Page 1

SETEMBRO.OUTUBRO.NOVEMBRO.DEZEMBRO.2019 PROGRAMA DO FÓRUM CULTURAL JOSÉ MANUEL FIGUEIREDO

19 OUTUBRO | 21:30H ARISTIDES PELO QUORUM BALLET


P.2

FICHA TÉCNICA Câmara Municipal da Moita

www.cm-moita.pt

Departamento de Assuntos Sociais e Cultura Divisão de Cultura Fórum Cultural José Manuel Figueiredo Contactos Rua José Vicente | 2835-116 Baixa da Banheira Tel: 210 888 900 | Fax: 210 888 910 forum.cultural.jmf@mail.cm-moita.pt Coordenadas GPS: N 38.660858o W 9.045975o

Bilheteira Horário: Terça-feira a sábado, das 14:30H às 19:30H. Dias de espetáculo e cinema: Uma hora antes do início do espetáculo ou sessão; encerra aquando do início do espetáculo ou sessão. Reservas por telefone: 210 888 900 (no horário de funcionamento da bilheteira). As reservas têm que ser levantadas até uma hora antes do início do espetáculo, com um limite de cinco bilhetes por reserva. Compra de bilhetes online: ticketline.sapo.pt pt-pt.facebook.com/cmmoita E nos postos de venda aderentes: ticketline.sapo.pt/pagina/postosdevenda

Galeria de Exposições Horário de inverno (outubro a maio): 3ª feira a 6ª feira, das 10:00H às 18:30H; Sábado, das 14:00H às 19:00H. Horário de verão (junho a setembro): 3ª feira a 6ª feira, das 10:00H às 13:00H; e das 14:00H às 19:00H; Sábado, das 10:00H às 13:00H; Em dias de espetáculo ou cinema, a Galeria será aberta ao público uma hora antes do início do mesmo.


EDITORIAL

Daniel Figueiredo Vice-Presidente da Câmara Municipal

Uma programação dirigida à infância é uma linha objetiva traçada para o Fórum desde a sua abertura. Contributo que não esquece que foi apenas há 30 anos escrita a Convenção sobre os Direitos das Crianças. Contributo que sabe que há muito por fazer e o dever de construir. Com uma programação dirigida especificamente aos nossos munícipes de tenra idade e procurando promover o seu crescimento e usufruto da vida, o Fórum tem procurado apresentar projetos de especial valor e qualidade artística – concretamente para estas idades, os munícipes que participam sabem-no porque têm enchido continuamente as sessões. À qualidade artística, o Fórum reúne linhas temáticas, da adolescência à idade sénior, assuntos abordados de forma mais séria ou recreativa, imersos nas preocupações e anseios, nas diversas áreas, como sejam o cinema, a fotografia, o teatro, as marionetas, a música, a dança, a literatura… Estão também presentes obras e autores de reconhecido valor nacional e internacional, por vezes através de intérpretes excepcionais que, a todos, a equipa do Fórum Cultural José Manuel Figueiredo e a Câmara Municipal da Moita procuram promover e “manter vivos”, e, ao fazê-lo, “fazer-nos vivos”, a nós, mais ou menos participantes, mais ou menos produtores ou autores, munícipes conscientes e interventivos como nos consideramos, convencionamos e nos propomos a construir conjuntamente. São aspectos que foram sendo trabalhados e que, quando estiver no Fórum, eles estarão também presentes. Obrigado pela sua participação.

Nota: O autor deste texto não escreve segundo o novo acordo ortográfico.


P.4

SETEMBRO 20SEX TEATRO AS TRÊS IRMÃS DO SERTÃO POR SARA GALVÃO 27SEX CINEMA 3 CURTAS SESSÃO EM EXTENSÃO DO DOCLISBOA PELE DE LUZ DE ANDRÉ GUIOMAR THE GUEST DE SABASTIEN WEBER VACAS E RAINHAS DE LAURA MARQUES

OUTUBRO 03QUI TEATRO COUVE ROSA, MORANGO AMARELO POR GRAÇA OCHOA 04SEX MÚSICA COMEMORAÇÕES DO DIA MUNDIAL DA MÚSICA ORQUESTRA DE SOPROS DO MÉDIO TEJO 05SÁB TEATRO DE MARIONETAS + OFICINA DE MARIONETAS 3.º MANOBRAS – FESTIVAL INTERNACIONAL DE MARIONETAS E FORMAS ANIMADAS 5 FÁBULAS PARA NÃO ADORMECER + A 6ª FÁBULA: AGORA É MESMO PARA ACORDAR PELA COMPANHIA CAÓTICA 12SÁB MÚSICA BLUES NIGHTS BY BBBF BEN POOLE (UK) & GUY SMEETS (HOL) + JOHNNY BOY ELECTRIC BAND (PT) 19SÁB DANÇA ARISTIDES PELO QUORUM BALLET

25SEX TEATRO | MULTIDISCIPLINAR 3.º MANOBRAS – FESTIVAL INTERNACIONAL DE MARIONETAS E FORMAS ANIMADAS MAPA – CONTOS E CANTOS DE FERNANDO MOTA / A CARAVANA PASSA (PT) 26SÁB TEATRO | MULTIDISCIPLINAR 3.º MANOBRAS – FESTIVAL INTERNACIONAL DE MARIONETAS E FORMAS ANIMADAS MAPA – ESTÓRIAS DE MUNDOS DISTANTES DE FERNANDO MOTA / A CARAVANA PASSA (PT) 27DOM CINEMA INFANTIL UMA AVENTURA DO OUTRO MUNDO DE CHRISTOPH & WOLFGANG LAUENSTEIN


