Page 1

Gary Hershorn/Reuters

O presidente Obama disse aos EUA que vai dar uma chance para a Síria se desfazer do arsenal de armas químicas. Se a diplomacia falhar, o ataque, já engatilhado, será disparado. Defendeu tanto a guerra quanto a paz, acossado pelo Congresso que não o apoia e pressionado pela violação de limites a Assad que ele próprio se impôs. Pág. 7

Conclusão: 23h45

Ano 90 - Nº 23.955

www.dcomercio.com.br

Jornal do empreendedor

R$ 1,40

São Paulo, quarta-feira, 11 de setembro de 2013

Uma chance para a paz. Mas pronto para atacar. Evan Vucci/Reuters

Newton Santos/Hype

ZUMBA AMALDIÇOADA NA TERRA SANTA Dançar a Zumba está proibido pelos rabinos de Beitar Ilit, a 10 km de Jerusalém. Justificativas: o ritmo é "caliente" e os movimentos de partes do corpo, "indecentes". Rigorosos com a Torá, a sagrada lei judaica, erraram na geografia: a Zumba, atribuída ao Brasil, é colombiana. Nossa repórter foi encontrar quem a dança. Suavam, não pelo fogo do inferno, mas perdendo calorias. Faziam ginástica. Pág. 8

Questão de segurança Lembrando o 12° aniversário do ataque às torres gêmeas do World Trade Center, o presidente Obama diz que Estados Unidos não podem tolerar o terrorismo e as violações às leis internacionais, referindo-se à Síria. Pág. 7

Número 02 pede para sair do Trabalho Investigado pela Polícia Federal por suspeita de participação em desvio de verbas, Paulo Roberto Pinto pediu demissão do cargo de secretário-executivo do Ministério do Trabalho. Pág. 6 Stephen Lam/Reuters

Marcel Solimeo, 50 anos de ACSP. Artigo do economista fala das cinco décadas de atividade e lutas. Pág. 2

Azeitando Portugal Como a exportação de azeite está ajudando o país a sair da grave crise econômica. Pág. 18

Porta dos Fundos 'is open' A política e o dia a dia viram piadas no YouTube que fazem o brasileiro pensar. Pág. 6

Marcos de Paula/Estadão Conteúdo

Novos iPhones: pop e top da mesma macieira. Apple apresenta seu colorido e popular iPhone 5C de US$ 99, com corpo em policarbonato (acima), e seu top de linha 5S, que só é destravado com a impressão digital do usuário (ao lado). Pág. 11

Falta pouco para a máscara cair Mascarada de Dirceu, Clarissa Garotinho protesta na sessão que aprovou veto a máscaras em protestos no Rio. E Dirceu se diz "vítima da elite" na véspera de sessão decisiva no STF. Pág. 5

ISSN 1679-2688

23955

Página 4

9 771679 268008


DIÁRIO DO COMÉRCIO

2

o

quarta-feira, 11 de setembro de 2013

Concluí ainda que, sem ética e valores, a livre iniciativa não cumpre seu importante papel econômico e social. Marcel Domingos Solimeo

pinião

Fotos:Arquivo/DC

Marcel Solimeo (os óculos escuros tinham por objetivo dar um ar "mais velho" ao jovem economista) em 1965, entre o engenheiro Octávio Marcondes Ferraz, ligado ao setor elétrico, e o então presidente da ACSP, Daniel Machado de Campos: acompanhando os rumos do País.

sucessora revelou tendência de intervencionismo e aversão ao mercado, o que inibiu os investimentos. A estratégia adotada – de crescimento via consumo, com maior distribuição de renda e incentivos fiscais – se esgotou, o que tem levado o governo a buscar atrair o setor privado para a realização de investimentos para atacar as graves deficiências da infra estrutura, que vem sendo um fator de restrição ao crescimento.

E "Escolha o emprego que lhe dê prazer e nunca mais terá que trabalhar um dia em sua vida" (Provérbio oriental )

Constatei que não bastava apenas analisar a economia, ignorando a política, e que o Estado pode ser um grande indutor do desenvolvimento, mas este é produzido pelos empreendedores. Inversamente, a intervenção do Estado pode tolher a iniciativa privada se não for contido em suas funções e se não houver instituições que limitem seu poder. Concluí ainda que, sem ética e valores, a livre iniciativa não cumpre seu importante papel econômico e social. O Brasil, em 1963, era um país pobre, com cerca de 77 milhões de habitantes, a maior parte na zona rural, e um PIB da ordem de R$ 560 bilhões (em moeda de hoje). O

50 ANOS DE ASSOCIAÇÃO COMERCIAL

C MARCEL DOMINGOS SOLIMEO

ompleto hoje 50 anos de atividade na Associação Comercial de São Paulo. Agradeço a Deus pela oportunidade de trabalhar em uma entidade cujos princípios e valores sempre compartilhei, o que me levou a uma dedicação maior do que a simples obrigação profissional. Aprendi muito com Luís Mendonça de Freitas, diretor do Instituto de Economia, e com o professor Delfim Netto, então consultor, e na convivência com os empresários que integraram a entidade nesses anos. A Associação me propiciou também contatos com especialistas das várias áreas e uma tribuna para defender ideias, que é o Diário do Comércio. A primeira lição que aprendi foi que as teorias e modelos econômicos são muito úteis para análises, mas precisamos considerar a "ação humana" para entender a realidade.

País dependia quase exclusivamente do café para a obtenção de receitas de divisas. Nesses 50 anos, progrediu muito, sendo hoje uma das maiores economias do mundo, com PIB superior a R$ 4,5 trilhões, população na casa dos 200 milhões e renda per capita na casa dos US$ 12.000 ainda baixa em comparação com a dos países desenvolvidos, mas acima do dobro da registrada em 1963.

um período de grandes flutuações da economia e várias intervenções governamentais tentando debelar a inflação. Convivemos com oito moedas e sete planos de estabilização. O Plano Cruzado, o Cruzado II, o Plano Bresser e o Verão, e o mais traumático de todos, o Plano Collor, com o bloqueio dos recursos financeiros das empresas e dos cidadãos, e depois o Collor II – todos envolvendo congelamento de preços, " tablitas", controle de salários e promessas de corte de gastos nunca materializadas.

A

ntes do Plano Collor, o País editou uma nova Constituição, detalhista, casuística e xenófoba, e recorreu à moratória da dívida externa, que causou grandes estragos não só na nossa imagem como na economia. E, finalmente, chegamos ao Plano Real, que promoveu a estabilização monetária sem congelamentos, por meio de um sistema criativo de desindexação da economia, política fiscal e privatizações. Tivemos a Revisão Constitucional, que eliminou as restrições ao capital externo, mas não atacou os casuísmos que dificultam mudanças. O Plano Real ficou incompleto, pois não concluiu o ajuste fiscal, que previa a redução da dívida pública com a venda de

C

C

om a adoção do tripé de política econômica baseada em taxas de juros, câmbio flexível e Responsabilidade Fiscal, foram criadas condições para que o governo Lula, mantendo a política econômica e contando com um cenário externo altamente favorável, promovesse a retomada do crescimento, o ajuste externo, a acumulação de reservas, e aumentasse a distribuição de renda. Mas apesar de algumas reformas microeconômicas, o governo não aproveitou para atacar os problemas estruturais da economia. No segundo mandato, o governo Lula enfrentou bem a crise internacional de 2008, mas descuidou da política fiscal e não fez as reformas necessárias para assegurar o crescimento sustentado. Sua

onsiderando o quanto o País cresceu e se modernizou nesses 50 anos, acredito que se o Governo – Executivo, Legislativo e Judiciário – retirar as amarras que tolhem o setor privado, e cumprir suas funções, em especial no tocante à educação, os empresários saberão conduzir o Brasil a um novo patamar de desenvolvimento econômico e social. De minha parte, considero que "combati o bom combate" e espero, enquanto Deus me der forças, continuar lutando, na Associação ou fora dela, em defesa dos princípios e valores que entendo fundamentais para fazer do Brasil uma grande nação. MARCEL DOMINGOS SOLIMEO PRESIDE O INSTITUTO DE ECONOMIA

"GASTÃO VIDIGAL" DA ACSP

E

m 1964 começou um período de modernização institucional e de estabilização monetária, que, somadas a um cenário internacional favorável e a uma política inteligente de estímulo às exportações, levou ao chamado "milagre econômico" de 1968 a 1973, quando o País registrou expansão anual média do PIB de 11,2%, taxa que hoje se diria chinesa. Apesar disso, O Brasil viveu

Em 1978: coordenador de curso para formação de consultores, vindos de todas as partes do Brasil.

Presidente Rogério Amato Vice-Presidentes Alfredo Cotait Neto Antonio Carlos Pela Carlos Roberto Pinto Monteiro Cesário Ramalho da Silva Edy Luiz Kogut João Bico de Souza José Maria Chapina Alcazar Lincoln da Cunha Pereira Filho Luciano Afif Domingos Luís Eduardo Schoueri Luiz Gonzaga Bertelli Luiz Roberto Gonçalves Miguel Antonio de Moura Giacummo Nelson Felipe Kheirallah Nilton Molina Renato Abucham Roberto Mateus Ordine Roberto Penteado de Camargo Ticoulat Sérgio Belleza Filho Walter Shindi Ilhoshi

estatais – em parte, pelas fortes reações dos grupos que governam o País nos últimos dez anos. O segundo mandato de Fernando Henrique Cardoso, que deveria concluir o processo de estabilização e executar reformas, foi marcado por crises internacionais que levaram a uma grave situação cambial e obrigou a elevação das taxas de juros e a desvalorização do Real, afetando o crescimento econômico.

sse breve resumo revela como os empresários brasileiros conviveram, nesse período, não apenas com os riscos naturais da atividade empresarial mas também com os decorrentes das constantes intervenções do governo na economia, que afetavam negativamente os negócios, além da brutal elevação da carga tributária e da burocracia. Como economista da ACSP acompanhei todas essas intervenções, procurando interpretar os objetivos dos planos e suas possíveis consequências para as empresas, o que me leva a concluir que o empresário brasileiro é " sobretudo um forte."

Fundado em 1º de julho de 1924 CONSELHO EDITORIAL Rogério Amato, Guilherme Afif Domingos, João Carlos Maradei, Marcel Solimeo Diretor de Redação Moisés Rabinovici (rabino@acsp.com.br) Editor-Chefe: José Guilherme Rodrigues Ferreira (gferreira@dcomercio.com.br). Editor de Reportagem: José Maria dos Santos (josemaria@dcomercio.com.br). Editores Seniores: chicolelis (chicolelis@dcomercio.com.br), José Roberto Nassar (jnassar@dcomercio.com.br), Luciano de Car valho Paço (luciano@dcomercio.com.br), Luiz Octavio Lima (luiz.octavio@dcomercio.com.br), Marcus Lopes (mlopes@dcomercio.com.br) e Marino Maradei Jr. (marino@dcomercio.com.br). Editores: Cintia Shimokomaki (cintia@dcomercio.com.br), Heci Regina Candiani (hcandiani@dcomercio.com.br), Tsuli Narimatsu (tnarimatsu@dcomercio.com.br) e Vilma Pavani (pavani@dcomercio.com.br. Subeditores: Rejane Aguiar e Ricardo Osman. Redatores: Adriana David, Evelyn Schulke, Jaime Matos e Sandra Manfredini. Repórteres: André de Almeida, Karina Lignelli, Kety Shapazian, Lúcia Helena de Camargo, Mariana Missiaggia, Paula Cunha, Rejane Tamoto, Renato Carbonari Ibelli e Sílvia Pimentel. Editor de Fotografia: Agliberto Lima. Arte e Diagramação: José dos Santos Coelho (Editor), André Max, Evana Clicia Lisbôa Sutilo, Gerônimo Luna Junior, Hedilberto Monserrat Junior, Lino Fernandes, Paulo Zilberman e Sidnei Dourado. Gerente Executiva e de Publicidade Sonia Oliveira (soliveira@acsp.com.br) Gerente de Operações Valter Pereira de Souza (valter.pereira@dcomercio.com.br) Serviços Editoriais Material noticioso fornecido pelas agências Estadão Conteúdo, Folhapress, Efe e Reuters Impressão S.A. O Estado de S. Paulo. Assinaturas Anual - R$ 118,00 Semestral - R$ 59,00 Exemplar atrasado - R$ 1,60

FALE CONOSCO E-mail para Cartas: cartas@dcomercio.com.br E-mail para Pautas: editor@dcomercio.com.br E-mail para Imagens : dcomercio@acsp.com.br E-mail para Assinantes: circulacao@acsp.com.br Publicidade Legal: 3180-3175. Fax 3180-3123 E-mail: legaldc@dcomercio.com.br Publicidade Comercial: 3180-3197, 3180-3983, Fax 3180-3894 Central de Relacionamento e Assinaturas: 3180-3544, 3180-3176 Esta publicação é impressa em papel certificado FSC®, garantia de manejo florestal responsável, pela S.A. O Estado de S. Paulo.

REDAÇÃO, ADMINISTRAÇÃO E PUBLICIDADE Rua Boa Vista, 51, 6º andar CEP 01014-911, São Paulo PABX (011) 3180-3737 REDAÇÃO (011) 3180-3449 FAX (011) 3180-3046, (011) 3180-3983 HOME PAGE http://www.acsp.com.br E-MAIL acsp@acsp.com.br


DIÁRIO DO COMÉRCIO

quarta-feira, 11 de setembro de 2013

o

3

AS "RUAS" ESTÃO APENAS HIB ER NAN DO E PODEM VOLTAR A QUALQUER MOMENTO.

pinião

Sebastião Moreira/EFE

O PT QUE O POVO NÃO VÊ

É

mais um caso. Não é "o" caso. Existem dezenas, centenas, quase de forma permanente, de denúncias de transferência irregular de dinheiro público para petistas e organizações sociais ligadas a membros do partido. Dentre tantos desserviços que o petismo vem prestando ao País, aqui temos mais um gritante. Como se sabe, as ONGs – (Organizações Não Governamentais), nasceram para buscar suprir, por iniciativa da sociedade civil, o que o poder público não o faz, apesar dos impostos (escorchantes) que recolhe.

Riscos do auto engano

D

epois de sábado, o mundo político e governamental parece ter recobrado a confiança – e em alguns casos a prepotência e arrogância – dos tempos anteriores aos movimentos populares juninos. Afinal, a temida "maior manifestação de protesto de História do Brasil", ensaiada pelos mesmos grupos de levaram às ruas mais de um milhão de pessoas menos de três meses atrás, fracassou. Resumiu-se a um pequeno grupo de indivíduos de boa-fé que ainda se movimentaram no 7 de setembro e o lastimável bando de arruaceiros comandado pelos fascistoides do Black Block. Mostraram-se totalmente desnecessários tanto o cenho franzido da presidente Dilma durante o desfile do Dia da Pátria quanto o aparato de segurança para apartar as autoridades dos manifestantes – bem intencionados ou baderneiros.

A

interpretação corrente entre os caciques desse mundo é que as manifestações se esvaíram porque, com a autointitulada "agenda positiva" do Planalto e do Congresso Nacional não haveria mais razão para as ruas continuarem seu "ronco". As principais bandeiras das passeatas estariam sendo atendidas, seja pelo pacto de cinco pontos de Dilma, cujo carro-chefe no momento é o programa Mais Médicos quanto por alguns projetos, ainda inconclusos, votados na Câmara e no Senado. Os "novos satisfeitos", porém, podem estar enredados num processo de autoengano

fato real é que as condições que levaram às manifestações de dois meses e meio atrás, cujo estopim, só o estopim, foi o aumento dos transportes públicos em algumas capitais, não foram ultrapassadas; estão apenas latentes, adormecidas. A tal "agenda positiva" ou ficou no plano das boas intenções e do marketing ou está incompleta. Ou, pior ainda, esquecida, como se viu dias atrás, com a recusa da Câmara de cassar o mandato do deputado Natan Donadon (sem partido-RO), mesmo condenado a 13 anos de prisão por corrupção e cumprindo a pena em regime fechado, ou seja, atrás das grades, no presídio da Papuda, em Brasília. Não é também errado supor que, com outro fato motivador, como no caso do aumento dos transportes, as ruas voltarão a urrar.

nal de fazer política e de governar e o temor da volta da inflação, do aumento do desemprego e da perda do poder de consumo adquirido recentemente. Do lado mais imediato da economia, o governo ficou sem massa de manobra. Não tem, por exemplo, condições para ajustar o preço dos ônibus e metrô nem subir a gasolina e o óleo diesel, para não despertar novos descontentamentos. Tem de administrar, no fio da navalha, a questão cambial, exatamente para não deixar que tenha reflexos na inflação, mesmo que a indústria brasileira continue pagando caro por isto. São raros os especialistas que não veem na desvalorização do real a única saída a curto prazo para dar mais poder de competição aos produtos brasileiros, já que os outros empecilhos – como logística lastimável e educação deficiente – não são solucionáveis de um dia para o outro.

A

C

quebra- quebra.

O

JOSÉ MÁRCIO MENDONÇA

ao acreditar, como disse a presidente em discurso sexta-feira, no contexto da economia, que "o pior já passou". Um olhar mais atento mostraria que o esvaziamento das manifestações é consequência direta do recrudescimento da violência e do vandalismo dos grupos radicais, que passaram a aproveitar a ocasião para agressões e provocações.

J

á no fim de junho esse refluxo era perceptível. As pesquisas de então indicaram apoio maciço às passeatas – mais de 80% – e ao mesmo tempo repúdio ao vandalismo. Assim, não é errado supor que a convocação para o 7 de Setembro pelas redes sociais, que dava a impressão que teria forte adesão, tenha fracassado pelo temor de conflitos e

realidade é que o governo, principalmente, ficou preso numa grave armadilha desde que se viu que o combustível que acendeu o fogo de junho tinha duas fontes: a insatisfação difusa com o modo nacio-

Um olhar mais atento mostraria que o esvaziamento das manifestações é consequência direta do recrudescimento da violência e do vandalismo dos grupos radicais.

riam-se então situações como a relatada pela filial brasileira da Mercedes Benz: os caminhões produzidos pela empresa no Brasil já não estão sendo vendidos para o Chile, agora saem da Alemanha, tudo por causa do custo do transporte. Incrível. Tudo isso mostra o autoengano de crer que o "pior já passou". As "ruas" estão hibernando e podem voltar a qualquer momento. Ou, o que será mortal para muitos, podem dar o seu recado silenciosamente, nas urnas, em 2014. JOSÉ MÁRCIO MENDONÇA É JORNALISTA E ANALISTA POLÍTICO

MAIS ORDEM NO MERCADO ARISTÓTELES DRUMMOND

C

laro que o mercado deve regular os preços. Mas algum limite deve ser dado, para que o consumidor possa se orientar e planejar sua vida. Na aviação, as coisas andam confusas, com o prejuízo das empresas passando aos preços por vezes exorbitantes e o caos nos aeroportos. Para evitar abusos em certos dias e horas ou condições de compra, os voos domésticos deveriam ter um preço limite para cada trecho operado. Também choca a omissão do governo no que toca ao mercado acionário, esvaziado de boa parte dos investidores estrangeiros

e nacionais por falta de estímulo – o que poderia ser resolvido com a retirada do imposto que incide sobre a valorização dos papéis, procedimento inédito no mundo capitalista. Tributar o ganho na valorização do papel desestimula o risco e o mercado é de risco.

C

erca de 20% das famílias estão protegidas por planos de saúde privados. Mas os custos são tão altos, que, em breve, as mensalidades ficarão impagáveis ou as empresas do setor começarão a desistir do negócio.

O

setor de energia vive um momento delicado. Os reservatórios das novas usinas são pequenos, sem garantia de poder enfrentar um ano menos chuvoso com certa tranquilidade. O uso intensivo das termoelétricas já mostrou ser de alto custo. Quanto às empresas, que sofrem com a inadimplência, poderiam passar a recolher o ICMS pelo recebido e não pelo faturado, como hoje. São medidas simples, que precisam apenas de vontade política e entendimento. ARISTÓTELES DRUMMOND É JORNALISTA E VICEPRESIDENTE DA ASSOCIAÇÃO COMERCIAL DO RJ.

O

petismo descobriu que apoiando projetos dessas ONGS, especialmente as de fachada, criadas para iludir e encobrir manobras irregulares de uso do dinheiro público poderia transferir recursos do Tesouro e dos demais órgãos oficiais, para bolsos particulares, entendendo, como sempre entendem os vilões, que jamais seriam descobertos. Por isso este é só mais um caso. Escandaloso, claro. A notícia saiu no Estadão do último sábado: "Fundação Banco do Brasil dá 36 milhões de reais a ONGs ligadas ao PT". E descreve em detalhes as operações fraudulentas, os nomes dos envolvidos e suas ligações com o petismo.

PAULO SAAB

O povo não vê o verdadeiro PT, mas apenas o discurso bonito, a propaganda das "realizações" do governo Lulilma – quase nenhuma delas realidade de fato.

publicitárias, é um dos criminosos condenados pelo STF no Mensalão). Imagine o leitor: se num convênio mequetrefe, R$ 36 milhões são destinados a projetos e organizações de fachada, quanto dinheiro (que falta para os hospitais, estradas, segurança pública, escolas) não estará alimentando companheiros esfomeados de recursos do povo? Isso não chega ao povo. Esse PT o povo não vê.

PT

É

exasperante a forma, desprovida de qualquer pudor, com que na era lulilma petistas e aliado$ do oca$ião têm enfiado a mão no dinheiro dos brasileiros, sem freio à vista. Sem falar que a campanha eleitoral feita pela presidente Dilma em cadeia nacional de TV e rádio, a título de Dia da Independência, é de um amoralismo acintoso. A Justiça Eleitoral fica calada. E a oposição é tão medíocre como oposição, quanto o governo é como governo. Como esperar, então, diante de tudo isso e de um Congresso desmoralizado, de um STF sob a possibilidade de reverter a condenação dos petistas criminosos do Mensalão, que não se roube descaradamente onde e como for possível?

A

questão é que isso o povo não vê. O povo só vê a propaganda das "realizações" do governo Lulilma – quase nenhuma delas realidade. O povo vê o discurso bonito, produzido, de fazer inveja à Hollywood, onde se contam inverdades que mostram a nossa realidade como um paraíso sobre a Terra. E a roubalheira corre solta... Desta vez, com dinheiro público do Banco do Brasil, aparelhado, transformado em trincheira do banditismo no poder (o ex-diretor de marketing do BB, responsável por destinação de verbas

A

oposição ao petismo no país é tão medíocre, tão insossa, tão inoperante, que a esperança que nasceu com os movimentos de rua pode se esvaziar na transformação das reivindicações justas em repulsa aos baderneiros, que não se sabe de fato quem são. Podem ser até infiltrados para desviar a atenção. Mas o governo Lulilma está bem aparelhado de competentes publicitários, que f ariam inveja a Goebbels.

