Page 1

INFORMATIVO DA COOPERATIVA SANTA CLARA LTDA.

ANO 45 • NÚMERO 325 • DEZEMBRO DE 2018

Santa Clara é agraciada com 11º Carrinho Agas A Cooperativa Santa Clara conquistou pela 5ª vez a categoria Melhor Fornecedor de Queijos do Rio Grande do Sul

Supervisora de Marketing, Kátia Hoffelder Dalcin, recebeu a honraria

SENHOR ASSOCIADO, RETIRE SEU BRINDE E COMPARTILHE MOMENTOS EM FAMÍLIA: Carlos Barbosa e região: DPL Salvador do Sul e São Pedro da Serra: Supermercado São Pedro Demais Regiões: loja mais próxima

s Boa

s a t s Fe

A HONRARIA foi recebida pela supervisora de Marketing, Kátia Hoffelder Dalcin, em evento realizado no dia 26 de novembro, na Casa NTX, em Porto Alegre. O troféu Carrinho Agas é promovido pela Associação Gaúcha de Supermercados (Agas) e reconhece o desempenho de empresas e personalidades que se destacaram na prestação de serviços aos supermercados gaúchos. Foram ouvidos 256 pessoas, que apontaram, espontaneamente, os fornecedores e personalidades com o melhor desempenho neste ano. Em edições anteriores, a Santa Clara foi contemplada na categoria Zero Lactose (2017), Melhor Fornecedora de Queijos (2013, 2014, 2015 e 2016), Laticínios (2010, 2011 e 2012), Bebidas Lácteas (2004) e Alimentos Resfriados (2003).

Jogo de pratos COOPERLEITE | DEZEMBRO 2018


EDITORIAL

Associados apostam na genética O incentivo ao uso da genética não é novidade para a Cooperativa. A Santa Clara é pioneira na utilização de inseminação artificial no Rio Grande do Sul, iniciada em 1954. Desde lá, o corpo técnico atua junto aos associados melhorando a genética do rebanho leiteiro. Esta iniciativa pode ser conferida na 11ª Expoclara, que ocorreu em maio neste ano. Este trabalho é realizado há mais de seis décadas com os produtores. Ao longo dos anos, os resultados foram colhidos, seja pelo alto rendimento, produtividade ou na qualidade do leite. Com isso, a evolução genética proporcionou diversos benefícios ao produtor. Atualmente, a Cooperativa dá mais um passo importante relacionado a este tema, pois desenvolve o projeto Genoma Santa Clara, no qual é possível mapear as doenças, acasalamentos, enfim, todo o histórico de vida do animal. Neste ano, já foram realizadas coletas nos animais nas propriedades e enviadas para análises. De posse do resultado desses dados, os associados devem tomar as medidas apontadas pelos técnicos, pois não adianta fazer todo esse detalhamento e não utilizálo em prol do tambo leiteiro. O estudo será de grande valia no futuro, pois será utilizado para entender a eficiência produtiva das vacas. O genoma foi um dos temas abordados durante a 18ª edição do Encontro de Gado Leiteiro Santa Clara. Para saber mais sobre esse tema confira a reportagem completa nesta edição. Boa leitura!

O Cooperleite tem o objetivo de conscientizar, orientar e capacitar os produtores para a produção de leite com qualidade, segurança e em conformidade com a legislação vigente, fazendo valer desta forma o item 9.2.4. do Anexo IV da Instrução Normativa 62, do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimemento (MAPA).

02

DEZEMBRO 2018 | COOPERLEITE

Para o próximo ano, o desejo é que cresçamos juntos. Para isso, precisamos estar sempre nos aprimorando e acompanhando as tendências e exigências do nosso consumidor. Vale lembrar que no mercado, as margens de ganhos estão cada vez menores.

Rogerio Bruno Sauthier, presidente da Cooperativa Santa Clara em avaliação do ano de 2018 e projeção para 2019. (Leia mais na página 09)

EXPEDIENTE COOPERATIVA SANTA CLARA Rua Pedro Baldasso, 47, Carlos Barbosa 95185-000 | Fone: (54) 3461-8300 www.coopsantaclara.com.br Conselho de Administração Rogerio Bruno Sauthier Presidente: Gelsi Belmiro Thums Vice-presidente: Itamar Tang Secretário: Conselheiros: Adelio Adelino Lammers, Anselio Molon, Eduardo Dall Agnol, Inocência Dalsin, Ireno Woithe, Nauro Valentin Nizzola, Nelson Volpato e Tiago Pitol Frizon Ademar Carbonera, Conselho Fiscal: Pedro Canísio Bourscheid e Vilmor Paulo Baldasso COOPERLEITE Informativo mensal dos produtores associados à Cooperativa Santa Clara Ltda. Direção: Dptos. de Marketing e de Política Leiteira Redação: Relato Conteúdo e Assessoria Contato: estefanial@coopsantaclara.com.br Tiragem: 4.000 exemplares Distribuição gratuita. Acompanhe nas redes sociais: facebook.com/coopsantaclara; instagram.com/coopsantaclara twitter.com/coopsantaclara; youtube.com/coopsantaclara


