Page 1

Distribuição gratuíta

Ano I - Edição 03 - Setembro - Outubro 2014

FÁBIO MEIRELLES O SR. AGRICULTURA

Conheça um pouco mais da sua trajetória 1


2


3


AgroFest

Otimistas sempre

EDITORIAL

Leandro Gasparetti

M

José Eduardo Costa

INDICE

06 Renata Maron

ais uma vez viemos com o melhor da notícia agro, rodeio e negócios. Nada que uma edição após a outra para nos fortalecer e seguir em frente com o que sabemos fazer, notícia de primeira e qualidade, apesar da oscilação do mercado, devido a grande seca, estamos firmes, fortes e otimistas que isso tudo é passageiro e as coisas vão se estabilizar novamente. Nesta terceira edição estamos abordando temas importantes como: o 1º Encontro de Sanfoneiros da cidade de Poloni; a cobertura da 59ª Festa do Peão de Barretos; a história do Pedro da Santa; entrevista com a apresentadora Renata Maron, do Canal Rural; as opções da utilização do milho; homenagem ao Cavaleiro das Américas, Filipe Leite; a estiagem do feijão e o novo cultivar do feijão carioca; o II Jantar do Produtor Rural em Rio Preto; 1º Leilão Astro da Arena; a Agrifam; Usina de etanol derivado da batata doce no Tocantins e ainda uma matéria especial com Dr. Fábio Meirelles, presidente da Faesp/Senar, que é a capa desta edição. Leia isso e muito mais nesta edição. Tenham todos uma ótima leitura.

14

Jantar do Produtor Rural

24

08 FEACOOP

CAPA Fabio Meirelles

28

Barretos 2014

12

Leilão Astros da Arena

EXPEDIENTE Diretor Geral Leandro Gasparetti 17 99151-5658 | 99756-7249 contatoagrofest@gmail.com Diretor Comercial José Eduardo Costa 17 99774-0591 | 99129-9305 comercialagrofest@gmail.com

Foto Capa: Elo Santos 4

Jornalista Responsável Leandro Gasparetti MTB: 76039/SP

42

Cavaleiro das Americas Jornalista André Luiz de Oliveira Souza MTB: 75680/SP Fotografia Leandro Gasparetti Projeto Gráfico e Diagramação Rede A Comunicação 17 99212-1016 Impressão Fotogravura Rio Preto 17 3016-4000

Colaboradores Carla Prado Silveira, ZZNPeres, Agência Idealizze, Coopercitrus, Jorge Maluf - Fotógrafo, Phábrica de Idéias, Lucas Ribeiro – Monte Aprazível Notícias, Datagro, Reed Exhibitions Alcantara Machado Tiragem 5 Mil Exemplares Periodicidade Bimestral - Distribuição Gratuita “Jesus eu confio em Vós”


5


AgroEntrevista

Fotos: ZZNPeres.com

RENATA MARON

Querida por todos no universo rural!

F

ormada em jornalismo na Universidade Metodista de São Paulo e Pós-Graduada em direção editorial pela ESPM, Maron começou no Grupo Bandeirantes - Bandnews -, aos 19 anos como produtora. Em seguida foi para o canal Terra Viva, especializado em agronegócios, onde foi produtora, repórter e apresentadora. Após a experiência adquirida, obteve a oportunidade de apresentar o jornal em inglês “Brazil Ag Report”, veiculado nos Estados Unidos pela emissora RFD TV. Anos depois, recebeu o convite para ser repórter e apresentadora do Canal Rural, no programa “Bom Dia Campo”, do grupo RBS, onde atua até hoje. Em entrevista a Magazine AgroFest, a apresentadora do Programa Bom Dia Campo do Canal Rural, Renata Maron, falou um pouco sobre sua rotina, de como entrou no mundo do agronegócio, de suas coberturas internacionais e dos seus planos para o futuro. Confira agora como foi o bate papo. Magazine AgroFest – Programas rurais costumam ir ao ar nos primeiros horários da manhã. Como você administra a sua rotina para estar disposta logo no começo do dia? Renata Maron – No começo foi difícil me adaptar ao horário, pois gosto de dormir bem. Mas depois de uns meses, o corpo se acostuma. Eu, por exemplo, entro na tv pouco depois das 5 da manhã. Tento dormir pelo menos 6 horas diárias porque temos que estar bem para o nosso público. Muitas vezes, tenho que abrir mão da vida social durante a semana, em função do trabalho. Mas é algo que escolhi e sou, graças a Deus, apaixonada pela minha profissão.

6

Magazine AgroFest – Há alguns anos você vem trabalhando com programas voltados ao mundo rural e de agronegócios. De onde surgiu o interesse por esse universo? Renata Maron – Foi bem por acaso. Sou uma profissional movida a desafios. Gosto de me desafiar o tempo todo. Então na época em que estava na Band, cobrindo o hardnews, as notícias do dia a dia, surgiu a oportunidade de ir para o novo canal de agronegócio do grupo, o Terraviva. Então, topei. Depois vim para o Canal Rural e hoje, graças a Deus, atraio um público não só do meio rural, mas aqueles urbanos também que gostam das notícias do campo e, de certa forma, aprendem

com elas. Magazine AgroFest – Além de trabalhar em redes nacionais, você já atuou em TVs corporativas, com apresentação, locução e também trabalha como mestre de cerimônias. Como você se organiza para conseguir prestar todos esses serviços? E quais as grandes diferenças entre eles? Renata Maron – Como entro de madrugada na tv, então tenho a vantagem de sair cedo, em torno das 13h00 já estou livre. A maioria dos trabalhos de tvs corporativas e vídeos institucionais acontece no período da tarde. Assim como os eventos dos quais participo, muitos são a tarde ou a noite. Então, as


vezes acontece de eu começar minha rotina às 5 da manhã e só terminar lá pela meia noite. Ainda tento encaixar no meio disso tudo a academia, as aulas de italiano na USP. Gosto dessa vida agitada e fico contente que eu esteja sendo reconhecida pelo meu trabalho. Magazine AgroFest – De todos os lugares que visitou em busca de matéria e histórias para reportar, qual foi o de maior destaque na sua carreira? Por quê? Renata Maron – Todas as coberturas internacionais foram um marco para mim. Tive a oportunidade de realizar programas e reportagens especiais na Nova Zelândia, Estados Unidos e França. Vivenciar culturas diferentes vai muito além dos livros e penso que nos faz crescer profissionalmente e pessoalmente. Magazine AgroFest – Quais são seus projetos futuros como jornalista? E o que você ainda espera conquistar com a profissão? Renata Maron – Penso que sempre devemos planejar e colocar metas em nossas vidas. Acredito ser muito importante o estudo. Eu, por exemplo, nunca paro. Sou formada em jornalismo, fiz pós-graduação, cursos, além do inglês e espanhol que já falo, comecei o italiano e já estou pensando no francês. Gosto de desafios, espero conquistar novas coberturas internacionais e colocar em prática alguns novos projetos na tv, que certamente vocês verão em breve. SOBRE O PROGRAMA BOM DIA CAMPO Ao vivo, de segunda à sexta, das 8 às 9h pelo Canal Rural, para todo Brasil através da net e parabólica. Site oficial: www.renatamaron.com.br

7


AgroCultura

TECNOLOGIA E AGRICULTURA: M MENOS CUSTO, SUPERAM EXPEC

A

proximadamente 10 mil agricultores conheceram as ferramentas e os benefícios das novas práticas tecnológicas, necessárias para o crescimento da rentabilidade e da produtividade da lavoura com menor custo O setor mais representativo e competitivo da economia brasileira movimenta hoje aproximadamente R$ 1 trilhão, o que representa atualmente cerca de 20% do PIB (Produto Interno Bruto) do Brasil. Sem esse grande motor propulsor financeiro que é o agronegócio, o país perderia aproximadamente 41% da sua força de exportação. Segundo o MAPA (Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento), o agronegócio brasileiro caminha para a próxima década com foco na competitividade e na modernidade, fazendo da utilização permanente da tecnologia um caminho para a sustentabilidade. Enxergando essa oportunidade, a FEACOOP 2014 (Feira de Agronegócios Coopercitrus Sicoob Credicitrus), que aconteceu de 05 a 07 de agosto, em Bebedouro, no interior de São Paulo, e teve como tema: “Tecnologia Melhorando Resultados”, superou as expectativas faturando acima dos R$200 milhões esperados e, contou com a presença aproximadamente 10 mil cooperados e produtores rurais. “Tecnologia melhorando resultados foi o tema escolhido para a Feira, mas esse tem que ser lema no dia a dia da agricultura. A Coopercitrus está tratando isso como o foco principal de trabalho. Só se reduz o custo de produção desenvolvendo melhor a atividade sabendo utilizar as ferramentas tecnológicas tais como agricultura de precisão e biotecnologia, isso é fundamental para a melhoria do processo no campo. O papel da cooperativa é proporcionar ao pequeno e médio agricultor acesso as tecnologias que sejam aplicáveis, sempre observando a relação custo beneficio”, comenta o diretor de marketing da Coopercitrus, Fernando Degobbi. A FEACOOP cresceu não só em números, mas também em tamanho

8

contando com a parceria de 160 expositores, 40 a mais que o ano passado. Houve um aumento de estandes com uma nova área de exposição de insumos que antes era de 9.500 m² e passou para 14 mil m² e também na área de exposição de máquinas nos estandes externos, contemplando um espaço de 60 mil m², além do espaço de 20 mil m² com o pivot central irrigado e 30 mil m² com máquinas da Valtra do Brasil para test drive. Com esse crescimento tanto em faturamento quanto em espaço físico, a FEACOOP é uma feira de expressão e influência no estado de São Paulo e no Triângulo Mineiro. “Na FEACOOP disponibilizamos os insumos e máquinas mais modernos nas melhores condições de preço e prazo. Sabemos que aumento de produtividade requer

investimentos. Valeu a pena conferir a Feira que já se destaca como uma das mais importantes do país”, afirma o presidente da Coopercitrus, José Vicente da Silva. Na Feira os produtores conheceram um campo de alta tecnologia em grãos e em cana-de-açúcar, que apresentou as ferramentas necessárias para o crescimento da rentabilidade e da produtividade com menos custo, avaliando os benefícios das novas práticas de agricultura de precisão em grãos e no plantio de mudas de cana com taxa variável e controle de segmento das linhas de plantio com mudas pré-brotadas (MPB) em uma área irrigada por Pivot Central. “Precisamos cada vez mais entender o que existe de área de expansão e criar condições para que elas passem a produzir mais, e a FEACOOP


