Issuu on Google+


Editorial

Presidente Fabio “Deriel” Bettega Secretário Geral Rodrigo “Slicer” Jaroszewski Diretor Financeiro Zuleica Jaroszewski Diretor Jurídico Fabiano “Skywalker” Neme Diretor Cultural Débora “Valië” Souza Diretor de Comunicação Bruno “Varnion” Pacheco

Palantír nº 25 Março 2014 Editor Bruno Pacheco – Toca RJ Projeto Gráfico e Diagramação Bruno Pacheco – Toca RJ Revisores Debora Souza – Toca SP Zuleica Jaroszewski – Toca RS Colaboradores Debora Souza – Toca SP Zuleica Jaroszewski – Toca RS


Conteúdo Palantír Março 2014 Divulgação dos Concursos – Página 4 Divulgação dos concursos culturais do Conselho Branco de 2013. Conclusão do Mandato – Página 10 O que foi feito no biênio de 2012/2013. Convocação para Eleições – Página 12 Convocação para a formação de chapas para o biênio 2014/2015.

Publicado pelo Conselho Branco Sociedade Tolkien. Para consultas, contacte diretor-comunicacao@conselhobranco.com.br


Concursos Culturais Dentre os objetivos do Conselho Branco Sociedade Tolkien estão a difusão da obra do Professor e o incentivo ao seu estudo. E uma das formas que encontramos para alcançá-los é a promoção de concursos culturais. Assim, o Conselho Branco Sociedade Tolkien ofereceu a seus associados a oportunidade de apresentar suas criações, pensamentos, estudos e visões do imaginário tolkieniano participando de 2 concursos anuais distintos: Runas de Daeron (Poemas e Contos), Celebrimbor de Azevim (Ilustrações).

Veja os participantes de 2013! Gustavo Pacheco - Bilbo's Bag End, para o Celebrimbor de Azevim

4


Carolina Lopes - O Canto de Nan Elmoth, para o Runas de Daeron

Em Elmoth verdejante Brota em canto nova ave E o perdido caminhante Aturdido, pára e ouve “Tinúviel, Tinúviel! Mais bela sob o céu! Jaz estrela sobre a relva Negras mechas tem por véu” Torna, então, a ave À voz que lhe declama “Rouxinol de tom suave Tem meu coração em chama! Morna e tremeluzente É de Doriath a Aurora Este humilde viajante Por favor, não mande embora!”

Carolina Lopes - O Marinheiro, para o Runas de Daeron

Vindas velas no horizonte Gaivotas a clamar Silmaril em sua fronte Ao Destino dos eldar Segue em busca da cura Até a Terra Abençoada Onde a Sombra não perdura Nem tampouco o fio da espada Senhor de dupla senda Do amanhecer arauto Brisa e espuma transcenda A Calacirya incauto O perdão tão almejado Por Manwë se faz presente Com Elwing a seu lado Surge Estrela reluzente Aiya, Eärendil O mais nobre marinheiro Vingilot conduziu Ao Confronto Derradeiro

5


Parabéns ao Caio Romero, vencedor do Concurso Celebrimbor de Asevim!

Caio Romero – Gandalf, o Cinzento, para o Celebrimbor de Azevim Maria Oliveira - Uma breve história, para o Runas de Daeron

Frodo dos nove não sabia o caminho, tinha o que não vê debaixo do ninho! Bilbo, Bolseiro, Mordor! Grito ouvido pelo torpor de quem perdeu e não achou. Segredo que não envelhece Selado como uma foice. Trote Trote Trote

6

Adeus, Condado, Rapidamente, Correndo, ainda não com os nove, Abre caminho, não a terra nobre, Com a demora não chega a espera Porém, Passolargo, vamos lá a caminho do lar. Em Valfenda, quatro raças se unem Frodo, dos nove, com os nove se une. Pela montanha da perdição Cantamos a canção!


Começa a partida Formarão laços, conjectura e traição. Pelo Um Anel para todos governar Um Anel para encontrá-los Um Anel para todos trazer e na escuridão aprisioná-los.

Frodo, dos nove chegou ao vulcão. Lá não ouviu o clamor por trás dito por Elrond. Frodo, herdeiro de alma de Isildur, não aguentou a desilusão.

Na separação, três caminharam um pereceu dois encontraram quem adormeceu. Onde estão as Entesposas?

Mago sábio previu quem ainda não fez tem um papel a desempenhar custou um dedo, para todos salvar. Gollum, fogo, seu precioso. Todos sucumbiram na montanha do fogo.

Frodo, dos nove Sam de Frodo Juntos, sozinhos, mergulharam nas trevas.

