Page 1

31587


Apresentação

Prezado professor, nosso sentimento é de alegria e exultação no Senhor por oferecer-lhe a Revista de nº 01 da série Discipulado, cujo tema é: Caminhando com Jesus. Nosso novo currículo para a Escola Dominical foi elaborado pensando em como tornar o processo de ensino-aprendizagem algo mais eficiente e dinâmico. Nesse novo ciclo, apresentamos mudanças substanciais tanto na parte textual — com uma profundidade maior nos comentários — quanto no projeto gráfico, que se apresenta muito mais atrativo, estimulante e motivador. O texto foi diagramado em duas colunas, o que possibilita uma leitura fácil e agradável. Ademais, as lições contêm tabelas, infográficos e imagens. Esses atraentes recursos visuais serão ferramentas didáticas muito úteis para a compreensão dos textos. Ao final das 13 lições, há uma bibliografia de apoio para que você amplie seus conhecimentos e torne suas aulas mais interessantes. Deus seja louvado! Mas aquele Consolador, o Espírito Santo, que o Pai enviará em meu nome, vos ensinará todas as coisas e vos fará lembrar de tudo quanto vos tenho dito. João 14.26 Elba Alencar Diretora Executiva da Central Gospel

Expediente Diretoria Diretor Presidente - Silas Malafaia Vice-presidente - Silas Malafaia Filho Diretora Executiva - Elba Alencar Editorial Gerência Editorial Jane Castelo Branco Coordenação Editorial Michelle Candida Caetano

Educacional Coordenação das revistas infantis Albertina Malafaia Revisão final Welton Torres e Bruno Gomes Capa Eduardo Souza Projeto gráfico e diagramação Luciana Simas Fotos Shutterstock


Sumário

Comentários: Equipe Educacional

01 O que significa conhecer a Deus? 04 02 Jesus, o Salvador 11 03 A pessoa do Espírito Santo 18 04 A Palavra da verdade 25 05 Igreja, o que é isso? 32 06 Os dons e o fruto do Espírito Santo 39 07 Ética cristã 46 08 O cristão e a família 53 09 O serviço cristão 60 10 As ordenanças da Igreja 67 11 Adorar, cultuar e servir 74 12 O evangelismo e as armas espirituais 81 13 O cristão e a eternidade 88


ENTENDA NOSSA REVISTA Os tópicos que estão escritos com letra de cor azul, ou que se encontram dentro de boxes azuis, não constam na revista do aluno; somente na revista do professor. TEXTO BÍBLICO BÁSICO Texto bíblico principal utilizado para dar base à lição. Deve ser lido com os alunos em suas respectivas Bíblias. A intenção é estimulá-los a levarem a Palavra de Deus para as aulas e incentivá-los a consultá-la sempre que for necessário. TEXTO ÁUREO Versículo-chave da lição. Ele contém o assunto central, que deverá ser apresentado e desenvolvido durante a aula, a fim de ser aplicado no dia a dia. LEITURA DIÁRIA Referências bíblicas para as leituras diárias, cada uma das quais responde a uma pergunta-chave. Elas despertam o interesse dos alunos e possibilitam a reflexão pessoal na Palavra de Deus. OBJETIVOS Metas a serem alcançadas pelo professor ao término da aula. Esta seção serve como uma âncora, impedindo que a temática da aula fique à deriva. É muito

LOJAS CENTRAL GOSPEL RIO DE JANEIRO Penha Rua Honório Bicalho, 102 Telefone: (21) 3888-4511 / (21) 2671-4290 SÃO PAULO Centro Rua Conde de Sarzedas, 22/24 - Loja 101 Telefone: (11) 3105-2412 / (11) 3105-3184

importante manter-se atento aos objetivos de cada lição. PALAVRA INTRODUTÓRIA Aprofundamento bíblico concernente ao tema da lição, a fim de enriquecer o conhecimento do tema em estudo. COMENTÁRIOS Trata-se do conteúdo da lição. CONCLUSÃO Nesse espaço, você encontrará uma palavra de ânimo para ser compartilhada com a turma e um desafio prático em relação aos conteúdos aprendidos. PONTOS DE DEBATE Algumas perguntas são apresentadas ao final de cada lição. As respostas a essas atividades contêm as respectivas referências bíblicas, o que permite o desdobramento dos assuntos em sala de aula. DESAFIOS BÍBLICOS Atividades que antecipam a próxima lição, por meio de estudos domiciliares. Ao final de cada aula, explique aos alunos o que realizar em casa e o que apresentar no próximo encontro. TELEFONES Telemarketing (21) 2187-7000 Atendimento a livreiros (21) 2187-7040 / 2187-7043 Atendimento a igrejas (21) 2448-1209 Serviço de Atendimento ao Consumidor (21) 2187-7028 Central de Atendimento Telefônico (21) 2187-7000


