Issuu on Google+

Vitrine

Edição nº 2 – SETEMBRO DE 2013

Fios que encantam Estilista goiana, Alzira Vieira, conquista famosos com peças de crochê. Trabalho começou, profissionalmente, há um ano e meio e vem ganhando fãs em todo o Brasil. Página 10

 CAIO CASTRO LANÇA MODA DA CAMISA JEANS Versátil, peça combina com quase tudo, mas é preciso tomar cuidado na hora de compor o visual. Página 2

 ANÉIS, CORRENTES E PULSEIRAS Em alta entre os homens, acessórios rompem preconceitos. Página 7

 ALEXANDRE E PULSEIRAS As histórias do estilista da caveira. Página 2

 GRAVIDEZ ESTILOSA Mudanças no corpo durante a gestação não podem ser desculpa para descuidar do visual. Veja as dicas. Página 8

DM


Vitrine DM

2 SETEMBRO DE 2013 Diário da Manhã

www.dm.com.br

FUNDADOR Fábio Nasser Custódio dos Santos PRESIDENTE Júlio Nasser EDITOR-GERAL BATISTA CUSTÓDIO EDITORES-EXECUTIVOS Sabrina Ritiely e Arthur da Paz CHEFE DE REPORTAGEM Ulisses Aesse EDITORES Arte: Arthur da Paz Cidades: Deivid Souza Revista: Neil Neto Economia: César Moraes Mundo: Redação Esportes: Igor Pereira Fotografia: Humberto Silva Opinião Pública: Sabrina Ritiely Política: Carlos Feritas

DM MODA EDITORES Sabrina Ritiely sabrinaritiely@gmail.com CONSULTORA DE MODA Maria Júlia Costa REPORTAGENS Diene Batista COMERCIAL Igor Arruda igorarruda19500@gmail.com (62) 9673-3310 (62) 85899015 Arte e diagramação Arthur da Paz

EDITADO POR Unigraf Unidas Gráfica e Editora Ltda. FUNDAÇÃO 12 de março de 1980 ENDEREÇO Av. Anhanguera, nº 2.833, Setor Leste Universitário. Caixa Postal: 103 CEP: 74.610-010. Goiânia – Goiás

DM.com.br O maior portal de notícias de Goiás SUPERINTENDENTE WEB PEDRO NASSER EDITOR-EXECUTIVO Raul Sena EDITORES Rodolfo Cardoso Weverthon Dias Danilo Boaventura REPÓRTERES Bruna Carneiro Olívia Proença Johny Cândido Ryadh Exnalto Diogo Teixeira INFRAESTRUTURA Yept (62) 3091-5203 http://yept.com.br

Diário da Manhã

ALEXANDRE HERCHCOVITCH

O estilista da caveira Em clima descontraído e se desviando de algumas questões, estilista relembra os desafios da carreira e os projetos em comemoração aos 20 anos da sua marca

RICARDO TOSCANI

Diene Batista ESPECIAL

A

os 10 anos, ele palpitava sobre as roupas que a mãe, dona de uma pequena confecção de lingeries, vestia. Aos 16, logo depois de aprender a trabalhar com tesoura, agulha e tesoura, costurou um vestido de organza trabalhado com esferas presas à barra para dar caimento ao tecido. Hoje, ele é um dos mais importantes nomes da moda brasileira. O estilista Alexandre Herchcovitch, em passagem pela capital, participou de um bate-papo no GO Fashion, evento de moda que agitou Goiânia no final de agosto. Em clima descontraído e se desviando de algumas questões, ele relembrou os desafios da carreira e os projetos em comemoração aos 20 anos da sua marca, vendida para o grupo InBrand, em 2008. “A minha primeira consumidora foi a minha mãe. Depois, um amigo quis uma calça, depois mais pessoas foram querendo mais roupas e assim chegou do jeito que está hoje. Nunca projetei nada disso que está acontecendo”, relatou. Fazer planos para o futuro, aliás, está longe de ser uma regra na vida do estilista. “Funciono com as coisas que eu tenho que fazer agora, que são muitas coisas”, explicou para, em seguida, mostrar que há exceções. No próximo ano, ele pretende lançar um livro, um filme e, possivelmente, fazer uma exposição com o acervo pessoal formado por mais de 3 mil peças confeccionadas desde a década de 1980.

BY HERCHCOVITCH

Formado em Moda pela Universidade Santa Marcelina, além da marca própria, que vende rou-

Alexandre é um dois mais inovadores e aclamados fashionistas do Brasil. Sua moda influencia trabalhos no mundo pas masculinas e femininas, Alexandre assina linhas de produtos licenciados com seu nome nos mais diversos ramos. Calçados da Democrata, jóias para a Dryzun, cuecas da Lupo, wallpapers para celulares da Motorola, sandálias Melissa, cadernos Tilibra, tênis da Converse, produtos para cozinha vendidos na Tok&Stok, notebooks HP, roupas da MCD e óculos da Chilli Beans. Antes de cuidar exclusivamente da própria marca, Alexandre trabalhou para empresas como Ellus, Cori e Zoomp. Ele diz que só libera o uso do próprio nome em produtos e em ações que possuem alguma conexão com a moda produzida por ele. “Meu maior prazer, hoje, é criar um

óculos, artesanalmente para um desfile e depois ele ser reproduzido comercialmente. Acho que tem espaço para fazer algo conceitual, artístico e ainda assim, industrializável”, avaliou.

