O Batista Pioneiro | Setembro/Outubro 2021

Page 1

Missão integral é

seguir a Jesus, SIMPLES!

Distribuição Gratuita

por Valdir Steuernagel

COLUNA DE EDUCAÇÃO CRISTÃ: O QUE A BÍBLIA FALA SOBRE SUICÍDIO? PÁGINA 3 QR Code - acesso ao site e à versões anteriores

Ano 94 | Edição n° 05 Setembro/Outubro 2021

UM CASAL DE OBREIROS PARA OS SURDOS PÁGINA 17 Setembro/Outubro 2021

O BATISTA PIONEIRO

1


EDITORIAL

||||||||||||||||||||||

PR SAMUEL .............. ESPERANDIO

Misericórdia quero e não sacrifícios V

ivemos num tempo muito desafiador e frustrante em muitos sentidos! Por um lado, esforços homéricos para atender uma população sofrida e sem os recursos mínimos para uma vida digna, com saúde, segurança, educação e oportunidades para o desenvolvimento pessoal, familiar e comunitário, e por outro lado a corrupção desenfreada que solapa os recursos públicos destinados ao atendimento da população, especialmente em plena crise pandêmica. O país com a maior bacia hidrográfica do planeta, a maior floresta tropical da terra, o rio mais caudaloso do mundo, e ao mesmo arde sob as chamas e vive a maior crise hídrica da história, com centenas de reservatórios hídricos abaixo dos níveis mínimos de segurança, causando racionamento no abastecimento de água para imensas regiões com milhões de habitantes, e elevando o custo da energia elétrica pela baixa operação das hidrelétricas e acionamento emergencial das termoelétricas. Uma nação que deseja se afirmar como potência democrática, mas cujos poderes constitucionais estão em desarmonia total. Um judiciário que há alguns anos era tido como exemplo no combate à corrupção, em pouco tempo desfazendo decisões que até então eram reconhecidas e laureadas internacionalmente, jogando a reputação do Brasil na lata de lixo do mundo. Um congresso cujos interesses não são como legítimos representantes do povo, mas representantes de oligarquias, praticando o corporativismo acima dos interesses da população, impondo pesadas obrigações sobre o povo brasileiro e deixando as grandes questões nacionais sem uma legítima resposta. Onde é muito fácil passar uma pauta de uso dos recursos para financiar suas próprias carreiras políticas, mas quase impossível melhorar as condições de vida para milhões de pessoas, sem as condições mínimas de higiene, saneamento básico, acesso à saúde ou possibilidades de obter trabalho e o sustento familiar condigno. Governos truculentos nos diferentes níveis de ação, que não conseguem estabelecer um diálogo local, e muito menos nacional na busca de soluções macro para a sociedade, tanto na política externa quanto no plano interno, e causa ainda maior confronto entre os diferentes entes da combalida República Federativa. Um país cheio de riquezas naturais e de possibilidades extraordinárias para o desenvolvimento, mas que está afundado em desmandos, cheio de incertezas jurídicas, crescente carga tributária e empobrecimento da população, especialmente a parte mais vulnerável, crescente nesta época de perda de renda, fechamento de empresas, e milhões de desempregados.

Um povo reconhecido por sua alegria está triste; por sua generosidade, mas se manifesta mesquinho; até mesmo aqueles que receberam um chamado para a pregação profética destorcem a mensagem, prometendo prosperidade, riquezas, felicidade e paz, mas omitem a mensagem de arrependimento e mudança de atitude. Tais pregadores apenas praguejam, mas não tem atitude de humildade e humilhação “no pó e na cinza”. Que Deus nos livre dessa atitude leviana e hipócrita! Qual é a vontade de Deus para esse tempo? Como devemos pensar e agir como povo de Deus e como igreja de Cristo, de tal forma que a noiva de Cristo continue sendo preparada para o encontro do noivo? A situação vivida nos dias de Miqueias não era muito diferente da que vivemos hoje: • Ai daqueles que maquinam mal à noite, e logo pela manhã o praticam, porque o poder está em suas mãos (Mq 2. 1); • Ai daqueles que subtraem o direito das mulheres e aviltam as crianças retirando-lhes a esperança (Mq 2. 9); • “Os seus chefes dão as sentenças por suborno, e os seus sacerdotes ensinam por interesse, e os seus profetas adivinham por dinheiro...” (Mq 3. 11); • “Ainda há na casa do ímpio tesouros da impiedade, e medida escassa, que é detestável? Seria eu limpo com balanças falsas?” (Mq 6. 10); • “Porque os seus ricos estão cheios de violência, e os seus habitantes falam mentiras e a sua língua é enganosa na sua boca” (Mq 6. 12). • Ai dos profetas que fazem o povo errar, dizendo-lhes o que Deus não ordenou (Mq 3. 5); O profeta faz um exercício mental para responder ao questionamento, como talvez muitos de nós faríamos: “Com que me apresentarei ao Senhor, e me inclinarei diante do Deus altíssimo? Apresentar-me-ei diante dele com holocaustos, com bezerros de um ano? Agradar-se-á o Senhor de milhares de carneiros, ou de dez mil ribeiros de azeite? Darei o meu primogênito pela minha transgressão, o fruto do meu ventre pelo pecado da minha alma?” (Mq 6. 6-7). Oh! Que sabedoria a Palavra de Deus revela com o contraponto a esse questionamento: “Ele te declarou, ó homem, o que é bom; e que é o que o Senhor pede de ti, senão que pratiques a justiça, e ames a benignidade, e andes humildemente com o teu Deus?” (Mq 6. 8). Então qual é a vontade de Deus para esse tempo? Que o Senhor nos constranja pelo amor a vivermos com esses valores declarados pelo profeta Miqueias, lançando nosso olhar muito além das circunstâncias e fixando-o em Jesus Cristo, o autor e consumador da nossa fé (Hb 12. 2).

Expediente

O BATISTA PIONEIRO

Secretaria:

Milton Tehlen

Fabiana Silvestrini, Roberta Tolotti Ernst e Sandra Cledi Johann

Vice-Presidentes:

Órgão Oficial de Informação da Convenção Batista Pioneira do Sul do Brasil

2

Presidente:

A publicação é de responsabilidade da Convenção Batista Pioneira do Sul do Brasil. As matérias assinadas são de responsabilidade de seus autores e não refletem necessariamente a opinião do jornal. A redação reserva-se o direito de resumir as matérias. Matérias a serem publicadas devem ser enviadas para o e-mail <secretaria@pioneira.org.br>.

Setembro/Outubro 2021

Jair Hein Jacques Kleiman Wilson Roberto Greve Zaira Maria Dhein

Redação:

Conselho Editorial:

Projeto e Diagramação:

Pr. Claiton André Kunz Pr. Antônio Renato Gusso Roland Körber

Kainã dos Santos - (55) 99154-6877 kaina@pioneira.org.br Impressão:

Editor Responsável: Pr. Samuel Esperandio

Mega Gráfica Editora Ltda. (41) 3598.1113 - (41) 9926.1113

Rua Elizeu Faria, 157 - casa 1 | 81720-130 - Curitiba, PR Fone: (41) 3284.4650 | (41) 99698-7473 secretaria@pioneira.org.br

Facebook: /cbpioneira Instagram: @cbpioneira


COLUNA DA EDUCAÇÃO CRISTÃ

Vamos

orar! .. .. .. ..

Gratidão - Pela comemoração do Dia dos Pais - Pela bênção do Mês da Juventude e as atividades comemorativas com Adolescentes e Jovens; - Pelo avanço da vacinação contra o Coronavírus em todo o Brasil; - Pelas pessoas que têm recebido a Cristo nos meses de Pandemia, pois o evangelho não está isolado;

.. .. .. ..

Intercessão - Pelas famílias enlutadas e pelos enfermos que carecem da recuperação da saúde; - Por maior engajamento no Projeto “Ligados na Videira” para a intercessão missionária e pelo avivamento; - Pela Campanha de Missões da Pioneira 2021 e o crescimento do PAM (Programa de Adoção Missionária); - Pela Campanha de Missões Nacionais a partir de setembro, para que a pátria brasileira seja verdadeiramente livre; - Pelo Mês da Ação Social em outubro, e pelo despertamento das igrejas para a obra social e evangelizadora.

||||||||||||||||||||||

O que a Bíblia diz sobre suicídio?

N

a verdade, a Bíblia relata alguns casos de suicídio, mas não oferece uma interpretação teológica ou algum tipo de julgamento. Esses casos podem ser vistos em: Juízes 9.54 (Abimeleque); Juízes 16.2930 (Sansão); 1Samuel 31.4-5 (Saul e seu escudeiro); 2Samuel 17.23 (Aitofel); 1Reis 16.18 (Zinri) e no Novo Testamento em Mateus 27.5 (Judas). Também há casos com a intenção de suicídio, como a narrativa sobre o carcereiro em Filipos, que foi impedido do consumar o ato devido a intervenção do apóstolo Paulo (Atos 16.27-28). Moisés estava tão sobrecarregado ao conduzir o povo pelo deserto que chegou ao ponto de pedir a Deus que o matasse (Números 11.15). Obviamente Deus não aceitou o pedido de Moisés. Há ainda pessoas que pensam que a morte é o mal menor porque a vida se tornou sem significado. É o caso dos quatro leprosos no cerco a Samaria. Para eles, já não existia diferença em ser morto pela fome ou pela espada. Em outras palavras, tanto faz estar vivo ou morto. Porém, de forma geral, se deduz do ensinamento bíblico, que as nossas decisões não podem interferir negativamente na vida daqueles que nos cercam. Quando uma pessoa comete suicídio, embora seja uma decisão pessoal, ela deixa enlutados os familiares e amigos. No caso de pai ou mãe, as consequências são ainda maiores, pois ficam desamparados os filhos e o cônjuge, sem falar no sentimento de culpa que provavelmente ficará por muito tempo ecoando na ausência do pai ou da mãe. Logo, se entende que, a Bíblia não aprova o suicídio. Outra questão importante a ser observada é que nosso corpo é templo do Espírito Santo e não nos é permitido estragar este templo, seja pelo pecado ou destruí-lo através do suicídio (1Coríntios 3.16-17). Muitos são os motivos que podem levar alguém a atentar de forma extrema contra a própria vida, porém dois são os que mais se des-

tacam: pecado ou enfermidades. Algumas pessoas, após cometerem um pecado com consequências irreversíveis, como no caso de Judas, entram em desespero e, por ainda não conhecerem o perdão de Cristo, cometem suicídio. Outras pessoas, por questões de saúde emocional, também acabam atentando contra a própria vida, quando acham que vão dizer na morte o que não conseguiram dizer em vida. Atualmente os índices de suicídios continuam aumentando em todo mundo e, principalmente em países ricos, são altíssimos. Pessoas abastadas que moram nestes países e que já atingiram todos os seus objetivos materiais e financeiros, perdem o significado da vida. Esse fato mostra que a miséria não é motivo para suicídio, mas sim o vazio existencial provocado pela ausência de Deus. Portanto, trata-se muito mais de uma questão espiritual. E, para encerrar, uma questão que sempre está na mente das pessoas é: “Será que um suicida vai para o céu?”. A resposta novamente encontramos na Bíblia: a salvação de uma pessoa não depende como ela morre, mas sim da maneira como vive, porque Jesus Cristo declarou: “Quem crer e for batizado, será salvo, mas quem não crer será condenado” (Marcos 16.16). Mesmo assim, em caso de necessidade, procure ajuda imediatamente. _______________________________________ Prof. Vanderlei Alberto Schach

Setembro/Outubro 2021

O BATISTA PIONEIRO

3


FACULDADE BATISTA PIONEIRA

ESPERANÇA PARA AQUELES QUE VIVEM SEM

.. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. ..

||||||||||||||||||||||

tual e social dos alunos que participaram foi possível graças ao ensino dos palestrantes convidados, professores e demais funcionários da Faculdade Batista Pioneira. Esta preparação foi fundamental para que vidas fossem ganhas para Cristo. Agradecemos aqueles que se envolveram através de orações, e auxiliando na compra de: xis, camiseta, colar, cuia e ainda por ofertarem. Nosso muito obrigado a todos que de alguma forma fizeram esta viagem ser possível! ______________________________________________________________________ Me. Eduardo Balaniuk - Coordenador do Projeto Wake Up

Aluno Calebe em atividade em Cotia.

