Page 1

15ª Edição • Ano 2018

FUTEBOL UNINDO NAÇÕES

Robótica Eventos Kung Fu Feira do Livro Passa ou Repassa E muito mais...


3

Editorial

E

m nossa sociedade há um apelo muito forte

ao individualismo. O ser humano deixou de ter importância

e perdeu lugar para a busca de coisas materiais. Na atual globalização observamos que a mídia atuante induz a sociedade brasileira a um padrão de consumo que não condiz com a sua realidade, tornando crianças e jovens alvos preferenciais desse consumismo e os distanciando dos problemas sociais. Por isso se faz necessário um trabalho sobre solidariedade na escola e na sala de aula, sendo a escola um espaço importante da construção desses valores. Criado há vários anos, o Projeto Pela Vida envolve alunos, pais, professores e colaboradores em torno de ações que têm um objetivo principal: despertar nos educandos a importância da responsabilidade social e da preocupação com aqueles que mais precisam. Por meio do voluntariado, eles se tornam cidadãos conscientes e socialmente engajados, multiplicadores desses valores dentro e fora do Colégio e ao longo da sua vida. Durante todo o período do projeto, os discentes são conscientizados da importância do ato solidário, e recebem orientações sobre a instituição que irão ajudar e para a qual irão arrecadar gêneros de primeira necessidade. Em anos anteriores, o projeto já teve como

Colaboradores: • Adriana de Oliveira Toledo • Artur Luiz Ribeiro

metas: a campanha de doação de sangue, doações para

• Fernanda Lessa da Silva Batista de Jesus

• Marilene F. de Almeida

instituições de atendimento a idosos, crianças, portadores

• Marilia Lima Tonini

de necessidades especiais, ONGs de proteção aos animais, entre outros.

• Beatriz Roma

• Fernando Alves de Abreu

• Marinalva de Carvalho Arruda

• Carolina Cristina Quintas

• Gabriel Ferreira de Almeida

• Mônica Régia N. da Silva

• Caroline de Freitas Correia

• Jéssica Silva de Andrade

• Naraí Regis Vieira de Souza

• Claudia Aparecida Carille

• José Eufrásio da Silva

• Nelcy Cordeiro Magalhães

Centro Organizado de Tratamento Intensivo a

• Cristina Angioletto Pozenato

• Juliano Roberto de O. Silva

• Paula Martinez

• Denis Bezerra Soares

• Katia Cristina C. Bernardi

• Patrícia Costa S. Cavallari

Criança – Entidade privada sem fins lucrativos que

• Duilio Perrucci Filho

• Katia Regina Pagni

• Patricia Sergjusz Souza

• Elaine Martins Pujar

• Leonete Lopes Similamori

• Rafael L. Marzinkowski

• Elieti Costa Santos

• Leticia Santos de Lima

• Renata Medeiros de Lima

• Elizangela Bertoli da Silva

• Lúcia Regina S. Lamunier

• Rosany Felix de Mendonça

• Erica Rocha Cardoso Carille

• Maira Bonaldo

• Sandra Ap. Zuza da Silva

• Fabiana Paula de A. Vieira

• Mara Efigênia José

• Simone Staseuskas Spiguel

• Felipe de Souza Poli

• Maria das Dores B. M. Lima

Neste ano, a instituição escolhida foi o COTIC –

apoia crianças com necessidades especiais e câncer. Ficamos muito felizes por mais um ano de êxito do projeto e agradecemos a todos que participaram com tanto empenho, dedicação e envolvimento para que a arrecadação fosse tão bem sucedida. Parabéns a todos, pais, alunos, professores e colaboradores por esse lindo ato de solidariedade e de

Produção: Editora Eco Vox Comunicação Telefone: (11) 3871-9292 www.editoraecovox.com.br Artes Geovana Tomachige Diagramação LEDIER.COM

amor ao próximo. Até o ano que vem com mais um Projeto Pela Vida! Maira Bonaldo Coordenadora do Ensino Fundamental II e Ensino Médio


4

piritubano.com.br

ade d i n U

1

1º Ano Palavras e frases

N

2º Ano Aprendendo a Contar os Reais

Educação doces e secretas Financeira

as aulas de português, os alunos 1º Ano entram em contato com várias palavras simples e complexas ampliando seu vocabulário oral e escrito. “As Palavras e Frases Doces e Secretas” foi uma maneira diferente de se trabalhar e incentivar a leitura oral .Nossas palavras secretas foram organizadas em fichas dentro de envelopes coloridos, onde ao lado havia um doce. O aluno escolhido pela professora ia até a lousa, escolhia a cor do seu envelope, retirava de dentro dele a sua ficha e lia para a sala. Ao terminar,ganhava um delicioso bombom. A leitura tornou-se algo prazeroso e todos se deliciaram com seu doce.

