Revista Information Management ABR 2022

Page 1

www.informationmanagement.com.br

A revista dos profissionais da informação Ano 16 - Número 105 Abril - 2022

FAÇA SUA INSCRIÇÃO ANTECIPADA NA FEIRA

A maior feira de tecnologias para o gerenciamento de

DADOS . DOCUMENTOS . INFORMAÇÕES DIAS 14 E 15 DE JULHO EVENTO PARALELO

AMCHAM BUSINESS CENTER São Paulo/SP

Clique Aqui para fazer sua inscrição e visite a feira para

CONCORRER AO SORTEIO:

11a EDIÇÃO Maior evento brasileiro sobre

ECM e Digital Business

Por que tanto se fala em ataques hackers no Brasil? - Pag 29



www.informationmanagement.com.br

A revista dos profissionais da informação Ano 16 - Número 105 Abril - 2022

Nesta edição

Entrevista com Luiza Dias CEO da Empresa GlobalSign Por Jean Pierre Garnier Kore.ai, plataforma para criação de assistentes virtuais chega ao mercado brasileiro - Pág. 17

Colaboração em todos os níveis - Pág. 25

A urgência na Transformação Digital da área de Tecnologia da Informação Pág. 43


CONHEÇA OS APPS

RH – PRONTUARIOS, ADMISSÕES, GESTÃO DE DOCUMENTOS – FIS

Reduza custos, agilize os processos de contratação da sua empresa de forma descomplicada, ágil e segura por meio do APP e sistema WEB. Você efetua o cadastro do funcionário de maneira simples e descomplicada com captura da foto, assinatura e aceite de documentos para admissão, manutenção e demissão. Tudo isso com captura de documentos pessoais e profissionais mantidos em sistema de gestão com total segurança e controle. Seguindo a tendência do mercado corporativo, o grupo Arktec desenvolve projetos e soluções em BPO (Business Process Outsourcing) por meio de sistemas específicos, em conformidade com a necessidade de sua empresa.

Disponibilização de sistema web para a consulta; Velocidade na recuperação da informação; Baixo custo de pesquisa; Preservação da integridade do documento original; Auditoria de login; Armazenagem das imagens nos servidores da Arktec.

4 | INFORMATION MANAGEMENT 2022

ENTRE EM CONTATO

 arktec@arktec.com.br

✉ www.arktec.com.br


para documentos de:

SCAL – CTE’S – DANFE’S – POD’S – JURIDICO – CONTRATOS

to Go e i St

Unidade Barueri, Avenida Gupê, 10.565 Jardim Belval – Barueri/SP - (11) 4707 3351

Unidade Campinas, Estrada Municipal Joannine Caumo, 302 Aparecida – Campinas/SP - (19) 3281 0154 | (19) 3282 0204 2022 MAGAMENT INFORMATION | 3


“Não somos uma em tecnológicas, mas sim

Em entrevista à IM, Luiza falou tam tragetória profissional, mercado bra procura de certificados digitais e os

Conteúd Kore.ai, plataforma para criação de assistentes virtuais chega ao mercado brasileiro

página 15

Colaboração em todos os níveis

página 25

A urgência na Transformação Digital da área de Tecnologia da Informação

página 43


MATÉRIA DE CAPA

página 09 PUBLISHER

mpresa de venda de soluções m um parceiro de segurança”

Eduardo David eduardo@iima.com.br CONSELHO EDITORIAL

Walter Koch - Wilton Tamane - José Guilherme Junqueira Dias Angelo Volpi - Cinthia Freitas - Luiz Alfredo Santoyo - Christian Ribas Marcio Teschima - Carlos Bass ATENDIMENTO AO CLIENTE

mbém sobre o retorno à sua Belo Horizonte natal, rasileiro, mulheres no ramo de TI, impactos na s desafios de trabalhar no exterior.

do do Mês Atendimento ao cliente da nova era para acompanhar o consumidor da próxima geração

página

51

Gicelia Azevedo

gicelia@iima.com.br

Luciana Gottsfritz luciana@iima.com.br PRODUÇÃO GRÁFICA

Kevin Habara ADMINISTRAÇÃO

Tadeu Nunes tadeu@iima.com.br Mariana Dantas mariana@iima.com.br CENTRAL DE ATENDIMENTO - (11) 3392-4111 INFORMATION MANAGEMENT – Revista especializada no tema Gerenciamento de Informações, Documentos e Digital Business. Distribuição Nacional. Publicação oficial do INSTITUTO INFORMATION MANAGEMENT – IIMA - Rua do Bosque, 1589, Cjs. 809 e 810 Barra Funda - São Paulo – SP - 01136-001

O INSTITUTO INFORMATION MANAGEMENT - IIMA é uma organização que reúne profissionais e empresas que trabalham com processos envolvendo o gerenciamento de documentos e informações. Sua missão é promover a capacitação profissional e o desenvolvimento do mercado por meio um amplo portfólio de serviços como Cursos, Congressos, Consultoria, Livros e Publicações, Certificações, Workshops, Programas Educacionais ao vivo, entre outros. Um corpo multidisciplinar composto por Consultores, Analistas, Professores, Jornalistas e Pesquisadores está na base da produção do conhecimento gerado diariamente pelo INSTITUTO com o objetivo de ajudar os profissionais e empresas a lidarem com o Caos da Informação e a constante evolução tecnológica. O IIMA conta hoje com 40 mil profissionais participantes. DIREÇÃO

Eduardo David eduardo@iima.com.br Tadeu Nunes tadeu@iima.com.br

10 melhores práticas de segurança cibernética para combater o ransomware

CONSULTORIA E CURSOS

Wilton Tamane consultoria@iima.com.br ATENDIMENTO AO ASSOCIADO

Gicelia Azevedo

gicelia@iima.com.br

CONSELHO TÉCNICO:

página 59 5 passos para uma gestão de negócios online mais eficiente

página 87

Walter Kock consultor, autor, palestrante Wilton Tamane consultor, professor e palestrante Márcio Teschima empresário, palestrante Tadeu Cruz professor, autor , palestrante Angelo Volpi notário, professor, autor e palestrante Carlos Bassi consultor, professor e palestrante José Guilherme J. Dias professor, consultor e palestrante Cínthia Freitas professora, autora consultora e palestrante PARA SE ASSOCIAR LIGUE: (11) 3392-4111 ou acesse: www.abeinfobrasil.com.br INSTITUTO INFORMATION MANAGEMENT - IIMA Rua do Bosque, 1589, Cjs. 809 e 810 Barra Funda - São Paulo – SP - 01136-001 Tel: (11) 3392-4111


8 | INFORMATION MANAGEMENT 2022


ENTREVISTA LUIZA DIAS

“Não somos uma empresa de venda de soluções tecnológicas, mas sim um parceiro de segurança” Por Jean Pierre Garnier

V

ivemos uma época em que boa parte de nossas vidas estão, de certa forma, online. Compramos, nos entretemos, fazemos transações bancárias, compartilhamos dados em redes sociais e parte do nosso trabalho está no mundo digital.

Ao mesmo tempo que essa dependência nos proporciona praticidade, também traz riscos. Como gosta de lembrar Luiza Dias, Diretora Presidente da GlobalSign Brasil, sabemos nos proteger no mundo físico, mas o digital é tão inseguro quanto. Desde novembro de 2021, Luiza Dias é responsável pela operação do primeiro escritório da GlobalSign no Brasil, inaugurado em Belo Horizonte, Minas Gerais. Apesar de estar no país desde 2009, a empresa escolheu nossas terras levando em consideração o tamanho do território e a sua representatividade perante todo o continente sulamericano, o que será um diferencial na expansão da marca. Em entrevista à IM, Luiza falou também sobre o retorno à sua Belo

Horizonte natal, tragetória profissional, mercado brasileiro, mulheres no ramo de TI, impactos na procura de certificados digitais e os desafios de trabalhar no exterior. Confira: Revista IM - Quais são os produtos oferecidos pela GlobalSign? LUIZA DIAS - A GlobalSign é a maior autoridade certificadora do mundo que tem em seu portfólio soluções baseadas em certificados digitais para todos os endpoints. Estas soluções abrangem ferramentas de gerenciamento, automação e integrações necessárias para implantar a PKI em qualquer ambiente. Dentro do nosso portfólio destacam-se os certificados SSL/TLS, os e-mails seguros (SMIME), as assinaturas de códigos, a autenticação, as assinaturas digitais AATL, o segundo fator de autenticação, o gerenciamento de permissões e acessos e os certificados para IoT. Revista IM - Qual o impacto da LGPD e a COVID-19 na procura por

Certificados Digitais aqui no Brasil? LUIZA DIAS - Tanto a COVID-19 quanto a LGPD foram responsáveis por um senso de urgência referente ao controle de permissões e acessos fora do ambiente físico da empresa. A grande maioria das empresas não estavam (e ainda não estão) preparadas para esta transformação. Como autoridade certificadora podemos dizer que a demanda por soluções baseadas em certificação digital aumentou significativamente. O motivo é que houve a mudança radical na condução deste assunto como prioridade máxima dentro das empresas. Diante da emergência da troca de um ambiente físico controlado para um ambiente remoto, no mesmo momento em que as empresas se viram diante de uma ameaça de penalidades jurídicas proveniente da Lei de Proteção de Dados, também viram seus funcionários tentando desempenhar suas rotinas de forma remota frente a uma crise sanitária global.

2022 MAGAMENT INFORMATION | 9


to Go e Sit

10 | INFORMATION MANAGEMENT 2022


ENTREVISTA LUIZA DIAS

Revista IM - Quais as grandes dúvidas do mercado brasileiro sobre Certificados Digitais? LUIZA DIAS - Acredito que o ponto principal não é a dúvida em relação ao certificado digital, mas sim o desconhecimento do mercado brasileiro em relação às soluções já existentes e amplamente utilizadas ao redor do mundo. Em contrapartida, observamos também um recente interesse por parte dos profissionais de TI sobre este assunto. Isso é fantástico e muito importante, pois a decisão da GlobalSign em abrir seu escritório no Brasil foi baseada nesta procura. A responsabilidade de ser a primeira autoridade certificadora de raiz internacional instalada no território nacional é difundir ao máximo os conceitos de soluções de certificados digitais para o mercado, ao mesmo tempo que nos colocamos à disposição para participar ativamente deste processo de transformação. Revista IM - Podemos dizer que o uso dessa tecnologia está cada vez mais popular no país? O que falta para que o uso seja massivo? LUIZA DIAS - Sim, sem sombra de dúvidas esta tecnologia está cada vez mais popular dentro das empresas. O aumento significativo dos ciberataques e a legislação vigente responsável pela proteção de dados estão exaltando o custo-benefício deste tipo de solução. Revista IM - Na sua entrevista no

podcast podcafeti.com.br você afirmou que a GlobalSign sempre ‘procura entender a cultura do país’. Teria alguma outra explicação para a liderança no mercado Brasileiro? LUIZA DIAS - Nada é mais importante para uma empresa que busca uma política de segurança robusta, do que poder confiar que terá a assistência necessária nos momentos de crise. Por mais investimentos em segurança que as empresas façam, a possibilidade de uma crise não é nula. A GlobalSign se diferencia pelo atendimento personalizado e pela sua reputação. Gosto de pensar que não somos uma empresa de venda de soluções tecnológicas, mas sim um parceiro de segurança. Revista IM - Apesar de estar no mercado brasileiro há 13 anos, em 2021 a GlobalSign abriu sede no Brasil. Conte para nós o quanto o nosso país é estratégico para a empresa? LUIZA DIAS - Primeiramente gostaria de reforçar que a GlobalSign, como o próprio nome diz, foi criada para ser uma empresa global e isso incluiria minimamente a representação em todos os continentes. Mesmo quando subordinados ao escritório Américas, localizado nos Estados Unidos, já disponibilizávamos atendimento comercial e técnico em português devido a importância do Brasil em nossa estratégia operacional. A decisão de instalar o escritório recém-inaugurado no Brasil levou em consideração o tamanho do território e a sua representatividade perante todo o continente

sul-americano. Um ponto de destaque nesta análise foi a influência que o Brasil exerce em todos os países vizinhos, desta forma traçar um plano de boas práticas aqui, definitivamente, será um grande diferencial na expansão futura de nosso escritório. Revista IM - E sobre a sua trajetória profissional? Como chegou à Diretora Presidência da empresa? Poderia nos contar um pouco mais sobre você? LUIZA DIAS - Com prazer, eu nasci e fui criada em Belo Horizonte, com 29 anos me mudei para os Estados Unidos. Com o nascimento da minha filha, fiquei 3 anos fora do mercado de trabalho para apreciar de perto a primeira infância dela. Um privilégio enorme para mim, mas que impactou muito o meu retorno ao mercado de trabalho. Morando em um país de língua e clima diferente do meu, tive que aprender o real significado da palavra desafio. Quando retornei ao mercado de trabalho como imigrante, passei por diversas áreas não relacionadas com o meu background ou interesse, pois, meu inglês não me permitia demonstrar as minhas habilidades profissionais. Quando entrei na GlobalSign, a única habilidade que eu me sentia confortável em entregar era falar fluentemente o português, o engraçado é que nunca imaginei que minha língua materna seria um diferencial competitivo. Abracei esta oportunidade como algo único e me dediquei aos estudos.

