Page 1

INFORMATIVO DA COOPERATIVA SANTA CLARA LTDA.

ANO 43 • NÚMERO 323 • OUTUBRO DE 2018

Projeto beneficia jovens de famílias associadas

Silvana Eduarda Lubnow, 16 anos, é uma das cinco jovens da região do Alto Jacuí que aderiram ao programa

Programa visa incentivar os jovens a darem continuidade ao trabalho na propriedade PENSANDO EM opor tunizar espaços de aprendizado para os jovens e estimulá-los a dar continuidade à atividade leiteira, a Cooperativa Santa Clara adere ao Aprendiz Cooperativo do Campo. A primeira turma é composta por cinco alunos e é formada por filhos de associados da região do Alto Jacuí. As aulas iniciam em novembro.

De acordo com dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), no Rio Grande do Sul 85% das propriedades são definidas como familiares. Assim, o programa tem por objetivo incentivar a permanência dos jovens no campo. Além de promover a sucessão familiar profissionalizada, o empreendedorismo e profissionalizar a gestão de pequenas e médias propriedades rurais. Durante 17 meses os estudantes irão participar de aulas práticas e teóricas, sendo divi-

didas em duas semanas cada, com foco na atividade rural. A proposta é que os participantes não percam o vínculo com o campo e nem ficará distante da família. Para participar do programa, os alunos devem ter entre 14 e 24 anos, e possuírem Carteira de Trabalho. A iniciativa é desenvolvida através de uma parceria da Cooperativa com o Sescoop/RS. Confira mais sobre o Aprendiz Cooperativo do Campo na página 07. COOPERLEITE | OUTUBRO 2018


EDITORIAL

Mais incentivo para os associados Todo o investimento dos associados na Santa Clara retorna através de diversas ações no decorrer do ano. Assim, a Cooperativa desenvolve atividades priorizando seus produtores. Entre os investimentos realizados está a expansão de seus negócios com o objetivo de ficar ainda mais próxima de seus associados. Há pouco mais de um mês foi inaugurada uma nova unidade de Supermercado em Carlos Barbosa, visando uma maior aproximação com os consumidores dos bairros. Já neste mês foi a vez do Mercado Agropecuário em Quinze de Novembro. Na região do Alto Jacuí, onde está localizada a nova loja agrícola, a Cooperativa possui um número expressivo de associados, sendo que somente a produção leiteira representa 18% do volume captado pela Santa Clara. Também é naquela localidade que será implantada o projeto "piloto" da Cooperativa em parceria com o Seescoop: o programa Aprendiz Cooperativo no Campo. A sucessão familiar é um tema que está sempre em evidência na Cooperativa, tanto que neste ano foi realizado a terceira edição do Encontro de Jovens Santa Clara. É preciso mostrar para os jovens que a atividade leiteira é rentável e que a propriedade pode ser encarada com um olhar diferente, porém é necessário apontar por onde seguir. Um desses caminhos é o estudo e com o apoio dos equipamentos disponíveis no mercado somado ao conhecimento, o tambo pode garantir a renda familiar. Todos os detalhes sobre essa iniciativa e investimentos realizados pela Cooperativa Santa Clara podem ser conferidos nesta edição do Cooperleite. Boa leitura!

O Cooperleite tem o objetivo de conscientizar, orientar e capacitar os produtores para a produção de leite com qualidade, segurança e em conformidade com a legislação vigente, fazendo valer desta forma o item 9.2.4. do Anexo IV da Instrução Normativa 62, do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimemento (MAPA).

02

OUTUBRO 2018 | COOPERLEITE

Não medimos esforços para trabalhar em prol dos associados e a inauguração desta unidade (Mercado Agropecuário Quinze de Novembro) foi uma solicitação deles. Precisamos trabalhar em conjunto e crescer juntos.

