Page 1

CORREIO JUQUERY Mairiporã, sexta-feira, 19 de setembro de 2014

ANO X - Nº 535 ● www.correiojuquery.com.br Distribuição gratuita ● R$ 1,00 (nas bancas)

1

CORREIO JUQUERY

Mairiporã • Sexta-feira 19 de setembro de 2014

tempo

www.correiojuquery.com.br

A semana vai começar com baixas temperaturas, com a mínima chegando a 9°C, segundo as previsões dos institutos de meteorologia.

Max

20° Min 9°

Prefeito inaugura centro de operações para dar mais segurança à cidade Ricardo Honorio

A solenidade de inauguração do Centro de Comando de Operações (CCO) ocorreu na manhã de ontem. Ao todo são 40 câmeras com funcionamento 24 horas, das quais 28 colocadas em pontos estratégicos pela cidade e mais oito no distrito de Terra Preta. O novo centro é um instrumento de apoio às ações policiais preventivas e repressivas, linha auxiliar na oferta de segurança pública. Todos os serviços ofertados terão controle único, capaz de oferecer respostas mais rápidas através de dados estatísticos segmentados. A Central estará ligada ao futuro Gabinete de Gestão Integrada, formado por forças de segurança (Polícia Rodoviária Federal, Polícia Militar, Polícia Civil, Corpo de Bombeiros. PÁGINA 5 O novo Centro de Operações conta com equipamentos de última geração na área de monitoramento

Poluição eleitoral atinge áreas mais movimentadas da cidade São vários os mecanismos de propaganda eleitoral utilizadas pelos candidatos na campanha deste ano. A quinze dias da eleição, previstas para o dia 5 de outubro, a preferên-

cia é pelo uso de cavaletes, que pelo tamanho chamam a atenção das pessoas. Em Mairiporã esse material se concentra nas áreas mais movimentadas. PÁGINA 5

M. Borges

Emprego formal recua 10% em Mairiporã Os números foram divulgados pelo Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados), do MTE (Ministério do Trabalho e Emprego), relativos ao mês de agosto, na comparação com julho. Se considerados os oito meses deste ano (janeiro

a agosto), a queda chega a 298 postos de trabalho na comparação com o mesmo período de 2013. O setor da Indústria de Transformação, sozinho, fechou 156 vagas este ano. Apenas Comércio e Agropecuária têm resultados positivos. PÁGINA 3

Sucesso do Baile de Máscaras enseja outras edições O I Baile de Máscaras realizado pelo Fundo Social de Solidariedade de Mairiporã, na sexta-feira,12, nas dependências do Clube de Campo, revestiu-se do mais absoluto sucesso. Centenas de pessoas participaram da festa, cujo objetivo foi o de arrecadar fundos para a festa de Natal das famílias carentes. O evento recebeu elogios pela

sua organização e ensejou que outras edições ocorram. A secretária da Assistência Social, Lúcia Naf, que esteve à frente da festividade, disse que o objetivo superou as expectativas e que além de uma noite descontraída, que reuniu a sociedade mairiporanense, o resultado obtido vai ajudar no Natal das pessoas que necessitam. Divulgação

Decisão do CFM determina atendimento médico em prontos-socorros em até 2 horas PÁGINA 5

Cerveja aumenta o bom colesterol

Estiagem encarece alimentos hortifrútis

PÁGINA 10

PÁGINA 3

Lúcia Naf, secretária da Assistência Social, e a vice-prefeita Débora Lopes Braga

Senador

KAKÁ W E R Á 430

1º suplente: Jean Nascimento 2º suplente: Hélio Amorim

CNPJ DO JORNAL: 05.785.139/0001-01

Governador

GILBERTO NATALINI 43 Maria Lúcia Aidar - Vice

Presidente

EDUARDO JORGE 43 Célia Sacramento - Vice

R$ 300,00

CNPJ FORNECEDOR: 05.785.139/0001-01• VALOR: R$ 300,00

Espaço Viário Mário Covas é o preferido dos candidatos para a colocação de cavaletes


www.correiojuquery.com.br

fabiano@3a.com.br

drozorio@yahoo.com.br

opinião

CORREIO JUQUERY

Mairiporã • Sexta-feira 19 de setembro de 2014

Ozório Mendes

2

Fabiano Rodrigues

Indivíduo coletivo

D

esde o tempo das cavernas o homem busca viver em sociedade, criar família, tribo, vilarejo, fortificações, cidades, estados, países e grupos de países para defender o interesse individual e algumas vezes o interesse coletivo. Diariamente acordamos cedo, buscamos resolver nossos afazeres e realizamos conquistas individuais, que têm se sobressaído demais frente ao coletivo e, este caminho que optamos de puxar a brasa sempre para nossa sardinha, tem impedido a possibilidade de uma sociedade melhor. Se notarmos as sociedades que privilegiaram o coletivo em sua história, podemos notar que nelas há harmonia e equilíbrio, se prestarmos atenção numa tribo indígena, o trabalho é dividido em ações coletivas, assim, um grupo pesca, outro grupo caça, outro grupo cuida das crianças e assim por diante, ou seja, todos trabalham em benefício de todos. Em algumas organizações empresariais modernas isto também ocorre e esta atitude gera engajamento, disciplina e crescimento coletivo. Precisamos mudar o modo de pensar e agir, podemos colaborar com o coletivo de alguma forma; um simples gesto de recolher um papel caído na calçada já é um ato coletivo. Precisamos entrar na era do coletivo e na época do uso, e deixar para trás o pensamento individual e a posse. Grandes seres humanos foram homenageados e marcaram a história dedicando suas vidas ao coletivo, vivendo humildemente, até mesmo os multimilionários, e podemos citar Bill Gates, por exemplo, que doa constantemente a maior parte da sua fortuna para educação, saúde, pesquisa ou causas humanitárias. Não cabe mais acumularmos enormes riquezas em benefício próprio e abandonarmos a sociedade em que vivemos, pois ninguém está sozinho, somos uma espécie que necessita uns dos outros. Escrevi este texto em homenagem às pessoas que realmente dedicam suas vidas ao coletivo, e podemos citar os professores, policiais, bombeiros, enfermeiras, médicos, pesquisadores, alguns políticos e outros profissionais que fazem a diferença em nossa história.

Fora com essa gente!

M

esmo com uma maioria de políticos com ‘p’ minúsculo, e isso se reflete na prática política, tenho acompanhado de perto o desenrolar da campanha eleitoral. Na tevê é a mesmice de sempre. Nomes engraçados, promessas antigas, situações ridículas, enfim, o receituário oferecido a cada dois anos ao incauto eleitor. Mas quero trazer a discussão para o campo municipal. Sim, para Mairiporã. Tenho visto pelas ruas centenas de cavaletes com os mais diversos candidatos, assim como os santinhos e a propaganda nos jornais. Embora com intensidade muito distante das campanhas anteriores, não deixa de ser uma amolação às pessoas. É espantosa a quantidade de candidatos que nunca pisou em Mairiporã. E pasme o amigo leitor, cada um deles tem pelo menos um cabo eleitoral. É essa questão que quero debater. Como é possível um sujeito que nunca esteve na cidade, nunca carreou um benefício para a população, encontrar outros sujeitos dispostos a ajudá-los. Os vereadores são os maiores responsáveis por essa prática nociva aos interesses da coletividade mairiporanense, e deveriam vir a público dizer o porquê desse comportamento, enumerar os benefícios que essa gente trouxe, ou se apenas trabalham em proveito próprio, assim como ex-políticos. Salta aos olhos, por exemplo, o ex-prefeito Antônio Aiacyda trabalhar em favor de um político de Jundiaí, Miguel Haddad, que não sabe nem onde fica Mairiporã. O que esse cidadão fez por nosso município? Nada! Que recursos conseguiu em favor da população? Nenhum! Como, então, votar nesse candidato? Só por que Aiacyda é seu cabo eleitoral? Ora minha gente, é um despropósito, um desrespeito total com a comunidade. Agora, se ainda assim esses candidatos receberem boas votações, é porque a população merece os governantes que tem. Não vou apoiar nenhum candidato, e tenho trabalhado no sentido de que o eleitor anule seu voto. A classe política merece apenas desprezo, pois se elege às custas dos incautos (e também de muita gente esclarecida), some, não realiza nada em nosso favor e volta, depois de quatro anos, com a ajuda dos políticos locais. É importante salientar que se os políticos de Mairiporã nada fazem, e aceitam o papel ridículo de atuar como cabos eleitorais, poderiam pelo menos impedir que os que vêm de fora também usem do mesmo expediente. Fora com essa gente!