Foto: Divulgação

MAIS PRODUÇÃO E CTATIVAS NA FEACOOP foi uma oportunidade para o agricultor reduzir o custo de produção, conhecendo as tecnologias que melhoram a produtividade e também acessando condições comerciais melhores. Isso impacta diretamente no resultado do produtor. A convergência desses aspectos e fatores levou ao resultado de faturamento acima do esperado, mas sabemos que o cenário não é motivador, porém, nossa função, como cooperativa grande e atuante, é realmente não medir esforços para proporcionar ao cooperado o melhor em negócio e em tecnologia”, afirma Fernando Degobbi. O agronegócio paulista é responsável por 18,1% de todas as exportações do agronegócio brasileiro, ante 20,4% em igual semestre de 2013, e por 36,4% das importações, ante 36,2% compara-

dos ao mesmo período. O Instituto de Economia Agrícola (IEA) informou que abalança comercial do agronegócio paulista gerou superávit de US$ 5,87 bilhões no primeiro semestre de 2014, queda de 17,56% ante os US$ 7,12 bilhões de igual período de 2013. Mesmo com um cenário decrescente a Coopercitrus no último ano cresceu 120%, faturando R$ 1,6 bilhão, vem trabalhando para apoiar o grande, o pequeno e o médio produtor em todas as suas atividades. “O que a cooperativa propõe é que estes agricultores, principalmente os pequenos e o médios, tenham boa produtividade nas suas lavouras. Nós queremos que ele seja viável e com isso contribua para que o Brasil seja o celeiro do mundo realmente”, explica José Vicente da Silva.

9


AgroCultura

Foto: Divulgação

ESTIAGEM PREJUDICA PRODUÇÃO DE FEIJÃO EM MG E SP

A

produção de grãos, nos Estados de Minas Gerais e São Paulo, foram prejudicados no primeiro trimestre de 2014 devido à estiagem e as altas temperaturas, de acordo com a Companhia Nacional de Abastecimento - Conab, em seu oitavo levantamento de grãos, no estado de Minas Gerais, foi registrado uma queda de 8,9% na produção. As perdas foram causadas, além da estiagem e as altas temperaturas, pela infestação das lavouras com a mosca branca. Pelas estimativas da Conab, a redução na área cultivada na segunda safra foi de aproximadamente 18%, passando de 148 mil para 118,1 mil hectares, a produção teve ainda uma retração de

15,2%, sendo que a produtividade foi estimada em 1,4 tonelada por hectare, com produção de 165,3 mil toneladas. Já no estado de São Paulo, de acordo com o Instituto de Economia Agrícola - IEA/Apta, a colheita de feijão do inverno diminuiu 11% e a do feijão da seca 6%, em relação a 2013. O levantamento realizado no campo, em abril, apontou uma queda de 5,7% da área plantada no Estado de feijão da safra da seca. O feijão de inverno também teve uma menor área plantada, com redução de 12,5%. Devido a estes problemas, foram necessárias as importações de feijão de outros Estados, como o estado do Paraná, por exemplo, onde a produção é

maior do que o consumo. Porém, nessa época do ano, produtores das cidades paulistas de Guaíra e Vargem Grande do Sul, estão colhendo suas plantações de 2ª safra, o que ajuda a abastecer o mercado de SP. Essas duas cidades compõem a produção mais expressiva existente no interior do Estado de São Paulo, nesta época do ano. O corretor de cereais, Richard Nogueira, afirma que 40% da safra da região de Guaíra já foi colhida, restando 60% que foi concluído no final de julho, início de agosto. Segundo ele, foram plantados aproximadamente 3 mil hectares de feijão, que estão com boa qualidade e a maior parte deve ser encaminhada para a capital do Estado.

Empresa lança nova cultivar de feijão carioca Menos tempo de cozimento, caldo encorpado e com excelente sabor. É o que garante o engenheiro agrônomo Vanor Puchalski, sobre a nova forma para cultivar feijão carioca, a ANFC9, apresentada pela empresa de pesquisa, Agro Norte. “É um material que atende não somente ao consumidor, mas também a indústria, nosso diferencial é o maior tempo de prateleira que a ANFC 9 apresenta diante das outras. É um material que tem 95% de peneira 12”, disse. O engenheiro apresentou o grão de um plantio de sequeiro, com 70 dias de colheita, e explicou que seria classificado no mercado, com nota entre 8 e 8,5. 10

“Se fosse de uma safra irrigada, após 70 dias, a ANFC9 seria classificada ainda com nota 9. Geralmente, as outras cultivares, após 70 dias de colheita, já são classificadas com nota entre 5,5 e 6, pois o grão já está mais escuro”, explica. “É um excelente investimento para aquele produtor que, às vezes, prefere segurar um pouco a mercadoria visando uma melhor reação do mercado”, completa. Puchalski ainda destaca que a planta apresenta guias médias a longas, facilitando a colheita mecanizada. “Tem maior tolerância ao déficit hídrico e as altas temperaturas na fase reprodutiva e ainda, maior tolerância à

Antracnose, doença que tem causado prejuízos aos produtores principalmente da região Sul”. De acordo com Puchalski, a empresa está trabalhando em pesquisa de sementes de feijão há cerca de 10 anos, sendo que os últimos dois anos foram para o desenvolvimento da ANFC9. A princípio, a empresa fez um trabalho de divulgação da nova forma de cultivar em outras empresas de pesquisas e apoio ao produtor, distribuindo gratuitamente amostras para plantio em áreas de ensaio e atualmente já está sendo comercializada. Fonte: Bolsinha Informativo


11


AgroLeilão

Foto: Leandro Gasparetti

TOUROS DE RODEIO O SUCESSO É PULAR

P

ela primeira vez a capital do rodeio, São José do Rio Preto, receberá o primeiro Leilão Astros da Arena, ofertando os mais renomados atletas de pulos do país. No dia 12 de novembro, as 14horas, no Recinto de leilões Anísio Haddad, acontece o primeiro Leilão Astros da Arena, promovido pela Portal dos Tropeiros Leilões e Eventos, que tem como organizador o Médico Veterinário Paulo Belarmino. Os touros, que também são de genética comprovada, serão os grandes destaques do evento, que já tem confirmado a participação dos mais importantes profissionais do segmento, em atividade do Brasil. Para o organizador, os touros, principalmente os de genética, filhos de touros de pulo, são muito importantes para o esporte, os animais já nascem com o instinto de pular e proporcionam, além de notas altas, um bom de-

12

sempenho na arena. O que facilita para o Tropeiro (profissional encarregado de criar e recriar touros de pulo), já que achar um animal com instinto pulador no mercado não é fácil, a procura é grande, de cada cem animais no pasto, pode se encontrar apenas um touro que pula. É como achar um diamante no garimpo. Por isso, assim como é nos Estados Unidos, o Brasil despertou-se para a genética neste segmento. No Leilão Astros da Arena em Rio Preto, além dos touros prontos, com média acima de 88 pontos, serão leiloados filhos e filhas de touros renomados. Esta é a primeira vez que um evento deste segmento, com vários animais, de várias Companhias de Rodeio diferentes, acontece na cidade. A ideia é fazer um intercambio entre boiadas, proporcionando a possibilidade de negócios satisfatórios, tanto para os investidores quanto para os

vendedores dos animais. Geralmente, o touro de pulo é resultado de um cruzamento entre raças zebuínas e europeias, resultando em animais de crescimento rápido, boa musculatura e não tem excesso de gordura. No leilão presencial também serão leiloados os animais futurity, “que podemos chamar de pequenos diamantes do garimpo”, animais que não são oriundos de genética, mas que já demostram boa índole para pular. A apresentação do evento ficará por conta de Rafael Vilella e André Metzker. O Leilão Astros da Arena acontece no Recinto Anísio Haddad, que fica na Rodovia BR -153, KM 71. O evento será aberto apenas para convidados. Convites e Pré Cadastro de Compradores, mais informações: Fone: (17) 99772-5567 e-mail: astrosdaarena@hotmail.com


13


AgroInfo

FÁBIO MEIRELLES RECEB DE RIO PRETO EM JANTAR

Sessão Solene aconteceu dia, 25 de julho, no Buffet Manoel Carlos, durante

O

Sindicato Rural de São José do Rio Preto realizou no último dia 25/7, o II Jantar do Produtor Rural. Durante o evento, aconteceu uma sessão solene da Câmara de Rio Preto, que concedeu o título de Cidadão Honorário a Fábio de Salles Meirelles, presidente do Sistema FAESP/SENAR-AR/ SP. O autor do Decreto Legislativo nº 1.175 foi o vereador e presidente da Câmara, Paulo Pauléra (PP). O jantar começou às 19 horas, no Buffet Manoel Carlos. Segundo o presi-

dente do Sindicato, Sergio Expressão, o jantar foi criado para ser um momento de confraternização entre os produtores associados. “Mas é também um momento de reflexão sobre o agronegócio no nosso Estado e no nosso País. Aproveitamos ainda para fazer uma prestação de contas da nossa gestão à frente do Sindicato”, diz.

