Page 1

Edição 111 DEZ / 2016

00111

ISSN 2237-468X

9 772237 468007

Dança Falando de

Edição nº 111 - Ano X

DEZ/2016

Fundado em 12 de outubro de 2007 - www.jornalfalandodedanca.com.br

NESTA EDIÇÃO:  Leonardo Pereira :: Sociedade Dançante Anjos da Meia Noite, parte 4 :: A cidadania em processo  Maristela Zamoner :: Batuque, a dança proibida  Maria Augusta :: o Natal sinistro do dançarino Rato  Leonor Costa :: Cestas de Natal Amaral  Milton Saldanha :: Tio Seminovo  Política Cultural :: Audiência pública da Alerj :: Encontros do Conselho Estadual de Política Cultural :: Reunião do Colegiado Setorial de Dança :: Palestra APDS sobre a Lei do Profissional da Dança :: Provas SPDRJ  Fique por dentro :: Flash mob do Dia Nacional do Samba :: Eleições APDS :: Falecimento

19 JAN

GRANDE BAILE DOS 150 ANOS DO CLUBE DOS DEMOCRÁTICOS

A N I T N A D U T S GAFIEIRA E 88 ANOS BAILE DE

ANIVERSÁRIO AGNE CHAMPBOLO

- 2717-5023 (Secretaria)

MBRO, 21H E Z E D 0 1 , O D SÁBA STRAL BANDA ALTOLSINAHO O E NE DJS JORGINH

E OS ANIVERSÁRIOS DO MÊS DE JANEIRO com banda

ALTO ASTRAL

E BIG SHOW

PREMIAÇÃO PARA MAIOR GRUPO FANTASIADO E PARA FANTASIA MAIS CRIATIVA (INDIVIDUAL E GRUPO) | DISTRIBUIÇÃO DE BRINDES | BOLO | SORTEIOS

4h + 1h= 5 horas de baile!

Atenção! Antecipado até dia 15/01/17 mesa com 4 convites = R$ 80,00 Após 15/01/17 = R$ 100,00

28

Sáb

geados Homena da noite com o TROFÉU TINA ESTUDANS 88 ANO Realização

Apoio

Inf. 2704-6915 9.9733-4111 APOIO:

REALIZAÇÃO:

VÂNIA CORTES

não obrigatório

JORNAL FALANDO DE DANÇA ROTARY CLUBE SG-PARAÍSO CASSINO DA DANÇA BIRA NITERÓI | HERBALIFE CRISTIANO PRAXEDES

Rodrigo Marque s Atila Amaral Patrick de Carvalho studantina Serginho da E Verinha Reis Flávio Marques

CENTRO CULTURAL ESTUDANTINA MUSICAL Patrimônio Cultural do Rio desde 2012 Pr. Tiradentes 79-81 | Tel. 2232-1149 982.876.933 Whats App

Lançamento Concurso virtual de fantasias do Jornal Falando de Dança - edição 2015

CLUBE DOS SUBTENENTES E SARGENTOS DO EXÉRCITO R. HENRIQUE DIAS, 95 - ROCHA

Adm.: Pres. Bittencourt / Vice: Saldanha

QUINTA

22 DEZEMBRO INÍCIO 19H

apoio cultural

apresenta

Grande baile de confraternização! BANDA

ALTO ASTRAL COMEMORANDO O NIVER DO DJ W.NEGRÃO

INGRESS0 ANTECIPADO R$ 20,00

J.SANTANA

Dr

E OUTROS ADVOGADOS

ANIVERSARIANTE DO MÊS NÃO PAGA INGRESSO

Inf. 3256-5833 / 9.6423-7917

ESTACIONAMENTO - AMBIENTE REFRIGERADO - EQUIPE DE DANÇARINOS (FICHA, OPCIONAL)


C O M E M O R E S E U A N I V E R S Á R I O C O N O S C O!

DOMINGUEIRAS NO SALÃO NOBRE

BOAS FESTAS E FELIZ 2017

arte:Jornal Falando de Dança

04/12 - RESUMO 11/12 - AEROPORTO

São os votos da administração Rodney Melo agradecendo a confiança em nós depositada. Trabalharemos com afinco por mais três anos! Adm. Rodney Melo Biênio 2017/2019

18/12 - OS DEVANEIOS Tradicional Baile da Paz e da Esperança

ÁREA DA PISCINA: música ao vivo todos os domingos (tempo permitindo) das 13 às 17h, exceto dia 25/12 (Natal)

Dia 25/12, Natal, não haverá domingueira INÍCIO DOS BAILES ÀS 19H

TRAJE ESPORTE FINO (CALÇA SOCIAL E SAPATO*) * permitido sapatênis | Faixa etária: 18 anos

ASSOCIADOS: ENTRADA FRANCA

Administração Roberto Maurício Miranda

ADVOCACIA EM GERAL

TER 10 JAN 20H Baile de 84 anos do Clube

Dr Paulo Dercy

OAB/RJ 3959 Av. Amaral Peixoto 467 s/1212 - Centro - Niterói

CONJ. OS DEVANEIOS

Equipe de dançarinos 2717-7450 (preço promocional) 99256-7920 Apoio: Shirley Mesa c/4 ingressos: R$ 100,00 AGRADECIMENTOS: Ingr. individual: R$ 25,00 traga o bolo e venha Traje com osesporte amigosfino comemorar seu aniv conosco

Boas festas e feliz ano novo, são os votos da diretoria do Humaitá A. C. a todos os sócios, familiares e amigos.

Casa de

Festa Elandre

R. Alcina nº 107 - Madureira (próx. ponto ônibus 779)

2 EVENTOS EM UM = GRANDE BAILE!

BAILE DA AMIZADE

10

VERMELHO E BRANCO BANDA NOVOS TEMPOS DJ SANDRA LOPES

DEZ

das 20 à 1h

| DISTRIBUIÇÃO DE BRINDES | BOLO | RABANADAS 4 + 1 = 5h baile SORTEIOS REALIZAÇÃO: PARCIFAL E VÂNIA CORTES INF.: 2704-6915 / 9.9733-4111 Mesas antecipadas DANÇARINOS: CASSINO DA DANÇA c/4 convites APOIO: JORNAL FALANDO DE DANÇA | ROTARY CLUBE SG-PARAÍSO Até 15 NOV: R$ 100,00 BIRA NITERÓI | HERBALIFE | CRISTIANO PRAXEDES Após: R$ 120,00 TRAJE: VERMELHO / BRANCO

SÁBADO

E anote na sua agenda 2017:

DEZEMBRO INÍCIO 18H

Confraternização dos amigos

NOITE DO BRANCO Ping pong com as bandas

MILÊNIO NOVOS TEMPOS

apoio cultural

INGRESS0 ANTECIPADO R$ 20,00 - MESA R$ 10,00

COORDENAÇÃO: ANA PANTALEÃO - REALIZAÇÃO: LEVI MEIRELLES

Inf. 9.8641-0306 / 9.9828-9064

31

DEZEMBRO 22H

SÁBADO

R$ 250

La Maison Sully

Reveillon

Buffet Completo Drinks Coquetel Champanhe Vinho Chope Café da manhã Cardápio no local Queima de fogos

AltoAstral

BANDA

DJ ADRIANO Rua das Camélias 74 - Vila Valqueire NA DISCOTECA:

2453-0957 / 96461-5126

Sueli Sgambato

www.lamaisonsully.com.br

Banda Alto Astral

QUINTA 29 DEZEMBRO 18H30

01/12 FIVE DANCE

TODA QUINTA - 18h30

08/12 ALTO ASTRAL

22/12 ESTAÇÃO RIO

BAILE DO NATAL

15/12 REAL DANCE

Ingr. R$ 10 Mesa R$ 10

Sidnei Amorim 9.7109-1666 | Célia Mendes 9.7599-3321

apresenta

30

Baile do Branco

BAILE DA INTEGRAÇÃO

(Santo Agostinho)

ASPOM - AV D. HÉLDER CÂMARA 8484 - PIEDADE Adm.: Pres. Levi Meirelles

SEXTA

Tradicional

“Eu louvo a dança, pois ela liberta o ser humano do peso das coisas - une o solitário à comunidade”

Aniversário do Parcifal Grande baile à fantasia

28 JAN

Imperdível!

APOIO

SÁBADO

Helênico Atlético Clube R. Itapiru 1305 - Rio Comprido - tel. 2502-1694 / 2164-7329 email: helenicoeventos@gmail.com Administração: Valdo Marques e Dr. Miguel Estima

apoio:

Realização: Geraldo Lima Produções

Almoço a partir das 13h com música ambiente

SÁB 03/12 - ALTO ASTRAL 17 DEZEMBRO TRADICIONAL SÁB 10/12 - PARATODOS CONSOADA DO HELÊNICO SÁBADO - 17 DEZ ENFEITEM

RIO POSTAL + ALTO ASTRAL

SUAS MESAS REÚNAM OS AMIGOS PARA COMEMORAR!

Parte integrante do Jornal Falando de Dança - pág. 02 - ed. 111 - DEZEMBRO / 2016 - Para anunciar aqui, ligue (21) 9-9202-6073 / 2551-3334

- 2717-5023 (Secretaria)

HUMAITÁ ATLÉTICO CLUBE RUA GUIMARÃES JUNIOR 20 - BARRETO - NITERÓI - t. 9-8787-0068


www.jornalfalandodedanca.com.br ISSN 2237-468X

ANO 10 - Nº 111 DEZEMBRO / 2016

Mensagem ao leitor

Expediente

Inicio esta seção fazendo um balanço de nossas realizações no ano que se encerra. Não só como jornal cultural, mas como produtores e editores. Apesar Leonor Costa das crises e escândalos políticos e financeiros, e dos reflexos que isso provoca no setor de entretenimento e da cultura, podemos dizer que fizemos uma limonada com os limões que o ano nos ofereceu. Se no ano de 2015 lançamos a campanha pela comemoração dos 200 anos de nossa primeira sociedade dançante, foi neste ano de 2016 que conseguimos realizar nosso projeto cultural “Seminário Historicidade da Dança de Salão: 200 anos de sociedades dançantes”. Projeto esse aprovado pelo edital de cultura Viva o Talento e produzido pela AMAragão Edições e Eventos, em abril, no Centro Coreográfico. Este ano, abraçamos a temática do centenário do samba e apoiamos as atividades da Associação dos Profissionais e Dançarinos de Salão com foco nessa temática. E fomos além, ao publicar durante todo o ano matérias que entrelaçam costumes, história, música e dança e lançam luz sobre as origens e evolução do samba como gênero musical e como dança de par. Nesta edição, Maristela Zamoner nos fornece mais subsídios à historicidade da dança de salão, quando em suas pesquisas encontra justificativas para a permissão das danças entre escravos e também para proi-

bí-las. Com ênfase na proibição dos batuques, uma das raízes do que viria a ser o samba, como música e como dança de par. Interessante verificar que na época pesquisada já era sabido como a prática de danças fortalecia o espírito e ajudava a encarar as adversidades da vida. Isso também se percebe na pesquisa de Leonardo Pereira, que estamos publicando em capítulos. Pelo seu texto compreendemos como as sociedades dançantes serviram como meio de inclusão social e afirmação de identidade cultural da população menos abonada. O que mais uma vez confirma a importância da dança de salão na história da cultura carioca. Passando ao plano lúdico, publicamos um conto de Natal, de Maria Augusta, protagonizado pelo dançarino Rato. E Milton Saldanha escreve um bem humorado ensaio sobre a arte de envelhecer. Na parte informativa, esta editora complementa o conto de Natal de Maria Augusta com um curiosidade sobre essa época. E assina a coluninha social (Circulando), a coluna política e a seção Fique por Dentro. Que se juntam à seção Roteiro de Eventos e aos diversos módulos de divulgação de nossos mantenedores. Bailes é que não faltarão para se celebrar a vida, comemorar o encerramento do ano e desejar boas vindas a 2017. Feliz Dia Nacional do Samba (02/12), feliz Natal e próspero ano novo. _____________ Leonor Costa, editora

NESTA EDIÇÃO 8 Mensagem ao leitor (pág. 3) 8 Expediente (pág.3) 8 Fala Aragão :: Antonio Aragão :: A grama do vizinho sempre é mais verde (pág.3) 8 Um pouco de história :: Leonardo Pereira :: Os Anjos da Meia Noite, parte 4 :: A cidadania em processo (pág. 4) 8 Um pouco de história :: Maristela Zamoner :: Batuque, a dança proibida (pág. 5) 8 Conto de Natal :: Maria Augusta :: O Natal sinistro do dançarino Rato (pág. 6) 8 Curiosidade :: Leonor Costa :: Cestas de Natal Amaral (pág. 6) 8 Opinião :: Milton Saldanha :: Tio Seminovo (pág. 11) 8 Política Cultural :: Audiência pública da Alerj :: Conselho Estadual de Política Cultural :: Colegiado Setorial de Dança :: Palestra APDS sobre a Lei do Profissional da Dança :: Provas do SPDRJ (pág 11) 8 Fique por dentro :: Centenário do Samba :: Flash Mob :: Jubileu dos 150 anos do Clube dos Democráticos :: Eleições APDS :: Falecimento: dançarino Gabriel Bello (pág 11) 8 Coluninha social :: Circulando (páginas 12 e 13) 8 Roteiro de eventos (pág. 14)

