Page 1

Ano XVI - Nº

100 - Setembro / Outubro 2013

RELEMBRANDO A JMJ - 2013 Ainda continua viva na memória de todas as pessoas, a presença do Papa Francisco entre nós. A expectativa pela chegada do Santo Padre era grande e quando o Papa Francisco desembarcou no Rio de Janeiro, Deus começou a desembrulhar um grande presente preparado para o mundo: a grande Jornada Mundial da Juventude - JMJ. Queremos, neste pequeno artigo, apresentar alguns detalhes desta visita e, ao mesmo tempo, relembrar os pontos chaves da catequese do Papa Francisco.

Programação de Missas para o Dia de Finados 02 de novembro (sábado) X 07h30 - Igreja Matriz São Roque X 09h00 - Cemitério do Cambará X 09h00 - Cemitério da Paz X19h00 - Igreja Matriz São Roque

fresca, beber um cafezinho – não um copo de cachaça! – falar como a amigos de casa, ouvir o coração de cada um”. Quanto ao acolhimento, o Santo Padre dizia: “É importante saber acolher; é algo mais bonito que qualquer enfeite ou decoração. Isso é assim porque quando somos generosos acolhendo uma pessoa e partilhamos algo com ela - um pouco de comida, um lugar na nossa casa, o nosso tempo - não ficamos mais pobres, mas enriquecemos... Vocês sempre dão um jeito de compartilhar, como diz o ditado, sempre se pode ‘colocar mais água no feijão’”. Em Copacabana: “Bote Fé” - Irmanado com uma população imensa na praia de Copacabana, o Papa Francisco explica o sentido do espírito da JMJ: “Bote Fé. O que significa? Quando se prepara um bom prato e vê que falta o sal, você então ‘bota’ o sal; falta o azeite, então ‘bota’ o azeite. É assim também na nossa vida, queridos jovens. Se queremos que ela tenha realmente sentido e plenitude, como vocês mesmos desejam e merecem, digo a cada um e a cada uma de vocês: ‘bote fé’ e a vida terá um sabor novo, a vida terá uma bússola que indica a direção. ‘Bote esperança’ e todos os seus dias serão iluminados e o seu horizonte já não será escuro, mas luminoso; ‘bote amor’ e a sua existência será como uma casa construída sobre a rocha, o seu caminho será alegre, porque encontrará muitos amigos que caminham com Jovens: “Menina dos olhos” da Igreja - “Os pais costumam dizer você”. (Festa de acolhida dos jovens, em Copacabana, 25 de julho). por aqui: ‘os filhos são a menina dos nossos olhos’. Que bela expressão da sabedoria brasileira que aplica aos jovens a imagem da pupila dos olhos, janela pela qual entra a luz, regalando-nos o milagre da visão! O que vai ser de nós, se não tomarmos conta dos nossos olhos? Como haveremos de seguir em frente?” (Discurso do Papa durante a cerimônia de boas-vindas, 22 de julho, Palácio da Guanabara). Portanto, a razão de ser dos pais são os filhos. Tudo fazem por eles, pois, ser pai e ser mãe significa dedicar-se completamente aos filhos para que cresçam com saúde e graça. Assim também a Mãe-Igreja: os jovens são a “Menina dos olhos” que aponta para o futuro. O que vai ser de nós se não tomarmos conta dos nossos jovens? Como haveremos de seguir em frente? Em Aparecida: “Mostrai-nos Jesus” - A visita ao Santuário Nacional foi opção do próprio Papa Francisco. “A Igreja, quando busca Protestos em Massa: Responsabilidade social - O Santo Padre urgiu Cristo, bate sempre à casa da Mãe e pede: ‘Mostrai-nos Jesus’. É de Maria que se aprende o verdadeiro discipulado. E, por isso, a Igreja sai os jovens a enfrentar com coragem a corrupção que desfigura e adultera a em missão sempre na esteira de Maria” (Homilia do Papa durante a Política sadia entendida como serviço nobre a um povo. No seu encontro Missa na Basílica do Santuário Nacional, 24 de julho). Isto nos faz com a classe dirigente do Brasil, o Papa Francisco afirmou: “Somos lembrar a fala de Bento XVI, por ocasião da 5ª Conferência do CELAM: responsáveis pela formação de novas gerações, por ajudá-las a ser hábeis na economia e na política, e firmes nos valores éticos. O futuro exige hoje o “Permanecei na escola da Maria”. trabalho de reabilitar a política que é uma das formas mais altas da No Hospital São Francisco: “Mercadores da Morte” - Após a caridade”. (Encontro com a classe dirigente do Brasil, 27 de julho). Missa no Santuário de Aparecida, Deus levou o Papa Francisco a outro Os pontos apresentados acima são como um “índice” que resume os santuário, também muito especial, do sofrimento humano – o Hospital São Francisco. “A chaga do tráfico de drogas, que favorece a violência grandes capítulos de um livro. Memorizando cada item se compreenderá um resumo da catequese do Papa Francisco por ocasião da JMJ – Rio 2013. que semeia a dor e a morte, exige da inteira sociedade um ato de Pe. Daniel Balzan – Pároco coragem... Quero repetir a todos vocês que lutam contra a dependência química, a vocês familiares que têm uma tarefa que nem Catecismo da Igreja Católica Pág. 02 sempre é fácil. A Igreja não está longe dos esforços que vocês fazem. Os Santos Sacramentos - “Extrema Unção” Pág. 02 Avaliação Bíblica / Humor Pág. 03 Ela lhes acompanhe com carinho!” (Visita ao Hospital, 24 de julho). Agenda Paroquial Pág. 03 Comunidade de Varginha: “Colocar mais água no feijão” - O Comunidades Pág. 04 Jornada Mundial da Juventude Papa teve um encontro emocionante com a comunidade de Pág. 05 Catequese / E.C.C. / Pastoral da Acolhida Pág. 06 Varginha, em Manguinhos. Dizia o Santo Padre: “Desde o Festa do Divino 2014 Pág. 06 início, quando planejava a minha visita ao Brasil, o meu Festas de Agosto 2013 e 2014 Pág. 07 desejo era poder visitar todos os bairros deste país. Queria Álbum dos Ex-Festeiros (58) Pág. 08 Expediente Pág. 08 bater em cada porta, dizer ‘bom dia’, pedir um copo de água


set / out

Plantão Informativo Caro paroquiano, É com grande alegria que, neste bimestre, estamos veiculando a 100ª edição do nosso querido Boletim Informativo Paroquial “Igreja Viva e Peregrina”. Agradecemos muito a todos os paroquianos que colaboram com este Informativo, de modo especial, ao nosso Pároco Pe. Daniel que constantemente nos orienta, anima e apoia! Sabemos que é o Espírito Santo de Deus que nos conduz! Assim, desejamos que este Boletim permaneça sempre fiel ao objetivo que fora lançado: ser instrumento de evangelização e integração das Comunidades na nossa Paróquia!!! “Ide por todo o mundo e anunciai o Evangelho” (Mc 16,15)

“Com Maria e São Roque, professamos a nossa fé!” Nos dias 15 e 16 de agosto, solenemente celebramos os nossos queridos Padroeiros Nossa Senhora da Assunção e São Roque, e também o aniversário da nossa cidade. Como disse o Pe. Daniel: “São Roque era um jovem que peregrinava seguindo os passos de Jesus. Maria, uma simples mulher, também jovem que, mesmo com tantas incertezas e dúvidas, louvava as maravilhas de Deus.”. Mais um ano, com as bênçãos de Deus, a nossa Festa Maior transcorreu em um clima de muita fé e religiosidade!!! Destacamos a presença marcante dos nossos paroquianos e um incalculável número de peregrinos e devotos que vieram saudar o Santo Peregrino do Amor. A Paróquia São Roque agradece muito aos Festeiros 2013, Pedro Rangel Frota Fonseca e Janice Bataglia Frota Fonseca, Wilton Salgado Nunes e Tereza Augusta Nunes, pela disponibilidade e serviço voluntário em favor da evangelização durante este ano! Parabéns pela maravilhosa Festa que realizaram!!! Que Maria e São Roque intercedam sempre por vocês e seus familiares! Agradece também a todas as pessoas que colocaram os seus dons a serviço da nossa Igreja, empenhando-se para que esta Festa fosse coroada com grande êxito.

CATECISMO DA IGREJA CATÓLICA História - O Catecismo da Igreja Católica (CIC) surgiu após a Assembleia Extraordinária do Sínodo dos Bispos em comemoração do 20º ano de encerramento do Concílio Vaticano II, em 25 de janeiro de 1985. Na ocasião, os Padres sinodais manifestaram o desejo de um Catecismo que abordasse a doutrina católica de forma geral, servindo de referência para os catecismos a serem preparados em diversos lugares do mundo. Terminado o Sínodo, o Papa João Paulo II assumiu para si este desejo e deu início ao trabalho de formulação do CIC. O CIC foi entregue aos católicos do mundo inteiro no dia 11 de outubro de 1992. Seis anos de intenso trabalho foram necessários para a elaboração deste Catecismo. Foi confiada ao Cardeal Joseph Ratzinger, em 1986, a responsabilidade de presidir uma Comissão composta por doze cardeais e bispos para preparar um projeto para o Catecismo. Esta equipe contou com o apoio de uma Comissão de redação, formada por sete bispos diocesanos e peritos em teologia e catequese. A Comissão deu diretrizes ao desenvolvimento do trabalho, cuja redação sucedeu nove composições. Por outro lado, a Comissão de redação escreveu o texto e inseriu nele as modificações pedidas pela Comissão. Examinou também as observações de numerosos teólogos, exegetas, catequistas e bispos do mundo inteiro, a fim de melhorar o texto. O que é? O Catecismo da Igreja Católica é uma exposição fiel e segura da fé e da doutrina da Igreja, iluminada pela Sagrada Escritura, pela Tradição apostólica e pelo Magistério da Igreja. Visa, portanto, formar e direcionar o povo de Deus, explicando a doutrina da mesma Igreja. Para quê? O CIC foi concebido para ser um texto de referência para a elaboração de outros catecismos a serem preparados em diversos lugares do mundo. Foi organizado de maneira a expor os elementos fundamentais e essenciais da fé cristã. Neste livro, o católico comprometido com sua fé encontra orientações seguras para a vivência da fé e também conhecimento quanto àquilo que a Igreja crê. Exposição Orgânica - O CIC foi pensado como uma exposição orgânica de toda a fé católica. Por isso, é preciso lê-lo como uma unidade. São muitas as citações bíblicas, como também as referências patrísticas, litúrgicas e magisteriais. No final de cada unidade temática, aparece um “resumindo” que visa recordar em fórmulas condensadas o essencial do ensinamento. Compêndio - Foi publicado, em 2005, o Compêndio do Catecismo da Igreja Católica. Este Compêndio é uma a versão concisa, em forma de perguntas e respostas, do mesmo Catecismo. O texto está disponível em várias línguas no website do Vaticano, o qual também possui o texto do Catecismo em diversos idiomas. Estrutura: Quatro Pilares - O projeto deste Catecismo se inspira na grande tradição dos catecismos que articulam a catequese em torno de quatro “pilares”: 1.) A profissão da Fé: o Credo 2.) Os Sacramentos da Fé: a Liturgia 3.) A vida da Fé: os Mandamentos 4.) A Oração na Vida da Fé: o Pai-Nosso São como a estrutura de uma obra de construção civil: brocas, sapatas, colunas e vigas. Portanto: Credo, Sacramentos, Mandamentos e Oração são o alicerce da vida do discípulo. “Quem escuta e vive a minha palavra é como alguém que constrói sobre a rocha”. A rocha é Jesus. Quem constrói a vida sobre esta rocha não desmoronará diante do mal. Quando professamos a nossa fé, começamos dizendo: “Eu creio”, ou “Nós cremos”. A fé é confessada no Credo, celebrada na Liturgia, vivida na prática dos Mandamentos e na Oração. A fé é a resposta do homem a Deus que se revela e a ele se doa, trazendo ao mesmo tempo uma luz superabundante ao homem em busca do sentido último da sua vida. Pe. Daniel Balzan - Pároco

OS SANTOS SACRAMENTOS - “Extrema Unção”

Como é costume em nossa Paróquia, por ocasião desta festividade, o nosso Pároco Pe. Daniel Balzan anunciou o nome dos casais festeiros para as Festas de Agosto 2014, são eles: Alexandre Marques Silveira e Fernanda Penteado Rulli Silveira / Ézio Donizette Marchi e Helena Maria Leite Marchi. A Paróquia São Roque agradece o “sim” que estes casais deram a Deus e a nossa Igreja, desejando-lhes muita fé e luz para conduzirem esta nobre missão! Viva Nossa Senhora da Assunção! Viva São Roque! Thaíza Thiemi Kono - Setor 05 - Comunicação

