__MAIN_TEXT__
feature-image

Page 1


Editorial

Caro Leitor, EDITORA Rosali Figueiredo Dirigida a Condomínios residenciais, comerciais, administradoras, construtoras e shoppings Periodicidade mensal exceto dezembro / janeiro cuja periodicidade é bimestral Tiragem 20.000 exemplares (60.000 leitores em média) Público leitor dirigido Síndicos, zeladores, administradores e construtores CIRCULAção São Paulo e Grande São Paulo Jornalista Responsável Rosali Figueiredo MTB 17722/SP jornalista@condominio.inf.br Reportagem Lília Rebello Rafael Lima Tainá Damaceno FOTO DE CAPA Daniel Rosa ASSINATURAS Catia Gomes faleconosco@grupodirecional.com.br GERENTE COMERCIAL Alex Santos alex@grupodirecional.com.br Departamento Comercial Eliane Calixto Fabian Mesquita Patricia Saccomani Tânia Cristina ASSISTENTE DE VENDAS Emilly Tabuço Atendimento ao cliente Claudiney Fernandes João Marconi Juliana Jordão Diretor de arte Jonas Coronado ASSISTENTE DE ARTE Sergio Willian Impressão Prol Gráfica Assinatura Anual R$ 180,00

Conheça também a Direcional Escolas e Direcional Educador www.direcionalescolas.com.br www.direcionaleducador.com.br

Para anunciar, ligue: (11) 5573-8110 Filiada à

Tiragem auditada por

Tiragem de 20.000 exemplares auditada pela Fundação Vanzolini, cujo atestado de tiragem está à disposição dos interessados. Não é permitida a reprodução total ou parcial das matérias, sujeitando os infratores às penalidades legais. As matérias assinadas são de inteira responsabilidade de seus autores e não expressam, necessariamente, a opinião da revista Direcional Condomínios. A revista Direcional Condomínios não se responsabiliza pelos serviços e produtos oferecidos pelos anunciantes.

R. Vergueiro, 2.556, 7º andar - conj. 73 Cep 04102–000 - São Paulo – SP Tel.: (11) 5573-8110 Fax: (11) 5084-3807 E-mail: faleconosco@grupodirecional.com.br www.direcionalcondominios.com.br

Os quinze anos do Grupo Direcional e da revista Direcional Condomínios, comemorados no último sábado do mês de setembro, tiveram um evento à altura da maturidade conquistada pela empresa durante toda essa trajetória no relacionamento com seus dois principais públicos: o leitor e os anunciantes. As mais de oito horas de atividades promovidas no Memorial da América Latina durante o 5º Direcional Síndicos arrebatou o público presente, cerca de 600 pessoas. Síndicos, zeladores, administradores e profissionais da área, e também os representantes das 22 empresas que patrocinaram o encontro, expressavam satisfação em todo momento, evidenciada através de palavras, gestos, abraços e pelo chamamento de “quero mais”. Entre os expositores, a fala corrente era a de que esta foi a melhor edição do Direcional Síndicos, levando ao recinto um público efetivamente interessado em conhecer produtos e serviços diversos, de administradoras a máquinas e ferramentas, passando por elevadores, geradores, sistemas elétricos, playgrounds, terceirização, segurança etc. Entre os síndicos, sobressaía a confirmação de que o Grupo Direcional mais uma vez manteve firme seu propósito de lhes oferecer informação e serviço de qualidade, que efetivamente fazem diferença na administração diária dos condomínios. “Sou leitora da revista e ao longo desses anos ela tem me ajudado muito, pois nela consulto fornecedores com os quais fazemos negócios, e muito me auxiliam na administração, além dos artigos sobre vários temas que envolvem a vida condominial. Compareci ao evento, pela primeira vez, para me informar, atualizar, reciclar e aprender coisas novas para ajudar a administração e a vida dos condôminos. Ficou a certeza de que o Grupo Direcional preza pela qualidade da informação e orientação”, disse a síndica Elizabeth C. G. Bonetto, em mensagem dirigida à editora, em meio a inúmeras manifestações de congratulações recebidas posteriormente ao evento. Muitos foram os destaques. A começar pela programação que procurou equilibrar momentos de descontração – como a apresentação do mágico Ricardo Madureira, com ensinamentos (as conferências de Alfredo Rocha e de Cristiano De Souza Oliveira), confraternização (durante os coffee-breaks e o almoço) e visitas aos estandes dos patrocinadores. Os empresários, diretores comerciais, equipes técnicas e de vendas dessas empresas tiveram inúmeras oportunidades de atender diretamente ao síndico, ao zelador, apresentando-lhes uma carteira de negócios específica aos condomínios. Outro ponto alto foi o lançamento do livro “Sou Síndico, E Agora?”, produção editorial do Grupo Direcional, de autoria do advogado Cristiano De Souza. Intercalados a essas atividades, houve ainda sorteios de diversos prêmios, oferecidos pela Direcional, pelos patrocinadores e demais parceiros. Segundo disse Alfredo Rocha, durante sua palestra, o que mais vale no relacionamento humano, em qualquer situação da vida, é poder criar espaços de desenvolvimento da empatia entre as pessoas, de troca de informações e referências, que possibilitem o crescimento de cada um. Esta é a grande missão do Grupo Direcional, que a cada ano inova em serviços e informações, contando com uma equipe de colaboradores que se desdobra em cumprir e atender bem aos novos desafios. O sucesso do 5º Direcional Síndicos resultou, portanto, de esforço coletivo: da equipe do Grupo Direcional, do público presente, dos patrocinadores, e dos profissionais e conferencistas convidados para conduzir as atividades. Muito obrigado a todos! Rosali Figueiredo Editora

Sumário 04. Pesquisa: ..................................................Conhecendo um pouco mais nosso leitor 05. Informe Publicitário: ..................................................................................Seciesp 06. Site ...........................................................................Direcional Condominios online 08. Dica:...........................................................................................Decoração de Natal 10. Coluna:.....................Eles insistem em consumir drogas nas áreas comuns, e agora? 13. Dica: ......................................................................................Segurança - Sistemas 16. Capa:.................................5º Direcional Síndicos – Como liderar, por Alfredo Rocha 18. Administração ........5º Direcional Síndicos - O Código Civil, por Cristiano De Souza 20. Especial: ...................................................... 5º Direcional Síndicos – Patrocinadores 29. Dica: .................................................................................................... Assembleias 30. Fique de Olho: ................................................... Paisagismo, Piscinas & Mobiliários

Direcional Condomínios | Outubro 2012

Diretores Sônia Inakake e Almir C. Almeida

3


direcionalcondominios.com.br

WWW.DIRECIONALCONDOMINIOS.COM.BR No site da Direcional Condomínios, você encontra grande acervo de informações e serviços que o auxiliam na administração de seu condomínio. Acesse e confira.

VÍDEOS RESPONDEM A DÚVIDAS DOS SÍNDICOS

Direcional Condomínios | Outubro 2012

O advogado Cristiano De Souza Oliveira, autor de livro lançado pelo Grupo Direcional (confira na pág. 19 desta edição), está mediando uma série de debates sobre temas de grande relevância à administração condominial, através de um programa de tevê na internet, exibido às quintas-feiras, entre 21hs e 22hs (www.kaztv.com.br). No site da Direcional Condomínios, estão disponibilizados os vídeos dos primeiros encontros. Entre eles: - Rateios Condominiais, definições e formas. Convidados: Sheila Cristina Militão (Diretora Administrativa da Melo Assessoria Condominial) e o síndico Rodolpho Ferreira Netto; - Segurança em Condomínios: união de esforços de todos. Convidados: José Elias de Godoy, a síndica Rejane Albuquerque e Sonia Inakake, diretora do Grupo Direcional; - Obras em condomínio: importância de acompanhamento técnico. Convidados: o engenheiro Elorci de Lima e a síndica Luiza Oliva; - Assembleias virtuais e o comportamento humano. Convidados: a advogada Dayane Fanti e Hernán Maximilian De Vilar, psicólogo especialista em comportamento humano; - Condômino antissocial e mediação em condomínios.

6

Convidados: a professora e administradora Rosely Schwartz e a advogada Ana Luiza Pretel. Confira em http://www.direcionalcondominios.com.br/ programa-sou-sindico-e-agora.

RELATÓRIO DE INSPEÇÃO ANUAL (RIA) DE ELEVADORES EM SÃO PAULO O final do ano se aproxima e exige observar junto à empresa de manutenção dos elevadores do seu condomínio a época correta de emissão do RIA. No endereço eletrônico http://migre.me/b5Pmq, síndicos, zeladores e administradores encontram orientação sobre a exigência da emissão online do RIA em São Paulo (Capital).

GUIA DE FORNECEDORES Com mais de uma centena de itens, que vão de acessibilidade e acessórios a yoga, passando por elevadores, fachada, impermeabilização, legislação, manutenção, segurança, entre muitos outros, o site da Direcional Condomínios disponibiliza ao internauta um valioso cadastro de fornecedores em cada uma dessas áreas ou serviços. Confira no link http://www. direcionalcondominios.com.br/anunciantes.


DICA / DECORAÇÃO DE NATAL

Direcional Condomínios | Outubro 2012

O CLIMA NATALINO COM CRIATIVIDADE E ECONOMIA

8

Árvores, guirlandas, luzes pisca-pisca, papai Noel, trenós, renas, presépios, bonecos de neve... São muitas as opções de enfeites para envolver o condomínio no clima de celebração natalina. Visando a uma racionalização de custos, a decoração nas áreas comuns deve estar incluída na previsão orçamentária e também ser planejada com bastante antecedência. O Condomínio Portal do Brooklin, na zona Sul de São Paulo, trabalha com mão de obra terceirizada há cinco anos para caracterizar seu ambiente natalino. A síndica Regina Meneses inicia as cotações entre os meses de maio e junho e faz, no mínimo, três orçamentos com empresas especializadas. “Todo mundo se preocupa em ter a casa ou o condomínio enfeitado. Como as empresas do setor recebem alta demanda a partir de outubro, aquele orçamento realizado próximo ao final do ano corre o risco de ser mais caro e ainda pode atrasar a entrega do serviço”, alerta. Entre as vantagens de se contratar empresa terceirizada, a síndica destaca a qualidade e rapidez na execução do trabalho, seguro de vida dos funcionários e também decorações mais criativas com garantia de manutenção. “O valor da manutenção de uma luz queimada ou de um enfeite danificado pode ser muito alto. Com a garantia eu fico tranquila”, afirma. Preocupada com o consumo de energia, Regina solicitou luzes LED para a decoração deste ano. “A iluminação perdura do dia 15 de novembro até 6 de janeiro, então para economizar optei pelo LED branco”, diz. Outra dica da síndica é o reaproveitamento dos enfeites. “Todos os anos eu consigo reaproveitar no mínimo 70% dos adornos”, comenta. E sempre há uma rotatividade desses materiais, completa, “a cada ano eles são utilizados em lugares diferentes”. O Natal 2012 do Condomínio Conjunto Nacional, situado na Avenida Paulista, irá ostentar a natividade através de um Presépio Napolitano com viés para o realismo bíblico. Ele terá 17 personagens do gênero humano, 17 animais e 16 anjos, representados pela Família Sagrada. Há 12 anos o condomínio mantém a tradição de utilizar produtos reciclados. Silvio Galvão, criador e diretor de arte dos projetos do Conjunto Nacional desde 2001, inicia o planejamento sempre em março. “Primeiro, são elaborados os desenhos e a partir daí elencamos os materiais recicláveis a serem coletados para produzir os enfeites”, explica. A coleta dos produtos reciclados é uma das tarefas que podem mobilizar e envolver moradores e vizinhança. No outro lado da cidade, na zona Leste, o carinho e a dedicação da síndica Ana Josefa Pereira com a decoração natalina do Condomínio Piazza Di Toscana, na Vila Alpina, já lhe renderam dois troféus “Natal Iluminado”, do concurso promovido pela Associação Comercial da Mooca. Desde a primeira celebração do condomínio, em 2005, a síndica reaproveita os adornos, mas sempre traz uma novidade. “Temos a tradição de enfeitar uma árvore produzida com garrafas pets”, diz. Para este ano, “quero colocar cascatas de luzes LED em cada sacada”, completa. Desde 2010, Ana organiza uma festa para inaugurar a decoração, com direito a coral de Natal. “Tanto a decoração como a festa de inauguração faz bem a todos os frequentadores do condomínio, é uma época de confraternização”, arremata. (Por Tainá Damaceno)

Próxima Edição Controle de Pragas


COLUNA

ELES INSISTEM EM CONSUMIR DROGAS NAS ÁREAS COMUNS, E AGORA?

10

Ser síndico hoje é um desafio maior do que em outros tempos, pois as problemáticas de um condomínio superaram e muito eventos corriqueiros como barulho, brigas entre vizinhos etc. É o caso do consumo de drogas, que cresce dia a dia e diante do qual muita gente não sabe o que fazer, perguntando-se, entre outros, como abordar o condômino em questão, como falar com seus responsáveis? Como veem, é uma lista enorme de questionamentos, que precisam encontrar respostas para que o síndico se posicione e tome uma atitude. Eles envolvem moradores em situação infracional, delicada, principalmente quando inclui menores de idade, quadro que exige a interlocução com os responsáveis pelos mesmos. Frente a esse contexto, os condomínios deveriam, como medida primeira e preventiva, estabelecer em suas convenções condominiais as penalidades e normas a serem seguidas dentro de seu espaço, especificamente em relação às drogas. Só assim eles poderão cobrar uma resolução amigável ou não do problema, bem como encontrar amparo na legislação vigente. O que está previsto na Convenção é lei dentro do condomínio. Isso é importante, pois ampara o síndico em sua cobrança, assegurando a boa convivência e o respeito entre todos os moradores. Outra sugestão é a de que se veiculem informações através de impressos a serem afixados nas áreas comuns, como recortes de reportagens sobre o assunto, além da promoção de palestras com profissionais especializados, não só aos condôminos, mas também a todos os funcionários do local. São eles que, em função do convívio diário, estarão sempre observando o comportamento dos moradores e poderão relatar situações

de anormalidade, ajudando assim para o bom e tranquilo convívio. Mas quando a problemática já estiver instalada e ninguém dentro do condomínio sentir-se preparado e /ou à vontade para interferir, a conciliação/mediação, conduzida por profissionais devidamente capacitados e treinados para tal, pode ser uma boa solução. Muitas vezes uma pessoa neutra consegue sensibilizar muito mais os envolvidos do que alguém conhecido. Sabemos que mesmo com todas as providências tomadas, nem sempre a prevenção é suficiente e as drogas lícitas e ilícitas acabam sendo utilizadas nas áreas comuns do condomínio. Aí vem a questão delicada, pois cabe ao síndico a abordagem. Como fazê-la? Como falar com os pais, no caso de menores de idade? Os pais aceitarão? Ficarão surpresos, revoltados, indignados? Como o síndico deve se preparar para tal situação? Cabe ao síndico realizar uma autoanálise e observar se é a pessoa mais indicada para abordar o assunto, se tem calma, ponderação e se consegue lidar com a raiva do outro, caso ocorra algum desentendimento. Enfim, compete a ele saber se naquele momento está apto a lidar com a situação de estresse. Feito isso, a abordagem é certa e precisa ser clara, objetiva, direta, amparada nas normas da Convenção e objetivando uma solução. O direito de um condômino vai até onde começa o direito do outro, e existem normas e regras a serem cumpridas. É preciso ainda procurar se solidarizar com a problemática enfrentada pela família, colocar-se à disposição, sugerir um acompanhamento profissional, enfim, colocar-se de igual para igual, pois ninguém sabe quando os problemas podem bater a nossa porta. Numa conversa difícil, porém amigável, a saída pode ser construída por todos os envolvidos, o que é muito favorável a uma solução definitiva de convivência. Os moradores do condomínio não deixam de ser uma grande família, pois vivem no mesmo espaço, com direitos e deveres uns para com os outros. E se algum condômino causa mal-estar em outrem, torna-se necessária a interferência da autoridade maior dentro do condomínio. As drogas ilícitas no Brasil são passíveis de sanções previstas na legislação e, se confirmadas na Convenção de condomínio, dão ao síndico as ferramentas necessárias para o bom convívio e respeitabilidade, como a aplicação de punições dentro e fora do espaço comum, garantindo-lhe legitimidade e responsabilidade perante os moradores.

Jussara Rodrigues Sartini Foto: Gisele Sartini Guaraldo

Direcional Condomínios | Outubro 2012

Por Jussara Sartini

Jussara Rodrigues Sartini é psicóloga, conciliadora judicial e mediadora familiar do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJSP). É pós-graduada em Psicologia e em Métodos Alternativos de Soluções de Conflitos Humanos pela Escola Paulista da Magistratura. Foi responsável pela implantação e coordenação do PACET/ Posto de Conciliação Extra-Judicial do Trabalhador em 2008/2009, como conciliadora. Mais informações: jussarasartini@terra.com.br.


11

Direcional CondomĂ­nios | Outubro 2012


12

Direcional CondomĂ­nios | Outubro 2012


DICA / SEGURANÇA – SISTEMAS

ARRASTÕES SUPERAM 2011 E EXIGEM PLANEJAMENTO DOS CONDOMÍNIOS Por Lília Rebello

1. Localização do condomínio – adjacências e vias de acesso, que podem determinar maior ou menor risco de ocorrências, bem como facilitar ou dificultar a chegada e a fuga de bandidos; 2. Aspectos físicos – muros, portões, portas, janelas, recuos, acessos etc. “Vale estar atento ao que a engenharia civil pode fazer para deixar o empreendimento seguro, como, por exemplo, levar a guarita ao patamar de célula de segurança, destacada, com recuo e eventualmente blindada”, aponta Davini. 3. Equipamentos eletrônicos – recursos tecnológicos como câmeras, sensores, alarmes, botões de pânico, controles de acesso, cerca elétrica

Direcional Condomínios | Outubro 2012

Arrastões em condomínios de São Paulo ganharam destaque na imprensa nos últimos meses e deixaram a população em estado de alerta. De acordo com o DEIC (Departamento de Investigações sobre o Crime Organizado), foram 19 ocorrências de janeiro a setembro deste ano, contra 13 em 2011. Os dados apontam que a palavra de ordem deve ser prevenção. “Falta a cultura de prevenção no Brasil, as pessoas só tomam atitude depois que algo acontece. Precisamos mudar isso”, destaca José Elias de Godoy, oficial da Polícia Militar de São Paulo, especialista na área e autor de “Técnicas de Segurança em Condomínios” (Editora Senac, 2004). No entanto, segundo especialistas, não basta abrir a carteira e instalar equipamentos modernos na base do improviso. O mais importante é atuar com planejamento, zelar pela correta implantação e aprimoramento do sistema de segurança e incorporar comportamentos preventivos no dia a dia. “Integrar os meios tecnológicos com meios humanos é fundamental, pois observamos que grande parte das ocorrências é por falha humana. Seja por erro de conduta de funcionário ou falta de manutenção de sistema. Não adianta ter um equipamento ótimo se você não segue a norma adequadamente, ou se não faz o mínimo, como trancar a porta com a chave”, alerta Godoy. Um primeiro e importante passo, muitas vezes ignorado pelos condomínios, é a criação de um Regimento Interno bem claro, com a formação de um conselho de segurança para deliberar a respeito. É o que orienta Luís Renato Mendonça Davini, graduado em Ciências Jurídicas pela Universidade de São Francisco e profissional da área de Segurança Pública do Estado de São Paulo. “É fundamental que os condôminos sejam conscientes do assunto e que existam regras a serem compridas por todos (funcionários e moradores), gerando condutas de segurança”, ressalta. Segundo Davini, que ministra cursos de treinamento para síndicos, zeladores e porteiros, uma iniciativa do Grupo Direcional, é fundamental realizar uma análise de risco do local antes da implantação de um novo sistema ou do aprimoramento do que já existe. Trata-se de uma verificação minuciosa das possíveis vulnerabilidades do empreendimento, identificação que permitirá a criação de um projeto de segurança personalizado. Os especialistas indicam que o desenvolvimento de um sistema de segurança deve considerar uma série de fatores:

13


DICA / SEGURANÇA – SISTEMAS

etc., já adotados em boa parte dos condomínios. Cada equipamento tem aplicação e localização adequadas, de acordo com as peculiaridades do empreendimento, e cabe ao especialista indicar a instalação. “É interessante que sejam interligados, pois, na falha de um equipamento, o outro comunica o problema”, orienta Davini.

Direcional Condomínios | Outubro 2012

4. Aspectos humanos – rotina do edifício, conduta de moradores e funcionários, contratação, treinamento e orientação. “Em 90% dos casos, o bandido entra pela porta da frente. Isso mostra que é muito importante investir na contratação e treinamento de funcionários. E depois fiscalizar e supervisionar”, indica, por sua vez, Elias Godoy. Ele enfatiza também a necessidade de conscientizar os moradores. “Tem gente que quer segurança, paga por ela, mas acaba resistindo a mudar seus comportamentos de risco.”

14

“ANÉIS DE SEGURANÇA” Um conceito que Godoy adota para avaliar a eficácia do sistema de segurança de um condomínio vertical é o de “anéis de segurança”. São eles: - o perímetro: entorno do imóvel; - a área crítica: locais de acesso de pedestres e veículos ao edifício; - a entrada da torre: entrada social e de serviço, portas e janelas; - as subidas dos andares: escadas e elevadores; e, - a residência: o apartamento em si. Segundo ele, é possível dividir o empreendimento nesses cinco ambientes físicos, de fora para dentro, e adotar soluções próprias a cada um deles. “Geralmente, as pessoas concentram sua preocupação nos primeiros anéis e esquecem-se de prestar atenção, por exemplo, na própria porta. Recursos simples como a colocação de olho mágico e trancas resistentes não podem ser deixados de lado”, alerta. O olhar especializado também permite estabelecer níveis de segurança dentro das áreas comuns, controlando o acesso de moradores e visitantes. “Numa situação prática de uso do salão de festas com público externo, por exemplo, é possível contar com um recurso do sistema para limitar a circulação de pessoas para outras áreas, como garagem e demais andares”, aponta, por sua vez, Luís Renato Davini. É importante lembrar que o trabalho não termina após implantação e operacionalização do sistema. Segurança exige a prática diária de condutas, manutenção de equipamentos e investimentos constantes em recursos humanos. Isso inclui a realização de auditorias periódicas, com testes de equipamentos e simulações de tentativas de invasão. Nesse aspecto, o edifício comercial Plaza JK, na zona sul de São Paulo, é um bom exemplo. Com uma torre de 17 andares e 32 unidades que abrigam negócios de grande porte (como bancos e escritórios de advocacia), recebe cerca 1.500 visitantes ao dia. O supervisor predial Manoel Barbosa do Nascimento revela com orgulho que o local nunca passou por ocorrências, nem mesmo tentativas de invasão. Com um sistema de segurança bem completo e modernos equipamentos eletrônicos, duas centrais blindadas de monitoramento, ronda externa e equipe de 26 profissionais, o supervisor não se dá por satisfeito. Ele busca o aprimoramento constante, promovendo mais iluminação nas áreas ou treinando os funcionários a cada seis meses e quando entra gente nova no grupo. “Além disso, estamos sempre de olho nas ocorrências, observando como acontecem para nos prevenir”, finaliza o supervisor.

Próxima Edição Segurança - Equipamentos


15

Direcional CondomĂ­nios | Outubro 2012


CAPA / 5º DIRECIONAL SÍNDICOS

UM SHOW DE SERVIÇOS, INFORMAÇÕES E ENTRETENIMENTO

A festa em homenagem aos 15 anos do Grupo Direcional e da revista Direcional Condomínios reuniu 600 pessoas no Auditório Simon Bolívar, do Memorial da América Latina, em São Paulo. Aconteceu no sábado, dia 29 de setembro, durante o 5º Direcional Síndicos, evento que cresce a cada ano e se tornou um espaço valioso de troca de informações e orientação aos gestores condominiais. A edição de 2012 trouxe as conferências de Alfredo Rocha (sobre liderança) e de Cristiano De Souza Oliveira (com o lançamento de livro de sua autoria). 22 empresas expuseram seus produtos e serviços ao público presente: síndicos, zeladores, administradores e profissionais da área. Todos puderam se entreter também com o show do mágico Ricardo Madureira, na abertura oficial do encontro. Acompanhe a cobertura nas páginas 16 a 26. Por Rosali Figueiredo, Rafael Lima e Daniel Rosa (fotos)

Direcional Condomínios | Outubro 2012

A LIDERANÇA QUE RESOLVE CONFLITOS

16

Ser síndico e síndica não é tarefa fácil. Eles lidam com problemas que, muitas vezes, envolvem situações delicadas ou comprometedoras e lhes rendem muita dor de cabeça. Qual seria, então, a melhor forma de administrar um condomínio para evitar conflitos interpessoais e promover a qualidade dos serviços? A questão foi abordada pelo conferencista Alfredo Rocha, especialista em liderança e gestão, que já palestrou em mais de 2.400 eventos em todo País. Durante uma hora e meia, Alfredo orientou síndicos, zeladores e gestores condominiais sobre como liderar

equipes, evitar conflitos entre os condôminos e manter o controle emocional, mesmo diante de momentos explosivos. “O grande desafio para o líder hoje é entender de gente, o ser humano e a si próprio”, disse o conferencista. Mas antes de pensar em como lidar com pessoas, é primordial compreender o mundo atual, ou seja, as mudanças de mentalidade mediadas pelas novas tecnologias, ponderou. “O síndico que se atualiza tem mais chance de promover um trabalho coerente e eficaz. Precisamos estar dispostos a aprender, desaprender e a reaprender, quantas vezes forem necessárias”, arrematou Alfredo Rocha. O especialista destacou que “o líder deve ser um grande agente de mudanças, sempre à frente do seu tempo” – e isso é necessário porque “vivemos em um mundo que muda constantemente, e em alta velocidade”. De forma descontraída, ilustrou que os síndicos acomodados estão infectados pelo “vírus” “Gabrielão”, termo que se refere à modinha composta por Dorival Caymmi para a novela Gabriela e diz: “eu nasci assim, eu cresci assim, e sou mesmo assim, vou ser sempre assim”. A inflexibilidade pode gerar muitas dificuldades aos próprios síndicos, apontou Alfredo Rocha. Segundo ele, apegar-se em demasia às tradições administrativas não resolve os conflitos que surgem no cotidiano condominial. Pelo contrário, é preciso buscar informações, desenvolver o equilíbrio emocional e “criar uma cultura de solução de conflitos”. Administrar pessoas e emoções exige qualidades que envolvem criatividade e o raciocínio no caos, explicou Alfredo. E esse é um exercício de conhecimento do outro e de si mesmo, emendou o conferencista. Como exemplo, Alfredo Rocha citou que se alguém se aproximar do síndico


CAPA / 5º DIRECIONAL SÍNDICOS

TIPOS DE LÍDERES Alfredo Rocha explicou ainda que as características de cada pessoa, genéticas e culturais, definem o tipo de liderança que ela irá exercer. São três tipos: autocrática, democrática ou liberal. “No modelo autocrático, a gestão é mais centralizada. Já na democrática, as pessoas são ouvidas e podem opinar com mais facilidade. Na liberal, existe muito mais autonomia nas decisões”, explicou o palestrante. Depois de dar dicas para que cada síndico se identificasse com um tipo de liderança, Rocha completou que nenhum é melhor que o outro. O ideal, recomendou, é buscar o equilíbrio. “Não dá para liderar sendo um só.” Ele destacou ainda a necessidade de o síndico ouvir sempre sua equipe – o zelador, porteiro, faxineiro etc., “porque eles veem o problema primeiro e, por isso, arrumam a solução primeiro”. (Por Rafael Lima)

A GRANDE FESTA Para a diretora Sônia Inakake, organizadora do 5º Direcional Síndicos, o encontro que cresce a cada edição coincidiu em 2012 com um momento “ainda mais especial, as comemorações pelos 15 anos do Grupo Direcional”. “Nesta edição, procuramos trazer informação e entretenimento de qualidade ao síndico e à síndica, pois sabemos que seus desafios são muito grandes. Além disso, contamos com a presença de empresas parceiras da Revista Direcional Condomínios, muitas delas conosco desde o início." Um dos pontos altos, além das conferências, foi o show do mágico Ricardo Madureira, mas ao longo do dia ocorreram sorteios de prêmios oferecidos pelos patrocinadores, pelo próprio Grupo Direcional e pelo site Condomínio em Foco. Também foram sorteados exemplares do livro “Sou Síndico, E Agora?”. Os expositores fizeram uma breve apresentação ao público presente. Os diretores do Grupo Direcional, Sônia Inakake e Almir Cândido Almeida, foram homenageados pela sua equipe de colaboradores. Ambos, por sua vez, renderam homenagens à conselheira e ex-síndica Eunice Alves da Silva Neves, de 88 anos, e ao síndico profissional Carlos Theodoro Martins. O 5º Direcional Síndicos aconteceu no período entre 8h e 16h30, e teve serviço de coffee-break, almoço e uma apresentação musical de encerramento. (R.F.)

REPERCUSSÃO Railda Silva (Síndica do Edifício Parque do Olimpo, no Jardim da Saúde, SP) - “É a segunda vez consecutiva que participo do evento e quero criar no condomínio que gerencio essa cultura de soluções, abordada pelo Alfredo Rocha. Sempre temos muito para aprender, e cada palestra vai acrescentando cada vez mais nas nossas atividades diárias.“ Nelza Huerta (Síndica do Edifício Maison Du Rhone, no Campo Belo, SP) - “Já fui a diversos encontros promovidos pela Direcional, e gosto de todos eles. A questão da liderança chamou minha atenção, pois vejo que sempre devemos melhorar em nossa administração, buscando atualizações constantes.“ Leone Santos (Administrador de condomínios) - “Participo do Direcional Síndicos desde a segunda edição, em 2009. As palestras são abrangentes, e me direcionam a uma gestão cada vez mais eficaz. A experiência dos palestrantes, como a do Dr. Cristiano De Souza, me faz sempre estar presente nos eventos promovidos pelo Grupo.“ Elizabeth Bonetto (Síndica do Edifício Glória Jardim Vitte, na Freguesia do Ó, SP) - “Sou síndica há 20 anos e compareci ao evento, pela primeira vez, para me informar, atualizar e aprender coisas novas, e ajudar na administração e na vida dos condôminos. Parabenizo a organização do evento, pelo gentil atendimento, pois fomos muito bem servidos. A feira dos patrocinadores estava bem diversificada e até somos clientes de alguns deles. Foi muito divertido o show do mágico e as palestras foram maravilhosas: diverti-me e aprendi muito. Adquirimos também vários livros do Cristiano De Souza Oliveira.” (R.L.)

Direcional Condomínios | Outubro 2012

com o comportamento alterado, o ideal é simplesmente escutar primeiro, sem reação alguma ou questionamentos imediatos, até que a pessoa se acalme. Aí sim, torna-se oportuno fazer perguntas, para entender melhor o caso, amenizar a desavença e encaminhar o conflito para uma resolução efetiva.

17


ADMINISTRAÇÃO / 5º DIRECIONAL SÍNDICOS

CÓDIGO CIVIL: LEIS QUE ORGANIZAM A VIDA DOS CONDOMÍNIOS Os síndicos precisam conhecer bem as leis que determinam suas tarefas e responsabilidades, até para dizer “não” a decisões de assembleias que contrariem a legislação. Tema complexo, as obrigações previstas no Código Civil para os condomínios foram apresentadas de forma didática pelo advogado Cristiano De Souza Oliveira no 5º Direcional Síndicos e estão presentes em seu livro, lançado no evento. Por Rosali Figueiredo Fotos Daniel Rosa

Uma das inovações

Direcional Condomínios | Outubro 2012

que o novo Código Civil brasileiro introduziu à administração condominial a partir de 2003 foi a liberdade para síndicos e condôminos deliberarem sobre suas próprias normas. “O Código atual dá margem a que o condomínio se auto regulamente e transfira poderes à assembleia”, disse o advogado e consultor condominial Cristiano De Souza Oliveira, na segunda conferência do 5º Direcional Síndicos. É o caso, por exemplo, da definição de regras para rateio das despesas, do percentual de juros incidente sobre atrasos, de obrigações e punições aos condôminos, de normas de conduta, formas de gestão, entre muitos outros. Nesse sentido, a figura do síndico adquiriu relevo ainda maior após a nova legislação, pois cabe a ele organizar a vida desta coletividade, de forma a convocar e gerenciar as assembleias, manter a segurança e qualidade dos serviços, cumprir com as funções administrativas, legais e fiscais, e assegurar o bom convívio entre todos, analisou o advogado.

