem. Além de vários itens de série (veja os principais abaixo), o modelo que guiamos estava equipado com um teto solar panorâmico (Preço: 7 mil reais, no site da Fiat). Como o nome diz, ele deixa praticamente o teto inteiro aberto para visão do ceu. Não é um acessório ligado a fatores relevantes ou essenciais como segurança, conforto ou desempenho. Mas o fato é que andar à noite ou em dia de chuva com ele é uma experiência bem divertida. Principalmente se considerarmos que, por questão de segurança, é praticamente impossível ter um carro conversível no Brasil. A Jeep tem mantido o cuidado de não tirar do Renegade seu visual de herdeiro mais próximo do lendário carro que fez história em todo o mundo e originou até o termo “jipe” para designar veículos off road. Nossa experiência e o comportamento do mercado mostram que, até agora, a estratégia está funcionando bem e o projeto do modelo continua se mostrando muito acertado.

24 - Auto Revista Pernambuco

Principais itens de série Acendimento automático dos faróis Air bags de cortina, de joelhos para o motorista e laterais Ar condicionado Dual Zone Controle de Estabilidade (ESC) Controle de Tração Controle eletrônico anti capotamento Câmera de ré Direção elétrica Entrada USB para os ocupantes do banco traseiro Freio de estacionamento eletrônico Freios a disco nas 4 rodas Hill start control Piloto automático Porta-óculos Roda em liga leve aro 19’’ e pneus 235/45 R19 Sensor crepuscular Sensor de chuva Sistema Start&Stop (desligamento/acionamento automático do motor) Sistema de monitoramento indireto dos pneus (iTPMS) Sistema de áudio com tela de 8.4’’ touch, Apple Carplay e Android Auto, 6 alto falantes, comando de voz, USB e Bluetooth Preço (versão idêntica à guiada, montada no site da Jeep):

R$ 112.990,00


Premium

TECNOLOGIA PARA COM SEGURANÇA

Entre os principais atrativos, a Pajero Sport 2020 conta com muita tecnologia para, através da eletrônica, garantir uma condução tranquila nas trilhas

M

odelo destinado a um mercado alheio a crises e de clientes que pagam à vista, a Pajero Sport 2020 foi disponibilizada para o mercado brasileiro em uma versão única e preço sugerido de R$ 265.990,00. Ela vem com sete lugares, teto solar, sistema 4x4 com Super Select II e motor 2.4L turbo diesel em alumínio e com 190 cv e

26 - Auto Revista Pernambuco

43,9 kgf.m de torque. Em relação aos principais recursos, o modelo vem com controle de descida (HDC), controle de tração (ATC) e estabilidade (ASC), sensores para acendimento dos faróis e limpador de para-brisa, piloto automático adaptativo (ACC) com frenagem autônoma, sistema de mitigação de colisão (FCM), aviso de ponto cego


(BSW), ar-condicionado automático Dual-Zone, câmera de ré, sensor de estacionamento e 11 airbags. Sobre a tração 4x4, o sistema Super Select 4WD-II tem quatro modos de operação acionáveis através de um seletor no console central. O motorista pode optar pelos seguintes ajustes: 2H, para estradas e vias públicas, 4H, para pisos irregulares ou molhados (neste modo, o sistema alterna automaticamente a tração entre os eixos dianteiro e traseiro), 4HLc (para terrenos acidentados com superfícies de baixa aderência) e 4LLc, ideal para subidas ou descidas íngremes, rochas, areia e lama. Ainda sobre recursos fora da estrada, a Pajero Sport também conta com o Off-Road Mode. São quatro opções para melhorar o desempenho: Gravel, Mud/Snow, Sand e Rock. O sistema otimiza a tração para cada tipo de piso, alterando automaticamente características como potência do motor, ajustes de transmissão, sistema de freios, controles de tração e estabilidade. Além disso, o veículo tem o bloqueio do diferencial do eixo traseiro, o RD Lock. Em situações extremas, onde as rodas ficam suspensas, como valetas transversais ou terrenos com erosões, o carro é capaz de superar com facilidade com um simples toque no botão. Na área interna, o sistema multimídia tem tela capacitiva de 7” e vem equipado com Android Auto e Apple Car Play, áudio streaming e

28 - Auto Revista Pernambuco

conexão WiFi que permite o acesso a aplicativos nativos, como Waze e Spotify. O porta-malas tem capacidade para 571 litros. Com os bancos da segunda fileira rebaixados, o volume sobe para 1.731 litros e com o assoalho totalmente plano, o que facilita a acomodação das bagagens. Outra praticidade da Pajero Sport é a conectividade. Além da entrada USB na parte dianteira, os passageiros que viajam no banco de trás contam com mais duas entradas para carregar o celular. E, no console central, há uma tomada de 120v (AC). Em relação à segurança, a Pajero Sport é equipada com mais 11 airbags, sistema de Prevenção de

aceleração involuntária - Ultrasonic Misacceleration Mitigation System (UMS), barras de impacto das portas e sistema Isofix. Também é equipada com o TSA (Trailer Stability Assist), que estabiliza o conjunto trailer/veículo quando o fenômeno de serpenteamento for detectado. O sistema de freios, além de ABS e EBD (distribuição eletrônica de frenagem), conta com o Brake Override System (BOS), que monitora constantemente os sinais do freio e do acelerador. Se for detectada uma situação de emergência, o sistema reduz as rotações do motor gradativamente até a parada total e controlada do veículo.


Tecnologia

ELÉTRICOS

ascensão, queda e ressurgimento Muito se tem falado sobre veículos híbridos e elétricos, mudanças na mobilidade e como isso irá impactar nossa maneira de locomoção nas próximas décadas por Alexandre Costa

A

s tecnologias de eletrificação de veículos e a dos motores a combustão foram inovações presentes na mesma época e evoluíram a passos largos no inicio do século passado, desbancando outras consolidadas naquele período, como a máquina a vapor. Na primeira década do século XX, cer-

30 - Auto Revista Pernambuco

ca de 38% do mercado automotivo dos Estados Unidos era composto por veículos elétricos, 22% a combustão, 10% a vapor e o restante de movidos por tração animal. O pico se deu no ano de 1912, quando aproximadamente 30 mil veículos eram elétricos nos Estados Unidos. Porém, na mesma velocidade

com que cresceu, o veículo elétrico foi extinto. E a causa para isso foi justamente a evolução do próprio motor elétrico. É que os desenvolvedores do motor a combustão, que tinha como limitação a pouco prática e perigosa forma de acionamento por manivela, enxergaram no motor elétrico uma ma-


neira de melhorar esse processo. Surgiu daí a partida elétrica, que ajudou a alavancar os veículos a combustão. Somado a isso, eles tinham autonomia superior, se comparados aos modelos elétricos, ainda apoiados na rústica tecnologia de baterias da época. Então, como dissemos, na mesma velocidade com que surgiu, o carro elétrico passou a ser figura rara na paisagem urbana. Esse problema inicial com os carros elétricos revelou o grande dilema: produzir eletricidade é algo simples, podemos conseguir eletricidade através de um pente ou mesmo com um pequeno dínamo. Mas o grande desafio sempre foi (e durante um bom tempo ainda será) como armazenar essa energia. Os acumuladores evoluíram durante o passar dos anos, é certo, mas a tecnologia de chumbo ácido apresentava pro-

blemas como limitações técnicas a descargas extremas, perda da capacidade de carga e dificuldades com temperaturas elevadas. Por isso, mesmo com a crise do petróleo na década de 1970, os veículos elétricos se resumiam a modelos secundários como carrinhos de

golfe ou protótipos experimentais. A grande virada se deu na década de 1990, com o desenvolvimento de baterias de íons de lítio a partir da necessidade impulsionada pelos equipamentos portáteis como laptops. Com essa revolução das baterias de íons de lítio, fazer uso de alta tensão com o objetivo de aumentar a eficiência dos motores a combustão será lugar comum, de agora em diante. Tipos de eletrificação veicular Um dado curioso é que embora muitos entendam que a eletrificação representa apenas o automóvel elétrico, o conceito envolve cinco níveis. Na base, estão os veículos com Start Stop que utilizam baixa tensão para desligar e religar automaticamente o motor e assim reduzir o consumo e as emissões. Chamamos esses veículos de Mi-

Auto Revista Pernambuco -

31


cro Hybrid ou Micro Híbridos. No degrau acima, está o sistema 48V que, fazendo uso de uma bateria específica e um sistema com motor/ gerador, auxilia na movimentação do veículo em baixas rotações e supre o sistema elétrico com tensão, mesmo com o motor desligado, como no caso do compressor do ar condicionado. Esses recebem o nome de Mild Hybrid ou Meio Híbridos. Ao subir um nível, temos os veículos híbridos ou Full Hybrid, que utilizam alta tensão acumulada em baterias de grande potência para mover o veículo de forma combinada com o funcionamento de um motor a combustão como tração ou gerador. Esses veículos são chamados regenerativos por aproveitarem a energia cinética do próprio carro para recarregar as baterias. Dentro dessa categoria, há uma subdivisão que são os Híbridos Plug-in, cuja carga principal ocorre através de uma estação de recarga. Por fim, no topo da cadeia estão os veículos Full Eletric ou 100% elétricos, cuja tração depende única e exclusivamente da fonte de energia elétrica. Desafios para os reparadores No contexto de eletrificação, seja

32 - Auto Revista Pernambuco

ela parcial, como nos híbridos, ou total, com os 100% elétricos, os componentes como freios, pneus, suspensão e direção são muito similares aos de um veículo tradicional. A mudança está no conjunto motopropulsor que agrega motores elétricos de tração, motor gerador, inversor e baterias de alta tensão. Isso significa que a manutenção dos componentes de desgaste natural como pastilhas de freio, discos, amortecedores e buchas, dentre

outros, é semelhante à de um veículo a gasolina. Apenas o prazo de troca se torna mais espaçado em alguns casos - por exemplo, é possível rodar até 100 mil km com um jogo de pastilhas em um carro elétrico, porque o seu próprio motor gera uma resistência em desacelerações que poupa o conjunto dos freios. Nos componentes ligados ao motor, ao sistema de armazenamento e à rede elétrica do veículo, a nova tecnologia exigirá, por parte dos reparadores uma mudança no contexto de trabalho. Não será possível “aprender no carro”, como ocorreu com outras tecnologias, por exemplo. Além disso, será necessário o cumprimento rigoroso de normas de segurança definidas em equipamentos de alta tensão para realizar quaisquer reparos no veículo. A atenção a normas e ao uso de equipamentos de proteção como luvas, ferramentas isoladas e ambiente reservado e identificado faz-se muito necessária. Afinal, sem os devidos cuidados o risco de acidente é muito elevado, por causa da alta tensão do sistema.


A indústria norte-americana Tesla está investindo pesado em tecnologia para melhorar a experiência das pessoas com carros elétricos

V

ocê já ouviu falar da Tesla? Infelizmente, essa marca de automóveis não é muito conhecida por aqui - um dos reflexos do atraso do Brasil no setor automotivo. A razão para isso é simples: essa indústria só produz carros elétricos, coisa que no nosso mercado praticamente não existe. Para se ter ideia, nos Estados Unidos apenas a Tesla, em 2018 (há outras montadoras naquele país que vendem carros elétricos), vendeu quase 100 mil unidades de seus modelos. Isso é cerca de 13% de tudo o que o mercado brasileiro emplacou de veículos de passeio no ano passado. Um indicativo interessante de como esse universo está distante não só de nós mas dos nossos vizinhos mais próximos, o mundo tem seis continentes: Europa, Américas, Oceania, África, Ásia e Antártida. No site oficial da Tesla, não há representantes oficiais nas Américas Central e do Sul. Estamos ao lado da África e da Antártida no isolamento da montadora, que hoje é uma das empresas mais avançadas do mundo no desenvolvimento de alternativas de mobilidade não poluente. Criada em 2003, a Tesla produz, além de cinco carros elétricos (os modelos S, 3, X, Y e Roadster), equipamentos de geração de energia a partir de fontes renováveis e baterias. O primeiro veículo lançado pela empresa foi o Roadster, que chegou ao mercado em 2008. Na sequência veio o S. Depois vieram o X, em 2015, o 3, em 2016. Por fim, o Y chegou este ano. Nos Estados Unidos, o modelo mais em conta é o 3, que sai por aproximadamente 30 mil dólares com descontos vindos de incentivo do governo para veículos não poluentes. Sem os incentivos, ele custa 10 mil dólares a mais.

34 - Auto Revista Pernambuco

Para além da proposta sustentável, a Tesla investe pesado em outras tecnologias para equipar seus automóveis. E um tema relacionado aos veículos elétricos ao qual ela tem se dedicado é o uso das baterias. Embora a mobilidade elétrica tenha o forte apelo de não poluir o ar, os carros usam baterias que precisam de lítio e cobalto. Ambos os materiais, no entanto, são minerais e há denúncias de danos ambientais e exploração de trabalhadores nas minas - que têm crescido diante da demanda crescente por baterias no mundo. Imaginando que todos os veículos a combustão do mundo fossem trocados por elétricos, qual seria a necessidade de lítio e de cobalto para equipá-los? De olho nesse problema, a Tesla tem investido em tecnologias de reciclagem dos dispositivos. A meta é chegar a 60% de reaproveitamento. Além disso, a empresa, em parceria com a Panasonic (que fornece as baterias para os carros), está investindo para reduzir os níveis de

cobalto. Já foi obtido um percentual também de 60% nessa redução. Outro grande desafio é o tempo de recarga e a autonomia. Enquanto em um veículo a combustão o proprietário passa poucos minutos para encher um tanque, até nos modernos carros da Tesla a tarefa não é tão simples. O tempo, segundo a empresa, depende de fatores como a amperagem da corrente e o tipo de tomada, mas no sistema mais eficiente é preciso uma hora para o carro acumular carga suficiente para rodar 70 quilômetros. Uma vantagem dos carros elétricos é que, diferentemente dos modelos a combustão, que precisam ir a um posto de combustível para abastecer, eles podem, por exemplo ficar recarregando enquanto o veículo está desligado - seja em casa, no trabalho ou até em estacionamentos públicos. Além disso, há a alternativa de troca da bateria sem carga por outra já pronta para uso - procedimento no qual a Tesla também está investindo para disponibilizar em larga escala.