Ozório MendeS é advogado e foi vereador na gestão 1983/1988

Daniel Bonora

Desacato: muito além da falta de educação Certa feita, a comissão de juristas responsável por elaborar o anteprojeto do Código Penal decidiu, por maioria de votos, sugerir a retirada do crime de desacato da legislação brasileira. A ideia sugerida era fazer com que o desacato fosse absorvido em um parágrafo do crime de injúria. Quem praticar injúria contra servidor público em razão de suas funções pode ter a pena dobrada. A proposta ainda deve ser votada no Congresso Nacional, mas tem grande chance de ser aprovada. Os organismos internacionais ligados à defesa de direitos humanos repudiam a tipificação do crime de desacato, que vem sendo usado historicamente como um ato de coação do Estado em relação ao cidadão. Segundo o professor Lélio Braga Calhau, estudioso do tema, em sua obra “Desacato”, há uma resistência do Ministério Público na aplicação desse tipo penal em um grande número de ocorrências. É que muitas vezes não há desacato propriamente dito nas circunstâncias que o envolve, mas abuso de autoridade. O agente público provoca uma situação ou lança no boletim de ocorrência uma agressão que nunca existiu. Atualmente, a pena para o crime de desacato a servidor no exercício de sua função ou em razão dela é de seis meses a dois anos de detenção ou multa. Com a mudança, se o crime for classificado como injúria, a pena será de seis meses a um ano e multa. Se considerado injúria qualificada, a pena será de até três anos e multa. Com a aplicação da Lei 10.259/01, esse crime passou para a competência dos juizados especiais criminais, podendo o réu, nas condições do artigo 76 da Lei 9.099/95, ser beneficiado com o instituto da transação penal (HC 22.881). Isso significa que o réu pode fazer um acordo para o processo criminal não seguir, desde que cumpra determinadas condições estabelecidas em juízo. Segundo entendimento do STJ, desacato significa menosprezo ao funcionário público no exercício de sua função e não se confunde com a falta de educação (HC 7.515). Liberdade de expressão - Segundo o professor Calhau, avaliar o crime de desacato é problemático quando esse passa a ser um instrumento de arbítrio do Estado para coibir a liberdade de expressão. Sua criminalização deve surgir de um ponto de equilíbrio em que se preservem os interesses da administração pública e o direito de crítica. O ministro Nilson Naves apontou a dificuldade de encontrar esse equilíbrio ao julgar um habeas corpus na Quinta Turma (HC 104.921). Ele se utilizou da frase atribuída ao ensaísta francês Montaigne para justificar o emprego do mau uso das palavras em determinadas situações. “A palavra é metade de quem a pronuncia, metade de quem a escuta”, resumiu. No mesmo julgamento, o ministro também citou Oscar Wilde, para quem “se soubéssemos quantas e quantas vezes as nossas palavras são mal interpretadas, haveria muito mais silêncio nesse mundo”. E o ditado popular, que assinala que “a palavra foi dada ao homem para ocultar seu pensamento”. No crime de desacato, muitas vezes, a agressão vai além das palavras. Daniel Bonora é advogado, vice-presidente da OAB de Mairiporã, presidente da Comissão de Assistência Judiciárvia e Assessor Técnico Parlamentar.

EDITORIAL

O ensino em Mairiporã

D

entre as milhares de cidades brasileiras que não atingiram a meta do Ideb (Índice de Desenvolvimento da Educação Básica) de 2013, avaliação feita com escolas das redes municipal e estadual, Mairiporã foi uma das poucas exceções. O indicador é divulgado a cada dois anos e obtido a partir das notas dos alunos em provas de português e matemática e das taxas de reprovação nos anos iniciais e finais dos ensinos fundamental e médio. A princípio poder-se-ia dizer que sobram motivos para comemorar, mas o fato é que os resultados, embora maiores que as metas estabelecidas para a cidade, não foram tão bons assim. Poucas foram as unidades escolares que cumpriram essas metas. Se Mairiporã ficou acima das médias estadual e nacional, isso não significou que cada unidade escolar tivesse cumprido com aquilo que lhe foi proposto. Isto pode ser considerado um paradoxo. Enquanto houve avanço nos passos dados rumo à universalização do ensino, ficou comprovada a necessidade de evolução na qualidade. Numa análise mais acurada, chega-se à conclusão que bem mais do que a necessidade de investimentos, é preciso uma reflexão séria sobre a prática pedagógica. Se Mairiporã obteve boa média geral em relação ao Estado e ao país, acabou indo na contramão do desempenho de

cada unidade ao não atingir o índice estipulado pelo Governo Federal. Os educadores, de modo geral, classificam que o maior gargalo da educação brasileira está no ensino médio. Curiosamente, em Mairiporã, a metade das 14 escolas alcançou o que foi estipulado. Ou seja, teve desempenho melhor que o ensino fundamental. Assim mesmo, precisa de maior atenção e de uma parceria sem divergências políticas com o Estado. A parceria é o caminho mais rápido, inclusive na liberação de recursos para a construção de novas unidades. A equação em que o município cede a área e o Estado o dinheiro, deve ser prática comum e com intervalos cada vez menores para sua execução. O cenário indica que está na hora de haver uma revisão nas prioridades da política educacional e até mesmo na forma de gestão. Os números sugerem a necessidade de mais ações voltadas à capacitação de docentes, estímulo à leitura e desenvolvimento do raciocínio pelos estudantes. Se não houver essa preocupação, investimentos milionários em reformas e construções de escolas e aquisições de materiais e uniformes escolares não vão trazer resultados, porém são valores que os governos adoram divulgar para mostrar o quanto investem no ensino.

Fabiano Rodrigues, Administrador de empresas e comunicação social, pós graduado em marketing e comunicação

contato@correiojuquery.com.br

COLUNA DO CORREIO MUNICIPALIZAR

Semana passada, aqui mesmo nesta coluna, foi dito que alguns políticos tentam municipalizar as eleições deste ano, trazendo para a disputa o atual prefeito, Márcio Pampuri, e o ex, Aiacyda. Erro gravíssimo! O pleito de outubro próximo nada tem a ver com a escolha do prefeito em 2016. São processos distintos. O eleitor que vai às urnas no dia 5 do mês que vem e não vai votar em presidente, governador e deputado porque é ou não apoiado por Pampuri ou Aiacyda. Claro que existem exceções, porém os resultados obtidos pelos apadrinhados dos caciques locais não refletem o pensamento e a vontade do eleitor em relação às questões domésticas (leia-se eleição de prefeito e vereadores). Se assim fosse, em disputas anteriores os vencedores escolhidos para o Palácio Tibiriçá teriam sido outros. As eleições de agora nada têm a ver com a próxima. Um exemplo: um eleitor de Márcio Pampuri, que tem simpatia pelo deputado apoiado por Aiacyda, não necessariamente vai votar no ex-prefeito se ele for candidato em 2016. E vice-versa.

EM CAMPO

A maioria dos vereadores tem trocado, nas últimas semanas, os gabinetes pelas ruas. É que o trabalho em favor de deputados entrou na reta final e qualquer voto a mais conseguido pode fazer a diferença. A volta aos gabinetes e ao expediente normal, só depois de 5 de outubro.

CAVALETES

letes espalhados pela cidade enseja uma pergunta: alguém consegue decorar o número do candidato em meio à toda parafernália. Dezenas de nomes e números e fotografias certamente embaralham a cabeça do eleitor. Seria mesmo uma propaganda eficiente? Com a palavra os candidatos e seus cabos eleitorais.

ORÇAMENTO

A equipe econômica do prefeito Márcio Pampuri está na fase de conclusão da LOA (Lei Orçamentária Anual), que deverá ser protocolada na Câmara de Vereadores até o próximo dia 30, como manda a lei. A expectativa é que receita e despesa, em 2015, atinjam à casa dos R$ 200 milhões, coisa de 10% a mais que o orçamento em vigência. Os parlamentares têm até o final de dezembro para discutir e votar, não sem antes realizar audiências públicas.

PRESIDÊNCIA

Também em dezembro, mais precisamente no dia 9, quando se encerra o ano legislativo, será escolhido o presidente para o biênio 2015/2016. Pelo que se sabe está tudo resolvido, porém anúncios sobre o assunto só ocorrerão na oportunidade conveniente, ou seja, no início do mês natalino. Gaiato, nosso guru filosófico, que há tempos não dava as caras, já disse, meses atrás, que o futuro presidente não virá do céu, nem do mar, nem da terra. Mas da serra.

CADEIRAS

É esperado para 2015 o início das discussões em relação ao número ideal de cadeiras no Legislativo

O excessivo número de cava-

Assistência Contábil, Fiscal e Departamento Pessoal Abertura e Encerramento de Empresas

Outra tarefa para quer precisa da atenção municipal, só que da Secretaria da Saúde, através do Departamento de Vigilância correspondente. Com urgência é preciso dar um jeito na cachorrada solta pela cidade. O número é grande e só faz crescer. Assim como ocorre em relação à frota de veículos, é muito cachorro para poucas ruas.

INFORMATIZAÇÃO Depois de quase 100 anos finalmente a documentação arquivada pelo Cemitério Municipal começou a ser digitalizada. Velhos e carcomidos livros começaram a dar lugar aos registros nos computadores. O mesmo também está sendo feito em relação ao Cemitério de Terra Preta. Antes tarde do que nunca.

BARULHO

As reclamações sobre o barulho produzido por alguns estabelecimentos comerciais no centro da cidade já foram devidamente feitas a quem de direito, na Prefeitura. Locutores que imitam famosos, que berram promoções, que anunciam maravilhas em matéria de novidades, que tocam músicas em alto volume, enfim, cometem toda sorte de abuso, impedem que escritórios de contabilidade, advogados, dentistas, bancos e outros profissionais liberais consigam trabalhar. Só que a Prefeitura se faz de surda. Ou não quer agir ou engavetou as reclamações. Até quando?

ROUBOS

Nos últimos meses a cidade voltou a registrar crescimento espantoso no número de roubos a residências, boa parte deles no período da tarde. Preocupante situação, pois a falta de segurança no município vem de longa data e nada indica que isso vá mudar em pouco tempo. Ao contrário, a tendência é de piora gradativa.

NO LIXO

CHARIVARI

Os cidadãos de Kiev, capital da Ucrânia, não pensaram duas vezes antes de atirar um deputado dentro de uma lata de lixo. Se a moda pega no Brasil, vai faltar recipiente adequado.

A coisa parece que pegou no final da última semana, nas dependências da Delpol local. O que teria começado com uma simples elevação no tom da conversa, acabou se transformando em caso de polícia. Um charivari e tanto entre uma autoridade policial e um advogado. Isso comprova, uma vez mais, que Delegacia de Polícia não é coisa só de pobre. Gente chique também desce do salto.

FRASE

“Devem-se escolher os amigos pela beleza, os conhecidos pelo caráter e os inimigos pela inteligência.” (Oscar Wilde, escritor inglês)

EMPRESA JORNALÍSTICA SANTOS & FERREIRA LTDA. CNPJ nº 05.785.139/0001-01 Travessa Antonieta C. Spada, 26 CEP 07600-000 – Mairiporã-SP – Telefone: (011) 4419-1842

4419-3295 - 4419-7188 - 4419-7171

DIRETOR EXECUTIVO Marcos Roberto Borges

REDAÇÃO Wagner Azevedo Lúcia Helena Juarez César Cláudio Cipriani

www.tanenocontabilidade.com.br

DIRETOR DE REDAÇÃO David da Cunha Boal Júnior

EDITOR DE TEXTO Jean César C. Pavão

R. Olavo Bilac, 165-B - Centro - Mairiporã

CACHORRADA

a partir de 2017. Centenas de municípios paulistas já providenciaram mudanças e reduziram o número de vereadores. Na região, incluindo-se no pacote Bragança Paulista e Atibaia, Mairiporã é a única que ainda não deitou olhos mais atentos sobre a questão. E pelo que se viu até aqui, não se trata meramente de questão política, mas de dinheiro mesmo. Com recursos cada vez mais escassos, a saída tem sido diminuir o tamanho dos parlamentos.

