Page 1

Qualidade na cirurgia reconstrutiva BELEZA e estética 20|9|2014

Alimentação saudável na infância

A

Direção-Geral da Saúde disponibiliza o “Manual para uma alimentação saudável em jardins de infância”. Destina-se aos educadores de infância e ao pessoal diretamente envolvido na preparação e fornecimento de alimentação às crianças. Para além de uma necessidade fundamental, a alimentação é um dos fatores do ambiente que mais afetam a saúde. Já não basta ter acesso a bens alimentares; é necessário “saber comer” - saber escolher os alimentos de forma e em quantidades adequadas às necessidades diárias, ao longo das diferentes fases da vida.

Em Coimbra, o Centro de Cirurgia Plástica e Estética da Sanfil começou a funcionar recentemente e afirmase como uma unidade de excelência

Groselha “guardiã” da saúde

Escovar os doentes é fixe

A

om o objetivo de reforçar a importância da promoção da saúde oral e reconhecer o seu impacto na saúde geral, a Direção-Geral da Saúde (DGS) disponibiliza o filme “A escovagem é importante! A escovagem é fixe!”, com interpretação em língua gestual e legendagem. As doenças orais mais frequentes são facilmente evitadas desde que cada pessoa participe ativamente na promoção da sua própria saúde e na promoção da saúde das pessoas de quem cuida. A promoção da saúde oral passa pela adoção de práticas de higiene oral eficazes e realizadas com a frequência desejável. A iniciativa da DGS visa contribuir para a melhoria do acesso a informação de saúde a pessoas com deficiência auditiva, indo ao encontro do princípio da igualdade entre todos os cidadãos e fomentando a discriminação positiva.

groselha é rica em carotenoides e antocianinas, potentes antioxidantes que nos ajudam a reforçar as nossas defesas e a prevenir o envelhecimento precoce. Têm poucas calorias, muita fibra e vitamina C, sendo uma boa ajuda para combater a

obstipação e para aumentar a saciedade, sendo ainda boas aliadas para quem necessita de emagrecer. Também nos fornecem ferro, enxofre, potássio e polifenóis, que contribuem para melhorar a circulação sanguínea. Os frutos vermelhos atuam como verdadeiros guardiões da nossa saúde, aumentando as nossas defesas e protegendonos de várias agressões externas.

C


2 | saúde&beleza

diário as beiras | 20-09-2014

Referência na cirurgia plástica

Celso Cruzeiro, diretor clínico do Centro de Cirurgia Plástica e Estética da Sanfil, destaca que a unidade está preparada para dar uma resposta abrangente nas áreas da cirurgia reconstrutiva e estética

Dedicado à cirurgia plástica, nas suas vertentes reconstrutiva e estética, o Centro de Cirurgia Plástica e Estética da Sanfil fez uma aposta numa equipa clínica diferenciada e em equipamentos de ponta, para dar a melhor resposta às necessidades dos utentes, afirma o diretor clínico, Celso Cruzeiro

E

m Coimbra, o Centro de Cirurgia Plástica e Estética da Sanfil começou a funcionar recentemente e afirma-se como uma unidade de excelência nesta área. Dedicado à cirurgia plástica, nas suas vertentes reconstrutiva e estética, o novo centro, que surge integrado na Sanfil, fez uma aposta numa equipa clínica diferenciada e multidisciplinar e em equipamentos de ponta, para dar a melhor resposta às necessidades dos utentes. Na sua recente reorganização, o Centro de Cirurgia Plástica e Estética reuniu uma equipa conceituada de profissionais, constituída por sete cirurgiões plásticos. “Os utentes que recorrerem a este centro encontram uma equipa diferenciada, constituída por

cirurgiões plásticos especializados nas várias áreas da cirurgia e tratamento, capazes de dar respostas aos casos mais complicados”, realça Celso Cruzeiro, diretor clínico do Centro de Cirurgia Plástica e Estética da Sanfil. Ao mesmo tempo, a instituição “efetuou um grande investimento em equipamentos”, o que permitiu que o novo centro esteja apetrechado para dar uma resposta mais abrangente também na cirurgia estética, nomeadamente na área do laser e de outras tecnologias aplicáveis em tratamentos estéticos, sublinha o cirurgião plástico. “Neste momento estamos equipados para responder a todas as solicitações, sejam cirúrgicas, sejam outras na área do tratamento

