__MAIN_TEXT__
feature-image

Page 1

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO CARLOS CENTRO DE EDUCAÇÃO E CIÊNCIAS HUMANAS

CATÁLOGO INFORMATIVO DO BACHARELADO EM BIBLIOTECONOMIA E CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO

SÃO CARLOS/SP 2019


UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO CARLOS CENTRO DE EDUCAÇÃO E CIÊNCIAS HUMANAS

COORDENAÇÃO DO CURSO DE BACHARELADO EM BIBLIOTECONOMIA E CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO Coordenadora Profª Drª Paula Regina Dal’Evedove Vice Coordenador Prof Dr Januário Albino Nhacuongue Secretário Artur Protter Gouvea

Texto elaborado por Zaira Regina Zafalon em 2014, com revisões e atualizações realizadas por Ana Carolina Simionato, Paula Regina Dal’Evedove e Artur Protter Gouvêa em 2017 e 2018. Revisado e atualizado por Artur Protter Gouvêa em 2019.

2


SUMÁRIO

APRESENTAÇÃO ............................................................................................................................................4 1 O CURSO DE BIBLIOTECONOMIA ...............................................................................................................5 1.1 Breve histórico do curso de Biblioteconomia no Brasil .....................................................................5 1.2 Breve histórico do curso de Biblioteconomia em São Carlos ............................................................5 1.3 Breve histórico do curso de Biblioteconomia e Ciência da Informação na UFSCar..........................6 2 A GRADE CURRICULAR ...............................................................................................................................7 2.1 Disciplinas obrigatórias: ementas e objetivos .................................................................................11 2.2 Disciplinas optativas: ementas e objetivos ......................................................................................21 2.3 Disciplinas eletivas ............................................................................................................................23 3 ATIVIDADES COMPLEMENTARES .............................................................................................................24 4 INTEGRAÇÃO DO CURSO ÀS ATIVIDADES DE PESQUISA ........................................................................27 5 INTEGRAÇÃO DO CURSO ÀS ATIVIDADES DE EXTENSÃO .......................................................................27 6 REPRESENTAÇÃO EM REUNIÕES DE COLEGIADOS, CÂMARAS E CONSELHOS .......................................28 7 ESTÁGIOS ..................................................................................................................................................28 8 PROCEDIMENTOS E NORMAS ..................................................................................................................30 8.1 Carteira de Identidade Estudantil ....................................................................................................30 8.2 Matrícula e inscrição em disciplinas.................................................................................................30 8.3 Desempenho em disciplinas .............................................................................................................31 8.4 Revisão ou retificação de notas........................................................................................................31 8.5 Cancelamento de matrícula em disciplinas .....................................................................................32 8.6 Perda de vaga ....................................................................................................................................32 8.7 Trancamento do curso ......................................................................................................................32 8.8 Prazo para integralização curricular do curso ..................................................................................32 8.9 Colação de grau .................................................................................................................................32 8.10 Complementação do curso .............................................................................................................33 8.11 Reconhecimento de disciplinas e/ou atividades curriculares .......................................................33 8.12 Exercícios domiciliares ....................................................................................................................33 8.13 Transferência interna entre cursos ................................................................................................33 8.14 Solicitação de documentos .............................................................................................................33 9 A COORDENAÇÃO DO CURSO ..................................................................................................................34 10 NÚCLEO DOCENTE ESTRUTURANTE ......................................................................................................34 11 OUTRAS ATIVIDADES DO CURSO CONDUZIDAS POR ALUNOS .............................................................34 12 LOCALIZAÇÃO DAS SALAS DE AULA .......................................................................................................35 13 MAIS INFORMAÇÕES .............................................................................................................................36

3


APRESENTAÇÃO Este catálogo foi elaborado com a finalidade de apresentar, sinteticamente, o projeto pedagógico do curso de bacharelado em Biblioteconomia e Ciência da Informação – BCI, da UFSCar bem como oferecer informações sobre sua origem, perfil curricular, integração entre ensino, pesquisa e extensão e procedimentos e normativas importantes para a vida acadêmica do aluno. O texto completo do Projeto Pedagógico do Curso pode ser obtido por meio de acesso eletrônico ao site do curso, disponível no endereço www.bci.ufscar.br. Dúvidas podem ser sanadas pelo telefone da Coordenação: (16) 3351-8389. Esse caderno, bem como o site do curso, tem natureza informativa e não se constituem, para qualquer efeito, como documentos oficiais da Universidade ou do Curso. Para obter informações oficiais sobre o curso, o estudante deve acessar o SIGA, disponível no endereço https://sistemas.ufscar.br/siga/. O órgão deliberativo, mais imediato, do curso de bacharelado em Biblioteconomia e Ciência da Informação da UFSCar é o Conselho da Coordenação do Curso (CCBCI), cuja presidência é exercida pelo Coordenador de Curso. A composição completa do Conselho e outras informações podem ser obtidas em www.bci.ufscar.br. No que diz respeito aos assuntos administrativos, o curso de bacharelado em Biblioteconomia e Ciência da Informação, faz parte do Centro de Educação e Ciências Humanas (CECH). Mais informações sobre o CECH podem ser obtidas em www.cech.ufscar.br. Com relação aos assuntos de ensino, o curso de bacharelado em Biblioteconomia e Ciência da Informação faz parte da Pró-Reitoria de Graduação (ProGrad), a qual é responsável pela definição de políticas de ensino de graduação no âmbito da UFSCar e pelo acompanhamento do funcionamento dos cursos de graduação. Informações sobre a ProGrad podem ser obtidas em www.prograd.ufscar.br. Nessa página, o estudante pode obter os textos das normas da UFSCar relacionadas à graduação. O órgão deliberativo para assuntos de ensino de graduação é o Conselho de Graduação (CoG), cujo presidente é o Pró-Reitor de Graduação.

São Carlos, março de 2019.

4


1 O CURSO DE BIBLIOTECONOMIA Ao longo dos anos o curso de Biblioteconomia assumiu diferentes características: de curso técnico a nível superior; da formação humanística à multidisciplinar, tendo passado pela técnica; do surgimento na capital carioca aos outros estados brasileiros; da modalidade presencial à distância. Neste primeiro momento gostaríamos que tivesse um contato inicial com o histórico dos cursos de Biblioteconomia no Brasil, de modo a se inteirar um pouco sobre o seu percurso em São Carlos e na UFSCar.

1.1 Breve histórico do curso de Biblioteconomia no Brasil O curso de Biblioteconomia no Brasil iniciou-se no Rio de Janeiro, em 1911, na Biblioteca Nacional. As aulas, porém, iniciaram-se em 1915. Em 1923, entretanto, este curso para de funcionar por conta da criação do Curso Technico, do Museu Histórico Nacional, que visava a formação de profissionais para a Biblioteca Nacional e o Arquivo Nacional. Em São Paulo, foi criado em 1929, o segundo curso em âmbito nacional, intitulado Curso Elementar de Biblioteconomia. Este curso foi mantido até 1939. Em 1940, o curso é reinstalado na Escola Livre de Sociologia e Política de São Paulo. Os dois cursos apresentaram abordagens diferentes: a do Rio voltou-se ao enfoque humanístico, decorrente da influência francesa; a de São Paulo com característica tecnicista, com influência americana. O ano de 1962 foi um marco pois a profissão recebe caráter de nível superior. Ao longo dos anos outros cursos foram criados nas mais diversas instituições: Pontifícia Universidade Católica de Campinas, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Universidade Federal do Paraná, e, em São Carlos, na Escola de Biblioteconomia e Documentação de São Carlos. (ALMEIDA; BAPTISTA, 2013).1

1.2 Breve histórico do curso de Biblioteconomia em São Carlos O curso de Biblioteconomia em São Carlos tem início em 1959, com a criação da Escola de Biblioteconomia e Documentação de São Carlos (EBDSC), por iniciativa dos bibliotecários da Escola de Engenharia de São Carlos, da USP: Alfredo Américo Hamar, Eunice Diva Garcia, Iná Bentin e Therezinha Abs. A EBDSC, unidade escolar da Fundação Educacional São Carlos (FESC), era uma fundação municipal de ensino vinculada à Prefeitura de São Carlos. Até 1988 o curso tinha funcionamento diurno em dois turnos (matutino e vespertino) e, em 1989, teve o turno vespertino remanejado para o turno noturno. Em 1993, o curso foi incorporado à Universidade Federal de São Carlos, o que sinalizou o fim das atividades da EBDSC, que se encerrou em 1997 com as turmas remanescentes.

1

ALMEIDA, N. B. F.; BAPTISTA, S. G. Breve histórico da Biblioteconomia brasileira: formação do profissional. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE BIBLIOTECONOMIA, DOCUMENTAÇÃO E CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO, 25., 2013, Florianópolis. Anais eletrônicos. 2013. Disponível em: portal.febab.org.br/anais/article/download/1508/1509. Acesso em: 14 jan. 2013.

5


1.3 Breve histórico do curso de Biblioteconomia e Ciência da Informação na UFSCar Em 1993, a Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), a Prefeitura de São Carlos e a Fundação Educacional de São Carlos (FESC), mantenedora da Escola de Biblioteconomia e Documentação de São Carlos (EBDSC), celebraram convênio com o objetivo de definir a incorporação, pela UFSCar, do curso de Biblioteconomia e Documentação. À época, o Centro de Educação e Ciências Humanas (CECH) designou uma Comissão de Criação e Implantação do Curso, composta por docentes do Departamento de Letras, de Ciências Sociais e de Metodologia de Ensino. A proposta foi aprovada por unanimidade em fevereiro de 1994, pela Câmara de Graduação do Conselho de Ensino de Pesquisa (CaG/CEPE) e, em 17 de março de 1994 inicia-se o curso. Em abril de 1994 o CEPE aprova o currículo proposto pela Comissão de Criação e Implantação e, em julho de 1994, o Conselho Universitário aprova a criação e implantação do Curso de Biblioteconomia e Ciência da Informação na UFSCar, por meio da Resolução no224/94, que também autoriza a oferta do curso. Após a implantação do curso, em 1995, a grade curricular foi ampliada de modo que o período de integralização do curso foi alterado de 4 para 5 anos. A aprovação desta grade curricular vigorou até 1996, quando voltou, então, à duração original, com nova configuração curricular. O reconhecimento do curso ocorreu em setembro de 2001, a partir da Portaria MEC no 2.052/2001, concedida a partir do Parecer SESu no 22/2001. Em 2002, por recomendação da Pró-Reitoria de Graduação, iniciou-se processo de discussão para reformulação curricular, o que culminou em novo projeto pedagógico, em vigor para turmas ingressantes em 2004. Iniciou-se, em 2009, processo de readequação curricular referente, principalmente, à implantação das Atividades Complementares e dos ajustes à Lei 11.788/2008, a nova lei de estágio. Os adendos decorrentes deste estudo foram incorporados na proposta curricular no mesmo ano. Ainda em 2009 houve encaminhamento do processo de Renovação do Reconhecimento do Curso, que culminou na publicação da Portaria MEC no 124/2012. Em 2010, tendo em vista as constantes transformações sociais, as novas exigências profissionais e, diante das atualizações nas políticas educacionais nacionais e institucionais, iniciaram-se os estudos de reformulação curricular. Após tramitação institucional o novo projeto pedagógico está em vigor desde 2013. O curso na UFSCar assumiu, ao longo dos anos, aspectos diferenciados quanto à sua proposta curricular e abrange três grandes áreas: a) área de Formação Específica, formada pelas subáreas Comunicação e Disseminação da Informação; Fundamentos em Biblioteconomia e Ciência da Informação; Organização do Conhecimento; e Representação dos Registros do Conhecimento; b) área de Formação Geral, composta pelas subáreas Gestão de Unidades de Informação, e Tecnologias de Informação e Comunicação; c) ênfases, que envolve as subáreas Informação, Ciência e Sociedade; Informação, Cultura e Discurso; Informação Empresarial; e Informação e Inovação Tecnológica. Além das disciplinas distribuídas nestas áreas, o curso conta, também, com disciplinas de formação complementar, distribuídas nas áreas de Pesquisa, Estágio, Letras e Computação. 6


A oferta de ênfases se dá de modo complementar à formação do aluno, sugerindo novas perspectivas e especialização no alcance da profissão e da pesquisa.

