Issuu on Google+


ColĂŠgio Santo Agostinho unidade Nova Lima

dezembro de 2012


Um mergulho na fantasia A criança vive conosco, ao nosso lado, em nosso mundo. Mas a criança, na verdade, vive em outro mundo. Lá, ela é senhora do tempo – sempre presente – e flutua numa fantasia sem fim, em histórias encantadas que se misturam com sua própria vida. Resta a nós, adultos, tentarmos mergulhar nesse universo encantado, simplificar nossas complicações de gente grande e sintonizar com essas anteninhas elétricas, atentas, sempre prontas a novas e empolgantes descobertas. A proposta deste livro é proporcionar um pouco desse mergulho no universo de nossos alunos do 1º ano. Em suas páginas, nos deparamos com brincadeiras que revelam aquela que é a linguagem natural da criança, sua expressão mais pura e espontânea, a forma como ela absorve, interpreta e revela o mundo.

Brincar é um direito da criança, garantido no Princípio VII da Declaração Universal dos Direitos da Criança do UNICEF. É por meio do brincar, que ela se relaciona, exercita a solidariedade e se descobre como indivíduo. A partir dessa ideia, desenvolvemos este livro, como um exercício de construção coletiva: passo a passo, desenho a desenho, palavra por palavra, com carinho, paciência e dedicação. Que você, que agora o tem em mãos, possa perceber todo o encantamento desse trabalho de nossas crianças, junto com suas professoras. Que o livro possa ir além do papel, transbordando em cada página todo um universo de fantasia e imaginação. E que nesse mergulho, todos sejamos, de novo, crianças.

Lorena Macedo Diretora


Apresentação

3


Queridos alunos, O ano termina com o Livro de Poemas concluído e deixa uma SAUDADE que rima com FELICIDADE. Felicidade desse tempo que passamos juntos... Tempo que nos deu de presente a alegria da convivência com os novos amigos; Tempo que nos ajudou a investigar e descobrir o prazer de arriscar e aprender; Tempo que nos uniu e fez de nós pessoas mais fortes; Tempo que fomos felizes! Vocês vão deixar em minha memória lembranças desse tempo. O nosso tempo terminou, outros tempos virão, a saudade vai apertar, mas essa felicidade nunca vai passar... Levo um pouco de cada um de vocês comigo em meu coração e deixo com vocês um pouco de mim através desse tempo. Desejo que continuem crescendo e buscando outras maneiras de serem felizes. Estarei sempre torcendo por vocês! Carinhosamente, sua professora. Maria Márcia


5


O Parque Quando vou ao parque é só alegria! Pode ser no parque da pracinha Ou no parque de diversões... Neles, vivo muitas emoções!

poema coletivo

Tem uma mistura de cores e sabores. Algodões-doces... Derretendo entre meus dedos. Pipocas Estourando o tempo todo. Pipas e balões Voando com mil cores! Todos os brinquedos têm segredos: Na pracinha O balanço da gangorra É a voz do vento Como um cata-vento.


Ando de bike, patins e skate. Com o amigo jogo bola E a tristeza não rola! No parque de diversão É a maior curtição! Tem a montanha-russa, ufa! Subindo e descendo sem parar, Me assusta e faz chorar. O carrossel, gira, gira... Me alegrando e me encantando! Ainda tem a roda-gigante, linda... Lá de cima, vejo tudo num instante... E o carrinho que bate-bate? Nele sou motorista maluquinho E um menino espertinho... No mundo mágico dos parques Até adulto pode ser como uma criança. Brinca, brinca e nunca cansa de sonhar... 7


Brinquedos De helicóptero, trenzinho e avião Brincar é uma diversão! O helicóptero de controle remoto Como um passarinho chega de mansinho... Ele roda, roda pelo céu Lindo como um carrossel! O trenzinho é bonitinho Nos trilhos faz piuí, piuí... Convidando a gente pra se divertir! O avião sai do chão como um gavião Nele sou piloto, comissário e passageiro Pronto para conhecer o mundo inteiro! Autores: Felipe Paiano, Gabriel, Pedro e Rodrigo.


