Issuu on Google+

ANO I • 1ª EDIÇÃO • 2014

diamondmall.com.br

ARTE

O maior museu a céu aberto do mundo: Instituto Inhotim

FERNANDA TAKAI

A multifacetada vocalista do Pato Fu em um descontraído bate-papo

TENDÊNCIAS

Sobreposições e combinações inusitadas vão dominar o inverno

DESCUBRA-SE OUTONO/INVERNO 2014


EDITORIAL

BEM-VINDOS A PRIMEIRA REVISTA DIAMONDMALL O DiamondMall é um shopping único, com arquitetura diferenciada e marcas exclusivas. Trouxe para Belo Horizonte o conceito de sofisticação aliado à comodidade. Após 18 anos, é hoje um dos shoppings mais charmosos da cidade e seus frequentadores são pessoas que valorizam o luxo, conforto e qualidade de vida. Foi pensando em seus clientes que o DiamondMall lançou a primeira edição de sua revista. O objetivo é trazer um compilado de assuntos do cotidiano através de uma formatação gráfica primorosamente elaborada, privilegiando o conteúdo, mas também o visual. É um deleite mergulhar nas águas límpidas dos hotéis apresentados nessa edição, debater o conceito de arte com grandes nomes como o artista plástico Rogério Fernandes e o Rodrigo Moura, diretor de arte do Instituto Inhotim e, ainda, ficar com água na boca com o passeio pelo charmoso Eataly de Nova Iorque e os sabores culinários do renomado chef francês Eric Jacquin. O que também não podia faltar, é claro, a essência do shopping: moda e beleza. Um editorial clicado na casa MAC, um espaço cultural muito especial no bairro Cidade Jardim, mostra o melhor da coleção outono/inverno e nada menos que Duda Molinos dá dicas imperdíveis sobre maquiagem. O texto da designer Mary Arantes aborda com muita sensibilidade cores e tendências. A publicação, elaborada com todo carinho e cuidado, não só buscou atender de maneira ímpar o perfil de cada cliente, como o de todos os apreciadores de uma prazerosa leitura. Essa edição traz ainda um bate-papo com a cantora Fernanda Takai e uma entrevista com o arquiteto Pedro Lázaro. Surpreenda-se ao folhear cada página. Boa leitura!

Lívia Klein

SUPERINTENDENTE DIAMONDMALL

4

| DIAMONDMALL #01


Número 01 • 2014 • Ano 1

LÍVIA KLEIN FLÁVIA LOUZADA COORDENADOR DE MARKETING MARCELO PORTELA COORDENADORA DE ATENDIMENTO NICOLE BRANDÃO ESTAGIÁRIOS ISABELA LAGARES E MATHEUS MACHADO SUPERINTENDENTE

GERENTE DE MARKETING

Avenida Olegário Maciel, 1.600 - Lourdes CEP 30180-111 - Belo Horizonte - MG - Brasil Call Center: (31) 4003-4136

diamondmall.com.br diamondmall.com.br/blog facebook.com/diamondmall twitter.com/diamondmall instagram.com/diamondmall

DIRETOR GERAL ANDRÉ LEITE DIRETOR EDITORIAL DANIEL MANARELLI EDITORA EXECUTIVA BRUNA M. DE CARVALHO CARDOSO DE ALMEIDA DIRETOR COMERCIAL JOÃO PAULO LEITE JORNALISTA RESPONSÁVEL ANA PAULA POPOLIN JORNALISTA FERNANDA ROMERO JORNALISTA KADIDJA TOURE MARKETING E PRODUÇÃO KÁTIA HELEN COSTA FOTOGRAFA CONVIDADA LECA NOVO PROJETO GRÁFICO, ARTE E DIAGRAMAÇÃO DANIEL MANARELLI REVISÃO RAQUEL ELISA DEL MORO EXECUTIVO DE CONTAS EDUARDO CARRENHO ADMINISTRATIVO E FINANCEIRO VANESSA SCAVACINI IMPRESSÃO E PRÉ-IMPRESSÃO CNEC EDIGRAF ANUNCIE NA REVISTA DIAMONDMALL

PUBLICIDADE@ALDOLEITEHOUSE.COM.BR (16) 3329-2632 • (16) 3441-4445 ALDOLEITE HOUSE EDITORA E EVENTOS

RUA CERQUEIRA CESAR, 481 - SALA 205 - RIBEIRÃO PRETO, SP CEP 14010-130 - TELEFONE (16) 3329-2632 WWW.ALDOLEITEHOUSE.COM.BR

A revista DiamondMall é uma publicação customizada da AldoLeite House Editora e Eventos Ltda. Todos os direitos reservados. É proibida sua reprodução total ou parcial sem autorização do editor. A AldoLeite House e o DiamondMall não se responsabilizam pelos conteúdos em reportagens assinadas, informações provenientes de assessorias de imprensa, assim como, créditos das fotos utilizadas para a divulgação dos produtos, dos anúncios e mensagens publicitárias que estão incluídos nesta edição.

6

| DIAMONDMALL #01


COLABORADORES

DAVI DOS SANTOS LEITE Stylist  

DÉIA LANSKY

Produtora executiva  

HELENA BRANQUINHO

LECA NOVO

Consultora de imagem e stylist

Fotógrafa  

Apaixonado pela imagem e pela estética dos anos 90, trabalha desde 2008 com moda. Já foi assistente de estilo e hoje é responsável por criar imagens de desfiles, e assina campanhas dos shoppings DiamondMall e BH Shopping. Sua grande referência é a arte e a estética urbana e tem como base o trabalho da dupla paulista “Os Gêmeos”.

Com dez anos de mercado, tem a moda como paixão desde a época de faculdade. Já produziu campanhas do DiamondMall e de outros shoppings do grupo Multiplan, além de ações para diversos clientes pelo Brasil. Ama a adrenalina de um bom e velho backstage, trabalhando em várias edições do SPFW, Fashion Rio e Minas Trend.

Uma portuguesa no Brasil! Apaixonada por moda em geral e pelo ser humano em particular. Tem o seu próprio site onde compartilha o seu estilo pessoal, a moda do mundo e sugestões profissionais de imagem (helenabranquinho. com), e colabora com a nova revista digital portuguesa Trend Magazine (trendmagazine.pt).

Natural de Belo Horizonte, graduou-se em Marketing na UNA. Ao longo dos anos teve a oportunidade de desenvolver um olhar sensível e detalhista em relação à fotografia e atua na área desde 2004. Leca atende diversos segmentos de mercado, em especial arquitetura, editorial e eventos corporativos.

MARY ARANTES

NATÁLIA DORNELLAS

PEDRO LÁZARO

ROGÉRIO FERNANDES

Utilizando os valores simbólicos contidos na carga emocional e compreendendo as aspirações de cada cliente, o arquiteto Pedro Lázaro acumula experiências em projetos singulares que levam a arquitetura e interiores, à contemporaneidade.

Piauiense, radicado em Minas Gerais, é um dos principais nomes da nova geração de artistas brasileiros, reconhecido internacionalmente através de seus muralismos, telas e gravuras. Seu estilo tem grande influência da xilografia nordestina e sempre a revisita com tons de realismo fantástico. Participou de inúmeras exposições no Brasil e no exterior.

Empresária e estilista  

É estilista e sócio-proprietária da marca de bijuterias Mary Design. Considera sua mesa de trabalho, repleta de bolinhas, um verdadeiro playground, onde brinca de trabalhar. É poeta, já plantou árvore e escreveu um livro. Ama cozinhar e receber amigos. Mary é consultora, ministra palestras e oficinas por todo o país.

8

| DIAMONDMALL #01

Publicitária e jornalista  

Editora do caderno Pandora, publicado aos domingos no jornal O Tempo. Passou pelo colunismo social, pela revista francesa L’Officiel, em São Paulo, e foi buscar uma formação mais especializada em Londres, onde graduou-se em Fashion Retail pela London School of Fashion. Hoje, além dos trabalhos do jornal e do site, tem um programa diário na Rádio 102,9: o #ficaadica.

Arquiteto

Artista plástico  


DESTAQUES

14

30

58

22

36

118


SUMÁRIO

14 ARTES • Rogério Fernandes, a hora e a vez da arte 20 ARTES • Nova arte, novos artistas 22 ARTES • Inhotim, um instituto que transborda arte contemporânea 30 TRAVEL • Um roteiro incrível de serviços diferenciados em hotéis pelo mundo 36 HOTEL • Hotéis que oferecem experiências inesquecíveis 44 DECOR • Espaços multifuncionais por Pedro Lázaro 50 GASTRONOMIA • Eataly e a filosofia de servir as melhores especiarias italianas 56 CHEF • Erick Jacquin dá uma receita de carpaccio diferente 58 MODA • As tendências Outono/Inverno 72 HYPE • Produtos que traduzem sofisticação 80 BRANDS • A história do grupo Estée Lauder 84 JOIAS • Pedras e diamantes em alta 88 CRÔNICA • Mary Arantes e a história das cores 92 TRENDS • Os produtos e novidades das lojas 98 LOOKS • A moda de quem passeia pelo shopping 100 LOOKS • As tendências das passarelas do Minas Trend Preview 102 PERSONA • Confira as personalidades que frequentam o DiamondMall 108 BEAUTY • Duda Molinos e o must have da estação 113 ESTÉTICA • A linha de fotoproteção da Adcos 114 SAÚDE • Entrevista sobre bem-estar com o psicanalista Stélio Lage Alves 118 ENTREVISTA • Fernanda Takai fala dos projetos solos e do Pato Fu 124 CULTURA • Casa MAC desenvolve programação diversificada sobre arte 126 GUIA DE LOJAS • Informações das lojas 128 INFORMAÇÕES • Os serviços do DiamondMall 130 O QUE VEM POR AÍ • Tendências pelo o olhar de Helena Branquinho

diamondmall.com.br facebook.com/diamondmall instagram.com/diamondmall twitter.com/diamondmall


ARTES

ROGÉRIO FERNANDES

A HORA E A VEZ DA ARTE Um olhar crítico para esse universo tão particular que transforma o artista e o espectador POR: ROGÉRIO FERNANDES • FOTOS: ADRIANA COSTA

Q

uero começar nosso papo sobre arte já colocando o dedo na ferida, como fez Caravaggio na obra A Incredulidade de Tomé e Ferreira Gullar, em sua máxima, ao soltar que: “a arte existe porque a vida não basta”. Feche a revista agora ou mude de matéria se esse assunto não o comove. Mas é justamente sobre comoção e emoção que quero falar. Arte, essa coisa que nos tira do lugar, que nos faz pensar, sonhar, refletir, questionar, gostar, amar e até odiar sob a ótica de uma outra pessoa. Por essência, a arte é um atributo exclusivamente humano, e como algo humano, é carregada de imperfeições e também de beleza. Mas existe algo além, que todo artista busca para seu trabalho, independente de movimento, estilo ou estética? Ouso dizer que é a emoção. Essa emoção que nos é transmitida através da arte é o que nos faz sentir que somos mais, que temos alma e que precisamos transcender além do nosso cotidiano de duras batalhas pela vida. Talvez seja esse seu grande papel: nos lembrar de

AS OBRAS DE ROGÉRIO NOS TRANSPORTAM FACILMENTE PARA UM MUNDO SURREAL, MAS PERFEITAMENTE POSSÍVEL, QUE POR MUITAS VEZES DIALOGAM COM O COTIDIANO

DIAMONDMALL #01 |

15


ARTES

ACIMA

MEIA NOITE EM PARIS COM CHANEL, DALI, FRIDA, VAN GOGH E PICASSO

AO LADO

FRIDA DE GUADALUPE

16

| DIAMONDMALL #01

que somos seres capazes de contemplar, experimentar, vivenciar algo que foi produzido por um de nós e que transcende ao trivial da vida. Esse poder, que costumamos atribuir a uma origem divina e que está em todos nós, aparece muito mais claramente nos artistas. Dizem que, quando Michelangelo terminou de pintar a Capela Sistina, o Papa Julio II, que até então não havia adentrado a grande abóboda, caiu de joelhos e disparou a chorar compulsivamente e a beijar as mãos calejadas do genial artista. Talvez por isso, nós artistas, sejamos tão invejados e, também, vistos como seres diferenciados, possuidores de um dom especial. Na minha opinião, isso é uma grande bobagem e talvez uma distorção. Não podemos atribuir somente a alguns algo que é comum a todos os humanos. A chegada do século XXI trouxe, através da internet, a possibilidade de nos conectarmos a todos do planeta, de todas as formas. E a arte veio junto. E veio com força tamanha que agora todos nós podemos ser artistas por um minuto, um instante, ao postar um poema nas redes sociais, uma foto tirada durante uma viagem, uma música feita para uma namorada. Tudo ali, em tempo real, e para bilhões de pessoas. E, com a globalização trazida pela internet, uma nova era das artes plásticas está chegando para o Brasil. Não digo que jorrará leite e mel por aqui, pois temos muito que fazer e conquistar. Mas de uma coisa eu tenho certeza: estamos achando nosso caminho. Um mercado de arte mais inclusivo no qual até as crianças sejam contempladas é a nossa cara. Cada vez mais sairemos de casa com nossos filhos para visitar galerias, museus, ateliês. As empresas patrocinarão artistas de rua, workshops de arte e palestras


ARTES

ACIMA

FAMÍLIA DALÍ

AO LADO

AQUARELANDO EINSTEIN

sobre o tema. As escolas incluirão visitas, e já o fazem, a oásis da arte, como o Inhotim, em Brumadinho. E seguramente, outros Inhotins surgirão pelo país. É esse cenário que vislumbro para as artes plásticas nas próximas décadas. Em pouco tempo, seremos referência também no mundo, como já o somos na street art através de expoentes como Os Gêmeos e, na arte contemporânea, como Beatriz Milhases e Adriana Varejão. Claro que não será fácil, mas será feito, do nosso jeito torto de se fazer as coisas, como o fizemos há quase um século, criando um dos movimentos de arte mais importantes do mundo, a Semana de Arte Moderna de 1922. E tocando, ou melhor, pintando nosso barco rumo ao infinito e além da arte, vejo, a cada dia, novos artistas brotando aos borbotões em todos os cantos deste país, que finalmente está fazendo jus a música de Ari Barroso quando cantou nossa diversidade cultural em Aquarela do Brasil. Agora, estamos vendo e vivendo essa multiplicidade de formas e tons também na arte.

18

| DIAMONDMALL #01


ARTES

ROGÉRIO FERNANDES

PARA UMA NOVA ARTE, NOVOS ARTISTAS O cenário diversificado da arte possibilita o encontro de obras que encantam todos os públicos POR: ROGÉRIO FERNANDES • FOTOS: DIVULGAÇÃO

Q

20

| DIAMONDMALL #01

uero apresentar a vocês três artistas que admiro na nova cena da arte brasileira. Claro que cada um tem suas preferências, mas o que mais me chama a atenção é a capacidade de retratarem e interpretarem nosso cotidiano dentro das grandes cidades. Na minha opinião, a arte contemporânea tem como característica principal essa crônica visual urbana que estes artistas fazem de forma tão característica.


ARTES

ANTÔNIO BOKEL RIO DE JANEIRO, BRASIL

Nascido no Rio de Janeiro, tem 35 anos e realizou a sua primeira exposição individual em 2003, na Ken’s Art Gallery, em Florença, Itália, onde residiu e fez cursos de Fotografia e História da Arte. Ao longo das duas últimas décadas, tem apresentado seu trabalho no Brasil e no exterior, em galerias e em intervenções urbanas, fazendo a ponte entre a Arte de Rua e a Arte Contemporânea. Em 2012, participou da exposição Gramática Urbana, no Centro de Arte Hélio Oiticica, Rio de Janeiro. No mesmo ano, fez sua individual Transfiguração do Rastro, no mesmo museu. Seu trabalho já foi publicado nas revistas brasileiras Zupi, Vizoo e Santa, e na espanhola Rojo. Suas pinturas estão nas duas maiores coleções brasileira: a de Gilberto Chateubriand e da BGA Investimentos.