C

onseguem, pela incompetência da oposição, pela tibieza de nossa mídia – também dependente das verbas públicas – transformar todos os limões de sua ação, geralmente infratora, em limonadas cheias de açúcar, com a qual adoçam de mentiras e meias verdades a boca da população ignorante. Ouvi da boca de uma pessoa que, no interior do País, a população de uma pequena cidade votou em peso em Dilma porque se espalhou na cidade, com estardalhaço, que Serra ia acabar com a Bolsa Família... Estou ainda resistente, mas começando a achar que o Brasil merece ter os companheiros no poder. PAULO SAAB É JORNALISTA E ESCRITOR


DIÁRIO DO COMÉRCIO

4

)KDC7O

Responsável pela segunda MAIS: é da igreja batista maior venda de Playboy (1,2 milhão), Suzana Alves, a Tiazinha , 35 anos, virou evangélica.

gibaum@gibaum.com.br

e pensa em virar pastora. A recordista Joana Prado, a Feiticeira (1,3 milhão) já é evangélica.

2 “A adoção do voto aberto, para a oposição, é mais que um tiro no pé: Todo mundo espia é um tiro no ouvido.”

ALOYSIO NUNES FERREIRA // líder do PSDB no Senado, sobre mudanças nas votações do Congresso.

Fotos: Paula Lima / Divulgação

Caçando o espião Até domingo, com as matérias do Fantástico, ninguém sabia qual o nome do espião (é um codinome, claro) da NSA americana, que vinha monitorando mensagens de Dilma Rousseff, assessores, ministros e agora, a Petrobras (Embrapa também e deverá ser um novo round da Globo no domingo que vem). Exame minucioso identificou nome que estava na tela: Antonio Veloz. A Abin – Agência Brasileira da Inteligência agora quer rastrear o codinome do espião e agente da NSA para determinar a verdadeira identidade dele. Relatório detalhado será entregue a Dilma Rousseff e, na seqüência, o Itamaraty fará novo questionamento junto ao serviço secreto americano. A Abin não descarta também a possibilidade de um brasileiro inflitrado.

Malu Barreto e o artista plástico Vik Muniz (os dois, na primeira, foto à esquerda) abriram as portas de sua casa, no Rio, para um jantar comandado pela Pace Gallery. A galeria, que representa Alexandre Calder e vendeu a obra mais cara na ArtRio (R$ 18 milhões), representará Vik Muniz na Frize Art Fair, em outubro, em Londres. Entre os convidados, da segunda foto à esquerda para a direita; Bia Aydar e Charlene Shorto (ela trabalhou anos com Valentino); Mariana Ximenez, Guilherme Fiuza e Narciza Tamborindeguy; e Alinne Moraes e Bebel Gilberto.

Jantar com arte

O Dia D dos mensaleiros é hoje, quando o Supremo decidirá sobre a pertinência dos embargos infringentes, que divide a Alta Corte. Se acolhidos, permitirão a José Dirceu, José Genoíno e João Paulo Cunha ter alguns aspectos da condenação revistos. O resultado é totalmente imprevisível: nos bastidores do STF aposta-se que, qualquer que seja a decisão, será por maioria apertada de votos. Por outro lado, a aposentadoria por invalidez do deputado José Genoíno (PT-SP), é considerada direito liquido e certo pela Mesa da Câmara. A junta médica da Casa não contestará o lado assinado por Roberto Kalil, cardiologista de Lula e Dilma, do Instituto do Coração. Embora condenado, ele escapará da cassação e receberá integralmente o salário de R$ 26,7 mil mensais.

O Dia D dos mensaleiros

BAIANIDADE

Trabalho escravo Os de melhor memória estão lembrando que, em 2007, num artigo para o jornal Granma, Fidel Castro acusava o Brasil de “trabalho escravo” na produção de etanol, denunciando que os lavradores não tinham “registro em carteira, equipamentos de proteção, água e alimentação suficiente”. E resmungava que os agrocombustiveis “contaminam o solo” e ajudam a produzir “mais fome no mundo”. Os médicos cubanos que estão no Brasil ganham 7% do salário contratado com o governo cubano, tem passaporte controlado e nenhum direito trabalhista. Férias e 13º mês, nem pensar.

DEMITIDA Contratada do SBT há dez anos (ela surgiu na Casa dos Artistas), Analice Nicolau, 35 anos, que começou apresentando lá o chamado Jornal das Pernas, ao lado de Cintia Benini, que também participara do reality show, acaba de ser demitida da emissora de Silvio Santos, devido a sucessivos atrasos. Ela chegou a ancorar o SBT Manhã e depois, o SBT Noticias Breves. Na semana passada, a propósito, o mesmo SBT demitiu 60 profissionais. Em 2001, para quem tem memória curta, Analice protagonizou capa e recheio da revista Sexy.

AMEAÇA Eduardo Gaievski, exassessor da Casa Civil, preso há duas semanas sob acusação de ter praticado 23 estupros de meninas entre 12 e 14 anos, alterna período de depressão e fúria na cadeira. Ninguém esboçou a menor defesa para ele, figura em ascensão no PT e cotado para coordenador da campanha de Gleisi Hoffmann ao governo do Paraná. Gaievski sente-se traído e abandonado e considera a possibilidade de abrir a boca. “Se eu falar, a casa cai” – é sua advertência para os raros companheiros que foram visitá-lo.

MISTURA FINA ATÉ AGORA, está suspensa a missão diplomática precursora, que já deveria ter embarcado para os Estados Unidos, com a tarefa de preparar a viagem de Dilma Rousseff a Washington.

PAULINHO Pereira da Silva garante que o Solidariedade terá a quinta bancada da Câmara: só do PDT, levaria nove deputados. E mais um dos PPS, dois do PP, dois do DEM, três do PSDB, três do PMDB, quatro do PSD e seis de outros partidos. Pelo menos, é a conta dele.

Depois de severa dieta sem alimentos com glúten e lactose, associada a uma rotina de exercícios físicos, a atriz Carol Castro, 29 anos, reaparece na capa e no recheio da nova edição de Corpo a Corpo, com seis quilos a menos e em grande forma. “Passei muito tempo abusando de besteiras. Agora, sou uma nova Carol”. Os carboidratos (quase todos) também foram deixados de lado. Ela está no elenco de Amor à Vida na pele da advogada Silvia e acrescenta ainda que participar da Dança dos Famosos também contribuiu para perder peso.

A nova Carol

Rota de espionagem Desde o inicio dos anos 2000, quando foram descobertos relatórios do Echelon, mensagens interceptadas em todo o planeta pelos órgãos de espionagem americana passam (cerca de dois milhões por hora) pela ilha Ascensão, de colonização britânica, a cerca de 2,5 mil quilômetros do Recife, no Atlântico Sul. A posição da ilha é estratégica: fica a meio caminho dos continentes africano e sul-americano. Depois, os dados são enviados para Maryland, nos Estados unidos, onde um programa chamado Prism, decodifica tudo. São dados vazados pelo jornalista Glenn Greenwald.

A ATRIZ Carolina Ferraz está mergulhando em pesquisas sobre sopas e batatas, que serão temas de seu segundo livro de culinária, com lançamento previsto para o começo do ano que vem. No final deste ano, sai nova edição de seu primeiro livro, Na Cozinha com Carolina , com mais receitas inéditas. A atriz está em cartaz em São Paulo com a peça Três Dias de Chuva .

/ IN

Perfil atlético.

/

Depois de Cid Gomes, que resolveu fazer uma reforma no secretariado do governo cearense, logo será a vez de Jaques Wagner, governador da Bahia, fazer a mesma coisa. Na reforma baiana, extinguirá algumas secretarias e ainda não decidiu quem apoiará para seu sucessor (só o PT tem três candidatos). Ele quer ficar até o último dia no governo, acredita que será um dos coordenadores da campanha de Dilma e – e nem poderia ser diferente – espera virar ministro caso ela seja reeleita.

Está na edição online do espanhol El País, que acompanha a novela da espionagem americana no Brasil: há alguns anos, o governo dos Estados Unidos recomendou que a população não comprasse celulares das marcas chinesas Huawei e ZTE. Eles continham fragilidades impostas pelo governo de Pequim para que fossem facilmente invadidos pela espionagem oficial. O jornal emenda dizendo que alguma coisa parecida é feita, hoje, por Washington e Londres. E até acha que os russos, se já não conseguiram, estão perto de ter resultados semelhantes.

OUT

Tipo esquálida.

Namorada de Padilha O ministro da Saúde, Alexandre Padilha, tem 42 anos e Mila Neiva Ferreira, piauiense, que trabalha na liderança do PMDB na Câmara, tem 25 anos e ele se declara “apaixonadíssimo” por ela, sua namorada. Ela mora no Sudoeste de Brasília com a família e ele, num apartamento funcional, sozinho (tem outro em São Paulo). No desfile de Sete de Setembro, no palanque principal, os dois trocavam carinhos, um pouco atrás da presidente Dilma. Eles não falam sobre a possibilidade de casamento, caso ele se eleja governador de São Paulo. Padilha ensinou Mila a dançar carimbó e coco. E quem conhece sua jovem namorada, não resiste e lembra, brincando o antigo personagem de Jô Soares, repetindo o bordão: “Vai pra casa, Padilha!”

PAULO Skaf, presidente da Fiesp e pré-candidato ao governo de São Paulo, vai lançar a candidatura do empresário Mario Cesar Martins de Camargo a deputado estadual pelo PMDB. Ele tem presença na entidade e uma gráfica em Guarulhos, a Bandeirantes, que atravessa uma situação pouco confortável.

UM DOS mais respeitados nomes da cardiologista nacional (e mesmo internacional), José Antonio Ramires, do Instituto do Coração, acaba de inaugurar um blog, onde fala de tudo, de medicina à política brasileira. Para acessar: www.jaframires.com.br .

AMIGOS de Natal Donadon postaram, no fim de semana, no Facebook, foto do deputado preso ao lado do ex-presidente Lula, os dois em frente a um avião da FAB.

Colaboração:

Paula Rodrigues / Alexandre Favero

quarta-feira, 11 de setembro de 2013


p

DIÁRIO DO COMÉRCIO

quarta-feira, 11 de setembro de 2013

5 CARTAZES E FAIXAS PROIBIDOS A Câmara dos Deputados proibiu a entrada de pessoas com cartazes ou faixas, e restringiu o número de visitantes. Não poderão ser mais de 1.770. Atualmente, entre 8 mil a 10 mil pessoas passam por lá em dias de maior movimento.

olítica Marcos de Paula/ EC

Embargos que podem eternizar o Mensalão Ministro do STF diz que processo terá 'duração indefinida' se aceitar infringentes

O

ministro do Supre- to). Dos 25 condenados na ação mo Tribunal Fede- penal, as penas de 22 foram r a l ( S T F ) G i l m a r mantidas. Dois tiveram tempo Mendes afirmou de prisão reduzido (Breno Fisontem que, se os embargos in- chberg e João Cláudio Genu) e fringentes forem aceitos, os um teve a punição convertida processos em andamento na em prestação de serviços à coCorte, como a ação munidade (Enivaldo penal do Mensalão, Quadrado). poderão ter "duraO STF começou a ção indefinida". julgar a validade dos Os embargos inembargos infringenfringentes são retes na quinta, mas a cursos que podem conclusão foi adiada levar a novo julgaPelo menos para hoje. O único a mento no crime no votar foi o presidenrezemos qual o condenado te do tribunal, Joapara que tenha obtido ao mequim Barbosa, relanão nos quatro votos fator do processo. Ele percamos voráveis. entendeu que o reOs condenados no curso foi revogado e o senso do processo do Mensaaceitá-lo seria uma ridículo. lão querem entrar forma de "eternizar" com o recurso, mas GILMAR MENDES o processo. o presidente do STF, O ministro Gilmar Joaquim Barbosa, Mendes, que tamentendeu que eles não são ca- bém é contra esse tipo de recurbíveis. Agora a decisão será so, mas ainda não votou, defentomada pelo plenário. de que a Corte não perca o "senNa semana passada, o tribu- so do ridículo", uma vez que nenal terminou a fase de julga- nhuma outra Corte do mundo mento dos embargos de decla- tem esse tipo de recurso. ração – recursos para contestar "Veja que isso (embargos inomissões, contradições ou obs- fringentes) leva exatamente à curidades no acórdão (docu- duração indefinida de procesmento que resumiu as decisões sos com todas as consequêntomadas durante o julgamen- cias, começa a ter discussão

sobre prescrição (quando o crime não pode mais ser punido), não faz sentido. Você nota que não tem em outros lugares. Eu sempre digo que a gente tem que rezar para não perder o senso de Justiça. Mas se Deus não nos ajuda, pelo menos que rezemos para que não percamos o senso do ridículo." O Supremo decidirá se os infringentes são válidos, já que não constam da lei que regula as ações no STF. O ministro evitou falar prazos. "Depende sempre do ritmo. Tem dia que a gente pensa que vai andar lentamente, mas acaba tendo desenvolvimento. (...) Não ouso fazer prognóstico. Em suma, seja lá o que Deus quiser." Dos 25 condenados, 12 teriam direito aos infringentes: João Paulo Cunha, João Cláudio Genu e Breno Fischberg, que nas condenações por lavagem de dinheiro tiveram ao menos 4 votos a favor. Outros 8 condenados (José Dirceu, José Genoino, Delúbio Soares, Marcos Valério, Kátia Rabello, Ramon Hollerbach, Cristiano Paz e José Roberto Salgado) foram condenados por formação de quadrilha por 6 votos a 4. (Agências)

Genoino: 4 mil assinaturas de apoio. Advogados do petista anexam manifesto ao processo do Mensalão.

O

s advogados do deputado federal José Genoino (PT-SP) anexaram ao processo do Mensalão um manifesto no qual mais de 4 mil pessoas apoiam o petista que foi condenado a 6 anos e 11 meses de prisão e, na semana passada, pediu aposentadoria por invalidez. Intitulado "Nós estamos aqui!", o manifesto sustenta que Genoino "traduz a história de toda uma geração que ousa sonhar com liberdade, justiça e pão". No texto, artistas, juristas, políticos e escritores, afirmam: "Estamos aqui, mostrando nossa cara, porque nos orgulhamos de pessoas como ele, que dedicam sua vida para construir a democracia." Entre os apoiadores estão a

T

ministra da Cultura, Marta Suplicy, os atores Paulo Betti e José de Abreu e o cineasta Luiz Carlos Barreto. No julgamento recente no qual o STF confirmou a pena imposta a Genoino, o ministro Luís Roberto Barroso disse: "Lamento condenar um homem que participou da resistência à ditadura no Brasil, em um tempo em que isso exigia abnegação e envolvia muitos riscos. Lamento condenar alguém que participou da reconstrução democrática do País. Lamento, sobretudo, condenar um homem que, segundo todas as fontes confiáveis, leva uma vida modesta e jamais lucrou financeiramente com a política." Os advogados de Genoino informaram que agora não

apresentarão memoriais defendendo a validade dos embargos infringentes, recursos apresentados por parte dos condenados para tentar garantir direito a um novo julgamento. Simone recorre – Advogados de Simone Vasconcelos, exdiretora de agência de publicidade e condenada a 12 anos, 7 meses e 20 dias de prisão, sustentaram em documento encaminhado ao STF que o regimento interno do STF prevê a possiblidade de condenados apresentarem embargos infringentes. Sustentam que o regimento interno do Supremo passou por uma série de modificações nos últimos anos e nenhuma delas revogou o artigo que prevê os embargos infringentes. (EC)

GAROTINHA PROTESTA – A deputada estadual (e filha de Anthony Garotinho), Clarissa Garotinho (PR-RJ), usou uma máscara do ex- ministro José Dirceu e exibiu um cartaz com a frase "PT é Mensalão" ontem durante a aprovação do projeto de lei que proíbe o uso de máscaras em manifestações, no Estado do Rio.

Dirceu, reconhece erros, mas não destes que o acusam. Rocha Lobo/ Estadão Conteúdo

O

ex-ministro José Dirceu não considera a possibilidade de análise de embargos declaratórios no Mensalão – o tema deve ser retomado hoje, na última etapa do julgamento. Dirceu foi entrevistado na manhã de ontem a um programa da Fundação Perseu Abramo, centro de estudos vinculado ao PT, com transmissão ao vivo pela internet. "Fui o principal alvo da inveja de setores da elite desse País que não se conformam com a liderança do Lula no mundo e a vitória de Dilma. Fui escolhido para ser símbolo dessa mágoa, inveja e ódio disseminados em parte da sociedade contra nós." Dirceu afirmou que reconhece seus erros, mas refutou as acusações que o levaram a ser condenado a 10 anos e 10 meses de prisão pelo STF. Dirceu falou sobre a conjuntura do País e sobre temas econômicos. O Mensalão só foi mencionado no último bloco da entrevista, com perguntas de internautas. Foi quando ele classificou a denúncia do Men-

salão como "indébita e vazia" e voltou a mencionar a possibilidade de recorrer a cortes internacionais para questionar o julgamento do STF. "Amanhã (quarta) ou quinta teremos mais um capítulo, talvez o último... não o último, porque depois temos revisão criminal, as cortes internacionais. Vou continuar defendendo o PT e o governo." Dirceu agradeceu as manifestações de solidariedade de petistas e militantes de esquerda e disse: "Evidentemente que cometi muitos erros e sou responsável por muitos desses erros. Mas nos dos que me acusam agora. Desses que me acusam, jamais". Sem provas – O ex-ministro afirmou que a cassação de seu mandato como deputado federal em 2005, quando retornou à Câmara ao deixar a Casa Civil devido ao Mensalão, como "uma nódoa, uma mancha na história do Congresso Nacional". Ele disse ter sido perseguido também ao começar a atuar como consultor após perder os direitos políticos. "Fizeram de tudo para eu não

Dirceu: "Fui alvo de inveja". poder trabalhar, para que eu virasse um exilado dentro do Brasil ou saísse do país. Mas me obrigaram a trabalhar como advogado e consultor, porque cassaram meu mandato sem provas." José Dirceu disse que fica "indignado" com especulações de que possa deixar o País, pedindo asilo político no exterior, para fugir da prisão. Afirmou que sua paixão é o Brasil e evocou seu retorno ao País na clandestinidade, no regime militar, para dizer que não pretende fugir. (Agências)

O fantasma de Toninho do PT

D

oze anos após o assassinato do prefeito de Campinas , o Toninho do PT, a família anunciou que vai denunciar o governo brasileiro à Organização dos Estados Americanos (OEA) por omissão no caso. O advogado da família, William Ceschi, vai argumentar que o Ministério da Justiça negou pedido de

entrada da Polícia Federal para investigar a morte, que até hoje é considerada um crime banal. Uma força-tarefa criada um ano atrás pelo governo do Estado para investigar o caso também está parada. Toninho do PT foi assassinado no dia 10 de setembro de 2001, quando saía de um shopping de Campinas de

carro. Os criminosos atiraram três vezes contra o carro dele. A família aponta crime político. Para a viúva, Roseana Garcia, ele contrariou interesses de diversos grupos quando foi prefeito. Às 17h30 desta terça-feira, houve missa no local onde o prefeito foi morto, aos pés da estátua em sua homenagem. (EC)

Joel Rodrigues/ Folhapress

Dilma recupera parte da popularidade perdida

rês meses depois da eclosão das grandes manifestações de rua e do derretimento de sua popularidade, a presidente Dilma Rousseff, conforme pesquisa divulgada ontem pela Confederação Nacional do Transporte (CNT), conseguiu recuperar parte do terreno perdido e experimenta um crescimento significativo na aprovação ao programa "Mais Médicos", que se tornou uma de suas maiores apostas. Segundo o levantamento, do instituto MDA Pesquisa entre os dias 31 de agosto e 4 de setembro, o governo Dilma é aprovado por 38,1% dos entrevistados. A avaliação pessoal do desempenho da presidente está em 58%. A última pesquisa, feita em julho, e que

49,6 por cento disseram acreditar que o Mais Médicos solucionará os graves problemas de saúde do País já contabilizava os efeitos das manifestações, apontava uma aprovação de 31,3% ao governo Dilma. No início de junho, logo antes da eclosão das manifestações, esse índice era de 54,2%. Na avaliação do desempenho pessoal de Dilma, o levantamento anterior também apontava forte que-

da. No intervalo de um mês, sua popularidade caiu de 73,7% para 49,3%. Os índices divulgados ontem, portanto, apontam uma recuperação de cerca de 20 pontos percentuais na aprovação do governo em relação aos números pré-manifestações. A pouco mais de um ano das eleições presidenciais, em que Dilma tentará a reeleição, as pesquisas seguem favoráveis à sua candidatura, embora sem uma zona de conforto significativa. Ela não seria eleita em primeiro turno. Dilma aparece com 36,4% das intenções de voto. Marina Silva vem com 22,4%. Aécio Neves (PSDB) manteve os mesmos 15,2% do levantamento anterior e Eduardo Campos (PSB), ficou com

5,2%. Na pesquisa de julho, Dilma tinha 33,4%, Marina (20,7%), Aécio (15,2%) e Campos (7,4%). O número de votos nulos e brancos, além daqueles que não votariam em nenhum dos nomes apresentados, chegava a 17,9%. Mais Médicos – O Programa Mais Médicos, criticado pela oposição e entidades médicas recebeu a simpatia de 73,9% quanto à contratação de médicos estrangeiros. Em julho, eram 49,7% aqueles que se diziam favoráveis à medida. Além disso, 49,6% dizem acreditar que o programa do governo solucionará "os graves problemas de saúde do País". A pesquisa foi realizada com 2.002 eleitores, em 135 municípios. A margem de erro é de 2,2 pontos. (Folhapress)

Apesar da melhora nas pesquisas, Dilma não seria eleita em 1º turno.


p

DIÁRIO DO COMÉRCIO

6

quarta-feira, 11 de setembro de 2013

Tem de ser engraçado, antes de vender alguma coisa. Gregório Duvivier, ator da trupe Porta dos Fundos

olítica

Maurício Lima/The New York Times - 22/08/2013

Membros da trupe de comédia Porta dos Fundos, gravando vídeos para a internet.