2 A GRADE CURRICULAR A missão do Curso de Biblioteconomia e Ciência da Informação é graduar Bacharéis em Biblioteconomia dotados de visão interdisciplinar, capazes de contribuir para o desenvolvimento da ciência, da tecnologia e da sociedade, como cidadãos partícipes e comprometidos com a construção de uma sociedade justa, equilibrada e autossustentável. O principal objetivo do Curso de Biblioteconomia e Ciência da Informação é formar profissionais e pesquisadores com conhecimento, competências e habilidades para discutir e solucionar questões relacionadas à seleção, à coleta, à organização, a representação, ao tratamento, à disseminação e ao acesso da informação e do conhecimento produzidos, em diferentes meios e suportes. Além disto, devem também ser aptos a propor e gerenciar os fluxos e as coleções informacionais otimizando sua recuperação de forma a potencializar suas condições de acesso e uso pela sociedade. Ao mesmo tempo devem refletir criticamente e criativamente sobre sua atuação profissional e a realidade em que está envolvido, considerando os princípios éticos de conduta que norteiam a sua profissão. Este objetivo é operacionalizado pela expressiva articulação entre ensino, pesquisa e extensão, visando à formação de profissionais flexíveis, aptos a dialogar e agir junto à sociedade, tendo em vista as inerentes e constantes transformações sociais, científicas, tecnológicas e do mundo do trabalho. Os cursos da UFSCar possuem regime semestral e de créditos. As disciplinas são agrupadas em períodos correspondentes à duração do curso. Assim, o curso de Biblioteconomia e Ciência da Informação é realizado em 4 anos, divididos em 8 períodos/semestres. Ao ingressar na UFSCar o aluno irá cumprir o 1º semestre de seu curso e pertencerá ao 1º período ou perfil 1. O processo é sempre da mesma forma até o 8º período. No entanto, esse mesmo aluno poderá cursar alguma disciplina pendente do 1º período, no qual não tenha sido aprovado, em concomitância com outro período. Entretanto, é necessário observar que nas disciplinas de perfil a sua matrícula está assegurada. Se houve reprovação em alguma disciplina de perfil anterior ao seu atual a disciplina será cursada em regime de recuperação e a concorrência às vagas é feita pelo Índice de Rendimento Escolar (IRA), que sempre é indicado na opção de visualização do histórico escolar. Para a conclusão do curso é necessário que o aluno cumpra 2.880 horas, distribuídas em 192 créditos, conforme ilustra o quadro a seguir: QUADRO DE INTEGRALIZAÇÃO CURRICULAR Tipo Atividades complementares Disciplinas de ênfase Disciplinas de estágio Disciplinas eletivas Disciplinas obrigatórias Disciplinas optativas Disciplinas de trabalho de conclusão de curso TOTAL

Créditos

Carga horária

8 16 20 8 120 8 12 192

120 horas 240 horas 300 horas 120 horas 1800 horas 120 horas 180 horas 2.880 horas 7


Caso haja interesse, o aluno pode solicitar complementação do curso e, assim, optar por cursar as ênfases não selecionadas na fase inicial de integralização curricular. Assim, é possível solicitar complementação de curso para cursar as disciplinas da seguinte forma: - Concomitantemente com as disciplinas do 7o e 8o períodos do curso, o que significa cursar 4 disciplinas de ênfase no 7o período e outras 4 disciplinas no 8o. Neste caso, o aluno terá cumprido um total de 208 créditos e 3.120 horas; - Concomitantemente com as disciplinas do 7o e 8o períodos do curso, o que significa cursar 3 disciplinas de ênfase no 7o período e outras 3 disciplinas no 8o. Neste caso, o aluno terá cumprido um total de 200 créditos e 3.000 horas; - No ano seguinte à integralização curricular mínima, no qual poderá cursar 4 disciplinas relacionadas às duas ênfases restantes. Neste caso, o aluno terá integralizado um total de 208 créditos e 3.120 horas; - No ano seguinte à integralização curricular mínima, no qual poderá cursar 2 disciplinas relacionadas à ênfase restante. Neste caso, o aluno terá cumprido um total de 200 créditos e 3.000 horas. Qualquer uma das opções acima caracteriza complementação do quadro de integralização curricular e, assim, aos alunos que não fizeram opção por tais situações, estará garantida a integralização curricular mínima de 192 créditos e 2.880 horas. De acordo com as Diretrizes Curriculares para os cursos de Biblioteconomia os conteúdos devem estar distribuídos em formação geral e formação específica, responsáveis, respectivamente, pela oferta de referências externas à área de conhecimento própria da Biblioteconomia, e pela oferta de conteúdo intrínseco à identidade profissional. Assim, no curso de BCI da UFSCar o conteúdo curricular está distribuído na seguinte estrutura: - Formação Geral: disciplinas que complementam obrigatoriamente a formação do bibliotecário. Esta área subdivide-se nas seguintes subáreas: [1] Gestão de Unidades de Informação e [2] Tecnologias da Informação e Comunicação; - Formação Específica: disciplinas nas quais inscreve o desenvolvimento de habilidades e competências particularizadas do bibliotecário. Esta área subdivide-se nas seguintes subáreas: [1] Fundamentos em BCI, [2] Organização do Conhecimento, [3] Representação dos Registros do Conhecimento e [4] Comunicação e Disseminação da Informação; - Ênfases: disciplinas que promovem um aprofundamento na área, ao mesmo tempo em que ampliam as possibilidades de atuação no mercado de trabalho. Esta área subdivide-se nas seguintes subáreas: [1] Informação, Ciência e Sociedade, [2] Informação, Cultura e Discurso, [3] Informação e Inovação Tecnológica e [4] Informação Empresarial; - Formação Complementar: disciplinas que promovem a compreensão da área de BCI no universo da interdisciplinaridade com outras áreas e no desenvolvimento da prática profissional e de pesquisa. Esta área subdivide-se nas seguintes subáreas: [1] Computação, [2] Letras, [3] Estágio e [4] Pesquisa.

8


GRADE CURRICULAR DE BIBLIOTECONOMIA E CIENCIA DA INFORMAÇÃO - 2013 1 o PERÍODO LETIVO Disciplinas 062014 - Comunicação e expressão 301868 - Tecnologias da informação e comunicação I 301752 - Fundamentos em Biblioteconomia e Ciência da informação 301647 - Gestão da informação e gestão de redes de pessoas e organizações 301922 - Introdução ao trabalho científico Total no semestre

Créditos 4 4 4 4 4 20

2 o PERÍODO LETIVO Disciplinas 301701 - Análise e representação temática da informação 301760 - Estudos da linguagem em Ciência da informação 063002 - Inglês instrumental para BCI 301663 - Introdução a administração para unidades de informação 301876 – Serviço de referência e fontes de informação Total no semestre

Créditos 4 4 4 4 4 20

Total no semestre

Créditos 4 4 4 4 4 4 24

Total no semestre

Créditos 4 4 4 4 4 4 24

3 o PERIODO LETIVO Disciplinas 301779 - Estágio em centros de informação I 301825 - Leitura e cultura 301671 - Organização, sistemas e métodos para unidades de informação 301582 - Catalogação I 301710 - Linguagens documentárias I 300225 – Usos e usuários da informação

4 o PERIODO LETIVO Disciplinas 301787 - Estágio em centros de informação II 301655 - Gestão de coleções e do patrimônio em unidades de informação 301914 - Lógica e base de dados aplicados à Ciência da informação 301728 - Linguagens documentárias II 301590 - Catalogação II 301833 - Tecnologia da Informação e da comunicação II

5 o PERÍODO LETIVO Disciplinas 301795 - Estágio em centros de informação III 301604 - Catalogação III 301680 - Gestão de unidades de informação e do conhecimento 301736 - Indexação e resumos 301698 - Repositórios institucionais e gestão de documentos eletrônicos

Créditos 4 4 4 4 4 9


301841 - Fontes de informação em Ciência e Tecnologia Total no semestre

4 24

Total no semestre

Créditos 4 4 4 4 4 4 24

6 o PERIODO LETIVO Disciplinas 301809 - Estágio em centros de informação IV 300438 – Bibliometria 026077 - Introdução à análise de sistemas 301744 - Linguagens documentárias III 301930 - Metodologia da pesquisa científica para BCI 301612 - Normas e técnicas de informação e documentação

7 o PERÍODO Disciplinas 301817 - Estágio em centros de informação V 301949 - Trabalho de conclusão de curso para BCI I Eletiva (selecionada pelo aluno) Optativa (selecionada pelo aluno) (Seleção de duas disciplinas conforme opção por ênfases) 301329 e/ou 301337 e/ou 301353 e/ou 301620 Discurso, Estudos sociais Informação para Transferência e história e da ciência e a comercialização memória tecnologia competitividade da tecnologia empresarial Total no semestre

Créditos 4 4 4 4 4 por disciplina

24

8 o PERÍODO Disciplinas 301485 - Trabalho de conclusão de curso para BCI II Eletiva (selecionada pelo aluno) Optativa (selecionada pelo aluno) (Seleção de duas disciplinas conforme opção por ênfases) 301892 e/ou 301906 e/ou 301965 e/ou 301639 Análise das Conhecimento Gerenciamento Informação para práticas científico e da informação e negócios culturais e produção do sustentáveis discursivas científica conhecimento nos processos empresariais Total no semestre Atividades complementares

TOTAL GERAL EM CRÉDITOS TOTAL GERAL EM HORAS

Créditos 8 4 4 4 por disciplina

24 8

192 2880 horas

10


No sétimo e oitavo semestre de curso regular, o aluno poderá escolher um conjunto de ênfases para sua integralização curricular. As ênfases são escolhidas conforme o direcionamento a seguir: QUADRO DE CONFIGURAÇÃO DE ÊNFASE Registro da ênfase BCIDS BCIST BCISE BCIDT BCIDE BCITE

Ênfases selecionadas CIÊNCIA E SOCIEDADE CULTURA E DISCURSO CIÊNCIA E SOCIEDADE INOVAÇÃO TECNOLÓGICA CIÊNCIA E SOCIEDADE INFORMAÇÃO EMPRESARIAL CULTURA E DISCURSO INOVAÇÃO TECNOLÓGICA CULTURA E DISCURSO INFORMAÇÃO EMPRESARIAL INOVAÇÃO TECNOLÓGICA INFORMAÇÃO EMPRESARIAL

Disciplinas (7 sem.) 301337 301329 301337 301620 301337 301353 301329 301620 301329 301353 301620 301353

Disciplinas (8 sem.) 301906 301892 301906 301639 301906 301965 301892 301639 301892 301965 301639 301965

2.1 Disciplinas obrigatórias: ementas e objetivos As disciplinas obrigatórias do perfil somente podem ser cursadas no respectivo turno do curso, ou seja, no período noturno. A seguir apresentam-se os objetivos e as ementas das disciplinas obrigatórias do curso de Biblioteconomia e Ciência da Informação (grade 2013).

