__MAIN_TEXT__

Page 1

Agora em Curitiba a mais alta tecnologia no tratamento de lesões desportivas e dores crônicas

Quais os benefícios do Pilates? Com a fisioterapeuta Renata Cysne da Clínica Balance Postura & Saúde

Página 06

Página 05 CURITIBA | PARANÁ Distribuição dirigida nos bairros: • Batel • Bigorrilho • Ecoville • Seminário • Centro • Outubro/2020 • Ano 20- R$ 1,00

227

Eleições 2020- Conheça a biografia e o plano de governo dos candidatos a cadeira de Prefeito no Palácio 29 de Março de Curitiba

Palácio 29 de Março , sede da Prefeitura de Curitiba Foto Pedro Ribas-

Novas regras permitiram bares com música ao vivo, sem pista de dança e pequenos eventos com até 50 pessoas

Bolsonaro sanciona lei que altera regras do Código de Trânsito

Página 14

Página 03

Brasil é pioneiro em reconhecer direito dos animais. Paraná terá código para proteção e bem-estar dos animais

Conquista do Voto Feminino no Brasil (história )

Página 12

Página 2


Folha do Batel

PÁGINA 02

OUTUBRO/2020

A Conquista do Voto Feminino no Brasil

EDITORIAL

Seu voto tem poder – Vote Consciente Neste ano mais do que atípico por causa da pandemia do coronavírus, o Congresso adiou o primeiro e o segundo turnos das eleições municipais de 2020. Eles serão nos dias 15 e 29 de novembro, respectivamente. Embora a maior divulgação e debate entre as pessoas, como é natural, aconteça sobre os candidatos a prefeito, os eleitores escolherão também os vereadores de suas cidades. Há uma concentração no interesse para os Executivos, o que é natural, pela multiplicidade de tarefas e poderes. Entretanto, o município é peça fundamental na vida democrática do País, com muitas consequências e desdobramentos, não apenas para a qualidade da vida diária. E aí, o Legislativo tem um papel fundamental. A Constituição de 1988 conferiu aos municípios caráter de ente federativo. Desta maneira, o município não é apenas uma circunscrição administrativa, mas verdadeiro ente político, apto a estabelecer leis, criar impostos e definir sua própria organização. Segundo a Constituição, cabe aos vereadores, por exemplo, decidir sobre assuntos de grande interesse local. Desta maneira, é muito importante, além da escolha do prefeito, pensarmos bem e analisarmos o candidato que escolheremos para nos representar na Câmara Municipal. Ele terá competência, colocando emendas quando julgar necessário, nas mais diversas leis, bem como, poderá exercer o importante papel de fiscal do Executivo. São os vereadores que definirão o presente e o futuro de cada cidade. Um adequado planejamento do espaço urbano pode mudar completamente a qualidade de vida das atuais e das futuras gerações, além de influir nos rumos, potencialidades e condicionantes do desenvolvimento social e econômico de uma localidade. Com a proposta de transmitir ao eleitor a força de sua escolha nas urnas, a mensagem principal da marca do TSE ( Tribunal Superior Eleitoral) é #SeuVotoTemPoder, reforçando a importância da participação popular no processo eleitoral. focado na importância do diálogo para a democracia e na pluralidade da sociedade brasileira. Voto consciente é aquele sobre o qual o cidadão gastou o devido tempo e dedicação para fazer a melhor escolha possível entre os candidatos disponíveis nas eleições. O significado de voto consciente é votar segundo boas informações coletadas sobre os candidatos, é escolher adequadamente um político. O Brasil é um dos países do mundo que mais sofre com a corrupção. Muitos dizem que todos os políticos são iguais, todavia isso não é verdade. O fato é que muitos políticos não são competentes e, além disso, são corruptos e estão focados em seus próprios interesses, mas isso não quer dizer que não haja bons políticos. E é exatamente por isso que o voto consciente é tão importante no Brasil, pois é a única forma de escolhermos bem os nossos governantes entre tantos candidatos corruptos e incapazes que existem. COMO VOTAR CORRETAMENTE Vote segundo a sua própria opinião, não fique ouvido muito o que os outros dizem; Jamais venda o seu voto, ele vale mais do que alguém pode pagar; Conheça as propostas dos seus candidatos; Dedique tempo discutindo com a família e com os amigos as ideias dos candidatos. Investigue para tentar desvendar quais são os reais objetivos dos candidatos; Vote nas propostas que o candidato tem e nas ideias que ele divulga; Não deixe que as pesquisas influenciem o seu voto; Tenha consciência de que o seu voto pode mudar o seu bairro, melhorar a sua vida e a de sua família; seu voto mudará o futuro de sua comunidade. Entenda que o voto é um direito que você tem de eleger quem vai governar sua cidade, seu estado e seu país. Vote sempre, seu papel na democracia é muito importante. Boa Leitura! Celina Ribello

Expediente Razão Social: Celina Susy Pires Ribello ME Jornalista Profissional: Celina S. P. Ribello - CRTE /PR | Habilitação: 8221 Diretora Executiva: Celina S. P. Ribello Rua Paulo Gorski, 1818 CNPJ: 07478063/0001-05 Fone: 3274- 0104 / 4199602-2284 www.jornalfolhadobatel.com.br | contato@jornalfolhadobatel.com.br Diagramação: Tatiana Carla de Souza Distribuição: Dirigida e Gratuita | Periodicidade: Mensal As matérias assinadas não expressam, necessariamente, a opinião do jornal.

Somente em 24 de fevereiro de 1932, o Código Eleitoral passou a assegurar o voto feminino; todavia, esse direito era concedido apenas a mulheres casadas, com autorização dos maridos, e para viúvas com renda própria. Essas limitações deixaram de existir apenas em 1934, quando o voto feminino passou a ser previsto na Constituição Federal. Esse cenário não era exclusividade do Brasil. Na França, por exemplo, o voto feminino se tornou realidade em 1944 e, na Suíça, em 1971. No Brasil, no entanto, a bandeira das mulheres pelo direito de votar e de serem votadas teve início décadas antes, pelo menos desde 1891, quando foi apresentada proposta de emenda à Constituição brasileira que trazia essa prerrogativa. A proposta, contudo, foi rejeitada. O tema ganhou ainda mais força no início do século XX, a partir da militância política feminina na Grã-Bretanha e nos Estados Unidos. Essa atuação organizada e estratégica inspirou outras mulheres no mundo todo. A internacionalização do movimento, conhecido como sufragista, favoreceu a conquista do voto feminino em diversos países. O Dia da Conquista do Voto Feminino no Brasil passou a ser comemorado a partir de 2015, com a promulgação da Lei nº 13.086. Mulheres pioneiras Antes mesmo de 1932, documentos históricos apontam que a professora Celina Guimarães foi a primeira eleitora brasileira. Celina requereu sua inclusão no rol de eleitores do município de Mossoró (RN), onde nasceu, em 1927, após a entrada em vigor da Lei Estadual nº 660, de 25 de outubro daquele ano, que tornava o Rio Grande do Norte o primeiro estado a estabelecer a não distinção de sexo para o exercício do voto. A inscrição eleitoral de Celina repercutiu mundialmente, por se tratar não só da primeira eleitora do Brasil como também da América Latina. Já a primeira prefeita do país foi Alzira Soriano, eleita para comandar a cidade de Lajes (RN), com 60% dos votos. Tomou posse no cargo em 1º de janeiro de 1929. Em sua administração, promoveu a construção de estradas, mercados públicos municipais e a melhoria da iluminação pública. Com a Revolução de 1930, perdeu o mandato por não concordar com o governo de Getúlio Vargas. A responsável pela indicação de Alzira como candidata à Prefeitura de Lajes foi a advogada feminista Bertha Lutz, que representou o movimento feminista na Comissão Elaboradora do Anteprojeto da Constituição de 1934. Candidata, em 1933, a uma vaga na Assembleia Nacional Constituinte de 1934, obteve a primeira suplência no pleito seguinte e assumiu o mandato de deputada na Câmara Federal em julho de 1936, em decorrência da morte do titular. Bertha Lutz teve sua atuação como parlamentar marcada pela proposta de mudança

na legislação referente ao trabalho da mulher e do menor. Luta que continua Apesar dos avanços, a luta das mulheres por igualdade de direitos ainda é atual e se reflete nos espaços de poder, onde os homens ainda ocupam a maioria absoluta dos cargos. Elas representam quase 53% de todo o eleitorado brasileiro, mas, ainda assim, são a minoria nos cargos eletivos. A legislação eleitoral e a jurisprudência dos tribunais têm contribuído para mudar esse cenário, ainda que lentamente. Nesse sentido, alterações legislativas foram necessárias para deixar explícito aos partidos que é obrigatório o preenchimento de 30% e o máximo de 70% de candidatos de cada sexo. Antes, a regra era tida apenas como uma orientação, e, dessa forma, os partidos não se empenhavam para preencher as vagas com candidatas mulheres. Diante desse cenário, o desafio é fazer com que as legendas entendam a importância da participação feminina na política e invistam em suas campanhas, dando às mulheres a possibilidade de disputar em grau de igualdade com todos os candidatos. Para tanto, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) tem sido rígido nos julgamentos de casos envolvendo candidaturas fictícias, ou seja, aqueles em que mulheres foram registradas como candidatas apenas para cumprir a cota de gênero, sem a real intenção de concorrer ao cargo e sem o investimento do partido em suas respectivas campanhas. A Corte firmou o entendimento de que, se as provas de fraude forem robustas a ponto de confirmar o ilícito eleitoral, os candidatos envolvidos devem ter seus diplomas cassados, podendo, inclusive, ficar inelegíveis. Em dezembro de 2019, a presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministra Rosa Weber, lançou oficialmente, na presença de parlamentares e personalidades femininas, o site #ParticipaMulher. A página homenageia as mulheres que fizeram e ainda fazem história na vida política e na Justiça Eleitoral. A interface é parte das ações que integram as atividades da Comissão TSE Mulheres, instituída pela presidente do Tribunal em 11 de outubro, por meio da Portaria TSE nº 791. A criação da Comissão atende à solicitação feita pela Missão de Observação Eleitoral da Organização dos Estados Americanos (OEA). Nas Eleições 2018, a entidade recomendou que a Justiça Eleitoral atuasse em prol do aumento da participação das mulheres no cenário político.