Componente

DO CARRO” Veja informações sobre a carroceria, componente que está diretamente relacionado com a segurança e o conforto dos veículos

O

que lhe vem à cabeça quando ouve a palavra “carroceria”? Palavras como “carroça” ou “carroceiro”, que passam a ideia de coisa antiga ou defasada? Se for isso, reveja seus conceitos, porque o termo, no segmento automotivo, tem mais relação é com muita tecnologia. Mas para entender esse contexto, antes é preciso explicar o que é carroceria de um veículo: tra-

36 - Auto Revista Pernambuco

ta-se da parte metálica que compõe a sua principal estrutura. É nela que componentes como eixos, motor e suspensão são fixados. Basicamente, os veículos têm dois tipos de carrocerias: as chamadas de monobloco e as que são acopladas um chassi. A diferença entre elas é que a carroceria monobloco, como o próprio nome diz, é uma estrutura inteiriça na qual o piso e o teto

fazem parte de um mesmo conjunto, ligado por colunas. Já na que tem chassi, a parte de baixo, onde fica o piso, é separada da superior. Carros de passeio antigo tinham essa composição, separando chassi e carroceria. O Fusca é um deles. Mas hoje, apenas veículos grandes como ônibus e caminhões adotam essa configuração. Um detalhe curioso é que os chassis podem ser fabricados


A tecnologia nas carrocerias também se faz presente nas chamadas zonas de deformação por uma empresa e a carroceria por outra. Se você entrar no site da Mercedes-Benz Ônibus, por exemplo, vai ver a montadora expondo apenas os seus chassis, nos quais já estão motor, eixos e suspensão. Entendido o que é carroceria, é hora de falar da tecnologia usada em sua fabricação. Como é um dos componentes mais relacionados com a segurança, ela é montada seguindo vários critérios que vão definir sua integridade e a forma como vai se deformar, no caso de uma batida. O primeiro fator é o tipo de solda. Existe, por exemplo, a solda a laser, que permite mais precisão e resistência da união de partes metá-

38 - Auto Revista Pernambuco

licas. Outro recurso tecnológico é o uso de robôs, que permitem efetuar soldagens mais precisas, rápidas e em pontos que soldadores humanos teriam dificuldade de alcançar. A tecnologia nas carrocerias também se faz presente nas chamadas zonas de deformação. Trata-se de áreas com capacidade de cederem mais facilmente aos impactos de acidentes. Isso permite diminuir o risco de que os componentes metálicos invadam o espaço interior do veículo, onde estão o motorista e os passageiros. Em cada projeto de veículo, a montadora define que tipo de metal vai usar na carroceria e onde vai colocá-lo. Outro componente importante definido pela tecnologia é a rigidez à torção. Ela precisa existir porque, embora quem anda no carro não perceba, sua carroceria é constantemente forçada a “se entortar”, seja por um buraco, uma curva fechada ou até pela distribuição de peso no habitáculo e no bagageiro. As carrocerias atuais, portanto, são projetadas e testadas para torcer o mínimo possível. Além de garantir

a segurança, isso tem relação direta com o conforto, já que veículos mais rígidos fazem menos barulho quando andam. Uma informação curiosa sobre torção de carrocerias é que, nos carros conversíveis, ela se torna um especial desafio. Isso acontece porque o teto e as colunas laterais ajudam a manter a rigidez do carro. Sem eles, a proteção precisa vir de reforços nas laterais e no piso. Esse é um dos motivos, inclusive, que explica o preço mais elevado dos conversíveis em relação às versões com a carroceria completa. Dito tudo isso, é preciso salientar que os veículos formam um conjunto bastante integrado no qual os componentes dependem uns dos outros. No caso da carroceria, a sua manutenção em bom estado precisa de uma suspensão bem cuidada, de pneus adequados e de um modo de condução que considere o fato de que ela não é indestrutível. Em relação a este último aspecto, uma atitude aparentemente inofensiva como passar uma lombada na diagonal, por exemplo, força desnecessariamente a carroceria. Além disso, rebaixar a suspensão faz com que o carro fique mais exposto às forças que vêm do impacto com o solo e isso afeta as suas estruturas metálicas. Por fim, sempre é bom lembrar que embora existam alguns poucos (e caros) veículos com carroceria de alumínio ou de fibra de carbono, materiais resistentes e que não enferrujam, a esmagadora maioria dos veículos (muito provavelmente o seu), tem estruturas compostas por aço. Por isso, para proteger o material da corrosão, sempre é bom lembrar de lavar periodicamente o veículo - incluindo a parte de baixo.


Carro dos sonhos

O futuro batendo à porta A Porsche prepara para 2020 seu carro 100% elétrico. O projeto Taycan, derivado do conceito Mission E, prevê potência de 600 cavalos e autonomia de 500 quilômetros

N

ada mais apropriado para uma seção chamada “Carros dos Sonhos” que um modelo que, de tão espetacular e ambicioso, ainda nem chegou à linha de montagem. Apresentamos o Taycan, futuro carro 100% elétrico da Porsche que será fabricado a partir do conceito Mission E. Ele terá lançamento mundial em 2020 e a Porsche do Brasil, em seu site, aceita cadastros de interessados. Não há informações sobre preços, mas encontramos, em sites internacionais, que a expectativa é de que ele seja vendido a partir de 75 mil dólares nos Estados Unidos. Para termos ideia do que esse valor significaria no Brasil, façamos as contas: considerando o dólar a R$ 4,30, dá pouco mais de 320 mil reais. Incluindo os impostos, custos de frete e margem de lucro da montadora, é possível arriscar

40 - Auto Revista Pernambuco

que o valor chegaria a algo próximo de R$ 1 milhão. Como carros elétricos de alto desempenho são uma novidade relativamente recente no mercado mundial, os modelos desse segmento priorizam outras características, como autonomia e praticidade de uso. Mas como se trata de um Porsche, o Taycan não deve brincar em serviço em termos de recursos adicionais a esses já citados. Alguns números do Mission E, seu “irmão” conceito, mostram o que pode ser esperado: aceleração de 0 a 100 km por hora em apenas 3,5 segundos, potência de 600 cavalos e velocidade de até 250 km por hora. Além disso, ele será capaz de rodar até 500 km com carga total e o sistema de baterias é capaz de receber até 80% da energia total em apenas 15 minutos através de carregamento por indução, sem

cabos. E a bateria também pode ser carregada pela rede elétrica convencional, em postos públicos ou na casa do proprietário. O veículo funciona com dois motores elétricos, um em cada eixo. De acordo com a Porsche, “eles são capazes de transformar energia elétrica em tração com eficiência, uniformidade e alto desempenho contínuo, produzindo relativamente pouco calor. Assim, não necessitam de longas pausas para esfriar”. Isso se dá, segundo a empresa, porque até seus veículos elétricos “precisam ser aptos para os circuitos de corrida”. O sistema de tração integral opera eletronicamente por demanda, transmitindo o torque dos motores de acordo com a dinâmica de condução e a aderência. Como no 911 GT3 e no 911 Turbo, outros modelos da Porsche, todas as rodas giram juntas, para facilitar as


manobras mesmo em altas velocidades. Ainda no quesito esportividade, o projeto Mission E-Taycan tem apenas 1,3 metro de altura e peso cuidadosamente distribuído para um centro de gravidade baixo que garante muita estabilidade. A bateria é integrada no piso inferior e a montadora aproveitou o fato de que carros elétricos não têm sistema de escapamento para tornar a carroceria mais fluida possível. Também contribui para isso a ausência de retrovisores externos, que foram substituídos por câmeras. Uma coisa que a Porsche destaca é que, mesmo com a preocupação com a esportividade, o projeto também quer oferecer espaço interno e conforto para até quatro passageiros. As portas abrem em sentido contrário (as dianteiras para a frente, as traseiras, para trás), para possibilitar mais comodidade ao entrar no veículo. Os quatro bancos individuais foram inspirados nos usados em competições. Isso, ao mesmo tempo, contribui para reduzir o peso e oferecer a todos os ocupantes um apoio lateral para deixá-los mais bem acomodados, caso o motorista queira se “divertir”

um pouco com a velocidade do carro. O painel de instrumentos integrado exibe cinco funções em uma tela OLED: Porsche Connect, Performance, Drive, Energie e Sport Chrono ou Track. Os mostradores podem ser vistos pelo motorista em várias posições, para evitar que, caso ele se movimente, o volante esconda informações importantes. Além disso, graças a um sistema de rastreamento do olhar via câmera, sensores sabem sempre para qual instrumento o motorista está olhando. Somente por gestos intuitivos, o motorista ou o passageiro ao lado podem comandar funções como rádio, navegação, ar condicionado, telefone ou aplicativos específicos do veículo. Para obter o máximo de redução de peso, a Porsche adotou no projeto uma combinação de elementos na carroceria: alumínio, aços variados e fibra de carbono. O único componente onde a fibra de carbono - material usado em carros de competições como a Fórmula 1 que é extremamente leve e resistente - predomina é o habitáculo, para aumentar a segurança dos ocupantes.

Por fim, mesmo não tendo motora a combustão, projeto Taycan-Mission E prevê um sistema de resfriamento, considerando que altas velocidades geram atrito e, consequentemente, calor. Grades de entrada e saída de ar na frente, atrás e nas laterais estão presentes na carroceria, para resfriar motores, bateria e sistema eletrônico.

Auto Revista Pernambuco -

41


Evento I

BRASIL SEDIA EVENTO MUNDIAL DE IMPRESSÃO Inside 3D Printing ocorreu em São Paulo durante os dias 10 e 11 de junho. Uso de peças criadas em impressoras é cada vez mais frequente em montadoras de veículos 44 - Auto Revista Pernambuco

P

resente em diversos segmentos em função da variedade de soluções que apresenta, a impressão 3D tem auxiliado no desenvolvimento e na modernização de produtos para áreas como Medicina, Odontologia, Arquitetura e construção, indústria aeroespacial, brinquedos, agricultura e indústria automotiva. E esta última tem sido uma das principais beneficiárias da nova tecnologia. Basta lembrar que um único automóvel pode ter entre 3 mil e 30 mil componentes. Entre as principais vantagens, a impressão 3D possibilita confecção mais precisa e personalizada de peças e acessórios e redução de custos e facilita a fabricação de protótipos. Neste último processo, graças às impressoras 3D, hoje as montadoras conseguem pular etapas e submeter os projetos de carros impressos a testes antes de definirem os modelos que irão para a produção final. Foi esta tecnologia que esteve no centro do debate na Inside 3D Prin-


ting Conference & Expo, evento que reuniu uma feira e um congresso internacional durante os dias 10 e 11 de junho em São Paulo. Já realizado em países como Cingapura, Inglaterra, Estados Unidos, Alemanha, Austrália e China, o evento reuniu pesquisadores, representantes de indústrias, investidores e os maiores especialistas e fornecedores mundiais de soluções para manufatura aditiva e impressão 3D. O mercado de impressoras 3D tem registrado rápido crescimento. No início, as máquinas eram grandes, de alto custo e ainda havia muitas patentes, o que restringia o mercado. Hoje, com o vencimento do período de algumas destas patentes, o setor está mais aberto a novos investidores e desenvolvedores. Em 10 anos, o preço médio de uma impressora 3D caiu de cerca de US$ 20 mil dólares para US$ 500. Além da questão das patentes, a tendência de crescimento desse setor se dá por conta dos desen-

volvimentos de novos produtos que podem ser impressos (plásticos, metais e cerâmicas). No caso específico do setor de veículos, grandes montadoras já usam, desde meados da década de 2010, o recurso de impressão 3D para componentes de plástico e de fibra de carbono. A Ford, por exemplo, em 2017 passou a adotar o uso do recurso para imprimir grandes partes do interior dos veículos, como paineis e consoles. Já a Volkswagen iniciou testes, no segundo semestre do ano passado, com equipamentos que imprimem componentes de metal. O processo é resultado de uma parceria entre a HP, gigante mundial no ramo de impressoras, e a GKN Powder Metallurgy. Esta última fornece um pó metálico que é usado como matéria-prima do processo. Uma curiosidade interessante sobre a ajuda do processo de impressão 3D na fabricação de um veículo é que, embora muita gente não saiba, antes do modelo final ir para a linha de montagem, são fabricadas versões do futuro carro em tamanho real para que sejam testados atributos como espaço interno, distân-

cias e ergonomia. Neste processo, antigamente era usada madeira, que era esculpida por artistas e marceneiros. Depois, passou-se a usar gesso e argila. A impressão 3D tem revolucionado esse estágio do projeto porque ao invés de perder tempo esculpindo gesso ou argila, a montadora pode simplesmente construir a peça em uma impressora. A agilidade permite, por exemplo, que ela crie cinco tipos de farois para testar no projeto. Imagine o tempo que seria perdido se fosse preciso esculpir esses mesmos cinco farois em gesso ou argila.

Auto Revista Pernambuco -

45


Clássicos

GALAXIE 500 O MAIOR CARRO PRODUZIDO NO BRASIL

Arnóbio Tomaz

Veículo da Ford desfilou com muito charme e elegância pelas ruas brasileiras entre as décadas de 1960 e 1980

O

Galaxie 500 tem suas origens nos Estados Unidos, país sede da Ford, a fábrica que criou e trouxe ao público a linha Galaxie. Em 1959, a montadora lançou o modelo 500 como a versão top de linha do Fairlane, até então o mais cobiçado sedã da marca. O nome Galaxie é uma alusão à era da corrida espacial (o termo remete à palavra inglesa “galaxy”, ou “galáxia”, em português). Em 1960, o Galaxie 500 torna-se o sucessor natural da família Fairlane, em atividade desde 1956. Uma característica do modelo é a presença constante de imponentes motores V8 debaixo do capô. No Brasil, o primeiro Galaxie 500 saiu da linha de montagem em 16 de fevereiro de 1967. O carro já tinha chamado a

48 - Auto Revista Pernambuco

atenção do público brasileiro no fim de 1966, no 5º Salão do Automóvel de São Paulo, e marcou sua época por ser o primeiro automóvel de passeio da Ford fabricado no país. O motor V8 e o câmbio de três marchas formavam um conjunto mecânico robusto e ao mesmo tempo macio, proporcionando uma condução confortável, mesmo nas pavimentações de péssima qualidade da época. A grande carroceria media 5,4 metros de comprimento e 1,99 m de largura (de maçaneta a maçaneta). Os cromados dos pára-choques conferiam ainda mais brilho ao elegante modelo, ao mesmo tempo grande e esguio, com um desenho harmonioso em boa parte garantido pela frente com dois pares de fa-

róis dispostos na vertical. A traseira demonstrava claramente a grande “virtude” do porta-malas, que era a capacidade de acomodar muita bagagem. Ajudado pela excelente direção hidráulica e pela ergonomia do painel, o Galaxie se tornava muito prazeroso de dirigir. Em 1969, o carro ganhou seu primeiro “parente direto”: o Galaxie LTD, uma versão ainda mais confortável e com direito a teto de vinil - um item que o seguiria até o fim de sua jornada e se tornaria um dos itens de acabamento mais lembrados e emblemáticos da linha Galaxie. No mesmo ano, surgem dois opcionais para a família: o ar condicionado e o câmbio automático. Este último marcou época por ser o primeiro em um automóvel nacional.