DIRETOR PRESIDENTE Joyce Franciely dos Santos

As matérias assinadas são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste jornal

COLABORADORES Delfim Netto Éssio Minozzi Ozório Mendes Daniel Bonora Miguel Moussa

REDAÇÃO E PUBLICIDADE Travessa Antonieta C. Spada, 26 Centro - Cep: 07600-000 Mairiporã - São Paulo SITE www.correiojuquery.com.br contato@correiojuquery.com.br correio.juquery@g.com.br

O jornal se reserva o direito de não editar publicidade sem fundamentar recusa


local

CORREIO JUQUERY

Mairiporã • Sexta-feira 19 de setembro de 2014

3

www.correiojuquery.com.br

Em agosto emprego formal na cidade recua 9,8% em relação a julho Lúcia Helena Da Reportagem A PROLONGADA falta de chuva já influencia, de maneira negativa, não só a safra, mas o valor cobrado pelos produtos hortifrútis. Segundo levantamento realizado pelo Correio, a variação a maior chega a 30% nos primeiros dez dias do mês, em relação ao mesmo período do ano passado. De acordo com um gerente de um dos varejões da cidade, além da crise hídrica e econômica, o transporte também entra nessa equação. “É difícil saber com precisão o que realmente interfere no valor, mas certamente a estiagem é o principal”, avalia. O aumento que pesa no bolso das famílias, que nem mesmo na feira livre dos sábados, no Espaço Viário, encontra preços mais em conta que os praticados em varejões e supermercados. Considerados essenciais, cebola e tomate lideram as altas e são produtos que não podem faltar à mesa. Ouvida pela reportagem, Maria da Conceição Pereira, de 54 anos, auxiliar de limpeza, diz que notou a diferença no preço dos alimentos já no final de agosto. “Não posso deixar de comprar porque tenho criança pequena em casa. A saída é pesquisar, pois o dinheiro está

difícil de ganhar”. Os vilões - Entre os vilões do bolso, os três itens que estão presentes na cesta básica e são quase indispensáveis para o paladar brasileiro são os que mais ganham destaque no aumento dos preços. A batata, o tomate e a cebola estão com os preços ‘lá em cima’. O quilo da cebola, que já chegou a custar R$ 0,99, hoje está em torno de R$ 2,35. O menor preço foi praticado em abril, no período da safra. Num comparativo com setembro de 2013, tanto nas feiras quanto nos supermercados, a cebola está 15% mais cara hoje. Outros legumes têm variações, em média, semelhantes.

Além dos três itens, o preço das frutas também pesa na conta no final do mês. O quilo da banana chegou a custar R$ 1,49 e, hoje, é vendido por R$ 2,35. A maioria das folhas, que é produzida em estufa e não sofre com o descontrole de temperatura e seca, registra preço e qualidade estáveis. Qualidade - Ainda de acordo com o gerente do varejão, a qualidade do produto não é das melhores. A instabilidade do tempo não contribuiu para o desenvolvimento da plantação. “O preço está elevado quando a safra está mais fraca, então a qualidade também é inferior. Tudo está diretamente ligado”, explica. Divulgação

A tradicional salada de tomate com cebola está com o preço mais salgado em setembro

Governo do Estado abre concurso para contratar 5,7 mil professores Lúcia Helena Da Redação PARA atuar nos anos iniciais do ensino fundamental, a Secretaria Estadual da Educação de São Paulo vai realizar concurso para contratar 5.734 professores. A informação consta do edital publicado no sábado, 13, e as inscrições foram abertas na terça-feira, 16, no portal da Secretaria. Estão previstas contratações para a capital, Região

Metropolitana de São Paulo (RMSP) e também para as regiões de Campinas, Ribeirão Preto e Vale do Paraíba. O cadastramento poderá ser feito até o dia 16 de outubro. O processo seletivo será dividido em duas etapas, uma de avaliação de títulos e o exame e a prova terá 80 questões objetivas e uma dissertativa.. A taxa de inscrição é de R$ 44,87. As vagas serão disponibilizadas regionalmente. Cada can-

didato deve indicar pelo menos uma diretoria de ensino onde gostaria de trabalhar. O concurso é voltado para contratação de professores que atuarão na etapa de alfabetização dos alunos da rede estadual de ensino e estão matriculados do 1º ao 5º ano do Ensino Fundamental. Os novos docentes receberão capacitação para atuar em programas como Ler e Escrever, para alfabetização, e o EMAI (Ensino de Matemática para Anos Iniciais). Marcelo Casal Jr./Agência Brasil

Contratações serão para a região metropolitana de São Paulo, Campinas, Ribeirão Preto e Vale do Paraíba

O EMPREGO com carteira assinada recuou 9,8% em Mairiporã no mês de agosto, na comparação com o mês de julho. De acordo com dados divulgados pelo Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados), do MTE (Ministério do Trabalho e Emprego), os principais setores da economia fecharam 153 vagas formais em julho, ante 168 em agosto. Se comparado os períodos de janeiro a agosto deste ano com o do ano passado, o quadro é ainda pior: há doze meses o saldo em Mairiporã era positivo em 130 vagas. A queda representa 298 postos a menos no município. Na região, considerando os cinco maiores municípios, o resultado também foi de queda em três deles: Mairiporã, Caieiras e Cajamar. Juntas, as cidades admitiram 3.544 trabalhadores, porém demitiram 3.656, recuo de 112 vagas. Em Mairiporã, o setor da economia que teve pior desempenho foi a indústria da transformação, que fechou 64 vagas. De janeiro a agosto o total de demissões (1.331) superou o de contratações (1.175), o que gerou saldo CNPJ DO CANDIDATO: 20.560.363/0001-50 CNPJ DO JORNAL: 05.785.139/0001-01

Estiagem encarece alimentos hortifrútis e tomate e cebola estão até 30% mais caros

Wagner Azevedo Da Redação

VALOR DO ANÚNCIO: R$ 250,00

negativo de 156 empregos. Na seqüência aparece o setor de Serviços, com queda de 4,75%. Foram 72 vagas a menos. Também a Construção Civil fechou postos de trabalho, num total

de 22 de janeiro a agosto. Dos principais setores da economia, apenas o Comércio e a Agropecuária registraram mais admissões que demissões. Foram 73 e 10 respectivamente.

EMPRESA DE TRANSPORTE DE MAIRIPORÃ Empresa de Transportes Mairiporã contrata pessoas portadoras de necesidades especiais e reabilitados do INSS. Favor entrar em contato pelo telefone 4419 8181 ou enviar curriculo através do e-mail rhuma@etmbus.com.br.

4419-8181 CORREIO JUQUERY .COM.BR

O seu jornal online


CORREIO JUQUERY

LOCAL

Mairiporã • Sexta-feira 19 de setembro de 2014

www.correiojuquery.com.br

4

Inflação maior e comprometimento da renda fazem consumidor mudar hábitos nos supermercados Juarez César Da Reportagem A INFLAÇÃO maior e o comprometimento da renda definitivamente mudaram os hábitos do consumidor nos supermercados. A maioria está abandonando marcas mais caras e tradicionais e optando pelas mais baratas e de qualidade similar. A diferença de preço entre as marcas chamadas ‘premium’ e as outras, intermediárias, ultrapassam os 100% em alguns produtos, como sabonete, sabão em pó, detergente, achocolatado, açúcar refinado e molho pronto de tomate. Também nos produtos básicos, como arroz, feijão e óleo de soja, há diferença de preço, porém menor, mas na soma da compra, na hora de passar no caixa, pode-se economizar até 50% se a opção foi pelas marcas mais baratas. Tendência - O consumidor, no entanto, não deve apenas considerar o preço do produto. É importante se ater à qualidade e

experimentar primeiro antes de comprar em grande quantidade, pois o barato pode sair caro. A tendência de troca de produtos de ‘marca’ por similares, é uma tendência que se verifica nos supermercados nos últimos meses, e a responsável por isso é a inflação, que ficou maior e comprometeu a renda das famílias com outras despesas. Mas não é só a mudança para marcas mais baratas que tem seduzido o consumidor. As embalagens econômicas, de tamanho maior, também fazem parte desse processo, assim como realizar as compras no início de cada mês, após o recebimento dos salários. ‘Voltar a fazer a ‘compra do mês’, como chamam os consumidores, levaram a outra mudança: redução na aquisição de itens que não são considerados básicos’, avalia um gerente local de supermercado, que pediu para não ser identificado. Segundo ele, a compra do mês permite melhor controle da despesa dentro do

orçamento, e o consumidor não se acanha quando perguntado se optou pela substituição de produtos. Fidelidade - O aposentado João Carlos Moreira costuma optar pela marca mais barata quando a diferença de preço é muita. O sabão em pó, por exemplo, ele compra de uma marca que custa R$ 4. O preço do mesmo produto, da marca mais tradicional e conhecida, chega a R$ 7. Segundo ele, não há problema em mudar de marca, desde que o produto substituto não seja muito inferior. “Não vejo diferença na maioria dos produtos que compro. O açúcar refinado custa quase o dobro de uma marca para outra, e para mim é a mesma coisa”, diz João Carlos. O que se depreende dessa mudança, que cada vez mais seduz o consumidor, é que a fidelidade aos produtos mais badalados deixou de ser importante, pois o cidadão pensa mais no bolso. Divulgação

Confecções e calçados devem oferecer o maior número de vagas neste final de ano

Expectativa é que o comércio abra 139 mil vagas temporárias de fim de ano

Da Redação A DEMANDA sazonal por emprego no comércio varejista deverá levar o setor a oferecer 138,7 mil vagas de final de ano em 2014, número que corresponde a uma expansão de

