Issuu on Google+

Pág 4 – Fevereiro 2004

CORREIO BRIGADIANO

Fest Lavras Verão 2004

Corinthians/SM é o campeão do 1º Circuito de Futebol Feminino Equipe teve na força do conjunto a principal arma para vencer os adversários. Celeste, de Bagé, e Cacequi ficaram em segundo e terceiro lugares, respectivamente

Técnico Eulálio, Janaína, Fernanda, Alessandra, Daiane Menezes, Daiane, Letícia e Bianca

Sávio, Aritides,técnico Juliano, Simone, Neiara, Tiota, Núbia, Fernanda, Darlene, Charlene, Quele, Carmen, Patrícia, Taciane e André

1º Circuito de Futebol Feminino reúne times do interior do Estado

Sobrinha de PMs é a Garota Verão de Lavras do Sul

Líder da torcida da Asbenp, Neri Santo de Almeida, Lisiane, Elenita, Eliane, Édila, Adriana, Fabiana e o técnico Marcus, Sônia, Loreci, Viviane, Luisa, Camila e Juliana

Nacarena, Mônica, Carolina, Maria,Débora, técnico Martim, Denise, Paula e Carla

Técnica Rosângela Solange, Suzana, Fernanda, Vanessa, Sabrina, Alessandra, Mariana, Luciene, Luana e Itiliane

Deise, Denise, Daniele, Cibele, Fabiane, Carla, Elisângela, Janice e o técnico Onício, Valdirana, Juliiana, Vanderléia, Agnes, Sabrina e Aridiane

Técnico Zéquinha, Cerlen, Natália, Carine, Josiane,Presidente Mineiro,Viviane, Andréia e Darcilene

Técnico Lauro, Ana Paula, Suellen, Suellen Splazar, Daniela, Noemi, Cleusemir e Tatiane.

Rossibel, Adriane Danieli, Vanessa, Letícia, Cibeli, Rauane, Elenice, Emili, técnico Marcos, Adriana, Daniela, Debóra, Adriane e Luciane

Suelen,Vanessa, Vanessa Leal, Camila, técnico Adroaldo, Elisangela, Ana Claúdia, Núbia e Ana Paula

CIANOMAGENTAAMARELOPRETO

Edimilson, Lucas, Renato, Ana, Adriane, Chaiane, Graziela, Viviane, Rogéria, Valéria, Neri, Albânio, Luciano, Daiana,Fabiana, Regina, Graziele, Carla e Vanessa

Éder Machado, Romeu Meneghini, Hamilton Carvalho, Jaques Simões, Ana Elenar da Silva Pinto, Artur Brasil e Eduardo Morais Michele, Juliana, Gisele, Priscila, Laisa, Lisiane, Sueine, Cleusi e técnico Geolar

Lisiane, Gislaine, Daiana, Daiane, Cibele,Keli, Camila, Lisiane, Almeci, Danieli e o técnico Eduardo

Muita descontração e alegria marcaram o Fest Lavras Verão 2004 realizado nos dias 31 de janeiro e 1º de fevereiro na Praia do Paredão, em Lavras do Sul. Duas quadras de futebol de areia serviram de palco para a principal atração do evento: o 1º Circuito Estadual de Futebol Feminino de Areia Correio Brigadiano. Durante dois dias de competição, 13 times de várias regiões do Estado enfrentaram o calor e a areia quente na busca pelo título inédito. Depois de seis jogos, o Corinthians, de Santa Maria, sagrou-se campeão, após bater na final o Celeste, de Bagé, por 5 x 4. Além do bom futebol apresentado pelas garotas, a integração entre as equipes, a disciplina demonstrada em campo e, principalmente, a organização do torneio, que não registrou nenhum incidente, foram os pontos positivos. Árbitros e jogadoras ficaram instalados no camping municipal, local onde ocorreram os jogos. “Os organizadores estão de parabéns”, destacou o árbitro Giovane Luis da Silva, da Associação Bageense de Árbitros de Futebol de Salão (Abafusa). A BM incrementou o policiamento na área dos jogos, recebendo o reforço de companheiros de farda de outros municípios. Mais de 1,2 mil pessoas assistiram às partidas. Viaturas estacionadas ao redor da quadra e nas cercanias do camping era uma cena comum, comprovando a preocupação da prefeitura com o bem-estar dos torcedores e a dimensão do evento. Os torcedores de Santa Maria, representando a Associação Beneficente de Praças da BM (Asbenp), demonstraram maior mobilização, lotando dois ônibus com 80 pessoas e enfrentando duas horas e meia de viagem para incentivar as equipes da cidade: a Associação e o Corinthians. Liderados pelo Sd Neri Santo de Almeida Soares, presidente da entidade, eles se posicionaram atrás de uma das goleiras. Enquanto um dos times da cidade esteve em campo, os santamarienses, movidos pela batida dos bumbos e das tarolas, não pararam de gritar um segundo, exercendo papel fundamental na conquista do título pelo Corinthians.

A Garota Verão 2004 de Lavras do Sul é Franciani Rangel Simões, sobrinha dos Sd Bento Arlei Rodrigues Simões e Angelo Francisco Rodrigues Simões, que pertencem ao Pel do município. Ela pretende divulgar a cidade através do concurso que foi realizado no Ginásio de Esportes durante o Fest Lavras. O júri do concurso era composto por Cacá de Freitas, da RBS de Santa Maria, decoradora Cristina Silveira, Silvio Cabral, do Diário de Santa Maria, consultora Alba Gorete dos Santos e o relações públicas Cristiano Alves, da Gazeta de Caçapava do Sul, e a Garota Verão de 2003 Daniela Dias Machado. Franciani recebeu a faixa de Daniela, que se despediu de seu reinado desfilando. Logo após, ocorreram shows com as bandas Maria do Relento, Angar XVIII, de Curitiba (PR), Fúria e Sinápse, de Santa Maria, e Outsider, de Lavras do Sul. O prefeito Aristides Costa e sua família estavam presentes no concurso para prestigiar as meninas e os visitantes que aproveitaram para se divertir durante as apresentações das bandas.

Beleza em campo

Motoqueiro João Félix tem padrasto na BM João Félix é motoqueiro há 30 anos e no ínicio sofreu a repreensão da mãe Eva Félix, que até hoje sempre se preocupa quando João vai viajar no seu triciclo. O seu padrasto, o Sd Olívio Leite Jacinto, trabalhou na Diretoria de Ensino da BM e hoje está na reserva remunerada. “Ele é meu padrasto, mas o tenho como um grande companheiro, pois sempre se preocupa comigo. Ele e minha mãe moram em Porto Alegre”, destacou. Até hoje, os dois telefonam diariamente para saber como João está e quando volta de suas aventuras de triciclo. O motoqueiro João vive com a esposa Rosane de Freitas Paz, 43 anos, que está sempre disposta a acompanhá-lo. “Ela pilota e foi a primeira mulher a chegar no Motocicle de Santa Maria, pilotando um triciclo”, destacou João, orgulhoso da companheira. Ele participa do grupo Tribo do Asfalto, de São Gabriel, formado por cerca de 30 motoqueiros – maioria casais

que se reúnem para viajar. O percurso mais longo que fez no triciclo foi até Tramandaí, com Rosane na carona. “Nós fomos bem recebidos no Circuito de Motos que ocorreu em Lavras do Sul. A comunidade é muito hospitaleira”, destacou. A BM escoltou o grupo Tribo do Asfalto e no final do João Félix, do grupo Tribo do Asfalto, em seu triciclo fazendo manobras desfile tinha cerca de 200 motoqueiros. Além disso, os PMs organizaram tes das cidades vizinhas. o estacionamento para não ocorrer incidentes. “Esse encontro acaba aumentando a inteJoão aproveitou a ocasião para mostrar algugração entre os grupos que passam a divulgámas manobras radicais e perigosas com seu lo”, assinalou. A Brigada Militar dedicou uma triciclo. “Consigo girar o triciclo com as mãos atenção especial aos motoqueiros que foram fora do guidom”, frisou. prestigiados com entusiamo pelos moradores O primeiro Circuito de Motos de Lavras do de Lavras do Sul, que teve um dos finais de Sul teve um número significativo de participansemana mais movimentados.

