Page 1

Portadores de necessidades especiais no Brasil (Poucos Sabem) Estou um pouco triste hoje ao escrever esse artigo sobre um assunto poucos discutido no Brasil e acabei descobrindo que um grande site/portal sobre o assunto acabou sobre o assunto dos portadores de necessidades especiais no Brasil. Leia tudo hoje esse artigo tem um carinho e atenção especial para principalmente para esse público. Conheci esse projeto por um colega o projeto que era "A Rede SACI" e infelizmente o site e o projeto acabou e posso dizer que era fantástico. O artigo de hoje é todo especial para o público portadores de necessidades especiais e relembrar um pouco do projeto Saci. Portadores de necessidades especiais no Brasil Vou relembrar um pouco do que era feito e passado pela "Rede Saci". Segundo estimativa feita pela Organização Mundial da Saúde (OMS), com base nos países do Terceiro Mundo em tempos de paz, cerca de 10% dos brasileiros - 16 milhões de habitantes - são portadores de algum tipo de deficiência. Estimulava a inclusão social e digital, disponibilizando informações sobre a Deficiência O que era a Rede SACI Acredita-se que esse número possa ser ainda maior, uma vez que o Brasil é campeão em acidentes de trânsito e trabalho e tem índices crescentes de violência urbana. Segundo o censo realizado pelo IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, em 2000, são 24,5 milhões de brasileiros, ou seja, 14,5% da população, com algum tipo de deficiência.


Some-se a isso familiares, amigos, profissionais especializados, formuladores de políticas públicas, instituições de ensino e pesquisa e organizações da sociedade civil e teremos uma parcela significativa da população envolvida, direta ou indiretamente, com a questão da deficiência. Pensando em promover o contato entre essas pessoas e entidades, a Rede SACI disponibiliza canais de comunicação para difusão de informações sobre o tema. Com isso, a SACI visa estimular a inclusão social, a melhoria da qualidade de vida e o exercício da cidadania das pessoas portadoras de deficiência. Suas principais ferramentas de trabalho são a Internet e os Centros de Informação e Convivência (CICs). Por meio da Internet, disponibiliza aos seus usuários endereço eletrônico, suporte técnico, softwares adaptados para deficientes, além de bases de dados, listas de discussão, agenda de eventos, entre outros serviços. Já os CICs são locais de fácil acesso, abertos a portadores de deficiência, onde são ministrados cursos gratuitos de capacitação para o uso da Internet e da Informática. A Rede SACI era uma realização da Coordenadoria Executiva de Cooperação Universitária e de Atividades Especiais da Universidade de São Paulo (CECAE-USP), da Rede Nacional de Ensino e Pesquisa (RNP), do Amankay Instituto de Estudos e Pesquisa, e do Núcleo de Computação Eletrônica da Universidade Federal do Rio de Janeiro (NCE-UFRJ). Contava com o apoio da Fundação Telefônica e da Vitae. Quem era cada um na Rede Saci Tinha equipes, situadas em locais diferentes, trabalhando em rede, para tornar a Rede possível. Equipe 2013/2014 USP Legal/Rede SACI Núcleo dos Direitos


PRCEU - Pró-Reitoria de cultura e Extensão Universitária USP - Universidade de São PauloCoordenação Executiva: Profa. Dra. Lucia Vilela Leite Filgueiras Educadora especialista: Ana Maria E. C. BarbosaEstagiários e bolsistas: * Equipe de pesquisa e atendimento: Fernanda Vespoli Cervenka Julia Nascimento Câmera Lorena Shimidtt Pássaro * Equipe de comunicação (Jornalismo): Amanda Pícaro Manara Frederico Gabre Tardin Mariana Faustino Giovinazzo Mirella Silva Kamimura * Design: Laura Gabre Tardin * Documentação/Acervo: Liana Nakamura * Avaliação de acessibilidade digital: Alexandre Moreira Santos Carine Nascimento Vinicius Franco Vasconcelos *Avaliação de Acessibilidade Física: Bruna Meira Zapata Moreno Juliana Guilherme da Silva


*Bolsistas dos projetos Aprender com Cultura e Extensão: - Guia Eletrônico de Acessibilidade para Eventos Pedro Henrique Barbosa Muniz Lima - Pare Legal: Sensibilização quanto a vagas de estacionamento para pessoas com deficiência física, mobilidade reduzida e idosas em todos os campi da USP Caroline Ferreira Jorge Sidiane Borges Andrade - Inventário dos equipamentos de acessibilidade arquitetônica nos campi da USP Mariana da Silva Gonçalves - Elaboração de roteiros de teste de acessibilidade para pessoas com deficiência visual Aline Isaias de Freitas - Guia Eletrônico USP Acessível Stephanie Krebs Sousa .................................... Colaboradores na época aos portadores de necessidades especiais no Brasil: Adriana Lage Claudio Seishi Kobiraki Levi Fukumori Lucy Bomfim Gruenwald Rodrigo Godoy E todos os usuários da Rede SACI e do Programa USP Legal Links úteis: http://www.coe.sp.gov.br/ http://www.acessobrasil.org.br/ - https://www.selursocial.org.br/ http://www.bengalalegal.com/ http://www.acessibilidadelegal.com/ https://groups.google.com/forum/#!forum/acessodigital http://www.audioteca.org.br/


Essa foi a minha homenagem e uma forma de lembrar da Rede Saci que era um projeto maravilhoso para os portadores de necessidades especiais no Brasil. Infelizmente acabou alguns anos. Fica a minha lembrança e homenagem para o público que Ê pouco visto no Brasil. https://harmonianatureza.com.br/portadores-denecessidades-especiais-no-brasil/

Portadores de necessidades especiais no brasil (poucos sabem)  

Estou um pouco triste hoje ao escrever esse artigo sobre um assunto poucos discutido no Brasil e acabei descobrindo que um grande site/porta...

Portadores de necessidades especiais no brasil (poucos sabem)  

Estou um pouco triste hoje ao escrever esse artigo sobre um assunto poucos discutido no Brasil e acabei descobrindo que um grande site/porta...

Advertisement