Fala Aragão

A grama do vizinho sempre é mais verde A grama do vizinho é sempre mais verde, já dizia a minha avó, para explicar Antonio Aragão porque a gente dá mais valor ao que é estrangeiro, em vez de valorizar o que é nosso. Digo isso a propósito da Semana da Dança de Salão do RJ, efeméride criada pela Lei estadual 3440 lá se vão 16 anos e até agora não regulamentada. Pelo texto da Lei, o Poder Executivo do Estado, a Secretaria de Cultura e a Secretaria de Ação Social e Esporte e Lazer, ficariam encarregados de criar o programa relativo ao evento dessa semana festiva, utilizando para esse fim clubes, praças públicas, escolas da rede pública, além de locais e instituições públicas ou privadas. Percebam a importância, para a dança de salão, da manutenção dessa efeméride: duas secretarias de

3

Estado ficariam encarregadas de criar um programa de comemorações, utilizando clubes, escolas, praças e locais diversos! Percebam o potencial dessa Lei para alavancar o segmento e dar maior visibilidade ao trabalho de promoters e professores de dança de salão! Participei de inúmeras reuniões pela regulamentação da Lei 3440/2000 e o Jornal Falando de Dança sempre apoiou a iniciativa da APDS em promover eventos para não deixá-la cair no esquecimento, caso em que não se justificaria os esforços para essa regulamentação. Exceto um ou outro profissional da dança não ligado à APDS, tem sido esta entidade praticamente a única a insistir em eventos comemorativos marcando essa efeméride que, salvo engano, é única em todo o país e deveria ser melhor aproveitada pelos profissionais da dança de salão. Pois bem. Lá do outro lado da

cerca, no Estado de São Paulo, também existe uma lei estadual, criada por iniciativa do Sindicato da Dança do Estado de SP e sancionada em 1999. É a Lei 10.421/1999, que institui o Dia do Profissional da Dança no Estado de SP. Portanto, uma lei para todas as modalidades de dança, inclusive, claro, a de salão. Coincidentemente, o Dia do Profissional da Dança de SP cai em novembro, no dia 23, portanto durante a Semana da Dança de Salão do RJ. E eis que, apesar da insistente divulgação da Semana da Dança de Salão do RJ, no jornal e nas redes sociais, e o apelo para que haja atividades comemorativas da data para municiar os que trabalham por sua regulamentação, o que vejo os dançarinos de salão aqui do Rio alardearem? A efeméride de São Paulo, confirmando o ditado que mencionei no início do texto.

Chega a ser desanimador constatar a total falta de percepção da maioria dos profissionais da dança de salão para a oportunidade que estão perdendo. E isso em um mês em que existem congressos dedicados a bolero, a samba, a tango. E em momento em que vejo grupos de profissionais se unindo para promover eventos que atraiam novos praticantes e/ou mantenham o interesse dos antigos. Desejo fortemente, como desejo a cada virada de ano, que a comunidade da dança de salão use os instrumentos de que já dispomos para promover essa cultura e alavancar a economia criativa deste setor do qual todos nós vivemos. Feliz Natal e próspero ano novo a todos nossos leitores, dançarinos e familiares. ______________ Aragão é diretor do JFD

Diretores-fundadores: Anderson G. de Aragão, Antônio Aragão e Leonor Costa Editores: Antônio Aragão e Leonor Costa Editoração: Leonor Costa Conselho Editorial: Antônio Aragão, Angela Abreu e Leonor Costa Jornalista Responsável: Antônio Martins de Aragão Registro nº 031.433 / MTPS/RJ Jurídico: Edil Murilo (OAB-RJ 52.925) Fotografia: André Lima, Angela Abreu, Antônio Aragão e Leonor Costa Fax/gravação de recados: (21) 2535-2377 Atendimento pessoal: (21) 2551-3334 / (21) 9-9492-9462 (Claro) / 9-9202-6073 (Claro) / 9-91228077 (Claro / Whatsapp) Email: contato@jornalfalandodedanca.com.br Página na Internet: www.jornalfalandodedanca.com.br Facebook: www.facebook.com/ jornalfalandodedanca Escritório: Rua Joaquim Silva 11 sala 408 - Lapa - Rio de Janeiro - RJ - Cep: 20241-110 Fechamento da edição: dia 18 de cada mês Distribuição: a partir do dia 1º do mês seguinte Pontos de distribuição: Eventos dançantes da cidade (v. roteiro de bailes), escolas de dança e equipamentos culturais diversos Outros pontos de distribuição do Jornal Falando de Dança (telefone antes para certificar-se de que a edição não se esgotou): 8Capézio - Centro de Nova Iguaçu tel. (21) 2767-0055 8Capézio, Copacabana, RJ tel. (21) 2235-5503 8Capézio, Flamengo, RJ tel. (21) 2554-8554 8Sapataria Roma, Lapa, RJ tel. 2510-2121 - Rua Joaquim Silva, 15 8Amazonas Dance, Centro de Niterói tel.2613-3276 - Rua Visconde de Itaboraí nº 365, sobrado 8Parcifal, São Gonçalo tel. 9-6437-7505 8Maricá, região litorânea do ERJ Moreira Studio de Dança, tel. 9-87446884 Assinatura: R$ 60,00 - 12 exemplares/ano (1/mês) Edições atrasadas: R$ 5,00 por exemplar, a ser retirado no escritório do JFD, na Lapa, RJ As matérias assinadas são de responsabilidade de seus respectivos autores, colaboradores deste informativo. As informações divulgadas nos anúncios publicitários são de responsabilidade dos anunciantes. Proibida reprodução de artes e matérias sem autorização expressa deste informativo, sob penas da lei. Amaragão Edições de Periódicos CNPJ 12.071.075/0001-42 Jornal Falando de Dança Fundação Biblioteca Nacional Reg.nº 487.274, Liv. 920, Folha 270 ISSN 2237-468X Distribuição interna, gratuita e dirigida. Tiragem: 10 mil exemplares Impressão: Gráfica Aretê editorial S/A CNPJ 00.355.188/0001-90 pdf v.2


4

ANO 10 - Nº 111 DEZEMBRO / 2016

www.jornalfalandodedanca.com.br ISSN 2237-468X

Um pouco de história

A Cidadania em Processo Em julho de 1913, os sócios do Club Dançante Familiar Anjos da Meia Noite requeriam ao Supremo Tribunal Federal um habeas corpus que lhes garantisse o direito de realizar bailes dançantes na região portuária do Rio de Janeiro. A partir da análise deste

caso, o historiador Leonardo Affonso de Miranda Pereira publicou artigo sobre os clubes dançantes no início do século XX, na Revista Tempo, da PUC-Rio, cuja quarta parte aqui reproduzimos. Leia os capítulos anteriores nas edições 108, 109 e 110.

A partir do momento em que esses peque- mas da mesma lógica que havia atingido os conseguir a necessária licença policial, nos clubes da Saúde fixaram a imagem membros do Anjos da Meia Noite. Antes adaptando-se às normas do controle ofimestiça e negra projetada pela crônica de mesmo de o processo chegar ao respectivo cial. Bilac, não seria mais tão fácil seu caminho distrito, Arthur Rodrigues da Silva, o InsCasos como esses, que se repetiam aos de afirmação. Ainda que formalmente or- petor do Corpo de Segurança ao qual cabia montes no bairro, mostravam que era o ganizadas para fugir à perseguição policial, dar um primeiro parecer sobre tais pedidos, perfil social dos membros de clubes como nem sempre essas sociedades conseguiram informava “ser esta sociedade composta o Anjos da Noite que justificava a persealcançar esse intento. Com um funciona- de desordeiros e vagabundos, não se en- guição das autoridades policiais sobre eles. mento regular supostamente garantido pela contrando pessoa alguma que abonasse a A diferenciação feita entre os clubes pela concessão da licença anual, elas conviviam conduta dos mesmos”. Chamado a opinar, polícia por conta de seu perfil social era cotidianamente com a ameaça de sua cas- o Delegado do distrito encaminhou o caso perceptível mesmo para os contemporâsação por parte da polícia, o que neos. Em nota de 1916 sobre os impediria a continuidade de suas constantes “conflitos nos clubes atividades. Se tal possibilidade de jogo chics”, um redator do Ainda que formalmente organizadas se colocava durante todo o períjornal A Noite comenta que “se para fugir à perseguição policial, odo de existência desses pequefossem clubes pequenos, seriam nem sempre as sociedades dançantes nos clubes, no início da década varejados, presa a diretoria, casconseguiram alcançar esse intento. Com de 1910 parecia se tornar mais sada a licença”, coisas que raevidente a tensão entre a polícia ramente aconteciam nos clubes um funcionamento regular supostamente daquele distrito e as pequenas elegantes. A cassação da licença garantido pela concessão da licença sociedades recreativas formadas enfrentada pelos Anjos da Meia anual, elas conviviam cotidianamente no bairro. Noite em 1910 aparecia, assim, com a ameaça de sua cassação por Os próprios sócios do Anjos como o início de um movimenparte da polícia, o que impediria a da Meia Noite seriam testemuto de repressão aos pequenos continuidade de suas atividades. nhas do início dessa mudança clubes dançantes formados por de postura. Depois de funcionar trabalhadores, por meio do qual regularmente em seus primeiros a polícia tentava controlar a cresanos de atividade, eles foram surpreendi- a um de seus comissários, que mostrou ter cente onda associativa verificada em bairdos no dia 2 de janeiro de 1910 por um opinião diversa: ao conhecer no local os ros como a Saúde. pedido encaminhado ao Chefe de Polícia componentes do clube, esclareceu ser ele Sem se colocarem como vítimas passipelo Delegado do distrito, Benedicto da composto por “homens do trabalho mo- vas da ação policial, os sócios do Anjos Costa Ribeiro. Ele solicitava que não fosse rigerados e com domicílio certo, não ha- da Meia Noite trataram de iniciar uma elamais concedida a “licença para o funciona- vendo inconveniente algum na aprovação borada estratégia de reação para garantir mento desta sociedade” em virtude de sua de seus estatutos e em ser-lhes concedida o funcionamento do clube. Ela consistiu, composição, “visto ser ponto de reunião a licença que pede”. O processo retornou antes de mais nada, na tentativa de reverde meretrizes de baixa esfera, desordeiros então ao Inspetor do Corpo de Segurança, ter a decisão, de modo a conseguir de volta e ladrões”. Como resultado, o Chefe de que voltou à carga denunciando que “o pre- sua licença de funcionamento. Para isso, o Polícia providenciou, no dia seguinte, “no sidente desta sociedade” sentido de não ser permitida licença para o seria “desertor da Força funcionamento dessa sociedade”. Por mais Policial”, tendo sido, por Clubes dançantes da Saúde e que nos anos anteriores a licença tivesse isso, preso. Já o fiscal do de outros bairros habitados sido concedida sem problemas, a partir da- clube, que se declarara por trabalhadores passaram a quele momento o quadro social do clube “empregado do Armazém enfrentar situações semelhantes, começava a ser colocado sob suspeita, for- da Estação Central”, só com autoridades policiais diversas mado que ele era por membros das chama- apareceria ali “uma ou das “classes perigosas”. duas vezes por mês”, não lançando sobre eles a sombra da Os anos que se seguiram mostrariam que sendo possível, por isso, suspeita e tentando obstaculizar seu não se tratava de um acaso. De forma sis- “dizer que tem emprego”. livre funcionamento temática, clubes dançantes da Saúde e de O 2º Fiscal, por sua vez, outros bairros habitados por trabalhadores teria sido demitido de passaram a enfrentar situações semelhan- seu emprego no setor de tes, com autoridades policiais diversas cargas da Leopoldina Railway “por ser va- clube tratou de excluir do seu quadro, ao lançando sobre eles a sombra da suspeita dio” — assim como o procurador do clube, menos formalmente, “os antigos sócios e tentando obstaculizar seu livre funciona- que teria sido demitido “por ter sido pego de conduta duvidosa” que haviam servido mento. Quando a Sociedade Carnavales- em flagrante furtando vinho de um barril de justificativa para a negação da licença, ca Triunfo dos Beija Flores, com sede no ali em depósito”. Perseguido pelo caráter como atestava em 1912 o parecer do coMorro da Providência, pediu em fevereiro precário e instável das relações de trabalho missário de polícia local. “Convém ainda de 1912 sua licença de funcionamento ao que seus sócios conseguiam estabelecer, notar que muitos associados possuem carChefe de Polícia, seus sócios foram víti- o clube precisou, assim, desligá-los para teira de identidade”, completava o mesmo