Assim se refere São Tiago, com respeito à Extrema Unção (Tg 5,14-15): “Há algum enfermo entre vós? Chame os Presbíteros da Igreja, e estes façam oração sobre ele, ungindo-o com óleo em nome do Senhor. E a oração da fé salvará o enfermo e o Senhor o aliviará, e se estiver em pecados, ser-lhe-ão perdoados”. Nesta passagem, São Tiago fala claramente do Sacramento da Extrema Unção dizendo: rezem sobre ele (o enfermo), referindo-se ao fato de os Presbíteros estenderem as mãos sobre os enfermos quando rezavam sobre eles, e porque os ungiam, enquanto rezavam. Todo este texto contido na Epístola de São Tiago, segundo o Concílio Tridentino, refere-se à Extrema Unção. Indica a matéria do Sacramento (Unção), a forma (oração da fé, unida à unção), o ministro (presbítero) e o sujeito (enfermo), bem como os efeitos do Sacramento (Alívio e remissão dos pecados). São Tiago ainda nos fala (Tg 5,16): “Confessai pois os vossos pecados uns aos outros e orai uns pelos outros, para serdes salvos, porque a oração do justo, sendo fervorosa, pode muito”. Nós entendemos que este versículo refere-se à confissão auricular, feita pelo pecador ao sacerdote. Dizendo estas palavras, justamente depois de ter falado da remissão dos pecados operada pela Extrema Unção, o Apóstolo parece ensinar aos pecadores de não esperar somente a remissão dos pecados pela Extrema Unção, que aliás não os dispensa, nem antes, nem depois, do recurso à confissão. “Ano da Fé” - “Eu creio, nós cremos” Colaboração: José F. Silva Jr. (Zezito)


set / out

AVALIAÇÃO BÍBLICA - “O EVANGELHO DE LUCAS” O mês de setembro é dedicado à Bíblia e durante este ano a Igreja propõe a reflexão sobre o Evangelho de Lucas. Teste seu conhecimento bíblico! 1. Qual o nome do anjo que visitou Zacarias, pai de João Batista, no Templo? (Rafael, Gabriel, Miguel) - Lc 1,18-19 2. A quem o Espírito Santo revelou que não conheceria a morte antes de conhecer o Messias do Senhor? (Velho Simeão, Apóstolo Pedro, João Batista) - Lc 2,25-26 3. A quem Jesus ressuscitou na cidade de Naim? (a sogra de Pedro, o amigo Lázaro, o filho de uma viúva) - Lc 7,11 4. Com que parábola Jesus respondeu ao mestre da lei quando lhe fez esta pergunta: “E quem é meu próximo”? (Bom Samaritano, Dez Jovens esperando o noivo, o Semeador que lançava sementes) - Lc 10,29-37 5. Em qual parábola encontra-se a frase: “Descanse, coma e beba, alegre-se!”? (Pai Misericordioso, Festa de Casamento, Rico insensato) - Lc 12,13-21 6. A quem Jesus estava se referindo quando disse: “Vão e digam àquela raposa: eu expulso demônios”? (Erodes, Pilatos, Anás) - Lc 13,31-32 7. Conforme a parábola da “ovelha perdida”, como o pastor a trouxe de volta? (nos ombros, na charrete, amarrada) - Lc 15,5 8. Conforme a parábola do “Pai Misericordioso”, o que o filho mais novo pediu a seu pai antecipadamente? (seu salário, sua parte em herança, um mês de férias) - Lc 15, 11-13

J

J

Serviço Militar Vindos da roça, dois primos se apresentam ao Serviço Militar. O sargento questiona um deles: - Qual o seu nome, meu jovem? - É Tonho, sinhô. - Negativo. Agora você é o soldado Antônio. Sabe o que você veio fazer aqui? - Sei não... Ceis chamaram, eu vim. - Você veio servir à Pátria. Não se esqueça! O Sargento aponta para a bandeira e indaga o que é: - Uai... não é a bandeira? - Negativo. A partir de agora aquela é sua Mãe!

9. Conforme a parábola do “Administrador Infiel”, por qual motivo ele foi dispensado? (abandono do serviço, esbanjamento dos bens do patrão, maus tratos aos servos) - Lc 16,1 10.Conforme a parábola do “Rico e o Pobre”, Lázaro foi levado para junto de quem na sua morte? (Isaaque, Abraão, Davi) - Lc 16,19-22 11. O que Jesus pediu aos dez leprosos por ocasião de sua cura? (apresentar-se ao sacerdote, dirigir-se diretamente para casa, conversar com o mestre da lei) - Lc, 17,11-14 12.Quantas vezes por semana jejuava o fariseu conforme a parábola do “Fariseu e o Cobrador de impostos”? (2 vezes por semana, 1 vez por semana, todos os dias) - Lc 18,9-14 13. A quem disse Jesus: “Eu lhe garanto: hoje você estará comigo no paraíso” (Lázaro, ladrão na cruz, Maria Madalena) - Lc 23,39-43 14. Quantos discípulos acompanhavam Jesus ressuscitado a caminho de Emaús? (dois, três, onze) - Lc 24, 13-35 15. O que os discípulos ofereceram a Jesus ressuscitado por ocasião de sua aparição? (pão àzimo, peixe grelhado, carne) - Lc 24,36-43

HUMOR

Pe. Daniel Balzan - Pároco

J

O Sargento volta-se para o outro rapaz: - Qual o seu nome? - É Soldado Pedro. Eu vim servir à Pátria! - Isso mesmo, soldado. Muito bem! E o que é para você aquela bandeira? - É minha tia, mãe do Tonho!!! Matemática Alfredinho sempre tirava notas baixas em Matemática. Muito descontente, a mãe resolve colocá-lo para estudar em um Seminário. Ao final do primeiro bimestre, Alfredinho entregou o boletim à

J

Colaboração: L.O.K.

sua mãe. Encantada, ela observa a nota dez em Matemática. Sem se conter, ela pergunta: - Filho, me diga o que fez você mudar deste jeito. Foram os padres? Alfredinho balança a cabeça negativamente. - O que foi, então? - insiste a mãe - Foram os livros, a disciplina, a estrutura de ensino, o uniforme, os colegas? Diz para mim, o que foi? Ele olha para a mãe e diz: - Foi o medo, mãe. No primeiro dia, quando eu vi aquele cara, lá em cima, pregado no sinal de mais, percebi que eles não estavam de brincadeira!

AGENDA PAROQUIAL Setembro 08 set 08 set 09 set 10 set 11 set 11 set 13 set 13 set 13 set 14 set 15 set 15 set 15 set 17 set 18 set 18 set 19 set 19 set 20 set 21 set 21 set 22 set 22 set 22 set 23 set 24 set 24 set 25 set 25 set 27 set 28 set 28 set 28 set 28 set

Vila Nova São Roque Vila Mike - Procissão Santa Casa Santo Antônio São Benedito Matriz - Missa das Bênçãos São Pedro Cambará Guaçú I Santa Quitéria Guaçú I Guaçú II Matriz - Novena do Divino Vila Aguiar São Benedito - Mãe Peregrina Goainã Junqueira Capela do Colégio São José Matriz - Cel. Penitencial - RICA Restinga Verde Vila Nova São Roque Vila Nova São Roque Taboão - 1ª Eucaristia Nossa Senhora das Graças Santa Quitéria Vila Mike Taboão São Benedito Saboó Vila Nova São Roque Cambará Matriz - Santa Teresinha Junqueira Vila Nova São Roque

07h30 16h00 18h00 19h30 18h00 19h30 19h30 19h30 19h30 19h00 09h00 10h30 19h00 19h30 19h00 19h30 19h30 19h30 19h30 16h00 19h30 07h30 09h00 17h00 19h00 19h30 19h30 18h00 19h30 19h30 18h00 19h00 19h30 19h30

29 set Matriz - Cel. Entrega - RICA 29 set Matriz - Santa Teresinha e Indulgências Ano da Fé 29 set Vila Nova São Roque 30 set Matriz - Santa Teresinha 30 set Vila Nova São Roque

01 out 01 out 02 out 02 out 03 out 04 out 04 out 05 out 06 out 06 out 08 out 08 out 09 out 09 out 09 out 10 out 11 out 11 out 12 out 12 out 12 out 12 out

07h30 12 out 19h00 13 out 13 out 19h30 13 out 19h00 13 out 19h30 13 out 14 out 15 out 16 out 16 out Outubro 18 out 18 out Matriz - Santa Teresinha 19h00 19 out Vila Nova São Roque 19h30 19 out 19h00 19 out São Benedito 19h30 20 out Vila Nova São Roque 19h30 20 out Vila Nova São Roque Matriz - Sagr. Coração de Jesus 19h00 20 out 19h30 21 out Vila Nova São Roque 19h30 22 out Vila Nova São Roque 10h30 22 out Guaçú II Vila Nova São Roque - Procissão 17h00 23 out 19h00 23 out Guaçú II 19h30 23 out Santo Antônio 18h00 24 out São Benedito 19h00 26 out Guaçú II 19h30 26 out Matriz - Missa das Bênçãos 19h00 26 out Guaçú II 19h00 27 out Guaçú II 19h30 27 out São Pedro Matriz - Nossa Sra. Aparecida 07h30 27 out Matriz - Nossa Sra. Aparecida 09h00 27 out 16h00 28 out Guaçú II - Procissão Matriz - Nossa Sra. Aparecida 19h00 30 out

Santa Quitéria Matriz - 1ª Eucaristia - RICA Vila Nova São Roque Nossa Senhora das Graças Cambará Guaçú I Santa Casa Vila Aguiar São Benedito Goianã Matriz - Mãe Peregrina Junqueira Restinga Verde Matriz - São José Vila Nova São Roque Guaçú I Guaçú II Matriz - Novena do Divino Junqueira Santa Quitéria Vila Mike São Benedito Junqueira Saboó Taboão V.N.S.R. - Crisma - RICA Cambará Junqueira Vila Nova São Roque Nossa Senhora das Graças Matriz - Indulgências Ano da Fé Junqueira Junqueira - Procissão Matriz - Santa Teresinha

19h00 07h30 07h30 17h00 19h30 19h30 18h00 19h30 18h00 19h30 19h00 19h30 16h00 19h00 19h30 09h00 10h30 19h00 19h30 19h00 19h30 18h00 19h30 19h30 19h30 16h00 18h00 19h30 07h30 17h00 19h00 19h30 18h30 19h00


set / out

Atividades Permanentes F Funcionamento da Igreja * 2ª, 3ª, 5ª e 6ª feira: 06h30 às 18h30 * 4ª feira: 06h30 às 17h30 * Sábado e Domingo: 06h30 às 20h30 F Secretaria Paroquial 2ª, 3ª, 4ª, 5ª e 6ª feira: 09h00 às 12h00 14h00 às 17h00 Sábado: 09h00 às 12h00 Telefone: 4712-2377 F Missas Semanais 3ª, 5ª e 6ª feira: 18h00 Sábado:19h00 Domingo: 07h30, 09h00 e 19h00 F Missas Mensais Sagr. Coração de Jesus: 1ª sexta-feira, às 19h00 Past. da Juventude: 1º Domingo, às 19h00 E.C.C.: 2º Domingo, às 19h00 Enfermos: 2ª segunda-feira, às 18h00 (Santa Casa) Mãe Peregrina: Dia 18, às 19h00 Indulgências: 4º Domingo, às 19h00 Santa Teresinha: Dia 30, às 19h00

COMUNIDADES São Francisco de Assis (V.N.S.R.) Festividade na Comunidade São Francisco de Assis Novena Diária: de 27 de setembro a 05 de outubro, sempre às 19h30 Data 27.09 28.09 29.09 30.10 01.10 02.10 03.10 04.10 05.10

Dia 6ª feira Sábado Domingo 2ª feira 3ª feira 4ª feira 5ª feira 6ª feira Sábado

Tema “Onde houver trevas que eu leve a Luz” “Onde houver ódio que eu leve Amor” “Sim estou apaixonado pela pobreza” “Meu Deus é meu tudo” “É morrendo que se vive para vida eterna” “Um único pai é o Pai que esta no céu” “Somos todos irmãos” “A única razão de tristeza é o pecado” “Altíssimo, onipotente e bom Senhor, teus são o louvor, a glória, a honra e toda bênção”

Bênção Água Objetos de devoção Chaves Carteira de trabalho Casais Crianças Fotografias Enfermos Idosos

No dia 06 de outubro, domingo, às 11h00, haverá a bênção dos animais. Às 17h00, será realizada a Solene Procissão e, logo após, Santa Missa. Que o admirável São Francisco de Assis interceda por nós e por todas as Comunidades desta Paróquia, pelo nosso Pároco Pe. Daniel e nosso Vigário Pe. Márcio. Que São Francisco nos ajude a viver na paz, no amor e na união! Que, a seu exemplo, sejamos instrumentos da paz levando a Boa-Nova a todos! A Comunidade

Nossa Senhora Aparecida (Guaçú II)

São Judas Tadeu (Junqueira)

Homenagem à Ministra Fernanda Parabenizamos a nossa querida Ministra, sra. Fernanda, pela passagem do seu 74º aniversário, no dia 12 de agosto. Os nossos agradecimentos pela sua dedicação à Comunidade Nossa Senhora Aparecida. A senhora, com muita fé e humildade, é um exemplo de vida cristã! Desejamos muita saúde e bênçãos!!! Parabéns!

Festa em louvor a São Judas Tadeu: De 18 a 28 de outubro de 2013 Com muita fé, a Comunidade São Judas Tadeu, do bairro Junqueira, reunir-se-á para celebrar seu Padroeiro entre os dias 18 e 28 de outubro. O tema da Novena Diária será: “Com São Judas, professemos a nossa fé”. O tema proposto é alusivo ao Creio, símbolo da nossa

Festividade na Comunidade No dia 06 de outubro, domingo, será F Reuniões realizada a 4ª Caminhada à Capela Nossa * Ministros: Senhora Aparecida, no bairro Guaçú II, com 1ª terça-feira, às 19h30 saída da Avenida Bandeirantes, às 08h00, e acesso pelo Ski. Chegando na Capela, haverá a * Pastoral da Acolhida: 1ª quinta-feira, às 19h00 (Centro Catequético) celebração da Santa Missa às 10h30. O Tríduo Preparatório será realizado nos * Conselho de Pastoral: dias 08, 09 e 10, com Missas às 19h00. No dia 1ª quinta-feira, às 19h30 11, sexta-feira, às 19h00, haverá o Casamento * Conselho de Assuntos Econômicos: Comunitário. No dia 12, dia dedicado à Nossa 2ª quinta-feira, às 20h00 Senhora Aparecida, Padroeira da Comunidade, * Pastoral da Saúde: às 16h00, terá início a tradicional Procissão e, 3ª terça-feira, às 15h00 em seguida, celebração da Santa Missa. Durante toda festa, haverá barracas de F Legião de Maria comes e bebes e muita diversão!!! Todos estão 5ª e 6ª feira: 15h00 convidados para os solenes festejos! F Renovação Carismática Católica A Comissão de Festas 3ª feira: 19h30 Santo Antônio (Santo Antônio) F Hora Santa Com muita alegria, comunicamos que no 1ª sexta-feira: 15h00 dia 10 de setembro, 2ª terça-feira do mês, às F Novena Perpétuo Socorro 19h30, terá início a Novena Mensal em honra a Santo Antônio. Participem! 4ª feira: 15h00

fé; em cada noite, será refletido um aspecto da Oração do Creio. A Novena Diária será celebrada de 18 a 26 de outubro, às 19h30, com participação de diversas Comunidades de nossa Paróquia. No dia 27 de outubro, haverá Missa festiva às 19h30. Já no dia 28 de outubro, dia de nosso Padroeiro, a Capela ficará aberta a partir do meio dia; às 18h30, haverá Solene Procissão percorrendo as ruas do bairro e, em seguida, Missa de encerramento da festividade. Durante todas as noites, após a Novena, estará acontecendo no pátio da Capela uma animada quermesse.A Comunidade convida a todos para se unirem a ela nesta jornada de fé!

F Novenas Mensais São Benedito: 1ª quarta-feira, às 19h00 Divino Espírito Santo: 3º Domingo, às 19h00 F Culto da Palavra 2ª a 6ª feira: 07h00 F Confissões e Aconselhamento 3ª e 5ª feira: 09h00 às 11h00 e 14h00 às 16h30 F Casamentos Sábado: 11h00, 14h00, 15h00, 16h00 e 17h00 F Batizados 1º Domingo: Junqueira, às 10h00 2º Domingo: São Benedito, às 10h00 3º Domingo: Guaçú I, às 10h00 4º Domingo: Cambará, às 10h00 5º Domingo: Vila Nova São Roque, às 10h00

A Comunidade

Viva São Judas Tadeu!!! A Comunidade

MOSTEIRO CRISTO REI Horário de Missas: Endereço: Segunda a Sábado - 07h00 Rua Walter de Felippo, Domingo - 08h30 nº 57 - Cambará

Comece bem o seu dia! Participe da Missa!


set / out

JORNADA MUNDIAL DA JUVENTUDE - RIO DE JANEIRO 2013 Depoimento de um jovem voluntário

Depoimento de um jovem peregrino

Eu poderia falar horas sobre a profundidade de tudo que senti durante a JMJ. Fui com os dois pés atrás e reencontrei-me comigo mesmo: como homem, como cristão, como ser humano, como católico, como gente. Mais uma vez, a Igreja deu-me a mim mesmo, como já fizera inúmeras outras vezes e finalmente conseguiu fazer de novo. Eu, honestamente, subestimava que ela ainda fosse capaz depois de tantos anos de estudo e contato com o conhecimento acadêmico. A possibilidade de voluntariar-me e contribuir com a realização de um evento de tão grandes proporções, em que a graça de Deus tomou a praia de Copacabana para transformar aquelas vidas, fez de mim um cristão com mais sede do Espírito e mais firme em sua fé.

Minha Vivência na JMJ - Acho difícil descrever em palavras as emoções que vivi no último mês. Devo confessar que, quando resolvi fazer parte do grupo “Peregrinos do Redentor”, não fazia ideia da grandiosidade da Jornada Mundial da Juventude! Se eu soubesse, com certeza teria trabalhado com muito mais afinco para arrecadar os fundos necessários (mesmo assim, trabalhamos com bastante diligência e conseguimos o dinheiro, razão pela qual sou muito grato aos meus companheiros e àqueles que nos ajudaram). Quando chegamos ao Rio de Janeiro, um dia antes do início oficial da Jornada, tivemos uma pequena amostra do que enfrentaríamos: uma fila de algumas horas. A exemplo do peregrino São Roque, nós também teríamos nossas pedras no caminho, mas um prêmio muito maior ao final dele. À tarde, levamos um susto ao ver o Lago da Carioca, no centro do Rio, cheio das figuras mais diversas. Freis, freiras, europeus, asiáticos, africanos e latinos desfilavam pelas ruas da cidade, já transformada pela alegria que transbordava nos sorrisos que passavam em nossa frente. Todos estavam animados, pois o Papa iria passar pelo centro da cidade em carro aberto. Tivemos que separar nosso grupo em diversas acomodações dentro de uma Paróquia chamada Piedade. Alguns de nós ficaram em casas de família, outros em colégios, uns distantes e outros próximos do local onde recebíamos, todos, o café da manhã, motivo de piadas e brincadeiras entre nós sobre quem tinha tido mais sorte ou mais azar ao ganhar seu alojamento. No dia seguinte, 23 de julho, fomos obrigados a pegar outra fila de algumas horas na estação do metrô (aparentemente, a prefeitura do Rio também não fazia ideia da grandiosidade do evento). De certa forma, uma quantidade de católicos tão grande e de tantos lugares diferentes confinada em um espaço tão pequeno fez dessa fila uma experiência marcante para todos nós. Aos gritos de “essa é a juventude do Papa” e diversos cantos, o tempo passou bem mais depressa do que esperávamos. À noite, a Missa de Abertura lotou Copacabana pela primeira vez; milhões de fiéis compareceram e nós estávamos entre eles. O metrô e os ônibus não conseguiram comportar a multidão e houve certa desordem para escoar a todos. Voltamos animados pela quantidade de Agora, passado pouco mais de um mês que pessoas que havia na praia. Dia 24, fomos ao Rio Centro, ver as diversas exposições de artigos o Santo Padre retornou à sua cátedra, em Roma, religiosos que lá havia. Foi um passeio muito agradável. é para mim como se ele ainda estivesse aqui, convidando-nos para o Caminho de Cristo e fortalecendo-nos com seus ensinamentos e com seu exemplo de amor. Fica da Jornada do Rio toda a amizade construída com pessoas das mais diferentes nações, fica o acolhimento profundo e verdadeiro de toda a extensão do catolicismo, fica o calor inebriante do Paráclito e o acalanto generoso da Virgem. Serei eternamente grato ao Senhor por terme chamado a vivenciar tão penetrante e singular experiência e a todo o apoio que recebi do Padre Daniel para que eu atendesse a esse No quarto dia de nossa estadia, fomos participar da acolhida ao Papa, dessa vez a prefeitura e a chamado. “Fala, Senhor, que teu servo escuta! organização estavam preparadas para o contingente e tivemos uma experiência quase mágica: Eis que venho fazer com prazer a vossa vontade!”. conhecemos pessoas dos mais diversos lugares com as quais conversamos, tiramos fotos, e trocamos lembranças (cambiar, como dizíamos em espanhol). A fila para entrar na estação de metrô serpenteava entre os quarteirões (apesar de grande, estava extremamente bem organizada); cantando e tocando tamborim, pandeiro e meia-lua, nos divertimos imensamente. Era visível que, em lugar de estarem desgostosos com o tamanho da fila, todos se sentiam felizes e orgulhosos com a quantidade de pessoas que conseguimos reunir e se esforçavam para mostrar essa felicidade aos habitantes da cidade. No dia seguinte, vimos a exposição “A Herança do Sagrado”, que reunia diversas obras de arte do Vaticano. Depois fomos para a Via Sacra em Copacabana onde tivemos outra noite mágica (ou milagrosa, como creio ser mais apropriado descrever), conhecemos mais pessoas e pudemos novamente sentir a alegria do dia anterior. No último dia, entramos em nossa última fila, para pegar nosso alimento, que carregamos até Copacabana, onde haveria a Vigília. No caminho, passamos pelo Aterro do Flamengo, onde vi a Sinto-me em missão! Intento conduzir paisagem mais bela que jamais poderia imaginar: a Baía de Guanabara de um lado, o Pão de meus dias para que mais jovens possam sentir- Açúcar de outro e o Cristo Redentor sobre nós formaram em minha mente uma imagem se tocados pela presença real e tangível daquele inesquecível. A bela música de Tom Jobim veio à minha memória imediatamente: “Cristo Redentor, braços abertos sobre a Guanabara...”. que nos libertou. E anseio a Jornada em Cracóvia, onde, outra Dormimos sobre o famoso calçadão de Copacabana e acordamos já com saudades do Rio, pois vez, poderei celebrar com jovens do mundo sabíamos que este seria o último dia. O Papa Francisco rezou uma Missa belíssima, onde pudemos todo a alegria da fé! entender que a verdadeira Jornada começava naquele dia: a Jornada pelo mundo como discípulos Serginho Henrique de Cristo. Voluntário Nacional da JMJ Rio 2013

Tiago Oliveira de Lucia - Membro do grupo “Peregrinos do Redentor”


jul / ago

CATEQUESE

FESTAS DO DIVINO 2014

O Catequista ouve o Chamado de Deus.

Agradecimento

Todo Catequista é chamado a ser profeta! A Bíblia nos mostra que o profeta é aquele que mantém viva a consciência de um povo, anunciando a Palavra de Deus e denunciando as injustiças que contrariam a plano de Deus. No primeiro Livro de Samuel (3,1-10), encontramos a nossa Vocação Profética. Samuel era um jovem adolescente que ouviu o chamado de Deus; ele, com muita alegria, apresentou-se dizendo: “Fala, Senhor, que o teu servo escuta!”. Samuel não conhecia o Senhor, mas, depois de ouvir o Seu chamado, colocou-se a Sua disposição, para conhecê-lo e fazer Sua Vontade. Deus chama cada um de nós pelo nome para exercer uma função

Com nossos corações repletos de alegria, agradecemos a participação dos exfesteiros na condução do andor do Divino Espírito Santo na procissão de Nossa Senhora da Assunção, no dia 15 de agosto. Esta procissão demonstra na prática a união de nossa Igreja, com a participação de todas as Comunidades de nossa Paróquia e Paróquias vizinhas, irmanadas e seguindo os ensinamentos cristãos. Sentimo-nos muito honrados em fazer parte desta grande família, iluminada pelo Espírito Santo que age sobre todos nós para, concretamente, vivermos os mandamentos de Deus. Graças ao Espírito Santo, somos capazes de praticar o amor ao próximo. Que o Divino Espírito Santo derrame sobre todos nós seus infinitos dons. “Só o Espírito Santo pode suscitar a diversidade, a pluralidade, a multiplicidade e, ao mesmo tempo, realizar a unidade.” (Papa Francisco - Pentecostes 2013)

dentro de Seu projeto. É preciso estar atentos para distinguir a voz de Deus sem confundi-la, para crescer na fé evangelizando com coragem em nome de Jesus. Quanto a nós, Catequistas, sejamos para todos os fiéis e nossos catequizandos um modelo na palavra, na conduta, no amor, na fé e na pureza (1 Tm 4,12), conscientes de que conhecer a Jesus é o melhor presente que qualquer pessoa pode receber; encontrá-lo e fazê-lo conhecido com palavras e atos é nossa maior alegria! Maria Morales da Rosa - Setor 02 - Catequese

ENCONTRO DE CASAIS COM CRISTO Agenda para o Bimestre Setembro / Outubro 08.09: Missa do E.C.C., Matriz (19h00) 19.09: 4ª Missa da Novena Mensal em honra a S. José , Capela S. José (19h30) 28 e 29.09: 2º Encontrão do “E.C.C.”, Seminário do Ibaté (08h00) Fichas de inscrição na Secretaria da Igreja Matriz 07.10: Terço das Famílias, Capela São José (19h30) 13.10: Missa do E.C.C., Matriz (19h00) 19.10: 5ª Missa da Novena Mensal em honra a São José, Matriz (19h00)

Jesus, Maria e José, nossa família Vossa é!

Convite - Novena Mensal

Convidamos a todos para se unirem a nós na 1ª e 2ª Missa da Novena Mensal em louvor ao Divino Espírito Santo, na Igreja Matriz São Roque, às 19h00, nos dias: Dia 15 de setembro - Comunidades convidadas: Nossa Senhora de Fátima (Cambará), Santo Antônio (Santo Antônio) e Santa Rita de Cássia (Vila Aguiar) Dia 20 de outubro - Comunidades convidadas: Santa Quitéria (Santa Quitéria), São Benedito (Centro) e São Pedro (Santa Cruz) Contamos com a participação de toda Comunidade cristã, enchendo PASTORAL DA ACOLHIDA de alegria as Celebrações da Novena Mensal. Mudança de Coordenação VIVA O DIVINO ESPÍRITO SANTO!!! Após esse um ano e quatro meses de atividades José Luís Bonini Franchin e Amanda de Lucca Bonini Franchin desenvolvidas em nossa Paróquia como coordenadora desta Festeiros do Divino 2014 Pastoral, é chegado o momento de mudanças, de novas ideias serem colocadas em prática. Por isso que, a partir de Respostas da Avaliação Bíblica: agosto de 2013, assumiram a coordenação deste serviço aos irmãos e à 1. Gabriel 6. Erodes 11. Apresentar-se ao sacerdote Igreja: Kátia Luiza de Lima Calfat e Antônio José Ribeiro. 7. Nos ombros 12. 2 vezes por semana 2. Velho Simeão Agradeço a todos aqueles que nos ajudaram, incentivaram e 3. O filho de uma viúva 8. Sua parte em herança 13. Ladrão na cruz elogiaram. Meu agradecimento especial aos acolhedores, sem vocês 4. O Bom Samaritano 9. Esbanjamento dos bens 14. Dois do patrão nada disso seria possível, continuem servindo com muito amor. Glórias a 5. Rico Insensato 15. Peixe grelhado 10. Abraão Ti, Senhor Jesus, por ter me escolhido. Suzane Marques