Folha do Batel

OUTUBRO/2020

PÁGINA 03

Bolsonaro sanciona com vetos novo Código de Trânsito que muda regras da CNH O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) sancionou com vetos, nesta terça-feira (13), a lei que muda o Código de Trânsito Brasileiro (CTB) e aumenta a validade e o limite de pontos para a suspensão da Carteira Nacional de Habilitação (CNH). A sanção foi antecipada pelo presidente em transmissão nas redes sociais na terça-feira e, pela noite, a Secretaria-Geral da Presidência divulgou detalhes sobre trechos vetados. Posteriormente, a medida foi publicada no Diário Oficial da União (DOU) desta quarta-feira (14). As novas regras passarão a valer após seis meses (180 dias) a partir da publicação. O presidente destacou, ainda, que o objetivo das mudanças no CTB propostas pelo governo é o de “facilitar a vida do motorista”. Segundo Bolsonaro, modificações como o aumento da pontuação máxima beneficiarão motoristas profissionais, como taxistas, caminhoneiros e motoristas de aplicativo. “Estamos dando uma chance maior para elemento que cometeu uma infração de trânsito continuar com a sua carteira. Tirar a carteira de habilitação dessas pessoas é tirar o ganha-pão deles”, ressaltou. Novos prazos e mudança na pontuação Entre as principais alterações sancionadas estão a ampliação da validade da CNH e o aumento do número de pontos para que a carteira de habilitação seja suspensa. Veja o que mudará: Maior validade da CNH Em relação ao tempo para renovação do documento fica definido o seguinte: 10 anos para condutores com menos de 50 anos; 5 anos para condutores com idade igual ou superior a 50 anos e infe-

rior a 70 anos; 3 anos para condutores com 70 anos ou mais. Pontuação maior para perder carteira Sobre as alterações na pontuação para suspensão de dirigir fica estipulado: 20 pontos, caso constem 2 ou mais infrações gravíssimas na pontuação; 30 pontos, caso conste 1 infração gravíssima na pontuação; 40 pontos, caso não conste nenhuma infração gravíssima na pontuação. No caso de o condutor exercer atividade remunerada utilizando-se do veículo, a penalidade será imposta quando o infrator atingir o limite de 40 pontos. Outras regras Além disso, a partir de agora, em casos de lesão corporal e homicídio causados por motorista sob efeito de álcool ou outro psicoativo a pena de reclusão não poderá ser substituída por outra mais branda, ou seja, ‘restritiva de direitos’ Ainda, o exame de aptidão física e mental passa a ser realizado no local de residência ou domicílio do examinado. Especialista em medicina de tráfego Sob a justificativa de inconstitucionalidade e busca pelo interesse público, no artigo 147, que exames médicos para a aprovação da CNH, foi vetada a expressão “com titulação de especialista em medicina de tráfego” para o especialista que realiza exames. Segundo o governo, o termo viola o princípio constitucional do livre exercício de qualquer trabalho, ofício ou profissão, desde que atendidos os requisitos mínimos de qualificação profissional. Em consequência, vetou-se também o art. 5° do PL, sobre requisitos a médicos e peritos, pela razão de “não se mostrar adequada

a previsão de restringir a realização dos exames de aptidão física e mental apenas aos médicos e psicólogos peritos examinadores, com titulação de especialista em medicina do tráfego e em psicologia do trânsito”. Circulação de motociclistas entre os demais veículos O presidente vetou na íntegra o artigo 56-A, que permitiria “a passagem de motocicletas, motonetas e ciclomotores entre veículos de faixas adjacentes no mesmo sentido da via quando o fluxo de veículos estiver parado ou lento”. Por consequência, também foi vetado o parágrafo único do artigo 211, sobre aplicação de infrações à passagem de motocicletas, motonetas e ciclomotores. Na justificativa, Bolsonaro afirma que “em que pese a boa intenção do legislador, o dispositivo restringe a mobilidade e gera insegurança jurídica”. A explicação do presidente acrescenta que “atualmente, há ampla possibilidade de circulação entre os veículos e a proposta reduz a mobilidade das motocicletas, motonetas e ciclomotores, que é o diferencial desses veículos que colaboram, inclusive, na redução dos congestionamentos. Além disso, a dificuldade de definição e aferição do que seja ‘fluxo lento’ aumenta a insegurança jurídica, sendo inviável ao motociclista verificar se está atendendo eventual regulamentação do Conselho Nacional de Trânsito (Contran), gerando insegurança jurídica na aplicação da norma”. Autorização especial para tráfego de veículo de transporte de carga Foi vetado o 1º parágrafo do artigo 101, que previa que a emissão de

Autorização Especial de Trânsito (AET) para todo veículo ou combinação de veículos utilizados no transporte de carga, que não se enquadre nos limites de peso e dimensões estabelecidos pelo Contran, seria concedida por meio de requerimento que especifique as características do veículo ou da combinação de veículos e da carga, o percurso, a data e o horário do deslocamento inicial ou o período a ser autorizado. Segundo o presidente, “embora se reconheça o mérito da proposta, a medida poderia inviabilizar as atividades do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT). Esse dispositivo contraria o interesse público ao promover um acréscimo de demanda desproporcional às atividades atualmente desempenhadas pelo DNIT”. Avaliação psicológica do condutor Bolsonaro vetou o 1º parágrafo do artigo 268, que determinava a realização de avaliação psicológica ao condutor que colocar em risco a segurança do trânsito. Segundo a Presidência, a inclusão desse inciso

“contraria o interesse público por gerar insegurança jurídica, ao encerrar norma restritiva de direito aberto e que admite interpretação, diante da ausência de critérios objetivos que a sustentem. Ademais, o dispositivo trata a avaliação psicológica como uma punição, o que não se coaduna com as punições estabelecidas no CTB”. Comunicação sobre transferência de propriedade do veículo O presidente vetou o artigo 233-A, que previa multa aplicável ao antigo proprietário (vendedor), caso este deixasse de encaminhar ao órgão executivo de trânsito do Estado ou do Distrito Federal o comprovante de transferência de propriedade, no prazo de 60 dias, depois de expirado o prazo concedido ao comprador do veículo. Na justificativa, Bolsonaro afirmou que “a medida contraria o interesse público ao instituir a dupla penalização ao vendedor, uma vez que o art. 134 da proposta de alteração do CTB já prevê a penalidade de responsabilização solidária em relação à multa imposta ao comprador, caso ele não informe quem

é o novo titular do veículo”. Novo projeto em 2021 Na transmissão em que anunciou a sanção com vetos ao projeto, Bolsonaro afirmou que o governo federal deve enviar em 2021 outro projeto para mudar a legislação de trânsito, já que o Congresso alterou o texto original enviado pelo Executivo. “Não era aquilo que queríamos, mas houve algum avanço e com toda certeza no ano que vem a gente pode apresentar um novo projeto buscando corrigir mais alguma coisa”, disse, em transmissão nas redes sociais junto com o ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas. Segundo Bolsonaro, um dos pontos que deverá constar em um novo projeto no ano que vem é o exame de saúde e aptidão por qualquer médico, o que hoje ocorre em clínicas específicas. “Queremos que a inspeção de saúde, que não foi aceita pela Câmara agora, fosse feita por qualquer médico”, disse. Segundo o presidente, a ideia é “acabar com o monopólio das clínicas” e diminuir os custos para o cidadão. (Com informações do Estadão Conteúdo)

VEREADOR

Esta c am

100% F

icha Limpa

panha não ut iliza din hei

ro público

CONTRATANTE: 39.098.307/0001-02 Medidas: 15,5 x 12,5 CONTRATADO CNPJ: 07478063/0001-05 VALOR R$ 550,00 Quantidade: 1 unidade


Folha do Batel

O Palácio 29 de Março é a sede da Prefeitura Municipal de Curitiba O Palácio 29 de Março é a sede atual da Prefeitura Municipal de Curitiba. Leva este nome por causa da fundação da Vila Nossa Senhora da Luz dos Pinhais, ocorrida naquela data, no ano de 1693. Antes de sua inauguração, a Prefeitura ocupou o prédio histórico do atual Paço da Liberdade, na Praça Generoso Marques, entre 6 de fevereiro de 1916 a 13 de novembro de 1969 Em estilo modernista, o prédio foi projetado por Rubens Meister e inaugurado em 14 de novembro de 1969. Originalmente não tinha aqueles painéis de azulejos na fachada. O projeto arquitetônico é de autoria

do engenheiro civil Rubens Meister. A construção foi iniciada em 15 de junho de 1961 e concluída em novembro de 1969. No período, houve a interrupção da obra entre 1962 e 1964. A estrutura em concreto armado foi concluída no começo de 1967. Finalmente, em 14 de novembro de 1969, ocorreu a inauguração da nova sede. Rubens Meister foi um dos expoentes da arquitetura modernista no Brasil, e responsável por obras públicas importantes na cidade, como a sede da FIEP, edifício Barão do Rio Branco, prédio da Caixa Econômica Federal na Praça Carlos Gomes, Auditório da Reitoria, Centro Po-

Vista aérea do Centro Cívico. Ao fundo e à direita, o Palácio 29 de Março, em Curitiba - década de 2000.

OUTUBRO/2020 Foto: Pedro Ribas

PÁGINA 04

O sistema de energia solar fotovoltaica no Palácio 29 de Março, entrou em operação no ano passado no dia 05 de junho 2019 Dia Mundial do Meio Ambiente litécnico da UFPR, Teatro Guaíra, Celepar e Rodoferroviária, entre outros. O Palácio 29 de Março foi inaugurado pelo prefeito e engenheiro sanitarista Omar Sabbag, no dia 14 de novembro 1969. Ele foi o último prefeito a ocupar o Palácio da Liberdade , sede anterior da prefeitura , e permaneceu no poder até 1971. O sistema de energia solar fotovoltaica no Palácio 29 de Março, entrou em operação no ano passado no dia 05 de junho 2019 Dia Mundial do Meio Ambiente. Foram instalados 439 painéis solares no telhado do edifício e a substituição das lâmpadas atuais por LED, para gerar economia no consumo de energia. Os recursos de até R$ 997 mil são provenientes do Programa de Eficiência Energética da Copel Distribuição, regulamentado pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). O sistema faz parte do programa Curitiba Mais Energia, que tem uma série de iniciativas voltadas à energia limpa e de menor custo na cidade. Está localizado no Centro Cívico, na Avenida Cândido de Abreu, 817.