LEONORA WEISSMAN BELO HORIZONTE, BRASIL

Atua profissionalmente como artista plástica, designer e cantora. É graduada em Pintura e Gravura pela Escola de Belas Artes da Universidade Federal de Minas Gerais. Participou de diversas exposições coletivas e individuais pelo Brasil e exterior, com projetos que envolvem de maneira ampla a imagem, nas áreas das artes plásticas e artes gráficas, atuando principalmente com a pintura. Foi selecionada e premiada por projetos como o Fiat Mostra Brasil e, atualmente, possui atelier em Belo Horizonte.

MARIA K. BRAGA

RIO DE JANEIRO, BRASIL

É artista plástica, vive e trabalha no Rio de Janeiro. Formada em Artes Plásticas pela Parsons School of Design em Nova Iorque, completou um mestrado em Arte Educação na School of Visual Arts também na cidade americana, onde viveu seis anos. Maria já expôs na Alemanha, Argentina, EUA e no Rio de Janeiro. Em abril ela participará de duas exposições coletivas em Bahamas. O foco do seu trabalho é a pintura e a costura escultórica, que tem uma estética pop, colorida e figurativa, as quais a artista atribui as suas memórias de infância. DIAMONDMALL #01 |

21


FOTO: PEDRO MOTTA


ARTES

O UNIVERSO DAS ARTES Traduzir conhecimento em arte numa forma única de experimentá-la é a proposta do Instituto Inhotim POR: ANA PAULA POPOLIN • FOTOS: DIVULGAÇÃO

A

Arte Contemporânea é caracterizada pela quebra de paradigmas, pois cria uma liberdade no processo de criação e integra a arte com o cotidiano. A utilização de materiais inusitados na composição das obras são um dos pontos de destaque dessa arte que interage com o expectador e o leva às mais variadas reflexões sobre esse universo. Ao redor do mundo há uma legião de admiradores que se identificam com essas obras, que refletem de forma atual as questões da contemporaneidade. No Brasil, temos uma única instituição brasileira que exibe continuamente um acervo de Arte Contemporânea, o Instituto Inhotim. Localizado a 60 quilômetros de Belo Horizonte (MG), na cidade de Brumadinho, o Instituto Inhotim começou a ser idealizado pelo empresário mineiro Bernardo de Mello Paz - considerado um dos maiores colecionadores de arte do País - a partir da década de 1980. A sua propriedade particular passou por uma reformulação visual, com paisagismo, inicialmente, elaborado por Roberto Burle Marx, e com a construção de grandes galerias, tornando-se um dos mais relevantes acervos de arte contemporânea do mundo, além de possuir uma coleção botânica, que reúne espécies raras de todos os continentes. O instituto, então, abriu seus portões ao grande público em 2005. O fascínio por Inhotim surge quando é perceptível a interação entre a arte e a natureza de forma bela e provocante, cativando o visitante. Segundo o curador e diretor de arte e programas culturais do Inhotim, Rodrigo Moura, nos últimos anos, os museus entenderam que eles não são apenas guardiões do passado, mas

ferramentas essenciais para construção da sociedade e dos seus indivíduos. “Comunicação e mediação são formas importantes de seduzir e engajar, mas transformar a essência da experiência do público no museu é dar um passo muito maior. É mais ou menos isso que tentamos fazer aqui. Não há dúvida de que a natureza é o cúmplice ideal para a arte – e vice-versa. Ao invés de transitar por corredores e escadas, o visitante anda por jardins e montanhas. As coisas que a arte nos provoca a pensar têm outro desdobramento quando nós as pensamos em contato com a natureza”. De forma harmoniosa, Inhotim rompe com a ideia de que arte contemporânea é restrita para determinado perfil de espectador. Para Moura, uma obra de arte só existe se for fruída pelo maior número de pessoas, para ele é aterradora a ideia de uma obra-prima restrita à fruição exclusiva de seu dono, pois corre-se o risco de substituir a ideia de público pela de mercado. “A arte é uma dádiva que precisa estar mesmo aberta para ser experimentada pelo corpo social. Artistas como Hélio Oiticica, Lygia Pape e Cildo Meireles, entre outros, se deram conta dessa necessidade no seu trabalho. Acredito que em nosso País, onde as oportunidades não são iguais para todos, onde existem discriminações de classe e de raça, essa é uma obrigação de quem trabalha com cultura: abrir cada vez mais, criar cada vez mais estratégias de aproximar a arte da vida. E a única maneira de fazer isso, no museu, é aproximando-o do cotidiano das pessoas”, diz. E não fica só em discurso a proposta de que um número maior de pessoas tenha acesso ao museu.

DIAMONDMALL #01 |

23


“BEAM DROP INHOTIM”, DO ARTISTA CHRIS BURDEN, INTEGRA ARTE E NATUREZA


FOTO: DANIELA PAOLIELLO


FOTO: ROSSANA MAGRI

ARTES

RODRIGO MOURA, DIRETOR DE ARTE DO INSTITUTO INHOTIM, RESSALTA QUE OS MUSEUS ENTENDERAM QUE ELES NÃO SÃO APENAS GUARDIÕES DO PASSADO, MAS FERRAMENTAS ESSENCIAIS PARA CONSTRUÇÃO DA SOCIEDADE E DOS SEUS INDIVÍDUOS

Entre inúmeros projetos educativos elaborados pelo instituto, há um realizado com jovens da região de Brumadinho, chamado Laboratório Inhotim. Anualmente, são 20 jovens, de 13 a 17 anos, que fazem atividades por um ano, e os resultados são surpreendentes. “Esse projeto é minha paixão. Eu fui ver a exposição, que foi o trabalho final desses meninos, no ano passado, e me surpreendi com a profundidade da reflexão. Não importa se eles vão ser artistas, mas com certeza vão ser pessoas melhores”, fala Rodrigo Moura. É indiscutível que Inhotim tornou-se um lugar de fascinação para curadores, críticos e amantes da arte contemporânea do mundo todo, e esse sucesso Moura atribui aos artistas ali expostos. “Olha, vou ser bem sincero. Ninguém se fascina por arte medíocre, isso é conversa... Então, não há como culpar ninguém pelo nosso sucesso mais do que os artistas. As obras que exibimos em Inhotim são obras muito boas, complexas e densas e, por isso, permitem que as pessoas se engajem nessa aventura que é pensar junto com o artista, ao fruir uma obra. Todo o resto vem depois. Claro que o nosso projeto educativo faz com que mais gente possa entender as obras e participar desse processo”. Em 2014, Rodrigo Moura realizará novos projetos em Inhotim, que trazem pavilhões importantes de Olafur Eliasson e Claudia Andujar. Neste último, Rodrigo Moura esteve muito envolvido, trabalhando em um arquivo de milhares de imagens que a artista fez, nos anos 1970, em comunidades Yanomami na Amazônia. O pavilhão terá 500 imagens desse arquivo, além de obras dos próprios Yanomami. O pavilhão de Olafur é uma viagem no tempo e no espaço, de natureza fenomenológica, lida com luz e com percepção, além de trazer uma biblioteca de arte e botânica de excelência.

26

| DIAMONDMALL #01


O DIFERENCIAL DE INHOTIM É O POSICIONAMENTO DAS OBRAS EM DIVERSOS PONTOS DO BELO JARDIM BOTÂNICO, COM CERCA DE 97 HECTARES. DESTAQUE PARA A GALERIA DA ARTISTA PLÁSTICA ADRIANA VAREJÃO, COM UMA ARQUITETURA ARROJADA PARECE FLUTUAR SOBRE O ESPELHO-D’ÁGUA FOTO: EDUARDO ECKENFELS


Pioneirismo

39 anos de história

18 shoppings

170 milhões de consumidores Qualidade de vida

Há 39 anos, a Multiplan vem construindo e operando os melhores shopping centers do país, onde o consumidor encontra não só um centro de compras, mas diversão, lazer, cultura, áreas externas arborizadas e centros de eventos com mais variados shows. São mais de 4.800 lojas que compõem uma área bruta locável total de 749.834 m². Por isso, a empresa é reconhecida pelo seu padrão de qualidade pelos consumidores e também pelo mercado financeiro. É a única do setor de construção civil e de shopping centers a ter investment grade da agência de rating Standard & Poor’s.


São Paulo - SP

RibeirãoShopping

MorumbiShopping

BH Shopping

São Paulo - SP

ShoppingVilaOlímpia São Paulo - SP

São Caetano do Sul - SP

Pátio Savassi

New York City Center Rio de Janeiro - RJ

Curitiba - PR

ParkShoppingBarigüi

Rio de Janeiro - RJ

Maceió - AL

Informações: /multiplanoficial www.multiplan.com.br RJ (21) 3031 5404 SP (11) 5189 6701

Brasília - DF

ParkShopping

ParkShopping Campo Grande

Parque Shopping Maceió

Belo Horizonte - MG

Rio de Janeiro - RJ

Jundiaí - SP

JundiaíShopping

DiamondMall

Rio de Janeiro - RJ

BarraShopping

ParkShopping São Caetano

Belo Horizonte - MG

Ribeirão Preto - SP

ShoppingSantaÚrsula

ShoppingAnáliaFranco

Belo Horizonte - MG

Ribeirão Preto - SP

VillageMall

Porto Alegre - RS

BarraShoppingSul


TRAVEL

ROTEIRO EXCLUSIVO O DiamondMall convida você para um passeio incrível entre os melhores hotéis pelo mundo que oferecem serviços diferenciados aos hóspedes POR: KADIDJA TOURE • FOTOS: DIVULGAÇÃO

DESPERTANDO OS SENTIDOS Considerado um dos spas mais prestigiados e sofisticados do país, o Shamash Healing Space foi construído em meio à exuberância da Mata Atlântica e proporciona aos seus clientes uma incrível vista para o mar. Um lugar tão privilegiado, situado no Txai Resort Itacaré, sul da Bahia, que, nos últimos dois anos, recebeu o título “Most Excellent Beach Hotel”, em um ranking elaborado pela Condé Nast Johansens Luxury Hotel Guide na América do Sul. Uma grande diversidade de massagens, banhos aromáticos e terapias que despertam para uma incrível experiência sensorial são alguns dos serviços que podem ser desfrutados no espaço, que reforça a filosofia de um relaxamento personalizado.

30

| DIAMONDMALL #01


TRAVEL

NOITE EM BERLIM Berlim é, indiscutivelmente, encantadora pelos seus parques, agitação cultural, riquíssima história e vibrante cena noturna. Não faltam atrativos para os milhares de turistas frequentadores da capital alemã, que acabam se dividindo entre o contraste causado pelos edifícios históricos e o desenvolvimento contemporâneo. Uma dica para curtir a noite na cidade após uma longa caminhada é o Bristol Bar, que faz parte do Kempinski Hotel, localizado no charmoso centro da cidade. Considerado um dos 10 melhores da cidade, ele se destaca pela música ao vivo de qualidade, ambiente elegante, atendimento impecável e coquetéis únicos.

32

| DIAMONDMALL #01


TRAVEL

EXPERIÊNCIA GOURMET Hospedar-se em um dos hotéis de alto padrão da rede de luxo Anantara é se envolver em uma experiência de viagem única, cercada de descobertas e inspirações. A unidade Sanya Resort & Spa reserva aos seus clientes um paraíso natural de montanhas verdejantes, que se completam com a delicadeza do Mar do Sul da China. Mais do que isso, os hóspedes podem desfrutar de um incrível momento gastronômico, com exclusivas cooking classes, em um cenário litorâneo deslumbrante. Ministradas pelo próprio chef do resort, as aulas de culinária típica, ao ar livre, são um prato cheio para os turistas que procuram se envolver com a cultura e os hábitos de cada local visitado.

DIAMONDMALL #01 |

33


TRAVEL

AUTÊNTICA COZINHA ITALIANA A histórica cidade de Florença abriga uma das unidades mais imponentes da rede Four Seasons. Localizado no antigo Palazzo della Gherardesca, construído no século XV, o espaço pode ser apreciado como uma verdadeira obra de arte, já que seu pátio é adornado por incríveis arcos estampados com afrescos do mestre maneirista Jan van der Straet. No piso térreo do Palácio está o restaurante Il Palagio, que tem sua excelência reconhecida por uma estrela do Guia Michelin. A equipe do chef Vito Mollica é responsável por preparar um menu sazonal, que traz autênticos pratos da gastronomia italiana tradicional. O diferencial é o uso de ingredientes frescos, de produtores artesanais, que são transformados em especialidades como Flor de Zucchini com Ravioli de Ricotta, Pancetta di Mora Romagnola e Spaghetti alla Puttanesca. Para completar, o chef pâtissier Domenico Di Clemente é o responsável pela confecção de uma tentadora seleção de sobremesas.

34

| DIAMONDMALL #01


TODO O MENU DO IL PALAGIO É UMA OBRA DE ARTE, COMO O SPAGHETTONI “BENEDETTO CAVALIERI” NO ESTILO PUTTANESCA COM ANCHOVAS FRESCAS E RARAS TRUFAS BRANCAS


O EXTRAORDINÁRIO CENÁRIO À FRENTE, COMPOSTO POR MORROS COM FORMAS CAPRICHOSAS E UM INCRÍVEL MAR EM TONS DÉGRADÉ DE AZUL CONQUISTAM OS HÓSPEDES LOGOS NOS PRIMEIROS MINUTOS DENTRO DA POUSADA MARAVILHA.


HOTEL

DESTINO ÚNICO A ilha dos sonhos tem água cristalina, muito verde e a pousada perfeita: Maravilha! POR: FERNANDA FERREIRA ROMERO • FOTOS: DIVULGAÇÃO

F

ormado por 21 ilhas, o arquipélago de Fernando de Noronha é um verdadeiro paraíso. Com praias douradas, banhadas por águas turquesa e esmeralda, é rodeado por uma abundante vegetação preservada. Sua natureza é fabulosa. São 17 km² de praias, como a Baía do Sancho, Baía dos Porcos, Praia da Conceição e Praia do Boldró, que se encontram entre as mais bonitas do Brasil, e os Morros dos Dois Irmãos e do Pico, que são conhecidos cartões-postais do nosso litoral, além de toda a fauna e flora protegidas do desflorestamento. E, é, em uma dessas praias, a Sueste, que se localiza a Pousada Maravilha. Um refúgio exclusivo que oferece o melhor para quem gosta de desfrutar dos encantos do arquipélago. Oferecendo conforto e rusticidade em um ambiente totalmente integrado à natureza, a pousada foi inaugurada em 2003 e reúne muito requinte e opções de lazer e relaxamento, além de ter o melhor restaurante de Fernando de Noronha, com ótimas críticas nacionais e internacionais. Com um clima mágico e especial, a pousada está em uma área de preservação ambiental e recebe diariamente a visita de golfinhos e tartarugas marinhas. E, com famosos hóspedes internacionais e diversas personalidades que já passaram por lá, é fácil sentir-se como uma celebridade ao desfrutar da exclusividade dos 5 bangalôs e dos 3 apartamentos de luxo. O serviço de SPA, com inúmeras opções de tratamentos, traz o melhor do atendimento personalizado com muito relaxamento e bem-estar. A decoração surge minimalista, lembrando a floresta com pontos fortes do azul do mar, que contornam a simetria da piscina, que atende aos mais exigentes hóspedes. Um lugar para se sentir como se deve: um bon vivant!