médico”, acentua o diretor clínico. Reforço da área da cirurgia estética A necessidade de reforçar a área da cirurgia estética “surgiu também do facto de sabermos que existe uma quantidade enorme de clínicas de cirurgia estética espalhadas por Coimbra, e por Portugal, com técnicos nem sempre avalizados, e a maior parte delas sem médico que vigie os tratamentos que são instituídos”, alerta Celso Cruzeiro. Assim, sublinha, o objetivo é criar, também nesta área, “um grupo de excelência, capaz de dar resposta e confiança aos utentes”, uma vez que no novo centro “trabalham pessoas que são técnica e eticamente responsáveis”.

b.i.

RCelso Cruzeiro foi presidente da Sociedade Portuguesa de Cirurgia Plástica e da Sociedade Portuguesa de Queimaduras RÉ membro do Colégio da Especialidade da Ordem dos Médicos RÉ presidente da Associação Amigos dos Queimados RFoi até há pouco diretor do Serviço de Cirurgia Plástica e Queimados dos CHUC, cargo do qual pediu a exoneração para integrar o novo projeto

As intervenções na área estética envolvem, além da cirurgia, diversos tratamentos, e o Centro de Cirurgia Plástica e Estética da Sanfil possui todos os equipamentos de vanguarda para realizar essas intervenções. “Algumas pessoas não querem fazer cirurgia estética mas pretendem, de alguma maneira, melhorar a sua aparência”, observa Celso Cruzeiro. Para estes utentes, o novo centro tem à disposição diversos tratamentos, para rejuvenescimento facial e do corpo, em mulheres e homens. Exemplo desses tratamentos são, entre outros, o conhecido botox (aplicação da toxina botulínica), a infiltração com ácido hialurónico, a fototerapia, a endermologia

(uma técnica de drenagem linfática), a radiofrequência, o laser aplicado às aranhas vasculares ou a fotodepilação. Tratamentos estéticos com equipamento de vanguarda “Temos todos estes equipamentos e alguns únicos em Portugal”, realça Celso Cruzeiro. A nova unidade possui, por exemplo, um equipamento que permite “combater a cápsula que, por vezes, se forma em volta das próteses mamárias, que é único neste momento em Portugal”, refere o cirurgião plástico. A nova unidade está também apetrechada para aplicar os tratamentos mais recentes. Um deles é “o rejuvenescimento facial com a utilização das células do próprio indivíduo”,


saúde&beleza | 3

20-09-2014 | diário as beiras

DB-Luís Carregã

a e multidisciplinar explica o diretor clínico. O facto de o Centro de Cirurgia Plástica e Estética estar integrado num hospital privado é, de igual modo, uma vantagem para os utentes, pois permite potenciar sinergias com as outras especialidades. “Temos possibilidade de trabalhar, entre outras especialidades, com a ginecologia, na Clínica da Mama, mas também com a ortopedia, muito importante nos esfacelos e outros traumatismos, temos à disposição a imagiologia, os laboratórios, a psiquiatria e a psicologia, sempre que necessário”, afirma Celso Cruzeiro. “É uma mais-valia para o grupo e para o centro, e uma segurança para os utentes”, conclui o especialista.

Cirurgia reconstrutiva muito procurada O Centro de Cirurgia Plástica e Estética divide a sua atividade entre a cirurgia reconstrutiva e as intervenções com fins estéticos. Celso Cruzeiro, diretor clínico do centro, refere que uma grande percentagem da atividade da nova unidade envolve a intervenção da cirurgia plástica na sua vertente reconstrutiva, em quadros clínicos resultantes de acidentes de trabalhos, esfacelos, queimaduras ou de doença oncológica, como no caso da reconstrução mamária, entre outras patologias. Pelo facto de estar integrado no grupo Sanfil, ao centro chegam doentes em situações na sua fase aguda, mas também após a alta hospitalar, com o objetivo de corrigir sequelas provocadas pelo acidente ou doença. Na área da cirurgia reconstrutiva, a maioria dos casos envolve intervenções nos membros, superiores e inferiores, porque aí ocorrem “normalmente os traumatismos que criam maior patologia, maiores feridas, nomeadamente nas mãos, no caso dos acidentes do trabalho”, explica Celso Cruzeiro. A reconstrução da mama, após doença oncológica, tem também cada vez maior procura, nota o cirurgião, lembrando que hoje o cancro da mama é diagnosticado mais precocemente a taxa de sobrevivência é maior. Mulheres procuram mais a cirurgia estética Na área da cirurgia estética, a redução ou aumento da mama representam o maior número de intervenções. Mas existem outros tratamentos que registam uma procura crescente, como a abdominoplastia (correção do abdómen após o nascimento dos filhos) ou a lipoaspiração. Por outro lado, a correção do nariz (rinoplastia) e da barriga são as intervenções mais procuradas pelos homens. Contudo, hoje, são ainda “as mulheres que recorrem mais à cirurgia ou tratamentos com fins estéticos”, constata Celso Cruzeiro. | Dora Loureiro