18

Segundo Cristiano De Souza, o texto do Código Civil (Lei nº 10.406/2002) complementa, em boa parte, a Lei de Condomínios (de nº4.561/1964), ou até mesmo a supera quando há conflitos de interpretação. É um conjunto legal organizado em torno das atribuições e responsabilidades dos síndicos e condôminos. Portanto, “qualquer falha no cumprimento das regras do condomínio ou da sociedade de forma geral terá consequências”, ressaltou. Estas se localizam, principalmente, no campo da responsabilidade civil (para síndicos e condomínios) e penal (para síndicos). “A figura do síndico está muito próxima a de um gestor público. Suas atribuições vão da segurança, finanças, gestão de pessoal e manutenção, até a área de saneamento básico (como a limpeza periódica obrigatória das caixas d’água das edificações no município de São Paulo).” Cristiano De Souza enumerou quatro grandes fontes que abastecem os síndicos de atribuições: a legislação geral; a Convenção e o Regimento Interno; o exercício da própria função; e as assembleias. Mas atenção: nem tudo o que as assembleias decidem deve ser cumprido. Por exemplo, se os condôminos aprovarem uma norma que contrarie a legislação brasileira, “o síndico deverá fazer com que se registre em ata a impossibilidade de cumprir a deliberação da assembleia”. Ou seja, “é próprio do cargo conhecer a legislação, agir de acordo com ela e evitar reparações”, emendou Cristiano. “Sua função é a de se ater a detalhes”, entre eles, por exemplo, ficar atento à necessidade de observar a repetição ou não de um dado comportamento do morador antes de caracterizá-lo como antissocial. Outro detalhe importante, e que passa despercebido a muitas pessoas, é que “a lei não fala em eleição


ADMINISTRAÇÃO / 5º DIRECIONAL SÍNDICOS

SER SÍNDICO É:CUIDAR DA ADMINISTRAÇÃO Em

MANUTENÇÃO • BUSCAR SEMPRE AS DELIBERAÇÕES DAS ASSEMBLEIAS, OU SEJA, LEGÍTIMAS E LEGAIS • QUANDO CONTRATAR, OBSERVAR AS EXIGÊNCIAS TÉCNICAS NECESSÁRIAS • PROCURAR SEMPRE UM ESPECIALISTA E UMA EMPRESA COM RESPONSÁVEL TÉCNICO

GESTÃO DOS FUNCIONÁRIOS • COMUNICAR DE FORMA CORRETA AS NORMAS DO CONDOMÍNIO • PROMOVER SEMPRE O RESPEITO NA RELAÇÃO FUNCIONÁRIO E MORADOR • ANALISAR A ESCALA DE FUNCIONÁRIOS E TRIBUTOS INCIDENTES

RELAÇÃO COM MORADORES E CONDÔMINOS • NÃO ACUSAR OU PROMOVER INTRIGAS • TOMAR CUIDADO AO COBRAR UM INADIMPLENTE • CONTROLAR AS AÇÕES E REAÇÕES ADMINISTRATIVAS Fonte: Cristiano De Souza Oliveira

OBRA É LANÇADA COM SUCESSO

Advogado e um dos consultores pioneiros na área de condomínios, Cristiano De Souza Oliveira lançou a obra “Sou Síndico, E agora? Reflexões sobre o Código Civil e a vida condominial em 11 lições”, durante o evento de comemoração dos 15 anos do Grupo Direcional. O livro foi organizado e patrocinado pela editora e pretende orientar os síndicos e administradores condominiais quanto à legislação brasileira para a área. Com 12 capítulos (são 11 lições, além de uma seção específica para questões polêmicas, como o uso das vagas de garagem e da propriedade privada dentro do espaço coletivo), a obra traz ainda a íntegra do Capítulo VII do Código Civil e da Lei de Condomínios . O objetivo do trabalho é oferecer um texto didático e comentado sobre cada um dos dispositivos presentes no Capítulo VII do Código Civil. Quando necessário, eles são comparados ainda à Lei de 1964 ou às demais determinações do Código. São abordados temas como assembleias, convenção, regimento interno, inadimplência, multas, escolha do síndico, obras, manutenção, seguro etc. “É uma obra que certamente nos ajudará na administração do condomínio”, disse a síndica Elizabeth da Costa Gonçalves Bonetto, há vinte anos à frente da gestão do Condomínio Edifício Glória Jardim Vitti, localizado na Freguesia do Ó, zona Norte de São Paulo. O exemplar custa R$ 30,00 e pode ser adquirido junto ao Grupo Direcional (Informações com Claudiney Fernandes, através do número de telefone 115573-8110 ou pelo e-mail faleconosco@grupodirecional.com.br). (R.F.)

Direcional Condomínios | Outubro 2012

do síndico, mas sim em escolha”. Isso significa que um condomínio pode definir o nome do titular por “eleição, aclamação, sorteio e rodízio”, abrindo novas possibilidades para a condução do processo. De qualquer maneira, as responsabilidades serão as mesmas, a menos que sejam compartilhadas. “É possível transferir poder, solicitar auxílio da assembleia ou a própria assembleia propor esse compartilhamento.” A transferência pode ocorrer sobre as funções administrativas ou a representação, nunca ambas, porque aí se anulariam as funções do síndico, explicou. Voltando às responsabilidades, o advogado destacou que há situações em que os condomínios respondem perante a comunidade, e não o síndico, conforme caso extraído de uma jurisprudência, do gato de um morador que caiu do 12ª andar e danificou um veículo. O condomínio teve que arcar com os reparos do veículo, “porque o síndico não é responsável pelos atos do preposto”. Já em defeitos apresentados por obras caras e não urgentes, contratadas pelo síndico sem autorização da assembleia, este é quem deverá arcar com os prejuízos. O tema das responsabilidades e de como agir mediante situações específicas foi o que mais gerou perguntas dirigidas pelo público ao advogado. Uma das questões clássicas, que sempre aparece, é a da disposição das lixeiras nos halls internos dos andares. “Pode?”, questionou um síndico. “Depende”, respondeu o advogado, sugerindo ao interlocutor contratar um especialista em segurança para avaliar de que maneira os equipamentos poderão ser instalados sem que atrapalhem as rotas de fuga, o que criaria um quadro de insegurança e prejudicaria a revalidação do AVCB (Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiro). Novamente aqui, verificou-se a necessidade de se voltar à legislação. “O síndico sabe o que precisa fazer, ele vem justamente a um evento como esse para se instruir e buscar essas informações”, arrematou Cristiano De Souza.

