Page 1

Nº01

www.folhademacaiba.com

Exemplar:R$1,00

Fevereiro /2017

Macaíba garante sementes à espera de um bom inverno Com a chegada do período de chuvas, agricultores macaibenses tem esperança de um plantio mais farto. Em entrevista exclusiva ao jornal Folha de Macaíba, engenheiro agrícola Antônio Carlos Magalhães Alves fala sobre o preparo para a safra deste ano. Página. 5 ACERVO

Os agricultores já iniciaram o preparo da terra para o início da plantação. As sementes estão sendo distribuídas em todo o RN

MARCELO BARROSO

POLÍTICA

Presidente da Fecam busca união com vereadores O presidente da instituição e vereador de Natal, Rainere Barbosa, esteve em Macaíba para buscar diálogo e integração com Câmara . Uma das ações propostas é a criação da “Câmara nos Bairros”, onde o legislativo irá até as comunidades Página 3

ARTE

COMÉRCIO

Macaibense é destaque em disputa na Fiart

Festival de prêmios aquece vendas locais

Aldo Rodrigues conquistou o segundo lugar com a obra de argila e cimento intitulada “Santa Ceia”. Por meio das redes sociais, o artista comemorou a vitória. Página 4

Em tempo de crise, o festival de prêmio organizado pelos empresários ligado ao comércio foi essencial para movimentar as compras de fim de ano e incentivar os consumidores . Página 7

POUCAS & BOAS/Valério Mesquita

DIGA LÁ DA REDAÇÃO/Tadeu Oliveira

CURTA MACAÍBA/Danilo Bezerra

O articulista Valério Mesquita volta aos anos 50 para lembrar a crise que atacou crianças e idosos no RN: a caxumba, a popular papeira, na imaginação de Chico Carnaúba. Página 2

Tadeu Oliveira registra, nesta edição, os 21 anos da Folha de Macaíba, uma conquista dos macaibenses que tem ligação direta com a coragem de fazer um bom jornalismo. Página 3

O carnaval já movimenta as ruas de Macaíba. Saiba que blocos já fazem a festa dos foliões. Confira essa e outras notícias na nova coluna da Folha de Macaíba. Página 4


02 | fevereiro/2017

/// OPINIÃO ///

Poucas & Boas

ARTIGO/ANDERSON TAVARES DE LYRA / HISTORIADOR

Valério Mesquita www.valeriomesquita.ubbi.com.br

"Caxumba faz a coisa crescer"

N

os anos cinquenta, grassou no Rio Grande do Norte uma praga que atacava crianças e velhos chamada caxumba ou popularmente papeira. A doença atacava glândulas da garganta e às vezes, deformava o rosto. Asaúde divulgou a sua erradicação tempos depois. Eis que ela está de volta e com força. Em Paraú, oeste potiguar, é o assunto do momento. Chico Carnaúba, político da velha guarda, lembra ainda com temor, a caxumba do passado. Leia o seu depoimento para os anais da medicina: “Menino, eu tive isso! Minha cara parecia uma lua cheia. O resguardo era grande e o medo da coisa descer para as bolotas das virilhas era maior ainda. Joaquim Silvestre passou mais de um mês andando de pernas abertas. Sinhá Marica disse que Joaquim fez “arte com o bilolão e a coisa havia crescido”. Foi preciso muito chá de raiz e reza com folha de mangirioba. Sinhá rezava e açoitava os possuídos de Joaquim com o ramo verde. Na hora da despedida a esposa falava com a rezadeira: “Comadre, faça tudo o que puder! Não deixe Quincas morrer. Tanto ele como aquilo que é tudo o que me resta de valioso...””. Joaquim escapou fedendo... 02) Absalão era o líder político maior do município de Pendências. Masexistiao“segundoescalão”com situação e oposição aprontando vez por outra. De um lado, Nana Boi, liderança do poder, assim chamada em justa alusão aos seus cento e quarentaquilosdemassacorpórea. Nana não ligava para o que diziam. Naoposição,oraquíticoJoãoPastel de Vento, uma referência aos “pastéiscomvento”queoschinesescriaramemSãoPauloequenãotinham nada, além da massa. Era de estatura pequena e frágil. Media 1,55 e pesavacinquentaecincoquilos.Mas virava um leão no plenário. Desafiava Nana Boi a todo instante e não poupava críticas ao prefeito. Certo dia, terminada a sessão, o vereadorPasteleunsamigosforam tomarcerveja.Instantesdepois,surgiu Nana Boi na rua paralela com umlongocamisolão.Alguémdogrupogritou:“João!Olhaquemvemali. Nana Boi!”. “É mesmo? Eu pensei que fosse a empanada do circo Merino. Mas o vento que sai dali deve feder muito”. Quem fedeu na verdade foi o Pastel com o chute potente de Nana. Muita banha contra dois ovos fritos e aflitos. 03) De Touros vem à lembrança do sineiro José Pereira de Lima Craveiro de Souza e Silva. Procurando-onacidadeporessenome, ninguém o conhece.Agora, procurar“SeuBrisa”,logoagentesedepara com um ancião de noventa anos, cheio de vida e saúde. Seu Brisa é o sineiro oficial da matriz. O velho não aceitava sequer que alguém segurasse a corda do sino.“Desde menino”, diz seu Brisa, “Eutocoessesino.Éfestadepadroeiro,procissão, chamada pra missa, sinal de funeral, tudo, tudo! E olhe , que cada um tem um tom próprio”. Certo dia, como a paróquia programou várias funções em sequência, Brisa, fatigado, resolveu tirar soneca no alto da torre, segurando a ponta da corda do sino. Ele dormiu pesado. Os dois primeiros compromissos litúrgicos já haviam ocorrido. Ai, um pequeno exército de formigas,naantigatorre,penetraram na roupa do sineiro e descobriu a regiãodos“paísesbaixos”.Asferroadas acordaram o idoso que passou a puxar a corda desordenadamente. Lá em baixo, o pessoal atônito comentava:“Seu Brisa endoidou!”. Logo gritaram para o alto: “Seu Brisa,osenhortábem!?”.Atordoado