jul / ago

FESTAS DE AGOSTO 2013

FESTAS DE AGOSTO 2014

Mensagem dos Festeiros 2013 Neste ano, nós, Festeiros de 2013, afirmamos que, além do forte aprendizado de como perseverar na fé, tivemos uma grande lição de vida ao observar as pessoas que se uniram a nós em oração durante todas as Novenas. É difícil encontrar palavras para definir a grande emoção que sentimos. Para nós foi uma honra termos sido escolhidos como Festeiros de 2013, e uma alegria a acolhida que tivemos da Comunidade. Não podemos deixar de lembrar dos bons momentos que passamos ao lado da equipe, dos colaboradores e dos velhos e novos amigos nos Eventos Festivos. Nada disso seria possível se não tivéssemos a importante participação dos Casais de Apoio e dos pais dos Festeirinhos, a alegria dos nossos queridos Festeirinhos e de todos os colaboradores, que ao longo de um ano nos ajudaram decisivamente. Também foi muito importante o apoio de nossos parceiros patrocinadores, que confiram em nossas propostas e, em conjunto com a receita das barracas, possibilitaram a realização dos Eventos Religiosos e Festivos. Agradecemos de coração ao nosso Pároco Pe. Daniel e ao nosso Vigário Pe. Márcio pela orientação e apoio espiritual. Agradecemos também a todos que estiveram conosco! Viva Nossa Senhora da Assunção! Viva São Roque! Pedro e Jane / Wilton e Tereza - Festeiros de Agosto 2013

Mensagem dos novos Festeiros Neste momento, é difícil expressar o misto de emoções e sentimentos de ser Casal Festeiro das Festividades de Agosto de 2014. Desde já, colocamo-nos em Oração e a Serviço. Oramos para que o Espírito Santo, São Roque e Nossa Senhora da Assunção nos acompanhem e nos iluminem todos os dias nesta bonita missão. Colocamo-nos a serviço, com muito amor, porque tudo que é feito com amor é bem visto aos olhos de Jesus. A Fé é importante e as ações movidas por ela são mais ainda! Obrigado pela acolhida de todos! E que tenhamos um bom ano! Viva São Roque! Viva Nossa Senhora! Alexandre Marques Silveira e Fernanda Penteado Rulli Silveira

Foi uma emoção muito grande, quando nosso pároco Padre Daniel anunciou nossos nomes para sermos Festeiros de São Roque e Nossa Senhora da Assunção, juntamente com o casal nomeado Alexandre e Fernanda. Queremos agradecer a confiança que em nós foi depositada e esperamos fazer uma caminhada com muito amor e fé para realizarmos uma grande festa! Ézio Donizette Marchi e Helena Maria Leite Marchi

A vivência de um ano como festeiros é única. Vamos sentir saudades com certeza, pois os momentos bons foram muitos, e marcantes em nossas vidas. A nossa crença em Deus saiu fortalecida dessa caminhada, e toda a Comunidade é responsável por isso. Os eventos festivos foram importantes, e obtiveram o sucesso esperado, mas os eventos religiosos superaram as nossas expectativas, pois sentimos de perto a fé, a religiosidade de nosso povo e a veneração por nossos padroeiros. Viva Jesus Cristo! Viva Nossa Senhora da Assunção! Viva São Roque! Wilton Salgado Nunes e Tereza Augusta Nunes

Nós, Janice e Pedro, agradecemos a Deus, a nossa família e a todas as pessoas que estiveram conosco durante este ano. Agradecemos também ao Pe. Daniel e ao Pe. Márcio, que sempre nos orientaram, dando-nos muita força espiritual. Este ano de fé, trouxe muitas alegrias aos nossos corações e uma paz interna sem igual devido ao ganho de aprendizado de vida, desenvolvimento de novas amizades e principalmente por termos cumprido a nossa missão. Estendemos os nossos agradecimentos a todos que confiaram e colaboraram para que a nossa festa se realizasse. Estaremos sempre orando para que São Roque e Nossa Senhora da Assunção continuem protegendo esta cidade e a todos que nela residem. Muito obrigado! Pedro Rangel Frota Fonseca e Janice Bataglia Frota Fonseca


set / out

ÁLBUM DOS EX-FESTEIROS (58) 1976 - Festas de Agosto Festeiros de São Roque: Sr. Alcides Rolim e Sra. Dirce Parisi Rolim Festeiros de Nossa Senhora: Sr. Dirceu de Arruda e Sra. Mariza Guzzon de Arruda Vigário: Pe. Peter Fenech (Notícia publicada pelo “O DEMOCRATA”, em agosto de 1976)

amanheceu com céu claro e límpido, contrastando com os dias anteriores. Às 10 horas, foi rezada Missa Solene de São Roque, em Ação de Graças pelas Bodas de Ouro de Monsenhor Silvestre Murari. Abrilhantou esse ato religioso o Côro do Hospital das Clínicas. Durante a celebração da Santa Missa, o silêncio, as preces de agradecimentos e de esperanças, e, a profunda meditação tendo por inspiração a vida do Santo São Roque, foram os destaques sensíveis. Elevado número de fiéis recebeu a Sagrada Eucaristia. Na Praça da Matriz e nas ruas e avenidas adjacentes, incalculável multidão, num vai-e-vem, tendo alguém afirmado que o número de visitantes ultrapassava a casa dos 30 mil. A Procissão de São Roque - Finalmente chegou o grande momento: a Procissão de São Roque. O espetáculo de fé voltou a se repetir: num verdadeiro mar humano, sustentado por centenas de mãos o andor de São Roque era o pólo de atração de todos os olhares, de todas as preces. Houve lágrimas. Muitas orações. O longo percurso da procissão, apresentou a mesma cena: palmas, orações, flores, chuva de papel picado e muitos brados de “Viva São Roque!” Trechos das ruas Rui Barbosa e Marechal Deodoro da Fonseca mereceram destaque uma vez que seus moradores cuidaram da execução de artísticos quadros, invocativos à São Roque, num trabalho em que foram utilizados areia colorida, serragem, tampinhas de metal e flores naturais, etc... Às 18,00 horas, ao final da solene procissão, Sua Excia. Revma. Cardeal Arcebispo Dom Paulo Evaristo Arns proferiu vibrante sermão, pregando o