Rogerio Bruno Sauthier, presidente da Cooperativa durante a inauguração do Mercado Agropecuário em Quinze de Novembro. (Leia mais na Contracapa)

EXPEDIENTE COOPERATIVA SANTA CLARA Rua Pedro Baldasso, 47, Carlos Barbosa 95185-000 | Fone: (54) 3461-8300 www.coopsantaclara.com.br Conselho de Administração Rogerio Bruno Sauthier Presidente: Gelsi Belmiro Thums Vice-presidente: Itamar Tang Secretário: Conselheiros: Adelio Adelino Lammers, Anselio Molon, Eduardo Dall Agnol, Inocência Dalsin, Ireno Woithe, Nauro Valentin Nizzola, Nelson Volpato e Tiago Pitol Frizon Ademar Carbonera, Conselho Fiscal: Pedro Canísio Bourscheid e Vilmor Paulo Baldasso COOPERLEITE Informativo mensal dos produtores associados à Cooperativa Santa Clara Ltda. Direção: Dptos. de Marketing e de Política Leiteira Redação: Estefania V. Linhares (MTB 13.239) Contato: estefanial@coopsantaclara.com.br Tiragem: 3.990 exemplares Distribuição gratuita. Acompanhe nas redes sociais: facebook.com/coopsantaclara; instagram.com/coopsantaclara twitter.com/coopsantaclara; youtube.com/coopsantaclara


MARKETING

Lançamentos em Queijos Santa Clara chegam ao mercado A SANTA CLARA amplia o seu mix de produtos com lançamentos em sua linha de queijos e as novas embalagens Skin Pack. O Queijo Emmental, lançado durante a Expoagas, já chega ao mercado na nova embalagem Skin Pack. O produto poderá ser encontrado fracionado com aproximadamente 150g. Os queijos Fontina, Gruyère, Vaccino Romano, Montanhês, Parmesão, Colonial, Prato Cobocó, Samsoe, Provolone Defumado, Estepe, Itálico, Caccio Cavallo Fresco, Gouda, Emmental, Lanche. ganham novas versões em Skin Pack. A nova embalagem proporciona uma maior experimentação de variedades de queijo e menor desembolso no momento da compra. Ainda, evita o fracionamento no supermercado, reduz os custos e garante a segurança alimentar. Outra novidade é o Queijo Parmesão Ralado Santa Clara, composto por 75% de Queijo Parmesão e 25% de Queijo Tipo Grana. O item é encontrado em embalagens de 50g. Dois novos produtos complementam a Linha Churrasco Santa Clara: Queijo de Coalho peça, em embalagem de 500 gramas, e a

Queijos da Cooperativa conta com novas embalagens Skin Pack

nova versão Queijo de Coalho com Orégano no palito, com 400 gramas. Os lançamentos da Coopera-

tiva Santa Clara podem ser encontrados nos mercados de toda região Sul.

Série Bem mais que leite conta com novo vídeo ESTÁ NO ar mais um vídeo da série de webdocumentários da campanha Bem Mais que Leite. Desta vez, o personagem é o presidente da Cooperativa, Rogerio Bruno Sauthier, que está no nono mandato frente ao Conselho Administrativo da Cooperativa, e é um entusiasta do Cooperativismo. Até o final do ano está previsto mais um vídeo que terá o queijo como protagonista. Todos os vídeos da campanha Bem Mais que Leite podem ser conferidos na página de Facebook da Santa Clara ou no endereço www.youtube.com/coopsantaclara. COOPERLEITE | OUTUBRO 2018

03


EVENTOS

Masterchef Maria Antonia ministra Curso na Confraria Gourmet A NOITE do dia 08 de outubro foi de aprendizado para 25 clientes especiais dos cartões da Cooperativa. O grupo participou de um Curso na Confraria Gourmet, em Carlos Barbosa, ministrado pela vencedora do Masterchef Maria Antonia Russi Martello. A Chef ensinou duas de suas especialidades: o Saltimbocca de Filezinho Suíno e o Sorvete de Queijo Gorgonzola, elaborados com produtos Santa Clara. Além disso, falou aos participantes sobre sua participação no reality show.