Em 1970, chega ao mercado a versão básica, com o nome de Galaxie (sem o número 500), conhecido como Standard. Não possuia direção hidráulica, ar condicionado, rádio ou relógio. Em 1971, surge o LTD/Landau, a versão top de linha do Galaxie. O carro tinha um adorno em formato de “S” na coluna traseira. A idéia era lembrar as elegantes carruagens francesas de luxo chamadas Landau (a pronúncia em francês é “landô”, mas aqui no Brasil a palavra ganhou o som de como se escreve mesmo). O vidro traseiro (vigia) no Landau era pequeno, diferentemente dos que equipavam o Galaxie 500 e o Galaxie LTD, de proporções maiores. Em 1980, sai de linha o Galaxie 500, ficando no mercado apenas o LTD e o Landau. Em 1981, o LTD deixa de ser fabricado, ficando apenas o modelo Landau. Em fevereiro de 1983, o último Ford Landau deixa a linha de montagem, com apenas 125 veículos produzidos nesse ano. Hoje, a linha Galaxie é muito cobiça.


Competição

Q

uantas mulheres você conhece em grandes equipes e competições como Fórmula 1 ou Stock Car? Poucas, não é? Bem, para mudar essa realidade e mostrar que muitas delas gostam do universo automotivo, a Federação Internacional de Automobilismo está conduzindo uma iniciativa chamada Women In Motorsport Commission (algo como Comissão de Mulheres em Esportes Motorizados). Criada em 2009, a entidade tem, entre seus objetivos, demonstrar que mulheres são reconhecidas e respeitadas pela FIA, que os esportes automotivos estão abertos para elas participarem seja como competidoras, chefes de equipe, engenheiras, mecânicas (ou qualquer outra função que desejem), divulgar a participação delas através de mídias e eventos e encorajar as mais jovens a entrarem neste universo.

PORQUE ELAS TAMBÉM GOSTAM DE CARRO Uma série de iniciativas da Federação Internacional de Automobilismo está em andamento para estimular mulheres a participarem mais do universo automotivo

50 - Auto Revista Pernambuco


A Women In Motorsport Commission tem como embaixadora honorária a francesa Michèle Mouton, piloto de rali que detém o título de primeira mulher a vencer o Campeonato Mundial de Rali, em 1981. A entidade também é representada por outras cinco membros que exercem funções na indústria automotiva ou no automobilismo esportivo como piloto, executiva de equipe e engenheira. Há, também, representantes da entidade em 70 países (incluindo o Brasil). Uma ação de destaque da Comissão é o The Girls on Track – Karting Challenge. Lançada em março de 2018, ela consiste em desafios de slalom (quando são colocados obstáculos na pista e os pilotos têm de andar em ziguezague entre eles) para meninas de 13 a 18 anos em cidades de oito países europeus. A programação do torneio prevê a seleção das três pilotos mais rápidas de cada país para competirem em uma final e destinar as seis melhores para treinar

nas principais instalações da FIA com o suporte de um programa educacional. Outra ação é um documento intitulado “Engineer Your Career – A World of Opportunity in Motor Sport” (que pode ser traduzido como “Inclua Engenharia em sua Carreira - Um Mundo de Oportunidades no Esporte Automotivo”. Segundo a Federação, ele foi especificamente desenvolvido para encorajar jovens mulheres a considerar alguma das engenharias como uma possível profissão. No conteúdo, explicações sobre as alternativas, como Engenharia Mecânica, Aeroespacial, Civil e Elétrica, e a relação que cada uma delas pode ter com o automobilismo esportivo. O documento está disponível em francês, inglês e espanhol. Há ainda a “célula de detecção”, ação criada em 2014 que tem como objetivo identificar mulheres com talento para piloto ou copiloto e ajudá-las a alcançar bons resultados em competições de automobilismo. Como possível desdobramento dessa iniciativa, a FIA considera a criação de uma Academia para Mulheres Piloto, que irá oferecer treinos mais estruturados e oportunidades para as melhores corredoras. Por fim, desde 2011 a FIA incluiu a seleção de uma mulher entre os 51 lugares do CIK Academy Trophy, que seleciona os talentos mais promissores entre pilotos de kart de 12 a 14 anos, em 40 países, para treinar e competir em uma base comum. Para quem se interessou por esta iniciativa e quer ver como anda a política de incentivo para aumentar a participação feminina no universo automotivo mundial, o endereço da Women In Motorsport Commission é www.fia. com/women-motorsport.

Auto Revista Pernambuco -

51


Componente I

Catalisador: quando e por que efetuar a troca Componente é essencial para reduzir a emissão de poluentes do carro e precisa de atenção do motorista para que seja substituído quando estiver em mau funcionamento

L

ocalizado no sistema de escapamento do carro, o catalisador tem a função de converter até 98% dos gases poluentes, provenientes da combustão, como monóxido de carbono (CO), óxidos de nitrogênio (NOx) e hidrocarbonetos (HC) em substâncias não tóxicas como gás carbônico (CO2) e nitrogênio (N2). Essa característica faz com que o componente seja de fundamental importância, especialmente nos grandes centros urbanos, onde a concentração de veículos é alta. Um catalisador é projetado para durar aproximadamente 80 mil quilômetros ou cinco anos (o que vier primeiro). Mas esse tempo pode variar para mais ou para menos, dependendo do uso e dos cuidados que o proprietário tiver com o veículo. Entre os fatores que influenciam a durabilidade estão a periodi-

52 - Auto Revista Pernambuco

cidade da troca do óleo do motor, o estado das velas de ignição e o uso de um combustível de qualidade. “A falta de manutenção do veículo é o principal fator que pode gerar problemas no componente. A falha de peças do sistema de ignição e de injeção, por exemplo, além do uso de combustível de má qualidade e de aditivos e fluidos não especificados pela montadora, podem prejudicar o catalisador e, em alguns casos, até comprometer definitivamente a ação do componente”, alerta Miguel Zoca, gerente de Aplicação de Produto da Umicore, empresa fabricante de catalisadores automotivos. Devido à relevância do catalisador, é recomendável fazer a troca assim que for detectado seu mau funcionamento. Os principais sinais de que isso aconteceu são o aumento do consumo de combustível, ruídos

anormais e redução no desempenho do carro. Além disso, um problema no catalisador pode fazer acender a luz de alerta da injeção eletrônica no painel (veja a imagem abaixo).

Se a troca for realmente necessária, também é aconselhável verificar todo o sistema de ignição do veículo. “O estado das velas, da sonda lambda e de outros componentes deve ser analisado na oficina para garantir que o novo catalisador funcione em boas condições”, finaliza Miguel.


Novo Mercado Alexandre Costa Cconsultor especializado em inovação para o setor automotivo, palestrante e diretor da Alpha Consultoria alpha@alphaconsultoria.net

Se sua empresa não inovar, ela está fadada ao insucesso! A inovação é muito mais importante para seu negócio que você imagina!

C

om tudo que é veiculado nas mídias e redes sociais parece, que Inovação é algo novo. Muito pelo contrário! A inovação é algo que sempre esteve presente em nossas vidas, desde os primórdios da civilização. A descoberta do fogo, da pólvora, da máquina a vapor, são claros exemplos disso. E, essas inovações mudaram mundo em que vivemos! Então é algo que está em nosso DNA! Inovar é necessidade, sobrevivência! Nada menos que isso!! Então, no mundo dos negócios não é diferente!! Se sua empresa não estiver inovando, ela corre risco de extinção. Simples assim! É uma questão de perenizar o negócio, e garantir a vida da empresa em seu mercado de atuação. E, não importa o segmento, se é varejo ou atacado, se você vende produto ou serviço. Mas inovar não é apenas evoluir tecnologicamente, não! Pode ser uma mudança de um processo ou atividade. Uma simples mudança de abordagem do cliente já é uma inovação. Para dar um exemplo simples e prático, em cursos e palestras que ministro, Brasil a fora, não imprimo apostilas. Todo o conteúdo apresentado é repassado via aplicativo

54 - Auto Revista Pernambuco

de mensagens. Isso agrega valor ao cliente, pois passa a ter conteúdo na palma da mão, literalmente. Algo simples e funcional, que reduz custos, evita deterioração do material se fosse impresso, e permite que o cliente o cliente guarde o material por tempo indeterminado! Isso é uma inovação! Claro, que o avanço tecnológico é mais impactante, sim! E o custo com a tecnologia está baixando permitindo que as empresas criem novas funcionalidade para seus clientes. Faça uma reflexão, seu jantar você pede por aplicativo, sua tv foi com-

prada em um site, sem contato com nenhum vendedor, seu carro antes de fechar negócio fez comparativos entre os modelos pela internet, mas você vende para seus clientes do atacado por telefone!!! Você precisa de um exército de funcionários para realizar as tarefas no varejo, cm processos burocráticos e demorados e que não agregam valor a cliente. Você se beneficia da inovação no contexto pessoal, mas no profissional seus processos estão nos anos 90. Pense nisso! Inovar nos negócios é preciso e é mais simples que se imagina!


Informe

Silvanery Anjos Formada em Ciências Contábeis, com Pós em Administração de empresas e MBA em controladoria e finanças e gerente administrativa na Auto Norte Distribuidora.

Dayanne Jeneffer Formada em Ciências Contábeis, com MBA em Direito trabalhista e previdenciário (em andamento) analista de recursos humanos na Auto Norte Distribuidora.

O endomarketing como ferramenta de engajamento Essa frase é uma das mais usadas no mundo dos negócios, supõe-se que significa pensar de forma inovadora, criativa, ou seja, sair do quadrado

D

e forma simples podemos definir o endomarketing como um conjunto de ações de marketing interno que busca entre outras coisas, contratar, treinar, motivar e engajar seus colaboradores para o alcance dos objetivos institucionais. Trabalhamos na perspectiva que se os colaboradores estão felizes e entendendo a sua importância para a organização, será mais fácil para o cliente perceber valor nos produtos ou serviços oferecidos por uma determinada empresa. Então, surge a pergunta, como aplicar o endomarketing para esta finalidade? É preciso que os objetivos da organização estejam bem definidos, e que se conheça bem seu público interno, para que as ações realizadas sejam com foco no que vai causar neles um impacto e satisfação ao

56 - Auto Revista Pernambuco

nível de gerar engajamento. Sempre costumamos falar que não se precisa de grandes orçamentos para se promover ações impactantes basta usar da criatividade e inovação, pensando de forma empática e adaptando o que se vê no mercado à realidade da sua organização.

Na nossa empresa, buscamos realizar ações de forma a aproveitar as habilidades da nossa equipe. Desta forma, descobrimos talentos, criamos oportunidades, reduzimos custos e mantemos um clima de muita parceria, que é percebido e recebido por todos os nossos clientes.


Perspectiva de Mercado Flávio Portela Executivo e palestrante. Formado em Administração de Empresas com MBA em Gestão de Negócios pela Fundação Dom Cabral-SP flavio.portela@globo.com

Investimentos no setor automotivo: Oportunidades, nós temos!

N

ão teremos uma recuperação rápida da nossa economia. Para reconstruir tudo que foi preparado para dar certo apenas para poucos, será uma tarefa difícil para o nosso Presidente. A ética ainda sofre pelas “amarras” de uma sociedade acostumada a ajudar quem te ajuda. Crescer no Brasil é para fortes. Ser empresário, gerar empregos e promover desenvolvimento econômico e social é para bravos guerreiros. Pessoas de bem continuam a acreditar e trabalham duro para a retomada, e isso nos fortalece. Em breve seremos uma nação com grande futuro, porém, precisamos como brasileiros criar o hábito de ver o lado cheio do copo. A proposta apresentada pelo ministro da economia para aprovação no congresso e senado da reforma da previdência, impulsionará nosso desenvolvimento. Gigantes mundiais que operam no Brasil já entenderam que estamos no caminho certo e prevendo um País recuperado a médio e longo prazo, com uma demanda reprimida, anunciam um grande volume de investimen-

tos. Honda, GM, FCA, VW, Scania, são os melhores exemplos. Juntas anunciaram investimentos de 25 bilhões no país em modernização das suas unidades de produção para os próximos 5 anos. Este ano a Automec foi uma perfeita demonstração da força da reposição automotiva no Brasil. Com 1.500 expositores, o evento apresentou ao mercado grandes novidades e projetos de investimento dos fabricantes de Autopeças e serviços, que apostam incondicionalmente no nosso segmento. No mundo, a busca por competitividade, produtividade e tecnologia, movimentam grandes grupos. Precisamos ficar atentos, pois os impactos serão rápidos no Brasil. A Renault demonstrou grande interesse na proposta de fusão apresentada pela FCA. A proposta consiste em 50% das ações para cada grupo e, mundialmente nasceria com imediata presença no mercado, o terceiro maior grupo automobilístico, com vendas de 8,7 milhões de veículos anuais. Este novo grupo só ficaria atrás de VW (com

10,6 milhões de veículos) e Toyota (com 10,59 milhões de veículos). A Renault vendeu no último ano, 3,9 milhões de veículos, a Nissan 5,65 milhões e a Mitsubishi Motors 1,22 milhões. A Fiat Chrysler, que tem 13 marcas (incluindo Jeep, Alfa Romeo, Dodge, Ram ou Ferrari), vendeu 4,8 milhões de veículos em 2018. No Brasil com esta fusão, o grupo FCA - Renault, seria líder com 26% do mercado interno. A FCA acabou de divulgar investimento da ordem de 8,5 bilhões no Brasil até 2024, na sua nova fábrica de motores turbos em Betim - MG. Ao todo serão 16 bilhões em investimentos, com 7.5 bilhões investidos na Jeep em Pernambuco. A VW e a Ford estão se aliando mundialmente para um novo mercado automotivo. Hoje já estão dividindo plataformas, com por exemplo da nova Picape VW desenvolvida a partir do projeto da Ranger, que será lançada no Brasil ainda este ano. O mundo muda rapidamente com os veículos elétricos, híbridos e autônomos. Todos prontos? Apertem os cintos!