SÃO ROQUE, ROGAI POR NÓS: ...e recomendando a alma a Deus, Roque, no cárcere todo iluminado por misteriosa luz disse: “Desejo que todo aquele que invocar o meu nome seja curado e livre da peste”. “Faça-se o que pedes”, respondeu uma voz celeste! Assim tem começo nossa devoção! A comunidade sanroquense está reunida para festejar e homenagear seu Padroeiro. Sanroquenses de coração e de adoção irmanam-se. O sentimento de fé cristã se manifesta. Respeito. Reflexão. Meditação. Agradecimento. Esperanças. Na prece, uma jaculatória: “Roque Santo, de Deus Amado sêde contra a peste nosso advogado”. Antes - Programa: Dia 14 de agosto: Após a Missa da novena, quermesse na Praça da Matriz. Dia 15 de agosto: 6 horas, festiva alvorada. Missas às 7, 8,30, 18 e 19 horas. 9 horas, saída do Bando Precatório, composto por meninas e senhorinhas de nossa sociedade. 10 horas, Missa Solene de Nossa Senhora, celebrada por Dom Francisco Manuel Vieira, Bispo da Região Oeste 2, da Arquidiocese de São Paulo. Das 14 às 17 horas, concerto musical. Quermesse. 17 horas, procissão em louvor a Nossa Senhora, nossa mãe. Dia 16 – Padroeiro São Roque: 6 horas, alvorada festiva. Missas às 7 e 8,30 horas. 9 horas, saída do Bando Precatório. 10 horas, Missa Solene de São Roque, em ação de graças pelas bodas de ouro do Monsenhor Silvestre Murari. 12 horas, salva de morteiros com a participação da comunidade paroquial. 14 horas, concerto musical. Quermesse. 16 horas, solene procissão de São Roque, com a participação de Sua Excia. Revma. o Sr. Cardeal Arcebispo Dom Paulo Evaristo Arns. Após o sermão será dada a benção com a relíquia de São Roque. 19 horas, espetáculo de fogos de artifício no Largo dos Mendes. Dia 17 – Terça-feira: 10 horas, Missa de São Roque, por intenção dos doentes, com a participação dos mesmos. Depois: Espetáculos de fé, cultura e alegria - Sucesso nos festejos - O Amor Fraterno e a vivência em Família e na Comunidade. Após a preleção foi transcurso do 319º aniversário da fundação de São Roque e as dada a benção com a relíquia de São Roque. Novos Festeiros - Dom Paulo Evaristo Arns, anunciou os novos festeiros: sr. Ilário Mariucci e d. Helena Salvetti Mariucci, e, prof. Osmar de Castro Boccato e dra. Durcema Judith Villaça Boccato, nomes que foram efusivamente aplaudidos pela compacta massa popular. Os Festeiros, sr. Alcides - sra. Dirce, e, dr. Dirceu – sra. Mariza, publicamente receberam os agradecimentos pelo êxito alcançado com a realização da Festa de São Roque de 1976. Missa em Favor dos Doentes - No dia 17, às 10,00 horas, foi celebrada Missa de São Roque por intenção dos doentes, pelo nosso Vigário Revmo. Padre Peter Fenech. Bailes de Agosto no São Roque Clube - O São Roque Clube participou ativamente da “Semana Sanroquense”, não apenas cedendo e franqueando seus salões por ocasião da apresentação da Orquestra Sinfônica do Estado, comemorações do Dia do Padroeiro, 16 de Agosto, se revestiram de como também pela programação e realização dos “Bailes de Agosto”. Outras notas - Foram motivos de aplausos as apresentações das marcante esplendor, transformando toda São Roque, em vivo palco de espetáculos de fé, de cultura e de intensa alegria, pois durante o transcorrer corporações musicais sanroquenses “7 de Setembro”, “Liberdade” e da “Semana Sanroquense”, a programação motivou a todos, entrelaçando “Carlos Gomes”. - O policiamento esteve perfeito, mantendo a ordem sanroquenses de nascimento e de adoção. O Padroeiro São Roque era principalmente no que diz respeito a disciplina do trânsito. - “O Democrata” exaltado por uma multidão de peregrinos oriundos das mais variadas partes renova os cumprimentos aos Festeiros-76, extensivos também ao Vigário Pe. Peter Fenech, ao Prefeito Municipal Jarbas de Moraes, ao CONTUR do Estado de São Paulo e até mesmo de outros Estados. Semana Sanroquense - A quermesse que se realizava na Praça da Matriz pelo muito que fizeram e pelo sucesso alcançado com as comemorações da foi enriquecida com a apresentação de nossas corporações musicais e, ainda “Semana Sanroquense” e pelo transcorrer de mais uma Festa de São Roque. J.A.S. com a participação de nomes famosos do mundo artístico nacional como: Abílio Manoel e seu Conjunto; Adoniram Barbosa e Conjunto; Conjunto de Para o Boletim Informativo Novembro / Dezembro, favor enviar Serestas “Os Saudosistas” e o Conjunto Sertanejo e Repentista; Inezita matérias até o dia 15 de outubro de 2013! Barroso; a Banda da cidade de Itu; Coral da Polícia Militar do Estado; Banda do 7º Batalhão da Polícia Militar; Orquestra Sinfônica Estadual, sob a “Eu creio, nós cremos!” (Ano da Fé 2012 - 2013) regência do Maestro Eleazar de Carvalho, e a Banda Sinfônica da Polícia Expediente: Militar do Estado, sob a regência do Major Rubens Lionelli. Publicação Bimestral da Paróquia São Roque - Diocese de Osasco Dia 15: Comemorações a Nossa Senhora - O domingo foi dedicado a Ano XVI - nº 100 - Setembro / Outubro 2013 Nossa Senhora. Às 10 horas foi celebrada Missa Solene por Dom Francisco Coordenação e Diagramação: Thaíza Thiemi da Luz Diez Vecino Kono Manuel Vieira, e, às 17 horas, realizou-se imponente procissão em louvor a Colaboradores: Pe. Daniel, Festeiros, Lauro, Zezito e Jamil Nossa Senhora. Todos os atos, religiosos ou profanos, contaram sempre com E-mail: comunicapsr@gmail.com / Telefone: (11) 4712-5391 a participação de significativo número de fiéis. Impressão: Gráfica O Democrata / Distribuição Gratuita Dia 16: Presença de Incalculável Multidão - Dia 16, Dia de São Roque,

Boletim 100  

Boletim Informativo Bimestral da Paróquia São Roque "Igreja Viva e Peregrina" setembro-outubro 2013