CAVEIRA, CAVEIRINHA

Adotada pelo estilista desde o início da sua marca, a caveira já se tornou marca registrada das coleções de Herchcovitch. Ele contou que se atrai pelo símbolo desde criança. Na sua visão, a caveira é mais ligada à vida do que a morte, uma vez que “o esqueleto, os ossos são as coisas que mantém o corpo de pé.” Alexandre contou que, no começo da marca, o símbolo era utilizado apenas nas etiquetas, pois era rejeitado por par-

te do público. “Hoje em dia as pessoas aceitam muito mais do que no início”, comparou. O estilista também minimizou a fama de polêmico, cultivada desde o seu primeiro desfile. “A transgressão e a polêmica, dois assuntos muito recorrentes no início da minha carreira, hoje, são vistos por mim como fazer roupa de festa com tecido barato ou fazer roupa do dia-a-dia com tecidos mais elaborados. Minha transgressão é bem mais sutil hoje em dia”, ponderou. Se a polêmica diminuiu, o mistério continua firme e forte. Ele não quis revelar nenhum detalhe sobre a próxima coleção, que será apresentada na São Paulo Fashion Week, no final de outubro.

HOMENS

Camisa jeans volta ao guarda-roupa Versátil, peça combina com quase tudo, mas é preciso tomar cuidado na hora de compor o visual

niforme do médico Michel, personagem do ator Caio Castro, o médico-muso do hospital San Magno que leva as fãs – e as personagens – de Amor à Vida, novela das nove da Rede Globo, à loucura, a camisa jeans pode ser uma opção para o guarda-roupa masculino. Na trama, o rapaz que vive um triângulo amoroso com as personagens Sílvia (Carol Castro) e Patrícia (Maria Casadevall), não sai de casa sem a peça. Versátil e original, ela combina com quase tudo. Nos anos 1990, a camisa jeans virou hit e era usada com modelagens bem largas por ícones da música. Hoje, a modelagem da peça é mais justinha e confortável. Os jeans desenvolvidos para camisas é mais levinho, possuem lavagens mais confortáveis e que se adaptam bem ao clima brasileiro.

TAMANHO

Mas é preciso ter cuidado na hora de montar o look. A peça pode ser usada sozinha, dobrada e com alguns botões abertos. Também é possível combinar com gravata, blazer e jaqueta. Outra dica: na hora de comprar

a camisa, leve a que for exatamente do seu tamanho. O comprimento deve ser limitado ao meio das nádegas, mais ou menos a um palmo abaixo da barriga. Se você levar um número muito grande ou desproporcional ao seu corpo, corre o risco de se “perder” em meio a roupa, o que detona o visual.

Look do médico Michel, da novela Amor à Vida com sua inseparável camisa jeans, pode servir de inspiração para os homens DIVULGAÇÃO

TONS

Não tenha medo de casar jeans com jeans, mas tome cuidado com os tons. A diferença de tonalidade entre uma calça jeans escura com a camisa jeans clara quebrar a visualização do look. Uma verdadeira catástrofe, que piora muito no caso dos baixinhos, provocando a impressão que a pessoa é menor do que realmente é.

LAVAGEM

A camisa jeans casa bem com todas as tonalidades de calças, bermudas, cargos, chinos. Misturar os tecidos não vai ser difícil. Essa é uma opção para quem não quer usar o tradicional jeans com jeans. Uma recomendação importante é comprar uma camisa com qualidade – sem rasgados e manchas –, pois, com o tempo, o jeans vai ganhando características próprias.

AMOR À VIDA / TV GLOBO

U

DIENE BATISTA

Ex-jogador de futebol David Beckham e o ator Zac Efron. Camisa de jeans compõe visual


Vitrine DM

Diário da Manhã

SETEMBRO DE 2013 3

VESTUÁRIO

Conhecimento transforma a moda em Pontalina FOTOS: EDMAR WELLINGTON / FINNA LINGERIE - PONTALINA

Novidades nas coleções poderão ser vistas durante a 13ª edição da Feira de Indústria e Comércio (Feicomp), em outubro

O

DO SEBRAE

resultado da primeira fase de capacitação realizada pelo Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae Goiás) junto a 45 empreendedores de Pontalina (a 114 km de Goiânia) será conferido em outubro, entre os dias 10 e 12, durante a 13ª edição da Feira de Indústria e Comércio do município (Feicomp). Os empresários vão apresentar coleções de moda íntima desenvolvidas a partir de um novo processo criativo. “Trabalhamos com os empreendedores a importância na melhoria do processo criativo, da realização de pesquisas de mercado para aplicação dentro das empresas, sempre com pensamento na competitividade”, explica Giovana dos Santos Lopes, gestora do projeto Setorial Indústria Sul do Sebrae Goiás. O projeto teve início em janeiro passado e tem duração mínima de dois anos. No período, os empresários fizeram missões em São Paulo (SP) para aprenderem sobre design de moda e acesso a novos mercados. Também participaram de palestras, cursos e workshops focados não somente na parte criativa e de negócios, mas também na gestão empresarial, atendimento e infraestrutura de maquinário. “Queremos que o grupo seja competitivo como um todo para que possa expandir seus negócios”, afirma. Ela revela, inclusive, que busca parceria com universi-

dades que tenham o curso de design de moda e o próprio Serviço Nacional da Indústria (Senai) para auxiliar nessa capacitação. Durante a Feicomp, além da nova coleção, o público presente e os próprios empresários participaram de feiras, palestras e workshops. Essas novidades serão apresentadas durante o pré-lançamento da feira, no próximo dia 13 de setembro, na Câmara Municipal de Pontalina, às 19 horas. A ministra do Tribunal Superior do Trabalho, Delaíde Arantes, ministrará a palestra motivacional “Do avental à toga”. A pontalinense vai contar um pouco de sua história, de como deixou de ser empregada doméstica e alcançou um dos cargos mais alto da magistratura brasileira. “Nossa ideia é que o empreendedor tenha visão de empresário, e não de balconista ou vendedor. Que ele consiga fazer a diferença em seu negócio”, resume Giovana.