2022 MAGAMENT INFORMATION | 11


to Go e i St

12 | INFORMATION MANAGEMENT 2022


ENTREVISTA LUIZA DIAS

A tecnologia me conquistou e, ao estudar o material técnico, outro ganho significativo para meu currículo foi o desenvolvimento do meu inglês, uma vez que basicamente todas as doutrinas são escritas neste idioma. Com muita dedicação passei por vários cargos dentro da empresa até chegar a ponto de me tornar a responsável por todas as atividades da empresa no Brasil. Hoje na posição de diretora-presidente, me sinto como se tivesse retornado à minha primeira posição dentro da empresa onde tudo é novo, mas extremamente motivante. Todo dia me pergunto: E agora, qual será meu próximo desafio dentro da empresa? Revista IM - Cada vez mais as mulheres têm ganhado espaço no setor de TI. Como Diretora Presidente da GlobalSign Brasil, você poderia falar a respeito? LUIZA DIAS - Está mais que comprovado que a diversidade é um fator diretamente relacionado ao sucesso de uma empresa. Pessoas diferentes observam os problemas por outros ângulos e assim apresentam soluções mais assertivas. Posso dizer que o caminho da mulher na TI não é um caminho muito simples pois, em um ambiente maciçamente masculino, ela sempre será uma peça “diferente” na equipe. Todavia, esta diferença sem sombra de dúvida se tornará um incrível diferencial competitivo com o tempo, e esta profissional será muito disputada no mercado. A

dica que eu poderia dar para qualquer mulher é que sua trajetória não será fácil e ela irá passar por muitos testes e aprovações ao longo de sua carreira, mas que toda esta trajetória será extremamente benéfica no futuro para construção de habilidades únicas e de um vasto conhecimento da área. A mulher não deve se diminuir em hipótese alguma! Revista IM - No fim da primeira década de 2000, você saiu de Minas Gerais para seguir carreira nos Estados Unidos, entrando na GlobalSign. Que dicas poderia dar para quem deseja trabalhar com TI no exterior, visto que profissionais brasileiros estão sendo muito procurados por empresas estrangeiras? LUIZA DIAS - Morar em um outro país é uma das experiências mais desafiadoras que conheço. Independentemente de como este profissional chegará a este novo país, ele irá se deparar com uma série de situações que precisarão de decisões profundas e imediatas (escolha da casa, solicitar novos documentos, escolha de escola para os filhos, roupas adequadas para aquele clima ou cultura...). Desta forma, a primeira dica para quem terá que tomar as decisões mencionadas é obter o máximo de informação prévia sobre a localidade escolhida. Tente visitar este local como turista por alguns dias antes da assinatura definitiva de contrato ou se possível até mesmo antes de disponibilizar seu currículo para

o mercado. Uma vez escolhido a região ou a empresa desejada, converse com futuros colegas de trabalho sobre a rotina de vida pessoal deles, pois na posição de residentes eles terão dicas importantíssimas. Outra dica, e na minha opinião a mais importante de todas, é que o profissional mergulhe no aprendizado da língua correspondente. Estudar um outro idioma leva tempo e necessita muita prática, mas falar fluentemente a língua garantirá não somente a sua liberdade nesta nova rotina, mas também garantirá que você imprima sua personalidade perante seus pares e seu novo ciclo social. Revista IM - Gostaria de complementar com algo que não foi perguntado? LUIZA DIAS - Agradeço muito o interesse e me coloco à disposição para contribuir em qualquer tema sobre segurança de TI ou soluções em certificados digitais que surgirem. Para finalizar, gostaria de ressaltar que a transformação digital das empresas brasileiras só será possível com uma estratégia que seja baseada no conhecimento. Para aquele profissional que queira saber um pouco mais sobre o assunto, atualmente mantenho um trabalho bem didático em meu perfil profissional do Instagram @Luizadias.ti onde sempre discuto sobre acontecimentos impactantes e conceitos que poderão contribuir ao conhecimento deste colaborador.

2022 MAGAMENT INFORMATION | 13



to Go e Sit


16 | INFORMATION MANAGEMENT 2022


ENTREVISTA

Kore.ai, plataforma para criação de assistentes virtuais chega ao mercado brasileiro Líder no Quadrante Mágico do Gartner, a empresa tem 700 funcionários espalhados pelo mundo.

A

Kore.ai anuncia a sua chegada no mercado brasileiro com a intenção de disputar o mercado de tecnologia de Assistente Virtual que, em 2020, foi avaliado em US$ 17,17 bilhões, com previsão de chegar aos US$ 102,29 bilhões em 2026, segundo dados da Mordor Intelligence. Uma estimativa realizada no último trimestre de 2021 pela empresa de consultoria Gartner diz que, até 2022, 70% das interações com o cliente envolverão tecnologias de relação com a máquina, como os chatbots ou assistentes virtuais. Isso equivale a um aumento de 15%, se comparado com 2018. Em entrevista exclusiva para a redação da Information Management, Francisco Chang, VP Senior para a América Latina da Kore.ai e Fabio Ferreira, Partner Sales Director da Kore.ai, contam a história da empresa e seus objetivos para o mercado brasileiro.

Information Management: Quando a Kore.ai chegou ao Brasil e qual o tamanho da operação local? Francisco Chang - VP Senior para a América Latina da Kore.ai: A Kore. ai iniciou sua operação em Janeiro de 2022. Em 5 meses de vida já contamos com uma equipe de 4 profissionais, nas áreas de vendas, pré-vendas, parcerias e desenvolvimento de negócios, mas o nosso plano é dobrar de tamanho até final do ano. Além disso, estamos também expandindo nossa rede de canais e parceiros no país para ampliar a cobertura ao mercado. Information Management: A Kore.ai informou no anúncio de lançamento, que chega ao mercado brasileiro, para inovar a experiência do cliente. Explique: Francisco Chang - VP Senior para a América Latina da Kore.ai:

A transformação digital está revolucionando a experiência do cliente. Hoje, os consumidores preferem conversar por chat, whatsapp e outros meios de comunicação, ao invés do telefone porque buscam rapidez e eficiência na resolução de seus problemas. A Kore.ai com sua tecnologia chega ao mercado para ajudar seus clientes a prover uma melhor experiência aos seus clientes, visando aumentar as receitas e reduzir custos. Information Management: O que a Kore.ai espera em relação ao mercado brasileiro? Francisco Chang - VP Senior para a América Latina da Kore.ai: Historicamente, o Brasil é um país aberto à novas tecnologias e não tem medo de ser piloto para as inovações, como votação eletrônica, declaração de IR via internet e celular e Internet Banking. Então, estamos animados com o mercado brasileiro

2022 MAGAMENT INFORMATION | 17


to Go e i St

18 | INFORMATION MANAGEMENT 2022


ENTREVISTA

Information Management: Como é o desempenho da Kore.ai fora do Brasil? Francisco Chang - VP Senior para a América Latina da Kore. ai: Somos uma empresa jovem, de apenas 7 anos e nos primeiros anos temos focado em desenvolvimento de tecnologia. Nos últimos 3 anos a empresa tomou a decisão estratégica de estruturar equipe comercial e expansão internacional. Desde então, a Kore.ai tem crescido exponencialmente, na taxa de 3 dígitos anualmente. Information Management: Quais são as soluções da Kore.ai para o mercado brasileiro? Fabio Ferreira, Partner Sales Director da Kore.ai.: A Kore.ai oferece uma plataforma robusta e abrangente de IA, e em cima desta plataforma já possui várias soluções pré-configuradas para verticais, como; bancos ou saúde, além de processos, como RH, Informática ou financeiro. Information Management: Tecnologia No-code é a base da solução Kore.ai? O que isso significa e como pode atender empresas brasileiras? Fabio Ferreira, Partner Sales Director da Kore.ai.: Significa que nossos clientes não precisam contratar ou capacitar equipe de desenvolvedores com conhecimento avançado de programação. Nossa plataforma é orientada a negócios com fluxos

Francisco Chang- VP Senior para a América Latina da Kore.ai. representados graficamente, muito facilmente compreendidos. Information Management: Quais os diferenciais em relação as ofertas de mercado já existentes? Francisco Chang - VP Senior para a América Latina da Kore.ai.: Mais de 70% dos nossos funcionários são programadores e desenvolvedores e possuímos várias patentes na nossa plataforma, então nossos diferenciais são nossa avançada tecnologia, a facilidade e flexibilidade de uso e configuração, e a escalabilidade e segurança da plataforma. Information Management: A in-

teligência artificial não é inteligente. Pode até parecer, mas não é. Ainda que ela “aprenda com os dados” que apresentamos a ela, isso tem muito mais relação com achar padrões do que compreendê-los em si. O que você acha desta afirmação? Francisco Chang- VP Senior para a América Latina da Kore. ai.: A IA só passou a ser uma realidade por causa dos avanços do poder computacional, da capacidade de coletar e analisar os dados, e da evolução dos algoritmos de tratamento das informações dos dados. Se nenhuma destas áreas não tivesse evoluído tanto a IA não seria uma realidade hoje.

2022 MAGAMENT INFORMATION | 19


Experimente uma maneira mais inteligente de trabalhar! O M-Files entrega os documentos que você precisa e automatiza tarefas tediosas. Com ele, você economiza tempo e dinheiro para reinvestir no que faz sua empresa crescer.

Simplifique as tarefas com o uso intensivo de documentos, minimize o erro humano e agilize os processos. As informações fluem com facilidade e segurança, mantendo os negócios e os cronogramas em dia.

Gestão de seus contratos, cláusulas críticas, assinaturas digitais, Gestão de RH ou Contas a Pagar. Tenha uma visão 360° centralizada, integrando seu Teams, Salesforce, G Suite, recuperando automaticamente o conteúdo que você precisa e quando você precisa. Não importa o que seja ou onde esteja salvo.

Acesse, de forma simples, os fluxos de trabalho de cada documento dentro de um processo e na etapa em que se encontra. Aumente sua produtividade e a satisfação de seus clientes.

M-Files é flexível e se adapta ao seu dia a dia. Solicite uma avaliação: www.ibsdocs.com.br (11) 3877-0047

20 | INFORMATION MANAGEMENT 2022

to Go e i St


ENTREVISTA

Information Management: Como você percebe a sinergia entre assistentes virtuais e colaboradores? Qual o papel de cada profissional com a adoção desta tecnologia? Francisco Chang - VP Senior para a América Latina da Kore.ai: O Assistente Virtual (AV) visa resolver os problemas e processos repetitivos e de baixa complexidade, permitindo aos profissionais dedicarem seu tempo em atividades de maior complexidade e valor agregado. Isso significa mais eficiência e satisfação dos envolvidos, tanto clientes, quanto funcionários. Information Management: É possível digitalizar os canais de atendimento ao cliente e pensar que isso resolve todos os motivos de consulta (reclamação, dúvida, sugestão) ou é um erro muito frequente na atualidade? Francisco Chang- VP Senior para a América Latina da Kore.ai: É muita pretensão querer resolver 100% dos problemas, mas como comentei anteriormente, se a IA conseguir resolver boa parte dos problemas já podemos observar a melhora dos resultados. Information Management: Qual a diferença entre chatbot e assistente virtual? Fabio Ferreira, Partner Sales Director da Kore.ai.: São várias. Chatbot funciona só em processos

Fabio Ferreira, Partner Sales Director da Kore.ai. estruturados e não aplica IA de verdade. Assistente Virtual atua tanto em processos estruturados quanto não-estruturados e usa toda potencialidade de IA. Information Management: Com quais sistemas é possível integrar a solução Kore.ai? Fabio Ferreira, Partner Sales Director da Kore.ai.: Somos uma plataforma 100% API, então basicamente integramos com todos os sistemas. Information Management: As vendas são diretas e via canal? A empresa busca canais no Brasil e de que tipo ou quais os skills

Francisco Chang - VP Senior para a América Latina da Kore.ai: A nossa estratégia é venda e atendimento via canais. Estamos buscando parceiros que compartilham a mesma visão da Kore.ai para crescemos juntos no mercado no brasileiro. Information Management: Em relação a tendencias o que podemos esperar sobre esse mercado no futuro? Francisco Chang - VP Senior para a América Latina da Kore.ai: A IA Conversacional veio para ficar. Estamos esperando um crescimento exponencial no mercado brasileiro.

2022 MAGAMENT INFORMATION | 21


nbpress comunicação

to Go e Sit

A NB Press Comunicação é uma agência de assessoria de imprensa, conteúdo e redes sociais com soluções 360º que cria valor e dá visibilidade às marcas após um criterioso planejamento estratégico de comunicação. A agência tem 14 anos de mercado, e apesar dessa longa data percorrida, nunca deixou de lado o espírito inovador. Seu lema é ser proativo e surpreender o cliente diariamente, entendendo seu negócio e trabalhando sua estratégia a cada pauta montada.

Nossos serviços: • Assessoria de Imprensa e PR • Mídias sociais • Linkedin para executivos • Blog, Newsletters e Editoriais • SEO


14 anos fazendo do seu negócio a melhor notícia!

Mais de 80.000 pautas entregues

250 clientes satisfeitos

Índice de 90% de satisfação

Clientes de diversos setores

99% dos clientes vem de indicação

Nossos clientes 4Intelligence • ABComm • Ahfin • Ahimsa • Arki1 • Bebida na Porta • Betalabs • Box Delivery • Cadastra • Carupi • Centric

Equipe proativa

Método diferenciado de atendimento

Venha para a

NB Press comunicação

• Coinpayments • Corebiz • DevCamp • Diego Santana • Equilibrium • Eu Entrego • F360º • FCamara • FCJ Venture Builder • Febrava • Feluma Ventures • Fernando

www.nbpress.com.br faleconosco@nbpress.com

Moulin • Flinpi • FreeCô • FX Data Intelligence • Galinha Pintadinha • Giuliana Flores • HiPartners • Interplayers • Leonora

Telefones: (11) 3254-6464 • (11) 99937-3715

Ventures • Lowko • Luminae • Mola Corban • Monis • NL Diagnóstica • NordVPN • Ozllo • Pontte • Projeto Brazuca • Quero Educação • Reis Office • Um.a • Verde Campo • Viajanet • Webglobal • Wiboo • Zukerman

Redes Sociais @nbpresscomunicacao


Business Solution ELO Contract

Todos os contratos sob controle.

to Go e Sit

ELO Contract permite o gerenciamento e monitoramento de todos os tipos de contratos durante o seu ciclo de vida. A gestão de contratos digital da ELO é uma forma eficaz e segura para controle dos termos, durações e prazos dos seus contratos atendendo todos os requisitos legais, nunca perdendo dados ou datas importantes. As informações e os documentos relevantes são facilmente acessíveis em um local central no repositório do

O

ELO. Os fluxos de trabalho do ELO automatizam e unem processos em um único sistema, melhorando a colaboração interdepartamental e otimizando a produtividade. Esta solução baseia-se em métodos das melhores práticas para processos contratuais e pode ser personalizada para se ajustar aos seus requisitos. ELO Contract é uma solução testada e aprovada na prática. Você cria contratos, o ELO cuida do resto. www.elo.com/pt/contract

· www.elo.com 24 | INFORMATION MANAGEMENT 2022


MATÉRIA ELO

Colaboração em todos os níveis

O

trabalho eficaz em equipe é o segredo para um negócio de sucesso: Funcionários, clientes e parceiros devem poder se comunicar e colaborar facilmente entre si. O ELO ECM Suite da ELO Digital Office fornece os módulos e ferramentas indispensáveis que farão com que a colaboração virtual funcione para você e seus colaboradores.

