__MAIN_TEXT__
feature-image

Page 29

Impactos das mudanças climáticas em países africanos e repercussões nos fluxos populacionais

163

7 IMPACTOS DAS MUDANÇAS CLIMÁTICAS EM PAÍSES AFRICANOS E REPERCUSSÕES NOS FLUXOS POPULACIONAIS Lucí Hidalgo Nunes Norma Felicidade Lopes da Silva Valêncio Cláudia Silvana da Costa Documentos recentes de programas e instituições multilaterais, como o United Nations Development Programme (UNDP), o United Nations High Commission of Refugees (UNHCR) e a African Union (AU), têm enfatizado a multicausalidade dos processos de ocupação do território e mobilidade da população no continente africano, os quais imbricam a pobreza estrutural, a instabilidade política e a intensificação dos efeitos deletérios relacionados aos eventos severos e extremos do clima. A sinergia de tais fatores coloca em xeque as formas correntes de territorialização e as práticas usuais de autoproteção dos grupos mais vulneráveis, tanto no meio rural quanto no urbano. A intensificação dos riscos associados às secas e estiagens prolongadas, às tempestades e correspondentes inundações e movimentos de massa, aos episódios de ventos intensos como ciclones tropicais, além daqueles associados à erosão marinha e alteração do comportamento dos estoques pesqueiros, são parte constitutiva da inviabilidade da manutenção dos processos correntes de produção social do lugar em contexto rural. A alternativa de migração para os centros urbanos – que, no contexto africano, se expandem sem a correspondente capacidade de disseminar o bem-estar aos que ali se inserem e, no contexto europeu, equivale ao risco de expulsão sumária – não tem se mostrado exitosa na garantia de cidadania. O atual cenário sociopolítico africano apresenta considerável instabilidade, cujo desdobramento é um quadro ampliado de insegurança no nível local e nacional. Os países europeus mais visados nas rotas de deslocamentos dos africanos têm se mostrado hostis para recepcioná-los e incorporá-los e os imigrantes são acuados por um crescente sentimento de xenofobia e pela contestação de seu direito à permanência, configurando a condição de refugo humano (BAUMAN, 2005). A problemática citada sinaliza uma complexificação das crises humanitárias vindouras, uma vez que a simultaneidade dos desastres relacionados aos fatores natu-

mudancas_climaticas 07.indd 163

08/11/13 10:56

Profile for Editora Blucher

Issuu mudanças climáticas e as cidades  

Issuu mudanças climáticas e as cidades  

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded