Page 1

www.informationmanagement.com.br

A revista dos profissionais da informação Ano 13 - Número 82 - 2019

RPA CONGRESS SP 2019

O futuro bate à porta Entrevista com Gustavo Fosse, Diretor Setorial de Tecnologia e Automação Bancária da FEBRABAN

Invasão robótica Entrevista com Paulo Pellon, Presidente da UiPath no Brasil

CIAB discute as tendências tecnológicas para os próximos anos


Os associados da ABEINFO te soluções para o gerenci

A mais importante associação para quem precisa entende A ABEINFO é um núcleo associativo do Instituto Information Management com o propósito de reunir Usuários e Fornecedores de Tecnologias para o Gerenciamento de Informações com o objetivo de Promover o Desenvolvi-

mento do Mercado, a Capacitação de sua Força de Trabalho e principalmente as Novas Tecnologias para a Gestão de Informações que estão possibilitando Melhoria de Produtividade, Otimização de Recursos e Governança.


em as melhores tecnologias e iamento de informações www.acesscorp.com.br

www.agmlogistica.com.br

www.kodakalaris.com/pt-br

armazemdedados.com.br

www.arktec.com.br

www.arquivar.com.br

https://www.automate.com.br

https://cassdoc.com.br/

https://www.centralinf.com.br/

www.cogra.com.br

www.docsysnet.com.br

www.docteka.com/

www.dootax.com.br

www.easydrive.com.br

www.eboxdigital.com.br/

https://portal.ecoprintq.com.br/

https://www.edocs.com.br

www.guardwell.com.br

www.ibsdocs.com.br

http://www.icapt.io

https://www.infox.com.br/

https://www.ltigroup.com.br

www.metrofile.com.br

www.memovip.com.br

www.mycroarq.com.br/

www.myriadbr.com

www.navisystem.com.br

www.osas.com.br

www.paarquivos.com.br

renova.net.br

www.rnp.br

www.rrdoc.com.br

www.scansystem.com.br

www.scansystem.com.br

www.stoque.com.br

www.tecmach.com.br

www.tecmach.com.br

www.workprint.com.br

www.scansystem.com.br

www.asg.com

https://interfy.io/

er a importância da Gestão de Informações nos negócios

Associe sua empresa Conheça os benefícios: https://bit.ly/2GMYKgJ ABEINFO – Associação das Empresas e Profissionais da Informação. Rua Anhanguera, 627 – Barra Funda – 01135-000 – São Paulo / SP –Tel : (11) 3392-4111 - Email: contato@iima.com.br


Conheça o calendário

de eventos 2019 Evento

Data 11 - JUN

Local

PUBLISHER

Eduardo David eduardo@iima.com.br

Rio de Janeiro

REDAÇÃO

Thiago Lincolins

redacao@iima.com.br

CONSELHO EDITORIAL

12 - JUN

Rio de Janeiro

28 - JUN

São Paulo

Walter Koch - Wilton Tamane - José Guilherme Junqueira Dias Angelo Volpi - Cinthia Freitas - Luiz Alfredo Santoyo - Christian Ribas Marcio Teschima - Carlos Bassi ATENDIMENTO AO CLIENTE

Gicelia Azevedo

gicelia@iima.com.br

PRODUÇÃO GRÁFICA

04 - JUL

Halan Santos

marketing@iima.com.br WEB DESIGNER

São Paulo

Igor de Freitas

igor@iima.com.br

ADMINISTRAÇÃO

16 - JUL

São Paulo

Tadeu Nunes tadeu@iima.com.br Mariana Dantas mariana@iima.com.br CENTRAL DE ATENDIMENTO - (11) 3392-4111

13 e 14 AGO

INFORMATION MANAGEMENT – Revista especializada no tema Gerenciamento de Informações, Documentos e Digital Business. Distribuição Nacional. Publicação oficial do INSTITUTO INFORMATION MANAGEMENT – IIMA - Rua Anhanguera, 627 Barra Funda - 01135-000 - São Paulo - SP

São Paulo

22 - AGO

São Paulo

03 - SET

São Paulo O INSTITUTO INFORMATION MANAGEMENT - IIMA é uma organização que reúne profissionais e empresas que trabalham com processos envolvendo o gerenciamento de documentos e informações. Sua missão é promover a capacitação profissional e o desenvolvimento do mercado por meio um amplo portfólio de serviços como Cursos, Congressos, Consultoria, Livros e Publicações, Certificações, Workshops, Programas Educacionais ao vivo, entre outros. Um corpo multidisciplinar composto por Consultores, Analistas, Professores, Jornalistas e Pesquisadores está na base da produção do conhecimento gerado diariamente pelo INSTITUTO com o objetivo de ajudar os profissionais e empresas a lidarem com o Caos da Informação e a constante evolução tecnológica. O IIMA conta hoje com 40 mil profissionais participantes.

12 - SET

São Paulo

26 - SET

Brasília

27 - SET

Brasília

Eduardo David eduardo@iima.com.br Tadeu Nunes tadeu@iima.com.br

03 - OUT

São Paulo

CONSULTORIA E CURSOS

DIREÇÃO

Wilton Tamane consultoria@iima.com.br ATENDIMENTO AO ASSOCIADO

15 - OUT

Gicelia Azevedo

São Paulo

05 - NOV 07 - NOV 21 - NOV

São Paulo São Paulo Minas Gerais

22 - NOV

Minas Gerais

03 - DEZ

São Paulo

10 - DEZ

São Paulo

gicelia@iima.com.br

CONSELHO TÉCNICO:

Walter Kock consultor, autor, palestrante Wilton Tamane consultor, professor e palestrante Márcio Teschima empresário, palestrante Tadeu Cruz professor, autor , palestrante Angelo Volpi notário, professor, autor e palestrante Carlos Bassi consultor, professor e palestrante José Guilherme J. Dias professor, consultor e palestrante Cínthia Freitas professora, autora consultora e palestrante PARA SE ASSOCIAR LIGUE: (11) 3392-4111 ramal 29 ou acesse: www.abeinfobrasil.com.br INSTITUTO INFORMATION MANAGEMENT - IIMA Rua Anhanguera, 627 - Barra Funda 01135-000 - São Paulo - SP Tel: (11) 3392-4111

Associação das Empresas e Profissionais da Informação

www.abeinfobrasil.com.br

Participe: contato@iima.com.br

www.informationmanagement.com.br www.informationmanagement.com.br


NESTA NESTAEDIÇÃO EDIÇÃO

NÚMERO 82 79 | 2019 FEVEREIRO DE 2019

Entrevista com Peggy Winton, CEO da AIIM Ipsa volupta ecerem velibustis etusdae volorro id quodit doluptae volorior re doloribus cullo tenda ipsum, occusandisci conestem iniet et odia voluptatus quas ad quam,

RPA Congress São Paulo:

Evento apresenta as vantagens da aplicação do RPA CIAB FEBRABAN CIAB discute as tendências tecnológicas para os próximos anos

06 20

CONGRESSO O&G

12

Organização & Gestão de Documentos: Profissionais se reúnem para discutir sobre a questão dos documentos em papel

42

10

06

O futuro bate à porta Entrevista com Gustavo Fosse, Diretor Setorial de Tecnologia e Automação Bancária da FEBRABAN

Invasão robótica Entrevista com Paulo Pellon, Presidente da UiPath no Brasil

24

36

46

RPA Congress: Fotos do evento

RPA Congress: Opiniões do evento

Organização & Gestão de Documentos: Fotos do evento

www.informationmanagement.com.br

2019 | INFORMATION MANAGEMENT

5


Invasão robótica Por Marcelo Gimenes Vieira UiPath chega oficialmente ao Brasil e aposta em softwares de automação robótica de processos (RPA) para crescer. Objetivo é repetir índices de crescimento global que chegam a astronômicos 5.000% ao ano Segundo o Gartner, o mercado global de softwares de automação robótica de processos (ou RPA, sigla em inglês para Robotic Process Automation) alcançou cerca de US$ 680 milhões em 2018. Em 2022, a cifra deve ser de US$ 2,4 bilhões. A UiPath, empresa nascida na Romênia e com sede atual em Nova Iorque, não só lidera este mercado como é dona de uma marca grandiloquente: crescer mais de 5.000% ao ano (acredite, não há erro de digitação) e alcançar US$ 7 bilhões em valor de mercado em apenas 14 anos de vida. Segundo a empresa, é o maior crescimento já visto em toda a história da indústria de software. Paulo Pellon, que lidera a recém-inaugurada operação brasileira da companhia, diz que a explicação está não

6

INFORMATION MANAGEMENT | 2019

só na demanda cada vez maior por automação trazida pela transformação digital, mas também pela facilidade de adoção da tecnologia de RPA. São “produtos não-intrusivos, o que faz a adoção ser muito rápida”, disse o executivo em entrevista exclusiva à reportagem da Information Management no escritório da empresa em São Paulo. Com passagens por grandes multinacionais de tecnologia como Oracle e IBM, Pellon tem grandes expectativas para a UiPath também no Brasil. O objetivo da empresa, com o escritório brasileiro, é ampliar o faturamento obtido por aqui no ano passado em 25 vezes. Confira os principais momentos da entrevista concedida pelo executivo.

Information Management: A UiPath foi fundada em 2005, e em 14 anos alcançou um valor de R$ 7 bilhões. O que explica o crescimento? Paulo Pellon: A entidade legal existe desde 2005. Na época não existia o conceito de robotização. Foi em projetos criados dentro de clientes que o produto atual surgiu. A empresa efetivamente se tornou um player de RPA há poucos anos, cerca de quatro anos. Era uma empresa europeia muito pequena, que se expandiu pela Europa e EUA, e agora Ásia e América Latina. A empresa cresce mais de 5.000% ao ano, reconhecidamente o crescimento mais rápido da história da indústria de software. Isso aconteceu em função de alguns fatores. Primeiro a formação do mercado

www.informationmanagement.com.br


ENTREVISTA de robotização. O segundo é o RPA, um mercado que tem como característica produtos não-intrusivos, talvez a primeira tecnologia de automação não intrusiva, o que faz a adoção ser muito rápida. O cliente não precisa atualizar sistemas, é simples de usar. O terceiro fator é que acho que temos um produto diferenciado. Não nos vemos como uma empresa de RPA, mas sim de transformação digital com RPA como carro-chefe. Nossos robôs são capazes de trazer a Inteligência Artificial para o dia a dia das pessoas. IM: Qual o tamanho do mercado global de RPA e qual a participação da UiPath? Pellon: Existem diferentes estimativas. Todos os institutos de pesquisa colocam o mercado na casa da dezena de bilhões de dólares. O índice de crescimento ano a ano também varia, dependendo do instituto. As estimativas mais conservadoras falam de crescimento acima de 35% ao ano e as mais otimistas chegam a 100% ao ano. A UiPath tem quebrado esse ritmo crescendo 5.000% ao ano. Isso é interessante porque o mercado de automação era bastante limitado em função da dificuldade que outras tecnologias tinham, e em função do RPA os investimentos aumentaram como um todo. É um mercado com bastante espaço para crescimento. Hoje a UiPath é líder de mercado mundialmente. IM: E como funciona a solução da companhia? Quais as grandes vantagens? Pellon: Nosso produto visa aumentar a performance da empresa e dos funcionários, e usamos robôs para isso. Historicamente soluções de automação exigiam modificações de sistema para expor APIs, criar componentes, adequar processos. Eram projetos de 10, 18 meses, com custo

www.informationmanagement.com.br

elevado e, portanto, barreira de entrada difícil. RPA é o contrário. O cliente não tem que modificar sistemas. O robô vai simular o comportamento humano. Se o usuário é capaz de mexer no Word, em um ERP ou CRM, o robô também consegue. Não é preciso fazer customização nenhuma, programar nada. É o mesmo comportamento de um humano, mas com performance melhor e custo de adoção muito baixo. A melhoria de produtividade é bastante evidente, assim como a capacidade de atender um maior volume de trabalho. E a redução de erros é muito importante porque o ser humano erra, é inevitável, nós somos assim. E o robô foi feito para executar sempre a mesma coisa da mesma forma, não cansa, vai fazer o que foi solicitado baixando os erros para zero. IM: Como você avalia o mercado brasileiro, inclusive em termos de concorrência no segmento de RPA? Pellon: Nós já vendíamos no Brasil desde 2016 através de ecossistema. Grandes consultorias rapidamente viram o potencial do mercado e investiram em alianças. Também consultorias nacionais. Portanto tínhamos esse ecossistema de resellers montado, e com o crescimento do mercado brasileiro era natural que investíssemos aqui. Dentro da divisão Américas somos o segundo mercado, atrás apenas dos EUA e a frente de Canadá e México. Entramos em outubro do ano passado e iniciamos a contratação da equipe. Eu já estava nesse mercado [de automação] e fiquei honestamente surpreendido positivamente pela empresa, pois já tínhamos pessoas treinadas no país. Temos um portal de treinamento com acesso fácil e oferta gratuita, e as pessoas começaram a usar. A versão de comunidade do software, mais orientada a estudantes, ajudou a criar massa crítica de profissionais. Então quando chegamos já tínhamos profissio-

nais preparados e só precisamos recrutar. A curva de entrada foi muito rápida. De janeiro a março deste ano já fizemos todo o faturamento obtido em 2018. Tem sido um crescimento assustador. Todo mês contratamos pessoas aqui. Nossos concorrentes ou não estão presentes, pois não fizeram captação suficiente e é natural que não estejam, e isso dá uma segurança para o nosso cliente de que está comprando o melhor produto, e vai ter o melhor atendimento. Estamos buscando replicar o modelo de sucesso global no Brasil, o que não é possível com quatro ou cinco pessoas atendendo remotamente. IM: A UiPath anunciou a entrada no Brasil no fim de 2018. Por que a “demora”? Pellon: Qualquer empresa que queira fazer uma expansão global só com crescimento orgânico vai conseguir taxas de crescimento normais. Temos investidores importantes como Sequoia e Google, que viram nosso potencial do mercado não para competir, mas para ser número um. A estratégia de expansão é entrar em todos os lugares, e para isso é preciso uma alavancagem. As rodadas de investimento nos últimos dois anos obtiveram mais de um US$ 1 bilhão em captação. Estamos aqui para sermos os primeiros e os melhores em qualidade de serviço. Queremos ser a melhor empresa de transformação digital do Brasil e isso vale para qualquer país. É muito mais fácil fazer isso com um bilhão no bolso, nos dá potencial para exercer, de formar muito mais prática, nossa criatividade e desejos. IM: São quantos funcionários no Brasil hoje? Pellon: Estamos com pouco mais de 25 pessoas. IM: E qual a expectativa de cres-

2019 | INFORMATION MANAGEMENT

7


ENTREVISTA cimento no primeiro ano? Pellon: Nossos planos são agressivos. Até o fim do ano vamos crescer bastante, com faturamento 25 vezes maior que em 2018. E tudo indica que vamos fazer isso, o primeiro trimestre foi excelente e estamos no caminho certo. IM: Há um plano de abertura de escritórios em outras praças? Pellon: Em cidades como Porto Alegre e Rio de Janeiro já temos presença, e planos de estender para Brasília, Belo Horizonte, Curitiba e Nordeste. Acho que vamos conseguir ainda este ano. Acreditamos que é importante ter alguém que entenda a cultura local e viva o dia-a-dia com clientes e parceiros. IM: Em como está estruturada a venda no País? Há parceiros de canal ou distribuidores? Pellon: Temos um programa de canal cobrindo todo ecossistema. Nosso ecossistema inclui desde grandes consultorias até pequenas empresas locais. Em Goiânia por exemplo temos parceiros pequenos. A relação com os parceiros é clara e transparente, queremos que adicionem valor e criem especialização. Temos uma preocupação de alcançar massa crítica em todo território nacional, mas o foco é o valor, trazer diferenciação e exclusividade. IM: Que verticais são mais entusiastas de RPA? A UiPath está dando foco para algumas indústrias no Brasil? Pellon: Sim, existe um foco. Todas as indústrias têm investido. Não é uma solução que se restringe às grandes empresas. Pela curva de adoção baixa e business case bastante evidente, vemos uma curva acelerada no Brasil. Obviamente há setores mais entusiastas que dependem de tecnologia, como bancos e seguradoras, mas

8

INFORMATION MANAGEMENT | 2019

também telecomunicação e varejo, em que temos visto um ritmo de crescimento gigantesco. O setor automotivo também tem surpreendido. Setores que tradicionalmente não investiam muito em software, como hospitais e clínicas, também tem investido bastante. O governo brasileiro, até pelo momento econômico, ainda é bastante conservador, mas eu acredito que isso vá mudar. O Brasil precisa se modernizar e melhorar a qualidade dos serviços públicos, e RPA é fundamental para isso. Já temos uma estratégia para isso [vender para o setor público]. IM: Que tipo de aplicações essas verticais fazem da solução da UiPath? Pellon: Há algumas rotas mais comuns. Clientes que querem modernizar o parque de aplicações, por exemplo SAP. Temos soluções específicas para clientes que queiram robôs para acelerar SAP. Outros querem aumentar o tempo de resposta, querem soluções de automação e acabam descobrindo o RPA. Há desde clientes que compram um robô até cases com 25 mil robôs. IM: Machine Learning é parte intrínseca da solução da UiPath. Como ela funciona? Pellon: Ela está embutida no produto. Usamos para capturar informações tanto de aplicações novas até de terminais de 20 anos. A capacidade de reconhecer visualmente a informação é toda baseada em Inteligência Artificial. Também a capacidade de olhar para um documento e, independente de como foi escrito, compreender as informações no texto e o contexto, e capturar as informações estejam na página 7 ou na 50. Ou seja, Machine Learning é aplicado em todos os momentos. Fizemos um evento recentemente em que um de nossos parceiros demonstrou uma

aplicação para o WhatsApp. Os bancos estão investindo em WhatsApp, e nunca se sabe como o cliente vai escrever o que precisa. A IA pode reconhecer como ele se expressa. IM: Os algoritmos são proprietários ou há parceiros? Pellon: A UiPath tem uma visão baseada em arquitetura aberta. No que diz respeito a plataformas trabalhamos com todos os grandes. Nosso produto é integrado com IBM, Microsoft, Google etc. Para qualquer plataforma que o cliente use temos capacidade de usar todos os modelos criados no nosso robô. IM: Existe um grande receio que a automatização e a Inteligência Artificial reduzam drasticamente a quantidade de empregos. Afinal, RPA extingue postos de trabalho? Como a empresa encara essa questão? Pellon: Todas as pessoas têm preocupação, é natural, mas é um mito. Desde a Revolução Industrial os postos de trabalho não acabam, eles se transformam. Precisamos ter a preocupação de preparar as pessoas para o futuro, por isso damos treinamento no nosso portal e todos podem ter acesso. Fazemos trabalhos com estudantes e universidades pois entendemos por questão social que podemos ajudar a preparar o mercado. Isso passa por nossa compreensão de que a tecnologia não é inimiga, ela veio para ajudar. Nós temos robôs assistentes digitais que não visam substituir pessoas, mas melhorar o trabalho. Imagine ter um robô que pode tocar a parte do trabalho que o profissional não gosta, é repetitiva. Os robôs causam um aumento da satisfação. Assim a extinção de empregos é realmente um mito.

www.informationmanagement.com.br


to Go e Sit

ASG


O futuro bate à porta Por: Marisa Mazza e Sônia Martinez

Em entrevista exclusiva para a revista Information Management, Gustavo Fosse, Diretor Setorial de Tecnologia e Automação Bancária da FEBRABAN, deu um panorama geral do futuro dos bancos que vem por aí. Entre os assuntos abordados, destacam-se, além dos pagamentos eletrônicos instantâneos, o papel das fintechs e como os bancos estão acompanhando este movimento. Veja a seguir:

Information Management - Com a tecnologia de pagamentos instantâneos, qual será o futuro das agências físicas e o modelo da nova agência? Gustavo Fosse - No sistema nacional de pagamentos instantâneos, a transferência de recursos será feita pelo celular, por meio de um aplicativo de um prestador de serviço de pagamento. O consumi-