APL

As confecções em Pontalina se agruparam num Arranjo Produtivo Local (APL) para desenvolverem a produção por meio da articulação, interação, cooperação e aprendizagem. As APLs são incentivadas pelo governo federal (Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior), governo estadual, prefeituras e Sebrae. “O Sul e o Sudoeste goiano são reconhecidamente muito fortes no agronegócio, mas a indústria de transformação é incipiente. O ramo de vestuário requer

Linha de produção nas confecções funcionam sob a visão de empreendedores que fazem a diferença nos negócios baixo investimento e qualificação, mas pode fortalecer o setor industrial nas duas regiões”, explica Cláudio Laval, gerente Setorial de Indústria do Sebrae Goiás. Ele lembra ainda que, independente se moram no interior ou não, normalmente as donas de casa têm conhecimento de corte e

costura e contam com fácil acesso para a compra de máquinas. “Fica bem mais fácil de se conseguir mão de obra e até mesmo reunir as empresas em um APL.” Além de Pontalina, é destaque na área de confecções em Goiás os municípios de Goiânia, Catalão e Taquaral. Todos atendidos por

projetos de capacitação do Sebrae Goiás. “Pontalina, a exemplo dessas outras cidades, deu um salto muito grande na governança. Os empreendedores estão se articulando de forma eficiente e conseguindo resultados. É um grande avanço para a indústria goiana do vestuário”, finaliza Laval.

Lingeries de Pontalina conquistam público goiano e atrai consumidores do País

Inovação aumenta produtividade A inovação no layout do produto, maior produtividade e a implantação de preços adequados melhorou o procedimento de fabricação na Finna Lingerie, empresa de Pontalina. Segundo Maria Madalena Rosa da Silva, de 46 anos, sócia-proprietária, a consultoria promovida pelo Programa Sebraetec é fundamental para produção das peças íntimas e a precificação. Madalena conta que, junto ao Sebraetec, que instituiu o Planejamento e Controle de Produção (PCP) e o Programa de Alavancagem Tecnológica e similares (PAT), consegue fazer todos os cálculos sobre a produção e o valor do produto confeccionado, por meio de meio de planilhas. A empreendedora lembra que vendia lingerie com preço muito maior que o valor real. “Uma peça que a Finna comercializava por R$ 39, agora sai por R$ 20”, explica. A produtividade também foi bastante beneficiada na fábrica, segundo Madalena. Enquanto no início da produção, em 2010, a Finna fabricava 500 unidades por mês, atualmente a capacidade é de quatro mil peças mensais. “Praticamente com a mesma quantidade de máquinas de costura e, apenas, com cinco trabalhadores a mais.” O desperdício diminuiu em 20%, muito em função da organização do setor de produção, no qual uma gerente foi treinada e contratada. Juçaine Divina Ribeiro, 32, que trabalha com Madalena há 10 anos, ainda quando a empresária fabricava roupas de festa, é responsável por orientar costureiras e a finalização do produto. “Antes, nossas costureiras produziam tudo de uma vez, o que mudou com a fabricação em série”, ressalta Juçaine.

> Baixe o aplicativo do Sebrae na App Store ou na Play Store.

Educação Empreendedora

Consultoria

Gestão

Inovação

Resultados


Vitrine DM

Diário da Manhã

A marca faz toda a diferença.

Cursos de moda e confecção do SENAI. De aprendizagem básica a pós-graduação. Costura Industrial Desenhista de Moda Designer de Modas Modelista de Roupa Interpretação de Modelos de Roupas Operador do Sistema CAD Audaces Técnico em Vestuário MBA Gestão e Processos Produtivos do Vestuário Entre outros

Informações: (62) 3226-4500

Sistema Fieg/Ascom - H

4 SETEMBRO DE 2013


Vitrine DM

Diário da Manhã

SETEMBRO DE 2013 5

SALÕES DE BELEZA

Novas tecnologias do belo

Hidratação, maquiagem, unhas e cabelos recebem o amparo da ciência para atingirem a perfeição

Nayara Reis

1

2

3

4

5

6

7

8

ESPECIAL PARA

Vitrine DM

A

tecnologia está cada vez mais à favor das pessoas, dessa vez ela chegou aos salões de beleza e, ao que tudo indica vai trazer boas mudanças para o segmento. Em Goiânia, isso já está acontecendo, além dos novos métodos estéticos, o conforto dos salões de beleza é grande, há quem prefira o salão a própria casa. Cadeiras reclináveis, Kits de manicure totalmente descartáveis, esmaltes que mudam de cor ou tem novas tendências de pigmentação, textura diferentes e aparelhos eletrônicos para hidratação dos cabelos, essas são algumas das novidades que prometem mexer com a cabeça de mulheres e por que não dizer, também dos homens, que gostam de manter a aparência em dia.

HIDRATANDO OS FIOS

Aline Morais, é profissional de apoio, faz as lavagens, hidratações e alguns procedimentos capilares. Segundo ela, o tratamento mais recente e de maior eficiência, quando se trata de hidratação capilar, hoje, no salão onde trabalha, é o realizado com o aparelho Micro – Mist. “É uma maquina japonesa, até um tempo atrás nosso salão era o único que tinha, não sei precisar se ainda é. Ele devolve a água para o cabelo, pode ser feito tanto com o auxilio de uma mascara capilar, quanto sozinho,

1. Esse também é da YSL, mas acabou de ser lançado lá fora e não tem nem previsão para vir para cá. O esmalte trifásico promete um efeito tie-dye. Custa US$ 25 2. O Repstyle, da Essie, é um esmalte imantado. Seu efeito final é uma estampa, que parece a textura de matelassê. Chique! Vale US$ 11,25

3. E quando você acha que não tem mais o que inventar, aparece um esmalte como o London Wall Concrete Effect, da Nails Inc. Depois que seca, fica com textura de concreto! Preço £12 4. O lançamento da Top Beauty tem um corante micro encapsulado, que muda de cor com a incidência da luz solar! Você passa um vermelho para a balada e, no dia seguinte, pega sol com unhas amarelas. Custa R$ 5