CURRÍCULO

Fábio de Salles Meirelles é filho de Severino Tostes Meirelles e da professora

Georgina Salles Meirelles e tem mais de 60 anos de engajamento nas causas ligadas à agricultura. Advogado e exdeputado federal, o paulista de Cajuru preserva a tradição de cuidar da terra e se dedicar à família, formada pela esposa professora Ivelle Lacerda Meirelles e sete filhos, sete netos e dois bisnetos. À frente da FAESP – Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de São Paulo desde 1975, impulsionou o agronegócio e a pecuária de São José do Rio Preto. Ele sempre participou de forma efetiva das feiras e exposições agropecuárias, trazendo investimentos e desenvolvendo a cadeia produtiva do agronegócio. Foi o 1º vice-presidente e presidente da CNA –Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil, presidente da FAESP, do SENAR-SP – Serviço Nacional de Aprendizagem Rural, Conselho Deliberativo do SEBRAE-SP – Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas de São Paulo, entre outras instituições.

OUTRAS HOMENAGENS

Encerrada a sessão solene, o Sindicato Rural fez outras homenagens. Foram homenageados o produtor rural Deolindo Bortoluzzo, o artista plástico Jocelino Soares e o vice-presidente do CTC – Centro de Tradições Caipiras de Rio Preto, João Carlos de Carvalho. “São pessoas ligadas ao agronegócio e ao universo rural. Homenageamos o Deolindo Bortoluzzo, que dedicou sua vida à agropecuária, na luta diária para fazer do Brasil essa potência da agricultura. O Jocelino, artista premiado, retrata em suas telas a vida no campo e o João Carlos é essa pessoa que defende as tradições e o modo de ser do caipira, do homem rural”, explica Expressão. Reeleição No último dia 10 de junho, o ruralista Sergio Expressão foi reeleito presidente do Sindicato Rural de São José do Rio Preto para um mandato de mais quatro anos. A eleição aconteceu na sede do 14


Foto: Leandro Gasparetti

BE TÍTULO DE CIDADÃO R DO PRODUTOR RURAL

e o II Jantar do Produtor Rural, realizado pelo Sindicato Rural de Rio Preto

Os homenageados Jõao Carlos, Jocelino, Deolindo e Dr. Fabio Meirelles ladeados por autoridades

15


AgroEntrevista Sindicato. “Vamos dar continuidade ao trabalho, iniciado em 2007. Naquele ano, fui eleito, pela primeira vez, para dirigir o Sindicato. Fizemos uma reengenharia na estrutura da entidade, saneamos as contas e passamos a dar um atendimento mais personalizado aos nossos associados”, relembra. Expressão diz que o Sindicato de Rio Preto continuará seguindo as diretrizes da FAESP . “Agradeço o doutor Fábio de Salles Meirelles, nosso presidente, pela confiança que depositou em mim, quando o meu nome foi levado a ele para assumir o Sindicato pela primeira vez. De lá para cá, sempre contei com o apoio da Federação e encontrei no doutor Fábio um verdadeiro pai”, declara.

16

Fotos: Leandro Gasparetti / Jorge Maluf


17


AgroEntrevista

CONHECIMENTO “DE” E “PARA” O AGRICULTOR FOI DESTAQUE DA 11ª AGRIFAM Repasse de tecnologias marcou Feira realizada pela Fetaesp

A

s cerca de 30 mil pessoas que passaram pela Agrifam – Feira da Agricultura Familiar – nos três dias de sua 11ª edição, realizada de 1º a 3 de agosto em Lençóis Paulista (SP), puderam observar que o alimento não é a única iguaria cultivada pelas mãos de quem trabalha com agricultura. O conhecimento foi o grande destaque do evento realizado pela Federação dos Trabalhadores na Agricultura do Estado de São Paulo (Fetaesp), pelo repasse de informações de pesquisadores para agricultores e destes para o público nas áreas do concurso de inventos. Em seu discurso de abertura – em que estavam desde o governador paulista Geraldo Alckmin, técnicos e engenheiros agrônomos, empresários do setor e principalmente, produtores rurais – o presidente da Fetaesp, Braz Albertini, evidenciou que “o agricultor

18

precisa saber das novidades, porque tem que, cada vez mais, ter mais produtividade” e exemplificou o que pode ser encontrado de inovação na Agrifam. Diferenciada por oferecer ao público um extenso panorama de pesquisa, tecnologia, produtos e serviços voltados para o desenvolvimento da atividade rural, a 11ª Agrifam celebrou o Ano Internacional da Agricultura Familiar concretizando o acesso ao conhecimento técnico para aumento da produção e aprimoramento da atividade. Foram as mais de 50 tecnologias apresentadas por onze das 47 unidades de pesquisa da Embrapa (Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária), além de um extenso painel de palestras abordando temas atuais para a agricultura e outras ações focadas no empreendedorismo rural. “Também somos agronegócio. A agricultura familiar é quem produz

a maioria dos alimentos consumidos pelos brasileiros. É preciso atualizar a sociedade para uma visão equivocada que foi perpetuada por anos de que a agricultura familiar é uma atividade de subsistência.”, reforça Albertini. Patrocinador da 11ª Agrifam, o Sebrae realizou rodadas de negócios, instruiu agricultores sobre o Cadastro Ambiental Rural (CAR) e fomentou a questão produção e comercialização para os agricultores presentes. O lançamento de novos modelos de máquinas e implementos foram fatores contribuintes para a Feira gerar uma movimentação financeira de R$ 19 milhões. “Já nos dois primeiros dias desta edição conseguimos superar nossa meta de vendas”, comemora Osmar de Souza, representante da marca Budny, uma das empresas expositoras. Concurso - Outra marca registrada da Feira que trata de inovação é o tra-


Fotos: Divulgação

dicional Concurso Inventor Rural. As 45 criações participantes de inventores de sete estados brasileiros. “Isso demonstra o alcance da Agrifam para o país”, destaca Albertini. De Colombo (PR), veio o invento ganhador do primeiro prêmio. O agricultor Sérgio Resner, que já havia participado de outras edições do concurso, levou R$ 3 mil em dinheiro e troféu pela invenção Semeador Manual de Hortaliças. Para diminuir o ataque de vermes nos brincos de identificação dos animais, Oscar Nazareno de Sousa, de São José (SC), criou o Anel Repelente, e conquistou o troféu na segunda colocação e o montante de R$ 2 mil em dinheiro. Carlos Antônio Reckziegel trouxe sua Ensacadora e Compactadora de Silagem para faturar o terceiro lugar no Concurso, levando para Santa Cruz do Sul (RS), o prêmio de R$ 1,2 mil. Um prêmio especial foi oferecido a Nilo Deliberali, por sua adaptação na produção de mel, adaptando potes de vidro a já tradicional caixa de produção de abelhas para que o mel seja produzido direto na embalagem. Internacional - A imprensa brasileira

de cobertura regional e nacional realizou uma extensa cobertura do evento, focando todas as inovações disponíveis, com destaque para a estreia da agricultura de precisão e para as criações inusitadas e as que conquistaram prêmios no Concurso. As tecnologias da Embrapa e um sistema intensivo de produção de peixes foram temas de reportagens de uma equipe de imprensa

do Paraguai, que segundo o repórter e engenheiro agrônomo Braulio Roman, “com certeza irá contribuir muito para a agricultura de seu país”. A diretoria da Fetaesp informou durante 11ª Agrifam que a próxima edição será realizada novamente em Lençóis Paulista, de 31 de julho a 15 de agosto 2015.

19


AgroInfo

Fotos: Divulgação

USINA DE ETANOL AGENDA eventos DERIVADO DA BATATA DOCE EM TOCANTINS CURSOS

Curso de Palpação transretal, ultrassonografia e diagnóstico de gestação em éguas, com Fael Cordeiro 15, 16 e 17 de Novembro – Fazenda Chapéu Preto em Dourados/MS EaD SENAR – O portal de educação à distância do Senar www.ead.senar.org.br (Cursos Online)

RODEIO / CAVALGADA / PROVAS CRONOMETRADAS Rodeio Fest Cosmorama – 08 a 11 de Outubro – Cosmorama/SP Rodeio Novo Horizonte 2014 – 08 a 12 de Outubro – Novo Horizonte/SP Team Roping dos Campeões – 11 de Outubro – Haras EL - Tanabi/SP Festa do Peão de Magda – 16 a 19 de Outubro – Magda/SP 2ª Prova de Laço em Dupla na Estância MS – 01 e 02 de Novembro – Dracena/SP 3ª Prova do Laço em Dupla do Haras EZ – 6 e 7 de Dezembro Floreal/SP

EXPOSIÇÕES / ENCONTROS 53ª Expo Rio Preto 2014 – 04 a 12 de Outubro – São José do Rio Preto/SP Barretos Muar do Sertão – 1º encontro de muladeiros – 09 a 12 de Outubro – Barretos/SP 14ª Conferência Internacional DATAGRO sobre Açúcar e Etanol 20 e 21 de Outubro – São Paulo/SP 20

R

epresentantes da Companhia Produtora de Biodiesel do Tocantins – Biotins e parceiros, apresentaram à Secretaria da Agricultura e Pecuária do Estado do Tocantins – Seagro, os projetos para a implantação de uma usina de álcool, derivado da batata doce, o projeto e os benefícios que o empreendimento trará ao Estado. A usina deve ser instalada no município de Paraiso, a 60 km de Palmas, capital do estado. O diretor comercial da empresa de Comércio e Indústria de Equipamentos – Cimasp, Erivan Bueno, enfatizou os benefícios para o Estado e para a população “A ideia é fazer com que a usina contribua para o desenvolvimento do Estado, além da geração de empregos,

focando principalmente na agricultura familiar, que terá mais renda e valorização” conclui. “Buscamos facilitar o máximo possível o trabalho, buscando sempre o desenvolvimento do Estado” comenta Ruiter Padua, secretário da Agricultura e Pecuária. Além da produção de álcool, a usina também utilizará cerca de 30% da matéria seca para a produção de ração animal. Serão necessários de 500 a 800 hectares plantados de batata doce para o funcionamento continuo da usina, estima-se que serão necessários cerca de 303 toneladas de batatas/dia, sendo que cada tonelada produzirá 165 litros de etanol. Fonte: Canal Bioenergia