Felipe Paiano e Pedro

9


Gabriel

Pedro


Rodrigo

Felipe Paian o

11


A bola A bola pula e rola Na pracinha e no recreio da escola! No jogo de futebol é valiosa O jogador está sempre atrás da bola Para um gol fazer sem demora! No jogo de tênis é a estrela Bate na raquete e no chão Se você não for esperto Ela te engana e te deixa na mão! Toda criança gosta de brinquedo Isto não é nenhum segredo Mas bola é que me faz mais feliz! Quando a brincadeira termina, peço bis... Autores: Enzo, Gustavo, Henrique e Rafael Salomão.


Rafael Salom達o

13


Henrique

Rafael S

alom達o

o

Enz


Gustavo

Gustavo

Enzo

15


A bicicleta As rodas redondas e magrelas Giram, giram sem parar Quando vou pedalar! Preciso da rodinha pra começar Mas depois que equilibro sozinho Já pedalo em qualquer caminho! Quem de sua saúde quer cuidar Pedala sem parar! Entra no aquecimento e faz o movimento! Quem o planeta quer preservar Pedala, pedala sem a fumaça soltar! Se você é esperto e valente Cuida da saúde e do meio ambiente Venha pedalar com a gente! Autores: Beatriz, Juliana, Laura, Marina, Rafaela e Taís.


Rafaela

17


Laura

Beatriz

TaĂ­s


Marina Juliana

Beatriz

Mari

na

19


A boneca A minha boneca fala, anda e canta Com ela me sinto contente E brinco sorridente! Brinco de casinha Sou a mamãe e ela a filhinha! Brinco de rei e rainha Sou a princesa e ela a fada madrinha! Tem dias que nela coloco laço Pinto as unhas, troco sua roupa e sua touca! Tem dias que com ela troco segredos E conto meus medos... Ela Ê a grande amiga Que vou levar pra toda a vida! Autores: Ana Luisa, Isabella, Maria Clara, Maria e Maria Laura.


Ana Luisa

21


Maria Clara

Maria Clara

Isabella

Isabe

lla


23

Maria

Ana Luisa

Maria

Maria Laura


O pião Tem pião antigo que é de madeira Roda, roda, com a corda certeira Na palma da mão e no chão! Tem pião de metal que é genial! Com atirador, cordinha e lançador Gira, gira, como se tivesse motor... Tem pião colorido Faz a curva e pula cada vez mais alto Dando um lindo salto! Numa batalha, o pião nunca falha Cai na pista, entra no combate Lembrando que nesta luta Nunca terá empate! Autores: Felipe Castello, Inácio, José Pedro, Rafael Arantes e Rafael Quintão.


Felipe Castelo

25


Rafael A

rantes

Inácio

Rafael Arantes

José Pedro


o

Rafael Quintã

José Pedro

Felipe Castelo

Rafael Qu

intão

27


Queridos alunos, O ano se foi... Mas as marcas do nosso encontro ficarão eternizadas nos desafios que enfrentamos, nas brincadeiras que rimos, nos limites que nos propusemos, nos caminhos que trilhamos, cada qual à sua maneira, tentando fazer o melhor. Peço a você que não desista nunca! Quando tropeçar e cair, levante-se. Seja sempre um amigo fiel, valorize as pessoas, seja solidário, sonhe e brinque...Brinque muito. Lembre-se da sua infância quando as dificuldades aparecerem, pois essas lembranças farão acreditar que vale a pena seguir. Obrigada pela sua companhia neste ano! Você também me ensinou muito! Com carinho da sua professora.


29


poema coletivo


Vamos jogar queimada? Vamos jogar queimada? Cada time para um lado Pega a bola, a bola rola, Não se deixe ser queimado. Se você for acertado, Vai depressa pro outro lado Põe força, cruza a bola Senão seu time vai embora.

