Page 1

ENTRONCAMENTO REVISTA MUNICIPAL . SETEMBRO 2011 » FEVEREIRO 2012

#67

HOJE ESTAMOS AINDA MAIS PERTO DAS PESSOAS

INFOMAIL 2330 ENTRONCAMENTO

1


REVISTA MUNICIPAL #67 SETEMBRO 2011 » FEVEREIRO 2012

ÍNDICE

FICHA TÉCNICA

GOP

04

ACONTECIMENTOS

10

EMPREITADAS

23

INVESTIMENTOS

28

OBRAS . MUNICIPAIS

30

AMBIENTE . ESPAÇOS VERDES

32

TRANSPORTES

34

EDUCAÇÃO

36

AÇÃO SOCIAL

43

JUVENTUDE

50

DESPORTO

52

CULTURA

54

MUSEU NACIONAL FERROVIÁRIO

60

Propriedade Município do Entroncamento Câmara Municipal

Elaboração Setor de Comunicação, Imagem e Protocolo

Impressão e Acabamentos Tipografia Central Entroncamento

Director Jaime Ramos Presidente

Subdirectora Paula Costa Vice-Presidente

Publicação Semestral

Tiragem 11 000 Exemplares

Distribuição Gratuita

Depósito Legal 122895/98


EDITORIAL

Jaime Ramos PRESIDENTE DA CÂMARA MUNICIPAL DO ENTRONCAMENTO

Vivemos hoje dias difíceis. Tempos que nos obrigam a repensar o nosso modo de viver, a reestruturar a nossa forma de passar os tempos livres, enfim, a economizar, porque as incertezas são muitas. A crise que atravessamos é sobretudo uma crise de valores, dizia há dias um Sociólogo. Não pude deixar de concordar, quando verificamos que, como explicava, as pessoas tornaram-se individualistas. O individualismo não é benéfico nem para o indivíduo, nem para a sociedade. O egocentrismo exacerbado faz-nos concentrar demasiado no EU e esquecer o OUTRO. É tempo de mudança. Tem-se dito que os momentos difíceis ajudam-nos a sermos criativos. Este é o desafio que temos pela frente, um desafio para todos. É tempo de sermos altruístas, de abraçarmos o espírito cristão da verdadeira Solidariedade, do amor para com o próximo, de darmos a mão a quem precisa. Hoje é tempo de pensarmos que na nossa cidade também existem pessoas de boa vontade que ajudaram a minorar a fome, o sofrimento, a solidão e a dor.

O Município tem apoiado sempre atividades como estas e projetos solidários que visam combater a pobreza e a exclusão social. Sabemos que existem idosos a viver em situação de isolamento. Estão devidamente sinalizados e, para os ajudarmos, tomámos a iniciativa de promover uma Campanha “No Lar em Segurança”, para que pessoas idosas ou isoladas, sem o devido suporte familiar, consigam colorir a sua vida com uma palavra amiga, mesmo que esta chegue através de um aparelho eletrónico. Continuaremos a auxiliar os mais idosos e por isso mesmo mais frágeis, através do apoio domiciliário prestado pelo “Entroncamento Solidário”, que também ajuda a combater o isolamento e a solidão. O “Projeto Cartão Entroncamento Solidário”, apesar das dificuldades existentes, foi criado a pensar nas pessoas que precisam de ajuda e irá ter o seu início a 11 de Maio. Muito se tem feito nesta área. Continuamos a contar com a preciosa ajuda dos nossos parceiros da Rede Social, de todos os cidadãos em nome individual, da sociedade civil, de cada um de nós, para que nos ajudem a ajudar. Hoje estamos ainda mais perto das pessoas. É tempo de mudança, de entretecer laços e estender pontes. Cumpramos o nosso papel e ajudemos a criar uma geração nova, criativa, com renovados, intrínsecos e bons valores. Que todos estejamos convictos que a mudança é possível. Só assim ocorrerá. Lutemos, sempre, com esperança num futuro melhor. Lutemos para que impere a Inclusão Social, na verdadeira aceção da palavra.


GOP

2012

GRANDES OPÇÕES DO PLANO 2012 4


GOP

1. VALOR GLOBAL DO ORÇAMENTO O orçamento do Município do Entroncamento para o ano de 2012 totaliza 33.515.209€ e tem a seguinte composição: O peso das despesas de capital é superior ao das despesas correntes, o que representa o empenho do Município em levar a cabo os investimentos que considera adequados ao desenvolvimento do concelho.

DESIGNAÇÃO

CORRENTES valor

RECEITAS

% valor

DESPESAS

%

14.592.789

CAPITAL 18.922.420

TOTAL 33.515.209

43,54%

56,46%

100,00%

14.559.678

18.955.531

33.515.209

43,44%

56,56%

100,00%

NOTA: VALORES EXPRESSOS EM EUROS

Assumem particular destaque as despesas no âmbito da renovação do parque escolar, com valores de comparticipação comunitária da ordem dos 80%, o que constitui, sem dúvida, uma grande oportunidade de prosseguir com o projecto de requalificação global do Entroncamento, agora com um peso maior da vertente escolar e dos espaços verdes, que representam no conjunto 69,9% do Plano de Investimentos. Comparando os valores do orçamento para 2012 com as dotações atualizadas do orçamento de 2011 (quadro seguinte), verifica-se uma redução global das necessidades do ano em 502.168€, induzida pelo decréscimo das despesas de capital, como resultado da entrada na sua fase descendente de importantes obras comparticipadas, como é o caso das incluídas na vertente da regeneração urbana (rede viária e arruamentos).

ORÇAMENTOS

2012 33.515.209 14.559.678

ORÇAMENTO DA DESPESA

Despesas correntes Despesas com pessoal Aquisição de bens e serviços Juros e outros encargos Transferências correntes Subsídios Outras despesas correntes Despesas de capital Aquisição de bens de capital Transferências de capital Activos financeiros Passivos financeiros Outras despesas de capital

ORÇAMENTO 2011 DOTAÇÃO CORRIGIDA

5.819.328 7.815.680 355.350 407.368 1 161.951

34.017.377 12.232.517 5.327.477 6.055.677 260.018 389.683 1 199.661

18.955.531 17.956.463 239.067 0 760.000 1

DIFERENÇA -502.168 2.327.161 491.851 1.760.003 95.332 17.685 0 -37.710

21.784.860 20.448.302 231.557 0 1.105.000 1

-2.829.329 -2.491.839 7.510 0 -345.000 0

NOTA: VALORES EXPRESSOS EM EUROS

Relativamente às despesas correntes, o aumento nas despesas com o pessoal deve-se à transferência do pessoal que trabalha nas escolas e que pertencia aos quadros do Ministério da Educação e Ciência, sendo que o saldo será nulo, visto que o Município irá receber as respetivas transferências financeiras. O aumento na rubrica “aquisição de bens e serviços” encerra, para além de outros, os compromissos com as áreas de “água e saneamento” e contempla ainda os previsíveis aumentos de preços dos fatores de produção como são a eletricidade (donde se salienta a subida da taxa de iva para 23%) e os combustíveis, cujas expectativas são de crescimento dos preços. Estamos perante um orçamento que não pode deixar de refletir a expectativa de subida dos preços dos bens e serviços, fruto da difícil conjuntura económica a nível mundial e nacional e dos ajustamentos impostos pelos compromissos assumidos pelo governo português em matéria financeira. A redução nas receitas próprias do Município, principalmente do FEF, do IMT e das licenças de construção, limita em muito a ação do Município, que se defronta com despesas fixas significativas e com compromissos anteriormente assumidos, apesar de o executivo ter vindo a tomar diversas medidas com vista à redução efetiva dos custos de funcionamento.

5


GOP

2. AS GRANDES OPÇÕES DO PLANO (GOP) As GOP, de horizonte móvel de 4 anos, constituem o elemento primordial e estruturante das políticas macroeconómicas da Autarquia, a desenvolver para o ano a que se refere o orçamento. São parte integrante deste documento: 2012 O PPI – Plano Plurianual de Investimentos GOP As AMR – Atividades mais Relevantes 17.956.463 PPI - Plano Plurianual de Investimentos O PPI inclui todos os projetos e ações a AMR - Actividades Mais Relevantes 2.283.457 realizar no âmbito dos objetivos estabelecidos pela Câmara Municipal e explicita a TOTAL 20.239.920 respetiva previsão de despesa, contemplando NOTA: VALORES EXPRESSOS EM EUROS igualmente os ajustamentos resultantes das execuções anteriores. O PPI apresenta valores dentro da linha de investimentos definida. As AMR constituem um conjunto de atividades coordenadas, englobando um grupo de ações marcantes, de duração inferior a um ano, que regra geral se realizam e esgotam num exercício económico e que enquadramos em despesas correntes e em despesas de capital (na parte das transferências de capital investimentos realizados por entidades diversas da Câmara Municipal). 2.1. PPI – PLANO PLURIANUAL DE INVESTIMENTOS Desenvolvendo o PPI com esta estrutura, obtivemos totais por objetivo e por programa que nos permitem ter uma visão setorial do que a Câmara Municipal tenciona realizar no período, em cada um desses setores. DESIGNAÇÃO

POR PROGRAMA

772.061

OBJECTIVO 1 - FUNÇÕES GERAIS ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA

Programa 1 - Edifícios Municipais Programa 2 - Equipamento de Serviços Municipais

POR OBJECTIVO

92.108 679.953 13.977.745

OBJECTIVO 2 - FUNÇÕES SOCIAIS

% NO TOTAL DE DOTAÇÕES

4,3% 0,5% 3,8% 77,8% 42,3%

Programa 1 - Educação/Ensino não superior Programa 2 - Habitação Programa 3 - Ordenamento do território Programa 4 - Saneamento Programa 5 - Águas Programa 6 - Resíduos sólidos

7.595.820 4.430 75.100 137.720 98.200 69.400

Programa 8 - Cemitério Programa 9 - Espaços Verdes Programa 10 - Centro Cultural Programa 11 - Cine-Teatro S. João Programa 12 - Biblioteca Programa 13 - Museu Nacional Ferroviário Programa 14 - Piscina Municipal Programa 15 - Pavilhões Desportivos e Polidesportivos Programa 16 - Recintos Desportivos Programa 17 - Parques infantis Programa 18 - Centro de convívio

42.250 4.963.647 93.501 426.630 38.801

0,2% 27,6% 0,5% 2,4% 0,2%

76.050 63.954 25.439 252.303 6.500

0,4% 0,4%

Programa 5 - Infraestruturas eléctricas Programa 6 - Zona industrial Programa 8 - Rede viária, arruamentos, transportes Programa 9 - Ordenamento de trânsito e sinalização Programa 13 - Mercados e feiras Programa 14 - Turismo

3.207.156 60.000

TOTAL

15,7% 0,3%

1 1 17.956.963

0,1% 1,4% 0,0% 0,0% 17,9% 0,3% 0,4% 0,0%

76.000 1 2.825.414 61.000 70.991 113.750

OBJECTIVO 4 - OUTRAS FUNÇÕES

Programa 3 - Juventude

0,8% 0,5% 0,4%

8.000

OBJECTIVO 3 - FUNÇÕES ECONÓMICAS

Programa 4 - Iluminação pública

0,0% 0,4%

0,4% 0,6% 0,0% 100,0%

NOTA: VALORES EXPRESSOS EM EUROS

6


GOP

O Plano de Investimentos para o ano de 2012 totaliza 17.956.463€, repartido em 4 objetivos e 27 programas. Verifica-se que 77,8 % do investimento previsto é destinado às funções sociais, com destaque acentuado para o “Programa 1 – Educação / Ensino não Superior com 42,3 %, e para o “Programa 9 Espaços Verdes” com 27,6 %. No mapa do PPI poderão ser vistos os projetos que constituem estes programas. Nas funções económicas, a Câmara prevê investir 3.207.156€ o que representa 17,9% do PPI. O programa com mais destaque é o “Programa 8 – Rede Viária Arruamentos e Transportes” com um investimento global de 2.825.414€. As funções de administração geral, absorvem 4,3 % do investimento, sendo 0,5 % para “Edifícios Municipais” e 3,8 % para “Equipamentos para os Serviços Municipais”.

2.2. AMR – ATIVIDADES MAIS RELEVANTES Para 2012 totalizam 2.283.457€. DESIGNAÇÃO

POR PROGRAMA

69.926,00

OBJECTIVO 1 - FUNÇÕES GERAIS ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA

Programa 01 - Comunicação

42.925,00

Programa 03 - Protecção Civil/Bombeiros

27.001,00

Programa 20 - Acção Social Programa 21 - Protocolos

35.596,00 2,00 9.415,00 90.695,00 52.000,00

4,0% 2,3%

618.502,00

18.502,00 18.502,00 1.190.897,00

OBJECTIVO 4 - OUTRAS FUNÇÕES

Programa 01 - Operações da dívida autárquica Programa 02 - Transferências entre administrações Programa 03 - Juventude TOTAL

3,1% 1,9% 44,0% 8,7% 27,1% 1,6% 0,0% 0,4%

197.922,00

OBJECTIVO 3 - FUNÇÕES ECONÓMICAS

Programa 14 - Turismo

% NO TOTAL DE DOTAÇÕES

1,2% 1.004.132,00

OBJECTIVO 2 - FUNÇÕES SOCIAIS

Programa 01 - Educação - Ensino não Superior Programa 10 - Serviços Culturais, Recreativos, Religiosos, Outros Act. Cívicas Programa 12 - Biblioteca Programa 13 - Fundação Museu Nacional Ferroviário Programa 18 - Centro Convívio - Actividades a desenvolver

POR OBJECTIVO

965.000,00 131.906,00 93.991,00 2.283.457,00

0,8% 0,8% 52,2% 42,3% 5,8% 4,1% 100,0%

NOTA: VALORES EXPRESSOS EM EUROS

Verificamos que a área mais representativa é “Outras funções”, com as quais o Município prevê gastar 1.190.897€. A componente mais significativa é a que diz respeito ao serviço da dívida. Incluem-se os encargos com juros e amortizações dos empréstimos que o Município tem contratados (42,3%). “Funções sociais” com uma dotação no valor de 1.004.132€ representa 44,0 % do total das AMR, dos quais 27,1 % serão com o “Programa 10 – Serviços Culturais, Recreativos, Religiosos, Outras Atividades Cívicas” o qual se compõe essencialmente do apoio a atividades no âmbito cultural e desportivo e bem assim a associações e coletividades do concelho que desempenham a sua atividade nestes domínios e ainda de iniciativas promovidas pelo Município.

7


GOP

3. FINANCIAMENTO DO ORÇAMENTO O orçamento é financiado quer por receitas municipais, nos termos do artigo 10º da LFL – Lei das Finanças Locais (Lei nº 2/2007 de 15/1), quer por comparticipações de entidades e organismos em projetos municipais como são os contratos-programa, de acordo com o artigo 8º da citada lei, quer ainda por comparticipações da União Europeia, designadamente o FEDER. 3.1. Receitas correntes Na elaboração do orçamento das receitas correntes deve atender-se ao disposto no DL nº 84-A/2002 de 5/4. Neste âmbito, chama-se a atenção para o rigor colocado na previsão das receitas correntes, o qual assentando na média efetivamente recebida dos últimos 24 meses, permite estimar uma receita que, cremos, se aproximará da realidade. Nos mapas do orçamento, poderão ver-se em pormenor quais os valores previstos para cada rubrica orçamental.

RECEITAS CORRENTES 01 Impostos diretos

PREVISÃO 3.737.069

02 Impostos indiretos

394.385

04 Taxas, multas e outras penalidades

402.989

05 Rendimentos da propriedade

67.473

06 Transferências correntes

3.599.526

07 Venda de bens e serviços correntes

3.441.347

08 Outras receitas correntes TOTAL

2.950.000 14.592.789

3.2. Receitas de capital Existe uma correlação estreita entre as receitas de capital e a política de investimentos da Autarquia, porque os projetos que exigem verbas vultuosas, só poderão ser realizados depois de essas verbas se encontrarem asseguradas. O Quadro de Referência Estratégico Nacional (QREN) será um instrumento financeiro determinante para o desenvolvimento do concelho e para proporcionar melhores condições de vida à população. A Câmara Municipal prevê arrecadar receitas de capital de 18.922.420€ durante o ano de 2012, distribuídas pelas seguintes grandes áreas: A ”Venda de bens de investimento” refere-se à venda de terrenos na malha urbana e na Zona Industrial, valorizados aos preços de RECEITAS DE CAPITAL PREVISÃO mercado e no cemitério, estes de acordo com 09 Venda de bens de investimento 4.055.838 a tabela aprovada. 10 Transferências de capital

14.855.449

12 Passivos financeiros 13 Outras receitas de capital 15 Reposições não abatidas nos pagamentos TOTAL

11.132 1 18.922.420

As “Transferências de capital” dizem respeito às transferências do Orçamento de Estado de capital (FEF), às comparticipações de organismos da administração central em investimentos municipais, e às comparticipações dos fundos comunitários.

A previsão de receita FEDER é o somatório da comparticipação em empreitadas com estados de maturidade diferentes, ou seja, temos: Obra fisicamente concluída – As verbas que se prevêem receber para estas obras dizem respeito à alteração da taxa de financiamento (45 % para 80 %). Segundo a iniciativa 3 do Plano de Iniciativas para promover a execução dos investimentos de iniciativa municipal no âmbito do QREN, as taxas de cofinanciamento serão aumentadas para 80 %. Esta medida aplicar-se-á a todos os projetos atualmente em execução, que ainda não estejam física e financeiramente encerrados. Obra a iniciar e com financiamento aprovado; Obra ainda não iniciada cujo investimento está a ser submetido a comparticipação (em análise). 8


GOP

4. DESPESAS CORRENTES DESPESAS CORRENTES

4.1. Despesas correntes

DOTAÇÃO

01 Despesas com o pessoal

5.819.328

02 Aquisição de bens e serviços

7.815.680

03 Juros e outros encargos

355.350

04 Transferências correntes

407.368

05 Subsídios 06  Outras despesas correntes TOTAL

4.2. Despesas de capital

1 161.951 14.559.678

A s despesa s cor rentes tot a l i za m 14.559.678€ e estruturam-se em 6 grandes áreas, das quais na 05-Subsídios, não se espera movimento, porque nela se registam os fluxos financeiros não reembolsáveis para empresas públicas municipais (…) destinados a influenciar níveis de produção, preços ou remuneração de fatores de produção.

DESPESAS DE CAPITAL

DOTAÇÃO

17.956.463 O orçamento prevê para 2012 despesas de 07 Aquisição de bens de capital = PPI capital no total de 18.955.531€. 239.067 08 Transferências de capital A rubrica 07 traduz os investimentos 10 Passivos financeiros 760.000 previstos no PPI, que totalizam 17.956.463€ e cuja estrutura apresentámos no ponto 2.1. 11 Outras despesas de capital 1 As “transferências de capital” respeitam a TOTAL 18.955.531 pagamentos relativos a investimentos realizados por outras entidades, donde se destaca a CIMT, Freguesia de Nª. Sra. de Fátima e a Freguesia de S. João Baptista (Protocolos), e apoio a coletividades do concelho.

2012

9


BREVES - ACONTECIMENTOS

CONSTITUIÇÃO DA COMISSÃO MUNICIPAL DE PROTEÇÃO CIVIL DO ENTRONCAMENTO Foi constituída, no passado mês de Setembro, a Comissão Municipal de Proteção Civil para o Concelho do Entroncamento. Conforme o determinado na Lei de Bases da Proteção Civil, Lei nº.27/2006, de 3 de Julho nos art.º 40º e 41º integram a Comissão Municipal de Proteção Civil, os seguintes elementos: - O Presidente da Câmara Municipal, como responsável municipal da política de proteção civil, que preside; - O Coordenador do Serviço Municipal de Proteção Civil; - O Comandante dos Bombeiros Voluntários do Entroncamento; - O Comandante da Esquadra da Polícia de Segurança Pública do Entroncamento; - A Autoridade de Saúde do Município; - A Diretora do Centro Saúde do Entroncamento;

10

- O Diretor Clínico do Hospital da Santa Casa da Misericórdia Entroncamento; - Uma Representante do Centro Distrital de Segurança Social; - Um Oficial do Regimento de Manutenção do Exército; - A Presidente da Junta de Freguesia de S. João Baptista; - O Presidente da Junta de Freguesia de N.ª Sr.ª de Fátima; - O Diretor da Escola Dr. Ruy De Andrade e do Agrupamento Alpha do Entroncamento; - O Diretor da Escola Secundária do Entroncamento; - Um Representante da Refer; - Um Representante da Rádio Voz do Entroncamento. No dia 11 de Out ubro de 2011, a Comissão Municipal de Proteção Civil do Entroncamento, efetuou a sua primeira reunião no Gabinete do Ser v iço Mun icipa l de Proteção Civil, para análise e parecer sobre o Plano Municipal de Emergência da Proteção Civil, para o Concelho do Entroncamento.

Após a lg uma s sugestões e pequenas alterações, a Comissão Municipal de Proteção Civil deu o parecer favorável ao Plano Municipal de Emergência.

XII ENCONTRO DE COMUNICAÇÃO AUTÁRQUICA DECORREU NO ENTRONCAMENTO No dia 13 de Outubro, a Cidade do Entroncamento acolheu o XII Encontro de Comunicação Autárquica (ECA). O Encontro, que contou com a presença de uma centena de Técnicos de Comunicação Autárquica e outros interessados na área da Comunicação, decorreu na Sala de Conferências do Hotel Gameiro. O XII ECA contou com um programa abrangente e com diversos oradores de renome n a á rea da Comu n ic aç ão, nomeadamente, Alberto Bastos ( jornalista e Diretor Editorial do jornal “O Mirante), Ana Pinto


BREVES - ACONTECIMENTOS

Martinho (jornalista e Diretora do projeto iGOV), Luís Moreira (Professor-adjunto no Instituto Politécnico de Tomar, designer e Diretor Criativo na empresa TVM Designers), Maria de Lurdes Lopes ( jornalista/residente na Agência Lusa no Distrito de Santarém), Paulo Alves (Chefe da Divisão de Desporto e Juventude da Câmara Municipal de Loures e dedicado à comunicação, protocolo, recursos humanos, juventude e desporto). O prog ra ma contou a i nda com uma visita à Rotunda de Locomotivas do Museu Nacional Ferroviário. Os Encontros de Comunicação Autárquica com mais de 10 anos de existência, assumem-se como um espaço de troca de impressões e experiências sobre as novas tendências de Comunicação e práticas Autárquicas nesta área. O evento foi organizado pelos t é c n ico s de C omu n ic a ç ã o d a Câ m a r a Mu n ic ipa l do Entroncamento contando com o apoio da APTECA (Associação

Port ug uesa de Técnicos de Comunicação Autárquica), do Museu Nacional Ferroviário e teve como Media Partner o iGOV.

COLÓQUIO “PROGRAMAÇÃO E COMUNICAÇÃO CULTURAL” Foi promovido pelo Município do Ent ronca mento no d ia 14 de Out ubro, o Colóquio “Programação e Comunicação Cultural”. As temáticas abordadas foram as várias formas de Programação e Comunicação Cultural, baseadas nas experiências dos oradores e dos participantes. O Colóquio contou com a participação de cerca de 70 profissionais das áreas da cultura e da comunicação.

CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO O Con sel ho Mu n icipa l de Educação reuniu no dia 27 de Outubro, no edifício dos Paços do Concelho. Na reunião fora m traçadas as linhas orientadoras para a Polít ica Educat iva do Concelho do Entroncamento, com a pa r t icipação de vá r ios repre sent a nte s dos estabelecimentos de ensino públicos e privados do Concelho, da DREL, da Câmara Municipal e das Juntas de Freguesia. Nesta reunião foi deliberada a “Política Educativa do Concelho do Entroncamento”.

11


BREVES - ACONTECIMENTOS

LANÇAMENTO DO LIVRO DE MANUEL TAVARES Decorreu no Salão Nobre dos Paços do Concelho, no dia 7 de Dezembro, o lançamento do 1º Livro de Manuel Barroso Tavares. O livro intitulado ”Viver na Graça de Deus – A Felicidade ao Alcance de Todos” é um conjunto de reflexões pessoais do autor sobre a Vida e sobre Deus. FEIRA DO LIVRO 2011 “Neste Natal ofereça um livro, ofereça cultura. Há livros para todos os leitores", este foi o mote da Feira do Livro, que decorreu durante o mês de dezembro, na Galeria Municipal. O evento que contou com a visita de centenas de pessoas, foi organizado pela Câmara Municipal do Entroncamento em parceria com a Livraria “aoPédasLetras”. Nesta feira, para além de uma grande oferta de livros para

12

todas as idades, houve também novidades com desconto, saldos e grandes promoções, para que todos pudessem oferecer um livro na quadra natalícia.

ENGENHO E CRIATIVIDADE NAS RUAS DA CIDADE A C â m a r a Mu n i c ip a l d o Entroncamento decidiu, este ano, não proceder à iluminação das ruas e praças da cidade, como é habitual nesta quadra natalícia, devido aos cortes e às medidas de austeridade impostas a todos os portugueses e aos Municípios. Os comercia ntes da Praça Sa lg ueiro Ma ia resolvera m “deitar mãos à obra” e, numa iniciativa própria e conjunta, fizeram a decoração de Natal. As ruas foram enfeitadas de uma forma original e atrativa. A Câmara Municipal congratulou-se e apoiou esta iniciativa.

ASSOCIAÇÕES CULTURAIS INTEGRAM A AGENDA CULTURAL DO MUNICÍPIO Decorreu, no dia 31 de janeiro, no edifício da Câmara Municipal, uma reunião entre o Município e os Presidentes das Associações Culturais do Concelho,  com o objetivo de integrar as atividades desenvolvidas pelas Coletividades na Agenda Cultural do Município. A Câmara Municipal solicitou a colaboração das  Associações Culturais do Concelho  para, em parceria, dar a conhecer à população o que de melhor se desenvolve em cada uma delas. Pretende-se, com este propósito, dinamizar a Cultura na nossa cidade, utilizando todo o potencial artístico e cultural existente. As coletividades mostraram a sua total abertura e disponibilidade em i nteg ra r este P rojeto, congratulando-se com o facto de terem sido envolvidas e convidadas a participar, de uma forma mais ativa, na vida cultural


BREVES - ACONTECIMENTOS

do Concelho. Do entusiasmo que se gerou surgiram várias propost a s de at iv idades a desenvolver no segundo trimestre deste ano, que serão analisadas em conjunto. Esta parceria será o começo de uma etapa que contribuirá para impulsionar, de forma diversificada, dinâmica e mais abrangente, uma nova abordagem de perspetivar a Cultura no Entroncamento.

diversas valências sociais aqui existentes, tais como, lares, escolas e hospital, de forma a interagirem com as crianças, jovens, idosos, doentes e todos os colaboradores das diversas instituições, vivendo a sua missão. A Câmara Municipal recebeu-os e formulou votos de sucesso para a meritória Missão a que se propuseram.

MISSÃO UNIVERSITÁRIA DA FACULDADE DE MEDICINA DE LISBOA VISITA O CONCELHO

CONSELHO MUNICIPAL DE SEGURANÇA

Cerca de 30 jovens pertencentes à M issão Un iversit á r ia da Faculdade de Medicina de Lisboa foram recebidos, no dia 30 de janeiro, no edifício dos Paços do Concelho. Este grupo de jovens, que esteve na nossa cidade entre os dias 27 de janeiro e 2 de fevereiro, pretenderam integrar-se nas

e a nova esquadra da PSP do Entroncamento, entre outros assuntos.

O Con sel ho Mu n icipa l de Segurança reuniu, no dia 2 de fevereiro, no edifício da Câmara Municipal, a fim de ser feito um ponto de situação relativa à Segurança do Concelho. Os elementos que compõem este Conselho Municipal debateram temas como a seg urança na Estação dos Caminhos de Ferro, a circulação rodov iá ria no perímetro urbano do concelho

13


ACONTECIMENTOS

EXECUTIVO MUNICIPAL

Presidente (PSD) Jaime Ramos

Vice-Presidente (PSD) Paula Maria da Costa Pereira - Educação - Saúde - Serviços Sociais - Toponímia - Gestão, Inovação e Modernização Administrativa - Sistemas de Informação - Comunicação - Geminação - Turismo - Cultura

Vereadora (PSD) Kelly Patrícia Rodrigues Carvalho da Silva

Vereador (PS) Carlos Alexandre Zagalo Gouveia

14

Vereador (PS) Henrique da Cunha Pereira

Vereador a Tempo Inteiro (PSD) João Sebastião Coutinho Lima Canaverde - Comércio - Indústria - Ambiente e Higiene Urbana (Limpeza, Recolha RSU, Saneamento) - Águas - Eletricidade - Mercados - Feiras - Cemitério - Armazém - Máquinas e Viaturas - Canil Intermunicipal - Trânsito - Sinalética

Vereador (BE) Carlos Manuel Godinho Matias


ACONTECIMENTOS

VI GALA CARRIL DOURADO Pelo sexto ano consecutivo, a edilidade homenageou clubes, associações, coletividades locais, personalidades e respetivos atletas que se destacaram na época de 2010/2011, na Gala Carril Dourado, que se realizou no dia 30 de Novembro, no Pavilhão Desportivo Municipal. A Câmara Municipal do Entroncamento atribuiu a medalha de Ouro do Município ao Grupo Recreativo 1.º de Outubro de 1911 (mais conhecido pelo nome de “O Parafuso”), como forma de reconhecimento pelo trabalho desenvolvido ao longo de 100 anos de existência. A Gala contou com a presença de Sua Excelência o Secretário de Estado do Desporto e Juventude, que prestou homenagem a Antero Fernandes, em representação do Governo de Portugal. Antero Fernandes, que já completou 87 anos, dedicou grande parte da sua vida à informação

desportiva. De forma empenhada e responsável deu um valioso contributo ao nível da imprensa desportiva. Com a humildade e a simplicidade que o caracterizam, Antero Fernandes foi um marco importante para o crescimento e desenvolvimento do desporto português, dada a colaboração contínua prestada junto de vários órgãos de comunicação social. Boa parte da sua atividade foi exercida na cidade do Entroncamento, onde sempre procurou promover o desporto. Integrou ainda o programa o espetáculo musical o grupo “Spring Voices”, que encantou e engrandeceu a Gala com o seu espetáculo musical de alto nível, interpretando grandes árias, canções Napolitanas, que no final arrebataram uma estrondosa ovação com o público todo de pé.

15


ACONTECIMENTOS

16


ACONTECIMENTOS

17


ACONTECIMENTOS

18


ACONTECIMENTOS

19


ACONTECIMENTOS

CONCURSO “PRESÉPIOS NA CIDADE” VENCEDORES REVELADOS EM CERIMÓNIA No dia 6 de janeiro (Dia de Reis), decorreu a cerimónia de entrega dos prémios aos vencedores do Concurso “Presépios na Cidade”. Este concurso foi uma iniciativa conjunta da Câmara Municipal do Entroncamento e da Pastoral da Cultura da Paróquia da Sagrada Família. Teve como principal objetivo a retoma dos valores tradicionais relacionados com a quadra natalícia, assim como a dinamização do comércio na cidade, através da realização de presépios tradicionais. A Sala da Cultura do Pavilhão Desportivo Municipal acolheu este evento, que contou com as atuações da Tuna da Universidade Sénior do Entroncamento, da Banda da Associação Filarmónica do Entroncamento (sob a direção do Maestro Carlos Gameiro), de um grupo de alunos da Escola E.B. 2/3 Dr. Ruy De Andrade (atuação musical) e do Grupo de Janeiras da Paróquia da Sagrada Família.

OS VENCEDORES FORAM OS SEGUINTES: Categoria “Comércio Local” 22 estabelecimentos a concurso

Vencedor "Santos e Cunha, Lda."

20

2.º Lugar "A Chupeta"


ACONTECIMENTOS

Categoria “Escolas do Concelho” 7 inscrições

Vencedor Jardim de Infância Sophia de Mello Breyner

2.º Lugar Jardim de Infância João de Deus

Categoria “Instituições do Concelho” 4 instituições

Vencedor Lar dos Ferroviários

2.º Lugar Centro de Convívio da 3ª Idade

21


ACONTECIMENTOS

CENTRO DE ESTUDOS POLITÉCNICOS NO ENTRONCAMENTO Foi aprovado por unanimidade, em reunião ordinária da Câmara Municipal do Entroncamento, realizada a 2 de janeiro, o Protocolo de Colaboração com o Instituto Politécnico de Tomar (IPT), para o estabelecimento e funcionamento do Centro de Estudos Politécnicos do Entroncamento (CEPE). O referido protocolo foi assinado no dia 22 de dezembro, pelo Presidente da Câmara Municipal, Jaime Manuel Gonçalves Ramos, e pelo Presidente do Instituto Politécnico de Tomar, Eugénio Pina de Almeida. O Centro de Estudos Politécnicos do Entroncamento irá funcionar nas instalações da antiga Escola E.B. nº 4/Jardim de Infância nº 3, pertencentes ao Município. Dos cursos a lecionar, destacam-se um que foi pensado e concebido para o Entroncamento e que se distingue pela originalidade. É um curso absolutamente inovador, baseado na Tecnologia Ferroviária, que abarca os Cursos CET’ s (Cursos de Especialização Tecnológica) e Pós-graduação. Para além dos cursos ministrados no âmbito da engenharia, salientam-se os cursos de Línguas: “Inglês Técnico”, as ditas “Línguas Raras” e a “Língua Portuguesa para Imigrantes” – PLE (Português Língua Estrangeira).

MUNICÍPIO ESTABELECE PROTOCOLO COM A FERNAVE ENTRONCAMENTO COM MAIS FORMAÇÃO QUALIFICADA No dia 26 de janeiro, o Município do Entroncamento e a Fernave estabeleceram um Protocolo de Cooperação. Este Protocolo insere-se no âmbito da formação rodoviária, direcionada a empresas industriais, operadores de transporte de passageiros e de mercadorias, profissionais liberais habilitados para o transporte de passageiros (táxis) e crianças, outros profissionais com habilitação para o transporte de passageiros e de mercadorias, pessoas singulares que pretendam obter a carteira da habilitação para o transporte de passageiros e mercadorias, dos Concelhos do Entroncamento e limítrofes.

22

O Município do Entroncamento acolheu com agrado esta iniciativa, visto que, através da promoção da formação pessoal e profissional, contribui para o enriquecimento e progresso do nosso Concelho.


EMPREITADAS

REMODELAÇÃO DA ESCOLA BÁSICA Nº1 E DO JARDIM DE INFÂNCIA Nº2 Encontra-se a decorrer a empreitada de remodelação e ampliação da Escola Básica Nº1 e do Jardim de Infância Nº2. Para garantir a segurança dos seus utentes durante o decorrer das obras, os alunos foram instalados em módulos climatizados, destinados a salas de aulas, uma sala para componente de apoio à família, bem como sanitários femininos e masculinos. Estas instalações provisórias foram implementadas no terreno vedado, adjacente

ACADEMIA DO SABER CENTRO DE ESTUDOS POLITÉCNICOS DO ENTRONCAMENTO (CEPE)

Está praticamente concluída a empreitada de remodelação e adaptação da antiga Escola Básica N.º 4, onde irá funcionar a Academia do Saber - Centro de Estudos Politécnicos do Entroncamento, uma extensão

adaptada à nossa cidade, sob a alçada do Instituto Politécnico de Tomar. Adjudicada em novembro de 2011, à f irma ”Obrimofer – Unipessoal, Lda.”, pelo valor de 149.873,30 €. A empreitada contempla os seguintes trabalhos: demolição dos muros, rampa

à Escola Básica António Gedeão. O refeitório, assim como recreio e demais espaços comuns, são partilhados pelas crianças de ambas as Escolas. A Câmara Municipal apela à compreensão de toda a Comunidade Educativa, atendendo ao facto de que esta situação é provisória e que o objetivo é muito compensador, superando, com toda a certeza, o esforço que estamos desenvolver.

de escadas de acesso, casas de banho e pavilhão existentes, novas redes de telecomunicações e elétricas, novas redes de drenagem de água pluviais e residuais e nova rede de distribuição de águas prediais, e a recuperação de toda a fachada e paredes interiores.

23


EMPREITADAS

RESTAURANTE BAR/ESPLANADA DO PARQUE VERDE DO BONITO

PARQUE VERDE DO BONITO (1ª FASE) OS TRABALHOS A EXECUTAR SÃO OS SEGUINTES: - Arruamentos; - zona de estacionamento; - rede articulada de percursos; - enquadramento paisagístico; - definição de zona de estar ao longo dos percursos;

24

Situado junto à Albufeira do Bonito, a empreitada do Restaurante Bar/Esplanada do Parque Verde encontra-se em fase de conclusão. Está em curso a execução do projeto, dos espaços exteriores.

Encontra-se a decorrer a empreitada de Requalificação do Parque Verde do Bonito – 1ª fase. - recuperação e integração da Fonte do Bonito; - instalações sanitárias; - pesqueiros nas Margens das Albufeiras; - zona de merendas; - estrutura para apoio a nidificação de aves; - mobiliário urbano; - sinalética; - estacionamentos; - infra-estruturas de saneamento e reflorestação


EMPREITADAS

Está em fase de conclusão a empreitada de requalificação do Largo da Igreja da Sagrada Família. A referida requalificação visou a remodelação e revitalização do espaço exterior que envolve a Igreja, tornando-o mais aprazível e funcional.

Requalificação do Largo da Igreja da Sagrada Família

25


EMPREITADAS

REQUALIFICAÇÃO URBANA DO BAIRRO FREDERICO ULRICH Concluiu-se a empreitada de requalificação urbana do Bairro Frederico Ulrich. Os trabalhos executados compreenderam a renovação das redes de águas, iluminação pública, telecomunicações, pavimentos, sinalização e mobiliário Urbano.

RUA LUIS FALCÃO DE SOMMER A requalificação da Rua Luís Falcão de Sommer visava revitalizar e dinamizar a referida rua. Para tal, foram colocados elementos de água, nova iluminação pública e mobiliário urbano.

26


EMPREITADAS

REMODELAÇÃO DO CENTRO CULTURAL

A empreitada da remodelação do Centro Cultural foi concluída. Neste espaço irá funcionar um "Cluster" de Restauração, estando a decorrer a análise de propostas para concessão de dois bares e um restaurante.

BAR DA ZONA DESPORTIVA

Procedeu-se à colocação de um Módulo que irá servir de Bar/ Esplanada, localizado na Zona Desportiva, junto aos campos de futebol de relva sintética, que servirá de apoio para os frequentadores desta zona.

27


INVESTIMENTOS

CENTRO ATLÉTICO O futuro Centro Atlético, situado nas instalações das antigas piscinas municipais, constitui uma empreitada a decorrer. Trata-se de um investimento privado, que irá contemplar, entre outras valências, um spa, ginásio e piscina interior.

ETAR LANÇAMENTO DE CONCURSO PÚBLICO DE CONCEÇÃO E CONSTRUÇÃO

28

Foi publicado, no dia 30 de dezembro de 2011, em Diário da República, a abertura do concurso público da Empreitada de Conceção e Construção da ETAR (Estação de Tratamento de Águas Residuais) do Entroncamento. A obra, a cargo das Águas do Centro S.A., tem um valor base de 5.500.000,00€ e um prazo de execução de 720 dias.


INVESTIMENTOS

Escola E.B. 2, 3 Dr. Ruy De Andrade O Contrato de Execução, assinado a 12 de outubro de 2011, pelo Ministro da Educação e Ciência, Dr. Nuno Crato e pelo Presidente da Câmara, permite o acesso à candidatura para execução da nova Escola. Em reunião extraordinária do executivo camarário, efetuada a 10 de outubro de 2011, com o objetivo de analisar o Contrato de execução e a transferência de competências, o documento foi aprovado por unanimidade. Este assunto foi amplamente divulgado, não só no Conselho Geral do Agrupamento Alpha, como no Conselho Municipal de Educação, como ainda no Portal de Educação do Município. No dia 4 de abril de 2011, ainda com o Executivo Ministerial anterior, foi enviado um ofício ao Sr. Diretor Regional de Educação, solicitando a Monitorização da Carta Educativa. Após todas as diligências tomadas, e reunidas as condições necessárias, iniciou-se a construção da nova Escola. Contudo, impõe-se outro desafio, o de conjugar esforços para que seja edificada, causando o mínimo de transtorno a toda a Comunidade Educativa. Relativamente à gestão do Pessoal Não Docente, o Diretor do Agrupamento tem todos os poderes que lhe confere a lei, sendo seu superior hierárquico, responsável pela área, o Presidente da Câmara, em vez do Ministério da Educação. Para tal, celebrou-se o Protocolo correspondente que foi enviado à DRELVT. O prazo previsto para a execução da obra é de 18 meses. Como a obra será feita de forma faseada, o Pavilhão Polivalente será mantido, a fim de assegurar todos os serviços que aloja atualmente, como o funcionamento da cozinha e do refeitório, até que esteja construído o pavilhão definitivo, com estas valências. Relativamente ao número de salas que o Diretor considera manifestamente insuficiente, só o Ministério da Educação poderá dar resposta. A obra irá custar 6 milhões de euros, comparticipados através de fundos comunitários (80%), sendo a componente nacional suportada pelo Ministério da Educação e Ciência (20%). A Câmara Municipal fará os possíveis por remodelar o Ginásio, com verbas próprias, visto que este espaço não está contratualizado. Todas as condições de segurança serão salvaguardadas pelo técnico responsável pela obra. O Município está ciente que procedeu da melhor forma para gerir a mudança, assim como para a instalação dos alunos durante todo o tempo em que decorrer a obra. Existem 713 alunos, cerca de 100 professores e 40 elementos do pessoal não docente. Tudo foi estudado e equacionado pensando nesta dimensão e por forma a criar o mínimo de entropia possível na vida escolar daquele Estabelecimento de Ensino.

29


OBRAS MUNICIPAIS

REQUALIFICAÇÃO DO LARGO DAS VAGINHAS

A requalificação deste largo implicou a reconstrução do canteiro central, efectuada com novos lancis e passadeira para peões. O espaço foi ajardinado e embelezado, tendo-se procedido à reorganização do sentido do trânsito vindo da Rua Afonso de Albuquerque.

RUA ENGENHEIRO FERREIRA DE MESQUITA 30

Procedeu-se à execução de parqueamento para paragem dos autocarros fora da faixa de rodagem.


OBRAS MUNICIPAIS

Recuperação da Loja nº 36 do Mercado Diário

Procedeu-se à recuperação e remodelação de uma antiga loja situada no exterior do Mercado Diário Municipal, para instalar, em breve, o GIP (Gabinete de Inserção Profissional).

Cabine de Ventilação do Parque de Estacionamento Subterrâneo

Alteração de uma cabine e reposicionamento de um extrator no sistema de ventilação para instalação de uma cabine destinada à fibra ótica.

31


AMBIENTE/ESPAÇOS VERDES

MUNICÍPIO DO ENTRONCAMENTO DISPÕE DE MAIS OLEÕES A Câmara Municipal procedeu à colocação, em diversos locais da Cidade, de 16 oleões, (recipientes destinados à recolha selectiva de óleos alimentares usados/OAU). Com esta colocação, o Concelho tem em média 1 oleão por 96 habitantes, média bastante acima do verificado em grande parte das cidades portuguesas. A recolha e manutenção dos oleões são efetuadas por uma empresa, que fará gratuitamente o respetivo encaminhamento para um operador licenciado. O método de recolha de OAU deverá ser o de introdução no oleão de vasilhame, onde o óleo esteja devidamente acondicionado. Estima-se que em Portugal a produção anual de óleos alimentares usados atinja as 125.000 toneladas, sendo apenas recolhido 2,4%, cerca de 3.000 toneladas. Se 1 litro de óleo contamina 1.000.000 litros de água, imagine quantos litros de água serão contaminados por 122.000 toneladas de óleo. Recicle! Deposite as garrafas com óleos alimentares usados, à semelhança do que já faz com o papel, vidro e embalagens.

RUAS ONDE ESTÃO INSTALADOS OLEÕES: ZONA NORTE Largo 11 Unidos Rua Nova do Altinho Rua Alexandre Herculano Rua Cidade de Penafiel / Rua Leonardo Da Vinci Rua Gustave Eiffel Rua Arnaldo da Silva Rua da Maruja Rua Dr. Francisco Sá Carneiro Rua Amália Rodrigues Rua Fernando Eiró Rua Fernando Pessoa

32

ZONA SUL Rua Mestre de Avis Jardim Afonso Serrão Lopes Rua Brito Capelo Rua da Fé Praça Marechal Carmona Av. Dr. José Eduardo Vitor das Neves Rua Manuel Rodrigues Gameiro Rua Estados Unidos da América Rua Rui Luis Gomes


AMBIENTE/ESPAÇOS VERDES

PLANTAÇÕES

Foram realizadas plantações anuais no Concelho, onde se destaca a plantação de 89 árvores, 368 arbustos e 3 076 herbáceas.

33


TRANSPORTES

ESTACIONAMENTO DE SUPERFÍCIE NOVAS NORMAS DA "ZONA A" ENTRAM EM VIGOR A PARTIR DE MAIO Foi aprovado por unanimidade, em Reunião de Câmara de 12 dezembro e na Sessão da Assembleia Municipal de 28 de dezembro de 2011, o Projeto de Alteração ao Regulamento Municipal das Zonas de Estacionamento de Superfície de Duração Taxada – Zona A. Esta alteração resultou de um conjunto de fatores, a saber: de um processo de avaliação efetuado às condições de estacionamento existentes, da experiência vivenciada ao longo de 4 anos, bem como do atual enquadramento socioeconómico. O estudo demonstrou, entre outros aspetos, que o tempo de duração do estacionamento não era o mais adequado. Desta forma, surgiram várias alterações, mais apropriadas à realidade atual, das quais destacamos as seguintes: Uma das linhas orientadoras do anterior regulamento apontava para um limite máximo de estacionamento de 2 horas que se estende, agora, por um período até 5 horas. Relativamente aos moradores, prevê-se a possibilidade de estacionamento nos arruamentos – não no “antigo parque da estação” - mediante o pagamento de uma taxa mensal fixa e ainda a disponibilização do acesso gratuito ao piso -2 do parque de estacionamento da Praça Salgueiro Maia. Para o efeito foram criados 2 tipos de cartão de morador: Cartão mensal de estacionamento total, no valor de 20 ¤ e o Cartão mensal de estacionamento parcial (no horário das 18h às 10h), no valor de 7,5 ¤. Para poderem utilizar, de forma gratuita, o Piso -2 do parque subterrâneo, os moradores deverão dirigir-se aos serviços municipais, instalados no Parque Subterrâneo que se encontram permanentemente abertos. Prevê-se igualmente a possibilidade de estacionamento por tempo limitado para operações particulares de cargas e descargas, mediante a atribuição de um dístico, cujo limite temporal atinge os 15 minutos gratuitos, para os moradores. O denominado “Cais do Mercado Diário” passa a ser taxado, sendo permitido o estacionamento às

34

segundas-feiras durante todo o dia e de terça-feira a sexta-feira das 14h às 20h. É criada uma zona de parqueamento gratuito para moradores possuidores de viaturas movidas a GPL, que não possam utilizar o piso -2 do parque subterrâneo. Para os infratores, introduz-se a possibilidade de pagamento, no momento, de uma importância igual ao valor de um dia de estacionamento (5¤). Esta coima por infração poderá ser liquidada de imediato, no parcómetro do local de estacionamento onde se encontra a viatura estacionada. Caso não seja paga no momento, seguirá o respetivo processo contraordenacional. Relembramos que a referida “Zona A” inclui as seguintes artérias: Praça da República, Avenida Dr. José Eduardo Vítor das Neves até ao entroncamento com a Rua Roberto Ivens, Rua Luís Falcão de Sommer no troço entre a Avenida Dr. José Eduardo Vítor das Neves e a Rua D. Nuno Álvares Pereira, Rua D. João de Castro entre a Rua Luís Falcão de Sommer e o cruzamento com a Rua D. Nuno Álvares Pereira, Rua D. Inês de Castro, Rua D. Nuno Álvares Pereira no troço entre o cruzamento com a Rua D. João de Castro e o entroncamento com a Rua Latino Coelho, Rua Latino Coelho entre a Rua D. Nuno Álvares Pereira e a Praça da República, Rua António Lucas, Rua Manuel Rodrigues Gameiro, Rua José Pires Dias e a travessa de Santa Catarina e o estacionamento no denominado “antigo parque da estação”.

Horários: Estacionamento nos arruamentos: Dias úteis: entre as 8h e as 20h Sábados: entre as 8h e as 13h Estacionamento máximo permitido - 5 horas.

No cais do mercado: Segundas-feiras: entre as 8h e as 20h De 3.ª a 6.ª feira: entre as 14h e as 20h Estacionamento máximo permitido - 5 horas.

Estacionamento no “Antigo Parque da Estação”: Dias úteis – entre as 8h e as 20h Sábados – entre as 8h e as 13h Estacionamento máximo permitido – 6 dias


TRANSPORTES

TURE REESTRUTURAÇÃO DE HORÁRIOS E PERCURSOS Aprovada por unanimidade, na reunião de câmara efetuada no dia 21 de novembro de 2011, a reestruturação dos Transportes Urbanos do Entroncamento – TURE, entrou em vigor no dia 3 de janeiro de 2012. Esta reorganização baseou-se numa atualização dos estudos efetuados pelos serviços municipais, no sentido de adaptar os transportes urbanos à nova realidade. Tratando-se de um serviço público, houve o cuidado de não aumentar o preço das tarifas pagas pelo consumidor, tentando, no entanto, conferir-lhe alguma sustentabilidade, apesar da crise que atravessamos. Procurando minimizar os efeitos sobre a população, optou-se por reduzir as carreiras que se efectuam nos períodos de menor afluência de passageiros. Foram igualmente modificados alguns horários, percursos e paragens, tendo-se procedido a uma redução significativa dos quilómetros a percorrer pelos TURE. Mantém-se as três linhas existentes: a Azul, a Vermelha e a Verde, que foram adequadas às horas de maior tráfego. Na linha Azul houve necessidade de ajustar horários. Nas outras duas linhas alteraram-se não só os horários, como também os itinerários. Em todos os Postos de Venda, são disponibilizados todos os esclarecimentos necessários, assim como folhetos informativos onde constam as alterações introduzidas, nomeadamente os horários dos autocarros das diferentes Linhas, bem como as respetivas paragens e percursos.

35


EDUCAÇÃO

REFEIÇÕES ESCOLARES GENERALIZAÇÃO DA GESTÃO INFORMATIZADA NAS ESCOLAS DO ENTRONCAMENTO Após a fase de experimentação em Escolas Piloto, a generalização deste sistema a todos os Estabelecimentos de Ensino do Concelho do Entroncamento é hoje uma realidade. No dia 15 de setembro, todas as Escolas e Jardins de Infância do Município tiveram acesso a este novo conceito de gestão das refeições que tem, entre outras, as seguintes vantagens: O Encarregado de Educação do aluno deixará de ter a obrigatoriedade de estar em filas de espera para a aquisição de senhas de almoço; passará a adquirir “créditos de refeição” através do sistema de "Home Banking", Multibanco ou na Secretaria da Câmara Municipal; Deixarão de existir senhas de refeição, de acordo com o conceito tradicional, em formato de papel ou através de cartões. O sistema informático assume a aquisição dos créditos de refeição, retirando à criança ou ao respetivo Encarregado de Educação a preocupação constante de apresentação da senha para poder ter direito à refeição; Sempre que a criança não consuma a refeição, o crédito passará para o dia seguinte, não perdendo o direito à mesma, desde que avise antecipadamente.  A Câmara Municipal do Entroncamento apostou neste projeto com a firme convicção de que a qualidade da Educação no Concelho será melhorada e os processos burocráticos, demasiado pesados e sustentados em práticas obsoletas, serão desdramatizados, facilitando tanto a aquisição como a venda das senhas e libertando as funcionárias para a sua real tarefa: cuidar das nossas crianças.

36


EDUCAÇÃO

REPORTAGEM DO I-GOV ENTRONCAMENTO NA RTP INFORMAÇÃO No passado dia 25 de novembro, o iGOV realizou uma reportagem na Cidade do Entroncamento, sobre a Gestão das Refeições Escolares, como uma boa prática a nível nacional. A equipa começou por entrevistar a responsável pelo pelouro da Educação, a Vice-Presidente da Câmara Municipal e o Chefe da Divisão de Inovação e Modernização Administrativa da Autarquia. De seguida o iGOV deslocou-se à Escola Básica António Gedeão, onde falou com a Coordenadora Gracinda Fernandes, com os Presidentes das Associações de Pais das Escolas E.B. nº 1 e António Gedeão e com duas funcionárias desta escola, responsáveis pela gestão de refeições nesse estabelecimento de ensino.

37


EDUCAÇÃO

ESER - REGISTOU 2000 VISITANTES EM 2011

ESER NAS ESCOLAS Nos dias 15 e 16 de setembro, a equipa da ESER (Escola de Segurança e Educação Rodoviária) visitou todas as Escolas do 1º Ciclo do Ensino Básico do Concelho, públicas e privadas, com o objetivo de dar a conhecer a sua atividade e, simultaneamente, desejar um bom ano letivo a toda a Comunidade Escolar. Apresentou um jogo de tabuleiro, concebido exclusivamente para as crianças da ESER. Este jogo, no qual podem participar 4 pessoas, pretende fortalecer o convívio familiar, estimular a socialização dos alunos e fortalecer laços de amizade, ao mesmo tempo que, de uma forma lúdica, consolida conhecimentos a nível da Segurança Rodoviária e no Lar. A Vereadora com o pelouro da Educação, Paula Costa, acompanhou a Equipa da ESER na entrega dos jogos, formulando votos de um Bom Ano Letivo. Aproveitou o momento para aconselhar os alunos a privilegiar o estudo e a realização das tarefas escolares, salientando que este jogo deve ser encarado como mais uma forma de ocupação dos tempos livres.

38

De portas abertas ao público desde 1 de junho de 2011, a ESER, já foi contemplada com cerca de 2000 visitantes. Para o ano de 2012, a ESER conta receber ainda mais visitantes, propondo novos projetos e abraçando novos desafios. A ESER está implementada num bonito espaço verde que a envolve, tornado-a extremamente acolhedora e proporcionando aos visitantes um agradável local para conviver em família ou entre amigos. A escola dispõe das seguintes valências: - Sala de atividades teóricas, equipada com um quadro interativo e com capacidade para 28 lugares sentados. Esta sala é geralmente utilizada para ações de prevenção e segurança rodoviária; - Sala de prevenção contra os perigos domésticos, utilizada em atividades de proteção e segurança no lar. Neste espaço as crianças são levadas a descobrir os vários perigos com que se podem deparar, diariamente, em suas casas, ao mesmo tempo que são alertadas, de forma construtiva e pedagógica, para a forma mais correta de os evitar. - Pista exterior onde se fazem diversas simulações práticas ao nível da prevenção e segurança rodoviária, com veículos próprios a pedais (carros e bicicletas). Nesta pista prolifera a sinalização rodoviária, existindo uma rotunda e uma passagem de nível para que as crianças sejam amplamente alertadas para os inúmeros perigos com que se podem deparar no mundo real. Todas as crianças circulam em segurança, com a devida proteção (capacetes e coletes refletores), sem a qual estão proibidas de usufruir da pista.


EDUCAÇÃO

A ESER tem como principais objetivos: - Proporcionar às crianças conhecimentos e competências necessários a uma adequada integração na circulação rodoviária, cuja metodologia consiste na simulação de situações de trânsito; - Desenvolver práticas formativas de modo a consciencializar os utilizadores para a segurança rodoviária, proteção civil e segurança de forma acessível e divertida; - Promover projetos e atividades de ocupação dos tempos-livres para crianças e jovens. Pensando também no público em geral estão previstas algumas ações de sensibilização, formação e Wokshops. Na ESER, o tempo é ocupado de forma útil, lúdica e diferente. Aprende-se e brinca-se em segurança, com acompanhamento e monitorização constantes.

FÉRIAS RODOVIÁRIAS NA ESER O Município promoveu na interrupção letiva do Natal, o Projeto “Férias Rodoviárias” que teve uma elevada adesão por parte das crianças do nosso Concelho. O Projeto pretendeu ocupar, de forma lúdica e pedagógica, as crianças do 1º Ciclo do Ensino Básico, animando as suas férias escolares com diversas atividades que abrangeram um leque muito diversificado, desde a montagem de maquetas, gincanas com carros a pedais, ateliês de pinturas faciais, jogos de tabuleiro, caça ao tesouro até ao visionamento de alguns filmes sob as temáticas relacionadas com o civismo, higiene e segurança. Criar uma Geração Segura é o lema da ESER.

39


EDUCAÇÃO

ALTERAÇÃO DA ENTRADA PRINCIPAL DA ESCOLA BÁSICA N.º 3 O Autarquia procedeu à alteração da entrada principal da Escola do Ensino Básico nº 3.   A entrada passou a fazer-se pela parte de trás do edifício escolar, voltada para a Rua Padre Carlos Leonel dos Santos. A Autarquia solicita a melhor compreensão da Comunidade Educativa para esta situação provisória.

FLOREIRAS NAS ESCOLAS DO CONCELHO Num espírito de reaproveitar e reutilizar, dadas as contenções orçamentais existentes, a Câmara Municipal está a proceder à renovação dos bancos e f loreiras na Rua Luís Falcão de Sommer, aproveitando os bancos e floreiras antigos para alegrar os espaços escolares. Todo o equipamento, tal como as plantas, foram aproveitados e transportados até à Escola Básica António Gedeão e ao Jardim de Infância Sophia de Mello Breyner.

40


EDUCAÇÃO

RECEÇÃO AOS PROFESSORES

AUTARQUIA OFERECE CONTEÚDOS EDUCATIVOS A PROFESSORES

No dia 9 de setembro a Direção do Agrupamento Alpha efetuou a Receção aos Professores que decorreu no Centro Escolar Sul – Escola Básica António Gedeão. Em representação do Município estiveram presentes o Vice-Presidente, João Fanha Vieira e os Vereadores a Tempo Inteiro, Paula Costa e João Canaverde. O evento teve início com uma Sessão de Boas-vindas proferida pelo Diretor do Agrupamento Alpha, Luís Filipe Antunes, e pela Vereadora da Educação, Paula Costa que aproveitou o ensejo para elogiar e agradecer a toda a comunidade escolar o esforço desenvolvido na mudança das instalações da Escola Básica n.º 1 e Jardim de Infância n.º 2, para as instalações provisórias em salas climatizadas, na área adjacente à Escola Básica António Gedeão. No mesmo dia, a Direção da Escola Secundária com 3.º Ciclo do Entroncamento promoveu a Receção aos Professores, tendo-se realizado, para o efeito, uma Reunião Geral. Esta iniciativa pretendeu dar a conhecer a Escola aos novos professores, que são apenas seis, bem como à Comunidade Escolar que os vai receber e com eles interagir, acolhendo-os e integrando-os no seu seio. Em representação do Município esteve presente a Vereadora da Educação, Paula Costa e a Presidente da Assembleia Municipal, Isilda Aguincha.

A Autarquia ofereceu Conteúdos Educativos da Porto Editora a todos os professores do Ensino Público do Concelho. Este projeto surge na sequência da implementação do Portal de Educação do Município, enquadra-se no âmbito da Escola Virtual e tem a duração de dois anos letivos. Os conteúdos revestem-se de extrema importância para a Educação, visto que promovem o fortalecimento da relação professor aluno, através das sinergias criadas em torno de aulas mais dinâmicas, motivadoras e apelativas. A Escola Virtual funciona como um suporte virtual educativo onde alunos e professores navegam através de conhecimentos necessários às aprendizagens de forma prática e atual. Os conteúdos programáticos, ajudam nas tarefas de preparação, planificação e execução das mesmas, principalmente no tocante à forma como capta a atenção dos alunos, utilizando o poder da imagem. Na Escola Virtual estão disponíveis todos os manuais escolares em formato digital, referentes à área disciplinar e ciclo de ensino subscrito. Neste âmbito, é extremamente importante o recurso às novas tecnologias, como os Quadros Interativos das nossas Escolas. A Autarquia garantiu a formação dos docentes para a utilização deste suporte.

41


EDUCAÇÃO

MÉRITO ESCOLAR

ENSINO SUPERIOR

ALUNOS DO ENTRONCAMENTO RECEBEM PRÉMIOS

ATRIBUIÇÃO DE BOLSAS DE ESTUDO

O Rotary Clube de Entroncamento realizou, no passado dia 1 de outubro, no Centro Cultural de Vila Nova da Barquinha, uma cerimónia de entrega de “Prémios de Mérito Escolar", destinada aos alunos que obtiveram o melhor desempenho escolar no ano letivo 2010/2011.   Em representação do Município do Entroncamento esteve a Vereadora com o pelouro da Educação, Paula Costa. Os alunos do Concelho do Entroncamento foram os seguintes: Inês de Oliveira Margarido, aluna do 6.º ano da   Escola E.B. 2 /3 Dr. Ruy De Andrade, Joana Baptista Parreira, aluna do 12.º ano (curso científico-humanistas) da Escola Secundária de Entroncamento e Vânia Alexandra dos Reis Velez, aluna do curso profissional de apoio psicossocial, da Escola Secundária do Entroncamento.

42

Foi aprovada por unanimidade, em reunião ordinária de 2 de janeiro, a atribuição de 4 bolsas de estudo, para o ano letivo 2011/2012, a alunos residentes no Concelho do Entroncamento e que frequentam estabelecimentos de Ensino Superior reconhecidos pelo Ministério da Educação. Foram apresentadas 5 candidaturas, tendo uma delas ficado excluída, visto encontrar-se incompleta. Dos 4 alunos beneficiários, 3 estão deslocados da sua área de residência. O montante global atribuído aos 4 bolseiros é de 430,72 ¤ por mês. A Autarquia pretende, desta forma, incentivar os alunos residentes no Concelho do Entroncamento a prosseguir a sua formação académica e, por outro lado, atenuar os encargos mensais dos respetivos agregados familiares.


ACÇÃO SOCIAL

CAMPANHA DIREITO À ALIMENTAÇÃO MUNICÍPIO DO ENTRONCAMENTO APRESENTA RESULTADOS NO 1.º ENCONTRO DISTRITAL DE VOLUNTARIADO O Município do Entroncamento e a Associação Voluntariado e Ação Social do Entroncamento participaram no 1º Encontro Distrital de Voluntariado, que decorreu em Torres Novas, no dia 5 de dezembro, com a finalidade de apresentarem o seu testemunho da operacionalização da “Campanha Direito à Alimentação”, que decorre neste Concelho. O Entroncamento é um dos Concelhos pioneiros na implementação da Campanha do Direito à Alimentação, que tem como principal objetivo a atribuição de refeições gratuitas a pessoas carenciadas, pelos estabelecimentos de hotelaria e restauração aderentes. De referir que o sucesso da campanha

está diretamente relacionado com o envolvimento de todos os parceiros da Rede Social e em especial da Associação de Voluntariado que recolhe as refeições nos restaurantes aderentes,  em regime de Take Away e as entrega às famílias beneficiárias. Presentemente, o Entroncamento conta com a adesão de 4 restaurantes, são ajudadas 9 famílias carenciadas e são oferecidas 18 refeições diárias, o que perfaz um total de 372 refeições doadas mensalmente. A Campanha tem sido um sucesso, não só relativamente à adesão por parte da restauração, como também na parte logística e de apoio da Rede Social. É de salientar que este projeto irá prosseguir, contando com o apoio de inegável valor altruísta e solidário dos restaurantes aderentes e da Avasocial. Devido ao êxito alcançado, foi apresentado em sede da Segurança Social Distrital, a convite do seu Diretor, Dr. Tiago Leite, a 22 de março, como exemplo de boa prática para os Concelhos que integram a Lezíria e o Médio Tejo.

43


ACÇÃO SOCIAL

CENTRO DE CONVÍVIO DA TERCEIRA IDADE NOVA DINÂMICA O Centro de Convívio da Terceira Idade, inaugurado a 10 de junho de 1990, sofreu obras de remodelação e ampliação em junho de 2010, colocando, atualmente, à disposição dos seus utentes, uma Sala de Leitura, uma Sala de Informática e uma Sala Polivalente. Tendo como preocupação ir ao encontro dos interesses e das necessidades dos idosos, uma equipa técnica do Município desloca-se diariamente às instalações do Centro de Convívio, no sentido de prestar um apoio mais atento e personalizado aos seus utentes, mantendo uma dinâmica de grupo, proporcionando e desenvolvendo diversas atividades no âmbito da música, narração de histórias, expressão física e corporal, passeios, ginástica e

44

hidroginástica, visionamento de filmes, ateliês de expressão plástica, jogos tradicionais, jogos de concentração e memorização, informática e alguns debates, recordando e partilhando histórias e experiências de vida. Estas atividades têm por objetivo dinamizar o Centro de Convívio de forma mais atrativa, prática e dinâmica para os utentes, todos eles com mais de 60 anos de idade. Nesse sentido, e numa lógica de rentabilização dos recursos humanos existentes, envolveram-se diversos serviços municipais, nomeadamente os Serviços de Apoio Social, a Cultura, a Biblioteca e o Desporto, que conjugadamente, e em espírito de equipa, conduzem a sua atividade em prol do bem-estar dos idosos. Os utentes beneficiam ainda das parcerias realizadas com diversas entidades do Concelho, entre as quais destacam-se as Escolas, o Banco de Voluntariado e algumas Associações, desenvolvendo projetos que contribuem para a quebra das barreiras do isolamento, permitindo a participação ativa dos idosos na vida social e cultural do Concelho.


ACÇÃO SOCIAL

HABITAÇÃO SOCIAL ALIENAÇÃO DE FOGOS Em reunião de Câmara efetuada a 16 de janeiro de 2012, o Executivo Camarário deliberou iniciar o processo de Alienação dos Fogos de Habitação Social (Blocos G, H, I e J), situados na Rua General Humberto Delgado, propondo a respetiva venda aos atuais inquilinos. Deliberou ainda atribuir o seguinte valor de venda aos blocos G e H, cuja construção data de 1990: - Apartamentos  Tipologia T1 -  15.000.00€ - Apartamentos  Tipologia T2 -  25.000.00€

CABAZES DE NATAL 300 CABAZES PARA FAMÍLIAS CARENCIADAS À semelhança do que se tem verificado em anos anteriores e juntando-se às iniciativas do Município do Entroncamento a nível social, foram entregues, no passado dia 22 de dezembro, Cabazes de Natal a várias famílias carenciadas do Concelho. Este ano a Autarquia ofereceu 300 Cabazes de Natal, mais 50 do que no ano passado, sendo o mesmo composto por bacalhau, azeite e bolo-rei, entre outros bens alimentícios e com o objetivo de propiciar às famílias carenciadas, uma ceia de Natal condigna. Com esta iniciativa a Autarquia deseja proporcionar mais solidariedade e carinho a todos os que se encontram em situação de maior fragilidade económica, de modo a que o calor humano e o conforto entrem em cada lar e confiram mais amor e alegria à quadra natalícia. Os Cabazes foram entregues pela Vice-Presidente da Câmara Municipal com o pelouro da Ação Social, Paula Costa, que formulou votos de um Feliz Natal a todos os presentes e desejou muita Saúde, Força, Coragem e Esperança para o Ano de 2012.

Para os blocos correspondentes às letras I e J, com construção mais recente, de 1999, os valores de alienação serão os seguintes: - Apartamentos  Tipologia T1 -  17.000.00€ - Apartamentos  Tipologia T2 - 27.000.00€

CARTÃO MUNICIPAL DO IDOSO ACORDO DE COLABORAÇÃO Foi assinado no dia 15 de setembro, um Protocolo de colaboração entre a Lojinha da Lurdes, Lda. e o Município. Para atribuição de 5% de desconto em talão de produtos alimentares (excluíndo gás e produtos em promoção), aos utentes portadores do Cartão Municipal do Idoso.

45


ACÇÃO SOCIAL

“NO LAR EM SEGURANÇA” No dia 25 de novembro, a Câmara Municipal do Entroncamento apresentou o Serviço de Teleassistência “No Lar em Segurança”, um projeto que funciona através de um sistema inovador de comunicação para os idosos que vivem isolados nas suas residências. Esta Ação teve como objetivo esclarecer os munícipes acerca do serviço e do seu funcionamento, na prática. Assistiram à apresentação diversos idosos do Concelho que tiveram a oportunidade de testar a tecnologia e de ser esclarecidos em todas as suas dúvidas. De todas as características do serviço, foram focadas em especial as seguintes: Possibilidade de usufruir de uma equipa de enfermagem pronta a prestar auxílio e encaminhamento, durante 24h por dia, 365 dias por ano; Possibilidade de ter uma companhia diária que está pronta a acompanhar os idosos, com contactos rotineiros de 10 em 10 dias para além de todos os que forem ativados pelos utentes. Neste serviço, os idosos são tratados de forma personalizada e da sua ficha constam todos os dados necessários para que a equipa de enfermagem possa garantir a segurança efetiva dos seus utentes, quebrando, desta forma, o isolamento e todas as consequências físicas e psicológicas que lhe são inerentes. No dia 12 de dezembro de 2011, uma equipa constituída por técnicas dos Serviços de Ação Social do

46

Município e de enfermagem da empresa que fornece o serviço, procederam à entrega, no domicílio, de 8 aparelhos de emergência a idosos portadores do Cartão B, que vivem em situação de isolamento. O Serviço de Teleassistência pretende abranger um total de 50 idosos, sendo os custos inerentes à prestação do serviço, suportados pelo Município. Para tornar este equipamento extensivo a um maior número de utentes, a Câmara Municipal desenvolveu diligências no sentido de estabelecer um acordo com a empresa, de maneira a que seja efetuado um desconto na mensalidade do equipamento, a utentes portadores do Cartão A, visto que para os utentes portadores do Cartão B o serviço é gratuito. As candidaturas continuam abertas para todos os utentes portadores do Cartão Municipal do Idoso que pretendam a adesão ao serviço “No Lar em Segurança” realizando-se nos Serviços de Ação Social do Município, através do preenchimento de impresso próprio e mediante a apresentação do Cartão Municipal do Idoso.


ACÇÃO SOCIAL

47


ACÇÃO SOCIAL

PROGRAMA REVIVER - ATIVIDADES

PASSEIO ANUAL DOS IDOSOS

MAGUSTO

No dia 7 de setembro realizou-se o passeio anual do Programa Reviver, com uma visita ao Buda Eden no Bombarral e a Peniche. Participaram nesta iniciativa 100 idosos do Centro de Convívio, dos Lares da Terceira Idade e da Classe de Ginástica Sénior do CLAC. O Município comparticipou a referida viagem, a qual contou também com passeios em comboios turísticos.

Celebrou-se no dia 11 de novembro, o tradicional Magusto dos idosos do Programa Reviver, tendo o Município contribuído com a oferta de um lanche aos participantes. Comemorou-se, de forma alegre, mas singela, o Dia de São Martinho, com castanhas e vinho, como dita a tradição. Para terminar, realizou-se uma Matiné Dançante, muito do agrado dos idosos.

48


ACÇÃO SOCIAL

FESTA DE NATAL

CARNAVAL

Realizou-se, no dia 13 de dezembro, a Festa de Natal do Programa Reviver, que contou com um espetáculo musical, seguido de um lanche, oferecidos pelo Município, aos 150 idosos das várias instituições do Concelho que participaram na atividade. Esta foi uma oportunidade de viver o espírito do Natal em Comunidade.

O programa Reviver, em parceria com a Câmara Municipal, realizou no dia 17 de Fevereiro, o Desfile de Carnaval dos Idosos. O Desfile decorreu durante a tarde e teve início na Rua Luís Falcão de Sommer até ao Largo José Duarte Coelho, seguido de um concurso de máscaras que teve lugar no Salão da Coferpor. Foram muitos os participantes que, alegremente, desfiliram pela rua pedonal.

49


JUVENTUDE

ENTRONCAMENTO RECEBEU O FESTIVAL "MESH.COM" O encontro de evangelização e animação promovido pelo Movimento Encontro de Jovens Shalom (MEJ Shalom), denominado “Mesh.com”, decorreu no Entroncamento, nos dias 9, 10 e 11 de setembro. O “MEJ Shalom” é um Movimento Católico de âmbito nacional que trabalha na área da formação humano-cristã da juventude, estando presente em várias dioceses do país: Viana do Castelo, Braga, Coimbra, Leiria-Fátima, Portalegre e Castelo Branco, Lisboa, Setúbal e Angra do Heroísmo. Neste evento, onde participaram centenas de jovens de todo o país, realizaram-se diversas atividades como: treinos desportivos, workshops, um espectáculo musical e um fórum de debate. Estas atividades decorreram no Complexo Desportivo Municipal. O evento contou com os apoios da Câmara Municipal do Entroncamento, do Instituto Português da Juventude (IPJ), do Departamento Nacional da Pastoral Juvenil (DNPJ) e da CP-Comboios de Portugal.

50


JUVENTUDE

8.º CONCURSO NACIONAL DE FOTOGRAFIA JOVEM INAUGURAÇÃO DA EXPOSIÇÃO E ENTREGA DOS PRÉMIOS O Município do Entroncamento promoveu o 8º Concurso Nacional de Fotografia Jovem. Este ano com tema livre, pretendeu-se um olhar atual e criativo sobre o Município do Entroncamento. A exposição das fotografias a concurso esteve patente na Galeria Municipal e os prémios foram entregues no dia 1 de dezembro, pela Vice-Presidente da Autarquia. Os premiados foram:

- 1.º lugar (1000¤): “Os descansos no Entroncamento”, de Hélder João Godinho de Alegria (Alverca do Ribatejo);

- 2.º lugar (500¤): “Afinal, somos todos feitos de poemas”, de Lina Marcos Lucas (Entroncamento);

- 3.º lugar (250¤): “Esperança, frescura, ouro e prata”, Bruno Alexandre Rodrigues Carvalho (Entroncamento).

1º lugar: Hélder João Godinho de Alegria

2º lugar: Lina Marcos Lucas

3º lugar: Bruno Alexandre Rodrigues Carvalho

51


DESPORTO

CENTRO MUNICIPAL DE MARCHA E CORRIDA NO 3.º LUGAR A NÍVEL NACIONAL Reabriu, a 4 janeiro de 2012, esperando continuar a proporcionar a todos os que o frequentam, a qualidade a que estão habituados. Desde a sua inauguração, a 30 de abril de 2011, tem-se vindo a registar um crescendo no número de participantes inscritos, contando, neste momento, com 71 elementos. Com apenas 8 meses de existência, o Centro do Entroncamento figura já no Top 5 dos 84 Centros Municipais de Marcha e Corrida espalhados pelo país, o que torna este feito ainda mais relevante, tendo em conta o curto tempo de funcionamento. O CMMC do Entroncamento ocupa o 3.º lugar a nível nacional, apenas suplantado pelos Centros de Lagos e de Lamego, ambos mais antigos. A evolução do Centro de Marcha e Corrida em 2011 foi bastante considerável, tendo-se registado uma fase inicial com 17 pessoas inscritas que facilmente ultrapassou a meia centena. Maio: 17 inscritos Setembro: 42 inscritos Junho: 26 inscritos Outubro: 67 inscritos   Julho: 29 inscritos Novembro: 70 inscritos Agosto: 34 inscritos Dezembro: 71 inscritos Para além das caminhadas pelos 2 percursos existentes (um de 1500m e outro de 3600m), os utentes podem usufruir de aulas de reforço muscular, treino propriocetivo, melhoria de atitudes posturais e melhoramento geral da condição física. Para isso, o Centro conta com equipamento específico, como bosus, placas sensoriais de equilíbrio, bolas suíças, bolas medicinais, bandas elásticas de diferentes resistências, arcos, colchões e bancos suecos. A inclusão destes materiais vem de encontro às preocupações abordadas no Curso de Técnicos de Marcha e Corrida. Muitas autarquias têm vindo a utilizar estes aparelhos, conferindo a todo o Programa uma dimensão muito superior na realização do trabalho de marcha e/ou corrida.  Na primeira sessão os técnicos avaliam a condição física dos participantes e, através de um monitor de composição corporal, avaliam igualmente o peso, a percentagem de gordura corporal, da percentagem de água total do organismo, entre outros indicadores importantes para a monitorização da saúde de cada praticante. Esta avaliação é feita uma vez por mês para inferir a evolução e o trabalho realizados ao longo das sessões no CMMC, nomeadamente o efeito que as atividades desenvolvidas produziram nos praticantes. O Centro Municipal de Marcha e Corrida do Entroncamento funciona com acompanhamento técnico no Pavilhão Desportivo Municipal às segundas-feiras, quartas-feiras e sextas-feiras das 18h às 20h. A frequência é gratuita, sendo apenas cobrado um seguro anual no valor de 7¤ (Federação Portuguesa de Atletismo). A Autarquia oferece, a cada participante, uma t-shirt do Centro. As inscrições são gratuitas e podem ser realizadas no Gabinete do Centro Municipal de Marcha e Corrida, no Pavilhão Desportivo Municipal (nos dias úteis, das 9h às 12h30min e das 14h às 17h30min).

52


DESPORTO

INÍCIO DA ÉPOCA 2011/2012 DO CENTRO MUNICIPAL DE MARCHA E CORRIDA DO ENTRONCAMENTO (CMMC)

CAMINHADA DO PAI NATAL Com o intuito de assinalar o Natal e encerrar as atividades desenvolvidas ao longo do ano de 2011, o Centro Municipal de Marcha e Corrida do Entroncamento (CMMC) realizou a "Caminhada do Pai Natal", no dia 16 de dezembro, com um percurso de 5 km, dirigida aos seus utentes.

Teve início no dia 10 de setembro, a época 2011/2012 do Centro Municipal de Marcha e Corrida do Entroncamento (CMMC). Durante a manhã decorreu uma caminhada de 5 kms, com partida junto ao Pavilhão Desportivo Municipal, terminando com uma sessão de alongamentos.

CAMPEONATO NACIONAL DE VOLEIBOL ENTRONCAMENTO RECEBEU O JOGO ENTRE O S.L. BENFICA E O G. C. VILACONDENSE Decorreu no dia 25 de fevereiro no Pavilhão Desportivo Municipal, o jogo da 26ª Jornada do Campeonato Nacional de Voleibol. Disputado entre as equipas do Sport Lisboa e Benfica e do G.C. Vilacondense, saiu vencedora a equipa do S.L. Benfica com o resultado final de 3-0. O evento foi organizado pelo Sport Lisboa e Benfica e contou com o apoio da Câmara Municipal do Entroncamento e da Kebrostress.

53


CULTURA

PALCOS DE OUTONO A Companhia de Teatro Poucaterra levou a efeito, durante o mês de outubro, o V Festival Nacional de Teatro – Entroncamento. O patrono desta edição foi o ator Ruy de Carvalho e foram apresentados os espetáculos “Salvo-Conduto”, “O Sótão dos Fantasmas”, “Casal Moderno”, “Aventuras de Animais e Outros Tais”, “Terror e Miséria”, “A Loja dos Brinquedos”, “A Casa das Alba” e “A Princesa com Orelhas de Burro”.

54


CULTURA

NOITES LONGAS A Câmara Municipal voltou mais um vez a promover as Noites Longas, durantes os meses de julho, agosto e setembro. E s t e a no c ont a r a m do programa: OH! DARLING TRIBUTO AOS BEATLES PEARL BAND TRIBUTO AOS PEARL JAM TEEN SPIRITS NIRVANA TRIBUTE BAND ROCK ´N´ROAD TRIBUTO AOS DEEP PURPLE

ST. DOMINIC'S GOSPEL CHOIR Decorreu no dia 10 de dezembro, na Igreja Matriz, o Concerto de Natal St. Dominic’s Gospel Choir. Este ano, para celebrar a quadra natalícia, a Câmara Municipal ofereceu a todos os munícipes do Entroncamento um espetáculo com um coro de grande renome, galardoado com vários prémios.

55


CULTURA

1. Baby Yoga e Funyoga para Bébés e Crianças 2. Feirinha de Setembro

3. Noz Connosco

6. Arte Sacra 56

4. Googuées para os Pés

5. Workshop Dança Oriental

7. Sábados com Arte - À Descoberta da Música


CULTURA

8. Sábados com Arte - Fantoches

10. Terapia do Riso

13. Exposição de Xailes

9. Sábados com Arte - Pintas e Tintas

11. 2º Concurso de Fotografia Jovem

12. Curso Intensivo de Ilusionismo

14. Oficina de Construção de Máscaras 57


BIBLIOTECA

58

1.

2.

3.

4.

5.

6.

7.

8.

9.

10.

11.

12.


BIBLIOTECA

13.

14.

15.

16.

17.

18.

19.

20.

LEGENDAS: 1. Ateliê Música Divertida 2. Ateliê "A República contada às Crianças" 3. Halloween na Biblioteca 4. BME vai ao Centro de Convívio 5. Lenda de São Martinho 6. Contos com Vida - Bruno Batista 7. Ouvir falar das letras 8. Ateliê "Ciência Viva"

9 >> 12. Natal na BME - Ler, Ouvir e Contar 13. Contos com Vida - Elsa Serra 14. Puzzle com Personagens 15. Jogos, História e Tradição 16. Contos com Vida - António Fontinha 17. Iakari e os 4 Elementos 18. Carnaval na Biblioteca 19. Contapetes 20. Contos com Vida - José Fanha 59


MNF

OBRAS DE EXPANSÃO E QUALIFICAÇÃO MUSEU NACIONAL FERROVIÁRIO

60

Prosseguem a bom ritmo as obras de adaptação do Ex-Armazém de Víveres e da Nave 13 das antigas Oficinas do Vapor às novas funções museológicas que estes espaços assumirão, no contexto de implementação da Exposição Permanente do MNF. Este projeto é co-financiado pelo QREN Programa Operacional do Centro, no âmbito das Parcerias para a Regeneração Urbana, sendo também apoiado pelo Instituto Turismo de Portugal, no âmbito do PIT - Programa de Intervenção do Turismo. A sua concretização permitirá à FMNF continuar a instalar, expandir e a qualificar o Museu Nacional Ferroviário.


MNF

TRANSFERÊNCIA DO ACERVO DE MATERIAL CIRCULANTE DE ESTREMOZ PARA O ENTRONCAMENTO

A Fundação Museu Nacional Ferroviário procedeu à transferência da totalidade do espólio de material circulante do Núcleo Museológico de Estremoz para a Sede do Museu Nacional Ferroviário, no Entroncamento. Tem como objetivo iniciar a recuperação do referido material, visando a sua integração na Exp osição Permanente do MNF. Do conjunto de 12 veículos, destacam-se as locomotivas a vapor CP 001, CP 005, CP 070, a grua G-SS-12 e o salão Asf 1.

61


CUSTOS ASSOCIADOS

ABASTECIMENTO SANEAMENTO RESÍDUOS SÓLIDOS O preço da água inclui obrigatoriamente, para os clientes domésticos: abastecimento, saneamento, residuos sólidos, TRH e IVA. Artigo 16º da Lei n.º 2/2007 de 15 de Janeiro (Lei das Finanças Locais) 62


Poupe água! Não deixe torneiras a pingar, feche-as bem. Feche a torneira enquanto escova os dentes ou se barbeia poupará até 30 litros de água. Ao lavar as mãos, se deixar a torneira aberta poderá gastar 2 a 18 litros. Tome duche em vez de banho de imersão e seja rápido, enquanto se ensaboa não deixe correr a água do chuveiro. Um duche, gasta 25 litros de água se demorar 5 minutos. Não lave a loiça peça a peça. Junte-a, lave-a e use a mínima quantidade de detergente necessário para uma lavagem eficaz, desta forma, poupará água e detergente. Diminua o volume de descarga do autoclismo colocando uma garrafa cheia de água no depósito do autoclismo. Cada descarga do autoclismo gasta 10 a 15 litros de água, deve utilizá-lo apenas quando necessário. Não lave nem regue a rua à frente da sua casa. Regar de manhã cedo ou à noite, poupa água que se perde com o calor do sol, além de ser mais adequado para as plantas. 63


MUNICÍPIO DO ENTRONCAMENTO CÂMARA MUNICIPAL Largo José Duarte Coelho 2330 - 078 Entroncamento Tel.: 249 720 400 Fax: 249 718 615 www.cm-entroncamento.pt

64

Revista n.º 67  

Revista Municipal do Entroncamento n.º 67

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you