Bonita e tímida. Assim é Adriana Sobreira Bernardo, eleita a Musa do 1º Circuito Estadual de Futebol Feminino de Areia Correio Brigadiano. Atleta do time do Oreco, de Santa Maria, a garota, de apenas 15 anos, e que diz jogar em todas as posições, não descuida dos adornos nem mesmo para disputar as partidas. Brincos e pulseiras, embora proibidos em campo, fazem parte da lista da jogadora, enquanto a pele também recebe atenção especial da jovem. “Com o sol, tenho passado protetor solar em todo o corpo”, observou. A disposição para cuidar do físico não é a mesma quando se trata de treinar, uma vez que Adriana reconhece ter dificuldades em ir para o centro de treinamentos e realizar os exercícios exigidos pelo técnico da equipe, Marcos Barreto. Apesar da pouca inspiração para aperfeiçoar os fundamentos em campo, a jogadora polivalente passou os quatro meses que antecederam o torneio treinando junto com as integrantes do Oreco.


Pág 4 – Fevereiro 2004

CORREIO BRIGADIANO

Fest Lavras Verão 2004

Corinthians/SM é o campeão do 1º Circuito de Futebol Feminino Equipe teve na força do conjunto a principal arma para vencer os adversários. Celeste, de Bagé, e Cacequi ficaram em segundo e terceiro lugares, respectivamente

Técnico Eulálio, Janaína, Fernanda, Alessandra, Daiane Menezes, Daiane, Letícia e Bianca

Sávio, Aritides,técnico Juliano, Simone, Neiara, Tiota, Núbia, Fernanda, Darlene, Charlene, Quele, Carmen, Patrícia, Taciane e André

1º Circuito de Futebol Feminino reúne times do interior do Estado

Sobrinha de PMs é a Garota Verão de Lavras do Sul

Líder da torcida da Asbenp, Neri Santo de Almeida, Lisiane, Elenita, Eliane, Édila, Adriana, Fabiana e o técnico Marcus, Sônia, Loreci, Viviane, Luisa, Camila e Juliana

Nacarena, Mônica, Carolina, Maria,Débora, técnico Martim, Denise, Paula e Carla

Técnica Rosângela Solange, Suzana, Fernanda, Vanessa, Sabrina, Alessandra, Mariana, Luciene, Luana e Itiliane

Deise, Denise, Daniele, Cibele, Fabiane, Carla, Elisângela, Janice e o técnico Onício, Valdirana, Juliiana, Vanderléia, Agnes, Sabrina e Aridiane

Técnico Zéquinha, Cerlen, Natália, Carine, Josiane,Presidente Mineiro,Viviane, Andréia e Darcilene

Técnico Lauro, Ana Paula, Suellen, Suellen Splazar, Daniela, Noemi, Cleusemir e Tatiane.

Rossibel, Adriane Danieli, Vanessa, Letícia, Cibeli, Rauane, Elenice, Emili, técnico Marcos, Adriana, Daniela, Debóra, Adriane e Luciane

Suelen,Vanessa, Vanessa Leal, Camila, técnico Adroaldo, Elisangela, Ana Claúdia, Núbia e Ana Paula

CIANOMAGENTAAMARELOPRETO

Edimilson, Lucas, Renato, Ana, Adriane, Chaiane, Graziela, Viviane, Rogéria, Valéria, Neri, Albânio, Luciano, Daiana,Fabiana, Regina, Graziele, Carla e Vanessa

Éder Machado, Romeu Meneghini, Hamilton Carvalho, Jaques Simões, Ana Elenar da Silva Pinto, Artur Brasil e Eduardo Morais Michele, Juliana, Gisele, Priscila, Laisa, Lisiane, Sueine, Cleusi e técnico Geolar

Lisiane, Gislaine, Daiana, Daiane, Cibele,Keli, Camila, Lisiane, Almeci, Danieli e o técnico Eduardo

Muita descontração e alegria marcaram o Fest Lavras Verão 2004 realizado nos dias 31 de janeiro e 1º de fevereiro na Praia do Paredão, em Lavras do Sul. Duas quadras de futebol de areia serviram de palco para a principal atração do evento: o 1º Circuito Estadual de Futebol Feminino de Areia Correio Brigadiano. Durante dois dias de competição, 13 times de várias regiões do Estado enfrentaram o calor e a areia quente na busca pelo título inédito. Depois de seis jogos, o Corinthians, de Santa Maria, sagrou-se campeão, após bater na final o Celeste, de Bagé, por 5 x 4. Além do bom futebol apresentado pelas garotas, a integração entre as equipes, a disciplina demonstrada em campo e, principalmente, a organização do torneio, que não registrou nenhum incidente, foram os pontos positivos. Árbitros e jogadoras ficaram instalados no camping municipal, local onde ocorreram os jogos. “Os organizadores estão de parabéns”, destacou o árbitro Giovane Luis da Silva, da Associação Bageense de Árbitros de Futebol de Salão (Abafusa). A BM incrementou o policiamento na área dos jogos, recebendo o reforço de companheiros de farda de outros municípios. Mais de 1,2 mil pessoas assistiram às partidas. Viaturas estacionadas ao redor da quadra e nas cercanias do camping era uma cena comum, comprovando a preocupação da prefeitura com o bem-estar dos torcedores e a dimensão do evento. Os torcedores de Santa Maria, representando a Associação Beneficente de Praças da BM (Asbenp), demonstraram maior mobilização, lotando dois ônibus com 80 pessoas e enfrentando duas horas e meia de viagem para incentivar as equipes da cidade: a Associação e o Corinthians. Liderados pelo Sd Neri Santo de Almeida Soares, presidente da entidade, eles se posicionaram atrás de uma das goleiras. Enquanto um dos times da cidade esteve em campo, os santamarienses, movidos pela batida dos bumbos e das tarolas, não pararam de gritar um segundo, exercendo papel fundamental na conquista do título pelo Corinthians.

A Garota Verão 2004 de Lavras do Sul é Franciani Rangel Simões, sobrinha dos Sd Bento Arlei Rodrigues Simões e Angelo Francisco Rodrigues Simões, que pertencem ao Pel do município. Ela pretende divulgar a cidade através do concurso que foi realizado no Ginásio de Esportes durante o Fest Lavras. O júri do concurso era composto por Cacá de Freitas, da RBS de Santa Maria, decoradora Cristina Silveira, Silvio Cabral, do Diário de Santa Maria, consultora Alba Gorete dos Santos e o relações públicas Cristiano Alves, da Gazeta de Caçapava do Sul, e a Garota Verão de 2003 Daniela Dias Machado. Franciani recebeu a faixa de Daniela, que se despediu de seu reinado desfilando. Logo após, ocorreram shows com as bandas Maria do Relento, Angar XVIII, de Curitiba (PR), Fúria e Sinápse, de Santa Maria, e Outsider, de Lavras do Sul. O prefeito Aristides Costa e sua família estavam presentes no concurso para prestigiar as meninas e os visitantes que aproveitaram para se divertir durante as apresentações das bandas.