comissário, ressaltando que os “empregados no comércio, artistas, empregados no cais e polícia do porto” que compunham o clube teriam então “residência e profissão conhecida”. Como resultado, o clube conseguiu reaver sua licença em abril de 1912, apesar do parecer ainda contrário do Inspetor de Segurança. Além dessa reação imediata, os sócios do clube trataram também de tentar se precaver contra novos incidentes do gênero de forma mais permanente. Para isso, resolveram, em março de 1910, inscrever seus estatutos no registro civil, publicando um extrato dele no Diário Oficial, o que não era necessário para clubes recreativos como o Anjos da Meia Noite. Ao fazerem isso, trataram de amparar-se em uma lei promulgada em 1893 para regular “a organização das associações que se fundarem para fins religiosos, morais, científicos, artísticos, políticos ou de simples recreio”. Em seus primeiros artigos, tal lei estipulava que as associações criadas com tais finalidades poderiam “adquirir individualidade jurídica” ao inscrever seu contrato social ou seus estatutos “no registro civil da circunscrição onde estabelecerem a sua sede”. O resultado era que tais associações passariam a gozar de “capacidade jurídica, como pessoas distintas dos respectivos membros, e podem exercer todos os direitos civis relativos aos interesses do seu instituto”. Frente ao arbítrio dos agentes policiais, os sócios do Anjos da Meia Noite buscaram na legislação republicana uma garantia para o seu regular funcionamento, que independesse da opinião de delegados ou inspetores sobre seus associados. Tratava-se, assim, ao mesmo tempo, de uma estratégia jurídica e de um ato político, cujo sentido era claro: a garantia da liberdade de manifestação de suas próprias práticas e costumes, expressos nas atividades rotineiras do clube. ___________ Por Leonardo Affonso de Miranda Pereira, historiador | Departamento de História da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio). Reprodução autorizada pelo autor e pela Revista Tempo, do depto. de História da PUC-Rio. Publicado originalmente em “Tempo vol.19 no.35 Niterói July/Dec. 2013”. URL: http://www.scielo. br/scielo.php?pid=S1413-7704201300020 0007&script=sci_arttext


www.jornalfalandodedanca.com.br ISSN 2237-468X

ANO 10 - Nº 111 DEZEMBRO / 2016

5

Batuque, a dança proibida Pesquisando periódicos brasileiros do século XIX, notamos que o batuque sofreu forte repressão, sendo proibido em vários pontos do território nacional. A palavra batuque abrange os significados de dança, música e reunião onde Maristela Zamoner ambas acontecem. Também pode significar religião. Estudiosos apontam sua origem na Angola e no Congo. Como dança, pode iniciar pela disposição de instrumentos musicais de percussão ao chão e formação de uma fileira de homens que dista 10 a 15 metros de uma fileira de mulheres. Seu desenvolvimento se dá pela alternância dos pares que realizam umbigadas. O batuqueiro faz movimentos de um lado para o outro e ajoelha-se conforme a marcação rítmica. Muito provavelmente, o termo batuque não se restringiu a um único tipo de dança, abrangendo outras dinâmicas como a formação de rodas e até ausência de instrumentos de percussão. O que as suas variações tinham em comum é chamado de prática quase imoral pelos viajantes em visita ao Brasil colônia. Ao longo do período imperial temia-se que as festas dos escravos favorecessem eventos de revoltas e ainda subvertessem os modos de vida trazidos da Europa. A repressão ao batuque pode ser constatada no Brasil ao longo de praticamente todo o século XIX. Fica evidente a resistência desta prática e, naturalmente, seu potencial de influência para outras danças em vários pontos do país. Na Bahia, o Conde dos Arcos foi governante de 1810 a 1818. Ele acreditava que o controle dos escravos dependia da redução de punições e da permissão para suas manifestações culturais, nelas incluídos os batuques. Os negociantes baianos não concordavam com esta conduta, pois achavam que a prática dos batuques dificultava a manutenção da disciplina. E não foram os únicos nesta linha. O marquês Aguiar chegou a alertar ao Conde dos Arcos sobre a possibilidade de desordens. Em Curitiba, datado de 24 de setembro do ano de 1829, o documento oficial Posturas Municipais intentava limitar os batuques. Segundo indica o texto, a prática já vinha ocorrendo há tempos: “Tendo sido sem proveito todas as providências policiais até agora dadas, para se extirparem os batuques, que sem mais razão que a corrupção dos costumes, se têm arraigado neste Povo, e que dão azo à perpetração de muitos delitos que resultam da promiscuidade de ambos

os sexos da classe imoral de escravos, e libertos, que não fazem tais ajuntamentos senão para dar pasto à devassidão e à desordem da crápula, com ofensa manifesta da moral pública, e tranqüilidade dos Povos (...) Artigo primeiro - Que nenhum indivíduo deste Município faça nem consinta fazer-se em sua Casa dentro desta Vila, suas Freguesias, Capelas e seus subúrbios, ajuntamento para batuques...”. O documento previa pena de prisão para prática de batuques sem permissão do Juiz de Paz. E a autorização só era possível para reuniões de pessoas do mesmo sexo. A proibição continuou em Curitiba, sendo reforçada em 1854 por via de decreto, vedando batuques e fandangos sem licença policial, sujeitando infratores a prisão e multa. Em Minas Gerais é publicada, no ano de 1874, a Lei noº 2.061 do Governo Provincial, que também proíbe o batuque. As medidas de repressão seguiram com resoluções, datadas de 1880 e 1888, prevendo multa para pessoas que fossem flagradas na participação ou organização de batuques. Estas proibições foram constatadas em vários outros pontos do território nacional ao longo do século XIX, mas certamente o batuque era amado de formas que fazia valer a pena continuá-lo. É sabido que não se restringiu aos negros. O texto intitulado “O tropeiro”, publicado no “Correio Official de Minas”, em 1857, é revelador: “Depois de tão arduo trabalho, durante quasi um dia inteiro, parece muito razoavel que este homem, á noite, só procure repousar das fadigas da jornada; mas é um engano, porque se á noite elle encontrar no rancho, ou perto d’elle, um cateretê ou um batuque, tomará a viola, sua constante companheira, e irá sapatear como se nada tivesse feito, e envolvido na dansa a noite inteira, ao romper do dia retomará os seus afazeres, sem que se queixe do menor cansaço.”

Casa da Vila da Feira convida ALMOÇO DANÇANTE

Aos domingos, a partir das 12h, no salão nobre Cardápio variado | doces portuguesas | música ao vivo R. Haddock Lobo, 195 - Tijuca - reservas: 2293-1542

SA

PA T

I R A

MA O AR

C ONSERTOS

EXECUTA-SE QUALQUER CONSERTO QUE FAZ PARTE DA ARTE COM A MÁXIMA PERFEIÇÃO RUA JOAQUIM SILVA, 15 - LAPA TEL. 2510-2121

Batuque em São Paulo, 1846, por Denis, Ferdinand, 1798-1890 Fonte: http://acervo.bndigital.bn.br/sophia/index.html

Há autores que entendem o batuque como antecessor direto do lundu, outros, o relacionam à umbigada, ao cateretê, ao samba e outras danças. Talvez esta tenha sido sua troça, sobreviver penetrando danças descendentes, ultrapassando assim os séculos. É bem provável que ainda estejamos dançando algo daquele batuque que apaixonou tanta gente no passado. A própria necessidade de múltiplas medidas oficiais para exterminá-lo revela o poder do encantamento africano no batuque, que podia até assustar por sua sensualidade libidinosa, mas no fundo, o que provocava mesmo era a atração por seus efeitos fisiológicos misteriosos, capazes de enfeitiçar qualquer pele. _______________ Maristela é professora de dança, pesquisadora e autora de vários títulos, dentre os quais quatro livros publicados sobre dança de salão Fontes interessantes: •Souza, Silvia Cristina Martins de Souza. Danças licenciosas, voluptuosas, sensuais... mas atraentes!!! Representações do batuque em relatos de viajantes (Brasil – século XIX). Revista Brasileira de História das Religiões. ANPUH, Ano IV, n. 11, Setembro 2011.•Zamoner, Maristela. História da Dança de Salão no Brasil, Bahia do século XIX. Lecturas Educación Física y Deportes (Buenos Aires), v. 195. Agosto, 2014. •Zamoner, Maristela. História da Dança de Salão no Brasil: Curitiba e Paraná do século XIX. Lecturas Educación Física y Deportes (Buenos Aires), v. 188. Janeiro, 2014. •Zamoner, Maristela. História da Dança de Salão no Brasil: Minas Gerais do século XIX. Lecturas Educación Física y Deportes (Buenos Aires), v. 209. Outubro, 2015.

Assine nosso jornal!

Cupom de assinatura Quero receber o JFD

( ) R$ 30,00 pelo período de 6 meses (6 edições) ( ) R$ 60,00 pelo período de 12 meses (12 edições) ( ) R$ 120,00 pelo período de 24 meses (24 edições) Nome .............................................................................................................................. CPF ........................................................... tel. ( ) ..................................................... Endereço para remessa: ........................................................................................................................................ Bairro .......................... Cidade: ................................. Estado: .................................. CEP ( )( )( )( )( )-( )( )( ) Remeter para: Amaragão Edições de Periódicos - R. Joaquim Silva 11 sala 409 Lapa - Rio de Janeiro - RJ - CEP 20241-110 Informações: contato@jornalfalandodedanca.com.br | (21) 2535-2377 ou 9202-6073


6

ANO 10 - Nº 111 DEZEMBRO / 2016

www.jornalfalandodedanca.com.br ISSN 2237-468X

Conto de Natal

O Natal sinistro do dançarino Rato o militar por intermédio de um de seus comandados da farda. Ao ver o tamanho do presente, Euclides ficou por segundos pensando o que teria feito por merecer a atenção de quem tanto o explorava no trabalho sem boa paga. Na cesta havia uma ceia completa. Bacalhau, vinho, azeite, castanhas, vidros de iguarias diversas, nozes, cerejas, panetone... E uma lata de biscoitos finos que se colocava como uma luz acesa dentro da cesta. Era dourada, importada. Continha os biscoitos de mel da Lu Gastal, o que melhor se entendia como um presente em épocas natalinas. A esposa do dançarino desprezou o mimo. Quis devolver ao general para que fosse entendida a mensagem de que não eram de cesta de Natal que viveriam, mas, sim, de uma relação de trabalho justa. Entretanto, o dançarino era de paz. Quem dança tem alma de quem ama. A lata dos biscoitos mais finos do mundo seria dela. Da esposa. Mas ela pouco se deu ao trabalho de abri-la. Euclides sentou-se, porém, diante daquele banquete que iria fazer do seu Natal o primeiro cercado de fartura. Nunca havia comprado bacalhau português. Menos ainda vinho de qualidade dos importados. Embevecido, Rato não parava de olhar para a cesta. Até que ele não é tão mal assim, pensava o dançarino, enquanto começava a desmanchar os laços e puxar os papéis de seda que a preservavam. De repente, sua mão tocou em um envelope dirigido à esposa do “... meu grande colaborador...!”, escrito pela mão do general.

Rato mal acreditava no que via. Passava os dedos sobre a letra do patrão. Como cego sobre um texto em Braille. Sensível e emotivo, Rato até pensou que era feliz. Que o Natal também seria a noite feliz que anunciam. Afinal, a mesa seria coberta de farturas. Ele sentaria à mesa com a sua amada de toda a vida, e juntos falariam sobre o que todas as demais pessoas falam na noite de Natal. Contornou, então, todas as adversidades com a esposa. Convenceu-a a receber a caixa de biscoitos como um presente especial. Lembrando-a de que o gesto lhe fora dirigido como se o general a reconhecesse como uma grande dama. Chegada a noite do dia 24 de dezembro, a toalha foi lançada sobre a mesa de jantar da sala. Como uma criança que descobre um novo modo de viver uma noite de Natal, o dançarino colocou os pratos, os copos e as iguarias em travessas que a esposa arrumara com estranho sentimento contido. Sentados à mesa riam entre si sem fala. Era uma noite feliz mesmo. A primeira noite de Natal que o dançarino vivia com a dignidade dos sedentos por reconhecimento. Farto de tanto comer, Euclides levantouse para fumar um cigarro Continental na varanda da casa. Meditava como a vida poderia ser diferente a partir do dia em que recebeu uma cesta de Natal com tantos importados. Foi um prêmio merecido, pensava ele, sorrindo sem perceber. E à mesa voltou para abrir a caixa dos biscoitos desprezados pela esposa ressentida. Pegou o maior deles. E voltou para a varanda.