DEZEMBRO

02SÁB TEATRO O LIBERTINO PASSEIA POR BRAGA, A IDOLÁTRICA, O SEU ESPLENDOR DE LUIZ PACHECO COM ANDRÉ LOURO

06SEX TEATRO HERITAGE POR TEATRO PROJÉCTOR ENCENAÇÃO LUCIANO BARATA

08SEX CINEMA DJON ÁFRICA DE FILIPA REIS E JOÃO MILLER GUERRA

07SÁB MÚSICA BLUES NIGHTS BY BBBF BIG GILSON (BRA)

09SÁB MÚSICA BLUES NIGHTS BY BBBF TRAVELLIN’ BROTHERS (ESP) + DOG’S BOLLOCKS (PT)

08DOM CINEMA INFANTIL ASTÉRIX – O SEGREDO DA POÇÃO MÁGICA DE ALEXANDRE ASTIER E LOUIS CLICHY

15SEX TEATRO ARMSTRONG PELO TEATRO EXTREMO

13SEX CINEMA MOSTRA DE CINEMA PORTUGUÊS – EXTENSÃO “ENTRE OLHARES”

16SÁB TEATRO DE PEQUENOTE VIAGEM AO CENTRO DA TERRA PELA AQUI HÁ GATO

14SÁB TEATRO DE PEQUENINO AO DE PEQUENOTE KAÔ: EMBALOS DO MUNDO PELA MONDA TEATRO-MÚSICA

22SEX MÚSICA HELENA MADEIRA TRIO 23NOVEMBROA14DEZEMBRO EXPOSIÇÃO DE FOTOGRAFIA ALUMBRAMENTO - A EXPOSIÇÃO 24DOM CINEMA INFANTIL SESSÃO MONSTRINHA EXTENSÃO DA MONSTRA - FESTIVAL DE ANIMAÇÃO DE LISBOA 29E30NOVEMBROSEX E SÁB TEATRO PROJETO OS NOSSOS AUTORES A VIAGEM PELO GRUPO DE TEATRO OS ZECAS ENCENAÇÃO LUCIANO BARATA

MÚSICA

TEATRO

CINEMA

EXPOSIÇÕES

DANÇA

CONFERÊNCIAS/DEBATES/COLÓQUIOS

ATELIÊS

P.5

NOVEMBRO


P.6

20 Setembro | 21:30H

Setembro TEATRO

AS TRÊS IRMÃS DO SERTÃO POR SARA GALVÃO Auditório Destinatários: geral | M/12 anos Duração: 40 min. aprox. Bilhete: 3,54 euros O que acontece quando se mistura Anton Tchecov com Luiz Gonzaga e Patativa do Assaré? Para comemorar o aniversário de 10 anos, o espetáculo brasileiro As Três Irmãs do Sertão atravessa o Oceano Atlântico e volta a Portugal, terra onde estreou, para uma digressão de três apresentações. Com conceção artística de Sara Galvão, o espetáculo transporta o enredo do clássico moderno de Tchecov para o sertão nordestino. Inspirado na história russa, o texto foi escrito em cordel, com músicas de Luiz Gonzaga e poesias de Patativa do Assaré e o público pode conferir a trajetória das irmãs Irina, Macha e Olga que sonham em abandonar a seca e o calor escaldante que aflige o nordeste e partir para São Paulo em busca de uma vida melhor. Interpretação, conceção artística e texto: Sara Galvão | Direção e iluminação: Alisson de Sá | Direção musical e sanfoneiro: Estevam Dantas | Produção e comunicação: Tayse Cerqueira (Zumzumzum Comunicação e Arte) | Voz em Off: Harildo Deda Videografismo: João Lins (PontoMov Audivisual) | Participação em vídeo: Daniel Rabelo


CINEMA 3 CURTAS - SESSÃO EM EXTENSÃO DO DOCLISBOA Auditório Destinatários: geral | M/ 12 anos Bilhete: 2,96 euros

O DocLisboa pretende questionar o presente do cinema, em diálogo com o seu passado e assumindo o cinema como um modo de liberdade. Recusando a categorização fílmica, procuram-se as novas problemáticas presentes na imagem cinematográfica, nas suas múltiplas formas de implicação do contemporâneo. O DocLisboa tenta ser um lugar de imaginação da realidade através de novos modos de perceção, reflexão, novas formas possíveis de ação. PELE DE LUZ, DE ANDRÉ GUIOMAR Moçambique | 2018 | 19 min. Anifa sobrevive a um rapto. Isa cresce envolta no medo. No coração de Maputo, em Moçambique, as duas irmãs enfrentam juntas um lugar onde a crença na magia negra ainda persegue pessoas albinas. THE GUEST, DE SEBASTIEN WEBER Polónia | 2018 | 31 min. A vida de um agricultor polaco, Wojtek, e o meio que o circunda vistos pelos olhos do jovem realizador suíço, Sebastian. Apesar das duras condições de vida que enfrenta desde a infância, nunca perdeu a alegria de viver, a sua natureza calorosa e o sentido de humor. Vivendo completamente só numa casa grande, gosta de receber hóspedes que procuram companhia e amigos a precisar de ajuda. É onde Paweł, um jovem alcoólico sem sítio para onde ir, encontra abrigo. Wojtek dá o seu melhor para cuidar dele. Estará à altura do desafio? VACAS E RAINHAS, DE LAURA MARQUES Portugal | 2018 | 38 min. As vacas da raça Herens são essencialmente criadas para torneios, onde a vaca vencedora recebe o título de “Rainha”. Trabalhando como guardadora destas vacas durante quatro meses nos Alpes suíços, Laura recebe o seguinte conselho do anterior pastor: ela tem que ser a Rainha. O conselho é tomado literalmente, desencadeando uma busca absurda por esse título. Refletindo sobre a relação de poder entre humanos e outros animais, o filme questiona a unidirecionalidade dessa relação. Se as vacas não são apenas corpos para serem controlados por humanos, o que são afinal?