pela formigas, puxando a corda e se coçando, respondia aos berros: “Não venha ninguém! Pode deixar queeutocotudo!”.Oformigueiroera conhecido. O padre e os coroinhas subiram às pressas com álcool, arnica, mentol e cânfora. 04) O saudoso Antonio Rodrigues,derrotouosRosadosnas urnas em Mossoró, mas pagou caro pela proeza. Sem ajuda Federal, adversário do governo do estado, além da seca avassaladora, a cidade virou ponto de apoio para os retirantes que invadiam a feira e o comércio. Todo mundo sabe que Toinho era chegado a um “mé”. Numa manhã de sábado, deitado no terraço, acompanhado de um litro de “Cavalo Branco”, adentrou o motorista do gabinete. Chamavase Chico Peru e também gostava de beber.“Ola Chico! Sente-se um pedacinho”. Logo ele interrompeu: “Eu só me sento todo! É melhor dizer na cara o que não aguento mais. Toinho já faz dois meses que eu não vejo pagamento. O homem da bodega não pode mais vender... E agora!?”. “Chico Peru, eu também não mando recado”, calmo falou “O Capim”. “Tome esses vinte contos e faça umas compras e não esqueça de botar duas garrafas de Pitú. Dá para você passar o sábado e o domingo, pra lá de feliz...”. 05) Festa democrática. Carnaúbais se desmembrava e se tornava o mais novo município do ValedoAssu.Rivadávia,futuroprefeito, era o anfitrião com animado forró, churrasco e cachaça. Como não podia faltar,festa no vale, tinha que ter rimas e viola. O poeta Chico Traíra aparecia como a estrela maior. Numa sala ao lado, acontecia a cantoria. Lá para as tantas,Chico Fonseca, um dos organizadores da festança, com a cabeça cheia de álcool, proclamou: “Acaba com essa cantoria. O negócio é sanfona!”. Chico Traíra, cuidou de sair do recinto. Os fãs da poesia discordaram. Chico Traíra voltou para o tamborete. E nova parada e novo deixa disso. Na terceira vez, o poeta saia do local quando a turma o convenceu a voltar e continuar a versejar. O famoso violeiro, já um tanto aborrecido, entrou na sala rimando: “Já saí e já voltei, se sair não volto mais, eu não sou couro dep...práficarprafrenteepratrás”. Afesta acabou em tapas.

