Page 1

P r é m i o Ta l e n t o 2 0 0 9 Correio de Venezuela

@correiodvzla

@correiodvzla

Quinta-feira 8 a Quarta-feira 14 de Outubro de 2015

publicaÇão Nº 625

Ano 15 • Depósito Legal: 199901DF222 • BsF. 20

Esquerda ameaça coligação PSD-CDS/PP Era um indivíduo sobre o qual os Portugueses evitavam falar e que manchava a sociedade lusitana em Venezuela. De forma indirecta é certo. Mas muitos foram visados e vítimas. Pag. 4 pub

Jornadas consulares ‘desembarcam’no Oriente O cônsul-geral de Portugal em Caracas vai deslocar-se aos estados de Anzoátegui e de Nova Esparta para esclarecimento e despacho de assuntos burocráticos pendentes com a colónia portuguesa e de outros que podem ser executados nos locais. Pag. 10

PORTUGAL

‘El Portugués’ abatido pela polícia

COMUNIDADE

VENEZUELA

As eleições em Portugal deram uma vitória pouco folgada à coligação de Passos Coelho e Paulo Portas. A soma dos votos do PS e do Bloco de Esquerda pode inviabilizar no Parlamento a acção governativa de um governo de centro-direita. Continuam as negociações. Pag. 13

Madeira promove novo regime do CINM A Sociedade de Desenvolvimento da Madeira, concessionário do Centro Internacional de Negócios (CINM) e da Zona Franca Industrial da Madeira, vai promover em Caracas um jornada de esclarecimento e informações sobre as duas entidades, agora abrangidas num novo regime de exploração. Pag. 6

Yelitza MENDES regressa aos ecrãs A actriz luso-venezuelana Yelitza Mendes, regressa aos ecrãs no vídeo musical ‘Te contaré’, de Gustavo Elis feat. La Melodía Perfecta. Pag. 22


2 Editorial

Quinta-feira 8 a Quarta-feira14 de Outubro de 2015 | Correio da Venezuela

retrospectiva

fotoflash

Viveu-se mais um período eleitoral em Portugal. Contaram-se os votos e praticamente parece que não houve eleições. Os blocos estão equilibrados e para formar Governo será necessário negociar, ceder e acreditar na boa vontade e, até, na generosidade do parceiro. Nada ficou fácil despois destas eleições legislativas de 4 de outubro. Agora há muito trabalho de gabinete para ser feito, há um caminho de tolerância tem de ser percorrido, com sentido patriótico e colaborante, para que os Portugueses não sejam prejudi-

dois

1

Desde há muito tempo que os passageiros dos voos da TAP que chegam à ilha da Madeira oriundos de Caracas passam pelo incómodo de serem sujeitos a uma revisão mais pormenorizada às suas bagagens, à mistura com alguns excessos, desde há muito contestados, dos inspectores aduaneiros. Contudo, e como é comum dizer-se contra factos não há argumentos. Os acontecimentos continuam a dar razão a quem impôs esses procedimentos mais cautelosos da autoridade aduaneiro, pois é de um frequência muito grande a evidência de transporte de drogas e de produtos de comercialização proibida por parte de alguns passageiros, que actuam como correios dos grandes traficantes ou que, também acontece, tomam a iniciativa de eles próprios tentarem passar na Alfândega com alguma carga clandestina. Nos últimos meses as autoridades em Caracas, nomeadamente no Aeroporto Internacional de Simón Bolívar, em Maiquetia, têm sido mais eficientes, e têm detectado os correios dos traficantes ainda em solo venezuelano. Mas, nem sempre é assim e não vemos outra solução que não seja a verificação das malas e das cargas transportadas pelos passageiros quando entram em Portugal, e neste caso particular, na ilha da Madeira. De forma nenhuma podemos dizer que a medida adapta-se bem a todos quantos viajam de Venezuela, mas a verdade é que a inspecção tem de ser mais cuidada e focada sobretudo em aspectos relacionados com o narcotráfico. Os exageros que se cometem de implicar com a caixa de bombons que se leva ou com o smartphone que se pretende levar de oferta a alguém de família, por exemplo, são pormenores. Mas alguns são tristes pormenores, e resultam da pressão autoritária daqueles que investidos em tais funções são os primeiros a incitar os seus compatriotas a não voltar à sua terra, tal é o nível de exigências que lhes colocam, escudados na lei, que deve ser respeitada, mas a qual impõem com tal rigor que prejudicam os que, na ilha, poderiam beneficiar mais um pouco das ofertas dos seus familiares que chegam de férias. E o mais aborrecido, muitas vezes, é existirem dois pesos e duas medidas. Infelizmente.

cados e para que a crise económico-financeira continue a dissipar-se. Não obstante as promessas eleitorais e algumas afirmações de importantes governantes (reconduzidos, certamente) de que nada volta a ser como antes, o certo é que todos desconfiamos de que a meta demorará muito tempo a ser alcançada e que os desentendimentos político-partidários cada vez custam mais dinheiro a Portugal. É uma despesa que está no lado dos custos, agravados por cada dia sem solução, com um peso enorme no saldo das contas deste ano.

três

O último mês de Setembro trouxe novas notícias sobre o ambiente de violência e insegurança pública que se continua a viver em Venezuela. Com baixas para ambos os lados, infelizmente, tal como numa guerra, em que se contam os mortos no campo de batalha. As autoridades policiais anunciaram a morte de alguns reconhecidos anti-sociais, designação de uso corrente em Venezuela, que não tem a mesma prática em Portugal, mas que denomina bem aqueles que, convenhamos, não podem viver numa sociedade que preza valores e tradição, humanismo e civilização. Se não temos que lamentar o desaparecimento dos anti-sociais, pois, quanto a nós, apenas o podemos fazer no que diz respeito ao primado da Pessoa Humana, a verdade é que na lista dos que morrem às mãos dos bandidos, acrescentam-se mais alguns nestas últimas semanais, mais uma vez atingindo Portugueses e descendentes que trabalham em Venezuela. “Um bandido bom é um bandido morto”. A frase é conhecida, mas não queremos cair neste exagero, mesmo desumano, porque não defendemos a pena de morte. Contudo neste ambiente de autêntica ‘guerra civil’ em que os adversários estão bem identificados, não nos resta outra opção senão lutar para vencer os bandidos. É este o trabalho que as autoridades venezuelanas estão a desenvolver para o qual conta com apoio da população, na denúncia e nos cuidados a ter, mas sobretudo na cooperação. Aqui ganha importância e acuidade particular o facto da Embaixada de Portugal não ter substituído ainda o inspector da Polícia Judiciária portuguesa que regressou a Lisboa e que deixou vago o lugar de assessor policial ou de segurança…

Um convénio assinado recentemente entre o Instituto Camões e a Embaixada de Portugal na capital venezuelana permitiu a chegada de livros de Ensino da Língua Portuguesa que serão distribuídos gratuitamente aos inscritos nos cursos que estão a decorrer no novo ano académico que agora começa. Sem dúvida uma excelente notícia, até porque facilita a aquisição de meios de apoio indispensáveis a uma melhor aprendizagem.

Grupo Editorial

www.correiodevenezuela.com Rif.: J-40058840-5

Director Aleixo Vieira Subdirector Agostinho Silva Gerente: Carla Vieira Editor Sergio Ferreira Soares Endereço: Av. Veracruz. Edif. La Hacienda. Piso 5, ofic. 35F. Las Mercedes, Caracas. Telefones: (0212) 9932026 / 9571 Telefax: (0212) 9916448 E-mail: editorial@correiodevenezuela.com

Chefe de redacção Sergio Ferreira Soares |Jornalistas Carla Salcedo Leal, Victoria Urdaneta, Ommyra Moreno, Kenner Prieto, Antonio Da Silva |Correspondentes Edgar Barreto (Falcón), Carlos Balaguera (Carabobo), Sandra De Andrade (Aragua), Sandra Rodríguez (La Victoria), Trinidad Macedo (Lara), Silvia K. Gonçalves (Bolívar), Mariana Santos (Nueva Esparta), Luis Canha (Mérida), Daniela García (Miranda), Antonio Dos Santos (Zulia) |Colaborações Catanho Fernandes, Arelys Gonçalves, Antonio López Villegas, Isabel Idárraga, Shary Do Patrocinio, Serafim Marques, António Delgado |Publicidade e Marketing Carla Vieira |Paginação Elsa de Sá |Fotografia Francisco Garrett |Administração Yenny Ávila |Distribuição Luis Alvarado, Carlos Agostinho Perregil R. |Impressão Grupo Últimas Noticias. Caracas -Venezuela |Tiragem 15.000 exemplares |Fontes de Informação Agência Lusa, Diário de Notícias, Diário de Notícias da Madeira, Ilhapress, Portuguese News Network e intercâmbio com publicações em língua portuguesa.


Correio da Venezuela | Quinta-feira 8 a Quarta-feira 14 de Outubro de 2015

Venezuela 3

Sequestro

“Enquanto as pessoas continuarem a pagar, o crime vai proliferar” Carla Salcedo Leal csalcedo@correiodevenezuela.com

Supervisor da Divisão Nacional Contra o Sequestro e Extorsão, comissário David Peña, alerta a comunidade portuguesa Joaquim recebe uma chamada no seu telemóvel. Não é de noite, nem menos fim de semana. É num dia de trabalho como muitos outros, mas a voz do outro lado do telemóvel assegura-lhe que tem em seu poder um dos seus três filhos, e que para o libertar, terá que pagar uma elevada quantia em dólares. Entre o choque sofrido com a notícia, a sua astúcia e a desconfiança que sente face às autoridades, o comerciante prefere reunir os lucros de quatro meses de trabalho no seu negócio para poder ver o seu filho de novo e com vida. Mas nem imagina que essa acção, que vai libertar o seu ente querido, vai financiar o sequestro de outros cidadãos. Joaquim existe, ainda que com outro nome, e o facto de ter pago o resgate poucas horas, converteuse também num alvo fácil para os próximos meses. “Quando esse tipo de cosas ocorrem, os delinquentes sabem que podem voltar a sequestrar ou extorquir a alguém dessa família. Quando voltam a precisar de se financiarem, dentro três ou cinco meses, podem voltar a procura-los”, adianta o comissário David Peña, Supervisor da Divisão Nacional Contra o Sequestro e a Extorsão. Tal como já ocorreu noutras oportunidades, os agentes da Comissão acederam conversar com o CORREIO sobre o crime que afecta muitos membros da comunidade lusa residente na Venezuela. Comparecemos ao encontro num dia de muito trabalho para os agentes, e no qual ficou em evidência o que muitas vezes os assessores de segurança costumam advertir: “o dinheiro não tem amigos, nem

vive de aparências. Quem menos esperas pode ser aquele que está por trás do crime”. Um dos mais recentes feitos deste departamento da polícia científica é o resgate de um português de 34 anos, Jonathan Goncalves, que esteve sob sequestro durante mais 60 dias. Tratou-se de uma operação que os próprios agentes definem como de “alto nível”, dada a preparação evidenciada pelos raptores, mas que devido à perícia, paciência e empenho dos agentes que nela participaram, foi possível chegar à vítima e resgatá-la sã e salva. Como prova guardam com zelo nos seus telemóveis os vídeos feitos no momento em que se encontraram com a vítima, no qual não só sorri a vítima – sem entender se ainda está sonhando ou se é a pura realidade aquela que está vivendo -, senão que se nota nos rostos dos agentes a satisfação de ter alcançado o objectivo da missão. O acto fica selado com umas fotografias, a recordação do momento em que a vítima volta a nascer para a vida. “Lamentavelmente, a comunidade portuguesa é muito receosa quanto à denúncia, como outras comunidades estrangeiras, e preferem pagar sem saber que assim se expõem mais. Creio que há muito desconhecimento sobre o que nós, como Comissão Anti-Extorsão

e Sequestro, podemos fazer, que trabalhamos para evitar que isto continue a ocorrer e o Inspector Jerónimo Fernandes, em muitos momentos, ajudou-nos a fazer entender à sua comunidade que pagar não era a única opção. O certo é que enquanto as pessoas continuarem a pagar, o crime vai proliferar”, destaca Peña, que foi um dos agentes venezuelanos que recebeu formação em Portugal. “Entendo que exista desconfiança em relação às polícias venezuelanas, mas por causa de uns não se podem julgar todos por igual, e a prova disso é o grande número de casos resolvidos que temos e os testemunhos das pessoas, que acabam por se converter em nossos aliados para combater este delito. Devemos entender que por cada sequestro pago, estamos iniciando novos grupos criminosos. Hoje em dia, os delinquentes são mais jovens que há dez a anos”, observa o comissário, que guarda no seu gabinete uma Virgem de Fátima e uma ampulheta do tempo. Pena sem direito a processo Cabe destacar que legislação recente sobre o delito de extorsão e sequestro suprime todos os benefícios processuais para quem venha a cometer este tipo de crimes, ao mesmo tempo que considera a omissão de denúncia como cum-