MARKETING

Santa Clara inova com Leite Pasteurizado Integral na garrafa A SANTA CLARA apresenta mais uma novidade para os consumidores. Chega ao mercado a nova embalagem do Leite Pasteurizado Integral Homogeneizado. Agora o produto pode ser encontrado em garrafa de 1 litro, o que torna o consumo mais prático para o dia a dia.

O leite é integral, fresco e possui 3% de gordura, o que garante cremosidade para preparações e receitas. Também pode ser encontrado na versão saquinho, já tradicional no mercado. Os leites frescos Santa Clara estão disponíveis nos estabelecimentos do Rio Grande do Sul.

Embalagem ficou mais prática

Cooperativa leva Masterchef para curso na UniRitter A COOPERATIVA proporcionou uma oficina de culinária aos estudantes do Curso de Gastronomia da UniRitter com a vencedora do Masterchef 2018, Maria Antonia Russi Martello. A atividade foi realizada no dia 26 de novembro, no Campus FAPA, em Porto Alegre. Para as 40 vagas disponíveis foram recebidas mais 100 inscrições. A abertura da oficina foi realizada pelo coordenador do Curso de Gastronomia, Moisés A. Basso. A Chef ensinou aos participantes o Saltimbocca de Filezinho Suíno Santa Clara acompanhado

A chef ensinou o Saltimbocca de Filezinho Suíno e orvete de Gorgonzola

de Purê de Couve-flor e o Sorvete de Queijo Gorgonzola Santa Clara. As receitas foram destaques no programa e adaptadas com

produtos da Cooperativa. Além disso, Maria Antonia relatou sobre a experiência em participar do reality show gastronômico.

Chefs de Cozinha conhecem produção dos produtos Santa Clara desde a propriedade OS CHEFS de cozinha têm valorizado cada vez mais a procedênecia dos alimentos. Pensando nisso, e potencializando clientes da linha Food Service, a Santa Clara organizou uma programação especial para chefs de importantes restaurantes da região no dia 04 de dezembro. O cronograma contou com a visita à Indústria de Laticínios e à propriedade da Família Cignachi, ambas em Carlos Barbosa.

Profissionais visitaram Laticínios e propriedade da Família Cignachi COOPERLEITE | DEZEMBRO 2018

03


QUALIFICAÇÕES

Tarde de campo debate produção leiteira saudável O Departamento de Política Leiteira (DPL) realizou novas tardes de campo nos meses de outubro

e novembro. Entre os assuntos debatidos estiveram a preocupação de manter a qualidade de

leite na propriedade e como a pastagem pode ser determinante nesse quesito.

No dia 30 de novembro, foi realizada no município de São João da Urtiga a palestra intitulada Manejo do Gado Leiteiro e Qualidade do Leite Na Produção. O tema foi orientado pelo médico veterinário Fábio Hanel, do DPL Estação juntamente com o DPL Paim Filho. Foi o primeiro evento da programação da Expofeira, que iniciou no dia 30 de novembro e estendeu-se a 2 de dezembro.

O DPL de Nova Roma e a Emater/Ascar de Pinhal da Serra realizaram uma tarde de campo no dia 14 de novembro, no salão comunitário da Capela São Cristóvão, em Pinhal da Serra. O encontro levantou dúvidas e procedimentos sobre pastagem para todo o ano e como produzir mais leite em função da qualidade do pasto para o rebanho.

A Santa Clara promoveu um encontro entre criadores de gado leiteiro na Câmara de Vereadores de Gaurama, no dia 31 de outubro. Os associados debateram assuntos como qualidade de leite, principais doenças reprodutivas na propriedade e uso de inoculante na produção de forragens.

Outra capacitação ocorreu no dia 30 de outubro. O encontro organizado pelo DPL de Jacutinga foi realizado em Barão de Cotegipe. Os associados levantaram assuntos relativos à qualidade do leite na propriedade, como se precaver contra doenças reprodutivas e inoculante na produção de forragens.