Todos os documentos sob controle com o ELO ECM Suite O recurso de ‘controle de versão’

no ELO ECM Suite garante que os funcionários possam acompanhar as alterações ao trabalharem sobre um mesmo documento ou contrato. Um funcionário que queira fazer uma edição pode conferir o documento no ELO, durante o qual ele fica bloqueado para que nenhum outro colega possa trabalhar nele. Os colegas podem ver quem está editando o documento no momento, e assim que o funcionário terminar de trabalhar no arquivo, os outros da equipe poderão fazer ter acesso à nova

versão no ELO ECM Suite. Saber “quem fez o que” amplia a responsabilidade de todos. Mas isso não é tudo: a visualização prática de tela dividida permite que os funcionários comparem facilmente diferentes versões de documentos, além de poder usar a função “Comparar” em documentos do Microsoft Office. Isso aumenta a transparência e garante que cada ideia seja registrada. Colabore em tempo real no ELO Feed

2022 MAGAMENT INFORMATION | 25


to Go e i St

26 | INFORMATION MANAGEMENT 2022


MATÉRIA ELO

Além de armazenar um histórico de alterações e quem as fez, os funcionários têm a opção de revisar e discutir documentos no ELO. O ELO Feed permite que os usuários adicionem seus comentários diretamente ao documento, como fariam em uma plataforma de mídia social. É fácil iniciar uma discussão com uma postagem e adicionar hashtags para ajudar outras pessoas a encontrar conteúdo posteriormente. Os funcionários podem mencionar colegas para atraí-los para a discussão de um documento específico ou notificá-los sobre quaisquer alterações. Há também a opção de inserir referências cruzadas e links para outros itens do ELO ECM Suite para que a troca de informações esteja sempre contextualizada. A ferramenta de pesquisa integrada é uma ótima maneira de solicitar feedback dos colegas: com apenas alguns cliques, é possível obter uma imagem da tendência geral sobre um tópico e tomar decisões informa-

das com base nos resultados. Tenha informações no My ELO

prontas

O ELO ECM Suite dá acesso para o ‘hub ‘de informações pessoais do usuário, o My ELO, onde você pode manter-se atualizado sobre todas as atividades no repositório. No My ELO, você pode configurar blocos que fornecem acesso fácil a documentos ou pastas específicos no ELO ECM Suite e pode ver instantaneamente quando novas tarefas lhe foram atribuídas. Você também vê uma lista de seus documentos usados mais recentemente e pode abri-los novamente com um único clique. No ELO ECM Suite, você também tem a opção de assinar documentos específicos – ou, até mesmo, pastas inteiras. Dessa forma, assim que alguém editar um item que você assinou, ou um colega postar um comentário relacionado a ele no Feed ELO, você será notificado em Meu ELO.

Hashtags usadas em postagens de feed são exibidas ordenadamente em uma nuvem de tags no My ELO. Um simples clique na hashtag leva você ao post correspondente. Quando se trata de um melhor trabalho em equipe, não há limites. “Especialmente agora que os modelos de trabalho híbridos [presenciais e home office] estão se tornando o novo normal, os benefícios das soluções digitais para colaboração virtual são ainda mais evidentes”, comenta Kevin Nono, Diretor Administrativo do ELO Digital Office Africa. “Com o ELO ECM Suite, nossos clientes estão perfeitamente equipados para o trabalho remoto, completa”. Gostaria de saber mais sobre o ELO ECM Suite, suas inúmeras ferramentas para colaboração digital, bem como outras soluções de software ELO? Acesso nosso website ELO.com

2022 MAGAMENT INFORMATION | 27



to Go e Sit


to Go e Sit

30 | INFORMATION MANAGEMENT 2022


ARTIGO

POR MARCELL PRATTE CEO da Viceri-Seidor, empresa de Tecnologia da Informação que há mais de 31 anos atua no desenvolvimento de software customizado, consultoria e produtos digitais.

A urgência na Transformação Digital da área de Tecnologia da Informação

O

maior motivador para o desenvolvimento desta análise é provocar os profissionais envolvidos no setor de Tecnologia da Informação (TI) para que, após essa leitura, ocorram importantes reflexões sobre a necessidade de mudança dessa área, principalmente em relação ao desenvolvimento de software.

Se resgatarmos a discussão a partir da Revolução Industrial, que marcou a transição para novos processos de manufatura no período entre 1760 e algum momento entre 1820 e 1840, esta transformação incluiu a transição de métodos de ‘produção artesanal e manual’, que inclusive poderia utilizar alguns equipamentos simples para a ‘produção por máquinas’. Isso significa que uma cadeira, por exemplo, para ser produzida em 1840, envolvia uma pessoa para fazer o desenho, outra para realizar as especificações e um

carpinteiro para produzi-la. Se tivéssemos cinco ou mil carpinteiros produzindo a mesma cadeira, nunca produziriam cadeiras idênticas. Isso porque a produção era manual, com ferramentas, experiências e know-how diferentes para cada profissional. Poderíamos ter uma cadeira com alta qualidade e outra que poderia

quebrar ao sentar-se nela. Alguma semelhança com a área de Tecnologia da Informação e o trabalho de desenvolvimento de software? Se fizermos uma analogia com os processos atuais ocorridos no setor, de certo, ainda não passamos pela Revolução Industrial. Continuamos sendo 2022 MAGAMENT INFORMATION | 31


TOOLKIT TOOL PARA

TRANSFORMAÇÃO DIGITAL TRANSF

Plataforma Plataforma online e configurável ao modelo de cada negócio online

Solicite Solicite uma demo e descubra como garantimos uma segurança, dem controle e rastreabilidade para conteúdos de alta volumetria.

GED/ECM Gestão de Documentos to Go e Sit

BPMs Automatização de Processos

ARCHIVING Preservação das Informações

SERVIÇOS E ONBOARDING

Conte com a expertise de nossos especialistas em tecnologia no atendimento a diferentes em tecn segmentos de mercado e processossegmen de negócio.

Aponte a câmera do seu celular para o código e tire todas as suas dúvidas pelo WhatsApp.

32 | INFORMATION MANAGEMENT 2022


ARTIGO

artistas e artesões criando e desenvolvendo aplicações em quase sua totalidade de “forma manual”. Além disso, fazemos pouquíssimo uso de automação em nosso favor para a execução de tarefas repetitivas e já padronizadas, que não requerem nossa criatividade.

rios e amigos sobre a entrega da área de TI e o resultado dessa conversa não é animador para nós, profissionais da área. O que dizem é que a TI não entrega na velocidade e com a excelência necessária para a transformação dos seus negócios. Isso é preocupante.

mais, com rapidez, segurança e qualidade. Também permitiremos que os profissionais empreguem sua energia para seu desenvolvimento profissional, otimizando seu tempo para aprender e criar. Assim impactaremos as pessoas, os negócios e o mundo.

Se tivermos um desenho de uma aplicação e colocarmos cinco profissionais ou empresas especializadas para desenvolvê-lo, provavelmente teremos cinco soluções diferentes. A lógica do desenvolvimento do software será diferente, assim como sua arquitetura, o código fonte e a segurança da informação empregada. Agora, imagine se, ao invés de construir uma cadeira, estivermos construindo o software de um avião para controle de voo e que tenha que ser entregue em três meses. Você se animaria em voar nele?

A solução é iniciar um grande movimento para fazer nossa “revolução industrial”. Empregar cada vez mais automação e padrões nos processos e nas tarefas repetitivas e deixar a criatividade dos nossos profissionais fazer o papel daquilo que a automação não consegue produzir.

O setor de Tecnologia necessita aumentar, de maneira significativa, sua produtividade e sua excelência nas entregas. Essa questão é urgente. Precisamos nos transformar em um negócio realmente de Tecnologia e não somente de entrega de tecnologia.

Tenho tido debates acalorados com CEOs, investidores, empresá-

Temos que, de fato, entregar o famoso tripé: pessoas, ferramentas e processos. Nenhum dos três pilares isolados é capaz de gerar algo significativo dentro das corporações. Automatizando o máximo possível nossas entregas, atenderemos as expectativas dos nossos clientes, entregaremos

A maneira de lidar com essa engrenagem diferenciará as empresas que conseguirão avançar e se manter na vanguarda daquelas que sobreviverão (ou não) de forma mais marginal. A Transformação Digital dos nossos clientes depende, cada vez mais, da Transformação Digital da área de TI.

2022 MAGAMENT INFORMATION | 33


to Go e Sit

34 | INFORMATION MANAGEMENT 2022


ARTIGO

JUAN JENSEN Chairman da 4intelligence

Três aplicações de data science que estão mudando os negócios no Brasil ram seus modelos de negócios a partir das novas possibilidades oferecidas pela digitalização.

A

maioria da população nem percebe, mas usa os conceitos de ciência de dados em suas rotinas praticamente todos os dias em diferentes situações. De uma simples busca nos portais da internet até a compra efetuada em um marketplace que é entregue no dia seguinte, passando por recomendações de produtos no e-commerce e na proteção de informações digitais, as técnicas de análise, cruzamento e processamento de informações estão pre-

sentes. Assim, não é exagero dizer que sem data science, o mundo não seria o mesmo. Evidentemente, essa transformação não ocorre apenas no nível da experiência do usuário/consumidor. Para que a pessoa seja impactada na ponta final, é preciso que toda a cadeia passe por transformações profundas em relação ao tratamento e processamento de informações. Assim, diferentes setores praticamente reformula-

Não é à toa, portanto, que a demanda por profissionais que trabalham justamente com inteligência de dados tenha crescido 485% no primeiro semestre de 2021 em relação ao mesmo período de 2020, segundo levantamento da Intera, HR Tech de recrutamento digital. Afinal, todas as empresas querem aproveitar as vantagens e os benefícios que a ciência de dados tem a oferecer. Confira três exemplos práticos que já ocorrem em diferentes setores no Brasil: 1 – Monitoramento inteligente de safra no agronegócio Acompanhar imagens de satélites para monitorar a safra de diferentes grãos não chega a ser um recurso novo no agronegócio brasileiro. Entretanto, uma simples ima2022 MAGAMENT INFORMATION | 35


Automação Digital Full Service Há quase 20 anos, desenvolvemos soluções de automação digital para processos e documentos, do papel à nuvem. Nossos serviços e plataformas digitais simplificam processos e operações complexas para impulsionar resultados.

to Go e Sit

Sua parceira para novos saltos – da transformação ao resultado. Conheça nosso novo site www.stoque.com.br

36 | INFORMATION MANAGEMENT 2022


ARTIGO

3 – Posicionamento da equipe de vendas no campo Diferentes empresas, principalmente as indústrias, contam com equipes de campo para potencializar seus resultados. São pessoas que atuam como vendedores para posicionarem seus produtos com destaque nos pontos de venda. Acontece que se trata de uma medida complexa, uma vez que a equipe pode ser pequena e a organização pode estar em diferentes localidades no país.

gem tem pouco a dizer se o profissional não tiver outras informações para contextualizá-la e embasá-la. No máximo, mostra o tamanho dentro da fazenda. Contudo, é possível criar modelos preditivos de inteligência artificial que utiliza essa imagem de satélite e combina com diferentes fontes de dados igualmente importantes para o setor, como previsões meteorológicas, desempenho de exportação, variação cambial, entre outros. Dessa forma, é possível potencializar os ganhos ao adotar as melhores medidas de acordo com os objetivos traçados anteriormente. 2 – Previsão de demanda no varejo Já pensou se o varejista sou-

besse qual seria a demanda para sua loja e segmento nos próximos meses e até anos? Sem dúvida é uma informação que facilitaria – e muito – sua estratégia comercial, potencializando áreas e fazendo os ajustes necessários em outras. Infelizmente, essa bola de cristal é ficção. Ou será que realmente existe? Bom, não chegam a ler o futuro, mas algumas ferramentas de data science conseguem combinar as informações e traçar uma projeção categórica sobre vendas futuras em um prazo de até cinco anos, utilizando questões regionais e macroeconômicas para que o lojista possa elaborar sua melhor estratégia de crescimento sem preocupação.

A alternativa é combinar os modelos preditivos de inteligência artificial para encontrar os pontos de venda que demandam maior atuação dos profissionais. Dessa forma, é mais fácil direcionar esforços para onde há mais potencial de negócio para a empresa do que perder tempo em locais que acrescentam pouco à rentabilidade da operação. Falar que nos encontramos em um período de transformação digital já virou clichê para profissionais e empresas brasileiras. Contudo, essa digitalização não pode ser resumida apenas à adoção de soluções tecnológicas quando for conveniente para a corporação. Na verdade, é um caminho sem volta e, como tal, apenas as empresas que estiverem prontas para isso conseguirão se destacar e obter os melhores resultados. *Por Juan Jensen, chairman da 4intelligence, especializada em soluções que apoiam a tomada de decisão por meio da análise de dados

2022 MAGAMENT INFORMATION | 37


SOLUÇÕES EM BPO E GESTÃO

DE DOCUMENTOS SOLUÇÕES EM BPO E GESTÃO DE DOCUMENTOS

Conjunto de soluções com foco em automatizar os processos de negócio e a gestão documental de sua empresa

A Central Inf atua no segmento de BPO (Business Process Outsourcing) e de Gestão de Documentos disponibilizando soluções e processos com o mais alto padrão de qualidade e tecnologia, além de equipe treinada e especializada. Através de uma acessoria personalizada, desenhamos soluções exclusivas para os departamentos e verticais de sua empresa. Nosso objetivo é ser maisque um fornecedor, é ser seu parceiro de negócio, trazendo melhorias significativas nas operações de backoffice e permitindo que você concentre seus esforços em ações estratégicas.

to Go e Sit

SISTEMAS ESPECIALIZADOS PARA AUTOMAÇÃO DE PROCESSOS E GERENCIAMENTO ELETRÔNICO DE DOCUMENTOS

SIMPLIFICANDO PROCESSOS

INOVAÇÃO

EFICIÊNCIA

Soluções Web integradas para o Gerenciamento de processos, informações e Documentos.

