Page 1

Distribuição gratuíta

Ano I - Edição 06 - Abril / Maio 2015

A grande campeã

Cardana

Foi destaque na 54ª Expo Rio Preto 2015 1


2


3


AgroFest

EDITORIAL

Um ano com sucesso!

N

Leandro Gasparetti

José Eduardo Costa

esta edição gostaríamos de agradecer a todos os leitores, amigos, patrocinadores e parceiros que agregam no sucesso da revista Magazine AgroFest, enfim chegamos na sexta edição e completando “Um Ano de Vida”, um ano de muito trabalho e dedicação para que possamos trazer a você notícias de qualidade de tudo que acontece no agronegócio. E mais uma vez viemos com novidade, quem também irá fazer parte do nosso time de colunistas é o Humorista “Tonho Prado”, personagem do Programa Terra da Padroeira na TV Aparecida. E ainda nesta edição um mega pôster do Touro Baleado da Cia. de Rodeio Paulo Emílio na coluna do Fotógrafo André Silva; Iremos abordar ainda temas muito importantes para você como: Vacinação da Febre Aftosa, Cadastramento Ambiental Rural, Tecnologia que reduz agrotóxicos, Rio Preto Rodeo Country Bulls inicia suas vendas de ingressos, Genoma do GIR Leiteiro, Surtos da mosca-dos-estábulos próximos a usinas de cana-de-açúcar, isso e muito mais nesta edição.

Sumário

06

30 AgroGenética

38 AgroRodeio

Expo Zebu 2015

Tecnologia Reduz Quantidade de Agrotóxicos

Pesquisadores Brasileiros sequenciam o genoma do Gir Leiteiro

Segura Peão – A nova geração de Locutores de Rodeio

08 AgroInfo

20

Surtos da mosca-dos-estábulos próximo as usinas de cana-de-açucar

Rio Preto Rodeo Country Bulls inicia a venda de Ingressos

32 AgroInfo

42

Febre Aftosa – Campanha começa em Maio

Conheça o Pulverizador BS3020H da Valtra

10

22

36 AgroRodeio

46

AgroExpo

AgroGenética

18

AgroInfo

AgroRodeio

AgroCapa

PMGZ – Programa de Melhoramento Genético este crescendo entre os Criadores

A grande Campeã “Cardana”, Foi destaque da 54ª Expo Rio Preto 2015

12

24

AgroInfo

AgroRodeio

CAR – Cadastramento Ambiental Rural – Prazo termina em 6 de Maio

Um mega pôster do Touro Baleado da Cia de Rodeio Paulo Emílio

16

26

AgroInfo

AgroHumor

Leilão Astros da Arena repetiu o sucesso e já planeja nova Data

Prosas & Causos com Tonho Prado – Novo Colunista

EXPEDIENTE

Diretor Geral Leandro Gasparetti 17 99151-5658 | 99756-7249 contatoagrofest@gmail.com

Diretor Comercial José Eduardo Costa 17 99774-0591 | 99129-9305

comercialagrofest@gmail.com

Jornalista Responsável Leandro Gasparetti MTB: 76039/SP

Foto: Leandro Gasparetti 4

52ª Festa do Peão de Paulo de Faria A Todo Vapor

AgroEmpresa

AgroModa

Casamento Country

Distribuição em 34 cidades

Bady Bassitt, Bálsamo, Barretos, Bebedouro, Catanduva, Cedral, Cosmorama, Cardoso, Fernandópolis, Guapiaçu, Icém, Ipiguá, Jales, José Bonifácio, Mirassol, Monte Aprazível, Mirassolândia, Neves Paulista, Nova Granada, Novo Horizonte, Orindiúva, Onda Verde, Olímpia, Paulo de Faria, Potirendaba, Palestina, Poloni, Riolândia, Ribeirão Preto, São José do Rio Preto, Santa Fé do Sul, Tanabi, Votuporanga, Minas Gerais: Fronteira

Jornalista André Luiz de Oliveira Souza MTB: 75680/SP Fotografia Leandro Gasparetti Projeto Gráfico/Diagramação Rede A Comunicação 17 99212-1016 Impressão Fotogravura Rio Preto 17 3016-4000

Colaboradores

Embrapa, Comunic - Comunicação Corporativa, Ministério da Agricultura, PMZG, ABAG e Reed Exhibitions Alcântara Machado, Defesa Agropecuária de Rio Preto, AGCO-Valtra, André Silva, Luciana Omena, Tonho Prado, Patricia Marchi e Carla Prado Silveira. Agradecimento à Maria Carolina de Freitas (Jornal A Notícia – Paulo de Faria/SP)

Tiragem 5 Mil Exemplares Periodicidade Bimestral Distribuição Gratuita

*Artigos assinados representam opiniões dos autores. A opinião da Revista se expressa no editorial.

“Jesus eu confio em Vós”


5


ExpoZebu

AgroExpo

A Associação Brasileira dos Criadores de Zebu (ABCZ) divulgou a programação da 81ª edição da ExpoZebu, que acontece de 03 a 10 de maio, no Parque Fernando Costa, em Uberaba (MG)

C

omo destaques para 2015, entre leilões, eventos técnicos, culturais, palestras e julgamentos de animais, a principal exposição de gado zebuíno do Brasil terá o lançamento do Centro de Referência da Pecuária Brasileira – Zebu (CRPB – Zebu), além da terceira edição da ExpoZebu Dinâmica. Iniciativa pioneira, o Centro de Referência da Pecuária Brasileira - Zebu irá reunir informações zootécnicas, históricas e científicas sobre o tema, facilitando a consulta pública. Além de aperfeiçoar o acesso aos dados, ao arquivar virtualmente todo esse conteúdo, o

6

Centro será uma importante e moderna ferramenta para a disponibilização de dados zootécnicos, preservando a história e o futuro da zebuinocultura brasileira. Com textos, números e fotos, o Centro contará com um Canal de TV via internet com programação 24 horas, com a disponibilização de cursos na área técnica e transmissão ao vivo de seminários, congressos, exposições e os mais variados conteúdos relacionados à pecuária nacional, entre eles, programas de culinária, cultura regional e música, e a Vitrine do Zebu, pro-

grama de entrevistas que abordará a importância do consumo de carne e leite. Já a ExpoZebu Dinâmica - a ser realizada de 06 a 08 de maio na Estância Orestes Prata Tibery Júnior, também em Uberaba - consolida o sucesso de suas edições anteriores com a expectativa de dobrar seu público participante em 2015, segundo a diretora da feira, Leda Garcia. “Para este ano, será expandido o número de empresas e entidades expositoras, contemplando novidades nas áreas de novos cultivares, maquinários, equipamentos, soluções


u 2015 integradas (como a Integração Lavoura- Pecuária-Floresta), consórcios, serviços e tecnologias de adubação e sementes”, afirma Leda. Segundo Luiz Claudio Paranhos, presidente da ABCZ, a produtividade na pecuária foi o tema que guiou a formatação da programação desta edição da ExpoZebu. ”Mesmo com todo o avanço conquistado pelos programas de melhoramento genético, especialmente o PMGZ, a avaliação visual continua sendo um instrumento primordial. Este procedimento foi sendo aprimorado ao longo dos tempos e a ExpoZebu foi fundamental nesse processo. Mais recentemente, com a realização da ExpoZebu Dinâmica, a ABCZ conseguiu agregar à exposição a apresentação de outras tecnologias de produção que beneficiam diretamente a produtivida-

de da pecuária, como é o caso da metodologia de Integração Lavoura-Pecuária-Floresta”, ressalta Paranhos. A 81ª ExpoZebu conta com o patrocínio do Banco do Brasil, Coca-Cola, DSM

Fotos: Divulgação

Tortuga, Dow AgroSciences e Marfrig e o apoio da Vale, Governo de Minas, SENAR, CEMIG, APEX Brasil, FAZU e Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento.

7


AgroInfo

Surtos da mosca-do próximos a usinas

A

mosca-dos-estábulos (Stomoxys calcitrans) é comum em todo o país e se alimenta de sangue de vários animais, principalmente equinos e bovinos, além de animais silvestres e, eventualmente, o homem. Embora parasite outros animais de criação, os bovinos são os mais afetados, com perdas de 10% a 30% no ganho de peso e até 50% de redução na pro-

dução leiteira. Estima-se que os prejuízos causados por esta mosca no Brasil podem atingir 350 milhões de dólares anualmente. Embora as infestações sejam mais comuns em gado de leite, devido ao desenvolvimento das larvas da mosca 8

em resíduos de alimentos e dejetos animais acumulados nas propriedades, explosões populacionais (surtos) da mosca-dos-estábulos têm sido cada vez mais frequentes também em gado de corte. Na última década, surtos da mosca-dos-estábulos têm causado sérios prejuízos a pecuaristas nas proximidades de usinas sucroalcooleiras em pelo menos cinco estados brasileiros. Nos últimos três anos, mais de 15 surtos foram registrados em sete municípios de Mato Grosso do Sul, além de surtos registrados também em São Paulo, Minas Gerais, Mato Grosso e Goiás. As usinas são frequentemente apontadas pelos produtores afetados como a causa dos surtos, razão pela qual também se juntaram aos pecuaristas no combate a essa praga. Além dos prejuízos econômicos, a ocorrência de surtos frequentemente leva um grave conflito entre os setores envolvidos. Entretanto, apesar dos anseios da sociedade, não existe solução para o problema no curto prazo. Embora comprovada a relação entre fazendas de gado e usinas alcooleiras na dinâmica dos surtos, vários aspectos importantes sobre sua epidemiologia são ainda pouco conhecidos e precisam ser investigados. Nesse sentido, a Embrapa tem desenvolvido pesquisas com o objetivo de desenvolver tecnologias que permitam prevenir ou reduzir significativamente o problema. No Brasil, a produção de cana-de-açúcar está em expansão acelerada em função do grande incentivo à produção de álcool combustível. O número de usinas e áreas de cultivo canavieiro crescem sistematicamente, implicando em maior quantidade de subprodutos orgânicos gerados. Desde 2008, a ocorrência de surtos tem sido registrada com frequência, particularmente pela mídia. Pesquisas mais recentes mostram que a torta de filtro (resíduo sólido da

filtragem do caldo da cana-de-açúcar) e a palha da cana misturada com a vinhaça ou vinhoto (resíduo da destilação do caldo fermentado durante a produção de álcool) são os principais locais de desenvolvimento e multiplicação de moscas nas usinas de cana-de-açúcar. É importante ressaltar que surtos da mosca-dos-estábulos também podem ocorrer sem a participação das usinas canavieiras. Resíduos de suplementação alimentar (ração, silagem, feno, etc.), misturados com dejetos animais, são excelentes ambientes de desenvolvimento da mosca nas propriedades pecuárias, proporcinando a reinfestação dos rebanhos e servindo de fonte de dispersão das moscas para multiplicação nas usinas. Além disso, nos últimos anos, vários surtos têm sido decorrentes do uso inadequado de adubos orgânicos, como a camade-frango e efluentes de suinocultura, agravando ainda mais a situação. Assim, estratégias de controle e prevenção devem ser direcionadas para a eliminação dos locais de criação da mosca, devendo ser incorporadas na rotina das fazendas e usinas. O manejo sanitário nas propriedades pecuárias é fundamental ao controle da mosca. Ou seja, para o pecuarista, a recomendação principal é a remoção e o adequado destino dos resíduos alimentares e dejetos animais espalhados ao redor dos cochos, leiterias, etc. Uma sugestão é a compostagem dos resíduos, com posterior utilização como adubo. Ações complementares incluem também o controle de vazamentos e drenagem do terreno para evitar empoçamentos, particularmente próximos a cochos. Estas medidas são de baixo custo e contribuirão significativamente na redução da população da mosca-dos-estábulos. Por outro lado, em função do grande volume de substratos orgânicos e extensas áreas favoráveis ao desenvolvimento das larvas, o controle


