Issuu on Google+


Imagens digitais Uma imagem digital é a representação de uma imagem bidimensional usando números binários codificados de modo a permitir seu armazenamento, transferência, impressão ou reprodução, e seu processamento por meios eletrônicos. Há dois tipos fundamentais de imagem digital. Uma é do tipo rastreio (raster) e outra do tipo vetorial. IMAGENS VECTORIAIS ç São compostas de linhas e curvas definidas matematicamente chamadas vetores.

o programa retém a definição da figura matematicamente.

ç Imagens criadas com programas como Corel Draw e Adobe ilustrator - vectoriais. ç Uma figura desenhadas em um programa vetorial pode ser movida,redimensionada ou rotacionada como um objeto independente, isto porque

ç Programas baseados em vetores funcionam melhor para textos e outros formatos que requerem suas bordas sem serrilhas. ç Os computadores geram dois tipos básicos de imagens: vector - vetoriais e raster - matriciais

IMAGENS MATRICIAIS ç São compostas de uma grade ou matriz de pequenos quadrados, chamados pixels. ç Imagens criadas por programas como Adobe Photoshop e Corel Photopaint. ç Uma figura desenhada em um programa matricial é composta de um grupo de pixelsem uma localização particular, que cria a aparência de uma figura. ç Para editar uma imagem raster, você edita um grupo de pixels ao invés de um objeto definido matematicamente.

U

ç Imagens matriciais ou baseadas em pixels são utilizadas geralmente para processar imagens fotográficas ou imagens criadas em um programa de pintura. ç O pixel picture element, é a menor unidade de uma imagem disponível para processamento. Um pixel tem duas características distintas: ç Tem sua posição relativa a outros pixels na imagem ç Tem uma capacidade de cores que nós medimos em bits

MA imagem digital do tipo raster, ou bitmap, ou ainda matricial, é aquela que em algum momento apresenta uma correspondência bit-a-bit entre os pontos da imagem raster e os pontos da imagem reproduzida na tela de um monitor. A imagem vetorial não é reproduzida necessariamente por aproximação de pontos, antes era destinada a ser reproduzida por plotters de traçagem


Imagem vectorial

Edição de imagem ç A edição da imagem

permite remover, acrescentar ou modificar detalhes de uma imagem com ferramentas de edição e pintura. ç Os recursos de

transformação permitem mover, girar, torcer, escalar e aplicar perspectiva a um objeto ou imagem inteira. ç Para editar uma

imagem, há ferramentas e recursos que possibilitam retoques em pequenas áreas, aplicando o efeito exatamente onde desejamos.

Imagem raster

Ferramentas e recursos em edição de imagem • Ferramentas de filtragem • Sobreposição, • Duplicação e cópia de imagens

As principais técnicas de pintura e desenho são incorporadas aos programas de processamento de imagens, possibilitando o uso de canetas, pincéis de diferentes pontas, borrachas, linhas, curvas, preenchimento de áreas e degradês, transportando as ferramentas da prancheta para o computador.

que reproduziam a imagem por deslocamento de canetas-tinteiro. Tipicamente, as imagens raster são imagens fotográficas, e as imagens vetoriais são desenhos técnicos de engenharia. Os quadrinhos ilustrados se assemelham em qualidade a imagens raster, mas são impressos em plotters que passaram a imprimir à maneira das impressoras comuns por jato de tinta.


Imagens vectoriais As imagens vectoriais : as imagens vectoriais são representações de entidades geométricas como um círculo, um rectângulo ou um segmento. Estes são representados por fórmulas matemáticas (um rectângulo é definido por dois pontos, um círculo por um centro e um raio, uma curva por vários pontos e uma equação). É o processador que será encarregado de “traduzir” estas formas em informações interpretáveis pela placa gráfica VANTAGENS

ç Sempre que ampliarmos a imagem vectorial ela não perde qualidade, pois o seu preenchimento é total.

ç Como a qualidade da imagem não

depende da sua resolução, os seus ficheiros têm tamanhos mais pequenos do que os criados com programas bitmap são imagens totalmente preenchidas.

A

ç Os elementos contidos em desenhos

vectoriais podem ser facilmente deslocados e redimensionados. Muitas vezes, basta clicar e arrastar o objecto, que o computador torna a calcular a nova posição.