plicidade, sendo as comunidades estrangeiras as mais prejudicadas, pois no seu desconhecimento face a esta matéria, preferem pagar rápido antes que contactar as autoridades. É importante ter em conta que a lei penaliza o sequestro e a extorsão com penas de 15 a 30 anos de prisão, sendo um dos quatro delitos mais cometidos no país, juntamente com o homicídio, o furto e o roubo de veículos, segundo dados do Ministério do Interior e Justiça. “O desconhecimento é o nosso principal inimigo, o que nos separa dos afectados, porque que se não oferecemos respostas imediatas, isso não quer dizer que não estejamos a fazer o nosso trabalho. Pelo contrário, nós fomos formados como investigadores e essa é a nossa missão, chegar até às últimas consequências para resgatar a vítima, mas também para desarticular os grupos criminosos. Lamentavelmente, os trabalhos de sequestro são muito lentos. Nós nunca estaremos de acordo com o pagamento dos sequestros porque essa é a forma com que se fortalecem as ‘bandas’. Mas também temos tido situações em que devemos de ser flexíveis e permitir, em certas ocasiões, que as famílias paguem pela libertação do refém”, diz Peña, que ressalta a importância de que nos centros sociais ou instituições co-

munitárias, sejam realizadas com frequência debates sobre o sequestro, com fim de alertar os cidadão sobre esta situação. Outro dos grandes problemas com que se enfrentam estas divisões espalhadas por todo o país é o surgimento de novas ‘bandas’, dada facilidade em obter dinheiro e ficar impunes, o que se converteu no principal aliado dos delinquentes na hora de ameaçar as vítimas. “É lamentável esta realidade, porque também ocorre que estamos atrás do rasto de uma ‘banda’ por diversas denúncias, e por outro lado aparece uma família que não denuncia, paga e ajuda a que a banda se fortaleça. É compreensível que a família ante uma situação como esta não queira pensar em mais nada, mas pagar a bem e logo à primeira nunca deve ser a solução, porque vão-se passar duas coisas: uma que para nos devolverem o nosso familiar vão sequestrar um ou mais, e por outro lado, que podem dar-se de conta da nossa rapidez na resposta de pagamento, e convertem-nos numa caixa multibanco”. Questão de nacionalidade Com o tempo, os portugueses têm a aprendido que denunciar sempre será a melhor opção. No entanto, em certas oportunidades esquecem-se, e isso faz com que o nosso núcleo seja considerado chave na lista de vítimas, que está encabeçado pelos cidadãos asiáticos. “A informação será sempre chave. Um sequestro parte um núcleo familiar, pela pressão que se enfrenta. A chave do sequestro centra-se no negociador, e lamentavelmente a ninguém a vida treina para enfrentar esta situação. E o delinquente vai pressionar através da ameaça. Ele não é mais que um vendedor, e está vendendo o familiar sequestrado. É aqui entramos nós, porque não só trabalhamos investigando, senão assessoramos o familiar que servirá de enlace para chegar o mais rápido possível à vítima”, concluiu o comissário. Os únicos dados oficiais disponíveis sobre os crimes de extorsão e sequestros na Venezuela datam de um relatório anual de 2014 da Procuradoria, que registou 599 casos no ano passado.


4 Venezuela

Quinta-feira 8 a Quarta-feira 14 de Outubro de 2015 | Correio da Venezuela

Justiça

Presos 2 hombres que pretendían llevar cocaína a Portugal Sergio Ferreira Soares

Fueron apresados cuando abordarían un avión de la TAP con destino a Madeira O Tribunal 3.º de Control do Estado de Vargas decretou a prisão preventiva de José Bernardo Medina (37 anos) e de Carol José Martínez (29) pela presumível prática de um crime de tráfico de estupefacientes (165 bolotas de cocaína, num total de 2,73kg. O caso

Serviços

Acabou a história de “El Portugués”

Carla Salcedo Leal

El monstruoso delincuente que causó durante años pánico en Los Altos Mirandinos, fue abatido en un enfrentamiento policial Na noite da quinta-feira, 1 de Outubro, um tiroteio registado nas imediações do parque de estacionamento do Centro Comercial El Tolón de Las Mercedes, alarmou a

população local. A troca da tiros, veio a saber-se mais tarde, foi o culminar de uma perseguição policial movida a indivíduos suspeitos de terem lançado duas granadas contra a sede da Polícia de Baruta, no fim de semana anterior, no qual ficaram feridos pelo menos seis agentes e quatro civis. No tiroteio foram abatidos Stiwars Alexander Reina Guzmán e Víctor Manuel Da Cámara Camejo, conhecido pela alcunha de “El Portugués”, um indivíduo cadastrado que se encontrava foragido da justiça desde 2012, e era procurado pelas autoridades por estar envolvido em 15 homicídios e mais de

30 sequestros. “El portugués”, nascido em 1988 no seio de uma humilde família luso-venezuelana residente em Los Altos Mirandinos, veio a tornar-se num dos delinquentes mais temidos da região capital, devido à forma que cometia os crimes, acumulando múltiplas detenções por posse de drogas, agressão, extorsão e homicídio. Quem o conhecia, assegura que os seus traços físicos herdados do pai oriundo de Portugal, de tez branca, olhos claros e 1,80m de altura, facilitaram a sua imersão comunidade portuguesa de los Altos Mirandinos, obtendo dados preci-

remonta a 26 de Setembro, tendo os suspeitos sido interceptados no Aeroporto Internacional “Simón Bolívar” de Maiquetía, Estado de Vargas, segundo noticiou o canal de notícias Globovisión. Os suspeitos foram detidos pelas autoridades quando se preparavam para embarcar num voo da TAP Portugal com destino à ilha da Madeira, Portugal, com escala em Madrid, Espanha. Durante a audiência de apresentação, a fiscal 11ª da referida jurisdição, Nathaly Rodríguez, imputou Medina e Martínez a presumível prática do crime de tráfico ilícito de substâncias estupefacientes e psicotrópicas na modalidade de transporte, previsto e sancionado na Lei Orgânica das Drogas. Neste sentido, e a pedido da fiscal, o Tribunal 3º de Controlo do Estado de Vargas aplicou a medida de coacção de prisão preventiva a ambos, tendo sido fixada a sua reclusão em estabelecimento prisional de El Rodeo III, em Guatire, Estado de Miranda.

sos de comerciantes e empresários da zona, que depois transmitia aos seus cúmplices na ‘banda’ para realizar sequestros ou extorsões. Sentença por cumprir A 26 de Junho de 2012, “El Portugués” foi detido por uma comissão mista da polícia científica e a Guarda do Povo quando saía de um hotel, situado no quilómetro nove da Pan-americana, após ser procurado desde 2009, quando fugiu do estabelecimento prisional de El Rodeo, onde cumpria a um condenação. Escapou disfarçado de enfermeiro, e depois de assassinar um paciente do Hospital Clínico Universitário. Apesar de Da Cámara Camejo ter sido condenado e de estar recolhido na prisão de alta segurança de El Dorado, no Estado de Bolívar, poucos meses depois da sua detenção instalou-se o pânico na comunidade de Guaremal e comerciantes da região, por força do rumor de uma suposta fuga, o que obrigou as autoridades a desmentir o caso publicamente, após receber constantes chamadas e visitas de antas vítimas. Foi o Comissário Anixo Salaverría, chefe do Cicpc na data, que se encarregou de tranquilizar os cidadãos. Em Julho deste, o alarme voltou a tocar em Los Teques, quando habitantes das comunidades situadas nas zonas altos da Pan-americana começaram a comentar que Da Cámara havia regressado por ter sido visto nas celebrações efectuadas num clube próximo a Caña Larga e Guaremal. Com o desfecho acima descrito, termina a historia de um dos delinquentes mais violentos e procurado pelas autoridades venezuelanas.

breves CEPAL prevê contracção de 6,7% da economia venezuelana A Comissão Económica para a América Latina e as Caraíbas (CEPAL), actualizou, no passado 5 de Outubro, as previsões sobre o crescimento económico regional, estimando que até finais de 2015 a Venezuela registe uma contracção de 6,7% e o Brasil de 2,8%. “As projecções do crescimento indicam que as economias da América do Sul, especializadas na produção de bens primários, em especial, petróleo e minerais, e com um crescente grau de integração comercial com a China, vão registar a maior desaceleração”.

Venezuela e Brasil mantêm colaboração alimentar As delegações da Venezuela e Brasil analisaram, no passado 1 de Outubro, os convénios de colaboração bilateral para o desenvolvimento da produção de alimentos básicos no país. Os projectos que desenvolvem ambas nações têm a assessoria da FAO, informou o vice-presidente venezuelano para Segurança e Soberania Alimentar, Carlos Osorio. Nas mesas técnicas participam também representantes dos ministérios de Alimentação e Agricultura, do Instituto Nacional de Nutrição, Ciara e a Corporação Venezuelana de Alimentos (CVAL).

Criada frente feminina contra a guerra económica

O vice-presidente da Venezuela, Jorge Arreaza, deu posse, no passado 2 de Outubro, a mais de quatro mil mulheres que iniciaram um plano de formação, supervisão e acompanhamento das medidas que executa o Governo contra a guerra económica imposta pela direita. As mulheres, integrantes da Unamujer nos estados Miranda, Vargas e Carabobo, receberam formação na área de segurança alimentar, através de um programa que adianta a Superintendência de Preços Justos.


Correio da Venezuela | Quinta-feira 8 a Quarta-feira 14 de Outubro de 2015

Publicidade 5


6 Venezuela

Quinta-feira 8 a Quarta-feira 14 de Outubro de 2015 | Correio da Venezuela

Negócios

CINM promove-se na Venezuela

A praça de negócios da Madeira vai ser promovida em Caracas. FOTO DR CORREIO/LUSA

A primeira acção decorrerá na semana de 5 a 10 de Outubro, com um programa que contempla uma missão em Caracas Prosseguindo com a actividade promocional do Centro Internacional de Negócios da Madeira (CINM), no mês de Outubro, a S.D.M. - Sociedade de Desenvolvimento da Madeira promoverá uma missão por semana ao estrangeiro, em seis

mercados diferentes, divulgando e continuando a impulsionar a promoção do Regime IV do CINM. Depois de concluídas a negociação e a aprovação relativas ao Regime IV do Centro Internacional de Negócios, a S.D.M. intensificou o programa de acções nos mercados para a divulgação do CINM e das suas condições de operação. Para esta fase final de 2015, para além da intensa acção de divulgação em Outubro, a S.D.M. continuará com outras missões promocionais em Novembro, num impulso que visa compensar o facto de o novo regime só ter entrado em vigor no passado mês de Julho. A primeira acção decorrerá na semana de 5 a 10 de Outubro, com um programa que contempla

uma missão à capital da Venezuela e também a Miami nos Estados Unidos. Liderada por Nuno Teixeira, da S.D.M., a deslocação a estes dois mercados decorre dos bons resultados obtidos anteriormente e da manifestação de interesse de um conjunto de empresas e de investidores que procuram condições competitivas para a internacionalização das suas operações, em especial no quadro da União Europeia. Na segunda semana de Outubro, Marina Pimenta liderará a missão organizada pela S.D.M. ao Luxemburgo, promovendo o CINM numa das economias mais competitivas da Europa. A esta deslocação seguem-se, na semana de 18 de Outubro, as visitas aos mercados da Alemanha e da Áustria, numa acção em que S.D.M. será representada por Nuno Teixeira. A encerrar este intenso mês de acções promocionais, Roy Garibaldi, Membro da Comissão Executiva da S.D.M., dará a conhecer o novo regime de benefícios do CINM no sofisticado mercado Suíço. A exemplo de missões anteriores, para o efeito, reunirá com consultoras, auditores e escritórios de advogados interessados em conhecer as novas condições de operacionalidade do CINM que resultaram das negociações e acordo concluídos com a Comissão Europeia. O programa promocional levado a cabo pela S.D.M., ainda no corrente ano de 2015, após a aprovação do Regime IV do CINM, contempla diversas deslocações ao estrangeiro, com visitas a um total de 13 países, em 3 continentes, cujos mercados têm vindo a revelar resultados concretos nos últimos anos, ou têm elevada potencialidade, bem como uma acção contínua no mercado nacional a partir do escritório da S.D.M. em Lisboa. “De acordo com a prática há muito seguida, no quadro da colaboração estreita mantida para o desenvolvimento do CINM, a S.D.M. será acompanhada nas missões a realizar a estes países por representantes de sociedades de management”, lê-se ainda na página da SDM na Internet.

Negócios

Português assassinado em Aragua Carla Salcedo Leal csalcedo@correiodevenezuela.com

As autoridades venezuelanas informaram que na passado sexta-feira, 2 de Outubro, o cidadão de origem portuguesa Estanislao Goncalves Forrero de Sosa foi assassinado em circunstância desconhecidas no Estado de Aragua. Ao que foi possível apurar, o homicídio teve lugar em El Castaño, zona norte da cidade de Maracay, tendo o corpo da vítima

sido trasladado para a morgue de Caña de Azúcar. Até ao momento, a polícia científica coloca a hipótese de roubo, sem que tal descarte outros motivos, e devido às estranhas circunstâncias

do sucedido, intimaram os familiares da vítima para prestar declarações, enquanto decorrem perícias a alguns vídeos da zona e análise das evidências recolhidas com a finalidade de identificar os autores do crime.