0,8% em relação às vagas temporárias criadas para o Natal do ano passado, segundo estimativa da CNC (Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo). De acordo com os dados mais recentes do Caged, o comércio varejista acumula um saldo de -78,2 mil postos de trabalho de janeiro a julho deste ano. Portanto, assim como no ano passado, caberá ao emprego temporário de final de ano a reversão do déficit de vagas em 2014. A temporada de contratação compreende os meses de setembro, outubro e, principalmente, novembro, mês que costuma concentrar 65% das contratações temporárias de final de ano. Vestuário - O Natal é a principal data comemorativa do varejo, com previsão de movimentação financeira de R$ 32,5 bilhões em 2014 – 3,0% a mais que no Natal do ano passado em termos reais, segundo estimativas da própria Confederação. Em 2013, as vendas natalinas cresceram 5,1%. Os maiores aumentos de vendas deverão ocorrer nos segmentos de farmácias e perfumarias (+6,9%) e artigos de uso pessoal e doméstico como eletro-eletrônicos, brinquedos e material esportivo (+7,5%). Com previsão de criação de 67,6 mil vagas, o ramo de vestuário e calçados deverá responder por quase metade (48,7% do total) das vagas a serem criadas no varejo no final de ano. Dentre os dez segmentos do varejo, o ramo de vestuário e calçados é, historicamente, o mais impactado pelas vendas de final de ano. Em dezembro o faturamento do setor costuma crescer 90% em relação ao mês anterior, devido ao fator sazonal. O volume de vendas do comércio varejista costuma crescer 35% no último mês do ano. Em relação ao ano passado, no entanto, o crescimento real das vendas de vestuário deverá ser modesto (+0,7%), e o salário médio de admissão deverá ser de aproximadamente R$ 994. Empregador - O segmento de hiper e supermercados - maior empregador do comércio varejista - deverá vir em seguida, respondendo por 18,9% (26,1 mil postos) das vagas temporárias a serem criadas. Esse número corresponde a um aumento de 2,7% em relação às vagas temporárias criadas no mesmo período de 2013 (25,5 mil). A expectativa é que as vendas de final de ano nesse segmento subam 3,1%, e que o salário alcance R$ 996. O maior salário de admissão deverá ocorrer no ramo de farmácias e perfumarias (R$1.142). Contudo, esse segmento deverá ofertar apenas 3,8% das vagas totais a serem criadas no varejo. A remuneração média no varejo deverá ser de R$ 1.025 - 1,4% maior em termos reais do que aquela paga no mesmo período do ano passado (R$ 950).

Divulgação

O consumidor está trocando marcas tradicionais por outras mais baratas


política

www.correiojuquery.com.br

DISPUTA PRESIDENCIAL

Resultados de pesquisas confundem o eleitor

Divulgação

Juarez César Da Redação

QUASE que semanalmente os institutos de pesquisa de opinião divulgam números relativos à eleição presidencial. São pelo menos cinco os levantamentos e cada um com um resultado diferente, embora próximos uns dos outros. Para o eleitor a quantidade de pesquisas serve apenas para confundir e acirrar debates e discussões país afora. O que mais chama a atenção, por exemplo, é o governo da presidente Dilma ter um maior percentual de avaliação ruim, e ela continuar liderando o primeiro turno na intenção de votos. Claro que os institutos têm explicações para tudo, porém é no mínimo estranho todo esse emaranhado de números. A pesquisa é um indicativo de como o processo se desenrola. Porém, é melhor esperar pela pesquisa das urnas, no dia 5 de outubro.

AS PESQUISAS (em %) INSTITUTO

5

CORREIO JUQUERY

Mairiporã • Sexta-feira 19 de setembro de 2014

DILMA

MARINA

AÉCIO

Ibope

36

30

19

Vox Populi

36

27

15

Datafolha

36

33

15

MDA

38

33

14

Sensus

29

29

15

SAÚDE

Prefeitura Prazo limite para consulta cria Unidade médica é de duas horas Fiscal do Município

Lúcia Helena Da Redação

O PRAZO de espera por uma consulta médica é de no máximo duas horas. Nos casos mais graves, o atendimento deverá ser imediato. Além disso, o limite máximo de tempo de permanência dos pacientes nesses locais não pode ultrapassar o período de 24 horas. Todos os pacientes que chegarem a serviços de urgência emergência deverão passar pela classificação de risco. Os prazos foram estabelecidos pelo CFM (Conselho Federal de Medicina), que publicou na terça-feira (17), no Diário Oficial da União, duas resoluções que normatizam, desde já, o trabalho dos médicos nos prontos-socorros de hospitais, como o Hospital e Maternidade Mairiporã, unidades de pronto atendimento e locais de serviços semelhantes. As normas valem também para o serviço privado. Caso haja o descumprimento

dos prazos, tanto os pacientes quanto os médicos podem cobrar e denunciar aos conselhos regionais de medicina. Segundo a assessoria de imprensa do CFM, o médico também pode cobrar do seu gestor. “O CFM só tem alcance para o médico. Portanto, se o gestor da unidade ou secretário de saúde exercer a profissão, o conselho pode dar advertência ou até cassá-lo profissionalmente”, explicou, por meio de nota. Caso os gestores não sejam do ramo, os conselhos deverão levar os casos ao Ministério Público. Administradores - A medida mostra que as resoluções do CFM passam para os administradores da saúde a responsabilidade sobre problemas como falta de leitos e demora no atendimento. Se necessário, o gestor que não conseguir vagas em hospitais públicos, por exemplo, terá que pagar leitos em serviços privados para garantir o atendimento. Ricardo Honorio

Da Redação

PROJETO de lei de autoria do Executivo, discutido e votado pelos vereadores na sessão legislativa de terça-feira, 16, criou a Unidade Fiscal do Município de Mairiporã (UFM/M), no valor unitário de R$ 20,14, com vigência anual, adotada como índice de atualização monetária para todos os fins, inclusive débitos fiscais, bem como valor de referência para todos os efeitos. A unidade será corrigida anualmente pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), e segundo a exposição de motivos, assinada pelo Procurador Geral do Município, Sandro Fleury Bernardo Savazoni, a criação da UFM/M visa a suprir a necessidade de se atrelar os tributos municipais através de um indicador variável, e ao mesmo tempo sanar qualquer dificuldade que exista nos cálculos tributários, bem como irá uniformizar os critérios utilizados para aplicação de correção monetária.

Saia do “enrolation”!

aprenda inglês

aulas práticas e dinâmicas

96739.6170 Prefeito Marcio Pampuri descerrou a placa alusiva ao novo serviço ofertado à cidade

MAIS SEGURANÇA PARA A CIDADE

Inaugurada a Central de Monitoramento eletrônico 24 horas Guarda Civil Metropolitana de Barueri, assim como todo o mapeamento necessário. O treinamento dos agentes incluiu a habilitação no uso do sistema de operação das câmeras, sistema de reconhecimento de placas, sistema de GPS das viaturas, normas do CCO, procedimentos operacionais e monitoramento de área urbana e legislação. Segundo o coronel Mascarenhas, o município dispunha de uma estrutura limitada, contendo 13 câmeras que funcionavam sem a atual tecnologia e monitoramento de agentes, com ações apenas no controle e processamento de multas. A cerimônia de inauguração contou com a presença de representantes da sociedade civil, autoridades militares, comerciantes e vereadores, que conheceram as instalações do CCO e assistiram uma demonstração do monitoramento.

CREDIBILIDADE não se constrói de um dia para o outro

Mas em 10 anos se constrói muito mais Este ano o jornal Correio Juquery completou uma década de fundação, com um nome estabelecido no mercado. Alguns fatores que contribuíram para isso são estrutura organizada, periodicidade garantida e uma equipe qualificada e com formação na área de Comunicação. E o que todos em Mairiporã já sabem acaba de ser confirmado pela Pesquisa de Mídia 2014, feita pelo Ibope para a Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República (Secom). Segundo o estudo, os jornais impressos são o meio de comunicação que mais desperta confiança entre os brasileiros, seja nas reportagens (53% de credibilidade) ou espaços publicitários (47%). Um índice superior ao conquistado pela televisão, rádios e blogs. E é essa confiança que nos impulsiona a crescer cada dia mais.

REPORTAGENS

53% Credibilidade

PUBLICIDADE

JORNAL CORREIO JUQUERY:

Credibilidade

JORNALISMO E CREDIBILIDADE EM PRIMEIRO LUGAR.

47%

CNPJ CONTRATANTE: 20.560.434/0001-53 - CNPJ VEÍCULO: 05.785.139/0001-01 - VALOR DO ANÚNCIO: R$ 300,00 - MEDIDA: 15x13 cm

EM SOLENIDADE realizada na manhã de ontem, o prefeito Marcio Pampuri inaugurou o Centro de Comando de Operações (CCO) de Mairiporã, que irá monitorar as ações de mobilidade urbana (transporte público e de trânsito) e auxiliar na oferta de segurança pública. Todos esses serviços terão controle único, capaz de oferecer respostas mais rápidas através de dados estatísticos segmentados, em atuação conjunta com a Polícia Militar. A Central deverá integrar o futuro Gabinete de Gestão Integrada, formado por forças de segurança (Polícia Rodoviária Federal, Polícia Militar, Polícia Civil, Corpo de Bombeiros, Guarda Municipal, e Conseg). São 40 câmeras em funcionamento 24 horas por dia, das quais 28 colocadas em pontos

estratégicos pela cidade e mais oito no distrito de Terra Preta, instrumento de apoio à Polícia Militar em suas ações preventivas e repressivas. Outras quatro câmaras de Reconhecimento Óptico de Caracteres (OCR)  foram instaladas, responsáveis pela fiscalização do rodízio dos caminhões, duas na entrada da cidade e mais duas na avenida principal. “A Central possui uma pronta resposta no que se refere ao trânsito, em função do contato direto com as viaturas. Isso também ocorre na área da Segurança Pública, já que os agentes que operam a central foram treinados para coibir ações criminosas e auxiliar no controle e fiscalização do trânsito da cidade”, disse o coronel Wanderley Mascarenhas, coordenador municipal de Segurança e Mobilidade Urbana. Os procedimentos operacionais e os   treinamentos prático e teórico  foram realizados pela