P.7

27 Setembro | 21:30H


P.8

03 Outubro | 14:30H

TEATRO COUVE ROSA, MORANGO AMARELO POR GRAÇA OCHOA Auditório Destinatários: turmas de 2º e 3º ciclos do concelho da Moita M/10 anos Duração: 50 minutos Entrada gratuita mediante inscrição prévia Lotação: 80 espetadores

Uma couve rosa, uma rosa couve,
uma rosa verde,
um morango amarelo e uma banana lilás... As frutas, pelas suas formas particulares, pelos seus interiores sumarentos e coloridos são particularmente sugestivas. Encerram em si significados ocultos, estão carregadas de sentidos metafóricos e são uma constante durante o espetáculo... Couve Rosa, Morango Amarelo baralha conceitos, abana “pré-conceitos”, questiona estereótipos sobre o masculino e o feminino. Será estanque esta fronteira? Há um espaço intermédio? Ambíguo? Através de uma linguagem sensorial, metafórica e poética; através da expressividade do corpo, do contar de histórias, da manipulação de objeto, no espetáculo abordam-se questões como a identidade de género, o bullying e /ou a orientação sexual, indo ao encontro da sensibilidade do público juvenil. Criação e interpretação: Graça Ochoa | Conceção plástica: Sofia Silva | Desenho de luz: Alexandre Nobre | Música final / letra: Regina Guimarães | Música: Jorge Salgueiro | Apoio à criação: Dolores Matos e Margarida Chambel | Produção: Fiar Associação Cultural | Agradecimentos: Irene Ochoa Ntontsi, Helena Mancelos, Rita Alegria, Sofia Belchior, Sónia Passos, Susana Gonçalves, Stratos Ntontsis.


P.9

04 Outubro | 21:30H

MÚSICA

Direção Artística e Direção musical: Maestro Simão Francisco

COMEMORAÇÕES DO DIA MUNDIAL DA MÚSICA ORQUESTRA DE SOPROS DO MÉDIO TEJO Auditório Destinatários: geral | M/6 anos Duração: 70 min. com intervalo Entrada gratuita Levantamento de bilhetes a partir de dia 17 de setembro

A Orquestra de Sopros do Médio Tejo nasce da realização de dois estágios anuais para formação de jovens instrumentistas, nos quais, além de terem contacto com os professores do Conservatório de Artes da Canto Firme de Tomar, têm a possibilidade de trabalhar com maestros de referência nacional e internacional. A Orquestra de Sopros do Médio Tejo, sediada em Tomar, procura promover o encontro de músicos profissionais da região centro ou músicos que estejam ainda em fase de formação, procurando criar um projeto com um bom nível artístico e ao mesmo tempo transformar este projeto um espaço de crescimento profissional e humano entre estes instrumentistas. O repertório apresentado passa por obras originais para esta formação, sendo que pontualmente aborda algum repertório transcrito, mas que é historicamente interpretado pelas bandas filarmónicas ou orquestras de sopros.


TEATRO + OFICINA DE MARIONETAS

P.10

05 Outubro | 15:30H E 16:30H

3.º MANOBRAS – FESTIVAL INTERNACIONAL DE MARIONETAS E FORMAS ANIMADAS 5 FÁBULAS PARA NÃO ADORMECER + A 6ª FÁBULA: AGORA É MESMO PARA ACORDAR PELA COMPANHIA CAÓTICA 15:30H: ESPETÁCULO 16:30H: OFICINA Auditório Destinatários: família e crianças entre os 3 e 6 anos | M/3 anos Duração: 35 min. (espetáculo) | 120 min (oficina) Entrada gratuita mediante inscrição prévia a partir de dia 18 de setembro A inscrição na oficina é facultativa e implica que a criança tenha visionado o espetáculo. Lotação do espetáculo: 20 crianças e acompanhantes (um no palco, e restantes na plateia) Lotação da oficina: 10 crianças e 1 acompanhante por criança

A partir de cinco dos sete pecados mortais, Caroline Bergeron elaborou subterraneamente este espetáculo sem palavras, composto por cinco fábulas que, com humor, critica algumas manias da nossa sociedade (a obsessão pelo poder, pelo dinheiro, pela competição) e transforma em virtudes os pecados da gula e da preguiça. Histórias acessíveis a todas as idades, para gozarmos com quem somos e sairmos da sala abraçados uns aos outros. A oficina, orientada por Susana Alves, explora os conteúdos do espetáculo, escreve o argumento da 6ª fábula, cria as suas personagens e dá-lhes forma em marionetas ou objetos. No final, cria-se um pequeno vídeo (em stopmotion) a partir da animação da 6ª fábula. ESPETÁCULO: Conceção, encenação, cenografia: Caroline Bergeron | Interpretação: Catarina Mota, Manuel Henriques

Construção de cenário, marionetas, adereços: Catarina Mota, Manuel Henriques | Curadoria, transformação de imagens: Caroline Bergeron | Desenho de luz: Nuno Figueira | Trilha sonora: António-Pedro a partir de Maurice Ravel, de Johann Sebastian Bach e Edvard Grieg | Produção: Caótica | Coprodução: Lu.Ca - Teatro Luís De Camões; Teatro Municipal do Porto e Teatro Virgínia – Torres Novas | Agradecimentos: Lua Cheia – Teatro para todos, Município de Oeiras, Elisabete Passos e Catarina Santana | Apoio: República Portuguesa – Cultura/Direção-Geral das Artes, Câmara Municipal de Lisboa.