10

INFORMATION MANAGEMENT | 2019

dor escolhe o prestador, que pode ser um banco ou uma instituição de meio de pagamentos, como consta nos requisitos do Banco Central divulgados em dezembro do ano passado. Com o avanço dos meios digitais, as agências passam por uma readequação do seu modelo tradicional de negócio e adquirem um papel mais consultivo. Com isso, terão funcionários preparados para atender as novas necessidades e

questionamentos trazidos pelos clientes. A atual edição da Pesquisa FEBRABAN de Tecnologia Bancária revelou um reflexo do comportamento do consumidor, que vai escolher o canal que melhor atenderá suas necessidades de serviços bancários. A edição 2019 (ano-base 2018) do levantamento mostrou o avanço do canal mobile banking, especialmente nas transações com

www.informationmanagement.com.br


ENTREVISTA movimentação financeira. Também revelou que é o canal que ganha cada vez mais a preferência do cliente devido à comodidade, funcionalidade e segurança das operações. Esse movimento é reflexo da praticidade de uso, da segurança e da conveniência oferecidas pelo canal, que foi responsável por 40% do total de operações bancárias efetuadas no ano passado. Para efeito de comparação, em 2014, o mobile banking respondia por apenas 10% das operações. IM- Como os bancos estão criando estratégias para enfrentar o surgimento cada vez maior das fintechs e dos bancos virtuais? GF - As fintechs surgiram logo após a grande crise financeira global, em 2008, e começaram a chamar a atenção por suas estruturas enxutas e por oferecerem produtos e serviços personalizados, com redução de custos operacionais. Isso em contraponto com a estrutura robusta dos bancos, que, no Brasil, estão presentes massivamente em todo o território, com grande infraestrutura, milhares de funcionários e um amplo leque de atuação. Os bancos sempre acompanharam com interesse o desenvolvimento destas startups do setor financeiro. Eles acreditam que as inovações tecnológicas podem trazer benefícios ao consumidor, mantendo a solidez e confiabilidade dos serviços, contribuindo para a expansão e o aumento da qualidade do setor. Os bancos sempre priorizaram

www.informationmanagement.com.br

parcerias com empresas de desenvolvimento e startups de diversos segmentos para levar ao cliente produtos e serviços bancários cada vez mais inovadores e que facilitem as operações financeiras do dia a dia do consumidor. Existe um ambiente colaborativo entre as fintechs e as instituições financeiras. Os bancos desenvolvem estratégias próprias para lidar com esse elemento de inovação. Hoje existem inúmeros exemplos bem sucedidos de parcerias entre estas empresas e instituições financeiras. Inclusive com a abertura de centros de empreendedorismo e inovação e a consolidação de programas de aceleração, além da recente abertura de espaço interno para que funcionários criem soluções bancárias “dentro de casa”, o chamado intraempreendedorismo. IM - Segundo o Gartner, até 2021, deverá haver no mundo 25 bilhões de dispositivos ligados à IoT? Como o senhor vê o desenvolvimento dessa tecnologia no Brasil? GF - Embora ainda não se saiba quando será implementado o 5G, as instituições financeiras já estudam como vão usar a internet das coisas. Já existem experimentos sendo feitos internamente. A IoT permite o registro de uma enorme quantidade de dados e, no futuro, essas informações vão permitir a oferta de produtos e serviços mais personalizados.

assistentes virtuais e adotando o atendimento por chatbots. Ainda é um movimento inicial? Qual é a perspectiva de o país adotar em massa essas ferramentas. GF - Os chatbots vão continuar a despontar no sistema financeiro, assumindo uma gama maior de tarefas. Chatbots personalizados vão melhorar a experiência do usuário, que é a base de tudo. A tendência está em alta neste ano, porque essas ferramentas vão se aproveitar cada vez mais das informações captadas e processadas por big data e analytics, por exemplo, para se tornar mais eficientes. IM - Em relação à gestão da informação, como os bancos estão integrando ferramentas de Big Data, Business Intelligence e Inteligência Artificial? GF - De acordo com a Pesquisa FEBRABAN de Tecnologia Bancária 2019 (ano-base 2018), 15 dos 20 bancos que participaram do levantamento revelaram os investimentos prioritários previstos para os próximos anos. Segundo eles, o setor tende a usar cada vez mais a inteligência de dados em suas operações: 80% dizem investir em big data/analytics; e 73% investem em inteligência artificial e computação cognitiva. Sessenta e sete por cento dos bancos disseram investir em blockchain; 60% investem em robotics e 60% em open banking/marketplace banks.

IM - Com relação à AI, os bancos estão lançando seus

2019 | INFORMATION MANAGEMENT

11


CIAB

CIAB discute as tendências tecnológicas para os próximos anos Por: Marisa Mazza e Sônia Martinez Com as novas ferramentas tecnológicas o mundo mudou. Desde os processos internos das empresas até os canais de interação com o público, tudo se baseia na transformação digital. Pessoas, empresas, marcas e respectivos produtos e serviços vivem na esfera on-line quase em tempo integral. Assim, descobrem formas mais inteligentes, rápidas e práticas de fazer as suas atividades. Com o mercado financeiro, não é diferente. Para discutir toda esta revolução digital no setor financeira, o CIAB FEBRABAN 2019 Congresso e Exposição de Tecnologia da Informação das Instituições Financeiras, reúne, entre os dias 11 e 13 de junho, os maiores especialistas nacio12

INFORMATION MANAGEMENT | 2019

nais e estrangeiros no Transamérica Expo gia na área bancária representam 14% Center, em São Paulo. do total das despesas por setor. No Brasil foram US$ 41,3 bilhões. No mundo, os O tema do encontro “Conectado com o valores chegaram a US$ 2,8 trilhões. cliente. Contribuindo para a Sociedade” aborda o que há de mais moderno no A chegada dos pagamentos inmercado. Entre os tópicos ligados à in- stantâneos ovação, destacam-se fintechs e startups, serviços de tecnologia, regulação, meios Uma das principais novidades que está de pagamentos, seguros, futurismo, se- a caminho é o pagamento instantâneo. gurança e cibersegurança, a jornada do Vivemos uma era que em o dinheiro em cliente e os provedores de soluções e papel começa a ser eliminado do sistenegócios. ma financeiro de muitos países. Portanto, não faz mais sentido usar instituições fiDe acordo com a pesquisa da Febraban nanceiras como há 30 anos. de Tecnologia Bancária 2019 (ano-base 2018), realizada em parceria com a con- Afinal, se os pagamentos com cartões sultoria Deloitte, os gastos com tecnolo- de crédito/débito são hoje a maior parwww.informationmanagement.com.br


CIAB te das transações mundiais, o papel das agências bancárias físicas muda de figura e passa a ser mais de consultoria de investimentos. Basta um celular e uma conexão à internet para substituir toda a infraestrutura que encarece serviços e burocratiza processos. Até mesmo o acesso a informações e conhecimento fica muito mais fácil e digital. Agora imagine enviar e receber dinheiro em até 10 segundos, em regime de 24/7, por meio de um sistema nacional de pagamento instantâneo. É uma realidade cada vez mais próxima desde que o Banco Central reuniu, pela primeira vez, em abril, representantes de dois grupos de trabalho formados para discutir negócios (produtos) e requisitos técnicos de funcionamento (segurança, padronização de serviços, redes de conectividade) do sistema brasileiro de pagamento instantâneo. Será um processo simples tal como procurar um contato na agenda do celular ou enviar uma mensagem. As primeiras transações de pagamentos instantâneos já deverão ser testadas no Brasil em 2020. Bancos, instituições financeiras e toda a indústria do setor já se preparam para cumprir essa meta. “A meta é permitir que a transação seja feita pelo sistema de pagamento instantâneo em até 10 segundos, já que hoje 95% das TEDs levam em geral até 5 minutos, apesar de o prazo estabelecido na regulação ser de até 30 minutos”, diz Leandro Vilain, diretor de Negócios e Operações da FEBRABAN. Como vai funcionar No sistema nacional de pagamento instantâneo, a transferência de recursos será feita pelo celular, por meio de um aplicativo de um prestador de serviço de pagamento (PSP). Esse prestador será escolhido pelo consumidor e pode ser um banco ou uma instituição de meio de pagamentos, como consta nos requisitos do BC divulgados em dezembro passado. O sistema deve funcionar de forma aberta e permitir pagamentos que envolvam www.informationmanagement.com.br

Sistema pode ser utilizado para transferências: • Entre pessoas (transações P2P, person to person); • Entre pessoas e estabelecimentos comerciais (transações P2B, person to business); • Entre empresas e pessoas (transações B2P, business to person), como pagamentos de seguros, indenizações a um consumidor; • Entre empresas, como pagamentos de fornecedores, por exemplo (transações B2B, business to business); • Entre pessoas e governo ou entre empresas e governo, como pagamentos de taxas e impostos (transações P2G e B2G, person to government e business to government); • Entre governo e pessoas, com pagamentos de salários e benefícios sociais (transações G2P, government to person) e de governo e empresas, como convênios e serviços (transações G2B, government to business)

clientes de diferentes instituições financeiras e de pagamento. Hoje, algumas soluções tecnológicas já permitem a transferência instantânea, mas as duas partes precisam ter conta na mesma instituição. Banco do Brasil, Caixa, Itaú Unibanco e Santander estão entre os bancos que estudam ou já desenvolvem serviços e soluções de pagamento instantâneo. As novidades ainda são mantidas em sigilo, e os executivos comentam em termos genéricos, por ora, sobre a oportunidade que o novo sistema de pagamento traz ao setor financeiro.

No mundo global das transações online, ele tem sido cada vez mais importante. Transações entre mercados diferentes, como Japão e Brasil, já podem ser realizadas com certa facilidade por meio de moedas virtuais. Mas, afinal, o que é o blockchain e como ele possibilita o funcionamento de moedas virtuais? Ele é uma estrutura de dados que representa a entrada da contabilidade financeira ou o registro de uma transação. Cada transação é digitalmente assinada para garantir sua autenticidade e impedir que seja adulterada. Desta maneira, elas podem ser consideradas confiáveis. As criptomoedas são adequadas para registros financeiros ou qualquer outro tipo de transação que exija segurança, sigilo e rastreabilidade. Mais que isso, pode guardar outros segredos ainda desconhecidos, em termos de como pode influenciar o mundo. O jeito como ela é capaz de controlar, registrar e assegurar as transações indica que pode se tornar a próxima força revolucionária no uso da tecnologia da contabilidade. O ponto principal é que ela se baseia no conceito de que as operações podem ser feitas diretamente sem serem processadas por uma instituição financeira. Trata-se de um grande livro digital onde elas são registradas cronologicamente e podem ser vistas por todos que têm acesso.

Quer um exemplo prático? O banco Santander adotou o blockchain para acelerar transações internacionais, operações em que é preciso fechar o câmbio, enviar uma ordem de pagamento ao exSegurança com blockchain terior e receber, do destinatário do crédito, a informação de que os valores foram A tecnologia traz uma série de novas devidamente compensados. possibilidades e apresenta funcionalidades que impactam, principalmente, na Pelas vias tradicionais este tipo de segurança das transações. Desenvolvido transação custava ao correntista uma em meados de 2008, o blockchain é uma taxa de R$ 90 e levava, em média, tecnologia inovadora que ajuda a dar dois dias úteis para compensar o valor celeridade, segurança e transparência no exterior. Com blockchain, o prazo às transações feitas com criptomoedas, caiu para duas horas e a taxa cobrada como o bitcoin. dos clientes é zero. 2019 | INFORMATION MANAGEMENT

13


O avanço das contas mobile

cançaram R$ 1,6 bilhão, um crescimento de 80%. As transferências representadas por DOC e TED também cresceram 119%, no total de R$ 862 milhões, mas em ritmo menor. A preferência pelo canal mobile sugere que a próxima fase para facilitar a vida do cliente envolva investimentos e aplicações.

As contas abertas por meio do mobile banking cresceram 56% em 2018. Somaram 2,5 milhões de contas, contra 1,6 milhão em 2017. A modalidade mobile banking já ultrapassa o internet banking nas transações com movimentação financeira, como pagamentos de contas e transferências (DOC/TED). Os paga- Nos próximos dez anos, o Goldman mentos de contas via mobile banking al- Sachs estima que as mais de 400 fintechs brasileiras possam gerar US$ 24 bilhões.

Interações por canais digitais não param de crescer: • Web-Chat - 138,3 milhões, com aumento de 364% • E-mail - 618 milhões de interações em 2018, com crescimento de 19% • Chatbot - 80,6 milhões de interações em 2018, um incremento de 2.585%

14

INFORMATION MANAGEMENT | 2019

Espera-se que a indústria de chatbot registre um crescimento significativo e que as empresas possam reduzir substancialmente os custos operacionais. Prova disso é que, de acordo com um estudo do Gartner, o Brasil cresceu mais de 100% no setor em 2018, acompanhado de aumento de 60% no tráfego de mensagens.

A tendência, ainda de acordo com a consultoria, é que os chatbots estejam Tecnologias de atendimento online envolvidos em 85% das interações entre empresas e clientes até 2020. E que 50% O atendimento online é outra área que das companhias do mundo investirão vem sendo aperfeiçoada a passos largos, mais neste tipo de solução do que no deprincipalmente com o advento dos chat- senvolvimento de aplicações mobile. bots, cujo mercado global deverá atingir US$ 1,25 bilhão até 2025, crescendo a A tendência de venda e pós-venda via uma taxa de 24,3%, segundo um novo robôs deve ganhar um impulso maior a relatório da Grand View Research. partir deste ano. Segundo a consultoria Forrester, em 2019 será dada a largada O chatbot (ou bot) é um programa de in- da era dos bots. teligência artificial que simula um agente de atendimento ao usuário, automati- Estudo da Deloitte mostra que os chatzando processos e funções de suporte, bots estão deixando a sua “primeira intirando as dúvidas do consumidor. fância” e melhorando a capacidade de se relacionar com os seres humanos. A

www.informationmanagement.com.br


tendência é que eles deixem de ser apenas informacionais para se tornarem cada vez mais transacionais (segunda geração) e, até mesmo, consultivos (terceira geração). A inteligência artificial vem ganhando espaço em todos os segmentos da economia incluindo o setor financeiro. Esta indústria costuma investir consideravelmente em tecnologia para o mercado financeiro, principalmente para o autoatendimento. Espera-se, na verdade, que os chatbots sejam responsáveis por diversas interações bancárias na próxima década. De acordo com relatório divulgado pela Juniper, os chatbots serão responsáveis pela economia de mais de US$ 8 bilhões anuais até 2022.

Destaques da pesquisa da FEBRA- que assumiu a preferência do brasileiro BAN de Tecnologia Bancária 2019 nestes tipos de transações e, pela primeira vez, superou o internet banking. A pesquisa teve a participação de 20 bancos, número que representa 91% dos • As transações com movimentação fiativos da indústria bancária no País. nanceira pelo POS (pontos de venda A realização foi feita via envio de for- no comércio) superaram as operações mulário online junto às instituições feitas presencialmente e seguem com financeiras, entrevistas com especial- a tendência mundial do uso dos canais istas, consolidação de dados públicos eletrônicos. e de pesquisas da Deloitte. Confira os destaques. • Investimentos com tecnologia bancária somaram R$ 19,6 bilhões em 2018, sen• Transações bancárias com movimen- do os gastos com software responsáveis tação financeira cresceram 33% nos por R$ 10,1 bilhões. canais digitais. Só no mobile banking, o avanço foi de 80%. • Em investimentos, as novas tecnologias que despertam maior interesse aos ban• Em 2018, foram feitos 2,5 bilhões de cos em seus investimentos continuam pagamentos de contas e transferências sendo big data/analytics e inteligência (inclui DOC e TED) pelo mobile banking, artificial/computação cognitiva.

Fintech Day dobra número de participantes O Fintech Day, uma das grandes atrações do CIAB FEBRABAN, reúne este ano 40 startups, sendo 35 brasileiras e cinco internacionais, oriundas do Canadá, Inglaterra, México e Israel. O número de participantes, escolhidos por representantes de bancos, mais que dobrou em comparação ao registrado em 2018. Dentre as selecionadas para a quarta edição do Fintech Day, dez serão escolhidas por um júri para um campeonato de pichtes a ser disputado no último dia do CIAB. As cinco melhores fintechs ganharão o direito de se reunir com pelo menos três líderes de bancos. Ao mesmo tempo que as três brasileiras mais bem avaliadas no campeonato participarão do estande do CIAB FEBRABAN no congresso Money 2020, em Las Vegas (EUA), com viagem e hospedagem pagas, em outubro deste ano. No Fintech Lounge, as startups apresentam soluções inovadoras para executivos de diferentes áreas de instituições financeiras. No ano passado, ferramentas para a inclusão

16

INFORMATION MANAGEMENT | 2019

financeira e segurança nas transações por aplicativos, novas plataformas para transações financeiras e algoritmos de biometria facial foram os temas vencedores. A FullFace, especializada na identificação de pessoas por meio de algoritmo de biometria facial; a Ewally, empresa de tecnologia com uma carteira digital baseada em blockchain; e o Banco Digital da Maré, fintech social que atende regiões sem acesso ao sistema financeiro com um app de meio de pagamento, foram os ganhadores da competição. Fruto da transformação digital, as fintechs são empresas enxutas que já nascem digitais. Elas possuem custos operacionais muito menores comparados aos das instituições financeiras tradicionais, pois gastam pouco com estrutura física. Além disso, utilizam tecnologias que elevam a eficiência dos processos e barateiam os serviços ofertados. Com isso, permitem que o consumidor tenha acesso ao siste-

ma financeiro por meio de várias opções e hoje são o centro das atenções na área bancária. As soluções desenvolvidas pela maioria das fintechs selecionadas para Fintech Day coincidem com o Raio-X do mercado deste segmento no Brasil. Atualmente, 35% das fintechs brasileiras estão voltadas aos desbancarizados, segundo dados do blog de serviços financeiros digitais Finnovation, em estudo feito em parceria com o BID (Banco Interamericano de Desenvolvimento) e a aceleradora Finnovista, com 377 startups mapeadas. O estudo mostrou ainda que o segmento de pagamentos e remessas representa 25% do total, com 96 startups; o de Gestão Financeira Empresarial tem 17% do total, com 63 fintechs; a área de empréstimos representa 15% do total, com 56 startups; e gestão financeira pessoal representa 8% do total, com 30 startups.

www.informationmanagement.com.br


to Go e Sit


Plataforma inova

o mercado das fintechs Praticidade para captar clientes e prevenir fraudes atrai empresas de serviços financeiros As fintechs, empresas que estão facilitando o mercado de serviços financeiros, proporcionando maior comodidade aos clientes, estão otimizando seus sistemas com a implementação de uma plataforma que está presente em diversos projetos de âmbito nacional e internacional. Por si só, os serviços oferecidos pelas fintechs são revolucionários para consumidores que desejam ter acesso de maneira desburocratizada às funcionalidades que, normalmente, nas instituições financeiras tradicionais, possuem alguns empecilhos. Desse modo, a procura por serviços financeiros que propiciam transações online, via dispositivos móveis, por exemplo, cresce de forma significativa, fazendo com que as empresas que ofertam essas facilidades aperfeiçoem e garantam total segurança em seus sistemas.

Nesse contexto, a OSAS, plataforma digital que otimiza os processos de gestão eletrônica de documentos, personaliza fluxos e realiza integração com outros sistemas, vem ganhando espaço no mercado com participação em grandes projetos do setor público e privado, sobretudo no segmento das fintechs. Com um sistema seguro e simplificado, as empresas que disponibilizam serviços financeiros, conseguem implantar em seus portais a inteligência tecnológica da OSAS, que descomplica os cadastros dos consumidores com: Validação de Dados, Verificações Antifraude, Autopreenchimento, envio de documentos online, entre outras funções customizáveis e parametrizáveis.

OS Abel Arrivabene, diretor comercial da plataforma, destaca o sucesso da implementação da tecnologia em grandes negócios, como, por exemplo, em um fundo de investimentos de uma notória gestora digital, que foi criado por empresários renomados no mercado: “Nossa parceria com a Vitreo foi triunfante: Eles, com um serviço acessível de fundos de investimento que outrora era restrito a determinados públicos. Nós, com um sistema inteligente e seguro onde o cliente se cadastra pelo site ou APP, em seguida há um quiz para confirmação de identidade a fim de evitar fraudes, por fim, o preenchimento automático do formulário cadastral acelera o processo e assim o consumidor consegue, com facilidade e segurança, desfrutar dos produtos financeiros da Vitreo”, explica.

O diretor ainda destaca que a tecnologia OSAS nasceu com intuito de trazer aos usuários uma experiência renovadora e reduzir os custos operacionais por parte das contratantes. “Além de garantir experiência digital ao cliente, a nossa tecnologia minimiza operações manuais, reduz custos e riscos e garante uma gestão integral e eficiente. É a verdadeira Transformação Digital, tanto da porta para fora, como para dentro das organizações”, diz Arrivabene. Em um mercado sensível a transações financeiras no âmbito virtual, é de suma importância sistemas sólidos e confiáveis que garantam credibilidade e, sobretudo, praticidade aos consumidores.


informe publicitário

Wallace Teixeira, diretor de tecnologia da OSAS, vê com bons olhos a ascensão de “startups” e empresas de serviços financeiros, no entanto, acredita que os artefatos tecnológicos devem ser cada vez mais otimizados para atender com maestria esses serviços: “O segmento das fintechs veio para democratizar o acesso ao consumo, girar a economia e gerar novos empregos. Nessa perspectiva, a OSAS ganha mais espaço no mercado ofertando tecnologias inovadoras. Ao mesmo tempo, nos esforçamos para acompanhar a expansão do setor, aprimorando as funcionalidades de nossa plataforma”, explica. A OSAS utiliza em sua comunicação a temática “revolução digital”. E essa “revolução”, está agradando não só às empresas do mercado financeiro, mas também setores do governo nas esferas municipais, estaduais e federais. De prefeituras de pequenos municípios até Ministérios da União, a plataforma está por trás de projetos que facilitam o dia a dia da população com desburocratização e garantem uma gestão digital e interativa ao governo com relatórios robustos que geram informações de suma relevância. O segredo do sucesso da OSAS, segundo Wallace, está no bom relacionamento de seus sócios com o mercado, equipe interna, estrutura e criatividade corporativa.