A trupe que está fazendo o Brasil pensar O programa de humor satírico brasileiro Porta dos Fundos, veiculado no YouTube, tem alguns vídeos políticos que já foram vistos mais de 5,4 milhões de vezes. Simon Romero New York Times

E

nquanto as maiores cidades brasileiras eram agitadas por protestos contra o governo, a presidente, visivelmente irritada, convocou os principais líderes políticos para uma reunião de emergência e anunciou uma concessão derradeira para acalmar a fúria nas ruas. "Acho que as coisas chegaram a um nível em que devemos agir, assim acho que precisamos reduzir a roubalheira", ela afirmou a uma mesa de reunião cheia de homens de terno, diante das câmeras. Perplexos, os homens explicaram que furtar menos dos cofres públicos – ainda que um pouquinho só – não era possível, dado o eleitorado importante a agradar, como bancos e as construtoras gigantescas responsáveis pelos estádios da Copa do Mundo de 2014. Um deles alegou que quando o governo começasse a construir escolas, hospitais e estradas com o dinheiro público, ele se veria forçado a continuar assim de maneira indefinida. "Acabei de comprar um jatinho particular", diz uma alta autoridade cabisbaixa, colocando a mão na cabeça e lamentando o pedido da presidente para controlar o roubo. Intitulado "Reunião de Emergência", o vídeo foi visto mais de 5,4 milhões de vezes desde junho, sendo apenas um entre as dezenas de esquetes cômicas populares encenadas nos últimos 12 meses

pela Porta dos Fundos, trupe humorística brasileira cujo canal na YouTube figura entre os que mais crescem no mundo. Assim como nos EUA e em outros países, novos empreendimentos na internet estão questionando empresas famosas em vários segmentos econômicos no Brasil, mas poucas ações brasileiras na internet capturaram e perturbaram o público como a Porta dos Fundos, com vídeos satíricos questionando como a sociedade brasileira reflete sobre temas como religião, drogas, política, sexualidade e corrupção.

O humor ajuda a pensar certos temas. Tudo que Porta dos Fundos faz é detalhista e concentrado na qualidade. FEDERICO GOLDENBERG Antonio Tabet, 39 anos, um dos cinco parceiros que criaram a Porta dos Fundos em 2012, declarou que muitos brasileiros, apesar da onda enorme de protestos nas ruas pelo País este ano, ainda são "cordeirinhos", com tolerância arraigada à corrupção política e até a escândalos envolvendo o clero. "Nosso trabalho tem a ver com acordar as pessoas." Todos na casa dos 20 ou 30 anos, os fundadores em grande medida já trabalharam como cômicos, roteiristas e diretores de redes de televisão

brasileiras, mas se irritaram com as limitações criativas do setor, vendo nos vídeos curtos para a internet um meio para se expressar livremente. O produto final – muitas vezes repleto de exclamações – explora temas que podem ofender anunciantes e executivos da televisão. Um vídeo de sucesso em agosto, "Oh, meu Deus!", mostra uma mulher passando por um exame ginecológico quando o médico e outros membros da equipe repentinamente veem a imagem de Jesus entre suas pernas, gerando vigília prolongada à luz de velas por parte dos médicos, enfermeiras e devotos, enquanto ela continua na mesa de exame, com as pernas abertas e elevadas. O vídeo tinha a intenção de tirar sarro dos avistamentos de imagens religiosas nos mais diversos lugares. Nem todos acharam divertido. Um congressista famoso, Marco Feliciano, que também é pastor evangélico, criticou, o grupo e o vídeo no Twitter. "Falar de Jesus Cristo dessa forma desrespeitosa é humilhante. " E acrescentou que estava pedindo à Polícia Federal para investigar se o vídeo desobedecia à lei. "É uma afronta a todos os cristãos, católicos, evangélicos, protestantes, anglicanos, pentecostais e neopentecostais. Não se deve mexer com a fé do povo." PAÍS DA PIADA PRONTA Já o Porta dos Fundos afirmou não ter ficado surpreendido com a reação de Feliciano, que virou alvo de críticas por comentários considera-

dos homofóbicos e racistas. "Se alguém tem de responder por crimes de ódio, é ele", diz Gregório Duvivier, 27, ator e um dos fundadores da trupe. Sem dúvida, o Brasil oferece o tipo de ambiente no qual um empreendimento como o Porta dos Fundos pode prosperar. Há pouco tempo, o País ficou em 2º lugar, atrás apenas dos EUA, em número de usuários do Facebook e do Twitter, refletindo o uso efervescente da mídia social. Humoristas e escritores independentes também costumam se sentir livres para forçar os limites da liberdade de expressão na maior democracia da América Latina. Quando não estão filmando vídeos, os parceiros de Porta dos Fundos são sérios e sinceros ao explicar o trabalho. Fábio Porchat, 30 anos, humorista da trupe e talvez o integrante mais famoso, diz se inspirar em uma série de fontes, incluindo o grupo britânico Monty Python, Luís Fernando Veríssimo, escritor e cartunista brasileiro, o dramaturgo britânico Harold Pinter e "South Park", o desenho animado para adultos norte-americano. "O humor ajuda a pensar certos temas", garante Porchat, que tem mais seguidores no Twitter do que Romário, a lenda brasileira do futebol sem papas na língua que agora é deputado federal. "Dá para entender um pouquinho melhor sobre o que está acontecendo com um tema quando rimos dele." Enquanto provoca controvérsia, Porta dos Fundos também vai ganhando dinheiro. Trabalhando estreitamente

com o YouTube, o empreendimento saltou, em seu primeiro ano de existência, para o quinto lugar entre os canais de humor do site no mundo inteiro, e é o canal mais popular de qualquer tipo no Brasil, com mais de cinco milhões de assinantes. Nem Porta dos Fundos nem seu canal o YouTube contam qual é a receita em publicidade que o vídeo gera, mas a trupe afirmou que a operação é rentável, tendo crescido de 10 funcionários, em 2012, para 34 agora, além de passar a produzir comerciais para empresas brasileiras e multinacionais.

Dá para entender um pouquinho melhor sobre o que está acontecendo com um tema quando rimos dele. FÁBIO PORCHAT COTIDIANO MORDAZ "Eles não queriam o controle de ninguém, então seu trabalho combina bastante conosco", disse Federico Goldenberg, gerente de parcerias do escritório de São Paulo do YouTube. "Tudo que Porta dos Fundos faz é detalhista e concentrado na qualidade, dos roteiros à iluminação." Algumas das obras mais mordazes da trupe se concentram em frustrações cotidianas – como fazer o pedido num restaurante ou chamar um táxi – que tornam a vida no Brasil

– em especial no desasossegado Rio de Janeiro, onde moram os atores – um tanto enlouquecedora para quem não tem senso de humor. O vídeo "Banco" retrata um consumidor perplexo com as tarifas em sua conta corrente. Ao refletir a respeito de como a burocracia pode ser esmagadora no Brasil, o cliente fica atordoado quando escuta uma série de cobranças inexplicáveis, que de repente viram uma dívida impagável em uma conta, de saldo confortável no dia anterior. Um vídeo similar explora as indignações de uma cliente do Spoleto, rede de fast-food italiana, quando um atendente sem paciência explode de raiva e joga palmitos sobre ela: "Eu só quero almoçar", diz ela em lágrimas. "Ninguém mandou você almoçar no inferno", grita o atendente. Visto mais de 7 milhões de vezes, o vídeo poderia ter azedado os laços entre Spoleto e Porta dos Fundos, mas a rede decidiu que era melhor trabalhar com a trupe do que contra ela. Assim, o restaurante contratou o grupo para fazer continuações, nas quais o atendente, ainda necessitando de orientação para controlar a raiva, perde o emprego, arruma outro num call center, insulta novos clientes, perde novamente o posto e é recontratado, por mais incrível que pareça, pelo Spoleto. "Temos de fazer do nosso jeito, com o nosso humor", diz Duvivier, o ator, em relação à produção de comerciais. "Tem de ser engraçado antes de vender alguma coisa."

Ed Ferreira/ EC

Fraudes no Ministério do Trabalho

I

nvestigado pela Polícia Federal (PF) por suspeita de participação em desvio de recursos públicos, o secretário-executivo do Ministério do Trabalho, Paulo Roberto Pinto, pediu demissão ontem. Roberto Pinto se reuniu com o ministro Manoel Dias antes de tomar a decisão de deixar o cargo. Ele era o segundo na linha sucessória do ministério e chefiou a pasta interinamente nos primeiros meses de 2012. A PF deflagrou anteontem a Operação Esopo para apurar esquema de fraude

em licitação, superfaturamento de contratos e desvios de recursos públicos que pode ter movimentado cerca de R$ 400 milhões. Segundo investigadores, esse valor foi liberado nos últimos 5 anos para o Instituto Mundial do Desenvolvimento e da Cidadania (IMDC), uma Oscip de Belo Horizonte que presta serviços de qualificação profissional para jovens e adultos desempregados. Outro assessor direto do ministro, Anderson Brito

Pereira, se entregou ontem na sede da Polícia Federal. Foi ouvido e seguiu para o presídio da Papuda. O IMDC atua em 11 Estados e no Distrito Federal. O presidente do IMDC, o empresário Deivson Vidal, foi preso na segundafeira e teve carros, dinheiro, joias e um helicóptero apreendidos. Foram realizadas buscas e apreensões também no 3º andar do Ministério do Trabalho, em Brasília. Mandatos – Dos 25 mandados de prisão temporária, 22 foram

cumpridos. A Justiça expediu 44 mandados de busca e apreensão e 20 de sequestro de valores e bens. Ao todo foram 101 mandados. Uma empresa de Simone Vasconcelos – ex-braço direito de Marcos Valério – é suspeita de fornecer notas fiscais frias para o IMDC. No dia da operação, Anderson Brito Pereira foi demitido e o servidor Geraldo Riesenbeck, preso pela PF, perdeu o cargo de coordenador de convênios do Ministério do Trabalho. Os suspeitos devem ser indiciados por peculato,

Ministro do Trabalho, Manoel Dias, perde assessores diretos. falsidade ideológica, formação de quadrilha, corrupção ativa e passiva e lavagem de dinheiro. Fábula – Esopo foi um escritor da Grécia antiga a

quem é atribuída a autoria de inúmeras fábulas famosas. Entre as histórias estão "A Cigarra e a Formiga" e "A lebre e a tartaruga". (Folhapress)


DIÁRIO DO COMÉRCIO

quarta-feira, 11 de setembro de 2013

7 MORADIA Papa quer ceder conventos e mosteiros abandonados para abrigar refugiados.

nternacional

MAIORIDADE Câmara da Suíça eleva idade mínima para prostituição de 16 para 18 anos.

Obama entre a guerra e a paz Presidente americano se compromete a examinar a iniciativa diplomática da Rússia para a Síria. Mas pede apoio ao povo americano para uma eventual ação militar.

À

s vésperas do aniversário de 12 anos do ataque ao World Trade Center, o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, em pronunciamento ao povo americano na noite de ontem, pediu que todos dêem uma chance à paz. Ele se comprometeu a examinar a iniciativa diplomática proposta pela Rússia para a Síria. Porém, expressou ceticismo sobre a Síria colocar as armas químicas sob controle internacional. "É muito cedo para dizer se esta oferta será bem-sucedida", disse. Para cercar as opções, o presidente pediu o aval da sociedade americana para um eventual ataque à Síria. "Resisti a convocar uma ação militar. Mas a situação mudou no dia 21 de agosto, quando Assad atacou mais de mil pessoas com gás. Essas armas podem matar em larga escala, o mundo civilizado concordou em bani-las. No dia 21 de agosto, essas leis básicas foram violadas." Obama citou uma das provas de que o governo sírio é responsável pelo ataque: a distribuição de máscaras de gás para o exército antes de atacar a população com gás sarin. "O que os EUA e a comunidade interna- autorização do uso da força. cional farão a respeito? Porque Obama enfrenta forte resiso que aconteceu não é só uma tência no Congresso nessa violação das leis internacio- questão, e parlamentares pró nais, mas é uma ameaça à se- e contra ação militar apontagurança nacional dos Estados ram a proposta russa como Unidos", disse, em clara refe- uma possível solução, apesar rência ao ataque terrorista de do ceticismo sobre o seu su11 de setembro de 2001, quan- cesso. Ontem, Obama se reudo morreram 3 mil pessoas. niu separadamente com seO presidente explicou que nadores republicanos e demonão punir o uso das armas quí- cratas. Os senadores começamicas agora poderia passar a r a m a r e d i g i r u m a v e r s ã o mensagem de que elas são alterada da autorização do aceitáveis. Admitiu, porém, uso da força, dando um prazo que após as guerras para que a ONU assudo Iraque e Afeganisma o controle das artão, uma ação na Síria mas químicas. Mas a não vai ser popular. pedido do próprio Obama já havia pe- Para que a Obama o Senado dido ontem ao Con- opção adiou a votação da augresso americano pa- diplomática torização que estava ra adiar a votação que tenha chance p r e v i s t a p a r a e s t a podia autorizar ata- de sucesso, quarta-feira. ques militares contra a ameaça O secretário de Esa Síria, a fim de dar à de ação tado dos EUA, John R ú s s i a t e m p o p a r a militar deve Kerry, e o secretário convencer a Síria a en- continuar. de Defesa, Chuck Hatregar todas as armas gel, disseram ao ConCHUCK HAGEL químicas que possui. gresso que a ameaça O dia foi marcado de ação militar é crupor uma intensa movimenta- cial para obrigar Assad a abrir ção diplomática em torno da mão das armas químicas. "Paproposta russa, que foi aceita ra que essa opção diplomática pelo regime sírio, mas ainda tenha chance de sucesso, a necessita de definições de co- ameaça de uma ação militar mo a operação acontecerá. dos EUA – a ameaça crível e O Conselho de Segurança real de ação militar dos EUA – da ONU inicialmente convo- deve continuar", disse Hagel à cou uma reunião a portas fe- Comissão de Serviços Armachadas a pedido da Rússia pa- dos da Câmara. ra discutir a sua proposta de Na próxima quinta acontece colocar as armas químicas da mais uma rodada de negociaSíria sob controle internacio- ções sobre a questão da Síria. nal, mas o encontro foi cance- Kerry viajará a Genebra para lado mais tarde, também a pe- se reunir com o ministro das dido dos russos. Relações Exteriores da RúsBashar al-Assad concordou sia, Serguei Lavrov. Eles vão em depor armas químicas, discutir a possibilidade de um mas seu governo voltou a ata- acordo sobre o futuro dos arcar rebeldes no país, o que co- senais de armas químicas da loca em dúvida sua intenção Síria e como será a operação de real de cooperar. de passagem para o controle Já a França quer uma resolu- internacional. (Agências) ção de cumprimento obrigatório do Conselho de Segurança da ONU que forneça uma estrutura para controlar e elimiDC nar as armas e diz que a Síria rquivo Foto: A teria de enfrentar as consequências "extremamente graves" se violasse tais condições. A Grã-Bretanha se propôs a trabalhar na formulação de uma resolução rápida. Ontem, Obama já pedira ao Congresso que mantivesse a pressão sobre a Síria, ao mesmo tempo em que Washington explorava uma alternativa diplomática ao ataque militar para punir Damasco pelo uso de armas químicas. A possível solução diplomática freou a votação parlamentar para a

Franceses protestam contra reforma na Previdência

M

anifestantes organizaram protestos em diversas partes da França e realizaram uma greve nacional ontem. A mobilização tem como objetivo mostrar repúdio aos cortes na Previdência, parte do plano do governo francês para fechar o buraco de 20 bilhões de euros no sistema previdenciário do país. O plano francês deve ampliar gradualmente o número de anos em que os funcionários têm de pagar contribuições para reivindicar uma pensão integral. O período de contribuição passará de 41,5 anos, para 43 anos em 2035. A greve convocada por quatro sindicatos contra a reforma proposta pelo governo socialista não teve quase nenhum impacto sobre o tráfego nos sistemas de ônibus, metrô ou de outros serviços públicos de transporte ferroviário. A manifestação de ontem foi bastante contrastante com os protestos às vezes violentos que eclodiram na última vez que um governo francês tentou reformar o sistema de aposentadoria. As manifestações ocorreram em Paris e outras 180 cidades, mas, já como alguns sindicatos moderados se recusaram a participar, a mobilização acabou perdendo força. (AE)

Evan Vucci/Reuters

Venezuela sai da OEA alegando interferência em sua soberania Barack Obama: "O que aconteceu não é só uma violação das leis, mas uma ameaça à segurança dos EUA." Gary Hershorn/Reuters

Tributo em forma de luz, em homenagem às 3 mil vítimas do ataque terrorista de 11 de Setembro de 2001.

A

Venezuela se retirou formalmente do sistema de direitos humanos da Organização dos Estados Americanos (OEA) ontem, acusando-o de interferir em sua soberania e de ser contrário ao seu governo socialista. O falecido presidente Hugo Chávez, crítico feroz da entidade com sede em Washington, iniciou em setembro de 2012 a retirada do Sistema Interamericano de Direitos Humanos, que consiste em uma comissão e um tribunal. A saída torna-se efetiva um dia depois de a oposição venezuelana apresentar na Comissão Interamericana de Direitos Humanos (CIDH) um pedido para classificar as eleições presidenciais de abril como fraudulentas. O herdeiro de Chávez, Nicolás Maduro, venceu o pleito por estreita vantagem. (Reuters)

Por uma Catalunha independente

A

região da Catalunha se prepara para uma manifestação que os organizadores esperam ser a maior demonstração em favor da separação do restante da Espanha. Partidários da independência catalã acreditam que o protesto, marcado para hoje, atrairá mais do que 1 milhão de pessoas. Esse foi o número de manifestantes que lotaram as ruas de Barcelona no feriado de 11 de setembro no ano passado (foto). A organização do evento planeja criar uma corrente humana que se estenderá por 400 quilômetros na região economicamente poderosa no nordeste do país. O movimento pró independência vem

trabalhando desde o ano passado para que um referendo seja realizado na Catalunha antes do final de 2014. O governo espanhol diz que a votação seria inconstitucional, mas o primeiro-ministro Mariano Rajoy reuniu-se recentemente com o líder regional da Catalunha, Artur Mas, numa tentativa de reduzir as tensões políticas. Muitos líderes regionais vêm expressando sua irritação com as políticas de austeridade impostas pelo governo de Madri. Levantamentos da região, onde há 7,5 milhões de habitantes, mostram que o apoio à independência fica em torno de 50%, mas este porcentual cai quando o assunto é deixar a União Europeia. (Agências)


DIÁRIO DO COMÉRCIO

8

c

quarta-feira, 11 de setembro de 2013

idades Fotos: Newton Santos/Hype

A guerra começou. Contra a zumba. Resolução rabínica proíbe o ritmo em comunidade ortodoxa próximo a Jerusalém por considerá-lo "indecente" Mariana Missiaggia

mento tem um histórico de punição vigilante com membros que ignoram os padrões locais. ob a expectativa de Diversão – Em São Paulo, coum possível conflito mo em todo o Brasil, o ritmo com a Síria, os rabinos atrai centenas de alunos para de um assentamento as academias. "É uma maneira a 10 quilômetros ao sul de Jeru- divertida de perder calorias. E salém entraram numa guerra não apenas para as mulheres, contra a zumba, ritmo de dança mas para os homens também. latino que é um sucesso nas Por conter movimentos aeacademias do Brasil. róbicos, a dança atrai muito As mulheres foram proibidas mais o público feminino. Mas de praticar as aulas, que eram se trata de uma atividade físivoltadas somente para o públi- ca como qualquer outra e que co feminino e que aconteciam não deveria ser julgada", exem comunidades religiosas, plica o professor de zumba e sob o comando de uma instru- personal trainer Fernando tora do mesmo sexo. Segundo Fonseca, 44 anos. Em uma aua resolução rala, os alunos bínica, a zumchegam a perba é consideder mil calorada "indecenrias, graças ao te" porque enritmo frenétivolve partes co da dança. do corpo em N a a c a d emovimento. mia Fit Studio N o d o c uPersonal Traimento emitining, no Jardim do pelo TribuPaulista, as aunal Rabínico las de zumba da Comunidatem duração de Ashkenazi, de 45 minutos em Beitar, as e atendem mulheres escerca de 100 tão proibidas alunos. de correr ou A médica "tomar aulas Para rabinos, dança é "brasileira" Patrícia Leão do ritmo brasiTuma, 31 leiro chamado zumba" – na anos, pratica a dança desde verdade, a zumba nasceu na maio. "Alguns movimentos até Colômbia (veja ao lado). podem ser sensuais, mas, de Para os rabinos ultraortodo- um modo geral, todo esporte xos, o ritmo "caliente" diverge tem um pouco disso. Acho meio dos preceitos de Israel, bem co- absurdo proibirem algo que faz mo estão em desacordo as mú- bem à saúde e ao humor. Acho sicas que embalam as aulas. que o Oriente Médio tem coisas A resolução diz o seguinte: mais importantes para se preo"Depois de ter analisado tanto cupar no momento", disse. a sua forma, como a maneira Para Roberta Bianchini, prode dançar, a atividade está to- fessora de zumba, o ritmo deve talmente em desacordo com o ser analisado dentro de um caminho da Torá e da santida- contexto cultural e corporal pade de Israel, assim como as ra ser desmistificado e acabar canções associadas a ela. Te- com todos os preconceitos. nho a honra de anunciar que é A preparadora física Aline Piproibida a organização e parti- ques, 27 anos, também pratica cipação em tais aulas". zumba e aposta no ritmo como Apesar da publicação, alguns a melhor maneira de eliminar moradores da comunidade não peso se divertindo. "É claro que gostaram da decisão. Segundo a doutrina religiosa e o âmbito o jornal israelense Haaretz, um cultural de Israel são bastante morador se revoltou e acredita severos e mesmo respeitando que "querem transformar a essa diversidade, considero esnossa cidade no Afeganistão, e sa decisão retrógrada". nós não vamos permitir. Os rabinos e juízes não podem deterAcho que o Oriente minar se vamos ou não particiMédio tem coisas par de aulas de zumba. Estou farto deles nos prejudicando mais importantes com essas decisões", disse. para se preocupar Ainda não estão claras quais no momento. as consequências que as muPATRÍCIA LEÃO TUMA, ALUNA DE lheres sofrerão, caso desresZUMBA EM SÃO PAULO peitem a decisão. O assenta-

S

Comunidade Ashkenazi: resolução desagradou adeptos da zumba.

Alunas praticam a zumba em academia no Jardim Paulista, na zona sul: adeptos perdem até mil calorias por aula, por causa do ritmo frenético.

Aline Piques, aluna de zumba: decisão é considerada retrógrada.

Mistura entre ginástica e dança contagiou as academias de todo o País

Ritmo caliente dá o tom das aulas

A

zumba, considerada uma dança "brasileira" na resolução rabínica, é, na verdade, uma aula de ginástica em forma de dança criada por Beto Perez, excoreógrafo da cantora colombiana Shakira. No dicionário Aurélio, a zumba também aparece, mas como uma "voz

imitativa de pancada, queda, queda ou estrondo". Já o verbo zumbar, no dicionário, é fazer um grande ruído. As músicas agitadas seguem o compasso de passos de dança aliados a alguns dos princípios básicos aeróbicos, intervalados e de resistência, para maximizar

o gasto calórico. O formato da aula de zumba combina ritmos rápidos que tonificam e transformam o corpo usando a forma aeróbica e alcança uma mistura balanceada de benefícios cardiovasculares, e uma tonificação corporal total. Os movimentos são fáceis de seguir e incluem um trabalho dos músculos de

todas as partes do corpo como glúteos, pernas, braços, abdominais, peitorais e também o coração. A zumba já conquistou mais de 14 milhões de pessoas em pelo menos 185 países. Celebridades como Shakira, Jennifer Lopez e Claudia Leitte são algumas das adeptas do ritmo "caliente". (M.M.)