Fonte: Embrapa Gado de Corte - Fotos: Paulo Cançado

os-estábulos de cana-de-açúcar da mosca nas usinas demanda ações de manejo cultural específicas para reduzir a população de moscas, nas áreas de plantio de cana-de-açúcar. Algumas das principais medidas a serem adotadas nos canaviais incluem a redução do volume de vinhaça por hectare, recolhimento da palha antes da aplicação de vinhaça, enterrio da palha (sub-solagem) após a fertirrigação e enleiramento com posterior revolvimento da palha. De modo geral, estas medidas visam aumentar a absorção da vinhaça e das águas de chuva pelo solo e diminuir umidade, e consequentemente, a favorabilidade dos ambientes ao desenvolvimento das larvas. A aplicação de produtos inseticidas comerciais apresenta resultados variá-

veis no curto prazo, sendo economicamente inviável em médio e longo prazos. Não existem informações seguras sobre como, quando e onde aplicar os inseticidas, principalmente em larga escala, o que compromete sua eficácia. O uso de inseticidas no controle das moscas-dos-estábulos sobre os animais tem se mostrado pouco eficiente nas formulações atualmente disponíveis, tornando imprescindíveis as ações preventivas nos criadouros. Em outra linha de ação para a prevenção de surtos está o uso da queima profilática da palha residual pós-colheita. A Embrapa Gado de Corte publicou um comunicado técnico sobre sua utilização como alternativa para controle de mosca-dos-estábu-

los em situações críticas. Ainda assim, para o uso do fogo como método de controle são necessárias autorizações nos órgão competentes, uma vez que as queimadas são regulamentadas por leis específicas. Cabe ressaltar que para um combate eficiente da mosca, fazendas e usinas deverão trabalhar em conjunto. Mesmo em locais onde as usinas adotaram medidas preventivas, não houve redução do problema sem a efetiva participação dos pecuaristas e vice-versa. Maiores informações sobre surtos e medidas de controle estão disponíveis no site www.cnpgc.embrapa.br, na área de publicações.

9


AgroGenética

Foto: Arquivo

PMGZ: a sigla da

Programa de Melhoramento Genético de Zebu

A

Presidente da ABCZ, Luiz Claudio Paranhos.

10

umentar a produtividade da pecuária tem sido um dos principais desafios dos produtores rurais brasileiros. Para auxiliar os criadores no aumento da produtividade, a ABCZ (Associação brasileira dos Criadores de Zebu) disponibiliza aos criadores em todo o Brasil, o PMGZ (Programa de Melhoramento Genético de Zebuínos). O PMGZ auxilia os criadores no processo de seleção da fazenda, identificando os bovinos mais precoces, férteis, de melhores índices de ganho de peso ou de produção leiteira. Além de agregar valor ao rebanho, tem a vantagem de diminuir o custo de produção por unidade de produto e melhorar a relação custo/benefício. O programa disponibiliza ao mercado informações genéticas consistentes que atestam as performances dos rebanhos inscri-

tos em suas provas zootécnicas, como Controle de Desenvolvimento Ponderal, Provas de Ganho em Peso e Controle Leiteiro. “Podemos dizer que menos de 10% dos pecuaristas brasileiros utilizam o melhoramento genético como ferramenta no seu dia a dia. E, por isto, este é o grande desafio para a ABCZ nos próximos anos. Queremos entregar um programa capaz de ajudar na prática os produtores no seu dia a dia. Este é o sentido do melhoramento genético, identificar e selecionar os melhores animais, aqueles capazes de aumentar a produtividade e consequentemente aumentar o lucro da propriedade. A ABCZ está investindo muito no melhoramento, desde contratação de consultorias especializadas e qualificação do seu corpo técnico, até na forte pro-


Foto: Leandro Gasparetti

produtividade

ebuínos está crescendo entre os criadores moção do programa. Precisamos contar com o apoio dos produtores para alavancar o programa. Sabemos que quanto maior a base de dados melhor à qualidade do número, por isso, é muito importante que todo participem”, afirma o presidente da ABCZ, Luiz Claudio Paranhos. Completando 21 anos em 2014, o PMGZ conta com uma base de dados que começou a ser construída em 1968. Desde então, foram estudados 1,8 mil rebanhos. Hoje o programa é constituído por 200 mil matrizes ativas e tem a entrada de mais de 230 mil novos animais por ano. Em volume, já deixou para trás a marca dos 9 milhões de indivíduos avaliados – o maior banco de dados de raças zebuínas do mundo. Para os criadores de raças zebuínas leiteiras, a ABCZ disponibiliza especificamente o PMGZ Leite. A base de dados do programa é do Controle Leiteiro da ABCZ, que foi iniciado em 1976 e tem atualmente 750 rebanhos inscritos. Os criadores que aderem ao PMGZ Leite podem consultar as tendências genéticas de evolução do rebanho próprio e comparar com a evolução da raça em nível nacional, conduzir os acasalamentos de forma que sejam privilegiadas determinadas características desejáveis para a seleção, pesquisar todo o seu plantel de touros, vacas e animais jovens, além dos touros de acesso público. Além disso, é possível

monitorar o coeficiente de endogamia e estabelecer as melhores estratégias genéticas e econômicas para o futuro do plantel. Uma das metas do PMGZ Leite é conscientizar o criador da importância de fazer a pesagem do leite de todas as vacas do rebanho que são trabalhadas na seleção do zebu leiteiro. “Temos uma preocupação forte com o controle leiteiro seletivo que é um fator de impacto negativo na precisão e na confiabilidade das avaliações genéticas. Nossa intenção com esse pacote de informações para a gestão e seleção do rebanho somado aos novos valores de

investimento, é tornar o sistema atrativo de forma que os criadores passem a controlar todo o rebanho”, diz o superintendente Técnico da ABCZ, Luiz Antonio Josahkian. Como forma de estimular a adesão dos associados, a ABCZ oferece descontos escalonados nos valores do PMGZ Leite. A promoção prevê abatimento de 50% no valor do Relatório Individual de Lactação (RIL) que é de R$ 90,10 por animal. Esse desconto é para a faixa inicial, onde estão os criadores com até 51 fêmeas em lactação e a porcentagem sobe conforme aumenta o volume de animais controlados.

Superintendente Técnico da ABCZ, Luiz Antonio Josahkian.

11


AgroInfo

Cadastro Ambiental

Prazo termina Proprietários devem fazer o cadastro pelo Sicar-SP –

P

or determinação do Novo Código Florestal, instituído pela Lei 12.651 de 2012, toda propriedade ou posse rural deve ser cadastrada no sistema. No estado de São Paulo, o prazo para o preenchimento do CAR vai até 6 de maio. Das 330 mil propriedades rurais existentes em todo o estado, em torno de 43 mil já fizeram o cadastro, o que corresponde a 25%. O CAR (Cadastro Ambiental Rural) é um sistema de informações para auxiliar no processo de regularização ambiental das propriedades, com o levantamento de informações georreferenciadas do imóvel, delimitação das Áreas de Proteção Permanente (APP), Reserva Legal (RL), remanescentes de vegetação nativa, área rural consolidada, áreas de interesse social e de utilidade pública. Trata-se de uma ferramenta importante para auxiliar no planejamento do imóvel rural e na recuperação de áreas degradadas, contribuindo para a conservação do meio ambiente e melhor qualidade de vida para todos. Além disso, a inscrição no CAR é fundamental para que o produtor rural tenha segurança jurídica em sua atividade, ou seja, tenha tranquilidade para planejar ações e tomar decisões a curto, médio e longo prazo, garantindo a geração de emprego e renda.