19


ESPECIAL / 5º DIRECIONAL SÍNDICOS – PATROCINADORES

O ENCONTRO TÊTE-À-TÊTE COM OS CLIENTES Fornecedoras de produtos e serviços aos condomínios, as 22 empresas que contribuíram e muito para o sucesso do 5º Direcional Síndicos tiveram a oportunidade de estabelecer um contato mais direto com seu público-alvo durante o evento e abrir novas oportunidades de negócios. Por Rosali Figueiredo Fotos Daniel Rosa

ALPHA SERVIÇOS (Terceirização e monitoramento) “Foi a segunda vez que participamos, estivemos no 1º Direcional Síndicos. A expectativa foi a de estabelecer novos contatos e acompanhar a inovação do mercado, pois estamos nos adaptando às mudanças, então tem muita coisa para aprender com muita gente. Estamos buscando o diferencial de mercado - a qualidade já é o básico, queremos uma estrutura e uma coordenação forte, supervisores bem atuantes e uma gerência que mantenha um relacionamento muito próximo com o cliente.” (Marcos Henrique da Silva - Gestor de Negócios) Mais informações: 11 – 3502-7200 / www.alphaprotecao.com.br / henrique@alphaprotecao.com.br

CANAÃ COBERTURAS (Estruturas metálicas e coberturas em policarbonato) “Nossa participação no evento teve como objetivo conhecer, adquirir experiência, adquirir novos clientes e sermos vistos pelo síndico, que é o público direto da Direcional Condomínios, segmento que representa 60% de nossas vendas.” (Miguel Fabio Silva - Proprietário) Mais informações: 11 –3911-1216 / 3911-0835/ www.canaacoberturas.com.br / atendimento@canaacoberturas.com.br

DE MEO (Máquinas e Ferramentas) “É sempre um prazer oferecer nosso produto e nosso know-how em um evento como esse e a expectativa foi muito grande não somente para conhecer novos clientes e nichos, mas para fazer networking. Isso é de suma importância e sempre contribui para o nosso negócio. O evento foi espetacular, são centenas de clientes, onde conseguimos aprender um pouco e instruir sobre nossos negócios, superou as expectativas.” (Gerson Eugenio e Silva - Diretor Comercial; Fúlvio Remo Giglio - Proprietário) Mais informações: 11 – 3312-3201 / www.demeo.com.br / gsilva@demeo.com.br

Direcional Condomínios | Outubro 2012

ELETROSEG (Sistemas de segurança)

20

“Participamos dos eventos anteriores, quando conseguimos prospectar clientes antigos e novos e ter a oportunidade de conhecer um público no qual não tínhamos penetração. Essa é a nossa 4ª participação no Direcional Síndicos. E estamos confiantes que teremos mais retorno pela frente.” (Regivaldo Irineu Cardoso - Departamento de Projetos) Mais informações: 11 – 3546-6100 / www.eletroseg.com.br / comercial@eletroseg.com.br

ENGAS (Administração de condomínios, predial, de seguros e assessoria jurídica) “O objetivo de nossa participação foi nos tornarmos mais conhecidos no mercado. Apesar dos 65 anos da empresa, queremos que nossa marca seja mais forte e tenha um enfoque muito grande na área de administração voltado para locação, venda, condomínios e seguros. Queremos ampliar nossa abrangência na área de condomínios e vender seguros para esse nicho.” (Alexandre P. Beraldino - Vice-diretor ; Maria Rosa Serantes Curto - Gerente comercial) Mais informações: 11 – 3312-3511 / www.engas.com.br / info@engas.com.br


21

Direcional CondomĂ­nios | Outubro 2012


ESPECIAL / 5º DIRECIONAL SÍNDICOS – PATROCINADORES

FANTASY PLAY (Playground) “É muito importante participar de uma feira como essa pelo conhecimento que o Grupo Direcional tem e que nos traz bastante segurança. Acredito que o evento foi um sucesso para os expositores e os síndicos, esperamos fazer muitos negócios pela grandeza que o evento proporcionou, estou muito contente.” (Ricardo Alvite - Diretor) Mais informações: 11 - 2601 7525 / www.fantasyplay.com.br / contato@fantasyplay.com.br

FLAMMARION (Energia e Sistemas) “Nosso objetivo no evento foi o de apresentar novas soluções e sistemas de energia elétrica, trazendo benefício e ganho na redução do consumo de energia, na utilização de produtos não derivados de petróleo, para ajudarmos o meio ambiente e melhorar todo o sistema elétrico. Para nossa empresa, participar desse megaevento da Direcional ajudou muito ainda na sua imagem." ” (Igor Flammarion - Diretor do Departamento Técnico) Mais informações: 11 – 2084-8644 / www.flammarionenergia.com / administrativo@flammarionenergia.com

FL ADMINISTRADORA DE CONDOMÍNIOS “O objetivo de nossa participação neste Direcional Síndicos foi o de fazer novos parceiros e contatos para novos negócios. Em 25 anos de mercado, a empresa realiza um trabalho muito forte e direto com seus clientes, tendo como diferencial este atendimento e a área de informática, com um site 24 horas no ar e atualização a cada período de quatro horas.” (Antonio Rafacho Netto - Gestor de Negócios) Mais informações: 11 – 3351-8784 / www.fl.com.br / comerciaç@fl.com.br

GERADIESEL (Soluções em energia e gerador) “Foi a nossa segunda participação no Direcional Síndicos, o ano passado foi um sucesso e resolvemos voltar novamente porque é muito bem direcionado para zeladores e síndicos, sem contar as palestras, que chamam bastante a atenção deles. A expectativa é sempre ampliar nossa carteira e no ano passado foi confirmado que realmente isso acontece. Agora em 2012, trouxemos um catalisador, que é uma nova exigência da Prefeitura de São Paulo.” (Fernando Raimundo da Silva - Diretor Comercial) Mais informações: 11 – 2951 – 7413 / www.geradiesel.com.br / f.raimundo@geradiesel.com.br

HIDRÁULICA OCEANO (Barriletes, colunas, hidrantes, recalques da bomba de sucção, tubulações etc.)

Direcional Condomínios | Outubro 2012

“Participamos do evento porque visitamos o Direcional Síndicos nos anos anteriores e observamos que cada edição que passa ele se torna mais importante e conhecido, portanto, resolvemos vir na expectativa de ótimos resultados.” (Antônio Sérgio Anjos Diretor de Obras; Deisy Souza - Diretora Administrativa e Financeira) Mais informações: 11 – 2910-0181 / www.hidraulicaoceano.com.br / contato@hidraulicaoceano.com.br

22

INSTRUTOY (Playground) “A Direcional Condomínios é uma tradicional parceira da Instrutoy, temos uma experiência muito bem sucedida como anunciantes e essa oportunidade foi uma imensa honra, porque estivemos em contato com nosso principal público, que é o síndico. Foi uma oportunidade ímpar, foi o objetivo pelo qual vim, além de prestigiar os 15 anos da Direcional, que é uma empresa amiga e parceira.” (José Gilberto Gaspar Junior - Diretor) Mais informações: 11 – 3864-0707 / www.instrutoy.com.br / instrutoy@instrutoy.com.br


Direcional CondomĂ­nios | Outubro 2012

23


ESPECIAL / 5º DIRECIONAL SÍNDICOS – PATROCINADORES JOHNSON FITNESS STORE (Equipamentos de fitness, manutenção preventiva e corretiva) “O objetivo de participar do 5º Direcional Síndicos foi o de estarmos próximos de nosso público-alvo e mostrar nossos diferenciais como prestadores de serviço, fornecedores de equipamentos de ginástica de 1º mundo, e que vamos além da manutenção preventiva e corretiva. Pudemos mostrar que disponibilizamos assessoria para o que síndico possa otimizar a ocupação do espaço e o uso dos equipamentos. O evento atingiu as expectativas e deu oportunidade de falar com quem decide.” (Edmilson Carvalho - Diretor) Mais informações: 11 – 2309-0703/ 3467 7206 / www.johnsonfitness.com.br / moema@johnsonfitness.com.br / pacaembu@johnsonfitness.com.br

MAX DEFENDER (Terceirização de serviços) “Participamos do evento com o objetivo de buscar mercado de portaria, terceirização de serviços em geral. Focamos na qualidade de serviço, procurando treinar nosso pessoal, principalmente em segurança, atentos às normas do condomínio, para poder executar um excelente trabalho. Esperamos ter sucesso e voltar ano que vem.” (Kleberson Quintanilha - Gerente Comercial) Mais informações: 11 – 3464-3869 / www.maxdefender.com.br / contato@maxdefender.com.br

MONCIEL ELEVADORES (Manutenção, assistência técnica, modernização e elevadores novos) “A Monciel Elevadores tem como característica participar desse tipo de evento e, no caso do Direcional Síndicos, é muito bom para nós, porque concentra realmente pessoas interessadas em buscar fornecedores que possam atendê-los. Essa foi nossa 3ª edição e nas outras em que estivemos as respostas foram muito boas, pagamos os custos, é uma oportunidade de mostrar a empresa para esse público.” (Max Santos - Diretor) Mais informações: 11 – 3228 – 8800 / www.monciel.com.br / monciel@monciel.com.br