5. O Noho Leather Effect, também da Nails Inc. é quase uma mistura do fosco com o craquelado. O resultado é textura de couro. Por £12, lá fora 6. O último lançamento de O Boticário também é surpreendente! Quando você aproxima o imã da unha, com o esmalte ainda secando, se forma um desenho de estrela. Custa R$ 19,99

7. Já o esmalte da Dote é um preto que, conforme vai secando, fica com efeito craquelado. R$ 2,80 8. Primeiro uma camada do dourado, depois o preto por cima. O resultado é um estilo de craquelado, que parece animal print! Da Yves Saint Laurent, por R$ 135 a dupla.

com o cabelo limpo apenas, sem produtos. Usamos água destilada ou filtrada para o procedimento. É um tratamento diferenciado e o preço do tratamento é considerado razoável, tendo em vista o custo benefício excelente que tem. O procedimento leva cerca de dez minutos e os resultados são instantâneos”, explica. O salão é cercado de tecnologia, desde os procedimentos até a acomodação das clientes. Existem cadeiras retrateis kits unitários para as manicures e uma trilha sonora impar, desenvolvida com exclusividade para o salão, por um Dj de renome em Goiás.

que minimiza os poros e da elasticidade a pele, ele tem micro capsulas de caviar, está fazendo muito sucesso entre as clientes. Além disso, temos o iluminador da Nars, o tom mais pedido se chama Copa Cabana, é perolado muito bonito também. O primer Benefit fecha os poros e é maravilhoso. As clientes estão usando com mais frequência o blush Tom Ford bronzeador, com ele podemos fazer aqueles truques de afinar nariz o rosto, enfim. O batom do momento se chama Rouge Dior Voluptuous, todas querem esse batom, tons mais laranja e vermelhos, mas opacos, estão super em alta”, ressalta. A técnica de cílios fio a fio também é muito procurada neste salão, Indy explica como o procedimento é feito e quais são seus benefícios. Usamos uma cola importada para essa técnica, os fios podem ser usados para alongar e aumen-

tar a quantidade de cílios, o resultado dura em torno de três meses. A cliente deve evitar o vapor e saunas, por que o calor diminui o tempo de uso dos cílios”, explica.

mais bonitos. “As morenas estão usando muito as mechas com tons amadeirados, as loiras pedem um cabelo com a raiz mais apagada e as pontas totalizadas e com micro mechas. O loiro do momento pede tons mais dourados ou beges. Para os cortes: repicado, desfiado mais reto e franjas. Modelagem com cachos e pontas mais naturais com mais movimento, também estão fazendo a cabeça das clientes. Os cabelos muito lisos não estão em alta, hoje”, explica. Daniella Pena estava no salão para fazer um penteado, em entrevista para o DM ela ressalta que as novas tecnologias ajudam, mas, além disso, o bom atendimento é algo fundamental para conseguir a fidelização dos clientes. “Gosto de um serviço de primeira linha, do ambiente e principalmente de ser bem tratada e cuidada. Quando vou ao salão é para me sentir bem”, ressalta.

MAQUIAGEM

Indy Sousa, é maquiadora e ressalta que, hoje, o que mais se usa, são maquiagens que deixem as clientes com aspecto natural. “Temos o Meteorites Perles – Guerlain é um prime iluminador

UNHAS

Aline Ramos é manicure há quatro anos, ela conta que existem várias técnicas para embelezar as unhas das mulheres, a tecnologia nesse aspecto também está favorável. “Temos as unhas de gel, porcelana e o sistema Formula1 (F1), todas tem ótimo acabamento, e resultados satisfatórios. Quanto aos esmaltes temos os clássicos e os importados que são os queridinhos das clientes”, diz.

TENDÊNCIAS PARA OS CABELOS

O designer de corte e coloração do salão Cristiano Morais, explica o que as clientes mais pedem para deixar seus cabelos ainda


VERÃO 2014

Cores, estampas e muita alegria promet rechear os guarda-roupas e cases no Br

estilo  NEWS

 TENDÊNCIAS EM ACESSÓRIOS

VERÃO NA VIVASSA

ssim como acontece no ciclo do design de indumentária, as semijoias precisam acompanhar as mudanças, e a cada temporada elas reaparecem cheias de novidades. Naturalmente, elas também entram e saem da moda, o que é bom, pois permite deixar o visual sempre atualizado. Uma dica para aquelas

A

O Studio Amis e a Vivassa Multimarcas apresentaram no passado dia 22 de Setembro a sua nova coleção de verão. A proprietária Tatiana Ribeiro recebeu clientes e amigos para um sofisticado coquetel. Dentre as convidadas estavam clientes, amigas e badaladas blogueiras.

que não gostam de comprar todos os meses e desejam conservar as peças por mais tempo, é: escolher aquelas que de fato vão ser usadas no dia a dia, pessoas de estilos tradicionais, combinam mais com acessórios em pérolas e ou pedras em cores naturais, já aquelas que gostam de tudo que está na moda, vejam abaixo as dicas de tendências que eu trouxe para este verão 2013. Na coleção da Designer Ca-

mila Klein by Kichese Semijoias notei que o estilo tradicional sempre está presente em algumas peças, dentre elas as confeccionadas em pérolas e pedras em tons naturais e o melhor é que elas nunca saem de moda. Quanto à tendência propriamente dita, fiquei encantada porque a designer conseguiu antecipar uma tendência forte da próxima temporada, trazendo um olhar forte ao oriente inspi-

rando-se na Índia especificam Desenhos em formas de g cones e pontas assim como as ras de elefantes, cobras, serp deixam claro que a regra é b com as cores e misturar, assi mo fazem as mulheres do orie A diretora comercial da K se Semi-joias Laura Montag comentou que a estilista têm quistado o coração de várias cialistas em moda, dentre Gloria Kalill e Constanza Pasc

Andreia de Paula, Tatiana Ribeiro e Adriana Arouca

PÉS DE VERÃO Estive pesquisando em distintas lojas do mundo, dentre elas em lojas daqui do Brasil, Argentina, Paraguay, Uruguay e Colômbia qual seria o estilo que estaria presente nesta nova estação e descobri que ele vêm carregado de leveza e conforto e frescor. Modelos de sandálias, chinelas, scarpins e plataformas virão com tudo.