21


AgroInfo

Fotos: Divulgação

EXPORTAÇÕES DO AGENDA eventos EXPOSIÇÕES / ENCONTROS AgroMetal – Feira Sucroenergética do Mato Grosso do Sul – 22 a 24 de Outubro – Dourados/MS SucroOeste – 4ª Mostra SucroEnergética da Região Centro-Oeste – 28 a 31 de Outubro Goiânia/GO 7ª edição da PorkExpo Congresso Internacional de Suinocultura, 28, 29 e 30 de outubro em Foz do Iguaçu/PR 7º Congresso Nacional da Bioenergia – 12 e 13 de Novembro em Araçatuba/SP

LEILÕES Recinto de Leilões Anísio Haddad - Nos Dias: 02/10 - o9/10 - 16/10 23/10 - 30/10 - 13/11 - 20/11 - 27/11 - 4/12 - 18/12 - Gado para Cria, Recria e Engorda – Sempre com início ás 18hrs São José do Rio Preto/SP

INTERNACIONAIS Built Ford Tough World Final PBR – 21 a 27 de Outubro Las Vegas/EUA NBHA National Barrel Horse Association Of Brazil – 25 de Outubro a 02 de Novembro – Georgia/EUA FieraCavalli – 06 a 09 de Novembro – Verona/Itália OQHA Open World Champioship – 07 a 22 de Novembro Oklahoma City/ EUA Wrangler NFR Las Vegas PRCA – 04 a 13 de Dezembro Las Vegas/EUA 22

AGRONEGÓCIO ATINGEM US$ 9,61 BILHÕES EM JULHO DE 2014

A

s exportações no agronegócio brasileiro alcançaram o montante de US$ 9,61 bilhões, em julho deste ano. Dentre os principais produtos, os itens de origem animal participaram com 22,2% do total exportado no mês (US$ 2,13 bilhões), já os produtos de origem vegetal formaram a maioria das exportações do agronegócio (77,8%), com o montante de US$ 7,48 bilhões. O principal setor exportador em julho foi o complexo soja, com vendas de US$ 3,94 bilhões, representando 41% do total das exportações do agronegócio. O principal item foi à soja em grãos, com valor negociado de US$ 3,15 bilhões, para o farelo de soja, as vendas chegaram a US$ 657 milhões e o óleo de soja foi responsável por uma receita de US$ 131 milhões. O setor de carnes foi o segundo principal exportador em julho, com o montante de US$ 1,66 bilhão. O destaque do setor ficou com a carne de frango, com vendas de US$ 772 milhões, a carne bovina alcançou a cifra de US$ 690 milhões e a suína gerou US$ 139 milhões. Em terceiro lugar ficou o complexo sucroalcooleiro, que exportou a quantia de US$ 1,05 bilhão, sendo que o açúcar foi o principal produto do setor a ser exportado com US$ 996 milhões. Por último, dos quatro primeiros setores, estão os produtos florestais, com vendas de US$ 882 milhões, tendo papel e celulose liderado as vendas do setor com US$ 652 milhões.


AgroRodeio

RODEIO DE ICÉM CONTOU COM ETAPA DA MONSTER ENERGY PBR A cidade de Icém, localizada no interior paulista, movimentou a região com sua 28ª Festa do Peão, que aconteceu de 10 a 13 de setembro e, contou com a etapa da Monster Energy PBR – único circuito internacional presente no Brasil. Durante o evento, que contou com rodeio em touros e prova dos três tambores, também teve shows de renome nacional com as duplas Kléo Dibah & Rafael, Humberto & Ronaldo, Israel & Rodolffo e Bruninho & Davi. O rodeio em touros teve como campeão, Claudio Marcelino com 338,50 pontos, já em segundo lugar ficou, Carlos Vinicius da Silva com 327,50 pontos e em terceiro lugar, Dener Barbosa com 325,50 pontos; na prova dos três tambores a campeã foi Ana Carla Lodi, seguida por Maria Eduarda Silva e Grasiela Moura, em segundo e terceiro lugar, respectivamente. “Gostaria de agradecer a todos que prestigiaram o evento, já que nos dedicamos de coração para fazer um evento de qualidade e com segurança, aos patrocinadores, parceiros e imprensa, que nos ajudaram a fazer deste evento um sucesso” comenta Edvaldo Rodrigues que é presidente da Art, que or-

ganiza o rodeio, representante do Sindicato Rural de Icém e do Semar. “Queria agradecer ao presidente e a comissão organizadora que nos deram – Monster Energy PBR - a oportunidade de estarmos presente e fazermos parte dessa festa maravilhosa, creio que esse seja o primeiro de muitos eventos que iremos participar em Icém” comenta e agradece Adriano Moraes que foi tricampeão mundial na montaria em touros e atualmente é o Diretor da PBR Brasil. Como comentarista no rodeio o locutor Lala, já narração das montarias os locutores Rafael Vilella, Marrone e

Wilson Borges, que fez a parte comercial e narrou a prova dos três tambores, os telões foram da TVOM e a segurança do Cobra. “Este é o meu último ano como presidente, caso não seja reeleito, e acredito que nestes dois últimos anos os eventos foram de qualidade e sucesso, já que no ano passado foi de portões abertos todos os dias e, este ano estimamos que compareceram mais de 15 mil pessoas, então, só podemos agradecer a Deus, as nossas famílias e a todas que fizeram deste evento um marco para a cidade e região” finaliza Edvaldo.

23


AgroCapa

FÁBIO MEIRELL “SR.

Fábio Meirelles, homem de coragem, que não mede esforço

N

ascido em Cajuru, São Paulo, Fábio Meirelles é sem dúvidas um dos mais representativos líderes rurais que surgiu no Brasil nos últimos 60 anos. Advogado e ex-deputado federal, Fábio preserva a tradição de cuidar da terra. Pai de sete filhos, foi o 1º vice-presidente da CNA –Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil e presidente do SENAR – SP - Serviço Nacional de Aprendizagem Rural. A frente da FAESP – Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de São Paulo desde 1975, ele impulsionou o agronegócio e a pecuária no Brasil, participando de forma efetiva das feiras e exposições agropecuárias, trazendo investimentos e desenvolvendo a cadeia produtiva do agronegócio. No último dia 27 de agosto, Fábio foi anunciado o novo presidente da Agrishow - Feira Internacional de Tecnologia Agrícola em Ação. Uma das três mais importantes feiras agrícolas do mundo. Ele assume o cargo por dois anos. Atualmente, a agropecuária nacional representa 8% do PIB brasileiro, conta com 5,2 milhões de propriedades, envolve 16,6 milhões de pessoas nas suas atividades, entre produtores, familiares e trabalhadores permanentes e temporários, equivalente a 18,9% das pessoas ocupadas. O setor gera 21% dos postos de trabalho no Brasil e exerce papel complementar no equilíbrio da balança de pagamentos, a partir do substancial superávit comercial que gera, atualmente, superior a US$ 80 bilhões. Em São José do Rio Preto, no dia 27 de julho deste ano, entre muitos títulos recebidos, Fábio Meirelles recebeu, através do Sindicato Rural e do vereador e presidente da Câmara, Paulo Pauléra, o título de Cidadão Honorário.

24


LES O AGRICULTURA”

Fotos: Divulgação

os para elevar o cenário da agricultura no Brasil e no mundo CONHEÇA A TRAJETÓRIA E ALGUNS DOS MAIS IMPORTANTES TÍTULOS RECEBIDOS POR ELE TÍTULO “DOCTOR SOCIAL SCIENCES HONORIS CAUSA”, conferido pela Universidade Internacionallis Superiorum “PRODEO” ,”International Solidarity Center Of New York, em 1978; MEDALHA “AMIGOS DA MARINHA”, outorgada pela Comissão Naval em São Paulo, em 1980; COMENDA “ORDEM DO MÉRITO DO TRABALHO”, no Grau de Comendador, concedida pelo Presidente da República em 1984; COMENDA DA ORDEM DO MÉRITO MILITAR, no Grau de Cavaleiro, concedida pelo Ministro do Exército em 1986; MEDALHA ALMIRANTE TAMANDARÉ, recebida do Ministro da Marinha em 1987; ORDEM DO MÉRITO MILITAR - Grau de Comendador, conferida pelo Presidente da República em 1991; MEDALHA “SANTOS DUMONT”, conferida pelo Ministro da Aeronáutica, em 1992 e a COMENDA DA ORDEM DO MÉRITO JUDICIÁRIO DO TRABALHO, conferida pelo Tribunal Superior do Trabalho em 1998; empossado em 2003 membro da ACADEMIA NACIONAL DA AGRICULTURA, ocupando a Cadeira de nº 35, órgão da Sociedade Nacional da Agricultura, uma das mais antigas entidades do mundo rural, com 100 (cem) anos de existência; MEDALHA O PACIFICADOR DA ONU SÉRGIO VIEIRA DE MELLO, outorgada pelo Parlamento Mundial pela Segurança e Paz, em 2005 e a COMENDA DE GRANDE OFICIAL NA ORDEM DO MÉRITO MILITAR, outorgada pelo Exército Brasileiro, em cerimônia no Comando Militar do Sudeste, em abril de 2006.