ç Se quisermos ter uma imagem com

uma boa resolução de impressão, basta termos uma impressora de alta resolução e criar a imagem num programa vectorial.

imagem vectorial permite representar unicamente formas simples. Se é verdade que a sobreposição de diversos elementos simples pode dar resultados muito impressionantes, nem todas as imagens podem ser trabalhadas vectorialmente: é o caso, nomeadamente, das fotografias realistas. A imagem “vectorial” acima é apenas uma representação do que poderia ser uma imagem vectorial, porque a qualidade da imagem depende do material utilizado para a tornar ao olho. O seu ecrã permite provavelmente ver esta imagem com uma resolução de pelo menos 72 pixéis por polegada;


IMAGEM VECTORIAL

IMAGEM MATRICIAL

DESVANTAGENS

ç

Necessitam de tempo de processamento para efectuar a operação de rendering.

ç Devido ao “peso do ficheiro, muitas

das vezes não compensa utilizar este tipo de imagens em certos trabalhos, nomeadamente na web, isto porque muitas das vezes remetem a uma navegação lenta e ineficaz.

o mesmo ficheiro impresso numa impressora daria uma melhor qualidade de imagem porque é imprimida a pelo menos 300 pixéis por polegada. As imagens criadas com programas vectoriais, ou desenhos, baseiam-se em fórmulas matemáticas e não em coordenadas dos pixéis. Os gráficos ou desenhos vectoriais são descritos por equações matemáticas que representam uma série de elementos bidimensionais (2D), como linhas, rectângulos, polígonos, curvas, etc., ou tridimensionais (3D), como sólidos ou outros volumes.


Imagens matriciais As imagens bitmap : (chamadas também imagens raster): trata-se de imagens “pixelizadas”, ou seja, um conjunto de pontos (pixéis) contidos num quadro, cada um destes pontos possuindo um ou vários valores que descrevem a sua cor. Chama-se assim pixelização (em inglês aliasing) ao aparecimento de pixéis numa imagem depois de uma transformação geométrica (nomeadamente a ampliação). Além disso, as imagens vectoriais (chamadas cliparts quando se trata de um objecto vectorial) permitem definir uma imagem com muito pouco informação, o que torna os ficheiros muito pouco volumosos. VANTAGENS

ç

Têm a vantagem de com a resolução adequada terem um peso mais leve e serem mais direcionadas para a web.

ç

Uma das razões que fazem parecer realistas as imagens é que os programas de bitmap podem trabalhar ao nível do píxel uma vasta gama de cores disponíveis.

O

ç

Têm a capacidade de trabalhar imagens como fotografias; imagens digitalizadas de câmaras de filmar e fotográficas ou scanners; com uma grande variedade de cores, tons e formas. A maioria dos programas do Windows pode ler, importar, exportar ou converter formatos do tipo bitmap.

S programas de bitmap têm também as suas desvantagens. Quando uma imagem é criada num programa de bitmap, não é fácil alterar partes da imagem, isto é, não é possível clicar numa parte da imagem e movê-la para o outro lado. Por exemplo, quando se edita um texto, os caracteres inserem-se na área da imagem e não é possível editar, apagar ou inserir novos caracteres. Quando se usa programas de bitmap, as imagens com qualidade dependem da sua resolução (numero de pixéis de largura por altura) e da profundidade das cores. Assim, as imagens em bitmap de alta resolução geram ficheiros de tamanho muito grande.


Exemplo de ampliação de uma Imagem Bitmap

UM bitmap pode conter muito mais detalhes e parecer perfeito. No entanto, ao redimensionarmos, poderemos ter perda de qualidade. Na figura, o lápis menor é um bitmap

obtido de um desenho vetorial (original). Ao ampliar a o lápis num programa bitmap, como o Paint, por exemplo, note que a qualidade do resultado vai diminuindo.

DESVANTAGENS

ç

Quando uma imagem é criada num programa de bitmap, não é fácil alterar partes da imagem, isto é, não é possível clicar numa parte da imagem e movê-la para o outro lado.

ç

Quando se usa programas de bitmap, as imagens com qualidade dependem da sua resolução (numero de pixéis de largura por altura) e da profundidade das cores. Assim, as imagens em bitmap de alta resolução geram ficheiros de tamanho muito grande.