VIRADA ESPORTIVA EMAGRECE Divulgação/Prefeitura

C

om um corte de custos imposto pela Prefeitura, a Virada Esportiva deste ano terá 33% menos atividades do que a edição de 2012. O evento passou de três mil opções de lazer para duas mil programadas para 34 horas, entre os dias 21 e 22. Os eventos começarão às 8h do próximo dia 21 (sábado) e terminarão às 18h do dia seguinte. "A Virada do ano passado custou R$ 7,3 milhões e, neste ano, não chegará a R$ 5,5 milhões", disse o secretário municipal de Esportes, Celso Jatene. A queda nos custos foi ordenada pelo prefeito Fernando Haddad (PT) em todas as áreas da administração e atingiu também o evento. Este ano, a diminuição também aconteceu no número de locais com atrações. De acordo com dados da gestão passada, a última edição aconteceu em 1,1 mil locais. Esta Virada será em apenas 200. A atual administração justifica, porém, que houve mudança de critério, que impede que vários eventos em uma mesma região sejam contabilizados separadamente. Segundo o secretário,

Haddad é presenteado com um skate pelo hexacampeão mundial Sandro Dias: corte no orçamento. este ano o perfil do evento será diferente. "Nós trouxemos para a Virada o perfil participativo: 95% das atividades são para a população participar e não só para contemplar", disse Jatene. O prefeito Fernando Haddad afirma que a marca deste ano é relativa ao aumento na duração de alguns eventos. "Vamos usar a Virada para estimular o uso de equipamentos públicos 24 horas." Pelo programa Revirando a Virada, 12 locais, incluindo o Parque do

Ibirapuera, vão passar a ficar abertos permanentemente também de madrugada nos fins de semana. A expectativa é que 32 parques passem a fazer parte do programa até 2016. Skate – Uma das novidades será o Skate Run, no dia 22. A atração consiste em uma corrida de skate, com percurso de oito quilômetros. A largada será em frente ao Estádio do Pacaembu, passando pelo Minhocão e terminando no Memorial da América Latina. Os participantes serão

divididos nas categorias profissional, amador, feminino e passeio for fun (por diversão). A Prefeitura pretende reunir 10 mil praticantes do esporte. O evento terá estrelas como o hexacampeão mundial de skate, Sandro Dias, o Mineirinho. "A maioria da galera do skate vai participar", disse Dias. Ele afirmou que não poderá utilizar o mesmo skate que usa normalmente em provas. "Esse skate (das provas) não se adapta ao asfalto." (Estadão Conteúdo)


DIÁRIO DO COMÉRCIO

quarta-feira, 11 de setembro de 2013

9

Quarteto Camargo Guarnieri

d

cultura

Convida Victor Cayres (pianista). Programa: Quinteto para Piano e Cordas em Sol Menor Op. 57 de Dmitri Shostakovitch. Auditório da Fundação Maria Luísa e Oscar Americano. Avenida Morumbi, 4077. Tel.: 3742-0077. Domingo (15). 11h30. R$ 50.

A vida financeira de um não-poeta Renato Pompeu

S

em dúvida, A Vida Financeira dos Poetas é um título chamativo, ainda mais se sabendo que o autor é um jornalista americano, Jess Walters, 48 anos, obra publicada pela Benvirá quatro anos depois de ter sido lançada nos Estados Unidos, agora que está prestes a virar filme com roteiro do próprio Walters. Seria uma pesquisa que nos contaria como, por exemplo, o poeta alemão Goethe e o poeta americano radicado na Inglaterra T.S. Eliot manejavam suas finanças? Não, não se trata disso, e sim de um romance com personagens fictícios, um romance mais cômico do que trágico sobre a atual crise econômica americana. O título se justifica porque se trata de um jornalista especializado em economia que tenta lançar um novo tipo de jornalismo em seu setor: um que dá informações e aconselhamento de negócios em

versos brancos, na Internet. O empreendimento fracassa estrondosamente e ao fim de algum tempo ele se vê, aos 46 anos, sem emprego, sem dinheiro, afundado em dívidas em empréstimos, com a casa hipotecada a seis dias de ser perdida para os credores, sem que sua família mulher (que está pensando em deixálo e mantém um relacionamento com um ex-namorado pela Internet), dois filhos e pai que necessita de cuidados especiais por estar perdendo a memória - saiba

que todos estão passando seus últimos dias nessa casa, embora saibam, evidentemente, que suas condições de vida estão muito mais precárias ultimamente do que costumavam ser. Tanto que, literalmente, falta leite para as crianças à noite e o jornalista sai de carro para comprar leite numa loja de conveniência que funciona 24 horas por dia. Encontra jovens traficantes que lhe oferecem maconha de "alta

qualidade". Ele começa a pensar: será que a maconha, afinal, não é um bom negócio? Julgando que a vida dos jovens traficantes parece muito mais divertida e muito mais folgada do que a de seus conhecidos jornalistas e altos executivos, ele passa a vender maconha a esses executivos de meia-idade que lembram com saudades dos tempos de jovens em que usavam drogas. Consegue certo êxito nessa empreitada, chamando a atenção de seus clientes para um hipotético lado de aventura fascinante do consumo de drogas: fumar maconha hoje seria tão emocionante como teria sido beber álcool na época da Lei Seca. O livro parece ter sido escrito para se tornar um filme tipo comédia de situações. Ainda mais porque, ampliando cada vez mais seu círculo de conhecidos

entre os altos executivos, o jornalista-poeta usa esses altos contatos para infernizar a vida de quem o prejudicou no passado, desde seu ex-chefe no jornal até o namorado internético de sua mulher, passando pelo corretor que lhe vendeu com sobrepreço a casa agora hipotecada. Jess Walter conhece bem o jornalismo. Ele colaborou em revistas como a "Newsweek" e em jornais como o "Washington Post" e "Boston Globe". Antes desse romance sobre o jornalista-poeta, ele tinha escrito desde 2001 quatro outros, inclusive um, "Zero", sobre os atentados de 11 de setembro de 2001, livro que lançou em 2006; publicou mais um romance, "Beautiful Ruins", este ano. Publicou também contos e obras de não-ficção. Mora com a mulher e três filhos na mesma casa em que passou a infância,

na pequena cidade de Spokane, onde nasceu no estado americano de Washington (cuja capital é a famosa Seattle, na costa do Pacífico, e que não deve ser confundido com a cidade do mesmo nome que é a capital dos Estados Unidos). O que chama a atenção é que, enquanto a Grande Depressão dos anos 1930 gerou obras como os trágicos romances As Vinhas da Ira, de John Steinbeck, sobre trabalhadores do campo levados à fome, e Mas Não Se Mata Cavalo, de Horace McCoy, sobre desempregados que se inscrevem numa maratona de danças 24 horas por dia, agora, em condições econômicas bem parecidas, Jess Walter escreveu um livro que é mais uma farsa do que um drama, mais uma comédia do que uma tragédia. E que tem, apesar de tudo, apesar da perda da prosperidade, um final feliz.

ÓPERA

Divulgação

Don Giovanni na cena da música Obra-prima de Mozart no Municipal

O

Wolfgang Amadeus Mozart Salzburgo, 27 de janeiro de 1756. Viena, 5 de dezembro de 1791

humanismo talvez seja o sentimento que melhor exprime a genialidade de Mozart. Libertário e inconformista, viveu e produziu na contramão do Classicismo, durante a segunda metade do século XVIII. Por ser quem era, transgrediu paradigmas de seu tempo - equilíbrio, superficialidade, simetria rigorosos - subvertendo o discurso sonoro com talento personalíssimo e corajoso. O leque de sua produção abrange 56 sinfonias, 27 concertos para piano, 7 para violino, outros tantos para instrumentos de sopro (clarinete, oboé, trompa), dezenas de obras sacras, produções camerísticas. Mas a chave do seu estilo são as óperas. A partir de reformas líricas do alemão Gluck, Mozart investiu pesado na caracterização vocal, na ênfase orquestral e no drama do teatro operístico. Sua imaginação e vigor nessa área surpreendem sempre que encenados, tanto em montagens nos grandes templos do gênero como nas versões de concerto em salas sinfônicas. Mozart compôs 23 óperas. Três delas inscritas na relação das mais importantes da história da música: As Bodas de , Cosi Fan Tutte e Don Giovanni, com libreto de Lorenzo da Ponte

Don Giovanni: cenários vindos do Chile. (1749-1838), que estreia nesta quinta (12) em temporada até domingo (22) no Teatro Municipal. A obra-prima Don Giovanni tem a seguinte estrutura: Abertura e Ato I (90 minutos). À abertura dramática e medidativa, surge Don Giovanni, mascarado e perseguido por Donna Anna, a quem seduzira. Esse comportamento desperta a ira do pai de Anna, que o desafia a um duelo. Incontrolável, Don Giovanni continua em suas conquistas. Mozart é exímio em tratar as investidas de Don Giovanni com formidável ironia sim, porque essa obra-prima combina à perfeição ópera séria e ópera bufa. Suspense, comédia de erros, zombaria e paródia moral conduzem a criação mozartiana ao auge da realização artística. No Ato II (80 minutos), o desenrolar da história se adensa, sem perder o ritmo e a vivacidade. Don Giovanni,

incontrolável sedutor, inspira Mozart a escrever árias inesquecíveis como Non Mi Dir, cantada por Donna Anna. Don Giovanni estreou em Praga, no dia 29 de outubro de 1787, sob aclamação da crítica. Depois, foi encenada em Viena, sem aprovação imediata. Mozart reagiu assim: "Deixemos que as plateias tenham tempo para apreciá-la". Assim foi. Em breve, Viena se deixou encantar por Don Giovanni, assim como os escritores E.T.A. Hoffmann e Gustave Flaubert. O cenário de Don Giovanni é ambientado em Sevilha, no século XVI. Protegido por Leporello, Don Giovanni busca ampliar sua lista de conquistas, mas se envolve em situações trágicas. Em um baile (o cerne da ópera), Don Giovanni é acusado de conquistar à força Donna Anna. Mas seu destino (cruel) está traçado. (MMJ)

QUARTETO DE CORDAS DA CIDADE Com Bettina Stegmann e Nelson Rios (violinos), Marcelo Jaffé (viola) e Robert Suetholz. Quartetos de Beethoven 6 e 14. Praça das Artes. Av. São João, 281. Tel.: 3311-0194. Quinta (12). 20h. R$ 30.

Don Gio

vanni Teatro de São Municip Paulo al Sinfônic Municip a Paulista al - Coral Líric o no. Reg ente - Y David. Elenco oram N Leonar do Neiv icola Ulivieri e a (Don Giovan Quinta ni). (12), 20 Reapre h. sentaçã o dias 1 21 às 2 4, 17, 1 0h 9e R$ 40 a e dias 15 e 22 às 18h R$ 100 . . Praça Azeved Ramos o (tel.: 3 de www.t 3 9 7-0327 eatrom ). unicipa l.sp.go v.br


DIÁRIO DO COMÉRCIO www.dcomercio.com.br

quarta-feira, 11 de setembro de 2013

Peter Foley/Reuters

10

Primavera com sofisticação

Violeta e pink

Luxo é a palavra de ordem da coleção Primavera/Verão 2014 da grife Reem Acra, apresentada na semana de moda de Nova York. A marca apostou em estampas perfeitas, tendo o preto como cor de contraste, e em tecidos metalizados e transparentes.

Assim é intitulada a nova série de imagens criadas pelo fotógrafo Carlos Fernandez Laser, com destaque para os cabelos. www.carlosfernandez.de

A CADEMIA

C

O imortal FHC na cadeira 36

om o Petit Trianon, sede histórica da Academia Brasileira de Letras (ABL) e as ruas próximas cercadas por policiais, o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso tomou posse na cadeira 36. A cerimônia começou às 21h. FHC chegou cedo e, em uma sala reservada, recebeu convidados. Entre os presentes à posse, o senador Aécio Neves; o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin; e o ex-governador José Serra. Neves, Serra, que disputam quem será o candidato do PSDB à sucessão da presidente Dilma

Revolução robótica

Rousseff, e Alckim se cumprimentaram de forma protocolar. Pouco antes do início da cerimônia, Aécio Neves e o ministro do STF Marco Aurélio Mello conversaram longamente. A conversa começou quando o senador perguntou ao ministro: "E amanhã, qual seu feeling?", referindo-se à sessão de julgamento do mensalão que acontecerá em Brasília. A resposta de Mello, longa, não foi ouvida. Também na cerimônia, o ex-senador e acadêmico Marco Maciel; o ex-ministro e músico Gilberto Gil; e o jornalista Arnaldo Jabor. (Folhapress)

Marcos de Paula/Estadão Conteúdo

C RIATIVIDADE

M EIO AMBIENTE

Gille Monte Ruici acredita que a revolução robótica é inevitável, e que mais dia, menos dia, o mundo será invadido por robôs: nas fábricas, nas ruas, nas casas, nos hospitais, nos quartéis... Robôs são trabalhadores incansáveis, diz ele. Com sua visão futurista da vida, ele resolveu se antecipar e espalhar sua versão dos robôs por aí. Seus "trabalhadores incansáveis" são feitos com restos de metal, louça, talheres e todos os materiais que ele puder encontrar. Os protótipos serão apresentados na Feira de Robótica de Milão, na Itália, em 2014. http://gille-monte-ruici.over-blog.com

S AÚDE

A LBÂNIA

Presunto e vinho para emagrecer

Morreu de mentirinha

Uma "dieta delicatessen" que inclui vinho tinto e presunto ibérico, desenvolvida pelo Instituto Médico Europeu da Obesidade, permite perder em média cinco quilos em um mês de forma saudável. Esses dois alimentos devem ser ingeridos com moderação e dentro de uma tabela de alimentos compatíveis, de acordo com o comunicado dos cientistas divulgado ontem. O consumo diário de vinho tinto e presunto ibérico é combinado com frutas, verduras e proteínas, tudo preparado à maneira tradicional espanhola. O padrão de consumo diário recomendado de vinho é de 150 ml para mulheres e 300 ml para homens, metade no almoço, metade no jantar.

Incomodado com a falta de atenção por parte de seus familiares, um idoso albanês articulou um curioso plano para ser visitado no dia de seu aniversário: publicou uma nota de falecimento em um jornal local. Para tornar a notícia de sua morte ainda mais crível, Hajdar Lila, 70 anos, cidadão de FusheKruje, vilarejo próximo a Tirana, também colou alguns cartazes na rua para anunciar sua morte. "Faz quatro anos e meio que voltei do Canadá e meus filhos, irmãos e primos ainda não vieram tomar um café na minha casa", declarou. Mesmo com a simulação de sua própria morte, Lila não obteve muito sucesso: somente sua filha mais velha foi a sua casa para cuidar do suposto funeral.

Em 584 dias, o Turanor PlanetSolar viajou 60 mil quilômetros pelo mundo. Fotos: Charles Platiau/Reuters

Bateau-mouche verde Esqueça o bateau-mouche. A nova estrela flutuante das águas do rio Sena é o catamarã Turanor PlanetSolar, maior barco do mundo movido a energia solar. Desde domingo ele navega pelo rio, na comuna de Epinay-sur-Seine, perto de Paris. Com 90 toneladas e 35 metros de comprimento, o Turanor PlanetSolar retira do sol toda a energia que necessita para se deslocar. Com capacidade para

transportar 54 pessoas, o barco tem o interior, dividido em seis cabines com nove camas cada e não utiliza gasolina ou outro combustível fóssil para o arranque. Seus 23 metros de largura são cobertos de painéis solares que permitem que a embarcação atinja a velocidade máxima de 26 km/h. A emissão de gases causadores do efeito estufa do protótipo é zero. www.planetsolar.org

A RTE L OTERIAS

Caminhões góticos Inspirado na arquitetura, o artista belga Wim Delvoye cria esculturas de caminhões, betoneiras, guindastes, tratores e outros veículos pesados com placas de ferro cortadas a laser para reproduzir as formas e detalhes das catedrais góticas. http://bit.ly/17oIV6c

Concurso 1210 da DUPLA-SENA Primeiro sorteio 07

11

16

20

40

44

38

39

44

Segundo sorteio 18

23

35

Concurso 3287 da QUINA 21

38

49

61

79


DIÁRIO DO COMÉRCIO

quarta-feira, 11 de setembro de 2013

e

11 MoPUB AGORA É DO TWITER O Twitter anunciou ontem a compra da empresa de publicidade em dispositivos móveis MoPub, que permite acompanhar anúncios em tempo real – como o Google faz com a DoubleClick.

conomia

Fotos Stephen Lan/Reuters

O iPhone 5C tem corpo de plástico e cinco cores para escolher. Basicamente, é o atual modelo 5 colorido, lançado principalmente para combater a Samsung na China e na Índia.

iPhone 5C, o popular da Apple. A Apple apresentou ontem os dois novos iPhones – um popular, de olho nos países emergentes, e o top 5S, que é destravado pela impressão digital do usuário.

A

curiosidade dos fãs da Apple foi mais uma vez saciada ontem à tarde, com o anúncio da nova geração do iPhone. Dessa vez, porém, confirmando os boatos dos últimos dias, a novidade veio em dose dupla e multicolorida. Quando as luzes do auditório da sede da empresa, em Cupertino, na Califórnia, se apagaram, no telão ao fundo do palco brilharam lado a lado as imagens do iPhone 5S, o novo topo de linha, e do iPhone 5C, o primeiro smartphone "popular" da empresa, que será vendido nos Estados Unidos a partir de US$ 99, com 16GB, em planos de dois anos vinculados às empresas de telefonia. Desbloqueado, o modelo de 16GB custará US$ 550. O de 32GB, US$ 650. Além do baixo preço, o "popular" 5C chamou atenção pelas cores. O corpo de policarbonato que cobre todo o aparelho tem cinco cores à escolha: verde, branco, azul, rosa e amarelo. E pode ser enfeitado por uma série de capinhas de silicone coloridas que também serão vendidas pela Apple, a US$ 30. Já o iPhone 5S agora também pode ser dourado, além dos tradicionais preto e prateado. Considerado principalmente como uma aposta para mercados emergentes como a China e a Índia, onde a Apple vem perdendo participação para a Samsung, o 5C, a rigor, é o atual iPhone 5, com o mesmo chip A6, câmera de 8 megapixels, tela de 4 polegadas e internet 4G. Nos Estados Unidos, a pré-venda do aparelho começa amanhã. Já na semana que vem ele chegará às lojas norte-americanas e também da Austrália, Canadá, China, França, Alemanha, Japão, Cingapura e Grã-Bretanha. Até dezembro, o "popular" da Apple chegará a mais uma centena de países, mas ainda não se sabe se o Brasil será um deles. Se o destaque do 5C são o preço e as cores, o iPhone 5S apresenta importantes

Craig Federighi, vice de software da Apple, fala sobre o iPhone 5S, com seu poderoso chip de 64-bits. avanços tecnológicos – a começar pelo Touch ID, um leitor biométrico para destravar o aparelho, usando as impressões digitais do usuário. O sistema servirá também para autenticar a conta do usuário nas lojas virtuais App Store e iTunes. E só, garante a Apple – que nega qualquer possibilidade de as impressões digitais serem enviadas para servidores da empresa. O processador do 5S também chama atenção. Ele terá o chip A7, o primeiro processador de 64-bits usado em smartphones, que aumentará a velocidade de processamento de aplicativos. Segundo a Apple, o novo chip fará com que o 5S seja 40 vezes mais rápido que o primeiro iPhone, de 2007. A câmera do 5S também apresenta

avanços significativos, com suas cinco lentes, abertura maior e um sensor que abrange uma área 15% maior do que a do iPhone 5. O flash tem duas lâmpadas LED, uma fluorescente e outra incandescente, para melhorar a exposição em locais com fortes diferenças de luminosidade. Tantos avanços significam também preço maior. O iPhone 5S, que será vendido nos Estados Unidos a partir do dia 20, custará a partir de US$ 199, a versão de 16GB, com contrato de dois anos com as empresas de telefonia. A mesma versão, desbloqueada, custará a partir de US$ 650 nos Estados Unidos. Até dezembro, será vendido em mais de cem países, mas não foi divulgado quando chegará ao Brasil – e quanto custará por aqui. (Agências)

Phil Schiller, do marketing: impressão digital.

iOS 7 à disposição no dia 18

J

unto com os dois novos modelos do iPhone, a Apple anunciou também o lançamento do sistema operacional iOS 7, que estará disponível para download a partir do dia 18, quarta-feira próxima. A nova versão funcionará nos iPhones a partir da versão 4, no iPad 2 e nos iPod de quinta geração, e poderá ser baixada gratuitamente no site da Apple. O iOS 7 tem vários melhoramentos, como novos ícones, novas cores, a opção de usar o flash como lanterna, filtros para fotos e um programa que inutiliza o aparelho em caso de roubo . O sistema de reconhecimento de voz Siri terá também voz masculina (hoje só há a voz feminina). O iOS 7 oferecerá ainda novos toques (ringtones) e a iTunes Radio, serviço de músicas gratuito da Apple.

Os novos discos da Intel, contra invasão. Em meio a denúncias de espionagem, empresa anuncia discos de armazenamento com memória flash, que protegem melhor dos ataques virtuais.

A

Intel Corporation lançou ontem, durante o Intel Developer Forum (IDF), em San Francisco, uma nova linha de discos de armazenamento digital que protegem os dados de acessos não autorizados utilizando recursos de segurança corporativa, como a criptografia. Os discos de armazenamento SSDs têm a mesma função dos tradicionais HDD, mas são mais rápidos por não terem um disco físico, contando com memória flash.

Segundo a empresa, a linha Intel Solid-State Drive (SSD) Professional, que inclui o Intel Solid-State Drive Pro 1500 Series, foi projetada para trabalhar com a quarta geração dos processadores Intel Core com a tecnologia Intel vPro. A companhia afirma que a solução minimiza o tempo de inatividade e tem avançada administração de energia, reduzindo o consumo até 90% em comparação com os HDDs. De acordo com a Intel, os

formatos e consumo menores tornam possível a fabricação de dispositivos com perfis mais finos, com maior duração da bateria, incluindo ultrabooks, dispositivos dois em um e PCs tradicionais. "Hoje, os funcionários estão cada vez mais móveis e trabalhando em múltiplos ambientes", disse Rob Crooke, vice-presidente corporativo da Intel e gerente geral do Grupo de Soluções de Memória Não Volátil da Intel. "O Intel SSD Pro 1500 Se-

ries assegura que os funcionários tenham a flexibilidade, a duração de bateria e o desempenho que eles precisam, enquanto o departamento de TI (Tecnologia da Informação) tem a segurança de que os dados estejam seguros e protegidos e de que o dispositivo possa ser gerenciado remotamente", afirmou o executivo. Chips vestíveis – A Intel anunciou que também está trabalhando em uma nova linha de microchips ultra-pe-

quenos e ultra-eficientes para dispositivos de tecnologia vestíveis como relógios e pulseiras, aposta da empresa para garantir que estará no topo da próxima grande onda de tecnologia após chegar atrasada na revolução dos smartphones e tablets. A nova linha de chips, chamada Intel Quark, será lançada no próximo ano e incluirá uma versão que pode ser ingerida, destinada a usos biomédicos, disse ontem a presidente da Intel, Renee James.