Justiça

Supermercados de portugueses multados pelo crime de especulação CORREIO/LUSA

Os estabelecimentos comerciais foram condenados por violação do artigo 59.º As autoridades venezuelanas multaram, no passado 29 de Setembro, dois estabelecimentos da rede de supermercados Super Líder, propriedade de portugueses, por alegada especulação no preço de venda ao público da carne de vaca. “Os estabelecimentos comerciais Super Líder Los Samanes e Super Lider Palo Negro, violaram o artigo 59.º (especulação) da Lei Orgânica de Preços Justos, ao vender carne de bovino, regulada (tabelada, preço afixado pelo executivo) acima do estabelecido”, disse a coordenadora da Superintendência Nacional para a Defesa dos Direitos Socioeconómicos (Sundde). Vicyhomir D’Agosto falava aos jornalistas, uma vez finalizadas as fiscalizações, no Estado de Aragua, localidade situada a 100 quilómetros de Caracas e onde se encontram as duas sucursais multadas. Segundo a coordenadora, a multa aplicada foi de 5.000 unidades tributárias (equivalentes a 106.292 euros à taxa de câmbio oficial Cadivi de 7,06 bolívares por euro). “Aplicámos igualmente a medida administrativa de venda supervisionada de cinco toneladas de carne, distribuída nos

comércios, oferecendo ao povo a aquisição deste produto a preços justos”, frisou. Vicyhomir D’Agosto destacou a participação de “inspectores populares” que apoiam as funções da Sundde, que caracterizou como “pessoas que realizam um trabalho voluntário como Poder Popular organizado para que o povo tenha acesso aos produtos de primeira necessidade a preços justos”. Pelas infracções de especulação, contrabando e preço excessivo, foram multados nove estabelecimentos comerciais no município Libertador, em Caracas, na sequência da inspecção realizada pelas Brigadas Populares e funcionários do Estado, no passado 24 de Setembro. No supermercado Central Madeirense situado na avenida Pica da paróquia Santa Rosalía, Central Madeirense do Centro Comercial Chacaito, supermercado Micro da paróquia La Candelaria, Carnicería Zagope, situado na esquina De Bucare da paróquia Catedral e ‘abasto’ La Playita, no sector Ruperto Lugo, em Sucre, foram autorizadas vendas supervisionadas, pelo que mais de mil pessoas puderam adquirir diversos produtos a preços justos. Por seu turno parte, o automercado Supremo na avenida Roosevelt, a farmácia Santa Inés de Montalbán, o supermercado Freveres de El Paraíso e o entreposto frigorífico La Entrada que se encontra na avenida Sucre em Los Frailes, também foram sancionados.


Correio da Venezuela | Quinta-feira 8 a Quarta-feira 14 de Outubro de 2015

Publicidade 7


8 Venezuela

Quinta-feira 8 a Quarta-feira 14 de Outubro de 2015 | Correio da Venezuela

Idioma

CP entregou diplomas do Curso de Língua Portuguesa

Sergio Ferreira Soares

Dirigentes associativos focaram-se no auge atingido por esta iniciativa do clube. O Salão Nobre do Centro Português, em Caracas, vestiu-se de gala para acolher a cerimónia de entrega de diplomas do Curso de Língua e Cultura Portuguesa 2014-2015. O evento, que decorreu no passado dia 2, sexta-feira, contou com a assistência em massa de alunos e dos

seus familiares. O acto teve início com um minuto de silêncio em homenagem aos alunos Maria Gabriela Carvajal e David Ferreira, falecidos no mês de Julho num acidente. Posteriormente, passagem à actuação do Grupo Coral Centro Português e às palavras de boas vindas por parte do director de Cultura, José Alberto de Viveiros; do presidente da instituição, Gil Andrade; do coordenador de Ensino do CP, David Pinho; e do coordenador do Instituto Camões na Venezuela, Rainer Sousa. Nos discursos, os diferentes dirigentes associativos focaram-se no auge do Curso de Língua e Cultura

Portuguesa no clube da capital e a necessidade de continuar a impulsionar a referia iniciativa para preservar a cultura dos antepassados. Pinho anunciou que o novo ano académico , que começou recentemente, bateu recordes, com mais de 500 pessoas inscritas. Depois dos discursos, deu-se a entrega dos certificados nível por nível: Português a brincar; crianças; jovens e adultos. O grupo folclórico Eiras Nossas, da Hermandad Gallega, actuou durante o acto de entrega dos diplomas 2014-2015. O grupo musical da Comissão de Língua e Cultura Portuguesa ficou encarregue de encerrar o evento.

Idioma

Curso de Português no Colégio Los Chaguaramos Ommyra Moreno

As aulas são abertas ao público em geral. A instituição educativa lusovenezuelana Colégio Los Chaguaramos, situado no sector Santa Mónica, a sudeste de Caracas, iniciou no passado dia 3, sábado, o Curso de Língua e Cultura Portuguesa 2015-2016. A iniciativa destina-se a jovens a partir dos 12 anos e adultos em geral. As aulas decorrem todos os sábados das 8:00 am às 12:00. A inscrição tem um custo de Bs. 1500 e a

mensalidade é de Bs. 1500. Os interessados em participar devem pedir

mais informações através dos telefones (0212)662.8316/5340.

história de portugal

João Pinheiro Chagas A imagem desta semana mostra João Pinheiro Chagas, que nasceu no Rio de Janeiro a 1 de Setembro de 1863. Era filho de João Pinheiro Chagas, um emigrante português. Estudou em Lisboa e aos 16 anos mudou-se para o Porto. Quando tinha 20 anos, começou a colaborar com a publicação Primeiro de Janeiro, e no momento de regressar a Lisboa, iniciou colaborações como os jornais Tempo, Correio da Manhã e Dia. Devido ao ultimato britânico de 1890, juntou-se ao Partido Republicano Português. No ano seguinte, envolveram-no na Revolta de 31 de Janeiro de 1891. Por isso, foi desterrado para Angola e teve de fugir para o Brasil, a fim de continuar a luta pela causa republicana. Pinheiro Chagas chegou a Lisboa para fundar A Marselhesa (1896 – 1898) e para ser director de O País (1898), A Lanterna (1899) e o Batalha (1900). Também colaborava constantemente em diferentes publicações. Foi um dos fundadores da Associação de Jornalistas e Homens das Letras do Porto e escreveu várias obras: ‘Diário de um condenado político’, ‘Na brecha’; De bond; ‘Crime da Sociedade’; ‘Trabalhos Forçados’, História da Revolta do Porto’, entre muitos outros. Para além disso, traduziu Martyr de D’Ennery e publicou primeiro em boletins no Primeiro

de Janeiro, entre outros. Esteve em Madrid de 1898 a 1899. Foi um dos opositores mais activos à ditadura de João Franco, entre 1906 e 1908. Com o triunfo da República, em 1910, Chagas foi nomeado funcionário diplomático lusitano em Paris, cargo do qual se demitiu por discordar do modelo político dos seus governantes. Foi ministro dos Negócios Estrangeiros Interino entre 3 de Setembro de 1911 e 12 de Outubro do mesmo ano e duas vezes primeiro-ministro, a primeira entre 3 de Setembro e 12 de Novembro de 1911. Também foi ministro dos Assuntos Interiores entre 3 de Setembro de 1911 e 12 de Novembro de 1911. Em 1915, no âmbito da Revolta de 14 de Maio desse ano, o senador João José de Freitas decidiu eliminar João Pinheiro Chagas, então indigitado para substituir o general Pimenta de Castro na presidência. Na estação de Barquinha, nos arredores do Destacamento, na madrugada de 17 de Maio, o carro onde Pinheiro e a esposa se deslocavam foi atingido com vários tiros. Um deles passou-lhe de raspão na cabeça e arrancou-lhe um olho. Enquanto isso, João de Freitas foi atacado por populares, tendo sido abatido com um tiro de carabina. Faleceu a 28 de Maio de 1925, no Estoril.


Correio da Venezuela | Quinta-feira 8 a Quarta-feira 14 de Outubro de 2015

Publicidad 9


10 Venezuela

Quinta-feira 8 a Quarta-feira 14 de Outubro de 2015 | Correio da Venezuela

Beneficência

Serviços

Academia do Bacalhau de Valência Reactivadas jornadas realizou tertúlia de Outubro consulares no oriente

Ommyra Moreno

A nível mundial existem 49 academias que dedicam as suas actividades a fins culturais e sociais.

A Academia do Bacalhau de Valência, Estado Carabobo, levou a cabo, no passado dia 5, segundafeira, pelas 8:00 da noite, uma reunião no restaurante Rodeo Grill, situado no sector Naguanagua da referida cidade. É dirigida actualmente por Manuel Mouta. Os participantes celebraram com um bolo o aniversário do mês e partilharam um agradável convívio, enquanto degustaram pratos como caldo verde, espetada de carne e frango, para além dos tradi-

cionais ‘tequeños’, acompanhados de whisky e vinho. A primeira tertúlia da Academia do Bacalhau de Valência foi em 2003, no restaurante Club Campestre Mañongo. A responsabilidade da organização desta tertúlia foi de José António Pereira de Maia, Pedro Matias, João Paulo da Veracruz, João Pedro, David Malta Malta e Mário Simões Papel. Lisboa, Cascais, Porto, Funchal, são algumas das cidades de Portugal que têm as suas academias.

Beneficência

Academia da Espetada Caracas anuncia ‘Bingo Halloween’ para Outubro Ommyra Moreno

A associação está a recolher fundos para as suas diferentes campanhas. A Academia da Espetada Caracas prepara uma nova tertúlia, intitulada ‘Bingo Halloween’, com a finalidade de conviver e recolher fundos para diferentes causas sociais. O jantar terá lugar no restaurante Terrazas Steak House de Las Mercedes, na zona Este de Caracas, e está marcado para as 7:30 da noite de 20 de Outubro. A presidente da Academia, Sílvia Henriques, faz um apelo à comunidade para que colabore com brinquedos, artigos de higiene, alimentos não perecíveis e alimentos para bebés e crianças não perecí-

veis, entre outros, com a finalidade de serem doados a causas sociais às quais dão apoio. O evento tem um custo de 1500

‘calabaza’ e quem quiser participar pode ligar para os números de telefone 0424 2388189/0412 3634522.

Sergio Ferreira Soares

O cônsul geral de Portugal em Caracas desloca-se aos Estados Anzoátegui e Nueva Esparta para promover jornadas especiais de emissão de passaportes. O Consulado Geral de Portugal em Caracas, Estado Carabobo, anunciou a realização de duas novas permanências consulares no Oriente da Venezuela, entre os dias 9 e 13 de Outubro. A iniciativa, na qual o cônsul geral Luiz de Albuquerque Veloso marcará presença, procura aumentar a inscrição no registo eleitoral e facilitar a emissão de passaportes. A primeira sessão será na sexta-feira, dia 9, no Consula-

do Honorário de Portugal em Barcelona, Estado Anzoátegui. Posteriormente, na terça, 13 de Outubro, o cônsul prosseguirá o percurso no Estado Nueva Esparta, onde realizará uma nova permanência, no Consulado Honorário de Portugal em Margarita. Os cidadãos deverão levar o seu bilhete de identidade ou cartão de cidadão vigente, com a respectiva fotocópia. Jornada bem sucedida em Maracaibo O Consulado Geral de Portugal em Valência, Estado Carabobo, levou a cabo uma permanência consular na cidade de Maracaibo, Estado Zulia, na passada sexta-feira, 2, e sábado, 3 de Outubro. A iniciativa, na qual marcou presença o cônsul geral, João Brito Câmara, teve lugar no Consulado Honorário da referida cidade, e atendeu mais de uma centena de lusitanos, que puseram em dia os seus documentos, principalmente passaportes.


Correio da Venezuela | Quinta-feira 8 a Quarta-feira 14 de Outubro de 2015

Publicidad 11


12 Portugal

Quinta-feira 8 a Quarta-feira 14 de Outubro de 2015 | Correio da Venezuela

Eleições Legislativas 2015

Cavaco Silva encarrega líder do PSD de encontrar “solução governativa”com estabilidade CORREIO/LUSA

Presidente da República sublinhou que este “é o tempo do compromisso”, onde a cultura da negociação deverá estar sempre presente O Presidente da República anunciou, na terça-feira, 6 de Outubro, que encarregou o líder do PSD de desenvolver diligências para avaliar as possibilidades da constituição de uma “solução governativa que assegure a estabilidade política e a governabilidade do país”. “Tendo em conta os resultados das eleições para a Assembleia da República, em que nenhuma força política obteve uma maioria de mandatos no Parlamento, encarreguei o Dr. Pedro Passos Coelho de desenvolver diligências com vista a avaliar as possibilidades de constituir uma solução governativa que assegure a estabilidade política e a governabilidade do país”, afirmou o chefe de Estado, numa comunicação ao país. Lembrando os “complexos desafios” que o país enfrenta, Cavaco Silva apontou algumas condições a cumprir pelo novo Governo, considerando que deverá dar garantias firmes de que respeitará os compromissos internacionais assumidos pelo Estado e as grandes opções estratégicas adoptadas pelo país “desde a instauração do regime democrático e sufragadas, nestas eleições, pela esmagadora maioria dos cidadãos”. O Presidente da República reiterou que não se substituirá aos partidos no processo de formação do Governo, mas sublinhou que este “é o tempo do compromisso”, onde a cultura da negociação deverá estar sempre presente. “Por tugal necessita, neste momento da nossa história, de um governo com solidez e estabilidade. Este é o tempo do com-

Cavaco Silva pediu a Passos Coelho um governo com estabilidade política. FOTO DR

promisso. O país tem à sua frente um novo ciclo político, em que a cultura do diálogo e da negociação deve estar sempre presente”, afirmou o chefe de Estado, Aníbal Cavaco Silva. Na curta comunicação ao país que fez esta noite, Cavaco Silva disse confiar que “as forças partidárias vão colocar em primeiro lugar o superior interesse de Portugal” e insistiu que é fundamental que, depois das escolhas feitas no domingo pelos portugueses nas eleições legislativas - que deram a vitória à coligação PSD/CDS-PP - “seja agora formado um governo estável e duradouro”. Abstenção de 43,07 %, a maior de sempre em legislativas A abstenção nas eleições legislativas de 4 de Outubro ficou nos 43,07%, a maior de sempre registada em eleições legislativas, e quando faltavam atribuir quatro mandatos de deputados respeitantes aos círculos da emigração. Nas eleições legislativas de 2011, a abstenção situou-se nos