Chef ensinou dois pratos elaborados com produtos da Santa Clara

Palestra reúne Grupo de Estudo da Cooperativa O CORPO TÉCNICO da Santa Clara esteve reunido no auditório da unidade em Paraí para uma etapa do Grupo de Estudo Tecnologia Mais Leite DSM Tortuga. Durante o encontro no dia 14 de setembro, a professora da UFRGS, Vivian Fischer, ministrou uma palestra sobre a Qualidade do Leite. A especialista respondeu aos questionamentos que foram elaborados pelos técnicos da Cooperativa. Entre os pontos abordados esteve o leite instável não ácido (LINA). Próximas fases A próxima etapa do projeto inicia no dia 07 de novembro e será voltada para os associados

04

OUTUBRO 2018 | COOPERLEITE

Professora Vivian Fischer ministrou palestra para os técnicos em Paraí

da região Carlos Barbosa. De acordo com a médica veterinária da empresa parceira, Raquel Soletti, o objetivo foi tecnificar os produtores da Santa Clara. A primeira fase, que irá servir de

piloto, mostrará para os associados alternativas para que possam crescer na propriedade. Após será avaliado e estendido para outras regiões de atuação da Cooperativa. Os encontros ocorrem até dezembro.


QUALIFICAÇÕES

Associados da Santa Clara participam de atividades técnicas A COOPERATIVA promoveu atividades técnicas destinadas aos associados. Os encontros tiveram como tema: Qualidade do Leite,

Criação de Bezerras e Novilhas, Pastagens e Controle de Contagem de Células Somáticas (CCS). Os eventos ocorreram nos

municípios de São Domingos do Sul, Santo Antônio do Palma, São Jorge, Nova Bassano, Nova Roma do Sul e Passo Fundo.

Os “Desafios no controle das mastites e da CCS” foram temas de uma palestra realizada no dia 24 de setembro, em Nova Roma do Sul. A palestra contou com a fala dos analistas de fomento da Santa Clara, André Moreno e Cristian Hass.

Dia de campo ocorreu em 27 de setembro, em Santo Antônio do Palma, abordou cuidados na criação de bezerras e novilhas, alimentação, ganho de peso, cuidados sanitários e cuidados no período de transição com uso da dieta pré-parto.

Associados e técnicos da Santa Clara participaram de um Dia de Campo sobre “Produção de alimento”, na Fazenda Predileta, em Passo Fundo. O evento ocorreu no dia 26 de setembro.

Produtores da Cooperativa participaram de uma Tarde de Campo sobre a Qualidade do Leite. A atividade ocorreu no dia 04 de setembro, na propriedade do associado Vadecir Grotto, em Nova Bassano.

A propriedade do associado Pedrinho Polli, localizada no município de São Jorge, sediou um encontro técnico com produtores da Cooperativa. O evento aconteceu no dia 10 de setembro e teve como tema a "Qualidade do Leite".

Uma palestra sobre “Qualidade do Leite e Nutrição Animal” foi ministrada para os associados no dia 29 de agosto, em São Domingos do Sul. O encontro teve por objetivo melhorar e manter a produção com qualidade. COOPERLEITE | OUTUBRO 2018

05


TECNOLOGIA

Santa Clara forma alunos em 8ª edição do Curso de Informática

Associados e familiares dos municípios de Maximiliano de Almeida e São João da Urtiga participaram de solenidade

Alunos receberam noções básicas de informática durante dois meses A SANTA CLARA promoveu a 8ª edição do Curso de Informática para associados e dependentes. Neste ano participaram das oficinas os alunos dos municípios de Maximiliano de Almeida, São João da Urtiga e Panambi. As aulas foram ministradas entre os meses de maio e agosto. Após a conclusão, os 55 alunos receberam um certificado em solenidades que ocorreram no dia 12 dia setembro, nos municípios de Maximiliano de Almeida e Panambi. O curso tem como objetivo capacitar os produtores para utilizarem os recursos da informática e internet, como ferramentas para o planejamento técnico, econômico e produtivo na ati06 OUTUBRO 2018 | COOPERLEITE