Análise das práticas culturais e discursivas (301892) Área: Ênfase Subárea: Informação, Cultura e Discurso Requisito: Discurso, história e memória (301329) Objetivos: Oferecer subsídios aos alunos, em seus estudos teórico-metodológicos e analíticos, dos modos diversos de aplicação das teorias do Discurso, em ambientes que trabalham com a informação como: bibliotecas, arquivos e centros de cultura. Ementa: Análises discursivas nas práticas das representações culturais, em ambientes que trabalham com a informação. Análise e representação temática da informação (301701) Área: Formação Específica Subárea: Organização do Conhecimento Requisito: Não há Objetivos: Conhecer o processo de análise e síntese de documentos visando à representação para a recuperação da informação e do documento; familiarizar o aluno com o processo de leitura para análise documentária; fornecer ao aluno elementos da teoria da classificação bibliográfica; familiarizar o aluno com a evolução dos sistemas de classificação; identificar a aplicação e o uso de sistemas de classificação nas diferentes unidades de serviços de informação; capacitar o aluno a efetuar procedimentos de análise temática para a classificação documentária. Ementa: A análise e a representação temática no contexto documentário. Conceito e função da análise e da representação temática. O processo de análise e de representação temática e suas relações como subsídios à compreensão da estrutura, funcionalidade e uso de linguagens documentárias. As classificações filosóficas. Os sistemas de classificação bibliográficos e as classificações especializadas. As classificações facetadas e a Colon Classification de Ranganathan. As contribuições do Classification Research Group. A teoria do conceito e a organização de conceitos em linguagens documentárias. 11


Bibliometria (300438) Área: Formação Geral Subárea: Tecnologias de Informação e Comunicação Requisito: Não há Objetivos: Transmitir ao aluno conceitos fundamentais de bibliometria; apresentar ferramentas para análise bibliométrica automatizada e capacitar o aluno a utilizá-las; mostrar a importância da bibliometria para a análise da informação em diversos contextos. Ementa: História, conceitos e contextualização da bibliometria; análise bibliométrica automatizada; indicadores bibliométricos; aplicação da bibliometria para a tomada de decisão. Catalogação I (301582) Área: Formação Específica Subárea: Representação dos Registros do Conhecimento Requisito: Não há Objetivos: Compreender os fundamentos teóricos da representação bibliográfica; compreender os princípios e objetivos da representação bibliográfica e dos catálogos; conhecer os diferentes tipos de catálogos; compreender o estabelecimento de pontos de acesso aos registros do conhecimento; conhecer e utilizar regras internacionais de representação bibliográfica. Ementa: Teoria da representação bibliográfica. Princípios internacionais de catalogação. Requisitos funcionais para registros bibliográficos. Regras internacionais para a descrição bibliográfica: ISBDs e AACR. Catálogo e catálogos em linha. Pontos de acesso ao registro bibliográfico e remissivas. Catalogação II (301590) Área: Formação Específica Subárea: Representação dos Registros do Conhecimento Requisito: Não há Objetivos: Conhecer e utilizar regras internacionais de representação bibliográfica; conhecer e elaborar registros bibliográficos de registros do conhecimento; elaborar os diferentes tipos de catálogos. Ementa: Registros bibliográficos de livros, folhetos, materiais cartográficos, manuscritos, música, gravação de som, filmes cinematográficos e gravações de vídeo, materiais gráficos, artefatos tridimensionais e realia, recursos eletrônicos, microformas, recursos contínuos e analíticos. Catalogação III (301604) Área: Formação Específica Subárea: Representação dos Registros do Conhecimento Requisito: Não há Objetivos: Compreender a necessidade de adoção de padrões de reconhecimento internacional para a representação bibliográfica e o intercâmbio de dados; conhecer a família MARC21 (Bibliográfico, Autoridade, Comunidade, Coleção, Classificação); compreender e elaborar registros bibliográficos em formato MARC21 Bibliográfico e Dublin Core. Ementa: Formatos internacionalmente conhecidos para a representação bibliográfica. Formato MARC21 Bibliográfico, Autoridade, Comunidade, Coleção e Classificação. Formato MARC21 Bibliográfico. Dublin Core. Comunicação e expressão (062014) Área: Formação complementar Subárea: Letras Requisito: Não há Objetivos: Fazer que o aluno seja capaz de: ler criticamente textos de várias procedências; utilizar a expressão oral com clareza e coerência; produzir textos diversos com foco na redação científica. Ementa: Aprimoramento da expressão oral, leitura e análise de texto, produção de textos. Conhecimento científico e produção científica (301906) Área: Ênfase Subárea: Informação, Ciência e Sociedade Requisito: Estudos sociais da ciência e da tecnologia (301337) 12


Objetivos: Propiciar ao aluno a apreensão de conceitos que permitam: entender a produção do conhecimento científico como um processo que é afetado em suas particularidades pelas condições sociais, culturais, econômicas e políticas; estudar como se dá a produção e a produtividade científica em suas dimensões quantitativa e qualitativa, na perspectiva dos estudos sociais da ciência; compreender como são formulados os modelos e os instrumentos de medição e avaliação do conhecimento científico e tecnológico. Ementa: Condicionantes sociais, culturais, econômicos e políticos do processo de produção do conhecimento científico. Produção e produtividade científica nas dimensões quantitativa e qualitativa. Modelos e instrumentos de medição e avaliação do conhecimento científico. Discurso, história e memória (301329) Área: Ênfase Subárea: Informação, Cultura e Discurso Requisito: Não há Objetivos: Realizar, juntamente aos alunos, estudos teórico-metodológicos dos conceitos franceses e contemporâneos sobre a Análise do Discurso em suas relações com a História e a Memória, tendo em vista as analogias entre: algumas teorias sobre as análises de texto aplicadas à Ciência da Informação e as da Análise do Discurso, considerando-se diversos teóricos. Ementa: Relações e diferenças teórico-metodológicas entre algumas teorias da Ciência da Informação que tratam da análise de textos e as da Análise do Discurso. Relações entre: Discurso, História e Memória. Estágio em centros de informação (I, II, III, IV, V) (301779, 301787, 301795, 301809, 301817) Área: Formação complementar Subárea: Estágio Requisito: 36 créditos Objetivos: Proporcionar ao estudante atividades de aprendizagem profissional e sócio-cultural, através de sua participação em situações reais de vida e trabalho em seu meio, como procedimento didáticopedagógico. Ementa: Observação e realização de atividades em centros de informação. Estudos da linguagem em Ciência da informação (301760) Área: Formação Específica Subárea: Fundamentos em Bibliot. e Ciência da Informação Requisito: Não há Objetivos: Subsidiar os alunos para que compreendam a linguagem como faculdade do ser humano, articulando-a com as dimensões da cultura e da história; trabalhar a concepção de linguagem natural com as suas multiplicidades de significação e a concepção de linguagem científica e tecnológica com sua precisão significativa. Conhecer teorias, metodologias e conceitos relacionados aos estudos da lingüística e da filosofia da linguagem que subsidiam estudos em Biblioteconomia e Ciência da informação em especial da representação, análise e organização da informação. Ementa: Linguística; sociolinguística, filosofia da linguagem, teoria da comunicação, linguagem natural, linguagem artificial; signo, significante, significado, contexto, referência, funções da linguagem, sintaxe, semântica e pragmática, relações de sentido. Linguagem como artefato cultural, comunicativo e tecnológico. Estudos Sociais da Ciência e da Tecnologia (301337) Área: Ênfase Subárea: Informação, Ciência e Sociedade Requisito: Não há Objetivos: Introduzir os alunos ao universo científico dos Estudos Sociais da Ciência e da Tecnologia, destacando suas principais tradições teóricas; debater a importância dos Estudos Sociais da CTS para a compreensão crítica do mundo contemporâneo; possibilitar que os alunos compreendam a ciência como uma instituição social; oferecer condições para que os alunos reflitam sobre a dinâmica, funcionamento, e papel da ciência e tecnologia nas sociedades industriais. 13


Ementa: Emergência e institucionalização da ciência moderna. Sociologia do conhecimento e sociologia da ciência. Modelos filosóficos da evolução da ciência e seu impacto sobre a sociologia da ciência e a política científica. Problemas sociais e éticos da ciência e tecnologia Fontes de informação em ciência e tecnologia (301841) Área: Formação Geral Subárea: Tecnologias de Informação e Comunicação Requisito: Não há Objetivos: Oferecer ao aluno um quadro conceitual sobre as fontes de informação em C&T, com ênfase nas fontes de informação digitais, destacando suas características, sua utilização e sua função estratégica nas organizações, assim como as aplicações das tecnologias de informação na área. Ementa: características das Fontes de Informação em C&T; Utilização das Fontes de Informação em C&T; função estratégica das Fontes de Informação em C&T; definições e aplicações das tecnologias da informação. Fundamentos em Biblioteconomia e Ciência da Informação (301752) Área: Formação Específica Subárea: Fundamentos em Bibliot. e Ciência da Informação Requisito: Não há Objetivos: Permitir ao aluno conhecer a historicidade, as teorias, os conceitos, os autores, a epistemologia e os paradigmas que configuram o campo da Biblioteconomia e da Ciência da informação perpassando pela Bibliografia e Documentação e ainda propiciar ao aluno as condições para caracterizar, diagnosticar as correntes de formação e educação do profissional da informação, as linhas de atuação, perfil profissional, reconhecendo conselhos, órgãos e associações que regularizam a profissão e a pesquisa na área. Ementa: Epistemologia, história e filosofia da Biblioteconomia e da Ciência da informação, filosofia da informação, atuação e pesquisa do profissional da informação bibliotecário, ética em Biblioteconomia e Ciência da informação. Gerenciamento da Informação e do Conhecimento nos Processos Empresariais (301965) Área: Ênfase Subárea: Informação Empresarial Requisito: Informação para a competitividade empresarial (301353) Objetivos: Entender e agir nas formas com que informações e conhecimentos são manuseados nos processos empresariais. Ementa: Monitoramento do ambiente organizacional. Mapeamento e auditoria da informação tecnológica / empresarial. Uso das principais fontes de informação tecnológica / empresarial. Noções de processos empresariais. Gestão do Conhecimento e Aprendizagem Organizacional. Gestão da informação e gestão de redes de pessoas e organizações (301647) Área: Formação Geral Subárea: Gestão de Unidades de Informação Requisito: Não há Objetivos: Conhecer os conceitos teóricos e princípios da informação e de redes. Identificar as dinâmicas e estratégias que facilitam a integração, em rede, as unidades e serviços de informação existente em um determinado contexto. Simular o desenvolvimento de projetos interdisciplinares e interinstitucionais para geração de redes de informação. Ementa: Conceitos e fundamentos do ciclo informacional. Conceitos, propósitos e importância da rede. Uso e acesso da informação científica e tecnológica. Redes de informação e sua influência no planejamento e uso de fontes de informação. Repositórios digitais abertos e interoperáveis. Recursos interativos e colaborativos da web. Cooperação e intercâmbio entre unidades de informação. Clusters de organizações e competitividade. Mapeamento de redes para o compartilhamento de informações e conhecimento.