Profª Fabiana Paula de Almeida

3º Ano Futuros

O

Paleontólogos

s estudos sobre os vestígios e marcas deixados por animais, plantas e animais, cravados nas pedras, por exemplo, permitem aos cientistas descobrirem como e quando algumas espécies viveram, bem como que forma e tamanho tinham. Esses vestígios e marcas são chamados de fósseis. Os alunos do 3º Ano fizeram uma experiência utilizando gesso para representar um fóssil de uma folha de árvore. Foi uma aula bem gostosa, pois os alunos puderam vivenciar um pouquinho sobre como os paleontólogos trabalham e fazem suas descobertas. Profª Elaine M. Pujar

S

egundo Neila Tonin Agranionih, é importante “explorar, desde as séries iniciais, as relações lógico-matemáticas e numéricas presentes nas situações que envolvem o uso do dinheiro, pois estas estão diretamente ligadas ao mundo moderno”. Antes de existir o dinheiro, conta nossa história, as pessoas obtinham o que queriam através de trocas/ escambos. Com o passar do tempo sentiram a necessidade de mudar, e foi assim que surgiu o dinheiro, que tem o poder de compra, deixando assim todos à vontade para escolherem ter o que quisessem. E foi este o tema que contemplou de maneira muito dinâmica algumas aulas de matemática das turmas dos 2º Anos A e B. Além das trocas de objetos feitas num primeiro momento, as crianças colocaram-se nos lugares de vendedores e compradores em uma “Feira de brinquedos” montada na sala de aula, manuseando “notinhas de mentira”, apropriando-se das informações necessárias sobre o sistema monetário e ainda, resolvendo situações que envolvem dinheiro comparando, completando, adicionando, retirando ou multiplicando, além de conhecerem e valorizarem nossa moeda. O mais interessante é que, quando atividades lúdicas como essa acontecem, os pequenos participam com muito mais entusiasmo e aprendem além do que imaginam afinal, quem não gosta de aprender brincando? É claro que eles têm muito mais para aprender sobre esse assunto, mas se o início já foi tão significativo, temos certeza de que as próximas aulas serão tão proveitosas como essa!

Profª Adriana Toledo


5

Unid ad

e1

4º Ano

S

Do túnel do tempo

direto do século XVI

aber como começou nossa história, nossas origens, nosso povo: essa foi a missão dos alunos do 4º Ano no primeiro semestre de 2018. Tivemos a oportunidade de conhecer um pouco mais sobre essa história por meio de uma viagem incrível, ao século XVI, na época das grandes navegações: • Conhecer a caravela, meio de transporte utilizado pelos europeus e suas maiores dificuldades e medos. • A procura pelas especiarias. • A chegada ao novo continente. • As transformações das paisagens ao longo de sua colonização. Tudo isso foi proporcionado nas aulas de História e Geografia, onde em cada aula um novo detalhe se revelava. Chegamos a conhecer as fantásticas especiarias e seus poderes transformadores de realçar sabores, um pouco mais de perto. As especiarias foram apresentadas aos alunos em uma tarde muito agradável onde unimos o delicioso bolinho de chuva brasileiro com o requinte do chá inglês. Foi uma delicia!

Profª Naraí Regis


6

piritubano.com.br

ade d i n U

1

Infantil I Linguagem O

manhã

5º Ano Matemática

N

não é um bicho de sete cabeças

Conhecendo as vogais

lúdico é muito importante na educação infantil,

pois é através dele que a criança desenvolve habilidades para a aprendizagem se efetivar. Os alunos do Infantil I iniciaram o estudo das vogais através de músicas, histórias e muitas brincadeiras, construindo