Diferenciados fabricantes de software, ao longo dos anos, têm desenvolvido diversos formatos de arquivo para imagens do tipo bitmap. Um dos objectivos desta proliferação de diferentes tipos de formato de arquivo é ultrapassar o problema enorme «peso» dos ficheiros, procurando-se processos que permitam comprimir os ficheiros, tornando-os mais leves. Os dois tipos de formatos de arquivo mais populares, que permitam gravar as imagens num ficheiro comprimido, são o GIF e o JPGGHG. No entanto, existem outros: • GIF (Graphic Interchange Format) • JPG (Joint Photographic Experts Group) • BMP (Windows Bitmap) • PNG (Portable Network Graphic Format)


Edição de Imagens e desenho vectorial

Para quem não quer ( ou não tem ) dinheiro para gastar com programas caros de edição de imagens ou desenho vetorial, como os da Adobe por exemplo, existem alternativas viáveis e muito boas - tanto para profissionais quanto para usuários domésticos The Gimp

Photo Pos Pro

O melhor e mais popular software de edição de imagens gratuito que existe, mantido e atualizado por uma comunidade incansável ao redor do mundo. Totalmente de código-fonte aberto, ele se destaca pela sua grande variedade de pincéis, paletas, filtros e ferramentas diversas.

Ótimo editor de imagens para quem não quer muita firulagem - simples, direto mas não menos potente por isso. Conta com vários recursos, alguns avançados e conta com filtros e efeitos bem interessantes. A interface é bem intuitiva e dispõe das ferramentas de forma rápida e fácil.

Adobe Photoshop É um software caracterizado como editor de imagens bidimensionais do tipo raster (possuindo capacidades de edição dos editores vectoriais) desenvolvido pela Adobe Systems. É considerado o líder no mercado dos editores de imagem profissionais, e programa de facto para edição profissional de imagens digitais e trabalhos de pré-impressão.


Paint NET

Editor leve e simples mas bem intuitivo que conta com alguns filtros muitos interessantes, para quem não exige muito de um editor de imagens.

Picasa

Apesar do Picasa ser muito mais fantástico como gerenciador de imagens, ele possui alguns poucos mas úteis recursos para retoque de fotos e imagens em geral, além de capturar screenshoots, realizar backups, colagem de fotos, posters, slides etc, e ainda possui integração online - é possível importar fotos e álbuns do Picasa na Internet.

Adobe Ilustrator Editor de imagens vetoriais desenvolvido e comercializado pela Adobe Systems. Criado para o Apple Macintosh em 1985 como complemento comercial de software de fontes da Adobe e da tecnologia PostScript desenvolvida pela empresa.


Imagem Vetorial Vs imagem bitmap Para você compreender as diferenças entre imagens vetoriais e imagens bitmaps, vamos transportar você à escola... Lembra-se de quando você estudou ciências na escola, e lhe foi apresentado o átomo?

N

A verdade, você via um átomo, tampouco ele é de fato como foi descrito. Por outro lado, foi apresentado um modelo, um “faz de conta” que, apesar de não ser o átomo de verdade, permitiu que você compreendesse e pudesse trabalhar com átomos. De modo análogo, explicaremos a difer-

ença entre imagens vetoriais e imagens bitmap, e programas que trabalham com imagens vetoriais e programas que trabalham com imagens bitmaps (mapas de bits). O que vamos exemplificar não é realidade absoluta (você precisaria de um bocado de matemática), mas demonstra claramente a diferença entre os dois sistemas.


Imagem Vectorial

Imagem bitmap

Como na física, onde um vetor é uma entidade definida pelos atributos direção, módulo e sentido, podemos dizer que, na comunicação visual, os vetores (imagens vetoriais) são objetos definidos, também, por seus atributos. Assim, de modo simplificado, o objeto abaixo (imagem vetorial) poderia ser definido da seguinte maneira:

Uma fotografia digitalizada é um exemplo claro de imagem bitmap. Dificilmente você terá o mesmo efeito apenas com objetos vetoriais. Por isso, o CorelDRAW (e outros do gênero), que é um programa vetorial, aceita a importação de imagens bitmaps, de modo que você possa criar trabalhos misturando os dois tipos de imagens (bitmap e vetorial).

• Tipo de Curva = Circunferência • Raio = 1 cm • Preenchimento = amarelo • Contorno = azul Observe que, para guardar esse círculo, não precisamos gravar a imagem propriamente dita, que seriam os pixels (gastaria muita memória). Se guardarmos os atributos, como “Circunferência”, preenchida de “amarelo”, contornada por “azul” e com raio de “1 cm”, qualquer computador poderia reproduzi-la! Esta é a principal característica de uma imagem vetorial.