14


Gestão de coleções e do patrimônio em unidades de informação (301655) Área: Formação Geral Subárea: Gestão de Unidades de Informação Requisito: Não há Objetivos: Conhecer os conceitos teóricos e princípios do processo de formação, desenvolvimento e gestão de coleções de diferentes tipologias documental. Identificar os potenciais aplicações e usos das Tecnologias da Informação e Comunicação (TICs) no processo de formação, desenvolvimento, acesso, uso e conservação de coleções. Discutir teórica eticamente as implicações relacionadas aos usos desses recursos, visando contribuir para o desenvolvimento de acervos e ambientes informacionais integrados à comunidade de usuários. Ementa: Princípios e teorias da formação, organização, desenvolvimento, avaliação, descarte e preservação de coleções em unidades de informação. Critérios para o estabelecimento de políticas de formação, organização, desenvolvimento, avaliação, preservação e descarte de coleções, impressas e ou digitais, em unidades de informação. Estudos de necessidades e de usos da informação por pessoas e organizações. Princípios éticos e legais e política de privacidade de dados e informações. Uso de tecnologias da informação e da comunicação na formação, desenvolvimento, acesso e uso de coleções diversas. Critérios para planejamento, organização, desenvolvimento e conservação de coleções em unidades de informação. Cooperações e consórcios de aquisição planificada, permuta, comutação bibliográfica, empréstimo e Intercâmbio de registros entre unidades de informação. Coleções não convencionais. Aspectos da obsolescência de hardware e software e de segurança de dados que impactam no gerenciamento de coleções digitais e ou virtuais. Gestão de unidades de informação e do conhecimento (301680) Área: Formação Geral Subárea: Gestão de Unidades de Informação Requisito: Não há Objetivos: Conhecer os conceitos e fundamentos da gestão de unidades de informação, envolvendo o diagnóstico, planejamento, avaliação de recursos, processos de aprendizagem e inovação e as estratégias de tomada de decisão. Ementa: Aplicação e técnicas de diagnóstico em unidades de informação. Produtos e serviços de informação. Gestão e avaliação de processos e recursos para a geração de produtos e serviços. Gestão do conhecimento e capital intelectual. Aprendizagem organizacional. Processos de inovação. Planejamento e necessidades de planejamento em unidades de informação. Estratégias de tomada de decisão. Elaboração e gestão de projetos de informação. Indexação e resumos (301736) Área: Formação Específica Subárea: Organização do Conhecimento Requisito: Não há Objetivos: Compreender os fundamentos e os princípios da indexação e dos resumos; familiarizar o aluno com o processo de leitura para a análise de assunto na indexação; capacitar o aluno na construção de índices e de resumos documentários, por meio da compreensão de conceitos e na prática da indexação e da elaboração de resumos como processos de análise documentária; avaliar a utilização de diferentes formas de indexação em diversos tipos de unidades de informação; identificar a importância dos resumos como fonte estratégica de seleção para recuperação da informação em diferentes tipos de sistemas de recuperação da informação; identificar a importância dos resumos na construção e divulgação do trabalho científico. Ementa: Fluxo documentário. A função da indexação na documentação. Processos de indexação: da identificação, seleção e representação de conceitos. Análise de assunto e tematicidade: influência das concepções de análise de assunto. Os sistemas de indexação e a representação na análise de assunto. Metodologias para indexação. Tipologia de índices. Política de indexação em unidades e sistemas de informação. Indexação semiautomática e Indexação automática. Prática de indexação. A função dos resumos na documentação. Estrutura de texto. Tipologia de resumos documentários. Metodologias para elaboração de resumos. Prática de resumos. Avaliação de resumos e de indexação. 15


Informação para a competitividade empresarial (301353) Área: Ênfase Subárea: Informação Empresarial Requisito: Não há Objetivos: Trabalhar as fontes de informação formais e informais para o subsídio às decisões estratégicas das empresas. Ementa: Caracterização da informação para a indústria. Necessidade de informação para segmentos industriais específicos. Informação e produtividade. Redes de Informação. Informação e estratégia competitiva. Introdução à inteligência empresarial. Informação nas relações intersetoriais. O papel da informação empresarial no comércio internacional. Informação para negócios sustentáveis (301639) Área: Ênfase Subárea: Informação e Inovação Tecnológica Requisito: Transferência e comercialização da tecnologia (301620) Objetivos: Analisar os conflitos socioambientais relacionados aos processos de inovação tecnológica e seus diferentes mecanismos de disseminação, proteção e uso, objetivando a construção de uma sociedade sustentável. Ementa: Tecnologias para o desenvolvimento social, conhecimento tradicional e transmissão oral do conhecimento, direito autoral e o direito de acesso à informação e ao conhecimento; autoria coletiva e novas formas de criação de conteúdos, informação jornalística, divulgação da ciência e da tecnologia pela mídia. Inglês instrumental para Biblioteconomia e Ciência da Informação (063002) Área: Formação complementar Subárea: Letras Requisito: Não há Objetivos: Habilitar o aluno a fazer uso de estratégias e tipos de leitura que o auxiliem na compreensão de textos de sua área profissional em inglês. Ementa: Aspectos envolvidos no ato da leitura, discussão geral do texto e de vocabulário (predição), técnicas de leitura: Skimming e Scanning, estrutura textual: microestrutura e macroestrutura, o processo de compreensão: formas explícitas e implícitas, o uso do dicionário e a tradução, as características do discurso científico, o estudo semântico de palavras e frases, a estrutura de modificação, partes do texto. Introdução à administração para unidades de informação (301663) Área: Formação Geral Subárea: Gestão de Unidades de Informação Requisito: Não há Objetivos: Conhecer os conceitos e técnicas das diversas teorias da administração. Identificar os vários tipos de organizações e seus ambientes de atuação. Compreender as unidades de informação, seus processos administrativos e o perfil do gestor. Ementa: As diversas teorias e principais escolas do pensamento administrativo. Os tipos de organizações e unidades de informações, as estruturas, os recursos, o ambiente interno e externo. Os processos e elementos administrativos de unidades de informação. Os diferentes perfis de gestores de unidades de informação. Introdução à análise de sistemas (026077) Área: Formação complementar Subárea: Computação Requisito: Não há Objetivos: Oferecer aos alunos as técnicas de como tratar e organizar as informações para fins computacionais, para representar as informações direcionadas para a elaboração e gerenciamento de sistemas computacionais e capacitar o aluno para comunicar-se com eficácia com os profissionais da área de Informática. 16


Ementa: Abordagem sistêmica e organização, sistemas de informação: conceitos, ciclo de vida de sistemas de informação apoiado em análise e projeto estruturado, sistemas de gerenciamento, operação e tomada de decisão, noções de planejamento. Introdução ao trabalho científico (301922) Área: Formação complementar Subárea: Pesquisa Requisito: Não há Objetivos: Oferecer um conjunto de conhecimento que leve o aluno a se iniciar na prática da pesquisa acadêmica compreendendo as idéias gerais sobre a evolução da Ciência dando especial ênfase ao processo de produção do conhecimento científico, especificamente no que se refere a formatação do trabalho acadêmico, dominando para tanta parte das normas que versam sobre essa apresentação. Ementa: Estudo introdutório dos diferentes enfoques e vertentes teóricas adotadas na pesquisa científica. Estrutura e apresentação de pesquisa científica e trabalho acadêmico, normalização e apresentação de trabalhos científicos. Leitura e Cultura (301825) Área: Formação Específica Subárea: Fundamentos em Bibliot. e Ciência da Informação Requisito: Não há Objetivos: Fornecer subsídios teóricos aos alunos para que eles possam compreender algumas práticas de leitura, considerando os seguintes aspectos: o modo como o autor veio se constituindo na história da leitura; as relações entre as representações culturais (suportes, tipologias, gêneros, conteúdos, etc.) e os modos de ler; a história das bibliotecas e dos mediadores da leitura; os leitores. Ementa: Relações teóricas, sob o ponto de vista de aspectos da História, entre as práticas de leitura e suas diversas manifestações culturais. As historicidades das práticas entre: autores, mediadores da leitura, e a constituição dos leitores. Linguagens documentárias I (301710) Área: Formação Específica Subárea: Organização do Conhecimento Requisito: Não há Objetivos: Proporcionar ao aluno conhecimento sobre as estruturas e funcionalidades dos sistemas CDD e CDU na classificação como processo de análise documentária; capacitar o aluno a efetuar procedimentos de análise temática para a classificação documentária com o uso dos sistemas CDD e CDU; identificar a aplicação e o uso dos sistemas CDD e da CDU nas diferentes unidades e serviços de informação; capacitar o aluno a efetuar a construção da notação de autor com o uso dos sistemas Cutter, Cutter- Sanborn e PHA; capacitar o aluno a efetuar a construção do número de chamada para a localização de documentos em sistemas de recuperação da informação. Ementa: Histórico, função, estrutura e organização de conceitos na Classificação Decimal de Dewey (CDD) e na Classificação Decimal Universal (CDU). A importância das linguagens documentárias hierárquicas na organização e localização dos documentos em diferentes unidades de informação. Prática de classificação com o uso da CDD e CDU, impressas e eletrônicas, na representação temática da informação. Os princípios classificatórios pre-coordenadas como elementos norteadores para a arquitetura da informação de websites. A classificação automática. A construção da notação de autor pelos sistemas Cutter, Cutter- Sanborn e PHA, impressos e automatizados. O número de chamada como código localizador dos documentos em diferentes acervos bibliográficos. Linguagens documentárias II (301728) Área: Formação Específica Subárea: Organização do Conhecimento Requisito: Não há Objetivos: Compreender os fundamentos, as funções e a importância das linguagens documentárias pré e pós-coordenadas no processo de representação para recuperação da informação; utilizar as normas, os procedimentos e as metodologias de construção, atualização, avaliação e gestão de linguagens 17