Beleza em campo

Motoqueiro João Félix tem padrasto na BM João Félix é motoqueiro há 30 anos e no ínicio sofreu a repreensão da mãe Eva Félix, que até hoje sempre se preocupa quando João vai viajar no seu triciclo. O seu padrasto, o Sd Olívio Leite Jacinto, trabalhou na Diretoria de Ensino da BM e hoje está na reserva remunerada. “Ele é meu padrasto, mas o tenho como um grande companheiro, pois sempre se preocupa comigo. Ele e minha mãe moram em Porto Alegre”, destacou. Até hoje, os dois telefonam diariamente para saber como João está e quando volta de suas aventuras de triciclo. O motoqueiro João vive com a esposa Rosane de Freitas Paz, 43 anos, que está sempre disposta a acompanhá-lo. “Ela pilota e foi a primeira mulher a chegar no Motocicle de Santa Maria, pilotando um triciclo”, destacou João, orgulhoso da companheira. Ele participa do grupo Tribo do Asfalto, de São Gabriel, formado por cerca de 30 motoqueiros – maioria casais

que se reúnem para viajar. O percurso mais longo que fez no triciclo foi até Tramandaí, com Rosane na carona. “Nós fomos bem recebidos no Circuito de Motos que ocorreu em Lavras do Sul. A comunidade é muito hospitaleira”, destacou. A BM escoltou o grupo Tribo do Asfalto e no final do João Félix, do grupo Tribo do Asfalto, em seu triciclo fazendo manobras desfile tinha cerca de 200 motoqueiros. Além disso, os PMs organizaram tes das cidades vizinhas. o estacionamento para não ocorrer incidentes. “Esse encontro acaba aumentando a inteJoão aproveitou a ocasião para mostrar algugração entre os grupos que passam a divulgámas manobras radicais e perigosas com seu lo”, assinalou. A Brigada Militar dedicou uma triciclo. “Consigo girar o triciclo com as mãos atenção especial aos motoqueiros que foram fora do guidom”, frisou. prestigiados com entusiamo pelos moradores O primeiro Circuito de Motos de Lavras do de Lavras do Sul, que teve um dos finais de Sul teve um número significativo de participansemana mais movimentados.

Bonita e tímida. Assim é Adriana Sobreira Bernardo, eleita a Musa do 1º Circuito Estadual de Futebol Feminino de Areia Correio Brigadiano. Atleta do time do Oreco, de Santa Maria, a garota, de apenas 15 anos, e que diz jogar em todas as posições, não descuida dos adornos nem mesmo para disputar as partidas. Brincos e pulseiras, embora proibidos em campo, fazem parte da lista da jogadora, enquanto a pele também recebe atenção especial da jovem. “Com o sol, tenho passado protetor solar em todo o corpo”, observou. A disposição para cuidar do físico não é a mesma quando se trata de treinar, uma vez que Adriana reconhece ter dificuldades em ir para o centro de treinamentos e realizar os exercícios exigidos pelo técnico da equipe, Marcos Barreto. Apesar da pouca inspiração para aperfeiçoar os fundamentos em campo, a jogadora polivalente passou os quatro meses que antecederam o torneio treinando junto com as integrantes do Oreco.


Pág 2 – Fevereiro 2004

Fest Lavras Verão 2004

Praia do Paredão ameniza calor de visitantes em Lavras do Sul

mentimento tático. É dessa forma que pode ser definida a disputa do título do 1º Circuito de Futebol Feminino de Areia Correio Brigadiano entre o Corinthians, de Santa Maria, e o Celeste, de Bagé. A equipe corinthiana abriu uma vantagem de três gols logo no começo do jogo, mas afrouxou a marcação e quase acabou cedendo o empate. Apesar do esforço do adversário, as atletas santamarienses venceram por 5 a 4. A estrela da partida foi a centroavante Juliana Delgado, do Corinthians/SM, que marcou três vezes e comandou a vitória do time na quadra da Praia do Paredão, em Lavras do Sul. Após enfrentarem uma semifinal desgastante, ambas as equipes chegaram à final depois de uma disputa de pênaltis. As jogadoras ainda tiveram fôlego para realizar jogadas refinadas e com uma disposição tática de fazer inveja aos profissionais da bola. Bem postadas em campo e adaptadas à areia, as jogadoras do Corinthians/SM impuseram seu ritmo de jogo

Os 1º Sgt Ailton Borges Bom, do CRB de São Gabriel, e Adelar de Menezes Tólio, do CRB de Santa Maria, ambos subordinados ao CRB Central, foram destacados para a Operação Golfinho na Praia do Paredão, em Lavras do Sul. Eles permanecerão no município até março. “Com a temperatura Salva-vidas Menezes e Borges na beira da praia estão atentos à movimentação elevada, o número de banhistas que freqüenta a orla aumentou e temos soas aproveitam para repor as energias e ameque redobrar nossa atenção para evitar afoga- nizar o calor”, destacou o Sgt Menezes. Os dois salva-vidas fazem o possível para mentos”, destacou o Sgt Borges. A área de banho, que oferece um risco garantir a tranqüilidade dos visitantes. E apromaior, foi demarcada pelos salva-vidas e é res- veitam o intervalo para acompanhar algumas peitada pelos banhistas. Os registros de ocor- partidas de futebol. A comunidade é atenta e rências registrados nesta temporada foram in- evita os locais de maior profundidade. Nesse feriores aos verificados em igual período do ano veraneio não houve nenhum resgate, enquananterior. “Nossa praia é bem tranqüila. As pes- to no ano passado foram registrados sete.

ações. Com uma movimentação intensa e um toque de bola preciso, o time abriu o placar com a matadora Juliana, arrematando de primeira um cruzamento da direita. Os deslocamentos rápidos do Corinthians acabaram envolvendo as atletas do Celeste, Campeãs comemoram conquista obtida em Lavras do Sul que se mostravam perdidas na quadra. Apesar de desentrosadas, as celes- passaram a disputar cada lance como se fosse tianas, na base da raça, empataram o placar. o último de suas vidas. Motivadas, investiram Contudo, não demorou para que as corinthia- sobre a defesa corinthiana, apertando a marcanas retomassem o controle do jogo e abrissem ção na saída de bola. A tática deu resultado, e o mais dois gols de vantagem. Celeste, em dois contra-ataques fulminantes, No começo do segundo tempo, o Corinthi- marcou duas vezes, dando maior emoção ao ans assinalou mais um gol com Juliana, limitan- jogo. Assustadas, as jogadoras de Santa Mado as esperanças do time de Santa Maria. Mas ria, embaladas pelo grito da torcida, retomaram para surpresa dos torcedores que lotaram as a concentração e passaram a trabalhar a bola, dependências do campo, que já davam o resul- chegando ao quinto gol. No final, o Celeste aintado como definitivo, as jogadoras do Celeste da descontaria, mas a festa já era corinthiana.