OFICINA: Criação e Montagem da Oficina: Susana Alves


MÚSICA P.11

12 Outubro | 21:30H

BLUES NIGHTS BY BBBF

BEN POOLE (UK) & GUY SMEETS (HOL) + JOHNNY BOY ELECTRIC BAND (PT) Auditório Destinatários: geral | M/6 anos Duração: 150 min. Bilhete: 8 euros

BEN POOLE (UK) & GUY SMEETS (HOL) Neste regresso das Blues Nights by BBBF temos em palco a nova geração do Blues europeu, com dois dos mais talentosos e virtuosos guitarristas. Com apenas 28 anos, o inglês Ben Poole é atualmente descrito como um dos mais excitantes jovens vindos da cena Blues / Rock / Soul britânica desde há muito tempo. Guitarrista, cantor e compositor, lançou em 2012 o seu álbum de estreia “Let’s Go Upstairs”, passando de seguida para um surpreendente “Live At The Royal Albert Hall” em 2014. Seguiu-se a consagração em “Time Has Come”, em 2016, e “Anytime You Need Me”, em 2018. E prepara-se para lançar, este ano, um novo duplo álbum ao vivo. Ainda mais jovem, com apenas 20 anos, Guy Smeets é já apontado por muitos como o mais brilhante guitarrista da sua geração. Há muito que o seu génio ultrapassou as fronteiras holandesas e tem acompanhado músicos como Watermelon Slim um pouco por toda a Europa. Juntos trazem um concerto muito especial ao auditório do Fórum Cultural José Manuel Figueiredo. JOHNNY BOY ELECTRIC BAND (PT) E se a noite é dedicada aos novos talentos, nada melhor que começar por um excelente exemplo da nova geração em Portugal. No opening act desta Blues Night recebemos Johnny Boy, que nos traz o seu EP de estreia “Letters”. Depois de ter passado pelo Blues Picnic da edição deste ano do BB Blues Fest, transporta para o palco das Blues Nights By BBBF toda a sua energia, emoções, honestidade e muito amor pela música, que caraterizam os seus espetáculos. Organização: BBBP - Associação BB Blues Portugal, em parceria com a Câmara Municipal e União de Freguesias de Baixa da Banheira e Vale da Amoreira


P.12

19 Outubro | 21:30H

DANÇA ARISTIDES PELO QUORUM BALLET Auditório Destinatários: geral | M/6 anos Duração: 60 min. Bilhete: 3,54 euros

Quorum Ballet apresenta uma nova criação de Daniel Cardoso explorando o tema “Lendas e Heróis” desafio proposto pelo XXII Festival Cistermúsica de Alcobaça. Aristides de Sousa Mendes foi um Cônsul de Portugal em Bordéus no ano da invasão da França pela Alemanha Nazi durante a Segunda Guerra Mundial. Sousa Mendes desafiou ordens expressas do seu ministro dos Negócios Estrangeiros, António de Oliveira Salazar (cargo ocupado em acumulação com a chefia do Governo), e durante cinco dias concedeu indiscriminadamente vistos de entrada em Portugal a refugiados de todas as nacionalidades que desejavam fugir da França em 1940. O número de vistos concedidos é ainda hoje controverso - estimam-se cerca de 30.000! Aristides de Sousa Mendes terá salvo dezenas de milhares de pessoas do Holocausto. Através da já conhecida linguagem coreográfica do Quorum Ballet pretende-se fazer uma homenagem a esta incontornável figura portuguesa e revisitar este marcante período da nossa história. Coreografia, Desenho de Luz e Espaço Cénico: Daniel Cardoso | Bailarinos: Beatriz Graterol, Filipe Narciso, Inês Godinho, Margarida Carvalho e Pedro Jerónimo | Produção: Raquel Vieira de Almeida | Música: Olafur Arnalds, Max Richter e Jean-Filipe Goude | Sonoplastia e Figurinos: Daniel Cardoso | Equipa técnica: Rui Daniel | Comunicação: Maria Dolores Direção Financeira: Cristina Bernardino


P.13

25 Outubro | 10:00H

TEATRO/MULTIDISCIPLINAR 3.º MANOBRAS – FESTIVAL INTERNACIONAL DE MARIONETAS E FORMAS ANIMADAS MAPA – CONTOS E CANTOS DE FERNANDO MOTA / A CARAVANA PASSA (PT) Auditório Destinatários: turmas do 1º ciclo do concelho da Moita | M/6 anos Duração: 45 min. Entrada gratuita mediante inscrição prévia Lotação: 120 espetadores

Mapa – Contos e cantos é um espetáculo para crianças criado a partir de textos originais, poesia oral de mulheres afegãs, um poema de Eduardo Galeano, músicas e sonoridades de várias culturas de África e do Médio Oriente, desenhos de crianças de Darfur e outros materiais plásticos. O espetáculo procura fazer uma reflexão sobre os conceitos de território e fronteira, de pertença e de liberdade, com especial enfoque no universo infantil. Criação e Interpretação: Fernando Mota | Textos: Francisco Luís Parreira | Textos adicionais poesia popular afegã: Eduardo Galeano | Tradução: Francisco Luís Parreira | Direção cénica: Caroline Bergeron | Música: Fernando Mota | Música adicional: Braima Galissa, George Gurdjieff, Woody Guthrie | Cenografia: F. Ribeiro | Desenho de luz: José Álvaro Correia Vídeo: Miguel Quental | Operação técnica: Catarina Côdea | Produção executiva: Violeta Mandillo | Fotografias de Cena: Susana Paiva | Atrizes nos vídeos: Ana Sofia Paiva, Cláudia Andrade, Lucília Raimundo | Vozes gravadas: Ana Sofia Paiva, Cláudia Andrade, Gaspar Vasques, Lucília Raimundo, Serena Sabat, Tiago Mota | Coprodução: A Caravana, Cine-Teatro Louletano, Teatro Aveirense e São Luiz Teatro Municipal Projeto financiado pelo Governo de Portugal - Ministério da Cultura/Direção-Geral das Artes | Agradecimentos: Braima Galissa, Cláudia Andrade, Domingos Morais, José Grossinho, Laura Mendes Pinto, Moz Carrapa, Nuno Figueira, Rabat Dabah, Serena Sabat.