DIAMONDMALL #01 |

37


HOTEL

CENÁRIO ENCANTADOR O charme das camas com dossel, os móveis rústicos e a decoração colonial fazem do Pouso de Bartolomeu um lugar único entre as serras de Tiradentes POR: FERNANDA FERREIRA ROMERO • FOTOS: JOMAR BRAGANÇA/DIVULGAÇÃO

T

iradentes é a mais charmosa das cidades históricas mineiras. Em suas ruas coloniais, casarios e sobrados dividem a atenção com restaurantes e antiquários que acendem seus lampiões na fachada ao anoitecer. O roteiro turístico é tradicional, pois é impossível não visitar a Matriz de Santo Antônio, a mais bonita do local, com suas esculturas de Aleijadinho. A cidade também é descolada e se tornou um polo cultural intenso. Há dez anos, Tiradentes é pano de fundo para concorridos eventos de música, cinema e gastronomia. A boa mesa, aliás, é uma característica marcante da cidade. O cenário encantador exibe uma imponente moldura, a Serra de São José, e, cercada por ela, a singular Pouso de Bartolomeu é o destino certo para se hospedar na cidade. Administrada por Virgínia Bartolomeu, o local era uma galeria de artes e foi transformado para receber os hóspedes que buscam pelo romantismo e pelo clima intimista. O jardim, especialmente projetado pelo paisagista Gilberto Elkis, faz parte dos 5 mil m² de área, que ainda exibe uma convidativa piscina e um providencial heliponto. 38

| DIAMONDMALL #01

Os vinte quartos apresentam uma decoração colonial – como toda a pousada e a biblioteca – com móveis rústicos e confortáveis, além de aconchegantes camas com dossel. Destaque para a suíte master, que disponibiliza uma cozinha gourmet para os hóspedes que gostam de preparar suas próprias refeições, como o chef Alex Atala, um hóspede assíduo. A gastronomia mineira está presente desde o café da manhã, em que são servidos pães de queijo, tortas, bolos, biscoitos caseiros e doces, e segue acompanhando até o chá da tarde, quando o cheiro do café invade toda a pousada. Para quem prefere uma taça de vinho ou champanhe ao entardecer, o entorno da piscina é inigualável. Esse cenário, aliás, serve de inspiração para casais fazerem seus votos de amor. Com o serviço de mini wedding, a Pouso de Bartolomeu, é o cenário perfeito para o enlace e a lua-de-mel dos apaixonados. O envolvente cantar dos pássaros e a vista bucólica que contorna toda a paisagem são suficiente para se celebrar cada manhã em que se desperta lá.


O CHARME DAS CAMAS COM DOSSEL, OS MÓVEIS RÚSTICOS E A DECORAÇÃO COLONIAL FAZEM DO POUSO DE BARTOLOMEU UM LUGAR ÚNICO ENTRE AS SERRAS DE TIRADENTES


HOTEL

ELEGÂNCIA AUSTRALIANA Hotel Saffire une sofisticação e natureza em um ambiente aconchegante e exclusivo POR: FERNANDA FERREIRA ROMERO • FOTOS: DIVULGAÇÃO

O

clima temperado e o ambiente rústico fizeram da Tasmânia o lugar perfeito para o Hotel Saffire proporcionar a seus hóspedes momentos significativos e uma estreita ligação com Freycinet, uma península de montanhas de granito rosa, praias brancas e mar turquesa. A essência do Saffire é permitir uma experiência única a seus hóspedes, com o bem-estar do luxo e toda a elegância que o lugar oferece, já que, desde a sua criação, foi projetado para ser emblemático e exclusivo – são apenas 20 suítes privativas em um complexo feito para oferecer a melhor estadia. Com vistas sedutoras, as suítes possuem uma área de relaxamento e uma varanda, além de um deck ao ar livre, onde as expectativas são excedidas ao adentrar o local, já que a intenção do Saffire é fazer seus visitantes se desconectarem do mundo e conectarem-se ao fantástico ambiente. Os detalhes da arquitetura fina e da decoração de interiores sofisticada se complementam com materiais naturais, como pedras e madeiras nativas da ilha. Outro grande destaque do Saffire é o restaurante Palate. Os sabores acentuados de carnes de caça e o frescor das ervas e especiarias, além de frutas e legumes colhidos diariamente pelos chefs, acentuam o melhor da cozinha artesanal. O menu à la carte ainda oferece mexilhões e ostras frescas cultivadas nas aldeias piscatórias de Great Oyster Bay. O passeio se completa com as atividades que o hotel oferece, como o serviço de SPA e atividades esportivas, como mountain bike, arco e flecha ou uma partida de golfe nos campos locais.

DIAMONDMALL #01 |

41


A PENÍNSULA DE FREYCINET É PALCO PARA UMA HOSPEDAGEM INESQUECÍVEL NO SAFFIRE E TUDO O QUE ELE PODE OFERECER


DECOR

PEDRO LÁZARO

ESPAÇOS MULTIFUNCIONAIS Cada vez mais, os ambientes multifuncionais ganham espaços e conquistam a contemporaneidade. Além de serem úteis, facilitam a vida e diversificam os ambientes POR: FERNANDA FERREIRA ROMERO • FOTOS: DIVULGAÇÃO

O

arquiteto Pedro Lázaro acredita em uma arquitetura real, em que a perfeição das formas possa construir um diálogo entre o usuário imediato e o espectador. Os materiais usados em sua concepção, sejam eles naturais ou sintéticos, fazem do espaço, um ambiente mais distinto, proporcionando perfeição e funcionalidade. “Proporciono a beleza como forma de emoção, enfim, sinceridade arquitetônica”, diz Pedro. Essa sinceridade arquitetônica foi conquistada há 20 anos, quando se formou nas Faculdades Metodistas Izabela Hendrix e foi influenciado pela arquitetura moderna brasileira. Desde então, Pedro Lázaro vem captando as aspirações de seus clientes e as transformando em verdadeiras obras de arte. O uso de materiais naturais, recorrente em suas obras; contemporaneidade, as características geográficas e as referências de estudo, o fazem um arquiteto singular. Com uma equipe de 10 pessoas, seu escritório, localizado no bairro Anchieta, em Belo Horizonte, produz tendências de mercado, entre elas, os projetos multifuncionais do próprio arquiteto, que a DiamondMall apresenta nestas páginas. A entrevista complementa a visão de Pedro Lázaro sobre a tendência de algo que vem ao encontro do conceito de sustentabilidade, tão em voga atualmente. “À medida que, no mesmo espaço, incorporamos várias atividades, o volume construtivo pode ser menor, o que viabiliza impactos ambientais e econômicos e, instantaneamente, sociais”, completa o arquiteto.

44

| DIAMONDMALL #01


DECOR

O ESPAÇO REÚNE SIMULTANEAMENTE A BIBLIOTECA, SALA DE ESTAR, REFEIÇÕES, COZINHA E GARAGEM. NA AUSÊNCIA DO CARRO, GERA-SE UM ESPAÇO PARA CONFRATERNIZAÇÃO DE AMIGOS JUNTO À COZINHA E A SALA, QUE SE INTEGRA PELO RECOLHIMENTO DE UMA DIVISÓRIA RETRÁTIL EM VIDRO. NESTE MOMENTO PODEMOS ESTENDER A SALA DE ESTAR PARA O JANTAR E LEVAR A MESA PARA A GARAGEM, TRANSFORMANDO O ESPAÇO EM UMA COZINHA GOURMET

DIAMONDMALL #01 |

45


DECOR

Os espaços multifuncionais nascem da necessidade do aumento da população urbana. Mas onde eles surgiram primeiro? Foi em residências, escritórios?

A tendência é o ambiente para se morar ficar cada vez menor e os espaços multifuncionais crescerem dentro dessas moradias?

Historicamente, o multifuncionalismo tem origem na antiguidade clássica, onde as basílicas tinham funções múltiplas, como tribunais, repartições públicas, mercados, bolsas de valores, palácios imperiais, além de suas naturais funções religiosas. Nos tempos atuais, a multifunção na arquitetura residencial, se confunde com a de escritórios a partir do momento em que trabalhar e viver no mesmo espaço se tornou uma realidade. Talvez essa seja a melhor forma para definir multifuncionalidade.

Não necessariamente ficar menor, o que também não descarta essa opção. Vejo como tendência a otimização dos espaços, ou seja, utilizar o mesmo espaço para várias funções. Podemos ocupar uma área mais ampla e definir um espaço com maior qualidade – isso envolve iluminação natural, ventilação, percepção do usuário, investimento de recursos e qualificação do espaço como um todo.

São necessariamente urbanos?

Não, temos um exemplo de multifuncionalismo na tradicional cozinha brasileira, onde o espaço destinado a cozinhar era também destinado a reunir a família, comer, conversar, receber amigos, sendo em fazendas, lugarejos, cidades do interior e, aos poucos, esse uso foi chegando às grandes cidades pelos hábitos de pessoas vindas dessas regiões. Entendemos, assim, o porquê da cozinha integrada à sala, hoje tão utilizada, que se aplica não só ao lifestyle contemporâneo, mas também a uma relação profunda com a tradição brasileira. 46

| DIAMONDMALL #01

Há alguma tendência nesses projetos multifuncionais? Ou são feitos à medida que o cliente necessita de espaço e funcionalidade?

No meu ponto de vista, a tendência é explorar a necessidade humana que temos em mãos no momento de elaborar um objeto arquitetônico. Percebo essa necessidade e um desejo de traduzir, em espaço, a personalidade individual e o seu estilo de vida. Percebo, também, que a multifunção acaba indo ao encontro destas necessidades, à medida que a vida moderna afasta as pessoas de casa e da família em função do trabalho. Nesse momento, ela se torna não mais uma tendência espacial ou um modismo, mas um fundamento para viabilizar


DECOR

INICIALMENTE TIDA COMO SALA DE ESTAR, ELA SE TRANSFORMA EM ESPAÇO DE CONVIVÊNCIA , A MEDIDA QUE ABRIGA HOBBIES, HÁBITOS E NECESSIDADES DIÁRIAS DA FAMÍLIA. ABRIGA NO MESMO ESPAÇO, A SALA DE ESTAR FLEXIBILIZADA PARA RECEBER AMIGOS EM FUNÇÃO DOS ASSENTOS, ESTRATEGICAMENTE DISPOSTOS PARA SER MODIFICADA, A LEITURA, COM MÓVEIS PARA TAL, A MESA PARA SER UTILIZADA PARA ESTUDAR, ESCREVER E REFEIÇÕES, ALÉM DE OUVIR MÚSICA, E AINDA PODE CONFORMAR DUAS ÁREAS DE CONVERSAÇÃO DISTINTAS NAS EXTREMIDADES

DIAMONDMALL #01 |

47


DECOR

o convívio familiar. Dotar um espaço de infraestrutura para a família permanecer em convivência significa que esse espaço deve agregar funções específicas de seus vários elementos. Espaços funcionais se estendem a escritórios? Como podem ser os espaços?

Se estendem a escritórios e a qualquer outro formato arquitetônico, como mencionei ao falar sobre as basílicas da antiguidade clássica. Mas, em relação aos escritórios, ser multifuncional, hoje, está diretamente ligado à necessidade de ampliação e redução do número de pessoas trabalhando sem reformulações significativas, como terceirizados e consultores; da flexibilização do espaço para grandes reuniões internas; da capacidade de adaptação a novas tecnologias; do entendimento funcional do conceito de privacidade e da necessidade de integração com o grupo de trabalho para obtenção de resultados. E em outros ambientes, como bares, cafeterias?

Nesse momento, é fundamental entender as características possíveis do negócio em si, partindo desde o número de lugares por mesa, que deve ter possibilidades de adaptação, até a utilização do local para outras funções, como eventos fechados, palestras, lançamentos de produtos de diversos segmentos e atividades diferenciadas em dois turnos, como por exemplo: durante o dia restaurante, à noite bar/balada. Para isso, o espaço requer características especiais que passem pela escolha do mobiliário adequado, como cadeiras empilháveis e mesas articuláveis; pelo projeto luminotécnico flexível; pelas instalações de ar condicionado adequadas às diferentes ocupações, como número de pessoas, até uma linguagem estética compatível a essas atividades. Quais são os principais desafios ao criar esses espaços?

O maior desafio é a compreensão do conceito em sua composição e da natureza do ser humano que irá utilizá-lo. As estruturas, às vezes, se confundem com os valores individuais do arquiteto, os quais nunca estarão alheios ao processo, porém, se mantidos como terceira pessoa, os resultados podem ser mais efetivos, ou seja, os propósitos dos arquitetos não devem interferir na escolha dos clientes. Os esquemas de fluxos espaciais também são fundamentais, pois definem esse tipo de uso. Pelo fato de juntarem várias funções, são também espaços de longa permanência, que, esteticamente, devem ter características adequadas a essa função.

DIAMONDMALL #01 |

49


GASTRONOMIA

PAIXÃO ITALIANA A rede gourmet Eataly é um convite para os apreciadores da gastronomia italiana, seguindo a filosofia de servir os melhores alimentos POR: KADIDJA TOURE • FOTOS: VIRGINIA ROLLISON

O

s italianos não resistem a uma reunião familiar em torno de uma mesa farta e, mesmo com o passar do tempo, não deixam de valorizar o consumo de produtos e ingredientes produzidos artesanalmente, seguindo métodos passados através de muitas gerações. Com isso, a gastronomia tornou-se um dos maiores ícones culturais do país, fazendo com que ela seja lembrada pelas suas combinações e sabores em qualquer parte do mundo.

Cada região da Itália possui uma cozinha típica, caracterizada por pratos únicos. Ao norte, pode-se notar uma influência francesa nos clássicos como risotos e massas frescas, tudo temperado com manteiga e combinado com queijos mais acentuados. Na parte sul, o contraste causado pelo doce e o salgado, frutos do mar, peixes, pães e pizzas são algumas das especialidades mais preparadas, seguindo referências espanholas, gregas e turcas. Ciente da importância de se manter e difundir toda essa diversidade cultural e gas-

O EATALY DE NOVA IORQUE, LOCALIZADO NA QUINTA AVENIDA, É UMAS DAS FILIAIS MAIS FAMOSAS DO GRUPO ITALIANO, PORÉM, A REDE ESTÁ ESPALHADA EM MAIS DE 20 PONTOS AO REDOR DO MUNDO E PREPARA SUA INAUGURAÇÃO BRASILEIRA PARA O FINAL DE 2014

REVISTA DIAMONDMALL #01 |

51


GASTRONOMIA

OS RESTAURANTES DO EATALY PREZAM PELA QUALIDADE DOS INGREDIENTES E SEGUEM OS PRECEITOS DA TRADICIONAL GASTRONOMIA ITALIANA

54

| REVISTA DIAMONDMALL #01


GASTRONOMIA

tronômica, em 2007, o empresário Oscar Farinetti inaugurou, na cidade de Turim, a primeira unidade do Eataly, uma mistura de supermercado gourmet, bar e restaurante, que reúne cada tipicidade italiana em apenas um lugar. O nome se deve à junção de dois termos em inglês: as palavras eat, que significa comer, e Italy, que significa Itália. Desde o início, o objetivo da abertura desse inovador espaço enogastronômico era disponibilizar típicos alimentos italianos, de excelente qualidade, em um ambiente em que as pessoas pudessem fazer compras, aprender sobre comida e, claro, apreciá-la em pratos especialíssimos, preparados por excelentes chefs. Seguidor do movimento slow food, que promove uma melhor apreciação e qualidade nas refeições, o Eataly sustenta sua filosofia em ideias simples, que visam oferecer uma seleção diversificada de comida e bebida, com os melhores preços possíveis, além de compartilhar com os clientes a história e a origem de todos os alimentos que são oferecidos. Hoje, a rede Eataly está presente em mais de 20 pontos pelo mundo. São unidades na Itália, Japão, Dubai, Turquia e Estados Unidos. Aliás, o primeiro Eataly no Brasil está programado para ser inaugurado no final de 2014, no Itaim Bibi, em São Paulo. A variedade de produtos e alimentos que podem ser adquiridos e consumidos nas próprias dependências do Eataly é incontável. Os clientes encontram livros de culinária, utensílios de cozinha e uma incrível seleção de ingredientes, que vai desde autênticas massas italianas a, até mesmo, as concorridas trufas brancas. Estando em uma das unidades do Eataly, a decisão mais difícil será escolher em qual dos restaurantes temáticos fazer a refeição. Para cada tipo de loja, dentro do estabelecimento, existe um restaurante próprio. A regra vale para massas, pizzas, doces, sorvetes, peixes, frios, entre outros. O espaço chamado “Birreria”, por exemplo, é classificado como uma cervejaria, pois além dos jantares e almoços, serve cervejas especiais através de bombas manuais tradicionais, seguindo um padrão de temperatura ideal para manter suas características essenciais. O empório do Eataly contempla um estoque com centenas de rótulos de vinho italiano, cervejas e bebidas típicas. Conta, também, com embutidos e massas frescas que são produzidas diariamente, além das opções secas, feitas por tradicionais fabricantes italianos. Resumindo, é um verdadeiro convite para os amantes gourmet. Seguindo o lema “a vida é muito curta para não comer e beber bem”, o Eataly promove um verdadeiro mergulho nas tradições gastronômicas italianas, sendo um deleite para os apreciadores da boa mesa e entusiastas do país europeu.