Apenas dois times que disputaram o 1º Circuito de Futebol Feminino de Areia Correio Brigadiano tiveram o apoio de uma torcida tão vibrante e fiel: a Associação e o Corinthians. Provenientes de Santa Maria, ambas as equipes contaram durante o torneio com a batucada envolvente e os gritos de incentivo dos torcedores da Associação Beneficente de Praças da BM (Asbenp) de Santa Maria. Liderados pelo presidente da entidade, Torcida ficou atrás de uma das goleiras durante os jogos Sd Neri Santo de Almeida Soares, integrante do 1º RPMon, eles marcaram presença em to- o time estava repredos os jogos. sentando a instituição. Conforme o Sd Neri, dois ônibus lotados O presidente ainda percorreram duas horas e meia de estrada para elogiou a organização dar força aos times da cidade. “Além de dar su- do evento. “Tudo foi porte financeiro, mantemos uma parceria com bem organizado, apeo time”, destacou. A torcida era composta de sar das dificuldades Sd Neri parentes e amigos das jogadoras. Segundo ele, enfrentadas pelas as despesas com transporte e refeição foram equipes”, ressaltou o Sd, que há dez anos faz custeadas pela própria associação, uma vez que parte da Família Brigadiana.

Neiara encantou os torcedores com defesas fantásticas

Casal de árbitros atuou junto no 1º Circuito de Futebol Feminino

A maioria das partidas disputadas na Praia do Paredão, em Lavras do Sul, teve elevado número de gols. E uma das responsáveis pelo verdadeiro show de bola foi a centroavante do Cacequi, Rosélia Leivas Castilhos. Conhecida entre as companheiras de equipe como Tiota, a artilheira do campeonato empilhou gols nos adversários. Durante a primeira fase da competição foram sete. A inspiração para as performances de luxo vem da Espanha. Fã do atacante da Seleção Brasileira e do Real Madrid, Ronaldo Nazário, a garota chegou a realizar algumas obras-primas em campo, quando em um lance contra o Corinthians driblou duas zagueiras e tocou com categoria para o fundo das redes. A belíssima jogada arrancou aplausos da torcida que acompanhava a semifinal. Aos 26 anos, a moça já atuou pelo Internacional por um período de seis meses. “O meu padrasto, que é consul do Grêmio, ficou bravo”, revelou, com o sorriso estampado. O baixo salário, no entanto, forçou a jovem promissora a deixar a carreira profissional e voltar a Cacequi, onde trabalha em uma fábrica de sucos. Diferente-

Neiara foi uma das destaques do bom time do Cacequi

Tiota recebeu o troféu de artilheira das mãos do secretário municipal de Turismo, Sávio Silveira

mente do que ocorre na maior parte das famílias, que acham o futebol um esporte para homens, os pais de Tiota sempre apoiaram a sua escolha. A craque do Cacequi joga futebol há mais de uma década, e treina com a equipe às 2ª, 4ª e 6ª feiras, das 15h às 17h.

Evento movimentou o comércio para euforia do prefeito Aristides Qualquer evento de pequeno, médio ou grande porte mobiliza uma comunidade. Nos jogos realizados em Lavras do Sul, não foi diferente. A divulgação do campeonato nos dias que antecederam o torneio permitiu aos organizadores montar uma boa estrutura para receber os participantes. Um restaurante em Arisitides (à esq) e Sávio Silveira estiveram na solenidade de abertura dos jogos frente à Praia do Paredão, por exemplo, ofere- se confirmaram, uma vez que as delegações cia um farto prato de risoto com salada por R$ de diferentes regiões do Estado mantiveram o 2,00. Além disso, os integrantes dos times pu- clima de paz e integração pregado por Aristideram acampar no camping sem custo algum. des. Segundo ele, os proprietários de estabeleNa cerimônia de abertura do 1º Circuito de cimentos comerciais ficaram felizes com a reaFutebol Feminino de Areia Correio Brigadiano, lização do evento. “Os donos de restaurantes, o prefeito da cidade, Aristides Costa, destacou lancherias e hotéis ficaram satisfeitos com o moa importância do evento para a região. “Foi um vimento de turistas na cidade”, ressaltou. fim de semana de convívio harmonioso, pois os O prefeito também elogiou o desempenho visitantes tiveram em cada lavrense um amigo”, do Pel na cobertura dos jogos. “A BM dedicou sentenciou, acompanhado do secretário muni- atenção especial ao torneio, fiscalizando todos cipal de Turismo, Sávio Silveira. os locais da Praia do Paredão”, afirmou. No dia A expectativa, segundo ele, era de que no 31 de janeiro ainda ocorreram shows de manofinal de semana o entrosamento entre as pes- bras de motoqueiros, em frente à Igreja Matriz, soas atingisse a sua plenitude”, acrescentou. e a escolha da representante de Lavras do Sul Durante os dois dias, as previsões do prefeito no concurso Garota Verão 2004.

Se tivesse que escolher as duas melhores goleiras do 1º Circuito de Futebol Feminino de Areia Correio Brigadiano, certamente ela iria figurar junto com a Sd Valéria Ataíde Borges dos Santos, eleita a atleta destaque da competição. Aos 20 anos, Neiara Martins da Silveira, goleira do Cacequi, foi uma das estrelas da equipe. Assim como a companheira de clube, a atacante Tiota, ela chamou a atenção do público. Não por marcar gols com a mesma facilidade da centroavante do time, mas por evitá-los. Debaixo das traves, a garota foi quase imbatível, praticando defesas que arrancaram aplausos dos torcedores. Fã do goleiro da seleção francesa e do Manchester United, Fabian Barthez, Neiara busca inspiração para jogar no ídolo. “Gosto da raça que ele demonstra, pois não há bola perdida”, elogiou. Segundo ela, o tio Antônio Carlos foi o maior incentivador para seguir a carreira.

Mãe faz sacrifício para acompanhar filha no torneio

Mesmo com problemas respiratórias, Ana foi ao torneio

Os 58 quilômetros que separam Lavras do Sul de Caçapava do Sul não impediram que Ana Maria Zago fosse até o local dos jogos para torcer pela filha, Valdirana. A ala direita do Corinthians, de Lavras, foi observada pela mãe coruja. Ana Maria sofre de problemas respiratórios e utiliza uma cadeira de rodas e um aparelho de oxigênio. O time perdeu para o vice-campeão Celeste nas oitavas-de-final.

Unir o útil ao agradável. Foi assim que o casal de árbitros Ana Maria da Silva Pinto e Giovane Luis da Silva definiram a sua situação. Noivos há dois anos, os dois trabalharam juntos no 1º Circuito de Futebol Feminino de Areia Correio Brigadiano. Enquanto Giovane enfrentava o calor escaldante da areia apintando as partidas, Ana Maria registrava todos os acontecimentos dentro de quadra, tomando nota das faltas e dos gols marcados pelas equipes. Apesar de não ter entrado em campo, a árbitra destacou que só o fato de fazer parte da comissão de árbitros é motivo de orgulho. “Estou ganhando experiência”, afirmou. Formada em Educação Física pela Urcamp, de Bagé, Ana Maria revelou que conheceu o futebol de salão através do noivo. “Ele é apaixonado pela profissão”, ressaltou. Os dois, que nos momentos de folga dos jogos podiam ser vistos passando de mãos dadas até o alojamento, também partilham do mesmo ídolo na arbitragem: Carlos Eugênio Simon. Segundo o casal, a seriedade e a competência do gaúcho são as suas principais virtudes. “É uma pena não termos trazido a foto que

Giovane e Ana Maria trabalharam juntos no campeonato

nós tiramos junto com ele em um evento em Porto Alegre”, resignou-se Ana Maria, que trabalha na Secretaria de Esportes e Turismo de Bagé. Sobre os jogos, ambos concordaram. “Não tivemos dificuldades, pois as jogadoras foram bastante disciplinadas”, frisaram.