MORUMBI SERVICE (Antenas, CFTV, controle de acesso, interfones etc.) “Participar do Direcional Síndicos trouxe um contato muito importante para a relação com nossos clientes. Aqui a gente encontra com todos, ao mesmo tempo e no mesmo lugar. Isso, para nós, é uma satisfação muito grande. E este ano houve mais gente, o evento e a presença foram maiores, nos surpreendeu.” (Hercival M. Pavani - Diretor) Mais informações: 11 – 5095-5411 / hercival@morumbiservice.com.br / www.morumbiservice.com.br

Direcional Condomínios | Outubro 2012

NOVART DESIGN DE ELEVADORES (Embelezamento e modernização das cabinas)

24

“A Novart atua na parte de reforma estética de elevadores e traz para os condomínios uma revitalização de suas cabinas. O evento permitiu a divulgação da empresa, que é a única que trabalha somente na parte estética, a expectativa foi fazer negócios.” (Rogério Farias Luz - Proprietário) Mais informações: 11 – 3337-7332 / www.novartelevadores.com.br / contato@novartelevadores.com.br

PROTECHOQUE (Produtos para garagens e de proteção aos veículos) “O objetivo principal de estar no evento foi o de divulgar nosso produto, divulgar mais um pouco do que já faço todos os meses na Direcional Condomínios, uma revista que tem me trazido muitos negócios e que continuamos apoiando. O evento esteve muito bom e com pessoas bem interessadas.” (Washington Botella - Proprietário) Mais informações: 11 – 5021-7731 / www.protechoque.com.br / pchoque@uol.com.br


Direcional CondomĂ­nios | Outubro 2012

25


ESPECIAL / 5º DIRECIONAL SÍNDICOS – PATROCINADORES

RENT ONE (Locação e venda de rádios portáteis) “O objetivo principal da empresa neste evento foi o de ter um contato próximo com o síndico, para trocar experiências e passar o conhecimento de nossos produtos, que permitem uma comunicação rápida para o síndico. Se ele precisar localizar um funcionário, ele imediatamente consegue falar. Participando de eventos como esses queremos que nossa participação em condomínios cresça cada vez mais.” (Cleide Campana - Gerente Geral) Mais informações: 11 – 3885-4966 / www.rentone.com.br / rentone@rentone.com.br

TECHEM DO BRASIL (Individualização de água e gás) “Participamos do Direcional Síndicos desde o começo, é uma questão de envolvimento com um grupo que tem um canal de comunicação extremamente importante com todo mundo que trabalha no setor de condomínios. Foi uma satisfação estar novamente aqui, principalmente nesta festa de 15 anos, o Grupo Direcional está de parabéns.” (Eduardo Lacerda - Gerente Geral) Mais informações: 11 – 3059-3030 / 0800 771 8008 / www.techem.com.br / info@techem.com.br

TRIUNFO EXTINTORES (Manutenção, vistoria, ensaio e recarga) “Esse foi o nosso terceiro evento com a Direcional, amamos esse trabalho e a expectativa foi a melhor possível, porque, além de divulgar nosso trabalho, ele permite o corpo a corpo com o cliente, sentir suas necessidades e anseios e atendê-los da melhor forma possível. A ideia é ampliar os negócios e trazer as novidades do mercado de combate a incêndio.” (Maria Diniz - Consultora de Negócios) Mais informações: 11 – 2955-7420 / 2967-2422 / www.triunfoextintores.com.br / triunfoextintores@uol.com.br / triunfoextintores@triunfoextintores.com.br

ULTRAMÁQUINAS (Máquinas e ferramentas) “Foi a primeira vez que participamos desta feira e a intenção é a de vender, principalmente a linha geral da Bosch, lavadoras de alta pressão e produtos da Tramontina. Trabalhamos com mais de 100 fornecedores, há quinze anos.” (José Geraldo Santos - Departamento Comercial) Mais informações: 11 – 3048-2000 / www.ultramaquinas.com.br / Geraldo@ultramaquinas.com.br

Direcional Condomínios | Outubro 2012

VEDA SEMPRE (Impermeabilização por Injeção Capilar Química Forçada – ICQF)

26

“Já conhecemos e estamos com o Grupo Direcional há muitos anos, em torno de 12 ou 13 anos, e tivemos a satisfação de estar no Direcional Síndicos novamente, porque ele sempre nos traz muito retorno em termos de pessoas nos procurando depois. Procuramos participar para divulgar o institucional, mas isso acaba resultando também em bons negócios. Vocês estão de parabéns pelo evento deste ano.” (Edson Ariente - Diretor Comercial) Mais informações: 11 – 5180-6582 / 0800 771 7272 / www.vedasempre.com.br / contato@vedasempre.com.br


Direcional CondomĂ­nios | Outubro 2012

27


28

Direcional CondomĂ­nios | Outubro 2012


DICA / ASSEMBLEIAS

A síndica Maria Ilani Marques Viana, há dez anos cuidando do Bloco 8 do Conjunto Residencial do IV Centenário, na zona Sul de São Paulo, costuma adotar os procedimentos corretos no momento de convocar as assembleias ordinárias e extraordinárias junto aos condôminos. Com prazo mínimo de 20 dias, o edital de convocação é entregue pessoalmente a cada morador, no formato impresso e contendo as pautas da assembleia, registrando-se o protocolo de seu recebimento. Maria Ilani toma os cuidados possíveis para evitar que um condômino não venha alegar, posteriormente, desconhecimento da realização da assembleia. Pois, conforme explica o advogado e consultor condominial Cristiano De Souza Oliveira, “a assembleia não poderá deliberar se todos os condôminos não forem convocados”. Se deixar de convocar um único condômino, o síndico poderá colocar em risco a validade das decisões tomadas na reunião. Mas o que Maria Ilani desconhecia é a necessidade de finalizar a assembleia comunicando suas deliberações também no formato de edital. Apenas a ata costuma ser enviada pela síndica, mas de acordo com o advogado Cristiano, a Lei de Condomínios (de nº 4.591/1964) determina que as decisões sejam comunicadas aos condôminos em até oito dias após a realização da assembleia. “Muitas pessoas confundem isso com as atas, mas são coisas distintas. As atas podem ser redigidas com mais tempo. E a assembleia somente se finaliza quando se divulgam as deliberações.” O Código Civil prevê a realização de assembleia ordinária anual para a prestação de contas, eleição do síndico e alteração do Regimento Interno (Artigo 1.350). Caso o síndico não a convoque, isso poderá ser feito por um quarto dos condôminos ou mesmo por decisão judicial. Já o encaminhamento de assuntos que exigem quórum específico, como a alteração de fachada, a realização de determinadas obras e mudanças na Convenção, entre outros, deve ocorrer no âmbito das assembleias extraordinárias, as quais também poderão ser convocadas pelo síndico ou um quarto dos condôminos. Nesse processo, Cristiano De Souza reforça a necessidade de comprovação do recebimento da convocação por cada proprietário. Segundo ele, o mais indicado é que o condômino a retire e assine o protocolo. Mesmo as assembleias digitais precisam se certificar de que a convocação tenha sido recebida pelo destinatário, diz. Em parte dos 56 condomínios administrados pelo advogado Wilmar Alves Lima em Araraquara, interior de São Paulo, as convocações são duplicadas. Doze desses condomínios realizam a assembleia mista, que concilia o digital com o presencial. Lá os condôminos recebem o edital de duas maneiras: via email e impressa (entrega pessoal com protocolo para quem mora no condomínio ou mala direta para proprietários não residentes, com Aviso de Recebimento). A participação do condômino, com sugestões e definição do voto, pode ocorrer tanto no ambiente virtual quanto no encontro presencial. “Com isso, conseguimos participação entre 80% e 90%”, comemora Wilmar. Segundo o administrador, também o resumo das decisões tomadas é encaminhado posteriormente por email e via impressa. (Por Rosali Figueiredo) LEIA MAIS EM WWWW.DIRECIONALCONDOMINIOS.COM.BR, O TEXTO COMPLETO DA REPORTAGEM, COM ORIENTAÇÃO SOBRE A PAUTA DAS ASSEMBLEIAS. Na Próxima Edição: Mudança e Içamento de Móveis

Direcional Condomínios | Outubro 2012

EVITE AS FALHAS DE CONVOCAÇÃO E FINALIZAÇÃO

29


FIQUE DE OLHO / PAISAGISMO, PISCINAS & MOBILIÁRIO

ANTECIPE-SE ÀS FÉRIAS E ORGANIZE O LAZER NO CONDOMÍNIO

Por Rosali Figueiredo

O Sudeste brasileiro

Direcional Condomínios | Outubro 2012

e, em especial, a cidade de São Paulo vêm registrando mudanças bruscas de temperatura, alternando tempo quente e frio e obrigando os síndicos a considerar todos os cenários possíveis na hora de preparar a área de lazer dos condomínios para as próximas férias. Isso inclui desde soluções para aquecer a água da piscina até a renovação de mesas, espreguiçadeiras e guarda-sóis. Sem descuidar, é claro, do paisagismo, que deve ajudar a criar um ambiente bonito e agradável. Confira neste Fique de Olho.