Os chips Quark serão cinco vezes menores e 10 vezes mais eficientes do que chips Atom da Intel para tablets e smartphones, disse ela. "Estamos muito empenhados em não perder a próxima grande onda", disse James. O presidente-executivo da Intel, Brian Krzanich, acrescentou que tablets feitos com chips com custo de menos de US$ 100 poderão estar nas prateleiras das lojas para a temporada de festas de fim de ano. (Reuters)


12 -.ECONOMIA

DIÁRIO DO COMÉRCIO

quarta-feira, 11 de setembro de 2013


quarta-feira, 11 de setembro de 2013

DIÁRIO DO COMÉRCIO

13


DIÁRIO DO COMÉRCIO

14

e CPI da espionagem acerta a agenda

quarta-feira, 11 de setembro de 2013

Como ficamos vulneráveis por décadas? Senador Cristovam Buarque (PDT-DF)

conomia

EFE

A Comissão Parlamentar de Inquérito do Senado que investigará as denúncias de monitoramento do Brasil pelos EUA convidou executivos da Petrobras, cinco ministros de Estado e o jornalista Glenn Greenwald para prestarem depoimento. euters

A

CPI da Espionagem no Senado, instalada na semana passada, começará seu trabalho tentando apurar fragilidades dos sistemas da Petrobras e da Agência Nacional de Petróleo (ANP), informou ontem o senador Ricardo Ferraço (PMDB-ES), relator da comissão. Nesse sentido, o grupo aprovou convite a executivos da Petrobras e da ANP, para que falem já na próxima semana aos senadores. Outro convidado é o jornalista Glenn Greenwald, do jornal The Guardian e o companheiro dele, David Miranda. Greenwald tem divulgado documentos da Agência de Segurança Nacional (NSA) norteamericana, vazados pelo exanalista da agência, Edward Snowden. Segundo Ferraço, a CPI pedirá ao jornalista acesso aos cerca de 20 mil documentos secretos que revelam como os EUA monitoram diferentes países, entre eles o Brasil. Também foram aprovados requerimentos para colher depoimento dos ministros da Justiça, Defesa, Comunicações, Relações Exteriores e do Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República. Parte deles já falou no Congresso sobre o tema. Além de ouvir esses depoimentos, integrantes da CPI planejam viajar à Rússia, onde Snowden está asilado, para pedir-lhe detalhes da espionagem dos EUA no Brasil. A presidente da comissão, senadora Vanessa Graziottin (PCdoBAM) disse que as investigações precisam ir à "fonte" dos vazamentos de informações para não se basearem apenas nos relatos de Greenwald. O senador Ferraço, relator da CPI, propõe cinco linhas de investigação, que ainda devem ser aprovada pelos outros integrantes da comissão. São elas: estabelecer o alcance da espionagem norte-americana no Brasil, apurar como

Ricardo Moraes/R

Senadores pretendem ir a Moscou ouvir Snowden (acima) e vão pedir ao jornalista Glenn Greenwald (à direita), que dê acesso aos cerca de 20 mil documentos secretos que revelam como a Agência de Segurança Nacional dos EUA monitora vários países, inclusive o Brasil

Segundo o senador Randolfe Rodrigues, o leilão do campo de Libra, marcado para 21 de outubro, está contaminado, após as informações divulgadas pela imprensa.

o País está se preparando para enfrentar esse tipo de espionagem, saber como funciona a inteligência brasileira, avaliar os impactos políticos e diplomáticos e, finalmente, discutir projetos legislativos relacionados ao tema. Audiência pública – A Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado Federal aprovou ontem requerimento, proposto pelo senador Randolfe Rodrigues (PSOL-AP), convidando os ministros da Relações Exteriores, Luiz Alberto Figueiredo; da Defesa, Celso Amorim e a presidente da Petrobras, Maria das Graças Fos-

ter, para participarem de audiência pública para tratar das denúncias de espionagem. Rodrigues também pediu que a presidente da Agência Nacional de Petróleo, Magda Chambriard, e o ministro da Defesa, Celso Amorim, participem do encontro. A data para a realização da audiência pública ainda não está marcada, mas a expectativa geral é de que ocorra antes da realização do leilão da área de Libra, o primeiro a contemplar a reserva do pré-sal brasileiro, agendado para o dia 21 de outubro. O presidente da Comissão de Assuntos Econômicos, senador Lindbergh Farias (PT-RJ), disse que vai propor uma audiência conjunta com a Comissão de Relações Exteriores do Senado e que tentará marcar o encontro já para a próxima semana. Antes da aprovação do convite às autoridades, Randolfe Rodrigues disse que o leilão do campo de Libra está contaminado depois das informações divulgadas pela imprensa. O senador Cristovam Buarque (PDT-DF) criticou a vulnerabilidade do Brasil. "Como ficamos vulneráveis por décadas?", questionou. (Agências)

Hackers contra-atacam. Mas no site errado.

U

m grupo supostamente brasileiro de hackers invadiu páginas do site da Agência Espacial Norte-americana (Nasa) na madrugada de ontem. O visitante que tentasse acessar algum dos 14 subdomínios afetados via duas janelas popup dizendo em inglês: "Não ataquem os sírios" e "EUA parem de espionar o Brasil". A interface principal mostrava este texto: "Parem de nos espionar. A população brasileira não apoia a sua atitude. Os Illuminati estão agindo visivelmente agora! Obama sem coração! Desumano! Você não tem família? O ponto é quem está te apoiando no mundo inteiro. Ninguém! Nós não queremos guerra, queremos paz!".

Planalto quer o fim da "confusão" Presidente Dilma deseja que a crise diplomática com os EUA acabe logo, para confirmar visita a Washington.

U

m alto funcionário do governo brasileiro afirmou ontem, sob anonimato, que a presidente Dilma Rousseff deseja dar um fim à crise diplomática aberta com os Estados Unidos – "encerrar essa confusão" – devido às denúncias de espionagem assim que possível e confirmar sua

visita a Washington em 23 de outubro. Ela será a primeira mandatária brasileira em quase duas décadas a fazer uma visita de Estado – um grau excepional de formalidade – à Casa Branca. Essa é a única visita de Estado que o presidente Barack Obama planeja receber neste ano, e seu objeti-

vo é salientar a aproximação entre as duas maiores economias das Américas. Também se destina a servir de plataforma para diversos acordos envolvendo biocombustíveis, petróleo e a possível compra de caças da norte-americana Boeing pelo Brasil. Segundo a mesma fonte, a

Grigory Dukor/Reuters

Dilma com Obama, em São Petersburgo: promessa de explicação, mas sem pedido de desculpas.

presidente teme que novas revelações nas próximas semanas intensifiquem as críticas no Brasil, especialmente por parte da esquerda petista, de que ela não estaria sendo suficientemente dura com Washington. Por isso, deseja que o governo Obama faça divulgação pública e completa sobre até onde foi a espionagem dos EUA no Brasil. O chanceler Luiz Alberto Figueiredo deve se reunir na próxima quarta-feira em Washington com a assessora de segurança nacional, Susan Rice, para receber a resposta dos EUA. Dilma e Obama se reuniram durante 45 minutos na semana passada, durante a cúpula o G20 em São Petersburgo, e ela disse posteriormente que o presidente dos EUA aceitara fornecer até hoje um relatório completo sobre a espionagem feita pela Agência de Segurança Nacional norte-americana. Obama não pediu desculpas pela espionagem dos EUA no Brasil e em outros países aliados dos EUA, mas admitiu na sexta-feira que Washington precisa "dar um passo atrás e rever o que estamos fazendo". (Reuters)

No Twitter, internautas fizeram piadas sobre um possível engano dos hackers entre a Nasa e a NSA (Agência de Segurança Nacional). Os invasores podem ter confundido a sigla da agência espacial com a da envolvida nas denúncias de espionagem contra a presidente Dilma e a Petrobras. O ataque foi assinado pelo hacker "#BMPoC" e outros ajudantes. Não é a primeira vez que ele invade o site da Nasa. No dia 18 de abril deste ano, derrubou quatro domínios oficiais da agência espacial. As páginas invadidas foram tiradas do ar. A Nasa não quis se pronunciar sobre o assunto. (Folhapress)

Inadimplência avança 1% em agosto Silvia Pimentel

A

inadimplência no Brasil avançou 1% em agosto na comparação com o mês de julho e 1,4% em relação a agosto do ano passado, informou ontem a Boa Vista Serviços, administradora do Serviço Central de Proteção ao Crédito (SCPC). Considerando apenas o setor de varejo, a expansão foi mais significativa, alcançando 3,6%. Nos oito primeiros meses do ano, o aumento foi de 1,5%; nos doze meses encerrados em agosto, de 0,7% em relação ao mesmo período do ano anterior. De acordo com o economista da Boa Vista Serviços, Flávio Calife, ao longo do primeiro semestre deste ano foi mantida a tendência de recuo da inadimplência iniciada no final do ano passado. Mas os dados dos meses iniciais do segundo semestre sinalizam para desaceleração da queda do número de novos registros. "Houve uma piora no ce-

nário econômico que não estava prevista. Assim, a inadimplência deverá se estabilizar, rompendo a trajetória de quedas mais significativas observadas no ano passado", avalia Calife. A desaceleração fica evidente quando são confrontados os dados do semestre. Nos primeiros seis meses deste ano, houve um recuo de 0,9% na inadimplência. No primeiro semestre de 2012, comparado ao mesmo período de 2011, o recuo foi de 2,3%. Segundo o economista, o aumento da taxa básica de juros e consequente aperto no crédito, somado à acomodação do mercado de trabalho, explicam a piora do cenário. O valor médio das dívidas dos inadimplentes em agosto, R$ 1.238, foi 3,23% menor que o valor de julho, considerando os ajustes de sazonalidade e a inflação. Na divisão por regiões, Centro-Oeste e Sul tiveram as maiores variações da inadimplência na comparação com o mês de julho: 2,6% e 2,2%, respectivamente.


DIÁRIO DO COMÉRCIO

quarta-feira, 11 de setembro de 2013

e Embraer quer vender 800 jatos na China em 10 anos

15 Na China, Embraer tem 38 pedidos firmes para jatos executivos.

conomia

Frota de aeronaves executivas do país asiático cresce, em média, 27% ao ano devido ao aumento de ricos. Divulgação

A

fabricante brasileira de aviões Embraer informou que espera que o mercado de aviação executiva da China tenha uma demanda total para 805 jatos da empresa nos próximos 10 anos. Desse total, 51% seriam jatos executivos de grande porte, que, por sua vez, representariam 78% do valor total das entregas. Segundo a Embraer, a previsão, considerada favorável pela empresa, "é baseada em estudos extensivos do cenário econômico do país asiático". A fabricante brasileira diz ainda que o ambiente econômico chinês requer o desenvolvimento da aviação executiva para poder atender à demanda para viagens diretas de negócios e de lazer, que vai além das limitações de destino e programação das empresas aéreas, Potencial – A China tem sido destaque no setor de aviação, com as grandes fabricantes esperando fortes encomendas nos próximos anos. A frota de jatos executivos na China tem crescido em média 27% ao ano, impulsionada por um aumento de 26% da população de indivíduos ricos entre 2008 e 2012, de acordo com informações divulgadas por publicações locais. Na semana passada a gigante norte-americana Boeing disse esperar que a China tenha a necessidade de mais de 5.500 aviões nos pró-

O Legacy 650, que passou a ser produzido em território chinês, tem 21 encomendas firmes no país asiático. ximos 20 anos. A Embraer conhece o mercado chinês de aviação executiva desde 2004. Atualmente, a fabricante tem pedidos para 38 aeronaves naquele país. Recentemente, a fabricante brasileira apresentou o primeiro jato construído na China, um Legacy 650, fruto da joint venture AHarbin Embraer Aircraft Industry (HEAI). As entregas das primeiras ae-

ronaves construídas na China estão programadas para o final deste ano. A planta da Heai tem capacidade para produzir dois modelos de jatos executivos, o Legacy 600 e o Legacy 650, sendo este último o que tem se mostrado de maior potencial no mercado asiático. Desde fevereiro de 2012, quando a Embraer entregou o primeiro Legacy 650 para o mercado chinês, a empresa já

De um Klein para outro Ações da Via Varejo foram redistribuídas entre os sócios. Controle não muda.

A

família Klein está reorganizando sua participação na Via Varejo, marca resultante da união entre as redes Ponto Frio e Casas Bahia. Samuel Klein e Michael Klein transferiram parte de suas ações na companhia para sociedades de participação da família Klein, atendendo um desejo pessoal de Samuel, às vésperas do empresário completar 90 anos de idade. O fundador da Casas Bahia e seu filho Michael possuíam

juntos 47% da Via Varejo antes da negociação de papéis. Após as transações, Samuel não ficou com nenhuma ação ordinária em seu nome, ante participação anterior de 25,1% do capital da companhia. Já a fatia de Michael foi reduzida de 21,9% para 18%. A assessoria de imprensa da família Klein informou que a reestruturação societária foi realizada a pedido de Samuel, que faz aniversário em novembro, em uma decisão familiar que não tem

Tasso Marcelo/ Estadão Conteúdo

Fatia de Michael Klein na Via Varejo foi reduzida de 21,9% para 18%.

a intenção de alterar a composição do controle ou estrutura administrativa da empresa. As ações da Via Varejo, que é controlada pelo Pão de Açúcar, foram redistribuídas entre cinco sociedades de participação da família Klein, por meio de operações realizadas fora da bolsa de valores. Fazem parte do grupo a EKVV Limited, que ficou com uma participação de 11% da Via Varejo, Altara RK Investments e Altara NK Investments, com fatia de 2,7% cada uma delas, além de Bahia VV NK Limited e Bahia VV RK Limited, que passaram a responder, cada uma, por 6,3% do capital da empresa. As sociedades foram constituídas na Nova Zelândia e possuem, no seu nome de registro, iniciais que correspondem ao nome de herdeiros da família como Eva Klein, filha do patriarca Samuel, e Natalie Klein e Raphael Klein, filhos de Michael. "As negociações têm o pressuposto de reorganizar societariamente as ações detidas por Samuel e Michael Klein em sociedades de participação da família Klein sem que haja intenção de alterar a composição do controle ou a estrutura administrativa da companhia", escreveram os acionistas em carta enviada à Via Varejo, divulgada na véspera pela companhia. Eles acrescentaram, ainda, que os veículos de investimento em questão celebraram um acordo de acionistas junto com Michael Klein, comprometendo-se a "exercer o voto oriundo de suas ações sempre conforme a orientação de voto de Michael Klein em relação a certas matérias". (Reuters)

recebeu 21 pedidos firmes e mais cinco opções para essa aeronave no país. O Legacy 650 entrou em serviço no final de 2010, tem alcance de 7.223 quilômetros (3.900 milhas náuticas) e capacidade para voos diretos entre Pequim e Dubai, por exemplo. Com a maior cabine de sua categoria, o Legacy 650 pode levar até 14 passageiros. (Agências)

Eike faz malabarismo para salvar 'empresas X'

N

a tentativa de salvar mais um importante ativo do grupo EBX e livrar sua mineradora de uma dívida bilionária, o empresário Eike Batista anunciou ontem que está em vias de fechar acordo para transferir o controle do Porto do Sudeste para a trading Trafigura e o Mubadala, fundo soberano de Abu Dhabi. Quase ao mesmo tempo, a empresa de energia MPX informou que Eike está negociando a venda de mais ações na empresa, ao mesmo tempo em que a OGX, petroleira controlada por ele, apresentou contrato reforçando o argumento de que tem direito a receber recursos de até US$ 1 bilhão prometidos pelo empresário. As estrangeiras Trafigura e Mubadala negociarão com Eike nas próximas quatro semanas um contrato definitivo que prevê participação acionária total de 65% da MMX Porto Sudeste, em troca de emissão e subscrição de ações da empresa no valor de US$ 400 milhões e o compromisso de assumir a maior parte das dívidas da mineradora. "Com efeito, MMX Porto Sudeste contará com os recursos necessários para concluir o projeto do Superporto Sudeste e os negócios de mineração da MMX ficarão essencialmente livres de dívidas", informou a MMX em fato relevante. A MMX Porto Sudeste as-

sumirá todas as dívidas da MMX Sudeste Mineração S.A. e dos títulos MMXM11 após a conclusão do acordo. A dívida financeira total da MMX era de R$ 3 bilhões em 30 de junho. O porto, no litoral do Rio de Janeiro, deverá ter capacidade de movimentar 50 milhões de toneladas de minério de ferro por ano, com a conclusão da primeira fase de obras em 2014. Inicialmente, Eike relutava em vender o porto separado da mina, já que sem a logística o minério de ferro não poderia ser transportado. No entanto, o negócio entre as empresas prevê uma reserva de capacidade de transporte para a própria MMX Mineração, inicialmente de 7 milhões de toneladas anuais com opção de ser elevada para 13 milhões de toneladas por ano em junho de 2015. O acordo preliminar entre Eike e as compradoras Trafigura e Mubadala prevê que se o Superporto Sudeste for de fato ampliado, a MMX terá o direito de aumentar o volume de sua movimentação portuária proporcionalmente. "Após concluir com sucesso a transação em questão, a MMX reforçará sua atuação como player no setor de mineração e a MMX Porto Sudeste irá se beneficiar significativamente de uma plataforma diferenciada de trading da Trafigura", disse a MMX no fato relevante. (Reuters)


DIÁRIO DO COMÉRCIO

16 -.ECONOMIA/LEGAIS

e

quarta-feira, 11 de setembro de 2013

Vários fatores continuam a acalmar investidores e a aumentar a atratividade das ações. Paul Zemsky, chefe de alocação de ativos do ING Investment Management

conomia

Bolsa sobe nos EUA

Ibovespa tem queda

Mercado avaliou ontem que diminui o risco de guerra com a Síria

Mal desempenho das empresas de Eike Batista força recuo da Bolsa no Brasil

A

s ações dos Estados Unidos fecharam em alta ontem e o S&P 500 avançou pela sexta sessão consecutiva, diante de uma solução alternativa para a crise síria que pode evitar um ataque militar ocidental. O índice Dow Jones avançou 0,85%, para 15.191 pontos. O Standard & Poor's 500 teve valorização de 0,73%, para 1.683 pontos. O termômetro de tecnologia Nasdaq subiu 0,62%, para 3.729 pontos. Sinais de fortalecimento da economia da China deram motivos para que investidores comprassem ações. Todos os 10 setores do S&P 500 subiram. Mas o setor energético teve o desempenho limitado

pela queda nos preços do petróleo. E o tecnológico fechou longe das máximas, influenciado por perdas no papel da Apple, que também pressionaram o S&P 500 e o Nasdaq. Obama – Temores de uma possível ofensiva militar contra a Síria perderam força após o presidente dos EUA, Barack Obama, dizer na segunda-feira que via um possível avanço com uma proposta russa para que a Síria cedesse suas armas químicas para destruição. A Síria apoiou a oferta. " V á r i o s f a t o r e s c o n t inuam a acalmar investidores e a aumentar a atratividade das ações", disse o chefe de alocação de ativos do ING Investment Management, Paul Zemsky. "A nova

proposta cria um cenário potencial em que os EUA não têm de entrar militarmente. Estávamos preocupados não só com a Síria, mas com a possibilidade de que isso pudesse se espalhar para outras nações no Oriente Médio", disse. Incertezas geopolíticas têm motivado os movimentos do mercado nas últimas semanas. Investidores observam os preços do petróleo em busca de quaisquer sinais de que a ação militar possa restringir a oferta. Diante do arrefecimento dessa preocupação, os preços do petróleo perderam 2% ontem. A ação da Apple recuou 2,3%, indo para US$ 494,65 dólares, já que investidores ainda avaliam as novidades. (Agências)

O

principal índice da à Síria. "O mercado ficou um Bovespa teve que- pouco mais fraco no geral. Não da ontem, com al- há nenhum motivo específico, guns investidores mas ele estava muito esticarealizando lucros após sete do, é mais uma realização do sessões em oito de alta e ce- que qualquer outra coisa", dendo à pressão afirmou o operade OGX e MMX. O dor de renda vaIbovespa recuou riável Luiz Rober0,5%, a 53.979 to Monteiro, da pontos. O giro fiRenascença Cornanceiro do preretora. gão foi de R$ 8,7 Os papéis da por cento caiu o bilhões. MMX tiveram a índice ontem, Descolado das maior queda porcedendo à bolsas dos Estacentual do índice, dos Unidos e da depois da minepressão de Europa, o índice radora afirmar OGX e MMX. anulou na parte que negocia a da tarde ganhos venda do controregistrados pela le do Porto Sudesm a n h ã , q u a n d o c h e g o u a te para as estrangeiras Trafiavançar quase 1% em reação gura e Mubadala por US$ 400 a dados favoráveis da China e milhões. "Mesmo negociaao menor temor de um ataque ções desse tipo mostram que

0,5

o caminho é o das pedras para todas as empresas do grupo", afirmou o analista-chefe da Corretora Magliano, Henrique Kleine. "Levando em conta o investimento feito no passado, o valor para a venda do porto é muito inferior." Já a petroleira OGX, envolta em notícias negativas, exerceu a maior pressão de queda. A empresa divulgou não ter produzido petróleo no campo de Tubarão Azul em agosto, e teve seu rating reduzido pela Fitch para "C" ante "CCC" na véspera. O papel já havia recuado com força na última segunda-feira, após o empresário Eike Batista, acionista controlador, ter questionado a validade do exercício da opção concedida por ele que o obriga a injetar US$ 1 bilhão na empresa. (Reuters)


quarta-feira, 11 de setembro de 2013

Odebrecht TransPort Participações S.A.

DIÁRIO DO COMÉRCIO

Odebrecht TransPort Participações S.A.