SAS

“Estamos imersos no mercado, entretanto, o que está gerando o nosso crescimento é o comprometimento interno diante desta nova realidade, através de nossos profissionais que são especialistas em tecnologia. Os novos negócios dos últimos dois anos ampliaram nosso quadro de funcionários e estrutura corporativa. Com outros negócios em curso, principalmente relacionados às fintechs, almejamos alavancar ainda mais”, afirma o diretor de tecnologia. Em parceria inédita com a francesa id3 Technologies, empresa especializada em soluções biométricas de alta tecnologia, que estará presente no CIAB Febraban 2019, congresso de tecnologia da informação do segmento financeiro, a OSAS pretende lançar novos projetos transformadores. O intento da parceria é potencializar a oferta de serviços da OSAS, associando em suas operações digitais novos componentes de identificação, autenticação pessoal e antifraude. Isto será garantido em uma única plataforma de workflow digital, onde os clientes serão beneficiados com diversas funcionalidades de automação, tais como: Automatização de OCR, Certificado Digital ICP Brasil, Reconhecimento Facial, Assinatura por Dispositivos Móveis, Biometria Criptografada, RPA, entre outros.

“A demanda por soluções inovadoras de autenticação digital no Brasil é crescente e a convergência entre as marcas possibilitará a ampliação comercial da id3 Technologies em território nacional e América Latina, além de expandir negócios no mercado europeu.”, afirma o engenheiro Newton Galvan, idealizador da parceria e atuante em integração de sistemas TI, Telecom e Segurança Digital.

SOBRE A OSAS

A OSAS é integralmente nacional. Desenvolve soluções para otimização de processos, gestão eletrônica de documentos e informações, garantindo eficiência, eficácia e redução de custos a seus clientes. A sua plataforma robusta de Workflow pode ser customizada por negócio, sendo básica à implantação do conceito “Paperless Office” (escritório sem papel) e para a verdadeira Transformação Digital, em curso, em várias organizações. Acesse nosso site e saiba mais: www.osas.com.br

SOBRE A ID3

Empresa Francesa sediada em Grenoble, há 30 anos. Destaca-se em produtos e serviços multi-biométricos inovadores como face, íris e “finger print”. É criadora do mecanismo “Match on Card” (finger Print) o qual é fornecido mundialmente há 20 anos, aos principais fabricantes de sistemas biométricos, tais como: Idemia, NXP, SELP, etc. Recentemente, apresentou ao mercado o “Match on Card” Facial e também o “ Match o Card” Facial e Finger Print (duas biometrias) num único smartcard. Com subsidiária na Colômbia é sucesso na operação de autenticação biométrica “Finger Print” no sistema cartorial nacional. Conheça acessando nosso site: id3.eu


Manuel Marinho

RPA Congress São Paulo: Evento apresenta as vantagens da aplicação do RPA Nos dias 14 e 15 de maio, São Paulo sediou o mais importante evento brasileiro sobre a tecnologia RPA e o seu poder de transformação em diferentes segmentos do mercado. Dados divulgados pelo HFS Research indicam que o mercado global de RPA ultrapassou a marca de US$ 629 milhões em 2018. Além disso, é previsto que conquiste US$ 1,2 bilhões até 2021. Os números revelam um fato atual: o poder de transformação da tecnologia RPA (“Robotic Process Automation”, em inglês) está na mira de muitas empresas ao redor do mundo. A implantação de softwares ajuda na eliminação de tarefas repetitivas e garante vantagens como: agilidade, assertividade e segurança. Em uma pesquisa divulgada pela Deloitte em março de 2017, 63% dos entrevistados confirmaram a intenção de utilizar RPA 20

INFORMATION MANAGEMENT | 2019

até 2022 e 45% disseram que a tecnologia proporciona até 20% de redução de custos processuais. No entanto, para ter bons resultados, a inovação precisa ser bem implementada. Com o objetivo de ajudar as empresas a obter o máximo potencial da ferramenta, São Paulo sediou nos dias 14 e 15 de maio o RPA Congress 2019, o mais importante evento brasileiro sobre o impacto da Automação Robótica de Processos. Durante os dois dias de encontro realizado pelo Instituto Information Management e a ABEINFO - Associação de Empresas e Profissionais da Informação, mais de 500 profissionais do mercado se reuniram no Centro de Convenções Rooftop 5 para trocar conhecimentos, ampliar o networking e extrair o máximo de informação possível de alguns dos mais importantes especialistas do segmento.

Confira alguns dos momentos mais importantes do RPA Congress São Paulo 2019. Desafios A palestra de abertura ficou por conta de Martin Seefelder, Líder de Soluções de Robótica da Deloitte, com o tema “Desafios da Transformação Digital”. Através de infográficos, Seefelder demonstrou como os tempos mudaram com a constante evolução da tecnologia e o fato de que o mundo ainda terá que lidar com futuras transformações digitais. O profissional também explicou que a era digital necessita de uma nova abordagem. Ou seja, não adianta ter uma constante evolução tecnológica se o mercado profissional não ver, pensar e fazer diferente - um dos maiores desafios para os profissionais atuais.

www.informationmanagement.com.br


A partir da apresentação de alguns cases, Martin abordou e exemplificou de forma clara como a Inteligência Artificial pode transformar o cotidiano das empresas e o poder da Automação Inteligente em inúmeros processos. RPA na prática Marcus Leite, Consultor sênior de soluções e especialista em RPA da Software AG e Maurício Equi, Coordenador de TI da Gol, fizeram uma apresentação sobre o tema “RPA na prática. Estudo de casos, lições aprendidas e melhores práticas”. Durante a palestra, casos reais foram apresentados para evidenciar as lições aprendidas e as melhores práticas capazes de maximizar o impacto positivo que o RPA pode trazer para as organizações. Um dos cases de sucesso incluiu a aplicação da tecnologia nos processos da Gol, uma das maiores companhias aéreas do país. Ao conhecerem sobre as vantagens do RPA, foi proposto um desafio para automatizar a atualização dos voos no sistema de vendas - um processo antes realizado manualmente.

dicas aprendidas foram: Bom mapeamento = bom desenvolvimento (fluxos mais perenes), procurar oportunidades mesmo após o “mato alto”, criar um modelo de governança e entender que a TI é o principal parceiro para permitir a transformação digital. Academia para robôs Ao decorrer do evento, Maria Ilicheva, Gerente Regional Sênior da ABBYY e Maurício Dias, Diretor na PRTi Digital, dissertaram sobre o tema “Academia para robôs: Programa de treinamento para seus trabalhadores digitais”. “No Brasil, os sistemas de RPA já provaram a sua alta eficiência nas estratégias de transformação digital das organizações. No entanto, assim como os seres humanos, os robôs precisam aprender e serem treinados continuamente para lidarem com tarefas empresariais cada dia mais complexas”, explicaram os palestrantes.

Equi explicou como foi preciso uma série de reuniões e estudos para aplicar a tecnologia com eficiência. O profissional também demonstrou a diferença entre o processo sendo executado manualmente e o procedimento sendo realizado por um robô.

Durante a apresentação, os profissionais abordaram algumas limitações da Automação Robótica de Processos, que envolvem a demora para descrever processos complexos e o fato de que o RPA, sem o OCR, não pode ler nenhum dado que não seja eletrônico. Através da apresentação de cases de sucesso, os participantes puderam presenciar e entender como a aliança ABBYY e RPA pode ajudar na classificação e extração de dados e validação e aprovação de processos, por exemplo.

O RPA em Recursos Humanos

Cases de sucesso

Para exemplificar o poder de atuação da tecnologia RPA em segmentos específicos, Renato Aristeu, Especialista em Gestão de Negócios e Coordenador de Gestão de Performance no Grupo Pão de Açúcar, demonstrou como a tecnologia pode ser executada para a solução de problemas na área de Recursos Humanos.

Para entender como a tecnologia RPA pode ser executada com sucesso, os participantes contaram com a apresentação do painel “Cases de Sucesso em RPA – Projetos Growtec”, com a moderação de Francisco Benzi, CFO do Grupo Growtec, e os seus convidados: Diego Santos de Souza, Líder de excelência operacional em serviços na empresa Philips Health Systems Brasil, Marcel Fischer Uemura, Diretor de Business Transformation e Customer Experience na ADP Systems, e Marx Magno de Carvalho Junior, Líder da área de Desenvolvimento de RPA na Zurich Seguros.

Ao exemplificar por meio de infográficos toda a estrutura de automação do Grupo Pão de Açúcar, Aristeu permitiu que os palestrantes entendessem como a tecnologia ajudou na execução de processos como alimentação do sistema ticket e atualização da tabela salarial. De acordo com Renato, algumas das lições e www.informationmanagement.com.br

Através de cases, o painel apresentou como o RPA tem transformado as empresas ao longo do tempo e reinventando negócios

para o futuro. Assim, foi apresentado que as companhias que buscam automatizar os seus processos de negócios querem aumento de produtividade, maior controle e redução de custos. Além disso, os profissionais explicaram, por exemplo, que 40% dos trabalhadores se sentem confortáveis em trabalhar com máquinas inteligentes e que 90% estão favoráveis a possibilidade de gerenciá-los. O painel foi de extrema importância para que os participantes também entendessem as aplicabilidades do RPA. Nesse contexto, foi apresentado os cases de sucesso das companhias Philips, ADP Systems e Zurich Seguros. Pessoas e robôs De acordo com Ingrid Imanishi, Executiva de Soluções da NICE, existe a necessidade de um alinhamento maior entre pessoas e tecnologia. Diante deste fato, o RPA Congress São Paulo contou com a apresentação do tema “Pessoas e Robôs: aproveitando o melhor de cada um através da tecnologia e da pesquisa comportamental”. Além de apresentar a NEVA, um programa responsável pela automação de tarefas repetitivas e desagradáveis para os colaboradores, Imanishi também explicou os detalhes da automação de processos de compra e como o Automation Finder aplica inteligência cognitiva para a definição de tarefas para automação a partir de dados granulares. A palestra também abordou conteúdos baseados em pesquisa comportamental, que orientam o caminho da automação no desktop de usuários para uma experiência de trabalho humanizada. BPM + RPA A última palestra do primeiro dia do evento ficou por conta de Eduardo Britto, Diretor da iProcess. Britto explica que “A Robotização está revolucionando as organizações através da redução de custo, tempo e qualidade na execução de tarefas, trazendo ganhos de eficiência indiscutíveis. Eficiência significa fazer as coisas de maneira correta e com menos. Mas a eficácia, que significa fazer a coisa certa, de2019 | INFORMATION MANAGEMENT

21


Renato Aristeu

pende de uma visão de todo o processo, o que passa por uma visão de BPM”. Diante desta realidade, Eduardo palestrou sobre o tema “BPM + RPA: Como unir a eficácia da transformação com a eficiência da robotização.” Ao levantar questionamentos como: “fazer a coisa mais rápido é o suficiente?” e “o aumento de eficiência não tem um teto?” a sua apresentação abordou que é necessário repensar no que fazemos para superar estes limites. E para vencer tais desafios, a junção do RPA com o BPM pode trazer resultados significativos para as companhias que encontram inúmeros obstáculos atualmente. RPA as a service O segundo dia do evento foi iniciado com Rodrigo Chibly de Robert, Profissional Responsável pela implantação e gestão do RPA & Analytics Hub para a região da América do Sul na EY. Rodrigo explicou que a introdução de um modelo operacional de RPA as a Service oferece 22

INFORMATION MANAGEMENT | 2019

às empresas uma forma de retomar o foco na jornada de transformação digital e evoluir de forma mais consistente, ágil e perene. A sua apresentação indicou alguns benefícios e facilidades do “RPA as a Service”, como: múltiplos ambientes, sustentação, melhorias - que vão de atendimento à solicitações até intervenções proativas - e projetos. O poder da automação robótica e cognitiva Mauricio Castro, Mentor de DiRWA, palestrou sobre o tema: “Como automação robótica e cognitiva transformarão os Centros de Serviços Compartilhados”. Em sua palestra, Mauricio dissertou sobre o fim do mundo como conhecemos. Ele apresentou, por exemplo, as transformações que poderão acontecer nos próximos anos como: a introdução da internet 5G, o diagnóstico médico baseado em Inteligência Artificial, carros voadores, missões em Marte, robôs domésticos e muito mais.

Castro também abordou os principais desafios diários para o gestor de CSC (Centro de Serviços Compartilhados), um cargo que envolve atividades complexas e o fato de que a Transformação Digital vai além de tecnologia e envolve estratégia, liderança e principalmente novas formas de pensar. “O RPA, juntamente com as tecnologias cognitivas, combina a automação baseada em regras de tarefas de rotina com a análise de dados não estruturados e capacidades que imitam a aprendizagem humana e a tomada de decisões”, explicou Mauricio. Como automatizar? Kleber Rodrigues Jr, Co-fundador do Grupo WDG Automation, definiu o RPA como: “Uma força capaz de executar as ações idênticas a um usuário humano, eliminando erros e aumentando a velocidade de execução nos processos.” Assim, ele listou as razões pelas quais a inovação deve ser aplicada e explicou como as organizações devem utilizar o mecanismo com eficiência durante a palestra “RPA integrado com Inteligência Artificial, Chatbot e URA”. www.informationmanagement.com.br


Automatizar processos garante vantagens que vão desde custo de mão de obra até redução de erros. Contudo, muitas empresas se enganam ao acreditar que todos os procedimentos devem ser automatizados. O executivo recomenda automatizar, por exemplo: processos repetitivos com alto volume ou processos de longa execução; aqueles que tratam de atendimento do cliente via texto; processos-fim executados por atendentes, uma vez triados por URA; geração de relatórios, processos maduros e middleware (integração entre sistemas). Deve-se evitar a automatização de procedimentos como: processos com baixo volume e/ ou alta volatilidade e processos complexos de baixa maturidade. RPA Open Source Durante a palestra “RPA Open Source – Da inviabilidade ao ROI”, ministrada por Claudio Teixeira, Partner na BPA Technologies, o evento trouxe uma visão real ao apresentar cases da BPA Technologies em empresas de diversos tamanhos e segmentos. Isso porque a companhia aplicou tecnologias open source em todos os componentes da solução, seja em robôs, no orquestrador ou em atividades cognitivas e de inteligência artificial. Ao levantar a reflexão “A sua atividade é a prova de robôs?” o palestrante trouxe uma série de infográficos que demonstraram como funciona o RPA na prática, os requisitos para escolher a ferramenta certa e como montar a estratégia ideal.

as tecnologias, métodos e alguns cases de sucesso que permitem a criação de bots inteligentes em poucos dias. Inicialmente, Cardoso explicou que a junção de RPA com atividades cognitivas e smart data resulta na força de trabalho digital inteligente. Assim, os tópicos abordaram pontos importantes. Entre eles: como calcular o esforço humano que será transferido para o robô, como encontrar oportunidades para o robô e a diferença entre RPA e Automação Cognitiva. O Consultor Sênior de RPA apresentou as tecnologias e os métodos necessários para garantir a construção efetiva de um robô cognitivo, assim como as vantagens do processo.

Em seguida, o Co-Funder da Dootax apresentou as principais mudanças no segmento fiscal e frisou o fato do Brasil ter sido eleito o país mais difícil do mundo para manter um negócio. Assim, a Transformação Digital Fiscal surgiu como uma solução para garantir uma melhor eficiência dos processos realizados no departamento. Souza apresentou os passos necessários para implementar o processo e os principais benefícios que vão de atualização constante até redução de custos. Exemplos de aplicação

Ainda pensando no poder de transformação do RPA em diferentes segmentos do mercado, Thiago Souza, Co-Founder do Dootax, demonstrou como a tecnologia pode facilitar e agilizar os processos no Departamento Fiscal.

O RPA Congress 2019 foi encerrado com a apresentação do painel “Exemplos de aplicação da Tecnologia RPA – Cases das empresas Claro e Porto Seguro”, com a moderação de Kleber Rodrigues Jr, Co-Fundador da WDG Automation, e com os seus convidados: Juliana Perez, Gerente de sistemas na Claro Brasil e Ricardo Tonon, Coordenador de Inovação da Porto Seguro.

Através de uma apresentação dinâmica, Souza apresentou as principais características das gerações dos Baby Bloomers (1940-1960), Geração X (1960-1980), Geração Y (19802000) e da Geração Z (2000-2010) para exemplificar que as novas gerações influenciam e impactam o comportamento das outras gerações.

Automatizar tarefas repetitivas e volumosas, que compõem os processos de negócios, facilita a rotina de muitas organizações. O fato é que a RPA irá mudar a produtividade das empresas drasticamente nas próximas décadas. É cada vez mais importante que as empresas estejam preparadas para atuar em um futuro dominado por robôs.

RPA Fiscal

RPA Bots Inteligentes: Como criar? “Criar Bots de RPA com Cognitive automation se resume no uso de tecnologias de IA, como Machine learnig (ML) e Natural language understanding (NLU), para desenvolver automações que imitam o comportamento humano ao entender e estruturar dados não estruturados, como por exemplo, textos de e-mail, contratos e faturas nos mais diversos formatos, permitindo aumentar a abrangência das automações além das simulações de telas”, afirmou Max Cardoso, Consultor Sênior de RPA da Certsys, que ficou responsável pela palestra “Como criar RPA Bots Inteligentes com Cognitive Automation”. Como consequência, a sua apresentação permitiu que os congressistas conhecessem www.informationmanagement.com.br

Catálogo Oficial RPA 2019 2019 | INFORMATION MANAGEMENT

23


1

3

2

1 - David Dias; 2 - Martin Seefelder; 3 - MaurĂ­cio Dias e Maria Ilicheva


to Go e Sit

AUTOMATE Desenvolver

Orquestrar

Governanรงa


1

2

5

4

7

8

3

6

1 - Weslyeh Mohriak; 2 - Kleber Rodrigues Jr, Juliana Perez e Ricardo Tonon; 3 - Marcus Leite; 4 - Renato Morsch; 5 - David Dias; 6 - Francisco Benzi; 7 - Max Cardoso; 8 - Diego Santos de Souza, Marcel Fischer Uemura e Marx Magno de Carvalho Junior; 9 - Ingrid Imanishi; 10 - Paulo Pellon

9

10


PRTI

to Go e i St


1

4

6 - Max Cardoso; 7 - Maurício Equi; 8 - Eduardo Britto; 9 - Rodrigo Chibly de Robert 10 - Maurício Castro

8

2

5

3

1 - Gerardo Rodríguez Díaz; 2 - Manuel Marinho 3 - Claudio Teixeira; 4 - Thiago Souza; 5 - Kleber Rodrigues

6

7

9

10


DOOTAX

Automação para emissão e pagamento de Tributos

to Go e Sit

RPA Fiscal

Integração com ERP

Automação de GNRE

Compliance Fiscal

Segurança

Cobertura Nacional

Se interessou? Vamos conversar.

E-mail: contato@dootax.com.br Telefone: 11 4210.2040 www.dootax.com.br/pagamento-de-tributos


Sorteio de brindes ao final do evento RPA Congress


Gestão da Informação na prática, ao vivo 2010

2012

2011 2015

2013

2014 2016 2018

2019

13 e 14 de Agosto Reserve estas datas!

2017

Venha fazer parte desta história Participe do

13 e 14 de Agosto - Rooftop 5 - São Paulo/SP Informações: Tel (11)3392-4111 - contato@iima.com.br

Realização: Associação das Empresas e Profissionais da Informação

www.abeinfobrasil.com.br

Promoção:


1

2

5

6

9

10

13 1

14 1


3

4

7

8

11

12 1

Estandes no evento RPA Congress: 1 - Sicolos; 2 - Growtec; 3 - ABBYY; 4 - WDG Automation; 5 - Dootax; 6 - UIpath; 7 - Software AG; 8 - EY; 9 - Certsys; 10 - Accenture; 11 - Automation Anywhere; 12 - DiRWA; 13 - Automate Brasil; 14 - PWC; 15 - Nice

15 1


SUAS MELHORES CONEXÕES

A

o longo dos últimos treze anos, o IIMA Instituto Information Ma-

de São Paulo, Rio de Janeiro, Curitiba, Recife e Porto Alegre. Este ano o RPA

nagement vem se posicionando como referência na produção e

CONGRESS será realizado também em Brasília e Belo Horizonte.

distribuição de conteúdos sobre o tema Gerenciamento de Infor-

Completando o portfólio de produtos sobre a tecnologia RPA,temos os

mações Corporativas. Hoje somos reconhecidos como a principal fonte de

eventos RPA MEETING para mercados segmentados, o Anuário BOOK RPA

consultas sobre as Tecnologias que estão promovendo a Transformação

BRASIL 2019, a Pesquisa “ Mercado Brasileiro de RPA “ e agora a Comu-

Digital nas organizações, em especial sobre RPA - Robotic Process Auto-

nidade RPA GROUP - Grupo de Profissionais de RPA.

mation onde desde 2017 realizamos o Evento RPA CONGRESS, reunindo

Para sua empresa “ falar “ com os decisores e influenciadores da tecnolo-

mais de 1.500 participantes em suas sete edições realizadas nas cidades

gia RPA no Brasil, fale com a gente.

Maior evento no Brasil sobre a tecnologia RPA para multi mercados. Em suas seis edições realizadas nas cidades de São Paulo, Rio de janeiro, Curitiba e Recife, já reuniu mais de 900 participantes e contou com o patrocínio das principais empresas fornecedores do mercado global.