P.14

26 Outubro | 21:30H

TEATRO/MULTIDISCIPLINAR 3.º MANOBRAS – FESTIVAL INTERNACIONAL DE MARIONETAS E FORMAS ANIMADAS MAPA – ESTÓRIAS DE MUNDOS DISTANTES DE FERNANDO MOTA / A CARAVANA PASSA (PT) Auditório Destinatários: geral | M/16 anos Duração: 60 min. Bilhete: 3,54 euros Lotação: 120 espetadores

Mapa – Estórias de Mundos Distantes parte da pesquisa de histórias de resistência e evasão em países e territórios em guerra, de povos ocupados ou exilados, com especial enfoque no universo feminino. Cruza várias linguagens e expressões como a música, a poesia, o teatro, as artes plásticas e o vídeo para criar um objeto performativo poético e imersivo. São utilizados músicas e instrumentos da Nigéria, do povo Berber (na língua Amazigh), uma canção de embalar Palestina (em árabe), uma melodia encontrada numa placa de barro de 1400 AC na região de Ugarit, no Norte da Síria (possivelmente a composição musical mais antiga da qual temos registo), bem como uma série de peças originais e construções sonoras inspiradas em culturas musicais de África e do Médio Oriente. Criação e Interpretação: Fernando Mota | Textos: Francisco Luís Parreira | Textos adicionais poesia popular afegã: Eduardo Galeano | Tradução: Francisco Luís Parreira | Direção cénica: Caroline Bergeron | Música: Fernando Mota | Música adicional: Braima Galissa, George Gurdjieff, Woody Guthrie | Cenografia: F. Ribeiro | Desenho de luz: José Álvaro Correia Vídeo: Miguel Quental | Operação técnica: Catarina Côdea | Produção executiva: Violeta Mandillo | Fotografias de Cena: Susana Paiva | Atrizes nos vídeos: Ana Sofia Paiva, Cláudia Andrade, Lucília Raimundo | Vozes gravadas: Ana Sofia Paiva, Cláudia Andrade, Gaspar Vasques, Lucília Raimundo, Serena Sabat, Tiago Mota | Coprodução: A Caravana, Cine-Teatro Louletano, Teatro Aveirense e São Luiz Teatro Municipal Projeto financiado pelo Governo de Portugal - Ministério da Cultura/Direção-Geral das Artes | Agradecimentos: Braima Galissa, Cláudia Andrade, Domingos Morais, José Grossinho, Laura Mendes Pinto, Moz Carrapa, Nuno Figueira, Rabat Dabah e Serena Sabat.


P.15

27 Outubro | 11:00H

CINEMA INFANTIL UMA AVENTURA DO OUTRO MUNDO DE CHRISTOPH & WOLFGANG LAUENSTEIN ALE/DIN/LUX | 2018 | 86 min. Auditório Destinatários: família e crianças | M/6 anos Entrada gratuita Levantamento de bilhetes a partir de dia 4 de outubro

Esta é a história de Luís, um rapaz solitário de 12 anos que vê a sua vida transformada quando conhece Nag, Wabo e Mog, três alienígenas amorosos, mas muito trapalhões, cuja nave se despenhou no seu quintal. Fascinado com o que acaba de encontrar, torna-se imediatamente seu amigo. Mas, infelizmente, sabe que tem de os proteger de um inimigo mortal: o seu próprio pai, um ovnilogista convicto de que extraterrestres são seres muito perigosos… Realizada pelos irmãos Wolfgang e Christoph Lauenstein (vencedores do Óscar, em 1990, para Melhor Curta-metragem de animação com “Balance”), é uma comédia animada para toda a família.


P.16

(C) José Frade

02 Novembro | 21:30H Auditório Destinatários: geral | M/16 anos Duração: 55 min. Bilhete: 3,54 euros Lotação: 80 espetadores

Novembro TEATRO

O LIBERTINO PASSEIA POR BRAGA, A IDOLÁTRICA, O SEU ESPLENDOR DE LUIZ PACHECO COM ANDRÉ LOURO

O anti-herói deste “O Libertino” é o poeta Luiz Pacheco que, em 1961, andou nas carrinhas da biblioteca itinerante da Fundação Gulbenkian - carrinhas cheias de livros que percorriam o país real, alimentando mentes sedentas de leitura, principalmente as jovens gerações. É à sombra de uma dessas carrinhas, estacionada em Braga, que o Libertino tenta seduzir Lolitas e magalas. Neste passeio pela cidade, o Libertino não viola nenhuma ética. Pelo contrário, as suas conversas e reflexões descrevem-nos e dão-nos uma imagem precisa da realidade portuguesa de então, de uma vida acanhada em tempos de opressão num país cinzento e de violências contidas. Ao mesmo tempo, esta é uma história marcada pelo riso, pela sátira, pela (auto)ironia, pelo prazer de viver... A peça, que transforma o texto de Luiz Pacheco num monólogo interpretado por André Louro, recria toda a riqueza das situações, ambientes e estados de alma que o Libertino percorre nesta via-sacra rumo a redenção. Encenação: António Olaio | Ator: André Louro | Cenários e figurinos: Maria Ribeiro | Assistência de encenação: Anabela Felício


P.17

08 Novembro | 21:30H

CINEMA DJON ÁFRICA DE FILIPA REIS E JOÃO MILLER GUERRA

Brasil | Cabo Verde | Portugal | 2018 | 96 min. Auditório Destinatários: geral | M/12 anos Bilhete: 2,96 euros Miguel Moreira, também conhecido como Tibars, também conhecido como Djon África, acaba de descobrir que a genética é madrasta e que a sua fisionomia - bem como alguns traços fortes da sua personalidade - o denunciam, ao primeiro olhar, como filho do seu pai, alguém que nunca conheceu. Essa descoberta intrigante leva-o a tentar saber quem é esse homem. Dele sabe apenas aquilo que lhe conta a sua avó, com quem vive desde sempre.