12

Quem fizer o cadastro estará adimplente com o sistema e terá benefícios como: - poderá fazer a regularização ambiental de sua propriedade ou posse rural - suspensão de sanções em função de infrações administrativas por supressão irregular de vegetação em áreas de APP, Reserva Legal e de uso restrito, cometidas até 22/07/2008 - acesso ao crédito e ao seguro rural - dedução de Áreas de Preservação Permanente, Reserva Legal e Uso Restrito na base de cálculo do Imposto Territorial Rural – ITR, gerando créditos tributários - acesso à linhas de financiamento para atender iniciativas de preservação voluntária de vegetação nativa, proteção de espécies da flora nativa ameaçadas de extinção, manejo florestal e agroflorestal sustentável, recuperação de áreas degradadas, pagamento por serviços ambientais - isenção de impostos para os principais insumos e equipamentos utilizados para a recuperação e manutenção de áreas de APP, Reserva Legal e de uso restrito. Caso uma propriedade ou posse não esteja inscrita no CAR até o limite do prazo, seu proprietário ou posseiro poderá sofrer sanções como adver-

tências ou multas, além de não poder mais obter nenhuma autorização ambiental ou crédito rural. E somente com o CAR será possível aderir ao PRA (Programa de Regularização Ambiental), que permitirá obter o uso consolidado em Áreas de Preservação Permanente que já estavam sendo utilizadas em 22 de julho de 2008, conforme os critérios da Lei. Mobilização para atender o produtor e o prazo estabelecido “A Secretaria de Agricultura e Abastecimento coordenou uma força tarefa para o preenchimento em todo o estado. Convocou todas as suas equipes, articulou parcerias com sindicatos e entidades rurais importantes, como a Faesp, para que todo o apoio seja oferecido ao produtor rural no momento do preenchimento do CAR”, afirmou o secretário Arnaldo Jardim. Os técnicos da CATI (Coordenadoria de Assistência Técnica Integral), da Secretaria de Agricultura, nas 40 Regionais distribuídas em todo o estado de São Paulo, estão prontos para auxiliar no preenchimento do Cadastro que, independentemente da situação de suas terras – com ou sem matrícula, registro de imóveis ou transcrições -, deverão fornecer os dados. Além da CATI, o produtor poderá contar com o apoio e a orientação dos demais


iental Rural

Foto: Divulgação

ina em 6 de maio Sistema do Cadastro Ambiental Rural de São Paulo órgãos da Secretaria de Agricultura e Abastecimento de São Paulo. Agora, o maior desafio é correr contra o tempo e regularizar o maior número possível de propriedades rurais. É importante lembrar que o CAR não diz respeito à regularização fundiária e não tem valor para esse fim. Tem como objetivo conciliar as atividades agrícolas com a conservação do meio ambiente. O cadastro é declaratório. O Cadastro Ambiental Rural dos produtores paulistas pode ser feito on-line, por meio do sitehttp://www. ambiente.sp.gov.br/sicar/. Em caso

de dúvidas, basta visitar as Casas da Agricultura da CATI, os escritórios da Secretaria Estadual do Meio Ambiente, Prefeituras Municipais e Sindicatos Rurais. Somente com a inscrição no CAR será possível aderir ao Programa de Regularização Ambiental. PRA - Programa de Regularização Ambiental O PRA, que deve ser implantado pelos estados brasileiros por determinação do Código Florestal, foi instituído em São Paulo pela Lei 15.684, de 14 de janeiro de 2015. É o conjunto de ações e iniciativas de cada estado e dos pro-

prietários e possuidores rurais com o objetivo de adequar e regularizar as propriedades, abertas antes de 22 de julho de 2008. Com o cumprimento da lei, a regularização das propriedades trará benefícios para toda a população paulista e garantirá ao estado de São Paulo uma recomposição de 1,62 milhão de hectares, resultando num aumento de 6,54% de área de vegetação nativa. Fonte: Secretária da Agricultura e Abastecimento

13


AgroInfo

AGENDA eventos CURSOS Conferência Facta 2015 – Fundação Apinco de Ciência e Tecnologia Avícola - De 26 à 28 de Maio – Campinas/SP - Local: Expo Dom Pedro – Informações: (19) 3243-6555 O Sindicato Rural de S.J.Rio Preto/SP, oferece vários cursos gratuitos: sangria em seringueiras, inseminação artificial, olericultura orgânica, processo artesanal de carne bovina, suína, peixe e frango, artesanatos rurais e outros. Maiores informações: (17) 3232-5115. Curso de Arrais – Amador e Motonauta: Inscrições podem ser feitas todo mês na Loja Pescaça Boats em São José do Rio Preto/SP – (17) 3226-3353 I Workshop Internacional de Ambiência de Precisão -12 a 15 de Maio – Local: Auditório da Faculdade de Engenharia Agrícola da UNICAMP – Campinas/SP Simpósio Internacional sobre Biotecnologia Florestal para Agricultura Familiar – 19 a 22 de Maio – Local: Hotel Golden Tulip Internacional Foz – Foz do Iguaçu/PR VII Congresso Brasileiro de Soja – 22 a 25 de Junho – Local: Centro de Convenções – Florianópolis/SC

Congresso Brasileiro do Agronegócio Abag e Reed Exhibitions Alcantara Machado anunciam parceria para realização do mais importante

A

s diretorias da Abag – Associação Brasileira do Agronegócio e da Reed Exhibition Alcantara Machado estão anunciando uma parceria que permitirá realizar nos dias 3 e 4 de agosto, em São Paulo, a 14ª edição do Congresso Brasileiro do Agronegócio. Até o ano passado, o evento vinha sendo organizado exclusivamente pela Abag tendo reunido em sua última edição, num único dia, 800 participantes na plateia e 5 mil internautas acompanhando interativamente a programação, pela webtv. “Sustentar é Integrar” é o tema oficial do Congresso deste ano, justificado pelo presidente da Abag Luiz Carlos Corrêa Carvalho (Caio), pelo fato de ter sido tratado implicitamente nos últimos anos. Caio acentua que o crescimento da renda no campo traz várias consequências positivas e negativas ao meio rural e aos hábitos alimentares. Ele cita André Lara Rezende que, em seu recente artigo “Armadilha do Crescimento”, destacou que o crescimento exuberante dos negócios traz também problemas de diversos níveis que, por vezes, exigem mais atenção à segurança e à sustentabilidade com maior integração entre os agentes desse crescimento. “O Brasil, particularmente, precisa de uma mentalidade coletiva e integradora, para substituir velho modelo desenvolvimentista, por

RODEIO / CAVALGADA / PROVAS CRONOMETRADAS Rodeio Show Palestina – 27 a 30 de Maio – Palestina/SP 15ª Prova do Issao – Rancho Quarto de Milha - 01 a 03 de Maio em Presidente Prudente/SP 29ª Festa do Peão de Americana – 03 a 14 de Junho – Americana/SP 52ª Festa do Peão de Paulo de Faria – 04 a 07 de Junho – Paulo de Faria/SP 14

Fonte: Assessoria de Imprensa - Foto: Wenderson Araujo

Presidente da Abag Luiz Carlos Corrêa Carvalho e o presidente da Reed Exhibitions Alcantara Machado Juan Pablo de Vera

outro mais moderno e sustentável que abranja toda cadeia do agronegócio”, defende Caio. Ele crê que é nesse sentido que os temas e debates do Congresso devem contribuir para que o setor mantenha e até cresça sua participação de ¼ do volume do PIB brasileiro e que, nas próximas três ou quatro décadas, possa atender, em até 40%, as necessidades de suprimento de alimentos no Planeta, conforme estimado pela FAO/ ONU. Na edição de 2015, o Congresso será formatado em dois dias consecutivos. No primeiro, serão 4 painéis cujo temário irá abordar “Agronegócio Brasileiro – Produção 365 Dias”, “Grãos, Proteína Animal, Floresta Plantada e Palma”, “Alimento e Energia”, “Segurança Alimentar e Renda”. No segundo dia, o congresso abrigará um Fórum, com dois assuntos distintos: “Alimentos” e “Logística”. O presidente da Reed Exhibitions Alcantara Machado Juan Pablo de Vera exulta a criação dessa parceria, entendendo que duas “grifes” como Abag e Reed poderão tornar o Congresso o mais importante evento da inteligência do agronegócio no Brasil, e conclama os empresários a promover investimentos nesse acontecimento, como forma de projetar suas marcas num dos segmentos que menores impactos sofrerão ante os ajustes econômicos que o governo brasileiro está realizando.


2 2 ª F e i r a I n t e r n a c i o n a l d e Te c n o l o g i a A g r í c o l a e m A ç ã o

O DNA do

Agronegócio A Agrishow é uma das maiores e mais completas feiras de tecnologia agrícola do mundo.

Um ambiente de atualização profissional, lançamentos, divulgação das próximas tendências do setor e onde grandes tecnologias são de fato demonstradas durante o evento. • 160 mil visitantes qualificados, de 71 países; • 440 mil m² de área de exposição; • 800 marcas presentes no evento.

De 27 de Abril a 01º de Maio Das 8h às 18h - Ribeirão Preto - São Paulo www.agrishow.com.br

/agrishow

Patrocinadores:

Realização:

Promoção & Organização:

MENORES DE 14 ANOS DEVEM ESTAR ACOMPANHADOS DOS PAIS E/OU RESPONSÁVEIS.

15


Agroleilão

AGENDA eventos EXPOSIÇÕES / ENCONTROS ExpoZebu – 81ª Exposição Internacional de Gado Zebu Produtos / Serviços - 03 a 10 de Maio em Uberaba/MG Facilpa - Exposição Agropecuária, Industrial e Comercial - 08 a 17 de Maio em Lençóis Paulista/SP Expo Fernandópolis – 14 a 24 de Maio – Fernandópolis/SP Expoarroz 2015 - 05 a 08 de Maio Local: Centro de eventos Fenadoce - Pelotas/RS AgroBrasília – Feira Internacional de tecnologias e negócios agropecuários - 12 a 16 de Maio – Local: Parque Tecnológico Ivaldo Cenci – Brasília/DF EXPOSUL - Exposição Agropecuária, Industrial e Comercial de MS – 03 a 07 de Junho – Local: Parque de Exposições do Sindicato Rural de Chapadão do Sul – Chapadão do Sul/MS

Leilões: Leilão Essência do Tabapuã – 05 de Maio – Local: Tatersal Rubico de Carvalho - Parque Fernando Costa (ABCZ) – Uberaba/MG 12º Leilão Haras Flor do Campo / Haras São Jorge / Haras RLT 16 de Maio – Local: Jockey Club Sorocaba - Sorocaba/SP – Informações: (15) 3293- 1177 6º Leilão Criadores do Mato Grosso & Convidado Especial Haras Twin Brothers – 29 de Maio – Local: Haras Twin Brothers - Cuiabá/MT Informações: (14) 9148-5225 5º Leilão Quarter Horse In Family 19 e 20 de Junho em São José do Rio Preto/SP 10º Leilão Haras Sacramento 25 de Julho – Local: Parque de Exposições Fernando Cruz Pimentel (EMAPA) – Avaré/SP – Informações: (14) 9148-5225 16

Astros da Arena e já planeja terceira

O

sucesso foi tanto que mais uma vez a capital do rodeio, São José do Rio Preto (SP), promoveu o Leilão Astros da Arena No dia 18 de março, às 14 horas, no Recinto de leilões Anísio Haddad, aconteceu o segundo Leilão Astros da Arena, promovido pelo Médico Veterinário Paulo Belarmino. A segunda edição do Leilão Astros da Arena foi um sucesso, o evento reuniu os melhores touros de rodeio da atualidade, em um só lugar, oferecendo qualidade e confiança aos criadores que tinham interesse em adquirir animais Foram ofertados renomados touros de rodeio, comprovados nos maiores rodeios do Brasil e criados pelos maiores tropeiros e empresários do ramo. Foram ofertados também, touros jovens e fêmeas de genética de pulo, que são filhos e filhas, netos e netas, irmãos e irmãs de renomados touros em atividade ou até mesmo de renomados touros que já morreram, com exames de DNA confirmando seu parentesco com os touros divulgados. O evento superou as vendas da edição anterior e o público também, aproximadamente 250 pessoas, entre convidados, compradores e vendedores, estiveram no local. O evento, que ganhou a confiança dos investidores, atraindo sempre empresários como parceiros na realização do evento, com qualidade de animais, bom atendimento e segurança nas negociações, vem se destacando no cenário do Rodeio Brasileiro e marcando data como um evento anual que abre a temporada de rodeios. No segundo Leilão Astros da Arena o total de vendas foi R$ 387.000,00, o touro mais caro foi o touro Problema, da Cia. Maximus, adquirido pela Cia. Euripinho Sollo, pelo valor de R$ 92.500,00. Em breve a data da terceira edição do Leilão Astros da Arena será divulgada.


