Issuu on Google+

Capa


Pรกgina propositalmente em branco


Esses nas fotos sou eu e o meu irmão 2 anos mais velho, Érico. Eu era um bebê muito lindo. Quando criança parecia um alemãozinho.


Nasci em 28 de outubro de 1931, na cidade de São Paulo, e até ir para a escola alemã eu não sabia falar português. Só sabia falar alemão, língua a qual meus pais se comunicavam.


Esses são papai e mamãe. Eram húngaros da cidade de Sopron, na fronteira com a Austria. Eles vieram para o Brasil em 1926 ainda muito jovens. Meu pai era um grande mestre de obras cobiçado por empresas de construção civil e minha mãezinha fazia pratos alemães e húngaros maravilhosos. Nossa que Delícia!


Foto em família, he! Ainda em preto e branco, eu só tinha os 3 primeiros filhos. Junto meus pais ainda novos e meu irmão com seu filho, o Lelinho, ainda de colo. Na praia com o Mauro, Cristina e o Zé. Essa de gravata, meu incio da Sulamérica, onde trabalhei 33 anos. Ai que saudade do colinho da mamãe...


Quando joven parecia um galã,não ? Tive 5 filhos, 4 homens e só uma menina, ufa. Nessas fotos aparecem a mãe dos meus filhos, lindona, não ? Na foto menor aparecem os 3 filhos mais velhos e na maior os 3 filhos menores. Meus filhos, hoje já pais e avós, chamam-se João Alberto, Luis Carlos, Mauro Jorge, Ana Cristina e José Cláudio. O mais velho, João, já tem 58 anos e o mais novo, o Zézinho, 48 anos.


Ah meus 30 anos. Jovem e bonit達o. Chovia mulher. Tinha que tomar cuidado, sen達o !


Adorava fazer churrasco. Aí estou eu fazendo um para comemorar um novo cargo do meu filho Luis no BNDES. Ele ainda era novinho. Só 25 anos, mas já adorava comemorar tudo, como até hoje. Veja esta festa maravilhosa que ele programou para comemorar os meus 80 anos. Nas outras fotos aparecem meus cunhados do segundo casamento, minha Miriam, a Benza, com quem vivi aproximadamente 35 anos até o seu falecimento. Eu era o Benzo.


Caramba, eu, minha Miriam chamegando minha primeira neta, Anna Carolina, a famosa Nanรก, hoje jรก com 34 anos e mรฃe da minha primeira bisneta, Anna Sophia. Que lembranรงa agradรกvel, minhas colegas de trabalho, era um ambiente muito legal.


Minha netinha era muito linda, aliás, ainda é e chamava toda a atenção, sempre gorduchinha. Depois veio o irmãozinho, meu segundo neto, o Lulinho, filho, também, do meu filho Luis Carlos, o Luli.


JĂĄ deu para notar que eu adorava cachorros. O com a bola na boca era o Dedejo, querido companheiro meu e da Benza. O outro sentadinho, o Halley. Meu filho, Mauro estava sempre por perto, aparecia quase sempre. Minha mĂŁezinha jĂĄ velhinha, mas ainda fazendo aqueles pratos deliciosos participava de tudo.


Eu e minha Mirosca ou Benza, a Miriam, sempre contentes e muito brincalhões. Nossa ceia de Natal, não sei de que ano. A matriarca do clã, sentadinha sob a sua prole engordada pelas noras. O cara sem camisa é o meu irmão Érico, agora não mais aquele garotinho que aparece no início.


Que saudades do meu irmão de criação e melhor amigo, agora já falecido. É o Odilon, esse cara abraçado comigo sem camisas.Nas outras duas fotos externas, estou em Carangola, cidade no nordeste de Minas que adotei como minha terceira cidade. Adorava ir para lá. Quando possível, os filhos e netos também iam. Aí estão o meu neto Luli,Igor e Claudinho e minha linda filha e genro, o famoso santo Aurélio (Marco Aurélio). Quer saber porque ele é chamado de santo, pergunte a minha filha.


Eu e a "thurma", a minha e a da minha Miriam.


Minha primeira bisneta, Anna Sophia, neta do meu filho Luis Carlos. Sempre fiquei feliz com a sua visita. Meus cunhados JosÊ e Maria, irmã da Miriam, que agora moram nos Estados Unidos junto aos filhos, aparecem abraçados a mim e a Miriam.


Comemorando um dos meus aniversĂĄrios, nĂŁo lembro qual, na casa do meu filho Luis Carlos.


Comemorando mais um niver e tomando aquela loira com o meu filho Luis e o meu genrinho, o santo. Ah, os meus outros netos, Marcelo e Bernardo, filhos do meu filho Jo達o.


Pai, filho e netos. Eu o Luis e os filhos Luli e Naná. A bebê, é a Julinha, temporão do meu filho Luis Carlos. Hoje com quase 8 anos é minha amiga e neta mais próxima. Sou o vô pipoca.


Meu neto com minha norinha neta, Fernandinha. Também conhecida como chaverinho. Minha neta Anna Júlia, aí já com 7 anos e a minha acompanhante Lúcia. A Lúcia é muito especial. Um achado.


Comemorando o dia dos pais com os filhos e netos. Eta gente bonita. Pena que n達o estavam todos.


Estou todo feliz comemorando o primeiro aninho da minha atĂŠ entĂŁo, mais nova bisneta, a Anna Beatriz, neta da minha filha e filha do meu neto Igor.


Esse ano ganhei mais uma bisnetinha, linda, a Anna Letícia, filha da minha primeira neta a Naná e irmã da Anna Sophia. Meu primeiro bisneto está a caminho. Neto do meu filho Luis Carlos e filho do meu neto Lulinho. É para janeiro próximo. Olha a barriguinha da Fernandinha. Só dava mulher, agora um garotão.


Agora jテ。 um senhorinho prテウximo aos seus 80 anos, mas fazendo muitas caretas. テ《 vezes um pouco aborrecido, mas sempre muito espirituoso. A vida テゥ boa!


Chega, né gente, são muitas fotos e lembranças, mas só pudemos colocar algumas. Todas as fases da vida são ótimas quando sabemos vive-las bem e intensamente. Não há o que reclamar.


Alberto Schwarz - Minha história