Issuu on Google+

SEGUR OS, PREVIDÊNCIA E CAPIT ALIZA ÇÃO SEGUROS, CAPITALIZA ALIZAÇÃO

BALANÇO SOCIAL PRES TAÇÃO DE CONT AS À SOCIED ADE PREST CONTAS SOCIEDADE

Balanço Social 2 000 2000

Mer cado Segur ador Br o Mercado Segurador Braa sileir sileiro

2000

3


Apr e sent ação Apre sentação

Balanço Social Consolidado do Mer cado Segur ador Mercado Segurador A Produção e o Retorno à Sociedade Os Recursos Humanos A Estrutura Patrimonial das Empresas

Balanço Social dos Segment os Segmentos Seguros Previdência Complementar Aberta Capitalização

Balanço Social 2 000 2000

Mer cado Segur ador Br o Mercado Segurador Braa sileir sileiro

AA ção Social da e sa Ação dass Empr Empre sass

5


Apr esent ação Apre sentação Em sua essência, a atividade de seguros, capitalização e previdência complementar, fundamentase na mutualidade, que permite repartir entre muitos o risco particularizado, o custo da proteção à vida, à natureza, ao patrimônio, às rendas e a saúde das pessoas, em face do infortúnio individual. Cada pessoa contribui com pouco, para fazer face à eventualidade do infortúnio incerto e futuro, e a partir dessa divisão solidária cria-se um fundo social que é administrado pelas empresas que atuam nesses setores. A relevância verdadeiramente estratégica das atividades relacionadas com o seguro, a previdência complementar e a capitalização no Brasil evidencia-se a partir do momento em que mobilizam o trabalho de mais de 120 mil profissionais, entre securitários e corretores, numa atividade que no ano de 2000 propiciou, entre outras garantias de tranqüilidade às famílias e às instituições, a prestação de assistência médico-hospitalar a mais de 6 milhões de pessoas, através de 66 milhões de atendimentos, entre os quais 920.000 internações hospitalares; a indenização a mais de 110 mil vítimas de acidentes automobilísticos, a reparação ou reposição de mais de 900.000 veículos, dos quais cerca de 92 mil sinistrados em furtos ou roubos; ou o pagamento global de R$ 15,626 bilhões em sinistros, renda e benefícios pela atividade de seguros e de previdência complementar aberta e capitalização. Mas, a atividade seguradora não se restringe à tranqüilidade proporcionada ao sistema produtivo do País no momento em que realiza o pagamento de sinistros, renda ou benefícios. Também ajuda a ensinar a cartilha do hábito de poupar, através de instrumento simples, de valor unitário baixo: os títulos de capitalização. Participa do desafio representado pela sobrecarga ao modelo de previdência pública, através do sistema de previdência complementar aberta, facilitando a milhões de pessoas o acesso a planos de rendas e pecúlios. Acima de tudo, as atividades de seguros, previdência complementar aberta e capitalização constituem-se numa das maiores formadoras de poupança interna de longo prazo no

das atividades do setor, que a Fenaseg apresenta a seguir, mostram a importância de uma atividade cuja produção global, no ano de 2000, foi superior a R$ 34 bilhões e movimentou mais de 3% do PIB brasileiro. Em suas linhas gerais destacam, acima de tudo, que o retorno à sociedade, sob a forma de indenizações, benefícios previdenciários ou resgate de títulos de capitalização, contribui decisivamente para o desenvolvimento econômico do País e a promoção da paz e da tranqüilidade social.

João Elisio Ferraz de Campos

previdência complementar aberta, como valores coletivos de proteção, constam do Balanço Social

Balanço Social 2 000 2000

Esses números, que evidenciam a importância das atividades de seguros, capitalização e

Mer cado Segur ador Br o Mercado Segurador Braa sileir sileiro

País, ao provisionarem reservas que, no ano de 2000, foram superiores a R$30 bilhões.

Presidente da Fenaseg Presidente da Funenseg

7


A Produção e o Retorno à Sociedade

Ao encerrar o ano de 2000, dentre as instituições que operaram no mercado segurador brasileiro, 137 atuaram em seguros; 75, em planos de previdência complementar aberta; e 23, em títulos de capitalização. Com uma receita bruta consolidada de R$ 34,433 bilhões, as empresas apresentavam um montante de poupança e reservas acumuladas da ordem de R$ 30,994 bilhões, à preservação da riqueza segurada (R$ 10,274 bilhões), à acumulação das reservas dos planos previdenciários (R$ 15,185 bilhões) e à poupança dos títulos de capitalização (R$ 5,534 bilhões). Destaque-se que nada menos que R$ 20,457 bilhões do total das receitas do mercado segurador retornaram à sociedade brasileira através da preservação da riqueza segurada (R$ 13,326 bilhões), do pagamento de benefícios, resgates e remuneração dos planos previdenciários (R$ 4,070 bilhões), bem como dos sorteios ou resgate de títulos e remuneração à poupança na capitalização (R$ 3,061 bilhões). Nesse ano de 2000, o mercado segurador aumentou suas reservas e poupanças em montante global de R$ 4,814 bilhões, que asseguraram a preservação da riqueza segurada (R$ 808,900 milhões), a acumulação dos planos previdenciários (R$ 3,001 bilhões) e a poupança da capitalização (R$ 1,003 bilhão).

BALANÇO SOCIAL CONSOLIDADO

1999

137 75 23

137 74 22 R$/Milhões

POUP ANÇA E RESERV AS AACUMULAD CUMULAD AS POUPANÇA RESERVAS CUMULADAS 2000

1999

RESERVAS PARA PRESERVAÇÃO DA RIQUEZA SEGURADA ACUMULAÇÃO DAS RESERVAS DOS PLANOS PREVIDENCIÁRIOS POUPANÇA DOS TÍTULOS DE CAPITALIZAÇÃO

10.274,2 15.185,4 5.534,6

9.940,7 10.567,0 4.579,0

TOTAL DOS RECURSOS AACUMULADOS CUMULADOS

30.99 4,2 30.994,2

25.086,7

SEGUROS PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR ABERTA (SEGURADORAS E EAPP’s) CAPITALIZAÇÃO

2000

Balanço Social 2 000 2000

QU ANTID ADE DE COMP ANHIAS QUE OPERAM EM QUANTID ANTIDADE COMPANHIAS

Mer cado Segur ador Br o Mercado Segurador Braa sileir sileiro

DEMONSTRAÇÃO DO VALOR ADICIONADO ANOS: 2000 E 1999

11


MER CADO SEGUR ADOR: O BALANÇO SOCIAL CONSOLID ADO MERCADO SEGURADOR: CONSOLIDADO

BALANÇO SOCIAL CONSOLIDADO DEMONSTRAÇÃO DO VALOR ADICIONADO ANOS: 2000 e 1999 R$/Milhões

CONSOLID ADO DO VVAL AL OR ADICION ADO CONSOLIDADO ALOR ADICIONADO

A

2000

1999

34.433,0

30. 153,5 30.1

(40 4,5) (404,5)

(33 1,6) (331

(3.686, 1) (3.686,1)

(3.795,2)

30.342,4

26.026,7

20.556,0 5.39 4,5 5.394,5 4.39 1,5 4.391

18.030,3 3.905,6 4.090,8

5.50 7,0 5.507,0

6.360, 1 6.360,1

35.8 49,4 35.849,4

32.386,8

1.2 48,2 .248,2

969,3

37.09 7,6 .097,6

33.356, 1 33.356,1

(20.45 7,5) (20.457,5)

(1 8.092,9) (18.092,9)

(1 3.326, 1) (13.326, 3.326,1) (4.0 70,4) (4.070,4)

(1 2.36 1,2) (12.36 2.361 (3.385,3)

(3.06 1,0) (3.061

(2.346,4)

(4.8 14,6) (4.81

(4.0 45,7) (4.045,7)

(808,9) 1,9) (3.001 (3.00 (1 .003,8) (1.003,8)

(98,0) 10,0) (2.21 (2.2 (1 .73 7,7) (1.73 .737,7)

11.825,5

11.2 17,5 .21

(-) CUS AL OR ADICION ADO CUSTTO DO VVAL ALOR ADICIONADO

(6.206,3)

(5.9 71,9) (5.97

(-) COMISSÕES PAGAS AOS CORRETORES

(3.775,3)

(3.660,1)

(-) MARKETING

(201,7)

(184,8)

(-) SERVIÇOS CONTRATADOS DE TERCEIROS

(681,0)

(528,3)

(1.548,3)

(1.598,7)

5.6 19,2 5.61

5.2 45,6 5.245,6

1.608,8

1.509,9

443,2

292,0

1.165,6

1.217,9

7.228,0

6.755,5

RECEIT A BR UT A CONSOLID AD A RECEITA BRUT UTA CONSOLIDAD ADA (-) R es tituições, Cancelament os Res estituições, Cancelamentos (-) Cessões e R epasses p/ congêneres Repasses

B

RECEIT A LÍQUID A CONSOLID AD A RECEITA LÍQUIDA CONSOLIDAD ADA DE PRÊMIOS DE SEGUR OS SEGUROS DE PLANOS PREVIDENCIÁRIOS COM TÍTUL OS DE C APIT ALIZAÇÃO TÍTULOS CAPIT APITALIZAÇÃO + RECEIT AS S/APLIC AÇÕES FIN ANCEIRAS RECEITAS S/APLICAÇÕES FINANCEIRAS

C

RECEIT A TTO OTAL SEM IOF RECEITA (+) IOF (sobre Prêmios de Segur os) Seguros)

D

RECEIT A TTO OTAL COM IOF RECEITA

E

CUS OLUÇÕES D A AATIVID TIVID ADE CUSTTOS E DEV DEVOLUÇÕES DA TIVIDADE

CUS AÇÃO D A RIQUEZA SEGURAD A CUSTTO DE PRESERV PRESERVAÇÃO DA SEGURADA AGOSERESG ATES+REMUNERAÇÃOCOMPLEMENT AR BENEFÍCIOSPA GOSERESGA TES+REMUNERAÇÃOCOMPLEMENTAR BENEFÍCIOSP AOS PLANOS PREVIDENCIÁRIOS (Ex cedent inanceir o) (Excedent cedentee ffinanceir inanceiro) TÍTUL OSRESG ATADOSESOR TEADOS+REMUNERAÇÃOÀPOUP ANÇA TÍTULOSRESG OSRESGA ADOSESORTEADOS+REMUNERAÇÃOÀPOUP TEADOS+REMUNERAÇÃOÀPOUPANÇA ● ●

F

(-) AAUMENT UMENT OD AS RESERV AS E D A POUP ANÇA AACUMULAD CUMULAD A UMENTO DAS RESERVAS DA POUPANÇA CUMULADA ● ● ●

Balanço Social 2 000 2000

12

VAL OR ADICION ADO BR UT O ALOR ADICIONADO BRUT UTO

(-) DESPESAS GERAIS H

VAL OR ADICION ADO LÍQUIDO ALOR ADICIONADO VAL OR ADICION ADO POR TER CEIR OS ALOR ADICIONADO TERCEIR CEIROS RESULTADO NÃO OPERACIONAL VALOR ADICIONADO RECEBIDO EM TRANSFERÊNCIA (Equivalência Patrimonial)

Mer cado Segur ador Br o Mercado Segurador Braa sileir sileiro

G

AUMENT OD ASRESERV ASP ARAPRESERV AÇÃOD ARIQUEZASEGURAD A UMENTOD ODASRESERV ASRESERVASP ASPARAPRESERV ARAPRESERVAÇÃOD AÇÃODARIQUEZASEGURAD ARIQUEZASEGURADA ACUMULAÇÃOD ASRESERV ASDOSPLANOSPREVIDENCIÁRIOS CUMULAÇÃODASRESERV ASRESERVASDOSPLANOSPREVIDENCIÁRIOS POUP ANÇA DE C APIT ALIZAÇÃO POUPANÇA CAPIT APITALIZAÇÃO

I

VAL OR ADICION ADO À DISPOSIÇÃO D AS CIAS ALOR ADICIONADO DAS


MER CADO SEGUR ADOR: O BALANÇO SOCIAL CONSOLID ADO MERCADO SEGURADOR: CONSOLIDADO

R$/Milhões

CONSOLID ADO DO VVAL AL OR ADICION ADO CONSOLIDADO ALOR ADICIONADO 2000

1999

(4.4 18,4) (4.41

(3.8 79,9) (3.879,9)

(1 .965,9) (1.965,9)

(1 .665,8) (1.665,8)

(1.407,4)

(1.194,3)

– ENCARGOS SOCIAIS

(423,4)

(360,1)

– BENEFÍCIOS

(135,0)

(111,4)

(2.452,5)

(2.2 14, 1) (2.21 4,1)

(7 62,5) (762,5)

(9 13,2) (91

(95,2)

(133,5)

- COFINS

(378,4)

(539,1)

- CPMF

(132,4)

(112,0)

- CSLL

(156,5)

(128,5)

(1 .690,0) (1.690,0)

(1 .300,9) (1.300,9)

(430,8)

(321,1)

(1.248,2)

(969,3)

(11,0)

(10,5)

J VAL OR ADICION ADO DIS TRIBUÍDO ALOR ADICIONADO DISTRIBUÍDO DIS TRIBUIÇÃO DO VVAL AL OR ADICION ADO DISTRIBUIÇÃO ALOR ADICIONADO ●

PESSO AL PESSOAL – REMUNERAÇÕES (SALÁRIOS)

GO VERNO GOVERNO – TRIBUTOS E CONTRIBUIÇÕES - PIS

– IMPOSTOS E TAXAS - IRPJ - IOF (sobre Prêmios de Seguros) - OUTROS

K VAL OR RETIDO 2.809,6 ALOR

2.8 75,5 2.875,5

M

INCORPORAÇÃO AAO O PPA ATRIMÔNIO LÍQUIDO

TOTAL DOS IMPOS AGOS AAO O GO VERNO IMPOSTTOS E CONTRIBUIÇÕES PPA GOVERNO

49,7 1.0 .049,7

( 213,1)

(131,6 )

785,6

1.69 4, 1 .694, 4,1

2.665,6

2.345,7

NOTA : CONSOLIDAÇÃO DA ATIVIDADE DOS SETORES DE SEGUROS, PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR ABERTA E CAPITALIZAÇÃO TÃO SOMENTE PARA FINS DEMONSTRATIVOS, SEM A APLICAÇÃO DAS REGRAS DA RESOLUÇÃO Nº 758/93 DO CONSELHO FEDERAL DE CONTABILIDADE.

(IMPOS A RETIDO N A FONTE) (IMPOSTTO DE REND RENDA NA

1.8 10,8 .81

Balanço Social 2 000 2000

L PARA OS AACIONIS CIONIS CIONISTTAS (Dividendos Pagos + Juros s/Capital Próprio)

Mer cado Segur ador Br o Mercado Segurador Braa sileir sileiro

DIS TRIBUIÇÃO DO VVAL AL OR RETIDO DISTRIBUIÇÃO ALOR

13


MER CADO SEGUR ADOR: O BALANÇO SOCIAL CONSOLID ADO MERCADO SEGURADOR: CONSOLIDADO

ANO 2000

POUPANÇA E RESERVAS ACUMULADAS M= Milhões ACUMULAÇÃO DA RESERVAS DOS PLANOS PREVIDENCIÁRIOS R$ 15.185,4 M

49,0%

33,1% 17,9%

RESERVAS PARA PRESERVAÇÃO DA RIQUEZA SEGURADA R$ 10.274,2 M

POUPANÇA DE CAPITALIZAÇÃO R$ 4.534,6 M

R$/Milhões

POUP ANÇA E RESERV AS AACUMULAD CUMULAD AS POUPANÇA RESERVAS CUMULADAS TOTAL RESERV AS PPARA ARA PRESERV AÇÃO D A RIQUEZA SEGURAD A RESERVAS PRESERVAÇÃO DA SEGURADA ASDOSPLANOSPREVIDENCIÁRIOSABER ASRESERV ASRESERVASDOSPLANOSPREVIDENCIÁRIOSABER ASDOSPLANOSPREVIDENCIÁRIOSABERTTOS CUMULAÇÃODASRESERV ACUMULAÇÃOD DA POUP ANÇA DOS TÍTUL OS DE C APIT ALIZAÇÃO POUPANÇA TÍTULOS CAPIT APITALIZAÇÃO

Balanço Social 2 000 2000

Mer cado Segur ador Br o Mercado Segurador Braa sileir sileiro

TOTAL POUP ANÇA E RESERV A AACUMULAD CUMULAD AS POUPANÇA RESERVA CUMULADAS

14

10.2 74,2 0.27 185,4 5.1 15.