Fotos: Leandro Gasparetti

rena repetiu o sucesso terceira edição!

17


AgroTecnologia

Fonte: Embrapa Meio Ambiente - Foto - Aldeir Chaim

Tecnologia reduz quantidade de agrotóxicos

O

sistema de pulverização eletrostática desenvolvido pela Embrapa reduziu mais de 90% a quantidade de agrotóxicos comumente aplicada na pulverização convencional. Essa foi a conclusão de uma avaliação feita pela B&D Equipamentos Agrícolas que testou a tecnologia em estufas da empresa Kiara Foods para o controle da mosca- branca em hortaliças. Essa praga é considerada de difícil controle e ataca diversas espécies vegetais. A Embrapa assinou recentemente com a B&D um contrato de licenciamento para a produção e comercialização do pulverizador pneumático eletrostático. Os resultados dos testes, disponíveis napágina da empresa parceira, surpreenderam o pesquisador Aldemir Chaim, da Embrapa Meio Ambiente (SP), que coordenou o desenvolvimento da tecnologia.

“Além dos aspectos relacionados à economia para o produtor, deve ser levada em consideração a redução de impacto ambiental pela diminuição das perdas de agrotóxico e de resíduos nos ali-

18

mentos,” pondera o pesquisador informando que a Embrapa deverá realizar mais testes em campo para comprovar esses resultados, inclusive utilizando o equipamento para aplicar produtos biológicos. “Com a pulverização eletrostática, as ninfas [insetos na fase jovem] que se escondem na parte inferior das folhas são atingidas pelo químico aplicado,” diz Chaim. Ele explica que eficiência é decorrente da atração eletrostática do agrotóxico: o produto possui uma carga elétrica oposta à da planta, o que provoca sua aderência mesmo nas áreas de difícil acesso, como a parte de baixo das folhas, por exemplo. Com pedido de patente solicitado em 2013, o bico pneumático eletrostático da Embrapa produz um dos maiores índices de carga de eletrificação de gotas já registrados no mundo para esse tipo de equipamento, o que resulta em maior atração à superfície das plantas. Chaim detalha que o resultado também ocorre devido ao tamanho reduzido das gotas que o dispositivo da Embrapa produz. “Com diâmetro abaixo de 40 micrômetros, as gotas são levadas para o interior das plantas

pelo próprio jato de ar que pulveriza o líquido proporcionando o atingimento de regiões escondidas,” explica. Para se ter uma ideia, um fio de cabelo fino tem cerca de 60 micrômetros de diâmetro. Outra vantagem da tecnologia no combate ao inseto é uma turbulência produzida pelo bico que provoca o voo das moscas. “Esses insetos em voo se chocariam imediatamente com uma gigantesca nuvem de minúsculas gotas eletrificadas, essa é minha hipótese para explicar em parte essa grande eficácia da tecnologia,” analisa Chaim. Além das vantagens econômicas, a redução da quantidade de agrotóxicos também resulta em menor impacto ambiental provocado por perdas e carreamento desses químicos bem como reduz seus resíduos nos alimentos. Para o pesquisador, o custo de desenvolvimento de novas moléculas de agrotóxicos é extremamente oneroso para as indústrias. Não é raro o aparecimento de resistência das pragas a moléculas de agrotóxicos, o que gera grandes prejuízos financeiros para essas empresas, pois são obrigadas a retirá-los do mercado antes de recuperarem os seus investimentos de pesquisa. Assim, uma tecnologia de aplicação de agrotóxicos mais eficientes, pode aumentar a vida útil de comercialização dos agrotóxicos, bem como a eficiência no controle das pragas e doenças. Atualmente coordenado por Chaim, o Laboratório de Tecnologia de Aplicação de Agrotóxicos da Embrapa Meio Ambiente estuda a pulverização eletrostática desde 1984. “Trata-se de um trabalho muito complexo que exige considerar variáveis como posicionamento de eletrodos, influência da vazão dos líquidos, riscos de fuga de corrente, entre outros”, detalha. Para complicar, as caldas de agrotóxicos apresentam condutividades elétricas diferentes, o que, em alguns casos, pode gerar curto-circuito com uma fina camada líquida na ponta do bico, problema que compromete a eficiência na geração das gotas eletrificadas.


19


AgroRodeio

Foto: Leandro Gasparetti

Country Bulls inicia a venda de ingressos O s ingressos para a 19ª edição do Rio Preto Rodeo Country Bulls já estão à venda, nos shoppings Iguatemi e Cidade Norte. Nos estandes, o público garante os passaportes para as arquibancadas cobertas, camarotes e para o Vip Bulls, espaço locali-

manentes, em dois pontos distintos: um na região Norte, uma das mais populosas de Rio Preto, e a outra na região Sul, onde há grande concentração de pessoas da região”, explica Paulo Emílio Marques, presidente do Country Bulls.

zado bem em frente ao palco principal, pertinho dos artistas. Os valores podem ser conferidos no site oficial do evento, onde também serão vendidas as entradas. “Quero facilitar a locomoção e a forma de as pessoas adquirem os convites e per-

A grade de shows do Rio Preto Rodeo Country Bulls deste ano contemplou os artistas que estão nas paradas de sucesso em todo o país e surpreendeu o público ao anunciar Cristiano Araújo no dia 16, Jorge & Mateus no dia 17, Henrique & Juliano, 18, e para fechar, no domingo, as duplas Matogrosso & Mathias e Carreiro & Capataz no aguardado “Encontro dos Brutos”, com muitos clássicos do sertanejo raiz. Apenas a grade de shows da primeira noite não foi divulgada. “Estamos preparando uma surpresa para o público, já que dedicamos parte da renda adquirida com a venda de ingressos para entidades assistenciais da cidade. Mas, o que posso garantir é que também teremos grandes nomes da música no palco”, diz Paulo Emílio Marques, organizador do Country Bulls. Além dos shows, o público terá ainda provas de arena como Três Tambores, Rodeio em Carneiro, Team Penning e as tradicionais disputas internacionais da montaria em touros, com etapa da PBR (Professional Bull Riders) Brasil, onde os pontos conquistados serão válidos para o ranking mundial.

20

Exposição O Shopping Cidade Norte colocou em exposição no mês de abril a história da Cia de Rodeios Paulo Emílio, uma das companhias de maior sucesso do país e que surgiu há mais de 20 anos depois que o ex-peão de rodeios que dá nome a companhia atendeu ao pedido de seus pais para deixar as arenas e passar a administrar a marca que, entre vários sucessos, teve em seu plantel o lendário Touro Bandido, conhecido internacionalmente como o mais feroz animal das arenas. A Cia de Rodeios Paulo Emílio é ainda responsável pela realização do Rio Preto Rodeo Country Bulls, um dos maiores realizados no país e que chega a 2015 com sua 19ª edição. Na exposição, o público conferiu todos os cartazes que fizeram parte do evento, e ainda pode ouvir em fones de ouvido interativos as músicas e cantores que fizeram sucesso em cada uma das edições. Rio Preto Rodeo Country Bulls Considerada uma das três maiores festas de peão do país, o Country Bulls movimenta mais de R$ 2 milhões em negócios para a região de Rio Preto, além de fomentar o turismo. A solidariedade também é destaque no evento. Parte da renda adquirida com a venda de ingressos na primeira noite é dedicada para entidades assistenciais da cidade. Ao todo, são gerados aproximadamente 1500 empregos diretos e indiretos.

19ª edição do Rio Preto Rodeo Country Bulls De 15 a 19 de julho de 2015, no Recinto de Exposições de Rio Preto www.countrybulls.com.br


21


Tabapuã AgroCapa

Apaixonados pela raça! Além da credibilidade de anos no ramo da Engenharia Civil, José Maria Borges e Felipe Calochi, ganham destaque também na pecuária através da criação da raça Tabapuã.

PARCEIROS:

TELHAS TERMO-ACUSTICAS, TELHA PRÉ-PINTADAS,PERFIL ESTRUTURAL, ACESSORIOS PARA FIXAÇAO. J.RIO-DANDO A MAIOR COBERTURA. Av. Nossa Senhora da Paz, 2275 17.3215-9455 - São José do Rio Preto-SP

22

(17) 3229-4552 - São José do Rio Preto/SP


Fotos: Leandro Gasparetti

A

raça com características de grande habilidade materna, docilidade, excelente conformação e acabamento de carcaça, é, sem dúvida alguma, de grande valia para desenvolvimento econômico do país e por isso a raça foi escolhida pelos sócios da Santa Paulina Engenharia. A escolha pela raça se deu também pela docilidade e pela beleza do Tabapuã, explica José Maria Borges. O rebanho da raça Tabapuã, de José Maria e Felipe fica na propriedade Estância Santa Paulina, em Potirendaba (SP), são 36 alqueires privilegiados, um lugar lindo, encantador e produtivo, com muitos recursos naturais. Além da

pecuária a propriedade cultiva seringueira . A Estância Santa Paulina é tão surpreendente que serve também de abrigo para o retiro dos missionários da Canção Nova. No meio do rebanho da raça Tabapuã na Estância Santa Paulina, destaque para CARDANA, uma vaca adulta, de dois anos e 5 meses com histórico de muitos títulos, o mais recente foi na Expo Rio Preto em março deste ano, ela venceu na categoria Vaca adulta e foi a Grande campeã. No ranking da Associação Brasileira dos Criadores de Tabapuã – ABCT, ela está em segundo lugar com Melhor Fêmea Adulta. Para os pecuaristas que escolhem o

Tabapuã está sendo um ótimo investimento. A raça, teve um crescimento de 12%, e foi considerado a melhor raça e comercializações de leilões do ano passado. Estando 3% a frente do Nelore. Segundo o presidente da ABCT, Marcelo Ártico, isso se deve especialmente aos resultados obtidos com os animais na pecuária de corte de curto ciclo. ``Observa-se que este tipo de vertente tem sido encontrado frequentemente nos criatórios que escolheram o Tabapuã com melhor opção entre os Zebuínos``. No último ano, houve um aumento expressivo na quantidade de leilões realizados.