Ijuí-RS - Entre os dias 1 a 14 de Julho, a Faculdade Batista Pioneira realizou mais uma viagem missionária com os alunos do projeto Wake Up. Este ano, devido a pandemia, não pudemos ir para algum país próximo. Foram 21 horas de viagem em uma van até as cidades de São Paulo, depois Diadema e por fim Cotia. Os irmãos da Igreja Batista Alemã de São Paulo, Igreja Batista Alemã de Diadema e Igreja Batista Ágape de Cotia nos acolheram muito bem e se juntaram à equipe dos alunos que atou nas seguintes áreas: evangelismo nas ruas, visitas e entrega de cestas básicas nas casas, apresentação nas praças, visitas a congregações, entrevistas na Rádio Trans Mundial, capacitações, programações com adolescentes, jovens e crianças, cultos com pregações, estudos, pantomimas e muita música e louvor. Além de todas estas programações, tivemos a oportunidade de conhecer o trabalho “Cristolândia”, que a Junta de Missões Nacionais realiza no centro de São Paulo. Neste projeto, pudemos auxiliar, junto aos missionários locais, os moradores de rua e os dependentes químicos em suas necessidades sociais, espirituais e emocionais. Fomos impactados pela vida e testemunho dos missionários que atuam lá, pois vimos ações de esperança para aqueles que vivem sem. É importante destacarmos que o preparo espiritual, intelecEvangelismo na Favela do Pombal (Diadema).

4

O BATISTA PIONEIRO

Setembro/Outubro 2021


.. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. ..

FORMATURA DO WAKE UP

Ijuí-RS - No dia 17 de julho, a Faculdade Batista Pioneira celebrou o encerramento das atividades da turma do Wake Up 2021. Foi um momento de muita alegria e gratidão a Deus! Esta foi a nona turma a concluir as atividades do projeto. O Wake Up acontece sempre no primeiro semestre do ano e tem o objetivo de despertar os jovens para que sejam e façam discípulos de Cristo de todas as nações, independente de onde estejam. Ao longo destes 6 meses, vivemos intensamente os princípios do projeto: Palavra, Reino, Vida e Discipulado. E tudo isso foi possível porque tivemos um protagonista: O Senhor! Queremos expressar nossa gratidão a todas as igrejas e pastores que receberam os alunos do Wake Up durante os finais de semana e a todos que têm contribuído para a realização do projeto. Contamos com suas orações pela vida desses jovens e pela 10ª turma que iniciará ano que vem! __________________________________________________________________________ Me. Eduardo Balaniuk - Coordenador do Projeto Wake Up Turma do Projeto Wake Up 2021.

Setembro/Outubro 2021

O BATISTA PIONEIRO

5


||||||||||||||||||||||

JUFEMI

CONGRESSO DE MULHERES

N

Jakeline Preto. A elas, declaramos a nossa gratidão e carinho pelo serviço dedicado, e damos as boas-vindas às novas integrantes eleitas. Agradecemos também ao Fábio Lucas (Camaquã), que nos auxiliou durante o evento na parte de transmissão. Graças damos ao nosso Senhor por toda a realização do evento. _________________________________________________________________ Marta Bueno - Executiva da JUFEMI

.. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .

este ano, o Congresso de Mulheres foi diferente, aconteceu de forma on-line, nos dias 09 e 10 de julho, mas foi igualmente especial. Participaram do evento mais de 200 irmãs, que contemplaram o louvor realizado pela Rachel Novaes e as preleções feitas pela Silvana Calixto, com o tema “Quando o avivamento acontece”. O evento foi transmitido a partir do hotel Oceania, em Florianópolis, que sediará o Congresso de Mulheres 2022, um lindo e aconchegante hotel, pertinho da praia. No Congresso foram sorteados diversos itens especiais e disponibilizada uma livraria on-line. Também durante o evento, aconteceu a assembleia da JUFEMI, em que ocorreu a eleição da nova diretoria da junta, aprovada por unanimidade pelas irmãs representantes das igrejas. Ao lado você pode visualizar a nova composição da diretoria da JUFEMI: As irmãs que encerraram seu período de participação na junta foram: Iris Beuter, Marisa Müller, Joice Dufloth e

N

o ministério com crianças, notamos a necessidade de um material que desenvolvesse uma metodologia diferente de trabalho. Estamos acostumados em pensar nas classes de EBD, ou outro tipo de encontro que estude a Bíblia com crianças, no formato das nossas escolas: divisões em turmas, salas separadas e foco no estudo, com elas sentadas nas classes para aprender. Este método tem sido usado ao longo dos anos e tem apresentado resultados significativos. Mas será que é suficiente? Não podemos ir além? Será que todas as crianças gostam de ir para a escola? Para aprender a Bíblia é necessário seguir este esquema de estudo que vigora nas escolas de modo geral? Pensando nestes questionamentos e variáveis é que surgiu este material: Kids + Próximos de Deus. Ele possibilita o estudo tradicional em classes, mas nos desafia a repensar as estruturas de nosso ministério com crianças na Igreja. Vamos para algumas perguntas que podem surgir na mente de vocês: 1) Faixa etária? O material foca no estudo da Bíblia para crianças de 03 a 11 anos; 2) Alguma sequência de estudo? A base são os principais textos, história e personagens da Bíblia. A cada ano as crianças irão passar pelos principais textos da Bíblia, de Gênesis a Apocalipse. Este material é derivado do CLICK: ligados em Deus, que é o material que usamos com os juniores. Ao usar estes dois materiais (kids + Próximos de Deus e CLICK: ligados em Deus) sua igreja trabalhará as mesmas temáticas, com abordagens diferentes, nos juniores e no ministério com crianças. De certa forma, um material complementa o outro. A vantagem do uso deste material é que os pais terão à

6

O BATISTA PIONEIRO

Setembro/Outubro 2021

KIDS + PRÓXIMOS DE DEUS

sua disposição um livro de devocionais que poderá ser utilizado no culto doméstico com os filhos.


investimentos com revistas. 7) O material terá quantas lições? A cada ano serão produzidas 42 lições, atendendo o calendário estudantil e de funcionamento das atividades com crianças nas nossas igrejas. A primeira parte do material foi lançada dia 26/08 com sua apresentação pela equipe responsável no canal do Youtube da Faculdade Batista Pioneira. Caso você não conseguiu acompanhar o lançamento ao vivo, poderá assistir a gravação no canal. Este material está em construção ainda, e é apenas o começo de uma jornada em que vários voluntários trabalham juntos para abençoar nossos pequenos. Você pode ser voluntário também, contribuindo com ideias, sugestões e correções. Também é importante entender que o material visa ser um norte para os cultos com as crianças das nossas Igrejas. Não é um roteiro completo como costumavam ser as nossas revistas. A ideia é desenvolver a criatividade dos professores e a contextualização. E já temos alguns desafios para o futuro: queremos apresentar uma ideia de material para o berçário e uma utilização do currículo para as igrejas que possuem dois cultos dominicais para as crianças. ____________________________________________________________ Jaqueline Bresch - Missionária do Ministério Infantil Josemar Valdir Modes - Coordenador dos Juniores

É necessário

Miério Inft?

.. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. ..

3) Tem divisão em classes? O material sugere classes apenas para o momento da aplicação da história e atividades manuais. Apresentamos ideias de aplicações e atividades manuais para estes 4 grupos etários: 03 e 04 anos, 05 e 06 anos, 07 e 08 anos, e 09 a 11 anos. Mas, se a Igreja optar por seguir o sistema de classes, o estudo proposto pode ser realizado em cada uma das classes individualmente, com adaptação específica para esta faixa etária. 4) Como assim sem classes? A ideia do material não exclui as classes, mas muda a mentalidade do trabalho com as crianças: ao invés de aula, eles terão um culto. Em algumas igrejas se fará dois cultos: um para crianças de 03 a 08 anos e outro para as crianças de 09 a 11 anos. Neste culto terá saudação, louvor, brincadeiras e a história bíblica. Depois desta programação conjunta, as crianças irão para as suas classes (aí sim divisão em 4 grupos) para terem a aplicação específica para a sua faixa etária e fazerem a atividade manual. Terminada esta tarefa, elas se reúnem mais uma vez para uma brincadeira de encerramento. 5) Que auxílios o currículo traz? Apresentamos diferentes alternativas para serem utilizadas: a. Um repertório musical para o trimestre: há a sugestão de músicas que a equipe poderá executar ao vivo ou passar os vídeos que foram gravados e estão disponíveis para as pessoas e igrejas que adquirirem o material; b. Ideias e visuais para contar a história: o material não traz a história descrita. Cada professor terá que ler a história na sua Bíblia para repassá-la às crianças. Mas apresentamos visuais que podem ser projetados, impressos e coloridos visando a contação da história. Além destas imagens disponibilizamos duas opões de animação: uma com áudio e outra sem áudio, apenas com desenhos. Estes dois recursos podem ser utilizados pelos professores também; c. Versículo da semana: a cada semana se apresenta um versículo com ideias criativas de como ele pode ser repassado às crianças; d. Envolvimento da família: o material traz também a sugestão de uma atividade que os pais deverão fazer durante a semana com as crianças e que irá reforçar o ensino apreendido; e. Brincadeiras diversas: é um culto para as crianças e brincadeira no ministério com crianças é coisa séria! Elas aprendem muito brincando e por isso o material traz diversas sugestões de atividades que podem ser feitas com os pequenos; f. Vídeos: todo o currículo foi gravado e já aplicado em uma Igreja, então fica fácil de visualizar as diferentes formas de usar o currículo e aplicar para a realidade de sua igreja. 6) Como é o formato do material? O material é disponibilizado on-line, pela plataforma da Amazon. Sugerimos que cada igreja crie um usuário no Kindle que será acessado por todos os professores. Desta forma, será necessário adquirir um material apenas, e a partir dele será possível fazer a impressão de todos os materiais complementares. O custo do material será baixo e com as impressões realizadas por cada Igreja, reduziremos consideravelmente os

A JUFEMI abraça diferentes faixas etárias em nossa Convenção e com o passar dos anos, percebeu-se a necessidade de investir-se de forma ampla neste ministério considerado um dos mais promissores para a proclamação do evangelho.