Bertha lutz: Com chapéu branco no centro da mesa

Bertha Lutz em Macaíba

E

m propaganda feminista pelo Estado, Bertha Lutz chegou a Macaíba acompanhada de numerosa comitiva, composta pelo Dr. Cristovão Dantas; representante do governador Lamartine, Dr. Omar O’Grady; prefeito de Natal, Dr. Varella Santiago; diretor da saúde pública, Dr. Cícero Aranha; diretor da fazenda estadual, Dr. Abílio Dantas; diretor interino da segurança pública, senhoritas Ignez Dantas, Concita Câmara, Dr. Emídio Cardoso, secretário do governador, Dr. Ivo Cavalcante, capitão João Fernandes de Almeida, capitão Abdon Trigueiro e o senhor Edgar Dantas – de “A República”. Era o dia 19 de julho de 1928. Chegaram às 10 horas, dirigindo-se primeiramente à residência do Dr. Virgilio Dantas, juiz de direito, que ficava em um casarão na rua Dr. Pedro Velho, ainda hoje existente, onde esperavam muitas famílias e autoridades municipais. Ao descer do carro, Berta Lutz foi coberta de flores por um grupo de jovens da sociedade local, onde se destacavam as filhas do juiz de direito, entre as quais Vanuza Dantas, que relatou em detalhes a visita histórica. A saudação em nome do município foi feita pelo Dr. Francisco Canindé de Carvalho, promotor público. Berta Lutz, então de improviso, agradeceu a recepção e as provas de estima. Ainda durante a recepção, houve o batizado de Vanilde, filha do Dr. Virgilio e Terceira Dantas, cujos padrinhos foram Cristovão e Ignez Dantas. Seguiu-se um almoço, depois do qual se dirigiram ao Grupo Escolar Auta de Souza, onde a diretora

FRASE

O prefeito Almir Freire ainda discursou e mais uma vez Bertha Lutz agradeceu as homenagens prestadas, lembrando o nobre ideal há pouco tornado realidade,bem como apresentou votos pelo progresso crescente da Macaíba.

Arcelina Fernandes, saudou mais uma vez a visitante que agradeceu igualmente de improviso. Ao meio dia o Dr. Virgilio Dantas deu inicio a audiência eleitoral, convidando para sentar-se ao seu lado, na mesa dos trabalhos, Berta Lutz e o Dr. Cristovão Dantas. Alistou-se, em primeiro lugar, a senhora Maria Terceira Alecrim Dantas, depois Alice Freire, esposa do prefeito Almir Freire; seguidas pela professora Arcelina Fernandes, Dulce Alecrim Freire, esposa do farmacêutico Leonel Freire, Estelita Moura, esposa do chefe do telegrafo Celso Moura, professora Maria Olímpia Ferreira, esposa do dentista Orlando Ubirajara, Maria as Mercês Feitoza, esposa do coletor de rendas Odilon Freire Feitoza, Maria Zebina Alecrim da Silva, esposa do comerciante Alberto Ferreira da Silva, Maria Silvéria Varella, esposa do hoteleiro Alcides Varella, Anita Severina de Carvalho, esposa do promotor, Silvia Cavalcante, esposa de Ramiro Cavalcante e Verbulina Gomes, esposa de José de Macedo Gomes. Ao término da audiência de alistamento, Dr. Virgilio Dantas congratulou-se com as senhoras, pe-

la vitória alcançada e justificou o motivo pelo qual alistava as mulheres macaibenses. Berta Lutz falou, em seguida, fazendo algumas considerações acerca da constituição brasileira. O acadêmico Octacílio Alecrim falou em nome das eleitoras e o seu discurso foi apontado como “um hino” de entusiasmo e admiração pela campanha feminista. Finda a audiência eleitoral para alistamento das mulheres macaibenses, foi servido um banquete de 40 talheres, oferecido pela prefeitura a d. Bertha Lutz. A mesa em forma de B foi artisticamente ornamentada, tendo a homenageada tomado acento central e ladeada pelo Dr. Cristovão Dantas e Omar O’Grady, autoridades municipais, pessoas gradas e comitiva. O prefeito Almir Freire ainda discursou e mais uma vez Bertha Lutz agradeceu as homenagens prestadas, lembrando o nobre ideal há pouco tornado realidade,bem como apresentou votos pelo progresso crescente da Macaíba. Por fim, falou a primeira eleitora do município, Maria Terceira Alecrim Dantas que levantou um brinde de honra ao Dr. Juvenal Lamartine, presidente do Estado, sendo sucedida pelo Dr. Cristovão Dantas que agradeceu em nome do presidente. Durante o banquete, fez-se ouvir a banda de música regida pelo professor Augusto Coelho, sendo fotografo do evento o Sr. João Galvão. Transcorreu assim, o alistamento eleitoral das mulheres, na cidade de Macaíba, marcando na sua vida de comuna esse acontecimento cercado de todo alcance social e político.