Sd Valéria Adelaide, do 1º RPMon, foi eleita atleta destaque dos jogos Foram três chutes à queima roupa seguidos, considerados no vocabulário do futebol como indefensáveis. Os lances protagonizados pela goleira do time da Associação, Sd Valéria Ataíde Borges dos Santos, do 1º RPMon, no clássico contra o Corinthians, de Santa Maria, bastaram para conquistar a torcida local e elegê-la com a atleta destaque da competição. Não fosse a atuação de luxo da arqueira, o adversário teria empilhado uma dúzia de gols. Mesmo com boa atuação, Valéria não conseguiu evitar a derrota por 7 a 2, na fase de classificação. Ágil e rápida nas saídas de gol, a jogadora ainda salvaria sua equipe de um vexame maior no torneio. O time, apesar de esforçado e dedicado taticamente, desenvolveu um futebol modesto, muito abaixo do apresentado pela PM goleira, sendo eliminado logo na primeira fase. “Vontade e gana de vencer não faltaram”, ressaltou. Modesta, Valéria afirmou que se não fosse a força de todo o conjunto da Associação e a torcida, que marcou presença nas arquibancadas da quadra 1, ela não teria conseguido conquistar o título de destaque. Para disputar as partidas em Lavras do Sul, as jogadoras treinaram durante um mês em uma cancha de areia, às 3ª e 5ª feiras, tendo ainda o apoio da

Valéria passou a jogar no gol depois de sofrer uma lesão

Associação Beneficentes de Praças da BM (Asbenp). O acaso, aliás, acabou levando a craque a jogar debaixo das traves. Desde os cinco anos praticando o esporte, Valéria confessou que sempre disputou as partidas na linha. “Depois que sofri um estiramento na coxa direita, fui para o gol”, revelou. Sobre o campeonato, a jogadora não poupou elogios. “Além de bem organizado, o evento teve boa divulgação”, completou.

Motoqueira atrai a atenção de fãs por sua rara beleza

Débora e Manuel se destacam com suas motos

O grupo de motoqueiros Marechais do Asfalto, de São Gabriel, também tem sua musa. Trata-se de Débora Silva, 20, única mulher no grupo. Manuel João Bastos da Silva anda há 30 anos de moto e participa de vários eventos. “Nosso vice presidente é Wagner Braga, ele é cabo do Exército no 9º RCB, mas não pode comparecer em Lavras do Sul”,frisou Manuel.

Segurança foi reforçada para a competição Para garantir a segurança do evento, o Pel ganhou o reforço de 12 PMs da vizinhança A Brigada Militar de Lavras do Sul recebeu reforço para garantir a tranqüilidade dos participantes do 1º Circuito de Futebol Feminino de Areia Correio Brigadiano. O 1º Sgt Luis Denei Rodrigues Teixeira e o Sd Rudimar Moreira da Silva atuaram na Praia do Paredão onde foi realizada a competição, realizando rondas policiais naquela área. ”A 1º Sgt Denei e o Sd Rudimar garantiram a segurança do público na quadra 2... BM intensificou a segurança na praia com 12 Sgt, Vicente Rodrigues Teixeira, trabalha na PoPMs e três salva-vidas trabalhando na orla”, lícia Civil. “Meu filho, que tem apenas 13 anos, destacou o Sgt Denei. Apesar do fluxo intenso pretende estudar na Escola Militar de Santa Made pessoas que estiveram presentes nos jogos, ria, para seguir carreira e ingressar na BM”, afirnão foi registrada nenhuma ocorrência grave. mou o 1º Sgt. Além do Sd Rudimar e do 1º Sgt O 1º Sgt Denei serve no Pel local mas é Denei, incrementaram o elenco no policiamennatural de Caçapava do Sul. A família do PM to os Sd Luiz Felício Salazart, Edson Luiz Lopode ser considerada como celeiro de homens pes Gonçalves e Rudimar Pereira Molina. da segurança pública, uma vez que o irmão do O trio esteve presente nos dois dias de

Cibele se inspira no pai, o Sgt Getúlio A jogadora do Juventude, de Caçapava do Sul, Cibele Vargas da Silva, 17, joga futebol há 10 anos. Ela recebe apoio do pai, o 2º Sgt Getúlio Jorge Correia da Silva, que serviu em Caçapava do Sul e foi transferido para a reserva remunerada após 26 anos de serviços prestados à BM. “Ele me incentiva nas partidas. Tento ser disciplinada no futebol, como ele foi no trabalho”, destacou Cibele. A equipe foi um dos destaques durante o campeonato de futebol de areia feminino, chegando às semifinais. O time de Cibele treina uma vez por semana, mas a garota também observa outros jogos e assiste partidas de futebol na televisão.

Fevereiro 2004 – Pág 3

CORREIO BRIGADIANO

Corinthians/SM esteve imbatível em Lavras do Sul Torcida teve papel fundamental Em uma final emocionante, o time de Santa Maria bateu o Celeste, de Bagé, por 5 a 4 na conquista do campeonato Um show de técnica, lealdade e compro- e passaram a comandar as

Goleadora do campeonato já atuou pelo Sport Clube Internacional

CIANOMAGENTAAMARELOPRETO

Fest Lavras Verão 2004

CORREIO BRIGADIANO

...enquanto que o trio de PMs permaneceu na quadra 1

evento, monitorando todas as pessoas de atitude suspeita e atentos a qualquer contratempo. “Já estamos acostumados a fazer a segurança de um evento desse porte, tendo em vista que no carnaval temos um movimento maior aindano município”, destacou o Sd Salazart. Sempre que ocorre alguma festividade, salientou, o Pel, cujo Cmt é o 1º Ten Olveri Rodrigues Bonilha, recebe o reforço de PMs.

João e Gustavo aproveitaram para brincar na praia

João e Gustavo fugiram do calor na água doce

Cibele esbanjou simpatia nos jogos

A tranqüilidade da Praia do Paredão fez com que João Vitor, filho de Marilei Studier, e Gustavo Regio, filho de Beatriz Bica Regio, de dois anos, aproveitassem para brincar.

Sgt Moraes organiza evento para promover o município onde serve O Sgt Luis Mário Alves de Moraes, que está há 23 anos no Pel de Lavras do Sul, atua no Apoio Logístico e Controle de Pessoal. Ele organizou o 1º Circuito Estadual de Futebol Feminino de Areia com apoio do Jornal Correio Brigadiano, da Fundergs, da prefeitura e do Corintias de Lavrense. “Eu levei cerca de seis meses organizando o evento esportivo”, destacou Moraes, ressaltando a atividade abrange outras três programações simultâneas: Garota Verão, Show de Bandas e Encontro de Motociclistas. Mas o foco principal é o Circuito de Futebol de Areia, que levou várias equipes de cidades vizinhas e algumas mais distantes ao município. “O empenho do Correio Brigadiano foi importante no desenvolvimento desse torneio”, frisou. O público dobrou no segundo dia do campeonato, para acompanhar as partidas decisivas dos jogos de futebol feminino. “No próximo ano pretendemos manter essa parceria para engrandecer o evento”, acrescentou. “O maior de-

Sgt Moraes empenhado no Fest Lavras

safio de minha vida é acabar com a desigualdade social e, através dessas atividades esportivas, pretendo conscientizar as pessoas a colaborarem mais”, afirmou.