Serviços executados com adoção de melhores práticas do mercado e equipe permanentemente treinada e capacitada.

SEGURANÇA

INFRAESTRUTURA DE PONTA

Controles e procedimentos rigorosos para garantir a segurança física e lógica de nossas instilações e operações.

Data Center com servidores virtualizados de última geração com redundância de dados, link dedicado, geradores de energia entre outros.

A POLÍTICA DE QUALIDADE DA CENTRAL TEM O COMPROMISSO DE ATUAR COM OS SEGUINTES VALORES: Confiabilidade

Qualidade na prestação de serviços e aprimoramento constante de nossos processos internos.

Desenvolvimento pessoal

Treinamento e qualificação de nossos colaboradores com foco no trabalho em equipe.

Visão estratégica

Busca constante por inovação tecnológica.

Contato Matriz (11)3665-2000 | (11)3668-2000 Avenida Francisco Matarazzo, 524 Bloco 01 38 | INFORMATION MANAGEMENT 2022 falecentral@centralinf.com.br Água Branca / CEP: 05001-000 | São Paulo/SP

Filial Avenida Piracema, 1411 Galpões 11 e 12 Tamboré / CEP: 06460-030 | Barueri/SP


ARTIGO

POR RODRIGO DE GOUVEIA Diretor de Experience Design na ACCT Global

A importância de um time de UX e UI ativo em projetos digitais artigo: Rodrigo de Gouveia Diretor de Experience Design na ACCT Global Mas para explicarmos a importância de ter um time de UX ativo, precisamos entender o papel desse profissional.

S

O profissional de UX Quando digo em uma roda de amigos que sou um designer de UX, alguns dizem: ‘Ah...então você desenha imagens’. Alguns, mais técnicos dizem: Ah...então você escreve front-end do site’. E outros ainda soltam: ‘Ah...então você deixa as coisas bonitas’. Estes são pensamentos equivocados e muito comuns que as pessoas têm da nossa profissão. O UX é muito mais do que apenas tornar as coisas bonitas, desenhar imagens ou criar uma interface do usuário.

N

estes oito anos trabalhando no mercado de comércio eletrônico e liderando projetos digitais observo com frequência a importância de um time de UX ativo. À medida que os produtos se tornam cada vez mais digitais e que nós, humanos, ficamos mais tempo nas telas (mais de 11 horas por dia!), as empresas precisam garantir que seus produtos

ofereçam uma experiência atraente aos seus clientes. Essas experiências bem projetadas não são ótimas apenas para os clientes, mas também para os negócios. Segundo a Forrester Research, uma experiência de usuário bem projetada pode aumentar as conversões em 400%.

Nosso time também passa muito tempo pesquisando, descobrindo as necessidades do usuário e criando soluções de design que seguem princípios psicológicos fundamentais. O Steve Jobs tem uma frase que gosto muito e que já citei várias vezes para o meu time: ‘Design não é apenas o que parece e o

2022 MAGAMENT INFORMATION | 39


to Go e Sit 40 | INFORMATION MANAGEMENT 2022


ARTIGO

que se sente. Design é como funciona’. Ou seja, UX é sobre o uso do Design Thinking para resolver problemas nos produtos digitais. E para quem não sabe, o processo de Design Thinking combina empatia, criatividade e racionalidade para atender as necessidades do usuário e criar soluções bem sucedidas, prevendo cenários de forma inovadora. Este processo é constantemente usado pelo nosso time de UI | UX para facilitar o mapeamento de novas ideias e soluções de forma colaborativa. Mas então, quais os cuidados que o profissional de UX precisa ter para garantir um bom trabalho? Projeto fácil - os usuários devem poder aprender a usar o produto facilmente. Estética agradável - um bom design é esteticamente agradável de se olhar. De fato, os usuários tendem a sentir que um design é mais utilizável simplesmente porque é esteticamente agradável, um fenômeno chamado efeito de usabilidade estética. Deve satisfazer o usuário - o design traz ao usuário boas surpresas. É como ganhar um presente numa data que não é o seu aniversário, ou seja, você não esperava, mas está feliz em recebê-lo Agora que você já conhece um pouco mais dos atributos de um profissional de UX, vou listar aqui a importância dele dentro de um projeto.

Explorar - por meio de análises, descobrimos o comportamento do usuário.

ários. Na maioria das vezes, isso significa testar nossos projetos em usuários reais.

Recomendar - com pesquisas e muitos estudos, encontramos a jornada do usuário do seu cliente verticalizando para recomendações de boas práticas, onde surgem as hipóteses para a causa do problema nessa jornada.

Em resumo, usuários são humanos e precisam ser tratados com respeito. Lembre-se sempre:

Planejar e testar - Com o levantamento das recomendações, devemos agir e testar a todo momento. Você não é o seu usuário Outra coisa que sempre digo é a importância de sempre lembrar que ao criar um produto, você está criando para o usuário e que ele não é você. Temos a tendência de assumir que nossos usuários são semelhantes a nós. Esse não é apenas um problema e sim um exemplo de um fenômeno mais geral, chamado efeito de falso consenso. Como seres humanos, geralmente temos a tendência de assumir que os outros são mais parecidos conosco do que realmente são.

. Eles não são números . Eles não são tolos . Eles não são crianças (a não ser que sejam realmente) . Eles têm sentimentos . Eles não devem ser enganados Um bom exemplo é a experiência mobile. Hoje, apesar de termos a grande maioria dos acessos feitos por meio de um smartphone, a conversão é de longe, bem inferior se comparado ao que temos em um desktop. Como solucionar isso? Justamente através dos estudos que comentei anteriormente que são formas de entender o usuário e fazer com que o nosso produto converta. Outro estudo da Forrester Research, mostra que empresas que investem em UX aumentam em três dígitos suas conversões e consideram o time de UX um dos mais importantes e estratégicos para o sucesso do negócio.

Simplesmente reconhecer que o efeito de falso consenso existe não é suficiente por si só. Se realmente queremos saber como nossos usuários responderão a um design e queremos projetar algo que eles irão adorar, precisamos ser mais sistemáticos.

E por fim, somente com um time ativo que pense no seu usuário, você terá as receitas ideais para criar um produto ou serviço que atenda às necessidades do usuário, do negócio e que resulte em maior performance e conversão.

E isso implica em tomar ações que garantam que baseamos nossas decisões de design no conhecimento genuíno de nossos usu-

Como sempre digo para meus clientes: ‘Cuide da experiência dos seus usuários e com isso melhore engajamento e conversões’.

2022 MAGAMENT INFORMATION | 41


to Go e Sit 42 | INFORMATION MANAGEMENT 2022


ARTIGO

MAURÍCIO FERNANDES CEO da Dedalus

Trabalho híbrido: o desafio da vez para as organizações

O

s últimos dois anos foram difíceis para o mundo, para as pessoas e para os negócios. E depois de um duro período em que nos acostumamos com o modus operandi pandêmico, tudo indica que é definitivo: entramos em um momento de resgate das conexões que foram interrompidas (pelo menos da forma como

estávamos acostumados) e que tivemos de manter inteiramente digital, para que possamos nos adaptar ao novo normal. Nesse intervalo tivemos muitos aprendizados enquanto sociedade e um grande avanço quando falamos de tecnologia nas organizações, que nos mostraram no-

vos meios de conexão e interação de forma efetiva, principalmente quando falamos de trabalho remoto. Este formato de trabalho irá permanecer, porém agora parte das pessoas vai continuar em casa -- seja por conveniência, escolha, baixa necessidade de interagir com demais pessoas da empresa ou do mercado e ou-

2022 MAGAMENT INFORMATION | 43


to Go e Sit 44 | INFORMATION MANAGEMENT 2022


ARTIGO

tra parte retorna para o modelo presencial. Este é o novo momento nas organizações e será pautado como modelo “híbrido”. No híbrido, as conexões são feitas através de ferramentas e/ ou plataformas -- seja utilizando o Microsoft Teams, Zoom ou outra ferramenta de videoconferência -- ou mesmo com alguma ferramenta assemelhada ao Metaverso, que une os dois cenários, onde pessoas que estão reunidas presencialmente em um ou mais locais e outras que estão de forma remota, participam de uma mesma reunião. E é este o problema que temos visto: híbrido é muito mais desafiador do que tudo o que tivemos antes. Para quem está remoto, o desafio de entender o que está realmente acontecendo, já que uma reunião presencial tem, em geral, conversas em paralelo, comunicação não verbal e tudo o que nos torna humanos na comunicação, ferramentas de videoconferência não conseguem, de maneira natural, trazer esta experiência. Para quem está presencial, o desafio é dar atenção aos remotos. Em meia hora de reunião, a não ser que os remotos interajam muito, é natural deixá-los para

uma atenção, digamos, remota. Para segundo plano. Manter o equilíbrio destes dois mundos que seguirão convivendo, o virtual e o presencial, será novo desafio das organizações. E como em qualquer processo de mudança, nesta nova fase será necessário repensar processos e experiências e adotar rotinas que facilitem a adaptação de todos a esse novo modelo. É preciso considerar formatos que englobem aqueles que estão fora do escritório, como reuniões em vídeos para todos; estimular o uso de plataformas de colaboração para manter as equipes conectadas; estipular dias para todos estarem presencialmente e, assim, aos poucos, irmos equilibrando a cultura da empresa e o bem-estar dos times, de forma eficiente.

Não tenho dúvidas de que será uma jornada de aprendizado e que demandará o envolvimento não apenas da liderança, mas das organizações como um todo. É um momento de tentar, de propor novas dinâmicas, avaliar o que está funcionando, rever rotas e de entender que será um processo de construção. Da mesma maneira que nos adaptamos rapidamente ao trabalho remoto, não tenho dúvidas de que logo as organizações encontrarão um caminho de fazer com que o modelo híbrido funcione 100%. Vamos todos acompanhar este processo e entender como ajudar todos a ter uma experiência boa e um trabalho produtivo -- como há dois anos, importante estarmos preparados para o que está por vir e nos adaptarmos rapidamente.

2022 MAGAMENT INFORMATION | 45


to Go e i St

46 | INFORMATION MANAGEMENT 2022


ARTIGO

CRISTOVÃO WANDERLEY Sócio-diretor da Stratlab e Especialista em Tecnologia e Dados

Cidades Inteligentes: a tecnologia a serviço da cidadania surreal, visto que algumas soluções apresentadas na década de 60 já fazem parte do nosso dia a dia. Por outro lado, podemos perceber que as inquietudes e insatisfações do tempo desses personagens prevalecem até os dias de hoje, ainda que de outras formas.

S

e você tiver mais de 40 anos, certamente se lembrará do desenho animado “Os Jetsons”, que introduziu no imaginário da maioria das pessoas o que seria um futuro ideal: cidades suspensas, carros voadores, trabalho automatizado, uma variedade de aparelhos eletrodomésticos e robôs como criados. Tudo para facilitar a vida, promovendo o desenvolvimento das cidades e das pessoas.

Mas com todo o aparato tecnológico, a vida dos Jetsons não era um mar de rosas: as inovações falhavam, o trabalho era estressante, as relações eram conturbadas.

Mas que lição poderíamos extrair de um desenho animado? Mesmo com uma perspectiva tão visionária, por que os criadores da série mantiveram as questões humanas da ocasião?

Talvez já tenha sido um sinal profético para dizer que o segredo não está na tecnologia em si, mas no uso inteligente que se faz dela.

Não temos resposta certa para estas perguntas, mas refletir sobre isso coloca luz ao grande debate atual: a tecnologia precisa estar a serviço das pessoas, dos consumidores e da cidadania.

Hoje, a cidade inteligente da família dos Jetsons não é algo tão

À medida que as cidades se tornam mais inteligentes, elas se 2022 MAGAMENT INFORMATION | 47


to Go e Sit

48 | INFORMATION MANAGEMENT 2022


ARTIGO

tornam mais habitáveis e mais sustentáveis. E hoje estamos vendo apenas uma prévia do que a tecnologia é capaz de fazer positivamente com as empresas, com as pessoas e com o meio ambiente. Mas como isso pode ser feito? Com planejamento e análise de dados. Cidades inteligentes unem dados e tecnologia digital para trabalharem juntos em prol de um bem comum: melhor qualidade de vida para todos. Se empresas orientadas por dados podem crescer mais de 30% ao ano, segundo um relatório da Forrester, imagine o que não aconteceria se as cidades também se orientassem por dados para tomarem suas decisões? A pandemia da Covid-19 e o

isolamento social impulsionou o comportamento digital no ambiente urbano. Quando todo mundo entendeu que não seriam apenas três meses de isolamento, houve uma grande corrida para acelerar a transformação digital, inundando o mercado de tecnologias, softwares e aplicativos que nos ajudassem a continuar resolvendo os problemas, mesmo os mais simples, de dentro de casa. O resto da história nós já sabemos: uma avalanche de dados e informações sendo criados, compartilhados e multiplicados de forma exponencial. E por serem mais abrangentes e em tempo real, eles dão o tom do que seria este novo ambiente digital. Pensar numa cidade inteligente que ofereça uma melhor qualidade de vida nos faz ponderar sobre como a tecnologia e os dados

poderão nos ajudar a tomar melhores decisões para prover um lugar verdadeiramente habitável. Nesse sentido, o planejamento inteligente é uma agenda importantíssima para que a implantação de soluções seja mais ágil, eficaz e escalável. Entender o que é análise de dados e saber trabalhar com ela são ações que requerem parceiros estratégicos, confiáveis, com grande expertise e muita habilidade para lidar com o volume de informações a se coletar, organizar e armazenar. O avanço da tecnologia é essencial para a captação e enriquecimentos dos dados, mas a visão, a boa gestão e a vontade de romper com as formas convencionais de fazer as coisas abrem portas para um novo futuro das cidades que chamamos de lar.