Em cerimônia realizada auditório do SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL, em Brasília, DF, recebeu o TROFÉU DOM QUIXOTE DE LA MANCHA E SANCHO PANÇA, outorgado pela Confraria Dom Quixote e Revista Justiça e Cidadania, em 29.11.2006, além de ser agraciado com mais de uma centena de títulos de Cidadão Honorário nos estados de Minas Gerais e particularmente, São Paulo. Recentemente recebeu a Honraria de Presidente de Honra da mais nova COMISSÃO DE DIREITOS AGRÁRIOS da OAB – São Paulo e de Engenheiro Agrônomo Benemérito concedida, por unanimidade, pela Associação dos Engenheiros Agrônomos do Estado de São Paulo. Formado em Ciências Jurídicas e Sociais, exerceu os cargos de Presidente do Banco Nacional de Crédito Cooperativo - BNCC, Presidente do Instituto do Café do Estado de São Paulo e Diretor de Crédito Rural e Agroindustrial do BADESP. Chefiou Delegação de empresários brasileiros junto à OIT, coordenando inúmeras conferências nacionais e internacionais, além de ser Vice-Presidente do CODEPA – Grupo Executivo do Programa do Álcool. Eleito Deputado Federal por São Paulo, em 1990, integrou as Comissões de Agricultura e Política Rural; Economia, Indústria e Comércio; Defesa Nacional; Constituição e Justiça e Orçamento. Iniciou sua participação na liderança do setor agropecuário nos idos de 1948, na antiga FARESP, fundada há mais de 60 anos por Iris Meinberg e presidida sucessivamente

por Clóvis Salles Santos, Luiz Emanuel Bianchi, Odilo Antunes Siqueira e, desde 1975 por Fábio Meirelles, já com a denominação de FAESP - Federação da Agricultura do Estado de São Paulo. Juntamente com Eurípedes Lins, presidente da Federação da Agricultura do Amazonas, encontra-se em atividades de liderança no sistema CNA, quando ainda era denominada Confederação Rural Brasileira - CRB, com sede no Rio de Janeiro. Está integrado e participa em cooperativas agrícolas e inúmeras entidades associativas rurais, em vários estados Brasileiros. Além de ser um dos primeiros Conselheiros do SENAR Nacional, também implantou o SENAR em todo o estado de São Paulo. Participou da diretoria da CNA durante os mandatos de 1979 a 1990 e de 1993 a 1996. Exerceu o cargo de 1º Vice-Presidente durante 05 (cinco) mandatos (1990 a 2007) e, a partir de julho de 2007 passou a presidir a Instituição, bem como, o Conselho Deliberativo do SENAR, órgãos sediados em Brasília. Acumula, ainda, a Presidência do Conselho Administrativo do SENAR-A.R./SP, onde responde desde 1993 e em dezembro de 2000 foi eleito, por unanimidade, Presidente do Conselho Deliberativo Estadual do SEBRAE-SP. Na gestão de 2004/2006 ocupou a 3 Vice -Presidência do referido Conselho e, em dezembro de 2006, foi eleito, por unanimidade, para mais uma gestão (2007/2008) frente ao SEBRAE. 25


AgroEsporte

Contel Futebol Clube

C

om nove anos de existência, o Contel Futebol Clube, participou de vários campeonatos durante sua existência. Dentre eles foi vice-campeão da Copa DPM de São José do Rio Preto, vice-campeão e quarto colocado do Regional de Ipiguá, além de ter ficado em terceiro lugar na Copa Zona Norte de São José do Rio Preto. No ano passado o Contel chegou à elite do futebol amador, onde participou de uma competição com quarenta equipes, ficando entre os quatro finalistas. O Contel já revelou vários jogadores entre eles de renome Cléo Silva, onde seu ultimo clube foi o Rio Preto, no qual foi revelação no Campeonato Paulista da A3. Recentemente o time acertou com o Novo Horizontino o contrato de dois anos do jogador, no qual irá jogar pelo time e disputar o Paulista A2.

Campeonatos

Vice-Campeão: Copa DPM de São José do Rio Preto/SP Vice-Campeão: Regional de Ipiguá/SP Terceiro Lugar: Copa Zona Norte de São José do Rio Preto/SP Quarto Lugar: Regional de Ipiguá/SP Em 2013 o time chega a elite do futebol amador, em uma competição de 40 equipes e somente 4 chegaram a elite. Para este ano vem com novos projetos, parceiros, fortalecendo ainda mais o time que também está com nova diretoria.

26

Conheça a Diretoria 2014 Presidente: Francisco Nunes Vice Presidente: Jean Gonçalves de Souza Diretores: Antônio, Tiaguinho, Diego

Comissão Técnica

Treinador Pirilo, foi atleta campeão no time do Avai, com passagem na base do São Paulo e do palmeiras. Auxiliar Técnico e Preparador Físico: Wanderson Ralf Garcia Treinador de Goleiro: Vanderlei Monteiro (café)


27


AgroRodeio

BARRETOS 2014, FOI SURPREENDENTE

F

esta do Peão de Barretos comemorou resultados positivos de público e movimentação econômica Evento recebeu aproximadamente 900 mil visitas e apresentou mais de 200 shows artísticos Terminou no domingo, dia 31 de agosto, a 59ª edição da Festa do Peão de Barretos. O evento, considerado o maior da América Latina, recebeu aproximadamente 900 mil visitas durante os 11 dias. Finais das maiores competições de rodeio do país e do mundo apresentaram os mais corajosos competidores em busca de uma premiação de mais de R$700 mil. O diretor de rodeio Kiko de Almeida Prado comemorou o sucesso proposto para os campeonatos, informando que Barretos recebeu 53 companhias de touros e 15 de cavalos que proporcionaram grandes espetáculos todos os

28

dias da Festa. Final da Professional Bull Riders – PBR, final da Associação Nacional de Três Tambores – ANTT, final da Liga Nacional de Rodeio, competição de Novos Talentos no cutiano, modalidade brasileira de rodeio e fechando as provas o 22º Barretos International Rodeo. Kiko ressaltou também a harmonia entre rodeio e shows. “Este ano conseguimos manter os horários, sem atrasos, resultado de organização e harmonia entre as diretorias”, disse. Foram mais de 200 shows divididos em diferentes palcos e apresentações inéditas como o show que reuniu no mesmo palco dois ícones da música sertaneja, Chitãozinho & Xororó e Milionário & José Rico. Ricardo Rocha, diretor cultural, declarou que foram feitos investimentos em iluminação, em tecnologia de ponta e na estrutura dos palcos, que foram ampliados. “Conse-

guimos fazer os shows serem surpreendentes. Todas as apresentações do palco do Estádio de Rodeio foram exclusivas e inéditas”, declarou. Em entrevista coletiva no final do evento, o presidente Jerônimo Luiz Muzetti agradeceu a imprensa: “nós planejamos e realizamos o evento, mas vocês são os responsáveis por nos ajudar a fazer da Festa do Peão um sucesso”. Jerônimo disse também que estava apreensivo por ser um ano atípico no país devido à Copa do Mundo e eleições, porém o público compareceu em peso e a Festa surpreendeu até mesmo a direção. O diretor financeiro Hussein Gemha Taha informou que os números serão apresentados ainda esta semana, mas adiantou que a movimentação financeira foi superior a de 2013 e que a equipe já começou os preparativos para a próxima edição do evento.


Fotos: Leandro Nascimento e André Silva

CAMPEÕES DA FESTA DO PEÃO DE BARRETOS 2014 – 1º Final de Semana RODEIO EM TOUROS A Competição reuniu 45 competidores e distribuiu R$ 300 mil em prêmios Diferente da primeira vez que esteve em Barretos, Tiago Vitor Rodrigues, de 28 anos, saiu o campeão. “Todos querem vencer aqui. É diferente ser o melhor em Barretos” contou o competidor sem esconder a alegria da nova conquista. E não é para menos, o competidor de Floreal/SP conquistou o título da PBR Brasil 2014, etapa realizada na 59ª Festa do Peão de Barretos e levou R$ 100 mil em prêmio. Na prova deste domingo, dia 24, Tiago montou o touro Black Star da Cia Paulo Emílio e obteve 90 pontos. Além do título, Tiago foi classificado para o campeonato da PBR realizado nos Estados Unidos. Em segundo lugar no ranking da PBR Brasil ficou Silvano Alves, de Pilar do Sul/SP. A terceira posição foi conquistada pelo competidor de Pereira Barreto/SP Fernando Henrique Novais. Tiago recebeu a fivela ao lado do presidente da Associação Os Independentes, Jerônimo Luiz Muzetti e do diretor da PBR Adriano Moraes.

TEAM PENNING O domingo foi dia de decisão na 59ª Festa do Peão de Barretos. Conquistou o título de campeão da competição o trio Alceu Mello, Fabio Pimenta e João Paulo Silveira com o tempo de 24.799. Na somatória dos quatro dias de disputas o trio somou 61,761 segundos. Os outros quatro trios classificados são: Rodolfo Cassio Marchi do Nascimento, Matheus Henrique Assunção Benevides e Marcos Paulo Assunção Benevides (segunda colocação com 63,190 segundos); Caio Ferrão de Souza, Joselanio Araujo de Sousa e Matheus Ferrão de Sousa (terceiro lugar com a somatória de 63,242); Alexandre da Rocha Viana, José Fabricio Istuque Bueno e Valber Winston da Silva (quarta posição com 65,573 segundos) e Gustavo Andrade de Oliveira, Lucas Andrade de Oliveira e Luiz Augusto Ribeiro Tranquillini (quinto lugar com 66,148 segundos na somatória). TRÊS TAMBORES No domingo também foi dia de final da competição de Três Tambores da ANTT para duas categorias: Silver e Mi-

rim. A campeã antecipada da categoria Gold, Fatiana Ferreira, comemorou já na noite do dia 23 a vitória e conquista da vaga para o Internacional. Mesmo sem chance de ser alcançada, a competidora fez uma excelente prova em 17.968 segundos. Na categoria Silver quem fechou a noite como campeã foi Clarisse Negrão. O tempo dela na prova foi 18,037 segundos. A campeã mirim, Tarcila Fergson, finalizou a apresentação que garantiu a vitória dela em 18,720 segundos. O 11° Campeonato Nacional de Três Tambores distribuiu R$ 85 mil em prêmios. CUTIANO No cutiano quem levou a melhor foi o mineiro Marlom Vinicius Barbosa, que foi a revelação na modalidade Cutiano no campeonato “Novos Talentos” da 59ª Festa do Peão de Barretos. O mineiro de Lagamar destacou-se na competição, voltada para atletas com idade até 25 anos, realizada pela primeira vez no evento. Marlom somou 165 pontos e conquistando o primeiro .

