Issuu on Google+

LUBRIFICANTES E LUBRIFICAĂ‡ĂƒO

M 113

/       

 &     

desgaste entre duas superfĂ­cies contĂ­guas com movimento relativo. /     $   !  $ $  0

- sĂłlida, lĂ­quida ou gasosa - interposta entre duas superfĂ­cies e que facilite o seu escorregamento ĂŠ um  . No entanto, requerem-se normalmente outras caraterĂ­sticas para os

             '

ao corte, ou viscosidade, e uma boa condutividade tÊrmica, e outras relacionadas com as superfícies com que vai estar em contacto, ou seja, proporcionar-lhes uma boa proteção contra a corrosão que, pode ocorrer, mesmo com os órgãos parados.

processo altera o comportamento da     

em ambientes frios mas, em simultâneo, mantendo as suas propriedades a altas temperaturas. O único problema com os aditivos Ê que eles vão reagindo no óleo conforme as solicitaçþes a que estão sujeitos e assim vão-se gastando. Quando isso acontece assiste-se a uma degradação 

    

18

Beatriz Graça INEGI (Co-autor) Jorge Seabra DEMec, FEUP

COLUNA DE TRIBOLOGIA

          ĂŠ uma palavra que fre-

sĂŁo constituĂ­das por um Ăłleo no seio de

mente as suas funçþes e deixando de

$         

um agente espessante que lhe garante

proporcionar a proteção devida às su-

   $  "

a sua consistĂŞncia. Os Ăłleos podem ser

perfĂ­cies em contacto. A partir desse

sintĂŠticos, vegetais ou de base mineral,

momento, o desgaste nos componen-

Variados tipos de equipamentos me-

como tambĂŠm podem ser uma combi-

 

      

cânicos, que contêm elementos rotati-

nação desses. Em condiçþes de ope-

ou vårios mecanismos em simultâneo

  $  

" /  

ração extremas (temperatura e carga)

(abrasĂŁo, corrosĂŁo, fadiga de contacto,



    $

 

  & $ -

entre outros).

certa e em condiçþes ideais Ê certa-

malmente oferecem uma melhor lubri-

mente a forma mais econĂłmica de

" 1  $   -

Embora a redução do atrito seja o prin-

        

te Ê uma preocupação, então um óleo

 

     

        

de base vegetal deverĂĄ ser o indicado.

outros benefĂ­cios que provĂŞm da pre      ! 

$  " 5    

   &  2



A todas estas bases de Ăłleos sĂŁo adi-

    " #  

       " / 2

cionados compostos quĂ­micos, desig-

      

do que se pode pensar, "muito" nem

nados por aditivos, que melhoram,

corrosĂŁo protegendo as superfĂ­cies

sempre ĂŠ melhor, pois na maioria das

adicionam e ou anulam propriedades

da ĂĄgua e outros produtos corrosivos.

aplicaçþes o sobre enchimento, mes-

inerentes dos Ăłleos base. A quantidade

Adicionalmente, transporta para fo-

 $    7 8

e o grupo de aditivos a usar depende

ra do contacto partĂ­culas de desgaste

pode levar o equipamento rapidamen-

do tipo de óleo e da aplicação no qual

 

$      -

 9 " :      



  2 " 3  -

diçþes normais assim como contami-

 

 2    

plo, um Ăłleo de motor deve inevitavel-

nantes externos que vĂŁo entrando no

todos desde que alguns requisitos bĂĄsi-

mente possuir aditivos dispersantes.

   " % 

cos sejam satisfeitos.

Os dispersantes evitam a aglomeração

serve como meio de transporte destas

das partĂ­culas insolĂşveis para que estas

!  &    $   '

Por exemplo, começando por uma sele-

         

e, em simultâneo, absorve calor das su-

  $ 

   

depositarem nas superfĂ­cies metĂĄlicas

perfĂ­cies transferindo-o para pontos de

passando pela sua correta aplicação e,

onde a turbulência de circulação do

temperatura mais baixa onde pode ser

por Ăşltimo, mas nĂŁo menos importan-

óleo Ê menor. Em condiçþes de tempe-

dissipado.

te, Ê que o seu estado de condição seja

raturas extremas, desde baixas a altas,

continuamente acompanhado por um

Ê necessårio a adição de um melhora-

    "

dor do Ă?ndice de Viscosidade (VI1). Es-

REGIMES DE LUBRIFICAĂ‡ĂƒO

tes aditivos sĂŁo constituĂ­dos por longas

Existem trĂŞs regimes bĂĄsicos de lubri-

cadeias moleculares que se mantĂŞm

*

      "

agregadas a temperaturas baixas e

+     

 

alongam-se a altas temperaturas. Este

aditivos presentes como forma de pro-

AFINAL, O QUE É A LUBRIFICAĂ‡ĂƒO?

teção das superfícies ao desgaste, mas

Muitos diferentes tipos de substâncias

&       $   

       "

Os Ăłleos e as massas consistentes sĂŁo,

(VI ) Ă?ndice de Viscosidade, que descreve a

$

   

 $ -

&    " / 

variação da viscosidade com a temperatura.

re nas superfĂ­cies em contacto.

1


Lubrificantes e lubrificação