Folha do Batel

OUTUBRO/2020

Pilates - Balance Postura & Saúde

O Pilates originalmente foi criado com o nome de ‘’Contrologia’’ que significa o controle do corpo pela mente, sendo este o principal objetivo do Método. O criador do método Joseph Pilates (por isso o nome popular), foi o grande idealizador da série de exercícios e para isso, baseou sua técnica em princípios básicos. São eles: Concentração: o objetivo aqui é ficar o mais concentrado possível ao realizar o exercício, para garantir que os movimentos sejam feitos com a maior eficácia possível. Centralização: a força vai do centro do corpo para as extremidades, acionando músculos profundos, como os do abdômen. Respiração: é essencial controlá-la para intensificar os exercícios e, assim, garantir estabilidade nas diferentes posturas. Precisão, controle e fluidez: os exercícios devem ser feitos com domínio e leveza para uma execução eficiente e com menor risco de lesão. A atividade proporciona diversos benefícios e é ideal para quem busca se fortalecer com ajuda do peso do próprio corpo. Além disso, é essencial para a melhoria da saúde, pois facilita a prevenção de doenças , diminui o estresse , aumentando o bem estar, auxilia no desenvolvimento da coordenação,

melhora o posicionamento da coluna, principalmente para os idosos. O Pilates desenvolve atividades de condicionamento físico que possuem o objetivo de auxiliar em um melhor desempenho nas tarefas do cotidiano. A Balance Postura & Saúde é uma franquia trazida diretamente de Fortaleza para Curitiba, a primeira na capital paranaense . Especializada em atendimento de Pilates Clínico com foco em reabilitação da coluna vertebral. “Pensando nisso e no bem-estar do paciente, os fisioterapeutas da clínica realizam uma avaliação postural do aluno antes do início do atendimento para, assim, desenvolverem exercícios específicos e exclusivos para cada um. Para dar a atenção merecida , cada fisioterapeuta atende, no máximo, apenas dois alunos por horário,

conseguindo, com isso, auxiliar de forma satisfatória cada um deles”. informa Renata Cysne Philomeno administradora da Balance Curitiba . Renata é formada no Curso de Pilates Completo pelo Instituto Qualifica desde 2009. A fisioterapeuta formou-se na Universidade de Fortaleza (Unifor) em 2011 e seu Trabalho de Conclusão de Curso foi baseado na avaliação pulmonar de mulheres no método Pilates. Aperfeiçoando suas técnicas, foi fisioterapeuta do Instituto Pilates por um período de três anos, desenvolve atendimentos de Pilates com foco em reabilitação da coluna vertebral. O estúdio Balance é provido de elevador e eficiente climatização. Os equipamentos são da mais alta qualidade, seguindo o padrão da franquia a qual o estúdio pertence. As aulas são realizadas no segundo andar da clínica, contornado por grandes janelas de vidro, por onde a luz solar clareia todo o espaço. A localização é privilegiada e possui convênio com estacionamento próximo. Depoimentos de alunos Heloisa S. Munaier Antes de fazer Pilates eu sentia muitas dores pelo corpo. Não conseguia usar salto alto, tinha dificuldade para secar o cabelo e executar atividades domésticas. A princípio escolhi

a Balance por ser próximo à minha casa. Ao fazer a aula experimental gostei muito do local e do profissional que me atendeu. Após três meses consegui mais do que eliminar as minhas dores! Hoje tenho qualidade de sono, mais resistência e bem estar. Consigo realizar todas as atividades que antes possuía dificuldades e me sinto mais disposta e feliz! Além disso sinto a minha musculatura mais firme, e consequentemente me sinto mais forte. Superou TODAS as minhas expectativas! Minha gratidão à Balance pela competência! Marcel Lamers Sempre tive dores na região lombar, causadas por uma protusão na L5, o que me deixava muito irritado! Ao fazer uma aula experimental na Balance senti uma diferença enorme na qualidade da aula em comparação a outros lugares que conhecia! Logo que iniciei o tratamento tinha como objetivo não sentir mais essas dores e melhorar a minha postura. Dando continuidade ao Pilates tive o resultado que esperava, melhorando, assim, minhas dores. Hoje possuo uma qualidade de vida muito melhor, tanto na parte profissional quanto nas

PÁGINA 05

minhas atividades de lazer. Tenho muito a agradecer aos profissionais da Balance, Instituto Pilates!!! A clínica conta também com o trabalho de: 1) Reeducação Postural Global, o RPG. O RPG é indicado para: degenerações na coluna; hérnias e protusões discais, dores e vícios posturais; melhora a performance de atletas; lesões musculares, tendinites e dores de cabeça (cefaleia tensional. 2) Drenagem Linfática Esse tratamento é indicado para: Pós-operatório; distúrbios circulatórios; situações de pós-trauma; tratamento de celulite; combater a retenção de líquido ;prevenir edemas na gravidez. 3) Nutrição A avaliação tem como objetivo tratar alterações do do estado nutricional, prevenção de doenças, promover qualidade de vida e contribuir para a prática da alimentação saudável. Serviço: Balance Postura & Saúde Rua Capitão Souza Franco, 881, loja 01, CEP: 80730-420 Tel: (41) 99138-3040 www.balancepostura.com


Folha do Batel

PÁGINA 06

OUTUBRO/2020

Chega em Curitiba a mais alta tecnologia no tratamento de dores crônicas, lesões do esporte e reabilitação Neuro cognitivo motora

Por Rauph Guimarães A Neurobrain é a sexta clínica do Brasil e a primeira do Paraná a adquirir aparelhos com tecnologia de última geração provenientes da Europa para tratamento e controle das dores crônicas. Essa tecnologia já vem sendo utilizada pelos atletas de alto nível do mundo, e agora com disponibilidade aqui em Curitiba , o método é conhecido como : Laser de Intensidade automatizado com escaneamento robótico e o sistema super indutivo por campo eletromagnético de alta intensidade . O Laser de alta intensidade utiliza um braço robótico que é mais preciso que a mão humana, dessa forma permite atuar em grandes áreas até locais muito pequenos. O laser é aplicado de forma automatizada, com alta precisão, que escaneia a área a ser

aplicada através de uma câmera de termografia, identificando locais de maior inflamação e atuando precisamente nestes locais. O laser utilizado é dez vezes mais potente que o laser comum, atingindo até 15cm de profundidade, essa combinação de alta potência com a energia da luz do laser resultam em um efeito térmico, sendo a primeira escolha no tratamento de várias condições que afetam a qualidade de vida e saúde dos pacientes. Essa tecnologia é amplamente indicada para o tratamento de: - Fibromialgia ; - Neuropatias ; - Dores agudas e crônicas; - Lesões desportivas, incluindo lesões musculares, distensões ou rupturas de ligamentos e tendões; - Hematomas;

- Artrose; - Dor e edemas após intervenções cirúrgicas do sistema músculo-esquelético; - Condições inflamatórias de tendões e articulações, como bursites e tendinites. O tratamento promove remodelação de tendões, ósseos, cartilagens e músculos, regeneração neural para doenças neurológicas e sequelas. Essa tecnologia tem a vantagem de ser indolor, não invasiva, e com alta eficácia, trazendo os melhores resultados aliando ciência e tecnologia otimizando saúde e qualidade de vida. Já o sistema Super Indutivo atua através da estimulação neuromuscular por ondas eletromagnéticas de alta intensidade, esse efeito é altamente eficiente no alívio de dores, consolidação de fraturas, cicatrização de lesões musculares, na liberação de bloqueios articulares, melhora da rigidez , espasticidade muscular e articular, bem como fortalecimento muscular, regeneração de nervos, tendões e cartilagens.

O Sistema é comparável a Toxina Botulínica, com a vantagem de ser indolor e menos efeitos adversos, sendo o tratamento ideal para pacientes devido a sequelas neurológicas. Essa tecnologia vai além dos tratamentos convencionais, pois age nas lesões , não somente de forma momentânea, mas sim definitiva. O Sistema possui mais de 450 programas, que trabalha de forma específica e direcionado para a queixa do paciente. Tem alta eficácia tanto em dores agudas como crônicas. Pacientes tratados com o SIS são capazes de retornar as suas atividades diárias de forma mais rápida e com menos esforço do que com tratamentos habituais. Dr. Rauph Guimarães, médico neurologista especializado em Dores Crônicas e Pós Graduação em Adequação Nutricional e Manutenção de homeostase, prevenção e tratamento de doenças relacionadas a idade , é o fundador do Neurobrain Instituto em Curitiba.

Sistema super indutivo e laser de alta intensidade para plasticidade cerebral e auxílio na espasticidade de crianças com paralisia cerebral e outras sequelas neurológicas

Endereço: R. Gonçalves Dias, 101 - Batel, Curitiba - PR Telefone: (41) 3019-2203 Whatsapp (comercial): 41 996627790 / 41 98853 5278 www.neurobrain.med.br | atendimento@neurobrain.med.br


OUTUBRO/2020

Folha do Batel

PÁGINA 07

Eleições 2020: Candidatos (as) a cadeira de Prefeito no Palácio 29 de Março Conheça a biografia e o plano de governo dos adversários à Prefeitura de Curitiba. Veja a seguir (os nomes estão em ordem alfabética) Fontes principais: G1 PR/ Paraná Portal / Bem Paraná

Camila Lanes (PDdoB) Camila Lanes, 24 anos , é candidata à prefeitura de Curitiba pelo PC do B (Partido Comunista do Brasil). O vice da chapa é o Doutor Zequinha. Mais jovem candidata à Prefeitura de Curitiba, Camila Lanes tem a trajetória política marcada pela atuação no movimento estudantil. Ela nasceu em 1996, em São José dos Pinhais. Estudante de Letras e Direito, ela atualmente preside a UJS (União da Juventude Socialista). É filiada ao PC do B desde 2016 e foi candidata a deputada federal em 2018, mas não se elegeu após receber 1.657 votos. Em 2013, foi eleita presidente da UPES (União Paranaense dos Estudantes Secundaristas). Em 2015, participou ativamente das manifestações contra a reforça previdenciária proposta pelo ex-governador Beto Richa, que culminou no episódio conhecido como 29 de abril, quando mais de 400 pessoas ficaram feridas durante os protestos no Centro Cívico. No mesmo ano, foi eleita presidente da Ubes (União Brasileira dos Estudantes Secundarista), e mudou-se para São Paulo. Durante a gestão, Camila Lanes liderou o movimento conhecido como Primavera Secundarista, marcado pela ocupação nas escolas de todo o Brasil. O programa registrado pela candidata propõe uma maior integração dos serviços municipais com os municípios que integram a Região Metropolitana de Curitiba e, entre os serviços citados pelo plano de campanha, está o de mobilidade urbana.

Caroline Arns (Podemos) Carol Arns de 43 anos é filha do senador Flávio Arns (Podemos) e sobrinha-neta da médica pediatra e sanitarista Zilda Arns, fundadora da Pastoral da Criança, é curitibana , casada e tem duas filhas. Advogada e administradora de empresas, mestre em Engenharia de Produção - Gestão de Negócios – UFSC. Foi Diretora de Planejamento da FAS - Fundação de Ação Social de Curitiba. Foi Coordenadora de Projetos Sociais e Parcerias do Serviço Social da Industria. É professora de Direito da FAE há 17 anos. Por seis anos, foi membro titular do Conselho Universitário da UFPR e do Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão da UFPR como representante da comunidade externa. Carol Arns é direta ao afirmar que Curitiba está em uma encruzilhada decisiva. Para ela, se a gestão pública não se voltar prioritariamente a questões econômicas e sociais agora, daqui a quatro anos será tarde demais. Em entrevista ao Bem Paraná, ela explica porque pensa assim, e promete, se eleita, baixar a tarifa de ônibus pela metade, como estratégia de distribuição de renda. A campanha promete atualizar o diagnóstico sobre o déficit habitacional e ocupação de áreas irregulares na cidade e agilizar a regularização fundiária. O plano também propõe incentivos ficais para os setores mais afetados pela pandemia e emissão de alvarás a novas empresas a custo zero para 2021. Para educação, a candidata quer ampliar o número de vagas e aumentar atividades no contraturno da educação infantil.