Cirurgia reconstrutiva e estética cruzam-se

P

ara o cirurgião plástico Celso Cruzeiro, a divisão entre a cirurgia reconstrutiva e a estética “é sempre um pouco artificial”. E exemplifica: “Se um indivíduo respira mal e efetua uma rinoplastia, durante a intervenção temos também uma preocupação estética, porque queremos que o nariz fique o mais bonito possível”. Do mesmo modo, quando se faz a reconstrução da mama após patologia oncológica, “a intervenção não deixa de ser também estética”. Ou no caso de um doente que apresenta uma brida ou constricção do dedo, “a intervenção visa retirar a brida, para que o dedo possa mexer melhor, mas existe também a preocupação de conseguir que fique com melhor aspeto”, refere o diretor clínico do Centro de Cirugia Plástica e Estética da Sanfil. Mesmo no caso de um lifting, ou outras intervenções estéticas, “se envolvermos a parte psicológica da utente, a sua relação com o meio, ou a profissão, que pode exigir grande exposição pública, aquele lifting acaba por ter uma repercussão que vai para além da estética”, frisa Celso Cruzeiro. De resto, admite o responsável, “hoje as próprias companhias de seguros já consideram que os prejuízos estéticos não são negligenciáveis, tanto em termos de indemnização, como em termos cirúrgicos, para melhorar as sequelas”. Respeito pela normalidade Na sociedade atual os problemas de imagem são cada vez mais pertinentes. “Seja em função da empregabilidade, das relações sociais, a imagem

conta e é cada vez mais considerada. E a imagem é fundamentalmente a imagem que temos de nós próprios”, destaca Celso Cruzeiro. Nesse contexto, “o cirurgião plástico tem obrigação de compreender o que perturba a pessoa e se há possibilidade, sob o ponto de vista médico, de fazer a correção que ela pretende, sem sair da normalidade”, considera Celso Cruzeiro, sublinhando que, neste aspeto, é muito importante a “responsabilidade ética” do cirurgião. “Na cirurgia estética não podemos admitir desvios à normalidade, há pedidos aos quais não podemos ceder, como aumentos mamários enormes”, exemplifica. Normalmente, nesta cirurgia “a preocupação deve ser devolver a normalidade. Se uma pessoa tem 60 anos e tem uma cara de 90, faz sentido que recupere o rosto para parecer ter os 60 anos. Mas já não faz sentido querer ter uma cara de 18 anos”. Na cirurgia estética, acentua Celso Cruzeiro, “o que faz sentido é tentar recuperar aquilo que o tempo, ou uma doença, provocou, que não deveria existir num curso de vida normal. Ou então um defeito, uma doença, um esfacelo, um quisto ou um sinal, que pode ser corrigido”.

Mulheres portuguesas já recorrem mais aos tratamentos estéticos

P

ortugal não é dos países onde as mulheres recorrem mais à cirurgia estética. Por um lado, “não somos um país em que as pessoas tenham um poder económico que lhes permita fazer tudo o que querem”, por outro, esse recurso é determinado pelos “próprios hábitos culturais”, considera Celso Cruzeiro. A mulher brasileira, por exemplo, recorre muito mais à cirurgia estética. “Quando é jovem, a mulher brasileira faz a prótese mamária, depois corrige o abdómen após o nascimento dos filhos, e mais tarde faz o lifting facial. Mas no Brasil fazer a cirurgia plástica é culturalmente aceite e é até um estado social”, lembra o cirurgião. Melhorar o aspeto Nos últimos anos, no entan-