Entrega de certificados ocorreu em Panambi no dia 12 de setembro

vidade pecuária leiteira. Nas aulas, os alunos aprenderam de forma prática nos laboratórios e com o apoio de material didático sobre Introdução à Informática e o sistema operacional, editor de textos e internet. O projeto teve a carga horária de 192 horas.

Desde a primeira edição, o Curso de Informática já formou 668 produtores associados. A qualificação é promovida Cooperativa Santa Clara em parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem do Cooperativismo (Sescoop/RS).


SUCESSÃO FAMILIAR

Cinco jovens aderem ao Aprendiz Cooperativo no Campo

Morgana Oliveira da Silva, 15 anos, tem interesse em seguir na propriedade da família em Selbach

Filhos de associados iniciam as atividades no mês de novembro A PARTIR DO próximo mês, a rotina de cinco jovens será um pouco diferente do que estão habituados. Iasmin Eduarda Schwaab, Silvana Eduarda Lubnow, Morgana Oliveira da Silva, Naiane Dierings e Diego dos Santos irão organizar o seu tempo entre a propriedade, a escola e a frequência no programa Aprendiz Cooperativo do Campo. A primeira turma desta iniciativa começa as atividades em novembro. Durante 17 meses, o grupo irá frequentar aulas teóricas e práticas, de acordo com o cronograma. Os encontros práticos terão como laboratório as propriedade rurais modelo, o tambo familiar, a estrutura da cooperativa, dias de campo, feiras e visitas técnicas.

Já a parte teórica contará com temas como gestão de pequenas e médias propriedades rurais, acesso ao crédito e garantias, cadeia produtiva do leite e grãos (trigo, soja e milho). Novas perspectivas É de conhecimento de todos que a perspectiva de continuidade da agricultura familiar depende de uma série de fatores, e isso não é diferente para os jovens. O incentivo de inscrever-se no Aprendiz Cooperativo Campo veio dos pais de Morgana Oliveira da Silva, 15 anos. "Na época deles não tiveram essa possibilidade, por isso me apoiaram para participar. Além disso, é uma forma de aprendizado que vai auxiliar no meu futuro", comenta a estudante do 9º ano do Ensino Fundamental . A adolescente auxilia os pais Helena

e Valdomiro Ferreira da Silva na propriedade que conta com 10 vacas, localizada no município de Selbach. Dar sequência à atividade leiteira é o desejo da aluna Silvana Eduarda Lubnow, 16 anos. Ela é uma das jovens que aderiram ao projeto. Desde pequena, a estudante do 1º ano do Ensino Médio ajuda os pais Neocilda e Nilton Lubnow no tambo, localizado em Selbach. "A expectativa é que o aprendizado contribua no trabalho em casa. Hoje temos 12 vacas", afirma. Para ela, o programa é uma forma de incentivar a sucessão familiar. Programa A Santa Clara projeta implantar o programa em outras regiões de atuação. Nesta primeira edição, a iniciativa contará com jovens de outras Cooperativas da região. 07 COOPERLEITE | OUTUBRO 2018