2022 MAGAMENT INFORMATION | 49


to Go e Sit

50 | INFORMATION MANAGEMENT 2022


ARTIGO

POR LUIZ PALERMO diretor geral da Nuveto

Atendimento ao cliente da nova era para acompanhar o consumidor da próxima geração gias incorporadas como IA e plataformas altamente interativas, as marcas também estão sob pressão para acompanhar esse avanço tecnológico. O objetivo agora é adotar uma tecnologia que combine eficiência com serviço personalizado para impulsionar o envolvimento do cliente. Plataformas obrigatórias

O

foco principal de todo negócio é atender às necessidades de seus clientes. Cada vez mais, isso inclui não apenas o produto em si, mas também o atendimento ao cliente em termos de comunicação, resolução das reclamações e feedback. Esse cenário exige que estejamos cientes de suas preferências, que sofreram uma mudança radical

na última década. Saímos de um momento em que fatores como a capacidade de um varejista de vender um produto eram muitas vezes o impulso final para a decisão de compra, para uma era em que o cliente se tornou mais experiente e mais consciente do produto e da qualidade. Com o surgimento de tecnolo-

Hoje, nenhuma marca pode se dar ao luxo de ignorar as plataformas de tecnologia comuns, incluindo um site interativo e as mídias sociais. Ferramentas de mensagens como chat, WhatsApp ou Facebook Messenger são utilizadas para alcançar clientes em potencial, compartilhar catálogos ou portfólios. Mensagens de WhatsApp ou SMS são utilizadas para estabelecer contato inicial, informando ao cliente o ID do pedido ou o número de rastreamento. Além de publicidade e marketing, mídias sociais como o Facebook e Instagram também são importantes para manter contato com os clientes existentes ou potenciais. Essas plataformas podem ser utilizadas para formar comunidades, informar os

2022 MAGAMENT INFORMATION | 51


Provendo transformação digital e ac e l e ra n d o a a uto ma ç ão de pr oc e s sos !

Suíte de aplicativos

Com a suíte Ellos, organizações têm acesso a inúmeras vantagens na gestão de documentos eletrônicos em nuvem e automatização de fluxos de processos em empresas de todos os portes e segmentos de mercado.

to Go e Sit

SCAN

Solução voltada a digitalização, tratamento de imagem, classificação, validação e exportação de documentos. A partir do armazenamento em nuvem você gerencia seus documentos por soluções tecnológicas diversas, tais como, GED/ECM, ERP, CRM, entre outras.

ECM Tenha processos ágeis, seguros e personalizados com tecnologia de ponta na gestão de conteúdo empresarial, com recursos de inteligência artificial e robôs de automação, você otimiza sua rotina, tarefas e departamentos do seu negócio.

Entre em contato e faça parte dessa 52 | INFORMATION MANAGEMENT 2022 evolução tecnológica para a sua empresa!

contato@osas.com.br www.osas.com.br


ARTIGO

clientes sobre novos lançamentos ou resolver suas preocupações. Abordagem Omnicanal Com os vários canais de comunicação que usamos hoje, é igualmente importante garantir uma experiência perfeita nessas plataformas. Por exemplo, os clientes de hoje esperam que sua interação flua em uma direção, desde o momento em que fazem um pedido até a resolução de qualquer problema que possa aparecer. Se eles entraram em contato por meio de um bate-papo, esperam que o agente da chamada de acompanhamento esteja ciente de seu histórico de interação. Sob uma abordagem omnichannel, todos os canais estão conectados, integrando todas as interações com o cliente em um único sistema que pode ser acessado instantaneamente pelo agente de atendimento. Ao mesmo tempo em que garante uma experiência eficiente para o consumidor, o agente de atendimento também se beneficia do acesso a todo esse histórico.

Novos canais de interação O atendimento ao cliente da nova era exige a integração desses canais para fornecer aos clientes uma experiência de 360 graus. Envolve uma abordagem em camadas pela qual a interação possa ser gerenciada de acordo com sua prioridade. Ele passa de mensagens assíncronas para uma interação personalizada para garantir uma rápida consulta e correção de problemas dos clientes, otimizando a utilização dos recursos disponíveis. A interação com o cliente começa com chatbots ou agentes virtuais com respostas automatizadas. As consultas não resolvidas são tratadas por um agente

por meio de chat. Pode ser seguido por serviços cada vez mais personalizados, desde uma ligação até a visita do agente, conforme a necessidade. No back office, uma abordagem semelhante em camadas conecta todos os canais, garantindo uma visão omnicanal. A digitalização da experiência do cliente é apenas parte de um processo mais abrangente, de atendimento aos novos desafios globais. Embora ajude na otimização de recursos, também pode ser uma ferramenta poderosa para coleta e análise de dados. Pode nos ajudar a obter informações quantitativas e qualitativas valiosas sobre o comportamento do cliente, ajudando-nos a melhorar ainda mais os produtos e serviços. 2022 MAGAMENT INFORMATION | 53


to Go e Sit

54 | INFORMATION MANAGEMENT 2022


ARTIGO

FILIPE PINHEIRO Engenheiro Sênior de Segurança na Tenable Brasil

Segurança cibernética: medidas básicas podem evitar grande parte das violações e ataques

A

falha de segurança cibernética tem sido uma preocupação global crescente, uma vez que diversos setores da economia em todo o mundo têm sido afetados por ataques de grande porte nos últimos meses. Não é à toa que entre os dez principais riscos apontados no recente The Global Risks Report 2022, divulgado no último Fórum Econômico Mundial em Davos,

aparecem os eventos de violação cibernética. Já o relatório Threat Landscape Retrospective 2021 evidenciou que, em 2021, mais de 40 bilhões de dados confidenciais foram expostos em todo o mundo, uma alta de quase 78%. Muitas destas ameaças poderiam ter sido identificadas e mitigadas rapidamente por meio de um trabalho de “higiene ci-

bernética”, que nada mais é que o tratamento básico e preliminar de configurações incorretas para ajudar a limitar as vias de ataques e, consequentemente, impedi-los. O emprego de tais procedimentos de controle são extremamente básicos e fundamentais, e deveriam ser padrão em qualquer organização, considerando os riscos atuais. Porém, muitas vezes tais controles são ignorados 2022 MAGAMENT INFORMATION | 55


automação de

CONTAS A PAGAR Robôs para lançamento de notas fiscais Buscadores de documentos nas origens Extração de dados de documentos Validações automáticas dos campos

Com uma visão integrada, automatizamos processos de pagamentos desde a captura da imagem ao lançamento no sistema, alinhando as regras de negócio aplicáveis à cada tipo de documento fiscal ou não fiscal pertinente, utilizando as tecnologias de OCR e RPA.

Robôs personalizados para o seu ERP to Go e Sit

Mais produtividade com zero digitação

go to site

Redução de custos operacionais Suporta o crescimento do negócio

Base de conhecimento de documentos: NFS-e NF-e CT-e

Energia

Á

Notas Boletos

gua banc

Telefonia

56 | INFORMATION MANAGEMENT 2022

á

d rios e

é

de

bitos

recibos

(011) 2429-9160 vendas@earqconsultoria.com


ARTIGO

ou não são priorizados por serem muito processuais. De modo geral, qualquer empresa ou órgão governamental pode aumentar de forma significativa a segurança de suas informações implementando elementos que são essenciais para a segurança cibernética -- verificação de vulnerabilidades por meio de varredura de superfícies, aplicação de patches, ferramentas antivírus e antimalware, firewalls e políticas de segurança em toda a empresa com práticas recomendadas bem estabelecidas. Entendendo este trabalho preliminar de gerenciamento de vulnerabilidades, uma ação de inteligência cibernética para determinação da gravidade de uma ameaça é fundamental para definir a rapidez na atuação para lidar com ela. Frente a um volume grande de ameaças, é preciso saber qual priorizar. A mitigação do risco pode ser maximizada com a adoção de métricas dinâmicas baseadas na atividade do invasor em tempo real, por meio de projeções sobre as vulnerabilidades que os invasores irão explorar em seguida. Dessa forma, é possível visualizar as ameaças que se tornam mais ou menos perigosas com o tempo.

A necessidade de vigilância é constante, e o próximo passo em direção à higiene cibernética é que a organização desenvolva total consciência de sua rede por meio de alguns passos: Inventário de hosts e dispositivos conectados, com atenção especial aos dispositivos que não são da empresa, como notebooks, smartphones e tablets pessoais -- geralmente chamados de “TI não autorizada” ou “shadow IT”, que representam riscos por não apresentarem as mesmas proteções dos equipamentos da empresa; Priorização dos ativos de rede de acordo com o maior nível de risco, prestando mais atenção àqueles com informações pessoais de clientes, funcionários ou fornecedores, bem como aqueles que contenham dados de cartão de crédito, informações de saúde e quaisquer outros dados cobertos por regulamentos relevantes

ao negócio em questão; Estar ciente de todos os aplicativos em execução na rede. Aplicativos não autorizados e desconhecidos representam sempre uma grande bandeira vermelha, assim como aplicativos que não são atualizados há algum tempo, que podem apresentar vulnerabilidades não corrigidas. Depois de catalogar todos os elementos vulneráveis da rede, será possível ter uma compreensão completa da superfície de ataque. Todas as práticas mencionadas são importantes para proteger empresas e governos contra ataques cibernéticos e violações, mas, em última análise, trata-se apenas do básico. No final das contas, a higiene cibernética adequada deve ser encarada como uma das melhores práticas de negócios, somada às demais práticas já cotidianas.

2022 MAGAMENT INFORMATION | 57


+55 (61) 3521-5600 www.provervnext.com.br

O jeito inteligente de organizar os documentos da sua empresa Digitalização Documentos impressos também no ambiente online

OPTICAL CHARACTER RECOGNITION Converta imagens de texto em texto real

DOCUMENTO MODELO Criação de templates com preenchimento online

ASSINATURA ELETRÔNICA OU DIGITAL Solicite ou envie assinaturas com validação jurídica

ARMAZENAMENTO EM NUVEM Gerenciamento de arquivos em nuvem, fácil e seguro

APPLICATION PROGRAMMING INTERFACE Integração entre sistemas que possuam linguagem totalmente distintas 58 | INFORMATION MANAGEMENT 2022

to Go e i St


ARTIGO

GUSTAVO LEITE country manager para o Brasil da Veritas Technologies

10 melhores práticas de segurança cibernética para combater o ransomware

P

ara a maioria dos profissionais de TI, a ameaça de um ataque de ransomware é motivo para passar noites em claro. Organizações de todos os setores, públicas ou privadas, são vítimas em potencial, se não já vitimadas. Na verdade, uma pesquisa recente da Veritas Technologies sugere que as organizações tiveram 2,57 ataques de ransomware que levaram a um tempo de inatividade significativo nos últimos 12 meses, com 10% enfrentando um tempo de inatividade que impactou os negócios mais de cinco vezes. Embora o ransomware possa causar sérios danos ao negócio e reputação das empresas, ele não é invencível. Na verdade, é tão forte quanto o elo mais fraco das organizações. A boa notícia é que há alguns passos que as empresas podem tomar para evitar se-

rem alvos de crimes cibernéticos e diminuir a probabilidade de um ataque derrubar seus negócios.

Atualizações imediatas de sistemas e atualizações de software

explorem vulnerabilidades de segurança absolutas. Para reduzir sua superfície de ataque, certifique-se de corrigir e atualizar com frequência toda a infraestrutura, sistemas operacionais e aplicativos de software. Também é importante atualizar seu aplicativo de backup. Não lute contra o ransomware de hoje com a tecnologia de ontem.

O uso de software desatualizado pode permitir que invasores

Faça backup com frequência e evite um único ponto de falha

Abaixo as 10 melhores práticas que podem ser implementadas para proteger dados e garantir a resiliência dos negócios.