Santa Clara promove 2º Seminário Técnico de Suínos O MUNICÍPIO de Estação sediou a 2ª edição do Seminário Técnico Santa Clara de Suínos. O evento reuniu funcionários da suinocultura da Cooperativa e parceiros no dia 23 de novembro. A programação contou com as palestras: Formando Equipes Vencedoras com Valdecir Pietrobelli; Limpeza e Desinfecções, com Geovani Stingelin; Aplicação de Vacinas x Falhas Vacinal, com Dalvan Viet; Pontos chaves no manejo máximo potencial produtivo, com João Vitor; e Meio Ambiente, com Nelson Grzybowski.

04

DEZEMBRO 2018 | COOPERLEITE

Evento capacitou funcionários da Suinocultura


RECONHECIMENTO

Associado recebe premiação por qualidade do leite Produtor Pedro Bufon, de Vila Maria, foi destaque do Programa da DSM Tortuga NO INÍCIO de novembro, em Ijuí, foi realizada a premiação do Programa Qualidade do Leite Começa Aqui!, da DSM Tortuga. A 7º edição do evento contou com a participação de nove cooperativas vinculadas à cadeia leiteira do Rio Grande do Sul, entre elas, a Santa Clara. O produtor Pedro Bufon, associado à Santa Clara, conquistou a 3º posição no estado na categoria Qualidade, com a raça Holandês. A propriedade familiar situada em Vila Maria, possui 25 vacas em lactação em sistema confinado, com uma média de 28 litros de leite por vaca/dia. O ganhador utiliza Rações Boviclara da Santa Clara, suplementação e nutrição DSM Tortuga.

Técnico Marcelo Comarella e o produtor Pedro Bufon durante a premiação

Para participar do programa basta ser produtor, usar rações e nutrição DSM Tortuga e ter no mínimo sete laudos de análise de leite no ano. Neste caso, os produtores que já cumprem os requisitos começam a participar a partir de janeiro de 2019. A pontuação é baseada em mode-

los de pagamento e bonificação e considera gordura, proteína e Contagem de Células Somáticas. O programa tem por objetivo premiar os melhores produtores em qualidade de leite de cada cooperativa e classificar os melhores por categoria no estado para participar da fase nacional.

Iniciam testes de equipamentos na Indústria em Casca

Segue a seleção de funcionários para aturem na nova unidade da Santa Clara

OS PRIMEIROS testes na Indústria de Laticínios Santa Clara em Casca já iniciaram. Gradativamente, os equipamentos começam a ser postos em funcionamento. No mês de dezembro será feita a limpeza geral da área externa.

O Conselho, a direção, Prefeitura de Casca e entidades do município estiveram presentes na sala de reuniões da indústria para alinharem alguns assuntos relativos ao funcionamento da unidade. Também segue a seleção de

funcionários para atuarem na unidade. Para os meses de janeiro e fevereiro, a previsão é que sejam realizados os primeiros testes na caldeira. Após todos os equipamentos serão postos em funcionamento antes do início da operação. COOPERLEITE | DEZEMBRO 2018

05


REGISTRO DE ANIMAIS

Encontro de Criadores de Gado de Leite reúne associados 18ª edição do evento reuniu aproximadamente 120 associados da Santa Clara na Ascla, em Carlos Barbosa ASSOCIADOS ORIUNDOS de todas regiões de abrangência da Cooperativa Santa Clara participaram do 18º Encontro Santa Clara de Criadores de Gado de Leite com Registro. O evento foi realizado no dia 12 de dezembro, na Associação dos Funcionários da Santa Clara (Ascla), em Carlos Barbosa. Durante a abertura do encontro, que tem por objetivo valorizar o criador de gado leiteiro que registra seus animais, o presidente da Cooperativa, Rogerio Bruno Sauthier, destacou a importância em debater o tema. “O produtor tem o espírito empreendedor e as ações que realiza impactam no resultado da propriedade. Com persistência e trabalho é

Presidente Rogerio Bruno Sauthier falou aos associados presentes

possível colher os resultados”, afirmou. Também manifestou-se o vice-prefeito de Carlos Barbosa, Roberto Da-Fré, que em sua fala enalteceu o trabalho desenvolvido pela Cooperativa e a dedicação do produtor de leite. O Encontro Santa Clara de Criadores de Gado de Leite com Registro ocorre anualmente e

nesta edição reuniu aproximadamente 120 pessoas. Desde 2007, a Santa Clara é organização que mais registra animais da raça Holandês no Brasil. No evento foi apresentada a atualização de dados dos registros. Hoje, a Santa Clara possui 31.200 animais registrados, sendo que 29.338 da raça Holandês e 1.862 da raça Jersey.