41,9%. A coligação PSD/CDS-PP é a força política mais votada nestas eleições, com 38,55% dos votos e com 104 mandatos, quando estão apurados os resultados provisórios em todas as 3.092 freguesias, de acordo com os dados da Secretaria Geral do Ministério de Administração Interna - Administração Eleitoral. O PS foi o segundo partido mais votado, com 32,38%, elegendo 85 deputados. Para estas eleições estavam recenseados 9.682.369 os eleitores, segundo dados da Secretaria Geral do Ministério da Administração Interna. Às 16:00, mais de quatro milhões de eleitores já tinham votado, o que representava 44,38% dos 9,6 milhões de eleitores inscritos, uma subida de 2,4 pontos percentuais, face às anteriores legislativas. A taxa de abstenção em eleições legislativas tem vindo a aumentar em Portugal desde o primeiro sufrágio universal livre do género, há 40 anos, quando

escassos 8,34 % dos eleitores não se deslocaram às assembleias de voto. De pouco mais de 8% em 1975, a taxa de abstenção cresceu assim exponencialmente até aos 41,9% em 2011, depois de em 2009 se ter registado uma taxa de 40,32%. Só em três ocasiões se verificou um ligeiro abrandamento da tendência, em 1980, 2002 e 2005, respectivamente, quando a coligação Aliança Democrática (AD) - constituída pelo PPD-PSD, o CDS-PP e o Partido Popular Monárquico - venceu pela segunda vez, com maioria absoluta, assim como no triunfo do PSD de Durão Barroso e na primeira maioria absoluta do PS, com José Sócrates. Em 1980, a abstenção recuou para 16,06%, quando nas anteriores legislativas tinha atingido 17,13%, em 02 de Dezembro de 1979. Trinta e dois anos depois, a 17 de Março de 2002, quando os sociais-democratas, liderados por Durão Barroso, ganharam as eleições, a taxa de abstenção cifrou-se em 38,52%, ligeiramente abaixo

dos 38,91% registados na segunda eleição de Guterres, em 10 de Outubro de 1999. Logo nas eleições seguintes, em 2005, que deram a Sócrates o seu primeiro mandato como primeiro-ministro, a abstenção ficouse pelos 35,74%, face aos anteriores 38,52%. Deputados devem tomar posse na última quinzena de Outubro Os 230 deputados eleitos tomam posse na primeira sessão plenária da XIII legislatura, que só deverá realizar-se na penúltima ou última semana de Outubro, segundo os prazos legais que têm de ser cumpridos. De acordo com o artigo 111.º-A da lei eleitoral para a Assembleia da República, o apuramento geral dos resultados da eleição em cada círculo eleitoral terá de estar concluído “até ao 10.o dia posterior à eleição”. Ou seja, pelo menos até dia 14 de Outubro, o apuramento geral dos resultados de todos os círculos eleitorais terá de estar terminado, sendo que tradicionalmente os círculos da emigração são os que demoram mais tempo a estar ‘fechados’. Posteriormente, e depois de ter recebido as atas de apuramento geral de todos os círculos eleitorais, a Comissão Nacional de Eleições elabora e faz publicar em Diário da República um mapa oficial com o resultado das eleições. De acordo com o artigo 115.º da lei eleitoral para a Assembleia da República, a CNE dispõe de oito dias para a elaboração do mapa oficial, após a recepção das atas de apuramento geral de todos os círculos eleitorais. Contudo, este prazo não é habitualmente esgotado. Nas últimas eleições legislativas, realizadas a 5 de Junho de 2011, o mapa oficial dos resultados foi publicado no dia 17. Após a publicação do mapa oficial em Diário da República, “a Assembleia da República reúne por direito próprio no terceiro dia posterior ao apuramento dos resultados gerais das eleições”, conforme estabelece o artigo 173.º da Constituição. Em 2011, a primeira reunião da Assembleia da República realizouse a 20 de Junho, ou seja, 15 dias depois das eleições. Nas legislativas de 2009, o escrutínio realizou-se a 27 de Setembro e a primeira sessão parlamentar realizou-se dia 15 de Outubro. Na primeira sessão, segundo a praxe parlamentar, um deputado do maior partido convida o presidente da Assembleia da República cessante para conduzir a reunião como presidente interino até se realizar nova eleição, nesse mesmo dia.


Correio da Venezuela | Quinta-feira 8 a Quarta-feira 14 de Outubro de 2015

Como a presidente cessante, Assunção Esteves, não se recandidata ao lugar de deputado, deverá caber ao partido mais votado indicar outro nome para presidir interinamente aos trabalhos. Na sessão, que deverá começar de manhã, o presidente interino da Assembleia anunciará o início dos trabalhos da Comissão Eventual de Verificação de Poderes, a que compete verificar a regularidade formal dos mandatos dos eleitos, seguindo-se a suspensão da reunião. Depois de lido o relatório da Comissão Eventual de Verificação de Poderes, terão lugar as eleições para os cargos de presidente da Assembleia da República, vicepresidentes, secretários e vicesecretários da mesa. Antes da instalação da Assembleia da República serão dados passos visando dar início ao processo de formação do Governo, que começa com a audição formal dos partidos nela representados pelo Presidente da República, após a publicação oficial dos resultados. Há quatro anos, o Governo de coligação PSD/CDS-PP entrou em plenitude de funções pouco menos de um mês depois das eleições, a 1 de Julho, depois de concluída a discussão do programa do executivo na Assembleia da República. Em 2009, entre a eleição - a 27 de Setembro - e entrada em plenitude de funções do executivo passou pouco mais um mês. O programa do Governo foi apreciado na Assembleia da República no início de Novembro. PS inclina-se para congresso após presidenciais e debate soluções de Governo A direcção do PS inclina-se para a marcação do congresso nacional para depois das eleições presidenciais e a principal questão em discussão relaciona-se com a estratégia dos socialistas face ao Governo, PCP e Bloco de Esquerda. De acordo com fontes socialistas, estas duas questões foram objecto de discussão “detalhada” nas reuniões que o secretário-geral do PS, António Costa, teve ao longo desta tarde com os presidentes das federações e também com os futuros membros do Grupo Parlamentar do PS. Presidentes de várias federações socialistas disseram à agência Lusa que a inclinação maioritária é para que o congresso do PS, antecedido de eleições directas para o cargo de secretário-geral, se realize após as eleições presidenciais, ou seja, a partir de Fevereiro de 2016. Já na reunião com os depu-

Portugal 13 país”, advogou o cabeça de lista dos socialistas às eleições europeias de 2014.

A abstenção voltou a atingir um novo recorde. FOTO DR

O PS de António Costa é tido como essencial para a estabilidade governativa. FOTO DR

tados do PS, que antecedeu a da Comissão Política desta noite, vários deputados defenderam a tese de que os socialistas devem tentar dialogar com as forças à sua esquerda, PCP e Bloco de Esquerda, sobre uma eventual solução de Governo alternativa à da coligação PSD/CDS. Esse entendimento, porém, é por quase todos encarado como sendo de difícil concretização, principalmente face às divergên-

cias entre o PS com o PCP e Bloco de Esquerda em matérias como a União Europeia e a NATO. Outros deputados do PS entendem que o partido deve assumirse como oposição “construtiva” e que compete à coligação PSD/ CDS formar Governo. Esta linha estratégica, de resto, foi defendida pelo eurodeputado socialista Francisco Assis em declarações à agência Lusa. “Um grande partido como o PS

não pode, em nenhuma circunstância, colocar-se numa situação de fragilidade perante as chantagens e as ameaças de outras forças partidárias à sua esquerda ou à sua direita. Nesta perspectiva, entendo que o PS deve assumir com clareza a liderança da oposição ao governo de direita, sem que isso signifique uma indisponibilidade de princípio para a viabilização dos instrumentos imprescindíveis à governação do

Bruxelas espera plano orçamental na próxima semana A Comissão Europeia espera que o Governo português entregue na próxima semana um projecto de orçamento para 2016, apesar das eleições legislativas de domingo, podendo eventualmente “complementar” o documento posteriormente, disse o comissário dos Assuntos Económicos. “Não vemos nenhuma razão para alterar a data (...) As datas não mudam”, mesmo em cenários de eleições, declarou Pierre Moscovici, no final de uma reunião de ministros das Finanças da zona euro, no Luxemburgo, referindo-se à data limite prevista no quadro do “semestre europeu” de coordenação de políticas económicas, que prevê que os Estados-membros da zona euro devem entregar os planos de orçamento para o ano seguinte a Bruxelas até 15 de Outubro. O presidente do Eurogrupo, Jeroen Dijsselbloem, também apontou que “a data de 15 de Outubro é uma data fixada, aplicável a todos os países” do euro, mas sublinhou que o procedimento relativamente a Portugal, que teve eleições legislativas no domingo, deverá ser aquele que já se verificou no passado com outros Estadosmembros cujo processo de apresentação dos planos orçamentais coincidiu com o da formação de um novo governo. “No passado tivemos em conta os países que estão no processo de formar um novo governo, e por vezes complementam as suas propostas orçamentais uma vez que há um novo governo, pelo que presumo que agiremos da mesma forma com Portugal”, disse. Sublinhando que, nesta fase, não é necessário o documento ser aprovado pelo parlamento -- pois a ideia é precisamente a Comissão Europeia emitir a sua opinião e eventuais recomendações antes de o procedimento ser concluído em sede parlamentar de cada país -, Dijsselbloem explicou que, uma vez formado e em funções, o novo governo poderá complementar as propostas numa fase posterior. “Percebo a questão, porque há uma complexidade com as eleições e a formação de um novo governo, mas não é a primeira vez que temos que lidar com um novo governo no meio deste processo. Por isso, em princípio, as mesmas datas aplicam-se a Portugal, e possivelmente um novo governo quererá complementar as propostas numa fase mais adiantada no ano, já fizemos isso antes”, disse.


14 Portugal breves Onze empresas lusas participam em feira de tecidos em Xangai Onze empresas portuguesas participam entre os dias 13 e 15 de Outubro em Xangai, China, numa das mais concorridas feiras de tecidos do mundo, com quase 4.000 expositores de 30 países e regiões. No Pavilhão de Portugal, que participa pela décima vez no Intertextile Shanghai Apparel Fabrics, estarão a Lemar, Gierlings Velpor, Paulo de Oliveira, A Penteadora, Riopele, Somelos, Somelos International, Ribera, Vilamoura 1984, Selectiva Moda e Troficolor.

Setembro chuvoso e frio desagrava seca em Portugal A chuva e o frio no mês de Setembro contribuíram para o desagravamento da seca meteorológica, que terminou mesmo na região noroeste de Portugal, de acordo com o boletim climatológico mensal. Segundo o boletim, publicado pelo Instituto Português do Mar e da Atmosfera, a 30 de Setembro, 85% do território nacional estava em situação de seca meteorológica, 24% em seca fraca, 29% em seca moderada e 32% em seca severa. De acordo com a análise realizada, o índice meteorológico de seca, que tem em conta dados da quantidade de precipitação, temperatura do ar e capacidade de água disponível no solo, permitindo detetar a ocorrência de períodos de seca e classifica-los em termos de intensidade, revela que a situação de seca teve início em março.

SEF pede para que não se façam viagens particulares para trazer refugiados O Serviço de Estrangeiros e Fronteiras apelou para que não se façam deslocações a países europeus, designadamente da Europa Central, com vista a transportar para Portugal cidadãos estrangeiros candidatos ao estatuto de refugiados. “O Serviço de Estrangeiros e Fronteiras apela a que não haja deslocações a outros países europeus, designadamente da Europa Central, mesmo que imbuídas de altruísmo, para transportar para Portugal cidadãos estrangeiros candidatos a um eventual estatuto de refugiados”.

Quinta-feira 8 a Quarta-feira 14 de Outubro de 2015 | Correio da Venezuela

Eurostat

Registada maior subida mensal nas vendas de retalho em Agosto Segundo o gabinete oficial de estatísticas da UE, Portugal teve a maior subida (1,5%) nas vendas do comércio de retalho, face a Julho, seguindo-se a Irlanda (0,9%) e a Polónia (0,8%). As principais quebras registaram-se no Luxemburgo (-1,5%), na Suécia (-1,2%), na Estónia e na Finlândia (-0,9% cada). Já face ao período homólogo, as principais subidas verificaramse na Roménia (8,5%), na Irlanda (7,7%), na Polónia (5,7%) e na Estónia e na Letónia (5,5% cada). Já as quebras mais acentuadas registaram-se no Luxemburgo (-12,6%), na Bulgária (-1,9%), na Bélgica (-1,7%) e na Finlândia (-0,7%). Em Portugal, o indicador aumentou 0,6% na comparação homóloga.

CORREIO/LUSA

Segundo o gabinete oficial de estatísticas da UE, Portugal teve a maior subida Portugal teve, em Agosto, o maior aumento (1,5%) das vendas do comércio de retalho na variação em cadeia, face a Julho, tendo o indicador estabilizado quer na zona euro, quer na União Europeia (UE), segundo o Eurostat. Já na variação homóloga, face a Agosto de 2014, as vendas do comércio de retalho aumentaram, em Agosto, 2,3% na zona euro e 2,6% na União Europeia (UE).