CORES O minimalismo predomina, o tradicional preto e branco, estampas de poá e listradas bem como as cores intensas, dentre elas o verde e amarelo chegam acompanhadas de texturas e aplicações e misturas de materiais.

Kichese Semijoias: (62) 8294

MATERIAIS Os materiais chegam com brilho e textura dentre eles o couro croco e o verniz. A estampas presentes nas duas últimas coleções, voltão repaginadas em tradicionais listras pretas e brancas com mixagem em diversas e intensas cores.

LUZ DO VERÃO

Feel the Summer Light, sentir a luz do verão. Essa é a proposta da Jean Darrot que tem o Brasil como foco na nova coleção de verão 2014. A marca apresentará oficialmente para Imprensa, bloggers e formadores de opinião parte da coleção dividida em dezoito looks femininos e dez masculinos.

LEVANTE A MÃO SE VOCÊ MULHER NUNCA SONHOU EM VER UMA LOJA DA M.A.C EM GOIÂNIA

A Sartre Gumo é a responsável pelo novo posicionamento da marca, anunciado no primeiro semestre do ano passado

Comemore, pois a marca já desembarcou na Cidade trazendo produtos fantásticos para ajudar-nos a ficar ainda mais lindas. Para quem nunca entrou numa loja M.A.C garanto que vale a pena, porque as profissionais que atendem são todas maquiadoras, treinadas pela marca e elas oferecem uma verdadeira consultoria. Você poderá experimentar todos os produtos e ainda pedir para elas te maquiarem, têm coisa melhor?

Onde? Local: Goiânia Shopping Data: 09-09-2013 Horário: 19h

M.A.C - PREVIEW COM FABIANA GOMES

No dia 27/08 aconteceu no Centro Cultural Oscar Niemeyer um evento exclusivo para a imprensa, bloggers, profissionais de moda e maquiadores, que contou com a presença da maquiadora sênior da MAC no Brasil, Fabiana Gomes (foto à esquerda). No dia foi apresentado um preview da coleção Retromatte Collection / Veluxeperalfusion e Mineralize.

VERÃO DE TENDÊNCIAS

Na segunda quinzena de agosto Juliana Bueno (foto) recebeu clientes, amigas e imprensa em um delicioso e geladinho coquetel de Verão na sua aconchegante Via Vallentine. No dia a empresária abriu oficialmente a temporada de verão apresentando o mix exclusivo da loja. A coleção de verão está bastante diversificada, comentou Juliana, quem também destacou que dentre as principais tendências de moda, as estampas vão estar em alta. Ela ressaltou ainda que as peças mais clássicas continuam com força. Calças de alfaiataria, camisas de seda e vestidos vão atender os desejos daquelas clientes que tendem a se vestir de forma tradicional porém com um toque atualizado, finalizou a empresária.

BRANDING WEEK

O publicitário Cláudio Ribeiro e o designer Gustavo Moura voam semana que vem para Londres. Vão para participar da 9th International Branding Week, na Brunel University. O evento, exclusivíssimo, oferece apenas 20 vagas. Da programação consta uma visita técnica à Designit, uma das mais importantes consultorias de design estratégico, em Copenhagen, na Dinamarca.


ANÉIS, CORRENTES E PULSEIRAS

Em alta entre os homens, acessórios rompem preconceitos Elementos que diferenciam e comunicam aspectos da personalidade de cada pessoa, adornos masculinos também fazem parte da história da humanidade

F

SANDRA RAMOS

DIENE BATISTA

oi durante a adolescência que o ator e jornalista Cássio Neves, 24, resolveu incrementar o visual com anéis, correntes e pulseiras. Na lista de acessórios, ele também incluiu braceletes, colares, cintos e até boinas. O rapaz, porém, admite: é necessário driblar o preconceito. “Muitos homens acham que esses adornos são utilizados apenas pelo público feminino”, justifica. Ledo engano. O uso de algum tipo de enfeite pelos homens faz parte da história da humanidade: dos cocares utilizados pelos índios às joias ostentadas pelos jogadores de futebol e pelos cantores do funk para marcar sua ascensão social. Os acessórios, ao mesmo tempo, são elementos que diferenciam e aproximam quem os usa daquilo que eles representam ou querem representar. “Costumo utilizá-los pois acredito que dão um aspecto de modernidade, jovialidade e elegância, em algumas situações”, enumera. Cássio afirma não seguir tendências, mas apostar em peças que gosta. “Se está na moda, facilita porque é fácil encontrar para comprar, mas deixa de ser exclusivo”, explica. Além disso, no caso dele, a vida imita a arte. Ator, o jovem precisou deixar o cabelo crescer para compor um personagem esquizofrênico. Para melhorar o visual, adotou boi-

de que as dimensões sejam e bradas, ou seja, nem muito fi – que dá a impressão de del demais –, nem muito grosso.

ANÉIS

Anéis seguem a mesma r Antigamente, profissionais c médicos, engenheiros e adv dos usavam anéis correspon tes à sua profissão, mas isso em desuso. Aqueles com d nhos simples, em metal prat no máximo com desenhos métricos, são boas opções quem não usa aliança e que tar por esta peça como acess

PULSEIRAS

Ator Cássio Neves, 24, incrementa visual com anéis, correntes e pulseiras. Além de braceletes, colares, cintos e boinas nas e toucas. “Agora, continuo usando, pois achei legal”, pontua.