APOIA

Vereador Valdeci America vota CNPJ da candidata 20.560.334/0001-27 Valor do anúncio R$ 250,00 CNPJ VEÍCULO: 05.785.139/0001-01

Juarez César Da Redação

LUCIA NAF

ZE ELA FEZER VAI FA MAIS MUITO

www.reginagoncalves.com.br 15x13cm anuncio Prefeito Marcio e Valdeci America.indd 1

/reginagoncalvespv 14/08/14 13:06


CORREIO JUQUERY

GERAL

Mairiporã • Sexta-feira 19 de setembro de 2014

www.correiojuquery.com.br

6

Rafael Tadeu quer que a Prefeitura viabilize a instalação de um museu municipal Da Redação

O VEREADOR Rafael Tadeu (PSDB) apresentou na sessão legislativa de terça-feira, indicação ao Executivo para que seja criada uma comissão municipal encarregada de desenvolver um projeto que possibilite à Prefeitura criar um museu municipal, em parceria com a iniciativa privada. Segundo Rafael, a iniciativa tem por objetivo preservar a história cultural do município, através de objetos de toda a natureza, como móveis, livros, documentos, fotografias, filmes, jornais e

artes em geral, que possa não só preservar a memória da cidade a futuras gerações, como servir de fonte de consultas e pesquisas. “A cidade já deveria contar com um museu, principalmente porque tem uma história riquíssima, de mais de cem anos e que desde a sua fundação tem uma rica história ligada principalmente à capital paulista. Devemos preservar tudo aquilo que foi construído ao longo dos anos e oferecer às gerações futuras uma base confiável de dados e objetos que fizeram a história de Mairiporã”, enfatizou Rafael Tadeu.

Alunos da Escola Melchior participam do projeto ‘Conheça o Legislativo’ Da Redação

A CÂMARA de Vereadores recebeu na tarde de terça-feira (16), a convite do vereador e presidente Essio Minozzi Junior (PR), os alunos do 9º ano da Escola Estadual José Roberto

Melchior, para participar do projeto “Conheça o Legislativo”, que tem por objetivo mostrar o trabalho dos vereadores e da Câmara, através de exposições, palestras e projeção de filmes. Essio Minozzi explicou aos alunos a responsabilidade e o

papel do vereador, que além de representar a população, cabe criar leis e fiscalizar o trabalho do Executivo. Acompanhados das professoras Vanessa Conceição Conde (Língua Portuguesa) e Helena Regina da Silva (História), os

Alunos da escola Melchior durante palestra do presidente da Câmara, Éssio Minozzi Jr.

Aladim sugere que se proíba a obstrução de calçadas por caminhões de carga e descarga Da Redação

UMA das indicações apresentadas pelo vereador Aladim (PSC) na sessão de Câmara de terça-feira,16, pede que a Prefeitura inclua no Código de Obras do Município, que seja proibida a obstrução de calçadas, que hoje ocorrem por conta de caminhões baús. De acordo com o parlamentar, motoristas de caminhões de carga e descarga de mercadorias abrem a porta traseira de seus veículos e ‘fecham’ a passagem pela calçada, o que obriga as pessoas a andar pelas ruas. O fato, ainda de acordo com Aladim, ocorre principalmente nas ruas XV de Novembro, Cel. Fagundes, Pe. Vairo e avenida Tabelião Passarella. Outras duas indicações foram endereçadas ao prefeito, e pedem a instalação de luminárias no loteamento Haras El Paso, nas ruas Maria Amália Guedes

Correio Imagem

Vereador Édio cobra melhorias para a pista de atletismo do estádio municipal Da Redação

de Mello e Sentaro Suguimoto, reivindicação antiga dos moradores, e a realização de reparos, com operação tapa-buracos nas ruas Existente (Parque do Pesqueiro) e Refúgio de Israel (bairro dos Cardoso).

EXCELENTE OPORTUNIDADE!

Vendo balcão/vitrine de vidro medindo 1,60m x 1,25m; manequins vários tamanhos; gaveteiros medindo 50 x 60 e 40 x 50; balcão 2,5 x 1,5 x 1,5. Preço de ocasião. Tratar 4419-1842 ou 99533-7468.

alunos assistiram a palestra do vereador sobre o sistema de governo republicano e dos três poderes: Legislativo, Executivo e Judiciário, e explicou como funciona cada um deles e o papel no contexto político e social do país. Em seguida os alunos assistiram a uma projeção que mostrou o trabalho do Legislativo, com ênfase no PPA (Plano Plurianual), a LDO (Lei de Diretrizes Orçamentárias) e a LOA (Lei Orçamentária Anual). Essio enfatizou que a participação popular é importante na discussão e aprovação dessas leis. Ao final Essio Minozzi destacou a importância do projeto que mostra aos alunos como funciona o Poder Legislativo, suas atribuições e responsabilidades. “É importante que os alunos conheçam o funcionamento da Câmara e o trabalho do vereador”, comentou. O vereador Edio de Oliveira Sousa também participou das apresentações.

ATRAVÉS de requerimento, o vereador professor Édio (PRB) cobrou da Prefeitura ações que recuperem a pista de atletismo (de saibro) do estádio municipal, utilizando para tanto material adequado que permita sua utilização em provas de atletismo. O vereador alegou que a pista encontra-se inadequada à prática esportiva, com mato e desníveis perigosos, que podem causar lesões nos atletas. Como há intenção de se realizar um ‘meeting’ no local, as melhorias são imprescindíveis. Edio também encaminhou ofícios ao prefeito para a construção de um abrigo no ponto de ônibus localizado na estrada Velha de Bragança, altura do número 1.180, e estudos que possibilitem implantar uma faixa de pedestre na confluência da rua Hatsuoshi Okasaki com a avenida Vitor Odorico Bueno. Também fez três indicações,

CUIDADORA DE IDOSOS Possuo curso de auxiliar de enfermagem. Trabalho no período noturno. Tratar com Meire, 46048645 ou 97526-6556.

com pedidos de melhorias para moradores de bairros da periferia, com destaque para a que pede a construção de bueiros no bairro Jardim São Francisco I, em Terra Preta. Correio Imagem

Sinalizar e demarcar área de carga e descarga é pedida pelo vereador Nil TRÊS indicações foram apresentadas pelo vereador Nil Dantas (PV) na terça-feira, 16, durante a sessão legislativa. A principal delas indica ao prefeito que o Departamento de Trânsito estude a possibilidade de sinalizar e demarcar área para o serviço de carga e descarga de mercadorias na rua São Paulo, que não conta com esse espaço para atender ao comércio no entorno, o que obriga os caminhões a estacionar muito longe do local. Instalação de luminárias na estrada Armando Barbosa de Almeida, na Chácara Arantes, foi tema de outro trabalho do vereador, pois moradores reclamam da falta de iluminação, o que os deixa inseguros e vulneráveis à ação de meliantes. Outro pedido foi para que a Sabesp amplie a oferta da

rede de água potável para as residências das ruas Cândido Galrão de França, Bem-Te-Vi e Araras, todas no bairro Votorantim, pois no local a falta de água é constante. Correio Imagem

Instalação de fibra ótica para bairro da periferia é pedida por Marcos do Táxi Da Redação INDICAÇÃO de autoria do vereador Marcos do Táxi (PV), apresentada durante os trabalhos legislativos de terça-feira, 16, será enviada ao prefeito municipal. Nela, o parlamentar pede a implantação de fibra ótica para atender o bairro Jardim Sandra, para que a população possa fazer uso dessa tecnologia, que já foi disponibilizada em outros locais da cidade. O vereador, também através de indicações ao Executivo, cobrou a realização de serviços de conservação (patrol e cascalho) na rua Tannous Georges Afifi, no Jardim Monte Líbano, que encontra-se intransitável, com inúmeros buracos, dificultando o tráfego de veículos. E a realização de serviços de capina e limpeza nos escadões da rua Ipê (bairro Capoavinha) e entre as vias Charllot Izirmaie a Diamante, no

bairro Estância Santo Antônio. “Ambos os locais necessitam com urgência de serviços de conservação, medida aguardada há um bom tempo pelos usuários”, assinalou Marcos do Táxi. Correio Imagem

Colocação de luminárias no bairro Boa Vista e asfalto na Capoavinha foram pedidas por Valdeci América Da Redação O VEREADOR do PV, Valdeci América, indicou ao prefeito Márcio Pampuri a necessidade de se colocar 10 pontos de iluminação pública na rua João Memberg, bairro Boa Vista, por ser uma via de intenso trânsito. Além disso, a falta desse melhoramento gera insegurança nos moradores. Valdeci também cobrou do Executivo a pavimentação asfáltica da rua dos Cedros, no bairro Capoavinha, pois os residentes no local sofrem com a ação do tempo, que deixam a via intransitável, atrapalhando o trânsito e causando avarias nos veículos. Em outra indicação, o vereador solicitou a pavimentação com concreto da rua Caminho Três, no bairro São Vicente, que coleciona inúmeros buracos, o que a torna intransitável aos veículos.

Correio Imagem


CORREIO JUQUERY

Mairiporã • Sexta-feira 19 de setembro de 2014

www.correiojuquery.com.br

OBJETIVO

7


geral

CORREIO JUQUERY

Mairiporã • Sexta-feira 19 de setembro de 2014

www.correiojuquery.com.br

8

M. Borges

LEITURA DINÂMICA R$ 37 MILHÕES

Nenhum apostador acertou as seis dezenas do concurso 1.636 da Mega-Sena, sorteadas anteontem, e o prêmio para o concurso de amanhã poderá chegar a R$ 37 milhões. Os números sorteados foram 19, 26,33,35, 51 e 52. Ao todo, 90 pessoas acertaram a quina (R$ 38.637,27 cada) e outras 8.474 acertaram a quadra (R$ 586,22 cada).