LIÇÃO 1

AULA DADA EM

O QUE SIGNIFICA CONHECER A DEUS? TEXTO BÍBLICO BÁSICO: Efésios 3.17-19; 1 João 4.12-15

TEXTO ÁUREO Oseias 6.3a

Conheçamos o Senhor; esforcemo-nos por conhecê-lo.

LEITURA DIÁRIA SEG

TER

QUA

Jo 17.1-5

Jo 1.1-14

Gl 4.8-20

O que é a vida eterna?

O mundo foi criado por intermédio de quem?

O que aconteceu com a alegria dos Gálatas?

4 | Discipulado — Professor

QUI

SEX

SÁB

Hb 8.1-13

Jo14.5-14

Hb 3.7-19

Qual era a função do sacerdote?

Que resposta Jesus deu a Filipe?

O que endurece o coração do homem?


Objetivos Ao término do estudo bíblico, o aluno deverá ser capaz de: • entender que Deus revela-se ao homem de diversas maneiras; • compreender como Deus revela-se a nós por meio dos seus atributos; • conhecer os principais nomes divinos e suas implicações no entendimento do Ser de Deus.

Palavra a introdutóri A história relatada na Bíblia é frequentemente considerada a maior já registrada, porque ela trata da narração de um relacionamento por meio do qual Deus revela e expressa Seu amor à humanidade. Essa narrativa revela ao leitor quem Deus é.

A história bíblica, que começa no Livro de Gênesis, com o relato da criação da Terra e da humanidade por Deus, termina no Livro de Apocalipse, com a consumação da história e a criação de um novo céu e uma nova terra.

A Palavra descreve a história da revelação divina, da autorrevelação dele à humanidade por meio de Suas palavras e ações. Portanto, ela é mais do que uma mera história. Ela conta acontecimentos realmente históricos que serviram de cenário para a revelação divina registrada na Bíblia: começando pela criação da Terra e da humanidade por Deus, a ascensão da civilização humana e o surgimento dos poderes políticos mundiais.

O ponto central da história bíblica é a revelação de Deus na pessoa de Jesus de Nazaré. O Verbo de Deus, Jesus, fez-se carne e sangue (encarnação), e, assim, revelou-se de modo mais pleno à humanidade (VARUGHESE, Alex (ed.). Descobrindo a Bíblia. Rio de Janeiro: Central Gospel, 2012, p. 25).

Caminhando com Jesus

|5


Comentários 1. O CONHECIMENTO Aceitar que Deus existe não é o suficiente para alguém dizer que possui uma vida cristã genuína (Tg 2.26). Para alcançá-la, é imprescindível um relacionamento íntimo com Ele. O Senhor deseja que Seus filhos o descubram diariamente pelo hábito da leitura da Bíblia e da oração (Sl 105.4).

o coração (Jr 29.13)? Vejamos algumas maneiras de encontrar-nos com Deus.

2.1. Nas Escrituras A Bíblia é considerada sagrada porque ela foi inspirada por Deus, isto é, aqueles que a escreveram foram dirigidos pelo Espírito Santo a fim de que colocassem, em palavras escritas, princípios e ensinamentos que levam a humanidade a conhecê-lo (Sl 119.105; 2 Tm 3.16). A Bíblia é o Cânon sagrado do Cristianismo. Literalmente, a palavra cânon, em grego, significa haste, vara ou régua, ou seja, a Bíblia possui o registro que determina o padrão de vida e a prática da tradição cristã (VARUGHESE, Alex (ed.). Descobrindo a Bíblia. Rio de Janeiro: Central Gospel, 2012, p. 26).

A nossa comunhão com o Senhor foi rompida com a desobediência de Adão e Eva (Gn 3.1-8), mas a morte e a ressurreição de Jesus restabeleceu o relacionamento íntimo que estava perdido (2 Co 5.18). Hoje, temos livre acesso ao nosso Criador. Portanto, agora, cabe ao 2.2. Em Jesus homem estreitar essa relação (Is 55.6).