Há uma estatística que diz que 85 % das conversões ocorrem entre os 4 e 14 anos. por isso, somos impulsionados a fazer mais!

vamos ter uma missionária específica para apoiar na ampliação dos cuidados relacionado ao Ministério Infantil!

ajude-nos e faça parte deste projeto ADOTando A MISSIONÁRIA DO MINISTÉRIO INFANTIL

Alguém que ajudará os coordenadores de juniores e crianças, criará projetos, conteúdos e capacitações diferenciadas para a liderança e crianças, etc.

Jaqueline Bresch Formou-se em teologia pela FBP no ano de 2020. Atualmente é estudante de psicologia, reside em Ijuí e trabalha na secretaria da FBP.

Quer mais informações? Envie um e-mail para JUFEMI@pioneira.org.br ou um whats para a secretária Thalyta (41 99972-6474) dizendo que quer ser um adotante deste projeto.

Ore e celebre conosco o que Deus irá fazer em nosso meio!

Setembro/Outubro 2021

O BATISTA PIONEIRO

7


||||||||||||||||||||||

JEVAM

Legenda: 1. Diversas ações em Crissiumal 2. IB Lajeado Terêncio engajada 3. IB Memorial rifa cesta 4. Igrejas capricham na decoração 5. Pasteis fritos na hora em Navegantes 6. Sopa no pão italiano em Chapecó 7. Venda de galeto assado em São Lourenço do Oeste

8

O BATISTA PIONEIRO

Setembro/Outubro 2021


JUMAP

||||||||||||||||||||||

.. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. ..

LANÇAMENTO LIVRO PARA CASAIS: LEVANDO DEUS A SÉRIO NO CASAMENTO “Se queremos ser felizes no casamento, nós teremos que aceitar que o casamento foi feito para nos tornar santos, não felizes. Felicidade é uma consequência”. Tim Keller

_______________________________________________________________ Pr. Alex Assis - Diretor executivo da JUMAP

.. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .

Um bom casamento não é algo que simplesmente acontece. Ele precisa de cuidados constantes. Poucas coisas são tão bonitas quanto um lar repleto de carinho, respeito, diante de um relacionamento que transmite Deus em suas atitudes. Quando o casamento encontra seu real propósito, a casa se torna um ambiente abençoado e generoso, um sinal visível do amor de Deus no meio da família. A coisa mais importante que qualquer casal pode fazer é construir seu casamento em Jesus, viver segundo os Seus princípios. Não importa o que o futuro lhes reserve, quando Cristo está no controle, mesmo as mais severas adversidades são transformadas em profundas bênçãos. Levar Deus a sério no casamento é uma questão de honra, santidade e adoração. Dar a Deus o lugar que é dEle no centro da casa. O temor ao Senhor não saiu de moda e deve fazer parte integral da rotina familiar. Glorificá-lo deve ser uma prática diária.

O livro de devocional e discipulado para casais vem de encontro a essas necessidades.

Nosso décimo retiro aconteceu! Nos dias 27 a 29 de agosto de 2021 no Centro de Eventos do Costão do Santinho Resort & Spa. Foram 250 casais participantes mais a equipe de voluntários. Tivemos um tempo maravilhoso de renovo, inspiração e muito amor entre os casais. A preleção foi por conta do Pr. Tércio Ribeiro de Maceió/AL que, desde o primeiro momento conseguiu ganhar a atenção de todos através de uma palavra leve, prática e divertida. Nas manhãs a programação iniciava com o “Momento Reviver”. Era um momento de testemunho de casais convidados, seguido por um tempo de devocional do casal. “Viva o Amor que transforma” foi o tema do nosso encontro e vimos que é uma expressão repleta de desafios, que o amor é o meio que Deus usa para interagir com a gente. Não é apenas algo que Ele faz, mas a essência do que Ele

RETIRO DE CASAIS 2021

é. Todos saíram de lá desafiados a buscar viver esse amor que é tão profundo e transformador. Também teve festa de comemoração de 10 anos do Retiro de Casais. Não foi como tínhamos sonhado há dois anos. Aconteceu de uma forma mais singela, mas com uma alegria e enorme gratidão por estarmos juntos novamente. Como parte da festa, tivemos a “Noite Especial em Paris”. Foi um momento descontraído e alegre. Por fim, os casais que participaram do retiro saíram felizes e animados para o próximo. Para nós da JUMAP, foi uma alegria o nosso primeiro retiro após quase dois anos. Foi uma injeção de ânimo e gratidão por tudo o que Deus fez nesse final de semana. E já estamos sonhando com o Retiro de Casais 2022.

Setembro/Outubro 2021

O BATISTA PIONEIRO

9


||||||||||||||||||||||

ARTIGO VALDIR RAUL .............. STEUERNAGEL

.. .. .. .. .. .. .

Missão integral é

SEGUIR A JESUS. SIMPLES! uma rendição incondicional de vida a Deus, o abade lhe responde: “Você quer que Deus lhe apareça na forma em que suas paixões desejam, mas estas paixões o tornam cego para a presença de Deus na sua vida hoje.”

Nossas instituições sociais abraçam pessoas em vulnerabilidade social.

FALANDO DAS COISAS SIMPLES DA VIDA

H

á tempo para todo propósito na vida, nos ensina o livro de Eclesiastes (3.1-9). Assim, há tempo de coisa grande. Tempo de alto consumo de adrenalina. O primeiro namoro, o nascimento do primeiro filho, a conversão a Cristo, a morte de um ente querido, uma doença repentina, a perda inesperada do emprego. Estes são tempos e momentos fortes, uns marcados pela felicidade, outros pela tristeza. A maior parte da nossa vida, no entanto, ocorre num clima que poderíamos chamar de “normalidade”. É acordar e dormir a cada dia. O café da manhã seguido do trabalho. O almoço composto de feijão com arroz. É chegar em casa, conversar sobre as coisas do dia e preparar-se para dormir. É preocupar-se com a

10

O BATISTA PIONEIRO

Setembro/Outubro 2021

escola dos filhos, a compra no supermercado e o saldo bancário. É ir à mesma igreja. Essa cotidianidade, aliás muito importante, estabelece uma rotina que se constitui em base para a vida e forma em nós uma espécie de camada de resistência que nos prepara para os tempos de “anormalidade”, de grande consumo de adrenalina. A pergunta é se a nossa vida cristã também é assim, uma vida que percebe a Deus na cotidianidade e que busca uma vida testemunhal em meio ao feijão com arroz e à escola das crianças. Henri Nouwen relata uma conversa muito interessante ocorrida entre ele e John Eudes, o abade de um mosteiro trapista. Ao ouvir Nouwen confessar que há anos tinha uma fantasia de que um dia Deus iria irromper em sua vida de forma tão espetacular que o resultado inequívoco seria

Pensei em mim mesmo e nas muitas vezes em que busquei e esperei por uma ação espetacular de Deus na minha vida, e tudo o que eu recebi foi o silêncio. Pensei ainda em muitas das nossas igrejas onde se vê um constante espetáculo de expectativas fantásticas; e quando estas não se concretizam, se diagnostica falta de fé e de poder espiritual. Tanto num caso como no outro, costumamos ver as nossas paixões dominando o cenário, num enorme esforço por enquadrar a ação de Deus na moldura das nossas apaixonadas expectativas. O fato é que Deus não responde, nem quando, nem da forma como esperamos. Aliás, Ele já respondeu antes de pedirmos, mas o fez do Seu jeito, na simplicidade e cotidianidade da vida: no ar que respiramos, na comida que comemos, no abraço que recebemos e no abraço que compartilhamos, na palavra dele que nos consola e orienta os nossos passos. A Missão Integral quer ter esse jeito simples de uma vida que se vive na presença de Deus e que se sabe profundamente amparada por Deus. Uma vida que procura obedecer a Deus no dia a dia e nas pequenas coisas e gestos que compõem a maioria dos nossos dias e dos nossos tempos. Uma vida que


encontra nos caminhos de Jesus o seu modelo de viver. OLHANDO AS COISAS BÁSICAS DA VIDA A vida de Jesus foi simples. Ele andou bastante, sempre de um lugar para outro, e a maior parte do seu tempo de ministério foi gasta com gente pobre, simples e carente. As crianças, as mulheres, os enfermos e os cansados de alma teimavam em ficar ao seu redor – e era isso que ele queria. É curioso observar quanto tempo

nós gastamos complicando a vida, maquiando nossa aparência, mexendo os pauzinhos para encontrar-nos com as pessoas certas e fazer os contatos adequados. Queremos ser importantes, ricos e bonitos e ser vistos ao lado de gente importante, rica e bonita, nem que isso aconteça dentro dos muros

das igrejas: uma foto junto com um pregador famoso, um autógrafo de um escritor reconhecido, um jantar com uma banda badalada, uma experiência espiritual “top” numa igreja da moda, criando assim a nossa “socialite crente”. Mas Jesus não faz esse jogo. Ele não busca aparecer em destaque nas fotos, não encarrega um de seus discípulos de fazer a filmagem adequada de suas ações e seus gestos, nem passa a vida distribuindo “cartões de visita” acompanhados de uma fotografia “clean”. Aliás, ele geralmente inverte essas coisas: convida-nos a ir a lugares onde não gostaríamos de estar, faz coisas que não consideramos estratégicas e se relaciona com gente que costumamos evitar. Os exemplos são variados e a pergunta é se queremos segui-lo. Para usar uma linguagem que vem do livro de Jonas, no Antigo Testamento, Jesus sempre insiste em levar-nos a Nínive, quando nós preferiríamos ir a Társis. Acontece que o convite de Jesus é contraditoriamente bonito. Társis, para continuar com a metáfora, é o lugar que consideramos melhor e mais estratégico. É mais puro, mais bonito e mais estético. O ar que se respira cheira bem, mas o ambiente é carregado de ilusão. Társis é a irrealidade que nunca dá consistência ao nosso cotidiano. As vitrines são bonitas, mas os preços são caros. As pessoas são perfuma-