Os nove, que não eram nove, voltaram O rei, Rei se fez. Frodo partiu para Valinor Perdeu de quem achou, achou quem no ultimo navio Noldor. procurou Novo caminho se mostrou Os Pântanos Mortos, é sim esse o nome deles. Olho que tudo vê, não via o que não queria crê. Salve Aragorn II, rei de Gondor e Arnor Seus guerreiros distraíram a destruição Assim como elfos e anão Lutaram até a perdição.

7


Ricardo Almeida - Canto das Árvores, ou: Litania de Olvido e Morte , para o Runas de Daeron

Entre os eldar, à sombra esmaecida, passaram auroras e verões serenos em cujas noites orvalhadas, frias, na lira um menestral tangia ao vento a mesma litania, triste trova. Ao calaquendi aedo inspirava um canto fúnebre; e rememorava a glória de outros tempos, sepultada.

E cada fio se entretecia e mais e mais torciam as fibras e tornavam ao molde de dois caules verdejantes - a cor da esperança, que guardavam. Canta, Yavanna, sempre viva, canta! Canta o triunfo sobre Morgoth Bauglir A luz dos calaquendi anunciaram os brotos tímidos destas árvores.

Canto

E então, estupefatos, contemplaram do Mahanaxar, de Arda, os Poderes viril crescer dos troncos em frondosas maduras Árvores de copa verde. De muitos nomes belos conhecida Telperion, Silpion, Ninquelotë e mais que a língua dos atani cala, primeira em Valinor a florescer. Ó luz de diamante, ó luz amada! das folhas verde escuras derramava em lagos rasos de água consagrada E todo o mundo, em prata, iluminava. Sua irmã Culúrien foi chamada ou Malinalda de folhas álgidas E ainda Laurelin, viçosa flama, a flamejar os corações e as almas. Depois de Silpion, à altura ergueu, que da fronte altiva dardeja a chuva o solo amado de douradas flechas, e flores quentes e cálidas frutas.

"Como o murmúrio d´água o largo rio, gota a gota, nutre desde a nascente A voz da Kementári assim se ouviu, um sussurar suave e persistente. Da Terra e do que nasce no seu ventre, das árvores soberbas às nimphelos, a mente de Yavanna atravessara a Natureza virgem ao Eterno. Ó Yavanna, mãe da terra, aiya! Ó Kementári sempre verde, aiya! Saúdo os campos e o trigal dourado o alto mallorn que a fronda altiva espraia Ó voz que alenta e vive e se renova no torvelinho das criadas formas! E assim, tão lentamente como a gota, daquele largo amanhecido rio E assim, tão sutilmente como o éter, a Kementári fez nascer dois fios.

8


E, o arco inteiro sideral das Horas, as Duas Árvores firmes cumpriam. A Calacirya atravessa (a Luz) a dissipar as sombras que fugiam...

O aedo tange a lira ao vento à orla de Belegaer, inescrutável. E mudo numa prece, o canto ja findado, roga ao destino a valië e a Ulmo:

Ah! Memória, memória, só memória é o que resta aos aedos dos eldar Memória, memória, onde é tua glória? Repouso em ti às orlas desse mar... E, no entanto, ainda se o céu me enleva avisto a estrela abençoada. Lá de Earendil a silmaril na testa Luz das árvores mergulhada no ar.. Pois se do mundo me sobrevier cansaço fundo, e grave pesar que aos olhos meus feche por fim, perpetuos, não mais desejo a Valinor voltar!"

"Ó Ulmo, faça do mar meu último lar, o derradeiro do meu corpo, porto em que a velha nau partida ao pórtico soçobre, fria, em suas águas turvas... Ó Varda Inflamadora! Ó Tintalë! Que na ultima visão da minha vida me deixes ver a tua estrela amada! Mergulho nesse mar, último lar... Ó Varda Inflamadora! Ó Tintalë! Ah.... eu vejo a Silmaril na noite escura... Namarië, Namarië, Namarië..."

Parabéns ao Ricardo Almeida, vencedor do Concurso Runas de Daeron!

9


Conclusão do Mandato Surgimos como equipe para gerenciar o Conselho Branco, pois havia em nós ainda uma paixão pelos inícios, pelo surgimento de uma ideia que na época era envolta em entusiasmo - muito entusiasmo, luz, paixão, que envolvem todas as criações, ou seja, a ideia de criação do Conselho Branco e sua Tocas, um movimento de divulgação e convivência cultural, girando em torno do que Tolkien representa para todos nós. A gratidão que temos com a obra do Professor nos move mais do que nossos sensores de autopreservação. Embora toda a razão nos dissesse que mover as pessoas em torno de um ideal é trabalhoso, temos um hobbit em nossa essência e procuramos não deixar morrer algo tão maravilhosamente plantado em nossos corações.

No fim de nosso exercício, temos: – Nosso site atualizado, funcional e agradável à vista. Para quem tem ideia da capacitação técnica necessária sabe que é um trabalho que exige muito de nós, físico/mental e estado de espírito para levar a empreitada até o fim; – Recadastramento de todos os associados; – A realização de mais um HobbitCon – Gerenciada a distância com a cooperação de muitos e com aprendizado em várias áreas. Lembrando que sua realização foi em meio a manifestações na cidade e em uma época que muitos estavam assoberbados de trabalho. Também necessitou da experiência, amor incondicional e carisma da equipe;

Agradecemos a todos a confiança depositada em nossa determinação de dar um passo na direção de “lá e de novo outra vez”. 10


- O Palantír circulou como nunca antes, com mais de 3.000 leituras, em mais de 10 países diferentes, somando as duas publicações feitas após a mudança do nome do informativo oficial do Conselho. Mostrando que o modelo e o meio de circulação foi uma escolha apropriada, atualizado e com acesso dinâmico. Novamente o espírito de equipe e a confiança deu o impulso necessário para uma melhor divulgação; - Com a retomada das atividades do Conselho Branco instintivamente as Tocas tomaram um novo fôlego. Hoje ao todo temos 7 Tocas ativas, Toca BA, Toca CE, Toca ES, Toca GO, Toca PR, Toca RJ e Toca SP. Em 2013, além da reativação da Toca PR (Parabéns aos entocados de lá!), tivemos início da retomada das atividades da Toca MG. Também merece destaque o trabalho de expansão realizado pela Toca CE, que vem promovendo atividades nas Tocas PB, PI e RN.

Deixaremos esses destaques apenas e nosso reconhecimento a toda a equipe que soube delegar responsabilidades e trabalhou com confiança em seus assessores, o que se traduz hoje na satisfação de ter dividido espaço com parceiros determinados e competentes. E, claro, que ao elevar a outro estágio de crescimento um movimento tão amplo, não haverá unanimidade e alguns perderam o fôlego, outros a motivação. Também é de conhecimento popular que apesar de afáveis, nós os brasileiros, não somos tão flexíveis, somos personas de crenças e de lealdades. É o que somos a caminho de nosso desenvolvimento. Na direção do Conselho Branco – Sociedade de Tolkien tomamos as decisões necessárias para que o acervo, resultado de estudos e interesses de muitos, esteja disponível aos interessados em conhecer essa obra maravilhosa que nos instiga a ir em direção ao que, todos sabemos, devemos defender.

Boa sorte e inspiração a nova equipe! A Direção do Conselho Branco Sociedade de Tolkien Administração 2012/2013 11


Convocação para Eleições Saudações, Conforme estabelecido no Estatuto do Conselho Branco fica convocada a eleição para Diretoria Nacional do Conselho Branco. As etapas e prazos seguem abaixo: - Inscrição das chapas candidatas: de 17 a 23/março de 2014 - Apresentação de Proposta e Debates: de 24 a 30/março de 2014 - Votação: de 31/março a 4/abril de 2014 - Divulgação dos Resultados: 5/abril de 2014 - Posse da Diretoria Nacional: 6/abril de 2014 A inscrição da chapas deve obedecer o número mínimo de pessoas / posições (Presidente, Secretário-geral e Direitor Financeiro) conforme estabelecido em Estatuto. A inscrições devem ser enviadas diretamente para a Diretoria nacional atual, que atuará como Comissão Eleitoral (comissao_eleitorial@conselhobranco.co m,br). A Comissão Eleitoral terá a responsabilidade de divulgar entre as Tocas (através de seu Thain) as chapas incritas bem como o teor das discussões, a qual deverá ocorrer principalmente na lista nacional do Conselho Branco. 12

Os Thains ficarão responsáveis pela divulgação ampla entre seus entocados, em canais utilizados que não sejam as listas oficiais (mídias sociais, encontros presenciais e afins) Durante os período de "Inscrição de Chapas" e "Propostas e Debates", caso identifique-se necessidade de maior prazo para esclarecimentos e discussões, a Comissão Eleitoral tem a prerrogativa de ampliar prazos e mover a data de votação. A votação se dará exclusivamente através do sítio do Conselho Branco, utilizando-se login e senha cadastrados. Casos omissos serão decididos pela Comissão Eleitoral (comissao_eleitoral@conselhobranco.co m.br). Em caso de quaisquer dúvidas a Comissão Eleitoral fica à disposição para tudo que puder auxiliar, por favor, não hesitem em nos contatar. Atenciosamente, Comissão Eleitoral 2014 - Conselho Branco


“There is some good in this world, and it's worth fighting for.” “Há algumas boas neste mundo, e vale a pena lutar por elas.” ― J.R.R. Tolkien, As Duas Torres

13


Visite o site do Conselho Branco. http://conselhobranco.com.br


Palantír - março 2013