esse bimestre realizamos a leitura do livro paradidático “A Vizinha Antipática que Sabia Matemática”; um livro destinado a todos que acham que a Matemática é um bicho de sete cabeças mas não sabem o que estão perdendo. Com a leitura do livro, pudemos perceber a presença constante da matemática em nossas vidas e descobrimos que estudá-la não é a pior coisa do mundo, só precisamos ter paciência e aprender a usar a “cuca” (raciocinar). Como encerramento do trabalho desenvolvido, os alunos confeccionaram dois jogos que auxiliam no desenvolvimento da atenção, memória e raciocínio: o Jogo da Velha e o Tabucínio (que é um jogo onde se colocam 100 peças numeradas em um tabuleiro, no menor tempo possível). Trabalhar com jogos nas aulas de Matemática é um recurso que contribui muito para a criação de contextos significativos de aprendizagem para os alunos, além de tornar nossas aulas mais dinâmicas e prazerosas. Os alunos se interessaram bastante pela leitura do livro, realizaram os trabalhos propostos com bastante capricho e dedicação, se divertiram muito durante a competição de Tabucínio e Jogo da Velha, e ainda perceberam que a Matemática é essencial em nossas vidas, e pode sim ser aprendida de uma maneira descontraída. Profª Patrícia Cavallari

assim, o conhecimento de maneira prazerosa e divertida.

Profª Letícia Macedo

Infantil I movimento O tarde

A importância das aulas de

movimento é muito importante para o desenvolvi-

mento pleno da criança. Desde a tenra idade, ela utiliza o próprio

corpo para interagir com o meio ambiente e pessoas de seu convívio. A partir daí, ela vai gradativamente aperfeiçoando seus movimentos, para interagir de forma plena com o mundo ao seu redor. Com isso, passa a manusear objetos, caminhar, correr, saltar, brincar e se comunicar utilizando seus movimentos. Em uma das aulas de movimento, criamos um circuito para que as crianças desenvolvam a coordenação motora, ampliando os conhecimentos sobre elas mesmas e a exploração do ambiente físico, social e percepção espacial. Profª Fernanda Lessa


7

Infantil II e III transportes S manhã

Meios de

eja na cidade ou no campo, na praia ou na fazenda, para passear, trabalhar, ir à escola ou ao supermercado, é praticamente impossível imaginar nossa vida sem algum meio de transporte. Além de serem fundamentais para transportar pessoas, os diversos meios de transportes são importantes para levar de um lugar para o outro, diversos tipos de cargas como alimentos, remédios e vários outros produtos. Os alunos do Infantil II e III, estudando os meios de transporte que conhecemos, aprenderam a classificá-los em terrestres, aéreos e aquáticos, de maneira divertida.

Profª Letícia Macedo

Infantil II e III formas geométricas tarde

Trabalhando com as

E

stimulamos a percepção e o reconhecimento das formas encontradas

no cotidiano para iniciar o conteúdo de geometria com os alunos do Infantil II e III. Utilizamos embalagens de produtos de limpeza e higiene, remédios, alimentos, entre outras, também trabalhamos com diversas situações-problemas, onde os alunos foram estimulados a pensar, associando as formas das embalagens com as figuras geométricas e respondendo questões sobre a atividade. Matemática faz parte do nosso dia a dia.

Profª Fernanda Lessa


8

piritubano.com.br

ade d i n U

1

Integral

teatral A A expressão

Expressão Teatral é muito importante para o desenvolvimento da

criança e do adolescente. É através do mundo do faz de conta e da improvisação, que podemos desenvolver a oralidade e trabalhar o lado emocional, trazendo muitos benefícios para a formação cultural e intelectual. Os alunos do Integral neste semestre, puderam através do mundo das histórias, desenvolver várias peças teatrais em grupo. As crianças montaram cenas, contaram as histórias e atuaram como personagens do conto. Dessa

forma, todos assumiram seus papéis dentro do grupo onde foram os personagens, a plateia e os diretores de si mesmos. Profª Katia Pagni

Kung Fu

O

Venha fazer parte dessa

Kung Fu é uma arte milenar, seus movimen-

tos foram inspirados na natureza a partir da observação dos animais. Desenvolve a força da mente e do corpo, estimulando a disciplina física e mental combinando a isso, o aperfeiçoamento das habilidades individuais. Desenvolve a coordenação motora, a consciência corporal e favorece a saúde, evitando ansiedade e aumentando a resistência cardiopulmonar. As aulas são ministradas pelo Mestre Adão, que é faixa preta e ganhador de campeonatos nacionais e internacionais, com destaque para o Campeonato Internacional de Dallas, onde venceu por dois anos consecutivos.

Mestre Adão

turma!


9

Unid ad

e1

Robótica Robótica educacional estimula a

criatividade 1

Vivenciar e materializar os conceitos científicos e matemáticos.

2

Desenvolvimento do raciocínio lógico.