Auto Revista Pernambuco -

63


Transportes

Caminhoneiros são os profissionais que mais morrem em acidentes durante o trabalho e contam com pouca infraestrutura para rodar e descansar com tranquilidade e segurança

P

aís com graves deficiências na infraestrutura, o Brasil tem, entre os principais problemas, a enorme dependência do tráfego rodoviário para o transporte de cargas. Segundo o relatório do Banco Mundial “De Volta ao Planejamento: Como Preencher a Lacuna de Infraestrutura no Brasil em Tempos de Austeridade”, que traz dados de 2017, os caminhões respondem por mais 60% desse transporte no país - para efeito de comparação, o percentual é de 21% na China e de 39% na Índia. Apesar dessa dependência, estamos longe de oferecer condições adequadas para este modal. O resultado é um ambiente no qual os caminhoneiros enfrentam um cenário de insegurança, estradas em más condições e poucos locais para descanso. E isso se traduz em números: Segundo dados do Sistema de Informação de Agravo e Notificações (SINAN) e do Sistema de Informação de Mortalidade (SIM), do Ministério da Saúde, caminhoneiros são os que mais vão a óbito durante o trabalho. Entre os anos de 2007 e 2016, eles corresponderam a 13,2% das 16.568 mortes computadas no período. Outro dado impressionante está ligado ao total de roubos. Relatório da Associação Nacional do Transporte de Cargas e Logística (NTC & Logística) aponta que ao longo de 2018 foi registrado um total de 22.183 ocorrências de roubos de carga pelo país.

64 - Auto Revista Pernambuco

Os prejuízos causados por esse problema, segundo a entidade, foram computados em R$ 1,47 bilhão. Para melhorar as condições de trabalho da categoria, as leis federais nº 12.619, de 30 de abril de 2012, e nº 13.103, de 2 de março de 2015, tratam de normas sobre o exercício da profissão de motorista de transporte de cargas e de passageiros, abordando aspectos como jornada de trabalho, tempo de direção e locais de parada e descanso. Estes últimos seriam a garantia de locais seguros e confortáveis para os os trabalhadores estacionarem os veículos com tranquilidade e segurança. A portaria nº 944, de 8 de julho de 2015, do Ministério do Trabalho e Emprego - pasta que foi extinta pela atual gestão do Governo Federal e agora virou uma secretaria do Ministério da Economia - estabelece um ambiente que, se virasse realidade, transformaria o Brasil em um paraíso para os caminhoneiros. Ela determina, por exemplo, que as instalações sanitárias dos pontos de parada devem estar a no máximo 250 metros do local de estacionamento do veículo e precisam ser dotadas de chuveiros individuais com água fria e quente. Os locais também devem ter água potável gratuita, ambientes para refeições dotados de mesas e assentos e mantidos em adequadas condições de higiene, limpeza e conforto e

possuir sistema de vigilância e/ou monitoramento eletrônico. Um exemplo de local que procura atender essas especificações é a Parada Vendrami, localizada na BR376, na região de Ponta Grossa, no Paraná. Ainda em obras, ela promete estacionamento monitorado para 215 caminhões ou mais de 80 bi-trens, uma sala de descanso, restaurantes, lojas de conveniência e serviços como barbeiro, lavadoras de roupas e escritórios comerciais de seguradoras, despachantes e transportadoras. Toda essa infraestrutura, no entanto, é uma exceção no Brasil. Segundo dados da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), os chamados Pontos de Parada e Descanso (PPD) já estabelecidos no Brasil são poucos e mal distribuídos: eles existem em apenas 20 trechos de rodovias, sendo 19 deles compreendendo apenas estados das regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste. No Nordeste, apenas um trecho contempla a Bahia. E na região Norte, não há nada. Diante desse quadro, fica mais fácil entender porque o Brasil corre constantemente o risco de movimentos como a última greve dos caminhoneiros, que aconteceu no ano passado. O setor é uma bomba-relógio cujos problemas vão muito além do preço do óleo diesel e que precisa, urgentemente, ser desarmada.


TA B

EL

BUCO PERNAM

A

DE

Ano 09 - nº 54

O PERNAMBUC

uinOx LET Eq asil ChEVrOdo para o Br Do mun

NSI

NÚCLEO DE

INTEGRADOS

SERVIÇOS

Ano 08 - nº 45

2018 vas versões hiLux no Linha s ganharam Argo Modelo at Fi e 2018 líderes

o visual de Honda Fit: Nov ão de Renega PE form l aç -drives: o gera eças : refo o de rmu VOSia no trânsito • Test no Sincop curslaçã VW Polo indaOviol realiza M er ênc E S igos E • Cad automotivo per D Os a • de pets r TaBsEL • Cuidados no transporte • Seto copeças / PE • Caderno Sin força dos pesado TABELA DE SE • Fenatran: A MINO

VOS

AGORA TAMBÉM SOMOS DIGITAIS Ano 09

- nº 54

NSI DE SERVIÇOS NÚCLEO INTEGRADOS

C 2019adas super AUTOME tativas Expec

lugar médios sedans ça em primeiro bilismo ativo de do automo • Comparo veicular: seguran ao mundo OVOS • Inspeçã vegana chega DE SEMIN • Filosofia TABELA

VER ONLINE

TOQUE NOS ÍCONES

BAIXAR EDIÇÃO

E ACESSE DIRETO

ACESSE - CURTA SIGA

ENTRE EM CONTATO

- COMPARTILHE

CONOSCO

ENTRE EM CONTATO CONOSCO E ACESSE MAIS INFORMAÇÕES.

www.autorevistape.com.br (85) 3038.5775 | (85) 98824.0222

Imagem meramente ilustrativa

A ferramenta de interatividade AUTOCARD é o novo meio de divulgação digital da Auto Revista Pernambuco que agilizará o acesso a todas nossas mídias. Já pensou ter sua empresa divulgada em nosso AUTOCARD e podendo ter sua empresa acessada pelo nosso cadastro de oficinas, autocentros, serviços automotivos e todo o setor de reposição da nossa região? Acredite, isso já é possível.


Peso pesado

Mercedes-Benz expõe Actros 2651

Montadora deu destaque para o modelo na Feira Agropecuária do Tocantins (Agrotins), realizada entre os dias 7 e 11 de maio

66 - Auto Revista Pernambuco

O

caminhão extrapesado Actros 2651 foi a principal atração da Mercedes-Benz na Agrotins 2019. O evento foi realizado no Centro Agrotecnológico de Palmas, capital do Tocantins - estado que é o maior produtor de soja e de milho da região Norte e ocupa o 11º lugar no ranking nacional de rebanho bovino, com 8,2 milhões de cabeças. Ari de Carvalho, diretor de Vendas e Marketing Caminhões da Mercedes-Benz do Brasil, destacou a importância da participação

da empresa na Agrotins. “Na região Norte, aumentamos em 40% as vendas de caminhões, no primeiro quadrimestre de 2019”, afirmou. No segmento de extrapesados, foram emplacadas 1.400 unidades do Actros 2651 até abril de 2019. De acordo com a Mercedes-Benz, assim como ocorreu no ano passado, setores do agronegócio, como transporte de grãos, cana-de-açúcar e madeira, vêm puxando as vendas de caminhões extrapesados em 2019. Também tem tido participa-


ção importante a demanda os segmentos de transporte de combustíveis, logística e produtos químicos. Ari ressaltou que o crescimento nas vendas de extrapesados contribuiu de forma importante para os resultados da empresa no mercado brasileiro de caminhões. “Foram 8.562 unidades emplacadas, o que corresponde a 57% de aumento no volume, em comparação com as 5.463 unidades do mesmo período de 2018”, disse. Além do Actros 2651, a Mercedes-Benz expôs na Agrotins o extrapesado Axor 2041, o semipesado Atego 3030 e o médio Accelo 1316. Junto com o concessionário Tecar Diesel, o estande da marca, de 600 metros quadrados, também destacou o seu portfólio para reposição e serviços: três linhas de peças (genuínas, remanufaturadas e Alliance), planos de manutenção, sistema de gestão de frota e rastreamento Fleetboard, Serviço Dedicado Conectado, financiamentos do Banco Mercedes-Benz (CDC, BNDES Finame, Leasing Operacional e Leasing, além de produtos de seguros), planos do Consórcio Mercedes-Benz e negó-

cios com seminovos da SelecTrucks. Com o tema “Agronegócio de Atitude Sustentável”, a 19ª edição da Agrotins foi realizada pela Secretaria do Desenvolvimento da Agricultura, Pecuária e Aquicultura do Estado do Tocantins (Seagro) com apoio de órgãos parceiros, empresas privadas e instituições de ensino.

A feira é uma vitrine para divulgação e comercialização de produtos e serviços nos diversos segmentos da agropecuária. Além disso, busca apoiar e disseminar ações de pesquisa e transferência de tecnologias, levando informações para pecuaristas, produtores, agricultores familiares e empresários.

Auto Revista Pernambuco -

67


TABELA

PERNAMBUCO

PREÇOS SEMINOVOS

O

MeuCarango é o site automotivo Nº1 do Nordeste. Nosso banco de dados é um dos mais atualizados e utilizados para a precificação de veículos 0km, seminovos e usados em todo o país. Os valores publicados fazem parte do Índice WebMotors, que é tabulado a partir de critérios estatísticos e com base nos anúncios de veículos praticados no portal. O MeuCarango conta com mais de 17 mil anúncios ativos, sendo o maior acervo deste tipo na região. As informações aqui publicadas devem ser consideradas apenas como referência e são de propriedade do Grupo WebMotors, sendo vedada a sua reprodução sem o consentimento da marca.

Marca/Modelo

Versão

2016

2017

2018

2019

Marca/Modelo

Audi A1

1.4 Tfsi sportback 16v gas 4p s-tronic

R$ 78.633

R$ 105.900

A3

1.4 Tfsi sedan 16v flex 4p tiptronic

R$ 83.158

R$ 95.714

R$ 112.738

1.4 Tfsi sedan 16v gas 4p s-tronic

R$ 80.936

1.4 Tfsi sedan 16v flex 4p tiptronic

R$ 80.400

R$ 95.808

R$ 110.627

1.4 Tfsi sedan 16v gas 4p s-tronic

R$ 91.200

1.8 Tfsi sedan 20v 180cv gas 4p autom

R$ 93.900

2.0 Tfsi sedan 16v gas 4p s-tronic

R$ 106.360 R$ 129.900

Q3

1.4 Tfsi ambiente flex 4p s tronic

TT

Qq Tiggo 2

2017

2019

1.0 Mpfi act 12v flex 4p manual

R$ 34.590

R$ 35.990

1.0 Mpfi look 12v flex 4p manual

R$ 32.923

R$ 35.990

2.0 20I x line 4x4 16v gas 4p automátic

R$ 171.900 R$ 182.963

1.5 Mpfi 16v flex act 4p automático

R$ 74.990

1.5 Mpfi 16v flex look 4p manual

R$ 58.745

Chevrolet

R$ 112.503 R$ 143.001

Camaro

6.2 V8 gas fifty automático

1.4 Tfsi ambiente gas 4p s tronic

R$ 107.419 R$ 115.164

6.2 V8 gas ss conversível automático

2.0 Tfsi ambiente 4p gas s tronic

R$ 134.075

6.2 V8 lsa gas zl1 manual

2.0 Tfsi attraction 4p gas s tronic

R$ 104.900

2.0 Tfsi coupé ambition 2p gas s-tronic

R$ 177.340 R$ 219.900 R$ 259.130

Captiva Cobalt

220I

2016

R$ 154.130 R$ 175.900

Chery

BMW 120I

2018

Versão 2.0 20I 4x4 16v gas 4p automático

R$ 289.900 R$ 329.900 R$ 309.900

2.4 Sidi 16v gas 4p automático

R$ 70.320

R$ 88.900

1.0 Mpfi ls 8v flex 4p manual

R$ 28.293

1.4 Mpfi lt 8v flex 4p manual

R$ 42.950

R$ 47.969

2.0 16V gas sport 4p automático

R$ 139.950

1.4 Mpfi ltz 8v flex 4p manual

2.0 16V gas sport gp 4p automático

R$ 149.970

1.8 Mpfi elite 8v flex 4p automático

R$ 54.649

R$ 57.950

R$ 63.750

R$ 72.900

1.8 Mpfi ltz 8v flex 4p automático

R$ 53.095

R$ 56.433

R$ 56.658

R$ 66.990

1.8 Mpfi ltz 8v flex 4p manual

R$ 50.174

R$ 50.762

2.0 Cat gp 16v turbo 4p automático

R$ 98.500

R$ 139.890 R$ 139.950

2.0 Gt sport 16v turbo gas 4p automáti R$ 128.000 2.0 M sport gp 16v turbo 4p automátic 2.0 Sport 16v turbo 4p automático

R$ 144.900

Cruze

R$ 117.963 R$ 131.616 R$ 154.290

2.0 Sport 16v turbo gas 4p automático 2.0 Sport gp 16v flex 4p automático 2.0 M sport 16v 4p automático 2.0 Sport gp 16v 4p automático