33, 15% 33,1 48,99%

5.534,6

17,86%

30.99 4,2 30.994,2

100,00%


MER CADO SEGUR ADOR: O BALANÇO SOCIAL CONSOLID ADO MERCADO SEGURADOR: CONSOLIDADO

ANO 2000

RECEITA TOTAL E VALOR ADICIONADO BRUTO SEGUROS R$ 23.760,0 M

Receita Total: R$ 37.097,6 M= Milhões 64%

21,5%

14,5%

PREV. COMPL. ABERTA R$ 7.966,9 M

CAPITALIZAÇÃO R$ 5.370,7 M

Valor Adicionado Bruto: R$ 11.825,5 M= Milhões SEGUROS R$ 9.625,0 M

81,4%

7,6%

11,0%

PREV. COMPL. ABERTA R$ 894,6 M

CAPITALIZAÇÃO R$ 1.305,9 M

23.7 60,0 23.760,0

6 4,05%

PREVIDÊNCIA COMPL.. ABER ABERTTA COMPL 7.966,9

CAPIT ALIZAÇÃO APITALIZAÇÃO 21,48%

TOTAL 5.3 70,7 5.370,7

14,48%

37.09 7,6 .097,6

0,00%

(-) DEDUÇÕES DIRET AS DIRETAS DES TIN AD AS AAO O AAUMENT UMENT OD AS RESERV AS DESTIN TINAD ADAS UMENTO DAS RESERVAS CUS AÇÃO D A RIQUEZA SEGURAD A CUSTTO PRESERV PRESERVAÇÃO DA SEGURADA BENEFÍCIOS E RESG ATES RESGA TEADOS TÍTUL OS RESG ATADOS E SOR TÍTULOS RESGA SORTEADOS

(808,9) (1 3.326, 1) (13.326, 3.326,1)

TOTAL DEDUÇÕES DIRET AS DIRETAS

(1 4. 135,0) (14. 4.1

VAL OR ADICION ADO BR UT O ALOR ADICIONADO BRUT UTO

9.625,0

(3.00 1,9) (3.001

(1 .003,8) (1.003,8)

(4.0 70,4) (4.070,4) (3.06 1,0) (3.061 (7 .0 72,3) (7.0 .072,3) 81,39%

89 4,6 894,6

(4.06 4,8) (4.064,8) 7,5 7% 7,57%

1.305,9

(4.8 14,6) 19,05% (4.81 3.326, 1) 52,73% (13.326, 3.326,1) (1 70,4) 16, (4.0 (4.070,4) 6,1 11% (3.06 1,0) 12, 11% 2,1 (3.061 (25.2 72, 1) 100,00% (25.272, 72,1) 11,0 4% 11.825,5 100,00% ,04%

SEGUR OS SEGUROS

Balanço Social 2 000 2000

RECEIT A TTO OTAL RECEITA

Mer cado Segur ador Br o Mercado Segurador Braa sileir sileiro

RECEIT A TTO OTAL E VVAL AL OR ADICION ADO BR UT O RECEITA ALOR ADICIONADO BRUT UTO

15


MER CADO SEGUR ADOR: O BALANÇO SOCIAL CONSOLID ADO MERCADO SEGURADOR: CONSOLIDADO

ANO 2000

RECEITA LÍQUIDA E RESULTADO BRUTO Receita Líquida: R$ 30.342,4 M M= Milhões

SEGUROS R$ 20.556,0 M

67,7%

17,8%

14,5%

PREV. COMPL. ABERTA R$ 5.394,9 M

CAPITALIZAÇÃO R$ 4.391,5 M

Resultado Bruto: R$ 6.109,6 M M= Milhões

SEGUROS R$ 3.989,2 M

65,3%

18,4%

16,3%

PREV. COMPL. ABERTA R$ 1.122,4 M

Balanço Social 2 000 2000

Mer cado Segur ador Br o Mercado Segurador Braa sileir sileiro

CAPITALIZAÇÃO R$ 998,0 M

16

RECEIT A LÍQUID A E RESUL UT O RECEITA LÍQUIDA RESULTTADO BR BRUT UTO RECEIT A LÍQUID A RECEITA LÍQUIDA

SEGUR OS SEGUROS 20.556,0

PREV ALIZAÇÃO PREV.. COMPL COMPL.. ABER ABERTTA APITALIZAÇÃO CAPIT 5.39 4,9 17,78% 5.394,9 67,75%

4.39 1,5 4.391

CONSOLID AD0 CONSOLIDAD0 14,4 7% 30.342,4 4,47%

100,00%

(332,5)

(3.7 75,3) (3.775,3)

15,58%

(1 3.326, 1) (13.326, 3.326,1)

5 4,99%

(4.0 70,4) (4.070,4)

16,80%

(3.06 1,0) (3.061

(3.06 1,0) (3.061

12,63%

(3.393,5)

(2 4.232,8) (24.232,8)

100%

6. 109,6 6.1

100%

(-) DESPES AS VVARIÁVEIS ARIÁVEIS DESPESAS DESPES AS DE COMER CIALIZAÇÃO DESPESAS COMERCIALIZAÇÃO A CUS AÇÃO D A RIQUEZA SEGURAD PRESERVAÇÃO DA SEGURADA CUSTTO PRESERV

(3.2 40,7) (3.240,7)

(202, 1) (202,1)

(1 3.326, 1) (13.326, 3.326,1)

BENEFÍCIOS E RESG ATES RESGA

(4.0 70,4) (4.070,4)

TÍTUL OS RESG ATADOS E SOR TEADOS TÍTULOS RESGA SORTEADOS TOTAL DESPES AS VVARIÁVEIS ARIÁVEIS DESPESAS RESUL UT O RESULTTADO BR BRUT UTO

(1 6.566,8) (16.566,8) 3 .989,2

(4.2 72,5) (4.272,5) 65,29%

1.122,4

18,3 7% 8,37%

998,0

16,33%


MER CADO SEGUR ADOR: O BALANÇO SOCIAL CONSOLID ADO MERCADO SEGURADOR: CONSOLIDADO

Deve-se também evidenciar que, no ano de 2000, o mercado segurador pagou comissões a corretores num montante de R$ 3,775 bilhões, e recolheu aos cofres públicos R$ 2,665,6 bilhão, através de tributos e contribuições (R$ 762,5 milhões), ou impostos e taxas (R$ 1.903,1 bilhão). Na remuneração de terceiros foram despendidos R$ 681,0 milhões, e as despesas gerais de operação montaram a R$ 1,548 bilhão.

ANO 2000

CUSTO DO VALOR ADICIONADO BRUTO SEGUROS Custo do Valor Adicionado Bruto: R$ 5.177,2 M

PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR ABERTA Custo do Valor Adicionado Bruto: R$ 489,9 M

M=Milhões

M=Milhões %

%

45

70

62,6%

60

28,7%

R$ 202,1 M

R$ 140,4 M

35

50

30

40 30

23,6%

25

R$ 1.221,5 M

20

11,7%

20

2,1%

MARKETING

15,1% R$ 73,9 M

10 5 0

COMISSÕES

15,0% R$ 73,5 M (*)

15

R$ 607,1 M

R$ 107,9 M

10 0

41,3%

40

R$ 3.240,7 M

SERV. DE 3os.

COMISSÕES

DESP. GERAIS

MARKETING

SERV. DE 3os.

DESP. GERAIS

(*) Inclui doações a entidades filantrópicas mantidas pelas EAPAC’s sem fins lucrativos

CAPITALIZAÇÃO Custo do Valor Adicionado Bruto: R$ 539,2 M

CONSOLIDADO Custo do Valor Adicionado Bruto: R$ 6.206,3 M

M=Milhões

%

%

70

70

50

34,6%

R$ 186,4 M

40

40

30

30

20

20

3,8%

R$ 20,3 M

MARKETING

SERV. DE 3os.

24,9% 11,0% 3,2%

DESP. GERAIS

R$ 1.548,3 M

R$ 681,0 M

R$ 201,7 M

10

0,0%

0

COMISSÕES

R$ 3.775,3 M

COMISSÕES

MARKETING

SERV. DE 3os.

DESP. GERAIS

R$/Milhões

TOTAL DO CUS AL OR ADICION ADO BR UT O CUSTTO DO VVAL ALOR ADICIONADO BRUT UTO CUS CUSTTO DE SEGUR OS SEGUROS

COMISSÕES PPA AG AS AOS CORRET ORES CORRETORES

MARKETING

SERVIÇOS DE TER CEIR OS TERCEIR CEIROS

DESPES AS GERAIS DESPESAS

TTO OTAL

3.2 40,7 3.240,7

62,60%

107,9

2,08%

60 7, 1 607, 7,1

11,73%

1.22 1,5 23,59% .221

5. 177,2 5.1

100%

PREV PREV.. COMPL. ABER ABERTTA

202, 1 202,1

41,25%

73,5

15,00%

73,9

15,08%

140,4 28,66%

489,9

100%

CAPIT ALIZAÇÃO APITALIZAÇÃO

332,5

61,67%

20,3

3,7 6% 3,76%

0,0

0,00%

186,4

34,5 7% 34,57%

539,2

100%

CONSOLID ADO CONSOLIDADO

3.7 75,3 3.775,3

60,83%

20 1,7 201

3,25%

68 1,0 681

10,9 7% 0,97%

1.5 48,3 .548,3

24,95%

6.206,3

100%

Mer cado Segur ador Br o Mercado Segurador Braa sileir sileiro

50

10

60,8%

60

R$ 332,5 M

61,7%

Balanço Social 2 000 2000

60

0

M=Milhões

17


MER CADO SEGUR ADOR: O BALANÇO SOCIAL CONSOLID ADO MERCADO SEGURADOR: CONSOLIDADO

ANO 2000

CUSTO DO VALOR ADICIONADO BRUTO COMISSÕES PAGAS AOS CORRETORES

MARKETING

%

%

70

18 16

60

62,6%

61,7%

50

60,8%

14

15,0% (*)

12

40

10

41,3%

30

8 6

20

4 10

2

0

SEGUROS

PREV. COMPL. CAPITALIZAÇÃO CONSOLIDADO ABERTA

0

3,8%

2,1% SEGUROS

3,2%

PREV. COMPL. CAPITALIZAÇÃO CONSOLIDADO ABERTA

(*) Inclui doações a entidades filantrópicas mantidas pelas EAPAC’s sem fins lucrativos

SERVIÇOS DE TERCEIROS

DESPESAS GERAIS

%

%

16

35

18

40

14

10

25

11,7%

11,0%

8

28,7% 24,9%

23,6%

10

4

5

0,0%

2

SEGUROS

PREV. COMPL. CAPITALIZAÇÃO CONSOLIDADO ABERTA

0

SEGUROS

PREV. COMPL. CAPITALIZAÇÃO CONSOLIDADO ABERTA

R$/Milhões

TOTAL DO CUS AL OR ADICION ADO BR UT O CUSTTO DO VVAL ALOR ADICIONADO BRUT UTO SEGUR OS SEGUROS

COMISSÕESP AGASA OSCORRET ORES COMISSÕESPA ASAOSCORRET OSCORRETORES MARKETING SERVIÇOS DE TER CEIR OS TERCEIR CEIROS

PREV PREV.. COMPL. ABER ABERTTA

C APIT ALIZAÇÃO CAPIT APITALIZAÇÃO

3.2 40,7 62,60% 3.240,7 107,9 2,08%

202, 1 41,25% 202,1 73,5 15,00%

60 7, 1 11,73% 607, 7,1

73,9 15,08%

.221 1.22 1,5 23,59%

5. 177,2 100,00% 5.1

CONSOLID ADO CONSOLIDADO

332,5 61,67% 3.7 75,3 60,83% 3.775,3 20,3 3,7 6% 20 1,7 3,76% 201 0,0

3,25%

0,00%

68 1,0 681

10,9 7% 0,97%

140,4 28,66%

186,4 34,5 7% 34,57%

1.5 48,3 .548,3

24,95 % 4,95%

489,9 100,00%

539,2 100,00%

Balanço Social 2 000 2000

Mer cado Segur ador Br o Mercado Segurador Braa sileir sileiro

20 15

6

0

34,6%

30

15,1%

12

18

DESPES AS GERAIS DESPESAS

TOTALCUS AL ORADICION ADOBR UT O ALCUSTTODOV ODOVAL ALORADICION ORADICIONADOBR ADOBRUT UTO

6.206,3 100,00%


MER CADO SEGUR ADOR: O BALANÇO SOCIAL CONSOLID ADO MERCADO SEGURADOR: CONSOLIDADO

ANO 2000

DISTRIBUIÇÃO DO VALOR ADICIONADO À DISPOSIÇÃO DAS COMPANHIAS SEGUROS VALOR DISTRIBUÍDO: R$ 5.365,9 M

PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR ABERTA VALOR DISTRIBUÍDO: R$ 665,5 M

M = Milhões

M = Milhões 40,2%

40,7%

%

R$ 2.186,4 M

%

R$ 268,0 M

40

30,2%

35

R$ 201,0 M

40 35

28,1%

30

R$ 1.260,5 M

25

25

20

20

7,6%

15

R$ 410,3 M

10

15

4,5%

10

R$ 29,7 M

5

5

0

GOVERNO

ACIONISTAS

REC. HUMANOS

INCORPORADO AO PL

GOVERNO

ACIONISTAS

INCORPORADO AO PL

CAPITALIZAÇÃO VALOR DISTRIBUÍDO: R$ 1.195,6 M

CONSOLIDADO VALOR DISTRIBUÍDO: R$ 7.228,0 M

M = Milhões

M = Milhões

%

20

35

15,8%

20 15

10

10

5

5

REC. HUMANOS

25,1%

R$ 1.810,8 M

25

R$ 189,1 M

15

0

27,2% R$ 1.965,9 M

30

R$ 278,3 M

GOVERNO

ACIONISTAS

0

INCORPORADO AO PL

10,9%

R$ 785,6 M

REC. HUMANOS

GOVERNO

ACIONISTAS

INCORPORADO AO PL

R$/Milhões

DIS TRIBUIÇÃO DO VVAL AL OR ADICION ADO À DISPOSIÇÃO D AS COMP ANHIAS DISTRIBUIÇÃO ALOR ADICIONADO DAS COMPANHIAS DIS TRIBUÍDO PELAS CIAS DISTRIBUÍDO

SEGUR OS SEGUROS PREV.. COMPL COMPL.. ABER ABERTTA PREV ALIZAÇÃO CAPIT APITALIZAÇÃO

CONSOLID ADO CONSOLIDADO

RECURSOS HUMANOS

GO VERNO GOVERNO

AACIONIS CIONIS CIONISTTAS

INCORPORADO AAO O

TTO OTAL PATRIMÔNIO LÍQUIDO

1.508,7 268, 1 268,1

28,12% 40,23%

2.186 86,,4 20 1,0 201

40, 75 % 0,75 75% 30, 15% 30,1

1.260,5 167,7

23,49 % 49% 25, 16% 25,1

410,3 29,7

7,15% 4,46%

5 .366,0 1100,00% 00,00% 666,5 100,00%

189, 1 89,1

15,82%

278,3

23,2 7% 23,27%

382,6

32,00%

345,6

28,9 1% 28,91%

1.195,6 100,00%

1.965,9

27,20%

2.665,6

36,88%

1.8 10,8 .81

25,05%

785,6

10,8 7% 0,87%

7.228,0 100,00%

Mer cado Segur ador Br o Mercado Segurador Braa sileir sileiro

25

28,9%

R$ 345,6 M

23,3%

30

R$ 2.665,6 M

40

R$ 382,6 M

35

36,9%

%

32,0%

40

REC. HUMANOS

Balanço Social 2 000 2000

0

25,2% R$ 167,7 M

30

23,5%

R$ 1.508,7 M

19


MER CADO SEGUR ADOR: O BALANÇO SOCIAL CONSOLID ADO MERCADO SEGURADOR: CONSOLIDADO

ANO 2000

DISTRIBUIÇÃO DO VALOR ADICIONADO À DISPOSIÇÃO DAS COMPANHIAS RECURSOS HUMANOS VALOR DISTRIBUÍDO: R$ 5.365,9 M

GOVERNO VALOR DISTRIBUÍDO: R$ 665,5 M

M = Milhões

M = Milhões

%

%

40,2%

45 40

40,7%

35

28,1%

35

30,2% 23,3%

30

27,2%

30

25

25

20

15,8%

20

15

15

10

10

5

5 0

36,9%

40

SEGUROS

0

PREV. COMPL. CAPITALIZAÇÃO CONSOLIDADO ABERTA

SEGUROS

PREV. COMPL. CAPITALIZAÇÃO CONSOLIDADO ABERTA

ACIONISTAS VALOR DISTRIBUÍDO: R$ 1.195,6 M

INCORPORAÇÃO AO PATRIMÔNIO LÍQUIDO VALOR DISTRIBUÍDO: R$ 7.228,0 M

% = Milhões M

M%= Milhões

40

32,0%

40

35

23,5%

25,2%

25,1%

30

25

25

20

20

15

15

10

10,9%

7,6% 4,5%

10

5 0

28,9%

35

30

5

SEGUROS

0

PREV. COMPL. CAPITALIZAÇÃO CONSOLIDADO ABERTA

SEGUROS

PREV. COMPL. CAPITALIZAÇÃO CONSOLIDADO ABERTA

R$/Milhões

Balanço Social 2 000 2000

Mer cado Segur ador Br o Mercado Segurador Braa sileir sileiro

DIS TRIBUIÇÃO DO VVAL AL OR ADICION ADO À DISPOSIÇÃO D AS COMP ANHIAS DISTRIBUIÇÃO ALOR ADICIONADO DAS COMPANHIAS

20

DIS TRIBUÍDO PPARA: ARA: DISTRIBUÍDO

SEGUR OS SEGUROS

PREV PREV.. COMPL. ABER ABERTTA

CAPIT ALIZAÇÃO APITALIZAÇÃO

CONSOLID ADO CONSOLIDADO

RECURSOS HUMANOS

1.508,7

28, 12% 28,1

268, 1 268,1

40,23%

189, 1 89,1

15,8 1% 5,81%

1.965,9

27,20%

GO VERNO GOVERNO

2. 186,4 2.1

40,75%

20 1,0 201

30, 15% 30,1

278,3

23,2 7% 23,27%

2.665,6

36,88%

CIONISTTAS ACIONIS

1.260,5

23,49%

167,7

25, 16% 25,1

382,6

32,00%

1.8 10,8 .81

25,05%

410,3

7,65%

29,7

4,46%

345,6

28,9 1% 28,91%

785,6

10,8 7% 0,87%

5.365,9

100,00%

666,5

100,00%

1.195,5

100,00%

7.228,0

100,00%

INCORPORAÇÃO AAO O PPA ATR. LÍQUIDO

TOTAL VVAL AL OR ADICION ADO DIS TRIBUÍDO ALOR ADICIONADO DISTRIBUÍDO


MER CADO SEGUR ADOR: O BALANÇO SOCIAL CONSOLID ADO MERCADO SEGURADOR: CONSOLIDADO

ANO 2000

TOTAL IMPOSTOS E CONTRIBUIÇÕES PAGOS AO GOVERNO: R$ 2.665,6 M = Milhões IMPOSTOS E CONTRIBUIÇÕES PAGOS PELAS CIAS VALOR PAGO: R$ 2.665,6 M