PUBLICAÇÃO

Associados participam de livro sobre a produção leiteira no RS O TRABALHO de dezenas famílias que se dedicam à atividade leiteira no Rio Grande do Sul são relatadas em um livro digital. Uma delas é a família do associado da Cooperativa João Carlos Dalla Líbera, de Fagundes Varela, ilustra a capa do e-book “Produção de Leite no Rio Grande do Sul, 105 Histórias Inspiradoras da Agricultura Familiar”. Além do produtor, também são destaques as famílias dos associados: Lírio Luis e Salete Dalmas, de Cotiporã; Daniel e Daniela Faciochi, de Dois Lajeados; e Leinor e Rosiclé Zandoná, de Fagundes Varela. Desde 2016, a forma de produzir leite da Família Dalla Líbera mudou. Eles trabalharam na recuperação de pastagem, melhoria da fertilidade do solo, controle biológico de pragas e pastoreio rotativo. “Estas melhorias fizeram com que continuássemos no leite e não virarmos mais um número das estatísticas de produtores que desistem da atividade”, relatou João Carlos durante o lançamen-

João Carlos, a esposa Márcia e o filho Davi ilustram a capa da publicação

to da publicação, que ocorreu na Expointer deste ano. Projeto O trabalho é de responsabilidade da Emater/RS-Ascar e traz exemplos de famílias de todo o Estado na produção de leite. O livro foi organizado pelo zootecnista da Emater/RS-Ascar Jaime Ries. De acordo com ele, os relatos

reunidos neste material são uma forma de homenagear dezenas de milhares de agricultores familiares que, através de seus esforços, posicionaram o Estado do Rio Grande do Sul no segundo lugar na aquisição de leite pelas indústrias de laticínios do país. O material está disponível no endereço www.emater.tche.br/site/ arquivos_pdf/teses/Producao_leite_RS.pdf.

Equipes focam nos acabamentos em Casca A INDÚSTRIA de Laticínios da Cooperativa em Casca está na fase de conclusão do setor mecânico. O gerente de Projeto da Cooperativa, Daniel Bandeira Silva, explica que em relação a parte elétrica, as equipes estão trabalhando na iluminação externa do prédio. Já no segmento civil, o foco é nos acabamentos como a pintura. De acordo com ele, os equipamentos como, por exemplo, a caldeira e Estação de Tratamento de Efluentes (ETE) já estão no complexo e o próximo passo é o início dos testes na indústria.

08

OUTUBRO 2018 | COOPERLEITE

Trabalho está voltada para a área externa da Indústria de Laticínios

Os primeiros profissionais contratados para trabalharem na

unidade já estão em treinamento em Carlos Barbosa e Casca.


NUTRIÇÃO

Plano de Incentivo ao Aumento da Produção inicia em março Iniciativa já contemplou associados na produção deste ano O PLANO de Incentivo ao Aumento da Produção da Cooperativa Santa Clara prevê o pagamento de R$ 0,10 por litro de leite produzido a mais comparado com o mesmo mês do ano anterior. O programa foi divulgado no mês de fevereiro deste ano. Em 2019, o benefício inicia em janeiro e se estende até junho do mesmo ano. Por exemplo, se em janeiro de 2018 foram produzidos 10 mil litros e no mês de janeiro de 2019 a produção ser 11 mil litros, o produtor irá receber a bonificação de R$ 0,10 por litro referente aos mil litros a mais produzido. Alternativas para aumentar a produção Esta época para os produtores é de planejamento e do plantio de milho. No entanto, é necessário pensar na melhor adubação, melhor semente, período certo do plantio e até avaliar se não tem como aumentar a área plantada. Um hectare a mais com produtividade média de 55 toneladas de silagem duram 3,5 meses para um rebanho de 20

A nutrição e a qualidade do plantel influenciam diretamente na produção

cabeças comendo em média 25 quilos por dia. Outra dica é aproveitar as lavouras de inverno para produção de feno e/ou pré-secados, pois é também outra forma de ter volumoso de boa qualidade como reserva para períodos onde a pastagem não pode ser aproveitada ou nas entressafras de pastagem. Na propriedade é necessário que se tenha uma boa silagem para o ano todo. A produção de leite com qualidade depende do balanceamento das dietas. Para

isso, o associado pode contar com o auxílio dos técnicos e que se tenha uma boa quantidade de volumosos. Investir em animais seja aumentando o plantel ou trocando os mais velhos ou com problemas sanitários ou reprodutivos também é outra forma de aumentar a produção de leite. O produtor pode avaliar se há alimentação suficiente para aumentar o plantelEm caso de dúvida procure o técnico do Departamento de Política Leiteira (DPL) de sua região.