documentárias; diferenciar o uso e a aplicação das linguagens documentárias nos processos documentários de indexação e recuperação da informação; conhecer novas tendências teóricas e metodológicas que norteiam a temática linguagens documentárias, vistas como sistemas de organização do conhecimento. Ementa: Linguagem natural, linguagem de especialidade e linguagens construídas. As linguagens documentárias como sistemas de organização do conhecimento pré e pós-coordenados para a indexação e recuperação da informação em suas relações interdisciplinares (aspectos linguísticos e lógicos). Caracterização, conceitos, funções, construção, normalização e uso de linguagens documentárias: listas de cabeçalhos de assunto, tesauros e taxonomias. A avaliação como processo de gestão de linguagens documentárias. A gestão automatizada de linguagens documentárias. Linguagens documentárias III (301744) Área: Formação Específica Subárea: Organização do Conhecimento Requisito: Não há Objetivos: Compreender os fundamentos, as funções e a importância das linguagens para representação temática de recursos informacionais na web; apresentar os procedimentos, as metodologias e os softwares de construção de linguagens de representação temática na web; identificar o uso e a aplicação das linguagens de representação temática na web na prática profissional em diferentes unidades de informação; conhecer novas tendências teóricas e metodológicas que norteiam a temática linguagens de representação na web, vistas como sistemas de organização do conhecimento. Ementa: Web Semântica e os aspectos interdisciplinares na representação de recursos informacionais. Apresentação e caracterização das linguagens de representação na web. As ontologias e as folksonomias: conceitos, estruturas e aplicações na representação e recuperação da informação na web. As redes sociais como ambientes colaborativos na construção e atualização de linguagens de representação na web. Inovações em linguagens de representação na web e em outros ambientes informacionais. Lógica e base de dados aplicados à Ciência da Informação (301914) Área: Formação Geral Subárea: Tecnologias de Informação e Comunicação Requisito: Não há Objetivos: Apresentar os formalismos e teorias lógicas aplicadas às atividades de pesquisa, representação e recuperação de informações. Explicar os conceitos teórico-metodológicos que fundamentam o desenvolvimento e utilização de sistemas banco de dados. Estimular o raciocínio lógico a partir da elaboração de estratégias de busca. Ementa: Fundamentos da lógica simbólica; teoria de conjuntos aplicada à representação e recuperação de informações; estudo dos fundamentos conceituais, metodologias e ferramentas para o desenvolvimento de sistemas de banco de dados; análise dos novos formalismos de representação e seus reflexos no âmbito da área de Ciência da Informação, conceitos básicos sobre bases de dados, organização de arquivos, modelos de dados, modelagem de dados, projeto e implementação de base de dados, sistemas de recuperação de base de dados, introdução aos estudos da lógica, com ênfase na lógica Booleana, tabelas verdade; introdução à teoria de conjuntos para a recuperação da informação. Metodologia da pesquisa científica para BCI (301930) Área: Formação complementar Subárea: Pesquisa Requisito: Não há Objetivos: Capacitar o aluno para a investigação científica e a solução de questões da prática profissional, por meio do planejamento do trabalho de caráter científico, reconhecendo as principais metodologias desenvolvidas e utilizadas na Biblioteconomia e Ciência da informação e áreas afins. Ementa: Estudo das principais etapas do trabalho científico com ênfase nas metodologias de pesquisa em Biblioteconomia e Ciência da informação. Elaboração de projeto de pesquisa. 18


Normas técnicas de informação e documentação (301612) Área: Formação Específica Subárea: Representação dos Registros do Conhecimento Requisito: Não há Objetivos: Apresentar habilidade de consulta, compreensão e aplicação das normas técnicas de informação e documentação em atividades da área de Biblioteconomia e de Ciência da Informação. Ementa: Normas internacionais e brasileiras de informação e documentação: ISO, NBR e Vancouver. Organização, sistemas e métodos para unidades de informação (301671) Área: Formação Geral Subárea: Gestão de Unidades de Informação Requisito: Não há Objetivos: Tornar o aluno capaz de analisar e avaliar a estrutura, funções e atividades das organizações, objetivando a otimização das inter-relações do homem com a máquina, trabalho e ambiente, de forma a respeitar suas necessidades e características físicas e psicológicas e os padrões éticos aceitos pela sociedade. Ementa: Conceito e função de organização, sistemas e métodos (OSM) nas organizações, etapas de estudo das organizações, análise da estrutura organizacional, técnicas de análise e racionalização do trabalho em unidades de informação, aspectos econômicos de OSM, técnicas de elaboração de manuais e normas de procedimento, técnicas de elaboração de formulários, preparação e implantação do projeto da organização, avaliação de resultados e auditoria da organização, projeto de OSM. Repositórios institucionais e gestão de documentos eletrônicos (301698) Área: Formação Geral Subárea: Tecnologias de Informação e Comunicação Requisito: Não há Objetivos: Contextualizar questões sociais, organizacionais e humanas identificadas nos processos de desenvolvimento de repositórios institucionais e bibliotecas digitais, bem como as principais tecnologias envolvidas. Possibilitar um melhor entendimento das ferramentas de software que podem ser utilizadas. Capacitar o aluno a resolver problemas e propor soluções no âmbito da gestão de documentos eletrônicos, considerando as necessidades informacionais emergentes e especificidades do ambiente Web. Ementa: Aspectos teóricos e práticos referentes à concepção de bibliotecas digitais e repositórios institucionais. Modelos e métodos utilizados para representação, armazenamento, preservação, acesso, disseminação e recuperação de documentos eletrônicos. Aspectos sociais e econômicos relacionados à implantação de repositórios institucionais. Tecnologias Web aplicadas ao desenvolvimento de repositórios institucionais e bibliotecas digitais. Serviço de referência e fontes de informação (301876) Área: Formação Específica Subárea: Comunicação e Disseminação da Informação Requisito: Não há Objetivos: Desenvolver competências para comunicação interpessoal e em rede no aluno, orientando-o para obtenção de conhecimentos sobre as teorias, vertentes e escolas voltadas ao Serviço de Referência e informação, dominando sua historicidade e prospecção. Promover a aptidão para otimizar os produtos e serviços de informação a partir de estratégias de marketing, publicidade e comunicação e ainda para otimizar ações de promoção de uso de informação na sociedade em geral, seja ela de cunho cultural, científica ou tecnológica. Utilizar de modo pró ativo as tecnologias da informação para prestação de serviços virtuais e colaborativos no oferecimento de produtos e serviços de informação. Ao final da disciplina, o aluno deverá também conhecer as obras de referência e sua sistematização e utilizar as fontes de informação em Biblioteconomia e Ciência da informação. Ementa: Diagnóstico, caracterização e conhecimento dos Serviços de Referência e as Fontes de informação em biblioteconomia e ciência da informação, das redes de informação, comunicação, colaboração e interatividade voltadas ao SRI, estratégias de otimização do uso dos produtos e serviços 19


promovidos pela unidade de informação, administração e supervisão dos recursos humanos do SRI. Estratégias de disseminação seletiva da informação. Tecnologias de informação e comunicação I (301868) Área: Formação Geral Subárea: Tecnologias de Informação e Comunicação Requisito: Não há Objetivos: Oferecer ao aluno competências em Tecnologia da Informação e Comunicação para apoiar o desenvolvimento de atividades acadêmico-profissionais relativas à Biblioteconomia e à Ciência da Informação. Ementa: Editores de texto, planilhas de cálculo, apresentadores, ferramentas de busca na internet, ferramentas web, segurança da informação. Tecnologias da informação e comunicação II (301833) Área: Formação Geral Subárea: Tecnologias de Informação e Comunicação Requisito: Não há Objetivos: Oferecer ao aluno um quadro conceitual sobre Tecnologias de Informação e Comunicação aplicadas à Biblioteconomia e à Ciência da Informação. Ementa: Sistemas para gestão de bibliotecas, periódicos, repositórios e referências; sistemas para disseminação da informação. Trabalho de conclusão de curso para BCI I (301949) Área: Formação complementar Subárea: Pesquisa Requisito: Comunicação e expressão (062014); Introdução ao trabalho científico (301922); Metodologia da pesquisa científica para BCI (301930); Normas técnicas de informação e documentação (301612) Objetivos: Estimular no aluno a capacidade de investigação científica e à solução de problemas da prática do profissional da informação, através da execução e do início do desenvolvimento de um projeto de trabalho de caráter científico (TCC). Ementa: Execução das etapas iniciais do TCC previstas, aplicando de forma integrada o conhecimento adquirido durante o curso; execução das etapas estruturais, teóricas e metodológicas do projeto. Trabalho de conclusão de curso para BCI II (301485) Área: Formação complementar Subárea: Pesquisa Requisito: Trabalho de conclusão de curso para BCI I (301949) Objetivos: Complementar a formação do aluno no que tange à capacidade de investigação científica e à solução de problemas da prática do profissional da informação, através da finalização de um trabalho de caráter científico (TCC). Ementa: Execução das etapas finais e elaboração do relatório do Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) de acordo com o projeto desenvolvido em TCC1. Transferência e comercialização da tecnologia (301620) Área: Ênfase Subárea: Informação e Inovação Tecnológica Requisito: Não há Objetivos: Analisar os problemas relacionados à geração e comercialização de tecnologia e seus diferentes mecanismos de proteção. Ementa: Gestão da inovação tecnológica; propriedade intelectual (patentes, marcas, desenho industrial, indicações geográficas, segredo industrial, cultivares); transferência de tecnologia; monitoramento tecnológico; marketing de tecnologia; política de ciência, tecnologia e inovação; interação universidadeempresa; tecnologia e mídia. Usos e usuários da informação (300225) Área: Formação Específica Subárea: Comunicação e Disseminação da Informação 20


Requisito: Não há Objetivos: Fornecer ao aluno conhecimentos que lhe permitam diagnosticar os usuários e as comunidades usuárias da informação em suas mais diferentes possibilidades de constituição cultural, científica e social, tanto para uso de serviços de informação físicas ou virtuais através de plataformas da internet; utilizar, analisar e reconfigurar as metodologias vigentes de estudos de usuários com vista a reconhecer as demandas de informação para futuro desenvolvimento de produtos e serviços; estudar e desenvolver metodologias para diagnóstico e avaliação das necessidades de informação; reconhecer atitudes e comportamentos de busca e uso da informação. Ementa: Conceito, teorias e metodologias de estudos de usuário e comunidade usuária, físicos e virtuais; necessidades e demandas de informação; comportamento e atitudes de busca e uso de informação, competência informacional, educação de usuário.

2.2 Disciplinas optativas: ementas e objetivos As disciplinas optativas poderão ser oferecidas e cursadas tanto no turno quanto fora do turno de funcionamento do curso, ou seja, poderão ser cursadas no período matutino, vespertino ou noturno. As disciplinas optativas, em sua maioria, são oferecidas pelo Departamento de Ciência Informação. No entanto, busca-se ampliar o leque de ofertas, tanto em relação ao número disciplinas, como pela diversificação dos departamentos, de modo a reforçar a interdisciplinaridade Curso. A seguir, as ementas das disciplinas registradas como optativas na grade do Curso Biblioteconomia e Ciência da Informação.

da de do de

Automação de unidades de informação (301507) Objetivos: Capacitar o aluno a conhecer e utilizar as tecnologias da informação no desenvolvimento de atividades automatizadas em bibliotecas; conhecer as principais funcionalidades de um sistema automatizado de gestão de bibliotecas; capacitar o aluno a analisar, planejar, selecionar e conduzir o processo de implantação de tecnologias de informação em bibliotecas. Ementa: Processos de automação de atividades operacionais em unidades de informação. Compartilhamento de serviços de unidades de informação. Educação, ciência e tecnologia indígenas (301973) Objetivos: Oferecer ao aluno de graduação noções gerais sobre o que vem a ser o conhecimento tradicional das populações indígenas brasileiras, sua forma de transmissão (tradição oral) e os mecanismos de apropriação desse conhecimento pela sociedade não-indígena, com o propósito de gerar novos produtos e processos (propriedade industrial). Ementa: Diferenças culturais das sociedades indígenas brasileiras. Educação indígena e a transmissão oral do conhecimento Cultura material e as distintas formas de organização do trabalho. Ciência e tecnologia indígenas. Conhecimento tradicional e a lei de propriedade industrial. Gestão de Projetos em Unidades de Informação (300470) Objetivos: Capacitar os alunos na caracterização do ambiente de projetos em unidades de informação com atividades que incluam: aplicação de técnicas e habilidades gerenciais; racionalidade no planejamento e execução de projetos de desenvolvimento de produtos e serviços de informação; orientação quanto aspectos comportamentais e ao uso eficiente de recursos. Despertar nos alunos conceitos de ética, qualidade, cidadania e sustentabilidade no contexto de gestão de projetos. Ementa: Introdução ao ambiente de projetos. Planejamento, análise e execução de projetos de desenvolvimento de produtos e serviços de informação. Uso adequado de recursos informacionais, computacionais, humanos, financeiros, etc. na gestão de projetos. Administração de pessoas e o fator 21