Evento apresentou experiências e alternativas A EXPERIÊNCIA na propriedade do zootecnista e produtor de leite no Paraná Tobias Katsman foi o primeiro tema apresentado no evento. Em sua fala, ele abordou a “Terceirização na Produção de Leite”. Entre as vantagens da terceirização apontadas está o uso de equipamentos, a recria, menor estrutura e mão-de-obra, e consequentemente o produtor consegue dar uma melhor atenção para a produção de leite. O detalhamento de dados relativos a propriedade e a produção leiteira estiveram presentes na fala do supervisor do Departamento de Política Leiteira (DPL) da Santa Clara,

06

DEZEMBRO 2018 | COOPERLEITE

Produtor do Paraná Tobias Katsman relatou experiência com terceirização

Carlos Alberto Gomes de Araujo, na palestra “Trabalhar com leite é um bom negócio? O GepLeite nos esclarecerá”. De acordo com ele, todas as informações rela-

tivas a propriedade devem ser reunidas, analisadas e utilizadas na tomada de decisões, pois o GepLeite é um levantamento técnico e financeiro.


GENÉTICA

Resultado de análise de DNA deve ser revelado em março O geneticista Celso Barbiero apresentou os diferenciais que serão originados com o estudo do rebanho do gado leiteiro UM ESTUDO que deve mudar a dinâmica reprodutiva no rebanho de associados da Santa Clara, a par tir de 2019, foi aprofundado no Encontro Técnico de Criadores de Gado com Registro. O Melhoramento Genético Pós-Descoberta da Seleção Genômica foi o tema da palestra proferida pelo geneticista, diretor técnico da DNA Genética do Brasil, Celso Barbiero. Os testes feitos com o pelo de 145 vacas foram enviados ao Ministério da Agricultura dos Estados Unidos e os resultados já retornaram. De acordo com Barbiero, apesar de ser cedo para dar o veredito, em um primeiro olhar percebe-se que o rebanho da Santa Clara possui qualidade superior a outros estados já avaliados. Precisão O projeto deixará no passado o melhoramento genético atual, baseado na avaliação estética e histórica da família do animal. “Todos os touros reprodutivos do mundo são cadastrados para que se saiba se são sadios ou portadores de deficiência da síndrome colesterol ou outras doenças. Antes do mapeamento do DNA, eu comprava um animal com síndrome do colesterol por 20 dólares. Agora custa 0,70 cents em virtude do diagnóstico”, diz o geneticista. Barbiero acredita que os associados da Santa Clara só têm a ganhar com esse estudo

Criadores de gado assistiram à palestra sobre seleção genômica

que recebe aporte financeiro da própria Cooperativa, do Sebrae e do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa). “Trazemos embriões de longe, quando aqui no Rio Grande do Sul pode existir DNA muito superior”, frisou. Expectativa O produtor Dieter Roese, de Salvador do Sul, aguarda a revelação da análise de 20 terneiras. "Eu já conhecia o estudo, no entanto era necessário investir um alto valor. Com a ajuda da Santa Clara eu tenho a intenção de selecionar os melhores animais e usar na transferência de embriões, ou fazer fertilização in vitro (FIV)". Por sua vez, Eduardo Augusto Rutz, de Westfália, espera melhorar a genética do rebanho, além de encontrar a causa de abortos. "Fico sem saber se foi causado por alimentação, mas pode ser que seja genético", pondera o produtor.

A primeira palestra da tarde foi apresentada por Bernard Woodcock

A “Criação Eficiente de Terneiras no Mundo e Suas Aplicações no Brasil” foi o tema abordado no evento- por Bernard Woodcock, CEO/Diretor da Quality Consultants of New Zealand Ltda - América Latina (Nova Zelândia). Um dos pontos destacados foi a nutrição animal, principalmente quando estiver relacionada à mamada e quantia de alimento fornecida. 07 COOPERLEITE | DEZEMBRO 2018