BRASIL/MUNDO ENCONTRO DE CRIADORES O 18º Encontro de Criadores de Gado com Registro da Cooperativa Santa Clara já tem alguns palestrantes definidos, entre eles, Bernard Woodcock, diretor da QCONZ América Latina. O evento ocorre no dia 12 de dezembro, em Carlos Barbosa. Entre os temas abordados estão: Genética pós genoma e sistema de terneira no mundo e implantação no Brasil.

FEBRE AFTOSA Entre 1º e 30 de novembro irá ocorrer a segunda etapa da campanha de vacinação contra a aftosa em todos os estados do País, menos Santa Catarina, que possui certificado de estado livre da doença sem vacinação. Devem ser vacinados todos os bovinos e búfalos de zero a 24 meses de idade. Após o prazo, os produtores têm cinco dias úteis para fazerem a comprovação junto a Inspetoria Veterinária.

HORÁRIO DE VERÃO O início do horário de verão será no dia 04 de novembro. O Governo Federal decidiu manter a data mesmo diante da solicitação de adiamento em virtude de ser o primeiro dia de prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Os relógios deverão ser adiantados em uma hora. O horário vigora até o dia 17 de fevereiro de 2019 em onze estados brasileiros entre eles, o Rio Grande do Sul. COOPERLEITE | OUTUBRO 2018

09


CLASSIFICADOS DIVERSOS

EQUIPAMENTOS

VENDEM-SE 2 silos Agromarau, 12 toneladas cada; 18 ventiladores trifásicos; 120 comedouros infantis e folhas para contorno de pintos. Tratar com José Fontana Neto, (54) 3461-0245 - Carlos Barbosa

VENDEM-SE ordenhadeira 300, um conjunto; transferidor Sulinox, 60 litros; e resfriador Westfalia, 1.000 litros, trifásico. Tratar com Neri Finatto, (54) 99959-7064 São Domingos do Sul

VENDE-SE plantadeira de verão Stara Sfil, série 200, duas linhas para milho. Tratar com Nilva Bruneto, (54) 3447-1708 - Vila Flores

VENDE-SE ordenhadeira balde ao pé, Intermaq, 2 conjuntos. Tratar com Cleo Valandro, (51) 3696-5129 - Barão

VENDEM-SE 8 pôneis, com 2 a 6 anos de idade. Tratar com Nilza, (54) 99964-4939 - Monte Alegre dos Campos

VENDEM-SE resfriador Westfalia, 1.000 litros, 2 ordenhas, monofásico; ordenhadeira Eurolatte, 8 conjuntos, completa (extração, medição e lavadora automática). Tratar com Ivandro Thums, (54) 99174 6249 Carlos Barbosa

VENDE-SE silagem de milho. Tratar com Laudelino, (54) 34610160 - Carlos Barbosa.

Anunciar nos classificados do Cooperleite é gratuito para associados. Envie seu anúncio com nome do associado, telefone para contato (com DDD) e cidade para cooperleite@coopsantaclara.com.br ou entre em contato com o DPL de sua região.

AGENDA 06/11 XII Encontro Técnico Santa Clara e Emater Paraí/RS 12/12 Encontro de Criadores de Gado com Registro Carlos Barbosa/RS VENDEM-SE resfriador Etscheid, 500 litros, 2004 e bomba ordenha 280. Tratar com Paulo, (54) 99926-9845 – Sertão VENDE-SE ordenhadeira canalizada Fockink 4 conjuntos. Tratar com João Antoniolli, (54) 999745043 - Estação Nota: A Cooperativa Santa Clara não se responsabiliza pelos produtos aqui anunciados. Os negócios são realizados diretamente pelos produtores.