humano. Conceitos básicos de ética, qualidade, cidadania e sustentabilidade no contexto de gestão de projetos. Estudo de casos. Informação e movimentos sociais (300560) Objetivos: Caracterizar os movimentos sociais e os contextos político-sociais onde eles ocorrem; Analisar criticamente a relação entre movimentos sociais e o processo de formação do cidadão; Entender, no geral e no particular, a dinâmica de organização e mobilização da sociedade civil; Identificar o fluxo e a demanda de informações dos movimentos sociais no Brasil. Ementa: Caracterização dos movimentos sociais. Estudo dos movimentos sociais enquanto processo da formação do cidadão e da dinâmica da organização e mobilização da sociedade civil. Fluxo de informação nos movimentos sociais. Libras (Linguagem brasileira de sinais) (201006) Objetivos: Propiciar a aproximação dos falantes do português de uma língua viso-gestual usada pelas comunidades surdas (Libras) e uma melhor comunicação entre surdos e ouvintes em todos os âmbitos da sociedade, e especialmente nos espaços educacionais, favorecendo ações de inclusão social oferecendo possibilidades para a quebra de barreiras lingüísticas. Ementa: Surdez e linguagem. Papel social da língua brasileira de sinais (Libras). Libras no contexto da educação inclusiva bilíngüe. Parâmetros formacionais dos sinais, uso do espaço, relações pronominais, verbos direcionais e de negação, classificadores e expressões faciais em Libras. Ensino prático de Libras. Linguagens, cultura e discurso (301515) Objetivos: Propiciar aos alunos princípios teórico-metodológicos e analíticos oriundos das teorias das linguagens particularmente as da análise do discurso, para que eles possam compreender as diversas manifestações da linguagem e os modos como essa se insere no conhecimento humano, sendo que as aplicações analíticas serão feitas em textos que veiculam linguagens advindas, por exemplo: da escrita, dos audiovisuais, dos sinos, da "feitura" dos livros, da arquitetura da moda. Ementa: Concepções de linguagem; discurso e cultura; dos múltiplos modos de ler. Marketing de Produtos e Serviços de Informação (300136) Objetivos: Identificar as características do ramo de negócios e do público-alvo; desenvolver pesquisa e fazer análise das necessidades do mercado; elaborar plano de marketing e formular estratégias requeridas para criar demandas; elaborar plano de avaliação de estratégias de marketing. Ementa: Estudo de mercado: identificando quais produtos e serviços são desejados por quais grupos de usuários/consumidores. Planejamento de marketing: gerenciando produtos e serviços e selecionando canais de distribuição. Criação de demandas: administrando o esforço promocional. A Matemática na teoria da informação (301566) Objetivos: Oferecer ao aluno noções básicas sobre os modelos matemáticos da Teoria da Informação e sua aplicação no campo das Ciências Sociais Aplicadas. Ementa: A origem da teoria da informação. Incerteza, Informação e Entropia. Modelo matemático. Codificação e Ruído. Linguagem e Significado. A ciência da comunicação e sua interface com a ciência da informação. A Física e a teoria da informação. Organização de unidades de informação (301531) Objetivos: Oferecer subsídios para a organização de materiais bibliográficos, tais como livros, teses, separatas, folhetos, publicações seriadas, mapas; familiarizar o aluno com os processos e técnicas para seleção, aquisição, avaliação e desbastamentos de coleções de materiais bibliográficos; capacitar o aluno a desenvolver e aplicar técnicas de organização de unidades de informação a partir de sua concepção. 22


Ementa: Fluxos e processos de trabalho em bibliotecas. Estrutura e organização de funções. Rotinas de serviços. Tecnologias de representação de conteúdos informacionais (301558) Objetivos: Explicar as teorias que fundamentam a Web Semântica e sua importância para unidades de informação. Apresentar os principais conceitos relacionados à representação de conteúdos no ambiente Web, descrevendo os principais padrões e tecnologias de intercâmbio de dados. Capacitar o aluno para a utilização de tecnologias semânticas. Ementa: Caracterização da Web Semântica e de tecnologias semânticas: modelos e linguagens; Reflexão sobre o padrão Linked Data e suas implicações para a representação de conteúdos. Análise dos padrões e tecnologias de intercâmbio de dados. Estudo dos fundamentos conceituais, metodologias e ferramentas para o desenvolvimento de ontologias. Experimentação de aplicações baseadas em tecnologias semânticas e discussão sobre seus reflexos sua utilização em unidades de informação. Tópicos Especiais em Biblioteconomia e Ciência da Informação (300233) Objetivos: Propiciar ao aluno uma visão geral de sua formação profissional e acadêmica, frente às exigências do mercado de trabalho em que atua, sua participação em entidades de classe, bem como as possibilidades de complementar sua formação através de cursos de pós-graduação. Oportunizar ao aluno discussão e aprofundamento sobre a aplicação dos conceitos e princípios de marketing, em unidades de informação. Ementa: Avaliação da formação profissional e acadêmica, mercado de trabalho, cursos de pósgraduação, linhas de pesquisa e atividades de formação contínua. Entidades de classe. Marketing em unidades de informação.

2.3 Disciplinas eletivas Disciplinas eletivas são oferecidas com o intuito de diversificar e complementar a formação acadêmica. Estas disciplinas não fazem parte da grade curricular do curso e, portanto, podem ser escolhidas a critério do aluno. As disciplinas eletivas para o curso são oferecidas por qualquer Departamento da Universidade e, por esse motivo, não serão elencadas neste catálogo. A inscrição em disciplinas eletivas é feita somente na fase de ajuste da matrícula e poderão ser cursadas tanto no período matutino quanto no vespertino ou noturno. Organize aqui as disciplinas optativas e eletivas cursadas. Lembre-se: você deve cursar duas optativas e duas eletivas. Ah! Você sabia que ao cursar a terceira e a quarta optativa elas são validadas como eletivas? O contrário, não, ok? _____________________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________________ 23


3 ATIVIDADES COMPLEMENTARES As Atividades Complementares fazem parte, como o próprio nome diz, da formação complementar dos alunos e são desenvolvidas por meio de atividades participativas e cooperativas que lhes permite desenvolver ações acadêmicas e sociais. No curso de Biblioteconomia e Ciência da Informação o aluno deve cumprir 120 horas de Atividades Complementares e, para o seu cumprimento não é necessária matrícula em disciplinas, mas a apresentação de documento comprobatório da atividade na Secretária da Coordenação do Curso. Para que a carga horária seja cumprida e, portanto, contabilizada no quadro de integralização curricular, é necessário que o aluno deposite, junto à Secretaria da Coordenação do Curso, cópias dos documentos comprobatórios da participação nas Atividades. O Quadro abaixo apresenta o rol de atividades que poderão ser desenvolvidas para o cumprimento da carga horária das atividades complementares, bem como o limite para pontuação no semestre e no curso. Limite para Limite para Pontuação pontuação no pontuação da atividade no curso semestre

Atividade

Comprovante a ser apresentado (válidos durante a graduação)

ACIEPES

Documento comprobatório de participação como voluntário ou ouvinte na atividade com, no mínimo, 60 horas2

30 horas

30 horas

60 horas

Apresentação de trabalhos em eventos científicos

Documento comprobatório da apresentação do trabalho

10 horas

30 horas

60 horas

10 horas

30 horas

60 horas

30 horas

30 horas

60 horas

10 horas

10 horas

20 horas

15 horas

15 horas

30 horas

15 horas

15 horas

30 horas

30 horas

30 horas

90 horas

Documento comprobatório de Atividade voluntária em participação na atividade com, no mínimo, unidades de informação 10 horas Documento comprobatório de Bolsa ACIEPE participação na atividade por, no mínimo, um semestre letivo Documento comprobatório de Bolsa atividade participação na atividade por, no mínimo, um semestre letivo Documento comprobatório de Bolsa monitoria participação na atividade por, no mínimo, um semestre letivo Documento comprobatório de Bolsa treinamento participação na atividade por, no mínimo, um semestre letivo Documento comprobatório de conclusão Iniciação científica de participação na atividade e cópia do relatório

2

A aprovação do aluno com vínculo matriculado é validada como disciplina eletiva e, portanto, não poderá ser validada, também, como atividade complementar.

24


Colaboração no Documento comprobatório de funcionamento de participação na atividade com, no mínimo, laboratórios vinculados ao 20 horas PPC Cópia da ata de reuniões ou atividades Membro de associações com comprovação de participação na estudantis atividade por, no mínimo, um semestre Cópia da ata de reuniões ou atividades Membro de Empresa Junior com comprovação de participação por, no do curso mínimo, um semestre Documento comprobatório e cópia do Membro de projeto ou relatório de participação com, no mínimo, atividade de extensão 30 horas Organização de eventos acadêmicos e científicos Palestra assistida

Palestra ministrada Participação como ouvinte em bancas de TCC, dissertações e teses

Documento comprobatório de participação Documento comprobatório de participação na atividade com, no mínimo, 1 hora Documento comprobatório de participação na atividade com, no mínimo, 1 hora Documento comprobatório emitido por responsável

Documento comprobatório da Participação como ouvinte participação na atividade com menos de em eventos científicos 10 horas Documento comprobatório da Participação como ouvinte participação na atividade com, no mínimo, em eventos científicos 10 horas Documento comprobatório de Participação em eventos participação na atividade com, no mínimo, esportivos e ou artísticos 10 horas Documento comprobatório de Participação em grupos de participação na atividade por, no mínimo, pesquisa de docentes um semestre Documento comprobatório de Participação em grupos PET participação na atividade por, no mínimo, um semestre Documento comprobatório de Participação em mini-cursos participação na atividade com menos de 2 de eventos científicos horas Documento comprobatório de Participação em mini-cursos participação na atividade com, no mínimo, de eventos científicos 2 horas Participação em ONGs, Documento comprobatório de instituições filantrópicas e participação na atividade com, no mínimo, projetos sociais 20 horas

10 horas

10 horas

20 horas

10 horas

10 horas

10 horas

20 horas

20 horas

40 horas

30 horas

30 horas

60 horas

10 horas

20 horas

30 horas

1 hora

2 horas

5 horas

2 horas

4 horas

12 horas

1 hora

10 horas

30 horas

2 horas

4 horas

12 horas

10 horas

10 horas

20 horas

4 horas

4 horas

4 horas

15 horas

15 horas

60 horas

30 horas

30 horas

90 horas

2 horas

4 horas

12 horas

4 horas

16 horas

40 horas

10 horas

10 horas

20 horas

25


Participação em órgãos colegiados

Documento comprobatório de participação no colegiado por, no mínimo, um semestre

10 horas

20 horas

40 horas

Publicação completa

Documento comprobatório de aceite da publicação

15 horas

45 horas

90 horas

Publicação de resumos

Documento comprobatório de aceite da publicação

10 horas

30 horas

60 horas

_____________________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________________ 26


4 INTEGRAÇÃO DO CURSO ÀS ATIVIDADES DE PESQUISA A UFSCar oferece aos alunos de graduação, por meio da Coordenadoria de Iniciação Científica e Tecnológica, um programa de apoio a projetos de pesquisa, identificado como Programa Unificado de Iniciação Científica e Tecnológica (PUICT), do qual fazem parte:  Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica (PIBIC/CNPq/UFSCar),  Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica nas Ações Afirmativas (PIBICAF/CNPq/UFSCar),  Programa Institucional de Bolsas de Iniciação em Desenvolvimento Tecnológico e Inovação (PIBITI/CNPq/UFSCar),  Programa Jovens Talentos para a Ciência (CAPES/CNPq). Há outras agências para apoio de projetos de pesquisa como a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP). As pesquisas são reconhecidas se forem desenvolvidas com vínculo junto à ProPq como aluno voluntário de iniciação científica e tecnológica ou por meio de concessão de bolsas de iniciação científica. Os programas PIBIC, PIBIC-AF e PIBITI são geridos por Comitês Institucionais Internos e Externos. Esses comitês são corresponsáveis pela organização do Congresso de Iniciação Científica (CIC) e do Congresso de Iniciação em Desenvolvimento Tecnológico e Inovação (CICT) da UFSCar. Tanto docentes quanto alunos do curso de Biblioteconomia e Ciência da Informação participam ativamente dessas atividades pelo fato de contribuírem, significativamente, para a complementação da formação acadêmica. Os alunos são incentivados a apresentar os resultados obtidos em eventos científicos favorecendo o desenvolvimento de habilidades de comunicação científica. Para o desenvolvimento das pesquisas a UFSCar conta, também, com Grupos de Pesquisa que, por sua vez, são coordenados por docentes. Os grupos de pesquisa do curso de Biblioteconomia e Ciência da Informação podem ser consultados no site do curso. Para conhecer mais sobre a constituição dos grupos bem como as linhas de pesquisa estudadas acesse o site do Diretório dos Grupos de Pesquisa no Brasil, disponível em: http://dgp.cnpq.br/buscaoperacional/.