As vendas do comércio de retalho dispararam face a Julho. FOTO DR

Economia

FMI mantém crescimento de 1,6% em Portugal mas espera menos desemprego CORREIO/LUSA

Fundo antecipa que o Produto Interno Bruto luso cresça 1,6% em 2015 e que cresça ligeiramente menos (1,5%) em 2016 O Fundo Monetário Internacional (FMI) manteve as previsões de crescimento em Portugal, antecipando um crescimento de 1,6% este ano e de 1,5% no próximo, mas esperando agora uma taxa de desemprego menor. De acordo com o ‘World Economic Outlook’, divulgado na terçafeira, 6 de Outubro, o FMI antecipa que o Produto Interno Bruto (PIB) de Portugal cresça 1,6% em 2015 e que cresça ligeiramente menos (1,5%) em 2016, mantendo assim as previsões apresentadas na edição de Abril deste relatório bianu-

al. Para 2020, a instituição liderada por Christine Lagarde continua a prever um crescimento da economia portuguesa de 1,2%. No entanto, as previsões para o desemprego do Fundo são agora ligeiramente mais optimistas do que as apresentadas em Abril, antecipando-se que a taxa de desemprego caia para os 12,3% este ano e para os 11,3% no próximo (o que compara com a estimativa anterior de 13,1% em 2015 e de 12,6% em 2016). O Governo antecipa um crescimento económico de 1,6% este ano, mas espera que a economia portuguesa acelere o ritmo de crescimento para os 2% em 2016 e, quanto ao desemprego, o executivo de Pedro Passos Coelho antecipa que a taxa seja de 13,2% no final deste ano, caindo para os 12,7% no final de 2016. A instituição liderada por Christine Lagarde manteve as suas previsões para a inflação em Portugal, que deverá ser de 0,6% e de 1,3% em 2015 e em 2016, respectiva-

mente, mas reviu os seus cálculos para a evolução das contas externas. O FMI prevê agora que as contas de Portugal com o estrangeiro cheguem ao final deste ano nos 0,7% do PIB e que cresçam para os 1,6% do PIB no próximo ano, quando em Abril previu que atingissem os 1,4% e os 1% em 2015 e em 2016, respectivamente. Fundo piora estimativa da dívida para 2015 e 2016 O FMI piorou as estimativas para a dívida pública portuguesa deste ano e do próximo, mantendo-se mais pessimista do que o Governo e prevendo que continue a representar mais de 125% do PIB nos dois anos. A instituição liderada por Christine Lagarde piorou as estimativas para a dívida pública portuguesa, prevendo que atinja os 127,8% do Produto Interno Bruto (PIB) em 2015 e os 125% em 2016. No relatório sobre a segunda missão de monitorização pósprograma divulgado em Agosto,

quando foram conhecidas as últimas previsões da instituição sobre a dívida pública portuguesa, o Fundo antecipava que a dívida pública atingisse os 127,1% do PIB em 2015 e os 124,4% do PIB em 2016. Assim, o Fundo continua mais pessimista do que o Governo liderado por Pedro Passos Coelho, que prevê uma redução da dívida pública para 125,2% do PIB este ano (de acordo com a segunda notificação a Bruxelas no âmbito do Procedimento por Défices Excessivos) e para 121,5% no próximo (segundo o Programa de Estabilidade 20152019).


Correio da Venezuela | Quinta-feira 8 a Quarta-feira 14 de Outubro de 2015

Publicidade 15


16 Portugal

Quinta-feira 8 a Quarta-feira 14 de Outubro de 2015 | Correio da Venezuela

Estudo

Metade dos emigrantes qualificados não pensa voltar a Portugal CORREIO/LUSA

Estudo inquiriu 1011 pessoas que emigraram, tendo 52% destas considerado ser pouco ou nada provável regressar definitivamente a Portugal Um estudo realizado por vários centros de investigação sobre a “fuga de cérebros” de Portugal para países europeus conclui que cerca de metade dos inquiridos que emigraram considera pouco ou nada provável um regresso ao país de origem. Dos 1.011 inquiridos, 52% consideram ser pouco ou nada provável regressar definitivamente a Portugal, sendo que a “fotografia” registada pelo estudo aponta para que os portugueses qualificados que emigraram para outros países europeus se orientem “para uma

Banca

emigração para toda a vida ou de muito longo prazo”, sublinhou o coordenador do projecto que teve início em 2013, Rui Machado Gomes, professor catedrático na Universidade de Coimbra. O projecto Brain Drain and Academic Mobility from Portugal to Europe (Bradramo) (cuja tradução é qualquer coisa como “Fuga de Cérebros e Mobilidade Académica de Portugal para a Europa”) envolveu investigadores das universidades de Coimbra, Porto e Lisboa, e contou com 52 entrevistas e um questionário “online” a uma amostra não aleatória de 1.011 portugueses com formação superior que estivessem a trabalhar ou a residir noutro país europeu ou que o tivessem feito nos seis anos anteriores. A registar-se uma “emigração definitiva”, esta tem um custo não apenas na perda do investimento na formação das pessoas que emigraram, mas também “no efeito de inovação e desenvolvimento” das empresas portuguesas e no agravamento da crise demográfica, constatou Rui Machado Gomes. Segundo os resultados do projecto, 36% dos inquiridos estavam desempregados e 10% em situação de subemprego em Portugal,

sendo que no país de destino a situação profissional da maioria altera-se, com 92% empregados. Ainda relativamente à sua situação profissional, a migração levou a uma maior estabilidade, com 48,9% com contrato por tempo indeterminado (em oposição aos 20,7% registados no país de origem), e também a um aumento do rendimento mensal líquido, com 62% a ganhar entre 1.000 e 3.000 euros, quando em Portugal a maioria estava sem rendimento (30%) ou a ganhar até 1.000 euros (42,5%). A procura de emprego e melhores salários (80,7%) e a necessidade de realização e progressão na carreira (95,3%) foram as razões mais

apontadas pelos inquiridos para emigrarem, sendo que mais de metade considera importante a estabilidade dos sistemas de protecção social nos países de destino. De acordo com Rui Machado Gomes, o fenómeno de fuga de cérebros está “a aprofundar as assimetrias entre o sul e o norte” da Europa e “fere de morte o projecto europeu”. “O projecto europeu não é transformar os países do sul em países que formam recursos humanos para os outros utilizarem”, frisou o coordenador do estudo. Os resultados do projecto Bradamo estão também presentes no livro Fuga de cérebros: retratos da emigração portuguesa qualificada,

Solução proposta pelo Novo Banco com adesão de 80% CORREIO/LUSA

Detentores de acções preferenciais dos veículos Poupança Plus, Top Renda e EuroAforro 8 O Novo Banco anunciou, no passado 1 de Outubro, que 80% dos seus clientes emigrantes aderiram à solução comercial apresentada pela instituição aos detentores de acções preferenciais dos veículos Poupança Plus, Top Renda e EuroAforro 8.

editado pela Bertrand, que compila 20 retratos de pessoas entrevistadas para o estudo. O livro foi lançado na segundafeira, 6 de Outubro, em Coimbra, na livraria Bertrand, no centro comercial Dolce Vita, e contou com a apresentação por parte do físico e docente universitário Carlos Fiolhais. No mesmo dia, o livro foi também apresentado em Lisboa, com a participação do professor universitário Viriato Soromenho Marques. A 13 de Outubro, será a vez do Porto, com o investigador Manuel Sobrinho Simões. Para além do livro em formato físico, será lançado em Novembro um livro digital com mais 27 retratos.

Em comunicado enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), a instituição financeira liderada por Stock da Cunha refere que, “encerrado o período de adesões e revogações, [...] aderiram à solução comercial 80% dos clientes (titulares de 77% do número de acções preferenciais emitidas pelos veículos)”, tendo o banco “recebido instruções de voto que asseguram a maioria necessária para deliberar a alteração dos estatutos de cada um dos veículos”. O Novo Banco apresentou uma solução comercial aos clientes detentores de acções preferenciais dos veículos Poupança Plus, Top Renda e EuroAforro 8, que foram objeto de comercialização pelo Banco Espírito Santo (BES). O prazo para aderir à solução comercial, bem como para revogar a adesão, terminou no passado dia 18 de Setembro, de acordo com os termos da informação da CMVM, publicada no respectivo ‘site’ em 3 de Setembro de 2015.


Correio da Venezuela | Quinta-feira 8 a Quarta-feira 14 de Outubro de 2015

Perfil 17

Perfil

“Maneiras de fazer psicologia no futebol há muitas” Fernando Cámara fcamara@correiodevenezuela.com

António Martins, o lusodescendente psicólogo do Estudiantes de Caracas. A pouco e pouco, os luso-descendentes foram chegando ao futebol venezuelano ocupando lugares importantes, sejam treinadores, gestores ou jogadores. No entanto, não são os únicos. A área da psicologia, por exemplo, conta com António Martins, que trabalha com o Estudiantes de Caracas. António Martins nasceu em Chacao, Caracas, a 4 de Maio de 1990, fruto do casamento entre um madeirense natural de Ponta Delgada e uma venezuelana. A sua infância foi vivida entre Vista Alegre e Montalbán; fez a primária e o secundário no Colégio de Maria. Entrou na Universidade Católica Andrés Bello para estudar psicologia, onde se licenciou, e posteriormente tirou uma pós-graduação em psicologia clínica comunitária. “Tive a oportunidade de ter boas notas na pré-graduação, fui o quinto do meu grupo. Sempre gostei da docência. Inclusive fui preparador de várias matérias, e continuei aí, poder-se-ia dizer que esse foi o meu primeiro trabalho”, comentou. Entrou no mundo do futebol através de Manuel Llorens, que foi o psicólogo da selecção nacional no ciclo de César Farias. “Ele apresentou-me a Charles López, a quem tenho muito que agradecer. Comecei a trabalhar com ele no seu último semestre com o Real Esppor. Quando saiu da equipa, saí por uma questão de lealdade. Voltei ao mundo do futebol quando Charles foi assistente técnico de Miguel Echenausi na selecção nacional sub–20, no último sulamericano. Ao terminar o processo com a selecção, deu-se esta oportunidade com os Estudiantes de Caracas, um clube que tem muito futuro”, explicou. Manuel Llorens foi uma peça importante na sua formação profissional e pessoal desde que se conheceram na Universidade. “Foi

lou da oportunidade de trabalho com Charles e bom, aqui estamos”, disse. Entre 2013 e 2015 esteve longe do futebol, dedicando-se a preparar-se profissionalmente, a par de dar aulas na universidade. Depois chegou o Sul-americano Sub-20 do Uruguai, onde lhe coube assumir um novo papel e enfrentar uns resultados muito criticados. “Fomos o corpo técnico que mais tarde recebeu a sua selecção, com a Bolívia. Quando chegas às competições internacionais e falas com outros corpos técnicos, dás-te de conta que têm um ciclo completo e todas as ferramentas necessárias para trabalhar bem. Nós não o tivemos, e assumimos, era um desafio para nós. Os resultados não se proporcionaram, mas a aprendizagem foi significativa. Quando nos encontramos com jogadores que fizeram parte desse sul-americano e os olhamos nos olhos, sentimonos bem porque demos tudo pela classificação nesse mundial”, relatou.

meu professor de psicologia da personalidade. Eu era muito cansativo porque perguntava muitas coisas. Depois deu-me aulas na

pós-graduação. Quando terminei, deu-se a oportunidade de estudar psicologia do desporto na mesma escola, entrei no curso e passei. Fa-

Uma nova oportunidade No Estudiantes de Caracas a psicologia é vista como uma área muito importante, e esta equipa tornou-se um novo desafio profissional. “Quando me chamaram, a ideia não era trazer um psicólogo para a primeira equipa mas para a organização, que tivesse uma equipa de trabalho para toda a

estrutura. Essa é nossa intenção e proposta. Queremos ajudar, a partir da psicologia, ao crescimento do futebol venezuelano”, assinalou. A psicologia no futebol venezuelano tem pouco tempo. Inclusive não são muitas as equipas que têm profissionais desta área. “Maneiras de fazer psicologia no futebol há muitas. Na Venezuela é diferente porque há carências e uma situação complicada. A psicologia do desporto na Venezuela é diferente de outros locais no mundo. Há que integrar no nosso trabalho umas variáveis socioculturais que são particulares do país. Tudo depende do treinador, porque ele é o encarregado desses alinhamentos. Na equipa, os jogadores vão ao nutricionista e ao psicólogo, e isso faz parte do treino, é fundamental. Eu situo-me como terapeuta familiar, que está inserido numa família, e há diferentes formas de ver as coisas. Eu trato de encaminhar isso para um objectivo em comum”, disse. As suas raízes portuguesas influenciaram a sua vida de forma positiva. “Sou parte de uma família luso-venezuelana, e deixaram-me várias coisas importantes na minha vida, como o orgulho, a herança de pessoas trabalhadoras e as saudades que às vezes surgem por não estarmos perto da família”, concluiu, assegurando, no entanto, que uma equipa de futebol é como uma família.


18 Cultura

Quinta-feira 8 a Quarta-feira 14 de Outubro de 2015 | Correio da Venezuela

Clubes

Victoria Urdaneta

CP recebeu Expo Escala Avila

O crédito A peça escrita por Jordi Galcerán e dirigida por Armando Álvarez apresenta-se com a produção do Grupo Skena e elenco formado pelos reconhecidos actores Antonio Delli e Basilio Álvarez. É a recriação da história de uma pessoa que pede um empréstimo ao banco mas o autoritário gerente nega-o. Surge então um plano B, pois o necessitado cliente é engenhoso na hora de obter o que deseja. Data: 2 de Outubro, pelas 21h00. Dias 3 e 4, pelas 20h00. Local: Trasnocho Cultural, Paseo Las Mercedes, Caracas.