Setembro/Outubro 2021

O BATISTA PIONEIRO

11


||||||||||||||||||||||

ARTIGO

avesso a transformações reais de vida. Nínive, pelo contrário, cheira mal e as pessoas parecem carregadas de medo, suspeita, agressividade e solidão. Aparenta ser um lugar onde TARCIS REPRESENTA não há espaço para mudanças nem O LUGAR EDITADO, A há carência de transformação. Mas o REALIDADE IRREAL E fato é que Nínive esconde uma proO ESPAÇO AVESSO A funda surpresa. No encontro com a TRANSFORMAÇÕES presença e a palavra de Deus, ela se REAIS DE VIDA. converte: o possesso é liberto, o enfermo é curado, o desprezado é visitado, a criança é recebida, a mulher é acolhida e o pecador é perdoado. Nínive, para nossa surpresa, é transformada! Ela esconde um potencial de salvação que só é proporcional à enorme ausência dessa mesma salvação, e transforma-se num enorme palco popular onde a graça e o amor de Deus se manifestam em surpreendentes milagres de restauração: “Os cegos vêem, os aleijados andam, os leprosos são purificados, os surdos ouvem, os mortos são ressuscitados e as boas novas são pregadas aos pobres” (Lc 7.22). Na missão, que precisa ser integral, vemos Jesus dirigindo-se a Nínive e deixando muito claro a que veio, fazendo diferença na vida das pessoas abertas e carentes e nos desafiando a segui-lo. É simples. É básico. É bonito. É assustador. A pergunta é: vamos ou não segui-lo? _______________________________________________________________ Valdir Raul Steuernagel - Pastor luterano, integrante da Aliança Cristã Evangélica Brasileira e da Visão Mundial.

.. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .

das, mas caminham apressadas. Os sorrisos e os cumprimentos se repetem, mas nunca constroem relacionamentos. A iluminação dos ambientes é atraente, mas só se pode ficar lá se os olhos estiverem voltados para o cartão de crédito onde iremos pendurar nossos anseios, sonhos e dívidas. De Társis, sempre se sai com menos do que se chega, e o que lá se consome não atravessa a rua do encontro com a realidade. Társis é o lugar que alimenta o nosso apetite, onde sempre constatamos que temos fome, mas nunca somos saciados. É o lugar editado, a realidade irreal e o espaço

TIRINHA

.. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. ..

FéLIZ com JESUS

12

O BATISTA PIONEIRO

Setembro/Outubro 2021


ARTIGO

Em Marcos 8 é narrada a segunda multiplicação dos pães e peixes. Jesus olha para a multidão e se compadece dela: “Tenho compaixão desta gente, porque há três dias que permanecem comigo e não têm o que comer. Se eu os despedir para suas casas, em jejum, desfalecerão pelo caminho; e alguns deles vieram de longe” (v.2,3). Um dos significados para misericórdia é “compaixão solícita pela desgraça alheia”. Já, compaixão significa “sentimento benévolo e solidário que inspira em alguém a infelicidade ou o mal alheio; sentimento de partilha do sofrimento de outro ou outros” . Em algumas bibliografias a compaixão aparece como resultado da misericórdia. Portanto, assim como no texto acima e em tantos outros na Bíblia, precisamos aprender com Jesus a enxergar a necessidade do outro, a fim de que não tenhamos uma vida egoísta e individualista. Se assim o fizermos, nossos filhos também o farão! Afinal, o exemplo vale mais que as palavras. Como pais, somos espelhos para nossos filhos. Nos primeiros anos de vida as crianças buscam satisfazer suas necessidades e imaginam que o mundo existe para isso. No entanto, apesar de esse comportamento ser natural e fazer parte do desenvolvimento delas, a misericórdia precisa ser trabalhada e desenvolvida a fim de que possam aprender a se preocupar com o próximo e a ajudar o outro tornando o sofrimento dele um pouco menos pesaroso.

LEGENDA Outros

. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. ..

ENSINANDO A MISERICÓRDIA AOS PEQUENINOS

||||||||||||||||||||||

Tenho observado em meu filho de 6 anos como as nossas atitudes refletem nas dele. A forma de cumprimentar as pessoas, os comentários e atitudes que temos quando vemos ou ouvimos que alguém precisa de ajuda. Tudo ele copia. Dessa forma, precisamos exercer em nossos lares a misericórdia entre nós, mas também para com os outros. Ensinar as crianças a compartilhar (ensinar, não forçar), a doar para o outro aquele brinquedo que não usa mais, mas que está em boas condições e que será útil e trará alegria para a outra criança. Aqui vale um exercício: quando estiver numa situação em que seu filho ou filha não quer ser misericordioso e exercer a compaixão experimente fazer com ele/ela a seguinte reflexão: “E se você estivesse no lugar dessa criança, gostaria de não ter um brinquedo inteiro e legal para brincar? Gostaria de receber um jogo que está incompleto? Gostaria de...?”. Assim, eles podem entender que é importante fazer para o outro aquilo que gostariam que alguém fizesse por eles. Já tive bons resultados agindo assim. Sendo assim, teremos no futuro filhos que espelham o amor de Jesus, espalhando misericórdia e compaixão, tornando o mundo um pouco melhor e abençoando as vidas que tanto necessitam! _____________________________________________________________ Sonia Reinke - Missionária da JEVAM

.. .. .. .. .. .. .. .

CALENDÁRIO DE ATIVIDADES 2021 JUFEMI

Convenção

JSS

OPBB

JUMAP

JEVAM

REGIONAIS

JEM/FBP

OUTUBRO: AÇÃO SOCIAL 01 – Dia Nacional do Idoso

SETEMBRO: MISSÕES NACIONAIS

02 e 03 – Enjumer Oeste PR (Nova Santa Rosa, PR) 04 a 08 – Congresso de pastores e esposas (Fraiburgo, SC)

04 – Encontro Regional de Mulheres – Centro (Acampaz)

04 a 08 – Encontro de Missionários da JEVAM (Fraiburgo, SC)

07 – Feriado Nacional: Dia da Independência do Brasil

06 – Assembleia da OPBB – Pioneira

10 – Início do trabalho Batista no Brasil em Sta Barbara d’Oeste

08 – Comemoração pelo Dia da Criança – CAIS

– SP (150 Anos)

10 – Dia da Criança Batista

11 – Encontro Regional de Mulheres – Pioneiros (IBP Esperança)

11 – Live da Convenção

12 – Dia de Missões Nacionais

12 – Feriado Nacional

13 – Live da Convenção

13 – Reunião da diretoria da OPBB-Pioneira

13 – Reunião da JUFEMI

15 – Dia Batista do Brasil

15 – Reunião da diretoria da OPBB-Pioneira

15 – Dia do Professor

18 – Encontro Regional de Mulheres – Sampa (Cotia, SP)

16 – Encontro Regional de Mulheres – Sul (PIB Gravataí)

24 – Reunião do CPC

16 – Enjumer Atlântico

25 – 13º Encontro Vocacional – JEM/FBP

23 e 24 – Enjumer Centro (Acampaz)

25 – Enjumer Sul (Lajeado, RS) – JUFEMI

24 – Dia do Plano Cooperativo

25 – Enjumer Fronteira (IBP Linha República) – JUFEMI

30 – Chega Junto JUFEMI – Atlântico (online)

25 e 26 – Comemoração pelo Dia Nacional do Surdo – CAIS

31 – Dia da Reforma Protestante

26 – Dia Nacional do Surdo

31 – 65º Aniversário do LIT

Setembro/Outubro 2021

O BATISTA PIONEIRO

13


JUNTA DE SERVIÇO SOCIAL

..

||||||||||||||||||||||

Diadema, SP – O mês de julho chegou e com ele uma frente fria que Diadema ainda não havia presenciado. Dessa forma, o Núcleo Social, preocupado com seus atendidos, realizou uma campanha de inverno com o objetivo de doar uma cesta básica para as famílias e um cobertor novo para cada criança e adolescente. A campanha foi um sucesso e cada família recebeu uma cesta recheada de alimentos, guloseimas, laticínios e produtos para aquecer o frio tão intenso, totalizando 12 toneladas de alimentos nessa ação. A campanha também proporcionou que cada atendido, bem como seus irmãos, recebesse um cobertor novo, que foi a alegria das crianças e o alívio de passarem por esses dias frios bem aquecidos. Foram distribuídos 375 cobertores novos. Por conta da pandemia, a entrega foi realizada através FOI A ALEGRIA DAS de agendamentos, o que possibilitou à equipe social CRIANÇAS E O ALÍVIO e pedagógica, juntamente com o pastor Capelão realiDE PASSAREM POR zar um atendimento individualizado, com devocional ESSES DIAS FRIOS e oração com a família, um momento muito especial. BEM AQUECIDOS. Como instituição, estamos gratos a Deus pelo cuidado e amor derramados sobre nós e sobre a comunidade que atendemos; gratos também aos nossos parceiros, que com o coração disposto e voltado ao próximo, fizeram com que o objetivo da campanha fosse alcançado. Entre julho e agosto a Tabea Diadema também ampliou a área de cursos gratuitos para a comunidade, como: Auxiliar de Marcenaria, Montadoras de Móveis (para mulheres), Informática Básica, Operador de Microcomputador, Empreendedorismo, Panificação e Confeitaria. Os cursos foram realizados em parceria com SENAI, SEBRAE, Instituto Léo Social e Tecnoset. Alguns alunos do curso de Marcenaria foram encaminhados para emprego e alunas do curso de Montadora de Móveis foram empregadas temporariamente. Ao todo 93 alunos tiveram formação neste período. A comunidade tem demonstrado muito interesse pelos cursos oferecidos, os quais têm proporcionado qualificação, perspectiva de futuro, oportunidades de emprego, e assim a instituição tem

A alegria das famílias ao receberem as cestas e cobertores.

desempenhado com êxito a sua missão de “Resgatar a dignidade do ser humano para uma nova perspectiva de vida.”. Louvamos a Deus pela Sua soberania. Ele tem sustentado a Sua Obra e capacitado a Tabea Diadema para ser luz nesta cidade. A nossa oração é para que através da instituição o nome do Senhor Jesus seja reconhecido e engrandecido. _______________________________________________ Claudice Calixto da Silva - Funcionária do Nú-

.. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. ..

cleo Social de Diadema

Curso de montadora de móveis.

14

O BATISTA PIONEIRO

Setembro/Outubro 2021

Equipe do Núcleo organiza as 12 toneladas de alimentos.

.. .. .. .. .. ..

NÚCLEO SOCIAL DE DIADEMA DISTRIBUI 12 TONELADAS DE ALIMENTOS E COBERTORES


.. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. ..