3

Concentração.

4

Aprimoramento da coordenação motora manual.

5

Incentivo a capacidade de projetar e planejar.

6

Trabalhar em equipe.

7

Bom uso da mecânica e da tecnologia.

8

Incentivar a leitura e interpretação de manual.

9

O valor da paciência e da dispciplina.

10

Verbalização.


Carnaval

M

Ev d ur en e al to s

dos her Ăłis

as Dia d

mĂŁes


Fes

ita Vis

nina u J ta

a d o h l C oe

Pá sco a

no país do

fute bo l

Contabilidade

Condições especiais para abertura de empresas individuais R. Cicero Fernandes de Lyra, 246 Sala 2 – São Domingos

saiba mais

do

(11)

26093124

94748-5788


12

piritubano.com.br

ade d i n U

2

Arduino

T

odos nós conseguimos perceber mudanças

cada vez mais velozes no mundo. Em menos de uma década, passamos dos computadores de mesa e ambientes conectados apenas através de cabos para uma rede mundial de dispositivos móveis, trocando informações constantemente. E é nesse contexto que revoluções como a Internet das Coisas e a popularização da Robótica ganham cada vez mais espaço e mostram seu verdadeiro potencial de melhorar a qualidade de vida de todo mundo. A velocidade de mudança nos deixa muitas vezes perdidos. A tecnologia avança mais rápido do que conseguimos acompanhar e, como cidadãos responsáveis, muitas vezes nos sentimos coagidos a fazer parte disso não somente como consumidores, mas também como agentes ativos. E a pequena placa eletrônica Arduino tornou acessível e simples mergulhar na tecnologia de cabeça, sem antes precisar aprender conceitos difíceis e abstratos. Criar robôs, luzes controladas remotamente, impressoras 3D, videogames, brinquedos, sistemas de alarme e milhares de outras coisas com Arduino é muito mais simples do que você pensa! O que é Arduino? Arduino é uma placa eletrônica projetada para ser usada em diversos lugares diferentes e sem muitas complicações. Seu design é completamente open-source, ou seja, qualquer um pode copiar, modificar e criar novos componentes baseados nele. De forma grosseira, pode-se dizer que o Arduino é um “pequeno computador” montado em uma única placa eletrônica. Seu hardware e software juntam diversos componentes que facilitam o uso para pessoas que não são especialistas na área, além de dar as ferramentas necessárias para que elas sejam capazes de desenvolver projetos que envolvem eletrônica e robótica.

Caroline de Freitas Correia Professora de Informática do Ensino Fundamental II


13

Unid ad

e2

Curso Primeiros

Socorros

O

s professores e funcionários participaram

de uma palestra sobre Primeiros Socorros.

Maira Bonaldo Coordenadora do Ensino Fundamental II e Ensino Médio

Laboratório de

Matemática

A

través de uma receita de salada de frutas, conteúdo trabalhado

em uma aula de laboratório de matemática na apostila do primeiro bimestre, os alunos do sexto ano do período da tarde, participaram de uma deliciosa experiência, provando e aprovando com uma mistura previamente calculada por eles a introdução ao conteúdo de proporcionalidade. O Laboratório de Matemática tem como principal objetivo contribuir com a construção do conteúdo de forma lúdica e de fácil compreensão. As aulas são em grupos possibilitando a interação dos alunos, a troca de ideias, opiniões e a socialização. Através de situações reais do nosso cotidiano, contribuímos diretamente com a parte cerebral, possibilitando

a

plasticidade

e

compreensão, ativando de forma crescente o raciocínio matemático. Érica Rocha Cardoso Carille Professora de Matemática do Fundamental II


14

piritubano.com.br

ade d i n U

2

Dinâmica

N

o primeiro dia de aula, com o objetivo não só de saudar os alunos,

resolvemos realizar uma dinâmica em grupo que consistia em fazer um “nó humano” e, com lógica e criatividade, os alunos desfariam o nó sem soltarem as mãos. Pois, a atividade lúdica (brincadeira) é uma importante e inventiva ferramenta que auxilia a construção e estruturação do desenvolvimento cognitivo. Os jovens sentem-se mais estimulados quando expostos à um ambiente onde possam interagir, cultivar e criar, proporcionando uma estruturação mais concreta de seu desenvolvimento.