5 INTEGRAÇÃO DO CURSO ÀS ATIVIDADES DE EXTENSÃO A UFSCar, por meio da Pró Reitoria de Extensão, desenvolve atividades voltadas à comunidade externa por meio dos Programas de Extensão, constituídos de um conjunto de projetos e atividades afins. Os Programas de Extensão coordenados por docentes do curso de Biblioteconomia e Ciência da Informação também podem ser consultados no site do curso. É por meio das atividades de extensão que a UFSCar se compromete com o fortalecimento da função intrínseca à Universidade de produzir, sistematizar e difundir conhecimento, desenvolvendo suas atividades de pesquisa e ensino interligadas com as demandas dos setores externos.

27


6 REPRESENTAÇÃO EM REUNIÕES DE COLEGIADOS, CÂMARAS E CONSELHOS O aluno do curso de Biblioteconomia e Ciência da Informação pode ser representante discente em colegiados, câmaras e conselhos. Várias instâncias da UFSCar preveem a participação do corpo discente:  Conselho de Coordenação do Curso;  Conselho Departamental (do Departamento de Ciência da Informação);  Conselho do Centro de Educação e Ciências Humanas (CECH);  Conselho de Graduação (ProGrad);  Conselho de Pesquisa (ProPq). Os alunos representantes poderão solicitar abono de faltas decorrentes de participação em reuniões desde que não sejam aulas práticas, atividades de estágio e aulas nas quais estejam previstas avaliações. O comprovante de participação deve ser solicitado à Secretaria do Colegiado e encaminhado diretamente ao professor responsável pela atividade curricular.

7 ESTÁGIOS Como procedimento didático-pedagógico, o Estágio tem a finalidade de inserir o aluno nos mais variados ambientes de prática profissional para que tenha condições de associar aspectos acadêmicos e pragmáticos. As atividades de Estágio na UFSCar são regulamentas pela Lei nº 11788/2008 e pelo Regulamento de Estágios do Curso de Biblioteconomia e Ciência da Informação, que faz parte do Projeto Pedagógico do Curso e que também está disponível para acesso no endereço www.bci.ufscar.br. Alunos do curso podem desenvolver estágio obrigatório e não-obrigatório. Estágio obrigatório é aquele definido como tal no projeto do curso, cuja carga horária é requisito para aprovação e obtenção de diploma. Estágio não-obrigatório é aquele desenvolvido como atividade opcional, acrescida à carga horária regular e obrigatória. Para a integralização curricular do curso é necessário o cumprimento de 300 horas de estágio. O único pré-requisito para o seu cumprimento é o de ter sido aprovado em 36 créditos. O estágio curricular está previsto para realização entre o 3º e 7º semestre do curso e implica inscrição nas seguintes disciplinas:  Estágio em centros de informação I (301779): 4 créditos;  Estágio em centros de informação II (301787): 4 créditos;  Estágio em centros de informação III (301795): 4 créditos;  Estágio em centros de informação IV (301809): 4 créditos;  Estágio em centros de informação V (301817): 4 créditos. Pelo fato de não haver pré-requisito entre as disciplinas de estágio é possível matricular-se em mais de uma disciplina por semestre. 28


Além do estágio, muitos de nossos alunos realizam estágio não obrigatório, também previsto na Lei 11.788/2008. A atuação mais expressiva de estágio dentre os graduandos em Biblioteconomia e Ciência da Informação se mostra nas bibliotecas escolares e universitárias, com destaque para SESI, SENAI, UFSCar, UNESP e USP. Os estágios podem ser desenvolvidos nas mais variadas unidades de informação, com destaque para bibliotecas, centros de documentação, centros de informação tecnológica e empresarial bem como nos centros de apoio à mídia que, cada vez mais, tem se revelado, como um campo de trabalho significativo, com atividades de documentação em emissoras de rádio, de televisão e jornais. Os centros de informação tecnológica e empresarial incluem também diferentes indústrias, centros e laboratórios de pesquisa. Maiores informações sobre o estágio curricular e o não obrigatório podem ser consultadas no Regulamento de Estágios do Curso de Biblioteconomia e Ciência da Informação e no endereço www.bci.ufscar.br. O nosso curso conta com uma Coordenação de Estágios, vinculada à Coordenação de Curso, e destinada ao gerenciamento das atividades relacionadas à realização de estágios. Em caso de dúvidas consulte o Coordenador de Estágios do Curso. Precisa fazer anotações sobre estágio? _____________________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________________ 29


8 PROCEDIMENTOS E NORMAS Aqui você encontrará informações importantes para sua vida acadêmica. Essas informações vão desde o seu início no curso até sua conclusão, e envolve, também, garantia de vaga e continuidade dos estudos. Aproveite!

8.1 Carteira de Identidade Estudantil A Carteira de Identidade Estudantil é requerida pelo site: http://www.carteirinha.ufscar.br/solicita/ A primeira via é emitida gratuitamente. A validade da Carteira equivale ao prazo mínimo de integralização do curso, ou seja, 4 anos. Caso o aluno não tenha concluído o curso no prazo mínimo estabelecido poderá ser solicitada segunda via, que terá validade de um ano. É de responsabilidade do aluno a devolução da Carteira de Identidade Estudantil caso haja interrupção de seu vínculo antes da expiração da validade.

8.2 Matrícula e inscrição em disciplinas É de responsabilidade do aluno proceder, em período estabelecido no Calendário Acadêmico, a inscrição em disciplinas a serem cursadas no semestre letivo, o que caracteriza Matrícula e manutenção do vínculo com a UFSCar. A inscrição deve ser feita em um conjunto de disciplinas que, de tal forma, não seja excedida a carga horária semestral de 44 créditos. A inscrição se desenvolve em três etapas:  pré-inscrição: feita automaticamente com opção dada ao aluno de manutenção, inclusão ou exclusão das disciplinas elencadas. Nesta fase o aluno deverá confirmar sua opção após as alterações que julgar adequadas; 

consolidação: feita automaticamente. Nesta fase são checadas a aprovação em disciplinas que são pré-requisitos para cursar a disciplina solicitada e a confirmação do vínculo do aluno por desempenho mínimo. Se necessário, a fim de balancear o número de alunos entre as turmas, o aluno poderá ser remanejado de turma, respeitado o turno em que se pré inscreveu. A fase de consolidação encerra-se com a divulgação do deferimento ou indeferimento das pré-inscrições nas disciplinas solicitadas;

ajuste: é o processo de alterações do conjunto de disciplinas no qual o aluno obteve deferimento ou indeferimento da pré-inscrição. Nesta fase o aluno pode excluir disciplina na qual sua inscrição já foi aceita ou solicitar a inscrição em disciplinas obrigatórias, optativas ou eletivas. Não há, entretanto, garantia de vaga. A fase de ajuste encerra-se com a divulgação do deferimento e/ou indeferimento das alterações solicitadas, encerrando-se, assim, o processo de Inscrições.

Lembre-se: suas solicitações acadêmicas são feitas no SIGA! https://sistemas.ufscar.br/siga/ Login: seu RA

30


8.3 Desempenho em disciplinas Ao final do período letivo regular o aluno poderá ter os seguintes conceitos atribuídos:  aprovado: conceito condicionado à frequência mínima em 75% das aulas e ao desempenho mínimo equivalente à nota final igual ou superior a 6,0 (seis); 

desistente: conceito atribuído ao aluno que ultrapassa o limite de faltas durante a primeira metade do período letivo e que não formalizou o cancelamento de sua inscrição, o que caracteriza abandono da disciplina;

recuperação: conceito condicionado à frequência mínima em 75% das aulas e ao desempenho mínimo equivalente à nota final igual ou superior a 5,0 (cinco). Ao aluno com conceito final Recuperação será concedido processo de Avaliação Complementar, que deverá ocorrer até o 35º dia letivo do período letivo subsequente ao término do período letivo de oferta da disciplina;

incompleto: conceito atribuído às disciplinas de Estágio e de Trabalho de Conclusão de Curso caso o aluno necessita, devido à natureza das atividades previstas, de prazo maior do que o estabelecido para o término do período letivo regular. O prazo máximo para alteração do conceito Incompleto em nota final (uma das situações acima) é até o final do período letivo subsequente.

A margem para tolerância de faltas é de 25%, na qual incidem atrasos, ausências voluntárias, viagens, serviços e outros. Ultrapassado este limite, à autonomia de retificação ou não de faltas fica a critério do docente. O quadro a seguir indica, como exemplo, a relação entre créditos das disciplinas e limite de faltas permitidas: Relação entre créditos, horas / aula e máximo de faltas permitidas Regime do curso

Créditos em disciplinas

Número de horas / aula

Semestral

2 4 6 8

30 horas 60 horas 90 horas 120 horas

Máximo de faltas permitidas 4 8 12 16

8.4 Revisão ou retificação de notas Em caso de discordância das notas obtidas durante o semestre letivo, o aluno poderá pedir revisão, até 05 dias úteis depois da divulgação, junto ao professor. Caso o aluno ainda discorde poderá encaminhar recurso, por escrito e com as justificativas da solicitação, à Chefia do Departamento responsável pela disciplina, com ciência da Coordenação do Curso, em qualquer momento do semestre letivo, até o limite de dois dias úteis depois do prazo final de divulgação da nota final. Em caso de discordância da nota final da disciplina o aluno pode solicitar retificação de nota, junto ao professor, ou, na falta deste, ao Chefe de Departamento ao qual a disciplina está vinculada, até cinco dias úteis após o término do prazo de digitação das notas. O prazo final para a retificação de notas e/ou frequência pelo professor é de 10 dias, contados a partir do prazo final do registro de notas e faltas; após esse prazo somente por interposição de recurso feito pelo professor, com ciência do Departamento ao qual a disciplina está vinculada. 31


8.5 Cancelamento de matrícula em disciplinas O aluno pode solicitar cancelamento de matrícula em disciplinas nas quais teve seu deferimento concedido, antes de decorridos 50% (cinquenta por cento) do período letivo e em prazo estabelecido no Calendário Acadêmico vigente. O cancelamento de disciplinas consiste na interrupção de suas atividades somente na disciplina específica, diferente do trancamento, que interrompe as atividades em todas as disciplinas no semestre solicitado. O cancelamento apresenta caráter irrevogável e tem validade apenas até o final do período letivo em que foi requerido. Ressalta-se que o pedido de cancelamento em disciplinas acarreta perda no cálculo do índice de rendimento do aluno (IRA) para a concorrência em vagas nas disciplinas para os semestres futuros.

8.6 Perda de vaga O aluno perde vaga no curso se:  não tiver aprovação, no primeiro semestre do curso, em, no mínimo, 4 créditos em disciplinas obrigatórias, ou,  se não tiver aprovação em, no mínimo, 8 créditos em disciplinas (obrigatórias, optativas ou eletivas), em 2 períodos letivos consecutivos.

8.7 Trancamento do curso O pedido de trancamento do curso pode ser solicitado somente a partir do segundo período letivo. O trancamento não pode ocorrer por mais de duas vezes consecutivas ou três vezes intercaladas. O primeiro trancamento é feito via SIGA. Para os pedidos posteriores é necessário anexar justificativa e parecer da Coordenação do Curso para encaminhamento e julgamento pelo DiGRA.

8.8 Prazo para integralização curricular do curso O prazo regular de integralização curricular do curso de Biblioteconomia e Ciência da Informação é de 4 anos (8 semestres letivos); o prazo mínimo é de 3 anos (seis semestres letivos); o prazo máximo é de 7 anos (14 semestres letivos). Para a contagem dos tempos máximos e mínimos não serão contados períodos correspondentes ao trancamento de matrícula. O prazo para conclusão da complementação curricular será de 2 anos (4 semestres letivos).

8.9 Colação de grau A colação de grau é emitida automaticamente para o aluno que tiver concluído todas as exigências para a conclusão do curso (cf. quadro de integralização curricular no tópico 2 A GRADE CURRICULAR). Caso o aluno tenha solicitado complementação do curso não será realizada nova colação de grau. 32


8.10 Complementação do curso O aluno que tiver concluído os créditos necessários para a integralização curricular do curso de Biblioteconomia e Ciência da Informação poderá solicitar, no último semestre letivo do curso, complementação do curso para cursar as ênfases não solicitadas no período regular. A solicitação obedece ao prazo previsto no Calendário Acadêmico. Sem que o pedido de complementação de curso tenha sido feito (tanto no prazo indicado no Calendário Acadêmico quanto por recurso registrado no SIGA) o aluno não pode efetuar inscrição nas disciplinas ou frequentar as aulas. Ex-aluno pode solicitar complementação de curso via recurso somente se não houver decorrido prazo de 2(dois) anos desde a conclusão do curso.

8.11 Reconhecimento de disciplinas e/ou atividades curriculares O reconhecimento de disciplinas e/ou atividades curriculares pode ser solicitado por alunos ingressantes por transferência externa, por transferência ex-officio, para portador de diploma de curso superior; ou por ter cursado disciplinas em outro curso superior antes de seu ingresso na UFSCar. O pedido de reconhecimento de disciplinas, registrado junto à Divisão de Gestão e Registro Acadêmico (DiGRA), poderá ser feito uma única vez, no decorrer do primeiro semestre de ingresso. Caso o aluno não concorde com o resultado das análises poderá interpor recurso. Para o reconhecimento de disciplinas e/ou atividades curriculares realizadas por meio de intercâmbio ou convênio, o estudante encaminhará à Coordenação do Curso um documento com o programa da disciplina e/ou atividade curricular e respectiva carga horária, apresentados em vias originais e, caso tenham sido cursadas em IES estrangeira, com versões de tradução juramentada em português.

8.12 Exercícios domiciliares O pedido de exercícios domiciliares é feito em formulário específico junto ao DiGRA. É de responsabilidade do aluno indicar nome e endereço completo da pessoa que vai intermediar a retirada e a entrega dos exercícios domiciliares.

8.13 Transferência interna entre cursos Tendo em vista, a compreensão que a UFSCar tem de Carreira entre as Áreas do Conhecimento, o curso de Biblioteconomia e Ciência da Informação não prevê transferência interna.

8.14 Solicitação de documentos Durante a vida acadêmica o aluno pode precisar de vários documentos. Ao acessar o SIGA, com seu RA e senha, o aluno tem várias opções de solicitação / emissão de documentos, sem que precise solicitar junto à Secretaria da Coordenação do Curso:  

Atestado de Carga Horária Atestado de Matrícula 33


  

Declaração Referente às Normas de Avaliação Histórica Escolar Completo Histórico Escolar Oficial

Todos os documentos emitidos pela opção Solicitação de Documentos são oficiais e com código de autenticidade, não tendo, portanto, a obrigatoriedade de carimbos e assinaturas.

9 A COORDENAÇÃO DO CURSO A Coordenação do Curso de Biblioteconomia e Ciência da Informação da UFSCar é constituída pelo Coordenador, Vice Coordenador e Conselho de Curso, o qual é composto pelo: Coordenador, como Presidente; Vice Coordenador, como Vice-Presidente; Representantes docentes de áreas das disciplinas do curso; Representantes discentes das turmas do curso; e Representante Técnico Administrativo da Coordenação do Curso. Atualmente, o Conselho da Coordenação do Curso de Biblioteconomia e Ciência da Informação da UFSCar apresenta a seguinte constituição:    

Presidência: Paula Regina Dal'Evedove; Vice-Presidência: Januário Albino Nhacuongue; Representante Técnico Administrativo: Artur Protter Gouvêa; Representantes docentes das áreas de: Formação Específica; Formação Geral; Formação Complementar e Ênfases; Representantes discentes (alunos regularmente matriculados).

Informações e contatos com a Coordenação do Curso: - Site: www.bci.ufscar.br - Facebook: www.facebook.com/BCI.UFSCar - Coordenação: Artur email: ccbci.@ufscar.br ou ccbci.ufscar@gmail.com fone: 3351-8389

10 NÚCLEO DOCENTE ESTRUTURANTE O Núcleo Docente Estruturante contribui para as ações do Conselho de Coordenação de Curso no processo de concepção, consolidação e atualização do Projeto Pedagógico do Curso. As reuniões devem ocorrer, no mínimo, uma vez ao ano.

11 OUTRAS ATIVIDADES DO CURSO CONDUZIDAS POR ALUNOS Os alunos do curso de bacharelado e Biblioteconomia e Ciência da Informação da UFSCar participam do desenvolvimento de atividades junto ao: 

Centro Acadêmico de Ciência da Informação e Biblioteconomia (CACIB). Mais informações em: www.cacibufscar.wordpress.com; Facebook: www.facebook.com/infoCACIB 34


Empresa Junior (INFOJr.). Mais informações em: www.infojrufscar.wordpress.com; Facebook: www.facebook.com/infojrufscar

Programa de Educação Tutorial de Biblioteconomia e Ciência da Informação da UFSCar (PET-BCI). Mais informações em: Facebook: www.facebook.com/petbci; Blog: www.petbciufscar.wordpress.com

12 LOCALIZAÇÃO DAS SALAS DE AULA Salas 03 a 17 Salas 26 a 44 Sala 59 Salas 67 a 91 Salas 96 a 116 Salas 129 a 140 Salas 160 a 176 Salas 180 a 188 Salas 190 a 219

AT-1 (Área Sul) AT-2 (Área Sul) AT-3 (Área Norte) AT-4 (Área Norte) AT-5 (Área Norte) AT-6 (Área Norte) AT-7 (Área Norte) AT-8 (Área Sul) AT-9 (Área Norte)

35


13 MAIS INFORMAÇÕES BCo: A Biblioteca Comunitária, biblioteca do Campus São Carlos da UFSCar, atende a Comunidade Universitária e Científica, comunidade de Ensino Fundamental e Médio, Comunidade em Geral e Grupos Especiais de Usuários. Saiba mais em: www.bco.ufscar.br. Calendário Acadêmico: Calendário que rege as atividades acadêmicas da UFSCar, tais como: início e fim do semestre letivo, prazos que envolvem disciplinas: inscrição, ajuste, pedido de equivalências e dispensas, trancamento e cancelamento, e o próprio curso, como solicitação de ênfase e complementação de curso. Para acesso ao calendário acadêmico vigente saiba mais em: www.prograd.ufscar.br/estudantes-de-graduacao/calendario. CECH: Centro de Educação e Ciências Humanas é o órgão ao qual o curso se vincula no que diz respeito aos assuntos administrativos. Saiba mais em: www.cech.ufscar.br. DiGRA: Divisão de Gestão e Registro Acadêmico é responsável pela centralização das informações sobre a vida acadêmica dos alunos dos cursos de graduação. Saiba mais em: http://www.prograd.ufscar.br/quem-somos. Estágio na UFSCar: Saiba mais em: http://www.concursos.ufscar.br/. Ambiente Virtual de Aprendizagem da UFSCar: Ambiente de Aprendizagem que prevê atividades complementares às disciplinas do curso. Saiba mais em: https://ava.ead.ufscar.br/. Nexos: Sistema de Desenvolvimento do Processo de Ensino e Aprendizagem da UFSCar que provê acesso aos planos de ensino das disciplinas, considerando seus objetivos, ementa, carga horária, formas de avaliação e bibliografia. Saiba mais em: www.nexos.ufscar.br. Desde o dia 16 de outubro de 2015, os sistemas ProGrad Web e Nexos foram bloqueados para inclusão de novos dados e os dados já existentes ficarão disponíveis apenas para fins de consulta. Serão substituídos pelo novo Sistema Integrado de Gestão Acadêmica da UFSCar, o SIGA. ProACE: A Pró-Reitoria de Assuntos Comunitários e Estudantis, com a missão de atender e assistir a comunidade universitária da UFSCar, conta com departamentos voltados à assistência médica e odontológica, de serviço social (para serviços de psicologia e atribuição de bolsas e auxílios alimentação, moradia e atividade) e de moradia estudantil. Saiba mais em: www.proace.ufscar.br. ProGrad: A Pró-Reitoria de Graduação é o órgão ao qual o curso se vincula no que diz respeito às questões acadêmicas. É responsável pela definição de políticas de ensino de graduação (no âmbito) da UFSCar e pelo acompanhamento (do funcionamento) dos Cursos de Graduação. Saiba mais em: www.prograd.ufscar.br. SIGA: Sistema de Controle Acadêmico da Graduação da UFSCar que provê acesso às informações acadêmicas do aluno, tais como documentos de vínculo e rendimento acadêmicos. Saiba mais em: https://sistemas.ufscar.br/siga/. SIn: A Secretaria Geral de Informática (SIn) é um órgão vinculado à Reitoria que tem por finalidade gerenciar a execução de serviços de Informática para a Universidade. No prédio da SIn (em frente à BCo) os alunos tem acesso às salas informatizadas. Saiba mais em: www.sin.ufscar.br.

36


37


38

Profile for CCBCI UFSCar

CATÁLOGO INFORMATIVO DO BACHARELADO EM BIBLIOTECONOMIA E CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO  

CATÁLOGO INFORMATIVO DO BACHARELADO EM BIBLIOTECONOMIA E CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO  

Advertisement