EXPEDIENTE DA FOLHA DE MACAÍBA DIREÇÃO E EDIÇÃO

Diagramação

Colaborador

Tadeu Oliveira

Francisco Marrocos

Danilo Bezerra

CONTATOS:(84) 98189.7739 email:folhademacaiba@hotmail.com End:Espaço Profissional Artur Mesquita, Rua Dr. Francisco da Cruz, 102 - Centro - Macaíba (RN). Este Jornal é produto da Smart Comunicação.CNPJ:04959873/000187

CONTATO COMERCIAL Reginaldo Vasconcelos Fone 98732-1061


fevereiro/2017 | 03

/// POLITÍCA ///

Diga lá da Redação Tadeu Oliveira-tadeuoliveira@digi.com.br

Folha de Macaíba completa 21 anos

E

dição deste mês marca os 21 anos de fundação do jornal da Folha de Macaíba. Uma conquista da sociedade macaibense que tem ligação direta com a coragem de fazer jornalismo impresso na terra de Auta de Souza. Tratase de batalha desigual o esforço para, a despeito de tantas dificuldades e até de incompreensões, manter sempre sua periodicidade ininterrupta. Isso dentro de uma linha editorial que sempre colocou o interesse público e da cidadania em primeiro lugar.

POLÍTICA /A integração das câmaras municipais da Grande Natal é o desafio

Legislativo busca união junto a Fecam para realização de projetos em Macaíba MARCELO BARROSO

Unidade de conservação Secretaria de Meio Ambiente e Urbanismo de Macaíba tem reunião com técnicos do Instituto de Desenvolvimento Sustentável e MeioAmbiente (Idema). Na pauta, a discussão dos procedimentos necessários para criação de Unidade

de Conservação Municipal. Na oportunidade, foram feitos esclarecimentos sobre a implantação e gestão de áreas protegidas, e da importância da participação dos gestores públicos e da comunidade durante todo o processo.

E tem mais Em tempo: O serviço de limpeza manguezal, ali na ponte que divide a cidade, ainda vai gerar tantas reuniões para quem alguém tome a iniciativa certa do que fazer. Ufa.

Padre Júlio César na comunicação da arquidiocese O padre Júlio César Souza Cavalcante, que já foi vigário da Paróquia de Nossa Senhora da Conceição, em Macaíba, assumiu o comando do setor da comunicação social da arquidiocese de Natal. O anúncio foi feito dia 8 deste mês pelo arcebispo metropolitano, dom Jaime Vieira Rocha, durante reunião do Conselho Episcopal. O polivalente padre Júlio César exer-

ce várias outras funções na Arquidiocese, entre elas, pároco da Paróquia de Nossa Senhora da Candelária, no bairro da Candelária, em Natal; Vigário Judicial e presidente do Tribunal Eclesiástico Interdiocesano. No Setor de Comunicação, ele sucede o Monsenhor Edilson Nobre, eleito bispo da Diocese de Oeiras (PI).

Eleitores em débito com a Justiça Eleitoral O Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Norte passa a disponibilizar em seu site a Guia de Recolhimento da União (GRU) para a quitação de multas decorrentes da ausência às urnas ou trabalhos eleitorais. Para emitir o boleto, acesse www.tre-rn.jus.br. Após preen-

cher os campos solicitados, imprimir e efetuar o pagamento da GRU, o eleitor deve apresentar o comprovante no cartório eleitoral. Mas, o serviço online apenas acelera o atendimento pessoal e não é suficiente para regularizar a situação perante a Justiça Eleitoral.

O que faz o vereador E por falar em demanda reprimida, o legislativo municipal precisa realizar ampla campanha de esclarecimento sobre a real função dos vereadores. Quem sabe assim o contribuinte entenda melhor o mandato de cada um deles e delas e passe a cobrar dos seus

representantes o que é certo. Acredito que com esse entendimento junto aos demais vereadores da Grande Natal, através da Federação das Câmaras Municipais, possa contribuir para o fortalecimento, crescimento e conscientização de nossos edis.

Fecam: “14 vereadores receberam Raniere Barbosa na sede do poder legislativo macaibense