Os criadores, José Maria Borges e Felipe Calochi com a Cardana, abaixo a entrada da Estância Santa Paulina

Avenida Murchid Homsi, 577 -

(17) 3215 9500 - São José do Rio Preto-SP

Av. Otaviano Fava, 8730 – Jardim Viena São José do Rio Preto – SP

Tel: (17) 3016-1144

Rua José Scamardi, 263 - Distrito Industrial (17) 3216-6818 - São José do Rio Preto-SP

23


AgroEmpresa

24


Touro Baleado

Fotos: AndrĂŠ

25


AgroHumor

PROSAS & CAUSOS COM

TONHO PRADO Oi gente é ieu Tonho Prado!

É com grande felicidade e orguio que venho avisar todos vocês, que agora eu vou fazer parte dessa grande revista, contando para todos vocês os mais divertidos e engraçados causos e prosas, desse caipira. Olha que bão, agora vamos estar mais juntinhos a cada edição na revista MAGAZINE AGROFEST.

Cumpadre esperto

www.tonhoprado.com.br

Um Cumpadre amigo meu, meio esperto, na companhia de um cachorro, pede dinheiro na rua e carrega uma placa onde está escrita e seguinte frase: “Dê esmola ao pobre ceguinho, pelo amor de Deus.” Um ladrão vê o cumpadre e fica observando-o durante um bom tempo. Quando percebe que a caixinha do

Eita meu povo, essa criançada só apronta! O Joãozinho pergunta para a professora: – Professora, como se faz pra colocar um elefante na geladeira? E a professora: – Não sei… Como é? – Abre a porta da geladeira e coloca ele lá. E como se faz pra colocar uma girafa dentro da geladeira? A professora se achando esperta responde: – Abre a porta e coloca ela lá… – Não professora, primeiro tem que tirar o elefante que está lá e depois colocar a girafa. A professora faz uma careta. – Professora! – diz Joãozinho. – O

Desculpe-me, chefe, posso falar com o senhor? – Claro Tonho, venha. O que posso fazer por você? – Bem, chefe, como o senhor sabe, eu tenho sido um empregado desta prestigiada empresa há mais de dez anos. – Sim. – Eu não vou ficar enrolando. Chefe, eu gostaria de um aumento. Eu tenho atualmente duas companhias atrás de mim e então por respeito eu decidi 26

leão, rei da floresta, fez uma festa, e todos os animais foram, menos um. Qual era? – Não sei, Joãozinho… – A girafa. A coitada ainda estava na geladeira! A professora dá uma risadinha. – Professora! – O QUE É, JOÃOZINHO? – Como se faz pra atravessar um rio cheio de jacarés? – Pega um barco e atravessa, Joãozinho. – Não, atravessa nadando. – Mas e os jacarés, Joãozinho? – Estão na festa do leão!

O aumento

falar com o senhor primeiro. – Um aumento? Gostaria muito de lhe dar um aumento Tonho, mas esse não é um bom momento. – Eu entendo a sua posição, e eu sei que a recessão econômica tem tido um impacto negativo sobre as vendas, mas você também deve levar em consideração o meu trabalho duro, proatividade e lealdade com esta empresa por mais de uma década. – Levando em conta esses fatores,

cumpadre já está cheia de dinheiro, decide roubá-la. Sem medo de ser notado pelo cego, o malandro vai em direção a ele e, no momento em que vai pôr as mãos na grana, é surpreendido pelo sujeito, que começa a lhe dar uma tremenda surra. O ladrão, então, grita indignado: — Mas você não é cego? — Não, cego é o cachorro!

Uai Zé Ai gente eu convidei o Zé pra nois almoça junto, e só haviam 2 pedaços de carnes na panela. Zé se serviu primeiro e pegou logo o maior pedaço de carne, É claro que reclamei: – Uai Zé, cê num pode fazê isso não! – Isso o quê, Tonho? – Cê foi o primero a pegar a comida, e colocô o maior pedaço pro cê. É farta de educação. – Se fosse o cê, qual iria pegá? – Uai Zé, o menor. – Então tá tudo joia, de todo jeito o maior ia ser meu mermo.

e considerando que eu não quero perder funcionários, eu estou disposto a te oferecer um aumento de dez por cento e cinco dias extras nas suas férias. O que acha disso? – Está ótimo! Eu aceito! Obrigado, chefe! – Antes de ir, só por curiosidade, quais companhias estavam atrás de você? – Ah, a companhia de luz e a companhia de água!


Fotos: Leandro Gasparetti

Preparativos para o 10º Monte Aprazível Rodeio Festival

A

inda faltam praticamente quatro meses, mas o Clube dos 22, responsável pela organização e realização do Monte Aprazível Rodeio Festival, já está a todo vapor cuidando dos preparativos da 10ª edição que promete ficar para a História. O evento que está programado para acontecer de 12 a 15 de agosto, contará com rodeio em Touros e Três Tambores, além de já contar com alguns shows confirmados para a sua grade, dentre eles,

Bruno & Marrone e Trio do Brasil. “Já podemos antecipar que na quarta e quinta, que haverá rodeio e shows, os portões serão abertos ao público com o apoio da Prefeitura e Câmara Municipal” afirma o presidente do Clube dos 22, Fábio Miguel, que conta com a ajuda do Vice, Eloy Gonçalves e do Diretor, Romulo Cury. Mais informações pelo fone: (17) 3275-1773.

Presidente do Clube dos 22 de Monte Aprazível, Fábio Miguel e o Vice, Eloy Gonçalves. 27


AgroRodeio

Fotos: Ricardo Mariotto

ANTT bateu recorde de inscritas em Colorado 2015!

T

odos os anos a espera pela etapa em Colorado é grande. Além da recepção nota mil, a ANTT registra sempre recorde de participações. Em 2015 não foi diferente. Etapa super concorrida, com 108 inscrições em todas as categorias, sendo 76 só na Feminina! Foi um sucesso a 2ª etapa do Campeonato Nacional de Três Tambores, promovida pela Associação Nacional de Três Tambores. A prova

aconteceu na Festa do Peão de Boiadeiro de Colorado, Paraná, de 27 a 29 de março. As provas foram realizadas na arena principal do Parque Benedito Inácio Ribeiro, que tem capacidade para abrigar 20 mil pessoas sentadas nas arquibancadas. Entre os destaques do final de semana, o delicioso café da manhã oferecido pela UCB Saúde Animal, patrocinador de ANTT, e ainda os cavalos foram pontuados para registro

de mérito na ABQM nas categorias Feminina e a Exibição. Com Smokey Caprice, Tânia Saldanha levou a melhor na Feminina e ganhou etapa ao somar 45s561. Pela Mirim, a pequena Joana Maria Zaia foi a campeã em Colorado. Montando Penny Lane somou em três passadas 46s916. Com o resultado, pulou de sexto para terceiro no ranking da categoria.

RESULTADOS Feminina 1ª – Tânia Saldanha - Smokey Caprice – Assis – 45s561 2ª - Fernanda Jurca - Jay Jay Dash – Bebedouro - 45s602 3ª - Keila Mendonça - Victoria Skippy San – Pindamonhangaba – 45s603 4ª - Fatiana Ferreira - Exclusive Moon – Guaíra – 45s680 5ª - Karina Bérgamo - Lider Cromita Dash – Votuporanga – 45s738 6ª - Mariana Bomtempo - Darling Ferrari SF – Assaí/PR – 45s827 7ª - Leticia do Valle - White Wars Agae - Presidente Prudente – 46s011 8ª - Leticia Padilha Peres - Anjo Shine – Dracena – 46s051 9ª - Heloá Karoline Moura - Mr Lider Lena – Sabaudia/PR – 46s197 10ª - Caroline Rugolo - PG Blue Max Jazzy – Tietê – 46s240 Mirim 1ª - Joana Maria Zaia - Penny Lane - Sta Cruz do Rio Pardo – 46s916 2ª - Tarcila Ferguson - Xiguara Red Boy - Rio Verde/GO - 47s022 3ª - Eduarda Peres - Tina Cody SMA – Potirendaba – 47s226 4ª - Maria Eduarda Krieck - Wrangler Agae – Paraty/RJ – 47s408 5ª - Ellen Yamauchi - Venas Bee Peppy – Bastos – 48s118

28


AgroEmpresa

Foto: Divulgação

Bigtires – Pneus pesados a um click

A

Bigtires faz parte de um grupo consolidado no Brasil há mais de 25 anos, a marca surgiu para levar ao consumidor final a facilidade e praticidade na compra de pneus pesados pela internet. Com o crescimento continuo da tecnologia e das compras pela internet o presidente da Bigtires que já administrava a empresa importadora de pneus com uma alta variedade de medidas e marcas com foco na distribuição de para revendas, analisou a viabilidade da venda de pneus pela internet e iniciou o projeto. Em outubro de 2014 a loja virtual foi ao ar trazendo grandes desafios e entendimento sobre o mercado brasileiro e suas necessidades.

A Big tires comercializa pneus agrícolas, florestais, industriais, câmaras de ar para todos os segmentos e inicia recentemente a comercialização de pneus maciços, carga , protetores e também pneus nacionais para atender a necessidade de diversos clientes. A Matriz está localizada em São Paulo e conta com 4 filiais de apoio sendo: Paraná, Santa Catarina, Minas Gerais e Pará.. O objetivo da bigtires é tornar possível o acesso de todos a produtos do nosso segmento com agilidade, qualidade e preço justo. Para acessar a loja virtual: www.bigtires.com.br

PNEUS PNEUSPESADOS PESADOSTEM TEMUM UMNOVO NOVO CAMPO CAMPOPARA PARADESFILAR: DESFILAR: AAINTERNET INTERNET www.bigtires.com.br www.bigtires.com.br

Agrícola Agrícola Carga Carga Florestal Florestal Fora Forade deestrada estrada(OTR) (OTR) Industrial Industrial Câmaras Câmarasde dearar

VISITE-NOS! VISITE-NOS!