AVALIA

Direção faz balanço de 2018 e proje 2018: além das eleições, foi um ano marcado pela greve dos caminhoneiros, que parou o País e provocou perdas de captação pelas indústrias em todo o Brasil, com milhares de produtores colocando leite fora. Só a Santa Clara deixou de industrializar mais de 2,5 milhões de litros no mês de maio. Mas como na vida tudo tem dois lados, os supermercados ficaram desabastecidos, a lei da oferta e procura prevaleceu, e os preços no mercado consumidor aumentaram mais fortemente; consequentemente, melhoraram os preços aos produtores para assim proporcionar uma poupança de meio de ano ao setor. No caso da Santa Clara, esta poupança foi utilizada para minimizar a queda do preço do leite aos produtores, provocada pela queda de preço do leite UHT junto ao mercado consumidor neste final de ano. Motivo de reforçamos a posição de que leite sempre devemos medir pelo ano, e não só pelo mês, onde pudemos proporcionar um aumento em torno de 7% no pagamento do leite aos nossos associados sobre o ano anterior, índice considerado bom pelos cenários econômicos. Nos suínos o ano foi de muita dificuldade, marcado pelo mercado russo fechado ao Brasil, o que provocou que o setor trabalhasse no negativo pela maior oferta dentro do mercado nacional. Mas com viés de recuperação no final deste ano pela retomada da importação Russa de carne Suína. As nossas lojas, entre agros e supers, e demais setores, conseguiram atender as metas de resultado e terminar o ano dentro do esperado, cumprindo assim a sua missão planejada para o ano. Resumindo: podemos dizer que tivemos um ano bom. Se somarmos todos os negócios da Santa Clara, atendemos as expectativas de faturamento e resultado planejados. Para 2019, estamos otimistas por todos os cenários político e econômico que se desenham no governo federal, mas também um ano de muitos desafios pelas reformas que o País precisa passar e para nós da Santa Clara, como uma grande meta, temos a nossa nova indústria para ser inaugurada no município de Casca, que nos abrirá a condição de uma série de mudanças pensadas para o futuro da Cooperativa. Temos toda a certeza que com a força das 5.300 famílias de associados e dos mais de 2.000 funcionários transformaremos um ano de muitos desafios em oportunidades para atingirmos as metas da grandeza da nossa Cooperativa Santa Clara. Desejamos um ano próximo de muitas realizações a todas as famílias dos associados, aos funcionários e colaboradores da Santa Clara. Feliz 2019. Alexandre Guerra, diretor Administrativo e Financeiro da Cooperativa Santa Clara

08

DEZEMBRO 2018 | COOPERLEITE

O ano de 2018 iniciou com a expectativa de um mercado melhor, comparado a 2017. Diante desta perspectiva, a Santa Clara, como indústria de lácteos, buscou a modernização e a automação na linha de queijos. Atualmente, a Cooperativa conta com Queijarias em Carlos Barbosa e Getúlio Vargas. Nesta última foi instalada uma linha nova para os Queijos Fatiados. Com isso, a produção aumentou, agregou mais valor e oportunizou ampliar nossa venda. Outra novidade foi a implantação da embalagem “abre e fecha” nos Queijos Fatiados, que facilita o consumo. Em Carlos Barbosa, a Linha de Queijos Frescais passou a ser acondicionada em embalagens termoformadas. Além disso, foi instalada uma máquina termoformadora Skin Pack para os queijos fracionados. Esta é uma linha com mais de 16 tipos e a nova embalagem proporciona uma maior experimentação, o que resulta no aumento nas vendas. Com estas implantações, a Santa Clara adequou-se aos novos mercados. Durante o ano, a Cooperativa lançou diversos produtos lácteos, como o Queijo Coalho de 400 gramas, o Queijo Coalho com orégano no palito, o Requeijão Cremoso Culinário em bisnaga e Queijo Emmental. Ainda, atendendo uma demanda de mercado chegou aos pontos de venda o Leite Pasteurizado Integral na versão garrafa, antes apenas era envasado em saquinho. A partir das ações de modernização, a Santa Clara recebeu algumas premiações, o que comprova o quanto a Cooperativa evoluiu e está acompanhando as tendências do mercado. Neste ano, os gaúchos elegeram a Santa Clara a marca mais lembrada e preferida, o que justifica os investimentos na linha de Queijos. Destacamos a importância dos nossos produtores na busca de uma qualidade superior da matéria-prima para que através de toda estrutura da indústria, a Santa Clara consiga produzir queijo e leite de uma qualidade ainda melhor. Somente desta forma poderemos atender todas as necessidades como produto final. A Indústria de Laticínios em Casca, projeto para o segundo centenário da Cooperativa, está com a obra civil concluída. A partir de janeiro serão realizados todos os testes dos equipamentos necessários para o início da produção. A previsão é que a produção de leite UHT na unidade em Casca inicie em julho de 2019. A partir da Indústria de Casca, as demais unidades de Carlos Barbosa e Getúlio Vargas serão readequadas com o objetivo de buscar uma melhor eficiência e um aumento da capacidade de produção, tendo em vista que a projeção para o próximo ano é de crescimento e a Santa Clara necessita se adequar para atender a demanda de mercado. Feliz e abençoado Natal e Ano Novo! João Seibel, diretor de Lácteos da Santa Clara