Para recordar (ou conhecer): Cestas de Natal Amaral As Cestas de Natal foram por décadas, principalmente nos anos de 1950 a 1970, o sonho de consumo das famílias brasileiras. Os tamanhos variavam, de acordo com a numeração, como acontece até hoje. Era comum se passar o ano pagando as cestas em prestações mensais, não raro com bastante sacrifício. Mas o esforço valia a pena quando a tal cesta era entregue em dezembro e orgulhosamente acomodada ao pé da Árvore de Natal. Crianças e adultos aguardavam o momento sublime de abrir a cesta de vime, de onde as crianças retiravam com certo suspense as tiras de papel ou de madeira que protegiam seu conteúdo. A atração da criançada eram os doces, chocolates,

bolachas, disquinhos, brindes e brinquedinhos. Destes, os mais disputados eram os que vinham dentro da Cesta de Natal Amaral, campeã de vendas do segmento. Havia um boneco de plástico, chamado “Gigante Amaral”, tipo gênio da lâmpada, que segurava nas mãos um carro e uma casinha, símbolo dos bens que eram sorteados entre os compradores das cestas. Posteriormente, o boneco-brinde foi substituído pela Emília e pelo Pelé, hoje itens preciosos em sites de raridades. Ao lado, publicidade de 1957 das Cestas de Natal Amaral, destacando o pagamento parcelado e as premiações dos sorteios. __________________________ Leonor Costa

Passados muitos e muitos minutos, o biscoito não dissolvia na boca de Euclides. Jogado de um lado para o outro dentro de sua boca, mastigado energicamente, o biscoito continuava vivo como nunca entre seus dentes. Pensou em beber um líquido qualquer para ajudar a dissolver o biscoito, mas o volume dentro de sua boca era grande para tentar ingerir mais alguma coisa. Cansado de mastigar e mastigar sem que o biscoito dissolvesse, Euclides sentiu-se aflito frente a nenhuma solução. Pedir ajuda à esposa, não podia. Ela odiou ter recebido a lata dos biscoitos. Beber algum líquido também não era a solução. Cuspir era tudo que não admitia pensar. Afinal, os biscoitos eram os mais famosos do mundo e o general tinha sido muito generoso. Resolveu, então, engolir tudo. O volume que guardava na boca abriu caminho em sua garganta de forma violenta. Atordoado, Rato engasgou-se a ponto de ser socorrido na Emergência do Hospital Miguel Couto. Porque não era um biscoito que engolira, mas, sim, o papelão que ficava entre os biscoitos, para sustentálos. Foi preciso uma pequena intervenção médica para Euclides livrar-se do papelão que engolira. Mas que Noite Feliz!, mesmo assim, sempre dizia ele. _________________________ Maria Augusta é dançarina e está reunindo contos para um livro sobre as aventuras do dançarino Rato, do qual este texto faz parte. Acompanhe as crônicas lendo online o Jornal Falando de Dança, em www.jornalfalandodedanca.com.br.

http://www.propagandashistoricas.com.br/2015/12/cestas-de-natal-amaral-1956.html

O dançarino Rato trabalhava em uma tinturaria, em Botafogo. Perto da casa de vila onde morava. Na mesma vila onde começou sua vida de Maria Augusta casado, em um dos quartos da casa 16. De lá, Euclides e a moça do vestido de cinto de flores foram morar na casa de número 15. De propriedade do português que tinha um açougue também na Rua São Clemente. Rato ia e voltava diariamente do trabalho pedalando sua bicicleta. Preta. Sem freio. Era uma Philips, inglesa, muito usada. A tinturaria onde o dançarino Rato trabalhava era de propriedade de um general do Exército. Lá Euclides tudo fazia. Era como se dono fosse. Entretanto, seu salário (ou retirada, como dizia) não correspondia à responsabilidade que ele carregava sobre os ombros. Embora quase todas as tardes ele descesse as portas do estabelecimento mais cedo porque o baile não podia esperar. Rato tinha fãs. Dançava tão levemente como se sobre bolhas de sabão. Na tinturaria, seu terno branco era diariamente passado na máquina inglesa de vapor sobre o linho. Era uma máquina de prancha, com botões que Euclides manuseava como teclas de um piano. Ele usava um lenço branco no colarinho, o que era hábito frequente para evitar a marca do suor nas camisas brancas como ovo. Quando dançava, também usava lenço embebido em água de colônia na mão esquerda. Era a etiqueta exigida para não passar suor para a mão da dama. O general não valia nada. Era um trapalhão, mentiroso. E explorou a capacidade de trabalho do dançarino durante muitos anos. Mais de vinte. Sob a promessa sempre renovada de que lhe daria sociedade na empresa. Isso nunca ocorreu. A cada final de ano, o general presenteava Euclides com mimos sem valor. Até que naquele Natal sinistro Euclides anunciou que queria marcar hora para uma conversa com ele. Foi o suficiente para o militar desequilibrar-se emocionalmente. Porque, afinal, sem o Rato, quem iria “dançar” seria ele, o dono. Na verdade, Euclides não iria dizer ao general nada além de que queria uma nova bicicleta para o ajudante Gilson, responsável pelo recolhimento e entrega das roupas nas residências dos clientes. De consciência pesada, o general atordoado logo pensou que Euclides anunciaria algum grande desastre. E, antes que o pior ocorresse, na casa do Rato foi entregue uma Cesta de Natal farta que lhe enviara


CASA DE FESTA ELANDRE MADUREIRA RUA

ALCINA

107

APRESENTA

SÁB GRANDE BAILE DA AMIZADE

14

com a banda

NOVOS TEMPOS

JAN 2017

Parte integrante do Jornal Falando de Dança - pág. 7 - ed 111 - DEZEMBRO / 2016 - Para anunciar aqui, ligue (21) 9-9202-6073 / 2551-3334

INÍCIO 16H

Espaço Cultural Taquara Estr. Marechal Miguel Salazar Mendes de Morais, 192 Jacarepaguá - próx. BRT Merck / Sta. Efigênia

Aulas personalizadas e pequenos grupos coreografia para casamentos e debutantes Excursões dançantes | Equipe de dançarinos Aluguel do espaço | som e iluminação

ABERTURA DJ VAL

REALIZAÇÃO: PINTA (3297-6305 / 99020-2201) CONVITE ATÉ AS 18H ROBERTINHO (97521-5184) | INDIO (97162-3775) = R$ 10,00

Direção: David Theodor

2426-4816 | 9-9299-4078 (Claro / Zap) | 9- 9816-5813 (Vivo) contato@davidtheodor.com | www.davidtheodor.com

SEXTA FERIADO

DOS

Rua do Bispo 302 Tijuca

POVEIROS

das 15h às 23h

Ingresso antecipado

R$ 20,00 Mesa antecipada R$ 10,00

2252-3762 98117-5057

99202-6073

www.radioluzitana.com.br A Rádio da Cultura e do Progresso Disk Luzitana (21) 3124-3333 (21) 99612-3817

Pres. Jacemir S. Barbosa

Jessé Junior

Consultoria Imobiliária CRECI 68321

98142-0992

Pic Nic

de

(SISTEMA FICHAS)

SEXTA | 23 DEZ | 16H apoio:

ASPOM apresenta Av. Dom Hélder Câmara 8484 - Piedade - tel. 2595-5342

EQUIPE KARLA FALCÃO

BANDA MILÊNIO Parceria:

FORMULÁRIO DE ADESÃO COM DAVID THEODOR DIRETOR DE COMUNICAÇÃO

Administração Levi Meirelles

DANÇARINOS

Baile dos Garçons Bernardo e Wilson

FILIE-SE!

Certificado pelo Sindicato dos Profissionais de Dança do Rio de Janeiro (CQID | 2010) Registro Profissional (DRT) nº 46.947

20 JAN CASA

Venha fazer uma aula experimental

Danças de salão | Artesanato | Ballet | Teatro Jazz | Sapateado | Tango | Samba no pé | Zumba

Tocando o melhor da dança de salão

Convite antecipado R$ 10 - Mesa R$ 10 - Venda somente com os realizadores

DANÇAS TEATRO arte

Ar Condicionado - Estacionamento Inf.: 993-990-646 / 968-323-552 Convite antecipado: R$ 30

Promoção “Faça seu anúncio e ganhe vinheta em mp3 grátis - 4 chamadas diárias”. Participe da Nossa Rede de Associados, Empresas & Amigos. Acesse o site www.cisfraternal.com.br no link “CARTEIRA” e receba grátis a sua Carteira Exclusiva familiar com Status de Membro Fundador. Ganhando 50% de descontos nos eventos e na linha de produtos da Rede. Lançamentos e prontos em todo Rio de Janeiro Procure imóveis possíveis no Viva Real Informações 24 horas Pergunte-me como As melhores propostas. Vem comigo! j.sarmentojunior74@gmail.com Norte Shopping Loja H 109 e 110 www.consultorespatrimovel.com.br/jesse-junior www.imoveispossiveis.com.br

BAILAÇO COM

CONJUNTO

OS DEVANEIOS

BANDA

ALTO ASTRAL

REALIZAÇÃO: LUIZ ANTONIO 97029-3103 / 98769-7387 / 99573-8191

APOIO: CLEVE 96494-5600 / 98529-8464 - AMIGOS DA DANÇA - G.E.E. - JORNAL FALANDO DE DANÇA

Bailes:

1º 2º 3º 4º

sábado sábado sábado sábado

| | | |

Escola de Dança

Rastapé & Batucada Tum & Tum Zouk+ Milonga Carioca

Espaço de Dança Adriana Gronow & Paulinha Leal R. Arnaldo Quintela 22 - tel. 2542-2040

Botafogo

GRUPO

TODO SÁBADO

vozes

PORTUGUÊS JACAREPAGUÁ

som &

2757-2564 964.343.243

18h

CLUBE RECREATIVO

R. Ariapó 50 - Taquara

BAILE DOS SONHOS DOURADOS

QUINTA 15

DEZ-2016 ÀS 19:00h

Mesa antecipada com 04 convites: R$ 80,00 Convite individual: R$ 25,00 mesa:GRÀTIS Apoio


PARATODOS DA PAVUNA

R. Comendador Guerra 84 - Pavuna - tel. 2474-1960 Administração Waldir Marques APRESENTA

GRANDE BAILE DO BRANCO SEXTA - 30 DEZEMBRO - 19H BANDA ALTO ASTRAL CONVITE ANTECIPADO R$ 15,00 | MESA R$ 10,00

L GER A

Realização:

Aos músicos, profissionais da dança, diretores dos clubes sociais, à imprensa falada e escrita, aos amigos e público da dança de salão que apoiaram e prestigiaram meus eventos em 2016, meus sinceros agradecimentos, com votos de feliz Natal e próspero 2017.

Geraldinho dos Clubes

Em breve! Detalhes sobre nova parceria, com imperdível baile em homenagem ao DIA INTERNACIONAL DA MULHER, e comemorando os 40 anos do programa O SHOW DO ANTONIO CARLOS, líder de audiência. EM MARÇO, em grande casa de shows, com a sensacional ORQUESTRA TABAJARA!

LIMA PROD

S ÕE

Inf. Geraldinho dos Clubes 2527-2300 e 988.740.012 Prof. Reginaldo Alexandre 970.076.668 Denise Abrantes 964.587.280

O

D

Parte integrante do Jornal Falando de Dança - pág. 08 - ed. 111 - DEZEMBRO / 2016 - Para anunciar aqui, ligue (21) 9-9202-6073 / 2551-3334

ÚLTIMO BAILE DO ANO


84 ANOS DE GLÓRIAS

CLUB

MUNICIPAL

Associação dos Servidores Públicos Club Municipal

Parte integrante do Jornal Falando de Dança - pág. 09 - ed. 111 - DEZEMBRO / 2016 - Para anunciar aqui, ligue (21) 9-9202-6073 / 2551-3334

Fundado em 17 de novembro de 1932

NOITE SERTANEJA

SEXTA - 09/12/16 20H Abertura com

SEX | 02 DEZ

LUIZ CAMILO

Swing Carioca

ABERTURA 20H COM SWING CARIOCA

DOM - ALMOÇO DANÇANTE

Um brinde!

11/12 - ORQUESTRA COMMANDER 18/12 - CONJUNTO AEROPORTO Das 13 às 19h - Traje Esporte Fino

SEG - BAILE DA MELHOR IDADE

12/12 - CONJUNTO OS DEVANEIOS 19/12 - ORQUESTRA TUPY Das 16 às 20h - Traje Esporte Fino

ALMOÇO DOS APOSENTADOS - QUI - 01 DEZ - 12H

COM MARCO VIVAN

IMPERDÍVEL Traje Azul ou Branco opcional

Comemorando o aniversário da diretora Bella Bádua

19 DEZ 16h

BAILE DO AZUL E BRANCO

Administração:

Luiz Paredes Dias

“Sempre ao lado do sócio” Diretora Social: Bella Bádua

Agradeço a todos os amigos que me prestigiaram em 2016 e desejo a todos um FELIZ NATAL e próspero 2017. Com carinho, Amiga Angela

SEGUNDA

IE-SE C O S S A

Um brinde a todo o quadro social e convidados, que nos prestigiaram nos eventos realizados no Club Municipal no ano de 2016. Contamos com a participação de todos em 2017. Feliz Natal e próspero ano novo. Presidente Luiz Paredes Dias e Diretoria

Rua Haddock Lobo 359 - Tijuca Tel. 2569-4822 r. 206 - 3528-8966 Curta nossa fan page no Facebook

www.clubmunicipal.com.br

84 ANOS DE GLÓRIAS

ança Falando de D de l a rn o J o d e ança A equip unidade da d deseja à com Natal e próspero ano salão um felizuita dança! novo com m


Encontro Conexión sin fronteras DOMINGO

12 FEV 2017

Conexão sem fronteiras Exponha seus produtos / serviço visite o site para informações | Espaços alternativos | Corpo & Movimento | | Meditação e reflexão | palestras | produtos | | Espaço Gourmet | Apresentação de danças | | Vivências | Workshops | Sincronicidade | | Artesanato | desfile | shows musicais |

13 ÀS 19H

Organização:

Apoio:

Ingressos antecipados: (21) 97262-5967 / 99796-1131 http://encontroconexionsinfronteras.jimdo.com

Programa radiofônico Saudades de Além Mar

Sábados 10 às 11h

Produção e apresentação Sérgio Viana e Pedro Paulo

CULTURA - MÚSICA - FOLCLORE - CURIOSIDADES - PRÊMIOS Escute pela internet: www.metropolitana1090.com.br

ESPAÇO DE DANÇA

PARATODOS DA PAVUNA

R. Comendador Guerra, 84 - Pavuna - tel. 2474-1960 - Adm.: Waldir Marques

ANIVERSÁRIO DE 50 ANOS DO

CONJUNTO OS DEVANEIOS

QUINTA - 19 JAN - 19H (VÉSPERA DE FERIADO)