DE DE 9A 9A 1313 DE DE JUNHO JUNHO DE DE 2015 2015 SÃO SÃO PAULO PAULO - SP - SP| |EXPO EXPO IMIGRANTES IMIGRANTES 1111 3933.2626 3933.2626 1111 97024.1937 97024.1937 vendas@bigtires.com.br vendas@bigtires.com.br facebook.com/bigtirespneus facebook.com/bigtirespneus bigtires_pneus bigtires_pneus

29


AgroGenética

Pesquisadores brasileiros o genoma do Gir Leiteiro

O

sequenciamento do genoma da raça bovina Gir Leiteiro está concluído. O feito tem importância histórica, já que é o primeiro sequenciamento do genoma de um mamífero feito por equipe 100% brasileira. O avanço científico também traz perspectivas muito otimistas para o setor produtivo, pois completa a outra metade do quebra-cabeça que forma a genética do Girolando. Este híbrido das

raças Gir e Holandesa é responsável por mais de 80% do leite produzido no Brasil. A cadeia leiteira detém o maior faturamento do agronegócio nacional e é a que mais gera emprego, principalmente no interior, já que apenas 50 municípios não produzem leite no país. O genoma da vaca holandesa foi sequenciado em pesquisas nos Estados Unidos. É o animal de produção cujas pesquisas genômicas estão mais adiantadas e com melhores resultados na aplicação comercial. Agora, com as informações sobre o DNA da raça Gir organizadas, o trabalho de sequenciamento do genoma do Girolando será simplificado. A expectativa é que o resultado seja obtido em um ano, enquanto o sequenciamento do genoma do Gir levou quatro anos para ser concluído, envolvendo pesquisadores da 30

Embrapa, da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e da Fiocruz-Minas. O pesquisador Marcos Vinícius da Silva, líder do projeto na Embrapa Gado de Leite, explica como se dá o processo, comparando o DNA a um quebracabeça: “O genoma já sequenciado das raças puras seriam a foto que vem na caixa do jogo e que serve de guia para a montagem. Temos então duas fotos:

a do Gir e a do Holandês. Partes do quebra-cabeça do Girolando vão seguir a foto do Gir e outras partes seguirão a foto do Holandês. Importante lembrar que são guias apenas. Isto porque o processo de evolução pode gerar novas mutações”. Os estudos levam à identificação dos genes que conferem a animais Gir maior tolerância ao calor e mais resistência a doenças, enquanto genes do Holandês respondem pela maior produção de leite. Mas qual é o impacto para o setor produtivo destes avanços da ciência? Neste contexto, basta compreender que será possível acelerar os ganhos genéticos e otimizar os sistemas produtivos em fatores como produtividade, qualidade do leite e saúde animal. Na medicina, estudos do DNA huma-

no já permitem a execução de procedimentos preventivos para eliminar riscos de desenvolver doenças herdadas geneticamente. Também permitem determinar a dieta e o programa de exercícios físicos adequados com base nas informações genéticas individuais do metabolismo. A precisão que começa a transformar a maneira de o homem lidar com sua saúde também poderá transformar a produção no agronegócio.

DNA Mitocondrial Outra conquista científica foi o sequenciamento do genoma das mitocôndrias dessas raças. Cada célula carrega informações genéticas no núcleo – DNA nuclear – e também no citoplasma – DNA mitocondrial. Este é menor e com poucos genes em relação ao núcleo, porém porta as características de herança materna, enquanto no núcleo são obtidas as informações herdadas do pai. O genoma mitocondrial está relacionado à possibilidade de se verificar a origem do indivíduo, também a de algumas doenças e processos que envolvem grande demanda energética, como a produção de leite. Foram identificadas diferenças relevantes entre os genomas mitocondriais das raças zebuínas, caso do Gir Leiteiro e do Guzerá, quando comparados com raças taurinas, como o Holandês. Ferramentas genômicas Com o genoma sequenciado, o grupo de pesquisa atua no desenvolvimento de ferramentas para a seleção de indivíduos com foco no melhoramento genético das raças. Silva explica que já identificaram variantes específicas nos genes relacionados à tolerância do Gir ao calor, à resistência a doenças e ao metabolismo de lipídios da glândula mamária, que influenciam a concentração e a secreção de lipídios no leite e também o volume da produção leiteira. A avaliação dessas características de maior importância econômica será feita por uma ferramenta genômica,


Foto: Ferdinando Ramos/Expô 2015

rasileiros sequenciam eiteiro que será usada a partir de julho deste ano na escolha dos touros para o préteste de Gir, etapa de classificação dos animais para o Sumário anual de mérito genético. Até o início de 2016, deverão ser disponibilizadas as primeiras ferramentas genômicas aplicáveis ao gado Girolando, que também serão incorporadas ao pré-teste de touros. A estimativa é que a ferramenta tenha custo unitário entre R$ 100,00 e R$ 120,00, investimento recompensado por evitar que animais geneticamente inferiores sejam incorporados ao rebanho. Os resultados científicos relatados foram obtidos em pesquisas financiadas por Fapemig, CNPq e Embrapa. Contam com apoio da Secretaria do Estado de Ciência Tecnologia e Ensino

Superior de Minas Gerais (Sectes/MG), Polo de Genética, Polo de Excelência do Leite, Epamig, Centro Brasileiro de Melhoramento do Guzerá (CBMG) e as associações de Criadores ABCZ e ABCGIL.

Viabilidade econômica As diferentes técnicas de seleção, advindas da genética tradicional, da genética molecular e da genômica, são usadas como estratégias complementares no melhoramento de raças. Uma aplicação prática pode ser feita na incorporação de novos indivíduos ao sistema produtivo. Em bovinos leiteiros, a taxa de substituição gira em torno de 20 a 25%. Se um produtor tem 100 vacas em lactação, por exemplo, irá descartar 20 vacas no ano seguinte e deve substitui-las por

novilhas geneticamente superiores. Em um plantel de 50 novilhas, é indicado fazer uma avaliação genética tradicional, reduzindo o grupo de interesse para 30 novilhas e, só então, genotipar esses indivíduos. A associação das técnicas garante a eficiência tecnológica e econômica da estratégia de seleção. Outra tecnologia, os chips de DNA, tornou possível maximizar os ganhos genéticos por meio da redução do intervalo de gerações e do aumento da intensidade de seleção. A ferramenta pode ser usada para genotipar, por exemplo, touros testados para banco de sêmen, vacas destinadas para leilão e até mesmo embriões. Assim, não é preciso esperar nove meses de gestação até o nascimento para executar a avaliação genética.

31


AgroInfo

Febre Aftosa Campanha começa em maio!

A

febre aftosa é uma doença infecciosa – altamente contagiosa – que acomete animais como os bovinos, ovinos, caprinos e suínos. A enfermidade pode ser transmitida diretamente por meio do contato com animais enfermos, via secreções e excreções, bem como pelas vias aéreas (vírus aerotransportado) ou indiretamente por meio de objetos, veículos ou vestuários que estejam contaminados, e até mesmo pelas pessoas que tiveram contato com animais doentes. Os principais sinais clínicos da doença são febre e aftas (vesículas) na boca, nos espaços interdigitais (meio dos cascos) de animais de casco fendido, nas tetas das fêmeas. Outros sinais da contaminação são: dificuldade de locomoção, salivação (babação), dificuldade de mastigar e engolir alimentos e tremores, dentre outros. A doença nos bovinos acarreta grandes perdas produtivas diretas, quem nos esclarece sobre a prevenção dela é Acácio Rodrigues, médico veterinário do Escritório de Defesa Agropecuária (EDA) de São José do Rio Preto (SP). Qual a importância da vacinação? A vacinação de bovinos e bubalinos é o meio eficaz de prevenção. O estado de São Paulo, juntamente com mais 23 estados brasileiros possui status de zona livre de febre aftosa com vacinação, com reconhecimento internacional pela Organização Mundial de Saúde Animal (OIE). Essa condição de status livre da doença permite as exportações de carne e derivados para vários países. 32

Quando começa e qual prazo final da vacinação? A etapa de vacinação começa no dia 1º e vai até o dia 31 de maio. Nesta etapa são vacinados bovinos e bubalinos (búfalos) de zero a dois ano de idade. Não só na região de São José do Rio preto, mas em todo o estado de São Paulo. Quantas cabeças de gado devem ser vacinadas neste período, tem estimativa? Nesta etapa, na região de São José do Rio Preto devem ser vacinados 166

mil animais. Em todo o estado de São Paulo devem ser vacinados cerca de 4,5 milhões de bovídeos. Quais os animais que devem ser vacinados? Bovinos e bubalinos (búfalos) de zero a dois anos de idade. Com toda a campanha existe ainda pecuarista que não vacina e quais os perigos? Sim. Em maio do ano passado obteve-se 99% de vacinação, sempre aconte-


Fotos: Divulgação - Leandro Gasparetti

ce de um ou dois por cento dos animais ficarem sem tomar a vacina no período determinado, sendo então necessário que funcionários da Coordenadoria de Defesa Agropecuária temem providências, fazendo vacinação assistida nas propriedades retardatárias, com autuação dos proprietários. Isso é necessário, pois o risco de ocorrência de febre aftosa para animais que ficam sem vacina é alto, e se isso acontecer, prejudica todo o comércio de carne e derivados, suspendendo de imediato a exportação desses produtos. Qual o custo da dose de vacina e qual a dosagem para cada animal? Varia de uma loja para a outra. A dose é de 5ml para cada animal. O criador deve comprar a vacina em uma revenda autorizada, vacinar seus animais, depois dirigir à unidade de Defesa Agropecuária mais próxima para fazer a declaração de vacinação, levando junto a nota fiscal das vacinas. Lá, ele preenche um documento que se chama Declaração de Rebanho. Este documento também pode ser tirado pela

internet. O criador tem até o dia 07 de junho para entregar a documentação, caso contrário, ele fica inadimplente. Ele também pode fazer esse registro no sistema on-line, que ele acessa através de uma senha, ou então, entregar na Defesa Agropecuária. Qual a função e a importância da Defesa Agropecuária? A função da Defesa Agropecuária é principalmente manter a sanidade dos rebanhos de produção, seja de bovinos, de aves, de suínos, animais de produção, manter a sanidade destes animais, visando à valorização destes rebanhos e a saúde pública. Quantos municípios a regional da Defesa Agropecuária de Rio Preto atende? 24 municípios. Para adquirir a vacina, Sérgio Oteiro, gerente de vendas Engenheiro Agrônomo da Rio Alta, explica que o produtor deve levar a autorização do órgão responsável: GEDAVE (Gestão de Defesa Animal e Vegetal). O preço gira em torno de R$ 1,50 por dose.