CONSTRUÇÃO CIVIL - Índice Nacional da Construção Civil (Sinapi), calculado pelo IBGE em parceria com a Caixa, apresentou variação de 0,52% em agosto, ficando 0,06 ponto percentual abaixo da taxa de julho (0,58%). De janeiro a agosto, o resultado foi de 4,81% e nos últimos 12 meses de 7,22%, abaixo dos 7,29% no mesmo período anterior. O custo nacional da construção, por metro quadrado, que em julho fechou em R$ 896,88, em agosto passou para R$ 901,50, sendo R$ 492,01 relativos aos materiais e R$ 409,49 à mão de obra. Sem considerar a desoneração da folha de pagamento, o custo nacional por metro quadrado, fechou agosto em R$ 964,47, sendo R$ 492,16 relativos aos materiais e R$ 472,31 à mão de obra. OLIMPÍADA SALGADA - Os preços dos ingressos para os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro em 2016 vão custar de R$ 40, para modalidades menos tradicionais, até R$ 4.600, para o melhor local da cerimônia de abertura no Maracanã. Os valores mais baixos foram designados para as posições menos privilegiadas de modalidades como canoagem, luta livre, luta greco-romana, maratona e a fase inicial do futebol. Os ingressos mais caros são para as finais de atletismo, basquete, vôlei e vôlei de praia, que custarão R$ 1.200 nos melhores locais. Os interessados poderão fazer o cadastramento a partir de novembro deste ano.

SANTUÁRIO DE APARECIDA - O Santuário Nacional de Aparecida se prepara para bater o recorde de visitantes de 2014. A previsão da Basílica é receber a cada final de semana que antecede a Festa da Padroeira do Brasil, cerca de 250 mil pessoas. O mês de setembro é o que registra o maior movimento de visitantes. A explicação para o recorde é a proximidade com a dia de Nossa Senhora Aparecida, em 12 de outubro. Historicamente, segundo a Basílica, os finais de semana antes e depois da festa costumam ser mais lotados que o do próprio feriado.

Primavera marcará retorno das chuvas Da Redação

A CHEGADA da Primavera, estação mais florida do ano, marcará o retorno das chuvas em todo o país, de acordo com previsão do Instituto Climatempo. O início da nova estação será às 23h29 do dia 22, segunda-feira. Segundo o instituto, está prevista a formação de um El Niño de fraca intensidade,

Propaganda eleitoral polui locais movimentados na cidade HÁ EXATOS 16 dias da votação em primeiro turno para escolha do presidente da República, governador do Estado, senador e deputados, a propaganda eleitoral chegou com tudo ao município, através de santinhos, faixas, carros e, principalmente, cavaletes. Nos locais de maior movimento, tanto na sede do município quanto no distrito de Terra Preta, a poluição visual é espantosa. O que impressiona é a quantidade de cavaletes de candidatos, quase 100% desconhecidos, que lançaram mão desse expediente em busca de votos. A legislação eleitoral permite o uso de cavaletes, no período entre 6h e 22h, desde que não atrapalhem a circulação das pessoas. No Espaço Viário Mário Covas, no Largo do Rosário, ao longo das avenidas mais movimentadas e nas ruas centrais de Terra Preta, os cavaletes chamam a atenção, sem se falar nos canteiros que dividem as principais vias. Mesmo com toda essa movimentação, não se nota o interesse da população pelo pleito. As pessoas passam pelos cavaletes como se eles fizessem parte da paisagem. Enquanto em várias cidades a Justiça Eleitoral teve que intervir para a retirada de cavaletes, em Mairiporã a situação é tranqüila.

que possivelmente se desenvolverá ao longo dos próximos meses. Esse fenômeno meteorológico deve garantir chuvas e mais calor do que a normalidade. A maior parte dessas precipitações ocorrerá em forma de pancadas que, geralmente, acontecem nos períodos da tarde e da noite e tornam-se mais freqüentes à medida que o verão se aproxima.

4419.8181

CLIMA HOJE Sol com muitas nuvens durante o dia. Períodos de nublado, com chuva a qualquer hora. Temperaturas entre 16°C e 28°C. AMANHÃ O dia amanhece ensolarado, com muitas nuvens. À noite pode chover a qualquer hora. Mínimade 17°C e máxima de 25°C. DOMINGO Nublado com aberturas de sol à tarde. Pode garoar de manhã e à noite. Temperaturas em declínio. Mínima de 11°C e máxima de 18°C. SEGUNDA Sol com muitas nuvens durante o dia e períodos de céu nublado. Noite com muitas nuvens. Mínima de 9°C e máxima de 20°C.

OBITUÁRIO 04:50 05:15 05:45 06:00 06:15 06:40 06:50 07:20 08:20 09:15 10:30 11:15 12:00 13:30 15:00 15:45 16:15 17:30 19:00 19:30 20:00 21:00 21:30 23:00

05:00 06:00 07:00 08:00 09:00 10:00 11:00 11:30 12:00 13:00 13:30

14:00 15:00 15:30 16:00 17:15 19:00 20:00 21:00 22:00 23:00

4419-4709

06:00 06:30 06:50 07:00 07:30 08:00 08:30 09:00 09:30 10:00 10:30 11:30 12:15 13:00 14:00 15:00 16:00 16:30 17:00 17:15 17:30 17:45 18:00 18:15

18:30 18:45 19:00 19:20 19:40 20:00 20:30 21:00 21:30 22:00 22:40 22:55 23:00 23:05 23:15 23:59

06:00 06:45 07:00 07:45 08:00 08:45 09:00 09:45 10:00 10:45 11:00 11:45 12:00 12:30 13:00 13:45 14:00 14:30 15:00

15:45 16:00 16:30 17:00 17:45 18:30 19:15 20:00 21:00 22:00 23:00 23:59

05:00 05:30 06:00 06:30 07:00 07:40 08:00 08:45 09:45 12:45 14:15 16:45 18:15 22:00

05:30 06:30 07:30 08:30 09:30 10:30 12:30 14:30 16:30 18:00

06:30 07:10 07:30 08:30 09:00 09:30 10:00 10:45 13:45 15:30 17:45 19:30 23:00

04:30 05:10 05:30 05:45 06:00 06:15 06:30 06:45 06:50 07:00 07:15 07:45 08:00 08:30 09:00 09:30 10:00 10:30 11:00 11:30 12:00 12:30 13:00 13:30

14:00 14:30 14:45 15:30 15:00 15:15 16:00 16:15 16:30 16:45 17:00 17:30 18:00 18:30 19:30 20:30 21:30

07:40 08:40 09:20 10:00 05:30 06:15 06:40 07:00 07:20 08:00 08:20 09:00 09:40 10:20 10:40 11:00 11:30 12:00 12:30 13:00 13:30 14:00 14:30 15:00

6:45 17:00 17:15 17:30 17:45 18:00 18:20 18:40 19:00 19:30 20:15 21:00 22:00 22:20 23:00

06:30 07:30 08:30 09:30 10:30 11:30 13:30 15:30 17:30 19:00

04:30 05:30 06:00 06:15 06:30 07:00 07:30 08:00 08:30 09:00 09:30 10:00 10:30 11:00 11:30 12:00 12:30

13:00 13:30 14:00 14:30 15:00 15:30 16:00 16:30 17:00 18:00 18:30 19:30 20:30 21:30

06:00 06:40 07:10 07:30 08:00 08:30 09:00 09:30 10:00 10:30 11:00 11:30 12:00 12:30 13:00 13:30 14:00

14:30 15:00 15:30 16:00 16:30 17:00 17:30 18:00 18:30 19:00 19:30 20:15 21:00 22:00 23:00

06:00 06:40 07:10 07:30 08:00 08:30 09:00 09:30 10:00 10:30 11:00 11:30 12:00 12:30 13:00 13:30 14:00

14:30 15:00 15:30 16:00 16:30 17:00 17:30 18:00 18:30 19:00 19:30 20:00 20:30 21:00 22:00 23:00

Av. António de Oliveira, 18 Centro - Mairiporã

12/9- Antônio Cândido Ferreira, aos 82 anos, casado com Shirlei Carpi Ferreira, deixa os filhos João e José. Sepultado no Cemitério da Saudade. 14/9- José H. do Nascimento, aos 77 anos, divorciado, deixa os filhos Márcio, Adriana e Alessandro. Sepultado no Cemitério Terra Preta. 14/9- Pedro Francisco Cardoso Júnior, aos 49 anos, solteiro, não deixa filhos. Sepultado no Cemitério da Saudade. 15/9- João Barbosa do Prado, aos 64 anos, solteiro, deixa a filha Franciele. Sepultado no Cemitério Terra Preta. 15/9- Tuyoshi Ueda, aos 91 anos, viúvo. Sepultado no Cemitério da Saudade.

Lopes & Gaúna Corretora de Seguros e Vida Ltda, CNPJ 05.257.214/0001-61 Localizada na Rua das Palmeiras,64 Jd Capoavinha, Mairiporã, comunica o extravio de talões de notas fiscais de 001 a 250. Ofereço-me para

05:00 07:00 09:00 11:00 13:00 15:00 17:00 19:00 20:00 21:30 23:00

06:00 07:15 08:00 09:15 10:00 11:15 12:00 13:15 14:00 15:15 16:00

17:15 18:00 19:15 20:00 21:00 22:30 23:59

06:00 08:00 10:00 12:00 14:00 16:00 18:00

07:00 09:00 11:00 13:00 15:00 17:00 19:00

04:45 05:30 06:00 06:15 06:30 07:00 07:30 08:00 08:30 09:00 09:30 10:00 10:30 11:00 11:30 12:00 12:30

13:00 13:30 14:00 14:30 15:00 15:30 16:00 16:30 17:00 17:30 18:00 18:30 19:00 19:30 20:30 21:30

trabalhar como MOTORISTA PARTICULAR

Com experiência e conhecimento sobre São Paulo. Disponibilidade de horário. Tratar com Nei, 4604-2221.