Adriana, jogadora do Corinthians é técnica de enfermagem do Exército Adriana da Silva Teixeira, jogadora do Corinthians de Santa Maria, é 3º Sgt e técnica temporária de Enfermagem e Laboratório do Hospital de Guarnição do Exército de Santa Maria. A atleta, com 22 anos, jogou durante dois anos no time Oreco, de Santa Maria, que também participou do 1º Circuto de Lavras do Sul. Ainda, no Oreco, Adriana jogou em Rosário do Sul. Digase de passagem, foi sua primeira partida de futebol de areia. No Corinthians, ela atuou na defesa durante a partida final. “O Circuito de Futebol de Areia Feminino estava muito bem organizado, tinha toda estrutura necessária para que pudéssemos descansar e relaxar ”, destacou. O Corinthians de Santa Maria foi campeão e Adriana colaborou para que esse resultado fosse alcançado. “Eu joguei no segundo tempo e foi emocio-

Adriana é técnica em enfermagem no Exército

nante quando o árbitro apitou e nós vencemos a partida decisiva”, ressaltou a campeã.

Fernanda é a goleira menos vazada A goleira Fernanda Pereira Silveira, do Celeste de Bagé, foi a menos vazada do 1º Circuito de Futebol de Areia. Fernanda tem 16 anos, é estudante da 7ª série do Ensino Fundamental e joga há um ano no Celeste, depois de uma passagem pelo Master, de Pelotas. A jovem mudou de equipe temporariamente, depois de ser emprestada pelo técnico Eulálio Gonçalves Araújo. “A defesa mais importante que fiz foi um pênalti do Aliança, de Livramento”, recordou. Segundo a jogadora, os jogos mais difíceis foram na semifinal contra o Aliança e na final contra o Corinthians de Santa Maria. O técnico Eulálio requisitou Fernada como titular durante

Fernanda recebe o trofeú de goleira menos vazada

todo o torneio e ela teve a oportunidade de mostrar seu talento: “Meus amigos torceram por mim durante os jogos”.


Pág 2 – Fevereiro 2004

Fest Lavras Verão 2004

Praia do Paredão ameniza calor de visitantes em Lavras do Sul

mentimento tático. É dessa forma que pode ser definida a disputa do título do 1º Circuito de Futebol Feminino de Areia Correio Brigadiano entre o Corinthians, de Santa Maria, e o Celeste, de Bagé. A equipe corinthiana abriu uma vantagem de três gols logo no começo do jogo, mas afrouxou a marcação e quase acabou cedendo o empate. Apesar do esforço do adversário, as atletas santamarienses venceram por 5 a 4. A estrela da partida foi a centroavante Juliana Delgado, do Corinthians/SM, que marcou três vezes e comandou a vitória do time na quadra da Praia do Paredão, em Lavras do Sul. Após enfrentarem uma semifinal desgastante, ambas as equipes chegaram à final depois de uma disputa de pênaltis. As jogadoras ainda tiveram fôlego para realizar jogadas refinadas e com uma disposição tática de fazer inveja aos profissionais da bola. Bem postadas em campo e adaptadas à areia, as jogadoras do Corinthians/SM impuseram seu ritmo de jogo

Os 1º Sgt Ailton Borges Bom, do CRB de São Gabriel, e Adelar de Menezes Tólio, do CRB de Santa Maria, ambos subordinados ao CRB Central, foram destacados para a Operação Golfinho na Praia do Paredão, em Lavras do Sul. Eles permanecerão no município até março. “Com a temperatura Salva-vidas Menezes e Borges na beira da praia estão atentos à movimentação elevada, o número de banhistas que freqüenta a orla aumentou e temos soas aproveitam para repor as energias e ameque redobrar nossa atenção para evitar afoga- nizar o calor”, destacou o Sgt Menezes. Os dois salva-vidas fazem o possível para mentos”, destacou o Sgt Borges. A área de banho, que oferece um risco garantir a tranqüilidade dos visitantes. E apromaior, foi demarcada pelos salva-vidas e é res- veitam o intervalo para acompanhar algumas peitada pelos banhistas. Os registros de ocor- partidas de futebol. A comunidade é atenta e rências registrados nesta temporada foram in- evita os locais de maior profundidade. Nesse feriores aos verificados em igual período do ano veraneio não houve nenhum resgate, enquananterior. “Nossa praia é bem tranqüila. As pes- to no ano passado foram registrados sete.

ações. Com uma movimentação intensa e um toque de bola preciso, o time abriu o placar com a matadora Juliana, arrematando de primeira um cruzamento da direita. Os deslocamentos rápidos do Corinthians acabaram envolvendo as atletas do Celeste, Campeãs comemoram conquista obtida em Lavras do Sul que se mostravam perdidas na quadra. Apesar de desentrosadas, as celes- passaram a disputar cada lance como se fosse tianas, na base da raça, empataram o placar. o último de suas vidas. Motivadas, investiram Contudo, não demorou para que as corinthia- sobre a defesa corinthiana, apertando a marcanas retomassem o controle do jogo e abrissem ção na saída de bola. A tática deu resultado, e o mais dois gols de vantagem. Celeste, em dois contra-ataques fulminantes, No começo do segundo tempo, o Corinthi- marcou duas vezes, dando maior emoção ao ans assinalou mais um gol com Juliana, limitan- jogo. Assustadas, as jogadoras de Santa Mado as esperanças do time de Santa Maria. Mas ria, embaladas pelo grito da torcida, retomaram para surpresa dos torcedores que lotaram as a concentração e passaram a trabalhar a bola, dependências do campo, que já davam o resul- chegando ao quinto gol. No final, o Celeste aintado como definitivo, as jogadoras do Celeste da descontaria, mas a festa já era corinthiana.

Apenas dois times que disputaram o 1º Circuito de Futebol Feminino de Areia Correio Brigadiano tiveram o apoio de uma torcida tão vibrante e fiel: a Associação e o Corinthians. Provenientes de Santa Maria, ambas as equipes contaram durante o torneio com a batucada envolvente e os gritos de incentivo dos torcedores da Associação Beneficente de Praças da BM (Asbenp) de Santa Maria. Liderados pelo presidente da entidade, Torcida ficou atrás de uma das goleiras durante os jogos Sd Neri Santo de Almeida Soares, integrante do 1º RPMon, eles marcaram presença em to- o time estava repredos os jogos. sentando a instituição. Conforme o Sd Neri, dois ônibus lotados O presidente ainda percorreram duas horas e meia de estrada para elogiou a organização dar força aos times da cidade. “Além de dar su- do evento. “Tudo foi porte financeiro, mantemos uma parceria com bem organizado, apeo time”, destacou. A torcida era composta de sar das dificuldades Sd Neri parentes e amigos das jogadoras. Segundo ele, enfrentadas pelas as despesas com transporte e refeição foram equipes”, ressaltou o Sd, que há dez anos faz custeadas pela própria associação, uma vez que parte da Família Brigadiana.

Neiara encantou os torcedores com defesas fantásticas

Casal de árbitros atuou junto no 1º Circuito de Futebol Feminino

A maioria das partidas disputadas na Praia do Paredão, em Lavras do Sul, teve elevado número de gols. E uma das responsáveis pelo verdadeiro show de bola foi a centroavante do Cacequi, Rosélia Leivas Castilhos. Conhecida entre as companheiras de equipe como Tiota, a artilheira do campeonato empilhou gols nos adversários. Durante a primeira fase da competição foram sete. A inspiração para as performances de luxo vem da Espanha. Fã do atacante da Seleção Brasileira e do Real Madrid, Ronaldo Nazário, a garota chegou a realizar algumas obras-primas em campo, quando em um lance contra o Corinthians driblou duas zagueiras e tocou com categoria para o fundo das redes. A belíssima jogada arrancou aplausos da torcida que acompanhava a semifinal. Aos 26 anos, a moça já atuou pelo Internacional por um período de seis meses. “O meu padrasto, que é consul do Grêmio, ficou bravo”, revelou, com o sorriso estampado. O baixo salário, no entanto, forçou a jovem promissora a deixar a carreira profissional e voltar a Cacequi, onde trabalha em uma fábrica de sucos. Diferente-

Neiara foi uma das destaques do bom time do Cacequi

Tiota recebeu o troféu de artilheira das mãos do secretário municipal de Turismo, Sávio Silveira

mente do que ocorre na maior parte das famílias, que acham o futebol um esporte para homens, os pais de Tiota sempre apoiaram a sua escolha. A craque do Cacequi joga futebol há mais de uma década, e treina com a equipe às 2ª, 4ª e 6ª feiras, das 15h às 17h.