REVISTA DIAMONDMALL #01 |

55


CHEF

ERICK JACQUIN

ALQUIMIA DOS SABORES As deliciosas combinações do chef francês Erick Jacquin apresentam uma gastronomia criativa POR: ANA PAULA POPOLIN • FOTOS: DIVULGAÇÃO

A

gastronomia na França pode ser definida como a arte da boa mesa, ligada ao prazer de comer. O serviço impecável aliado ao sabor de combinações criativas criam impressões indescritíveis. No Brasil, o renomado chef francês Erick Jacquin traduz essa diversificada cozinha francesa. Conhecido por sua criatividade e personalidade autêntica na cozinha e fora dela também, é impossível não se render às suas criações. À frente do restaurante Tarta&Co, casa especializada em tartares, no bairro de Pinheiros, em São Paulo, traz uma cozinha plena de sabores. São receitas que seguem desde versão clássica feita de

carne crua até as mais criativas, com um toque de brasilidade, como o Tartar de Atum, com peixe picadinho guarnecido de abacate e melancia. Nascido em 1964, em Dur Sur Auron, uma pequena e tradicional cidade do distrito de Cher, região central da França, o chef Erick Jacquin possui a mais alta honraria da gastronomia francesa, o título de Chevalier de l´Ordre du Mérite Agricole Maître Cuisinier de France. E, especialmente aos leitores da revista DiamondMall, o chef ensina uma deliciosa receita de Carpaccio de Beterraba com Vieiras Grelhadas e Vinagrete de Limão Siciliano. Bon appétit!

CARPACCIO DE BETERRABA COM VIEIRAS GRELHADAS E VINAGRETE DE LIMÃO SICILIANO INGREDIENTES

2 beterrabas Sal de Guérande Pimenta branca moída na hora Azeite de oliva extravirgem 8 vieiras Sal de Guérande Pimenta branca moída na hora Azeite de oliva extravirgem 1 Limão siciliano Sal de Guérande Azeite de oliva extravirgem ciboulette MODO DE PREPARO

Cozinhe a beterraba inteira com casca no vapor, deixe até ficar macia. Após esfriar, corte no fatiador de frios ou mandoline e reserve. Aqueça uma frigideira antiaderente em fogo alto. Tempere a vieira com sal de Guérande e pimenta branca moída. Coloque 2 colheres de sopa de azeite de oliva extravirgem na frigideira quente e adicione as vieiras. Coloque-as para dourar de um lado e vire-as em seguida. Deixe por 2 a 3 minutos. Em um bowl, coloque o sal e o suco de limão siciliano. Acrescente o azeite e misture. MONTAGEM DO PRATO

A CRIATIVIDADE DO CHEF ERICK JACQUIN, NO PREPARO DO CARPACCIO, TRAZ UMA MISTURA DE SABORES INDESCRITÍVEL

Coloque sobre o prato as fatias finas de beterraba e acrescente o molho. Disponha as vieiras e decore com ciboulette.

DIAMONDMALL #01 |

57


Descubra-se

A

nova coleção é uma oportunidade para descobertas. Tire do armário as peças clássicas, atemporais e invista em sobreposições e combinações inusitadas. Tudo é possível: a renda com a lã, a transparência com o veludo e o animal print para deixar os looks mais despojados, mas sempre elegantes. Os acessórios, grandes ou pequenos dão o tom da produção.

58

| DIAMONDMALL #01


MODA

Camisa Luigi Bertolli, blusa e calรงa Mob, colar e carteira Mary Design para Via Lรกctea, anel Manoel Bernardes e sandรกlia Luiza Barcelos


MODA

Vestido Farm, colar e brincos Mary Design para Via L谩ctea, anel Manoel Bernardes, sapato Equipage e rel贸gio acervo pessoal

DIAMONDMALL #01 |

61


MODA

Macacรฃo Ateen, casaco Gregory, brincos Manoel Bernardes, broche Francesca Romana Diana, anel Mary Design para Via Lรกctea e sandรกlia Luiza Barcelos

62

| DIAMONDMALL #01


Vestido Bazzar, plumas Accessorize e pulseira Camila Klein


MODA

Blusa Luigi Bertolli, casaco Maria Fil贸, brinco Francesca Romana Diana, colar Claudia Maresguia para Por 1 fio, cal莽a Bo.B么 e bolsa Maleta Anttonione

DIAMONDMALL #01 |

65


Camisa Bo.B么, casaco Ateen, anel Manuel Bernardes, 贸culos Tom Ford para Centro Vis茫o, bolsa Equipage e casquete acervo pessoal


DIAMONDMALL #01 |

67


MODA

Camisa Enjoy, moleton bordado Hering, anel Mary Design para Via L谩ctea, saia Gregory, meias Lupo e mant么 acervo pessoal

68

| DIAMONDMALL #01


MODA

Vestido Ateen, anĂŠis e colar Camila Klein e sapato Equipage

DIAMONDMALL #01 |

69


MODA

Camisa TNG, jaqueta de couro Victor Hugo, brincos e anel Manoel Bernardes, รณculos Prada para Centro Visรฃo, sandรกlia Luiza Barcelos e bolsa Mr. Cat


Produção executiva: Déia Lansky Assistente de produção: Marina Comini Fotografia: Julia Lego Assistente de fotografia: Ricardo Lobato Styling: Davi Leite Assistente de styling: Anna Julia Maciel Beleza: Washington Rodrigues Modelo: Débora Peres (Woll Agency) Agradecimentos: Instituto Cultural Manoel Antônio de Carvalho - Casa Mac

DIAMONDMALL #01 |

71


HYPE

O MOMENTO DO LUXO Selecionamos produtos que traduzem a sofisticação de um estilo de vida único POR: ANA PAULA POPOLIN • FOTOS: DIVULGAÇÃO

PALADAR APURADO Uma das principais marcas do mundo de conhaque, a Martell, está em busca de uma estratégia para expandir a sua presença no mundo dos bens de luxo. Por esta razão, a empresa decidiu lançar um produto premium, criado para encarnar a própria essência dos conhaques Martell e expressar o espírito da marca a um público que aprecia o exclusivo: o cognac L’Or de Jean Martell. O diferencial já surge na garrafa, que possui um designer inovador, trabalhado em cristal puro e com arabescos em ouro. O sabor é encorpado e intenso, pois a combinação de quatro das suas melhores envelhecidas aguardentes de frutas adiciona ao paladar um toque picante e frutado. Martell é a mais antiga das grandes casas de conhaque e, em 2015, celebrará o seu aniversário de 300 anos. Hoje, a marca pertence ao conglomerado francês Pernod Ricard e vende cerca de 15 milhões de litros por ano.

72

| DIAMONDMALL #01


HYPE

PERFORMANCE ITALIANA Comemorando o compromisso da fabricante italiana com tecnologia de desempenho e construção leve, a Ducati apresenta o seu mais recente modelo, em uma edição limitada, a exclusiva 1199 Superleggera. A nova máquina possui uma precisa combinação de materiais como titânio, magnésio e fibra de carbono para definir a melhor relação peso-potência de qualquer motocicleta de produção na história. A Superleggera segue os passos de sucesso das icônicas edições limitadas anteriores como a Desmosedici RR - com apenas 500 unidades dessa máquina, sendo construída na sede da Ducati, em Bolonha, na Itália, cada uma com seu número individual inscrito no painel.

DIAMONDMALL #01 |

73


HYPE

AUMENTE O SOM Com um design conceitual desenvolvido pelo renomado designer dinamarquês Øivind Alexander Slaatto, a Bang & Olufsen apresenta o seu mais novo sistema de altofalantes: o BeoPlay A9 Sound System. Criado, também, para ser uma peça de mobiliário, o BeoPlay A9 é uma caixa acústica wireless que reproduz arquivos de áudio de iPhone, iPad, iPod, utilizando o sistema Apple AirPlay, e também de dispositivos equipados com sistema Android, Wi-Fi ou DLNA. A praticidade é a palavra-chave do BeoPlay A9, já que possui três versões de uso: apoiado nos três pés de madeira, no chão ou fixado na parede. E há opção de modelos em diversas cores. Há possibilidade de aumentar ou diminuir o som ao passar a mão pelo topo da caixa e a qualidade de som é estéreo de alta qualidade, com frequência de 25 mil Hz.

74

| DIAMONDMALL #01


HYPE

DESIGN DE GRIFE Garantir a melhor noite de sono já é possível com a incrível Tranquility Pod. Essa cama, que mais parece um casulo que saiu de um filme de ficção científica, existe e proporciona uma sensação de relaxamento com uma vibração suave e uma luz calmante, tudo isso conectado a um aplicativo do seu smartphone. O colchão d’água coberto de camurça e revestido com material visco-elástico tem a temperatura controlada para deixar ainda mais confortável o seu descanso. A música para acompanhar seus sonhos? Você escolhe!

ARMANI/CASA IN BRASIL A Armani/Casa possui loja em Milão, Paris, Londres, Nova York, além de outras grandes cidades em todo o mundo, e, agora, chega ao Brasil. Inaugurada em 2013, a Armani/Casa, localizada no Jardim América, em São Paulo, segue o mesmo padrão mundial das lojas Armani e possui ambiente com artigos selecionados, levando em conta formas, cores e material, tudo sob uma iluminação suave, característica da marca. É importante lembrar que sempre haverá dois lançamentos anuais da Armani/Casa, que acontecerão simultaneamente no Brasil e na Europa.

DIAMONDMALL #01 |

75


HYPE

VOO EXCLUSIVO Imagine viajar em um helicóptero personalizado, com bancos de couro e outros materiais de alta qualidade, além de dispor de uma tecnologia da líder no fornecimento de helicópteros para civis dos EUA. Imaginou? Então pare de imaginar, porque esse helicóptero já existe. A grife francesa Hermès em parceria com a Airbus Helicopters coloca à disposição do universo corporativo e privado o EC135. O helicóptero é um bimotor multimissão que pode transportar cinco passageiros, além de um piloto e um compartimento de bagagem acolchoado. O objetivo da parceria é redefinir o estilo para as viagens de helicóptero em termos de conforto e requinte. 76

| DIAMONDMALL #01


HYPE

PEQUENA JOIA A Chanel prova mais uma vez que os clássicos nunca saem de moda, especialmente os estampados com o logotipo icônico “CC”. A marca de luxo traz ao mercado o seu repaginado relógio Première. Os novos modelos em aço, ouro branco ou ouro amarelo, com ou sem diamantes, são mais finos e têm proporções ligeiramente diferentes do original, que foi lançado há 27 anos como primeiro relógio da casa de alta costura francesa. Na verdade, ele foi um dos primeiros relógios lançados por qualquer casa de alta costura, daí o seu nome, Première. O mostrador, em preto lacado brilhante apresenta seu design minimalista, que é limitado apenas ao nome da grife e envolto pela delicada pulseira perfeitamente polida. A história do relógio Première começou em Paris, na Place Vendome, agora um centro de compras de luxo da cidade. A Chanel, também com sede em Paris, usou como inspiração a forma arquitetônica retangular do Place Vendome como uma assinatura fundamental de sua marca. Usou o design retangular para a tampa de seu famoso perfume Chanel Nº 5, lançado originalmente em 1921 e, anos mais tarde, também, em seu relógio Première, tornando-se a sua marca registrada.

DIAMONDMALL #01 |

77


HYPE

C

M

Y

CM

MY

CY

CMY

K

NAVEGANTES A BORDO O iate Schaefer 800, de 80 pés, tem capacidade para 23 pessoas, incluindo a tripulação. É rápido, esportivo e equipado com o que há de mais moderno em tecnologia embarcada. Do tipo Open, tem teto solar e convés em um nível, o que permite total integração entre as áreas, além de quatro suítes e o enorme salão (que inclui sala de jantar e de estar). Seu porte comporta ainda garagem para moto aquática, bote de até quatro metros e três motores de 1,2 mil HP.

78

| DIAMONDMALL #01


O GRUPO NORTE-AMERICANO ESTÉE LAUDER SE TORNOU UM CONGLOMERADO A SERVIÇO DA BELEZA, COM UM EXTENSO PORTFÓLIO QUE TRAZ LINHAS DE COSMÉTICOS, MAQUIAGENS E PERFUMARIA


BRANDS

A SERVIÇO DA BELEZA Criado há mais de 60 anos, o grupo Estée Lauder traz em seu portfólio algumas das melhores marcas de beleza, inclusive a Clinique, que inaugurou sua 4ª loja no Brasil POR: KADIDJA TOURE • FOTOS: DIVULGAÇÃO

E

m meados dos anos 40, quando Josephine Esther Mentzer criou a marca de cosméticos Estée Lauder, seu pensamento era produzir uma linha de beleza que permitisse às mulheres não apenas serem bonitas, mas se manterem bem cuidadas, utilizando produtos acessíveis. Hoje, mais de 60 anos após a sua idealização, o grupo norte-americano se tornou um conglomerado a serviço da beleza, com

um extenso portfólio, que traz linhas de cosméticos, maquiagens e perfumaria. Sempre focada no mercado da beleza, Esther iniciou sua trajetória no ramo com a ajuda de seu tio, o farmacêutico John Schotz. Com quatro variedades de produtos, ela começou a oferecer sua linha em salões e hotéis, implementando uma nova visão ao mercado, já que Lauder estava sempre aconselhando e ensinando sua clientela quanto ao uso de cada solução.

OS SUPERPRIMERS CLINIQUE ATENUAM DE IMEDIATO O ASPECTO DA PELE COM MANCHAS OU COM VERMELHIDÃO, DEVIDO AOS POLÍMEROS DE SILICONE CONTIDOS NA FÓRMULA

DIAMONDMALL #01 |

81


BRANDS

O prestígio das mais de 25 marcas do grupo Estée Lauder já atinge, aproximadamente,150 países. Além da linha que leva o próprio nome de sua fundadora, nomes de peso como M.A.C, Bobbi Brown, Clinique e Smashbox, são algumas das marcas de maquiagem e cuidados com a pele mais conhecidas do mundo e que fazem parte do conglomerado. As fragrâncias também têm lugar reservado no portfólio do grupo, e grifes de renome se uniram à marca para produzir seus perfumes e expandir seus negócios. Jo Malone, Tom Ford, Aramis, Tommy Hilfiger, Donna Karan, Michael Kors, Ermenegildo Zegna e Tory Burch, por exemplo, são algumas das labels que licenciam seus perfumes através da Estée Lauder. CLINIQUE NO BRASIL

Considerada umas das principais marcas de skincare dos Estados Unidos, a Clinique segue a filosofia de que “a pele perfeita pode ser criada”, já que foi a primeira linha desenvolvida em parceria com dermatologistas. Criada no final dos anos 60 pela Estée Lauder, o desafio da Clinique sempre foi desenvolver produtos específicos para cada tipo de pele, de acordo com as suas especificidades. Com isso, ela rapidamente se consolidou no concorrido mercado norte-americano como uma marca 82

| DIAMONDMALL #01

confiável para as consumidoras que sempre buscavam as novidades mais modernas. Aliás, a marca também foi a responsável pela disseminação da importância de se manter uma rotina diária de cuidados com a pele, através do uso de produtos que promovam a limpeza, esfoliação e hidratação. Hoje, médicos e pesquisadores se desdobram para manter a vanguarda e continuar garantindo que os produtos Clinique não causem alergias, sejam 100% livres de fragrâncias e que, realmente, ajudem as pessoas a manterem uma pele bonita e saudável, auxiliadas pelo uso das melhores soluções que o mercado tem a oferecer. A boa notícia para as brasileiras é que a Clinique inaugurou sua 4ª flagship store no país nas dependências do DiamondMall, contemplando a capital mineira com um inovador espaço a serviço da beleza. O design da loja foi inspirado no conceito seguido por uma loja da marca em Shangai, na China, permitindo que as consumidoras explorem e testem os produtos livremente. Outra novidade bacana está presente nos serviços personalizados que são oferecidos, como a análise de pele, revitalização facial, tratamento de manchas e aulas de auto maquiagem, por exemplo. Tudo orientado por experientes consultoras e agendado gratuitamente.