M

acaíba recebeu no último dia 9 a visita do presidente da Federação das C â m a r a s Municipais do RN (Fecam), o vereador e presidente do legislativo natalense Rabiere Barbosa (PDT). O objetivo da visita foi discutir a integraçãodas Câmaras Municipais da Região Metropolitana de Natal e a união para enfrentar problemas em comum nas cidades. Raniere reuniu-se com os vereadores da cidade e, em seguida, com o prefeito Fernando Cunha (PSD). Durante o encontro na Câmara de Macaíba, o presidente da Casa, Gelson Lima (PSB), anunciou o retorno do legislativo macaibense à Fecam e destacou a importância do debate conjunto entre as duas Câmaras. “É uma visita travestida do sentimento de união entre os poderes legislativos municipais, onde buscamos discutir e trazer soluções para nossos municípios. Vamos

voltar a nos filiar à Fecam e ajudar a engradecer o debate por melhorias para a nossa região”, declarou Gelson Lima. Todos os outros 14 vereadores da cidade, servidores e populares participaram do encontro em que Raniere Barbosa sugeriu a implantação de atividades em Macaíba semelhantes às que ele pretende executar a frente da Câmara de Natal, como o projeto Câmara nos Bairros e as ações da Comissão de Planejamento Urbano e Assuntos Metropolitanos. Além disso, Raniere lembrou das parcerias que a Câmara de Natal e a Fecam estão firmando com órgãos de outros poderes, como OAB, TCE, TJRN e Ministério Público, no sentido de instrumentalizar e capacitar os legislativos municipais. “Temos que pensar como um todo, não de forma isolada. Debatendo mobilidade, segurança, saúde, infraestrutura, meio ambiente, lixo, esgotamento sanitário, tudo de forma integrada

porque fortalece institucionalmente e reforça os encaminhamentos para os executivos municipal e estadual. A Fecam, como órgão que agrega todas as Câmaras, vai trabalhar por essa integração no debate e na busca por soluções para os problemas comuns entre os municípios",destacou Raniere. Na prefeitura, ele e os vereadores foram recebidos pelo prefeito Fernando Cunha, que sugeriu a integração do transporte público da Grande Natal como primeira pauta comum. Muito importante manter esse debate integrado com as Câmaras e Prefeituras. Temos a pauta da integração do transporte em comum e urgente, com a ampliação do trem urbano, um plano de mobilidade, unificação da tarifa do transporte, enfim, mas também temos outras pautas em comum. Junto à Fecam e Câmara de Natal nós temos muito a colaborar e também a sermos beneficiados porque nos tornamos mais fortes”disse o prefeito.


04 | Fevereiro/2017

/// CIDADE ///

Curta Macaíba

VOTAÇÃO POPULAR / Com “Santa Ceia”, Aldo conquista importante prêmio

Danilo Bezerra -dnlbzrr@gmail.com

O

Espaço aberto

lá leitor! Bem vindo ao espaço Curta Macaíba. Aqui você poderá saber o que acontece em Macaíba de uma forma simples e rápida. Entenda tudo o que acontece em sua cidade e o que interfere no cotidiano dos macaibenses. Envie fotos, depoimentos e história do seu bairro e faça parte do Curta Macaíba!

Central do Cidadão O prédio da Central do Cidadão de Macaíba passará por reforma para melhoria das instalações. Para isso, as atividades na unidade serão suspensas, a partir do dia 06 de fevereiro. Aprevisão para realização da obra é de cerca de 50 dias. O objetivo da reforma

é garantir um atendimento de qualidade para os usuários. A Central do Cidadão de Macaíba funciona com os serviços do Detran, Procon,Ipern, TRE e CPF. Até o final da obra, os usuários poderão optar por utilizar aunidade de Parnamirim.

Cursos técnicos Com o retorno das aulas no último dia 13, os macaibenses terão mais um reforço na educação. Se tudo ocorrer bem, até o final do ano a cidade receberá um dos 10 centros estaduais de Educação Profissional. Cada centro contará com uma estrutura de 5,5 mil

metros quadrados, 12 salas de aulas, auditório, quadra coberta, bloco administrativo, refeitório e laboratórios de Línguas, Informática,Química, Física, Biologia e Matemática. Só não se sabe ainda onde ele será erguido...

Janeiro vermelho O primeiro mês de 2017 começou com um alto índice de homicídios no RN.Segundo a Secretaria de Estado da Segurança Pública e da Defesa Social (Sesed), Macaíba teve sete casos de vítimas fatais em crimes violentos. Na lista de cidades, Natal foi a mais vio-

lenta com 54 casos, seguida de Nísia Floresta (27), Mossoró (21), Ceará-Mirim (13), Parnamirim (12), São Gonçalo doAmarante (7), Baraúna (6), São José de Mipibú 06) e Extremoz (5) encerrando a lista das dez cidades com maior registro de homicídios.

Morte por chikungunya Uma pessoa morreu em Macabva vítima de chikungunya em 2016. Esse dado foi apresentado pela Secretaria de Saúde do RN no último dia 7. Em todo o RN, foram mais de 8.300 casos. O número de casos quase dobrou se consideramos que em 2015 foram confirmados 4.700 casos. 33 pessoas morreram vítima da doença em todo o Estado.