29


AgroRodeio

CAMPEÕES DA FESTA DO PEÃO DE BARRETOS 2014 – 2º Final de Semana TOUROS Francis Gustavo Dezembro, de Catiguá/SP, venceu o 22º Barretos International Rodeo. O campeão montou o touro Show Time do tropeiro Juvenal Pontremolez e somou 358,50 pontos. Com a conquista ele faturou R$ 75.000,00. “É a segunda vez que monto em Barretos. Para mim é um sonho ser campeão no melhor rodeio do mundo”, disse o ganhador. João Mauro Kugel, de Cosmópolis/ SP, ficou em segundo lugar na competição. Ele montou o touro Paiaguá, do tropeiro Juliano Domingos, e alcançou 355,50 pontos. Luciano Henrique de Castro, de Guzolândia/SP, montou o touro Turbante, do tropeiro Juliano Domingos, obteve 353,75 pontos e ficou em terceiro lugar. TRÊS TAMBORES Além da modalidade touro, o Rodeio Internacional tem disputas também em sela americana, cutiano, bareback, team penning e três tambores. A paranaense Taís Xavier, de Umurama/PR, ganhou a prova dos Três Tambores e faturou R$ 15.000,00 de prêmio. Em segundo lugar ficou Fatiana Ferreira, de Guaíra/SP. A amazona Fernanda Ruffini

30

Kronka, de São Pedro/SP, conquistou a terceira colocação. SELA AMERICANA Leandro Baldissera, de Capão Bonito/SP, ganhou a montaria em sela americana. Na disputa final do domingo, ele montou o animal Black Mama, da Companhia Pro Horse, e somou um total de 158 pontos, faturando R$ 15.000,00 de prêmio. O mexicano Abelardo Gonzales obteve 144,5 pontos, ficando em segundo lugar, ao montar o cavalo Texas Indian, da Companhia Pro Horse. Na terceira colocação ficou Peter Willitimm, de Marília/SP, que montou a égua Crazy Girl, da Companhia Pro Horse, e totalizou 144 pontos. BAREBACK O competidor Leandro Medeiros, de Terra Roxa/SP, venceu a modalidade bareback. Ele montou o cavalo Bad Angel, da Companhia Pro Horse, obtendo um total de 161 pontos, e recebendo R$ 10.000,00 em prêmio. O mineiro Gustavo Ribeiro Cyrino, de Guaxupé/MG, somou 148 pontos, ao montar o cavalo Big Gun, da Companhia Pro Horse, e ficou em segundo lugar. Tiago Alcantra, de São José dos Campos/SP, atingiu

141,5 pontos, montou a égua Chilena, da Companhia Pro Horse, e obteve a terceira colocação. TEAM PENNING O trio regional formado por Africio Figueiredo, de Ribeirão Preto/SP, Felício Veronez, de Monte Azul Paulista/ SP, e Ricardo Rocha, de Barretos/SP, conquistou o título de campeão na prova do Team Penning. O trio concluiu a competição com 84s597 no tempo acumulado, conquistando o título e um prêmio de R$ 30 mil, além da fivela. CUTIANO: Foto 05 – campeões Cleidson Soares de Lima, de Jussara/ GO, é o campeão do estilo cutiano da 59ª Festa do Peão de Boiadeiro de Barretos. Ele somou 254,50 pontos e faturou R$ 30.000,00 em prêmio. Rodeio Júnior O mineiro Pedro Oscar Martins Siqueira, 17 anos, de Conceição das Alagoas, é o campeão do Rodeio Junior da 59ª Festa do Peão de Boiadeiro de Barretos. Na grande final ele montou o touro Sem Juízo, de propriedade de João Eduardo, e atingiu 238,25 pontos. Ele recebeu R$ 2.000,00 de prêmio, fivela e traje completo.


Fotos: Leandro Gasparetti

A TRADIÇÃO SERTANEJA NO BARRETÃO

A

comitiva Água Doce, do comissário Edmundo Martins Moura (In Memorian), de Icem, SP, representado por seu filho Carlinhos Manco, venceu o concurso queima do alho da 59ª Festa do Peão de Boiadeiro. A competição aconteceu na tarde de sábado (30) no Rancho Ponto de Pouso, no Parque do Peão. Em segundo lugar ficou a comitiva São Jorge, do comissário Jorge Carvalho, de Barre-

tos, SP. A terceira colocação ficou para a comitiva Ozorinho, do comissário Sebastião Pontes, de Mirassol / SP. CONCURSO DO BERRANTE O concurso de berrante terminou empatado. Em primeiro lugar ficaram Claudio Moreto, de Formosa d Oeste, PR; Alceu Garcia, de Barretos, SP. O segundo lugar ficou para Minissaia, de Rondonópolis, MT. Em terceiro lugar fi-

cou Pedro Henrique, de Orindiuva, SP. Na categoria feminina, Karina Berranteira, de Iturama, MG, foi a vencedora. Em segundo lugar ficou Monique Aragão, de Junqueirópolis, SP. Em terceiro lugar, ficaram empatadas Danny Berranteira, de Bragança Paulista, SP; Virgínia Branquinho, de Divinópolis, MG; e Larissa Lombardi, de Itapagipe, MG.

31


AgroRodeio

HOMENAGEM AO CAVALEIRO DAS

Após percorrer mais de 16 mil quilômetros a cavalo, Fe

Filipe percorrendo avenida Alberto Andaló em Rio Preto

O

cavaleiro das Américas, Filipe Leite, foi homenageado na noite de sábado, 23 de agosto, na 59ª Festa do Peão de Barretos. A cerimônia aconteceu na arena de rodeios e contou com a presença da comitiva Água de Peão, de São José do Rio Preto/SP do Comissário Milton Liso, membros da diretoria de Os Independentes, além da família de Filipe e do Prefeito de Espirito Santo do Pinhal-SP, José Benedito de Oliveira, cidade natal do cavaleiro. O jovem aventureiro, que veio a cavalo do Canadá, percorreu 16 mil quilômetros durante dois anos de viagem, mas antes de chegar a Barretos tam-

32

bém passou por São José do Rio Preto, onde percorreu pelas principais avenidas da cidade, com direito a cavalgada com tropas de mulas e comitivas de cavaleiros. Antes de sair de Rio Preto, Filipe recebeu das mãos do Presidente da Câmara, Paulo Pauléra, uma congratulação pelo reconhecimento por sua jornada e com aprovação de outros vereadores. Já em Barretos, foi recebido com muita emoção pelo público que lotou as arquibancadas do Estádio de Rodeio. Filipe realizou seu sonho e entrou com seus três cavalos e companheiros de viagem Bruiser, Dude e Frenchie.

Em um gesto de agradecimento ele ajoelhou-se na arena em frente aos animais sendo aplaudido por toda plateia. E como não poderia faltar música para embalar a cerimônia, a dupla Wilson & Soraia desceu na arena e cantou a música “Ave Maria do Rodeio”, uma homenagem à fé presente nos eventos de rodeio em todo o Brasil. Logo após a cerimônia, o cavaleiro inaugurou um monumento especial. A obra de arte feita pelo artista plástico Juvenal Irene, reproduz Filipe e seus cavalos, e mede aproximadamente 5m de altura que ficará exposta no Parque do Peão.


Fotos: Leandro Gasparetti

AMÉRICAS EMOCIONA PÚBLICO

elipe Leite ficou em Barretos até o último dia de Festa

Recebendo Congratulação do Presidente da Câmara de Rio Preto, junto com Cuiabano Lima

O presidente de Os Independentes Jerônimo Felipe Masetti Leite, o cavaleiro Luiz Muzetti entregou uma fivela em das Américas em sua emocionante homenagem ao Cavaleiro das Américas chegada a Barretos.

33


AgroMundo

Foto: Divulgação

OUTRAS OPÇÕES NA UTILIZAÇÃO DO MILHO H á certo tempo tem se observado, no cenário brasileiro, o excesso na produção de milho e a alta demanda de investidores internacionais em nosso país e a resposta é simples: novas formas de aproveitamento do milho. Os estrangeiros viram no milho “uma mina de ouro”, já que por ser excedente no país, está sendo utilizado nas produções de etanol, um concentrado proteico-energético que pode substituir o farelo de soja na dieta animal, ácido cítrico e lisina para a indústria farmacêutica, além de subprodutos como óleo, gérmen de milho, ração, fibra e glúten, que poderão ser exportados. O custo beneficio do milho em relação à cana-de-açúcar, para a produção do etanol, é quase nula, mas em contrapartida supera a cana no aproveitamento de seus resíduos para nutrição animal, indústria farmacêutica, entre outros. As usinas “flex” – que produzem biocombustível a partir da cana-de-açúcar e de cereais – estão tomando conta do cenário nacional, já que atualmente existem duas no Mato Grosso, mais duas estão sendo estruturadas em Goiás, uma indústria “full” de etanol de milho na região dos Chapadões – entre Mato Grosso do Sul e Goiás, além de fábricas de amido de milho e xarope no interior de São Paulo, fábrica de

34

beneficiamento de sementes de milho no oeste da Bahia e muitas outras que estão por vir. “Parece que a ideia dos estrangeiros é de instalar pelo menos mais dez indústrias de etanol de milho no Brasil” afirma Tiago Maia, secretário de Desenvolvimento Econômico e de Meio Ambiente de Chapadão do Sul-MS, que se prepara para receber a primeira usina “full” do país. O investimento feito na construção da indústria foi estimado em 300 milhões de dólares e a previsão de consumo é de 350 mil toneladas de milho/ano, que representa mais da metade da produção do município. Estima-se que a demanda internacional pelo cereal só tende a crescer e se manterá aquecida: “Estive recentemente na China e lá me confessaram que, em função dos limites de espaço, disponibilidade de água e tecnologia agrícola, irão demandar ao longo dos próximos 10 anos pelo menos mais 42 milhões de toneladas de milho/ano” afirma Alysson Paolinelli, ex-ministro da Agricultura e presidente-executivo da Associação Brasileira dos Produtores de Milho - Abramilho. A transformação industrial do milho é a melhor alternativa aos gargalos da cadeia também a longo prazo, que estima-se que em 10 anos, haja um aumento em mais 50% na produção do cereal.