1.1. Conhecer e praticar

Os relatos sobre Jesus podem ser observados, principalmente, nos quatro evangelhos, nos quais vemos as declarações que os autores fizeram sobre o Mestre, e nas cartas paulinas, nas quais o apóstolo Paulo tratou de temas relevantes para a Igreja de Cristo e explorou assuntos acerca do Messias.

A palavra conhecimento é empregada, principalmente, para determinar a ciência acerca de determinado assunto. Conhecer a Deus, no entanto, é algo ético e prático, ou seja, a nossa conduta deve basear-se nos Seus princípios. O cristão não deve conhecer a Deus apenas inte- Por exemplo, nesses relatos, lemos que lectualmente, deve experimentá-lo em Jesus: um relacionamento (1 Jo 1.3). • afirmou ter o poder para salvar-nos do pecado e da morte (Jo 11.25); Portanto, não basta dizer: ouvi falar que Deus é bom ou eu li a Bíblia e nela está es- • declarou ter vindo do céu e que retornaria de lá no final dos tempos crito que Deus nos ama. É preciso buscar para julgar a todos (Mt 25.31-33; Jo uma vida de transformação segundo a 6.41,48); imagem de Cristo (2 Co 3.18) e viver os ensinos das Sagradas Escrituras (Tg 1.22). • entregou Seu corpo para que tivéssemos vida eterna (Mt 26.26-29); • assegurou ser o Filho de Deus e ter a 2. RECONHECEMOS DEUS mesma natureza do Pai. Como o próComo podemos reconhecer o Senhor e prio Jesus disse: Eu e o Pai somos um experimentar da Sua presença? Como (Jo 10.30). Quem me vê, vê o Pai (Jo Deus se revela a quem o busca de todo 14.9). 6 | Discipulado — Professor


A partir disso, podemos construir nossa identidade como a do Filho de Deus. Ao imitá-lo, construiremos um caráter muito aprazível ao Senhor (Mt 3.17) (KREEFT, Peter; TACELLI, Ronald K. Manual de defesa da fé. Rio de Janeiro: Central Gospel, 2008, p. 227,28).

em ser utilizados Estes infográficos pod de forma didática e no, alu ao r tra para ilus us. De de tos lúdica, os atribu

2.3. Em Seus atributos

Onipotente

Conhecemos o Senhor, também, por meio dos Seus atributos, os quais se classificam em morais e divinos. Atributos divinos: o Senhor revela-se como Todo-poderoso (2 Co 6.18); Deus de unidade (1 Co 8.6; Ef 4.6); ser espiritual (Jo 4.24); eterno (Is 40.28); imutável (Tg 1.17); onipresente (Sl 139.7) e onisciente (Sl 139.1-4).

Lucas 18.27

Onipresente

Salmo 139.7-18

Onisciente

Salmo 139.1-4

Eterno

Atributos morais: o Senhor também se manifesta por meio de emoções e sentimentos, como o amor (Rm 9.13), a tristeza (Ef 4.30) e a ira (Êx 4.14).

Isaías 40.28

2.4. Nas circunstâncias O conhecimento de Deus também pode vir por meio das circunstâncias. Diante das dificuldades, por exemplo, o Senhor proporciona o escape (Sl 86.7) e responde às nossas orações. Quando conhecemos aquele que pode nos socorrer, descansamos e confiamos nele, independente das circunstâncias (Rm 8.35-39). Por essa razão, devemos servir a Deus além dos problemas (Jó 1.21).

ATRIBUTOS DIVINOS

Amor

Romanos 9.13

ATRIBUTOS MORAIS Tristeza

Ira

Efésios 4.30

Êxodo 4.14

3. MANEIRAS DE CONHECER 3.1. Conhecer pessoalmente É preciso conhecer a Deus nas experiA DEUS A infinitude de Deus ultrapassa a capacidade humana de compreendê-lo integralmente. Não podemos defini-lo, descrevê-lo ou colocá-lo dentro de uma categoria, pois o Senhor é infinito em Sua natureza. No entanto, Deus dá ao homem a oportunidade de conhecê-lo e de relacionar-se com Ele.

ências pessoais diárias, tais como: a oração, o estudo das Escrituras e a prática dos ensinos bíblicos (Tg 1.22).