INGRESSO ANTECIPADO R$ 15,00 - MESA R$ 10,00

Personal Dancer Danças de salão Bolero | Forró | Soltinho

Inf. (21) 99268-4197 Niterói & São Gonçalo

Escola de Dança Reinaldo Gonçalves

97921-4670 96414-5115

espacodedancabemestar ALUGAMOS ESPAÇO PARA EVENTOS

TRAV. EXISTENTE 26 POSSE - NOVA IGUAÇU - RJ

DANÇA DE SALÃO - FOX - SAMBA - FORRÓ - BOLERO

DANÇA DE SALÃO | RITMOS QUENTES (SALSA E ZOUK) | CURSO DE FORRÓ Escola de Dança Reinaldo Gonçalves

reinaldo.goncalves2004@ig.com.br - www.escola-danca-reinaldo-goncalves.webnode.com

Inf. (21) 3186-3151 / 9-9741-8373 (Vivo) / 9-8473-4868 (Oi) Em Niterói: Avenida Amaral Peixoto 36 s/415 - Galeria Paz - Centro Em São Gonçalo: Rua Nilo Peçanha 320 - Centro

José Magela

Studio de Dança Marquinhos Copacabana Av. N. Sa. Copacabana 427 - gr. 302/303 - Rio de Janeiro - RJ

DANÇAS DE SALÃO E CONSCIÊNCIA CORPORAL

Tel.: (21)2256-1956 e 2548-7755

SESSÕES PARTICULARES

Aulas em grupo ou particular com os melhores professores do mercado

DO BOLERO AO SAMBA || DO FORRÓ AO TANGO COREOGRAFIAS PARA EVENTOS || PREPARAÇÃO CORPORAL PARA CENAS

Sábados: baile de ficha, início 19:00h

www.marquinhoscopacabana.com.br email: marquinhoscopacabana@globo.com

tel. 99162-1845 || email: jmagela2016@gmail.com

2223-4066

Não se preocupe! Adalberto Marinho, personal dancer e prof. de teoria musical, busca sua dama e a leva em casa! Inf. 98336-1523 / 3381-1721

Stelinha Cardoso - REG.MTB: 15.414

Av. Marechal Floriano, 42 - sobr. Centro - Rio de Janeiro - RJ

Temos vários convênios - faça uma aula experimental BAILE DO ALMOÇO - TODAS AS QUINTAS, 12H BAILE MENSAL - ÚLTIMA SEXTA DO MÊS, 18H

Aceitamos Cartões Visa e Mastercard

arte: www.jornalfalandodedanca.com.br

arte: www.jornalfalandodedanca.com.br

Amy

Dança de salão em Bangu e P. Miguel

Aprenda bolero, soltinho e samba com a profª

Arcilene

9.8065-8396

Alvaro’s Dance Conforto, credibilidade, profissionalismo e bom atendimento

Doria

DANÇAS DE SALÃO bolero-fox(soltinho)-forró-tango-salsa zouk-samba de gafieira-samba no pé NOVIDADE: ballet clássico e flamenco

(1) R. do Bosque 31 - Bangu (Associação da Marinha) (2) R. Senador Joaquim Pires 113 - Padre Miguel (Associação Amaja) (3) R. Olímpia Esteve 219 - Padre Miguel

9.9397-5078

9.8553-4564

Dir.: Álvaro Reys

Informações:

2547-0861

R. Barata Ribeiro 271, sobrado - Copacabana - RJ

Dança de salão no Fonseca, Niterói Inf. Sorriso 97667-1866 Centro Cultural Ônix- Fonseca - Niterói mestresalasorriso

Prof. Markinhos

Alameda S. Boaventura 824 - tel. 2626-3983

Apoio

Marcos Cigano

EM NOVA IGUAÇU

Bem Estar

CONVITES NO CLUBE OU COM: GERALDINHO DOS CLUBES (21) 2527-2300 / 988-740-012 ROSANGELA 993.992.235 SANDRINHA 964.568.408

@bol.com.br

Dançar é: prazer - amor - amizade - fraternidade conhecimento - saúde. Faça parte você também dessa atividade e viva melhor

Rua Riachuelo 109 - 2º andar Centro - RJ 2221-1011 / 9-9265-5035 www.renatapecanha.com.br

apoio

ATENÇÃO: ESTAMOS EM NOVO ENDEREÇO! VENHAM NOS VISITAR Com este: uma aula grátis e isenção de matrícula

Parte integrante do Jornal Falando de Dança - pág. 10 - ed 111 - DEZEMBRO / 2016 - Para anunciar aqui, ligue (21) 9-9202-6073 / 2551-3334

R. HENRIQUE DIAS, 95 - ROCHA

Realização

CLUBE DOS SUBTENENTES E SARGENTOS DO EXÉRCITO


www.jornalfalandodedanca.com.br ISSN 2237-468X

ANO 10 - Nº 111 DEZEMBRO / 2016

Opinião

Política Cultural

Tio seminovo

Classe artística lota Teatro Municipal, na audiência pública realizada pela Alerj, sobre a extinção da SEC

Carro usado, em loja, não é mais usado, nem velho. Virou seminovo. Também tenho direito: passei a me definir Milton Saldanha como um tio seminovo. Ainda que a filha de uma amiga me tenha adotado como avô. E o pior é que gosto. Explico: tenho dois filhos que ainda não me deram netos, e sonho com isso. Ser avô é uma beleza, você estraga e depois devolve aos pais, para que resolvam. Qual avô nega um pacote de salgadinhos ao neto? E vá explicar que aquilo é veneno para a saúde. Ser seminovo tem várias vantagens. A melhor é o conhecimento acumulado. A capacidade de usar a memória como fonte para o entendimento do presente e para especular sobre o futuro. O discernimento que se torna mais fácil porque não vem acompanhado da ansiedade do jovem. E tem o sexo. Ah, o sexo... Na maturidade você fica menos impulsivo. Os rudes diriam mais brocha. Prefiro dizer que ficamos mais seletivos. E não precisamos dele todos os dias, a moderação é

um bem-vindo conforto. Alguém é seminovo quando mantém o chassis em forma. Com a manutenção em dia, tem que se alimentar corretamente, fazer exercícios, caminhar. Eu danço tango três vezes por semana, no mínimo. Não existe melhor remédio. O tango cura tudo, ou faz esquecer de tudo, o que dá mais ou menos na mesma. O grande desafio dos seminovos é se manter imune à ranzinza. De tanto ver os mesmos problemas de sempre se repetindo, o velho, ops, digo, o seminovo se cansa deles e vai ficando impaciente. Ou ranzinza mesmo. O remédio contra isso é procurar manter o bom humor. Se conseguir fazer alguém rir, estará no bom caminho. Não sei até quando serei seminovo. Não existe carimbo com prazo de validade. Só sei que vou continuar dançando até quando puder. Se chegar aos 90 anos, dançando, podem apostar: ali estará um velhinho seminovo em folha. ________________________ Milton Saldanha, fundador do Jornal Dance (São Paulo)

Fique por dentro Centenário do Samba I

Este foi o tema da palestra de Leonor Costa, dia 20/11, no Centro Coreográfico, por ocasião da cerimônia de abertura da Semana da Dança de Salão do RJ. Leonor focou no samba de salão, traçando um paralelo entre os encontros de cultura afrodescendentes realizados nos fundos das casas de baianas como Tia Ciata e o desenvolvimento do samba como gênero musical e como dança de salão. ---

Centenário do Samba II

O flash mob virtual em homenagem ao centenário do samba, que será veiculado nas redes sociais dia 02/12, teve o envolvimento de 24 países, 101 cidades e 122 times que realizaram a performance proposta pelo grupo do International Samba Day. Fotos e vídeos dos grupos participantes podem ser acessados por facebook/internationalsambaday. A entrevista com os idealizadores do projeto, feita ao Jornal Falando de Dança pode ser acessada em www.jornalfalandodedanca.com.br. ---

Jubileu dos 150 anos do Clube Democráticos

A mais antiga sociedade dançante carioca realizará, dia 19/01, uma quinta-feira,

grande baile comemorativo dos 150 anos de fundação. Mais detalhes na próxima edição. ---

Eleições APDS/RJ

Dia 04/12 acontecem as eleições da diretoria da APDS/RJ, no 6º andar do Club Municipal, na Tijuca, a partir das 10h. Na ocasião também acontecerá a Assembleia Geral Ordinária tendo como item de pauta a aprovação das contas do ano de 2016. O último ato da atual diretoria será dia 11/12, com a realização da confraternização de fim de ano dos associados, em baile no Club Municipal, com a orquestra Commander. Mais detalhes sobre as eleições, AGO e baile de confraternização em facebook.com/apdsrj. ---

Nota de falecimento

Registramos com pesar o passamento do dançarino Gabriel Bello, dia 24/11. Gabriel (foto) era fã do Jornal Falando de Dança e tinha grande número de amigos na comunidade da dança de salão. ___________Editado por Leonor Costa

Dia 24/11, artistas, trabalhadores e fazedores da Cultura lotaram a Audiência Pública organizada pela Comissão de Cultura da Alerj. Em pauta, a instalação do Sistema Estadual de Cultura e a permanência da Secretaria de Estado de Cultura. O encontro foi presidido pelo deputado estadual Zaqueu Teixeira (PDT), presidente da Comissão de Cultura da Alerj, e contou com a presença da secretária de Estado da Cultura, Eva Dóris Rosenthal, da presidenta do Conselho Estadual de Políticas Culturais, Cleise Campos, e dos deputados Eliomar Coelho (PSOL), Carlos Minc, Waldeck Carneiro (PT) e Luiz Paulo Corrêa da Rocha (PSDB). Diversos movimentos culturais, artistas, gestores e representantes dos Conselhos estadual e municipais do Estado apresentaram suas reivindicações pela permanência da Secretaria de Estado de Cultura. Dentre os argumentos apresentados, está o de que a extinção da secretaria possa comprometer a participação do RJ no sistema nacional de cultura, pois para que isso aconteça é necessário que o Estado tenha instalado seu sistema estadual de Cultura. Fruto da Lei 7035/15 (Lei Estadual de Cultura), o Sistema Estadual de Cultura é composto pelo Conselho Estadual de Cultura, um Plano Estadual e o Fundo Estadual de Cultura, que precisa ser regulamentado. “Nós aprovamos a Lei Estadual de Cultura em 2015 e ela prevê a instalação de um Sistema que beneficie a produção e difusão cultural no Estado do Rio. Uma das obrigações legais para nos mantermos no Sistema Nacional de Cultura é que o Estado tenha um órgão próprio responsável pela área. Por isso, é um retrocesso o Executivo extinguir esta secretaria”, afirma o deputado estadual Zaqueu Teixeira, presidente da Comissão. Para a presidente do Conselho Estadual de Políticas Culturais, Cleise Campos, a permanência da Secretaria de Estado de Cultura é estratégica; “o lugar que chegamos, por meio da SEC, na construção das políticas culturais no Estado do RJ, é de fundamental importância para os fazedores de cultura, artistas, gestores, animadores e produtores culturais nos municípios fluminenses”. Como encaminhamento da Audiência ficou decidido o pedido de uma reunião com o governador do Estado, Luiz Fernando Pezão e a elaboração de um Projeto de Decreto Legislativo apoiado pelos deputados presentes com o objetivo de impedir a extinção da Secretaria de Cultura. Fonte: http://blogdozaqueu.com/

11

Encontros promovidos pelo Conselho Estadual de Política Cultural nas dez regiões fluminenses focam na instalação do Sistema Estadual de Cultura do RJ O Conselho Estadual de Política Cultural promoveu, em novembro, encontros com fazedores de cultura nas dez regiões fluminenses, para discutir a instalação do Sistema Estadual de Cultura do RJ. Os encontros também serviram para debater as mudanças anunciadas na estrutura administrativa do Estado, com a incorporação da pasta da Cultura pela de Ciência, Tecnologia e Inovação, a partir de janeiro de 2017, e as possíveis implicações dessa fusão na efetivação do Sistema Estadual de Cultura. O encontro da região metropolitana do Rio foi realizado dia 25/11, no Centro Coreográfico, dia seguinte à audiência pública promovida pela Alerj no Teatro Municipal.

Colegiado Setorial de Dança

Dia 22/11, os membros do Colegiado se reuniram em Brasília, tendo como pauta: (1) a diretoria de dança no organograma da Funarte; (2) Prêmio Klauss Vianna de dança (Funarte); (3) Plano Nacional de Dança; (4) marcos legais; (5) Conferência Nacional de Cultura (CNC). Sobre o item 4, foram discutidos: (1) Lei da Dança (PLS 644/2015) de autoria do Senador Walter Pinheiro, atualmente tramitando na Câmara dos Deputados sob nº 4768/2016 e que regulamenta a atividade do profissional da dança. (2) PLC 190/2015, em tramitação na Câmara dos Deputados, de autoria do Deputado Federal Carlos Zarattini (Aposentadoria Especial para os Profissionais da Dança). Sobre a CNC, ficou decidido que ela se realizará em 2017, pelo que Estados e Municípios deverão organizar suas respectivas conferências de cultura, a fim de eleger os delegados que irão participar da conferência nacional.