ESCOLHA

O primeiro passo para quem quer usar acessórios como correntes, anéis e pulseiras é saber diferenciar as categorias em que se encaixam, além do preço e do desenho. As peças confeccionadas com materiais nobres e legítimos, como ouro e a prata, são consideradas

joias. As semijoias possuem sempre alta camada de metal nobre, garantia contra oxidação e peças antialérgicas, uma vez que não há aplicação de níquel nas camadas intermediárias. As bijuterias não têm garantia contra oxidação, possuem baixa ou nenhuma camada de metal nobre e podem conter níquel no processo de folheação, o que pode causar alergias. Ou seja: use sob sua conta e risco.

COLARES E PINGENTES

Os pingentes, como crucifixo, medalhas e plaquetas, podem ser boas opções, desde que não tenham muitos detalhes. Neste caso, use sob o colarinho em ocasiões casuais e nem pensar em abrir os botões da camisa até o peito e mostrar aquela cruz enorme. Não pega nada bem! Se estiver de camiseta, dá para usar por fora da gola, em situações informais, des-

As pulseiras que fizeram cesso na década de 1980, corrente e plaqueta, estão d ta. Cuidado para não combin com relógio! Você pode vi novo Sinhozinho Malta, per gem da novela “Roque Sant da Rede Globo, conhecido excesso de pulseiras. As que turam materiais como cou metal com desenho geomé são opções para uso casual.

ABOTOADURAS

Uma joia que não tem co indicação e que também est alta são as abotoaduras. Se elas eram usadas soment modo formal, hoje, podem binar com camisas e coletes a necessidade de gravata.


8 SETEMBRO DE 2013 

Vitrine DM

Diário da Manhã

GESTANTES

Esperando a cegonha com estilo Mudanças no corpo durante gravidez não podem ser desculpa para descuido visual. Seguindo algumas recomendações, é possível ficar em dia com a moda

D

DIENE BATISTA

onas de um charme e de uma beleza únicos, as futuras mamães podem ficar em dia com a moda durante os nove meses de gestação. O visual com roupas largas e antiquadas ficou no passado! O segmento de roupas especializadas oferece opções com peças confeccionadas especialmente para o corpo da grávida. Engana-se quem pensa que as medidas são maiores do que as vestimentas convencionais. O corte dos looks, adequado às novas formas que a mulher ganha durante a gravidez, é que faz a diferença. O segredo está nas fivelas, botões, elásticos e zíperes invisíveis, que ficam por dentro da roupa, permitindo o ajuste conforme a barriga vai crescendo. Outros truques usados na moda gestante são os cós de malha, elástico ou cotton lycra nas calças, shorts e bermudas. Eles permitem que o modelo das calças sejam justos sem o incomodo do cós apertando a barriga. A cintura é considerada logo abaixo do busto. Portanto, para valorizar a barriga e as formas do corpo as peças têm um recorte abai-

xo do busto. Essa dica é válida para camisas, batas e vestidos. Além disso, todas as roupas são desenhadas pensando em alongar a silhueta da futura mamãe. Ao invés de gola alta, a prioridade são decotes mais abertos, que valorizam o colo e os seios. Os tecidos são firmes e confortáveis, como malhas e sarja, que não marcam as gordurinhas e oferecem conforto.

DICAS

Como carregar aquele barrigão nem sempre é fácil – as pernas costumam inchar e dor nas costas é comum – escolher o look adequado ajuda a amenizar o desconforto.Tecidos elásticos, sintéticos e os ásperos são péssimos, principalmente quando pressionam a região da barriga. Grávidas podem – e devem – abusar de tecidos feitos de algodão. É preciso ter cuidado também com roupas íntimas. Calcinhas devem ser do tipo tanga, sem costura, e os sutiãs com armação e bojo, que garantem conforto e sustentação. Para os pés, uma boa pedida são meias de compreensão – elas ajudam a manter a circulação em ordem e a prevenir varizes. Ainda para a região dos pés, é fundamental escolher os sapatos adequados. Nada de abusar! Escolha calçados com saltos de dois a três centímetros. Os melhores materiais mais indicados são o couro e a camurça. Dê preferência aos solados antiaderentes.

Com 7 anos no mercado, a Embarazada passa agora por uma fase de renovação. A loja está sendo remodelada e logo-logo estará de cara nova. Tudo planejado para você se sentir em casa. Escolhemos com carinho as coleções pensando exclusivamente em moda adequada para as nossas grávidas. Unimos todo conforto que a fase exige com a amplitude da moda contemporânea. É o “bem-vestir” de mãos dadas com o “sentir-se linda” neste momento especial. Trabalhamos com algumas marcas exclusivas como Mammy Gestante, Mood Fashion Maternity, Um a Nove - Moda Gestante e Emma Fiorezi... e ainda Liz e Cinta Moderna e pijamas Daniela Tombini e Any Any. O mix de produtos da loja atende a grávida desde o momento da descoberta até o pós-parto.

www.embarazada.com.br fb.com/embarazada.gestante @embarazadamodagestante

Rua 9, nº 2534, Setor Marista - Goiânia Fone: (62) 3941-8837

SAIBA MAIS

 Trabalho: Calças de alfaiataria, batas, peças de tricot e vestidos básicos são ideais para o ambiente de trabalho. Opte sempre por sapatos e sandálias com saltos mais baixos ou saltos médios mais grossos, pois são mais confortáveis para enfrentar a rotina.  Casamento: Vestidos longos ou curtos em seda, chiffon e cetins. Use sandálias ou peep toes, mas sempre escolha um calçado com o salto não tão fino, que não compromete o equilíbrio e dá mais estabilidade para a grávida aproveitar bem a festa.  Passeio no shopping: Vestidos confortáveis e jeans com batas ou camisas são sempre bem-vindos. Se o programa é esse, escolha sapatos baixos, tais como sandálias rasteiras ou sapatilhas para enfrentar a maratona de compras.  Jantar romântico: Escolha um vestido mais arrumado, com sandálias ou scarpins. Os acessórios sempre são muito importantes na composição dos looks, invista neles.