RECEITA CONFRARIA GOURMET

Canelloni de Ricota

Ingredientes • 1 pacote de 200g de Canelloni • 100g Culatello Santa Clara • 350g Ricota com ervas finas Santa Clara • 100g Requeijão Santa Clara • 50g Queijo Parmesão Ralado Santa Clara • 1 pitada Noz moscada • 1 pitada Pimenta do reino branca Molho • 2 xíc. de chá de leite Santa Clara • 250g Requeijão Santa Clara • 50g Queijo Gouda Santa Clara • 50g Queijo Provolone Santa Clara • 50g Queijo Gruyère Santa Clara • 50g Queijo Parmesão ralado Santa Clara • 1 pitada de noz moscada ralada • 1 pitada de pimenta do reino e sal • 1/2 dente de alho picado • 1/2 colher de manteiga sem sal Santa Clara Modo de Preparo

10

OUTUBRO 2018 | COOPERLEITE

Recheio: Desmanche a ricota com o auxílio do garfo. Bata o Culatello no liquidificador até ficar em pedaços pequenos. Junte todos os ingredientes e reserve. Molho: Em uma panela, refogue o alho na manteiga. Acrescente o leite e o requeijão. Junte os queijos Gouda, Provolone e Gruyère ralados. Acrescente o sal, a pimenta e a Noz moscada. Deixe ferver em fogo brando, mexendo

sempre. Quando estiver bem encorpado, desligue o fogo e acrescente 2 colheres de parmesão ralado. Montagem: Recheie os canellonis com a mistura previamente preparada. Coloque em um refratário, alternadamente, uma camada de molho e uma de canelloni. Polvilhe queijo parmesão ralado e cubra com papel alumínio. Leve ao forno pré-aquecido por 25 minutos.


ARTIGO

Como aumentar o potencial de minha pastagem? Cristian Haas, analista de fomento DPL Nova Roma do Sul A FORMA mais barata de produzir leite é através de pastejo direto. Neste artigo é abordado, o resumo dos principais pontos observados a campo que acabam prejudicando o máximo aproveitamento do potencial produtivo das pastagens. Implantação da cultura: plantas invasoras prejudicam o potencial produtivo do pasto. É necessário sempre dessecar a área antes do plantio e fazer aplicações durante o desenvolvimento. Utilização de adubação química: os bio-fertilizantes (esterco) disponíveis para uso não fornecem todos os nutrientes na proporção que a pastagem precisa. Assim, solicite análise de solo junto ao técnico do DPL para definir os nutrientes a serem suplementados. Plantio e adubação em linha: o uso de plantadeiras de pasto, além de não revolver o solo, permite concentrar a adubação na linha, levando a um melhor aproveitamento principalmente em relação ao nutriente Fósforo, que tem baixa mobilidade no solo. Densidade de semeadura: respeite a recomendação do fabricante em relação a densidade de sementes por hectare, pois a taxa de germinação e pureza varia entre empresas e variedades. Escolha da variedade: não existe a melhor forrageira. É preciso levar em consideração inúmeros fatores da propriedade e realizar o planejamento forrageiro. Conheça as principais forrageiras disponíveis no mercado: Cultivos anuais de verão: milhetos, capim-sudão, entre outros, que já estão no mercado há muito tempo. Nessas variedades existem as comuns (menor qualidade e produção) e as híbridas melhoradas