UMA BÊNÇÃO CHAMADA “VOLUNTARIADO”

12 razões para ser um voluntário

C

reio que, para as instituições sociais, o trabalho realizado pelos voluntários tem, pelo menos, duas importâncias significativas: primeiro, o próprio benefício do serviço prestado em si e segundo, a mensagem transmitida através desse gesto: “Olhe! Vocês não estão sozinhos nessa causa de prestar assistência aos necessitados e carentes. Essa causa também é nossa, estamos juntos, vamos somar esforços e multiplicar resultados”. Além desses benefícios, o serviço voluntário evidencia outras bênçãos que também encontramos em exemplos bíblicos que nos inspiram. Meditando no texto de II Coríntios, capítulos 8 e 9, identificamos algumas características que, além de testemunharem a generosidade de cristãos do passado, refletem ainda hoje a prática do voluntariado: 1) Tempos difíceis e tragédias costumam gerar mais generosidade do que tempos de abundâncias (capítulo 8, versículos 1 a 4). 2) O voluntariado gera muita alegria. Não é de estranhar, pois o Mestre dos mestres já afirmou: “Há mais alegria em dar do que receber” (Atos 20.35). 3) O voluntariado gera justiça social (capítulo 8, versículos 13 a 15). 4) O voluntariado oportuniza entusiasmo (capítulo 8, versículos 16 e 17). 5) O voluntariado, por natureza, é espontâneo (capítulo 8, versículo 17). 6) O voluntariado verdadeiro busca a excelência aos olhos de Deus e dos homens (capítulo 8, versículo 21). 7) O voluntariado verdadeiro não tem segundas intenções (capítulo 9, versículo 5). 8) O voluntariado tem potencial de multiplicação (capítulo 9, versículos 6 a 11). 9) O voluntariado produz gratidão e gratidão multiplica a alegria e glorifica a Deus (capítulo 9, versículo 12). 10) O voluntariado gera amor (capítulo 9, versículo 14). 11) O voluntariado expande o Reino de Deus entre a humanidade e traz realização indescritível. 12) O voluntariado pode ser uma ex-

periência que transcende a dinâmica deste presente século para uma realidade espiritual de vida eterna e galardão. No versículo 5 do capítulo 8, Paulo afirma que esses cristãos macedônicos superaram todas as expectativas porque “entregaram-se primeiramente a si mesmos ao Senhor e, depois, a nós pela vontade de Deus”. Temos aqui mais um testemunho de que não é o voluntariado que traz, como resultado, a salvação, mas a salvação produz um verdadeiro voluntariado como consequência de um coração regenerado (Efésios 2:8-10). “Assim brilhe a vossa luz diante dos homens, para A SALVAÇÃO PRODUZ que vejam as vossas boas obras e glorifiquem ao vos- UM VERDADEIRO VOLUNTARIADO COMO so Pai, que está nos céus” (Jesus em Mateus 5.16). __________________________________________________________ Pr. Manfredo Germano Landenberger - Capelão do Lar

CONSEQUÊNCIA DE UM CORAÇÃO REGENERADO (EFÉSIOS 2:8-10).

Criança Feliz em Cotia, SP. Sabrina participou da campanha de doação de celulares, tablets e notebooks, “Equipar para Participar”, os quais serão doados para pessoas desempregadas

Depoimento de uma voluntária: “Eu sou Sabrina. Quando comecei a ser voluntária no Núcleo Criança Feliz, ensinando na oficina de informática, afirmo que foi um presente que ganhei. É muito gratificante poder ajudar as crianças que tanto precisam, com tão pouco. Pensar que um pouquinho do que eu faço pode mudar a vida de uma ou algumas crianças. Muitas vezes, uma pequena tarefa, gesto, ensinamento podem fazer uma diferença em suas vidas, o que pode ter um impacto positivo no seu futuro. Ser voluntária para mim é um grande desafio, pois tento sempre fazer a diferença com o objetivo de contribuir para a construção de uma sociedade mais justa e de um futuro melhor para essas crianças”.

Setembro/Outubro 2021

O BATISTA PIONEIRO

15


||||||||||||||||||||||

COLUNA DA ORDEM DOS PASTORES BATISTA DO BRASIL – SEÇÃO PIONEIRA:

PASTOREANDO OS PEQUENINOS

U

m dos versículos mais mencionados quando falamos sobre ministério com crianças é Provérbios 22.6. Muitos pais e professores o memorizam e o adotam como lema. Mas, nele há um detalhe muito importante, que às vezes passa despercebido: “Ensina a criança no caminho em que deve andar, e, ainda quando for velho, não se desviará dele”. Muitas famílias e igrejas tem tentado ensinar às crianças O caminho, mas não percebem que o texto diz para ensiná-las NO caminho. Precisamos entender que ensinar O caminho é bem diferente de ensinar NO caminho. Ensinar O caminho basicamente é mostrar, apontar, direcionar, indicar, dizer: “Criança! Vá por ali! Ali está o caminho”. Entretanto, ensinar NO caminho é acompanhar, é ir junto, é demonstrar, é discipular, é pastorear, é dizer: “Criança, venha comigo, vamos juntos pelo caminho”. Cláudia Guimarães enfatiza: Ensinar a criança no caminho em que deve andar é muito mais que ensiná-la a orar na hora das refeições. É muito mais que proibi-la de assistir um determinado programa de televisão. É muito mais que ler a Bíblia de vez em quando; que matriculá-la num colégio cristão; que levá-la todo domingo à igreja. É muito mais. Ensinar a criança no caminho em que deve andar é viver a vida de Cristo a cada momento da vida. É exalar o bom perfume de Cristo no lar para que os filhos sintam o amor de Jesus, através de nós, pais e mães. É ensinar a criança a amar a Jesus de todo seu coração e sua alma, como nós o amamos. É ensiná-la a ter comunhão íntima com Jesus, como nós temos com ele. É ensiná-la a ter desejo de orar, de falar com Deus, de ter fome da Palavra e alimentá-la diariamente, até que ela possa fazê-lo sozinha. Enfim, ensinar a criança no caminho em que deve andar é discipular, é ser exemplo pelo olhar, pelo silêncio, pelo sorriso, pela própria vida. Para ensinar a criança NO caminho é preciso que dediquemos tempo e atenção, que tenhamos disposição, que sejamos intencionais e que sejamos exemplo em todos os momentos. Afinal, as crianças aprendem não apenas nos momentos formais de ensino. Elas aprendem o tempo todo, observando como falamos, como nos comportamos, como agimos, como vivemos. Há uma frase conhecida que diz: “A palavra convence, o exemplo arrasta”. E é por isso que nossas atitudes precisam ser co-

erentes com nossas palavras. Como podemos dizer às crianças que é importante ler a Bíblia e orar, se elas não nos veem fazendo isso? Como podemos dizer que cremos em Jesus, se elas não veem nossa fé sendo exercida nos momentos difíceis? Como podemos dizer que amamos a Deus acima de tudo, se elas nos veem colocando outras coisas (trabalho, esportes, redes sociais, dinheiro, etc) como prioridade em nossa vida? O pastor Hernandes Dias Lopes ressalta: Ensinar no caminho significa caminhar junto dos filhos, ser exemplo para eles, servir-lhes de modelo e paradigma. Albert Schweitzer disse que o exemplo não é apenas uma forma de ensinar, mas a única forma eficaz de fazê-lo. A atitude dos pais fala mais alto do que suas palavras. A vida dos pais é a vida do seu ensino. Os filhos não podem escutar a voz dos pais se a vida deles reprova aquilo que eles ensinam. O ensino estribado no exemplo tem efeitos permanentes. Até o fim da vida, o filho não se desviará desse caminho aprendido com pais. Ensinar NO caminho é, no viver diário, por meio de palavras e de atitudes, inculcar, ou seja, imprimir no coração e na mente das crianças a Palavra de Deus. É aproveitar cada oportunidade para ensiná-las a viverem para amar, obedecer e glorificar a Deus. Pois, a instrução dada por Moisés ao povo de Israel em Deuteronômio 6 continua válida para os dias de hoje: “Ouça, ó Israel: O Senhor, o nosso Deus, é o único Senhor. Ame o Senhor, o seu Deus, de todo o seu coração, de toda a sua alma e de todas as suas forças. Que todas estas palavras que hoje lhe ordeno estejam em seu coração. Ensine-as com persistência a seus filhos. Converse sobre elas quando estiver sentado em casa, quando estiver andando pelo caminho, quando se deitar e quando se levantar” (Dt 6.4-7). Precisamos acordar para a importância de ensinarmos, com persistência, a Palavra de Deus às nossas crianças. Pois, de todos os lados, elas estão sendo influenciadas por ideologias contrárias à Palavra, em livros, jogos, vídeos, filmes, desenhos, redes sociais, e até nas escolas. É urgente que as instruamos NO caminho que conduz à vida eterna! É imprescindível que nos preocupemos com a vida espiritual delas, discipulando-as, pastoreando-as e ensinando-as NO caminho, que é Jesus! ______________________________________________________________________ Jaqueline Nickel - Ministra de crianças na PIB em Santa Maria, RS [1] GUIMARÃES, Cláudia. Pastoreando as crianças desta geração. São Paulo: Vida, 2007, p. 43,44. [2] LOPES, Hernandes Dias. Provérbios: manual de sabedoria para a vida. São Paulo: Hagnos, 2016, p. 450.

.. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. 16

O BATISTA PIONEIRO

Setembro/Outubro 2021


ARTIGO

No Brasil, portadores de deficiência auditiva somam 9 milhões de pessoas. Apenas 1% se diz de confissão cristã evangélica. Quando tinha um ano de idade, meus pais descobriram que eu era surdo, pois me chamavam e eu não os atendia. Imediatamente, o médico diagnosticou que a medicação que havia tomado por nascer prematuro afetou minha audição. A partir disso, comecei a aprender Libras e meus pais também, para que pudéssemos nos comunicar. Os anos se passaram, aos dezenove anos de idade, entendi que era um pecador e que precisava de Jesus, em seguida ocorreu meu batismo no ano de 2015. A partir desse momento, fui crescendo e aprendendo mais da Palavra de Deus, nos grupos de jovens, EBD, e viver com a igreja, sempre buscando crescimento. Eu cursava Engenharia Mecânica, mas senti vontade de estudar Teologia, entretanto, eu não queria estudar na Faculdade Batista Pioneira (FBP). Meu desejo era estudar no Rio de Janeiro, RJ, porque lá havia uma faculdade de Teologia somente para surdos. Ocorreu que a faculdade do Rio fechou por motivos financeiros e seria reaberta somente dois anos depois. Então, entendi que era Deus me mostrando que deveria ir para Ijuí.

Sérgio e Tati.

Ministério com surdos na IB Santa Rosa.

ministério com surdos. Nossa responsabilidade é levar o evangelho aos surdos, através do estudo bíblico, amizade, amor, apoio, auxílio, enfim, servi-los. Precisamos aprender como nos envolver na obra do Senhor e manter a união entre surdos e ouvintes como um só corpo de muitos membros, como diz o texto de 1 Co 12.12-14. Além disso, o ministério com surdos requer tempo e dedicação plena e integral, paciência e persistência, pois surdos continuam à margem da sociedade e sem conhecimento espiritual. Percebemos Deus concedendo experiências aos surdos, mostrando que está cuidando e se importa com cada um em qualquer momento e suas necessidades especiais. Conforme o texto do Romanos 3:21-24 “Mas agora se manifestou uma justiça que provém de Deus, independente da lei, da qual testemunham a Lei e os Profetas, justiça de Deus mediante a fé em Jesus Cristo para todos os que crêem. Não há distinção, pois todos pecaram e estão destituídos da glória de Deus, sendo justificados gratuitamente por sua graça, por meio da redenção que há em Cristo Jesus”, nossa responsabilidade, tanto do ministério quanto da igreja, é ser inclusiva, pois o evangelho é para todos, visto que surdos ou ouvintes pecaram e todos nós precisamos da graça que há em Jesus Cristo. _____________________________________________________________ Sérgio Pieniak Jr. - Obreiro na IB Santa Rosa

.. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. ..

. .. .. .. .. .. ..

CONVOCAÇÃO

Foram quatro anos de estudo e em 2020 me formei em Teologia. Na faculdade, conheci minha esposa, Tatiane, que é ouvinte, e no início desse ano nos casamos. Ela é um presente incrível que Deus me deu. Além disso, servirmos juntos a Deus com foco no trabalho com os surdos. A Igreja Batista de Santa Rosa me convidou para atuar como seminarista e após minha formação, como Obreiro, com ênfase no

.. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. ..

UM CASAL DE OBREIROS PARA OS SURDOS

||||||||||||||||||||||

O Presidente da Ordem dos Pastores Batistas do Brasil – Secção Pioneira, no cumprimento de suas atribuições de conformidade com o Art. 14 do Estatuto da OPBB e do Regimento Interno na OPBB Secção Pioneira nos Art. 15, parágrafo 1º, Art. 16, parágrafos 1º, 2º, 3º, CONVOCA todos os pastores filiados para participar da Assembleia Geral Ordinária para deliberações, eleição da diretoria 2022/2023, eleição dos Líderes e Vice-líderes Regionais e Reforma do Regimento Interno, a realizar-se nos dias 4 a 8 de outubro de 2021 nas dependências do Hotel Renar, situado a Av. Beira do Lago, 150 - Jardim DAS HORTÊNCIAS, Fraiburgo - SC, 89580-000. Sem mais, Fraternalmente em Cristo. Curitiba – PR, 01 de setembro de 2021. Pr. Denis Moacir Beuter Presidente – OPBB – Seção Pioneira Setembro/Outubro 2021

O BATISTA PIONEIRO

17


||||||||||||||||||||||

IGREJAS

.. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. ..

PR VILSON SCHOLL É EMPOSSADO

Pr Vilson e família.

.. .. .. .. .. .. .

Marechal Cândido Rondon, PR - Motivo de grande alegria e gratidão ao Senhor para a PIB em Marechal Cândido Rondon foi a posse do nosso novo pastor, Pastor Vilson Scholl, ocorrida no dia 19 de dezembro de 2020. Em meio a tantas mudanças e restrições a nível mundial vividas em 2020, reconhecemos que a graça e misericórdia do Senhor estiveram bem presentes na vida da igreja local. Com tudo andando a passos mais lentos do que de costume, era difícil acredi-

tar na vinda de um pastor em apenas alguns meses. Contudo este foi um presente que o Senhor nos concedeu. Em setembro passado Pastor Vilson e família foram convidados para conhecer a igreja, o que resultou, no mês de outubro seguinte, no convite oficial ao ministério pastoral aqui nesta igreja. Por ocasião da posse, a mensagem foi trazida pelo Pastor Marcos Lovera, baseada no capítulo 4 do livro de Neemias. A mensagem deixada ao Pastor Vilson e família pela igreja na ocasião está baseada em Jeremias 3.15: “E vos darei pastores segundo o meu coração, os quais vos apascentarão com ciência e com inteligência”. Ainda que com número reduzido de pastores, membros e visitantes, pelos motivos já mencionados, o evento foi celebrado com alegria e gratidão a Deus. Pastor Vilson é formado Bacharel em Teologia pelo Seminário Teológico Batista do Paraná. Iniciou seu ministério

na Igreja Batista em Cunha Porã, SC, juntamente com sua esposa Samara, passando depois por Nova Ramada e Ajuricaba. Após, aceitou o convite da Igreja Batista de Antonina, PR, da Convenção Batista Paranaense e a seguir, serviu em Jacupiranga, SP. Na sequência, Pastor Vilson e família retornam ao Paraná para assumir o pastorado na Igreja Batista na cidade de Apucarana, onde trabalharam por nove anos, até dezembro último, deixando marcas de um profícuo e abençoado trabalho. Assumindo o ministério em Marechal C. Rondon, retorna também à Convenção Batista Pioneira, onde cresceu e iniciou o seu pastorado. Desejamos as boas-vindas ao Pastor Vilson, esposa Samara, filhos Glauber e Camila. Que a graça e a misericórdia do Senhor estejam sobre as suas vidas e que Ele frutifique e faça prosperar o trabalho na sua Igreja neste local. ________________________________________________ Dorli Scheguschevski

INSTITUTO VIDA – UM NOVO ANO SERVINDO A COMUNIDADE

Instituto Vida.

Blumenau, SC - Temos a enorme alegria de compartilhar notícias com os queridos irmãos da Pioneira sobre o novo projeto da PIBPB: o Instituto Vida. Este passou por assembleia no dia 28/03 para a homologar a nova diretoria e o estatuto social. Estamos extremamente alegres por esse novo tempo deste ministério. Sabemos que até aqui o Senhor tem nos guiado e direcionado em todas as coisas e assim será para os futuros desafios. No dia 10/03 tivemos o início das atividades presenciais dos cursos, onde ministramos um “aulão” de inauguração, apresentando de forma diretiva a visão, missão e nossos 18

O BATISTA PIONEIRO

Setembro/Outubro 2021

cursos aos novos alunos. Foi um tempo muito especial de testemunhar da motivação que nos leva a servir pessoas: Jesus. Nesse mesmo dia, tivemos testemunho de ex-alunos que foram abençoados pelos cursos e também a apresentação dos professores voluntários de cada área. Nossa oração é que Deus nos use como a sua igreja através do Instituto Vida, para que o nome de Jesus seja conhecido e pessoas possam ser atendidas diante de seus desafios emocionais, físicos e espirituais. ___________________________________________________________________________ Pr Josias Fernando Welter


.. .. .. .. .

A IMPORTÂNCIA DA CRIANÇA E DA ESCOLA BÍBLICA DOMINICAL NA IGREJA

.. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. ..

Nova Santa Rosa, PR - “Instrua a criança segundo os objetivos que você tem para ela, e mesmo com o passar dos anos não se desviará deles” (Provérbios 22.6). Na maioria das vezes, não nos damos conta o quão importante a EBD e o culto infantil são para as crianças, ainda mais nos dias atuais. No ano passado, quando a pandemia começou, fomos proibidos de continuar realizando ambos os encontros. Pensávamos que seria um tempo de duas ou três semanas e voltaria tudo ao normal. Mas não foi exatamente isso que aconteceu. Um sentimento de tristeza começou a tomar conta dos professores, pois parecia que estávamos de “mãos amarradas” para tudo. Aos poucos ideias foram surgindo, mas como colocá-las em prática? Muito difícil, complicado! Com certeza um desafio e tanto! Já tínhamos contato com internet, mas nada muito além de Facebook e Instagram. O temor e incertezas nos atingiram, pois tudo que é novo e desconhecido nos causa uma sensação estranha e, por vezes, desconfortável. Pensamentos começaram a surgir: Como os outros professores vão reagir? Vão concordar e fazer parte da equipe para implementar mudanças? E se a pandemia persistir, vamos ter material para muitas semanas? Como é falar olhando apenas para uma câmera? As crianças vão gostar do conteúdo? E a timidez que pode atrapalhar a desenvoltura? Nós vimos o agir de Deus em nossas vidas. A equipe de professores abraçou a causa e a cada semana surgiam

EBD em Nova Santa Rosa.

ideias novas e criativas de programas e temas a serem abordados, assim, a “EBD KIDS” foi melhorando e crescendo. Cada sábado tínhamos um vídeo prontinho para ser transmitido, com louvor, história bíblica e aplicação, assim como, atividades manuais ou interativas. As atividades contemplaram desde um simples desenho a uma dobradura mais difícil, brincadeiras com a família, ou as crianças irem para a cozinha e executarem uma receita com os pais. Cada atividade a nós enviada surpreendia pelo carinho e capricho com que era executada. Isso certamente só foi possível com o envolvimento e ajuda dos pais. Nosso objetivo era de fazermos programas para alcançar especialmente as crianças pequenas, até juniores. Foi muito bom ouvir os relatos das crianças sobre seus aprendizados, e algo ainda mais interessante foi ouvir pessoas de idade nos dizendo: “Assisti o programa de vocês no sábado, foi muito bom”. Nosso coração se enche de alegria e gratidão.

Esse tempo todo de gravações foi para nós um grande aprendizado, tempo de união e trabalho em prol da disseminação do evangelho de Cristo. Estamos imensamente felizes, pois este ano já conseguimos voltar com o culto infantil e reiniciamos todas as classes de Escola Bíblica Dominical, com os cuidados exigidos. Participar da EBD é um momento muito especial para nós, especialmente para as crianças. É na infância que os mais marcantes valores e princípios são assimilados e nunca mais serão esquecidos, passam de geração a geração. Não importam as dificuldades que ainda enfrentaremos, pois sabemos que a Palavra de Deus não pode ser deixada de lado. Continuaremos ensinando os pequeninos e quando forem adultos, não se esquecerão da palavra semeada em seus corações. Guardemos isso em nossos corações, e não desanimemos diante do que o mundo nos impõe. _______________________________________ Daiane Welke - PIB em Nova Santa Rosa

CONSOLO A FAMÍLIAS ATRAVÉS DE SERENATAS

Serenata IB Santa Rosa.

Santa Rosa, RS - A MCM da Igreja Batista em Santa Rosa vem compartilhar um pouco das serenatas e visitas de “portão” a famílias que perderam parentes por causa da Covid - 19; a irmãos que são do grupo de risco e estão em seus lares, em isolamento; irmãos acometidos pelo câncer e outras enfermidades. Além do louvor, fizemos orações e entregamos pequenos mimos como gesto de carinho. ___________________________________________________________________________ Rosane Henrich - Secretária da MCM-IBSR

Setembro/Outubro 2021

O BATISTA PIONEIRO

19


||||||||||||||||||||||

Capa Kids.