MODA

Brilho

rústico

Brinco, gargantilha e anel de ouro amarelo com brilhantes Estasi

84

| DIAMONDMALL #01

Ouro, diamantes e pedras preciosas estão sempre em alta, não importa a estação. Nesse editorial, conheça algumas peças que vão fazer toda a diferença na sua caixa de joias.


Brinco em ouro amarelo com diamantes e turquesa, anel serrilhado em ouro amarelo com diamantes e turquesa Talento Joias

DIAMONDMALL #01 |

85


MODA

Conjunto Entrelace ouro branco com brilhantes Cibele Andrade Joias

86

| DIAMONDMALL #01


Brinco e anel Coleção Noir em ouro amarelo e cristal negro Manoel Bernardes

Produção executiva: Déia Lansky Fotografia: Juliano Arantes Produção de moda: Davi Leite Assistente de produção: Anna Julia Maciel

DIAMONDMALL #01 |

87


CRÔNICA

MARY ARANTES

A HISTÓRIA DAS CORES Pensamentos, lembranças e causos de uma vida colorida FOTOS: LECA NOVO

S

ou do tempo do preto no branco, branco era branco e preto era preto. Mas essa frase não era relacionada à cor... Preto também era conhecido como breu, a escuridão total, que era propícia a fantasias de mula sem cabeça e assombração. Depois que o claro se fez, muita graça se perdeu, tudo se vê, nada se imagina... A lembrança que tenho das cores na minha infância é muito vaga. É como se estivessem nas coisas, não em mim. Não que minha infância não tenha sido feliz. É que sempre associamos cor à vida e à alegria, apesar do ser humano muitas vezes se escamotear nelas. Tenho uma amiga, por exemplo, que quando está triste usa vermelho. Morei no interior até os 12 anos e a lembrança que tenho das cores é assim: preto era cor de luto e preto foveiro era o preto desgastado, mais ou menos como a cor do picumã, aqueles langanhos que se formam nas telhas sobre o fogão de lenha. Roxo era cor de mortalha e bonina, da roupa do bispo. Carmim era batom e rouge era uma espécie de blush, mas não as considerava cor! Marrom era cor de velha, minha mãe não deixava criança usar de jeito nenhum, parecia até que faria mal se usássemos, como comer manga verde e tomar leite, ou lavar cabeça à noite, essas coisas perigosas que só

quem mora no interior sabe. Branco era cor de cal e casa caiada, ou do fogão de lenha depois de assados os biscoitos de pêta. Nele se passava tabatinga, o barro branquinho, que faz a gente sentir que está na Grécia, apesar desse país naquela época não existir no meu mapa geográfico. A cidade era parda e se as casas um dia foram brancas, já não eram mais, estavam mais para um branco sujo, que hoje virou nome de cor. Essa história de cartela de cores também não existia, cores eram no máximo: preto, branco, amarelo, azul, verde e pronto. Agora verde virou malva, bege virou nude e branco virou neve, off white e outras “bobiças”. Verde, lá, por exemplo, era cor que quase não existia, tava lá nas folhas, mas era coberto por uma poeirão que só Deus sabe. Já de tons terrosos a gente entendia, sabia de cor a paleta do barro, já que o Vale é celeiro das cerâmicas! Fotografei, no Museu Frida Khalo, no México, uma paleta de cores que a artista criou de acordo com o sentimento. Quem mandou Deus criar só as primárias? Foi dar asas e voamos... Cor para mim era quase o nome da coisa ou da fruta, verdura ou flor. Rosa era nome da flor da roseira, laranja era da fruta cítrica e abóbora era a cor daquela verdura que os porcos e a gente também come. Rosa

DIAMONDMALL #01 |

89


CRÔNICA

também era a cor da bochecha da manga rosa. Não era como é hoje, quase o inverso. Mate hoje é nome chique na cartela de cor. Um tal de fendi, que os arquitetos entendidos sempre usam, descobri que é alguma coisa entre burro fugido e pum, que lá na roça a gente chamava de bufa, cor que imagino se parecer com algo que ninguém nunca viu. Marinho com preto? Nem pensar numa combinação esquisita feito essa! Mas, hoje Armani usa e todo mundo acha lindo. Listrado com floral era desconjuro total, algo perto da aberração ou de pessoa afastada de Deus, quase o mesmo sacrilégio de usar vestido ou saia sem anágua ou alça de sutiã aparecendo! Minha infância foi vestida de fundo branco, estampas de joaninhas, laise bordada e Ana ruga, tecidos clássicos infantis. Texturas e estampas tinham distinção de idade, não é como hoje que as mães para parecerem mais jovens, usam as mesmas padronagens das roupas das filhas. Na adolescência, tive meu primeiro contato com cor de verdade e devo isso a minha irmã Vena, que ganhou do Gêra, nosso primo, uns cortes de tecido de aniversário. Eram dois, um verdão e outro rosa schoking, que naquela época ainda não se chamava pink, muito menos a gente sabia que foi uma tal de Elsa Schiaparelli que inventou esse nome. Cores essas, não muito queridas naquela época. Imagino que deviam ser refugo da loja. Esse nome também mudou, refugo é o que hoje chamamos de ponta de estoque.

90

| DIAMONDMALL #01

Imagino que nosso primo tenha dado a ela tecidos dessas cores porque a achou “prafrentex,” coisa que realmente ela era, mas não a ponto de gostar dessas modernidades. Resultado: resolveram, num pequeno tribunal familiar, que deveriam aproveitar os cortes de pano com a caçula boboca que aqui vos fala! E ganhei, totalmente enfiados goela abaixo, um vestido de fotossíntese e um conjuntinho, isso mesmo, calça comprida e jaquetinha de manga comprida... PINK!!!!. Conjunto esse que inocentemente vesti para ir a um programa na TV Tupi que se chamava “Seu saber é pra valer”, com Isaías Lanski. Ele arguía meu irmão Jola e eu, e nós respondíamos com louvor. Eu crente que estava abafando com aquela roupa maldita. Ganhamos muitos prêmios, mas hoje desconfio que os meus foram porque o moço ficou com dó da minha vestimenta. Assim foi meu primeiro contato com cor. Por um tempo, tomei pavor delas e fiquei de luto. Como todo bom estilista que se preza, só usava preto, pra não errar, até que um dia caí de novo pras bandas de lá e assumi de vez ser regateira para sempre. Estampas e cores fazem parte do meu guarda roupa, faço do colorido minha bandeira, uma salada de frutas completa, e o que menos penso é se vai combinar ou agradar a alguém que não seja a mim mesma. Minhas roupas e suas cores são a forma que escolhi para ser e demostrar ao mundo minha brasilidade e alegria de viver.


TRENDS 02 03 04

01

05

06

07

08

09

RADIANT ORCHID

2014 será regido pela cor orquídea radiante, de acordo com a seleção da Pantone, empresa que possui a paleta de cores mais famosa e difundida no mercado gráfico. Misturando tons de roxo e lilás, a cor pôde ser conferida nas passarelas da temporada primavera/verão, e agora nesta estação invade mais uma vez as vitrines com inúmeras variações. 01 PALETA DE SOMBRAS CLINIQUE • 02 ANEL ROSCOE 03 VESTIDO COM TULE ÁGATHA • 04 SANDÁLIA GLADIADORA SCHUTZ 05 MODELADOR DE CACHOS CURL SECRET CONAIR POLISHOP 06 CAPA DE ALMOFADA MMARTAN • 07 BLUSA TNG 08 FONE DE OUVIDO BEATS BY DRE STUDIO FAST SHOP • 09 ALPARGATA KIPLING

92

| DIAMONDMALL #01


TRENDS

01 02

03 04

05

SEMPRE TENDÊNCIA!

Presença garantida durante as estações mais amenas, o couro se apresenta em várias versões, texturas e em aplicações sobre outros tecidos. Use e abuse em looks inteiros ou apenas nos detalhes. 01 BOLSA SATCHEL VICTOR HUGO • 02 BONÉ COURO MATELASSÊ ÁGATHA 03 CINTO DE COURO RUDGE • 04 RELÓGIO ETHOS CRONO H.STERN 05 SAIA COURO ECO ELLUS

DIAMONDMALL #01 |

93


TRENDS 02

01

03

04

05

07

06

DUPLA ELEGANTE

A combinação formada pelas cores preto e branco é sinônimo de um estilo clássico, que já extrapolou os limites da moda e está presente nos itens de decoração e artigos para casa. Aposte nessa dupla! 01 VELA PERFUMADA TROUSSEAU • 02 VESTIDO BICOLOR SHOP 126 03 CHOPEIRA BEERTENDER KRUPS POLISHOP • 04 SHORTS TRIÂNGULOS MOB 05 SAPATILHA EQUIPAGE • 06 CALCINHA FORUM • 07 BODY CIA.MARÍTIMA

94

| DIAMONDMALL #01


TRENDS 02

01

03

05 04

06

PAÍS DA COPA

Em ano de Copa, as vitrines são invadidas por uma onda verde-amarela, criando uma divertida mistura tropical. Seja combinando as duas cores ou criando looks mais neutros, inspire-se na extensa gama de tons que elas oferecem. 01 AGASALHO NIKE • 02 BLUSA PATACHOU 03 BRINCOS SECRET TREASURES SWAROVSKI 04 ALMOFADAS COLEÇÃO RIO DE JANEIRO FOM 05 JAQUETA CITRUS FARM

DIAMONDMALL #01 |

95


TRENDS 02

01

04 03

05

06

THINK PINK!

O rosa é o tom certo para dar vida e alegrar os looks. Cor clássica, suas variações combinam com os diversos tons de pele e confere um charme especial a qualquer produção 01 TÊNIS ADIDAS • 02 CAMISA HERING • 03 CAMISETA TRACK&FIELD 04 BOLSA ADIDAS • 05 SUTIÃ DESIRÈE GISELE BÜNDCHEN HOPE • 06 SLIPPER AREZZO 07 CAPA PARA IPHONE 5 MOUSTACHE ACCESSORIZE

96

| DIAMONDMALL #01

07


TRENDS

01

02 03

05

04

07

08

06

09

ALL BLACK

Tons neutros como o preto deixam de ser caretas quando vêm acompanhados por referências de moda ou combinados com elementos com uma pegada mais fashion. 01 CONJUNTO DE FACAS INOX TRAMONTINA TOOL BOX • 02 COLAR ECLECTIC 03 BLUSA DE COURO E MALHA BO.BÔ • 04 TÊNIS TIMBERLAND • 05 CALÇA ILHÓS ÁGATHA 06 ECHARPE GREGORY • 07 BOTA CANO LONGO LUIZA BARCELOS 08 DOCK STATION BOSE FAST SHOP • 09 ÓCULOS CHILLI BEANS

DIAMONDMALL #01 |

97


LOOKS

NATÁLIA DORNELLAS

TARDE DE COMPRAS Confortável com toques de moda. Esse é o estilo dos clientes que circulam pelo DiamondMall em busca de novidades nas vitrines e muita diversão. Flagramos looks para você se inspirar FOTOS: LECA NOVO

FERNANDA FONTES ARGES

FLÁVIA BAHIA

ALESSANDRA MELO

AMANDA VIDOTTI

98

| DIAMONDMALL #01

FLÁVIA PEIXOTO

ROANE BELLO

ANA CLAUDIA DRUMOND

MARIA THEREZA MELO


LOOKS

TENDÊNCIAS ANTECIPADAS Responsável por antecipar as tendências fashion de cada temporada, o Minas Trend Preview já se consolidou no mercado brasileiro como um dos principais eventos do calendário nacional da moda. Realizado duas vezes ao ano, em Belo Horizonte, o objetivo do evento é mostrar, em primeira mão, todas as novidades de cada estação, sendo uma prévia importante de tudo o que será apresentado nas Semanas de Moda do Rio de Janeiro e São Paulo. Ao longo de suas 13 edições, o Minas Trend também foi se transformando em um espaço de negócios e intercâmbio muito favorável para a divulgação da indústria mineira, estimulando o crescimento e uma melhor organização do setor. 100

| DIAMONDMALL #01


PERSONA

CRIS GUERRA COLUNISTA DE MODA

POR: FERNANDA FERREIRA ROMERO FOTO POR: LECA NOVO

Amo o DiamondMall por vários motivos. Ele fica em um lugar central e, ao mesmo tempo, muito agradável da cidade. É um shopping de fácil acesso, que eu frequento tanto, que sempre sei onde vou estacionar o carro. Seu tamanho também é ideal. É um shopping em que a gente não tem que andar tanto e tem um clima agradável. Detesto lugares muito fechados e a entrada de luz no Diamond torna o ambiente mais gostoso, seja para tomar um mocha cherry com biscoito de queijo, para saborear uma pizza ou deliciar-se com a alta gastronomia, depois de percorrer os corredores comprando produtos especiais que não acho em nenhum outro lugar da cidade. O DiamondMall é o lugar ideal. Com certeza, Belo Horizonte ficou mais gostosa depois dele.

102

| DIAMONDMALL #01


PERSONA

JOSÉ DUAILIBI

DIRETOR GERAL DO GRUPO BANDEIRANTES EM MINAS GERAIS POR: FERNANDA FERREIRA ROMERO FOTO POR: LECA NOVO

O DiamondMall foi um dos primeiros ambientes que passei a frequentar quando cheguei a Belo Horizonte, há quase três anos. A seleção de lojas, o ambiente aberto e elegante, o perfil do público o faz singular. Para achar um bom presente de última hora, é a minha primeira opção. E se for para mim mesmo, há duas lojas que estão entre as campeãs do meu guarda-roupa. Mas o que eu mais gosto é de ter isso no meu caminho, no epicentro comercial da cidade. Fica fácil dar um pulo lá entre um compromisso e outro. É um exemplo de sucesso de empreendedorismo mineiro, confiança no mercado, na força do nosso varejo. Um exemplo de qualidade de serviços associada a uma gestão sóbria, antenada com o momento do país e o desejo dos consumidores.

DIAMONDMALL #01 |

105


PERSONA

TECA LOBATO

TRICAMPEÃ BRASILEIRA DE WAKEBOARD

“ POR: FERNANDA FERREIRA ROMERO FOTO POR: LECA NOVO

O DiamondMall faz parte da minha rotina há alguns anos, desde que me tornei atleta da academia de dentro do shopping. Mesmo muito acostumada com atividades ao ar livre, me sinto em casa no shopping, que acabou se tornando meu ponto de apoio na cidade, já que moro perto do meu ambiente de trabalho e em outra cidade. Encontro no DiamondMall uma praça de alimentação bem diversificada e acabo resolvendo vários problemas diários dentro do próprio estabelecimento. Almoço, marco reuniões, vou à academia Companhia Athletica, respondo e-mails, pago minhas contas, faço mercado, tudo em um só lugar. Acho que reunir isso tudo em um só lugar é raridade, não é?