82,0%

M = Milhões

SEGUROS R$ 2.186,4 M

10,4%

7,5%

CAPITA LIZAÇÃ O R$ 278 ,3 M

PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR R$ 200,9 M

IMPOSTOS E CONTRIBUIÇÕES PAGOS AO GOVERNO 3,6% 0,4% PIS VALOR PAGO: R$ 2.665,6 M OUTROS R$ 95,2 M R$ 11,0 M

M = Milhões

COFINS R$ 378,4 M

14,2%

CPMF R$ 132,4 M CSLL R$ 156,5 M

5,0% 5,9% 16,2%

46,8%

8,0%

IRPJ R$ 430,8 M IRRF R$ 213,1 M

IOF R$ 1.248,2 M

R$/Milhões

C APIT ALIZAÇÃO CAPIT APITALIZAÇÃO

79,6

3,6 4% 3,64%

5,5

2,7 4% 2,74%

10, 0,11

3,63%

95,2

3,5 7% 3,57%

COFINS –CONTRIB.P/FIN ANC.SEG.SOCIAL –CONTRIB.P/FINANC.SEG.SOCIAL

328,0

15,00%

17,8

8,86%

32,6

11,7 1% ,71%

378,4

14,20%

CPMF –CONTRIB.PR OV.S/MO ANCEIRA –CONTRIB.PRO .S/MOVV.FIN .FINANCEIRA

90,5

4, 4,114%

20,9

10,40%

21,0

7,55%

132,4

4,9 7% 4,97%

CSLL –CONTRIBUIÇÃOS/LUCR OLÍQUIDO –CONTRIBUIÇÃOS/LUCROLÍQUIDO

86,7

3,9 7% 3,97%

32,7

16,28%

37, 7,11

13,33%

156,5

5,8 7% 5,87%

IRP APESSO AJURÍDIC IRPJJ –IMPOS –IMPOSTTODEREND ODERENDAPESSO APESSOAJURÍDIC AJURÍDICAA

228,6

10,46%

88,8

44,20%

113,4

40,75%

430,8

16, 6,116%

IRRF –IMPOS ARETIDON AFONTE –IMPOSTTODEREND ODERENDARETIDON ARETIDONAFONTE

124,8

5,7 1% 5,71%

29,6

14,73%

58,7

21,09%

213, 3,11

7,99%

IOF –IMPOS ANCEIRAS –IMPOSTTOS/OPERAÇÕESFIN OS/OPERAÇÕESFINANCEIRAS

1.2 48,2 .248,2

57,09%

0,0

0,00%

0,0

0,00%

1.2 48,2 .248,2

46,83%

0,0

0,00%

5,6

2,79%

5,4

1,9 4% ,94%

11,0

0,4 1% 0,41%

IMPOS OGO VERNO IMPOSTTOSECONTRIB.P OSECONTRIB.PAAGOSA GOSAOGO OGOVERNO

2. 2.1186,4

100,00%

200,9

100,00%

278,3

100,00%

2.665,6

100 00,,00%

%

82,0%

PIS –PR OGRAMADEINTEGRAÇÃOSOCIAL –PROGRAMADEINTEGRAÇÃOSOCIAL

OUTR OS –IMPOS OUTROS –IMPOSTTOSDIVERSOS

7,5%

CONSOLID ADO CONSOLIDADO

10,4%

100,0%

PREV PREV.. COMPL. ABER ABERTTA

Balanço Social 2 000 2000

SEGUR OS SEGUROS

Mer cado Segur ador Br o Mercado Segurador Braa sileir sileiro

IMPOS AGOS AAO O GO VERNO IMPOSTTOS E CONTRIBUIÇÕES PPA GOVERNO

21


MER CADO SEGUR ADOR: O BALANÇO SOCIAL CONSOLID ADO MERCADO SEGURADOR: CONSOLIDADO

ANO 2000

TOTAL IMPOSTOS E CONTRIBUIÇÕES PAGOS AO GOVERNO SEGUROS R$ 2.186,4 M

PREVIDÊNCIA COMPL. ABERTA R$ 200,9 M

M = Milhões

M = Milhões 3,6%

PIS

PIS

15%

COFINS

IRPJ

57,1%

2,8%

CONSOLIDADO R$ 2.665,6 M

M = Milhões

M = Milhões 3,6%

PIS

11,7%

13,3% 40,7%

IRPJ

IOF OUTROS

5,0

CSLL

5,9% 16,2% 8,0% 46,8%

IOF

1,9%

OUTROS

COFINS

79,6

3,6%

5,5

2,7%

17,8

ALIZAÇÃO CAPIT APITALIZAÇÃO

10,1

3,6%

32,6 11,7%

CONSOLID ADO CONSOLIDADO

95,2

3,6%

378,4

PREV PREV..COMPL.ABER BERTTA

CPMF

IRRF

0,0%

PIS SEGUR OS SEGUROS

14,2%

IRPJ

21,1%

IRRF

3,6%

COFINS

7,5%

CSLL

Mer cado Segur ador Br o Mercado Segurador Braa sileir sileiro

0,0%

CAPITALIZAÇÃO R$ 278,3 M

CPMF

IOF OUTROS

COFINS

Balanço Social 2 000 2000

14,7%

IRRF

0,0%

PIS

22

44,2%

IRPJ

5,7%

IOF OUTROS

16,3%

CSLL

10,5%

IRRF

10,4%

CPMF

4,0%

CSLL

8,9%

COFINS

4,1%

CPMF

2,7%

328,0 15,0% 8,9%

14,2%

CPMF 90,5

4,1%

CSLL 86,7

IRP IRPJJ

0,4%

IRRF

0,0%

5,6 2,8%

200,9 100%

0,0%

5,4 1,9%

278,3 100%

1.2 48,2 46,8% .248,2

11,0 0,4%

2.665,6 100%

20,9 10,4%

32,7 16,3%

88,8 44,2%

29,6 14,7%

0,0

21,0

7,5%

37,1 13,3%

113,4 40,7%

58,7 21,1%

0,0

132,4

5,0%

430,8

213, 3,11

16,2%

8,0%

TOTAL 2. 2.1186,4 100%

228,6 10,5%

5,9%

5,7%

OUTR OS OUTROS 0,0 0,0%

4,0%

156,5

124,8

IOF 1.248,2 57,1%


MER CADO SEGUR ADOR: O BALANÇO SOCIAL CONSOLID ADO MERCADO SEGURADOR: CONSOLIDADO

Os Recursos Humanos

No ano de 2000 o mercado segurador brasileiro, que compreende as empresas de seguros, previdência complementar aberta e capitalização, empregou 44.092 pessoas e realizou gastos com recursos humanos da ordem de R$ 1,966 bilhão. Nesse montante, incluem-se a massa de salários e remuneração do trabalho (R$ 1,407 bilhão), os encargos sociais (R$ 423,4 milhões), e a concessão de benefícios através de treinamento, assistência médica e odontológica, seguros de vida em grupo, previdência privada, auxílio creche e lazer (R$ 135,3 milhões). Deve-se destacar no balanço sociográfico do setor, os altos índices de escolarização do pessoal ocupado: 1.233 profissionais apresentavam títulos de mestrado, doutorado ou pós-graduação; 12.680 eram diplomados em cursos superiores; outros 11.460 tinham formação superior incompleta; e 15.171 pessoas tinham formação completa de segundo grau. Destaque-se, ainda, o equilíbrio na composição

Balanço Social 2 000 2000

Mer cado Segur ador Br o Mercado Segurador Braa sileir sileiro

do quadro de pessoal, integrado por 52% de homens e 48% de mulheres.

23


MER CADO SEGUR ADOR: O BALANÇO SOCIAL CONSOLID ADO MERCADO SEGURADOR: CONSOLIDADO

ANO 2000

VALOR DISTRIBUÍDO PARA RECURSOS HUMANOS

80

20 10

21,5%

72,1%

30

21,6%

21,5%

40

68,4%

50

72,1%

60

20,8%

71,6%

70

10,0%

6,9% 7,1%

CONSOLIDADO CAPITALIZAÇÃO

PREVIDÊNCIA COMPL. ABERTA

6,3%

SEGUROS

0 REMUNERAÇÃO DO TRABALHO

ENCARGOS SOCIAIS

BENEFÍCIOS

R$/Milhões

VAL OR DIS TRIBUÍDO PPARA ARA RECURSOS HUMANOS ALOR DISTRIBUÍDO SEGUR OS SEGUROS REMUNERAÇÃO DO TRABALHO (Salários) ENC AR GOS SOCIAIS ENCAR ARGOS BENEFÍCIOS

TOTAL

PREV PREV.. COMPL. ABER ABERTTA

CAPIT ALIZAÇÃO APITALIZAÇÃO

CONSOLID ADO CONSOLIDADO

1.08 7,6 .087,6

72, 1% 72,1%

183,4

68,4%

136,3

72, 1% 72,1%

1.40 7,4 71,6% .407,4

326,3

21,6%

57,7

21,5%

39,4

20,8%

423,4 21,5%

94,8

6,3%

26,9

10,0%

13,4

7, 1% 7,1%

135,3 6,9%

1.508,7 100,00%

268,0 100,00%

189, 1 100,00% 1.966,0 1100,00% 00,00% 89,1

Balanço Social 2 000 2000

Mer cado Segur ador Br o Mercado Segurador Braa sileir sileiro

DET ALHAMENT O DOS BENEFÍCIOS DETALHAMENT ALHAMENTO

24

TREIN AMENT O TREINAMENT AMENTO

25,8

1,7%

5,3

2,0%

1,8

1,0%

32,9 1,7%

ASSIS TÊNCIAMÉDIC AEODONT OLÓGIC A ASSISTÊNCIAMÉDIC TÊNCIAMÉDICAEODONT AEODONTOLÓGIC OLÓGICA

31,5

2, 1% 2,1%

8,6

3,2%

4,0

2, 1% 2,1%

44,2 2,2%

SEGUR O DE VID A EM GR UPO SEGURO VIDA GRUPO

6,6

0,4%

0,3

0, 1% 0,1%

0,5

0,3%

7,4 0,4%

PREVIDÊNCIA PRIV AD A PRIVAD ADA

20,5

1,4%

9,5

3,5%

6,2

3,3%

36,2 1,8%

AUXÍLIO CRECHE

5,8

0,4%

0,8

0,3%

0,4

0,2%

7,0 0,4%

LAZER

4,6

0,3%

2,4

0,9%

0,5

0,3%

7,5 0,4%

94,8

6,3%

26,9

10,0%

13,4

7, 1% 7,1%

135,3 6,9%

BENEFÍCIOS TTO OTAL


MER CADO SEGUR ADOR: O BALANÇO SOCIAL CONSOLID ADO MERCADO SEGURADOR: CONSOLIDADO

ANO 2000

RECURSOS HUMANOS QUANTIDADE DE FUNCIONÁRIOS TEMPO DE CASA CONSOLIDADO

DISTRIBUIÇÃO POR SETOR DE TRABALHO CONSOLIDADO 20,000

20,000 15,850

15,264

35,9%

15,000

26,4%

29,9%

8,553 6,261

14,2%

5,000

8,9%

4,0% DE 2 A 5 ANOS

DE 5 A 10 ANOS

DE 10 A 20 ANOS

3,914

5,000

1,771

ATÉ 2 ANOS

26,6%

10,000

19,4%

0

11,732

0

MAIS DE 20 ANOS

DIREÇÃO

TÉCNICO

COMERCIAL

ADM / FINANC.

DIS TRIBUIÇÃO POR SET OR DE TRABALHO DISTRIBUIÇÃO SETOR

TEMPO DE C AS A CAS ASA SEGUROS

PREV. COMPL. ABERTA CAPITALIZ.

SEGUROS PREV. COMPL. ABERTA

CONSOLID ADO CONSOLIDADO

CAPITALIZ.

CONSOLID ADO CONSOLIDADO

ATÉ 2 ANOS

14.186

1.222

442

15.850

DIREÇÃO

3.569

323

22

3.9 14 3.91

DE 2 A 5 ANOS

10.539

741

377

11.65 7 .657

TÉCNICO

13.748

1.260

256

15.26 4 5.264

DE 5 A 10 ANOS

7.563

855

135

8.553

COMERCIAL

11.648

1.088

446

13. 182 3.1

DE 10 A 20 ANOS

5.503

613

145

6.261 6.26 1

ADM.FIN.

10.359

968

405

11.732

MAIS DE 20 ANOS

1.533

208

30

1.7 71 .77

TOTAL

39.324

3.639

1.129

44.092

39.324

3.639

1.129

44.092

TOTAL

52%

SEX O SEXO

48%

CONSOLID ADO CONSOLIDADO MASCULINO FEMININO

TOTAL

20.448 18.876

PREV. COMPL. ABERTA 52,0% 48,0%

39.324 100,0%

1.892 1.747

52,0% 48,0%

3.639 100,0%

CAPITALIZAÇÃO 583 546

CONSOLID ADO CONSOLIDADO 51,6% 48,4%

1.129 100,0%

22.293 21.169

52,0% 48,0%

44.092 100,0%

SEGUROS

Mer cado Segur ador Br o Mercado Segurador Braa sileir sileiro

10,000

13,182

34,6%

11,657

HOMENS

MULHERES

Balanço Social 2 000 2000

15,000

25


MER CADO SEGUR ADOR: O BALANÇO SOCIAL CONSOLID ADO MERCADO SEGURADOR: CONSOLIDADO

ANO 2000

QUANTIDADE DE FUNCIONÁRIOS NÍVEL SUPERIOR INCOMPLETO 11.460

GRAU DE ESCOLARIDADE CONSOLIDADO

26,3% 34,4%

28,8% 8,0%

NÍVEL SUPERIOR COMPLETO 12.680

2,8%

2º GRAU COMPLETO 15.171

OUTROS 3.548

MESTRADO / DOUTORADO PÓS GRADUAÇÃO 1.233

FAIXA ETÁRIA CONSOLIDADO 19,150

20,000

43,4% 15,000 11,110

9,911

10,000

25,2%

22,5%

5,000

3,145 776

7,1% 0

ATÉ 25 ANOS

DE 25 A 30 ANOS

Mer cado Segur ador Br o Mercado Segurador Braa sileir sileiro ●

Balanço Social 2 000 2000

26

DE 45 A 55 ANOS

SEGUROS

PREV. ABERTA

CAPITALIZ.