Evento movimentou o comércio para euforia do prefeito Aristides Qualquer evento de pequeno, médio ou grande porte mobiliza uma comunidade. Nos jogos realizados em Lavras do Sul, não foi diferente. A divulgação do campeonato nos dias que antecederam o torneio permitiu aos organizadores montar uma boa estrutura para receber os participantes. Um restaurante em Arisitides (à esq) e Sávio Silveira estiveram na solenidade de abertura dos jogos frente à Praia do Paredão, por exemplo, ofere- se confirmaram, uma vez que as delegações cia um farto prato de risoto com salada por R$ de diferentes regiões do Estado mantiveram o 2,00. Além disso, os integrantes dos times pu- clima de paz e integração pregado por Aristideram acampar no camping sem custo algum. des. Segundo ele, os proprietários de estabeleNa cerimônia de abertura do 1º Circuito de cimentos comerciais ficaram felizes com a reaFutebol Feminino de Areia Correio Brigadiano, lização do evento. “Os donos de restaurantes, o prefeito da cidade, Aristides Costa, destacou lancherias e hotéis ficaram satisfeitos com o moa importância do evento para a região. “Foi um vimento de turistas na cidade”, ressaltou. fim de semana de convívio harmonioso, pois os O prefeito também elogiou o desempenho visitantes tiveram em cada lavrense um amigo”, do Pel na cobertura dos jogos. “A BM dedicou sentenciou, acompanhado do secretário muni- atenção especial ao torneio, fiscalizando todos cipal de Turismo, Sávio Silveira. os locais da Praia do Paredão”, afirmou. No dia A expectativa, segundo ele, era de que no 31 de janeiro ainda ocorreram shows de manofinal de semana o entrosamento entre as pes- bras de motoqueiros, em frente à Igreja Matriz, soas atingisse a sua plenitude”, acrescentou. e a escolha da representante de Lavras do Sul Durante os dois dias, as previsões do prefeito no concurso Garota Verão 2004.

Se tivesse que escolher as duas melhores goleiras do 1º Circuito de Futebol Feminino de Areia Correio Brigadiano, certamente ela iria figurar junto com a Sd Valéria Ataíde Borges dos Santos, eleita a atleta destaque da competição. Aos 20 anos, Neiara Martins da Silveira, goleira do Cacequi, foi uma das estrelas da equipe. Assim como a companheira de clube, a atacante Tiota, ela chamou a atenção do público. Não por marcar gols com a mesma facilidade da centroavante do time, mas por evitá-los. Debaixo das traves, a garota foi quase imbatível, praticando defesas que arrancaram aplausos dos torcedores. Fã do goleiro da seleção francesa e do Manchester United, Fabian Barthez, Neiara busca inspiração para jogar no ídolo. “Gosto da raça que ele demonstra, pois não há bola perdida”, elogiou. Segundo ela, o tio Antônio Carlos foi o maior incentivador para seguir a carreira.

Mãe faz sacrifício para acompanhar filha no torneio

Mesmo com problemas respiratórias, Ana foi ao torneio

Os 58 quilômetros que separam Lavras do Sul de Caçapava do Sul não impediram que Ana Maria Zago fosse até o local dos jogos para torcer pela filha, Valdirana. A ala direita do Corinthians, de Lavras, foi observada pela mãe coruja. Ana Maria sofre de problemas respiratórios e utiliza uma cadeira de rodas e um aparelho de oxigênio. O time perdeu para o vice-campeão Celeste nas oitavas-de-final.

Unir o útil ao agradável. Foi assim que o casal de árbitros Ana Maria da Silva Pinto e Giovane Luis da Silva definiram a sua situação. Noivos há dois anos, os dois trabalharam juntos no 1º Circuito de Futebol Feminino de Areia Correio Brigadiano. Enquanto Giovane enfrentava o calor escaldante da areia apintando as partidas, Ana Maria registrava todos os acontecimentos dentro de quadra, tomando nota das faltas e dos gols marcados pelas equipes. Apesar de não ter entrado em campo, a árbitra destacou que só o fato de fazer parte da comissão de árbitros é motivo de orgulho. “Estou ganhando experiência”, afirmou. Formada em Educação Física pela Urcamp, de Bagé, Ana Maria revelou que conheceu o futebol de salão através do noivo. “Ele é apaixonado pela profissão”, ressaltou. Os dois, que nos momentos de folga dos jogos podiam ser vistos passando de mãos dadas até o alojamento, também partilham do mesmo ídolo na arbitragem: Carlos Eugênio Simon. Segundo o casal, a seriedade e a competência do gaúcho são as suas principais virtudes. “É uma pena não termos trazido a foto que

Giovane e Ana Maria trabalharam juntos no campeonato

nós tiramos junto com ele em um evento em Porto Alegre”, resignou-se Ana Maria, que trabalha na Secretaria de Esportes e Turismo de Bagé. Sobre os jogos, ambos concordaram. “Não tivemos dificuldades, pois as jogadoras foram bastante disciplinadas”, frisaram.

Sd Valéria Adelaide, do 1º RPMon, foi eleita atleta destaque dos jogos Foram três chutes à queima roupa seguidos, considerados no vocabulário do futebol como indefensáveis. Os lances protagonizados pela goleira do time da Associação, Sd Valéria Ataíde Borges dos Santos, do 1º RPMon, no clássico contra o Corinthians, de Santa Maria, bastaram para conquistar a torcida local e elegê-la com a atleta destaque da competição. Não fosse a atuação de luxo da arqueira, o adversário teria empilhado uma dúzia de gols. Mesmo com boa atuação, Valéria não conseguiu evitar a derrota por 7 a 2, na fase de classificação. Ágil e rápida nas saídas de gol, a jogadora ainda salvaria sua equipe de um vexame maior no torneio. O time, apesar de esforçado e dedicado taticamente, desenvolveu um futebol modesto, muito abaixo do apresentado pela PM goleira, sendo eliminado logo na primeira fase. “Vontade e gana de vencer não faltaram”, ressaltou. Modesta, Valéria afirmou que se não fosse a força de todo o conjunto da Associação e a torcida, que marcou presença nas arquibancadas da quadra 1, ela não teria conseguido conquistar o título de destaque. Para disputar as partidas em Lavras do Sul, as jogadoras treinaram durante um mês em uma cancha de areia, às 3ª e 5ª feiras, tendo ainda o apoio da

Valéria passou a jogar no gol depois de sofrer uma lesão

Associação Beneficentes de Praças da BM (Asbenp). O acaso, aliás, acabou levando a craque a jogar debaixo das traves. Desde os cinco anos praticando o esporte, Valéria confessou que sempre disputou as partidas na linha. “Depois que sofri um estiramento na coxa direita, fui para o gol”, revelou. Sobre o campeonato, a jogadora não poupou elogios. “Além de bem organizado, o evento teve boa divulgação”, completou.