CNPJ/MF nº 10.143.462/0001-11 – NIRE 35.300.358.091

CNPJ/MF nº 10.143.462/0001-11 – NIRE 35.300.358.091

Ata da Reunião do Conselho de Administração Realizada em 05 de agosto de 2013

Ata da Reunião do Conselho de Administração Realizada em 29 de agosto de 2013

Data, horário e local: Realizada no dia 05 de agosto de 2013, às 10:00 horas, na Avenida das Nações Unidas, nº 4.777, 5º andar, Ala A, Alto de Pinheiros, CEP 05477-000, Cidade de São Paulo, Estado de São Paulo. Presença: Presente a totalidade dos membros do Conselho de Administração da Companhia. Mesa: Benedicto Barbosa da Silva Júnior, Presidente; Adriano Sa de Seixas Maia, Secretário. Deliberação: Os Conselheiros presentes, por unanimidade, tomaram expressamente as seguintes deliberações: 1) aprovar a prorrogação, até 04 de novembro de 2013, do aval concedido pela Companhia às obrigações originalmente assumidas pela Otima - Concessionária de Exploração de Mobiliário Urbano S.A., sociedade por ações com sede na Rua Pedroso de Moraes, 1.553, conjuntos 71, 72, 73 e 74, Pinheiros, CEP 05419-001, inscrita no CNPJ/MF sob o nº 17.104.805/0001-13 (“Otima”), junto ao Banco Bradesco S.A. (“Bradesco”), na Cédula de Crédito Bancário – Capital de Giro – nº 6.717.348, no valor de R$ 29.350.000,00 (vinte e nove milhões, trezentos e cinquenta mil reais), firmada originalmente em 12 de março de 2013 e posteriormente aditada de tempos em tempos (“1º Financiamento”); 2) aprovar a prorrogação, até 04 de novembro de 2013, de aval concedido pela Companhia às obrigações originalmente assumidas pela Otima junto ao Bradesco, na Cédula de Crédito Bancário – Capital de Giro – nº 7.077.705, no valor de R$ 11.740.000,00 (onze milhões, setecentos e quarenta mil reais), firmada em 02 de julho de 2013, e posteriormente aditada de tempos em tempos (“2º Financiamento”); 3) aprovar a concessão de aval, pela Companhia, às obrigações a serem assumidas pela Otima junto ao Bradesco, em operação(ões) de crédito, na modalidade de Cédula de Crédito Bancário, com as seguintes principais características: (i) Valor Total Agregado: até R$ 11.740.000,00 (onze milhões, setecentos e quarenta mil reais); (ii) Encargos Financeiros: CDI acrescido de 2,4% (dois inteiros e quatro décimos por cento) ao ano; (iii) Vencimento: até 04 de novembro de 2013 (“Financiamentos Complementares”); 4) fica ratificada a aprovação da concessão de garantia adicional correspondente à cessão fiduciária de 58,7% dos direitos creditórios depositados em conta vinculada à operação, de titularidade da Otima, percentual este a ser distribuído proporcionalmente aos montantes contratados no 1º Financiamento, 2º Financiamento e Financiamentos Complementares; e 5) fica a Diretoria da Companhia desde já autorizada a praticar todos e quaisquer atos que se façam necessários à implementação das deliberações ora tomadas, ficando, ainda, ratificados quaisquer atos praticados pela Diretoria da Companhia incluindo a negociação, discussão e/ou a celebração de contratos e/ou aditivos nesse sentido. Quorum da deliberação: A deliberação acima foi aprovada por unanimidade, sem reservas ou restrições. Encerramento, lavratura, aprovação e assinatura da ata: Nada mais havendo a ser tratado, foi encerrada a reunião e lavrada a presente ata, lida, aprovada e por todos assinada. São Paulo, 05 de agosto de 2013. Mesa: Benedicto Barbosa da Silva Júnior - Presidente; Adriano Sa de Seixas Maia - Secretário. Conselheiros: Benedicto Barbosa da Silva Júnior; Newton Sergio de Souza; Adriano Chaves Jucá Rolim; Luiz Antonio Mameri; e Marcela Aparecida Drehmer Andrade. Certifico e dou fé que essa ata é cópia fiel da ata lavrada no livro próprio. São Paulo/SP, 05 de agosto de 2013. Adriano Sa de Seixas Maia, Secretário. Junta Comercial do Estado de São Paulo. Certifico o registro sob o número 347.221/13-0, em 05.09.2013. Gisela Simiema Ceschin, Secretária-Geral.

Data, hora e local: No dia 29 de agosto de 2013, às 14h00 horas, na sede social da Odebrecht TransPort Participações S.A. (“Companhia”), localizada na Cidade de São Paulo, Estado de São Paulo, na Avenida das Nações Unidas, nº 4.777, 5º andar - Ala A, Alto Pinheiros, CEP 0547-000. Presença: Presente a totalidade dos membros do Conselho de Administração da Companhia, os Srs.: Benedicto Barbosa da Silva Júnior; Newton Sergio de Souza; Adriano Chaves Jucá Rolim; Luiz Antonio Mameri; e Marcela Aparecida Drehmer Andrade. Mesa: Benedicto Barbosa da Silva Júnior - Presidente; e Adriano Sa de Seixas Maia - Secretário. Ordem do dia: Deliberar sobre a aprovação, no âmbito e para fins de cumprimento do Contrato de Concessão nº 0141291600, celebrado em 17 de dezembro de 2012, pela Otima - Concessionária de Exploração de Mobiliário Urbano S.A. (“Otima”), subsidiária da Companhia, com a Prefeitura de São Paulo, por intermédio da São Paulo Obras - SPObras (“Contrato de Concessão”), bem como do Contrato de Financiamento a ser celebrado entre a Otima e a Caixa Econômica Federal (“Caixa”), de nº 404.393-92, nos termos do item (xi), do artigo 20, do Estatuto Social da Companhia: (a) celebração do Contrato de Suporte de Patrocinadoras e Outras Avenças, entre a Companhia, Rádio e Televisão Bandeirantes de Minas Gerais Ltda. (“Band”), APMR Investimentos e Participações S.A. (“APMR”), Kalítera Engenharia Ltda. (“Kalítera”) e a Caixa, sendo a Otima interveniente anuente em tal contrato (“Contrato de Suporte”); (b) celebração do Contrato de Administração de Conta Suporte e Outras Avenças, entre a Companhia e a Caixa (“Contrato de Administração de Conta Suporte”); (c) celebração do Contrato de Penhor de Ações da Otima, entre a Companhia, Band, APMR Kalítera e a Caixa, sendo a Otima interveniente anuente em tal contrato (“Contrato de Penhor de Ações” e, conjuntamente com o Contrato de Suporte e o Contrato de Administração de Conta Suporte, doravante denominados “Contratos da Operação”); e (d) autorização para os Diretores da Companhia e/ou o(s) procurador(es) regularmente nomeados celebrarem todo e qualquer documento, bem como praticarem todos os atos necessários a fim de efetivar e cumprir as deliberações descritas nos itens (a) a (c) acima; I) Matérias para deliberação: 1) Aprovar a celebração dos Contratos da Operação, acima definidos e conforme minutas apresentadas e arquivadas na sede da Companhia, no âmbito e exclusivamente para fins de cumprimento do Contrato de Concessão e do Contrato de Financiamento pela Otima, para viabilizar a obtenção de um financiamento, pela Otima perante a Caixa, no valor total de até R$300.000.000,00 (trezentos milhões de reais), incluindo a outorga das procurações, conforme vierem a ser exigidas nos termos dos Contratos da Operação; e 2) Fica a Diretoria da Companhia e/ou o(s) procurador(es) regularmente nomeados desde já autorizados a praticar todos e quaisquer atos que se façam necessários para assinatura dos Contratos da Operação e quaisquer outros contratos, acordos, formulários, guias e/ou e documentos correlatos, desde que relacionados aos Contratos da Operação. Adicionalmente, ficam ratificados quaisquer atos praticados pela Diretoria da Companhia em relação à negociação, discussão e/ou celebração dos Contratos da Operação. ll) Matérias para conhecimento: Nada a registrar; III) Matérias de Interesse da Companhia: Nada a registrar; e IV) Encerramento da Ata: Nada mais havendo a tratar, foi lavrada a presente ata, a qual lida, discutida e achada conforme, foi assinada por todos os presentes. São Paulo, 29 de agosto de 2013. Mesa: Benedicto Barbosa da Silva Júnior - Presidente; Adriano Sa de Seixas Maia Secretário. Conselheiros: Benedicto Barbosa da Silva Júnior; Newton Sergio de Souza; Adriano Chaves Jucá Rolim; Luiz Antonio Mameri; e Marcela Aparecida Drehmer Andrade. Certifico e dou fé que essa ata é cópia fiel da ata lavrada no livro próprio. São Paulo, 29 de agosto de 2013. Adriano Sa de Seixas Maia, Secretário. Junta Comercial do Estado de São Paulo. Certifico o registro sob o número 347.222/13-4, em 05.09.2013. Gisela Simiema Ceschin, Secretária-Geral.

MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DE SÃO PAULO

AVISO DE LICITAÇÃO Pregão nº 048/2013 - Processo nº 402/2013 Acha-se aberto, no Ministério Público do Estado de São Paulo, o Pregão Presencial nº 048/2013 Processo nº 402/2013, que tem por objeto a aquisição de materiais de elétrica, hidráulica e telefonia. O Edital da presente licitação encontra-se à disposição dos interessados, gratuitamente, na Comissão Julgadora de Licitações, situada na Rua Riachuelo nº 115, 5º andar, sala 506, de 2ª a 6ª feira, das 09:30 às 18:30 horas, ou através da Internet nos Sites www.mpsp.mp.br e www.e-negociospublicos.com.br. Os envelopes serão recebidos na sessão pública de processamento do Pregão, na Rua Riachuelo nº 115, sala 926, no dia 24/09/2013, e sua abertura dar-se-á às 11:00 horas no mesmo dia e local. Comissão Julgadora de Licitações, em 09 de setembro de 2013.

MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DE SÃO PAULO

AVISO DE LICITAÇÃO Pregão nº 047/2013 - Processo nº 405/2013 Acha-se aberto, no Ministério Público do Estado de São Paulo, o Pregão Presencial nº 047/2013 Processo nº 405/2013, que tem por objeto a aquisição de café torrado e moído e café em grãos. O Edital da presente licitação encontra-se à disposição dos interessados, gratuitamente, na Comissão Julgadora de Licitações, situada na Rua Riachuelo nº 115, 5º andar, sala 506, de 2ª a 6ª feira, das 09:30 às 18:30 horas, ou através da Internet nos Sites www.mpsp.mp.br e www.e-negociospublicos.com.br. Os envelopes serão recebidos na sessão pública de processamento do Pregão, na Rua Riachuelo nº 115, Tilene, no dia 26/09/2013, e sua abertura dar-se-á às 11:00 horas no mesmo dia e local. Comissão Julgadora de Licitações, em 09 de setembro de 2013.

INDÚSTRIA DE EMBALAGENS SANTA INÊS S.A. CNPJ/MF Nº 61.602.033/0001-04 - NIRE 35.300.383.486 Extrato da Ata da Assembleia Geral Ordinária Data, Hora e Local: 26/04/13, às 16h, na sede social. Convocação e Presença: Dispensada a convocação nos termos do art. 124, § 4°, da Lei no 6.404/76 (“LSA”) e art. 6º do Estatuto Social da Cia., em decorrência da presença dos acionistas representando 100% do capital social da Cia.; Mesa: Flávio Marques Ferreira (Presidente da Assembleia); Maria Gabriela Marques Ferreira (Secretária), nos termos do art. 6º do Est. Social da Cia.; Deliberações Aprovadas: (1) Aprovada a lavratura da ata de forma sumária; (2) Rerratificada a deliberação nº 6.6 referente à remuneração de “pró-labore” dos membros da Diretoria constante da ata AGE em 19/05/10, (3) Aprovada a alteração do art. 3º do Est. Social da Cia., que trata do objeto social; (4) Rerratificado o erro material contido na redação do art. 5º do Est. Social da Cia., corrigindo-se o número de ações que compõem o capital social; (5) Renovação do mandato dos membros da Diretoria, tendo sido eleitos Flávio Marques Ferreira (Diretor-Presidente) e Maria Gabriela Marques Ferreira (Diretora), bem como deliberado os seus honorários; (6) Aprovadas as demonstrações financeiras e a destinação do lucro líquido do exercício; (7) Aprovada a Consolidação do Est. Social da Cia. Jucesp nº 335.537/13-3, em 30/08/2013. Gisela Simiema Ceschin - Secretária Geral.

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE ANDRADINA Extrato de Homologação e Adjudicação. Processo nº 79/13 – Tomada de Preços nº 14/13. Objeto: Contratação de empresa especializada para execução de pavimentação asfáltica tipo CBUQ referente ao Contrato de Repasse n° 780393/2012 – Ministério das Cidades. Considerando a regularidade do procedimento, hei por bem, com base no inc. VI, do art. 43, da Lei Federal nº 8.666/93, Homologar e Adjudicar o item do objeto licitado, à empresa: Skalla Comércio e Urbanização Ltda. Andradina, 10 de setembro de 2013. Jamil Akio Ono - Prefeito.

PREFEITURA MUNICIPAL DE OURINHOS AVISO DE LICITAÇÃO Processo nº 3128/2013 - Leilão nº 01/2013 Objeto: Alienação de bens inservíveis para a Administração. Data do primeiro leilão: 30/09/ 2013, às 9:00 horas. Data do segundo leilão, a realizar-se na eventualidade de lote(s) remanescente(s) do primeiro leilão: 01/10/2013, às 9:00 horas. Local de realização do Leilão: Centro de Serviços da Prefeitura Municipal de Ourinhos, sito à Rua Jeronimo Althero Filho, nº 235, Vila Sandano. O Edital completo poderá ser retirado gratuitamente na Diretoria de Suprimento, sito à Rua Euclides da Cunha, nº 522, Centro, no horário comercial, no site da Prefeitura (www.ourinhos.sp.gov.br) no link licitações ou mediante requerimento da empresa enviado via e-mail para licitações.pmo@ig.com.br, sendo que quaisquer esclarecimentos a respeito da presente licitação poderão ser obtidos na mencionada Diretoria ou através do telefone (14) 33026000 – ramal 6076 e pelo fax (14) 3324-7945. Ourinhos, 09 de setembro de 2013. Belkis Gonçalves Santos Fernandes – Prefeita Municipal.

PREFEITURA MUNICIPAL DE OURINHOS REAVISO DE LICITAÇÃO Processo nº 3.010/2013 - Tomada de Preços nº 06/2013 Objeto: Contratação de empresa para execução de 02 (duas) Academias de Saúde, localizadas nas Unidade de Saúde da Família do Jardim São Jorge e na Unidade de Saúde da Família do Jardim Flórida, na cidade de Ourinhos, SP., conforme projetos, memorial descritivo e orçamento anexo. Data de recebimento dos envelopes: 30/09/2013. Horário limite para recebimento dos envelopes: 09.00 horas. Abertura: 30/09/2013 – 09.30 horas. Cadastro até o dia 25/09/2013. Visita Técnica: Agendamento a partir do dia 11/09/2013 a 27/09/2013, no horário das 8h30min às 11h30min e das 14h30min às 17h30min, devendo o interessado agendá-la com 1 (um) dia de antecedência, por escrito ou através de endereço eletrônico (licitacoes.pmo@ig.com.br). O Edital completo poderá ser retirado na Diretoria de Suprimento, sito a Rua Euclides da Cunha, nº 522, Centro, das 08:00 às 12:00 horas e das 14:00 às 18:00 horas ou maiores informações pelo telefone (14) 3302-6000 ramal 6032 e 6076. Ourinhos, 09 de setembro de 2013 – Comissão Permanente de Licitação.

Cooperativa Autogestionária Industrial dos Trabalhadores Têxteis torna público que requereu na CETESB a Renovação de Licença de Operação para Tecelagem de fios de fibras têxteis naturais, à Rua José Fiuza Guimarães, 231, Limão, São Paulo/SP.

FALÊNCIA, RECUPERAÇÃO EXTRAJUDICIAL E RECUPERAÇÃO JUDICIAL Conforme informação da Distribuição Cível do Tribunal de Justiça de São Paulo, foram ajuizados no dia 10 de setembro de 2013, na Comarca da Capital, os seguintes pedidos de falência, recuperação extrajudicial e recuperação judicial: Requerente: Hélio Vial Machado. Requerido: Mape Distribuidora de Embalagens Plásticas Ltda. Rua Alcides Ricardini Neves, 12 - Conjunto 1.011 - 1ª Vara de Falências. Requerente: Sidnei Turczyn. Requerido: Embare Macuco Empreendimento Imobiliário Spe Ltda. Rua Joaquim Floriano, 101 - Conjunto 1.010 – 10° Andar – Itaim Bibi - 1ª Vara de Falências. Requerente: Paulistana Serviços Temporários Ltda. Requerido: Teto Construtora S/A. Rua Lins de Vasconcelos, 2.749 - Sala 03 – Vila Mariana - 2ª Vara de Falências. Requerente: Joaquina de Oliveira Silva. Requerente: Joaquim Martins da Silva. Requerido: Sarica Cristais Ltda. ME. Rua Barão de Paranapiacaba, 61 – Centro - 2ª Vara de Falências. Requerente: Soma Design Representação e Projetos de Moda Ltda. Requerido: Nacarato Comércio de Calçados Ltda. Rua Doutor Alceu de Campos Rodrigues, 352 – Vila Nova Conceição - 2ª Vara de Falências.

EDITAL DE PREGÃO ELETRÔNICO PARA REGISTRO DE PREÇOS OBJETIVANDO A COMPRA DE PEITO DE FRANGO EM PEDAÇOS EM CONSERVA (POUCH), CARNE BOVINA DESFIADA EM CONSERVA (POUCH). EDITAL DE PREGÃO ELETRÔNICO N° 023/DAAA/2013. PROCESSO n° 00058/0000/2013. OFERTA DE COMPRA N° 080358000012013OC00051. ENDEREÇO ELETRÔNICO: www.bec.sp.gov.br ou www.bec.fazenda.sp.gov.br. DATA DO INÍCIO DO PRAZO PARA ENVIO DA PROPOSTA ELETRÔNICA: 11/09/2013. DATA E HORA DA ABERTURA DA SESSÃO PÚBLICA: 24/09/2013 – 09:00 HORAS EDITAL DE PREGÃO ELETRÔNICO PARA REGISTRO DE PREÇOS OBJETIVANDO A COMPRA DE CARNE BOVINA MOÍDA AO MOLHO COM LEGUMES E CARNE BOVINA MOÍDA AO MOLHO COM MILHO. EDITAL DE PREGÃO ELETRÔNICO N° 024/DAAA/2013. PROCESSO N° 00059/0000/2013. OFERTA DE COMPRA N° 080358000012013OC00052. ENDEREÇO ELETRÔNICO: www.bec.sp.gov.br ou www.bec.fazenda.sp.gov.br. DATA DO INÍCIO DO PRAZO PARA ENVIO DA PROPOSTA ELETRÔNICA: 11/09/2013. DATA E HORA DA ABERTURA DA SESSÃO PÚBLICA: 24/09/2013 – 09:00 HORAS. EDITAL DE PREGÃO ELETRÔNICO PARA REGISTRO DE PREÇOS OBJETIVANDO A COMPRA DE SARDINHA EM ÓLEO COMESTÍVEL. EDITAL DE PREGÃO ELETRÔNICO n° 025/DAAA/2013. PROCESSO n° 00218/4444/2013 OFERTA DE COMPRA N° 080358000012013OC00053. ENDEREÇO ELETRÔNICO: www.bec.sp.gov.br ou www.bec.fazenda.sp.gov.br. DATA DO INÍCIO DO PRAZO PARA ENVIO DA PROPOSTA ELETRÔNICA: 11/09/2013. DATA E HORA DA ABERTURA DA SESSÃO PÚBLICA: 26/09/2013 – 10:00 HORAS. EDITAL DE PREGÃO ELETRÔNICO PARA REGISTRO DE PREÇOS OBJETIVANDO A COMPRA DE BEBIDA LÁCTEA U.A.T OU U.H.T. COM FRUTAS. EDITAL DE PREGÃO ELETRÔNICO n° 026/DAAA/2013. PROCESSO N° 00211/ 4444/2013. OFERTA DE COMPRA N° 080358000012013OC00054. ENDEREÇO ELETRÔNICO: www.bec.sp.gov.br ou www.bec.fazenda.sp.gov.br. DATA DO INÍCIO DO PRAZO PARA ENVIO DA PROPOSTA ELETRÔNICA: 11/09/2013 DATA E HORA DA ABERTURA DA SESSÃO PÚBLICA: 26/09/2013 – 09:00 HORAS EDITAL DE PREGÃO ELETRÔNICO PARA REGISTRO DE PREÇOS OBJETIVANDO A COMPRA DE MISTURA PARA O PREPARO DE PUDIM SABOR CHOCOLATE, MISTURA PARA O PREPARO DE CREME DE MILHO COM COCO E MISTURA PARA O PREPARO DE CREME SABOR BAUNILHA. EDITAL DE PREGÃO ELETRÔNICO N° 027/DAAA/2013. PROCESSO N° 00115/4444/2013. OFERTA DE COMPRA N° 080358000012013OC00055. ENDEREÇO ELETRÔNICO: www.bec.sp.gov.br ou www.bec.fazenda.sp.gov.br. DATA DO INÍCIO DO PRAZO PARA ENVIO DA PROPOSTA ELETRÔNICA: 11/09/2013. DATA E HORA DA ABERTURA DA SESSÃO PÚBLICA: 26/09/ 2013 – 09:00 HORAS EDITAL DE PREGÃO ELETRÔNICO PARA REGISTRO DE PREÇOS OBJETIVANDO A COMPRA DE PEITO DE FRANGO EM PEDAÇOS AO MOLHO E CARNE DE FRANGO EM PEDAÇOS AO MOLHO. EDITAL DE PREGÃO ELETRÔNICO N° 028/DAAA/2013. PROCESSO N° 00057/0000/2013. OFERTA DE COMPRA N° 080358000012013OC00056. ENDEREÇO ELETRÔNICO: www.bec.sp.gov.br ou www.bec.fazenda.sp.gov.br. DATA DO INÍCIO DO PRAZO PARA ENVIO DA PROPOSTA ELETRÔNICA: 11/09/2013. DATA E HORA DA ABERTURA DA SESSÃO PÚBLICA: 26/09/2013 – 09:00 HORAS

