Page 1

Ascensores com história história

O elevador da central do Alto Lindoso António Vasconcelos Engenheiro Especialista em Transportes e Vias de Comunicação (OE)

A primeira visita que fiz a este Aproveitamento hidroelétrico da EDP foi a 27 de setembro de 1997. Tratou-se de uma louvável iniciativa do Eng.° Alexandre Sousa Pinto, na qualidade de Presidente do Conselho Directivo da Ordem dos Engenheiros - Região Norte, que, no final do seu segundo mandato, convidou os corpos gerentes e seus conjugues para uma jornada de confraternização que incluiu uma visita ao aproveitamento do Alto Lindoso.

© Mapio.net

Fui convidado na qualidade de vogal do Colégio Regional de Electrotecnia, tendo sido acompanhado nessa viagem pela minha saudosa mulher, Maria Elisa. Partimos num autocarro. Depois de almoçarmos

Figura 2. Barragem do Alto Lindoso.

no típico restaurante Bar do Rio em Ponte da Barca, dirigimo-nos em seguida para o

A caraterística mais saliente do Aprovei-

Alto Lindoso. Percorremos depois os lon-

tamento do Alto Lindoso é a potência total

gos, íngremes e largos túneis de acesso à

dos seus dois grupos geradores – 634 MW

enorme central subterrânea do referido

- facto que o tornou a mais potente unidade

Aproveitamento hidroelétrico, que visita-

de produção de energia elétrica instalada

mos com muito interesse. Em seguida vi-

em Portugal. Este recorde foi somente ul-

sitamos a barragem e avistamos a grande

trapassado em 2016, com a construção da

albufeira.

Central III do Aproveitamento hidroelétrico de Venda Nova, também da EDP, localizada

O Aproveitamento do Alto Lindoso loca-

no rio Rabagão e equipado com dois grupos

liza-se no rio Lima, a escassas centenas

geradores reversíveis com uma potência

de metros da fronteira com Espanha, en-

total de 756 MW.

trou em serviço em 1992. Cerca de 17 km a jusante situa-se o Aproveitamento hi-

O APROVEITAMENTO DO ALTO LINDOSO

droelétrico de Touvedo que, para além de

É CONSTITUÍDO BASICAMENTE POR

produção de energia, completa o do Alto

>

Barragem de betão, do tipo abóbada de

Lindoso, modulando os elevados caudais

dupla curvatura, com 110 m de altura

que esta turbina, que atingem um valor

máxima e desenvolvimento no coroa-

máximo de 250 m³/s no conjunto dos dois

mento de 297 m, equipada com duas

grupos a plena potência. Assim o aproveitamento de Touvedo assume uma função

descargas de fundo; >

Dois descarregadores de cheias, em

reguladora, evitando variações bruscas

túnel, com extensão de 238 e 268 m,

Figura 1. Central subterrânea

nos níveis do rio, em particular na Ponte

em planta, situados na margem direita

http://www.cienciaviva.pt/

da Barca.

do rio;

62

elevare

O elevador da central do Alto Lindoso  

Autor: António Vasconcelos; Revista: elevare n.º9

O elevador da central do Alto Lindoso  

Autor: António Vasconcelos; Revista: elevare n.º9

Advertisement