30

A lei paulistana 14.459/2007 obriga as novas edificações da Capital, com quatro banheiros ou mais, a adotar sistema de energia solar que supra pelo menos 40% da necessidade de aquecimento da água do chuveiro. O sistema deve ser implantado pelas construtoras e, nas edificações com até três banheiros, elas precisam deixar a estrutura pronta. Este é um mercado potencial para a CBE Solar, empresa de engenharia pioneira em soluções para o aquecimento solar da água de piscinas, chuveiros etc. Com sete anos de mercado, “a empresa está preparada para atender às necessidades dos empreendimentos em face da nova lei”, afirma o empresário Décio Antonio Luiz Júnior. Outro diferencial da CBE é a expertise que desenvolveu para o aquecimento das piscinas, internas ou externas. Quando há necessidade, a empresa instala as estruturas metálicas de sustentação das placas fotovoltaicas. “O aquecimento solar é mais viável para piscinas, com 50% a 60% de economia dependendo do tempo de exposição ao sol”, afirma Décio. Segundo ele, no entanto, a empresa de engenharia pode combinar as mais diferentes soluções de aquecimento da água dos condomínios, incluindo equipamentos elétricos, sempre com foco na economia e no desempenho. A empresa atua somente com mão de obra própria e preocupa-se em adotar os procedimentos necessários de segurança no trabalho. Fale com a CBE Solar: 11 – 3774-2667 www.cbesolar.com.br dluizjr@cbesolar.com.br

No momento em que a sociedade valoriza cada vez mais o meio ambiente e se desperta para a necessidade de soluções sustentáveis, a Nature Paisagismo lançou novos serviços aos condomínios: o jardim vertical, constituído por paredes verdes com irrigação que procuram aproveitar os pequenos espaços, além de hortas e árvores frutíferas. O objetivo é “que os moradores integrem-se mais com o jardim”, usufruindo dos produtos gerados nesses espaços, afirma a engenheira agrônoma, paisagista e empresária Daniela Bittencourt. Com experiência de 20 anos na área, Daniela fundou a empresa há 16, em sociedade com o marido Luciano Magalhães C. Bittencourt. A Nature atua com manutenção de jardim (limpeza, poda, corte do gramado etc.), plantas e materiais (adubação, casca de árvore, pedriscos, pedras de jardim, bancos de jardim, entre outros), projetos e reformas, enumera Daniela. A engenheira destaca que os trabalhos são executados por jardineiros experientes e supervisionados por profissionais graduados e especializados. A Nature orienta ainda os condomínios sobre como manter um jardim sem pragas ou doenças, ou, caso isso ocorra, providencia um tratamento rápido e cuidadoso, diz. Entre os diferenciais da empresa, Daniela destaca a “qualidade no atendimento”. Fale com a Nature Paisagismo: 11 - 3479 0779 www.naturepaisagismo.com.br contato@naturepaisagismo.com.br

O sol a pino e as temperaturas bem elevadas, características marcantes do verão, costumam levar mais os condôminos às piscinas e ao abrigo das espreguiçadeiras e guarda-sóis. A Primos Prédios, entre muitos outros acessórios, desenvolveu uma carteira especial em mobiliário para piscina, contendo espreguiçadeiras, bancos, guarda-sóis, ombrelones, pé de sol, mesas, cadeiras e almofadas. “Trabalhamos com peças de primeira linha e oferecemos garantia e segurança aos nossos clientes”, afirma o gerente comercial Domingos Palumbo. Ele destaca ainda a flexibilidade nas condições de pagamento, “que se adequam ao caixa do condomínio”. “E se houver necessidade, deixamos tudo instalado”, completa Domingos. O gerente ressalta que a instalação é gratuita. Com 17 anos de mercado, a empresa atende a pedidos de todo Brasil, através de sua rede de representantes. Fale com a Primos Prédios: 11 - 2983 5680 /2983 4267 www.primospredios.com.br primospredios@primospredios.com.br


Direcional CondomĂ­nios | Outubro 2012

31


Acess贸rios

32

Direcional Condom铆nios | Outubro 2012


Acess贸rios

Direcional Condom铆nios | Outubro 2012

33


Administradora, Alambrados, Assessoria

34

Direcional CondomĂ­nios | Outubro 2012


Antenas, Bomba d’água, Controle de Pragas

Direcional Condomínios | Outubro 2012

35


Coberturas

36

Direcional CondomĂ­nios | Outubro 2012


Coberturas, Copiadora, ElĂŠtrica

Direcional CondomĂ­nios | Outubro 2012

37


Elétrica

38

Direcional Condomínios | Outubro 2012


Elétrica, Elevador

Direcional Condomínios | Outubro 2012

39


Elevador

40

Direcional CondomĂ­nios | Outubro 2012


Elevador

Direcional CondomĂ­nios | Outubro 2012

41


Elevador, Equipamentos de Ginástica

42

Direcional Condomínios | Outubro 2012


Garagem, Gerador, Hidráulica

Direcional Condomínios | Outubro 2012

43


Hidráulica, Luz de Emergência

44

Direcional Condomínios | Outubro 2012


Impermeabilização

Direcional Condomínios | Outubro 2012

45


Impermeabilização

46

Direcional Condomínios | Outubro 2012


xxxxxxxxxxxxxxxxxx

Direcional Condomínios | Outubro 2012

47


Impermeabilização, Livro

48

Direcional Condomínios | Outubro 2012


Impermeabilização, Manutenção Predial, Móveis

Direcional Condomínios | Outubro 2012

49


Interfone, Paisagismo

50

Direcional CondomĂ­nios | Outubro 2012


Interfone, Pintura Predial

Direcional CondomĂ­nios | Outubro 2012

51


Pintura Predial

52

Direcional CondomĂ­nios | Outubro 2012


Pintura Predial

Direcional CondomĂ­nios | Outubro 2012

53


Pintura Predial

54

Direcional CondomĂ­nios | Outubro 2012


Pintura Predial

Direcional CondomĂ­nios | Outubro 2012

55


Pintura Predial

56

Direcional CondomĂ­nios | Outubro 2012


Pintura Predial

Direcional CondomĂ­nios | Outubro 2012

57


Laudo Estrutural, Perícia Predial, Piscina, Piso, Radiocomunicação

58

Direcional Condomínios | Outubro 2012


Playground

Direcional CondomĂ­nios | Outubro 2012

59


Playground

60

Direcional CondomĂ­nios | Outubro 2012


Playground, Sensor de Presença, Serralheria, Sinalização, Sistemas de Segurança

Direcional Condomínios | Outubro 2012

61


Recuperação Estrutural, Sistemas de Segurança

62

Direcional Condomínios | Outubro 2012


Sistemas de Segurança

Direcional CondomĂ­nios | Outubro 2012

63


Sistemas de Segurança, Terceirização

64

Direcional Condomínios | Outubro 2012


Terceirização

Direcional Condomínios | Outubro 2012

65


Terceirização, Tratamento de Pisos

66

Direcional Condomínios | Outubro 2012


Direcional CondomĂ­nios | Outubro 2012

67


68

Direcional CondomĂ­nios | Outubro 2012


Profile for Almir Almeida

Revista Direcional Condomínios  

A revista Direcional Condomínios tem 14 anos e é dirigida a síndicos, zeladores, conselheiros e administradores de condomínios do mais alto...

Revista Direcional Condomínios  

A revista Direcional Condomínios tem 14 anos e é dirigida a síndicos, zeladores, conselheiros e administradores de condomínios do mais alto...

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded