Issuu on Google+

Design Comunicação A

B

C D

E

F

G

H

I

J

K

L

M N

O

P

Q

R

S

T

V W X

Y

Z

U

Glossário de termos

Publicações:


Colofão

Introdução

Título. Glossário Design de Comunicação Autores. turma de design do 3º ano 2010/11, ULHT Edição e design. Célia Leite | 20081842

1ª edição, Lisboa, Abril, 2010 ISBN: 978-985-45-1233-1

Direitos Reservados

Benvindo ao glossário de Design de Comunicação, uma obra que apresenta definições e explicações usuais dos termos mais usados na gíria do Design de Comunicação. O objectivo do presente livro é oferecer definições claras dos termos mais usados, pretendendo ser uma ferramenta de trabalho para profissionais da área do design. Assume-se também como uma obra de consulta rápida de termos esclarecimento sobre o significado dos importantes mais termos, sendo que os mais utilizados são aqueles que surgem desenvolvidos com maior detalhe.

Centro Português de Design Pólo Tecnológico de Lisboa, Rua D - nº 9, 1600-485 Lisboa Tel. + 351 21 712 14 90

Como muitos dos vocábulos são de origem inglesa, os autores optaram por incluir ainda um léxico com uma relação simples das palavras em língua inglesa mais utilizadas neste domínio.

Fax. +351 21 716 59 17 email. info@cpd.pt

Sendo que um conhecimento dos termos e conceitos chave utilizados irá permitir ao designer articular e formalizar as ideias com maior facilidade, confiança e por sua vez garantir uma melhor comunicação. Como tirar o máximo partido deste livro: Cada entrada surge por ordem alfabética e é composta por uma breve definição, nalguns casos complementando com uma ilustração/fotografia e uma legenda da mesma, ajudando a uma melhor compreensão de determinado termo.

2


Índice A Aba,10 Abertura,10 Akzidenz-Grotesk,10 Ante-Rosto ,10 Anuário,10 Apêndice,10 Ascendentes ,10

B Badana ,14 Barra,14 Base line ,14 Bibliografia ,14 Bigode,14 Bisagra ,14 Blue ,14 Bobina,14 Boca ,14 Bodoni ,14 Brochura ,15

Cartão Canelado,19

D DCS (Desktop Color Separation),22 Deadline,22 Degradé,22 Delete (Apagar),22 Descendente,22 Design,22 Design gráfico,22 Diacrítico ,22 Diagrama ,22 Diagramação,22 Didot ,23 Director de arte,23 Dither,23 Double-Byte (Character Set) ,23 DPI ,23 Draft,23 Duotone ,23

E C Cabeça,18 Cabeçalho,18 Caderno,18 Caixa Alta,18 Caixa Baixa ,18 Calandra,18 Calçar ,18 Calhamaço ,18 Calhança,18 Canelura ,18 Capa dura ,18 Capa mole,18 Capilhas ,18 Caracter ,18 Cartão,19

Edição,26 Editor ,26 Editora,26 Egípcio,26 Elevados,26 Elzevir ,26 Embalagens,26 Emendar,26 Encabeçamento,26 Encadernação ,26 Encadernar,26 Espacejar ,27

F Faca,30

Fac-símile,30 Família de tipos ,30 File (Arquivo),30 Filete,30 Fitilho,30 Folheto,30 Folio,30 Fonte,30 Formato,31 Fórum,31 Forward ,31 Fotolito,31 Fragmentação,31 Freeware ,31 Frontispício ,31

G Galvano ,34 Galvanografia,34 Gelatina,34 GIF,34 Glossário,34 Goteira ,34 Gótico ,34 Gráfico,34 Grafismo e contragrafismo,34 Gralha,34 Gramagem ,34 Grampo,35 Granel ,35 Granido ,35 Grão,35 Gravar,35 Grelha,35 Grosso,35 Grossos ,35 Guarda,35 Guarnecer ,35 3


Guias,35 Guilhotina,35

H Halftone,38 Hardware ,38 Haste ,38 Helvética ,38 Hints/Hinting ,38 Histograma,39 H & J ,38 Hot Stamping ,39 HSL,39 HTML - (Hypertext Markup Language),39 Hue,39

I Ibidem,42 Icograda ,42 Iconolitografia ,42 Idem,42 Identidade Visual ,42 Ilhó,42 Illustrator ,42 Iluminura,42 Ilustração,42 Ilustrador,42 Imagem ,42 Impor ,42 Imposição ,42 Imprensa,43 Imprenta,43 Impressão ,43 Impressão digital,43 Impressão rotativa ,43 Impressão sob demanda ,43 Impresso,44 4

Impressor-litógrafo ,44 Impressor-tipográfico ,44 Inch,44 Inclinação ,44 .indd ,44 InDesign ,44 Índex ,44 In-dezasseis,44 Índice,44 Inflável ,44 Inflável Gigante,44 In-fólio ,44 Inicial,44 Input,44 In-quatro ,44 Interagir,44 Intercalar,45 Interespacejar ,45 Interfoliar,45 Intertítulo ,45 Intertype,45 Introdução ,45 ISBN ,45 ISO ,45 ISSN ,45 Itálico,45

J Jacto de tinta ,48 Janela ,48 Java,48 Java Script ,48 Jornal ,48 JPEG,48 Justificação ,48 Justificar ,48

K

Kerning,50 Key color,50 Kraft (papel),50

L LabColor (cores LAB) ,52 Lamicote,52 Lâmina,52 Laminação ,52 Landscape/Wide (página ao baixo ,52 Largura (tipo de letra) ,52 Laudas ,52 Layer/Camada ,52 Layout ,53 Leading ,53 Legenda ,53 Legibilidade ,53 Ligatura,53 Linguagem Visual ,53 Linha-Base (Baseline) ,54 Linha Curta ,53 Linotipo,54 Litografia ,54 Litografia offset,54 Livreto ,54 Livro ,54 Logomarca,55 Logotipia,55 Logotipo ,55 Lombada ,56 Lombo,56 LPI ,56 Luminância ,56 Luminoso,56 LWC (Light Weight Coated paper) ,56 LZW (LempelZiv-Welsh),56


M Maculatura ,58 Magenta,58 Maiúscula ,58 Malha Construtiva,58 Mancha ,58 Manuscrito ,58 Mão ,58 Maquete ou maqueta ,58 Marca,58 Marca de água ,58 Marca de corte,58 Margem ,59 Margem de pinça,59 Mashup ,59 Mate ,59 Matiz ,59 Meio-tom ,59 Metrics (tipografia),59 Minúscula,59 Miolo ,59 Mira ,59 Mock-up,59 Moiré,59 Moldura ,59 Mono ,59 Monocromia ,60 Monograma ,60 Monotipia ,60 Montagem ,60 Morder,60 Mupi ,60

N Navalha ,62 Negativo ,62 Negro,62 Neogravura ,62 Newsletter ,62

Normandos,62 Normas,62 Nota ,62 Número de corpo (bulking number) ,62 Número de flexão (bending number) ,62 Números de registo ,62 Números Old Style,62

O OCR,64 Offset ,64 Old English ,64 Old style ou Old face,64 Olho,64 On-line ,64 OpenType ,64 Optima ,64 Opúsculo,64 Orelha ,65 Organigrama,65 Original ,65 Orla ,65 ou deitada),52 Outline ,65 Ozalid ,65

P Página ,75 Palestina ,68 Panose ,68 Pantógrafo,68 Pantone,68 Papel ,68 Papel Acetinado ,68 Papel Aéreo ,68 Papel Alcatrão ,68

Papel Algodão ,68 Papel Almaço ,68 Papel Alumínio ,68 Papel Antifraude (Apergaminhado),68 Papel Autográfico ,69 Papel Avergoado (vergé),69 Papel Bíblia ,69 Papel Bobinado,69 Papel Bond ,69 Papel Bristol ,69 Papel Bule ,69 Papel Canelado,70 Papel Cebola ,70 Papel Celofane ,70 Papel Cera ,70 Papel China,70 Papel Contínuo,70 Papel Costaneira ,70 Papel Couché ,70 Papel Crepe,71 Papel Cromo ,71 Papel de Arroz ,68 Papel de Barbas ,69 Papel de Capa ,70 Papel de Carta,70 Papel de Cartucho ,70 Papel de Embrulho,71 Papel de Engenheiro ,71 Papel de Escrita ,71 Papel de Estanho,71 Papel de Forma ,72 Papel de impressão ,73 Papel de Jornal,73 Papel de Linho ,73 Papel de Lustro ,73 Papel de Luxo,73 Papel de Música,74 Papel de Pasta química,74 Papel Encerado ,71 5


Papel Enfestado,71 Papel Esconso ,71 Papel Especial ,71 Papel Farpado ,71 Papel Ferro,71 Papel Fiduciário ,72 Papel Filigranado ,72 Papel Filtro ,72 Papel Florete,72 Papel Friccionado ,72 Papel Gofrado,72 Papel Gomado,72 Papel Granitado,72 Papel Hidrográfico ,72 Papel Holanda,72 Papel Ignífugo ,72 Papel Impermeável,72 Papel Índia,73 Papel Japão ,73 Papel Kraft ,73 Papel Litográfico ,73 Papel Maché ,73 Papel Manilha,73 Papel Manteiga,73 Papel Manual ,74 Papel Marfim ,74 Papel Marmorizado ,74 Papel Mata-borrão ,74 Papel Mate,74 Papel Milimétrico,74 Papel Moeda ,74 Papel Não-ácido ,74 Papel Não-oxidante ,74 Papel Offset,74 Papel Ozalid ,74 Parágrafo ,74 Parangona,74 Parangonar,74 Patilha,74 Pé ,74 6

Pé de Mosca ,74 Pestana,75 Pica,74 Pixel,74 Policromia ,75 Ponto ,75 Ponto de arame ,75 Portada,75 Portfólio,75 Poster,75 Prancha,75 Projecto,75 Prova,75 Prova de cor,75

Relevo branco ,81 Repinte ,81 Reprografia,81 Resma ,81 Retiração ,81 Retirar,81 Rgb,81 Rodapé ,81 Romano ,81 Rosto,81 Rotativa,81 Rotogravura ,81 Rubrica ,81

Q

R

Sans-serif,84 Scanner,84 Semiótica,84 Separadores,84 Serifa,84 Serigrafia,84 Sigla,84 Símbolo,84 Sobrecapa,84 Sobreimpressão,84 Software,84 Stencil,84 Storyboard,84 Stroke,84 Subtítulo,84

Raw ,80 Recolhido ,80 Recorrer ,80 Recto,80 Rede ,80 Redondo,80 Registo,80 Regreta ,81 Régua ,81

Tabela,88 Template,88 Timeline,88 Times Roman,88 Tina,88 Tinteiro,88

S Quadrado,78 Quadricromia,78 Quadrícula,78 Quadricular,78 Quadrilátero,78 Quadro (de madeira ou metal),78 Quarkxpress,78 Quebra-luz,78 Quick Time,78 Quirologia,78

T


Tipo,88 Tipografia ,88 Tipómetro,88 Tiragem,88 Trajan,88 Truetype,88

W Weight,98 White Space ,98 Widow ,98 Word wrap ,98 WYSIWYG (What-You-SeeIs-What-You-Get) ,98

U Underline (sublinhado),90 Underscore (traço inferior (_), grifo ou traço baixo),90 Undo,90 Unidade,91 Univers,91 Unix,91 URL,92 Utilitários,92 UV, Verniz,92

X X-ato,100 X (eixo) ,100 Xerografia ,100 XHTML ,100 Xilogravura ,100 XML,100

Y y-axis ,102 y-length,102

V Vector (ou curvas) ,94 Vegetal (papel) ,94 Vergé (papel),94 Verniz,94 Verniz de água ,94 Verniz de serigrafia,94 Verniz Offset/máquina ,95 Verniz uv,95 Versal,95 Versalete “Small caps”,95 Verso,96 Vértice ,96 Vincagem ,96 Vinco ,96 Vinco francês ,96 Vinheta ,96 Viúvas ,96 Volume ,96

Z Zettabyte,104 Ziguezague,104 Zincografia,104 Zincogravura ,104 Zincotipia ,104 ZIP,104 Zona Atracção ,104 Zoom,104 Zzzz,104

7


A

8

B

C

D

E

F

G

H

I

J

K

L

M

N

O

P

Q

R

S

T

U

V

W

X

Y

Z


A 9


A

Aba O mesmo que badana.

secundário que precede o título principal de um artigo. Normalmente composto num corpo mais pequeno.

Abertura Também conhecida por olho. Significa pequeno resumo do texto, chamando a atenção do leitor para principais assuntos tratados.

Ante-Rosto

Akzidenz-Grotesk

Anuário

Tipografia Sans Serif, criado pela type foundry Berthold em 1896.

Publicação em série editada anualmente.

Página de um livro que só leva o título principal, que se segue às guardas.

Apêndice Alçar Juntar por ordem das diversas folhas de uma obra para a brochura.

Suplemento do texto ou obra que se imprime no final desta e que está pensado desde o princípio como parte integrante do texto.

Alinhar Ordenar textos ou imagens em relação a uma linha vertical ou horizontal.

Arábico

Anatomia (das letras)

Arte final

A terminologia usada para designar as partes da letra e também as relações das letras entre si.

Toda a espécie de textos e imagens em artes gráficas com qualidade suficiente e standard para reprodução.

Anotação

Ascendentes

Nota, comentário ou correcção usada em ilustração, artes finais e maquetas; comentário de um livro.

Parte das letras minúsculas cuja parte superior se estende acima do corpo da letra.

Ante-título Em publicações periódicas é o título

10

Alfabeto árabe.


Figuras Lateral inferior esq.: Representação gráfica da anatomia tipográfica referente às ascendentes Em cima: Representação fotográfica do ante-rosto de um livro. À esquerda : Tipografia sem Serifa (sem patilha). 11


A

12

B

C

D

E

F

G

H

I

J

K

L

M

N

O

P

Q

R

S

T

U

V

W

X

Y

Z


B 13


B

Badana

Bleed

Extensão das capas e/ou sobrecapas de um livro, que dobram para o interior.

Ver morder.

Blue Barra

Cor constituinte do sistema cromático RGB.

Traço horizontal nas letras A, H, T e caracteres similares.

Bobina Rolo contínuo de papel que alimenta as rotativas.

Base line Linha imaginária na qual assenta a base da letra.

Boca Zona do papel para marginação, que encosta às balizas da impressora.

Bibliografia Parte do livro geralmente situada no final, onde se insere por ordem alfabética o conjunto das obras e autores que se entendem aconselháveis ou que serviram de apoio à formação da obra.

Bodoni

Bicromia

Bold

Impressão com duas cores, geralmente complementares. Execução a duas chapas, uma para cada cor.

Ver negro.

Bigode Filete ornamental, também chamado filete inglês, cuja espessura aumenta ao centro.

Bisagra Parte flexível das capas de um livro entre as duas laterais e o lombo, que permite abrir as badanas.

14

Nome do tipo de letra criada pelo tipografo italiano João Baptista Bodoni. Pertence à família dos alfabetos geralmente designados por Modern Face.


Briefing Conjunto de instruções para um projecto, dadas pelo cliente ao designer.

Brochura Encadernação simples na qual os cadernos são cosidos e/ou colados na lombada de uma capa mole.

Figuras Lateral inferior dir.: Tipografia com Serifa Lateral inferior esq.: Representação fotográfica de uma sobrecapa de um livro Em cima: Representação fotográfica de uma brochura 15


A

16

B

C

D

E

F

G

H

I

J

K

L

M

N

O

P

Q

R

S

T

U

V

W

X

Y

Z


C 17


C

Cabeça

Calhamaço

Parte superior da página; Referência de página; Título de um livro, filete ou adorno impresso ao alto de cada página de texto.

Livro volumoso Livro antigo de pouco préstimo.

Cabeçalho Título do jornal, capítulo ou artigo; Parte superior de uma página impressa de modelos ou de tabelas.

Calhança Termo escolhido para designar uma composição em que existem certos aproveitamentos, isto é, trabalho que traga vantagens.

Canelura Caderno

Aspecto ondulado do papel canelado.

Conjunto de várias folhas impressas. Os mais comuns são cadernos de 4, 8, 16,32, 64.

Capa dura

Caixa Alta

Capa mole

Nome designado às maiúsculas. Este nome tem origem no facto de, nas caixas de tipo para composição, as letras maiúsculas situarem-se nos caixotins superiores.

Capa menos rígida de um livro, que por norma é constituída por cartolina.

Capa rígida de um livro.

Capilhas Caixa Baixa Nome designado às minúsculas. Nome dado pelo motivo inverso da caixa Alta.

Exemplares que a tipografia envia para distribuição/venda, (bibliotecas, etc.), cumprindo os requisitos da lei, e que guarda no seu arquivo; Depósito Legal.

Calandra Máquina com que se acetina o papel, alisando-o e dando-lhe brilho.

Calçar Colagem de calços em clichés, zincogravuras, etc.

18

Caracter Tipos cujo conjunto formam palavras e linhas de composição. Os caracteres tipográficos estão divididos em cinco famílias, Romanos ou Didot, Elzevires, Egípcios, Antigos e de Escrita.


Cartão Papel forte e encorpado, de gramagem superior a 225 g/m2. Normalmente utilizado para produzir as capas dos livros.

Cartão Canelado Cartão composto por camadas de folhas de papel estriado ou com caneluras sobrepostas ou pela combinação de uma ou mais folhasde papel planas com uma ou mais folhas de papel ondulado.

Figuras Lateral inferior esq.: Representação gráfica de um corpo de texto em caixa alta e caixa baixa. Em baixo: Representação fotográfica de dois livros com capas distintas, dura (lado esq.) e mole (lado dir.)

19


A

20

B

C

D

E

F

G

H

I

J

K

L

M

N

O

P

Q

R

S

T

U

V

W

X

Y

Z


D 21


D

DCS (Desktop Color Separation) É um tipo especial de EPS desenvolvido para separação de cores. São quatro arquivos para impressão que contém todas as características de cada uma das cores CMYK (quadricromia) + um arquivo com a representação de todas as cores compostas, em formato PICT de baixa resolução.

Deadline Prazo limite ou final, expressão usada para definir o prazo máximo de realização de uma determinada tarefa.

Dedicatória Inscrição ou palavras com que se dedica ou oferece a alguém uma produção literária ou artística.

que se estende abaixo da “baseline” de um alfabeto, nas letras g, j, p, q, y. (ver ascendente).

Design O termo design, surge do latim de + signare, e este de signum, sinal, símbolo, e em inglês, projecto e/ou esboço. Em português, a palavra “desígnio” tem, entre outros, os seguintes sinónimos: Intenção; finalidade; propósito; projecto; plano; vontade.

Design gráfico O design gráfico é uma vertente do design que se ocupa com a comunicação visual. É elaborado por um designer gráfico, cujo objectivo é de uma forma simples fazer passar uma mensagem através de imagens e texto.

Diacrítico Degradé Esfumado, sombreado gradual.

São os acentos usados para atribuir novas funções fonéticas a certas letras. Usados em idiomas como francês, checo e português.

Delete (Apagar) A palavra delete não existe em português, mas há um traço dela em indelével, que siginfica impossível de remover. Tanto delete quanto indelével provêm do latim deletus, remover.

Diagrama Racionalização e codificação gráfica e sistemática de conceitos, de modo a torná-los mais inteligíveis.

Diagramação Descendente Parte de certas letras de caixa baixa

22

Conjunto de operações utilizadas para distribuir títulos, textos, gráficos, fotos,


mapas e ilustrações na página de uma publicação ou em qualquer impresso de forma equilibrada, funcional e atraente, procurando estabelecer um sentido de leitura que atenda a determinada hierarquia de assuntos.

Didot Método de númeração que tem o doze por base e possui como unidade elementar de medição o ponto tipográfico. O ponto Didot corresponde a 0,376 mm e doze pontos Didot formam um Cícero, que mede 4,513 mm.

Digitalização Conversão da informação analógica para o código digital (dados numéricos), que pode ser interpretado por um computador; consiste em medir e codificar a luminosidade de cada um dos pontos da imagem, com o objectivo de a melhorar ou analisar

Dingbats Ornamentos tipográficos constituídos em conjuntos de caracteres e que podem ser utilizados como qualquer outra fonte.

e orientação das linhas gerais de um projeto gráfico. Termo usual na indústria editorial

Dither Técnica usada em nalguns sistemas antigos que não suportavam uma gama ampla de cores. Consiste na aplicação da simulações de determinadas cores que o sistema não suporta através da exibição de um determinado conjunto de pixels suportados pelo sistema.

DPI Resolução - Refere-se ao número de pontos por polegada (dpi, dots per inch).Quanto maior for o número de dpi, ou resolução, mais fiel ou melhor será a qualidade da impressão. O nível de resolução pode dizer a respeito ao que se vê também no ecrã. Um monitor com alta resolução exibe imagens de maior acuidade visual. Uma impressora laser normalmente trabalha com 300 dpi. Existem algumas que vão acima dessa resolução. Um equipamento fotocompositor geralmente trabalha com 1.270 dpi, mas pode chegar a números superiores a 3.000 dpi, prestando-se a serviços de separação de cores, por exemplo.

Diotype Máquina de compor e fundir caracteres móveis inventada pelo francês H.3. Pinei em 190.5

Draft

Director de arte

Double-Byte (Character Set)

Profissional responsável pela definição

Conjunto que pode conter até 20 mil caracteres, particularmente utilizado para as línguas com um extenso conjunto de caracteres, como no Kanji ou no Chinês.

O mesmo que rascunho.

Duotone

Figuras Lateral Inferior esq.: Representação gráfica da anatomia tipográfica

Significa “dois tons”. Utilização de duas tonalidades sobre a imagem, é muito comum por exemplo em fotografias para lhes atribuir um aspecto mais antigo (mais conhecido como sépia).

referente às descendentes 23


A

24

B

C

D

E

F

G

H

I

J

K

L

M

N

O

P

Q

R

S

T

U

V

W

X

Y

Z


E 25


E

Edição

Emendar

Total de exemplares de uma tiragem.

Corrigir os erros assinalados na prova pelo revisor.

Editor Profissional que edita. Indivíduo responsável pela publicação de uma obra, aquele que, de acordo com determinada orientação editorial, normas, estilo etc, prepara os textos para publicação ou que supervisiona esse trabalho. É o principal agente comercial do ramo das artes gráficas em relação aos livros e publicações periódicas.

Editora Empresa que tem por função a edição de livros e outras publicações encarregando-se da publicação de obras, assumindo a responsabilidade e as despesas de composição, impressão, encadernação e distribuição.

Encabeçamento Vinhetas ou gravuras colocadas na página inicial do livro (ver frontispício) ou de capítulo.

Encadernação Arte de encadernar. Fase de acabamento que consiste na operação de revestir com capa (dura ou flexível) o conjunto de folhas ou de cadernos que constitui um livro.

Encadernar Acto de unir os cadernos (ver cadernos) de um livro, cosendo-os a uma capa, geralmente de material resistente.

Encarte Egípcio Carácter de traço regular, ou seja, sem contrastes finos e grossos.

Elevados Letras, algarismos ou outros sinais, menores que os outros caracteres do mesmo tipo e corpo a que pertencem e alinhados na parte superior da linha.

Elzevir Designação dada aos alfabetos derivados do romano antigo, apresentando a patilha triangular.

Embalagens Invólucro usado para conter, proteger, transportar e/ou apresentar mercadorias. Produtos de cartão, técnica de papel ou de plástico produzidos através de máquinas a partir de bobinas (ver bobinas) de papel ou material plástico. 26

Inserção de suplemento avulso numa publicação; Folha, simples ou dupla, geralmente de conteúdo diferente da publicação, intercalada entre os seus cadernos. Folha ou caderno colocado solto num livro já encadernado ou numa publicação em série.

Encasar Colocar folhas umas dentro de outras para formar um caderno.


Entintar

impressos no documento que ele contem.

Cobrir com uma camada fina de tinta a forma ou chapa tipográfica.

Epígrafe

Entrada

Citação que o autor coloca no início do livro ou capítulo.

Reentrância ou recuo que se observa no início de composição gráfica. É o espaço em branco deixado no início dos parágrafos.

Epílogo Parte final de uma obra em que o autor tira conclusões do que foi escrito anteriormente.

Entrelinha Espaço na horizontal entre duas linhas de texto.

Envelope Invólucro de uma carta ou de um cartão, dobrado em forma de bolsa (ver Sobrescrito).

EPS (Encapsulated Post Script) Formato de gravação de ficheiros informáticos que pode ser usado para imagens vectoriais e para imagens do tipo bitmap e/ou texto. Os ficheiros EPS contêm a descrição Postscript - linguagem utilizada nas impressões a laser ou outro tipo de aparelhos.

Envelope de janela Envelope com recorte à frente, tapado geralmente com papel transparente, através do qual poderá ver-se os dados do destinatário

Errata Listagem de erros tipográficos e de autor de um livro ou outra publicação, encontrados na obra depois da impressão, com indicação das respectivas correcções.

Esboço Estudo prévio para uma maqueta, onde se visualiza uma determinada ideia.

Espacejar Aumentar o espaço entre as palavras de uma composição.

Figuras Lateral Inferior dir.: Exemplo de uma elevação de um caracter niumérico À esquerda : Representação gráfica de tipos de cadernação (Agrafo, Argolas, cosido e colado) 27


E

Espaço

Estucagem

Unidades entre letras ou palavras na linha da composição.

A superfície do papel ou cartão quando é coberta por uma ou mais camadas de estuque.

Espaço automático Nome que se dá ao espaço entre as letras e/ou palavras, dado pelo programa informático, numa linha de texto justificada.

Espátula Em artes gráficas, utensílio que serve para tirar a tinta das latas e espalhá-la no rolo da máquina de impressão offset (ver offset).

Estampagem Acto de estampar. Processo de impressão de letras, imagens ou padrões em tecido, papel ou outros materiais, por meio de chapas ou rolos gravados.

Estar no prelo Expressão utilizada quando uma publicação ou livro já se encontra na fase de impressão.

Etiqueta Conjunto de indicações constituído por caracteres alfanuméricos que fornece informações acerca do conteúdo de um volume de ficheiros de dados legíveis (ver letreiro, rótulo).

Etiquetagem Acto de etiquetar. Rotulagem. Acção que consiste em colar etiquetas em livros, revistas, etc. em que é inscrita a colocação ou cota (ver cota).

Eurostile Tipo de letra criado por Aldo Novares e, destina-se a títulos e pequenos corpos de letra.

Extratexto Estendido Tabela, quadro, mapa ou gráfico que, por não caber na medida das páginas, vai em folha dobrada no livro.

Estereografia Impressão com matrizes em relevo, como por exemplo na tipografia.

Estereotipia Arte de produzir uma composição tipográfica numa chapa inteiriça a partir de uma matriz sólida (gesso, cartão, etc.), onde se molda o metal líquido.

Estreito Quando a largura das letras, em relação à altura, é acentuadamente menor que a normal. Condensado. 28

Folha separada num livro ou numa revista, geralmente com gravura impressa e de papel diferente do utilizado na obra.


F 29


F

Faca

Filete

Chapa de corte, instrumento de metal montado em madeira, que serve para recortar impressos em formatos especiais.

Traço ou conjunto de traços, de espessuras variáveis que se usam na composição gráfica das páginas.

Fac-símile

Fitilho

Reprodução exacta de um documento na sua forma de impressão original.

Fita presa à lombada de um livro para marcar a página desejada.

Família de tipos

Folheto

Conjunto de alfabetos baseados no mesmo desenho, variando apenas algumas características.

Publicação de poucas folhas, geralmente em forma de brochura; documento de uma ou mais folhas com informações de natureza promocional e geralmente dobrado em duas ou mais partes.

File (Arquivo) Conjunto de informação estruturada e conservada na memória secundária (RAM) de um sistema informático. A palavra provém do francês filer, enrolar a linha no novelo, de onde, surgiram nossas palavras fiar e fiação.

30

Folio Folha de quatro páginas de impressão.

Fonte Conjunto de caracteres tipográficos


compostos pelo alfabeto, sinais de pontuação, números e outros elementos, que possuem em comum o mesmo estilo.

Fotolito Pedra ou chapa de metal dom imagem reproduzida por fotoligrafia para impressão offset

Formato Conjunto das características de qualquer obra, números de páginas, largura e altura da página.

Fórum Uma sala virtual para debates. A pessoa entra e dá seus palpites, democraticamente. A palavra veio sem modificações do latim. O fórum romano era o local onde os políticos se reuniam. O nome vem de fores, porta que dá para a rua. A diferença entre fórum e newsgroup é que no fórum os assuntos vêm e vão e no newsgroup eles são permanentes (ver newsgroups).

Forward Passar adiante, encaminhar.

espaço desperdiçado em sua caixa de mensagens. Deseja compactar agora?” Na verdade, o que está fragmentado é o conteúdo do disco rígido. Ela funciona como uma gôndola de supermercado, cheia de prateleiras e divisórias. Os programas são instalados em suas respectivas secções e ficam ali, bem arrumadinhos. Mas à medida que se colocam e tiram coisas do disco rígido, a situação vai assumindo aquele aspecto de bagunça: espaços vazios ou parcialmente preenchidos. Aí é preciso desfragmentar, Fragmento vem do latim fragmentum, caco de objeto quebrado.

Freeware Qualquer software grátis. Tanto os que podem ser descarregados pela web quanto os CD-ROMs promocionais entregues junto com jornais ou revistas.

Frontispício Página no começo do livro, que se segue ao ante-rosto e na qual figura o título da obra, nome do autor, editor e outros dados, que se faz acompanhar com uma ilustração. Foi muito usado nos séculos XVII e XVIII.

Fragmentação Essa coisa é a responsável por aquela mensagem que, de quando em quando, aparece no correio eletrônico: “Há muito

Figuras Lateral Inferior esq.: Exemplo de uma chapa de corte À esquerda : Familia de carateres 31


A

32

B

C

D

E

F

G

H

I

J

K

L

M

N

O

P

Q

R

S

T

U

V

W

X

Y

Z


G 33


G

Glossário Vocabulário ou catálogo de termos técnicos

duas cores ou entre matizes diferentes de uma mesma cor.

Galvano

Gráfico

Cliché galvanotípico.

1. Nome genérico dos que trabalham em artes gráficas. 2. Desenho pelo qual se mostram comparativamente dados referentes a um determinado universo de conhecimento. (ver Diagrama)

Galvanografia Processo de gravura idealizado em 1841 pelo professor Kobell, mediante o qual um desenho traçado com tinta isolante numa placa de cobre prateado adquire relevo num banho galvânico. 0 cliché resistia a um número reduzido de tiragens.

Gelatina 1. Substância albuminóide, transparente e inodora, com aspecto de geleia. Emprega-se na fotografia e fotomecânica, na fabricação e tratamento de alguns papéis, em encadernação, etc. 2. os impressores designam com este nome a massa para rolos.

GIF Graphic Image File. Formato de imagem de mapa de bits usadona internet, quer para imagens fixas, quer para animações. Pode conter até 256 cores.

Gótico 1. Género de escrita de traços bastante carregados e com ângulos muito pronunciados que esteve em voga na Europa, a partir do século XII. 2 Caracteres que imitam a escrita gótica.

Goteira Espaço entre colunas. Também se chama o lado oposto ao lombo do livro, quando as folhas à frente têm a forma de meia-cana.

Gradiente Em design gráfico indica a transição entre 34

Grafismo e contragrafismo Áreas do impresso onde a tinta é depositada (grafismo) e onde não há aplicação de tinta (contragrafismo).

Gralha Erro cometido na composição.

Gramagem Valor que exprime o peso, em gramas,


de uma folha com um metro quadrado de um determinado papel.

contraste entre grossos e finos.

Guarda Grampo Pequeno pedaço de arame fino, com as pontas dobradas em canto, usado para coser revistas, periódicos, etc.

Folhas geralmente em branco dobrada ao meio, protegendo o verso da capa de um livro e cobrindo o ante-rosto. Idêntico na contra-capa.

Granel

Guarnecer

Composição ainda não paginada.

Cercar uma página ou parte, com filetes ou vinhetas.

Granido Aspereza que apresenta a superfície de alguns papeis.

Guias Pontos ou linhas que ordenam uma certa mancha.

Grão Minúsculas saliências que em muitos casos escapam à percepção do tacto e que formam o granido da pedra litográfica, do zinco, do alumínio, do papel, etc.

Guilhotina Máquina de aparar ou cortar papel, quer por processo manual, quer por processo eléctrico.

Guilhotina trilateral Gravar 1. Com o auxílio de instrumentos cortantes ou reagentes químicos, esculpir, abrir em madeira, metal ou outra substância apropriada, letras e figuras destinadas à impressão. 2. Também se diz quando em terminais de composição se registam dados em fita, discos, disquetes e outros suportes de gravação.

Máquina que numa só operação apara uma determinada quantidade de livros, revistas, etc., nos seus três lados.

Grelha Estrutura normalmente ortogonal formada por uma rectícula de linhas finas e que serve de suporte ao conjunto de texto e imagem a paginar num impresso.

Grosso Diz-se do tipo e dos filetes. Figuras

Grossos

Lateral Inferior dir.: Exemplo

Os traços mais negros da letra, os cheios; os caracteres Bodonianos têm acentuado

de uma publicação com a utlização de grampos/agrafos. 35


A

36

B

C

D

E

F

G

H

I

J

K

L

M

N

O

P

Q

R

S

T

U

V

W

X

Y

Z


H 37


G

H&J Separação de palavras e justificação. Divisão das palavras mediante o uso de guias para justificar as linhas, ou evitar que a composição apresente um aspecto demasiado irregular quando não está justificada. Em todos os tipos de composição informatizada as normas para a separação de palavras devem incluir-se no programa.

Halftone Na publicação tradicional, uma imagem de tons contínuos fotografada através de uma tela para criar pequenos pontos de tamanhos variados que podem ser reproduzidos numa impressora tipográfica. Meios-tons digitais são produzidos por amostragem atribuindose diferentes números de pontos o que simula diferentes tamanhos de pontos.

Hardware Termo que se refere aos componentes físicos do computador, ou equipamentos relacionados. Opõe-se aos procedimentos programação área designada por software

Haste Parte de uma letra de caixa baixa que se eleva para cima da altura da letra x (ascendente) ou para baixo (descendente).

Helvética Em 1957, Max Miedinger criou a família tipográfica chamada Neue Haas Grotesk. Não foi até 1960 que a fonte foi renomeada para reflectir o nome do país em latim – Helvética. Espalhado como um símbolo de tecnologia-de-ponta suíça, Helvética tornou-se reconhecida mundialmente. O objectivo da tipografia conhecida hoje como Helvética, era de criar um tipo claro, sem significados culturais, de fácil legibilidade e que pudesse ser 38

usado em diferentes tipos de suporte: desde sinais de trânsito até impressões em papel.

Hints/Hinting Os “hints” são algoritmos utilizados pelo computador para melhorar substancialmente a apresentação das fontes no ecrã, mas também nas impressoras de menor resolução,


particularmente nos tamanhos pequenos.

Histograma Gráfico que mostra a distribuição da quantidade de pixéis da imagem em cada nível de tom desde o preto até o branco. Útil para determinar a distribuição precisa das tintas pela imagem e forçar os pontos de branco e de preto da imagem a coincidir com os extremos da escala de brilho (ajuste de níveis ou Levels).

Hot Stamping Processo de impressão em relevo que consiste em transferir para o suporte em questão, por meio de pressão e calor sobre a fita impregnada de pigmento, a imagem ou o texto a ser impresso. O processo não utiliza tinta.

HSL Espaço de cor cujas variáveis são a percentagem da transmissão de luz (L = Lightness), saturação (S = Saturation) e matiz (H = Hue). É útil para selecionar cores ao criar um trabalho artístico, mas é impreciso demais para usar como sistema de coordenadas absolutas.

HTML - (Hypertext Markup Language) Este é o formato standard para a Internet. Páginas HTML podem incluir texto, imagens, animação, vídeo, som entre outros.

Hue A cor real de um objecto. Hue é medido como um local na Roda das Cores expressa em graus.

Figuras Lateral superior dir.: Exemplo gráfico de uma haste da letra, Em cima (dir.); Exemplo de uma imagem em Halftone No centro: Tipografia sem Serifa 39


A

40

B

C

D

E

F

G

H

I

J

K

L

M

N

O

P

Q

R

S

T

U

V

W

X

Y

Z


I 41


I

Ibidem Palavra latina que significa “aí mesmo” , “ao mesmo lugar”, e se emprega para evitar a repetição do título de uma obra, de um capítulo, etc. Pode abreviar-se para ib. ou ibid.

Icograda Entidade internacional relacionada aos assuntos do design gráfico. Sigla de International Council of Graphic Design Associations (Conselho Internacional das Associações de Design Gráfico). Ícone -Imagem que representa simbolicamente um ficheiro, disco, menu, opção ou outro objecto ou característica.

Iconolitografia Processo de reprodução litográfica de estampas e gravuras muito antigas, mediante várias operações que permitem o seu transporte na pedra ou chapa e seguidamente a sua impressão.

com desenhos e pinturas a cores, em manuscritos, pergaminhos e livros antigos.

Ilustração termo geral para designar qualquer tipo de desenho, diagrama, gravura ou imagem que Sirva para acompanhar um texto num impresso.

Ilustrador profissional especializado na criação de ilustrações.

Illustrator programa vectorial para a elaboração de desenhos vectoriaisbidimensionais, desenvolvido pela Adobe Systems Incorporated, similar ao Corel Draw. Sua extensão é .ai.

Imagem Representação de coisas, animais, pessoas, e outros, por meio de gravura, fotografia, desenho, etc.

Idem Palavra latina que significa “o mesmo autor”, ”a mesma coisa”, etc., empregando-se o seu uso para evitar repetições. Pode abreviar-se para id.

Impor

Identidade Visual

Imposição

Conjunto sistematizado de elementos gráficos que identificam visualmente uma empresa, uma instituição, um produto, ou um evento, personalizando-os, tais como um logótipo, um símbolo gráfico, uma tipografia, um conjunto de cores.

Técnica de repartição das páginas de um

Ilhó Pequeno orifício que se faz no cartão, couro, etc., a fim de passar um cordão ou fita.

Iluminura Letra inicial de capítulo (capilar) ornamentada 42

Colocar as páginas na posição respectiva para ficarem por ordem quando dobrada a folha.


texto na superfície de uma folha de tal modo que, após a dobragem, estas se encontrem seguidas na ordem normal de leitura.

Imprensa A arte de imprimir com caracteres móveis, o mesmo que tipografia. Presentemente, este conceito de imprensa está ultrapassado devido à existência de facto da fotocomposição.

Imprenta Informações sobre a editora, o local e a data de publicação que devem estar presentes na parte inferior da folha de rosto.

• Processos Directos, a gravura com o suporte a imprimir, fazendo-se assim o transporte directo da tinta, da gravura para o suporte final (tipografia, litografia, heliogravura, etc.). • Processo Indirectos, o transporte da tinta entre a gravura e o suporte final é feito por transferência de depósito intermédio (offset, tipografia indirecta, etc.). • Processos Especiais, não há transferência de tinta entre a gravura e o suporte e o suporte final, este é que está preparado de modo a reter e fixar a imagem da gravura matriz (Impressão a seco).

Impressão digital Impressão Processo de reproduzir pela pressão contra o papel, pano, couro ou outro material, textos e imagens contidos em chapa gravada ou tecido (serigrafia) mediante prensa ou prelo. Principais métodos de impressão: • Processos Positivos em que a tinta é transportada nos “altos” das gravuras (carimbo, xilogravura, tipografia, flexografia). • Processos Negativos em que a tinta é transportada nos “cavados” da gravura (talhe doce, ponta seca, água forte,heliogravura) • Processos Plano-Neutros em que a superfície da gravura, sem relevos aparentes, está no entanto diferenciada de modo a transportar tinta numas zonas e noutras não (litografia, fototipia).

Sistema de impressão offset sem fotolitos e sem chapas, oferecendo uma qualidade de impressão inferior à convencional, possui custos compatíveis com os do offset tradicional e pode ser uma solução ideal para pequenas tiragens.

Impressão rotativa Processo de impressão que depende de formas ou matrizes curvas ou cilíndricas. Processo usado nas rotativas para jornais, nas máquinas offset e de rotogravura.

Impressão sob demanda modelo de negócio em que a impressão do produto editorial se dá somente após sua venda.

Figuras Lateral inferior dir.:: Exemplo de uma iluminura À esquerda: Plotter - Impressão digital 43


I

Impresso Em sentido genérico, diz-se de todo o original preparado e sujeito a um processo de impressão.

à décima sexta parte da folha, sofrendo esta quatro dobras. Deitado de 16 páginas, ou seja, 32 páginas por folha.

Impressor-litógrafo

Índice

Operador que trabalha com máquinas do sistema litográfico ou offset.

Lista de assuntos tratados na obra impressa, ordenadas por páginas.

Impressor - tipográfico

Inflável

Operador que trabalha com máquina de impressão tipográfica.

Peça feita de material plástico flexível e hermético que se pode encher de ar, onde pode ser impressas ou pintadas mensagens e /ou imagens.

Inch Polegada. A palavra inch vem do latim uncia, a décima segunda parte, porque a polegada corresponde a 1/12 de um pé (foot) e o foot equivalia a 30,48 cm, Já a nossa palavra polegada vem do latim pollex, polegar. Ao perceber que o inch tinha o comprimento da segunda falange do dedo polegar, os romanos passaram a chamá-la de pullicata.

Inclinação Corresponde ao ângulo de inclinação das hastes, ascendentes e descendentes de uma fonte e pode variar de 0º a 20º. Fontes romanas em geral não possuem inclinação ao contrário das itálicas e oblíquas.

Índex

Inflável Gigante Objecto de grandes proporções feito de material emborrachado ou nylon com alimentação contínua de ar ou através de um motor.

In-fólio Formato que corresponde à folha dobrada ao meio, dando quatro páginas, duas de cada lado.

Inicial Primeira letra de cada palavra, verso ou capítulo. Neste caso, pode ocupar mais do que uma linha e ser decorada. Também conhecida por versal.

0 mesmo que índice.

In-quatro .indd extensão dos arquivos criados a partir do programa InDesign.

Formato em que a folha sofre duas dobras, dando um caderno de oito páginas. Deitado de quatro páginas de impressão.

InDesign

Input

programa para elaboração de trabalhos editoriais, desenvolvido pela empresa Adobe Systems Incorporated. Sua extensão é .indd.

Na composição por computador, o dado a ser processado.

Interagir In-dezasseis Formato de livro em que a página corresponde 44

Influir no resultado. Num aparelho de tv, ou num CD player, não há interacção,


simplesmente assiste-se a algo ou ouve-se algo já predeterminado e imutável. Num sistema interactivo, o usuário pode cortar, acrescentar, mixar, apagar e criar um novo produto, diferente e único. A palavra latina inter+agere significa fazer junto.

Intercalar Meter folhas entre as que se vão imprimindo, para evitar que na sobreposição a tinta suje.

Interespacejar Pôr espaços finos (de um ponto ou mais) entre as letras de uma palavra, por motivo de justificação de linha. Também substitui o itálico em línguas estrangeiras cujos tipos o não têm.

Interfoliar intercalar folhas em branco num livro para que o leitor possa fazer nelas anotações.

esta parte vai sempre no princípio do livro.

Inversão Procedimento que visa converter um negativo fotográfico, antes de fixado, em positivo.

ISO Sigla internacional que designa a International Standard Organization (Organização Internacional de Normalização), que elabora e publica normas internacionais, à luz das quais são elaboradas normas equivalentes nacionais noutros países e que, a nível internacional, é juridicamente responsável por publicações com carácter normativo.

ISBN (International Standard Book Number) É um sistema internacional padronizado de numeração e identificação de títulos de livros e folhetos numa determinada edição. Aplicável também a softwares regulado pela norma técnica internacional da International Standards Organization – ISO 2108.

Institucional Diz-se da propaganda cujo objectivo é promover uma imagem favorável a uma determinada marca, empresa, instituição, órgão público ou privado. O objectivo imediato da propaganda institucional não é a venda, e sim a criação de um clima, de uma atitude favorável, no público, em relação a entidade anunciante.

ISSN (International Standard Serial Number)

Intertítulo

Itálico

pequeno título que aparece no interior de textos longos com a função de arejar a leitura.

Tipo de letra inclinado para a direita. Também conhecida por “grifo” ou “aldino” (derivado do tipo de letras usado pelo impressor italiano Aldo Manuzio). Italtype - Máquina compositora de linhas-bloco, fabricada em Itália e muito idêntica à Intertype e à Linotype.

Intertype Máquina de compor linhas - bloco.

É o identificador aceito internacionalmente para individualizar o título de uma publicação seriada, tornando-o único e definitivo. Definido pela norma técnica internacional da International Standards Organization –ISO 3297.

Introdução Uma das partes em que se divide o livro; 45


A

46

B

C

D

E

F

G

H

I

J

K

L

M

N

O

P

Q

R

S

T

U

V

W

X

Y

Z


J 47


J

Jacto de tinta Dispositivo especial de impressora que produz uma impressão programada, atravésde um computador que provoca uma emissão de tinta sobre o suporte.

(para prensas rotativas) ou folhas lisas (prensas planas). A superfície do papel poderá variar de acordo com o produto pretendido.

JPEG Janela Abertura realizada nas folhas de papel, tapada por tiras de papel transparente, para ficarvisível o que está por baixo.

Java Linguagem de programação desenvolvida pela Sun Microsystems para a criação de pequenos programas (Applets) para serem distribuidos na Internet. O Java permite a criação de uma aplicação independente e possui todos os recursos de uma linguagem destinada à criação de aplicações comerciais,o seu sucesso na Web deve-se a possibilidade de criar programas independentes de plataformas.

Java Script Linguagem de Script desenvolvida pela Netscape que complementa a linguagem HTML e precisa de um Browser que a suporte (Explorer 3.0 ou Navigator 2.0), é uma linguagem interpretada e baseada em objectos, ou seja, ela trata todos os elementos de uma página Web como um objecto.

Jogo Espaço que existe entre o encaixe e a margem interna das pastas do livro, para facilitara sua abertura; colecção de filetes, vinhetas, orlas, cabeções, etc., que constituem uma série.

Jornal Papel fabricado para a impressão de jornais, revistas ou outro tipo de materiais de leitura. Poderá ter a apresentação de rolos 48

O formato JPG ou JPEG recebeu esse nome pelo Joint Photographic Experts Group, o nomeoriginal do comitê que desenvolveu o padrão. A rigor, JPEG não é um formato, mas sim uma família de algoritmos de compactação. O formato JPEG permite uma alta compressão das imagens devido ao seu processo de compressão com perdas.

Justificação Acção de justificar (linha de caracteres tipográficos, filetes, páginas, etc.).

Justificar Processo de ajustar as linhas de texto pela colocação de uma quantidade apropriadade espaços entre palavras nas diversas linhas, tornando-as assim uniformes.


K 49


K

Kerning

Kraft (papel)

Ajustamento extra do espaço entre duas letras, para compensaro excesso ou escassez de espaço entre as mesmas, derivado do próprio desenho desses caracteres em particular. Não confundir com “tracking”.

Papel muito resistente, geralmente pardoescuro , usado para sacos e embrulhos, fabricado com pasta de madeira tratada com sulfato de sódio.

Key color uma das tintas de selecção que se usa na impressão em quadricromia (CMYK).

Figuras Em baixo:Exemplos de ajustamento de letras (kerning)

50


L 51


L

LabColor (cores LAB) Tem como modelo o processo de percepção da cor efectuado pelos nossos olhos, é um espaço de cor com uma gama de valores muito superior ao CMYK e RGB. É também por isso o espaço de cor com maior precisão na definição de uma cor. A cor é definida com base na 4ª lei de Grassmann: dada uma cor x=a(A)+b(B)+c(C), a sua luminosidade em unidades fotométricas será a soma da luminosida de de Lx= La+Lb+Lc. Suporte de utilização: ecrãs, monitores, scanners, web, televisores, multimédia.

utilizado em capas de livros, revistas, folhetos e embalagens, assim como em painéis impressos através de plotagem. Consiste na aplicação de uma película plástica sobre a superfície impressa tem uma finalidade estética de durabilidade e resistência contra riscos e abrasão. Papéis com gramagem inferior a 180 gr/m2 enrugam ao plastificar.

Landscape/Wide (página ao baixo ou deitada) Página que tem a largura maior que a altura.

Largura (tipo de letra) Lamicote

Em impressão chamam de lâmina o formato aberto do trabalho. Por exemplo: 4 páginas correspondem a uma lâmina de impressão (dobrada) com duas páginas na frente mais duas no verso.

Os tipos estreitos são utilizados de forma eficaz quando existe uma abundância de texto e o espaço tem de ser mantido. Mas a legibilidade diminui quando as letras são demasiado estreitas (condensadas) ou demasiado largas (expandidas)-a distorção do texto, para alargar ou estreitar as letras, altera as proporções dessas letras, algumas famílias de tipos incluem tipos condensados e expandidos englobados em normas proporcionais aceites.

Laminação

Laudas

1. Passagem de folhas de papel por um cilindro compressor a fim de lhes retirar a rugosidade e os vincos, reduzir a sua espessura e uniformizar o tamanho. 2. Acabamento de superfície habituamente

1. Página de livro, escrita ou em branco. 2. Cada uma das faces de uma folha de papel.

Cartão laminado com poliéster metalizado nas cores: prata, ouro e outras, sendo o verso branco fosco.

Lâmina

52

Layer/Camada Como se fosse uma série de folhas de acetato


transparente sobrepostas. Pode-se activar a que deve ser trabalhada, escolher quais devem ser visíveis na tela e quais imprimir. Em programas de edição de imagens serve para colocar uma imagem sobre a outra permitindo trabalhá-as de forma independente.

2. Aspecto geral de como o tipo de letra é composto numa coluna de texto, tendo como factores como o corpo, a entrelinha,a largura da linha, comprimento da linha, entrelinha, espaçamento e palavras, viúvas e órfãos.

Ligatura Layout Plano preliminar dos elementos básicos de um projecto, relacionando tipos e tamanhos de texto, ilustrações, títulos, espaçamentos, etc. Esboço. Croquis.

Leading Espaçamento vertical entre linhas de texto.

Legenda Texto que explica e acompanha uma imagem, normalmente composto num corpo de letra mais pequeno que o do texto.

Letras combinadas constituindo um único caractere. Exemplos de ligaturas são os conjuntos fi, fl, ff, ct.

Lineatura Medida que indica o número de linhas de pontos de reticula por centímetro ou por polegada. O nível de detalhe da imagem impressa depende directamente da lineatura da mesma, ou seja, quanto maior a lineatura, maiora definição do trabalho e menor o ponto de impressão.

Linguagem Visual Legibilidade Termo utilizado para descrever os tipos de letra e a maneira como estes são usados. A eficiente leitura de uma página impressa requer que o leitor converta, o mais rápido possível, símbolos tipográficos -caracteres -em conceitos. A legibilidade é a facilidade em desempenhar esta descodificação

Conjunto de elementos conceituais, visuais relacionais que consistem a base de trabalho do designer: o ponto, a linha, o plano, o volume, as variáveis visuais (formato, tamanho, cor, grão, textura, direcção) que são organizados num espaço físico para criar efeitos ópticos de representação e, dessa forma, comunicar ideias, sentimentos ou instruções a uma audiência.

Leiturabilidade (Readability)

Linha Curta

1. Compreensão intelectual do texto.

Final de parágrafo. Não deve aparecer no alto

Figuras Lateral Inferior esq.: Modelo Lab, variação cromática da cor À esquerda: Exemplo de ligaturas (Tipografia, Adobe Garamond Expert e Alternate) 53


L

de uma página num texto composto.

Linha-Base (Baseline) Uma linha imaginária sobre a qual se posicionam os caracteres de uma determinada fonte.

Linotipo Sistema de composição tipográfica criado no final do século 19. Os textos são digitados linha a linha em um teclado, e os tipos correspondentes são fundidos numa liga de chumbo, antimónio e estanho, a partir de moldes permanentes da fonte.

Litografia Processo de impressão semelhante ao offset utilizado principalmente na impressão de embalagens de aço (ex: latas de azeite).

Litografia offset Técnica de impressão planográfica, isto é,

54

que não se baseia no relevo da superfície de impressão para transmitir a tinta ao papel, e sim nas propriedades mutuamente repulsivas da tinta à base de óleo e da água, usada para isolar as áreas a não serem entintadas. Foi inventada na Alemanha por Alois Senefelder, em 1798. As suas aplicações são variadas, principalmente ao nível da publicidade e vão desde brochuras, folhetos, cartazes, catálogos, revistas, jornais, material de estacionário e embalagens.

Livreto Pequeno livro usado com finalidades promocionais ou de propaganda

Livro Publicação impressa que consiste num conjunto mínimo de 50 páginas de miolo e respectiva/s capa/s. Os elementos que compõem um livro são os seguintes:mancha, cabeça, pé, lombo,


margem, cinta, sobrecapa, capa, guardas, ante-rosto, rosto, colofon, badanas e miolo.

Logomarca 1.Marca que reúne graficamente letras do nome da empresa e elementos formais puros, abstractos. 2. Símbolo gráfico identificador de uma empresa ou marca, quando composta do símbolo em si mais o logótipo.

é o único, tornando-se a principal representação gráfica da mesma. Logotipo é uma assinatura institucional, a representação gráfica da marca. Por isso ela deverá aparecer em todas as peças gráficas feitas para a empresa. Como toda assinatura, o logotipo precisa seguir um padrão visual que a torna reconhecida onde quer que ela seja estampada. Usar correctamente o logotipo é uma das acções obrigatórias para o reforço da imagem

Logotipia Sistema de composição tipográfica baseada no uso de logótipos. Figuras

Logotipo

Lateral Inferior esq.:

1. Refere-se à forma particular como o nome da marca é representado graficamente, pela escolha ou desenho de uma tipografia específica. É um dos elementos gráficos de composição de uma marca, algumas vezes

Sistema de composição tipográfica -Linotipo Em baixo:Representação gráfica dos elementos que compõem um logotipo

55


L

e da personalidade da empresa. 2.Elemento de identidade visual comummente denominado, abreviadamente, de logo. Marca comercial de uma empresa, constituída por uma ou mais palavras ou por um grupo de letras grafadas em desenho e estilo característicos da entidade.

Lombada Parte do livro oposta ao corte da frente, onde se cosem ou colam os cadernos com a capa.

Lombo Margem interior de uma página, localizada entre a lombada e a mancha.

LPI É a abreviatura de ‘lines per inch’ (linhas por polegada), consiste no número de pontos por linha de impressão, em teoria, quanto mais linhas tivermos na imagem, menores os pontos e maior a sua definição. O número de linhas com que se imprime a imagem está directamente relacionado com o tipo de papel que lhe vai servir de suporte. Papéis mais absorventes exigem menos lpi; o papel de jornal imprime-se a 80/100 lpi. Papéis menos absorventes exigem mais lpi; um couché imprime-se a 175 lpi,ou mesmo a 200 lpi.

Luminância Atributo que corresponde à quantidade de branco/cinza/preto percepcionado num objecto.

Luminoso Tipo de cartaz publicitário com iluminação interna.

LWC (Light Weight Coated paper) papéis revestidos lisos e com brilho, de baixa gramagem, para impressão de revistas e encartes em impressorasrotativas. 56

LZW (Lempel-Ziv-Welsh) Algoritmo (método matemático) de codificação compressão de dados. É semelhante à codificação de Huffman, no qual as repetidas sequências de zeros e uns são substituídas num dicionário por um símbolo correspondente. O LZW é utilizado na compressão sem perda de qualidade em imagens TIFF e nos formatos de compressão ZIP e SIT.


M 57


M

Maculatura

Mancha

Folhas perdidas durante a tiragem, sujas, etc., que se aplicam para vários usos. Também chamadas de colaturas ou perdidos.

Conjunto de texto e ou imagem impresso na página. Parte da pagina que é impressa.

Manuscrito Mão vigésima parte de uma resma, ou seja, 25 folhas.

original ou copia de um texto ainda não impresso.

Maquete ou maqueta Magenta Uma das tintas de selecção que se usa na impressão em quadricromia. De origem italiana, magenta que é a mistura do sangue humano com a neve. Teve origem num poema em que a última estrofe dizia: “...e todos os campos ficaram cobertos de magenta”. Em 4 de Junho de 1859, houve uma batalha sangrenta (batalha de magenta) entre franceses e austríacos, da qual praticamente não houve vitoriosos, os corpos ensanguentados dos soldados mortos misturados à neve e sob o reflexo do sol, apresentavam a cor retratada no poema.

Maiúscula Termo utilizado para as letras capitais de alfabeto latino. Também designada por caixa alta.

Conjunto de estudos organizados que servem para visualizar uma arte final.

Marca Nome, símbolo gráfico, logótipo ou combinação desses elementos, utilizado para identificar produtos o u serviços de um fornecedor/vendedor e diferenciá-los dos demais concorrentes. Quando registada, uma marca tem protecção legal e só pode ser utilizada em exclusivo pelo seu proprietário legal (ver brand).

Marca de água Desenho (normalmente um símbolo ou logótipo identificativo da marca) ligeiramente translúcido gravado no papel durante a fabricação, por um molde de arame. (ver filigrana)

Malha Construtiva Trama quadrangular que serve como base para a construção de qualquer arte que exija precisão.

58

Marca de corte Marca incluídas no papel para indicar o local de corte.


Margem

Minúscula

espaço branco que envolve a mancha impressa numa página. Numa página impressa existem 4 margens: cabeça ou superior; pé ou inferior; de corte ou exterior; de lombo ou interior.

Termo alternativo para letras de caixa baixa. Derivada da chamada escrita uncial.

Margem de pinça zona na margem da folha de papel que será agarrada pelas pinças da máquina impressora. Mede normalmente cerca de 1,5 cm.

Miolo Conjunto de folhas que constituem o interior de um livro ou de uma publicação.

Mira Forma geométrica usada na impressão a cores para acertar os diversos fotolitos de cada cor.

Mashup É um website ou uma aplicação web que usa conteúdo de mais do que uma fonte para criar um novo serviço completo.

Mate

Mock-up Modelo de um produto ou embalagem numa determinada escala, utilizado para avaliações em geral e, muitas vezes, para produção fotográfica.

sem brilho. Fosco.

Moiré Matiz Variação qualitativa de cor e tal conceito está ligado directamente ao comprimento de onda da sua radiação. (ver hue).

Efeito resultante da justaposição errada das tramas, provocando um efeito bastante perceptível.

Moldura Meio-tom Reprodução de uma imagem pela gradação de tons contínuos ( ver“halftone”).

Conjunto de filetes ou tarjas que esquadram a imagem do texto. Caixilho.

Mono Metrics (tipografia) Informação referente à largura de cada caracter e aos valores de “kerning”.

Exemplar simulado de uma publicação, em branco, cujas dimensões, número de páginas e tipos de papel são iguais

Figuras Lateral Inferior esq.: Sistema cores CMYK À esq. :Exemplo de maquete 59


M

aos do volume a ser impresso.

todos os fotolitos sobre um suporte de montagem, antes de passados à chapa.

Monocromia Impressão a preto e branco ou a uma só cor.

Morder

Folha singular com informação impressa numa ou em ambas as faces (ver one-pager).

Imagem ou caracteres que se prolonga para fora das marcas de corte e que ocupam integralmente a folha impressa, sem margens (ver sangrar ou bleed).

Monograma

Mupi

Imagem simbólica constituída pelas inicias de um nome.

Acrónimo de “mobiliário urbano para informação”. São expositores de informação, por vezes iluminado e/ou rotativos.

Monofolha

Monotipia Imagem obtida por decalque sobre uma pintura em papel, porcelana, vidro, ou outro suporte, antes de secarem as tintas.

Montagem Operação que consiste em colocar

60


N 61


N

Navalha

revistas, etc. Número de encomenda.

Na guilhotina serve para aparar ou cortar o papel. Faca

Newsletter

Negativo Imagem fotográfica na qual o valor das luzes e das sombras encontra-se invertido.

Peça gráfica, na forma de carta ou pequeno jornal, com estilo editorial, utilizado como veículode comunicação publicitária.

Número de corpo (bulking number) Negro Diz-se de todos os tipos ou caracteres de traços mais grossos que o normal. As partes escuras de uma gravura.

Neogravura Rotogravura.

Normandos Caracteres que possuem traços muito pronunciados comparativamente aos finos.

(1) Quantidade de folhas contidas em uma resma de uma polegada (25,4mm) de espessura, medido sob pressão especificada. (2) O número de corpo dá uma indicação da espessura do miolo de um livro e serve para projectar a lombada da capa de livros encadernados; quando multiplicado por 2, o número de corpo corresponde ao número de páginas por polegada (ppi), visto que cada folha contém duas páginas.

Número de flexão (bending number) Normas Conjunto de regras e documentos para definir, unificar e simplificar tanto os produtos acabados como os elementos que se empregam para os produzir. Existem normas de empresas, de indústrias nacionais e internacionais.

Nota Indicação que se coloca nas margens das páginas dos livros. Cota marginal.

Números Old Style Números que, apesar de corresponderem a conjuntos do mesmo corpo, variam de tamanho, apresentando alguns, hastes ascendentes ou descendentes.

Números de registo Números que são dados aos vários trabalhos que vão entrando na tipografia. Estes números substituem os nomes dos livros, 62

Valor que expressa a qualidade de dobragem de um cartão e determina a sua adequação à conversão em caixas, sem romper no vinco ou delaminar as camadas.


O 63


O

OCR Reconhecimento óptico de caracteres, por exemplo, a conversão de imagens de caracteres gráficos (normalmente mecanografados em caracteres especiais) em dados electronicamente codificados para o seu sequente processamento.

decorada, caixa-baixa com letras condensadas formas angulares e alto contraste e criam uma mancha preta bastante densa.

Old style ou Old face Alfabetos desenvolvidos a partir do século XVII.

Offset

Olho

Técnica de impressão desenvolvida a partir do início do século XX, no qual se dispõe de 3 cilindros: um com a chapa metálica, outro de borracha que recebe a impressão do anterior, e que contacta com papel, e um terceiro que faz a contra impressão.

Relevo do tipo que produz a impressão da tinta no papel.

Old English As Blackletters, também designadas Old English ou Góticas, são facilmente reconhecidas através das seguintes características, caixa-alta extremamente

On-line Equipamento directamente ligado e controlado pela unidade central de processamento de um computador, por meio de sinais electrónicos nos quais não intervém outro meio, como por exemplo a tira de papel.

OpenType Tecnologia desenvolvida pela Adobe e pela Microsoft que permite a compressão e a descompressão de fontes de modo a que seja facilmente transportável e compatível de plataforma para plataforma.

Optima Optima é um tipo de letra elegante e altamente legível, as qualidades notáveis em um design sem serifa. Criado em 1958 por Hermann Zapf para a fundição de Stempel, Combina características de ambos os tipos de serifa e sem serifa para uma concepção humanista. Os traços afilados lembram a caneta de caligrafia e as formas de caracter são calmantes para os olhos. Versátil e sofisticada é excelente para uma variedade de usos que vão desde a identidade corporativa embalagens em texto tamanho médio

Opúsculo Impresso composto por um máximo 64


de 48 páginas. Folheto, brochura.

Outline

Orelha

Caracter em que apenas a linha de controlo é desenhada.

É o mesmo que a Badana (ver Badana)

Ozalid Organigrama Gráfico representando a organização, hierarquia e funcionamento das diferentes secções duma empresa ou instituição.

Prova de uma montagem transparente feita com papel de cópia da marca, (revelação por amoníaco).

Original Texto manuscrito, dactilografado, impresso, etc., que serve de modelo para a sua reprodução exacta. Também pode aplicar-se esse termo em qualquer tipo de imagens destinadas a ser reproduzidas.

Orla Cercadura que rodeia a margens de um impresso.

Figuras Lateral Inferior esq.: representação tipográfica com serfia À esquerda: representação tipográfica sem serfia 65


A

66

B

C

D

E

F

G

H

I

J

K

L

M

N

O

P

Q

R

S

T

U

V

W

X

Y

Z


P 67


P

Palestina

Papel Aéreo

Nome dado antigamente ao tipo de corpo 24 pt.

Papel muito fino usado nas cartas destinadas a serem transportadaspor via aérea.

Panose É um sistema de classificação de tipos desenvolvida por Ben Bauermeister A cada tipo corresponde um sistema de classificação de 7 dígitos que distinguem com precisão o tipo de patilha, a proporção, o contraste, a variação de traço, a forma da letra, a altura da linha média e o eixo.

Papel Alcatrão Papel fabricado de palha e restos de papel.

Papel Algodão O que se obtém através do tratamento de trapos de algodão.

Papel Almaço Pantone

Aparelho que serve para copiar desenhos segundo uma escala reviamente estabelecida.

Papel grosso, branco ou levemente azulado, que serve para documentos, registos, livros de contabilidade, etc. O formato peculiar desse papel (330 X 440 mm), cuja folha dobrada ao meio, dava as dimensões exigidas para os papéis destinados à correspondência oficial.

Papel

Papel Alumínio

Invenção introduzida pelos Árabes na Itália no século XII, mas só utilizada no resto da Europa a partir do século XIV. Produto composto por fibras vegetais reduzidas a pasta e secas sob a forma de folhas.

Papel de aparência metálica, destinado sobretudo a envolver géneros alimentícios.

Papel Acetinado

Papel de Arroz

Papel a que é aplicado um tratamento especial que dá um aspecto brilhante e uniforme nas duas faces.

Papel Fino, fabricado a partir da palha do arroz, usado para mortalhas de cigarro.(ver Papel Fiduciário).

Código de cores para artes gráficas patenteada pela Letraset.

Pantógrafo

Papel Antifraude (Apergaminhado) Parecido com o pergaminho; acetinado.

Figuras À dir.: Representação fotográfica de um pantógrafo Lateral Inferior dir.:Exemplo de código de cores Pantone 68


Papel Autográfico

Papel Bobinado

Aquele que é preparado especialmente para o processo de transporte em autografia; é obtido pela aplicação de uma solução de amido, cola de peixe e outras gomas diluídas em água pura, sobre um papel fino.

Aquele que não é cortado em folhas, mas enrolado em bobinas. Papel de bobina.

Papel Avergoado (vergé) O que apresenta pontusais e vergaturas.

Papel de Barbas Papel de tina, não aparado nas margens, em que se conservam irregulares e franjadas.

Papel Bond Papel alcalino apergaminhado, produzido à partir da composição de celulose branqueada de fibras curtas e aparas brancas de primeira qualidade, cujas principais características são o elevado padrão de bulk, boa lisura para impressão e boa estabilidade dimensional.

Papel Bristol Papel Bíblia Fino e resistente, feito à base de pasta de trapo e de pasta química utilizado na publicação de livros muito volumosos. Nome pelo qual é conhecido o papel da Índia, muito usado na impressão de Bíblias.

Cartão.

Papel Bule Papel grosseiro, normalmente fabricado com restos de cordas e barbantes,que lhe conferem grande resistência. Papel pardo.

69


P

Papel Canelado Papel espesso de superfície ondulada, que é utilizado no fabrico de cartão canelado.

característica deve-se a um revestimento especial; a gravação é feita manualmente por meio de estiletes, por processos fotoquímicos ou por percussão.

Papel de Capa Papel muito espesso, fabricado especialmente para as capas dos livros, mas que pode utilizar-se para outros fins.

Papel China

Papel de Cartucho

Papel fabricado na China, com casca de bambu, palha de arroz, certa variedade de amoreira e outros produtos chineses; é fino, resistente e sedoso; serviu sobretudo para tiragens de pontas secas e litografias de qualidade na época românica; ainda hoje, tem por suporte um papel mais espesso sobre o qual é fixado durante a própria operação da tiragem; é também usado, por vezes, para imprimir texto em edições de luxo.

Papel em que se embrulham géneros especialmente em mercearias.

Papel Contínuo

Papel de Carta Papel pautado ou não, cortado de formato conveniente e destinado a correspondência, fabricado com muita cola e alta percentagem de pasta química ou trapos.

Papel Cebola Papel muito fino, de grande qualidade, fabricado com trapos de cânhamo e linho.

Papel de máquina que pode atingir vários metros de comprimento e de largura, enrolado em bobinas.

Papel Costaneira Papel Celofane Papel fino e transparente, derivado da viscose, usado para envolver certos géneros alimentares, para janelas de envelopes, etc.

Papel Cera Papel destinado à reprodução de textos ou figuras gravados sobre ele; esta

70

Papel grosso e de inferior qualidade especialmente utilizado para resguardar os lados das resmas do papel.

Papel Couché Papel cuja superfície foi tornada lisa por uma preparação especial que cobre uma ou as duas faces de uma camada fina de produtos minerais, como por exemplo


o caulino; depois de fabricado é colado com uma mistura de cola animal e outra matéria que lhe dá uma brancura e um polido notáveis, é muito empregue no fabrico de símiles e edições luxuosas.

utilizado no desenho de plantas e outros trabalhos de engenharia.

Papel Crepe

Papel de Escrita

Papel com textura semelhante á do crepe, tal como as toalhas de papel e guardanapos; o efeito é obtido encrespando o papel húmido no rolo através de lâminas.

Todo o papel que apresenta um aspecto acetinado que lhe é dado por uma certa proporção de cola, que também lhe dá consistência.

Papel Cromo

Papel Especial

Papel de superfície lisa e cheia, destinado à impressão litográfica a cores.

Papel resistente à água; é fabricado com uma pasta incorporada de produtos químicos que lhe conferem essas características; é utilizado para cartas geográficas e outras documentos que possam estar sujeitos a diferentes condições atmosféricas.

Papel de Embrulho Todo aquele que, seja de que qualidade for, serve para embrulhar, desde o papel pardo ao papel seda, celofane, vegetal e outros.

Papel Esconso Aquele que é mal aparado.

Papel de Estanho Papel Encerado Papel resistente, impermeabilizado com parafina ou óleo não secativo, tratamento que lhe confere um aspecto ceráceo.

Aquele cuja superfície é de aparência metálica, imitando o estanho, usado normalmente para revestir superfícies.

Papel Farpado Papel Enfestado Papel dobrado a meio fazendo vinco, geralmente usado para impressão de jornal.

Papel que apresenta as extremidades recortadas em forma de farpa.

Papel Ferro Papel de Engenheiro Papel translúcido de muito boa qualidade,

Papel ornamentado e muito resistente, utilizado para encapar livros.

Figuras Lateral Inferior esq.: Papel canelado À esquerda.: Papel crepe 71


P

Papel Fiduciário

Papel Granitado

Papel com marcas de identificação especiais.

papel com superfície áspera, conforme sai da forma, sem a intervenção da calandra; pode ser de uma ou de duas faces.

Papel Filigranado Aquele em que se divisa, impressa em branco na massa, uma filigrana; todos os papéis timbrados são filigranados e fabricados em cuba.

Papel Filtro Aquele que é feito sobretudo de algodão sem cola nem corantes, tratadocom solução de ácido nítrico, o que lhe confere mais resistência e aptidão para reter as impurezas em suspensão nos líquidosa filtrar. Papel empo rético.

Papel Florete Papel antigo de grande qualidade usado para impressão.

Papel Hidrográfico papel que se obtém deixando-o ficar numa solução de noz de galha gomada; antes da dissecação é salpicado com sulfato de ferro calcinado, depois do que se pode escrever com uma caneta molhada em água, aparecendo os traços como se tivessem sidos escritos com tinta.

Papel Holanda Nome de papel vergé; fabricado na cuba, leva quase sempre o nome do fabricante; é espesso e branco, com vergaturas aparentes e reservado a tiragens de luxo.

Papel Ignífugo Papel de Forma Papel fabricado à mão com trapo de cânhamo e linho, por meio de formas que produzem apenas uma folha de cada vez; As vergaturas, pontusais e filigranas podem ver-se à transparência; hoje é somente utilizado para edições de luxo; o papel vergé e de linho são duas qualidades de papel de forma empregues em tiragens especiais.

Papel Friccionado aquele que é acetinado apenas de um lado.

Papel Gofrado aquele que apresenta qualquer relevo produzido pela pressão entre placas ou cilindros gravados.

Papel Gomado papel revestido numa das faces por uma camada de cola. 72

papel que possui um grau de inflamabilidade e combustibilidade muito reduzido; é sujeito a tratamentos especiais que lhe conferem estas características.

Papel Impermeável fabrica-se inserindo na pasta hidrocelulose impregna-se com uma solução de piroxilina, éter acético ou álcool etílico, o que lhe dá uma impermeabilização absoluta.


Papel de impressão

inteiramente fabricado de trapos.

Tipo de papel liso especial para ser impresso.

Papel Litográfico Papel Índia Opaco, muito fino e resistente, usado na impressão de bíblias e outras obras muito extensas, quando se pretende reduzir a grossura dos volumes. (ver papel bíblia).

Papel Japão Papel aveludado ligeiramente marmorizado, mais ou menos espesso e muito resistente, fabricado no japão com rebentos de bambu e outros produtos, como a casca da amoreira; o seu uso foi introduzido em frança nos meados do século xix e reservado às tiragens de luxo.

Papel de Jornal Papel com uma grande quantidade de pasta mecânica, de superfície áspera pouco encolado, não apto para a escrita.

Papel Kraft Papel muito resistente, geralmente pardoescuro , usado para sacos e embrulhos, fabricado com pasta de madeira tratada com sulfato de sódio.

Papel de Linho Papel de qualidade superior,

Papel com muito pouca cola especial para impressões litográficas; é elástico, fino e liso.

Papel de Lustro Papel muito calandrado em que entra muito caulino, de que resulta uma superfície lisa e brilhante.

Papel de Luxo Papel de trapo de qualidade utilizado apenas em edições especiais.

Papel Maché Aquele cuja pasta, após trituração mecânica, sofre uma enorme pressão hidráulica, o que permite que, após completa dissecação, seja trabalho como madeira ou pedra.

Papel Manilha designação do papel ou cartolina feito de cânhamo ou outro produto obtido a partir da fibra de juta; é muito resistente.

Papel Manteiga Impermeabilizado através da aplicação de gorduras, geralmente papel pergaminho vegetal ou papel resistente à gordura não calandrado, de fraca qualidade.

Figuras Lateral Inferior dir.: Papel Gofrado À esq.: Papel Kraft 73


P

Papel Manual

Papel Ozalid

o que é fabricado à mão; extremamente caro, é apenas empregado em obras de luxo.

Papel Marfim

Sensível à luz, de cor amarela, com o qual se tiram as provas das ilustrações e do texto para heliogravura, depois da montagem e antes da gravação.

cartolina de massa superior, cuja superfície imita o marfim.

Papel de Pasta química

Papel Marmorizado papel de fantasia, cuja superfície imita o mármore; é aplicado especialmente nas guardas dos livros.

Obtido pela maceração de certas madeiras ou substâncias vegetais ricas em celulose; processo inventado em 1846, só se utiliza em estado puro para fabrico de cartão.

Parágrafo Papel Mata-borrão Fabricado com algodões de cores, serve para absorver a tinta em excesso.

Pequena divisão de um texto, capitulo ou artigo. Pode iniciar-se com um espaço à entrada da primeira linha (parágrafo português), ou não (parágrafo Alemão).

Papel Mate Papel acetinado de um só lado.

Parangona

Papel Milimétrico

Designação antiga para tipos de corpos de 18 a 20 pontos.

Papel com quadrículas de um milímetro, destinado a plantas, gráficos, etc.

Parangonar Justificar na mesma linha corpos diversos.

Papel Moeda Por determinação oficial, serve de moeda.

Patilha

Papel de Música

Pequeno traço transversal que remata as partes terminais de alguns caracteres.

Papel pautado com o pentagrama, destinado a escrever música.

Papel Não-ácido

Margem inferior da página impressa. Parte inferior de uma letra.

Papel Isento de ácido e com ph igual ou superior a 7.

Pé de Mosca Designação antiga para letras de corpo de 4 pt.

Papel Não-oxidante Isento dos produtos químicos que, com o tempo, provocam acidez.

Pica Unidade tipográfica de medida, correspondente a 12 pt ou 1 cícero.

Papel Offset papel com muita cola, de superfície uniforme, resistente à humidade, destinado à impressão em sistemas offset e litográfico em geral. 74

Pixel Elemento mais pequeno do ecrã, sendo que a grande maioria dos ecrãs têm


resoluções de 72 dpi (pixéis por polegada).

Portfólio

Pestana

Conjunto de trabalhos de um autor organizados numa unidade própria (pasta Brochura, diapositivos, vídeo, etc.).

Na encadernação, extremidade dobrada de uma folha para permitir a costura.

Poster Policromia

Cartaz.

Qualquer processo de impressão em várias cores.

Prancha Ponto Unidade de medida tipográfica criada por didot, cerca de 1742, baseada na Unidade pied du roi (30 cm). Resulta da divisão desta unidade em 798 partes. O ponto francês ou didot mede 0,376 mm.

Ponto de arame

Estampa. Ilustração que figura numa página não integrada na sequência numérica das páginas de texto.

Projecto Desenho e conjunto de especificações para uma obra que pretende reproduzir-se posteriormente.

Agrafe numa publicação.

Prova Portada Outra designação para frontispício ou rosto.

Exemplar da composição ou gravura tirada em papel tendo como finalidade a correcção ou detecção de erros encontrados.

Prova de cor Imagem impressa a cores, permitindo comprovar da fidelidade das cores em relação ao original.

Página Cada um dos dois lados que constituem

Figuras À esq.: Caracter tipográfico com patilha 75


A

76

B

C

D

E

F

G

H

I

J

K

L

M

N

O

P

Q

R

S

T

U

V

W

X

Y

Z


Q 77


Q

Quadrado Quadrilátero de lados iguais e ângulos rectos.

Quadricromia Impressão a cores por meio das três cores primárias (ciano, magenta e amarelo) e do negro. (ver CMYK)

Quadrícula Quadradinho. Qualquer dos lados de um quadrado em papel quadriculado.

Quadricular Dividir em Quadrículas.

Quadrilátero Polígono que tem quatro lados.

Quadro (de madeira ou metal) Estrutura onde se prende a seda para fazer uma serigrafia.

Quarkxpress Software criado em 1987 para paginação, que com o passar dos anos perdeu utilizadores para o Adobe Indesign.

Quebra-luz Peça ou utensílio que amortece a intensidade da luz.

Quick Time Ferramenta da Apple para reproduzir vídeo, música, elementos 3D ou realidade virtual.

Quirologia Arte de conversar por meios de sinais feitos com os dedos.

78


R 79


R

Raw

Recto

o formato raw é a melhor representação do “negativo digital”, já que é constituído pela informação que sai diretamente do ccd de uma câmara digital e é guardado assim mesmo, sem qualquer adulteração por processamento, interpolação ou por balanceamento da cor.

Frente de uma folha de papel. Nos livros é sempre uma página ímpar.

Rede Trama. Reprodução de imagem de meiotom por processos fotomecânicos, de modo a que a imagem seja formada por pontos, resultantes do cruzamento de linhas.

Recolhido o claro com que abre a primeira linha e um parágrafo, ou, ao invés, todo o texto de uma coluna mais estreito do que uma linha inicial.

Redondo Nome dado ao tipo comum para o distinguir do itálico.

Registo Recorrer passar a composição para outra medida, acrescentada ou suprimindo elementos, obrigando a transpor palavras de uma linha para outra.

80

Correspondência exata entre a frente e o verso de uma página impressa, de modo a coincidirem pela cabeça, pé e lados. Acerto dos cortes nas zonas em que encostam.


Regreta

Pé.

Régua graduada em pontos tipográficos e milimétricos, usada em artes gráficas.

Romano

instrumento que permite traçar linhas rectas e efetuar medições;

Família de caracteres cujo desenho deriva da escrita humanística praticada em itália (século xv), semelhante aos antigos alfabetos latinos. Exemplo: garamond.

Relevo branco

Rosto

Cunho. Relevo seco. Impressão de gravura sem aplicação de tinta.

Página da obra em que figura o título, autor, editor, local e data de publicação.

Repinte

Rotativa

Marcas que ficam nas folhas quando ainda não secas, por excesso de tinta ou amontoado de papel.

Máquina impressora utilizando uma forma cilíndrica, contra a qual o papel é impresso sujeito por um cilindro de pressão. É alimentada por papel em bobine.

Régua

Reprografia Conjunto de processos para fotocopiar ou policopiar documentos.

Rotogravura Impressão numa rotativa de um original gravado.

Resma Conjunto de 500 folhas de papel.

Retiração A segunda chapa a entrar, e que é sempre a que contém a primeira e última página da folha impressa.

Rubrica Parte impressa a vermelho nos livros religiosos e outros. Como era uma alteração a fazer na forma (tirar o preto e meter o vermelho), daí ficou a chamar-se rubricas a todas as alterações nas formas.

Retirar Imprimir o verso de uma folha já impressa na frente. (ver tira-retira).

Rgb É a abreviatura para o sistema de cores aditivas formado por vermelho (red), verde (green) e azul (blue). O rgb está presente na reprodução de cores em dispositivos eletrónicos como monitores de tv, computador, “datashows”, scanners e câmaras digitais,

Figuras Lateral inferior esq.: Exemplo

Rodapé

de impressão com cunho 81


A

82

B

C

D

E

F

G

H

I

J

K

L

M

N

O

P

Q

R

S

T

U

V

W

X

Y

Z


S 83


S

Sans-serif

Sobreimpressão

Tipo de letra sem patilhas, também designado por “sans” ou “grotesque”.

Impressão sobre superfície já impressa.

Software Scanner

Programas informáticos.

Equipamento fotoeléctrico que lê as densidades relativas de um original a cores para fazer as separações de cores.

Stencil

A semiótica é a doutrina dos signos, tendo por objecto o estudo da natureza, tipos e funções de signos no âmbito da mensagem e da comunicação.

É uma fina camada de material como papel, plástico ou metal, com letras ou desenhos recortados. É usado para fazer a reprodução desses mesmos elementos sobre outras superfícies aplicando “tinta” através da zona de recorte do material. Pode ser reutilizado rápida e repetidamente.

Separadores

Storyboard

Forma ou elemento usado para dividir algo por temas ou secções.

Patilha de uma letra (ver patilha).

Sequência de imagens, semelhante a uma banda-desenhada, que serve como pré-visualização antes da elaboração do projecto final. É usado na concepção de filmes, animações, websites, etc.

Serigrafia

Stroke

Processo de impressão, manual ou automática, em que as tintas, passando através de uma tela reproduzem no papel, tecido, metal etc., o desenho que se quer fixar.

Linha de contorno. Outline.

Semiótica

Serifa

Sigla Sinal gráfico convencional, que utiliza as letras iniciais de uma instituição ou entidade e que pode funcionar como monograma ou logótipo.

Símbolo Imagem que identifica graficamente uma instituição, empresaou marca, estando geralmente companhada de logótipo.

Sobrecapa Papel impresso que geralmente envolve a capa de um documento para maior protecção. 84

Subtítulo Palavra ou frase que complementa o título, aparecendo juntamente.


Figuras À esq.: Exemplo de utilização do stencil Em cima: Representação gráfica do processo de serigrafia e fotografia do processo. 85


A

86

B

C

D

E

F

G

H

I

J

K

L

M

N

O

P

Q

R

S

T

U

V

W

X

Y

Z


T 87


T

Tabela Documento contendo dados numéricos, sob a forma de relação ou lista, ordenados geralmente em linhas e colunas.

Template É um documento sem conteúdo, com apenas a apresentação visual (apenas cabeçalhos por exemplo) e instruções sobre onde e qual tipo de conteúdo deve entrar a cada parcela da apresentação.

Timeline Barra de tempo usada em programas como Adobe Flash e After Effects que permite controlar os momentos do decorrer da acção.

Times Roman Tipo de letra serifado muito comum em livros e textos extensos.

Tina Recipiente onde se punha a pasta para o fabrico manual do papel.

corpo adequado. Régua tipográfica graduada em milímetros e pontos.

Tinteiro

Tiragem

Parte da máquina impressora onde está depositada a tinta e que pode ser regulada na sua quantidade.

Número de exemplares de uma edição impressos de uma só vez.

Trajan Tipo Caracter tipográfico. Letra impressa.

Tipo de letra serifado old style criado em 1989 por Carol Twombly para a Adobe.

Tipografia

Truetype

Etimologicamente, escrever com tipos. Arte de compor e imprimir com tipos móveis, ou com pranchas de diversos materiais, fundidos ou gravados em relevo.

TrueType é actualmente o formato mais comum para fontes de Mac OS e Windows.

Tipómetro Instrumento de fundição tipográfica, destinado a verificar se as letras estão na devida altura e têm o mesmo 88


U 89


U

Underline (sublinhado) Também chamado underscore é uma ou mais linhas horizontais imediatamente por baixo de uma porção de texto. Pode ser apenas linha ou dupla linha (double-underscore), foi originalmente utilizado em manuscritos ou em documentos feitos à máquina de escrever para enfatizar o texto. Num manuscrito para ser passado a computador várias formas de underlining foram convencionadas para indicar que o texto devia ser escrito num tipo diferente tal como itálico para mostrar ênfase. Pode ser também utilizado como diacrítico isto é de forma a indicar que uma letra tem uma diferente pronuncia do que se não tiver sublinhada. Em computadores: Nos navegadores de internet nas definições originais as hiperligações são distinguidas sublinhando as mesmas (e normalmente alterando a cor). HTML e CSS o elemento <ins> utilizado em linguagem HTML que denota texto inserido é muitas vezes apresentado como texto sublinhado. HTML tem também um elemento <u> que denota texto sublinhado este é obsoleto a favor das CSS. Nos ficheiros de computadores que utilizam “plain-text” (ASCII) incluindo correio electrónico onde o sublinhado não é possível este é muitas vezes indicado por colocar um caractere de “underscore” à frente e atrás da palavra. Por exemplo “tens que usar _ tinta plástica_ para o tecto”.

Underscore (traço inferior (_), grifo ou traço baixo) È o carácter ASCII de valor 95. Este caracter surgiu nas máquinas de escrever, quando era utilizado para sublinhar palavras, nos tempos em que não havia processamento de texto, o dactilógrafo escrevia a palavra na máquina de escrever, regressava ao princípio e utilizava 90

o caracter “_” para sublinhar essa palavra. Actualmente, o traço inferior é utilizado sobretudo em informática, para substituir o espaço em branco em aplicações e sistemas que não suportam o caractere “ “ (espaço), por exemplo, em URLs da World Wide Web, endereços de correio eletrônico (por exemplo, não seria utilizado normalmente o email “underscore user@example.com”, mas sim o endereço “underscore_user@example.com”. Além disso, o traço inferior também é utilizado como diacrítico em algumas línguas indígenas das Américas e idiomas da África.

Undo É um comando de muitos programas de computador. Apaga a última alteração feita num documento revertendo-a para a anterior. Em alguns programas mais avançados, como programas de processamento gráfico, o undo nega o último comando aplicado


ao ficheiro a ser editado. O oposto de undo é redo. Na maioria das aplicações do Windows, o comando undo é activado pressionando as teclas Ctrl+Z ou Alt+Backspace. Em todas as aplicações para Macintosh o comando Undo é activado pressionando as teclas Command+Z. Command ou Ctrl Z é um dos atalhos “sagrados” definido no original Macintosh Gui. O primeiro a ser globalmente utilizado.

Unidade Em tipografia, são as divisões do espaço utilizado para o ajuste fino do espaçamento de texto. Diferentes sistemas de escrita e programas de edição de texto usam diferentes unidades: 8, 16, 32 e 64 são comuns. Uma unidade é um espaço fino ou um espaço de cabelo.

Unir Operação de correcção tipográfica que consiste em suprimir um espaço errado entre duas palavras, letras ou linhas.

Univers É o nome de um tipo de letra sem serifa desenhado por Adrian Frutiger em 1954. Originalmente criada e lançada por Deberne & Peignot em 1957 a biblioteca do tipo foi adquirida em 1972 por Haas.Univers faz parte de um grupo tipos neo-grotescos sem serifa,

todos lançados em 1957, que incluem Folio e Neue Hass Grotesk (mais tarde renomeada para Helvetica). Estas três são várias vezes confundidas umas com as outras porque cada uma é baseada no tipo deletra de 1898 Akzidenz.

Unix Sistema operativo lançado em 1971 por Ken Thompson e Dennis Ritchie. O Unix está para o software assim como o Macintosh está para o hardware: quem usa acha que é o melhor sistema operativo que existe. Quando apareceu, o Unix tinha inúmeras vantagens, era distribuído gratuitamente, funcionava em qualquer computador e era tão flexível que podia ser moldado e reprogramado pelo próprio utilizador, além de ser poderoso o suficiente para suportar grandes quantidades de dados. As desvantagens: era preciso ser um iniciado em computação para entendê-lo e a flexibilidade fez com que centenas de versões do Unix começassem a aparecer no mercado. Usada principalmente por universidades e cientistas, a linguagem Unix começou a cair no gosto dos entendidos em microcomputadores quando surgiu o Linux, uma versão mais amistosa e mais acessível.

Figuras Lateral inferior dir.: tipos de sunlunhado À esq.: Undo para Mac e PC 91


U

URL Um URL (de Uniform Resource Locator), é o endereço de um recurso (um arquivo, uma impressora etc.), disponível numa rede; seja a Internet, ou uma rede corporativa, uma intranet. Uma URL tem a seguinte estrutura: protocolo://máquina/caminho/recurso O protocolo poderá ser HTTP, FTP, entre outros. O campo máquina designa o servidor que disponibiliza o documento ou recurso designado. O caminho especifica o local (geralmente num sistema de arquivos) onde se encontra o recurso dentro do servidor. No exemplo: http://www.w3.org/Addressing/ URL/uri-spec.html, o protocolo é o HTTP, o servidor é designado por www.w3.org e o recurso - neste caso o arquivo uri-spec. html - encontra-se em Addressing/URL/.

usamos, mas que podem ser extremamente úteis: compactador ou desfragmentador de arquivos, sistemas de alerta contra vírus. Utilities é uma palavra inglesa normalmente traduzida para o português como utilidades, mas no sentido original é bem menos vago. Ou, como bem expressa o latim utilis, é qualquer coisa que podemos usar de maneira útil.

UV, Verniz Acabamentos brilhantes para os mais elevados requisitos. A utilização de verniz UV é recomendada quando é necessário obter o melhor resultado em termos de brilho e resistência. A função de protecção do verniz UV é imbatível, especialmente quando existem grandes cargas mecânicas ou contacto com produtos químicos.

Utilitários Programas auxiliares que raramente

Figuras À esq.: Acabamento em verniz UV. Em cima: endereço Web. 92


V 93


V

Vector (ou curvas) Um formato de imagem electrónico ou legível pelo computador, que incorpora uma formula matemática de representação de arte em traço, linhas e áreas. Cada linha individual é feita através de um vasto conjunto de pontos unidos por linhas, ou então, a partir de pontos de controlo ligados usando as chamadas curvas Bezier. São ficheiros leves porque apenas contêm informação das curvas bezier que formam o desenho. Os desenhos vectoriais podem ser redimensionados sem qualquer perda de qualidade. Este formato é ideal para a execução de logótipos, mapas, ou objectos que têm de ser redimensionados com muita frequência.

Vegetal (papel) É um tipo de papel translúcido. Usado para desenhos técnicos ou para cópia de desenhos, podendo ser colocado sobre alguma superfície desenhada. O papel vegetal é produzido utilizando celulose e água, que, depois de batidos, peneirados e secados, forma-se o papel com sua textura e opacidade característicos.

de folhas homogéneas, resistência das cores à luz, controle calorimétrico e é adequado para impressão: offset, tipografia, relevo e etc. Utilizado para papel de carta, envelopes, catálogos, capas, trabalhos publicitários, cartões-de-visita, miolo e capa de livros.

Verniz Camada sintética derivada da celulose, transparente, aplicada sobre uma impressão. É utilizado como revestimento para proporcionar mais brilho ou simplesmente proteger as tintas impressas. Este pode ser aplicado de forma geral ou localizado.

Verniz de água À semelhança do verniz de máquina também funciona como se fosse mais uma cor e é aplicado na máquina offset. A diferença é que é mais espesso e por isso nota-se mais. Também tem a função de proteger a tinta, mas proporciona à impressão um aspecto mais mate ou mais brilhante. Pode ser aplicado de forma geral ou localizado. A sua desvantagem é que seca muito rapidamente, se por algum motivo a impressão parar o verniz acaba por secar na própria máquina.

Vergé (papel) é um tipo de papel mais duro e grosso que o papel sulfite porém mais macio e fino que a cartolina. As suas características são marca d’água, aparência artesanal, formação

94

Verniz de serigrafia É o mais espesso de todos os vernizes e o mais caro. Pode ser mate ou brilhante. É aplicado para proteger a impressão,


dar-lhe mais resistência e conseguir efeitos mais originais.

Verniz Offset/máquina É um verniz de base vegetal e seca naturalmente. Funciona como se fosse mais uma cor e é dado na máquina offset, no seguimento da impressão. Utilizado para proteger a tinta e ajudar na secagem, evitando que a tinta suje nas zonas sem tinta. É pouco perceptível. Pode ser mate ou brilhante e ser aplicado de forma geral ou localizada.

Verniz uv É um verniz de base sintética, que reage à luz ultravioleta. É um verniz especial por ser aplicado numa máquina diferente de impressão. É um verniz mais caro que o de máquina e de água, utilizado não só para proteger a tinta e dar-lhe mais

resistência, mas também para conseguir determinados efeitos na superfície do papel. É mais espesso, produzindo um efeito mais marcado que os vernizes anteriores. Pode ser mate ou brilhante, embora com o brilho se consiga um resultado mais perceptível.

Versal Letra capital em corpo maior que o do texto e com a qual se inicia um capítulo. (ver Capitular.)

Versalete “Small caps” letra cuja forma é a da maiúscula, mas do tamanho da minúscula.

Figuras Lateral inferior esquerda: representação gráfica de vectores

95


V

Verso Face interna de um fólio, corresponde à página par (ver Recto).

em capas de encadernação, para permitir o virar da página com maior facilidade.

Vinheta Vértice Também chamado ápice. Ângulo ou remate formado pela convergência de duas hastes oblíquas, ou de uma haste vertical com uma oblíqua. Pode ser pontiagudo, oblíquo, plano ou redondo.

Pequena ilustração colocada num anúncio ou trabalho gráfico.

Viúvas Uma viúva é uma palavra ou uma linha muito curta no início ou no final de um parágrafo.

Vincagem

Volume

Marcar sulcos mecanicamente no papel, de modo a poder ser dobrado facilmente.

Obra impressa com mais de 100 páginas.

Vinco Marca deixada no papel de forma a possibilitar uma dobra.

Vinco francês Vinco feito perto da lombada, normalmente

96


W 97


W

Weight Denota a espessura de um golpe de letra, claro, extra-light, “Regular”, médio, semi-bold, negrito, negrito extra e ultra bold.

White Space Refere-se às áreas de uma publicação onde não há texto nenhum ou gafismo. O espaço negativo do design da página.

Widow Num layout de página, as últimas linhas mais curtas do parágrafo -normalmente inaceitável quando separado do resto do parágrafo, com uma quebra de coluna,é sempre inaceitável quando separadas por uma quebra de página.

Word wrap Permite criar molduras de texto à volta das imagens, criando um certo dinamismo ao layout.

WYSIWYG (What-You-See-Is-What-You-Get) Significa a capacidade de um programa de computador permitir que um documento enquanto manipulado no ecrã tenha a mesma aparência na sua utilização final impressa. Dois exemplos clássicos de editores WYSIWYG são o Writer e o Microsoft Word, nos quais o documento é mostrado no ecrã da mesma forma que como será impresso.

98


X 99


X

X (eixo) corresponde ao eixo horizontal no sistema de coordenadas cartesianas, também designado por eixo das abcissas.

X-ato instrumento cortante que tem uma lâmina retratável, usado para cortar papel, alcatifa e/ou outras superfícies moles ou flexíveis;

language, uma reformulação da linguagem de marcação html, usada em páginas web, mas baseada em xml. Esse processo de padronização visa a exibição de páginas web em diversos dispositivos, como por exemplo, telemóvel. O xhtml consegue ser interpretado por qualquer dispositivo, independentemente da plataforma, visto que as marcações, ao contrário do html, possuem sentido semântico para as máquinas.

Xerografia processo de impressão, utilizando o princípio da atracão de carga elétrica de sinais contrários. A tinta é constituída por um pó de resina carregado de eletricidade negativa e a matriz metálica plana tem as partes impressoras carregadas de eletricidade positiva. Fotocópia.

XHTML Sigla de extensible hypertext markup

Xilogravura Gravura em madeira.

XML Acrónimo de extensible markup language. Versão compacta da sgml (standard generalized markup language). Permite que os programadores e projetistas da web criem tags personalizadas que proporcionam maior flexibilidade na organização e apresentação das informações

Figuras Xilogravura 100


Y 101


Y

y-axis Ao lado do “eixo-x” e do “eixo-z” uma das definições primárias de espaço em direcçãode qualquer software 2D e 2D. Deriva de termos matemáticos, descrevendo vértices num sistema de coordenadas. Como teoricamente existem infinitas direcções, apenas três são necessárias para definir posições exactas.

y-length define, em conjunto com o “comprimento-x”, a raio e o tamanho de um objecto no espaço 2D. Em ambientes 3D, o adicional “comprimento-z” é usado para definição de dimensão de um corpo e volume.

Figuras Eixos X e Y

102


Z 103


Z

Zettabyte

Ziguezague

Tamanho de memória. Corresponde a 1180591620684899303424 bytes ou 2 elevado à potência 70. Esse incrível número é também a quantidade de filhotes que um simples casal de moscas seria capaz de gerar se conseguisse viver apenas quatro meses. Mas a natureza é sábia, as moscas vivem em média 37 dias. Se vivessem só uma semana a mais, em pouco tempo elas infestariam o mundo. É esse equilíbrio ecológico que não tem uma contrapartida no equilíbrio tecnológico, os microprocessadores continuam a se reproduzir em proporções que vão além da nossa imaginação. O termo zetta é uma variação de zepto, notação cientifica para sete.

Escrita que forma alternadamente ângulos salientes e reentrantes.

ZIP Programa de compressão de dados. Foi criado por Phil Katz e consegue espremer o tamanho de grandes arquivos, reduzindo a área necessária para arquivá-los. “zip” foi a mesma que baptizou o “zíper”, inventado em 1893, com o nome de clasp locker, fecho de gancho.

Zona Atracção Define-se como Zona de Atracção a área que, para diversas Distâncias-Tempo, é abrangida por um determinado Ponto de Venda. É um Estudo que se aplica para escolha da Localização de um Ponto de Venda, no âmbito do Retailing Mix.

Zincografia Processo de impressão idêntico ao litográfico, no qual a pedra calcária é substituída por uma chapa de zinco devidamente preparada.

Zoom

Zincogravura

Zzzz

Gravura sobre zinco, cujo transporte é feito por meio de fotografia.

Onomatopéia para dormir, utilizada nos balões das histórias em quadrinhos.

É a ampliação ou redução na tela do computador de uma imagem, uma página ou qualquer outro objecto.

Zincotipia Gravura em relevo sobre zinco destinada à impressão tipográfica.

Figuras À esquerda: Exemplo de chapa de zincografia 104


O Glossário de termos de Design de Comunicação pretende ser uma ferramenta de trabalho para os designers, gráficos, ilustradores. Assume-se também como uma obra de consulta para o rápido esclarecimento sobre o significado dos mais importantes termos de Design, sendo que os mais utilizados são aqueles que surgem desenvolvidos com maior detalhe. Como muitos dos vocábulos são de origem inglesa, os autores optaram por incluir ainda um léxico com uma relação simples das palavras em língua inglesa mais utilizadas neste domínio.


Glossariodesigncfl