AÇÃO

eções para o próximo ano Chegamos ao fim de mais um ano. Os doze meses de 2018 foram razoáveis, com momentos bons, mas também de períodos difíceis. Para superar esses desafios contamos com a colaboração de todos, e agradeço o empenho de cada associado e funcionário pelo trabalho desenvolvido em prol da Cooperativa. Para o próximo ano, o desejo é que cresçamos juntos. Para isso, precisamos estar sempre nos aprimorando e acompanhando as tendências e exigências do nosso consumidor. Vale lembrar que no mercado, as margens de ganhos estão cada vez menores. Com isso, precisamos focar ainda mais no trabalho e evitar o desperdício em

todas as pontas. Trabalhamos com seriedade sempre para o melhor, e para que o resultado seja superado a cada ano. Com persistência e trabalho, os resultados surgem. A Santa Clara sempre esteve de portas abertas para ouvir os desejos e anseios dos associados. No próximo ano, seguiremos trabalhando juntos, pois através de forma organizada venceremos os desafios. Sabemos que serão necessários investimentos, avaliados com a mesma cautela em todas as nossas tomadas de decisões. Em 2019, nós como Conselho estaremos fazendo a nossa parte, bem como o produtor e o associado também estarão focados na sua. Precisamos trabalhar e desenvolver conjuntamente para que 2019 seja melhor. Um Feliz Natal e um próspero 2019. Rogerio Bruno Sauthier, Presidente da Santa Clara

Santa Clara participa da Fenagro em Erechim OS ASSOCIADOS Santa Clara entraram em pista para o julgamento do gado leiteiro no dia 16 de novembro, na Fenagro, em Erechim, realizada de 09 a 18 de novembro. Na raça Holandês, o associado João Carlos Bresolin, de Erebango, conquistou a Reservada de Campeã e a Terceira Melhor Fêmea Jovem. Na Raça Jersey, o produtor Augusto Foratti, de São Valentim, teve a Reservada de campeã. Os animais foram julgados pelo presidente do Colégio de Jurados, Enedir Zanchetti.

Treze produtores da Cooperativa participaram com 32 animais

Para a exposição, 13 produtores associados participaram com 32

animais jovens das raças Jersey e Holandês.

Mercado Agropecuário na 6ª Bella Festa O Mercado Agropecuário Santa Clara de Fagundes Varela esteve presente na 6ª edição da Bella Festa. O evento ocorreu entre os dias 06 a 09 de dezembro, e contou com atrações de lazer, gastronomia, cultura e negócios. Na feira multissetorial, o público visitou o estande do Agro, onde conferiu toda a linha de produtos comercializada na unidade da Cooperativa. COOPERLEITE | DEZEMBRO 2018

09


CLASSIFICADOS DIVERSOS VENDEM-SE comedouros de aviário, Agro Marau, automático, 240 m, 280 m de Nipel Plasson Bico Lubi; máquina viradeira de cama de aviário, seminova. Tratar com José Fontana Neto, (54) 3461-0245 Carlos Barbosa VENDEM-SE Trator Massey Fergunson 235, 1970; Trator New Holland TL 55E, 1.600 horas de uso; e carreto agrícola, Tobata 18CV. Tratar com Divanildo Cervo, (54) 99705-7732 – Nova Roma do Sul VENDE-SE OU TROCA-SE espalhador de esterco líquido Ipacol, 4.000 litros, com bomba lobular nova. Aceito na troca espalhador a vácuo, 4 ou 5 mil litros. Tratar com Edson Volpato, (54) 3504-1022 - Nova Roma do Sul .

VENDEM-SE novilhas prenhas da raça Holandês, preço a combinar. Tratar com Laurindo Tacca, (54) 99952-5286 ou 99909-7944 Fagundes Varela VENDE-SE colhedora JF 92Z10, hidráulica, 2011. Tratar com Domingos Donatti (51) 99341-3096 - São Pedro da Serra VENDE-SE câmara fria, congelamento e resfriamento, com 2,28 metros de altura, 4,25 m de comprimento e 3,35 m de largura. Tratar com Jorge Bortolini, (54) 3294-1088 - Nova Roma do Sul VENDEM-SE dois conjuntos de comedouros para aviário, Casp e Agromarau, automáticos, com três linhas. Tratar com Edson Volpato, (54) 3504-1022 - Nova Roma do Sul

Anunciar nos classificados do Cooperleite é gratuito para associados. Envie seu anúncio com nome do associado, telefone para contato (com DDD) e cidade para cooperleite@coopsantaclara.com.br ou entre em contato com o DPL de sua região.