Motoqueira atrai a atenção de fãs por sua rara beleza

Débora e Manuel se destacam com suas motos

O grupo de motoqueiros Marechais do Asfalto, de São Gabriel, também tem sua musa. Trata-se de Débora Silva, 20, única mulher no grupo. Manuel João Bastos da Silva anda há 30 anos de moto e participa de vários eventos. “Nosso vice presidente é Wagner Braga, ele é cabo do Exército no 9º RCB, mas não pode comparecer em Lavras do Sul”,frisou Manuel.

Segurança foi reforçada para a competição Para garantir a segurança do evento, o Pel ganhou o reforço de 12 PMs da vizinhança A Brigada Militar de Lavras do Sul recebeu reforço para garantir a tranqüilidade dos participantes do 1º Circuito de Futebol Feminino de Areia Correio Brigadiano. O 1º Sgt Luis Denei Rodrigues Teixeira e o Sd Rudimar Moreira da Silva atuaram na Praia do Paredão onde foi realizada a competição, realizando rondas policiais naquela área. ”A 1º Sgt Denei e o Sd Rudimar garantiram a segurança do público na quadra 2... BM intensificou a segurança na praia com 12 Sgt, Vicente Rodrigues Teixeira, trabalha na PoPMs e três salva-vidas trabalhando na orla”, lícia Civil. “Meu filho, que tem apenas 13 anos, destacou o Sgt Denei. Apesar do fluxo intenso pretende estudar na Escola Militar de Santa Made pessoas que estiveram presentes nos jogos, ria, para seguir carreira e ingressar na BM”, afirnão foi registrada nenhuma ocorrência grave. mou o 1º Sgt. Além do Sd Rudimar e do 1º Sgt O 1º Sgt Denei serve no Pel local mas é Denei, incrementaram o elenco no policiamennatural de Caçapava do Sul. A família do PM to os Sd Luiz Felício Salazart, Edson Luiz Lopode ser considerada como celeiro de homens pes Gonçalves e Rudimar Pereira Molina. da segurança pública, uma vez que o irmão do O trio esteve presente nos dois dias de

Cibele se inspira no pai, o Sgt Getúlio A jogadora do Juventude, de Caçapava do Sul, Cibele Vargas da Silva, 17, joga futebol há 10 anos. Ela recebe apoio do pai, o 2º Sgt Getúlio Jorge Correia da Silva, que serviu em Caçapava do Sul e foi transferido para a reserva remunerada após 26 anos de serviços prestados à BM. “Ele me incentiva nas partidas. Tento ser disciplinada no futebol, como ele foi no trabalho”, destacou Cibele. A equipe foi um dos destaques durante o campeonato de futebol de areia feminino, chegando às semifinais. O time de Cibele treina uma vez por semana, mas a garota também observa outros jogos e assiste partidas de futebol na televisão.

Fevereiro 2004 – Pág 3

CORREIO BRIGADIANO

Corinthians/SM esteve imbatível em Lavras do Sul Torcida teve papel fundamental Em uma final emocionante, o time de Santa Maria bateu o Celeste, de Bagé, por 5 a 4 na conquista do campeonato Um show de técnica, lealdade e compro- e passaram a comandar as

Goleadora do campeonato já atuou pelo Sport Clube Internacional

CIANOMAGENTAAMARELOPRETO

Fest Lavras Verão 2004

CORREIO BRIGADIANO

...enquanto que o trio de PMs permaneceu na quadra 1

evento, monitorando todas as pessoas de atitude suspeita e atentos a qualquer contratempo. “Já estamos acostumados a fazer a segurança de um evento desse porte, tendo em vista que no carnaval temos um movimento maior aindano município”, destacou o Sd Salazart. Sempre que ocorre alguma festividade, salientou, o Pel, cujo Cmt é o 1º Ten Olveri Rodrigues Bonilha, recebe o reforço de PMs.

João e Gustavo aproveitaram para brincar na praia

João e Gustavo fugiram do calor na água doce

Cibele esbanjou simpatia nos jogos

A tranqüilidade da Praia do Paredão fez com que João Vitor, filho de Marilei Studier, e Gustavo Regio, filho de Beatriz Bica Regio, de dois anos, aproveitassem para brincar.

Sgt Moraes organiza evento para promover o município onde serve O Sgt Luis Mário Alves de Moraes, que está há 23 anos no Pel de Lavras do Sul, atua no Apoio Logístico e Controle de Pessoal. Ele organizou o 1º Circuito Estadual de Futebol Feminino de Areia com apoio do Jornal Correio Brigadiano, da Fundergs, da prefeitura e do Corintias de Lavrense. “Eu levei cerca de seis meses organizando o evento esportivo”, destacou Moraes, ressaltando a atividade abrange outras três programações simultâneas: Garota Verão, Show de Bandas e Encontro de Motociclistas. Mas o foco principal é o Circuito de Futebol de Areia, que levou várias equipes de cidades vizinhas e algumas mais distantes ao município. “O empenho do Correio Brigadiano foi importante no desenvolvimento desse torneio”, frisou. O público dobrou no segundo dia do campeonato, para acompanhar as partidas decisivas dos jogos de futebol feminino. “No próximo ano pretendemos manter essa parceria para engrandecer o evento”, acrescentou. “O maior de-

Sgt Moraes empenhado no Fest Lavras

safio de minha vida é acabar com a desigualdade social e, através dessas atividades esportivas, pretendo conscientizar as pessoas a colaborarem mais”, afirmou.

Adriana, jogadora do Corinthians é técnica de enfermagem do Exército Adriana da Silva Teixeira, jogadora do Corinthians de Santa Maria, é 3º Sgt e técnica temporária de Enfermagem e Laboratório do Hospital de Guarnição do Exército de Santa Maria. A atleta, com 22 anos, jogou durante dois anos no time Oreco, de Santa Maria, que também participou do 1º Circuto de Lavras do Sul. Ainda, no Oreco, Adriana jogou em Rosário do Sul. Digase de passagem, foi sua primeira partida de futebol de areia. No Corinthians, ela atuou na defesa durante a partida final. “O Circuito de Futebol de Areia Feminino estava muito bem organizado, tinha toda estrutura necessária para que pudéssemos descansar e relaxar ”, destacou. O Corinthians de Santa Maria foi campeão e Adriana colaborou para que esse resultado fosse alcançado. “Eu joguei no segundo tempo e foi emocio-

Adriana é técnica em enfermagem no Exército

nante quando o árbitro apitou e nós vencemos a partida decisiva”, ressaltou a campeã.

Fernanda é a goleira menos vazada A goleira Fernanda Pereira Silveira, do Celeste de Bagé, foi a menos vazada do 1º Circuito de Futebol de Areia. Fernanda tem 16 anos, é estudante da 7ª série do Ensino Fundamental e joga há um ano no Celeste, depois de uma passagem pelo Master, de Pelotas. A jovem mudou de equipe temporariamente, depois de ser emprestada pelo técnico Eulálio Gonçalves Araújo. “A defesa mais importante que fiz foi um pênalti do Aliança, de Livramento”, recordou. Segundo a jogadora, os jogos mais difíceis foram na semifinal contra o Aliança e na final contra o Corinthians de Santa Maria. O técnico Eulálio requisitou Fernada como titular durante

Fernanda recebe o trofeú de goleira menos vazada

todo o torneio e ela teve a oportunidade de mostrar seu talento: “Meus amigos torceram por mim durante os jogos”.


JCB 138 Cad Lavras