Dias 14 e 15 de Maio

Rio de Janeiro

Dia 11 de Junho

Belo Horizonte

Brasília

Dia 21 de Novembro

Dia 26 de Setembro

RPA Meeting

2019

São Paulo

robotic process automation São Paulo - SP

Evento especializado em difundir conceitos e Cases de sucesso na aplicação da Tecnologia RPA em Segmentos de Mercado. Especialistas convidados apresentarão Conceitos e Cases de aplicações específicas de RPA nos principais setores e segmentos de mercado.

1

Bancos & Seguradoras

2

Dia 04 de Julho

4

Bancos Seguradoras CSC - Centro Compartilhados CSC - Centrode& deServiços Serviços Compartilhados Dia 03 de Outubro

Bancos &&Seguradoras Hospitais & Farma Hospitais Laboratórios

3

Dia 22 de Agosto

5

Administração & Finanças Dia 07 de Novembro

Bancos & Seguradoras Transporte & Logística Dia 12 de Setembro

6

Bancos & Seguradoras Distribuição & Varejo Dia 10 de Dezembro


COM A TECNOLOGIA RPA ANUÁRIO O Anuário BOOK RPA BRASIL 2019 é o 1º Guia Nacional de Fornecedores de RPA – Robotic Process Automation. Trata-se da Publicação Referência sobre Mercado Brasileiro de RPA, apresentando um amplo trabalho de mapeamento das Empresas Fornecedoras ( Softwares, Integradores, Consultorias , etc ) que servirá como fonte de consulta para as Empresas Usuárias que estão em fase de implantação da Tecnologia RPA. Lançamento Setembro de 2019.

Circulação: Setembro/2019 Para participar: contato@iima.com.br

PESQUISA “MERCADO BRASILEIRO DE RPA 2019“ 1a Pesquisa Nacional do Nível de Maturidade na Aplicação da Tecnologia RPA - Robotic Process Automation, objetiva conhecer o nível de adoção e implementação desta tecnologia pelas organizações, visando oferecer a todo ecosistema que o envolve, o real potencial de oportunidades que o RPA oferece. Esta pesquisa resultará num documento de estudo que será disponibilizado ao mercado em Outubro durante o Evento RPA MEETING – Especial CSC – Centros de Serviços Compartilhados.

Circulação: Outubro/2019 Para participar: http://bit.ly/pesquisarpa

RPA GROUP O Grupo de Profissionais de RPA é maior comunidade de Profissionais e Especialistas que trabalham com processos utilizando a tecnologia RPA em suas organizações. São muitos os seus objetivos: Os principais são: Promover Interações e Aprendizado, Troca de Experiências, Qualificação e Capacitação Profissional, Promoção e Valorização da Carreira de CROs- Chef Robotic Office e desenvolvimento do Mercado de Trabalho de uma forma geral.

Para participar FREE, basta acessar: http://bit.ly/rpagroup

Contatos: Tel.: (11) 3392-4111 Email: contato@iima.com.br www.iima.com.br

Realização:

Promoção: +


DEPOIMENTOS DEPOIMENTOS

Paulo Pellon UiPath

“O RPA Congress é um evento amplo que leva o tema de RPA à diferentes cidades do país. Como benefício principal, o evento compartilha e democratiza o conhecimento ao redor do tema de RPA, onde consultorias trazem suas experiências em projetos e fornecedores de software mostram a evolução e roadmap dos seus produtos. Neste momento de entrada da UiPath no mercado brasileiro este é um evento importante para levar a marca de forma direta a clientes. Para a UiPath é fundamental a oportunidade de poder falar pessoalmente com o público interessado sobre os diferenciais da nossa plataforma, o porquê de termos assumido a liderança global neste mercado e nossos planos para o Brasil. Ter a oportunidade de mostrar a UiPath como o maior e principal player de transformação digital através de RPA e Inteligência Artificial aplicada foi fantástico. O feedback do público foi animador quanto à mensagem que levamos.”

“O RPA Congress, como o maior Evento de RPA da América Latina, é a vitrine para empresas de automação apresentarem suas soluções de forma que as organizações ampliem seu conceito, buscando tecnologias avançadas para seus processos de negócios. A nova tendência do Eu Digital, vem transformando pessoas e agregando valor ao desenvolvimento das corporações.”

Francisco Benzi Growtec

Maurício Castro DiRWA

O RPA Congress é o maior evento de Robótica da América Latina, aonde reune as principais empresas de Plataformas RPA, as de Consultoria (Implementação, Sustentação e Governança) e clientes com diferentes maturidade na utilização da Força de Trabalho Digital. As palestras foram excelentes ministradas por Presidentes ou Diretores de grandes empresas, aportando bastante conteudo inovador com muito foco na transformação digital e nas tecnologias cognitivas, incluindo inteligência artificial. Evento excelente para estabelicemento de Network de alto nível (C Level e Alta Gerência) com empresas parceiras, concorrentes e principalmente com clientes e prospets. A DiRWA pode monstrar com clareza sua proposição de valor para o mercado como empresa líder nas Américas na implementação da Força Digital Escalável e Independente. Realizamos uma apresentação bastante provacativa e inovadora sobre como as tecnológias roboticas e cognitivas estão transformando a industria dos Centros de Serviços Compartilhados.

“O RPA Congress SP é um dos principais eventos sobre o tema, atualmente, no Brasil. Estamos vivendo um momento importante no qual o RPA deixa de ser apenas uma tecnologia promissora para se concretizar em vários cases e resultados em importantes organizações pelo Brasil. Muitas empresas e profissionais que, nas edições anteriores, buscavam apenas conhecer a tecnologia, já possuem iniciativas em seus roadmaps e já procuram de maneira mais ativa, no RPA Congress, pelos melhores parceiros para sua condução. O evento nos traz a possibilidade de entender ainda mais este cenário. Nos permitiu, como fornecedores, conhecer e avaliar possíveis parceiros e clientes e, para os congressistas, conhecer a grande variedade de potenciais fornecedores e seus diferenciais, além de validar abordagens e iniciativas nascentes em suas empresas rumo à obtenção de benefícios sustentáveis com o RPA.”

Claudia Despensieri A.Yoshii Engenharia 36

Carolina Abrantes Bridge Consulting

“A participação no RPA CONGRESS SP foi muito positiva pois me permitiu ter uma percepção holística sobre as soluções de Robotic Process Automation (RPA), sobretudo com os casos apresentados pelas empresas que estavam presentes. Por meio de apresentações de demonstração pude ver como o RPA e IA traz benefícios para o ecossistema de negócios, agregando vantagem competitiva, combinando redução de tempo de processo, inovação, compliance e segurança da informação. Também foi possível observar os diversos produtos e soluções para capturar e processar dados, otimizar processos, corrigir erros e solucionar problemas. Sendo assim acredito que é importante que líderes de negócios estejam preparados para esta nova configuração de funções aliadas à tecnologia, que poderão surgir mais rapidamente do que imaginamos. Parabenizo e agradeço aos organizadores do evento pela oportunidade!”

INFORMATION MANAGEMENT | 2019

www.informationmanagement.com.br


Daniel Freitas Prospero

Foi um imenso prazer participar deste evento importantíssimo de RPA, pois cria novas oportunidades de negócio, aprendizado e network. Na organização em que trabalho, estamos chegando a um ano de inovação e transformação digital com RPA, e poder compartilhar experiencias, conhecer outros cases nos ajudará a direcionar e tomar decisões mais assertivas para o sucesso e uso de RPA. Este evento também foi muito interessante para conhecer as tendências do mercado e indústria de RPA e o forte investimentos e aposta dos fabricantes de algumas das principais plataformas de RPA em combinar outras tecnologias para dar mais inteligência aos robôs de RPA com Machine Learning, AI, Inteligencia Cognitiva entre outras.

Telefônica Brasil

“O RPA Congress segue como um dos eventos mais expressivos em Robotic Process Automation no Brasil, com a promoção de um forte networking entre clientes e parceiros deste ecossistema. E nós da Accenture não poderíamos ficar de fora deste evento, em um ano importante para o RPA, onde percebemos uma mudança de maturidade muita rápida no mercado brasileiro, pela busca de ganho em escala na produção das automações e na governança dos bots. Palestramos no 1º dia do evento com tema ‘Intelligent Automation - a fusão entre Inteligência Artificial e RPA’, onde apresentamos uma DEMO (ao vivo) utilizando o Google Assistant (AI) + Automation Anywhere (RPA) utilizando um processo de solicitação de agendamento de férias.”

Geraldo Pereira Junior

Felipe Emerenciano Accenture

“ A 3ª. Edição do RPA CONGRESS SP foi surpreendente. Conteúdos que reuniram prática e teoria através de profissionais com altíssimo domínio nos temas abordados.Na minha opinião a diversidade de soluções, assuntos e abordagens é o grande diferencial do evento, capaz de atingir a públicos bastante ecléticos. Certamente tomarei proveito do conhecimento adquirido durante estes dois dias e os colocarei em prática.”

Marilan

“Foi excelente o evento. Tivemos as principais empresas presentes, mostrando seus softwares, e o que podemos fazer com o RPA.Local agradável e ótimo para a realização de evento, mas percebo que a cada ano está crescendo mais e para os demais já vamos precisar de um local maior. Foi ótimo conhecer mais a fundo as empresas, o que cada uma se diferencia da outra e conseguimos ter uma visão geral do que existe de melhor no mercado de RPA. Perfeito lugar para criação de network. O IIMA está de parabéns pela iniciativa de sempre promover conteúdo de qualidade, que é justamente isso que nosso país está carente. E que venha os demais eventos para fecharmos parcerias e contratos de geração de valor e inclusão de pessoas capacitadas.”

Luis C. Calil Sicolos Tecnologia

Leopoldo A. Lopes L3

O Congresso RPA - edição SP 2019 - promove oportunidades em diversos e diferentes assuntos do tema, entre eles: firmar conceitos, conhecer soluções e alternativas de plataformas, fazer contatos com clientes, fornecedores e parceiros - atualizando-se das novidades do setor e dos projetos nas organizações. Esse encontro de especialistas e fornecedores em palestras e coffee breaks apresenta novidades de recursos, ajuda idealizar potenciais soluções a serem avaliadas oportuna e detalhadamente nas próximos semanas em concorrências de novos projetos. A SicoloS tem experiência e domina a tecnologia RPA, e está pronta para entender e atender aprofundando no conhecimento dos projetos, oferecendo mais informações técnicas e respectivos benefícios que a adoção de RPA - Robotic Process Automation - pode trazer para as organizações de quaisquer segmentos com nossos serviços de qualidade superior.

www.informationmanagement.com.br

2019 | INFORMATION MANAGEMENT

37


DEPOIMENTOS

Ingrid Imanishi

“O RPA Congress deste ano esteve ainda mais completo e com excelentes depoimentos de empresas sobre suas iniciativas práticas no mundo da automação de processos. Esse tipo de conteúdo é extremamente válido para o amadurecimento do mercado e para orientar a estratégia de evolução das soluções desenvolvidas pelos fabricantes. Foi especialmente gratificante a repercussão da nossa participação como palestrantes, trazendo uma visão comportamental sobre a busca da harmonia entre pessoas e robôs. Até o próximo encontro!!!”

Nice

“A WDG Automation reconhece a importância do evento RPA Congress SP para a compreensão e desenvolvimento da área no Brasil. Foi um prazer para nós compartilhar conhecimento e novidades em grandes momentos do encontro. Com a palestra “RPA integrado com Inteligência Artificial, Chatbot e URA” falamos sobre a expansão acelerada da adoção de soluções digitais e como uma integração alinhada e responsável pode gerar grandes benefícios para as organizações. Na ocasião, também lançamos a quebra de CAPTCHA como serviço, que estará disponível em breve no mercado. Encerramos o evento com um painel de exemplos de aplicação da tecnologia RPA, que contou com as presenças de Juliana Perez, profissional da Claro Brasil, cliente da WDG Automation e de Ricardo Tonon, coordenador de inovação da Porto Seguro. Agradecemos as oportunidades e já aguardamos com ansiedade a próxima edição.”

Marcos Rogerio Zambianco

Kleber Rodrigues Jr WDG Automation

“O RPA CONGRESS SP me trouxe a oportunidade de ampliar o conhecimento sobre o conceito, aplicabilidade, cases e opções comercias do RPA. Como tema em evidencia, muito se fala a respeito e facilmente concordamos da sua utilização nas operações e processos da Companhia, porém uma visão calçada de experiencias de outras empresas e conceitos dos principais fornecedores do mercado traz direcionamentos e informações que sustentam decisões a serem tomadas. Estamos agora mais prontos para este empreendimento.”

Biosev

“Participar do RPA congresso e sempre uma importante oportunidade de aprender sobre o que esta acontecendo neste maravilhoso universo da automação de processos via RPA, no evento são apresentados importantes tendências da utilização das ferramentas e a evolução dentro deste cenário cada vez mais desafiador, no nosso caso, que estamos vivenciando em nossa empresa a implementação cada vez maior dos RPA’s e sempre uma atualização de onde podemos chegar. Estamos nesta jornada de implementação de RPA em nossa operação a 3 anos, já possuímos alguns RPA’s em operação e muito significativo o ganho operacional, além da redução de riscos operacionais. Agora estamos partindo para uma nova onda, onde iremos iniciar a jornada de construção de nossos próprios robôs com foco em nossas necessidades. Outro ponto importante e ter acesso a importante players deste mercado e suas soluções, que sempre podem trazer importantes ganhos em operações.”

Luiz Carlos Mota Grupo Petrópolis 38

Luiz Longobardi Junior Rede Lojacorr

“Este evento de RPA, como já foi no ano passado que também participei, foi muito enriquecedor para que busca conhecimento e se atualizar das novidades, que o mercado tem a oferecer sobre este assunto tão extenso, como estamos buscando esta tecnologia para melhora dos nossos processos, temos que aproveitar oportunidades como esta, onde de forma centralizada, podemos conhecer consultorias e cases de sucesso, para podermos compartilhar as experiências de implantação e os resultados alcançados com o go live dos projetos. Esperamos fazer muitos contatos com as empresas participantes, para podermos visitar seus clientes e poder ter um feedback de como foi as fases do projeto, do Levantamento dos requisitos aos resultados alcançados.”

INFORMATION MANAGEMENT | 2019

www.informationmanagement.com.br


Martin Seefelder Deloitte

“O RPA Congress é uma ótima oportunidade para estarmos atualizados em relação às últimas tendências do mercado de Automação de Processos. Com a participação dos maiores players do mercado, esse evento nos permite conhecer a realidade das implementações das empresas, quais as suas dificuldades, quais as suas estratégias para endereçar essas barreiras, quais as suas aspirações para o futuro e quais as novas tecnologias que se tornarão padrão de mercado em um futuro breve. Além disso, o evento é uma ótima oportunidade para que clientes e fornecedores interajam em um espaço democrático, aonde todos tem a oportunidade de se conhecer, trocar experiências e fortalecer o Networking.”

“Para a CertSys, a participação no RPA Congress representa uma oportunidade para se posicionar no mercado apresentando sua visão, metodologias e ofertas, elaboradas com base em nossa experencia em projetos de RPA e de Transformação Digital com as tecnologias que representamos. Para mim, como palestrante e foi uma experiência fantástica por ter a oportunidade de compartilhar minha experiencia com colegas e clientes, e fiquei muito feliz com os feedbacks que recebi após a apresentação. Como expositor também pude ampliar minha percepção sobre necessidades anseios dos clientes em relação às tecnologias de automação. Vamos utilizar esta percepção para elaborar novas ofertas e desenvolver novas capacidades para a personalização das nossas soluções. Outro momentos que não posso deixar de comentar foram as produtivas conversas com outros fornecedores expositores e os conteúdos das palestras.“

Ronilson Carassini

Max Cardoso Certsys

“A participação da Symphony no RPA CONGRESS 2019 foi importantíssima neste momento estratégico do processo de RPA nas empresas do mercado nacional, ficamos conectados com grandes empresas gerando possibilidades de projetos de RPA a curto e médio prazo. Como a Symphony é global e “Pure Play” em RPA com parceira com as maiores ferramentas de RPA do mundo, participar do RPA Congress 2019 possibilitou o compartilhamento de informações entre fornecedores e organização, enriquecendo o conteúdo do evento e favorecendo as empresas que buscam aprimorar seus conhecimentos em transformação digital”.

Symphony Brasil

“Participar do evento RPA Congress 2019 foi muito importante para a MV3 Tecnologia da Informação. A cada ano está se tornando o evento mais importante para o mercado brasileiro no que tange a tecnologia RPA. O evento atingiu nosso principal objetivo de divulgar a MV3 como uma das maiores empresas neste segmento. O retorno positivo de clientes e parceiros nos motiva cada vez mais, em aumentar os investimentos em eventos desta magnitude ao longo dos próximos anos. Agradecemos a IIMA pela organização do evento, a todo o time MV3 pela dedicação em “fazer acontecer” e aos clientes e parceiros pela participação e prestigio. “

Paulo Mota MV3

Renato Aristeu

“Congressos como esse, cedidos pela IIMA, são momentos ricos para network e para provocar as empresas a serem disruptivas e correrem atrás de estarem em dia com as inovações e com as tendências de mercado. Além do contato direto com fornecedores de tecnologia de RPA, às palestras foram a peça chave para a troca de experiências. Aprendizados, erros, vitórias e dores foram os elementos que compuseram as palestras, e era tangível pelas perguntas feitas pelos participantes que todos passaram ou passarão pelos mesmos desafios que uma empresa que esta a 1 mês lidando com RPA... ou a 3 anos.”

GPA www.informationmanagement.com.br

2019 | INFORMATION MANAGEMENT

39


DEPOIMENTOS “O RPA Congress agrega todo esse mercado que basicamente explodiu e o Eduardo foi muito feliz, que anteviu essa onda acontecendo. É legal poque a gente pode ver aqui todos os concorrentes, parceiros, os clientes fazem aqui um ONE STOP SHOP. Ver todo o mercado se movimentando é possível ter uma validação que essa tecnologia veio realmente pra ficar.”

Fernando Pierry Automation Anywhere

“O evento foi maravilhoso. Conte comigo para os próximos!”

Marcelo Cardoso Silveira DiRWA

Maria Ilicheva ABBYY

“Os encontros assim trazem inspiração para o nosso trabalho do dia-a-dia. Na ABBYY estamos inovando, criando as tecnologias para ajudar as empreses alcançar um nível superior de eficiência de seus negócios. Foi um prazer enorme de ver tão grande interesse de participantes de diferentes setores e indústrias em nossas soluções, e isso confirma que estamos no caminho certo. Desde o primeiro evento com o IIMA passou só um ano, mas já notamos que a marca da ABBYY se voltou mais conhecida no mercado brasileiro. O RPA Congress 2019 em São Paulo foi um sucesso total, grandes parabéns aos organizadores!”

Aproveito para cumprimentar o Time IIMA pelo excelente evento. Mais uma vez tivemos a oportunidade de observar a evolução da tecnologia RPA e suas soluções, sua utilização crescente no Brasil, assim como compartilhar experiências. O evento foi muito rico em conteúdo e conhecimentos, de altíssimo nível, que irão contribuir muito para o amadurecimento na adoção desta tecnologia. Parabéns à Todos!

Nelson D’Avila BP Soluções em TI

Paulo Neumann Grupo Ultra

40

Atualmente lidero um projeto piloto de RPA envolvendo os processos da área de Service Desk da companhia em que trabalho. Com a participação no congresso RPA CONGRESS SP pude perceber a dimensão desse mundo chamado RPA, uma perspectiva que ainda não tinha tido, principalmente no que tange a sua força e contribuição para o dia a dia das empresas no cenário corporativo atual. Com o apoio dessa tecnologia, compreendi que será possível concentrar nossos esforços em atividades que realmente possam agregar valor ao negocio, como inovações, otimizações de processos e melhoria continua. Para isso, é necessário que reconheçamos o que cada um pode oferecer de melhor ao time. Os robos na execução de trabalhos repetitivos, onerosos e operacionais; Já os profissionais, somam com sua experiência, conhecimento e principalmente criatividade para superar as barreiras que surgem a cada dia. Estamos vivendo uma nova era e fico muito entusiasmado em poder participar de todo esse processo de transformação digital com RPA, realmente um mercado bastante promissor e sustentável.

INFORMATION MANAGEMENT | 2019

www.informationmanagement.com.br


Mauricio Dias PRTI

A plataforma de eventos da IIMA é um sucesso para todas as comunidades provedoras de tecnologias, e para a comunidade de RPA não poderia ser diferente. Todos os fabricantes e provedores líderes do segmento desta tecnologia estiveram presentes compartilhando com muita empolgação os sucessos e as diversidades de suas experiências. Para todos os fabricantes, provedores e clientes que estiveram presentes no evento ficou a certeza de que esta é a onda que precisa e será surfada em todas as empresas de qualquer segmento de mercado nos próximos anos. Para a PRTi Digital que é provedora não só de RPA, mas também de um conjunto de tecnologias que integram o ecossistema do RPA e cria modelos de negócios que servem de base para a construção de serviços complementares, fica a certeza que estamos o trilhando o caminho da inovação contínua. Parabéns aos organizadores !!!! Esperamos fazer parte da sua comunidade em muitas outras oportunidades futuras.