P.18

09 Novembro | 21:30H

MÚSICA BLUES NIGHTS BY BBBF

TRAVELLIN’ BROTHERS (ESP) + DOG’S BOLLOCKS (PT) Auditório Destinatários: geral | M/6 anos Duração: 150 min. Bilhete:10 euros TRAVELLIN’ BROTHERS (ESP) Os Travellin’ Brothers estão de regresso! O público do BB Blues Fest tem ainda bem presente na memória uma das mais extraordinárias noites da história do BB Blues Fest. Em 2016, encerraram a 5ª edição do festival com uma atuação desconcertante que terminou com grande entusiasmo fora de palco em comunhão total com o público. Vencedores do European Blues Challenge de 2015 em Bruxelas, têm uma sólida carreira de 15 anos, nove discos, mais de mil concertos por toda a Europa. São definitivamente uma das mais reconhecidas e respeitadas bandas da cena de blues europeia. Os seus espetáculos não deixam ninguém indiferente e depois de terem atuado em mais de 15 países (incluindo a China), apresentam o seu novo CD/DVD gravado ao vivo no Teatro Arriaga Antzokia em Bilbao, de onde são originários. DOG’S BOLLOCKS (PT) A noite começa com os Dog’s Bollocks. Os Dog’s Bollocks são uma banda composta por dois elementos (duas guitarras, voz e meia bateria) e movem-se livremente entre os blues e o rock ’n’ roll, destilando influências que vão de Jack White a Legendary Tigerman e tudo o que há no meio. Têm um repertório composto maioritariamente por originais, mas também com algumas versões. Atuam agora no auditório do Fórum Cultural José Manuel Figueiredo depois de abrirem o Blues Picnic, da edição deste ano do BB Blues Fest. Organização: BBBP - Associação BB Blues Portugal, em parceria com a Câmara Municipal e União de Freguesias de Baixa da Banheira e Vale da Amoreira


TEATRO ARMSTRONG PELO TEATRO EXTREMO Auditório

Destinatários: turmas do 3º ciclo e secundário do Concelho da Moita | M/12 anos Entrada gratuita mediante inscrição prévia Duração: 60 min. “Armstrong” é um espetáculo com recurso à multimédia, em que um ator interpreta a figura do astronauta Neil Armstrong e nos vai proporcionando o percurso da perceção e evolução científica da organização do Sistema Solar. Esta 51ª criação do Teatro Extremo integra o Ciclo “EmCena a Ciência” que a companhia promove, como são exemplo as peças que levou à cena “Maria Curie”, “Depois de Darwin” ou “Einstein” que continua a ser apresentado ao público desde 2005. Texto e Encenação: Castro Guedes | Interpretação: António Rodrigues | Intérpretes vídeos: Afonso Guerreiro, Bibi Gomes, Fernando Jorge Lopes, Jaime Soares, Karas, Marco Mendes, Rui Cerveira | Cenário: Fernando Jorge Lopes, Daniel Verdades Assistente de Encenação: Josefina Correia | Desenho de Luz: Daniel Verdades | Construção e Montagem: Celestino Verdades, Daniel Verdades, Maria João Montenegro | Adereços em fibra de vidro: Maria Ribeiro | Adereços e Maquilhagem: Maria João Montenegro | Sonoplastia: António Rodrigues | Figurinos: Fernando Jorge Lopes, Josefina Correia | Vídeos de Cena: António Rodrigues | Fotografia: Luís Aniceto | Grafismo: P2F atelier | Vídeo Promocional: António Rodrigues | Direção de Produção: Sofia Oliveira | Assistência de Produção: Paula Almeida | Comunicação e Assessoria de Imprensa: Nádia Santos | Promoção: Victor Pinto Ângelo | Agradecimentos: A Barraca, Abel Ribeiro Chaves, Alice Rolo, Conceição Ferreira, Elsa Viegas, Gisela Barroso, Gonçalo Coelho, Inês Barroso, João Lourinho, Plateias D’Arte, Sérgio Pontes.

16 Novembro | 16:00H

TEATRO DE PEQUENOTE VIAGEM AO CENTRO DA TERRA PELA AQUI HÁ GATO Auditório Duração: 30 minutos Destinatários: famílias e crianças entre os 3 e 6 anos | M/ 3 anos Lotação: 20 crianças e acompanhantes (um no palco, e restantes na plateia) Entrada gratuita mediante inscrição prévia a partir de dia 29 de outubro

Era uma vez um menino e uma bola. Parece uma história simples, mas e se essa bola caísse dentro de um vulcão e fosse parar ao centro da terra? Isso é que seria uma grande aventura! Neste espetáculo, teatro e cinema confundem-se, os efeitos especiais são constantes e propõem uma dinâmica de acontecimentos surpreendentes, tornando-se o espetador cúmplice desta aventura sinestésica. Venha assistir a uma sessão de teatro de luz negra! E se vier com roupa branca, ficará iluminado na escuridão. Criação: Aqui Há Gato | Interpretação: Sofia Vieira e Bruno Santos | Música: João Guedes Madeira | Cenografia: Sofia Vieira e Sissi Martins

P.19

15 Novembro | 10:00H E 14:30H


P.20

22 Novembro | 21:30H

MÚSICA HELENA MADEIRA TRIO Auditório Destinatários: geral | M/6 anos Duração: 70 min. Bilhete: 3,54 euros

Helena Madeira, cantora e harpista, traz-nos um espetáculo de regresso às raízes da música portuguesa. Este trio de músicos levar-nos-á num concerto intimista e inovador em que a harpa é rainha soberana, anfitriã de novas composições, mas onde se sente a presença da tradição, que vai desde os cânticos da Beira Baixa, à cadência do adufe, até ao lamento do fado. Ou será a raiz árabe da música e poesia do Al-Gharb onde Helena Madeira reside? Surpreenda-se com a versatilidade deste instrumento orquestral e que serve tão bem a Alma Portuguesa. Harpa, Canto: Helena Madeira: | Violoncelo: Bárbara Santos | Alaúde, Bandola, Gaita de Foles e Bombo Tradicional: Luís Lourenço.