Sobre o PL 4768/2016

Quem compareceu ao 14º Encontro da Associação dos Profissionais e Dançarinos de Salão do RJ (APDS), realizado dia 20/11, no Centro Coreográfico, pôde tirar suas dúvidas sobre o projeto em tramitação na Câmara de Deputados, que regulamenta as atividades do profissional da dança. É que Denise Acquarone, membro do conselho estadual de cultura e do Sindicato dos Profissionais da Dança, proferiu palestra sobre o tema, a convite da APDS.

Provas para registro profissional

Os profs. Mychelle Dantas, Jefferson Bilisco e Aurya Pires integraram a banca examinadora das provas do sindicato para obtenção do registro profissional, realizadas dia 12/11, no Centro Coreográfico. Próximas provas previstas para abril/2017. ___________ Editado por Leonor Costa


ANO 10 - Nº 111 DEZEMBRO / 2016

12

www.jornalfalandodedanca.com.br ISSN 2237-468X

Circulando pelos eventos de apoiadores e patrocinadores 1

2

3

4

5

6

Iniciamos a seção com as coberturas fotográficas feitas pela amiga Angela Abreu, representante do JFD nas zonas norte e oeste. (1) Aniversário da dançarina Nisa Noronha, comemorado no baile do Sargento de Cascadura, dia 11/11. (2) Aniversário da dançarina Águeda Moura, comemorado dia 13/11. (3) Aniversário da dançarina Cássia Borba,comemorado dia 13/11 (na foto, a aniversariante à esquerda, com a amiga Yaporan). (4) Aniversário do dançarino Edson Soares, comemorado dia 03/11. (5) Aniversário de 70 anos da profª Nice Machado, comemorado em casa de festas. (6) Evento Baixada In Dança, realizado dias 12 e 13/11 na Aspom. Na foto, os organizadores Magno Matias e Elton Nascimento homenageando os promoters de baile Angela Abreu, Ana Pantaleão, Sidnei Amorim, Célia Mendes, Cris Castilho, Rosangela Zaluar e Henrique Nascimento.

1

2

3

4

5

(1) Reunião da diretoria da APDS, dia 09/10, no Club Municipal. (2) Fundadores do jornal Voz de Portugal, comemorando os 80 anos de fundação deste informativo luso-brasileiro, dia 12/10, em baile no Arouca Barra Clube. (3) Distribuição do jornal Falando de Dança no almoço dançante da Casa da Vila da Feira, dia 16/10. (4) No mesmo baile do dia 16/10, equipe de dançarinos também lendo o JFD. (5) Valdeci de Souza no seu Baile da Saia Godê, dia 22/10, no Helênico, cercado das candidatas ao prêmio da saia godê.

1

2

3

4

5

Conforme anúncio de capa da ed. 110 do JFD, Evando Santos comemorou seu aniversário realizando grande baile no salão nobre da Associação dos Empregados no Comércio, dia 29/10, animado pela banda Alto Astral. (1) Evando e a esposa Teresa Barbosa Bruno. (2) Evando e Teresa com as aniversariantes do mês. (3) Evando com o casal de amigos Dulce e Alberto Almeida. (4) Com Marquinhos Trancinha e convidadas. (5) Com a caravana da Amazonas Dance, liderada por Gustavo Loivos.

1

2

3

4

5

Dia 18/11 a cantora Denise Abrantes (1), da banda Alto Astral, comemorou seu aniversário em grande baile na Aspom. (2) Denise com o marido e com Aragão. (3) A aniversariante recebe o carinho e a homenagem do filho. (4) Denise ao lado da promoter Angela Abreu, do presidente da Aspom, Levi Meireles, e da primeira-dama da Aspom, Cristina. (5) Aragão, Angela e Robson (banda Novos Tempos), no mesmo evento.

1

2

3

4

5

Registro do baile de dança de salão promovido pelo Clube do Rocha, sob coordenação da profª Cris Castilho e equipe, dia 10/11. Nas fotos, Cris com Aragão e Leonor (1), com Ranulfo e amigo (2), com os afilhados (3 e 4), e com a equipe do baile (Leo, Jean e dj Walter Negrão). O próximo grande baile no local será o de confraternização, dia 22/12.

1

2

5

3 Dia 23/10 a Associação dos Profissionais e Dançarinos de Salão do RJ realizou seu 13º Encontro dos Associados, no Centro Coreográfico da Cidade do Rio de Janeiro, com palestra e atividade sociocultural. O tema deste encontro, ainda dentro das comemorações do centenário do samba, foi samba tradicional, com roda de conversa coordenada por Gustavo Loivos, seguida de oficina com movimentos do “balão apagado”. (1) Gustavo coordenando os debates. (2) Demonstração e prática do movimento conhecido como “balão apagado”. (3) Aragão com participantes do Encontro. Na sequência, registro do baile de aniversário do promoter Paulinho da Fusão, dia 15/11, na La Maison Sully. (4) O aniversariante com Angela Abreu, Leonor Costa e Antonio Aragão. (5) Paulinho, Angela e Aragão com Denise, da banda Alto Astral, que animou a pista de dança.

4

ANO NOVO, NOVOS PROJETOS, MUITOS BAILES. ANUNCIE CONOSCO! CAPTAÇÃO PARA A EDIÇÃO DE JANEIRO: ATÉ 15 DE DEZEMBRO! INFORMAÇÕES: (21) 99202-6073


www.jornalfalandodedanca.com.br ISSN 2237-468X

ANO 10 - Nº 111 DEZEMBRO / 2016

3

6

7

1

2

8

4

9

13

5

Dia 20/11 Geraldo Lima realizou mais uma edição do Baile da Consciência Negra, no qual homenageia dez cidadãos afrodescendentes de destaque em suas atividades. Este ano foram homenageados: Marlene Oliveira, funcionária do Tribunal de Contas do Estado; Leila Cavalcante, coordenadora de projetos da terceira idade; Matilde Batista Santa, professora de educação artística; Renata Daflon, inspetora de polícia; Carlos Rocha, funcionário do Club Municipal; Reginaldo Alexandre, professor de dança de salão; Jaime José Pereira da Costa, coronel dentista; Nando Cunha, ator; Marcelo Rodrigues, comentarista da SportTv ; e a professora Lêda Francisco. Nas fotos, temos o registro da entrega da placa à (1) Renata Daflon (ao lado dos pais e de Valéria Dias); (2) Carlos Rocha; (3) Marcelo Rodrigues; (4) Jaime José (ao lado de Geraldo Lima e do radialista Gelson Cunha); (5) Lêda Francisco cercada por amigos; (6) Matilde; (7) Reginaldo Alexandre com Gelson Cunha; (8) Leila Cavalcante; (9) Marlene Oliveira.

Circulando especial

2

3

1

6

4

7

11

5

8

12

9

13

10

14

15

No dia 20/11 a APDS realizou seu 14º Encontro dos Associados, no Centro Coreográfico, no qual promoveu cerimônia de abertura da Semana da Dança de Salão do RJ, uma efeméride estadual criada pela Lei 3440/2000 e até hoje pouco aproveitada por promoters e professores de dança para dar visibilidade ao segmento da economia criativa da qual participam. O Jornal Falando de Dança apoia o trabalho da APDS para divulgação desta efeméride desde 2007, tendo seus diretores, Leonor Costa e Antonio Aragão, participado do grupo de trabalho criado pelo então deputado estadual Alexandro Molon, em 2010, que elaborou sugestão de texto para a regulamentação da Lei, que prevê atividades patrocinadas pela secretaria estadual de cultura. (1) Jaime Arôxa dá seu depoimento à plateia que lotou o espaço cedido pelo Centro Coreográfico. (2) Sérgio Castro, Denise Acquarone e Ana Romano. Denise Acquarone, conselheira de cultura do RJ e membro do Sindicato dos Profissionais da Dança, foi uma das palestrantes e tirou dúvidas da plateia sobre o seu tema: o projeto de lei em tramitação que regulamenta a a tividade do profissional da dança. Além de Denise, proferiram palestra a editora do Jornal Falando de Dança, Leonor Costa (“O Centenário do Samba”) e o prof. Sérgio Castro (“Syllabus do samba de salão: um projeto em construção”). (3) As atividades do dia foram encerradas com um coquetel dançante. (4) Homenagem aos profissionais que proferiram palestras e ministram workshops nos encontros dos associados. (5) Mestre Dionísio apresentou-se com sua pupila. (6) A APDS homenageou e agradeceeu o apoio do Club Municipal (representando por seu assessor de imprensa, Jorge Cabrral), Steven Harper (que mencionou a APDS em seu livro); e os integrantes da comissão eleitoral que estão organizando o pleito do dia 04/12 (eleições da diretoria biênio 2017-2018). (7) Ana Romano, presidente da APDS, homenageia Gil Santos e Paula Mori, do Centro Coreográfico. (8) Presidente da APDS entrega moção de homenagem e agradecimento ao Jornal Falando de Dança. (9) Ana com representantes do Sindicato dos Profissionais da Dança do RJ, Leandro Azevedo (que recebeu a homenagem em nome do presidente Caio Nunes), Denise Acquarone e Steven Harper. (10) Posse com Jaime Arôxa. (11) Aragão (diretor financeiro da APDS) entregando carteirinhas de associados. (12) David Theodor, diretor de comunicação da APDS, recebendo novas inscrições. (13) Rodriguinho, Priscilla Borges e Renan Feu exibem os certificados de atuação nos encontros APDS. (14) Aragão e associadas. (15) Aragão, Adriana Salomão e Steven Harper.


14

ANO 10 - Nº 111 DEZEMBRO / 2016

www.jornalfalandodedanca.com.br ISSN 2237-468X

Roteiro dos eventos de nossos patrocinadores e apoiadores SEGUNDAS Baile da Melhor Idade do Club Municipal Todas as segundas, das 16 às 20h. Inf.: 25694822. V. página de divulgação do clube nesta edição, com a programação das bandas. Aula Baile no C. C. Valqueire Todas as segundas, das 19 às 21h, grátis, com prof. Sérgio Castro. Inf. 3390-9650 / 9-86265044. Baile do Azul e Branco Dia 19/12, 16h, no Club Municipal, com orquestra Tupy, comemorando o aniversário da diretora social Bella Bádua. V. anúncio na página de divulgação do clube. Inf. 2569-4822. TERÇAS Baile em S.Gonçalo Organizado pela Ac. de Dança Reinaldo Gonçalves, toda primeira terça-feira do mês, bailinho no Abrigo Cristo Redentor, Centro de São Gonçalo (em frente ao Sesc), de 19 às 22h. Inf. 9-97418373. Baile da Conceição da Bahia Baile mensal (última terça) dos aniversariantes do mês, na Ac. de Dança Conceição da Bahia, na Tijuca, a partir das 18h. Inf. 2288-2087 / 99679-3628. Tijuca Tênis Clube Inf. (21) 3294-9300. Baile Romântico da Churrascaria Gaúcha Todas as terças, a partir das 20h, música ao vivo. Inf. 2558-2558. Baile do Studio de Dança Flávio Marques Todas as terças, no Centro do Rio, das 12 às 15h. Inf. 2223-0530 / 9.9745-2305. Baile de tango no Studio de Dança Valdeci de Souza Todas as terças, a partir das 19h. Inf. 7897-7969. Baile Maison Sully Inf. 9.6445-5111 (Júlio) ou 7806-2645 (Pessanha). Baile dos 84 anos do Humaitá A. C. Dia 10/01/17, em Niterói, a partir das 20h, com o conjunto Os Devaneios. V. anúncio nesta edição. Inf. 98787-0068. QUARTAS Forró sertanejo e universitário na Churrascaria Gaúcha Todas as quartas, a partir das 20h. Inf. 2558-2558. Dançando na quarta Casa dos Poveiros, Tijuca. Inf. 2578-4361 / 7830-3009. Quartas Democráticas Toda quarta, no Democráticos, forró ao vivo. Inf. 2252-4611. Baile dos Amigos da Dança, na Taquara Todas as quartas, no G. R. Português de Jacarepaguá, a partir das 18h. Inf. 2423-3585. Baile na AABB-Tijuca Toda quarta, com conj. Som e Vozes. Inf. 2423-3585. Quartas dançantes no C. E. Mauá / SG Toda quarta, a partir das 18h, com atrações variadas. V. anúncio nesta edição. Inf. prof. Genilton 973-538-170. QUINTAS Tango Gala Baile mensal, na Academia Alvaro’s Dance, em Copacabana, ligar para confirmar. Inf. 25470861. Baile da Gaúcha Todas as quintas, a partir das 20h, na Churrascaria Gaúcha, com opção de dançarinos de ficha. Inf. 2558-2558. Baile do Almoço Toda quinta, 12h, no Espaço X de Stelinha Cardoso. Inf. 2223-4066 / 9-8780-2223. Bailinho do Clube do Rocha Toda segunda quinta-feira do mês, com equipe de dançarinos (sist. ficha). Inf. 3256-5833 / 9.64237917. Bailes da Integração, na Casa Elandre Um grande banda a cada quinta-feira. Realização Sidnei Amorim (97109-166) e Célia Mendes (97599-3321). V. anúncio nesta edição. Almoço dos Aposentados do Club Municipal Na primeira quinta-feira do mês, a partir das 12h, evento dançante com almoço self-service opcional. V. programação completa na página do clube, nesta edição. Inf. 2569-4822. Baile do Tapete Vermelho Dia 15/12, 20h, na Casa das Beiras, com dj Evando Santos. Inf. 98812-3188. 8º Baile da Rabanada Dia 15/12, 19h, com bandas Alto Astral e WP Show, no clube Mackenzie, Méier. Inf. 34217767 / 99818-7075 / 97542-3369 (Leo Bumba). V. anúncio nesta edição. Baile de Confraternização no Clube do Rocha Dia 22/12, 19h, com banda Alto Astral e dj W. Negrão. V. anúncio destaque de capa desta edição. Inf. 964-237-917. Baile do Natal