106

| DIAMONDMALL #01


BEAUTY

MAKE ESSENCIAL O beauty artist Duda Molinos dá dicas de make e diz o que será o must have da temporada POR ANA PAULA POPOLIN • FOTOS: DIVULGAÇÃO

C

om 30 anos de experiência, Duda Molinos realizou quase tudo o que um beauty artist pode fazer: assinou a beleza de desfiles nacionais e internacionais, de inúmeras campanhas publicitárias e editoriais de moda, cuidou da caracterização de artistas, colaborou com os principais fotógrafos do país e do mundo, entre outros muitos trabalhos e, hoje, ao lado do seu sócio e também beauty artist João Bocaletto, lançou recentemente o lab.dudamolinos. Segundo o beauty artist, a proposta da maquiagem dessa temporada é seguir a prerrogativa de que menos é mais. “Levando em conta o que os designers têm apresentado nas últimas temporadas, o que antecipa o desejo das mulheres é uma imagem clean, sofisticada e praticamente minimalista. Não existe mais o estereótipo que difere a mulher de passarela para a mulher real”, explica. Para Duda, essa tendência surge da necessidade do consumo prático e inteligente, que finalmente parece dominar com bom senso. “Não digo com isso que arroubos de modernidade e de fantasia estão banidos, a diferença é que agora eles têm data, horário e local certo para acontecer. E sim, para tentar elucidar os desejos da consumidora por produtos de beleza atualmente. Logicamente a personalidade individual deve ser levada em conta, assim como tom de pele e proporções”, diz. Confira ao lado o que Duda destaca para cada tipo de pele:

PELE CLARA

Para mulheres de pele clara, os cílios podem ser bem marcados por máscara preta, ou mesmo um simples delineador gráfico na pálpebra superior já faz a diferença. As sobrancelhas, que normalmente são claras e falhadas, podem receber um acerto de proporção e cor para torná-las mais evidentes. Essa maquiagem permite que os lábios sejam coloridos, nudes, ou recebam um simples gloss de efeito molhado. PELE MORENA

Já as mulheres de pele morena têm um tom de pele intermediário e recebem bem maquiagens mate (opacas) ou metalizadas e acetinadas. Mulheres de pele morena, por estarem no meio da escala de cores, podem se valer de uma maquiagem mais pesada ou de uma maquiagem mais suave e iluminada para conseguir o efeito de sedução. Normalmente iluminar a área das olheiras ajuda a definir os contornos do rosto, assim como um blush rosé profundo traz imediatamente um ar saudável. Iluminadores e bronzan’s enfeitam e dão um ar tecnológico à feitura da pele. Morenas ficam lindas de batons coloridos, vermelho e vinho, quanto mais escuro, mais cool, pelo menos nessa temporada. PELE NEGRA

Como estão na ponta da escala de contraste, as mulheres de pele negra só devem evitar uma única situação: abusar de tons muito mais claros do que o tom de pele natural. No mais, tudo pode. Maquiar negras é um prato cheio, as manobras mais radicais acabam se diluindo devido ao pouco contraste. Então, delineadores, cílios postiços e sobrancelhas hiper marcadas interagem maravilhosamente bem com metalizados dourados, cobres e amarronzados. Negras ficam lindas de batom vinho e olhos naturais, traz um racè tribal africano, lindo e original. As negras são incríveis!

DIAMONDMALL #01 |

109


204 lojas com as melhores marcas e várias opções de peças e acessórios, além das últimas novidades para você atualizar o seu guarda-roupa. Porque luxo mesmo é saber viver.


BEAUTY

CREME PARA OS PÉS, NATIVA SPA O BOTICÁRIO

O creme é rico em manteiga de karité e emolientes que hidratam os pés, deixando-os macios e suavemente perfumados.

SPA DE PÉS TOE-TOUCH FOOT SPA DR SCHOLL’S

Por meio do botão de funções, você escolhe o tipo de cuidado com os pés: calor, massagem vibratória ou bolhas.

SPECIAL CARE CREME ESFOLIANTE MANDACARU L’OCCITANE AU BRÉSIL

Ajuda a remover as células mortas, deixando a pele macia e preparada para absorver melhor o creme hidratante. Contém extrato de Mandacaru típico da Caatinga.

Confira uma seleção especial de produtos que transformarão a sua casa em um SPA particular

CONDICIONADOR REHAB PARA CABELOS DEPRIMIDOS THE BEAUTY BOX

O condicionador é feito com óleo de argan e creatina. Os dois controlam o frizz, dão brilho e ajudam a regenerar os cabelos.

POR: KADIDJA TOURE FOTOS: DIVULGAÇÃO

CONDICIONADOR FORTIFICANTE ELASTICATE BED HEAD TIGI LM STUDIO

Para fortalecer os fios enfraquecidos e frágeis, devolvendo a elasticidade e a resistência das fibras.

CREME REMINERALIZANTE HSP

DUO BLUSH TERRACOTTA/ SWEET PINK ACETINADO

Creme reparador, revitalizante e antienvelhecimento que estimula a recuperação cutânea. Contem HSP, prebióticos, vitaminas, oligoelementos e coenzima Q10.

Quer uma aparência de verão em pleno inverno? Conte com as cores do Duo Blush como aliadas nessa tarefa de deixar a pele com um toque cintilante.

ANNA PEGOVA

112

| DIAMONDMALL #01

CONTÉM1G


ESTÉTICA

CUIDADOS COM A PELE A linha de fotoproteção da Adcos protege a pele contra os efeitos nocivos da exposição solar, ao mesmo tempo em que funciona como cosmético POR: KADIDJA TOURE • FOTOS: DIVULGAÇÃO

A

proveitar uma manhã ao ar livre ou curtir um final de tarde na praia, por exemplo, podem ser ótimos programas, porém, em ambas as situações é necessário utilizar soluções adequadas que protejam a pele dos perigos e malefícios que a radiação pode causar. Uma rotina simples que contemple o uso do filtro solar diariamente, mesmo em dias nublados, pode evitar o surgimento de uma série de doenças, rugas e manchas na pele. Uma solução completa criada pela Adcos é a sua linha de fotoprotetores, que além da função principal, funcionam perfeitamente como cosméticos tonalizantes, associando uma proteção eficaz, que, diminui a ação dos raios UVA e UVB na pele, com benefícios estéticos.

Não importa o tipo ou a tonalidade, a marca possui um produto ideal e eficiente que deixa a pele com um aspecto natural. A linha completa inclui Filtro Solar Tonalizante Pó Compacto, que corrige pequenas imperfeições; Fluid Tonalizante oil free, resistente à água e ideal para pele oleosa e Tonalizante Duo Cake, que, com o uso contínuo, ajuda no preenchimento de rugas e linhas de expressão. Há 20 anos no mercado, a Adcos é uma empresa nacional que conhece bem todas as necessidades que os brasileiros possuem e, por isso, desenvolve produtos específicos e eficazes para a prevenção e manutenção da beleza natural de cada um, tendo a preocupação de sempre inovar e lançar produtos com a textura e as tonalidades certas para todos os tipos de pele.

DIAMONDMALL #01 |

113


SAÚDE

DR. STÉLIO LAGE ALVES

BEM-VIVER Buscar a qualidade de vida e o bem-estar se tornou algo imprescindível hoje em dia e é mais fácil do que se pensa POR: FERNANDA FERREIRA ROMERO • FOTOS: DIVULGAÇÃO

F

ruto do equilíbrio entre o físico, o mental e o emocional, a qualidade de vida se tornou uma busca constante nos dias atuais. E, à medida que colocamos em nossas vidas hábitos que nos façam bem, começamos a mudar e a perceber que temos equilíbrio para viver com qualidade. O stress pode ser, em muitos casos, uma força motivadora e um estímulo a conseguir atingir seus objetivos, mas pode gerar situações devastadoras, como a depressão. Há momentos em que devemos diminuir nosso ritmo e deixar de nos sobrecarregar. Passear, jantar com amigos ou com a pessoa amada, assistir a um filme ou ler um bom livro são detalhes simples que fazem a vida valer a pena e nos trazem estabilização. O bem-viver, atualmente, é estabelecido pelas relações dos homens com seus sentimentos e com a natureza e a sociedade que o cerca. Se permitir afetar e ser afetado, aceitar o novo ritmo imposto e se adaptar a ele e ser transparente com nossos sentimentos é a nova qualidade de vida. Para falar sobre essa nova concepção de bem-estar e bem-viver, entrevistamos o médico psiquiatra e psicanalista Dr. Stélio

Lage Alves. Há 36 anos atendendo pacientes, diariamente, em seu consultório, em Belo Horizonte, o médico vive o desafio de buscar, com cada paciente, saídas singulares para cada diagnóstico, sem procedimentos padronizados. Com um currículo profissional extenso e vários artigos sobre o tema publicados em livros e revistas específicas, Dr. Stélio nos mostra a visão da classe médica sobre a qualidade de vida.

DIAMONDMALL #01 |

115


SAÚDE

Qual é o conceito de Qualidade de Vida e quando a sociedade passou a pensar mais seriamente no assunto?

O conceito de “Qualidade de vida” deriva de outro, “Welfare State” - o “bem-estar social”. O “bem-estar social” surgiu como diretriz política adotada em alguns países e regiões (principalmente os EUA, a Grã-Bretanha e a Escandinávia), na metade da segunda grande guerra, como fruto da orientação social democrata de Estado, voltada principalmente para as providências públicas corretivas que visavam proteger os cidadãos de prejuízos sociais e econômicos. A “qualidade de vida” acabou decorrendo dessa orientação, e passou a ter enorme importância como um parâmetro de avaliação das condições de vida. Por que a busca pela qualidade de vida é tão importante para as pessoas?

Óbvio que ninguém deseja ter uma vida dominada por condições adversas e pelas diversas modalidades, sociais e individuais, do sofrimento. A qualidade de vida, nesse sentido, passa a ser um objetivo ambicionado e almejado por todos, como uma meta que propicie a quem a atinge um bem estar-social, físico, mental e espiritual. Na classificação geral das necessidades humanas, onde fica a saúde, o bem-estar, a longevidade? E por que isso acontece?

Quando falamos de necessidades humanas, entramos num campo vasto, em que sabemos haver desde quem lute para conseguir a alimentação mais básica do dia a dia, como aqueles que têm acesso fácil a quaisquer meios e produtos que possam existir na atualidade. A luta, para a sobrevivência, já é, em si, um mal-estar e, por vez vencida, como dizia o cineasta sueco Ingmar Bergman: “é quando surgem os verdadeiros problemas”. Quais tipos de enfermidades o novo estilo de vida, que exige uma vida mais acelerada, longas jornadas de trabalho e novas tecnologias, traz às pessoas?

Cada época da história da civilização possui suas doenças típicas e prevalentes. Realmente, nos últimos séculos, ao lado de grandes descobertas científicas e avanços sociais, emergiram novas doenças que, em grande parte, são efeitos colaterais dessas próprias conquistas e ganhos libertários em relação aos costumes tradicionais. Numa sociedade dominada pela pressa, pela excelência do desempenho e pela busca do corpo perfeito, assistimos também aos graves problemas depressivos, do abuso de substâncias, dos estados de

116

| DIAMONDMALL #01

pânico, dos estresses e dos distúrbios alimentares, muitos deles até fatais. De maneira bem sucinta, podemos considerar as novas enfermidades, que não param de surgir, provas inequívocas de que sempre lidamos com algo por onde emerge um desconforto incessante, que nunca parece ceder. A impressão que eu tenho é de que as pessoas nunca se “desligam”. Qual o impacto das redes sociais nisso?

Um império de signos, circulando cada vez mais velozmente e num alcance global, dominando tudo ao nosso redor. Seguramente encontramo-nos, como nunca dantes, mergulhados num mar de informações: há quem nele consiga nadar bem, alguns velejam, outros surfam, mas existem também os que, tornando-se náufragos sem rumo, acabam por nele afogar-se. O uso de medicamentos aumentou?

O uso de medicamentos aumentou na mesma proporção em que todos os artifícios tecnológicos e objetos de consumo aumentaram. A maneira de lidar com o sofrimento também se modificou e, ao serem assimilados os valores de uma sociedade voltada para os prazeres imediatos, a meta passou a ser direcionada para o alívio mais rápido de qualquer forma de desconforto, seja ele social, físico ou mental. Com o uso indiscriminado, as medicações tornaram-se verdadeiras drogas, utilizadas para o alívio mais instantâneo dos pequenos incômodos e das várias modalidades de sofrer. E quem é mais atingido? Homens ou mulheres?

Todos os gêneros estão atingidos, indiscriminadamente, assim como também idosos e crianças. Como podemos resgatar o saber viver bem? Como impor limites a nós mesmos?

O “saber viver bem” não desapareceu nos dias atuais. Está, aliás, muito presente, como sempre esteve em todas as eras e em quase todas as reflexões sobre a vida humana. Sabemos que, em cada época e grupo cultural, distintos modelos sobre a conduta ideal guiaram o que deveria ser perseguido, conquistado e mantido. Atualmente, disseminados em inumeráveis formas, em incontáveis redes de comunicação, os modelos se multiplicaram e, assim, foram também pulverizados. Jamais o território das escolhas esteve tão amplo e liberado, as informações tão acessíveis, e a tecnologia tanto ao nosso dispor. Nesse novo horizonte, aberto como nunca dantes, é que cada um deve decidir no que, real e verdadeiramente, consiste para ele o que é “bem-viver”.


“PRIMEIRO EU GOSTO DE ME SURPREENDER E DEPOIS DE SURPREENDER O PÚBLICO”


ENTREVISTA

A PLURALIDADE DE

FERNANDA TAKAI Musicista, compositora, escritora... predicados não faltam para exemplificar essa mineira, de coração, considerada uma representante da vanguarda musical brasileira POR: ANA PAULA POPOLIN • FOTOS: BRUNO SENNA

A

ruptura de modelos pré-estabelecidos, a princípio, causam certa estranheza. Tudo que foge do comum e tira da zona de conforto aquele que pacificamente absorvia ideias ou conceitos, faz voltar o olhar para o que antes, passava despercebido. E uma das bandas, no cenário brasileiro, conhecida por suas experimentações um tanto, não ortodoxas, é o Pato Fu. Formada por John Ulhoa (guitarra, programações, vocais), Ricardo Koctus (baixo, vocais), Xande Tamietti (bateria) e Fernanda Takai (voz e violão), a banda possui um mix de influências e estilos, os projetos lançados sempre agradam o grande público e conquistam os elogios dos críticos, com a construção de belíssimos arranjos musicais e canções que nos conectam com o ser pensante que há em nós. A vocalista Fernanda Takai, nos concedeu uma entrevista falando um pouco dos projetos do Pato Fu e, também, de seus trabalhos solos. Natural de Serra do Navio, no Amapá, essa mineira

de coração mudou-se aos oito anos de idade para Belo Horizonte, e adotou a cidade como sua, batalhando no cenário mineiro para escrever a sua história e, hoje, ainda, é onde vive com o marido, John Ulhoa, e com a filha, Nina. O Pato Fu surgiu em 1992, em Belo Horizonte, e segundo Fernanda Takai, no início, estar presente em festivais no eixo Rio-São Paulo era mais difícil, porém a qualidade musical foi um fator determinante para a descoberta da banda. “Se você está na capital, como Rio ou São Paulo, você é mais visto, os convites para tocar em vários lugares acabam surgindo, mas a nossa música foi mais forte. Também coincidiu, na época, com o aparecimento da internet, nos anos 90, o que contribuiu para que o nosso trabalho pudesse ter um alcance maior. Mas, é importante ressaltar que trabalhamos muito para divulgar nosso som. Todo o reconhecimento do cenário local foi o resultado de muito trabalho”, diz. Indagada porque ainda mora em BH, Takai é