Bitmaps são imagens que, apresentadas no monitor, são divididas em pequenos quadradinhos, cada um, com uma cor. Esses quadradinhos chamam-se pixels. Quando se grava na modalidade bitmap, grava-se o conteúdo de cada pixel. Num programa que manipula bitmaps, como oPaint do Windows ou o Photoshop, você pode alterar a cor até mesmo de um único pixel!

Vetor por Observação Designers também costumam desenhar a partir da observação de um objeto real. Esse desenho pode ser feito com lápis e papel e depois escaneado e vetorizado (Illustrator ou CorelDRAW) ou diretamente desenhado dentro do Illustrator ou CorelDRAW com o auxílio de uma Tablet (pequena mesa digitalizadora).


De Vector para bitmap Como rasterizar imagens Chamamos de rasterização ao processo de transformação de uma imagem vetorial em uma imagem bitmap, também conhecida como raster. Neste caso, teremos uma imagem rasterizada. Em geral, isto é possível importando imagens, originalmente vetoriais, em programas que trabalham com imagens bitmap. O Photoshop permite esse processo e, provavelmente, você utilizará muitas vezes, como, por exemplo, para apresentar logotipos (usualmente concebidos como vetor) em páginas de internet,

como imagem jpg, gif ou png. Os programas que trabalham com vetores, como o CorelDRAW, o InDesign e o Illustrator, também costumam permitir a exportação para bitmap.

A TER EM ATENÇÃO... Tamanho da imagem Tamanho do pixel • O tamanho do pixel é completamente relativo. • Perguntar quão largo é um pixel é comparado a questionar quão larga é uma fatia de pizza isto depende de quantas fatias tem a pizza toda. Quantificar pixels • A melhor forma de quantificar pixels em uma imagem é através de sua resolução. • Esta fracional quantidade é usualmente expressada em pixels por polegada. Resolução • A resolução nos mostra quantos pixels estão em uma polegada. • Se conhecemos a dimensão de uma

imagem largura - width e altura - height, podemos precisamente dizer quantos pixels há em uma imagem. • Os pixels tem um formato quadrado. Aquisição da imagem Existem diversas formas de adquirirmos imagens para um programa de processamento de imagens. A técnica mais utilizada para aquisição de uma imagem é a partir do scanner • Podemos utilizar um scanner ou importar um desenho vetorial de um programa como o CorelDraw. • As imagens também podem vir de uma câmera digital ou de um PhotoCD. • Para realizar a digitalização da imagem


De Bitmap para vector Como vectorizar imagens Existem aplicativos, como o Vector Magic e o Magnigraph, que vetorizam automaticamente uma imagem bitmap, transformando-a em vetor por um processo conhecido como auto-tracing. Funciona para elementos com contornos bem definidos. Designers, trabalham com o que chamamos de vetorização manual. Como que decalcando um desenho (quando você coloca uma transparência sobre a imagem original e desenha uma nova) e utilizando ferramentas adequadas de programas como o Illustrator ou o CorelDRAW, obtém-se

usando o scanner, é necessário escolher alguns parâmetros que afetarão a qualidade e a usabilidade da imagem digital: • Atribuir a resolução da imagem, baseada na quantidade desejada do arquivo final de saída. • Definir a área da imagem que se pretente scanear • Determinar o número de cores conforme a aplicação da imagem • Configurar, se necessário, a utilização de um filtro de correção Seleção da imagem Imagine a foto de uma paisagem com uma pessoa em primeiro plano. Para realçar a pessoa em relação à paisagem, podemos

uma imagem vetorizada mais perfeita e detalhada. Com este processo, você pode tanto obter uma ilustração realista(onde imagem vetorizada e imagem bitmap parecem idênticas), ou uma simplificação (ilustração estilizada), como o morango.

selecionar a área da pessoa e aplicar um filtro de realce, diferenciando-a do fundo. • Quando editamos uma imagem, fazemos a seleção de partes deste grupo de pixels, permitindo que somente essa área seja afetada. • As áreas que estão fora da seleção são protegidas das modificações. • Uma imagem matricial é basicamente um agrupamento de pixels - pontos Formas de seleção: • por formato - retangular, circular, mão livre, poligonal • por cores e • por tamanho. A utilização da técnica de seleção depende da composição da imagem e da forma do objeto que se deseja selecionar.


01_