Dia 22/12, 18h30, na Casa Elandre. V. anúncio nesta edição. Inf. com Sidnei Amorim (971091666) ou Célia Mendes (97599-3321). Baile do Branco Dia 29/12, 18h30, na Casa Elandre, com banda Alto Astral. Inf. 97599-3321 (Célia) / 971091666 (Sidnei Amorim). V. anúncio nesta edição. Baile no Paratodos da Pavuna Dia 19/01/17, 19h, comemorando os 50 anos do conjunto Os Devaneios. Inf. 2527-2300 / 988740-012. V. anúncio nesta edição. SEXTAS Baile da C. D. Carlinhos de Jesus Inf. 2541-6186 (Botafogo). Baile da Cachanga do Malandro (Carlos Bolacha) Na Lapa. Inf. 7862-7012 / 97916-0141 (Tim) Baile da Ac. Cristiano Pereira Em Bonsucesso. Inf. 3868-4522. Casa dos Poveiros Na Tijuca. Inf. 2578-4361 / 7830-3009. Sexta Carioca na Churrascaria Gaúcha Em Laranjeiras. Inf. 2558-2558. Milonga Xangô Na Lapa. Inf. 3970-2457. Espaço Dança Comigo Toda sexta, no Estácio (antiga ac. Caio Monatte). Inf.2273-4346. Baile Grande Sexta Toda última sexta do mês, 18h, no Espaço X de Stelinha Cardoso. Inf. 2223-4066 (Centro do Rio). V. anúncio nesta edição. Happy Hour do CASS Baile mensal no Clube do Servidor Municipal, Estácio, geralmente na primeira sexta-feira do mês. Inf. pelo email nodadanca@gmail.com. Casa de Viseu Inf. tel.3391-6730. Seresta no Canto do Rio (Niterói) Todas sextas, das 18 às 22h, no Centro de Niterói. Inf. 2717-5023. Sexta dançante no sobrado Toda sexta, no Studio de Dança Henrique Nascimento, em Pilares. Inf. 3899-7767 / 7706-0217. Pagode do Municipal A partir das 20h, v. página com programação do clube, nesta edição. Inf. 2569-4822. Baile Aniv. da amiga Angela, na Aspom Dia 02/12, 19h30, na Aspom, com banda Novos Tempos. V. anúncio nesta edição. Baile do Branco Dia 02/12, 19h, com banda Alto Astral, na Villa Nova Music Beer, no Estácio. Inf. 99327-9599 / 99815-4233. Luiz Camilo e Swing Carioca Dia 02/12, no Club Municipal, apresentação do cantor, conhecido cover de Tim Maia. Abertura às 20h com grupo Swing Carioca. V. página de divulgação da programação do clube, nesta edição. Inf. 3528-8966. Noite Sertaneja Dia 09/12, no Club Municipal. Abertura às 20h com o grupo Swing Carioca. V. página de divulgação da programação do clube, nesta edição. Inf. 3528-8966. Baile dos Garçons Dia 23/12, 16h, na Casa dos Poveiros, com banda Milênio, org. Bernardo Garcon e Garçon Wilson. Inf. 993-990-646 / 968-323-552. V. anúncio nesta edição. Noite do Branco Dia 30/12, 18h, com bandas Milênio e Novos Tempos, na Aspom. V. anúncio nesta edição. Inf. 98641-0306 / 99828-9064. Grande Baile do Branco do Paratodos Dia 30/12, 19h, no Paratodos da Pavuna, com banda Alto Astral. Inf. 2527-2300 / 988-740-012. V. anúncio nesta edição. Pic Nic de São Sebastião Dia 20/01/17, 15h, na Aspom, com bandas Os Devaneios e Alto Astral. V. anúncio nesta edição. Inf. 97029-3103 / 98769-7387 / 99573-8191. SÁBADOS Baile do Núcleo de Dança Amantes da Arte Sempre no segundo sábado do mês. Vagas limitadas, ligar antes. Inf. 2595-8053 / 9-8142-5371 (Cláudio Almeida). Baile-Ficha em Copacabana Todo sábado, a partir das 19h, no Studio de Dança Marquinhos Copacabana (veja anúncio da academia nesta edição). Inf. 2256-1956 e 25487755. Baile na Escola Jaime Arôxa Botafogo Todos os sábados: 1º sábado: Rastapé & Batucada; 2º sábado: Tum & Tum; 3º sábado: zouk; 4º sábado: Milonga Carioca. Inf. 2542-2040. V. anúncio nesta edição. Tarde Dançante no clube Helênico Todo sábado, almoço dançante das 13 às 16h, seguido de tarde dançante com banda ao vivo. Inf. 2502-1694. V. anúncio nesta edição. Gafieira Estudantina Bailes todos os sábados, a partir das 20h. Inf. 2232-1149. Sábado Especial na Gaúcha Todos os sábados, a partir das 20h, na Churrasca-

ria Gaúcha. Inf. 2558-2558. Bailinho do Estúdio de Dança Ivan Sanna No 2º sábado do mês, em Copacabana (ligar para confirmar antes), das 18 às 22h. V. anúncio da academia nesta edição. Inf. 9-8442-2178. Zouk Explosion na academia Lídio Freitas Baile mensal. Inf. 2565-6253. Baile dos Sonhos Dourados Todo sábado, 18h, no G. R. Português de Jacarepaguá, com grupo Som e Vozes. Dançarinos grátis. Inf. 2423-3585. V. anúncio nesta edição. Bailes no Espaço F (Freguesia) Inf.: 9-8702-0078. Baile da Melhor Idade, em Mesquita Todo segundo sábado do mês, no Espaço de Dança R & A, do prof. Reginaldo. Inf. 9-7650-2746 / 9-8809-3888. Bailes do Clube das CelebrIdades. Inf. 2257-3898 / 99777-1338 / 98567-7874. Baile de Aniversário de Geraldo Lima Dia 03/12, 16h, no Helênico A. C., com banda Alto Astral. Inf. 2527-2300 / 988-740-012 Baile de Confraternização da Casa de Dança Sérgio Castro Dia 03/12, 18h, no Centro de Convivência Vila Valqueire. V. anúncio nesta edição. Inf. 33909650 / 986-265-044 / 986-265-340 / 993-672288. Baile A Festa Brasil, Branco da Paz Dia 03/12, 18h, na Casa da Vila da Feira. Seis horas de baile com as bandas Devaneios e Alto Astral. Inf. 99445-5131 (Fabiano Brasil). V. anúncio nesta edição. Samba com Feijoada no Democráticos Dia 03/12, das 13 às 19h, com grupo PSR (Puro Samba de Raiz) com a cantora Rose Barcellos e outras atrações. Inf. 96455-9778 (Rose). Baile da Amizade, vermelho e branco Dia 10/12, 20h, no clube Canto do Rio, Niterói, com banda Novos Tempos e dj Sandra Lopes. Inf. com Parcifal ou Vânia Cortes, tel 2704-6915 / 997-334-111. V. anúncio nesta edição. Baile dos 88 anos da Gafieira Estudantina Dia 10/12, 21h, com banda Alto Astral e djs Jorginho e Nelsinho. V. destaque de capa desta edição. Inf. 2232-1149. Consoada do Helênico Dia 17/12, com as bandas Rio Postal e Alto Astral a partir das 16h. V. anúncio com a programação do clube nesta edição. Inf. 2502-1694 / 2164-7329. Tradicional Baile do Branco Dia 17/12, 18h, no Castelo da Pavuna, com banda Alto Astral e dj Jefferson Thomaz. Inf. 986410306 (Ana Pantaleão). Reveillon La Maison Sully Dia 31/12, 22h, com banda Alto Astral e dj Adriano, com tudo incluído, inclusive café da manhã. V. anúncio nesta edição. Inf. 96461-5126. Baile à fantasia no Canto do Rio Dia 28/01/2017, tradicional baile à fantasia com premiação. A partir das 20h, com bandas Alto Astral e Big Show. Lançamento do concurso virtual de fantasia do Jornal Falando de Dança e comemoração do aniversário do Parcifal. V. anúncio nesta edição. Inf. 2704-6915 / 99733-4111.

sociados APDS adimplentes. Inf. 9-9202-6073. Baile de confraternização profª Arcilene Dia 18/12, 15h, na Associação da Marinha, em Bangu. Inf. 993-975-078. Baile no Horto, Niterói Dia 18/12. Baile mensal gratuito da Amazonas Dance, de 11 às 14h. Confirme antes por telefone. Inf. 9-9307-2736. V. anúncio nesta edição. Tradicional Baile da Paz e da Esperança Dia 18/12, 19h, no clube Canto do Rio, Centro de Niterói, com o conjunto Os Devaneios. V. anúncio nesta edição. Inf. 2717-5023. Grande Baile da Amizade Dia 14/01/17, 16h, com banda Novos Tempos, na Casa Elandre. Realização: Pinta (3297-6305 / 99020-2201). V. anúncio nesta edição. 1º PicNic Dançante Paulinho da Fusão Dia 12/02/17, na Fazenda Sonho Meu, com bandas Fenix e Alto Astral, dj Toinho Tocante, e outras atrações. V. anúncio neste edição. Inf. 99594-0952.

DOMINGOS Domingueira do Canto do rio Todos os domingos, em Niterói, às 19h, com banda ao vivo. Inf. 2717-5023. Domingueira Democrática Todos os domingos, a partir das 20h, no Clube dos Democráticos, no Centro do Rio, com banda ao vivo. Inf. 2252-4611. Domingueiras do Club Municipal Na Tijuca, almoço dançante, das 13 às 19h. V. página de divulgação do clube. Inf.: 2569-4822. Domingueiras Casa da Vila da Feira Almoço dançante do clube, na Tijuca, com o grupo Som e Vozes. V. anúncio. Inf.: 2293-1542. Domingueira da Aspom Todos os domingos, 18h, com grandes bandas. Inf. 2596-3974. V. anúncio nesta edição. FORRÓMANIA na Gaúcha Todos os domingos, a partir das 20h, o forró mais quente da cidade com duas bandas. Inf. 25582558. Forró é na Ariapó Todo domingo, 18h, grupos de forró ao vivo no G. R. Português de Jacarepaguá. Inf. 2423-3585. Domingueira Jaime Arôxa Tijuca Inf. 7856-5288 / 2565-6253. Gafieira Elite Domingueira da Paulinha, todo primeiro e terceiro domingo do mês com dj Paulinha Leal. Inf. 2232-3217. Baile de tango na Ac Jimmy de Oliveira Todo 3º domingo org. Márcio Carreiro. Inf. 2264-6044. Ligue para confirmar. Domingueira na Ac Jimmy de Oliveira Todo último domingo do mês. Inf. 2285-6920 / 9-9476-8130. Ligue para confirmar. Baile de Confraternização da APDS Dia 11/12, no Club Municipal (Tijuca), 15h, com orquestra Commander. Entrada gratuita para as-

EVENTOS EM OUTRAS CIDADES E ESTADOS (consulte também a programação das bandas e djs) CAMPOS DOS GOYTACAZES / RJ Bailes da Casa de Dança Beatriz Petrucci. Inf. 98744-688. Ligue para confirmar. NITERÓI / SÃO GONÇALO / ALCÂNTARA Ver programação por dia da semana. MARICÁ / RJ Bailes Moreira Studio de Dança. Inf. 9-87446884. Ligue para confirmar. ITABORAÍ / RJ Noites dançantes com música ao vivo no Esporte Clube Comercial de Itaboraí, todas as quintas, 19h30. Inf. 2635-2333. Ligue para confirmar. RIO DAS OSTRAS / RJ Toda quarta, bandas locais e do Rio tocando na rua Renascer da Terceira Idade, Jd. Campomar. Org. Grupo Renascer. Inf. (22) 2764-6700. Ligue para confirmar. NOVA IGUAÇU Toda sexta, baile na RioSampa. Inf.2667-4662 DUQUE DE CAXIAS Bailes da academia de dança ESCADAS. Inf. 99968-7622 (João Batista). Ligue para confirmar. BELO HORIZONTE / MG Bailes às sextas, da Academia Pé de Valsa, na rua Teixeira de Freitas 478 s/01. Inf.: veja anúncio da academia, nesta edição.