2022 MAGAMENT INFORMATION | 59


to Go e Sit

60 | INFORMATION MANAGEMENT 2022


ARTIGO

com a regra de backup 3-2-1-1 Se você fizer backup de seus dados, imagens do sistema e configurações com frequência, sempre terá um local atualizado para retomar as operações se o ransomware ocorrer. Melhor ainda, vá um passo adiante dispersando seus dados com a regra de backup 3-2-1 -- mantendo três ou mais cópias em locais diferentes, usando duas mídias de armazenamento distintas e armazenando uma cópia fora do local. Isso reduzirá as chances de um invasor obter acesso a tudo. Essa abordagem 3-2-1 também garante que uma vulnerabilidade em um não comprometa todas as suas cópias e oferece opções se um ataque destruir um data center inteiro. Muitas organizações estão agora dando mais um passo para o 3-2-1-1, mantendo pelo menos uma cópia no armazenamento imutável (não pode ser alterado) e indelével (não pode ser excluído).

senha (sim, mesmo que seja longa e complicada), também exija autenticação multifator (MFA) e controle de acesso baseado em função (RBAC), monitore e mitigue atividades maliciosas e criptografe dados em trânsito e em repouso, o que torna os dados exfiltrados inutilizáveis. Garante o compartilhamento alto e aberto que você nunca deve usar senhas de fábrica em nenhum lugar. Além disso, se você limitar o acesso a backups, acabará com o método de entrada mais comum para ransomware. Muitas organizações estão adotando uma prática de segurança just-in-time (JIT), em que o acesso é concedido conforme a necessidade ou por um período predeterminado, o que é algo a ser considerado para dados cruciais e críticos de negócios.

ca rede contínua. Isso significa que eles podem se espalhar por toda a sua infraestrutura com facilidade. Uma maneira eficaz de parar os invasores e reduzir significativamente sua superfície de ataque é com segmentação de rede e microssegmentação. Com este modelo, as redes são divididas em várias zonas de redes menores e o acesso é gerenciado e limitado, especialmente aos seus dados mais importantes. Também é uma prática recomendada comum manter as funções de infraestrutura mais vitais fora da web. Além disso, como parte do modelo de confiança zero de sua empresa, considere segmentar fornecedores terceirizados, pois houve muitos ataques notáveis às cadeias de suprimentos resultantes da má gestão do fornecedor. Visibilidade do endpoint

Segmentação de rede Os invasores adoram uma úni-

A maioria das organizações tem uma grave falta de visibilida-

Implemente o modelo e as políticas de confiança zero (zero trust) O modelo de confiança zero é uma mentalidade que se concentra em não confiar em nenhum dispositivo -- ou usuário -- mesmo que estejam dentro da rede corporativa, por padrão. Em vez de apenas uma

2022 MAGAMENT INFORMATION | 60


to Go e Sit

62 | INFORMATION MANAGEMENT 2022


ARTIGO

de em endpoints remotos. Agora, tornou-se uma prática comum os maus atores passarem pela segurança da linha de frente e saírem, permanecendo inativos o tempo suficiente para localizar pontos fracos e encontrar o momento oportuno para atacar. É vital que você implemente ferramentas que forneçam visibilidade completa em todo o seu ambiente, detectem anomalias e procurem e alertem você sobre atividades maliciosas em sua rede, não dando ao ransomware nenhum lugar para se esconder. Isso ajudará você a mitigar ameaças e vulnerabilidades antes que os maus atores tenham a oportunidade de agir. Armazenamento imutável e indelével Uma das melhores maneiras de proteger seus dados contra ransomware é implementar um armazenamento imutável e indelével, que garante que os dados não possam ser alterados -- criptografados ou excluídos -- por um determinado período. No entanto, o termo armazenamento imutável tornou-se uma palavra da moda entre os fornecedores de backup nos dias de hoje. Procure por imutabilidade que não seja apenas lógica, mas também inclua

imutabilidade física, e é importante incluir camadas de segurança integradas.

for falsificado, não afete a liberação dos dados. Recuperação rápida

A indústria está se movendo em direção a dois tipos de imutabilidade. Na Veritas, nós os chamamos de Modo Empresarial e Modo de Conformidade. O Modo Empresarial é conhecido como uma abordagem de “quatro olhos”, o que significa que você precisa de dois pares de olhos para validar qualquer alteração. Por exemplo, o primeiro par de olhos é do administrador de backup e o segundo par de olhos é do administrador de segurança. Sem a aprovação de ambos, nenhuma alteração é possível. O Modo de Conformidade refere-se à imutabilidade inalterável, que são dados que não podem ser alterados em nenhuma circunstância. Ambos os modos incluem um Relógio de Conformidade que é completamente independente do SO para que, se o relógio do SO

A maioria dos invasores de ransomware espera duas coisas: tempo para o ataque se espalhar e dinheiro (de você) para fazê-lo parar. Historicamente, a recuperação pode levar semanas ou até meses, pois era um processo extremamente manual e trabalhoso que se estendia por várias partes interessadas em uma organização. Agora, a recuperação pode ser orquestrada e automatizada com opções flexíveis e alternativas, como instalar rapidamente um data center em um provedor de nuvem pública, que pode reduzir o tempo de inatividade e fornecer alternativas ao pagamento de resgate. Com os sistemas corretos, os tempos de recuperação podem ser reduzidos para segundos, se necessário.

2022 MAGAMENT INFORMATION | 63


to Go e Sit

64 | INFORMATION MANAGEMENT 2022


ARTIGO

Teste e validação regulares Criar um plano abrangente de proteção de dados não significa que seu trabalho está concluído. O teste garante que seu plano funcione quando você precisar. E embora o teste inicial possa confirmar que todos os aspectos do plano realmente funcionam, é fundamental testar regularmente porque os ambientes de TI estão constantemente em fluxo. É importante ressaltar que qualquer plano é tão bom quanto a última vez que foi testado e, se você não testar, não há garantia de que você possa se recuperar rapidamente! Também é vital implementar soluções que testem um ambiente de recuperação ou sandbox isolado e sem interrupções. Funcionários treinados É do conhecimento geral que os funcionários geralmente são a porta de entrada para um ataque. Não culpe seus funcionários -- erros acontecem. Ataques de phishing modernos e engenharia social agora são tão avançados que muitas vezes enganam os profissionais de segurança. Em vez disso, concentre-se em treinar funcionários para identificar

táticas de phishing e engenharia social; construir senhas fortes; navegue com segurança; utilizar MFA; e sempre use VPNs seguras, nunca Wi-Fi público. Certifique-se também de que os funcionários saibam o que fazer e a quem alertar se forem vítimas. Manuais de ataque cibernético Imagine se todos em sua organização soubessem exatamente o que fazer e quando enfrentar um ataque de ransomware. Isso não é impossível se você criar um manual de ataque cibernético padrão que esclareça as funções e alinhe e capacite equipes multifuncionais com caminhos de comunicação claros e protocolos de resposta em caso de emergências. Um ótimo conselho é configurar um canal de comunicação de

emergência em um aplicativo de mensagens de texto seguro para que a liderança sênior de sua organização se comunique no caso de um ataque cibernético, pois os sistemas de e-mail ou bate-papo da empresa também podem ser desativados como resultado do ataque. Também é uma ótima ideia contratar uma agência terceirizada para auditar a estratégia de sua equipe e verificar seu trabalho. Você tem o poder de tomar medidas importantes para combater o ransomware e virar a mesa contra os cibercriminosos. Ao reunir uma estratégia de resiliência de ransomware em várias camadas que inclui as melhores práticas acima e uma higiene de segurança cibernética impecável, você pode impedir os invasores antes que eles ganhem uma posição. 2022 MAGAMENT INFORMATION | 65


EVOLUINDO A MANEIRA COMO O MUNDO GERENCIA A INFORMAÇÃO

PRESTANDO O MELHOR SERVIÇO Soluções precisam físicos e

Access, fazer

ou

ciência.

a

para gestão

digitais,

empresas de

com

que

documentos

segurança

Soluções Access:

to Go e i St

Estamos esperando o seu contato

São Paulo Itupeva Rio de Janeiro Curitiba 11 3612.6070 | 21 3541.3100 | 41 4063.8667

66 | INFORMATION MANAGEMENT 2022

www.accesscorp.com.br

e


ARTIGO

FERNANDO BALDIN Country Manager na AutomationEdge

Qual o ritmo ideal para a jornada da automação na sua empresa?

O

ritmo é definido pela meta de robôs a serem implantados ao longo de um ano dentro da empresa, assim você estabelece uma meta sobre os resultados esperados com essa iniciativa.

Mas fica ainda a pergunta: o que é um robô então? Eu gosto de usar o conceito que robô é toda atividade que obtém o resultado esperado caso fosse feita por um humano.

Importante se ater ao resultado e não a execução do processo em si, pois o robô muitas vezes toma caminhos diferentes que o usuário para a conclusão das tarefas.

2022 MAGAMENT INFORMATION | 67


Aproveite o poder do ibml FUSiON™ Para acelerar drasticamente a captura de seus documentos. Supere os processos desatualizados de captura que frustram sua produtividade. Assuma o controle e combine seus documentos em um poderoso fluxo de inteligência e tomada de decisão com o scanner mais rápido e ágil do mundo: o ibml FUSiON™

Agilize o seu processo de alimentação.

to Go e Sit

Amplie sua inteligência de classificação.

Reduza custos operacionais.

Automatize sua auditoria. Detecte exceções antes.

(27) 3345-8252 contato@trustimage.ciom.br Av. Nossa Sra. dos Navegantes, 955 | Ed. Global Tower, sl 1406 Enseada do Suá, Vitória - ES, 29050-335

68 | INFORMATION MANAGEMENT 2022


ARTIGO

Se perguntarmos para as áreas de negócio elas querem fazer tudo acelerado, automatizando em poucos meses quase a totalidade do que pode ser automatizado, o ponto que nem sempre os departamentos possuem essa informação importante: Mas afinal, o que pode ser automatizado aqui? E é nesse ponto que fica claro sobre as jornadas de sucesso em automação, quando convergimos o ritmo esperado do negócio, com a capacidade de desenvolvimento e entrega do modelo escolhido pela empresa para a criação dos seus robôs. Modelos de Automação O modelo pode ter o Centralizado, onde todo o desenvolvimento e sustentação é feito por um time único dentro da companhia ou descentralizado quando a criação dos robôs é dividida junto a pontos chaves das áreas de negócio e o time de automação atua mais no nível de governança, mentoria e controle de

qualidade dos robôs. Enquanto o primeiro modelo permite muito controle sobre o ritmo ele também irá se tornar um gargalo para a exponencialidade da adoção da automação por toda a organização.

essa tecnologia nos seus processos, criando uma independência sobre a construção e sustentação dos próprios fluxos.

O modelo descentralizado, é uma relação oposta, possui um começo mais lento, no entanto a partir de um certo ponto que as áreas de negócio entendem como aplicar

A discussão sobre o modelo ideal é eterna e não acredito que nenhum tenha tantas vantagens a ponto de ser dito como o ideal, mas se você ajustar o ritmo esperado para a adoção da automação com a expectativa da empresa, esse sim, poderá lhe dizer qual deve ser o caminho a seguir.

Itens

Modelo Centralizado

Modelo Descentralizado

Quantidade de Desenvolvedores de Automação

Alto

Baixo

Controles de Governança e Boas Prática

Médio

Alto

Total de Workflows em Produção no Primeiro Ano

Alto

Baixo

Necessidade de Treinamentos In Company sobre a Plataforma

Baixo

Alto

2022 MAGAMENT INFORMATION | 69


A ATS Tecnologia está no mercado há mais de 20 anos, oferecendo soluções inovadoras capazes de tornar mais simples e mais ágeis as operações diárias de seus clientes, garantindo o aumento de produtividade e a total segurança de seus dados.

AUTOMAÇÃO DE TAREFAS! A ATS utiliza as melhores ferramentas, oferecidas por parceiros considerados referências mundiais, como UiPath, OpenText, Workshare, SoftExpert, Litera, Alfresco, Equinix entre outros. O conhecimento técnico e a empatia a torna capaz de personalizar as soluções na medida exata para cada um de seus clientes.

Automação da Elaboração de documentos

Comparação automática de documentos

Repositório inteligente de documentos (ECM)

Automação do fluxo de trabalho com dashboard (BPM)

Automação de tarefas com robôs (RPA) "robot process automation"

Infraestrutura em nuvem e Plano de Continuidade de Negócios

11 3871-4119 11 47808157 w w w . a t s t e c n o l o g i a . c o m . b r 70 | INFORMATION MANAGEMENT 2022

to Go e Sit


ARTIGO

NEDYR PIMENTA FILHO Diretor de Inovação da Provider IT

Como a Inteligência Artificial pode fomentar a inovação no setor de finanças e garantindo ainda mais assertividade nas atividades internas dos bancos. Além disso, com a implementação do Open Finance e, consequentemente, o aumento do número de dados no setor de finanças, as oportunidades de utilização da Inteligência Artificial podem ser potencializadas, gerando novos modelos de negócio, expansão das ofertas de serviços e ampliação dos canais de atendimento e de distribuição, tudo isso a partir da integração das APIs. O que é a Inteligência Artificial e como ela pode auxiliar o setor de finanças

A

presença de Inteligência Artificial (IA) no dia a dia das pessoas torna-se cada vez mais habitual. Uma realidade em quase todos os setores da economia, as ferramentas tecnológicas atuais têm gerado valor às empresas e aos clientes, baseadas na estruturação de dados. E, no setor de finanças, este contexto não é diferente.

De acordo com a pesquisa FEBRABAN de Tecnologia Bancária 2022, atualmente 78% dos bancos já utilizam aplicações de IA em seus processos. Segundo o estudo, estas tecnologias vão desde chatbots, presente em todos os players participantes da pesquisa que adotaram algum tipo de IA, até ferramentas cognitivas e de aconselhamento, melhorando a experiência do cliente

De um modo geral, a Inteligência Artificial é um processo de definição estatística. Ou seja, é utilizado um número elevado de dados para estabelecer uma tendência ou possibilidade de escolha assertiva. Embora não seja determinante, a IA é mais efetiva que o sistema baseado em regras, utilizado por grande parte das instituições. Certamente, com a substituição deste modelo pela Inteligência Artificial, o nível de qualidade das escolhas será elevado, uma vez que elas

2022 MAGAMENT INFORMATION | 71


to Go e i St

72 | INFORMATION MANAGEMENT 2022


ARTIGO

serão mais adequadas ao perfil do cliente. Isto porque, diferentemente das regras, uma rede neural, por exemplo, utiliza diversas alternativas para aprender e elaborar as melhores opções. Com o sistema de regras, as alternativas utilizadas na elaboração da metodologia podem ser antagônicas, já que algumas regras podem interferir em outras, afetando a assertividade das ações. Principais tendências de IA para o setor de finanças Atualmente, o setor tem se empenhado para garantir um alto nível de segurança, tanto dos dados de clientes, quanto às estruturas antifraude. Ainda de acordo com o levantamento da FEBRABAN, 64% das instituições do segmento devem optar por tecnologias relacionadas à inteligência Artificial para apoiar a implementação da LGPD. No entanto, as aplicações não se limitam somente a isto. Outras tendências têm se destacado entre as instituições, como atendimento ao cliente, identificação de melhores investimentos e de poder de pagamento dos usuários. Neste sentido, algumas aplicações específicas têm ganhado adeptos neste segmento. A pesquisa, referenciada anteriormente, apontou as principais tendências de IA, que já são utilizadas no setor, e que devem ser incorporadas por outras instituições nos próximos anos. Os chatbots, que são em maioria robôs responsáveis pelo atendimento aos clientes, agilizam o processo de atendimento e garantem mais assertividade e eficiência neste

atendimento, colaborando para a fidelização dos usuários. Outra ferramenta que ganha destaque é o RPA (Automação Robótica de Processos), que, como o próprio nome diz, são bots responsáveis por automatizar processos realizados, até então, manualmente. Este tipo de tecnologia favorece os bancos com relação à redução de custos e desperdícios, ganhando mais agilidade nos processos internos. Além disso, de acordo com a pesquisa, a terceira aplicação mais utilizada pelas empresas que adotam IA, trata-se da Inteligência Cognitiva, capaz de analisar e interpretar documentos e dados eficientemente, contribuindo para melhorar as opções de crédito e adequando o perfil de cada cliente. Este processo, além de assegurar mais efetividade nos serviços oferecido, reduz tempo de análise no back office e, consequentemente, os custos das instituições.