É importante salientar aos leitores da Magazine AgroFest que a Rio Alta está no mercado a 17 anos e a disposição de todos agropecuaristas, disponibilizando uma equipe de vendas capacitada, não só para a compra da vacina da Febre Aftosa, mas também de outros produtos. Colaboraram com está matéria: Sério Oteiro e Teresa Paranhos - Assessoria de Imprensa | Defesa Agropecuária do estado de São Paulo.

Acácio Rodrigues, Médico Veterinário do escritório de Defesa Agropecuária de São José do Rio Preto -SP

33


AgroRodeio

Rodeio de Nova Granada supero

D

e 25 a 28 de março, a cidade de Nova Granada (SP) promoveu a 27ª Festa do Peão, com uma etapa do campeonato da Ekip Rozeta, montarias em touros e cavalos. O evento promovido pelo Clube dos 40 bateu recorde de público. Durante os quatro dias de festa a cidade ficou movimentada, o que foi bom para o comércio local. No rodeio, no Recinto Luís Fernando Ribeiro, tudo saiu como esperado, até melhor que o esperado. No dia do show do cantor Eduardo Costa o público lotou as arquibancadas, superando as todas as expectativas dos organizadores. 34

Na arena competidores de vários lugares do país participaram da disputa. Na modalidade em touro o destaque ficou para Alex de Souza Pinati, de Pedranópolis (SP). O cowboy venceu o rodeio ao totalizar 352 pontos. Na final Alex montou no touro FBI, da Cia. Agromen e fez 91 pontos, a maior nota da final. Na montaria em cavalo, estilo cutiano, o vencedor foi Rafael Gobato Ferreira, de Jales (SP), que enfrentou o cavalo Coração Valente, da Cia. Zé Ricardo Mazetto, nesta montaria ele conquistou a nota 81. Rafael subiu ao pódio ao somar 237,50 pontos.

Na disputa o melhor touro foi Não me Toque, da Cia. Paulo Emílio, com média de 46,37 pontos, a companhia também recebeu o prêmio de melhor boiada com média de 43,71 pontos. O melhor cavalo foi Doce Veneno, da Cia. Zé Ricardo Mazetto, com média de 47,75 pontos. A locução ficou por conta de Piracicabano, Júnior Castro, Dimas Thiago, Cleber Serrano, Robson de Oliveira e Eber Teixeira na locução comercial. Estou muito satisfeito com o resultado do rodeio, o público participou em massa e isso fez toda a diferença, destacou Fabiano, que desde os quinze


Foto: Leandro Gasparetti

perou expectativas!

anos faz parte do Clube os 40. Fabiano é filho de um dos sócios fundadores de Clube, o Sr. Fructuoso Roberto de Lima Filho, e tem muito orgulho de fazer parte do Clube fundado pelo Sr. Paulo Ribeiro no dia 18 de outubro ano de 1983. Fabiano, que começou no Clube como tesoureiro, depois vice-presidente, exerceu este ano, pelo segundo ano consecutivo, o cargo de presidente. Em agosto deste ano acontece uma nova eleição. Além das montarias, o público pode prestigiar a prova dos Três Tambores, onde a campeã foi Thais Borgonovi, de

Fonte: Brapex

Mirassol (SP), com o tempo: 32s076, Luana Carvalho, na categoria prata da casa, com o tempo de 34s504 e os shows de Carreiro & Capataz, Chrystian & Ralf, Eduardo Costa e Matogrosso & Mathias, todos com entrada franca. Fabiano Fructuoso e o vice-presidente, Wissam Mussi, aproveitaram para agradecer a todos os membros do Clube dos 40, os voluntários, a Prefeitura Municipal, a prefeita Celinha, o vice-prefeito Piracicabano e a todos que contribuíram para o sucesso dos 27 anos de rodeio em Nova Granada. 35


52ª Festa do Peão de Paulo de Faria

a todo vapor

C

onsiderada o berço do rodeio em touros no Brasil, a Festa do Peão de Paulo de Faria, sempre foi realizada no mês de julho, mas este ano foi antecipada para 04 a 07 de Junho, no Recinto Luiz Paulo de Almeida. O evento contará com o tradicional rodeio em touros e cavalos, além das provas funcionais como Team Rouping, Laço em Bezerro e Três tambores, foram contratadas tropas e boiadas da melhor qualidade. O evento conta com o apoio da Prefeitura e Câmara Municipal. Uma das novidades para este ano,

serão os portões abertos todos os dias, uma grande conquista para a população que poderá comparecer em peso, sem pesar no bolso, e a Comissão Organizadora Clube dos 20 se sente orgulhosa por isso. Os shows que irão movimentar a Festa são: Dia 04: Walter & Renan; Dia 05, Fiduma & Jeca e Dia 06: Victor & Matheus. “Em nosso primeiro mandato, a frente do Clube dos 20, quisemos fazer algo diferente e para nós foi uma vitória conseguirmos portões abertos para a população, além disso estamos muito

otimistas, pois estamos com uma equipe de profissionais de qualidade que agregaram valor ao evento” finalizam Luiz Gustavo Medeiros de Almeida e Maurilho Neves da Silva, presidente e vice, respectivamente. No dia 09 de maio será realizado o Baile da Escolha da Rainha da Festa do Peão de Paulo de Faria, que será no Recinto, a partir das 22hrs e terá show da Banda Jafferson. Maiores Informações: (17) 99773-7909

REALIZAÇÃO

36

04 Junho

05 Junho


O presidente do Clube dos 20, Luiz Gustavo Medeiros de Almeida e o vice Maurílio Neves da Silva

Baile da Escolha da Rainha da Festa do Peão de Paulo de Faria 09 de maio 2015

Venda de Mesas: (17) 3292-1477 / 99774-1341 (Lúcia)

06 Junho

37


AgroCultura

Segura Peão!

Uma nova geração de locutores de rodeio começa a ganhar fama e espaço

S

egura peão. Com criatividade, muito arrojo e talento, os locutores de rodeio tem a missão de narrar à montaria, envolver e muitas vezes animar o público. O sucesso da locução, hoje muito mais avançada, começou há muitos anos com o saudoso Zé do Prato, ou anjo negro, como era carinhosamente conhecido. Com sua estrondosa voz, difundiu ao país a expressão “seguuuura, peãããão!” Criada por ele, da qual dava garra aos competidores e animava o público. Zé foi considerado o maior locutor de rodeio de todos os tempos e um dos mais requisitados às locuções de rodeios em todo país, tendo sido contemplado com inúmeros prêmios, troféus e medalhas. Como Zé surgiram vários outros locutores, que ao passar do tempo foram se aprimorando e dando mais apetrecho para a locução. Hoje existem vários locutores, e cada dia surgem mais, os grandes ídolos, Zé do Prato, Asa Branca, Barra Mansa, Piracicabano, Almir Cambra, Gleydson Rodrigues, Marco Brasil entre muitos outros, dão impulso e inspiração para uma nova geração que vem crescendo no esporte. Entre eles Morcy Trindade, Robson di Oliveira, Pedro Rodrigues, Junior Castro e Dimas Thiago.

Pedro Rodrigues tem no sangue a locução, cresceu vendo o pai narrar, inovar o rodeio. O filho de Gleydson Rodrigues sempre teve a vontade de ser um locutor de rodeio. Quando pequeno se apresentava com o pai falando versos e dançando country, quando ficou maior a imposição para estudar do pai foi maior, isso até os 25 anos. Na verdade ele tinha um receio do mundo do “show business”. As coisas erradas são muito fáceis e se não tiver uma cabeça boa acaba caindo para o lado errado. Pedro cursava Advocacia e até se arriscou em abrir um restaurante, isso até o ano passado, quando em Cidade Gaúcha (PR), o pai permitiu que ele narrasse uma montaria. As quatro palavras ditas foram suficientes para que ele sentisse que era o que realmente queria fazer. Sentir aquele frio no estômago e o nervosismo que deixava o corpo todo tremendo foi um grande susto. E também senti o peso de carregar o sobrenome “Rodrigues” nas costas e percebi que apesar das portas acabarem se abrindo com mais facilidade para mim, também viria junto uma cobrança impensável, afinal sou filho de um dos maiores nomes da locução e todos acabam esperando algo. Acho que todo filho se espelha no pai, comigo não foi diferente. Meu pai é meu herói meu exemplo minha inspiração, disse ele. 38

E é claro que daria afinal de contas ele cresceu ao lado de uns dos “caras” mais feras da profissão, tanto que no outro dia foi convidado pelo próprio presidente do rodeio para narrar. Um amigo que havia filmado a narração dele colocou na net e o até então desconhecido locutor ganhou fama e vontade de fazer da locução a sua profissão. Com isso ganhou também o apoio e incentivo do pai. Eu trabalho me divertindo, e me divirto trabalhando. Sem contar que estou mantendo a tradição de um trabalho que meu pai vem construindo há 30 anos no rodeio, isso é um dos motivos principais que me dá cada dia mais vontade de continuar nessa carreira, disse ele.

Outro que também segue os passos do pai é Junior Castro, filho do locutor Piracicabano, Júnior começou de forma diferente, no susto mesmo. Ele estava um rodeio quando o locutor do evento faltou, alguns profissionais do rodeio que sabiam que o filho do locutor Piracicabano estava presente, os chamaram para dentro da arena. Eu não sabia o que fazer, pois não sabia narrar, mas não teve como correr, então entrei na arena fiz e dei conta.


Fotos: Divulgação / Leandro Gasparetti

Outra história interessante é do locutor Robson de Oliveira, ele não é filho de locutor, mas cresceu com o grande sonho de ser um narrador de rodeio. De frente ao espelho ele ficava narrando, ensaiando as palavras para quando chegasse o grande dia de realizar o seu sonho, o de estar com o microfone na mão. Robson era fã de Asa Branca, trabalhou por sete anos como auxiliar de pista do Tenor das Arenas, Barra Mansa, onde aprendeu muito, o suficiente para se tornar um grande profissional. Hoje além de locutor de rodeio ele também apresenta um programa na rádio Comunitária FM 87,9 em Pirajuba (MG). Quem também vem ganhando destaque é espaço é Morcy Trindade, que desde 2008 narra rodeio. No início não foi fácil, sem apoio e ajuda ele, muitas vezes, ia para o rodeio e em troca da narração recebia um prato de comida ou um lugar para dormir. Hoje as coisas mudaram, com o profissionalismo Morcy ganhou admiradores e apoio de muitos profissionais do rodeio, como Idério Garcia, presidente do Rodeio de Palestina. Mocyr já narrou em Santa Cruz de La Sierra (Bolívia) e Pueto Iguaçu (Argentina), o que mostra que o talento dele se expandiu até para outros ares.