COORDENADORIA DE INFRAESTRUTURA E SERVIÇOS ESCOLARES Soccer Champions p Assessoria e Consultoria Esportiva p S/A CNPJ Nº 13.985.998/0001-72 - NIRE Nº 35.300.396.154 Ata de Assembléia Geral Ordinária Data, Hora e Local: 24/04/13, às 13hs, na sede. Presença: Acionistas representando 85% da totalidade do capitai SociaI. Convocação: Conforme Publicação do Edital da Convocação no DOESP e no Diário do Comércio, nos dias 09, 10 e 11/04/13, em anexo.Mesa:Pres.:Sr. EdmilsondeAssiseSecr.:AlexandreAparecidoMartins.OrdemdoDia:a)AlteraçãodoendereçodaSede;b)Propostadeaumentode Capital Social;c) Abertura de Filial;d) Proposta de alteração Estatutária; e) Outros assuntos do interesse de todos.Deliberações tomadas por unanimidade: Prestados os esclarecimentos necessários: (a) Fica alterado o endereço da Sede para a R. Dr. Ramos de Azevedo, 159, 16º, s/ 1611, Condomínio Guarulhos Central Office, Centro, Guarulhos/SP; b) A Acionista Inside Administradora e Participações Ltda, apresenta, neste ato, proposta para o aumento do Capital Social no valor de R$ 2.600.000,00, utilizando-se para tal o valor constante na conta AFAC - Antecipações para Futuro Aumento de capital, onde o Capital Social da Cia. passará a ser de R$ 2.700.000,00 após aprovação pelos acionistas na próxima Assembleia; c) Abertura de Filial na Av. 3 de Julho, 2, 4760-713, Ribeirão, Portugal; d) Proposta de alteração Estatutária, qual seja, a inclusão do § 1º e 2º no Art.9º.§ 1º - Fica estabelecido que, o Acionista que não comparecer a 3 Assembleias seguidas, salvo os casos previstos em Lei, será desligado da Cia., por falta de interesse nos objetivos da mesma, ficando os valores correspondentes as suas ações disponíveis no Caixa da Cia .ou depositadas em juízo.§ 2º - O não comparecimento dos Acionistas, que trata o § anterior, poderá ser justificado, no prazo de 15 dias, ao Dir.Pres.da Cia., o qual deverá apresentar toda documentação pertinente, afim de não ser penalizado por tal descumprimento.Tendo em vista a aprovação das matérias constantes nos ítens A, C e D, os Arts.3º e 9º do Estatuto Social passam a vigorar com a seguinte redação:Art. 3º-A sociedade tem sede e foro a R.Dr.Ramos de Azevedo, 159, 16º, s/ 1611, Condomínio Guarulhos Central Office, Centro, Guarulhos/SP.§ Único- A Cia.possui as seguintes filiais:I- Portugal-Av.3 de Julho, 2, 4760-713, Ribeirão, com Capital Social destacado para fins fiscais e registro próprio de R$ 1.000,00;Art.9º-A AGE reunir-se-á sempre que os interesses sociais exigirem o pronunciamento dos acionistas e nos casos previstos em lei e neste Estatuto Social. § 1º - Fica estabelecido que,oAcionistaquenãocomparecera3Assembleiasseguidas,salvooscasosprevistosemlei,serádesligadodaCia.,porfaltadeinteresse nosobjetivosdamesma,ficandoosvalorescorrespondentesassuasaçõesdisponíveisnocaixadaCia.oudepositadasemjuizo.§2º-Onão comparecimento dos Acionistas, que trata o parágrafo anterior, poderá ser justificado, no prazo de 15 dias, ao Dir.Pres.da Cia., o qual deverá apresentar toda documentação pertinente, afim de não ser penalizado por tal descumprimento.Encerramento e Lavratura da Ata: Nada mais,sendoapresenteata,lavradaeassinadapormim,sr.AlexandreAparecidoMartins,secretáriodaAssembléiaeportodosospresentes. Guarulhos,24/04/13.EdmilsondeAssis-Pres.daMesaeAlexandreAparecidoMartins-Secr.daAssembleia.Acionistas:InsideAdministradora e Participações Ltda., Edmilson de Assis-Sócio Administrador, Marcio do Nascimento Cataldo e DM05 - Investimentos e Participações S/A, Alexandre Aparecido Martins-Procurador.Jucesp nº 213.126/13-8 e NIRE 3590460692-8 em 07/06/13.Gisela S.Ceschin-Secr.Geral.

Soccer Champions Assessoria e Consultoria Esportiva S/A CNPJ Nº 13.985.998/0001-72 - NIRE Nº 35.300.396.154 Ata de Assembléia Geral Extraordinária Data, Hora e Local: 30/07/13, às 17hs, na sede. Presença: Totalidade. Convocação: Dispensada. Mesa: Pres.: Sr. Edmilson de Assis e Secr.: Alexandre Aparecido Martins. Ordem do Dia: A) Saída do acionista Alberto Artico Neto com a Transferência de Ações Nominativas e a Consolidação do Boletim de Ações. Deliberações tomadas por unanimidade: Oferecidos os esclarecimentos necessários: A) Foi aprovado à saída do Acionista Alberto Artico Neto, Rg nº 22.923.627-3 e CPF/MF nº 194.263.878-70. Com a saída do respectivo acionista, as Ações Ordinárias Nominativas foram transferidas p/ a empresa Inside Administradora e Participações Ltda, com sede social a R. Dr. Ramos de Azevedo, 159, 22º, s/ 2211, Condomínio Guarulhos Central Office, Centro, Guarulhos/SP, com Contrato Social arquivado na MM Jucesp nº 35.215.358.481 em 15/09/1998 e devidamente inscrita no CNPJ nº 02.745.563/0001-34, neste ato representada por seu Sócio Administrador o Sr. Edmilson de Assis, Rg. nº 56.740.883-8 SSP/SP e CPF/MF nº 900.706.664-15 e por seu sócio o Sr. Edmar de Assis, Rg. nº 33.383.309-0 e CPF/MF nº 272.713.468-13, conformeTermo deTransferência de Ações, o qual faz parte da presente Ata de AGE. Encerramento e Lavratura da Ata: Nada mais, sendo a presente ata, lavrada e assinada por mim, Sr. Alexandre Aparecido Martins, secr. da Assembléia e por todos os presentes. Guarulhos, 30/07/13. Edmilson de Assis-Pres. da Assembleia, Dir. Pres. e Alexandre Aparecido Martins-Secr. da Assembleia. Acionistas: Inside Administradora e Participações Ltda., Edmilson de Assis-Sócio Administrador, Edmar de Assis-Sócio e DM05 - Investimentos e Participações S/A, Alexandre Aparecido Martins-Procurador. Jucesp nº 385.551/13-6 em 12/08/13.Gisela S. Ceschin-Secr. Geral.

Odebrecht Ambiental S.A. - CNPJ/MF nº 09.437.097/0001-79 - NIRE 35300358775 Ata de Reunião do Conselho de Administração Data, Hora e Local: 27/8/2013, 14:30hs, na sede, em SP/SP, Av. Rebouças, 3.970, 31°, parte. Presença: Marcelo Bahia Odebrecht; Benedicto Barbosa da Silva Júnior; Flávio Eduardo Arakaki; Jairo Elias Flor; Marcela Aparecida Drehmer de Andrade; Newton Sergio de Souza; Rebeca Correa Balian. Mesa: Marcelo Bahia Odebrecht, Pres.; Maurício Dantas Bezerra, Secr.. Ordem do Dia: I) Matérias para Deliberação: Após a devida análise da Proposta de Deliberação (“PD”) constantes da ordem do dia, cuja cópia e documentação conexa foram encaminhadas previamente aos Conselheiros, de acordo com o Regimento de Funcionamento do Cons.de Administração, e ficarão devidamente arquivadas na sede da Companhia, foi aprovada, por unanimidade, a seguinte deliberação: 1) PD.CA-OA 08/13 - Eleição de Diretoria, já com a recomendação de aprovação pelos Conselheiros representantes do Comitê de Pessoas e Organização. Dessa forma, os Conselheiros tomaram conhecimento da renúncia do Sr.Renato Amaury de Medeiros, RG nº 51981793-IFP/RJ e CPF/MF nº 788.718.407-04,aocargodeDiretorsemdesignaçãoespecíficadaCia.,conformecartaderenúnciaoraapresentadaearquivadanasededa Cia..Tendo em vista a renúncia apresentada, os Conselheiros aprovaram, por unanimidade, a eleição do Sr.Enio Augusto Pereira e Silva, RG nº 684897-49-SSP/BA e CPF/MF nº 083.910.505-30.O Diretor ora eleito foi investido em seu cargo mediante a lavratura e assinatura de termo de posse no Livro de Atas de Reunião da Diretoria da Cia..Atendendo ao disposto no art.147 da Lei nº 6.404/76, o Diretor ora eleito declara, sob as penas de lei, não está impedido de exercer a administração da Cia., por lei especial, ou em virtude de condenação criminal, ou por crime falimentar, de prevaricação, peita ou suborno, concussão, peculato, ou contra a economia popular, contra o sistema financeiro nacional, contra normas de defesa de concorrência, contra as relações de consumo, fé pública, ou a propriedade; ou, por pena que vede, ainda que temporariamente, o acesso a cargos públicos. Os Conselheiros ratificam a nomeação dos demais Diretores da Companhia, de forma que a Diretoria da Cia., com mandato até 22/6/2014, passa a ser a seguinte: (a) Dir. Presidente-Fernando Luiz Ayres da Cunha Santos Reis; (b) Diretora-Ticiana Vaz Sampaio Marianetti; (c) Diretor-Enio Augusto Pereira e Silva; (d) Diretor-Emyr Diniz Costa Junior; e (e) Diretor-Mauricio Dantas Bezerra. Encerramento: Nada mais. São Paulo, 27/8/2013. Mesa: Marcelo Bahia Odebrecht-Pres.; Maurício Dantas Bezerra-Secr.. Conselheiros: Marcelo Bahia Odebrecht-Pres.; Benedicto Barbosa da Silva Junior; Flávio Eduardo Arakaki; Jairo Elias Flor; Marcela Aparecida Drehmer de Andrade; Newton Sergio de Souza; e Rebeca Correa Balian. Maurício Dantas Bezerra-Secr.. Jucesp nº 347.445/13-5 em 06/09/2013. Gisela Simiema Ceschin-Secretária Geral.

MITSUI & CO. (BRASIL) S.A. - CNPJ/MF nº 61.139.697/0001-70 - NIRE. 35.300.172.108 ATA DA ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA 1. Data e Horário: 27.08.13 às 10h.. Local: Sede Social na Av. Paulista, 1842, 23º andar, Cetenco Plaza, Torre Norte, em SP, SP. 2. Convocação e Quórum: Presentes acionistas representando a totalidade do capital social conforme assinaturas constantes do Livro de Presença de Acionistas, dispensada, dessa forma, a publicação de editais de convocação nos termos da faculdade outorgada pelo §4º, do art. 124, da Lei 6404/76. 3. Mesa Diretora: Presidente Shinsuke Fujii; Secretário Kiyoshi Hasegawa. 4. Ordem do Dia: indicação do Sr. Hisao Morioka, de nacionalidade japonesa, Passaporte Japonês TZ0626484, expedido em 02.03.09 para ocupar futuramente o cargo de Diretor de Departamento. 5. Deliberação: foi aprovada, por unanimidade de votos dos acionistas, a indicação do Sr. Hisao Morioka, acima qualificado, para ocupar futuramente o cargo de Diretor de Departamento devendo sua eleição ser efetuada oportunamente, na forma da lei e das disposições estatutárias. A efetivação do Sr. Hisao Morioka no referido cargo dar-se-á por deliberação a ser adotada pela respectiva Assembleia Geral dos Acionistas a ser convocada para esse fim, após a legalização de sua permanência no país. Cumprida, assim, a ordem do dia e nada mais havendo a ser tratado, o Sr. Presidente declarou suspensa a sessão pelo tempo necessário à lavratura da presente que lida e aprovada, vai assinada por todos os presentes. SP, 27.08.13. Mesa: Shinsuke Fujii, Presidente e Kiyoshi Hasegawa, Secretário. Esta é cópia fiel da ata lavrada no livro próprio. São Paulo, 27.08.13. Kiyoshi Hasegawa Secretário. JUCESP nº 342.020/13-4 em 03.09.13. Gisela Simiema Ceschin - Secretária Geral.

Soccer Champions p Assessoria e Consultoria Esportiva p S/A

Soccer Champions p Assessoria e Consultoria Esportiva p S/A

CNPJ Nº 13.985.998/0001-72 - NIRE Nº 35.300.396.154 Ata de Assembléia Geral Extraordinária Data, Hora e Local: 11/06/13, às 13hs, na sede.Presença: Acionistas representando 85% da totalidade do capital Social.Convocação: Conforme Publicação do Edital de Convocação no DOESP nos dias 25, 28 e 29 e no Diário do Comércio 25, 26, 27, 28 e 29/05/2013, em anexo.Mesa:Pres.:Sr.Edmilson de Assis e Secr.:Alexandre Aparecido Martins.Ordem do Dia:A) Saída do acionista Márcio do Nascimento Cataldo com aTransferência de Ações Nominativas;B) Aprovação da proposta de aumento de Capital Social.Deliberações tomadas por unanimidade: Oferecidos os esclarecimentos necessários: A) Foi aprovado à saída do Acionista Marcio do Nascimento Cataldo, Rg nº 29.680.717-5 e CPF/MF nº 279.915.228-73. Com a saída do respectivo acionista, as Ações Ordinárias Nominativas foram transferidas para a empresa Inside Administradora e Participações Ltda, sociedade empresária limitada, com sede a R. Dr. Ramos de Azevedo, 159, 22º, s/ 2211, Condomínio Guarulhos Central Office, Centro, Guarulho/SP, com Contrato Social arquivado na MM Jucesp nº 35.215.358.481 em 15/09/1998 e devidamente lnscrita no CNPJ nº 02.745.563/0001-34, neste ato representada por seu Sócio Administrador o Sr.Edmilson de Assis, Rg nº 56.740.883-8 SSP/SP e CPF/MF sob o nº 900.706.664-15 e por seu sócio o Sr.Edmar de Assis, Rg nº 33.383.309-0 e CPF/M nº 272.713.468-13, conforme Termo deTransferência de Ações, o qual faz parte da presente Ata de AGE. B) Foi aprovada por unanimidade a proposta feita pela acionista Inside Administradora e Participações Ltda de aumento do capital Social da Companhia passando de R$ 100.000,00 para R$ 2.700.000,00, um aumento, portanto de R$ 2.600.000,00, utllizando-se para tal aumento o valor constante na conta AFAC - Antecipação para Futuro Aumento de Capital, com o emissão de 2.600.000 ações, sem valor nominal, todas ordinárias.Tendo em vista a aprovação da matéria constante no ítem B, o Art.5º Caput do Estatuto Social passa a vigorar com a seguinte redação: Art. 5º-O Capital SociaI da sociedade é de RS 2.700.000,00, dividido em 2.700.000 ações, sem valor nominal, todas ordinárias.Encerramento e lavratura da Ata:Nada mais, sendo a presente ata, lavrada e assinada por mim Sr.Alexandre Aparecido Martins, secr.da Assembleia e por todos os presentes.Guarulhos, 11/06/13.Edmilson de Assis-Pres.da Assembleia, Dir.Pres. eAlexandreAparecidoMartins-SecretáriodaAssembleia.Acionistas:InsideAdministradoraeParticipaçõesLtda.,EdmilsondeAssis-Sócio Administrador, Edmar de Assis-Sócio e DM05 - Investimentos e Participações S/A, Alexandre Aparecido Martins-Procurador. Jucesp nº 250.640/13-2 em 03/07/2013.Gisela S. Ceschin-Secr.Geral.

Soccer Champions Assessoria e Consultoria Esportiva S/A CNPJ n° 13.985.998/0001-72 – NIRE 35.300.396.154 Ata de Assembléia Geral Ordinária Data, Hora e Local: 17/04/2013, às 13 hs, na sede. Presença: Acionistas representando 85% da totalidade do Capital Social. Convocação: Conforme Publicação do Edital de Convocação no DOESP nos dias 29/03/2013, 02/04/2013 e 03/04/2013 e no Diário do Comércio nos dias 29, 30 e 31/03/2013, 02/04/2013, 03/04/2013, em anexo. Mesa: Pres.: Sr. Edmilson de Assis e Secr.: Alexandre Aparecido Martins. Ordem do Dia: Examinar, discutir e votar as demonstrações financeiras relativas ao exercício findo em 31/12/2011. Deliberações tomadas por unanimidade: Prestados os esclarecimentos necessários: (a) foram aprovados as demonstrações financeiras relativas ao exercício findo em 31/12/2011, onde foi apurado o prejuízo de R$ 415.668,38 (quatrocentos e quinze mil, seiscentos e sessenta e oito reais e trinta e oito centavos), o qual foi suportado, integralmente, pela acionista majoritário Inside Administradora e Participações Ltda, Através de AFAC - Antecipação para Futuro Aumento de Capital. Encerramento e Lavratura da Ata: Nada mais havendo a tratar, foram os trabalhos suspensos, dando-se por encerrada a presente Assembléia, sendo a presente ata, lavrada e assinada por mim, Sr. Alexandre Aparecido Martins, secr. da Assembléia e por todos os presentes. Guarulhos, 19/04/2013. Edmilson de Assis - Pres. da Mesa; Alexandre Aparecido Martins - Secr. da Assembléia. Acionistas: Inside Administradora e Participações Ltda. - Edmilson de Assis - Sócio Administrador; Edmar de Assis - Sócio. Marcio do Nascimento Cataldo; DM05 - Investimentos e Participações S/A - Alexandre Aparecido Martins - Procurador. Jucesp nº 174.610/13-0 em 09/05/2013.Gisela Simiema Ceschin-Secretária Geral.

CNPJ Nº 13.985.998/0001-72 - NIRE Nº 35.300.396.154 Ata de Assembléia Geral Extraordinária Data,HoraeLocal:14/08/13,às15hs,nasede.Presença:Totalidade.Convocação:Dispensada.Mesa:Pres.:Sr.EdmilsondeAssiseSecr.: AlexandreAparecidoMartins.OrdemdoDia:A)AprovaçãodoContratodePrestaçãodeserviçosdaempresaPauloCanhão,Unipessoal Lda.Deliberações tomadas por unanimidade:A) O Sr.Edmar de Assis, Diretor Financeiro da Cia., apresentou o Contrato de Prestação de ServiçosdaempresaPauloCanhão,UnipessoalLda,referentedivulgaçãodaimagemdamarcaSoccerChampionsparaépoca2013/2014, empainéisfixos(3Mx0,85M)emtodososjogosdoCampeonatoNacionaldeFutsaldaPrimeiraDivisãoPortuguesa,transmitidosdiretamente pela RTP1 e BolaTV. Relatou ainda, que tal iniciativa é de suma importância para os negócios da Companhia em Portugal, tendo em vista a recente abertura de filial naquele País, o qual foi aprovado por unanimidade pelos acionistas presentes. Encerramento e Lavratura da Ata: Nada mais, sendo a presente ata, lavrada e assinada por mim, Sr.Alexandre Aparecido Martins, secr.da Assembléia e por todos os presentes.Guarulhos, 14/08/13.Edmilson de Assis-Pres.da Assembleia, Dir.Presidente e Alexandre Aparecido Martins-Secr.da Assembleia. Acionistas:InsideAdministradoraeParticipaçõesLtda.,EdmilsondeAssis-SócioAdministrador,EdmardeAssis-SócioeDM05-Investimentose ParticipaçõesS/A,AlexandreAparecidoMartins-Procurador.Jucespnº321.871/13-3em23/08/2013.GiselaSimiemaCeschin-SecretáriaGeral.

Soccer Champions Assessoria e Consultoria Esportiva S/A CNPJ Nº 13.985.998/0001-72 - NIRE Nº 35.300.396.154 Ata de Assembléia Geral Extraordinária Data,HoraeLocal:13/06/13,às13hs,nasede.Presença:Acionistasrepresentando99,45%datotalidadedoCapitalSocial.Convocação: ConformePublicaçãodoEditaldeConvocaçãonoDOESPnosdias25,28e29/05/213enoDiáriodoComércio25,26e27,28e29/05/213, em anexo. Mesa: Pres.: Sr. Edmilson de Assis e Secr.: Alexandre Aparecido Martins. Ordem do Dia: A) Consolidação do Estatuto Social e Boletins de Ações da Cia. Deliberações tomadas por unanmidade: Prestados os esclarecimentos necessários: A) Tendo em vista as aIterações efetuadas no decorrer dos anos, os acionistas decidiram Consolidar o Estatuto Social e Boletim de Ações da Cia., o qual foi discutido art.por arti., sendo aprovado por unanimidade pelos presentes.Encerramento e Lavratura da Ata:Nada mais, sendo a presente ata, lavrada e assinada por mim, e Sr.Alexandre Aparecido Martins, secr.da Assembleia e por todos os presentes.Guarulhos, 13/6/13. Edmilson de Assis-Pres. da Assembleia, Dir. Presidente e Alexandre Aparecido Martins-Secr. da Assembleia. Acionistas: Inside Administradora e Participações Ltda., Edmilson de Assis-Sócio Administrador, Edmar de Assis-Sócio e DM05 - Investimentos e Participações S/A, Alexandre Aparecido Martins-Procurador.Jucesp nº 288.892/13-6 em 30/07/2013.Gisela Simiema Ceschin-Secretária Geral.

Soccer Champions Assessoria e Consultoria Esportiva S/A CNPJ Nº 13.985.998/0001-72 - NIRE Nº 35.300.396.154 - Ata de Assembléia Geral Extraordinária Data, Hora e Local: 08/08/13, às 11hs, na sede. Presença: Totalidade. Convocação: Dispensada. Mesa: Pres.: Sr. Edmilson de Assis e Secr.: Alexandre Aparecido Martins.Ordem do Dia: A) Aprovação da Renovação e Aditamento do Contrato de Patrocínio junto ao Grupo Desportivo de Ribeirão, Portugal; B) Atualização dos dados cadastrais do Sr. Edmilson de Assis e Edmar de Assis, Dir. Pres. e Dir. Financeiro, respectivamente.Deliberações tomadas por unanimidade: A) O Sr.Edmilson de Assis apresentou a Renovação e Aditamento do Contrato de Patrocínio para época 2013/2014, firmado como clubeGrupo Desportlvo Ribeirão.Relatou ainda, que tal iniciativa é de suma importância para os negócios da Cia.em Portugal, tendo em vista a recente abertura de filial naquele País, o qual foi aprovado por unanimidade pelos acionistas presentes.B) Atualização dos dados cadastrais da Diretoria como Segue:Edmilson de Assis,Rg nº 56.740.883-8 SSP/SP e CPF/MF nº 900.706.664·15, com o cargo de Dir.Presidente e o Sr.Edmar de Assis, Rg nº 33.383.309-0 e CPF/MF nº 272.713.468-13, com o cargo de Dir. Financeiro, a qual foi aprovado por unanimidade pelos acionistas presentes.Encerramento e Lavratura da Ata: Nada mais, sendo a presente ata, lavrada e assinada por mim, Sr. Alexandre Aparecido Martins, secretário da Assembleia e por todos os presentes. Guarulhos, 08 de agosto de 2013.Edmilson de Assis-Presidente da Assembleia, Diretor Presidente e Alexandre Aparecido Martins-Secretário da Assembleia. Acionistas: Inside Administradora e Participações Ltda., Edmilson de Assis-Sócio Administrador e DM05 - Investimentos e ParticipaçõesS/A,AlexandreAparecidoMartins-Procurador.Jucespnº322.103/13-7em26/08/2013.GiselaSimiemaCeschin-SecretáriaGeral.