31


Dança da cadeira A dança da cadeira É uma brincadeira. Ponha o seu ouvido Para funcionar. Quando a música parar Procure o seu lugar. Se você não se assentar, Eu pego o seu lugar E você pega a cadeira E sai da brincadeira. Autores: Daniel Araújo, Gabriel, Isabel, Isabella, Luiz Gustavo


Daniel AraĂşjo

33


Isabella

Luiz G

ustavo


Gabriel

Isabel

35


Rouba bandeira Cada time escolhe um lado Põe a bandeira no seu quadrado Cuidado... Se for pego vai ser congelado. Ao sinal, comece a correr Senão você vai se arrepender! Tente pegar a outra bandeira Mas não dê bobeira, Não se deixe agarrar Para o jogo poder ganhar. Autores: Ana Carolina, Daniel Paixão, Eduardo, Maria Fernanda, Rafael Silva


Ana Carolina

37


Eduardo

Rafael Silva


Maria Fer

nanda

Daniel Paix達o

39


Lá vai a bola Lá vai a bola Girar na roda, Gira, gira, vai passando de mão em mão, Vai escutando essa canção, Com bastante atenção. Quando a música parar, A bola você deve jogar Para o colega queimar. Se assim você fizer, Com certeza vai vencer E campeão você vai ser. Autores: Ana Clara, Eduarda, Lorenzo, Marco Antônio, Thales


Lorenzo

41


Eduarda

Ana Clara


么nio

Marco Ant

les

Tha

43


Maria viola Crianças na fila A bola já vem Pegue depressa E esconda ela bem. Tente adivinhar Com quem a bola está Se você conseguir Uma vitória vai surgir E a jogada vai se repetir. Autores: João Roberto, Maria Clara, Mariana, Mário Lúcio, Rafael Bartilotti


Mariana

45


Rafael B

artilotti

Jo達o Roberto


io

o Lúc

Mári

Maria Clara

47


Pular corda Subindo e descendo, A corda batendo, Eu vou pulando, eu vou saltando, Feliz da vida, sempre brincando, De cima pra baixo, de baixo pra cima De baixo pra cima, de cima pra baixo... Autores: Bernardo Caldas, Bernardo Jorge, Bernardo Motta, Catarina, Nicole


Bernado Motta

49


Catarina

Bernardo

Caldas


Nicole

Bernardo Jorge

51


Meus queridos alunos, Como estou feliz! Para mim, foi um privilégio conviver com vocês, crianças tão afetivas e companheiras. Foi um ano de muita confiança, parceria e aprendizado. Registramos algumas brincadeiras por meio de poemas. E as nossas brincadeiras foram além, evoluíram para O CUIDADO COM O OUTRO... Vocês descobriram que podem unir as pessoas para o BEM e me surpreenderam... quanta sabedoria e bondade! Como foi bom participar desses momentos, ver o brilho nos seus olhos. Alguns de vocês falavam com mais espontaneidade, outros precisavam ser desafiados; os tímidos se revelaram, opinaram e ajudaram os colegas! Vocês ousaram e conseguiram! São leitores e iniciaram a escrita de suas vidas. Começaram a traçar os seus caminhos e, com certeza, contribuirão para um mundo melhor porque AMAM e VALORIZAM A VIDA. Sejam muito felizes! Que Deus guarde cada um na palma de sua mão. Beijos da professora,


53


poema coletivo


Brincadeira na praça Na nossa brincadeira tem muita diversão Queremos dar as mãos, Unir os corações. Brincar é divertir, sorrir e ser feliz É respeitar, aprender e ensinar. Brincar é soltar a imaginação Compartilhar com o outro ou não. Queremos brincar com alegria, amor e amizade Queremos ser a ponte da solidariedade. Vamos brincar, amar e partilhar felicidade.

55


Cama de gato Na brincadeira do barbante Temos de seguir adiante Não podemos parar. Se quisermos descobrir Formas diferentes. Cada movimento Nos leva a ver E a fazer transformações. Mas para que isso aconteça É preciso chegar aos corações. Não apenas nas brincadeiras Mas, também, nas nossas ações. Vamos mudar o mundo E deixá-lo mais feliz. Autores: Anna Luiza, Bárbara, Bruno, Gustavo Cassini, Matheus Kochhann


Anna Luisa

57


us Mathe

Bruno t


o C.

Bรกrbara

Gustav

59


Cinco Marias Queremos juntar as cinco pedrinhas Para a nossa diversão. Pedrinha para o alto, Para baixo e para o lado Vamos juntando as Marias. Para que ficar amargurado? Desistir? Nem pensar! Nunca parar. Continuar até conseguir. Após muitas tentativas Algumas pedrinhas na mão E, outras, no chão. Agora sim, Bico de pato, pedrinha no papo. Muita emoção e confusão! Vamos unir as mãos E ajudar os nossos irmãos. Autores: Beatriz Batistella, João Paulo, Lucca, Luiz Eduardo, Maya


Maya

61


Jo達o Paulo

Luiz Edu

ardo


Lucca

Beatriz G .

63


Corre cotia Corre criança na roda do amor Abra os olhos Tira a fome, tira a dor. Corre de novo, sem parar, sem cansar E continua na alegria de amar e brincar. Carinho, solidariedade e amizade Trazem felicidade. Encham o coração da criança Que precisa de um dedinho de paz, De confiança e de muita esperança. Autores: Beatriz Câmara, Henrique Jacob, Luiz Augusto, Matheus Mendes, Victor


Matheus Mendes

65


Henrique

Jacob


Victor

67

Beatriz C창mara


Pega-pega Na brincadeira do pega-pega Vamos reunir muitas pessoas Um será o pegador Os outros vão correr E sempre terá o vencedor! No pega-pega Temos de salvar pessoas Na vida tudo vai evoluindo. Quando a gente cresce Lembramos do que brincamos. No pega-pega do amor Todas as crianças vão vencer. Será preciso comer para crescer Ter atenção, compreensão, compaixão E alegria no coração. Autores: Elisa, Enzo, Gabriela Albergaria, Gustavo Souza, Henrique Quintão


Gustavo Souza

69


lbergaria

Enzo

Gabriela A


Elisa

71

int達o

Henrique Qu


Rouba bandeira Dois times, duas merendeiras O desafio da brincadeira É tirar, pegar do adversário De qualquer maneira A bandeira. Movimento intenso Corre de lá, corre de cá Grita, pega, cola, descola. E para ganhar Basta enganar a companheira E pegar a merendeira. Vamos acabar com a desunião Partilhar alegria Distribuir animação Brincar com educação. E para terminar É só comemorar E fotografar! Autores: Arthur, Bruna, Eduardo, Gabriela Rodrigues, Paula


Eduardo

73


Gabriela

Rodrigues

Bruna


Arthur

Paula

75


Há um ano tudo começou! O tempo passou, mas é sempre bom relembrar... São momentos únicos que me vêm à memória: cada criança, em particular, com o seu encanto e carisma, meninada curiosa, espevitada e adoravelmente livre! Educar é assim... indicar o caminho a seguir. É dizer sim, dizer não, motivar, acolher e mostrar que há limites para tudo, menos para os sonhos que temos. Novos desafios surgirão, a vida nos encaminha, a receita é fazer o que manda o coração e se entregar. Desejo a cada um que não perca a vontade de aprender, de criar, e que nunca duvide da sua própria capacidade! Chegou o momento de comemorar! Comemorar as amizades conquistadas, as ideias compartilhadas e as experiências vividas. Parabéns, meus amores, por esse momento tão especial que é a celebração de mais essa conquista com o sabor da infância! Guardarei em um cantinho especial este livro e sempre que sentir saudades vou ler, reler e recordar os divertidos momentos que vivenciamos, pois a palavra que resume a passagem de vocês pela minha vida é AMOR. Obrigada pelo amor com que me receberam e pelo amor que demonstraram ao longo de todo o tempo que passamos juntos. Agradeço a Deus por todos os desafios e vitórias conquistadas! Guardo todos vocês com muito carinho no meu coração. Sucesso, meninada! Beijos,


77


poema coletivo


Adivinhe a brincadeira Nessa brincadeira Não pode dar bobeira. Tem que fugir do colega Senão ele te pega. É divertido porque precisa Correr com os amigos! Corre pra lá, corre pra cá! Corre, corre, sem parar. No pique você pode descansar E quando sair de lá A brincadeira vai continuar Até o pegador te pegar. Eu corro atrás de você... Pegou! Você corre atrás de mim... Pegou! Então, adivinhou? Pega-pega é assim, Pura diversão que não tem fim. 79


Esconde-esconde 1, 2, vai começar 3, 4, a brincadeira 5, 6, esconde-esconde 7, 8, falta pouco 9, 10, mexam os pés.

Você tem que esconder Num lugar que ninguém vê Num lugar bem diferente Ou na casa da gente. Eu vi o Gabriel Debaixo da cama Usando pijama. Eu vi o Daniel Atrás do armário Jogando baralho. Eu vi o Samuel Deitado no sofá De pernas pro ar. E o Thiago, você viu? A Bruna não descobriu! Autores: Bruna Abras, Daniel, Gabriel, Samuel, Thiago


Samuel

81


Daniel

as

Bruna Abr


Gabriel

Thiago

83


O cabo de guerra Convide os seus amigos, O tamanho não importa. Para começar a brincadeira Você precisa de uma corda. Mateus pra lá, Davi aqui. Arthur pra cá, Enrico ali. 1, 2, e já! Você vai conseguir! Tem que ter força, Puxar com vontade Você até parece Super-herói de verdade. Essa brincadeira é demais No cabo de guerra Eu quero é paz! Autores: Arthur, Davi, Enrico, Mateus


Davi

85


Mateus


Arthur Enrico

87


Passa anel Cinco crianças Passando um anel Girando na roda Como carrossel. Até parece uma magia Esconder o anel na mão É segredo, é fantasia Não deixe cair no chão. Gira mundo E as nuvens do céu Gira tudo Vem brincar de passa anel! Você já descobriu Com quem o anel está? Eu não vi, você viu? Tente adivinhar! Autores: Clara S., Gabriela, Letícia, Márcia, Roberta


Mรกrcia

89


Clara Sant’Anna

Letícia


Roberta

Gabriela

91


Rola a bola Tem forma de esfera Brinquedo redondo Precisa ser fera Se pisar nela é tombo. Bola parece mola Pula, bate e rola Sola, viola, sacola, Quanta rima tem a bola. Tem vários tipos de bola Brincar com ela é legal No vôlei, basquete e tênis Gude, handebol e futsal. Na água, na quadra Ou no campo do Mineirão Tudo é possível Use a sua imaginação. Rola a bola, Vinícius! Bola rola, Léo! Chuta a bola Lucas E toca pro Miguel! Goooooooooll! Autores: Leonardo, Lucas, Miguel, Vinícius


VinĂ­cius

93


s

Luca


Miguel

rdo

Leona

95


Corre cotia Corre cotia Roda de criança É uma alegria Parece uma dança! Vem brincar comigo Você vai gostar Se for o escolhido Vai ter que me pegar. De noite e de dia Podemos brincar De corre cotia Em qualquer lugar! Autores: Ana Bella, Bruna Aguiar, Clara Jardim, Júlia, Luccas


Bruna Aguiar

97


Ana B

ella

Luccas


dim

Clara Jar

JĂşlia

99


“Todo conhecimento começa com o sonho. O conhecimento nada mais é que a aventura pelo mar desconhecido em busca da terra sonhada. Mas sonhar é coisa que não se ensina. Brota das profundezas do corpo, como a água brota das profundezas da terra. Como mestre, só posso então lhe dizer uma coisa: – Conte-me seus sonhos para que sonhemos juntos...” Rubem Alves

Queridos alunos, Todas as pessoas que passam pelas nossas vidas deixam um pouco de si e levam um pouco de nós. Vocês deixaram em mim grandes lembranças e aprendizados: a simplicidade da amizade infantil, a confiança, o sorriso espontâneo e encantador! Muito mais do que professora, fui aluna! Agradeço por todos os momentos inesquecíveis, pelas rodas de histórias, pelas conversas e pelas palavras de carinho. Muito obrigada pela oportunidade que vocês me deram de fazer parte de suas vidas! Levo em meu coração os seus sonhos de criança... Desejo a todos a pureza eterna da infância e muitas alegrias por toda a vida! Com amor,


101


poema coletivo


Brincadeiras Brincadeiras são animadas! Brincar é bom todo dia Com nossos melhores amigos Fazemos muita folia. Quando brincamos É sensacional! Brincar é aprender Que legal! Rua, casa, escola, clube Como é bom se divertir Boneca, pião, bolinha de gude Bom demais e nos faz rir. Brincar é importante Pra divertir e crescer Vamos lá, criançada! Felizes podemos ser. 103


Dama Nos quadrados escuros Posso colocar as peças Em diagonal são os pulos E o jogo assim começa. As cores são diferentes Peças pretas, peças brancas Pra não confundir a gente Seja adulto ou criança. Jogar dama é importante E vencer é genial De agora em diante Vou jogar. Sensacional! Autores: Ana Júlia, Gabriel, Henrique, João Pedro Ferreira, João Pedro Novaes


Henrique

105


ia

Gabriel

a JĂşl

An


Jo達o

Pedro

Novae

s

reira

ro Fer Jo達o Ped

107


Jogo da trilha Posso dar uma ideia? Jogar trilha é bacana É só reunir os amigos Vai no chão ou vai na cama. Vou pular todas as casas E o caminho percorrer Quero sorte, quero asas E, ao final, poder vencer. Pinos coloridos, dados E um tabuleiro na mesa Quem conseguir ponto maior Vai ter uma surpresa! Autores: Clara, Davi, Gustavo, Luiz Paulo, Maria Eduarda


Maria Eduarda

109


Clara

aulo

P Luiz


Gustavo

Davi

111


Dominó Jogar dominó dá muita alegria É só reunir os amigos E já começa a folia. Vinte e oito peças Devem ser divididas Entre os jogadores Para começar a partida. Cada participante deve pensar Qual peça vai colocar Pois igual à outra Na mesa vai ficar. Quem acabar suas peças Vai ser o vencedor Não tem choro, a coisa é essa: O dominó acabou. Autores: Arthur Gonçalves, Fernanda, Joaquim, Marina


Arthur Gonรงalves, Fernanda, Joaquim e Marina

113


Marina

Arthur G

onรงalves


Fernanda

Joaquim

115


Feche a Caixa Os marinheiros da França Queriam se divertir E tiveram a lembrança Antes mesmo de partir. De inventar é tão simples Um jogo sensacional Feche a caixa, quem diria. É simples, mas é legal. Esse é um jogo de sorte, Paciência e atenção E é só jogar dois dados Que começa a diversão. Autores: Amanda, Arthur Lacerda, Eduardo Camargo, Pedro Henrique


Amanda, Arthur Lacerda, Eduardo Camargo, Pedro Henrique

117


Arthur Lacerda

Eduardo Camargo


rique

Pedro Hen

Amanda

119


Jogo da velha Um tabuleiro é preciso Nove quadrados e peças Mas não seja indeciso Senão a derrota é certa. Penso muito para ganhar Mas, às vezes, vou perder E sei que triste vou ficar. E daí? Isso é crescer. Da próxima vez pra vencer Vou me esforçar mais um pouco Não desisto, é pra valer. Desistir, pra mim, nem morto. É jogo de gente esperta E pra lá de divertido Se empatar a coisa aperta. É velha! Brinca comigo? Autores: Arthur Presoti, Eduardo Pires, Gabriela, Juliana, Luiz Fernando


Gabriela

121


Eduardo Pires

ando

Luiz Fern


Juliana

Arthur Presoti

123


Parece que foi hoje... Nosso primeiro dia de aula! Você, com aquela carinha curiosa e cheia de vontade para descobrir um mundo novo. Um mundo cheio de novidades, conquistas, desafios e alegrias. Passamos um ano todo compartilhando muitos momentos especiais. Ah! Quantos momentos de alegria e diversão! Quantos desafios alcançados! O tempo passou depressa... você chega agora a uma nova jornada. Ficam, na lembrança, as brincadeiras, as histórias, as aventuras e a amizade. Siga em frente! Leve com você sua alegria e curiosidade pela vida. Brinque! Sonhe! Conquiste! A cada novo passo do caminho, lembre-se de que você é muito especial. E não se esqueça dos momentos vividos, pois eles estarão sempre em meu coração. Agradeço por ter tido o privilégio de fazer parte desse momento da sua vida. Beijos carinhosos da sua professora,


125


poema coletivo


Cama de gato Brincar de cama de gato É o maior barato. Pego um barbante muito grande E tranço formas interessantes. Sou seu amigo, Venha brincar comigo. Quer aprender? Você vai ver. Coloque o barbante Em volta das mãos E aprenda a primeira lição. O desafio é passar De um lado para o outro Sem errar Ou o jogo vai acabar. O jogo acabou. Você gostou? 127


Cabra-cega Brincar de cabra-cega É mais divertido que andar em uma égua. Para brincar de cabra-cega Você não precisa viajar à Noruega. Precisa de um pano E não de um piano. Se quiser brincar Você tem que me chamar. Brinco com você E não com um bambolê. Se eu te pegar, você não vai gostar. Cabra-cega você será. Autores: Clara, Eduardo, Felipe, Samuel, Victoria


Clara

129


Felipe

Eduardo


Victoria

Samuel

131


Esconde-esconde Isabela brinca de esconde-esconde Ninguém sabe onde, deve ser muito longe. Quando ela se cansar, A brincadeira vai acabar. Mas, se eu procurar, Eu vou te achar. A brincadeira vai recomeçar, E você vai contar. Nesse jogo você tem Que se esconder bem 1, 2, 3... Agora é a sua vez. Autores: Artur Vilela, Fernanda, Nícolas, Valentina


Valentina

133


Artur Vilela

NĂ­colas


Fernanda

135


Pula sela A Rafaela pula sela Todo dia, toda hora, sem demora. Essa brincadeira é legal E levanta o astral. Quando falo que vamos brincar Todo mundo começa a gritar. O Daniel vai perguntar – Comigo você quer brincar? No final ele pergunta – Henrique, Sophia, a brincadeira acabou. Quem gostou? Autores: Daniel, Henrique, Rafaela, Sophia


Rafaela

137


Sophia


Henrique

Daniel

139


Bambolê Para brincar de bambolê Eu preciso de você. É só rodopiar Gira, gira e não saia do lugar. Eu pego meu bambolê E giro pra valer. Na cintura, no braço E também no pescoço. Para a brincadeira não acabar Você tem que bambolear Se você parar O bambolê cairá. Autores: Allegra, Henrique Figueiredo, Lucas, Maria Luiza


Maria Luiza

141


Lucas


Henriq

ue Figu

eiredo

Allegra

143


Pião Olha o pião, Jogado no chão. Ele gira de montão, Também na minha mão. No papelão, Ele gira feito um furacão. Só não gira mais Que a roda do caminhão. Enquanto brinco de pião Eu canto uma canção. – Você gosta de pião? Eu gosto mais de pão com requeijão! Autores: Arthur Cunha, Joana, João Henrique, Lucca, Luna


Joana

145


Luna

Jo達o Henrique


Lucca

147

Arthur Cunha


Era uma vez uma história... Uma história que temos para contar... Um tempo de eterna magia. Um tempo de brincar, sonhar e flutuar nas asas da imaginação até um mundo onde tudo é possível. Um tempo onde a aprendizagem fez-se presente na construção da escrita e leitura, passando pelos sabores da compreensão do mundo mágico das palavras. Um tempo onde os desafios foram enfrentados com a certeza da alegria da conquista. Um tempo onde cada desencontro transformou-se na beleza de um novo caminho com a certeza de sempre seguir em frente. Um tempo onde sonhos tornaram-se realidade através do simples sorriso de um amigo. Um tempo onde as brincadeiras trouxeram conhecimento e sabedoria para convivermos com todos respeitando as diferenças de cada um. No futuro podemos até falar que era coisa de criança, mas hoje temos a certeza de que tudo que vivemos e aprendemos está registrado para sempre em nossos corações e nos ajudará a enfrentar desafios que estão por vir. Fazer parte dessa história, onde construímos carinho e confiança, foi especial. Que bom ter sido com cada um de vocês! Beijos


149


poema coletivo


Escola: esse lugar é especial A escola é um lugar Onde devemos estudar É também especial E nela podemos brincar Temos muitos amigos Pode acreditar Com eles nos divertimos E brincamos sem parar! Em cada espaço A brincadeira é diferente Dentro de sala Brincando também se aprende. É muita coisa boa Que acontece durante o dia Junto dos amigos É só alegria!

151


Brincando e aprendendo A sala de aula É um lugar de estudar Mas também é legal Pois podemos brincar Brincar nos diverte E nos faz aprender Respeito aos combinados Nós temos que ter Memória, lego e fazendinha E, às vezes, forca também Não importa a brincadeira A alegria sempre tem! Os amigos são importantes Sem eles não dá pra brincar Juntos é mais divertido E muito melhor estudar! Autores: Elias, Gustavo Horta, João Gabriel, Laura e Marina


Laura

153


Elias

Jo達o Gabriel


Marina

155

Gustavo Horta


Arena, lugar legal Lá na nossa escola Tem um lugar que é especial Chamamos ginásio ou arena É um espaço muito legal. Lá é muito bom de brincar Mas temos que ter um cuidado Sapato só de borracha Ou então ficar descalço O lugar é pra correr E brincar de rouba bandeira Cuidado com o colega! Não pode dar bobeira! Tem dia que a brincadeira É de bola, corda ou bambolê. A diversão é certa O que mais queremos fazer? Autores: Angélica, Antônio Heitor, Luís Felipe, Wander, Yasmin


Angélica

157


Yasmin

Luis Felipe


eitor

Ant么nio H

Wander

159


Divertindo com a galera A cesta de basquete Fica nas quadras da escola. Olhe, preste atenção, Mire e acerte a bola. Tem também as traves do gol Para acertarmos nela Escolha o seu time E jogue com a galera. A diversão é garantida A alegria não acaba É muita criança junta Que bagunça danada! Os jogos acontecem Ganhamos ou perdemos... O importante é brincar. Que pena! Acabou o tempo! Autores: Fabiana, Gustavo Lima, Sofia e Thiago


Thiago

161


Sofia


Fabiana

ima

Gustavo L

163


Parque ecológico é diversão Esse pátio é diferente Os brinquedos são de madeira Tem trilha de pneu pra gente Subir e descer a ladeira. Lá podemos balançar E brincar até cansar De esconde-esconde e pega-pega E também de cabra-cega. A imaginação rola solta Tem trenzinho pra viajar As cabanas são esconderijos Pra todos poderem brincar Esse pátio é divertido Só tem uma hora que não é legal É quando a professora nos chama Porque tocou o sinal! Autores: Davi, Gabriel, Gabriela e Luisa


Gabriel

165


Gabriela


167

y Davi Mirah

Luisa


Pátio emborrachado é assim... Um pátio da nossa escola Tem um chão diferente É de borracha e não machuca Se cairmos de repente. Corremos muito lá E cuidado temos que ter Brincamos de muita coisa É diversão pra valer! Tem casinha de boneca E campinho pro futebol. As crianças vão pra lá Mas só quando tem sol. Aproveitamos pra brincar Cada minuto, sem parar. A alegria é grande E a amizade fica gigante! Autores: Camila, Henrique Filipuzzi, Henrique Garcia, Rafael


Henrique Garcia

169


Rafael

Camila


ilipuzzi

Henrique F

171


SIC - Sociedade Inteligência Coração Frei Luiz Antônio Pinheiro

Professora de Artes Cláudia Lúcia Alves Teixeira Viana

Diretor Educacional Corporativo Francisco Angel Morales Cano Diretora Educacional da Unidade Lorena Freitas de Macedo

Professores de Educação Física Fabiana da Silva Silveira Manoena Juliana dos Santos Dias Marcelo Oliveira Moreira Santos Fonseca Simone Carvalho de Faria

Gestor Pedagógico Paulo Roberto Vidal

Professora de Ensino Religioso Romilda Sérgia de Oliveira

Supervisora Pedagógica Izilda Maria Generoso Marinho

Professora de Inglês Vanessa Costa Guerra

Coordenador Artístico Sérgio Vaz

Professor de Música Eduardo Pio Meireles de Oliveira

Assessoria de Execução Marco Aurélio Bizarria Werneck

Projeto Gráfico: Ideiário Design



Uni duni tê um poema pra você - Santo Agostinho 2012