“O RPA Congress é seguramento o evento mais relevante e produtivo para o tema durante o ano, sem sombra de dúvidas. Na medida em que aproxima fabricantes, empresas prestadoras de serviços, usuários da tecnologias e interessados, o RPA Congress permite a construção de uma cultura de comunicação para todo este ecossistema que pode maximizar o sucesso e o retorno de investimento das adoções de RPA nas organizações. Inovações no setor, cases de clientes, novos fornecedores, novas soluções são sempre abordadas nas palestras dos especialistas e as rodadas de perguntas e respostas com os palestrantes permitem que tanto usuários experientes como interessados que estão iniciando sua jornada com RPA possam ouvir especialistas aptos a indicar caminhos e soluçõespara os desafios do setor. Considero que, para quem quer evoluir com consistência com a automação robótica, o RPA Congress é uma oportunidade única.”

Rodrigo Chibly de Robert

Marcus Leite Software AG

Durante o RPA Congress 2019 pudemos encontrar vários clientes e empresas, que dividiram durante dois dias não somente pontos de vista teóricos e visionários sobre a utilização de RPA, mas principalmente casos de sucesso em transformação digital empregando esta tecnologia e desta forma criando inúmeros insights futuros. Nós tivemos a chance de compartilhar nossa visão e abordagem com RPA as a service, demonstrando como a jornada de transformação digital pode ser facilitada e acelerada quando o caminho trilhado leva em consideração todos os aspectos sobre governança, processos, tecnologia e gestão evolutiva. Creio que após o evento temos um imenso caminho a percorrer junto a nossos clientes, colocando em prática e replicando de forma inteligente tudo o que foi compartilhado e aprendido nesses dias.

EY

“O evento RPA Congress, reúne as maiores e melhores empresas fornecedoras de RPA da atualidade, além de ser um tema muito requisitado pelas empresas, pois, além da liberdade para a criação de automações de processos, cada setor consegue de maneira simples simplificar o seu dia a dia. Grandes empresas devem sempre ficar atento às novidades tecnológicas e como elas ajudarão na transformação digital! Se sua empresa faz qualquer tarefa repetitiva por humanos, ela está sujeita a erros, ao cansaço e desgaste físico, um robô pode sim substituir essa atividade, usando os recursos humanos em tarefas mais estratégicas para a organização! Outro ponto muito importante, quando falamos de robotização, está no mapeamento de processo e olhar se já existe soluções prontas que solucionam aquele devido problema. Um software pronto, com certeza é mais barato do que o processo de “reinventar a roda”. Fique antenado e participe também dos próximos RPA Congress que ocorrerão! É um evento muito rico e que agrega muito ao dia a dia das empresas!” www.informationmanagement.com.br

Thiago Souza Dootax

2019 | INFORMATION MANAGEMENT

41


ORGANIZAÇÃO & GESTÃO de

Daniel Klafke

Congresso Organização & Gestão de Documentos: Profissionais se reúnem para discutir sobre a questão dos documentos em papel O evento reuniu alguns dos melhores profissionais do mercado para apresentar as melhores práticas e tecnologias que visam minimizar os riscos e facilitar o compartilhamento de informações. Nos dias 26 e 27 de março, profissionais do mercado participaram da primeira edição do congresso Organização & Gestão de Documentos, um evento promovido pelo Instituto Information Management e ABEINFO - Associação de Empresas e Profissionais da Informação. O encontro, que aconteceu no hotel Tryp Paulista, reuniu alguns dos melhores nomes da área para debater sobre um assunto de grande importância no mundo dos negócios: a gestão dos documentos em 42

INFORMATION MANAGEMENT | 2019

papel, que por questões regulatórias ainda precisam ser preservados. O evento contou com cinco patrocinadores: Arktec, Dootax, Gomaq, Lab 245 e Scan System. E três apoiadores: Abranet, Assespro e Grupas. Em 16 horas de conteúdo, especialistas apresentaram na prática como uma gestão eficiente dos documentos em papel pode aumentar o lucro, diminuir riscos e facilitar a rotina das empresas. Além disso, os congressistas tiveram uma oportunidade única para tirar dúvidas, ampliar o networking e trocar conhecimento. Confira um pouco do que foi debatido nos dois dias do congresso.

Constante evolução A palestra de abertura ficou por conta de Luiz Alfredo Santoyo, Sócio na Advanced Consultores com o tema “Gestão de documentos – 150 anos de contínua evolução”. Através de uma grande linha do tempo, o palestrante abordou os primórdios da gestão documental ao detalhar o cenário existente desde a época de grandes civilizações como o Egito e a Mesopotâmia até o século XVIII. A apresentação também focou na questão dos documentos em papel no Brasil dos anos 80. Além de trazer números importantes do setor, o Sócio na Advanced Consultores também permitiu que os congressistas pudessem ter uma visão ampla sobre temas www.informationmanagement.com.br


ORGANIZAÇÃO & GESTÃO de

que envolvem o setor, como RM, recuperação da informação e sobre a Lei Geral de Proteção de Dados - uma das maiores preocupações das empresas nos dias atuais. Primeiros passos Com o constante aumento do número de documentos que precisam ser guardados pelas companhias, é cada vez mais necessário que os profissionais conheçam os passos necessários para evitar o insólito caos da informação. Pensando nisso, os congressistas presenciaram o painel “Organização da Informação – Políticas de Gestão de Documentos, primeiros passos para uma Gestão Documental Inteligente”, apresentado por Mariza Cardoso, Sócia Fundadora da Redata Organização da Informação, e os seus convidados: Elaine Restier, Diretora da Organizator Consultoria em Informação, Patrícia Fernandes, Analista Administrativo na Nexa Resources e Roseli Miranda, Responsável pela gestão dos serviços de Documentação do Grupo EDP Brasil. O painel debateu sobre como o processo da gestão documental deve ser iniciado e quais as “pegadinhas” que as empresas podem e devem seguir para que a organização dos documentos em papel mantenha os padrões de eficiência e agilidade. Ambiente VUCA Para demonstrar na prática como as companhias e os profissionais podem se destacar em um ambiente volátil, incerto, complexo e ambíguo - e assim gerir as informações com clareza e agilidade - o Congresso Organização & Gestão de Documentos contou com o case de sucesso do grupo Grupo Cesari – Transformação Digital e Gestão da Informação em um ambiente VUCA. A apresentação conduzida por Adriana Carmona, Gerente de Governança Corporativa e Alexandre Rosaneli, Chief Financial Officer, explicou como a companhia disponibiliza um programa de organização de documentos que tem como principal objetivo assegurar, preservar e disponibilizar as www.informationmanagement.com.br

informações num ambiente marcado pela constante mudança. “Entendemos que agilidade e segurança de informações não são competências novas, mas certamente serão cada vez mais importantes para lidar com os desafios do cenário VUCA em meio à transformação digital”, explicaram os palestrantes. Profissional da informação Atualmente, o mercado de trabalho tem sentido os impactos brutais da Transformação Digital em diferentes segmentos. Como consequência, é necessário que o profissional da informação entenda qual é o seu papel no meio dessa mudança e ao mesmo tempo como a sua atuação é importante. Diante deste cenário, Camila Deniculi Vila Verde, Sócia Co-fundadora e diretora executiva da empresa Doc Expert, e os seus convidados: Charlley Luz, Consultor em Gestão de Informação e Ambientes Digitais da Feed Consultoria, Daniel Klafke, CEO da W3K, Grupo SKA e Renate Land, Sócia-fundadora da Egrégora Inteligência, deram a oportunidade dos congressistas entenderem sobre “o Perfil do Profissional da Informação – Quem é o Responsável pela Informação”. Os profissionais debateram sobre as questões que envolvem a formação, postura, habilidade, cargo e a necessidade do profissional entender o uso de diferentes tecnologias que tomaram conta do mercado. Além disso, os congressistas tiveram uma visão ampla sobre os diferenciais e as possibilidades para o profissional da informação nos dias atuais. O país do papel Devido à burocracia fiscal e tributária existente no Brasil, o sistema tributário automaticamente se torna altamente complexo e burocrático. Para explicar como as empresas podem promover um armazenamento eletrônico de informações, Danilo Durigan, IT Manager da Dootax, empresa líder em automação para emissão e pagamento de guias e tributos, apresentou o showcase

“Repositório Eletrônico e Fiscal”. De acordo com levantamentos apresentados por Durigan, o Brasil é o país que mais leva tempo para apurar e pagar impostos. Além disso, existem 97 obrigações acessórias em vigor e 93 tipos de tributos. Ou seja, um regulamento que dificulta a rotina dos departamentos fiscais. O palestrante apresentou soluções que podem facilitar a vida dos profissionais do segmento. Ele abordou com como centralizar documentos fiscais e eletrônicos e também como aprimorar o uso do software, por exemplo. Consumo consciente Nos dias atuais, é fato que a diminuição de papel no local de trabalho proporciona benefícios significativos. Migrar processos para o universo digital garante vantagens como: redução de custos, eliminação de riscos e agilidade. Além disso, a redução/ eliminação de documentos físicos também ajuda a diminuir o impacto ambiental causado pelas empresas. E foi diante deste cenário que José Antonio Galves, Consultor de ECM na Telefônica, apresentou o case de sucesso “Gestão Documental – Vivo/Telefônica”. A Vivo, marca da Telefônica no Brasil, desenvolveu um projeto que tem proporcionado resultados significativos para a companhia - e também para a natureza. Com o projeto Paper Less, a marca desenvolveu ações que visam: Reduzir o consumo e o armazenamento de papel nas áreas da companhia ao utilizar tecnologias próprias para diminuir o impacto ambiental, diminuir a impressão de documentos em papel em até 70%, digitalizar documentos antigos e principalmente promover o plantio de árvores nativas na Mata Atlântica. Galvez também explicou como a companhia vem otimizando os seus processos diante de uma gestão documental eficiente. Como preservar a informação O encerramento do primeiro dia ficou por 2019 | INFORMATION MANAGEMENT

43


arquivísticas que têm sido debatidos internacionalmente para dar sustentabilidade a esse fato e também sobre o esforço realizado para introduzir este debate em solo brasileiro. Como gerir documentos públicos Rachel Bueno, Especialista em Gestão de Documentos e graduada em Biblioteconomia e Documentação pela Escola de Sociologia e Política de São Paulo, deu a oportunidade dos congressistas entenderem mais sobre documentos públicos com a apresentação do tema “Gestão de Documentos Públicos.”. Daniel Klafke, Charlley Luz, Renate Land e Camila Deniculi Vila Verde

conta de Wilton Tamane, Business Partner na Soluarq e de seus convidados: Bernardino Costa, Vice-Presidente Executivo do Grupas, Francisco Lopes de Aguiar, Sócio Consultor na Soluarq e Ricardo Monteiro, Sócio Diretor da Scansystem. Através do painel “Processos e Tecnologias para Preservação da Informação nos meios Físico e Digital”, os profissionais discutiram sobre a importância da preservação da informação e seu impacto na Governança Documental e Corporativa. Também foi apresentado os novos formatos e mídias de preservação de longo termo e os principais desafios na implementação de repositórios digitais confiáveis. Documentos digitalizados e nato digitais O segundo dia do evento foi iniciado com o painel “Legislação e Normas de Documentos Digitalizados e Natos Digitais” moderado por Christian Ribas, Diretor da Clicksign Gestão de Documentos S/A e que contou com a presença de outros grandes profissionais: Eduardo Pires, Business Development na Creditas Soluções Financeiras e Flavio Siviero, CEO na Uniproof. Independente do porte ou segmento, muitas empresas demandam de assinaturas diariamente para a realização de diferentes processos. E para facilitar a obtenção e o reconhecimento dessas assinaturas, o mundo dos negócios está diante de medidas 44

INFORMATION MANAGEMENT | 2019

que podem agilizar o processo. Assim, o painel debateu sobre como a formalização eletrônica de documentos, ou mais especificamente para a sua assinatura, pode facilitar a rotina das empresas e também apresentou as atuais tecnologias e tendências em assinatura eletrônica e digital. Normas ISO Maria Rosângela da Cunha, Diretora Executiva da ISSX, deu continuidade ao encontro com a palestra “Gestão de Documentos Digitais no Contexto Internacional: Normas ISO”. Em debate no cenário internacional há mais de 16 anos, as normas ISO, voltadas para a gestão documental, apresentam um grande problema para as organizações brasileiras. Isso porque a quantidade de material sobre o tema ainda é mínima. “Isso ocasiona não apenas o desconhecimento sobre as normas, mas também sobre outros temas que estão diretamente relacionados com esse assunto, tais como Records Continuum, sistemas informatizados de gestão arquivística de documentos, padrões de metadados, repositórios digitais confiáveis e outros”, explicou Maria Rosangela. Diante da realidade em que processos físicos perdem espaço para os digitais, a palestrante discutiu sobre projetos e teorias

A palestra apresentou os inúmeros desafios que as empresas públicas encontram com a gestão de documentos em papel – que precisa enfrentar a legislação vigente e a LAI (Lei de Acesso à Informação). Diante da falta de profissionais qualificados e a não existência de verba, Bueno também discutiu sobre o risco que a adoção de aplicativos digitais podem representar ao acervo em papel. Encerrando a primeira edição do congresso Organização & Gestão de Documentos São Paulo, David Freitas Neto, Especialista em gestão da informação (ECM) e gestão de processos (BPM) – Sócio da SML Brasil e os seus convidados: Fernando Aurélio Fagundes da Motta, Diretor Executivo – CEO da Unicred Brasil, Marcelo Noronha, Head de Inovação da SBK e Vicente Troiano, Partner de M&A na G2 Capital, apresentaram o painel “Tecnologia Digital transformando a Gestão Documental”. Através do painel, os especialistas puderam exemplificar como a aplicação correta de diferentes tecnologias pode facilitar e impactar de maneira positiva no processo de gestão de documentos em papel. O encontro permitiu uma oportunidade única para os profissionais e as empresas que não sabiam como iniciar uma gestão documental eficiente. Em 16 horas de conteúdo, alguns dos mais importantes profissionais do mercado apresentaram as melhores práticas e tecnologias que visam minimizar os riscos e facilitar o compartilhamento de informações.

www.informationmanagement.com.br


ACELERE A TRANSFORMAÇÃO DIGITAL DO SEU NEGÓCIO COM A PLATAFORMA INTERFY

Uma única plataforma com tudo o que seu negócio precisa para entrar no mundo digital 7 produtos totalmente integrados para facilitar a gestão das empresas

ECM

BPM

CRM

SWC

ERP

DSS

BI

Gestão de Conteúdo Empresarial

Gestão de Processos de Negócios

Gestão de Relacionamentos com Cliente

Captura Web Inteligente

Software de Gestão Empresarial

Sistema de Assinatura Digital

Inteligência de Negócios

to Go e Sit

Conceito One-Stop Shop, que permite que qualquer empresa contrate os produtos diretamente pelo site, de forma fácil e sem burocracia, e passe a usar a tecnologia de imediato, na modalidade (SaaS - Software as a Service), sem fidelização.

interfycorp.com

USA

BRASIL

1500 Parl Center Drive The Office - Metrowest Orlando - FL

Av. Dr. Chucri Zai Conjutos 311 a 314 - Berrini São Paulo - SP

+1 786 353-5568

+55 11 5929-8900


1 1 - José Antônio Galves; 2 - Fernando Aurélio Fagundes da Motta, Vicente Troiano, Marcelo Noronha e David Freitas Neto; 3 - Luiz Alfredo Santoyo; 4 - Roseli Miranda; 5 - Elaine Restier e Patrícia Fernandes

3 5

2

4


REUNIMOS pessoas IMPORTANTES para sua EMPRESA fazer NEGÓCIOS IMPORTANTES

Há mais de dez anos o Instituto Information Management – IIMA vem realizando importantes encontros de atualização de conhecimento e capacitação, reunindo a elite dos profissionais que trabalham com processos de Informação. Foram mais de 50 encontros em sete capitais do Brasil com participação de mais de 12 mil profissionais. Quer fazer bons negócios em 2019? Venha mostrar as soluções de sua empresa em nossos encontros.

EM

2019 REALIZAREMOS 17 IMPORTANTES REUNIÕES ORGANIZAÇÃO & GESTÃO de

FÓRUM + EXPO I dentidade D igital

IDENTIDADE

DIGITAL

CONHEÇA AS CONDIÇÕES PARA PARTICIPAR Contatos: Tel.: (11) 3392-4111 Email: contato@iima.com.br www.iima.com.br

Realização:

Promoção: +


1

2

3

1 - Danilo Durigan; 2 - Leandro Bissoli; 3 - Adriana Carmona; 4 - Patrocinador Arktec;

4 6

5 - Francisco Lopes de Aguiar; 6 - Mariza Cardoso; 7 - Christian Ribas; 8 - Patrocinador Dootax

5

7

8


VEJA MAIS

economia CIAB PARA QUEM TEM COMO META,

O F E R E C E M O S C O M O R E S U LTA D O . • Guarda de documentos

• Digitalização de documentos • Gestão de Contratos • Validação de créditos • Check-list de Contratos

to Go e Sit

• Dossiês de Funcionários • Secure Dataroom • Fornecimento de mão de obra especializada • Gerenciamento do projeto junto ao cliente • Formalização física e sistêmica de documentos • Apoio logístico para movimentação de documentos

Escolher a Memovip como parceira do seu banco é contar com serviços especiais, de alta qualidade, capazes de minimizar custos e economizar um tempo valioso. Temos soluções do tamanho exato da sua necessidade, infraestrutura física incomparável para armazenagem de documentos, o melhor custo benefício do mercado e disponibilidade de atuação em todo o território nacional.

31

3419 7200

MEMOVIP.COM.BR


1

2 1 - Patrocinador Gomaq; 2 - Ricardo Monteiro; 3 - Wilton Tamane; 4 - Bernardino Costa;

3

4

5

6

7

5 - Alexandre C. Rosaneli; 6 - Maria Rosângela da Cunha; 7 - Rachel Bueno; 8 - Patrocinador Scansystem

8


to Go e Sit

WORKPRINT r


INSIGHTS

Os insights reproduzidos na Information Management são de total responsabilidade dos seus autores

Morris Menasche Vice Presidente de Vendas da ClickSoftware para América Latina

4 maneiras de aumentar a agilidade dos negócios O cenário cotidiano em organizações de serviços em campo pode se tornar complexo muito rapidamente. Não importa o quanto você planeje o dia a dia, desafios inesperados e emergências podem surgir e atrapalhar todo o cronograma. O problema se intensifica quando imaginamos o desafio de se colocar centenas ou mesmo milhares de técnicos de serviços em campo, em diferentes locais. Pesquisa internacional revelou que, apesar da maioria das empresas de TI acreditarem que a agilidade dos negócios é essencial para o seu sucesso, menos de 25% reconhece já ter processos em andamento que possam apoiar respostas rápidas às mudanças do mercado. Para aumentar a eficiência e melhorar os níveis de serviço sob essas condições críticas, as empresas precisam de um alto nível de agilidade nos negócios. Em outras palavras, as equipes de serviços em campo devem ser capazes de responder rapidamente a ambientes em mudança e satisfazer seus clientes com uma prestação de serviços contínua. Do ponto de vista gerencial, as decisões tomadas devem ser estratégicas para otimizar os requisitos de negócios, como despesas de serviços e conformidade com o SLA.