Kit básico da grávida – Calça jeans; – Calça de alfaiataria preta; – Legging básica com modelagens para gestante para não apertar na região da barriga; – Duas camisetas, sendo uma branca e uma de outra cor; – Bata de tecido fluído; – Vestido preto.


Vitrine DM

Diário da Manhã

TECNOLOGIA

Menos suor, mais liberdade Tecido impermeável faz suor com que ele escorra para fora da roupa, promete revolucionar a produção de roupas no mundo

P

DIVULGAÇÃO

DIENE BATISTA

assar vergonha na academia com aquela mega pizza embaixo do braço. Quem nunca!? Pois é. Os transtornos provocados pelo suor podem estar com os dias contados, graças a um novo tecido criado pela Universidade da Califórnia, em Davis, nos Estados Unidos, que não deixa o suor acumular. O tecido foi desenvolvido a partir de uma pesquisa do MicroNano Innovations Laboratory, por meio do professor de engenharia biomédica, Tingrui Pan, e seus dois alunos Siyuan Xing e Jia Jiang. Eles costuraram fios hidrófilos, que atraem água, em um tecido altamente hidrofóbico, que repulsa água, criando uma nova plataforma têxtil com micro-fluidos que sugam gotículas de água de um lado do tecido e as expulsam por outro lado. As propriedades repelentes de água do tecido ajudam os fluídos a seguir pelos fios hidrófilos, conduzindo assim a substância através do material. Os criadores afirmam que, devido ao gradiente de pressão no qual é gerada tensão superficial das gotas, o suor é extraído, mesmo que os fios já estejam saturados. “Nós, intencionalmente, não usamos nenhuma técnica avançada de microfabricação, tornando tudo compatível com o processo de fabricação de tecidos, é muito fácil de escalonar,” disse Xing. Segundo o site da Universidade, é possível controlar em que parte o suor é recolhido e onde ele é extraído. O tecido permanece completamente seco, bem como respirável, o que pode torná-lo atrativo para os fabricantes de vestuário. Um artigo descrevendo a pesquisa foi publicada recentemente na revista Lab on a Chip. O trabalho foi financiado em parte pela National Science Foundation.

Fique atento à transpiração — Leve: ocorre em pequena quantidade, desencadeada pelo calor ambiente, estresse psicológico ou exercício físico. As gotículas de suor que se formam não escorrem, portanto, a sudorese é suportável e não causa constrangimento ao paciente — Moderada: em moderada quantidade, é desencadeada pelo calor ambiente, estresse piscológio ou exercício físico. As gotículas que se formam escorrem, sem necessidade de troca de peças de roupa. Aqui, a sudorese, embora incômoda, não causa constrangimento ao paciente — Intensa: a grande quantidade é desencadeada com pouco ou sem calor ambiente, estresse pisoclógico ou exercício físico. As gotículas que se formam escorrem, com necessidade de troca de peças de roupa. Portanto, causa constrangimento ao paciente.

Desodorantes ajudam

De acordo com estudos científicos, o melhor horário para aplicar o antitranspirante é à noite, uma vez que sua ação nas glândulas é mais eficiente. Mas, atenção! Nunca use em excesso ou em camadas grossas, pois não melhora a resposta e aumenta a chance de manchar as roupas  Aerosol: tem micropartículas de talco, é mais seco mas também pode irritar peles mais sensíveis  Spray: ideal para ser aplicado em grandes áreas, como o dorso, em locais como pés e entre os dedos. Pode irritar peles sensíveis  Roll on e creme: fórmulas mais brandas quimicamente, em geral sem álcool, costumam ser mais suaves. Indicados para peles sensíveis

SETEMBRO DE 2013 9


10 SETEMBRO DE 2013

Modelo: Taissa Ribeiro Vestido: Alzira Vieira Beauty: Eva Rocha

Vitrine DM

Diário da Manhã

O PAÍS SE RENDE

Fios encantados de Alzira Vieira Estilista goiana conquista famosos com peças de crochê. Trabalho começou, profissionalmente, há um ano e meio e vem ganhando fãs em todo o Brasil

A

DIENE BATISTA

inda na infância, em Jaraguá, no interior de Goiás, a estilista goiana Alzira Vieira aprendeu, com uma vizinha, o ponto básico do crochê: a corrente. Não demorou e ela, sozinha, já confeccionava as primeiras roupas para suas bonecas. Anos mais tarde, usando pontos sofisticados, como o irlandês, o trabalho da goiana ganha repercussão nacional, por meio de pe-

ças confeccionadas para famosas, como a atriz global Luana Piovani, para quem ela criou o vestido de noiva. O material é feito a mão usando como material base o fio de seda pura, adornado com pedras e até cristais. Radicada no Rio de Janeiro, Alzira pretende, em breve, abrir um ateliê em São Paulo. Enquanto isso, ela colhe os frutos do trabalho que começou, profissionalmente, há apenas um ano e meio. Confira a entrevista!

