Page 1


A PALAVRA: PONTE MAIOR DE COMUNICAÇÃO A História dos homens sobre a face da Terra é uma História feita de comunicação. E,em meio às diversas formas de que nos servimos para levar a efeito o ato de comunicar, desponta, não há dúvida, a palavra, seja-a verbal ou oral, como a forma mais plena, mais exata, dessa mesma ponte maior de comunicação. É, pois, pela escrita, que conseguimos repassar aos nossos interlocutores a emoção mais profunda, o sentimento mais forte, o ideal que vai dentro de nós, o qual, por conseguinte, acaba por revelar quem somos, o que queremos, a causa que abraçamos e pela qual lutamos etc. Um novo veículo de comunicação, simples, mas ao mesmo tempo moderno e atraente,acaba de surgir, em Piquet Carneiro, fascinante mundo da comunicação por meio da palavra: o Jornal GERAÇÃO. Como o próprio título deste periódico sugere, este jornal quer estar "em sintonia"com os problemas, anseios e ações da

geração que "está aí", isto é, a geração do limiar do século XXI,para servir de espaço de transmissão de idéia aos protagonistas da hora presente, que somos todos nós. Mas nosso jornal pretende, igualmente, recolher as"vozes do passado" , para aprender com as gerações que nos antecederam, para conhecer e aprofundar-se, mais e mais,em relação ao contributo políticoeconômico-histórico-social que eles nos legaram. A história da imprensa em Piquet Carneiro remonta ao ano de 1974. Na ocasião, um grupo de alunos do então Ginásio Sagrado Coração de Jesus, pertencente à Rede Cenecista, sendo eles membros do Grêmio Escolar, lançaram um jornal, sob o titulo "O Coruja”, em que publicavam artigos,versando sobre uma gama de assuntos, os mais diversificados possíveis.Verdade é que “O Coruja” não apresentava uma moldura gráfica atraente, pois datilografado apenas. Mas se impunha pela qualidade dos

artigos que trazia à luz. Esse jornal circulou até meados de 1975. Teve vida curta, porém época. Havia espaço para o humor, para as notícias mais destacadas da época (local e/ou regional); espaço para entrevistas, para as artes, enfim, um jornal bem produzido, porque feito com gosto, com garra, com amor. Entre os “colunistas” do “O Coruja”, nomes como Domingos Lucena, Francisca Gomes, João de Andrade Rosa, Josafá Alves, Cremilda Franco, entre outros. Depois, por volta de 1987, temos a palavraeditores do "Anseios Populares”; em seguida, veio “O Grito”. Em abril de 2005 chega o “Folha do Sertão”, este, em circulação ininterrupta, é hoje. Paróquia local também vem se servindo da palavra escrita para comunicar: em outubro de 2008 é lançado o jornal “O Semeador”, mantido pelo MEJ e Apostolado da Oração. Vida longa ao “Geração”! Prof. Esp. Osmar Lucena


Jocicler


ARTESANATO

Grau de dificuldade: Fácil Tempo de execução: 20 a 25 minutos Preço de custo: R$ 2,50 Preço de venda: R$ 5,00


Informe gerAção Abril 2009 Edição: 01  

Informe gerAção de Piquet Carneiro para o mundo

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you