DIAMONDMALL #01 |

119


ENTREVISTA

categórica, “Porque eu gosto de Belo Horizonte. Aqui está a minha história”. Os discos da banda, que buscam sair do senso comum, sempre cativaram um lugar especial entre seus admiradores, conquistando preferências inimagináveis. O Pato Fu já entrou em uma lista, elaborada pela revista Times, das melhores bandas do planeta, em que o grupo foi incluído ao lado de bandas como Radiohead e U2. “O primeiro grupo que liderava essa lista era o U2, e quando vimos até pensamos que havia algum engano (risos). Depois, nós entendemos que era uma lista feita por jornalistas da Times que viajavam o mundo e essa seleção era de bandas não americanas. Mas, nós ficamos muito felizes, e temos a certeza de que foi pelo impacto do show do Rock in Rio III, em 2001, que prestaram a atenção na gente. Porque abrimos o show no palco mundo para Oasis e Guns N’ Roses, e grande parte da mídia especializada estava no show na época, pois não era tão frequente acontecer grandes shows no Brasil. Hoje já é diferente, já existe um calendário mais forte de festivais”, e brinca: “sair em uma lista dessa é uma coisa que a gente coloca no currículo”. A simpática Fernanda Takai é grande incentivadora de novas bandas, seja no espaço do pop rock alternativo ou de outros estilos. Por isso, sempre que a logística permite, convida bandas para abrirem seus shows. “Quando éramos iniciantes sempre precisávamos de uma oportunidade, de uma plateia, que está ali para assistir outra coisa, mas que talvez curta o seu trabalho e se apaixone. É a oportunidade de ser visto. Já abrimos vários shows, como do Skank, Lulu Santos, Engenheiros do Havaí e Titãs. Portanto, sempre gostaríamos de contar com uma banda abrindo nossos shows, mas, às vezes, a logística não permite. É uma oportunidade única e com certeza muito importante”. Em contato com novos artistas, revela quais os cantores que tem escutado ultimamente. “Há dois cantores que são meus preferidos, o cantor capixaba Silva – que, em seu novo disco “Vista pro Mar”, conta com a participação de Fernanda - e o Leo Cavalcanti. São artistas completos, tocam, compõem e produzem”. Em 2007, Takai dá uma pausa nos shows do Pato Fu e lança carreira solo, - um projeto em que canta músicas do repertório de Nara Leão, o solo “Onde Brilhem os Olhos Seus”. A Associação Paulista de Críticos de Arte elegeu o disco como o melhor disco de MPB do ano. O sucesso foi tanto que rendeu inúmeros convites para shows e a cantora precisou rever sua agenda. “Foi o Nelson Motta que me deu a ideia de gravar um álbum com canções de Nara Leão. Ele dizia que eu o fazia lembrar

120

| DIAMONDMALL #01

da Nara. Ele falava que a minha voz era parecida com a dela, pois era uma voz calminha, mas uma voz que harmonizava bem para cantar diversos estilos, como samba, frevo, Roberto Carlos, entre outros, assim como faço em meus trabalhos”, relata. Ao lado de John, Fernanda deu um toque pessoal a todas as músicas, fazendo uma releitura de puro bom gosto, que cativasse o público que sempre admirou Nara Leão, além de aproximar o público do Pato Fu, que poderia não conhecer as músicas de Nara. O álbum lhe rendeu disco de ouro (mais de 50 mil cópias vendidas). “O disco fez uma nova geração conhecer a Nara. Tinha muita gente do meu público que não a conhecia, e, também, do público da Nara que não conhecia meu trabalho e foi me ouvir. Então, foi um disco histórico. Como intérprete, eu coloquei minha voz a serviço de grandes canções que ela tinha feito, o que me posicionou para muito gente de forma diferente, não só com o meu trabalho autoral do Pato Fu.” Quando esse projeto foi lançado, Fernanda Takai não imaginava ter um sucesso tão estrondoso, surgindo inúmeros convites para cantar com outros artistas e participar de outros projetos. Mas, por enquanto, não pensa em repetir o trabalho com a releitura de outro artista. “Existem artistas que mereceriam um disco, porém não gosto de repetir ideias. Primeiro, eu gosto de me surpreender e, depois, de surpreender o público, então, fazer outro disco dedicado a outro artista, neste momento, não é algo que me deixaria artisticamente feliz”, explica. A cantora também destaca que o trabalho solo é a oportunidade de fazer as suas experimentações em um gosto musical mais particular. “Eu gostei de fazer as minhas coisas sozinha, eu tenho hoje essa válvula de escape para fazer o trabalho do meu jeito, mas tenho uma banda, que é ótima, e que eu sempre sonhei em ter. Nós nos reunimos sempre, continuamos com os shows e, em breve, sairá disco novo, lembrando, também, que todos os integrantes têm seus projetos paralelos”, diz. Fernanda Takai sempre busca trabalhos de qualidade musical impecável, que proporcionem ao seu público experiências sonoras diferenciadas, como foi o disco “Música de Brinquedo”, gravado apenas com instrumentos infantis em vez dos convencionais como bateria, guitarra, entre outros. O álbum - que não é infantil – traz músicas escolhidas a dedo pela banda, como “Sonífera Ilha”, do Titãs; “Love Me Tender”, de Elvis Presley; “Live and Let Die”, de Paul McCartney, entre outros muitos sucessos. “É um repertório pop adulto. As músicas que esco-


FOTO: NINO ANDRÉS

ENTREVISTA

lhemos são dos anos 80, da época em que éramos adolescentes. Esse disco foi desafiador. Não adianta você aprender a tocar bem uma bateria, um violão, porque o de brinquedo é completamente diferente. A afinação não é boa, o tamanho da nossa mão no brinquedo não funciona, então você tem que se virar, tem que se dedicar, e a gente se dedicou muito. Compramos muitos brinquedos, pegamos emprestados com filhos dos nossos amigos... É sempre assim, são experimentações. O disco foi um sucesso, mas não é uma coisa que qualquer banda faria, porque deu muito trabalho, precisou de uma grande dose de insistência”, relembra Takai. Com esse trabalho, o Pato Fu atingiu diversos públicos. “O retorno desse trabalho foi muito bom, uma vez que atingimos desde a criancinha, que vê o show pela primeira vez, até o vovô, agradando a todos. Porque a criança gosta dos brinquedinhos, e os adultos, da música. Então, esse tipo de coisa atrai muito o Pato Fu. Se ninguém fez ainda, a gente vai e faz. O Pato Fu tem essa coisa de laboratório”, relata. Fernanda Takai passeia por diferentes universos, entre eles o infantil, mas não se imagina fazendo algo específico para esse público. “Eu gosto mais quando

122

| DIAMONDMALL #01

as plateias se confundem. Eu não gostaria de fazer algo com uma leitura só, eu acho que o “Música de Brinquedo” já me contempla nesse sentido, porque eu atendo a dois públicos e eles não ficam enfadados, se divertem por igual. Recentemente, em dublei um longa, o “Até que a Sbórnia Nos Separe” - que conquistou dois prêmios de Melhor Filme do Júri Popular, no Festival de Cinema de Gramado (RS) - e, também, faço a voz da Alice no espetáculo “Alice no País das Maravilhas”, realizado pelo Giramundo, além de que eu e o John termos feito todas as músicas desse espetáculo. Então, prefiro manter contato com esse universo com esse tipo de participação”. A pluralidade de Takai vai além das notas musicais. Seu lado escritora lhe rendeu dois livros de contos e crônicas para o universo adulto, “Nunca Subestime Uma Mulherzinha” e “A mulher que não queria acreditar”, além do belo livro infantil, “A Gueixa e o Panda-Vermelho”, com ilustrações de Tereza Rowe. São textos produzidos em seu tempo livre de shows da carreira solo ou com o Pato Fu. “Eu comecei a escrever com mais frequência porque, à medida que minha carreira foi evoluindo, me convidavam para escrever. Então, de


ENTREVISTA

LIVRO

A GUEIXA E O PANDA-VERMELHO

2012

CD

ONDE BRILHEM OS OLHOS SEUS 2007

vez em quando algumas revistas me chamavam para escrever colunas dos mais diversos assuntos. Foi quando o Jornal Estado de Minas me chamou e fiquei seis anos escrevendo uma coluna e, nesse mesmo período, também recebi o convite do Correio Brasiliense para ter uma coluna. Muitos fãs queriam ter acesso para a leitura desses textos, mas como os jornais eram distribuídos em Minas, não conseguiam ler, então reuni os melhores textos, na minha opinião, nessas duas compilações e resolvi lançar. E o livro infantil surgiu em uma das viagens ao Japão, quando essa historinha me apareceu e achei que merecia ter uma história visual, não só de conto, e chamei uma ilustradora de Londres, a Teresa”. E complementa: “essa veia de escritora surgiu da curiosidade pelas artes em geral, tudo me alimenta”. Fernanda Takai acaba de lançar seu novo trabalho solo, “Na medida do impossível”, e traz várias parcerias que figuram entre composições e participações especiais, como Samuel Rosa, Pitty, Marina Lima, PJ do Jota Quest, Glauco do Tia Anastácia, Marcelo Bonfá, Julieta Venegas e convidados inusitados, como o padre Fábio de Melo. “O disco tem esse nome, “Na medida do impossível”, para que as pessoas deem uma chance para a diversidade, ele vai desde Reginaldo Rossi até a música do Padre Zezinho. Tem um dueto com Samuel Rosa, o PJ do Jota Quest gravou todos os baixos, o Glauco do Tia Anastácia gravou as baterias. O CD é um ato de congregação, de agregar, de celebrar, de não ter medo de juntar coisas diferentes, desde que tenham qualidade. Nesse álbum, consegui colocar pessoas que admiro e que passaram pela minha vida, como a Marina Lima. Desde novinha eu escutava as músicas dela e, de repente, agora, ela está cantando no disco comigo. Então, pra mim, é chegar a um ponto muito alto da minha carreira”.

CD

NA MEDIDA DO IMPOSSÍVEL 2014

Fernanda disponibilizou na internet uma canção que fará parte desse novo álbum, “Seu Tipo”, que é uma composição feita em parceria com a cantora Pitty. As duas revelaram seu lançamento através de uma brincadeira com tweets sincronizados, seguidos pelos fãs de ambas, até que a música finalmente foi disponibilizada no Soundcloud. Para Takai a internet é importante, e sabe que tem um público que não houve música se não for pela internet, mas isso não é fator determinante para se obter sucesso. “É muito fácil virar um fenômeno na internet, mas você precisa se sustentar na vida real, e só com as músicas divulgadas na internet você não paga as suas contas. É necessário que uma pessoa de carne e osso veja o seu suor escorrer da testa, que talvez não compre seu CD, mas que goste tanto de você, que compre uma camiseta da banda. A internet é uma ferramenta, mas a verdade, pra mim, que realmente importa, é a música”. Com 42 anos de idade e 22 de carreira, Fernanda Takai entende que é necessário acompanhar o fervilhar das redes sociais, porém, o zelo com a qualidade musical e as inovações nos shows são peças fundamentais. “É preciso fazer uma música de boa qualidade. Tomara que ela faça sucesso na internet, mas que as pessoas queiram ver um show, queiram me acompanhar por mais tempo, que seja uma relação de longo prazo, porque a internet vive de curto prazo – o que hoje é isso, amanhã não é mais”. Sua voz é calma e serena, contrapondo-se harmoniosamente com sua forte personalidade e suas opiniões concretas. Não é à toa que é considerada por seu público e pela crítica uma das cantoras mais singulares e modernas de nosso tempo.

DIAMONDMALL #01 |

123


CULTURA

FOMENTO À ARTE A Casa MAC faz uso de diferentes linguagens como um instrumento estratégico para valorizar a Arte FOTOS: ROGÉRIO FRANCO

A

poética da arte está intrínseca em todos os detalhes pensados pelo artista, seja nas cores harmoniosas de um belo quadro ou no delinear de uma escultura. Mas se faz necessário fomentar a arte para que o belo contido nesse universo alcance o seu espectador. Ao criar e executar projetos tendo a Arte como instrumento estratégico para o desenvolvimento da sociedade, o Instituto Cultural Manoel Antônio de Carvalho - Casa MAC apresenta esse mundo tão plural de forma dinâmica e inovadora. Pois proporciona ao grande público contato direto com as artes, por meio de parcerias com instituições públicas e privadas, uma programação diversifica-

124

| DIAMONDMALL #01

da, com palestras, lançamentos, recitais, mostras, cursos e workshops. Entre eles, destacam-se mostras internacionais da arte mineira em Nova Iorque e apoio a entidades que trabalham pela inclusão sóciocultural de jovens em situação de vulnerabilidade social. Instalado em um charmoso casarão na Cidade Jardim, a Casa MAC conta com uma infraestrutura que possui auditório para 150 pessoas, salas de estar, espaços multifuncionais e de convivência, cozinha e espaço gourmet, além de um acervo de móveis e de objetos de arte que se harmonizam nos ambientes. O espaço cultural oferece opções de programação artística e assessoria para a realização de eventos culturais e corporativos.


CULTURA

LIVRO

LIVRO

LIVRO

LIVRO

À MESA COM MONET

FASHION: A FASHION HISTORY OF THE 20 CENTURY

CACHAÇA - CULTURA E PRAZER DO BRASIL

Sandra Ventura e Jorge Melo

EU ME CHAMO ANTÔNIO

Pedro Gabriel

GASTRONOMIA

POESIA

MODA

194 páginas, Editora Queen Books

192 páginas, Editora Intrínseca

LIVRARIA SARAIVA

LIVRARIA SARAIVA

Ao folhear as páginas de Cachaça Cultura e Prazer do Brasil, dezenas de imagens retratam o cotidiano e a poesia envolvidos no feitio da bebida mais representativa da alma nacional. Escrito sob a forma de um grande roteiro turístico e etílico de visitações dos alambiques mineiros às indústrias paulistas, o livro relata a trajetória da bebida brasileira por meio de personagens interessantes.

Rabiscando palavras em um guardanapo, surgiram os primeiros versos do livro, que é uma verdadeira arte. Eu me chamo Antônio nasceu da vontade do seu autor, Pedro Gabriel, de externar todo o sentimento e observação do cotidiano. Como as situações aconteciam em bares e eram feitas em material perecível, precisavam de um registro e, institivamente, compartilhou as imagens em uma rede social, fazendo de Antônio o personagem de um romance que ainda está sendo escrito e vivido.

BLU-RAY 3D

CD

Claire Joyes

GASTRONOMIA

192 páginas, Editora Sextante ISBN 978-85-992-9671-4 LIVRARIA SARAIVA

O livro À mesa com Monet é uma verdadeira viagem para os apaixonados pela arte e pela gastronomia. Reunindo histórias curiosas, receitas transpostas para a nossa realidade e lindas fotografias, a historiadora e autora Claire Joyes nos leva de volta à charmosa cidade francesa de Giverny e aos memoráveis almoços que o pintor Claude Monet oferecia em seus jardins.

th

Kyoto Costume Institute

352 páginas, Editora Taschen ISBN 978-38-365-3604-2 LIVRARIA SARAIVA

O museu do Kyoto Costume Institute (Japão) contém uma magnífica coleção de artefatos ilustrando a moda ao longo dos séculos. Seja um vestido ou um quimono, são considerados características essenciais de cada cultura. O livro traz referências inspiradoras para designers e amantes das tendências e ilustra a influência dos principais nomes da moda. Um verdadeiro tesouro artístico e histórico para se ter em cima da mesa.

ISBN 978-85-906-8520-3

ISBN 978-85-8057-435-7

BLU-RAY

LIVE AT THE RADIO CITY MUSIC HALLS

Dave Matthews e Tim Reynolds POP, ROCK INTERNACIONAL

BLU-RAY 3D

GUERRA MUNDIAL Z

2007, 23 faixas + extras, Sony Music

Marc Forster

LIVRARIA SARAIVA

FICÇÃO CIENTÍFICA, AÇÃO

2013, EUA, Paramount Pictures Dave Matthews, um dos mais dinâmicos e competentes músicos da nossa atualidade, e Tim Reynolds, um guitarrista enérgico e de qualidade ímpar, se juntaram, mais uma vez, neste dueto para proporcionar um dos mais incríveis shows já realizados no Radio City Music Hall, em Nova Iorque. Com o blues característico de Dave, Tim imprime um ritmo mais rock‘n’roll ao som, em uma noite realmente inspirada.

