Page 1

Andy Warhol o business artist Parte 2

Douglas Negrisolli historiador de artes – curador independente

www.douglasnegrisolli.com


Cronograma de  A,vidades         •  movimento   da   Pop   Arte,   como   ele   surgiu   e   aonde.   •  quando  o  movimento  a7nge  os  Estados  Unidos   e  quais  ar7stas  fizeram  parte  deste  movimento   tão  importante.   •  A n d y   W a r h o l   e   u m   p o u c o   d a   s u a   interessan@sima   história,   que   mudou   os   rumos   da   história   da   Arte   ocidental,   e   influenciou   até   os  orientais.   •  desdobramentos,  técnicas  e  como  Warhol  usou   ar7Ecios  de  marke7ng  pessoal  e  publicidade  em   torno  de  sua  própria  obra.

Andy Warhol


Quem foi Andy Wahrol? Andrew Warhola nasceu na Pensilvânia (EUA) e as datas de seu nascimento divergem entre 1928-1931. Ele se muda para Nova Iorque e junto com sua mãe alugava um apartamento no subúrbio da cidade. Estudou no Instituto Carnegeie de Tecnologia de Pitsburgo e não apresentava muita fama, mas seus colegas afirmavam que seus trabalhos tinham muitas qualidades. No início de sua carreira profissional, Warhol desenhava para algumas revistas de moda, sobretudo sapatos e jóias, que eram muito bem vendidos e vistos pela classe de superstars que consumiam estes produtos.


Por quĂŞ Warhol era especial?

Unicidade da obra de arte Retirada deste conceito caracterĂ­stico da arte burguesa

Serigrafia (a nova gravura)


Wahrol vem de família estrangeira emigrados da Checoslováquia (hoje República Tcheca e Eslováquia), antes da Primeira Guerra Mundial chegaram aos EUA. Quando Wahrol já é um jovem e inicia trabalhos selecionando artigos de revista de moda, ele se interessa por todo aquele aparato de consumo que os EUA possuiam nos anos 1950-60. Nesta época o país já havia sido restaurado bem mais rápido que a Europa e dava sinais de um rápido crescimento. Quando vai para Nova Iorque, ele observa o consumo de certa distância e com um olhar de estrangeiro. Inicia desenhando sapatos para estrelas de cinema e muito mais tarde consegue apenas viver de sua produção como artista. Leva quase 15 anos para isso.


Warhol percebe que o culto das estrelas de cinema são eficazes na ida e vinda, quando materializam-se em objetos. Ele personifica estes objetos-estrela como fez com Marilyn Monroe e Elizabeth Taylor. Wahrol elege Marilyn como sua modelo após sua morte, e ela acaba tendo mais fama do que em vida, por causa da iconização que Warhol provocou com sua imagem. Marilyn, Elvis Presley e Elizabeth Taylor preconizam a perfeita história de sucesso americana, por isso o artista se interessa. O Culto do sucesso. Serigrafia 1965


“Para mim, Marilyn Monroe é uma pessoa igual às outras. E, quanto a questão de saber se é um ato simbólico pintá-la em cores tão vivas, posso apenas dizer isto: fio a beleza que me interessou, e ela é bela; e se há alguma coisa de belo são as cores bonitas. É tudo. A história é esta, ou parecida” Honnef, p 59


1964


A Factory O Atelier de Wahrol tinha um nome bastante peculiar e era conhecido como “Factory” (Fábrica). Aqui haviam varias ironias quanto o nome mas a principal talvez seja que “nada se fabricava aqui” O Local foi ponto de encontro para diversos artistas, músicos, bandas e inclusive o movimento Punk Rock deve muito a este local por vários integrantes terem participado e mais tarde Warhol é inclusive o promoter de uma dessas bandas (The Velvet Underground)


Uma das obras mais icônicas que falam sobre morte, foram estas séries de serigrafias que iniciam com o maior acidente de avião até então ocorrido. Ele eterniza esta notícia, de um jornal popular de uma forma muito sensacionalista e entende a nova função do cinema e da fotografia nas Artes Visuais. “… na era do mass media, toda a percepção da realidade é produto de uma comunicação” Honnef


Eletric Chair 1967


Thirteen Most Wanted 1964


Quem ele influencia atĂŠ hoje?

Damien Hirst Vik Muniz

Takashi Murakami


Warhol falece em 1987 por causa de uma complicação de operação da vesícula

“A coisa mais bonita em Tóquio é o McDonald’s. A coisa mais bonita em Estocolmo é o McDonald’s. A coisa mais bonita em Florença é o McDonald’s. Pequim e Moscou ainda não tem nada que seja bonito.”

Andy Warhol

Print Flowers

Andy Warhol parte 2  

Web Aula sobre Andy Warhol- parte 2

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you