O Diário de um louco de Nikolai Gogol Trata-se de uma obra da Oficina Experimental de Teatro TET, onde se manifestam temas como a burocracia, a honestidade e a esperança. A colocação em cena é de Eduardo Gil, música de Sergio Colmenares e o trabalho de Carlos Sánchez Torrealba, que recebeu o Prémio de Melhor Actor no X Festival Internacional de Teatro Experimental do Cairo, no Egipto, há duas décadas, numa digressão que incluiu países como o Brasil. Data: 2 de Outubro, às 19h00. Dias 3 e 4, às 18h00 Local: BOD., Centro Cultural.

Antes morta do que banhada em sangue Indira Páez escreveu esta comédia, cujo director é Daniel Uribe, e o elenco é formado por Carmen Julia Álvarez, Francis Romero e Bárbara Sánchez. “Entre situações arquetípicas, risos, canções, despeito e limites, olhamo-nos num espelho de verdades … – um espelho que mostra, mais do que celulite ou mamas caídas, um breve instante desse universo complexo, fascinante, delicioso… o universo da mulher”, assegura Páez. Data: 2 de Outubro, às 21h30. Dias 3 e 4, às 19h30 Local: BOD, Centro Cultural, La Castellana, Caracas.

Victoria Urdaneta

Palestra sobre música A Livraria Lugar Comum e a Fundação Novas Bandas organizam palestras sobre a pop e o rock nacional. Nesta oportunidade, o tema é ‘Electrónica: dos sintetizadores aos DJ’. Miguel Ángel Noya e Juan Carlos Ballestasão são os guias do evento e o moderador é o jovem comunicador social Carlos ‘Pericles’ Sánchez. A entrada é livre. Fecha: 1 de Outubro Local: Livraria Lugar Comum, Altamira Sur, Edifício Humboldt, Nível PB. Diagonal à Praça Altamira, Caracas.

Cantautores em palco

Sergio Ferreira Soares

Pequenos e grandes desfrutaram de uma grande variedade de modelos à escala. Como forma de ampliar o leque de opções oferecidas aos seus associados, a direcção de Cultura do Centro Português anuncia a chegada de novos projectos que já se perfilam como bem-sucedidos. Para além do início de um novo ano académico nas diversas actividades e cursos oferecidos no centro social, os responsáveis pela divulgação da cultura prometem oferecer cada vez mais diversidade de actividades para todos os gostos. Nos passados dias 3 e 4 de Outubro, o Cantinho da Cultura do Centro Português viveu uma verdadeira explosão de criatividade com a Expo Escala Avila 2015: Grandes e pequenos fizeram voar a sua imaginação com os incríveis modelos à escala realizados pelos membros do Club de Modelismo Estático Avila, no âmbito da celebração dos seus 16 anos. Nesta ocasião, a direcção de Cultura ofereceu ao público uma mostra variada de modelos à escala elaborados com as mais variadas técnicas e materiais. A exposição, enquadrada na categoria aberta “Modelando a TAMIYA”, foi composta por diferentes veículos e

aviões feitos à mão e pintados com pincel ou aerógrafo. Para além do prémio próprio da competição, o Centro Português entregou o prémio ‘Modelo Destacado’ a Ernesto Ramos, com una figura de Volgor, que captou a atenção de todos pela qualidade dos seus detalhes. Alberto Viveiros mostra-se optimista pelo patamar atingido pelas diferentes actividades culturais no centro social e assegura que continuará a procurar novas iniciativas como esta, com a finalidade de aproximar todos os associados à Cultura. ‘Vengo por el aviso’ regressa aos palcos O Grupo de Teatro LusoScena apresenta de novo a sua obra ‘Vengo Por el Aviso’ a 8 de Outubro às 8pm, no Salão Nobre. A peça, original de Marc Camoletti e dirigida por Greymar Hernández, conta a história de quatro mulheres: Lili, uma mulher em busca de um candidato a quem arrendar a casa para retirar-se para o campo; Sofia, que precisa de alunos para as suas aulas de piano: Irene, uma dama desesperada por encontrar o modelo perfeito e poder terminar o seu quadro; e Berta, que já não aguenta mais a desordem que as três mulheres deixam pela casa, e enquanto tem de limpar, recolher e ordenar, sonha encontrar o homem ideal, casar-se e poder fugir. A fotografia está a cargo de Juan Peraza e o design gráfico é de Anders Teodorowicz e Ochos-

tudio; a obra conta com cenografia de Fernando Jardim, adereços de Javier Lefebre, guarda-roupa de Freddy Mendoza e coreografias de Vittorio Marson. A música foi realizada por José Alfonso Quiñones, enquanto a direcção artística foi de Anders Teodorowicz. Todos sob a direcção geral de Greymar Hernández. Recordemos que foi com esta peça que o grupo representou o CP no XXIII Festival de Teatro Interclubes. #RotaDaCulturaCP continua a crescer Viveiros e a sua equipa também anunciaram a realização de uma nova Rota da Cultura, desta vez com destino às Águas de Moisés, no Estado de Sucre, de 10 a 12 de Outubro. Neste Centro Turístico Agro-pecuário, situado no sector Rico Azul, assentamento campesino Pantoño, município Ribero, existiram historicamente diferentes centros turísticos tipo zonas balneares, como Poza Azul, Poza Cristal, Poza Paraíso, El Níspero, Los Cocoteros, etc. Sobre uma extensão de 180 hectares, às margens da lagoa Buena Vista, o Complexo Turístico Agro-pecuário As Águas de Moisés é alimentado pelas nascentes que ali surgem, águas cristalinas ricas em cálcio, potássio e outros elementos, que formam oito piscinas naturais para banho, 11 viveiros para piscicultura de pesca desportiva e consumo, 22 aquários naturais para peixes ornamentais e um canal de navegação para caiaques.

Continuam os espectáculos acústicos no âmbito do Ciclo de Cantautores, uma iniciativa de Gustavo Casas (um dos fundadores do grupo musical de ska rock chamado Wahala) em conjunto com Cultura Chacao. Este evento reúne músicos de todo o país e esta semana poderão escutar Yssael (Punto Fijo) e Kelly Abarca (Puerto La Cruz). Data: 3 de Outubro, a partir das 16h00 Local: Sala Cabrujas, Espaço de Cultura Chacao, Centro Comercial El Parque (ao lado do Parque Cristal), Nível 1. Av. Francisco de Miranda, Caracas.

Arte em bazares

‘The Love Bazar’ é organizado em Valência e para quem quiser participar, está disponível o número 0426 5448226 (thelovebazar@gmail.com). Também será realizada a ‘ExpoBazar kairos Valencia’ . Deverão ligar para os números 0424555 05 34 e 0412126 60 15 (kairoscain@gmail.com). Para encerrar, estará em Barquisimeto o ‘Enboga Bazar Fashion Market 2015’, cujos números são 04245817497 e 0424-5658776 (enbogabazar@gmail.com). Data: 4 de Outubro Local: Associação de Executivos do Estado Carabobo), Hotel Embassy Suites Valência e Lidotel Hotel Boutique Barquisimeto.


Correio da Venezuela | Quinta-feira 8 a Quarta-feira 14 de Outubro de 2015

Publicidad 19


20 Cultura

Quinta-feira 8 a Quarta-feira 14 de Outubro de 2015 | Correio da Venezuela

Música

Sergio Ferreira

‘Eliminar amigos’ Marcando o começo de uma nova era de terror, ‘Eliminar amigos’ leva-nos ao atormentado mundo de um grupo de amigos adolescentes on line nas salas de chat que são perseguidos por uma entidade desconhecida que procura vingança depois da morte de uma adolescente, um ano antes. A jovem suicida-se depois de ter sido humilhada com um vídeo que colocaram na Internet. Esta força sobrenatural tentará caçá-los fazendo uso da amiga morta. O filme, dirigido por Levan Gabriadze, conta com as representações de Heather Sossaman e Matthew Bohre.

Enquanto somos jovens Josh e Cornelia Srebnick são um casal de meia idade, felizes. Tentaram formar uma família e não conseguiram, mas não se importaram. Josh, um director de documentários veterano, está a passar um mau bocado profissionalmente. Enquanto trabalha na montagem do seu enésimo filme, conhecem Jamie e Darby, um casal de jovens espíritos livres, espontâneos e sem amarras, dispostos a deixar tudo em busca da sua próxima paixão. Para Josh é como se lhe tivessem aberto uma porta de regresso à juventude ou à juventude que quis ter.

La Vida Bohème regressa à Venezuela

Recomendações musicais Os temas em destaque em Portugal...

Ommyra Moreno Suárez

O grupo La Vida Bohème revelou, através do Twitter, as datas da sua nova digressão, que abrange três cidades do país. O grupo caraquenho La Vida Bohème, agora instalado no México, formado por Daniel de Sousa (guitarra eléctrica); Henry D’Arthenay (voz); Sebastián Ayala (bateria) e Rafael Pérez (baixo), publicou nas redes sociais as datas para a nova digressão que fará em terras crioulas. “Venezuela amada: OBRIGADO pelo teu amor. Vemonos em breve, com cantos e danças novos. Vamos gerar algo juntos”, anunciou a banda. O grupo tem marcadas actuações a 10 e 11 de Outubro no Anfiteatro de El Hatillo, em Caracas; a 13 no Grande Salão do Hotel Mare-

mares de Puerto La Cruz; e o encerramento da digressão é dia 15 em Mérida, no Auditório Tulio Febres Cordero. “O esforço para conseguir isto foi titânico. Oxalá pudéssemos visitar-vos em cada uma das cidades (onde quer que estejam). Amamos-

vos. Este grupo trabalha dia e noite por vocês. Não vemos a hora de vos voltarmos a encontrar”, escrevem os vencedores do Grammy Latino aos fãs. É esperado que nesta digressão pela Venezuela seja apresentado novo material.

“Hold Back the River” de James Bay “Lento” de Daniel Santacruz “She’s Kinda Hot” de 5 Seconds of Summer “Want to Want Me” de Jason Derulo “Flashlight” de Jessie J

... e na Venezuela

Espectáculos

Alex Gonçalves inicia digressão com “Plan B” Ommyra Moreno Suárez

‘Carga selada’

O espectáculo narra a experiência da emigração do autor para o Panamá

Uma carga misteriosa de supostos minerais tóxicos aparece na planície andina, alertando a população. O governo encarrega um ambicioso capitão da polícia da missão secreta de desfazer-se deles, desentendendo-se quanto ao destino. A cargo de um grupo de policias e de um maquinista anarquista, o percurso de rotina convertese numa viagem errante e trágica.

O comediante, locutor e animador luso-venezuelano Alex Gonçalves, iniciou, no passado 30 de Setembro, em Buenos Aires, a digressão internacional #LatinoBares, no quadro do seu espectáculo de ‘stand up comedy’“Plan B”. A sessão está orientada por historias da sua adolescência nos 90, na sua cidade natal, Maracay; às suas facetas como personalidade do entretenimento, homem casado, e a sua mais recente experiên-

cia como emigrante venezuelano. O espectáculo procura entreter o público com o seu discurso hilariante, no qual consegue unir sarcasmos e humor negro com re-

correntes reflexões sobre a sua vida profissional e amorosa. Argentina, Chile, Colômbia, México, Panamá são os países escolhidos por Gonçalves para a digressão.

“Mi Gran Amiga” de Sanluis “La Inocente” de Magic Juan “Te Quiero Bonito” de Victor Muñoz Y Nacho “Vengo” de Bacanos “Ven Y Besame” de Septima Avenida


Correio da Venezuela | Quinta-feira 8 a Quarta-feira 14 de Outubro de 2015

Publicidad 21


22 Cultura Ler está na moda “Um escritor é a soma do que lê” Quando li ‘As rosas de Atacama’ (ou ‘Histórias marginais’, na versão em espanhol), fiquei fascinada com o livro desde a primeira página e foi nesse instante que Luis Sepúlveda (Ovalle, 1949) se tornou um dos meus escritores favoritos. Passaram muitos anos e obras de literatura, mas regresso sempre a este autor chileno para encontrar inspiração. O mesmo se passa com o luso Fernando Pessoa e o espanhol Pedro Calderón de la Barca, mas hoje quero contar-vos sobre os escritores portugueses que Sepúlveda adora. Diz que são muitos, e um deles é José Saramago (Azinhaga, Santarém, 1922 - Tías, Lanzarote, 2010), a quem apelida de “inesquecível”, e assegura que “as conversas com ele eram muito enriquecedoras”, assim como as reflexões que plasmava nas suas obras. Numa entrevista ao Correio da Manhã, também falou de Fernando Assis Pacheco (Coimbra, 1937 — Lisboa, 1995) e afirmou que é outro dos seus favoritos. A este jornalista, tradutor e escritor português uniu-o mais do que as palavras, pois com ele construiu uma amizade que, a julgar pelos seus comentários, nem o tempo nem a morte quebrou. Desfruta também dos livros da poetisa e professora de Literatura Ana Luísa Amaral (Lisboa, 1956), a quem define como “maravilhosa”; do advogado, jornalista e escritor Miguel Sousa Tavares (Porto, 1952); do escritor Francisco José Viegas, com as suas novelas policiais e a sua amizade, assim como de alguns que não nasceram em Portugal mas que partilham o idioma, como o moçambicano Mia Couto (Beira, 1955).