Artur Luiz Ribeiro Professor de Geografia do Ensino Fundamental II e Ensino Médio


15

Feira do Livro

Unid ad

e2

Ler fornece ao espírito materiais para o conhecimento, mas só o pensar faz nosso o que lemos. Penetra surdamente no reino das palavras. Lá estão os poemas que esperam ser escritos. Estão paralisados, mas não há desespero, [...]

E

com essas palavras de Drummond que o Colégio Piritubano

apresentou mais uma edição da Feira do Livro, permitindo aos alunos, pais e ao público em geral o incentivo à leitura com vários títulos à disposição.

Monica Régia Nogueira Professora de Língua Portuguesa do Ensino Fundamental II

– John Locke


16

piritubano.com.br

ade d i n U

2

U

História ma das maiores dificuldades dos alunos

nas aulas de História é distância entre eles e o assunto estudado. No caso do 7º Ano do Ensino Fundamental, isso se fez presente quando começaram a estudar Idade Média e se depararam com uma realidade completamente diferente da vivida por eles. Para aproximar os discentes do tema estudado e gerar uma maior compreensão sobre o período medieval, foi planejado uma atividade na qual eles viveriam por alguns momentos como membros da sociedade feudal. Essa tarefa se dividiu entre pesquisa e vivência. No primeiro momento, os alunos fizeram um levantamento de como as pessoas se alimentavam na Europa durante a Idade Média, pesquisando sobre a alimentação de nobres (ricos) e servos (pobres). A segunda etapa se baseava na alimentação, mas um dos grandes problemas era o alto custo desses produtos, uma vez que carne de javali ou mirtilo (blueberry) não são facilmente encontrados. Para resolver esse problema, alguns alimentos foram adaptados para nossa realidade e como por exemplo: o lanche feito pelos alunos. Essa atividade foi de profunda importância para os alunos já que possibilitou para eles uma maior compreensão humanizando indivíduos que estavam sendo estudados.

Fernando Alves de Abreu Professor de História do Ensino Fundamental II

Ciências

F

oi proposto aos alunos do 6º B a criação de brinquedos a partir

de materiais que seriam descartados em suas casas, atividade que poderia ser feita em duplas ou individualmente. O intuito do exercício foi a compreensão da importância dos 3Rs, em específico a reutilização de objetos que iriam para o lixo, reduzindo a quantidade de resíduo gerado. Cada brinquedo foi avaliado pela sala e pela professora Érica pelos critérios de criatividade, funcionalidade, capricho e beleza. O campeão, que conseguisse o maior número de pontos, ganharia uma caixa de bombom. O resultado foi extremamente satisfatório, com participação de toda a sala. O aluno André, com seu trem, foi o ganhador da atividade. Fiquei muito orgulhosa com a empolgação dos alunos e de suas criações maravilhosas e surpreendentes.

Mari Ionashiro Professora de Ciências do Ensino Fundamental II do Período da tarde


17

Guacamole

O

trabalho desenvolvido nos 7º Anos do Fundamental II teve o intui-

to de promover o conhecimento da cultura de um dos países mais visitados do mundo, o México. Os alunos fizeram e experimentaram a famosa guacamole, um prato típico da culinária mexicana, uma pasta feita à base de abacate, bem temperada e que é utilizada para acompanhar aperitivos práticos, como: nachos, torradas, saladas etc. A comida é uma das partes mais importantes da cultura de qualquer país, podendo ampliar seus horizontes e, oferecendo a chance de conhecer os costumes de uma nação, com base em sua culinária, proporcionando assim, uma forma divertida e interativa de aprender, expandindo o vocabulário, aperfeiçoando a utilização da língua espanhola, tendo contato com um novo paladar e, assim, desenvolvendo outras formas de absorver o conteúdo. Quando saímos da sala de aula e levamos os alunos para novos ambientes, diversificamos a rotina escolar, permitindo que ele seja autor de seu próprio conhecimento e vivencie o que aprendeu de maneira prática e lúdica. A finalidade dessa atividade foi para que os estudantes pudessem conhecer um pouco mais da cultura mexicana, através de sua culinária, ter a oportunidade de aprender, variando seu vocabulário em língua espanhola e, ao mesmo tempo, confraternizando com seus colegas de escola em um ambiente diferente do usual.

Jéssica Silva de Andrade Professora de Espanhol do Ensino Fundamental II

Criolipólise Celulite off Peeling SPA Detox Striort


18

piritubano.com.br

ade d i n U

2

A arte de fazer

arte F azer arte é criar, produzir, refletir e fruir. Essa foi a proposta aos alunos

do Fundamental II, com os temas norteadores: Som, Figura Humana, Animais Imaginários, Música e Ritmos Visuais, Corpo e Movimento. As produções realizadas proporcionaram aos alunos condições de vivenciar experiências significativas que permitiram um diálogo maior com a arte e os processos de criação.