R$ 129.990 R$ 129.450 R$ 151.813 R$ 180.000 R$ 219.950 R$ 140.000 R$ 169.990

R$ 48.000

1.4 Turbo lt 16v flex 4p automático

R$ 76.616

R$ 90.137

1.4 Turbo ltz 16v flex 4p automático

R$ 85.739

R$ 96.451

1.4 Turbo sport6 lt 16v 4p automático

R$ 79.627

R$ 84.245

1.4 Turbo sport6 ltz 16v 4p automático

R$ 90.393

R$ 98.824

R$ 37.773

R$ 40.200

R$ 48.031

R$ 37.015

R$ 37.760

R$ 44.493

R$ 41.078

R$ 42.556

R$ 47.034

1.4 Mpfi activ 8v flex 4p automático

R$ 54.994

R$ 61.534

R$ 67.716

R$ 51.613

R$ 56.990

R$ 56.990

R$ 56.950

R$ 54.590

1.8 Lt 16v flex 4p automático

R$ 62.554

1.8 Ltz sport6 16v flex 4p automático

R$ 66.445

430I

2.0 16V gas cabrio sport automático

R$ 259.425 R$ 279.950

Montana

1.4 Mpfi ls cs 8v flex 2p manual

R$ 33.400

530I

2.0 16V turbo gas m sport automático

R$ 259.950 R$ 294.947

Onix

1.0 Mpfi joy 8v flex 4p manual

M 140i

3.0 24V turbo gas 4p automático

M3

3.0 Sedan 6cil. Gas 4p automático

R$ 375.000 R$ 511.900

M6

2.0 16V turbo 20i 4p automático

R$ 129.860 R$ 139.300 R$ 168.112 R$ 191.950

1.4 Mpfi activ 8v flex 4p manual

2.0 16V turbo 20i x-line 4p automático

R$ 155.783 R$ 165.140

1.4 Mpfi effect 8v flex 4p manual

R$ 45.100

2.0 16V turbo activeflex 4p automático

R$ 160.000 R$ 186.900

1.4 Mpfi lt 8v flex 4p automático

R$ 45.223

R$ 48.860

R$ 49.720

1.4 Mpfi lt 8v flex 4p manual

R$ 40.474

R$ 44.413

R$ 49.173

R$ 51.790

1.4 Mpfi ltz 8v flex 4p automático

R$ 46.720

R$ 51.527

R$ 58.095

R$ 61.590

1.4 Mpfi ltz 8v flex 4p manual

R$ 45.190

R$ 50.518

R$ 51.111

R$ 55.594

R$ 269.950

2.0 16V turbo gas xdrive25i 4p automát R$ 155.900 R$ 159.900 X2

2.0 16V turbo gas sdrive20i gp steptron

X3

2.0 16V gas x line xdrive20i steptronic

68 - Auto Revista Pernambuco

R$ 230.900 R$ 211.950 R$ 259.950

1.0 Mpfi lt 8v flex 4p manual

R$ 36.370

PERNAMBUCO


Marca/Modelo Prisma

S10

Versão

2016

1.0 Mpfi joy 8v flex 4p manual

2017

2018

2019

R$ 40.002

R$ 42.507

R$ 48.000

1.4 Mpfi lt 8v flex 4p automático

R$ 46.082

R$ 51.558

R$ 61.213

1.4 Mpfi lt 8v flex 4p manual

R$ 45.373

R$ 47.227

R$ 52.546

R$ 56.323

1.4 Mpfi ltz 8v flex 4p automático

R$ 50.613

R$ 56.511

R$ 62.530

R$ 67.106

1.4 Mpfi ltz 8v flex 4p manual

R$ 47.220

R$ 53.594

R$ 56.540

2.5 Lt 4x2 cd 16v flex 4p automático 2.5 Lt 4x4 cd 16v flex 4p automático 2.5 Ltz 4x2 cd 16v flex 4p manual

R$ 97.900 R$ 83.660

2.5 Ltz 4x4 cd 16v flex 4p manual

Cronos

Tracker

R$ 59.900 R$ 55.092

R$ 115.900

1.8 E.Torq flex precision at6

R$ 68.950

R$ 132.000

1.8 E.Torq flex precision manual Doblò

R$ 116.612 R$ 125.990

C4 picasso

Bravo

1.8 Mpi adventure 16v flex 4p manual

R$ 55.900

2.3 Cargo 7.5 16V turbo 4p manual

R$ 68.000

R$ 69.192

R$ 59.900

R$ 68.900

2.3 Multijet diesel cargo médio manual

R$ 113.495

2.8 Ltz 4x4 cd 16v turbo 4p automático

R$ 144.945 R$ 152.269 R$ 167.594

2.3 Multijet diesel chassi manual

R$ 105.790

2.8 Midnight 4x4 cd 16v 4p automático

R$ 155.580

2.3 Multijet diesel executivo manual

R$ 169.790

2.3 Multijet diesel maxicargo manual

R$ 133.690

2.3 Multijet diesel maximulti manual

R$ 141.290

2.3 Multijet diesel minibus manual

R$ 158.790

R$ 52.355

1.8 Lt 8v flex 4p automático

R$ 49.163

1.8 Lt 8v flex 4p manual

R$ 40.848

R$ 55.000

1.8 Ltz 8v flex 4p automático

R$ 53.898

R$ 60.539

R$ 65.384

1.8 Ltz 8v flex 4p manual

R$ 48.490

R$ 60.718

R$ 66.445

R$ 76.330

R$ 83.907

1.4 16V turbo flex lt automático

Ducato

R$ 54.840

R$ 97.720

R$ 60.397

R$ 113.300 R$ 140.400 R$ 135.990

R$ 62.990

R$ 107.900

1.8 Mpi essence 16v flex 4p manual

R$ 66.990

R$ 98.800

R$ 70.587 R$ 81.990 R$ 84.518

2.3 Multijet diesel minibus manual Fiorino

R$ 96.443

Grand siena

R$ 68.447

1.4 Mpi furgão 8v flex 2p manual

R$ 135.000 R$ 44.882

R$ 50.999

1.4 Mpi furgão hard working 2p manual

R$ 52.546

R$ 51.893

R$ 65.432

1.0 Evo flex attractive manual

R$ 38.945

R$ 40.447

R$ 45.986

R$ 44.667

R$ 49.168

1.4 Mpi 8v tetrafuel 4p manual

R$ 39.330

1.8 Mpfi ltz 4x2 16v flex 4p automático R$ 67.100

1.4 Mpi attractive 8v flex 4p manual

R$ 38.779

R$ 41.828

2.8 Ltz 4x4 16v turbo 4p automático

1.6 16V flex 4p manual

R$ 43.900

R$ 43.000

R$ 138.500 R$ 172.113 R$ 194.882 R$ 214.445

1.5 Live 8v flex 4p manual

R$ 48.593 Idea

1.6 Mpi essence 16v flex 4p automati

R$ 40.914

R$ 43.450

R$ 52.900

1.6 Mpi essence 16v flex 4p manual

R$ 39.282

R$ 44.595

R$ 47.990

1.6 Feel 16v flex 4p automático

R$ 49.395

R$ 53.400

1.4 Mpi attractive 8v flex 4p manual

R$ 39.963

1.6 Feel 16v flex 4p manual

R$ 44.990

R$ 48.945

1.6 Mpi essence 16v flex 4p automati

R$ 38.900

1.6 Shine 16v flex 4p automático

R$ 54.693

R$ 58.681

1.8 Mpi adventure 16v flex 4p automati R$ 46.485

1.6 Vti 120 flex feel eat6

R$ 50.440

1.6 Vti 120 flex shine eat6

R$ 67.260

1.6 Vti 120 flex start manual

R$ 46.751

1.2 Attraction 12v flex 4p manual

Linea

R$ 41.900 R$ 46.990

Mobi

1.8 Mpi adventure 16v flex 4p manual

R$ 45.293

1.8 Absolute 16v flex 4p automatizado

R$ 52.960

1.8 Essence 16v flex 4p automatizado

R$ 42.630

1.8 Essence 16v flex 4p manual

R$ 38.370

1.0 Evo flex easy comfort manual

R$ 35.900

1.5 Tendance 8v flex 4p manual

R$ 38.219

R$ 39.900

1.0 Evo flex easy manual

R$ 28.990

R$ 33.597

R$ 34.583

1.6 Exclusive 16v flex 4p automático

R$ 44.340

R$ 48.467

1.0 Evo flex like. Manual

R$ 33.544

R$ 35.750

R$ 37.839

1.6 Tendance 16v flex 4p automático

R$ 42.673

R$ 47.675

1.0 Evo flex like. On manual

R$ 35.098

1.6 Exclusive 16v turbo 4p automático R$ 65.500

R$ 72.263

1.0 Evo flex way manual

R$ 36.057

R$ 36.534

R$ 40.795

1.0 Firefly flex drive manual

R$ 34.990

R$ 35.071

R$ 41.408

1.6 Thp flex exclusive bva

R$ 93.500

1.6 Thp flex origine business bva

R$ 63.900

1.6 Thp flex origine bva

R$ 66.988

1.0 Mpi fire 8v flex 4p manual

R$ 28.925

R$ 31.263

1.6 Thp flex shine bva

R$ 85.990

1.4 Mpi attractive 8v flex 4p manual

R$ 35.271

R$ 36.990

1.6 Intensive 16v gas 4p automático

R$ 115.900

Palio

Fiat Argo

R$ 57.873

2.8 Lt 4x4 cd 16v turbo 4p automático

1.2 Pure tech flex attraction manual

C4 lounge

R$ 73.990

1.4 Mpi attractive 8v flex 4p manual 1.8 Mpi essence 7l 16v flex 4p manual

1.8 Activ 8v flex 4p automático

2019

1.3 Firefly flex manual

Citroën

C3

R$ 45.000

2018

2.8 Ls 4x4 cd 16v turbo 4p manual

1.8 Mpfi lt 4x2 16v flex 4p automático

Aircross

1.8 Sporting 16v flex 4p manual

2017

R$ 62.245

R$ 102.450 R$ 96.000

1.4 16V turbo flex premier automático

Trailblazer

2016 R$ 45.263

1.3 Firefly flex drive manual

2.8 High country 4x4 cd 4p automático R$ 124.493 R$ 149.711 R$ 168.500 R$ 178.130

Spin

Versão 1.8 Essence 16v flex 4p manual 1.3 Firefly flex drive gsr

R$ 95.000

2.5 Ltz 4x4 cd 16v flex 4p automático

Marca/Modelo

Punto

1.0 Mpi attractive 8v flex 4p manual

R$ 33.970

R$ 35.117

1.6 Mpi sporting 16v flex 4p automati

R$ 40.130

R$ 44.990

1.6 Mpi sporting 16v flex 4p manual

R$ 41.673

R$ 47.990

1.0 Firefly flex drive manual

R$ 47.538

R$ 48.560

1.0 Firefly flex manual

R$ 45.990

R$ 44.530

1.3 Firefly flex drive gsr

R$ 54.185

1.3 Firefly flex drive manual

R$ 50.366

1.8 E.Torq flex hgt at6

R$ 65.240

1.8 E.Torq flex hgt manual

R$ 60.195

1.4 Mpi hard working cd 8v 3p manual

R$ 55.757

R$ 60.145

1.8 E.Torq flex precision at6

R$ 54.980

1.4 Mpi hard working ce 8v 2p manual

R$ 42.000

R$ 44.340

R$ 40.651

R$ 43.927

R$ 39.165

R$ 45.311

Siena R$ 57.000 Strada

1.4 Attractive 8v flex 4p manual

R$ 37.848

R$ 41.466

1.6 Essence 16v flex 4p automatizado

R$ 41.573

R$ 45.595

1.0 Mpi el 8v flex 4p manual

R$ 32.811

1.4 Mpi el 8v flex 4p manual

R$ 38.629

1.4 Mpi freedom cd 8v flex 3p manual

1.8 Blackmotion 16v 4p automatizado

R$ 46.495

1.4 Mpi hard working cs 8v 2p manual

1.8 Blackmotion 16v flex 4p manual

R$ 46.657

1.4 Mpi working cs 8v flex 2p manual

1.8 Essence 16v flex 4p automatizado

R$ 44.230

1.4 Mpi working plus cs 8v 2p manual

PERNAMBUCO

R$ 71.267

R$ 38.052

R$ 65.900 R$ 54.967

R$ 36.900

Auto Revista Pernambuco -

69


Marca/Modelo

Toro

Versรฃo

2016

2017

2018

1.8 Mpi adventure cd 16v 3p manual

R$ 55.232

R$ 78.690

1.8 Mpi adventure ce 16v 2p manual

R$ 49.500

R$ 75.690

1.8 16V evo flex endurance at6 1.8 16V evo flex freedom at6

R$ 75.690

1.8 16V evo flex freedom open at6

R$ 76.609

