Page 1

1


Expediente

Prefácio

Memorial Attilio Fontana

Contar uma história é manter viva uma memória. É resgatar momentos e fatos importantes de épocas, de vidas e de pessoas. A história de Attilio Fontana não deve ser esquecida, tão pouco relembrada. Ela deve ser vivida. Com este objetivo, em 1989, nasce a sua biografia, “História da minha vida”, que retrata a sua trajetória contada por um personagem muito sincero e honesto: ele mesmo. E com a ideia de preservar e dar vida a estes personagens, com uma roupagem mais moderna e acessível, surge o projeto “Os contos dos cantos da casa”, onde a história em preto e branco ganha espaço para ser colorida por crianças, jovens e adultos, permitindo o contato íntimo com a vida e obra do homem que tinha como ideal de vida, o desenvolvimento comunitário. Simone Talin e Renata Gaertner transformam linhas e palavras em uma verdadeira obra de arte. Um presente para as lembranças mais antigas e um deleite para as novas concepções históricas que se formam nos dias de hoje. As artistas dão vida ao que foi e deixam espaços para o que será. “Os contos dos cantos da casa” não serão esquecidos, afinal, contar uma história é manter viva uma memória.

Presidente: Nelso Bonissoni Tesoureiro: Newton Pedott Secretário: Honorino Bernardi Gestor Cultural: Artêmio Filho Os Contos dos Cantos da Casa Idealização: Artêmio Filho Ilustração: Simone Talin Texto: Renata Gaertner Diagramação: Foco Propaganda Gráfica: Newsprint Concórdia, Santa Catarina Agosto de 2014 1ª Edição

Artêmio Filho

2


PARA COLORIR NUM TEMPO EM QUE Nテグ EXISTIA...

Tテグ POUCO...

MUITO MENOS...

3


A PIAZADA SE DIVERTIA SUBINDO EM...

4


REFRESCANDO-SE NO...

E ATÉ CONSTRUINDO...

5


NESTE MESMO TEMPO NASCE UM GURI QUE ENTROU PARA A HISTÓRIA ECONÔMICA DO PAÍS.

ERA O INÍCIO DO SÉC. XX. NESTA MESMA ÉPOCA TECNOLOGIAS RECENTEMENTE INVENTADAS TOMAVAM CONTA DAS GRANDES CAPITAIS DO PAÍS.

6


MAS, NAS COLÔNIAS AS COISAS ANDAVAM DEVAGAR. ENQUANTO ISSO O PEQUENO ATTILIO CRESCIA, SEMPRE ATENTO A TUDO.

E COMO TODA A CRIANÇA, DAQUELA ÉPOCA, ANTES DE DORMIR...

7


NA PRIMEIRA DÉCADA DO SÉCULO XX, O MENINO ATTILIO JÁ DEMONSTRAVA INTERESSE PELOS NEGÓCIOS.

ENTÃO...

8


E ASSIM...

DESDE ENTテグ FORAM MUITAS OPORTUNIDADES PARA O JOVEM FONTANA E ELE AGARROU A TODAS COM SABEDORIA E MUITO TRABALHO.

1921

9


1924 - HOTEL BOM RETIRO

10


1925 - ITARARÉ

11


1942

1944

12


1949

PARA COLORIR

13


1950

1955

14


1962

1978 – INAUGURAÇÃO DA FUNDAÇÃO ATTILIO FONTANA

15


1980

16


1989

17


E A CIDADE FICOU TRISTE...

A Fテ。RICA DEU UM SUSPIRO DE DOR...

18


E A CASA SE VESTIU DE SILÊNCIO....

MAS NO ANO DE 2000, A CASA GANHOU NOVA VIDA!

A CASA ONDE VIVEU ATTILIO FONTANA SERÁ UM ESPAÇO DE CULTURA E TAMBÉM DE MEMÓRIAS DO EMPREENDEDOR...

19


DE FATO, DESDE A SUA INAUGURAÇÃO O MEMORIAL JÁ RECEBEU EM SUA GALERIA OBRAS DE:

20


A CASA ESTÁ SEMPRE ABERTA PARA PROJETOS QUE RESPEITEM A DIVERSIDADE CULTURAL.

21


E TEM UM PESSOAL QUE RECEBE A TODOS COM MUITO AFETO.

O MESMO AFETO COM QUE O DONO DA CASA RECEBIA SEUS CONVIDADOS NO PASSADO.

A NECESSIDADE DE MANTER VIVA A MEMÓRIA DE ATTILIO FONTANA, FEZ DA CASA UM ESPAÇO DE ENCONTRO ENTRE CULTURA E EDUCAÇÃO.

22


O Memorial nos permite sonhar...

Assim como Attilio fez e marcou seu tempo.

23


24

Gibi  
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you