As ferramentas de segurança também estão entre os destaques. A Biometria Facial, por exemplo, é utilizada por 53% das instituições que disseram investir em IA. Já a Biometria por Voz, mesmo que ainda pouco explorada, tem apresentado forte crescimento nos últimos anos. Estas tecnologias aumentam o nível de segurança dos clientes e reduzem os riscos cibernéticos e de fraudes. Neste contexto, podemos observar um aumento exponencial na utilização de Inteligência Artificial nas mais diversas áreas do setor de finanças. Com a evolução destas tecnologias, conseguimos prever um setor bancário muito mais alinhado às expectativas dos clientes e personalizado de acordo com as necessidades específicas de cada usuário. E, este desenvolvimento contribui não apenas para o fortalecimento econômico do país, mas para a ampliação e adequação das ofertas de serviços financeiros à realidade da população.

2022 MAGAMENT INFORMATION | 73


to Go e i St

74 | INFORMATION MANAGEMENT 2022


ARTIGO

OTTO POHLMANN, CEO da Centric Solution

CEO dá cinco dicas de sucesso para liderar equipes a distância

N

os últimos dois anos, a tecnológica foi primordial para que as coisas funcionassem (quase) dentro da normalidade, fosse para estudar, ver os amigos ou trabalhar. O home office se tornou o principal meio de trabalho, e possivelmente, deixará seu legado. Muitas empresas devem manter seus colaboradores em casa, ou em sistema híbrido, ainda mais depois que foi assinada a medida provisória (MP) mudando as regras no teletrabalho, sendo elas: a possibilidade de adoção do modelo híbrido, predominando o presencial sobre o remoto ou vice-versa; a presença do funcionário no ambiente de trabalho para tarefas específicas, ainda que de forma habitual, não descaracteriza o trabalho remoto; pessoas com deficiência ou com filhos de até quatro anos devem ter prioridade para as vagas em

home office; e outras medidas. E na prática, como ficam os processos das empresas? O home office traz consigo os desafios na gestão da liderança, dentre eles, os profissionais, cada um em um local diferente, com recursos e adaptações diferentes. É importante para os gestores assegurar que todas as atividades sejam realizadas conforme o previsto e que nada saia dos padrões de qualidade requeridos pela instituição.

Sendo esse um regime de trabalho que está sendo legalizado e deve continuar em prática, vou dar cinco dicas para liderar equipes à distância: Explique as tarefas e os processos: a dinâmica remota deve ser a mais parecida possível com a presencial. É interessante os gestores estarem disponíveis para tirar dúvidas sobre as demandas e explicar os processos a serem realizados. É também um bom momento para 2022 MAGAMENT INFORMATION | 75


to Go e Sit

76 | INFORMATION MANAGEMENT 2022


ARTIGO

demonstrar a confiança na equipe e dar mais autonomia para os colaboradores;

Monitorar resultados e manter uma gestão ativa é fundamental para cultivar tudo sob controle;

Estipule metas sólidas: o planejamento deve ser mantido e as tarefas precisam acontecer de modo plausível. Cada um deve se atentar a cumprir suas funções e seus objetivos, a fim de estabelecer o comprometimento e a colaboração da equipe toda. Em contrapartida, as metas estipuladas pela empresa devem ser sólidas e mensuráveis;

Utilização de ferramentas de gestão: escolher bons recursos para manter a gestão remota funcionando é fundamental. As ferramentas são capazes de controlar o progresso da equipe, as metas e as etapas elaboradas por atividade e outras funcionalidades. Com instrumentos certos, a gestão consegue monitorar os processos e verificar as dificuldades de cada funcionário;

Atenha-se aos prazos: com o distanciamento, o cuidado com os prazos deve ser redobrado.

Transparência: em todos os momentos, a comunicação é muito importante na gestão, sendo ela

remota, híbrida ou presencial. Nos casos à distância, isso se intensifica, e precisa ter ainda mais cuidado para evitar ruídos. Passar status sobre a equipe e passos que estão sendo dados proporcionam uma sensação de pertencimento, e melhora o clima organizacional. Um bom gestor precisa estar a par de todas as realidades da sua equipe, para que os processos tenham um bom andamento e a rotina de trabalho não seja prejudicada por erros. A liderança não pode ser deixada de lado e deve acompanhar o passo a passo das equipes. Nesse momento, adotar as ferramentas certas é primordial.

2022 MAGAMENT INFORMATION | 77


to Go e Sit

78 | INFORMATION MANAGEMENT 2022


ARTIGO

DANIELLE FRANKLIN Diretora comercial da Scala

Migrar dados para a nuvem não é simplesmente fazer um plugin

A

estratégia das empresas para modernizar as aplicações e migrar para uma ou mais nuvens veio para ficar. Aliás, passou a ser tratada como uma questão de sobrevivência e de vantagem competitiva nas mais variadas indústrias. Ao adotar o modelo de cloud, as organizações

buscam aumentar produtividade e eficiência. Você mesmo deve ter ouvido que os dados são o novo petróleo do mundo, que as empresas que desejam sobreviver na nova economia precisam estar orientadas a dados, ou seja, desenvolver o

que chamamos de cultura data-driven. Seguindo esta premissa, a informação tornou-se o maior ativo de uma empresa, que, por sua vez, precisa saber entender os dados para extrair os principais insights para seu negócio. Com a informação certa, no lugar certo, a vantagem competitiva das em-

2022 MAGAMENT INFORMATION | 79


to Go e Sit

80 | INFORMATION MANAGEMENT 2022


ARTIGO

presas passa a ser gigante. Neste contexto, há uma pergunta que sempre me fazem: Quando você migra para uma ou mais nuvens, seus dados também devem migrar? A resposta é sim, principalmente se sua indústria permite a alteração sem grandes travas de compliance. Outro questionamento comum em reuniões com clientes: A migração é tão simples como copiar os dados dos sistemas on-premise e “colar na nuvem”? Neste caso, a resposta é um pouco mais complexa. A migração dos dados pode ser feita de várias formas. Porém, algumas etapas são comuns a todas elas: . Saber se já existe uma boa governança de dados. Essa informação pode permitir um melhor ou pior mapeamento das informações que sua empresa tem, e quais delas devem ser migradas ou abandonadas. Isso significa que o mapeamento dos dados é primordial na estratégia de uma organização que queira se transformar em data-driven; . Definir que nuvem (ou nuvens) você vai escolher. Sua decisão pode ser baseada em vários fatores, entre eles o investimento; . O próximo passo é desenhar uma arquitetura de dados que funcione bem para o que sua empresa deseja fazer com eles; . Realizar a migração dos dados propriamente dita; . Por último e não menos importante, revisar os dados e realizar melhorias contínuas, desde a revisão de ETLs (extração, transformação e carregamento das informa-

ções) até a reorientação das fontes dos dados. Hoje, a demanda pela migração de dados para a nuvem tem crescido em empresas de diversos tamanhos e segmentos. Um dos maiores grupos varejistas do Brasil escolheu, por exemplo, a Azure como sua principal nuvem, dividindo o processo em duas ondas. Na primeira delas, os dados foram levados do jeito que estavam. Na segunda, toda a arquitetura de dados foi revisada quando as informações já estavam na nuvem. O objetivo foi adaptá-las para o novo contexto de cloud. Já em uma startup da área de telecomunicações nativa digital, toda sua arquitetura de dados foi pensada e construída para funcionar em nuvem. Nosso papel foi sugerir melhorias para a democratização dos dados, que é justamente a possibilidade de todas as áreas da empresa acessarem as informações no modelo “self-service”, ou seja, sem entrarem

nas filas da área de dados ou do departamento de TI para montarem seus dashboards descritivos ou rodarem modelos preditivos ou prescritivos. Alguns passos são comuns, outros mais específicos considerando a estratégia de cada empresa. Mas se a decisão for mesmo pela migração dos dados para a nuvem, é importante que as corporações busquem bons provedores de cloud do mercado e estabeleçam com eles parcerias estratégicas para que o processo ocorra de maneira fluida. A decisão de uma empresa por fazer a migração sozinha ou em parceria com uma equipe experiente e flexível pode fazer toda a diferença na construção de uma jornada mais eficiente e lucrativa. Afinal, colocar dados a serviço do negócio não é como instalar um plugin: depende do fator humano e da decisão das lideranças de colocar o uso de dados no centro da tomada de decisão. 2022 MAGAMENT INFORMATION | 81


to Go e Sit

82 | INFORMATION MANAGEMENT 2022


ARTIGO

ROBERTO GONÇALVES, CEO na eBox Digital S.A. Conecta tudo e todos dentro da eBox. É especialista em Gestão de Processos Gerenciais e Segurança Cibernética.

Quais são os benefícios da gestão documental para indústrias?

A

s indústrias utilizam uma enorme quantidade de documentos em suas rotinas diárias. Além disso, os procedimentos industriais ou de engenharia funcionam com a colaboração das equipes entre si. Por isso, a gestão documental é importante para garantir a produtividade dos times que realizam tarefas administrativas. Ela pode ser feita internamente ou com o auxílio de uma empresa especializada. É importante ter um rígido controle sobre todos os documentos e informações sigilosas. O grupo de colaboradores internos ou terceirizados terá a tarefa específica de coletar, separar, armazenar e descaracterizar documentações. Mas eles terão que ser coordenados para evitar discrepâncias e eliminar os riscos de perda de informações relevantes. Um sistema de gestão

poderá auxiliar os participantes. Quer saber quais são os benefícios da gestão documental para indústrias? Continue a leitura! O que é e para que serve a gestão documental? Gestão documental é uma ferramenta administrativa ou um conjunto de ações que possibilita a identificação, organizações e guarda dos documentos de uma indús-

tria. Por meio desse procedimento é realizado o gerenciamento inteligente e seguro dos dados que facilita a sua rápida localização no sistema, bem como a sua destruição após a perda da validade jurídica. A gestão documental ajuda no gerenciamento correto das documentações da indústria. A atividade permite produzir, administrar, controlar e manter os acervos de modo eficiente e econômico, assim como facilita a elaboração dos do2022 MAGAMENT INFORMATION | 83


to Go e Sit 84 | INFORMATION MANAGEMENT 2022


ARTIGO

cumentos, o seu arquivamento e descarte. O gerenciamento gera economia de tempo e economia sustentável para os negócios. Quais são os benefícios da gestão documental? O gerenciamento físico dos documentos é ineficiente e bastante lento no cenário industrial. Os papéis ocupam espaço e exigem a contratação de colaboradores para realizar a gestão que podem cometer falhas e descartar arquivos de forma equivocada. Com o auxílio da tecnologia ou o suporte de profissionais especializados, é possível obter vários benefícios! Economia de espaços físicos destinados ao arquivamento As indústrias situadas no território brasileiro contam com diversos processos que geram uma série de documentações distintas todos os meses. Para manter um arquivo físico seria necessário ter um espaço específico. O problema é que um espaço custa dinheiro e o uso da tecnologia pode trazer economia para esses empreendimentos. Redução de custos operacionais Outro benefício da gestão documental é a redução de custos operacionais. Os arquivos eletrônicos não precisam ser impressos, acomodados em pastas ou caixas físicas e tampouco transportados de um setor para o outro. Consequentemente, diminuem as despesas oriundas da reprodução das documentações. Os documentos

são acessados por meio de sistemas informatizados conectados à Internet. Segurança e confidencialidade das informações Em decorrência da Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais (LGPD), as indústrias precisam de um sistema de gestão documental seguro, que ofereça cópias de segurança. A tecnologia oferece proteção contra os ataques virtuais realizados por criminosos e assegura o sigilo das informações. Sendo assim, o gerenciamento dos documentos melhora a reputação das indústrias. Otimização do tempo das atividades e dos processos A possibilidade de acesso virtual aos documentos confere maior

mobilidade aos profissionais da indústria. Os gestores conseguem acessar os arquivos de qualquer lugar e a qualquer momento sem ter que carregar documentações físicas de um setor para o outro. O acesso rápido otimiza o tempo e os procedimentos além de permitir atuações estratégicas. Esses são os principais benefícios da gestão documental para indústrias! A tecnologia é uma excelente aliada no gerenciamento dos documentos. Ela agiliza as rotinas e os processos produtivos, facilita o manuseio das documentações, elimina o arquivo morto, pastas e libera as salas para a realização de outras tarefas. Publicado originalmente eBox Digital.

em

2022 MAGAMENT INFORMATION | 85


86 | INFORMATION MANAGEMENT 2022

to Go e Sit


ARTIGO

POR MÁRCIO TRESSMANN Head of Sales da Caravel X

5 passos para uma gestão de negócios online mais eficiente

O

crescimento das vendas online não é uma novidade, mas com os efeitos da pandemia do coronavírus, a partir de 2020 foi possível observar um boom de novos negócios online, uma vez que muitos empreendedores se viram obrigados a buscar soluções para suas lojas físicas ou encontrar uma renda alternativa. Uma pesquisa realizada pela

Mundi Map e E-commerce Brasil mostrou que, em 2021, o comércio online foi responsável por 58% das vendas dos lojistas. No mesmo ano, houve um faturamento recorde no e-commerce, totalizando mais de R$161 bilhões, um crescimento de 26,9% em relação ao ano de 2020. O número de pedidos aumentou 16,9%, com 353 milhões de entregas, segundo levantamento da Neotrust (uma das principais fontes para quem

trabalha com mercado digital). Ainda conforme o estudo da Neotrust há uma projeção de 9% de alta no comércio online neste ano. A estimativa é de um novo faturamento recorde, que poderá chegar a R$174 bilhões. O evidente aumento do crescimento da receita e da movimentação de transações do e-commerce, também veio acompanhado de um 2022 MAGAMENT INFORMATION | 87


to Go e Sit

88 | INFORMATION MANAGEMENT 2022


ARTIGO

cenário ainda mais competitivo. Diante deste contexto, a gestão do e-commerce é fundamental para se destacar entre tantas opções de lojas virtuais e manter o negócio em ascensão. Durante minha jornada profissional na Caravel X, tive a oportunidade de conhecer e vivenciar diferentes desafios das lojas virtuais de nossos clientes e desenvolver um olhar estratégico sobre os pontos chaves para o bom desempenho de um bom negócio online, que compartilho abaixo: 1 - Estude e entenda o mercado Antes de tudo, estude o mercado e entenda em qual cenário você vai inserir sua loja. Conhecimento é a base para qualquer projeto e a escolha do nicho que você vai entrar já deve fazer parte desse processo. Contate fornecedores, faça pesquisas no setor e com o público do ramo escolhido. É fundamental entender com clareza a proposta do seu e-commerce.

sucesso do seu negócio.

especializado nesse meio.