GRAVIDADE

Marc Forster

FICÇÃO CIENTÍFICA, AÇÃO

2012, EUA, Warner Bros.

MPB

2013, 14 faixas, Som Livre

LIVRARIA SARAIVA

LIVRARIA SARAIVA

Matt Kowalski (George Clooney) é um astronauta experiente que está em missão de conserto ao telescópio Hubble com a doutora Ryan Stone (Sandra Bullock). Ambos são surpreendidos por uma chuva de destroços, que faz com que sejam jogados no espaço sideral. Sem qualquer apoio da NASA, eles precisam sobreviver em um ambiente completamente inóspito para a vida humana.

O espetacular Ney Matogrosso contabiliza 40 anos de carreira e mais de 30 discos gravados e seu mais recente, Atento aos Sinais, lançado em 2013, traz composições de artistas renomados com roupagem nova e alguns sucessos inéditos. A interpretação singular do cantor imprime um ritmo pop e mescla canções clássicas e contemporâneas da MPB.

LIVRARIA SARAIVA

Estrelado por Brad Pitt e aclamado pela crítica como o “mais gratificante espetáculo de ação em anos”, o longa conta a história do ex-investigador da ONU, Gerry Lane, que corre contra o tempo para salvar sua família e o mundo de uma pandemia que transforma as pessoas em uma espécie de zumbi, e que está subjugando governos e ameaçando destruir toda a humanidade.

ATENTO AOS SINAIS

Ney Matogrosso

DIAMONDMALL #01 |

125


GUIA DE LOJAS

ACADEMIA  

COMPANHIA ATHLETICA • (31) 3304-2000

  ACESSÓRIOS  

ACCESSORIZE • (31) 2531-4205 CAMILA KLEIN • (31) 2555-9485 FRANCESCA ROMANA DIANA • (31) 33308777 VIA LÁCTEA • (31) 3292-9075

  AGÊNCIAS DE VIAGEM  

NET TRAVEL - CVC • (31) 3311-8888 TAM VIAGENS • (31) 2533-0933

ALIMENTAÇÃO  

AH! BON • (31) 3292-9069 ALIDARÁBIA • (31) 3330-8787 ASSACABRASA • (31) 3337-5995 BAKED POTATO • (31) 3330-8824 BOB’S • (31) 3292-9146 CAFÉ DO PONTO • (31) 3330-8892 CALIFÓRNIA COFFEE • (31) 3330-8799 EDDIE FINE BURGERS • (31) 3292-9069 EXPRESSO PIZZA • (31) 2552-1507 GENDAI • (31) 3330-8788 ITALIA GRILL • (31) 3292-9092 MARIETTA SANDUÍCHES • (31) 3337-9000

126

| DIAMONDMALL #01

MC DONALD’S • (31) 3337-5815 PARRILLA DEL DIAMOND • (31) 2512-2858 PEQUIM 2000 • (31) 3292-9018 PIZZA PAZZA • (31) 3335-2907 ROSSO PASTA & GRILL • (31) 3292-9232 SELETTI • (31) 3245-4547 SPIGA • (31) 3330-8866 SPOLETO • (31) 3292-9234 SUBWAY • (31) 2515-7300 VIVENDA DO CAMARÃO YOGOBERRY • (31) 3292-9194

BOMBONIERE  

  ARTIGOS DO LAR E DECORAÇÃO  

  CAIXAS ELETRÔNICOS  

FOM • (31) 3330-8800 MMARTAN • (31) 3292-9165 NÃNART • (31) 3337-2902 OUTONOS • (31) 3292-9292 TOOL BOX • (31) 3292-9094 TROUSSEAU • (31) 3291-9333

  ARTIGOS ESPORTIVOS E MODA PRAIA  

ADIDAS • (31) 3306-5516 BY TENNIS • (31) 3292-9073 CIA.MARÍTIMA • (31) 2514-8696 NIKE • (31) 3330-8888 SPORT HALL • (31) 3292-9473 TRACK & FIELD • (31) 3292-7920

CACAU SHOW • (31) 3292-9039 KOPENHAGEN • (31) 3330-8632

BRINQUEDOS INFANTIS  

BMART • (31) 3330-8855 PBKIDS BRINQUEDOS • (31) 3330-8805

BANCO 24H • (31) 3241-2500 BANCO DO BRASIL • (31) 3286-1099 BANCO BRADESCO • (31) 3217-5409 BANCO HSBC • (31) 4004-3991 BANCO ITAÚ • (31) 3201-6255 BANCO MERCANTIL DO BRASIL • (31) 3057-6884 BANCO SANTANDER • (31) 3292-2211 CAIXA ECONÔMICA FEDERAL • (31) 32624340

  CALÇADOS, MALAS E BOLSAS   ANTTONIONE • (31) 3292-9215 AREZZO • (31) 3292-9080 CARMEN STEFFENS • (31) 3291-1608 EQUIPAGE • (31) 3292-9226 JORGE BISCHOFF • (31) 3292-9349 KIPLING • (31) 3292-9016 LUZ DA LUA • (31) 2552-4994


GUIA DE LOJAS

LUIZA BARCELOS • (31) 3292-9298 MR. CAT • (31) 3292-9199 SCHUTZ • (31) 3330-8759 SERGIOS • (31) 3337-6634 SPATIFILUS • (31) 3292-9144 UNCLE K • (31) 3292-9375 VICTOR HUGO • (31) 3292-9002

   CASA DE CÂMBIO  

CONFIDENCE CÂMBIO • (31) 4004-5700 PICCHIONI • (31) 3517-0000

  CINEMA  

CINEMARK DIAMOND • (31) 3292-9026

  DROGARIA  

DROGARIA ARAÚJO • (31) 3292-2406

  ELETRODOMÉSTICOS E ELETRÔNICOS  

FAST SHOP • (31) 2138-6300 IPLACE • (31) 2526-0675 ONLINE INFORMÁTICA • (31) 2515-0215 POLISHOP STORE • (31) 3292-9202 SAMSUNG • (31) 3243-5822

EMPÓRIO E PADARIA   VERDEMAR • (31) 3292-9071

JOIAS, RELÓGIOS E PEDRAS PRECIOSAS  

PATACHOU • (31) 3292-9266 POR 1 FIO • (31) 3291-4897 RARO EFEITO • (31) 3293-7057 RUDGE • (31) 3330-8763 SCARF ME • (31) 7178-4777 SHOP 126 • (31) 3292-9098 ZINZANE • (31) 3292-9041

  MODA INFANTOJUVENIL  

BEBÊ BÁSICO • (31) 3330-8877 BROOKSFIELD JÚNIOR • (31) 3291-5592 CHICCO • (31) 3330-8920 LILICA & TIGOR • (31) 3292-9067 MAIO 18 • (31) 3292-9171 MILON • (31) 2513-0252 PAOLA DA VINCI • (31) 3275-2949 PUC • (31) 3292-9465

CARLA AMORIM • (31) 2108-0888 CIBELE ANDRADE JOIAS • (31) 3292-9072 DIAMOND & IRAWS • (31) 2108-0888 ESTASI • (31) 3330-8779 H.STERN • (31) 3292-9158 MANOEL BERNARDES • (31) 3292-9055 ROSCOE • (31) 3292-9206 SWAROVSKI • (31) 3335-4211 TALENTO JOIAS • (31) 2552-9595 VIVARA • (31) 3335-0809

MODA ÍNTIMA  

LIVRARIA  

CALVIN KLEIN • (31) 3292-9249 CAVALERA • (31) 3330-8826 COLCCI • (31) 2515-5753 ELLUS • (31) 3330-8820 FORUM • (31) 3267-2350 / 3267-2351 HERING • (31) 3330-8909 LACOSTE • (31) 3292-9131 LUIGI BERTOLLI • (31) 9132-1190 M. OFFICER • (31) 3306-5575 OAKLEY • (31) 3292-9104 OSKLEN • (31) 3337-5008 SIBERIAN • (31) 3292-9275 TIMBERLAND • (31) 3292-9228 TNG • (31) 3330-8862

SARAIVA MEGASTORE • (31) 3292-9363 / 3292-9373

  MODA FEMININA  

ÁGATHA • (31) 3330-8978 ATEEN • (31) 3292-9344 BAZZAR • (31) 2511-2625 BO.BÔ • (31) 2531-2278 BRASIL EM GOTAS • (31) 3292-9220 CONTEMPO • (31) 3335-6629 DUDALINA • (31) 3330-8756 ECLECTIC • (31) 3292-9117 ENJOY • (31) 3330-8857 FARM • (31) 3330-8813 GREGORY • (31) 3330-8903 JEY • (31) 3292-9151 K9 • (31) 3292-6729 MARIA FILÓ • (31) 3330-8822 MOB • (31) 3330-8680

ÁGUA FRESCA LINGERIE • (31) 3275-1002 HOPE • (31) 3292-9066 LUPO • (31) 3330-8868 PUKET • (31) 3292-9024 SILLUEE • (31) 3292-9250

MODA JOVEM UNISSEX  

MODA MASCULINA BROOKSFIELD • (31) 3292-9174 HUGO BOSS • (31) 2551-7611 KLUS • (31) 3292-9323 SKETCH • (31) 3292-9404 VIA VENETO • (31) 3292-9112 VR MENS WEAR • (31) 3292-9114

ZAK • (31) 3292-9299

    ÓTICAS  

CENTRO ÓTICO • (31) 3337-7480 CENTRO VISÃO • (31) 3292-9352 CHILLI BEANS • (31) 3337-4686 OPTICAL CENTER • (31) 3293-9081 OPTICAL EXPRESS • (31) 3292-9203

    PERFUMARIA, COSMÉTICO E IMPORTADOS  

ADCOS • (31) 3292-9480 ANNA PEGOVA • (31) 3292-9295 CLINIQUE • (31) 2510-3775 CONTÉM 1G • (31) 3292-9138 L’OCCITANE • (31) 3330-8999 O BOTICÁRIO • (31) 3292-9034 QUEM DISSE, BERENICE? • (31) 2551-6948 THE BEAUTY BOX • (31) 2535-9496

    SERVIÇOS  

AGÊNCIA NEWS • (31) 3330-8882 ALL PÉ/DR. SCHOLL • (31) 3337-7161 BH DIET • (31) 3292-9213 FOTO JÁ • (31) 3292-9079 LM CONCEITO • (31) 3291-2030 LOTÉRICA • (31) 3292-9051 MAGIC CAP • (31) 3292-9196

  ESTANDES  

ATHLETIC WAY • (31) 3292-9269 CUSTOMIC • (31) 9323-3129 FREDDO L’OCCITANE AU BRESIL • (31) 2510-0091 PREMIER SCARF ME • (31) 7178-4777 TAKE COFFEE

TELEFONIA CELULAR   CLARO • 1052 OI TIM • (31) 3292-9380 VIVO • 1058

DIAMONDMALL #01 |

127


INFORMAÇÕES

GASTRONOMIA

PRAÇA DE ALIMENTAÇÃO – PISO L1

De segunda a sábado, das 10h às 23h Domingos e feriados: das 10h às 22h PRAÇA DE RESTAURANTES – PISO L2

De segunda a sábado, das 10h às 23h Domingos e feriados: das 10h às 22h EMPÓRIO & PADARIA VERDEMAR – PISO L1

De segunda a sábado, das 6h às 22h Domingos e feriados: das 7h às 21h

 

O DiamondMall oferece dois espaços gastronômicos. A praça de alimentação, composta por 18 opções irresistíveis aos clientes, foi considerada o melhor espaço de alimentação entre os shoppings de Belo Horizonte. Localizada em um ambiente diferenciado, a praça de restaurantes oferece os mais sofisticados sabores da cozinha nacional e internacional aos apreciadores da gastronomia. Além disso, o DiamondMall possui cafés nos três pisos, que prezam pela elegância e sofisticação, interligados por wireless gratuita que proporciona maior comodidade aos clientes. Um dos destaques nos serviços gastronômicos oferecidos pelo shopping é o Empório e Padaria Verdemar. O estabelecimento conta com adega especial, padaria, delicatessen, sushi, creperia, mercearia, saladas, grill, além de um charmoso ambiente de Café & Pizzaria.

128

| DIAMONDMALL #01

ESPAÇO FAMÍLIA De segunda a domingo, das 10h às 22h

 

No DiamondMall, você e sua família recebem um tratamento especial. Podem usufruir do Espaço Família, localizado no Piso L1, ao lado do SAC (Serviço de Atendimento ao Cliente). Lá você encontra as Salas de Amamentação e Alimentação, o Fraldário e o Banheiro Família. Além disso, os clientes são recepcionados por profissional treinado que está sempre pronto para prestar auxílios e realizar o empréstimo gratuito de carrinhos de bebê.

CONCIERGE

De segunda a domingo, das 10h às 22h Telefone: (31) 3330-8633

 

O DiamondMall oferece o exclusivo serviço de Concierge com atendimento bilíngue, para você ficar ainda mais por dentro de tudo que acontece no shopping. Tire dúvidas e descubra novidades visitando o nosso Lounge no Piso L3, diariamente. No Concierge, você sabe mais sobre: • Localização das lojas no mall. • Serviços disponíveis. • Promoções e eventos. • Guarda-volumes. • Informações sobre a cidade, como pontos turísticos e eventos mais importantes, além de opções de lazer.


INFORMAÇÕES

SAC

De segunda a domingo, das 10h às 22h Telefone: (31) 3330-8627 e 3330-8630

 

O SAC está disponível para você registrar suas sugestões, elogios e reclamações. Além disso, disponibiliza um serviço de achados e perdidos. Os clientes podem recuperar pertences e documentos perdidos que tenham sido encontrados por algum funcionário ou por outros clientes nas dependências do shopping ou dos estacionamentos. O empréstimo de cadeira de rodas também é realizado no SAC. Basta preencher um termo de responsabilidade antes da retirada. O aluguel é gratuito.

  CALL CENTER

De segunda a sábado, das 10h às 22h Domingos e feriados, das 11h às 21h Telefone: (31) 4003-4136

 

O serviço de informações sobre o DiamondMall é ideal para você consultar os telefones das lojas de seu interesse e ficar por dentro de tudo o que acontece no shopping.

  SHOPPING MOÇA

De segunda a sábado, das 10h às 22h Domingos e feriados, das 14h às 20h

 

Profissionais uniformizadas estão por todo o shopping auxiliando clientes e lojistas. As Shopping Moças ajudam os consumidores com sacolas e carrinhos de bebês e são treinadas para dar atendimento a portadores de necessidades especiais e a idosos, com cadeiras e bengalas.

WI-FI  

O DiamondMall disponibiliza o serviço gratuito de acesso ao wi-fi. Para acessar basta encontrar a rede “DiamondMall WiFi” em seu dispositivo, selecioná-la e fazer o acesso.

DIAMONDMALL #01 |

129


O QUE VEM POR AÍ

HELENA BRANQUINHO

PRIMAVERA SWEET, VERÃO ART POP! A primavera-verão 2015 é uma tela de cores pasteis e arte POR: HELENA BRANQUINHO • FOTOS: DIVULGAÇÃO

O

universo fashion canta em sintonia com a natureza mágica da primavera, e veste-se de romantismo. Se as rendas já faziam parte do cardápio, os tons pasteis juntam-se à festa, e garantem o fator sweet para os dias quentes. Sweet, mas nada aborrecido ou de menina inocente! Azul e o rosa bebê na liderança, em looks clean, com muito estilo e também para mulheres maduras!

130

| DIAMONDMALL #01

Tons suaves à parte, e em contramão, a arte juntou-se à moda, ou a moda à arte, causando furor nas semanas de moda internacionais. Com Prada e Chanel na linha da frente da trend, os prints top da próxima temporada são cool, arrojados e marcam presença. Nada como vestir o quadro de que somos fãs, ou melhor ainda: o mural da rua que tanto amamos!



Revista DiamondMall #01