DIVULGA ÇÃO

RUBER COUTO

Jornalistaoeta veste Patrícia P da estilista o trabalho ira Vieira goiana Alz

ÇÃO DIVULGA

, asamento Para seu cvani escolheu Luana Pio e Alzira o crochê d

VitrineDM: Qual a inspiração para suas peças?  Alzira Vieira: Sempre penso que cada peça pode ser guardada para ser passada de geração em geração, até pelo valor que o crochê feito a mão tem. Trabalho com o fio de seda pura, que tem maior durabilidade, e que permite que a peça seja guardada por mais tempo. Também coloco bordados e pedras naturais, além de usar franjas de seda pura. Inclusive, no vestido da Luana, coloquei pedrarias e cristais swarovski. VitrineDM: Quando você começou a se dedicar ao crochê?  Alzira Vieira: Trabalho exclusivamente com o crochê há um ano e meio. Antes, era design de interiores. Comecei a fazer peças para mim e minhas amigas se interessaram pelas roupas. Fui visitar minha irmã em Nova York e vi que as pessoas lá valorizavam muito mais do que por aqui. Elas me paravam na rua para perguntar de onde encontrar as peças, em que site poderiam comprar. Percebi, então, que poderia trabalhar com isso. VitrineDM: Como você aprendeu a fazer crochê?  Alzira Vieira: E Jaraguá, no interior de Goiás, tinha uma vizinha que fazia crochê. Foi ela quem me ensinou a base – a corrente – e o resto eu aprendi a fazer sozinha. Na época, tinha seis anos. Até os 10, fiz várias roupas de boneca, até porque queria aprender a crochê por esse motivo. VitrineDM: Seu ateliê, hoje, é em Goiânia?  Alzira Vieira: A produção é toda feita em Jaraguá. Essas pessoas são treinadas por mim. Vejo se o ponto delas é parecido com o meu e avalio critérios de qualidade. O meu crochê é ‘apertadinho’, o que vai permitir que as peças fiquem estrutuRUBER COUTO

a, Alzira Vieiro de participar ã st e u e criação faz q processo dpeças o o d to e d clamadas das suas a

radas. Essa estrutura das roupas é o grande diferencial das minhas coleções. Desenho as peças a todo momento, até no sonho (risos). Às vezes eu sonho com uma peça e, quando eu acordo, desenho porque não posso perder o time. Não há como desenhar sem saber executar o crochê. VitrineDM: Em que você se inspira?  Alzira Vieira: Em tudo. A coleção de crochê é muito pequena – tem, no máximo, oito peças – , por isso, não posso me dar ao luxo de fazê-las muito parecidas. Os fios têm uma unidade de tons, mas cada modelo tem uma inspiração. Procuro trabalhar pontos fáceis, mas combinados. Só eu tenho essa técnica. VitrineDM: E essas peças vão do básico (durante a entrevista, Alzira estava com uma blusa preta, com detalhes em crochê) até o mais sofisticado, como foi o caso do vestido de noiva da atriz Luana Piovani.  Alzira Vieira: Sim, claro. Como o crochê é feito a mão e sob encomenda, há a possibilidade de fazer aquilo que a pessoa está desejando. Cada peça demora entre 20 e 30 dias para ficar pronta. É um trabalho bem minucioso. Você pode fazer um vestido em três dias, por exemplo, mas ele não vai sair com a estrutura que eu trabalho. Procuro sempre colocar babados e deixar a peça sofisticada. VitrineDM: Com o casamento da Luana, seu trabalho ganhou mais repercussão. Como está sendo tudo isso?  Alzira Vieira: Estou achando ótimo. Quando você se dedica, há uma recompensa natural ao trabalho. No vestido, usei o ponto do crochê irlandês, o mais difícil, que é praticamente uma renda renascença. Nunca havia trabalhado com ele, justamente pela dificuldade. Foram usadas 1.700 rosinhas. É muito trabalhoso colar cada uma na outra!


Vitrine DM

Diário da Manhã

SETEMBRO DE 2013 11

UNHAS DA RIQUEZA

Cozete Gomes lança linha de esmaltes DIVULGAÇÃO

www.corponu.com.br atendimento@corponu.com.br

(64) 3471 2228

Ex-participante do Mulheres Ricas é empresária dona de boate badalada em São Paulo DA BANG SHOWBIZ

A ex-participante do reality show Mulheres Ricas, da Bandeirantes, não se cansa de aumentar seu patrimônio e está, agora, investindo em sua própria linha de esmaltes. Programada para chegar às lojas no próximo domingo, (08.09), a coleção trará mais de 60 cores diferentes. Em seu Instagram, na sexta-feira (06.09), Cozete divulgou a o novo empreendimento: “Faltam só 2 dias para o lançamento dos meus esmaltes... 60 cores ‘baphônicas’ (sic)!”. A dona da boate Skyline, uma das mais badaladas de São Paulo, conversou com a BANG ShowBiz a respeito das recentes polêmicas em que se envolveu. A morena, que não conseguiu se acertar com a também socialite Val Marchiori durante o reality, disparou contra a loira. “Tivemos uma rixa devido a ela não me aceitar e tentar me diminuir. Começou ela me subestimando logo quando ouviu sobre as participantes, nem me conhecia e já alfinetou. Não gosto de pessoas petulantes e aproveitadoras, ela é assim”, começou. Ao ser questionada sobre o comentário que fez em que comparou Val a um travesti, a empresária justificou: “Fui questionada

sobre este assunto e me referi a aparência exagerada dela muito semelhante a como um travesti se veste. Eu nada tenho contra travestis, inclusive conheço vários, foi apenas um exemplo!”. Já sobre a polêmica em que se envolveu com Valesca Popozuda, que teria se irritado com uma entrevista que Cozete deu ao programa TV Fama em que teria dito que iria à padaria com um look usado pela funkeira, a socialite se defendeu. “Realmente foi uma confusão, diria um mal entendido de minha parte, e concordo com a indignação da Valesca. A reportagem do TV Fama me perguntou sobre um look dela que eu desconhecia, o vestido de 40 mil reais utilizado por Valesca no Fashion Rio, quando o evento que estávamos juntas era o desfile de Valério Araújo, no qual a Srta. Valesca estava de calça justa preta, com um look básico, portanto me referi a este look. O vestido de 40 mil reais é realmente deslumbrante e eu desconhecia!”, explicou.

duemeslingerie@hotmail.com

(64) 3471 1494

(64) 3471 1465


12 SETEMBRO DE 2013

Vitrine DM

Diรกrio da Manhรฃ

feel the summer light W W W. J E A N D A R R O T. C O M . B R FA C E B O O K . C O M / J E A N D A R R O T


Vitrine DM - 2ª Edição - Diário da Manhã