3 - Eleve a experiência de compras

5 - Integre o e-commerce e marketplace

Por meio da plataforma que você escolher, proporcione uma experiência de venda prática e rápida. Muitos consumidores deixam de comprar quando precisar passar por várias etapas até chegar no pagamento e finalização da compra. Por isso, ter um site intuitivo e que passe segurança, será um grande diferencial.

Uma boa dica para expandir seu negócio é a integração com marketplaces, que já são consolidados e possuem um fluxo alto de visitas.

4 - Tenha um bom marketing digital Ter uma presença online da marca em diferentes frentes é um objetivo de qualquer e-commerce que queira atrair mais consumidores e alavancar suas vendas. Entenda a jornada de compra do seu consumidor e todo o caminho que ele precisa fazer até concluir a compra, e por meio disso, você poderá criar estratégias específicas para seus clientes e buscar as redes e canais onde deverá inserir mais energia com o marketing digital. Para isso, é importante ter um consultor

Mas para isso estude o alcance e público de onde você buscará a inserção. Os marketplaces costumam cobrar uma comissão pela venda ou um custo fixo mínimo, porém você terá a possibilidade de aumentar o seu volume de vendas, pois agora você não dependerá apenas de suas campanhas ou e-commerce. De todas as recomendações citadas acima, a escolha da plataforma, é uma das mais cruciais, pois com a base ideal será muito mais simples dar os próximos passos e garantir um desenvolvimento sólido para a sua loja online além do suporte para eventuais imprevistos.

2 - Escolha uma plataforma Para uma boa loja online, é fundamental encontrar uma plataforma ideal para o seu negócio. Muitas empresas já oferecem sites estruturados e com a ajuda de consultores, desenvolvedores e programadores, você garantirá um visual exclusivo e personalizado. Quase metade das pessoas abandonam uma página que demora mais de três segundos para carregar. Garantir excelência no desempenho, rapidez e segurança é fundamental para o

2022 MAGAMENT INFORMATION | 89


HRTECH LÍDER DE MERCADO Conheça a Sólides: Tudo que o RH da PME precisa em um só lugar. Nosso objetivo é transformar a gestão de pessoas tornando o RH mais estratégico. Com uma metodologia exclusiva e uma solução completa e intuitiva, revolucionamos as rotinas do RH, desde a atração de talentos até a comunicação e engajamento com os colaborares. Investir na gestão de pessoas reflete diretamente na performance dos colaboradores, e em economia e eficiência em todos os outros setores da empresa. Análise Comportamental em 5 minutos. Recrutamento 70% mais ágil Redução do turnover em 50% Equipes 30% mais produtivas e mais...

Acesse agora e agende uma demonstração gratuita.

www.solides.com.br

Conheça nossos novos produtos APP DO COLABORADOR E SÓLIDES ACADEMY

TUDO QUE O RH DA PME PRECISA EM UM SÓ LUGAR! 90 | INFORMATION MANAGEMENT 2022

to Go e Sit


ARTIGO

DAVID FAIRMAN CSO da Netskope para Ásia-Pacífico

Metaverso: 4 perguntas que todo CISO precisa fazer tornará muito mais complexo. O metaverso ainda é um alvo em movimento. Estamos agora mais ou menos em uma fase semelhante ao ciclo de vida de desenvolvimento, como no início dos anos 1990 para a internet. Mas ao contrário dos anos 1990, hoje temos uma ideia muito melhor do tipo de ameaças que podem surgir em ecossistemas digitais poderosos, e isso significa que podemos nos preparar melhor para o que está por vir. A chave é começar agora, contando com o esforço de toda a indústria para discutir os desafios e mitigá-los antes que se tornem um problema.

O

metaverso está chegando - e mais cedo do que imaginamos. Segundo o Gartner, até 2026, um quarto das pessoas passará pelo menos uma hora por dia no metaverso, seja para trabalhar, fazer compras, estudar ou como forma de entretenimento. Essa é uma ótima notícia para as empresas, porque isso deve desbloquear novos modelos de negócios e formas de trabalho

que agregarão valor de formas inimagináveis, transformando a interação das empresas com os clientes. Apesar disso, sob a perspectiva de segurança corporativa, este ambiente é um desafio. Hoje em dia, a maioria das empresas ainda luta para proteger os dados e a infraestrutura que possui. No mundo multidimensional, isto se

E quais serão os riscos do metaverso? Muitos já estarão familiarizados com os atuais desafios de segurança das organizações digitais. Este mundo paralelo trará desafios semelhantes, apenas adaptados às diferentes formas de envolvimento, interação e acesso que surgirão com os ambientes virtuais imersivos. Com isso em mente, acredito que há quatro perguntas-chave que todos os CISOs e equipes de tecnologia devem começar a fazer desde já.

2022 MAGAMENT INFORMATION | 91


uma empresa consolidada

Governança Documental: leve a gestão documental da empresa para outro patamar. A Governança Documental é uma metodologia com aplicabilidade completa, incluindo:

Governança Ambiental, Social e Corporativa. to Go e i St

A primeira empresa do Brasil a implantar a Governança Documental.

Fale com quem entende. Acesse soluarq.com.br. 92 | INFORMATION MANAGEMENT 2022


ARTIGO

É possível proteger PII e outros dados sensíveis? É preciso assegurar as informações pessoais identificáveis (PII), e essa já é uma exigência premente para as empresas, graças às regulamentações de proteção de dados. O metaverso não altera as obrigações das empresas para proteger as PII, conforme estabelecido em leis. O que ele faz é aumentar exponencialmente a quantidade de informações pessoais e outros dados sensíveis, que as empresas coletam, armazenam e conseguem fornecer experiências metaversivas. Muitos desses dados virão de tecnologias que geram uma neblina digital e física que define o metaverso, como dispositivos biométricos, alto-falantes e microfones inteligentes e fones de ouvido de realidade virtual (VR). A governança dos dados, a segurança de endpoints e das redes e muito mais além disso serão muito mais importantes com o aumento de PII - e tais capacidades devem ser entregues de uma forma que não retarde o desempenho das redes. Afinal de contas, as pessoas perderiam rapidamente o interesse em um ambiente lento e desregulado. Como autenticar usuários? Outro desafio atual das tecnologias empresariais é como verificar a identidade das pessoas quando elas acessam serviços digitais sensíveis, como aplicações bancárias ou redes corporativas. Hoje isso é feito geralmente com a autenticação multifatorial, mas esta abordagem não funcionará, pois estamos entrando em um mundo de avatares que irão povoar ambientes 3D em tempo

real. É impraticável que uma pessoa desista de sua sessão virtual e tire seu fone de ouvido para completar uma transação de autenticação no mundo real. Portanto, as empresas e organizações do setor público precisarão de maneiras infalíveis para ter certeza de que o avatar de uma pessoa está sendo controlado por essa pessoa, e que o avatar não foi falsificado. Como os usuários poderão saber se essa é realmente a outra pessoa com a qual esperam interagir, quando se parecem e agem igual ao avatar original? E como confiar no fluxo dessas identidades entre várias plataformas metaversivas ? Há várias formas de se fazer isso. Por exemplo, há uma série de abordagens emergentes que utilizam a biometria para construir uma linha de base de comportamentos e maneirismos do usuário que são tão exclusivos para indivíduos quanto as impressões digitais, e que podem ser usadas para alertar automaticamente as equipes de segurança caso o avatar de um usuário se comporte de forma anormal. Outras abordagens potenciais envolvem o uso do reconhecimento do padrão da íris para ligar um avatar único a um fone de ouvido individual de VR ou incorporar identificadores ÚNICOS codificados nos avatares para proteger contra falsificações. E ao longo da evolução dessa tecnologia, outros mecanismos e abordagens surgirão. Podemos proteger os usuários contra bullying, assédio e exploração? Hoje, as áreas mais sombrias das plataformas de mídias sociais estão inundadas de agressão, intimida-

ção, assédio e exploração. Não há dúvidas que estas pragas afetarão também o metaverso – e como uma experiência 3D imersiva, os efeitos psicológicos desse comportamento provavelmente serão ainda mais devastadores para as vítimas. Os avatares são extensões do usuário e estão intrinsecamente ligados à identidade. Para muitas pessoas, uma experiência no metaverso será tão real quanto o que vive no dia a dia. E será ainda mais quando inovações como luvas e outros mecanismos tácteis trouxerem a sensação de toque ao metaverso. Mesmo nesta fase incipiente, estão surgindo desafios importantes. Por exemplo, após reclamações de usuárias sobre a plataforma Horizon Worlds, alegando que seus avatares foram apalpados, a Meta Platforms criou um “limite pessoal”, que coloca um escudo de quatro pés ao redor de seus avatares. Todas as empresas precisam considerar onde se encontram as fronteiras entre os mundos físico e virtual, a responsabilidade de cuidado que devem aos usuários e como equilibrar a segurança dos usuários com a usabilidade do metaverso. Mas e se houver vulnerabilidades no código e os limites puderem ser comprometidos? Que responsabilidade a empresa terá, caso este mecanismo de segurança falhe? Em última análise, a solução deste problema exigirá uma legislação clara em torno do que não é permitido nos reinos digitais, combinado à capacidade de policiar novas leis. Mas como isto deve acontecer? Quem será a autoridade central nestes ambientes que atravessam as fronteiras jurisdicionais entre plataformas?

2022 MAGAMENT INFORMATION | 93


to Go e i St

94 | INFORMATION MANAGEMENT 2022


ARTIGO

As empresas podem ajudar com suas próprias equipes moderadoras, como fazem agora para conteúdo abusivo em plataformas de mídias sociais. Além disso, como uma opinião do World Economic Forum estabelece, uma solução também será “encontrar maneiras de incentivar melhores comportamentos e talvez recompensar as interações positivas.” Como administrar as superfícies de ataque? É fato que o metaverso só aumenta o desafio de administrar a superfície de ataques, somado à tradicional preocupação com o aumento de dispositivos e dados. Ele virá com uma ampla gama de hardware que será anexado às redes corporativas, cada uma vulnerável à sua própria maneira, e todas com necessidade de supervisão e gerenciamento de segurança. É uma verdade em termos de segurança que as pessoas são muitas vezes o elo mais fraco de uma empresa e, de fato, a engenharia social é responsável pela maioria dos ataques de sucesso. Em mundos imersivos e virtuais, a manipulação psicológica e a difusão de informações errôneas que os criminosos podem usar de várias maneiras nefastas se tornam mais fáceis. Por exemplo, o Metaverso da Sensorium Corp já foi usado para espalhar fake news sobre vacinas. Hoje, treinar as pessoas sobre as ameaças à segurança e como evitar cair nas armadilhas colocadas por nossos adversários é tão importante quanto colocar em prática

proteções cibernéticas robustas. No futuro, é provável que esse tipo de treinamento inclua técnicas e programas de resiliência psicológica sobre como detectar comportamentos manipuladores ou coercitivos. Em todos os momentos, as pessoas devem se sentir apoiadas e capazes de relatar qualquer coisa que as deixem desconfortáveis. A segurança começa agora

do

metaverso

As perguntas acima são apenas alguns dos desafios que virão e é bom ver que alguns de nós já estão falando sobre isso e ajudando a refletir sobre o assunto. Há muitos mais, como evitar o uso indevido de mundos virtuais por terroristas (bases de treinamento altamente eficazes para possíveis ataques) e combater esquemas de fraude que visam ativos virtuais. Mas os líderes não devem tomar nenhum desses fatores como motivo para não explorar a novidade.

Não se enganem, o metaverso provavelmente terá um impacto tão grande no mundo quanto a Internet quando surgiu. As empresas que não se envolverem provavelmente terão dificuldades para competir nos próximos anos. Mas há uma necessidade urgente de reunir a indústria de segurança em um esforço colaborativo para discutir soluções para as diversas batalhas que estão por vir. Além disso, acredito que nós, profissionais de cibersegurança e risco digital, somos os mais equipados neste momento para conduzir nossas empresas nestes desafios e apoiamos a agenda digital – para organizações, indústrias e a sociedade em geral. Sabemos que será um ambiente difícil e complexo, mas podemos aproveitar e aplicar a expertise que já possuímos e temos algum tempo para nos preparar. Quanto mais questionamentos fizermos agora, maior será a chance de que o metaverso proporcione o máximo benefício com o mínimo de risco. 2022 MAGAMENT INFORMATION | 95


to Go e Sit