P.21

23 Novembro a 14 Dezembro

EXPOSIÇÃO EXPOSIÇÃO DE FOTOGRAFIA ALUMBRAMENTO - A EXPOSIÇÃO

FOTOGRAFIAS: JOÃO RAMOS TEXTOS: MANUEL JOÃO CROCA E MARIA LAURA MARTINS Galeria de Exposições Destinatários: público em geral A exposição fotográfica “Alumbramento” surge naturalmente na sequência da produção do livro solidário que tem o mesmo nome. Contemplativa, emotiva e com uma forte ligação à natureza, o conjunto de obras de grande formato procura convidar à meditação, introspeção e silêncio. Desafia-nos a abrandar o ritmo quotidiano frenético e ajuda-nos a refletir que a beleza e o encantamento estão presentes em algo tão simples e tão próximo como o vaivém das águas do rio, o voo sereno das aves ou o balançar suave das folhas das árvores ao sabor do vento. O “Alumbramento” convida-nos à liberdade.


P.22

24 Novembro | 11:00H

CINEMA INFANTIL SESSÃO MONSTRINHA

EXTENSÃO DA MONSTRA FESTIVAL DE ANIMAÇÃO DE LISBOA Auditório Destinatários: família e crianças maiores de 3 anos | M/3 anos Duração: 41 min. Entrada gratuita Levantamento de bilhetes a partir de dia 5 de novembro A altas horas da noite, enquanto toda a gente dorme, formas caricatas e monstros divertidos deambulam pelo quarto. Há tanto para descobrir! Edmund, um pinguim rabugento, foge da sua colónia para se encontrar a si mesmo, mas tem que proteger o seu iceberg de Otto, um simpático urso polar que quer companhia. A lutar pela sobrevivência num mundo nos céus, um homem e um monstruoso peixe gigante voador precisam de encontrar comida. Vão ter que trabalhar em conjunto para terem sucesso na ladroagem.

29 e 30 Novembro | 21:30H

TEATRO PROJETO OS NOSSOS AUTORES A VIAGEM PELO GRUPO DE TEATRO OS ZECAS ENCENAÇÃO LUCIANO BARATA Auditório Destinatários: geral | M/12 anos Duração: 75 min. Entrada gratuita. Levantamento de bilhetes a partir de dia 5 de novembro

Parafraseando Paul Nizan: “Eu tinha vinte anos e não permitia a ninguém que dissesse ser essa a mais bela idade da vida.” Esta “Viagem” transporta um texto de uma grande intensidade poética e que tem, como cenário de fundo, os conflitos geracionais. Carrega também a certeza constante da Liberdade e a da falta dela, através de um inconsciente coletivo, numa abordagem muitas vezes surrealista. Muito embora a grande charneira dramática da peça conflua entre a dimensão cósmica e as voltas à volta do Amor, mas sempre num crescente antagonismo entre o Homem e a Mulher.

Luciano Barata

Direção e Encenação: Luciano Barata | Interpretação: Beatriz Bárbaro; Celina Figueiredo; Joana Guerreiro; Justino Ramos; Mariana Bárbaro; Miguel Gomes; Natacha Flor; Paula Almeida; Ricardo Gião; Samuel Fitas; Valter Soeiro | Figurinos e Coreografias: Inês Nunes


P.23 (C) Anabela Carreira

06 Dezembro | 21:30H

Dezembro TEATRO

HERITAGE POR TEATRO PROJÉCTOR ENCENAÇÃO LUCIANO BARATA Encenação: Luciano Barata Cenografia e imagem: Abílio Apolinário Interpretação: Lília Pinto; Inês Nunes; Maria João Quaresma; Conceição Lopes da Silva Texto: coletivo

Auditório Destinatários: geral | M/12 anos Duração: 90 min. Bilhete: € 3,54 euros

Sílvia, Leninha, Rita e Maria Luísa, são quatro irmãs que, depois de muito tempo afastadas, se reencontram durante o velório da mãe. Mas quase de imediato a divisão da herança motiva um mergulho no passado e uma discussão sobre os episódios retidos na memória de cada uma. A subtil separação entre os sentimentos e sua expressão social revela a inegável marca do tempo e sua corrosão sobre as emoções humanas que são a fonte de toda a dramaticidade. O humor não é o elemento que norteia os diálogos e a ação, porque em primeiro lugar está a coerência de cada personagem e as suas bem marcadas contradições. E esse conflito, que as diferencia e divide, carateriza-se num jogo competitivo que abre espaço à crueldade muita embora permita que no final se retome a unidade.