19

Brindes para: Ler, segundo Freire, não é caminhar sobre as letras, mas interpretar o mundo e poder lançar sua palavra sobre ele, interferir no mundo pela ação.

Empresas Eventos Festas em geral

Leitura na ponta da

N

língua

este Bimestre, as turmas dos 6º Anos ”provaram” deste pensamento de

Paulo Freire. Após a leitura do livro Heróis e Suas Jornadas – 10 contos mitológicos, os alunos, em pequenos grupos, conheceram um pouco mais sobre alguns heróis e, com muita criatividade, “deram vida” a esses personagens – explicando suas características físicas e psicológicas, tal como seus feitos nas narrativas. Os alunos se divertiram ao produzir a atividade, pois puderam vivenciar, além de aprender sobre a cultura de alguns países em que esses mitos surgiram. Esta experiência está muito bem exemplificada nas palavras de José Saramago: “A leitura é, provavelmente,

uma outra maneira de estar em um lugar.”

um Faça nto! me orça (11) 3941-4820 (11) 98190-5680

maguibrindes@gmail.com

/maguibrindes www.maguibrindes.com.br


20

piritubano.com.br

ade d i n U

2 Renata Medeiros de Lima Professora de Língua Portuguesa do Ensino Médio

Mostra

literária

uo ideliq p s r e cora um ctem e s ecte n remn s o i t m a n mole in numqu met qui si m o t c i u a h m i magn nonest, iur uga. Ferit e prem vend m t n i s re ta tf dis ae t, ut o ipsum fugi em natint u remporrum tem. Solup s, s . t o a p t o e a t st te da etu nc tot mu dolore doloraepu elliquiatio ribus est, i atecaessed sanimai os restio reni e e p t v v t ct e ip p us, serese m es alis u as expliqui rpo rporru spide nihic es ut ene d eumet occ – 3ª Série Ensino Médio ta eru olo aer l is em nos ex restis dolup t que iur m eatur? Qui lignimend di autempe m. p i te o ec alic te i, t i voless faccaerna agnia vita ssunt excea d que dit m t. d n v e an am ui qui se tiam, quis erit rm s s u q u i p t q t i m b a , u a t t E t s i u p s r u a. d ta lu m eri vollat bit fug lorepe nte do il ipsa pis ex molup odige lacerov ide quiaspe ni s denda vo s aperferum nsequi odi exerum h uptatibus o is ol e ni idi us l mag atessit ea n ctempore n os minto d luptas rro qu orrum alib i ossint el e v e t c t p au ol vo oc sm min te re v ntibea dolu ia voluptat quam, qui iiscit eneceateni in reperum c i l a r e u s t it , u ea qu rs unt s ratu sitiisti que ta dolupit a les am, ut ui sequiam m dolores v ernati ti r q e c i u a t v e i n t t s a i n i o i e u d n d cus es a ro m epu stia anis nseq on no t autempor dipitias cor orit, que d um re em lat qui s c i a t s n u i l im en t au emp ptat atus e eate invel s nobis si t ut ex etur? , autatus an doles accu ae r o p m u m temqu s la us i b l u t o i r p e a t e e a v c a s t p e s e o p e t i m o it dio te lorum, volu disquis er et qui odita offici ullit odi al e u , n q r o t u u i e v t at. aut erum qua t que nt, verrum scipic tur alit et, ap axim e nullupta u i d m i u i c d t s i i i i p rna olu liqu ellan abor rspel sitis d el inciasp e e sunt ptat v ati be s, ipsapis a t s u l e p r o u i d c nu rep lia ea equ i qu t. ellign m quo volo ndam qui s explias trundi m dolupta ia nos et ve s d t u i n t i u e ti nt ru ob rna fer places aut ut volo qui sum ut s et idicidu acid quatid exe olorer eper e e a i a t u c s e q i tf r v ae m aut oluptas nim usamus ci a eat dolo um vellau t lati aspe u orrum r l o o b v em nt la nia n cus e ue v est m si un everru quam ad q oreiures re uam volo m que nis us, tendis atiunt endit l e v q ia p ib u eu plit qu , cum earum t volor rem is aute sam m velecae t accullu pt cestius seq x e m t ate ut del expli aborest, au ulpa comn magnistru que ne au te lia conse ur? a o r r m e o t l l n s ed lla ib tem mi fic ele imo aut ad sapici te ni sanih icid ariost estin quis est of posaece pe ore as aliqu t ut et dis t s i n s i o , i sint dolor aper i ugit, tem h nihil latur lut rem. Et ra aliquid pta tendus liquam qua s e p a i u q m p mf ae i dolu , om se xce a do s auta illenditate usa de Icid quatur elibus, tot ust, sitas e que sa dis rspit quaer ui que non m s i i s l s i pe m ap aq ti c dam dantis el e quatetur? mmos t, comnien t hitatem re mquas dem um num ni o c , u t , p e s at e i u e rec isciae imag nim tioritem al ndi abo. E dolupta t on cone in milibe ei b n e d n n o a e n n a a i eat mai uatur lor aut om ssu ntorit l da parchit el invenda sam utem e vel ecae dolo b m i v o u n e s d c a a e l r c r i iatu s es eaqu pitamet qu dae vero b nt perum et esciur a m der quoditi di i i e u x s x s p a s e a i e i r m d m is uam rem aci tis d unt usand rit, sedipsu id quat. et eaq iunt, sitis s cation eost ptates dollo m , a r m i u u t r u o u a pe sp mq qu aut seq rae t, o dit ate sum hillecu inum con hil el ipitem is sandunt am nussunt p ci sitin cus o e t r n o u c a qu ss s nd pt es erc ihi sequ o l itiatatiis em num cu tem des r a consent e l eatqui re, sequid sum n atur? n a o t c i v e i o e l n r l l u o u h r rem q ur? Quia q rem eremp ia con pe p i, omnis vo quam si do volorat ini t omnisi co oloreo l o v pit nat con et u nt v citi sm quat nt li uam a nos ut que dolore ese inciistem e is magnis i eria simus tate perum coruntur su senis aut q t n i s n nt au np ue im et ue iae ctaqu lame nemq oluptatis s sendipi ciu iandest, no qui aut aut atibusci co id expeliq ad et, ipid n i i t n e s s ul to re sd iis rer ut am, c hitibu ces rempo porempo quia num a max imusc lec aboraes pis ea sit a quam as cu a n e i abo. N e etur adit u e i nem rem i ull omn s que vid xim ion s natin uia no ed ma it odit u vid qu usdae a quid