IGREJAS

.. .. .. .. .. .. .

IGREJA EM NONOAI INICIA TRABALHO SOCIAL COM FAMÍLIAS

.. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .

Nonoai, RS - A Igreja Batista Pioneira em Nonoai, RS sempre teve um sonho de desenvolver um trabalho de assistência social no município. Este sonho começou se tornar realidade através de uma conversa informal entre duas membros da igreja, Tainá Garibotti de Linhares e Vanderléia Perotto, quando, com o apoio do Pr. Lucas Buzanello e da diretoria da igreja, colocaram uma simples caixa na porta da igreja para arrecadar alguns alimentos e poder auxiliar uma ou duas famílias por mês na cidade. Algo simples que durou apenas 3 meses, mas foi o pontapé inicial para um projeto maior. Em uma visita informal do Pr. Lucas e de sua esposa Ana, levando alguns mantimentos e brinquedos a uma família Venezuelana, veio o testemunho desta família que através de orações na noite anterior pediram a Deus para que enviasse um servo em sua casa para auxiliá-los, pois vieram para o Brasil somente com a roupa do corpo e precisavam muito de ajuda. Esta foi a confirmação de que sim, necessitamos dar sequência neste projeto social. A partir daí, o projeto tomou uma pro-

porção maior e já temos cadastradas 17 famílias para as quais prestamos assistência com doação de móveis, roupas, utensílios domésticos, calçados, alimentos, assistência à saúde com encaminhamentos, orientação escolar e suporte espiritual. Já temos histórias comoventes neste pequeno tempo como, por exemplo: pessoas com câncer encaminhadas para tratamento, crianças desnutridas e psicologicamente abaladas dadas as circunstâncias vividas em seu país de origem - a Venezuela - encaminhadas para tratamento. Também atendemos famílias Venezuelanas que já possuíam fonte de renda, mas que precisavam de um auxílio no recomeço de suas vidas no Brasil, assim como, famílias Nonoaienses. Atualmente, o departamento de assistência social está com o projeto de arrecadação de cobertores e roupas quentes, pois o inverno gaúcho é rigoroso e as famílias necessitam se aquecer. Mesmo em meio à pandemia, conseguimos dar assistência às famílias, com cautela e sem infringir a lei, não vendo a hora que tudo isso passe para que possamos continuar este trabalho auxiliando tantas pes-

Tainá Garibotti de Linhares - Líder da assistência social Família venuzealana ajudada pela igreja.

jovens da Primeira Igreja Batista em Ijuí se revezaram na calçada em frente à Igreja para receber doações de alimentos não perecíveis. O alvo era arrecadar 2.100 quilos de donativos. Ao final do dia foram arrecadados cerca de 4.300 quilos de alimentos não perecíveis. Mas este não foi o único resultado expressivo: durante aquele dia os adolescentes e jovens interagiram entre si e aprenderam sobre a importância de servir; membros da igreja e pessoas da cidade abriram seu coração (e seu bolso) para cuidar do próximo; no domingo a Igreja toda se envolveu para guardar o que foi coletado; durante as semanas seguintes pessoas foram abençoadas ao receber as cestas básicas preparadas com carinho por uma equipe e distribuídas sob orientação de assistentes sociais. A pandemia trouxe desafios, mas Deus nos desafia a olhar para as oportunidades. O que podemos fazer vai além daquilo que não podemos.

Ijuí, RS - O dia 17 de abril de 2021 foi marcado por muito trabalho, cooperação e solidariedade: os adolescentes e

O BATISTA PIONEIRO

_________________________________________________

DRIVE THRU DE ARRECADAÇÃO DE ALIMENTOS

Drive Thru.

20

soas que necessitam. Queremos, em um futuro próximo, contar tantos outros testemunhos das pessoas que estão sendo ajudadas. O departamento de assistência social é composto por 10 membros e contando com o auxílio de mais irmãos no transporte das arrecadações.

Setembro/Outubro 2021

_____________________________________________________________________________ Josemar Valdir Modes - Pastor de crianças da PIBI


FALECIMENTOS

||||||||||||||||||||||

. .. .. .. .. ..

Carmen Fortes Esperandio – *05.06.1932 +16.03.2021 Toledo, PR - Carmen Fortes Esperandio, filha de Rafael Fortes Galhardo e Ângela Hernandes Garcia, nascida na cidade de Cafelândia (SP) em 05 de junho de 1932 e falecida no dia 16 de março de 2021 em Toledo, PR. O sepultamento de nossa mãe se deu em Maringá (PR), local em que viveu desde 1951 até 2010. Depois disso residiu alguns meses em Curitiba (PR) e quase um ano em São Gabriel d’Oeste (MS), e em março de 2012 passou a residir no Lar Irmãos Dentzer, em Toledo. Era filha caçula dentre sete irmãos que ficaram órfãos de mãe quando ela tinha apenas 8 meses de idade. Aos dezesseis anos, após um breve namoro, contraiu matrimônio com Américo Esperandio, com quem teve cinco filhos, a saber: Neusa, Ester, Sérgio (in memoriam), Samuel e Marta. Mudou-se do interior de São Paulo para o interior do Paraná no auge da era do café, tendo residido em Maringá, onde deu à luz três de seus 5 filhos. Teve o privilégio de ser chamada de avó por 13 netos/as, e de bisavó por 14 bisnetos/as e um tataraneto. Não menos importante sentia-se ao ser chamada de Dona Carmen pelos genros e noras e de Tia Carmen, por tantos sobrinhos e sobrinhas de parentesco consanguíneo ou exclusivamente do coração, a quem sempre tratou com muito carinho, nunca faltando o pão caseiro, bolo ou bolachas, com café ou chazinho regando boas conversas! Convertida a Cristo no dia do batismo de seu esposo, foi batizada na PIB de Maringá pelo Pastor Melo, e anos mais tarde foi uma das fundadoras da Igreja Batista Vila Sete, onde serviu como diaconisa e permaneceu como membro até sua morte. Seu hino predileto foi cantado no culto de despedida, ao som de violino: “Não sei por que de Deus o amor a mim se revelou, por que razão o Salvador pra Si me resgatou. Mas eu sei em quem tenho crido e estou bem certo que é poderoso pra guardar o meu tesouro, até o dia final” CC 377 / HCC 447. Dedicou filhos e filhas ao Senhor, e sempre orou para que o Senhor chamasse algum deles para o ministério. Foi plenamente atendida em sua oração e com gratidão reconheceu como bênção ter sua família servindo ao Senhor e à Sua igreja. Mulher de vontade forte e decidida, sabia se posicionar frente às demandas da vida. Nos nove anos que viveu no Lar de Idosos em Toledo, foi muito bem recebida e cuidada, testemunhou de sua fé e reafirmou sua convicção de que somente em Cristo há perdão, paz e salvação. E podia testemunhar em português, espanhol e italiano, só lamentando não saber “alemão” para conversar com as amigas da “avenida paulista” como são carinhosamente identificadas as irmãs que vieram da IBASP e estão no LID. Ela não se furtava a brincar de “bingo” e jogar “dominó”, e ficou “famosa” pelos consertos nas roupas usadas e de fazer “biquinho” de crochê nos panos de prato. Nós, que ficamos aqui mais um pouco, não nos entristecemos como quem não tem esperança, mas aguardamos o momento do reencontro quando “os mortos em Cristo ressuscitarão primeiro e depois nos uniremos a eles para encontrar com o Senhor nos ares, e assim, estaremos para sempre com o Senhor” (I Ts 4. 13-18). Soli Deo gloriae! Marta e Samuel Esperandio

Reynaldo de Castro Palma Jr. – *19.12.1959 +16.3.2021 São Paulo, SP - Fomos surpreendidos com a notícia do falecimento do Júnior, como era conhecido, em decorrência de complicações da Covid, depois de pouco mais de uma semana internado. Júnior chegou à nossa igreja há cerca de dez anos. Nasceu e cresceu em lar cristão, no interior do Paraná, mas depois de adulto ficou distante da comunhão da igreja durante bom tempo. Com a chegada do Pr. Fritz Kriger e família à Ibasp, em janeiro de 2010, ele conheceu a igreja, e nesse período houve a reconciliação com Deus e retorno à comunhão do Corpo de Cristo. A partir de então, era presença constante nas programações. Tinha um carinho especial pelo coro, tanto misto quanto masculino, e dava apoio incondicional a esse ministério. Ele amava música, além de participar ativamente também do grupo de homens e do grupo de casais. Sempre alegre e bem-humorado, tinha apelidos carinhosos para muitos na igreja, e gostava muito de conversar com os visitantes. Ele era acolhedor e convidava todos para o “junta-panelas”... Pedimos oração por toda a família: Adriane (esposa) e filhas Camila e Amanda, mãe, irmãos e sobrinhos. Também nós como igreja sentiremos muita falta desse amado irmão, mas cremos que essa perda servirá também, de alguma forma, para a glória do Senhor. Disse Jesus: “Eu sou a ressurreição e a vida. Aquele que crê em mim, ainda que morra, viverá; e quem vive e crê em mim, não morrerá eternamente”. (Jo 11.25-26a) Doris Körber - Assistente da Comunicação

Setembro/Outubro 2021

O BATISTA PIONEIRO

21


||||||||||||||||||||||

FALECIMENTOS

Hertha Helena Friedrich – *04.07.1936 +02.03.2021 Cunha Porã, SC - “Preciosa é aos olhos do Senhor a morte dos seus santos” Salmo 116.15. A irmã Hertha nasceu em 04 de julho de 1936, no interior de Ijuí, hoje Linha 28, Ajuricaba, RS, filha de Henrique e Olga Scheguschewski. Cresceu conhecendo as verdades eternas, sob orientação espiritual luterana. Em 23 de maio de 1959 se casou com Guilherme Friedrich, na mesma localidade onde nasceu. Logo após o casamento mudaram-se para o oeste catarinense, juntamente com seus pais, irmãos e suas famílias. Ao lado do esposo, trabalharam muito e progrediram, mas principalmente, encontraram a grande salvação que está em entregar a vida a Jesus Cristo. Rendeu-se a Cristo na vida adulta e foi batizada, juntamente com seus pais, irmãos, cunhadas e uma sobrinha, pelo Pr. Ottmar Wehr. A sua caminhada cristã foi marcada pela liberalidade. Juntamente com o esposo, ajudou muitas pessoas em suas necessidades, tanto dentro quanto fora da igreja. Não tiveram filhos biológicos, mas adotaram duas “filhas do coração”, Adriane e Rosane. Foi Adriane que “honrou” sua mãe ajudando Willi no cuidado dela quando esteve enferma nos últimos meses. Partiu desta vida terrenal no dia 02 de março de 2021, um dia após a PIB de Cunha Porã completar 40 anos de organização, da qual foi membro-fundadora. Deixa enlutados o esposo, a irmã Iolanda, o irmão Walter, sobrinhos e demais familiares, bem como toda a igreja. Rogamos o consolo do Senhor sobre todos. Pr Matias Fischer