3.1.1. O conhecer de Jó Lembremo-nos de Jó, que teve uma grande experiência pessoal com Deus, a qual enriqueceu a sua fé (Jó 42.1-6) e Caminhando com Jesus|

7


intensificou a sua intimidade com Ele. 3.3. Conhecer pela natureza Após essa experiência, seu relacionaNa carta aos Romanos, o apóstolo Paulo mento com o Senhor aprofundou-se. diz que Deus tomou a iniciativa de reA experiência que Jó teve com Deus foi velar-se à humanidade (Rm 1.19). Atraprofundamente marcante para ele. Em- vés da Natureza, por exemplo, o homem bora nossas lutas e dificuldades também torna-se ciente da existência do Criador, nos conduzam a um relacionamento com pois pode contemplar Seus atributos na o Senhor, é importante esclarecer que Criação (Rm 1.20-25). não precisamos padecer como Jó para usufruirmos de uma comunhão íntima 3.4. Conhecer pelo Seu nome com Ele. Não obstante, ao ler essa históO nome de Deus representa Seu caráter ria, retiramos dela ensinos valiosos acerrevelado ao homem (Êx 6.3). Vejamos ca da relação do homem com o seu criaalguns nomes pelos quais o Senhor é codor (RADMACHER, Earl D.; ALLEN, nhecido nas Sagradas Escrituras: Ronald B.; HOUSE, H. Wayne (ed.). O Novo Comentário Bíblico - AT. Rio de Ja- • Elohim – Por meio desse nome, Deus manifesta-se como Criador; neiro: Central Gospel, 2010, p. 802). • Adonai – Esse nome está relacionado ao Ser soberano que governa e tem o domínio sobre tudo e todos (Êx 23.17; Também precisamos conhecer a Deus inIs 10.16); timamente, ou seja, a partir do nosso interior, seguindo exemplos de pessoas como: • Jeová – Esse nome significa: Eu me

3.2. Conhecer intimamente

manifestei, ainda me manifesto, e me • Paulo, que afirmou que servia a Deus manifestarei (Hb 13.8); de todo o coração (Rm 1.9); • Isaías, que relatou que seu espírito • El – Essa palavra é usada em combiansiava por Deus logo cedo (Is 26.9); nação com outras que revelam a ma• Davi, que bendisse o Senhor com neira como o Senhor era conhecido tudo o que havia nele (Sl 103.1). pelo povo: El-Shaddai, o Deus que é suficiente para suprir as necessidades Portanto, conhecer a Deus em espírito do Seu povo (Êx 6.3). é permitir que o Espírito Santo se mova em nós intimamente, fazendo com que Embora consigamos ver as obras de Suas o nosso coração se encha do amor, da mãos, não somos capazes de dimensioadoração, da devoção, da honra e do nar a grandeza do Criador. Qualquer respeito ao Senhor. definição intelectual acerca de Deus é liAdorar em verdade é adorar com todo mitada, afinal, Ele é infinitamente maior o nosso coração, com tudo o que temos do que qualquer palavra que tente desem nossa mente, e, de acordo com a Pa- crevê-lo (Sl 19.1-4). lavra de Deus, responder apropriadamente às verdades dela. Assim, adorar 4. O DEUS DA BÍBLIA: em espírito e em verdade envolve honrar ÚNICO E VERDADEIRO e adorar a Deus por meio da vivificação do Seu Espírito de acordo com as Sagra- A criatura deseja encontrar-se com o seu das Escrituras (Bíblia da Oração. Rio de criador, mas ela nem sempre o busca da maneira correta — muitas sequer o proJaneiro: Central Gospel, 2011, 1394).

8 | Discipulado — Professor


curam. Enquanto muitos buscam o Ser divino que criou tudo e todos (Deus), outros tentam negar a Sua existência e explicam a criação do homem e a origem do Universo, desconsiderando o fato de Ele ser o Criador de todas as coisas. Assim surgem teorias como o ateísmo, o panteísmo, o agnosticismo e o politeísmo. De alguma maneira, algumas negam a existência de Deus e outras o enxergam de maneira distorcida.

4.1. Monoteísmo Ao contrário dessas teorias, o Cristianismo é uma religião monoteísta, isto é, crê somente em um único Deus, aquele que enviou Seu Filho em favor de muitos (Mt 26.28). Claramente podemos verificar nas seguintes passagens bíblicas: Tudo isso foi mostrado a vocês para que soubessem que o Senhor é Deus; e que não há outro além dele (Dt 4.35b). Ouça, ó Israel: O Senhor, o nosso Deus, é o único Senhor (Dt 6.4). Que te conheçam, o único Deus verdadeiro, e a Jesus Cristo, a quem enviaste (Jo 17.3b). Um só Deus e Pai de todos, que é sobre todos, por meio de todos e em todos (Ef 4.6). O monoteísmo opõe-se, principalmente, ao politeísmo — a crença em uma pluralidade de deuses (como na cultura grega e romana, por exemplo). Quando as nações pagãs abandonaram a unidade de Deus, lançaram-se no abismo do politeísmo (Rm 1.23). Bem disse o apóstolo Paulo: em seus discursos, eles se desvaneceram, e o seu coração insensato se obscureceu (Rm 1.21 ARC). Se a razão humana não tivesse se degenerado pelo pecado, com certeza diria: só existe um Deus (JOINER, Eduardo. Manual Prático de Teologia. Rio de Janeiro: Central Gospel, 2009, p. 51).