Quinta-feira 8 a Quarta-feira 14 de Outubro de 2015 | Correio da Venezuela

Espectáculos

Yelitza Mendes regressa aos ecrãs com ‘Te contaré’ Ommyra Moreno Suárez

A luso-descendente protagoniza o novo videoclip de Gustavo Elis A actriz, animadora e cantora luso-venezuelana Yelitza Mendes, conhecida pela sua participação na série ‘Somos tú y yo’, regressa aos ecrãs no vídeo musical ‘Te contaré’, de Gustavo Elis feat. La Melodía Perfecta. O videoclip estreia no final do mês de Outubro. Mendes, licenciada em comunicação social pela UCAB, começou a carreira no mundo artístico como membro e fundadora do grupo folclórico Estrelas Lusitanas, dirigido por Ana de Castro, onde interpretava temas em português e espanhol, conseguindo vários primeiros lugares em competições. Foi também modelo em diversos comercias de marcas nacionais, figurando actualmente como imagem da marca venezuelana de

acessórios Pistacho’s. Entre os seus próximos projectos tem prevista uma apresentação num dos concertos do STVP, no dia

5 de Novembro, quinta-feira, no Teatro Premium Los Naranjos, onde terá uma participação especial cantando em espanhol.

Para saber mais sobre Yelitza Mendes, pode segui-la através das redes sociais (Instagram y Twitter) como @yelitzamendes.

Música

Consulado de Valência acolhe novo concerto Sergio Ferreira Soares

A sede consular lusitana do estado Carabobo continua a impulsionar a cultura. O Consulado Geral de Portugal em Valência, Estado Carabobo, continua a trabalhar para ser uma referência cultural para toda a região central do país. Mostra disso é o anúncio de um novo concerto, que terá lugar nos jardins do consulado na próxima sexta-feira, 9 de Outubro, a partir das 8:00pm. O cônsul geral de Portugal em Valência, João Brito Câmara, estendeu o convite à comunidade lusitana e a diversas personalidades para

que participem nesta iniciativa, que nesta ocasião é patrocinada por Somecil Guayana e Francisco Alves Félix. O concerto estará a cargo do grupo Las Brujas y Zuzon, da

Universidade de Carabobo, seguido de um brinde e da inauguração da exposição ‘Por amor al Arte’, de Miguel Jesus Campos Moreno. Os interessados em assistir deve-

rão confirmar a sua presença através dos números de telefone da instituição consular: (0241) 823.87.89 / 99.69


Correio da Venezuela | Quinta-feira 8 a Quarta-feira 14 de Outubro de 2015

Publicidade 23


24 Opinião

Quinta-feira 8 a Quarta-feira 14 de Outubro de 2015 | Correio da Venezuela

Finanças pessoais instantâneas

Quando chega a hora de mudar

Isabel Idarraga

Andreia começou a trabalhar no mundo da publicidade quando ainda era estudante de comunicação social e escalou posições até chegar a ser directora de uma das melhores agências de publicidade do país. Sempre sentiu paixão pelo que faz e um desejo enorme de dar mais do que 100%. Mas, desde há algum tempo a esta parte que sente ter perdido motivação pois, às vezes, acorda sem vontade de ir para o escritório. Esta manhã disse a si própria: Tenho que averiguar o que é que se passa, mas já, porque assim não posso continuar. Quando somos invadidos pelo enfado ao pensar que temos de ir para o trabalho cumprir tarefas que antes nos entusiasmavam, temos que determinar a origem desse sentimento. Pode ser que tenhamos problemas com um colega de trabalho; que não nos

sintamos cómodos com os nossos supervisores; com o que fazemos; com o nosso salário; reconhecemos que não há possibilidades de crescimento profissional ou vemos que a empresa está com problemas que colocam em risco o nosso posto de trabalho. Se a sensação de insatisfação persiste é importante analisar, de maneira objectiva, a origem deste sentimento para estabelecer medidas correctivas. Se o problema tem a ver com o meio, com uma má situação da empresa que impede que nos seja dado um aumento de ordenado, provavelmente terá chegado o momento de partir. Se o conflito é gerado no nosso interior, reside em nós a capacidade de decidir se queremos resolve-lo o se preferimos mudar para outro lado. Umas vez que tenhamos claro que a melhor alternativa é aban-

donar o nosso emprego actual é preciso traçar um plano que contemple quanto tempo posso esperar, que devo fazer para conseguir uma posição interessante noutra empresa, empreender o meu próprio negócio ou emigrar para outro país. Para isso devo fazer um inventário dos meus recursos: o montante das minhas poupanças e o das prestações sociais, a minha experiência e formação profissional, a situação da empresa e a minha disposição face à mudança. Umas vez que conheço os meus recursos, posso estabelecer um plano de acção. Pode ser que me faça falta um curso de actualização para melhorar o meu currículo ou que seja possível lograr uma mudança de departamento para adquirir experiência adicional antes de sugerir o meu currículo no mercado de trabalho.

Talvez conto com capital, experiência e conhecimento do mercado no qual quero entrar como empresário. Defino a data e os passos prévios para leva-lo a cabo e agarro-me ao plano. Andreia está consciente de que os seres humanos têm sonhos, aspirações e que querem crescer profissionalmente, pelo que devem estar atentos aos sinais que recebem se não possuem um plano de acção. Deu-se de conta de que esta sensação já foi vivida por ela noutros momentos da sua carreira, quando se preparou para avanças rumo a uma nova etapa da sua vida profissional. Considera que está pronta para assumir um novo desafio: criar a sua própria empresa. Fonte: http://finanzaspersonalesalinstante.blogspot.com

altatribuna

Há madeira que não agarram o verniz

Antonio López Villegas

Tenho que admitir que a experiência é um dos recursos que nos permitem encontrar o caminho quando estamos perdidos. E quando isto nos ocorre jamais nos desviamos muito longe dele como quando acreditávamos conhecer esse caminho. A estas alturas da vida, não tenho ideia do que se tem de fazer para não continuar a cometer erros e aprender com as lições. Ainda continuo a acreditar nas pessoas. E nas suas palavras. Creio na bondade. No agradecimento. No compromisso. É uma

debilidade que continuo tendo. Recuso deixar-me cair na tentação de não ser autêntico e gentil com quem, de uma ou de outra maneira fez algo por mim. Que me estendeu a mão. Creio que não é suficiente dizer: “Agradeçote”. Haveria que perguntar-lhes: De que maneira te agradeces? Explica-me. Como? Creio que há que demonstrá-lo com acções reais. Com factos. Neste país em que se perderam muitos valores, é uma bênção encontrar gente que, sem nenhum interesse, ainda os

mantém. Acredito nisto. Permitir que alguém com valores se distancie de nós é um desperdício. Uma péssima decisão. Sobretudo se na prática aquelas pessoas já o demonstraram várias vezes. Que nos auxiliaram, que nos deram ajuda. Estiveram ali, do nosso lado, na hora dos momentos não tão agradáveis. Poderia soar irreal ou fantástico tocar no tema mas como titulei este artigo: Há madeiras que não agarram os verniz. Extrapolando-o: Há gente que nunca aprende. Apesar de que

parece que sim. Para o comprovar apenas há que “dar-lhes um pouco de corda”, dar-lhes a oportunidade de ver o que irão fazer quando se lhes apresenta essa oportunidade em que temos de os ter “onde estão”. Até onde podem enfrentar uma situação difusa? Simplesmente para observar até onde são capazes de chegar. É triste e doloroso descobrir muitas vezes que nos temos estado a enganar, porque simplesmente tudo foi produto de uma breve fantasia, uma ilusão.

O CORREIO da Venezuela não pode ser considerado responsável e/ou patrocinador das opiniões que são expressas neste espaço.


Correio da Venezuela | Quinta-feira 8 a Quarta-feira 14 de Outubro de 2015

Publicidade 25


saúde em día

26 MISCELÂNIA

Quinta-feira 8 a Quarta-feira 14 de Outubro de 2015 | Correio da Venezuela

Conselhos para prevenir as cãibras Correio da Venezuela

A dor gerada por uma cãibra muscular é uma sensação que poucos gostam de experimentar. Trata-se de uma contracção de um ou vários músculos que produz dor durante uns segundos e até minutos, levando a que a pessoa que a sofre tenha de imobilizar-se. As cãibras podem ocorrer de repente em qualquer parte do corpo, mas é usual que se produzam nas pernas como resultado da espontânea contracção dos músculos situados abaixo do joelho, que podem ocorrer inclusivamente quando estamos dormindo. São vários os factores que provocam esta desagradável sensação. A causa mais comum é um desequilíbrio nos níveis de cálcio e magnésio no organismo. O cálcio é necessário para que a contracção dos músculos possa ser efectuada correctamente, enquanto que o magnésio é preciso para relaxar as distintas partes do corpo durante e depois da actividade física. Estas fontes de saúde encontram-se em verduras, vegetais e cereais. As cãibras também podem ocorrer devido à carência de vitamina E, a anemia, o tabagis-

mo e a inactividade. A sua origem também está relacionada com um mau funcionamento do sistema nervoso que cria um desequilíbrio entre a excitação e a inibição do músculo, o qual impede que este se relaxe. A desidratação e a falta de sódio podem estar relacionados com as cãibras, por isso é preciso beber suficiente água durante o dia e mais ainda se se está fazendo exercício para repor os lí-

quidos que se perdem ao transpirar. Se estamos no ginásio e temos uma cãibra devemos parar a actividade que estejamos realizando, depois massajar o músculo e estira-lo sem sentir que estamos danificando a pele ou a área afectada. Uma vez sintamos que a cãibra tenha desaparecido devemos começar a mexer o músculo suavemente até que tudo volte à normalidade.

Vias que carregam as baterias de carros eléctricos Dentro de pouco tempo ter um carro eléctrico não será assim tão estranho em Inglaterra. Este país levou a sério a tarefa de premiar os cidadãos que apostem na diminuição das emissões tóxicas para o Planeta, a ponto de decidir fazer um investimento que ajude a travar o aquecimento global, sem que isso pressuponha que os utilizadores de carros tenham de abandoná-los. A Highways England, uma empresa do Governo inglês, trabalha em pleno num projecto que contempla a construção de carris especiais que carregam as baterias dos automóveis eléctricos que circulem nelas, já que não precisam ligar os veículos à electrici-

dade quando chegam a casa, pois estariam em constante recarga ao passar por estas vias. O projecto “Preparando as redes viárias para veículos eléctricos”, contempla a realização de recargas através de indução, pelo que não será necessário parar durante o trajecto, mas o veículo deverá estar equipado com uma solução que lhe permita absorver a energia que se desprende do carril à sua passagem. Nestas vias especiais serão instaladas linha eléctricas por baixo do pavimento, que gerarão campos electromagnéticos que se comunicarão com dispositivos instalados nos veículos.

Sizzlers de funcho com camarão e trifolato de cogumelos Prato elaborado por: Chefe Octávio Freitas, Four Views Hotels

Ingredientes

Carla Salcedo

Ainda que não se saiba bem quem inventou os lápis tal como os conhecemos hoje, a primeira vez que se fez menção aos mesmos foi em 1565, num trabalho enciclopédico do suíço-alemão Honrad van Gesner. Outros dizem que os lápis foram inventados no Norte de Inglaterra, onde se encontrou um depósito de grafito, de onde sairiam os primeiros protótipos, fabricados a partir de uma lâmina delgada que se cobria com uma concha de madeira. No século XVIII foi conhecida uma maneira melhor de fabricar lápis, e que consistia em misturar pó de grafito com argila e cozia-se num forno. Esta técnica foi patenteada por um químico francês. A qualidade e a dureza da mina consiste na quantidade de argila que se acrescenta à mistura, e em 1760 a companhia alemã Faber Castel

Carla Salcedo Leal

segredos de cozinha

Sabia que…?

Por que é que os lápis são amarelos?

Pensa Verde

fundou a primeira fábrica de lápis Nuremberga, na Alemanha. Durante o século XIX, o melhor grafito do mundo provinha da China, e os fabricantes americanos procuravam a forma de ganhar terreno perante os asiáticos, pelo que para identificar os seus produtos como os melhores, optaram por fazer o exterior amarelo, tom associado pela cultura anglo com realeza e respeito. Outros asseguram que os lápis são amarelos porque até 1890 vendiam-se lápis pintados em cores escuras ou não eram pintados em absoluto, até que nesse ano, a companhia austríaca L&C Hardmuth introduziu um novo modelo para desenho de grande qualidade que tinha vários graus de dureza. O seu exterior também adoptou a cor amarela como protagonista. Aquele modelo foi pensado para ser melhor lápis e o mais caro do mundo. O lápis teve tanto êxito que a partir de então, a cor amarela tornou-se sinónimo de qualidade.

» Funcho Tenro 1 kg » Rama de Funcho 100 gr » Sementes de Funcho » Cogumelos Seta 100 gr » Cogumelos Porto Belo 100 gr » Cogumelos Cepes 50 gr » Camarão 16/20 1 kg » Sementes de Sésamo 50 gr » Oleo de Sésamo 50 ml » Vinagre xeres 50 ml » Gengibre 50 gr » Pimentos Padrones 30 gr » Molho de Ostras 100 ml » Flor de Sal q.b

Preparação 1. 2. 3. 4. 5. 6.