Armindo Hohnke – *11.11.1938 +15.03.2021 Marechal Cândido Rondon, PR – Armindo Hohnke nasceu no dia 11/11/1938 em Santa Rosa, RS, sendo filho de Herbert e Emilia Hohnke. Casou-se com Hilda Arguita em 16/09/1961 e tiveram 4 filhos: Arquelau (falecido), Sali, Sarah e Selia. Aceitou a Jesus como seu Salvador, entregando sua vida aos Seus cuidados e foi batizado pelo Pr. Helmuth Fürstenau em 02/04/1972 na Primeira Igreja Batista em Marechal Cândido Rondon. Os últimos anos de vida foram de muitas lutas em relação a sua saúde, impossibilitando a sua presença nos cultos e demais atividades da Igreja. Seu estado de saúde intercalava-se entre momentos de melhora e aqueles em que permanecia em leito por longos dias. Após último AVC que sofreu não teve reação, permanecendo desacordado e sem expectativa médica de reversão em seu quadro. Para alívio de seu sofrimento, Deus o chamou para descanso e gozo eterno junto ao Pai no dia 15/03/2021, aos 82 anos, 3 meses e 27 dias. Deixa a esposa Hilda Arguita, filhas, genros, netos, bisnetos e demais familiares enlutados, mas certos de que o consolo do Senhor estará com cada um. Dagmar Brunhara Secretária PIB Marechal Cândido Rondon

Adina Zimmermann – *19.04.1937 +03.01.2021 Tuparendi, RS - Romilda Scheibner Waldow nasceu em 24 de junho de 1927. Aceitou a Jesus Cristo como Senhor e Salvador e foi batizada na Igreja Batista de Candeia no dia 01 de janeiro de 1939, aos 11 anos de idade pelo Pastor Otto Grellert. Foi casada com Emílio Waldow. Ao partir, deixa os filhos: Edela, Marli, Flavio e Toni, dois genros e duas noras, netos e bisnetos e um irmão. A irmã Romilda alcançou a idade de 93 anos, 08 meses e 18 dias. Faleceu no Hospital de Tuparendi no dia 13 de março de 2021. Ela será lembrada por duas marcas que trazia em seu coração: a alegria constante e seu amor pela música. Alegria constante porque mesmo com dezenas de intervenções cirúrgicas devido ao câncer de pele, que a acompanhou por muitos anos, nunca perdeu o sorriso; em cada visita, nunca faltou o ânimo e a motivação; adoentada, não lamentava sua situação. Foi sempre alguém que achava motivos para rir e fazer alguma ‘travessura’, mesmo em idade avançada. Amor pela música, pois gostava de ouvir música, em especial música coral; sempre se mostrou preocupada com o coral da igreja e desejava ouvir o coral cantar. Isso tem seu motivo, cantou por mais de 40 anos no coral da Igreja Batista de Candeia. Agora foi se alegrar no lugar onde a alegria é eterna e cantar no coral dos santos redimidos para o seu Senhor. Pr Inácio Bloch

22

O BATISTA PIONEIRO

Setembro/Outubro 2021


FALECIMENTOS

||||||||||||||||

.. .. .. ..

Blondine Hilda Schegoschewski – *03.08.1928 +16.02.2021 Cunha Porã, SC – “Bem-aventurados os mansos, porque herdarão a terra” (Mateus 5.5). Esta qualidade destacada por Jesus nas bem-aventuranças era uma marca da imã Blondine. Nascida no dia 03 de agosto de 1928 na Linha 28 - Ajuricaba, filha de Arnoldo e Lydia Dreyer. Cresceu em um lar de orientação evangélica luterana. Casou-se com Herbert Schegoschewski no dia 26 de maio de 1951. No final da década de 50 migraram para o oeste catarinense, mais especificamente Cunha Porã. Foi alcançada pelas “evangelizações” realizadas nos interiores dessa região, assim, teve uma experiência de conversão pessoal a Jesus Cristo. Juntamente com o esposo e outros familiares, foi batizada nas águas, em um rio no município de Riqueza pelo Pr. Ottmar Wehr. Foi membro-fundadora da PIB de Cunha Porã, igreja da qual participou com muita dedicação por mais de 40 anos. Depois de mais de um ano de enfermidade, partiu mansamente no dia 16 de fevereiro de 2021. Deixa enlutados os filhos Harri, Helvin, Hélio, Marlene, Marise e Manfredo, 4 noras, 2 genros, 15 netos e 4 bisnetos, bem como toda a igreja que tinha grande carinho por ela. Pr Matias Fischer

Cidália dos Santos Castro – *23.11.1950 +08.03.2021 Diadema, SP - Diadema, SP - Aprouve ao Senhor recolher nossa querida irmã Cidália dos Santos Castro. Ela fez parte do início da formação da igreja em Diadema, junto com sua família. Uma serva fiel a Deus, sempre presente nos cultos e todas as programações da igreja, exemplo de mãe, esposa, tia, amiga. Passou por muitas provações no último ano, mas sempre confiante de que Deus estava cuidando de sua vida. Sorriso cativante no rosto e uma doçura no olhar eram a mais perfeita forma de agradecimento a Deus e aos irmãos que a visitavam. Sentiremos muitas saudades, mas sabemos que ela lutou o bom combate, encerrou a carreira e está descansando nos braços do Senhor. “Porque para mim o viver é Cristo e o morrer é lucro” Filipenses 1.21. “ Combati o bom combate, acabei a carreira, guardei a fé. Desde agora, a coroa da justiça me está guardada, a qual o Senhor, justo juiz, me dará naquele dia; e não somente a mim, mas também a todos os que amarem a sua vinda” 2 Timóteo 4.7-8. Igreja Batista Alemã de Diadema

Selena Holz – *28.03.1956 +04.04.2021 Santa Maria de Jetibá, ES - “Tudo tem o seu tempo determinado, e há tempo para todo propósito debaixo do céu: há tempo de nascer e tempo de morrer…” Eclesiastes 3.1,2. Esse era um dos textos bíblicos mais considerados pela irmã Selena Holz. E, aprove a Deus determinar o dia 04 de abril de 2021 como o dia em que ela seria recolhida às mansões celestiais para estar por toda a eternidade com o seu Senhor. Irmã Selena foi membro ativa da PIB em Santa Maria de Jetibá por vários anos, servindo no ministério infantil (Coralzinho Perfeito Louvor), no coro da igreja como professora de adolescentes na EBD. Selena tinha o dom de contribuição e hospitalidade. Muitos foram beneficiados pelo exercício desses dons durante muitos anos. Mas sabemos que ela usufrui agora de todas as glórias que Deus preparou para sua filha. A saudade fica, mas permanece também nossa gratidão a Deus por todo benefício concedido à Sua Igreja através da vida desta amada irmã. Pr. Rubens Dias Rocha - PIB Santa Maria de Jetibá

Erhardt Busch – *11.1.1933 +21.2.2021 São Paulo, SP - Pouco mais de um mês depois de completar 88 anos de vida, o irmão Erhardt Busch foi libertado da doença que o enfraquecia há um bom tempo. Nascido na Alemanha, mudou-se com a família para o Brasil quando ainda era criança. Foi batizado aos 15 anos na Igreja Batista de Pederneiras (Guarani das Missões, RS), pelo Pr. Alfred Winderlich. Ao vir para São Paulo, estabeleceu-se como cortineiro, trabalhando de casa. Casou-se com Lili Anita Krapp em 31.3.1956, completando assim quase 65 anos de matrimônio. Na Ibasp, cooperou muitos anos no coro masculino e na banda de sopros (tocava trompete), além de dirigir o conjunto instrumental que tocava no culto todos os meses. O irmão Busch deixa a esposa, Lili, os filhos Rubens, Paul e Richard, noras e netos, além da irmã Irene e outros familiares e amigos, a quem desejamos o consolo do Espírito Santo e a alegria da esperança do reencontro na eternidade. “Combati o bom combate, terminei a corrida, guardei a fé” (2Tm 4.7). Doris Körber - Assistente da Comunicação

Setembro/Outubro 2021

O BATISTA PIONEIRO

23


Juntas com sede em Curitiba, PR Rua Elizeu Faria, 157 - casa 1 81720-130 - Curitiba, PR

Fone: (41) 3284.4650 (41) 99290-3093 www.pioneira.org.br/jevam pam@pioneira.org.br secretaria@pioneira.org.br

Fone: (41) 3376.0271 www.pioneira.org.br/jufemi jufemi@pioneira.org.br

Rua Benjamin Constant, 2080, B. Escola Agrícola 89037-502 - Blumenau, SC Fone: (41) 98791-2585 www.jumap.org.br jumap@jumap.org.br

Rua Dr. Pestana, 1021 98700-000 - Ijuí, RS Fone: (55) 3332.2205 www.batistapioneira.edu.br faculdade@batistapioneira.edu.br

Acampamentos: ABP Linha 11 Leste, Bozano, RS Fone: (55) 9 9963-2219 pioneira.org.br/abp

ACAMPAZ BR 282 km 612, Maravilha, SC Fone: (49) 9 9961-6392 pioneira.org.br/acampaz

Rua José Bonifácio, 1623 98700-000 - Ijuí,RS Fone: (55) 3332.1095 www.pioneira.org.br lartabea.iju@terra.com.br Rua Caminho do Furquim, 275 06720-250 - Cotia, SP Fone: (11) 4616.1107 www.pioneira.org.br larcotia@terra.com.br Rua Mercúrio, 126 09990-030 - Diadema, SP Fone: (11) 4056.7775 www.pioneira.org.br nsdiadema@pineira.org.br Rua José Bonifácio, 1623 Casa A - Bairro Storch. 98700-000 - Ijuí, RS Fone: (55) 3332.8182 www.pioneira.org.br cais@surdoscais.com.br Largo S. Vicente de Paulo, 1382 85900-215 - Toledo, PR Fone: (45) 3277.3227 www.lid.org.br contato@lid.org.br Rua Benjamim Constant, 339 98280-000 - Panambi, RS Fone: (55) 3375.6150 www.lartabea.org.br lar.panambi@gmail.com

24

O BATISTA PIONEIRO

Setembro/Outubro 2021

"E em n enhum outro h á salvação, porque também debaixo do céu n enhum outro n om e h á, dado entre os h om ens, pelo qual devam os ser salvos."