AVISOS, SHOWS, PASSEIOS, MOSTRAS, FESTIVAIS, COMPETIÇÕES, TEATRO, WORKSHOPS, CURSOS e outros: Eleições e Assembleia da APDS Dia 04/12, 11h, no Clube Municipal (Tijuca). Inf. 992-994-078 (David Theodor, dir. comunicação APDS). Pousada Faraó, Cachoeiras de Macacu Dias 30/12 a 01/01/2017: Pacote de Reveillon, com ceia e queima de fogos. Org. Margarida: 2711-8297 / 99399-6284 / 97919-4269 (v. anúncio nesta edição). Concurso virtual de fantasias do Jornal Falando de Dança Lançamento dia 28/01/2017, no Baile à Fantasia do Parcifal, no Canto do Rio, Niterói. A votação será online, no perfil do JFD no Facebook, e o resultado será divulgado na Quarta-feira de Cinzas. Passeio Náutico Dançante Dia 08/01/17, pela baía da Guanabara, com djs Viviane Chan e Reinaldo Silva, equipe de dançarinos e almoço incluso. V. anúncio nesta edição. Inf. Edson Santos: 99496-8448 (Claro/whatsapp). Passeio dançante a São Lourençao Dias 10 a 12/02/17, com Semear Tur (Edson Santos) e Dj Chan. Inclui passeios, recreação, baile com Marco Vivan e baile com djs Vivi Chan e Sandra Lopes. Inf. 3681-4760 / 99496-8448 / 98284-7170. V. anúncio nesta edição. Encontro Conexión Sin Fronteras Dia 12/02/17, das 13 às 19h, no Clube do Rocha. Exposições de produtos e serviços, meditação e reflexão, palestras, apresentações musicais e de dança, desfile. V. anúncio na ed. 111 do JFD. Inf. 97262-5967 / 99796-1131. Excursão dançante a Porto Seguro (Bahia) De 15 a 19/03/2017, com Edson Santos e equipe de dançarinos, baile com banda Alto Astral e outras programações. Inf. 99496-8448 (Zap). Gafieira Brasil 2017 De 20 a 23/04/17, aulas, bailes e competições por equipes. Inf. www.gafieirabrasil.com / 984188706.

PROGRAMAÇÃO DAS BANDAS E DJ’S PATROCINADORES/APOIADORES: Banda Alto Astral Inf. (21) 3762-2669 / 96458-7280. V. anúncio nesta edição. Acompanhe a atualização da agenda pelo facebook. Já agendado para dezembro: (01) CIB; (02) Casa de Shows Vila Nova; (03) Helênico + Casa da Vila da Feira; (04) Democráticos; (06) Casa de

Trás dos Montes; (07) Recreativo Português; (08) Elandre; (09) evento particular no Cl. Municipal + Sítio do César; (10) Castelo da Pavuna + Estudantina; (11) Aspom; (13) Maison Sully; (15) Mackenzie; (16) Tijuca T. C.; (17) Helênico + Castelo da Pavuna; (18) CBSM Marinha; (20) Elandre; (21) Casa dos Poveiros; (22) Sargentos do Rocha; (23) Sítio do César; (27) Salão Milênio; (29) Elandre; (30) Paratodos da Pavuna; (31) Maison Sully. Banda Estação Rio Inf. (21) 2143-8891 / 97447-2795 / 9.6434-2581 / 9.6411-0121. V. anúncio nesta edição. Já agendado para dezembro: (04) Aspom; (09) Casa dos Poveiros; (10) Cl. Aliados Campo Grande; (15) Elandre; (17) Castelo da Pavuna; (22) Portuguesa da Ilha; (23) evento particular; (30) Sítio do Cézar; (31) Reveillon na Barra da Tijuca (a confirmar). Banda Novos Tempos Inf. (21) 3624-9446 / 9-9727-2195 / 9-8276-3300 (Robson). V. anúncio nesta edição. Já agendado para dezembro: (02) Aspom; (03) Lapa 40 Graus; (09) Sargento de Cascadura; (10) Canto do Rio; (12) Cl. Democráticos; (16) Saquarema; (18) Aspom; (26) Castelo da Pavuna; (30) Aspom. Grupo Som e Vozes Inf. (21) 2757-2564 / 9.6434-3243. Todas as quartas na AABB-Tijuca. Todos os sábados no Clube Português da Taquara, 18h. Todos os domingos no clube Casa da Vila da Feira, na Tijuca (almoço dançante a partir das 12h). V. anúncio nesta edição. Banda Status Rio Inf. Zeca Teixeira 37934415 / 98130-9552; 7837-2144 (Janete); (21) 3762-6535 (Ilsa). Já agendado para dezembro: (02) Sesc Engenho de Dentro; (03) São João de Meriti (Praça da Matriz); (09) Paraty Trindade; (10) La Maison Sully ; (14) Poveiros; (17) Iate Clube Muriqui; (18) Democráticos; (19) Festa Particular; (24) Gaúcha; (30) Sítio Cezar; (31) Gaúcha. Conjunto Aeroporto Inf. 2280-2356 / 9-99945580, Sr. José (*) Banda Brasil 10 Inf. (21) 2570-0336 / 9-94455131 (Fabiano Brasil)(*) Banda Brasil Show Inf.: (21) 2691-7294 / 99667-1814 (*) Banda Caribe Inf. (21) 2508-1315 (Antonio Carlos).(*) Banda Cassino Brasil Inf. 2427-0861/78193214* Banda Copa 7 Inf. 7894-6319(*) Banda Holiday Inf. (21) 3371-4239 / 9-96641080 (Paulo)(*) Banda Milênio Inf. Ana Pantaleão: 9.86410306 e 9.9828-9064; Larissa Pimenta: 9.69909789 e 9.7646-4857. (*) Banda Lua Nova Rio Inf. (21) 9-8666-1864 / 9-7649-9548 / 986.589.867 (Daniel). Conjunto Os Devaneios Inf. (21) 9-93654362 (Jorge) / 2762-0069 (Luiz) (*) Banda Paratodos Inf. Toninho Moreira, tels. (21) 3477-4308 / 7862-0558 id:83* 67257. V. anúncio nesta edição.(*) Banda Pérolas Inf. (21) 3178-3369 / 9-99567278 (Aldair).(*) Banda Phenix Inf. (21) 9-9390-3475 / 24824911 / 7731-2474 (Ruan Carlos)(*) Banda Resumo Inf. (21) 2462-5080 / 9-82899287 / 9-7363-9927 (Emerson Ribeiro). (*) Banda Rio Balanço Inf. (21) 3072-2500 / 99464-0953 (Washington)(*) Banda Rio Postal. Inf. (21) 3018-3087 / 97022-6025 (Cosme); 97026-9367 (Rogério). * Banda Shock Casual Inf (21) 3406-9367 / 98611-3154(*) Banda Sol & Mar Inf. (21) 2225-6925 / 98769-9980 (Fernando).(*) Grupo Trinidance Inf: (21) 9-9854-9827.(*) W. P. Show Inf: (21) 2596-4786 / 97122-5528 (Sidnei Fala Sério).(*) (*)Agenda não disponível até a data de fechamento desta edição. Telefonar para informações ou acompanhar a atualização pelo perfil das bandas no Facebook. DJ Cícero Souza Inf. (21) 98836-4492 DJ Evando Santos Inf. (21) 98812-3188 DJ Fabiano Silva Inf. (21) 7723-0745 id 645*15492 (Itaguaí). DJ Fábio Marques Inf. (21) 7804-5051 / 9.9304-6717. Dj Guisner Inf. (21) 2260-1332 / 9-9732-3594. Dj Pedrada Inf. (21) 9-9775-2102 DJ Renato Ritmus Inf. (21) 9-9692-1752. DJ Renatinho Inf. (21) 7866-2721 / 9-96826671 / 9-9236-6513. DJ Tom Silva Inf. (21) 98390-9550 DJ Viviane Chan Inf. tel (21) 9-9462-9322. DJ W Negrão Inf. tel (21) 9-9022-7905. _____LIGUE PARA CONFIRMAR____ Programação sujeita a alterações. Ligue antes! Informe ao promotor onde viu a dica, ajudandonos a comprovar a utilidade desta seção. Seja um de nossos patrocinadores e tenha seu roteiro inserido aqui. Inf. (21) 2551-3334 / 9-92026073 (Claro) / 991.228.077 (Whatsapp)


Banda

Contatos:

(21) 2143-8891 | 97447-2795 96434-2581 | 96411-0121 vicente.roberto@oi.com.br estacaoriobanda@gmail.com

ALTO ASTRAL

VISITE NOSSO SITE! www.estacaoriobanda.wix.com/estacaorio

(21) 3762-2669 | 9.6458-7280

Denise Abrantes

Banda

Contatos: Ilza - 3762-6535 3063-0077 9.6550-7118 Janete - 2791-1231 7837-2144

9.9397-5078

9.8065-8396

9.8553-4564

Sérgio Castro, Ana Castro e toda sua equipe desejam a alunos, familiares e amigos feliz Natal e próspero 2017. Casa de Dança Sérgio Castro R. Quiririm 1523/c.5 - V. Valqueire (21) 3390-9650 / 98626-5340 / 98626-5044

Que a dança seja sempre motivo de

PAZ e ALEGRIA!

Aos organizadores e suas equipes de bailes, músicos, cantores, dançarinos, senhores e senhoras, desejo BOAS FESTAS e que JESUS nasça em seus corações todos os dias de 2017. Com carinho, Marlene Ribeiro

Aprenda a dançar em casa

com

JAIME ARÔXA PROMOÇÃO!

desconto de 50%

De R$ 40,00 Por R$ 20,00

arte: Jornal Falando de Dança

Danças de salão em Bangu e Padre Miguel

(21) 3624-9446 9-9727-2195 / 9-8276-3300

Compre agora seu DVD

inaciocj@gmail.com

Tel. (21) 2247-3458 / 9-9641-3499

JMCOM

Desejo a todos os amigos da dança, meus queridos alunos e familiares, um feliz Natal e que o ano vindouro nos encontre com saúde e disposição para dançar muito! Com carinho, Profª Arcilene Dória

CONTATOS

ROBSON CRISPIM

www.capezio.com.br

arte: www.jornalfalandodedanca.com.br

Parte integrante do Jornal Falando de Dança - pág. 15 - ed. 111 - DEZEMBRO / 2016 - Para anunciar aqui, ligue (21) 9-9202-6073 / 2551-3334

Status Rio

$& ¸$! &z”

Os dançarinos Alberto Almeida e Dulcineia desejam um feliz Natal e um próspero Ano Novo a todos os familiares, amigos, professores e aos dançarinos com quem compartilham os bailes nos clubes desta cidade maravilhosa. Extensivo a todos os promoters e suas equipes que nos recebem tão bem nos eventos. Alberto e Dulce Foto: Alberto e Dulce com os vicecampeões brasileiros de tango, Priscilla Rodrigues e Fernando Barbosa

%FVTÏåFM


DANCE IN MAR II DOM 08 JAN 2017 O melhor passeio náutico: você vai se encantar! Animação - sorteios - dança!

DJ

Dançarinos de apoio

- Frutas Liberadas - Almoço Incluso - Bebidas a preços justos

Viviane Chan

DJ Reinaldo Silva

Passeio na baía da Guanabara

PASSEIO SOB MEDIDA PRA QUEM GOSTA DE DANÇAR !!!

Embarques: Marina da Glória 9h (Rio) e Bay Market 10h (Niterói)

R$

Realização

D

ance in Mar

II

130,00

Apoio

Plantando Sonhos e Colhendo Amigos

BAIA de GUANABARA

* vagas limitadas * reserve já o seu lugar

3681.4760

98284.7170

99496.8448

99994.4589

www.semeartur.com.br 97529.8270

DOM | 11 DEZ | 15H | CLUB MUNICIPAL CONFRATERNIZAÇÃO DA APDS FAÇA JÁ SUA RESERVA DE CONVITE ATRAÇÕES: ORQUESTRA COMMANDER BRINDES E BOLO DECORAÇÃO ESPECIAL NAS MESAS

Agradeço a todos que em 2016 apoiaram e prestigiaram meus eventos, desejando-lhes FELIZ NATAL E PRÓSPERO ANO NOVO. promoter

Bernardo Garçon

(21) 99399-0646

RESERVAS:

9-9202-6073

Apresente sua carteirinha na AGE do dia 04/12 para retirar seu convite Associado adimplente: grátis | acompanhante não sócio: 50% desc. Atenção: o clube não permite entrar com tênis / sapatênis Apoio: Club Municipal - Jornal Falando de Dança

Escolha seu calçado para o baile do branco!

Na compra de qualquer sapato ou sandália, ganhe este exclusivo porta sapato/bag

DANÇAS DE SALÃO AULAS | COREOGRAFIAS CONTRATOS PARA BAILES Direção: Gustavo Loivos Diretor Comercial da APDS

BAILE no Horto

DO FONSECA

DOM 11 ÀS 14H

GRÁTIS

DESCONTOS DE ATÉ 20% PARA ASSOCIADOS:

Atenção! Caravana Niterói - Rio para a Festa Brasil Baile Branco da Paz, informe-se Prod. Fabiano Brasil

TEMOS MOTOBOY Entrega em até 48 horas Consulte o valor do frete

Inf.2613-3276 / 9-9307-2736

18 DEZ

Confraternização de fim de ano

RUA VISCONDE DE ITABORAÍ 365 Centro - Niterói - RJ

(esquina com R. Marechal Deodoro)

site: www.amazonasdance.wix.com/escoladedanca

Parte integrante do Jornal Falando de Dança - pág. 16 - ed. 111 - DEZEMBRO / 2016 - Para anunciar aqui, ligue (21) 9-9202-6073 / 2551-3334

Tudo isso por apenas

JFD 111  

Jornal Falando de Dança, ed. 111 (dez/2016)

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you