Releitura Manuel Bandeira

Vou-me embora pra Pasárgada.


21

Projeto Interdisciplinar

Repassa O Passa ou

Projeto Interdisciplinar é uma forma de trabalhar o conteúdo

de modo integrado por diferentes disciplinas. Através deste projeto, o conhecimen-

to é transmitido por meio de atividades lúdicas e interativas com a finalidade de formar a consciência crítica dos alunos no sentido de despertar para a reflexão em relação à sua formação social bem como à prática coletiva e solidária. O aprendizado envolve razão e emoção, portanto, aprender de forma participativa propicia a construção do conhecimento de maneira global fim de que os alunos consigam estabelecer relação entre os conteúdos. É realizado todos os anos no primeiro semestre e o envolvimento e resultados atingidos pelas turmas é muito satisfatório e gratificante! Parabéns a todas as equipes deste ano! Até o próximo!

Beatriz Roma Professora de Inglês do Ensino Fundamental II e Ensino Médio

Unid ad

e2


22

piritubano.com.br

Un

1e e d a id

2

Projeto

pela Vida O Projeto pela Vida é uma experiência indescritível. Uma demons-

tração de afeto, carinho, amor, compaixão, vontade de fazer o bem. Este dia tem se

tornado, para nós, um dos mais importantes do ano, porque é nele que podemos ver os seres humanos bons e caridosos que os alunos se tornam. O ato de doar, de se importar, faz crescer nos mais jovens a consciência de pensar em coletivo, sabendo que podem fazer algo pelo bem de outro ser humano. São alimentos, produtos de necessidade básica e higiene pessoal, mas além de tudo é ver o caminhão cheio e ter a certeza que mais uma vez pudemos fazer a diferença para quem necessita. É neste dia que percebemos a importância da formação social, do entendimento e da necessidade de olhar para além das nossas próprias fronteiras. É desta forma que educamos para o bem-estar maior da sociedade, construindo um caráter humano e um ser capaz de se colocar no lugar do próximo.