52

INFORMATION MANAGEMENT | 2019

Conheça quatro recursos essenciais para aumentar a agilidade e melhorar a tomada de decisões em sua empresa. O envolvimento do cliente Normalmente, quando um cliente liga para o seu provedor de serviço, já está em estado de aflição. Algo quebrou e precisa ser corrigido imediatamente, por exemplo. O cliente provavelmente está sentindo uma perda de controle sobre a situação. É importante que o profissional em campo esteja bem preparado para resolver o problema já na primeira visita e o consumidor deve ter a tranquilidade de saber que seu técnico está a caminho para ajudá-lo. Hoje, a tecnologia já dispõe de recursos capazes de alimentar o profissional em campo com as informações do cliente antecipadamente, assim como quaisquer detalhes sobre o trabalho. Desta forma, o técnico pode acessar esses dados diretamente de seu dispositivo móvel, fornecendo um serviço mais preciso e personalizado. Outro ponto importante é que os clientes devem ter acesso a vários canais de comunicação para contatar seus técnicos diretamente, com base em suas preferências pessoais. Além disso, é fun-

damental que o consumidor do serviço receba lembretes dos agendamentos e atualizações de status em tempo real sobre a localização de seu técnico. Isso não só elimina a necessidade do cliente entrar em contato com a empresa repetidamente, mas também reduz as chances de compromissos perdidos ou cancelamentos. Planejamento de capacidade Embora a agenda muitas vezes seja fechada no dia do serviço, é importante preparar o máximo possível antecipadamente. Lembrando que a demanda no serviço em campo flutua por vários motivos: pode ser uma nova campanha de marketing, necessidade de reparos em função de tempestades, ou apenas variabilidade sazonal. Se você puder prever alguns destes itens antecipadamente, pode garantir a quantidade adequada de recursos para cobri-los em qualquer situação inesperada. O planejamento da capacidade é o processo de determinar o número de recursos (e habilidades) necessários em campo para atender às demandas, antecipadamente. É crucial e deve ser considerado, antes que seja tarde demais e se

www.informationmanagement.com.br


anúncio ANÚNCIO to Go e Sit


INSIGHTS

perca um SLA, ou apareça um trabalho de emergência e não haja ninguém para prestar este atendimento. O planejamento da capacidade também permite que você tome decisões mais bem informado sobre como planejar e programar dias, semanas ou meses de antecedência da sua força de trabalho. Por exemplo, se houver uma necessidade imediata, você pode realocar recursos de uma região próxima. Se você notar uma lacuna na capacidade nas próximas semanas, pode planejar o treinamento de funcionários ou até mesmo antecipar contratações. Para garantir essa agilidade, é necessário aprimorar o planejamento, a previsão e o agendamento. Dessa forma, a organização passa a ter total controle e visibilidade em tempo real para identificar eventuais lacunas e executar uma ação. A boa gestão de serviço em campo garante que você tenha a quantidade exata de recursos necessários, para que não haja excesso de pessoal (e gastos excessivos) ou falta de equipe (e não atendimento de compromissos), além de considerar as metas de serviço para que as decisões tomadas pelos gerentes e supervisores estejam alinhadas com os negócios. Gestão de Colaboradores Uma boa maneira de adicionar flexibilidade manualmente à força de trabalho é aproveitando a economia de trabalho e contratando colaboradores. De acordo com o Service Council, 76% das organizações de serviços em campo já têm trabalho feito por terceiros - seja para

54

INFORMATION MANAGEMENT | 2019

gerenciar a demanda flutuante, ampliar a cobertura da área de serviço, reduzir custos de mão-de-obra ou mesmo aumentar a disponibilidade. Embora contratar terceiros certamente aumente a agilidade, também pode dificultar o gerenciamento das atividades. Os provedores de serviços geralmente têm visibilidade limitada da capacidade do colaborador, da disponibilidade em tempo real e do progresso do trabalho. Sem mencionar que a terceirização às vezes causa inconsistências no serviço, o que pode diminuir a reputação da marca. Se você planeja terceirizar sua força de trabalho, é preciso estar munido de uma solução de gerenciamento de serviço em campo que permita controlar eficientemente os colaboradores. Isso inclui dar aos agendadores e planejadores uma visão simplificada da capacidade do contratado (para tomar decisões melhores em tempo real), permitindo a comunicação instantânea entre os prestadores de serviços, e possibilitando que a empresa controle as tarefas atribuídas aos colaboradores. Gerenciar tanto os funcionários quanto as forças de trabalho de terceiros em uma única solução, propicia mais visibilidade às operações e mais controle sobre o serviço que o cliente final recebe. Mobilidade Com uma força de trabalho remota, é crucial ter uma solução robusta de mobilidade para garantir acesso fácil a informações e comunicação em tempo real entre campo, back-office e clientes.

A beleza da mobilidade é a acessibilidade em qualquer lugar e a qualquer hora. Ou seja, os recursos em campo sempre têm as informações necessárias no momento e no contexto certo. Diretamente do seu dispositivo móvel, os profissionais podem procurar informações sobre o cliente ou o trabalho, entrar em contato com outro funcionário para obter assistência e ser notificado sobre as novas atribuições do trabalho conforme elas são fornecidas. Com acesso fácil a informações críticas, tanto o setor quanto o back-office têm tudo o que precisam para tomar as decisões certas a qualquer momento. E mesmo estando a quilômetros de distância, eles estão constantemente conectados. Os técnicos podem atualizar o back-office em tempo real sobre sua localização e andamento do trabalho. Se o funcionário precisar de assistência, seus gerentes estarão apenas a uma chamada ou a um texto de distância. E caso surja um trabalho de emergência, os coordenadores podem direcionar um recurso próximo em segundos. As soluções móveis também aceleram o trabalho administrativo, como o preenchimento de formulários, documentos e planilhas de horas. O processo de conclusão do trabalho, que normalmente é uma tarefa difícil, pode até mesmo acontecer enquanto o técnico está no local com o cliente. Da mesma forma, com a automação, coletar dados e rastrear informações é mais fácil e preciso. No complexo mundo do serviço em campo, empresas com a agilidade de lidar com qualquer imprevisto ou demandas emergenciais serão as mais bem-sucedidas.

www.informationmanagement.com.br


Vamos te guiar na jornada para a transformação digital Soluções transformadoras, experiência e tecnologia para tornar as organizações mais eficientes, ajudando-as a gerenciarem suas informações críticas.

Soluções Access, para empresas que precisam fazer a gestão de documentos físicos ou digitais, com segurança e eficiência. to Go e Sit

SÃO PAULO RIO DE JANEIRO ITUPEVA 11 3612-6070 | 21 3541.0440 | accesscorp.com.br


INSIGHTS

Robinson Idalgo Criador do sistema de gestão on-line

O que é e para que serve um sistema de gestão Um sistema de gestão empresarial nada mais é que um software com diferentes módulos, que se destinam a facilitar determinadas atividades dentro de um negócio por meio da automatização de processos. Em geral, essas tarefas fazem parte da rotina de todos os tipos de empresas, independente do seu porte ou segmento de mercado. De um simples salão de beleza até uma fábrica que envolve diversas etapas de produção, se faz necessário o uso de sistemas para que seja possível gerenciar o negócio de forma realmente eficiente. Podemos dizer que organização e eficiência são as principais vantagens de um sistema de gestão empresarial, embora esses dois benefícios sejam responsáveis por tantos outros. O uso dessa ferramenta, portanto, faz com que o seu negócio esteja pronto para crescer com sucesso. De acordo com a Associação Brasileira de Empresas de Software (ABES), empresas que utilizam um sistema de gestão crescem 35% mais rápido

56

INFORMATION MANAGEMENT | 2019

que as que não adotam a tecnologia. A produtividade também é maior nas companhias que fazem uso da solução, sendo 10% superior que nos outros negócios. O investimento em tecnologia só cresce em todo o mundo e o Brasil já ocupa hoje a 9ª posição no ranking de maiores mercados de softwares e serviços de TI.

• maior controle e segurança sobre os setores e dados da empresa; • menor margem de erros nas ações; • alta capacidade de planejamento; • tomada de decisões mais assertiva; • economia para a empresa.

Mas como um sistema de gestão é capaz de aumentar a conversão de vendas, a lucratividade e gerar parcerias mais assertivas para uma empresa? Automatizando processos mais simples do que muitos imaginam como o cadastro de clientes, produtos, serviços e fornecedores; o controle financeiro; o controle de estoque; a emissão de notas fiscais; os orçamentos, contratos, atendimentos e relatórios. Com isso, os benefícios são tão diversos que extrapolam o caráter financeiro. O sistema de gestão possibilita, entre diversas vantagens:

E vale ressaltar que tudo isso vale para qualquer tipo de empresa. Existem diferentes tipos de sistema de gestão, que devem ser escolhidos de acordo com as necessidades de cada corporação. É possível encontrar desde os sistemas mais complexos, robustos e que demandam um grande investimento por parte dos empreendedores, como ótimos sistemas on-line gratuitos e de fácil acesso para médios e pequenos negócios. Seja qual for a sua escolha, o fato é que um sistema de gestão empresarial pode revolucionar a rotina e os resultados do seu negócio.

• uma rotina de trabalho mais produtiva e eficiente;

www.informationmanagement.com.br


Gerenciamento e Guarda

Gerenciamento e Guarda de Documentos

de Documentos

anúncio

Segurança e Tecnologia

Digitalização de Documentos

É destinado a empresas que precisam armazenar e conservar documentos importantes e estratégicos ou até mesmo aqueles que são exigidos por lei, mas que não dispõem de espaço físico, ou não possuem segurança e estrutura adequadas.A AGM coleta ou recebe os documentos para arquivar. Organiza, classifica e encaixota conforme as necessidades da empresa, identifica as caixas com código de barras para acesso e rastreio e em seguida armazena em locais controlados e seguros.

Transformamos documentos em papel em arquivos eletrônicos que podem ser consultados pela internet, com total segurança, ou serem gravados em Pen Drive, CD ou DVD e armazenados fisicamente.

A AGM dispõe de áreas especialmente projetadas para guarda de documentos, livres de pragas e insetos, com acesso controlado, vigilância 24h e um rigoroso sistema de proteção contra incêndio, garantindo a integridade e o sigilo das informações armazenadas. O serviço de gerenciamento de documentos da AGM é feito por um sistema próprio, totalmente automatizado, permitindo consultar, solicitar retirada e indexar documentos com rapidez e segurança, podendo ser acessado a qualquer hora através da internet.

ANÚNCIO

Monitoramento 24 horas

Máxima Segurança Contra Incêndios

Destruição Segura

Para evitar que documentos de alta segurança sejam descartados de forma errada, a AGM oferece serviços de destruição com segurança máxima, sendo que o valor das aparas ou da reciclagem do papel destruído pode ser devolvido ao cliente.

Ambiente Livre de Pragas e Umidade

Sigilo Total

Sistema de Microfilmagem

Consulta por Entrega, Retirada ou Email

to Go e Sit

ATENDIMENTO Rio de Janeiro: (21) 2107-6050 | (21) 2107- 6071 | cel: (21) 99817- 6366 | Email: comercial@agmlogistica.com.br Filial Rio de Janeiro 1 Pavuna - Rio de Janeiro/RJ Rua Benjamin da Silva, 345 Pavuna - CEP: 21535-490

Filial Rio de Janeiro 2 Pavuna - Rio de Janeiro/RJ Estrada Rio D’Ouro, 1000 Módulos J,K e L Pavuna - Rio de Janeiro CEP 21.535-030


INSIGHTS

Silnei Kravaski Diretor executivo da Planus, empresa responsável pelo desenvolvimento do Planus IT 360°, portfólio que ajuda as empresas a prepararem-se para as novas demandas da transformação digital

Entenda porque a segurança no armazenamento de dados é tão importante para o segmento de saúde

Segurança no armazenamento de dados e infraestruturas que sejam capazes de suportar tanto as necessidades de negócios quanto as de atender às regras de compliance é uma grande preocupação de empresas de todos os segmentos. Essa questão torna-se ainda mais sensível com a chegada da Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD), que entra em vigor em 2020.

58

INFORMATION MANAGEMENT | 2019

Muito ouvimos a respeito, esse é o assunto do momento. Porém, quando falamos em hospitais, laboratórios e clínicas, o cuidado com o armazenamento deve ser muito maior e a proteção desses dados precisa ser feita da maneira mais segura possível. Consegue imaginar a quantidade de dados pessoais e informações

sensíveis que precisa ser armazenada? São milhares de pacientes, exames, equipamentos, receitas médicas, prontuários eletrônicos, ressonâncias magnéticas, etc. E tudo cada vez mais disponível no ambiente digital. Os números são infinitos e até existe uma discussão a respeito de quem seria a propriedade desses dados: do paciente, da instituição ou até

www.informationmanagement.com.br


anúncio ANÚNCIO

to Go e Sit


INSIGHTS

mesmo dos médicos. Sem tecnologia é impossível ser eficiente, especialmente no que tange ao armazenamento de dados. E já existe um movimento no setor, pois se espera que a área de saúde invista pelo menos US$ 2,7 trilhões por ano até 2020 em infraestrutura de TI, globalmente, segundo estudo da International Data Corporation (IDC). A necessidade é indiscutível. O que muitas vezes não se sabe é onde armazenar esse volume de dados gigantesco. Qual o melhor modelo? Na nuvem, em casa, híbrido? E depois, se eu optar por guardá-los fora de casa, onde eles ficarão hospedados? E por quanto tempo deverei guardá-los? Quais os tipos de arquivos devem ser realmente armazenados? E por aí vai. As dúvidas e perguntas não param. Antes de qualquer coisa, é muito importante contextualizar a responsabilidade dos hospitais quanto às informações que eles guardam. A instituição é a encarregada por aqueles dados e qualquer tipo de vazamento dos mesmos ou um ataque cibernético no servidor será, obviamente, responsabilidade da empresa que está armazenando essas informações. Com os documentos e exames sendo cada

60

INFORMATION MANAGEMENT | 2019

vez mais digitalizados, o volume aumenta exponencialmente e tudo isso exige umacamada de proteção. Tanto em soluções de backup, de data recovery, quanto em armazenamento em nuvem, em todas é preciso haver segurança. Partindo para as questões técnicas, é fato também que a escolha de onde armazenar, seja por meio de um salvamento de dados local, em uma estrutura específica ou em uma cloud pública, é fundamental para a proteção desses documentos. O primeiro passo é identificar, levantar as necessidades e, a partir disso, montar a infraestrutura mais adequada para seu negócio. Aí vem toda a parametrização, qualificação, separação do que pode estar exposto ou não e dimensionar os insumos necessários na infraestrutura para acomodar toda essa separação. Inclusive, essa estrutura precisa ser definida de acordo com a legislação que rege o mercado de saúde especificamente. Mas, por exemplo, se a opção escolhida for a nuvem, ela é interessante não só para o armazenamento de dados, mas também para a parte de processamentos e sistemas. Graças a ela, médicos, enfermeiros e toda a equipe médica podem acessar

exames, prontuários eletrônicos, listas de medicamentos, informações pessoais de pacientes e mais de maneira remota, prática e segura. Os benefícios vão além das questões de custos e acabam impactando também no resultado do atendimento que é prestado ao paciente. O profissional da saúde terá a possibilidade de acessar informações de atendimentos passados, experiências anteriores do paciente no hospital, checar diagnósticos e a instituição terá uma visão clinica integral, algo que pode ser muito valioso para o gestor do hospital. É fato que para evitar dúvidas e estresse, o apoio e o know how de um especialista, que tenha uma visão 360º, que seja de preferência agnóstico e que ainda tenha experiência no setor de saúde, pode fazer toda a diferença. Sempre digo que esse é um tipo de trabalho que precisa ser conduzido a “quatro mãos”, afinal, as mudanças não são fáceis de serem implementadas e exigem uma jornada. Só assim é possível realizar um bom planejamento e, com isso, tomar as melhores decisões no que diz respeito ao armazenamento de dados.

www.informationmanagement.com.br


anúncio

to Go e Sit

ANÚNCIO

Unidades em todas as regiões do Brasil: RS: Caxias do Sul e Passo Fundo. SC: Chapecó e Florianópolis. PR: Cascavel, Curitiba e Londrina. SP: Campinas, São José dos Campos, São Carlos e São Paulo. MG: Belo Horizonte (M), Ipatinga, Montes Claros, Porteirinha e São Lourenço. RJ: Duque de Caxias, Macaé e Rio de Janeiro. ES: Vitória. BA: Salvador e Feira de Santana. SE: Aracaju. AL: Maceió. PE: Recife. PB: João Pessoa. RN: Natal e Mossoró. CE: Fortaleza. MA: São Luis. PI: Teresina. PA: Belém. AP: Macapá. AM: Manaus. MT: Cuiabá. MS: Campo Grande. Bolívia: Santa Cruz de la Sierra.


INSIGHTS

Rodrigo Reis Diretor comercial e sócio da Reis Office

Conheça cinco vantagens de gerenciar as impressões de sua empresa

62

Responda rápido: você consegue estimar quanto sua empresa gasta com impressões todos os meses? Muitos empresários não têm conhecimento desse número e os que sabem costumam se assustar com as despesas envolvidas. O investimento necessário para manter esse serviço nas organizações é um dos principais custos do ambiente corporativo – e o que possui maior potencial de economia. Entretanto, é necessário ter uma gestão completa para identificar os problemas e pontuar as soluções. Confira cinco motivos para sua companhia investir em um gerenciamento de impressões: 1 – Melhore a eficiência e reduza o desperdício de suprimentos

2 – Consiga reduzir os gastos desnecessários

4 – Identifique atualizações e melhorias nos equipamentos

Melhorar a eficiência implica em identificar falhas no processo – o que leva naturalmente a uma redução nos gastos. O processo de impressão de uma empresa envolve vários fatores que muitos não percebem, como a manutenção de equipamentos, papéis, toner e demais suprimentos. Quando os profissionais conseguem reduzir a quantidade de impressões, reduz também as despesas da área – uma economia que pode chegar a 30% do total. Esse valor pode ser investido em outros departamentos e melhorias.

Sem um gerenciamento adequado, a empresa não consegue realizar trabalhos preventivos com todos os equipamentos do parque de impressões. Dessa forma, os profissionais só descobrem um problema com as máquinas quando já é tarde demais, o que encarece o conserto ou exige até a troca completa por um produto mais novo. O ideal é conseguir prever quando uma solução começa a dar problemas, facilitando o reparo sem impactar a produtividade e o orçamento.

Um documento aqui, um relatório ali e o empresário nem percebe o impacto que essas impressões têm no dia a dia. A consultoria Gartner estima que 3% dos lucros de uma empresa é desperdiçado com papéis, impressões, suprimentos e armazenamento de arquivos e 50% do desperdício é em papel – números elevados em um cenário de intensa competitividade econômica. Com o gerenciamento na área, os profissionais imprimem apenas o que for necessário, reduzindo os gastos com suprimentos e melhorando a eficiência da área.

3 – Descubra como ela pode ajudar na estratégia da empresa

INFORMATION MANAGEMENT | 2019

O gerenciamento de impressão fornece relatórios, permitindo que o empresário tenha uma visão clara da área. Além disso, esses documentos oferecem informações precisas que podem ser utilizadas para otimizar outros setores. Atualmente os dados constituem um ativo importante nas organizações. Com eles, os profissionais conseguem melhorar a tomada de decisão e definir melhor o planejamento da companhia.

5 – Conte com o apoio de uma equipe especializada Por fim, o gerenciamento de impressões deve ser feito por profissionais especializados no assunto e não por setores que têm outras prioridades. A melhor forma de realizar essa tarefa é contar com o apoio de uma empresa especializada no assunto, que oferece consultoria e serviços de outsourcing. Assim, a gestão de todas as impressões é feita sem sobrecarregar os colaboradores e, principalmente, permitindo que a organização possa se dedicar exclusivamente ao seu ramo de atuação.

www.informationmanagement.com.br


anúncio ANÚNCIO

ORGANIZAÇÃO DOCUMENTAL

to Go e Sit

A CASSDOC é uma consultoria especializada em reestruturação e organização de arquivos e centros de documentações, através de mapeamentos de cenários internos, conforme as necessidades específicas dos nossos clientes, após identificarmos os fluxos documentais, desenhamos soluções específicas, direcionadas e mapeadas como Tabela de Temporalidade com prazos legais e precaucionais. A CASSDOC, realiza parametrização de indexadores informacionais, que possibilitam nossos clientes indexarem suas informações de forma uniforme e precisa, conseguem qualificar e otimizarem as informações com eficacia. Nós que somos profissionais da informação, não podemos esquecer que índices ainda são as melhores ferramentas para localização documental.


INSIGHTS

Eleonora Sertorio Gerente de Marketing da Wolters Kluwer Health

3 componentes que influenciam a harmonização das decisões clínicas e a redução da variabilidade do cuidado

Se um ente querido precisasse de cirurgia, você se sentiria à vontade em levá-lo ao hospital mais próximo? Provavelmente essa seria a opção mais conveniente, mas e se um hospital a 20 quilômetros de distância tiver uma conduta menos invasiva? E, literalmente indo mais longe ainda, se uma

64

INFORMATION MANAGEMENT | 2019

instituição de saúde em uma cidade vizinha tiver uma reputação positiva atrelada a pacientes mais satisfeitos e melhores resultados? A variabilidade do cuidado tornou-se uma epidemia global e o custo para os sistemas de saúde está crescendo a cada dia.

Segundo estudos, como, por exemplo, o americano “Dartmouth Atlas of Health Care” e o inglês “National Health Service Atlas”, as variações nos cuidados entre vida e morte não podem ser atribuídas ao nível dos cuidados, gastos ou utilização. A vila ou cidade onde você recebe cuidados pode

www.informationmanagement.com.br


anúncio ANÚNCIO to Go e i St


INSIGHTS

determinar as chances de um diagnóstico precoce de câncer, de obter rapidamente um tratamento de acidente vascular cerebral ou até mesmo de evitar procedimentos desnecessários.

o conhecimento médico em rápida evolução, levando a um tratamento mais eficaz.

Globalmente, a maioria dos países apresenta uma variação de duas a 20 vezes na qualidade e conduta do tratamento para uma mesma condição. De fato, um estudo de referência que analisou 30 condições diferentes nos EUA concluiu que apenas 55% dos pacientes recebem um tratamento com base em evidências. Um mesmo problema pode ser tratado de forma diferente, dependendo da localização do paciente, ocasionando em resultados clínicos ruins e despesas exorbitantes. Como podemos preencher essa lacuna que existe na sustentabilidade da saúde?

Para melhorar a qualidade e reduzir os custos, as instituições de saúde devem engajar os pacientes e capacitar melhor as equipes de profissionais que os tratam. Isso significa dispor de uma abordagem que abrange toda a jornada de cuidado e estimula a tomada de decisão colaborativa entre as equipes de atendimento e os pacientes.