Politeísmo Em 1 Coríntios 8.5, o apóstolo Paulo fala de pessoas que se alimentavam de mantimentos oferecidos aos deuses. Esse tipo de culto era praticado em muitas terras pagãs, baseando-se na ideia de que o universo era governado por muitas forças divinas.

Agnosticismo Agnosticismo é uma expressão originada de duas palavras gregas que significam não saber. O agnóstico nega a capacidade humana de conhecer a Deus e afirma que não é possível saber se Ele existe. A Bíblia, no entanto, informa que é possível conhecer a Deus, se o buscarmos de todo o coração (Jr 29.11-14).

Panteísmo A palavra panteísmo procede de duas palavras gregas que significam tudo é Deus. O panteísmo confunde Deus com a Natureza (Rm 1.23). Pessoas que acreditam nesse pensamento defendem que o Criador está em tudo e é tudo. Escrevendo a carta aos Romanos, Paulo afirma que o Senhor manifesta-se através da Natureza. Todavia, é errado afirmar que ela é Deus (Rm 1.19-21). Caminhando com Jesus|

9


Pela fé, conseguimos ter a certeza de que o relato bíblico é a Palavra de Deus e que o Senhor manifesta-se a nós por Nesta lição, aprendemos que aceitar a meio dela. existência de Deus não é suficiente para alguém dizer que possui uma vida cristã O fato de haver pessoas ateístas prova genuína (Tg 2.26). Para alcançá-la, é im- que Deus não existe? prescindível um relacionamento íntimo com Ele. O cristão não deve conhecer Não. O Senhor é desde sempre (Sl 90.2). a Deus apenas intelectualmente, deve experimentá-lo em um relacionamento Como sabemos que Deus condena o politeísmo? íntimo (1 Jo 1.3). A Bíblia possui, em palavras escritas, Deus disse ao Seu povo: Não terás outros princípios e ensinamentos que levam a deuses além de mim (Êx 20.1-5).

Conclusão

humanidade ao conhecimento de Deus (Sl 119.105; 2 Tm 3.16); além disso, ela possui o registro que determina o padrão de vida e a prática da tradição cristã. Conhecemos o Senhor: por meio dos Seus atributos; das circunstâncias; das experiências pessoais; da Natureza; da oração; do estudo da Bíblia e da prática dos Seus ensinos. Sempre haverá pessoas que se recusarão a crer na existência de Deus, mesmo que Ele seja infinitamente maior do que tudo que vemos ou pensamos. Somos felizes, pois não vemos a Deus, mas cremos verdadeiramente que Ele existe (Jo 20.29) e que recompensa aqueles que o buscam (Hb 11.6).

Pontos de Debate Como podemos dizer que conhecemos a Deus, se Ele é insondável (1 Co 13.12,13)?

Desafios Bíblicos 1. 2. 3. 4. 5.

Como podemos construir um relacionamento com Deus? Como podemos aprofundar o nosso conhecimento acerca de Deus? De que modo a provação de Jó, possibilitou que ele se relacionasse com Deus? Como podemos conhecer a Deus espiritualmente? Por que obedecer a Deus leva-nos a ter intimidade com Ele?

A maneira como Deus relaciona-se com o homem faz com que este, em parte, Professor, essas atividades (Desafios Bíblicos) deverão ser realizadas extraclaspossa conhecê-lo. se. O debate acerca dessas questões dePor que precisamos de fé para acreditar verá ser promovido ao final da próxima aula. na Bíblia (Hb 12.1)? 10 | Discipulado — Professor

LIÇ

Revista Discipulado 1 - Professor  

Discipulado nº 1 de professor, cujo tema é "Caminhando com Jesus", é a revista de Escola Dominical para novos convertidos. Esse novo currícu...

Revista Discipulado 1 - Professor  

Discipulado nº 1 de professor, cujo tema é "Caminhando com Jesus", é a revista de Escola Dominical para novos convertidos. Esse novo currícu...

Advertisement