Cristina Angioletto Pozenato Professora de Física do Ensino Médio


23

Laboratório

O

de Química

Laboratório de Química é de grande importância para os alunos do

Ensino Médio para a fixação do conteúdo teórico. No 2º bimestre os alunos da 1ª Série do Ensino Médio testaram diversas substâncias verificando o pH pela fita indicadora de pH e através da cor puderam comparar e verificar a acidez ou basicidade dessas substâncias. Os alunos da 2º Série do Ensino Médio verificaram no 2º bimestre através de experiências no laboratório os fatores que influenciam na velocidade de uma reação química, o que contribuiu para fixação do conteúdo teórico.

Rosany Felix de Mendonça Professora de Química do Ensino Médio

Unid ad

e2


24

piritubano.com.br

ade d i n U

2

Visita à Faculdade

São Judas

T

endo como objetivo o vestibular, os alunos

da 3º Série do Ensino Médio fizeram uma visita à

Faculdade São Judas o que lhes permitiu um melhor contato com os cursos de suas preferências.

Teatro Mais um ano consolidando essa parceria:

Colégio Piritubano e Grupo Ria Renata Medeiros de Lima Professora de Língua Portuguesa do Ensino Médio

Ao verme que primeiro me roeu as frias carnes, dedico estas memórias póstumas.

2ª e 3ª Séries em saída pedagógica para assistir à peça “Memórias Póstumas de Brás Cubas”.

Ora, nesta barca não se embarca tirania!

Rosany Felix de Mendonça Professora de Química do Ensino Médio 1ª Série Ensino Médio – “Auto da Barca do Inferno”


25

Unid ad

e2

Torneio da N

amizade

o dia 23/6/18 foi realizado o 1º Torneio da Amizade de Futsal

no Colégio Piritubano. Equipes participantes: Colégio Piritubano, Colégio Madre Paula e Colégio Vasconcelos. Tivemos duas categorias envolvidas no torneio sub 8 e sub 12, com jogos emocionantes com os meninos mostrando muita garra e determinação!

Na categoria sub 8 o resultado ficou assim:

Madre Paula

1 º L UG A R

2 º L U GAR 3 º L U GAR

Na categoria sub 12 o resultado foi:

1 º L UG A R 2 º L U GAR

Madre Paula 3 º L U GAR

Agradecemos o empenho e participação de todos os alunos envolvidos! Que venham os próximos!

Juliano Roberto de Oliveira Silva Professor de Educação Física do Ensino Fundamental II e Ensino Médio


26

piritubano.com.br

ade d i n U

2

O

USP

s alunos dos 6º e 7º Anos conheceram o CIENTEC-USP. Diversas matérias foram abordadas nessa atividade. No planetário, nossos alunos exploraram um pouco mais sobre as constelações e planetas, além disso, identificaram a constelação de cada signo na cúpula. A disciplina de Física foi abordada de forma lúdica com diversos experimentos e nossos alunos se saíram muito bem em suas explicações sobre as experiências. Por fim, foi realizada uma trilha em um resquício de Mata Atlântica. Os alunos puderam ver exemplos dos grupos de plantas estudados nesse bimestre e ainda tiveram a oportunidade de conhecer uma fonte muito antiga e a nascente do riacho Ipiranga. Dali, partiram águas que passaram pelas “margens plácidas que ouviram o brado retumbante” da Independência! Carolina Cristina Quintas Professora de Ciências do Ensino Fundamental II


Famílias que têm

Elas · · · ·

I

E P

sabem o que querem. E confirmam!

INFANTIL FUNDAMENTAL MÉDIO PRÉ-VESTIBULAR

Unidade I - Rua Joaquim Oliveira Freitas, 1800 11 3906.9780 / 3902.5800 / 11 95413.9424 Unidade II - Rua Roberto de Lamenais, 314 11 3902.2775 / 3902.4680 / 11 95413.9423

secretaria@piritubano.com.br | www.piritubano.com.br SISTEMA DE ENSINO

Profile for Editora Eco Vox / eVox • Mídia Digital

Colégio Piritubano • 15ª Edição • Ano 2018  

Instituto Educacional Piritubano | Objetivo Sistema de Ensino | "Famílias que têm Objetivo. Elas sabem o que querem. E confirmam!"

Colégio Piritubano • 15ª Edição • Ano 2018  

Instituto Educacional Piritubano | Objetivo Sistema de Ensino | "Famílias que têm Objetivo. Elas sabem o que querem. E confirmam!"

Advertisement