AgroRodeio

SUÍNOS, PREÇO DO VIVO SE

ENFRAQUECE EM SP, E NO SUL, SEGUE FIRME A pesar da baixa oferta de suíno vivo para abate, frigoríficos pressionam os valores pagos ao produtor em razão do desaquecimento da demanda típico da segunda quinzena do mês de setembro. Assim, têm ocorrido quedas pontuais nos preços dos animais em algumas praças acom-

panhadas pelo Cepea, especialmente no interior de São Paulo. Nas regiões sulistas, no entanto, o mercado segue em alta. Isso porque, no Sul, onde os suinocultores são responsáveis por grande parte das exportações nacionais, agentes do setor seguem com a expectativa de que os embarques de

carne suína se intensifiquem nos próximos meses. Porém, até a segunda semana de setembro, de acordo com a Secex o volume exportado por dia na primeira quinzena de setembro se mantém a 1,7 mil toneladas, mesma quantidade diária verificada em agosto. Fonte: Cepea

35


AgronoBrasil

Fotos: Leandro Gasparetti Lucas Ribeiro / Monte Aprazível Notícias

Monte Aprazível Rodeio Festival movimentou a região

A

cidade de Monte Aprazível, situada no interior paulista, realizou na segunda semana de agosto, de 13 a 16 de agosto, o 9° Monte Aprazível Rodeio Festival, um evento já consolidado no calendário dos grandes eventos da região, que levou cerca de 45 mil pessoas durante os quatro dias do evento. O evento é organizado pelo Clube dos 22, que foi fundado em 1977 e, completou, este ano, 37 anos de existência, realizando uma festa que se tornou uma das mais tradicionais da região. Em 2005 o rodeio ganhou outra identidade com a nova diretoria – Fábio Miguel, como Presidente, e Rômulo Cury, como Diretor - se transformou

Fábio Miguel, Presidente do Monte Aprazível Rodeio Festival com o Prefeito Mauro Vaner Pascoalão

36

no Monte Aprazível Rodeio Festival, com uma tônica mais dinâmica, provas mais elaboradas e premiações maciças. O rodeio contou com grandes nomes da música sertaneja, que passaram pelo palco da festa, como Pedro Henrique & Fernando e Gustavo Mioto, Mato Grosso & Mathias, Cristiano Araújo e João Bosco & Vinícius, que encerrou o evento com chave de ouro. Uma das novidades, este ano, foi que o rodeio fez parte da etapa do campeonato Ekip Rozeta, um circuito que já desponta como um dos maiores do Brasil, contando com os melhores planteis da atualidade, como a Cia Paulo Emílio, Cia JP, Cia Shalon, Cia Euripi-

O Deputado Edinho Araújo com Eloy Gonçalves, Vice Presidente do Monte Aprazível Rodeio Festival

nho Sollo, entre outras. Outra novidade no evento foi o Camarote Premium, um dos espaços mais sofisticados e badalados da festa, que foi totalmente open bar – com Chopp Brahma, Vodka, refrigerante e água - e open food - carnes e petiscos em geral. Os campeões do rodeio foram Nilton Batista de Souza, que sagrou-se campeão, Dener Barbosa Assunção, em segundo lugar, Diego Fernando Sandre, em terceiro lugar, Rafael Marcelino Montanha, em quarto lugar e Alisson José Marques, em quinto lugar, que dividiram R$ 20 mil em prêmios. O melhor touro do rodeio foi Tenso, da Cia BRB/Confina e a melhor boiada foi a Cia Paulo Emílio.

Rômulo Cury, Diretor do Rodeio, com o locutor Umberto Junior


37


AgroCapa

Fotos: Arquivo Data-Agro

Conferência Internacional DATAGRO sobre Açúcar e Etanol 2014

A

Conferência Internacional DATAGRO sobre Açúcar e Etanol é um dos mais importantes eventos do calendário mundial do açúcar e etanol. A conferência que reúne gigantes do setor, autoridades e renomados especialistas é oportunidade de networking em um dos maiores centros de negócios do Hemisfério Sul – mais de 750 líderes empresariais provenientes de mais de 30 países construindo e consolidando negócios. A Conferência Internacional DATAGRO sobre Açúcar e Etanol é o e vento técnico oficial do Sugar & Ethanol Dinner São Paulo, um dos eventos sociais e de negócios de maior prestígio para o setor em todo o mundo, contando com a presença dos mais relevantes agentes da cadeia de valor – produtores de cana e beterraba, indústrias, refinarias, usinas, investidores, bancos e traders de todos os continentes. Nesta 14ª Edição, a Conferência terá como tema central “Desafios e oportunidades: planejando para o futuro”. O evento é composto por palestras de elevado teor técnico, ministradas pelos mais renomados especialistas brasileiros e internacionais do setor sucroenergético mundial. O principal objetivo da Conferência é reunir autoridades da indústria para debater perspectivas de mercado, planejamento estratégico, comércio internacional, produção e outras questões atuais dos segmentos de açúcar e etanol. A 14ª Conferência Internacional DATAGRO sobre Açúcar e Etanol acontece nos dias 20 e 21 de outubro de 2014, com início a partir das 14h00 do dia 20 de outubro no Grand Hyatt Hotel, em São Paulo.

38


39


AgroRodeio

Fotos: Felipe Ulbrich/ABCCC/Divulgação

LUCIANA OMENA

Jornalista Especializada em Cavalos lucianaomenacomunicacao@gmail.com

Cadejo da Maior na final de 2013

Freio de Ouro 2014

Certamente é uma das provas mais bacanas que eu já estive na vida. Nessas minhas andanças, fui pautada por três anos para ir a Esteio, no Rio Grande do Sul. Fiquei encantada com tudo que vi, desde o tamanho e grandiosidade do Parque Assis Brasil à paixão que os gaúchos têm pelo cavalo Crioulo, a organização impecável da ABCCC, entre outros. O Freio de Ouro é a maior prova da raça Crioula, onde podem ser comprovadas as habilidades do cavalo e do ginete, reproduzindo nas pistas os trabalhos do dia a dia no campo. Testase a doma, a resistência, a docilidade, a aptidão e a coragem, que formam a funcionalidade do cavalo Crioulo. Esta prova inicia com os concorrentes sendo submetidos à prova de Morfologia, passando então para as etapas de Andadura, Figura, Volta sobre Patas, Esbarradas, Mangueira, Bayard/Sarmento e Paleteada. Meses antes, são realizadas Credenciadoras e Classificatórias, que habilitam quatro conjuntos entre os machos e mais quatro entre as fêmeas para a 40

final. A final do Freio acontece em quatro dias e a programação é dividida com as provas citadas acima, sendo julgados separadamente os machos e as fêmeas. Para cada um, um grupo de quatro jurados permanentes avalia as performances em cada fase. Na primeira parte, a Morfologia, são avaliados padrão racial e nível de enquadramento do animal aos padrões seletivos da raça, como equilíbrio estrutural, frente leve, firmeza da linha superior e um bom relevo muscular. Na segunda parte, a Funcional, os jurados avaliam o desempenho do animal em atividades derivadas das lidas do campo. O momento alto é a final da Paletea-

da, que acontece no primeiro domingo da Expointer, uma das maiores exposições da América Latina. Se você não chegar cedo, não consegue lugar para assistir, e o público vai a loucura a cada apresentação. Assisti de perto as pessoas chegando de manhã, guardando lugar, se revezando para não perder o espaço. É muito interessante! Os animais que garantiram vaga para a decisão em 2014 mostraram que a seleção preconizada pela ABCCC, de aliar morfologia e função está cada vez mais difundida entre os criadores da raça. Se você gostou e quer saber um pouco mais, acesse www.abccc.com.br.


AgroTradição

1º ENCONTRO DE SANFONEIROS DE POLONI

O

1º Encontro de Sanfoneiros de Poloni, cidade localizada no interior paulista, foi realizado dia 27 de julho, e contou, na organização, com a 3ª idade, a prefeitura, câmara municipal, além do Cidinho, Leandro, Zé Carlinho do Campo, os vereadores Tinga, Parente, Vitinho, Emerson Marinoto, Dona Dita, o prefeito Curimba, o vice Antonio José Passos, Nanico, Ken, Nego, Marrom, Moringuinha, Yuri, Claudio Miola, Alcino Miola e os sanfoneiros. Foi cobrado R$ 5 pelo almoço, mas quem não quis comer, entrou de graça. O evento teve a participação de sanfoneiros de Ribeirão

41

Preto, Ipiguá, Nipoã, Votuporanga, Pontes Gestal, Jaci, Monte Aprazível e foi realizado no Salão Paroquial da cidade, onde estima-se que contou com cerca de 900 pessoas. Além da população, o evento teve a presença do candidato a Deputado Federal, Itamar Borges, que também foi um dos colaboradores para que o evento acontecesse. O intuito do evento é de promover o resgate histórico da cidade, das pessoas que fizeram parte da história, no decorrer dos anos, além de fazer novas amizades e reencontrar amigos que não se viam há

muitos anos. Todos os participantes receberam um troféu como forma de agradecimento em participação ao evento, que promete virar tradição na cidade e região, já que está previsto, para o dia 09 de novembro, o Encontro de Violeiros, na cidade de Nipoã, também situada no interior paulista. Para o ano que vem já está sendo pensado 2º Encontro de Sanfoneiros de Poloni, para os sanfoneiros que quiser participar já pode entrar em contato com a organização e deixar agendado, através do Telefone: (17) 3819-9900 / 98137-1137