Área de pastagem de Festuca Fortuna com trevo Vermelho E 116

através de cruzamentos, que apresentam uma resposta à adubação maior, produzindo mais e de forma precoce. Cultivos anuais de inverno: os mais utilizados são os azevéns e aveias. Vale destacar o uso dos azevéns e aveia melhorados. Com o azevém comum se consegue em média 3 meses de pastejo, já com materiais melhorados é possível facilmente dobrar o período de pastejo ou até manter a mesma pastagem para o ano seguinte. Além disso, produzem mais cedo, eliminando a necessidade de consórcio com aveia. Outro material a ser explorado é o trevo de ciclo anual, que pode ser usado em consórcio com aveia ou azevém. Com ele, consegue-se aumentar ainda mais a qualidade das pastagens, melhorar a fertilidade do solo, auxiliar na descompactação além de ser uma excelente opção para áreas mais úmidas. Cultivos perenes de verão: os mais conhecidos são os tiftons, gigs, florakirk, mas também existem capim-elefante anão melhorado, braquiárias melhoradas e híbridas. São muito produtivos, embora devam ser bem manejadas em relação a altura de entrada e

saída dos animais para que não se perca qualidade. As primeiras citadas apresentam custo elevado de implantação pela necessidade de propagação por mudas, mas as braquiárias, por exemplo, são implantadas através de sementes. Cultivos perenes de inverno: entre elas, estão as festucas, dactylis, trevos, cornichão, chicória e alfafa. Dependendo da região, produzem praticamente 10 meses por ano ou até o ano inteiro. Podem ainda ser utilizadas em consórcio, intercalando picos de produção e mantendo qualidade em momentos de variação de temperatura ou pluviosidade. Para concluir, a orientação é que se dê mais atenção às pastagens perenes. Elas devem ser a base do sistema de pastejo por possuírem custo mais baixo e preencherem melhor os vazios dos cultivos anuais. Também é preciso lembrar que a vaca possui uma rotina muito intensa na propriedade, é preciso dar condições a ela como sombra, água e 'tempo' para que pasteje o máximo possível. Procure um técnico do DPL de sua região, ele saberá orientar quais tipos de pastagem vão se encaixar melhor no seu sistema produtivo. 11 COOPERLEITE | OUTUBRO 2018


MARKETING

Inaugurado Mercado Agropecuário em Quinze de Novembro Solenidade de abertura foi realizada no dia 15 de outubro com a presença de associados, direção e funcionários A SANTA CLARA amplia o atendimento para os associados e consumidores da região do Alto Jacuí. A Cooperativa inaugurou o 14º Mercado Agropecuário no dia 15 de outubro. A nova filial está localizada em Quinze de Novembro. A unidade abriu as suas portas com a presença da direção, associados, clientes, autoridades e convidados. Durante a solenidade, o presidente da Cooperativa, Rogerio Bruno Sauthier, afirmou que: “Não medimos esforços para trabalhar em prol dos associados e a inauguração desta unidade foi uma solicitação deles. Precisamos trabalhar em conjunto e crescer juntos”. O Agro está localizado na Estrada VRS 824, Km 10, nº 938, bairro Três Palmeiras. O horário de atendimento é de segunda a sexta-feira, das 8h às 11h45min e das 13h30min às 18h, e aos sábados, das 8h às 12h.

Unidade da Cooperativa irá atender aos clientes e associados do Alto Jacuí

Nova unidade está localizada no município de Quinze de Novembro

Carlos Barbosa conta com nova filial de Supermercado Uma nova filial do Supermercado Santa Clara foi inaugurada em Carlos Barbosa no dia 18 de setembro. A loja possui um mix de produtos variados dispostos em uma área de 505 m2 com estacionamento coberto, no bairro Ponte Seca. O diretor Administrativo e Financeiro, Alexandre Guerra, explica que "a abertura da nova unidade estava prevista no planejamento estratégico, onde a Cooperativa fica ainda mais próxima dos consumidores e de seus associados”, comentou. Com esta unidade, a Cooperativa conta com 11 Supermercados. OUTUBRO 2018 | COOPERLEITE

Profile for Cooperativa Santa Clara

Cooperleite | Outubro 2018  

Informativo mensal dos produtores associados à Cooperativa Santa Clara Ltda.

Cooperleite | Outubro 2018  

Informativo mensal dos produtores associados à Cooperativa Santa Clara Ltda.

Advertisement