AGENDA

04/05/2019 13º Encontro de Mulheres com Atividade no Leite Paraí/RS 15 a 19/05/2019 Expoleite/Fenasul Esteio/RS

EQUIPAMENTOS VENDE-SE resfriador Etscheid, 650 litros. Tratar com Josué Reginatto, (54) 99662-6022 ou 99645-2175 – Paraí VENDE-SE resfriador Westfália, 2007, 525 litros, em ótimo estado de funcionamento, valor a negociar. Tratar com Nelson, (54) 999860275 – Vila Maria Nota: A Cooperativa Santa Clara não se responsabiliza pelos produtos aqui anunciados. Os negócios são realizados diretamente pelos produtores.

RECEITA CONFRARIA GOURMET

Lombo Recheado

Ingredientes • 1kg de Lombo Suíno Santa Clara • 8 dentes de alho bem amassado • 1 pitada de sal • 1 pitada de pimenta-do-reino • 1/2 xícara chá de vinho branco • 2 xícaras de chá suco de abacaxi • 1 xícara de chá molho de soja • 200g de apresuntado fatiado Santa Clara • 1/2 colher sopa de manjericão picadinho • 1 xícara chá de óleo • 1 colher sopa farinha de trigo Modo de Preparo Abra o lombo como se fosse um bife. Tempere com alho, sal, pimenta, vinho, suco de abacaxi e o molho de soja. Misture bem e deixe marinar por 30 minutos. Espalhe

10

DEZEMBRO 2018 | COOPERLEITE

as fatias de apresuntado sobre o lombo, polvilhe o manjericão e em seguida enrole como um rocambole. Amarre com barbante. Em uma panela grande, coloque o óleo, aqueça e doure o lombo, regando com o molho que sobrou. Abaixe o fogo e deixe a panela fechada. Coloque aos poucos água quente

e deixe cozinhar até ficar macio e sempre virando com cuidado. Retire, corte em fatias e coloque em uma travessa. Na mesma panela acrescente a farinha de trigo dissolvida em uma xícara de chá de água e mexa até ficar grosso. Retire e despeje por cima do lombo. Sirva com arroz e salada.


ARTIGO

Leite e a tendência de consumo Kátia Hoffelder Dalcin, supervisora de Marketing da Santa Clara O CONSUMIDOR está mudando sua forma de avaliar e escolher os alimentos que leva à mesa. Se antes atender questões como preço e sabor eram suficientes, hoje esta visão deve ser muito mais ampla e envolve até mesmo processos indiretos à produção. Hoje não é mais suficiente produzir bons alimentos, mas devem ser justos em todas as suas etapas de produção e sob os aspectos econômicos, ambientais e sociais. O cuidado que a empresa tem com o meio ambiente, a relação com o produtor de leite e até mesmo o cuidado e o carinho com que os animais são tratados já são e serão cada vez mais fatores decisivos para o sucesso ou fracasso de uma marca. E claro: não basta fazer tudo isto; é necessário comunicar ao público. Somado a isso, as tendências de consumo de alimentos estão a p o n t a n d o d i r e t a m e n te a o mais puro, mais tradicional e artesanal. O resgate do original, das receitas com carga cultural, proporciona às empresas produtoras a possibilidade de agregar valor ao produto e reafirmar-se no mercado. É sabido que para atender a esta demanda, o grande desafio do agricultor e produtor leiteiro é manter a produtividade. A boa

Consumidores estão cada vez mais optando por produtos de qualidade

notícia é que o consumidor está disposto a pagar mais pelos produtos que satisfizerem estas necessidades. Tr a b a l h a r co m p r o d u to s de valor agregado é uma inteligente maneira para aumentar o faturamento, seja na propriedade rural ou na indústria. Sempre que trabalharmos com produtos que sejam percebidos pelo consumidor como mais puros, mais justos, de vacas mais felizes, mais saudáveis, de embalagens inteligentes, enfim, que carreguem este valor superior, teremos mais resultados. A Cooperativa Santa Clara está atenta às tendências e busca diariamente informações e alternativas para agregar

valor aos seus produtos. É fundamental, no entanto, que todos os envolvidos na produção da matéria-prima estejam engajados e cientes dos rumos do mercado de lácteos e consumo de alimentos. A Santa Clara tem tradição, e s t á co m p r o m e t i d a co m a viabilidade do produtor em sua atividade, na manutenção do jovem no campo, no bem estar animal e fortemente atenta às questões ambientais. Toda a verdade que o consumidor busca nos alimentos, a Cooperativa tem para entregar. Mas este é u m t r a b a l h o d i á r i o, q u e demanda atenção aos detalhes e rotinas. É necessário fazer mais, melhor e entender os anseios do consumidor.