Esquentando os tamborins... A folia só começa no fim do mês, mas os blocos já saíram às ruas na primeira semana de fevereiro. No último dia 4, o centro de Macaíba animou-se com a primeira carnavalesca. As escolas Grande Rio do Norte, Unidos da Santa Cruz e Confiança no Samba, colocaram os foliões para pular, fazendo concentração em frente ao prédio dos Correios e percorrendo as ruas de Macaíba.

“Me dá um dinheiro aí...” Diante a crise econômica, o Governo do Estado completa a frase com o “vou dar não”. O Governo editou decreto no último dia 7 que determina a não concessão de ajuda financeira pelos órgãos da administração pública estadual para custear despesas com festas carnavalescas.O decreto 26.631 define que “Fica vedado aos órgãos da Administração Pública Estadual Direta e Indireta a concessão de auxílio financeiro, sob qualquer forma, como apoio ou patrocínio, para custear a realização de festividades carnavalescas”.

Fiart : O macaibense Aldo Rodrigues recebe o troféu de segundo lugar

Trabalho de artista macaibense fica entre os três melhores da Fiart

A

22ª edição da Feira Internacional de Artesanato (Fiart), que terminou no último dia 29, premiou as três melhores peças, escolhidas em votação popular por aplicativo e na escolha de uma comissão, com troféus do 8º Prêmio Vitrine de Artesanato.O macaibense Aldo Rodrigues conquistou o segundo lugar com a obra de argila e cimento intitulada “Santa Ceia”. Por meio das redes sociais, o artista agradeceu e comemorou a vitória. A primeira colocação ficou com o artesão Samer Zonta e sua obra “;Pérola Negra”, tendo madeira como matéria prima. A peça intitulada "Sapo" da artesã Maria do Carmo ficou na terceira posição, com ela utilizando argila em sua concepção. Segundo Neiwaldo Guedes, coordenador da XXII Fiart,”;o prêmio serve como estímulo para os artesãos e movimentou os visitantes em torno de uma disputa sadia. A Fiart este ano ocorreu dentro de um contexto de recuperação da economia e mesmo assim tivemos boa visitação e fomos bem avaliados pelos que pudemos conversar infor-

FOTOS:CANINDÉ SOARES

Fiart : A Santa Ceia, uma obra de argila e cimento, foi destaque na premiação malmente. Vamos seguir com este empreendimento e buscar sempre incorporar novidades”, finalizou otimista. Durante os dez dias de realização do evento nenhum problema foi registrado,com toda a programação anunciada ocorrendo, muita comer-

cialização de produtos regionais, nacionais e internacionais, tendo a Espacial Eventos contado com o apoio do Governo do Estado/Sethas, Prefeitura da Cidade do Natal, SEBRAE/RN e Programa do Artesanato Brasileiro do Governo Federal para sua execução.


fevereiro/2017 | 05

/// CIDADE ///

AGRICULTURA /Os agricultores de Macaíba receberão as sementes destinadas ao plantio desse ano no começo de março

Safra contará com a distribuição de oito toneladas de sementes O

DIÁRIO DO NORDESTE

início do ano marca a renovação da esperança dos agricultores pelo inverno.Segundo a Empresa de Pesquisa Agropecuária do RN (Emparn), 2017 terá um período de chuvas “normal ou acima da média”. Essa previsão anima dos que vivem do campo, mas sozinha não é responsável pela safra 2017. Para garanti o plantio, os agricultores de Macaíba recorrem ao programa Banco de Semente, que neste ano deve beneficiar mais de 640 plantações. Segundo dados do último censo demográfico realizado pelo IBGE (2010), Macaíba conta com mais de 26 mil habitantes na zona rural do município. Essa população contribui para a receita agropecuária local, que divide com a indústria, o mercado de serviços, o funcionalismo público a formação do PIB de Macaíba.