Dimas Thiago é outro destaque do microfone. Desde 2001 ele percorre o sonho de narrar rodeio, começou como radialista, locutor publicitário e hoje é, sem dúvida alguma, um dos grandes destaques das arenas. A gente sempre se inspira em alguém, aprendemos com bons e maus exemplos, pedimos a Deus o discernimento para seguir aquilo que é bom, não dispensando o aprendizado que os erros nos proporciona, sempre grandes ensinamentos. No passado tivemos um estilo de locução de rodeio, hoje temos outro, o que procuro é fazer um misto de tudo que é importante e trazer para o trabalho o meu estilo! E assim a locução ganha novas vozes, novas astros comunicadores que encantam, com a missão de levar ao público as emoções dos astros das arenas, os competidores! 39


AgroHorse

Fotos: Divulgação

LUCIANA OMENA

Jornalista Especializada em Cavalos lucianaomenacomunicacao@gmail.com

Hipismo nos Jogos Olímpicos Rio 2016!

Adooooro noticiar boas histórias. Também sou apaixonada por cavalos e esporte. Que tal um evento que une os dois? Em época onde as notícias sobre as Olimpíadas começam a pipocar, nada melhor que falar um pouco do que já está rolando no hipismo, que são esportes praticados à cavalo.

P

ela primeira vez, um veterinário brasileiro estará à frente da Comissão Veterinária em uma Olimpíada. A nomeação de Thomas Wolff, 63 anos, pela Federação Equestre Internacional aconteceu dia 23 de fevereiro. Ele, que recém integrou a comissão de quatro veterinários nos Jogos Equestres Mundiais 2014, atua desde 1975 como veterinário, formado Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia da Universidade de São Paulo. Já é o máximo estar em uma Olimpíada, imagine gerenciar toda uma área? Um evento deste porte, com toda certeza, traz desafios consideráveis, mas

40

Wolff garante que está pronto para enfrentá-los. Ele se junta agora a Guilherme Jorge, 47 anos, course-designer internacional, que foi confirmado pela FEI em Outubro de 2014 como primeiro brasileiro escalado para armar as pistas nas modalidades Salto, Concurso Completo e Pentatlon em uma Olimpíada. Ainda falando de Jogos Olímpicos, o Ministério da Agricultura já divulgou as regras para a entrada dos animais que participarão do Rio 2016. Virão cavalos do mundo todo e desembarcarão exclusivamente pelo Aeroporto Antônio Carlos Jobim (Galeão), do Rio de Janeiro, em vôos fretados especificamente

para esse fim. Com toda a documentação checada, os animais seguirão acompanhados do serviço veterinário oficial do Ministério da Agricultura e de um comboio da Polícia Federal, até o Centro Olímpico de Hipismo do Complexo Esportivo de Deodoro, na capital fluminense, onde serão realizadas as competições hípicas. As regras são específicas para os animais que competirão nas Olimpíadas de 2016 e vêm sendo debatidas desde 2014 e já têm aprovação da Organização Mundial de Saúde Animal (OIE). Mais informações sobre o Rio 2016 acesse o site oficial: www.rio2016.com .


41


AgroEquipamentos

Pulverizador BS3020H

Eficiência operacional e precisão na aplicação de defensivos agrícolas Com chassi flexível e vão livre de até 1,65 m de altura, o BS3020H entrega alta confiabilidade e diminui custos operacionais

O

produtor rural que esta em busca de soluções em agricultura de precisão terá a oportunidade de conhecer o pulverizador BS3020H, da Valtra. Equipado com piloto automático Auto Guide 3000, o BS3020H é capaz de manter um traçado exato, evitando falhas ou sobreposições na aplicação de defensivos, garantindo assim a produtividade da lavoura com menor custo operacional. Desenvolvido para atuar com o que há de melhor em agricultura de precisão, o produto também possui o fechamento automático das seções de barra e como opcional o sistema de telemetria AgCommand, que possibilita o acompanhamento das informações do pulverizador à distância. “Apesar de toda tecnologia embarcada, a plataforma operacional do

42

BS3020H é de fácil entendimento e operação, facilitando o dia a dia do operador, que consegue produzir muito mais por jornada de trabalho”, explica Vitor Kaminski, supervisor de marketing de produto AGCO. O BS3020H possui vão livre de até 1,65 m de altura, o que possibilita a aplicação sem causar danos nos mais variados tipos de cultura, até mesmo nas lavouras de maior porte como nas de milho e de cana-de-açúcar. Vale destacar que a bitola é ajustada hidraulicamente de dentro da cabine para atender aos mais diversos espaçamentos. “Hoje temos que entregar para nossos clientes equipamentos com alta confiabilidade e que ajudem a diminuir custos operacionais, e é isto o que a Valtra faz ao fabricar algo tão inovador

como o pulverizador BS3020H”, ressalta o especialista. O motor AGCO Power 620DS de 200 cv assegura excelente desempenho na faixa de rotação de trabalho e menor consumo de combustível da categoria. O pulverizador está apto a operar com B100 (100% Biodiesel), que reduz o nível de emissão de gases poluentes. Outros itens do pulverizador BS3020H que garantem maior produtividade na rotina de aplicação de defensivos são: o tanque de produto, com capacidade para 3 mil litros, e as barras de pulverização de 25 ou 28m, divididas em sete seções. “A capacidade do tanque diminui o número de reabastecimento de calda, aumentando sua eficiência operacional”, acrescenta Kaminski.


Fotos: AGCO - Valtra

Transmissão Hidrostática 4x4

O incrível chassi Flex-frame do BS 3020H é, sem dúvida, uma característica muito inovadora deste pulverizador. Esta máquina também é equipada com a transmissão hidrostática 4x4 cruzada permanente, com três velocidades.

Este sistema traciona a roda dianteira esquerda em conjunto com a roda traseira direita, e vice-versa. Estas duas características do BS 3020H mantém o pulverizador sempre tracionado em qualquer tipo de topografia.

Suspensão

O pulverizador BS 3020H da Valtra possui muitas características que vão deixar você cada vez mais encantado. O conforto operacional e a estabilidade são garantidas pela suspensão pneumática ativa com barras estabilizadoras.

43


AgroSocial

Fotos: Leandro Gasparetti

SOCIAL WESTERN Por Leandro Gasparetti

01 01

03

06

09

02

04

05

07

08

10

11

1 - Denilson Cesar Marzocchi, Leandro Totti e Adriana Neves 2 - Os irmãos Daniel e Nilson Guareschi 3 - Osmair Guareschi, Valdomiro Lopes - Prefeito de S.J.Rio Preto e Gilberto Butinhon 4 - Leandro, Thainá, Lucas e Priscila do Mercadão de Tratores Valtra 5 - Wilson Silva (AGCO Finance), Julio Cesar da Tatu Marchesan e Dirceu Marques (Patrão) 6 - Cesar (Mercadão de Tratores) e Fábio Miguel 7 - Mauricio Lerro e Nicolau 8 - Alison Renan Agostini e Henrique Donadon Matiolli 9 - Leandro Custódio e Alexandre Doho 10 - Dr. Fernando Tedde e Dr. José Augusto Fernandes, Delegados da DIG de Rio Preto 11 - Eloy Gonçalves com a esposa Adriana Agreli 44


12

13

14

15

16

17

18

19

20

21

22

23

24

25

26

12 - Paulo Corder, Letícia Saad e Ricardo Gregorin 13 - A dupla Tonny & Kleber com José Carlos Semenzato e o Apresentador Ratinho 14 -Tato Silvério, Della Morena e Eric Moraes 15 - Daniel Pereira e Rinaldo Escanferla (Curimba) de Poloni 16 - O locutor Barra Mansa com o neto José Mario 17 - Pe. Juarez de Castro, Pe. Anderson Alves Campos e o Vereador Fábio Marcondes 18 - Osmar Firmino (Leiteiro), Luciano Albino (Magrão) e José Luiz (Zequinha) 19 - Waguinho Animal, Júlio Fante e Thiago Caccia (SBT Interior) 20 - Ivan Silva, Fábio Campanholo (Jhow) e Ivan C. Lopes Filho 21 - César Merenda e Jorge Menezes 22 - Robertinho Silva e Renatinho de Paula da FM Diário - 23 - Kleber Carvalho dos Santos e o filho Henrique Abreu 24 - Gustavo Cowboys e Thaísa Canato 25 - Vinicius Pissolati e Allan Chueire 26 - Rodrigo Spolon, Thomaz Mascaro e Paulo Veloso 45


AgroModa

Fotos: Divulgação

Casamento Country

A partir de hoje o mundo não será apenas uma promessa.....será um sonho..... seus sonhos serão vividos juntos.....contemplados por dois corações.....e um sonho recém plantados darão frutos.....frutos do verdadeiro amor.....abençoados por Deus.....

M Patricia Marchi

seus entes queridos a união. Apesar de toda modernidade do mundo atual, o casamento ainda conserva a maioria de suas tradições, entre elas o vestido branco da noiva, o buquê de flores, a festa com suas danças tradicionais e a lua de mel. A maioria das mulheres considera o dia do casamento o “dia mais feliz de suas vidas” e planejam com riqueza de detalhes o tão sonhado dia. O casamento Country esta super em alta e podem ser exatamente super chiques. Se você adora o estilo Country e sertanejo, vive de bota no pé, sonha em casar em uma fazenda e acha o estilo Country a sua cara, segue algumas ideias.... Foto: Studio Seven

www.blogpatycowgirl.com.br

uitas cerimônias de casamento são realizadas no mês de maio, esse mês foi instituído por influência da Igreja Católica, pelo fato de Maio ser o mês da consagração de Maria, mãe de Jesus Cristo, e também pelo dia das mães ser comemorado no mesmo mês. Até pouco tempo atrás, o sonho da maioria das meninas era o próprio casamento, idealizar como seria a cerimônia, a festa, a lua de mel e, o principal, como seria o seu príncipe ou seu “Cowboy” encantado. Quando se fala em casamento o que vem à tona é a imagem de um evento cheio de requinte e sofisticação, onde duas pessoas se unem e comemoram junto aos

46


47


48

Magazine AgroFest - Abril/Maio 2015  
Magazine AgroFest - Abril/Maio 2015  

Magazine AgroFest, Edição nº 06 - Abril/Maio 2015 | Distribuída em São José do Rio Preto/SP e mais 33 cidades da Região.

Advertisement