1.8 16V evo flex freedom plus at6

R$ 78.215

2.0 16V turbo diesel freedom 4wd at9

Uno

R$ 78.814

2019

Marca/Modelo

R$ 106.556 R$ 139.167 R$ 86.578

R$ 98.974

2.5 Se 16v flex 4p automรกtico Ka

2018

2019

R$ 167.990

2.0 Titanium awd gas 4p automรกtico

R$ 104.450 R$ 169.900 R$ 125.000 R$ 38.405

R$ 43.963

1.0 Ti-vct flex se manual

R$ 34.561

R$ 36.017

R$ 37.303

R$ 44.518

R$ 112.445 R$ 129.277

1.0 Ti-vct flex se plus manual

R$ 34.808

R$ 36.732

R$ 38.150

R$ 48.445

1.0 Ti-vct flex sel manual

R$ 37.263

R$ 37.998

R$ 40.267

R$ 40.447

R$ 93.698

2.0 16V turbo diesel freedom manual

R$ 92.029

R$ 93.488

2.0 16V turbo diesel volcano 4wd at9

R$ 106.311 R$ 115.936 R$ 130.493

2.4 16V multiair flex freedom at9

R$ 90.238

R$ 82.920

1.0 Ti-vct flex s manual

1.5 Sigma flex se manual

R$ 39.138

1.5 Sigma flex se plus manual

R$ 35.900

1.5 Sigma flex sel manual

R$ 37.200

R$ 42.278 R$ 45.900

R$ 40.950

R$ 43.300

2.4 16V multiair flex volcano at9

R$ 120.253

1.5 Ti-vct flex freestyle automรกtico

R$ 67.490

1.0 Fire flex attractive manual

R$ 42.252

1.5 Ti-vct flex se automรกtico

R$ 56.490

1.5 Ti-vct flex se manual

R$ 51.990

R$ 33.607

1.5 Ti-vct flex se plus sedan automรกtico

R$ 62.490

R$ 34.418

1.5 Ti-vct flex se sedan automรกtico

R$ 59.890

R$ 52.900

1.5 Ti-vct flex titanium automรกtico

R$ 69.490

R$ 34.578

1.0 Firefly flex way 4p manual

R$ 44.950

1.3 Firefly flex sporting 4p gsr 1.3 Firefly flex sporting 4p manual

R$ 41.945

1.3 Firefly flex way 4p manual

R$ 39.673

1.5 Ti-vct flex titanium sedan automรกtic Ka+

Ford 1.5 Ti-vct flex freestyle automรกtico

R$ 76.956

1.5 Ti-vct flex freestyle manual

R$ 69.958

1.5 Ti-vct flex freestyle plus automรกtico 1.5 Ti-vct flex se automรกtico

R$ 74.008

1.5 Ti-vct flex se direct automรกtico 1.5 Ti-vct flex se manual

R$ 63.766

2.0 Direct flex storm 4wd automรกtico 2.0 Direct flex titanium automรกtico Edge

3.5 V6 gas titanium awd automรกtico

Fiesta

1.0 Ecoboost titanium gas 4p

R$ 80.998

R$ 37.736

1.5 Se hatch 16v flex 4p manual

R$ 38.644

1.6 Se hatch 16v flex 4p manual

R$ 39.715

R$ 70.990 R$ 35.263

R$ 39.900

1.0 Ti-vct flex se plus manual

R$ 38.000

1.0 Ti-vct flex sel manual

R$ 34.970

1.5 Sigma flex se manual

R$ 39.277

R$ 41.677

R$ 89.900

1.5 Sigma flex sel manual

R$ 39.400

R$ 42.745

R$ 74.593

Mustang

5.0 V8 ti-vct gas gt premium selectshift

R$ 69.990

Ranger

2.2 Xl 4x4 cd 16v diesel 4p manual

R$ 42.414 R$ 49.990 R$ 43.936 R$ 299.900

R$ 80.900

R$ 190.000

R$ 74.970

2.2 Xls 4x2 cd 16v diesel 4p automรกtic

R$ 102.990

2.2 Xls 4x4 cd 16v diesel 4p automรกtic

R$ 114.738

R$ 89.068

2.2 Xls 4x4 cd 16v diesel 4p manual

R$ 95.945

R$ 103.240 R$ 134.000

R$ 155.906

R$ 89.990

R$ 100.000 R$ 99.900

R$ 87.276

R$ 118.900

2.5 Xls 4x2 cd 16v flex 4p manual R$ 53.200

1.5 S hatch 16v flex 4p manual

1.0 Ti-vct flex se manual

R$ 87.493

R$ 168.267

R$ 156.425

2.5 Xlt 4x2 cd 16v flex 4p manual

R$ 80.945

3.2 Limited 4x4 cd 20v 4p automรกt

R$ 117.500 R$ 144.976 R$ 163.895 R$ 183.390

3.2 Xlt 4x4 cd 20v diesel 4p automรกtico

R$ 132.000 R$ 148.890 R$ 163.430

R$ 45.724

Hyundai

1.6 Se plus hatch 16v flex 4p powershift

R$ 47.700

Creta

1.6 Sel hatch 16v flex 4p manual

R$ 49.156

1.6 16V flex pulse automรกtico

R$ 80.543

R$ 83.263

1.6 Sel hatch 16v flex 4p powershift

R$ 50.497

1.6 16V flex pulse manual

R$ 72.990

R$ 78.226

1.6 Sel sedan 16v flex 4p manual

R$ 50.695

1.6 16V flex pulse plus automรกtico

R$ 86.813

R$ 92.290

1.6 Sel sedan 16v flex 4p powershift

R$ 63.243

2.0 16V flex prestige automรกtico

R$ 87.082

R$ 98.587

R$ 103.907

2.0 16V flex 4p automรกtico

R$ 70.930

R$ 87.372

1.6 Ti-vct flex se manual

R$ 52.940

1.6 Ti-vct flex se plus powershift

R$ 57.652

1.6 Ti-vct flex se style manual

R$ 55.990

Grand st fรฉ

1.6 Ti-vct flex sel powershift

R$ 51.900

Hb20

1.6 Ti-vct flex titanium plus powershift

R$ 58.990

1.6 Titanium hatch 16v flex 4p manual

Fusion

2017

2.0 Titanium fwd gas 4p automรกtico

R$ 84.327

1.0 Firefly flex drive 4p manual

Focus

2016

R$ 85.611

2.0 16V turbo diesel freedom manual

1.0 Firefly flex attractive 4p manual

Ecosport

Versรฃo

2.0 Titanium 16v hรญbrido 4p automรกtico R$ 97.350

R$ 51.665

Elantra

1.6 16V flex attitude manual

R$ 67.490

2.0 16V flex special edition 4p automรกt 3.3 Mpfi v6 4wd gas 4p automรกtico

R$ 82.900 R$ 149.000

1.0 Comfort 12v flex 4p manual

R$ 37.291

R$ 38.149

R$ 40.246

1.0 Comfort plus 12v flex 4p manual

R$ 37.394

R$ 38.181

R$ 43.345

R$ 47.190

R$ 54.490

R$ 49.590

R$ 57.990

1.0 Comfort plus 12v turbo 4p manual

R$ 41.812

1.0 Comfort style 12v turbo 4p manual

R$ 41.423

1.0 Ocean 12v flex 4p manual

R$ 39.900

1.6 Titanium hatch 16v flex 4p

R$ 50.470

R$ 54.495

1.6 Titanium plus hatch 16v flex 4p

R$ 49.500

R$ 56.000

1.6 Se 16v flex 4p manual

R$ 58.660

2.0 Se fastback 16v flex 4p powershift

R$ 58.440

R$ 62.110

2.0 Se plus 16v flex 4p powershift

R$ 61.628

R$ 67.593

R$ 89.990

1.6 Comfort plus 16v flex 4p automรกtic R$ 47.525

R$ 50.897

2.0 Se plus fastback 16v flex 4p

R$ 59.900

R$ 64.400

R$ 91.990

1.6 Comfort plus 16v flex 4p manual

R$ 41.739

R$ 44.222

2.0 Titanium 16v flex 4p powershift

R$ 64.532

R$ 74.900

1.6 Comfort style 16v flex 4p automรกt

R$ 46.473

R$ 50.463

R$ 68.297

1.0 Unique 12v flex 4p manual

R$ 71.469

1.6 1 Million 16v flex 4p automรกtico

R$ 82.990

R$ 43.177 R$ 63.690 R$ 98.990 R$ 47.865

R$ 50.145

R$ 70.969

2.0 Titanium fastback 16v flex 4p

R$ 64.448

R$ 65.000

1.6 Comfort style 16v flex 4p manual

R$ 43.640

R$ 46.040

2.0 Titanium plus 16v flex 4p

R$ 68.233

R$ 78.000

1.6 Premium 16v flex 4p automรกtico

R$ 50.442

R$ 57.224

R$ 65.108

2.0 Titanium plus fastback 16v flex 4p

R$ 63.650

R$ 79.990

1.6 R spec 16v flex 4p automรกtico

R$ 49.895

R$ 52.990

R$ 58.000

1.6 R spec 16v flex 4p manual

R$ 47.713

R$ 50.445

2.0 Sel 16v gas 4p automรกtico

70 - Auto Revista Pernambuco

R$ 73.000

R$ 103.563 R$ 122.836

R$ 76.990

PERNAMBUCO


Marca/Modelo Hb20s

2016

2017

2018

2019

R$ 42.308

R$ 44.407

R$ 48.225

R$ 53.945

1.0 Comfort plus 12v turbo 4p manual

R$ 39.500

R$ 43.900

R$ 54.645

1.0 Comfort style 12v flex 4p manual

R$ 41.900

Versรฃo 1.0 Comfort plus 12v flex 4p manual

1.0 Comfort style 12v turbo 4p manual R$ 42.990

R$ 48.266 R$ 48.650

R$ 78.748

R$ 86.493

1.8 16V flex longitude 4p automรกtico

R$ 69.052

R$ 78.493

R$ 84.982

R$ 113.705

1.8 16V flex sport 4p automรกtico

R$ 65.306

R$ 72.119

R$ 74.103

R$ 89.470

R$ 59.250

R$ 64.084

R$ 66.501

1.8 16V flex sport 4p manual

1.6 Comfort style 16v flex 4p automรกt

R$ 49.682

R$ 55.923

R$ 58.990

R$ 66.090

2.0 16V turbo diesel 4p 4x4 automรกtico

1.6 Comfort style 16v flex 4p manual

R$ 47.990

R$ 52.350

R$ 90.000

2.0 16V turbo diesel 4p 4x4 automรกtico R$ 88.543

R$ 94.784

2.0 16V turbo diesel 4p 4x4 automรกtico R$ 102.306

R$ 57.686 R$ 64.923

R$ 70.604

1.6 16V premium flex 4p automรกtico

R$ 53.441

R$ 57.025

R$ 64.445

R$ 70.245

R$ 53.945

R$ 56.925

R$ 62.655

R$ 47.474

R$ 51.235

R$ 55.950

R$ 64.990

R$ 92.000

R$ 82.094

R$ 85.109

R$ 93.490

R$ 102.990

R$ 85.970

R$ 98.093

R$ 107.657

R$ 90.384

R$ 107.950

1.6 16V t-gdi gas gl ecoshift

Discovery Discovery 4

R$ 173.696 R$ 175.995

R$ 57.859

R$ 74.990

R$ 160.000

3.0 V6 td6 diesel hse 4wd automรกtico

R$ 410.000

3.0 Black 4x4 v6 24v 4p automรกtico

R$ 402.990 R$ 267.445

3.0 Se 4x4 v6 24v bi-turbo 4p automรกti R$ 269.663 Disc. Sport

2.0 16V si4 turbo gas 4p automรกtico

R$ 167.450 R$ 209.900 R$ 249.000

2.0 16V si4 turbo gas se 4p automรกtico

R$ 156.198

R$ 209.000

2.0 16V td4 turbo diesel 4p automรกtico R$ 196.950 R$ 224.900 R$ 294.500

R$ 110.423 R$ 132.990 R$ 136.523 R$ 54.833

R$ 115.490 R$ 138.520

3.6 Sport 4x4 v6 12v gas 2p automรกtico

3.0 V6 td6 diesel se 4wd automรกtico

R$ 114.900 R$ 121.736

1.6 16V t-gdi gas gls ecoshift 2.0 Mpfi gls 16v 143cv 4p automรกtico

Wrangler

R$ 113.363 R$ 127.890

Land rover

1.6 16V style flex 4p automรกtico 1.6 16V style flex 4p manual

R$ 73.685

R$ 113.490

2.0 16V turbo diesel 4p 4x4 automรกtico R$ 91.023

R$ 57.707

2.0 16V td4 turbo 4p automรกtico R. Rover ev

Jac

R$ 195.563 R$ 244.450

2.0 16V td4 turbo diesel 4p automรกtico R$ 180.000 R$ 222.400 2.0 Hse dynamic gas 4p automรกtico