Distribuição de sementes

Criado em 2005, o programa Banco de Semente ajuda aos agricultores a terem um controle e evitar o desperdício das sementes que serão usadas nas plantações. Cada agricultor macaibense tem o direito a 5 kgs de milho e de feijão e 3 kgs de sordo para realizar sua plantação. Para isso ele deve fazer parte de uma comunidade de produtores rurais organizada e esta comunidade solicitar a presença do técnico local da Emater para que seja formalizada a criação do Banco de Sementes daquela região. O programa é executado pela Secretaria de Estado da Agricultura, da Pecuária e da Pesca (SAPE) e conta com o apoio logístico da Emater. Em todo o RN, mais de 640 toneladas serão distribuídas entre 48 mil agricultores. O engenheiro agrônomo Antônio Carlos Magalhães Alves explica a logística da distribuição das sementes: “A Secretaria de Agricultura divide o Estado em 10 regiões. Em cada parte do RN, vamos presencialmente conferi ser o técnico regional está recebendo corretamente a quantidade destinada para sua região. Essa distribuição leva em torno de 3 semanas”. Macaíba faz parte da região de São Paulo do Potengi e conta com 15 bancos de semente. Para a safra

Plantação : Na esperança de um bom inverno os agricultores começam a preparar a terra... EMATER/RN

COMUNIDADES BENEFICIADAS COM SEMENTES EM 2017 Caracaxá, Eldorado Carajás, Cajarana, Margarida Alves, Cajazeiras, Capoeiras, Feliz Lopes, Japecanga, José Coelho, Lagoa do Sítio 1, Lagoa Nova, Marias, Quilombo dos Palmares, Zumbi dos Palmares e Traíras.

bra o engenheiro Antônio Carlos, que também é coordenador agropecuário da SAPE.

Esperança : e as sementes já começam a ser distribuídas aos agricultores macaibenses. 2017, serão distribuídas mais de 8 toneladas de sementes. “Essas sementes são entregues dentro de uma lógica de subexistên-

cia. Não esperasse que os agricultores realizem grandes plantações, mas o suficiente para que ele possa ter uma segurança alimentar”, lem-

5 anos de seca

O Governo do RN investirá 6,3 milhões de reais na distribuição de sementes. Esse custo poderia ser menor aos cofres públicos se o ano passado tivesse sido marcado pelas chuvas. “Se o inverno tivesse si-

do bom nos últimos anos, esse valor cairia para algo em torno de 30% do que custa atualmente”, destacou Antônio Carlos. Os agricultores assumem o compromisso de devolverem entre 50% a 100% do que é retirado do banco, sempre observando o resultado da safra. Devido a seca, os bancos de semente de Macaíba tem recebido reforço para que em caso de inverno haja sementes disponíveis. No mês de agosto, o técnico local da Emater deve realizar um levantamento de quem recebeu as sementes, recolhendo do presidente do banco de sementes os termos de entrega e lançando no Ceres, sistema de acompanhamento da SAPE, esses documentos. Somente com esse procedimento a comunidade está apta a receber sementes para a safra seguinte. Está previsto para que até o início de março Macaíba já tenha recebido os grãos para plantação.


06 | fevereiro/2017

/// CIDADE ///

GESTÃO PÚBLICA / Segundo o Governo Federal, o recuo chegou a mais de 950 milhões de reais

Gastos com máquina pública caem 2,6% no ano passado O EBC

Gasto público: A economia maior foi com gastos com passagens, cuja despesa caiu 20,5%

s gastos com a manutenção da máquina pública caíram 2,6% em 2016 na comparação com 2015, descontada a inflação do período. Em valores reais (corrigidos pela inflação), o recuo chega a R$ 953,8 milhões, segundo dados divulgados pelo Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão. A maior queda real foi registrada nos gastos com passagens, cuja despesa caiu 20,5% em termos reais em relação a 2015. Em segundo lugar, ficaram as despesas com materiais de consumo, com queda de 7,2% no período. Em terceiro lugar, estão os gastos com locação e conservação de

imóveis, que teve queda real de 6,3% ante 2015, seguidos pelos gastos com serviços de apoio,com queda real de 5,8%.

Números

Por outro lado, os gastos com o item outros serviços – que engloba serviços bancários e de consultorias – cresceram 29,4% em 2016. As despesas com diárias, por sua vez, aumentaram 17,2%. Os gastos com energia elétrica e água subiram 5,6% na comparação com 2015. Segundo o ministro do Planejamento, Dyogo Oliveira, o crescimento da despesa com diárias deve-se à realização de eventos como os Jogos Olímpicos Rio2016 e aos deslocamentos da Força Nacional de Segurança.

lho na Cidade Reginaldo Vasconcelos

EM DECADÊNCIA...

