Issuu on Google+

Psicologia B – 12º A OS PROCESSOS CONATIVOS A motivação

Sou fumador e decidi deixar de fumar a partir deste Natal. Ponderei os prós e os contras e só vi contras. A minha decisão resultou desta deliberação. Querer deixar de fumar é a minha intenção, ou seja, é o que confere intencionalidade à minha decisão. Pode perguntar-me por que razão quero deixar de fumar. Está a perguntar qual ou quais os motivos da minha decisão.

Direi que as motivação fundamental é evitar estragar ainda mais a minha saúde, viver mais uns anos - parece que cada cigarro fumado leva consigo seis minutos da minha vida – e investir o dinheiro que gasto por mês – 90 euros – no pagamento do… condomínio, pensando melhor, do ginásio. Pode dizer-me que estar à altura desta decisão vai exigir esforço, força de vontade. Sem dúvida, até porque vou apoiar-me somente na minha vontade, dispensando comprimidos e adesivos. Libertação total de drogas. O meu organismo viciado “pede-me” que continue a fumar, mas o meu desejo de ficar mais saudável vai, segundo espero, contrariar a necessidade orgânica de fumar. Chega de poluição. Estive a falar de um processo conativo. Deixar de fumar é um processo que envolve deliberação e decisão, intencionalidade, motivação e força de vontade.

ANO LECTIVO 2011-2012


d10890rmbBQhAm4j