Existem três componentes importantes que influenciam na harmonização da tomada de decisão: #1 Tomada de decisões baseada em evidências Decisões baseadas em evidências podem fortalecer a base de conhecimento dos médicos e ajudar a reduzir a variabilidade do cuidado, pois permitem que eles se mantenham atualizados sobre

66

INFORMATION MANAGEMENT | 2019

#2 Alinhamento entre os profissionais de saúde e os pacientes

#3 Ativando os pacientes, onde quer que eles estejam Um fator importante na variabilidade clínica está relacionado às decisões que os pacientes tomam em relação aos seus próprios cuidados. Portanto, envolver verdadeiramente os pacientes em seus ciclos de tratamentos é o terceiro elemento na redução das variações de cuidados indesejados. Vários estudos confirmaram os benefícios dos programas de envolvimento do paciente em diversos cenários clínicos.

do paciente resulta em menos procedimentos invasivos e aumenta a autonomia de sua decisão e também pode resultar em melhores desfechos clínicos. A pesquisa mostrou, por exemplo, que 65% das pessoas que participaram de um programa de engajamento do paciente mantiveram a pressão arterial sob controle, em comparação com 53% que não o fizeram. A chave para impulsionar a mudança de comportamento é por meio da harmonização da tomada de decisão, reduzindo a variabilidade indesejada no atendimento. A harmonização acontece quando todos os envolvidos no tratamento – e isso inclui os pacientes – têm acesso às informações necessárias para tomar decisões apoiadas em evidências. Ao compartilhar e aplicar padrões clínicos baseados em evidências em todo o cuidado contínuo, as organizações podem reduzir a variação de cuidados indesejados, gerenciar custos e melhorar os resultados. E tecnologias existem hoje para tornar esta visão de cuidados harmonizados uma realidade.

Descobriu-se que mais conhecimento e conscientização por parte

www.informationmanagement.com.br


anúncio ANÚNCIO

to Go e Sit


INSIGHTS

Newton Fleury Autor, consultor e professor com foco em inovação e estratégia, processos de negócio, gestão da informação e do conhecimento e tecnologias de apoio à gestão.

Inteligência Artificial como Fator de Desenvolvimento do Brasil: um debate na Escola Superior de Guerra

Na ultima quinta feira participamos como conferencista de Simpósio para o Curso de Altos Estudos de Política e Estratégia (CAEPEP da Escola Superior de Guerra (ESG). Na ocasião abordamos com os Estagiários do Curso questões estratégicas e os efeitos da utilização da Inteligência Artificial como fator de desenvolvimento do Brasil. E iniciamos a discussão com uma colocação básica: muitos executivos (e pessoas na sociedade de uma forma geral) acham o tema Inteligência Artificial (IA) intimidador. As máquinas irão substituir os humanos? serão mais espertas do que nós? os robôs vão pegar o meu emprego? a inteligência

68

INFORMATION MANAGEMENT | 2019

artificial irá superar a inteligência humana? São estas, dentre outras, as questões mais recorrentes que constatamos em recente pesquisa no Google sobre os temores predominantes na sociedade quando se fala em inteligência artificial, robôs e assuntos relacionados. Em artigo anteriormente publicado já abordamos a questão: a aplicação de dispositivos eletrônicos cada vez mais potentes a diversas profissões, aumentando o potencial da descoberta e do uso do conhecimento no processo decisório e nas operações do dia a dia das empresas, mas gerando riscos decorrentes deste processo acelerado de transformação digital.

Tais preocupações tem sido manifestadas por autores como Martin Ford e em reportagens como a de Ricardo Abramovay: crescente autodeterminação das máquinas, desemprego, fim da privacidade e impactos no trabalho de muitos profissionais qualificados, notadamente naquelas funções que são, em algum nível, rotineiras e previsíveis. Isto é, “à medida que as máquinas passarem a se encarregar desse trabalho rotineiro e previsível, os trabalhadores enfrentarão um desafio sem precedentes quando tentarem se adaptar: no passado a automação tendia a ser relativamente especializada e abalar um setor de emprego de cada vez, mas a situação hoje é muito

www.informationmanagement.com.br


anúncio ANÚNCIO

to Go e i St


INSIGHTS

diferente, a tecnologia é verdadeiramente generalizada e seu impacto também ocorrerá de forma generalizada”, nos diz Martin Ford.

Como se colocar então diante da Inteligência Artificial? Autores como Nir Kaldero se colocam da seguinte forma perante o tema: “durante meus treinamentos de “ciência de dados para executivos”os participantes frequentemente se sentem excluídos quando confrontados com imagens de robôs e outras situações de aplicações de inteligência de máquina e dos sistemas inteligentes de aprendizagem no ambiente dos negócios”. Mas essa atitude “cabeça na areia” é um problema, nunca uma solução…há que se abraçar e entender, não temer e evitar, a revolução da inteligência artificial… ainda nos diz aquele autor. Nesta linha: Em muitas organizações os quadros técnicos são frequentemente as pessoas encarregadas de promover as mudanças decorrentes do uso da inteligência artificial. Eles são certamente capazes de criar modelos de inteligência de máquina, mas a liderança do processo de mudança organizacional, operacional e cultural não está com eles. Portanto, tal iniciativa deve começar como uma iniciativa “de cima para baixo”. Os executivos ligados à estratégia e à condução dos processos de negócios são aqueles que devem traduzir os principais problemas de negócios em soluções por meio do uso das tecnologias da informação, dentre elas aquelas ligadas à inteligência artificial.

70

INFORMATION MANAGEMENT | 2019

Uma das principais abordagens ligadas à criação de metodologias para orientar a democratização e a implementação das tecnologias de inteligência artificial nas empresas e na sociedade é o projeto da Google conhecido pelo acrônimo PAIR: The People + AI Research Initiative, uma iniciativa para melhorar a interação entre os humanos e os sistemas de inteligência artificial cada vez mais avançados. O propósito do projeto PAIR é ajudar a situar adequadamente o uso da inteligência artificial como um meio de apoiar a resolução dos problemas dos negócios, de uma forma centrada nos seres humanos. Assim, busca-se ajudar às empresas e pesquisadores a responder a três questões essenciais: Quais problemas dos usuários a Inteligência Artificial é especialmente adequada para resolver? Como podemos aumentar a capacidade dos humanos adicionalmente à automação das tarefas? Como assegurar que a Inteligência Artificial está sendo aplicada para otimizar as coisas certas (processos de decisão e operacionais)?

Outros caminhos para chegar a soluções semelhantes são modelos de modelagem de negócios como o Business Model Generation (CANVAS) para geração de valor em negócios e processos, assunto que já tratamos em artigo precedente no espaço deste blog. Outras temas abordados em nossa palestra relacionaram-se às questões quanto à ética e à responsabilidade social no uso da inteligência artificial.

O recente caso da empresa Cambridge Analytica, e o efeito danoso sobre a sua reputação, deve ser vir de alerta para aqueles que ainda não se preocupam com a dimensão ética nas aplicações das tecnologias emergentes da informação. A regulação das práticas associadas ao uso dos métodos e tecnologias relacionadas à ciência de dados, inteligência artificial e internet das coisas é outro ponto crucial nas discussões sobre as questões éticas. Nesta linha, a Lei n. 13.709, de 14 de agosto de 2018, veio para regulamentar o tratamento de dados pessoais no Brasil, tanto pelo poder público quanto pela iniciativa privada. Conhecida como Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais (LGDP), contém disposições que objetivam fortalecer a proteção da privacidade dos usuários e de seus dados pessoais. Finalmente, cabe discutir as questões de responsabilidade social que devem ser assumidas pelas empresas e governos relacionadas às potenciais consequências do uso disseminado da inteligência artificial: preservação ou renovação dos postos de trabalho e desenvolvimento de políticas públicas para minimizar os efeitos do desemprego gerado pela tecnologia na sociedade.

Nos últimos anos vários países têm buscado meios para o desenvolvimento e a adoção de sistemas de inteligência artificial (IA), por meio da definição de estratégias nacionais, buscando equacionar investimentos e políticas públicas para o desenvolvimento e a adoção da inteligência artificial.

www.informationmanagement.com.br


anúncio ANÚNCIO

to Go e Sit


INSIGHTS

Estratégias, neste contexto, constituem um conjunto de políticas governamentais coordenadas, que têm um claro objetivo de maximizar os benefícios e minimizar os custos potenciais da aplicação da inteligência Artificial para a economia e a sociedade.

cos para os projetos, tais como Alemanha, Finlândia, India, Itália e Suécia. Em processo de desenvolvimento de estudos estão 12 países, como Austria, Estonia, Israel, Malásia Nova Zelândia e Polônia, dentre outros.

Um dos estudos mais relevantes recentemente publicado foi o Relatório das Estratégias Nacionais e Regionais sobre a Inteligência Artificial, a partir de pesquisa realizada pelo CIFAR, organização nomeada pelo governo canadense desde 2017 para liderar o desenvolvimento da estratégia nacional de inteligência artificial do Canadá.

Cabe ainda salientar um quarto grupo de países que não têm uma estratégia nacional coordenada para a inteligência artificial, como os Estados Unidos e a Rússia, mas tem políticas implementadas, e são vistos amplamente como atores chave na “corrida global pela inteligência artificial”.

Neste estudo é mostrado que algumas das estratégias são voltadas a posicionar os países como líderes globais no desenvolvimento e aplicação de inteligência artificial, enquanto outras contemplam metas mais modestas, de acordo com as prioridades políticas e as questões sociais relevantes na realidade de cada país. O bloco mais avançado envolve dez países com objetivos e políticas estabelecidos, além de fundos de financiamento específicos, variando de U$ Austrália e Canadá (respectivamente U$ 21,6 milhões e U$ 95 milhões) a montantes bem mais elevados como China (U$ 2 bilhões), Coreia do Sul (U$ 1,95 bilhões), França (U$ 1,75 bilhões) e Comunidade Econômica Europeia (U$ 1,75 bilhões). Outros 8 países contemplam documentos orientadores com objetivos estratégicos para a formulação e implementação de políticas futuras, ainda sem dotação de fundos específi-

72

INFORMATION MANAGEMENT | 2019

Finalmente, são citados países como o Brasil e a Republica Checa, que possuem estratégias formais de transformação digital, sem no entanto focar em projetos ligados à inteligência artificial.

As estratégias nacionais apresentadas contemplam um amplo espectro de assuntos, classificados em 8 grupos principais: pesquisa científica, desenvolvimento de talentos em inteligência artificial, futuro do trabalho e do emprego, inserção das tecnologias nas indústrias e serviços, ética e transparência das ações, infra-estrutura de tecnologias e dados, aplicações no setor de governo e inclusão e bem estar social. No contexto brasileiro as iniciativas são desenvolvidas em nível da academia, de projetos específicos apoiados em instituições de fomento como a FINEP, as Fundações Estaduais de Apoio à Pesquisa como FAPESP e FAPERJ, ecossistemas regionais como os de Santa Catarina e Pernambuco, iniciativas de associações como o

CD&IA.Rio e o Advanced Institute for Artificial Intelligence em São Paulo, ou aplicações 4.0 diretamente financiadas pela indústria e pelo setor de serviços.

Concluindo, os temores predominantes na sociedade quando hoje se fala em inteligência artificial, robôs e assuntos relacionados, não diferem muito do que se discutiu no século passado. A diferença é que, como falamos precedentemente, no passado a automação tendia a ser relativamente especializada, abalando um setor de emprego de cada vez e profissionais envolvidos em tarefas repetitivas. A situação hoje é muito diferente. O impacto da tecnologia é verdadeiramente generalizado, já alcança os profissionais envolvidos com tarefas cognitivas e tem reflexos bastante ampliados no emprego. As empresas e governos, dessa forma, têm responsabilidade social ampliada quanto aos efeitos das suas aplicações na sociedade, na economia e nas pessoas. E a preocupação já constatada dos países quanto à formulação de estratégias nacionais relacionadas nos mostra que, se não seguirmos esta linha de atuação, permaneceremos fora do contexto de competitividade e de protagonistas do desenvolvimento da inteligência artificial e outras tecnologias emergentes. Fonte: https://medium.com/@fleurynewton/intelig%C3%AAncia-artificial-como-fator-de-desenvolvimento-do-brasil-um-debate-na-escola-superior-de-b1eae54e0c05

www.informationmanagement.com.br


anúncio S

empre com o compromisso d e aplicar as t ecnologias m ais avançadas, de modo a garantir aos nossos clientes a mais alta qualidade em nossos serviços, a MYCROARQ tem colaboradores

altamente treinados, bem como utiliza os mais modernos softwares e equipamentos, sempre v isando a tender a s necessidades d a sua

ANÚNCIO empresa.

SOMOS UMA EMPRESA ESPECIALIZADA NAS ÁREAS DE:

Document Imaging;

Document Management; Gerencimento Eletrônico de Documentos - On Site ou Cloud; Gestão Documental; Integração de Tecnologias; Organização e Racionalização de Arquivos; Tabela de Temporalidade;

ALGUNS DE NOSSOS SERVIÇOS: Gestão Documental

Autenticidade dos Documentos Custódia de Documentos e Mídias

MAIS INFORMAÇÕES Telefones: (21) 2410-3152 / 2410-3173 E-mail: mycroarq@mycroarq.com.br Av. Gaspar de Lemos, 44 - Guaratiba - Rio de Janeiro - RJ - CEP 23.020-110

to Go e Sit


INSIGHTS

Luiz Alexandre Castanha Diretor geral da Telefônica Educação Digital

Tecnologia poderia ajudar a evitar mortes em Suzano A Organização Pan-Americana de Saúde, a OPAS, estima que de 10% a 20% dos adolescentes do mundo enfrentam problemas de saúde mental. E, sabemos que as experiências na escola influenciam diretamente nessa realidade. A tragédia da escola de Suzano, interior de São Paulo, em que dois jovens entraram armados e mataram dez pessoas, deixando 11 feridos, colocou em alerta pais, docentes e profissionais que atuam em unidades de ensino. Como estar preparado para lidar com transtornos e dificuldades que cada estudante pode desenvolver nessa etapa da vida, analisando o comportamento deles e os orientando da forma mais responsável possível? O bem-estar psicológico pode e deve ser tratado como tema na sala de aula, e, para tanto, os professores precisam passar por treinamentos. A OPAS também já divulgou que metade dessas questões de saúde mental, entre elas, depressão e ansiedade, aparece para os jovens a partir dos 14 anos. É com esse público que os docentes precisam dialogar e estabelecer novas

74

INFORMATION MANAGEMENT | 2019

formas de conexões. E a tecnologia pode ser uma aliada e tanto para esse aprofundamento. A carreira educacional ganha, e muito, com as novas possibilidades de comunicação e transmissão de conhecimento. Por isso, me parece potencialmente impactante a ideia de criar materiais de apoio, com a consultoria de psicólogos e psiquiatras em plataformas digitais para acesso de professores. Nos Estados Unidos, a tecnologia tem sido usada para a capacitação de professores por meio de cenários com avatar. Em simulações, os docentes lidam com alunos que poderiam apresentar déficit de atenção, comportamentos suicidas e traços de psicopatia, com o objetivo de capacitá-los no reconhecimento dos possíveis riscos frente a esses perfis de aluno. Nesse trabalho, é fundamental a assistência social para monitoramento constante. De qualquer forma, é mais uma abordagem válida para se tratar do tema, pois vidas estão em jogo. As instituições de ensino também podem trabalhar com o conceito de

microlearning, apresentando textos e vídeos informativos que dialoguem diretamente com a compreensão desses comportamentos dos alunos. É importante que se reconheça sinais, até onde for possível, de que o estudante não está bem, sofre ou provoca bullying ou apresenta quadros de distúrbio de comportamento, e treinamentos assim são muito eficazes nesse sentido. É claro que abrir rodas de conversa e abraçar as experiências dos meninos e meninas como seres em formação também é indispensável. Mas, até mesmo para conduzir essas interações, o professor deve ter em mão um conteúdo direcionado, e que colabore, de antemão, com o reconhecimento de situações como evasão escolar, mau desempenho e até de problemas pessoais com que cada aluno está lidando. O encaminhamento para profissionais da saúde mental é essencial. Dito isso, é preciso instrumentalizar e instruir os professores para que saibam ajudar os alunos em classe e para que eles também vejama escola como um ambiente de acolhimento, reconhecimento e confiança.

www.informationmanagement.com.br


SUA EMPRESA ESTÁ PRECISANDO DE SCANNERS PARA DIGITALIZAR SEU ARQUIVO?

anúncio

QUALQUER QUE SEJA A SUA NECESSIDADE, TEMOS O SCANNER ADEQUADO PARA SEUS DOCUMENTOS ▪ SCANNERS DE DOCUMENTOS (A4 E A3) ▪ SCANNERS DE MAPAS E PLANTAS ▪ SCANNERS DE MICROFILMES

ANÚNCIO

(ON DEMAND E PRODUÇÃO)

▪ SCANNER DE LIVROS (BAIXO E ALTO VOLUME)

▪ SCANNER DE CHEQUES ▪ SCANNER DE SLIDES E NEGATIVOS ▪ SCANNERS PARA JORNAIS ▪ SCANNERS PORTÁTEIS ▪ MICROFILMADORA ELETRÔNICA ALÉM DE SUPRIMENTOS PARA MICROFILMAGEM (FILMES ORIGINAIS,

www.navisystem.com.br brasil@navisystem.com.br

Tel 011 3266 4530

to Go e Sit

Imagem: Freepik

DIAZO, QUÍMICOS, ETC..)


INSIGHTS

Rubens Daniel Business Development Manager da Softline Brasil

LGPD vai impactar o planejamento do ambiente tecnológico nas empresas

A sua infraestrutura de TI está pronta para atender aos requisitos da Lei Geral de Proteção de dados (LGDP)? CIO, como você está planejando adaptar o ambiente tecnológico da sua empresa para aliar produtividade e segurança? Para se adequarem à nova lei, será preciso que as empresas invistam em nova soluções como sistemas de avaliação de riscos de terceiros, gestão de dados, mascaramento de dados, portais seguros

76

INFORMATION MANAGEMENT | 2019

de transferência de dados, bancos de dados seguros e de alta volumetria, gestão de identidade de consumidores e clientes.

dados por meios seguros. É recomendável que as empresas sigam quatro etapas fundamentais de segurança:

Além disso, precisam adotar práticas e arquiteturas tecnológicas que considerem a proteção de dados por padrão (Security by Design) como, por exemplo, a encriptação nativa de dados pessoais quando forem coletados, a guarda segura destes dados em ambientes controlados e seguros, e o acesso controlado dos

A primeira é identificar e realizar o inventário de dados pessoais, incluindo sua classificação, quem controla, quem a processa e como são transferidas; Gerenciar e avaliar o nível de proteção de dados em todos os envolvidos, sejam próprios ou terceiros;

www.informationmanagement.com.br


AUTOMOTIZE & anĂşncio ANĂšNCIO

A Osas te proporciona diversas possibilidades.

to Go e Sit

Visite nosso novo site e descubra como podemos fazer parte dos projetos de sua empresa.

11 3471.2500

contato@osas.com.br

www.osas.com.br


INSIGHTS

Proteger, definir e implantar soluções, políticas e governança de dados em toda a organização; E monitorar, controlar e auditar continuamente o nível de proteção, assim como avaliar constantemente possíveis vazamentos internamente e externamente.

a proteção de dados é melhor aceita quando já está integrada ao ambiente de tecnologia, são sete os seus princípios básicos: Proativo e não reativo (prevenir e não corrigir) - Prever e antecipar eventos que possam comprometer a privacidade antes que eles ocorram.

Privacidade desde o início do projeto Os CIOs devem agora planejar um ambiente tecnológico que garanta a segurança dos dados e que ao mesmo tempo incorpore ferramentas que ampliem a flexibilidade, a mobilidade, a colaboração e a produtividade. A entrada em vigor da GDPR – lei de proteção de dados implantada pela União Europeia em 2018 – serviu como base para o desenvolvimento de mais um conceito: Privacy by Design, que consiste na ideia de que a privacidade deve estar presente desde o início do planejamento de todos os ambientes tecnológicos e processos de engenharia de aplicativos e páginas na internet, entre outros. Aliás, desenvolvedores de sites de hotéis deveriam estudar mais esse conceito. Testes realizados pela Symantec parceira da Softline - em sites de 1.500 hotéis, em 54 países, constataram que 67% deles vazam dados de reserva de hóspedes inadvertidamente para sites de terceiros e permitem acesso a dados pessoais, contrariando normas da GDPR e da LGPD. Mas, voltando ao conceito de Privacy by Design, que prega a ideia de que

78

INFORMATION MANAGEMENT | 2019

Privacidade como configuração padrão Por padrão, as configurações referentes à privacidade devem estar definidas considerando a máxima proteção possível da privacidade do usuário. Privacidade incorporada ao projeto - A proteção dos dados pessoais deve ser pensada como parte indissociável do planejamento do ambiente tecnológico ou da prática de negócio, ou seja, desde a concepção. Funcionalidade total – Soma positiva e não soma zero - Esse princípio visa assegurar que a proteção de dados pessoais esteja alinhada com os interesses e objetivos legítimos de quem é responsável pelo tratamento dessas informações, sem abrir mão da segurança para obter mais dados. O princípio em questão estabelece uma relação de ganha-ganha entre o titular e os agentes de tratamento de dados. Segurança de ponta a ponta - A segurança das informações pessoais deve ser garantida durante todo o seu ciclo de vida, desde a sua coleta até a sua destruição ou compartilhamento com um terceiro.

Visibilidade e transparência - Abrange diversos aspectos, como informar ao titular do dado quando e para qual finalidade as suas informações estão sendo coletadas até a abertura da plataforma para realização de auditorias assegurando que as informações pessoais estão de fato protegidas Respeito pela privacidade do usuário (solução centrada no usuário) - Toda a arquitetura e operacionalidade do sistema ou da prática de negócio devem ser centradas na privacidade do usuário, oferecendo medidas robustas de proteção de dados, notificando-o de forma clara e oportuna e tornando as configurações referentes à privacidade amigáveis. No caso da LGPD, o ideal é construir serviços e soluções já fundamentados na segurança. Inclusive já existem aplicações que estão em conformidade com a nova lei, como o Microsoft 365, por exemplo, que unifica a segurança da companhia e produtividade do usuário. A ferramenta permite que todos os processos de determinado documento sejam acessados e monitorados de qualquer lugar e dispositivo. Os desafios de adequar o planejamento de ambientes tecnológicos aos requisitos da LGPD são grandes, com certeza. Mas estar dentro das normas, com regras claras sobre como a sua empresa está realizando a coleta, armazenamento, tratamento e compartilhamento de dados pessoais é uma oportunidade para ganhar competitividade, atraindo e ganhando a confiança dos clientes.

www.informationmanagement.com.br


Transformação Digital

anúncio

Gerenciamento Inteligente da Informação ANÚNCIO

renova.net.br 71 3042-2007

to Go e Sit

Rua Leonor Calmon, nº44, Ed. Empresarial Cidade Jardim, Sala 603, Candeal | Salvador-BA. CEP 40.296-210


INSIGHTS

Andressa Melo Especialista de Produtos da F. Iniciativas

Ex-tarifário: Ampliação e simplificação da concessão são boa notícia para as empresas brasileiras que desejam inovar

O anúncio recente do governo de ampliar e simplificar a concessão de regime ex-tarifário para bens de capital de informática e de telecomunicação, chegou em boa hora para simplificar e facilitar investimentos no setor produtivo. É uma das primeiras iniciativas da equipe econômica, bem vinda, pois impulsionará o investimento das empresas em tecnologias de ponta do exterior para elevar o patamar brasileiro de inovação. Este incentivo, por

80

INFORMATION MANAGEMENT | 2019

facilitar investimentos no ecossistema produtivo, é estratégico para o crescimento de setores da economia, sobretudo da indústria, e deve ser considerado com a atenção necessária pelas organizações em seus planos de investimento e planejamentos tributários como parte de suas estratégias competitivas. Para quem não tem conhecimento técnico, vale explicar que regime ex-tarifário

reduz temporariamente a alíquota do imposto de importação em até 0%, para bens de capital (BK) e bens de informática e telecomunicação (BIT), se não houver a produção nacional equivalente. São inúmeros os benefícios e seus desdobramentos, mas em resumo, este regime tributário beneficiará as empresas em quatro pontos fundamentais:

www.informationmanagement.com.br


anúncio ANÚNCIO

to Go e Sit


INSIGHTS

Viabilizará um incremento de investimentos em bens de capital e bens de informática e de telecomunicações Possibilitará o aumento da inovação por parte de empresas, com a incorporação de novas tecnologias inexistentes no Brasil, e isto trará reflexos na produtividade e competitividade do setor produtivo Produzirá um efeito multiplicador de emprego e renda sobre segmentos diferenciados da economia nacional Impactará nos ganhos de produtividade e na melhoria dos serviços e da infraestrutura nacional. É importante destacar também que a redução direta do Imposto de Importação e a redução indireta nos recolhimentos de outros impostos do processo de importação (como ICMS e IPI), certamente causarão efeitos positivos nos lucros das empresas (EBTIDA). Como conseguir o benefício do Regime Ex-tarifário Para optar a este incentivo, as empresas devem realizar o pleito através da Secretaria de Desenvolvimento da Indústria, Comércio, Serviços e Inovação – SDIC, sendo importante contar com o apoio de especialistas técnicos que auxiliem tanto na construção do pleito quanto no acompanhamento das consultas públicas, para auxílio na elaboração de documentação que permita defender os diferencias técnicos do bem e dos avanços tecnológicos que vão repercutir na organização como consequência da aquisição.

82

INFORMATION MANAGEMENT | 2019

Esta recomendação é de vital importância, pois qualquer discrepância nas informações poderá fazer com que o pleito seja indeferido pela SDIC, inviabilizando este atalho para a inovação empresarial. Redução é concedida por produto a ser importado Não existem restrições para as empresas, uma vez que a redução é concedida para o produto a ser importado, ou seja, o pleito não é publicado nominalmente para a empresa. Desta forma, qualquer entidade que justifique importar aquele produto poderá ter a o benefício do ex-tarifário. Pelo fato do incentivo ser oferecido por produto, não existem estatísticas oficiais do ministério sobre volume de empresas que se beneficiam do regime, porém o número de ex-tarifários concedidos ou renovados em 2018 foi de 4.350 e o valor das importações previstas que se beneficiarão desses pleitos será de aproximadamente R$ 7,7 bilhões. Ao todo, estão vigentes hoje 6.354 produtos ex-tarifários. Muitas empresas já se beneficiam de ex-tarifários, mas a maior parte de produtos já conseguidos. Este é um benefício que pode ser muito melhor explorado com solicitações de novos pleitos, ampliando a abrangência de projetos de inovação que certamente incrementariam a economia, a produtividade e a lucratividade das empresas. Mas isso ainda não acontece, pois, algumas empresas desconhecem o procedimento de solicitação para novos ex-tarifários ou avaliam o mesmo como sendo muito burocrático. Por estas razões, contar com apoio consultivo de especialistas em incentivos fiscais facilita

a elaboração dos novos pleitos e do seu sucesso. O principal desafio enfrentado hoje é justamente a burocracia, os critérios de comprovação da não equivalência nacional e os prazos de análise, cuja média atual é de 90 dias. Mas o secretário de Desenvolvimento da Indústria e Comércio do Ministério da Economia, Caio Megale, já informou que estão em curso estudos para enxugar os processos e para a inclusão de redundância de instâncias deliberativas. A proposta contempla a mudança de duração da consulta pública para que caia para 20 dias (hoje são 30) e a exclusão da avaliação da Câmara de Comércio Exterior (Camex) e do envolvimento da Receita Federal que atuaria apenas no desembaraço aduaneiro do equipamento, sem que a decisão seja retardada nos gabinetes em Brasília. Espera-se ainda que o escopo do regime também aumente, contemplando todos os produtos (não apenas os BKs ou BITs) em condições de preço, prazo e produtividade semelhantes às de fornecedores estrangeiros para tratamento especial. As mudanças também facilitarão a comprovação da não similaridade nacional e a possibilidade de realizar o ex-tarifário para maquinas e equipamentos usados. Enfim, caso uma portaria com este perfil venha a ser aprovada e publicada, o mercado brasileiro ganharia perspectivas promissoras, com muita possibilidade de crescimento, pois esse tipo de incentivo fomentará os investimentos tecnológicos em nosso país.

www.informationmanagement.com.br


anúncio ANÚNCIO to Go e Sit


WEB NEWS Os impactos da criação da Autoridade Nacional de Proteção de Dados para o mercado corporativo A Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD), sancionada em agosto de 2018, e com data prevista para entrar em vigor em agosto de 2020, ganhou esta semana um novo e importante capítulo com a criação da Autoridade Nacional de Proteção de Dados (ANPD).

Embratel anuncia novidades durante o CIAB-FEBRABAN Novas soluções serão lançadas e estande terá demonstrações de redes virtualizadas SD-WAN, Multicloud, Omnichannel e Segurança

DDoS: 4 coisas que você precisa saber – por Carlos Eduardo Apesar de muitas empresas saberem que necessitam de uma estratégia de mitigação de DDoS como parte fundamental de seu arsenal de cybersegurança, poucas têm um bom entendimento sobre o que isso significa, ou estão atualizadas sobre as melhores práticas no cenário atual

Quatro em cada 10 internautas já ouviram podcasts no Brasil Conteúdos produzidos nesse formato já foram ouvidos por pelo menos 50 milhões de brasileiros

84

INFORMATION MANAGEMENT | 2019

www.informationmanagement.com.br


SUA EMPRESA NECESSITA DIGITALIZAR ALTOS VOLUMES DE DOCUMENTOS E GERAR ARQUIVOS COLORIDOS E COMPACTOS COM OCR? Único scanner que funciona sem régua de vidro; Sistema de Transporte dos documentos através de correias precisas;

anúncio

Alimentador Automático para 500 folhas com sensor de papel; Possibilidade de upgrade entre as várias versões ( 90 a 170 ppm);

Possibilidade de locação por curto ou longo prazo.

ANÚNCIO

Conversão de imagens coloridas TIFF, JPEG para PDF-A; PDF´s com tamanho equivalente a imagem P&B; PDF´s sem perda de qualidade; Instalado no Servidor com criação de “hot folders”, para Conversão automática; Possibilidade para funcionar 24 horas/dias; Licenciamento por quantidade de imagens ou anual.

Contate-nos ainda hoje e peça uma demonstração do scanner e/ou do software.

to Go e i St


WEB NEWS

Empresa aposta em tecnologia e vira a primeira fintech de contabilidade do país Tradicionalmente a contabilidade é a etapa final do processo financeiro de uma empresa. Ela contrata um serviço, por exemplo, lança os documentos em um sistema próprio e realiza os pagamentos junto ao banco. E somente por último, esse processo repercute nas apurações fiscais e nos lançamentos e classificações contábeis.

Empresas devem estar preparadas para atender aos requisitos da LGPD Com os direitos fundamentais de liberdade e privacidade assegurados pela Lei Geral de Proteção de Dados, o consumidor poderá autorizar ou não o uso de seus dados

Casas Conectadas: o futuro das residências Lembra-se quando você assistia a desenhos futuristas e seriados de ficção científica e os personagens nos impressionavam por poder realizar todas as atividades domésticas apenas apertando botões? Pois estamos chegando ao ponto de a vida imitar a arte! É o que chamamos hoje de “Casa Conectada”.

Elsevier e Sobrasp se unem em prol da qualidade no cuidado e segurança do paciente Empresa e associação estão trabalhando juntas para levar ao mercado soluções que colaborem com a melhoria da Jornada da Qualidade e Segurança do Paciente

86

INFORMATION MANAGEMENT | 2019

www.informationmanagement.com.br


Robotic Process Automation

anúncio RPA ESTÁ NO NOSSO DNA ANÚNCIO FULL RPA SERVICES

Alocação de Profissionais Suporte & Monitoramento

Execução de Projetos Robot-As-A-Service

Treinamentos

Licenciamento de Software

Implantação de CoE

Mentoring FALE CONOSCO SICOLOS@SI COLOS .COM . BR

(1 1 ) 352 2 -1 099

AV. PAULI STA , 575 – 19 ANDAR SÃO PAULO – SP

WWW. S I COLOS .COM. BR

to Go e Sit


WEB NEWS

GIS + BIM: Imagem e Brasoftware firmam parceria e integram as tecnologias para o mercado brasileiro de Arquitetura, Engenharia e Construção Representantes da Esri e da Autodesk, líderes globais nas soluções GIS e BIM, respectivamente, unem expertise para fornecer inteligência completa a empresas do setor

Como o Outsourcing pode influenciar no sucesso da sua empresa? Diante da competitividade cada vez mais acirrada no ambiente de negócios, se adequar às exigências do mercado nunca me pareceu tão importante. Pensando nisso, para tornar as atividades empresariais cada vez mais otimizadas e assertivas, é essencial que os gestores busquem por novas estratégias de gestão.

Nuvemshop reposiciona marca e anuncia expansão internacional Após consolidar-se no mercado PME, companhia aposta no middle market no Brasil e inaugura operação no México. Expectativa é consolidar a liderança na América Latina ainda em 2019 movimentando cerca de R$ 1 bilhão.

HIMSS e Elsevier anunciam o vencedor de seu prêmio de Digital Healthcare Prêmio HIMSS-Elsevier Digital Healthcare Brasil e América Latina foi concedido ao Hospital Márcio Cunha por proporcionar melhorias significativas ao atendimento e à segurança do paciente utilizando Tecnologia da Informação

88

INFORMATION MANAGEMENT | 2019

www.informationmanagement.com.br


anúncio ANÚNCIO

to Go e Sit


WEB NEWS

Constroen Construções obtém mais de 90% de satisfação de clientes após implementação do Mobuss Construção A Constroen Construções e Engenharia Ltda, empresa que desde 1981 atua em diferentes segmentos da construção civil, buscava uma solução que proporcionasse aos líderes da companhia uma visão 360º dos projetos desenvolvidos para construção de edifícios residenciais.

Como as agências de locação de carros estão mudando com a ajuda da tecnologia Com aplicativos e plataformas que agregam serviços, setor está precisando se reinventar também para lidar com uma demanda millennial

Mazars inaugura laboratório de tecnologia em Sorocaba (SP) No primeiro momento, o principal foco do novo escritório é a prospecção e execução de projetos em Robotic Process Automation (RPA). A iniciativa da empresa está alinhada com as novas necessidades da Indústria 4.0

IBM lança Maratona Behind the Code, competição que descobrirá o 1º Master Dev do Brasil A maratona terá nove desafios que visam ajudar os desenvolvedores a adquirir novas habilidades para a era da economia digital e da inovação aberta

90

INFORMATION MANAGEMENT | 2019

www.informationmanagement.com.br


anúncio ANÚNCIO

to Go e i St


WEB NEWS

Governo pretende digitalizar mil serviços até o ano que vem O governo federal pretende digitalizar mil serviços até o fim do ano que vem. Caso a meta seja alcançada, cerca de 80% dos quase 3 mil serviços públicos prestados pelo Executivo Federal estarão disponíveis por canais eletrônicos, como sites pela internet ou aplicativos para smartphones.

Cooperação é a melhor estratégia de segurança De acordo com o Instituto Ponemon, o custo médio de violação de dados no Brasil é de R$ 1,24 milhão por empresa. E o custo financeiro não é o único prejuízo. Hoje, qualquer empresa, de qualquer tamanho, enfrenta um desafio que cresce a cada dia: segurança.

Entenda o impacto da LGPD para a gestão de documentos do RH A Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) tem nova data para entrar em vigor: dezembro de 2020 – anteriormente o prazo era agosto do mesmo ano. A nova lei define como as empresas devem tratar os dados de funcionários e de clientes, garantindo mais privacidade e direitos aos titulares dos dados como acesso, correção, eliminação, portabilidade e revogação de consentimento.

CorpFlex firma parceria com ProPay para oferecer projeto único de hospedagem do sistema SGO Com a solução de cloud computing, ProPay ganha performance e reduz seus custos de TI

92

INFORMATION MANAGEMENT | 2019

www.informationmanagement.com.br


anĂşncio Imprimindo novas ideias

ANĂšNCIO

www.tecmach.com.br contato@tecmach.com.br

to Go e Sit


OPINIÃO Realidades diferentes e (quase) irreconciliáveis – Final A Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais ou LGPD, (lei 13.709/18), que regulamenta a forma pela qual as organizações passarão a utilizar, no Brasil, dados pessoais enquanto informação relacionada à pessoa natural identificada ou identificável, entrará em vigor em 24 meses, a contar da publicação da LGPD. A Lei nº 13.709 é de 14 de agosto de 2018. Isto significa que falta 1 ano e dois meses para que a lei passe a ser aplicada. O prazo é exíguo, principalmente se levarmos em consideração o estado de desorganização das instituições quanto a criação das estruturas físicas e lógicas para o manuseio e guarda de tais dados. A começar pela situação de desorganização dos processos de captura e guarda de dados e informações, que na maioria das vezes não são formalmente documentados, e que, por isso mesmo, colocam em risco a aplicabilidade da LGPD, as instituições de ensino correm, ou deveriam correr, para criar, melhorar, ajustar e implantar as condições para cumprirem a LGPD. Entretanto, pelo que

94

INFORMATION MANAGEMENT | 2019

sei, não é isto que está acontecendo. Creio que a maioria aposta numa prorrogação da data de entrada em vigor da LGPD. Se levarmos em consideração que as instituições de ensino são, hoje, organizações multitentaculares, com unidades espalhadas em diversas cidades e estados, a dificuldade em implantar processos eficientes que deem unicidade, confiabilidade e segurança às operações administrativas e acadêmicas torna-se quase impossível, a julgar pela disposição das suas mantenedoras. Não pensem que estou escrevendo tudo aqui apenas por imaginar que assim esteja sendo tratada a implantação da LGPD, mas por experiência própria em projetos de mapeamento, análise, modelagem e implantação dos processos de negócio acadêmicos e administrativos em diversas instituições de ensino. Os pontos principais da legislação no que tange o mercado de dados: • O primeiro ponto é a obtenção do consentimento do usuário no

Tadeu Cruz tadeuj.cruz@gmail.

momento da coleta dos dados para todas as aplicações que forem ser dadas ao dado. Se você for usar o dado para modelagem, para marketing, para vendas, ou para qualquer outra aplicação, tem que avisar isso para a pessoa na hora em que ela estiver te passando a informação, e ela tem que dar o ok explícito. • O segundo ponto importante é o direito de conhecimento e de opt-out. Uma pessoa pode pedir a qualquer empresa informações sobre todos os dados dela que estão armazenados, e pedir para ser removida de qualquer base de dados. • Finalmente, a lei impõe restrições na venda e/ou repasse de informações coletadas dos usuários, e exige que sejam adotadas uma série de boas práticas de segurança para proteger os dados contra vazamentos e avisar as pessoas afetadas caso um vazamento venha a ocorrer. Apesar dessas restrições, a lei também especifica algumas situações aonde esses limites e requisitos não se aplicam.

www.informationmanagement.com.br


anúncio ANÚNCIO

to Go e i St


OPINIÃO

As mais relevantes são aplicações de segurança pública e de proteção ao crédito do consumidor. A lei prevê e exige que existam encarregados da proteção dos dados pessoais nas organizações. O controlador e o operador devem pensar em regras e meios técnicos para proteger os dados pessoais e comprovar sua efetividade nas empresas, seja por aplicação de recursos de anonimização, controle de acesso, procedimentos, políticas de gestão e treinamentos para equipes. LGPD, em resumo, o passo a passo consiste: a) na revisão e atualização da política de privacidade para estar em conformidade com as novas regulamentações de proteção de dados pessoais; b) na atualização das cláusulas de contratos (seja com titular de dados pessoais consumidor final ou funcionário); c) na atualização das cláusulas de contratos com os parceiros e fornecedores que realizam realizam algum tipo de tratamento de dados, principalmente fornecedores de soluções de gestão de informação, nuvem, monitoração, mensageria, e-mail marketing, credit score, big

96

INFORMATION MANAGEMENT | 2019

data, mídias sociais (coleta, produção, recepção, classificação, acesso, utilização, transmissão, armazenagem, processamento, eliminação, enriquecimento);

• Termo de uso e Política de privacidade.

e) no modelo de resposta para o Notice Letter do Órgão de Controle de Dados (sobre nível de conformidade da empresa e controles auditáveis) para prevenção a aplicação de multas e fiscalizações;

LGPD, Lista de documentos que precisam ser atualizados:

f) no modelo de check-list de compliance para uso da área de compras para novos fornecedores e parceiros, que precisarão estar em conformidade com as novas regulamentações de proteção de dados pessoais; g) no modelo para gestão e guarda de trilha de auditoria para gestão dos logs de consentimento. LGPD, Lista de documentos que precisam ser atualizados: • Mapa de fluxo de dados pessoais, processos. • Tabela de temporalidade de guarda de logs de consentimento. • Política de gestão de dados pessoais. • Política para tratamento de dados pessoais para terceirizados.

• Contratos com cláusulas que preveem a LGPD.

• Check-list Compliance, atualizar com cláusulas que preveem LGPD. • Código de Conduta, atualizar com cláusulas que preveem respeito à proteção de dados pessoais. • Política de Segurança da Informação, atualizar com cláusulas que preveem LGPD. Conclusão Não será fácil fazer a LGPD valer do Oiapoque ao Chuí. Só para que se tenha uma pálida ideia das dificuldades que as organizações vão enfrentar, a maioria não têm Código de Conduta e Politicas Corporativas escritas e formalmente implantadas e este documento é, no meu entender, basilar. Esperemos que, de alguma forma, os avisos dos especialistas despertem as instituições para tais dificuldades a tempo de se prepararem para a implantação da LGPD.

www.informationmanagement.com.br


CERTIFICADO

eCPF anúncio

ANÚNCIO

Enviar seu IRPF com uso de certificado digital permite utilizar a declaração com o histórico da última versão, preenchimento on-line no site da Receita Federal, retificar os dados, acompanhar em tempo real a declaração e corrigir pequenos erros no preenchimento, mesmo após o envio, reduzindo as chances de cair na malha fina. CLIQUE VALID E PRONTO.

www.validcertificadora.com.br

to Go e Sit


ALARIS

to Go e Sit

Profile for Editora Guia

Revista IIMA 82  

Revista IIMA 82