CORREIO JUQUERY

Mairiporã • Sexta-feira 19 de setembro de 2014

9

www.correiojuquery.com.br

Cuidar do arcondicionado é garantia de saúde Curtir uma climatização agradável no veículo depende do bom senso do motorista. A falta de atenção ao ar-condicionado desencadeia a presença de bronquite, asma, rinite e outras doenças respiratórias. No verão, a tecnologia faz a diferença quando a estratégia é manter uma atmosfera agradável no interior do automóvel. Por isso, vale a pena se ater a algumas dicas. Início do percurso - Se o estacionamento do local de trabalho não é coberto, e o veículo fica exposto ao sol em grande parte do dia, antes de ligar o ar-condicionado, abra todas as janelas por alguns minutos, de maneira a conferir ventilação ao interior. Equilíbrio - Nunca ligue o ar-condicionado na modalidade máxima, logo nos primeiros km. Pense bem - A opção recirculação do ar resfria o carro mais rápido, embora a escolha de maneira desenfreada não seja recomendável, porque acaba por tornar o equipamento “viciado”. O motivo é que a entrada de ar externa fica desobstruída. Somente quando é conveniente - Desligue o ar-condicionado ao se aproximar do local de destino. Observar os sinais - Ao completar 20 mil km, deve-se analisar o nível de pressão do gás refrigerante e o estado das mangueiras e dos filtros (devido ao acúmulo de fungos, bactérias e ácaros, que prejudicam a respiração). Conservar a qualidade - O ar-condicionado deve ser ligado pelo menos uma vez a cada 15 dias, para evitar danos no compressor e ressecamento dos componentes. Escolha inteligente - A ventilação média é a mais indicada para o dia a dia. Manter a visão - No caso de chuvas, o equipamento é excelente para desembaçar os vidros. Cheiro de carro novo - No caso da troca do filtro, deve-se realizar a higienização, que é feita por um spray, para eliminar todos os resíduos acoplados na tubulação.

EMPRESA DE TRANSPORTES MAIRIPORÃ – Novo telefone 4419-8181

Admite

MOTORISTA/COBRADOR

Admite

PORTADORES DE NECESSIDADES ESPECIAIS


lazer SABOR

CORREIO JUQUERY

Mairiporã • Sexta-feira 19 de setembro de 2014

www.correiojuquery.com.br

Para celebrar a Primavera

Na próxima quarta-feira, 23, tem início a Primavera. Então, que tal preparar um almoço especialíssimo no domingo para celebrar a chegada da estação mais florida do ano? A dica é um frango enroladinho e recheado, diferente de tudo o que você já fez, e um pavê de pêssego de derreter na boca. ENROLADINHO DE FRANGO

Ingredientes: 8 filés de frango bem fininhos; suco de 1 limão; 1 colher (chá) de sal; 2 dentes de alho picados; pimenta moída a gosto; 1 colher (sopa) de orégano; 3 colheres (sopa) de azeite. Para o recheio: 8 fatias de presunto ou bacon (o que preferir) e 8 fatias de muçarela. Para o molho: 3 tomates sem pele e sem sementes picados; 1 pimentão verde; 1 cebola picada; 1 dente de alho picado; sal e orégano a gosto. Modo de Preparo: Tempere os filés com o suco de limão, alho, orégano, azeite e pimenta. Deixe-os pegando gosto na geladeira por 1 hora. Depois, recheie cada um com 1 fatia de presunto e 1 de queijo. Enrole cada filé e prenda com um palito. Esquente bem uma frigideira ou panela grande e coloque os rolinhos para dourar bem de todos os lados. Retire-os e na mesma panela coloque os ingredientes do molho com 1 fio de azeite e refogue rapidamente. Acerte o sal. Arrume os rolinhos em um refratário e por cima ponha o molho. Leve ao forno pré-aquecido a 200°C por cerca de 10 minutos, coberto com papel alumínio e, depois, mais 10 minutos descoberto. Sirva em seguida.

PAVÊ DE PÊSSEGO

Ingredientes: 1 pacote de biscoito champanhe; 1 Lata de pêssego em calda; 2 ovos (claras e gemas separadas); 1 lata de leite condensado; ½ litro de leite; 4 colheres de amido de milho; raspas de 1 limão e 6 colheres de açúcar. Modo de Preparo: Pique em pedaços pequenos os pêssegos, deixando 4 metades para decorar. Em uma panela coloque as duas gemas, o leite, o amido de milho e o leite condensado. Coloque em fogo brando mexendo sem parar até virar um creme. Em banho-maria coloque as duas claras, o açúcar e as raspas do limão, mexendo sem parar por 10 minutos. Em seguida leve esta caldinha para a batedeira, bata na velocidade máxima por 15 minutos, ou até virar um chantilly. Para montar, coloque em uma travessa média a primeira camada do creme, depois coloque o biscoito champanhe molhado na calda do pêssego, depois o creme novamente, o pêssego picado, assim sucessivamente, por cima de tudo coloque o chantilly, salpique o coco ralado e decore com o restante do pêssego.

FILMES NA TV HOJE

SE EU FOSSE VOCÊ 2 (Idem), Brasil, 2009, cor, 98 minutos, direção de Daniel Filho. Com Glória Pires, Tony Ramos e Cássio Gabus Mendes. Casal está prestes a se separar, porém durante uma discussão repentinamente trocam de corpos mais uma vez. Isto faz com que ambos tenham que viver a vida do outro. (GLOBO, 14h55) A FITA BRANCA (Das Weisse Band), Áustria, 2009, cor, 145 minutos, direção de Michael Haneke. ComChristian Friedel e Ulrich Tukur. A história de crianças e adolescentes de um coral dirigido pelo professor primário num vilarejo protestante no norte da Alemanha, em 1913, às vésperas da Primeira Guerra Mundial. (CULTURA, 22h) OS POBRES DIABOS (Idem), Brasil, 2013, cor, 98 minutos, direção de Rosemberg Cariry. Com Chico Diaz, Silvia Buarque e Gero Camilo. Circo perambula pelo sertão nordestino até chegar à cidade de Aracati, onde monta peça teatral sobre a crise no inferno. (TV BRASIL, 22h30) CORAÇÃO DE TINTA (Inkheart), EUA, 2008, cor, 107 minutos, direção de Iain Softley. Com Brendan Fraser, Paul Bettany e Helen Mirren. Solitário encadernador de livros vive com a pequena filha, de quem esconde ter um dom: trazer os personagens dos livros à vida, quando lê trechos em voz alta. (SBT, 23h) UMA NOITE MAIS QUE LOUCA (Take Me HomeTonight), EUA, 2011, cor, 97 minutos, direção de Michael Dowse. Com Topher Grace e Ana Faris. Jovem de 22 anos, recém-graduado, não sabe o que fazer da vida. Ao invés de procurar um belo emprego, prefere ser balconista em uma vídeolocadora. (RECORD, 23h30) LOLA (Idem), México, 1989, cor, 92 minutos, direção de Maria Novaro. Com Letícia Huijara, Martha Navarro e Roberto Sosa. Jovem mulher, para sobreviver, vende roupa no comércio ambulante. Solitária, tem apenas uma certeza: o amor pela filha de cinco anos. Reapresentação no domingo. (TV BRASIL, 0h30)

AMANHÃ

AGENTE TEEN 2, MISSÃO LONDRES (Agente Cody Banks 2: Destination London), EUA, 2004, cor, 100 minutos, direção de Kevin Allen. Com Frankie Muniz e Anthony Anderson. Após um agente renegado da CIA. roubar do governo um aparelho controlador de mentes, um jovem agente é designado para o caso. O agente renegado foi o instrutor do jovem. (RECORD, 15h15) CARMEM MIRANDA - BANANA IS MY BUSINESS (Idem), Brasil/ Inglaterra, 1995, cor, 91 minutos, direção de Helena Solberg. Documentário que narra a vida da cantora Carmem Miranda, símbolo de Hollywood do espírito latino-americano na década de 1940. (CULTURA, 23h)

10

SAÚDE

Estudo aponta que cerveja aumenta o bom colesterol se consumida com moderação

U

m grande problema da saúde pública em todo o mundo são as doenças crônicas não-transmissíveis (DCNT). São aquelas que estão estritamente ligadas a fatores como idade, sexo, tabagismo, alimentação inadequada, sedentarismo e obesidade. Além de prejudicar a saúde física, impactam negativamente na qualidade de vida das pessoas. A palavra-chave para pessoas com esse perfil não consiste em proibir ou restringir quaisquer alimentos, mas sim em respeitar as necessidades e estilos de vida com equilíbrio. A tão almejada alimentação saudável não precisa ser sinônimo de monotonia e pode englobar uma série de alimentos que muitos acreditavam não ser recomendáveis. Nesse contexto, até a apreciada cerveja tem o seu espaço. Estudos mostram que, se consumida de forma moderada, a bebida, de baixo teor alcoólico, pode trazer alguns benefícios à saúde, entre os quais, promover um aumento na concentração de HDL no sangue - o conhecido “colesterol bom”. Estudo do Departamento de Nutrição da Universidade de Harvard avaliou esses efeitos do consumo moderado de cerveja nos níveis de HDL-colesterol. Os resultados mostraram que após a ingestão diária, feita durante quatro semanas, de aproximadamente 30g de etanol (equivalente a duas latas de cerveja de 350 ml) houve aumento significativo na concentração plasmática de HDL.

Artérias e fígado - O HDL ou lipoproteína de alta densidade transporta o excesso de colesterol das artérias de volta para o fígado, onde é novamente metabolizado, retardando ou inibindo a formação de placas. Por isto, seus índices elevados estão associados a menor incidência de doenças cardiovasculares. Somado a esses resultados, pesquisadores da Universidade Autônoma de Barcelona analisaram mais de 4 mil indivíduos por meio de questionários e análises clínicas, com o objetivo de determinar a associação entre fatores de risco cardiovascular ao consumo e tipos de bebida alcoólicas, mais notadamente o vinho e a cerveja. Os resultados confirmaram a relação da proteção cardiovascular com o consumo moderado dessas bebidas, decorrente de uma soma de efeitos positivos, sendo, segundo os autores, o aumento de HDL o mais importante. Estudos em animais - Indo mais a fundo, um estudo realizado em animais suplementados com cerveja com diferentes percentuais alcoólicos, revelou que aqueles que receberam cerveja regular (3% a 8% etanol) em quantidade moderada apresentaram aumento nos níveis de HDL plasmático superior aos demais grupos. Apesar do grupo suplementado com cerveja sem álcool não ter apresentado incremento no nível de HDL, foi observada melhora na capacidade antioxidante destas partículas.