Lavar os Vegetais e corta-los Descascar os camarões Num sauté tipo Oriental junte um pouco de Óleo de Sésamo e comesse por saltear os vegetais e o camarão não cozinhando demasiado para obtermos um resultado crocante. Envolva ao preparado os perfumes (Gengibre, Pimentos e as sementes de Funcho) Deixar cozinhar suavemente durante 2 minutos. Tempere com o Molho de Ostras, Vinagre xerez e sal a gosto Apresente o preparado numa frigideira Sizzlers pré-aquecida decorando com alguns Funchos Bebes assados só em azeite.

Dicas do Chef • • • • •

Poderá substituir os Cogumelos por Outros a Gosto O Arroz Jasmim ou Basmati é um óptimo acompanhamento As sementes são muito usadas em todo o tipo de Marisco Estes processos mantêm-se podendo alterar o Marisco por carne ou peixe. A rama e o Bolbo do Funcho aromatizam muito bem bebidas quentes e Frias


Publicidade 27

J-00360930-7

Correio da Venezuela | Quinta-feira 8 a Quarta-feira 14 de Outubro de 2015

4ta. Transversal, entre A. Andr茅s Bello y Alfredo Jhan. Urbanizaci贸n Los Palos Grandes, Caracas, ZP 1060


26 28 Desporto

Quinta-feira Outubro a Quarta-feira 6 de de 2014 | Correio da Venezuela Quinta-feira 30 8 ade Quarta-feira 14 de Outubro de Novembro 2015 | Correio da Venezuela

Portugal

I Liga

FC Porto e Sporting cimentam liderança

breves Portugal fecha apuramento para o Euro sub-17 A selecção portuguesa de sub17 empatou, no passado 4 de Outubro, com a Inglaterra (1-1) e fechou a participação no grupo 9 do I Torneio de Apuramento para o Europeu 2016 de futebol sem derrotas. No Estádio Municipal Sérgio Conceição, em Taveiro, a formação orientada por Hélio Sousa soube reagir bem ao infortúnio de se ter visto em desvantagem no marcador logo aos 16 minutos, na sequência do golo de Trevoh Chalobah. Os internacionais portugueses nunca desistiram de tentar um resultado melhor e empataram o encontro aos 64 minutos, por intermédio de João Filipe.

CORREIO/LUSA

Golearam Belenenses e Vitória de Guimarães, respectivamente, para a sétima jornada FC Porto e Sporting cumpriram, no domingo, 4 de Outubro, com o estatuto de líderes da I Liga de futebol e golearam Belenenses e Vitória de Guimarães, respectivamente, para a sétima jornada, que teve adiado, devido ao nevoeiro, o jogo União da Madeira-

Benfica. O FC Por to regressou aos triunfos no campeonato, após o empate em casa do Moreirense (2-2), goleando no Dragão o Belenenses, por 4-0, com golos na segunda parte apontados por Corona (53 minutos), Brahimi (56), Osvaldo (80) e Marcano (87). Os ‘dragões’, que vinham moralizados com o triunfo da passada terça-feira, frente ao Chelsea (2-1), para a Liga dos Campeões, mantêm-se assim na liderança da I Liga, com os mesmos 17 pontos do Sporting (segundo), que recebeu e goleou o Vitória de Guimarães.

Chelsea reitera confiança em José Mourinho Slimani, com três golos, aos 12, 58 e 78 minutos, Teo Gutiérrez, aos 24, e Adrien, aos 60, foram as ‘garras’ da equipa ‘leonina’ apontadas à baliza do Vitória de Guimarães, que ainda reduziu por Josué, aos 82. O jogo entre o União da Madeira e o Benfica, no Funchal, que devia ter tido o seu início às 16:00 horas, foi adiado pelo árbitro bracarense Cosme Machado devido ao nevoeiro e após a espera dos 60 minutos regulamentares. As duas equipas já anunciaram que não chegaram a acordo numa data para realizar o encontro, pelo que terá de ser a Liga de clubes a

decidir quando se vai concluir a ronda. O União da Madeira ocupa o 14.º lugar com seis pontos, enquanto o bicampeão Benfica segue na quinta posição, com 12, tendo sido provisoriamente ultrapassado pelo Sporting de Braga, que empatou em casa a 0-0 com o Arouca. O Sporting de Braga acabou por pagar o esforço de ter jogado menos de 72 horas após a vitória sobre o Groningen (1-0), para a Liga Europa, apesar do treinador Paulo Fonseca ter mexido no ‘onze’, com destaque para a estreia do espanhol Aarón.

Euro2016

Selecção portuguesa prepara dupla jornada CORREIO/LUSA

Encontro frente à Dinamarca poderá garantir a qualificação directa para o Euro2016 A selecção portuguesa de futebol, com um estreante e alguns regressos, começou, na segundafeira, 5 de Outubro, a preparar o encontro frente à Dinamarca, agendado para quinta-feira, e que poderá garantir a qualificação directa para o Euro2016.

Os 24 jogadores chamados pelo seleccionador Fernando Santos concentraram-se numa unidade hoteleira de Braga, tendo realizado o primeiro apronto, no campo de treinos do Estádio Municipal de Braga. Nélson Semedo, lateral direito do Benfica, é a única estreia dos convocados de Portugal, numa lista em que regressam o guardaredes Ventura, os defesas Luís Neto e Fábio Coentrão, o médio Tiago e o avançado Rafa. À última hora, Fernando Santos foi obrigado a chamar o guarda-redes Eduardo, do Dínamo de Zagreb, para substituir Anthony

Lopes, que tem uma gastroenterite. A selecção portuguesa está a um ponto de garantir o apuramento para o Euro2016, que poderá conseguir já recepção à Dinamarca, num encontro que se vai realizar no Estádio Municipal

de Braga. Três dias depois, desloca-se a Belgrado para defrontar a Sérvia, naquele que será o seu último jogo no Grupo I. Portugal lidera o agrupamento com 15 pontos, mais três do que a Dinamarca, segundo classificado, e quatro que a Albânia, terceiro.

O Chelsea reiterou, no passado 5 de Outubro, o apoio ao treinador português José Mourinho, apesar de o campeão inglês de futebol ocupar o 16.º lugar da liga, após oito jornadas. “O clube quer deixar claro que José continua a ter todo o nosso apoio”, lê-se no comunicado do clube londrino, no seu sítio oficial na Internet, titulado “o Chelsea acredita no treinador e na equipa”. O técnico luso, de 52 anos, regressou ao Chelsea em Junho de 2014 e reconquistou o título inglês em 2014/15, mas esta temporada soma apenas dois triunfos nos oito primeiros encontros do campeonato e um nos dois primeiros jogos da Liga dos Campeões.

Vítor Paneira deixa de ser treinador do Tondela O treinador português Vítor Paneira deixou o comando técnico do Tondela, que na época de estreia na I Liga de futebol ocupa o 16.º e antepenúltimo lugar, após sete jornadas, anunciou o clube, na terça-feira, 6 de Outubro. “O Tondela e o técnico entendem que os resultados desportivos do plantel profissional até ao momento justificam uma alteração no comando técnico da equipa pelo que o entendimento entre o treinador Vítor Paneira e o presidente Gilberto Coimbra foi fácil”, lê-se no sítio oficial do clube, que dá ainda conta da saída dos restantes elementos da equipa técnica.


Correio da Venezuela | Quinta-feira 8 a Quarta-feira 14 de Outubro de 2015

Publicidade 29


26 30 Desporto

Quinta-feira Outubro a Quarta-feira 6 de de 2014 | Correio da Venezuela Quinta-feira 30 8 adeQuarta-feira 14 de Outubro deNovembro 2015 | Correio da Venezuela

Venezuela

Futsal

Marítimo despediu-se com vitória

breves Desafio ao vento pelas crianças De 23 a 25 de Outubro será realizado o evento “DESAFIO AL VIENTO PARAGUANA 2015”, Copa Alcatel Onetouch, com o aval da Federação Venezuelana de Vela e da Federação Venezuelana de Surfing, em Bahía del Pico, na Península de Paraguaná, Estado de Falcón. Espera-se que no evento venham a participar mais 150 atletas nacionais e internacionais. Os fundos angariados serão destinados directamente a Fundación Niños Toda Vela.

Libertação de Esquivel recusada na Suíça

Carla Salcedo Leal Foto: Daniel Ramírez

No último encontro da equipa no Torneio Superior de Futsal, verde rubros golearam por 10-6

O SC Marítimo de Margarita despediu-se em grande do Torneio Superior de Futsal Copa DIRECTV, no passado 29 de Setembro, ao vencer uma das equipas favoritas à conquista do troféu por 10-6, em partida disputada no Ginásio Verde Rojas de La Asunción. O grande protagonista da jornada foi Alfredo “Chavela” Vidal, que assinou cinco dos dez golos com que os insulares construíram a sua goleada mesmo sabendo

que já haviam sido eliminados, na sequência da derrota por 3-4 na noite anterior. Vidal somou 23 golos neste quinto torneio superior, alcançando a marca estabelecida pela lenda Morillo. Ainda que não tenha sido alcançada a classificação, a equipa “verde rubra” despediu-se dos seus adeptos com uma vitória que ficará na história. Além de Vidal, Kendrys Silva (6’ e 39’), José Cova (15’), Jesús

Viamonte (23’) e Edgar Peña (37’) também marcaram pelo Marítimo, que encerrou a sua participação no ‘playoff’ somando 15 pontos, fruto de quatro vitórias, três empates e cinco derrotas. “O nosso SC Marítimo de Margarita entregou-se como todos os dias em campo. Demonstrou que é uma equipa forte com excelentes jogadores”, escreveu a direcção do clube através da conta do Twitter da colectividade (@SCMaritimo), no final do encontro.

Futebol

‘Vinotinto’ invadiu o CPVG

Não querem escândalos com ninguém

Carla Salcedo Leal

Selecção de honra da Venezuela escolheu as instalações do clube luso para treinar Recentemente, o presidente do Centro Português Venezuelano de Guayana, Víctor Vieira, deu a conhecer o pedido feito pela Federação Venezuelana de Futebol para a utilização das instalações desportivas do clube, com a finalidade de acolher os treinos da selecção de honra venezuelana, em preparação para os encontros internacionais a disputar na cidade de Puerto Ordaz. A comitiva desportiva, sem

pensar duas vezes, deferiu o pedido da delegação crioula, que assim veio a disputar um encontro eliminatório com vista ao Mundial de Futebol 2016, a 8 de Outubro,

ante a selecção paraguaia, no estádio CTE Cachamay. Os treinos decorreram entre 5 e 7 de Outubro, nos campos de futebol do clube luso, os quais

O Tribunal Criminal Federal suíço rejeitou, segunda-feira, o pedido de libertação do venezuelano Rafael Esquivel, membro executivo da Confederação Sul-Americana de Futebol (CONMEBOL), alegando que o risco de fuga do envolvido no escândalo da FIFA era elevado. A defesa de Esquivel, antigo presidente da Federação Venezuelana de Futebol, pedia a libertação do seu constituinte por razões de saúde e idade avançada (69 anos). Esquivel é acusado pelos Estados Unidos de ter aceitado subornos de vários milhões de dólares para os direitos de transmissão da Copa América.

também foram solicitados pela delegação paraguaia. No entanto, e por unanimidade, a directiva decidiu ceder o espaço à selecção venezuelana.

Dois dos principais patrocinadores da FIFA, a Coca-Cola e a McDonalds, exigiram, no passado 3 de Outubro, a demissão imediata do presidente do organismo, o suíço Joseph Blatter, mas o advogado deste já afirmou que não o fará. As duas companhias pediram a demissão de Blatter justificando que esta restauraria a confiança na FIFA, organismo que rege o futebol mundial e que tem estado envolvido num escândalo de corrupção. De acordo com aquelas duas empresas, a FIFA tem que tomar medidas imediatas para mostrar que está a trabalhar seriamente nas reformas, após o escândalo de corrupção que a abalou. Em resposta às pretensões dos dois patrocinadores, nomeadamente à Coca-Cola, o advogado de Joseph Blatter fez saber que este não se demitirá.


Correio da Venezuela | Quinta-feira 8 a Quarta-feira 14 de Outubro de 2015

Publicidade 31


imagens da semana

eles respondem

P r ê m i o Ta l e n t o C o m u n i c a ç ã o S o c i a l 2 0 0 9

#ENCUESTA / A música, apesar de ser uma linguagem universal, é um dos elementos que mais diferencia as diversas culturas existentes no nosso mundo. Queremos saber a tua opinião: Qual é o teu cantor e tema favorito de Portugal e da Venezuela?

Venezuelanos entram no Livro Guiness de Recordes com a maior moeda de chocolate

Orlando Andrade: Lágrima de Amalia Rodrigues y Voy a perder la cabeza por tu amor de José Luis Rodriguez entre otras más Adriana Pestana Mendes: Cuando se acaba el amor de Guillermo Davila y Tu es portugues eu sou teu irmao de Jorge Ferreira... Y muchisimas mas.. Ana Dealmeida: La mulher Portuguesa de Jorge Ferreira,la cabritinha de Quim Barreiro,caballo viejo de Simon Diaz...muchas mas. Lucía Ferreira: AMÁLIA doris_de_macedo: Quim Barreiros

Fátima Lopes apresenta nova marca FL e terceira colecção de sapatos em Paris

Correio de Venezuela / @correiodvzla

mariatedasilva: Jorge Ferreira biutyteresa: Amalia, como ella ninguna gagr18: @correiodvzla buenas noches! ayúdanos a difundir para apoyar a la escuela y grupo folklórico portugués del centro social madeirense... benygoncalves: Jorge Ferreira yudithcappena: Amalia y Simon Díaz

Correio de Venezuela 625  

Edición 625

Correio de Venezuela 625  

Edición 625

Advertisement