CONSOLID ADO CONSOLIDADO

1.100

69

64

1.233

SUPERIOR COMPLETO

11.622

766

292

12.680

SUPERIOR INCOMPLETO

10.356

819

285

11.460

2º GRAU COMPLETO

13.442

1.325

404

15. 171 5.1

2.804

660

84

3.5 48 3.548

39.324

3.639

1.129

44.092

SEGUROS PREV. COMPL. ABERTA CAPITALIZ. 818

203

9.9 11 9.91

DE 25 A 30 ANOS

17.094

1.580

476

19. 150 9.1

DE 30 A 45 ANOS

9.875

917

318

11.110

DE 45 A 55 ANOS

2.779

260

106

3. 145 3.1

686

64

26

776

TOTAL TOTAL

CONSOLID ADO CONSOLIDADO

8.890

ATÉ 25 ANOS

ACIMA DE 55 ANOS OUTROS

MAIS DE 55 ANOS

FAIXA ETÁRIA

GRA U DE ESCOLARID ADE GRAU ESCOLARIDADE

MESTRADO.DOUTORADO PÓS-GRADUAÇÃO

DE 30 A 45 ANOS

1,8%

39.324

3.639

1.129

44.092


MER CADO SEGUR ADOR: O BALANÇO SOCIAL CONSOLID ADO MERCADO SEGURADOR: CONSOLIDADO

A Estrutur esa Estruturaa PPaa trimonial da dass Empr Empre sass O mercado segurador, em 2000, apresentou um superávit de 9,6% sobre todos os compromissos, excluídas tecnicamente as participações acionárias e considerando, para seguros, uma garantia adicional representada pela margem de solvência, de valor equivalente a 20% da receita dos prêmios retidos. Nesse caso, foi duplamente ampliada a noção de segurança que o superávit transmitiu ao mercado, seja pela dimensão alcançada, seja porque a margem representa um colchão de segurança suplementar antes de chegar-se a qualquer situação de inadimplência. A situação patrimonial, da qual o superávit resultou, evidenciou a presença de 55,3% de liquidez imediata, isto é, de disponibilidades que cobriram 95% de todas as reservas técnicas. Somando os recursos disponíveis com as aplicações de longo prazo, o índice de cobertura das reservas técnicas foi de 109,1% de seu valor, o que conferiu consistência ao mercado segurador não só pela evidente capacidade de solver todos os compromissos, mas porque podia fazê-lo a qualquer momento através de recursos imediatamente disponíveis. Os conceitos de segurança e solidez estiveram presentes na solvência e materializou-se nas garantias que ampararam os compromissos assumidos: de um lado estiveram as reservas técnicas e do outro os bens garantidores, estes representando 110,4% daquelas, com o registro de um superávit de garantias de 10,4%. A liquidez imediata passou a ser, portanto, o ponto de referência mais relevante e consistente do superávit estrutural de solvência, assumindo, como conseqüência direta, as características de

Balanço Social 2 000 2000

Mer cado Segur ador Br o Mercado Segurador Braa sileir sileiro

segurança e solidez do mercado segurador.

27


MER CADO SEGUR ADOR: O BALANÇO SOCIAL CONSOLID ADO MERCADO SEGURADOR: CONSOLIDADO

R$/Milhões

ANO 2000 ES TR UTURA D A SITU AÇÃO PPA ATRIMONIAL – SOL VÊNCIA ESTR TRUTURA DA SITUAÇÃO SOLVÊNCIA

APLIC AÇÕES E INVES TIMENT OS APLICAÇÕES INVESTIMENT TIMENTOS (-) PROVISÃO P/DESVAL/AMORTIZAÇÕES/DEPRECIAÇÕES

PREVIDENCIA ABERTTA COMPL. ABER

CAPIT ALIZAÇÃO APITALIZAÇÃO

CONSOLID ADO CONSOLIDADO

18.73 7,4 8.737,4

17.69 7,4 .697,4

9.462,3

45.89 7, 1 45.897, 7,1

(883,3)

(336, 1) (336,1)

(62,3)

1,7) (1 .28 (1.28 .281

17.85 4, 1 .854, 4,1

17.36 1,3 .361

9.400,0

44.6 15,4 4.61

192,7

60,0

16,3

269,0

9.589,1

13.481,5

4.873,4

27.944,1

CAIXA E BANCOS

TÍTULOS DE RENDA FIXA

TÍTULOS DE RENDA VARIÁVEL(LIQ.DA PROV. DE DESVAL.)

521,9

416,4

246,3

1.184,6

OUTRAS APLICAÇÕES DE CURTO PRAZO

243,9

1.705,1

0,0

1.949,0

EMPRÉSTIMOS, MÚTUOS, DEPÓSITOS

1.223,5

60,3

725,2

2.009,0

PARTICIPAÇÕES SOCIETÁRIAS (LÍQ. DA PROV. DE DESVAL.)

4.258,4

421,9

3.157,3

7.837,6

IMÓVEIS DESTINADOS A RENDA

0,0

129,2

116,9

246,1

OUTROS INVESTIMENTOS (LIQ. DAS PROV. DE DESVAL.)

0,0

733,3

14,1

747,4

OUTRAS APLICAÇÕES DE LONGO PRAZO

153,5

192,8

116,0

462,3

IMOBILIZADO (LIQ. DAS AMORTIZAÇÕES/DEPRECIAÇÕES)

1.671,1

160,7

134,5

1.966,4

TOTAL APLIC AÇÕES E INVES TIMENT OS LÍQUIDOS APLICAÇÕES INVESTIMENT TIMENTOS

17.85 4, 1 .854, 4,1

17.36 1,3 .361

9.400,0

44.6 15,4 4.61

(-) RESERV AS TÉCNIC AS RESERVAS TÉCNICAS

10.2 74,2 0.27

15. 185,4 5.1

5.534,6

30.99 4,2 30.994,2

SUPERÁVIT D AS APLIC. E INVES AS TÉCNIC AS DAS INVESTT. S/ RESERV RESERVAS TÉCNICAS

7.5 79,9 .579,9

2. 175,9 2.1

3.865,3

13.62 1,2 3.621

(+) SALDO DO CAPITAL DE GIRO OPERACIONAL

4.631,6

5,7

(127,8)

4.509,5

SUPERÁVIT D AS APLIC. E INVES ODOS COMPR OM. OPER. DAS INVESTT. S/T S/TODOS COMPROM.

12.2 11,5 2.21

2. 181,6 2.1

3.73 7,5 3.737,5

18. 130,7 8.1

(+) SALDO DO CAPITAL DE GIRO NÃO OPERACIONAL

(2.448,8)

(90,1)

(227,8)

(2.766,7)

9.7 62,7 9.762,7

2.09 1,5 2.091

3.509,7

15.36 4,0 5.364,0

(-) MARGEM DE SOLVÊNCIA

(4.111,2)

0,0

0,0

(4.111,2)

SUPERÁVIT DE SOL VÊNCIA SOLVÊNCIA

5.65 1,5 5.651

2.09 1,5 2.091

3.509,7

11.252,8

(3.614,3)

(421,9)

(3.157,3)

(7.193,5)

2.03 7,2 2.037,2

1.669,6

352,5

4.059,4

PATRIMÔNIO LÍQUIDO

(-) PARTICIPAÇÕES SOCIETÁRIAS (Investimentos que não fazem parte da Solvência)

Balanço Social 2 000 2000

Mer cado Segur ador Br o Mercado Segurador Braa sileir sileiro

TOTAL APLIC AÇÕES E INVES TIMENT OS LÍQUIDOS APLICAÇÕES INVESTIMENT TIMENTOS

SEGUR OS SEGUROS

28

SUPERÁVIT ES TR UTURAL DE SOL VÊNCIA ESTR TRUTURAL SOLVÊNCIA (P ar ender qualquer impre vis (Par araa at atender imprevis vistto)


MER CADO SEGUR ADOR: O BALANÇO SOCIAL CONSOLID ADO MERCADO SEGURADOR: CONSOLIDADO

BENS E DIREITOS: 42.059,2 M

COMPROMISSOS E OBRIGAÇÕES:R$ 37.999,8 M

M = Milhões

M= 90,4%

SUPERÁVIT DE SOLVÊNCIA

R$ 4.059,4 M M = 9,6 %

RESERVAS TÉCNICAS R$ 30.994,2 M

TOTAL APLICAÇÕES R$ 33.818,0 M

73,7%

80,4%

8,6%

9,6%

11,0%

IMÓVEIS / OUTROS INVESTIMENTOS R$ 3.604,0 M

SUPERÁVIT DE SOLVÊNCIA R$ 4.059,4 M

CAPITAL DE GIRO R$ 4.637,2 M

6,9%

9,8%

MARGEM DE SOLVÊNCIA R$ 4.111,2 M

CAPITAL DE GIRO R$ 2.894,4 M

ES TR UTURA D A SITU AÇÃO PPA ATRIMONIAL - SOL VÊNCIA ESTR TRUTURA DA SITUAÇÃO SOLVÊNCIA SEGUR OS SEGUROS

PREVIDENCIA ABERTTA COMPL. ABER

CAPIT ALIZAÇÃO APITALIZAÇÃO

CONSOLID ADO CONSOLIDADO

11.92 4,6 .924,6

15.9 16,2 5.91

5.9 77,2 5.97

33.8 18,0 33.81

5.929,6

1.4 45, 1 .445, 45,1

3.422,8

10.79 7,5 0.797,5

(3.614,3)

(421,9)

(3.157,3)

(7.193,5)

IMÓVEIS E OUTR OS INVES TIMENT OS OUTROS INVESTIMENT TIMENTOS

2.3 15,3 2.31

1.023,2

265,5

3.60 4,0 3.604,0

CAPIT AL DE GIR O OPERA CION AL APITAL GIRO OPERACION CIONAL

4.63 1,6 4.631

5,6

0,0

4.63 7,2 4.637,2

18.8 71,5 8.87

16.9 45,0 6.945,0

6.2 42,7 6.242,7

42.059,2

10.2 74,2 0.27

15. 185,4 5.1

5.534,6

30.99 4,2 30.994,2

0,0

0,0

127,8

127,8

AL CAPIT AL DE GIR O NÃO OPERA CION APITAL GIRO OPERACION CIONAL

2.4 48,8 2.448,8

90,0

22 7,8 227,8

2.7 66,6 2.766,6

MAR GEM DE SOL VENCIA MARGEM SOLVENCIA

4. 111,2 4.1

0,0

0,0

4. 111,2 4.1

16.834,2

15.2 75,4 5.275,4

5.890,2

37.999,8

2.03 7,3 2.037,3

1.669,6

352,5

4.059,4

10,8%

9,9%

5,6%

9,6%

BENS E DIREIT OS DIREITOS TOTAL APLIC AÇÕES APLICAÇÕES INVES TIMENT OS PERMANENTES INVESTIMENT TIMENTOS (-) PARTICIPAÇÕES SOCIETÁRIAS (Investimentos que não fazem parte da solvência)

TOTAL BENS E DIREIT OS DIREITOS

TOTAL COMPR OMISSOS E OBRIG AÇÕES COMPROMISSOS OBRIGAÇÕES SUPERÁVIT DE SOL VÊNCIA SOLVÊNCIA (Para atender qualquer imprevisto)

% DE BENS E DIREITOS

CAPIT AL DE GIR O OPERA CION AL APITAL GIRO OPERACION CIONAL

Balanço Social 2 000 2000

RESERV AS TÉCNIC AS RESERVAS TÉCNICAS

Mer cado Segur ador Br o Mercado Segurador Braa sileir sileiro

COMPR OMISSOS E OBRIG AÇÕES COMPROMISSOS OBRIGAÇÕES

29


MER CADO SEGUR ADOR: O BALANÇO SOCIAL CONSOLID ADO MERCADO SEGURADOR: CONSOLIDADO

ANO 2000

SITUAÇÃO PATRIMONIAL CONSOLIDADA ATIV O TIVO

PASSIV O ASSIVO R$/Milhões

%

R$/Milhões

%

269,0

0,5%

30.99 4,2 30.994,2

58,2%

APLICAÇÕES DE CURTO PRAZO

29.188,7

54,8%

LIQUIDEZ IMEDIA IMEDIATTA

29.45 7,7 29.457,7

55,3%

DÉBIT OS D AS OPERAÇÕES DÉBITOS DAS

1.9 46,7 .946,7

3,7%

4.360,3

8,2%

33.8 18,0 33.81

63,5%

DIVIDENDOS A PPA AG AR

1.5 14,9 .51

2,8%

CRÉDIT OS D AS OPERAÇÕES CRÉDITOS DAS

4.8 46,3 4.846,3

9, 1% 9,1%

OUTR OS DÉBIT OS DIVERSOS OUTROS DÉBITOS

82,2

0,2%

DESPES AS DE COMER CIALIZAÇÃO DESPESAS COMERCIALIZAÇÃO AS DIFERIDAS DIFERID

1.285,4

2,4%

GOS E PR OV. ENC AR ENCAR ARGOS PRO TRABALHIS TRABALHISTTAS

580,5

1,1%

993,7

1,9%

PR OV. P/ TRIBUT OS E CONTING. PRO TRIBUTOS

2.390,9

4,5%

1.173,2

2,2%

PR OV. P/IMPOS PRO P/IMPOSTTOSECONTRIBUIÇÕES

181,0

0,3%

58,0

0, 1% 0,1%

PR OV. P/ TRIBUT OS DIFERIDOS PRO TRIBUTOS

165, 1 65,1

0,3%

10.79 7,5 0.797,5

20,3%

3, 1 3,1

0,0%

250,3

0,5%

PATRIMÔNIO LÍQUIDO

15.363,8

28,9%

53.222,4

100,0%

TOTAL PPASSIV ASSIV O ASSIVO

53.222,4

100,0%

DISPONÍVEL

APLICAÇÕES DE LONGO PRAZO TOTAL APLIC AÇÕES APLICAÇÕES

TÍTUL OS E CRÉDIT OS A RECEBER TÍTULOS CRÉDITOS CRÉDITOS TRIBUTÁRIOS OUTR OS AATIV TIV OS OUTROS TIVOS INVES TIMENT OS PERMANENTES INVESTIMENT TIMENTOS DIFERIDO TOTAL AATIV TIV O TIVO

RESERV AS TÉCNIC AS RESERVAS TÉCNICAS

RESUL CÍCIOSFUTUR OS RESULTTADOSDEEXER ADOSDEEXERCÍCIOSFUTUR CÍCIOSFUTURO

SOLIDEZ COMPOSIÇÃO DOS AATIV TIV OS TIVOS

LIQUIDEZ IMEDIATA ATIVO TOTAL

=

55,3%

63,5%

=

95,0%

TOTAL APLIC AÇÕES APLICAÇÕES ATIV O TTO OTAL TIVO

=

LIQUIDEZ IMEDIATA RESERVAS TÉCNICAS

20,3%

=

109,1%

INVES TIMENT OSPERMANENTES INVESTIMENT TIMENTOSPERMANENTES ATIV O TTO OTAL TIVO

=

TOTAL APLICAÇÕES RESERVAS TÉCNICAS

16,2%

=

5,1%

CAPIT AL DE GIR O APITAL GIRO ATIV O TTO OTAL TIVO

=

DIVIDENDOS A PAGAR LIQUIDEZ IMEDIATA

PATRIMÔNIO LÍQUIDO ATIV O TTO OTAL TIVO

=

28,9%

INVES TIMENT OSPERMANENTES INVESTIMENT TIMENTOSPERMANENTES PATRIMÔNIO LÍQUIDO

=

70,3%

Balanço Social 2 000 2000

Mer cado Segur ador Br o Mercado Segurador Braa sileir sileiro

LIQUIDEZ

30


MER CADO SEGUR ADOR: O BALANÇO SOCIAL CONSOLID ADO MERCADO SEGURADOR: CONSOLIDADO

ANO 2000

SITUAÇÃO PATRIMONIAL – TOTAL ATIVO SEGUROS TOTAL ATIVO: R$ 25.322,0 M

PREVIDÊNCIA COMPL. ABERTA TOTAL ATIVO: R$ 18.169,3 M

M = Milhões M = Milhõ

M = Milhões

100 90 80 70 60 50 40 30 20 10 0

100 90 80 70 60 50 40 30 20 10 0

R$ 11.924,6 M

47,1%

R$ 10.547,6 M R$ 7.467,8 M R$ 5.929,6 M

41,7% 29,5%

TOTAL LIQUIDEZ IMEDIATA APLICAÇÕES (PARTE DO TOTAL APLICAÇÕES)

23,4%

CAPITAL INVESTIMENTOS DE GIRO PERMANENTES

R$ 15.916,2 M R$ 13.048,9 M

87,6% 71,8%

R$ 808,0 M

TOTAL LIQUIDEZ IMEDIATA APLICAÇÕES (PARTE DO TOTAL APLICAÇÕES)

CAPITALIZAÇÃO TOTAL ATIVO: R$ 9.731,1 M

CONSOLIDADO TOTAL ATIVO: R$ 53.222,4 M

M = Milhões

M = Milhões

100 90 80 70 60 50 40 30 20 10 0

R$ 5.977,2 M

61,4%

R$ 5.861,2 M

60,2%

R$ 3.422,8 M

R$ 331,1 M

35,2%

3,4% TOTAL LIQUIDEZ IMEDIATA APLICAÇÕES (PARTE DO TOTAL APLICAÇÕES)

CAPITAL INVESTIMENTOS DE GIRO PERMANENTES

100 90 80 70 60 50 40 30 20 10 0

R$ 1.445,1 M

4,4%

8,0%

CAPITAL INVESTIMENTOS DE GIRO PERMANENTES

R$ 33.818,0 M R$ 29.457,7 M

63,5%

55,3% R$ 10.797,5 M R$ 8.606,9 M

16,2% TOTAL LIQUIDEZ IMEDIATA APLICAÇÕES (PARTE DO TOTAL APLICAÇÕES)

20,3%

CAPITAL INVESTIMENTOS DE GIRO PERMANENTES

SITUAÇÃO PATRIMONIAL - TOTAL ATIVO TOTAL APLIC AÇÕES APLICAÇÕES

LIQUIDEZ IMEDIA IMEDIATTA AR TE DO TTO OT. APLIC.) (PAR ARTE (P

CAPIT AL DE GIR O APITAL GIRO

INVES TIMENT OS INVESTIMENT TIMENTOS PERMANENTES

TOTAL AATIV TIV O TIVO

11.924,6

47,09%

10.547,6

41,65%

7.467,8

29,49%

5.929,6

23,42%

25.322,0 100,00%

PREV. COMPL. ABERTA

15.916,2

87,60%

13.048,9

71,82%

808,0

4,45%

1.445,1

7,95%

18.169,3 100,00%

CAPITALIZAÇÃO

5.977,2

61,42%

5.861,2

60,23%

331,1

3,40%

3.422,8

35,17%

9.731,1 100,00%

CONSOLID ADO CONSOLIDADO

33.8 18,0 33.81

63,5 4% 63,54%

29.45 7,7 29.457,7

55,35%

8.606,9

16, 17% 6,1

10.79 7,5 0.797,5

20,29%

53.222,4 100,00%

Balanço Social 2 000 2000

SEGUROS

Mer cado Segur ador Br o Mercado Segurador Braa sileir sileiro

R$/Milhões

31


MER CADO SEGUR ADOR: O BALANÇO SOCIAL CONSOLID ADO MERCADO SEGURADOR: CONSOLIDADO

ANO 2000

SITUAÇÃO PATRIMONIAL – TOTAL PASSIVO SEGUROS TOTAL ATIVO: R$ 25.322,0 M

PREVIDÊNCIA COMPL. ABERTA TOTAL ATIVO: R$ 18.169,3 M

M = Milhões

M = Milhões

100 90 80 70 60 50 40 30 20 10 0

R$ 9.762,6 M

R$ 10.274,2 M

40,6% R$ 2.785,3 M

RESERVAS TÉCNICAS

100 90 80 70 60 50 40 30 20 10 0

38,6%

R$ 2.499,9 M

11,0%

9,9%

CAPITAL DE GIRO

PROVISÕES

PATRIMÔNIO LÍQUIDO

R$ 15.185,4 M

83,6%

R$ 2.091,5 M

RESERVAS TÉCNICAS

R$ 505,4 M

R$ 387,0 M

2,8%

2,1%

CAPITAL DE GIRO

PROVISÕES

CAPITALIZAÇÃO TOTAL ATIVO: R$ 9.731,1 M

CONSOLIDADO TOTAL ATIVO: R$ 53.222,4 M

M = Milhões

M = Milhões

100 90 80 70 60 50 40 30 20 10 0

100 90 80 70 60 50 40 30 20 10

R$ 5.534,6 M

56,9%

R$ 3.509,7 M

36,1% R$ 256,2 M

R$ 430,6 M

4,4%

2,6% RESERVAS TÉCNICAS

CAPITAL DE GIRO

PROVISÕES

0

PATRIMÔNIO LÍQUIDO

11,5% PATRIMÔNIO LÍQUIDO

R$ 30.994,2 M

58,2%

R$ 15.363,8 M

R$ 3.546,9 M

R$ 3.317,5 M

6,7% RESERVAS TÉCNICAS

CAPITAL DE GIRO

28,9%

6,2%

PROVISÕES

PATRIMÔNIO LÍQUIDO

SITUAÇÃO PATRIMONIAL - TOTAL PASSIVO RESERV AS TÉCNIC AS RESERVAS TÉCNICAS

CAPIT AL DE GIR O APITAL GIRO

PR OVISÕES PRO

PATRIMÔNIO LÍQUIDO

TOTAL PPASSIV ASSIV O ASSIVO

SEGUROS

10.274,2

40,57%

2.785,3

11,00%

2.499,9

9,87%

9.762,6 38,55%

25.322,0

100,00%

PREV. COMPL. ABERTA

15.185,4

83,58%

505,4

2,78%

387,0

2,13%

2.091,5 11,51%

18.169,3

100,00%

CAPITALIZAÇÃO

5.534,6

56,88%

256,2

2,63%

430,6 4,42%

3.509,7 36,07%

9.731,1

100,00%

CONSOLID ADO CONSOLIDADO

30.99 4,2 30.994,2

58,2 4% 58,24%

3.5 46,9 3.546,9

6,66%

3.3 17,5 6,23% 3.31

15.363,8 28,8 7% 28,87%

53.222,4

100,00%

Balanço Social 2 000 2000

Mer cado Segur ador Br o Mercado Segurador Braa sileir sileiro

R$/Milhões

32


MER CADO SEGUR ADOR: O BALANÇO SOCIAL CONSOLID ADO MERCADO SEGURADOR: CONSOLIDADO

ANO 2000

LIQUIDEZ E SOLIDEZ SEGUROS

PREVIDÊNCIA COMPL. ABERTA 71,8%

41,7% LIQUIDEZ IMEDIATA TOTAL ATIVO

LIQUIDEZ IMEDIATA TOTAL ATIVO

85,9%

102,7% LIQUIDEZ IMEDIATA RESERVAS TÉCNICAS

LIQUIDEZ IMEDIATA RESERVAS TÉCNICAS

104,8%

116,1% TOTAL APLICAÇÕES RESERVAS TÉCNICAS

TOTAL APLICAÇÕES RESERVAS TÉCNICAS

11,5%

38,6%

P. L. ATIVO

PATRIMÔNIO LÍQUIDO TOTAL ATIVO

69,1%

60,7% INVESTIMENTOS PERMANENTES PATRIMÔNIO LÍQUIDO

INVESTIMENTOS PERMANENTES PATRIMÔNIO LÍQUIDO

CAPITALIZAÇÃO

CONSOLIDADO 55,3%

60,2% LIQUIDEZ IMEDIATA TOTAL ATIVO

LIQUIDEZ IMEDIATA TOTAL ATIVO

95,0%

105,9% LIQUIDEZ IMEDIATA RESERVAS TÉCNICAS

LIQUIDEZ IMEDIATA RESERVAS TÉCNICAS

109,1%

108,0% TOTAL APLICAÇÕES RESERVAS TÉCNICAS

TOTAL APLICAÇÕES RESERVAS TÉCNICAS

28,9%

36,1%

PATRIM. LÍQUIDO TOTAL ATIVO

PATRIMÔNIO LÍQUIDO TOTAL ATIVO

70,3%

97,5%

TOTAL APLIC AÇÕES APLICAÇÕES AS TÉCNIC AS RESERVAS TÉCNICAS RESERV

PATRIMÔNIO LÍQUIDO TOTAL AATIV TIV O TIVO

INVES TIM. PERMAN INVESTIM. PERMAN.. PATRIMÔNIO LÍQUIDO

SEGUROS PREV. COMPL. ABERTA CAPITALIZAÇÃO

41,7% 71,8% 60,2%

102,7% 85,9% 105,9%

116,1% 104,8% 108,0%

38,6% 11,5% 36,1%

60,7% 69,1% 97,5%

CONSOLID ADO CONSOLIDADO

55,3%

95,0%

109, 1% 09,1%

28,9%

70,3%

LIQUIDEZ IMEDIA IMEDIATTA AS TÉCNIC AS RESERVAS TÉCNICAS RESERV

Balanço Social 2 000 2000

LIQUIDEZ IMEDIA IMEDIATTA TOTAL AATIV TIV O TIVO

Mer cado Segur ador Br o Mercado Segurador Braa sileir sileiro

INVESTIMENTOS PERMANENTES PATRIMÔNIO LÍQUIDO

INVESTIMENTOS PERMANENTES PATRIMÔNIO LÍQUIDO

33


MER CADO SEGUR ADOR: O BALANÇO SOCIAL CONSOLID ADO MERCADO SEGURADOR: CONSOLIDADO

ANO 2000

LIQUIDEZ E SOLIDEZ LIQUIDEZ IMEDIATA/TOTAL ATIVO

LIQUIDEZ IMEDIATA/RESERVAS TÉCNICAS 102,7%

41,7% SEGUROS

SEGUROS

85,9%

71,8% PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR ABERTA

PREVIDÊNCIA COMPL. ABERTA

105,9%

60,2% CAPITALIZAÇÃO

CAPITALIZAÇÃO

95,0%

55,3% CONSOLIDADO

CONSOLIDADO

TOTAL APLICAÇÕES/RESERVAS TÉCNICAS

PATRIMÔNIO LÍQUIDO/TOTAL ATIVO

38,6%

116,1% SEGUROS

SEGUROS

11,5%

104,8%

P. C.A.

PREV. COMPL. AB.

36,1%

108,0% CAPITALIZAÇÃO

CAPITALIZAÇÃO

28,9%

109,1%

CONSOLIDADO

CONSOLIDADO

60,7% SEGUROS

69,1% PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR ABERTA

97,5% CAPITALIZAÇÃO

Balanço Social 2 000 2000

Mer cado Segur ador Br o Mercado Segurador Braa sileir sileiro

INVESTIMENTOS PERMANENTES/PATRIMÔNIO LÍQUIDO

34

70,3% CONSOLIDADO


MER CADO SEGUR ADOR: O BALANÇO SOCIAL CONSOLID ADO MERCADO SEGURADOR: CONSOLIDADO

ANO 2000

BENS GARANTIDORES DAS RESERVAS TÉCNICAS RESERVAS TÉCNICAS: R$ 30.994,2 M M = Milhões

PREVIDÊNCIA COMPL. ABERTA R$ 15.185,4 M

49,0% 33,1%

17,9%

CAPITALIZAÇÃO R$ 5.534,6 M

SEGUROS R$ 10.274,2 M

BENS GARANTIDORES: R$ 34.211,3 M = 110,4% SUPERÁVIT DE GARANTIAS: R$ 3.217,2 M = 10,4% TÍTULOS DE RENDA FIXA R$ 25.054,8 M SUPERÁVIT DE GARANTIAS R$ 3.217,2 M

73,2% 10,4%

8,6%

3,5%

OUTRAS APLICAÇÕES R$ 2.926,6 M

6,3%

8,4%

RENDA VARIÁVEL R$ 2.151,6 M IMÓVEIS R$ 1.184,7 M

QUOTAS DE FUNDOS R$ 2.893,6 M

R$/Milhões

CONSOLID ADO CONSOLIDADO

10.2 74,2 0.27

33, 1% 33,1%

15. 185,4 5.1

49,0%

5.534,6

17,9%

30.99 4,2 30.994,2

100,0%

7.942,1

72,7%

13.481,5

77,1%

3.631,1

62,6%

25.054,7

73,2%

0,0

0,0%

1.519,0

8,7%

1.374,6

23,7%

2.893,6

8,5%

TÍTULOS DE RENDA VARIÁVEL

633,7

5,8%

1.006,4

5,8%

511,5

8,8%

2.151,6

6,3%

IMÓVEIS

541,6

5,0%

359,7

2,1%

283,4

4,9%

1.184,7

3,5%

1.814,4

16,6%

1.112,2

6,4%

0,0

0,0%

2.926,6

8,6%

10.93 1,8 0.931

100,0%

17.4 78,8 .478,8

100,0%

5.800,6 100,0%

34.2 11,2 34.21

100,0%

BENS G ARANTIDORES GARANTIDORES TÍTULOS DE RENDA FIXA QUOTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTOS

OUTRAS APLICAÇÕES / INVESTIMENTOS TOTAL G ARANTIAS GARANTIAS SUPERÁVITDEG ARANTIAS SUPERÁVITDEGARANTIAS SUPERÁVIT %

65 7,7 657,7 6,4%

2.293,4 15, 1% 5,1%

266,0 4,8%

3.2 17,2 3.21 10,4 % 0,4%

Mer cado Segur ador Br o Mercado Segurador Braa sileir sileiro

C APIT ALIZAÇÃO CAPIT APITALIZAÇÃO

RESERV AS TÉCNIC AS RESERVAS TÉCNICAS

PREV PREV.. COMPL. ABER ABERTTA

Balanço Social 2 000 2000

SEGUR OS SEGUROS

35


MER CADO SEGUR ADOR: O BALANÇO SOCIAL CONSOLID ADO MERCADO SEGURADOR: CONSOLIDADO

ANO 2000

BENS GARANTIDORES DAS RESERVAS TÉCNICAS TÍTULOS DE RENDA FIXA

72,6%

QUOTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTOS

77,1%

23,7%

73,2% 62,6%

0,0% SEGUROS

PREV. COMPL. CAPITALIZAÇÃO CONSOLIDADO ABERTA

TÍTULOS DE RENDA VARIÁVEL

SEGUROS

8,7%

IMÓVEIS

5,0% 5,8%

5,8%

4,9% 3,5%

8,8% 6,3%

SEGUROS

8,4%

PREV. COMPL. CAPITALIZAÇÃO CONSOLIDADO ABERTA

PREV. COMPL. CAPITALIZAÇÃO CONSOLIDADO ABERTA

SEGUROS

PREV. COMPL. CAPITALIZAÇÃO CONSOLIDADO ABERTA

SUPERÁVIT DE GARANTIA

Mer cado Segur ador Br o Mercado Segurador Braa sileir sileiro

OUTRAS APLICAÇÕES/INVESTIMENTOS

2,0%

15,1%

Balanço Social 2 000 2000

10,4%

36

6,4% SEGUROS

PREV. COMPL. CAPITALIZAÇÃO CONSOLIDADO ABERTA

SEGUROS

4,8% PREV. COMPL. CAPITALIZAÇÃO CONSOLIDADO ABERTA


MER CADO SEGUR ADOR: O BALANÇO SOCIAL CONSOLID ADO MERCADO SEGURADOR: CONSOLIDADO

ANO 2000 RENTABILIDADE SOBRE PATRIMÔNIO LÍQUIDO - ROE RENTABILIDADE SOBRE TOTAL ATIVO - ROA RENTABILIDADE DOS ACIONISTAS RETENÇÃO DOS LUCROS - RENTABILIDADE DOS LUCROS RETIDOS SOBRE PATRIMÔNIO LÍQUIDO

RENTABILIDADE SOBRE PATRIMÔNIO LÍQUIDO - ROE

RENTABILIDADE SOBRE TOTAL ATIVO - ROA

RENTABILIDADE DOS LUCROS RETIDOS SOBRE PATRIMÔNIO LÍQUIDO

PREVIDÊNCIA COMPL. ABERTA

5,4%

5,3%

CONSOLIDADO

CAPITALIZAÇÃO

CONSOLIDADO

RENTABILIDADE DOS ACIONISTAS

RENTABILIDADE SOBRE PATRIMÔNIO LÍQUIDO - ROE

RENTABILIDADE SOBRE TOTAL ATIVO - ROA

RENTABILIDDE DOS LUCROS RETIDOS SOBRE PATRIMÔNIO LÍQUIDO

Balanço Social 2 000 2000

5,4%

10,9%

1,4%

4,4%

5,3%

8,1%

1,3%

7,1%

18,3%

22,4% 10,9%

18,4%

23,2%

20,5%

21,6%

32,3%

SEGUROS

18,3%

23,2% 8,1%

CAPITALIZAÇÃO

Mer cado Segur ador Br o Mercado Segurador Braa sileir sileiro

PREVIDÊNCIA COMPL. ABERTA

SEGUROS

10,9%

22,4% 1,4%

1,3%

10,9%

20,5% 4,1%

7,1%

18,4%

21,6%

32,3%

RENTABILIDADE DOS ACIONISTAS

37


BALANÇO SOCIAL DO SEGMENT O / SEGUR OS SEGMENTO SEGUROS

Balanço Social do Segmento

Seguros

Ano de 2000 No ano de 2000, as companhias seguradoras apresentavam em carteira um total de 74,6 milhões de contratos de seguros nos diversos ramos: vida e acidentes pessoais (28,5 milhões), auto (8,3 milhões), saúde (6,1 milhões), DPVAT (23,5 milhões), e outros bens e obrigações (8,2 milhões), tendo proporcionado uma receita bruta de prêmios da ordem de R$ 24,489 bilhões. Esses números representam um total de riqueza segurada que alcança valores da ordem de R$ 5,045 trilhões, estando estruturadas essas garantias em R$ 3,322 trilhões de proteção à vida e a acidentes pessoais, R$ 178,9 bilhões de proteção à saúde, R$ 615,5 bilhões de proteção às obrigações

de pessoas e empresas, R$ 91,3 bilhões de proteção aos veículos automotores e R$ 837,6 bilhões de proteção a outros bens patrimoniais . Do total produzido, nada menos que R$ 13,326 bilhões retornaram à sociedade, para a cobertura do custo de preservação dos bens (R$ 6,525 bilhões), no custo da preservação da saúde (R$ 4,400 bilhões), e na reposição das rendas familiares (R$ 808,9 milhões). Para se ter uma idéia do que esses números representam, em termos de certeza de tranqüilidade para as famílias e instituições, basta considerar que somente no ramo auto mais de 927 mil sinistros foram cobertos pelas seguradoras no ano de 2000,

Balanço Social 2 000 2000

Mer cado Segur ador Br o Mercado Segurador Braa sileir sileiro

a um custo de R$ 4,971 bilhões.

41


BALANÇO SOCIAL DO SEGMENT O / SEGUR OS SEGMENTO SEGUROS

ANO 2000

QUANTIDADE DE CONTRATOS DE SEGUROS: 74,6 M M =Milhões de Contratos de Seguros

VIDA + ACIDENTES PESSOAIS Contratos: 28,5 M

DPVAT Contratos: 23,5 M

38,2% 31,5% 8,2% 11,1%

11,0%

SAÚDE Contratos: 6,1 M AUTO Contratos: 8,3 M

OUTROS / BENS OBRIGATÓRIOS Contratos: 8,2 M

TOTAL DE CONTRATOS DE SEGUROS AUTO

8,3 Milhões

VIDA + ACIDENTES PESSOAIS

Balanço Social 2 000 2000

Mer cado Segur ador Br o Mercado Segurador Braa sileir sileiro

SAÚDE

42

DPVAT

(*)

OUTROS BENS / OBRIGAÇÕES TOTAL DE CONTRATOS DE SEGUROS

28,5

% 11,1 %

Milhões

38,2%

6, 1 Milhões 6,1

8,2%

23,5

Milhões

31 , 5 %

8,2 Milhões

11 , 0 %

74,6

Milhões

(*) DPVAT - Seguro Obrigatório de Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Via Terrestre

100,0%


BALANÇO SOCIAL DO SEGMENT O / SEGUR OS SEGMENTO SEGUROS

ANO 2000

TOTAL DA RIQUEZA SEGURADA: R$ 5.045,2 BI B = Bilhões

VIDA + ACIDENTES PESSOAIS Contratos: R$ 2.609,9 Bi

3,5% SAÚDE + DPVAT (DAMS) R$ 178,9 Bi

51,7%

12,2%

14,1% 16,6%

DPVAT (Morte + Invalidez Permanente) R$ 711,9 Bi

1,8%

AUTO R$ 91,3 Bi

OBRIGAÇÕES R$ 615,5 Bi OUTROS BENS R$ 837,6 Bi

TOTAL D A RIQUEZA SEGURAD A DA SEGURADA

1,8%

837,6

16,6%

2.609,9

51, 7 %

DPVAT (MORTE E INVALIDEZ PERMANENTE)

711, 9

14 ,1 %

SAÚDE / DPVAT (DAMS)

17 8 , 9

3,5%

OBRIGAÇÕES

615,5

12,2%

5.045,2

100,0%

OUTROS

BENS

VIDA / ACIDENTES PESSOAIS

TOTAL DA RIQUEZA SEGURADA

Mer cado Segur ador Br o Mercado Segurador Braa sileir sileiro

91,3

AUTO

%

Balanço Social 2 000 2000

R$/Bilhões

43


BALANÇO SOCIAL DO SEGMENT O / SEGUR OS SEGMENTO SEGUROS

ANO 2000

TOTAL DA RECEITA LÍQUIDA DE PRÊMIOS: R$ 20.556,0 M M = Milhões 1,5%

RISCOS DIVERSOS R$ 308,3 M AUTO + RCF-V R$ 7.261,6 M

4,0% INCÊNDIO R$ 823,2 M VIDA R$ 3.830,2 M

3,3%

ACIDENTES PESSOAIS R$ 681,7 M

35,3%

18,6%

26,7%

2,7% DPVAT R$ 563,6 M

4,6%

DEMAIS R$ 937,2 M

2,2%

TRANSPORTE R$ 446,6 M

1,0% HABITACIONAL R$ 205,5 M

SAÚDE R$ 5.498,1 M

RECEITA LÍQUIDA DE PRÊMIOS RAMOS

R$/MILHÕES

Balanço Social 2 000 2000

Mer cado Segur ador Br o Mercado Segurador Braa sileir sileiro

AUTO + RCF-V

44

%

7. 2 6 1 , 6

35,3%

VIDA

3.830,2

18,6%

SAÚDE

5 . 4 9 8 ,1

26,7%

823,2

4,0%

681,7

3,3%

DPVAT

563,6

2,7%

HABITACIONAL

205,5

1,0%

TRANSPORTE

446,6

2,2%

RISCOS

308,3

1,5%

937,2

4,6%

20.556,0

100,0%

(*)

INCÊNDIO ACIDENTES

PESSOAIS

DIVERSOS

DEMAIS TOTAL (*) RCF-V = Responsabilidade Civil Facultativa - Veículos


BALANÇO SOCIAL DO SEGMENT O / SEGUR OS SEGMENTO SEGUROS

ANO 2000

TOTAL CUSTO DE PRESERVAÇÃO DA RIQUEZA: R$ 13.326,1 M M = Milhões

Custo de Reposição das Rendas das Famílias R$ 2.399,8 M = 18,0%

SAÚDE + DPVAT (DAMS) R$ 4.400,8 M

2,8%

Custo de Preservação da Saúde (compreende a Assistência Médica do DPVAT) R$ 4.400,8 M = 33,0%

DPVAT (MORTE + INVALIDEZ PERMANENTE) R$ 373,7 M VIDA R$ 1.864,3 M

33,0% 15,2% 7,9% 37,3%

3,8%

OUTROS / BENS / OBRIG. R$ 1.050,9 M AUTO + RCF-V R$ 4.971,4 M CASCO = R$ 4.200,1 M = 31,5% RCF - DANOS MATERIAIS = R$ 752,3 M = 5,7% RCF - DANOS PESSOAIS = R$ 19,0 M = 0,1%

INCÊNDIO R$ 503,1 M

Custo de Preservação dos Bônus R$ 6.525,4 M = 49,0%

AUTO+ RCF-V

4.971,4

37,3%

VIDA

1.864,3

14,0%

SAÚDE

4.338,1

32,6%

RISCOS DIVERSOS

206,3

1,5%

INCÊNDIO

503,1

3,8%

ACIDENTES PESSOAIS

161,8

1,2%

DPVAT

436,4

3,3%

78,0

0,6%

TRANSPORTE

226,0

1,7%

DEMAIS

540,7

4,1%

13.326,1

100,0%

HABITACIONAL

TOTAL CUSTO DE PRESERVAÇÃO DA RIQUEZA

%

Balanço Social 2 000 2000

R$/Milhões

Mer cado Segur ador Br o Mercado Segurador Braa sileir sileiro

CUSTO DE PRESERVAÇÃO DA RIQUEZA

45


BALANÇO SOCIAL DO SEGMENT O / SEGUR OS SEGMENTO SEGUROS

ANO 2000

CUSTO DE PRESERVAÇÃO DA RIQUEZA RAMO: AUTOMÓVEL + RCF-V

PERDAS PARCIAIS R$ 1.380,5 M PERDAS TOTAIS R$ 953,5 M

SINISTROS LÍQUIDOS: R$ 4.971,4 M M=Milhões 27,8%

19,2% 31,1% 6,4% 15,1%

ROUBOS E FURTOS R$ 1.546,1 M

INCÊNDIOS / OUTROS R$ 320,0 M

0,4% DANOS PESSOAIS R$ 19,0 M

DANOS MATERIAIS R$ 752,3 M

QUANTIDADE DE SINISTROS: 927.619 0,2%

DANOS PESSOAIS 2.155

ROUBOS E FURTOS 91.976 PERDAS PARCIAIS 410.083

DANOS MATERIAIS 312.221

9,9% 44,2%

33,7%

5,5%

6,5%

PERDAS TOTAIS 60.323

INCÊNDIOS / OUTROS 50.861

Balanço Social 2 000 2000

Mer cado Segur ador Br o Mercado Segurador Braa sileir sileiro

CUS AÇÃO : AAUT UT OMÓVEL+ R CF 71,4 MILHÕES CUSTT O DE PRESERV PRESERVAÇÃO UTOMÓVEL+ RCF CF-- V = R$ 4.9 4.97

46

A UT OMÓVEL UTOMÓVEL

QU ANTID ADE QUANTID ANTIDADE DE SINIS TR OS SINISTR TROS

R$/Milhões

%

ROUBOS E FURTOS

1. 5 46,1

31 ,1 %

91.976

9,9%

PERDAS

PARCIAIS

1.380,5

27,8%

41 0 . 0 8 3

44,2%

PERDAS

TOTAIS

953,5

19,2%

60.323

6,5%

19,3

0,4%

2 .10 2

0,2%

300,7

6,0%

48.759

5,3%

19,0

0,4%

2 .1 5 5

0,2%

752,3

15 ,1%

31 2 . 2 21

33,7%

R $ 4 . 971, 4

100,0%

9 2 7. 6 1 9

100,0%

INCÊNDIOS OUTROS

SINISTROS

RCF - DANOS PESSOAIS RCF - DANOS MATERIAIS TOTAL DO CUS AÇÃO : CUSTTO DE PRESERV PRESERVAÇÃO AUTOMÓVEL + RCF-V

%


BALANÇO SOCIAL DO SEGMENT O / SEGUR OS SEGMENTO SEGUROS

Também é expressivo considerar que, no ramo saúde, para a cobertura de mais de 66 milhões de atendimentos, entre os quais se incluíram 920 mil internações hospitalares, as seguradoras pagaram R$ 4,338 bilhões. Adicionalmente, através do seguro DPVAT, modalidade de seguro que cobre a responsabilidade civil por dando pessoais causados a terceiros pelo condutor de veículo automotor e que alcança a totalidade da frota nacional de veículos, mais de R$ 531 milhões foram repassados ao Fundo Nacional de Saúde, e mais de 110 mil vítimas de acidentes foram indenizadas.

ANO 2000

CUSTO DE PRESERVAÇÃO DA RIQUEZA RAMO: SAÚDE CUSTO DE PRESERVAÇÃO DA SAÚDE: R$ 4.338,1 M

INTERNAÇÕES HOSPITALARES R$ 1.995,6 M

M=Milhões 46,0%

14,6%

24,2%

15,3%

EXAMES CLÍNICOS R$ 1.049,2 M OUTROS PROCEDIMENTOS R$ 631,5 M

CONSULTAS MÉDICAS R$ 661,9 M

PESSOAS ATENDIDAS: 66.260.000 41,7%

53,1%

EXAMES CLÍNICOS 35.200.000

CONSULTAS MÉDICAS 27.610.000

SEGUR O SSAÚDE AÚDE SEGURO CONSULTAS

R$/Milhões

QU ANTID ADE QUANTID ANTIDADE OS TENDIMENTOS ATENDIMENT

%

661,9

15,3%

27. 6 1 0 . 0 0 0

41, 7 %

EXAMES CLÍNICOS E LABORATORIAIS

1.049,2

37,6%

35.200.000

5 3 ,1 %

INTERNAÇÕES

1.995,6

46,0%

920.000

1,4%

6 31, 6

14,6%

2.530.000

3,8%

R$4.338,3

100,0%

66.260.000

100,0%

OUTROS

MÉDICAS

%

HOSPITALARES

PROCEDIMENTOS

TOTAL SEGURO SAÚDE

CUS AÇÃO D A SSAÚDE AÚDE : R$ 4.338, 1 MILHÕES CUSTT O DE PRESERV PRESERVAÇÃO DA 4.338,1

Mer cado Segur ador Br o Mercado Segurador Braa sileir sileiro

1,4%

INTERNAÇÕES HOSPITALARES 920.000

Balanço Social 2 000 2000

3,8% OUTROS PROCEDIMENTOS 2.530.000

47


BALANÇO SOCIAL DO SEGMENT O / SEGUR OS SEGMENTO SEGUROS

ANO 2000

SEGURO DPVAT (*) REPARTIÇÃO DA RECEITA DE PRÊMIOS CUSTO DE REPOSIÇÃO DAS RENDAS FAMILIARES E ASSISTÊNCIA MÉDICA R$/Milhões

RECEITA DE PRÊMIOS

1.1 81, 9

100,0%

(531,9)

(45,0%)

(59,1)

(5,0%)

(27,3)

(2,3%)

(618,3)

(52,3%)

563,6

47,7%

(251,6)

(21,3%)

REP ASSES OBRIG ATÓRIOS REPASSES OBRIGA ● FUNDO NACIONAL DE SAÚDE (Administrado pelo Ministério da Saúde)

DENATRAN

OUTRAS INSTITUIÇÕES

TOTAL REPASSES OBRIGATÓRIOS SALDO DA RECEITA DE PRÊMIOS UTILIZADO EFETIVAMENTE PELAS SEGURADORAS CUS AS REND AS FFAMILIARES AMILIARES E ASSIS TÊNCIA MÉDIC A CUSTTO DE REPOSIÇÃO D DAS RENDAS ASSISTÊNCIA MÉDICA INDENIZAÇÕES PPA AG AS POR: ●

MORTE

INVALIDEZ PERMANENTE

(32,6)

(2,8%)

ASSISTÊNCIA MÉDICA / INTERNAÇÕES HOSPITALARES

(47,7)

(4,0%)

(104,5)

(8,8%)

(436,4)

(36,9%)

BRUTO

127,2

10,8%

OPERACIONAIS

(102,4)

(8,7%)

24,8

2,0%

RESERVAS TÉCNICAS DE SINISTROS OCORRIDOS E NÃO AVISADOS (IBNR)

TOTAL

INDENIZAÇÕES

RESULTADO DESPESAS

Balanço Social 2 000 2000

Mer cado Segur ador Br o Mercado Segurador Braa sileir sileiro

RESULTADO

48

* Seguro Obrigatório de Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Via Terrestre


BALANÇO SOCIAL DO SEGMENT O / SEGUR OS SEGMENTO SEGUROS

ANO 2000

SEGURO DPVAT RECEITA DE PRÊMIOS: R$ 1.181,9 MILHÕES REPASSES OBRIGATÓRIOS: 52,3% SALDO UTILIZADO PELA SEGURADORA: 47,7%

FUNDO NACIONAL DE SAÚDE (Administrado pelo Ministério da Saúde)

DENATRAN

2,0%

RESULTADO

45,0% 5,0% 8,8% 8,7%

21,3% 4,0%

2,3%

RESERVAS TÉCNICAS

OUTRAS INSTITUIÇÕES

DESPESAS OPERACIONAIS

FUNDO NACIONAL DE SAÚDE DENATRAN OUTRAS

INSTITUIÇÕES

%

SALDO PELAS

UTILIZADO R$/Milhões SEGURADORAS 563,6

618,3

52,3%

5 31, 9

45,0%

59,1

5,0%

DESPESAS

27,3

2,3%

RESULTADO

INDENIZAÇÕES

PAGAS

OPERACIONAIS

% 7,7%

436,4 36,9% 102,4

8,7%

24,8

2,0% Mer cado Segur ador Br o Mercado Segurador Braa sileir sileiro

OBRIGATÓRIOS R$/Milhões OBRIGATÓRIOSR

REPASSES

MORTE

2,8%

INVALIDEZ PERMANENTE

Balanço Social 2 000 2000

ASSISTÊNCIA MÉDICA

49


BALANÇO SOCIAL DO SEGMENT O / SEGUR OS SEGMENTO SEGUROS

ANO 2000

SEGURO DPVAT QUANTIDADE DE VÍTIMAS INDENIZADAS: 110.437 FROTA TOTAL EM CIRCULAÇÃO: 29.348.376 VEÍCULOS VÍTIMAS ATENDIDAS/1.000 VEÍCULOS: 3,8 VÍTIMAS ASSISTÊNCIA MÉDICA 62.116

56,2% 10,1% 33,6%

INVALIDEZ PERMANENTE 11.188 MORTES 37.133

Balanço Social 2 000 2000

Mer cado Segur ador Br o Mercado Segurador Braa sileir sileiro

VÍTIMAS POR 1.000 VEÍCULOS

50

MORTES

1,30

INVALIDEZ PERMANENTE

0,38

ASSISTÊNCIA MÉDICA

2,12

TOTAL

3,80


BALANÇO SOCIAL DO SEGMENT O / SEGUR OS SEGMENTO SEGUROS

ANO 2000

SEGURO DPVAT VÍTIMAS FATAIS (MORTES): 37.133 (CONVÊNIO DPVAT: Categorias 1, 2, 9 E 10) MORTES X 1.000 VEÍCULOS C EA R Á

1.436

3,9%

P E R N A M B UC O

1.487

4,0%

1,1

1,4

8,3%

3.083

P ARANÁ

2,9

6,5%

2.430

B A H IA

1,3

5,9%

2.199

R IO G R A N D E D O S UL

1,7

4,7%

1.752

S A N T A C A T A R IN A

2,0

4,3%

1.603

G O IÁ S

2,4

M IN A S G E R A IS

3.511

9,5%

1,1

R IO D E J A N E IR O

3.566

9,6%

1,3

8.333

O UT R O S E S T A D O S

5,0%

0,0%

10,0%

15,0%

0,7

20,8%

7.133

S Ã O P A ULO

20,0%

22,4%

2,2

25,0%

MORTES POR ESTADO EM 2000 Nº DE VEÍCUL OS VEÍCULOS (UNID ADES) (UNIDADES)

BAHIA

2.430

6,5%

827.376

2,9

CEARÁ

1.436

3,9%

589.058

2,4

GOIÁS

1.603

4,3%

944.955

1,7

MINAS GERAIS

3.511

9,5%

3.191.040

1,1

PERNAMBUCO

1.487

4,0%

749.674

2,0

PARANÁ

3.083

8,3%

2.172.827

1,4

RIO DE JANEIRO

3.566

9,6%

2.681.213

1,3

RIO GRANDE DO SUL

2.199

5,9%

2.078.136

1,1

SANTA CATARINA

1.752

4,7%

1.395.333

1,3

SÃO PAULO

7.733

20,8%

10.977.669

0,7

28.800

77,6%

2 5 . 6 0 7. 2 81

1,1

8.333

22,4%

3.741.095

2,2

37.1 3 3

100,0%

29.348.376

1,3

SUB - TOTAL OUTROS ESTADOS TOTAL

Nº MOR TES x MORTES 1.000 VEÍCUL OS VEÍCULOS

Mer cado Segur ador Br o Mercado Segurador Braa sileir sileiro

%

Nº VÍTIMAS FFA ATAIS

Balanço Social 2 000 2000

ES OS ESTTADOS BRASILEIR BRASILEIROS

51


BALANÇO SOCIAL DO SEGMENT O / PREVIDÊNCIA COMPLEMENT AR ABER TA SEGMENTO COMPLEMENTAR ABERT

Balanço Social do Segmento

Pr evidência Complement ar Aber Pre Complementar Abertta Ano de 2000

No ano de 2000, a previdência complementar aberta no País foi operada por 75 empresas, entre seguradoras e instituições com ou sem fins lucrativos, e ao final do exercício apresentou um volume total de recursos acumulados da ordem de R$ 15,185 bilhões, para um total de 3,916 milhões de participantes. Da receita de contribuições auferidas no ano (R$ 5,381 bilhões), os planos previdenciários representaram 73,8% (receita de R$ 3,970 bilhões) e os PGBL - planos geradores de benefícios livres representaram 26,2% (R$1,411 bilhão). Da receita bruta de prêmios nada menos que R$ 3,001 bilhões foram destinados à formação de reservas para os planos previdenciários (R$ 2,619 bilhões) e PGBL (R$ 382,9 milhões). Acrescente-se a essas reservas uma remuneração complementar do excedente financeiro no valor de R$ 1,704 bilhão. No exercício, houve um retorno à sociedade no valor global de R$ R$ 2,365 bilhões, através de resgates (R$1,579 bilhão) ou benefícios pagos (R$ 786,7 milhões). Inclui-se nesse montante o pagamento de aposentadorias (R$ 536,5 milhões), pecúlios (R$ 206,5 milhões) e pensões

Balanço Social 2 000 2000

Mer cado Segur ador Br o Mercado Segurador Braa sileir sileiro

(R$ 43,7 milhões), contemplando um universo de 1.182.340 beneficiários.

53


BALANÇO SOCIAL DO SEGMENT O / PREVIDÊNCIA COMPLEMENT AR ABER TA SEGMENTO COMPLEMENTAR ABERT

ANO 2000

RIQUEZA TOTAL ACUMULADA VALOR ACUMULADO: R$ 15.185,3 M M = Milhões SEGURADORAS R$ 13.081,7 M

86,1%

3,0%

10,9%

EAPC’S COM FINS LUCRATIVOS R$ 1.648,7 M

EAPC’S SEM FINS LUCRATIVOS R$ 454,9 M

QUANTIDADE DE PARTICIPANTES: 3.916.181 SEGURADORAS 2.185.781

55,8%

Balanço Social 2 000 2000

Mer cado Segur ador Br o Mercado Segurador Braa sileir sileiro

16,1%

54

28,1%

EAPC’S COM FINS LUCRATIVOS 631.007

EAPC’S SEM FINS LUCRATIVOS 1.049.254

R$/000

VALOR ACUMULADO E QUANTIDADE DE PARTICIPANTES EAPC’S SEM FINS LUCRA TIV OS COM FINS LUCRA TIV OS LUCRATIV TIVOS LUCRATIV TIVOS

VALOR

SEGURADORAS

1

113.08 3.08 1.7 44 3.081 .74

CONSOLID ADO CONSOLIDADO

4 5 4 . 9 51

1.648.67

15 .18 5 . 3 6 6

3,00%

10,86%

86,15%

100%

1.099.393

6 31. 0 07

2 .1 8 5 . 7 81

3 . 916 .181

28,07%

16 ,11 %

55,81%

100,00%

ACUMULADO

QUANTIDADE DE PARTICIPANTES


BALANÇO SOCIAL DO SEGMENT O / PREVIDÊNCIA COMPLEMENT AR ABER TA SEGMENTO COMPLEMENTAR ABERT

ANO 2000

RECEITA BRUTA DE CONTRIBUIÇÕES SEGURADORAS R$ 4.381,1 M

COMPANHIAS

81,4%

6,7%

11,9%

EAPC’S COM FINS LUCRATIVOS R$ 640,8 M

EAPC’S SEM FINS LUCRATIVOS R$ 359,1 M

TIPO DE PLANO PREVIDENCIÁRIO PLANOS PREVIDENCIÁRIOS R$ 3.969,5 M

73,8%

26,2%

R$/000

RECEITA BRUTA DE CONTRIBUIÇÕES COMP ANHIAS COMPANHIAS

TIPO DE PLANO PREVIDENCIÁRIO

359.099

6,7%

EAPC’S COM

640.756

37,6%

SEGURADORAS

4 . 3 81 .114

81,4%

TOTAL

5.380.969

100,0%

PLANOS

PREVIDENCIÁRIOS

3.969.540

73,8%

1 . 411 . 4 2 9

26,2%

FINS LUCRATIVOS

PGBL

5.380.969

100,0%

Balanço Social 2 000 2000

EAPC’S SEM FINS LUCRATIVOS

Mer cado Segur ador Br o Mercado Segurador Braa sileir sileiro

PGBL R$ 1.411,4 M

55


BALANÇO SOCIAL DO SEGMENT O / PREVIDÊNCIA COMPLEMENT AR ABER TA SEGMENTO COMPLEMENTAR ABERT

ANO 2000

BENEFÍCIOS PAGOS E RESGATES POR COMPANHIAS E POR TIPO DE BENEFÍCIO POR TIPO DE COMPANHIA: R$ 2.365,9 M M = Milhões

SEGURADORAS R$ 1.934,6 M

81,8%

9,1%

9,1%

EAPC’S COM FINS LUCRATIVOS R$ 216,1 M

POR TIPO DE BENEFÍCIO: R$ 2.365,9 M

EAPC’S SEM FINS LUCRATIVOS R$ 215,2 M

RESGATES R$ 1.579,2 M

M = Milhões 66,7%

22,7%

8,7%

APOSENTADORIAS R$ 536,4 M

1,8%

PECÚLIOS R$ 206,6 M

R$/000

BENEFÍCIOS PAGOS E RESGATES : POR TIPO DE COMPANHIA SEM FINS TIV OS LUCRATIV TIVOS LUCRA

COM FINS TIV OS LUCRATIV TIVOS LUCRA

SEGURADORAS

CONSOLIDADO

POR TIPO DE COMPANHIA 2 1 6 . 0 6 6

215.240

1 . 9 3 4 . 611

2 . 3 6 5 . 917

9 ,1 3 %

9 ,10 %

81,77%

100% R$/000

Balanço Social 2 000 2000

Mer cado Segur ador Br o Mercado Segurador Braa sileir sileiro

PENSÕES R$ 43,7 M

56

BENEFÍCIOS PPA AGOS E RESG ATES : POR TIPO DE BENEFÍCIO RESGA PECÚLIOS

POR TIPO DE BENEFÍCIO

PENSÕES

TOTAL APOSENTADORIA BENEFÍCIOS PAGOS

RESGATES

TOTAL

206.569

4 3 . 71 2

536.445

786.726

1. 57 9 .191

2 . 3 6 5 . 917

8,73%

1,85%

22,67%

33,25%

66,75%

100%


BALANÇO SOCIAL DO SEGEMNT O / PREVIDÊNCIA COMPLEMENT AR ABER TA SEGEMNTO COMPLEMENTAR ABERT

ANO 2000

BENEFÍCIOS PAGOS E RESGATES POR COMPANHIAS E QUANTIDADE DE BENEFICIÁRIOS POR COMPANHIAS: R$ 2.365,9 M M =Milhões

SEGURADORAS R$ 1.934,6 M

81,8%

9,1%

EAPC’S COM FINS LUCRATIVOS R$ 216,1 M

9,1%

EAPC’S SEM FINS LUCRATIVOS R$ 215,2 M

QUANTIDADE DE BENEFICIÁRIOS: 1.182.340 SEGURADORAS 896.195

75,8%

8,5%

15,7%

R$/000

BENEFÍCIOS PAGOS E RESGATES EAPC’S SEM FINS LUCRA TIV OS LUCRATIV TIVOS

COM FINS TIV OS LUCRATIV TIVOS LUCRA

SEGURADORAS

CONSOLID ADO CONSOLIDADO

216 . 0 6 6

215 . 24 0

1. 9 3 4 . 611

2 . 3 6 5 . 917

9 ,1 3 %

9 ,10 %

81,77%

100%

100.499

185.646

8 9 6 .19 5

1.18 2 . 3 4 0

8,50%

15,70%

75,80%

100,00%

Balanço Social 2 000 2000

QUANTIDADE DE BENEFICIÁRIOS

POR COMPANHIA

Mer cado Segur ador Br o Mercado Segurador Braa sileir sileiro

EAPC’S SEM FINS LUCRATIVOS 100.499

EAPC’S COM FINS LUCRATIVOS 185.646

57


BALANÇO SOCIAL DO SEGMENT O / PREVIDÊNCIA COMPLEMENT AR ABER TA SEGMENTO COMPLEMENTAR ABERT

ANO 2000

COMPANHIAS SEGURADORAS BENEFÍCIOS PAGOS E RESGATES: VALOR E QUANTIDADE DE BENEFICIÁRIOS VALOR: R$ 1.934,6 M RESGATES R$ 1.348,0 M

M = Milhões

69,7%

20,7%

8,0%

APOSENTADORIAS R$ 400,0 M

1,7%

PECÚLIOS R$ 154,0 M

PENSÕES R$ 32,6 M

QUANTIDADE DE BENEFICIÁRIOS: 896.195

RESGATES 805.041

89,8%

9,0%

Balanço Social 2 000 2000

Mer cado Segur ador Br o Mercado Segurador Braa sileir sileiro

APOSENTADORIAS 80.465

58

1,2% PECÚLIOS E PENSÕES 10.689

R$/000

SEGURADORAS BENEFÍCIOS PAGOS E RESGATES TIPO DE BENEFÍCIO

PECÚLIOS

VALOR

%

QUANTIDADE DE BENEFICIÁRIOS : 896.195

154.030

7,96%

2.398

0,27%

32.594

1,68%

8.291

0,93%

APOSENTADORIAS

400.006

20,68%

80.465

8,98%

TOTAL DE BENEFÍCIOS PAGOS

586.630

30,32%

91.15 4

1 0 ,17 %

1 . 3 4 7. 9 8 1

69,68%

8 0 5 . 0 41

89,83%

1. 9 3 4 . 611

100,00%

8 9 6 .19 5

100,00%

PENSÕES

RESGATES TOTAL DE

BENEFÍCIOS + RESGATES


BALANÇO SOCIAL DO SEGMENT O / PREVIDÊNCIA COMPLEMENT AR ABER TA SEGMENTO COMPLEMENTAR ABERT

ANO 2000

EAPC’S COM FINS LUCRATIVOS BENEFÍCIOS PAGOS E RESGATES VALOR E QUANTIDADE DE BENEFICIÁRIOS VALOR: R$ 215,2 M RESGATES R$ 202,2 M

M = Milhões

94,0%

6,0%

BENEFÍCIOS PAGOS R$ 13,0 M

QUANTIDADE DE BENEFICIÁRIOS: 185.646 RESGATES 182.996

98,6%

R$/000

EAPC’S

COM FINS LUCRATIVOS

BENEFÍCIOS PPA AGOS E RESG ATES RESGA VAL OR: R$ 221 15,2 Milhões ALOR:

BENEFICIÁRIOS

PECÚLIOS

3 . 41 2

1,59%

789

0,43%

722

0,34%

407

0,22%

8.860

4,12%

1.454

0,78%

12.994

6,04%

2.650

1,43%

202.246

93,96%

182.996

98,57%

215 . 24 0

100,00%

185.646

100,00%

PENSÕES APOSENTADORIAS TOTAL DE BENEFÍCIOS PAGOS RESGATES TOTAL

DE

BENEFÍCIOS+RESGATES

Balanço Social 2 000 2000

TIPO DE BENEFÍCIOS

Mer cado Segur ador Br o Mercado Segurador Braa sileir sileiro

1,4% BENEFÍCIOS PAGOS A 2.650 BENEFICIÁRIOS

59


BALANÇO SOCIAL DO SEGMENT O / PREVIDÊNCIA COMPLEMENT AR ABER TA SEGMENTO COMPLEMENTAR ABERT

ANO 2000

EAPC’S SEM FINS LUCRATIVOS BENEFÍCIOS PAGOS E RESGATES VALOR E QUANTIDADE DE BENEFICIÁRIOS VALOR: R$ 216,1 M

APOSENTADORIAS R$ 127,7 M

M = Milhões

RESGATES R$ 29,0 M

59,0%

13,4% 22,7%

4,8%

PECÚLIOS R$ 49,1 M

PENSÕES R$ 10,4 M

QUANTIDADE DE BENEFICIÁRIOS: 100.499

PECÚLIOS 26.001

PENSÕES 13.126

25,9% 13,1% 31,2% 29,8%

RESGATES 31.381

Balanço Social 2 000 2000

Mer cado Segur ador Br o Mercado Segurador Braa sileir sileiro

APOSENTADORIAS 29.991

60

R$/Milhões

EAPC’S SEM FINS LUCRATIVOS BENEFÍCIOS PAGOS E RESGATES TIPO DE BENEFÍCIOS

VALOR

BENEFICIÁRIOS

PECÚLIOS

49.127

2 2 , 74 %

26.001

25,87%

PENSÕES

10.397

4,81%

1 3 .1 2 6

13,06%

APOSENTADORIAS

1 2 7. 57 9

59,05%

29.991

29,84%

TOTAL DE BENEFÍCIOS PAGOS

1 8 7. 1 0 3

86,59%

69.118

68,77%

28.964

1 3 , 41 %

31. 3 81

31, 2 3 %

216 . 0 6 7

100,00%

RESGATES TOTAL

DE

BENEFÍCIOS+RESGATES

100.499 100,00%


BALANÇO SOCIAL DO SEGMENT O / CAPIT ALIZA ÇÃO SEGMENTO CAPITALIZA ALIZAÇÃO

Balanço Social do Segment o Segmento

Capitalização Ano de 2000

As 23 instituições que operaram no mercado brasileiro de capitalização no ano de 2000 apresentaram, ao final do exercício, uma poupança acumulada de R$ 5,534 bilhões, como garantia a um volume total de 220,8 milhões de títulos de capitalização. Esse total era representado por 94,5 milhões de títulos de pagamento mensal (42,80% das unidades emitidas), que correspondiam a 60,85% do total da poupança acumulada (R$ 3,367 bilhões). Os títulos de pagamento único (126,3 milhões de unidades), que representaram 57,20% da quantidade de títulos emitidos, participavam com R$ 2,166 bilhões do montante da poupança acumulada (39,15% do total). A comercialização de títulos de capitalização, no ano de 2000, gerou uma receita líquida de R$ 4,391 bilhões. Desse total, 70,6% foram arrecadados na comercialização de títulos da modalidade de pagamento mensal (R$ 3,100 bilhões) e 29,4% com os títulos de pagamento único (R$ 1,290 bilhão). Da receita líquida total do ano de 2000, R$ 2,957 bilhões foram destinados ao pagamento de 164,424 milhões de títulos resgatados (R$ 2,753 bilhões) e de 122,1 mil

Balanço Social 2 000 2000

Mer cado Segur ador Br o Mercado Segurador Braa sileir sileiro

títulos sorteados (R$ 204,1 milhões).

63


BALANÇO SOCIAL DO SEGMENT O / CAPIT ALIZA ÇÃO SEGMENTO CAPITALIZA ALIZAÇÃO

ANO 2000

RECEITA LÍQUIDA COM TÍTULOS DE CAPITALIZAÇÃO RECEITA LÍQUIDA: R$ 4.391,5 M M = Milhões

PAGAMENTO MENSAL R$ 3.100,6 M

70,6%

PAGAMENTO ÚNICO R$ 1.290,9 M

29,4%

TOTAL RECEIT A LÍQUID A COM TÍTUL OS DE C APIT ALIZAÇÃO RECEITA LÍQUIDA TÍTULOS CAPIT APITALIZAÇÃO

Balanço Social 2 000 2000

Mer cado Segur ador Br o Mercado Segurador Braa sileir sileiro

TÍTUL OS TÍTULOS

64

R$/Milhões

%

PAG AMENT O MENS AL AMENTO MENSAL

3. 100,6 3.1

70,6%

PAG AMENT O ÚNICO AMENTO

1.290,9

29,4%

TOTAL

4.39 1,5 4.391

100,0%


BALANÇO SOCIAL DO SEGMENT O / CAPIT ALIZA ÇÃO SEGMENTO CAPITALIZA ALIZAÇÃO

ANO 2000

POUPANÇA ACUMULADA E QUANTIDADE DE TÍTULOS POUPANÇA ACUMULADA: R$ 5.534,6 M M = Milhões

PAGAMENTO MENSAL R$ 3.367,8 M

60,8%

PAGAMENTO ÚNICO R$ 2.166,8 M

39,2%

TÍTULOS: 220,8 Milhões PAGAMENTO ÚNICO 126,3 M PAGAMENTO MENSAL 94,5 M

57,2%

TOTAL D A POUP ANÇA AACUMULAD CUMULAD A E QU ANTID ADE DE TÍTUL OS DA POUPANÇA CUMULADA QUANTID ANTIDADE TÍTULOS TÍTUL OS TÍTULOS

TOTAL POUP ANÇA AACUMULAD CUMULAD A POUPANÇA CUMULADA

QU ANTID ADE DE TÍTUL OS QUANTID ANTIDADE TÍTULOS %

Nº / Milhões

%

O MENS AL PAGAMENT AMENTO MENSAL

3.367,8

60,85%

94,5

42,80%

O ÚNICO PAGAMENT AMENTO

2. 166,8 2.1

39, 15% 39,1

126,3

57,20%

TOTAL

5.534,6

100,0%

220,8

100,0%

Balanço Social 2 000 2000

R$/Milhões

Mer cado Segur ador Br o Mercado Segurador Braa sileir sileiro

42,8%

65


BALANÇO SOCIAL DO SEGMENT O / CAPIT ALIZA ÇÃO SEGMENTO CAPITALIZA ALIZAÇÃO

ANO 2000

VALOR DOS TÍTULOS SORTEADOS E RESGATADOS M=Milhões TÍTULOS RESGATADOS R$ 2.753,1 M

93,1%

6,9%

TÍTULOS SORTEADOS R$ 204,2 M

QUANTIDADE DE TÍTULOS SORTEADOS E RESGATADOS M=Milhões de Títulos Emitidos

TÍTULOS RESGATADOS 164,4 M

99,9%

TÍTULOS SORTEADOS 0,1 M

TÍTUL OS SOR TEADOS E RESG ATADOS TÍTULOS SORTEADOS RESGA VAL OR ALOR

Balanço Social 2 000 2000

Mer cado Segur ador Br o Mercado Segurador Braa sileir sileiro

0,1%

66

TÍTUL OS RESG ATADOS RESGA TÍTULOS TÍTUL OS SOR TEADOS TÍTULOS SORTEADOS TOTAL

QU ANTID ADE QUANTID ANTIDADE

R$/000

%

Nº / 000

%

2.753.095,0

93, 10% 93,1

164.42 4,5 4.424,5

99,93%

4. 156,0 20 204. 4.1

6,90%

122, 1 22,1

0,0 7% 0,07%

2.95 7.25 1,0 2.957 .251

100,0%

164.5 46,6 4.546,6

100,0%


AÇÃO SOCIAL DAS EMPRESAS

A Ação Social das Empresas

Além do retorno de garantia e proteção à vida, à saúde e ao patrimônio de pessoas e instituições, que decorre imediatamente da atividade de seguros, capitalização e previdência complementar aberta, as empresas do setor têm mantido com o Brasil um sério compromisso de responsabilidade social, que objetiva o bem estar e a tranqüilidade da população. E nada espelha mais objetivamente os resultados desse engajamento, que os programas de ação social mantidos pelas empresas do setor, nas áreas da educação, saúde, esporte, lazer e atividades culturais, além de doações a entidades ligadas à assistência social e à filantropia. No ano de 2000, através desses programas, 22 empresas do mercado segurador brasileiro destinaram cerca de R$ 68,6 milhões para projetos de ação social de instituições civis, ONG’s e outras entidades que visam garantir uma melhor qualidade de vida e um futuro mais digno para os cidadãos de todas as camadas da sociedade brasileira. Desse montante, R$ 51.404.657,78 em educação; R$ 11.086.065,08 em projetos culturais; R$ 4.279.923,03 em ações voltadas à saúde; R$ 1.200.664,00 nos esportes, e R$ 600.172,83 em obras sociais, conforme explicitado a seguir.

ACE SEGURADORA Através do projeto Ações de Cidadania da Empresa, iniciado em novembro de 2000, a seguradora ACE realizou doação de R$ 18.000,00 para a Vivenda da Criança, uma entidade que assiste 24 jovens, com idades entre sete e 18 anos, com escola, alimentação e atividades complementares de lazer e aprendizado. A assistência é complementada por contribuições individuais dos funcionários.

A seguradora destinou R$ 347.402,30 para o projeto “Arquitetura e Artes nas Igrejas Católicas da Cidade do Rio de Janeiro”, da Associação Cultural Arquidiocese do Rio de Janeiro; para o patrocínio de duas duplas de vôlei de praia e do Guia de Pesca Amadora–Brasil, como também para doações de bens móveis e equipamentos para o Centro Espírita Nosso Lar Casas André Luiz de Guarulhos (SP), para o Centro de Estudo Espírita Bezerra de Menezes e para a Associação de Pais e Amigos de Excepcionais

ÁUREA SEGUR OS SEGUROS A Áurea Seguros investiu R$ 12.000,00 no apoio à ONG Junior Achievement, organização que realiza programas educacionais gratuitos, visando o despertar do espírito empreendedor em jovens cursando o Ensino Médio (antigo 2o grau).

Balanço Social 2 000 2000

(APAE) de Ribeirão Pires (SP).

Mer cado Segur ador Br o Mercado Segurador Braa sileir sileiro

ALIANÇA DO BRASIL

69


AÇÃO SOCIAL DAS EMPRESAS

BRADESCO SEGUROS A Bradesco Seguros destinou um total de R$ 56.125.726,00 para projetos nas áreas de educação, cultura e esportes. O principal projeto atendido foi a Fundação Bradesco que mantém 37 escolas em 25 Estados brasileiros e no Distrito Federal, atendendo gratuitamente a mais de 100.000 alunos, com educação básica, cursos, alimentação, uniforme, material escolar e assistência médico-odontológica. É considerado o maior programa de educação mantido pela iniciativa privada na América Latina. No segmento cultural, patrocinou a “16a Bienal Internacional do Livro”, na cidade de São Paulo, a Série “Dell Arte de Concertos Internacionais” e as apresentações da Orquestra Filarmônica de Berlim, da Orquestra Sinfônica de Chicago e da Orquestra Filarmônica da Renânia, no Theatro Municipal do Rio de Janeiro, patrocinou a construção do “Anfiteatro Pôr-do-Sol”, em Porto Alegre (RS), apoiou à Exposição “Esplendores de Espanha – de El Greco a Velázquez”, no Museu de Belas Artes do Rio de Janeiro, à Exposição “Paisagem Carioca”, no Museu de Arte Moderna, no Rio de Janeiro; e a edição do livro “Aquarelas do Brasil – Século XIX”; além do patrocínio do “Natal Bradesco Seguros”, no Rio de Janeiro, com a montagem da tradicional árvore de natal na Lagoa Rodrigo de Freitas e a realização de uma série de eventos culturais durante todo o mês de dezembro. Patrocinou o Projeto BCN Esportes nas modalidades vôlei e basquete.

BR ASILPREV BRASILPREV A BrasilPrev investiu R$ 280.245,37 nos patrocínios do “Guia Adoção da Fundação Orsa” para a Fundação Orsa Criança e Vida, do projeto “Um Brinquedo pela Paz” da Associação das Escolas Part. do ABC, do Projeto Arquitetura e Arte nas Igrejas Católicas do Rio de Janeiro, do Guaratinguetá Clube/ C.S.R. Eventos e Prom. Esportivas e em doações à Fundação Orsa Criança e Vida, à Associação Santa Terezinha de recém nascidos hansenianos e à Campanha “Mac Dia Feliz” para a Associação Brasileira Assist. a Crianças Portadoras de Câncer (ABRACE).

BRASILSAÚDE Os projetos sociais da BrasilSaúde somaram R$ 68.954,07 entre o patrocínio do livro “Igrejas Católicas do Rio de Janeiro – Um Passeio Virtual”, da Associação Cultural da Arquidiocese do Rio de Janeiro, o apoio às Oficinas Profissionalizantes da Escola de Samba carioca Estação Primeira da Mangueira, que inclui a manutenção de creches e a formação profissional de jovens da comunidade do

Balanço Social 2 000 2000

Mer cado Segur ador Br o Mercado Segurador Braa sileir sileiro

morro da Mangueira, e o investimento no Projeto Formiguinha, da Fundação para a Infância e

70

Adolescência (FIA), para formação de adolescentes para o mercado de trabalho. BR ASIL VEÍCUL OS BRASIL ASILVEÍCUL VEÍCULOS A Brasilveículos investiu R$ 474.000,00 nos patrocínios do projeto “Arquitetura e Arte nas Igrejas Católicas do Rio de Janeiro, um Passeio Cultural”, na itinerância do módulo Arte Popular da Exposição Brasil +500, no apoio às Oficinas Profissionalizantes da Escola de Samba carioca Estação Primeira da Mangueira, que inclui a manutenção de creches e a formação profissional de jovens da comunidade do morro da Mangueira, no Projeto Formiguinha da Fundação para a Infância e Adolescência (FIA), para formação de menores para o mercado de trabalho, e ainda na doação de microcomputadores para a Secretaria de Segurança Pública do Estado do Rio de Janeiro.


AÇÃO SOCIAL DAS EMPRESAS

COSESP SEGUROS A Cosesp Seguros investiu R$ 622.070,10 em ações sociais, tendo como principal projeto o Programa de Capacitação Profissional do Adolescente, que tem por objetivo estimular atividades pedagógicas de aprendizado e de profissionalização, além do apoio as campanhas do Dia Mundial Contra AIDS, da vacinação contra gripe e do Dia Mundial de Combate ao Fumo, e de doações, organização de eventos e visitas dos integrantes do Grupo de Voluntários da empresa à Unidade 7 da Febem em Tatuapé.

GRUPO AGF O Grupo AGF destinou R$ 700.000,00 a um amplo projeto social através da Associação Beneficente e Assistencial dos Funcionários, que contempla: a Creche AGF Júnior, no bairro Engenheiro Goulart, região leste de São Paulo, a qual atende 200 crianças de até seis anos, em parceria com a Prefeitura de São Paulo, oferecendo atividades lúdicas e pedagógicas, alimentação e saúde; o Projeto Vida Nova, de educação complementar, esporte e arte para crianças e adolescentes, em parceria com o Governo do Estado de São Paulo, e que atende cerca de 200 crianças e adolescentes acima de sete anos, além de um Curso de Alfabetização de Adultos, destinado aos pais e moradores da região. O projeto também é responsável pelo Programa de Capacitação Profissional, para ampliar o potencial de geração de renda da comunidade, organizado em convênio com o Centro de Integração Empresa Escola (CIEE).

GR UPO FINAS A GRUPO FINASA A Finasa Seguradora e a Universal Companhia de Seguros Gerais investiram R$ 272.449,98 no desenvolvimento de projetos sociais junto à Mitra da Arquidiocese de Porto Alegre, à Fundação E.J.Zerbini/INCOR, ao Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro, à Liga das Senhoras Católicas de São Paulo e à Associação Beneficente Maria Cecília, e patrocinaram as publicações “Deus e Outros Eus” e o “Dicionário Brasileiro de Nomes de Famílias”.

HSBC SEGUR ADOR A SEGURADOR ADORA A Seguradora HSBC beneficiou 7.792 crianças, investindo R$ 1.202.657,94 nas seguintes

carentes; projetos para adolescentes com reforço escolar e capacitação profissional com ingresso no mercado de trabalho; desenvolvimento de programa para intercâmbio de informações culturais para adolescentes de escolas nacionais e estrangeiras; projetos relacionados à prática de esportes e capacitação de Monitores Ambientais e Culturais, desenvolvendo programas de pesquisas e interpretação ambiental, envolvendo empreendedores ecoturísticos. Patrocina o Coral no Palácio Avenida, na noite de Natal, com 140 crianças de orfanatos, contando com investimento de R$ 900.000,00.

soropositivo; realização de Projetos Educacionais com foco no Ensino Fundamental para crianças

Balanço Social 2 000 2000

que assiste crianças com doenças renais crônicas; construção de espaço para atendimento a crianças

Mer cado Segur ador Br o Mercado Segurador Braa sileir sileiro

áreas: aquisição de casa para atendimento às crianças na área de neuropediatria; apoio à Fundação

71


AÇÃO SOCIAL DAS EMPRESAS

LIDER ANÇA CAPIT ALIZA ÇÃO LIDERANÇA CAPITALIZA ALIZAÇÃO A Liderança Capitalização S/A apoiou, com um total de R$ 419.230,00, os seguintes projetos: Clube do Choro; Entre Duas Estações; Revista Urbs – Associação Viva o Centro; o áudio visual “O Cangaceiro”; além de doação para o espetáculo “Auto da Paixão de Cristo”, da Associação Cultural da Arquidiocese do Rio de Janeiro.

PHENIX SEGUR ADOR A SEGURADOR ADORA A Phenix Seguradora iniciou o apoio a Casa Hope ao final do ano 2000, a maior instituição de apoio à criança carente com câncer do País, quando destinou R$ 3.000,00. Sediada em São Paulo, a Casa Hope oferece infra-estrutura material e emocional para crianças carentes vítimas de câncer e para suas famílias, contando com assistência educacional, psicológica, odontológica, transporte, hospedagem e alimentação supervisionada.

POR TO SEGUR O CIA. DE SEGUR OS GER AIS PORT SEGURO SEGUROS GERAIS A Seguradora Porto Seguro destinou R$ 3.533.480,00 para projetos sociais nas áreas de saúde, educação, cultura e assistencial. Na área de saúde apoiou a CEMIAG Lar Golda Meir, centro de reabilitação para pacientes com problemas ortopédicos, reumáticos ou necessitados de fisioterapia. Na educação, através da adoção das escolas estaduais Etelvina de Goes Marcucci e Homero dos Santos Fortes em Paraisópolis para a melhoria da qualidade de ensino, e através da Associação “Crescer Sempre”, para preparação de 390 crianças, com idade de 5 e 6, no ensino fundamental. Foi uma das patrocinadoras da Mostra BRASIL + 500, tendo dado garantia das obras contra riscos de incêndio, roubo, vandalismo, etc, e apoiou a Casa da Solidariedade, para atendimento às crianças carentes do bairro dos Campos Elísios, em São Paulo.

PREVIDÊNCIA DO SUL COMP ANHIA DE SEGUR OS COMPANHIA SEGUROS A Previdência do Sul Companhia de Seguros destinou R$ 26.243,00 as obras conduzidas pelo Centro Cultural 25 de Julho, pela Associação do Dirigente Cristão de Empresas (ADCE), pela Sociedade

REAL PREVIDÊNCIA E SEGUR OS SEGUROS A Real Previdência e Seguros despendeu R$ 152.362,00, com diversas ações sociais envolvendo o Grupo de Apoio à Criança e ao Adolescente com Câncer (GRAAC), a Associação de Assistência às Crianças Defeituosas, a Creche Semente da Paz, o patrocínio da comemoração dos 109 anos Av. Paulista e do Primeiro Encontro Científico da Sociedade Beneficente São Camilo e a premiação dos melhores alunos da Fundação Armando Álvares Penteado (FAAP).

Balanço Social 2 000 2000

Mer cado Segur ador Br o Mercado Segurador Braa sileir sileiro

Humanitária Padre Cacique e pela Associação das Mulheres Negras Profissionais.

72

SABEMI SEGUR ADOR A SEGURADOR ADORA A Sabemi Seguradora apoiou entidades do Terceiro Setor, nas áreas de educação e saúde, despendendo o valor de R$ 2.661,36.


AÇÃO SOCIAL DAS EMPRESAS

SCOR REASSURANCE Os funcionários da SCOR Reassurance colaboraram com R$ 50.000,00 para o Projeto de Alfabetização e Prevenção nas Favelas de Fortaleza (CE), coordenada pela ONG “Partage”, que prevê a alfabetização e a formação profissional, como também a formação de líderes comunitários, assistência social, saúde, reforço intelectual, físico e psicológico, além de oficinas educativas e esportivas.

SUL AMÉRICA SEGUROS A Sul América Seguros destinou R$ 3.000.000,00 para a realização das seguintes ações: campanha “Por um Dia Melhor”, que arrecadou entre seus funcionários mais de 40 toneladas de alimentos, além de 40 mil itens entre roupas, brinquedos e livros. Os donativos foram encaminhados a 220 instituições de caridade em todo o Brasil. As instituições escolhidas atendem crianças, adolescentes e idosos carentes e foram selecionadas pelos próprios funcionários; Projeto Sul América de Saúde Ocular, em parceria com a ONG “Helen Keller”, juntamente com as Secretarias Municipais de Saúde, Educação e Ação Social de São Paulo, além do Instituto Benjamin Constant e do Hospital das Clínicas, para atuar na prevenção da cegueira infantil em oito comunidades do Alto da Boa Vista, no Rio de Janeiro, e Capão Redondo, em São Paulo. Ao todo, mais de 10 mil crianças estão sendo beneficiadas pelo projeto.

TOKIO MARINE BR ASIL SEGUR ADOR A BRASIL SEGURADOR ADORA A Tokio Marine Brasil Seguradora destinou R$ 61.000,00 a duas entidades: Casa Betinho, entidade filantrópica de assistência social que atende mais de 100 crianças excepcionais e/ou com deformidade física; e Casa Nosso Lar, entidade filantrópica de assistência social que abriga cerca de 80 meninas órfãs egressas da Febem SP.

UNIB ANCO SEGUR OS UNIBANCO SEGUROS A Unibanco Seguros fez uma doação de R$ 300.000,00 para o Instituto Brasileiro Contra o

Balanço Social 2 000 2000

Mer cado Segur ador Br o Mercado Segurador Braa sileir sileiro

Câncer (IBCC).

73


Balanço Social 2000