R$ 210.000

2.0 16V p250 gas awd automรกtico

R$ 249.000

2.0 Hse dynamic gas 2p automรกtico

2.0 16V p250 gas r-dynamic automรกtico

R$ 304.450

2.0 Se 4wd 16v gas 4p automรกtico

R$ 164.364 R$ 189.000 R$ 199.900

R$ 309.900

2.0 Se dynamic 4wd gas 4p automรกtico

R$ 164.358

2.2 Se 4wd 16v diesel 4p automรกtico

R$ 195.950

2.0 16V ingenium 4p automรกtico 2.0 16V turbo diesel 4p automรกtico

R$ 273.000 R$ 370.000

3.0 V6 supercharged 4p automรกtico

R$ 299.000

F-type

3.0 Coupรฉ s 24v gas 2p automรกtico

R$ 389.900

Xe

2.0 16V ingenium p250 4p automรกtico

R.Rover spo R$ 204.967

R$ 289.900

3.0 Hse 4x4 v6 24v 4p automรกtico

R$ 343.528 R$ 405.750

3.0 Se 4x4 v6 24v 4p automรกtico

R$ 364.667 R$ 389.000

4.4 Hse dynamic 4x4 v8 4p automรกtico R$ 424.995

2.0 16V si4 turbo gas 4p automรกtico

R$ 168.890

2.0 P250 gas automรกtico

R$ 389.900

2.0 16V si4 turbo gas 4p automรกtico

R$ 182.900

3.0 V6 p380 gas r-dynamic s automรกtic

R$ 399.900

3.0 V6 supercharger 4p automรกtico

R$ 305.000

3.0 V6 p380 gas r-dynamic se automรกt

R$ 435.000

2.0 Prestige gas 4p automรกtico

R. Rover vel

Mercedes Benz

R$ 184.900 R$ 221.450

Jaguar 2.0 16V p250 gasolina awd automรกtico

R$ 249.000

2.0 16V p250 gasolina awd automรกtico

R$ 304.450

2.0 16V ingenium 4p automรกtico 2.0 16V turbo diesel 4p automรกtico

R$ 309.900

A 200 Amg gt

1.6 Cgi flex 7g-dct

R$ 120.923

1.6 Turbo 16v flex 4p automรกtico

R$ 97.970

4.0 V8 turbo gas 7g-dct

R$ 689.000

1.6 Turbo 16v flex 4p automatizado

R$ 273.000 R$ 370.000

R$ 106.000 R$ 129.900

R$ 299.000

C 43 amg

3.0 V6 gas coupรฉ 4matic 9g-tronic

3.0 Coupรฉ s supercharged v6 24v gasolina 2p automรกtico

R$ 389.900

C 180

1.6 Cgi 16v turbo flex 4p automรกtico

R$ 112.950 R$ 137.725

1.6 Cgi estate 16v gas 4p automรกtico

R$ 134.130

2.0 16V si4 turbo gas 4p automรกtico

R$ 168.890

2.0 16V si4 turbo gas 4p automรกtico

R$ 182.900

1.6 Cgi flex avantgarde 7g-tronic

3.0 V6 supercharger gas s 4p automรกtic

R$ 305.000

1.6 Cgi flex avantgarde 9g-tronic

3.0 V6 supercharged 4p automรกtico

2.0 Prestige gasolina 4p automรกtico

R$ 394.900

1.6 Cgi exclusive 16v gas 4p automรกtico R$ 138.000 R$ 123.900

R$ 184.900 R$ 221.450

1.6 Cgi flex exclusive 7g-tronic

Jeep

R$ 129.800 R$ 125.000 R$ 139.990 R$ 144.538 R$ 114.900

1.6 Cgi flex exclusive 9g-tronic 2.0 16V diesel limited 4x4 automรกtico

R$ 151.900 R$ 130.222 R$ 144.573

C 200

2.0 Cgi avantgarde 16v gas 4p automรกt

2.0 16V diesel 4x4 automรกtico

R$ 135.685 R$ 181.795

C 250

2.0 Cgi gas avantgarde 9g-tronic

2.0 16V flex limited automรกtico

R$ 108.945 R$ 125.654

2.0 16V flex longitude automรกtico

R$ 107.906 R$ 122.145

2.0 16V flex sport automรกtico

R$ 93.527

R$ 103.956 R$ 329.000

PERNAMBUCO

R$ 129.950

1.6 Cgi gas avantgarde coupรฉ 9g-tronic

2.0 16V diesel 4x4 automรกtico

3.0 Limited 4x4 v6 turbo 4p automรกt

2019

R$ 98.990

R$ 66.660 R$ 52.738

2018

R$ 73.000

2.0 16V turbo diesel 4p 4x4 automรกtico

1.6 Premium 16v flex 4p automรกtico

Tucson

Grand cherokee

R$ 68.485

R$ 60.840

3.3 Mpfi 4x4 7 lugares gas 4p automรกtic R$ 134.900

Compass

1.8 16V flex limited 4p automรกtico

R$ 57.608

Santa fรฉ

Xf

R$ 65.900

R$ 49.002

2.0 Mpfi gls 16v flex 4p automรกtico

F-type

R$ 65.118

R$ 46.955

2.0 Mpfi gl 16v flex 4p automรกtico

F-pace

R$ 59.398

1.6 Comfort plus 16v flex 4p manual

2.0 Mpfi 16v flex 4p automรกtico

E-pace

1.8 16V flex 4p manual

R$ 56.383

2.5 Longo sem caรงamba 4x2 16v 130cv R$ 67.950

Xf

R$ 71.263

R$ 54.568

1.6 Ocean 16v flex 4p automรกtico

F-pace

2017

R$ 64.018

Versรฃo

1.6 Comfort plus 16v flex 4p automรกtic R$ 50.098

1.6 Copa do mundo fifa 4p automรกt

E-pace

2016

1.8 16V flex 4p automรกtico 1.8 16V flex custom 4p manual

1.0 Unique 12v flex 4p manual

Hb20x

Marca/Modelo Renegade

C 300

R$ 165.450 R$ 176.800 R$ 129.430 R$ 159.630

2.0 Cgi sport coupรฉ gas 2p automรกtico

R$ 184.660 R$ 211.450

2.0 Cgi sport turbo gas 4p automรกtico

R$ 160.638 R$ 189.450

2.0 Cgi gas anniversary 7g-tronic

R$ 184.900

2.0 Cgi gas cabriolet 9g-tronic

R$ 275.000 R$ 325.000

Auto Revista Pernambuco -

71


Marca/Modelo

Versão

2016

2.0 Cgi gas sport 9g-tronic

2017

2018

2019

Marca/Modelo

R$ 249.900 R$ 239.900

2016

2017

1.0 Sv 12v flex 4p manual

R$ 34.076

R$ 35.693

R$ 38.060

R$ 51.900

Versão

Cla 180

1.6 Cgi gas 7g-dct

R$ 143.340

1.6 Sl 16v flex 4p manual

Cla 200

1.6 Cgi flex 7g-dct

R$ 159.000

1.6 Sl 16v flex 4p xtronic

1.6 Vision 16v flex 4p automático E 43 amg

3.0 V6 gas 4matic 9g-tronic

E 63 amg

4.0 V8 turbo gas s 4matic+ speedshift

E 400 Gla 200

Gla 250

R$ 135.450 R$ 145.990

R$ 46.990

1.6 Sv 16v flexstart 4p manual

R$ 37.990

Sentra

1.6 Cgi advance 16v 4p automático

R$ 119.365 R$ 134.297

1.6 Cgi enduro 16v flex 4p automático

R$ 136.400

Versa

R$ 37.608

2.0 S 16v flexstart 4p automático 2.0 Sv 16v flex 4p automático

R$ 65.000 R$ 56.170

1.0 12V flex 4p manual

R$ 38.767

R$ 43.445

1.0 12V flex s 4p manual

R$ 39.338

R$ 37.950

1.6 16V flex sl 4p manual

R$ 43.973

R$ 55.740

R$ 182.633

1.6 16V flex sv 4p manual

R$ 43.990

R$ 45.900

R$ 54.990

1.6 Cgi flex style 7g-dct

R$ 144.400

1.6 16V flex sv 4p xtronic

R$ 52.263

R$ 52.179

1.6 Cgi style 16v flex 4p automático

R$ 105.495 R$ 123.995

1.6 16V flexstart s 4p manual

2.0 16V turbo gas 4p automático

R$ 152.330

1.6 16V flexstart sl 4p xtronic

R$ 55.000

R$ 61.300

1.6 16V flexstart sv 4p xtronic

R$ 51.978

R$ 52.995

1.6 16V flexstart unique 4p xtronic

R$ 56.450

R$ 60.450

1.2 Active 12v flex 4p manual

R$ 41.575

R$ 43.130

1.2 Active pack 12v flex 4p manual

R$ 47.723

R$ 46.950

2.0 Cgi gas 4matic 9g-tronic

R$ 190.450 R$ 202.600 R$ 310.000

R$ 218.680

5.5 V8 turbo gas 4matic 7g-tronic

R$ 569.900

3.0 V6 bluetec diesel 4matic 9g-tronic

R$ 305.000

3.0 V6 gas coupé 4matic 9g-tronic

R$ 315.320 R$ 350.945

Peugeot

R$ 247.450

208

R$ 273.198 R$ 739.900 R$ 389.445

R$ 373.450

R$ 52.900

1.5 Active 8v flex 4p manual

R$ 40.000

1.5 Active pack 8v flex 4p manual

R$ 39.173

1.5 Allure 8v flex 4p manual

R$ 41.327

1.6 Allure 16v flex 4p automático

3.0 V6 gas highway 4matic 9g-tronic

R$ 395.000

1.6 Griffe 16v flex 4p automático

R$ 61.945

3.0 V6 gas night coupé 4matic 9g-tronic

R$ 394.900

1.6 Sport 16v flex 4p manual

R$ 47.250

3.0 V6 gas 2p automático

R$ 430.000

1.6 Thp gt 16v flex 4p manual

R$ 61.945

Slc 300

2.0 Cgi gas 9g-tronic

R$ 230.000 R$ 280.900

1.6 Urbantech 16v flex 4p automático

Sprinter

2.2 415 Cdi van 16 lugares manual

R$ 113.000

Vito

2.0 Cgi flex 119 confort 9l manual

R$ 88.400

308

Mini 1.5 12V twinpower gas 2p steptronic

R$ 114.990

2.0 16V twinpower gas s 2p steptronic

R$ 157.470

2.0 John cooper gas 2p automatico

R$ 129.900 R$ 129.900 R$ 143.500

2.0 S cabrio 16v gas 2p automático 2.0 S exclusive 16v gas 2p automático

R$ 140.000 R$ 156.900 R$ 95.000

2.0 S exclusive 16v gas 4p automático 2.0 S top 16v turbo gas 2p automático

408

2008

R$ 117.000 R$ 85.000

2.0 S top clubman gas 4p automático

Kicks

2.3 16V turbo diesel se 4x4 automático

R$ 144.900

3008

R$ 60.990

Captur

Duster

1.0 Conforto 12v flex 4p manual

R$ 30.657

R$ 32.945

1.0 S 12v flex 4p manual

R$ 32.482

R$ 33.784

R$ 79.795

R$ 90.468

1.6 16V sce flex zen manual

R$ 74.443

R$ 70.990

1.6 16V sce flex zen x-tronic

R$ 77.950

R$ 84.657

2.0 16V hi-flex intense automático

R$ 80.882

1.0 Authentique 16v flex 2p manual

R$ 19.900

1.0 Expression 16v flex 4p manual

R$ 26.463

1.6 16V sce flex dynamique manual

R$ 57.163

R$ 64.236

R$ 75.900

1.6 16V sce flex expression manual

R$ 50.855

R$ 88.447

R$ 139.900

1.6 Dynamique 4x2 16v flex 4p manual R$ 50.926

R$ 57.709

R$ 87.243

R$ 89.400

R$ 35.034

R$ 77.900

1.6 16V sce flex intense x-tronic

1.6 16V sce flex dynamique x-tronic R$ 80.393

R$ 61.367

Renault

Clio

1.6 16V flexstart sv 4p xtronic

72 - Auto Revista Pernambuco

R$ 57.972

R$ 50.245

R$ 67.990

1.6 16V flexstart s 4p manual

March

R$ 53.630

1.6 16V flex allure 4p manual

1.6 Griffe thp 16v gas 4p automático

R$ 137.660 R$ 166.567

1.6 16V flexstart sl 4p xtronic

R$ 53.197

1.6 16V flex allure 4p automático

R$ 67.400

2.3 16V turbo diesel le 4x4 automático

R$ 142.990

R$ 66.900

R$ 54.990

R$ 219.900

2.5 Sv attack 4x4 eletronic 4p manual

R$ 65.890

1.6 Griffe 16v turbo flex 4p automático R$ 57.445

R$ 58.497

2.0 16V twinpower turbo gas john

R$ 98.495

R$ 54.225

1.6 Business 16v turbo 4p automático

R$ 52.900

Nissan

2.5 Sv attack 4x4 cd 4p automático

R$ 61.945

2.0 Allure 16v flex 4p automático

1.6 16V flex griffe 4p automático

R$ 133.425

R$ 109.780

1.6 Griffe thp 16v gas 4p automático

1.6 16V flex griffe 4p manual

R$ 165.900 R$ 144.750

R$ 85.900

R$ 60.900

R$ 165.900 R$ 149.900

2.0 16V twinpower gas cooper s steptr

2.5 Sl 4x4 cd turbo 4p automático

R$ 67.900

1.6 Griffe thp 16v flex 4p automático

R$ 107.000 R$ 122.425

1.5 12V twinpower gas cooper steptro

2.5 S 4x4 cd turbo eletronic 4p manual

R$ 57.990

1.6 Allure business thp 4p automático

2.0 Allure 16v flex 4p automático

R$ 109.000

R$ 69.400

R$ 51.445 R$ 52.843

Sl 400

Frontier

R$ 41.990

R$ 143.990

3.0 V6 bluetec sport 4matic 9g-tronic

Countryman

R$ 82.990

R$ 71.460

1.6 Cgi flex enduro 7g-dct

2.0 Cgi gas sport 4matic 9g-tronic

Cooper

R$ 60.900

R$ 41.900

1.6 Cgi flex advance 7g-dct

2.0 Cgi gas highway 4matic 9g-tronic

Gle 400

1.6 Sv 16v flex 4p xtronic

R$ 229.000

2.0 Cgi gas coupé 4matic 9g-tronic

Gle 63 amg

R$ 764.900 R$ 254.900 R$ 299.900

2.0 Cgi gas sport 4matic 7g-dct Glc 250

1.6 Sv 16v flex 4p manual

2.0 Cgi gas exclusive 9g-tronic 3.0 V6 avantgarde gas 4p automático

R$ 46.450

R$ 507.400 R$ 251.473 R$ 304.900

2019

R$ 48.900

1.6 Sl 16v flexstart 4p xtronic

2.0 Cgi gas avantgarde 9g-tronic

2018

1.6 Expression 4x2 16v flex 4p manual

R$ 49.407

R$ 54.091

2.0 Dynamique 4x2 16v 4p automático

R$ 56.156

R$ 61.026

2.0 Dynamique 4x2 16v flex 4p manual R$ 55.018

R$ 60.000

R$ 60.489 R$ 71.195

R$ 69.900

R$ 54.994

R$ 60.990

PERNAMBUCO


Marca/Modelo

Versão

2016

2.0 Dynamique 4x4 16v flex 4p manual R$ 57.080 Duster oroch

2017

1.6 16V flex dynamique 4p manual

R$ 59.936

R$ 62.290

Forester

R$ 58.245

R$ 59.378

Suzuki

R$ 65.263

2.0 16V flex dynamique 4p manual

R$ 60.095 R$ 59.423

Grand vitara

R$ 65.038

R$ 70.990

R$ 63.990

2.0 16V hi-flex dynamique automático

R$ 72.250

2.0 Dynamique 16v flex 4p automático

R$ 56.113

2.0 Dynamique 16v flex 4p manual

R$ 52.990

2.0 Dynamique plus 16v 4p automático R$ 54.948

Logan

R$ 70.887 R$ 63.500

1.6 16V sce flex expression manual

Kwid

Marca/Modelo Subaru

1.6 16V sce flex express manual

Kangoo

2019

1.6 16V flex expression 4p manual 1.6 16V sce flex dynamique manual