LUZES DA CIDADE (City Lights), EUA, 1931, p&b, 87 minutos, direção de Charles Chaplin. Com Charles Chaplin e Virgina Cherrill. O vagabundo Carlitos se apaixona por uma jovem florista cega, e tenta ajudá-la a pagar o aluguel atrasado e a operação na vista. (TV BRASIL, 23h) O DOM DA MÚSICA (Pure Country 2: The Gift), EUA, 2010, cor, 112 minutos, direção de Christopher Cain. Com Katrina Elam e Travis Fimmel. Por motivos diferentes, garota não conheceu seus pais e foi criada pela tia, dedicando-se ao canto. (SBT, 0h45) ELA É DEMAIS PRA MIM (She’s Out of my League), EUA, 2010, cor, 104 minutos, direção de Jim Field Smith. Com Jay Baruchel e Alice Eve. Rapaz é motivo de piada entre amigos quando o assunto é mulher. Até que um dia conhece uma que muda sua vida completamente. (GLOBO, 1h20) OS MISERÁVEIS - PART 2 (Les Misérables), França/Itália/Alemanha/Espanha/EUA, 2000, cor, 145 minutos, direção de Josée Dayan. Com Gérard Depardieu e Christian Clavier. Segunda parte da minissérie baseada no clássico de Victor Hugo, sobre homem que é preso por roubar pão para matar a fome. (BAND, 1h55)

DOMINGO

DIÁRIO DE UM BABANA 2: RODRICK É O CARA (Diary Of A Wimpy Kid: Rodrick Rules), EUA, 2011, cor, 120 minutos, direção de David Bowers. Com Zachary Gordon e Devon Bostick. Rapaz está apaixonado pela nova colega da escola. Só que seu irmão mais velho está disposto a atrapalhar esse romance. (GLOBO, 13h50) SUZANA E O PRESIDENTE (Idem), Brasil, 1951, p&b, 67 minutos, direção de Ruggero Jacobbi. Com Vera Nunes e Orlando Vilar. Jovem interiorana recém-chegada à cidade grande, se apaixona por um jogador de futebol sem saber que ele é presidente da empresa onde trabalha. (CULTURA, 15h30) CAOS (Chaos), Canadá/Inglaterra/EUA, 2006, cor, 106 minutos, direção de Tony Giglio. Com Jason Statham e Ryan Phillippe. Policial barra pesada escapa da corregedoria após ser considerado suspeito de ter assassinado um refém. Mas recebe nova missão. (GLOBO, 23h10) QUERO FICAR COM POLLY (Along Came Polly), EUA, 2004, cor, 90 minutos, direção de John Hamburg. Com Ben Stiller e Jennifer Aniston. Homem prevenido, que detesta correr riscos, vê sua vida mudar quando sua esposa o abandona com um mergulhador, em plena lua-de-mel. (RECORD, 23h30) LOLA (Idem), México, 1989, cor, 92 minutos, direção de Maria Novaro. Com Letícia Huijara, Martha Navarro e Roberto Sosa. Jovem mulher, para sobreviver, vende roupa no comércio ambulante. Solitária, tem apenas uma certeza: o amor pela filha de cinco anos. Reprise de anteontem. (TV BRASIL, 0h30)

HORÓSCOPO ÁRIES - 21/3 a 20/4 Muito bom fluxo astral para transações relacionadas com terras, propriedades, mudanças e compra e venda de metais, jóias e pedras preciosas. Contudo, não descuide dos familiares e seja mais arrojado. Indícios de ligeiras incompatibilidades com parentes ou amigos. TOURO - 21/4 a 20/5 Boa influência para cuidar dos interesses pessoais. Pessoas bem humoradas procurarão favorecê-lo. Saúde, jogos, esportes e loteria sob excelentes influxos. Os amigos bem situados vão cooperar na solução naqueles problemas considerados de grande importância. GÊMEOS - 21/5 a 20/6 Possibilidades de êxito em tudo que estiver relacionado com assunto sigiloso ou particular. Não revele a ninguém seus segredos ou pagará um alto preço por isso. Evite fazer negócios impensados, cujos resultados, na maioria das vezes, nem sempre são compensadores. CÂNCER - 21/6 a 21/7 Alegre disposição mental para novas amizades e para tratar de assuntos íntimos. Bom período para passeios e ao amor. O dia para você promete ser cheio de realizações e vai compartilhar bons momentos com amigos e reencontrar velhos conhecidos que não vê há tempos. LEÃO - 22/7 a 22/8 Bom fluxo astral para novas empresas, mas um tanto quanto negativo para novas amizades e para entrar com recursos na justiça. Procure, também, compreender melhor os familiares. Um deles em especial fará você ver o mundo de uma maneira bem mais simples. VIRGEM - 23/8 a 22/9 Se agir corretamente, terá grande expansão em todos os sentidos, quer nos negócios, quer na vida social. Bom para as investigações e as novas descobertas. Dia favorável ao trabalho e será bem sucedido ao solicitar favores. Viajar com a pessoa amada lhe fará bem. LIBRA - 23/9 a 22/10 Dia negativo para os negócios, para tratar de assuntos jurídicos e mudanças, de um modo geral. Neutro para os casos sentimentais e um tanto quanto ruim para viagens. Procure se precaver contra acidentes. Neste dia, as suas imagens mentais estarão se concretizando. ESCORPIÃO - 23/10 a 21/11 As pessoas do seu signo são, realmente, mais favorecidas nesta fase astrológica. Aproveite as próximas horas para dedicar-se à vida sentimental, cultural, e obter um melhor resultado nas relações humanas. Alimente apenas pensamentos otimistas e, não exija muito de si mesmo. SAGITÁRIO - 22/11 a 21/12 Evite assinar documentos que possam comprometê-lo, especialmente os que têm relação com a vida profissional, e evite também atritos com os filhos ou pais e as pessoas que dizem ser amigas. Ótimo ao romance. Evite se envolver em situações complicadas. CAPRICÓRNIO - 21/12 a 20/1 Deverá tomar muito cuidado ao dirigir veículos em estradas, ao entrar em contato com máquinas, fogo e eletricidade e com tudo que possa lhe prejudicar fisicamente. Forças ocultas vão lhe permitir vencer seus opositores e rivais, mas esteja sempre alerta. AQUÁRIO - 21/1 a 19/2 Benéfica influência astral para tratar de questões sociais pendentes, para lucrar em negócios iniciados anteriormente. As disputas no lar deverão ser evitadas. Apenas na vida amorosa você poderá ter algum contratempo, mas não tenha dúvida que o culpado será você mesmo. PEIXES - 20/2 a 20/3 Alguma surpresa agradável no setor amoroso. Enfrente os problemas difíceis com tranqüilidade e mais confiança em si. O dia é dos melhores para atrair novos amigos e para colocar em prática novas idéias, ao trabalho bem aplicado, e aos pequenos negócios.


CORREIO JUQUERY

Mairiporã • Sexta-feira 19 de setembro de 2014

11

www.correiojuquery.com.br

CERV SUPER BOCK LN 250ML

R$ 2,75

TABUA DE CORTE CLINK 36X5X22,5CM

R$ 11,90

POTE FREEZER E MICRO ZAZÁ 300ML

R$ 2,90

POTE FREEZER E MICRO ZAZÁ 600ML

R$ 5,60

POTE FREEZER E MICRO ZAZÁ 1.200ML

R$ 10,90

EXT SOJA ASIA LEE PC 500G

R$ 4,99

FARELO DE TRIGO ASIA LEE PC 500G

R$ 3,22

ESCABECHE DE BERINJELA DAVID VD 340G

R$ 8,35

MOLHOS P/ CARNE MASTERFOODS SABORES VD 340G

R$ 5,99

AZEITONA D PEPE VERDE FATIADA DP 120G

R$ 2,95


CORREIO JUQUERY

Mairiporã • Sexta-feira 19 de setembro de 2014

www.correiojuquery.com.br

12

20 e 21/9 LARANJA PERA Kg

1,49

BETERRABA Kg

1,49

MACA GALA Kg

3,49

CENOURA kg

1,49

ABACAXI UNIDADE

3,29

BATATA Kg

0,99

MELANCIA UNIDADE

6,99

TOMATE kg

1,89

COCO VERDE UNIDADE

1,99

CEBOLA kg

1,89

ABOBRINHA ITALIA kg

2,59

MANDIOCA kg

1,79

20 e 21/9 COXAO DURO Kg

16,90

PEITO RESF c/ ossoKg

6,49

COXAO MOLE kg

18,49

ASA kg

7,49

LAGARTO Kg

16,90

PEITO RESF S/ ossoKg

9,89

PATINHO kg

17,90

COXINHA ASAkg

7,99

CONTRA FILE Kg

21,99

BISTECA SUINA kg

9,90

ALCATRA Kg

20,99

COSTELINHA SUINA kg

14,99

COSTELA GAUCHA kg

8,90

PERNIL C/OSSO SUINO kg

8,99

FRANGO Kg

4,69

BARRIGA kg

10,90

COXA/SOBRECOXA RESFRIADO Kg

4,89

TOUCINHO kg

6,99

PROMOCAO DA SEMANA DE 12 a 18/9

LING PERDGAO SUINA TOSCANA kg

8,99

IOG PAULISTA NAT/SABORES 170g

0,99

MASSA LEVE PASTEL DISCO 500g

3,49

IOG DAN UP 180g

0,99

FERMENTADO CAROLINA C/6 480g

3,89

CAFÉ PILAO 500g

6,99

GROSELHA CERESER

5,89

BISC TUCS 100g

0,79

SUCO TAMPICO 2l

5,99

FEIJAO BINA CARIOCA 1k

2,49

535  

edicao 535 do jornal correio juquery de mairipora

535  

edicao 535 do jornal correio juquery de mairipora

Advertisement