to, a mulher portuguesa começou a recorrer mais às intervenções com fins estéticos, tanto à cirurgia, como aos tratamentos complementares. “Muitas pessoas não querem fazer cirurgia, porque têm alguns receios, mas recorrem aos tratamentos estéticos para melhorar o seu aspeto, seja para melhorar a pele, para eliminar as aranhas vasculares, ou depilação definitiva a laser”, nota o cirurgião plástico. De resto, sublinha Celso Cruzeiro, embora a cirurgia plástica seja absolutamente segura, hoje “existe um grande campo de intervenção, para além da cirurgia estética”. Do mesmo modo, atualmente, também devido à variedade de tratamentos que existem e à evolução das tecnologias, é possível optar por intervenções estéticas com preços mais acessíveis.


4 |saúde&beleza

Procurar a saúde na relação entre alimentação e actividade física

C

diário as beiras | 20-09-2014

opinião

Benefícios do exercício físico nas mulheres

DR

DR

Tiago Pina nutricionista

om a evolução do ser humano, também os padrões alimentares se têm vindo a alterar, mas de forma negativa. Outrora, a principal função da alimentação seria fornecer os nutrientes e a energia necessária à sobrevivência e à manutenção da vida. Hoje-emdia, é muito mais que isso, é um acto cultural, de prazer, de comemoração, com uma grande carga psicológica associada. Após uma série de acontecimentos históricos, houve lugar a uma revolução alimentar com surgimento de novos alimentos, alimentos industrializados, com produção em massa de géneros alimentícios. A produção de alimentos cada vez é maior, a disponibilidade é grande e de fácil acesso, fruto da capacidade económica actual, das cadeias de restaurantes e empresas ligadas à restauração alimentar, dos hipermercados existentes, mas… A qualidade alimentar não aumentou, pelo contrário… …As necessidades energéticas das populações das Sociedades Modernas, Países Industrializados, não aumentaram, pelo contrário, cada vez nos movimentamos menos e cada vez mais nos apetece tão pouco. É bem mais cómodo deslocarmo-nos de carro para comprar um croissant com recheio de doce de ovos na rua a 100m de nossa casa, bem mais cómodo é estarmos refastelados no sofá a consumir séries televisivas, sendo a cereja no topo do bolo, termos a possibilidade de fazer uma chamada de telemóvel para nos virem entregar a casa uma refeição fast-food, junto com 1L de qualquer refrigerante enquanto vemos a nossa equipa de futebol predilecta na televisão. Se não mudarmos a forma de pensamento e a postura na vida, se não tivermos a força e a coragem para mudarmos comportamentos, jamais evoluiremos enquanto seres humanos. E os dados estão aí, mais de 50% da população portuguesa apresenta excesso de peso, prevê-se que daqui a 10 anos 50% da população mundial vá sofrer de algum tipo de doença oncológica… A cura está na prevenção e não no tratamento! Cada vez se tem dado mais importância à nutrição, alimentação e hidratação na melhoria da saúde, na optimização da performance humana, física e intelectual, na busca incessante de rendimento. É impossível atingir determinados objectivos sem uma correcta alimentação, fundamentada em sólidos conhecimentos científicos. Como profissional de saúde, acredito na necessidade de trabalhar o binómio alimentação/nutrição e actividade/exercício físico e na melhoria da saúde e qualidade de vida da população.

111 O exercício f ísico regular ajuda a prevenir as doenças cardiovasculares, responsáveis, nos países em desenvolvimento, por metade das mortes em mulheres acima dos 50 anos. Estudos recentes mostram que exercício f ísico moderado e a modificação dos hábitos alimentares podem prevenir mais de metade dos casos de diabetes não insulino-dependente. O exercício físico também pode ajudar a prevenir e a tratar a osteoporose. As mulheres, particularmente após a menopausa, têm maior risco do que os homens de desenvolver osteoporose.