DECLARAÇÃO DE PROPÓSITO (Cancelamento da Autorização para Funcionamento) A LUCCA DISTRIBUIDORA DE TÍTULOS E VALORES MOBILIÁRIOS LTDA, inscrita no CNPJ sob nº 11.846.241/000172. I – DECLARA sua intenção de alterar o contrato social, modificando o seu objeto social, deixando de atuar como instituição integrante do Sistema Financeiro Nacional (SFN), não realizando, em decorrência, operações privativas de instituição sujeita à autorização do Banco Central do Brasil; II – ESCLARECE que, nos termos da regulamentação em vigor, eventuais objeções à presente declaração devem ser comunicadas diretamente ao Banco Central do Brasil, no endereço abaixo, no prazo de trinta dias contados da data da publicação desta, por meio formal em que os autores estejam devidamente identificados, acompanhado da documentação comprobatória, observado que o declarante pode, na forma da legislação em vigor, ter direito a vistas do processo respectivo. BANCO CENTRAL DO BRASIL - Departamento de Organização do Sistema Financeiro (Deorf) - Gerência-Técnica em São Paulo (GTSP) - Avenida Paulista, 1.804 - 5º andar CEP 01310-922 - São Paulo-SP - Processo nº 1301586605. São Paulo, 28 de agosto de 2013.

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE ANDRADINA Extrato de Homologação e Adjudicação. Processo nº 80/13 – Tomada de Preços nº 15/13. Objeto: Contratação de empresa especializada para execução de recapeamento asfáltico tipo CBUQ referente ao Contrato de Repasse n° 770122/2012 – Ministério das Cidades. Considerando a regularidade do procedimento, hei por bem, com base no inc. VI, do art. 43, da Lei Federal nº 8.666/93, Homologar e Adjudicar o item do objeto licitado, à empresa: Demop Participações Ltda. Andradina, 10 de setembro de 2013. Jamil Akio Ono - Prefeito.

GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO EDITAL DE PREGÃO ELETRÔNICO PARA REGISTRO DE PREÇOS OBJETIVANDO A COMPRA DE BEBIDA LÁCTEA U.A.T. OU U.H.T. SABOR MORANGO. EDITAL DE PREGÃO ELETRÔNICO n° 022/DAAA/2013. PROCESSO N° 00060/4444/2013. OFERTA DE COMPRA N° 080358000012013OC00050. ENDEREÇO ELETRÔNICO: www.bec.sp.gov.br ou www.bec.fazenda.sp.gov.br. DATA DO INÍCIO DO PRAZO PARA ENVIO DA PROPOSTA ELETRÔNICA: 11/09/2013. DATA E HORA DA ABERTURA DA SESSÃO PÚBLICA: 24/09/2013 – 10:00 HORAS

SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO

VOTORANTIM INVESTIMENTOS LATINO-AMERICANOS S.A. CNPJ/MF Nº 06.276.938/0001-15 - NIRE 35300320956 ATA DE ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA REALIZADA EM 29 DE JULHO DE 2013. 1. Horário e Local - às 10 horas, na sede social nesta Capital, na Rua Amauri, nº 255, 13º andar, conjunto “B”. 2. Convocação - Dispensada em virtude da presença da totalidade dos acionistas. 3. Presença - a totalidade dos acionistas. 4. Mesa Dirigente – João Carvalho de Miranda, Presidente e Alexandre Silva D’Ambrosio, Secretário. 5. Ordem do Dia – I - aprovação de recompra de ações por parte da Companhia; II – Aprovar o cancelamento de ações; III – alteração do Art. 5º do Estatuto Social, a fim de expressar a nova redação. 6. Deliberações Unânimes – I) aprovar, com base no artigo 30 parágrafo 1º, alínea b) da Lei 6.404/76 e de acordo com o Estatuto Social da Companhia, a recompra de ações ordinárias, nominativas e sem valor nominal detidas pela acionista Votorantim Industrial S.A. (“VID”), inscrita no CNPJ sob n.º 03.407.049/0001-51, NIRE n.º 35300313216 no montante de 102.537 (cento e duas mil quinhentos e trinta e sete) ações ordinárias, pelo valor de R$ 461.538.251,40 (quatrocentos e sessenta e um milhões, quinhentos e trinta e oito mil, duzentos e cinqüenta e um reais e quarenta centavos), cujo preço unitário da ação é R$ 4.501,19 (quatro mil, quinhentos e um reais e dezenove centavos), calculado com base no valor patrimonial das ações, apurado de acordo com o balanço de 30/06/13. O pagamento do valor das ações objeto da recompra será efetuado mediante a cessão do crédito, representado por Nota Promissória de titularidade da Companhia; II) aprovar o cancelamento das ações representativas da participação da VID, sem a redução do respectivo capital social; III – alterar o Caput do art. 5º do Estatuto Social, que passa a ter a seguinte nova redação: “Art. 5º - O capital subscrito e totalmente integralizado em bens e moeda corrente nacional é de R$ 3.710.828.247,42 (três bilhões, setecentos e dez milhões, oitocentos e vinte e oito mil, duzentos e quarenta e sete reais e quarenta e dois centavos), divididos em 1.055.714 (um milhão, cinquenta e cinco mil setecentos e catorze) ações ordinárias e sem valor nominal. IV – determinar que a operação se formalize mediante a celebração e assinatura de instrumento próprio, onde constem pormenorizadamente todas as condições da operação. A Administração esclarece que a recompra ora aprovada será realizada nos termos do artigo 30, § 1º, b) da Lei das S/A, dentro do limite de saldo de lucros ou reservas da Companhia (exceto a legal) e sem a diminuição do capital social; V - Fica a Administração da Sociedade, na forma do Estatuto Social, autorizada a assinar toda a documentação necessária para efetivação do acima deliberado. 7. Encerramento – nada mais havendo a tratar, foi lavrada a presente ata, que lida e achada conforme, foi por todos assinada. (a.a.) João Carvalho de Miranda, Presidente e Alexandre Silva D’Ambrosio, Secretário; Votorantim Industrial S.A., Alexandre Silva D’Ambrosio e João Carvalho de Miranda p. Votorantim Metais Zinco S.A.: Tito Botelho Martins Júnior e Paulo Prignolato; Alexandre Silva D’Ambrosio, João Bosco Silva, João Carvalho de Miranda, acionistas. A presente transcrição é cópia fiel da ata lavrada no livro próprio. São Paulo, 29 de julho de 2013. Alexandre Silva D’Ambrosio - Secretário- Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia - Junta Comercial do Estado de São Paulo - Certidão - Certifico o Registro sob nº 346.783/13-6 em 05.09.13 (a) Gisela Simiema Ceschin - Secretária Geral.

ECONOMIA/LEGAIS - 17

Soccer Champions Assessoria e Consultoria Esportiva S/A Soccer Champions p Assessoria e Consultoria Esportiva p S/A CNPJ Nº 13.985.998/0001-72 - NIRE Nº 35.300.396.154 Ata de Assembléia Geral Ordinária Data,Hora e Local:26/04/13, às 13hs, na sede.Presença: Acionistas representando 85% da totalidade do Capital Social.Convocação: Conforme Publicação do Edital de Convocação no DOESP e no Diário do Comércio, nos dias 09, 10 e 11/04/13, em anexo.Mesa: Pres.: Sr. Edmilson de Assis e Secr.:Alexandre Aparecido Martins. Ordem do Dia: Examinar, discutir e votar as demonstrações financeiras relativas ao exercício findo em 31/12/12.Deliberações tomadas por unanimidade: Prestados os esclarecimentos necessários:(a) foram aprovadas as demonstrações financeiras relativas ao exercício findo em 31/12/20121 onde foi apurado o prejuízo de R$ 662.915,09, o qual foi suportado, integralmente, pela acionista majoritário Inside Administradora e Participações Ltda, através do AFAC - Antecipação para Futuro Aumento de Capital. Encerramento e Lavratura da Ata: Nada mais, sendo a presente ata, lavrada e assinada por mim, Sr. Alexandre Aparecido Martins, secr. da Assembleia, e por todos os presentes. Guarulhos, 26/04/13. Edmilson de Assis-Pres. da Mesa e Alexandre Aparecido Martins-Secr. da Assembleia. Acionistas: Inside Administradora e Participações Ltda., Edmilson de Assis-Sócio Administrador, Marcio do Nascimento Cataldo e DM05 - Investimentos e Participações S/A, Alexandre Aparecido Martins-Procurador. Jucesp nº 183.685/13-1 em 16/05/13.Gisela S. Ceschin-Secr. Geral.

PREFEITURA MUNICIPAL DE PINDAMONHANGABA ADIAMENTO SINE DIE PREGÃO Nº 148/2013 A Prefeitura comunica que ao PP n° 148/13, que cuida da “Aquisição de material de proteção individual para uso dos funcionários do Departamento de Trânsito”, está adiado SINE-DIE, motivo alteração do Termo de Referência. Pindamonhangaba, 09 de setembro de 2013.

CNPJ Nº 13.985.998/0001-72 - NIRE Nº 35.300.396.154 - Ata de Assembléia Geral Ordinária Data, Hora e Local: 19/04/13, às 13hs, na sede. Presença: Acionistas representando 85% da totalidade do Capital Social. Convocação: Conforme Publicação do Edital de Convocação no DOESP nos dias 29/03/2013, 02 e 03/04/2013 e no Diário do Comércio, nos dias 29, 30 e 31/03/2013, 02 e 03/04/2013, em anexo. Mesa: Pres.: Sr. Edmilson de Assis e Secr.: Alexandre Aparecido Martins. Ordem do Dia: Retificar os AGEs de 16/01/2012, 08/02/2012, e 12/03/2012. Deliberações tomadas por unanimidade: Prestados os esclarecimentos necessários: (a) Retificar a Presidência da Mesa das Assembleias de 16/01/2012, 08/02/2012 e 12/03/2012, que por um lapso, constou o nome do Sr.Edmar de Assis, onde o correto é constar o nome do Sr.Alexandre Aparecido Martins, que na época era o Dir.Presidente da Cia.(b) Destarte, serve a presente AGE para Convalidar os atos retificados nas Assembleias acima mencionadas, dando validade também a toda matéria discutida, produzindo assim, seus efeitos legais. Encerramento e Lavratura da Ata: Nada mais, sendo a presente ata, lavrada e assinada por mim, Sr. Alexandre Aparecido Martins, secretário da Assembleia e por todos os presentes. Guarulhos, 17/04/2013. Edmilson de Assis-Pres. da Mesa e Alexandre Aparecido Martins-Secr. da Assembleia. Acionistas: Inside Administradora e Participações Ltda.,EdmilsondeAssis-SócioAdministrador,EdmardeAssis-Sócio,MarciodoNascimentoCataldoeDM05-InvestimentoseParticipações S/A, Alexandre Aparecido Martins-Procurador. Jucesp nº 174.393/13-1 em 09/05/13.Gisela S. Ceschin-Secr. Geral.

Soccer Champions Assessoria e Consultoria Esportiva S/A CNPJ N2 13.985.998/0001-72 - NIRE N2 35.300.396.154 Ata de Assembléia Geral Extraordinária Data, Hora e Local: 05/08/13, às 16hs, na sede. Presença: Totalidade. Convocação: Dispensada. Mesa: Pres.: Sr. Edmilson de Assis e Secr.: Alexandre Aparecido Martins. Ordem do Dia: A) Aprovação da Assinatura do Contrato de Patrocínio junto ao Grupo Desportivo de Joane, Portugal. Deliberações tomadas por unanimidade: O Sr. Edmar de Assis apresentou o Contrato de Patrocínio para época 2013/2014, firmado com o clube Grupo Desportivo Joane, Vila de Joane, Portugal, onde será estampado no peito do uniforme a marca e o logo da Cia., qual seja, Soccer Champions. Relatou ainda, que tal iniciativa é de suma importância para os negócios da Cia. em Portugal, Lendo em vista a recente abertura de filial naquele País, o qual fol aprovado por unanimidade pelos acionistas presente. Encerramento e Lavratura da Ata: Nada mais, sendo a presente ata, lavrada e assinada por mim, Sr. Alexandre Aparecido Martins, secr. da Assembléia e por todos os presentes. Guarulhos, 05/8/13.Edmilson de Assis-Pres.da Assembleia, Dir.Pres.e Alexandre Aparecido Martins-Secretário da Assembleia.Acionistas: Inside Administradora e Participações Ltda., Edmilson de Assis-Sócio Administrador e DM05 - Investimentos e Participações S/A, Alexandre Aparecido Martins-Procurador. Jucesp nº 319.459/13-5 em 20/08/13.Gisela S. Ceschin-Secr.Geral.

PREFEITURA MUNICIPAL DE BIRIGUI

ABECAM - Associação Brasileira das Empresas de Conservação Ambiental

OBJETO:- Ficam incluídas as cláusulas 1.1.7, 1.1.8, 1.1.9 e 1.1.10 no Edital do Pregão Presencial nº 064/2.013 que objetiva o Registro de Preços para aquisição de óleos lubrificante, óleo hidráulico, graxa para rolamento e fluído de freio, destinados à Secretaria de Serviços Públicos, Água e Esgoto, pelo período de 12 (doze) meses. Em razão da retificação altera-se a data da abertura para: 26/09/2.013 às 08:00 horas Melhores informações poderão ser obtidas junto a Seção de Licitações na Rua Santos Dumont nº 28, Centro, ou pelo telefone (018) 3643-6126. O Edital e sua retificação poderão ser lidos naquela Seção e retirado gratuitamente no site www.birigui.sp.gov.br. Paulo Roberto Bearari, Prefeito Municipal - Interino, Birigui, 10/09/2.013.

C.N.P.J.nº 51.595.882/0001-16 ASSEMBLÉIA GERAL EXTRAORDINÁRIA - EDITAL DE CONVOCAÇÃO Pelo presente edital, ficam convocados os associados da ABECAM - Associação Brasileira das Empresas de Conservação Ambiental para a Assembléia Geral Extraordinária, a realizar-se no dia 30 de setembro de 2013, na sede social situada à Rua 24 de maio, 250 - 3º andar - CJ 302 Centro - São Paulo-SP - 1ª Convocação às 17:30 (dezessete e trinta) e 2ª Convocação às 18:00 (dezoito) horas para a seguinte ordem do dia: a) Assunto da ordem do dia: a) Discutir e deliberar sobre quem e como será a representação junto às instituições financeiras para abrir, movimentar e encerrar conta corrente ou conta poupança ou conta investimento em nome da Associação Brasileira das Empresas de Conservação Ambiental (ABECAM);b) Assuntos gerais. São Paulo, 10 de setembro de 2013.Rui Monteiro Marques - Presidente

RETI-RATI EDITAL Nº 084/2.013 RP de PREGÃO PRESENCIAL Nº 064/2.013.


DIÁRIO DO COMÉRCIO

18

e

quarta-feira, 11 de setembro de 2013

Empresas pequenas como a nossa acham difícil mudar de rumo, mas chega um momento em que não há mais escolha. António Morais de Almeida, da família que opera a Herdade de Manantiz

conomia

Fotos de Francisco Seco/NYT

Raphael Minder*

P

ortugal descobriu que aumentar as exportações é uma forma de tirar o país da recessão. Há 127 anos, a Herdade de Manantiz tem produzido azeite de oliva para o mercado doméstico. Porém, após ter enfrentado a recessão como milhares de outros negócios familiares, a empresa repaginou suas operações e começou a buscar clientes fora de Portugal. Em fevereiro, a Manantiz instalou seu primeiro sistema de irrigação, um investimento de 197 mil euros que deve ajudar a quadruplicar a produtividade. Em maio a empresa faz a primeira venda para fora do país – para um atacadista brasileiro que comprou 504 garrafas de azeite. Agora a empresa busca na Suécia e no Japão por compradores de seu azeite de olivas galegas, uma variedade que só existe em Portugal. "Empresas pequenas como a nossa acham difícil mudar de rumo, mas chega um momento em que não há mais escolha", afirmou António Morais de Almeida, membro da quinta geração da família que opera a Manantiz. Portugal acaba de dar uma passo largo no que diz respeito a suas exportações, algo que os economistas consideram importante não apenas para a recuperação portuguesa, mas também para outras regiões da Europa. Fr ont eira s – Pequenas empresas como a Manantiz não são capazes de resolver por conta própria as vicissitudes da economia portuguesa. Porém, à medida que muitas empresas do país aceitaram que o crescimento real precisa ocorrer além das fronteiras do país, a economia começou a melhorar.

Azeite, a receita contra a crise. Portugal encontrou no produto milenar a solução para seus problemas econômicos modernos. A ordem é exportar cada vez mais o azeite de oliva para sair da recessão.

Autoridades portuguesas afirmaram em agosto que o crescimento nas exportações era a principal razão que levou Portugal a registrar o crescimento mais expressivo da União Europeia durante o segundo trimestre. O PIB nacional cresceu 1,1% em relação ao trimestre anterior, de acordo com dados da Eurostat, a agência de estatísticas da União Europeia. Países da zona do euro que enfrentam dificuldades não têm a opção de

desvalorizar suas moedas locais e baratear suas exportações para se tornarem competitivos no mercado global, já que pertencem a uma união cambial. Contudo, o crescimento inesperado do PIB português, que teve 10 trimestres seguidos de contração, "mostra que é possível aumentar a competitividade dos produtos importados mesmo sem a opção da desvalorização cambial", afirmou Luis Cabral, professor da Universida-

de de Nova York. Assim como outros economistas, Cabral alertou que é importante não exagerar o crescimento de Portugal. Déficit – A economia do país ainda deve apresentar uma contração ao longo do ano, em parte porque os resultados do segundo trimestre foram influenciados por fatores sazonais, como o bom preço do petróleo. Ainda se espera que a economia enfrente problemas porque o governo provavelmente aprovará outras medidas de austeridade para ajudar a manter as metas para o déficit orçamentário. Apesar disso, Cabral sugeriu que Portugal tenha chegado "se não ao fim da recessão, ao menos ao começo do fim". O governo em Lisboa continua a enfrentar dificuldades financeiras, apesar do pacote de ajuda de 78 bilhões de euros negociado em 2011 com credores internacionais. Muitos bancos nacionais podem enfrentar a falta de fundos, afirmam analistas da Barclays Capital em Londres. A Barclays citou a deterioração contínua dos portfólios de empréstimo dos seis maiores bancos portugueses, estimando que a taxa de inadimplência deva passar de 11,3% em junho para 15% até o final do ano que vem. Isso poderia deixar esses bancos, responsáveis por quatro quintos do setor bancário do país, com perdas combinadas de 20,5 bilhões de euros. Irrigação – Miguel Morale de Almeida, outro membro da família de produtores de azeite, afirmou que a Manantiz queria que o sistema de irrigação fosse instalado antes, mas teve dificuldades de conseguir um empréstimo com condições amigáveis. "Se algum banco nos tivesse dado crédito, poderíamos ter feito essa revolução dois ou três anos mais cedo", afirmou Almeida. Por fim, a Manantiz conseguiu recorrer a subsídios de desenvolvimento rural europeus e portugueses para cobrir 40% dos custos de construção. O resto do financiamento veio de membros da família, algo que Morale de Almeida identificou como "um sacrifício pessoal significativo, apesar de ser um risco controlado". Ao todo, depois de caírem cerca de 9% em 2008 com o início da crise financeira, as exportações de azeite de oliva de Portugal mais que dobraram desde então, de acordo com dados da Casa do Azeite, um grupo do setor. Somente no ano passado, as exportações de azeite de oliva

cresceram 20%. Mariana Matos, secretária geral da Casa do Azeite, estima que Portugal tenha dedicado 20 mil novos hectares de terra para as oliveiras nos últimos cinco anos, em parte por conta de investidores vindos de países como a Espanha, a Itália e a Suíça. Manuel Costa Reis, economista da Present Value Consulting em Lisboa, que assessora bancos, afirmou que a competitividade das exportações de Portugal "são uma consequência indubitavelmente surpreendente e positiva da crise". "Portugal foi um dos perdedores no processo de globalização porque muitos de nossos setores concorrem diretamente com os mercados emergentes", afirmou. Ele afirmou que a crise econômica forçou as empresas a

gal que convenceu os donos da Manantiz a duplicar o tamanho da empresa. António Morais de Almeida, de 27 anos, se tornou diretor de exportações, a cargo de encontrar clientes em outros países, depois de ser dispensado de um banco com sede em Lisboa. Sua tia de 48 anos, Cristina, também passou a dedicar mais tempo aos negócios da família desde que perdeu o emprego de oficial de compliance em outro banco. Muitas empresas enfrentaram problemas, mas os produtores que sobraram passaram a produzir de forma mais eficiente e passaram a buscar os mercados estrangeiros de forma mais agressiva. O valor das exportações de móveis de Portugal, por exemplo, passaram de um bilhão de euros no ano passado. Isso re-

Rica paisagem: oliveiras na fazenda da Herdade de Manantiz. fabricarem produtos de maior qualidade, que podem ser vendidos a um preço mais alto. A Manantiz é um bom exemplo disso. Seu carregamento inicial de azeite para o Brasil foi vendido por quase US$ 26 a garrafa, quatro vezes mais do que em Portugal. As exportações portuguesas cresceram 6,2% no segundo trimestre, se comparadas ao mesmo período de 2012, de acordo com os dados de agosto do instituto nacional de estatística de Portugal. Desemprego – Costa Reis citou, entre outros indicadores econômicos positivos, os aumentos recentes na confiança dos empresários e na produtividade industrial. A taxa de desemprego de Portugal também diminuiu de 17,7% para 16,4% no segundo trimestre, a primeira queda trimestral em dois anos. Curiosamente, foi a alta taxa de desemprego em Portu-

presenta 10% mais que os níveis anteriores à crise. "Enfrentamos momentos muito ruins, mas acho que todo mundo já entendeu que sem as exportações nenhuma empresa portuguesa será capaz de sobreviver", afirmou Mário Silva, chefe da AM Classic Furniture, cujo faturamento anual é de cerca de 7,5 bilhões de euros. Silva afirmou que a empresa, fundada por seus pais na cidade de Paços de Ferreira, no norte do país, ganhou três novos mercados de exportação: Alemanha, Rússia e China. A empresa aumentou a produtividade em cerca de 15%, operando apenas de acordo com a demanda. Para este ano, ele prevê um aumento de 20% a 30% nas exportações. "Tenho certeza de que chegamos ao fundo do poço e que esse é o começo da recuperação, mesmo que ela não seja rápida", disse Costa Reis. * The New York Times

11092013  
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you