41


AgroCultura

Foto: Leandro Gasparetti

PEDRO DA SANTA

ELE PERCORRE OS RODEIOS DO PAÍS CARREGANDO IMAGEM

P

42

edro Geraldo Arneiro Ribeiro, mais conhecido como Pedro da Santa, nasceu na cidade de Aparecida, no interior paulista e é um ícone no mundo dos rodeios, pois quando se pensa em rodeio de grande porte, é difícil não pensar em Pedro da Santa. Pedro é um famoso personagem nos rodeios, por entrar na arena com uma imagem de Nossa Senhora Aparecida para abençoar os peões, distribuir fitinhas sagradas e terços aos visitantes. Mas nem todos sabem que Pedro da Santa começou a andar pelos rodeios do Brasil, devido a uma promessa feita em nome da sua mãe, que tinha sido diagnosticada com diabetes e corria o risco de ter uma perna amputada e que, caso ela melhorasse, percorreria os rodeios com a imagem da Nossa Senhora da Aparecida para abençoar a todos. Ela se curou e, desde então, Pedro nunca mais parou de viajar pelos rodeios do Brasil. Mesmo com a morte de sua amada mãe, há cerca de sete anos, fez com que Pedro da Santa deixasse de viajar pelos rodeios, continuando com sua missão, que já dura 32 anos. Ele participa, por mês, em cerca de quatro rodeios, onde distribui em cada evento cerca de 2.000 fitinhas, além de 1.000 terços, gastando, por evento, cerca de 150 reais. Pedro da Santa já participou dos maiores e mais tradicionais rodeios do país como de Jaguariúna, Colorado, Country Bulls – de São José do Rio Preto -, Ribeirão Preto, dentre outros, não faltando, é claro, a maior festa do peão da América Latina, Barretos. “Carrego a imagem da Nossa Senhora da Aparecida comigo em todo lugar, tanto, que ela já apareceu em novela, já aconteceram acidentes comigo e ela não quebrou, como quando dois cavalos que me atropelaram, no fundo dos bretes e, não aconteceu nada comigo e nem com a Santa, que não deixa de ser um milagre” comenta Pedro da Santa. Além de levar a Santa nos rodeios, Pedro também vai aos hospitais visitar os peões que se machucam durante as montarias “Tem casos de peões que sofreram acidentes graves, quase ficando paralíticos e pediram proteção da Santa e ela atendeu, é por isso que continuarei a levar a Santa nos rodeios” finaliza.


AgroFeiras

22ª Fenasucro

Com aumento de visitantes nacionais e internacionais, 22ª Fenasucro amplia oportunidades para a tecnologia sucroenergética brasileira

C

ompradores vieram de outros 50 países para conferir as novidades em tecnologia, equipamentos e pesquisas A Fenasucro 2014 atingiu as expectativas de público, geração de negócios e, principalmente, de troca de conhecimento a que se propôs. A Feira, em sua 22ª edição, promoveu debates e apresentou soluções em inovações, equipamentos, tecnologia e pesquisa para toda a cadeia produtiva da canade-açúcar, recebendo grandes nomes em conferências e palestras que apontaram os rumos e os desafios da retomada de crescimento do setor. Foram 33.240 visitantes, 9% superior à edição passada, entre brasileiros e estrangeiros de mais de 50 países como Arábia Saudita, Dinamarca, Costa Rica, Inglaterra, Estados Unidos, Islândia, Itália, Suíça, Venezuela, entre outros, que geraram um volume de negócios cuja projeção indica alcançar R$ 2,2 bilhões nos próximos 12 meses. Isto porque, segundo o presidente do Ceise Br, Antonio Eduardo Tonielo Filho, a recente implantação da mecanização da colheita da cana-de-açúcar, com a finalidade de gerar maior produtividade e ligada a questões sustentáveis, foi primordial para uma sequência de outras inovações tecnológicas dentro da indústria de base, responsável pela fabricação de máquinas e equipamentos às usinas. “A própria utilização da biomassa como fonte de energia no processamento da cana estimulou o desenvolvimento de caldeiras cada vez mais eficientes, contribuindo com a redução de custos. Se hoje o Brasil é o principal produtor de derivados da cana-de-açúcar, é graças aos altos investimentos dessa indústria que produz máquinas e equipamentos cada vez mais eficientes, para que as unidades produtoras tenham maior produção e produtividade. O desenvolvimento da indústria sucroenergética brasileira é genuinamente nacional e conquistou o mercado externo pela produção de

açúcar, do etanol com eficiência e custos competitivos, e geração de energia”, destacou Tonielo. A movimentação dos negócios da Fenasucro também atingiu as micro e pequenas empresas que estavam presentes no evento em uma parceria estabelecida com o Sebrae. Além de ser um vetor de soluções e plataforma de novos negócios para as indústrias, a Fenasucro também trouxe alternativas que impactam no ganho de eficiência e redução dos custos no campo. Este ano a Feira apresentou uma vitrine de produtos e serviços à disposição dos produtores rurais, onde visitantes e empresários do setor pode encontrar o que há de mais moderno e os principais lançamentos do mercado. De acordo com o diretor do evento, Gabriel Godoy, a apresentação de soluções para o momento vivido pelo setor foi o principal destaque da Feira neste ano e o fomentador dos negócios gerados. “A Fenasucro trouxe soluções customizadas para cada necessidade dos compradores e contribuiu com oportunidades de negócios e de financiamentos para que muitas usinas se preparem para os cenários que se desenham na economia mundial para o setor sucroenergético”, completa.

Rodada Internacional de Negócios Um dos destaques na integração entre economias internacionais foi a Rodada de Negócios Internacionais promovida pela Apla/Apex, que contou com a participação de 50 empresas brasileiras, 20 convidados estrangeiros vindos pelo projeto e outras 31 participações internacionais espontâneas, de países como Argentina, África, Belize, Bolívia, Colômbia, Costa Rica, Cuba, Estados Unidos, Filipinas, Guatemala, Honduras, México, Peru, República Dominicana e Venezuela. Ao todo, foram realizados 562 encontros de negócios para a promoção de toda cadeia produtiva da cana-de-açúcar. Novos conhecimentos Outro ponto forte do evento, o Espaço Conferências recebeu aproximadamente 2 mil pessoas que participaram das mais de 40 palestras e debates. Organizada pela Reed Exhibitions Alcantara Machado, em parceria com o realizador – CEISE Br (Centro Nacional das Indústrias do Setor Sucroenergético e Biocombustíveis), a 22ª Fenasucro aconteceu entre os dias 26 e 29 de agosto, em Sertãozinho/SP e contou com 550 expositores brasileiros e internacionais vindos da China, Estados Unidos, Inglaterra, Alemanha, França e África do Sul.

43


AgroSocial

Fotos: Leandro Gasparetti

SOCIAL WESTERN Por Leandro Gasparetti

01 01

02

03

04

05

06

07

08

09

10

11

1 - Gisele, Everton Neguinho, Matheus Calil e Edivan 02 - Luiz Carlos de Marco com a esposa Joalice de Marco 03 - Alfredo e Andrea Theodoro 04 - Barra Mansa com Divino & Donizete 05 - Wanderson Né e Junael Pereira 06 - Breno, Giovanni, Bruno e Ademilson Tapparo 07 - Celso Heli Moreira e Dalva Siqueira Moreira 08 - Edilson Mendonça com Fiduma & Jeca 09 - Edmar Gomes Melo e Dirceu Marques 10 - Esnar Ribeiro, Adriano do Vale e Guilherme Marchi 11 - Gugu Liberato e José Carlos Cemenzato 44


12

13

14

15

16

17

18

19

20

21

22

23

24

12 - José Candêo, Branco Malta, Anisio Begeo, Marcos Mazetti, Adauto Lopes, José Menóia e Sérgio Expressão 13 - João Daniel Pinotti e João Alfredo Pinotti 14 - Joel Guedes e Cuiabano Lima 15 - Cida Caran, Gugu Liberato e Frederico Tebar 16 - Wilson e Dreison Mathias 17 - Gislaine Franzotti e José Luiz Franzotti 18 - Keyla Polizello e Suelen Silveira 19 - Luciano Brumati e Adriano Moraes 20 - Luciano Delarco e Della Morena 21 - Luis Guilherme Garcia e Ana Paula Castro 22 - Luizinho Bueno, Cristiane Balura e Jean Souza 23 - Marcos Murta, Alicio Lezo e Jota CArvalho 24 - Martha Cajado, Paulo Emílio e Dave Cordovano 45


25

26

27

28

29

30

31

32

33

34

35

36

37

38

39

25 - Milton Liso e Osmair Guareschi 26 - O cantor Bell Marques com Marcinho Costa 27 - O casal Fernanda Marques e Cleber Sant’Anna 28 - Oscimar Custódio, Maria Gregória e Hortencia 29 - Paulinho 1001 com João Victor & Ricardo 30 - Pedro Ernesto e Flávio Junqueira 31 - Pedro Radade e Alessandro Mendes 32 - Roberto Biasi e Alvani Soares de Lima 33 - Siderley Clein, Tião Procópio, Hélinho Paraíso e Eugênio José dos Santos 34 - Thais Virgolin, Samária Pátero e Cyrineu Massucatto 35 - Thalles & Thiago com Jerônimo Muzetti 36 - Tonho Prado, Cacá de Barretos e Cleber Oliveira 37 - Wagner Antonio Jacometi e Marcos José Amancio 38 - Wagner Ternura, Ricardo Dias Bentinho e Kleber Ferreira 39 - Bianca Assumpção e Maurício Mattar 46


47


48

Magazine AgroFest - Setembro/Outubro 2014  
Magazine AgroFest - Setembro/Outubro 2014  
Advertisement