da

A frequência de Os benefícios o depressão nas muatividades física sã lheres é quase o es. muitos e relevant dobro da dos hove ser mens, tanto nos paMas o exercício de íses desenvolvidos ão adequado à condiç como nos países her em desenvolvimenespecífica da mul to. Por isso, reduzir o stress, a ansiedade, a desicapressão e a solidão através mente do exercício físico resulta em exaustas devibenefícios evidentes. do a atividades físicas “ocuO Portal da Saúde alerta, pacionais”, dentro ou fora de no entanto, que é necessário casa. Por isso, há que aconsenão esquecer o facto de que, lhar atividades físicas mais principalmente nos países adequadas à sua condição em desenvolvimento, nas específica e possivelmente áreas rurais e peri-urbanas de adaptá-la a atividades de baixo nível socioeconómico, lazer. as mulheres podem estar fi-

Tabela de composição dos alimentos online 111 O Instituto Nacional de Saúde Dr. Ricardo Jorge (INSA)disponibiliza a tabela da composição dos alimentos para consulta gratuita online. A pesquisa pode ser efetuada por palavra-chave, grupo de alimentos, componentes ou ordem alfabética. A Tabela da Composição dos Alimentos é uma referência nacional para a

composição dos alimentos consumidos em Portugal, disponibilizando dados referentes a energia, macroconstituintes, ácidos gordos, colesterol, vitaminas e minerais em alimentos crus, cozinhados e processados. A ferramenta permite a qualquer pessoa localizar, com facilidade, alimentos do seu interesse e os com-

ponentes considerados prioritários pelas autoridades mundiais. A Tabela da Composição dos Alimentos continua a ser disponibilizada na sua totalidade em livro e CD (30 euros, sem despesas de envio) e pode ser adquirida junto da Biblioteca do INSA ou solicitada através do e-mail info@insa.minsaude.pt.

Dia Mundial da Pessoa com Doença de Alzheimer celebra-se a 21 de setembro 111 O Dia Mundial da Pessoa com Doença de Alzheimer comemora-se a 21 de setembro. A doença de Alzheimer é uma doença progressiva e irreversível do cérebro, que envolve a morte das células cerebrais e atrofia do cérebro, com causas e tratamento ainda pouco conhecidos. Esta patologia afeta sobretudo pessoas com mais de 50 anos. A realização de exercícios diários de estimulação da cognição e da memória ajuda os doentes de Alzheimer

a retardarem a perda das suas capacidades cognitivas e, consequentemente, a sua autonomia. Uma das consequências desta patologia prende-se com a existência de défices, sobretudo no que diz respeito à memória imediata, ou seja, o reconhecimento e a recuperação. Esta constitui, aliás, a principal queixa dos doentes e seus familiares. A data comemorativa tem como objetivo melhorar a prestação de serviços a pessoas que sofrem de demência e aos seus cuidadores.

Como evitar as perigosas intoxicações alimentares 111 De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), um em cada três habitantes de países industrializados sofre, por ano, intoxicações alimentares, isto é, doenças transmitidas pelos alimentos. No verão, estas intoxicações são mais frequentes devido à temperatura ambiente elevada, pelo que são necessários cuidados redobrados na confeção e conservação dos alimentos durante os dias de maior calor. Ficam alguns conselhos sobre como evitar as toxinfeções alimentares? - Escolha alimentos frescos e cuja origem lhe inspire confiança - Não consuma ovos e carne de frango (ou de aves) que não estejam completamente cozinhados - Lave frequentemente as

mãos, sobretudo depois de ir à casa de banho - Evite espirrar ou tossir para cima dos alimentos - Não coma ou fume enquanto manipula os alimentos - Lave cuidadosamente os alimentos que vão ser consumidos crus (caso das alfaces ou da fruta), bem como os utensílios de cozinha e superfícies que contactam com os alimentos, como as bancas de cozinha - Não utilize os mesmos utensílios para alimentos crus e cozinhados; - Depois de confeccionados, os alimentos devem ser consumidos num curto espaço de tempo. As sobras devem ser conservadas no frigorífico, pois só assim se pode evitar a multiplicação de micróbios presentes nos alimentos.

Saúde&Beleza 20 set 2014  

Caderno Saúde&Beleza publicada na edição impressa de 20 de setembro de 2014 do DIÁRIO AS BEIRAS.

Saúde&Beleza 20 set 2014  

Caderno Saúde&Beleza publicada na edição impressa de 20 de setembro de 2014 do DIÁRIO AS BEIRAS.

Advertisement