P.24

07 Dezembro | 21:30H

MÚSICA BLUES NIGHTS BY BBBF

BIG GILSON (BRA)

Auditório Destinatários: geral | M/6 anos Duração: 150 min. Bilhete: 5 euros Big Gilson, artista da TOPCAT RECORDS (Dallas, Texas) e MISSISSIPPI DELTA BLUES RECORDS no Brasil, é o bluesman brasileiro que mais atua no exterior, onde consolidou a sua carreira desde 1995. Big é um guitarrista autodidata, cantor e compositor, reconhecido internacionalmente por público e crítica, e que toca desde os 15 anos. Começou com o blues de Johnny Winter, Eric Clapton e Roy Buchanan, passando depois a conhecer velhos mestres, como: Buddy Guy, Elmore James, Albert King, Freddie King, Robert Johnson e muitos outros. É um dos precursores do blues no Brasil e fundador da lendária Big Allanbik em 1991, uma das pioneiras bandas de blues brasileiras. Conta com inúmeros espetáculos por todo o Brasil e mundo afora, dividindo o palco com artistas como Steve Winwood (Brazilian tour), Johnny Rivers (70.000 pessoas), Johnny Winter, Canned Heat, Mick Taylor (Rolling Stones), Magic Slim e duas vezes o mestre B.B. King, entre outros. Tem também muitas participações em CDs e DVDs de outros artistas. Depois do sucesso do álbum “Aqui pra Você” nomeado para duas categorias ao Grammy Latino, lança agora seu 14º álbum, Loud’N’Proud, com músicas inéditas. Nesse trabalho, o Big transita desde o blues rural acústico, passando por Chicago até o Classic Rock com a desenvoltura de quem bebeu muito nessas fontes com o auxílio luxuoso de grandes nomes do blues e do rock. Organização: BBBP - Associação BB Blues Portugal, em parceria com a Câmara Municipal e União de Freguesias de Baixa da Banheira e Vale da Amoreira


P.25

08 Dezembro | 11:00H

CINEMA INFANTIL ASTÉRIX – O SEGREDO DA POÇÃO MÁGICA DE ALEXANDRE ASTIER E LOUIS CLICHY

França | 2018 | 105 min. Auditório Destinatários: família e crianças | M/6 anos Entrada gratuita. Levantamento de bilhetes a partir de dia 16 de novembro. “Estamos no ano 50 antes de Cristo. Toda a Gália está ocupada pelos romanos... Toda? Não! Uma pequena aldeia habitada por irredutíveis gauleses resiste, ainda e sempre, ao invasor. E a vida não é fácil para guarnições de legionários romanos”. Assim começam todas as aventuras de Astérix, o gaulês. Nesta, depois de sofrer uma queda aparatosa que poderia ter sido fatal, Panoramix, o grande druida da aldeia dos mais corajosos gauleses, percebe que é chegado o momento de encontrar um sucessor mais jovem a quem seja possível revelar o segredo da poção mágica. Porém, para assegurar que a receita não caia nas mãos erradas, a escolha não pode ser feita de ânimo leve. Por causa disso, o grande sábio decide fazer uma longa viagem por toda a Gália na companhia de Astérix e Obélix, dois dos mais fiéis e íntimos amigos. Baseado nas divertidas personagens criadas pelos franceses René Goscinny e Albert Uderzo, uma comédia de animação realizada por Louis Clichy e Alexandre Astier, a dupla também responsável por “Astérix: O Domínio dos Deuses” (2014).


CINEMA

P.26

13 Dezembro | 21:30H

MOSTRA DE CINEMA PORTUGUÊS EXTENSÃO “ENTRE OLHARES” Auditório Destinatários: geral | M/12 anos Entrada gratuita Com uma seleção que reuniu cerca de 80 filmes, maioritariamente curtas-metragens, a mostra permite conhecer a realidade e a qualidade do trabalho desenvolvido por escolas de cinema e por realizadores de diversos pontos do país, que muitas vezes é desconhecido do espetador português. Serão apresentadas algumas curtas-metragens das diferentes secções que integram a mostra, do documentário à ficção, num total de cerca de 90 minutos.

14 Dezembro | 16:00H e 17:15H

TEATRO DE PEQUENINO AO DE PEQUENOTE KAÔ: EMBALOS DO MUNDO PELA MONDA TEATRO-MÚSICA Auditório Duração: 35 a 40 minutos Destinatários das 16:00H – crianças dos 2 aos 5 anos Destinatários das 17:15H – bebés dos 3 aos 24 meses Lotação por sessão: 20 crianças e acompanhantes (um no palco, e restantes na plateia) Entrada gratuita mediante inscrição prévia a partir de dia 26 de novembro

“Kaô: Embalos do Mundo” é um momento poético-musical com ações e canções sobre os primeiros passos e compassos na vida. Partindo de canções transmitidas de mãe para filho/a, de geração em geração, três mulheres exploram a força das vozes femininas e do canto polifónico, num espetáculo de teatro-música com melodias de “acalantar” lusófonas e ibero-americanas que pertencem a todos os que se deixam levar no balouço-balanço do mar... A palavra indígena “Kaô” recebe quem acaba de chegar, num concerto encenado para escutar e sentir ao colo, sobre a nitidez do olhar da criança ao relacionar-se com a Terra-Mãe que o rodeia! Cocriação e Interpretação: Sofia Portugal, Susana Quaresma, Tânia Cardoso | Dramaturgia Visual e Encenação: Tânia Cardoso | Arranjos Vocais e Musicais: Sofia Portugal e Susana Quaresma | Cenografia: Celso Portugal | Figurinos: Liliana Santos | Apoio à Criação: SEA Palácio Marquês de Pombal – C. M. Oeiras | Apoio à Residência Artística: Centro de Animação Cultural de Mortágua | CCB - Fábrica das Artes /Centro Cultural de Belém (Dias da Música 2016) | Uma Produção A Monda Teatro-Música 2016.


P.27

PLANTA DA SALA


Nยบ 511/19 - GIRP/CMM

Profile for Município da Moita

Programa do Fórum Cultural José Manuel Figueiredo  

setembro . outubro . novembro . dezembro de 2019

Programa do Fórum Cultural José Manuel Figueiredo  

setembro . outubro . novembro . dezembro de 2019

Advertisement