BRASIL Retirada da vacinação O Ministério da Agricultura realizará, no primeiro trimestre de 2019, a auditoria no Rio Grande do Sul para verificar se o estado pode antecipar a retirada da vacinação contra a febre aftosa, prevista inicialmente para 2021.

Funrural A adesão ao parcelamento do Fundo de Assistência ao Trabalhador Rural (Funrural) foi prorrogada para 31 de dezembro. O prazo para adesão ao PRR (Refis do Funrural), deverá ocorrer por meio de Instrução Normativa (IN).

Verão A próxima estação inicia no dia 21 de dezembro. Para o período, o Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos (Cpetc) aponta que estão pre-05 vistas chuvas que variam entre 300 mm e 500 mm referente a todo o verão. COOPERLEITE | DEZEMBRO 2018

11


INSTRUÇÃO NORMATIVA

Novas regras para a refrigeração passam a ser exigidas em 2019 Produtor deve respeitar temperatura mínima de refrigeração na propriedade MAIO de 2019 é o prazo final para que produtores e indústria leiteira introduzam as novas regras exigidas pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa). A nova legislação sobre padrão de identidade e qualidade do leite cru refrigerado, do pasteurizado e do tipo A, foi publicada no dia 30 de novembro, no Diário Oficial da União. As alterações estão descritas nas Instruções Normativas (INs) 76, 77 e 78. A IN 76 especifica a temperatura que o leite cru deve ser refrigerado e destinado à indústria. No momento do recebimento na indústria ou posto de resfriamento, passa a ser a exigida a temperatura de até 7°C, sendo que até então podia receber até 10C°. Já a conservação e expedição no posto de refrigeração deve ser de, no máximo, 4°C. A mesma temperatura é exigida para a conservação do leite na indústria de laticínios antes da pasteurização. Para o produtor não muda, pois segundo a Instrução Normativa, a exigência da temperatura para a coleta permanece 4°C. Outra mudança diz respeito ao limite máximo para Contagem

Refrigeração de leite já é seguida pela Cooperativa Santa Clara

Bacteriana Total (CBT) de até 900 mil UFC/ml, antes do seu processamento. Para o produtor as regras da temperatura para o carregamento do leite não mudam. A IN 77 define critérios e procedimentos para a produção, acondicionamento, conservação e transporte do leite. O artigo 45 deixa claro que “o estabelecimento deve interromper a coleta do leite na propriedade que apresentar, por três meses consecutivos, resultado de média geométrica fora do padrão estabelecido em Regulamento Técnico de Identidade e Qualidade do leite cru refrigerado para CBT.” Impactos As alterações poderão impactar aqueles produtores que ainda não dispõem de tecnologia simples em

suas propriedades. “É importante investir nos clorodores de água e boiler para manter a água no padrão de qualidade e na temperatura adequada para uma melhor limpeza do resfriador e utensílios de ordenha. Além da utilização de detergentes na limpeza e uso de pré e pós dipping no processo de ordenha”, diz Bonafé. A princípio pode parecer um gasto, mas quanto maior a qualidade do leite melhor o produtor é remunerado. A normativa manteve a contagem bacteriana máxima de 300 mil unidades por ml e 500 mil células somáticas por ml. Como já era exigido, o leite não pode apresentar substâncias estranhas à sua composição, como agentes inibidores do crescimento microbiano, neutralizantes da acidez nem resíduos de produtos de uso veterinário.

Informatização do sistema de inseminação VISANDO AGILIZAR o processos e baixar custos, o Departamento de Política Leiteira (DPL) está automatizando os lançamentos dos atendimentos veterinários e inseminações. As inseminação serão lançadas por aplicativo via dispositivo móvel (tablet ou celular) pelo veterinário ou inseminador e, posteriormente, DEZEMBRO 2018 | COOPERLEITE

enviados via e-mail através de nota fiscal eletrônica, desde que o endereço esteja cadastrado na Santa Clara. Na propriedade, o profissional não deixará a notinha do talão, assim a orientação é o uso da agenda do produtor fornecida pela Santa Clara para a anotações referente as inseminações.

Profile for Cooperativa Santa Clara

Cooperleite | Dezembro 2018  

Informativo mensal dos produtores associados à Cooperativa Santa Clara Ltda.

Cooperleite | Dezembro 2018  

Informativo mensal dos produtores associados à Cooperativa Santa Clara Ltda.

Advertisement