A

quadra do conjunto Alfredo Mesquita, que já foi palco de grandes eventos esportivos, encontrase esquecida no tempo. Local de entretenimento dos atletas e moradores do bairro, hoje a quadra vive literalmente só os escombros, sem reparos, uma verdadeira ruína. A quadra foi inaugurada junto com o conjunto Alfredo Mesquita nos idos da década de 80. Se no passado foi motivo de orgulho para os moradores, hoje setornou um problemão. A noite é esquisita e perigosa, pois ninguém tem coragem de passar nem perto. Os moradores só lamentam a falta de segurança da mesma, não tem iluminação adequada, nem arquibancada completa, encontra-se parte da mesma esbu-

racada e no piso do salão de jogos, que é feito de cimento batido, não tem marcação da quadra, sem traves corretas e alambrado de proteção em volta dela. A reclamação a esse jornal partiu dos moradores do bairro.José Ricardo Martins, 40 anos, ASG, morador da rua Potengi, destacou que "essa quadra hoje se encontra abandonada, antigamente eu jogava bola aqui a tarde e a noite com meus amigos, tinha piso, tinha marcação das linhas, e tinha iluminação a noite. Hoje não tem nada." Aúltima reforma da quadra foi na gestão do ex-prefeito Luiz Gonzaga no ano de 2000, há 17 anos. Já passou da hora do poder administrativo atual, olhar para essa quadra esquecida no tempo que também é uma obra pública. Estamos de olho!


fevereiro/2017 | 07

/// GERAL ///

ECONOMIA /Diante a crise, o festival foi responsável por impulsionar as vendas de fim de ano

Festival de Prêmios Macaíba aquece vendas e setor comemora A

ASSESSORIA

Casa do Empresário Macaíba, que reúne a Câmara de dirigentes lojistas (CDL) e Sindicato do Comércio Varejista de Macaíba (Sindcomércio), promoveu mais uma edição do festival de Prêmios Macaíba, com o objetivo de fomentar as vendas para os associados, patrocinadores e comércio local. No final de janeiro aconteceu o grande sorteio de prêmios e movimentou o setor comerciário de Macaíba. A Campanha teve início em 1º de Dezembro de 2016 e término em 29 de Janeiro de 2017. A cada trinta reais em compras nas lojas credenciadas, o cliente ganhava um cupom e concorria aos 22 prêmios (02 tablets, 03 liquidificadores, 01 TV 40”, 01 refrigerador, 05 bicicletas, 05 microondas, 03 fogões,02 motos 0km). Contando com a participação de aproximadamente 80 empresas, 14 empresas foram patrocinadoras (Supermercado Favorito, Supermercado do Índio, Janssen Motos, Téo Cell, Redecon, Tadeu Madeiras, O Bom dos Ciclistas, Rede Unilar, Infoserv, Doce Mel Boutique, Laboratório Dantas, Farmácia nossa Senhora Aparecida, Farmácia Santa Sara, Padaria Nutripão). O sorteio foi realizado no último dia 29 às 20h na Praça Paulo Holanda Paz, no centro da de

xxx: Mais de 20 prêmios, incluindo duas motos, foram sorteados para os consumidores de Macaíba Macaíba e animação musical ficou por conta de Alan e banda The Oliver. O vice-presidente da Fecomércio e presidente do Sindcomércio, Luiz Antônio

Lacerda, destacou que o festival aqueceu as vendas e prestigiou os consumidores que optam comprar no município. “Com o Festival de Prêmios, estimulamos o consumi-

dor e os lojistas. Foi uma inovação que arejou o comércio local neste período de dificuldades. Esta é mais uma prova de que precisamos sempre inovar para atrair a clientela.

Nossa ideia é realizar outras atividades durante este ano, com este mesmo espírito, sempre em prol do comércio de Macaíba”, declarou Lacerda.

SERVIÇOS /Os Correios devem normalizar a distribuição de cartas

IBGE regulamenta leis de criação em diversos distritos do município

O

IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) regulamentou em seu banco de dados às leis 1746, 1747, 1748 e 1749, criadas pela Prefeitura de Macaíba em 2015, que regulamentam a criação dos distritos de Cana Brava, Traíras, Mangabeira e

Cajazeiras. A medida foi solicitada pela Prefeitura e proporciona aos distritos macaibenses mais políticas públicas para desenvolvimento.

Condição

Com a regulamentação, os Correios devem regularizar a distribuição de correspondências nos lo-

cais, visto que a regulamentação no IBGE era uma condição dos Correios para que adistribuição feita pela instituição federal fosse implantada. A implantação da medida beneficiará milhares de moradores da zona rural,que não terão mais que se deslocar até o Centro da cidade para retirar suas cartas e encomendas.

Correios: Os moradores não precisarão mais ir ao Centro buscar suas encomendas


08 | fevereiro/2017

/// INFORMATIVO ///

Folha de Macaíba  

Ano 21, fevereiro, nº 01 Macaíba garante sementes à espera de um bom inverno

Advertisement