Cristiane Yared (PL) Christiane de Souza Yared, curitibana 60 anos, pastora evangélica, empresária e política brasileira. Atualmente deputada federal pelo Partido Liberal (PL). A empresária Jilcy Rink é a candidata a vice-prefeita. Estudou piano na Escola de Música e Belas Artes do Paraná, tornando-se professora de música e empresária do ramo alimentício. A dor de perder um filho num crime de trânsito fez Christiane, que era dona de uma confeitaria em Curitiba, assumir uma missão desafiadora: lutar para que outras famílias não tivessem de passar pelo mesmo sofrimento. O primeiro passo foi fundar, juntamente com o marido, o Instituto Paz no Trânsito , voltado para ações educativas, conscientização e apoio a pessoas que perderam familiares no trânsito. A tragédia familiar ocorreu em maio de 2009, quando um dos seus filhos morreu, num acidente automobilístico em que estava envolvido o então deputado estadual Fernando Ribas Carli Filho ajudou a criar uma campanha que repercutiu em todo o Brasil, denominada “190km/h é crime”, e fundou o Instituto Paz no Trânsito. Filiada ao Partido Trabalhista Nacional, participou do pleito eleitoral de 2014 sendo eleita deputada federal, para a 55.ª legislatura (2015-2019), pelo estado do Paraná, totalizando 200.144 votos, e desta maneira alcançou o topo da lista dos candidatos mais votados para o cargo . Reelegeu-se em 2018 para a 56.ª legislatura (2019-2023), com um total de 107.636 votos válidos. O programa afirma que vai ajustar a oferta de vagas nas creches à demanda do município e vai promover uma atuação “ativa” da assistência social nas escolas municipais. A candidata também diz que vai implementar aulas de educação no trânsito na rede pública do município. O documento diz que vai permitir que compras nos Armazéns da Família possam ser feitas por aplicativo. A candidata propõe parcerias com universidades para implementação de programas de saúde e culturais. A chapa tem como proposta a criação de uma companhia municipal de balé.

VALOR R$ 500,00


PÁGINA 08

Folha do Batel

OUTUBRO/2020

Diogo Furtado (PCO) Diogo Furtado tem 30 anos. Além de ser artista plástico, ele também é estudante de arquitetura e urbanismo O candidato à Prefeitura de Curitiba Diogo Furtado (PCO) teve o registro indeferido pelo juiz Nei Roberto de Barros Guimarães, da 1ª Zona Eleitoral de Curitiba. A decisão foi publicada no domingo 18 de outubro. O magistrado apontou que Diogo Furtado não apresentou no registro da candidatura a certidão de antecedentes criminais. Guimarães ainda pontuou que o registro do órgão municipal do PCO não está regular porque o partido não atualizou as informações referentes ao CNPJ (Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica).Essa é uma exigência do Ministério Público Eleitoral para a deferimento das candidaturas.Dessa forma, além de Diogo Furtado, também tiveram as candidaturas indeferidas Feris Boabaid (vice na chapa de Furtado) e os candidatos a vereadores Priscila Ebara, Chico Curitiba e O Profeta. O PCO chegou a entrar com um recurso, mas ele não foi aceito pela Justiça Eleitoral. Caso a decisão seja confirmada em segunda instância, o partido ficará sem representantes nas eleições municipais deste ano. O PCO, de Curitiba(PR), esclareceu no dia 19 , em comunicado por redes sociais que as candidaturas do município estão a todo vapor! Apesar da decisão judicial, sobre o DRAP (Demonstrativo de Regularidade de Atos Partidários), que busca impedir o trâmite normal das candidaturas do Partido. Entre as propostas estão a diminuição da jornada de trabalho para 36 horas semanais sem redução dos salários, redução para jornada de seis horas para as mães que estejam amamentando e que as mães fiquem afastadas do trabalho com garantia do salário enquanto seus filhos estiverem sem aulas. O documento também tem como proposta a descriminalização do aborto e aumento do investimento nas casas de proteção às mulheres vítimas de violência doméstica. O partido também propõe a extinção do Enem, dos vestibulares e das escolas militares.

Eloi Casagrande (Rede) CONTRATADO CNPJ: 07478063/0001-05 VALOR R$ 250,00

CONTRATADO CNPJ: 07478063/0001-05 VALOR R$ 150,00

28.190 00-1000/167.614.83 :otadidnaC/JPNC

Vereador

CONTRATADO CNPJ: 07478063/0001-05 VALOR R$ 250,00

Professor universitário, o candidato da Rede Sustentabilidade à prefeitura de Curitiba, Eloy Casagrande tem uma bem sucedida carreira acadêmica, com PhD em engenharia pela Universidade de No�ngham e prêmio da ONU para projetos na área ambiental. Ele diz que decidiu entrar na política justamente para devolver à sociedade as oportunidades que teve. Para Casagrande, Curitiba que já teve fama de cidade inovadora, perdeu o bonde da história, com uma visão urbanística ultrapassada, em que o Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano (IPPUC) se tornando um mero “despachante” de projetos do prefeito. Em entrevista ao Bem Paraná, o candidato da Rede explica como as universidades e a ciência podem se tornar um instrumento fundamental para arejar a gestão pública da Capital paranaense, contribuindo com novas ideias e projetos que foquem não só na questão ambiental, mas em políticas de desenvolvimento econômico, social nas mais diversas áreas. Resumo: O programa do candidato tem seis eixos diferentes. Entre as propostas, prevê criar novas áreas verdes de lazer em terrenos ociosos nos bairros que não possam receber construções e construir “jardins de chuva” ao longo das ciclovias para melhorar a drenagem na cidade. O candidato também propõe um programa para redução do déficit habitacional que prevê a construção de casas modulares sustentáveis que possam ser montadas e ampliadas por pessoas não capacitadas. O candidato também quer instituir um polo empresarial de construção sustentável na cidade. O plano afirma que vai aumentar a oferta de vagas nas creches e inserir o ensino de música, teatro e línguas estrangeiras no ensino fundamental. O documento também prevê a implementação da telemedicina no sistema de saúde municipal e a criação de um conselho municipal do idoso.

Fernando Francischini (PSL) Conhecido como Delegado Francischini, 50 anos , é candidato a prefeito de Curitiba pelo PSL (Partido Social Liberal). A vice da chapa é Leticia Chun Pei Pan. É formado em Direito pela Associação de Ensino Unificado do Distrito Federal.É evangélico, membro da Igreja Evangélica Assembleia de Deus. É pai do advogado e político Felipe Francischini. Fernando Francischini, é deputado estadual e tem a marca de ser o deputado mais votado da história do Paraná. Ele recebeu 427.742 votos nas eleições de 2018, o que fez com que o PSL tivesse maior parte da bancada da Assembleia Legislativa. Formado em Direito, ele é ex-membro do Exército e da Polícia Militar. Consagrou-se com as prisões do traficante Juan Carlos Abadia e do contrabandista Law Kim Chong. Sua primeira eleição foi em 2010, quando foi eleito deputado federal. Francischini foi reeleito em 2014 e convidado a assumir a Secretaria de Estado da Segurança Pública no segundo mandato do ex-governador Beto Richa. Foi nesse período que comandou a PM durante a operação do dia 29 de abril de 2015, quando mais de 200 pessoas ficaram feridas após confrontos com servidores estaduais, que protestavam contra um projeto de lei que mudava a previdência. Tornou-se delegado da Polícia Federal (PF) depois de ter sido oficial do Exército Brasileiro, no 5º Esquadrão de Cavalaria Mecanizada, em Curitiba; e oficial da Polícia Militar do Paraná, quando comandou a RONE e o COE – Batalhão de Operações Especiais (PMPR) (BOPE). É um dos parlamentares a apoiar publicamente a Operação Lava Jato. Ingressou no Partido Social Liberal em 2018, para liderar a campanha de Jair Bolsonaro à presidência da República. O programa de governo : O candidato pretende a criar de um programa de expansão do acesso gratuito de internet para “áreas da cidade desfavorecidas”, ampliar as atividades e mecanismos de ensino à distância e ampliar a oferta de colégios cívicos-militares a partir do 6º ano. O programa prevê a instituição de atendimentos de saúde por telemedicina e a criação de um cronograma municipal de cirurgias eletivas. Para a área de segurança, o candidato afirma que haverá “tolerância zero com as pichações que emporcalham a cidade” e que vai criar espaços organizados para artistas grafiteiros. Francischini desenvolveu uma alternativa para substituir a linha férrea que corta Curitiba. Uma das propostas centrais para a mobilidade em seu plano de governo como candidato a prefeito de Curitiba é a criação da Linha Amarela. Os trens de carga serão substituídos por veículos leves sobre trilhos (VLT).


OUTUBRO/2020

Folha do Batel

PÁGINA 09

Goura (PDT) Jorge Brand, o Goura, tem 38 anos, é filho da médica Margarida de Oliveira e do poeta jornalista Jaques Brand, companheiro de Elenice Guimarães e pai das pequenas Sofia e Tulasi. Na adolescência se interessa pela contracultura. Aos 18 anos, faz sua primeira viagem à Índia e aprofunda os estudos do yoga, sânscrito e cultura da paz. É assim que ganha o nome Goura Nataraj. De volta ao Brasil, completa sua graduação e mestrado em Filosofia na UFPR, onde estudou a Obra de Artur Schopenhauer. Dedicou-se também ao estudo do Grego e Sânscrito, além de tornar-se professor de yoga. Mestre em filosofia e professor de yoga, Goura movimenta Curitiba há mais de 15 anos. Antes como ativista, depois como um dos vereadores mais combativos da Câmara Municipal (2017-2018) e hoje como deputado estadual na Assembleia Legislativa do Paraná, eleito com 37.366 votos. Defende as causas da mobilidade, meio ambiente, agricultura urbana, alimentação consciente, parto humanizado, cultura da paz, direitos humanos, acessibilidade e valorização dos serviços e servidores públicos. O documento prevê a criação de áreas calmas e instalação de “corredores verdes” entre parques e áreas verdes. O plano propõe a criação de um banco de materiais de construção para receber materiais que são substituídos ou sobram ao final de obras com condições de serem reaproveitados. O candidato também tem como proposta desenvolver um programa de turismo sustentável. Para a educação, o plano afirma que vai buscar a universalização da pré-escola, efetivando o atendimento às crianças de 4 e 5 anos, sem antecipação da escolarização.

João Arruda (MDB) João Arruda, 44 anos é candidato a prefeito de Curitiba pelo MDB (Movimento Democrático Brasileiro). Casado, pai de quatro filhos. A vice da chapa é Sheila Toledo.É formado em Ciência com ênfase em Administração do Esporte pela Stetson University e sobrinho do senador Roberto Requião. Entre 2004 e 2008, foi Diretor de Relações Comunitárias da Companhia de Habitação do Paraná (Cohapar). É presidente do MDB (Movimento Democrático Brasileiro) no Paraná e vice-presidente do partido nacional. Foi eleito deputado federal em 2010 e em 2014 pelo PMDB (Partido do Movimento Democrático Brasileiro) e foi candidato ao Governo do Paraná em 2018, ficando em terceiro lugar com pouco mais de 700 mil votos. Foi relator da proposta que elevou o teto do regime tributário especial Supersimples, aprovada em plenário por 417 votos a 2. A mudança beneficia as micro e pequenas empresas, principais geradoras de empregos.É, também, o relator da Saúde, e autor do projeto conhecido como “Lei Maria da Penha virtual”, em defesa das mulheres vítimas do chamado “pornô de vingança”. O plano do candidato afirma que tem como prioridades a descentralização de políticas públicas, transparência e de maior participação popular. O programa promete que a cidade “terá a melhor qualidade de vida das capitais”. O programa afirma que vai aumentar de 26% para 30% a participação da educação no orçamento municipal e que vai fornecer internet sem fio nas casas dos alunos da rede municipal. O plano da chapa afirma que vai concluir a Linha Verde e construir passarelas pela vida. O candidato afirma que vai criar mais restaurantes populares na cidade e construir um ginásio público multiuso “de padrão internacional através de uma parceria público-privada”. O plano afirma que vai ser implementado um programa de inteligência de dados para emergências epidemiológicas.

CONTRATADO CNPJ: 07478063/0001-05 VALOR R$ 250,00

Letícia Lanz (PSOL) Letícia Lanz, de 68 anos. A candidata a vice-prefeita é a advogada Giana de Marco. Letícia Lanz é psicanalista, mestre em Sociologia e economista com curso de mestrado em Administração, tendo atuado por 30 anos como Consultora Empresarial na área de Planejamento, Recursos Humanos e Formação Gerencial. Letícia nasceu em Belo Horizonte e mora em Curitiba há 25 anos. Primeira candidata transgênera à prefeitura de Curitiba, Letícia Lanz (PSOL), não considera esse um fator determinante em sua campanha. Primeiro, porque apesar de ter feito a transição de gênero somente aos 50 anos de idade , é casada com a mesma esposa há 43 anos, tem filhos e netos e se descreve como “uma pessoa absolutamente comum”. Sua principal bandeira de campanha é implantar o que chama de “economia do cuidado”, em que a administração pública priorize as pessoas e não “as coisas”. O programa de governo da candidata tem 16 pontos e, segundo o documento, propõe “uma Curitiba de todas as pessoas”. A candidata propõe a reestatização da frota do transporte urbano. No curto prazo, a proposta é instituir um valor máximo mensal de R$ 50 para estudantes e desempregados no transporte público e, no médio prazo, a implementar a tarifa gratuita para o usuário. O documento também afirma que pretende implantar o valor escalonado da tarifa de esgoto. Ela quer criar uma área “livre de agrotóxicos” nos limites do município e incentivar hortas comunitárias. O programa prevê que os gastos com educação representem 30% do orçamento municipal e promete zerar o déficit de vagas na rede municipal. A chapa afirma que vai acabar com as terceirizações em serviços públicos.

CONTRATADO CNPJ: 07478063/0001-05 VALOR R$ 150,00

Paulo Opuszka (PT)

Paulo Opuszka 43 anos é candidato à prefeitura de Curitiba pelo PT (Partido dos Trabalhadores). O vice da chapa é Pedro Felipe. Paulo Opuszka é advogado, mestre e doutor em Direito pela UFPR (Universidade Federal do Paraná). É professor de Direito e Processo do Trabalho e professor permanente no programa de Pós-Graduação em Direito da UFPR. Opuszka também é pesquisador e líder do Grupo de Estudos em Trabalho, Economia e Políticas Públicas, da UFPR. Já foi superintendente no IMAP (Instituto de Administração Pública) da Prefeitura de Curitiba, chefe de gabinete da Reitoria da UFPR, além de secretário geral da APUFPR (Associação dos Professores na universidade Federal do Paraná).Esta é sua primeira disputa eleitoral como candidato. O programa se divide em 12 áreas prioritárias e afirma que pretende instituir um plano com participação popular e aberto ao diálogo. O documento promete destinar 2% do orçamento municipal para a área de habitação. O plano também diz que vai revisar os contratos de concessão, reduzindo a tarifa técnica e a tarifa ao usuário, instituindo o bilhete único no sistema de transporte público. O candidato afirma que cai criar um “Banco de Alimentos”, estimulando a parceria com o setor privado na captação de alimentos, redistribuindo para as populações vulneráveis. Para a educação, o candidato afirma que vai zerar o índice de analfabetismo na cidade e abrir mais turmas de Ensino de Jovens e Adultos (EJA).

CONTRATADO CNPJ: 07478063/0001-05 VALOR R$ 250,00


PÁGINA 10

Marisa Lobo (Avante) O vice da chapa é Romulo Quenehen. Marisa Lobo se apresenta como “psicóloga cristã” e ficou conhecida pela atuação em causas conservadoras, como o enfrentamento à “ideologia de gênero”. Nascida em 1963, em Botucatu (SP), ela é casada com Jofran Rodrigo Ferreira Alves e tem dois filhos. Formou-se em Psicologia pela Universidade Tuiti do Paraná, em 1995. É pós-graduada com habilitação para Magistério Superior, Psicologia e Filosofia. Marisa Lobo é autora de 11 livros. O mais recente, lançado em 2016, se chama “A Ideologia de Gênero na Educação”. Na última década, enfrentou inquéritos que pediam a cassação do registro como psicóloga. O CRP-PR (Conselho Regional de Psicologia do Paraná) questionava a vinculação da profissão a opiniões preconceituosas baseadas em fundamentalismo religioso. Marisa Lobo teve o registro de psicóloga cassado em 2014, gerando uma onda de repúdio entre líderes conservadores. No Congresso, recebeu o apoio de parlamentares como Magno Malta e Marco Feliciano. Em 2015, o Conselho Federal de Psicologia aplicou uma punição, mas decidiu pela não cassação do registro de Marisa Lobo. A psicóloga foi representada pela advogada Damares Alves, atual ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos do governo Jair Bolsonaro. Nas eleições de 2018, lançou-se candidata à deputada federa, mas recebeu 29.032 votos e não foi eleita. Resumo: O programa de governo da candidata afirma que se baseia no “respeito aos direitos individuais e do liberalismo na economia” e no “compromisso de proteção à família”. Segundo o documento, o plano tem como principal pilar o “controle dos gastos públicos e o compliance financeiro”. A candidata afirma que vai vender imóveis públicos que não são utilizados pela prefeitura, que vai reduzir o IPTU de empresas com práticas sustentáveis e que tem como uma das prioridades aumentar o turismo à cidade. O documento propõe readequar o horário de funcionamento dos CMEIs às necessidades das famílias. A candidata também propõe instalar câmeras nos uniformes dos guardas municipais.

Folha do Batel

OUTUBRO/2020

Rafael Greca (DEM) Candidato a reeleição a prefeitura tendo como Vice Prefeito: Eduardo Pimentel Rafael Greca de Macedo nasceu em Curitiba, em 17 de março de 1956. É filho de Terezinha Greca de Macedo e do engenheiro Eurico Dacheux de Macedo e casado com a jornalista Margarita Pericás Sansone. É formado em Economia e Engenharia, com especialização em Urbanismo e membro concursado do Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Curitiba (Ippuc). Foi vereador, deputado estadual constituinte, prefeito de Curitiba, deputado federal mais votado do Brasil e ministro de Estado do Esporte e Turismo. Recebeu inúmeras condecorações e prêmios internacionais. Entre os mais significativos, o Prêmio Mundial do Habitat 1996, ou World Habitat Award 1996, da Organização das Nações Unidas, pelo conjunto de sua obra humanitária. Escritor, poeta, editor e pesquisador da História, membro da Academia Paranaense de Letras e do Instituto Histórico e Geográfico do Paraná. Presidiu a Companhia de Habitação do Paraná entre 2007 e abril de 2010, quando assumiu mandato de deputado estadual. Eleito prefeito de Curitiba em 2016 com mais de 53% dos votos. Resumo: O documento com 48 páginas diz que seu plano de governo se baseia em sete pilares, que tratam de inovação, mobilidade urbana, sustentabilidade, integração metropolitana, serviços municipais e recuperação do município após a pandemia. Em várias propostas, o programa propõe a ampliação de programas instituídos pela atual gestão. O candidato promete ampliar o número de vagas em creches e o número de escolas em tempo integral. O programa pretende implementar serviços de teleatendimento na área da saúde e permitir, via sistema, a emissão de atestados pela internet. O plano promete a substituição da frota atual de táxis por carros elétricos e que 100% da iluminação pública seja com lâmpadas de LED.

Professor Mocellin (PV) A vice da chapa é Soraia Dill Pozo. Aos 62 anos, Renato Mocellin tem mais de quatro décadas dedicadas à vida acadêmica. Formado em Direito, História e Estudos Sociais e com mestrado em Educação pela UFPR, Moccelin atualmente leciona a disciplina de História no Curso Pré-Vestibular da Positivo. Moccelin também se destaca no meio literário, já tendo lançado mais de 50 obras. Destacam-se livros como História do Povo Brasileiro (1985) e Para Compreender a História (1997), ambos utilizados pelo Ministério da Educação. Ele tentou sua primeira candidatura na vida pública nas eleições municipais de 2000, quando entrou na disputa pela Prefeitura de Bocaiúva do Sul, município da Região Metropolitana de Curitiba. Na época, o professor era candidato pelo PPS e recebeu 1.694 votos, ficando em segundo lugar na disputa. O professor voltou a se candidatar apenas nas eleições gerais de 2018, quando entrou na disputa ao cargo de deputado federal pelo PV (sem coligação). Nessa eleição, Moccelin recebeu 20.088 votos, mas não conseguiu se eleger. Resumo: O programa afirma que se baseia, principalmente, no equilíbrio ambiental e na sustentabilidade. O candidato promete ampliar a oferta de ensino integral na rede municipal, universalizar o acesso à educação infantil de 4 a 5 anos e construir escolas em áreas mais populosas da cidade para diminuir o custo de transporte dos alunos. O programa prevê a eliminação de faixas de estacionamento nas principais vias da cidade, sendo substituídas por ciclofaixas e a adoção de veículos elétricos no transporte público. O plano também afirma que pretende cobrir 100% da cidade com tratamento e distribuição de água e coleta de esgoto.

Professora Samara (PSTTU) A candidata do PSTU à prefeitura de Curitiba, professora Samara, defende que a prefeitura da Capital paranaense seja administrada diretamente por conselhos populares formados por trabalhadores e moradores da periferia. Ela acredita que quem consegue administrar uma casa ganhando baixos salários e enfrentando as dificuldades do dia a dia pode perfeitamente governar a cidade. Em entrevista ao Bem Paraná, e Portal do Paraná ela defende ainda o fim da Urbs e a estatização da frota de ônibus do transporte coletivo, como forma de melhorar o serviço e baixar a tarifa. E propõe ainda a construção do metrô – ideia abandonada pelas últimas gestões e demais candidaturas – para dar conta da demanda por transporte. Caso sendo eleito, segundo a candidata seus principais desafios são:Romper com as empresas privadas de ônibus, absorver a frota já paga com dinheiro público na prefeitura, garantindo um transporte integrado com a região metropolitana com uma tarifa de 1,00; Cobrar um IPTU mais caro dos terrenos abandonados e dos prédios vazios que corroboram com a falta de moradia digna na cidade; Acabar com as terceirizações e as parcerias públicas privadas que só sucateiam os serviço público e garantem lucros para os donos das empresas garantindo dinheiro público somente no serviço público; Um plano de obras públicas para garantir emprego e renda na cidade, gerenciada pela equipe técnica da prefeitura sem participação de empreiteiras.


OUTUBRO/2020

Folha do Batel

Participação feminina nas eleições 2020 é recorde, mas isso não significa necessariamente maior representatividade das mulheres na política Marcelo Camargo/Agência Brasil É a partir dos partidos políticos que as candidaturas nascem e são oficializadas. No entanto, a participação dentro das agremiações é limitada, com poucas vozes femininas nas lideranças e com poder de decisão. Segundo Noemi Araújo, cientista política e articuladora política voluntária do #ElasNoPoder, movimento que incentiva as mulheres a se candidatarem a cargos eletivos no Brasil, a estrutura dos partidos ainda é quase exclusivamente masculina, o que resulta na priorização de candidatos homens. “Dentro dos próprios partidos políticos não há, ainda, o incentivo de igual modo como para os homens, desde os cargos nos diretórios regionais e municipais, até mesmo a busca por candidatas mulheres”, diz Noemi. “Os partidos não veem a real necessidade e importância de colocar mulheres para disputarem as vagas. Naturalmente, acabam se limitando aos 30% como efeito de preenchimento de regra, para evitarem penalizações, ao invés de estimularem outras candidaturas”, continua. Para Beatriz, a mesma política de cotas para candidatos poderia se estender para dentro dos partidos e, assim, aumentar a quantidade de mulheres em cargos de liderança, nos quais possam tomar decisões estratégicas, como a destinação de recursos. “Enquanto forem os homens decidindo isso sozinhos, vai ser difícil aumentar a participação das mulheres”, diz A questão financeira, aliás, é um dos aspectos que contribuem para que as chances de sucesso de candidaturas femininas sejam menores. Hoje, a maioria dos recursos vão para candidatos homens, apesar de o TSE e o Supremo Tribunal Federal (STF) já terem decidido, em 2018, sobre a reserva de pelo menos 30% dos recursos de fundo eleitoral para as campanhas de candidatas. Assim como a cota de candidatos, a do fundo também acaba se limitando ao mínimo. “A decisão do STF foi muito importante para pelo menos garantir o mínimo de condições financeiras e materiais para que mulheres possam construir

CONTRATADO CNPJ: 07478063/0001-05 VALOR R$ 250,00

candidaturas competitivas”, comenta Beatriz. Sucesso eleitoral é incentivo para que outras mulheres entrem na política, dizem especialistas Isso tudo reflete na competitividade das campanhas, especialmente para cargos majoritários, como é o caso das prefeituras. Hoje, das 26 capitais brasileiras, somente três mulheres são prefeitas: Cinthia Ribeiro (PSB), em Palmas (TO); Socorro Neri (PSBD), em Rio Branco (AC); e Teresa Surita (MDB), em Boa Vista (RR). E, para o pleito deste ano, ainda são poucas as candidatas femininas com candidaturas competitivas e chances de vitória nas urnas. Ao ver outras mulheres em cargos importantes, como o de prefeita, as mulheres sentem-se representadas e mais propensas a também fazer parte do processo eleitoral. Por isso, a visibilidade das candidatas nas capitais é primordial para o aumento da participação feminina na política, aponta Beatriz. “Quando as mulheres ocupam espaços de poder, outras mulheres passam a acreditar que também podem ocupar esses espaços. Se as mulheres não se enxergam nas câmaras municipais e nas prefeituras, é muito difícil que elas queiram se arriscar a se candidatar.” “Quando vemos mais candidaturas femininas, entendo que há uma possibilidade maior de sucesso eleitoral. É proporcional. Esse dado é importante não só no sentido de representação como um todo da mulher participando e com mais chances de vencer, como para a própria população. Diversos estudos mostram que quanto mais mulheres nos espaços políticos e espaços de decisão, melhores serão as políticas públicas elaboradas e implementadas”, complementa Noemi.

PÁGINA 11

Dr. João Guilherme (NOVO)

João Guilherme é candidato a prefeito de Curitiba pelo Partido Novo. A vice da chapa é Geovana Conti. Aos 47 anos, João Guilherme Moraes se graduou em Medicina pela PUCPR. Após a residência em Oftalmologia entre os anos de 1998 e 1999, ele fez sua especialização na área de retina e vítreo no Instituto da Visão, em Belo Horizonte. O médico é casado e pai de três filhas e atleta amador das corridas de rua, regularmente disputando provas de média e longa distância em Curitiba e pelo Brasil. Ele fez sua primeira aparição na vida pública nas eleições municipais de 2016, quando concorreu como vice-prefeito na chapa de Ney Leprevost (PSD). A chapa chegou ao segundo turno daquele pleito, mas foi derrotada por Rafael Greca. Após a eleição, o médico se filiou ao Partido Novo e foi escolhido como representante da legenda nas eleições municipais deste ano. Resumo: O programa do candidato afirma que vai reavaliar as prioridades da cidade, que pretende “olhar mais para as pessoas” e diminuir as desigualdades sociais, urbanas e econômicas do município. O plano de governo prevê o enxugamento da máquina pública, com corte de “gastos excessivos, privilégios e cargos em comissão”. Também propõe a criação de um canal digital que concentre todos os serviços às empresas e cidadãos. O candidato afirma que pretende colocar Curitiba como líder no ranking do Ideb entre as capitais, criando uma escola de aperfeiçoamento para os professores e instituindo o ensino de inglês em todas as escolas municipais. O programa diz que vai ampliar as parcerias com instituições privadas para atendimento de exames e cirurgias e que vai criar um programa permanente de telemedicina para consultar ambulatoriais e de especialidades.

CONTRATADO CNPJ: 07478063/0001-05 VALOR R$ 150,00

Zé Boni (PTC)

José Maria Boni, ou apenas Zé Boni, é o candidato a prefeito de Curitiba pelo Partido Trabalhista Cristão (PTC). Ele tem 43 anos e nasceu em Loanda, no Noroeste do Paraná, mas iniciou a carreira política como vereador de Santa Cruz de Monte Castelo, em 1996, aos 18 anos. Foi candidato ao Senado, em 2018, pelo PRTB, e fez 264 mil votos, ficando em oitavo lugar. É técnico em contabilidade e tecnólogo em Processos Gerenciais. Além de experiência em administração na indústria de alimentos Boni (da família), Zé Boni foi superintendente da Companhia de Habitação do Paraná (Cohapar) de 2011 a 2016. Resumo: O programa afirma que foi elaborado ao longo de dois anos em reuniões em 75 bairros da cidade. O documento diz que visa o enxugamento da máquina pública e que vai priorizar projetos nas áreas de educação, saúde, infraestrutura e social. O programa afirma que reduzirá pela metade o número de secretarias municipais. Para a área da segurança, o candidato promete contratar 1 mil guardas municipais. O plano promete atender 100% da demanda por educação infantil e passar a ofertar língua estrangeira na rede municipal. O plano também prevê a criação de uma Secretaria Municipal Cristã de Curitiba para auxiliar igrejas e organizações não-governamentais da cidade.

CONTRATADO CNPJ: 07478063/0001-05 VALOR R$ 250,00


Folha do Batel

PÁGINA 12

OUTUBRO/2020

Brasil é pioneiro em reconhecer direito dos animais Paraná também terá código atualizado para proteção e bem-estar dos animais A parceria entre a Escola do Legislativo da Assemblei Legislativa do Paraná e a Escola da Magistratura Federal (Esmafe-PR) está propiciando ao público paranaenses debates e esclarecimentos importantes de temas relevantes e atualizados. Depois da importante elucidação dos pontos polêmicos da Reforma da Previdência, na palestra ministrada há 15 dias pela professora Melissa Folmann, nesta quinta-feira (22) foi a vez do juiz federal e professor Vicente de Paula Ataíde Júnior trazer à luz como o País conduz uma questão muito delicada: o Direito Animal. E segundo ele, o Brasil é pioneiro no assunto. “Já existe no Brasil um direito animal. A legislação já incorpora em vários graus da hierarquia normativa o Direito Animal e começa pela Constituição Federal. O Direito Animal no Brasil é notável, singular, é o único Direito Animal no mundo reconhecido no plano mais importante do Direito que é a Constituição Federal. É a primeira no mundo a conter uma regra específica no Direito Animal”, afirmou.

Na palestra transmitida ao vivo pela TV Assembleia e pelos canais da Assembleia Legislativa nas redes sociais, o especialista abordou sobre os “Avanços legislativos e jurisprudenciais em Direito Animal” e, embora tenha destacado que o Brasil está na vanguarda, ainda precisa avançar em muitas questões relacionadas ao tema. E não se trata, segundo ele, apenas de coibir os maus-tratos, mas de reconhecer os animais como seres sencientes, dotados de consciência, que têm sentimentos e direitos jurídicos. Por isso ele defende separar o Direito Animal do Am-

biental. “O direito ambiental protege o conjunto dos animais, mas os chama de fauna, por sua importância para proteção do meio ambiente. Já o Direito-Animal é um conjunto de regras que estabelece os direitos dos animais não-humanos, pois considera cada um deles importante por si só, independente da sua função ambiental ou ecológica. O direito animal não considera os animais como coisas, como bens, como recursos econômicos ou naturais e trabalha com a universalidade dos animais”. Embora reconheça os avanços e esse pioneirismo mundial, o professor alerta que a legislação

ainda é superficial e considera insuficiente para dar guarida mais intensa ao Direito Animal. Ele cita como exemplo o Decreto Federal 24.645 de 1934, que classifica o que são os maus tratos e que define o direito processual civil, ou seja, ninguém pode negar que os animais podem ser partes em uma ação judicial. Da legislação mais recente, ele citou a lei 13.426/2017, que proíbe o extermínio de cães e gatos para conter a natalidade e que obriga estados e municípios e conscientização da população para castração. Sobre maus tratos, especificado na lei 9.605/2017, a atualização mais recente é pela Lei 14.064/2020, recém sancionada, que aumenta para até 5 anos de prisão, além de multa, a punição para usar de violência contra os animais, física ou psicológicas. Além disso, quando confirmada a falta de condições adequadas e maus tratos, os tutores perdem a guarda do animal. Nesta situação, Vicente utilizou dois exemplos: “No caso de rinhas de cães, os responsáveis respondem por organização criminosa e, além dos oito

Juiz federal e professor Vicente de Paula Ataíde Júnior anos de prisão, acumulam mais cinco por maus tratos. E a outra situação é dos canis de cães e gatos, toda vez que for constatada a negligência dos criadores os animais serão subtraídos da guarda e a punição é definitiva, além das outras sanções previstas na lei”. Mas, segundo ele, a atualização especifica cães e gatos e é preciso dar um passo além para abranger os demais animais. E citou, como exemplos, que os tribunais no País já tomaram inúmeras decisões para intimidar os maus tratos, entre eles a proibição da farra do boi, das vaquejadas e das rinhas de galo. “Importante destacar que no caso da vaquejada, os ministros do Supremo Tribunal Federal se basearam em provas técnicas da medicina veterinária da Uni-

versidade Federal do Paraná, que foi fundamental no julgamento, provando o sofrimento dos animais. E aqui coloco os rodeios nas mesmas condições. Não são eventos culturais, eles submetem animais ao terror e sofrimento por entretenimento e objetivos financeiros”. Para concluir, o juiz Vicente de Paula, destacou que os Estados precisam acelerar o reconhecimento do Direito Animal e observou que apenas três atualizaram a legislação. Mas destacou que o Paraná já caminha entrar nesse rol, com o projeto 65/2020, do Poder Executivo, que está em discussão na Assembleia Legislativa. O documento institui o Código Estadual de Direito Animal, estabelecendo normais para defesa dos direitos dos animais domésticos ou silvestres, garantindo o reconhecimento da sua condição de seres sencientes. Senciência é a capacidade dos seres de sentir sensações e sentimentos de forma consciente. Em outras palavras: é a capacidade de ter percepções conscientes do que lhe acontece e do que o rodeia.


OUTUBRO/2020

Folha do Batel

Culinária Cuscuz-paulista prático Preparo fácil - 00h30m Serve até 6 pessoas Ingredientes 1 cebola média picada 1/3 xícara (chá) de azeite de oliva 1/2pimentão vermelho picado 1 lata (200 g) de ervilha em conserva escorrida 1 lata (200 g) de milho verde em lata escorrido ½ xícara (chá) de azeitonas verdes picadas grosseiramente 1 sachê (340 g) de molho de tomate 2 latas de sardinha escorrida ¼ xícara (chá) de cheiro verde picado 2 xícaras (chá) de caldo de legumes fervente

3 xícaras (chá) de farinha de milho flocada Sal e pimenta calabresa Para decorar 3 ovos cozidos cortados em rodelas 2 tomates pequenos em rodelas ½ pimentão vermelho em tirinhas Modo de preparo Refogue a cebola no azeite até murchar. Acrescente o pimentão, a ervilha, o milho e a azeitona e refogue por 1 minuto. Junte o molho de tomate, metade da sardinha, o cheiro-verde e o caldo de legumes e, quando levantar fervura, acrescente a farinha de milho de uma só vez, sempre mexendo. Tempere com sal e pimenta calabresa a gosto e cozinhe, sem parar de mexer, por 5 minutos.

Montagem Em uma fôrma de cone central (22,5 x 9 cm) untada com azeite, distribua as rodelas de ovo e tomate, a sardinha restante e as tirinhas de pimentão de forma decorativa. Despeje a massa do cuscuz e alise a superfície. Aguarde 10 minutos para desenformar e sirva em seguida ou em temperatura ambiente. Fonte: Receitas Ana Maria Braga

Petit gâteau de caneca Torta de aveia com frango Ingredientes Massa 3 ovos; 1 xícara de chá de farelo de aveia; 1 1/2 de chá de leite; 1 xícara de chá de aveia em flocos; 1 dente de alho; 4 colheres de sopa de queijo parmesão light (opcional); sal a gosto; 1/2 xícara de chá de azeite; 1 colher de sopa de fermento em pó. Recheio 5 filés de frango temperados e grelhados; rodelas de 2 tomates; orégano a gosto; cream cheese, ricota, ou outro queijo light. Modo de preparo 1 – Bata todos os ingredientes da massa no liquidificador. 2 – Em uma assadeira média com papel manteiga despeje metade da massa, coloque os frangos grelhados, pode desfiar se preferir; 3 – Adicione as rodelas de tomates, o queijo escolhido e o orégano, coloque o restante da massa por cima e polvilhe mais orégano e gergelim para decorar e dar mais sabor à massa. 4 – Leve ao forno médio pré-aquecido por 30 minutos ou até dourar. Sirva em seguida ainda quente.

Receitas doces de 30 minutos Tempo: 30min Rendimento: 5 unidades Dificuldade: fácil Ingredientes 1 lata de creme de leite sem soro (300g) 1 lata de leite condensado 3 ovos 5 colheres (sopa) de chocolate em pó 2 colheres (sopa) de manteiga derretida 3 colheres (sopa) de farinha de trigo 1/2 colher (chá) de fermento em pó Manteiga e farinha de trigo para untar Recheio 1 xícara (chá) de chocolate meio amargo derretido 4 colheres (sopa) de creme de leite Modo de preparo Para o recheio, misture o chocolate derretido com o creme de leite até ficar homogêneo e reserve. Unte e enfarinhe 5 canecas de cerâmica com capacidade para 200ml. Bata no liquidificador o creme de leite, o leite condensado, os ovos, o chocolate, a manteiga e a farinha por 2 minutos ou até homogeneizar. Misture o fermento com uma colher e despeje metade da massa em 5 canecas de cerâmica com capacidade para 200ml até atingir 1/3 da capacidade. Disponha 1 colher (sopa) do recheio e cubra com a massa restante até atingir 2/3 da capacidade das canecas. Asse 1 caneca por vez no micro-ondas, em temperatura média, por 3 minutos ou até firmar na lateral e o centro ficar ligeiramente mole. Retire com cuidado e, se desejar, sirva com sorvete de creme.

Bolo brigadeirão de micro-ondas Receitas doces de 30 minutos Tempo: 30min Rendimento: 12 Dificuldade: fácil Ingredientes 1 lata de leite condensado 1 lata de creme de leite 1 colher (sopa) de manteiga 4 ovos 1 xícara (chá) de chocolate meio amargo em pó 1/2 xícara (chá) de chocolate granulado para polvilhar Margarina e farinha de trigo para untar Calda 1 colher (sopa) de leite condensado 2 colheres (sopa) de leite 1/2 colher (sopa) de chocolate em pó Modo de preparo Bata no liquidificador o leite condensado, o creme de leite, a manteiga, os ovos e o chocolate em pó. Despeje a massa em uma fôrma de buraco no meio própria para micro-ondas untada e enfarinhada. Leve ao micro-ondas e asse por 8 a 10 minutos em potência alta (100%). Espere 5 minutos antes de retirar do forno e desenforme morno. Misture os ingredientes da calda, passe sobre o bolo e polvilhe com o chocolate granulado. Deixe esfriar e sirva.

PÁGINA 13


PÁGINA 14

Folha do Batel

Abrabar comemora a liberação para bares e casas noturnas e buffets de autoatendimento em Curitiba Novas regras permitiram bares com música ao vivo, sem pista de dança e pequenos eventos com até 50 pessoas, informa Abrabar A Associação Brasileira de Bares e Casas Noturnas (Abrabar) comemorou a publicação do decreto que manteve a Bandeira Amarela e permitiu o retorno de bares, restaurantes, casas noturnas e dos buffets de autoatendimento (self-service) em Curitiba. A medida permitiu, já no feriado prolongado da Padroeira do Brasil, 12 de outubro , a volta da música ao vivo e dos pequenos eventos com até 50 pessoas. “Isso é uma luta da Abrabar, incansável nestes últimos meses”, ressaltou o presidente Fábio Aguayo, em vídeo aos empreendedores do setor. “Sabemos que as coisas não estão boas ainda, a pandemia está aí e temos que manter os protocolos, os procedimentos e todos os cuidados. Mas já é um pequeno passo”, analisou. Daqui para frente, de acordo com Aguayo, “vamos tentando avançar conscientemente, para não regredir lá na frente. Sabemos que estamos perto da eleição, muita coisa está em jogo, mas o que vale agora é bom senso e razoabilidade”, destacou o presidente da Abrabar. Que completou: “Vamos juntos nesta luta”. A edição do novo decreto, segundo a Secretaria Municipal de Saúde de Curitiba, foi possível devido aos números bastante favoráveis no enfrentamento à Covid-19, doença do novo Coronavírus. A taxa geral de ocupação dos leitos exclusivos para casos confirmados ou suspeitos de Covid-19 na cidade estava em 66% no final de semana. De acordo com a prefeitura, a liberação de algumas atividades foi possível graças à queda nos números de

diagnósticos da Covid-19 e óbitos na capital. O número de casos confirmados da doença chegou a 46.775 e o total de mortes em Curitiba estava em 1.355. Do início de setembro até o momento, de acordo com a Prefeitura, estão sendo registradas, em média, 50 mortes por semana. Nos meses de julho e agosto, eram em média 100 óbitos por semana. Os casos confirmados do novo coronavírus caíram 49% entre o início de agosto e o final de setembro, conforme a prefeitura. Os indicadores são os de maior peso no cálculo da bandeira, segundo a administração municipal, entre os seis que compõem o grupo que mede o nível de propagação da doença. As medidas do novo decreto permitem a volta de atividades, desde que exijam o uso de máscaras nos estabelecimentos, com até 50 pessoas, e forneçam álcool gel aos clientes. É necessário o setor observar as medidas de distanciamento de 1,5 metros entre as pessoas. Estão autorizadas as atividades comerciais de rua não essenciais, galerias e centros comerciais, que podem abrir todos os dias, das 10h às 20h. Os shopping centers podem abrir todos os dias, das 11h às 22h. Os restaurantes e lanchonetes também podem abrir todos os dias, das 6h às 23h, inclusive na modalidade de atendimento de buffets no sistema de autosserviço. Está permitida música ao vivo, mas sem pista de dança. Os bares podem abrir todos os dias da semana, das 6h às 23h. Está permitida música ao vivo, mas sem pista de dança.

OUTUBRO/2020

Apesar da liberação, poucos teatros e cinemas de Curitiba confirmam data de reabertura

Por - Ana Ehlert e Josianne Ritz Mesmo com a flexibilização da bandeira amarela que permite a abertura de cinemas e teatros para até 50 pessoas em Curitiba, após sete meses de paralisação, poucos estabelecimentos confirmaram a retomada ainda nesta semana. A maioria ainda não tem um poscionamento sobre quando e como será a reabertura. E há aqueles que já anunciaram que não vão reabrir. O primeiro espaço de cinema a anunciar a reabertura foi a rede CinePlus, com salas de cinema nos shoppings Água Verde, Jardim das Américas e Xaxim, já a partir do dia 15 de outubro. De acordo com Miltinho Durski, diretor Rede Cineplus, tanto a capacidade dos espaços, quanto o número de sessões estarão reduzidas à metade. Neste primeiro momento serão reabertas apenas metade das salas e com apenas 50% da capacidade total, seguindo o protocolo de segurança de distanciamento social, distribuição de álcool gel e uso obrigatório de máscara. Por conta das determinações da secretaria municipal de Saúde, também estará proibida a entrada na sala com alimentos e bebidas. A rede venderá pipoca, mas apenas para quem quiser levar para consumir em casa. O ingresso será vendido antecipadamente pelo aplicativo do site www. cineplus.com.br, mas a bilheteria físicas também estará aberta. As redes Cinemark, que tem salas nos shoppings Barigui e Mueller, e a UCI Cinemas, que opera nos shoppings Palladium e Estação, ainda não informaram quando retomarão as atividades na capital paranaense. As datas devem ser anunciadas ainda nesta semana. Como as duas redes já retomaram as atividades em algumas cidades do País, como São Paulo, uma parte das adaptações já foi feita. A UCI Cinemas do Brasil, por exemplo, já implantou um sistema de purificação do ar condicionado com polarizadores de íons que destroem não apenas o Covid-19, como qualquer outro microrganismo nos dutos de ar condicionado. O sistema, segundo a rede, é usado nas mais modernas UTIs e centros cirúrgicos do mundo, e nunca antes foi usada em

cinemas brasileiros. Além disso, os sistemas manterão a renovação máxima de ar exterior, com elementos filtrantes de alta capacidade. No Cinemark, antes de começar cada sessão, as salas serão higienizadas e as poltronas seguirão o distanciamento necessário, respeitando as novas medidas de segurança, validadas pelo hospital Albert Einstein. Museus - Nenhum museu anunciou ainda a reabertura também, tanto os particulares, quanto os ligados à Fundação Cultural de Curitiba quanto àqueles vinculados à secretaria de Estado de Comunicação e Cultura. O Teatro Lala Schneider reabriu com o Festival de Monólogos do Lala. O primeiro espetáculo a ser apresentado é o ‘O Bêbado’, uma comédia de Fábio Silvestre.

Os ingressos serão vendidos com antecedência na bilheteria do teatro a R$ 50, inteira, e R$ 25, a meia entrada. Segundo o diretor fundador do espaço, João Luiz Fiani, a escolha por monólogos se deve a preocupação com a saúde dos atores. “Há poucos monólogos prontos, mas os atores também estão sujeitos a contaminação e, por isso, optamos por não colocarmos mais do que um ator em cena”, explicou. Fiani explica que serão abertas apenas as salas menores e serão vendidos apenas 50 ingressos por apresentação. Por enquanto as peças que já confirmaram a presença nessa mostra são O Bêbado, de Fábio Silvestre, ‘A tarada do Boqueirão’, com Sônia Bacilla, e Werther, de Goethe, com Lucas Cardoso. Nem todos os espaços teatrais devem voltar, mesmo com a liberação da Prefeitura de Curitiba. O Espaço Ave Lola, por exemplo, decidiu que não vai retornar as apresentações presenciais pelo menos por enquanto e vai manter a programação online.


OUTUBRO/2020

Folha do Batel

Frases engraçadas sobre eleição: Voltar com ex é igual época de eleição: Várias promessas e nada muda. Aviso pra quem fez as pazes nas festas de final de ano: 2020 é ano de Eleições. Acabaram as eleições, chega de falar política. Vamos voltar a nos amar. Você só posta coisas sobre politica? Sim. Estamos no período eleitoral. A receita de panetone posto em Dezembro. Não gosto de horário político. Prefiro horário de verão. As eleições estão acabando e ainda não arrumei um bom partido. Como estamos em clima de eleições, só tenho uma coisa para te perguntar: Gata, deixa eu entrar no seu partido? Meu voto é pra sua mãe ser minha sogra. Se eu não ganhei dinheiro votando em seis candidatos, imagine só em dois. Democracia também é ter o direito de dizer o que certas pessoas não querem ouvir, tipo “O seu candidato não merece o seu voto”. Estou cansado de “Ele não” e “Ele sim”. Quero saber é de “Eu e você”. O voto é secreto. Não digo em quem voto, mas digo em quem não voto. O Brasil é igual mulher de malandro, adora apanhar. Eu vou compra um caminhão, porque com esse tanto de gente falando que vai ter mudança no Brasil, acho que vou ganhar um bom dinheiro. Deus, quando quis criar um paraíso, fez o Brasil. Mas o diabo, invejoso, criou o Congresso Nacional. Muita gente discutindo sobre em quem vai votar no segundo turno, e eu só querendo saber quando será o próximo feriado. Dia 15 tem vacina contra corrupção aqui no Brasil. Alguém sabe quantas gotinhas? Nessas eleições, votem no meu coração: ele também é partido. A cada dia que se passa, os episódios dessa temporada das eleições estão cada vez melhores. O “Ministério da Saúde” adverte: corrupção política mata. Democracia é quando você entende que o outro tem o direito de opinar diferente de você. Mas, que às vezes isso dá ódio, dá sim. Uns votam na esquerda, outros na direita, e enquanto isso o Brasil só toma no meio. Discutir política com fanático, é a mesma coisa de jogar xadrez com pombos: eles irão bagunçar as peças, cagar no tabuleiro e ainda se acharão vitoriosos. Alguém sabe que horas acaba o horário eleitoral no Facebook? Se o Brasil tem corrupção, mas não tem educação e saúde, a culpa não é da Copa do Mundo. A culpa é sua que não sabe votar. Você pareceu político em tempo de eleição, me iludiu com propostas de amor e quando ganhou o meu coração roubou e nunca devolveu. Durante as eleições é o único dia que você fala pra sua mulher “Vou ali na zona e já volto” e sua mulher responde “Tudo bem”. Se as eleições fossem justas seriam como no Big Brother, a gente votaria em quem eliminar. É preciso amar as pessoas como se não houvesse eleição. Aquela sensação de cúmplice que bate em todo eleitor imediatamente após o voto. Não tem preço. No Brasil, ladrão que julga ladrão ganha a próxima eleição. Tapinha nas costas e sorriso forçado em época de politica é o primeiro passo para conquistar seu voto. Esquecer e fingir não te ver depois das eleições é o segundo. Já que estamos em época de eleição, eu quero dizer que sou um bom partido. Eu tenho a sensação de que a única razão de termos eleições é para descobrir se as pesquisas estavam certas. ( Rita Lee ) Casamento tinha que ser igual eleição, de quatro em quatro anos mudasse de candidato. Fonte: os vigaristas

PÁGINA 15


Folha do Batel

PÁGINA 16

OUTUBRO/2020

Cidadão conta com diversos canais para denunciar “fake news” e propaganda irregular Aplicativos e serviços de atendimento on-line estão disponíveis para dar mais transparência ao processo eleitoral e ampliar a sua fiscalização Várias são as ferramentas disponíveis para dar mais transparência ao processo eleitoral e ampliar a sua fiscalização. Conheça, a seguir, algumas delas. Pardal O aplicativo Pardal, da Justiça Eleitoral, permite que os cidadãos realizem denúncias de propaganda eleitoral irregular ou ilegal em tempo real, por meio do envio de fotos e vídeos. O app também permite a notificação de outras infrações eleitorais, como compra de votos e doações e gastos eleitorais irregulares. Disparos de mensagens Pela primeira vez, nas Eleições 2020, a Justiça Eleitoral proibiu expressamente o disparo de mensagens em massa na norma sobre propaganda

eleitoral. Foi criado um formulário on-line para receber as denúncias. O WhatsApp conduz uma apuração interna para verificar se as contas indicadas violaram as políticas do aplicativo e, se for o caso, bani-las. Gralha Confere Para verificar informações duvidosas sobre o processo eleitoral e a segurança do voto que circulam em aplicativos de mensagens e redes sociais, o eleitor pode entrar em contato com a agência de checagem do TRE-PR, Gralha Confere, pelo número 41 98700-5100. Tira-Dúvidas Eleitoral no WhatsApp O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) lançou um assistente virtual, por meio do qual é possível acessar os principais serviços da Justiça Eleitoral.

Para entrar em contato com o chatbot, basta adicionar o telefone +55 61 9637-1078 aos seus contatos ou acessar o link wa.me/556196371078. O assistente virtual oferece ainda um serviço voltado exclusivamente ao esclarecimento de notícias falsas envolvendo o processo eleitoral brasileiro: o “Fato ou Boato?”. Ministério Público Eleitoral O eleitor, ao identificar um ato de corrupção eleitoral, deve procurar provas - por meio de testemunhas, vídeos, fotos, áudios, documentos - e noticiá-las diretamente aos procuradores regionais ou aos promotores eleitorais do Ministério Público Eleitoral (MPE). A denúncia pode ser feita no período de eleições ou fora dele.

Os eleitores também podem fazer denúncias ao Ministério Público Eleitoral por meio do portal MPF Serviços. Para protocolar a denúncia, basta clicar na aba Representação inicial (denúncia), fato ilícito ou irregularidade, que leva direto para a Sala de Atendimento ao Cidadão. O ideal é que o eleitor apresente junto com a denúncia informações como data, hora e o endereço da irregularidade e também encaminhe fotos ou documentos que possam auxiliar na comprovação do ilícito. O MPF Serviços está disponível também por meio de um aplicativo que pode ser baixado para iOS e Android. OAB Voto Legal A Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) disponibiliza o aplicativo OAB

Voto Legal, que permite aos cidadãos denunciar atos de corrupção eleitoral de forma pública ou anônima, com a inserção de texto, vídeo, áudio ou foto. Para baixar o aplicativo, basta entrar no site oabcaixa2.com ou, no caso de aparelhos androides, diretamente na loja do Google Play. Quem preferir também pode realizar as denúncias pelo e-mail comite9840@oabpr.org.br. Ao receber a denúncia, um comitê verifica se o fato configura realmente uma infração à legislação eleitoral e, em caso afirmativo, encaminha ao Ministério Público. Redes Sociais Pelo Facebook e Ins-

tagram, o eleitor pode denunciar qualquer notícia falsa clicando nos três pontinhos que ficam no canto superior direito da página, ícone presente nos dois aplicativos. Para denunciar um conteúdo pelo Twitter, é preciso clicar no canto superior direito do post e ir em “Denunciar Tweet”. A plataforma já declarou que vai remover informações falsas ou enganosas que tenham como intuito diminuir a confiança do público na eleição. Texto: Laura Carlotto Borro e Melissa Medroni Coordenação: Rubiane Barros Barbosa Kreuz

Profile for Jornal Folha do Batel

Jornal Folha do Batel Outubro 227  

Eleições 2020, biografia e propostas dos candidatos a prefeitos de Curitiba, neurologista dr Rauph Guimarães, Balance Postura e Saúde, Renat...

Jornal Folha do Batel Outubro 227  

Eleições 2020, biografia e propostas dos candidatos a prefeitos de Curitiba, neurologista dr Rauph Guimarães, Balance Postura e Saúde, Renat...

Profile for cel_susy
Advertisement