Fluence

2018

R$ 58.990

Jimny R$ 62.118 S-cross

Versão 2.0 S 4x4 16v gas 4p automático

R$ 97.900

2.0 4Sport 4x2 16v gas 4p automático

R$ 71.400

2.0 4Sport 4x4 16v gas 4p automático

R$ 86.900

2.0 4X2 16v gas 4p automático

R$ 74.900

2.0 Premium 4x2 16v 4p automático

R$ 69.800

2.0 Premium 4x4 16v 4p automático

R$ 69.000

1.3 4All 4x4 16v gas 2p manual

R$ 52.147

1.3 4Sport 4x4 16v gas 2p manual

R$ 59.058

1.3 4Work 4x4 16v gas 2p manual

R$ 54.900

1.6 16V vvt gas gls 4p 4x4 automático

R$ 69.900

2.0 Privilége 16v flex 4p automático

R$ 59.698

1.6 Express 16v flex 3p manual

R$ 32.000

1.6 16V vvt gas glx 4p 4x4 automático

R$ 69.950

1.6 Express 16v flex 4p manual

R$ 33.763

1.6 16V vvt gas glx 4p automático

R$ 63.500

2019

R$ 59.990

R$ 58.293

R$ 66.445

R$ 69.900

R$ 40.990

1.0 12V sce flex life manual

R$ 37.395

R$ 30.740

1.6 16V gas 4you allgrip automático

R$ 92.900

1.0 12V sce flex zen manual

R$ 33.236

R$ 37.990

1.6 16V gas 4you automático

R$ 92.900

R$ 37.223 R$ 36.211

R$ 94.900

Toyota

R$ 37.137 R$ 44.990

1.0 12V sce flex expression manual

1.4 16V turbo gas 4sport automático

2018

R$ 35.990

1.0 12V sce flex authentique manual

Vitara

2017

1.0 12V sce flex intense manual

1.0 12V sce flex expression manual

R$ 50.490

Corolla

R$ 37.575

1.8 Gli 16v flex 4p automático

R$ 70.281

R$ 74.824

R$ 89.377

R$ 93.500

1.8 Gli upper 16v flex 4p automático

R$ 70.835

R$ 74.804

R$ 83.288

R$ 104.993

1.0 Authentique 16v flex 4p manual

R$ 35.369

R$ 37.225

2.0 Altis 16v flex 4p automático

R$ 93.375

R$ 90.094

R$ 102.567 R$ 115.000

1.0 Expression 16v flex 4p manual

R$ 34.358

R$ 78.413

R$ 83.959

R$ 95.193

R$ 124.004

R$ 97.086

R$ 96.500

R$ 45.211

R$ 50.675

R$ 53.000

R$ 38.245

R$ 41.575

R$ 46.880

1.5 Platinum 16v flex 4p automático

R$ 58.000

R$ 54.990

1.5 Platinum sedan 16v 4p automático

R$ 52.900

R$ 59.336

R$ 47.647

R$ 52.400

R$ 56.900

R$ 42.695

R$ 47.145

R$ 54.000

R$ 50.913

R$ 54.900

R$ 34.960

2.0 Xei 16v flex 4p automático

1.6 16V sce flex dynamique easy-r

R$ 37.990

2.0 Xrs 16v flex 4p automático

1.6 16V sce flex dynamique manual

R$ 42.990

Etios

1.6 16V sce flex expression manual

R$ 57.730

1.3 X 16v flex 4p automático 1.3 X 16v flex 4p manual

1.6 16V sce flex expression easy-r

R$ 42.000

R$ 42.990

1.6 16V sce flex expression manual

R$ 40.386

R$ 42.598

1.6 Dynamique 8v 4p automatizado

R$ 47.990

1.5 X plus sedan 16v 4p automático

R$ 41.146

R$ 43.900

1.5 X sedan 16v flex 4p automático

1.6 Expression 8v flex 4p automatizado R$ 38.120

R$ 44.657

1.5 X sedan 16v flex 4p manual

1.6 Expression 8v flex 4p manual

R$ 39.680

1.5 Xls 16v flex 4p automático

1.6 Dynamique 8v flex 4p manual

R$ 36.148

R$ 56.890

Master

2.3 Dci diesel minibus 3p manual

Sandero

1.0 12V sce flex authentique manual

R$ 34.238

R$ 34.355

1.0 12V sce flex expression manual

R$ 34.850

R$ 36.386

R$ 44.270

1.5 Xls sedan 16v flex 4p manual

R$ 152.000

R$ 38.923

R$ 39.060

R$ 48.320

1.5 Xs 16v flex 4p automático

1.0 12V sce flex vibe manual 1.0 Authentique 16v flex 4p manual

R$ 32.839

1.5 Xls 16v flex 4p manual

R$ 36.432

R$ 59.900 R$ 40.979 R$ 39.000

R$ 47.990

R$ 43.200

R$ 49.945 R$ 47.700

R$ 51.426

R$ 37.821

R$ 44.990

R$ 47.672

R$ 49.576

R$ 52.826

R$ 40.700

R$ 47.900

R$ 45.000 R$ 62.400

1.5 Xls sedan 16v flex 4p automático

R$ 34.040

1.5 Xs 16v flex 4p manual

1.6 16V sce flex expression easy-r

R$ 39.240

R$ 38.450

1.5 Xs sedan 16v flex 4p automático

1.6 16V sce flex expression manual

R$ 38.585

R$ 39.364

1.5 Xs sedan 16v flex 4p manual

1.6 16V sce flex gt line manual

R$ 58.490

R$ 52.125

R$ 57.134

Etios cross

1.5 16V flex 4p automático

R$ 53.445

Hilux

2.7 Sr 4x2 cd 16v flex 4p automático

R$ 107.833 R$ 113.293

2.7 Srv 4x2 cd 16v flex 4p automático

R$ 132.900 R$ 118.297

1.6 16V sce flex stepway easy-r

R$ 36.990

1.6 16V sce flex stepway manual

R$ 49.695

1.6 16V sce flex stepway easy-r

R$ 47.316

2.7 Srv 4x4 cd 16v flex 4p automático

1.6 16V sce flex stepway manual

R$ 46.900

2.8 Sr 4x4 cd 16v diesel 4p automático

R$ 135.300 R$ 140.500

R$ 47.180

2.8 Srv 4x4 cd 16v 4p automático

R$ 148.477 R$ 156.520 R$ 169.820 R$ 181.996

2.8 Srx 4x4 cd 16v 4p automático

R$ 162.600 R$ 168.926 R$ 183.660 R$ 195.450

1.6 16V sce flex stepway manual

Symbol

2016

R$ 45.557

1.6 Dynamique 8v flex 4p automatiz

R$ 38.000

R$ 41.990

1.6 Dynamique 8v flex 4p manual

R$ 37.718

R$ 44.445

1.6 Expression 8v flex 4p automatizado R$ 34.963

R$ 41.445

R$ 61.740

Hilux sw4

R$ 119.900 R$ 130.195

2.7 Srv 7 lugares 4x2 16v 4p automátic

R$ 215.000 R$ 179.963

2.8 Srx 4x4 7 lugares 16v 4p automátic

R$ 211.956 R$ 225.819 R$ 249.700 R$ 262.670 R$ 215.685 R$ 212.958

1.6 Expression 8v flex 4p manual

R$ 35.277

R$ 38.757

2.8 Srx 4x4 16v turbo 4p automático

1.6 Gt line limited flex 4p manual

R$ 39.708

R$ 43.960

2.8 Srx diamond 4x4 4p automático

1.6 Stepway 8v flex 4p automatizado

R$ 45.860

R$ 47.963

4.0 Srx 4x4 7 lugares v6 4p automático R$ 214.900 R$ 156.900

R$ 246.817

1.6 Stepway 8v flex 4p manual

R$ 43.007

R$ 46.308

Prius

1.8 16V híbrido 4p automático

1.6 Stepway rip curl 8v 4p automatiz

R$ 50.000

R$ 46.490

Rav4

2.0 Top 4x2 16v gas 4p automático

1.6 Stepway rip curl 8v flex 4p manual

R$ 45.400

R$ 47.168

Yaris

1.3 16V flex xl multidrive

R$ 64.900

2.0 16V hi-flex rs manual

R$ 46.495

R$ 55.567

1.3 16V flex xl plus tech multidrive

R$ 70.900

1.5 16V flex sedan xl multidrive

R$ 72.963

1.6 Privilège 16v flex 4p manual

PERNAMBUCO

R$ 93.297

R$ 104.490 R$ 130.000

Auto Revista Pernambuco -

73


Marca/Modelo

Versão

2016

2017

2018

2019

1.5 16V flex sedan xl plus multidrive

R$ 74.900

1.5 16V flex sedan xls multidrive

R$ 79.900

1.5 16V flex xs multidrive

R$ 76.460

Marca/Modelo

Versão

2016

1.6 Cross cd 16v flex 2p manual

Fox

R$ 80.000

R$ 79.723

R$ 123.503 R$ 145.135 R$ 162.948

1.6 Msi robust cd 8v flex 2p manual

R$ 57.778

R$ 61.793

1.6 Msi robust cs 8v flex 2p manual

R$ 41.159

R$ 45.262

R$ 51.900

3.0 V6 tdi diesel highline automático

R$ 182.718

1.6 Msi trendline cd 8v flex 2p manual

R$ 50.300

R$ 44.900

1.6 Msi trendline cs 8v flex 2p manual

R$ 41.430

R$ 45.822

1.6 Msi comfortline 4p automatizado

R$ 63.990

1.0 Mpi 12v flex 4p manual

R$ 194.995 R$ 200.950 R$ 35.995

R$ 46.445

1.6 Msi flex 16v 4p automatizado

R$ 50.129

R$ 55.990

1.6 Msi flex 16v 4p manual

R$ 49.874

R$ 55.579

1.0 Mpi bluemotion 12v flex 4p manual R$ 37.990

R$ 39.990

1.0 Mpi comfortline 12v flex 4p manual R$ 40.503

R$ 42.945

1.0 Mpi track 12v flex 4p manual

R$ 38.423

R$ 41.495

1.0 Mpi trendline 12v flex 4p manual

R$ 36.987

R$ 38.493

Spacefox R$ 56.445 Tiguan

1.6 Msi comfortline 8v flex 4p manual

R$ 46.395

1.6 Msi trendline 8v flex 4p manual

R$ 45.900

R$ 61.990

1.4 250 Tsi total flex allspace tiptronic 2.0 Tsi 16v turbo gas 4p tiptronic

Up

R$ 125.990 R$ 104.900

1.0 Mpi high up 12v 4p automatizado

R$ 41.990

1.0 Mpi high up 12v flex 4p manual

R$ 33.950

R$ 42.350

1.0 Mpi move up 12v 4p automatizado

R$ 32.000

R$ 37.990

1.0 Mpi move up 12v flex 4p manual

R$ 38.323

R$ 44.200

1.0 Mpi take up 12v flex 4p manual

R$ 33.270

R$ 35.639

1.6 Msi comfortline 4p automatizado

R$ 43.238

R$ 47.195

1.6 Msi comfortline 8v flex 4p manual

R$ 41.883

R$ 45.554

1.6 Msi highline 16v flex 4p manual

R$ 42.096

R$ 46.963

1.6 Msi pepper 16v flex 4p manual

R$ 44.536

R$ 48.800

1.0 Tsi high up 12v flex 4p manual

R$ 40.900

R$ 42.700

R$ 45.813

1.0 Tsi move up 12v flex 4p manual

R$ 40.720

R$ 43.325

R$ 44.050

1.6 Msi total flex connect 4p manual

R$ 45.567

R$ 50.972

1.6 Msi total flex xtreme 4p manual

R$ 52.963

R$ 56.990

R$ 39.581

R$ 42.945

R$ 43.334

1.0 12V mpi totalflex city 4p manual

R$ 35.724

R$ 39.345

1.0 12V mpi totalflex track 4p manual

R$ 38.000

1.0 12V mpi totalflex 4p manual

R$ 36.144

1.6 Msi totalflex comfortline 4p manual

R$ 42.088

1.6 Msi totalflex highline 4p manual

R$ 45.900

1.6 Msi totalflex trendline 4p manual

R$ 37.899

1.0 Tsi comfortline 12v total 4p manual

R$ 68.945

1.4 Tsi highline 16v total 4p tiptronic

R$ 95.074

1.4 Tsi variant comfortline 4p tiptronic

R$ 82.000 R$ 86.900

R$ 52.000

1.0 200 Tsi comfortline automático

R$ 73.466

R$ 73.900

1.0 200 Tsi highline automático

R$ 24.381

R$ 86.150

1.6 Msi total flex manual

R$ 62.600

R$ 66.098

R$ 43.348

1.0 12V mpi trendline 4p manual

R$ 37.400

R$ 41.158

R$ 38.208

1.6 Msi totalflex 4p manual

R$ 56.660

R$ 56.563

1.6 Msi comfortline 4p i-motion

R$ 44.900

R$ 41.990

R$ 53.786

1.6 Msi totalflex comfortline 4p manual

R$ 44.285

R$ 48.252

1.6 Msi totalflex trendline 4p manual

R$ 40.870

R$ 41.904

S60

2.0 T4 momentum gas 4p automático

R$ 119.900

V40

2.0 T4 kinetic gas 4p automático

Volvo R$ 39.847

2.0 T4 momentum gas 4p automático XC40

R$ 109.450 R$ 129.500

1.4 16V tsi comfortline gas 4p tiptronic R$ 75.598

R$ 49.900

R$ 45.990

R$ 42.000

R$ 52.090

1.0 Tsi pepper 12v flex 4p manual

R$ 41.657

1.6 Msi totalflex 4p manual

Voyage

R$ 53.691 R$ 42.900

1.0 12V mpi comfortline 4p manual

1.6 16V msi totalflex 4p automático

2.0 Tsi gti 16v turbo gas 4p automático

Virtus

R$ 47.445

1.0 12V mpi totalflex 4p manual

Jetta

R$ 56.990

R$ 102.158 R$ 125.890 R$ 145.900

1.6 Msi trendline 8v flex 4p manual

Golf

R$ 74.945

2.0 Highline 4x4 cd 16v 4p automático

1.6 Msi run 8v flex 4p manual

Gol

R$ 64.873

2.0 Trendline 4x4 cd 4p automático 3.0 V6 tdi diesel highline automático Crossfox

2019 R$ 55.890 R$ 63.048

R$ 56.120

1.6 Cross ce 16v flex 2p manual

Cross up

2018 R$ 50.148

1.6 Msi total flex automático Saveiro

VW Amarok

2017

1.0 Mpi total flex manual

R$ 114.950 R$ 112.990

R$ 174.117

2.0 T5 gas momentum awd geartronic R$ 101.323

XC60

R$ 134.950

2.0 T4 gas geartronic

R$ 193.925 R$ 199.950

2.0 D5 momentum awd geartronic

R$ 275.950

1.4 16V tsi trendline gas 4p manual

R$ 68.767

2.0 T5 gas inscription awd geartronic

1.4 16V tsi trendline gas 4p tiptronic

R$ 67.526

2.0 T5 gas momentum awd geartronic

R$ 216.990

2.0 Tsi highline 211cv gas 4p tiptronic

R$ 81.946

2.0 T5 gas r-design awd geartronic

R$ 249.900

R$ 99.500

Passat

2.0 16V tsi bluemotion gas 4p dsg

R$ 153.254

XC90

Polo

1.0 200 Tsi comfortline automático

R$ 63.720

R$ 73.498

2.0 D5 diesel momentum geartronic

1.0 200 Tsi highline automático

R$ 70.960

R$ 80.418

2.0 T6 gas momentum awd geartronic

R$ 278.950

2.0 D5 diesel inscription geartronic

R$ 355.000 R$ 300.000 R$ 299.950

PERNAMBUCO

74 - Auto Revista Pernambuco


Venha nos visitar

STAND: A 03

Profile for editoranucleo

AutorevistaPe 55  

AutorevistaPe 55  

Advertisement